quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Educadores decidem: a greve continua, até que o governo pague o piso!


Combativas alunas de São José da Lapa foram levar o apoio aos educadores. O registro fotográfico é da nossa amiga Cristina, que traz mais notícias no seu blog (clique aqui). Nosso amigo professor Gleiferson também registrou o ocorrido, aqui.


Educadores decidem: a greve continua, até que o governo pague o piso!


Em assembleia realizada hoje, dia 03, conforme já se previa, a categoria manifestou-se de forma unânime em favor da continuidade da greve geral por tempo indeterminado. Havia em torno de sete mil educadores, numa das maiores assembleias realizadas este ano pela categoria. Logo após, os educadores saíram em passeata até o Centro de BH, ocupando as ruas que ficam no entorno da Igreja São José. No local, houve um ato com vários oradores e apoiadores do movimento.

Estivemos presentes na assembléia, na passeata e no ato. O ônibus da combativa turma de Vespasiano e São José nunca foi tão lotado! Até um combativo grupo de estudantes se fez representar, em apoio ao nosso movimento. E também um vereador de São José da Lapa, Carlos Fagundes de Freitas, que acompanhou toda a passeata com a nossa turma.

Tivemos a oportunidade de conhecer pessoalmente inúmeros combativos guerreiros de toda parte de Minas Gerais. Uma turma bonita, cheia de disposição e vontade de lutar pelos direitos comuns, como a carreira e o piso ameaçados pelo governo de Minas.

Um pouco mais tarde eu volto com a complementação do relatório acima, com uma abordagem analítica mais profunda, como costumo fazer aqui. Mas, quero dizer, preliminarmente, que a impressão que colhi deste reencontro, após o nosso recesso em greve, é que a categoria está firme na luta, e disposta a levar este movimento até o final, ou seja, até o pagamento do piso.

Então, até daqui a pouco com novas informações, porque, quando cheguei no bunker, acabei me deitando e apaguei, literalmente, dado ao cansaço físico. Nada que meia hora de sono não pudesse repor. De pé novamente, vou agora preparar um lanche, um chá, biscoitos e leite, acompanhado por um pote de requeijão e iogurte. É preciso agora estabelecer uma dieta com gastos necessários apenas, mas sem cortar na alimentação, já que precisamos nos manter de pé, e prontos para o combate.

Antes de fechar este texto inicial: lembrei-me de um colega que me disse que estava preocupado em quitar algumas dívidas. Respondi: quem tem que estar preocupado são os seus credores, não você, que é um trabalhador, e que teve o soldo confiscado por um governo que não respeita os nossos direitos. Logo, avise aos seus credores para mandarem a conta para sr. Governador e suas secretárias, pois eles ficaram com o nosso salário, nos dois sentidos. Ou seja, ficaram com o nosso salário do mês, e com aquele que eles se recusam a pagar: o piso, que é lei federal. Que as 13 almas sejam informadas desse dado. E que nós, educadores, em nome da nossa dignidade, continuemos firmes feito rocha, até a nossa vitória!

Um forte abraço e até daqui a pouco.


P.S. Fiquem também com as notícias veiculadas nos portais da grande mídia mineira, aqui e aqui.

***

Retomando. Como de costume o nosso ônibus fez o trajeto Vespá, São José da Lapa e Morro Alto rumo ao pátio da ALMG. Só que desta vez o ônibus estava empanturrado, de tão cheio. Não cabia mais ninguém. As 13 almas tiveram que ficar no corredor. E olha que andamos naqueles ônibus grandões, que tem até banheiro no final, rsrs. Por si só, isso já era um bom sinal. E considerando que durante a segunda e terça-feira o nosso blog "bombou" em matéria de visitas e comentários, podemos dizer que tudo prometia para aquela assembleia.

Chegamos, tomamos o nosso café habitual - que, diga-se de passagem, devem estar usando um pó de marca inferior na cantina da ALMG, dado ao gosto muito distante de um café de qualidade - e em seguida nos dirigimos para o pátio.

Assim que a assembléia teve início, já se percebia um número bastante razoável de educadores. No momento mais alto da assembleia, quando houve a votação unânime pela continuidade da greve, registrei visualmente no mínimo umas 7 ou 8 mil pessoas. Todo o pátio estava tomado, além da escadaria. Só neste espaço da escadaria devia ter mais do que os 800 educadores que a Globo disse que havia na assembleia. Até a polícia, que geralmente joga estes cálculos muito para baixo, considerou que na passeata havia em torno de 1,2 mil trabalhadores da Educação. Mas, basta ver qualquer foto que mostre de forma mais ampla o cenário da assembleia e da passeata para percebermos que nada menos que 7, 8 ou até 9 mil lutadores estavam ali reunidos.

Durante a assembleia, enquanto os informes eram dados, tive a alegria de conhecer e conversar com muitos combativos colegas do Interior de Minas, das mais diferentes regiões, que visitam nosso blog com frequência. Não vou correr o risco de citar os nomes das cidades e das pessoas porque poderia cometer a indelicadeza de esquecer de alguns. Mas, quem se encontrou comigo sabe que escrevo essas linhas para eles, também. Eles me disseram que o nosso blog assume um papel muito importante na formação, na informação e no intercâmbio entre os educadores de todo o estado. Não posso deixar de reconhecer essa realidade, mas, acrescento sempre que isso se deve a esta forma instantânea e interativa de se comunicar. Cada um aqui traz um pedaço de si, do que vê e do que sente, compartilhando com os colegas o que sabe, o que pensa. Esse diálogo horizontal, no qual o blog se torna um espaço virtual para a sua materialização, tem sido muito importante para a nossa luta. Claro que existem outros espaços na Internet e fora da rede virtual que merecem o nosso respeito e que produzem igualmente um ótimo trabalho. Na prática, ocorre a construção uma rede de intercâmbio, de diálogo e de ação.

Como o governo não apresentou nenhuma proposta, como se esperava, os educadores ergueram os braços em conjunto para manter a paralisação por tempo indeterminado. Ninguém quer voltar para a sala de aula sem o piso e sem a manutenção da carreira ameaçada pelo subsídio.

O governo de Minas insiste em desconhecer essa realidade e tenta reduzir o problema, atacando o sindicato e o valor do piso de R$ 1.597,00. Embora o nosso blog tenha alertado para este risco anteriormente, não resta dúvida que este dado não é pretexto para o governo não pagar o piso. Até porque ele é contraditório: diz que reconhece o piso proporcional do MEC, mas ao mesmo tempo se recusa a pagar este piso no antigo sistema remuneratório em vigor. Diz que já paga o piso através do subsídio. Ainda que fosse verdadeira essa afirmação do governo, caberia a algum repórter mais independente perguntar ao governo:

- Tudo bem, vocês dizem que pagam o piso através do subsídio. Mas, e o pessoal que não está no subsídio, que já são mais de 85 mil educadores? O que vocês vão fazer com eles? Vão escondê-los debaixo do tapete? É muita gente para esconder, não acham?

Mas, governos com características despóticas não são muito afeitos à coerência entre o que dizem e o que fazem. Por isso, o governo traçou a sua estratégia e tenta vendê-la através da mídia, não importando se o tempo todo apareçam elementos que destroem, desmentem e desnudam essa estratégia. Como foi o caso dos contracheques que provaram que os vencimentos básicos dos educadores de Minas estão muito aquém do piso salarial, mesmo o proporcional do MEC.

Durante a assembleia, uma pessoa me informou que teve contato com o deputado federal Padre João, que tem sido cobrado pela declaração que deu da tribuna da Câmara dos Deputados, quando afirmou que o acórdão do STF seria publicado no dia 1º de agosto. De acordo com a informação que me foi trazida, o deputado agora disse que um ministro do STF ( que ninguém sabe quem) estaria segurando o acórdão. Talvez a pedido de governadores, como o de Minas. O que, para mim, a se confirmar tal informação, coloca o nome do STF muito próximo do bueiro que atravessamos numa altura da passeata, exalando um ar fétido insuportável. Ora, se a matéria da ADI 4167 já foi votada e a ata publicada, não há que se falar em nenhuma forma de enrolação.

Aliás, essa questão do piso dos educadores mostra, põe a nu, o quanto toda a nossa elite - com raríiiiiisimas exceções -, é composta por cínicos, hipócritas e canalhas. Governantes das três esferas, judicários das três intâncias, legislativos dos três níveis de poder, mídias e TCEs, todos, se juntam para ferrar os educadores. Tudo para evitar a aplicação de uma lei federal que se dizia ter sido votada para valorizar os educadores e que agora, governante nenhum quer cumpri-la.

Estou percebendo, pessoal da luta, que, passada esta fase da luta regional pelo piso, vamos ter que nos voltar com toda a força para um cenário mais amplo, nacional. Não vai dar para dependermos nos próximos anos desses governos regionais que não cumprem as leis, e fica tudo por isso mesmo. Temos que exigir a federalização da folha do pagamento dos educadores do ensino público, a criação de um plano nacional de carreira, com jornada de trabalho única, salários dignos, e a transferência das receitas do FUNDEB para um fundo nacional gerido pela União, que ficaria incumbida de complementar o que fosse necessário para pagar os salários dos educadores.

Mas, claro que esta luta será travada após o desfecho da nossa greve em Minas Gerais - e também após a greve de colegas de outros estados. Aqui em Minas, Anastasia terá que pagar o nosso piso, além de devolver o que nos tirou em julho.

Contudo, eu não tenho dúvida que, enquanto os nossos salários estiverem vinculados aos orçamentos estaduais ou municipais, correremos riscos. Eles, os governadores e prefeitos, sempre alegarão que já atingiram os tais limites prudenciais da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), ou que não têm caixa. Tentarão confiscar conquistas e descaracterizar nossos planos de carreira. Mesmo que não façam agora, no calor da nossa luta, vão tentar fazê-lo mais tarde.

Uma das armas dos estrategistas neoliberais é dividir a categoria para depois detoná-la com mais facilidade. Fizeram isso em 2003 - lembram-se? -, quando tiraram os biênios e quinquênios dos novatos. E agora, com o subsídio, tentam fazer a mesma coisa. Os novos concursados e os designados já seriam obrigados a ficar no subsídio. Com o passar do tempo, eles se tornam maioria e assim o governo destrói o antigo sistema remuneratório.

Por isso que volto à carga: nossa luta agora é pelo pagamento do piso, que é nosso direito. Mas, em seguida, não podemos cruzar os braços. Devemos nos colocar de corpo e alma pela federalização da folha de pagamento dos educadores. Já imaginaram se, no lugar de lutas isoladas em cada município e estado travarmos uma paralisação nacional por reajuste salarial? Que força teria o nosso movimento? Três milhões de educadores de todo o Brasil com bandeiras de luta comuns, a arrastar a comunidade para uma luta aberta contra o governo e o congresso, para que aprovem uma carreira decente e um piso salarial com um valor digno, pelo menos próximo do DIEESE (R$ 2.300,00) para o profissional com ensino médio, para uma jornada de 30 horas, um terço da qual extraclasse, e a diferença entre os níveis de escolaridade pelo percentual de 25%? E os educadores podendo pedir remanejamento para qualquer cidade do Brasil (desde que haja vaga)?

Enfim, temos tudo a ganhar com a federalização e nos livrarmos desses governos regionais medíocres e sem compromisso com o social. Mas, volto dizer: este é um projeto para depois da conquista imediata do nosso piso aqui em Minas. Não abrimos mão de receber o piso que a lei federal manda pagar. Mas, ao mesmo tempo, como não vivemos só do agora, devemos enxergar o amanhã com novos horizontes.

Enquanto caminhamos pelas ruas de BH em passeata, ao lado de milhares de combativos e combativas educadores / educadoras, vou pensando nessas coisas. A luta pela educação de qualidade é uma necessidade vital para as famílias de baixa renda - a maioria dos brasileiros. E esta luta passa, necessariamente, pela valorização dos educadores. Com salários dignos, com políticas sérias de formação continuada, com tempo extraclasse adequado, com mais investimentos em educação, enfim.

Quando olhamos a propaganda do governo nesses dias, nos damos conta de como a Educação é objeto de exploração política e de total descaso. O governo se vangloria de pagar o valor ridículo de R$ 1.122,00 de salário para professores. E depois é desmentido pelos contracheques dos professores, que provam que nem este valor é pago aos professores com curso superior. E ao lado disso, lembramos que o governo vive anunciando aumentos na arrecadação, investimentos em obras faraônicas, como estádios de futebol e cidades administrativas. Um total contraste, a revelar o quanto aquilo que é voltado para as filhos das famílias de baixa renda é desvalorizado, enquanto as receitas são carreadas para os bolsos de poucas e abastadas famílias.

Finalmente, é sempre bom lembrar que todas essas coisas são reveladas e discutidas em Minas e no Brasil graças à nossa greve, que se torna assim uma escola pública de cidadania. Devíamos receber em dobro durante a greve, pois as nossas aulas de cidadania superam em muito as aulas do dia-a-dia de qualquer escola, por mais que apresentem ótimos conteúdos.

O governo sabe que essa greve representa um desgaste para ele. E atinge até mesmo o projeto político do faraó, razão de ser deste governo. Atinge também o governo federal, que permanece omisso e demonstra covardia, quando assiste ao massacre de educadores de várias cidades e estados sem nada fazer. Onde está discurso da candidata Dilma Roussef, que prometeu investir na valorização dos educadores? Será que, tal como os outros partidos, o discurso da candidata do PT era só papo?

Diante de todo esse quadro, a permanência da nossa greve se impõe. E o governo e sua mídia que se justifiquem perante a comunidade, pelo fato dos alunos estarem sem aulas, por conta do não pagamento de um piso salarial ridículo, que é lei federal, e assim mesmo não é cumprido.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!


***
"Denise:

Tem mais este link: http://migre.me/5q26D

O grande PIG percebeu os 2% insignificante de grevistas.

Muiiiiiiiiiiiito feliz! As 13 Almas são de educadores mineiros."
.


""Carlinhos do Machado":

Ja me sinto uma pessoa totalmente lisonjeada, por ser o seu guarda costa, devido ao seu sucesso do blog mais acessado dentro da educação mineira e intergaláctico. Uma abraço, que continuemos firmes dentro do nosso propósito e Obrigado pela força amigão. A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS."

"Maria:

Euler!
você é demais! Que felicidade ter um colega com toda esta disposição. Estava aguardando o seu retorno para saber das novidades. Boa Noite!"


"LEIA: o Jornal do José Elias Issa:

Caro Euler !!!

"O maior patrimônio de uma nação é o espírito de luta de seu povo e a maior ameaça para uma nação é a desagregação desse espírito." (George B. Courtelyou)

O movimento esta cada vez melhor, é importante mantermos esse espírito de luta inteligente e com várias estratégias. O apoio de toda a comunidade escolar é fundamental nessa luta contra um governo "fora da lei". Já postei algumas fotos, no Leia: O Jornal do José Elias Issa (http://leiajeissaeemg.blogspot.com/2011/07/videos-e-fotos-educacao-em-minas.html)

Vibrar com o SOL que irradia e anuncia o novo dia, é acreditar na sabedoria dos homens que se ergue do espírito coletivo e na luta por seus direitos. (Gleiferson Crow)

Juntos até a VITÓRIA ! ! !

Profº Gleiferson Crow"



"Kátia - Ipatinga:

Euler,
ando sumida, firme na luta, meio triste com tudo isso, mas acompanho vc todos os dias.

Aqui em Ipatinga a luta está muito, muito difícil. 2 diretoras do Sind-ute, que como nós tb estão desesperadas, cansadas e desgastadas chegaram ao extremo: colocaram em risco suas vidas em uma GREVE DE FOME desde ontem, 03/08, ás 16:h 0 e os "VAGABUNDOS, VAGABUNDAS, LADRÕES E CORRUPTOS do governo (muitos deles vimos crescer ou cresceram conosco e já foram pessoas honestas) " permanecem inertes diante de tudo, com cara de paisagem. O pior é que ouço colegas voltando ao trabalho ( filhinhas de papai e mamãe, sem um passarinho pra tratar) dizendo: "que bobagem fazer greve de fome, não vai dar em nada mesmo". A única coisa que espero é que a vida cobre delas esta dívida.

Veja a reportagem e divulguem para o mundo todo como o Brasil trata seus educadores.

http://www.diariopopularmg.com.br/mat_vis.aspx?cd=18279

Abraços
Kátia - Ipatinga."



"Diretoras do Sind-UTE entram em greve de fome

por Diário Popular
04/08/2011 00:00

IPATINGA - Em defesa dos direitos dos professores e pela reabertura de negociações com a Prefeitura Municipal de Ipatinga, duas integrantes do Sind-UTE, Cida Lima (coordenadora do Departamento de Comunicação do Sind-UTE/MG) e Feliciana Saldanha (coordenadora geral do Sind-UTE) iniciaram uma greve de fome na noite de terça-feira (2). De acordo com Cida Lima, a ação é mais uma etapa na luta pelas reivindicações dos professores. "A intenção é chamar a atenção e sensibilizar o governo, para que leve a sério esta negociação", disse.

De acordo com Cida, a decisão foi tomada uma vez que, ao receber as contrapropostas da categoria, os representantes da Prefeitura afirmaram não mais precisar reunir-se com a equipe que estava negociando com o governo e que as decisões da administração seriam enviadas por escrito. (Fone: Diário Popular)"
.

"Gracieusa Brito:

É Deus no céu e Profº Euler na Terra, seus textos são perfeitos.Só você amigo pra fazer uma crônica pra nós sobre a posse do Exmº Srº Governador para sabermos se ele jurou GUARDAR, PRESERVAR, HONRAR, SEGUIR A CONSTITUIÇÃO FEDERAL OU O MEC. Que governador pirracentooo! Se não fosse a pirraça dele a gente não teria conhecido você, esse mega, super, híper professor. Mas agora já chega né? Ele pode pagar o piso constitucional. Autorizamos ele dar o subsídio de presente pro MEC. A gente já se conhece e mais um monte de nós.Deus proteja você e a sua família. PARABÉNS."


"Anônimo:

PAUSA PARA A REFLEXÃO

NÃO ENTREGAMOS O JOGO NO PRIMEIRO TEMPO, TAMBÉM NÃO O ENTREGAREMOS NO SEGUNDO E NEM NA PRORROGAÇÃO, SE PRECISO FOR!!

VAMOS DE IVAN LINS

DESESPERAR JAMAIS

Desesperar jamais
Aprendemos muito nesses anos
Afinal de contas não tem cabimento
Entregar o jogo no primeiro tempo

Nada de correr da raia
Nada de morrer na praia
Nada! Nada! Nada de esquecer

No balanço de perdas e danos
Já tivemos muitos desenganos
Já tivemos muito que chorar
Mas agora, acho que chegou a hora
De fazer Valer o dito popular
Desesperar jamais
Cutucou por baixo, o de cima cai
Desesperar jamais
Cutucou com jeito, não levanta mais

Sejamos ALTIVOS!!
Abraços!
Educadora Mineira"


"Jô:

Euler,
quero parabenizá-lo pelas excelentes postagens! Muitos de meus colegas de trabalho tem em seu BLOG a principal fonte de informação. Afirmo também que continuamos forte na luta e não vamos nos deixar vencer pelo pouco caso do governador e da mídia vendida que informa (quando informa) mas não esclarece para a população. Se muitos de nossos colegas tem dificuldades em entender imagine os pais, alunos e a sociedade.

A pergunta que não cala: Onde está o Sr. ANESTÉSIO?

1.Voltou para Japão
2.Fugiu pro rio (tá com padrinho por que aqui a lei seca tá pegando rsrs)
3.Escondeu-se no armário
4.Foi ao psiquiatra porque tem ataques quando ouve a palavra piso

Abraços e muita luta! Sem piso não piso na escola!!"


"Ronaldo Eustáquio:

Aos bravos companheiros de Vespasiano e São José da Lapa. Gostaria de registrar a alegria de conhecê-los. Sou leitor assíduo deste blog e, honra-me muito tê-los como companheiros de luta que, acreditam na transformação da sociedade, que resgatam a utopia como perspectiva real de transformação da realidade. Registrar ainda a gratidão por todos os que estiveram ontem na assembléia estadual, aos bravos companheiros de vários cantos das Gerais.

Forte abraço."


"João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Acho que também nós vamos ter de entregar esse ministro do STF, que eu suponho que seja o Gilmar Mendes (também pode ser outro)para as 13 almas. E é bom fazermos o mesmo com os desembargadores do Tribunal de Justiça. Rs rs.

Vamos partir para a luta pela federalização, e temos que envolver outras instituições. Junto aos católicos integristas diríamos que o Brasil precisa de pessoas cada vez mais santas, capazes de entender os ensinamentos dos doutores da Igreja, e que sem a valorização dos professores isto não poderia ser alcançado, e nem teríamos padres com o conhecimento teológico suficiente para dirigir uma comunidade. Junto aos Evangélicos diríamos que sem valorização dos professores não poderíamos ter bons pastores. Junto aos militares das Forças Armadas diríamos que sem valorização dos professores seria cada vez mais raro termos alunos que pudessem ser bons generais, bons almirantes e bons brigadeiros. Junto ao setor hoteleiro e de turismo diríamos que sem a valorização dos professores não poderíamos ter profissionais poliglotas, e lembrando que o jornal O Tempo, mencionou que o turista de origem anglossaxônica passa apertos para obter informações em Belo Horizonte, e que isto é uma falha que precisa ser corrigida para a Copa do Mundo.

Vou dar uma sugestão: uma novela da Glória Peres defendendo a federalização.
Acho que temos que usar de criatividade para difundir a ideia de federalizar a educação básica.
Propostas:

1- Professores efetivos não precisariam fazer novo concurso público. As provas de mérito poderiam ser consideradas nesse particular.
2-A remuneração, as gratificações inerentes a ela e o planejamento pedagógico passariam para o governo federal.
3-O dever de reformar a rede física, zelar pela segurança da escola, seria ao mesmo tempo do Estado e do Município.
4-Os cursos de atualização de conhecimentos seriam competência federal.
5-O Piso salarial seria de 3500 a 4000 reais como vencimento básico.
Assim outras que com o tempo poderíamos incorporar.

Grato, João Paulo Ferreira de Assis."


"Anônimo:

OI EULER,BOM DIA,NAO VOU TE ELOGIAR PQ DIZEM QUE QUEM MUITO ELOGIA QUER PEDIR.MAS O TEU BLOG E UMA PORTA ABERTA PARA A LIBERDADE DE EXPRESSAO.VIVEMOS EM UMA DITADURA ONDE,OS POLITICOS SE RECORREM A MIDIA PARA TAMPAR SUAS SUGEIRAS AO INVES DE TRABALHAREM COM HONESTIDADE,FAZENDO ASSIM JUS DO QUE GANHAM.NAO SEI ONDE,MAS EXISTIU UM DITADOR EM UM PAIS ONDE UM MINEIRO DO SITE PEDALANDO E EDUCANDO FOI VISITAR ONDE TODOS OS SERES PENSANTES INCLUSIVE OS PROFESSORES FORAM EXTERMINADOS, E AS CRIANCAS, AO AVISTAREM ALGUM GRINGO QUE ELAS IMAGINAMM, TRARA ALGO PARA ENSINA-LAS,, O ACOMPANHAM E PEDEM PARA QUE SEJAM SEUS PROFESSORES POIS LA ISTO E RARIDADE, FORAM TODOS DEGOLADOS.VEJO ESTE QUADRO SE CONCRETISANDO POR AQUI EM MINAS,ESTAO MATANDO AOS POUCOS NOSSOS PROFESSORES.E A SOCIEDADE PERMANECE INERTE."


"João Paulo Ferreira:

Prezado amigo Professor Euler

Esse ministro que está segurando a publicação do Acórdão é o Gilmar Mendes? Ele pode fazer isso?
Acho até que já posso supor como será a estratégia do governo. Os desembargadores do TJMG devem ter dito para o governador que a publicação do Acórdão obrigaria, e eles não poderiam decretar a ilegalidade da greve com o Acórdão publicado. Aí fizeram essa petição. Se não deu certo com o Joaquim Barbosa podem ter recorrido ao Gilmar Mendes. Aí se a greve prolongar por mais uns dias, sem a publicação do Acórdão, o TJMG decreta a ilegalidade da nossa greve e impõe medidas rigorosas."


"Anônimo:

CARO EULER E COMPANHEIROS DE LUTA, VOCÊS PENSAM SER POSSÍVEL QUE UM JUIZ DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA CAPAZ DE SE PRESTAR A ESSE SERVIÇO SUJO DE ENTRAVAR A PUBLICAÇÃO DESTE ACÓRDÃO? CASO ESSA ESTRATÉGIA SEJA COMPROVADA, É IMPRESCINDÍVEL QUE TODA A SOCIEDADE FIQUE A PAR DO OCORRIDO, POIS, SE ASSIM O FOR, NÃO VIVEMOS MAIS EM PAÍS EM QUE AS LEIS SÃO RESPEITADAS E AQUELES QUE DEVERIAM FAZER CUMPRI-LAS TÊM ATITUDES QUE NÃO CONDIZEM COM AS EXIGÊNCIAS DO CARGO QUE OCUPAM. OS NOSSOS REPRESENTANTES PRECISAM CONFIRMAR SE ESSA DENÚNCIA É VERÍDICA E, SE CONFIRMADA, QUAIS MEDIDAS SERÃO TOMADAS? A LAMA DA CORRUPÇÃO NÃO PODE ASSENHORAR-SE DAS INSTITUIÇÕES QUE REPRESENTAM OS MAIS NOBRES VALORES DE UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA."

"Cristiano:

STF

Euler e companheiros, no dia 16 de agosto a CNTE convocou uma paralisação nacional cobrando a aplicação do piso. Seria mais sensato primeiro cobrar do STF, a publicação do acórdão. A publicação do acórdão é muito importante, pois a partir dela não haverá mais desculpas para o não cumprimento da lei do piso.

Quando a CNTE vai acordar ? Quando nós vamos acordar?

Se é um único ministro que falta votar,temos que começar uma campanha já pelo Facebook, Twiter,pessoalemente na porta do STF.

Alguma coisa tem que ser feita, somos mais de 3.000.000 de professores precisamos ser respeitados.


Gostaria que o seu blog lançasse uma campanha a favor da publicação do acórdão.

Estou pronto para ir a Brasília, acampar na porta so STF.

Euler o que vamos fazer ?"


"Anônimo:

Realmente as treze almas fazem milagres até o presidente da associação de vovô Mário Assis deu entrevista defendendo os professores ou é as treze almas ou o cara tá com Mal de Alzheimer.

Greve até o piso!!!"


"ABC:

Euler... A luta continua. Renata/Anastasia ainda não entenderam que PISO não é subsídio.
Precisam compreender a diferença, negociar, deixar que MInas volte ao normal.
Força na luta e que Deus nos abençoe. ABC"


"Anônimo:

Enquanto lutamos por um modesto piso, os salários de ministros de +- R$ 26000,00 passarão para +-R$ 30000,00. "Brasil, mostra a tua cara...""

"Anônimo:

Caro Euler
Gostaria de sugerir ao sindiute uma campanha para arrecadar fundos e alimentos e montar cesta básica para os professores mais necessitados e que ficaram sem ´salário.
Uma sugestão também para o seu próximo post, falar sobre este assunto inclusive os colegas que não aderiram a greve poderiam se mobilizar.
Abraços,
Rose
Contagem"


"Wilma:

Euler,
Você como sempre, DEMAIS!!!
Precisamos manter-nos firmes na Luta, pois ontem li no G1 da globo as mentiras sobre a nossa greve, querem passar a falsa imagem de poucos presentes e de que o governo está "aberto" às negociações, o que é uma grande MENTIRA, já que "ninguém" do governo apareceu para negociações. O governador deveria parar de fazer a sociedade pensar que a Greve é por "PICUINHAS" entre o Sindicato e o governo, que atitude mesquinha e infantil hein governador?!. O governador precisa agir segundo as exigências do seu cargo, afinal o Sindicato é a entidade que nos representa, que confiamos, portanto tudo o que reivindica é o desejo da maioria da CATEGORIA. Não adianta o governador tentar manipular a sociedade contra os EDUCADORES, achando que a sociedade é idiota e irá acreditar em armadilhas. Já somos grandes demais para acreditar em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Saci, etc. Os fatos provam toda a VERDADE em relação ao que os EDUCADORES, através de sua entidade representativa Sind-UTE, reivindicam, ou seja, O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL NACIONAL DO MAGISTÉRIO! Ah governador e secretárias, não venham "comprar" a Mídia, tentando enganar a sociedade quanto ao valor do PISO, todos sabem o valor estipulado pelo MEC de 1.187,00 para o servidor com apenas Ensino Médio, mesmo este sendo uma miséria, provamos por meio dos CONTRACHEQUES, que o governo não nos paga nem este! A luta do momento não é para o aumento no valor do PISO de 1.187,00 para 1.597,00 pois isto ficará para depois! Primeiro, queremos o CUMPRIMENTO DA LEI! QUEREMOS QUE O GOVERNO NOS PAGUE O PISO!!! Um forte abraço a todos os EDUCADORES, PAIS, ALUNOS E SOCIEDADE que não se deixam enganar e abater pelos MENTIROSOS, MALVADOS E COVARDES! A LUTA CONTINUA MAIS FORTE DO QUE NUNCA!!!"
.


Denúncia gravíssima:

Acabo de receber uma informação confidencial, cuja fonte não posso revelar, de que o governo está tomando uma medida super ilegal: estaria obrigando os novos designados, que estão assumindo as vagas dos servidores em licença (médica, férias-prêmio, etc), a assinarem um termo dizendo que não entrarão em greve. Isso é gravíssimo! Isso fere, rasga, a Constituição Federal. E seria muito importante que o Jurídico do Sindicato tomasse alguma medida cautelar e denunciasse publicamente esta prática. Mesmo que ainda não haja ninguém disposto a assumir esta denúncia, daqui a pouco aparecerão servidores.

Uma outra coisa: na EE Guilherme Hallais França, a única em Vespasiano que até anteontem não havia aderido à nossa greve - ontem seis professores entraram em greve! Bravo, colegas! - a diretora estaria, de acordo com informações, pressionando os designados e ameaçando-os, caso entrem em greve. Isso é um total desrespeito aos direitos constitucionais dos trabalhadores. E, a se confirmar essa informação, tal diretora estaria fazendo papel de capitão-do-mato do governo, ou seja, daqueles indivíduos que na época da escravidão eram contratados pelos senhores de engenho para capturar escravos fugidos. Que vergonha, né pessoal! Ah, se eu trabalhasse numa escola dessa!!!!

Por último: os diretores teriam recebido propostas de aumento nas gratificações. Isso em meio a nossa greve soa como forma, por parte do governo, de usar os diretores para pressionar pelo fim da greve. Não vamos aceitar. Podem dar o salário que quiserem para os diretores. Eu e mais 100 mil educadores, pelo menos, não estamos em greve porque diretores permitiram ou deixaram de permitir que entrássemos em greve. E é bom deixar claro que há um bom número de diretores com caráter, e não vão se vender por conta dessas propostas de épocas de greve.


Por último 2, agora na parte da tarde estarei fora do bunker e os comentários que chegarem serão publicados somente bem mais tarde, pois às 17h tem reunião do comando local.

Um forte abraço e força na luta! Venceremos!
(Euler)

"Anônimo:

FALA COM A PRESIDENTA, FAÇAM O MESMO, PEÇA SOCORRO:

OLa, bom dia! A educação em Minas Gerais, vive um descaso do atual governador do PSDB, vem mantendo uma greve a quase 60 dias. oom a desculpa que paga mais que o piso salarial, so que no subsidio, onde entendo teto salarial, motivo daquela daquela ADI 4167, que atrasou a implementação da Lei Federal 11.738/08, tendo como resposta a ADI julgou se no STF a constitucionalidade da Lei, porem até a presente dada nao foi publicado o acórdão, desculpa esta usada pelo governadores para o comprimento da mesma. Criou se um impasse sobre a aplicação da mesma, no sistema remuneratorio antigo, onde nossos contracheques vem discrimindo o vencimento basico acrescido das vantagens adquiridas ao longo da carreira, a mais de decadas, entendimento desta forma correta de aplicar a lei do piso. O subsidio veio de encontro a desmoralização e a nao obrigação de aplicar a Lei no estado de Minas. Pois ele e de entendimento que o piso e teto, pago em parcela unica.

Motivo deste contato e sua intervenção no STF, para que libere a publicação do acórdao o mais rapido possivel, pois o prazo de 60 dias apos o julgamento ja se passou, esperavamos para a primeira semana de agosto, que nao aconteceu ate a presente dada. Foi mencionado por um colega em seu blog, que o Deputado Federal Pe Joao, comentou que o motivo e que um dos ministros prende a publicação do mesmo.

(http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/). Talvez por interesses politicos juntos aos partidos aliados, como ja vimos em plena campanha politica o seu adversario politico Serra, ligar para um dos ministros em midia nacional, amigos que nao pensa numa classe tao esquecida pela sociedade, na desvalorização e desmoralização social, quando se trata da educação publica neste pais. Quando em seu primeiro discurso presidencial mencionou a valorização da educação na pessoa do professor, valorização, reconhecimento que ele e peça fundamental para o crescimento deste pais, me pergunto por ainda nao tomou uma medida para que todos os governadores faça comprir o comprimento da lei do piso, que traz esperança para milhoes de educadores que temos no Brasil. Em Minas, sofremos isto na pele, desvalorização, corte nos salarios, colegas terao que sobreviver o mes com R$ 280,00, porque esta reivindicando seus diretios em uma greve. Sem falar que muitos alunos estao compremitodos com os programas oferecidos. Um aluno com 60 dias de greve, tera condição de concorrer uma vaga numa universidade pelo ENEM? Provas ja tem data marcada, o governo nao esta nem ai. Desculpa a Lei Federal e descumprida com este subsidio, na verdade teto. Queremos no vencimento que recebiamos em dez/2010, como vencimento basico, foi nos dado a opção de retorno, cerca de 100 mil servidores ja voltaram e espera em greve o comprimeto da Lei Federal.

Por este motivo, venho solicitar da nossa Presidenta ações concretas junto ao STF para a publicação do acórdão e o cumprimento da Lei perante estes desgovernadores, que nao faz valer o direito dos menos favorecidos. A educação pede socorro. Pense em quantos brasileiros(as), familias carentes, alunos carentes, estao sendo prejudicados com estes impasse. Na verdade estao sendo privados, excluidos de um sistema que podem abrir muitas e muitas portas para o crecimento enquanto cidadaos comprometidos com o dia de amanha. ENEM, PROUNI, FIES, para estes alunos, so Deus sabem como eles sobreviveram.

A EDUCAÇÂO COBRA PROVIDENCIAS URGENTES POR PARTE DESTA PESSOA. TORCE PELA CLASSE MENOS FAVORECIDAS, ESQUECIDAS."


"Ricardo:

Olá combativo colega Euler e demais. Estamos na luta e dela não saímos sem a vitória. Lembrem-se que DEUS disse para Josué: Tenha bom ânimo, ESFORÇA-TE, porque EU o SENHOR sou contigo!Grande Euler, foi um prazer conhecê-lo na Assembléia, sou de Governador Valadares (amigo do Gleiferson). Grande abraço a todos... e estou muito feliz, pois este é o meu primeiro post..rsrs... Até a vitória.
Lembrete: (Acooorda SINDUTE-GOVAL)"


"Ronaldo Eustáquio:

Caríssimos companheiros!

Enviei, hoje, e-mail para os gabinetes dos ministros do STF, pedindo informações acerca da publicação do acórdão. Não sei da eficácia desta ação. Fico na expectativa.

Força na luta!"


"Anderson- Pará de Minas:

Caro Euler

O Deputado Antônio Júlio do Bloco Minas Sem Censura que é de Pará de Minas , afirmou numa conversa informal com alguns companheiros , que a janela para retornar à carreira antiga será fechada no próximo dia 10/08 e que a janela para o retorno ao subsídio ficará aberta a partir desta data . Devemos ficar atentos ao fato .
Um abraço da turma corajosa e resistente de Pará de Minas .
Anderson - Pará de Minas"


"Anônimo:

Boa tarde Prof Euler,

Nada como acessar o blog e ler voce! Não entendi pq marcaram assembléia dia 09, não teria sido melhor que fosse após o dia 10/08- ultimo prazo para opção? Creio que só após dia 15 o governo poderá apresentar alguma proposta. Enquanto isso continuara a repetir inverdades e ampliando o terrorismo!É aviltante !E parece que a denuncia procede. Lembra que em 29/06/11 o Dep Bosco enviou carta aos diretores?
Por oportuno, reenvio para publicação.
*********************

Ilustres Diretores

Como Presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia vimos expressar os nossos agradecimentos pelo diálogo construtivo que empreendemos em busca de solucionarmos as questões atinentes a direção das unidades de ensino, diálogo este, iniciado em reunião ordinária ocorrida em março, a seguir tivemos uma audiência pública, que culminou com a elaboração de uma proposta entregue a Secretaria de Educação.
Neste contexto imperioso reconhecermos os esforços do Governo do Estado, em especial, do Governador Anastasia e da Secretaria Ana Lúcia Gazzola no reconhecimento da nossa causa e na forma como o assunto vem sendo tratado.
Por sua vez os abnegados diretores, conscientes da justiça de seus propósitos esperam ansiosos, assim como nós, pelo deslinde do tema.
O que podemos afiançar neste instante, é que avançamos muito. No entanto, fato superveniente – a greve dos professores – está a solicitar de cada um de nós um pouco mais de prudência. Afinal cada diretor é, em essência um profissional do magistério e irmana-se aos colegas na luta por direitos que consideram essenciais.

Prudência porque? Porque o aceite da nossa proposta, pode ser levada para os professores como fato tendente a desmobilizar a categoria, resultando em açodamento do movimento grevista. Por outro lado o não aceite da proposta em pontos fundamentais, também pode levar ao mesmo caminho.

Para este presidente, que tem se esforçado e muito, sem arroubos ou alardes, pela construção do diálogo parece inoportuno concorrer para que exista embate.Neste sentido, tomamos a liberdade de solicitar um pouco mais de paciência para aguardarmos o momento adequado para o anúncio das propostas do governo.
Mesmo assim, segundo a Secretária Ana Lúcia muito em breve, após a chegada do governador que se encontra em viagem ao exterior, será feito o anúncio tanto da proposta relativa ao diretores, quanto uma proposta que otimiza a sistemática de remuneração do subsídio.

Certos da consecução dos nossos propósitos, manifesto a cada um de vocês o nosso apreço.
Atenciosamente
Dep. BOSCO
Presidente da Comissão de Educação Ciência e Tecnologia Em, 29 de junho de 2.011"


"Cristina Costa:

Euler e combativos colegas,

já tiveram notícias da reunião de hoje as 10H entre deputados e Sindicato?Veja o que Rogério postou no seu twitter agora:

"Reunião dos deputados da comissão de negociação com Sindute decidiu marcar audiência urgência com Governo, buscando abrir negociações."

Vamos ver se este governo resolve abrir negociações,já passou da hora, de pelo menos, apresentar uma proposta!!!Se bem , que para nós só interessa uma: a implantação do piso.

Um abraço e até a conquista do PISO!!!!"


"Josias Carangola:

Euler e colegas

Tenho aproveitado todas as oportunidades possíveis para falar em Carangola e região o que está acontecendo em relação à nossa categoria e os desmandos desse governo. Friso sempre que o governo não cumpre uma lei já aprovada e gasta dinheiro público falando mentiras. Aos poucos vamos desmascarar esse governador INCONSTITUCIONAL, ESCROQUE E MENTIROSO!
Hoje o Sind-UTE Carangola irá a Espera Feliz para esclarecer ainda mais o que está acontecendo e pedir a adesão dos colegas para fortalecer o movimento.
Tenho minha consciência tranquila de que o meu papel na medida do possível tento cumprir.
O estado de Minas neste momento tem feições de uma ditadura disfarçada de democracia e o discurso sofista do Anastasia relembra ditadores como Hitler e Mussoline em início de carreira.
"

"Anônimo:

Euler:

A minha publicação do retorno a antiga carreira foi dia 03/08, você sabe me falar se no próximo pagamento já vem como a redução do salário?
É um absurrrrrrdoooo!!!
Será que o sindute já entrou na justiça com mandato de segurança contra essa redução de salário inconstitucional?
Trabalho em uma escola de Uberlândia que tem ótimos resultados nos vestibulares na federal, para cursos concorridos como medicina, me dedico ao máximo, mas se meu salário reduzir, eu e meus colegas não vamos nos dedicar tanto mais, fora que com essa postura do nosso governador de cortes de férias-prêmio e no salário, vários serão os afastamentos por doenças psicológicas dos professores, tão sofridos, e apedrejados por esse governo.
Outra coisa, queria lhe perguntar sobre a contagem do números de servidores atualizada que retornaram a antiga carreira, faço parte desse número!!
Um abraço bem apertado!!!"


"Anônimo:

Euler e demais colegas,
Estou indignada com o que está acontecendo na escola aqui da minha cidade, não vou citar o nome para não sofrer represálias. É a mesma realidade que o Professor Euler acabou de denunciar. Uma professora entrou de licença a partir de hoje, 04/08 e já está afixado a vaga para designação. Outro absurdo é que a Direção da nossa escola está tentando convencer os professores designados e efetivados a retornarem às aulas, "cubrindo" os horários dos professores em GREVE, estão convocando os alunos de forma a convencê-los de que não são todos os professores em GREVE. Sendo que a maioria está em GREVE, apenas uns cinco professores NÃO estão. Gostaria de saber, Euler, se um professor que só está cumprindo horário na escola (à toa), porque nas turmas em que leciona não há alunos, ele terá o direito de receber o seu salário normalmente? Quero saber porque quando questionado, o professor afirmou que só estava na escola "cumprindo horário", "passando o tempo" para garantir o seu salário no final do mês. Claro que num ato de COVARDIA! FORÇA NA LUTA, NÃO VAMOS DESISTIR ATÉ QUE NOS PAGUE O NOSSO PISO!"


"Anônimo:

ATÉ ONDE VAI O TIMÓTINHO CABRAL DAS ALTEROSAS?
ATÉ ONDE DEIXARMOS.
ELE JÁ SE COLOCOU ACIMA DAS LEIS, PISOU A CONSTITUIÇÃO QUE JUROU OBEDECER E DESCONHECE O ESFORÇO HISTÓRICO DOS QUE LUTARAM PELA REDEMOCRATIZAÇÃO E CONSTITUCIONALIZAÇÃO DA PAÍS.
SÓ FALTA DAR UM GOLPE DE ESTADO DEPOR A PRESIDENTE DILMA,E SE AUTO COROAR REI TIMOTINHO CABRAL - O TERRÍVEL - REI DO BRASIL E DE BOROGODÓ.
PRECISAMOS NOS INSPIRAR NA CORAGEM E DETERMINAÇÃO DOS CANGACEIROS DE BORAGODÓ E NOS UNIRMOS PARA DETER O FORA DA LEI ANTES QUE ELE IMPLANTE A PENA DE MORTE."


"Anônimo:

Caro Euler,

Hj a SRE de Coronel Fabriciano madrugou ligando pra todos os diretores das escolas convocando pra uma reunão às 9h da manhã, reunião que não estava planejada ontem, ligaram antes das 8h, sendo que a SRE começa a trabalhar as 9h.... Essa pelegada deve estar dormindo na SRE pra cumprir os desmandos dessse desgovernador cara de pau!!!!
Qual será a pauta da reunião? Alguém arrisca?

E DÁ-LHE GOLPE BAIXO!"


"Anônimo:

Grande companheiro Euler, quentíssima para você, o Minisrto da Educação Paulo Haddad estaria vindo a Minas dia 11 de agosto, parece que vai sair alguma coisa, lembra que a Renata comentou que poderia aparecer novidades, será ? Federalização ? Pede as 13 almas irmão kkkkkk.Força na luta até o final."

Comentário do Blog: Boa oportunidade então para a gente fazer uma caça ao ministro do MEC, pela omissão em relação ao nosso piso! Fica aí a proposta para os combativos colegas. De uma só vez nós "caçamos" o governo de Minas e o Federal pela cumplicidade em dar calote nos educadores, de Minas e do Brasil.

"Rita Frugoli:

Olá, Euler,
continuamos em greve.
Ouvindo a sra secretária na rádio itatiaia, deixei essa pergunta que repasso aqui:

Ah, se eu fosse jornalista; perguntaria à sra. secretária se ela aceitaria trabalhar dando aulas em uma escola estadual, recebendo o subsídio de 1320,00 ou 1430,00 (ela deve ter pos graduação, pois dá aulas de literatura em faculdade ), de preferência , em uma escola de periferia, com 40 alunos nas salas, sem receber para elaborar aulas e provas, corrigir trabalhos, redação, prova; fechar diário, somar notas, passar para taletas, etc - sem receber por isso. E ter reuniões aos sábados ( módulo II ). Só essa pergunta eu faria.
Aliás, repórteres da rádio itatiaia, podem fazer a pergunta se quiserem.

Voltamos voluntariamente para o sistema antigo, pois ele não confisca nossas conquistas. E pagar o piso é lei, não uma concessão do sr governador ou da "poderosa " (a voz imperiosa dela demonstra ) secretária.

A entrevista da "poderosa" ( ainda bem que não fui aluna dela, que voz mandona, infelizmente, o "poder" de ser secretária já subiu à cabeça ) está aqui:

http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4342"


"Anônimo:

Euler,
Os alunos da escola onde leciono estão organizando uma manifestação de apoio aos professores em frente à escola. Irão levar cartazes exigindo do governador que PAGUE O PISO SALARIAL aos professores para que a GREVE chegue ao fim! Não é uma bela lição de CIDADANIA?! Disseram que irão filmar e postar no YouTube. Um forte abraço a todos e continuaremos, sim, firmes na luta!"


"Anônimo:

Euler,
O que vou dizer aqui é só de brincadeirinha, mas com um sentimento de verdade. Bem que eu gostaria que o PISO fosse PAGO apenas aos EDUCADORES DE VERDADE, aqueles que lutam, que aderiram à GREVE. Garanto que rapidinho teríamos 100% de adesão! Não acho justo MUITOS lutarem, POUCOS parados e TODOS lucrarem. Infelizmente temos alguns POUCOS professores ainda indo à escola somente para garantirem a esmola no final do mês. Digo indo, porque não estão ministrando aulas, apenas "enrolando", devem ter aprendido com o "PATRÃO". À eles deixo aqui uma sugestão: se colocarem um chapéu na mão e irem para a Praça Sete, em BH, arrecadarão muito mais que o que recebem ao final do mês, com um detalhe: não terão que fazer o mínimo de esforço. Espero que TODOS os EDUCADORES juntem-se a nós! Nunca é tarde para iniciarmos a batalha. Até a VITÓRIA!"

"Anônimo:

Dia 11 de agosto, o governador estará na minha cidade, João Monlevade (130Km de BH), para inauguração da UTI do Hospital Margarida. Boa oportunidade para recepcioná-lo com aquele carinho que ele merece, não é??".

Comentário do Blog: Dia 11 nossa agenda vai estar lotada, então: já tem a caça ao ministro do MEC e agora também ao governador. Vamos ter que recorrer novamente ao reforço das 13 almas, rsrs.

"Rômulo:

O nome do Ministro da Educação é Fernando e não Paulo. O amigo anônimo confundiu com Paulo Haddad, Ministro da Fazenda na gerência Collor de Mello. O Fernando além de atual Ministro da Educação é também funcionário do Banco Mundial.

E a agenda passada no Comando de Greve é que no dia 11/08 acontecerá uma audiência em Brasilia entre o Sind-UTE/MG (provavelmente com a CNTE e outros sindicatos) e o MEC. É uma audiência adiada, pois a data inicial era dia 19/07.

Esperamos que o "elemento" esteja na capital federal para participar dessa importante audiência.

Rômulo"


Comentário do Blog: Na verdade, amigo Rômulo, este Haddad é um falastrão, um demagogo, além de omisso na questão do piso. O típico tecnocrata a serviço dos de cima.


"Anônimo:

Euler,

Eu não quero nem pensar na possibilidade de você e os leitores desse Blog se ofenderem com as minhas palavras... Estive lendo postagens anteriores e percebi que, apesar de sua crescente competência no trato com as palavras e os comentários inteligentes e bem colocados, faltava humor.
Não quero me gabar: mas depois que joguei purpurina no seu Blog, tudo ficou mais leve e divertido. Até seu senso de humor floresceu!

Sei que estamos vivendo um momento crítico, mas histórico. Forças superiores hão de nos ajudar a segurar a barra, quando ela pesar demais.

Tenho a impressão de que depois do dia 10, fim do prazo para o retorno ao antigo sistema remuneratório, algo vai mudar e para melhor. Tenho essa sensação. E uma sensação gay nunca pode ser descartada.

A cada dia, fico mais encantado com a sua força, energia, inteligência. Muitas vezes, ao ler um Post seu, digo pra mim mesmo: por que não pensei nisso antes?

Você tem sido o nosso guru e já se tornando um ícone entre nós, professores.

Muito sério, agora: vamos pensar na possibilidade real de se abrir uma CONTA SOS PROFESSOR GREVISTA ou algo parecido. Quem não estiver tão apertado, poderá ajudar os colegas ou solicitar das outras pessoas que o façam. Contem comigo, amigos.

Um abraço.

Euzinho ou seria Euzinha (ui!!!)."


"Anônimo:

Euler,
Agradeço o espaço aberto e democrático que temos no seu blog, pois sinto-me em casa. Venho aqui desabafar. Hoje estava pensando, temos alguns poucos professores que, durante o ano letivo não participam do Módulo II e recebem por ele porque não levam falta, chegam atrasados para dar suas aulas, saem mais cedo e agora que deveriam unir-se à categoria, estão lá na escola "fazendo de conta" que estão trabalhando. É mole ou quer mais... Estamos firmes na Luta, quem não está satisfeito com o salário que recebe ao final do mês e com a carreira,

VENHA LUTAR CONOSCO! TODOS SERÃO MUITO BEM-VINDOS!!!
"


"Anônimo:

Rogerio Correia: Entre o contracheque e o “choque de gestão”

por Rogerio Correia

O governo tucano em Minas Gerais vem divulgando na mídia comercial um comunicado enganador: que em Minas é pago o piso salarial nacional da educação. Seu objetivo foi tentar jogar a população contra a justa greve de professores e professoras que se amplia e chega a dois meses.

A peça é mentirosa.

Por isso o Sindicato fez um cartaz de um contracheque real e o expusemos na tribuna do plenário da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. Não há como enganar todos o tempo todo: R$ 369,00 é vencimento básico. Quando o STF diz outra coisa!

Sofremos críticas dos deputados tucanos e afins pelo gesto que, segundo eles, contribuiria para desgastar o parlamento. Ora, temos uma categoria de educadores em greve, que tiveram seu salário cortado (logo, estão desobrigados a repor os dias parados) e centenas de milhares de estudantes que já estão prejudicados pela intransigência do governo. E que podem inclusive perder o ano letivo, não fazer o ENEM etc. A imagem do parlamento se arranha quando se impermeabiliza.

Como era de se esperar a mídia comercial relatou o fato, mas não registrou a foto. Não a deste deputado, mas da cena inusitada de se ter um cartaz de um holerite afixado na própria tribuna do plenário.

O fato concreto é esse: Minas Gerais inova em termos de política remuneratória. Há um tipo de professor que mantem ”vantagens” (quinquênios etc). Há um segundo tipo que teve tais vantagens suprimidas em 2005. Há os não “optantes”. E há os que optaram pelo “subsído”, que é o drible do piso nacional de salário. Essa barafunda é a verdade do choque de gestão tucano: quatro referências remuneratórias para uma mesma atividade.

Basta imaginar o que isso significa para 200 mil trabalhadores em educação, divididos em “modelos” remuneratórios concorrentes.

A alegação do governo Anastasia (PSDB) para não aplicar o piso salarial é que não teria sido publicado o acórdão pela Justiça. Pura embromação.

A verdade é outra. Sabendo que seria reconhecido como constitucional, no Supremo Tribunal Federal, o governo tucano preparou a burla com mais de seis meses de antecedência, criando a “política de subsídios” e estimulando à adesão dos servidores a tal política. Nessa política se tem um salário base miserável, ao qual é somado um monte de penduricalhos para se atingir “nominalmente” o que eles chamam de piso. Só que isso incide negativamente na carreira dos servidores e, consequentemente, na aposentadoria.

Implementar o Piso Nacional é uma decisão política. Corte-se gastos com publicidade, evite-se o pagamento das obras superfaturadas como as do estádio Mineirão, do Centro Administrativo, o inchaço fisiológico e eleitoreiro da máquina governamental, desmonte-se o governo paralelo (chamado Escritório de Prioridades Estratégicas), dentre tantas as medidas, para que sobrem recursos que remunerem os servidores.

Rogerio Correia é deputado estadual e líder do Bloco Minas Sem Censura"


"Anônimo:

Caro Euler,

Estou plenamente a favor da greve, mas uma coisa precisamos considerar. Precisamos dar exemplo. Quanto ao que VOCÊ DISSE: "Acabo de receber uma informação confidencial, cuja fonte não posso revelar, de que o governo está tomando uma medida super ilegal: estaria obrigando os novos designados, que estão assumindo as vagas dos servidores em licença (médica, férias-prêmio, etc), a assinarem um termo dizendo que não entrarão em greve", NÃO É BEM ASSIM. As superintendências estão orientando que os diretores ao designar converse com o servidor para que o mesmo não entre em greve. Não justifica designar e a escola ficar sem o professor depois. Isto é uma questão ÉTICA que precisa ser considerada. Mas isto se referem às substituições de férias prêmio e licenças para tratamento de saúde.

Um abraço e continuamos na luta!"


Comentário do Blog: o correto e ético seria não designar ninguém, já que a categoria está em greve. Querer cobrar do designado que ele não entre em greve é uma falta de respeito ao direito dele; e aos alunos, que serão prejudicados; e à categoria, que se encontra em greve por conta de um direito constitucional não cumprido pelo governo. Um abraço e força na luta!


"Anônimo:

VAMOS LUTAR EULER PELO PISO JÁ!"

"Gracieusa Brito:

postei na mídia:
04/08/2011 - 17h30
Professora Gracieusa Brito
Santa Luzia

Que bom ver tantas pessoas debatendo a EDUCAÇÃO. Assim que o país irá crescer. Foi exatamente isso que fez a China, o Japão, toda a Europa e demais nações. Também estou sugerindo ao Sind-UTE que montemos um Acampamento Nacional no jardim do STF, em Brasília para cobrar uma ação rápida do Supremo Tribunal de Federal pois só a publicação do ACORDÃO poderá colocar fim a greve, uma vez que LEI É PRA SER CUMPRIDA E NÃO DEBATIDA não entendo: lei é só para pobres e trabalhadores cumprirem ? Pois eu aprendi que a lei é para todos e o Exmº Srº Governador jurou guardar e respeitar a CONSTITUIÇÃO FEDERAL no momento de sua posse, teria que cobrar do STF uma solução para essa greve, uma vez que a UNIÃO falou que o ESTADO que não pudesse cumpri -la teria ajuda Federal. Não abriremos mão do PISO NACIONAL SALARIAL PROFISSIONAL (PNSP) é a Lei Federal 11.738/08, pois ela representa a profissionalização de toda nossa categoria e reestrutura nosso PLANO DE CARREIRA que foi destruído pelo subsídio. Já que o Governador e o MEC dizem estar cumprindo, então está fácil: basta trocar o nome no contracheque (olerite) colocar piso no lugar de subsídio. Vejam se eles querem fazer isso. A propósito quero sugerir a todos que pesquisem no google o que significa piso salarial e subsídio. Também que leiam a Lei e vejam o real texto legal onde diz: para professores com ensino médio e ATÉ quarenta horas semanais. O governo paga mil e poucos reais para professores com curso superior. Detalhe: depois de descontado a previdência social sobram novecentos e poucos reais. O professor trabalha só 24 horas? Os senhores (as sras) acham que é quem que corrige tudo, planeja e avalia ? Por que fazem questão de repetir discurso do patrão ? Um dia depois de formados , senhores(as) carissímos(as) alunos(as) irão atuar como profissionais e também vão reivindicar o direito de vocês. Teram nosso apoio. Vejam os contracheques e o vídeo, pra depois emitir as opiniões dos senhores(as).

http://leiajeissaeemg.blogspot.com/ http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/ http://www.sindutemg.org.br/novosite/index.php

Obrigada a todos."


"Anônimo:

PROFESSORES DE MG ,QUE TIVER VERGONHA NA CARA NÃO ESQUEÇAM O NOME DESTEDEPUTADO "JOÃO LEITE".

http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17885/greve-tumultua-transito/"


"Anônimo:

EULER ,SEGUNDO O JORNAL ESTADO DE MINAS O GOVERNO ESTA ESPERANDO A PUBLICAÇÃO DO ACORDÃO PARA VER SE PISO É PISO OU NÃO, É MOLE .

http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17886/indicios-de-nova-batalha/"


"Anônimo:

Interessante a fala da secretária Gazolla a radio itatiaia.

Falando que o sistema antigo esta e extinção no estado. Será porque? Porque o professor nao caiu na lorota do governo? Somos politizados e sabemos que voces do governo estao nos querendo passar a perna. Não somos bestas de vender nossos direitos de decadas de carreira por aumento irrisorio de R$ 100,00, R$ 200,00 diferença esta que encontramos em nossos salarios, quando fala que foi incorporado as vantagens, descobrimos que recebemos o mesmo tanto de um inciante. Deixa de ser besta governo, voce esta subtraindo direito para nao deixar claro, outro termo popular. Não trocamos direitos por subtração de valores reais em beneficios conseguidos aos longo da carreira, queremos continuar recebendo nossos bienios, quinquenios, pos, nao abramos mao disto. Sistema remuneratorio antigo, nos garante isto, nao caia na conversa fiada do governo, implemente o piso proporcional ao numero de horas que vc nos paga e resolve este problema de uma vez por toda. Para de prejudicar nossos alunos, estamos dispostos a trabalhar para repor, sabe Deus la quando, agora vai ser feito e para vcs, explicar porque os alunos de minas foram mal nos resultados do ENEM, Vestibulares e o IDEB como vai ficar? Acorda Minas, vcs se complicam cada vez mais. PISO E LEI FEDERAL. CUMPRA-A. SEM O PISO NO SISTEMA REMUNERATORIO ANTIGO NAO VOLTAMOS."


"Anônimo:

Obtive uma informação que na reunião com os diretores o governador pretende investir pesado em aumento do subsidio para forçar o retorno dos professores que optaram pelo regime antigo. Ele tem consciência (será que tem) que o piso é lei e que tem que pagar. Portanto colegas com isso afirmo que vem chumbo grosso por ai."

"Anônimo:

Oi Euler
Fiquei sabendo que o Haddad vem a Minas. Sugiro que você ligue aquele seu super sistema de auscuta e premie-nos com a narração do encontro entre o ministro,as pútridas e o escroque. Por favor faça com que o Haddad "sente o trio asqueroso no colo"e passe uma carraspana neste bando de políticos sem brilho e incapazes de administrar um estado da magnitude de Minas.
Em tempo : É gente a coisa tá feia.No RS tem compositor sendo processado porque fez um rap criticando os deputados que aumentaram seus salários.Uai mas, e a liberdade de expressão ... Nosso sistema político está em estado terminal."


"Anônimo:

Meu vencimento PEB 3 B Euler
18 aulas mais 2 18 aulas
aulas obrigatorias 567,04 567,04
grat inc 134,41 113,41
quinq 67,21 transp 34,5
v b p 105,01
bienio 134,41 parcela 166,54
vti 88,01 vti 88,01
1096,09 969,5
sindeute -15,64 -13,2
falt greve -312,85 -346,29
falt grev exig -23,63
Ipsemg -35,07 -30
cont. prev -105,55 -102,85
TOTAL 603,35 477,16 Diferença
603,35-477,35 126
Não é incrível que alguém com quinquenio e bienios tenha uma diferença tão pequena?
Dá para entender essa matemática?
A quem recorrer?
Estamos num desmando total.

Nada contra os colegas, mas o governo sabe ser incoerente em tudo."


"Anônimo:

Boa noite a todos:

Quero dizer que o comentário da secretária de educação Gazola foi muito infeliz, dizendo que os 100 mil servidores que pedireão retorno a carreira antiga fizeram sabendo do prejuízo que teriam com esse retorno, e disse que essa carreira será extinta, cadê a justiça desse país!!! Como eles podem ignorar mais de 100 mil servidores!!
Acorda ANASTASIA E GAZOLA, olha o desgaste político que vocês estão fazendo com os servidores!!!"


"Anônimo:

Boa noite a todos e todas.
O governador estará no dia 11/08 em João Monlevade às 10:00 hs.Vamos láaaaaaaaa ! rsrs"


"David:

Olá Pessoal de luta!
Postei esse comentário no Blog do Benny e na rádio Itatiaia

Olá Benny! Mais uma vez agradeçemos o espaço que você nos oferece para discutir com a sociedade sobre a educação em Minas e o descaso das autoridades. O João Filocre foi secretário adjunto da educação e postou em seu blog vários exemplo de vencimentos utilizando as tabelas salariais com o valor do piso estabelecido pelo STF. Segue o endereço do sitio citado http://www.joaofilocre.com.br/
. Ele afirma que na maioria das situações a decisão do Supremo é melhor e oferece ganhos mais significativos para professores com vantagens pessoais. Veja o meu caso, por exemplo: recebi este mês como vencimento básico o valor de 691 reais. Note que o valor que deve ser pago para uma professora com nível médio de formação é de 712 reais. Eu sou graduado e tenho especialização. Como o gorveno pode afirmar que paga o piso?
Como lembrete coloco também um link da propria secretaria de educação que se comprometeu em 2008 a pagar piso e vantagens e não cumpriu; https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/1172-secretaria-divulga-comunicado-a-servidores obrigado mais uma vez pelo espaço.
David"


"Anônimo:

EULER , SERA QUE É UM AVISO DAS TREZE ALMAS ?,SE CUIDA ANASTASIA A VINGANÇA DOS PROFESSORES SERÁ MALIGNA.

http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=125952"


"Anônimo:

Euler,
O governador não tem que injetar dinheiro no Subsídio mas sim PAGAR O NOSSO PISO! Antes dele (governador) inventar que irá aumentar o subsídio, só para enganar alguns e fazê-los optar por este regime, terá que justificar o por quê não há dinheiro para PAGAR O PISO mas tem para aumentar o subsídio! Não nos interessa nenhuma notícia tendenciosa a respeito de Subsídio, que isto é coisa do GOVERNO. Ele está desesperado ao ver que a maioria dos servidores já escolheram o ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO e está tentando "pegar bobo" pra cair na rede. Falar de subsídio agora é agradar ao governo e tentar manipular os servidores. Ninguém acredita neste governador, sabemos o quanto ele é mentiroso, maldoso e covarde com os EDUCADORES. Queremos o PISO!"


"Josias Guedes (Carangola):

Euler e colegas:

Estou impressionado com o jogo de interesses e empurra dos três entes federativos que compõem nosso país. Cada um tenta jogar para o outro a "batata quente"... Pior que isso, ou juntamente a isso tudo, temos os três poderes no mínimo questionáveis em termos de respeitabilidade MO.NTESQUIEU viraria no túmulo ao ter notícias do que ocorre por aqui.
Educação em países sérios são assuntos tratados com delicadeza e seriedade. Professor não é qualquer um... É um ser que no plano intelectual de tais sociedades são tratados com o devido respeito que merecem. Não é profissão para qualquer um, como pessoas frustradas que não conseguiram outro emprego. É profissão para quem quer se realizar e concretizar o plano não somente pessoal, mas de toda uma nação.
Aos poucos, creio que chegaremos lá... Nenhuma mudança na História que beneficiasse as massas foi fácil! Acordemos professores, saiamos do lugar comum... Essa guerra pode ser estimulada por outros colegas, mas ela brota do fundo das almas dos que como o grande mestre, tem fome e sede de justiça.Olha que ele terminou em uma cruz, mas mudou os rumos da humanidade...
Boa noite!"


"Anônimo:

governo garante que só esta esperando a publicação do acordão .

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/08/04/interna_politica,243426/ausencia-de-governistas-encerra-sessao-na-assembleia-lesgislativa.shtml"


"Sebastião de Oliveira:

Caro Euler,
A secretária da Educação disse na Rádio Itatiaia, que a carreira antiga está em extinção. Extinção está o subsídio, pois quando o STF julgar a ADI 4631, com certeza irá considerá-lo inconstitucional.

Sebastião de Oliveira"


Comentário do Blog: Na verdade, combativo Sebastião, é ela quem está em extinção. Quando conquistarmos a federalização da folha de pagamento dos educadores, as secretarias de Educação dos estados e município praticamente vão perder a razão de ser; ou seja, serão extintas!

"Anônimo:

Hora de rir! Porque ninguém é de ferro!
O chefe? Ora, imagine quem!!!

Um guarda-noturno trabalhava numa empresa especializada em lapidação de diamantes...

Uma manhã ele contou a seu chefe um sonho que tivera na noite anterior.
Disse-lhe que o avião que ele iria tomar com destino à Rússia sofreria um acidente e,
em consequência, todos os passageiros morreriam.

Seu chefe, jovem executivo, dinâmico e empreendedor, tinha verdadeiro pânico de aviões.

Assustado com a informação do empregado, decidiu cancelar o vôo.

Três dias mais tarde, leu nas manchetes dos principais jornais que o avião que ele deveria ter
tomado caíra no mar e, até o momento, não havia notícias de sobreviventes.

Imediatamente, chamou o guarda-noturno, mostrou a notícia do jornal, agradeceu-lhe
efusivamente o aviso que lhe salvara a vida e, a seguir, sem nenhuma explicação, despediu-o da companhia.
O guarda não compreendeu porque tinha sido despedido depois de salvar a vida do seu chefe.

Pergunta: Por que o guarda foi mandado embora?

Pense um pouquinho, antes de ler a resposta:
(...)
(...)
(...)
(!!!)
(???)
(???)
Resposta: O empregado era guarda-noturno.
Se teve um sonho à noite, é porque estava dormindo em serviço.

Conclusão:

Chefe é chefe...
Então, por melhor que você seja e por mais que você faça, você nunca agrada!!!

Então, DEIXE O CHEFE MORRER , é o melhor que você pode fazer!!!"


"Anônimo:

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... governo melhorando subsídio? Só se for o dele. Armadilha pura a informação de que ele vai melhorar o subsídio. Já pensou que governo bonzinho: insistir tanto para ficarmos no subsídio? Tomemos cuidado! E que ele tome também porque as danadinhas que pus no encalço dele (aquelas... é que no contrato que firmei com elas não permite ficar falando toda hora)vão começar a pegar mais pesado."

"Anônimo:

Ouvi falar que a secretária do governo (não sei qual das duas dondocas) deu uma entrevista à rádio Itatiaia dizendo que na próxima segunda vai negociar e acabar de vez com a greve. Mas muitos estão achando que a proposta é "florear" o subsídio na tentativa de torna-lo atraente e não pagar o piso. Conversa para boi dormir. Sem o PISO não voltamos para as escolas. Ah, e em relação ao corte salarial, acho que nenhum professor deveria repor esses dias em respeito à nossa classe, como uma atitude de resposta ao governo perante tal covardia. Já que andam designando pessoas por aí nesse momento de greve, que designe pessoas para repor esses dias que nos foram cortados no salário para reporem em nosso lugar. Quer saber? Diante do descaso do governo, eu não estou nenhum pouco afim de repor esses dias. Precisava de dinheiro agora. Ele cortou, eu vou me virar como posso, pagando o que der, adiando o que não der, contando com amigos e parentes e depois eu não quero receber "pingado" (se receber, né? Tem gente que repõe e não recebe. Já repus paralisações e até hoje não vi o pagamento das mesmas reposições. E quando recebe, não recebe o mesmo que foi tirado. Então companheiros, vamos ser fortes e unânimes em não repor os dias cortados. O governo precisa perceber que não somos esses otários que ele acha. Abraços."

"Anônimo:

Gente, o corte de salário já deveria ser esperado pela categoria. É a primeira pressão que o governo faz, e todos que entram numa greve sabe que podem passar por isso. Mas não vamos desistir. É greve até o piso. Não é hora de recuarmos de jeito nenhum. Agora é pressão dos dois lados: do governo e da categoria."

"Anônimo:

Lúcia,
Tem SRE mandando os diretores dizerem que a posse dos novos diretores foi adiada devido à greve; estão ainda mandando conversar com os novos designados em substituição para não aderirem à greve sob ameaça de sofrerem punição de posteriormente não mais serem designados. E por falar em Diretores, o que nós estamos tendo de diretoras mandonas e arrogante( devem ter aprendido com a Gazola e o Anestesia), elas tão se achando. Acho que o próximo movimento deverá ser para ser para que os ânimos dos diretores autoritárias sejam acalmados, se elas tem problemas em casa não devem descontar no pessoal que trabalha na escola e muito menos nos alunos. Mas no fundo sinto até pena , pois estão sendo pressionadas d todos os lados é em casa e com o manda chuva que se diz governados. Prá eles só mesmo as 13 almas pode dar jeito. RSRSRSRS"


"João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Fico contente de ver que a sementinha da federalização da Educação Básica gerou frutos! Temos de regá-la mais e mais para que ela seja uma árvore frondosa que acolherá junto ao seu seio toda a classe dos professores."


"josias guedes (Carangola):

Euler e colegas

Ou esse governo de Minas é burro, ou se faz de burro ou é as duas coisas ao mesmo tempo.
A greve é legal, temos uma lei aprovada que o governador insiste em não reconhecer. Assim, penso que ele está errado ao não respeitar os 200 dias letivos dos alunos. Consequentemente não deveria cortar o ponto de ninguém deveria ser obrigado a pagar por estar provocando a greve.E mais, quando for reposto os dias perdidos pelos alunos por culpa do governador, deveria pagar novamente os professores por ter desrespeitado o direito dos alunos e dos servidores amparados pela Lei do Piso Salarial Nacional.
Sonho meu? Jurídico do sindicato é possível que tal sonho se torne realidade? É o mínimo de justiça diante de um governo que acha que pode fazer o que bem entende e empurrar o subsídio em mais de 85.000 pessoas que não aceitam essa conversa para Anastasia dormir..."


"Gleiferson Crow:

olá caros amigos de luta

" Você só vai conseguir a sua liberdade, se deixar o seu inimigo saber que você não está fazendo nada para conquistá-la. Esta é a única maneira de conseguir a liberdade." ( Malcom X )

A palavra quando bem utilizada tem uma força de alcance muito bom, o coração e a mente das pessoas. Que as palavras de reflexão e de luta ecoem nos mais longínquos lugares dos morros e matas de Minas Gerais e confesso, também estou fazendo minhas orações toda sexta-feira, mas podem ficar tranquilos que rezo para todos aquelas pessoas boas e de coração. E estou pedindo às almas dos “bexiguentos”: Camila, Emília e Candinha. E assim que a nossa vitória ser efetivada farei uma visita aos túmulos dessas três almas que foram vítimas de tuberculose. Peço licença aqueles que tem ou seguem outros caminhos para falar com Deus, para fazer um pedido: aproveitando a ideia do caro e amigo Euler, vamos fazer uma corrente de orações e incluir o nome do nosso Governador e todos os responsáveis que dirigem o setor da educação em Minas Gerais, e os nossos deputados que nos der apoio nessa batalha. As três almas bexiguentas Camila, Emília e Candinha, tudo que já pedi eu fui atendido. Vamos todos pedir às almas, aos santos, aos espíritos bons, aos anjos e a Deus que intercedam por nós em favor do cumprimento da Lei Federal 11.738/08 (Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério).

Abraços a todos
Profº Gleiferson Crow
Leia: O Jornal do José Elias Issa

leiajeissaeemg.blogspot.com"


"Anônimo:

PAUSA PARA A DESCONTRAÇÃO

Anônimo do Contrato com as ALMAS!
Você disse para elas pegarem mais pesado, acho que elas estão pondo para pegar FOGO. Viram a matéria do TEMPO que um colega indicou?! O Fogo estava se alastrando pelos arredores da CIDADE ADMINISTRATIVA. Essas almas já puseram para QUEBRAR, lembram que elas começaram quebrando braço, clavícula... lá pelos arredores da terra DEL REY, agora estão pondo para QUEIMAR na capital,xiiiii, Os TRÊS ATRAPALHADOS da DESGOVERNANÇA MINEIRA que se cuidem, porque as almas já estão ateando FOGO!!"


"Gracieusa Brito:

Gente, vamos fortalecer o sindicato cada um doando algo que tenha de OURO para que possam vender e fazer caixa rápido pra montarmos o ACAMPAMENTO NACIONAL PELO ACORDÃO em Brasília? Repasse a idéia urgente a Bia. Não podemos perder de modo algummmmm !!!"

Comentário do Blog: Doação de OURO por professores de Minas? kkkkk. Nossa combativa colega entrou no clima do bom humor do nosso blog, só pode ser, rsrs. Agora, falando sério, a idéia do acampamento em frente ao STF tem o meu integral apoio. Vários colegas já sugeriram isso aqui. Mas, aquela entidade que diz nos representar - tapem o nariz para falar desta entidade - nada faz. Já devia ter feito algo assim há muito tempo. Já imaginaram os educadores de todo o Brasil montando barracas em frente ao STF? Imaginem 100 barracas com faixas, baners, cartazes de protesto, exigindo a publicação do acórdão e exibindo os contracheques de Minas Gerais? Aliás, deveríamos montar barracas também em frente ao MEC, ao Congresso Nacional e ao Palácio do Planalto. Era para reunir educadores de todo o Brasil para esta luta. E não tem que doar nada, não. Já nos descontam um dia de trabalho compulsoriamente todo ano, além das contribuições mensais que pagamos. Além disso, as centrais sindicais que dizem apoiar a nossa luta têm obrigação de entrar com grana, já que o nome delas (ou dela, no caso, a CUT) é divulgado gratuitamente em todos os atos do Sindicato. Mas, quem disse que esse pessoal quer qualquer confusão com o governo Federal? E os deputados que dizem que nos apoiam? Não vão entrar com grana e pressão sobre o MEC e o STF não? Este é o problema da falta de autonomia na luta.


"Anônimo:

Desde que entrei na educação pública, anteriormente eu era bancário,é a primeira vez que vislumbro uma situação concreta para resolvermos de uma vez por todas a nossa questão profissional( valorização, salário,etc..). Haja vista, que dessa vez não estamos mendigando nada ao governador e, sim exigindo que ele cumpra uma lei federal que passou por todos os trâmites legais e foi sancionada pelo presidente da república; além de ter passada pelo crivo do STF, o qual ratificou a sua constitucionalidade. Portanto,rogo aos meus companheiros professores que não voltem para a sala de aula.Eu tenho ciência de que todos estão apreensivos e passando por problemas financeiros com o corte do nosso salário. Porém, se sacrifiquem um pouco, eu mesmo pretendo vender o meu carro e comprar um mais velho para poder amealhar uma quantia que arque com as minhas despesas até o final do ano. Toda conquista é precedida de sacrifícios, se os policiais militares hoje têm reconhecimento por parte do Estado é pelo fato de outrora terem promovido um grande motim em Belo Horizonte, que, inclusive provocou a morte de um cabo da corporação. Este é o nosso momento, se deixarmos passá-lo, não acredito que venhamos a ter um outro. GREVE ATÉ O PISO!!!!!"


"Anônimo:

Caro colega, Josias, essa TRUPE DO DESRESPEITO E DA DESGOVERNANÇA MINEIRA não é BURRA, é ARDILOSA, vem nesses 2 meses abrindo o baú de suas MALDADES e prejudicando não só os servidores, mas toda a sociedade, porque essas maldades estendem-se às famílias, porque os filhos estão sem aulas e ao comércio porque não havendo salário não há pagamentos, posto que em cidades pequenas o comércio é mantido por PROFESSORES e aposentados do Inss. Infelizmente, essas maldades já eram praticadas há alguns anos, haja vista que o DESGOVERNO é uma continuidade. A diferença é que os educadores, pessoas inteligentes, críticas, determinadas e que sabem do papel social que desempenham na sociedade, mesmo, ainda, não sendo reconhecidas por ela, são atuantes, tanto que estão dando uma resposta que o governo, certamente, não esperava. Por isso, essa TRUPE tem se valido de todos os meios para ludibriarem os mais desavisados e a sociedade que é leiga, mas os tempos são outros, embora os educadores de agora não pertençam à ELITE econômica deste país, conforme ressaltou o governador numa entrevista dada ao jornalista Luís Nassif, todavia essas pessoas pensam, argumentam, esperneiam, não se deixam encabrestar e estão mostrando que querem ser tratadas com RESPEITO, não com acoite! Não pertencer à elite, não fazem-nas acéfalas!"

"Anônimo:

Oi Euler
Com licença mas, vou aproveitar o espaço que você tão democraticamente nos oferece para mandar um recado para a ilustríssima secretária: ô fofa , quem está em extinção é você e seu amo e senhor com suas práticas fascistas, usando um carguinho minúsculo para oprimir uma categoria basilar no processo de formação do cidadão. Sugiro que ambos renunciem ao título de professor porque vocês denigrem a classe. Ademais secretária, sua passagem pelo governo é breve, enquanto nós professores estaremos aqui, trabalhando com denodo quando a senhora estará colhendo os frutos podres de toda esta galhofada em que transformou sua secretaria.Em extinção está a sua carreira política que mal começou e já está sendo sepultada pela arrogância ,incompetência e inadequação. Enfim senhora secretária em extinção está sua triste figura!!!!!!!!"
.

"LEIA: o Jornal do José Elias Issa:

Bom dia a todos

Hoje no Jornal da Itatiaia o governador de Minas Gerais promete, na segunda-feira, apresentar uma nova proposta para a Educação Estadual em Minas.
Após ouvir a fala do digníssimo, fiquei a pensar:
- Parece que nosso governador vai querer bancar é de Harry Potter vai usar a "varinha mágica" para transformar subsídio em piso salarial. E ele vai usar essas informações para decifrar e entender os códigos secretos do manuscrito:
http://www.sindutemg.org.br/novosite/files/28-07%20-%20Cartilha%20-%20Sind-UTE%20-%20WEB%20-%20Colorido.pdf

Importante:
Alunos da rede pública estadual de Pará de Minas vâo à justiça pedir o fim da greve
Piso Salarial é Lei Federal

Clique
http://www.jcnoticias.com.br/index.php?Conteudo=noticias&subMod=dodia&Codigo=21778

Alunos da rede pública estadual de Pará de Minas vão à justiça pedir o fim da greve. Recebi essa informação da minha amiga ProfªVânia Moragas.

abraços
Profº Gleiferson Crow
Leia: O Jornal do José Elias Issa
leiajeissaeemg.blogspot.com"


"Anônimo:

É uma pena que tenha chegado a este ponto.
O governador não ta nem aí pra quem vai perder o ano, o nem e até a dignidade.
Queria saber se fosse a mãe dele que estivesse lá lutando por um melhor salário o que ele faria?
e o ENEM será prejudicado?"


"Josias Guedes:

Caro Euler e colegas

Esse governo é realmente ardiloso!
Ao ministrar aulas vemos e ouvimos coisas curiosas...
Havia numa escola que trabalhei um aluno que se achava o tal. Dava ordens, comandava negativamente toda uma equipe. Até que um dia resolveu amedrontar um aluno "daqueles da paz".

Na tentativa de aparecer mais e amedrontar mais um e demonstrar poder, houve uma resposta inesperada do aluno da paz que desestruturou por completo o espertalhão: "Malandro que é malandro não pensa que todo mundo seja otário..." Pronto! Com aquele aluno ele nunca mais mexeu... Não precisou de mais nada, somente essa frase e a vida pregressa impecável conhecida por todos na escola a respeito daquele aluno.

A educação nos possibilita muitas coisas, uma das mais inteligentes que aprendi foi essa, mesmo recebendo um salário que todo mês ao chegar ao caixa eletrônico do Banco do Brasil ativa minha labirintite imediatamente e o mundo gira ao meu redor que só Deus e eu sabemos!

Governo realmente ardiloso, mentiroso e burro... Não somos malandros, nem otários,somos educadores e a força de nosso movimento mostrará a essas pessoas os seus devidos lugares. Um abraço."


"Andrea/GV:

Prezado Euler, bom dia, gostaria de saber se quem tem extensão de carga horária perde se a greve ultrapassar os 60 dias e se as ferias de julho foram computados como falta greve ou férias? Sou efetiva em um cargo de matemática e tenho extensão. Perguntei a diretora da minha escola e inspetora, não souberam me informar, pediu-me para procurar o sindicato para maiores informações, se souber alguma coisa sobre o assunto, me responda por favor, como eu deve ter muitos, obrigado valoroso guerreiro, abços. (Andrea/GV)"
.

Comentário do Blog: Falta-greve não é falta comum, logo, dure a greve um dia ou um ano e não pode haver mudança na condição de trabalho de quem está em greve. Esta a minha interpretação. Mas, estamos lidando com um governo que não respeita a lei vigente. Logo, acredite mais na força da nossa luta do que na legislação vigente. O nosso movimento em luta é que poderá forçar o governo não prejudicar qualquer educador, a pagar o piso, etc.

"Elenice:

Amigos, bom dia!

Acordo sonhando com o pagamento de R$1.597,00. Faço minhas gináticas sonhando com o piso. Falo com os meus amigos sobre o piso. Converso com o meu Amor (Cleber) sobre o piso. Falo com minha amada filha (Larissa) sobre o piso. Tento explicar para minha mãe sobre a importância do piso (ela não quer que participo ativamente da greve, mas eu desobedeço). Penso em meu amado Pai (já falecido) e penso no piso. Ligo ou recebo ligações dos meus 4 irmãos e falo sobre o piso. Quando encontro com os meus amigos de infância falo sobre o piso. Quando teclo para amigo e colegas é sobre o piso.
Então lembrei de ter lido no livro "Comer, Rezar e Amar uma piada que segue abaixo:

um homem pobre que vai à igreja todos os dias e reza diante da estátua de um grande santo, dizendo: "Querido santo, por favor, por favor, por favor... conceda-me a graça de ganhar na loteria." Esse lamento dura meses. Por fim, irritada, a estátua ganha vida, baixa os olhos para o suplicante e diz, com uma repulsa cansada: "Meu filho, por favor, por favor, por favor... compre um bilhete."

Então pensei no Anastasia.

"INQuerido Anastasia, por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
conceda-me o que é meu por direito." Pague o piso de R$1.597,0. E para os meus colegas professores que ainda não aderiram a greve ou que estão pensando em retornar de mãos vazias para a escola eu digo: por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
Participem ativamente da greve....
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...
por favor, por favor, por favor...

Amplexos,
Elenice
Pedagoga Feliz"


"BARRETO:

Companheiro Euler - leciono no Alto Rio Pardo, região dominada pela turma do ANASTAZISMO. Aqui, no Sertão de Rosa - Sertão da Eleição Pão e Circo. Estou na cidade de São João do Paraíso, estou próximo de Salinas, Taiobeiras - a região do Deserto Verde/Carvão - monocultura do Eucalipto. Infelizmente, a greve aqui mingou - os poucos colegas que aderiram, foram menosprezados pelo outros colegas - alguns faziam campanha contra a greve na escola - distorcendo a verdade, falando mentira aos alunos.

Mas eu já esperava por isso - faço o que posso por aqui - leio o seu blog, acompanho a notícias - incentivo o debate - e cada vez mais estou indignado - não fui a nenhuma assembléia - estou ainda em estado de choque - sofremos um acidente quando íamos para as manifestações em Outro Preto, em Abril. Parabéns pela vigilância - Numa das Escolas que leciono a situação é caótica : não há quadra esportiva, espaço para os alunos fazerem atividades culturais - o agravante disso : a escola é a maior da cidade - recebem os alunos da periferia, nesta cidade não há espaço para lazer - fizemos uma audiência na câmara, colhemos assinaturas pelas ruas, os vereadores enviaram esse trabalho para o ANASTASIA - a única resposta : "tomei ciência do fato, passei para a Secretaria de Educação" - MINAS GERAIS é o estado da EXCEÇÃO.

Estamos esperando o Deputado Majoritária da cidade se manifestar, mas até agora nada."


Comentário do Blog: caro combativo colega, os deputados de Minas estão preocupados é com um jeton (salário extra) de R$ 8 mil reais mensais. Veja a notícia clicando aqui.


"Rogério Trindade - Curvelo:

Governador não prometeu negociação na segunda, mas fez uma ameaça velada. Vejam e aproveitem para comentar.
http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4361
Já comentei lá:

Nosso governador quer se fazer de desentendido, mas ele sabe muito bem que o STF julgou e decidiu que Piso é vencimento básico e não teto como ele paga através do subsídio que engole todas as nossas vantagens. Cadê a mídia que não coloca frente a frente Sindicato e governo para esclarecer a população? Se ele diz que já paga mais através do subsídio porque não implementa o Piso para aqueles que o querem? Não seria uma economia para o estado sob esse ponto de vista? Por que ele vive tentando empurrar todos para o subsídio se representaria mais gastos para a população? É querer chamar de burro justamente aqueles que o ajudaram a sair da ignorância.

Rogério Trindade - Curvelo"


"Anônimo:

Oi, Euler,

Sou ATB e não tenho filhos. Perguntei a uma professora de quanto é o tal salário família. Resposta: R$0,24 por filho. Fiquei pasmada. Seria muito mais digno não receber nada, sinceramente. Isso, por si só, já é uma grande piada. Nós somos uma piada, meu Deus!!!

Parabéns pelo seu precioso texto."


"Gracieusa Brito:

Em tempo, um comentário da matéria que mandei o link:
Esta matéria tem: (42) comentários

Autor: eustáquio braga

Os professores não merecem esta Gazola. como Reitora da UFMG, ela só sabia gritar com faxineira e motoristas, isso é o maior fumo que o governo estadual arrumou para comandar os professores."


"Anônimo:

Aos dirigentes do Sind UTE
Aos professores,
Á sociedade Mineira em geral.

OLÁ EULER,

ANÔNIMO DISSE:

COMUNICAÇÃO É TUDO!

Precisa-se agora massificar as informações para toda a sociedade.

Precisa-se de ganhar a confiança das famílias para a causa.
Precisa-se de mostrar que a categoria dos professores estão muito PREOCUPADA com a qualidade do ensino em Minas Gerais.

Precisa-se mostrar para todos que o Governo de Minas tem posição dúbia quanto a EDUCAÇÃO e os EDUCADORES.
É o Neo Liberalismo em ação, com a valorização de SISTEMAS e não das PESSOAS.

Precisa-se mostrar que o Governo de Minas usa como parâmetros uma EDUCAÇÃO DE RESULTADOS MAQUIADOS, sendo o que a população, a sociedade, necessita é de uma EDUCAÇÃO VERDADEIRA.

Precisa-se mostrar que o governo está dividindo os educadores em duas classes e, com o objetivo de desvalorizar a imagem dos professores perante a sociedade.

Este modo de agir demonstra como ELES têm medo do desenvolvimento humano, neste caso o DESENVOLVIMENTO AMPLO DOS PROFESSORES.

Enquanto isso...

...As famílias com melhores condições econômicas colocam seus filhos em escolas particulares, principalmente no 2° grau, proporcionando a estes alunos um ensino de qualidade melhor e maiores facilidades na hora de GARANTIR UMA VAGA nas universidades federais, as melhores do país e também GRATUITAS.

Onde esta a igualdade de oportunidades para todos os mineiros?

...Ou estão favorecendo a vida dos burgueses, conscientemente?

ESTA É A NOSSA MAIS VERDADEIRA REALIDADE.

Enquanto isso acontece, ... os filhos dos assalariados estão sendo discriminados pelo Governo de Minas, não tendo igualdade de OPORTUNIDADES.

Da mesma forma os professores da rede pública, estão tendo que se desdobrarem em jornadas de trabalho desumanas para conseguirem um pouco mais de rendimentos para sua sobrevivência e de sua família.

As PROFESSORAS, são a grande maioria dos educadores, pois bem, ELAS ainda tem uma longa jornada em seus lares. Todos sabem que a mulher é a gerente das tarefas do lar, participa do educação dos filhos, etc...

Precisa-se dar um basta a esta hipocrisia do Governo de Minas.

Precisa-se reivindicar todos os direitos na justiça, inclusive o pagamento do ABONO FAMÍLIA.

MINAS GERAIS PRECISA URGENTEMENTE DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, COMEÇANDO COM A VALORIZAÇÃO DOS EDUCADORES, EM TODOS OS SENTIDOS.

SÃO OS EDUCADORES A LINHA DE FRENTE DA EDUCAÇÃO, O PRIMEIRO CONTATO, SÃO ELES AS PORTAS PARA O CONHECIMENTO.

UM GOVERNO QUE TOMA O CAMINHO DE IR CONTRA ELES, DEMONSTRA GRANDE FALTA DE SENSIBILIDADE, FALTA DE JUSTIÇA E TAMBÉM FALTA DE INTELIGÊNCIA. DEMONSTRA O DESEJO DE UM ATRASO SOCIAL. DEMONSTRA PRINCIPALMENTE UM GRANDE MEDO DE VALORIZAR E PROMOVER O CONHECIMENTO E O PROGRESSO DAS PESSOAS.

Será que o Governo de Minas, junto com todos os seus auxiliares têm tanto medo da classe dos Professores?
Será que os Professores não sabem a força que têm?
- Os professores precisam saber usar o que têm de melhor, A INTELIGÊNCIA E A COMUNICAÇÃO.

Para aqueles não estão sendo companheiros, precisa-se de conscientizá-los da importância e do direito de igualdade e justiça salarial pelo sagrado trabalho de TODOS OS PROFESSORES.

Fazendo a minha parte...
Obrigado,

Sensatezrespeitoejustiça"


"Anônimo:

Oi Euler *****
Boa noite
Eu não entendo como um povo tão inteligente como o mineiro pode eleger um político do naipe deste anastasia. Além de não ter carisma é um incompetente. Não sabe negociar,sua fala é monocórdia e seu discurso repetitivo. Parece que decorou as frases e fica repetindo... repetindo.
senhor roliço governador, você é um kamikase político. Enquanto seu rei fica lá no Rio , pertinho das bocas, o senhor fica aqui atrapalhando a vida de gente honesta e trabalhadeira, pondo em prática o desmonte da rede estadual de ensino- o que agrada por demais os empresários que vendem educação de "qualidade". Gostaria de saber quanto o senhor anda ganhando com esta prática infeliz.
O senhor afirma estar preocupado com os alunos de 3ºano. Tá nada! O senhor preocupa-se apenas em agradar o padrinho. Pensa que está garantindo mais uma mamata no governo de aecim? Desista! O seu dono nunca será presidente.
A política educacional do psdb é uma catástrofe. Nossos alunos há tempos vem reivindicando o fim desta tal "escolha de área" no 2º ano. Mais um jeitinho do nosso governo garantir muitas matrículas nas faculdades particulares. O empresário agradece!
O senhor fica aí refestelado na sua confortável, cadeira comprada com o dinheiro público, perpetrando maldades contra os professores,e sonhando com os aplausos pagos nas inaugurações que mostram para o povo desinformado que Minas trabalha em silêncio.senhor governador não perca seu precioso tempo com propaganda pois doravante sua possibilidade de ser eleito chefe de turma é nula. Prepare-se para voltar pra sala de aula(pobres alunos) pois nenhum governante sério vai dar o mais reles dos cargos para uma figura tão pobre de adjetivos, tão sem sal, tão zero, tão ruim de serviço como o senhor.
Fiquei sabendo que neste fim de semana inaugurará um CTI.Espero que vá de transporte aéreo e que, desta vez, a sorte não nos falte."


"Anônimo:

EULER E QUERIDOS COLEGAS
VOCÊS NÃO ACHAM QUE ESTA EXPOSIÇÃO NA MÍDIA DOS NOSSOS "PATRÕES"INDICA QUE ESTÃO PERDENDO O SONO? APESAR DAS MENTIRAS, EU VEJO COM BONS OLHOS,POIS DEMONSTRA QUE O TEMPO DOS BILTRES TAMBÉM ESTÁ SE ESGOTANDO E A BATATA QUEIMA-LHES AS MÃOS.
E ENQUANTO ISSO RENATINHA SÓ "TUITANDO" AMENIDADES
"

"Anônimo:

Mary Beth Pelosky.
VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DA ILUSTRE ACIMA, EULER.
POIS BEM FIQUEI SABENDO QUE ESTA VISITANTE ESTADUNIDENSE VISITARÁ NOSSAS ESCOLAS.NÃO HA PERIGO DELA SER UMA ESPIÃ QUERENDO ROUBAR NOSSO MODELO ULTRA MODERNO DE PAGAMENTO DE PROFESSORES- O SUBBSÍDIO?
FAÇAM - ME O FAVOR!!!! NOSSAS ESCOLAS CAINDO PELAS TABELAS E ESTA LOUCA TRAZENDO VISITINHAS.
VÁ ARRANJAR SERVIÇO GAZOLLA!!!!!!!"


"MOL, Carangola:

Euler e demais companheiros, boa noite.
Quais os políticos, lobistas, empreiteiros e .... que estão junto do sr. Anastasia anestesiando/anastasiando a nossa educação?
MOL, Carangola."


"Anônimo:

EULER, COLEGAS E PAIS DE ALUNOS QUE VISITAM ESTE ESPAÇO DEMOCRÁTICO

A B S U R D O !!!!!!!!!!!

O GOVERNADOR- PSDB- MANIFESTOU PREOCUPAÇÃO COM O 3ºANO.

E OS DEMAIS ALUNOS ????????
POR UM ACASO SEUS PAIS NÃO PAGAM IMPOSTOS?
POR UM ACASO OS DEMAIS ALUNOS NÃO CONTAM? NÃO SÃO IMPORTANTES? NÃO CORREM O RISCO DE PERDER O ANO?

A FALA DO GOVERNADOR-PSDB- DEMONSTRA O QUANTO ELE SE IMPORTA COM A EDUCAÇÃO. SÓ SE PREOCUPA COM OS ALUNOS PORQUE SABE O PERIGO QUE CORRE SE NÃO FIZEREM O ENEM E VESTIBULAR.
FRANCAMENTE ANASTASIA!

VOCÊ, COM SUA POLÍTICA DESASTROSA, TERÁ QUE AMARGAR A CULPA PELAS BAIXAS NOTAS E REPROVAÇÕES NOS VESTIBULARES DESTES ALUNOS COM OS QUAIS SE "PREOCUPA".

IMAGINEM O NOTICIÁRIO: MINAS EM ÚLTIMO LUGAR NO ENEM.GREVE DE MAIS DE SESSENTA DIAS IMPEDE O PREPARO NO MOMENTO MAIS IMPORTANTE DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO!!!!!!!

É O GOVERNO DE ANASTASIA SOB OS AUSPÍCIOS DE AECIO NEVES- PSDB"


88 comentários:

  1. Tem mais este link: http://migre.me/5q26D

    A grande PIG percebeu os 2% insignificante de grevistas.

    Muiiiiiiiiiiiito feliz! As 13 Almas são de educadores mineiros.

    ResponderExcluir
  2. "Carlinhos do Machado"3 de agosto de 2011 23:46

    Ja me sinto uma pessoa totalmente lisongeada,por ser o seu guarda costa, devido ao seu sucésso do blog mais acessado dentro da educação mineira e intergalático.Uma abraço, que continuemos firme dentro do nosso propósito e Obrigado pela força amigão.A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS.

    ResponderExcluir
  3. Euler!
    você é demais!Que felicidade ter um colega com toda esta disposição.Estava aguardando o seu retorno para saber das novidades.Boa Noite!

    ResponderExcluir
  4. Caro Euler !!!

    "O maior patrimônio de uma nação é o espírito de luta de seu povo e a maior ameaça para uma nação é a desagregação desse espírito." (George B. Courtelyou)

    O movimento esta cada vez melhor, é importante mantermos esse espírito de luta inteligente e com várias estratégias. O apoio de toda a comunidade escolar é fundamental nessa luta contra um governo "fora da lei". Já postei algumas fotos, no Leia: O Jornal do José Elias Issa (http://leiajeissaeemg.blogspot.com/2011/07/videos-e-fotos-educacao-em-minas.html)

    Vibrar com o SOL que irradia e anuncia o novo dia, é acreditar na sabedoria dos homens que se ergue do espírito coletivo e na luta por seus direitos. (Gleiferson Crow)

    Juntos até a VITÓRIA ! ! !

    Profº Gleiferson Crow

    ResponderExcluir
  5. Euler,
    ando sumida, firme na luta, meio triste com tudo isso, mas acompanho vc todos os dias.
    Aqui em Ipatinga a luta esta muito, muito difícil. 2 diretoras do Sind-ute, que como nós tb estão desesperadas, cansadas e desgastadas chegaram ao extremo: colocaram em risco suas vidas em uma GREVE DE FOME desde ontem, 03/08, ás 16:h 0 e os "VAGABUMDOS, VAGABUNDAS, LADRÕES E CORRÚPTOS do governo (muitos deles vimos crescer ou cresceram conosco e já foram pessoas honestas) " permanecem inertes diante de tudo, com cara de paisagem. O pior é ouço colegas voltando ao trabalho ( filhinhas de papai e mamãe, sem um passarinho pra tratar) dizendo: "que bobagem fazer greve de fome, não vai dar em nada mesmo". A única coisa que espero é que a vida cobre delas esta dívida.
    Veja a reportagem e divulguem para o mundo todo como o Brasil trata seus educadores.

    http://www.diariopopularmg.com.br/mat_vis.aspx?cd=18279

    Abraços
    Kátia - Ipatinga.

    ResponderExcluir
  6. É Deus no céu e Profº Euler na Terra, seus textos são perfeitos.Só você amigo pra fazer uma crônica pra nós sobre a posse do Exmº Srº Governador para sabermos se ele jurou GUARDAR, PRESERVAR, HONRAR, SEGUIR A CONSTITUIÇÃO FEDERAL OU O MEC. Que governador pirracentooo! Se não fosse a pirraça dele a gente não teria conhecido você, esse mega, super, híper professor. Mas agora já chega né? Ele pode pagar o piso constitucional. Autorizamos ele dar o subsídio de presente pro MEC. A gente já se conhece e mais um monte de nós.Deus proteja você e a sua família. PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  7. Enquanto lutamos por um modesto piso, os salários de ministros de +- R$ 26000,00 passarão para +-R$ 30000,00. "Brasil, mostra a tua cara..."

    ResponderExcluir
  8. Caro Euler
    Gostaria de sugerir ao sindiute uma campanha para arrecadar fundos e alimentos e montar cesta básica para os professores mais necessitados e que ficaram sem ´salário.
    Uma sugestão também para o seu próximo post, falar sobre este assunto inclusive os colegas que não aderiram a greve poderiam se mobilizar.
    Abraços,
    Rose
    Contagem

    ResponderExcluir
  9. Euler... A luta continua. Renata/Anastasia ainda não entenderam que PISO não é subsídio.
    Precisam compreender a diferença, negociar, deixar que MInas volte ao normal.
    Força na luta e que Deus nos abençoe. ABC

    ResponderExcluir
  10. STF

    Euler e companheiros, no dia 16 de agosto a CNTE convocou uma paralisação nacional cobrando a aplicação do piso. Seria mais sensato primeiro cobrar do STF, a publicação do acórdão. A publicação do acórdão é muito importante, pois a partir dela não haverá mais desculpas para o não cumprimento da lei do piso.

    Quando a CNTE vai acordar ? Quando nós vamos acordar?

    Se é um único ministro que falta votar,temos que começar uma campanha já pelo Facebook, Twiter,pessoalemente na porta do STF.

    Alguma coisa tem que ser feita, somos mais de 3.000.000 de professores precisamos ser respeitados.


    Gostaria que o seu blog lançasse uma campanha a favor da publicação do acórdão.

    Estou pronto para ir a Brasília, acampar na porta so STF.

    Euler o que vamos fazer ?

    ResponderExcluir


  11. Euler,
    quero parabenizá-lo pelas excelentes postagens! Muitos de meus colegas de trabalho tem em seu BLOG a principal fonte de informação. Afirmo também que continuamos forte na luta e não vamos nos deixar vencer pelo pouco caso do governador e da mídia vendida que informa (quando informa) mas não esclarece para a população. Se muitos de nossos colegas tem dificuldades em entender imagine os pais, alunos e a sociedade.

    A pergunta que não cala: Onde está o Sr. ANESTÉSIO?

    1.Voltou para Japão
    2.Fugiu pro rio (tá com padrinho por que aqui a lei seca tá pegando rsrs)
    3.Escondeu-se no armário
    4.Foi ao psiquiatra porque tem ataques quando ouve a palavra piso

    Abraços e muita luta! Sem piso não piso na escola!!

    ResponderExcluir
  12. Realmente as treze almas fazem milagres até o presidente da associação de vovô Mário Assis deu entrevista defendendo os professores ou é as treze almas ou o cara tá com Mal de Alzheimer.

    Greve até o piso!!!

    ResponderExcluir
  13. OI EULER,BOM DIA,NAO VOU TE ELOGIAR PQ DIZEM QUE QUEM MUITO ELOGIA QUER PEDIR.MAS O TEU BLOG E UMA PORTA ABERTA PARA A LIBERDADE DE EXPRESSAO.VIVEMOS EM UMA DITADURA ONDE,OS POLITICOS SE RECORREM A MIDIA PARA TAMPAR SUAS SUGEIRAS AO INVES DE TRABALHAREM COM HONESTIDADE,FAZENDO ASSIM JUS DO QUE GANHAM.NAO SEI ONDE,MAS EXISTIU UM DITADOR EM UM PAIS ONDE UM MINEIRO DO SITE PEDALANDO E EDUCANDO FOI VISITAR ONDE TODOS OS SERES PENSANTES INCLUSIVE OS PROFESSORES FORAM EXTERMINADOS,E AS CRIANCAS,AO AVISTAREM ALGUM GRINGO QUE ELAS IMAGINAMM, TRARA ALGO PARA ENSINA-LAS,, O ACOMPANHAM E PEDEM PARA QUE SEJAM SEUS PROFESSORES POIS LA ISTO E RARIDADE, FORAM TODOS DEGOLADOS.VEJO ESTE QUADRO SE CONCRETISANDO POR AQUI EM MINAS,ESTAO MATANDO AOS POUCOS NOSSOS PROFESSORES.E A SOCIEDADE PERMANECE INERTE.

    ResponderExcluir
  14. PAUSA PARA A REFLEXÃO

    NÃO ENTREGAMOS O JOGO NO PRIMEIRO TEMPO, TAMBÉM NÃO O ENTREGAREMOS NO SEGUNDO E NEM NA PRORROGAÇÃO, SE PRECISO FOR!!

    VAMOS DE IVAN LINS

    DESESPERAR JAMAIS

    Desesperar jamais
    Aprendemos muito nesses anos
    Afinal de contas não tem cabimento
    Entregar o jogo no primeiro tempo

    Nada de correr da raia
    Nada de morrer na praia
    Nada! Nada! Nada de esquecer

    No balanço de perdas e danos
    Já tivemos muitos desenganos
    Já tivemos muito que chorar
    Mas agora, acho que chegou a hora
    De fazer Valer o dito popular
    Desesperar jamais
    Cutucou por baixo, o de cima cai
    Desesperar jamais
    Cutucou com jeito, não levanta mais

    Sejamos ALTIVOS!!
    Abraços!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  15. João Paulo Ferreira de Assis4 de agosto de 2011 09:37

    Prezado amigo Professor Euler

    Esse ministro que está segurando a publicação do Acórdão é o Gilmar Mendes? Ele pode fazer isso?
    Acho até que já posso supor como será a estratégia do governo. Os desembargadores do TJMG devem ter dito para o governador que a publicação do Acórdão obrigaria, e eles não poderiam decretar a ilegalidade da greve com o Acórdão publicado. Aí fizeram essa petição. Se não deu certo com o Joaquim Barbosa podem ter recorrido ao Gilmar Mendes. Aí se a greve prolongar por mais uns dias, sem a publicação do Acórdão, o TJMG decreta a ilegalidade da nossa greve e impõe medidas rigorosas.

    ResponderExcluir
  16. João Paulo Ferreira de Assis4 de agosto de 2011 10:08

    Prezado amigo Professor Euler

    Acho que também nós vamos ter de entregar esse ministro do STF, que eu suponho que seja o Gilmar Mendes (também pode ser outro)para as 13 almas. E é bom fazermos o mesmo com os desembargadores do Tribunal de Justiça. Rs rs.

    Vamos partir para a luta pela federalização, e temos que envolver outras instituições. Junto aos católicos integristas diríamos que o Brasil precisa de pessoas cada vez mais santas, capazes de entender os ensinamentos dos doutores da Igreja, e que sem a valorização dos professores isto não poderia ser alcançado, e nem teríamos padres com o conhecimento teológico suficiente para dirigir uma comunidade. Junto aos Evangélicos diríamos que sem valorização dos professores não poderíamos ter bons pastores. Junto aos militares das Forças Armadas diríamos que sem valorização dos professores seria cada vez mais raro termos alunos que pudessem ser bons generais, bons almirantes e bons brigadeiros. Junto ao setor hoteleiro e de turismo diríamos que sem a valorização dos professores não poderíamos ter profissionais poliglotas, e lembrando que o jornal O Tempo, mencionou que o turista de origem anglossaxônica passa apertos para obter informações em Belo Horizonte, e que isto é uma falha que precisa ser corrigida para a Copa do Mundo.
    Vou dar uma sugestão: uma novela da Glória Peres defendendo a federalização.
    Acho que temos que usar de criatividade para difundir a ideia de federalizar a educação básica.
    Propostas:
    1- Professores efetivos não precisariam fazer novo concurso público. As provas de mérito poderiam ser consideradas nesse particular.
    2-A remuneração, as gratificações inerentes a ela e o planejamento pedagógico passariam para o governo federal.
    3-O dever de reformar a rede física, zelar pela segurança da escola, seria ao mesmo tempo do Estado e do Município.
    4-Os cursos de atualização de conhecimentos seriam competência federal.
    5-O Piso salarial seria de 3500 a 4000 reais como vencimento básico.
    Assim outras que com o tempo poderíamos incorporar.

    Grato, João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  17. CARO EULER E COMPANHEIROS DE LUTA, VOCÊS PENSAM SER POSSÍVEL QUE UM JUIZ DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL SEJA CAPAZ DE SE PRESTAR A ESSE SERVIÇO SUJO DE ENTRAVAR A PUBLICAÇÃO DESTE ACÓRDÃO? CASO ESSA ESTRATÉGIA SEJA COMPROVADA, É IMPRESCINDÍVEL QUE TODA A SOCIEDADE FIQUE A PAR DO OCORRIDO, POIS, SE ASSIM O FOR, NÃO VIVEMOS MAIS EM PAÍS EM QUE AS LEIS SÃO RESPEITADAS E AQUELES QUE DEVERIAM FAZER CUMPRI-LAS TÊM ATITUDES QUE NÃO CONDIZEM COM AS EXIGÊNCIAS DO CARGO QUE OCUPAM. OS NOSSOS REPRESENTANTES PRECISAM CONFIRMAR SE ESSA DENÚNCIA É VERÍDICA E, SE CONFIRMADA, QUAIS MEDIDAS SERÃO TOMADAS? A LAMA DA CORRUPÇÃO NÃO PODE ASSENHORAR-SE DAS INSTITUIÇÕES QUE REPRESENTAM OS MAIS NOBRES VALORES DE UMA SOCIEDADE DEMOCRÁTICA.

    ResponderExcluir
  18. Aos bravos companheiros de Vespasiano e São José da Lapa. Gostaria de registrar a alegria de conhecê-los. Sou leitor assíduo deste blog e, honra-me muito tê-los como companheiros de luta que, acreditam na transformação da sociedade, que resgatam a utopia como perspectiva real de transformação da realidade. Registrar ainda a gratidão por todos os que estiveram ontem na assembléia estadual, aos bravos companheiros de vários cantos das Gerais.

    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  19. Euler,
    Você como sempre, DEMAIS!!!
    Precisamos manter-nos firmes na Luta, pois ontem li no G1 da globo as mentiras sobre a nossa greve, querem passar a falsa imagem de poucos presentes e de que o governo está "aberto" às negociações, o que é uma grande MENTIRA, já que "ninguém" do governo apareceu para negociações. O governador deveria parar de fazer a sociedade pensar que a Greve é por "PICUINHAS" entre o Sindicato e o governo, que atitude mesquinha e infantil hein governador?!. O governador precisa agir segundo as exigências do seu cargo, afinal o Sindicato é a entidade que nos representa, que confiamos, portanto tudo o que reivindica é o desejo da maioria da CATEGORIA. Não adianta o governador tentar manipular a sociedade contra os EDUCADORES, achando que a sociedade é idiota e irá acreditar em armadilhas. Já somos grandes demais para acreditar em Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Saci, etc. Os fatos provam toda a VERDADE em relação ao que os EDUCADORES, através de sua entidade representativa Sind-UTE, reivindicam, ou seja, O PAGAMENTO DO PISO SALARIAL NACIONAL DO MAGISTÉRIO! Ah governador e secretárias, não venham "comprar" a Mídia, tentando enganar a sociedade quanto ao valor do PISO, todos sabem o valor estipulado pelo MEC de 1.187,00 para o servidor com apenas Ensino Médio, mesmo este sendo uma miséria, provamos por meio dos CONTRACHEQUES, que o governo não nos paga nem este! A luta do momento não é para o aumento no valor do PISO de 1.187,00 para 1.597,00 pois isto ficará para depois! Primeiro, queremos o CUMPRIMENTO DA LEI! QUEREMOS QUE O GOVERNO NOS PAGUE O PISO!!! Um forte abraço a todos os EDUCADORES, PAIS, ALUNOS E SOCIEDADE que não se deixam enganar e abater pelos MENTIROSOS, MALVADOS E COVARDES! A LUTA CONTINUA MAIS FORTE DO QUE NUNCA!!!

    ResponderExcluir
  20. FALA COM A PRESIDENTA, FAÇAM O MESMO, PEÇA SOCORRO:

    OLa, bom dia! A educação em Minas Gerais, vive um descaso do atual governador do PSDB, vem mantendo uma greve a quase 60 dias. oom a desculpa que paga mais que o piso salarial, so que no subsidio, onde entendo teto salarial, motivo daquela daquela ADI 4167, que atrasou a implementação da Lei Federal 11.738/08, tendo como resposta a ADI julgou se no STF a constitucionalidade da Lei, porem até a presente dada nao foi publicado o acórdão, desculpa esta usada pelo governadores para o comprimento da mesma. Criou se um impasse sobre a aplicação da mesma, no sistema remuneratorio antigo, onde nossos contracheques vem discrimindo o vencimento basico acrescido das vantagens adquiridas ao longo da carreira, a mais de decadas, entendimento desta forma correta de aplicar a lei do piso. O subsidio veio de encontro a desmoralização e a nao obrigação de aplicar a Lei no estado de Minas. Pois ele e de entendimento que o piso e teto, pago em parcela unica.
    Motivo deste contato e sua intervenção no STF, para que libere a publicação do acórdao o mais rapido possivel, pois o prazo de 60 dias apos o julgamento ja se passou, esperavamos para a primeira semana de agosto, que nao aconteceu ate a presente dada. Foi mencionado por um colega em seu blog, que o Deputado Federal Pe Joao, comentou que o motivo e que um dos ministros prende a publicação do mesmo. (http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/). Talvez por interesses politicos juntos aos partidos aliados, como ja vimos em plena campanha politica o seu adversario politico Serra, ligar para um dos ministros em midia nacional, amigos que nao pensa numa classe tao esquecida pela sociedade, na desvalorização e desmoralização social, quando se trata da educação publica neste pais. Quando em seu primeiro discurso presidencial mencionou a valorização da educação na pessoa do professor, valorização, reconhecimento que ele e peça fundamental para o crescimento deste pais, me pergunto por ainda nao tomou uma medida para que todos os governadores faça comprir o comprimento da lei do piso, que traz esperança para milhoes de educadores que temos no Brasil. Em Minas, sofremos isto na pele, desvalorização, corte nos salarios, colegas terao que sobreviver o mes com R$ 280,00, porque esta reivindicando seus diretios em uma greve. Sem falar que muitos alunos estao compremitodos com os programas oferecidos. Um aluno com 60 dias de greve, tera condição de concorrer uma vaga numa universidade pelo ENEM? Provas ja tem data marcada, o governo nao esta nem ai. Desculpa a Lei Federal e descumprida com este subsidio, na verdade teto. Queremos no vencimento que recebiamos em dez/2010, como vencimento basico, foi nos dado a opção de retorno, cerca de 100 mil servidores ja voltaram e espera em greve o comprimeto da Lei Federal.
    Por este motivo, venho solicitar da nossa Presidenta ações concretas junto ao STF para a publicação do acórdão e o cumprimento da Lei perante estes desgovernadores, que nao faz valer o direito dos menos favorecidos. A educação pede socorro. Pense em quantos brasileiros(as), familias carentes, alunos carentes, estao sendo prejudicados com estes impasse. Na verdade estao sendo privados, excluidos de um sistema que podem abrir muitas e muitas portas para o crecimento enquanto cidadaos comprometidos com o dia de amanha. ENEM, PROUNI, FIES, para estes alunos, so Deus sabem como eles sobreviveram.
    A EDUCAÇÂO COBRA PROVIDENCIAS URGENTES POR PARTE DESTA PESSOA. TORCE PELA CLASSE MENOS FAVORECIDAS, ESQUECIDAS.

    ResponderExcluir
  21. Olá combativo colega Euler e demais. Estamos na luta e dela não saímos sem a vitória. Lembrem-se que DEUS disse para Josué: Tenha bom ânimo, ESFORÇA-TE, porque EU o SENHOR sou contigo!Grande Euler, foi um prazer conhecê-lo na Assembléia, sou de Governador Valadares (amigo do Gleiferson). Grande abraço a todos... e estou muito feliz, pois este é o meu primeiro post..rsrs... Até a vitória.
    Lembrete:(Acooorda SINDUTE-GOVAL)

    ResponderExcluir
  22. Caro Euler,

    Hj a SRE de Coronel Fabriciano madrugou ligando pra todos os diretores das escolas convocando pra uma reunão às 9h da manhã, reunião que não estava planejada ontem, ligaram antes das 8h, sendo que a SRE começa a trabalhar as 9h.... Essa pelegada deve estar dormindo na SRE pra cumprir os desmandos dessse desgovernador cara de pau!!!!
    Qual será a pauta da reunião? Alguém arrisca?

    E DÁ-LHE GOLPE BAIXO!

    ResponderExcluir
  23. ATÉ ONDE VAI O TIMÓTINHO CABRAL DAS ALTEROSAS?
    ATÉ ONDE DEIXARMOS.
    ELE JÁ SE COLOCOU ACIMA DAS LEIS, PISOU A CONSTITUIÇÃO QUE JUROU OBEDECER E DESCONHECE O ESFORÇO HISTÓRICO DOS QUE LUTARAM PELA REDEMOCRATIZAÇÃO E CONSTITUCIONALIZAÇÃO DA PAÍS.
    SÓ FALTA DAR UM GOLPE DE ESTADO DEPOR A PRESIDENTE DILMA,E SE AUTO COROAR REI TIMOTINHO CABRAL - O TERRÍVEL - REI DO BRASIL E DE BOROGODÓ.
    PRECISAMOS NOS INSPIRAR NA CORAGEM E DETERMINAÇÃO DOS CANGACEIROS DE BORAGODÓ E NOS UNIRMOS PARA DETER O FORA DA LEI ANTES QUE ELE IMPLANTE A PENA DE MORTE.

    ResponderExcluir
  24. Euler e demais colegas,
    Estou indignada com o que está acontecendo na escola aqui da minha cidade, não vou citar o nome para não sofrer represálias. É a mesma realidade que o Professor Euler acabou de denunciar. Uma professora entrou de licença a partir de hoje, 04/08 e já está afixado a vaga para designação. Outro absurdo é que a Direção da nossa escola está tentando convencer os professores designados e efetivados a retornarem às aulas, "cubrindo" os horários dos professores em GREVE, estão convocando os alunos de forma a convencê-los de que não são todos os professores em GREVE. Sendo que a maioria está em GREVE, apenas uns cinco professores NÃO estão. Gostaria de saber, Euler, se um professor que só está cumprindo horário na escola (à toa), porque nas turmas em que leciona não há alunos, ele terá o direito de receber o seu salário normalmente? Quero saber porque quando questionado, o professor afirmou que só estava na escola "cumprindo horário", "passando o tempo" para garantir o seu salário no final do mês. Claro que num ato de COVARDIA! FORÇA NA LUTA, NÃO VAMOS DESISTIR ATÉ QUE NOS PAGUE O NOSSO PISO!

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde Prof Euler,

    Nada como acessar o blog e ler voce! Não entendi pq marcaram assembléia dia 09, não teria sido melhor que fosse após o dia 10/08- ultimo prazo para opção? Creio que só após dia 15 o governo poderá apresentar alguma proposta. Enquanto isso continuara a repetir inverdades e ampliando o terrorismo!É aviltante !E parece que a denuncia procede. Lembra que em 29/06/11 o Dep Bosco enviou carta aos diretores?
    Por oportuno, reenvio para publicação.
    ****************************************
    Ilustres Diretores

    Como Presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia vimos expressar os nossos agradecimentos pelo diálogo construtivo que empreendemos em busca de solucionarmos as questões atinentes a direção das unidades de ensino, diálogo este, iniciado em reunião ordinária ocorrida em março, a seguir tivemos uma audiência pública, que culminou com a elaboração de uma proposta entregue a Secretaria de Educação.
    Neste contexto imperioso reconhecermos os esforços do Governo do Estado, em especial, do Governador Anastasia e da Secretaria Ana Lúcia Gazzola no reconhecimento da nossa causa e na forma como o assunto vem sendo tratado.
    Por sua vez os abnegados diretores, conscientes da justiça de seus propósitos esperam ansiosos, assim como nós, pelo deslinde do tema.
    O que podemos afiançar neste instante, é que avançamos muito. No entanto, fato superveniente – a greve dos professores – está a solicitar de cada um de nós um pouco mais de prudência. Afinal cada diretor é, em essência um profissional do magistério e irmana-se aos colegas na luta por direitos que consideram essenciais.

    Prudência porque? Porque o aceite da nossa proposta, pode ser levada para os professores como fato tendente a desmobilizar a categoria, resultando em açodamento do movimento grevista. Por outro lado o não aceite da proposta em pontos fundamentais, também pode levar ao mesmo caminho.

    Para este presidente, que tem se esforçado e muito, sem arroubos ou alardes, pela construção do diálogo parece inoportuno concorrer para que exista embate.Neste sentido, tomamos a liberdade de solicitar um pouco mais de paciência para aguardarmos o momento adequado para o anúncio das propostas do governo.
    Mesmo assim, segundo a Secretária Ana Lúcia muito em breve, após a chegada do governador que se encontra em viagem ao exterior, será feito o anúncio tanto da proposta relativa ao diretores, quanto uma proposta que otimiza a sistemática de remuneração do subsídio.

    Certos da consecução dos nossos propósitos, manifesto a cada um de vocês o nosso apreço.
    Atenciosamente
    Dep. BOSCO
    Presidente da Comissão de Educação Ciência e Tecnologia Em, 29 de junho de 2.011.

    ResponderExcluir
  26. Caro Euler

    O Deputado Antônio Júlio do Bloco Minas Sem Censura que é de Pará de Minas , afirmou numa conversa informal com alguns companheiros , que a janela para retornar à carreira antiga será fechada no próximo dia 10/08 e que a janela para o retorno ao subsídio ficará aberta a partir desta data . Devemos ficar atentos ao fato .
    Um abraço da turma corajosa e resistente de Pará de Minas .
    Anderson - Pará de Minas

    ResponderExcluir
  27. Euler e colegas

    Tenho aproveitado todas as oportunidades possíveis para falar em Carangola e região o que está acontecendo em relação à nossa categoria e os desmandos desse governo. Friso sempre que o governo não cumpre uma lei já aprovada e gasta dinheiro público falando mentiras. Aos poucos vamos desmascarar esse governador INCONSTITUCIONAL, ESCROQUE E MENTIROSO!
    Hoje o Sind-UTE Carangola irá a Espera Feliz para esclarecer ainda mais o que está acontecendo e pedir a adesão dos colegas para fortalecer o movimento.
    Tenho minha consciência tranquila de que o meu papel na medida do possível tento cumprir.
    O estado de Minas neste momento tem feições de uma ditadura disfarçada de democracia e o discurso sofista do Anastasia relembra ditadores como Hitler e Mussoline em início de carreira.

    ResponderExcluir
  28. Euler e combativos colegas,

    já tiveram notícias da reunião de hoje as 10H entre deputados e Sindicato?Veja o que Rogério postou no seu twitter agora:

    "Reunião dos deputados da comissão de negociação com Sindute decidiu marcar audiência urgência com Governo, buscando abrir negociações."

    Vamos ver se este governo resolve abrir negociações,já passou da hora, de pelo menos, apresentar uma proposta!!!Se bem , que para nós só interessa uma: a implantação do piso.

    Um abraço e até a conquista do PISO!!!!

    ResponderExcluir
  29. Caríssimos companheiros!

    Enviei, hoje, e-mail para os gabinetes dos ministros do STF, pedindo informações acerca da publicação do acórdão. Não sei da eficácia desta ação. Fico na expectativa.

    Força na luta!

    ResponderExcluir
  30. Euler:

    A minha publicação do retorno a antiga carreira foi dia 03/08, você sabe me falar se no próximo pagamento já vem como a redução do salário?
    É um absurrrrrrdoooo!!!
    Será que o sindute já entrou na justiça com mandato de segurança contra essa redução de salário inconstitucional?
    Trabalho em uma escola de Uberlândia que tem ótimos resultados nos vestibulares na federal, para cursos concorridos como medicina, me dedico ao máximo, mas se meu salário reduzir, eu e meus colegas não vamos nos dedicar tanto mais, fora que com essa postura do nosso governador de cortes de férias-prêmio e no salário, vários serão os afastamentos por doenças psicológicas dos professores, tão sofridos, e apedrejados por esse governo.
    Outra coisa, queria lhe perguntar sobre a contagem do números de servidores atualizada que retornaram a antiga carreira, faço parte desse número!!
    Um abraço bem apertado!!!

    ResponderExcluir
  31. Caros colegas acessem o blog Estuda Minas e faaçam comentários.É do jornal Estado de Minas.
    Uma vergonha,o Jornal da Alterosa colocar no ar um comentarista (João Vitor Xavier que ao comentar a greve dos professores disse que o govrno Anastasia tem feito esforços para melhorar a educação).Ele também é dep.estadual.

    ResponderExcluir
  32. Grande companheiro Euler, quentíssima para você, o Minisrto da Educação Paulo Haddad estaria vindo a Minas dia 11 de agosto, parece que vai sair alguma coisa, lembra que a Renata comentou que poderia aparecer novidades, será ? Federalização ? Pede as 13 almas irmão kkkkkk.Força na luta até o final.

    ResponderExcluir
  33. Olá, Euler,
    continuamos em greve.
    Ouvindo a sra secretária na rádio itatiaia, deixei essa pergunta que repasso aqui:


    Ah, se eu fosse jornalista; perguntaria à sra. secretária se ela aceitaria trabalhar dando aulas em uma escola estadual, recebendo o subsídio de 1320,00 ou 1430,00 (ela deve ter pos graduação, pois dá aulas de literatura em faculdade ), de preferência , em uma escola de periferia, com 40 alunos nas salas, sem receber para elaborar aulas e provas, corrigir trabalhos, redação, prova; fechar diário, somar notas, passar para taletas, etc - sem receber por isso. E ter reuniões aos sábados ( módulo II ). Só essa pergunta eu faria.
    Aliás, repórteres da rádio itatiaia, podem fazer a pergunta se quiserem.
    Voltamos voluntáriamente para o sistema antigo, pois ele não confisca nossas conquistas. E pagar o piso é lei, não uma concessão do sr governador ou da "poderosa " ( a voz imperiosa dela demonstra ) secretária.

    A entrevista da "poderosa" ( ainda bem que não fui aluna dela, que voz mandona, infelizmente, o "poder" de ser secretária já subiu à cabeça ) está aqui:

    http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4342

    ResponderExcluir
  34. Euler,
    Os alunos da escola onde leciono estão organizando uma manifestação de apoio aos professores em frente à escola. Irão levar cartazes exigindo do governador que PAGUE O PISO SALARIAL aos professores para que a GREVE chegue ao fim! Não é uma bela lição de CIDADANIA?! Disseram que irão filmar e postar no YouTube. Um forte abraço a todos e continuaremos, sim, firmes na luta!

    ResponderExcluir
  35. Euler,
    O que vou dizer aqui é só de brincadeirinha, mas com um sentimento de verdade. Bem que eu gostaria que o PISO fosse PAGO apenas aos EDUCADORES DE VERDADE, aqueles que lutam, que aderiram à GREVE. Garanto que rapidinho teríamos 100% de adesão! Não acho justo MUITOS lutarem, POUCOS parados e TODOS lucrarem. Infelizmente temos alguns POUCOS professores ainda indo à escola somente para garantirem a esmola no final do mês. Digo indo, porque não estão ministrando aulas, apenas "enrolando", devem ter aprendido com o "PATRÃO". À eles deixo aqui uma sugestão: se colocarem um chapéu na mão e irem para a Praça Sete, em BH, arrecadarão muito mais que o que recebem ao final do mês, com um detalhe: não terão que fazer o mínimo de esforço. Espero que TODOS os EDUCADORES juntem-se a nós! Nunca é tarde para iniciarmos a batalha. Até a VITÓRIA!

    ResponderExcluir
  36. Dia 11 de agosto, o governador estará na minha cidade,João Monlevade (130Km de BH), para inauguração da UTI do Hospital Margarida. Boa oportunidade para recepcioná-lo com aquele carinho que ele merece, não é??

    ResponderExcluir
  37. Euler,
    Agradeço o espaço aberto e democrático que temos no seu blog, pois sinto-me em casa. Venho aqui desabafar. Hoje estava pensando, temos alguns poucos professores que, durante o ano letivo não participam do Módulo II e recebem por ele porque não levam falta, chegam atrasados para dar suas aulas, saem mais cedo e agora que deveriam unir-se à categoria, estão lá na escola "fazendo de conta" que estão trabalhando. É mole ou quer mais... Estamos firmes na Luta, quem não está satisfeito com o salário que recebe ao final do mês e com a carreira, VENHA LUTAR CONOSCO! TODOS SERÃO MUITO BEM-VINDOS!!!

    ResponderExcluir
  38. Euler,

    Eu não quero nem pensar na possibilidade de você e os leitores desse Blog se ofenderem com as minhas palavras... Estive lendo postagens anteriores e percebi que, apesar de sua crescente competência no trato com as palavras e os comentários inteligentes e bem colocados, faltava humor.
    Não quero me gabar: mas depois que joguei purpurina no seu Blog, tudo ficou mais leve e divertido. Até seu senso de humor floresceu!
    Sei que estamos vivendo um momento crítico, mas histórico. Forças superiores hão de nos ajudar a segurar a barra, quando ela pesar demais.
    Tenho a impressão de que depois do dia 10, fim do prazo para o retorno ao antigo sistema remuneratório, algo vai mudar e para melhor. Tenho essa sensação. E uma sensação gay nunca pode ser descartada.
    A cada dia, fico mais encantado com a sua força, energia, inteligência. Muitas vezes, ao ler um Post seu, digo pra mim mesmo: por que não pensei nisso antes?
    Você tem sido o nosso guru e já se tornando um ícone entre nós, professores.
    Muito sério, agora: vamos pensar na possibilidade real de se abrir uma CONTA SOS PROFESSOR GREVISTA ou algo parecido. Quem não estiver tão apertado, poderá ajudar os colegas ou solicitar das outras pessoas que o façam. Contem comigo, amigos.
    Um abraço.
    Euzinho ou seria Euzinha (ui!!!).

    ResponderExcluir
  39. O nome do Ministro da Educação é Fernando e não Paulo. O amigo anônimo confundiu com Paulo Haddad, Ministro da Fazenda na gerência Collor de Mello. O Fernando além de atual Ministr da Educação é também funcionário do Banco Mundial.

    E a agenda passada no Comando de Greve é que no dia 11/08 acontecerá uma audiência em Brasilia entre o Sind-UTE/MG (provavelmente com a CNTE e outros sindicatos) e o MEC. É uma audiência adiada, pois a data inicial era dia 19/07.

    Esperamos que o "elemento" esteja na capital federal para participar dessa importante audiência.

    Rômulo

    ResponderExcluir
  40. Obtive uma informação que na reunião com os diretores o governador pretende investir pesado em aumento do subsidio para forçar o retorno dos professores que optaram pelo regime antigo. Ele tem consciência (será que tem) que o piso é lei e que tem que pagar. Portanto colegas com isso afirmo que vem chumbo grosso por ai.

    ResponderExcluir
  41. Interessante a fala da secretária Gazolla a radio itatiaia.

    Falando que o sistema antigo esta e extinção no estado. Será porque? Porque o professor nao caiu na lorota do governo? Somos politizados e sabemos que voces do governo estao nos querendo passar a perna. Não somos bestas de vender nossos direitos de decadas de carreira por aumento irrisorio de R$ 100,00, R$ 200,00 diferença esta que encontramos em nossos salarios, quando fala que foi incorporado as vantagens, descobrimos que recebemos o mesmo tanto de um inciante. Deixa de ser besta governo, voce esta subtraindo direito para nao deixar claro, outro termo popular. Não trocamos direitos por subtração de valores reais em beneficios conseguidos aos longo da carreira, queremos continuar recebendo nossos bienios, quinquenios, pos, nao abramos mao disto. Sistema remuneratorio antigo, nos garante isto, nao caia na conversa fiada do governo, implemente o piso proporcional ao numero de horas que vc nos paga e resolve este problema de uma vez por toda. Para de prejudicar nossos alunos, estamos dispostos a trabalhar para repor, sabe Deus la quando, agora vai ser feito e para vcs, explicar porque os alunos de minas foram mal nos resultados do ENEM, Vestibulares e o IDEB como vai ficar? Acorda Minas, vcs se complicam cada vez mais. PISO E LEI FEDERAL. CUMPRA-A. SEM O PISO NO SISTEMA REMUNERATORIO ANTIGO NAO VOLTAMOS.

    ResponderExcluir
  42. EULER ,SEGUNDO O JORNAL ESTADO DE MINAS O GOVERNO ESTA ESPERANDO A PUBLICAÇÃO DO ACORDÃO PARA VER SE PISO É PISO OU NÃO, É MOLE .


    http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17886/indicios-de-nova-batalha/

    ResponderExcluir
  43. PROFESSORES DE MG ,QUE TIVER VERGONHA NA CARA NÃO ESQUEÇAM O NOME DESTEDEPUTADO "JOÃO LEITE".


    http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17885/greve-tumultua-transito/

    ResponderExcluir
  44. Caro Euler,

    Estou plenamente a favor da greve, mas uma coisa precisamos considerar. Precisamos dar exemplo. Quanto ao que VOCÊ DISSE: "Acabo de receber uma informação confidencial, cuja fonte não posso revelar, de que o governo está tomando uma medida super ilegal: estaria obrigando os novos designados, que estão assumindo as vagas dos servidores em licença (médica, férias-prêmio, etc), a assinarem um termo dizendo que não entrarão em greve", NÃO É BEM ASSIM. As superintendências estão orientando que os diretores ao designar converse com o servidor para que o mesmo não entre em greve. Não justifica designar e a escola ficar sem o professor depois. Isto é uma questão ÉTICA que precisa ser considerada. Mas isto se referem às substituições de férias prêmio e licenças para tratamento de saúde.

    Um abraço e continuamos na luta!

    ResponderExcluir
  45. postei na mídia:
    04/08/2011 - 17h30
    Professora Gracieusa Brito
    Santa Luzia
    Que bom ver tantas pessoas debatendo a EDUCAÇÃO. Assim que o país irá crescer. Foi exatamente isso que fez a China, o Japão, toda a Europa e demais nações. Também estou sugerindo ao Sind-UTE que montemos um Acapamento Nacional no jardim do STF, em Brasília para cobrar uma ação rápida do Supremo Tribunal de Federal pois só a publicação do ACORDÃO poderá colocar fim a greve, uma vez que LEI É PRA SER CUMPRIDA E NÃO DEBATIDA não entendo: lei é só para pobres e trabalhadores cumprirem ? Pois eu aprendi que a lei é para todos e o Exmº Srº Governador jurou guardar e respeitar a CONSTITUIÇÃO FEDERAL no momento de sua posse, teria que cobrar do STF uma solução para essa greve, uma vez que a UNIÃO falou que o ESTADO que não pudesse cumprí -la teria ajuda Federal. Nâo abriremos mão do PISO NACIONAL SALARIAL PROFISSIONAL (PNSP)é a Lei Federal 11.738/08, pois ela representa a profissionalização de toda nossa categoria e reestrutura nosso PLANO DE CARREIRA que foi destruído pelo subsídio. Já que o Governador e o MEC dizem estar cumprindo, então está fácil: basta trocar o nome no contracheque(olerite) colocar piso no lugar de subsídio. Vejam se eles querem fazer isso. A propósito quero sugerir a todos que pesquisem no google o que significa piso salarial e subsídio. Também que leiam a Lei e vejam o real texto legal onde diz: para professores com ensino médio e ATÉ quarenta horas semanais. O governo paga mil e poucos reais para professores com curso superior. Detalhe: depois de descontado a previdência social sobram novecentos e poucos reais. O professor trabalha só 24 horas? Os senhores(as sras) acham que é quem que corrige tudo, planeja e avalia ? Por que fazem questão de repetir discurso do patrão ? Um dia depois de formados , senhores(as) carissímos(as) alunos(as) iram atuar como profissionais e também vão reivindicar o direito de vocês. Teram nosso apoio. Vejam os contracheques e o vídeo, pra depois emitir as opiniões dos senhores(as). http://leiajeissaeemg.blogspot.com/ http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/ http://www.sindutemg.org.br/novosite/index.php Obrigada a todos.

    ResponderExcluir
  46. VAMOS LUTAR EULER PELO PISO JÁ!

    ResponderExcluir
  47. Rogerio Correia: Entre o contracheque e o “choque de gestão”

    por Rogerio Correia

    O governo tucano em Minas Gerais vem divulgando na mídia comercial um comunicado enganador: que em Minas é pago o piso salarial nacional da educação. Seu objetivo foi tentar jogar a população contra a justa greve de professores e professoras que se amplia e chega a dois meses.

    A peça é mentirosa.

    Por isso o Sindicato fez um cartaz de um contracheque real e o expusemos na tribuna do plenário da Assembléia Legislativa de Minas Gerais. Não há como enganar todos o tempo todo: R$ 369,00 é vencimento básico. Quando o STF diz outra coisa!

    Sofremos críticas dos deputados tucanos e afins pelo gesto que, segundo eles, contribuiria para desgastar o parlamento. Ora, temos uma categoria de educadores em greve, que tiveram seu salário cortado (logo, estão desobrigados a repor os dias parados) e centenas de milhares de estudantes que já estão prejudicados pela intransigência do governo. E que podem inclusive perder o ano letivo, não fazer o ENEM etc. A imagem do parlamento se arranha quando se impermeabiliza.

    Como era de se esperar a mídia comercial relatou o fato, mas não registrou a foto. Não a deste deputado, mas da cena inusitada de se ter um cartaz de um holerite afixado na própria tribuna do plenário.

    O fato concreto é esse: Minas Gerais inova em termos de política remuneratória. Há um tipo de professor que mantem ”vantagens” (quinquênios etc). Há um segundo tipo que teve tais vantagens suprimidas em 2005. Há os não “optantes”. E há os que optaram pelo “subsído”, que é o drible do piso nacional de salário. Essa barafunda é a verdade do choque de gestão tucano: quatro referências remuneratórias para uma mesma atividade.

    Basta imaginar o que isso significa para 200 mil trabalhadores em educação, divididos em “modelos” remuneratórios concorrentes.

    A alegação do governo Anastasia (PSDB) para não aplicar o piso salarial é que não teria sido publicado o acórdão pela Justiça. Pura embromação.

    A verdade é outra. Sabendo que seria reconhecido como constitucional, no Supremo Tribunal Federal, o governo tucano preparou a burla com mais de seis meses de antecedência, criando a “política de subsídios” e estimulando à adesão dos servidores a tal política. Nessa política se tem um salário base miserável, ao qual é somado um monte de penduricalhos para se atingir “nominalmente” o que eles chamam de piso. Só que isso incide negativamente na carreira dos servidores e, consequentemente, na aposentadoria.

    Implementar o Piso Nacional é uma decisão política. Corte-se gastos com publicidade, evite-se o pagamento das obras superfaturadas como as do estádio Mineirão, do Centro Administrativo, o inchaço fisiológico e eleitoreiro da máquina governamental, desmonte-se o governo paralelo (chamado Escritório de Prioridades Estratégicas), dentre tantas as medidas, para que sobrem recursos que remunerem os servidores.

    Rogerio Correia é deputado estadual e líder do Bloco Minas Sem Censura

    ResponderExcluir
  48. Oi Euler
    Fiquei sabendo que o Haddad vem a Minas.Sugiro que você ligue aquele seu super sistema de auscuta e premie-nos com a narração do encontro entre o ministro,as pútridas e o escroque.Por favor faça com que o Haddad "sente o trio asqueroso no colo"e passe uma carraspana neste bando de políticos sem brilho e incapazes de administrar um estado da magnitude de Minas.
    Em tempo : É gente a coisa tá feia.No RS tem compositor sendo processado porque fez um rap criticando os deputados que aumentaram seus salários.Uai mas, e a liberdade de expressão ... Nosso sistema político está em estado terminal.

    ResponderExcluir
  49. Caro Euler,
    A secretária da Educação disse na Rádio Itatiaia, que a carreira antiga está em extinção. Extinão está o subsídio, pois quando o STF julgar a ADI 4631, com certeza irá coniderá-lo inconstituconal.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  50. Olá Pessoal de luta!
    Postei esse comentário no Blog do Benny e na rádio Itatiaia

    Olá Benny! Mais uma vez agradeçemos o espaço que você nos oferece para discutir com a sociedade sobre a educação em Minas e o descaso das autoridades. O João Filocre foi secretário adjunto da educação e postou em seu blog vários exemplo de vencimentos utilizando as tabelas salariais com o valor do piso estabelecido pelo STF. Segue o endereço do sitio citado http://www.joaofilocre.com.br/. Ele afirma que na maioria das situações a decisão do Supremo é melhor e oferece ganhos mais significativos para professores com vantagens pessoais. Veja o meu caso, por exemplo: recebi este mês como vencimento básico o valor de 691 reais. Note que o valor que deve ser pago para uma professora com nível médio de formação é de 712 reais. Eu sou graduado e tenho especialização.
    Como o gorveno pode afirmar que paga o piso?
    Como lembrete coloco também um link da propria secretaria de educação que se comprometeu em 2008 a pagar piso e vantagens e não cumpriu; https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/1172-secretaria-divulga-comunicado-a-servidores obrigado mais uma vez pelo espaço.
    David

    ResponderExcluir
  51. Josias Guedes ( Carangola )4 de agosto de 2011 21:08

    Euler e colegas:

    Estou impressionado com o jogo de interesses e empurra dos três entes federativos que compõem nosso país. Cada um tenta jogar para o outro a "batata quente"... Pior que isso, ou juntamente a isso tudo, temos os três poderes no mínimo questionáveis em termos de respeitabilidade MO.NTESQUIEU viraria no túmulo ao ter notícias do que ocorre por aqui.
    Educação em países sérios são assuntos tratados com delicadeza e seriedade. Professor não é qualquer um... É um ser que no plano intelectual de tais sociedades são tratados com o devido respeito que merecem. Não é profissão para qualquer um, como pessoas frustradas que não conseguiram outro emprego. É profissão para quem quer se realizar e concretizar o plano não somente pessoal, mas de toda uma nação.
    Aos poucos, creio que chegaremos lá... Nenhuma mudança na História que beneficiasse as massas foi fácil! Acordemos professores, saiamos do lugar comum... Essa guerra pode ser estimulada por outros colegas, mas ela brota do fundo das almas dos que como o grande mestre, tem fome e sede de justiça.Olha que ele terminou em uma cruz, mas mudou os rumos da humanidade...
    Boa noite!

    ResponderExcluir
  52. Euler,
    O governador não tem que injetar dinheiro no Subsídio mas sim PAGAR O NOSSO PISO! Antes dele (governador) inventar que irá aumentar o subsídio, só para enganar alguns e fazê-los optar por este regime, terá que justificar o por quê não há dinheiro para PAGAR O PISO mas tem para aumentar o subsídio! Não nos interessa nenhuma notícia tendenciosa a respeito de Subsídio, que isto é coisa do GOVERNO. Ele está desesperado ao ver que a maioria dos servidores já escolheram o ANTIGO SISTEMA REMUNERATÓRIO e está tentando "pegar bobo" pra cair na rede. Falar de subsídio agora é agradar ao governo e tentar manipular os servidores. Ninguém acredita neste governador, sabemos o quanto ele é mentiroso, maldoso e covarde com os EDUCADORES. Queremos o PISO!

    ResponderExcluir
  53. governo garante que só esta esperando a publicação do acordão .



    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/08/04/interna_politica,243426/ausencia-de-governistas-encerra-sessao-na-assembleia-lesgislativa.shtml

    ResponderExcluir
  54. Meu vencimento PEB 3 B Euler
    18 aulas mais 2 18 aulas
    aulas obrigatorias 567,04 567,04
    grat inc 134,41 113,41
    quinq 67,21 transp 34,5
    v b p 105,01
    bienio 134,41 parcela 166,54
    vti 88,01 vti 88,01
    1096,09 969,5
    sindeute -15,64 -13,2
    falt greve -312,85 -346,29
    falt grev exig -23,63
    Ipsemg -35,07 -30
    cont. prev -105,55 -102,85
    TOTAL 603,35 477,16 Diferença
    603,35-477,35 126
    Não é incrivel que alguém com quinquenio e bienios tenha uma diferença tão pequena?
    Dá para entender essa matemática?
    A quem recorrer?
    Estamos num desmando total.

    Nada contra os colegas, mas o governo sabe ser incoerente em tudo.

    ResponderExcluir
  55. EULER , SERA QUE É UM AVISO DAS TREZE ALMAS ?,SE CUIDA ANASTASIA A VINGANÇA DOS PROFESSORES SERÁ MALIGUINA.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=125952

    ResponderExcluir
  56. Boa noite a todos e todas.
    O governador estará no dia 11/08 em João Monlevade às 10:00 hs.Vamos láaaaaaaaa ! rsrs

    ResponderExcluir
  57. Boa noite a todos:

    Quero dizer que o comentário da secretária de educação Gazola foi muito infeliz, dizendo que os 100 mil servidores que pedireão retorno a carreira antiga fizeram sabendo do prejuízo que teriam com esse retorno, e disse que essa carreira será extinta, cadê a justiça desse país!!! Como eles podem ignorar mais de 100 mil servidores!!
    Acorda ANASTASIA E GAZOLA, olha o desgaste político que vocês estão fazendo com os servidores!!!

    ResponderExcluir
  58. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk... governo melhorando subsídio? Só se for o dele. Armadilha pura a informação de que ele vai melhorar o subsídio. Já pensou que governo bonzinho: insistir tanto para ficarmos no subsídio? Tomemos cuidado! E que ele tome também porque as danadinhas que pus no encalço dele (aquelas... é que no contrato que firmei com elas não permite ficar falando toda hora)vão começar a pegar mais pesado.

    ResponderExcluir
  59. Hora de rir! Porque ninguém é de ferro!
    O chefe? Ora, imagine quem!!!

    Um guarda-noturno trabalhava numa empresa especializada em lapidação de diamantes...

    Uma manhã ele contou a seu chefe um sonho que tivera na noite anterior.
    Disse-lhe que o avião que ele iria tomar com destino à Rússia sofreria um acidente e,
    em consequência, todos os passageiros morreriam.

    Seu chefe, jovem executivo, dinâmico e empreendedor, tinha verdadeiro pânico de aviões.

    Assustado com a informação do empregado, decidiu cancelar o vôo.

    Três dias mais tarde, leu nas manchetes dos principais jornais que o avião que ele deveria ter
    tomado caíra no mar e, até o momento, não havia notícias de sobreviventes.

    Imediatamente, chamou o guarda-noturno, mostrou a notícia do jornal, agradeceu-lhe
    efusivamente o aviso que lhe salvara a vida e, a seguir, sem nenhuma explicação, despediu-o da companhia.
    O guarda não compreendeu porque tinha sido despedido depois de salvar a vida do seu chefe.

    Pergunta: Por que o guarda foi mandado embora?

    Pense um pouquinho, antes de ler a resposta:
    (...)
    (...)
    (...)
    (!!!)
    (???)
    (???)



    Resposta: O empregado era guarda-noturno.
    Se teve um sonho à noite, é porque estava dormindo em serviço.

    Conclusão:

    Chefe é chefe...
    Então, por melhor que você seja e por mais que você faça, você nunca agrada!!!

    Então, DEIXE O CHEFE MORRER , é o melhor que você pode fazer!!!

    ResponderExcluir
  60. Gente, o corte de salário já deveria ser esperado pela categoria. É a primeira pressão que o governo faz, e todos que entram numa greve sabe que podem passar por isso. Mas não vamos desistir. É greve até o piso. Não é hora de recuarmos de jeito nenhum. Agora é pressão dos dois lados: do governo e da categoria.

    ResponderExcluir
  61. Ouvi falar que a secretária do governo (não sei qual das duas dondocas) deu uma entrevista à rádio Itatiaia dizendo que na próxima segunda vai negociar e acabar de vez com a greve. Mas muitos estão achando que a proposta é "florear" o subsídio na tentativa de torna-lo atraente e não pagar o piso. Conversa para boi dormir. Sem o PISO não voltamos para as escolas. Ah, e em relação ao corte salarial, acho que nenhum professor deveria repor esses dias em respeito à nossa classe, como uma atitude de resposta ao governo perante tal covardia. Já que andam designando pessoas por aí nesse momento de greve, que designe pessoas para repor esses dias que nos foram cortados no salário para reporem em nosso lugar. Quer saber? Diante do descaso do governo, eu não estou nenhum pouco afim de repor esses dias. Precisava de dinheiro agora. Ele cortou, eu vou me virar como posso, pagando o que der, adiando o que não der, contando com amigos e parentes e depois eu não quero receber "pingado" (se receber, né? Tem gente que repõe e não recebe. Já repus paralisações e até hoje não vi o pagamento das mesmas reposições. E quando recebe, não recebe o mesmo que foi tirado. Então companheiros, vamos ser fortes e unânimes em não repor os dias cortados. O governo precisa perceber que não somos esses otários que ele acha. Abraços.

    ResponderExcluir
  62. GENTE, O QUE TAMBÉM TEM QUE SER ALVO É A LEI 100 E DECRETOS, NÃO OS EFETIVADOS. SE EXISTE MISÉRIA NO PAÍS, É UMA QUESTÃO DE EXIGIR TAMBÉM DO ESTADO SUA ERRADICAÇÃO E DE HONRAR COM SUAS OBRIGAÇÕES. PARA ISSO, A REMÉDIOS CONSTITUCIONAIS ADEQUADOS E TAMBÉM O MINISTÉRIO PÚBLICO. SOU UM CIDADÃO, NÃO SOU EFETIVO E NEM EFETIVADO PELO ESTADO. NEM MESMO FAREI O CONCURSO. SOMENTE ESTOU INDIGNADO COM ESTA EFETIVAÇÃO SEM CONCURSO, POIS ACHO QUE É UMA DESCONSIDERAÇÃO COM A EDUCAÇÃO DO PAÍS. ALÉM DISSO, NÃO SE PODE JUSTIFICAR ALGO QUE ESTÁ INVÁLIDO COM OUTRAS SITUAÇÕES. NÓS, COMO CIDADÃOS, TEMOS DE EXIGIR OS NOSSOS DIREITOS.

    ResponderExcluir
  63. Lúcia,
    Tem SRE mandando os diretores dizerem que a posse dos novos diretores foi adiada devido à greve; estão ainda mandando conversar com os novos designados em substituição para não aderirem à greve sob ameaça de sofrerem punição de posteriormente não mais serem designados. E por falar em Diretores, o que nós estamos tendo de diretoras mandonas e arrogante( devem ter aprendido com a Gazola e o Anestesia), elas tão se achando. Acho que o próximo movimento deverá ser para ser para que os animos dos diretores autoritárias sejam acalmados, se elas tem problemas em casa não devem descontar no pessoal que trabalha na escola e muito menos nos alunos. Mas no fundo sinto até pena , pois estão sendo precionadas d todos os lados é em casa e com o manda chuva que se diz governados. Prá eles só mesmo as 13 almas pode dar jeito. RSRSRSRS

    ResponderExcluir
  64. João Paulo Ferreira de Assis4 de agosto de 2011 22:51

    Prezado amigo Professor Euler

    Fico contente de ver que a sementinha da federalização da Educação Básica gerou frutos! Temos de regá-la mais e mais para que ela seja uma árvore frondosa que acolherá junto ao seu seio toda a classe dos professores.

    ResponderExcluir
  65. josias guedes (Carangola)4 de agosto de 2011 23:15

    Euler e colegas

    Ou esse governo de Minas é burro, ou se faz de burro ou é as duas coisas ao mesmo tempo.
    A greve é legal, temos uma lei aprovada que o governador insiste em não reconhecer.Assim,
    penso que ele está errado ao não respeitar os 200 dias letivos dos alunos. Consequentemente não deveria cortar o ponto de ninguém deveria ser obrigado a pagar por estar provocando a greve.E mais, quando for reposto os dias perdidos pelos alunos por culpa do governador, deveria pagar novamente os professores por ter desrespeitado o direito dos alunos e dos servidores amparados pela Lei do Piso Salarial Nacional.
    Sonho meu? Jurídico do sindicato é possível que tal sonho se torne realidade? É o mínimo de justiça diante de um governo que acha que pode fazer o que bem entende e empurrar o subsídio em mais de 85.000 pessoas que não aceitam essa conversa para Anastasia dormir...

    ResponderExcluir
  66. PAUSA PARA A DESCONTRAÇÃO

    Anônimo do Contrato com as ALMAS!
    Você disse para elas pegarem mais pesado, acho que elas estão pondo para pegar FOGO. Viram a matéria do TEMPO que um colega indicou?! O Fogo estava se alastrando pelos arredores da CIDADE ADMINISTRATIVA. Essas almas já puseram para QUEBRAR, lembram que elas começaram quebrando braço, clavícula... lá pelos arredores da terra DEL REY, agora estão pondo para QUEIMAR na capital,xiiiii, Os TRÊS ATRAPALHADOS da DESGOVERNANÇA MINEIRA que se cuidem, porque as almas já estão ateando FOGO!!

    ResponderExcluir
  67. Gente, vamos fortalecer o sindicato cada um doando algo que tenha de OURO para que possam vender e fazer caixa rápido pra montarmos o ACAMPAMENTO NACIONAL PELO ACORDÃO em Brasília? Repasse a idéia urgente a Bia. Não podemos perder de modo algummmmm !!!

    ResponderExcluir
  68. olá caros amigos de luta

    " Você só vai conseguir a sua liberdade, se deixar o seu inimigo saber que você não está fazendo nada para conquistá-la. Esta é a única maneira de conseguir a liberdade." ( Malcom X )

    A palavra quando bem utilizada tem uma força de alcance muito bom, o coração e a mente das pessoas. Que as palavras de reflexão e de luta ecoem nos mais longínquos lugares dos morros e matas de Minas Gerais e confesso, também estou fazendo minhas orações toda sexta-feira, mas podem ficar tranquilos que rezo para todos aquelas pessoas boas e de coração. E estou pedindo às almas dos “bexiguentos”: Camila, Emília e Candinha. E assim que a nossa vitória ser efetivada farei uma visita aos túmulos dessas três almas que foram vítimas de tuberculose. Peço licença aqueles que tem ou seguem outros caminhos para falar com Deus, para fazer um pedido: aproveitando a ideia do caro e amigo Euler, vamos fazer uma corrente de orações e incluir o nome do nosso Governador e todos os responsáveis que dirigem o setor da educação em Minas Gerais, e os nossos deputados que nos der apoio nessa batalha. As três almas bexiguentas Camila, Emília e Candinha, tudo que já pedi eu fui atendido. Vamos todos pedir às almas, aos santos, aos espíritos bons, aos anjos e a Deus que intercedam por nós em favor do cumprimento da Lei Federal 11.738/08 (Piso Salarial Profissional Nacional do Magistério).

    Abraços a todos
    Profº Gleiferson Crow
    Leia: O Jornal do José Elias Issa
    leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  69. Desde que entrei na educação pública, anteriormente eu era bancário,é a primeira vez que vislumbro uma situação concreta para resolvermos de uma vez por todas a nossa questão profissional( valorização, salário,etc..). Haja vista, que dessa vez não estamos mendigando nada ao governador e, sim exigindo que ele cumpra uma lei federal que passou por todos os trâmites legais e foi sancionada pelo presidente da república; além de ter passada pelo crivo do STF, o qual ratificou a sua constitucionalidade. Portanto,rogo aos meus companheiros professores que não voltem para a sala de aula.Eu tenho ciência de que todos estão apreensivos e passando por problemas financeiros com o corte do nosso salário. Porém, se sacrifiquem um pouco, eu mesmo pretendo vender o meu carro e comprar um mais velho para poder amealhar uma quantia que arque com as minhas despesas até o final do ano. Toda conquista é precedida de sacrifícios, se os policiais militares hoje têm reconhecimento por parte do Estado é pelo fato de outrora terem promovido um grande motim em Belo Horizonte, que, inclusive provocou a morte de um cabo da corporação. Este é o nosso momento, se deixarmos passá-lo, não acredito que venhamos a ter um outro. GREVE ATÉ O PISO!!!!!

    ResponderExcluir
  70. Caro colega, Josias, essa TRUPE DO DESRESPEITO E DA DESGOVERNANÇA MINEIRA não é BURRA, é ARDILOSA, vem nesses 2 meses abrindo o baú de suas MALDADES e prejudicando não só os servidores, mas toda a sociedade, porque essas maldades estendem-se às famílias, porque os filhos estão sem aulas e ao comércio porque não havendo salário não há pagamentos, posto que em cidades pequenas o comércio é mantido por PROFESSORES e aposentados do Inss. Infelizmente, essas maldades já eram praticadas há alguns anos, haja vista que o DESGOVERNO é uma continuidade. A diferença é que os educadores, pessoas inteligentes, críticas, determinadas e que sabem do papel social que desempenham na sociedade, mesmo, ainda, não sendo reconhecidas por ela, são atuantes, tanto que estão dando uma resposta que o governo, certamente, não esperava. Por isso, essa TRUPE tem se valido de todos os meios para ludibriarem os mais desavisados e a sociedade que é leiga, mas os tempos são outros, embora os educadores de agora não pertençam à ELITE econômica deste país, conforme ressaltou o governador numa entrevista dada ao jornalista Luís Nassif, todavia essas pessoas pensam, argumentam, esperneiam, não se deixam encabrestar e estão mostrando que querem ser tratadas com RESPEITO, não com acoite! Não pertencer à elite, não fazem-nas acéfalas!

    ResponderExcluir
  71. Oi Euler
    Com licença mas, vou aproveitar o espaço que você tão democraticamente nos oferece para mandar um recado para a ilustríssima secretaria: ô fofa , quem está em extinção é você e seu amo e senhor com suas práticas fascistas, usando um carguinho minúsculo para oprimir uma categoria basilar no processo de formação do cidadão.Sugiro que ambos renunciem ao título de professor porque vocês denigrem a classe.Ademais secretária, sua passagem pelo governo é breve, enquanto nós professores estaremos aquí, trabalhando com denodo quando a senhora estará colhendo os frutos podres de toda esta galhofada em que transformou sua secretaria.Em extinção está a sua carreira política que mal começou e já está sendo sepultada pela arrogância ,incompetência e inadequação.Enfim senhora secretária em extinção está sua triste figura!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  72. Bom dia a todos

    Hoje no Jornal da Itatiaia o governador de Minas Gerais promete, na segunda-feira, apresentar uma nova proposta para a Educação Estadual em Minas.
    Após ouvir a fala do digníssimo, fiquei a pensar:
    - Parece que nosso governador vai querer bancar é de Harry Potter vai usar a "varinha mágica" para transformar subsídio em piso salarial. E ele vai usar essas informações para decifrar e entender os códigos secretos do manuscrito:
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/files/28-07%20-%20Cartilha%20-%20Sind-UTE%20-%20WEB%20-%20Colorido.pdf

    Importante:
    Alunos da rede pública estadual de Pará de Minas vâo à justiça pedir o fim da greve
    Piso Salarial é Lei Federal


    Clique
    http://www.jcnoticias.com.br/index.php?Conteudo=noticias&subMod=dodia&Codigo=21778


    Alunos da rede pública estadual de Pará de Minas vão à justiça pedir o fim da greve. Recebi essa informação da minha amiga ProfªVânia Moragas.

    abraços
    Profº Gleiferson Crow
    Leia: O Jornal do José Elias Issa
    leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  73. É uma pena que tenha chegado a este ponto.
    O governador não ta nem aí pra quem vai perder o ano, o nem e até a dignidade.
    Queria saber se fosse a mae dele que estivessse la lutando por um melhor salário o que ele faria?
    e o ENEM será prejudicado?

    ResponderExcluir
  74. Caro Euler e colegas

    Esse governo é realmente ardiloso!
    Ao ministrar aulas vemos e ouvimos coisas curiosas...
    Havia numa escola que trabalhei um aluno que se achava o tal. Dava ordens, comandava negativamente toda uma equipe. Até que um dia resolveu amedrontar um aluno "daqueles da paz".
    Na tentativa de aparecer mais e amedrontar mais um e demonstrar poder, houve uma resposta inesperada do aluno da paz que desestruturou por completo o espertalhão:"Malandro que é malandro não pensa que todo mundo seja otário..." Pronto! Com aquele aluno ele nunca mais mexeu... Não precisou de mais nada, somente essa frase e a vida pregressa impecável conhecida por todos na escola a respeito daquele aluno.
    A educação nos possibilita muitas coisas, uma das mais inteligentes que aprendi foi essa, mesmo recebendo um salário que todo mês ao chegar ao caixa eletrônico do Banco do Brasil ativa minha labirintite imediatamente e o mundo gira ao meu redor que só Deus e eu sabemos!
    Governo realmente ardiloso, mentiroso e burro... Não somos malandros, nem otários,somos educadores e a força de nosso movimento mostrará a essas pessoas os seus devidos lugares.Um abraço.

    ResponderExcluir
  75. Prezado Euler, bom dia, gostaria de saber se quem tem extensão de carga horária perde se a greve ultrapassar os 60 dias e se as ferias de julho foram computados como falta greve ou férias? Sou efetiva em um cargo de matemática e tenho extensão. Perguntei a diretora da minha escola e inspetora, não souberam me informar, pediu-me para procurar o sindicato para maiores informações, se souber alguma coisa sobre o assunto, me responda por favor, como eu deve ter muitos, obrigado valoroso guerreiro, abços.(Andrea/GV)

    ResponderExcluir
  76. Amigos, bom dia!

    Acordo sonhando com o pagamento de R$1.597,00. Faço minhas gináticas sonhando com o piso. Falo com os meus amigos sobre o piso. Converso com o meu Amor (Cleber) sobre o piso. Falo com minha amada filha (Larissa) sobre o piso. Tento explicar para minha mãe sobre a importância do piso (ela não quer que participo ativamente da greve, mas eu desobedeço). Penso em meu amado Pai (já falecido) e penso no piso. Ligo ou recebo ligações dos meus 4 irmãos e falo sobre o piso. Quando encontro com os meus amigos de infância falo sobre o piso. Quando teclo para amigo e colegas é sobre o piso.
    Então lembrei de ter lido no livro "Comer, Rezar e Amar uma piada que segue abaixo:

    um homem pobre que vai à igreja todos os dias e reza diante da estátua de um grande santo, dizendo: "Querido santo, por favor, por favor, por favor... conceda-me a graça de ganhar na loteria." Esse lamento dura meses. Por fim, irritada, a estátua ganha vida, baixa os olhos para o suplicante e diz, com uma repulsa cansada: "Meu filho, por favor, por favor, por favor... compre um bilhete."

    Então pensei no Anastasia.

    "INQuerido Anastasia, por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    conceda-me o que é meu por direito." Pague o piso de R$1.597,0. E para os meus colegas professores que ainda não aderiram a greve ou que estão pensando em retornar de mãos vazias para a escola eu digo: por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    Participem ativamente da greve....
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...
    por favor, por favor, por favor...

    Amplexos,
    Elenice
    Pedagoga Feliz

    ResponderExcluir
  77. Companheiro Euler - leciono no Alto Rio Pardo, região dominada pela turma do ANASTAZISMO. Aqui, no Sertão de Rosa - Sertão da Eleição Pão e Circo. Estou na cidade de São João do Paraíso, estou próximo de Salinas, Taiobeiras - a região do Deserto Verde/Carvão - monocultura do Eucalipto. Infelizmente, a greve aqui mingou - os poucos colegas que aderiram, foram menosprezados pelo outros colegas - alguns faziam campanha contra a greve na escola - distorcendo a verdade, falando mentira aos alunos.
    Mas eu já esperava por isso - faço o que posso por aqui - leio o seu blog, acompanho a notícias - incentivo o debate - e cada vez mais estou indignado - não fui a nenhuma assembléia - estou ainda em estado de choque - sofremos um acidente quando íamos para as manifestações em Outro Preto, em Abril. Parabéns pela vigilância - Numa das Escolas que leciono a situação é caótica : não há quadra esportiva, espaço para os alunos fazerem atividades culturais - o agravante disso : a escola é a maior da cidade - recebem os alunos da periferia, nesta cidade não há espaço para lazer - fizemos uma audiência na câmara, colhemos assinaturas pelas ruas, os vereadores enviaram esse trabalho para o ANASTASIA - a única resposta : "tomei ciência do fato, passei para a Secretaria de Educação" - MINAS GERAIS é o estado da EXCEÇÃO.
    Estamos esperando o Deputado Majoritária da cidade se manifestar, mas até agora nada.

    ResponderExcluir
  78. Governador não prometeu negociação na segunda, mas fez uma ameaça velada. Vejam e aproveitem para comentar.`
    http://www.itatiaia.com.br/site/noticias/noticia/4361
    Já comentei lá:

    Nosso governador quer se fazer de desentendido, mas ele sabe muito bem que o STF julgou e decidiu que Piso é vencimento básico e não teto como ele paga através do subsídio que engole todas as nossas vantagens. Cadê a mídia que não coloca frente a frente Sindicato e governo para esclarecer a população? Se ele diz que já paga mais através do subsídio porque não implementa o Piso para aqueles que o querem? Não seria uma economia para o estado sob esse ponto de vista? Por que ele vive tentando empurrar todos para o subsídio se representaria mais gastos para a população? É querer chamar de burro justamente aqueles que o ajudaram a sair da ignorância.
    Rogério Trindade - Curvelo

    ResponderExcluir
  79. Oi, Euler,

    Sou ATB e não tenho filhos. Perguntei a uma professora de quanto é o tal salário família. Resposta: R$0,24 por filho. Fiquei pasmada. Seria muito mais digno não receber nada, sinceramente. Isso, por si só, já é uma grande piada. Nós somos uma piada, meu Deus!!!

    Parabéns pelo seu precioso texto.

    ResponderExcluir
  80. Em tempo, um comentário da matéria que mandei o link:
    Esta matéria tem: (42) comentários

    Autor: eustáquio braga
    Os professores não merecem esta Gazola. como Reitora da UFMG, ela só sabia gritar com faxineira e motoristas, isso é o maior fumo que o governo estadual arrumou para comandar os professores.

    ResponderExcluir
  81. Aos dirigentes do Sind UTE
    Aos professores,
    Á sociedade Mineira em geral.


    OLÁ EULER,

    ANÔNIMO DISSE:

    COMUNICAÇÃO É TUDO!

    Precisa-se agora massificar as informações para toda a sociedade.
    Precisa-se de ganhar a confiança das famílias para a causa.
    Precisa-se de mostrar que a categoria dos professores estão muito PREOCUPADA com a qualidade do ensino em Minas Gerais.
    Precisa-se mostrar para todos que o Governo de Minas tem posição dúbia quanto a EDUCAÇÃO e os EDUCADORES.
    É o Neo Liberalismo em ação, com a valorização de SISTEMAS e não das PESSOAS.
    Precisa-se mostrar que o Governo de Minas usa como parâmetros uma EDUCAÇÃO DE RESULTADOS MAQUIADOS, sendo o que a população, a sociedade, necessita é de uma EDUCAÇÃO VERDADEIRA.
    Precisa-se mostrar que o governo está dividindo os educadores em duas classes e, com o objetivo de desvalorizar a imagem dos professores perante a sociedade.
    Este modo de agir demonstra como ELES têm medo do desenvolvimento humano, neste caso o DESENVOLVIMENTO AMPLO DOS PROFESSORES.

    Enquanto isso...
    ...As famílias com melhores condições econômicas colocam seus filhos em escolas particulares, principalmente no 2° grau, proporcionando a estes alunos um ensino de qualidade melhor e maiores facilidades na hora de GARANTIR UMA VAGA nas universidades federais, as melhores do país e também GRATUITAS.
    Onde esta a igualdade de oportunidades para todos os mineiros?
    ...Ou estão favorecendo a vida dos burgueses, conscientemente?

    ESTA É A NOSSA MAIS VERDADEIRA REALIDADE.

    Enquanto isso acontece, ... os filhos dos assalariados estão sendo discriminados pelo Governo de Minas, não tendo igualdade de OPORTUNIDADES.
    Da mesma forma os professores da rede pública, estão tendo que se desdobrarem em jornadas de trabalho desumanas para conseguirem um pouco mais de rendimentos para sua sobrevivência e de sua família.
    As PROFESSORAS, são a grande maioria dos educadores, pois bem, ELAS ainda tem uma longa jornada em seus lares. Todos sabem que a mulher é a gerente das tarefas do lar, participa do educação dos filhos, etc...

    Precisa-se dar um basta a esta hipocrisia do Governo de Minas.
    Precisa-se reivindicar todos os direitos na justiça, inclusive o pagamento do ABONO FAMÍLIA.

    MINAS GERAIS PRECISA URGENTEMENTE DE UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, COMEÇANDO COM A VALORIZAÇÃO DOS EDUCADORES, EM TODOS OS SENTIDOS.
    SÃO OS EDUCADORES A LINHA DE FRENTE DA EDUCAÇÃO, O PRIMEIRO CONTATO, SÃO ELES AS PORTAS PARA O CONHECIMENTO.
    UM GOVERNO QUE TOMA O CAMINHO DE IR CONTRA ELES, DEMONSTRA GRANDE FALTA DE SENSIBILIDADE, FALTA DE JUSTIÇA E TAMBÉM FALTA DE INTELIGÊNCIA. DEMONSTRA O DESEJO DE UM ATRASO SOCIAL. DEMONSTRA PRINCIPALMENTE UM GRANDE MEDO DE VALORIZAR E PROMOVER O CONHECIMENTO E O PROGRESSO DAS PESSOAS.

    Será que o Governo de Minas, junto com todos os seus auxiliares têm tanto medo da classe dos Professores?
    Será que os Professores não sabem a força que têm?
    - Os professores precisam saber usar o que têm de melhor, A INTELIGÊNCIA E A COMUNICAÇÃO.
    Para aqueles não estão sendo companheiros, precisa-se de conscientizá-los da importância e do direito de igualdade e justiça salarial pelo sagrado trabalho de TODOS OS PROFESSORES.

    Fazendo a minha parte...
    Obrigado,

    Sensatezrespeitoejustiça

    ResponderExcluir
  82. Oi Euler *****
    Boa noite
    Eu não entendo como um povo tão inteligente como o mineiro pode eleger um político do naipe deste anastasia. Além de não ter carisma é um incompetente. Não sabe negociar,sua fala é monocórdia e seu discurso repetitivo. Parece que decorou as frases e fica repetindo... repetindo.
    senhor roliço governador,você é um kamikase político.Enquanto seu rei fica lá no Rio , pertinho das bocas,o senhor fica aqui atrapalhando a vida de gente honesta e trabalhadeira, pondo em prática o desmonte da rede estadual de ensino- o que agrada por demais os empresários que vendem educação de "qualidade".Gostaria de saber quanto o senhor anda ganhando com esta prática infeliz.
    O senhor afirma estar preocupado com os alunos de 3ºano. Tá nada! O senhor preocupa-se apenas em agradar o padrinho.Pensa que está garantindo mais uma mamata no governo de aecim? Desista!O seu dono nunca será presidente.
    A política educacional do psdb é uma catástrofe.Nossos alunos há tempos vem reivindicando o fim desta tal "escolha de área" no 2º ano.Mais um jeitinho do nosso governo garantir muitas matrículas nas faculdades particulares. O empresário agradece!
    O senhor fica aí refestelado na sua confortável, cadeira comprada com o dinheiro público, perpetrando maldades contra os professores,e sonhando com os aplausos pagos nas inaugurações que mostram para o povo desinformado que Minas trabalha em silêncio.senhor governador não perca seu precioso tempo com propaganda pois doravante sua possibilidade de ser eleito chefe de turma é nula. Prepare-se para voltar pra sala de aula(pobres alunos) pois nenhum governante sério vai dar o mais reles dos cargos para uma figura tão pobre de adjetivos, tão sem sal, tão zero, tão ruim de serviço como o senhor.
    Fiquei sabendo que neste fim de semana inaugurará um CTI.Espero que vá de transporte aéreo e que, desta vez, a sorte não nos falte.

    ResponderExcluir
  83. EULER E QUERIDOS COLEGAS
    VOCÊS NÃO ACHAM QUE ESTA EXPOSIÇÃO NA MÍDIA DOS NOSSOS "PATRÕES"INDICA QUE ESTÃO PERDENDO O SONO? APESAR DAS MENTIRAS, EU VEJO COM BONS OLHOS,POIS DEMONSTRA QUE O TEMPO DOS BILTRES TAMBÉM ESTÁ SE ESGOTANDO E A BATATA QUEIMA-LHES AS MÃOS.
    E ENQUANTO ISSO RENATINHA SÓ "TUITANDO" AMENIDADES

    ResponderExcluir
  84. Mary Beth Pelosky.
    VOCÊ JÁ OUVIU FALAR DA ILUSTRE ACIMA, EULER.
    POIS BEM FIQUEI SABENDO QUE ESTA VISITANTE ESTADUNIDENSE VISITARÁ NOSSAS ESCOLAS.NÃO HA PERIGO DELA SER UMA ESPIÃ QUERENDO ROUBAR NOSSO MODELO ULTRA MODERNO DE PAGAMENTO DE PROFESSORES- O SUBBSÍDIO?
    FAÇAM - ME O FAVOR!!!! NOSSAS ESCOLAS CAINDO PELAS TABELAS E ESTA LOUCA TRAZENDO VISITINHAS.
    VÁ ARRANJAR SERVIÇO GAZOLLA!!!!!!!

    ResponderExcluir
  85. EULER, COLEGAS E PAIS DE ALUNOS QUE VISITAM ESTE ESPAÇO DEMOCRÁTICO

    A B S U R D O !!!!!!!!!!!

    O GOVERNADOR- PSDB- MANIFESTOU PREOCUPAÇÃO COM O 3ºANO.
    E OS DEMAIS ALUNOS ????????
    POR UM ACASO SEUS PAIS NÃO PAGAM IMPOSTOS?
    POR UM ACASO OS DEMAIS ALUNOS NÃO CONTAM? NÃO SÃO IMPORTANTES? NÃO CORREM O RISCO DE PERDER O ANO?
    A FALA DO GOVERNADOR-PSDB- DEMONSTRA O QUANTO ELE SE IMPORTA COM A EDUCAÇÃO.SÓ SE PREOCUPA COM OS ALUNOS PORQUE SABE O PERIGO QUE CORRE SE NÃO
    FIZEREM O ENEM E VESTIBULAR.
    FRANCAMENTE ANASTASIA!
    VOCÊ,COM SUA POLÍTICA DESASTROSA, TERÁ QUE AMARGAR A CULPA PELAS BAIXAS NOTAS E REPROVAÇÕES NOS VESTIBULARES DESTES ALUNOS COM OS QUAIS SE "PREOCUPA".
    IMAGINEM O NOTICIÁRIO: MINAS EM ÚLTIMO LUGAR NO ENEM.GREVE DE MAIS DE SESSENTA DIAS IMPEDE O PREPARO NO MOMENTO MAIS IMPORTANTE DOS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO!!!!!!!
    É O GOVERNO DE ANASTASIA SOB OS AUSPÍCIOS DE AECIO NEVES- PSDB

    ResponderExcluir
  86. Euler e demais companheiros, boa noite.
    Quais os políticos, lobistas, empreiteiros e .... que estão junto do sr. Anastasia anestesiando/anastasiando a nossa educação?
    MOL, Carangola.

    ResponderExcluir
  87. ue história é essa que foram 153 mil que saíram do subsídio e agora o governo dizendo que 62% permanecem no subsídio e que a maioria aprova? Não entendi nada. Olhem o texto no site da educação estadual.

    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2260-remuneracao-em-parcela-unica-pode-ser-aperfeicoada

    ResponderExcluir
  88. Professor Euler, eu sou designada e estou em greve desde início. Pensei em voltar para minhas aulas, mas depois dessa última do Anastásia em querer pagar R$ 712 de piso me revoltei, não volto nem que me dispensem, pois não vou compactuar com a política suja desse governo, um fora da lei, que não respeita a constituição.
    Espero que o piso não seja uma “lei para inglês ver”.

    ResponderExcluir