segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Ilegalidade do governo pode criar uma situação de desobediência civil generalizada em Minas


Na E.E. Elias Issa, em São José da Lapa, uma fração do Núcleo Duro da Greve. Escola fechada com ZERO substitutos. Exemplo para Minas, como vem acontecendo em dezenas de outras escolas do estado. (Foto do nosso combativo colega Gleiferson).




Ilegalidade do governo pode criar uma situação de desobediência civil generalizada em Minas

Após 76 dias de greve dos educadores de Minas pelo pagamento de um piso salarial que é lei federal, o governo de Minas, até o momento, mostra-se irredutível. Continua repetindo feito papagaio que pretende investir no subsídio, que, como sabemos, é teto salarial, e uma forma do governo aplicar o calote nos educadores para não pagar o piso salarial instituído pela lei 11.738/2008.

Com essa conduta de se manter fora da legalidade, somada às práticas condenáveis, como: cortar e reduzir salário dos grevistas; contratar "professores" tampão não habilitados para substituir os verdadeiros professores em greve; tratar os diretores de escola como capitães do mato, pressionando-os a "caçarem" os novos escravos fugidos, os professores em greve; usar a mídia para jogar a população contra os educadores, entre outras, o governo está semeando ódio e com isso poderá colher tempestade.

O governo de Minas parece desconhecer os exemplos históricos de rebeldia e legítima desobediência civil praticada pelos povos ou grupos sociais ameaçados nos seus direitos e na sua dignidade enquanto trabalhadores e enquanto seres humanos. O governo de Minas está desrespeitando não apenas uma lei federal e a sentença irrecorrível do STF, que manda pagar o piso enquanto vencimento básico, mas também a vontade de expressiva maioria dos próprios educadores mineiros. Apesar de toda a chantagem feita pelo governo para que os educadores permanecessem no regime de subsídio, cerca de 153 mil educadores - entre os 200 mil na ativa que puderam optar - escolheram ficar no antigo sistema remuneratório, composto de vencimento básico e gratificações.

Mas, o governo insiste em desrespeitar a vontade da maioria da categoria. Ainda que fosse um único educador que tivesse feito tal opção, o governo teria que pagar o piso para este educador. Mas, não. Foram 153 mil, sem contar aqueles cargos que permaneceram no antigo sistema (diretores de escola, secretários/as de escola e aposentados sem paridade com os cargos da ativa). Estes 153 mil colegas educadores mandaram uma clara mensagem ao governo: não querem (não queremos) o subsídio, nem pintado de ouro! Nós já estamos conscientes de que o subsídio é bom para o governo e desvantajoso para os educadores; que ele descola-se da lei do piso, não acompanhando os reajustes anuais de salário previsto em lei federal; reduz percentuais de promoção e progressão; incorpora todas as gratificações e coloca todos os servidores em início de carreira, congelando a situação funcional dos educadores.

Por isso, o governo mineiro deve abandonar essa postura arrogante e provinciana, como se estivesse lidando com educadores que precisassem de tutores para lhes explicar o que é bom e o que é ruim para eles. Ao invés disso, o governo deveria respeitar a lei federal vigente no país e pagar o piso salarial aos educadores, mesmo que seja o piso proporcional do MEC, cujo valor para o professor com ensino médio é a ridícula soma de R$ 712,20.

Mas, se o governo, ao invés do bom senso e do respeito ao império da lei, insistir em não pagar o piso, estará com isso criando uma situação de caos social no estado de Minas Gerais. São milhares de alunos sem aulas, com o calendário do ano letivo já impossibilitado de fechar no final deste ano; são milhares de educadores sem salário, vivendo em situação de grande aflição e tormenta; são milhares de pais de alunos indignados com essa realidade causada pelo governo, que descumpre uma lei federal, cuja aplicação custaria aos cofres públicos não mais que 3,44% do orçamento estadual.

Em apoio aos educadores, dezenas de movimentos sociais, sindicais e estudantis começam a se sensibilizar com a luta travada heroicamente pelos bravos guerreiros e guerreiras da Educação. Este apoio se fortalece na medida em que os diversos grupos e movimentos sociais percebem que a luta dos educadores incorpora a luta de todo o povo pobre de Minas contra as injustiças e os métodos despóticos praticados pelo governo mineiro.

Minas está vivendo uma situação perigosíssima, com os poderes constituídos praticamente anulados e subordinados à vontade imperial do déspota do plantão. Além disso, o quadro se completa com a subserviência da mídia mineira, que em troca de muitos 30 dinheiros se cala covardemente, ou então, quando aborda o problema, tenta jogar a população contra a greve e contra os educadores que lutam por um direito constitucional.

No interior das escolas o clima é tenso, pois o governo está recrutando figuras estranhas ao universo do magistério, com a desculpa de estar preocupado com o ENEM. Todo tipo de pessoas em busca de um bico ou um dinheiro extra está sendo recrutado para "lecionar" qualquer conteúdo para os alunos do 3º ano do ensino médio. Um ato de agressão às leis educacionais, de desrespeito pelo profissional do magistério e de deboche pelos alunos e pais de alunos que acreditam e precisam do ensino público como único meio de buscar uma formação de qualidade, universal e crítica, para os seus filhos.

Mas, o governo mineiro se julga blindado pela máquina de estado construída na gestão do faraó candidato à presidência da República. E por se julgar impune, o governo tripudia, zomba e debocha dos educadores e do povo mineiro. E tratando os mineiros dessa forma, especialmente aos trabalhadores de baixa renda, aos estudantes e pais de alunos, e também aos movimentos sociais sem-terra e sem-teto, o governo mineiro acaba por legitimar quaisquer ações de desobediência civil que porventura forem construídas por este movimento de resistência.

Todo povo explorado e humilhado tem o legítimo direito ao levante social, à desobediência civil, à revolução, enfim. A história, antes, como agora, mostra-nos que nenhum povo ou grupo social submete-se a um tratamento desumano e degradante sem resistir e sem se levantar contra aqueles que o oprimem.

O povo mineiro dos de baixo, incluindo os educadores - especialmente o núcleo duro da greve - pode estar chegando ao limite a que mencionei em outra oportunidade. É o limite da tolerância, da benevolência, que até agora tem prevalecido unilateralmente por parte dos educadores - já que da parte do governo são muitos os atos de agressão física, material e psicológica realizadas diariamente nestes 76 dias de greve.

O governo tem agora pouco tempo para dar uma resposta positiva aos educadores mineiros, pagando o piso a que têm (temos) direito. Do contrário, o caminho da desobediência civil estará aberto, cujo único responsável será o governo com sua intransigência em se manter à margem da lei e não pagar o piso salarial aos educadores.

Que nos próximos dias essa situação se resolva para o bem de todos. Do contrário, vamos ter que discutir outras formas mais diretas de buscar o que nos pertence.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

261 comentários:

  1. vamos twittar gente!

    #'AnastasiapagueoPisooupagueopreço.

    #AnastasiacumpraaleidoPiso

    #Pisoévencimentobásicoenãotetosalarial

    #Grevedos professoresdeMinasGerais

    #GrevedosprofessoresdoBrasil

    #LeiFederaléparasercumprida.

    #ImpeachmentparaAnastasiajá.

    #SemoPisonãopisonaescola.

    #IntervençãofederalemMinasjá

    #GreveAnastasiaaCulpaé sua.

    força na luta

    O chão de Minas vai tremer

    Pulquéria-Montes Claros

    ResponderExcluir
  2. PAULO DINALI JUIZ DE FORA22 de agosto de 2011 01:44

    OLÁ EULER! OBRIGADO POR TER POSTADO MEU COMENTARIO DE DOMINGO. ÀS 17 HORAS DE DOMINGO O COMANDO DE GREVE DE JUIZ DE FORA SE REUNIU PARA DISCUTIR OS PROXIMOS PASSOS DA LUTA EM JF. VEJAM SÓ! ALGUNS COMPANHEIROS AINDA NO CONFORTO DAS SALAS DE AULA COM MUITAS DESCULPAS E NOS AS BUCHAS DE CANHÃO OS GLADIADORES REUNIDOS NO DOMINGO. Ô COMPANHEIRADA!!! VEM PRA LUTA REFORÇA ESSA GREVE E VAMOS DESMASCARAR O GVERNO ANASTASIA. È ISSO AI EULER DESOBEDIENCIA CIVIL

    ResponderExcluir
  3. Postei no blog da Bia :
    Se todos os advogados dizem que estamos certos e que vamos vencer, entao custa apelar ao Tribunal Internacional ? E mais, por favor Bia, envie cópias do dossiê a todas as embaixadas dos outros países. Entre em contato com os Reporteres Sem Fronteira. Vamos mostrar ao mundo o que está acontecendo com os poderes instituidos no Brasil. Direito é direito e se cumprimos nossas obrigações temos direito de exigir que cumpram tudo com a gente. LEI É PRA CUMPRIR. Vamos perder mais um direito adquirido?

    ResponderExcluir
  4. O que está acontecendo com os advogados do Sind-UTE ? Que inoperância...

    ResponderExcluir
  5. BOM DIA A TODOS!
    PAZ E BEM!
    SENHOR ...SENHOR... ONDE ESTA A JUSTIÇA DESSE PAÍS?

    ResponderExcluir
  6. Para a DIREITA psdb/dem/pps/GLOBO é assim: Professores? Operários? Domesticas? TUDO GENTE DE SEGUNDA E TOTALMENTE DESCARTAVEL. OS VAGABUNDOS DA DIREITA, SÃO IGUAIS EM QUALQUER LUGAR. Só um exemplo. Enquanto o operariado norte americano se esfacela e não sabe se amanhã vai comer um prato de comida, esta lá no IG como a DIREITA "procede" frente a falencia do mundo que eles promoveram: "...É sábado à noite e o especialista em financiamentos Leon D. Black comemora seu sexagésimo aniversário com uma mega festa em sua casa à beira-mar em Southampton, o balneário dos muito endinheirados, em Nova York. Depois de um jantar em que, entre outros pratos, havia foie gras grelhado, cerca de 200 convidados assistem a um show de Elton John. A lenda da música pop, que fecha com "Crocodile Rock", recebeu pelo menos US $ 1 milhão para se apresentar por 90 minutos.

    "O grande sir Elton John se apresentando na fabulosa festa de aniversário de 60 do meu amigo Leon Black", escreveu a estilista Vera Wang, em sua página de Facebook. "Eu tive a honra de vestir sua esposa, minha amiga, Debra Black, a anfitriã! Se alguma vez existiu uma grande família ... é essa! Beijos, beijos, Vera." (H.Pires)

    ResponderExcluir
  7. URGENTE! URGENTE!
    Acabei de receber um telefonema da minha escola dizendo que a SEE mandou um e-mail na sexta-feira à tarde pedindo aos professores do 3º ano do ensino médio e o 2º ano da EJA médio para voltarem apenas para dar aulas para essas turmas. Penso que o governo está deseperado. Alguém sabe mais a respeito?
    Abraços ao comandante Euler e a todos que através deste blog nos dão forças para continuarmos na luta até a vitória.

    ResponderExcluir
  8. Olá Euler,

    ESTAMOS FIRMES NA LUTA E QUEM TINHA QUE VOLTAR PARA A SALA JA VOLTOU , QUEM FICOU NÃO VAI ARREDAR O PÉ ENQUANTO O PISO NÃO SAIR.O GOVERNO JA SABE DISSO, NÃO SEI O QUE ESTA ESPERANDO....CONTINUE ESCREVENDO E DANDO FORÇA QUE VAMOS VENCER!!!!!!!ATÉ A VITÓOOOOOOOOOOORIA!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Sabe agora o porque que este facínora deu este salário para os policiais???hum certamente para isso..blindar o palácio e seus ocupantes.Ele precisa da polícia....ele escolheu isso...dar um bom salário..BOM???não claro que não ..mas para quem é policial e nem precisou de uma faculdade está de bom tamanho.Os bons policiais precisariam até ganhar bem mais ...mas...mas...aqueles corruptos(mais tem) nem merecem o que ganham...e justamente esses irão blindar este crápula.Tomara que exploda uma manifestação civil aqui...eu quero ver...aí a imprensa provavelmente irá falar alguma coisa...Tomara...aqui nas Minas Gerais precisa mesmo é de uma revolta generalizada para acabar com esta loucura e total incompetência governamental do FACÍNORA AÉCIO E ANASTASIA.

    ResponderExcluir
  10. Euler,Bom Dia. Olha parece que o momento de pedir o impeachment deste fora da lei é AGORA.Ele é muito cínico, está acobertado pela (IN)JUSTIÇA.Não TÔ ACREDITANDO MAIS EM MINISTÉRIO PÚBLICO,são outros ordinários,pois tá na cara que este imbecil do governador está agindo fora da lei e eles não fazem nada.Estão todos de coluio com ele,devem estar embolsando algum,que talvez não seja algum coisa nenhuma,deve ser é muitos milhares.CADÊ A JUSTIÇA DESTA DROGA DE ESTADO QUE NÃO FAZ NADA????? Olha tinha que desabafar.Não vou desistir da luta,não estou cansada e sim MUITO REVOLTADA COM O MARASMO DO MINISTÉRIO PÚBLICO QUE SE POSICIONA A FAVOR DE UM FORA DA LEI!!!!! Abraços a todos e até a VITÓRIA.

    ResponderExcluir
  11. Euler, quem ainda não está na luta, precisa entrar. Ficar do lado do Governador não dá.

    A greve está forte e PISO é a solução.

    ABC

    ResponderExcluir
  12. Bom dia EULER
    Esta greve tá fazendo vítimas.Acabo de ter um entrevero com minha filha mais velha.Soube que sua amiga,dentista,está dentro da sala dando aula para minha filha adolescente.Estou revoltada,pois a moça designada freqüenta minha casa.Estou Me sentindo traída por todos inclusive pela minha filha que foi á aula.Acabei de ligar, e ela disse que tem 15 alunos dentro de sala.
    A outra defende a amiga dizendo que ela tem que dois filhos para alimentar.
    Se dentro de casa pensam assim...imagine os boçais do governo.
    Estou revoltada,indignada e muito desanimada.

    ResponderExcluir
  13. É greve, é greve, é greve !!!

    Juntos venceremos !!!

    "Sem PISO, não pisamos na escola."

    "Lembremo-nos de que o homem interior se renova sempre.
    A luta enriquece-o de experiência, a dor aprimora-lhe
    as emoções e o sacrifício tempera-lhe o caráter.
    O Espírito encarnado sofre constantes transformações por fora,
    a fim de acrisolar-se e engrandecer-se por dentro."
    (Chico Xavier)

    Abraço a todos!!!

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    Ps.: Até breve companheiros, marcharemos juntos
    até a vitória.

    ResponderExcluir
  14. CHARLOTTE SAMPAIO DECLARA GUERRA:

    Declare Guerra Barão Vermelho
    Vivendo num tempo fechado
    Correndo atrás de abrigo
    Exposto a tanto ataque, você tá perdido

    Nem parece o mesmo, tá ficando pirado
    Onde você encosta dá curto
    Você passa, o mundo desaba

    E pra te danar nada mais dá certo
    E pra piorar os falsos amigos chegam
    E pra te arrasar quem te governa não presta

    Declare guerra a quem finge te amar, declare guerra
    A vida anda ruim na aldeia
    Chega de passar a mão na cabeça de quem te sacaneia

    Vivendo num tempo fechado
    Correndo atrás de abrigo
    Exposto a tanto ataque, você tá perdido

    E pra se ajudar você faz promessas
    E pra piorar até o Papa te esquece
    E pra te arrasar nem o inferno te aceita

    Declare guerra a quem finge te amar, declare guerra
    A vida anda ruim na aldeia
    Chega de passar a mão na cabeça de quem te sacaneia

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Euler só quero dizer mais uma vez que seu texto é sempre muito esclarecedor.E dizer também que esse desgovernador e suas lacraias que se acha muito espertos e acha que a segurança deles nunca falha deveria pensar que eles estão alimentando uma bomba relógio.Nós temos família,gastos,somos pessoas de bem,mas não temos sangue de "barata",não somos parasitas.Em nosso lugar nenhum deles teria essa tolerancia,então a paciência dos educadores também tem limite ele só está aumentando a ira dos educadores e isso vai gerar conflitos incontroláveis.Será que os capachos do governo são suficientes para calar a boca dos manifestantes?Pensa isso desgovernante.

    ResponderExcluir
  16. GRAÇA:

    Bom dia Prof Euler,

    O Ministerio Publico ao se limitar a agir como mediador, além de descumprir sua missão,sinaliza que o descumprimento da Lei Constitucional, é aceitável em MG.Caso contrário, ja teria há muito batido o martelo , afinal decisão do Supremo não se discute, cumpre-se! Por oportuno, envio artigo do Ministro do STF,Marco Aurelio de Mello:
    [Artigo publicado 18 de junho de 2011, no jornal O Globo]

    "Em um Estado democrático de Direito, há de observar-se a ordem jurídica. O respeito deve vir tanto dos cidadãos em geral como do Estado, do qual é aguardada postura exemplar. Políticas governamentais são potencializadas e nem sempre isso se verifica quanto a valores básicos. Em verdadeira atuação de força, míope ante os ares da Constituição Federal, parte-se para o menosprezo a interesses maiores, sendo alcançados contribuintes e servidores, toda a sociedade, enfim.
    O fator de equilíbrio está na própria Carta da Republica, a que todos, indistintamente, se submetem. A falha das autoridades constituídas, intencional ou não, fez surgir, com papel insuplantável, segmento equidistante, não engajado nesta ou naquela política governamental, que é o Judiciário. Preserva o Direito e, por esse motivo, torna-se o destinatário das esperanças dos que se sentem espezinhados, dos que sofrem as consequências danosas do desprezo a interesses legitimamente protegidos. É o que vem acontecendo, ano a ano, e nas três esferas federal, estadual e municipal, relativamente à equação serviço a ser implementado e remuneração dos servidores públicos.
    Embora a Constituição Federal imponha a revisão anual dos vencimentos dos servidores, isso não ocorre, havendo a diminuição do poder aquisitivo. O servidor já não recebe o que recebia inicialmente, com desequilíbrio flagrante da relação jurídica, vindo o setor público, mediante perverso ato omissivo, alcançar vantagem indevida os mesmos serviços geram vencimentos que já não compram o que compravam anteriormente.
    Até aqui, vinga, em verdadeira confusão terminológica, a ótica de estar o reajuste sujeito à previsão em lei, apesar de não se tratar de aumento, apesar de o próprio Diploma Maior já contemplar os parâmetros a serem observados, ficando afastada a opção político-normativa concernente à lei: a reposição do poder aquisitivo da moeda o reajuste deve ser anual, no mesmo índice, que outro não é senão o indicador oficial, da inflação do período. Não existe razão suficiente para cogitar da necessidade de lei, a não ser que se potencialize a forma pela forma.
    O quadro conduz ao abalo da paz social, como acabou de acontecer no lamentável episódio do Rio de Janeiro, envolvendo policiais militares bombeiros.
    Na última trincheira da cidadania, o Supremo, teve início o julgamento da matéria. Coincidentemente, policial civil de São Paulo reivindica o reconhecimento da responsabilidade do Estado ante a omissão, ante a incúria, do poder público, pleiteando a correlata verba indenizatória. Relator do recurso, pronunciei- me pelo acolhimento da pretensão, seguindo-se o pedido de vista da ministra Cármen Lúcia.
    Que prevaleça a concretude da Constituição Federal, alertados os agentes políticos sobre as graves consequências do menosprezo às regras jurídicas, do menosprezo à dignidade dos cidadãos.

    ResponderExcluir
  17. A que ponto chegamos! Ser comparados a escravos!!! Essa é a realidade da educação em Minas Gerais! Professores escravos, imaginem os alunos... Essa é a prova do que o governo tem feito com a educação...
    Os escravos precisam fugir da sala de aula para garantirem o que lhes é de direito.
    Quando é que a justiça será feita>>>>
    Deus nos salve!!!
    Anastasia !!!se compara ou se inspira realmente nos donos de escravos.
    Vamos acordar porque ele foi eleito, cada um que votou nele é conivente com essas atitudes que ele toma...
    Força companheiros, LIBERDADE AINDA QUE TARDIA!!

    ResponderExcluir
  18. Bom dia,

    Continuamos resistindo bravamente às intolerâncias deste Governo hipócrita, injusto e arrogante.
    Estamos começando mais uma semana, nesta luta e, pedimos a benção de Deus.
    Estamos lutando por uma causa JUSTA e isto nos conforta e fortifica a alma.

    FORÇA, CORAGEM, PERSISTÊNCIA E DETERMINAÇÃO.

    ELES devem estar arquitetando mais maldade contra nós.
    Mas a cada ato de intolerância do Governo, mais resistência apresentaremos e mais companheiras(os) se apresentam para esta batalha.

    ... E O SOL NASCE NOVAMENTE;
    ... E A LUTA CONTINUA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  19. Rosilene Vale

    Nunca mais ANASTAZIA!
    Vamos trabalhar arduamente contra esse nome ou qualquer outro ligado a ele. Inclui-se aí: AÉCIO NEVES! Vamos falar toooodos os dias aonde nossos pés pisarem: DIGAM NÃO Á AECIO PARA PRESIDENTE!
    Pois é certo essa "empreitada" dele. É certo também que devemos ficar roucos de gritar por aí quem é essa figura por aqui. Se MINAS o rejeitar, imaginem que o restante do BRASIL vai pelo menos parar para refletir. Aécio, homem das muitas obras "de concreto" para enganar o povo. Assim os olhos ficam voltados para os palácios e viadutos que são construídos e não se dão conta da SAÚDE e EDUCAÇÃO que segue para o ralo. Afinal, não esqueçam: OS FILHOS DA ELITE NÃO FREQUENTAM A ESCOLA PÚBLICA!! Quem realmente
    precisa da EDUCAÇÃO PÚBLICA DEVE LUTAR POR ELA.
    Nossa força está na nossa UNIÃO .
    Quanto mais lutamos por um bem comum, muito mais nos unimos.
    Uma semana de boas notícias aos guerreiros de MINAS GERAIS!!

    ResponderExcluir
  20. Bom dia,

    Onde está os deputados federais que se dizem simpáticos a nossa causa.
    Não ouço a voz deles em parte alguma.

    Depois vão querer nosso voto e nossa militância.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1 DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  21. Euler, na escola que trabalho,em Aimores, todos os professores estão de greve a partir de hoje. a greve era parcial, agora todos alunos estão sem aulas.

    ResponderExcluir
  22. Esta eu recebi por -e-mail. E que sirva de exemplo para todos nós, dos diferentes conteúdos. E parabéns ao colega Pedro, pela aula pública que dá, aos alunos, aos colegas educadores e a toda a comunidade.

    ***

    "Porque estou em greve

    Após 15 dias de greve, e também de reflexão sobre isso, achei que deveria apresentar uma justificativa os meus colegas educadores, meus alunos e seus pais, e a todos mais que se sintam envolvidos nessa situação.

    Como não poderia ser diferente, o grande motivo que me faz continuar em greve está intimamente ligado à minha profissão. Mas diferente do que parece óbvio, não venho mais uma vez justificar meu estado de greve apenas pelo meu salário. Quero justificar esses dias com base no meu trabalho como Professor de Filosofia.
    Como poderia continuar ensinando aos meus alunos do Primeiro Ano Médio que a Filosofia se faz pelo questionamento da realidade, pela sua problematização, pela pergunta que motiva a busca pela verdade, se eu continuasse passivo, sem questionar minha própria situação profissional, sabendo que estava submetido a uma inverdade, simplesmente por não acreditar na mudança ou por me imaginar impotente diante de um Estado maior que eu?

    Como poderia continuar ensinando aos meus alunos do Segundo Ano Médio que o trabalho deve conduzir o homem à realização, à transformação da sua vida e da sociedade e não simplesmente à alienação e ao desgaste físico e mental, se eu continuasse a chegar em casa cansado e frustrado pelo descaso do nosso patrão em relação a nós, seus funcionários, e à nossa clientela; continuasse a assistir às propagandas maravilhosas e enganosas sobre nossas escolas e reportagens sobre educadores agredidos e aviltados em seus direitos; continuasse a encontrar com amigos e colegas que insistiam em dizer que tinham pena de mim pela minha profissão; e, no fim do mês continuasse a receber um salário que não corresponde à minha força de trabalho?

    Como poderia continuar ensinando aos meus alunos do Terceiro Ano Médio que a política tem como papel regular a vida da sociedade, administrando o que é de todos, em vista de diminuir as diferenças, assegurar a igualdade de direitos, elaborar leis justas, e que todos nós devemos participar diretamente da política pelo voto e pela cobrança uma vez que o poder político se legitima graças ao respaldo e a aceitação do povo, se eu continuasse a responder calado à injustiça que a minha classe vem sofrendo diante do não cumprimento de uma lei que nos favorece; continuasse a me manter omisso diante do abuso de poder dos governantes; se eu me mantivesse num conformismo que afirma que o Brasil não tem mais jeito e que aos políticos cabe altos salários e ao povo altos impostos?

    Enfim, se eu me mantivesse como estava, estaria claro para meus alunos que a Filosofia não faz diferença alguma. É apenas uma disciplina a mais; uma erudição desnecessária que não modifica em nada a vida da pessoa e tampouco da sociedade. Desta forma não faria sentido algum estudar Filosofia. E se não há porque estudá-la, não há porque haver alguém que a ensine. E, como aconteceu nos anos da Ditadura Militar, a Filosofia seria novamente retirada das escolas e eu passaria de grevista a desempregado.

    Como vocês puderam perceber, prefiro correr o risco de perder o emprego por ter lutado do que perder o emprego sem ter feito nada!

    Pedro Henrique Mendonça Fernandes
    Professor (designado) de Filosofia da Rede Estadual de Minas Gerais"

    ResponderExcluir
  23. Não queremos saber de melhorias no subsídio, a nossa greve é pelo CUMPRIMENTO DA LEI FEDERAL. Queremos o PAGAMENTO DO PISO SALARIAL no vencimento básico. Anastasia, PARE com esta ladainha de subsídio, já fizemos a nossa opção pelo ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO, não temos culpa se vocês do DESgoverno apostaram no subsídio e confiaram que iriam vencer. Como sempre de forma desonesta, mas conosco MENTIRAS não funcionam. Isto é bom para o DESgoverno saber que não somos desprovidos de INTELIGÊNCIA. Sabemos muito bem o que é MELHOR e o que é PIOR PARA NOSSA CATEGORIA. Agora, se virem para nos PAGAR O PISO SALARIAL.

    ResponderExcluir
  24. Euler
    Concordo com sua fala. Acredito que só com um grande ato de rebeldia, a imprensa e o governo dará a atenção necessária a nossa causa. Este governo faz de conta que existimos, para ele a expressão de antigo Hélio Garcia de somos igual ao sal farto e barato é pertinente. Acredito que estamos falando muito e agindo pouco.

    ResponderExcluir
  25. Boicote às aulas da UFMG: Solidariedade com a greve dos professores

    Boicote às aulas da UFMG: Solidariedade com a greve dos professores
    por fabiola_a9 Ontem à(s) 8:09 pm
    Por sensibilidade e respeito aos profissionais da educação do Estado de Minas Gerais, convidamos alunos e professores da UFMG a participarem de uma paralisação, no dia 24-08-2011, em apoio à greve dos 45% dos professores da rede pública estadual. Vamos às ruas protestar contra o descaso e desrespeito do governo com a educação pública. Se você se sensibiliza com a causa, participe, apoie, vá as ruas.

    No dia 24 de agosto, sairemos da FAFICH às 7h30min para nos reunirmos em frente à Faculdade de Direito,por volta das 9:00hs (onde nosso amado governador estudou) e seguirmos em passeata pelas ruas do centro.

    No entanto, vale ressaltar que este convite se estende, aos estudantes das Universidades e Escolas privadas, que apoiam a greve dos professores das escolas públicas.

    A FAFICH fica no campus da UFMG: Av. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha
    Faculdade de Direito: Av. João Pinheiro, 100, Centro
    ---------------------------

    A situação dos professores aqui é tensa, e a mídia tá escondendo tudo!

    ResponderExcluir
  26. Bom dia!
    Estou triste, indignada, preocupada e cançada de esperar algo de nossos políticos. Não entendo como podem deixar as coisas se estenderem tanto. Quanta omissão. Lei FEDERAL, CONSTITUCIONAL, deveria ser cumprida e não discutida. O governo, os deputados e os advogados estão esperando o que? Nós, trabalhadores da Educação, merecemos mais respeito. Já fizemos nossa opção. Tivemos a oportunidade de escolher porque? Fala sério, governador, porque se sua vida é uma festa a nossa é de muita luta.
    Caros colegas, vamos nos unir, mostrar nossa força, coragem e gritar bem alto para todo o mundo ouvir, incluve os anjos, santos e todas as forças superiores ( Sei que Deus nos escuta, mas o Anastásia é que não escuta ninguém) : " Professor na rua, ANASTÁSIA a culpa é sua". Se hoje passo necessidade, se não durmo, se choro de angústia, se estou assim tão revoltada - ANASTÁSIA, a culpa é sua."
    Não posso perder a fé em Deus, na vida e nem no homem digno de trabalho, mas posso e estou perdendo a paciência com os politicos corruptos e cegos de seus deveres sociais.
    " Fora Anastásia! Deixe o poder para quem de fato deseja trabalhar de forma honesta e digna do povo Mineiro."

    ResponderExcluir
  27. Sugiram às diretoras que esses "chamados" para dar aula só no terceiro ano e "os calendários de reposição" surgidos do nada sejam enviados e comunicados por e-mail. É um documento que, ainda que não seja levado em conta por nossa justiça (parece que nada mais é), é mais uma prova a ser apresentada à sociedade. Provavelmente esses diretores não aceitarão isso, então respondam o "chamado" por e-mail, vão até a escola e peçam que elas façam o "pedido" por escrito. Peçam que assinem o recebimento da recusa. Mostrem que não estamos errados e abertamente podemos registrar nossos atos porque estamos amparados pela lei e pela certeza do cumprimento de nossas obrigações enquanto educadores. Precisamos acabar com essas intimidações de diretores que falam o que querem, intimidam, ofendem e querem garantir a autoridade a custa do medo daqueles que não conseguem gritar como eles. Às vezes são gritos mesmo, outras, ofensas que nos desestabilizam mais que o grito mais alto quando ainda não nos blindamos contra isso. Ainda, mesmo que educadamente, uma proposta para furar uma greve como esta é no mínimo indecorosa. Infelizmente, há muitos Anstasias ainda nas escolas, embora eu acredite, também há muitos verdadeiros professores dignos do nosso respeito em direção de escola.
    Abraço
    Ana

    ResponderExcluir
  28. Olá Euller,
    Tomei a liberdade de publicar uma chamada para que outros leiam e divulguem seus artigos em meu site www.emanarp.com.br. Postei uma parte de seu artigo de hoje, 22 de agosto.
    É preciso fazer com que todos se conscientizem da situação em Minas. Infelizmente em Rio Piracicaba no Ensino Fundamental de 1º ao 5º estou sozinha, os demais tem medo e nem querem falar do assunto. Em outra escola que trabalho do 6º ao Ensino médio, 16 professores se mantem firmes na luta. Está desgastante, mas vamos continuar. Precisamos conseguir mudar o rumo de nossa história.
    Parabéns pelo seu empenho.
    Ana Maria.

    ResponderExcluir
  29. A partir de agora o lema de Minas deveria ser: LIBERDADE, APESAR DO ANASTAZIA! Seus textos são maravilhosos, Euler! O de hoje é o que venho sonhando há muito tempo. Está na hora de abandonarmos o velho LIBERDADE AINDA QUE TARDIA. Está demorando demais. O Piso, que para nós educadores seria a liberdade, está demorando demais. Está na hora de provocarmos uma revolução nesse Estado. Temos este direito, pois temos um governador que burla todas as leis para nos prejudicar. Está na hora de mostrar à sociedade como se conquista a verdadeira democracia: na marra, quando ela não vem com o nosso voto. Temos que aproveitar o momento: grande número de adesão à greve, o apoio dos movimentos sociais, a atenção dada à nossa greve na mídia (mesmo forçada). A hora é essa. Precisamos de um ato que seja forte o suficiente para dizer a este governador e ao povo que não suportamos mais. Ou fazemos isso agora ou corremos o risco de voltarmos pra sala de aula com as duas mãos para trás. Ficar esperando pelo MP é bobagem. Já vimos que aqui em Minas, especialmente, sua conduta é tendenciosa e só tem atendido aos interesses dos grandes. Prova disso é o MP não se manifestar diante das contratações para professores dos 3º anos deixando os outros alunos sem aula. Alguém tem que ter coragem, neste sindicato, de propor ações mais drásticas, que deixem o recado para todos de que não suportamos mais. Rogério Trindade - Curvelo

    ResponderExcluir
  30. Por que é tão difícil para o Ministério Público fazer o governador mineiro CUMPRIR A LEI FEDERAL? Por que o MP está agindo como MEDIADOR enquanto deveria agir como FISCALIZADOR? Por que a (IN)JUSTIÇA para os pobres é uma e para o governador é outra? Por que o Ministério Público está compactuando com a ilegalidade do governador mineiro? Por que tanta enrolação para se exigir o CUMPRIMENTO DA LEI DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL? São tantas indagações... Greve até o PAGAMENTO DO PISO SALARIAL no vencimento básico.

    ResponderExcluir
  31. NÚCLEO DURO DE VIRGEM DA LAPA

    A greve dos servidores Estaduais de Educação iniciada em 08 de junho teve adesão bastante representativa na cidade de Virgem da Lapa. Das seis escolas estaduais do Município, as duas maiores fecharam suas portas além de outra escola rural de ensino primário a médio em que a maioria dos servidores aderiram.
    Durante mais de um mês fomos um exemplo de mobilização na nossa região até que o corte dos salários, somado à pressão dos diretores, afirmavando que a greve estava comprometendo o ENEM ou de outro que aterrorizava os contratados anunciando a migração em massa dos alunos para as escolas particulares e que cabeças iam rolar, por maior que fossem nossos argumentos não conseguimos evitar o retorno dos nossos colegas. Mas muitos servidores do núcleo duro continuam firmes, reforçando nossa indignação em relação a esse governo cínico e irresponsável, que leva as questões de governo para o cunho pessoal e individual. Não podemos deixar acontecer o mesmo de 2010, quando esse pessoal comete tanta injustiça e recebe a legitimação dos seus atos absurdos através das urnas, tanto o executivo perverso como o legislativo subserviente.
    FORÇA NA LUTA - DIA 24 de AGOSTO - VIRGEM DA LAPA PRESENTE EM BH

    ResponderExcluir
  32. Se os professores abandonassem o movimento, antes da negociação do pagamento do piso, o prejuizo seria muito grande. Iriam voltar com a remuneração de dezembro de 2010, a reposição dos dias parados seriam pagos usando a mesma tabela do salário. Mas se permanecerem firmes com o movimento, e só voltar com a implantação do piso, toda reposição será com a nova tabela.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  33. LULA DEFENDE PISO NACIONAL EM BH

    Em visita à Belo Horizonte nesta quinta-feira, dia 18, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi recebido no auditório do Colégio Pio XII aos gritos de “olé, olé, olé, olá, Lula, Lula”, por milhares de militantes. Em suas primeiras palavras, Lula enfatizou que está ciente da greve dos professores estaduais pela aprovação do piso nacional em Minas Gerais, que está acontecendo desde o dia 8 de junho.
    “Eu estou sabendo que os professores estão em greve em Minas Gerais. O mais grave é que nós aprovamos uma Lei criando o piso salarial dos professores, essa Lei foi sancionada, quando eu estava na Presidência alguns governadores entraram na justiça para não pagar o piso e a justiça sentenciou que o piso é constitucional. É uma vergonha alguém dizer que não pode pagar o piso de R$ 1.100,00 para um professor”, protestou Lula.

    ResponderExcluir
  34. Ricardo / Governador Valadares22 de agosto de 2011 10:29

    Olá GUERREIROS! Vamos permanecer firmes na guerra. Está batalha está quase vencida. Retroceder jamais! A E.E.Prof.Paulo Freire, está de greve a partir de hoje. Somente minha esposa estava em greve anteriormente. Quero registrar mais uma vitória em Governador Valadares! Forte abraço a todos os companheiros.

    ResponderExcluir
  35. Euler
    O nosso grande aliado são as redes sociais. Vamos conclamar toda a sociedade nos blogs, twitter, espaços de comentários, sites e outros a fazer um grande movimento de sensibilização pela educação e por minas. Vamos convidar nestes espaços toda sociedade para abraçar a causa mais nobre do povo - Educação. Vamos convidar as Minas Gerais para assembléia do dia 24. A luta também é de todos!!

    Abraços ao núcleo duro da greve!!! rsr Aos outros também.

    ResponderExcluir
  36. O PIRRACENTO NÃO PAGA O PISO PORQUE ELE AINDA NÃO ACEITOU A DERROTA DA OPÇÃO DOS 153.000 SERVIDORES PARA O ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO.AGINDO ASSIM QUE ELE VAI CONVENCER A VOLTARMOS PARA O SUBSÍDIO?É RUIM HEIN!"LIBERDADE AINDA QUE SEJA COM ANASTAZIA"

    ResponderExcluir
  37. Gostamos da ideia. Vamos aproveitar a assembleia do dia 24 e ali mesmo (caso não consigamos o piso) começarmos a campanha pelo impeachment do governador. Estamos com o grito preso na garganta já faz tempo, vai ser um verdadeiro alívio. É só você analisar , ver que chegou a hora e nos avisar.

    ResponderExcluir
  38. A UFV ESTÁ PARANDO QUARTA-FEIRA COM INDICATIVO DE GREVE.ENTÃO VENHA JUNTAR-SE A NÓS! "

    ResponderExcluir
  39. João Paulo Ferreira de Assis22 de agosto de 2011 10:50

    Não podemos recuar. Ou paga o Piso ou não entramos na escola. Ao pessoal que está ficando com medo, lembrem-se que quem muito abaixa o rabo
    aparece. (Desculpe pela palavra forte)

    Aconselho a que leiam o comentário da companheira Pulquéria, de Montes Claros, com sugestão de frases para o twitter. Leiam e twittem.
    Tem o comentário do Professor Sebastião Oliveira, que vocês devem ler. Ele comentou hoje às 10:17.
    Não desanimem. A vitória será nossa.

    ResponderExcluir
  40. E os diretores das SREs, inspetores e diretores de escolas continuam agindo como verdadeiros CAPACHOS e CAPITÃES do mato do governador.

    ResponderExcluir
  41. CHAMEM O CONCILIADOR,porque os MEDIADORES não estão tendo tarimba para resolver.

    Meus caros colegas, estamos vendo há dois meses que a JUSTIÇA, por receio de contrariar o MANDA-CHUVA, não determina a ele o cumprimento da LEI DO PISO, tanto que agora mudou de FOCO, agora quer MEDIAR as negociações com o governo. Oh, mediar o quê? Intransigência de um indivíduo vingativo, birrento que gosta de se achar temido por todos? Se a JUSTIÇA até hoje não se viu a altura para resolver isso de vez, convoque o MAX GEHRINGER - O CONCILIADOR, porque ele tem resolvido 80% das pendengas encaminhadas a ele, quem sabe ele não resolverá! rsr Se não conseguem aqui, peçam reforço!

    ResponderExcluir
  42. Recuar, retornar sem o PISO, jamais! A nossa greve é séria, têm objetivo, não estamos de BRINCADEIRA!

    ResponderExcluir
  43. Vamos lá colegas:
    PISO, PISO, PISO. DIGO E REPITO. SIM PARA O PISO E NÃO AO SUBSÍDIO!

    ResponderExcluir
  44. Euler,é verdade o que disse o Anônimo das 07:47.A SEE mandou e mail para as escolas dizendo que os professores dos 3ºanos e 2 EJAs poderiam retornar e continuarem de greve nos outros anos.Olha só o desespero!!! Pessoal aproveito para dar uma sugestão de todos nós termos nomes,no lugar de hora,que tal? Abrir uma conta no google é fácil e todos teremos nomes ou apelidos,o que acharem melhor.Abraços a todos e até a VITÓRIA!

    ResponderExcluir
  45. Será que teremos que fazer o IMPEACHMENT do governador mineiro para depois conseguirmos o nosso PISO?

    ResponderExcluir
  46. Pessoal, a turma do CQC quer que nós professores de Minas participemos de um quadro do programa, o Proteste já. Por que não o fazemos? O programa é de grande aceitação, não temos que esperar nada da Rede Globo. Abraço! Vamos em frente!

    ResponderExcluir
  47. NA E.E. CÔNEGO JOSÉ ERMELINDO DE SOUZA, EM ARAPONGA, UM GRUPO DE FUNCIONÁRIOS ADERIU À GREVE A PARTIR DE HOJE.

    ResponderExcluir
  48. Pessoal da luta,

    Sugiro que todos enviem mensagem para o Ministério Público (vou colocar o link no final), mais ou menos com o seguinte teor:

    "Senhor Procurador Geral da Justiça e senhores promotores públicos,

    Estamos assistindo em Minas Gerais a um verdadeiro desrespeito aos ditames da Lei Federal. O governo de Minas não cumpre a Lei 11.738/2008 e não paga o piso salarial dos educadores. Com isso a justa greve dos trabalhadores já dura 76 dias, causando enormes prejuízos para os trabalhadores, que estão sem salário; para os alunos, que estão sem aula; e para os pais de alunos, que estão indignados com tudo isso.

    Como se não bastasse, o governador mandou contratar ilegalmente qualquer um, mesmo sem habilitação, para "lecionar" no 3º ano do ensino médio, com a desculpa esfarrapada de que esses alunos seriam prejudicados nas provas do ENEM. Este exame, como sabemos, avalia o aprendizado de 12 anos de escola, e não serão dois meses com leigos brincando de lecionar que mudarão qualquer coisa.

    O governador de Minas já cortou e reduziu os salários dos educadores em greve, em mais um ato ilegal, já que a Constituição Federal proíbe a redução salarial dos servidores públicos.

    Além disso, o governo de Minas está convocando os diretores de escola para fazerem o papel de capitães do mato, devendo estes pressionar e ameaçar os educadores em greve, numa outra agressão ao direito de greve, instituído em lei.

    O legislativo e o judiciário dormitam tranquilamente, como se nada estivesse acontecendo em Minas Gerais. A imprensa foi comprada e representa hoje a expressão da negação da liberdade de expressão.

    Diante deste quadro, esperamos uma atitude mais rigorosa por parte do Ministério Público, considerado como o fiscal da Lei. Afinal, Minas não está submetida aos ditames da Constituição Federal brasileira?

    Até quando os órgãos de fiscalização da lei assistirão a este festival de abusos de poder, imoralidades, ineficiências, ilegalidades e pessoalidades, sem nada fazerem.

    Esperamos uma atitude do MP, que não pode continuar em cima do muro, como se estivesse lidando com um impasse entre duas partes em iguais condições. Não é verdade. Os educadores lutam pelo cumprimento da lei federal, por um direito duramente conquistado e que representa muito pouco para o orçamento do estado. O governo de Minas, ao contrário, está tentando dar um calote nos educadores com o tal subsídio, para não pagar o piso e se mantém com isso fora da lei.

    Esperamos, portanto, que os senhores façam jus às atribuições e encargos que são conferidos a este operoso e importante órgão. Minas não pode continuar aceitando essa forma disfarçada de ditadura, de despotismo, que nos está sendo imposta.

    Atenciosamente,

    assina..."

    Link da Ouvidoria do Ministério Público:

    https://aplicacao.mp.mg.gov.br/ouvidoria/cidadao/acesso.do?idOuvidoria=7

    ResponderExcluir
  49. Queremos dar o grito de LIBERDADE! FORA ANASTASIA!

    ResponderExcluir
  50. Parabéns aos nossos corajosos e valentes FUNCIONÁRIOS da E. E. Cônego José Ermelindo de Souza, em Araponga. Nunca é tarde para fazermos parte da LUTA! Juntem-se a nós rumo à conquista do PISO SALARIAL no vencimento básico!

    ResponderExcluir
  51. Anastasia, dia 24/08 é a sua última chance, PAGUE O NOSSO PISO e tudo se resolve. Ou vai querer pagar pra ver... do que somos capazes!

    ResponderExcluir
  52. Começa mais uma semana de luta e esperança.

    Hoje fez 76 dias de GREVE NAS ESCOLAS PÚBLICAS ESTADUAIS DE MINAS GERAIS. Estamos lutando para que o Governo de Minas cumpra a lei federal nº 11738/2008(Lei do Piso). Quero muito trabalhar, mas trabalhar com um pouco mais de dignidade, sou comprometido com o que faço. Venho pedir desculpa a meus alunos e amigos, nos professores não temos culpa pois o responsável por tudo isso é o Governo de Minas, que não tem compromisso com a qualidade da educação. O piso em Minas Gerais é de R$369,00, o pior piso da educação no Brasil e nos somos a 2º maior economia do pais. O Governo não paga o piso porque não quer, a educação em Minas é tratada como um lixo. O que a gente vem reivindicando são os miséros R$712,20, isso significa segundo o próprio Governo, 3,44% na folha do Estado. A Greve so não acaba é porque o Governo não quer, o que isso vale para um Estado tão rico como Minas Gerais? Peço a vocês amigos(as) que repasse essa mensagem e ajude-nos nessa luta que é de todos. Quero sim trabalhar, mas Sem piso, não piso na escola. Um grande abraço a todos.
    AÉCIO, ANASTASIA E PSDB, NUNCA MAIS.

    ResponderExcluir
  53. Euler,
    Quero aproveitar este maravilhoso espaço democrático e denunciar o comportamento de alguns diretores e vices-diretores. Eles estão intimidando-nos por causa de nossas tentativas de conscientização e luta para que os "professores" tampão desistam de assumir as aulas dos VERDADEIROS PROFESSORES grevistas. Não vejo nada demais em lutarmos pelos nossos direitos! Estes diretores e vices, merecem um chega pra lá dos Educadores. Quem eles pensam que são? Por que tudo têm que perguntar às SREs? Não têm pensamentos próprios? Não são cidadãos? Estão com medo de quê? De não satisfazer às vontades do DESgoverno? Temos que mudar este cenário!

    ResponderExcluir
  54. Euler,
    Achei ótimo o seu texto como sugestão de envio ao Ministério Público. Gostaria de saber se podemos utilizá-lo na íntegra ou se fizermos isto, dará algum problema. Como ele está completo, não vejo necessidade de termos que escrever as mesmas coisas com outras palavras. Então, aguardo sua resposta. Ao acessarmos o link citado, temos que fazer a opção de manifesto como Denúncia?

    ResponderExcluir
  55. Anastasia abre o coração para todos os mineiros.

    http://www.youtube.com/watch?v=YXjr9szGuV0&feature=youtube_gdata_player

    ResponderExcluir
  56. AÉCIO E ANASTAZIA INIMIGOS NR 01 DA EDUCAÇÃO!!
    Se aquele que deveria resolver a 'pendenga" aparece dizendo que vai ser mediador... É óbvio que quer nos dobrar, nos enfraquecer com a ajuda do tempo.Esse que passa e nos deixa cansados. Ok, cansados mas NÃO, de maneira alguma desanimados diante de nossa meta inicial. Qualquer um que se atreve a trilhar um caminho cheio de dificuldades, certamente que cansa. Para, bebe uma água e retoma a caminhada. Não adiante ele, o governo, contar com nossa DESISTÊNCIA mediante as chicotadas. Colocamos água na moringa e continuamos firmes. Como já foi dito aqui CHUMBADOS NESSE MOVIMENTO. O mais árduo e por isso mesmo evidencia o que temos de melhor. A NOSSA UNIÃO! Os presentes no movimento.
    Força , garra e o PISO sai na MARRA!!!

    ResponderExcluir
  57. Euler,
    Pelo amor de Deus, haja o que houver, não esmoreça. Você é a fonte onde bebemos esperança, otimismo e informação. Rogo a Deus para que tudo dê certo, antes que a situação se torne insustentável.
    Já propus uma vez e torno a fazê-lo: vamos criar um fundo SOS Professor em greve.
    Paz e bem!

    ResponderExcluir
  58. AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1
    DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  59. CHARLOTTE SAMPAIO:

    O que poderá acontecer a partir da próxima assembléia?
    Tudo indica que o ANASTAZISTA não vai ceder.
    Será que a categoria resistirá mais tempo sem salário? O risco do movimento fracassar é grande... a não ser que, por SOLIDARIEDADE a nós, os colegas que AINDA estão trabalhando se juntem a nós...Na minha opinião o futuro do movimento, de agora em diante, estará nas mãos de quem ainda está nas salas de aula.

    ResponderExcluir
  60. Não vamos ficar só reclamando.
    Vamos nos perguntar constantemente, o que podemos fazer para solucionar este problema? quais são as melhores estratégias?, estamos fazendo a nossa parte? posso fazer alguma coisa a mais?
    Vamos expressar nossas ideias, pois todas são válidas e têm um pouquinho para serem aproveitadas.
    A UNIÃO FAZ A FORÇA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  61. Boa tarde,

    O Governo está muito calado, alguma notícia a respeito DELES.

    ResponderExcluir
  62. Não consigo enviar para este endereço do Ministério Publico que você colocou aqui.Por favor reveja para que posso fazer isso.

    ResponderExcluir
  63. PAULO DINALI JUIZ DE FORA22 de agosto de 2011 12:29

    valeu euler!! acabei de enviar minha denuncia usando seu texto para o ministerio publico. companheiros façam o mesmo é rapido. vamos lotar a caixa de email do minsterio publico. abrçs

    ResponderExcluir
  64. Diretores,Professores que não aderiram à greve,
    Professores Tampax,Professores furam greve, vamos
    cantar uma musiquinha?
    Carneirinho,carneirão,neirão,neirão
    Olha pro céu,olha pro chão,pro chão, pro chão
    O senhor (Anastasia) mandou dizer,dizer,dizer
    Para todos se ajoelharem.
    AMÉM!
    Parabéns! Vocês cantaram bonitinho! Nota dez para vocês!Vocês são ótimos alunos!

    ResponderExcluir
  65. Maria João Monlevade22 de agosto de 2011 12:34

    Vamos pintar a cara mais uma vez e vamos para rua. Na assembleia do dia 24 "todos de cara pintada" , dois riscos (verde e amarelo)...
    Dia 01/09, Azia vem inaugurar o CTI, será que ele vai adiar mais uma vez?

    ResponderExcluir
  66. Vamos lembrar aos companheiros(as)que temos mais de 20% de reajuste sobre o piso no início de 2012!!!!
    Será que o desgovernador vai reajustar o subsídio com os mesmos índices?????????

    ResponderExcluir
  67. Amigo Euler, estou "abestada" como se diz no nordeste. Ontém, a noite, na tv Cultura, o governador de Pernambuco, tecendo infinitos elogios a Aércio Neves e ao PSDB (antiga UDN, PARTIDO DOS SENHORES DE ENGENHO). Falou que na oposição "eles", referindo - se a ele e ao partido dele, tem mais amigos que nas bases do governo. Ele citou os feitos do ex governo de Minas na área de educação e ainda chamou pra si a criação dos "projetos" de meritocracia desenvovidos simultaneamene lá e cá. Disse que a educação de Pernambuco bateu todas as metas do Brasil até 2021, que demitiram todos os incopetentes, que Pernambuco está desenvolvido. Só que a criminalidade lá é altissíma, respondeu quando questionado, pelo visto não tiveram tempo de aprender a "maquiar as ocorrências policiais" como foi denunciado aqui nas bandas de Minas. Sem segurança e saúde, será que "trituraram" os professores como aqui? Falando, o goernador se parece um "coronelão sem patente" de antigamente. Mas ao ser questionado sobre a saúde do Estado, ficou sem palavras e disse que a saúde lá não funciona porque como os repórteres já sabiam, SAÚDE É COISA CARA... (e os repórteres concordaram, ninguém questionou um estado tão rico, sem saúde que é um dos pilares da riqueza, o que adianta ser rico e morto?) Pergunto: O Brasil está assim porque? Será que a Dilma "TUCANOU" JUNTAMENTE COM O PT? Depois dizem que a greve não pode ser "política" patidária, mas vai terminar virando. Nunca, fora de golpes, em nenhum país do mundo, rasgou -se a CONSTITUIÇÃO FEDERAL com tanta facilidade. E a Dilma que sofreu com a Ditadura porque se cala e está conivente com ela ?

    ResponderExcluir
  68. Marisa Karla-Governador Valadares22 de agosto de 2011 12:55

    Paulo Vieira,
    Eu fiz várias denúncias no CQC.Falei dos desmandos
    e da inoperância do Governador.Pedi que fizesse.
    uma matéria com a Beatriz Cerqueira.Não obtive
    respostas.Como você conseguiu?
    Peço detalhes de como ajudar para conseguirmos
    esta matéria.
    Fé e força até o piso!

    ResponderExcluir
  69. Mais uma vitória da classe hoje em São José da Lapa!

    Na E.E. Elias Issa, referência para toda a região, não houve nenhuma contratação hoje. A escola está 100% em greve. Quando abriu as inscrições, ao meio dia, o nũcleo duro lá estava, com mais de uma dezena de educadores da própria escola, com o reforça do comandante João Martinho, do Alex (professor no Machado de Assis), e deste blogueiro.

    As poucas pessoas que lá apareceram, após uma explicação do significado dos contratos-tampão, DESISTIRAM e alguns se dispuseram inclusive a engrossar a nossa assembleia do dia 24.

    É a força da nossa greve, com muita energia e muita disposição de luta!

    O combativo colega Gleiferson deve mandar fotos registrando mais este momento de luta e de vitória dos bravos guerreiros e guerreiras da subsede de Vespasiano e São José da Lapa.

    Um forte abraço a todos e parabéns aos educadores do Elias Issa pelo exemplo que dão a toda Minas Gerais e ao Brasil!

    Força na luta, até a vitória!

    ResponderExcluir
  70. Notícia boa caro Euller,

    Mesmo que tardiamente, escolas da região da SRE de Conselheiro LAFAIETE, COMEÇAM A ADERIR AO MOVIMENTO!!!
    NESTA RETA FINAL(ESPERO ESTARMOS NELA, PARA O BEM DA PRÓPRIA SOCIEDADE!, SERÁ DE GRANDE VALIA A ADESÃO DESTAS ESCOLAS!!
    O MOVIMENTO SÓ FAZ AUMENTAR, GRAÇAS AO NÚCLEO DURO DA GREVE, BEM COMO, NÃO TEM COMO DEIXAR DE MENCIONAR AS AÇÕES DESASTROSAS DO PRÓPRIO GOVERNO, JÁ QUE TEM METIDO OS PÉS PELAS MÃOS, E OS "TIROS" DADOS POR ELE ESTÁ ATINGINDO OS PRÓPRIOS PÉS!!!

    FORÇA GALERA!!!!!

    ResponderExcluir
  71. Marisa Karla-Governador Valadares22 de agosto de 2011 13:29

    Belíssima passeata que ocorreu nesta manhã, no
    centro de Valadares, com a participação de alunos.
    Até que enfim Valadares acordou !
    Parabéns aos colegas da E.E. Paulo Freire que ade-
    riram à greve a partir de hoje.
    Fé e força até o piso!

    ResponderExcluir
  72. Euler,
    Eu também já enviei o meu manifesto de denúncia ao Ministério Público. Mandei de acordo com o que você postou aqui em seu blog. Todos precisam fazer o mesmo, é rapidinho. Basta copiar o que o Euler postou aqui e colar no link indicado no final. Faça já a sua denúncia na Ouvidoria do Ministério Público. Precisamos denunciar este ditador.

    ResponderExcluir
  73. Sou aluno do OLEGÁRIO MACIEL BEM NO CENTRO DE BEAGá E NÃO ESTOU ACHANDO CERTO OS NOSSOS PROFS LÁ DANDO AULA NUMA BOA. NEM PARECE QUE TÁ ACONTECENDO UMA BAITA GREVE DE MAIS DE 70 DIAS. nÃO É QUE EU NÃO QUEIRA ESTUDAR, MAS JÁ DEU PRA VER QUE A SITUAÇÃO ´DESSA GREVE NÃO É COMO A QUE FOI NO ANO PASSADO. A COISA TÁ FEIA. PELO QUE VI NOS CONTRACHEQUE É JUSTO Q ELS ESTEJAM LUTANDO. E É CERTO QUE MEUS PROFESSORES BUNDÕES NÃO ESTEJAM LÁ? PARECE Q ELS NÃO PRECISAM DE MELHORAR ESSA PORCARIA Q ELS RECEBM. O SALÁRIO DESSES PROFS Q ESTÃO QUIETINHO PODIA CONTINUAR O MSM PQ N É JUSTO Q ELS RECEBAM O MSM SAL DOS Q ESTÃO NA GREVE. abrç e n~desistam.

    ResponderExcluir
  74. Bem vindos a todos que chegam nessa reta final!!!!
    Companheiros de Cons. LAFAIETE!!!!
    sEM PISO NÃO PISO NA ESCOLA!!

    ResponderExcluir
  75. Não vamos deixar de lutar pelos nossos direitos. Se o DESgoverno não pagar o nosso PISO SALARIAL, continuaremos em GREVE. Só PISO NA ESCOLA COM O MEU PISO no vencimento básico.

    ResponderExcluir
  76. GRAÇA:

    MANIFESTAÇÃO ENVIADA À
    OUVIDORIA DO MINISTERIO PUBLICO DE MINAS GERAIS
    Data e horário de Recebimento:
    28/08/2011 - 13: 27:16
    Número Manifestação: 29433082011-1

    Obrigado por entrar em contato conosco.
    Tomaremos as medidas cabíveis o mais rápido possível.
    https://aplicacao.mp.mg.gov.br/ouvidoria/cidadao/inserirManifestacao.do

    ResponderExcluir
  77. Caro Euler!
    Concordo com esta ideia.
    Se a partir do dia 24/08/2011 não houver nenhuma proposta concreta do governo, devemos iniciar uma campanha pelo IMPEACHMENT deste desgoverno.
    Um abraço a todos os colegas de luta.

    ResponderExcluir
  78. Caros colegas educadores que ainda não estão em greve,por que não começarmos a agir como as andorinhas que voam em forma de V,para que umas possam descansar as outras em sua jornada,juntem se a nós,a luta é de todos.

    ResponderExcluir
  79. Olá Euler,

    Achei importante compartilhar esta notícia veiculada agora a pouco no site em.com.br

    Associações de Pais e Alunos luta pelo cancelamento do Enem por causa da greve em MG
    Associações pressiona Secretaria de Educação de Minas para agilizar negociações com professores e buscar fim da greve

    Luana Cruz -

    Publicação: 22/08/2011 12:47 Atualização: 22/08/2011 12:53
    A greve dos professores estaduais em Minas Gerais deixa os pais de alunos das escolas estaduais preocupados com o rendimento dos filhos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os estudantes estão sem aulas desde o dia 8 de junho e, segundo o presidente da Federação das Associações de Pais e Alunos de Escolas Públicas de Minas Gerais (Fapaemg), Mário de Assis, já perderam muito conteúdo.

    Assis vai se reunir na tarde desta segunda-feira com a secretária de educação Ana Lúcia Gazola para pressionar o governo do estado a agilizar as negociações com os professores. A Fapaemg que apoio na luta pelo cancelamento do Enem, levando em consideração que os alunos mineiros estarão muito atrasados no conteúdo para fazer o exame, marcado para 22 e 23 de outubro.

    Saiba mais...
    Estudantes tentam encontrar maneira de driblar greve em Minas Férias chegam ao fim, mas professores da rede estadual seguem em greve Associação de pais de alunos aciona Justiça para adiar as provas do Enem
    “Vamos pedir urgência nas negociações para tentar amenizar os danos sofridos por essas crianças já que os danos são irreparável. Eles vão ficar prejudicados”, afirma o presidente da Fapaemg. A entidade protocolou no Ministério da Educação e no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) o pedido de cancelamento do Enem. O Fapaemg ainda aguarda resposta e promete entrar com ação na Justiça para tentar adiar a data da prova.

    ResponderExcluir
  80. Olá Euler,

    Notícia do site Histórias Pra Boi Acordar.

    Achei legal compartilhar porquê a moda pode pegar. Imagina se conseguimos com os professores substitutos a adesão à greve?

    PROFESSORES CONTRATADOS ADEREM À GREVE E GOVERNO ANASTASIA TERÁ DE CONTRATAR SUBSTITUTOS PARA OS SUBSTITUTOS!

    A contratação de pessoas para substituir os professores da rede pública estadual em greve gerou uma situação insuportável dentro das escolas de Minas Gerais. Os professores que ainda não tinham aderido à greve não aceitaram a manobra do governo para desestabilizar o movimento.

    O incômodo gerado pela presença dos substitutos contratados foi tanto que no Estadual Central, por exemplo – o maior colégio da rede estadual de Belo Horizonte e uma referência para todo o Estado – uma reunião geral foi convocada para resolver a situação.

    O resultado: depois de vários anos, a escola aderiu integralmente ao movimento. Os professores estão 100% paralisados!

    A luta legítima dos professores e a força desta greve geraram uma situação que o governador Anastasia e sua gangue não imaginavam: entre os recém-contratados, alguns também aderiram à greve! Ou seja, agora o governo vai precisar contratar substitutos para os substitutos!

    Os estudantes mineiros são as maiores vítimas das trapalhadas deste governo. Se Anastasia estivesse cumprindo a lei federal que prevê o pagamento do piso nacional aos professores, as famílias que dependem da educação pública do Estado não precisariam passar por esta situação.

    Mas o governador Anastasia prefere continuar fora da lei. Até quando?

    ResponderExcluir
  81. Querer que os Diretores ajam como "capitão do mato", foi uma comparação ótima. Se não fizer isso, o que acontecerá com os Diretores, ou o que está acontecendo com eles?????

    ResponderExcluir
  82. Meu amigo acabo de enviar.

    Denise

    ResponderExcluir
  83. Companheiros,
    Não se assustem com os diretores e vices.Eles estão desempenhando o papel deles.
    Nós é que temos que ter "vergonha na cara" e parar de fazer festas para diretora angariar fundos para consertar escola, comprar material escolar,formatura de alunos etc,etc,etc...
    Isto é desvio de função!É obrigação do governo
    e não nossa! Se a Escola está caindo, deixa cair.Eu não aceito que coloque o meu nome em listas para fazer festa Junina ou outro evento.
    Eu não fiz faculdade e pós-graduação para ficar
    vendendo canjicão em BUTECO DE DIRETOR!
    Professor tem que ser bom é em sala da aula e não é ficar fazendo "média" para diretor,para ter uma "NOTA BOA" em "AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO".
    Isto é puro servilismo!
    Que esta perseguição dos "CACHORROS DA MATO" nos
    sirva de lição!
    Abraços.
    GREVE! GREVE! GREVE!!!!!!!!!!!!!!!!
    SEM O PISO NÃO PISO NA ESCOLA!

    ResponderExcluir
  84. Marisa Karla-Governador Valadares22 de agosto de 2011 14:32

    Anônimo das 13:32,
    Adorei a frase:"E é certo que meus professores
    BUNDÕES estejam lá?"
    Parabéns anônimo,você que é ALUNO está ensinando
    aos "professores bundões", o que é CIDADANIA.
    QUE VERGONHA!
    Aproveito o espaço para parabenizar o ESTADUAL CENTRAL pelo belo exemplo.
    Eu já trabalhei nesta escola e tenho muitas saudades!

    ResponderExcluir
  85. Anastasia: Robô estragado

    http://www.youtube.com/watch?v=c7aeNAWT0rg&feature=related

    ResponderExcluir
  86. Obrigado por entrar em contato conosco.
    Tomaremos as medidas cabíveis o mais rápido possível.

    Sua manifestação não será conhecida se não apresentar um minimo de consistência ou indício de verossimilhança.



    Manifestação Recebida
    Origem: Ouvidoria do Ministério Público de Minas Gerais

    Data e horário de Recebimento: 22/08/2011 - 13:16:10

    Número Manifestação:29428082011-8

    Senha: c------2


    IMPRIMA ou ANOTE estes dados para consultar o andamento de sua manifestação.

    ResponderExcluir
  87. Educadora de Jequitibá22 de agosto de 2011 14:38

    Euler e demais colegas frequentadores deste blog, sou professora da EJA médio e outras turmas do ensino fundamental. A diretora da minha escola colocou todas as minhas aulas no edital para designação do substituto. Questionei e ela me disse que a resolução diz que o contrato é para o número total de aulas do cargo de quem está de greve. Não estou entendendo, a pessoa vai ganhar por 19 aulas e ministrar apenas 3 aulas semanais?
    Quem souber poderia me explicar isso melhor? Ou esse substituto irá dar aulas também para as outras turmas? A justiça não liberou a contratação apenas para as séries finais do ensino médio? As dúvidas são tantas que parece que já não sei de mais nada. Mas seja o que for, não volto para a escola sem o meu piso no vencimento básico. Abraços a todos e força na luta

    ResponderExcluir
  88. Boa tarde,
    Boas notícias.

    Parabéns e sejam bem vindos ao nosso movimento, os professores de Piranga MG, que trabalham na E.E.Cel. José Ildefonso, 1° e 2° grau.
    É uma escola grande com aprox.1400 alunos e cerca de 80 professores.
    Aderiram hoje, 22/08/11.

    JUNTOS VENCEREMOS!

    ResponderExcluir
  89. Parabéns a Líbia pela queda da ditadura, naquele país com a ajuda da OTAN .

    http://www.otan.us/

    Será que devemos mandar e-mails. Confesso que estou cansando e com vergonha porque não tenho esse direito de perder a fé.
    Então ao Piso pessoal.
    Vamos vencer pois está chegando apoio de todos os lados.

    ResponderExcluir
  90. Cheega das " festinhas mil" pra supervisora, diretor e seus vices. Concordo! Acabaremos com essa constrangedora situação nas nossas escolas. Professor faz aniversário e o máximo que obtém é o nome embutido com muitos outros aniversariantes do SEMESTRE! e além do mais, NÃO PRECISAMOS DISSO , isso não é importante para nós. QUEREMOS É NOSSO PISO E PRONTO..E PISAMOS NA ESCOLA!!!!!COM GARRA ESSE PISO SAI NA MARRA. No interior a luta prossegue. Quem disse que o interior não ia entrar? ENTROU!!! E as longas viagens para ALMG prosseguem até a pé! PAGUE NOSSO PISO e deixamos a ALMG EM PAZ.
    fORÇA COMPANHEIRADA DE LUTA.

    ResponderExcluir
  91. Assistam e comentem, por favor!

    ALEXANDRE GARCIA ( a respeito dos protestos estudantis no Chile)

    Países superam Brasil quando o assunto é educação

    http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/08/alexandre-garcia-paises-superam-brasil-quando-o-assunto-e-educacao.html

    ResponderExcluir
  92. Consegui mandar a mensagem em forma de DENÚNCIA para a ouvidoria do MP conforme você sugeriu.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  93. oq vc quer dizer com "o caminho da desobediência civil estará aberto" ???

    ResponderExcluir
  94. Olá companheiros


    Juntos venceremos !
    DEPOIMENTO

    Este depoimento foi enviado (e-mail) pela amiga
    e companheira de LUTA, Profª Vânia Moragas .
    Leiam com atenção, o que o Governador Antônio Anastasia (PSDB) e os seus dirigentes estão fazendo com a EDUCAÇÃO em Minas Gerais. Vamos todos nós: educadores, estudantes, pais e responsáveis cobrar das autoridades competentes providência urgente.
    Isso não pode continuar.
    DEPOIMENTO:
    ____
    Estou totalmente desiludido com a educação pública desse país ao qual pertenço. ´´Deus é cara gozador adora brincadeira/ Pois pra me botar no mundo tinha o mundo inteiro/ Mas achou muito engraçado me fazer cabreiro/ Na barriga da miséria, nasci brasileiro...`` Professora vc não vai acreditar... Nessa manhã eu tive dois horários de biologia com uma zootecnista não sei das quantas, que acentua o 'O' de gêmeos, e que quando corrigida por um aluno, diz:
    - Eu fiz zootecnia e nunca precisarei de português!
    Aguenta essa professora.
    Que tipo de profissionais virão dar aulas para nós?"
    ________
    Colaboradora: Profª Vânia Moragas
    LEIA: O Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

    ABRAÇO a todos !!!
    Gleiferson Crow

    ResponderExcluir
  95. Olá Euler,

    Postei a manifestação na Ouvidoria do Ministério Público e imprimi o comprovante.
    Companheiros de batalha: façam o mesmo, não deixem para amanhã, pois unidos somos fortes! Muito mais fortes...

    Abraços e até a vitória!

    Patrícia Cruz de Pará de Minas.

    ResponderExcluir
  96. Companheiros de batalha,

    Postei a denúncia na Ouvidoria do Ministério Público conforme orientação do Euler. Imprimi o comprovante para eventuais consultas.
    Façam o mesmo, não deixem para amanhã, pois unidos somos ainda mais fortes!
    Abraços e até a vitória!
    Patrícia de Oliveira Cruz. Pará de Minas.

    ResponderExcluir
  97. Caro Euller e companheiros(as)de luta.
    Primeiro gostaria de informar que enviei mensagem ao Ministério Público e conclamo aos(às) companheiros(as) a engrossarem esta corrente de manifestação para fazer as autoridades agirem e fazermos valer a nossa tão duramente conquistada Lei do Piso Salarial Nacional.
    Mas , para refrescar a memória de todos, a gente que já tem uma longa caminhada aqui na seara da educação deste Estado e que passamos por diversos governos, gostaria de lembrar sobre alguns fatos lamentavelmente relevantes:
    - estes desmandos e confiscos sobre os direitos dos educadores públicos estaduais de Minas remontam à era do governo do também PSDB ,na época o tal Eduardo Azeredo, de triste memória, cujo governo, dentre outras peripécias ardilosas contra os professores e funcionários públicos restringiu e/ou confiscou direitos como o de receber férias-prêmio em espécie, pagava o 13º salário em atraso, sendo que o último deixou para o seu sucessor, na época Itamar Franco, que acabou pagando (no início havia proposto em 24 vezes, o que acabou depois pagando em menos tempo). Em tempo, este mesmo "senhor" Eduardo Azeredo que foi senador por MG -fico pensando como o povo mineiro elege uns caras destes depois de tudo . E mais, o mesmo, que muito lamentavelmente (de novo, os eleitores mineiros) hoje ocupa uma cadeira na Câmara dos Deputados . Ah, sem esquecer que este sujeito é autor de um nefando projeto contra a liberdade de opinião e expressão na internet brasileira, que está em tramitação no Congresso Nacional. E outras "coisitas" mais. Certa feita um cientista político latinoamericano,cujo nome nao me recordo no momento, referindo-se ao partido inimigo nº 1 dos servidores públicos saiu-se com esta pérola: "o psdb és una mierda". Precisa dizer mais?
    Pois bem, depois do governo Itamar , tivemos aí os dois governos Aécio/Anast+Azia e mais este terceiro desastrado mandato deste clã aqui nestas nossas Minas Gerais.
    E dá-lhe pancadas e mais pancadas nos professores(as) deste tempo pra cá, parece que tem sido o alvo destes senhores e seus(suas) asseclas.
    Bom, mas nada como a devida paciência histórica,sofrida,perseverante e serena para juntos sermos fortes e virarmos este jogo e a JUSTIÇA há de prevalecer em breve.
    Tudo tem o seu tempo, conforme ensina a sabedoria.
    Juntos somos muito fortes e venceremos ! Para o bem da educação e da justiça social do nosso Estado.
    Abraços fraternos a todos(as).

    ResponderExcluir
  98. Claro que muitos educadores não estão em greve,pois na eleição votaram no ANESTESIA!Como votaram nele o ano passado e agora entrariam de greve?Gente sem memória ou sem consciência política?Como podem estar na sala de aula, o que estão ensinando aos nossos jovens?A serem alienados como eles?Estou revoltada com essa gente.RENATA-MAnhuaçu

    ResponderExcluir
  99. Euler,
    acabo de postar junto ao Ministério Público, como você sugeriu. Aliás... precisamos mesmo de orientação. Poderíamos fazer muita coisa, mas não temos acesso aos "caminhos". Muito pertinente sua indicação.
    Como uma companheira postou aqui...você é a fonte que precisamos para revigorar nosso ânimo e espírito de luta.
    Na última assembleia em BH, lembro que foi dito na tribuna que uma equipe de DIRETORES de escolas se uniu e se negou a designar os professores para 3º ano. Isso sim é atitude de quem ESTÁ diretor e sabe que na sua essência não existe a profissão diretor. É função temporária. Aliás, eles estão quase voltando para a sala de aula. Por que, então eles não se organizam e se negam a cumprir como "capitães do mato" os desmandos desse governador "Senhor de escravos"?
    Já ouvir dizer que cachorro vira-lata, quando passamos a mão no chão, eles saem correndo?
    AnastAZIA se engana... Quanto mais ele nos ameaça, mais nos dá motivos para permanecermos na luta, pois não somos cães vira-latas.

    Na minha pequena Porto Firme temos 3 escolas estaduais, sendo que apenas 13 funcionários estamos em greve. Tentamos conversar, buscar mais adeptos, mas o tal "corte no pagamento" inibe muita gente. É bom que pensem em conseguir um 3º cargo para o próximo ano se a gente não conseguir garantir o PISO.
    Mas agora fiquei mais feliz quando soube que a E E José Ildefonso (de Piranga) inteirinha aderiu à greve e seus funcionários estão visitando outras escolas, inclusive da zona rural.
    Uns fracos, mas muitos fortes. É assim que vamos vencer:
    "Quando lutamos, às vezes ganhamos e às vezes perdemos. Mas quando não lutamos, perdemos sempre!"
    Então,companheiros de luta... entregar, jamais.
    Sem o piso não pisamos na escola. FORÇA!!!

    ResponderExcluir
  100. Olha aí pessoal do combate,

    A nossa greve não para de receber adesões e apoio. Vejam o e-mail que acabo de receber do combativo amigo Rômulo, divulgando mais um importante apoio:

    "Paralisação dos estudantes da FaE/UFMG em apoio à greve dos trabalhadores em educação!

    O Diretório Acadêmico Walquíria Afonso Costa da FaE/UFMG, em apoio à greve dos servidores da rede estadual de ensino, que dura mais de 70 dias, convocou uma paralisação das aulas na FaE no dia 24/08.

    Nós do DA/FaE, entendemos que a paralisação das aulas é uma das formas de demonstrarmos nossa indignação com a situação da educação em nosso país em geral e do nosso estado em particular, e repudiar a forma como vem sendo tratada a negociação com os professores em greve.

    O governo tenta intimidar o movimento grevista ao cortar o ponto dos professores e ao vincular noticias na mídia comprada. Porém nós estudantes daremos a demonstração do nosso apoio parando as aulas em todos os turnos e participando da manifestação em defesa da educação.

    Defender a educação pública, gratuita, de qualidade e a serviço do povo aderindo à paralisação!!!

    A paralisação convocada já teve a adesão dos estudantes de pedagogia do turno da manhã. Convocamos também os/as alunos/as da pedagogia e licenciatura do turno dos demais turnos, os professores, bolsistas e funcionários a paralisarem suas atividades no dia 24/08.

    PROGRAMAÇÃO PARA O DIA DA PARALISAÇÃO

    09h - Concentração no Hall da FaE
    09:30 - Debate sobre a greve e organização para a participação na assembléia e na manifestação em defesa da educação
    11h - Intervalo para almoço
    12h - Saída do ônibus para a manifestação (em frente à FaE)
    18h - Retorno à FaE
    19h - Debate com os estudantes do noturno


    Informações: dafaeousadia@gmail.com ou acesse www.facebook.com/DA.FaE.UFMG"

    ResponderExcluir
  101. " Carlinhos do Machado"22 de agosto de 2011 15:49

    Caro amigo e combativo Euler, tive algumas notícias dos professores tampões que assumiram alguns contratos nas escolas, sem nenhum preparo para o compromisso em educar. Já tem diretor preocupado em fazer uma gestão de compromisso, más as imposições impostas pela SEE os impedem recrutando os falidos tampões, para cobrir o trabalho feito por um EDUCADOR de verdade. Este é mais um descaso desse Governo óóó!" DESGOVERNO " que se diz preocupado em fazer uma reposição de aula, sem nenhuma qualidade. Èssa é a maneira que o "DESGOVERNO" diz-se preocupar com a educação em nosso Estado enganando as familias de alunos.VAMOS CONTINUAR UNIDOS E FORTES NA NOSSA LUTA ATÉ A CONQUISTA DO PISO. A GRVE CONTINUA...

    ResponderExcluir
  102. Marisa Karla-Governador Valadares22 de agosto de 2011 16:00

    Caro Euler,
    Acabei de enviar a minha manifestação em forma de
    denúncia para a Ouvidoria do Ministério Público.
    Deu certo!Vamos todos denunciar!
    Alguma resposta vamos ter.Juntos somos mais!
    Abraços,
    Fé e força até o piso!

    ResponderExcluir
  103. Boa tarde,

    A maior dos diretores das Escolas, depois da greve, voltarão a ser simples professores.
    Então Sr(as) diretoras(es), vamos refletir um pouco.
    O posição deverá vocês, é junto com os professores.
    Bem vindas(os) à luta.

    ResponderExcluir
  104. Não piso na escola sem PISO!!

    As boas e grandes batalhas não tiveram êxitos sem luta!! Brava gente brasileira!!

    Viva os educadores!!
    Posso passar fome, frio e sede mas não posso ficar sem a minha dignidade!!

    Abraços a todos educadores!!

    ResponderExcluir
  105. Dia 07 de setembro está chegando. Que tal colocar nas ruas pais, alunos e professores usando roupas negras denunciando o governador e os prefeitos. Tipo Governardor Fora da Lei, Pague o Piso. ou prefeito.
    imagine as caras dos safados, duvido que a mídia ia ficar indiferente.

    ResponderExcluir
  106. Pessoal não estou conseguindo mandar o e mail para o ministério público.Me enviem passo a passo como fazer,por favor! Obrigada!

    ResponderExcluir
  107. Olá Euler e blogueiros!

    TÁ NA HORA DE BUSCAR OUTRAS FRENTES!
    QUE MINAS FAÇA O LEVANTE E MOSTRE QUE AQUI O ESTADO SOMOS NÓS.
    Gracieusa, faço das suas palavras as minhas. E mais:
    passou da hora de chamar na responsabilidade a OAB e IGREJAS;
    passou da hora enviar um dossiê à UNICEF e outros organismos internacionais;
    passou da hora de entramos com busão lotado de professor nos cursos de licenciatura das FEDERAIS/PUC/UEMG/PARTICULARES;
    passou da hora de charmarmos os DCE's de diferentes universidades para saírem às ruas por melhorias na educação;
    passou da hora de articularmos uma ação orquestrada nos chats, ou seja, uma avalanche de comentários detonando Anastazista nos meios de comunicação e orgãos da justiça com dia e hora marcada.

    Enfim, tá na hora da INSURGÊNCIA começar! É Chile, Honduras, Espanha, Grécia, Inglaterra e vários países do Oriente médio dando resposta nesse modelo econõmico perverso. Por incrível que pareça, até em Israel - não estão divulgando obviamente -, há insatisfação. Vale lembrar que as manifestações das quais me refiro, não tem relação alguma com o banho de sangue entre judeus e palestinos.

    A paciência tá esgotando e as coisas podem tomar outras rumos caso o [des]governo persista na pirraça.Se o magistério do RN/SC/RJ sucumbiram, então QUE MINAS FAÇA O LEVANTE E MOSTRE QUE AQUI O ESTADO SOMOS NÓS.

    Que o núcleo duro dê o pontapé!

    Todos firmes e de pé!

    ResponderExcluir
  108. Euler;

    O Paulão tá presente!!!

    Denúnica MP, protocolo MP.: 29462082011-5

    16:05 - 22/08/2011. A denúnica foi cadastrada por telefone, nº (31) 3330-8409.

    Vamos pelo menos colocar os promotores para trabalhar.

    Um abraço;

    Presente

    ResponderExcluir
  109. Professor Euler,

    Peço o favor de colocar neste blog, novamente, o modelo de denúncia á ouvidoria do MP.

    Grato.

    ResponderExcluir
  110. Boa tarde,

    Alguém tem notícias do Ministério Público ou do Governo.

    Estou achando tudo isto, muito calado.

    Será que o Governo continuará agindo como se nós não existíssemos?

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  111. Caro Euler! Boa tarde.
    Hoje no facebook observei uma conversa entre alunos do 3º ano da E.E.DOM CABRAL em Belo Horizonte. A referida escola conseguiu contratar somente 2 professores( História e Língua Portuguesa)que iniciou-se hoje(22/08). Na conversa uma aluna dizendo pra outra que saiu mais cedo porque tinha poucos alunos.
    Agora pergunto: É verdade que pra ser considerado dia letivo, têm que ter 50% + 1 de alunos em sala de aula? Se for verdade, pra mim então estão enganando os alunos, pois pra mim, eles saíram de casa pra nada, não é mesmo?
    Espera que esse comentário seja visualizado pra servir de alerta .
    Grande abraço!!!!

    ResponderExcluir
  112. Esta eu recebi há pouco por e-mail. Vejam a que nível chegou o governo de Minas, divulgando sugestão de vídeo de uma emissora que tem atuado claramente contra a nossa greve. Que vergonha!!!

    Uma reportagem nitidamente a favor do governo, com cara de matéria paga. Mas, também esperar o que da Globo, né? Globo e Anastasia, tudo a ver... contra o povo!

    Acho que o jurídico do sindicato precisa apresentar denúncia contra essas emissoras e exigir direito de resposta de cada matéria mentirosa, parcial e caluniosa


    "Euler, Isso é só para você saber. Olha o que todas as escolas de Minas receberam hoje do governo.

    "Para conhecimen​to: Notícias no no Portal Globo.Com

    Prezado (a) diretor (a), bom dia A Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Educação informa que está disponível no Portal Globo.Com http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/v/alunos-do-3-ano-das-escolas-estaduais-comecam-a-voltar-as-aulas-nesta-semana/1600445/

    Cordialmente,

    Marcílio Lana Coordenador da Assessoria de Comunicação Social Secretaria de Estado de Educação Governo de Minas Gerais".

    ResponderExcluir
  113. Euler, também já enviei a denuncia ao Ministério Público e conclamo aos(às) companheiros(as) para também enviarem os seus, sua ideia foi ótima.
    Conseguimos desarticular mais um dia de contratação de professor tampão na escola que trabalho.
    A SEE enviou um comunicado, hoje, para as escolas no qual informava que, professores com falta greve ou com reposições de greve a fazer estão impedidos de gozar férias prêmios. Mais uma que ele ainda encontrou no saco de maldades e intimidações. Parece que o saco está esvaziando, por que essa daí é muito pequena....
    Colegas, já podemos começar a idealizar as atividades de 7 de Setembro. Para podermos, caso ainda estejamos na luta, termos tempo suficiente para nos organizar. SOU EDUCADORA E BRASILEIRA, NÃO DESISTO NUNCA! SEM O PISO, NÃO PISAMOS NA ESCOLA.

    ResponderExcluir
  114. Aos colegas de Ipatinga, em especial a EE João XXIII e EE Amaro Lanari(Ideal), vocês estão demorando demais a se juntar a nós. Cuidado! Se continuarem nessa morosidade, quando acordarem a banda já passou...
    Maria Helena - Ipatinga

    ResponderExcluir
  115. Concordo plenamente com as palavras do Flavio/BH.Já percebemos que essa pessoa que atualmente desgoverna o Estado não tem nemhuma consideração pela categoria e por aqueles que necessitam dos serviços publicos,por isso nossa greve tem que tomar atitudes que façam com que esse arrivista e pelas atitudes esquizofrênico acredite que essa greve só termina com o adoção do piso rebaixado.

    ResponderExcluir
  116. Olá combatente Euler

    Muito obrigado pelo apoio.
    A EE José Elias Issa continua F-E-C-H-A-D-A !!!
    __________
    "Todos os homens, que são pessoas dotadas de razão e de vontade livre e por isso mesmo com responsabilidade pessoal, são levados pela própria natureza e também moralmente a procurar a verdade."
    (Concílio Vaticano II, Dignitatis Humanae, 2) ... _________

    VALEU e parabéns a todos !
    Um abração para o Comandante João Martins e
    o companheiro Alex de Vespasiano.

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  117. Euler e amigos. Mais apoio, PENSAR EDUCAÇÃO É PENSAR BRASIL é uma série de encontros que realizamos na UFMG presencial e via net e rádio, e hj a patir das 20h a Rádio UFMG vai entrevistar o Antonio Bráz Rodrigues, da Subsede Santa Luzia - GREVE DOS PROFESSORES DO ESTADO. O link é:
    http://www.portal.fae.ufmg.br/pensareducacao/portal/

    ResponderExcluir
  118. Caro Euler e Colegas:
    Já havia dito nesse espaço sobre a propriedade de envolver alunos/as dos cursos de Licenciaturas/Pedagogia das diversas universidades/faculdades, já que os mesmos estarão lutando pelo seu futuro profissional.
    Em tempo, caríssimos colegas: já enviei a denúncia proposta pelo nosso professor Euler ao MP. Se todos o fizermos, não haverá como nos ignorar.
    É urgente que essa gente dos poderes constituídos entenda que o estado somos nós!

    ResponderExcluir
  119. Secretaria Gazoza acaba de declarar na Inguatiaia que amanhã irá anunciar uma correção no salário daqueles que retornaram a carreira antiga.Êta povinho esse que desgoverna Minas.

    ResponderExcluir
  120. Caro companheiro de luta Euler.Devido a esse grande volume de apoio dos alunos das escolas particulares e das federais,voce poderia fazer para os pais desses,uma análise de quanto eles estariam se ajudando em relação aos encargos que pagam para dar uma formação academica de regular qualidade por um preço tão alto.Se a escola pública melhorar sua qualidade ,as escolas particulares, terão que melhorar muito com preço mais viavel para poder competir com a escola pública para conseguir alunos.Então, se os pais querem melhorar a qualidade da educação de seus filhos devem nos dar apoio.

    ResponderExcluir
  121. Silvia Machado, de MUtum22 de agosto de 2011 17:07

    A situação dos professores é grave. Daí, a GREVe
    Postei minha denúncia a MP
    Nº 29473082011-2 É Agora ou Nunca

    ResponderExcluir
  122. Em tempo, só complementando.
    " Para participar ao vivo do programa ligue para o telefone (31) 3409 5531, ou envie msn para o endereço pensaredu@hotmail.com. Se preferir, ainda, envie um email para o endereço pensar@ufmg.br ."

    ResponderExcluir
  123. Municípios aguardam o MEC definir como complementará o piso, desde março.



    http://www.cnm.org.br/institucional/conteudo.asp?iId=215592

    ResponderExcluir
  124. GRAÇA:
    Boa tarde Prof Euler,

    Concordo com voce,o Sindute precisa com urgencia veicular nos varios telejornais a situação real de MG e desmentir a SEE.COBRAR POSICIONAMENTO DOS DEPUTADOS, MENOS FALAÇÃO E MAIS AÇÃO!
    Dia 24/08 deverá haver tempo para articular a Grande Marcha dos Educadores de Minas em Luta pelo PISO, que poderá culminar com a participação dos professores em todos os desfiles programados para a semana da pátria. O dia 07 de setembro de 2011,será o divisor de águas da educação mineira, e deverá se alastrar por todo o pais. O ESTADO SOMOS NÓS!

    ResponderExcluir
  125. Guerreiro de Vespá! Companheiros de Luta! Firmes na Greve até o Piso!!!

    Também protocolei minha denúncia no MP.

    Obrigado por entrar em contato conosco.
    Tomaremos as medidas cabíveis o mais rápido possível.


    Manifestação Recebida
    Origem: Curvelo
    Data e horário de Recebimento: 17:35:28
    Número Manifestação: 29486082011-7

    SEM O PISO NÃO PISO NA ESCOLA!!!

    ResponderExcluir
  126. A secretaria de educação chamou todos os superitendentes de ensino para uma reunião em BH. Esta reunião deve acontecer dia 23 ou 24 de agosto. Deve ser para anunciar o "incremento no subsídio". Cuidado. Nosso foco é o piso e não melhoria no subsídio.

    ResponderExcluir
  127. Novamente os educadores de DIVINO, conseguiram impedir que os cargos fossem ocupados mesmo com declarada truculência pela superintendente em exercício. Parabéns ao (N.D.D.)
    Núcleo Duro de Divino. Força na luta!

    ResponderExcluir
  128. Boa Tarde Combatível Euler,minha indignação é tanta com relação ao descaso do governo que pirei.Estou afastada 60 dias entupida de tranquilizantes.Voltei p carreira antiga dois cargos um 29 anos de serviço,outro 23 e ainda me cortam direito adquirido por lei: Férias prémio.Esse homem é louco. O unico recurso Impeachmente nele.Só os Prof dão conta,solicitamos alunos que são nossos aliados se soubermos argumentar e comunidade escolar.Quero ver ele prestar conta da verba investida na educação.Nem com nota fria q é o q eles sabem fazer bem.

    ResponderExcluir
  129. Euler,copiei /colei/acrescentei seu texto aqui e ali e estou pensando em enviá-lo ao STJ. Quero a sua opinião. Devo enviar? Ou vamos nos deter ao MP?
    Fique à vontade para fazer correções ou apagões no texto.
    Não precisa publicar e reponder no blog,se não quiser. Me responda por email.
    adrianappalves@yahoo.com.br

    Denuncio o desempenho do Ministério Público Estadual em Minas Gerais, que deixa de fazer o papel de FISCALIZADOR e age como MEDIADOR, na greve dos professores que completa hoje 76 dias. A greve dos professores estaduais em Minas Gerais deixa os pais de alunos das escolas estaduais preocupados com o rendimento dos filhos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Contrariando a nossa constituição, o governo contrata professores substitutos, força o recebimento por subsídio( insistindo em acrescentar –lhe melhorias), já que 153.000 servidores da ativa já declararam o retorno à remuneração antiga. Deixa os professores sem salários, portanto sem condições de sobrevivência digna e milhares de estudantes fora da escola. O governo de Minas não cumpre a Lei federal 11.738/2008 e não paga o piso salarial dos educadores.Ele paga R$369,00, quando deveria pagar R$712,20.
    Temos no comando do Estado um governador que exclui Minas Gerais da obediência á Constituição Federal. Ele a ignora quando:
    _ Faz a redução salarial dos servidores públicos, quando a Constituição Federal proíbe.
    _Contrata professores substitutos,( muitos sem formação) ferindo o direito de greve, também assegurado pela constituição.
    _ Divulga nos principais veículos de comunicação, inverdades, que podem ser comprovadas nos contracheques dos servidores. (viola o estatuto do servidor)
    - Não cumpre a lei federal 11.738/2008.
    Não cabe a este ministério a função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis?
    Como cidadã comprometida com o bem comum, peço aos senhores promotores, a averiguação dos fatos, por tão importante órgão, pois em Minas não temos um impasse a resolver, temos leis a serem cumpridas, portanto não precisamos de mediadores, mas sim de interventores legais.

    ResponderExcluir
  130. É,amigos do blog e caro professor Euler:A nossa grande chance é o dia 24/08;devemos organizar UM GIGANTESCO ATO PÚBLICO em BH,arrastando conosco tantos quanto conseguirmos ajuntar.De acordo com citações feitas aqui,acredito estar na hora de partirmos para a prática,porque palavras e discursos já temos de sobra.É chegado o momento de agir com mais vigor!!!
    Até a vitória!!

    ResponderExcluir
  131. ATENÇÃO:
    Todos os superintendentes foram convocados para estarem nesta terça-feira dia 23/08 para uma reunião com o governo. Aguardemos mais retaliações. Não nos deixaremos abater. Força na luta...

    ResponderExcluir
  132. Caro Euler:
    Há muitos diretores(as) solidárias à nossa causa por entenderem que, antes de tudo, são professoras(es). Para os(as) outros(as) que não entendem a transitoriedade do cargo que ocupam deve ficar o esclarecimento: Tais profissionais foram encaminhados(as) ao cargo pela comunidade escolar - funcionários da escola, alunos e/ou seus responsáveis- portanto, não há que se engendrar nenhuma perseguição àqueles que estão lutando por um legítimo direito.
    Força a todos

    ResponderExcluir
  133. concordo com o companheiro...devemos apelar para a unicef.unesco,igrejas,OAB,,,,NÃO SÓ OS PROFESSORES, MAS PAIS E ALUNOS,,,NAS ULTIMAS DÉCADAS A EDUCAÇÃO EM MINAS CAIU MUITO,,,,PROMOÇÃO AUTOMATICA,,,, AQUI NO VALE DO JEQUITINHONHA VEM UNS INSPETORES QUE REGE PELA CARTILHA DO GOVERNO,E DIZ SE HOUVER REPETENCIA CABEÇAS VÃO ROLAR,,,,,COMO AQUI AA UNICA FONTE DE EMPREGO SÃO AS ESCOLAS,E O CORONELISMO IMPERA A MAIORIA FICA COM MEDO,,ENTRA EM DEPRESSÃO...TÁ FEIO A COISA POR AQUI.......PRECISA DA INTERVENÇAO PELOS PROFESSORES,POIS SÃO ARRIMO DE FAMÍLIA

    ResponderExcluir
  134. Amigo Euler, estou sentindo falta dos comentários do PIPOCA, por favor, mande um e-mail pra ele e pergunte pq ele sumiu... Grande combatente PIPOCA não pode sumir assim. Está fazendo falta no front da revolução educacional onde estamos mudando os paradigmas e mostrando que professor é, depois do ALUNO, o mais importante pilar da educação. PROFESSOR NÃO É ESCRAVO. A GREVE É:
    PAGUE O PISO GOVERNADOR.
    PISO É SALÁRIO BASE, NÃO TETO EDUCACIONAL.

    ResponderExcluir
  135. O GOVERNO DE MINAS GERAIS QUER CALAR A IMPRENSA MINEIRA

    http://www.youtube.com/watch?v=DpX8pmZ736E&feature=related

    ResponderExcluir
  136. Euler,tenho acompanhado o processo sobre o Acórdão e hoje apareceu que teve um deslocamento, sendo que a última data de movimentação foi 30/05. Será que teremos novidades?
    http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoDeslocamento.asp?incidente=2645108

    ResponderExcluir
  137. O GOVERNO DE MINAS GERAIS QUER CALAR A IMPRENSA MINEIRA
    http://www.youtube.com/watch?v=DpX8pmZ736E&feature=related

    O avanço para trás http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/o-avanco-para-tras--14896

    Em documentários, jornalistas falam sobre a falta de liberdade de imprensa
    http://tatianeps.net/2011/04/em-documentarios-jornalistas-falam-sobre-a-falta-de-liberdade-de-imprensa/

    ResponderExcluir
  138. From: atendimento@stf.jus.br
    To: bernadetevondolinger@hotmail.com
    Subject: RES: ssinatura do acórdão
    Date: Mon, 22 Aug 2011 19:42:04 +0000


    Prezada Senhora,



    Informamos que o acórdão da ADI 4167 encontra-se aguardando a liberação de votos por parte de alguns Ministros desta Corte, motivo pelo qual ainda não foi publicado.



    Atenciosamente,



    Supremo Tribunal Federal

    Secretaria Geral da Presidência

    Central do Cidadão e Atendimento

    Seção de Atendimento Não Presencial

    Anexo II – Térreo - Brasília (DF) – 70175-900

    ( (55-61) 3217-3705 61 3217/4465





    --------------------------------------------------------------------------------
    De: BERNADETE CAMPOS DE ARAUJO FONSECA [mailto:bernadetevondolinger@hotmail.com]
    Enviada em: sexta-feira, 19 de agosto de 2011 21:17
    Para: Atendimento
    Assunto: ssinatura do acórdão


    Caros senhores do Supremo Tribunal Federal

    Sou professora da Rede Estadual de Minas Gerais, e estou de greve desde o dia 08/06/11.
    Gostaria se possível saber notícias sobre o por que da demora da publicação do acórdão da ADI 4167 para que
    o nosso piso salarial profissional seja implantado de vez em nossos contra cheques e o impasse entre a
    categoria dos professores e nosso governante chegue ao fim.
    Além de estarmos passando por privações decorrentes do corte em nosso salário, nossos alunos
    estão preocupados e alarmados com essa demora, pois já estamos no oitavo mês do ano, e precisamos
    voltar o mais rápido possível, para prepararmos nossos discentes para o ENEM e os vestibulares do final do ano.
    Peço humildemente que me perdoem, mas de maneira alguma quero incomodar, mas sinceramente estamos
    de mãos atadas e nós educadores estamos lutando por um piso salarial, que é garantido por uma lei e por uma
    educação de qualidade.
    Cordialmente me despeço,

    Bernadete Campos


    Prezado Euler,
    Acabei de receber resposta de um e-mail enviado dia 19/08 para o STF.
    Observe a resposta.

    ResponderExcluir
  139. Renegociação da dívida de Minas Gerais ganha apoio

    http://www.iof.mg.gov.br/legislativo/legislativo/Renegociacao-da-divida-ganha-apoio.html

    ResponderExcluir
  140. NÃO ENTENDO, A GREVE É PARA O PAGAMENTO DO PISO, COMO QUE COLEGAS QUE VOLTARAM PARA O PISO, RESOLVE FURAR A GREVE, POR QUE NÃO FICARAM NO SUBISIDIO. DEUS ME LIVRE, QUE INCOERÊNCIA....

    ResponderExcluir
  141. Caro Euler,

    Notícias do front de Alfenas:

    Conseguimos que duas escolas paralisassem suas atividades até sexta feira, são elas: E.E. Judith Vianna e E.E. Ismael Brasil Correia
    Infelizmente, não temos escolas integralmente em greve. Hoje, contamos com a paralisação de:
    E.E. Dr. Emílio Silveira (a maior da cidade e com 70% de adesão)
    E.E. Napoleão Salles
    E.E. Samuel Engel (por pressão da diretora, apenas 4 professores em greve)

    Ontem, durante a 8a. Parada Gay da cidade de Alfenas fizemos uma manifestação. Alunos e Professores vestiram-se de preto e com cartazes e panfletos na mão desfilamos por toda parada. Foi um sucesso. O organizador do evento (que é vereador) teceu elogios aos professores e indignado, falou do miserável salário que o governo nos paga.... Fomos aplaudidos, fotografados.... Postei um pedaço no vídeo no youtube (http://www.youtube.com/watch?v=XuEVzDzlJIo)
    Amanhã, reunião com os colegas da E.E. Padre Greminck (que pressionados pela Direção não aderiram ao movimento)
    O front informa, que a luta continua...
    Abçs,
    Eliane

    ResponderExcluir
  142. Na minha escola contrataram um substituto não habilitado e ele finge estar dando aula com poucos alunos, o que faço, estou sozinha aqui!!!

    ResponderExcluir
  143. Educadora de Jequitibá22 de agosto de 2011 18:55

    Professor Euler, se puder me responder ficarei muito agradecida. A resolução para a contratação dos substitutos é para o nº total de aulas do professor em greve, ou é apenas o nº das aulas do 3º ano do Ensino Médio? Questionei com a diretora e ela me disse que para o nº total. Realmente não entendo o porquê.
    Abraços e estejamos firmes até a vitória!

    ResponderExcluir
  144. AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1
    DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  145. Professor Euler, estamos firme na luta.
    A greve continua até o piso.

    ResponderExcluir
  146. Companheiros: se no dia 24/08 o piso não for anunciado a greve TEM que continuar. Temos que deixar esse ano letivo se perder. Temos que ter atitudes de impacto. E mais. Se não pagar o piso, na hora da nossa marcha, o nosso grito deverá se: "FORA ANASTASIA" e TEMOS QUE GRITAR ISSO PELAS RUAS DE BH, PARA OS MOTORISTAS OUVIREM, COMERCIANTES, PEDESTRES. Temos que iniciar um movimento para tirar esse governador do poder URGENTE!!!!

    ResponderExcluir
  147. GRAÇA:
    INACREDITÁVEL !!!!
    O TEMPO:
    GREVE
    Secretária de Educação anuncia lançamento de novo subsídio para professores estaduais
    A secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, se reuniu nesta segunda-feira (22) com representantes Federação das Associações de Pais e Alunos de Escolas Públicas de Minas Gerais (Fapaemg) para falar sobre a greve de professores.

    Paralisados há 74 dias, os professores na rede estadual de ensino reivindicam a equiparação do piso estadual com o salarial nacional, que é de R$ 1.187.

    A secretária disse que reconhece as falhas graves do subsídio atual e que divulgará nesta terça-feira (23) um novo modelo, que irá beneficiar principalmente os professores que estão há mais tempo na rede estadual. O subsídio é um modelo de remuneração que incorpora os benefícios da categoria ao salário.

    Apesar do anúncio de mudanças, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) informou que não haverá interrupção da greve após a divulgação do subsídio.

    A Fapaemg quer a suspensão do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano, por acreditar que os alunos prejudicados pela greve irão competir em situação desigual com os demais.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=127484

    ResponderExcluir
  148. Colegas de Divino, estou gostando de ver a coragem e o espírito de luta. Nesses últimos dias vocês demonstraram o verdadeiro profissionalismo. Fiquei sabendo que hoje conseguiram designar .Só não estou entendendo, porque o MP local(Carangola) se recusou a aceitar a denúncia , devido à designação de um Administrador para professor do 3ºano em Divino. Só faltava essa !
    Continuaremos firmes na luta, e um abraço a todos aos colegas divinenses. Até 4a feira !!!

    ResponderExcluir
  149. sANASTASia malígno+++, você vai se dobrar diante da cruz da justiça, e pedirás perdão.
    Seu fim será trágico, os sinais já começaram (avião) e você sabe disto.
    As dores de um povo sofrido, contem a força da justiça VERDADEIRA.
    E você sentirá na pele os horrores de muitas desgraças.
    Um dia se lembrará disto e, será tarde.
    As palavras têm poder.

    ResponderExcluir
  150. Acabei de ver o MG TV: correção no subsidio...A GREVE CONTINUA!!!!!!!

    ResponderExcluir
  151. Caro Prof Euler e amigos do blog:
    Gostaria de deixar registrado aqui meus cumprimentos ao aluno do Olegário(13:32);Que bela lição de cidadânia!É uma crítica sensacional que deveria,na minha opinião,ser amplamente aplaudida!!Oxalá se pelo menos 30% dos nossos alunos pensassem assim...E quanto a vocês,nossos amigos tapa-buracos(BUNDÕES-nas palavras do aluno-,pelegos ou babões-palavras minhas),deveriam,no mínimo,se envergonharem!Agora,caros colegas do núcleo duro da greve, me digam:Quem está ministrando uma verdadeira aula de Filosofia, História,etc.... por aqui?Abraços a todos.Gostaria de dizer que também já protocolei minha denúncia junto ao ministério público e acho que todos os nossos colegas deveriam fazer o mesmo.

    ResponderExcluir
  152. Ei pessoal!
    Mais uma manobra do desgoverno.
    Fresquinha no MGTV: A secretária anuncia correções na tabela (de subsídio, é claro)Posicionamento por tempo de serviço.
    já fiz as minhas contas.O subsídio é mesmo um suicídio.
    Euler, analise com urgência! Não podem nos enganar e querem jogar a população contra a gente. Agora vamos ser(segundo o governo, os intransigentes).
    Vamos pedir ao sindicato para nem perder o tempo
    com esta proposta descabida.
    Mandem msg para a Beatriz.O sindicato tem que recusar a ouvir melhoras no subsídio.
    concordam?

    ResponderExcluir
  153. Euler
    A Gazola falou no MGTV. Disse que vai melhorar as ofertas para os professores.Em nenhum momento falou sobre o PISO. Seu riso demonstrou cinismo e ironia! Acho que vem mais bomba por aí!....
    A associação de pais está precionando a maledita!!

    ResponderExcluir
  154. Aquele risinho da Gazola na entrevista do MGTV não está me cheirando bem! Acho que o saco das maldades ainda não esvasiou! Pelo jeito amanhã tem mais!...

    ResponderExcluir
  155. O governo não quer pagar o piso. Vai apresentar proposta de melhoria no subsidio. Portanto, todos num só grito quarta-feira:
    IMPEACHMENT JÁ!!!!

    ResponderExcluir
  156. Boa noite,

    Euler, não sei com que frequência abre seus e-mails, por isso, por favor analise o Texto, cujo título é MUITO PREOCUPANTE!!!

    ResponderExcluir
  157. Ola Euler!

    A Gazzola em entrevista agora a pouco no MGTV, reiterou a intenção do governo em melhorias do subsidio, indicativo que provavelmente a greve vai continuar. Interessante é que pela primeira vez a matéria não se mostrou tendenciosa. Alunos entrevistados admitiram que estão tendo poucas aulas por falta de professores para a substituição.

    ResponderExcluir
  158. Tudo indica que acórdão realmente está preste a ser publicado, pois a coordenadoria de acórdãos é dividida em duas partes:
    1- Seção de controle de acórdãos
    2- Seção de composição de acórdãos
    Pois na página principal do STF, mostra na parte deslocamento, que ja está na seção de composição de acórdãos.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  159. Euler,mais retaliações virão,os capachos do governo estarão reunidos em BH amanhã as 13hs,temos que ser firmes e não recuar agora, vamos convocar a todos para assembleia no dia 24 e fazer BH TREMER.Vamos mostrar para este governador que não estamos de brincadeira, estamos determinados.Até a vitória do piso.Estarei firme na assembleia dia 24.Vamos, lá pessoal precisamos da mobilização de todos .Firme na luta.

    ResponderExcluir
  160. OTAN, URGENTE:
    Kadafi está aqui governando na Tripoli Mineira e escoltado pela guariã Gazola.
    Corte intenacional neles.

    ResponderExcluir
  161. Amigo Euler, se o STF falou que não existe outra forma de pagar o funcionalismo no Brasil, se não for pelo piso nacional, Lei Federal 11.738/08, tem o piso proporcional, tem ajuda federal para Municípios e Estados que não podem pagar só recorrerem ao fundo. O Jurista que fez é Lei foi perfeito tirou toda possibilidade de engodos. Vamos ganhar sim.E quando ganharmos, será que essa "melhoria" no piso não será vista como corrupção ativa? Posso eu, por acaso melhorar a situação de alguém para deixar de cumprir uma lei em vigor? Será como se chama isso no CÓDIGO PENAL BRASILEIRO? Tem como perguntar isso a um advogado, estou curiosa.

    ResponderExcluir
  162. Realmente o sorriso da lagarta ou largata (como preferirem) está cheio de hipocrisia. Bom, se há entre membros da categoria mil na carreira antiga e o restante permanece no subsídio, cabe a SEE apresentar dois projetos de melhoria no salário, pois quem não quer o subsídio, tem direito de ter os memos reajustes na carreira antiga. Se vira secretária! Ah, se os pais e alunos tivessem consciência política e força de união! Já estavem nas ruas há muito tempo lutando pelos seus direitos. Essa greve é só uma palinha de como ficaria o país se não houvessem professores... E deste jeito o futuro está próximo.
    ao invés de passeata, na quarta-feira deveríamos começar a colher assinaturas para a campanha FORA ANASTASIA,JÁ!!!

    ResponderExcluir
  163. No seu comentário,a nobre colega Ana Maria se esqueceu que a tendencia da reportagem foi passar para a população a mensagem de que o governo está fazendo de tudo para resolver o problema e que os errados na história somos nós.
    Uma das alunas entrevistadas pertence a uma escola que está com 100% de adesão à greve no turno em que ela estuda... como lá tem professores do 3ºano em férias-prêmio neste mês de agosto, devem ter contratado uns dois tampões considerando essa realidade isolada. Temos que ficar espertos com a mídia!!!

    ResponderExcluir
  164. Boa noite Euler e companheiros de luta!
    O governo de Minas está desesperado! Não vamos fraquejar! Esse prévio anúncio de melhoria no subsídio é o mais completo desespero do governo. É o canto da sereia para que recuemos e voltemos ao nefasto "engessador de carreiras" denominado subsídio! Ano que vem, o piso será aumentado (dizem em até 25%)e se aceitarmos "melhorias" nessa droga de subsídio agora, estamos fadados ao ao fim de nossa carreira!
    Insisto: Por que o governo não oferece o subsídio as demais carreiras do funcionalismo? Será que não existe um jornalista em Minas com indepedência e coragem para fazer essa pergunta as scretárias Renata Vilhena ou a Ana Gazolla? Ou mesmo ao digníssimo governador? É difícil...
    A greve tá bombando e tá incomodando demais esse (des)governo! Esse governo é muito esperto, mas nós, do NÚCLEO DURO DA GREVE, não vamos cair nessa!!!
    Prof. Eduardo
    B.H.

    ResponderExcluir
  165. colegas,
    Postei no blog da Beatriz e acho que todos devem
    pedir isto a ela.


    Beatriz,
    Acabo de ver a entrevista com a senhora secretária (MGTV) dizendo que a greve vai ter fim . Ela diz que finalmente vai apresentar alterações na mudança de nível, vai posicionar o servidor por tempo de serviço e tal, os alunos não vão perder o ano letivo. Pelo amor de Deus, o sindicato precisa saber uma única coisa:
    A proposta é piso? Se não for despreze-os e não perca tempo ouvindo. Nesta proposta já antecipada (Com o intuito é claro, de mostrar à sociedade que somos nós que não queremos negociar) pode avisar que a greve continua.
    Importante também que estas novas alterações no subsídio, não iludam os desavisados. Beatriz não os ouça, por favor. Se necessário,seja mal educada, deixem-os falando sozinhos. A vez agora é nossa!
    Muita luz e bençãos para você!

    ResponderExcluir
  166. Este governo é muito engraçado. Ele teve todo o tempo do mundo para fazer aprimoramentos no subsídio, quando a lei do piso estava suspensa no STF, e nada fez. Agora que o piso é vencimento básico, ele vem com essa história de aprimorar o subsídio. E mais: o foco agora são os educadores mais antigos. Ora, se nem os novatos, que tiveram maiores ganhos imediatos com o subsídio, quiseram ficar neste sistema, imaginem os antigos? E se o governo se dispuser a pagar os valores que os educadores receberiam com o piso, por que não pagar logo o piso? Ora, nos poupem dessa enrolação toda, né?, e paguem logo o piso, que é nosso direito constitucional e dele não abrimos mão.

    ResponderExcluir
  167. Boa noite,

    Deve-se pedir para que o Ministério Público INTERPRETE A LEI, simples assim.

    ResponderExcluir
  168. Gostaria de entender o por quê deste FANATISMO do governador e suas secretárias por este MALDITO SUBSÍDIO! Já falamos mais de mil vezes que não nos interessa o subsídio, queremos o NOSSO PISO SALARIAL no vencimento básico. Cadê a JUSTIÇA deste País, do Estado, será que todos estão SURDOS, CEGOS E MUDOS! A nossa Greve continuará até que nos ouça, queremos o que é nosso por DIREITO! QUEREMOS O CUMPRIMENTO DA LEI FEDERAL! Não adianta vir com propostas no subsídio, queremos simplesmente o PISO SALARIAL no vencimento básico. Até quando este DESgoverno vai fingir de desentendido? Até quando vai falar uma linguagem diferente da nossa? Até quando vai teimar em impor-nos o subsídio? Até quando vai nos enrolar? Chega, PACIÊNCIA têm limite!

    ResponderExcluir
  169. Boa noite,

    AlÔ Sind UTE, alô Beatriz,

    Deve-se pedir que o Ministério Público, INTERPRETE A LEI,

    Não existe negociação com este Governo.

    ResponderExcluir
  170. Olha, o jornal Nacional acordou:estamos em greve há 2 meses!Dá-lhes facebook, twitter.
    Para o desgoverno agora é a hora de mostrar que ele quer acabar com a greve e nós não. só nisto ele acertou...

    ResponderExcluir
  171. Boa noite,

    Não podemos ser mudados de regime de pagamento automaticamente. Temos direitos adquiridos.
    QUEREMOS FICAR NO REGIME REMUNERATÓRIO.

    ResponderExcluir
  172. Somente o pagamento através do Piso nos interessa. Nada de melhorias no subsídio. Se o governo apresentar proposta em subsídio, não deve nem ser analisada e a GREVE CONTINUA!!!!!!Espero que o Sindute não nos decepcione em negociações!!!!

    ResponderExcluir
  173. Pessoal... Acabei de ouvir a abertura do Jornal Nacional.. A nossa greve vai ser noticiadaaa!!!

    De olho aí... Vamos o q vai aparecer lá!!!

    ResponderExcluir
  174. GENTE, GENTE GENTE!!!!!!!!!!
    Acabo de ouvir o JN anunciaram uma matéria sobre a nossa greve, corram pra ver!!!!!

    ResponderExcluir
  175. Caro Euler, você que entende mais todos os pormenores da lei, poderia fazer uma denúncia contra o nosso desgovernador, a presidente e o MEC no site: http://cliquedenuncie.com.br/ para que mais uma ong esteja no encalço dessa gente fora-da-lei.
    Obrigado.
    Paulo Andrade.

    ResponderExcluir
  176. Gente, a verdade é que nós que estamos firmes no movimento temos a convicção do que queremos, mas, existem muitas pessoas(principalmente os ASB) que voltaram pra carreira antiga só pq "todo mundo tá voltando" e agora com o possível anúncio de aumento no subsídio, vão voltar correndo pro subsídio, será SIM o fim da greve... Pq não são só eles, já ouvi muita gente dizer que se arrependeu de ter saído do subsídio, por causa da diferença no salário!!!
    Infelismente, somos uma classe desunida e sem ideais, a maioria se vende por esmolas....
    EU NÃO ME VENDO!!!! QUERO O PISO.

    ResponderExcluir
  177. Essa "doutora" que se diz secretária de EDUCAÇÃO deve estar tomando umas e outras com o faraó, pois deve achar que os professores são uns retardados. Seria uma completa falta de noção por parte dos professores aceitarem melhorias no " suicídio", pois estamos e exigimos o cumprimento de uma lei federal, o PISO. Podemos aceitar o subsídio na seguinte maneira:
    _ Aumentar o subsídio para R$ 2500,00 ;
    _ A esse valor acrescentar as gratificações (pó de giz, biênio, quinquênio,pós,... ;
    _ Todo ano o subsídio será corrigido de acordo com o MEC;
    Desta forma para um professor em início de carreira ganharia R$ 3000,00 . Esse valor dá para negociar,para pagamento imediato. Caso contrário fica mais fácil para o governo, apenas cumprir a lei do PISO .

    Força na luta e greve até o pagamento de nosso direito garantido por lei !
    COM DEUS SOMOS MAIS, VENCEREMOS !

    ResponderExcluir
  178. Xiiiiiiiiiiiii, já vi td.. antes msm da notícia... Estão dizendo q os pais e os alunos pedem o adiamento do ENEM por causa da Greve!!!

    Se o Governador estivesse msm mto preocupado com isso, já não teria negociado com a gnt e resolvido a situação???

    ResponderExcluir
  179. Aff!!! De novo a mentiraaa!!! Faltou dizerem que o SUBSÍDIO representa o TETO, não o PISO... Que estamos sendo lesados!!!

    Notícia curta, sem esclarecimentossss!!!

    Mas já estamos chegando um pouco mais distante, não??? Temos q nos agitar mais... Fazer mais barulho... Atingir mais gnt!!!

    Força, pessoal!!!

    ResponderExcluir
  180. a Gazoza falou a mesma coisa de sempre no JN: já paga mais que o Piso no subsídio e ponto final.
    Gente, não creio mais que conseguiremos o piso, estou sendo sincera, é o que penso hj...
    Essa queda de braços está sendo vencida pelo governo, só não vê quem não quer...
    O governo não cede e em contrapartida a greve está cada dia mais fraca....Muitos professores estão voltando SIM, infelismente...
    Eu ficarei firme até o final, mas, não espero vitória mais...

    ResponderExcluir
  181. sANATASia+++ dos infernos NÃO QUEREMOS ESTE SEU SUBSÍDIO. Isto é moeda de pagto para sua equipe demoniaca.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1
    DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    Que o mal para fique para vocês.

    ResponderExcluir
  182. FALA INFELIZ.

    Com a fala da broaca da Educação, no JN, acho que antecipou as coisas.

    QUEREMOS O REGIME REMUNERATÓRIO.

    QUE A JUSTIÇA FAÇA A INTERPRETAÇÃO JUSTA DA LEI.

    ENQUANTO ISTO, A GREVE CONTINUA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS),

    ResponderExcluir
  183. Ei anônimo das 20:57h.. a greve não está enfraquecendo não... por aqui... mais escolas estão parando.. fiquei sabendo q hj, em Brazópolis profs pararam.. em Itajubá tb.. estamos sim atingindo mais pessoas... alguns profs voltaram.. mas outros estão se conscientizando e se juntando a nós..

    Agora é hora de seguir firme!!! Claro q a queda de braço tá difícil... mas a gnt não pode desanimar... vamos tentar agregar mais colegas de profissão... vamos tentar convencê-los a se juntar a nós...

    E como sempre digo... Gestos e exemplos educam mto mais q palavrasss!!!

    Força na lutaaa!!!

    ResponderExcluir
  184. Posso até ganhar menos mas, QUERO FICAR NO REGIME REMUNERATÓRIO.

    ResponderExcluir
  185. João Paulo Ferreira de Assis22 de agosto de 2011 21:11

    Prezado amigo Professor Euler

    Eu pus um comentário no seu blog, desde o computador de uma lan-house, e não apareceu a mensagem de costume. Cliquei duas vezes e a mensagem não apareceu. Seriam umas 20 horas e 15 minutos.

    Aqui vai o comentário:

    Estive hoje em Carandaí no gabinete do Vereador Antônio Sebastião Ferreira Lima, do PT. Conversei com ele a respeito da greve e disse que o Anastasia só vai obedecer se tiver uma lei federal para enquadrá-lo. Tive a ideia de montar um texto para um possível projeto de lei ou proposta de emenda constitucional, alterando a competência do Senado Federal e da Câmara dos Deputados, permitindo nova redação nos artigos 51 e 52 da Carta Magna que nos rege.
    Cabe à Câmara autorizar por dois terços, de acordo com o artigo 51, a instauração de processo contra o Presidente da República e os Ministros de Estado. ACRÉSCIMO: E TAMBÉM CONTRA OS GOVERNADORES E VICE-GOVERNADORES DE ESTADOS, TERRITÓRIOS FEDERAIS E DISTRITO FEDERAL BEM COMO DE SEUS SECRETÁRIOS DE ESTADO IMPLICADOS NO DESCUMPRIMENTO DA LEGISLAÇÃO FEDERAL. O Artigo 52 torna competente para processar e julgar o Presidente e o Vice-Presidente nos crimes de responsabilidade, bem como os Ministros de Estado e comandantes das Forças Armadas. No Acréscimo entrariam: governadores, vice-governadores e secretários de Estado IMPLICADOS NO DESCUMPRIMENTO DE LEGISLAÇÃO FEDERAL.

    Quando conversava com o vereador do PT, entrou no gabinete dele um vereador do PSDB que me disse estar aflito com essa intransigência do governador, e dizia que para o futuro ninguém quereria ser professor. Calo o nome dele para que não seja vítima de alguma represália por parte da Tia Nastácia do sítio do pica pau amarelo, digo, da Cidade Administrativa.

    Saudações, João Paulo Ferreira de Assis
    ATÉ A VITÓRIA!!!!!!

    ResponderExcluir
  186. Essa curriola do Timotim Cabral é muito descarada mesmo!!! A outra vai no JN falar mentira de novo!!!! É uma vergonha, dizer que paga mais que o Piso... Só se esqueceu de falar que pra chegar nesse valor somou nossas vantagens adquiridas em décadas de trabalho...
    Precisamos da justiça Divina, vamos orar, pq só Deus pra nos defender dessa gente LOUCA desse governo.
    Ana

    ResponderExcluir
  187. Pessoal,
    Estou quase vomitando de tanto nojo com o que acabei de assistir no Jornal Nacional. Ouvi as barbaridades pronunciadas pela secretária de Educação de Minas Gerais. Não adianta, ela insiste em dizer que o Estado paga 85% a mais do valor do piso do MEC através do subsídio. Ela é louca, não sabe fazer contas! Esta senhora faz de desentendida, pois sabe que não iremos ganhar apenas o PISO, mas em cima dele incidirá todas as vantagens e gratificações que o servidor tiver direito. Queremos o PISO SALARIAL no vencimento básico, como manda a LEI FEDERAL. Como pode esta senhora ir para a TV falar MENTIRAS com a maior cara de pau? Agora, já que os loucos estão no poder, falam que o subsídio é maior que o PISO DO MEC, então por quê não nos pagam o PISO DO MEC? Por que afirmam que se nos pagar o PISO este irá gerar um aumento (vergonhoso e irrisório) de 3,44%? Se ela afirma que o PISO é inferior ao subsídio então por quê insistem tanto em impor-nos o subsídio que já provamos não querer? Não seria mais óbvio e fácil, já que na visão dela o PISO é pior, "economizaria" com o PAGAMENTO DO PISO? Por quê não CUMPREM A LEI FEDERAL? Se para ela o PISO É PIOR, queremos então este PIOR! SIM AO PISO E NÃO AO SUBSÍDIO!!!

    ResponderExcluir
  188. João Paulo Ferreira de Assis22 de agosto de 2011 21:20

    Prezado amigo Professor Euler

    A proposta que o sr.Antônio Sebastião Ferreira Lima enviará a meu pedido é para os Deputados Padre João e Reginaldo Lopes. Vamos torcer para que entre na ordem do dia.

    ResponderExcluir
  189. Esse povo não entende que não queremos melhorias no subsídio? Tem uma reportagem no site UAI, falando de tais melhorias que serão apresentadas amanhã, me dá um frio na espinha só de pensar o que pode esta vindo por aí....

    ResponderExcluir
  190. Euler
    Os entrevistados do Sind-Ute têm que ser mais diretos na explicação para a população, pois senão fica parecendo que a Gazola é a boa e os professores, os pirracentos. A fala tem que ser essa:
    Esses R$ 1.300 que a secretária oferece é o salário bruto de um professor! Nós queremos só R$ 712,oo de piso salarial.É menos ainda...he,he,he...

    ResponderExcluir
  191. Alô Sind UTE, vamos nos antecipar e voltar ao Ministério Público e pedir que INTERPRETE-SE A LEI e a faça CUMPRI-LA.

    Não podemos ficar parados, temos que ter iniciativa e dar passos na frente DELES.

    Vamos fazer uma CONSULTA a um jurista renomado, sobre a lei do piso nacional e, mostrar para a sociedade, para a categoria.
    Vamos nos apoiar em CONSULTAS fundamentadas e agir.

    Pensem nisso e, não demorem.

    Grato.

    ResponderExcluir
  192. Vamos chegar à Assembleia da categoria, sem propostas, porque não considero subsídio como proposta.

    A GREVE CONTINUA.

    ESTE GOVERNO NÃO TEM RESPEITO COM A EDUCAÇÃO.

    TEM APENAS UM PROJETO DE PODER E DE SUBJUGAR AS PESSOAS.

    AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS N°1
    DA EDUCAÇÃO E DOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  193. De novo pra ver se dá pra entender: TEMOS DE SER MAIS RADICAIS já nessa próxima manifestação. Temos de atiçar o MP. Ele não tem que entrar na história para intermediar solução. Basta que ele interprete a lei e pronto. Ou vamos com tudo o que temos agora pra cima deles ou corremos o risco de ficar sem nada.

    ResponderExcluir
  194. ELES VÃO PEDIR AO MINISTÉRIO PÚBLICO QUE DECLARE A ILEGALIDADE DA GREVE.

    POR ISTO É MUITO IMPORTANTE NOS ANTECIPARMOS, DIRIGINDO AO MINISTÉRIO PÚBLICO E, PEDIR A INTERPRETAÇÃO DA LEI E QUE SE FAÇA CUMPRI-LA.

    ResponderExcluir
  195. A notícia que saiu no jornal da Globo$$$, já se esperava que não fosse favorável ao nosso movimento. O lado bom é que eles finalmente admitiram que existe uma greve em Minas, que eles vinham escondendo há 76 dias.

    A secretária da Educação insiste na tese do subsídio. Que coisa, que nojeira, que aberração. Senhora secretária, nós não queremos teto de R$ 1.320,00, queremos o nosso piso, piso, piso, entendeu?

    Aliás, a secretária tinha que tomar umas aulinhas de matemática, bem elementar mesmo. Desde quando 1.320,00 para o professor com curso superior representa 80% do valor do piso?

    Vamos fazer as contas para ela, que finge que somos todos idiotas. O piso proporcional do MEC para 24 horas é de R$ 712,20 para o professor com ensino médio. Para o professor com curso superior, de acordo com o plano de carreira de Minas vigente, o piso inicial deveria ser de no mínimo R$ 1.060,00. Se aplicarmos 80% sobre este valor, teríamos R$ 1.908,00 e não os tais R$ 1.320,00.

    Então, acho que o sindicato tem o dever de pedir uma cópia deste pronunciamento da secretária na Globo e exigir que a emissora esclareça, à luz dos dados concretos e legais vigentes, sobre mais esta tentativa de enganar a população.

    Se o estado quiser nos pagar R$ 1.908,00 de salário inicial para o professor com curso superior, mais a garantia do reajuste anual pelos mesmos índices da lei do piso, mais a manutenção de todas as gratificações a que temos direito,mantendo inclusive os percentuais de promoção e progressão do antigo sistema remuneratório, aí eu topo,rsrs.

    Mas, como isso não vai acontecer, e o que o governo quer é jogar para plateia, tentar passar a imagem de que está apresentando proposta para solucionar o problema, então, vamos deixar claro: NÓS QUEREMOS E EXIGIMOS O NOSSO PISO! Nada menos do que isso!

    A fala do tal elemento que dirige aquela entidade que só aparece nas nossas greves, contra as nossas greves, não merece nem comentário.

    Se a Globo o mínimo de compromisso com a informação jornalística séria, teria indagado: mas o piso não é lei? Então por que o governo não pagou o piso e resolveu o problema?

    Para completar, o representante do sindicato foi bem devagar nas respostas, embora saibamos que a Globo tenha capacidade de manipular, produzir e criar contextos fora dos contextos ao sabor dos interesses dos patrocinadores do jornal e da emissora.

    Continuemos a nossa luta, camaradas, pelo fortalecimento da greve, das novas adesões, tanto da categoria, quanto de outros grupos e movimentos sociais.

    Subsídio NÃO!!!! Quantas vezes vamos ter que repetir isso? Queremos o nosso PIIIIISSSSSSSSOOOOOOOOOO!

    ResponderExcluir
  196. Tá rolando no "facebook"

    “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado". Cid Gomes - Governador do Ceará.

    SE VOCÊ ACHA QUE O GOVERNADOR DEVE DOAR SEU SALÁRIO E GOVERNAR POR AMOR, COLE NO SEU MURAL.
    CAMPANHA Cid, doe seu SALÁRIO e governe por AMOR



    * E eu estou propondo o msm pro (des)governador de Minas... ou então q troque o seu "simples" salarinho pelo nosso!!! Q tal???


    De certo acham q vivemos "de gosto"... Q absurdooo!

    Força colegass e vamos continuar na luta!!!

    ResponderExcluir
  197. Galera,
    O acordão se encontra hoje (22/08) na seção última seção antes da publicação, a de composição de acórdãos, isto quer dizer que já foram liberados todos os votos dos ministros. Essa sessão costuma trabalhar bem e publicar os acórdãos entre 7 a 10 dias no Diário Oficial da União. Estamos perto de ler o teor do acórdão. Força na reta final, gente!

    ResponderExcluir
  198. NOTÍCIA DO JORNAL NACIONAL:
    http://g1.globo.com/videos/jornal-nacional/v/greve-de-professores-em-minas-faz-pais-de-alunos-pedirem-a-suspensao-das-provas-do-enem/1605739/

    ResponderExcluir
  199. NÃO QUEREMOS O MINISTÉRIO PÚBLICO COMO MEDIADOR E SIM, COMO INTERPRETE E EXECUTOR DA LEI.

    Vamos lá Sind UTE, vamos antecipar a ELES.

    Eles vão pedir a ilegalidade da greve.

    ResponderExcluir
  200. Isso Euler... ótimos comentários!!!

    Sabia q não podíamos esperar mto... mas como vc msm disse... já aparecemos em rede nacional.. tá certo que foi só após 70 dias... Masssssss... Já sabíamos q assim seria!!!


    A coisa tá séria, né???

    Esse povo q fugiu das aulas de Matemática!!!

    Vamos ter q ajudar nesses cálculos.. Ou melhor já estamos fazendo isso... Só q devem ser ruins de leitura, interpretação e principalmente de conhecimentos históricos... Não perceberam ainda que a História é feita por aqueles que não se omitem, que lutam e que os de baixo, como vc msm gosta de dizer é que sempre estiveram à frente, não aceitando a submissão... Dando a volta por cima!!!


    Somos Sujeitos de nossa História, de Nossas Vidas.. e seguindo os exemplos de trabalhadores de outras épocas... Estamos na luta, conscientes dela... e vamos mostrar que estamos cd vez mais fortes!!!

    Abço e boa noite!!!

    ResponderExcluir