quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Educadores mineiros dão aula pública de resistência ante ao despotismo de um governo robotizado

Alunos e educadores da cidade de DIVINO impedem as contratações dos professores-tampão. Vejam outras fotos e a matéria completa no jornal O Combatente clicando aqui.






Educadores mineiros dão aula pública de resistência ante ao despotismo de um governo robotizado


Aos 73 dias de corajosa resistência aos ataques diários da máquina governamental mineira, os educadores de Minas em greve resistem heroicamente e merecem o título de pós-graduação em cidadania, em humanismo, em tudo, emfim, de melhor que a humanidade esclarecida produziu nos últimos séculos.

Estamos diante da luta de duas forças antagônicas. De um lado, um governo despótico, que lança mão de uma máquina azeitada para destruir seres humanos, com o respaldo de uma mídia comprada, que renunciou ao papel de agente de informação com ética, de investigação isenta e de compromisso com o seu público; além dessa mídia vendida, o governo de robôs recebe o amparo também de uma justiça dócil às conveniências políticas dos governantes, atropelando as leis e interpretando-as por critérios pessoais. E para completar esse quadro, um legislativo inoperante, serviçal e canalha. Com raras exceções nestes poderes citados, eis a face da máquina de moer seres humanos construída em Minas Gerais.

Opondo-se corajosa e ousadamente a este monstrengo encontram-se os valentes educadores mineiros. Em 73 dias ininterruptos temos sido vítimas dos mais diferentes ataques. Já cortaram e reduziram ilegalmente nossos salários; já enfrentamos a tropa de choque da polícia com seus cassetetes e gás de pimenta; estamos sendo vítimas dessas contratações vergonhosas de "qualquer um" que se apresente para assumir o papel de "mestre", numa tentativa desesperada de um governo ilegal de tentar mostrar para a sociedade que está preocupado com os alunos - vítimas, estes, de um sistema educacional que não recebe investimento adequado, pois a grana disponível neste país, fruto do nosso suor, é usada para as negociatas de salão entre as elites dominantes.

Os educadores enfrentaram (enfrentam ainda) a chuva, o sol, o frio, a fome, a repressão, as ameaças de diretores capachos, a canalhice da imprensa que distorce os fatos para criar uma situação de fato inexistente; a omissão dos podres poderes que deveriam proteger os mais fracos, mas se tornaram algozes da grande maioria pobre da população.

Considero a nossa greve uma grande escola que desenvolve na prática a interdisciplinaridade, que educa de forma crítica a centenas de milhares de pessoas, pela força da palavra, do exemplo, da paixão com que centenas de guerreiros e guerreiras educadores mineiros se envolvem na defesa dos nossos interesses de classe, da nossa carreira ameaçada, do nosso piso salarial.

Eu ouço os tambores de Minas, que nunca se calaram, nunca. Da rica herança da nossa mãe África, com tudo o que de melhor produziu para a humanidade; da nossa conspiração e resistência mineira à Coroa Portuguesa, influenciada pelos sonhos iluministas; das milhares de lutas sociais, que se ligam aos sonhos de lutadores de todo o mundo, da América Latina, da Europa, da África, do Oriente Médio... Somos herdeiros dessa brava gente guerreira, que através da luta arrancou conquistas históricas que hoje estão ameaçadas pelas máquinas de destruir seres humanos.

Quando olho para este governo, não vejo seres humanos, com sensibilidade para o diálogo, para o cumprimento dos direitos assegurados em lei. Eu vejo robôs, vejo máquinas frias, capazes de destruir a tudo e a todos em nome de interesses mesquinhos, menores, de grupos poderosos que disputam as maiores fatias das riquezas que todos os mineiros e brasileiros produzem.

O que estão fazendo com a Educação em Minas é um ato de vilania, de torpeza vil da pior espécie. Um sistema que envolve 400 mil educadores, entre trabalhadores na ativa e aposentados; 2,3 milhões de alunos e o dobro deste montante de pais de alunos. O que eles fazem conosco? Tentam nos humilhar, destruir, dividir, enfraquecer, diminuir para que não tenhamos mais força sequer para sonhar.

O modelo ideal de educador para este governo de robôs é justamente o de seres levados à míngua, resignados, prostrados, incapazes de reagir às ordens dos capitães do mato travestidos de diretores de escola, com o perdão daqueles bravos diretores e diretoras que não se submetem a este pusilânime papel.

O governo de Minas, suas secretárias, seus diretores das SREs, seus diretores capachos, a mídia vendida, o judiciário dócil, o legislativo servil, todos, com raras exceções, dão a Minas e ao Brasil o anti-exemplo da cidadania e do legado humanista e solidário conquistados com muito suor e sangue pelos de baixo, ao longo de muitos séculos de luta.

Os educadores mineiros em greve, e o seu núcleo duro em especial, são a encarnação viva do que de melhor a humanidade produziu. Somos herdeiros das melhores tradições de luta, da paixão, da sensibilidade, da coragem, e até do medo, que mostra que somos humanos, e por isso mesmo estamos dispostos a continuar a nossa batalha, até o final.

Cada um de nós que está em greve, seja por mais tempo, seja os que estão aderindo agora, carrega nas costas a responsabilidade pela salvação dos melhores princípios e heranças morais e éticas humanistas e solidárias. Somos a esperança de que a educação pública de qualidade para todos, universal e libertária, cumpra-se de fato, e não apenas nos discursos ocos dos políticos profissionais.

Nossa luta é pelo piso salarial, garantido em lei, e sonegado pelo governo robotizado; e pelo piso será a nossa luta até a nossa vitória final. Mas, a nossa luta transcende também os limites dessa importante conquista, quando ela se torna a principal força a se opor ao monstro de moer gente consubstanciado nessa máquina governamental arquitetada nos últimos anos.

Minas não pode continuar assim. O Brasil também não pode continuar assim. E os educadores estão, na prática, assumindo o protagonismo da libertação de Minas e do Brasil das garras das muitas máquinas de destruir seres humanos.

Por isso continuamos em greve; por isso resistimos, apesar de todas as dificuldades; por isso cultivamos aquilo que parecia morto: o sonho de um mundo melhor para todos.

Eles podem arrancar quase tudo de nós: salário, emprego, comida, moradia. Mas, não vão arrancar a nossa dignidade, a nossa coragem de lutar, a nossa voz, a nossa disposição de travar este bom combate, desigual - pelo poderio da máquina governamental -, mas incapaz de nos fazer render.

Somos o povo da luta! Somos o povo da resistência! Somos o povo do combate! Somos o povo que sonha! Somos, enfim, com muito orgulho, os educadores de Minas Gerais!

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória, com o piso salarial implantado no nosso vencimento básico!

***

137 comentários:

  1. Sind-UTE/MG entrega dossiê da educação de Minas ao ex-presidente Lula

    A comissão de negociação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) entrega, em instantes, um dossiê sobre a educação em Minas Gerais ao ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Hotel Ouro Minas, em Belo Horizonte.

    Trata-se de mais uma ação em prol da categoria, em greve desde o dia 8 de junho. O movimento grevista dos trabalhadores em educação tem como prioridade a implantação do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN), conforme Lei Federal 11.738/08, sancionada pelo então presidente Lula.

    A coordenadora-geral do Sindicato, Beatriz Cerqueira explica a iniciativa. “O Lula, além de ser um expoente político e referência no meio sindical, foi responsável pela sanção desta lei que institui o PSPN e, por isso, ninguém melhor do que ele próprio para apoiar esta justa causa dos trabalhadores em educação de Minas Gerais. A ideia é ressaltar a importância de uma política de implementação do Piso em todo o país.”

    Uma cópia do dossiê também foi entregue, no último dia 16, à Ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti e para o Ministro da Educação, Fernando Haddad, em Brasília. O documento, que foi entregue durante Audiência Pública pela Diretora Estadual e membro da Executiva da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Marilda Abreu. O dossiê traz, de forma detalhada, a aplicação dos recursos da educação e, por meio dele, será possível comprovar que sequer o estado de Minas Gerais cumpre o que a Constituição Federal determina para a educação pública, ou seja, não investe o percentual constitucional de 25%, conforme relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado.

    O Sind-UTE/MG afirma que o Governo de Minas Gerais não cumpre a Lei Federal 11.738/08 e paga um vencimento básico para professor de nível médio de R$369,00, conforme denúncia feita à Procuradoria Geral de Justiça de Minas Gerais, comprovada em contracheques da categoria.

    ResponderExcluir
  2. Caro Euler,
    Depois da vitória aninciada, você deveria pensar em juntar seus posts e escrever um livro sobre como derrotar um governo autoritário, seria bom rever passo a passo momentos de garra e dificuldades, pensamentos e a VITÓRIA, claro.
    Luciano Português.

    ResponderExcluir
  3. Grande sub-comandante Euler, queria lançar um desafio aos nossos estudantes. Lutem pela educação de qualidade igual seus colegas do Chile e façam valer seus direitos, vocês não realizam festas pela rede onde aparecem centenas, e agora? vão para as ruas, critiquem este governador ditador, que não percebe que não estamos mais na època da chibata.VAMOS ESTUDANTES DE MINAS,FAÇAM HISTÒRIA.

    ResponderExcluir
  4. É CAMARADA EULER, MINAS SEMPRE FOI UMA FARSA - A COMEÇAR PELA INCONFIDÊNCIA MINEIRA - UNS MAURICINHOS ATOLADOS EM DÍVIDAS, SE PASSANDO POR REVOLUCIONÁRIOS - AGORA, O FARAÓ NEVINHO,É O BOM MOÇO : ESTÁ CONTRA AS MEDIDAS PROVISÓRIAS - O CABRA DA PESTE É CÍNICO, IMPLANTOU AQUI O NAZISMO DAS LEIS DELEGADAS - AMORDAÇOU O PARLAMENTO MINEIRO, NÃO FOI APROVADO NO TESTE DO BAFÔMETRO , E APARECE NA TV COMO UM RAPAZINHO BOM - O NEVINHO É IGUAL AO JOÃO PLENÁRIO, PERSONAGEM DO SAULO LARANJEIRA.
    POR AQUI, SOMENTE EU, E MAIS QUATRO COLEGAS, ACOMPANHAM A GREVE - CARA, E DE MORRER - OS PROFESSORES DAQUI, ESTÃO NO MUNDO DA LUA - VEJAM SÓ - ESTÃO PREOCUPADOS COM DESFILE DE 07 DE SETEMBRO - PIOR NÃO FICA ! FICOU

    ResponderExcluir
  5. Fantástico, Euler.
    Não há visão mais realista do que esta feita por você. Estamos resistindo, lutando, pois nossa dignidade não pode ir rio abaixo nessa correnteza de improbidades e desmandos.
    Tem uma letra dos saltimbancos (Chico Buarque) que vem bem a calhar para esse momento:

    "Esperteza, Paciência
    Lealdade, Teimosia
    E mais dia menos dia
    A lei da selva vai mudar
    Todos juntos somos fortes
    Somos flecha e somos arco
    Todos nós no mesmo barco
    Não há nada pra temer
    - Ao meu lado há um amigo
    Que é preciso proteger
    Todos juntos somos fortes
    Não há nada pra temer
    E no mundo dizem que são tantos
    Saltimbancos como somos nós."

    E estaremos até o fim, unidos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  6. Concordo, plenamente, prof. Luciano, pois os textos produzidos pelo prof. Euler primam pela profundidade de conhecimento e informação dados ao leitor e, também, pela beleza e habilidade com que expõe suas ideias. Essas qualidades na sua capacidade expressiva, notabilizou-o entre nós! Essas habilidades têm feito a diferença nesses dias tão tensos!
    Parabéns Professor Euder!
    Educadora Mineira!

    ResponderExcluir
  7. "O Lutador

    Lutar com palavras
    é a luta mais vã.
    Entanto lutamos
    mal rompe a manhã.
    São muitas, eu pouco.
    Algumas, tão fortes
    como o javali.
    Não me julgo louco.
    Se o fosse, teria
    poder de encantá-las.
    Mas lúcido e frio,
    apareço e tento
    apanhar algumas
    para meu sustento
    num dia de vida.
    [...]"
    ANDRADE, Carlos Drummond.

    Que valhamos das palavras que encontramos aqui para sermos mais fortes, para sermos de verdade -O LUTADOR!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  8. Divino - MG

    Combativos Guerreiros de Carangola, contamos com a presença de todos Vocês às 08:40 na SRE/Carangola hoje (19/08), juntem-se a nós, estaremos lá, e a união de todos nós será importante para ganharmos mais uma batalha.

    ResponderExcluir
  9. Fui avisada agora à noite, já repassei a informação por e-mail e amanhã cedo vou comunicar outros colegas para que estejamos firmes! Parabéns mais uma vez pela determinação e engajamento de vocês nessa luta! Tive informação na FACULDADE do procedimento de vocês, parabéns mais uma vez!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  10. Ao Coletivo Fortalecer Sind-Rede/BH e todos os filiados, unidos somos imbatíveis. Produzimos conhecimentos, sonhos e solidáriedade. Já pensaram quando voltarmos as salas de aulas, quanto de história de vida iremos repassar? Não esquecerei de contar aos meus alunos desse ato grandioso de vocês. " Solidariedade não tem preço!". Obrigada.
    Essa greve está servindo para alçarmos grandes voos. Idéias dantescas vão surgindo. Todas devem ser catalogadas. Ouvi em uma entrevista de Bill Gates ele falar que o sucesso da Microsoft está em todos os dias, pararem uns minutos, para uma técnica simples que se chama tempestade cerebral, onde cada funcionário deve falar uma idéia, fala sem pensar, pode ser a coisa mais louca que quiser. Ele respeita todas as idéias, que são todas gravadas e analisadas. E que assim surgem grandes tomadas de decisões naquela empresa.
    Amigo Euler, sugiro que anote cada idéia. Mais tarde, poderá ser a mais valiosa. Já disse aqui, vamos ter que aprender a pensar grande... Partindo desse raciocínio, vejo a idéia de Geovani Diniz (Pipoca) uma grande idéia. Sou de Curvelo e por lá somos muito politizados. Pergunto: Porque não? Somos milhões de professores no Brasil. Esses políticos vão tremer. Ainda agora que pode ser uma campanha na rede da net. Nem vai gastar tanto dinheiro. Essa idéia não pode ser descartada. Vamos amadurece - la.

    ResponderExcluir
  11. Professor Euler,
    Bom dia!

    Hoje não devemos escrever muitos comentãrios neste espaço.

    Hoje devemos LER E RELER várias vezes o BELÍSSIMO TEXTO POSTADO PELO PROFESSOR EULER.

    Parabéns Professor Euler, você foi muito feliz e inspirado em suas palavras. Conseguiu mostrar a mais fiel realidade dos fatos.

    ESTÁ DECIDIDO, VAMOS RESISTIR ATÉ A VITÓRIA.
    DEPOIS, SEREMOS PESSOAS MELHORES, QUE VALORIZAREMOS MAIS A LIBERDADE, A JUSTIÇA, A SOLIDARIEDADE E A DETERMINAÇÃO.

    ...E O SOL NASCE NOVAMENTE;
    ...E A LUTA CONTINUA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  12. Professores,

    A cada dia que resistimos, significa mais PRESSÃO em cima DELES.

    FORÇA, CORAGEM, PERSISTÊNCIA E DETERMINAÇÃO.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1 DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  13. BRAVO!! BRAVO!!! BRAVO!!!! ESTAMOS CANSADOS MAS DESANIMADOS NUNCA!!!! FORÇA ESTAMOS NA RETA FINAL """"QUE O BRASIL SAIBA O QUE SE PASSA EM MINAS!!! QUE O MUNDO SAIBA O QUE SE PASSA EM MINAS!!! GRAÇAS A ""SANTA INTERNÉTICA""

    ResponderExcluir
  14. SE O GOVERNO NÃO FOSSE HIPÓCRITA E NÃO NOS IMAGINASSE IMBECIS, NÃO TERIA QUE TOMAR TANTAS MEDIDAS ILEGAIS E SAIR REMENDANDO OS ATOS E FATOS... QUE ELE CUMPRA AS LEIS DO PISO, DO PLANO DE CARREIRA E QUE FAÇA A ABOLIÇÃO DESSA TRESLOUCADA 18875/10, QUE PRETENDE ENTERRAR DE VEZ A EDUCAÇÃO PÚBLICA NESSE ESTADO.

    VOCÊ QUE AINDA NÃO ESTÁ GREVE - SUA PRESENÇA É FUNDAMENTAL!

    PROCURE SE INFORMAR: BLOG DO SINDUTE VALADARES, BLOG DO EULER, BLOG DA BEATRIZ CERQUEIRA, www.sindutemg.org.br

    AOS BRAVOS QUE RECENTEMENTE ADERIRAM CONTRA ESSE GOLPE DE ALIENAÇÃO QUE O GOVERNO PROCURA NOS IMPOR: O MOMENTO É MUITO SÉRIO. SE VOCÊ ACREDITA NA VITÓRIA, VÁ ATRÁS DOS COLEGAS QUE PERSISTEM EM FAZER O JOGO DO GOVERNO. É HORA DE DEMONSTRAR CIDADANIA. RESISTIR É NECESSÁRIO:

    "Se queremos progredir, não devemos repetir a história, mas fazer uma história nova."

    "Nas grandes batalhas da vida, o primeiro passo para a vitória é o desejo de vencer."

    "O futuro dependerá daquilo que fazemos no presente."

    "A força não provém da capacidade física e sim de uma vontade indomável."

    "Primeiro eles te ignoram, depois riem de você, depois brigam, e então você vence."

    Mahatma Gandhi

    ResponderExcluir
  15. Colega indignada com a postura de certos professores como a Jane que além de ser uma pelega, convoca alunos através de pressão e tem coragem de dar aula para apenas 2, 3 alunos. também estou indignada, mas esses traidores são pobres de espíritos e não acreditam na força do oprimido, mas Deus cobrará deles. Não se deixe intimidar, pois precisamos ficar do lado do oprimido e não do opressor. Vamos continuar firmes na luta até a conquista do piso. Esse texto é para os colegas da E.E. Nacif Selim de ?Sales de Ipatinga. Beijos a todos.

    ResponderExcluir
  16. Professores,

    Hoje, dia 19/08/11 teremos várias adesões, de companheiras(os), escola inteiras no interior e na região metropolitana, ao movimento grevista.

    Os Professores sabem que a nossa causa é justa e começam a descobrir a verdade sobre este Governo.

    Quanto mais intolerância, mais resistência apresentaremos.

    Não se esqueçam que temos o compromisso de levar a toda a sociedade a VERDADE DOS FATOS.

    A IMPRENSA MINEIRA NÃO É CONFIÁVEL.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1 DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  17. Prezado Euler,
    Aqui em nossa cidade existe um grupo de professores que esta resistindo a todas as pressões ilicitas feita pelo desgoverno e que podemos dizer que já faz parte do NÚCLEO DURO DA GREVE,pois estamos de greve desde o início 08/06/11 e não aceitamos qualquer pressão, seja do governo ou de diretora da escola, pois o nosso objetivo é único só retornar para a escola com o nosso PISO SALARIAL . Até a nossa vitória.
    CAMPO DO MEIO - Sul de Minas.

    ResponderExcluir
  18. PRECISAMOS CONVENCER A TODOS QUE PRECISAMOS FECHAR AS ESCOLAS E COLOCAR UMA ENORME FAIXA;ESTAMOS EM GREVE PELO PISO SALARIAL. se assim fizermos quero ver como esse Anastasia vai fazer?

    ResponderExcluir
  19. Euler, como um colega disse:" somos viciados no seu blog". Adoro suas colocações. Aqui encontro palavras que fortalecem minha esperança e meu sonho. É muito bom saber que são muitos que não concordam e não se calam perante as maldades do governo.É muito bom contar com essa solidariedade.

    " O sol ensina a renascer
    dá esperança de levantar, recomeçar
    e porque não, vencer!
    Siga o exemplo do sol
    ele é vida,
    é a força maior
    que vem de Deus"

    Que essa energia boa nunca não se acabe.
    Força!!!
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. A nossa resistência já é uma vitória!
    E ela deve-se não apenas os 369,00 ou 550,00 ou 615,00 de piso no nosso contra cheque, mas também por cada atitude desse ditador e suas megeras que agora ocupam cargos de secretárias. Ufa! É difícil mas está sendo possível !

    ResponderExcluir
  21. quarta-feira, 17 de agosto de 2011
    O cerco se fecha para o Governo de MG.
    Estados e municípios devem se adaptar para cumprir a lei, diz Haddad
    Fonte:Portal do MEC
    http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=16977


    Porto Alegre — O ministro da Educação, Fernando Haddad, declarou nesta quarta-feira, 17, em Porto Alegre, que considera justa a greve dos professores da educação básica. “Não há mais o que discutir, o Supremo Tribunal Federal (STF) considerou constitucional o piso salarial de R$1.187,14. Estados e municípios devem agora se adaptar e cumprir a Constituição Federal”, afirmou Haddad.

    O ministro esteve pela manhã em Curitiba, onde participou do evento Sala Mundo Curitiba 2011 – Encontro Internacional de Educação. Ele lembrou aos participantes que há uma linha de crédito, por meio do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que permite à União complementar os recursos daqueles estados e municípios que comprovem carência de recursos para pagar o piso salarial nacional para professores da educação básica.

    “Infelizmente, até o momento, nenhum dos municípios conseguiu atestar que precisa de mais recursos para pagar o salário devido aos professores de suas redes”, disse.
    (Texto extraído do Blog da Cris)
    Uma educadora...

    ResponderExcluir
  22. EULER , AGORA A GREVE DOS PROFESSORES MINEIROS ESTA GANHADO A MIDIA NACIONAL ,FORA AÉCIO 2014.



    http://www1.folha.uol.com.br/poder/962035-lula-anuncia-que-vai-viajar-o-pais-para-fazer-campanha.shtml

    ResponderExcluir
  23. Ola Professores,

    Hoje, 19/08/11, teremos a adesão de grande número de Professores, escolas inteiras estarão
    100% paralisadas, por todo o Estado.

    FORÇA, CORAGEM, PERSISTÊNCIA E DETERMINAÇÃO.

    VENCEREMOS.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  24. Acabar com a miséria, não significa distribuir dinheiro para a população brasileira.Basta verificar onde estão os maiores bolso~es de miserabilidade: nos quatro estados da federação que tiveram um encontro ontem com a presidente Dilma.Acabar com a miséria significa em primeiro lugar investir o máximo possivel em educação para que o povo brasileiro possa aprender a produzir bens e conhecer os seus direitos constitucionais.Em nenhum pais ou estado onde impera a tirania,verifica-se o desenvolvimento social,pois, o povo nesses lugares é simplesmente instrumento de produzir riquezas para as castas politicas desses lugares.Será que Minas Gerais entra nesse perfil? O momento de mudar a estória para fazermos História é agora .Teremos que ser os inconfidenters hoje e darmos o brado de liberdade,usando para isso a nossa resistência contra todos os poderes "inconstituidos".Resistamos até o final desses poderes faraônicos. Paulo E. Silva-Espera Feliz.

    ResponderExcluir
  25. Bom dia companheirada da luta!

    É honesto e necessário dizer que a greve em Ribeirão das Neves apresentou um refluxo. Não é para desanimar hein pessoal! Mas a verdade é que algumas escolas retornaram, entretanto, outras tantas permanecem firme. O comando local de greve, além de bem enxuto, está exaurido. A verdade é que o comando e a subsede não jogaram o peso necessário nas escolas da região do Veneza e nas escolas mais a periferia de Neves. Vamos começar a auto-critica nessa segunda indo até um escola que retornou no bairro San Marino (região do Veneza).

    O núcleo duro de Neves está firme e confiante.

    Eu gostaria de ler o "Dossiê sobre a Educação em Minas" produzido pelo Sind-UTE/MG. Procurei no site da entidade, no blog da coordenadora-geral, até no google eu digitei e nada...

    A Ideli Salvatti e o Haddad receberam o documento em Brasilia.

    O Lula recebeu o documento ontem em Belo Horizonte. Na mesma ocasiação, defendeu a aliança entre PT e PSDB nas eleições municipais de BH em 2012. Suas palavras foram: "Não precisamos ser iguais para fazer alianças políticas. É a junção dos diferentes que permite a construção da democracia".

    Ele vai ler o documento, vai reler, passará para seus acessores pessoais, para no fim fazer prevalecer as alianças políticas que ele defende, tão necessárias na construção da democracia.

    A gente fala em cumplicidade entre os os governos de todas as esferas e falam que a gente é radical demais.

    ...e segue o combate!

    Rômulo

    ResponderExcluir
  26. Olá queridos colegas,
    Vamos nos unir mais do que nunca e esquecer a semente da discórdia que muitas vezes se instala entre nós e que muitas vezes nos fazem jogar o jogo do inimigo número 1 da educação que desde o nosso primeiro dia de greve lançou mão de tal estratégia sórdida e malígna.Deus nos quer unidos e amando uns aos outros.Amar a seu irmão como a ti mesmo é um dos principais mandamentos da bíblia. Vamos unir.Unidos somos fortes.Unidos somos mais.Ninguém pode com nossa força e nosso brilho.Somos filhos de Gandhi.Herdeiros do trono de Jeová que é o dono da prata e do ouro.Não desanimemos nunca pois Deus é conosco.Vamos elevar os pensamentos a Deus, ele com seu poder fez o mar se tranformar em sangue e usou o mesmo poder para abrir o mar vermelho para a passagem de pessoas sofridas e oprimidas.Se Deus é por nós quem será contra nós?
    Força colegas a vitória é só questõ de tempo.
    Unidos somos muito.Unidos somos tudo.
    O filho de Faraó vai saber que Deus é Deus.
    Gilvânia, História saúda os colegas em greve´e nosso inspirador Euler.

    ResponderExcluir
  27. Façam como os colegas do Central.

    A decisão do governo de contratar 2.502 substitutos para atender às turmas do 3º ano do ensino médio levou à adesão de mais educadores à greve. Ontem, uma das maiores escolas públicas da capital, o Estadual Central, que tem 3.500 alunos, teve 100% das atividades paralisadas. Até então, segundo a diretora Maria José Duarte, 60% dos professores haviam aderido. A escola contratou 15 substitutos anteontem.

    Resposta dada a imposição do governo, precisamos mostrar para ele por que viemos, e por qual objetivo estamos lutando.

    Lei é lei governador, cumpra-a e estaremos de volta as salas de aula. Garantindo o ano letivo de milhares de alunos que correm o risco de perder o ano letivo.

    ResponderExcluir
  28. IMPORTANTE:
    http://www.hojeemdia.com.br/minas/agora-e-a-rede-municipal-que-ameaca-parar-1.328287

    ResponderExcluir
  29. Acompanhamento ProcessualImprimir

    Professor Euler,

    Peço favor que, analise para nós este processo, já julgado mas com o ACORDÃO não publicado no STF, PRINCIPALMENTE a movimentação do dia 28/07/11.

    ADI 4167 - AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (Processo físico)
    [Ver peças eletrônicas]
    Origem: DF - DISTRITO FEDERAL
    Relator: MIN. JOAQUIM BARBOSA
    REQTE.(S) GOVERNADOR DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
    PROC.(A/S)(ES) PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL
    REQTE.(S) GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ
    PROC.(A/S)(ES) PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO PARANÁ
    REQTE.(S) GOVERNADOR DO ESTADO DE SANTA CATARINA
    PROC.(A/S)(ES) PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA
    REQTE.(S) GOVERNADORA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
    PROC.(A/S)(ES) PROCURADOR-GERAL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
    REQTE.(S) GOVERNADOR DO ESTADO DO CEARÁ
    INTDO.(A/S) PRESIDENTE DA REPÚBLICA
    ADV.(A/S) ADVOGADO-GERAL DA UNIÃO
    INTDO.(A/S) CONGRESSO NACIONAL
    AM. CURIAE. CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM ESTABELECIMENTOS DE ENSINO - CONTEE
    ADV.(A/S) SALOMÃO BARROS XIMENES
    AM. CURIAE. SINDICATO DOS SERVIDORES DO MAGISTÉRIO MUNICIPAL DE CURITIBA - SISMMAC
    ADV.(A/S) CLÁUDIA MARIA LIMA SCHEIDWEILER
    AM. CURIAE. CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO - CNTE
    ADV.(A/S) ROBERTO DE FIGUEIREDO CALDAS
    AM. CURIAE. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO ESPÍRITO SANTO - SINDIUPES
    ADV.(A/S) JOSÉ ROBERTO DE ANDRADE
    AM. CURIAE. SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO DE GOIÁS - SINTEGO
    ADV.(A/S) REGINA CLAUDIA DA FONSECA
    AM. CURIAE. SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE FORTALEZA - SINDIFORT
    ADV.(A/S) THIAGO CÂMARA LOUREIRO E OUTRO(A/S)

    Data Andamento Órgão Julgador Observação Documento
    28/07/2011 Petição *X*X*X* ** 40288/2011 - 28/07/2011 - CONSELHO NACIONAL DE SECRETÁRIOS DE EDUCAÇÃO - CONSED E OUTRO - SOLICITA AGENDAMENTO DE AUDIÊNCIA. Ao Gabinete do Ministro Relator, sem os autos.

    12/05/2011 Remessa dos autos ao Gabinete do Ministro Relator (com 5 volumes e 1 juntada por linha).

    12/05/2011 Juntada a petição nº 23177/2011.23177/2011 - CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES EM ESTABELECIMENTOS DE ENSINO-CONTEE - REQUER PROVIDÊNCIAS.

    10/05/2011 Expedido Ofício nº 55-P/MC, ao Presidente do Congresso Nacional, comunicando decisão.

    10/05/2011 Expedido(a) Mensagem 19, a Presidente da República, comunicando decisão.

    06/05/2011 Expedido telex/fax nº 2093 em 06/05/2011, a Presidenta da República

    06/05/2011 Expedido telex/fax nº 2092 em 06/05/2011, ao Pres. do Congresso Nacional

    06/05/2011 Certidão Certifico que elaborei 1 ofício, 1 mensagem e 2 telex, nos termo da certidão de julgamento do Plenário, sessão de 27/4/2011.

    05/05/2011 Decisão de julgamento (Lei 9.868/99) publicada no DJE e no DOU

    05/05/2011 Ata de Julgamento Publicada, DJE ATA Nº 9, de 27/04/2011. DJE nº 83, divulgado em 04/05/2011

    28/04/2011 Juntada Certidão de julgamento referenta à sessão plenária de 27/4/2011.

    27/04/2011 Improcedente TRIBUNAL PLENO Decisão: Colhido o voto do Presidente, Ministro Cezar Peluso, que julgou procedente a ação relativamente ao § 4º do art. 2º da Lei 11.738/2008, o Tribunal julgou a ação improcedente, por maioria. Quanto à eficácia erga omnes e ao efeito vinculante da decisão em relação ao § 4º do art. 2º da Lei nº 11.738/2008, o Tribunal decidiu que tais eficácias não se aplicam ao respectivo juízo de improcedência, contra os votos dos Senhores Ministros Joaquim Barbosa (Relator) e Ricardo Lewandowski. Impedido o Senhor Ministro Dias Toffoli. Plenário, 27.04.2011.
    Íntegra da Decisão

    FIRMES NA LUTA, COMPNHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  30. Bom dia, companheiro Euler! Fiquei comovida com a veracidade, a poesia e encanto de suas palavras que por mais que retratem algo terrível e vergonhoso soam aos nossos ouvidos como um hino de avante á nossa luta! Ainda que sem salário e talvez até mesmo sem aulas, fico feliz por fazer parte de um movimento que veio pra mudar a história da educação em Minas.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  31. Euler,dizer que voce é o CARA,é pouco.Mas o que sei é que a nossa categoria já tem um ponto de referência:com certeza é voce,companheiro.Te desejo toda força e muita energia positiva para continuar com esta luz,que em você é tão natural.A todos os companheiros de luta,muita força e muita luz para continuarmos,pois sei que a nossa VITÓRIA está próxima!!!!! Abraços a todos!!

    ResponderExcluir
  32. Sub-comandante Euler, estou firme igual rocha, sem o piso não volto. Estamos quase lá. Força na luta e mais um belo texto.

    ResponderExcluir
  33. Euler...
    Os números do governo para nos intimidar segue a equação. Se a escola tem 1500 alunos, todos os professores em greve, faz-se a previsão que com a contratação dos professores-tampão 88% da escola voltou. E a escola toda continua em greve. Isto depois da SRE ameaçar os diretores para fazer a contratação e ainda colocar a escola para funcionar. Não sei quem está sendo enganado ai, se o governo ou a população. Com certeza é um pressionando o outro por números falsos. Isto está acontecendo na 22ª SRE de MOC.
    Professores de matemática resolva esta equação pois não consegui.

    ResponderExcluir
  34. João Paulo Ferreira de Assis19 de agosto de 2011 10:52

    Prezado amigo Professor Euler

    Li agora um comentário no Blog da Cris de uma pessoa cujo marido tem amizade com os advogados do governo. Eles disseram que Anastasia proibiu as secretárias de apresentar a tabela do piso. A proposta que elas irão apresentar será a de sempre: melhorias no subsídio.

    Penso que isto pode ser uma guerra de nervos. Mais do que nunca é preciso fincarmos pé no pagamento do piso ou não voltamos para a escola.
    Aliás, hoje deve ser o dia em que as ''altezas reais'' irão se apresentar na EE Deputado Patrus de Sousa para nos substituir. Eu, que tenho duas turmas de Escola de Jovens e Adultos irei também ser substituído, se aparecerem algumas ''altezas reais''.
    Agora, para quem ainda não sabe, explico o sentido da expressão:

    O Príncipe Charles, num telefonema grampeado pelos tablóides britânicos, ainda em vida de Lady Diana declarou para a sua amante Camila Parker Bowles, que desejava ser o absorvente higiênico da mesma. E como há uma marca chamada Tampax, logo a esses substitutos cabe bem a expressão ''professor tampax''.

    ResponderExcluir
  35. Os colegas que voltaram para a sala de aula, ou para a escola e já iniciaram o período de reposição, é bom dá uma lida na frase: "Nos casos em que as escolas já efetivaram, sem conhecimento prévio da SRE, a reposição da carga horária de greve o pagamento somente ocorrerá tão-logo ocorra autorização da SEE.", de ofício encaminhado via e-mail pela SRE de GV, em 18/08, às 18:12. O que garante o pagamento dos dias parados é NEGOCIAÇÃO no final da greve, a história de 2003 nos ensina isso, esse item reforça o que temos dito, por isso é fundamental que estes colegas retornem para a GREVE e fortaleçam nosso movimento.
    ANTONIO CARLOS -SOBRÁLIA

    ResponderExcluir
  36. professora de montes claros19 de agosto de 2011 11:25

    ontem fui ate a escola onde trabalho tentat conscientizar os professores tampoes a nao pegar as aulas.eles sao altamente agressivos,e dizem que vao ficar ate o final do ano.embora no edital nao tenha isso,achamos bom,pois ficaremos sentados enquanto eles os trairas dao aulas de qualidade...e que qualidade.

    ResponderExcluir
  37. Euler,
    Parabéns mais uma vez. Pessoas como você é que fazem a diferença. Obrigada pelo chá de ânimo que você nos serve todos os dias.

    Conseguimos mais uma vez impedir as contratações de professores para nossas aulas. Sempre que aparece alguém para a convocações, conversamos com eles e graças a Deus eles têm nos atendido, demonstrando solidariedade à nossa luta.
    Espero que outros tenham a mesma sensibilidade e o espírito de cooperação demonstradas por esses também sofredores, como nós.
    Quero aproveitar a oportunidade, e comunicar ao/à colega que fez a denuncia da escola Nacif,
    que eu pessoalmente repassei a mesma para a direção do SindUte e eles ficaram de fiscalizar a situação ainda hoje, no turno matutino. Portanto, já devem ter tomado as devidas providencias.
    SOU PROFESSORA COM MUITO ORGULHO E ESTOU NA LUTA ATÉ O PISO!...
    Maria Helena - Ipatinga

    ResponderExcluir
  38. Euler, gostaria de dividir com vocês uma noticia que muito me fortaleceu, sou professora do curso de magistério na cidade de Ouro Preto, ontem minhas alunas entregaram na superintendência de ensino um documento na qual demostram total apoio a nossa luta e deixando claro que não compareceram as aulas dos professores contratados, todas as alunas matriculadas no curso assinaram o documento ou seja os professores contratados irão receber sem trabalhar... Um grande abraço Anelise

    ResponderExcluir
  39. CHARLOTTE SAMPAIO PERGUNTA

    NOVAS ADESÕES ESTÃO ACONTECENDO?

    ResponderExcluir
  40. Guerreiro de Vespá e destemidos educadores de Minas. Congratulaçãoes grevistas!

    Analisando a resistência do governo em cumprir com a lei do piso, percebo claramente o temor do governo em dar munição ao adversário. Por isso não acredito que abrirá mão da sua cria (subsídio), por dois motivos que se relacionam: o político e o econômico. Politicamente, os governos da oposição e até alguns da situação evitam com a aplicação do piso, perder o poder de barganha junto ao eleitorado para os partidos aliados ao governo federal. Enquanto que nos estados a recusa em cumprir o piso é uma forma de evitar o fortalecimento do sindicato, aqui surge também o fator econômico uma vez que além de economia o subsídio é a garantia de manter os cofres do sindicato vazios. Considerando que o Sindute é sustentado pelos mais antigos, essa droga de subsídio seduziu os mais novos e obrigou alguns aposentados a receber nesse formato(situação que pode ser modificada é claro)... Então o sindicato perdeu mais uma vez a possibilidade de fortalecimento da sua musculatura econômica. Espero que nosso sindicato possa realmente recuperar a contribuição sindical obrigatória que está em juizo e fazer o melhor uso dela de forma que possamos acreditar em muitas outras conquistas para a sonhada Educação de Qualidade. Para que o piso reflita de forma positiva nos cofres do sindicato precisamos continuar firmes na greve até a conquista do piso... Penso que sindicato forte é sindicato autônomo politica e financeiramente.
    Quando isso acontecer com toda certeza vou verter lágrimas como o fiz tantas vezes nesses inesquecíveis dias de luta pelo piso, pois lembro das dificuldades que passei para que pudesse ter um curso superior, da dificuldades que passamos juntos nessa greve para que esses esforços sejam respeitados e valorizados e dessa gente toda que acredita na educação como um verdadeiro celeiro de oportunidades para todos (em especial dos meus sobrinhos que sonham com melhores dias...).

    A essa altura o governo deve estar fazendo as contas de quanto sangue vai injetar na veia do Sindute-MG (dinheiro merecido dado os bons serviços prestados a todos os mineiros e quiçá ao Brasil).

    Gostaria de fazer coro aos colegas que defendem a candidatura do companheiro Euler e a também da Beatriz entre outros. Na última eleição só votei em professores (Prof Luciano do norte de MInas por exemplo). O ano que vem tem eleição, precisamos eleger professores para o executivo e legislativo. Afinal descobrimos durante essa greve que ao contrário do que o governo tenta mostrar, somos unidos e provaremos isso nas próximas eleições.

    PAQUE O PISO OU NÃO PISAMOS NA ESCOLA!!!

    Luciano Rodrigues - Curvelo

    ResponderExcluir
  41. PARABÉNS EULER, ESTAMOS JUNTOS.
    LUTAR, LUTAR, LUTAR E VENCER, VENCER, VENCER ESSE É O NOSSO IDEAL ATÉ A VITORIA E SEMPRE.
    HOJE FUI JUNTO COM OUTROS 2 COMPANHEIROS DE LUTA A UMA ESCOLA AQUI EM LAGOA SANTA QUE AINDA NÃO PAROU E CONVERSAMOS COM OS PROFESSORES, ESTOU CONFIANTE QUE ELES TAMBÉM VÃO ADERIR A GREVE. VAMOS LUTAR SEMPRE E ATÉ A VITORIA.
    ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  42. Olá, pessoal, o objetivo do governo com as contratações são estes: a) dar uma satisfação para a sociedade mineira, b) tentar enfraquecer a categoria e minar a greve, c) humilhar a categoria, contratando qualquer um para substituir professores habilitados, entre outros.

    Não podemos cair nessa, pessoal. Vamos continuar tentando barrar as contratações, mas ao mesmo tempo temos que pressionar o Ministério Público para mostrar o que de fato vem acontecendo.

    Estão destruindo a Educação Pública em Minas Gerais. Não podemos aceitar. Temos que chamar a comunidade mineira para reagir.

    Não vamos aceitar passivamente este ato covarde, canalha e destruidor realizado pelo governo.

    A greve está forte. Hoje passamos em revista em algumas escolas. As contratações acontecem de forma minguada, mas os nossos companheiros estão firmes na luta. Precisamos nos manter unidos e fortalecidos. E pensar estratégias para denunciar este governo.

    Nada pode nos intimidar, pois a vitória está próxima e o objetivo deste governo é nos destruir, destruir nossa carreira, roubar o nosso piso, e isso nós não vamos aceitar.

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  43. CHARLOTTE SAMPAIO

    é verdade que o Estadual Central de Bh parou hoje?

    ResponderExcluir
  44. Bom dia Euler e companheiros do Blog.

    os profissionais da Educação da Cidade de DIVINO vem compartilhar com Você e com todos os Combativos Companheiros de luta que acessam seu Blog, MAIS UMA BATALHA GANHA POR NÓS. Mesmo retirando as Designações do 3º Ano de nossa Cidade e levando-as para SRE/Carangola conseguimos novamente evitar que fossem efetuados os contratos. Na oportunidade gostaríamos de agradecer ao ÚNICO Guerreiro que atendeu nosso pedido "PROFESSOR JOSIAS" comparecendo ao local (que diga-se de passagem não teria que estar lá, deveria estar curtindo o nascimento de seu filho com menos de 24h de chegada a esse mundo), PARABÉNS PAPAI e nosso ETERNO OBRIGADO. Vamos justificar também a ausência de nossa Diretora de Sub-sede do Sind-Ute Míriam que encontrava-se numa consulta médica na Cidade de Muriaé. Agradecemos MUIIIITO aos ALUNOS DAS ESCOLAS ESTADUAIS DR. PEDRO PAULO NETO e MELO VIANA, pelo incondicional apoio,vocês foram Brilhantes.
    Na oportunidade não poderia deixar de registrar a recepção "calorosa" preparada por alguém da SRE, regada a Escolta Policial. Isso mesmo a Polícia Militar estava presente, antes mesmo de chagarmos, pois, foram solicitados por alguém, não sabemos quem, mais que foi da SRE foi. Não podemos generalizar o acontecido pois muitos funcionários daquela CASA vieram até nós, nos parabenizando pela atitude louvável e JUSTA, a VOCÊS nossos sinceros agradecimentos. Agora o encarregado pela convocação da PM nosso REPÚDIO; não somos bandidos, não somos marginais, SOMOS EDUCADORES.
    Mais apesar de tudo conseguimos nosso GRANDE OBJETIVO, não houve contrato.

    ResponderExcluir
  45. PARA A CHARLOTTE SAMPAIO: MUITO!...
    (existem alguns retornos individuais), mas em GV todos os dias estão ocorrendo adesões de forma individual ou coletiva. A verdade vencerá!
    Veja o levantamento do colega Waender postado hoje no http://sind-utegovernadorvaladares.blogspot.com/2011/08/governador-valadares-e-regiao-na-greve.html#comments
    Governador Valadares e Região na greve.
    Governador Valadares na greve

    Centro Interescolar
    E.E. Abílio Pato
    E.E Dr. Antônio Ferreira L. Dias
    E.E Arabela
    E.E Bom Pastor
    E.E Carlos Luz
    E.E Diocesano
    E.E João Wesley
    E.E Júlio Soares
    E.E Labor Clube
    E.E Nagle Miguel Habib
    E.E. Paulo Freire
    E.E. Pedro Ribeiro
    Estadual
    E.E Nelson de Sena
    E.E Quintino
    E.E Sagrada Família
    E.E. Sinval
    CESEC
    E.E Levino Coelho
    E.E Adelaide
    E. E. Professor Darcy Ribeiro
    E. E. Jardim do Ipê.
    Cidades na greve
    São José do Divino
    Sobrália
    Engenheiro Caldas
    Naque
    Periquito
    Aimorés
    Conselheiro Pena
    Nova Módica
    Resplendor
    Nacip Raydan
    Virgolândia
    Itanhomi
    Capitão Andrade.
    Caso tenha esquecido de alguma escola de GV ou cidade, acrescente o nome no comentário abaixo que publicarei.

    ResponderExcluir
  46. NOVO CURRÍCULO ESCOLAR

    ESTUDAR ?!?!?!?!

    Ronaldinho Gaúcho : R$ 1.400.000,00 por mês. - "Homenageado na
    Academia Brasileira de Letras"...mas, quê letras...???

    Tiririca : R$ 36.000,00 por mês, fora os auxílios e mordomias; -
    "Membro da Comissão de Educação e Cultura do Congresso"...

    Piso Nacional dos professores: R$ 1.187,00...

    Moral da História:

    Os professores ganham pouco, porque só servem para nos ensinar coisas
    inúteis como: ler, escrever e pensar.

    Sugestão:

    Mudar a grade curricular das escolas, que passaria a ter as seguintes matérias:

    - Educação Física:
    Futebol

    - Música:
    Sertaneja
    Pagode
    Axé

    - História:
    Grandes Personagens da Corrupção Brasileira
    Biografia dos Heróis do Big Brother
    Evolução do Pensamento das "Celebridades"
    História da Arte: De Carla Perez a Faustão

    - Matemática:
    Multiplicação Fraudulenta do Dinheiro de Campanha
    Cálculo Percentual de Comissões e Propinas

    - Português e Literatura :

    ....??????????? Para quê... ????????????????

    - Biologia, Física e Química :

    Excluídas por excesso de complexidade

    Por gentileza, repasse, e reflitamos... sobre valores, princípios....e ÉTICA...?????

    ResponderExcluir
  47. Um toque de humor.

    Ontem, durante as designações numa escola de Vespasiano, numa dada escola, apareceu por lá um advogado para pegar aulas de Filosofia (que nível, heim gente!!).

    O comandante Martinho se aproximou do infeliz para tentar convencê-lo a não pegar aquelas aulas, explicando o que aquilo representava.

    Ele disse que estava apertado, precisando de um bico (isso mesmo, bico, grana extra), mas que o comandante não precisaria se preocupar.

    - Por que não devo me preocupar? - indagou o comandante.

    - É que sou amigo do governador e frequento uma boate onde às vezes encontro com ele por lá e da próxima vez que isso acontecer vou pedir pra ele olhar a situação dos professores com mais carinho.

    Depois dessa, o comandante Martinho deu meia volta e pensou: é caso perdido, deixa pra lá.

    ResponderExcluir
  48. Parabéns mais uma vez aos bravos EDUCADORES da cidade de DIVINO, viajaram para Carangola para barrar as contratações que seriam realizadas na SRE, já que em Divino, tais contratações não foram realizadas. Esses são os verdadeiros EDUCADORES, sabem por que estão lutando, são unidos, aguerridos. Fizeram uma manifestação lindíssima, conseguiram constranger os candidatos que lá estiveram. Para esta contratação foi chamada a Polícia. Penso que não é bem para EDUCADOR que se deve chamar a polícia. POLÍCIA DEVE SER PARA QUEM PRECISA DE POLÍCIA, no caso não são os EDUCADORES!
    Reitero, os educadores da REGIÃO de CARANGOLA devem tomar como exemplo a postura dos EDUCADORES DE DIVINO.
    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  49. Olá Professoras(es),

    Gostaria de saber se o movimento grevista está crescendo.

    Quem tiver notícias de novas adesões nos informe por favor.

    Precisamos estar unidos e fortes para combater com este Governo falso, hipócrita,arrogante e injusto.

    ResponderExcluir
  50. CHARLOTTE SAMPAIO AGRADECE :

    Obridado pela resposta colega Rafael -GV


    E QUANTO A DIVINÓPOLIS? ALGUÉM SABE ME DIZER SE LÁ EXISTE ESCOLA PARADA???

    ResponderExcluir
  51. Parabéns aos combativos colegas de DIVINO, CARANGOLA e toda região pelo exemplo de luta que dão para Minas e para o Brasil!

    Parabéns também aos guerreiros de CAMPO DO MEIO, Sul de Minas, pela firmeza e bravura!

    Parabéns aos bravos guerreiros e guerreiras de GOVERNADOR VALADARES e toda a região, onde a greve vem crescendo a cada dia!

    Parabéns aos colegas do ESTADUAL CENTRAL que em resposta às contratações do governo recebeu 100% de adesão à nossa greve!

    Força na luta, bravos e bravas lutadores/as sociais!

    ResponderExcluir
  52. Parabens amigos de Divino.Nossas prosas e estratégias nascidas nas viagens de volta das assembléias estão dando certo.
    Continuem firme.
    Parabéns Josias, papai do ano e da greve. Que o Josias(filho) seja tão iluninado quanto o pai.
    Que Deus nos abençõe.
    isabel

    ResponderExcluir
  53. Professoras(es),

    UNIDOS VENCEREMOS.

    AÉCIO E ANASTASIA INIMIGOS N°1 DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  54. Novamente, os bravos EDUCADORES de DIVINO estão em frente à SRE de Carangola, evitando mais uma contratação marcada para agora à tarde. Os alunos vieram acompanhando os professores, dando-lhes apoio. Parabéns aos alunos do DIVINO.
    Sucessos para todos!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  55. Olá Professoras(es),

    COMENTÁRIO NO JORNAL "O TEMPO"
    19/08/11

    Alexandre
    Jaboticatubas

    Minas vive uma crise sem precedentes na educação. Parte da população (os menos politizados), no seu habitual egoísmo e individualismo, preferem analisar a crise pelo tempo perdido nos engarrafamentos ( que certamente incomoda a todos), porém é preciso dizer que a crise na educação vai muito além destes minutos perdidos. A população precisa saber que sem uma educação de qualidade nunca teremos um país justo e solidário. Precisa saber também, que para ter educação de qualidade é imprescindível que os professores sejam bem remunerados. Portanto a culpa da greve não é do professor, mas sim do governo que não respeita a lei.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  56. E mais uma para aumentar a nossa ira contra o desgoverno mineiro:

    A polícia militar tem sido chamada nas contratações para dar garantia de que os tampões assinarão os contratos. Já temos alguns relatos assim, inclusive no Morro Alto, onde alguns infelizes foram a uma das escolas para tentar furar a nossa greve, fazendo o jogo deste desgoverno.

    Aliás, é preciso denunciar o caráter fascista deste governo, que joga trabalhador contra trabalhador, que manipula aquele setor desempregado para tentar esvaziar a nossa greve; o tal exército de reserva é usado para tentar nos destruir. Se a greve acaba eles serão cuspidos feito lixo. E nós seremos massacrados.

    É preciso denunciar aos órgãos de Direitos Humanos nacionais e internacionais, pois isso que acontece em Minas é uma tortura psicológica, coerção, humilhação e corte dos direitos conquistados na Carta dos Direitos Humanos e na Convenção Internacional do Trabalho.

    Vejam os atos do governo (e eu proponho abrir um abaixo-assinado para encaminhar para algumas entidades internacionais):

    - corte dos salários dos servidores em greve (greve legal, pelo cumprimento de uma lei federal),

    - redução ilegal da remuneração de 153 mil educadores que não aceitaram permanecer no sistema do subsídio e por isso foram punidos ilegalmente pelo governo,

    - substituição ilegal dos grevistas por contratados sem a necessária habilitação; além do ato ilegal, de substituir trabalhador em greve, ainda tenta humilhar a categoria, contratando qualquer um para exercer o magistério;

    - campanha feroz através da mídia para jogar a população contra a greve. Uma verdadeira censura à imprensa, que aceitou o papel de agente do governo em troca de altas verbas publicitárias. Em Minas não há liberdade de imprensa;

    - uso de métodos ditatoriais, com a orientação dos diretores escolares, para que eles telefonem e pressionem os professores a voltarem para as escolas, numa clara coerção psicológica aos diretores que aceitam ser capachos (claro que nem todos se submetem a isso e em Vespasiano e São José da Lapa temos alguns exemplos de honradez);

    - clara tentativa de dividir a categoria, jogando uns contra os outros e criando um clima de terror nas escolas, e com isso destruindo a convivência escolar, transforma a unidade de ensino em um inferno;

    Em função destes e de outros métodos temos que exigir que algum órgão internacional proponha a intervenção em Minas Gerais, cujo governo está completamente na ilegalidade, mas é acobertado por todos os poderes constituídos e pela mídia.

    Não podemos aceitar isso! Estamos resistindo e temos que colocar novos atores neste combate, pois o desfecho dessa batalha está próximo. E nós não vamos aceitar que o governo nos ataque de forma seletiva e destrua o pouco (ou muito) de unidade e organização que a nossa greve está construindo.

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  57. ESTÁ VIRANDO UMA "PALHAÇADA":
    VOCÊS ACREDITAM QUE APARECEU NUMA ESCOLA EM MONTES CLAROS, DOIS SENHORES, UM GARÇON E UM CARROCEIRO PROCURANDO VAGA PARA SUBSTITUIR PROFESSORES!
    QUESTIONADOS, ELE DISSERAM QUE FICARAM SABENDO QUE AS ESCOLAS "ESTAVAM PEGANDO QUALQUER UM PRA CUMPRIR HORÁRIO NA ESCOLA, RRSS".

    GOVERNO DE MINAS QUER ENTERRAR DE VEZ A EDUCAÇÃO PÚBLICA!

    ALUNOS NÃO ACEITEM ESSA PALHAÇADA!

    FORÇA NA LUTA GREVISTAS!

    ResponderExcluir
  58. Professor Euler,

    A cada ato de intolerância deste Governo NAZI/FASCISTA, devemos reagir com mais UNIÃO da categoria.

    ELES VÃO ENROLAR EM SUAS PRÓPRIAS ARMADILHAS.

    Temos a consciência tranquila.
    Combatemos o bom combate.

    VENCEREMOS!"

    ResponderExcluir
  59. Divina e Maravilhosa é a nossa luta!!!

    Colegas ao piso e avante!

    Um calorzinho pra aquecer nossos bravos corações!
    http://www.youtube.com/watch?v=qVeml5Adnm4

    Nina

    ResponderExcluir
  60. Parabens colegas aguerridos de Divino pela coragem demonstrada pela classe de educadores que demonstram ser.A garra de voces envergonha a nós de Espera Feliz em algumas escolas: nos falta o conhecimento de ética .Que exemplo transmitiremos para nossos alunos se não acreditamos e não conhecemos o teor da nossa constituição? Sera que sermos simplesmente seres robotizados e trnsmissores de conteudos pré direcionados? Precisamos rever nossos coceitos e partir para a luta como os valentes de Divino.

    ResponderExcluir
  61. Parabéns aos Educadores de Carangola: Aloísio, Eduardo, Josias, Carminha, Neusa e Walquíria que estiveram apoiando os Educadores de Divino nesta tarde. E a POLÍCIA, mais uma vez foi chamada para acompanhar a contratação. Mas não houve problema algum.
    Parabéns, novamente, aos nossos colegas EDUCADORES de Divino pela postura de profissional que têm demonstrado, vocês são exemplos para todos os demais educadores!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  62. "AS LUZES DA RAZAO E DA CIDADANIA LIBERTARAO A EDUCAÇAO EM MINAS"-sábado dia 20/08 às 20:30 horas -todo cidadão mineiro critico e consciente-está conclamado a ACENDER UMA VELA pela educação...

    ResponderExcluir
  63. "As Luzes da Razão e da Cidadania Libertarão a Educação em Minas" -sábado 20/08 às 20:30 horas todo cidadão mineiro-crítico e consciente-estão conclamados a ACENDER UMA VELA...Vamos tirar Minas da escuridão e trevas do desgoverno Anastasia.

    ResponderExcluir
  64. Sugiro encaminharmos abaixo-assinado à OAB ,ABI, CNBB,ANISTIA INTERNACIONAL, ONU,OIT...a todo e qualquer organismo em defesa dos direitos do cidadão.Façamos uma denúncia internacional do desgoverno de Minas.

    ResponderExcluir
  65. Em Montes Claros hoje pela manhã ocupamos a SRE e incomodamos bastante à "dignissima pau-mandado superintendente"...Dissemos várias verdades e se a referida tivesse senso crítico e vergonha na cara ,exoneraria o seu cargo...mas...para prestar-se ao papel que vem desempenhando ,seria como acreditar que Anastasia é professor.

    ResponderExcluir
  66. Amigo Euler, me ajude a fazer essa denúncia que era tudo que eu queria, no site dos REPÓRTERES SEM FRONTEIRA, não sei outros idiomas, e o site é dificil de lidar. Eles são uma ong que divulgam injustiças de qualquer país e em qualquer esfera de poder.
    "Aliás, é preciso denunciar o caráter fascista deste governo, que joga trabalhador contra trabalhador, que manipula aquele setor desempregado para tentar esvaziar a nossa greve; o tal exército de reserva é usado para tentar nos destruir. Se a greve acaba eles serão cuspidos feito lixo. E nós seremos massacrados.

    É preciso denunciar aos órgãos de Direitos Humanos nacionais e internacionais, pois isso que acontece em Minas é uma tortura psicológica, coerção, humilhação e corte dos direitos conquistados na Carta dos Direitos Humanos e na Convenção Internacional do Trabalho.

    Vejam os atos do governo (e eu proponho abrir um abaixo-assinado para encaminhar para algumas entidades internacionais):

    - corte dos salários dos servidores em greve (greve legal, pelo cumprimento de uma lei federal),

    - redução ilegal da remuneração de 153 mil educadores que não aceitaram permanecer no sistema do subsídio e por isso foram punidos ilegalmente pelo governo,

    - substituição ilegal dos grevistas por contratados sem a necessária habilitação; além do ato ilegal, de substituir trabalhador em greve, ainda tenta humilhar a categoria, contratando qualquer um para exercer o magistério;

    - campanha feroz através da mídia para jogar a população contra a greve. Uma verdadeira censura à imprensa, que aceitou o papel de agente do governo em troca de altas verbas publicitárias. Em Minas não há liberdade de imprensa;

    - uso de métodos ditatoriais, com a orientação dos diretores escolares, para que eles telefonem e pressionem os professores a voltarem para as escolas, numa clara coerção psicológica aos diretores que aceitam ser capachos (claro que nem todos se submetem a isso e em Vespasiano e São José da Lapa temos alguns exemplos de honradez);

    - clara tentativa de dividir a categoria, jogando uns contra os outros e criando um clima de terror nas escolas, e com isso destruindo a convivência escolar, transforma a unidade de ensino em um inferno;

    Em função destes e de outros métodos temos que exigir que algum órgão internacional proponha a intervenção em Minas Gerais, cujo governo está completamente na ilegalidade, mas é acobertado por todos os poderes constituídos e pela mídia."
    Peço licença ao colega, para fazermos das palavras dele, as nossas palavras e que a elas deveram ser acrescidas os contracheques.

    http://es.rsf.org/internet.html

    Eles atuam em todos os países do planeta.

    ResponderExcluir
  67. Agora não é hora de se cogitar retorno, é hora de seguirmos mais fortes do que nunca. Iniciar uma luta pode ser difícil mas, continuar nela, é mais difícil ainda, é para os fortes!!
    Nós somos mais fortes do que imaginamos!!!

    O Vencedor e o Perdedor

    “Um vencedor é sempre parte da resposta
    Um perdedor é sempre parte do problema
    Um vencedor possui sempre um programa
    Um perdedor possui sempre uma desculpa
    Um vencedor diz "Deixe-me ajudá-lo"
    Um perdedor diz "Não é minha Obrigação"
    Um vencedor vislumbra uma resposta para cada problema
    Um perdedor vê todos os problemas, sem Resposta
    Um vencedor diz "Pode ser difícil, mas não impossível"
    Um perdedor diz "pode ser possível, mas é difícil"
    Um vencedor entende que sem Deus não poderá encontrar-se com o melhor, para a sua Vida.
    “Um perdedor crê que pode viver sempre baseado em seus Recursos próprios e seu orgulho pessoal”

    Educador, pergunto a você em qual lado quer estar?

    ResponderExcluir
  68. Atenção, pessoal da luta!

    Eis abaixo um modelo de representação para os pais de alunos ingressarem no Ministério Público de cada cidade, denunciando a contratação de professores não habilitados e cobrando do MP que este pressione o governo a negociar e a pagar o piso.

    ***

    "EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROMOTOR DE JUSTIÇA DO MINISTÉRIO PÚBLICO DA INFÂNCIA E JUVENTUDE DO ESTADO DE MINAS GERAIS

    .......................................... com endereço na .......................... vem respeitosamente, como pais/responsáveis dos adolescentes e crianças que se encontram desassistidos em decorrência da paralisação dos servidores públicos da educação do Estado de Minas Gerais, requerer atuação urgente de V.Exas., arrazoando o que segue.

    Como é sabido, porque público e notório, a categoria dos trabalhadores em educação da rede estadual de Minas Gerais, com a intenção de fazer cumprir o seu piso salarial definido pela lei 11.738/2008, assim como reivindicar melhores condições e valorização de trabalho, realizou Assembléia Geral Estadual no dia 31 de maio de 2011, na qual foi aprovada a paralisação dos servidores públicos da educação com o inicio da greve a partir do dia 08 de junho do ano corrente por tempo indeterminado em todo o território do Estado de Minas Gerais. E assim está desde então.

    Entretanto, em que pese à referida paralisação se dar de forma pacifica, com escopo claro de valorização da categoria e de seus profissionais para o desenvolvimento pela educação gratuita e de boa qualidade, a Secretária de Estado de Educação, visando coibir a greve, tomou providencias absurdas e arbitrárias, que vieram a prejudicar não só a manifestação dos servidores em suas reivindicações, como também os próprios estudantes do ensino fundamental e médio de todo o Estado.

    Com o intuito de enfraquecer o movimento grevista, a Secretária de Estado de Educação passou a anotar de forma totalmente arbitrária a ausência dos integrantes que aderiram ao movimento em suas fichas funcionais, sem dar a menor atenção aos educandos. Aliás, com estes, os estudantes, até o momento, não houve uma única reunião. Sequer para dizer que o ano letivo está prestes a se perder.

    Ainda assim, como se não bastasse às ofensas anteriores, a Secretária de Estado de Educação, começou a realizar descontos em folha de pagamento nos salários daqueles que integravam o movimento grevista, o que só veio a agravar ainda mais a situação.

    Além do mais, não obstante as medidas totalmente arbitrárias já exercidas pela referida Secretária de Estado de Educação, esta, foi mais além, editando em 08.08.2011 a resolução SEE n°. 1.905, publicada no Diário Oficial de Minas Gerais em 09.08.2011, autorizando a contratação de professores para substituírem os efetivos em greve. E aqui o quadro complica ainda mais porque os contratados sequer detêm qualificação para tanto, em nítida violação da lei e prejudicando a qualidade do ensino em todo o Estado.

    Desta forma, as medidas em questão, associadas à completa inércia para resolver o efetivo problema verificado, desenha quadro insuportável e francamente inconstitucional porque “A educação é direito de todos e dever do Estado”, nos termos do art. 205, da Constituição do Brasil.

    Muito embora a família também deva contribuir para a educação dos filhos, é fato que não pode substituir a ação obrigatória do Estado de Minas Gerais, remunerado exatamente para resolver problemas como o que ora se noticia.

    Pelo exposto requer atuação URGENTE de V.Exa., adotando as providências a seu cargo para proteger o interesse das crianças e adolescentes envolvidos, além de determinar ao Governo Estadual, em especial à Secretária de Educação que atue para pôr termo à greve, abrindo negociações com os servidores, e, claro, de tudo dando ciência à comunidade escolar.

    P. deferimento.

    Local e data


    Nome, assinatura, e se possível comprovante de ser pai/responsável de estudantes da rede estadual"

    ResponderExcluir
  69. Amigo Euler e demais amigos, vejam que não consigo mesmo enviar:
    Invalid address: professoresInvalid address: greveInvalid address: Lei 11. 738/2008 You must provide at least one recipient email address. You must provide at least one recipient email address. You must provide at least one recipient email address. You must provide at least one recipient email address. You must provide at least one recipient email address.


    Reporteros sin fronteras

    Lo sentimos
    Ha habido un problema y no se ha podido enviar el correo :-(
    Esse é o endereço:
    http://es.rsf.org/spip.php?page=enviar_email_articulo&id_article=32618

    ResponderExcluir
  70. http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=179905,OTE&IdCanal=

    ResponderExcluir
  71. Professor Euler olha o que achei no site do www.folha.com.br

    Do alto de um palanque em um ginásio poliesportivo em Belo Horizonte, onde discursou para a militância petista, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse na noite desta quinta-feira (18)
    Lula discursou durante 42 minutos e falou, principalmente, das realizações dos seus oito anos de governo.

    O petista aproveitou a militância para mais uma vez criticar o governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), por conta da greve dos professores da rede estadual, que completará 72 dias de paralisação na sexta-feira. Mais cedo, em outro compromisso, ele já tinha tocado no assunto.

    "É uma vergonha alguém dizer que não pode pagar o piso de R$ 1.100 de um professor. A gente pode até provar que não tem dinheiro e não pagar. Mas não fazer o esforço para reconhecer o valor que tem uma professora...", disse.

    Lula informou que se reuniu na quinta-feira com a coordenadora do Sind-UTE (o sindicato dos professores estaduais), Beatriz Alvarenga, e prometeu ajudar. Recentemente, professores de outros Estados fizeram um dia de paralisação para protestar pelo pagamento do piso salarial nacional, estabelecido por lei federal há três anos.

    "Vamos ver no que a gente pode ajudar, conversar com os governadores e resolver definitivamente esse negócio do piso salarial dos professores", afirmou Lula.

    ResponderExcluir
  72. Euler, acabei de postar o modelo da carta aos pais no meu blog.
    Excelente iniciativa
    Um abraço, temos que continuar firmes!!

    ResponderExcluir
  73. Amigo Euler parabenizo você por tamanha dedicação à nossa causa e por tamanha competência e coragem nessa lida que não é fácil, mas que nos trará uma vitória épica. Engraçado é ver o quanto nossa imprensa é tolida e covarde, se acaso um professor em um ato de extremismo descumprir uma lei qualquer e fizer alguma coisa errada nesse processo, será notícia em todos os jornais, rádios e tvs. Agora esse governo que não cumpre uma lei, não é cobrado por ninguém, nenhum formador de opinião ou veículo de midia tem a coragem e a ousadia de desafiar estes coronéis de Minas. Até quando teremos que nos sacrificar em prol de um cumprimento de lei. Não está sendo pedido esmolas, nem reajuste e sim um ajuste de conduta deste governo infâme. Força companheiros, a Vitória virá. Pague o Piso. Cumpra a lei!!!!

    ResponderExcluir
  74. Olá caros companheiros de luta

    UNIDOS, venceremos !!!

    Muita sabedoria, esse 72 dias de greve serão marcados na história de Minas. EDUCADORES, ESTUDANTES, PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, MINEIROS de verdade escrevem mais um capítulo registrando a luta por JUSTIÇA, desde criança ouço falar Lei é Lei, tem que ser cumprida. Mas aqui nesse ESTADO, está faltando o quê? Ou seja, o que está precisando acontecer para o MP (Ministério Público) fazer cumprir a Lei? O que é e para que serve o Ministério Público?
    "No âmbito constitucional, o artigo 127 da Constituição Federal dispõe que o Ministério Público é instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis."

    Parabéns aos companheiros que estão juntando ao movimento.

    "A voz do povo é a voz de Deus."

    Caminharemos juntos até a vitória.

    "Uma longa viagem começa com um único passo."
    (Lao-Tsé)

    Abraço a todos!

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  75. O que me deixa p. da vida é saber que existem pessoas que não entendem a nossa luta. Ontem, fizemos um ato no centro de Uberlândia, juntamente com técnicos e estudantes da Universidade Federal. Enquanto passávamos na rua, eu ouvia da população: "Vão caçar serviço" "Bando de vagabundo" "Vai trabalhar". Lamentável!

    ResponderExcluir
  76. Silvio - Geografia19 de agosto de 2011 15:08

    Parabéns aos educadores, alunos de Divino e aos companheiros de Carangola! Mais uma vez o bom senso foi vencedor! NÂO HOUVE CONTRATAÇÃO! Estaremos em todas (não serão muitas...)as designações que se fizerem necessárias até o pagamento do PISO.
    A Polícia Militar esteve presente para "manter a ordem", que foi tomada como de costume. Os militares viram um grupo de profissionais organizados lutando para o cumprimento de uma lei federal. A LEI DO PISO. Seremos lembrados também em seus lares!!!
    Aos demais companheiros das Gerais e principalmente das cidades da Zona da Mata, não esmoreçam (como a companheira de Espera Feliz). Organizem-se e lutem por algo que está muito próximo. Reunam-se, troquem idéias e acima de tudo fiquem juntos. É possível enfrentar um problema de várias maneiras. Contem com o pessoal dos outros municípios.
    Até a VITÓRIA!

    ResponderExcluir
  77. Novas adesões: E.E. Clorindo Burnier, Juiz de Fora (infelizmente, adesão apenas parcial).

    ResponderExcluir
  78. Meninas do 2º turno da EE Professora Maria Cecília de Melo/BH:

    Só está faltando voces! Venham para luta.

    Jack, Marina Patrícia, Helô, Teresinha, Ana Paula, Eliane, Jussara...

    Até quando voces ficarão fazendo turismo em cima do muro?

    ResponderExcluir
  79. Colega indignada com a postura de certos professores , convocam alunos através de pressão e tem coragem de dar aula , mas esses traidores são pobres de espíritos e não acreditam na força do oprimido, mas Deus cobrará deles. Não se deixe intimidar, pois precisamos ficar do lado do oprimido e não do opressor. Vamos continuar firmes na luta até a conquista do piso. Esse texto é para os colegas da E.E. João XXIII de Ipatinga.
    Beijos a todos.

    ResponderExcluir
  80. ESTES EDUCADORES DE DIVINO são divinos!!
    Essa gente é de FIBRA é de outro BARRO como diz minha amiga.Todos nós educadores devemos tê-los como exemplo.

    PROFESSORES E ALUNOS DA REDE ESTADUAL, DE DIVINO, PROTESTAM NA SRE CARANGOLA, CONTRA AS DESIGNAÇÕES.

    Cerca de 40 alunos e professores da rede estadual de ensino do município de Divino(MG), protestaram hoje na SRE CARANGOLA contra a designação de professores para o retorno às aulas dos 3os. anos.
    O movimento já com sucesso na cidade de Divino impossibilitou que a designação fosse realizada na cidade. A estratégia da SRE Carangola de transferirem as designações para sua sede motivou esse movimento aqui e que também com isso atingimos o nosso objetivo." Declarou uma das líderes do movimento
    http://jornalocombatente.blogspot.com/2011/08/professores-e-alunos-da-rede-estadual.html
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  81. Nossos parabéns aos bravos alunos e educadores da cidade de DIVINO, que impediram a realização das designações.

    Deram o melhor exemplo de unidade e força para toda Minas Gerais. Um exemplo a ser perseguido por todos nós.

    Precisamos urgentemente investir na nossa auto-organização, com educadores, alunos e pais de alunos, pois assim somos invencíveis.

    Parabéns aos lutadores sociais de DIVINO e toda a região!

    ResponderExcluir
  82. CHARLOTTE QUER SABER

    ALGUÉM SABE DIZER SE HÁ ESCOLA PARARA LÁ EM DIVINOPOLIS E ITAÚNA???????????????????????

    ResponderExcluir
  83. Parabéns aos professores e alunos da cidade de Divino.Muito bem, vcs deram uma lição a muita gente de cidadania. Uma secretária maluca com vários capachos do governo. A resolução diz que "autoriza", portanto não é preciso que se façam essas designações. Mas os capachos que estão sempre contra os professores se acham na obrigação de fazer. MG é o único estado que uma resolução é mais importante que uma Lei. E ainda chamam a polícia kakakakakaka.

    ResponderExcluir
  84. Professoras(es),

    Agora está na hora dos professores, mostrarem poder de convencimento e argumentação diante da sociedade, expondo todos os problemas na EDUCAÇÃO.
    Contar para os parentes, amigos e a todos que tiverem oportunidades, qual é a realidade da EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES EM MINAS GERAIS.
    Está ação é importantíssima, é a propaganda boca a boca.
    Vamos verificar nosso poder de influenciar e convencer as pessoas COM A VERDADE.
    A NOSSA CAUSA É JUSTA.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1 DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  85. Professor Euler,

    Acho interessante convidar a entidade representante dos estudantes, os representantes das associações de pais, para um diálogo franco e verdadeiro da atual situação.

    Podemos te-los como aliados.

    É hora de união.

    NÃO PODEMOS SEPARAR A EDUCAÇÃO, OS EDUCADORES,OS AUXILIARES,OS ESTUDANTES, OS PAIS, ETC..SOMOS TODOS PARTE DA TOTALIDADE.

    COMEÇA ENTÃO NESTE MOMENTO,UMA NOVA VISÃO PARA A EDUCAÇÃO COMO UM TODO.

    O DEBATE DE IDEIAS NESTE BLOG, ESTÁ PERMITINDO NOVOS MODOS DE VER A EDUCAÇÃO.

    VENCEREMOS.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  86. Mais um notícia da nossa greve na midia
    http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4590

    ResponderExcluir
  87. Vejam esses dois parágrafos da reportagem do Hoje em dia:
    "A professora de português Roméia Rick, de 56 anos, resolveu aderir ao movimento grevista por considerar descaso e desrespeitosa a atitude do governo, que convocou 3 mil substitutos para possibilitar a volta às aulas de alunos do 3º ano do Ensino Médio. "A partir do momento que são contratadas pessoas que consideram a substituição um bico, tomando o espaço de colegas que estão lutando pelos direitos, e vale ressaltar que a greve é um direito constitucional, resolvemos suspender as aulas por período indeterminado", alegou a educadora, que é efetiva.

    Um dos professores substitutos, que se identificou apenas como Eduardo, manifestou sua indignação diante do caos instalado na escola. Revelou que pediria desligamento imediato. "Fica difícil trabalhar em um espaço em que você sente que não é aceito, por isso, pretendo pedir demissão", desabafou, assustado, o professor recém-contratado. Parte dos alunos se recusou a assistir aulas ministradas pelos professores temporários."

    Será que era isso que esse governo trapalhão queria que acontecesse? Que Deus tenha piedade desse homem que está destruindo a população mineira com suas atitudes desvairadas.

    Tem um ditado que diz que cada povo tem o governo que merece. O que será que fizemos de tão ruim para merecermos esse?

    Sou professora com muito orgulho e só piso na escola com o piso.

    ResponderExcluir
  88. Colegas combatentes de Divino: mil parabéns para voces e tambem aos alunos que muito bem deram uma linda aula de cidadania.Tenho inveja de voces morarem numa cidade onde a maioria está participando dessa luta.O que não é o meu caso,pois estou sozinha nessa.Mas vamos conseguir e mostrar a todos aqueles que se acovardaram que nós não temos medo e que vamos lutar até o piso sair!!! Que bom ter companheiros como voces! Mesmo não os conhecendo pessoalmente,senti muito orgulho de estarmos juntos nesse movimento histórico para a categoria da Educação de Minas Gerais! Abraços a todos e muita força para continuarmos nessa luta!

    ResponderExcluir
  89. Charlotte, sei que em Divinópolis somente quatro escolas estão paralisadas(uma lástima, pois, se fosse em maior número,tenho certeza que as cidades vizinhas acompanhariam.Não houve trabalho por parte do sindicato de Divinópolis , pelo menos na cidade onde moro.)Quanto a Itaúna, sei que o movimento das escolas que aderiram, é forte, mas não sei lhe dizer quantas escolas aderiram. Um abraço!

    ResponderExcluir
  90. Na E. E. Pedro Lessa, em São Miguel do Anta, assumiram as aulas do 3º ano em substituição aos professores grevistas, alguns candidatos sem habilitação na área específica, tendo formação por exemplo em Economia Doméstica (assumiu as 2 aulas de Sociologia). Foram designados substitutos para as áreas de Matemática, Português e Sociologia. Não apareceram candidatos para as disciplinas de História e Física. Esta é a Qualidade de Educação que o governo mineiro tanto "prega". Como fica o nosso direito à GREVE? Está mais do que provado que estas contratações são para substituir os professores grevistas, na tentativa de enfraquecer o nosso movimento e de "enganar os pais e alunos" com a falsa ideia de preocupação com a preparação dos alunos para o ENEM e Vestibulares. Na verdade, esta preparação se dá durante toda a vida escolar do aluno. GREVE ATÉ O PISO SALARIAL no vencimento básico.

    ResponderExcluir
  91. Eduardo disse: 19/08/2011 às 12:15
    Doutor Leonardo, bom dia. A Secretária de Educação anunciou que 153.000 (cento e cinquenta e três mil) educadores optaram pelo regime antigo de remuneração (vencimento básico + vantagens), fazendo jus à aplicação da Lei federal 11738/08, a LEI DO PISO DO PROFESSOR. Este porcentual representa algo em torno de 75% dos profissionais que estavam aptos a fazer a opção (200.000). O que pode acontecer a partir de agora????

    resposta:
    leonardocarneiro disse:
    19/08/2011 às 14:30
    Olá Eduardo,
    bem, penso que todas estas pessoas que fizeram a opção de retorno ao regime remuneratório anterior estão aptas a, tão logo seja publicado o Acórdão do STF na ADI 4167, pleitear a diferença a título de indenização.
    Ademais, quanto ao retorno, existem duas situações:
    - O aumento de 5% concedido pela opção do subsídio, no nosso entendimento, fere o princípio da isonomia uma vez que servidores ocupantes dos mesmos cargos, que desempenham as mesmas funções, tiveram reajustes distintos (mesmo trabalho = mesma remuneração). Estamos estudando a viabilidade de uma ação.
    - Futuros aumentos (reajustes) concedidos ao subsídio devem, pelo mesmo motivo, serem estendidos ao regime remuneratório. Impossível, nesta situação, qualquer discriminação pois se trata de reajuste, e não um bônus (de constitucionalidade duvidosa), por determinada opção.
    Como venho alertando, penso que o movimento dos professores deve ficar atento à uma reação do Governo Mineiro no sentido de enquadrar por lei, obrigatoriamente, todos no subsídio (o que é possível do ponto de vista jurídico, embora contraditório do ponto de vista político).
    Abraço.
    http://direitodoservidor.wordpress.com

    ResponderExcluir
  92. Parabéns aos professores e alunos de Divino! Isto é que é CIDADANIA! Que todos os pais, alunos, professores e comunidade possam seguir este belíssimo exemplo! A atitude de vocês de Divino, nos fortalece para continuar na Luta, em GREVE!

    ResponderExcluir
  93. Vejo num canal de tv,rede nacional,que os trabalhadores fazem paralização das obras do Maracanã.E nós?Não merecemos ser notícia?Afinal são dezenas de escolas sem aulas Brasil afora.
    Tá tudo dominado.Nosso país e uma "idiocracia"....

    ResponderExcluir
  94. CAROS COMBATENTES

    PRECISAMOS PRESSIONAR A E.E PROFESSOR CLÁUDIO BRANDÃO NO BARREIRO EM BH. O PESSOAL DA SUB SEDE BARREIRO SIND UTE QUE ACOMPANHA O BLOG DEVE FAZER PRESSÃO LÁ, POIS A ADESÃO É DE APENAS 01 COLEGA.

    ResponderExcluir
  95. Oi Barreto
    Gostei da sua coragem .Tb sou adepta deste pensamento sobre a Inconf.
    Mineira.Será que tem sangue de Silverio dos Reis correndo nas veias do Desprezível quarteto?

    ResponderExcluir
  96. Joaquim - Sete Lagoas19 de agosto de 2011 17:52

    Sem muita delonga, vamos ao que interessa:
    Em Sete Lagoas a greve fica cada vez mais forte...
    Visitamos duas Escolas importantes hoje e ambas aderiram ao movimenmto. A terceira, na qual trabalho, somente eu e minha esposa havíamos aderido ao movimento. Mas, após a visita de alguns colegas - que por sinal pegaram pesado - conseguimos parar todo o matutino. Esperamos ainda outras adesões dos outros turnos.
    A vitória está próxima, companheiros. Um abraço

    ResponderExcluir
  97. Vou deixar aqui um recado para quem vai fazer licenciatura.Sabe aquelas aulas de didática,psicologia da educacao , estrutura de ensino, etc ?Não se matriculem! Não gastem seu dinheiro.A gorgonzollona falou que não precisa disso para ser professor em Mg. Basta ser área afim.
    Asquerosa!

    ResponderExcluir
  98. Eu leio esse blog e começo a chorar. É uma causa tão justa, será que "ninguém" percebe?
    Está tão bonito ver essa turma se unindo, crescendo e demonstrando que somos as cabeças pensantes desse país (e é disso que eles tem medo).
    Nunca mais vou esquecer a expressão "NÚCLEO DURO".
    Amei o currículo novo que um colega colocou, Biologia excluída por excesso de complexidade, kkkkkkkkkkkkkk. Tô n'água então! Não vai ter vaga pra mim "nessa escola".
    Não somos o Superman mas...PARA O ALTO E AVANTE (ERA ELE QUE FALAVA ISSO????????KKKKKKKKKKK)
    Abraço companheiros de luta!
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  99. Professor Euler,

    PARABÉNS PELAS 430.000 VISITAS A ESTE BLOG.

    BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA PARA OS PROFESSORES(AS)DE MINAS GERAIS.

    OBRIGADO PELA LIBERDADE E OPORTUNIDADE DE EXPRESSÃO NESTE ESPAÇO.

    ResponderExcluir
  100. PARABÉNS POR NOS UNIR ATRAVÉS DE SEU BLOG.
    MARILIA GOMES DE FREITAS
    ITANHOMI/ MG

    ResponderExcluir
  101. oi! Uberlândia , quantas escolas estão de greve? Deixe o povo falar ...PAREM E VÃO VER QUEM ira dar aula para seus filhos!!! afinal UBERLÃNDIA é MINAS e só VOLTEM PRAS ESCOLAS COM O PISO !!!! É NOSSO DIREITO...FORÇA E MUITA GARRA ....

    ResponderExcluir
  102. Mara PL

    Parabéns Euler pelo seu blog , aqui em Pedro Leopoldo muitas designações não aconteceram,graças aos combatentes companheiros de luta, a nossa vitória está muito próxima

    ResponderExcluir
  103. AS SRS `JA FIZERAM O CALENDÀRIO DE REPOSIÇÃO DE GREVE E ESTÂO PASSANDO PARA AS DIRETORAS>AULAS ATÈ NO DOMINGO E DIZENDO QUE VÂO INFORMAR AOS PAIS QUE HAVERÀ AVALIAÇÕES NO DOMINGO.QUE EU SAIBA A GREVE NÂO ACABOU...

    ResponderExcluir
  104. Só mesmo na área da Educação que tudo pode. Qualquer um, que esteja desempregado ou que quer fazer um "bico", chega e assume o cargo de professor. Não precisa de formação específica e dedicar-se anos cursando licenciatura. Em outras áreas a coisa é bem diferente, imagina se na falta de médicos, qualquer um poderá exercer a profissão! Dá até cadeia! O mesmo acontece com a profissão de Engenheiros, Advogados, etc, todos respeitam a profissão. Ninguém ousa em chegar e substituí-los sem a devida formação. Já na área da Educação, as pessoas se forem questionadas quanto à formação adequada para assumirem uma sala de aula, ou seja, se possuem habilitação para exercer a função de professor já tomam como ofensa. É mole ou quer mais... Ainda temos que aceitá-los, "calados" atuando na Educação. GREVE ATÉ O PISO SALARIAL no vencimento.

    ResponderExcluir
  105. Sou do núcleo duro. Só volto para a Escola após o pagamento do Piso.Sem essa conversa de melhoramento do suicídio. Professores de Ipatinga, acordem! Ainda há tempo de reforçarem a greve.

    Um abraço a todos os colegas que, com força e resistência, continuarão em grve até o pagamento do Piso .

    ResponderExcluir
  106. Colegas,
    Leiam no jornal "Hoje EM DIA" do dia 18/08/2011, a notícia sobre a visita do ex-presidente Lula à BH, vejam o final da reportagem:
    "Além de tentar alinhar o discurso com os aliados, Lula aproveitou para criticar a relação do governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), com os professores. “Tem três anos que o piso foi aprovado e tem Governo que não paga para os professores. É preciso investir na Educação. Tem gente que acha que pouco mais de R$1 mil é muito dinheiro”, comparou Lula, acompanhado do ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), de prefeitos e de deputados."
    Parabéns ao Lula por realizar esta "chamada" no governador mineiro. GREVE ATÉ O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL no vencimento básico.

    ResponderExcluir
  107. Depois dessas contratações sem a exigência de habilitação profissional para o exercício da profissão, fica difícil para o governo de MG falar que Educação é prioridade em seu governo. A pretensa qualidade na Educação figura como bandeira política de todos os candidatos ao Executivo tanto nas esferas municipais e estaduais como na federal. Entretanto, não é o que funciona na prática, haja vista, uma vez no comando do estado decide-se que é preferível pagar a qualquer um para lecionar a cumprir uma lei federal que melhora, ainda que minimamente, o salário dos professores. Quanta hipocrisia!

    ResponderExcluir
  108. Juiz de Fora não teve nem uma designação as atitudes do comando de greve foram maravilhosas!
    Mais escolas aderiram e estão aderindo a GREVE
    SEM O PISO NÃO PISO NA ESCOLA.
    PARABÉNS! PROFESSORES JUIZ-FORENSES...

    ResponderExcluir
  109. Colegas,
    Acessem o site "O TEMPO online" e leiam a reportagem publicada no jornal "O TEMPO" do dia 19/08/2011 sobre a visita do ex-presidente Lula a BH. Aqui está o final da reportagem:

    "Alfinetadas.Em discurso para militantes petistas, ontem, Lula foi duro ao criticar o posicionamento do governo de Minas em relação ao salário pago aos professores, em greve desde 8 de junho.


    "É uma vergonha falar que não tem dinheiro para pagar R$ 1.100 a um profissional que toma conta de 40 alunos", disse, em referência ao piso nacional sancionado durante seu segundo mandato como presidente.


    "Podem até provar que não têm dinheiro, mas não podem fazer esse esforço para não reconhecer o valor que tem o professor", acrescentou o ex-presidente.


    Mais cedo, em reunião com lideranças petistas, Lula também havia dito que o senador Aécio Neves (PSDB) foi o governante que mais recebeu recursos do governo federal. (Com Cristiano Martins)"

    ResponderExcluir
  110. GRAÇA:

    Boa Noite Prof Euler,

    No jornal globo regional da noite: o governador
    esteve hoje em Delfinópolis, sul de Minas, quando afirmou que o piso de MG é de 1.320,00,pago como subsidio! Disse isso "calmamente, friamente!!!!

    Agora veja o portal do Nassif:

    O choque de gestão em Minas Gerais
    Enviado por luisnassif, sex, 19/08/2011 - 14:11
    Choque de Gestão: entenda como é o modelo mineiro

    Por Lilian Milena, no Brasilianas.org
    Da Agência Dinheiro Vivo


    Transcrição de parte do debate do programa Brasilianas.org sobre o modelo o Choque de Gestão de Minas Gerais.

    há uma conclusão unânime, seja de ONGs ou associações, que os salários dos servidores em Minas é baixo, e sem um trabalho atrativo não se consegue atrair grandes quadros. Como resolver esse nó?

    Sabemos que os salários são baixos. Mas, o que aconteceu no passado? Me permita uma resposta mais longa, porque o tema é fundamental. No passado eram poucas as professoras porque elas ministravam ensino de altíssima qualidade para a elite brasileira. Então ser professora na década de 1930-1940 era restrito a uma elite que dava aula para outra elite, então podia-se pagar razoavelmente bem. Com o passar dos anos houve, felizmente, a democratização do ensino, as poucas professoras passaram a ser centenas de milhares ou milhões de professoras, então os estados, municípios e a própria União, tiveram que reduzir os salários pagos. Da mesma houve um aumento muito grande do número de servidores e daí, de fato tivemos uma queda de qualidade, que estamos tentando reverter agora, e passamos a ter pouca atratividade e salários baixos. Mesmo assim, em Minas, e em muitos estados percebemos uma grande dedicação e devoção dos professores.
    Os salários baixos decorrem da realidade do setor público, não só dos professores os salários baixos, mas também do governador, dos secretários, dos servidores burocráticos, dos técnicos da Fundação João Pinheiros, dos técnicos da área agropecuária, da área de saúde. Porque vivemos uma grande indagação: nós temos limites da lei de responsabilidade fiscal, e mesmo se não tivéssemos, temos limites de orçamento. Nós vemos na imprensa que os grandes estados pagam os piores salários. É verdade e é obvio, porque são os grandes estados que têm muitos aposentados, tem um número muito maior de funcionários que os estados pequenos, que tem uma carga muito menor sobre eles.

    A educação é cada vez mais vista hoje, finalmente, como ponto central de desenvolvimento, é só fazer a comparação com outros países. Então se começa a tomar consciência generalizada de que é preciso trazer para a educação os melhores quadros, mas tem esse problema financeiro-tributário. Como é que isso será resolvido, do seu ponto de vista?

    Só com uma fonte externa aos estados. Com o quadro tributário atual, nenhum Estado da federação consegue pagar de maneira plena seus professores, apesar de alguns especialistas discordarem disso. Nós precisamos de fontes externas, por exemplo, um fundo soberano, vinculado ao pré-sal para o pagamento disso.
    A própria Lei [nº 11.738] recente do piso salarial, e o R$ 1 bilhão que a União separou não faz cócegas nem em Minas, quanto mais nos 27 estados da federação. Precisamos de centenas de bilhões de reais pra sustentar a remuneração dos professores. Precisamos de um fonte que seja um grande laço, que não está hoje na realidade dos estados.

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/o-choque-de-gestao-em-minas-gerais

    ResponderExcluir
  111. Alguém sabe tirar a minha dúvida? Por favor, se souberem, respondam-me.
    Exercer a profissão de PROFESSOR sem ser habilitado, ou seja, sem ter formação adequada, não significa crime por "Falsidade Ideológica"?
    Abraços e Greve até a conquista do nosso piso salarial!

    ResponderExcluir
  112. Anastasia, não queremos que o PISO seja pago através do subsídio mas sim no vencimento básico. Não tente nos enganar, já provamos que nós não recebemos o piso e a diferença entre PISO E TETO. Portanto, se vire, queremos o que é nosso por direito. Não pense que vai convencer "alguém" ou "alguma autoridade" com suas mentiras. Nós já provamos que você não CUMPRE A LEI FEDERAL, agora falta você provar o contrário.

    ResponderExcluir
  113. Parabéns aos professores e alunos da cidade de Divino que mostraram que não precisamos nos curvar e nos amedrontar diante das ordens de um governo ridículo e irresponsável.Infelizmente em Carangola as grandes escolas não tiveram o mesmo pulso firme e cederam, é uma pena. Na verdade as GRANDES ESCOLAS estão em Divino. PARABÉNS...

    ResponderExcluir
  114. A ideia do abaixo-assinado pedindo intervenção no Estado é ótima! Deve ser colocada em prática, urgentemente.

    ResponderExcluir
  115. Boa noite, Euler e companheiros!
    Fico maravilhada ao ouvir tantas cidades aderindo ao movimento.É uma pena que não posso dizer o mesmo das cidades do Sul de Minas. Várias vezes denunciei aqui que era preciso o pessoal da subsede fazer um trabalho mais intenso nesta região, mas ninguém ouviu.Não fomos visitados por nenhum membro do sindicato.

    ResponderExcluir
  116. Fiz um comentário sobre a situação caótica de Ipatinga, mas, não foi publicado, pq?

    ResponderExcluir
  117. Nós, educadores precisamos ajudar o sindicato para que ele não se deixe abater. É agora ou nunca. Em Barbacena aumenta a Adesão a greve. Não voltaremos à sala de aula sem o piso salarial que é direito nosso. Não estamos pedindo favor nem esmola . Abraços a todos os colegas lutadores.

    ResponderExcluir
  118. Pessoal da luta, boa noite!

    No geral, a greve continua forte, com importantes adesões e alguns poucos recuos. As designações dos substitutos estão aquém do que o governo desejava e em alguns locais não têm sequer acontecido, como é o caso da cidade de DIVINO e outras.

    Mas, acho que temos que traçar a nossa estratégia em duas frentes: uma voltada para a manutenção e o fortalecimento da greve; e outra voltada para uma ação política mais ofensiva contra o governo, de modo a força-lo a pagar o piso.

    Quero ver se consigo desenvolver um texto sobre estes dois pontos hoje mais tarde.

    Acho ainda que temos que aproveitar este período de greve para nos organizarmos em cada cidade em cima de uma estratégia muito precisa de ação e de convencimento da comunidade, definida em cada local.

    Fortalecer os comandos de greve e traçar um plano que envolva um número maior dos colegas que estão em greve. Envolver também estudantes, pais de alunos e apoiadores da comunidade. E talvez organizar uma grande mobilização (ou várias), que torne impossível à mídia nacional e internacional deixarem de mencionar o que está acontecendo em Minas Gerais.

    Vão pensando nisso também, colegas de luta. Mais tarde eu volto com um novo post.

    Um forte abraço e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
  119. Estive esta semana em Guapé Sul de Minas e fiquei muito triste em saber que lá as escolas não estão em greve. O sindicato precisa entrar em contato com estas escolas. A luta é de todos. somos educadores. não somos cachorros deste governo injusto

    ResponderExcluir
  120. João Paulo Ferreira de Assis19 de agosto de 2011 22:42

    Prezado amigo Professor Euler

    Esta entrevista do Anastasia só nos dá razão. É preciso que a federalização esteja na ordem do dia. Seria necessário pedir a um deputado do bloco Minas Sem Censura que propusesse a ideia na Assembleia Legislativa, em que o Estado e a União fariam um acordo responsabilizando-se a União pela remuneração dos profissionais da Educação e pelo planejamento. Enquanto ao Estado caberiam cuidados com o espaço físico das escolas, e segurança do seu patrimônio.

    Ah! a propósito, estive hoje na EE Deputado Patrus de Sousa, e o edital para contratar os ABSORVENTES HIGIÊNICOS, DIGO, OS PROFESSORES-TAMPAX já lá estava. Fui à sala dos Professores e do meu escaninho tirei o meu material: um livro, um dvd com a cópia do filme A Missão, e os textos que preparei para o EJA. SE EU IRIA PERMITIR QUE UM TAMPAX QUALQUER USASSE MEU MATERIAL. NUNCA! Uma das vice-diretoras viu e não me disse nada. Também não a cumprimentei, pois ela estava em conversa com a assistente de disciplina do turno.
    Nesta semana ouvi dizer de mais duas escolas que queriam parar e não sei se já pararam: uma em Carandaí e outra em Alfredo Vasconcelos.

    ResponderExcluir
  121. Aplausos
    O exemplo dos EDUCADORES DA CIDADE DE DIVINO está se alastrando pelo ESTADO. Muito bem, essa GENTE DO INTERIORZÃO DAS MINAS GERAIS é GENTE QUE FAZ, é GENTE DE RAÇA, é GENTE FORTE, é GENTE QUE NÃO CORRE DA LUTA, NÃO ENVERGA E NÃO QUEBRA!! Parabéns a todos que têm se espelhado nos DIVINENSES!!

    ResponderExcluir
  122. Muitos professores não entram em greve por medo de demorar muito tempo. Deveríamos propor uma semana intensa de mobilização. Seria assim todas as escolas parariam suas funções na próxima semana como forma de pressionar o governo e fortalecer o movimento. Depois se quisessem voltariam a funcionar com antes.

    ResponderExcluir
  123. É verdade, as escolas de Carangola e região precisam aprender com os educadores de Divino!
    O exemplo que vem de lá.

    ResponderExcluir
  124. Olá Euler,

    O Governador esteve em minha região e em entrevista falou sobre a greve... veja o video
    http://eptv.globo.com/emc/VID,0,1,43364;4,governador+anastasia+visita+o+sul+de+minas.aspx

    Domingo, teremos a Parada Gay aqui em Alfenas e vamos aproveitar a movimentação e fazer panfletagem sobre nossas reivindicações...
    Abraços e aqui tbem somos da linha dura da greve...
    Até o Piso..
    Eliane

    ResponderExcluir
  125. Será se o governador está demente ou sofrendo de amnésia e não sabe diferenciar piso de subsidio?
    Não encontrei alguém com um discurso tão vazio e sem nexo. Ele faz de desentendido, bobo e irônico. Ou isto é próprio de um cérebro macabro.

    ResponderExcluir
  126. Divino - MG

    Um!!! Dois!!! Três!!! Vivas!!!
    Divino, não deixou que a Inspetora e Diretora da SRE (paus mandados da SEE-MG) ganhassem a Batalha.

    ResponderExcluir
  127. Carangola, Divino e Espera Feliz fazem suas partes, as demais cidades da SRE/Carangola é que tem que tomar vergonha e tomar uma posição, que não seja a que já vem tomando, ou seja, a de omissão perante a GREVE, mais sim a de aderirem a mesma.
    Cidades da SRE/Carangola saiam do armário!!! Vamos aderir e lutar pela greve, ou melhor, pelo PISO.

    ResponderExcluir
  128. “Eu estou sabendo que os professores estão em greve em Minas Gerais. O mais grave é que nós aprovamos uma lei criando o piso salarial dos professores, essa lei foi sancionada. Quando eu estava na Presidência, alguns governadores entraram na justiça para não pagar o piso e a justiça sentenciou que o piso é constitucional. É uma vergonha alguém dizer que não pode pagar o piso de R$ 1.100,00 para um professor”, protestou Lula.

    http://www.icidadania.org/2011/08/lula-defende-aplicacao-do-piso-para-professores-de-mg/

    ResponderExcluir
  129. Em outro momento, além da federalização da educação, existe outra demanda importante: a profissionalização da carreira de professor, com critérios claros para seu exercício, além é claro, da constituição de um conselho de classe.
    Tais substituições de professores grevistas só ocorrem porque não existe um conselho tal como o de Medicina. Uma aberração dessas jamais seria permitida pelo conselho de Medicina. Sem falar que é ilegal.

    ResponderExcluir
  130. Pessoal cada dia eu fico mais triste é indignada. Todos estes acontecimentos só veio comprovar o quanto a educação vale em Minas, quem se preocupa com Ela? Qual o verdadeiro interesse dos nossos governantes? Oprimir, denegrir?manipular?...
    Temos fome de Que? JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  131. Aos colegas combatentes, força e fé.

    ResponderExcluir
  132. Gostaria de parabenizar mais uma vez ao professor Euler, moderador desse blog, pela sua capacidade e competência técnica, política e humana, colocando-se a serviço desse movimento justo em prol da melhoria do Serviço Educacional em Minas Gerais, bem como da valorização de seus profissionais. Diante de tantos textos com explanação muito rica, expressando a mais pura realidade vivida por todos nós, acho muito pertinente dizer que o Governo tem os profissionais que não merece e nós em contrapartida não temos o Governo que merecemos.
    Até quando vamos continuar vendo esse descaso com a educação da nossa mídia que prefere noticiar violências, corrupções, furtos ao invés de mostrar também que professores estão parados porque a Lei não está sendo cumprida e o diálogo não se estabelece com o governo que vem fazendo vistas grossas nessa situação tão séria e de grande prejuízo para educadores, educandos e seus familiares.
    Qual professor que gosta de fazer greve ? Tenho convicção de que NENHUM !!! Essa é a última opção.Sabe Euler ,a minha esperança é que esse acórdão venha o mais rápido possível para ver qual a próxima desculpa.
    Enquanto isso eu fico aqui esperando a próxima matéria que todos os dias você e os demais participantes deste blog ministram que é sem dúvida uma excelente aula de cidadania.QUE VENHA O PISO, CONQUISTA DEFERIDA PELO STF !!! E QUE A JUSTIÇA E A IMPRENSA DE MINAS SEJAM PACEIRAS DA NOSSA VERDADE E SOBRETUDO DOS NOSSOS DIREITOS!!!

    ResponderExcluir
  133. Acendi a vela no horário combinado e fiz minhas orações!!Que essa luz ilumina a todos nós, nos dando paciência,perseverança e principalmente a vitória!

    ResponderExcluir
  134. gente, minha cabeça parece que vai explodir!!!não estou vendo nada acontecer!!leio e leio e as notícias são as mesmas!entro umas 10 vezes no pc, busco o site do sindicato, o tempo, do euler,da beatriz e quero ler algo concreto quanto as negociações!!juro que estou me sentindo pressionada a voltar, estou de greve desde de 08/06 e estou vendo as coisas caminharem como todas as outras greves!espero sinceramente que eu esteja errada, pq quero muito que saiamos vitoriosos nessa guerra desleal

    ResponderExcluir
  135. Se bem me lembro há anos os professores vivem de reposicionamento. E assim o governo vai empurrando a EDUCAÇÂO com sua polpuda barriga. O governador Aécio começou e Anastasia terminou. Os tucanos entraram com uma ação no STF contra o Piso Nacional para a Educação (Lei 11.738). Criou da noite para o dia a Lei Delegada 182. Esta Lei foi feita para função política, ( contratados pagam INSS). A seu bel prazer publicou no Minas Gerais a Transferência de todos os funcionários estatutários da SEE, para o subsídio, tirando-lhes todos os direitos garantidos pela Constituição Federal e Estadual. O ABSOLUTISTA que se julga dono de Minas, propos a opção para quem não aceitasse o subsídio. O Absoluto está errado. O ESTATÁRIO, é que teria que fazer a sua a escolha. Saiba Sr. governador,que esta situação arbitrária dá um BELO PROCESSO. Não se tira Direitos Constitucinais do trabalhador na calada da noite, mas infelizmente, não há deputados para lutar pelos pela EDUCAÇÂO, porque todos habitam a mesma MALOCA. Por que o subsídio foi implantado somente na Educação? Isto é uma discriminação.Os PROFESSORES estão certos. DEvem continuar com a greve e garantir seus direitos,porque o governo diz que paga vale transporte. O valor pago não dá para tomar ônibus duas semanas. Imagine o resto da remuneração! O EDUCADOR sendo bem remunerado, ele não precisa trabalhar em três turnos para sobreviver e o ensino será de qualidade. O governador gasta uma fortuna com propaganda, dizendo que em minas o professor da família vai à casa do aluna. Será verdade? Os políticos de nosso país precisam se lembrar, que, se hoje estão no poder, agradeçam aos professores. Necessitam de vergonha na cara. São desonestos, trabalham por troca de favores, legislam em benefício ´própio. Existe políticos que estão no poder há sete gerações, eles não são donos do BRASIL. O BRASIL É NOSSO. NÒS TRABALHAMOS PATRA ENGRANDECÊ-LO. NÓS NÃO DESONRAMOS NOSSO PAÍS,os senhores são a vergonha de nossa PÁTRIA.
    Desabafo de um BRASILEIRO que AMA O BRASIL.

    ResponderExcluir
  136. PROfessores, estou com vcs. Não voltem a trabalhar. O governador precisa saber que professor tem nessecidades. Ele não trabalha por robe, mas por amor à profissao e sbrevivência. A EDUCAÇÂO não pode ser tratada com descaso. Os grandes patriotas aprenderam com um professor, inclusive ele. Os pais reclamam da má qualidade mdo ensino, mas, ficam contra os professores quando resolvem lutar por melhoria no salário e no ensino. No primeiro semestre de 2012, dá para concluir o ano de 2011. A UFMG já fez asim e deu certo. Lutem até a Vitória. Sou uma defensora de vcs. SIGAM EM FRENTE.

    ResponderExcluir
  137. Leiam a interpretação da CNTE sobre a questão da carga horária e do pagamento do piso, inclusive onde se deve aplicar proporcionalidade.
    "Art. 2º, § 1º.

    A Lei determina que nenhum vencimento inicial de carreira do magistério público da educação básica seja praticado abaixo do Piso. Da mesma forma, vincula o vencimento inicial de carreira a uma determinada jornada de trabalho, que pode ser de, no máximo, 40h semanais. Assim, estados e municípios, que já possuem, em seus planos de carreira, jornadas inferiores às 40 horas limites, deverão lutar por sua manutenção e pela aplicação do Piso (ou valor superior a ele) sobre estas cargas horárias, que podem ser de 30h, 25h, 20h etc.
    Profissionais do magistério detentores de dois contratos de trabalho (um municipal e outro estadual, por exemplo) terão direito, no mínimo, a dois vencimentos iniciais de carreira no mesmo valor do Piso, independentemente da jornada estabelecida em cada um dos contratos.

    Ex: Professora com contrato de 20h, na Prefeitura, e 30h, no Estado. Ambos deverão conferir-lhe vencimentos iniciais de carreira, no mínimo, igual ao Piso Nacional.

    Atenção especial deve ser dispensada à adequação das tabelas salariais. Os estudos financeiros e a luta da categoria devem focar a possibilidade de manter todas as vantagens remuneratórias atuais. Nada impede que gratificações de carreira incidam sobre o Piso ou o vencimento inicial da carreira. Luta posterior poderá centrar na incorporação de todas as gratificações possíveis, a fim de contemplar os aposentados.
    Também do ponto de vista dos planos de carreira, uma vez que vencimentos iniciais maiores ensejam diferenças menores entre níveis/classes da carreira (vertical e horizontal), os sindicatos devem lutar pelos patamares mínimos defendidos pela CNTE (mínimo de 50% entre níveis médio e superior). Já as diferenças entre classes horizontais e o início e final da carreira (vertical) dependerão das finanças públicas (recursos vinculados) e dos patamares pretendidos pela categoria. Para isso, será necessário, também, obter dados da receita tributária, da folha de pagamento, do número de alunos por professores, do número de desvios de funções, a fim de estabelecer as diferenças entre níveis sobre bases que possibilitem maior valorização profissional.
    Importante destacar, ainda, que a luta da CNTE sobre a Carreira do Magistério está em consonância com a Constituição Federal (art. 206, V, CF), a qual prevê profissionais egressos por concurso público, observada a habilitação mínima do art. 62 da LDB.
    Já os trabalhadores temporários e os cedidos às instituições filantrópicas, confessionais ou conveniadas com o poder público poderão perceber o Piso, desde que cumprido o requisito da formação (art. 62 da LDB)."
    Será que devemos aceitar receber um piso proporcional às 40 hors e não ele em sua integralidade? Acorem gente, proporção é um erro!! O Governo não prporia essa possibilidade se fosse bom!!!

    ResponderExcluir