sábado, 19 de novembro de 2011

Repercussão nacional da realidade dos educadores de Minas pode provocar mudança na política do governo

20 de Novembro: Dia Nacional da Consciência Negra!

Repercussão nacional da realidade dos educadores de Minas pode provocar mudança na política do governo


Até a presente data, o governo de Minas tratou os educadores e a Educação pública com total descaso e desprezo. Colocou à frente da negociação com o sindicato duas secretárias com o papel de negar, ameaçar, distorcer a realidade e usar a mídia para nos atacar. Mas, é preciso que se diga, não se trata de responsabilizar unicamente as secretárias do governo pela forma como o governo vem tratando os educadores. Trata-se de uma política de governo, que é levada a cabo pelos agentes deste governo, fossem eles fulano, beltrano ou sicrano. Claro que, ao se submeterem ou concordarem com esta política, as secretárias do governo se tornam a personificação desta realidade, marcada por momentos que diminuem a estatura do governo mineiro.

Na lógica do governo mineiro, que teve início desde a gestão anterior, servidores públicos, especialmente os de baixa renda, são pouco importantes. O máximo que o governo avançou nesta área foi com o pessoal da segurança pública, oferecendo uma política diferenciada, ainda que aquém do que eles reivindicam e até merecem, malgrada a prática equivocada e ilegal de parte da polícia militar de aceitar a atribuição de reprimir movimentos sociais, que não são caso de polícia, mas de política social.

Contudo, o setor que se tornou o verdadeiro "calcanhar de Aquiles" deste governo é a categoria dos educadores. Não só pela desastrada política dirigida pelo governo contra este segmento dos servidores públicos, reservando-lhes salários aquém do aceitável, como também pelas próprias características dessa categoria: um grande exército, numericamente falando, com tradição de luta e ao qual está atribuída a importante tarefa de contribuir com a educação, com a formação crítica de milhões de crianças, jovens e adultos.

Mas, durante muitos anos, o governo tratou a categoria com desprezo, como se estivesse lidando com pessoas incapazes de pensar e que precisassem de um tutor. Foi assim no ano passado, por ocasião da nossa maravilhosa greve de 47 dias, quando o governo, em pleno processo de negociação com o sindicato, retirou-se da mesa e impôs a Lei do Subsídio. Se ali tivesse sido formatada uma proposta decente, seguramente hoje o governo estaria vivendo momentos melhores, com uma categoria minimamente respeitada e com relativa paz. Ao contrário disso, o governo tentou jogar na divisão, oferecendo um reajuste um pouco melhor para uma parte da categoria, e confiscando o tempo de trabalho dos servidores mais antigos.

Em seguida, com a aprovação da Lei do Piso pelo STF - que a considerou constitucional -, e como, diante desta lei em vigor, o subsídio mostrara-se claramente desvantajoso, qual deveria ser a atitude do governo desde o começo? Deveria ter chamado a categoria para conversar, para negociar seriamente, e encontrar um termo, que representasse uma proposta de consenso, sem subtrair direitos e conquistas da categoria. Esta deveria ter sido a atitude do governo desde abril deste ano, após a decisão do STF.

Mas, ao contrário disso, o governo apostou no confronto e na tentativa de destruir o movimento organizado da categoria. Jogou na divisão, investiu na propaganda paga numa mídia dócil, que cada vez mais perde credibilidade, e nas ameaças e nas práticas de coerção e de crueldade, chegando ao ponto de deixar milhares de educadores, que são arrimo de família, sem salário, com redução e corte de remuneração por vários meses seguidos. A heroica greve dos 112 dias dos educadores de Minas só existiu por conta da intransigência do governo. Não adianta o governo querer culpar o sindicato. A entidade, enquanto tal, não tem o poder de decidir pela realização e manutenção de greves, se na base da categoria não existirem condições objetivas e subjetivas para que este movimento se realize.

O governo apostou na destruição do setor avançado da categoria, aquele ao qual chamamos aqui de núcleo duro da greve, e cuja denominação se tornou uma espécie de embrião de um movimento vivo, informal e organizado horizontalmente por centenas de educadores de linha de frente da categoria. O governo não só não conseguiu o seu objetivo - destruir a linha de frente do movimento -, como também se desgastou perante os setores mais tranquilos da categoria, que percebem, cada vez mais, que estão sendo enganados, usados e maltratados pela política do governo.

Fechado em torno do seu projeto, e rodeado por uma mídia dócil e por agentes de outros poderes sem autonomia para criticá-lo, o governo pensou poder arrastar esta situação ad infinitum. Claro que em algum momento o governo teria que acordar para a realidade dos fatos, que contraria aquela criada pela propaganda midiática, na qual talvez somente algumas figuras menos avisadas do governo acreditem.

Contudo, foi preciso que a realidade dramática dos educadores mineiros alcançasse uma visibilidade nacional para que acendesse uma luz no palácio do governo. É como se uma voz do além gritasse nos ouvidos deles: vocês estão fazendo besteira, e vão pagar por isso. No caso, pagar por isso significa sobretudo a destruição do projeto de poder dos grupos que detém o governo em Minas. E o mais importante objetivo deste governo é tentar eleger o faraó para a presidência da República. Mas, claro que este não é o único objetivo em jogo.

Ao não buscar construir uma proposta de consenso com a categoria dos educadores, o governo apostou na destruição da linha de frente da categoria, porque é ela que puxa o movimento, que se envolve diretamente nos combates, na propaganda, na mobilização. O resultado desta política, como dissemos, é que este núcleo duro se fortaleceu, apesar do desgaste emocional e financeiro dos seus membros.

Na prática, o governo acabou por perceber que a bomba que a Folha de São Paulo jogou no colo do governador de Minas e do quarto senador do Rio de Janeiro, ao denunciar que Minas paga o pior salário do país e que não cumpre a Lei do Piso -, na verdade tem dois sentidos. O primeiro deles, neste primeiro momento, é o de denunciar que o candidato à presidência dos tucanos e aliados mineiros não fez o dever de casa corretamente. Foi mau aluno, talvez porque no estado tenha faltado investimento na Educação, literalmente. Mas, o segundo sentido é até um favor do mencionado jornal para o grupo que domina o poder em Minas. Serviu como alerta: arrumem rapidamente esta situação em Minas, se vocês desejarem continuar seriamente no páreo da corrida presidencial.

Pode ser que o governo tenha entendido o recado, e finalmente esteja disposto a tomar um banho de realidade - ou quem sabe um choque de realidade, usando um termo familiar ao grupo palaciano -, saindo do mundo próprio a que esteve até o final da semana passada, marcada pela intensa e cara publicidade, na linha pouco inteligente do confronto com a categoria.

Caso o governo tenha saído do seu mundo e colocado os pés no chão de uma Minas que não para de tremer, pode ser que ele busque uma proposta de consenso com os educadores. Claro que para construir a pacificação relativa da categoria, especialmente do seu núcleo duro e inquieto, o governo terá que levar em conta alguns elementos básicos, a saber:

a) que terá que devolver cada centavo que o governo confiscou dos educadores em 2011, ao reduzir os salários de quem optou pelo sistema de vencimento básico;
b) que terá que respeitar a política nacional do piso salarial, no tocante aos índices anuais de reajuste salarial e ao tempo extraclasse;
c) que terá que respeitar o valor nominal dos salários dos educadores caso fosse aplicada a lei do piso corretamente no plano de carreira;
d) que terá que assegurar uma política de desenvolvimento nas carreiras, que contemple a combinação da valorização do título acadêmico com o tempo de serviço;
e) que terá que mudar a política praticada nas escolas, assegurando o direito constitucional à autonomia e democracia nas unidades escolares.

Com base numa proposta que considere estes itens, o governo poderá até dar início à construção de um relacionamento de respeito com os educadores, ainda que estejam muito fortes as cicatrizes deixadas pela política de destruição levada adiante pelo governo durante todos estes anos, e mais especificamente neste início de novo mandato.

Se o governo terá coragem para fazer tal alteração de rota, é o que saberemos na próxima semana. Que aliás, será também uma semana de grande mobilização por parte dos educadores, que têm assembleia geral marcada para terça-feira, 22, e reunião do NDG marcada para sábado, 26, além das atividades cotidianas nas escolas, que estão mudando o cenário de Minas.

Vamos acompanhar atentamente os próximos passos dessa novela, que reserva capítulos emocionantes.

Um forte abraço a todos e força na luta e até mais tarde, quando eu retornar da reposição deste sábado!

***

Frei Gilvander:

Vídeo sobre frei Carlos Mesters e a Leitura Popular da Bíblia

Amiga/o, dia 20/10/2011, frei Carlos Mesters, frade carmelita, biblista das Comunidades Eclesiais de Base e da Teologia da Libertação, completou 80 anos de vida aqui na nossa única casa comum: o planeta Terra. Como celebração do dom da vida de Carlos Mesters, o CEBI - Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos - www.cebi.org.br - preparou um vídeo de 9 minutos sobre frei Carlos Mesters e sobre a Leitura Popular da Bíblia. Lindo! Uma beleza inspiradora!

Clic no link, abaixo, e assista a um vídeo sobre frei Carlos Mesters. Você vai se emocionar, ficar feliz e, se ainda não leu vários livros de Carlos Mesters, iniciará a leitura em breve.

http://www.youtube.com/watch?v=RMF2z3eFy6Y

Obs.: Os livros e livrinhos de Carlos Mesters se encontram nas Livrarias Vozes, Paulus, Paulinas, CEBI e etc.

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


168 comentários:

  1. Em História sabemos que a questão ideológica está atrelada a questão econômica e política. No nosso caso em específico, toda as artimanhas ideológicas detonadoras dos servidores da educação está amarrada a uma estrutura "macro"... economizar com a educação para investir em outras "coisinhas". Todavia, a questão econômica e ideológica já estão sendo usadas pelos sábios tucanos paulistas e o cerco está se fechando para Aécio e Anastasia... Bem feito! Quando o povão tomar conhecimento disso tudo via embates em época de eleiçao a vaca vai para o brejo. Basta propaganda e era uma vez essa cambada!

    ResponderExcluir
  2. Euler,
    como sempre genial em suas abordagens. Fica apenas uma dúvida em relação ao nosso queridinho e lindinho governador.

    Será que o sujeito vai fazer novamente cortina de fumaça depois disto tudo que vivenciamos nestes últimos anos e em especial, agora que a casa caiu.

    Será que vamos ter que iniciar o ano com uma nova greve? É lógico que ninguém espera isto, mas já estamos conscientizando nossos alunos sobre os fatos e a Folha contribui muito.

    Se tivermos greve a partir de fevereiro de 2012, a comunidade já estará mais conscientizada do motivo da greve. Vamos lá pessoal, a conscientização da comunidade e de nossos alunos é importante. É importante que nossos alunos e também futuros eleitores sejam mais conscientes e protagonistas da história.

    Chega de ser enganado!!

    ResponderExcluir
  3. Professor Euler,
    Os professores são naturalmente humanistas, uma vez que se sentem alegres ao ver uma criança ou um jovem sorrir toda vez que vence uma nova etapa. Este sentimento não é despertado em todos profissionais, mas naqueles que querem fazer um mundo melhor. Isto é de fato, humano e isto é amor. O que não podemos aceitar é; políticos dizerem que nós trabalhamos por amor; desta forma devemos racionalizar e reagir contra os políticos demagogos que se lembram de boa educação somente nos momentos de seus discursos para se elegerem. E como disse nosso grande e sério jornalista, o professor Euler, os governantes devem então mudar a forma de tratamento em relação aos educadores, pois nós estaremos de olhos abertos seguindo os passos dos políticos desonestos. Eles não poderão esquecer que lidamos com centenas de alunos, todos os dias e eles serão conscientizados sobre os maus políticos que temos, em todo Brasil, especialmente, em Minas Gerais.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  4. Sou do sul de Minas, e nós aqui estamos de olho nas atitudes do governo, ele está muito enganado se pensa que não estamos nos informando.
    Parabéns Euler.

    ResponderExcluir
  5. Não querendo bancar a ave de mau agouro, mas pelo que vimos até agora, creio que não teremos nenhuma boa notícia na próxima semana....
    Geislene Pará de Minas

    ResponderExcluir
  6. Carlos José - Nova Lima19 de novembro de 2011 14:11

    Euler e colegas professores do NDG:
    Eu sempre comentei por aqui que a única arma capaz de vencer o Anastasia e sua gangue era atacando a sua vaidade na mídia. Graças a Deus minhas preces foram ouvidas e o Jornal Folha de São Paulo fez o trabalho por nós. Não percamos mais tempo; se o jornalismo mineiro está comprado, vamos atacar em jornais de circulação nacional. O Sindute-MG não pode deixar esta oportunidade (matéria da Folha de São Paulo) cair no esquecimento.Vamos bater nesta tecla até a vitória.

    ResponderExcluir
  7. Olá pessoal! Guerreiros e guerreiras, boa tarde!
    Pessoal desta vez não vamos ter memória eleitoral curta. Vamos mostrar nas eleições municipais de 2012 que o projeto político de desmantelamento dos benefícios sociais do PSDB, DEM (depois de tanta sujeira deixou de ser PFL) e seus aliados estejam longe das urnas.Devemos ter consciência que a desigualdade social no Brasil é fruto dos atos insanos dos políticos, como por exemplo: Sarney autoriza concurso público para o senado com salários exorbitantes. Enquanto isso, o estado do Maranhão se destaca como aquele que possui a pior renda per capita do país. tudo bem que ele é senador maranhense pelo Amapá portanto, poderá alegar que não conhece a realidade socioeconômica do Maranhão. Isso é Brasil!!!Da mesma forma o senador carioca por Minas Gerais tentará enganar os eleitores dizendo que desconhecia a realidade da educação em nosso estado mas que podem votar nele que educação é essencial para o desevolvimento de um país. KKKKK fora Aécio, fora Anastasia, fora Serra, fora Alkimim, fora FHC,fora ACM Neto,fora Danilo e Rodrigo de Castro fora também Ronaldo Caiado (GO) e todos os comparsas desta gangue.
    (Isso vale princiapalmente para cidadezinhas do interior como Tocantins, São Geraldo etc que são lembradas pelos políticos somente no ano eleitoral). Acorda povo! Exercício da Democracia não se resume a direito de votar!
    Abraços a todos

    ResponderExcluir
  8. BOICOTE AO SIMAVE. JA PEDIMOS AOS NOSSOS ALUNOS. ELES JA ESTAO SABENDO QUE A PROVA NÃO VALE NADA E AINDA NÃO AJUDA EM NADA OS PROFEESSORES. VAI SER UM FRACASSO. BEM FEITO PARA O GOVERNO.

    ResponderExcluir
  9. Euler

    Adoro seu blog e ele nos ajuda a compreender melhor este momento. Obrigado.

    ResponderExcluir
  10. Boa tarde colegas de luta.

    Sou de Ribeirão das neves e hoje uma colega veio me visitar e me informou que a diretora dela da EE Menino Jesus de Praga vai ser a nova Superintendente. Ela esta achando um absurdo pois ela mal dá conta da escola dela. A educação está falida mesmo e ainda me disse que a diretora falou que ninguém mexe com ela pois ela é protegida do João Leite.O mesmo da comissão. Esta explicado poor quê a Met C é uma bagunça.

    ResponderExcluir
  11. Deixa vim as provas do SIMAVE que este governo vai ter o troco.
    Queremos nosso piso.

    ResponderExcluir
  12. Queria ter a certeza do que você diz!!! Quero crer que novos tempos virão. Porém estou sem forças mais, estou já em desespero. Não acredito mais neste país, onde não se cumprem leis e nada acontece. Vergonha de ser mineiro e ser brasileiro!!!

    ResponderExcluir
  13. Batalhadores de Santa Luzia, vamos dar o retorno que o governo merece. No SIMAVE peça aos alunos para marcar mais de uma resposta. Aqui no Leonina já instruimos nossos alunos. O governo vai ter o que merece.

    ResponderExcluir
  14. VESPASIANO diz sim ao boicote do SIMAVE. aguarde e vc vai ver governadorzinho de nada. Queremos nosso piso.

    ResponderExcluir
  15. Carlos José - Nova Lima19 de novembro de 2011 14:40

    Euler e colegas professores do NDG:
    Apesar de ser professor de Matemática, sugeri este texto/poema para ser trabalhado com os alunos da minha escola. É uma sacanagem o que o governo mineiro está fazendo com o professorado; ainda mais com o apoio de alguns diretores, funcionários e professores sem ética.

    SÓ DE SACANAGEM ( Elisa Lucinda)

    Meu coração está aos pulos!

    Quantas vezes minha esperança será posta à prova?

    Por quantas provas terá ela que passar?
    Tudo isso que está aí no ar, malas, cuecas que voam entupidas de dinheiro, do meu, do nosso dinheiro que reservamos duramente para educar os meninos mais pobres que nós, para cuidar gratuitamente da saúde deles e dos seus pais, esse dinheiro viaja na bagagem da impunidade e eu não posso mais.

    Quantas vezes, meu amigo, meu rapaz, minha confiança vai ser posta à prova?

    Quantas vezes minha esperança vai esperar no cais?

    É certo que tempos difíceis existem para aperfeiçoar o aprendiz, mas não é certo que a mentira dos maus brasileiros venha quebrar no nosso nariz.

    Meu coração está no escuro, a luz é simples, regada ao conselho simples de meu pai, minha mãe, minha avó e os justos que os precederam:

    "Não roubarás", "Devolva o lápis do coleguinha", "Esse apontador não é seu, minha filha". Ao invés disso, tanta coisa nojenta e torpe tenho tido que escutar.

    Até habeas corpus preventivo, coisa da qual nunca tinha visto falar e sobre a qual minha pobre lógica ainda insiste: esse é o tipo de benefício que só ao culpado interessará.

    Pois bem, se mexeram comigo, com a velha e fiel fé do meu povo sofrido, então agora eu vou sacanear: mais honesta ainda vou ficar.

    Só de sacanagem! Dirão: "Deixa de ser boba, desde Cabral que aqui todo mundo rouba" e vou dizer: "Não importa, será esse o meu carnaval, vou confiar mais e outra vez.

    Eu, meu irmão, meu filho e meus amigos, vamos pagar limpo a quem a gente deve e receber limpo do nosso freguês. Com o tempo a gente consegue ser livre, ético e o escambau."

    Dirão: "É inútil, todo o mundo aqui é corrupto, desde o primeiro homem que veio de Portugal". Eu direi: Não admito, minha esperança é imortal. Eu repito, ouviram? Imortal!

    Sei que não dá para mudar o começo mas, se a gente quiser, vai dar para mudar o final!

    Elisa Lucinda

    ResponderExcluir
  16. Gente, por quê não fazemos como a nossa futura Superintendente da SRE=C da EE Menino Jesus de Praga, que já solicitou aos professores para que todos ajudem os alunos a fazer a prova e com isto a escola ficar em primeiro lugar. Foi assim no PROALFA e a SEE não fez nada. Vamos todos mascarar o resultado. SE todos os alunos do estado tirar total ele vai ter que pagar o PISO e ainda o prêmio. Ele quer é número mesmo? PAGA O PISO GOVERNADOR.

    EULER VC É OTIMO.

    ResponderExcluir
  17. Prezado Euler, quando li a reportagem da Folha de São Paulo, comentei com meus colegas.Opa! agora a briga vai ser de "cachorros grandes" , parece que todos nós chegamos as mesmas conclusões.Serra e Alkmim X Aécio( 2014). Aí provavelmente eles se assustaram.Creio também que o governinho de Minas vai propor alguma coisa mais condizente com o que nós queremos.Claro que antes vai arrumar um ou dois bodes expiatórios para suas furadas.Abraços. Até terça-feira. Clarice

    ResponderExcluir
  18. Euler,

    Estou sabendo que tem leitores(as) do blog lá na "cidade inadiministrável".

    Dizem que eles adoram as postagem do "CIDADE INADIMINISTRÁVEL".

    O governo começa a ficar com medo da interatividade através da internet e consequentemente do blog do Euler.

    Seu blog já é o maior sucesso aqui nas gerais, precisamos levá-lo para todo o Brasil.

    Parabéns pelas 1.306.279 visitas ao seu blog.

    ResponderExcluir
  19. Na escola em que eu trabalho, convidamos pais e/ou responsáveis para maiores esclarecimentos sobre o motivo da redução de horário. O encontro com a comunidade escolar foi extremamente proveitoso e gratificante. Aproveitamos a ajuda da Folha de S. Paulo para introduzirmos o debate. Fiquei emocionada quando alguns pais pediram a palavra e bravamente defenderam os educadores de Minas Gerais. A máscara desse desgoverno de Minas está caindo e dessa vez será definitivamente.

    ResponderExcluir
  20. Sub-comandante Euler, o tempo de ficar somente no protesto já está passando, temos que agir, radicalizar, porque só assim conseguiremos algo. Primavera Àrabe, como foi ? Temos que invadir a assembléia de novo, radicalizar geral. Força na luta.

    ResponderExcluir
  21. Caro Euler e demais colegas,

    Como você disse, existe uma desastrada política do governo dirigida à categoria dos professores, infelizmente trata-se de uma trágica e descancarada realidade. Em meio à todo esse desprezo com nossa classe, há tempos vem acontecendo algo inusitado que me causa um certo estranhamento... ou seja, desde 2007 os professores que trabalham para o governo no programa poupança jovem recebem salário de R$ 2.000,00 por 8 h/a semanais! Remuneração bem generosa se comparada com o salário dos demais que trabalham no mínimo 24 h/a semanais... Nada contra a valorização salarial desses professores, muito pelo contrário, mas será que o trabalho dos demais com carga horária mínima de 24 h/a e com salário tão inferior, é menos importante?! Por acaso alguém conhece alguma justificativa do governo para mais esse disparate? Além de muito estranho, esse contraste chega a ser revoltante...

    Patrícia Ferreira - Montes Claros

    ResponderExcluir
  22. Caro Euler!

    Durante a greve fiz um pedido de apoio ao MEC e depois de alguns meses recebi resposta que segue abaixo:

    Prezado(a) Sr(a) Silvio Adriano Gontijo dos Santos,

    O protocolo de n° 6656939, foi finalizado em 18/11/2011, às 11:01 pela área responsável.



    Solução:

    Preliminarmente, gostaríamos de agradecer o contato de Vossa Senhoria com o Ministério da Educação - MEC. Aproveitamos a oportunidade para prestar alguns esclarecimentos e informar sobre algumas políticas voltadas para a valorização dos profissionais do magistério e para a melhoria da qualidade da educação:

    1-Em agosto de 2011, o Supremo Tribunal Federal, por meio da publicação do acórdão no Diário Oficial da União, confirmou a constitucionalidade da Lei nº 11.738/2008, que institui o piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação básica. O piso salarial para os profissionais do magistério público da educação básica, com formação de nível médio, modalidade Normal, é o valor abaixo do qual a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios não poderão fixar o vencimento inicial das carreiras do magistério público da educação básica, para a jornada de, no máximo, 40 (quarenta) horas semanais. Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos. É admitida a proporcionalidade do valor para jornadas semanais inferiores a 40 horas.
    2-Em 2011, o valor do piso é de R$ 1.187,00 (um mil, cento e oitenta e sete reais) mensais. Esse valor deverá ser atualizado, anualmente, a partir de mês de janeiro, e será calculado utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente, de acordo com a Lei nº 11.494, de 20 de junho de 2007, que institui o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb. .
    3-No caso em que o estado ou município que já recebem complemento da união para o Fundeb demonstrar que não tem condições para cumprir o disposto na Lei nº 11.738/2008, o ente federativo poderá solicitar complementação de recursos ao MEC mediante o atendimento aos critérios estabelecidos em lei. Para obtenção de informações detalhadas de como proceder, consultas poderão ser feitas junto ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE, por meio do site www.fnde.gov.br e telefone 0800616161.
    4-No que se refere aos planos de carreira e remuneração dos profissionais da educação básica, em conformidade com o artigo 6º da Lei nº 11.738/2008, a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios já deveriam ter elaborado ou adequado seus planos até 31 de dezembro de 2009, tendo em vista o cumprimento do piso salarial profissional nacional para os profissionais da educação básica, conforme disposto no parágrafo único do art. 206 da Constituição Federal.
    5-Outro importante parâmetro para orientar a elaboração dos planos de carreira é a Resolução nº 2/2009 do Conselho Nacional de Educação -CNE, que fixa as diretrizes nacionais para os planos de carreira e remuneração dos profissionais do magistério da educação básica e a Resolução 05/2010 do Conselho Nacional de Educação que fixa diretrizes para a carreira dos funcionários da educação básica pública.

    ResponderExcluir
  23. Continuando...

    6-Se o estado ou município não estiver cumprindo a Lei nº 11.738/2008, o(a) interessado(a) poderá protocolar uma reclamação (dúvida) junto à sua unidade pagadora (Secretaria de Educação, Secretaria de Planejamento, Secretaria de Administração), conforme seus próprios regimentos. Isto porque o Ministério da Educação ou qualquer órgão a ele vinculado não se constitui em instância recursal de caráter jurisdicional, ou seja, não dispõe de competência legal para exigir o cumprimento de leis estaduais e municipais. Ao mesmo tempo, ressalta-se que o encaminhamento de reclamações junto às instâncias administrativas não afasta, de sobremaneira, a instância judicial. Portanto, para defesa dos seus direitos, os interessados podem procurar também o Poder Judiciário, assim como o Ministério Público Estadual em sua região.
    7-O MEC, em sua gestão atual, tem implementado diversas políticas, programas e projetos importantes em parceria com os entes federativos e entidades da comunidade educacional no país. Esse conjunto de ações se consubstancia no Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE) e no Plano de Ações Articuladas (PAR), que são parcerias formais com estados e municípios. Além disso, o MEC instituiu o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), instrumento de avaliação da educação, colocado também à disposição dos governos estaduais e municipais. WWW.MEC.GOV.BR

    8-A seguir, disponibilizamos algumas informações que demonstram o grande esforço do governo federal em investir na educação brasileira, em todos os níveis de ensino: em 2000, investiu-se em educação 3,9% do Produto Interno Bruto - PIB, percentual que se manteve praticamente constante até 2005, passando, em 2006, para 4,3% e chegando a mais de 5,0% em 2011. Um aumento significativo, principalmente em termos monetários, já que o país passou a bater sucessivos recordes de PIB, com a retomada do crescimento, a partir de 2004. Nesse período, deu-se a transformação do Fundo de Manutenção Desenvolvimento da Educação Fundamental - Fundef em Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica - Fundeb (incluindo as demais modalidades de ensino) e a exclusão dos recursos da educação da chamada Desvinculação das Receitas da União (DRU), ampliando em muito a aplicação de recursos financeiros para a área. Em 2010, a União redistribuiu, via Fundeb, aos estados e municípios que recebe m complementação, R$ 8 bilhões para a manutenção e desenvolvimento do ensino. Mais informações poderáo ser obtidas pelo site WWW.fnde.gov.br.
    9-O Governo Federal encaminhou ao Congresso Nacional o Plano Nacional de Educação - PNE/2011-2020, PL nº 8.035/2010, propondo diretrizes, metas e estratégias que possibilitarão enormes avanços para a educação brasileira. Deve-se ter sempre em conta que um Plano Nacional de Educação é de responsabilidade compartilhada da União, dos estados, dos municípios e do Distrito Federal. Dentre essas metas o governo propõe, de forma inédita na história brasileira, a aplicação de
    7 % do PIB para a educação.
    10- Além das políticas já mencionadas, o Ministério da Educação coloca à disposição dos estados e municípios diversos programas que têm beneficiado a população nos diversos níveis educacionais e em todos os sistemas de ensino. Podemos citar os programas de Alimentação Escolar, Transporte Escolar, Livro Didático, Brasil Alfabetizado, Proeja, ProUni, FIES e muitos outros que podem ser conhecidos pelo site www.mec.gov.br.

    Na expectativa de que o diálogo entre esta Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino - SASE/MEC e Vossa Senhoria continue se fortalecendo na soma de interesses comuns, agradecemos as manifestações de sua parte.


    Para mais detalhes, favor entrar em contato com a Central de Atendimento do Ministério da Educação - Fala, Brasil! pelo
    telefone 0800616161.

    Colocamo-nos à disposição para atendê-lo(a).

    ResponderExcluir
  24. Continuando...

    Como foi possível ver, como o nosso Plano de Carreira é anterior a dezembro de 2009, o Piso terá que ser implantado no Plano Vigente à época.
    O Governo mudou nossa carreira em meados de 2010, mesmo assim permitiu que voltássemos ao Plano antigo, portanto não existe desculpa para não pagar e implantar também o 1/3 extra-classe.

    Até a vitória.

    Silvio Gontijo.

    ResponderExcluir
  25. Despesas de publicidade do governo de Minas somaram R$ 1,278 bilhão

    De acordo com o Relatório Anual das Contas do Governador – Exercício 2010, divulgado pelo TCEMG-Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (www.tce-mg.gov.br), a publicidade governamental, no âmbito da Administração Pública do Estado de Minas Gerais, compreende as despesas decorrentes da difusão de ideias, conceitos, esclarecimentos, divulgação cultural e científica ou de defesa de interesses políticos, econômicos e sociais do Estado, bem como as destinadas a promover a comercialização de produtos e serviços, conforme Resolução 016/07 da SEPLAG.

    A matéria é disciplinada pelos artigos 17, parágrafo único, e 158, § 2º da CE/89 e 7º da Lei Estadual 13.768, de 1º/12/00 e, em nível nacional, pelo art. 37, § 1º da CR/88. No período de 2003 a 2010, as despesas de publicidade do Governo de Minas Gerais atingiram, em valores constantes, a cifra de R$ 1.278,28 ou US$ 767,742 milhões. A média anual dos oito anos é de R$ 159,786 milhões. De acordo com o relatório do TCE-MG, “o gráfico abaixo (não foi postado em seu original) mostra as despesas realizadas com publicidade pelo governo mineiro no exercício de 2002 – último ano da gestão anterior – e sua evolução até 2010, englobando duas gestões, em valores constantes (Deflator IGP-DI fator médio anual dez/09 = 1). Observa-se que, no primeiro ano da nova gestão, ocorreu redução significativa dessas despesas (54,98%), e oscilação no restante do período, mas com tendência crescente, apresentando, ao final do exercício de 2010, crescimento real de 17,80% em relação a 2002, último ano da gestão anterior, e de 161,67% em relação a 2003, primeiro ano da nova gestão. Destaca-se, novamente, a inexistência de parâmetro para os gastos com a publicidade governamental”, acrescenta o referido Relatório.

    A despesa com publicidade em 2010 totalizou R$ 158.908.854,75, sendo R$ 82.081.473,16 da administração direta (51,66%), R$ 1.572.038,79 das autarquias e fundações (0,99%), R$ 3.055.267,97 dos fundos (1,92%) e R$ 72.200.074,83 das empresas controladas pelo Estado (45,43%), conforme pode ser visualizado no gráfico seguinte. Do total realizado pelos órgãos da administração direta, das autarquias e fundações e dos fundos, no valor de R$ 86.708.779,92, R$ 11.075.774,35 foram inscritos em Restos a Pagar, ao final do exercício.

    Do total das despesas com publicidade no exercício de 2010 – R$ 158,909 milhões – 94,93% estão distribuídos entre a Secretaria de Estado de Governo, R$ 66,928 milhões, representando 42,12% do total do exercício; a CEMIG e suas subsidiárias, R$ 30,138 milhões (18,97%); a COPASA e suas subsidiárias, R$ 22,195 milhões (13,97%); a Assembleia Legislativa, R$ 14,332 milhões (9,02%); a CODEMIG, R$ 11,262 milhões (7,09%) e o BDMG, R$ 5,973 milhões (3,76%), conforme Anexo XXXIII. Ressalta-se que as despesas realizadas com publicidade pelo governo mineiro estão concentradas na Secretaria de Estado de Governo, por força de suas atividades institucionais. Das despesas com publicidade realizadas pelo Estado, no exercício de 2010, incluindo a administração direta, as autarquias e fundações, os fundos e as empresas controladas, 60,50% concentram-se nas Agências RC Comunicação Ltda (16,57%), Consórcio MPM/POPULUS (16,39%), 18 Comunicações (11,95%), Perfil Promoções e Publicidade Ltda (8,51%) e Casablanca Comércio e Marketing Ltda (7,09%), conforme detalhado no gráfico.

    Mais uma vez, nenhum nome dos veículos de comunicação – emissoras de rádio e TV, revistas, jornais etc beneficiados com as verbas publicitárias, com sede em Minas ou em outros Estados, foi divulgado pelo TCE-MG, não havendo a menor citação sobre os mesmos nos referidos relatórios.”

    Cláudio Vilaça observou ainda que “dinheiro para a melhoria salarial dos professores inexiste, mas para a publicidade governamental não falta.

    ResponderExcluir
  26. Caros Colegas essa bomba que caiu no colo do DESGOVERNADOR de Minas,com a MATÉRIA DA FOLHA DE S. PAULO, fortalece a turma do PSDB de São Paulo, posto que as rivalidades entre Minas e São Paulo são acirradas. Além disso, estabelece comparações entre o governo da turma do PSDB de São Paulo e a turma do PSDB de Minas. Para a daqui, obviamente, sobra AUTORISTARISMO, INCOMPETÊNCIA E DESMANDO na gerência do ESTADO. Para a satisfação da turma de lá, quanto mais DESNORTEADO se mostrar o DITADOR daqui, mais pedras estarão no caminho do PADRINHO. A turma de lá deve está agradecendo a INEFICIÊNCIA do aprendiz de político que quer ser chamado de governador, assim fica fácil para atingir o que pretendem, matar o tucanos mineiros no ninho, para não oportunizar voo algum. Do jeito que a coisa anda essa profecia é bem capaz de ser cumprida, para a alegria de todos os mineiros, nem que fiquemos devendo essa para os paulistas.

    ResponderExcluir
  27. EDITORIAL I: LEX OU LATEX?

    Por Geraldo Elisio

    “Dura Lex sed Latex” – Paródia de “Dura Lex sed Lex”, aforismo romano que significa "A Lei é Dura mas é Lei", no caso com o sentido de "A Lei é Dura mas Estica" – brincadeira nos meios jurídicos brasileiros

    Durante o feriado de 15 de novembro deparamos no “Conversa Afiada”, do jornalista Paulo Henrique Amorim, com a reprodução de um texto do O Globo, onde a ministra Eliana Calmon reafirma a existência de “bandidos de toga”. Por se tratar de assunto de máximo interesse, também vamos postar a citada matéria objetivando a que o máximo de pessoas da mesma tome conhecimento. Eis a íntegra:

    “SÃO PAULO – A corregedora nacional de Justiça, a ministra Eliana Calmon, reafirmou na noite desta segunda-feira (14) que há, na magistratura brasileira, “bandidos de toga” e que sua declaração polêmica não foi contestada pelos corregedores de Justiça do país, responsáveis por investigar juízes de primeira instância. Em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, a ministra afirmou ainda que o problema da magistratura não está na primeira instância, mas nos tribunais.

    - Os juízes de primeiro grau tem a corregedoria. Mesmo ineficientes, as corregedorias tem alguém que está lá para perguntar, para questionar. E existem muitas corregedorias que funcionam muito bem. Dos membros dos tribunais, nada passa pela corregedoria. Os desembargadores não são investigados pela corregedoria. São os próprios magistrados, que sentam ao lado dele, que vão investigar – criticou a ministra.

    Eliana Calmon defendeu a atuação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), cuja capacidade de investigar e punir magistrados está sendo questionada pela Associação dos Magistrados do Brasil (AMB) no Supremo Tribunal Federal.

    - O CNJ, na medida que também é órgão censor, começa a investigar comportamentos. Isso começa a desgostar a magistratura – disse a ministra.

    Para Eliana, os maiores adversários do CNJ são as associações de classe, como a própria AMB:

    - Não declaram, mas são contra. A AMB é a que tem maior resistência – disse ela, que concluiu: – De um modo geral, as associações defendem prerrogativas: vamos deixar a magistratura como sempre foi. São dois séculos assim.

    Sobre a falta de punição aos magistrados, embora existam centenas de denúncias, a ministra respondeu:

    - Vou colocar de outra maneira: o senhor conhece algum colarinho branco preso?

    A ministra explicou a circunstância da declaração sobre os “bandidos de toga” e minimizou a gravidade da acusação:

    - Eu sei que é uma minoria. A grande maioria da magistratura brasileira é de juiz correto, decente, trabalhador. A ideia que se deu é que eu tinha generalizado. Eu não generalizei. Quando eu falei “bandidos de toga” eu quis dizer que alguns magistrados se valem da toga para cometer deslizes – disse ela, que defendeu sua posição: – Os corregedores reconhecem que aquilo que eu disse é o que existe.”

    ResponderExcluir
  28. eles(DESGOVERNO) PENSAM QUE PROFESSORES SÂO ALHEIOS ÀS INFORMAÇÕES!

    ResponderExcluir
  29. marcospachecao pouso alegre19 de novembro de 2011 16:46

    Porisso que eles não atuam contra o governo.

    PARA PAGAR OS JUÍZES ANASTASIA TEM DINHEIRO...JÁ O FUNCIONALISMO...

    Juízes mineiros à espera do dinheiro atrasado: Anastasia sancionou lei que prevê verba suficiente para quitar atrasados dos magistrados. Falta só o comunicado do TJ
    Isabella Souto - Os cerca de 1,8 mil juízes da ativa, aposentados e pensionistas comemoram a possibilidade de voltar a receber parte do dinheiro que cobram do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) referente a créditos que acumularam ao longo de 21 anos. No dia 8, o governador Antonio Augusto Anastasia (PSDB) sancionou a Lei 19.724/11, aprovada pela Assembleia Legislativa, que prevê suplementação orçamentária de R$ 304 milhões para o Judiciário - de onde serão retirados R$ 35 milhões para pagar os magistrados

    ResponderExcluir
  30. Euler,
    No item C você diz:terá que respeitar o valor nominal dos salário dos educadores caso fosse aplicada a lei do piso corretamente no plano de carreira.Porque você diz: caso fosse?
    A nossa luta é para que se aplique a lei do piso na carreira já existente respeitando os percentuais de progressões horizontal e vertical,não é? Não podemos ceder e sair fazendo concessões para um governo que vem nos tratando desta forma. Agora, deputados que apoiam o governo sinalizam para a unificação da carreira como uma terceira alternativa. Como assim??? Não foram eles que aprovaram o subsídio? Além do mais todas as tentativas de acordo e negociação com este governo foram fracassadas. Não tem mais que o negociar. Ele vai ter que pagar o piso para os 153.0000 que optaram pela carreira antiga e ponto final.Ele está fora da lei. Ele já sabe que tem um custo manter esta situação ridícula, pagar um salário de miséria, tentar confundir a opinião pública, tratar os parlamentares como idiotas. Portanto ele vai ter que rever sua posição.Nós é que não podemos ceder. O povo mineiro já está duvidando da sanidade mental deste governador que se posiciona como débil falando inverdades ou então como perverso que acha que só ele não precisa acatar a lei.A imagem do Aécio já está chamuscada.Se continuar persistindo nesse erro de recusar a pagar o que manda a lei a situação vai piorar. Todo mundo já sabe que Minas paga o pior salário do Brasil.Não adianta sair denegrindo a imagem do sindicato e dos professores porque isto tem efeito contário. Está todo mundo comentando a falta de ética no exercício da coisa pública. Todos horrorizados.É isto que ele está conseguindo:só provocar o ódio o desrespeito, porque quem vai respeitar um governador que age desta forma? Papel de otário que ele está fazendo.
    Portanto nós não criamos esta situação e já perdemos demais. Chega.Tem que dar um basta porque senão isto não tem fim. Chega de pagar mal professor neste país.Não vamos ceder em nada.Já é uma miséria o que estamos pleiteando.Precisamos dar um basta na posição de desmando deste governador e suas secretárias que se oferecem como objeto para manter um sistema perveso.

    ResponderExcluir
  31. Muito bem galera do NDG, temos que ficar de olho, até agora essa negociação / acordo foi só para nos ludibriar, o que esse safado do azia queria o tempo todo é ferrar nosso plano de carreira, portanto acho que o ideal seria a ocupação da ALMG, na segunda e vigília até a terça conforme o andar da carruagem impedir a votação do projeto.

    OBS* entrei em contato com um escritório de advocacia de Brasilia e o responsável esta estudando o caso, já faz alguns dias, aguardo resposta esta na semana que se inicia.

    ATENÇÃO PARA O PROJETO DO BABACA - TEMOS QUE FICAR DE OLHO E CASO CONTRARIO PARA O ANO SEM O TERMINO DO ANO LETIVO E QUEBRAR O PAU - -VAMOS FECHAR A ASSEMBLÉIA....

    ResponderExcluir
  32. *


    B O I C O T E AO S I M A V E



    *

    ResponderExcluir
  33. Disponível em: http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=188213,OTE&busca=Paralisa%E7%E3o%20dos%20professores&pagina=1

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  34. Penso o contrário de um colega que comentou que devemos ajuda os alunos na Prova do Simave para que eles fiquem com notas altas e assim o governo terá que pagar o piso.
    Trabalho no estado do Rio e ficamos em penultimo lugar no IDEB. Com esse fracaso, o governo trocou toda a secretaria de educação e deu um aumento de salário e já recebemos duas bonificações este ano, e começaram a pagar vale transporte para todos, independente do tamanho da cidade onde trabalha. Tudo isso pra tentar fazer com que os professores se empenhe mais e que melhore os indices do estado.
    Devemos fazer isso aqui, pois assim o governo não terá saída, ainda mais este onde a midia é o seu carro chefe de campanha se afundarmos isso, ele terá que nos agradar para levantarmos os numeros do estado.
    Boicote ao Simave já!!

    ResponderExcluir
  35. E VAMOS TARTARUGANDO...
    SIMAVE CHEGANDO...

    ResponderExcluir
  36. Vamos fazendo a lição de casa. Do jeitinho mineiro, com poucas e verdadeiras palavras...

    ResponderExcluir
  37. AO ANÔNIMO DAS 14:41
    O que o governo quer provar é que nós não precisamos de salário fixo alto e sim remuneração flexível variando conforme o desempenho (avaliações externas). Acredito que fazer o que você sugeriu é dar um tiro no nosso pé. Ele com a sua estatística macabra pode alegar que aconteceu uma melhoria na proficiência a partir do momento que entramos nessa "competição saudável" pelo bônus (prêmio de produtividade). Estaremos em condições de prestar um melhor serviço a sociedade a partir de salário alto e não bônus(prêmio de produtividade) como ele quer demonstrar.

    ResponderExcluir
  38. VAMOS BOICOTAR, GENTE1 ESTÃO TREMENDO DE MEDO:
    VEJA E-MAIL ENVIADO ÁS ESCOLAS;


    Comunicado aos Diretores

    OFÍCIO GS 2588/11
    Belo Horizonte, 18 de Novembro de 2011.

    Assunto: Comunicado aos Diretores

    Sr(a). Diretor(a),

    Terá inicio, no próximo dia 21, à 10ª edição do Programa de Avaliação da Rede Pública da Educação Básica do Estado de Minas Gerais - PROEB. Estarão sendo avaliados, nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática, aproximadamente 1.900.000 alunos, matriculados nas 9.907 instituições escolares públicas, distribuídas pelos 853 municípios mineiros.

    Esta avaliação, dirigida aos alunos do 5º ano e do 9º ano do ensino fundamental e aos alunos do 3º ano do ensino médio, objetiva aferir a proficiência atingida nos anos finais de cada uma das etapas e, juntamente com o Programa da Avaliação da Alfabetização – PROALFA, voltado para a alfabetização, e o Programa de Avaliação da Aprendizagem Escolar – PAAE, integra o Sistema Mineiro de Avaliação – SIMAVE.

    Conduzido pela primeira vez na atual gestão, o PROEB, reafirmando o direito do aluno a uma educação sempre mais qualificada, ressalta a importância e a seriedade dos procedimentos de avaliação que, simultaneamente, respondem a uma demanda da sociedade e atestam a qualidade do trabalho dos professores, diretores, gestores e demais servidores da Educação.

    Por outro lado, as informações decorrentes da avaliação permitem uma ampla gama de intervenções pedagógicas, bem como viabilizam a formulação de políticas mais consequentes e mais continuadas voltadas para a educação básica.

    Desejando que os trabalhos ocorram de acordo com o sucesso habitual, subscrevo-me,

    Atenciosamente,

    (a)ANA LÚCIA ALMEIDA GAZZOLA
    Secretária de Estado de Educação

    Ilmo(a). Sr(a).
    Diretor(a) da Escola Estadual

    ResponderExcluir
  39. O estado de S.Paulo o Brasil e o mundo também precisam saber que minas efetiva funcionários públicos sem concurso .Aqui é o estado onde não existe lei.Aliás existe mas só a favor do governador ditador.

    ResponderExcluir
  40. Temos que entregar o dossiê completo da Educação da Rede Estadual Mineira à Folha de São Paulo. E, como bem lembrou o anônimo das 17:51, a efetivação sem concurso tem que ser de conhecimento de todo o país.
    A MÁSCARA ESTÁ CAINDO!!!

    ResponderExcluir
  41. Caros amigos:
    Precisamos colecionar todos os vídeos, todas as matérias, principalmente a publicada na Folha, as imagens dos nossos bravos colegas acorrentados e em greve de fome, o vídeo do assessor dofendendo professores e serventes de pedreiro para refrescarmos a memória dos brasileiros por ocasião das campanhas eleitorais. Mostraremos para todos como aécio e seus asseclas tratam trabalhadores honestos e como ele tratará todos os funcionários públicos do Brasil e os "de baixo" deste país.

    ResponderExcluir
  42. Todos os alunos marcando 2 (duas) opções para cada questão.

    IMPORTANTÍSSIMO,

    Vamos BOICOTAR O SIMAVE, GENTE!

    ResponderExcluir
  43. O CALENDÁRIO NOS É FAVORÁVEL

    - 2012 - ANO ELEITORAL - GREVE NELES

    - 2013 - COPA DAS CONFEDERAÇÕES - GREVE NELES

    - 2014 - COPA - ELEIÇÕES - GREVE NELES

    ESPERAMOS QUE ELES ENTENDAM ISSO E CUMPRA A LEI, OU...

    FORA LACERDA, ANASTASIA, AÉCIO E DANILO DE CASTRO. TCHAAAUUU!!!!!

    DE QUALQUER FORMA TEMOS QUE FAZER ESTA FAXINA.

    ResponderExcluir
  44. IMPORTANTÍSSIMO QUE BOICOTEMOS O SIMAVE.

    LEMBRE-SE DAS PROPAGANDAS DO GOVERNO.

    ResponderExcluir
  45. Tem que haver o boicote ao SIMAVE....


    SÓ COM A UNIÃO DE TODOS PROFESSORES E AÇÕES PREJUDICIAIS AO GOVERNO, QUE ELES TOMARÃO ATITUDE!


    ALGUÉM REALMENTE ACHA QUE ESSA PROVA AJUDA OS ALUNOS EM ALGO..SÓ DA LENHA PRO GOVERNO!!!


    PROFESSORES, SEJAM ESPERTOS, E BOICOTEM O SIMAVEEE...FAÇAM OPERAÇÃO TARTARUGA...

    VC ESTARÁ FAZENDO A SUA PARTE!
    ABRAÇO A TODOS.

    ResponderExcluir
  46. ENVIAR IMEDIATEMENTE

    DOSSIÊ COMPLETO SOBRE A EDUCAÇÃO MINEIRA

    PARA A "FOLHA DE SÃO PAULO"

    ResponderExcluir
  47. Havendo greve tOdO ano...
    vai chegar em 2014 e o povo vai ta canssado...
    TUCANADA, NUNCA MAIS!

    ResponderExcluir
  48. Assisti ontem a um documentário no canal History: Os ícones da maldade- Calígula e Nero.Qualquer semelhança não é mera coincidência. Aécio/Anastasia

    ResponderExcluir
  49. PROFESSORES
    Reunião com o Estado deve ocorrer na segunda
    Publicado no Jornal OTEMPO em 19/11/2011

    NATÁLIA OLIVEIRA

    Uma nova reunião entre os professores e governo de Minas deve acontecer na próxima segunda-feira. A assessoria de imprensa do Estado informou que está fazendo estudos para viabilizar a exigência dos professores.


    A categoria pede que o tempo de serviço e o nível de formação profissional sejam considerados no cálculo do pagamento do piso salarial nacional de R$ 712, proporcional a jornada de 24 horas semanais.


    O governo tem até terça-feira para apresentar uma nova proposta aos professores e anexar uma emenda ao projeto de lei nº 2.355/11 que estabelece o piso da categoria. Como tramita em caráter de urgência, o projeto será o primeiro a ser votado na Assembleia Legislativa.


    Neste semana, os professores decidiram diminuir a carga horário em salas de aulas em protesto após o cancelamento de uma reunião pelo Estado prevista para acontecer na última quarta-feira.

    Comentários
    19/11/2011 - 14h59
    Clarice
    Barbacena
    Vamos começar hoje Renata Villena a campanha, para acabar com o "malfeito" e as "manchas da Histária no Brasil".O governador de Minas Gerais não faz um acerto, fora!!! , Você não dá uma dentro, Fora!!!, Gazzola completamente sem noção do que é lei. Fora!!!4º senador do Rio de Janeiro, chega de manchar Minas Gerais. Fora!!!. Acho que para começar está bom. Não está Renatinha? Vamos ver se voces cairam na real, depois da reportagem da Folha de São Paulo. Não deixam o trem passar, que o Serra e o AlKmim vai pegar!!! KKKK.
    1

    BH
    Renata Vilhena diz no twitter: Precisamos defender o Brasil dos q têm tentado manchar sua história. Chega de "malfeito.... kkkkk acho muita graça, nesta secretaria... sera que ela acredita no que diz??? Agora uma verdade tem que ser dita, precisamos mesmo defender o Brasil, começando urgentemente por Minas. É muita cara de pau...
    7
    GOSTEI

    NÃO GOSTEI
    Responder esse comentário
    19/11/2011 - 10h34
    Eduardo BH
    Belo Horizonte
    E o famigerado Prêmio Produtividade nada, né Sr: Governador. Descumprir compromissos é marca registrada desse governo picareta.
    8
    GOSTEI

    NÃO GOSTEI
    Responder esse comentário
    19/11/2011 - 08h43
    Jandira Amaral dos Santos
    São Pedro do Suaçuí
    Talvez nesta nova reunião o governo apresente uma proposta decente para os servidores da educação. A lição nós já aprendemos: se o governador foge do compromisso sem justificativa e sem nenhum aviso, vamos imitar nosso patrão. Quando for benéfico a nós, faltaremos também. Faltar aos compromissos estaria previsto nas leis desta "província?"

    ResponderExcluir
  50. Euler, minha filha disse que ouviu na Radio Alvorada uma propaganda sobre respeito ao professor, segundo ela pareceu ser do sindicato...mas ela nao tem bem certeza... será que procede esta informaçao?
    Se for é bom né? precisamos dar respostas aos ataques do governo.
    Abraços a todos,
    Cláudia

    ResponderExcluir
  51. .:: O TEMPO online :: Reunião com o Estado deve ocorrer na segunda ::. otempo.com.br/noticias/ultim… via @otempoonline
    6 minutes ago http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=188374,OTE&busca=professores%20e%20governo&pagina=1

    ResponderExcluir
  52. Euler,
    Achei ótima idéia de enviar um dossiê completo sobre a educação mineira para a folha de São Paulo. Aliás seria ótimo aproveitar e enviar para todos os outros jornais paulistas também. Muita gente vai gostar. Quem não vai gostar é Sr. Aécio.Será que você poderia fazer mais isto por nós Euler?

    ResponderExcluir
  53. Nós temos que planejar estratégias baseadas na lei para arrancarmos o piso desse palhaço ditador!
    Duvido que ele nos apresentará alguma coisa decente como proposta!

    ResponderExcluir
  54. Cuidado governador.
    Cuidado srs. deputados
    Está todo mundo com sede de justiça. Não queira modificar a nossa carreira e nem inventar prazos a perder de vista. Queremos o piso já.É simples: Cumpra-se a lei

    ResponderExcluir
  55. Começe a perder noite de sono agora anastazista seu cachorro!

    Projeto dobra o valor do piso nacional dos professores

    Agência Câmara
    Tramita na Câmara o Projeto de Lei 1376/11, do ex-deputado Ságuas Moraes (MT), atualmente na suplência, que cria o Piso Salarial Profissional Nacional dos Profissionais da Educação.
    Conforme a proposta, o piso se destina a todos os profissionais da educação escolar que trabalham em regime de tempo integral e será o equivalente a 12% e 15% do Produto Interno Bruto per capita do ano anterior para os profissionais da educação de nível médio e superior, respectivamente.

    No ano passado, o PIB per capita foi de R$ 19.016. Como base nesse resultado, o salário do professor que tenha cursado o nível médio seria de R$ 2.281 em 2011, e o do professor que tenha curso superior seria de R$ 2.852.

    Atualmente, conforme a Lei 11.738/08, o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério público da educação básica é de R$ 1.187.

    O projeto permite que os professores optem pelo atual regime de remuneração ou pelo novo piso. Também permite a aplicação da proporcionalidade ao valor do novo piso, quando as jornadas não corresponderem à de tempo integral.

    Tramitação
    O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Educação e Cultura; de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

    Íntegra da proposta:

    PL-1376/2011

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2799

    ResponderExcluir
  56. Governador Anastasia X Professoras, em Minas Gerais

    Frei Gilvander Luís Moreira, O.Carm

    Indignação diante da postura do Governo de Minas Gerais, Sr. Antônio Anastasia, com relação às reivindicações dos Professores da Rede Estadual de Educação de Minas Gerais.

    Fiquei indignado com a propaganda das Secretarias da Educação e do Planejamento do Governo de Minas Gerais demonstrando uma postura de total insensibilidade e truculência sobre o SINDUTE-MG – Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação do Estado de Minas Gerais – e sobre os professores da Rede Estadual de Minas. Diante dessa postura nada democrática, não podemos nos calar. Acompanho de perto a realidade das escolas estaduais de Minas e a luta dos professores pelos seus legítimos direitos que estão sendo negados, inclusive o Piso Salarial Nacional, que não está sendo pago. Por isso, partilho com milhares de pessoas 3 entrevistas no Programa Palavra Ética, da TV Comunitária de Belo Horizonte – TVC/BH – com 3 professoras que sentem na péle a realidade da educação pública em Minas. Elas, sim, têm autoridade e legitimidade para falar.

    Ouçamos o que nos dizem três professoras da Rede Estadual de MG: Beatriz da Silva Cerqueira, Mônica Maria de souza e Silvânia Morais.

    Cf., via internet, nos links, abaixo.

    Sob a coordenação de Gilvander Moreira, no Programa Palavra Ética, da TV Comunitária de Belo Horizonte -- TVC/BH -, Beatriz da Silva Cerqueira, Coordenadora Geral do SINDUTE -- Sindicato Único dos Trabalhadores/ras da Educação do Estado de Minas Gerais, se apresenta, fala um pouco de sua história, analisa a situação da Educação Pública em Minas Gerais, justifica a pertinência da Greve dos Professores da Rede Estadual de Educação de Minas Gerais -- maior greve da história de Minas (112 dias de greve, terminou em 29/09/2011) - e denuncia o Governo Antonio

    Anastasia por não estar ainda cumprindo Lei Federal que manda pagar Piso Salarial Nacional para professores. Para maiores informações, cf. www.sindutemg.org.br ou www.blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com

    Belo Horizonte, MG, Brasil, 30/08/2011.

    1)Palavra Ética com Beatriz Cerqueira, do SINDUTE:

    http://www.youtube.com/watch?v=5QuIDfzORcs

    No Programa Palavra Ética, da TV Comunitária - TVC/BH - Gilvander Moreira entrevista Mônica Maria de Souza, da coordenação do SINDUTE-MG. Mônica fala da sua luta como professora e como sindicalista. Faz uma análise da mais longa greve do estado de Minas, que foi a greve dos professores da Rede Estadual de Educação do Estado de Minas Gerais. A reivindicação básica foi o pagamento do Piso Salarial Nacional da Educação que ainda não está sendo pago pelo governo estadual. Para maiores informações cf. www.sindutemg.org.br

    2) Palavra Ética com a profa. Mônica Maria de Souza, do SINDUTE:

    http://www.youtube.com/user/palavraetica?feature=mhee#p/u/20/3tB0aJ6q_gI

    Sob a coordenação de Delze dos Santos Laureano, no Programa Palavra Ética, da TV Comunitária de Belo Horizonte -- TVC/BH -, Silvânia Morais, professora da Rede Estadual de Educação de Minas Gerais e integrante das Brigadas Populares, Silvânia, que trabalha com educação de pessoas portadoras de necessidades e direitos especiais, faz uma rápida retrospectiva da sua história de luta, analisa a situação da educação pública em Minas Gerais e conta como foi participar ativamente da mais longa greve do estado de Minas, que foi a Greve dos professores da Rede Estadual: 112 dias. Luta pela Piso Salarial Nacional e etc. Belo Horizonte, MG, Brasil, 04/10/2011.

    3) Palavra Ética com a professora Silvania Morais, das Brigadas Populares:

    http://www.youtube.com/watch?v=GMgKayDFaGE

    Abraço terno. Gilvander Moreira, frei carmelita.
    www.gilvander.org.br
    gilvander@igrejadocarmo.com.br
    facebook: gilvander.moreira
    twitter: gilvanderluis

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2798

    ResponderExcluir
  57. Educadores de Minas Gerais!

    Chegou a nossa hora. Não interessa se vc é do NDG, se fez greve, quanto tempo, se é efetivo, efetivado, designado...Não fuja do seu compromisso ético, moral, cidadão, profissional: vamos desmontar o resultado do SIMAVE - boicote em todas as escolas!

    Se a gente perder esta oportunidade, dificilmente teremos outra!
    Caso o governo continue nos enrolando, a partir da próxima assembleia, o pau-vai-quebrar. Não abrimos mão desse piso nem que a "vaca tussa" e nem do que o governo nos surrupiou durante este ano.

    Avante! Vamos colocar em prática as nossas estratégias. Os meninos do 5º ano adoraram, na prova do PROALFA, marcar todas as questões (rsrsrs). Você imagina os do 9º e 3º anos que, agora, só querem o final do ano...?

    ResponderExcluir
  58. NDG de Plantão

    Companheiros, nesses últimos dias estive um pouco compromissado e ausente dos nossos comentários, estamos com alguns projetos em andamento na escola, além de alguns prioridades da família.

    No entanto, as estratégias do ditador que governa Minas estão aos poucos caindo por terra, na reunião com a comunidade na escola onde trabalho os pais estão apoiando a nossa luta, graças a Deus e aos homens e mulheres de corações bons. Foi uma reunião emocionante... de fazer chorar quem esteve presente.

    Esse tal de Danilo de Castro que "assassinou" o acordo no dia 27 de setembro é um sujeito SEM PALAVRA e NÃO É DIGNO de ocupar nada em nenhum lugar. FORA ANASTASIA, FORA DANILO DE CASTRO, FORA GAZZOLA, FORA VILHENA, FORA todos que estão na contra mão com a EDUCAÇÃO.

    Na listagem dos pais/responsáveis colocamos uma coluna para e-mail de contatos, assim a notícia será verdadeira.

    "Governo que mente e manipula a sociedade com informações errôneas e confusas, NÃO é digno de governar." Gleiferson Crow

    Abraços !
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  59. Euler,

    Muito feliz a imagem de Zumbi como representante dos aguerridos colegas de luta - NDG . Oxalá, a memória e celebração do dia da "Consciência Negra" despertem novos combatentes para a nossa árdua luta.

    Todos precisam participar deste combate contra a destruição dos educadores e da educação em Minas Gerais. Mas, quero cobrar aqui, de vários e valorosos companheiros que trabalham os conteúdos de História, Filosofia e Sociologia (as duas últimas, sempre trabalhei como designado; hoje, estou só com História e efetivo) e não vejo outra maneira de se passar tais conteúdos aos alunos senão praticando-os. Caso contrário, como responder às perguntas a nós dirigidas?
    - Professor, pra que estudar História? Só fala de coisa antiga. E essa tal de Filosofia e Sociologia que nunca ouvi falar?

    Vamos à luta, companheiros. E até à vitória que cada vez mais se aproxima.

    Joaquim

    ResponderExcluir
  60. Grande Gleiferson Crow,
    senti falta mesmo dos seus comentarios aqui neste blog e no twitter.Bom retorno.

    um abraço,
    claudia

    ResponderExcluir
  61. Caros colegas,
    Vamos pedir socorro a todos que podem fazer o mínimo que seja por nós. Vamos nos manifestar, espalhar nossa indignação aos quatro cantos deste país.
    Escrevi ao senador Cristóvam;

    Boa noite senador!

    Quase esgotadas todas minhas forças, venho mais uma vez, pedir-lhe socorro. Sim, socorro é exatamente o que peço. Digo isso acerca da situação dos professores de Minas Gerais.
    Estamos sendo massacrados psicologicamente, desrespeitados, desmoralizados, simplesmente porque clamamos pelo cumprimento da lei federal 11.738/2008 e da própria Constituição, que nos garantem um salário e condições de trabalho um pouco mais dignos.. O (des)governo de Minas Gerais, além de não nos pagar o que deve a respeito do piso salarial, está colocando na mídia inverdades absurdas a nosso respeito gastando milhões para nos desmoralizar perante a sociedade. Mídia essa, comprada, que além de tentar nos calar e ridicularizar, distorce maquiavelicamente a verdade. O governador de Minas tem tentado de todas as formas destruir nosso plano de carreira! A nossa querida Minas Gerais está mais parecendo uma ilha independente da federação! Temos como governante um ditador!
    Neste 27 de novembro eu participaria de um processo seletivo, no qual me inscrevi, para ingressar em um curso de Mestrado em Matemática, mas definitivamente desisti. Por que me esforçaria tanto para não ter a recompensa que é merecida? Estou completamente desmotivada.
    Alguém neste Brasil precisa nos ajudar! Pedimos que intermedeiem as negociações em nossa defesa.

    Obrigada desde já,
    Patrícia da Costa Mata
    Professora há 12 anos, pós graduada em matemática e com salário base de exatos R$691,80; contrariando a lei do piso e todas as declarações que nosso governador tem dito aos mineiros.

    ResponderExcluir
  62. Colegas
    Um dossiê sobre a educação e a mídia comprada em Minas nas mãos dos jornais paulistas, do Serra e Alckimim será muito melhor pra nós, uma vez que esses dois são "inimigos" político, debaixo dos panos mas são.Vamos providenciar esse dossiê e enviar o mais urgente possível.
    Ô gente vocês viram o faraó das MG na TV ontem falando em nome do PSDB sobre o royaltes da mineração e a importância dele para Minas? Até que enfim cheirim deu as caras né?

    Força na luta

    Gleide Maura

    ResponderExcluir
  63. Assistindo ao vídeo da assembléia, conforme indicado por um post no texto anterior, com o deputado duarte bechir (UMA CARA DE SAFADO!!!), da comissão do governo,no link :

    http://www.almg.gov.br/acompanhe/tv_assembleia/videos/index.html?idVideo=657900

    ficou muito óbvio, pela fala deste deputadozinho escroto, que o governo não vai pagar o piso conforme nosso plano de carreira, de jeito nenhum...

    Ele diz o tempo todo que o governo vai pagar só se for com um valor único, assim como é o subsídio...

    Eu não sei não... A entrevista foi antes da famosa reportagem da Folha, mas eu não acho que vai mudar nada não...

    QUE DEUS NOS AJUDE, E QUE EU ESTEJA TOTALMENTE ENGANADA...

    Amém!!!

    ResponderExcluir
  64. Euler, peça aos colegas que tem material sobre os desmandos do governador na educação que enviem para o jornal Folha de São Paulo para que publiquem o mais rápido possível. Vamos dar munição para o inimigo de Satanazia. Seria muito bom que saísse mais alguma matéria antes da votação. Vamos também vigiar a votação, marcando presença na Assembleia.Os deputados precisam entender que elestambém serão ferrados apoiando o desgovernador.

    ResponderExcluir
  65. Cláudia - São Sebastião do Paraíso19 de novembro de 2011 21:56

    Colegas, por favor registrem aqui o nome da escola e a cidade que aderiu ao boicote do SIMAVE. Assim, começamos uma verdadeira "corrente" pelo boicote. Alguns colegas da escola onde trabalho pensaram em devolver os pacotes de provas intactos, lacrados. Ninguém poderá alegar que aliciamos nossos alunos. A questão é urgente!!! Precisamos ser rápidos! Cláudia (E.E. Benedito F. Calafiori)

    ResponderExcluir
  66. Por favor, postem os nomes dos deputados que já se declararam a favor do desgovernador.
    preciso dessa informação.

    ResponderExcluir
  67. " Existe muito mais entre o céu e a terra do que vossa vã sabedoria possa imaginar". Isto se aplica perfeitamente á lambança que fizeram,kkkkk.
    O que teve de reuniões estes dias não está no gibi! Também mudanças de rumos - cancelamento do congresso da Amisp no findar da sexta-feira, etc. Soube até que o queijo está mofado - por medo do sind ute; que tbem teve o carro parado a força( ?).
    O senador carioca esteve pelas Alterosas e deu belos puxões de orelhas ( me reservo o direito de não baixar o nível) no afilhado, alegando estar tendo grandes problemas em Brasília, SP e outros lugares. A coisa pro lado de lá tá feia, o que indica estarmos próximos da nossa almejada vitória.

    ResponderExcluir
  68. Hoje, quando eu voltava do trabalho, oito aulas de reposiçao...manha e tarde. Ouvi na radio Itatiaia, um pai reclamando dos professores. Segundo ele a reposiçao nao está acontecendo nas escolas de BH. como nao? Hoje a inspetora da SEE passou o dia na escola... e como ela outras devem estar nas outras escolas... como alguem pode dizer que as aulas nao estao sendo repostas... Eu , diferente do governo, estou cumprindo minha parte do acordo... com ou sem dinheiro, respeito meu aluno e respeito seu direito a uma boa aula quando sai de casa no sabado... É preciso considerar que muitos alunos nao vao... mas isto nao é um problema meu ... nao pode ser contabilizado em minha conta ja tao penalizada... deve ser cobrada do pai... que acredita no filho quando diz: Ah, os professores nao dao nada... ou os professores nao vao a escola... calma aí... Paguem o que me é de direito, nao venham querer denegrir mais a minha imagem... o apresentador Carlos Viana , aquele que so se posiciona a favor do governo, deveria pesquisar primeiro , obter provas... ouvir o outro lado... antes de endossar acusaçoes como estas. Aliás esta radiozinha nao merece credibilidade mesmo.
    Cláudia

    ResponderExcluir
  69. Euler e demais colegas, assistam o vídeo do NELSON POMBO JUNIOR com abertura de um repórter da "grobobo"
    http://www.youtube.com/watch?v=Hcor1Vb83WQ&feature=related

    ResponderExcluir
  70. E dizer que Duarte Bechir é marido de uma futura diretora de escola publica.

    ResponderExcluir
  71. Precisamos mandar o Dossiê é para o Senador Hélio Costa, inimigo número 1 de Anastasia.

    ResponderExcluir
  72. Boicote ao Simave e entrega do dossiê sobre a educação em Minas para Folha de São Paulo.Vai ser o máximo.Euler, faça você esse dossiê e envia com urgência.Os paulistanos ficarão agradecidos e nós tbém!Amamos você!

    ResponderExcluir
  73. Acabei de ler esta reportagem, e achei útil:

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/maria-izabel-noronha-lei-do-piso-salarial-dos-professores-aplicacao-ja.html

    Maria Izabel Azevedo Noronha é presidenta da Apeoesp (Sindicato Professores do Ensino Oficial de São Paulo) e membro do Conselho Nacional de Educação e do Fórum Nacional de Educação.

    ResponderExcluir
  74. A minha cidade está pronta para o boicote do Simave!Vamos a luta!Vamos ocupar a Almg e fazer tremer os deputados e todos que fazem mal a Minas!

    ResponderExcluir
  75. Triângulo mineiro,todos no boicote ao Simave!

    ResponderExcluir
  76. Euler, não imagina o quanto faz bem para minha alma!Vou tomar o lugar de sua namorada virtual,ela sumiu!Posso?

    ResponderExcluir
  77. O tombo dos grandes está se aproximando!Se cuida Anastasia !Você ainsa não sentiu nossa fúria,quer pagar pra ver?Nos aguarde!

    ResponderExcluir
  78. Já pensaram se o Ministro da Educação fosse o Euler,que maravilha que seria!

    ResponderExcluir
  79. 18.11.11 - Brasil

    Alunos analfabetos

    Os índices demonstram que, no Brasil, a desigualdade social se alia à desigualdade educacional. Alunos da rede pública, oriundos, na maioria, de famílias de baixa renda, não trazem de berço o hábito de leitura. Seus pais possuem baixa escolaridade e o livro não é considerado um bem essencial a ser adquirido, como ocorre em famílias de renda mais elevada.

    De qualquer modo, é preocupante o fato de alunos, tanto da rede pública quanto da particular, não atingirem 100% de alfabetização ao concluir o 3º ano do ensino fundamental. O que demonstra falta de método de alfabetização, embora esta seja a nação que gerou Paulo Freire.

    Uma criança que, aos 8 anos, tem dificuldade de leitura e escrita, sente-se incapaz de lidar com os textos de outras disciplinas escolares, o que prejudicará seu aprendizado. Uma alfabetização incompleta constitui um incentivo ao abandono da escola ou a uma escolaridade medíocre.

    É hora de se perguntar se a progressão automática, isto é, fazer o aluno passar de ano sem provar estar em condições, é uma pedagogia recomendável. Com certeza, no futuro, o adulto com insuficiente escolaridade não merecerá aprovação automática em empregos que exigem concurso e qualificação.

    Priscila Cruz, do Todos pela Educação, frisa a importância da educação infantil (creches, jardim da infância etc.) para dar à criança uma boa alfabetização. Para que se desperte na criança a facilidade de síntese cognitiva é importante que ela comece a ouvir histórias ainda no ventre materno.

    O Brasil é um país às avessas. A Constituição de 1988 cometeu o erro de incumbir a União do ensino superior, o estado do ensino médio, e o município do ensino fundamental. Ora, uma nação se faz com educação. E a base reside no ensino fundamental. Dele devia cuidar o MEC.

    Nenhum governo implementou, ainda, a revolução educacional sonhada por Anísio Teixeira, Lauro de Oliveira Lima, Paulo Freire e tantos outros educadores. Como acreditar que apenas 4 horas de permanência na escola são suficientes para uma boa educação? Por que os alunos não permanecem de 6 a 8 horas por dia na escola, como ocorre em tantos países?

    No Brasil, 10% da população adulta são considerados analfabetos. No Chile, 3,4%. Na Argentina, 2,8%. No Uruguai, 2%. Em Cuba e na Bolívia, 0%.

    Outros fatores que contribuem para a semialfabetização são o desinteresse dos pais pelo desempenho escolar do filho e o longo tempo que este dedica à TV e a navegar aleatoriamente na internet. Nessa era imagética, há o sério risco de se multiplicar o número de analfabetos funcionais ou de alfabetizados iletrados, aqueles que sabem ler, mas não interpretar o texto, e muito menos evitar erros primários na escrita.

    O governo deve à nação uma eficiente campanha nacional de alfabetização, inclusive entre alunos dos 3º e 4º anos. Para isso, há que ter método. Há vários. Quem se interessar por um realmente eficiente, basta indagar do deputado Tiririca como ele se alfabetizou em dois meses, a tempo de obter seu diploma na Justiça Eleitoral.

    [Frei Betto é escritor, autor de "Alfabetto – autobiografia escolar” (Ática), entre outros, http://www.freibetto.org- twitter:@freibetto.

    ResponderExcluir
  80. Importante ver...

    http://blogmcris.blogspot.com/2011/11/adalclever-fala-sobre-greve-dos.html?spref=tw

    ResponderExcluir
  81. O Serra ta chegando ai genteee....

    Ta colocando Anastasia pra correr! cadê o Aecio????

    Poxa Aecio, vc coloca a bomba no colo do Anastasia e corre...sua cabeça ta em jogo, Serra 2014 hein?!

    E ATENÇÃO A TODOS...QUEM SABE NÃO SAIRÁ UMA REVISTA VEJA SEMANA QUE VEM SOBRE ALGUMAS BELAS NOTÍCIAS DE MINAS????RSRRSRSRS
    ESSE É O PSDB PAULISTA, COLOCANDO AS CARTAS EM JOGO E MOSTRANDO QUEM TEM PODER SOBRE A MIDEA...

    O PSDB EM GUERRA, DÓ DO AECIO QUE MANDA SÓ EM MINAS...MAS O QUE APARECE É SP, DO SERRAA...SE EU FOSSE O GOVERNO, ANDAVA NA LINHA, SÓ ASSIM PRA AMENIZAR A SITUAÇÃO!

    PAGAMENTO DO PISOOO JÁAAAA!!!
    OS JOVENS ESTÃO SE REVOLTANDO COM ESSA SITUAÇÃO...

    OU PISO, OU A LUTAAA!!

    E ESSA FRASE VAI PARA RENATINHA E SUA CORJA:
    "Apesar de você, amanhã há de ser outro dia" - Chico Buarque de Hollanda

    ...

    ResponderExcluir
  82. Vejam só
    O nobre deputado puxa-saco do governo tenta desqualificar o uso da internet para substituir o uso da imprensa que no caso, esta comprada em Minas...o que chama de bobagens sao as mensagens que contrariam os projetos escusos do governo.
    Pelo Twitter ele diz:
    DuarteBechir Duarte Bechir
    Tem partido político dando curso para seus discípulos utilizarem a internet. Isso já se reflete nas postagens, ou melhor, bobagens
    7 hours ago Favorite

    ResponderExcluir
  83. Com a notícia do O tempo, AGORA É A HORAAA!!!


    BOICOTAR O SIMAVE DE QUALQUER JEITO..USEM A CRIATIVIDADE!
    E CHAMAR MAXIMO DE GENTE PRA OPERAÇÃO TARTARUGA...O MOMENTO DE PRESSÃO É AGORA..É 1 SEMANA DECISIVA!


    AAAAA LUTA!

    ResponderExcluir
  84. MATERIA DO JORNAL ESTADÃO/SP.
    SE O ESTADO DO PARA DE COMEÇO CEDEU EM 30% DE AUMENTO COM O RESTO ESCALONADO EM 12 MESES, ENTÃO MINAS GERAIS É UM DOS ESTADOS MAIS POBRES DO PAIS PELA SUA INDECENTE PROPOSTA E NEM CORRE RISCO DE SER DIVIDIDO EM 03 ESTADOS COMO LÁ, VERGONHA NAZIA...


    Professores decidem rumo de greve nesta sexta-feira no Pará
    Categoria desobedece justiça desde o último dia 5 e exige o piso, nacional, de R$ 1.187,00
    18 de novembro de 2011 | 0h 54

    Ricardo Valota, do estadão.com.br
    SÃO PAULO - Em greve desde 27 de setembro, os professores da rede estadual de ensino do Pará devem decidir, em assembleia, na manhã desta sexta-feira, 18, se a paralisação chega ao fim ou se o movimento grevista deve continuar.

    A categoria, segundo decisão judicial, deveria ter retornado ao trabalho no último dia 5. A desobediência vai custar R$ 25 mil, por dia, ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp). Com a efetivação de novos docentes temporários, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) informou, na quinta-feira, 17, que as aulas voltaram ao normal em quase 65% das escolas.

    Os professores em greve exigem o piso nacional de R$ 1.187. O governo deu 30% do reajuste e sugeriu que o resto seja depositado nos próximos 12 meses, mas a proposta não agradou a categoria. Na manhã de quinta, os grevistas, que haviam invadido a Secretaria de Planejamento, Orçamento e Finanças (Sepof), em Belém, resolveram desocupar o prédio.

    ResponderExcluir
  85. EULER OUVI AGORA NA ALVORADA UMA PROPAGANDA BEM FEITA FALANDO DA VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS CONTRA OS PROFESSORES.GOSTEI E É MUITO CRIATIVA NÃO DEIXANDO DE SER ENGRAÇADA E DIVERTIDA.MAS PRECISAVA MESMO É UMA OUTRA PROPAGANDA ...BEM NEM TUDO É PERFEITO MAS VALEU A INTENÇÃO.APESAR QUE QUEM DEVERIA FAZER E LANÇAR NA MÍDIA ESTE TIPO DE PROPAGANDA DEVERIA SER O GOVERNO...MAS ELE FAZ TUDO ERRADO MESMO ...VALEU SINDUTE.GOSTEI

    ResponderExcluir
  86. Durante os dias 16, 17 e 18 dessa semana fizemos horário reduzido. A diretora nos apresentou um ofício enviado pela SEE dizendo para colocar falta nesses dias para quem fez redução da carga horária. E como a diretora é um capitão do mato a serviço do desgoverno é claro que ela obedece.

    ResponderExcluir
  87. Episódio de Os Simpsons defende democratização da comunicação

    O 22º episódio da 15ª temporada – a série já está na 22ª temporada – explica como é importante não haver essa concentração e mostra como a luta de um pequeno comunicador pode mudar toda a comunicação de massas.

    Nesse episódio, o magnata Montgomery Burns, dono de uma usina nuclear, decide “comprar a mídia” para melhorar a própria imagem naquela sociedade após descobrir que é odiado pelo povo de Springfield, cidade fictícia da família Simpson.

    Burns compra tevês, rádios e jornais, concentrando propriedade de meios de comunicação no melhor estilo da nossa velha conhecida Globo. No entanto, alguém decide enfrentá-lo em uma luta absurdamente desigual.

    Lisa Simpson, uma simples garotinha, começa a imprimir um jornal estudantil para combater o império de comunicação de Mr. Burns, que trata de sufocar o pequeno concorrente de todas as formas, chegando a lhe cortar a luz que vinha de sua usina nuclear.

    Lisa persiste, passando a imprimir o jornal em um mimeógrafo à manivela, que dispensa luz elétrica. Contudo, diante de novas investidas do império de comunicação de Mr. Burns, a jovem idealista acaba desistindo.

    Ao fim do episódio, porém, a luta da pequena Lisa dá frutos ao gerar um efeito naquela comunidade que lembra o que vem acontecendo na blogosfera brasileira, o que torna imperdível o episódio “Guerra da Imprensa”.

    ResponderExcluir
  88. Fizemos horário reduzido nessa semana durante os dias 16, 17 e 18 e no sábado dia 19 reunimos com a comunidade. Durante nossa reunião usamos a pauta sugerida aqui no blog e imagens de nossa luta postadas aqui. Foi ótima a reunião!!!
    Os pais ficaram sabendo dos valores absurdos que o desgoverno usa para propagandas enganosas e ficaram indignados.
    Falamos da falta de professores nas escolas. Há 70 dias tem edital para contratação de professor de ensino religioso e artes, mas não aparecem candidatos. Será por quê? Ninguém quer ser professor?
    Todos ficaram a nosso favor e disseram que vão atrás dos políticos que eles elegeram!!!!
    Disseram que irão procurar associação de bairro para ajudá-los nessa tarefa e pediram emails dos deputados para cobrarem atitude deles.
    O desgoverno está sendo derrubado nas bases!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  89. Vamos encher o saco do ministro da educação! Reclamem, indignem-se, manifestem.
    Esta página é do MEC, reclamações diretamente ao nosso ministro Fernando Haddad.

    http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=1062

    Patrícia da Costa Mata

    ResponderExcluir
  90. FALE COM SEU DEPUTADO.....PEÇA AJUDA.

    José Abelardo Guimarães Camarinha é advogado e professor. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5609 ou mandar e-mail para o endereço dep.abelardocamarinha@camara.gov.br. A página do deputado não foi informada.
    Abelardo Lupion (DEM-PR)
    Abelardo Luiz Lupion Mello é agropecuarista e empresário. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5515 ou mandar e-mail para o endereço dep.abelardolupion@camara.gov.br.
    Página do deputado
    Perfil no Twitter
    Acelino Popó (PRB-BA)
    Acelino Freitas é lutador de Boxe. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5345 ou mandar e-mail para o endereço dep.acelinopopo@camara.gov.br
    Página Pessoal
    Perfil no Twitter
    Ademir Camilo (PDT-MG)
    Ademir Camilo Prates Rodrigues é médico e advogado. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5212 ou mandar e-mail para o endereço dep.ademircamilo@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Adrian (PMDB-RJ)
    Adrian Mussi Ramos tem o Ensino Médio Completo. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5441 ou mandar e-mail para o endereço dep.adrian@camara.gov.br.
    Aelton Freitas (PR-MG)
    Aelton José De Freitas é Produtor Rural, Engenheiro Agrônomo e Empresário. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5204 ou mandar e-mail para o endereço dep.aeltonfreitas@camara.gov.br.
    Página Pessoal
    Perfil no Twitter
    Afonso Hamm (PP-RS)
    José Alfonso Ebert Hamm é engenheiro agrônomo. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5604 ou mandar e-mail para o endereço dep.afonsohamm@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Agnolin (PDT-TO)
    Joseli Ângelo Agnolin é empresário. Para falar com ele, você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5367 ou mandar e-mail para o endereço dep.agnolin@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Aguinaldo Ribeiro (PP-PB)
    Aguinaldo Velloso Borges Ribeiro é administrador. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5735 ou mandar e-mail para o endereço dep.aguinaldoribeiro@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Alberto Filho (PMDB-MA)
    José Alberto Oliveira Veloso Filho é bacharel em direito. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5617 ou mandar e-mail para o endereço dep.albertofilho@camara.gov.br
    Alceu Moreira (PMDB-RS)
    Alceu Moreira Da Silva é comerciante. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5445 ou mandar e-mail para o endereço dep.alceumoreira@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Aldo Rebelo (PCdoB - SP)
    José Aldo Rebelo Figueiredo é jornalista e redator. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5967 ou mandar e-mail para o endereço dep.aldorebelo@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Alessandro Molon (PT-RJ)
    Alessandro Lucciola Molon é advogado e professor. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5652 ou mandar e-mail para o endereço dep.alessandromolon@camara.gov.br
    Perfil no Twitter

    ResponderExcluir
  91. Alex Canziani (PTB-PR)
    Alex Canziani Silveira é registrador de imóveis. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5842 ou mandar e-mail para o endereço dep.alexcanziani@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Alexandre Leite (DEM-SP)
    Alexandre Leite Da Silva é empresário. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5841 ou mandar e-mail para o endereço dep.alexandreleite@camara.gov.br
    Alexandre Roso (PSB-RS)
    Alexandre Rubio Roso é médico. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5742 ou mandar e-mail para o endereço dep.alexandreroso@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Alexandre Santos (PMDB-RJ)
    Alexandre José Dos Santos é empresário. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5331 ou mandar e-mail para o endereço dep.alexandresantos@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Alfredo Kaefer (PSDB-PR)
    Jacob Alfredo Stoffels Kaefer é industrial. Para falar com ele você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5818 ou mandar e-mail para o endereço dep.alfredokaefer@camara.gov.br
    http://twitter.com/#!/alfredokaefer
    Alice Portugal (PCdoB / BA)
    Alice Mazzuco Portugal é química industrial e farmacêutica bioquímica. Para falar com ela você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5420 ou mandar e-mail para o endereço dep.aliceportugal@camara.gov.br
    Perfil no Twitter
    Aline Corrêa (PP-SP)
    Aline Lemos Corrêa De Oliveira Andrade é empresária. Para falar com ela você pode ligar para Brasília no (61) 3215-5511 ou mandar e-mail para o endereço dep.alinecorrea@camara.gov.br
    Perfil no Twitter

    ResponderExcluir
  92. JORNAL DE BRASILIA.

    Lei abre dados do governo ao setor privado
    Compartilhar:

    A Lei de Acesso à Informação, sancionada na sexta-feira pela presidente Dilma Rousseff, deve abrir uma corrida do setor privado e da comunidade acadêmica por informações e documentos da esfera pública. Setores do governo, no entanto, temem que a divulgação de dados classificados como "de interesse público" exponha a intimidade de empresas como Correios, Petrobras e Banco do Brasil, que também se subordinam à nova legislação.
    O texto atinge não só órgãos da administração direta do Executivo, Legislativo e Judiciário, mas também "as autarquias, as fundações públicas, as empresas públicas, as sociedades de economia mista e demais entidades controladas direta ou indiretamente pela União, Estados, Distrito Federal e municípios".
    No México, por exemplo, 26,2% dos pedidos de acesso à informação são feitos por empresas, segundo dados do Instituto Federal de Acesso à Informação e Proteção de Dados (Ifai), órgão independente que zela pelo cumprimento da legislação. A comunidade acadêmica é responsável por 45,3% das solicitações. O próprio governo (16,7%) e os meios de comunicação (11,8%) se beneficiaram com a iniciativa.
    Segundo o ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, os interesses de um acionista do Banco do Brasil ou da Petrobras estão preservados - e permanecem protegidos o sigilo bancário e fiscal das pessoas. "Por outro lado, espera-se a disponibilização de procedimentos licitatórios, contratos celebrados, registro das competências organizacionais, dados gerais de programas, ações e projetos, patrocínios, ou seja, qualquer informação que não tiver restrição de acesso respaldada por lei deverá ser considerada acessível", disse Hage.
    A lei tem prazo de 180 dias para entrar em vigor a partir da publicação no Diário Oficial da União, amanhã. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    ResponderExcluir
  93. Contagem ja esta pronta para o SIMAVE. Que venha as provas e o governo verá a nossa resposta. todos os alunos já estão instruidos a marcar mais de uma resposta.

    ResponderExcluir
  94. http://www.apdesp.org.br/arquivos/Imprensa.wmv
    Atenção: isso só acontece em Springfield - USA

    Episódio de Os Simpsons defende democratização da comunicação - "Guerra da Imprensa"

    O 22º episódio da 15ª temporada – a série já está na 22ª temporada – explica como é importante não haver essa concentração e mostra como a luta de um pequeno comunicador pode mudar toda a comunicação de massas.

    Nesse episódio, o magnata Montgomery Burns, dono de uma usina nuclear, decide “comprar a mídia” para melhorar a própria imagem naquela sociedade após descobrir que é odiado pelo povo de Springfield, cidade fictícia da família Simpson.

    Burns compra tevês, rádios e jornais, concentrando propriedade de meios de comunicação no melhor estilo da nossa velha conhecida Globo. No entanto, alguém decide enfrentá-lo em uma luta absurdamente desigual.

    Lisa Simpson, uma simples garotinha, começa a imprimir um jornal estudantil para combater o império de comunicação de Mr. Burns, que trata de sufocar o pequeno concorrente de todas as formas, chegando a lhe cortar a luz que vinha de sua usina nuclear.

    Lisa persiste, passando a imprimir o jornal em um mimeógrafo à manivela, que dispensa luz elétrica. Contudo, diante de novas investidas do império de comunicação de Mr. Burns, a jovem idealista acaba desistindo.

    Ao fim do episódio, porém, a luta da pequena Lisa dá frutos ao gerar um efeito naquela comunidade que lembra o que vem acontecendo na blogosfera brasileira.

    ResponderExcluir
  95. JUIZ DE FORA ESTA PRONTA.

    Instruimos os alunos para nem ler a prova e sair marcando duas resposta em cada questão. Este governo vai ver.....

    ResponderExcluir
  96. "Conduzido pela primeira vez na atual gestão, o PROEB, reafirmando o direito do aluno a uma educação sempre mais qualificada, ressalta a importância e a seriedade dos procedimentos de avaliação que, simultaneamente, respondem a uma demanda da sociedade e atestam a qualidade do trabalho dos professores, diretores, gestores e demais servidores da Educação."

    Este é um trecho que a Senhora Secretária esta enviando a todas as escolas. Se ela está tão preocupada assim com os números da atual gestão deveria antes cumprir com a sua palavra e respeitar o direito dos professores. Cadê o piso? cadê o prêmio de produtividade. Se não paga o prêmio qual é o interesse com esta prova. Criar projetos para os consultores poderem ganhar dinheiro e nós professores continuarmos sofrendo. Vamos todos, em nome dos vários colegas que estão passando necessidade por terem lutado mais de 100 dias por todos nós. Em nome dos guereiros do Sindicato que aguentaram toda a pressão dos deputados. Em nome do nobre colega EULER que tem ficado horas nos informando e tentando nos confortar. Em nome que vários professores que estão dentro das salas de aula sendo agredidos verbalmente por alunos que não respeitam nem a eles mesmos. BOICOTE JÁ AO SIMAVE. Como? muito simples oriente seus alunos a marcar duas respostas e nem ler a prova, como nos informou o colega acima. Converse com seus alunos, eles ainda nos ouve. Peça aos professores mais próximos deles para explicar que a prova não tem valor númerico. Basta eles marcarem qualquer questão no menor prazo possível e estaremos honrando todos os nossos colegas. BOICOTE JÁ AO SIMAVE.

    UBERLÂNDIA ESTÁ PRESENTE.

    ResponderExcluir
  97. NA TERRA DO SENADOR CARIOCA MINEIRO, SÃO JOÃO DEL REY ESTAMOS PRONTO PARA O BOICOTE AO SIMAVE E ESTAMOS CONTANDO COM A AJUDA DOS ALUNOS A UNIVERSIDADE FEDERAL. TODOS ESTÃO ORIENTANDO PELAS RUAS, NOS BARES, NAS PRAÇAS PARA QUE OS ALUNOS BOICOTEM O SIMAVE. A VITÓRIA SERÁ NOSSA.

    AGUARDE ANASTASIA. ENVIADO DO CARIOCA NARIGUDO.

    SÃO JOÃO DEL REY.

    ResponderExcluir
  98. Dizem que a Secretaria irá mandar os técnicos do PIP das Superintendências para vigiar a aplicação das provas. É melhor mandar policia pois a corrente está forte e grande. Esta semana vamos todos instruir os alunos a marcar duas respostas e colocar outros nomes no gabarito. Aqui em Manhuaçu os alunos adoraram e estão com os professores. Não existe mais pessoas bobas governador. BOICOTE GERAL AO SIMAVE.

    Manhuaçu presente

    ResponderExcluir
  99. MURIAÉ E REGIÃO PRESENTE NO BOICOTE AO SIMAVE.

    É DONA ANA LUCIA GAZOLA SEU TEMPO NA SECRETARIA JÁ CHEGOU AO FIM. FORA ANA LÚCIA. FORA VILHEMA. FORA ANASTASIA. PONEI MALDITO.

    ResponderExcluir
  100. AQUI EM GOVERNADOR VALADARES JÁ ESTAMOS PREPARADOS PARA O SIMAVE.

    VAI SER DO JEITO QUE O GOVERNO QUER. TODOS OS ALUNOS IRÃO FAZER A PROVA. O QUE ELE NÃO SABE É O QUE JÁ COMBINAMOS COM NOSSOS ALUNOS.

    AGUARDE O RESULTADO. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    AGORA O GOVERNO VAI VER QUE NÃO DEVE FAZER HORA COM ROFESSOR.

    BOICOTE NELES.

    ResponderExcluir
  101. Bom dia Euler.
    Em Araxá, já tem diretoras ditadoras que já estão pressionando os professores e fazendo ameaças para não boicotar o SIMAVE. Time de puxa-sacos do governo. Vergonha...

    ResponderExcluir
  102. BETIM ESTA PRESENTE NO BOICOTE AO SIMAVE.

    ResponderExcluir
  103. E ai pessoal? Vamos esperar como cordeirinhos obedientes o fechamento do ano letivo como quer o governador?

    Me ocorreu uma idéia e gostaria de opiniões sobre a viabilidade:

    Que tal começarmos a fazer greve em rodízio?
    Metade dos professores de cada escola param por 10 ou 15 dias, depois voltam e a outra metade entra em greve e assim por diante.

    Deste modo, com metade da escola em greve, não haverá aulas. Pára a escola.

    Em 10 ou 15 dias (cada grupo). para não dar tempo de o governo designar substitutos e se tentar, o grupo que estava em greve já está voltando.Só que a outra metade está saindo e a escola continua parada.

    Além do mais, o corte no salário será menor para cada um.

    O quer vocês acham? Não fechamos o ano e a mobilização continua. Inclusive não pode exonerar pois estaremos dentro do prazo de 29 dias.

    Aguardo comentários!

    ResponderExcluir
  104. SABARÁ SERÁ UM SHOW.

    TODOS OS ALUNOS JÁ ESTÃO INSTRUIDOS.

    VAMOS MARCAR TODAS AS RESPOSTAS.

    ResponderExcluir
  105. Querido Euler.

    Estamos cada vez mais indgnados com o governo.
    Só mesmo você para nos dar animo para encerrar este ano letivo.
    Deus te proteja.

    Aqui em Nova Era e região já está tudo preparado para o BOICOTE ao simave. Mesmo quem não vem greve irá aderir ao boicote.

    ResponderExcluir
  106. Estou muito Feliz pois pela primeira vez Lagoa Santa e região concordaram em uma ação conjunta. Vamos Boicotar o SIMAVE.

    Bem feito para a Sceretária.

    ResponderExcluir
  107. Cara amiga Ana Lúcia Gazola e Ceres.

    Como colegas da Federal gostaría de sugerir que evitem a aplicação do SIMAVE, pois pelo que verifiquei ele não irá corresponder a realidade.

    Vocês duas formam uma dupla maravilhosa. Juntem seus esforços em ajudar os educadores de nosso Estado.Mostre ao governador como será de grande valor politico para ele pagar o piso aos professores.

    Abraços. FAE/UFMG

    ResponderExcluir
  108. Nova Lima pronta para o BOICOTE AO SIMAVE.

    ResponderExcluir
  109. ATENÇÃO.

    Sexta Feira, nos corredores do ll andar da cidade inad. ouvi a Subsecretaria Raquel afirmando que não irão suspender a aplicação do SIMAVE, pois o governo não acredita que os professores irão boicotar a aplicação. Que este fato poderá ocorrer de forma isolada e que o sucesso do SIMAVE será uma demonstração de falta de apoio do sindicato ao movimento da categoria.

    Pode.Como eles não acreditam na educação. Mesmo estando aqui neste anto de vergonha estou apoiando os professores.

    ResponderExcluir
  110. Euler, semana passada tomei uma decisão que vinha protelando há,mais ou menos, um ano. Cancelei um contrato que mantinha com o site Uai há muitos anos,pois fiquei indiginado ao ver a entrevista da trapaceira e mentirosa secretária do Planejamento, Renata Vilhena. Foi grandiosa para mim a explicação que dei para o funcionário do departamento do site, quando me perguntou o motivo pelo qual estaria tomando aquela decisão. E mais indiginado e para reforçar a minha decisão, ele me perguntou se o O Sind-Ute havia procurado o jornal para dar a sua, ou seja , a nossa vesão. Aí, a satisfação em explicar maior, proque tive a oportunidade de lhe dizer que a obrigação de apresentar ao povo mineiro a verdade, seria deles e nao do Sindicato, visto que o governo tem mentido o tempo todo e só eles, por questão de conveniência finaceira e econômica, não quiseram ver, deixando para a Folha de São Paulo divulgar o que seria da obrigação do site e que a categoria está cada dia mais indignada com o fato de que os poderes constituídos, juntamente com uma mídia igual ao referido site tem tentado destruir o povo mineiro, via Educação. Estou fazendo uma campanha no sentido de desestimular a assinatura dessa mídia comprada e servil a esse (des)governo. Obrigado!

    ResponderExcluir
  111. Acho que devemos denunciar as mazelas do nosso governador não somente a folha de S.Paulo,mas a todos os estados que cumprem a lei do piso.

    ResponderExcluir
  112. Euler, meu filho,
    Eu já vi que a gente não pode mesmo descuidar de quem ama...
    Anônima das 23:18, você não pode tomar o meu lugar, mas pode ser a "Namorada virtual II". Se você aceitar essa proposta, por mim, tudo bem. Nem precisamos perguntar ao Euler se ele aceita (rsrsrsrs).
    (É, gente, vamos brincar um pouco. Ninguém é de ferro).
    Beijo para todos!!!
    Namorada virtual.

    ResponderExcluir
  113. Oi Euler
    Acompanho sempre o blog, mas acho que estamos enfocados somente no plano das ideias e fazemos muito pouco no plano tangível.
    O que podemos fazer para cobrar nossos direitos? E as ações do piso?
    Por que o sindicato não entra com uma ação civil-pública?
    Por que não vamos a imprensa falar de nossa situação aviltante?

    ResponderExcluir
  114. olá pessoal! Pará de Minas e região, todos esperando ansiosos para a aplicação das avaliações do SIMAVE. Força na luta...

    ResponderExcluir
  115. Minha escola é de ensino médio e vai haver o PAAE. O que podemos fazer? Tabular aquelas questoes é horríveL?

    ResponderExcluir
  116. ATENÇÃO COLEGAS!!!!!!!

    BOICOTE AO SIMAVE!!!!!!!!

    URGENTE

    ResponderExcluir
  117. EU TAMBÉM ESTOU PRESENTE NO BOICOTE AO SIMAVE...
    DESTA VEZ, EU NÃO ORIENTO NEM A PREENCHER O NOME E NEM OBSERVO SE OS ALUNOS ESTÃO PREENCHENDO CORRETAMENTE O GABARITO....
    SEI QUE ISTO VAI REFLETIR NO PP DO ANO QUE VEM.... MAS, O PRÊMIO NÃO VEM MESMO, COMO ESTE ANO, ENTÃO... NADA ME IMPORTA COM A MINHA NOTA, COM A NOTA DA MINHA ESCOLA, COM A NOTA DO ESTADO E MUITO MENOS COM ESTE DINHEIRO QUE DEVERIA SER DE CARÁTER ESTIMULADOR PARA O SERVIDOR..... PROFESSOR....
    ESTOU DEVOLVENDO, EM CENTAVOS, TUDO O QUE O GOVERNO VEM FAZENDO COM A CLASSE DOS EDUCADORES.....

    ELE VAI VER O QUE É BOM PRA TOSSE, PQ CHARROPI (isso mesmo - para grafia correta XAROPE) NÃO FAZ MAIS EFEITO..................

    GARRA! PESSOAL, O PISO SAI NA MARRA!!!!!!!!!!!!
    AGUARDANDO E BOICOTANDO COM ORGULHO.......

    ResponderExcluir
  118. Euler, Ajuda Por favor!!!!

    O que podemos fazer para vencer esta barreira quase intransponível que este governo maldito está nos impondo?
    E o PAAE?
    Os substituos na minha escola continuam sem questionamentos!

    ResponderExcluir
  119. FOLHA DE S. PAULO OPINIÃO

    Eloi Ferreira de Araujo


    São Paulo, domingo, 20 de novembro de 2011

    Valeu, Zumbi

    Há quem diga que problemas do Brasil são apenas sociais, e não raciais: um discurso de cabra-cega, que ignora que
    os negros foram escravizados

    Em 20 de novembro de 1695, Zumbi, o último líder do quilombo dos Palmares, foi morto pelos escravocratas. O quilombo que resistiu por mais de cem anos entra em fase de extinção. Naquela cidadela de resistência à escravidão, viviam em comunhão negros, indígenas e não negros perseguidos na colônia.

    Chegaram a mais de 20 mil habitantes. A destruição física do quilombo dos Palmares foi uma derrota. Contudo, o sonho de liberdade, de colocar fim à escravidão de africanos, ficou dormitando.

    Assim, passados quase 200 anos da epopeia de Palmares, a luta pelo fim da escravidão foi para as ruas do Brasil. O movimento abolicionista ganha os corações e as mentes: em 13 de maio de 1888, é aprovada a Lei Áurea.

    É iniciada a colheita dos frutos semeados em Palmares. Contudo, a Lei Áurea não veio acompanhada de mecanismos de inclusão para assegurar aos ex-cativos as oportunidades que foram dadas aos imigrantes europeus.

    Passados 123 anos desde a abolição, o país incorporou ao seu arcabouço jurídico legislação não penal para a população negra que merece destaque. A lei nº 10.639/2003, que institui o ensino de história e cultura afro-brasileira, é uma delas.

    Sua importância reside, entre inúmeros aspectos, em estimular o conhecimento sobre a importância do negro na formação da nação, da identidade nacional e da contribuição dos escravos para a construção do Estado brasileiro.

    Vale ressaltar também a lei nº 12.288, o Estatuto da Igualdade Racial, primeira legislação, desde 1888, que, por meio de ações afirmativas, cria possibilidades para reparar um pouco das desigualdades históricas entre negros e não negros.

    Há quem diga que os problemas existentes no Brasil são apenas sociais, e não raciais. Um discurso de cabra-cega, que ignora o desenvolvimento desigual do país e que, na prática, ignora que os negros foram escravizados.

    As ações afirmativas são medidas especiais que o Estado e a iniciativa privada podem adotar para reduzir as desigualdades. Um exemplo são as cotas nos concursos e demais processos de seleção para o ingresso de negras e negros nas instituições públicas e privadas.

    Direitos das comunidades dos remanescentes dos quilombos, proteção às religiões afro-brasileiras, empreendedorismo, saúde da população negra, acesso a financiamentos públicos, presença nas peças de publicidade e nos meios de comunicação, entre outras possibilidades, constam do Estatuto da Igualdade Racial e dão vigor a um diploma novo, que precisa ser apropriado pela nação, para que esta exija seu cumprimento.

    É o início de uma longa caminhada que o Brasil precisa percorrer para reparar o mais bárbaro de todos os crimes: a escravidão de africanos e de seus descendentes.

    O sonho dos quilombolas de Palmares caminha para ser uma realidade. O país está avançando para a construção da igualdade de oportunidades entre todos os filhos da nação. Valeu, Zumbi.

    ELOI FERREIRA DE ARAUJO é presidente da Fundação Cultural Palmares.
    Disponível em : http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/9984-valeu-zumbi.shtml Acessado em 20 de nov. de 2011

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  120. É isto aí gente.Estou afastada aguardando a aposentadoria (que não sai nunca,é outra novela) mas nesta hora queria estar dentro de sala de aula para BOICOTAR o SIMAVE.

    ResponderExcluir
  121. FOLHA DE S. PAULO OPINIÃO
    São Paulo, domingo, 20 de novembro de 2011
    Vincent Defourny

    Mais transparência e democracia para todos

    O compromisso do governo brasileiro quanto ao acesso à informação pública ganhou nova dimensão com a sanção da Lei de Acesso à Informação

    Durante 60 anos, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) tem ressaltado que o direito à informação é parte essencial do direito à liberdade de expressão, garantido pelo artigo 19 da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

    Por que a liberdade de informação é considerada tão importante, por que ela recebeu proteção internacional e por que, hoje, ela está consagrada na legislação nacional de quase 90 países?

    O direito público de acesso à informação oficial assegura a responsabilidade dos governos; é ferramenta que aumenta a transparência dos governos e, consequentemente, de planejamento, execução e avaliação das políticas públicas.

    A transparência ajuda a reduzir a corrupção -como outros já disseram, "a luz do sol é o melhor desinfetante." Além disso, a liberdade de informação é ferramenta essencial para a promoção de direitos humanos individuais e coletivos e está no cerne de qualquer processo de reconciliação. Finalmente, reduz as assimetrias de informação presentes nas sociedades.

    A liberdade de informação é, portanto, proteção fundamental para a democracia e uma maneira de empoderar todos os indivíduos. Ela pode não só beneficiar imensamente grupos da sociedade civil, jornalistas e empresas, mas, de fato, toda e qualquer pessoa.

    Por essas razões, são auspiciosas as notícias de que mais e mais membros da comunidade internacional têm reafirmado e ampliado seus compromissos com o direito protegido pelo artigo 19.

    São mais nações com leis de acesso à informação, mais Estados nacionais com iniciativas de governo aberto e transparente.

    O compromisso do governo brasileiro com a abertura, com a transparência ativa -especialmente em relação a documentos que revelam violações de direitos humanos- e com o acesso à informação pública ganhou nova dimensão com a sanção da Lei de Acesso à Informação e da lei que cria a Comissão da Verdade, no dia 18 de novembro.

    É importante lembrar que a aprovação da Lei de Acesso à Informação é apenas o primeiro passo para a promoção efetiva desse direito.

    A implementação deve ser muito bem estruturada e executada de forma eficaz: isso exigirá capacitação de funcionários, fortalecimento adicional das ferramentas e dos sistemas de governo eletrônico, aumento da conscientização entre a sociedade civil e o reforço de políticas de transparência ativa.

    Com seu mandato para facilitar a cooperação internacional nessa área, a Unesco está pronta para se somar aos esforços que serão desenvolvidos pelo Brasil nessa área.

    Já temos acordos de cooperação técnica internacional com a Controladoria-Geral da União e com o Arquivo Nacional, que, certamente, serão elementos de suporte ao processo de implementação que se inicia com a sanção presidencial.

    Nossas funções de laboratório de ideias, de catalisadora da cooperação internacional e de agregadora e disseminadora de conhecimentos e boas práticas internacionais poderão contribuir para a sempre útil troca de experiências,que poderá, também, enriquecer o processo de efetiva implementação dessa política de acesso.

    Como representante da Unesco no Brasil, não poderia deixar de felicitar a sociedade brasileira pela aprovação e sanção da lei que regula e garante o direito à informação, e espero que haja uma implementação robusta dos seus dispositivos, o que pode contribuir muito para a promoção da democracia no país.

    VINCENT DEFOURNY, 52, doutor em comunicação pela Universidade de Louvain (Bélgica), é representante da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) no Brasil.

    Disponível em:http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/9983-mais-transparencia-e-democracia-para-todos.shtml Acessado em 20 de nov de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  122. Aqui em Cons. Lafaiete terá também boicote ao SIMAVE.

    Governo hipócrita.

    ResponderExcluir
  123. Anastasia e aliados vcs hão de pagar com lágrimas de sangue tudo o que estão fazendo com a educação.

    ResponderExcluir
  124. Euler,

    O blog está sendo visto na "cidade administrativa".

    O pessoal de lá adoram a postagem do "CIDADE INADIMINISTRÁVEL".

    A internet é a nossa maior aliada.

    Salve a liberdade de expressão.

    ResponderExcluir
  125. Euler e colegas,

    REFLITAM!

    O Governo quer que nós participemos desta farsa do SIMAVE?

    Ele quer nosso aval sobre a qualidade da Educação de resultados MAQUIADOS, para enganar toda a população.

    Depois o governo irá para TV se auto promover e falar mal do sindicato e dos professores.

    Toda a sociedade mineira e brasileira, o MEC, o Banco Mundial precisa saber A REALIDADE DA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    UM GOVERNO QUE NÃO VALORIZA OS EDUCADORES,
    O QUE ESPERAR DA EDUCAÇÃO DA POPULAÇÃO?

    Precisamos pelo menos da VERDADE.

    CHEGA DE FALSIDADES.

    Por isto,

    VAMOS BOICOTAR O SIMAVE.

    ResponderExcluir
  126. Educadores e Educadoras mineiros/as:

    Pelo amor de Deus, acordem, não se deixem manipular por Diretoras que não têm compromisso com os educadores. Estão lá só pra cumprir ordens como "vaquinhas de presépio". O delas(dindim) tá salvo. O nosso não.
    Não vamos disseminar dúvidas: o boicote ao SIMAVE e PAAE já é uma realidade para nós.

    Como dizia Elvis Presley: "It´s now or never" !

    Ou o governo acorda ou nós o acordamos...

    ResponderExcluir
  127. Já orientei aos meus alunos a trazerem um dado.vamos brincar!... vamos brincar!... vamos brincar!...
    A regra do jogo é a seguinte:
    Jogue o dado pra cima, se cair o 1 com a face pra cima marque a letra A e assim será nas demais 2=b,3=c,4=d,5=e,6 marque todas as questões.
    Senhor Anastasia, já que gosta tanto de brincar com os professores se sinta convidado a participar do nosso joguinho.

    ResponderExcluir
  128. O PAAE COMEÇA A SER APLICADO NA MINHA ESCOLA DIA 23 QUARTA FEIRA E TEM QUE SER TABULADO. QUAL É O PESO DO PAAE? VAMOS BOICOTÁ-LO TAMBÉM?

    TRABALHEI EM UM PROJETO O ANO INTEIRO COM MEUS ALUNOS SÓ COM TEXTOS DO PAAE (LINGUA INGLESA) SÓ PAREI NOS 112 DIAS DE GREVE. OS MENINOS FICARAM ANIMADOS EM APRENDER MAS AGORA ELES VÃO SABER A RESPOSTA E NÃO MARCARÃO CORRETAMENTE POR CAUSA DO BOICOTE. E COMO SABEMOS QUE TERIAM CONDIÇÃO DE MARCAREM CORRETAMENTE? EU AFIRMO QUE SIM POIS VEJO A APLICAÇÃO DESSAS PROVAS JÁ A ALGUNS ANOS, E SEI QUE O DESGOVERNO E A CORJA DELES REPETEM OS MESMOS TEXTOS SEMPRE RS! QUANTA FALTA DE COMPROMISSO!CAOS! CAOS!

    CHEGUEI ESTA MADRUGADA DE UMA EXCURSÃO Á OURO PRETO FEITO PELA ESCOLA ESTADUAL QUE TRABALHO
    QUANTA RIQUEZA TEM MINAS GERAIS! A MINHA PREOCUPAÇAO É COM QUEM DESGOVERNA MINAS! NOSSA RIQUEZA HISTÓRICA, ECONÔMICA ESTÁ CORRENDO RISCO NAS MÃOS DELES!MINAS GERAIS NÃO MERECE O DESGOVERNO QUE TEM!

    DEUS SE APRESSE EM NOS SOCORRER!NOS LIVRE DOS OPRESSORES!


    NDG DE CARTEIRINHA DE G.V

    ResponderExcluir
  129. Entenda isso: Deus sempre está no Controle.

    “ E disse Jesus: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu saberás depois. ” (João 13: 7)

    “ Mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam.” (I Coríntios 2: 9)

    DEUS FAZ HOJE...ENTENDEREMOS AMANHÃ!

    O JORNAL O TEMPO DE S.P FÊZ ALGO QUE TEVE PERMISSÃO DE DEUS PARA O "HOJE!" MAS COM CERTEZA ENTENDEREMOS AMANHÃ!FORÇA PESSOAL POIS DEUS VAI Á FRENTE!

    ResponderExcluir
  130. 1ª Reunião ampliada do NDG - RMBH

    Dia 26/11 (sábado) - 14hs - Escola Popular, Rua Ouro Preto, 294 - Barro Preto.

    Todos estão convidados(as)!

    A lista abaixo é convocação obrigatória, rss

    1 - Martinho
    2 - Euler, do blog do Euler
    3 - Rômulo
    4 - Gleiferson Crow
    5 - Alex
    6 - Seu Geraldo
    7 - Cris, do blog da Cris
    8 - Paulão da Geografia
    9 - Carlinhos do Machado
    10 - Anderson
    11 - Claudia
    12 - Liliane
    13 - Petrônio
    14 - André Buzina
    15 - Diógenes
    16 - Clebão da Sociologia
    17 - Sil das Brigadas
    18 - Sr. Wilson
    19 - Walisson PCB
    20 - Max do Barreiro
    21 - Newtinho
    22 - Toninho
    23 - Agnaldo
    24 - Rosa
    25 - Stênia
    26 - Gustavo Olímpio
    27 - Bruno Fernandes
    28 - Nelsinho Pombo
    29 - Fernando da Geografia
    30 - Cleitinho da Pedagogia
    31 - Kleitinho de Neves
    32 - Maru
    33 - Wladimir Coelho
    34 - Turma combativa de Venda Nova
    35 - Márcio e Dani
    36 - Roque
    37 - Borges
    38 - Edvaldo do Silviano
    39 - Thiago Barbudo

    ...e mais um tanto de gente!

    ResponderExcluir
  131. Eu falei e volto a repetir: JOSÉ SERRA/ ALKIMIN para PRESIDENTE DO BRASIL. Só mudo de idéia com o Piso na MINHA CARREIRA a qual tive o direito de optar por elas. Só não estou já em plena campanha por que o SERRA ainda não deu essa garantia. Ele colocou um padre da REDE VIDA DE TELEVISÃO , Padre Fábio se não me engano na SECRETÁRIA DE
    EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO que até pós no exterior os professores faziam e penso que foi a época que os professores de São Paulo tiveram o maior respeito na CARREIRA.
    "INIMIGO DE NOSSO INIMIGO É NOSSO AMIGO" como já falou alguém aqui nesse mesmo blog. Se destruir nosso tempo de casa no Estado é nosso inimigo sim. Deus me perdoe mas cansei de ficar sem falar o que penso. Sofrendo toda tipo de humilhação e escárnio publicos.
    OLÊ... OLÊ... OLÊ... OLÁ... SERRRRRA...SERRAAA!!!
    JOSÉ SERRA E ALKIMIN FECHEM CONOSCO SOMOS SETE MILHOES DE TRABALHADORES NA ATIVA, NO BRASIL INTEIRO. PSDB SINDICAL.KSKSKSKSKSKSKSKSKSKSK...
    "NA GUERRA E NO AMOR VALE TUDO"!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  132. TRES CORAÇÃO TERRA DA SECRETARIA TODA PREPARADA PARA O BOIBOTE AO SIMAVE

    ResponderExcluir
  133. Colegio Estadual Central pronto para o boicote ao SIMAVE.

    ResponderExcluir
  134. Instituto de Educacão.

    todos os alunos já estão instruidos. BOICOTE ao SIMAVE,

    ResponderExcluir
  135. olá, turma de combate!

    Daqui uma hora, mais ou menos, sai um post novo, antecipando assim, o de domingo para segunda-feira.

    Um forte abraço a todos e força na luta.

    Ah, o título:

    "Cidade "Inadministrável" em polvorosa. Qual a proposta sairá dessa cartola?"

    ResponderExcluir
  136. Pessoal ,não se esqueçam do Boicote Geral ao SIMAVE...Mas tem que ser geral mesmo!Todas as escolas de MG tem que aderir!Vamos intensificar a a campanha nas redes sociais!Eu já comecei!Beijos a todos!Sãozinha dos santos Juiz de Fora MG

    ResponderExcluir
  137. Cida do Renato Azeredo20 de novembro de 2011 14:41

    Discordando de alguns colegas que estão apostando no PSDB de São Paulo... Por favor o PSDB é o mesmo em São Paulo e Minas Gerais. Os professores de São Paulo também estão insatisfeitos... Acordem, salário de R$1.895,00 ainda é pouco, assim como o piso que mendigamos. O José Serra e Aécio estão fazendo cena, estão lutando por um projeto político pessoal, a ambição de chegarem ao cargo máximo da nação. É a República do café-com-leite disfarçada. Porque Minas está fora deste páreo, O PT sim, tem projeto para o país, para o povo, mesmo que não concorde com algumas questões relacionadas ao partido, não podemos ignorá-lo. Defender José Serra neste blog é de uma insensatez... Só a mobilização vai ser capaz de mudar a nossa realidade. Outra coisa, devemos sim é fortalecer o nosso sindicato, a nossa liderança... a Beatriz. Vocês perguntariam como, é fácil. Sindicalização em massa, nós podemos fazer esta campanha, assim não teríamos problemas com advogado, campanha publicitária, que é o que conta, o sindicato precisa de dinheiro e nós provamos que podemos fazer o que quisermos. Pensem no resultado da campanha de ajuda aos nossos colegas. Se o sindicato tivesse uma arrecadação mais expressiva, a situação seria diferente. Ser sindicalizado é pra isso, é pra ter uma liderança capaz de nos representar. Olha como a Beatriz incomodou este governo, lembrem das lideranças anteriores. Imaginem a Beatriz com um sindicato bem forte, com a maioria dos professores sindicalizados, a situação com certeza seria outra. Vamos aproveitar este canal e defender a mudança de postura em relação a sindicalização, muitos colegas acham que sindicalizar e dar o dinheiro ao sindicato... Reflitam sobre esta questão... por favor.
    Chega de PSDB, em São Paulo, Minas Gerais e nem pensar na presidência...IMAGINEM ANASTAZIA COMO MINISTRO DA FAZENDA... se o Aécio for presidente é isto que vai acontecer. A Renata vai ministra do planejamento... A Andreia Neves da educação... É um pesadelo que o país não merece... FORÇA NA LUTA... BOICOTE AO SIMAVE E ATÉ DIA 22 NA ASSEMBLÉIA!!!!!
    CIDA DE LAGOA SANTA.

    ResponderExcluir
  138. Esta mensagem é para a turma dos bicudos que ficam bisbilhotando o Blog do nosso comandante.

    Apesar de você
    Chico Buarque/1970


    Hoje você é quem manda
    Falou, tá falado
    Não tem discussão
    A minha gente hoje anda
    Falando de lado
    E olhando pro chão, viu
    Você que inventou esse estado
    E inventou de inventar
    Toda a escuridão
    Você que inventou o pecado
    Esqueceu-se de inventar
    O perdão

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Eu pergunto a você
    Onde vai se esconder
    Da enorme euforia
    Como vai proibir
    Quando o galo insistir
    Em cantar
    Água nova brotando
    E a gente se amando
    Sem parar

    Quando chegar o momento
    Esse meu sofrimento
    Vou cobrar com juros, juro
    Todo esse amor reprimido
    Esse grito contido
    Este samba no escuro
    Você que inventou a tristeza
    Ora, tenha a fineza
    De desinventar
    Você vai pagar e é dobrado
    Cada lágrima rolada
    Nesse meu penar

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Inda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria
    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença
    E eu vou morrer de rir
    Que esse dia há de vir
    Antes do que você pensa

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Você vai ter que ver
    A manhã renascer
    E esbanjar poesia
    Como vai se explicar
    Vendo o céu clarear
    De repente, impunemente
    Como vai abafar
    Nosso coro a cantar
    Na sua frente

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Você vai se dar mal
    Etc. e tal

    SIMAVE NELES!!!!

    ResponderExcluir
  139. Olá pessoal do blog, concordo com o boicote à prova do Simave, porém isso tem q ser algo coletivo, uma vez q, se apenas algumas poucas escolas aderirem, poderá haver uma caça às bruxas por parte do desgoverno... Por isso, é hora d mostrarmos nossa força e união... Esse é o nosso momento d respondermos as humilhações e aquela propaganda enganosa à altura...

    ResponderExcluir
  140. Cláudia - São Sebastião do Paraíso20 de novembro de 2011 15:16

    Euler, não seria melhor devolvermos os pacotes de provas do SIMAVE intactos, lacrados? Assim, estamos nos recusando a aplicar o teste em resposta à desonestidade do governo nas negociações. Entendo que fica mais ético. O que você acha? Não deveríamos ter uma atitude única?

    ResponderExcluir
  141. Que tal fazer a lista das cidades que estarão boicotando o Simave, da mesma forma que foi feita a lista das cidades presentes na greve? Isto ajuda a fortalecer os indecisos ! Quem se habilita ?

    ResponderExcluir
  142. Olá Euler,boa tarde!
    Quanto ao boicote às avaliações do SIMAVE,deve-se fazer uma conscientização de todo o pessoal da escola, principalmente aqueles que não entraram em greve.Estes são os mais difíceis,pois estão satisfeitos com os salários e tem medo do governo.
    No Pandiá Calógeras, a turma da tarde é indecente, não entra em greve, estão super satisfeitos.Alguém poderia ir lá fazer um trabalho com aquela turma dura.

    ResponderExcluir
  143. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE.

    Boa tarde amigo Marechal Euler NDG/NDE.

    Precisamos pensar no que disse alguém aqui há alguns dias alegando que nosso problema está em "DAR" aulas e não MINISTRAR aulas. Realmente, isso remete ao conceito de filantropia, reforçando a ideia equivocada (?!?!?! ou seria maldosa?) do governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), de que professor deve trabalhar por amor, não por dinheiro.

    Ora, professor não tem de trabalhar por amor, ele deve trabalhar COM AMOR, o que é completamente diferente.

    Amamos nossa profissão e, sobretudo, nossos alunos. Mas exigir “Madres Teresas” de Calcutá (com todo respeito à vida de dignidade e exemplar dela) na Educação é transformar esse ofício em atividade filantrópica.

    Temos que brigar por nossos direitos com todas as armas. Só teremos respeito quando formos bem remunerados. Infelizmente, nesse país, só é respeitado quem recebe um salário digno. É revoltante, aviltante, ter que fazer uma greve tão extensa e ainda ter que impetrar novas estratégias de ataque e defesa contra a truculência desse senhor, para conseguirmos um mísero piso de R$ 1.187,00 por 40 (40. 40 meu Deus) horas semanais, ou será que essa ofensiva toda do governo contra nós é porque estamos reivindicando R$ 11.870,00 de piso por 24 horas?

    Que país é esse?

    ABAIXO O CLÃ NEVES !

    ABAIXO ANASTASIA!

    ABAIXO PSDB!

    ASSASSINARAM A EDUCAÇÃO, AGORA QUEREM “ASSASSINAR” OS EDUCAD0RES.

    INDIGNAÇÃO.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  144. Ao anônimo das 14h50min.
    Concordo

    Apesar de vc amanhã há de ser outro dia......................

    Simave neles................

    ResponderExcluir
  145. Sem prêmio de produtividade, SEM PROVA DO SIMAVE.
    Governo barra de lá, nós barramos de cá.

    ResponderExcluir
  146. Mesmo que o governo mande alguém discursar para orientar os alunos, peçam que eles façam do jeito que combinaram com os professores.Peçam que escutem e façam conforme combinaram,. Esta nota de nada valerá mesmo, nunca valeu.
    Acho que não deve entregar a prova em branco, marcar mais de uma resposta pois assim o governo terá um grande prejuízo não poderá reaproveitá-la.

    ResponderExcluir
  147. Parabéns às escolas que aderirem ao boicote ao SIMAVE.
    Do jeito que são trambiqueiros é bem capaz de inventar o próprio resultado.Não duvido nada se não colocarem estampado em algum jornal que o resultado foi o melhor.Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  148. Urgente!Não esqueçam!Minas no boicote ao Simave!

    ResponderExcluir
  149. Boa tarde amigos.

    Desculpem-me alguns, mas não alio com os inimigos dos meus inimigos, eu os anulo, os elimino, com armas inteligentes, evidentemente.

    Abraços a todos

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  150. Para Gracieuza,

    Saí dessa fia! Votar no PSDB? Nos neoliberais?Ta delirando? O PSDB representa o maior retrocesso na história da política brasileira!

    Neuza

    ResponderExcluir
  151. Boa tarde Euler.
    Concordo com o boicote à prova do Simave, mas atenção ao que o anônimo das l4:56 comentou: é necessário que seja coletivo, que se faça um trabalho nas escolas que não entraram em greve. È hora de mostrarmos força, união, companheirismo. Caso isso não aconteça poderá vir represálias por parte do governo para quem participar do boicote.Já sabemos com quem estamos lidando e podemos esperar toda e qualquer malvadeza...

    ResponderExcluir
  152. ATENÇÃO:

    NADA DE DEVOLVER PACOTES LACRADOS DO SIMAVE!
    A GAZZOLA MANDA OS SERVOS FIÉIS DESLACRAR E RESPONDER TUDO CERTINHO!
    NESSA TURMA NÃO DÁ PRA CONFIAR!
    ANULAR AS PROVAS MARCANDO TODAS AS RESPOSTAS!

    VAMOS VER AGORA!

    ResponderExcluir
  153. A gente não tem que votar no psdb, tem é que acabar com aécio e o psdb de mg e já!
    Se bemtá difíciiiir! Bahia e R G Sul são governados pelo PT e os pRfessores de lá gritam
    PT NUNCA MAIS!
    O QUE A GENTE PRECISA É DESTRUIR AÉCIO E SUA GANG!

    ResponderExcluir
  154. Boa tarde aos amigos do NDG/NDE.

    Queridos, só para complementar: Alguns inimigos dos nossos inimigos são também nossos inimigos, com certeza absoluta.
    Alguns raros poderiam até ser considerados nossos amigos.

    Abraços.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  155. Olá Euler, acho o contrário a turma dos grevistas, nem todos, mas principalmente uns 2 professores do Pandiá é que são inescrupulosos e se acham os donos da razão. Acho que com agressividade não chegaremos a lugar algum. Ao anônimo das 15:22, você quer ser respeitado? Saiba respeitar os demais e não acho que a turma da tarde é indecente. Indecente deve ser você que não tem a dignidade de colocar o seu nome.

    ResponderExcluir
  156. Caros Colegas, tomemos cuidado, este espaço é destinado à veiculação de ideias, posições, não às agressões, ainda mais que essa ferramenta é de acesso público. Não podemos expor as pessoas. Temos que estar atentos a isso, mesmo que estejamos explodindo.

    ResponderExcluir
  157. Caro Euler,
    Estou colando aqui, um desabafo meu, como mãe e professora da rede pública, que acabei de postar no jornal o tempo e foi aceita lá.
    20/11/2011 - 18h37
    Edel Aparecida Campos Braga Ferreira
    Pompéu
    Como professora da rede pública do Estado de MG, efetiva, gostaria de deixar aqui, um pequeno desabafo sobre o que ocorre comigo e com meus colegas, profissionais da educação. Precisando trabalhar jornada dupla (dois cargos), uma vez que o salário de fome que o governo nos paga não dá para nada, estamos doentes, desmotivados e o pior, não podemos ficar em nossas casas, cuidando dos nossos filhos, que por nos ver sempre tristes e nervosos, se afastam a cada dia. Quando escolhi esta profissão, há uns 17 anos atrás, quando ainda tinhámos um salário decente, trabalhava com vontade, ânimo, era feliz e não sabia. Hoje, não posso sequer pagar uma faculdade para minha filha, que formou o Ensino Médio, vejam que tristeza é para uma mãe, que trabalha para morrer, o dia todo e tem que ver sua filha formar , menina estudiosa e dedicada e não tenho sequer condição, de custeá-la em outra cidade, para poder estudar. Digo isso com lágrimas nos olhos, pois, fazendo as contas, mesmo ela ganhando uma ajuda do governo, não tenho como mantê-la em outra cidade. O que o governo de MG pensa que está fazendo, talvez por um capricho? Está destruíndo sonhos, vidas, acabando com profissões, meus alunos tem horror, quando às vezes, indicamos a eles uma graduação para professor, mesmo advindos de famílias pobres, com pouca cultura, eles tem noção do nosso sofrimento. Os pais, que antes eram apáticos a questão da educação, nos param, horrorizados com o que hoje acontece conosco. Enfim, tenho tanto para falar, que meus dedos doeriam de tanto digitar e minhas lágrimas secariam. Faço um apelo, a esse homem que se diz governador do Estado, não só por nós professores, mas pelos alunos da escola pública, que ele está destruindo. Senhor governador Antônio Anastasia, com todo respeito, reflita, seja flexível, não destrua carreiras, pois, para estar onde o senhor está hoje, passou também pela mão de professores, não nasceu sabendo. Att. Professora : Édel Campos

    ResponderExcluir
  158. Estou presente no boicote ao SIMAVE, Mas não colocarei o nome da Escola. Prefiro o anonimato. Na escola que trabalho tem muito pelego, mas meus alunos já estão orientados.

    ResponderExcluir
  159. Boicote geral ao SIMAVE!!!! O difícil é convencer a pelegada de João Monlevade!!!

    ResponderExcluir
  160. João Monlevade vai se acovardar agora?
    Está na hora de dar um basta neste pior governo de MG.
    Boicote o SIMAVE e pronto.
    Acooooooooorrrrrrrrrrrrrda professores.
    Ainda há tempo de ter um futuro melhor.

    ResponderExcluir
  161. Antônio Augusto,me desculpe se a palavra indecente ofendeu você.Não me referi aos seres humanos mas sim à atitude de não participar nem nos dias das assembléias gerais.Pelo que fui informada, a turma da manhã sempre participou
    Nunca dei aula nesta escola, mas conversando com alguns colegas em dias da assembléia, nos perguntamos: Será que esta escola é do estado, tá tudo funcionando perfeitamente e a gente aqui,debaixo deste sol, lutando por uma única causa que é o piso salarial?
    Achamos que se todos entrassem em greve talvez a novela já teria acabado e ninguém estaria desgastado, sem saber que rumo tomar.
    Quanto ao anônimo este blog dá esta liberdade de escolha.
    Seja feliz!

    ResponderExcluir
  162. Amanhã, na assembléia geral, deverá ser decidido como será o boicote ao SIMAVE,para todos comportarem da mesma maneira.
    Tem que ser organizado.
    Muita sorte para todos com o resultado da reunião de hoje.

    ResponderExcluir
  163. Antonio Anastasia apresenta nova proposta para servidores estaduais da Educação


    BELO HORIZONTE (21/11/11) - O governador Antonio Anastasia concede entrevista coletiva, às 16h30, no Palácio da Liberdade, quando anuncia nova proposta para os servidores da Educação.

    Evento: Entrevista coletiva do governador Antonio Anastasia

    Local: Palácio da Liberdade

    Data: 21/11/11

    Horário: 16h30

    ResponderExcluir
  164. Tá quase na hora entao, na ultima quinta feira em reuniao com Superintendente diretores foram informados que sairá pagamento dia 7, 13º dia 15 e pp dia 21.Será que podemos acreditar nisso...ou é mais uma promessa falsa!?

    ResponderExcluir
  165. EULER, NOS "BRINDE" COM SEU PARECER....
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=135796,NOT

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  166. Está na hora da greve retornar. É uma afronta desse governo aos educadores, ao sindicato e aos parlamentares. O ano letivo não pode terminar. Ele fingiu querer negociar para desmobilizar a categoria. É greve, é greve, é greve.

    ResponderExcluir
  167. Nunca pensei que a educação chegasse a esse ponto.Só que agora com o apoio dos pais, nas eleições seguinte poderemos varrer..

    ResponderExcluir