domingo, 7 de agosto de 2011

Professor-tampão não resolverá a crise da Educação em Minas Gerais



Professor-tampão não resolverá a crise da Educação em Minas Gerais

Minas Gerais vive uma crise, ou melhor, vive várias crises. Uma delas, uma das mais graves, é na área da Educação pública, marcada pela greve dos educadores, por conta do não pagamento do piso salarial instituído pela Lei 11.738/2008.

Além de não aplicar os 25% d
a receita na Educação, como manda a Constituição, o Governo de Minas não paga o piso salarial nacional dos educadores. De forma vergonhosa diz na TV que cumpre a Lei do Piso através de um sistema chamado subsídio, que nada mais é do que um teto salarial, a soma de vencimento básico e gratificações - o oposto, portanto, do piso definido pela Lei enquanto vencimento inicial, vencimento básico.

O motivo para o não cumprimento da lei pelo governo mineiro é muito simples. A implantação do
piso, mesmo pelo valor ridículo reconhecido pelo MEC, de R$ 1.187,00 para uma jornada de até 40 horas - ou R$ 712,20 para a jornada de 24 horas para o profissional com ensino médio - custaria aos cofres públicos muito mais do que o tal subsídio.

O governo diz que com o subsídi
o o estado investe R$ 1,2 bilhão; se pagasse o piso como manda a lei, o investimento saltaria para R$ 4 bilhões. A esse arranjo se dá o nome popular de calote. O governo não reconhece isso publicamente e tal dado foi confidenciado pela secretária Renata Vilhena, do Seplag, ao deputado Rogério Correia, do PT, que expôs tal fato num discurso que fez em plenário da ALMG, mas depois, não se sabe o porquê, não tocou mais no assunto. Mas, é fato que o pagamento do piso requer mais investimento do que o subsídio.

Na ilegalidade, mas travestido de um suposto cumprimento da lei ao seu modo, como se fosse possível agir dessa forma, o governo de Minas gasta rios de dinheiro com publicidade na mídia regional, dizendo que já paga até mais que o piso e que, portanto, a greve dos educadores não teria razão se ser. Nós educadores, seríamos todos pessoas
imbecilizadas, induzidas ingenuamente pelo sindicato a acreditar que o subsídio é pior do que a Lei do Piso.

Mas, enquanto tenta enganar a população e pressionar os educadores das mais variadas formas - corte de salário, redução ilegal de remuneração, p
ressão através da máquina do estado, etc.-, o governo se vê socialmente pressionado pelos pais dos alunos que cursam o 3º ano do 2º Grau, por conta da proximidade do ENEM.

Diante disso, ao invés de negocia
r o pagamento do piso com os educadores que estão em greve há quase dois meses, pondo fim à paralisação, o governo prefere prometer uma solução-tampão, ou seja, o professor-tampão, uma espécie de contratação provisória e ilegal de centenas de profissionais para um arranjo para inglês ver.

É evidente que tal prática não te
rá sucesso. Primeiro porque não existem professores habilitados em número suficiente para substituir os colegas educadores em greve; segundo, porque demonstra a falta de compromisso do governo para com a Educação pública, que é aquela que serve especialmente aos filhos dos trabalhadores de baixa renda. Falta de compromisso que atinge também o governo Federal, cuja presidenta, em campanha, fez sucessivas promessas de priorizar a valorização dos educadores, mas que agora, já eleita, faz ouvidos moucos para os reclamos dos profissionais da Educação.

Em todo o país observa-se um covarde massacre dos educadores, que são forçados a realizar paralisações para que os governantes cumpram a Lei Federal que instituiu o piso salarial, de valor abaixo de crítica. Um cenário dantesco, para dizer o mínimo.

As soluções procuradas pelos go
vernantes regionais, com o apoio de dóceis legislativos, judiciários e ministérios públicos, que, salvo raras exceções, funcionam como autarquias dos poderes executivos, são as piores para os educadores e para a Educação pública no Brasil. Destroem planos de carreira, criam fórmulas mirabolantes, como o subsídio em Minas, para escapar da Lei do Piso, demonstrando o quanto a Educação não é prioridade para nenhum governo deste país.

O Brasil das elites dominantes, que prioriza altos lucros para banqueiros, empreiteiras e agronegócio, não se envergonha quando aumenta os tetos salariais da alta hierarquia dos três poderes. Mas, recusa-se a pagar um minguado piso salarial para os profissionais que têm a tarefa de contribuir para a formaç
ão crítica de milhões de cidadãos. É um país que arranja bilhões da noite para o dia para realizar uma Copa do Mundo, mas que joga sempre para as calendas gregas as soluções para a Educação pública, a Saúde, a Seguança, o saneamento, a moradia popular em favor dos de baixo. Nessa cidadania mal resolvida, em que os de baixo são sempre chamados para o sacrifício e o deleite dos de cima.

O velho-novo achado do governo mineiro para escapar da pressão dos pais de alunos ante à proximidade das provas do ENEM é a contratação do professor-tampão para cobrir as aulas do quadro estável d
a rede ensino, formado pelos professores que estão em greve, e que são aqueles que têm as melhores condições para aplicar os conteúdos iniciados no primeiro semestre.

A condição para resolver esse d
ilema é muito simples: que o governo de Minas pare de tergiversar e enganar a população e cumpra a lei, pagando o piso dos educadores. A greve em Minas não é por aumento de salário, mas pelo cumprimento de uma lei federal, que já passou inclusive pelo crivo do STF - órgão este que, por sinal, ou para antender ao pedido de governantes, vem procrastinando a publicação do acórdão que rejeitou a ADI 4167. O quê mais será preciso fazer para que os governos cumpram o que está na lei? Talvez uma revolução.

Enquanto o governo de Minas investe na duplicação dos salários dos policiais militares, que recebem de vencimento básico R$ 2.040,00 e terão aumento de 100% até 2014, para o professor o governo insiste em pagar o pior vencimento básico do país para o profissional com ensino médio: R$ 369,00. Talvez porque o governo trabalhe com a lógica segundo a qual, ao não prop
orcionar boa educação para todos, colherá mais injustiça social e violência. E para isso, na visão neoliberal, a melhor solução é investir mais em cadeias e repressão, e menos em escolas.

Claro que não somos contrários a que o pessoal da segurança pública seja bem remunerado pelos relevantes serviços que prestam - excetuando-se, obvia
mente, a repressão aos movimentos sociais. Mas, é sintomático este tratamento prioritário dispensado pelo governo aos policiais militares, enquanto trata com desdém o pessoal da Educação e e da Saúde pública.

E nós, educadores - e toda a comunidade também - ficamos reféns de um governo federal omis
so; de uma mídia comprada, cuja prática agride o princípio constitucional da liberdade de expressão e de opinião; de judiciários e legislativos que funcionam como assessorias a serviços dos governantes de plantão; de coroneizinhos regionais que não cumprem a lei. Além de entidades-fantasma de ocasião, criadas somente para aparecer na mídia em época de greve, como uma tal de federação de pais e alunos, cujo dono cumpre o papel de pau mandado do governo.

Ora, isso não é uma democracia. Isso é um arremedo de república. Semelhante talve
z à solução do "professor-tampão", (re)descoberta por um governante que, com essas atitudes, se apequena e se torna também um governante-tampão.

Que os educadores e demais tra
balhadores não aceitem isso. Queremos uma solução de fato. E se os governos regionais (estaduais e municipais) não têm condições de desenvolver políticas de valorização dos educadores, que façamos a federalização da folha de pagamento dos educadores, com um plano de carreira nacional, jornada de trabalho comum, e um fundo comum de financiamento.

Mas, enquanto isso não acontece, não abrimos mão da lei em vigor. Queremos o piso, e sem ele, a greve continua. Minas não precisa e não merec
e uma solução-tampão para esconder a crise na Educação. Basta cumprir a lei e pagar o piso. Ou teremos que fazer um levante social*?


* O direito à insurreição, à desobediência civil, à resistência a toda forma de opressão e agres
são a direitos constituídos está previsto em algumas cartas constituições, e na do Brasil, indiretamente também. Em Portugal, por exmplo, o texto constitucional é explicito: "Portugal reconhece o direito dos povos à autodeterminação e independência e ao desenvolvimento, bem como o direito de insurreição contra todas as formas de opressão." Esta possibilidade não pode ser descartada quando observamos este quadro de quebra dos princípios constitucionais por parte dos poderes constituídos, que, ao invés de defenderem a soberania popular e as conquistas asseguradas em lei, tornam-se máquinas para massacrar os de baixo.

***

"MARIA:

JÁ ESTÁ TARDE, SÃO QUASE DUAS HORAS DA MANHÃ. MAS ESTOU PASSANDO POR AQUI, PARA DIZER PARA TODOS OS EDUCADORES QUE A REDE GLOBO DIVULGOU NO INTERVALO DO PROGRAMA ZORRA SOBRE A GREVE NA ÁREA DA EDUCAÇÃO... A NOSSO FAVOR, É CLARO!!
DEPOIS VOLTO PARA LER O TEXTO COM MAIS ATENÇÃO. PARECE ESTAR ÓTIMO.
ABRAÇOS, E MUITA ESPERANÇA PORQUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO.
"


"Estela - João Monlevade:

Caro Euler, Aqui em João Monlev
ade tínhamos um Sr. Advogado do Sindicato o SINTRAMON, que nos defendia com unhas e dentes (na gestão do prefeito anterior) nos períodos da data base de nossa categoria, porque trabalhamos sob o Regime Celetista. Mas agora, ele virou PREFEITO, e virou também um APRENDIZ DE DITADOR, onde quer de qualquer forma e a qualquer preço impor suas decisões, por aqui todos estão o chamando de MENINO PIRRACENTO.

Venho manifestar minha indignação, pois a nossa greve foi deflagrada dia 09 de Junho e está com 100% de adesã
o. As negociações não caminham, e ele não aceita nenhuma proposta feita pelo sindicato, houve até audiência publica na Câmara dos Vereadores, mas não obtivemos nenhum sucesso.

Então ele convocou nossos colegas contratados em uma reunião fechada na Prefeitura onde propôs que os mesmos retornassem ao trabalho e que
cada um convencesse alguns colegas efetivos a retornarem também. Mas graças a Deus a maioria dos colegas contratados (os mais esclarecidos é claro) tiveram a posição de que iriam procurar o sindicato e essa decisão seria tomada juntamente com os efetivos. E disseram ao Prefeito que não somos duas classes de trabalhadores as dos efetivos e a dos contratados, mas sim uma única classe a de EDUCADORES.

Então, não satisfeito com essa resposta dos combativos colegas contratados, essa semana ele enviou a casa de cada contratado a carta abaixo através de um motoboy, na qual a correspondência deveria ser assinada com a confirmação de sua entrega.


Como você pode observar nem o senhor Secretário de Educação e muito menos o Sr. Prefeito assinou a tal intimação acima.

Estamos indignados, porque nesta segunda-feira, mesmo contra a vontade nossos colegas contratados retornarão as escolas.

Estamos solidários a eles, pois não tiveram opção de escolha como temos os efetivos, pois foram ameaçados de demissão mesmo. E a maioria dos contratos que representam uma pequena parcela de professores na rede municipal, nos pediram que continuássemos a greve, e que não desanimássemos porque nós estaríamos os apoiando desta forma.

As escolas irão funcionar no turno matutino apenas com o nono ano e no turno vespertino com o sexto ano. Que foi uma forma que encontraram de enganar a sociedade, estão fazendo propaganda através dos meios de comunicação que a greve acabou, e que os professores efetivos também iriam retornar.

Mas isso é mentira, nós efetivos não voltaremos, pedimos também para os meios de comunicação que fizessem nossa versão dos fatos. Fizemos também reuniões com os pais dos alunos, pedindo que não enviassem seus filhos as escolas nesta segunda-feira, pois as mesmas não terão número de funcionários necessários para receberem os alunos adequadamente.


Estamos indignados com o nosso aprendiz de ditador, e mais ainda com o nosso secretário de educação que é um professor, afffffff socorro!!! ... e consideramos que estamos sendo traídos por ele.


Mas estamos fortes na luta, e dia 11 quando o Governador de Minas estiver em nossa cidade para inaugurar o CTI do Hospital Margarida, isso é se ele aparecer, estaremos firmes e mais fortes ainda juntamente com os colegas da Rede Estadual de Educação fazendo nosso manifesto.
Convido a todos de outras cidades, e principalmente das cidades mais próximas, que se juntem ao nosso manifesto.

Um forte abraço, e continuaremos forte em nossa luta!
"

Comentário do Blog: O texto acima da combativa colega Estela, da rede municipal de João Monlevade, que recebi por e-mail e publiquei com a devida autorização, demonstra claramente como os educadores estão (estamos) sendo tratados. Em todo o Brasil é este o cenário de descaso e arrogância dos governantes, que tratam a Educação pública como última prioridade. É nosso dever moral não aceitar essa situação. Aos colegas de Monlevade, a nossa integral solidariedade. Que estejamos juntos na luta por uma Educação pública de qualidade e pela valorização dos educadores. E contem com este espaço para a divulgação da luta que vocês vêm travando corajosamente. Um forte abraço e força na luta!


"Marlene de Fatima:

A verdade é que temos entre nós, traíras, que em pele de cordeiro votaram nesse governo, que não fazem greve por motivos diversificados e sem argumentação e ainda se dizem professores.

São "dadores" de aula, que não podem passar cidadania, pois não a vivem.

Minas é a própria História feita de lutas e sempre teve um Joaquim Silvério.

Nosso "Azia" tem a petulância de brincar e abusar de nossa categoria por encontrar respaldo em muitos que recebem mais do que merecem e que envergonham nossa classe."


Comentário do Blog: Infelizmente ainda enfrentamos essa realidade, combativa colega Marlene. Mas, estamos alterando esse quadro com a nossa luta, e cada vez mais os educadores mineiros estão se unindo para demonstrar para o governo, e para o Brasil todo, que é chegado o momento de acabar com esse ciclo de descaso para com a Educação e os educadores. Um forte abraço e força na luta!

"Eliane França:

Olá Euler,
Aqui em Alfenas, na próxima terça feira, nossos alunos farão uma movimentação em apoio aos educadores... Tbem não querem saber de professores-tampão. Estão preocupados com o Enem mas solidários com a nossa causa...
Abçs,
Eliane"


Comentário do Blog: ótima notícia, combativa colega Eliane. Depois, se puder, mande-nos um relato sobre o ocorrido. Um forte abraço e força na luta!

"Sebastião de Oliveira:

Caros professores,
Esta semana deve ser decisiva, portanto, os professores devem manter unidos e muita coragem, firmes na luta, não pensar sair da greve sem a vitória, podem acreditar, vocês vencerão esta batalha.

Na reunião do dia 02/08 feita pela Secretaria da Educação com os diretores, ela disse que o regime remuneratório será extinto, sendo que o Governo não trabalhará para a valorização da carreira. Veja quanta ignorância, não importa se o Governo vai ou não valorizar a carreira, o importante que ele cumpra a Lei, a valorização será feita pelo Governo Federal.

Sebastião de Oliveira"


Comentário do Blog: Nosso combativo colega Sebastião de Oliveira está coberto de razão. Na antiga carreira as vantagens acontecem automaticamente, incluindo o reajuste anual determinado pelo piso, ao contrário do subsídio, que dependerá da boa (má) vontade do governo mineiro. Por isso, fica aqui também o apelo aos que ainda não fizeram opção pelo antigo sistema remuneratório: dia 10 de agosto é o limite; preencham a requisição e levem para a SRE da sua região. Um forte abraço e força na luta!


"Entrevista com o Romulo Radicchi, professor da rede estadual de Minas Gerais e militante do Movimento Classista dos Trabalhadores em Educação – Moclate.

AND - O que motivou a deflagração do movimento grevista dos trabalhadores em educação?

Rômulo - A principal motivação do atual levante dos educadores brasileiros é a crescente miséria e pobreza em que esses trabalhadores se encontram. Esta situação é provocada pelas políticas nefastas das gerências municipais e estaduais em cumplicidade com a gerência Dilma (PT, pecedobê, PDT, etc).

Somando-se a esse fator, em Minas Gerais, por exemplo, temos uma mal intencionada política de destruição da carreira dos educadores com o confisco de direitos e gratificações já adquiridos. Após uma decisão favorável do STF em apontar o piso salarial nacional dos educadores como sendo vencimento básico na carreira, tivemos uma mudança na correlação de forças da luta pela valorização profissional, em que pese o rebaixadíssimo valor do piso de R$ 1.187,00 para uma jornada de 40hs semanais. Sabiamente, os educadores têm aproveitado bem esse momento através da luta.

AND - Qual a dimensão do movimento, como tem sido as mobilizações?

Rômulo - Os trabalhadores em educação das redes estaduais de Santa Catarina e do Rio Grande do Norte realizaram greves históricas e extremamente combativas. Elas terminaram em julho e duraram cerca de 60 dias. Os trabalhadores de base, em muitos momentos atropelaram as direções oportunistas e burocráticas. Guiados pelo desejo de conquistas, empurraram essas direções para o caminho da luta. Foram dois meses de intensas mobilizações, com acampamentos, passeatas e massivas assembleias. Nesses movimentos valeu a máxima do "quem luta mais, perde menos". Em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, as greves persistem e tem o elemento da combatividade presente na base dos educadores. Esses se cansaram das demagogias dos governantes de plantão e têm se lançado em atos e ações cada vez mais radicalizados. Diversas redes municipais de ensino estão mobilizadas. É preciso ressaltar a omissão da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE que é, na verdade, uma entidade cartorial conhecida na base como uma autarquia do MEC, completamente distante das lutas dos trabalhadores em educação e que sequer foi capaz de organizar uma greve unitária em todo o país em defesa do miserável piso nacional. As direções oportunistas sempre fazem da justa luta dos trabalhadores em educação uma espécie de correia de transmissão de seus interesses eleitoreiros. No caso de Minas Gerais é visível o uso por parte de deputados do PT do justo movimento de greve dos educadores. O importante desse cenário é que os educadores se lançaram na luta devido à salvação de suas carreiras e o gigantesco arrocho salarial a que estão submetidos. E, como não poderia deixar de ser, muitas lições estão sendo extraídas e uma delas é de que devemos fazer com nossas mãos tudo aquilo que nos diz respeito. De fato, a greve é uma escola de combate do proletariado.

AND - Qual a perspectiva classista dos trabalhadores em educação a partir dessas greves?

Rômulo - Uma greve nacional da educação como instrumento de luta tem se tornado uma necessidade premente da categoria. A arqui-pelega CNTE mantêm as greves estaduais confinadas ao isolamento, recusando a unificar a luta dos trabalhadores em educação de todo o país, claramente para blindar a atual gerência, que com sua política antipovo contribui muito para a desvalorização social da educação pública. A cada dia, a cada enfrentamento, as massas têm percebido essas manobras e felizmente têm sido forjadas lideranças com uma postura combativa e independente.

Fonte: http://www.anovademocracia.com.br/no-80/3587?task=view"



"Anônimo:

Modelo de procuração

Pelo presente instrumento particular de procuração, eu , ............................., maior, portador da Cédula de Identidade Nº ..............................
, brasileiro (a), (estado civil), Professor (a) de ......................................., na Escola Estadual .......................... em (Localidade), Masp: .................., nomeio e constituo minha bastante Procuradora, Nossa Senhora do Magistério, a quem confio plenos poderes, para negociar junto ao Governador de Minas Gerais, Antonio Augusto Junho Anastasia, o fim da greve deflagrada em 08 de Junho de 2011, em virtude do não cumprimento da Lei nº 11.738/2008, que institui o Piso Salarial do Magistério, podendo, para este fim, assinar documentos, enfim, praticar todos os atos necessários ao bom e fiel desempenho deste mandato.

Local e data

Assinatura

- Deixar uma cópia lacrada aos pés de uma das Nossas Senhoras (que atendem por diversos nomes, inclusive por Nossa Senhora do Magistério).

- Pode parecer doidice, mas já se fiz isso. Tenho em casa uma imagem de Nossa Senhora de Fátima, a quem eu chamo pelo nome que melhor convier no momento.

Beijo para todos e uma nova semana com boas notícias."


"Anônimo:

QUERIA SABER QUAL A ORIENTAÇÃO DO SIND UTE E QUAL A POSTURA DEVEMOS TOMAR COM RELAÇÃO A SUBSTITUIÇÃO DOS PROFESSORES."

"Rômulo:

Euler,

Gostaria de deixar aqui um convite para os companheiros(as) de BH e Grande BH. Amanhã, dia 08/08 a partir das 08hs, vamos realizar um pedágio na Ponte da BR-381 que passa sob o Rio das Velhas (aquela que caiu há uns meses atrás) em
Sabará.

Vamos panfletar o material que contêm nosso vergonhoso contra-cheque, pedir a solidariedade dos trabalhadores que estarão nos veículos, aproveitando o grande congestionamento que se forma em função das obras de recuperação da ponte.

Exibiremos as faixas com os dizeres:

"A greve continua e a fome também!"
"A ponte que cai e o piso que não sai - a luta vai continuar!"

Rômulo"



"EDUCADORA:

Parabéns à colega Marlene de Fátima, faço minhas as suas palavras. Aos colegas que, por algum motivo ou alguma desculpa, ainda não aderiram à nossa GREVE, está em tempo. Venha porque vamos juntos derrotar este DESgoverno. GREVE ATÉ O PAGAMENTO DO NOSSO PISO SALARIAL! Abraços e FORÇA na LUTA. Aos que ainda não vieram, que Deus lhes dê SENSIBILIDADE E CORAGEM para LUTAR!"



"Anônimo:

Escolas mineiras recebem a visita de diretora norte-americana na próxima semana:

Mary Beth Pelosky conhecerá projetos da Secretaria de Estado de Educação e visitará quadro escolas da rede estadual de ensino


https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2220-escolas-mineiras-recebem-a-visita-de-diretora-norte-americana-na-proxima-semana

Euler e demais colegas, quem tiver condições, acho válido marcar presença onde estes 'turistas' estarão, no link tem o nome das escolas. Os gringos tem que saber qual a realidade de Minas. Abraços a todos."

Comentário do Blog: ótima sugestão, colega. Atenção pessoal que mora próximo às escolas que receberão a visita da ilustre cidadã norteamericana, seria bom preparar uma recepção toda especial, não cacham?

"Anônimo:

Bom dia a todos.
Caríssimo professor Euler:
Será que haveria a possibilidade de solicitar o apoio, de alguma forma, das universidades públicas e particulares que oferecem cursos de licenciatura e dos alunos de tais cursos? Afinal, eles serão, caso a educação permaneça da forma que está, as próximas vítimas profissionais dos sucessivos governos a se constituírem, pois não se vê nenhum deles, incluindo aí o governo da presidente eleita por um partido que se diz "dos trabalhadores" fazer nenhum movimento favorável à nossa classe que clama de norte a sul por justiça, mendigando a aplicação da lei."


Carta aos jornais: caros combativos colegas, acabo de mandar uma carta ao jornal Hoje em Dia cujo teor publicarei a seguir. Seria muito bom se todos nós enviássemos carta semelhante aos jornais, emissoras de rádio e TVs de Minas, pois assim eles saberão que muita gente não está satisfeita com a cobertura que eles vêm realizando acerca da nossa greve. Eis o teor do e-mail que enviei:

"Prezados editores e jornalistas do jornal Hoje em Dia,

Tenho observado que vocês não estão realizando uma cobertura isenta da greve dos educadores de Minas Gerais. Geralmente dão destaque a fatos contrários ao nosso movimento. Por que será? Por acaso o governo comprou este jornal? Até mesmo o jornal da Família Aécio Neves, o Estado de Minas, de vez em quando dá alguma notícia que mereça este nome. Mas, vocês não fizeram ainda uma única boa reportagem sobre a paralisação que já dura 60 dias e sobre o não cumprimento da Lei do Piso pelo governo, que insiste em dizer que paga o piso através do subsídio - o que não é verdade, pois subsídio é soma de salário e não vencimento básico, como manda a lei. Ou seja, vocês poderiam realizar um trabalho jornalístico que merecesse este nome, ao invés de fazer ouvidos moucos. Lembrem-se que muitos dos assinantes e leitores deste jornal são educadores ou pais de alunos, cujos filhos estão sendo prejudicados pela intransigência do governo em não querer cumprir a lei federal e pagar o piso a que temos direito. Espero que vocês mudem de atitude, pois a luta pela liberdade de imprensa e de expressão custou muito sangue a muitos brasileiros. Não joguem essa conquista no lixo, transformando o jornal em instrumento de manipulação do governo.

Atenciosamente,

Euler Conrado"


"Anônimo:

Parabéns professor euler. Que bom termos este blog para nos informar. Gostaria que você intensificasse as informações sobre o retorno à carreira antiga pois há ainda muitos professores com medo de retornar. Não é o meu caso pois retornei em maio."

"Luciano Rodrigues - Curvelo:

Euler e companheiros de luta, abri o jornal Super e quão a minha indignação com a nota do governo, desqualificando o nosso Sindicato. A perversidade desse governo é tanta, que se estivéssemos em um país sério esse arremedo de gestor já estaria respondendo processo de "impedimento". Já que não estamos, prefiro acreditar na bondade que existe dentro das pessoas... Não é possível que uma pessoa com o mínimo de entendimento não consiga perceber nitidamente a contradição exposta no texto do jornal: primeiro ele (assopra) dizendo que os resultados da educação de Minas se devem ao empenho dos professores, depois bate (sem piedade), quando responsabiliza de forma leviana o Sindute, pela greve, ignorando os trabalhadores em educação como pessoas dotadas de liberdade intelectual e psicológicas capazes de indignar.
Companheiros de luta, sou professor de história, não gosto de abordar a história da diáspora negra apenas pelo lado degradante, mas o faço a título de que a tragédia não se repita. Hoje ao ler esse infeliz texto tive uma estranha e desagradável sensação vivenciada por alguns de meus ancestrais daqueles tristes tempos (que ainda hoje ocorrem)...

... VINCAM NOSSO ROSTO, ABRE EM NÓS AS FENDAS, DILACERAM NOSSAS VÍSCERAS QUANDO NEGAM-NOS O "PÃO NOSSO DE CADA DIA" E AINDA CONFUNDEM NOSSAS MENTES E ARRANCAR AS NOSSAS LÍNGUAS PARA QUE AMARRADOS EM SALAS DE AULAS TRANSFORMADAS EM TRONCOS... DE ONDE JORRA TUDO QUE SOMOS ATÉ QUE MURCHOS NOS DEITAM O SAL... SALÁRIOS... PARA QUE A DOR PROVOCADA POR ESSE TEMPEIRO RARO E POUCO POSSA EXTINGUIR TUDO QUE SOBROU DE DIGNIDADE EM MIM, EM NÓS, POBRES PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS!

ABAIXO A CHIBATA E O TRONCO! VOLTAR ÀS AULAS RETOMANDO A NORMALIDADE SÓ COM O NOSSO PISO!!!

Luciano Rodrigues - Curvelo"


"Josias Guedes (Carangola):

É... e ainda dizem que vivemos em uma democracia!
O Brasil é uma democracia?

Com tudo que vejo , ouço e sinto por aí tenho um olhar de muita incredulidade diante das aulas que assisto no curso de Direito!

Entretanto tem muita gente fazendo a diferença, é o caso de pessoas humildes que acham dinheiro dos outros e devolvem (já aconteceu comigo na rodoviária de Além Paraíba), são professores que ganhando uma miséria dão aulas de qualidade e tem nome de respeito por onde passam etc.
Vamos acreditar... A verdadeira democracia virá! E se for necessário uma insurreição contem comigo.

Nossos nobres colegas policiais merecem receber os seus salários mensais, nós é que não podemos receber o que recebemos.

Todavia, toda a sociedade deveria saber que policiamento é dipirona para a sociedade: abaixa a febre e controla a dor, mas o antibiótico somos nós associados a justiça social de primeira. Analgésicos costumam mascarar doenças .
Geralmente todo policial tem maior respeito pelos professores e são os primeiros a discordarem de tal atitude do governo.
Esse governo não quer saber de antibióticos.

Até muitos de nós se contentaram em ser pílula de farinha. Com certeza quem tem composição para antibiótico e não é pílula de farinha não votaria nesse homem que repete como um papagaio em seus discursos: "porque Minas e os mineiros são isso... Nossa história é aquilo outro...", vai ser chato assim no Japão, podia ter ficado por lá. Mas não adiantaria, tem uma cambada que manda e desmanda e vive de politicalha que podem substituí-lo a qualquer momento.

Quem tem composição para antibiótico fica indignado com as notícias que chegam ao seu blog e não aguenta ficar parado, mas tem muitas pílulas de farinha, que sabem que o que são e não fazem nada para mudar... É tempo de mudança, não viemos ao mundo para sermos simplesmente pílulas de farinha... Não podemos nos enganar e enganar os outros. Ganhamos mal, mal mesmo, mas a sociedade espera de nós mais, muito mais!

Se antibiótico não interessa para o governador é porque ele sabe que nós podemos provocar uma revolução nas mentalidades e as pessoas indevidamente chamadas de políticos como ele desaparecerão do cenário político. Temos que valorizar nossos votos para não ter que aguentar tanta injustiça e jogos de conveniência contra o professor e contra toda a sociedade.
Vejam as dipironas, a malandragem e a politiquice de Anastasia! Que nojo! Que porcaria!

"Amanhã há de ser outro dia..."
"

"Anônimo:

Muito importante exigir que os meios de informação respeitem a verdade e respeitem seus leitores / telespectadores apresentando-lhes a verdade, temos o dever moral de exigir isso. Excelente texto, Euler!

Seria muito importante que várias pessoas acessassem alguns sites da mídia nacional, tais como, UOL Educação, Fantástico (Rede Globo), entre tantos outros, pois nestes sites há espaços para falar com os editores, temos que lotar as caixas de mensagens sobre a nossa greve, alguém há de ouvir o nosso grito de SOS Educação. Falo mídia nacional, porque a vaidade de governo mineiro é seu ponto fraco, temos que deixá-lo envergonhado diante do Brasil."



"Graça:

Boa tarde Prof.Euler,

Sobre o propalado PROFESSOR SUBSTITUTO TAMPÃO, é bom lembrar que existe legislação específica para se contratar professores, desde que os mesmos preencham vários requisitos. A AUTORIZAÇÃO PARA LECIONAR EM CARÁTER PRECÁRIO E TEMPORÁRIO EXIGE O CUMPRIMENTO DA NORMA LEGAL,QUE SE NÃO FOR CUMPRIDA TORNARÁ INVÁLIDA A VIDA ESCOLAR DOS ALUNOS, O QUE SE DENOMINA "VIDA ESCOLAR VICIADA". Portanto, se isso ocorrer, será mais uma ação ilegal praticada pelo governo de MG.

Parece que a REDE GLOBO acordou, quero crer que a internet foi a responsavel por tal despertar, afinal ,estão cientes que a revolução atual é a revolução da informação e não é possível aplicar a lei da mordação ao mundo on line. Tomara de agora em diante cumpram o que prometem no documento e passem a divulgar com isenção a verdade da greve dos educadores da rede pública de MG.Abaixo , envio parte do texto do documento, importante ser divulgado para se cobrar sua aplicação!

Será que sou otimista demais?
Att
Graça

PRINCÍPIOS EDITORIAIS DAS ORGANIZAÇÕES GLOBO

(...) Com a consolidação da Era Digital, em que o indivíduo isolado tem facilmente acesso a uma audiência potencialmente ampla para divulgar o que quer que seja, nota-se certa confusão entre o que é ou não jornalismo, quem é ou não jornalista, como se deve ou não proceder quando se tem em mente produzir informação de qualidade. A Era Digital é absolutamente bem-vinda, e, mais ainda, essa multidão de indivíduos (isolados ou mesmo em grupo) que utiliza a internet para se comunicar e se expressar livremente. Ao mesmo tempo, porém, ela obriga a que todas as empresas que se dedicam a fazer jornalismo expressem de maneira formal os princípios que seguem cotidianamente. O objetivo é não somente diferenciar-se, mas facilitar o julgamento do público sobre o trabalho dos veículos, permitindo, de forma transparente, que qualquer um verifique se a prática é condizente com a crença. As Organizações Globo, diante dessa necessidade, oferecem ao público o documento "Princípios Editoriais das Organizações Globo". É possível que, para a maioria, ele não traga novidades. Se isso acontecer, será algo positivo: um sinal de que a maior parte das pessoas reconhece uma informação de qualidade, mesmo neste mundo em que basta ter um computador conectado à internet para se comunicar.(...) O trabalho tem o preâmbulo "Breve definição de jornalismo" e três seções: a) Os atributos da informação de qualidade; b) Como o jornalista deve proceder diante das fontes, do público, dos colegas e do veículo para o qual trabalha; c) Os valores cuja defesa é um imperativo ao jornalismo.O documento resultou de muita reflexão, e sua matéria-prima foi a nossa experiência cotidiana de quase nove décadas. Levou em conta os nossos acertos, para que sejam reiterados, mas também os nossos erros, para que seja possível evitá-los. O que nele está escrito é um compromisso com o público, que agora assinamos em nosso nome e de nossos filhos e netos. Rio de Janeiro,06 de agosto de 2011

SEÇÃO III OS VALORES CUJA DEFESA É IMPERATIVO DO JORNALISMO

As Organizações Globo serão sempre independentes, apartidárias, laicas e praticarão um jornalismo que busque a isenção, a correção e a agilidade, como estabelecido aqui de forma minuciosa. Não serão, portanto, nem a favor nem contra governos, igrejas, clubes, grupos econômicos, partidos. Mas defenderão intransigentemente o respeito a valores sem os quais uma sociedade não pode se desenvolver plenamente: a democracia, as liberdades individuais, a livre iniciativa, os direitos humanos, a república, o avanço da ciência e a preservação da natureza. Para os propósitos deste documento, não cabe defender a importância de cada um desses valores; ela é evidente por si só. O que se quer é frisar que todas as ações que possam ameaçá-los devem merecer atenção especial, devem ter uma cobertura capaz de jogar luz sobre elas. Não haverá, contudo, apriorismos. Essas ações devem ser retratadas com espírito isento e pluralista, acolhendo- se amplamente o contraditório, de acordo com os princípios aqui descritos, de modo a que o público possa concluir se há ou não riscos e como se posicionar diante deles.

A afirmação destes valores é também uma forma de garantir a própria atividade jornalística. Sem a democracia, a livre iniciativa e a liberdade de expressão, é impossível praticar o modelo de jornalismo de que trata este documento, e é imperioso defendê-lo de qualquer tentativa de controle estatal ou paraestatal. Os limites do jornalista e das empresas de comunicação são as leis do país, e a liberdade de informar nunca pode ser considerada excessiva.

Esta postura vigilante gera incômodo, e muitas vezes acusações de partidarismos. Deve-se entender o incômodo, mas passar ao largo das acusações, porque o jornalismo não pode abdicar desse seu papel: não se trata de partidarismos, mas de esmiuçar toda e qualquer ação, de qualquer grupo, em especial de governos, capaz de ameaçar aqueles valores. Este é um imperativo do jornalismo do qual não se pode abrir mão. (...)

O jornalismo que praticamos seguirá sempre este postulado. http://oglobo.globo.com/principios-editoriais/#quarto"


Comentário do Blog: Bom, pelo menos aqui em Minas, em relação à nossa greve, os princípios da Globo continuam sendo os de servir aos de cima, ao governo, contra os movimentos sociais. A prática é sempre o melhor critério da verdade. Um forte abraço e força na luta!


"Anônimo:

UBUNTU (PARA OS QUE AINDA NÃO ENTRARAM NA GREVE)

A jornalista e filósofa Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz,
em Floripa (2006), nos presenteou com um caso de uma tribo
na África chamada Ubuntu.

Ela contou que um antropólogo estava estudando os usos e
costumes da tribo e, quando terminou seu trabalho, teve que
esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta
pra casa. Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar
os membros da tribo; então, propôs uma brincadeira pras crianças, que achou ser inofensiva.

Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de uma árvore. Aí ele chamou as crianças e combinou que quando ele dissesse "já!", elas deveriam sair correndo até o cesto, e a que chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.

As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse "Já!", instantaneamente todas as crianças se deram as mãos e saíram correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.

O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e, assim, ganhar muito mais doces.

Elas simplesmente responderam: "Ubuntu, tio. Como uma de nós poderia ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?"

Ele ficou desconcertado! Meses e meses trabalhando nisso, estudando a tribo, e ainda não havia compreendido, de verdade, a essência daquele povo.

Ou jamais teria proposto uma competição, certo?

Ubuntu significa: "Sou quem sou, porque somos todos nós!"

Atente para o detalhe: porque SOMOS, não pelo que temos...
UBUNTU PARA VOCÊ!..."


Comentário do Blog: Legal a filosofia UBUNTU. Já tinha recebido este e-mail há algum tempo. E no mundo virtual, para quem gosta de trabalhar com o sistema Linux (eu gosto), recomendo a distribuição Ubuntu, que é bem popular e estável.

"Anônimo:

Euler, hoje vejo com mais clareza que nós professores temos no momento e daqui para frente um compromisso muito grande para conosco mesmos e para com a sociedade brasileira e em especial os MINEIRAS E MINEIROS E AINDA MINEIRINHOS E MINEIRINHAS. Este compromisso é com a educação e naturalmente com o trabalho remunerado. Piso é o nosso salário acompanhado das gratificações e tudo que temos direito. Este governo que aí está é passageiro, se não sair antes (com o impechment). O governador deve estar levitando na sua casa, na mordomia de ir e vir e em todos os lugares por onde anda, porque está fugindo da realidade e a realidade tem PISO. UM PROFESSOR QUE ESTÁ EM GREVE( estudante de direito), disse-me que vamos ficar por tempo indeterminado e que vamos alcançar o nosso direito PISO SALARIAL NACIONAL, É LEI, E LEI FEDERAL É PARA SER CUMPRIDA. A reunião que acontecerá com as superintendências 2ª feira trará muitas novidades rssss. Continuemos a buscar os nossos direitos. Hoje, amanhã, depois ou "dispois", receberemos o PISO. (Professora que ama muito MINAS GERAIS). Abraços"

"Gracieusa Brito:

Como conseguir o Piso Nacional - Lei 11.738/08.‏
http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/
http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2119"


"Gracieusa Brito:

Em tempo: Estão nos meus favoritos e na minha caixa de e-mails.
http://www.senado.gov.br/atividade/agenda/default.asp
http://blog.planalto.gov.br/categoria/destaques/conversa-com-a-presidenta/
FEDERALIZE JÁ A EDUCAÇÃO NACIONAL
Uma boa idéia não pode morrer."


"Gracieusa Brito:


Veja bem amigo Profº Euler, o que dá pessoas despreparadas, sem formação sócio-acadêmica-psicológica-
filosófica, dentro de uma escola. Deixa o Exmº Srº Governador de Minas Gerais procurar funcionários tampão: Merendeira coloca veneno de rato em merenda escolar em uma Estadual de Porto Alegre RS.
Mulher misturou creme de leite a veneno de rato ao preparar estrogonofe.

Segundo delegado, ela não soube explicar o motivo do crime.
Maria Angélica Oliveira Do G1, em São Paulo

Estrogonofe foi servido para alunos e professores; polícia encontrou pacotes vazios de veneno de rato (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Estrogonofe foi servido para alunos e professores; polícia encontrou pacotes vazios de veneno de rato.

Uma merendeira confessou ter colocado veneno de rato no estrogonofe servido na Escola Estadual Pacheco Prates, em Porto Alegre, segundo a Polícia Civil.
O episódio aconteceu na quarta-feira (4).Vinte e duas crianças e 16 adultos almoçaram o prato servido e foram levados a um posto de saúde. A Secretaria de Educação informou, anteriormente, que as pessoas passavam bem.
Nesta quinta (5), a funcionária foi ouvida e confessou ter envenenado a merenda. Ela vai responder por tentativa de homicídio qualificado. A polícia pediu a prisão preventiva da merendeira, que trabalhava na escola desde o dia 11 de julho.
De acordo com o delegado Cleber Santos de Lima, ela não soube explicar o motivo do crime, afirmou que não tinha inimigos na escola e que, no momento em que preparava o estrogonofe, teve vontade de envenenar a comida.

"Ela disse que misturou, junto com o creme de leite, dois pacotes de veneno de rato. Esse veneno estava lá porque a escola passou por uma reforma. (...) Duas merendeiras estavam fazendo o almoço e uma precisou ir ao posto de saúde. A indiciada aproveitou, colocou veneno e serviu o almoço", contou o delegado.

A mulher foi liberada porque não houve flagrante. A polícia aguarda o laudo técnico dos exames realizados nas pessoas que comeram o estrogonofe.

Postado por Professora Maria Dalva às 05:05
http://professoramariadalva.blogspot.com/2011/08/merendeira-coloca-veneno-de-rato-em.html

Será que ela tem filhos? Será que recebe 0,24 centavos de salário família para cada filho que por ventura tiver? Será que ela tinha estrogonofe em casa para dar aos filhos? Longe de mim querer tentar ao menos sequer justificar esse ato tresloucado. Mas são perguntas não querem calar. Agora ela está desmentindo tudo, ao que parece. Talvez não tenha filhos, porque se ela tivesse teria pensado melhor. Pois a ética não deixa que façamos aos outros o que não queremos que façam conosco."


"Gracieusa Brito:

vale a pena ler:
segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011
Documentário sobre as relações da TV Globo com a ditadura e golpes será exibido na Record

O documentário aborda o envolvimento da Globo:

- com a ditadura no Brasil, desde o início com o grupo Time-Life;
- no escândalo PROCONSULT (fraude na eleição de Leonel Brizola ao governo do Rio de Janeiro em 1982);
- a perseguição à políticos e artistas críticos à ditadura e à própria Globo;
- a tentativa de abafar os comícios das "Diretas jà";
- a edição manipulada do debate de Lula e Collor em 1989, favorecendo o Collor;
- várias outras manipulações para agradar os amigos que estavam no poder e demonizar os adversários, tanto políticos como dos interesses empresariais;
- etc;
http://professoramariadalva.blogspot.com/search?updated-max=2011-02-18T07%3A29%3A00-08%3A00&max-results=7 "


"Anônimo:

Companheiros,

... CASO PREVALEÇA O TOTALITARISMO DO DESMONTE DA EDUCAÇÃO PÚBLICA E GRATUITA DE QUALIDADE AOS CIDADÃOS DE BAIXA RENDA, CASO A MENTIRA E A ILEGALIDADE SEJA INSTITUÍDA NESTE ESTADO...

EM RESPEITO A TUDO QUE FOI DITO E SENTIDO...

A ÚLTIMA CARTA... UM CONSOLO:

NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS...

DE PÉ, GUARDIÕES DA ÉTICA E DA ESPERANÇA... AINDA VIRÁ O DIA EM QUE TUDO SERÁ COBRADO...

MENOS OS DIAS PARADOS...
ESTES POR TUDO QUE FOI SENTIDO ESTÃO JUSTIFICADOS.

COMPANHEIROS, OBRIGADO POR TUDO E QUE NA PRÓXIMA SEMANA, DEUS ESTEJA DO NOSSO LADO...

CASO CONTRÁRIO, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE!!!

MENOS... A... REPOSIÇÃO... DOS... DIAS... PARADOS!!!!!!!!! AMÉM."


"JECA TOTAL AVISA:

E lá se foram 60 dias de luta... luta e sacrifício de vocês!!! Porque aqui em Divinópolis é como se não houvesse greve. As escolas continuam funcionando normalmente. Os professores nem comentam o assunto.Será que esqueceram de avisá-los sobre a greve??? Ou será que eles já recebem o Piso Nacional???
Por aqui a categoria continua como o Anastasia:CEGOS, SURDOS, MUDOS E BURROS!!!"



"Os Auxiliares de Serviços da Educação Básica da E. E. José de Alencar em Riachinho, MG deram uma aula de cidadania para os colegas professores, supervisores e vice diretores.


Parte do corpo docente aderiu ao movimento grevista. A direção da Escola fez horário especial para os funcionários dedicados ao Governo (morcegos). 75% dos Auxiliares de Serviços, indignados por não serem reconhecidos pela escolaridade que possuem e em solidariedade aos companheiros em greve desde o dia 08 de junho, aderiram ao movimento.


Para surpresa e espanto de toda a comunidade Riachiense os professores, vice diretores e especialistas estão limpando as salas de aula, lavando os banheiros e fazendo lanche.


Isso é um absurdo! Se não têm consideração, pelo menos respeito! Que tipo de educadores são esses? Será se os Auxiliares de Serviços não têm o direito de fazer greve? Que VERGONHA!"


Comentário do Blog: Este comentário eu recebi por e-mail. Fica registrado os parabéns do blog aos bravos colegas Auxiliares de Serviço da Educação básica que entraram em greve. Ao mesmo tempo, registramos também nosso repúdio à atitude pusilânime e submissa dos tais professores que desonram a categoria, furam greve e ainda se prestam a qualquer tipo de ato para prejudicar os colegas. Se ganharem salário mínimo ainda acho muito. Uma pena haver pessoas assim na nossa classe. Mas, felizmente isso está mudando. E viva os que lutam!

"Anônimo:

Euler,
Como o seu blog é o blog dos EDUCADORES, venho reforçar o apelo aqui feito aos que ainda não fizeram a opção para a Antiga Carreira, façam, pois o prazo está terminando e depois bau, bau; ficarás para sempre nas mãos dos opressores! Força a todos!"


Comentário do Blog: Bem lembrado, combativo(a) colega: voltar para o antigo sistema remuneratório é fundamental para toda a categoria; precisamos acabar com o subsídio, que é ruim para todos. E dia 10 de agosto é o limite. Preencham o requerimento e façam o protocolo na SRE da sua escola. Vou escrever um novo texto (mais um) sobre este tema, hoje ou amanhã. Um forte abraço e força na luta!

"Anônimo:

Euler, não sei se você e os demais amigos deste blog irão concordar com a minha modesta e humilde opinião, mas o governo está falando em esperar a publicação do acórdão para pagar o piso salarial dos professores, isto é conversa para fazer boi dormir, como se diz aqui no sul de Minas. Ele está tentando ganhar tempo para obter o maior número de adeptos ao subsídio porque é melhor para ele até o dia 10-08-2011. Acredito que as novas tabelas já estão prontas guardadas debaixo de sete chaves. Um advogado me disse que nem precisa desse acórdão para que se cumpra à lei. Disse mais, o STF não irá contra uma lei que eles mesmo aprovaram e sacramentaram. É assunto encerrado, falta só honestidade do governo para com os educadores. Também assessorado por uma Gazzolla, segundo me contaram por pessoas de dentro da UFMG que na área em que ela atuava ninguém simpatizava com ela. Muito autoritária, convencida, nunca descia do pedestal por ter variados cursos de especialização e humilhava todas as pessoas à sua volta. Por azar nosso vem essa "distinta" senhora se juntar com quem já não tem nenhum valor e respeito para com nossa classe. É muito para nós, não? Abraços a todos e um feliz final de domingo sem dinheiro no bolso para pagar as contas amanhã."

"Karina:

Atenção as escolas que serão visitadas pela norte americana, segundo informações do site da SEE "Mary Beth Pelosky irá visitar escolas da rede estadual de ensino. A primeira será a Escola Estadual Helena Pena, no bairro Sagrada Família. Na terça-feira, a docente viaja para a cidade histórica de Mariana, onde irá visitar a Escola Estadual Dona Reparata Dias de Oliveira. Na ocasião, a gestora também conhecerá pontos turísticos da cidade de Ouro Preto. Já na manhã do dia 10 de agosto Mary Beth Pelosky visita a Escola Estadual Duque de Caxias, em Belo Horizonte, e durante a tarde o Museu de Artes e Ofícios. No último dia de sua visita a Minas Gerais a diretora americana conhecerá a Escola Estadual Paschoal Comanducci, em Belo Horizonte, e retornará para a SEE onde fará uma avaliação do intercâmbio no Estado." "


Comentário do Blog: Eis o mapa e o cronograma descrito com detalhe para que os colegas que puderem oferecer uma calorosa recepção à convidada especial. Afinal, ela veio de longe e não pode voltar sem conhecer a proverbial hospitalidade do pessoal que já homenageou Harry Potter, já encurralou o afilhado num beco de Montes Claros e já conta até com a ajudazinha das 13 almas. Ah, tenho a impressão de que a ilustre visitante vai narrar esta experiência aqui no Brasil, ou melhor, em Minas Gerais - já que estamos falando de outro território - para o resto da vida dela. Um forte abraço e força na luta!

"Anônimo:

e pensar que a imprensa é considerada o quarto poder......"

"Anônimo:

Euler,
Quem este governador pensa que é para aumentar o salário dos diretores de escolas para que esses pressionem os professores e alunos à retornarem às aulas? Ele acha que algum professor irá deixar de continuar na luta, em greve para "obedecer" o diretor da escola? Cuidado Diretores! Vocês antes de serem diretor é PROFESSOR/EDUCADOR, você está diretor e quando voltar para a sala de aula? Será o quê? Então, governador, isto é que eu chamo de jogo baixo. Usar as pessoas de forma desonesta para atingir um objetivo mais desonesto ainda. Não seria mais sensato, prudente e simples, PAGAR O NOSSO PISO SALARIAL? Desta forma, você estará cumprindo uma lei e solucionando o problema da greve! Pena que você prefira usar outras estratégias que podem lhe render processos..."


"David:

Turma de combate
Acabei de assistir a propaganda do governo que joga os alunos do 3º ano do ensino médio contra nós professores. É uma propaganda com argumentos medíocres, assim como esse governo e suas asseclas. Parece que estamos incomodando a ponto deles não terem mais argumentos e aí inventam essa fábula. estão desesperados e encurralados.
Agora pagem o nosso piso e retomaremos as nossas atividades.
David"


"EDUCADORA:

Euler,
Tendo a certeza de que o governador e sua corja leem tudo o que está no seu blog, resolvi fazer uma breve e simples análise para que eles possam compreender melhor o motivo da nossa greve, parar de tentar nos enganar e CUMPRIR LOGO A LEI.

AnastAZIA precisa respeitar as nossas escolhas, não queremos o subsídio, não queremos aumento no subsídio, a nossa greve é pelo PAGAMENTO DO PISO, seja ele o valor que for!

Queremos o CUMPRIMENTO DA LEI, não adianta vir com esta história de que o governo mineiro já paga o subsídio no valor acima do piso, isto é MENTIRA e já provamos através da publicação de nossos CONTRACHEQUES. Mesmo que quiséssemos acreditar nesta mentira, o que queremos É O PISO SALARIAL e NÃO O SUBSÍDIO. Você AnastAZIA, pode aumentar o valor do subsídio 10 vezes mais que o valor, miserável, do PISO mas continuamos querendo o que é nosso por direito, ou seja, O PISO SALARIAL.

Deu para entender? No momento não estamos "preocupados " com cifras e nem com aumentos de salários mas sim com o PAGAMENTO DO NOSSO PISO. SIM AO PISO, NÃO AO SUBSÍDIO! É muito simples, não queremos nenhuma proposta em cima do subsídio tentando convencer-nos a aceitá-lo, não queremos mais a palavra SUBSÍDIO nos nossos CONTRACHEQUES, queremos ver escrito no nosso CONTRACHEQUE a palavra PISO SALARIAL.

E aí AnastAZIA, conseguiu compreender ou tá difícil!!!
"


Comentário do Blog: acho que você vai ter que desenhar, combativa colega, rsrs.

"Anônimo:

cuidado! essa visita ta me cheirando armadilha para dispersar!!!"

"José Carlos:

Euler,
Ao contrário do que o governador e suas secretárias afirmam na mídia, nossa GREVE está tão forte e tendo a adesão de um número tão significativo de servidores, para não dizer quase 100%, que já chegou na minha cidadezinha. Graças a DEUS, nós também já fomos atingidos pela GREVE. Estamos firmes e fortes até o PAGAMENTO DO NOSSO PISO, nada nem ninguém fará que desistamos de lutar até que consigamos o nosso objetivo."


"Gracieusa Brito:

Ebaaaaaaaa! O Governo anunciou na Rede Globo que vai tomar a todas as "providências cabíveis". Então ele vai voltar a legalidade e pagar a LEI FEDERAL CONSTITUCIONAL - 11.738/08. Haja visto que em 1988 quando nós fomos "demitidos" só trocamos de uma escola para outra. Pois não existe profissionais habilitados em número suficiente para nos substituir. Além do que, os amigos que não estão em greve, entraram imediatamente em solidariedade aos que estão como ocorreu em 88. Em tempo: publicaram as minhas férias prêmio após a denúncia do Sind-UTE que as mesmas haviam cancelado."


"Anônimo:

Servidores da educação, nossa greve é legal, portanto, não acreditem em falsas explicações com relação aos que podem ou não aderir a ela. Cuidado com informações do tipo: funcionário designado não pode entrar de greve porque senão perde o cargo. Isso é absurdo! A greve é um direito de todos os funcionários. É mentira a história de que após 3 faltas consecutivas o designado (contratado) é dispensado, isto só vale em situações normais de trabalho, não para falta-greve, esta é direito. Nenhum funcionário poderá ser prejudicado porque resolveu lutar pelos seus direitos, junto ao movimento da CATEGORIA aderindo à GREVE."


"Anônimo:

Com todo respeito que tenho pelos meus colegas, sempre zelei e zelo por isso, mas lendo os textos dos colegas que abordam a falta de ética, a falta de profissionalismo e a falta de solidariedade de colegas por bastantes escolas deste Estado, fico pensando, sem generalizar, porque sei de situações muito específicas, essa TURMA é descompromissada, irresponsável e incompetente. São pessoas com as quais o Diretor nunca pode contar para nada. Se chamam-nas para integrar algum projeto nunca podem, se pedem para elaborar um projeto para angariar dinheiro para a Escola, embromam e caem fora, pois são incompetentes, não tem capacidade para escrever um parágrafo que dirá montar um Projeto, na escola são as que mais criam problema com alunos, pela falta de domínio de turma. Se são chamadas para preparar uma atividade/festividade com os alunos, nunca preparam e se preparam são umas porcarias de dar gosto, põem inclusive os alunos em situação ridícula frente aos convidados em face da má qualidade da apresentação, Na verdade, essas pessoas não querem ser cobradas, por isso preferem ficar nessa condição – O GOVERNO NÃO LHES PAGAM BEM, MAS ELES TAMBÉM NÃO SE ESMERAM e ASSIM FINALIZAM O TEMPO ATÉ SE APOSENTAREM. São esses os profissionais que estão por aí, não querem cobrar para não serem cobrados. Para esses, o que o governo paga ATÉ MUITO. Aliás, em tempos de relatórios que tanto o governo pede para perseguir, certamente os servidores, devia pedir RELATÓRIO do desempenho dessa TURMA e diminuir para um salário mínimo. Seria muito interessante, porque ECONOMIZARIA!! Agora, os milhares de educadores que estão nesta batalha, desde junho, sabem do valor que tem, são profissionais sérios, competentes, PAU PARA TODA OBRA na escola. São aqueles que põem dinheiro na escola com os projetos que elaboram, representam bem suas escolas quando vão apresentar projetos em Belo Horizonte, porque além do nome da escola, zelam também pelos seus nomes. Infelizmente esses profissionais são os que o GOVERNADOR E A SECRETÁRIA, que assumiu outro o dia, querem ESCORRAÇAR. Mas a DUPLA do DESGOVERNO deveria saber esses SUBSERVIENTES de PLANTÃO são os que dão prejuízo ao estado por tamanha INCOMPETÊNCIA e INEFICIÊNCIA reconhecidas por toda a comunidade escolar a que pertencem. Mas pelo jeito, a dupla da DESGOVERNANÇA gosta mesmo é de discurso bonito,contudo EDUCAÇÃO DE QUALIDADE mesmo, NADA. Penso até que ESSA DUPLA da DESGOVERNANÇA MINEIRA É BEM COMO ESSA TURMA QUE NADA QUER. Os iguais se atraem!"

"Anônimo:

Enquanto alguns se acovardam por aí, outros tomam uma POSIÇÃO, antes tarde do que nunca!!
Vejam!

"O segundo semestre começou com muitas escolas de portas fechadas em Muriaé. Os estudantes, principalmente os que vão prestar vestibular, estão preocupados com a greve dos professores na cidade. Apenas algumas salas de aula têm ritmo normal".

http://megaminas.globo.com/2011/08/04/greve-nas-escolas-prejudica-estudantes-em-muriae"


"Anônimo:

Euler,

Vamos supor que a visitante americana, com a ajuda das 13 almas, descubra esse Blog... Então, lá vai uma mensagem para ela:

Mrs. Mary Beth Pelosky,

We are on strike in Minas Gerais, Brazil, pending payment of the minimum wage of the Magisterium, that, in principle, values ​​the Brazilian educators.

Our Governor insists does not meet our demands. The strike will complete two months on August 8.

Sincerely,

Etadual public school teachers.

(Senhora Mary Beth Pelosky,

Estamos em greve no Estado de Minas Gerais, Brasil, aguardando o pagamento do Piso Salarial do Magistério, que, em princípio, valoriza os educadores brasileiros.

O nosso Governador insiste em não atender as nossas reivindicações. A greve completará dois meses no dia 08 de Agosto.

Atenciosamente,

Professores da Rede Pública Etadual.)

Por favor, que me corrijam os professores de Inglês!"


"Linder:

Caro Euler,
Mesmo com toda crise do governo federal, a Dilma - assim com o Lula, continua alta nas pesquisas. Sabe por que? O Povo não tem opção, não confia no PSDB - eles não desconfiam nunca!!! Eles deveriam já ter desconfiado - Eles não são a resposta, não é a opção que o povo quer - Zero na Educação, Zero na Saúde - Não tem cheiro de povão -E assim vão continuar!!!
Linder"


"Anônimo:

Euler e combativos colegas, este assunto já foi abordado várias vezes, mas quem sabe algum desavisado ainda não fez sua opção... pode repensar mais uma vez.

SUBSÍDIO OU VENCIMENTO BÁSICO? QUAL A MELHOR OPÇÃO?

Última chance!!! Não se deixe enganar, temos um governo que se veste de cordeiro, mas....

É triste falhar na vida, porém mais triste ainda é não tentar vencer. (Franklin Delano Roosevelt)

Veja no blog da Cris

http://blogmcris.blogspot.com/2011/08/subsidio-ou-vencimento-basico-qual.html"


"Anônimo:

COMBATÍVEIS COLEGAS!
CARÍSSIMO PROF.EULLER.

PELO AMOR DE DEUS! ONDE ESTA O SINDICATO DE GOV. VALADARES?
BONS TEMPOS EM QUE LUSIELSON ATUAVA.
SE TEM REPRESENTANTE ELEITO DO SINDUTE EM VALADARES ELES ABANDONARAM SEUS POSTOS.
PELO MENOS DEEM SINAL DE VIDA.
E UMA VERGONHA . BRIGARAM NA ÉPOCA DA ELEIÇÃO , TEVE BAIXARIA E TUDO E AGORA.................NADA."



"EDUCADORA:

Euler,
Os nossos alunos são exigentes, os pais também, não querem operação tapa-buraco, sabem que para concorrer a vagas pelo ENEM e VESTIBULARES precisam estar bem preparados, pois estarão competindo com os "melhores" não só do estado de MG mas do país. Esta preparação inclui aulas bem planejadas e ministradas por PROFESSORES HABILITADOS, COMPETENTES e dispostos a receber, ao final do mês, uma quantia irrisória pelo trabalho realizado. O governador está cada vez se enrolando mais. Bastaria PAGAR O NOSSO PISO. Não entendo, se ele afirma que no subsídio já paga valor acima do piso, então melhor para ele, está fácil: SÓ FALTA CUMPRIR A LEI e, analisando as explicações do AnastAZIA, PAGANDO O PISO o estado estará economizando mais, não é mesmo governador? Como o governador é "muito bonzinho" e já nos paga um valor acima do PISO, através do subsídio, não importamos que ele fique com a diferença entre o valor do subsídio e o valor do PISO. Queremos "apenas" que no nosso CONTRACHEQUE desapareça a palavra subsídio e apareça a palavra PISO SALARIAL. Desculpem-me por tanta repetição. Ultimamente a palavra que mais falo e escrevo é PISO!!! A GREVE CONTINUA ATÉ O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL!"


"Paula:

Pessoal, depois que conseguirmos o nosso piso e voltarmos para a escola, vamos iniciar uma nova mobilização, isto é, uma nova campanha. Vamos eleger o nosso colega Euler como governador de Minas Gerais. Não estou brincando não. Vamos derrubar o Anastasia com a vitória de um professor. Euler, pense nisso. Vc é um candidato perfeito. Vamos iniciar uma poupança para sua campanha nas próximas eleições. Tenho certeza que faria um belo governo.Vamos pensar nisso. Um grande abraço. Paula"

Comentário do Blog: Faz sentido, combativa colega Paula. Depois que o Faraó e o afilhado governaram este estado qualquer um agora pode ser governador... até eu, rsrs. Um abraço e força na luta!

"Anônimo:

Combativos colegas:
A superintendente da Metropolitana A, visitou a cidade de Santa Bárbara no dia 03/08, dia da Assembléia. Seguramente ela encontrou as escolas vazias. Resta saber se a mesma visitou, na escola Afonso Pena, a sala onde se encontram trancados 20 computadores para os alunos, novinhos, nunca usados, e guardados há dois anos por falta de ver
ba para instalação dos mesmos. Enquanto isto os 1400 alunos são analfabetos digitais!"

"João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Se eu não estou enganado, esta escola estadual Dona Reparata, situa-se no Distrito de Monsenhor Horta, município de Mariana. Sugiro procurarem se informar adequadamente."


"Anônimo:

Cara, colega, Paula, não sei o Prof. Euler vê com bons olhos se eleger a algum cargo político, mas caso se interesse futuramente, não tenha dúvida. Porque ele já nos deu prova de capacidade, sagacidade, inteligência, prudência determinação. Além da capacidade de escrever, escreve MUITO BEM! e não é das LETRAS! dá um SHOW,seus textos são apropriados para as aulas de PRODUÇÃO DE TEXTO, excelentes para se discutir coerência, coesão, intertextualidade, situacionalidade, informatividade, etc, etc. Aliás, quero recomentar aos professores de português que vão descolar um troquinho nesses dias nos nossos lugares com anuência da DESGOVERNANÇA, que peguem os textos dele para dar aula. OPS, não peguem, não!! vão se enrolar, não terão condições de desmontar o texto para discuti-los, pois os conteúdos contidos neles estão além da capacidade intelectiva deles kkkkk . Enfim, o professor tem um perfil de político que está extinto no Brasil, logo ele poderá contar com o nosso irrestrito apoio, plagiando OBAMA, digo: ELE É O CARA!"


Comentário do Blog: Bondade suas, combativas colegas, que têm a alma generosa e leve. E fico eu aqui todo envaidecido e me achando, quando leio essas palavras, rsrs. Com este meu perfil teria enorme dificuldade em assumir qualquer cargo nas altas esferas, a não ser que fosse uma "gerência" (parodiando o Rômulo) de uma administração apoiada na força da auto-organização dos de baixo. Mas, aí já seria uma outra história. No momento, ser um blogueiro conspirador contra os de cima já está de bom tamanho. Um forte abraço e força na luta! Concluindo: o que eu quero mesmo é o nosso piso, rsrs, todo o resto pode esperar!!!

"Prof. Eduardo - B.H:

Boa noite a Euler! Boa noite a todos os colegas firmes nessa greve!
É incrível esse nosso governo:
- Tem dinheiro (bilhões!) para investir em estádios de futebol;
- Tem dinheiro (bilhões!) para construir uma cidade administrativa;
- Tem dinheiro para cumprir a lei e pagar aos nossos digníssimos deputados estaduais os 75% do salário de um deputado federal;
- Tem dinheiro pra fazer propagandas a todo instante, em todas as mídias: tv, jornal, rádio e etc;
- Term dinheiro para pagar as polícias (civil e militar) e garantir um salário inicial de (vejam bem: SALÁRIO e não SUBSÍDIO!) R$ 4000,00 nos próximos anos, através de aumentos suceessivos;
- Tem dinheiro pra pagar pessoas sem formação necessária e nomeá-los "Professor da Família";
- E agora, a cereja do bolo, ameaça contratar e pagar professores para os alunos do 3° ano do ensino médio, substituindo os grevistas!
É revoltante! Existe dinheiro pra tudo, menos para cumprir uma simples lei; pagar O PISO aos professores...
É lamentável que se o governo realmente contratar professores, tem colegas não pensarão duas vezes e aceitarão o contrato...
Essa era pra ser uma briga de DAVI x GOLIAS, onde os professores seriam o lado mais forte dessa corda. O problema e que muitos se acovardam e não tem coragem de entrar em greve e exigir um direito que é o nosso por lei federal: O PISO SALARIAL!!!
Sugiro que o sindicato, através de suas subsedes, produza material e convoque um mutirão entre os grevistas! Já que não podemos pagar propagandas caríssimas como o governo, que façamos panfletagem próximo as escolas, mostrando o nosso verdadeiro salário, nossas condições de trabalho e gastança desse governo com tudo o que foi citado acima e ainda se diz "preocupado com a educação dos nossos jovens". Não vamos desistitr nunca!

Prof. Eduardo - B.H"


"Anônimo:

Boa noite Professor Euler, na minha modesta opinião você é mais importante deste lado, junto com os Funcionários, e não do lado da política, mesmo nos defendendo. Abraços."

"JU OLIVEIRA:

Boa noite Euler,

HOje nova pressão e tentativa de jogar a sociedade contra nós. O comunicado do Governo que diz estar preocupado com os alunos do 3º ano. O mesmo texto da entrevista dada pela Gazolla na 6ª feira.

Agora, gostaria de pedir aos colegas que não ataquem aos próprios professores. Todos nós somos sim professores, e acredito que não há´"traíras" como disse a colega MARLENE DE FÁTIMA. Sobre os dadores de aulas, creio que todos somos (pelo menos em parte) já que muitas vezes trabalhamos em 3 turnos para podermos manter um salário no mínimo aceitável. Impossível trabalhar em três turnos, dar mais de 45 aulas semanais e não ser um dador de aulas, apesar de toda a dedicação e boa vontade para fazer com que os resultados traçados pelo governo sejam alcançados.

Questão de sobrevivência e sabemos bem disso.

Mais uma vez peço que respeitemo-nos uns aos outros. Enquanto isso não acontecer a classe continuará partida.

Boa noite a todos!"


Comentário do Blog: cara Ju Oliveira, a combativa professora Marlene, por quem tenho todo respeito e admiração, muito provavelmente se referiu àqueles que furam a greve e ainda fazem tudo para que o nosso movimento fracasse. Infelizmente tem pessoas assim mesmo no nosso meio. Não é o seu caso, que já disse aqui que está em sala de aula, mas tem apoiado o movimento pela internet. Contudo, você acabou descrevendo uma realidade que justificaria a sua participação direta na greve, até para que, num futuro próximo, o professor não tenha que trabalhar em dois ou três cargos para sobreviver com dignidade. A nossa luta do ano passado, por exemplo, quando nada, produziu um reajuste salarial para um segmento da categoria - e muitos se encantaram tanto com ele que já se deram por satisfeitos. Mas, a greve deste ano é uma espécie de continuidade da luta do ano anterior em novo patamar. Porque agora conquistamos legalmente o piso dos educadores. E estamos recuperando a nossa carreira, que havia sido destruída pelo subsídio. Falta só fazer o governo cumprir a lei. Converse sobre isso com seus colegas e reflita sobre a possibilidade de aderirem ao movimento. Há momentos em que precisamos fazer sacrifícios. E para quem aderir agora os sacrifícios já serão bem menores, pois os cortes nos salários, se vierem, só atingirão vocês daqui a dois meses, quando esperamos ter conquistado o piso e negociado o pagamento dos cortes. Pense nisso. Um abraço.

"Anônimo:

QUE TAL OS GREVISTAS SE CANDIDATAREM ÀS VAGAS DOS PROFESSORES -TAMPÕES E PROFESSORES DA FAMÍLIA. PELO MENOS O "PATRÃO" IA CONTRATAR PESSOAS JÁ CONHECIDAS DELE E TAMBÉM PODERÍAMOS CONTINUAR COBRANDO NOSSO PISO SALARIAL. JÁ QUE EM MINAS NÃO EXISTE MAIS LEIS A SEREM CUMPRIDAS!"

"Linder:

Atenção!!! Euler e Companheiros.
Descobrimos a América - Como alguns não andam cumprindo Lei - vamos fazer a GREVE DUPLA - tODOS os professores que estão participando da greve, devem se candidatar para as aulas TAMPÃO - Depois de contratados - vamos entrar em GREVE - Ai sim, vamos ficar dignos de uma manchete internacional - DESIGNADOS - EFETIVAS - EFETIVOS - SUBSIDIÁRIOS - PISADOS - E AGORA GREVISTAS DUPLOS - Eta trem bão sô!!! Trancredo disse que as Minas são vários - o faraó entendeu errado, A educação são várias...
Linder"


"Anônimo:

CARÍSSIMO PROF. EULER.
Na escola Rodrigo de Castro em Santa Bárbara os professores não tem acesso a copiadora e assim ficam impedidos de xerocar material para trabalho no dia a dia com os alunos. Os equipamentos de apoio, data show, computador, estão sempre ocupados. Por isso é importante a luta também pela qualidade na educação.

Força nesta luta para vocês educadores é o meu desejo.
08/08/2011 - Santa Bárbara."


55 comentários:

  1. JÁ ESTÁ TARDE, SÃO QUASE DUAS HORAS DA MANHÃ. MAS ESTOU PASSANDO POR AQUI, PARA DIZER PARA TODOS OS EDUCADORES QUE A REDE GLOBO DIVULGOU NO INTERVALO DO PROGRAMA ZORRA SOBRE A GREVE NA ÁREA DA EDUCAÇÃO... A NOSSO FAVOR, É CLARO!!
    DEPOIS VOLTO PARA LER O TEXTO COM MAIS ATENÇÃO. PARECE ESTAR ÓTIMO.
    ABRAÇOS, E MUITA ESPERANÇA PORQUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO.

    ResponderExcluir
  2. A verdade é que temos entre nós,traíras,que em pele de cordeiro votaram nesse governo,que não fazem greve por motivos diversificados e sem argumentação e ainda se dizem professores.
    São "dadores" de aula,que não podem passar cidadania, pois não a vivem.
    Minas é a própria História feita de lutas e sempre teve um Joaquim Silvério.
    Nosso "Azia" tem a petulância de brincar e abusar de nossa categoria por encontrar respaldo
    em muitos que recebem mais do que merecem e que envergonham nossa classe.

    ResponderExcluir
  3. Caros professores,
    Esta semana deve ser decisiva, portanto, os professores devem manter unidos e muita coragem, firmes na luta, não pensar sair da greve sem a vitória, podem acreditar, vocês vencerão esta batalha.

    Na reunião do dia 02/08 feita pela Secretaria da Educação com os diretores, ela disse que o regime remuneratório será extinto, sendo que o Governo não trabalhará para a valorização da carreira. Veja quanta ignorância, não importa se o Governo vai ou não valorizar a carreira, o importante que ele cumpra a Lei, a valorização será feita pelo Governo Federal.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  4. Olá Euler,
    Aqui em Alfenas, na próxima terça feira, nossos alunos farão uma movimentação em apoio aos educadores... Tbem não querem saber de professores-tampão. Estão preocupados com o Enem mas solidários com a nossa causa...
    Abçs,
    Eliane

    ResponderExcluir
  5. Euler,

    Gostaria de deixar aqui um convite para os companheiros(as) de BH e Grande BH. Amanhã, dia 08/08 a partir das 08hs, vamos realizar um pedágio na Ponte da BR-381 que passa sob o Rio das Velhas (aquela que caiu há uns meses atrás) em Sabará.

    Vamos panfletar o material que contêm nosso vergonhoso contra-cheque, pedir a solidariedade dos trabalhadores que estarão nos veículos, aproveitando o grande congestionamento que se forma em função das obras de recuperação da ponte.

    Exibiremos as faixas com os dizeres:
    "A greve continua e a fome também!"
    "A ponte que cai e o piso que não sai - a luta vai continuar!"

    Rômulo

    ResponderExcluir
  6. QUERIA SABER QUAL A ORIENTAÇÃO DO SIND UTE E QUAL A POSTURA DEVEMOS TOMAR COM RELAÇÃO A SUBSTITUIÇÃO DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns à colega Marlene de Fátima, faço minhas as suas palavras. Aos colegas que, por algum motivo ou alguma desculpa, ainda não aderiram à nossa GREVE, está em tempo. Venha porque vamos juntos derrotar este DESgoverno. GREVE ATÉ O PAGAMENTO DO NOSSO PISO SALARIAL! Abraços e FORÇA na LUTA. Aos que ainda não vieram, que Deus lhes dê SENSIBILIDADE E CORAGEM para LUTAR!

    ResponderExcluir
  8. Modelo de procuração



    Pelo presente instrumento particular de procuração, eu , ............................., maior, portador da Cédula de Identidade Nº .............................., brasileiro (a), (estado civil), Professor (a) de ......................................., na Escola Estadual .......................... em (Localidade), Masp: .................., nomeio e constituo minha bastante Procuradora, Nossa Senhora do Magistério, a quem confio plenos poderes, para negociar junto ao Governador de Minas Gerais, Antonio Augusto Junho Anastasia, o fim da greve deflagrada em 08 de Junho de 2011, em virtude do não cumprimento da Lei nº 11.738/2008, que institui o Piso Salarial do Magistério, podendo, para este fim, assinar documentos, enfim, praticar todos os atos necessários ao bom e fiel desempenho deste mandato.

    Local e data

    Assinatura


    - Deixar uma cópia lacrada aos pés de uma das Nossas Senhoras (que atendem por diversos nomes, inclusive por Nossa Senhora do Magistério).

    - Pode parecer doidice, mas já se fiz isso. Tenho em casa uma imagem de Nossa Senhora de Fátima, a quem eu chamo pelo nome que melhor convier no momento.

    Beijo para todos e uma nova semana com boas notícias.

    ResponderExcluir
  9. Escolas mineiras recebem a visita de diretora norte-americana na próxima semana:

    Mary Beth Pelosky conhecerá projetos da Secretaria de Estado de Educação e visitará quadro escolas da rede estadual de ensino

    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2220-escolas-mineiras-recebem-a-visita-de-diretora-norte-americana-na-proxima-semana

    Euler e demais colegas, quem tiver condições, acho válido marcar presença onde estes 'turistas' estarão, no link tem o nome das escolas. Os gringos tem que saber qual a realidade de Minas. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia a todos.
    Caríssimo professor Euler:
    Será que haveria a possibilidade de solicitar o apoio, de alguma forma, das universidades públicas e particulares que oferecem cursos de licenciatura e dos alunos de tais cursos? Afinal, eles serão, caso a educação permaneça da forma que está, as próximas vítimas profissionais dos sucessivos governos a se constituirem, pois não se vê nenhum deles, incluindo aí o governo da presidente eleita por um partido que se diz "dos trabalhadores" fazer nenhum movimento favorável à nossa classe que clama de norte a sul por justiça, mendigando a aplicação da lei.

    ResponderExcluir
  11. Josias Guedes (Carangola)7 de agosto de 2011 12:29

    É... e ainda dizem que vivemos em uma democracia!
    O Brasil é uma democracia?
    Com tudo que vejo , ouço e sinto por aí tenho um olhar de muita incredulidade diante das aulas que assisto no curso de Direito!
    Entretanto tem muita gente fazendo a diferença,é o caso de pessoas humildes que acham dinheiro dos outros e devolvem (já aconteceu comigo na rodoviária de Além Paraíba), são professores que ganhando uma miséria dão aulas de qualidade e tem nome de respeito por onde passam etc.
    Vamos acreditar... A verdadeira democracia virá! E se for necessário uma insurreição contem comigo.
    Nossos nobres colegas policiais merecem receber os seus salários mensais, nós é que não podemos receber o que recebemos.
    Todavia, toda a sociedade deveria saber que policiamento é dipirona para a sociedade:abaixa a febre e controla a dor, mas o antibiótico somos nós associados a justiça social de primeira .Analgésicos costumam mascarar doenças .
    Geralmente todo policial tem maior respeito pelos professores e são os primeiros a discordarem de tal atitude do governo.
    Esse governo não quer saber de antibióticos.
    Até muitos de nós se contentaram em ser pílula de farinha. Com certeza quem tem composição para antibiótico e não é pílula de farinha não votaria nesse homem que repete como um papagaio em seus discursos:"porque Minas e os mineiros são isso... Nossa história é aquilo outro...", vai ser chato assim no Japão, podia ter ficado por lá.Mas não adiantaria, tem uma cambada que manda e desmanda e vive de politicalha que podem substituí-lo a qualquer momento.
    Quem tem composição para antibiótico fica indignado com as notícias que chegam ao seu blog e não aguenta ficar parado, mas tem muitas pílulas de farinha, que sabem que o que são e não fazem nada para mudar... É tempo de mudança, não viemos ao mundo para sermos simplesmente pílulas de farinha... Não podemos nos enganar e enganar os outros. Ganhamos mal, mal mesmo, mas a sociedade espera de nós mais,muito mais!
    Se antibiótico não interessa para o governador é porque ele sabe que nós podemos provocar uma revolução nas mentalidades e as pessoas indevidamente chamadas de políticos como ele desaparecerão do cenário político. Temos que valorizar nossos votos para não ter que aguentar tanta injustiça e jogos de conveniência contra o professor e contra toda a sociedade.
    Vejam as dipironas, a malandragem e a politiquice de Anastasia!Que nojo!Que porcaria!
    "Amanhã há de ser outro dia..."

    ResponderExcluir
  12. anônimo:
    Parabéns professor euler. Que bom termos este blog para nos informar. Gostaria que você intensificasse as informações sobre o retorno à carreira antiga pois há ainda muitos professores com medo de retornar. Não é o meu caso pois retornei em maio.

    ResponderExcluir
  13. Euler e companheiros de luta, abri o jornal Super e quão a minha indignação com a nota do governo, desqualificando o nosso Sindicato. A pervecidade desse governo é tanta, que se estivéssemos em um país sério esse arremendo de gestor já estaria resposdendo processo de "impedimento". Já que não estamos, prefiro acreditar na bondade que existe dentro das pessoas... Não é possivel que uma pessoa com o mínimo de entendimento não consiga perceber nitidamente a contradição exposta no texto do jornal: pimeiro ele (assopra) dizendo que os resultados da educação de Minas se devem ao empenho dos professores, depois bate (sem piedade), quando responsabiliza de forma leviana o Sindute, pela greve, ignorando os trabalhadores em educação como pessoas dotadas de liberdade intelectual e psicológicas capazes de indgnar.
    Companheiros de luta, sou professor de história, não gosto de abordar a história da diáspora negra apenas pelo lado degradante, mas o faço a título de que a tragédia não se repita. Hoje ao ler esse infeliz texto tive uma extranha e desagradável sensação vivenciada por alguns de meus ancestrais daqueles tristes tempos (que ainda hoje ocorrem)...

    ... VINCAM NOSSO ROSTO, ABRE EM NÓS AS FENDAS, DILACERAM NOSSAS VÍCERAS GUANDO NEGAM-NOS O "PÃO NOSSO DE CADA DIA" E AINDA CONFUNDEM NOSSAS MENTES E ARRANCAR AS NOSSAS LÍNGUAS PARA QUE AMARRADOS EM SALAS DE AULAS TRANSFORMADAS EM TRONCOS... DE ONDE JORRA TUDO QUE SOMOS ATÉ QUE MURCHOS NOS DEITAM O SAL... SALÁRIOS... PARA QUE A DOR PROVOCADA POR ESSE TEMPEIRO RARO E POUCO POSSA EXTINGUIR TUDO QUE SOBROU DE DIGNIDADE EM MIM, EM NÓS, POBRES PROFESSORES DA REDE ESTADUAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS!

    ABAIXO A CHIBATA E O TRONCO! VOLTAR ÀS AULAS RETOMANDO A NORMALIDADE SÓ COM O NOSSO PISO!!!

    Luciano Rodrigues - Curvelo

    ResponderExcluir
  14. Muito importante exigir que os meios de informação respeitem a verdade e respeitem seus leitores/telespectadores apresentando-lhes a verdade, temos o dever moral de exigir isso.Excelente texto, Euler!
    Seria muito importante que várias pessoas acessassem alguns sites da mídia nacional, tais como, UOL Educação, Fantástico (Rede Globo),entre tantos outros, pois nestes sites há espaços para falar com os editores, temos que lotar as caixas de mensagens sobre a nossa greve, alguém há de ouvir o nosso grito de SOS Educação. Falo mídia nacional, porque a vaidade de governo mineiro é seu ponto fraco, temos que deixá-lo envergonhado diante do Brasil.

    ResponderExcluir
  15. Música para a atividade de sabará:

    Pesadelo
    informe o(s) compositor(es)

    Quando um muro separa, uma ponte une
    Se a vingança encara, o remorso pune
    Você vem me agarra, alguém vem me solta
    Você vai na marra, ela um dia volta
    E se a força é tua, ela um dia é nossa

    Olha o muro, olha o poste
    Olha o dia de ontem chegando
    Que medo você tem de nós
    Olha aí...

    Você corta um verso, eu escrevo outro
    Você me prende vivo, eu escapo morto
    De repente...olha eu de novo
    Pertubando a paz, exigindo o troco
    Vamos por aí, eu e meu cachorro

    Olha um verso, olha o outro
    Olha o velho, olha o moço chegando
    Que medo você tem de nós
    Olha aí...

    O muro caiu, olha a ponte
    Da liberdade guardiã
    O braço do Cristo-horizonte
    Abraça o dia de amanhã
    Olha aí...

    ResponderExcluir
  16. Veja bem amigo Profº Euler, o que dá pessoas despreparadas, sem formação sócio-acadêmica-psicológica-filosófica, dentro de uma escola. Deixa o Exmº Srº Governador de Minas Gerais procurar funcionários tampão :Merendeira coloca veneno de rato em merenda escolar em uma Estadual de Porto Alegre RS
    Mulher misturou creme de leite a veneno de rato ao preparar estrogonofe.
    Segundo delegado, ela não soube explicar o motivo do crime.
    Maria Angélica OliveiraDo G1, em São Paulo
    imprimir
    Estrogonofe foi servido para alunos e professores; polícia encontrou pacotes vazios de veneno de rato (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Estrogonofe foi servido para alunos e professores;
    polícia encontrou pacotes vazios de veneno de rato
    (Foto: Polícia Civil/Divulgação)
    Uma merendeira confessou ter colocado veneno de rato no estrogonofe servido na Escola Estadual Pacheco Prates, em Porto Alegre, segundo a Polícia Civil.
    O episódio aconteceu na quarta-feira (4).Vinte e duas crianças e 16 adultos almoçaram o prato servido e foram levados a um posto de saúde. A Secretaria de Educação informou, anteriormente, que as pessoas passavam bem.
    Nesta quinta (5), a funcionária foi ouvida e confessou ter envenenado a merenda. Ela vai responder por tentativa de homicídio qualificado. A polícia pediu a prisão preventiva da merendeira, que trabalhava na escola desde o dia 11 de julho.
    De acordo com o delegado Cleber Santos de Lima, ela não soube explicar o motivo do crime, afirmou que não tinha inimigos na escola e que, no momento em que preparava o estrogonofe, teve vontade de envenenar a comida.
    escola saúde (Foto: Mateus Bruxel/Agência RB)Pessoas que almoçaram foram levadas para posto de
    saúde (Foto: Mateus Bruxel/Agência RBS)
    "Ela disse que misturou, junto com o creme de leite, dois pacotes de veneno de rato. Esse veneno estava lá porque a escola passou por uma reforma. (...) Duas merendeiras estavam fazendo o almoço e uma precisou ir ao posto de saúde. A indiciada aproveitou, colocou veneno e serviu o almoço", contou o delegado.
    A mulher foi liberada porque não houve flagrante. A polícia aguarda o laudo técnico dos exames realizados nas pessoas que comeram o estrogonofe.
    Postado por Professora Maria Dalva às 05:05
    http://professoramariadalva.blogspot.com/2011/08/merendeira-coloca-veneno-de-rato-em.html
    Será que ela tem filhos? Será que recebe 0,24 centavos de salário família para cada filho que por ventura tiver? Será que ela tinha estrogonofe em casa para dar aos filhos? Longe de mim querer tentar ao menos sequer justificar esse ato tresloucado. Mas são perguntas não querem calar. Agora ela está desmentindo tudo, ao que parece. Talves não tenha filhos, porque se ela tivesse teria pensado melhor. Pois a ética não deixa que façamos aos outros o que não queremos que façam conosco.

    ResponderExcluir
  17. vale a pena ler:
    segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011
    Documentário sobre as relações da TV Globo com a ditadura e golpes será exibido na Record

    O documentário aborda o envolvimento da Globo:

    - com a ditadura no Brasil, desde o início com o grupo Time-Life;
    - no escândalo PROCONSULT (fraude na eleição de Leonel Brizola ao governo do Rio de Janeiro em 1982);
    - a perseguição à políticos e artistas críticos à ditadura e à própria Globo;
    - a tentativa de abafar os comícios das "Diretas jà";
    - a edição manipulada do debate de Lula e Collor em 1989, favorecendo o Collor;
    - várias outras manipulações para agradar os amigos que estavam no poder e demonizar os adversários, tanto políticos como dos interesses empresariais;
    - etc;
    http://professoramariadalva.blogspot.com/search?updated-max=2011-02-18T07%3A29%3A00-08%3A00&max-results=7

    ResponderExcluir
  18. Companheiros,

    ... CASO PREVALEÇA O TOTALITARISMO DO DESMONTE DA EDUCAÇÃO PÚBLICA E GRATUITA DE QUALIDADE AOS CIDADÃOS DE BAIXA RENDA, CASO A MENTIRA E A ILEGALIDADE SEJA INSTITUIDA NESTE ESTADO...

    EM RESPEITO A TUDO QUE FOI DITO E SENTIDO...

    A ÚLTIMA CARTA... UM CONSOLO:

    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS.
    NÃO REPONHAM OS DIAS PARADOS...

    DE PÉ, GUARDIÕES DA ÉTICA E DA ESPERANÇA... AINDA VIRÁ O DIA EM QUE TUDO SERÁ COBRADO...

    MENOS OS DIAS PARADOS...
    ESTES POR TUDO QUE FOI SENTIDO ESTÃO JUSTIFICADOS.

    COMPANHEIROS, OBRIGADO POR TUDO E QUE NA PRÓXIMA SEMANA, DEUS ESTEJA DO NOSSO LADO...

    CASO CONTRÁRIO, SEJA FEITA A VOSSA VONTADE!!!

    MENOS... A... REPOSIÇÃO... DOS... DIAS... PARADOS!!!!!!!!! AMÉM.

    ResponderExcluir
  19. Como conseguir o Piso Nacional - Lei 11.738/08.‏
    http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2119

    ResponderExcluir
  20. Euler, hoje vejo com mais clareza que nós professores temos no momento e daqui para frente um compromisso muito grande para conosco mesmos e para com a sociedade brasileira e em especial os MINEIRAS E MINEIROS E AINDA MINEIRINHOS E MINEIRINHAS. Este compromisso é com a educação e naturalmente com o trabalho remunerado. Piso é o nosso salário acompanhado das gratificações e tudo que temos direito. Este governo que aí está é passageiro, se não sair antes (com o impechment). O governador deve estar levitando na sua casa, na mordomia de ir e vir e em todos os lugares por onde anda, porque está fugindo da realidade e a realidade tem PISO. UM PROFESSOR QUE ESTÁ EM GREVE( estudante de direito), disse-me que vamos ficar por tempo indeterminado e que vamos alcançar o nosso direito PISO SALARIAL NACIONAL, É LEI, E LEI FEDERAL É PARA SER CUMPRIDA.A reunião que acontecerá com as superintendências 2ª feira trará muitas novidades rssss. Continuemos a buscar os nossos direitos.Hoje, amanhã, depois ou "dispois", receberemos o PISO.(Professora que ama muito MINAS GERAIS). Abraços,

    ResponderExcluir
  21. Em tempo: Estão nos meus favoritos e na minha caixa de e-mails.
    http://www.senado.gov.br/atividade/agenda/default.asp
    http://blog.planalto.gov.br/categoria/destaques/conversa-com-a-presidenta/
    FEDERALIZE JÁ A EDUCAÇÃO NACIONAL
    Uma boa idéia não pode morrer.

    ResponderExcluir
  22. UBUNTU (PARA OS QUE AINDA NÃO ENTRARAM NA GREVE)

    .A jornalista e filósofa Lia Diskin, no Festival Mundial da Paz,
    em Floripa (2006), nos presenteou com um caso de uma tribo
    na África chamada Ubuntu.
    Ela contou que um antropólogo estava estudando os usos e
    costumes da tribo e, quando terminou seu trabalho, teve que
    esperar pelo transporte que o levaria até o aeroporto de volta
    pra casa. Sobrava muito tempo, mas ele não queria catequizar
    os membros da tribo; então, propôs uma brincadeira pras crianças,
    que achou ser inofensiva.

    Comprou uma porção de doces e guloseimas na cidade, botou tudo
    num cesto bem bonito com laço de fita e tudo e colocou debaixo de
    uma árvore. Aí ele chamou as crianças e combinou que quando ele
    dissesse "já!", elas deveriam sair correndo até o cesto, e a que
    chegasse primeiro ganharia todos os doces que estavam lá dentro.

    As crianças se posicionaram na linha demarcatória que ele desenhou
    no chão e esperaram pelo sinal combinado. Quando ele disse "Já!",
    instantaneamente todas as crianças se deram as mãos e saíram
    correndo em direção à árvore com o cesto. Chegando lá, começaram
    a distribuir os doces entre si e a comerem felizes.

    O antropólogo foi ao encontro delas e perguntou porque elas tinham ido
    todas juntas se uma só poderia ficar com tudo que havia no cesto e,
    assim, ganhar muito mais doces.

    Elas simplesmente responderam: "Ubuntu, tio. Como uma de nós poderia
    ficar feliz se todas as outras estivessem tristes?"

    Ele ficou desconcertado! Meses e meses trabalhando nisso, estudando a
    tribo, e ainda não havia compreendido, de verdade,a essência daquele povo.
    Ou jamais teria proposto uma competição, certo?

    Ubuntu significa: "Sou quem sou, porque somos todos nós!"

    Atente para o detalhe: porque SOMOS, não pelo que temos...
    UBUNTU PARA VOCÊ!....

    ResponderExcluir
  23. Será??????????? Exatamente nos ultimos dias de retorno a carreira antiga ?????????? Será golpe pra nos confundir?????????
    Mary Beth Pelosky conhecerá projetos da Secretaria de Estado de Educação e visitará quadro escolas da rede estadual de ensino

    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2220-escolas-mineiras-recebem-a-visita-de-diretora-norte-americana-na-proxima-semana
    CUIDADOOO, NÃO VAMOS NOS DISPERSAR.

    ResponderExcluir
  24. JECA TOTAL AVISA:

    E lá se foram 60 dias de luta... luta e sacrifício de vocês!!! Porque aqui em Divinópolis é como se não houvesse greve. As escolas continuam funcionando normalmente. Os professores nem comentam o assunto.Será que esqueceram de avisá-los sobre a greve??? Ou será que eles já recebem o Piso Nacional???
    Por aqui a categoria continua como o Anastasia:CEGOS, SURDOS, MUDOS E BURROS!!!

    ResponderExcluir
  25. Atenção as escolas que seão visitadas pela norte americana, segundo informações do site da SEE "Mary Beth Pelosky irá visitar escolas da rede estadual de ensino. A primeira será a Escola Estadual Helena Pena, no bairro Sagrada Família. Na terça-feira, a docente viaja para a cidade histórica de Mariana, onde irá visitar a Escola Estadual Dona Reparata Dias de Oliveira. Na ocasião, a gestora também conhecerá pontos turísticos da cidade de Ouro Preto. Já na manhã do dia 10 de agosto Mary Beth Pelosky visita a Escola Estadual Duque de Caxias, em Belo Horizonte, e durante a tarde o Museu de Artes e Ofícios. No último dia de sua visita a Minas Gerais a diretora americana conhecerá a Escola Estadual Paschoal Comanducci, em Belo Horizonte, e retornará para a SEE onde fará uma avaliação do intercâmbio no Estado."

    ResponderExcluir
  26. Euler, não sei se você e os demais amigos deste blog irão concordar com a minha modesta e humilde opinião, mas o governo está falando em esperar a publicação do acórdão para pagar o piso salarial dos professores, isto é conversa para fazer boi dormir, como se diz aqui no sul de Minas. Ele está tentando ganhar tempo para obter o maior número de adeptos ao subsídio porque é melhor para ele até o dia 10-08-2011. Acredito que as novas tabelas já estão prontas guardadas debaixo de sete chaves. Um advogado me disse que nem precisa desse acórdão para que se cumpra à lei. Disse mais, o STF não irá contra uma lei que eles mesmo aprovaram e sacramentaram. É assunto encerrado, falta só honestidade do governo para com os educadores. Também assessorado por uma Gazzolla, segundo me contaram por pessoas de dentro da UFMG que na área em que ela atuava ninguém simpatizava com ela. Muito autoritária, convencida, nunca descia do pedestal por ter variados cursos de especialização e humilhava todas as pessoas à sua volta. Por azar nosso vem essa "distinta" senhora se juntar com quem já não tem nenhum valor e respeito para com nossa classe. É muito para nós, não? Abraços a todos e um feliz final de domingo sem dinheiro no bolso para pagar as contas amanhã.

    ResponderExcluir
  27. Euler,
    Como o seu blog é o blog dos EDUCADORES, venho reforçar o apelo aqui feito aos que ainda não fizeram a opção para a Antiga Carreira, façam, pois o prazo está terminando e depois bau, bau; ficarás para sempre nas mãos dos opressores! Força a todos!

    ResponderExcluir
  28. Euler,
    Tendo a certeza de que o governador e sua corja leem tudo o que está no seu blog, resolvi fazer uma breve e simples análise para que eles possam compreender melhor o motivo da nossa greve, parar de tentar nos enganar e CUMPRIR LOGO A LEI.
    AnastAZIA precisa respeitar as nossas escolhas, não queremos o subsídio, não queremos aumento no subsídio, a nossa greve é pelo PAGAMENTO DO PISO, seja ele o valor que for! Queremos o CUMPRIMENTO DA LEI, não adianta vir com esta história de que o governo mineiro já paga o subsídio no valor acima do piso, isto é MENTIRA e já provamos através da publicação de nossos CONTRACHEQUES. Mesmo que quiséssemos acreditar nesta mentira, o que queremos É O PISO SALARIAL e NÃO O SUBSÍDIO. Você AnastAZIA, pode aumentar o valor do subsídio 10 vezes mais que o valor, miserável, do PISO mas continuamos querendo o que é nosso por direito, ou seja, O PISO SALARIAL. Deu para entender? No momento não estamos "preocupados " com sifras e nem com aumentos de salários mas sim com o PAGAMENTO DO NOSSO PISO. SIM AO PISO, NÃO AO SUBSÍDIO! É muito simples, não queremos nenhuma proposta em cima do subsídio tentando convencer-nos a aceitá-lo, não queremos mais a palavra SUBSÍDIO nos nossos CONTRACHEQUES, queremos ver escrito no nosso CONTRACHEQUE a palavra PISO SALARIAL. E aí AnastAZIA, conseguiu compreender ou tá difícil!!!

    ResponderExcluir
  29. Turma de combate
    Acabei de assistir a propaganda do governo que joga os alunos do 3º ano do ensino médio contra nós professores. É uma propaganda com argumentos medíocres, assim como esse governo e suas asseclas.Parece que estamos incomodando a ponto deles não terem mais argumentos e aí inventam essa fábula. estão desesperados e encurralados.
    Agora pagem o nosso piso e retomaremos as nossas atividades.
    David

    ResponderExcluir
  30. e pensar que a imprensa é considerada o quarto poder.....................

    ResponderExcluir
  31. Euler,
    Quem este governador pensa que é para aumentar o salário dos diretores de escolas para que esses pressionem os professores e alunos à retornarem às aulas? Ele acha que algum professor irá deixar de continuar na luta, em greve para "obedecer" o diretor da escola? Cuidado Diretores! Vocês antes de serem diretor é PROFESSOR/EDUCADOR, você está diretor e quando voltar para a sala de aula? Será o quê? Então, governador, isto é que eu chamo de jogo baixo. Usar as pessoas de forma desonesta para atingir um objetivo mais desonesto ainda. Não seria mais sensato, prudente e simples, PAGAR O NOSSO PISO SALARIAL? Desta forma, você estará cumprindo uma lei e solucionando o problema da greve! Pena que você prefira usar outras estratégias que podem lhe render processos...

    ResponderExcluir
  32. Profº Euler, esquecemos do detalhe importante da RADIO PEÃO, vários professores que ficavam nas praças do centro das cidades e explicavam sobre a greve/88 para todos que passavam.

    ResponderExcluir
  33. cuidado! essa visita ta me cheirando armadilha para dispersar !!!

    ResponderExcluir
  34. Euler,
    Ao contrário do que o governador e suas secretárias afirmam na mídia, nossa GREVE está tão forte e tendo a adesão de um número tão significativo de servidores, para não dizer quase 100%, que já chegou na minha cidadezinha. Graças a DEUS, nós também já fomos atingidos pela GREVE. Estamos firmes e fortes até o PAGAMENTO DO NOSSO PISO, nada nem ninguém fará que desistamos de lutar até que consigamos o nosso objetivo.

    ResponderExcluir
  35. Ebaaaaaaaa! O Governo anunciou na Rede Globo que vai tomar a todas as "providências cabíveis". Então ele vai voltar a legalidade e pagar a LEI FEDERAL CONSTITUCIONAL - 11.738/08. Haja visto que em 1988 quando nós fomos "demitidos" só trocamos de uma escola para outra. Pois não existe profissionais habilitados em número suficiente para nos substituir. Além do que, os amigos que não estão em greve, entraram imediatamente em solidariedade aos que estão como ocorreu em 88. Em tempo: publicaram as minhas férias prêmio após a denúncia do Sind-UTE que as mesmas haviam cancelado.

    ResponderExcluir
  36. Servidores da educação, nossa greve é legal, portanto, não acreditem em falsas explicações com relação aos que podem ou não aderir a ela. Cuidado com informações do tipo: funcionário designado não pode entrar de greve porque senão perde o cargo. Isso é absurdo! A greve é um direito de todos os funcionários. É mentira a história de que após 3 faltas consecutivas o designado (contratado) é dispensado, isto só vale em situações normais de trabalho, não para falta-greve, esta é direito. Nenhum funcionário poderá ser prejudicado porque resolveu lutar pelos seus direitos, junto ao movimento da CATEGORIA aderindo à GREVE.

    ResponderExcluir
  37. Com todo respeito que tenho pelos meus colegas, sempre zelei e zelo por isso, mas lendo os textos dos colegas que abordam a falta de ética, a falta de profissionalismo e a falta de solidariedade de colegas por bastantes escolas deste Estado, fico pensando, sem generalizar, porque sei de situações muito específicas, essa TURMA é descompromissada, irresponsável e incompetente. São pessoas com as quais o Diretor nunca pode contar para nada. Se chamam-nas para integrar algum projeto nunca podem, se pedem para elaborar um projeto para angariar dinheiro para a Escola, embromam e caem fora, pois são incompetentes, não tem capacidade para escrever um parágrafo que dirá montar um Projeto, na escola são as que mais criam problema com alunos, pela falta de domínio de turma. Se são chamadas para preparar uma atividade/festividade com os alunos, nunca preparam e se preparam são umas porcarias de dar gosto, põem inclusive os alunos em situação ridícula frente aos convidados em face da má qualidade da apresentação, Na verdade, essas pessoas não querem ser cobradas, por isso preferem ficar nessa condição – O GOVERNO NÃO LHES PAGAM BEM, MAS ELES TAMBÉM NÃO SE ESMERAM e ASSIM FINALIZAM O TEMPO ATÉ SE APOSENTAREM. São esses os profissionais que estão por aí, não querem cobrar para não serem cobrados. Para esses, o que o governo paga ATÉ MUITO. Aliás, em tempos de relatórios que tanto o governo pede para perseguir, certamente os servidores, devia pedir RELATÓRIO do desempenho dessa TURMA e diminuir para um salário mínimo. Seria muito interessante, porque ECONOMIZARIA!! Agora, os milhares de educadores que estão nesta batalha, desde junho, sabem do valor que tem, são profissionais sérios, competentes, PAU PARA TODA OBRA na escola. São aqueles que põem dinheiro na escola com os projetos que elaboram, representam bem suas escolas quando vão apresentar projetos em Belo Horizonte, porque além do nome da escola, zelam também pelos seus nomes. Infelizmente esses profissionais são os que o GOVERNADOR E A SECRETÁRIA, que assumiu outro o dia, querem ESCURRAÇAR. Mas a DUPLA do DESGOVERNO deveria saber esses SUBSERVIENTES de PLANTÃO são os que dão prejuízo ao estado por tamanha INCOMPETÊNCIA e INEFICIÊNCIA reconhecidas por toda a comunidade escolar a que pertencem. Mas pelo jeito, a dupla da DESGOVERNANÇA gosta mesmo é de discurso bonito,contudo EDUCAÇÃO DE QUALIDADE mesmo, NADA. Penso até que ESSA DUPLA da DESGOVERNANÇA MINEIRA É BEM COMO ESSA TURMA QUE NADA QUER. Os iguais se atraem!

    ResponderExcluir
  38. Euler,

    Vamos supor que a visitante americana, com a ajuda das 13 almas, descubra esse Blog... Então, lá vai uma mensagem para ela:
    Mrs. Mary Beth Pelosky,

    We are on strike in Minas Gerais, Brazil, pending payment of the minimum wage of the Magisterium, that, in principle, values ​​the Brazilian educators.
    Our Governor insists does not meet our demands. The strike will complete two months on August 8.

    Sincerely,

    Etadual public school teachers.

    (Senhora Mary Beth Pelosky,

    Estamos em greve no Estado de Minas Gerais, Brasil, aguardando o pagamento do Piso Salarial do Magistério, que, em princípio, valoriza os educadores brasileiros.
    O nosso Governador insiste em não atender as nossas reivindicações. A greve completará dois meses no dia 08 de Agosto.

    Atenciosamente,

    Professores da Rede Pública Etadual.)

    Por favor, que me corrijam os professores de Inglês!

    ResponderExcluir
  39. Caro Euler,
    Mesmo com toda crise do governo federal, a Dilma - assim com o Lula, continua alta nas pesquisas. Sabe por que? O Povo não tem opção, não confia no PSDB - eles não desconfiam nunca!!! Eles deveriam já ter desconfiado - Eles não são a resposta, não é a opção que o povo quer - Zero na Educação, Zero na Saúde - Não tem cheiro de povão -E assim vão continuar!!!
    Linder

    ResponderExcluir
  40. Euler e combativos colegas, este assunto já foi abordado várias vezes,mas quem sabe algum desavisado ainda não fez sua opção...pode repensar mais uma vez.

    SUBSÍDIO OU VENCIMENTO BÁSICO? QUAL A MELHOR OPÇÃO?

    Última chance!!! Não se deixe enganar, temos um governo que se veste de cordeiro, mas....

    É triste falhar na vida, porém mais triste ainda é não tentar vencer.
    (Franklin Delano Roosevelt)

    Veja no blog da Cris

    http://blogmcris.blogspot.com/2011/08/subsidio-ou-vencimento-basico-qual.html

    ResponderExcluir
  41. Enquanto alguns se acovardam por aí, outros tomam uma POSIÇÃO, antes tarde do que nunca!!
    Vejam!
    "O segundo semestre começou com muitas escolas de portas fechadas em Muriaé. Os estudantes, principalmente os que vão prestar vestibular, estão preocupados com a greve dos professores na cidade. Apenas algumas salas de aula têm ritmo normal".
    http://megaminas.globo.com/2011/08/04/greve-nas-escolas-prejudica-estudantes-em-muriae

    ResponderExcluir
  42. COMBATÍVEIS COLEGAS!
    CARÍSSIMO PROF.EULLER.

    PELO AMOR DE DEUS! ONDE ESTA O SINDICATO DE GOV. VALADARES?
    BONS TEMPOS EM QUE LUSIELSON ATUAVA.
    SE TEM REPRESENTANTE ELEITO DO SINDUTE EM VALADARES ELES ABANDONARAM SEUS POSTOS.
    PELO MENOS DEEM SINAL DE VIDA.
    E UMA VERGONHA . BRIGARAM NA ÉPOCA DA ELEIÇÃO , TEVE BAIXARIA E TUDO E AGORA.................NADA .

    ResponderExcluir
  43. Euler,
    Os nossos alunos são exigentes, os pais também, não querem operação tapa-buraco, sabem que para concorrer a vagas pelo ENEM e VESTIBULARES precisam estar bem preparados, pois estarão competindo com os "melhores" não só do estado de MG mas do país. Esta preparação inclui aulas bem planejadas e ministradas por PROFESSORES HABILITADOS, COMPETENTES e dispostos a receber, ao final do mês, uma quantia irrisória pelo trabalho realizado. O governador está cada vez se enrolando mais. Bastaria PAGAR O NOSSO PISO. Não entendo, se ele afirma que no subsídio já paga valor acima do piso, então melhor para ele, está fácil: SÓ FALTA CUMPRIR A LEI e, analisando as explicações do AnastAZIA, PAGANDO O PISO o estado estará economizando mais, não é mesmo governador? Como o governador é "muito bonzinho" e já nos paga um valor acima do PISO, através do subsídio, não importamos que ele fique com a diferença entre o valor do subsídio e o valor do PISO. Queremos "apenas" que no nosso CONTRACHEQUE desapareça a palavra subsídio e apareça a palavra PISO SALARIAL. Desculpem-me por tanta repetição. Ultimamente a palavra que mais falo e escrevo é PISO!!! A GREVE CONTINUA ATÉ O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL!

    ResponderExcluir
  44. Combativos colegas:
    A superintendente da Metropolitana A, visitou a cidade de Santa Bárbara no dia 03/08, dia da Assembléia. Seguramente ela encontrou as escolas vazias. Resta saber se a mesma visitou, na escola Afonso Pena, a sala onde se encontram trancados 20 computadores para os alunos, novinhos, nunca usados, e guardados há dois anos por falta de verba para instalação dos mesmos. Enquanto isto os 1400 alunos são analfabetos digitais!

    ResponderExcluir
  45. Pessoal, depois que conseguirmos o nosso piso e voltarmos para a escola, vamos iniciar uma nova mobilização, isto é, uma nova campanha. Vamos eleger o nosso colega Euler como governador de Minas Gerais. Não estou brincando não. Vamos derrubar o Anastasia com a vitória de um professor. Euler, pense nisso. Vc é um candidato perfeito. Vamos iniciar uma poupança para sua campanha nas próximas eleições. Tenho certeza que faria um belo governo.Vamos pensar nisso. Um grande abraço. Paula

    ResponderExcluir
  46. João Paulo Ferreira de Assis7 de agosto de 2011 21:24

    Prezado amigo Professor Euler

    Se eu não estou enganado, esta escola estadual Dona Reparata, situa-se no Distrito de Monsenhor Horta, município de Mariana. Sugiro procurarem se informar adequadamente.

    ResponderExcluir
  47. Cara, colega, Paula, não sei o Prof. Euler vê com bons olhos se eleger a algum cargo político, mas caso se interesse futuramente, não tenha dúvida. Porque ele já nos deu prova de capacidade, sagacidade, inteligência, prudência determinação. Além da capacidade de escrever, escreve MUITO BEM! e não é das LETRAS! dá um SHOW,seus textos são apropriados para as aulas de PRODUÇÃO DE TEXTO, excelentes para se discutir coerência, coesão, intertextualidade, situacionalidade, informatividade, etc, etc. Aliás, quero recomentar aos professores de português que vão descolar um troquinho nesses dias nos nossos lugares com anuência da DESGOVERNANÇA, que peguem os textos dele para dar aula. OPS, não peguem, não!! vão se enrolar, não terão condições de desmontar o texto para discuti-los, pois os conteúdos contidos neles estão além da capacidade intelectiva deles kkkkk . Enfim, o professor tem um perfil de político que está extinto no Brasil, logo ele poderá contar com o nosso irrestrito apoio, plagiando OBAMA, digo: ELE É O CARA!

    ResponderExcluir
  48. Boa noite a Euler! Boa noite a todos os colegas firmes nessa greve!
    É incrível esse nosso governo:
    - Tem dinheiro (bilhões!) para investir em estádios de futebol;
    - Tem dinheiro (bilhões!) para construir uma cidade administrativa;
    - Tem dinheiro para cumprir a lei e pagar aos nossos digníssimos deputados estaduais os 75% do salário de um deputado federal;
    - Tem dinheiro pra fazer propagandas a todo instante, em todas as mídias: tv, jornal, rádio e etc;
    - Term dinheiro para pagar as polícias (civil e militar) e garantir um salário inicial de (vejam bem: SALÁRIO e não SUBSÍDIO!) R$ 4000,00 nos próximos anos, através de aumentos suceessivos;
    - Tem dinheiro pra pagar pessoas sem formação necessária e nomeá-los "Professor da Família";
    - E agora, a cereja do bolo, ameaça contratar e pagar professores para os alunos do 3° ano do ensino médio, substituindo os grevistas!
    É revoltante! Existe dinheiro pra tudo, menos para cumprir uma simples lei; pagar O PISO aos professores...
    É lamentável que se o governo realmente contratar professores, tem colegas não pensarão duas vezes e aceitarão o contrato...
    Essa era pra ser uma briga de DAVI x GOLIAS, onde os professores seriam o lado mais forte dessa corda. O problema e que muitos se acovardam e não tem coragem de entrar em greve e exigir um direito que é o nosso por lei federal: O PISO SALARIAL!!!
    Sugiro que o sindicato, através de suas subsedes, produza material e convoque um mutirão entre os grevistas! Já que não podemos pagar propagandas carìssimas como o governo, que façamos panfletagem próximo as escolas, mostrando o nosso verdadeiro salário, nossas condições de trabalho e gastança desse governo com tudo o que foi citado acima e ainda se diz "preocupado com a educação dos nossos jovens". Não vamos desistitr nunca!
    Prof. Eduardo
    B.H>

    ResponderExcluir
  49. Boa noite Professor Euler, na minha modesta opinião você é mais importante deste lado, junto com os Funcionários, e não do lado da política, mesmo nos defendendo. Abraços.

    ResponderExcluir
  50. Boa noite Euler,

    HOje nova pressão e tentativa de jogar a sociedade contra nós. O comunicado do Governo que diz estar preocupado com os alunos do 3º ano. O mesmo texto da entrevista dada pela Gazolla na 6ª feira.

    Agora, gostaria de pedir aos colegas que não ataquem aos próprios professores. Todos nós somos sim professores, e acredito que não há´"traíras" como disse a colega MARLENE DE FÁTIMA. Sobre os dadores de aulas, creio que todos somos (pelo menos em parte) já que muitas vezes trabalhamos em 3 turnos para podermos manter um salário no mínimo aceitável. Impossível trabalhar em três turnos, dar mais de 45 aulas semanais e não ser um dador de aulas, apesar de toda a dedicação e boa vontade para fazer com que os resultados traçados pelo governo sejam alcançados.

    Questão de sobrevivência e sabemos bem disso.

    Mais uma vez peço que respeitemo-nos uns aos outros. Enquanto isso não acontecer a classe continuará partida.

    Boa noite a todos!

    ResponderExcluir
  51. QUE TAL OS GREVISTAS SE CANDIDATAREM ÀS VAGAS DOS PROFESSORES -TAMPÕES E PROFESSORES DA FAMÍLIA.PELO MENOS O "PATRÃO"IA CONTRATAR PESSOAS JÁ CONHECIDAS DELE E TAMBÉM PODERÍAMOS CONTINUAR COBRANDO NOSSO PISO SALARIAL.JÁ QUE EM MINAS NÃO EXISTE MAIS LEIS A SEREM CUMPRIDAS!

    ResponderExcluir
  52. Atenção!!! Euler e Companheiros.
    Descobrimos a América - Como alguns não andam cumprindo Lei - vamos fazer a GREVE DUPLA - tODOS os professores que estão participando da greve, devem se candidatar para as aulas TAMPÃO - Depois de contratados - vamos entrar em GREVE - Ai sim, vamos ficar dignos de uma manchete internacional -DESIGNADOS - EFETIVAS - EFETIVOS - SUBSIDIÁRIOS - PISADOS - E AGORA GREVISTAS DUPLOS - Eta trem bão sô!!! Trancredo disse que as Minas são vários - o faraó entendeu errado, A educação são várias...
    Linder

    ResponderExcluir
  53. CARÍSSIMO PROF.EULLER.
    Na escola Rodrigo de Castro em Santa Bárbara os professores não tem acesso a copiadora e assim ficam impedidos de xerocar material para trabalho no dia a dia com os alunos. Os equipamentos de apoio, data show, computador, estão sempre ocupados. Por isso é importante a luta também pela qualidade na educação.
    Força nesta luta para voces educadores é o meu desejo.
    08/08/2011 - Santa Bárbara.

    ResponderExcluir
  54. Onde está o Luis Dulce?
    Aquele que andava de chinelos nas greves dos professores e nos defendia?

    ResponderExcluir
  55. A greve é um direito legítimo e necessária em um governo que não valoriza os seus profissionais e tenta prejudicar a todos com medidas caloteiras. Não devemos pensar em prejuizo para os alunos, PREJUDICADO JÁ ESTÃO A MUITO TEMPO... com este sucateamento e abandono total da ESCOLA PÚBLICA, que está na condição de "salvem-se quem puder". Professores e qualquer outro profissional mal remunerado e desvalorizados, trabalham sem motivação e, ai sim, prejudicam os alunos. A sociedade, comunidade escolar e especialmente os alunos, devem mesmo é fazer coro ao movimento e gritar junto com os professores. Força colegas !!!! Não desanimem com a retaliação. Não queremos esta EDUCAÇÃO lembrada demagogicamente só em período eleitoral. QUEREMOS UM FUTURO DIGNO PARA OS NOSSOS ESTUTANTES..... ¨ai que saudade da professorinha... a que me ensinou o Bê-A-Bá "... ensinou e formou a tantos cidadãos ética e moralmente... e hj, está aposentada, esquecida, penando com um final de carreira injusto, miseravelmente de fome. (Leopoldina MG)

    ResponderExcluir