sexta-feira, 26 de agosto de 2011

A categoria que emerge da nossa luta pela conquista do piso



Em Ibirité, combativo colega professor em greve amarrou-se ao portal da E.E. Sandoval Soares de Azevedo por 12 horas em protesto pelo não pagamento do piso e pelo corte dos nossos salários.



Em Governador Valadares, nosso combativo colega Rafael Toledo concede entrevista á emissora de TV.





Presença de educadores mineiros na marcha unificada que aconteceu no dia 24/08 em Brasília. De acordo com os organizadores, havia cerca de 20 mil pessoas no manifesto, entre profissionais de diversas categorias, trabalhadores do campo e das cidades. Essa grande manifestação denuncia o que as categorias estão sofrendo com a política do Governo Federal e as praticadas em diversos estados que também se faziam presentes na manifestação. Alunos, Professores e Funcionários Públicos ligados à educação representaram a Ala dos Educadores. A subsede do sind-UTE de Vespasiano e São José da Lapa marcou presença no evento, representada pelos combativos colegas Edeney, Maria Helena e Kerolay.

***

A categoria que emerge da nossa luta pela conquista do piso



Dizia o filósofo Heráclito que “a mesma água nunca passa duas vezes por baixo da mesma ponte”. Assim são (somos) os educadores de Minas após os embates travados em 2010 e em 2011, especialmente. Em 2010 não tivemos força para arrancar os nossos objetivos, embora tivéssemos conseguido realizar uma maravilhosa revolta-greve de 47 dias, dando um tom diferente ao final da gestão do faraó e ao início da nova gestão.

Agora em 2011, uma nova realidade foi estabelecida após a aprovação, pelo STF, da constitucionalidade do piso salarial nacional dos educadores, no dia 06 de abril. Foi um marco para a nossa luta, pois representou uma mudança radical nas perspectivas até então desenhadas pela categoria. A partir de então, ao contrário do governo, que não se curvou ao novo cenário, a categoria dos educadores manteve-se firme em torno de um objetivo central: a conquista do piso, e com ele, a salvação da carreira ameaçada pelo subsídio. É possível dizer, hoje, após 80 dias de uma heroica greve, que estamos próximos da nossa vitória.

Mas, como bem lembram muitos/muitas dos nossos ilustres visitantes, a conquista do piso neste momento representa a vitória de uma batalha. Importantíssima, sem dúvida alguma. Digna de todas as comemorações. Mas, é uma batalha, numa longa guerra pela valorização dos educadores, pela educação pública de qualidade para todos, e pela permanente busca de um mundo melhor para todos.

Considero que muitas coisas estejam acontecendo conosco nesses dias que marcam a nossa luta pela conquista do piso salarial. Reparem que o alvo central da luta: o piso - na verdade uma mísera soma em dinheiro -, ganhou outra dimensão, houve uma transmutação do objeto piso em muitos outros significados e valores. De repente, lutar pelo piso virou também sinônimo de lutar contra a ditadura civil instalada em Minas; contra a censura na imprensa, contra a justiça pró-governo, contra a omissão do ministério público, contra o papel negativo do legislativo mineiro; e em favor de mais democracia nas escolas, de mais solidariedade, da busca pela união interna (na categoria) e com outros movimentos e grupos sociais.

Então nós podemos dizer que o saldo da nossa luta de 80 dias (até o momento), além do valor monetário materializado no piso que estamos próximos de conquistar - e que é muito importante, porque dependemos dele para sobreviver -, é expresso também nas conquistas políticas que estamos arrancando ou construindo com a nossa luta.

Não somos mais os mesmos, poderíamos dizer. Ou então, talvez, devêssemos dizer: somos exatamente os mesmos, por mantermos a nossa essência, porém somos ao mesmo tempo uma outra pessoa, ou um nós mesmos melhorados. Adquirimos, através do rico e variado contato com muitos valorosos colegas das mais diferentes regiões de Minas e até do Brasil e do mundo, conhecimentos, experiências, aprendizados que no dia a dia da nossa rotina talvez não conseguíssemos.

Daí emerge a necessidade de não colocarmos tudo a perder, com uma dispersão imposta pela dureza do cotidiano comum a um educador. O dia a dia em sala de aula cria sempre muitas possibilidades, mas quando nos fechamos no universo de uma escola, apenas, ou de um pequeno grupo, podemos perder as perspectivas de um universo maior, mais amplo, com um alcance superior àquele a que a realidade diária nos impõe.

Isso acontece muito com vários colegas que não aderiram à greve. Em parte, reflete a falta de visão, de compreensão política e comprometimento com o coletivo. É comum que o universo do capitalismo no qual estamos todos submetidos (em todo o planeta, sem exceção), reproduza pessoas egoístas, voltadas para o seu pequeno mundo, como reflexo da disputa cega criada pelo mercado. Claro que não conseguiremos abolir nem nos outros, e nem em nós mesmos, tudo aquilo que consideramos politicamente equivocado. Mas, podemos avançar, podemos aprimorar, podemos ficar melhores.

Hoje mesmo pela manhã, visitando uma escola de Vespasiano, numa conversa aberta que travei com vários alunos que estão recebendo aulas dos substitutos, uma delas me disse, após ouvir a minha crítica à prática da substituição dos grevistas: "Mas, professor, você não acha justo que estas pessoas, mesmo sem formação, sejam respeitadas também? Afinal, elas estão procurando uma forma de sobrevivência. Isso faz parte da luta pelo mercado".

Foram mais ou menos essas as palavras sinceras da aluna. Respondi de imediato que escola não pode ser equiparada ao mercado. Que as pessoas tinham todo direito de trabalhar para sobreviver, mas não dessa forma, furando greve, contribuindo com o governo para prejudicar a carreira dos educadores, especialmente por parte de pessoas que não são sequer habilitadas. Disse-lhe que estamos sem salário e que as pessoas contratadas serão demitidas assim que voltarmos, sendo usadas justamente para prejudicar o nosso movimento.

E como o tempo era curto, pois estávamos no recreio e a direção da escola começava a chamar os alunos para dentro das salas, não pudemos aprofundar mais aquele importante diálogo. Mas, eu comentei com alguns colegas grevistas que compunham nosso NDG (núcleo duro da greve) ali presente: que concepção de cidadania muitos dos nossos alunos estão aprendendo em sala de aula? Ou então: que concepção estão aprendendo fora da escola, e que infelizmente não temos sido capazes de desconstruir tais concepções em sala de aula?

Mas, claro que, para que isso ocorra, nós, educadores, temos que mudar. Nas escolas onde existe um NDG atuando o ano inteiro é muito comum que tenha havido uma grande adesão ao nosso movimento. Ao contrário, nas escolas onde prevalecem concepções egoísticas, cada qual cuidando do seu interesse pessoal, observa-se uma baixa adesão à greve.

Agora com a coquista do piso, que seguramente virá - e por isto temos que manter a greve até a nossa vitória - será possível demonstrar o quanto foi a nossa luta coletiva que produziu aquela conquista. Muitos que inclusive optaram pelo antigo sistema não participam da nossa greve. Tinham ciência de que o subsídio era pior, mas não tiveram coragem de lutar por aquilo que era melhor para todos, inclusive para eles. Se todos nós tivéssemos essa mesma atitude egoísta, voltada para o nosso mundo pessoal, sem correr nenhum risco, sem ter os salários cortados, sem passar pelas dificuldades que estamos passando, seguramente o piso não seria implantado em Minas. Mesmo com o acórdão do STF publicado. Não haveria nenhum esforço para esclarecer as vantagens do piso sobre o subsídio; não haveria nenhuma campanha pelo retorno ao antigo regime remuneratório; não haveria nenhuma pressão social movida pela greve e pela nossa atuação cotidiana em muitas frentes de ação contra os ataques diários do governo e da sua máquina de poder. Teríamos sido esmagados facilmente, tendo que sobreviver com o subsídio, uma categoria desunida, submetida a todo tipo de pressão psicológica, além dos muitos confiscos salariais que teríamos.

A luta pelo piso não ganhou força por razões ideológicas, abstratas, complexas, não. Pelo contrário. O piso era (é), no exato momento em que confirmara-se enquanto vencimento básico, um mecanismo concreto de conquistar melhores condições salariais e de trabalho. As lutas sociais, quando não se deixam perder pelos promessas ocas dos políticos profissionais, são um pouco assim, ou seja, são a expressão de necessidades concretas de sobrevivência. É assim com os sem-terra, com os sem-teto, com os educadores, com eletricitários, guardadas as diferenças específicas de cada movimento.

Mas, temos em comum a disputa com os de cima pelas fatias daquilo que produzimos, e que, na forma como a sociedade está organizada, tendem a se concentrar nas mãos dos de cima. Aos de baixo, somente através de muita luta, organizada e unida, será possível pelo menos diminuir essa diferença social, até que uma outra forma social seja repensada como solução para superar a forma atual. Mas, claro que isso através de um longo processo de lutas.

Por ora, contentamo-nos com o nosso piso, que está muito aquém do que merecemos, mas que é a expressão de uma conquista, e por isso mesmo vem embalado de um conteúdo simbólico todo especial. É conquista dos que lutam. É conquista da nossa luta, de todos os que tiveram a coragem de entrar em greve e se unir aos demais colegas para travar as mais bonitas batalhas que pudemos observar nos últimos anos.

E é claro que não podemos parar por aqui. Temos muito a conquistar. Queremos mais democracia interna (nas escolas, no estado) e externa (na mídia, na justiça, no legislativo, etc). Aprendemos que é preciso envolver os alunos e os pais de alunos nessas nossas lutas, pois a nossa causa - a educação pública de qualidade e a valorização dos educadores - é uma causa muito maior do que a luta isolada de uma categoria de trabalhadores. É uma causa de todos os de baixo, contra os ataques dos governos e dos setores que tentam privatizar cada vez mais a Educação; que tentam reduzir o papel do ensino à uma visão empresarial e tecnicista, apartada de um universo humanista e filosófico mais amplo. Temos um reajuste anual a garantir nacionalmente (e esta é uma luta nacional), não permitindo que nos roubem percentuais nas negociatas mafiosas dos partidos e governantes das mais diversas cores ideológicas, das três esferas de poder.

Enfim, colegas, enquanto tocamos as nossas atividades atuais para manter e fortalecer a nossa maravilhosa greve até a nossa vitória, que se aproxima, devemos pensar nesses pontos de reflexão que estão sendo levantados aqui por muitos combativos/as colegas. Não temos o direito de permitir que a nossa luta possa se esvair após a nossa importante conquista.

Que o nosso NDG - na luta pela base - se fortaleça, multiplique-se e transforme-se numa grande corrente de ação e de pensamento a produzir e reproduzir pessoas melhores e preparadas para lutar pelos interesses comuns dos de baixo, incluindo os educadores.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória! Atual e futuras!

***

P.S.1 - Amanhã quero falar sobre o que esperamos que o governo faça para colocar um fim à greve.

P.S.2 - Um abraço
aos bravos e bravas colegas que conheci durante as últimas assembleias. Através dos relatos destes colegas fico sabendo um pouco sobre as realidades de cada local, o que nos dá uma visão de como a nossa greve está forte em Minas Gerais. Mando aqui o meu abraço aos colegas de Governador Valadares, de Itabirito, de Montes Claros, de Varzelândia, Pedro Leopoldo, Confins, João Monlevade, Divino, Ibirité e tantas outras cidades, onde os valentes educadores estão presentes à nossa luta.

Escolas em greve
- Quero fazer aqui uma observação que já havia comentado antes: algumas escolas, tidas como referência na região, precisam entrar no mapeamento para a ação organizada do NDG da região. Vou dar cinco exemplos de escolas que são referência para suas respectivas regiões, claro que sem desprezar as demais, todas elas igualmente importantíssimas.

- E.E. Elias Issa
, em São José da Lapa - 100% parada - é referência para a região. Parabéns aos bravos educadores que lá trabalham. Nenhuma contratação realizada até o momento.

- E.E. Machado de Assis
, em Vespasiano - escola polo e referência para a região. Não fossem algumas poucas contratações de substitutos estaria 100% paralisada. O NDG precisa analisar esta situação e tentar mudar aquele quadro para a situação anterior, de 100% de paralisação. À grande maioria que permanece firme na luta, os nossos parabéns!

- Colégio Estadual Central, em BH: maior escola do estado e escola referência em BH - pelo que sabemos, e pelo que foi mostrado pela mídia -, está 100% paralisada. Parabéns aos educadores e aos alunos, que ao que parece tiveram importante papel na adesão de todos.

- E.E. Renato Azeredo
, Vespasiano: escola referência do Morro Alto e região. Estava 100% paralisada, mas houve algumas poucas contratações para a escola anexa. Mas, o NDG com o apoio dos estudantes - ou graças ao pedido dos alunos -, parece que vai reverter essa situação.

- E.E. Madre Serafina de Jesus
, em Itambacuri. Soube que se trata da maior escola e referência na região: 100% paralisada desde o dia 08/06. Estão de parabéns os bravos educadores que trabalham naquela importante escola e estejam seguros de que a persistência de vocês muito está contribuindo para um desfecho favorável à nossa luta.

Nos próximos dias
, vou trazer aqui novos informes das escolas que estão paralisadas, parcial ou totalmente, servindo de inspiração e de exemplo para toda Minas Gerais. Parabéns aos bravos educadores que constroem a nossa vitória com sua luta.
***

Comentário do Blog: (como não estou conseguindo postar no modo tradicional, vou colocar aqui, manualmente, o comentário a seguir, às 13h12m)

Pessoal da luta, membros do NDG,

Vejam bem que situação ridícula a deste governo:

1) primeiro ele diz que pagava até mais do que o piso através do subsídio. Na TV, a secretária da Educação chegou a falar que pagava 85% a mais do que o piso proporcional do MEC;

2) agora que o STF determinou o pagamento do piso, não cabendo mais recursos e lorotas, o mesmo governo diz que não pode pagar sequer o piso proporcional do MEC. Ora, quando é o governo fala verdade para a população mineira? Ele pagava até mais do que o piso antes e agora diz que não pode pagar nem o piso proporcional do MEC?;

3) a mídia mimeira nos deve um direito de resposta pelas mentiras que vem publicando diariamente. Ela repercutiu essa fala do governo de que estaríamos em greve por razões políticas. Hoje mesmo, ao que parece, um jornalista imbecil teria dito que somos massa de manobra de um deputado. Exigimos direito de resposta!;

4) em abril deste ano o governo já sabia que teria que pagar pelo menos o piso proporcional do MEC. Mesmo assim concedeu aumento de 100% para a PM e mais 10% para todos os outros servidores do estado, menos para a Educação. Além disso, no início do ano realizou enorme contratação, através de leis delegadas, de centenas de cargos políticos fruto de compromissos eleitorais. E agora nos vem falar em limites da LRF? Não aceitamos esse argumento. Por que essa lei funciona somente contra os educadores de Minas? Que reduzam os salários dos de cima, que demitam os cargos de confiança, mas não nos imponham este argumento ridículo.

Aliás, o governo propôs aumento para diretores e vice-diretores, enquanto diz que não pode pagar o miserável piso de R$ 1.187,00, nem na sua forma proporcional, que é R$ 712,20 para o profissional com ensino médio. Ora, nos poupem!;


5) concordo com o Rômulo e com a Josélia, quando criticam esse rebaixamento da nossa luta tentando atribuir nossas conquistas a uma suposta ação do ex-presidente da república. Em oito anos de governo Lula o nosso piso não foi assegurado! Os banqueiros receberam em dia mais de 600 bilhões de reais; o agronegócio foi beneficiado, os grandes empresários tiveram lucros como nunca antes nesse país; mas nós, educadores estamos lutando por um piso miserável até o dia de hoje.

Então, na minha opinião, quando se trata dos interesses dos de baixo, tanto o governo FHC, quanto o governo Lula, guardadas algumas diferenças em favor deste (como o Bolsa Família e o Prouni) agiram com muito mais coisas em comum do que com diferenças. Nós, os de baixo, especialmente os educadores da educação básica, continuamos excluídos e prejudicados, tanto antes como atualmente.

Essa encenação de que Lula teria convocado o ministro Haddad para saber o porquê dos estados não pagarem o piso é algo ridículo e me assusta até que alguém leve a sério uma coisa dessas. Afinal, por que o Lula não chamou o Haddad para fazer tal pergunta enquanto ele era presidente da República? E por que a Dilma não faz isso agora, enquanto está na presidência?

Então, turma da luta pela base, eu confio na força da nossa luta, da nossa mobilização pela base e não nos conchavos de cúpula, quase sempre voltados para nos ferrar, literalmente!

Vamos manter a nossa unidade e mobilização pela base e não aceitar nenhuma desculpa para que o governo de Minas não pague o piso.

Vejam que coisa ridícula: o governo diz que não tem dinheiro para nos pagar o piso e ao mesmo tempo fala em ampliar as contratações de substitutos! Que ridículo! Que humilhante! Que descaso com os educadores, com os alunos e com a população mineira!

Não podemos aceitar uma coisa dessas! Temos que reforçar e ampliar a nossa greve e envolver toda a sociedade nessa luta! Estão querendo destruir a educação pública e nos incriminar pela ilegalidade que eles estão cometendo.

Não vamos aceitar isso! Exigimos respeito! Exigimos que o governo preste contas do que vem fazendo com os recursos da Educação! Exigimos que nos pague os nossos salários mesmo em greve e que nos pague o piso a que temos direito!

Se for necessário, que o governo reveja todos os gastos do estado e corrija e retire os privilégios existentes nos três poderes, mas não venham querer retirar o nosso direito ao piso e a todas as nossas conquistas!

Um forte abraço e desculpem o desabafo, pois tem hora que é duro ver e ouvir certas coisas sem desabafar!

P.S.: O direito de resposta à ofensa do jornalista da Rádio Itatiaia que nos chamou de "massa de manobra" de um deputado deve ser dado aos 150 mil grevistas, e não ao deputado. Nós é que fomos ofendidos.

318 comentários:

  1. Professor Euler,
    Professoras(es),

    "A enorme energia das águas represadas"

    - O Governo tem que aprender a respeitar e valorizar todas categorias de trabalhadores e,principalmente respeitar as leis.

    - O Governo deve aprender que estar junto com o povo, ao lado do povo é seu papel.

    - O Governo está aprendendo que projetos de poder não podem passar por cima dos direitos POPULARES.

    - Estamos aprendendo a exercitar a DEMOCRACIA.

    - Estamos aprendendo que as lutas por causas justas, são duras mas temos a obrigação de reivindica-las sempre. O silêncio favorece as INJUSTIÇAS E OS COVARDES.

    - Estamos aprendendo e percebendo a FORÇA DOS MOVIMENTOS POPULARES.

    - Individualmente estamos satisfeitos por estar COMBATENDO O BOM COMBATE, temos a consciência tranquila.

    - A vitória é a conquista da justiça.

    - A maior de todas as vitórias é nos transformarmos em PESSOAS MELHORES.

    ... E O SOL NASCE NOVAMENTE;
    ... E A LUTA CONTINUA;
    ... ASSIM É A VIDA.

    QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS.

    COM DEUS, VENCEREMOS!

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    ResponderExcluir
  2. Hoje você consolidou sabiamente meu pensamento a respeito do nosso movimento.
    Esta greve é MORAL, mexe com nossos valores, não os financeiros, estes foram os detonadores, mas hoje são consequência, por isso a resistência de muitos em aderirem ao movimento, estes não tem noção da grandiosidade deste fazer parte e ainda se sentem moralmente afetados quando tentamos sensibilizá-los para mudarem de lado, tem verdadeira aversão aos grevistas porque nós representamos para eles aquilo que incomoda, que os tira da zona de conforto, SOMOS OS VALORES INVERTIDOS e atrapalhamos.
    Estes professores podem ser excelentes "dadores de aulas", dominarem perfeitamente seu conteúdo, mas não capazes de criar valores humanitários em seus alunos, de alertá-los sobre a importância da busca do respeito a si próprio através da ação, do respeito ao outro sem ter que ser submisso, porque não se pode dar aquilo que não tem.
    Martinha -Oliveira MG

    ResponderExcluir
  3. Euler,
    Bom dia!
    Poderíamos(e deveríamos)iniciar hoje uma campanha junto ao MP, com base no acórdão publicado pelo SUPREMO, para exigir que ele(MP) cumpra o seu papel e determine ao (DES)governador mineiro o pagamento imediato do PNPE aos educadores.
    O texto ficaria por sua conta,lóóóóóóóógico, e
    a nós caberia enviá-lo continuamente durante todo o dia ao MP. Que tal??????????

    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Euler e bravos combatentes de luta. Soube ontem à noite, que alguns professores da E.E. Fernando Otávio de Pará de Minas, vão voltar para sala de aula na segunda-feira. E que outros estão sendo pressionados a voltar pelo diretor da escola, que é também vereador e lacaio desse governo medíocre. Me admira mito, quem lutou bravamente até agora, recuar seja qual for o motivo.Não é hora de voltar guerreiros, vamos lutar até a nossa vitória final.
    Abraço a todos que lutam bravamente.

    ResponderExcluir
  5. Euler, bom dia!
    Se eu vi mais longe, foi por estar de pé sobre ombros de gigantes.
    "QUANDO HA ESPERANÇA PARA A EDUCAÇÃO, HÁ ESPERANÇA PARA A HUMANIDADE."
    DEUS CONTINUE ABENÇOANDO CADA VEZ MAIS O NÚCLEO DURO DA GREVE.
    Rosilene ( Conselheiro Pena ).

    ResponderExcluir
  6. Ai pessoal, a Renata Vilhena já está dizendo que o estado pode estender a contratação de mais professores substitutos para as outras séries e não somente o 3º ano. Falou também que o estado não tem orçamento para pagar o piso aprovado pelo supremo porque iria ferir a lei de responsabilidade fiscal, mais admite negociar com o sindicato. Segundo ela Minas não recebe recursos do FUNDEB e por isso não tem como utilizar esse recurso. Gente, não é só provar que não tem como pagar e requisitar esse recurso junto ao governo federal? Essa greve vai se prorrogar mais do que ja devia. Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  7. Euler, muito bom dia ,é desgastante uma greve, mas, como é bom ver que ainda somos uma classe porta-voz da sociedade, que educa ,ensina além dos conteúdos básicos,direitos adormecidos,fazendo com que pessoas andem de viseiras como alguns animais domesticados.É,a nossa greve não é só nossa , não é só a garantia de um piso salarial, é o grito da sociedade sofrida massacrada diariamente pelos podres poderes públicos.Parabéns pelas belas palavras, convido as autoridades para não perderem tempo e façam como nós,adote seu blog e o tenha como ponto de referência para não massacrarem pessoas como fazem todos os dias .E que Deus não nos abandone nesta reta final e que o piso, que é lei, possa sair do papel.

    ResponderExcluir
  8. BOM DIA ,
    ONTEM VISITEI OS MEUS ALUNOS DO 3º ANO DA E. E. LUIZ PRISCO DE BRAGA . ESCLARECI SOBRE PONTOS IMPORTANTES DA INGOVERNABILIDADE DO GOVERNO ANASTASIA . ELES COMPROVARAM QUE "OS TAMPÕES" ESTÃO TENDO SÉRIAS DIFICULDADES PARA MINISTRAR AS AULAS , INCLUSIVE UM DELES PERGUNTOU PARA UMA TURMA DE A PALAVRA CORRENTE É COM UM R OU COM DOIS ERRES . AH ! OUTRO DETALHE , PRESENCIE O CANSAÇO DE UM TAMPÃO JÁ DANDO AULA SENTADO ... PARABÉNS , COLEGAS DO LUIZ PRISCO , NÓS FAZEMOS A DIFERENÇA ! POR FAVOR , CHEGA DE SENZALA !A CHAVE PARA A LIBERDADE : NOSSO PISO SALARIAL E NOSSA DIGNIDADE JÁ !

    ResponderExcluir
  9. Não é fácil sobreviver na contemporaneidade. Todavia, cada um trás uma marca de luta. Assim que convidando Ivan Lins e Vítor Martins para nos ajudar quero enfatizar que:"No novo tempo apesar dos castigos estamos em cena estamos nas ruas quebrando as algemas prá nos socorrer...Pra que nossa esperança seja mais que a vingança seja sempre um caminho que se deixa de herança"

    ResponderExcluir
  10. Euler,acredito que a greve está na reta final e com a perspectiva de sermos vitoriosos.Contudo,sabemos que não teria essa força se não tivéssemos você,com esse espírito de guerreiro,sua disposição de nos informar,atualizar , dar ânimo e esperança aos incrédulos.A sua clareza de expressão,criatividade nos textos,que além de esclarecedores,muitas vezes nos descontraem com doses de humor e sátira, alento e força que muitos precisam para seguir em frente.Expresso também toda a admiração e respeito aos bravos colegas que não se intimidaram diante das inúmeras barreiras:intransigência do governo,corte de salário,declarações mentirosas,omissão da mídia,etc Sabemos que não é fácil a luta pelos direitos,quando forças opostas conspiram contra nossos objetivos,mas a perseverança, a força de vontade e a coragem nos impulsiona para a vitória.E para aqueles que por medo, comodismo,falta de esclarecimento,continuam a trabalhar,assinar ponto(sem aluno)fica aqui registrada a minha indignação.Quanta vergonha!!!

    ResponderExcluir
  11. Depois da belíssima ajuda das treze almas só mesmo o Pe. Fábio de Mello encorpando o nosso elo com esse trecho: Pra dizer sim à vida (PISO) nós juntamos nosso canto (o envolvimento de outras categorias) convidamos outros tantos (alunos, pais, alunos de pedagogia, direito da ufmg, puc) pra que a voz desse clamor possam emprestar. Prá dizer sim a vida não importa quem sejamos Só importa o que buscamos(VALORIZAÇÃO E DIGNIDADE DA CATEGORIA) a herança que aos filhos vai ficar.

    ResponderExcluir
  12. ALERTA GERAL


    Amanhã dia 27 de agosto (sábado) GOVERNADOR Antônio Anastasia irá visitar a cidade de Capim Branco MG, situada a 60 km ao norte de Belo Horizonte, sentido Sete Lagoas, o acesso mais rápido é pela MG 424 até a cidade de Matozinhos.

    Programação:

    Horário: 10:00 às 14:00 horas
    O governador irá entregar pessoalmente os certificados aos participantes do Projeto Travessia (Sesi, Senac).

    Mapa de acesso:
    http://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&q=Capim+Branco&um=1&ie=UTF-8&sa=N&tab=wl

    abraços

    “Sonha e serás livre de espírito…
    luta e serás livre na vida. ” (Che Guevara)

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Professor,

    Caro Euler, trabalho na rede municipal de ensino de Contagem mas sou morador da cidade de Brumadinho. No meu percurso diário ao meu trabalho notei que várias escolas estaduais que não estavam paradas estão paradas a partir de hoje.

    ResponderExcluir
  14. COLEGAS

    RIDÍCULA A POSTURA DO JORNALISTA CARLOS VIANA NA RÁDIO ITATIAIA: SEGUNDO ELE A GREVE NÃO É DOS PROFESSORES, MAS SIM DE ROGÉRIO CORREIA.

    VAMOS LIGAR PARA LÁ!

    ResponderExcluir
  15. Absurdo na rádio Itatiaia! A greve é de Rogério Correia!

    ResponderExcluir
  16. Euler, meu filho,
    Veja:
    (...) O acórdão publicado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que determina aos Estados o pagamento do piso nacional no valor de R$ 1.187 para jornada de trabalho de até 40 horas semanais, foi motivo de muita comemoração nesta quarta-feira (24), entre os professores da rede estadual que se reuniram no pátio da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG)(...)

    A expressão: "ATÉ 40 HORAS" me faz acreditar que não há necessidade de se fazer aquela continha de proporcionalidade para 24 horas. Parece que nossa carga horária já está incluída aí! O que acha sobre isso?
    Sua "namorada" virtual.
    Que Deus o conserve, bravo guerreiro!!!

    ResponderExcluir
  17. Olá combatentes companheiros onde que tá todo mundo?Estão deitados em bercços esplêndidos dormindo o sonho dos justos aguardando o tão sonhado Piso Salarial Nacional? O publicar do acórdão emudeceu todo mundo?
    Olá combatente Euler anda sumido colega.Cadê a euforia de outrora?
    Tô sentindo falta do comentàrio de todo mundo.
    Gilvânia,Santo Antônio do Jacinto.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia Professor Euler!
    Parabéns pelas suas palavras !
    Estou de greve desde 8 de junho e mesmo em casa sinto contagiada e forte para continuar a luta.Na escola que trabalho a maioria voltou a trabalhar no dia 16 de agosto.
    Um forte abraço!Se Deus quiser voltaremos vitoriosos.
    Margarete (E.E. Professora Ilama de Lana E. Caldeira)

    ResponderExcluir
  19. Euler,o governo tenta confundir.No jornal o tempo de hoje 26/08 a sec.Renata diz que os recursos para complementar a folha de pagamento do professor só pode aos estados que recebem verba do FUNDEB,O QUE NÃO É O CASO DE MINAS SEGUNDO A RENATA.GOSTARIA DE SABER SE ISSO PROCEDE?

    ResponderExcluir
  20. Bom dia a todos! O Benny publicou em seu blog sobre nossa greve, e foi uma reflexão bem sóbria. Que todos possam ler e deixar seu comentário, pois são poucas as pessoas da imprensa que nos apoiam e le é um deles. Abraços

    Professor Luciano

    http://www.dzai.com.br/benny/blog/blogdobenny

    ResponderExcluir
  21. João Paulo Ferreira de Assis26 de agosto de 2011 09:37

    Prezado amigo Professor Euler

    Com a sua devida vênia transcrevo um artigo que fiz para o jornal via real, de Ressaquinha, que será publicado no mês de setembro. O título do artigo é GREVE DOS PROFESSORES

    No presente artigo, eximimo-nos de discorrer sobre a História para tratarmos de um magno assunto, que interessa a toda comunidade. Referimo-nos à greve dos professores.
    Em primeiro lugar, faz-se necessário um histórico da remuneração dos professores. Até o governo Fernando Henrique Cardoso havia Estados e municípios que pagavam aos seus professores menos do que um salário mínimo. Nunca pudemos esquecer a abertura de um programa político nas eleições presidenciais de 1989, programa do PMDB, que mostrou uma professora maranhense comparecendo DESCALÇA à sua escola, numa comunidade cercada por fazendas do então Presidente da República e hoje Senador José Sarney. Isto foi uma agressão à consciência de professor, pois à mesma mestra faltava o necessário para adquir um mero par de havaianas. No governo FHC determinou-se que nenhum Estado ou município poderia pagar aos seus professores menos do que o salário mínimo vigente. Num primeiro momento melhorou a situação, mas faltava algo mais. E este algo mais foi a Lei 11738, de 16 de julho de 2008, que determinou o pagamento do Piso salarial profissional nacional. Alguns governadores, porém, ingressaram com ação direta de inconstitucionalidade, com vistas a derrubar a lei. O STF analisou a situação e decretou em 06 de abril de 2011 que a lei é constitucional, e que portanto, a ADIN 4167 é improcedente.
    Por outro lado, o Sindicato Único dos Trabalhadores do Ensino de Minas Gerais incorporou ao seu projeto a luta pelo Piso, rejeitado o subsídio que o governo nos queria pagar, e que se trata na verdade de um confisco pois somava tudo e pagava, e as gratificações futuras a que temos direito simplesmente não seriam pagas. O Sindute, desde o dia 24 de fevereiro tentava sem sucesso uma audiência com as secretárias do governador, esperando em vão por uma negociação que se pudesse fazer sem precisarmos recorrer ao instituto da greve. Olimpicamente ignorada, a classe dos professores decidiu no dia 31 de maio, entrar em greve a partir de 08 de junho. O governo do Estado então disse que não entrava em negociação com categorias em greve. Com as represálias na forma de corte de salários, contratação de substitutos, os professores-modess ou tampax, o governo, sempre apoiado por uma justiça subserviente, acabou por fazer o movimento crescer ainda mais.
    No dia 24 de agosto foi publicado finalmente o Acórdão do STF.
    O Governador ao se recusar a cumprir a Lei Federal 11738 nos põe a nós professores numa situação muito difícil. Cabe a ele, como primeiro cidadão do Estado dar o exemplo do respeito a lei. SE ELE NÃO RESPEITA A LEI E NÃO RESPONDE POR ESSA DESOBEDIÊNCIA, como NÓS PROFESSORES VAMOS COBRAR DOS ALUNOS POSTURA, DISCIPLINA E RESPEITO AO REGIMENTO DA ESCOLA? Ora, se o governador pode desobedecer sem responder por isso, porque os alunos não podem? A Constituição Federal de 1988 assegura, no artigo 5° caput, a igualdade de todos perante a lei. E os alunos não são inferiores a ele.

    João Paulo Ferreira de Assis, Professor da EE Deputado Patrus de Sousa, e autor da História do Município de Senhora dos Remédios

    ResponderExcluir
  22. MARIA DE MONTES CLAROS26 de agosto de 2011 09:37

    Querido colega Euler,
    Que bom tê-lo no nosso meio. Essa pessoa franca, com muito clareza em tudo que diz e certamente no que faz. Sinto-me confortada quando leio os seus textos. Me indentifico com o seu pensamento. Acredito que a EDUCAÇÃO é o inicio, o meio e o fim.
    Hoje ao ler sua avaliação sobre essa greve, que acredito ser um marco muito importante para Minas e até mesmo para todo o Brasil, senti uma grande emoção, quando você falou sobre a dimensão dessa LUTA, resaltando os valores que devemos resgatar. Mais ainda, sairmos do comodismo e do egoismo para buscar uma unidade na grande diversidade que encontramos na nossa sociedade. Valorizando o sem humano em todo o seu conjunto.
    Peço a Deus muita proteção para você, que atrávez das palavras conseguem transmitir um grande conhecimento para os seus companheiros de luta e até mesmo para os covardes, que não acreditam em si próprios.
    "OUSAR LUTAR, OUSAR VENCER"!
    MUITA FORÇA PARA TODOS NÓS E ATÉ A VITÓRIA!!!!

    ResponderExcluir
  23. por que Minas não recebe verba do fundeb?A renata explica?Talvez seja porque o Estado tem uma dívida enorme(que Aecio disse ter quitado ,lembram~se?)com a União.Talvez seja isso ....mas o governo de Minas não vai explicar....desmentiria o faraó...

    ResponderExcluir
  24. Bom dia, bravos guerreiros!
    Euler, acho que está na hora de fazermos algo mais impactante. A população já se volta contra nós por causa das confusões no trânsito no final da tarde, na volta pra casa. Por que não paramos o trânsito na ida para o trabalho e para as escolas? Além de ser diferente estaríamos prejudicando mais quem a reclamação seria mais ouvida: os donos dos comércios, fábricas e etc. Devíamos acampanhar na porta do MP. Fazer um rodízio lá. Dia tal combatentes de tal escola fazendo orações em voz alta o dia inteiro. No outro dia outro grupo. Assim não desgastaríamos ninguém além de quem pode intervir. Tá na hora de jogarmos mais duro com esse governo pq ele está tentando jogar a sociedade contra a gente. E como a maioria foi instruída por professores que não entram em greve, ou mesmo tipo tampão, o povo não entende não. Fora essa mídia comprada. Acho tb que deveríamos fazer um vídeo dando uma aula sobre o que é piso e o q é subsídio( talvez com toques de humor) e curto tb e postar no you tube. Chamar os colegas para acessarem apenas esse vídeo e fazer chegá-lo a 1 milhão de acessos como foi o da Tal Amanda( prof) assim pode ser que cheguemos a vários programas nacionais como ela que foi até no Faustão. O governo começa a jogar duro. Ficar só parando o trânsito não tá causando mais não.

    ResponderExcluir
  25. Vamos começar o dia com a oração dos Educadores? Além de apelar para as treze almas que tal fazermos essa corrente de oração todos os dias? Bjs.

    Bom dia, Euler e blogueiros,
    Gostaria de usar esse espaço para fazer uma prece por cada um de nós. Em especial para a Beatriz( ontem eu achei ela muito abatida nas entrevistas, tb não é pra menos), para o Euler,para todo o núcleo duro da greve e para todos os Eucadores( com letra maiúscula).
    Pai, estamos aki hj na Tua presença para pedir que olhe para nossa causa. O senhor sabe todas as lutas que passamos dentro e fora de sala de aula. O senhor conhece nosso coração e sabe que o que nos motiva na nossa jornada é o desejo de compartilhar com o senhor o poder da criação e criarmos uma sociedade mais justa através de alunos conscientes, educados, cidadãos éticos, que respeitam seus semelhantes, cumpridores da lei e de seus deveres, mas também fortes lutadores pelos seus direitos. O senhor sabe que nosso desejo é de ajudar nossos queridos alunos para que tenham chance de competir dignamente no mercado de trabalho, e compensá-los de alguma forma pela desigualdade social que sofrem. Deus, o senhor sabe quantas vezes tivemos que ser pais, psicólogos, médicos, amigos...e sabe que todo isso não foi só pelo dinheiro no fim do Mês. Foi feito tb pela nossa consciência e responsabilidade social. SEnhor, até quando esconderás de nós a tua face? Não vê que o inimigo exala soberba enquanto dá o resto as Tuas crianças? Levanta-te, senhor!Detenha-o, derruba-o. Que o teu exército se coloque a nossa frente e trave conosco esse embate. Que nossos inimigos saiam confundidos e envergonhados.Abençoa, senhor a Beatriz, ao comandante Euler, e a cada um de nós. Quando um guerreiro sentir que faltam lhe forças para lutar, coloque um anjo ao seu lado para lhe levantar.Venha, senhor, em nosso auxílio para nos permitir que cumpramos a missão que o Senhor mesmo nos deu : Educar com amor, dignidade e respeito o Teu povo. Amém.
    Obrigado, senhor por me ouvir, tu sempre me ouve.

    ResponderExcluir
  26. Euler,

    Para aqueles que estão preocupados com um possível recurso da ADI 4.167, recomendo a leitura do art.26 da lei 9868/99.

    Art. 26. A decisão que declara a constitucionalidade ou a inconstitucionalidade da lei ou do ato normativo em ação direta ou em ação declaratória é irrecorrível, ressalvada a interposição de embargos declaratórios, não podendo, igualmente, ser objeto de ação rescisória.

    Logo, não é necessário nos preocupar, pois o resultado do julgamento NÃO pode ser alterado.

    Abraços,
    Educadora em Luta

    ResponderExcluir
  27. Euler, gosto muito de tudo que leio aqui. Com toda certeza nos fortalece, mas essa greve já virou calamidade pública. Tudo tem um preço e, nós profissionais da Educação estamos pagando alto demais por aquilo que é nosso por direito. É um absurdo ter que ouvir, mesmo depois que o STF publicou o acórdão, desculpas para não cumprimento de uma LEI FEDERAL. Não entendo ou melhor não consigo digerir as palavras da porta voz do governador ( Renata V. ). Temos que rezar muito e pedir reforço a todos os movimentos sociais, porque se depender dos políticos... vamos sofrer mais um tanto. Que país é esse ?!. E que tipo de estado e dovernador é esse?!. Temos que divulvar tudo que ocorre por aqui, para que todos saiba desse descaso que já virou escandalo.
    Força!
    Abraços

    ResponderExcluir
  28. Pollyanna,

    Essa sugestão foi dada em assembléia do dia 09/08, porém não foi levado a votação da categoria.

    ResponderExcluir
  29. MINAS GERAIS não recebe verbas do FUNDEB? Como ele arca com toda a politica de educação? Mantem milhares de alunos em escolas publicas?

    Agora já vem com outra conversa, fala, fala, se estrunbica, para com isto governo, cumpra a Lei, Lei é Lei, tem que ser cumprida, senao voce perderar seu posto de governador, vamos pintar as caras e ir para rua gritar: FORA ANASTASIA, CHEGA.

    Minas não merece o governo que tem. Nós Educadores cansamos de ser pisados, maltratados, esquecidos, colocados a merce da sua administração publica.


    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=180589

    ResponderExcluir
  30. GRAÇA:

    Bom dia Prof Euler,

    Urgência, urgentíssima!Exigir que a SEE publique as listagens dos servidores optantes pela antiga e legitima carreira! Ate agora so foi pulicada uma listagem com mais de 84 mil optantes. 153 mil? Esse numero foi informado pela SEE, falta a publicação, que com certeza ira provar que somos muito mais que 153 mil optantes!
    A fala do governo é para confundir cada vez mais: 1) o subsidio paga mais que 85% do valor do piso.2) tem que aguardar o acordão, 3)Agora MG não tem como pagar o piso! Oras se ja paga a mais pq não paga o piso e ecomiza então? O Sindute poderia publicar um texto enxuto em todos os jornais, desmontando "a fala" incoerente e descomprometida do governo.Outra coisa, exigir posicionamento do MP que não pode compactuar com tanta ilegalidade!E mais: Nomear os deputados omissos e cobrar o posicionamento de todos eles, sem excessão! O tal projeto de melhoria do subsidio ja esta na assembléia? É preciso pertubar mais o legislativo e o judiciário!

    ResponderExcluir
  31. EULER;
    CADASTREI DENÚNCIA NO SITE DO MINISTÉRIO PÚBLICO, SUJIIRO QUE TODOS CADASTREM

    https://aplicacao.mp.mg.gov.br/ouvidoria/cidadao/acesso.do?idOuvidoria=7

    Exmos Senhores;

    Através do que foi noticiado pela imprensa tomei conhecimento da participação do Ministério público como mediador do impasse que ocorre entre o Governo de Minas Gerais e a categoria de profissionais da educação em greve.
    Estranhei o fato noticiado em que numa postura passiva o ministério público alega que já se encontra em atividade desempenhando o papel de mediador em que a resolução ou não do impasse depende da boa ou má vontade das partes.
    Sempre acreditei que o papel do Ministério Público fosse oferecer denúncia contra aqueles que estivessem a margem da lei, por isso ofereço aqui minha contribuição para o bom trabalho desta indispensável instituição da democracia.
    Venho através fornecer duas denúncias ao Ministério público. A primeira delas me posiciono como pai de aluno, minha filha estuda o oitavo ano Na Escola Estadual Valdomiro Silva Costa em Virgem da Lapa, escola esta que está funcionando em caráter precário em função da Greve Legal dos Servidores, o que faz com que minha filha tenha a carga horária prejudicada. Já que é constitucional que a educação é dever do Estado, gostaria que este fosse acionado. A segunda denúncia faço como professor efetivo do Estado de Minas Gerais onde não é cumprida a lei do Piso Salarial Nacional, considerada constitucional pelo STF, cujo acórdão foi publicado em 24/08/2011.
    Na expectativa de que essa instituição possa cumprir seu papel agindo de maneira ágil e dinâmica, minimizando assim os prejuizos sociais e estabelecendo a normalidade anenciosamente despeço-me.

    ResponderExcluir
  32. Pessoal da luta, turma do NDG, bom dia!

    Com essa notícia do jornal O Tempo (veja o links a seguir) eu devo rir ou devo chorar, hein?

    Link: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=180589

    O governo agora tem a cara de pau de dizer que não tem recursos para pagar o piso do MEC, mesmo o proporcional.

    Ora, mas ele não vinha dizendo que pagava até mais que o piso através do subsídio?

    Isso se chama enganação, tentativa de iludir a população e mereceria um impeachment deste governo, por mentir para o povo.

    Negociar o quê, sra. secretária? Vocês não quiseram negociar nada antes e agora vêm com essa história de negociar. Têm é que pagar o piso e pronto!

    Quanto à questão do FUNDEB (não li a matéria a respeito), quero esclarecer aos visitantes o seguinte:

    1) TODOS os estados e municípios têm o FUNDEB, que é um fundo composto por 20% de todas as receitas do estado - ICMS, IPVA,- e alguns repasses federais. No final do texto eu publico o link para consulta do FUNDEB de Minas, que gira em torno de R$ 400 mil por mês;

    2) além do FUNDEB, que está inserido nos 25% da Educação, o governo ainda tem um restante de receita para completar os 25% da receita do estado;

    3) a complementação a que os estados e municípios têm direito para pagar o piso não tem nada a ver com repasses de verbas do FUNDEB. São duas leis diferentes e se a secretária disse isso mesmo (não li a notícia) ela está novamente tergiversando;

    4) A complementação por parte da União para cumprir as regras do FUNDEB diz respeito especificamente a esta lei e atinge somente aos estados e municípios mais pobres; já a complementação para o piso foi instituída em outra lei - 11.738/2008 - e nada tem a ver com a citada complementação do FUNDEB. Pela lei do piso, qualquer estado ou município, rico ou pobre, que comprovar não poder pagar o piso por falta de recursos, poderá sim pedir ajuda à União. Mas, terá que comprovar que aplica corretamente os 25% da Educação - e este é um dos problemas de Minas;

    5) quanto à lei de responsabilidade fiscal, como já esclarecemos aqui, trata-se de leis diferentes: a LRF e a Lei do Piso. O governo precisa pagar o piso primeiramente. Ponto. Se isso resultar na ultrapassagem dos limites da LRF então esta lei (a LRF) prevê as medidas para corrigir o orçamento do estado. Entre essas, está o corte do pessoal da turma de cima, dos que foram nomeados politicamente ganhando salários de marajás!;

    6) então, nós, da turma do andar de baixo, não aceitamos ser punidos por conta do favorecimento deste governo aos de cima! Exigimos o pagamento do piso e que o governo arrume a máquina do estado pra cima dos de cima, não lascando mais confiscos nas nossas costas como tem feito nos últimos 10 anos, pelo menos!;

    É isso. Um forte abraço a todos e força na luta!

    Eis o link do FUNDEB:

    https://www17.bb.com.br/portalbb/djo/daf/Demonstrativo,802,4647,4651,0,1.bbx

    Escrevam o nome do estado (Minas Gerais), depois coloquem a data inicial e final de qualquer mês (01/07/2011 e 31/07/2011, por exemplo), depois escolham a opção FUNDEB e a receita daquele mês aparecerá. A propósito, o repasse de julho para este fundo foi de 392 mil. Geralmente este valor aumenta bastante nos meses finais do ano.

    ResponderExcluir
  33. Euler, na globo.com tem um vídeo de um aluno agredindo uma diretora em uma escola de Contagem, e a cena é forte. Esta é a realidade de nossas escolas e esse pessoal não entra em greve.Se for uma escola Estadual, são pobres e desinformados coitados. Força na luta.

    ResponderExcluir
  34. João Paulo Ferreira de Assis26 de agosto de 2011 10:13

    Prezado amigo Professor Euler

    A ideia da Pollyanna é boa. Nas primeiras horas da manhã o pessoal está mais descansado, e sabe ter o dia pela frente. Sem contar que se preza mais a viagem de volta para casa do que a de ida para o trabalho.

    A ideia do vídeo do You Tube é sensacional. A aula é necessária, e com uns toques de humor, ia fazer esse pessoal inimigo da Educação ter ataques. Ia ser muito interessado saber que o Anastasia deu um piti ao tomar conhecimento do vídeo.

    A vitória está próxima!!!!
    ATÉ A VITÓRIA!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  35. Pauta da proxima assembleia: IMPEACHMENT JÁ! Não há mais o que esperar.

    ResponderExcluir
  36. Olha os recursos do FUNDEB aí gente:

    http://www.tesouro.fazenda.gov.br/estados_municipios/estados.asp

    ResponderExcluir
  37. CONVERSA FIADA

    MINAS RECEBE VERBA DO FUNDEB SIM, A MERENDA É A PROVA DISSO, FICA EM CIMA DOS DIRETORES COBRANDO A COMPRA DOS 30% DA AGRICULTIRA FAMILIAR.

    O PROBLEMA É QUE A LEI EM MINAS SÓ VALE PARA OS OUTROS, PARA POLITICO NÃO.

    ATÉ MAIS

    ResponderExcluir
  38. Companheiros(as) de LUTA, a última coisa que podemos fazer agora, é retornar às escolas. Imaginem se na hora de comemorarmos a nossa vitória iremos deixar o campo! De jeito nenhum! Temos que permanecer UNIDOS até o fim, ou melhor, para sempre, até que um dia consigamos ter todos os nossos direitos garantidos. Quem ainda não aderiu à greve, venha! Esta luta também é sua! TODOS, TODA A SOCIEDADE sairá beneficiada. Então, não deixe de participar! Nós, somos responsáveis pelo nosso PRESENTE E PELO NOSSO FUTURO. Portando, ajude-nos a escrever uma outra HISTÓRIA para a EDUCAÇÃO DO PAÍS E DE MINAS GERAIS! Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  39. Enquanto não tivermos o PISO SALARIAL implantado no nosso CONTRACHEQUE, não podemos retornar às salas de aulas. Afinal, não podemos JAMAIS confiar no nosso DESgoverno! Tem que ser preto no branco!

    ResponderExcluir
  40. Euler achei interessante esta resposta ao editorial do Estado de Minas. O autor escreveu a partir do texto do jornal e ficou interessante. Se achar conveniente a divulgação: http://grevepromg.blogspot.com/2011/08/radicalismo-e-serenidade-resposta-ao.html

    ResponderExcluir
  41. Ola, Renata Vilhena, vim com esta desculpa que Minas nao recebe desculpa do FUNDEB, que equivoco, esta desinformada, como Minas estaria mantendo educação para milhares de alunos na educação básica?
    Pode consultar o site do tesouro nacional e puxar os extratos dos repasses de mes a mes, que vai ver os recursos.
    Minas nao investe os 25% obrigatorios a investir na educação, será que não esta na hora de rever isto, secretaria do planejamento?

    http://www.tesouro.fazenda.gov.br/estados_municipios/transferencias_constitucionais.asp

    ResponderExcluir
  42. Vamos tirar o Anastasia do Poder!!!! Governador fajuto!!! Mentiroso e ordinário....

    ResponderExcluir
  43. Cuidado com as mentiras da Renatinha.
    Abraço a todos
    Ana


    "A Barata diz que tem sete saias de filó
    É mentira da barata, ela tem é uma só
    Ah ra ra, iá ro ró, ela tem é uma só !


    A Barata diz que tem um sapato de veludo
    É mentira da barata, o pé dela é peludo
    Ah ra ra, Iu ru ru, o pé dela é peludo !

    A Barata diz que tem um anel de formatura
    É mentira da barata, ela tem é casca dura
    Ah ra ra , iu ru ru, ela tem é casca dura!"

    ResponderExcluir
  44. Quero aqui, agradecer a cada um que está lutando conosco! Claro que cada um participa a seu modo, mas o importante é que todos dê a sua contribuição para que possamos alcançar o nosso principal objetivo que é o respeito, a dignidade, o reconhecimento e a valorização da CATEGORIA e da Educação Pública através do pagamento do nosso PISO SALARIAL, que é direito nosso. Força na luta! A vitória está próxima!

    ResponderExcluir
  45. João Paulo Ferreira de Assis26 de agosto de 2011 10:38

    Prezado amigo Professor Euler

    Quero chamar a atenção do prezado amigo para os editais de contratação de substitutos. Na Escola Estadual Deputado Patrus de Sousa, em Carandaí, os cargos dos professores em greve FORAM CONSIDERADOS VAGOS. Isto, em que pese a resolução falar que o lugar é dos titulares. Chamo a atenção porque quem está fora da lei, já a descumprindo várias vezes, bem pode tentar mais um ato ilegal demitindo professores em greve, mesmo os efetivos.
    O Sindicato tem de estar atento para isso.
    Este edital estava na escola no 19 de agosto, e a reunião foi marcada para o dia 22 de agosto às 14 horas.

    A vitória está próxima. ATÉ A VITÓRIA!!!!!!

    João Paulo Ferreira de Assis.

    Post Scriptum:

    É por isso que a postura de capitão do mato está tão bem recompensada. 320% de aumento, só porque se disse que a greve é contra a EE Deputado Patrus de Sousa.

    ResponderExcluir
  46. Gente, como esse DESgoverno é incompetente! Não sabem interpretar, analisar e nem fazer as operações básicas de matemática! Precisam voltar a estudar! Este DESgoverno deveria substituir as suas secretárias pelos professores grevistas. Todos já saberiam diferenciar PISO de TETO! Inclusive alguns jornalistas e repórteres, como os da rede Globo. Tenho certeza que aí, sim, evitaria os absurdos, os "micos" e a vergonha transmitida pela mídia comprada e a nossa greve já teria terminado há muito tempo, ou melhor, não teria nem começado! Afinal, Educador é honesto, comprometido e responsável com suas obrigações!

    ResponderExcluir
  47. PARA A GALERA QUE FICOU NO SUICÍDIO E SE F....

    Liga para a APPMG e reclama com eles.

    3273-1126.

    Rss....

    ResponderExcluir
  48. Ao anônimo de 10:34, a secretária Renata não está desinformada não, ela está é mentindo mesmo, assim como o governo tem feito todo este tempo.

    Outra coisa Euler e demais colegas, não nos esqueçamos do 1/3 de tempo extra-classe, não podemos abrir mão, até por que a diferença no final do mês será grande.

    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  49. Rosilene Vale disse:

    Hoje foi realizado um debate na RADIO ITATIAIA sobre os péssimos resultados apresentados pelo MEC em relação escola pública. O debate detém-se em questões como reposição de aulas entre outros assuntos. Já a valorização dos educadores, sempre colocada de lado ou abordada de maneira rápida. Como toda a mídia. Cabe a nós construirmos nossa vitória. Essa luta não finaliza com o PISO. Continuaremos!
    Abaixo o comentário que deixei no site da ITATIAIA.


    O termo adequado: CAPACITAÇÃO. Já não é tanto usado o termo reciclagem quando se fala em educação. É só uma colaboração mínima. Já o problema dos péssimos resultados apresentados pelo MEC têm raízes e são profundas. Os professores podem até receber formação inadequada desde muito tempo como foi colocado. Mas cabe a quem avaliar esses que não cumprem adequadamente sua função? Se há uma reposição a ser feita, é porque aconteceu a paralisação. Isso já virou normalidade nas escolas públicas. E por que aconteceu a PARALISAÇÃO? Então, nem convém se deter nesta questão. Voltemos as “raízes profundas”. GOVERNO que faz mil projetos para a educação e nenhum deles contempla A VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES. Vale refletir. Essa greve de 80 dias dias. É um grito a favor da educação!!! Educação PARTICULAR; RESULTADOS MELHORES / ESCOLAS PÚBLICAS: PIORES
    RESULTADOS. E SÓ A VALORIZAÇÃO DOS PROFESSORES QUE TRARÁ O RESULTADO positivo? Não! Mas sem esse aspecto tudo que se fizer cairá no vazio. Muito obrigado por trazer a debate questões tão importantes. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  50. Euler,
    FUNDEB - MINAS GERAIS - JULHO/2011
    TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO

    DEBITO BENEF. 8.902.778,92 D
    CREDITO BENEF. 392.622.969,73 C

    VAMOS PENSAR EM UMA LEI FEDERAL PARA COLOCAR NA CADEIA QUEM MENTE DESLAVADAMENTE COM O INTUITO DE PREJUDICAR OS DE BAIXO. UM RECADO PARA RRENATA V.: MENTIROSA, SÍNICA E DISSIMULADA, O POVO NÃO MERECE PESSOAS DESTA ÍNDOLE NO COMANDO DE UMA SECRETARIA, QUE VERGONHA PARA OS MINEIROS. FORA, CALA A BOCA E PAGUE O NOSSO PISO. CHEGA, BASTA DE ENROLAÇÃO, NINGUEM ACREDITA MAIS EM SUAS MENTIRAS.
    CALA A BOOOOOOOOCA MAGDA!!!!!

    ResponderExcluir
  51. Não sou filiada em nenhum partido político, mas tenho antipatia pelo PSDB. Então depois de tudo que estão fazendo conosco, não posso nem ouvir falar nessa sigla e nos nomes de Aécio, Anastasia, FHC, Serra e companhia, etc... Fiquei tão feliz pela intervenção do nosso querido ex-presidente LULA que neste momento gostaria que ele fosse o nosso governador. Falo por mim, nas próximas eleições, trabalharei por todos aqueles que valorizam, de fato, a Educação, os Educadores e que estão nos apoiando. E faço questão de fazer campanha CONTRA todos os que estão do lado do governador AnastAZIA.

    ResponderExcluir
  52. João Paulo Ferreira de Assis26 de agosto de 2011 11:06

    Prezado amigo Professor Euler:

    Sugestão:

    Um tuitaço ''cala a boca renata vilhena'', ''renata vilhena mentirosa'', ''Minas recebe FUNDEB sim''.

    ATÉ A VITÓRIA!!!!!!

    ResponderExcluir
  53. Vejam a notícia publicada hoje no jornal "O TEMPO":
    Greve.Secretária Renata Vilhena diz que com 45 dias letivos comprometidos, dano aos alunos é irreparável Estado quer mais substitutos
    Executivo alega não ter orçamento para pagar os R$ 1.187 do piso nacional
    Publicado no Jornal OTEMPO em 26/08/201110
    JOANA SUAREZ
    FOTO: LÉO FONTES

    Legislação. Beatriz atribui ao Estado a continuação da greve: "A lei não é suficiente para pagarem o piso?"
    A secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, anunciou ontem que o Estado estuda a ampliação da contratação de professores substitutos para atender alunos de outras séries prejudicados pela greve na educação. O movimento atinge hoje o seu 45º dia letivo. A decisão, segundo a secretária, pode ser tomada porque o dano aos alunos já é considerado irreparável.


    Até então, as designações (2.502 no total) estavam autorizadas apenas para as turmas do 3º ano do ensino médio, que se preparam para o vestibular e para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 22 e 23 de outubro. Até ontem, segundo levantamento da Secretaria de Estado de Educação (SEE), pelo menos mil profissionais haviam assinado contrato no lugar dos grevistas.


    A adesão ao movimento é maior, segundo a secretária, em escolas da região metropolitana da capital e em Montes Claros, no Norte do Estado. Das 3.779 instituições estaduais, 728 estão parcialmente paradas e 68 totalmente afetadas pela paralisação, segundo números de ontem da SEE.


    Renata Vilhena reafirmou que o Estado não tem condições de cumprir a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que tornou obrigatório o pagamento do piso salarial no valor de R$ 1.187,97 para uma jornada de até 40 horas semanais. Segundo ela, apenas os 153 mil servidores que optaram por permanecer no sistema antigo de remuneração, com os benefícios, teriam direito ao piso. Minas tem hoje 398 mil cargos na educação. "Com o orçamento do Estado, não é possível pagar esse piso. Isso iria romper a Lei de Responsabilidade Fiscal, o que faria com que a União suspendesse todos os contratos com Minas", explicou.


    A secretária afirmou, no entanto, que o Estado está aberto a negociações com o sindicato da categoria. Anteontem, em assembleia, os professores votaram pela continuidade da greve e só admitem o fim da paralisação com o pagamento do piso nacional estipulado pela lei 11.738, de julho de 2008. (Com Cláudia Giúza)

    Pessoal,
    Esse DESgoverno é realmente incoerente. Primeiro diz que já nos paga, através do subsídio, valor acima do piso do MEC. Agora, que o STF determinou o CUMPRIMENTO DA LEI, diz que o Estado não têm dinheiro pra nos pagar! Se virem, queremos o que é nosso por direito! Diminua no salário de vocês. Deixem de comprar os ipads para os Deputados, sei lá, faça o que for preciso, mas queremos o nosso PISO SALARIAL!

    ResponderExcluir
  54. Euler, bom dia!
    Alguns Estados brasileiros estão informando uma carga horária de 40 h. Gostaria que você pesquisasse se realmente nestes Estados os professores trabalham 40 h, ou se cumprem o cargo ( +- 25h) em um único turno, como nós, e o restante é complementado com hora-atividade como preparação de aulas e correção de provas. Sinceramente, acho que o piso deveria ser aplicado no cargo ( que geralmente é cumprido em um turno). Outra dúvida: A profissão de professor e a de médico são as únicas funções públicas que admitem dobra, então, como dobrar se o cargo é de 40 h? Quem conseguiria trabalhar 80 h semanais, como professor. Vamos nos antecipar e pressionar para que o piso seja aplicado integralmente ( R$ 187,00) ao cargo que já temos.

    ResponderExcluir
  55. Bom dia Euler e todos os bravos guerreiros.

    Só não recebe os repasses do FUNDEB o estado que não comprova a aplicação de 25% em educação no ano anterior.Tô achando que por influência de forças ocultas,MINAS tem recebido sem comprovar, pois, aqui a especialidade é não acatar leis.Será que o verdadeiro choque de gestão vai começar aparecer?
    A Renata Vilhena deu o mote,e agora?????

    Até a vitória/José Henrique

    ResponderExcluir
  56. Gente, gente. Não sejamos ingenuos, o governo é muito bem assessorado por advogados e juristas. Podem ter certeza que essa luta não está perto do fim. A história nos mostra que reviravoltas, mesmo que injustas, podem ocorrer na politica, ainda mais nesse nosso Brasil. Devemos continuar lutando, mais sem inocência.

    Saudação aos colegas grevistas da E. E. Raul Soares.

    ResponderExcluir
  57. Em defesa da Mágda

    Ela podia até falar muita besteira, por desconhecimento, dificuldade com raciocínios mais complexos. Mas ela não mentia descaradamente.
    Percebe-se uma aproximação entre a personagem e a Renata, mas a primeira está sendo ofendida porque, apesar de tanta besteira, não mentia. Ela não tentou acabar com a educação mineira. (É claro que o programa como o todo prejudicou muito a educação brasileira, mas essa culpa não é da personagem, já tão humilhada, mas de autores etc.)

    Abraço a todos

    ResponderExcluir
  58. Geeeeeeeeeeeeeente, que descaramento da secretária Renata afirmar que Minas não recebe verba do FUNDEB.
    E o repasse de 392 000 em julho/2011(conforme consulta feita ao site pelo combatente Euler?)
    O gato comeu???????????
    Uma declaração mentirosa de uma secretária de estado divulgada na imprensa é algo inominável.
    Cadêêêêêê o Judiciário deste estado????????????
    Mais uma denúncia a ser feita ao Ministério Público e com prova material, o próprio jornal.
    Acórrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrda MP

    Em tempo: A sugestão de acamparmos em frente ao MP/MG me parece ótima, se não os incomodarmos, eles continuarão em sua inércia.

    ResponderExcluir
  59. Cuidado, anônimo das 11:11. Peça correção no seu comentário, vc disse 187,00. Ah se a Renata lê isso! Vai querer pagar o piso agora!

    ResponderExcluir
  60. Engraçado, o governo afirma com "unhas e dentes" que o subsídio é melhor que o PISO. Mas, não consegue pagar o PISO porque rompe a Lei de Responsabilidade Fiscal. Só que isto não pode servir de desculpa para o não CUMPRIMENTO DA LEI pelo Estado, pois com a publicação do acórdão foi noticiado pelo jornal "O TEMPO": A alegação dos Estados na Adin de que estariam impedidos de pagar o piso sob risco de descumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal não convenceu os ministros do STF. "Não me sensibiliza nem um pouco os argumentos de ordens orçamentárias", disse o ministro Barbosa. Portanto, Renata Vilhena, o governo terá que nos PAGAR! Como vocês farão para pagar os professores substitutos? Deveriam ter vergonha e CUMPRIR LOGO A LEI DO PISO para que todos nós possamos voltar para as salas de aulas. Mas, preferem mostrar que têm o "Poder nas mãos"...

    ResponderExcluir
  61. “Governo de Minas paga valor superior ao piso nacional .O Governo de Minas reitera a informação de que o modelo de remuneração em parcela única, adotado pelo Estado a partir de janeiro deste ano, assegurou ganhos reais para os servidores da educação e garante o pagamento de valor SUPERIOR ao piso salarial profissional dos professores.” (fonte: site da Secretaria de Educação)

    “Renata Vilhena reafirmou que o Estado não tem condições de cumprir a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), que tornou obrigatório o pagamento do piso salarial no valor de R$ 1.187,97 para uma jornada de até 40 horas semanais.”(fonte- Jornal O Tempo)

    Estamos vivendo num reino de mentiras, onde o marketing do governo Aécio/ Anastazia mascara uma realidade triste de nosso estado. Por trás do discurso criado que Minas tem um modelo administrativo moderno e arrojado, vivenciamos o coronelismo do café com leite.

    “ São muitos picaretas com anel de doutor...
    MInas é uma ilha, eu falo porque eu sei
    Uma estado que fabrica sua própria lei
    Aonde se vive mais ou menos como na Disneylândia
    Se essa palhaçada fosse na Cinelândia
    Ia juntar muita gente pra pegar na saída
    Pra fazer justiça uma vez na vida
    Eu me vali deste discurso panfletário
    Mas a minha burrice faz aniversário
    Ao permitir que num estado como Minas
    Ainda se obrigue a votar por qualquer trocado
    Por um par se sapatos, um saco de farinha
    A nossa imensa massa de iletrados
    Parabéns, coronéis, vocês venceram outra vez
    O judiciário continua a serviço de vocês
    Ladrão que ajuda ladrão ainda recebe concessão.”

    Apesar da indignação, com muita fé em nossa luta.
    Greve! Greve ! Greve!
    Josélia-GV

    ResponderExcluir
  62. ...Enquanto isso na CIDADE INADIMINISTRÁVEL...

    renatinha,

    - precisamos fazer umas continhas...
    - vamos ter que economizar um pouquinho...
    - vamos começar a fazer uns cortes de pagto, em primeiro lugar pare de pagar a 'MÍDIA DE ALUGUEL MINEIRA".

    renatinha barata tonta então diz:
    - temos que perguntar à múmia do faraó maldito?
    - não sei...

    só sei que:

    QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  63. renatinha,

    você matou o JABUTI que ia mandar prá ASSEMBLEIA HOMOLOGATIVA?

    diga a eles que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  64. Está claro que o governo vai tentar de tudo para sair fora do CUMPRIMENTO DA LEI DO PISO SALARIAL E IMPOR-NOS O SUBSÍDIO que é o sistema por ele implantado. O Sind-UTE têm que conseguir os melhores advogados para impetrar mandado de segurança. Este DESgoverno não pode ganhar todas. Quem ele pensa que é. Agora vem com esta desculpa esfarrapada! Por que defendeu tanto o subsídio? Como pode discursar o tempo todo que o subsídio é 85% superior ao valor do PISO DO MEC. Porque, na verdade, o subsídio é o melhor para ele! Desculpem-me pela expressão, mas ele quer nos "ferrar" a qualquer custo! GREVE, GREVE E GREVE.

    ResponderExcluir
  65. Euler, bom dia. Sou Dalgiza de DIVINO.
    Quero parabenizá-lo por manter os grevistas informados e encorajados.Aliás, me atrevo a dizer que tem sido você que nos leva a não desistir e nos ensina alguns passos para lutar. Há meses venho falando da necessidade de mudanças de estratégia, inclusive entreguei pessoalmente à Beatrz durante um dos nossos conselhos a sugestão para parar o trânsito pela manhã. Claro que nem foi mencionado o assunto na fala posterior dela.Penso que funcionará bastante. Aqui em Divino, a única escola que ainda funcionava parcialmente parou as atividades após visita do NDG,ou seja, agora estamos 100% parados MESMO, inclusive as secretárias. Amanhã iremos à Fervedouro para tentar mais uma vez trazê-los para o movimento. E O GOVERNO QUE ABRA O SEU "COFRINHO" POIS QUEREMOS NOSSO DINHEIRINHO!!!

    ResponderExcluir
  66. renatinha,

    você viu o MARO falar na 'MÍDIA DE ALUGUEL MINEIRA" hoje?
    - que MARO?
    ...(o pior que é aquele mesmo)KKKK!!!
    - é o MARO, porteiro do inferno, aquele que trabalha lá na CIDADE INADIMINISTRÁVEL.

    ele mandou te dizer que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  67. renatinha,

    o pânico voltou, pânico hein, PÃNICO, É O PÃNICO, corram, corram e se escondam, SOCOOOORROO.

    ...então neste pânico total e infernal está difícil deixar um recado:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  68. Estou farta da LEI funcionar apenas para os de baixo. Alguém têm que socorrer-nos! Onde está a JUSTIÇA PARA COBRAR DESTE DESgoverno? Nada, não há desculpas para descumprir a LEI FEDERAL DO PISO SALARIAL. Ele têm que nos pagar! AnastAZIA têm que ser punido pela JUSTIÇA! Ao contrário, teremos que partir para o ataque!

    ResponderExcluir
  69. CHARLOTTE SAMPAIO LEU ESSE ABSURDO:

    Nessa quinta (24), a secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, anunciou que o Estado estuda a ampliação da contratação de professores substitutos para atender alunos de outras séries prejudicados pela greve na educação. A decisão, segundo a secretária, pode ser tomada porque o dano aos alunos já é considerado irreparável.

    no site do jornaleco O TEMPO

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=127823

    ResponderExcluir
  70. Caros companheiros de luta, caro prof. Euler:
    Há tempos frequento este espaço democrático e de defesa dos que têm sede de justiça. Ultimamente tenho bebido várias vezes desta fonte onde busco energia para aguentar as agruras, injúrias e o descaso a que nós trabalhadores da Educação Mineira estamos submetidos. Hoje, quero postar minha indignação com parte da mídia mineira e a sua cobertura/ opnião sobre o nosso movimento deste ano. Temos sofrido ataques infames e vis. Não merecemos ser tratados assim. Estamos procurando justiça. Queremos a LEI! Assim sendo, tomo a liberdade de postar a mensagem eletrônica que enviei à rádio Itatiaia a respeito dos comentários do Sr. Carlos Viana proferidos hoje no quadro Conversa de Redação no jornal da manhã. Tem cabimento afirmar que somos massa de manobra do deputado Rogério Correia e que não terminamos a greve por que ele nos manipula? Não votei neste deputado e penso ser fraca a participação deste no nosso movimento. Tenho ainda que ouvir tamanha ASNEIRA!!! Portanto, peço desculpas pelo desabafo e solicito aos colegas que entulhem a caixa de mensagem da citada rádio com nossos protestos a respeito do bendito jornalista. Ei-lo:
    Caros jornalistas Carlos Viana, Eduardo Costa e Eustáquio Ramos:

    Como em todas as manhãs em que posso ouvir a nossa querida rádio Itatiaia, hoje tive mais uma vez, o desprazer de ouvir o Sr. Carlos Viana no Jornal da Itatiaia. E ele se superou no quesito: "besteiras, bobagens e asneiras" que Viana nos brinda a cada dia. Escrevo isto, pois, sendo um fiel ouvinte da rádio de Minas (há mais de 35 anos) já ouvi muitas besteiras que da boca dele saíram. Ele teve o cabimento de afirmar que a greve dos trabalhadores em educação de MG não se encerrou ainda pela atuação do deputado oposicionista ao governo mineiro o Sr. Rogério Correia. Não posso calar-me perante a tamanha injustiça. O Sr. Viana, certamente, nunca acompanhou nosso movimento e é um membro de parte da mídia mineira que trabalha ouvindo apenas um lado da contenda. Devemos alertar ao jornalista que: nossa categoria há anos vem sendo massacrada pelos governantes mineiros e federais. Lutamos a mais de três anos pela aplicação de uma lei justa e tardiamente criada para que, através desta, possamos prover nossas famílias com o mínimo de dignidade e, por conseguinte, desempenhar um bom trabalho nas escolas. Entretanto, os nossos governantes tentam esquivar-se e não aplicá-la sabe Deus o por que. Portanto, Sr. Viana, a greve não acabou, pois, não houve a implementação da lei e a categoria é capaz de discernir isto. Ou V.S.a pensa que dentre os quatrocentos mil trabalhadores de Minas há somente gente incapaz de raciocinar? O que devermos fazer é protestar junto às redes de comunicação que o senhor trabalha para que o demitam, pois, não é possível que tenham gente tão incompetente para exercer um jornalismo de qualidade que, no mínimo possa ser capaz de ouvir os dois lados de um fato jornalístico, e após isto, possa emitir uma opinião justa. A greve ainda não acabou por um motivo óbvio: a falta de vontade política do governo mineiro. Cumpra-se a lei e a greve acaba. Ou vocês pensam que gostamos de tal situação?
    Assim sendo, comecemos a campanha FORA CARLOS VIANA. Nós, ouvintes e telespectadores mineiros, merecemos , pessoas mais competentes na mídia mineira. Já que governantes mais competentes somente nas próximas eleições.

    Agradeço a atenção de todos jornalistas. E solicito a email do chefe de redação da emissora para postar o meu protesto.

    José Márcio de Oliveira
    Professor da rede estadual de educação

    ResponderExcluir
  71. Pessoal,

    Alguém aí saberia informar se haverá o pagamento do "Prêmio Produtividade"?? Está na época de ser pago e não vejo notícias sobre isso.

    Se não pagar, nao deixo meus alunos sequer tocarem na Prova Brasil do final do ano.

    ResponderExcluir
  72. renatinha,

    estão dizendo que a "MÍDIA DE ALUGUEL MINEIRA", está desesperada.
    - será que estes danados dos Professores ACÓRDARAM eles também?

    Os Professores estão gritando bem na frente da "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA":

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  73. renatinha,

    você conhece esse tal de Misteriu Pubro?

    ele deixou um recado prá você;

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  74. Euler, o SINDUTE MG deve acionar, judicialmente e imediatamente, por falta de decoro, a secretária Renata Vilhena (SEPLAG) por mentir publicamente, com o intuito de instigar a sociedade contra os EDUCADORES MINEIROS.

    Justiiiiiiiiiça neles!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  75. ô MARO, porteiro do inferno, quero que ocê vai prás profundas do inferno.

    ResponderExcluir
  76. Marisa Karla-Governador Valadares26 de agosto de 2011 11:45

    Euler,
    Você disse que para corrigir o orçamento do Estado,uma das medidas é o corte de pagamento dos
    de cima.Esta é a razão da inércia do Ministério
    Público? Se for, dificilmente o Ministério Público
    obrigará o governo a cumprir a lei.Temos que
    pressionar o Ministério de todas as formas.

    ResponderExcluir
  77. Companheiros:

    Temos que pedir uma intervençaõ federal urgente em minas,,temos um governo ,,uma secretária de educção e uma de planejamento,,aliados a deputados juíses e promotores que não são capazes nem de solucionar uma greve.Já são quase 3 meses a lei federal manda pagar e eles não obedecem,,,a justiça se faz de cega e muda.E as crianças estão a DEUS VERÀ,,,onde está a lei que não olha por essas crianças.A situação não pode continuar assim,,,que país é esse meu DEUS. Onde esta a lei ,,,cade a OAB que se cala diante dessa barbárie..Queremos uma intervenção federal e tem que ser agora,,,toda essa corja incopetente do governo tem que ser deposta urgentemente não podemos deixar que pirraça,,,mentiras e jogo do poder,,,façam que milhares de crianças ficam ao leo.Onde esta o estatuto da criança que não força esse governador a cumprir a lei..Sou não aceitamos a deculpa de achar que é nós profs,,que estamos errados a lei é clara ,,piso é lei,,se não pode pagar a união complementa.Que se cumpra a lei urgente,,,não da mais para esperar ou milhares de crianças perderão o ano letivo.Pior que isso,,,perderam a esperança nesse pais e muitos profs,,,entraram em depressão se o piso não for pago.Pague o piso logo,,,ou gastará muito mais com a saúde do professor e alunos que poderão entrar em depressão ou mesmo se vadiarem pela cidade...Pense bem seu governador,,não deixe que a teimosia vença a razão. Piso já,,espero que todos que léiam ,,,passe essa idéia porque é triste mas é a realidade...Muitos ja estão se estressando e não queira enfrentar a cólera de um povo.Onde está o segundo colocado a governador de minas que tanto apoiamos e nada se manifestou até agora...Que país é esse onde temos pessôas que só olham para o próprio umbigo...Confio muito na OAB,,por favor se manifestem.

    ResponderExcluir
  78. OLA PESSOAL, VAMOS USAR TAMBEM O TWITTER:

    O MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL DE MINAS ESTA SEM MANIFESTAR SOBRE O SEU DEVIDO PAPEL DE COBRAR DO GOVERNO DE MINAS, CUMPRIR A DECISÃO DO STF.

    MINAS GERAIS - ANASTASIA PSDB, nega o comprimento de uma Lei Federal julgada STF, mantém GREVE dos PROFESSORES, alegando não receber FUNDEB.

    MINAS GERAIS, ANASTASIA - PSDB - Legislação. Beatriz atribui ao Estado a continuação da greve: "A lei não é suficiente para pagarem o piso?"

    GOVERNO DE MINAS GERAIS http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=180589 Olhe as declarações da A secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena

    MINAS GERAIS não recebe verbas do FUNDEB? Como ele arca com toda a politica de educação? Mantem milhares de alunos em escolas publicas?

    MINAS - Renata Vilhena - O repasse de recursos do MEC para ajudar pagar o piso só pode ser feito aos Estados que recebem verbas do FUNDEB.

    Em MINAS GERAIS - Renata Vilhena reafirmou que o Estado não tem condições de cumprir a determinação do Supremo Tribunal Federal (STF).

    O governo de MINAS GERAIS - ANASTASIA do PSDB, nega o cumprimento de uma lei federal julgada pelo STF, por isso a greve continua pelo PISO.

    ResponderExcluir
  79. renatinha,

    você está famosa mesmo, hein?
    O Lula mandou te dizer que:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  80. Euler, infelizmente, trabalho numa escola que está voltando parcialmente.E.E. Fernando Otávio de Pará de Minas. Uma pena visto que é uma escola vista como referência no ensino da cidade e região. Professores tidos como ícones na educação fazendo esse " papelão" de voltar pra sala de aula sem nada nas mãos, enquanto nos do NDG lutamos por eles. Alguns ainda deveriam ter consciência política maior até do que alguns do NDG( eu por exemplo sou biólogo) pois são da área de relações humanas(história). A "desculpa" de que estão preocupados com os alunos , ENEM , não justifica. Cabe sim assumir que a questão é salarial, mesmo que não seja justificada pois todos nós estamos sem salário massss....é de cada um né...espero que um dia a consciência política ajude esses nossos colegas....

    ResponderExcluir
  81. renatinha,

    você está percebendo que este chão está começando a tremer?
    vamos cascar fora...
    mas antes,

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  82. LEIAM AS FRASES E PENSEM NA NOSSA LUTA.

    "Não tenho um caminho novo. O que eu tenho de novo é um jeito de caminhar." (Thiago de Melo)

    "Quem conduz e arrasta o mundo não são as máquinas, mas as idéias."
    Victor Hugo

    "O melhor educador é aquele que conseguiu educar a si mesmo."
    (Sabedoria oriental)

    COMBATENTES COLEGAS,FORÇA NA LUTA......

    ResponderExcluir
  83. Brasil terra de ladrões declarados.Este país é uma vergonha.Por isso a Sra. Margareth Thatcher mandava a polícia seguir todo brasileiro que desembarcava na Inglaterra.Meu Deus me tira deste país.Tenho vergonha de ser brasileira.Bin Laden onde estão os discípulos para atacar este país.Onde estão?????Não suporto mais morar aqui!!!!!!Minhas 13 almas benditas sabidas e entendidas me leva daqui.!!!!!LADRÕES!!!!!LADRÕES!!!!!!

    ResponderExcluir
  84. renatinha,

    você vai muito no circo lá na CIDADE INADIMINISTRÁVEL?

    - claro, você não sabe que eu sou a palhaça principal da companhia?
    - então mande um alô prá nois, diga que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  85. Precisamos acreditar nas nossas próprias forças!

    Acreditar na nossa capacidade de sermos protagonistas da História!

    Uma líder sindical, após mais de 04 meses de espera, jogar todo o peso da publicação do acórdão aos esforços de somente uma liderança, na minha opinião é uma avaliação incompleta e injusta.

    Justo é fazer a avaliação dizendo da importância da Liderança (Lula) no processo e dizer dos somatórios de esforços protagonizado pelos educadores brasileiros em luta. O PESO PRINCIPAL É DOS EDUCADORES.

    E uma categoria que luta para ser politizada precisa fazer avaliações completas.
    Além de receber o dossiê e prometer providências (que foram tomadadas) essa mesma liderança (Lula) veio a Belo Horizonte apoiar uma aliança entre o PT e o Psdb e essa mesma liderança vetou em 2008 o art 7 da lei 11.738 que dizia da punição por improbidade administrativa ao governante que não cumprir a lei. Tá ou não tá fazendo falta?

    Avaliações incompletas ou de acordo com os interesses políticos não contríbuem com a formação política da classe.

    Assim eu penso! Respeito os pensamentos divergentes e não trago essa reflexão com o objetivo de dividr, mas sim de ajudar na nossa formação como educadores e lutadores sociais.

    Saudações Revolucionárias,
    Rômulo

    ResponderExcluir
  86. renatinha,

    o JABUTI sumiu,
    - você sabe dele?
    - só sei que este JABUTI, está dando um trabalhão danado...
    - fale pro presidente da Assembleia HOMOLOGATIVA que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  87. Concordo plenamente Rômulo, sua avaliação é coerente.
    Parabéns pela postura corajosa!
    Josélia- GV

    ResponderExcluir
  88. Maria de Turmalina26 de agosto de 2011 12:17

    Caro Euler,

    "Conforme entrevista ao Estado de Minas na quarta-feira, a secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, esclareceu que o principal impasse envolve os 38% dos servidores que optaram por continuar no modelo anterior, com vencimento básico e penduricalhos.
    OS PENDURICALHOS, POR ELA CITADOS, SÃO ANOS E ANOS DE TRABALHO JUNTO ÀS NOSSAS COMUNIDADES ESCOLARES, ANOS DE MUITO SUOR E SANGUE PRA QUE MINAS GERAIS TENHA UM DOS MELHORES RESULTADOS NA EDUCAÇÃO DO BRASIL.

    RECEBEMOS, CONSTANTEMENTE, ALUNOS DE OUTROS ESTADOS E O QUE VEMOS É UMA ENORME DIFERENÇA ENTRE ESTES E AS CRIANÇAS MINEIRAS.

    PORTANTO, SE PARA ELA SÃO PENDURICALHOS, QUERO RECEBER TODOS OS QUE TENHO DIREITO; NÃO ME IMPORTO SE FICAR TAL QUAL UMA ÁRVORE DE NATAL.

    E QUE PAGUEM LOGO O NOSSO PISO!!!!

    E QUE DEUS NOS DÊ MUITO ESTÔMAGO PARA TANTA AZIA!

    ResponderExcluir
  89. Divino (NDG) disse...26 de agosto de 2011 12:17

    Amigo Euler,
    Estamos firmes na batalha!
    Aqui em Divino está 100% parado,o NDG continua trabalhando para a implantação do Piso Salarial Profissional da EDUCAÇÃO, as mobilizações são diárias, gostaria de destacar a assembleia do dia 24 em BH, FOI ESPETACULAR.Euler,caso o governador não manifeste o pagamento do piso já, queria que vc me ajudasse numa campanha que é o seguinte, no dia 31 é 31000 pessoas em BH.Vamos divulgar essa campanha, só assim este governo vai sentir pressionado e então terá q resolver rápido este empasse.Eule, conto com vc.Pessoal chega de omissão, vamos para luta, vamos arrancar este piso na marra.Forte abraço companheiros e companheiras!

    ResponderExcluir
  90. Euler, ontem , enviei mensagem via twitter para o Minas Urgente, na Band e ele leu ao vivo.
    Então, hoje, vamos lotar o twitter falando sobre a mentira da renatinha de que Minas não recebe o
    Fundeb.

    Eles terão que ler no ar algum post. Dá tempo se começarmos agora.

    http://twitter.com/#!/MinasUrgente

    ResponderExcluir
  91. Cadêêêê O JURÍDICO do SINDUTE???????????????????
    Espero que estejam tomando providências legais contra os desmandos, as mentiras e tudo mais.
    Se isso estiver ocorrendo, gostaríamos de sermos informados.

    ResponderExcluir
  92. Euler e NDG

    Além de todas estas idéias que foram postadas aqui, acho que poderíamos recorrer às promotorias locais. Cada grupo iria em suas respectivas cidades e fariam representações contra o governo do estado exigindo o imediato cumprimento da LEI. Não sei se isto é possível mas acredito que este é um dos caminhos.

    ResponderExcluir
  93. Cara Renatinha:

    Se o estado realmente não tem dinheiro para pagar o piso...prove atrvés de documentos,,que todos estaremos fazendo um pedido ao STF,,para complementar .A lei é clara se não pode pagar a união complementa.Duvido que não tenha,,acho que voce ta ficando é meio louca...cada hora um blá,,blá,,blá,,diferente,,,deixa de mentiras e pague logo esse piso ou prestará contas com a lei da terra e de Deus...A terra você pode comprar ,,mas DEUS não aceita suborno não,,,abra os olhos.

    ResponderExcluir
  94. Olha só, podemos enviar emails para que o CQC da Band venha a MG para entrevistar as secretarias e tentar entrevistar o governador. Vamos contactar a producao do programa.
    http://twitter.com/#!/cqc/

    ResponderExcluir
  95. Euler e colegas

    Dá uma olhada no blog
    http://direitodoservidor.wordpress.com/
    Há um assunto nó mínimo muito interesante sobre o sr Mário de Assis e sua associação.
    A propósito, vamos twittar para o minas urgente sobre o absurdo da fala da renatinha.

    ResponderExcluir
  96. Caro, Euler,
    Entrei no site do STF e vi que, ontem, o processo da CNTE sobre a inconstitucionalidade do SUBSIDIO teve mais um andamento.
    http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?incidente=4110561

    ResponderExcluir
  97. Educadores de Divino,que esse entusiasmo e espírito de luta contamine muitos colegas de Carangola, Fervedouro, Faria Lemos e Tombos. Pois estão considerando que o que vier é LUCRO para eles. Isso não é ético. Isso não é profissionalismo. Mas, nós estamos aguardando que tenham uma postura diferente, nem que seja nos últimos momentos.
    Parabéns a vocês! Essa gente de fibra!

    ResponderExcluir
  98. Pessoal,
    Concordo com vocês no sentido de termos que continuar a nos mobilizar e pressionar este governo. As manifestações são importantes e necessárias, ainda mais quando temos o apoio e a participação de vários movimentos e entidades sociais e sindicais. Contudo, na situação a que chegamos, penso que só atos públicos não adiantam. Temos que pedir urgentemente ajuda da esfera Federal, MEC, Dilma, nosso querido ex-presidente LULA para que tomem atitudes, junto ao JUDICIÁRIO, CONTRA A DITADURA deste governo mineiro para que tenhamos os nossos DIREITOS RESPEITADOS E GARANTIDOS. Alguém têm que FREAR esse ditador cujo nome é ANASTASIA! Ele está desrespeitando toda a sociedade mineira! É um absurdo as medidas que o governo vem adotando para tentar acabar com a nossa greve! Fere todos os direitos dos cidadãos! GREVE até o pagamento do PISO SALARIAL no vencimento básico.

    ResponderExcluir
  99. A NOVA AMEAÇA DO DESGOVERNO RENATINHA INGRATA ,DIZ QUE ESTADO IRÁ CONTRATAR PROFESSORES PARA TODAS AS SÉRIES.É DURO SABER QUAL GOVERNO CONSEGUI SER MAIS ORDINÁRIO O DE RENATO AZEREDO ,QUE CONSEGUIU A FAÇANHA DE COLOCAR A PM EM GREVE OU DO ANASTAZISTA QUE VAI CONSEGUIR TRANSFORMAR MINAS AO CAOS.

    ResponderExcluir
  100. Caros colegas,,temos que cobrar a justiça eos políticos de todas as formas possívéis,,,temos que montar estratégias mais operantes,,,essa greve não pode passar do dia 31 sem uma solução.Paciência tem limites,,ja vi pessôas falarem até sobre um levante...Mas com fé em DEUS vamos sair vitoriosos sem nehum tipo de violência.Que DEUS nus proteja.A vitória é nossa em nome de JESUS.

    ResponderExcluir
  101. Gente, sem piso a greve continua. Não há mais motivo para o governo não pagar, mas eles estão desenterrando informações infernais para não pagar. Então, a GREVE CONTINUA ATÉ O PISO! NADA DE RECUAR QUANDO JÁ VEMOS TERRA À VISTA! A VITÓRIA JÁ É NOSSA, AGORA É QUESTÃO DE PACIÊNCIA MESMO, O GOVERNO NÃO QUER ADMITIR, ESTÁ ENROLANDO, MAS COMO ELE NÃO É TÃO BURRO COMO FICA PARECENDO, ELE SABE QUE TÊM QUE PAGAR. QUEM NÃO CUMPRE LEI TEM QUE IR PRESO. ENTÃO SE NO DIA 31/08 O PISO AINDA NÃO SAIR, GREVE CONTINUA. AH! E DEIXA ELE CONTRATAR PROFESSORES PARA AS OUTRAS SÉRIES... DAQUI A POUCO ATÉ OS PAIS VÃO ESTAR DENTRO DE SALA DANDO AULAS, KKKKK, PARA CUMPRIR OS 200 DIAS LETIVOS (QUE SÓ É NÚMERO PQ APRENDIZADO, MEUS CAROS, JÁ ERA, O ANO JÁ SE PERDEU NESSE SENTIDO PARA OS ALUNOS, E A CULPA É DE QUEM????) Sou de BH e aqui na minha região praticamente todas as escolas estão 100% paradas. Todos garantem: É GREVE ATÉ O PISO! NÃO VOLTAMOS SEM O PISO E ELE ESTÁ MAIS PRÓXIMO QUE PENSAMOS....

    ResponderExcluir
  102. Alianças entre PT E PSDB, tô fora! Quem aliar-se ao psdb está assinando o atestado de DERROTA! Servidor da Educação que votar em psdb, não merece respeito e dignidade!

    ResponderExcluir
  103. SOARAM AS SIRENES NA CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB)
    *(RB república dos bananas)

    está o maior corre corre, uns gritam que é o pânico, outros gritam que é o CQC...ou será a polícia...
    ... não se sabe direito o que é,
    renatinha barata tonta é quem mais corre.
    - gritaram alguns, chame a MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA" para nos salvarem...
    mas com os cortes nas verbas publicitárias a "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA", finge não ouvir...
    - então mandem o MARO ir na frente e dizer que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  104. QUEREMOS O NOSSO PISO SALARIAL. Enquanto estamos aqui neste blog maravilhoso, debatendo, discutindo e planejando nossas ações publicamente. O governo está agindo por debaixo dos panos, às escondidas, acionando e subornando tudo quanto é gente para impedir-nos de vencer. Cadê o Ministério Público exercendo a sua função? Onde está a OAB para intervir na JUSTIÇA, COBRAR O CUMPRIMENTO DA LEI FEDERAL E POR FIM NA GREVE que já dura 79 dias, prejudicando e ferindo os direitos dos cidadãos?

    ResponderExcluir
  105. QUERIDOS COMPANHEIROS! CHEGAMOS ATÉ AQUI, COM FORTES EMOÇÕES EM TODOS OS SENTIDOS. RECUAR: JAMAIS!!!! SE O GOVERNO INSISTE EM PIRRAÇAR E DEMORA A PAGAR O PISO (COISA QUE ELE E SUA CORJA JÁ NÃO TÊM COMO ESCAPAR, SÓ ESTÃO NOS TESTANDO E ENROLANDO), NÃO VOLTAREMOS PARA AS ESCOLAS. A GREVE CONTINUA ATÉ O PISO. OS COMENTÁRIOS JÁ ESTÃO ATÉ MUDANDO: JÁ FOMOS CHAMADOS DE GUERREIROS, HERÓIS E ETC POR MUITOS PAIS, ALUNOS, PARENTES, AMIGOS. ENFIM, ESTÃO VENDO A NOSSA FIBRA E VENDO QUE NÃO SOMOS MAIS AQUELES BOBINHOS QUE DIANTE DAS PRESSÕES VOLTAVAM CORRENDO COM O RABINHO ENTRE AS PERNAS. E A TENDÊNCIA APÓS ESSA HISTÓRICA GREVE É ESSA: COMEÇAR A MUDAR A NOSSA IMAGEM, SERMOS OLHADOS COM DIGNIDADE, RESPEITO, PERCEBEREM QUE PROFESSOR TEM RAÇA, É INTELIGENTE, CIVILIZADO É NÃO VÃO BRINCAR MAIS COM A GENTE NÃO. QUANTO AO SALÁRIO CORTADO, VAMOS CONTINUAR FIRMES, SEI QUE ESTÁ DIFÍCIL, MAS EM SETEMBRO PELOS MENOS OS 15 DIAS DE JULHO VAMOS RECEBER, DÁ PARA PAGAR CONTAS MAIS EMERGENTES E VAMOS CONTINUAR CONTANDO COM A AJUDA DE AMIGOS E PARENTES. NOSSA LUTA ESTÁ NO FIM. VAMOS SAIR VITORIOSOS. VAMOS ARRANCAR ESSE PISO NA MARRA. E QUANDO A VITÓRIA CHEGAR, SUGIRO IRMOS PARA O PÁTIO DA ALMG CANTAR O HINO NACIONAL E FAZER A PASSEATA DA VITÓRIA PARA A SOCIEDADE TODA PERCEBER QUE DEPOIS DA ÁRDUA GUERRA, VENCEMOS A PRIMEIRA BATALHA. E ENQUANTO O PISO NÃO VEM: GREVE!!!! FORÇA GENTE! É UM DANDO FORÇA PARA O OUTRO! ABRAÇOS!

    ResponderExcluir
  106. renatinha,

    você sabe do NANÁ o +++satanás malígno+++? e a múmia do faraó maldito e sua irmã vampréia gelo?
    diz prá eles que não adianta esconder,
    diz também que o último que sair apague as luzes e peça a "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA"para anunciar que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  107. Até quando vai durar esta queda de braços entre governo e educadores? E a JUSTIÇA, não vai fazer nada? Vai deixar que os mais "fracos", pobres, os oprimidos sejam sacrificados!? Quando digo isto não estou me referindo apenas aos Servidores da Educação, mas a todos os alunos, pais e a população em geral que necessita e acredita na Educação Pública de Qualidade Para Todos!!! JUSTIÇA, vão continuar assistindo a tudo de braços cruzados?

    ResponderExcluir
  108. broaca Luciféia e MARO formam a dupla sertaneja mais famosa na CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB)
    *(república dos bananas), o show deles é imperdível.
    suas duas nova música de sucesso são:

    - PORQUE VOCÊS ME ACÓRDARAM e,

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  109. GRAÇA:

    Prof Euler,
    Favor publicar www.direitodoservidor.wordpress.com

    Colegas vamos ajudar a esclarecer a dúvida:


    Quem é Mário de Assis? O que é a FAPAEMG?
    Colabore na solução desse mistério

    (...)

    Estou espantado com o grande prestígio que a Federação das Associações de Pais e Alunos das Escolas Públicas de Minas Gerais – FAPAEMG goza junto à imprensa mineira.

    Assim, minha dúvida é: essa “Federação” fala em nome de quem?

    Procurei (com a insistência que me é peculiar) o web-site dessa FAPAEMG. Não encontrei. Para ser sincero, recorrentemente os resultados da eficiente busca Google apontavam para a Associação dos Professores Públicos de Minas Gerais – APPMG.
    http://www.appmg.org.br/novidades2007.htm

    Aliás, no site dessa APPMG, é possível ver menção ao Sr. Mário de Assis como representante da APPMG como no caso do link abaixo:
    http://www.appmg.org.br/novidades2007.htm
    Esgotada a busca Google, meio mais eficiente para localizar uma entidade atuante, irei, pessoalmente, considerar que essa FAPAEMG não existe de fato. Os professores mais mobilizados, se quiserem, podem fazer uma busca no cartório Jero Oliva, em Belo Horizonte. Lá poderão confirmar se esta federação existe, se tem diretoria vigente, ou se alguém está cometendo crime de falsidade ideológica por se passar por algo que não é.

    Voltando ao tema da legitimidade, pelos motivos acima não pude constatar se a FAPAEMG representa os pais.

    Por outro lado, essa federação com certeza não representa os alunos. Especialmente aqueles do terceiro ano do ensino médio, em torno dos quais existe a tensão do vestibular e do ENEM.

    Os alunos do terceiro ano do ensino médio tem mais de 16 anos e já se organizam politicamente. Onde está a opinião dos grêmios estudantis, da UEE-MG e da UBES? Por qual razão esses jovens não são ouvidos pela imprensa? Antônio Carlos Gomes da Costa, estivesse ainda aqui conosco, diria que é hora de valorizar o protagonismo juvenil. A julgar pela cobertura da greve, a impressão que fica é que os alunos do terceiro ano são débeis mentais.

    Como minha curiosidade é compulsiva, e preciso dar vazão aos meus impulsos, peço aos leitores deste Blog um favor. Quem puder deixe um comentário neste post que nos ajude a esclarecer quem é Mário de Assis, o que é a FAPAEMG, ou ainda, por qual razão a imprensa mineira (essa instituição independente) tanto prestigia sua opinião.
    http://direitodoservidor.wordpress.com/2011/08/26/quem-e-mario-de-assis-o-que-e-a-fapaemg-colabore-na-solucao-desse-misterio/

    ResponderExcluir
  110. RADICALISMO E SERENIDADE Resposta ao editorial do jornal Estado de Minas

    http://grevepromg.blogspot.com/2011/08/radicalismo-e-serenidade-resposta-ao.html

    STF determina pagamento de piso nacional aos professores (Leia os comentários porque muitas pessoas não são da educação)

    http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2011/08/24/internas_educacao,246846/stf-determina-pagamento-de-piso-nacional-aos-professores.shtml

    ResponderExcluir
  111. Gente, neste momento está passando o Ciclo de debates sobre o piso salarial na TV Assembleia, vamos participar enviando perguntas.

    ResponderExcluir
  112. Sindicato exige adoção de piso salarial para todos os professores

    Governo de Minas indicou que decisão do STF sobre piso valeria apenas para professores que não aderiram ao sistema de remuneração com subsídio

    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/08/25/interna_gerais,247046/sindicato-exige-adocao-de-piso-salarial-para-todos-os-professores.shtml

    E AGORA, GOVERNADOR?

    http://www.dzai.com.br/benny/blog/blogdobenny
    (comentem a reportagem)

    ResponderExcluir
  113. O "Ciclo de debates sobre o PISO SALARIAL está acontecendo agora na TV Assembleia, vamos assitir, ouvir e participar tirando nossas dúvidas. Vamos pessoal!

    ResponderExcluir
  114. Para assistir a TV Assembleia basta entrar no site www.almg.gov.br e clicar no ícone TV Assembleia online. Vamos assistir e participar! Vamos acompanhar quem está ou não do nosso lado.

    ResponderExcluir
  115. Assista a TV Assembleia, ela está transmitindo ao vivo, o Ciclo de debates: Piso Salarial em Minas Gerais. O debate está muito bom.
    Paticipe enviando perguntas para o e-mail: participacao.eventos@almg.gov.br

    ResponderExcluir
  116. um telefonema está deixando o pessoal da CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB) doidinhos,doidinhos...

    - renatinha!
    - quem é, quem é,
    - é o Lula.
    - fale que não estou...
    - NANÁ, o Lula mandou dizer que:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  117. Li no twitter do Dep. Rogerio Correia que ele terá direito de respostas às 14 horas na Radio Itatiaia

    ResponderExcluir
  118. Boa tarde Euler e companheiros de luta!
    Belissimo protesto dos professores em Ibirité! Amarrados na porta da Escola Estadual Sandoval de Azevedo, dentro da Fundação Helena Antipoff, os mestres mostravam o seus contra-cheques de miséria! Parabéns Adílson, Edson, Rafael diretores do Sind-UTE subsede Ibirité e todos os companheiros que participaram do protesto! As imagens passaram na Rede Record Minas e estão no youtube.
    Prof. Eduardo
    B.H.

    ResponderExcluir
  119. ATENÇAÕ!!

    O IPAMA está sendo solicitado na CIDADE INADIMINISTRÁVEL.
    ... ELES não sabem o que fazer com o JABUTI.
    - este JABUTI ainda vai afundar.
    - ô MARO, explica isso aí:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  120. na CIDADE INADIMINISTRÁVEL, o NANÁ mandou uma ordem que é proibido o uso de despertadores.

    ô MARO está muito preocupado,
    - como vou chegar na hora certa, em meu trabalho de porteiro do inferno, se o NANÁ não quer deixar a gente usar o despertador?

    ô MARO diz pro NANÁ que:

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  121. Caros incansáveis combatentes, terá continuidade a partir das 14:15 o Ciclo de Debates sobre o piso salarial Nacional na TV ASSEMBLEIA. VAMOS PARTICIPAR ENVIANDO PERGUNTAS, COMENTÁRIOS. O Roberto Requião disse que com a saída do acórdão o Anastasia só tem que pagar o PISO,não tem como fugir e que já marcou uma reunião do Hadad com o Senado para traçar um plano de cargos e salários (plano de carreira) Nacional. V amos torcer e aguardar. FORÇA NA LUTA, COMPANHEIROS!!

    ResponderExcluir
  122. Olá Euler.
    Sou seguidora do seu blog desde a greve de 2010 e adoro as suas publicações.
    Gostaria que você divulgasse esse vídeo de meu amigo e colega de trabalho que se amarrou ao portão da E.E. Sandoval Soares de Azevedo em Ibirité em forma de protesto contra o descaso do governo e em apoio a nossa luta.
    http://noticias.r7.com/videos/professor-fica-mais-de-12-horas-amarrado-a-portao-em-minas-gerais/idmedia/4e57939f92bb5a06d1e734df.html
    Obrigada
    Rosimeire Dias

    ResponderExcluir
  123. Gente, vamos relaxar um pouquinho?

    HOJE É DOMINGO PÉ DE CACHIMBO... e eu ficava imaginando como seria um pé de cachimbo, quando o correto é: HOJE É DOMINGO PEDE CACHIMBO... Domingo é um dia especial para relaxar e fumar um cachimbo ao invés do tradicional cigarro (para aqueles que fumam, naturalmente...).

    E a gente pensa que repete corretamente os ' ditos populares'

    Dicas do Prof. Pasquale:

    No popular se diz: 'Esse menino não para quieto, parece que tem bicho carpinteiro' - "Minha grande dúvida na infância... Mas que bicho é esse que é carpinteiro, um bicho pode ser carpinteiro???"
    Correto: 'Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro' "Tá aí a resposta para meu dilema de infância!"
    EU NÃO SABIA. E VOCÊ?

    Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.'
    Enquanto o correto é: ' Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.' "Se a batata é uma raiz, ou seja, nasce enterrada, como ela se esparrama pelo chão se ela está embaixo dele?"

    'Cor de burro quando foge.'
    O correto é: 'Corro de burro quando foge!'"Esse foi o pior de todos!
    Burro muda de cor quando foge??? Qual cor ele fica??? Porque ele muda de cor???"

    Outro que no popular todo mundo erra: 'Quem tem boca vai a Roma.'
    "Bom, esse eu entendia, de um modo errado, mas entendia! Pensava que quem sabia se comunicar ia a qualquer lugar!" O corretoé: 'Quem tem boca vaia Roma.' (isso mesmo, do verbo vaiar).

    Outro que todo mundo diz errado,
    'Cuspido e escarrado' - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.
    O correto é: 'Esculpido em Carrara.' (Carrara é um tipo de mármore)

    Mais um famoso.... 'Quem não tem cão, caça com gato.' "Entendia também, errado, mas entendia! Se não tem o cão para ajudar na caça o gato ajuda! Tudo bem que o gato só faz o que quer, mas vai que o bicho tá de bom humor!"
    O correto é: 'Quem não tem cão, caça como gato... ou seja, sozinho!'

    Vai dizer que você falava corretamente algum desses?????

    Obs.: Recebi por E-mail. Não me responsabilizo.

    - Gente, a propósito, vamos tomar cuidado com a gramática e a ortografia em nossos comentários. Sei que, às vezes, a gente escorrega no Português, que não é fácil. Estão perdoados os erros de digitação. Se escrevermos errado, esse povo lá do governo, vai morrer de rir! Outra coisa: a gente tem criticado muito os professores tampax. Um deles não sabe se "corrente" se escreve com r ou rr. Não vamos fornecer motivos para gozação. O Euler escreve impecavelmente, mas ele não teria tempo para corrigir os escorregões gramáticais e ortográficos de tantos comentários. Não briguem comigo, nem me respondam mal, crianças. Ai, ai, ai, ai!!! Mas não pude deixar de escrever este comentário depois de ler: (...) se ela "vim" e (...)"nus" em vez de "nos". Escrevamos com calma. O Blog não vai fugir! Também não duvido que eu mesma tenha cometido, neste texto, alguma indelicadeza com a nossa nobre e tão esquecida Língua Portuguesa.
    Beijos da Tia Maluquinha.
    Faça bem feito tudo o que tiver para fazer!

    ResponderExcluir
  124. Pessoal da luta, membros do NDG,

    Vejam bem que situação ridícula a deste governo:

    1) primeiro ele diz que pagava até mais do que o piso através do subsídio. Na TV a secretária da Educação chegou a falar que pagava 85% a mais do que o piso proporcional do MEC;

    2) agora que o STF determinou o pagamento do piso, não cabendo mais recursos e lorotas, o mesmo governo diz que não pode pagar sequer o piso proporcional do MEC. Ora, quando é o governo fala a verdade para a população mineira? Ele pagava até mais do que o piso antes e agora diz que não pode pagar nem o piso proporcional do MEC?;

    3) a mídia mimeira nos deve um direito de resposta pelas mentiras que vem publicando diariamente. Ela repercutiu essa fala do governo de que estaríamos em greve por razões políticas. Hoje mesmo, ao que parece, um jornalista imbecil teria dito que somos massa de manobra de um deputado. Exigimos direito de resposta!;

    4) em abril deste ano o governo já sabia que teria que pagar pelo menos o piso proporcional do MEC. Mesmo assim concedeu aumento de 100% para a PM e mais 10% para todos os outros servidores do estado, menos para a Educação. Além disso, no início ano realizou enorme contratação, através de leis delegadas, de centenas de cargos políticos fruto de compromissos eleitorais. E agora nos vem falar em limites da LRF? Não aceitamos esse argumento. Por que essa lei funciona somente contra os educadores de Minas? Que reduzam os salários dos de cima, que demitam os cargos de confiança, mas não nos imponham este argumento ridículo. Aliás, o governo propôs aumento para diretores e vice-diretores, enquanto diz que não pode pagar o miserável piso de R$ 1.187,00, nem na sua forma proporcional, que é R$ 712,29 para o profissional com ensino médio. Ora, nos poupem!

    5) concordo com o Rômulo e com a Josélia, quando criticam esse rebaixamento da nossa luta tentando atribuir nossas conquistas a uma suposta ação do ex-presidente da república. Em oito anos de governo Lula o nosso piso não foi assegurado! Os banqueiros receberam em dia mais de 600 bilhões de reais; o agronegócio foi beneficiado, os grandes empresários tiveram lucros como nunca antes nesse país; mas nós, educadores estamos lutando por um piso miserável até o dia de hoje.

    ResponderExcluir
  125. continuação...

    Então, na minha opinião, quando se trata dos interesses dos de baixo, tanto o governo FHC, quanto o governo Lula, guardadas algumas diferenças em favor deste (como o Bolsa Família e o Prouni) eles agiram com muito mais coisas comuns do que com diferenças. Nós, os de baixo, especialmente os educadores da educação básica, continuamos excluídos e prejudicados, tanto antes como atualmente.

    Essa encenação de que Lula teria convocado o ministro Haddad para saber porquê os estados não estão pagando o piso é algo ridículo e me assusta até que alguém leve a sério uma coisa dessas. Afinal, por que o Lula não chamou o Haddad para fazer tal pergunta enquanto ele era presidente da República? E por que a Dilma não faz isso agora, enquanto está na presidência.

    Então, turma da luta pela base, eu confio na força da nossa luta, da nossa mobilização pela base e não nos conchavos de cúpula, quase sempre voltados para nos ferrar, literalmente!

    Vamos manter a nossa unidade e mobilização pela base e não aceitar nenhuma desculpa para que o governo de Minas não pague o piso.

    Vejam que coisa ridícula: o governo diz que não tem dinheiro para nos pagar o piso e fala em ampliar as contratações de substitutos! Que ridículo! Que humilhante! Que descaso com os educadores, com os alunos e com a população mineira!

    Não podemos aceitar uma coisa dessas! Temos que reforçar e ampliar a nossa greve e envolver toda a sociedade nessa luta! Estão querendo destruir a educação pública e nos incriminar pela ilegalidade que eles estão cometendo.

    Não vamos aceitar isso! Exigimos respeito! Exigimos que o governo preste contas do que vem fazendo com os recursos da Educação! Exigimos que nos pague os nossos salários mesmo em greve e que nos pague o piso a que temos direito!

    Se for necessário que o governo reveja todos os gastos do estado e corrija e retire os privilégios existentes nos três poderes, mas não venham querer retirar o nosso direito ao piso e a todas as nossas conquistas!

    Um forte abraço e desculpem o desabafo, pois tem hora que é duro ver e ouvir certas coisas sem desabafar! (texto sem revisão)

    P.S. Quem tem que ter direito de resposta na Itatiaia não é o deputado, mas somos nós, os 150 mil educadores que estamos em greve, porque fomos ofendidos moralmente, chamados de "massa de manobra". Eu quero o meu direito de resposta e vou enviar mensagem à Rádio Itatiaia e seria bom que todos fizessem o mesmo. Não quero que nenhum representante fale por mim. Eu quero responder diretamente à leviana acusação.

    ResponderExcluir
  126. Gente, aqui em Montes Claros, a câmara municipal aprovou esse mês o piso de 1.187 mais as vantagens para as nossas 20 aulas,e, segundo o prefeito, já iremos receber o aumento nesse mês de setembro e ele também pagará o aumento retroativo a julho.Ele disse que usará o dinheiro do FUNDEB para nos pagar. Não fizemos greve ou paralisações,ele apenas percebeu,após o início da nossa greve do estado, que não suportaria a pressão, já que existe na cidade um forte movimento FORA TADEU que tem sido divulgado na mídia.

    Penso que deveríamos, também, exigir o piso total, e não o proporcional, já que a lei fala em ATÉ 40 horas, e não acreditar nessa conversa de que o governo não tem dinheiro para nos pagar.

    ResponderExcluir
  127. Anastazista tenho uma solução para vc. Pegue seus pms e peça para eles jogarem gás de pimenta no STJ. Com certeza isso evitará que vc pague o piso salarial nacional para os professores.

    ResponderExcluir
  128. Marisa Karla-Governador Valadares26 de agosto de 2011 14:36

    Para Rômulo:
    Sou fã do Lula, mas concordo com você!É necessário
    separar o joio do trigo. A nossa vitória foi fruto
    de todo um processo de luta, somatório de forças e
    cada um teve a sua participação neste contexto.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  129. INTERVENÇÃO FEDERAL NA EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  130. INTERVENÇÃO FEDERAL NA EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  131. Boa dica da colega Rosimeire Dias, de Ibirité.

    Vejam o link:

    http://noticias.r7.com/videos/professor-fica-mais-de-12-horas-amarrado-a-portao-em-minas-gerais/idmedia/4e57939f92bb5a06d1e734df.html

    Se souberem do link deste vídeo no youtube informem aqui no blog.

    Um abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  132. Mandado de segurança na justiça federal, para segurar verbas federais repassadas ao Estado, para garantir o pagamento dos salários dos Professores.

    ResponderExcluir
  133. ELES SABIAM DA LEI DO PISO SALARIA NACIONAL DOS EDUCADORES DESDE 2008.

    NÃO TEM DESCULPAS.

    GOVERNO FORA DA LEI.

    ResponderExcluir
  134. Começou neste momento o Ciclo de debates: Piso Salarial em Minas Gerais, ao vivo na TV Assembleia. Vamos participar, eu já enviei o meu questionamento.
    O e-mail é participacao.eventos@almg.gov.br

    ResponderExcluir
  135. Boa tarde a todos. A estratégia do governo é clara, dizer que não pagará o piso no vencimento básico e atrair o máximo de desinformados e sem fé para o subsídio. Infelizmente é nossa missão proteger a todos, até os que não estão na greve por falta de fé ou por oportunismo mesmo, no dia 01 de setembro muitos que optaram pela tabela de vencimento básico perceberam que o governo abaixou seus salários e poderâo querer retornar para o subsídio.É fundamental esclarecer que a aplicação do piso é de imediato e o governo ainda não cumpre por isso o salario é menor.
    concluindo.
    NÃO PODEMOS DEIXAR NOSSOS COLEGAS MIGRAREM PARA O SUBSÍDIO E PERDEREM O DIREITO DE RECEBER O PISO. ESSA É NOSSA MAIOR MISSÃO NOS PRÓXIMOS DIAS. O GOVERNO NÃO IMPORTA COM ANO LETIVO.

    ABRAÇOS A TODOS IDINEI CORRÊA DE IPATINGA.

    FIRMES NA GREVE ATÉ PAGAMENTO DO PISO.

    ResponderExcluir
  136. renatinha,

    quando você for ao Minstério Púbro,
    leve a calculadora,
    prá fazer umas continhas,

    Nós vamos conferir, tudinho.

    QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  137. Não temos nada que ficar negociando com o governo pagamento do piso escalonado, como ele fez com os militares. QUEREMOS O PISO JÁ, RETROATIVO A 2010!

    O governo já está querendo contratar substitutos para as outras séries, penso que NÃO DEVEMOS NEGOCIA COM QUEM NÃO NOS DÁ O DEVIDO RESPEITO! EXIGIMOS O PAGAMENTO IMEDIATO DO PISO! Eles que reduzam outros gastos para nos pagar! QUERO O DINHEIRO QUE ANASTASIA ME DEVE!

    ResponderExcluir
  138. Tia Maluquinha, ninguém vai se chatear com você, pois sabemos que todo cuidado é pouco e depois nós não podemos ser motivo de comentários, de parte de ninguém, muito menos de parte do governo. Pois nos comentários dos Jornais, as pessoas criticam mesmo quando o comentarista se identifica como professor e comete erros crassos de linguagem. Então devemos estar atentas(os) mesmo!
    Valeu a dica! Afinal o dono do blog é exempl mesmo, as discussões expostas, aqui, possuem conteúdo e são veiculadas numa forma de linguagem que passa credibilidade ao leitor, não tenha dúvida.

    ResponderExcluir
  139. Olá pessoal

    @ Vamos ligar para o MEC e pedir URGÊNCIA no cumprimento da Lei Federal 11738/08 em Minas Gerais.
    MEC - MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
    0800 616161 (DISQUE 6 - EDUCAÇÃO BÁSICA)
    Vamos ligar para o MEC e pedir URGÊNCIA no cumprimento da Lei Federal 11738/08 em Minas Gerais.

    Eu já fiz minha reclamação:

    CENTRAL DE ATENDIMENTO do MEC
    PROTOCOLO Nº 5928356
    (Atendente: Rafael)

    abraços
    Gleiferson Crow
    LEIA: O Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  140. EULER,EIS A RESPOSTA DO MPMG REFERÊNTE AQUELE TEXTO QUE VOCÊ SUGERIU QUE ENVIACEMOS PARA ELES.


    Providências
    26/08/2011 - 14:05:00
    Núm. Inquérito:0


    Agradecemos seu contato. Informamos que já houve encaminhamento de representação formal ao Procurador-Geral de Justiça contra o governador Antônio Anastasia por não alterar o vencimento básico dos professores da educação de acordo com o piso salarial profissional nacional. Ofício Of. 283/2011/OMP, ID 1736260.
    Informamos ainda que já foram encaminhadas manifestações à Coordenadora da Promotoria de Educação, tendo sido instaurado inquérito civil.
    Promotora: MARIA ELMIRA EVANGELINA DO AMARAL DICK
    Providência: o IC mencionado trata da investigação do cumprimento sobre o piso salarial, em curso nesta 17º Promotoria de Justiça Especializada.
    Atenciosamente,
    Ouvidoria do Ministério Público de Minas Ger

    ResponderExcluir
  141. Caríssimo Euler
    e companheiros(as)
    Enviei há pouco o seguinte e-mail para a rádio itatiaia.
    À redação
    Primeiramente gostaria de cumprimentar a esta que recebeu a alcunha de "a rádio do minas" senão pelos relevantes serviços jornalísticos prestados.
    Mas gostaria de expressar a minha opinião de ouvinte regular desta emissora quanto à cobertura da mesma na greve dos (nós) professores públicos estaduais mineiros.
    Embora esta emissora tenha jornalistas competentes, percebo que muitas vezes as matérias veiculadas sobre a greve não seguem o principio jornalístico da imparcialidade, ao darem mais espaço aos representantes do governo(e à versão deles) e não concederem o mesmo espaço para o contraditório da outra parte, ou seja, buscando esclarecer a verdade dos fatos.
    Gostaria de dirigir-me em especial ao jornalista Carlos Viana.
    Senhor jornalista:
    No decorrer desta greve tenho ouvido suas opiniões e por isto vi-me no dever de protestar respeitosamente. Percebi que têm sido tendenciosas, no sentido de culpabilizar os professores. A principio resolvi conceder-lhe o beneplácito da dúvida, pensando: não , ele falou aquilo num contexto, e tal. Porém, corroborado pelas opiniões de outros colegas profissionais que também observaram o mesmo, decidi por manifestar-lhe nossa indignação. A propósito, respeitosamente pergunto-lhe: o senhor tem ou teve filhos estudantes em escola pública? Se me permite, vou afirmar que sim pois fui professor deles e , inclusive, foram bons alunos. Então, porque o senhor dirige seus achaques a nós professores públicos? Peço-lhe a gentileza, se nao for demais, procurar balizar suas opiniões buscando ser justo e equanime. Afinal, utiliza o poder dos microfones de uma emissora muito formadora de opinião.
    Ademais, não somos massa de manobra de nenhum deputado, e sim profissionais sérios e honrados em nossa maioria (salvo exceções) que lutamos pelos nossos legítimos direitos que foram recentemente referendados pelo SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, ou seja, a LEI DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL, que por pura intransigência do governo do nosso Estado não está sendo cumprida, até o momento.
    Saiba que lamentamos os graves prejuízos causados aos nossos educandos, mas entendemos que não podemos abdicar da justa luta pelos nossos direitos. Isto também é uma verdadeira aula de cidadania.

    ResponderExcluir
  142. na farmácia "BURGUESINHA" na CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB), estão com as vendas em alta de remédios para dor de cabeça, ACÓRCDIL, e do supositório ROLHEX.
    se você está com dor de cabeça tome ACÓRDIL, mas se você tem problemas de hemorroidas use ROLHEX e ficará aliviado.
    o MARO é grande consumidor de ROLHEX.
    diz aí MARO:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  143. ...enquanto isso no estãdio de futebol da CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB), a torcida canta e grita o nome do seus time de coração:
    -PROPINA, PROPINA, PROPINA...
    renatinha barata tonta é a lider da torcida.

    ... e o locutor da rádio di ninas diz:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  144. Caríssimo Euler
    e companheiros(as)
    Agora segue mais em tom de desabafo, me desculpem.
    Vejam: penso que estamos mesmo num Estado quase de exceção, com uma mídia comprada, ridícula, provinciana , que acha que está transmitindo informações de curral ou do chamado "jornalismo de esgoto" que tem sido prática de alguns órgãos da mídia deste país. Como pode uma emissora com profissionais como este senhor Carlos Viana que parece um verdadeiro picareta de jornalista que expressa opiniões tão boçais e equivocadas e, pior, ofendem a nossa honra profissional e a nossa visão sociopolitica. Que absurdo esta mídia paroquial aqui de Minas Gerais, gente.Que visão tacanha.



    PROTESTE JÁ !
    LIBERDADE JÁ !
    COM GARRA O NOSSO PISO SAI NA MARRA !
    Abraços !

    ResponderExcluir
  145. A Escola Estadual Maurilio Albanese Novaes de Ipatinga acaba de decidir em retornar para a greve com 100 % de adesão. Ficaram revoltados com a afirmação da Renata Vilhena que diz que governo não pagará o piso e não cumprirá a Lei do Piso
    Abraços a todos Idinei de Ipatinga

    ResponderExcluir
  146. Boa tarde Euler!!

    Vejam este vídeo!!! assistam a que ponto temos que chegar!!!! Vale a pena.
    E você o que está fazendo????

    http://www.fisica-alternativa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  147. O Professor Rafael Toledo do Comando de Greve de Governador Valadares foi entrevistado sobre o acórdão publicado pelo STF sobre a Lei do Piso Salarial Profissional Nacional e a insistência do Governo em não cumprir a lei segundo o plano de carreira dos Trabalhadores em Educação da REE-MG.
    http://www.youtube.com/watch?v=YOwrhniPwTE&feature=mfu_in_order&list=UL

    ResponderExcluir
  148. Sabemos que a mídia mineira é adestrada pelo governo de minas e, principalmente, a rádio itatiaia. Vindo dela, não é de se espantar o comentário do tal jornalista. Eles são unhas e carne com os donos do poder em minas. Precisamos inventar os nossos próprios meios de comunicação e horrorizar com a mídia vigente e conivente. Seu blog, Euler, é um excelente meio de formação e informação de qualidade. Precisamos reverberar seu blog a todos os cantos de minas e do brasil.

    ResponderExcluir
  149. na CIDADE INADIMINISTRÁVEL,*(RB), estão chamando o psiquiatra.
    ... a renatinha e a broaca Luciféia estão na maior crise existencial.
    ...não sei se PISO É TETO, não sei se TETO É PISO...
    ... não sei se TETO É PISO, não sei se PISO É TETO...

    o psiquiatra diagnosticou como uma doença grave e receitou o seguinte:
    - vocês vão repetir durante três dias de hora em hora:
    -PISO É PISO,
    -PISO É PISO,
    -PISO É PISO...
    em seguida vocês vão passar a repetir:
    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.
    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE...

    parem de rir, parem de rir...
    kkkkkkkkk!!!!
    KKKKKK!!!
    *(república dos bananas).

    ResponderExcluir
  150. Obrigada Senhor por ter ainda pessoas como nosso colega acima ,do vídeo-amarrado, corajoso e destemido!!!acredito que será assim que a sociedade nos apoiará!!Mas fiquei muito desiluda quando li num post ontem, no artigo abaixo deste, que um colega falava que o piso será de HUM MIL E CENTOS E POUCOS... POR 40 HORAS!! É verdade Euler?! se for isso, receberemos o mesmo salário!!então não vi o porque da greve!!Espero que essa colega esteja tão desinformada como eu!Não que eu, não me informo!!De hora em hora estou aqui no seu blog!! mas É tanta informação que acho que meu cérebro está dando tiutichu!!E depois que li isso fiquei prostrada!Sinceramente pensava que estes mil e tanto seria para cada cargo!!Espero que ela esteja enganada!!Força e até a vitória!! Maria Do Carmo- Contagem

    ResponderExcluir
  151. Vamos denunciar a situação que estamos vivendo em Minas Gerais para todo o país. Façamos textos resumidos sobre os recentes acontecimentos e vamos mandar pra todos: imprensa mineira, imprensa nacional, televisão, Ministério Público, Mec, Assembleia Legislativa, Congresso Nacional (aos deputados de MG), programas como CQC, Repórter Record, etc. Vamos radicalizar: montar grupos de professores em cada região, simultâneamente, por exemplo: as 07:30hs, grupos de professores parando o trânsito em cada região de BH, de norte a sul; professores se amarrarem na porta das escolas no início de cada turno, um grupo ficar em frente ao Ministério Público, os colegas do interior pararem as principais rodovias da região, pedir esmola na porta de bancos, confeccionar urgente cartazes, panfletos e adesivos para carros com: AÉCIO E ANASTASIA, INIMIGOS Nº 1 DA EDUCAÇÃO MINEIRA!. Em cada cidade mineira bloquear a principal avenida em horário de pico, podemos combinar o melhor horário via twitter, blog do euler, etc. Vamos parar Minas Gerais!!!! Concordo plenamente com a sugestão de 31.000 em bh dia 31. Já estou fazendo minha parte, divulgando.

    ResponderExcluir
  152. AQUI A ESCOLA JOÃO PAULO I DE BH, NO REGINA....ESTÁ CONTRATANDO TAMPAX E MUITOS PROFESSORES VOLTARAM E ESTÁ TENDO AULA NORMAÇMENTE PARA OS TERCEIROS ANOS!! SUB-SEDE POR FAVOR VÁ ATÉ LÁ!!

    ResponderExcluir
  153. Olha pessoal deviamos pegar o endereço dos jornalistas que estão a serviço do governo, e a partir daí acordá-los de madrugada com protesto de professores, ou melhor ainda mobilizar a categoria na frente das emissoras. No bairro floresta tem duas a Record, e o a Alterosa.

    Parabéns ao professor acorrentado, só assim que a mídia notícia.

    ResponderExcluir
  154. Caríssimo Euler
    e companheiros(as)
    Vamos refletir:
    este festival de informações plantadas e contra-informações divulgadas nesta mídia provinciana faz parte de uma estratégia própria de regimes autoritários para justamente confundir e não informar , com a intenção clara de ludibriar e escamotear a verdade.
    Assistimos diariamente a um sem número de contradições nas declarações aí destas secretárias deste (des)governo. Cada hora falam uma coisa. Ora, isto tem um propósito claro que é confundir a opinião pública pra logicamente tirar proveito.
    Gente, quanta rasteira, jogo baixo deste pessoal.Que indignação nos dá perceber este jogo sujo, estas mentiras, estes golpes contra a democracia, contra o Estado democrático de direito, contra a letra da Carta Magna do País,contra os interesses "dos de baixo" como muito apropriadamente define o nosso admiradíssimo Euler.
    Mas a boa notícia: VENCEREMOS !
    Nós somos mais , muito mais, somos força coletiva, somos verdadeira consciência sociopolítica, somos buscadores da verdade, somos bravos guerreiros (as).
    A nossa VITÓRIA se aproxima.
    Abraços !

    ResponderExcluir
  155. CHARLOTTE SAMPAIO diz...

    Pelas últimas declarações da mocréia Renata Venenoilhena vamos ter que fortalecer o movimento e nos preparar para levar a greve mais adiante.

    ResponderExcluir
  156. Euler,

    Você também merece direito de resposta. O jornalista Carlos Viana te chamou de stanilista no programa Plantão da cidade do dia 24 de agosto. Bem na hora da Assembléia.

    ResponderExcluir
  157. Euler, boa tarde estamos ligando para a Rede globo e cobrando direito de resposta do sindute. O telefone é 3469.4890
    Estou enviando o filme que fiz na nossa linda e maravilhosa assembléia. Foi mágico...
    Amplexos, Elenice Vidal Prata
    http://www.youtube.com/watch?v=z0MiJvhbgbI&feature=channel_video_title

    ResponderExcluir
  158. Caros colegas:

    Sou um adimirador da Beatriz,,mas tou achando um descasso com a categoria,,estamos todos com os nervos a flor da pele e até agora ela não publica nenhum cmentário no seu Blog e nenhuma informação no seus site. Tudo bem,,pode ser que anda muito ocupada,,mas onde está o setor de comunicação social do sindicato. Ta na hora de distribuir tarefas.Mal de nós se não fosse o blog do Euler,,,essa greve ja tinha acabado,,,Faço apenas uma crítica construtiva Beatriz ,,sou seu adimirador e você é nossa lider maior,,não nos deixe sem informações ,,nem que seje palavras de ânimo,,publique os comentários em seu Blog eles são fundamentais e pode ajudar a clarear suas idéias. Todos firmes nas luta até a vitória.

    ResponderExcluir
  159. QUE VERGONHA!
    Enquanto lutamos por nossos direitos professores da escola "Prof. Olavo Tostes" de Muriaé abrem às portas para os amigos da escola ( propaganda na Globo Minas)para aula de dança. Só escola tem amigos... Que horror!
    Concordo que os alunos tenham educação diferenciada, mas em tempo de greve,não. Que profissional é este que não luta por seus direitos?Será tão bem casado(a)que trabalha por diversão ou será protegido de alguém?

    ResponderExcluir
  160. GOVERNO AGORA TENTA VALIDAR O SUBSIDIO, SERA QUE VAI CONSEGUIR?

    http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?incidente=4110561

    TOMARA QUE ELE LEVE OUTRA DECISAO CONTRARIA. AI NAO TERA COMO ENXERGAR QUE E UM DESGOVERNADOR MESMO.

    CUMPRA A LEI, PAGUE O PISO E PARE DE DESCUMPRIR UMA LEI FEDERAL.

    ACABE COM A GREVE, TRAGA DE VOLTA A VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR E FAÇA HISTORIA, NÃO QUEIRA ENTRAR PARA A HISTORIA, COMO O GOVERNADOR QUE NAO CUMPRE LEI FEDERAL, QUE DEFAMOU O SEU PARTIDO, PSDB, JA NAO E TAO BEM VISTO, POR ADMINISTRAR POR POUCOS, DEPOIS DESTA BRIGA COM OS GREVISTAS, FICA CLARO ISTO.

    ResponderExcluir
  161. Maria Helena - Ipatinga

    Como disse vários colegas: não podemos descuidar. precisamos analisar os fatos e antecipar a eles. O (des)governo vai jogar pesado na questão do retorno ao suicídio, com o auxílio dos capitães do mato(não tiveram aquela oferta de aumento salarial atoa). Quero denunciar que aqui em Ipatinga, um capitão do mato(diretora) informou aos seus professores que o governo obrigará todos os funcionários a mudar para o suicídio. Parece absurda minha informação, mas infelizmente temos colegas ainda muito desinformado. Nessa escola mesmo apesar de urbana, nenhum funcionário sabia da publicação do acórdão . Devemos denunciar quando fizermos os atos públicos regionais e nas visitas às escolas sobre essas pressões. O que mais me preocupa são os mais simples, que por desinformação podem cair no conto dos capitães.

    Esse governo é tão sem escrúpulos que pode querer achatar nossa carreira, usando a ideia de piso, mas aplicando as regras de carreira do subsidio caso haja uma adesão maior ao subsídio.

    Essa ideia tem martelado o meu cérebro, e como o saco de maldades desse (des)governo parece não ter fim, ele e sua secretaria de planejamento só ficam planejando como destruir os professores e a educação em Minas.

    Posso estar louca, mas vindo deles tudo é possível.

    Felizes sim, mas não vamos baixar nossa guarda!
    Colegas, até a vitória!
    Devagar, mas caminhando. Hoje conseguimos mais duas adesões ao movimento na EE João XXIII.

    Maria helena

    ResponderExcluir
  162. Aos fura greve de Coronel fabriciano:

    Que vergonha um grupo lutando por nossos direitos e voces ai furando a greve.Ao pessoal da Escola Alberto Giovannini que feio,,,a maioria da escola na luta e um grupo ai sacaneando,,que exemplo de cidadania vocês estão dando para estes jovens.Se não capazes de lutarem nem pelos os seus direitos como vão ensinar aos seus alunos a serem cidadãos.O piso é para todos nós ainda há tempo ,,,entre na luta com a gente.

    ResponderExcluir
  163. Se o governo nao nos pagar o piso, devemos apelar para a desobediencia civil: enrolar os módulos, enrolar as aulas e por aí vai......

    ResponderExcluir
  164. Fátima - Professora de História - Ubá26 de agosto de 2011 16:35

    A turma do Pinoquinho entrou em ação de novo. Passaram o tempo mentindo dizendo que já pagavam o piso através do subsídio. Foi preciso travar uma luta ferrenha na justiça para provar que eles estavam mentindo. Tiveram que reconhecer publicamente suas trapaças e a tentativa de calote nos professores. Agora estão mentindo dizendo que não tem dinheiro para pagar o piso dos professores, que não recebem a verba do Fundeb e outras mentiradas mais. Mentem, mentem e mentem.
    Esranho, porque antes do Acordão ser publicado esses impedimentos não existiam. Até quando vamos ter que aturar essa gentalha falando mentiras.
    Ministério Público, detentor de mentiras
    neles!
    Viram só o respeito que essa tal de Renata tem pela educação e por nós, chamou as nossas conquistas de anos e anos de trabalho e dedicação ao magistério público de penduricalhos.
    Acorda povo! por que o mesmo respeito que esse governador tem pela educação e seus profissionais ele dispensa a os que se utilizam dela.
    "Deus é a minha luz e a minha salvação;
    A quem temereis?
    Deus é o baluarte da minha vida:
    De quem terei medo?"... Salmo 26

    ResponderExcluir
  165. amigo Euler, conversando com o líder sindical de Janaúba ele reafirmou que ainda temos direito do biênio( os que entraram depois de 2003) e falou para que eu solicitasse meus biênios atrasados e depois de receber a negativa do governo levasse o documento para o sindicato.Aqui em janaúba depois da baixa adesão, os professores tomaram vergonha na cara e depois da contratação de substitutos e da publicação do acórdão decidiram parar nessa reta final como forma de desarticular a estratégia do governo,duas das 3 maiores fecharam e a outra fecha segunda.

    ResponderExcluir
  166. na CIDADE INADIMINISTRÁVEL, A "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA", estão desesperados.
    - dizem que pediram ao Minstero Púbro, para interromperem as verbas publicitárias do estado dos bananas.

    são 9 longos anos de funcionamento da "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA".

    - professores desgraçados, dizem os reporters.

    os repórters estão com medo de corte em salários ou até mesmo do desemprego.

    ...enquanto isso...
    os professores culpados de tudo isto, continuam gritando na cara da "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRA":

    - QUEREMOS TODOS OS NOSSOS DIREITOS, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  167. INTERVENÇÃO FEDERAL NA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  168. Renata Vilhena. Faça economia que o dinheiro vai dar. Ex.13.000,00 cargos comissionados ganhando muitas X que um professor. Professores sem nenhum preparo para o PIP. Contratação de pessoal para SRE. E por aí vai. Tudo na vida é questão de prioridade. E também não entendi. Vc já não paga mais que o piso??????. Como não tem dinheiro??????Faça um enxugamento dessa máquina inoperante.

    ResponderExcluir
  169. José Alfredo Junqueira26 de agosto de 2011 16:46

    Gente,não há mais contradições no discurso da Renata.Depois do "FUMO" que levou do Ministro Joaquim Barbosa("não me sensibiliza nem um pouco os argumentos de ordens orçamentárias")ela tem dito a mesma coisa,que vai pagar o piso só para os 153000 que voltaram ao regime anterior.Ora,não voltou quem não pôde ou quem não quiz.Falta de aviso não foi.Cairam na arapuca anunciada do suicídio.Eles que corram atrás!

    ResponderExcluir
  170. Os professores das quatro principais escolas estaduais de Passos, no Sul de Minas Gerais, aderiram à greve da categoria nesta sexta-feira (26).

    De acordo com um dos representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG) na cidade, Aguinaldo Bernardes, cerca de 40% dos alunos de Passos ficaram sem aulas nesta sexta e a paralisação foi motivada pela publicação do acórdão do Supremo Tribunal Federal (STF), que determina que o piso nacional de R$ 1.187,97 aos profissionais do magistério da educação básica.

    Segundo Aguinaldo Bernardes, a expectativa é que mais professores parem de trabalhar a partir da próxima segunda-feira (29).

    Com o objetivo de ganhar público e discutir os rumos da greve, os professores irão se reunir às 18h desta sexta durante uma assembléia, que será realizada na Escola Estadual São José, no bairro Califórnia.

    Ainda conforme Aguinaldo Bernardes, aproximadamente 5 mil alunos não tiveram aulas nesta sexta.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=127852&busca=greve%20professores&pagina=1

    ResponderExcluir
  171. http://www.otempo.com.br/supernoticia/noticias/?IdNoticia=61255,SUP&busca=greve%20professores&pagina=1

    ResponderExcluir
  172. Professores, não dê atenção as besteiras que a Sec. Renada anda falando, esta prática é comum com os derrotados. O Governo não tem nenhuma alternatia para livrar do pagamento do Piso. Fiquem firmes na luta, não pode ninguém recuar. A vitória está prestes a ser proclamada.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  173. Companheiros,o sindute tem que agir rápido.Fiquei sabendo por uma inspetora que o governo está preparando uma prá nós.Cadê a justiça,MP,OAB/MG,será que essa minas vai representar o NÃO ESTADO DE DIREITO DO BRASIL? ONDE UM GOVERNADOR FORA DA LEI E SUA CÚPULA PODEM FAZER O QUE QUISEREM,QUE NÃO PRECISAM PRESTAR CONTAS À JUSTIÇA?!?!?! SENHORES DESEMBARGADORES,NÃO TÊM VERGONHA DO QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI??? SERÁ QUE VOCES FIZERAM SEUS JURAMENTOS FAZENDO FIGAS ATRÁS DAS COSTAS? SÓ PODE TER SIDO ISTO.CADÊ A CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA,QUE EM MINAS NÃO PRECISA SER SEGUIDA? AS VOSSAS EXCELÊNCIAS IRÃO SE OMITIR ATÉ QUANDO? QUE PODER ESSE GOVERNADOR TEM SOBRE os senhores,QUE COM ELE A LEI NÃO PRECISA SER CUMPRIDA? Olha companheiros,a luta tem que continuar,pois que negócio é esse,já pagava o piso e agora não tem dinheiro para pagar?!?!?! Será que a RATATATA tá ficando doida? Cadê o JURÍDICO DO SINDICATO,VAMOS ACORDAR PESSOAL E MANDADO DE SEGURANÇA NESSE (des)governo. Até a VITÓRIA,CONTINUAMOS NA LUTA,SÓ O PISO NOS TRAZ DE VOLTA À ESCOLA.

    ResponderExcluir
  174. saiu boletim numero 42 do sindute .


    http://www.sindutemg.org.br/novosite/janela.php?pasta=files&arquivo=2330

    ResponderExcluir
  175. CARO, EULER,
    Estou , agora , no site do STF acompanhando as peças da ADI 4631 (que pede inconstitucionalidade do subsídio).
    Olha o despacho do Relator http://redir.stf.jus.br/estfvisualizadorpub/jsp/consultarprocessoeletronico/ConsultarProcessoEletronico.jsf?seqobjetoincidente=4110561

    DECISÃO: vistos, etc.
    A autora pede, liminarmente, que se dê interpretação conforme à
    Constituição ao art. 1º e seu parágrafo único da Lei nº 18.975/2010, do
    Estado de Minas Gerais.
    2. Do exame dos autos, enxergo a relevância da matéria veiculada na
    presente ação direta de inconstitucionalidade, bem como o seu especial
    significado para a ordem social e a segurança jurídica. Tudo a
    recomendar um posicionamento definitivo deste Supremo Tribunal
    Federal acerca da impugnação que lhe é dirigida.
    3. Nessa moldura, adoto o procedimento abreviado de que trata o
    artigo 12 da Lei nº 9.868/99.
    4. Solicitem-se informações aos requeridos. Após, encaminhem-se o
    processo, sucessivamente, ao Advogado-Geral da União e ao ProcuradorGeral da República, dispondo cada qual do prazo de 05 (cinco) dias.
    Publique-se.
    Brasília, 1º de agosto de 2011.
    Ministro AYRES BRITTO
    Relator



    O ministro Ayres Brito cita o art. 12 da Lei 9868/99 que diz:

    Art. 12. Havendo pedido de medida cautelar, o relator, em face da relevância da matéria e de seu especial significado para a ordem social e a segurança jurídica, poderá, após a prestação das informações, no prazo de dez dias, e a manifestação do Advogado-Geral da União e do Procurador-Geral da República, sucessivamente, no prazo de cinco dias, submeter o processo diretamente ao Tribunal, que terá a faculdade de julgar definitivamente a ação.


    Isso nos leva a crer que logo nossa vitória não será apenas dos que optaram , mas de todos

    ResponderExcluir
  176. Euler , olha os prefeitos lastimando .


    http://www.cnm.org.br/institucional/conteudo.asp?iId=216349

    ResponderExcluir
  177. Renata Vilhena afirmou em entrevista agora a tarde na rádio Itatiaia que o governo vai trabalhar no final de semana para fazer as contas do impacto da implantação do piso.

    ResponderExcluir
  178. Não vamos dar sossego para a mídia comprada. O jornalista Eduardo Costa tem um artigo hoje, no sítio da Rádio Itatiaia, criticando as passeatas. Vejam o que postei lá:

    Caro jornalísta,

    Com todo respeito, seu artigo parece estar a serviço do governo do Estado, fazendo a cabeça dos desavisados. Tenha uma certeza, como professor, o que mais eu queria estar fazendo nesse momento é estar dentro da sala de aula. Porém, pela ditadura imposta pelo governo e a mordaça da imprensa mineira, só conseguimos mostrar os fatos para a sociedade, utilizando este recurso. Acredite, se a imprensa mineira, de uma forma geral, estivesse a favor da informação com credibilidade, não teríamos que parar trânsito nenhum para sermos ouvidos. Porém, para tristeza de nosso querido estado, a imprensa curva-se diante de "gordas" verbas publicitárias e prefere colocar a população contra os professores a mostrar a realidade. O sr. sabe o motivo da legalidade da greve? respondo, o governo que vocês protegem está fora da Lei! Não sou eu quem diz, quem afirma é o Supremo Tribunal Federal! Cobrem de quem realmente é o responsável: o Governo do Estado!

    ResponderExcluir
  179. DIREITO DE RESPOSTA DO DEPUTADO ROGERIO CORREIA NA RADIO ITATIAIA AO JORNALISTA CARLOS VIANA

    http://www.rogeriocorreia.com.br/music/playlist/popup?playlistUrl=http%3A//www.rogeriocorreia.com.br/music/playlist/show%3Ffmt%3Dxspf%26id%3D5009283%253APlaylist%253A33%26mdate%3D2011-08-26T20%253A02%253A20.125Z%26nik%3D2g9596ral9r7c&playlistType=network

    ResponderExcluir
  180. Precisamos nos unir mais ainda afinal se o governo não tinha a tal verba do FUNDEB por que so agora fala-se ... que mentiriiiiira para com isso .SOMOS PESSOAS ESCLARECIDAS, seu Anastasia! gente olha o sindute de Juiz de Fora. UNIDOS SOMOS TUDO DE BOM

    ResponderExcluir
  181. José Alfredo, não foi bem assim não, teve muitos colegas designados que queriam a carreira antiga e não tiveram direito a ela, além do mais o governo reduziu salários além de promover cortes deixando muitos com receio de voltar a carreira antiga, se ele tivesse pago em agosto o piso com certeza não teria mais ninguém no subsídio.Dos colegas da ativa não voltaram muitos que entraram depois de 2003 e que já tinham muitos direitos cortados.Temos que lutar pelo piso para todos, que todos tenham direito as mesmas gratificações, a luta é para que a nossa carreira sobreviva e que o subsídio morra.

    ResponderExcluir
  182. BEATRIZ CERQUEIRA NA ITATIAIA.



    http://www.itatiaia.com.br/site/player.php/?name=Nova%20assembleia%20dos%20professores%20da%20rede%20estadual%20acontecer%C3%A1%20na%20quarta-feira&path=/site/files/sounds/eba07c3fa2d8cd0c8d39b7702773ffb1.mp3&description=Not%C3%ADcia&isLive=false&isPlay=true&time=198.478375&emissora=belo-horizonte

    ResponderExcluir
  183. OI! UBERLÂNDIA ta se fortalecendo mais gente de greve a partir de segunda feira OK!
    O sindute tem feito um belo trabalho. VAMOS GENTE . FORÇA NA LUTA .. NÓS VENCEREMOS

    ResponderExcluir
  184. Caro colega Euler

    Credibilidade não se impõe, se conquista!!!!
    Parabéns a você. Dentro de poucos instantes, seu Blog atingirá 500.000 visitas!!!!!!, você merece!!!

    ResponderExcluir
  185. Fiz vários questionamentos, via e-mail e através do formulário próprio, à ALMG no Ciclo de debates sobre o Piso Salarial em Minas Gerais mas, nenhum deles foi comentado e/ou respondido. Será por quê?

    ResponderExcluir
  186. vicente ouro preto
    Companheiros vai uma dica. Quem estiver com dificuldades para pagar as contas de luz e telefone pode recorrer ao PROCON da sua cidade. Fiz isso e consegui um bom financiamento, disse ao PROCON que era professor do estado e que o salário foi cortado.

    ResponderExcluir
  187. Como assim Minas não recebe verba do FUNDEB? É mais uma mentira do governo. Quem ainda duvidar é só consular o site do
    tesouro Nacional. Esse ano nosso Estado recebeu mais de 3 bilhoes de FUNDEB
    Segue o link: http://www.tesouro.fazenda.gov.br/estados_municipios/estados.asp

    ResponderExcluir
  188. Ah, Euler

    Eu te aaaaaaaaaaaaaaaaamo.
    (com todo respeito)

    ResponderExcluir
  189. Pessoal para que nosso movimento chame mais atenção devemos fazer comentários e votar nos vídeos a respeito da greve no youtube. Poucos professores assistem as vídeos. Quanto mais acessarmos esse vídeos eles vão cair na lista dos mais vistos no canal da internet.

    ResponderExcluir
  190. Solenidade de entrega da Cidadania Honorária de Belo Horizonte para FHC é cancelada.

    ResponderExcluir
  191. Concordo com o companheiro Euler ao afirmar que o mérito desta conquista é da classe de educadores em luta e de todos os movimentos sociais, da vanguarda que emerge neste contexto de luta planetária por justiça social. Precisamos colocar o nosso movimento no patamar legítimo que ele merece. Eu creio que os trabalhadores e todas as minorias estão tomando uma consciência de classe. A luta em Minas, a meu ver, se insere neste cenário internacional revolucionário. Parafraseando Marx - um espectro ronda o planeta. Estamos neste momento reivindicando todas as demandas que nos foram tiradas. Esta onda revolucionária mudará a atmosfera de Minas. Aí sim, podemos dizer: "Minas respira liberdade". São os ideais iluministas vindo à tona, não como uma filosofia burguesa, mas como algo entranhado nas mentes e corações de todos que têm sede de justiça.

    ResponderExcluir
  192. Companheiros(as)
    Assisti ao debate da TV Assembleia sobre o o Piso salarial em Minas Gerais e um Senador, não me lembro o nome, só sei que é do RS, afirmou que o governador mineiro terá que pagar o piso salarial aos educadores de qualquer jeito. Firmes na luta, a vitória está próxima. Abraços.

    ResponderExcluir
  193. ESTA GANGUE TRABALHA MESMO!!

    na CIDADE INADIMINISTRÁVEL(RB), estão todos convidados a fazer plantão no final de semana.
    renatinha barata tonta vai trabalhar dia e noite sem parar. coitadinha!
    broaca Luciféia está apavorada.
    MARO, o porteiro, disse que só vai trabalhar se lhe derem caixas de supositório.
    estarão presentes nesta reunião de várias horas o NANÁ +++satanás maligno+++, a múmia do faraó maldito já está chegando do planalto do meio e sua irmã vampréia gelo também confirmou presença.
    vão trabalhar feitos danados, o único prolema é o mal cheiro que este pessoal causa. ELES fedem prá daná.
    a pauta desta reunião será:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.

    ResponderExcluir
  194. Postei no sítio eletrônico do jornal O tempo:


    Como professor, gostaria de direcionar minha fala ao povo mineiro:

    O Governo do Estado, vergonhosamente, gastou uma volumosa quantia de dinheiro público em rádios, tvs e etc, dizendo pagar mais que o piso ao professor. As propagandas diziam que Minas cresceu mais que a média nacional, o choque de gestão é um sucesso, e por ai vai. Lembram daquela senhora falando do tutu? Usemos a inteligência, se o governo paga mais, porque os professores estariam em greve para ganhar menos? O motivo: O governo mentiu e mente descaradamente para a população menos informada. Ele, na realidade, estava acabando com a carreira de professor no Estado. Sabe por que a greve é legal? Porque não lutamos por aumento e sim, pelo cumprimento de uma Lei, que o Supremo Tribunal Federal afirmou ser constitucional. Portanto, caros mineiros, temos um governo fora da Lei! Hoje estão alegando que não podem pagar o piso ao professor, porém, estão chamando o povo mineiro de idiota, pois vejamos: Se pagavam muito além do piso, agora sendo obrigados a pagar o piso eles não tem dinheiro? Como assim ? Em Minas mais vale menos? A resposta é simples: o Governo mente descaradamente. Ele está querendo é acabar com o professor em Minas Gerais. Querem que a greve acabe e que o trânsito flua? Cobrem do Ministério Público que pressione o governo a cumprir a Lei, somente isso. Cobrem do governador que cumpra a Lei. Caso contrário, a greve vai até a Copa de 2014. Sentimos muito pelos alunos, porém se ensinamos cidadania, não temos como não lutar pelos nossos direitos, que afirmo, são garantidos por Lei. A responsabilidade pelo caos, é do Governo do Estado, cobrem dele! Esse governo é incompetente, lembrem-se disso!!!

    ResponderExcluir
  195. ALÔ BEATRIZ,

    PEÇA UM RELATÓRIO DOS GASTOS GOVERNAMENTAIS COM PUBLICIDADE DE 2007 A 2011.
    QUANDO USAREM A LEI DE RESPONSABILIDADE FISCAL, APRESENTE ESTE RELATÓRIO.
    GOVERNO NÃO É PRODUTO PRA SER VENDIDO.

    VAMOS ACABAR COM ESTÁ MAMATA DA "MÍDIA DE ALUGUER MINEIRO".

    tchau..

    ResponderExcluir
  196. INTERVENÇÃO FEDERAL NA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  197. Euler, tudo bem?
    Por que será que você não publica meus comentários?Fico muito triste porque fico sabendo de tanta coisa que poderia passar pra frente, coisas a favor da greve e???????????????
    Qual o tipo de comentário que você escolhe?
    Fique em paz.

    ResponderExcluir
  198. A cada dia que passa a greve nossa vem ganhando repercussão nacional. Ontem e hoje, passou no "Fala Brasil", (jornal matinal da Record). A Tv Alterosa é quem faz uma cobertura mais isenta.
    Temos que ser críticos e deixar as paixões de lado e usar a razão: Alguns órgãos de imprensa (aqui menciono, Estado de Minas, Tv Alterosa, O tempo e Hoje em Dia) estão fazendo uma cobertura imparcial (lógico que a palavra parcial, no contexto de MG deve ser muito relativizado). No entanto, nada deve ser comparada a cobertura vergonhosa da TV Globo MG. Aquilo é uma vergonha!!

    ResponderExcluir
  199. João Paulo Ferreira de Assis26 de agosto de 2011 18:45

    Prezado amigo e companheiro Professor Euler

    Vamos ter sentido ao que a companheira Tina comentou às 16:52, sobre informações recebidas de que o Governo estaria preparando algo maligno para nós.

    Já chamei a atenção para o fato de o edital de contratação de professores substitutos do 3° ano, na EE Deputado Patrus de Sousa, mencionar cargos VAGOS e não de substituição.

    Já vivi muitas greves. Houve uma no governo Hélio Garcia que ao se prolongar muito, o governador baixou um decreto estipulando que se não voltassem às aulas até numa 6ª feira, medidas tremendas seriam tomadas, tipo processo administrativo para os efetivos (com alegação de abandono de emprego) e demissão para os designados, na época chamados contratados. Voltamos todos com o ''rabo entre as pernas'', inclusive eu, que tinha me tornado efetivo àquele ano e estava no estágio probatório, que era então de dois anos.

    O Sindicato precisa estar atento. Pois é bem provável que eles estipulem um prazo para nossa volta com represálias autorizadas pela justiça. Notem que teve juiz que decidiu contra legem (termo que aprendi no curso de Direito, e quer dizer contra a lei).

    O Sindicato precisa entrar com este Mandado de Segurança o quanto antes.

    ATÉ A VITÓRIA!!!!!!

    João Paulo Ferreira de Assis

    ResponderExcluir
  200. Na CIDADE INADIMINISTRÁVEL estão montando uma festinha surpresa,
    Sabem prá quem?
    Vocês não vão acreditar.

    É, é isto mesmo, é prá você GRANDE EULER.

    “PELAS 500.000 VISITAS AO BLOG. (meio milhão de visitas).

    BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA DOS PROFESSORES DE MINAS GERAIS”.

    - Parabéns prá você, nesta data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida....VIVA O EULER, VIVAAAAA!!!

    A renatinha barata tonta mandou um recadinho:

    - PAGUE TODOS OS DIREITOS DOS PROFESSORES, IMEDIATAMENTE.
    - Não fique muito nervoso, viu?

    Felicidades e obrigado por tudo Euler.
    VALEU!!!

    ResponderExcluir