quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Governo de Minas, neoliberal, tenta sucatear a Educação pública. Pela proposta do governo, professor com doutorado ganharia piso de R$ 945,88


Comparem as duas tabelas. A primeira, na linha de cima, a do piso proporcional do MEC para 2011, que já deveria estar em vigor. A de baixo, a nova tabela do governo, que reduz os índices de promoção na carreira, de 22% para 5%, e de progressão, de 3% para 1%, e com isso, na prática, destrói o plano de carreira dos educadores mineiros e sonega a Lei do Piso aprovada pelo Congresso, sancionada pelo presidente da República, e considerada constitucional pelo STF.




Governo de Minas, neoliberal, tenta sucatear a Educação pública. Pela proposta do governo, professor com doutorado ganharia piso de R$ 945,88. Talvez seja melhor investir na honrosa profissão de ajudante de pedreiro


Há certas atitudes do governo de Minas, desde a gestão do atual senador pelo Rio de Janeiro, que são emblemáticas. Uma delas, é o descaso para com a Educação pública e para com os educadores em especial. Em nove anos de governo, entre o anterior e sua continuação, o atual, os educadores acumularam sucessivas perdas salariais e de direitos. A melhor expressão deste descaso é o valor do salário base que é pago atualmente a um professor com ensino médio: R$ 369,00 - o menor salário base do Brasil.

Recentemente, assistimos a um novo capítulo deste desprezo total aos educadores. Aconteceu na segunda-feira, 31, quando o governo apresentou uma indecente proposta de tabela salarial para os professores e especialistas, teoricamente com a finalidade de cumprir a lei do piso. Claro que a proposta não apenas não cumpre a Lei do Piso, como procura, como dissemos ontem, burlá-la, sabotá-la, sonegá-la - e com isso, negando aos educadores um direito líquido e certo, que já deveria constar dos contracheques dos profissionais da Educação de Minas Gerais.

Mas, é preciso que se diga, a tabela reflete ou encarna toda a concepção do atual governo em relação à Educação pública e aos educadores. Ela revela, por exemplo, que o governo mineiro não pretende investir na formação acadêmica dos educadores, pois, pela tabela, quanto maior o título acadêmico, menos valorizado ele será. Um professor com ensino médio, por exemplo, na tabela do governo receberia de piso salarial, estando no grau E (último da tabela) R$ 741,12. Se este mesmo professor passasse 10 anos ou mais da sua vida estudando, até conquistar a graduação, o mestrado e depois o doutorado - e depois mais 10 anos de serviços prestados -, pela tabela do governo de Minas ele receberia de piso salarial apenas R$ 945,88. Ou seja, pelos valores atuais, apenas R$ 200,00 de diferença salarial, e menos que dois salários mínimos.

Isso não apenas constitui uma vergonha para Minas Gerais, mas denota uma clara intenção do governo em sucatear a Educação pública no estado. Nenhum estudante em sã consciência desejará ingressar numa carreira com tal grau de desvalorização.

Mas, e aqui chamamos a atenção para este outro aspecto, a tabela do governo tem um outro sentido, de classe, claramente elitista e anti-povo pobre de Minas e do Brasil. Ao não investir na valorização da formação acadêmica, pressupõe-se que o governo de Minas deseje que permaneça na Educação apenas aqueles que não estarão preocupados em proporcionar uma educação de qualidade, prevista na Carta Magna, mas apenas realizar tarefas práticas como tomar conta de estudantes do ensino básico.

Ao não investir nos educadores, o governo de Minas demonstra que não passa pelo interesse de estado, governado por grupos com pensamento neoliberal, proporcionar uma formação crítica aos estudantes, especialmente aos de baixa renda, que precisam ter acesso ao ensino público como única porta de saída para a situação de exclusão social imposta pela lógica de mercado reinante. Teme o governo que haja, da parte de educadores e estudantes, uma crítica da prática de governantes não comprometidos com as causas sociais.

Uma outra mensagem que que a tabela do governo encarna é a de dizer para milhões de jovens: não vale a pena estudar. Pois, pela tabela, tanto faz se a pessoa possui apenas o segundo grau, ou um curso superior, ou um mestrado, um doutorado. Para o governo, segundo a tabela, é praticamente tudo a mesma coisa, tão insignificante a diferença em termos percentuais e de salário entre os diferentes títulos acadêmicos e graus de progressão.

Claro que essa lógica do governo contraria de forma grosseira a Constituição Federal vigente no país, bem como a legislação educacional, que prevê a valorização do profissional pela complexidade do trabalho e pela formação acadêmica.

A tabela do governo tem ainda outro sentido claro: o da discriminação para com os educadores. Enquanto todas as categorias de servidores públicos possuem tabelas e planos de carreira com a mesma estrutura e os mesmos percentuais entre os diferentes níveis de formação acadêmica (22%) e de grau (3%), para os educadores o governo propõe revogar este plano, impondo uma redução para 5% entre os níveis e 1% entre os diferentes graus.

Este é um tratamento, aliás, que o governo de Minas jamais ousaria fazer, por exemplo, com os policiais militares, cujo piso salarial inicial para o profissional com ensino médio, é (ou era, pois estão previstos vários reajustes) de R$ 2.040,00. Mais do que duas vezes o que o governo propõe pagar para um professor com doutorado.

Claro que tomamos este exemplo dos policiais sem desmerecer o trabalho de segurança, que é relevante e digno de remuneração justa - e já dissemos isso aqui, que, excetuando-se a utilização da força militar para fins de repressão aos movimentos sociais, entendemos que eles mereciam ganhar até mais. O nosso exemplo apenas ilustra uma outra característica do governo, que vem de muitas gestões demotucanas em Minas, mas que foi aprofundada nas gestões anterior e atual, qual seja: investir mais na repressão do que na formação do ser humano.

Este é um governo que tem revelado desprezo pelas pessoas pobres, pelos seres humanos de baixa renda. Sua prática política se baseia na propaganda midiática, através de uma mídia que é mantida e controlada em troca de muitos 30 dinheiros, e cujo papel não é o de informar e contribuir com a opinião crítica do cidadão, mas, ao contrário, é o de blindar e promover o governo e seus agentes. Na prática, trata-se de uma negação do que se prevê em matéria de liberdade de opinião, de expressão, de consciência e do direito ao contraditório - tudo o que é previsto, enfim, na Carta Magna do páis.

Esta realidade se completa, a serviço de um grupo político que usa a máquina em benefício de uma elite privilegiada, graças ao envolvimento de autoridades dos três poderes constituídos, que igualmente estão afinadas com o atual governo, fazendo de Minas Gerais uma espécie de estância, uma província de quinta categoria, um feudo coronelístico a serviço de grupos que fatiam entre si o orçamento público e os poderes.

Vergonhosamente, o governo de Minas se recusa a pagar o piso salarial nacional, mesmo o proporcional do MEC, cuja tabela, medíocre, como divulgamos acima, já deveria estar nos contracheques dos educadores, no mínimo desde de 2010. A lei do piso, aprovada em 2008 e considerada constitucional pelo STF em abril deste ano, não carece mais qualquer adiamento. Precisa ser cumprida, e pronto. Ela traz todos os elementos para que seja implantada: indica as fontes de financiamento, inclusive com o compartilhamento entre os entes federados, caso algum deles prove não possuir recursos próprios para pagar o piso; aponta também o tempo desta implantação, dando prazo para que os estados e municípios, desde de 2008, pudessem se preparar para este investimento previsto no artigo 206 da Constituição Federal; disponibiliza os recursos do FUNDEB e dos 25% da receita da Educação para este fim; e finalmente, com base em estudos técnicos, aponta o valor nacional do piso e os mecanismos de reajuste, tendo como base o custo aluno ano.

Não há o que discutir em relação à lei do piso: é pagar, ou pagar. Considero uma vergonha para qualquer governo tentar sonegar esta lei através de mecanismos contábeis infantis ou manipulatórios, como se verifica em Minas Gerais - e em outros estados também, infelizmente, que pregam a mesma cartilha do governo mineiro. Tentar alterar o plano de carreira nesta altura, com a clara finalidade de descaracterizar a lei do piso, é matar o sentido prático conferido pelo legislador e pela Justiça ao piso: o de realizar uma verdadeira valorização dos educadores.

Por isso, tenho o entendimento que tal prática do governo deve ser denunciada publicamente. E mais do que isso: a situação dramática dos educadores precisa ser denunciada e reclamada na Justiça, pois não se pode conceber que milhares de pais de família, por terem realizado uma heroica greve de 112 dias pelo cumprimento da lei do piso, sejam punidos com cortes de salários, redução ilegal da remuneração e salário zero durante mais de 50 dias, mesmo após a suspensão da greve.

Minas Gerais está vivendo uma das páginas mais tristes da sua história, mas, talvez por isso mesmo, os mineiros de baixo, os educadores, os estudantes, os pais de alunos, e demais setores sociais oprimidos, saberão encontrar as melhores saídas para esta dramática realidade.

Urge que tomemos medidas judiciais contra o governo, reclamando a devolução imediata da ilegal redução nominal do salário de 153 mil educadores, que se recusaram a ficar no subsídio - e quiseram continuar no antigo sistema remuneratório -, além do imediato pagamento do piso, através de uma Reclamação constitucional junto ao STF, exigindo que governo cumpra a lei e pague o piso, e nada mais que isso.

Ao mesmo tempo, não podemos nos descuidar da mobilização e da pressão popular direta sobre os deputados, que são aqueles que votarão o projeto de lei do governo alterando o nosso plano de carreira. É hora de iniciar uma enorme mobilização nas bases destes deputados: que cada escola estadual se transforme num ponto de discussão sobre o papel dos parlamentares na nossa vida. Todos os vereadores, candidatos a prefeito, e deputados estaduais e federais votados em cada cidade devem ser questionados e cobrados pelos cidadãos. Que eles se pronunciem publicamente sobre o tema, sem demagogia, sem enrolação. Vivemos um tempo de cobrança de sinceridade. Quem estiver contra os educadores, está contra também a Educação pública de qualidade para todos, e por conseguinte, está contra a maioria da população mineira e brasileira. Não merece se eleger a nada neste estado e no país.

Para além da pressão sobre os deputados, e da parte jurídica, já mencionada, os educadores precisam se fortalecer e se unir, como se verificou durante as nossas duas últimas greves. Claro que ainda temos problemas na categoria, de gente mal informada, de pessoas que jogam contra a categoria, despolitizadas. Isso se resolve com o tempo, num paciente processo de educação. Mas já tivemos avanços importantes, e a constituição informal de um núcleo duro da greve (NDG) foi e continua sendo talvez a expressão mais elevada desta disposição de luta, de combate e de resistência da nossa categoria. Nós estamos sendo continuamente atacados, bombardeados pelo governo das elites dominantes, mas estamos de pé, discutindo nossas estratégias e nos preparando para o contra-ataque. Grandes mobilizações virão, não tenham dúvida.

Devemos fazer alguma atividade de resistência no dia 07 de novembro, quando está prevista a aplicação das provas do Simave e também é data de nova reunião da comissão tripartite. Já no dia 10, o sindicato convoca a categoria para um ato conjunto com outras categorias do serviço público de Minas. Outras formas de protesto e manifestação estão sendo discutidas.

O chão de Minas já começa a tremer novamente. Não vamos parar, até que o piso esteja implantado nas nossas carreiras como prevê a lei federal, e não com as alterações destruidoras do governo. Não aceitaremos que a Educação pública de Minas seja sucateada. Vamos lutar e resistir: até a nossa vitória!

Um forte abraço a todos e força na luta!

P.S.
O sindicato da categoria, o sind-UTE, orienta os educadores a suspenderem imediatamente a reposição de aulas em curso. Motivo: o governo não cumpriu o acordo firmado, especialmente no que diz respeito ao salário que será pago agora em novembro, que deveria ser integral, mas que veio com descontos para vários colegas. Enquanto a situação não se resolver, a reposição está suspensa.

***


Frei Gilvander:

Belo Horizonte, 1 de novembro de 2011.

Nota à Sociedade e à Imprensa

Posseiros e pequenos continuam sendo pisados em Minas Gerais - nota da CPT MG.

Esta terra é minha mãe. Ela criou os meus filhos. Só tenho uma certeza: DEUS, nosso Pai, vai Ouvir o meu grito. Confiante, seguro na mão da JUSTIÇA de DEUS, que pode tardar, mas não Falta.” (Sr. José Pedro de Souza, o Caramanchão.)


O Sr. José Pedro de Souza, conhecido por Caramanchão, idoso de 74 anos, sua companheira Maria Célia dos Santos e seus dez filhos - toda a família posseira na Fazenda Pau D’Arco, no município de Manga, Norte de Minas -, desesperados, inconformados com tanta violência e ameaças sofridas, pedem socorro e clamam por JUSTIÇA.

Indignados e perplexos com os atos criminosos e violentos de desrespeito e violação ao Estatuto do Idoso e a Constituição Brasileira que tem como princípio fundamental o respeito à dignidade humana, que vincula o direito de propriedade ao cumprimento de sua função social, denunciamos os fatos que seguem, abaixo.

Desde 1978, O Sr. José Pedro de Souza (Sr. Caramanchão como é querido e admirado na região) e sua família moram e trabalham, na terra onde resistem até hoje, cultivando e tirando dela o seu sustento e de sua família. Construíram moradia, plantaram roças de mandioca, milho, feijão, pomar e mantém criação de pequenos animais. Além disso, trabalharam para um antigo suposto proprietário da área, desmatando para a produção de carvão, semeando capim e cuidando do gado.

Em fevereiro de 2009, 35 famílias sem-terra da região ocuparam parte da Fazenda Pau D’Arco, mas respeitaram o direito de posse do Sr. José Caramanchão. Em 2 de Junho de 2009, realizou-se no Tribunal do Júri da Comarca de Manga, MG, uma Audiência, cujo processo tramitava na Vara de Conflitos Agrários do Estado de Minas Gerais, para discutir a reintegração da posse. Os herdeiros do Suposto proprietário da Fazenda apresentaram uma Escritura de compra e venda, lavrada em Cartório, somente de 165 hectares. A fazenda possui uma área de 1.782,164 hectares. Assim, restou confirmado que toda a Fazenda é de terras devolutas, que está grilada há muito tempo. Diante disso a Justiça requisitou do Instituto de Terras do Governo Estadual de Minas Gerais – ITER - que enviasse com urgência uma equipe técnica na área para realizar a discriminatória de todo o Imóvel. Passaram-se 2,3 anos e nada foi feito pelo ITER e nem pela Secretaria de Regularização Fundiária Rural e Urbana do Governo de Minas.

Em 2007, para resguardar e defender o seu direito, o Sr. José Pedro de Souza, posseiro há 33 anos, encaminhou ao ITER um pedido de legitimação de sua posse. Após esperarmos muito e pressionarmos bastante o então secretário Manoel Costa enviou, em setembro de 2011, técnicos do ITER para realizar a medição da área com a anuência dos pequenos proprietários vizinhos. Isso para legitimar a posse do Sr. Caramanchão. Estamos esperando a conclusão do processo e a emissão do título para o sr. José Pedro de Souza e família.

Diante da omissão do Governo de Minas, da cumplicidade e do Silêncio do poder judiciário, nos dias 01 e 02 de setembro 2011, crimes foram cometidos contra a família do posseiro, o Sr. José Pedro. Com indignação, a Comissão Pastoral da Terra – CPT – denuncia o crime, descrito, abaixo.

A fazendeira Iracema Navarro Novais, mesmo tendo apenas escritura de 165 hectares, insiste em continuar grilando outros 1.500 hectares de terras públicas. O filho da Sra. Iracema, o Sr. Henrique Moura (ou Navarro) de Novais, acompanhado de mais dois capangas, invadiu a posse do Sr. José Pedro de Souza, com Motosserras e derrubaram 1,200 metros de cerca que protegia a posse do Sr. Caramanchão. Em seguida ameaçou a família dizendo que voltaria no dia seguinte para derrubar a casa do Sr. José Pedro, de dona Célia e dos dez filhos.

A companheira do posseiro, dona Maria Célia Rodrigues dos Santos, foi à Polícia Militar e registrou Boletim de Ocorrência. No dia seguinte quando a mesma voltou à Polícia, acompanhada por agente da Comissão Pastoral da Terra, para obter cópia do B.O., depararam com a presença da pretensa proprietária, a Sra. Iracema e do Capitão Evilázio, que iniciou ali uma série de intimidações, forçando dona Célia a fazer um “acordo” e acusando a condução da Comissão Pastoral da Terra, que quer paz no campo, mas como fruto de justiça. Jamais deixaremos de defender os legítimos direitos dos posseiros e dos sem-terra. O Capitão Evilásio não liberou o B.O., dizendo que só liberaria três dias mais tarde. Por que dificultar acesso a documento que deve se tornar público e que é de direito?

No dia seguinte, dia 3 de setembro de 2011 (um sábado), o Capitão Evilázio e outros dois Policiais militares da cidade de Manga, acompanhados da Fazendeira Sra. Iracema e do seu filho Henrique Moura de Novais foram à casa da família do Posseiro, o Sr. Caramanchão. Com pressão psicológica e intimidações, o Capitão Evilásio e a dona Iracema, que insiste em anexar mais terras públicas à sua propriedade, forçaram um acordo. Como o Sr. Caramanchão não aceitou, passaram a obrigar a mulher, a dona Célia, e um dos seus filhos a aceitarem a proposta injusta e covarde: reduzir a posse do Sr. Caramanchão em 40 hectares, pois a posse que o Sr. Caramanchão trabalha é de 100 hectares. Não é papel da polícia forçar a celebração de acordo que fere os pobres e beneficia fortes.

Até quando os justos vão continuar condenados e os injustos impunes? Tememos pela vida da família do Sr. Caramanchão. Posseiros já foram assassinados no município de Manga. Será necessário mais massacre para que o Estado apareça para cumprir seu dever de proteção, sua função constitucional?

Exigimos o julgamento dos crimes cometidos contra a família do posseiro Sr. José Pedro: derrubada de 1.200 metros de cerca, ameaças e ...

Exigimos que a Secretaria de Regularização Fundiária Rural e Urbana de Minas Gerais e o ITER legitime, com urgência, a posse da família do Sr. Caramanchão.

Pedimos ao Ministério Público da Área de Conflitos Agrários que faça Representação contra a postura lamentável do Capitão Evilásio. Polícia não tem função de celebrar acordos espúrios. Isto demonstra um claro posicionamento do lado de fazendeiros contra os pequenos da terra, posseiros e sem-terra. Mais grave: isto demonstra desvio de função e competência, além de cometer uma tremenda injustiça.

Em carta datada de 08/10/2011, o pequeno proprietário sr. João Batista de Araújo escreveu uma carta denunciando outro crime feito pela fazendeira Sr. Iracema, por ser filho, o Henrique Novais e seus “seguranças”. Derrubaram a cerca da pequena propriedade dele. Passaram o motossera e jogaram no chão a cerca de uma pequena propriedade, cujo dono, o sr. João Batista Araújo, tem escritura registrada. Mais essa denúncia comprova que já tínhamos constatado: a conivência do Capitão Evilásio e da Polícia Militar de Manga com a família grileira de terra: sra. Iracema, Henrique e seus comparsas.

Hoje, ficamos sabendo que a fazendeira Iracema, seu filho Henrique e “seguranças” armados estão fazendo cerca grilando e anexando terras sobre as quais não têm posse e nem escritura, terras que são certamente devolutas.

Denunciamos aqui a omissão do Governo de Minas quanto ao resgate das terras devolutas e o desvio de função de policiais que ao se colocarem no postura subserviente a fazendeiros estão deixando de cumprir sua missão.

Obs.: Assista no www.youtube.com um vídeo-documentário sobre a História do posseiro Sr. José Pedro Carramanchão e de sua família. É emocionante e tem muito a nos ensinar.

Clic nos links, abaixo, e ganha uma aula de vida.

Parte 1: http://www.youtube.com/watch?v=w9RCe-KHqBo

Parte 2: http://www.youtube.com/watch?v=Cww86FiYHCU

Parte 3: http://www.youtube.com/watch?v=BFH0m792XUM

Parte 4: http://www.youtube.com/watch?v=LGocszDGFcw

Maiores informações com:

Zilá de Mattos, cel.: 038 9197 7784

Frei Gilvander L. Moreira, cel.: 31 9296 3040.

***

Convite especial: Show de Lançamento de CD na Comunidade Dandara. Cf., abaixo.
segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Graveola e o Lixo Polifônico na Dandara!

No próximo dia 06 (Domingo), a partir das 15:00, será realizado na Ocupação Dandara o show de lançamento do novo álbum do Graveola e o Lixo Polifônico: Eu preciso de um liquidificador. Haverão apresentações também de MC Dedê (morador da comunidade), mais as bandas Julgamentos e Pequena Morte, e os Djs Luiz Valente e Alexandre Senna.

Dois ônibus gratuitos sairão da praça da estação em direção a Dandara nos horários: 14:30 e 16:00. No final do evento eles também retornarão. Durante a festa venda de bebidas, comidas (vegetariana também!), exposição de fotos da comunidade e das suas lutas, intervenções poéticas...

Contamos com a participação de todos os apoiadores, pois se os nossos dias são de luta, é para que nossas noites sejam de liberdade! Dandara resiste!

Link para a divulgação no Facebook (Contribua!)

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


166 comentários:

  1. Seja por meio de Reclamação Constitucional junto ao STF, pela suspensão do nosso cumprimento das reposições, panfletagens, denuncias às diversas instituições. O que não podemos permitir é que sejamos roubados à luz do dia. Somos cumpridores de leis e acordos portanto, temos o direito de sermos amparados pela Lei do Piso que regulamenta nosso salário. Sem desânimo turma: este maquiavélico desgoverno tem que cumprir a lei. vamos nos mobilizar e de forma inteligente resgatar o que é nosso. Pressionar o legislativo é um boa ideia.

    Abraços ao NDG (especialmente a Ubá)

    ResponderExcluir
  2. MUITO BEM , EULER , VOCÊ CHEGOU À CONCLUSÃO CERTA : ENTRAR COM MEDIDAS JUDICIAIS CONTRA O GOVERNO .NÃO PODEMOS NOS PERDER COM LAMENTAÇÕES QUE NÃO RESOLVEM NADA .TEMOS QUE SER RÁPIDOS E IR DIRETO AO PONTO :QUANDO E COMO AGIREMOS ? JÁ TEM ALGUM ADVOGADO EM VISTA ? E QUEM NÃO É SINDICALIZADO COMO PODERÁ FAZER?

    ResponderExcluir
  3. por que não começamos uma campanha de Impeachment pela redes sociais por improbidade administrativa!! Euler vamos começar isso já!!Escreva um texto, veja como começa o processo para isso!conseguimos tirar um presidente pq não esse advogado de porta de cadeia! E olha gente está bem claro pq ele não irá concorrer a nenhum cargo político!com certeza será um ministro do Aecinho, se ele ganhar para presidente!e por cima a pasta da Educação! ta amarrado em nome de Jesus!! Sai de reto satanás!! Deus é Pai e tem POder!!Vamos gente começar a pedir o IMPEACHMENT...

    ResponderExcluir
  4. Euler, ao analisar a questão dos contra cheques minguados deste mês, você alertou que o que poderia justificar o ocorrido seriam descontos de débitos contraídos com financeiras. Tendo como base o meu contra cheque não foi isso que ocorreu, pois estou com pendências de empréstimos consignados e não foi efetuado nenhum desconto. Seria melhor se assim fosse, pois estaria quitando dívidas e no entanto estas continuam pendentes. Tive um desconto de 1.069,00 aulas greve e mais IPSEMG, estamos pagando por algo que não serve pra nada.

    ResponderExcluir
  5. bOM DIA!!! gENTE NO POST DO eULER DE ONTEM, LI UM COMENTÁRIO QUE ME CHAMOU ATENÇÃO! REALMENTE SOMOS VIGIADOS, E O OUTRO QUE ESSE DITADOR ESTEJA ADORANDO NOSSA CHORAMINGANÇA, NOSSO ÓDIO, ENFIM NOSSO DESESPERO!!
    ENTÃO VAMOS FAZER COM QUE ELE ACABE COM ESSE RISINHO IDIOTA!!E QUE ELE COMECE A FICAR PREOCUPADO! VAMOS COMEÇAR A CAMPANHA DE IMPEACHMENT!!COM CERTEZA IRÁ ACABAR COM ESSE SORRIZINHO DO DEMÔNIO!!FORA ANASTAZIA
    VAMOS COMEÇAR

    ResponderExcluir
  6. Euler
    Juro que essa é a última vez que posto nesse blog. Não por vc a quem admiro e que continuarei lendo sempre. Como eu gostaria de ter tido um professor como vc! Sábio, educado, corajoso. Seus alunos são privilegiados!
    Vai um recado para a tal Professora Maluquinha:
    Sou ASB, num desses cantões de Minas. Não tive oprtunidade de estudar, pois quando terminei a 4ª série primária não tinha como sair para estudar mais. Me casei muito cedo, e tenho 6 filhos que faço questão de dar estudo e principalmente educação.
    No entanto, apesar do pouco estudo,tenho educação e humildade de agradecê-la por ter me lembrado como se escreve a palavra "faixas", pois embora tenha sido com um deboche serviu. Deus lhe pague,viu?
    Ângela

    ResponderExcluir
  7. "O que você levou anos para construir
    Alguém pode destruir de uma hora para outra.
    Construa assim mesmo." Teresa de Calcutá

    Ontem, enquanto falávamos sobre a proposta indecente, na escola, uma colega manifestou o desejo de abandonar de vez a carreira inglória e a diretora "elegantemente" lembrou nos de que somos educadores(as) e que foi isso que escolhemos para nossas vidas. Poxa! gosto dela de fato, como colega e longe dos muros da escola.

    Verdade é que dediquei minha vida aos estudos, numa trajetória cheia de dificuldades, resisti às privações, estudei em Universidade pública, fui aprovada em vários concursos, estudar pra mim nunca foi sacrifício e encontro ainda algum prazer no meu trabalho porque gosto dos alunos(as). Mas vocação pra missionária eu não tenho. Sou profissional e quero ser respeitada como tal. Tenho pavor de gente que trata os educadores(as) como se fossem TERESAS DE CALCUTÁ,
    esclareço ainda, Teresa de Calcutá é merecedora de todo respeito e admiração. O que me irrita é que na EDUCAÇÃO ainda persiste essa ideia antiga de magistério como missão.

    ResponderExcluir
  8. SOCORRO! SOCORRO! SOCORRO! MINAS GERAIS PRECISA DE UMA INTERVENÇÃO FEDERAL URGENTE. SERÁ QUE A JUSTIÇA DESSE PAÍS VAI FECHAR OS OLHOS PARA O QUE ESTÁ ACONTECENDO EM MINAS GERAIS? SENHORES JUÍZES DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL, SENHORES JUÍZES DO TRIBUNAL ELEITORAL, PEDIMOS SOCORRO.
    PELO AMOR DE DEUS! VEJAM O QUE ACONTECE EM MINAS GERAIS, ABRAM OS OLHOS. PELO AMOR DE DEUS! OAB, VENHAM NOS SOCORRER E QUE DEUS ABENÇÕE A TODOS NÓS ESCRAVOS DE UM NAZISTA.

    ResponderExcluir
  9. Vergonha...
    Vergonha...
    Vergonha...
    Vergonha...
    Vergonha...
    Vergonha de tudo

    ResponderExcluir
  10. PRECISAMOS APRENDER O CAMINHO DAS PEDRAS

    O Sind UTE precisa turbinar o JURÍDICO.

    Fazer CONSULTAS constantes à especialistas, ex-juízes, ex-ministros de tribunais, escritórios de advocacia, etc...

    Este pessoal têm experiência e conhecem o caminho, conhecem as peculiaridades de cada tribunal, são muito bem relacionados e fazem a diferença nos resultados.

    Temos uma causa URGENTE e com boas chances de sucesso, é a questão de nossa opção pelo regime remuneratório VIGENTE, que nos foi oferecido como opção até 10/08/11 e reconhecido o nº de 153.000 professores e servidores da Educação como optantes, pelo Governo no MPE na presença do Procurador deste órgão em 24/08/11.

    COM UMA BOA CONSULTORIA E BONS ADVOGADOS PRECISAMOS FORMALIZAR ESTA DENÚNCIA AO STF.

    Observemos que, os técnicos das grandes equipes de esporte de alto nível, estudam e analisam os "ADVERSÁRIOS" á exaustão, para encontrarem o caminho para vence-los.

    PRECISAMOS DE AÇÕES CONSISTENTES E EFICIENTES.

    PRECISAMOS DE VÁRIAS FRENTES DE AÇÕES DIRECIONADAS ESTRATEGICAMENTE.

    Pensem nisso!...

    *** Estamos esperando o SINAL VERDE do sindicato para começarmos as aulas de 0:35 min.

    ResponderExcluir
  11. A reposição da greve tem que ser suspensa com URGÊNCIAAAAAAAAAAAA!

    ResponderExcluir
  12. maria Luisa Chaves e Sousa2 de novembro de 2011 09:41

    Euler
    Leio seu blog todo o dia assim que abro o computador.Parabéns pelos seus posicionamentos que são a nossa voz. Continue nos incentivando com as suas palavras, pois a vitória será dos educadores mineiros e não de um governo que está anestesiado perante a realidade que nos cerca. Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  13. Vamos dar uma reposta para esse governo altura dele e vamos nos organizar para acabar com ele e sua gangue.
    Nada de reposição a grve continua.Greve, greve, greve,greve,greve até nos pagar o piso que nos deve.
    Norte de Minas

    ResponderExcluir
  14. O que estamos esperando pra entrarmos na justiça?Quanto mais esperarmos mais prejudicados seremos.Vamos nos mobilizar, mais tbém vamos procurar as leis,certo?Amamos você!

    ResponderExcluir
  15. É um pouco grande, mas pelo momento que vivemos, penso que vale a pena ler esse belo poema de Brecth.

    Estou trabalhando essa poesia numa peça teatral sobre a greve e a situação da educação com meus alunos do ensino médio. Vamos ver o que sai! rss

    Rômulo

    Resolução
    de Bertold Brecht

    Considerando nossa fraqueza os senhores forjaram
    Suas leis, para nos escravizarem.
    As leis não mais serão respeitadas.
    Considerando que não queremos mais ser escravos,
    Considerando que os senhores nos ameaçam
    Com fuzis e com canhões,
    Nós decidimos: de agora em diante
    Temeremos mais a miséria do que a morte.
    Considerando que ficaremos famintos
    Se permitimos que continuem nos roubando,
    Queremos deixar bem claro que são apenas vidraças
    Que nos separam deste bom pão que nos falta.
    Considerando que os senhores nos ameaçam
    Com fuzis e canhões,
    Nós decidimos: de agora em diante
    Temeremos mais a miséria que a morte.
    Considerando que existem grandes mansões
    Enquanto os senhores nos deixam sem teto,
    Nós decidimos: agora nelas nos instalaremos
    Porque em nossos buracos não temos mais condições de ficar.
    Considerando que os senhores nos ameaçam
    Com fuzis e canhões,
    Nós decidimos: de agora em diante
    Temeremos mais a miséria do que a morte.
    Considerando que está sobrando carvão
    Enquanto nós gelamos de frio por falta de carvão,
    Nós decidimos que vamos tomá-lo
    Considerando que ele nos aquecerá.
    Considerando que os senhores nos ameaçam
    Com fuzis e canhões,
    Nós decidimos: de agora em diante
    Temeremos mais a miséria do que a morte.
    Considerando que para os senhores não é possível
    Nos pagarem um salário justo,
    Tomaremos nós mesmos as fábricas.
    Considerando que sem os senhores, tudo será melhor para nós.
    Considerando que os senhores nos ameaçam
    Com fuzis e canhões,
    Nós decidimos: de agora em diante
    Temeremos mais a miséria que a morte.
    Considerando que o que o governo nos promete sempre
    Está muito longe de nos inspirar confiança,
    Nós decidimos tomar o poder
    Para podermos levar uma vida melhor.
    Considerando: vocês escutam os canhões
    Outra linguagem não conseguem compreender.
    Deveremos então, sim, isso valerá a pena,
    Apontar os canhões contra os senhores!

    ResponderExcluir
  16. Bom dia querido EULER!!!!!!!
    Gozado,estou tendo dificuldades em entrar e digitar comentários no seu blog, tanto do Ipod quanto do desktop.
    SERÁ QUE TEM URUBU NA LINHA?
    Se for o caso,lutarei bravamente contra urubus e tucanos para me manter conectada com você...

    Obrigadérrrima pela tabela.Ficou claro que nosso patrão é um grande sacana e odeia professoras e professores - as primeiras certamente mais que os segundos.Mas uma coisa eu me dou por vitoriosa:subsidio e vb são equiparados o que me libera da culpa de estar perdendo dinheiro.
    NÃO QUERO NEM OUVIR A PALAVRA SUBSIDIO.ODEIO ESTE GOVERNADOZINHO COM CARINHA DE PORQUINHO PRONTO PARA O ABATE.
    ************************************************
    Meu cc veio com muitos créditos e descontos. Não estou entendendo nada, ou melhor, estou certa que mais uma vez faltaram com a palavra,já que concordaram em pagar integralmente este mes.Como é que fica mais esta garfada? Será que o sincato vai cobrar isto na próxima reunião?
    Ai Euler, não aguento mais!
    Quando apareço na porta da sala dos professores o povo vem logo perguntando:"E aí, G...,o que o Blog do Euler disse sobre isso?????Enquanto isso, outra colega fica cobrando minha postura pró Beatriz.
    Definitivamente, Euler, você tem me dado trabalho!
    Muito se tem falado aquí em desvalorização, mas a coisa é bem maior:o tal do alvaro dias(não uso maiúsculas mais para políticos)já teve seu projeto de acabar com a obrigatoriedade do mestrado para ministrar aulas em faculdades, universidades ou centros universitários ?
    Pouca vergonha,porca miséria bando de burros, comedores de merda.Não demora muito seremos o retrato vivo do filme Idiocracia...

    ResponderExcluir
  17. Pelo amor de Deus, alguém precisa fazer alguma coisa com relação ao IPSEMG! Temos que denunciar a sociedade o que está acontecendo. O Ipsemg acabou, não serve para mais nada e ainda continuamos a pagar.

    ResponderExcluir
  18. Isso mesmo , Euler , vamos entrar na justiça . Quem ri por último , ri melhor !

    ResponderExcluir
  19. Fátima - Professora de História - Ubá2 de novembro de 2011 10:30

    Enfim uma decisão sensata da categoria suspendar as reposições. Pois como disse anteriormente estamos com nossa atitude de passividade diante das investidas do governador, desconstruíndo tudo o que conseguimos resgatar com muita luta nestes 112 dias de greve. Estamos perdendo nossa dignidade, deixando de ser referência positiva, quem irá acreditar em discurso de quem apanha,apanha e ainda trabalha de graça.
    Além de tudo repondo as aulas, do jeito que o governo quer, muitas vezes contra a nossa vontade ou disponibilidade para cumprir um calendário que nem sequer foi discutido com a categoria e sem receber salários. Estamos anulando os efeitos da nossa greve. Ou Melhor dizendo, estamos anulando a nossa greve.
    Mais sábias decisões precisam ser tomadas pela categoria. E não podemos desanimar como muitos demonstram por aí, estamos em uma guerra, e guerras muitas vezes são longas.
    Sempre pronta para a luta, aguardo chamado.

    ResponderExcluir
  20. Greve.Professores denunciam que acordos feitos com governo do Estado estão sendo descumpridos

    Contracheque traz desconto de paralisação

    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=186767

    ResponderExcluir
  21. Professor Euler,
    É um absurdo!Eu já boicotei o SAÚDE EM PAUTA. Tenho duas graduações e uma pós, além de onze anos na educação. Que motivação temos para continuarmos estudando? Nenhuma.
    A ideia de boicote às provas externas é ótima, especialmente aquela de marcar todas as alternativas. Mas, creio que devemos informar aos alunos que isto é em sinal de protesto,pois não podemos correr o risco de a situação virar contra nós.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  22. Muito bom o poema, capitão Rômulo. Esse eu não conhecia.
    Na verdade, penso que a Beatriz marca tôca em não chamar as lideranças do nosso NDG para auxilia-la bem de perto nessa batalha pesada contra esse governo. Fica junto com umas figuras que estão de olho é em eleições e cargos.
    Pronto falei.
    Zélia - Contagem

    ResponderExcluir
  23. GRAÇA:

    Bom dia Prof Euler,

    Entrar com processo no STF e justiça pode ser uma saída, contudo, me parece que é, exatamente, isso que quer o governador, assim, ele terá muiiiiito mais tempo para continuar enrolando.
    Veja o STF, ate´hoje não publicou o acordão. Será pq hein???? Tartaruga manca consegue ser mais rápida!
    Acredito que o primeiro passo é pressionar de forma pública, da maneira mais visivel e impactante possível, todos os deputados, principalmente os que apoiam o governo, este, espertamente, jogou a bomba para eles. Agora é exigir que tenham coragem para derrubar a vergonhosa e ilegal proposta do governador. Pressionar os deputados do estado, os federais e os senadores, expondo o descumprimento da lei e o desrespeito com a educação em MG.
    Mas teria que se fazer uma campanha maciça, ostensiva mesmo em toda a midia,só assim os deputados vão entender que não foram eleitos para homologar tudo que o governo manda.
    O desrespeito com os educadores acontece com a conivencia dos deputados, tal fato é aviltante!

    ResponderExcluir
  24. Vilma Luiza, de Montes Claros2 de novembro de 2011 10:53

    Oi,Euler, bom dia. Bom dia, colegas. Postei um comentário no blog da Beatriz e gostaria de postá-lo aqui também; espero contribuir para continuarmos juntos,de pé, de cabeça erguida, nesse momento em que o governo nos quer desesperados e perdidos. "Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas" nos convida (alerta?) o grande Carlos Drummond de Andrade...

    Bom dia, Bia e colegas. Um especial bom dia ao colega Ricardo Falcão, que ontem, 01/11, às 10:50, postou o poema "No caminho", de Maiakóvski: maravilhoso e muito apropriado!

    Muitos colegas estão reivindicando o retorno à greve. Creio, porém, que antes de qualquer coisa, precisamos nos organizar na base: primeiro nas escolas, a começar por uma operação única em relação ao SIMAVE, esclarecendo a todos - colegas, alunos e à comunidade (através de bilhetes, nas igrejas, nas praças...) o porquê e o objetivo da ação; acredito que orientar os alunos a anularem as questões é o mais viável; também concordo com o Eduardo, que postou às 6:27 de ontem, de que a intenção clara do governo é desconstruir o movimento que criamos e solapar a força e a autoridade do sindicato. O governo quer novamente a categoria fraca, desesperada, sem rumo, sem vontade, ou melhor, sem condições de lutar... Não nos deixemos abater, colegas. O que fazer?, pergunta Eduardo. Respirar fundo, não desesperar, não adoecer; esse momento vai passar, ele é fruto da nossa mobilização, que o governo não quer que se repita. Se a situação financeira estiver desesperadora,caso o pagamento não tenha vindo este mês (sacanagem!...),procure os colegas mais próximos e mais engajados e fale da sua situação. (continua...)

    ResponderExcluir
  25. Professor Euler,
    Outra coisa que não mencionei é: qualquer tabela que seja aprovada pelas partes deve contemplar a manutenção das gratificações porque eu mesmo já recebi benefícios e depois os perdi quando o governo desconta em PRC ou VTI e outras. São tantas...
    Professor Herbet
    Crsitália - MG

    ResponderExcluir
  26. Impeachment nesse desonesto!Acho que agora o povo de mg aprenderam a lição!Fora Aécio,fora Anastasia,fora corja sem escrúpulos.Vamos pra rua,vamos fazer Minas tremer.Tiramos Color e agora está chegando sua vez!Todas as classes trabalhadoras com cara pintadas e gritando fora corja dos infernos!

    ResponderExcluir
  27. Vilma Luiza, de Montes Claros2 de novembro de 2011 10:59

    (Continuação)
    Que em cada escola haja alguém ou algumas pessoas com iniciativa para organizar ajuda aos colegas nessa situação.
    Continuemos de cabeça erguida, companheiros(as) e lembremo-nos: " NUNCA TROQUE O QUE MAIS QUER NA VIDA, PELO QUE MAIS QUER NO MOMENTO." Abração em cada um(a) e ...força! Vilma Luiza, de Montes Claros.

    PS.: Se for necessário, continuemos a campanha de solidariedade através da sua conta, Euler, vc concorda?
    PS2: Como você disse ontem, o sindicato não tem recebido nossas contribuições; eu já tinha pensado nisso e acho necessário fazermos esses repasses direto na conta do mesmo, pq sem dinheiro não é possível organizar nada (ainda que - concordo com vc - tbém devesse receber ajuda da CUT e da CNTE)... Temos muito chão pra percorrer ainda, e muitos gastos pela frente. Vou fazer a minha parte: contribuir com os colegas e com o sindicato!E movimentar minha escola - abaixo o SIMAVE!
    Abração!

    ResponderExcluir
  28. GRAÇA:

    Como eu disse a pressão tem que ser imediata sobre todos os deputados e de maneira a torna-la publica em todas as midias. Veja só:

    Pressão interna adia votação sobre reajuste salarial do funcionalismo
    Deputados vão apreciar só na semana que vem o projeto de lei que aumenta salários dos servidores estaduais, para incluir reajuste dos funcionários da Assembleia Legislativa

    Juliana Cipriani -
    Publicação: 02/11/2011 06:00 Atualização: 02/11/2011 07:16
    Ficou para a semana que vem a análise da proposta de política remuneratória dos servidores públicos estaduais que estabelece reajustes anuais a cada 1º de outubro – data-base fixada no projeto – e traz dois aumentos ao funcionalismo que vão custar mais R$ 270.397.612,88 aos cofres públicos. O governo concede a praticamente todas as categorias 5% de reajuste retroativo a outubro deste ano e mais 5% em março do ano que vem. Pressionados por servidores da Casa, um grupo de deputados, no entanto, quer atrelar a votação desse e de outros reajustes à apresentação, pela Mesa, de texto que fará a recomposição salarial para os funcionários do Legislativo.

    O projeto reajusta a folha de servidores das áreas de saúde, educação superior, defesa social, agropecuária, meio ambiente, políticas públicas e gestão, seguridade social, cultura, obras públicas, fazenda, advogados, procuradores e outros. São 5% em outubro que custarão mas R$10.062.745,11 mensais, gerando impacto anual de R$ 132.968.977,86. A partir de março, o Executivo concede mais 5%, cujo impacto orçamentário será de mais R$ 10.360.587,78 mensais e R$137.428.635,02 anuais. Conforme o texto, que foi distribuído nessa terça-feira em avulsos na Comissão de Constituição e Justiça, o governo se compromete a dar aumento todo ano aos servidores. Porém, condiciona o cumprimento da regra a uma variação nominal da receita tributária positiva. O valor colocado à disposição para a política remuneratória será de 55% dessa variação positiva.

    Quórum Na comissão, o relator Sebastião Costa (PPS) se antecipou ao distribuir avulsos, já que o deputado André Quintão (PT) já havia anunciado a intenção de pedir vistas. Com isso o projeto já pode ser votado na próxima reunião da comissão, prevista para terça-feira. Além desse, estão tramitando propostas de aumento para o Judiciário e o Ministério Público. Nessa terça-feira, a reunião de plenário não foi aberta por falta de quorum. “Temos projetos de reajuste que entendemos devem ser priorizados e não estão sendo colocados. Estou disposto a fazer uma obstrução mais sistemática para que os projetos dos servidores sejam colocados em pauta”, afirmou deputado Sargento Rodrigues, que pediu contagem dos votos. Para os servidores da Assembleia, deve ser concedida uma recomposição salarial, ainda sem percentual definido, com impacto de cerca de R$ 40 milhões, retroativo a maio. “A Assembleia aparecer sozinha dando reajuste no momento em que o governo não define a tabela da educação não é prudente”, argumentou Sebastião Costa.

    Nos bastidores, há especulações de que o governo estaria negociando com os outros poderes uma data-base única para o funcionalismo, para um melhor planejamento financeiro.
    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/11/02/interna_politica,259519/pressao-interna-adia-votacao-sobre-reajuste-salarial-do-funcionalismo.shtml

    ResponderExcluir
  29. Que bom que a ressaca da decepção vai aos poucos passando e todos já seguimos à procura de uma solução para a retomada dos nossos direitos, pois certamente para todos nós, não foi fácil trabalhar nesses dias demonstrando profissionalismo e ética. No entanto, nossa vida continua para além desse desgoverno, por isso não podemos ficar só no lamento,como alguns colegas já expuseram, faz-se necessário que estejamos unidos para que encontremos alguma resposta para tudo isso, mesmo que não seja tão imediata, conforme desejamos, em face do sofrimento, da angústia e da desesperança, mas resgatemos o que há, ainda, de força e de resistência para seguirmos em frente. Afinal, muitos de nós estão na profissão por escolha e por isso fez investimentos sérios na carreira, ao longo desses anos de vida profissional, exatamente por acreditar no que faz, por respeitar o aluno e por crer que pode contribuir para uma sociedade melhor. Isso não é sonho, é querermos ser feliz na profissão que exercemos. Logo, nossa pausa de relativa trégua acabou, voltemos à luta.

    ResponderExcluir
  30. Bom dia Euler,
    vi as duas tabelas e numa coisa não concordo. Quando foi falado que o governo paga um PISO de 369,00, então é o menor salário pago a um professor de nível médio,certo?
    Por que na hora de fazer a tabela, o piso do MEC não começa a contar também para o básico para quem tem ensino médio somente ou seja os 1187,00?
    São duas falas diferentes, básico é básico.

    ResponderExcluir
  31. O DEPUTADO SEBASTIÃO COSTA QUE SE CUIDE, PORQUE NÃO PODE CONTINUAR NA VIDA PÚBLICA SÓ FAZENDO ASNEIRA E RESPALDANDO O GOVERNO NAS SUAS MALDADES, O PESSOAL LÁ DA REGIÃO DELE TEM QUE DÁ UM JEITO DE NÃO VOTAR NESTE HOMEM, ELE É UM DOS QUE TEM QUE SER VARRIDO DA ASSEMBLEIA, FIQUEM DE OLHO NOS CANDIDATOS DELE POR AÍ, É AGORA QUE VOCÊS TEM QUE DÁ O TROCO NELE. ELE VEM ENGANANDO JÁ FAZ TEMPO O POVO DAÍ, TODO MUNDO FALA MAL DELE, ENTÃO TÁ NA HORA DE DAR UM BASTA.

    ResponderExcluir
  32. Até que enfim...
    ATITUDE, GENTE! FORÇA! CORAGEM! A GUERRA CONTINUA...
    VAMOS BOTAR PRA FERVER.
    VAMOS TIRAR ESSE MONSTRO DO PODER!

    NO DIA 10/11 - TODO MUNDO LÁ NA ASSEMBLÉIA!

    ResponderExcluir
  33. Pessoal,
    No jornal "O TEMPO" de hoje tem um contra-cheque com os descontos de faltas greves atrasadas ( sábados e domingos de junho e julho). É um absurdo este desconto, ainda mais que as diretoras poderiam ter avisado aos professores que haveria este corte, para não sermos pegos de surpresa. Perdi cerca de R$ 700,00. No rodapé do contra-cheque está descrito as horas descontadas de junho e de julho; acessem:
    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=186767

    ResponderExcluir
  34. Deixem seu comentário no jornal o tempo. Lá saiu uma boa reportagem sobre nossa luta.

    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=186767

    ResponderExcluir
  35. Bom dia a todos ! Peço a quem souber , pois eu tentei e não consegui, colar o título e a tabela que o Euler colocou no início de seu texto de hoje no jornal o Tempo . Ali está uma reportagem que mostra o que estamos vivendo com o descumprimento do acordo firmado pelo governo conosco , na semana passada. Penso que seria importantíssimo que lá também aparecesse esta comparação que revela o quanto estamos sendo roubados pelo governo. Por favor, tentem fazer isso ! O copiar e colar não funcionaram comigo ! Um abraço e Coragem ! Nós venceremos ! "Se Deus é por nós, quem será contra nós !" Márcia

    ResponderExcluir
  36. Em tempo: O copiar e colar não funcionou comigo. Márcia

    ResponderExcluir
  37. Anônimo das 08:37.

    Estamos vivendo um período no qual o que está sendo posto ao nosso alcance é pura e simplesmente a política neoliberal, elaborada desde o CONSENSO DE WASHINGTON, e políticos tais como os representados principalmente por partidos direitistas PSDB,DEM, PMDB, por exemplo seguem à risca os ditames implantados por grandes e poderosos grupos. A recorrência ao professor como "missionário", segue a postura desses políticos que representam a direita e extrema direita brasileira que querem sucatear o ensino público em favor da privatização, ao mesmo passo em que privilegiam as camadas mais altas da sociedade. Isto é uma falácia sempre repetida nos extratos mais altos da sociedade. Não é a toa que Cid Gomes tenha entoado este cântico no Ceará, pois é assim que eles pensam o país, sem a participação popular nas decisões políticas, apenas nas aceitações como seres adestrados que as avalisem.

    ResponderExcluir
  38. Prezado Euler e sindicalistas, que lutam em prol da categoria dos professores,

    Sou um professor designado (recém-formado, 2010), participei da greve 2011 até o limite da minha condição, ou seja, até a finalização do meu contrato (FP de 2 meses, com 29 dias de FALTAS), passei o período das férias sem contrato e retornei um mês antes da suspensão da greve na substituição de LS de uma professora, mas mesmo na condição difícil, pois não sou efetivado, nem nomeado, nem designado com vinculo, sempre fui favorável ao movimento fazendo conscientização com alunos e trabalhadores acerca da greve dos professores (necessidades, objetivos, causas, ineficiência política). Sei que a valorização do professorado tem impacto na melhoria da educação. Maus profissionais têm em todas as áreas, como também na educação, mas nossa área é privilegiada, pois tem, na maioria de seu quadro, profissionais qualificados e comprometidos, pois com todas as adversidades do "sistema" ficar na educação hoje no Brasil são apenas guerreiros, pessoas éticas e dignas e que acreditam no potencial transformador da educação e que tem paixão pelo exercício de ensinar, falo isso sempre com os alunos. Defendo sempre a categoria e as mobilizações, principalmente problematizando os sensos-comuns pertinentes em falas e discursos que pregam a desmoralização do movimento, do pessoal grevista, a desqualificação dos envolvidos e manipulação política dos objetivos; sempre reiterando a idéia que é apenas uma categoria unida, e com consciência crítica da sua realidade, consegue explanar de forma eficiente e eficaz, ações sociais e políticas que consigam transformar a ordem das coisas, trazer a melhoria para todos. Por isso acho que o professorado não deve agora abaixar a cabeça e ver sua autodestruição, mas reerguer o peito guerreiro que enfrentou 112 dias de percalços e contrariedades e articular uma ação direta e precisa, que não deixe alternativas, pois se luta aqui contra um governo que se diz democrático, que utiliza-se do jargão de estar aberto a negociação, mas reconhecendo a situação das coisas, o que levou a tal processo e sabendo suas condições (jurídicas e de finanças públicas) não deixa de fazer suas picardias autoritária e totalitárias, não mostrando bom-senso, apenas despreparo em estratégias políticas em lidar com as demandas sociais e a administração dos recursos (já que mancha o símbolo do partido, pois que candidato, em são consciência, deixa uma categoria, seja ela qual for, mais de 100 dias de greve? ainda sem resolver a situação de forma efetiva e eficaz?)

    Portanto, parabenizo o movimento pelos esforços constantes, Beatriz Cerqueira e os demais colegas, reconheço a dificuldade em tentar lidar com um governo restrito, mas não podemos achar que perdemos e que a história terminou. Temos que agora rearticular o movimento pela VALORIZAÇÃO DO PROFESSORADO E DA CARREIRA DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO!!!! LUTA PELO CUMPRIMENTO DA LEI DO PISO SALARIAL DOS PROFESSORES!!!!
    QUE GOVERNO É BOM, isso é questão de quem diz, para quem diz, onde diz; e também, todo governo tem que prestar contas, uma coisa é certa: MELHORAR TODOS QUEREM, MAS RESOLVER NINGUÉM QUER!!!! LUTA PELO PISO SALARIAL DIGNO E PLENO!!!!! Com 785,00 o Governo destrói a profissão, quem com curso superior vai se submeter? Já são poucos que mesmo com o imediatismo do subsídio já se submetem, por exemplo, da minha turma de Licenciatura Plena de 2006, de 80 alunos, apenas 2 (DOIS) estão em sala de aula, que ainda acreditam na educação e lutam e reivindicam seus direitos, pois seus deveres já cumprem, não como o GOVERNO, fora-da-lei, que esqueceu que tem DEVERES!!!!!
    Minha sugestão: UNIÃO, CONSCIENTIZAÇÃO DA SITUAÇÃO (desnudar a realidade das coisas, acabar com os sensos-comuns e os papos de surdo-cego-mudo de uma mídia omissa, comprada e comprometida com valores dominantes e alienação geral e de setores públicos submissos, pois não cumprir uma lei é crime!!!) e MOBILIZAÇÃO PARA UM MOVIMENTO DE GREVE POR TEMPO INDETERMINADO......
    Uberlândia, novembro/2011

    ResponderExcluir
  39. Continuo com a idéia de se manter paralisações pontuais de grande impacto antes que Assembléia Legislativa entre em recesso.

    Essas paralisações, deveriam ser bem fortes e produtivas com mais de 70 mil professores que funcionassem como um gigante instrumento de pressão em prol do piso justo na carreira atual.

    Ah! Lembrando, agregado a esses 70 mil professores poderiam estar outros sindicatos e as comunidades sociais.

    ResponderExcluir
  40. Renata/Geografia

    Euler,estivesse pensando e gostaria de uma orientação: e se cada escola reunisse todos os seus funcionários e contratassem, juntos ,os melhores advogados de sua região,daqueles que ganham todas,talvez ficasse mais barato,e o governo teria vários processos para responder, não sou sindicalizada e não quero me sindicalizar pois tenho vários empréstimos descontados em meu contracheque(consequência do salario de fome) e não quero mais nenhum desconto então acho que deverei procurar um advogado sozinha ou em conjunto, como propus.Isso de alguma forma ´´e valido?Prejudicaria os trabalhos do sindicato?Os juristas do sindicato são muito fraquinhos.Eu e meus colegas de trabalho somos NDG até o fim.Aguardo resposta.

    ResponderExcluir
  41. ESSE CARA É ordinário MESMO!

    deixou a gente 03 meses sem salário. agora paga 01 mês e ainda tem coragem de descontar o meu ipsemg duas vezes, ou seja: 28,41% da minha verba alimentar ficou no ipsemg.
    O IPSEMG PODE ESPERAR, A ALIMENTAÇÃO DOS MEUS FILHOS NÃO!

    e quando me pagarem a reposição vão descontar o ipsemg de novo?

    VAMOS TIRAR ESSA "PRAGA" DAÍ, GENTE! PELO AMOR DE DEUS!

    ResponderExcluir
  42. Concordo com o colega acima:
    Nesta nova tabela do governo o piso inicial deveria ser de R$ 1187,00 e não de R$ 712,20.

    ResponderExcluir
  43. Oi Angela
    Por favor não deixe de postar.Este blog é do tamanho do mundo e cabe todo mundo.Além disso o EULER é muito democrático.LIGA NÃO! Esta professora não tem nada de maluquinha.A professora maluquinha,do Ziraldo,é muito mais afável e não usaria um tom tão ofensivo.A sua história ANGELA mostra uma mulher de muita fibra.Vai deixar um comentário sem importância determinar seu próximo passo?
    Um beijo GA

    ResponderExcluir
  44. Muito bem,
    novamente sinto o perfume da virilidade nesse blog. Juntos contra esse governo imundo. E a senhora sindicalista que abra as portas para os machos viris do NDG que estão dando conta do recado, juntamente a um jurídico combativo e competente. Chega de estagiário de advogado meia boca que nada resolve.

    Leila de Pádua

    ResponderExcluir
  45. PRECISAMOS DE COORDENAÇÃO DE ESTRATÉGIAS PARA AGIRMOS EM CONJUNTO.

    ResponderExcluir
  46. Este é governo é tão........que nem considerou o reajuste para o próximo ano que é em torno de 16,6%... Estamos a pé de governador, secretária,almg e etc.
    Firmes na luta.

    Ricardo ( NDG de Valadares)

    ResponderExcluir
  47. Oi, Ângela,
    Deus lhe pague também.
    Quero você saiba quem não fui eu a primeira pessoa a reclamar da palavra "faicha". Se você leu bem o meu post, deve ter percebido que eu disse que já nem sei se me incomodo mais com esses erros ou não.
    Antes de reclamar de mim, por favor, leia os comentários novamente. Alguém, antes de mim, já havia dado conta do erro.
    Peço-lhe desculpas sinceras.
    Um abraço,
    Tia Maluquinha.
    Ps.: Nunca fiz uma correção para criticar. O intuito é ajudar, apenas.

    ResponderExcluir
  48. cOMPANHEIRA âNGELA!! OLHA NÃO SE SINTA DIMINUÍDA!!AQUI.. VC ESCREVE BEM!! QUE BOM QUE SE IDENTIFICOU!! PQ EU MESMA PENSEI QUE FOSSE PROFESSOR!! NÃO QUE PROFESSOR NÃO ESCREVA ERRADO...ESCREVE PRA CARAMBA!! EU TBÉM ESCREVO MAS TENHO SEMPRE O CUIDADO QUANDO TENHO DÚVIDAS. QUANDO SURGE CONSULTO O DICIONÁRIO!!E AGORA TEMOS UMA FERRAMENTA ÓTIMA QUE O COMPUTADOR E FICA FÁCIL IR NO GOOGLE, É RAPIDINHO!! FICA AÍ A DICA!! E VC TEM MESMO QUE ESCREVER SIM!!E A DEMOCRACIA!!
    MARIA-PROFESSORA DE INGLÊS,OU SEJA, FIZ LETRAS!! RSRRSRSRS E TENHO MUITAS DÚVIDAS... IMAGINA QUEM NÃO TEVE A CHANCE DE ESTUDAR COMO VC!! FIQUE BEM!!

    ResponderExcluir
  49. FORA DEPUTADO SEBASTIÃO COSTA!
    FORA DEPUTADO SEBASTIÃO COSTA!
    FORA DEPUTADO JOÃO LEITE!

    ResponderExcluir
  50. Daniel Bechara - Águas Formosas2 de novembro de 2011 12:32

    A nossa História é mais marcada pelas permanências do q pelas mudanças:

    PROFESSORES: Escravos - Professores não grevistas - Agem como escravos submissos, aceitam o status quo passivamente, domesticados pelo sistema.
    Professores grevistas - Quilombolas

    DIRETORES, INSPETORES E ANALISTAS: Capitães - do -mato: são responsáveis pela domesticação dos escravos, e repressão aos quilombolas. São explorados, mas agem segundo as ordens do seu amo (governador). Neste caso, existem raríssimas exceções.

    Governador: Senhor de escravos e dono do ENGENHO: Posição mais alta da sociedade escravista

    ResponderExcluir
  51. Pessoal,
    Bom seria digitar esses textos maravilhos do Professor Euler ,trabalhá-los na sala de aula .Português poderia explorar as três partes da gramática , história poderia explorar a escravidão vivida por todos os de baixa renda no governo PSDB,aqui em Minas Gerais,matemática explorando o prejuízo dentro das tabelas e assim por diante.Ainda podia pedir apreciação dos pais numa sìntese rápida ,o que entenderam do texto e avaliar a cada aluno mediante o proposto. Assim os pais estariam de perto acompanhando o descaso do governo e posicionando em prol de todos envolvidos no processo.Montando texto tbm sobre as 8carreiras da Educação ,todas elas contribuem para formação do aluno. Creio que a partir daí o apoio de todos os familiares ,bem como ,os profissionais da educação estariam apostos a chamada para a luta.Outra, é bom estarmos acordados pelo recesso da ALMG que a partir de dezembro ,só haverá retorno em fevereiro ,e aì como ficaria o Pido será aplicado a partir de janeiro?Acho que deverá haver pressão urgente aos deputados , eles queirerão ver seus candidatos a vereadores e prefeitos eleitos em 2012 ,e isto estará condicionado ao apoio total aos Educadores. agora ,se optararem pela justiça ,sou aposentada ,entrarei com vocês . Sou seguidora assídua deste blog ,logo digo,de Euler ,esse sim ,deveria estar à frente do Sindicato.Caso Euler não existisse , a greve de 112dias jamais teria aconteceria . Bravo Professor ,grande lutador, exímio conhecedor de legislação ,mediador de alto nível ,parabéns ,Euler ,!!!! ´´E inimigo do bom ,isto porque é ótimo.Seu blog é minha biblía sagrada , rezo nele o dia todo.Qualquer que for a decisão ,ingressar na justiça , pressionar os políticos ,acompanharei .Deus proteja você pela sua sábia decisão. Vamos vencer esse déspota ,hoje se encontra governo ,amanhã será outro dia !!!! Deus iluminará as decisões aqui tomadas. Caso ocorra erros ,não sou digitadora e ainda muito apavorada,digito com um dedo só , olhando só no teclado.Deus está ao lado justos.

    ResponderExcluir
  52. Karl Marx dizia: " ...os capitalistas estão cavando a própria sepultura." Infelizmente isso está acontecendo...

    Quem viver verá!
    O INSANO está cavando a sua própria sepultura!!!

    ResponderExcluir
  53. Ângela, continue postando seus comentários ,eles são válidos .Parabéns,você sabe expor suas ideias ! A muito maluquinha não soube expressar ,ela tbm compactua de seu posicionamento ,liga não. Tenho certeza que ela admira muito mais você agora! Grande abraço

    ResponderExcluir
  54. Já que ninguém tá entendendo o contra cheque, que tal fazermos filas enormes nas portas das SRE's de todas as cidades para pedir esclarecimentos e retificações,dia 07/11, dia de reunião da comissão, seria ótima forma de pressão/protesto.

    num desses sites a Gazzola admitiu ter havido alguns erros...então, todo mundo conferindo o contra cheque...

    ResponderExcluir
  55. Euler, companheiras e companeiros de vitórias. Há muito tempo venho notando que estamos escrevendo e muito sobre essa figura desajeitada, medroso,imcompetente,e que se esconde sobre, factóide que ele é, atrás de uma condição de faz de conta que é governante de um estado como o nosso. Tenho escutado através de diálogos que votaram nele e como estão decepcionados, pasmos,intrigados com tudo isso que estão fazendo com Minas Gerais. Quem mora em outros estados não estão entendendo o que se passa aqui. Estes governantes estão ganhando dinheiro à toa. Dia 21 de outubro , tarde da noite, pela Rede Vida, vi um programa de entrevista com o filho de um negociador, negociador? Danilo de Castro, e nunca vi como se parece com o pai e os deputados da Assembléia de Minas,é um repeteco, ainda bem que assisti só 4 minutos (estava no final),graças a Deus, que alívio.Sendo assim vejo que não podemos dar força a esses que se dizem representantes do povo.Povo? Que Povo?. Uma sugestão, vamos acompanhar, na medida do possível, os passos desses governantes. Não podemos esquecer que nós é que fazemos a mudança de um lugar, um estado,um país. Vamos pensar um pouco a cada dia, vamos meditar o que fazer, bem planejado. Estou com Leila das 11:47. Vocês, da capital, votem bem, escolham melhor, porque no interior estamos nos preparando para o próximo pedido de emprego(eleições). já pensaram nisto?. Vamos à luta. Reconhecer a nossa importância é primordial, até para um governo como o nosso. Certa vez escutei e vi pela TV o Delfim Neto (quando era Ministro da Fazenda- chiiii, quanto tempo.) que era muito importante que os interessados negociassem o que era de seu interesse.Portanto VAMOS LUTAR! Beijos.

    ResponderExcluir
  56. PRECISAMOS DE COORDENAÇÃO DE ESTRATÉGIAS PARA AGIRMOS EM CONJUNTO.

    ResponderExcluir
  57. Vilma Luiza, de Montes Claros2 de novembro de 2011 13:09

    Oi, cometi um erro, ao dizer que o poema que li no blog da Bia e do qual gostei é "No caminho", de Maiakóvski. Na verdade, é "No caminho, com Maiakóvski", e seu autor é Eduardo Alves da Costa, escritor e poeta brasileiro de Niterói, nascido em 1936(pesquisei, né,depois do fiasco... Paciência, acontece!)Já conhecia alguns trechos do mesmo, mas todo ele vale a pena ser lido e trabalhado em sala de aula.Confiram:

    No Caminho, com Maiakóvski
    Eduardo Alves da Costa

    Assim como a criança
    humildemente afaga a imagem do herói,
    assim me aproximo de ti, Maiakóvski.
    Não importa o que me possa acontecer
    por andar ombro a ombro com um poeta soviético.
    Lendo teus versos, aprendi a ter coragem.
    Tu sabes,
    conheces melhor do que eu a velha história.
    Na primeira noite eles se aproximam
    e roubam uma flor do nosso jardim.
    E não dizemos nada.
    Na segunda noite, já não se escondem:
    pisam as flores, matam nosso cão,
    e não dizemos nada.
    Até que um dia, o mais frágil deles
    entra sozinho em nossa casa,
    rouba-nos a luz, e,
    conhecendo nosso medo,
    arranca-nos a voz da garganta.
    E já não podemos dizer nada.
    Nos dias que correm
    a ninguém é dado repousar a cabeça
    alheia ao terror.
    Os humildes baixam a cerviz;
    e nós, que não temos pacto algum
    com os senhores do mundo,
    por temor nos calamos.
    No silêncio de meu quarto
    a ousadia me afogueia as faces
    e eu fantasio um levante;
    mas manhã,
    diante do juiz,
    talvez meus lábios
    calem a verdade
    como um foco de germes
    capaz de me destruir.
    Olho ao redor
    e o que vejo
    e acabo por repetir
    são mentiras.
    Mal sabe a criança dizer mãe
    e a propaganda lhe destrói a consciência.
    A mim, quase me arrastam
    pela gola do paletó
    à porta do templo
    e me pedem que aguarde
    até que a Democracia
    se digne aparecer no balcão.
    Mas eu sei,
    porque não estou amedrontado
    a ponto de cegar, que ela tem uma espada
    a lhe espetar as costelas
    e o riso que nos mostra
    é uma tênue cortina
    lançada sobre os arsenais.
    Vamos ao campo
    e não os vemos ao nosso lado,
    no plantio.
    Mas ao tempo da colheita
    lá estão
    e acabam por nos roubar
    até o último grão de trigo.
    Dizem-nos que de nós emana o poder
    mas sempre o temos contra nós.
    Dizem-nos que é preciso
    defender nossos lares
    mas se nos rebelamos contra a opressão
    é sobre nós que marcham os soldados.
    E por temor eu me calo,
    por temor aceito a condição
    de falso democrata
    e rotulo meus gestos
    com a palavra liberdade,
    procurando, num sorriso,
    esconder minha dor
    diante de meus superiores.
    Mas dentro de mim,
    com a potência de um milhão de vozes,
    o coração grita - MENTIRA!

    Forte, não? Bjo. Vilma

    ResponderExcluir
  58. Estamos esperando o SINAL VERDE do sindicato para começarmos as aulas de 0:35 min.

    ResponderExcluir
  59. Poderíamos iniciar uma campanha para um futuro plebiscito em Minas Gerais para dividirmos o estado no minimo em 10 novas unidades da federação e em nenhum deles seria permitido chegar ao poder pessoas como Aécio Neves e Antônio Desgraçasia.

    ResponderExcluir
  60. Queremos começar as aulas de 0:35 min, IMEDIATAMENTE.

    Aguardamos instruções do sindicato para agirmos em conjunto.

    ResponderExcluir
  61. Recebi por E-mail. Não garanto a veracidade.
    Beijo a todos.


    PÉROLAS DO ENEM

    "O Brasil não teve mulheres presidentes mas várias primeiras-damas foram do sexo feminino".


    "Vasilhas de luz refratória podem ser levadas ao forno de microondas sem queimar".

    "O bem star dos abtantes da nossa cidade muito endepende do governo federal capixaba".


    "Animais vegetarianos comem animais não-vegetarianos".

    "Não cei se o presidente está melhorando as insdiferenças sociais ou promovendo o sarneamento dos pobres. Me pré-ocupa o avanço regresssivo da violência urbana".

    "Fidel Castro liderou a revolução industrial de 1917, que criou o comunismo na Russia".

    "O Convento da Penha foi construído no céculo 16 mas só no céculo 17 foi levado definitivamente para o alto do morro".

    "A História se divide em 4: Antiga, Média, Momentânea e Futura, a mais estudada hoje".

    "Os índios sacrificavam os filhos que nasciam mortos matando todos assim que nasciam".


    "Bigamia era uma espécie de carroça dos gladiadores, puchada por dois cavalos".

    "No começo Vila Velha era muito atrazada mas com o tempo foi se sifilizando".


    "Os pagãos não gostavam quando Deus pregava suas dotrinas e tiveram a idéia de eliminá-lo da face do céu".

    "A capital da Argentina é Buenos Dias".

    "A prinssipal função da raiz é se enterrar no chão".

    "As aves tem na boca um dente chamado bico".

    "A Previdência Social assegura o direito a enfermidade coletiva".

    "Respiração anaeróbica é a respiração sem ar, que não deve passar de 3 minutos".

    “Ateísmo é uma religião anônima praticada escondido. Na época de Nero, os romanos ateus reuniam-se para rezar nas catatumbas cristãs".


    "Os egipícios dezenvolveram a arte das múmias para os mortos poderem viver mais".


    "O nervo ótico transmite idéias luminosas para o cérebro".

    (Esse aí não deve ter o tal nervo, ou seu cérebro não seria tão obscuro.)

    "A Geografia Humana estuda o homem em que vivemos".

    "O nordeste é pouco aguado pela chuva das inundações frequentes".


    "Os Estados Unidos tem mais de 100.000 Km de estradas de ferro asfaltadas".


    "As estrelas servem para esclarecer a noite e não existem estrelas de dia porque o calor do sol queimaria elas".

    "Republica do Minicana e Aiti são países da ilha América Central".

    As autoridades estão preocupadas com a ploleferação da pornofonografia na Internet".

    "A ciência progrediu tanto que inventou ciclones como a ovelha Dolly".


    "O Papa veio instalar o Vaticano em Vitória mas a Marinha não deixou para construir a Capitania dos Portos no mesmo lugar".

    "Hormônios são células sexuais dos homens masculinos".

    "Os primeiros emegrantes no ES construiram suas casas de talba".

    "Onde nasce o sol é o nacente, onde desce é o decente".

    "A terra é um dos planetas mais conhecidos e habitados no mundo. Os outros planetas menos demográficos são: Mercurio, Venus, Marte, Lua e outros 4 que eu sabia mas como esqueci agora e está na hora de entregar a prova, a senhora não vai esperar eu lembrar, vai? Mas tomara que não baixe minha nota por causa disso porque esquecer a memória em casa todo mundo esquece um dia, não esquece?".

    ResponderExcluir
  62. Credo Leila
    Quem vai gostar do seu post é o g.............!

    ResponderExcluir
  63. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE.

    Com a devida vênia, republico a mensagem da Maria Helena, das 23:03, de ontem:

    Anônimo disse...

    Euler acho que errei ao postar anteriormente então faço-o novamente.Tenho um irmão que trabalha com uma equipe de advogados de S.Paulo e eles são porretas,ganham todas .Aqui em Monte Carmelo já ganharam milhões para empresas de impostos cobrados pelo governo indevidamente.Se você quiser converso com ele e daí ele entra em contato com você.Do que cobrarem dividiremos entre os 153 mil que optaram,o que acha?Pelo menos você podia conversar com ele ou por email.Que acha?Maria Helena
    1 de novembro de 2011 23:03

    NÃO SERIA VIÁVEL?

    Abraços a todos.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  64. Estamos no aguardo, aulas de 35 minutos já, boicotar o simave, aplicar sim, mas com orientação para os alunos marcarem x em todas as opções, eles vão adorar.Quero ver resultado para esse desgovernador e sua corja de bandidos.

    ResponderExcluir
  65. ONDE QUE O CHÃO DEMINAS COMEÇOU A TREMER? SÓ SE FOR NA SUA CABEÇA EULES.
    PARA DE ILUSÃO DE PALAVRAS BONITA E VAMOS AGIR.

    VAMOS PARAR DE BLA BLA BLA E VAMOS A BRASILIA.

    UMA PERGUNTA EULER? E ME RESPÓNDA POR FAVOR.

    PORQUE VC NÃO FAZ CAMPANHA PARA NOS IRMOS A BRASILIA? TENHO UMA VAM E LEVOI 14 SEM PAGAR NADA.

    NÃO SEI PORQUE VC NÃO PROMOVE ISSO. AI AI.....

    ResponderExcluir
  66. O que está em extinção é professor, quanto mais agora, essa desvalorização total do profissional da educação.Trabalho com onze turma do ensino médio e fazendo uma pesquisa sobre quem deseja ser professor(a), apenas duas alunas se manisfestaram e mesmo assim, uma teve dúvida se era realmente o que queria ser.
    Para piorar a situação, tenho uma colega de trabalho, por sinal excelente professora de Português, que Evai deixar a "carreira" de professora.E que "carreira"!!!!
    É uma situação preocupante, pois já li outros comentários de colegas do blog com a mesma intenção. E penso que , se não houver nenhuma medida por parte dos governantes, pode-se dizer que já estamos em EXTINÇÃO.

    ResponderExcluir
  67. Euler e companheiros do NDG!

    Na Metropolitana A, os substitutos não foram dispensados. Não conseguimos entender o motivo, pois os colegiados já se reuniram e aprovaram o calendário de resposição em cada escola. O que falta? Se continuarem na escola irão atrapalhar o nosso boicote às provas do dia 7. Principalmente nas escolas onde "a diretora" está em processo seletivo para cargos nas Metropolitanas e outros ... Precisam mostrar serviço!!!
    Na EEPD, por exemplo, existem dezenas deles.

    ResponderExcluir
  68. Olá Euler e seguidores do blog.
    Me envergonho de ter como governador, este maquiavelico, que só faz em prol dele mesmo e da sua corja.
    Que pena! Poderia ser tão diferente se ele(governo), ficasse do nosso lado e nem precisaríamos brigar , pois ele já nos teria dado o que é direito.Só um honesto age assim.
    Ele se esquece que nada é eterno e que este governo passa, assim como tudo passa.
    Percebo que ele não quer mais ficar na política e nem quer que ninguém dos seus aliados fiquem(Aécio e outros).
    Assinando assim a sua demissão política, percebe-se a ignorância e ambição momentânea dele. Isto prova que ele não tem DEUS e sim um bando de maquiavélicos políticos. Para ser um bom político, não precisa fazer o impossível por uma comunidade, basta ser justo.COM JUSTIÇA, GOVERNA UM MUNDO.
    Mesmo assim, ainda peço a Deus por ele e toda a sua corja.
    DEUS É MAIS! E BOA SORTE A TODOS NÓS.
    Marlene

    ResponderExcluir
  69. Ola pessoal, estive em greve do começo ao fim, e "não acho, TENHO CERTEZA" devemos agir em duas frentes: uma judicial - com um bom escritório de direito ( que tal um que apresentou os prós e contras do subsidio e VB, não lembro o nome mas estava postado aqui neste blog ou do sindicato ou da bia - alguém mais deve ter visto) .
    A outra frente é ocupar novamente a assembléa, alternando os colegas com os turnos trabalhados, voltar a fazer as paralizações em BH, como durante a greve exclarecendo a população que cumprimos nosso acordo e o governo não( apoio da opinião publica- entrar em contato com o jornal da record, com o reporter que fez a matéria sobre o caso do 712 pedreiro, e comunicar a eminente volta da greve e os motivos)

    E PARAR DE CHORAR, RECLAMAR, E FICAR ESPERANDO O SINDICATO FAZER ALGO...NDG INDEPENDENTE COMEÇAR A AGIR E LEMBRAR AO SINDICATO QUE QUEM MANDA SÃO OS PROFESSORES.....

    VAMOS VOLTAR SEXTA FEIRA PARA A GUERRA - -- AULAS DE 30 MINUTOS JÁ NA TERÇA COM EMINENCIA DE GREVE GERAL......

    QUEM CONCORDAR POSTE NO BLOG DO EULER APENAS UMA VEZ PARA CONTAR O Nº DE PESSOAS, E POSTAR NO BLOG DA BIA SIMULTANEAMENTE( " AULAS DE 35 MINUTOS SEXTA-FEIRA DIA 04-11 POR TEMPO INDETERMINADO").

    ResponderExcluir
  70. PALAVRA DE ORDEM:
    - Pelo nosso bem, todos enviando o texto do PROF. EULER (o de hoje, 02/11/11) para todos os jornais, rádios, TVs e SITES da WEB.
    O TEXTO FICOU EXCELENTE!

    ResponderExcluir
  71. Boa tarde, turma do combate, valentes membros do NDG e demais colegas, estimados estudantes e pais de alunos!
    (parte 1)

    Boa tarde!

    Os comentários de hoje retratam uma categoria viva, pronta para a luta, o que deve fazer com o governo se preocupe.

    Nada menos do que o piso do MEC na carreira, com o devido reajuste em janeiro de 2012, será aceito. Além da devolução daquilo que o governo nos garfou ilegalmente em julho deste ano.

    Duas informações precisam fazer parte do nosso universo de atuação: dia 07 de novembro, pelo que informaram aqui, haverá aplicação do SIMAVE. É preciso conversar com os alunos e explicar a nossa situação, pedindo-lhes o apoio e a participação: marcar todas as letras de todas as questões, seja quem for o aplicador da prova.

    A segunda informação: o PROEB estaria confirmado para os dia 22/11 (prova de português) e 24/11 (prova de matemática). Deve estar na mira também.

    Hoje mais cedo uma combativa colega de São José da Lapa me ligou informando que vem realizando importante trabalho de diálogo com os alunos dela. Resultado: eles, por iniciativa própria, querem criar um blog intitulado: "O professor é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo". Algo mais ou menos assim. Pretendem colocar um texto inicial e pedir para que milhares de alunos e professores e pais de alunos assinem e coloquem nome, cidade e título de eleitor, para mostrar para os deputados, vereadores, governador, senadores e a quem mais se interessar, a força do nosso movimento. Vão divulgar a proposta através da rede social - Twitter, facebook, aqui no blog e em outros. Tem todo o nosso apoio, claro.

    E a manifestação do dia 10 reunirá o pessoal da Educação, da Saúde e da Polícia Civil. Seria importante convidar mais apoiadores.

    Não podemos perder de vista também a luta dos moradores da Comunidade Dandara. A mídia vendida já está divulgando que a justiça mineira (que justiça!!!) determinou o desalojamento do local com "respeito aos direitos dos cidadãos". Que piada! Querem botar as pessoas nas ruas, sem qualquer alternativa séria e digna de moradia e ainda têm a cara de pau de se falar em respeito aos direitos dos cidadãos? Essa gente não presta, não sabe o que é ser gente, não tem respeito pelo outro, não conhece a realidade social do nosso país!

    (cont...)

    ResponderExcluir
  72. (cont...) Parte 2;

    Quanto às demandas jurídicas que mencionei, devemos dar um prazo - não muito grande - para o sindicato apresentar uma proposta confiável, com advogados ou escritórios preparados. Caso isso não aconteça, devemos sim, nós mesmos, buscar alternativas. Não está descartada a possibilidade de fazermos um mutirão para arrecadar fundos para bancar os custos advocatícios. Claro que primeiro devemos cobrar do nosso sindicato. E queremos que o advogado ou advogados escolhidos abram um espaço de diálogo com a categoria, pois, embora eles conheçam os aspectos técnicos do processo, somos nós que melhor conhecemos detalhes políticos e sociais que podem dar uma face diferente para a demanda. Por isso, temos que ser ouvidos - não abro mão disso. Se eu tivesse sido ouvido sobre a ADI contra o subsídio, jamais aprovaria a linha adotada pelos advogados contratados pelo sindicato.

    No mais, permaneçamos na luta, dialogando com os colegas, pressionando o governo para que ele rode outra folha extra pagando o salário integral dos educadores, referente ao pagamento de novembro. Enquanto isso, a reposição está suspensa. Esta é uma arma importante. E não tem essa conversa de que o governo vai contratar novos substitutos. Ele não pode fazer isso.

    Aliás, este é outro ponto que devemos verificar com o jurídico: cobrar na justiça a devolução do dinheiro jogado fora com os substitutos, especialmente no mês de outubro, quando os educadores já haviam voltado ao trabalho. O governador do estado e a secretária da Educação e a do Seplag devem ser cobrados a devolverem aos cofres públicos os milhões de reais gastos sem necessidade com pagamento de 3 mil substitutos que ficaram perambulando pelas escolas. Talvez seja o caso de cobrar dos diretores de escola também, pois eles assumiram esta responsabilidade de forma compartilhada com o governo. Nenhum agente público pode cumprir uma ordem que ofenda a legislação vigente, sob pena de responsabilização compartilhada, cumplicidade, omissão ou prevaricação.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  73. Frase da filósofa russo-americana Ayn Rand:

    "Quando você perceber que, para produzir, precisa obter a autorização de quem não produz nada;
    quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores;
    quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho,
    e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você;
    quando perceber que a corrupção é recompensada, e a honestidade se converte em auto-sacrifício;
    então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada".

    ResponderExcluir
  74. Vilma Luiza, de Montes Claros2 de novembro de 2011 14:44

    He,he,he! É, companheira Leila, talvez possamos usar esse "perfume da virilidade" que se percebe no blog do Euler devido os muitos "machos" que aqui comparecem como um toque de persuasão a mais nas negociações - já que ações e palavras não estão surtindo o devido efeito! rsrsrs
    É bom ter um tempinho e humor para brincarmos um pouco, apesar dos pesares!
    Liga não, Leila, entendemos que vc quis dizer que os professores, mesmo não sendo advogados, demonstram ter mais iniciativa, garra e coragem do que parecem possuí-las os advogados do sindicato. Ciente do governo que temos, não sei se têm tanta culpa assim, mas precisamos realmente fazer algo urgente em relação às nossas causas jurídicas.

    ResponderExcluir
  75. EULER ENVIEI O MEU CONTRA CHEQUE PARA O SEU EMAIL DÊ UMA VERIFICADA PARA MIM POR FAVOR.NÃO ENTENDI NADA.
    ATÉ A VITÓRIA.
    GILVÂNIA.

    ResponderExcluir
  76. " AULAS DE 35 MINUTOS SEXTA-FEIRA DIA 04-11 POR TEMPO INDETERMINADO"

    ResponderExcluir
  77. PARALISAÇÃO TOTAL NO DIA 10/11/11.

    O SIND UTE DEVERÁ PRONUNCIAR A RESPEITO DA PARALISAÇÃO NO DIA 10/11/11, PARA QUE SEJA CONSIDERADO FALTA-GREVE.

    DEVERÁ TAMBÉM COMUNICAR A TODOS O INÍCIO DAS AULAS DE 0:35 min.

    AGUARDAMOS!

    ResponderExcluir
  78. Colegas,
    Não quero ser pessimista, mas sim, realista.
    Temos que mudar radicalmente a nossa estratégia de luta contra este desgoverno. Agora não adianta mais fazer outra greve, operação tartaruga, boicotar o SIMAVE, PROEB etc... para este desgoverno amanhã fará 2 dias do acontecido e pronto. Anastasia, Vilhena e Gazzola não tem nenhum temor a Deus e quem dirá de nós simples mortais. Sinceramente acho que 80% do professorado nem sabe o que está acontecendo. Estamos fragilizados economicamente, ainda mais devido a este corte ilegal no pagamento de novembro. Estão descontando até os sábados e domingos de junho e julho. O caso é sério, e ficar somente dando opiniões e não colocando nada em prática, não nos levará a lugar algum. Temos que marcar uma nova Assembléia da Educação na ALMG e partir para um ataque jurídico da pesada. O ano está acabando e estamos sem tempo para liquidar a fatura de uma vez para sempre. O piso tem que ser aplicado na carreira atual e pronto. Apesar da notícia de hoje no jornal O TEMPO, temos que atingir mais pessoas e o único meio de comunicação que nos atenderia seria o horário nobre da Globo. O clima nas escolas está péssimo e eu estou tomado pelos sentimentos de revolta e raiva que também estão me fazendo muito mal. Desculpas pelo desabafo.

    ResponderExcluir
  79. AULAS DE 0:35 min. A PARTIR DO DIA 08/11/11.

    O Sind UTE PRECISA NOTIFICAR A SEE/MG.

    ResponderExcluir
  80. Boa tarde amigos.
    Boa tarde amigo Marechal Euler.

    Fico especulando o que leva esse governo, seu antecessor, suas secretárias/secretário a ficarem tão imunes a todas as agressões cometidas contra as leis vigentes, várias, inclusive uma federal, a Lei 11.738/08, do PISO.
    Por que esse silêncio absoluto nacional?

    Por que ninguém se manifesta?

    Às vezes penso que estou em outro planeta.

    SERÁ QUE ESSE SENHOR E O SENADOR EX-GOVERNADOR FORAM ABDUZIDOS POR UM E.T. MALVADO?

    Meu Deus, não estou conseguindo alcançar a dimensão de tamanho desmando. Tão pouco de tamanha crueldade.

    Será que "estupidifiquei"?

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  81. "Os comentários de hoje retratam uma categoria viva, pronta para a luta, o que deve fazer com o governo se preocupe". (Prof. Euler)

    [...]
    [...], apesar dos perigos
    Da força mais bruta, da noite que assusta, estamos na luta
    Pra sobreviver, pra sobreviver, pra sobreviver
    Pra que nossa esperança seja mais que a vingança
    Seja sempre um caminho que se deixa de herança
    No novo tempo, apesar dos castigos
    De toda fadiga, de toda injustiça, estamos na briga
    Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
    [...]


    Disponível em: http://letras.terra.com.br/ivan-lins/46444/ Acessado em 02 de novembro de 2011.

    A paralisação dos 112 dias foi um movimento histórico para os educadores mineiros, dada a determinação e a força de um grupo, logo não foi em vão tudo que vivemos e passamos e não será, pois nos comparando à Fênix tenhamos a certeza de que o momento pelo qual passamos não sinaliza para o fim, mas para a certeza da renovação de que é possível, novamente, renascer das cinzas. Não vamos desanimar!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  82. Boicote Simave!
    Aulas de 35 min já!
    Vamos juntos!

    ResponderExcluir
  83. Euler,
    E sobre o aumento do Piso previsto para janeiro de 2012, falou-se alguma coisa? Pergunto a você, por que no blog da Beatriz já cansei de postar as minhas dúvidas e nunca obtenho resposta.
    Aqui no interior ficamos desamparados, ainda mais com essa subsede de Barbacena, fraquinha e sem ação!

    ResponderExcluir
  84. governo fdp
    FORA ANASTASIA
    FORA DITADORRRRRR
    GREVEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  85. Isabel, gostei do seu neologismo, mas quem "estupidificou" não foi você foram as autoridades brasileiras, por todo lado neste país o que se vê são desmandos, falcatruas e violências cometidas pelas próprias autoridades e ninguém toma atitude porque estão todos corrompidos pelo Poder. Ontem, um deputado do PSOL, Marcelo Freixo foi se exilar na Europa, pois a bandidagem do Rio, só neste mês, ameaçou-o 7 vezes e ele sabe que não são ameaças, são avisos de que vai morrer. A situação na qual vive o cidadão brasileiro é vexatória, pois as autoridades governamentais só se preocupam com frivolidades, por aqui tivemos exemplo disso: com tantos mineiros para serem condecorados na Assembleia, puseram uma baiana para saracotear por lá, e outras estultices mais há pelo país, exatamente porque o país está sendo administrado por um bando de gente estúpida.

    ResponderExcluir
  86. Caro Euler,

    Pessoal, estão lembrados do artigo do jornalista Eduardo Costa dando um recado emblemático (que até foi comentado aqui pelo Euler) segundo o qual o deputado João Leite havia comentado que o governo não teria caixa para cumprir a Lei do Piso?

    olha, não adianta alegar pra este pessoal que de acordo com esta lei é só pedir complementação orçamentária ao governo federal

    porque eles utilizam táticas nazifascistas de inverterem as coisas, de afirmarem mentiras tantas vezes, que as mesmas viram verdades

    gente, em sã consciência, alguém aqui esperava que este governo iria cumprir algum acordo com o final da greve?

    alguém aqui acreditou que este governo cumpre alguma coisa? que este governo faria uma proposta limpinha do piso na carreira, na tal comissão tripartite?

    por falar nisto, se alguém acredita em papai noel, é bom lembrar que a vinda dele está próxima

    estes métodos utilizados por este governo neoliberal e fascista são fáceis de ser percebidos - uma ditadura escancarada; com eles não adiantam bravatas

    e a tal comissão que viria da câmara dos deputados pra fiscalizar o cumprimento da Lei do Piso?

    e... ah, nos poupem, senhores, quem são os otários aqui???

    ResponderExcluir
  87. Caros Amigos educadores de toda Minas Gerais,

    SAUDAÇÕES ANTI-PSDBISTAS!!!!!

    A indignação é muito grande. Mas verdade seja dita, muito do que está aí tem muito da nossa falta de participação política e imobilismo. Espero que daqui por diante, participemos mais dos processos eleitorais de forma efetiva e combativa. Não me canso de dizer...2012 está chegando e depois dessa luta toda, precisamos destruir, acabar, jogar no lixo gente como João Leite, Danilo de Castro, Duarte Bechir, Zé Maia e não deixá-los voltar ao poder.
    A guerra é essa: "Ou nós destruímos o PSDB ou o PSDB nos destroi"
    Sem conversa, dó ou medo...é acabar mesmo, fazer o que for possível...a guerra está declarada!!!

    NDG x PSDB

    Murilo Maia - núcleo anti-PSDB - Montes Claros

    NOSSO LEMA E BANDEIRA DE LUTA:

    NÓS NÃO ESQUECEREMOS

    ResponderExcluir
  88. MURILO MAIA, ACRESCENTE NA SUA LISTA O DEPUTADO SEBASTIÃO COSTA.

    ResponderExcluir
  89. Por 1.300.000,00 veio abaixo um prédio lá em Brasilia.
    Legal né? O nosso dinheiro de impostos está sempre jogado fora e para quê?
    Construir hotéis de luxo à espera da copa.
    Por que então não reformá-lo?
    É o Brasil, só pensam no próprio umbigo.

    ResponderExcluir
  90. Amigos de luta, estou precisando de informaçôes sobre licença de gestação. O problema é o seguinte: em minha escola uma designada que em dezembro entrará no oitavo mês foi notificada que não terá direito à licença pois o seu contrato termina no dia 31.Procede esta informação? Mesmo sendo licenciada no início de dezembro ela perderá o seu direito após o término do contrato? Por favor se alguém tiver estas informações ficaria muito agradecida.

    Esta é apenas mais uma das maldades desse governo inescrupuloso.

    Com muita fé em Deus haveremos de vencer esta batalha!

    Um grande abraço a todos que fizeram desse blog uma fonte inesgotável de informações.

    ResponderExcluir
  91. Ola Pessoal vendo os comentários acima, quem se sentir prejudicado deve lutar pelos seus direitos.
    Vamos analisar a situação: O pessoal fica alegando que o Governo e mal, desalmado etc, na verdade estamos vendo um Governo bem incopetente pois essa situação e por incopetencia, arrogancia e prepotencia, pois eles arrumaram um embrulho tão grande que eles mesmo não estando conta de desamarrar.
    Então colegas vamos largar de ficar lamentando a vamos agir.
    Qual o motivo da fúria desse Governo, com as greves eles foram todos desmacarados pois nas propagandas que era um governo que o PIB está crescendo mais do que a China, mas o que foi mostrado que é somente mais um governo que está ai.
    Comentando o que um colega disse que a SRE de algum lugar está pressionando para voltar ao Subsidio chame a Policia para ela. Ou deixe bem claro que entrará na justiça contra a pessoal e não contra o estado, vamos a luta

    ResponderExcluir
  92. OLÁ ANÔNIMO DAS 11;10
    LI SEU COMENTÁRIO A RESPEITO DO DEPUTADO SEBASTIÃO COSTA. ELE É DA MINHA CIDADE, JÁ VOTEI
    NELE, MAS NA ÚLTIMA ELEIÇÃO, NÃO. MINHA FAMÍLIA
    TEM VÁRIOS EDUCADORES E NENHUM DELES VOTARAM NELE NA ÚLTIMA ELEIÇÃO. AQUI EM DIVINO (TERRA NATAL DELE) MUITAS PESSOAS NÃO GOSTAM DELE, NA ÚLTIMA ELEIÇÃO ELE TEVE POUCOS VOTOS. TORCI PARA ELE PERDER.QUASE PERDEU. FICOU DE SUPLENTE. O APELIDO DELE AQUI É SEBASTIÃO CACUNDA¨...POIS SÓ SABE DAR TAPINHAS NAS COSTAS DOS ELEITORES E VAI SAINDO DE FININHO.AQUI ELE NÃO GANHA PARA MAIS NADA E NEM QUEM ELE APOIAR.

    ResponderExcluir
  93. Começou a campanha: Para presidência do Brasil: AÉCIO,NEVER!

    Renata/Geografia

    ResponderExcluir
  94. ESTOU PENSANDO SÉRIO EM ESPERAR SÓ PASSAR A CAMPANHA POLÍTICA POR AQUI E VOU PEDIR EXONERAÇÃO DOS MEUS DOIS CARGOS DE 24 HORAS CADA E PROCURAR UM ESTADO BEM LONGE DE MINAS PARA MORAR E TRABALHAR.

    ESSE GOVERNO DE MINAS TEM CARACTERÍSTICAS DE POSSEÇÃO DIABÓLICA E NÃO QUERO SER GOVERNADO POR ESTE TIPO ANTICRISTO, VOU PROCURAR UM ESTADO DE GOVERNO CRISTÃO.

    ResponderExcluir
  95. O GOVERNO precisa ser PROCESSADO, pois além de não nos pagar o PISO ainda nos ENGANOU. Afinal optamos pela CARREIRA ANTIGA e NÃO por uma nova carreira. Ele desrespeitou totalmente o nosso PLANO DE CARREIRA. Como ele ousa inventar uma tabela com índices tirados de baixo do braço dele! Quem este canalha, bandido, pensa que é? Primeiro, fez a categoria optar no escuro e agora inventa novos índices... Por que ele não apresentou esta tabela rídicula antes? Propaganda enganosa é crime! NÃO CUMPRIMENTO DA LEI,desviar dinheiro também são crimes! Processo nele! QUEREMOS O QUE É NOSSO POR DIREITO! PISO SALARIAL DE ACORDO COM O NOSSO PLANO DE CARREIRA NO VENCIMENTO BÁSICO E NO CONTRACHEQUE! E acaba logo com a PALHAÇADA!

    ResponderExcluir
  96. Se o governo mineiro quer ACABAR COM A EDUCAÇÃO E COM OS EDUCADORES, nós iremos ACABAR COM O SEU GOVERNO!

    ResponderExcluir
  97. GRAÇA:

    OS 6 ESTADOS QUE AINDA NÃO PAGAM O PISO,
    MINAS GERAIS QUE VERGONHA!!!

    situação de 2011

    CH/S MINIMO
    VALOR DEVIDO VALOR PAGO
    PARÁ 40 h 1.187,00 1.121,34
    AMAPÁ 40 h 1.187,00 1.032,00
    GOIÁS 40 h 1.187,00 1.006,00
    RIO G SUL 40 h 1.187,00 862,80
    MARANHÃO 20 h 593,50 427,49
    MINAS GERAIS 24 h 712,2 369,00

    Para ver os valores dos demais estados clic em:

    http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/salarios-professores/

    ResponderExcluir
  98. Euler, olá é um prazer falar com você, falar é engraçado né, mas por favor vamos nos mobilizar e acatar a idéia da Prof Izabel de contratar esses advogados que ela conhece , com certeza é seguro cada um dos 153 mil doa um real e podemos começar o nosso plano de ação. Precisamos pensar que nem todo mundo vai aderir as idéias citadas aqui, pois para fazer a greve foi uma luta, convercer os colegas foi dificil e mesmo assim há professores que sequer toca no assunto. Penso que a única solução seria essa . Um abraço enorme e muita admiração.

    ResponderExcluir
  99. Desculpe, anônimo das 15h38min, não acho que todos nós sejamos otários, a luta nossa com o governo é assimétrica, aí é que está diferença. Ele tem o poder nas mãos, logo corrompe tudo para conseguir o quer. Por isso discordo, não somos OTÁRIOS, somos HERÓIS, pois tudo que ele já nos impôs e estamos firmes para continuar o embate, não por que nos qualificar de OTÁRIOS! Diríamos que nos encontramos feridos pelas maldades, mas não nos entregamos. Não faça pouco do NDG, ele já mostrou a que veio.

    ResponderExcluir
  100. Anônimo das 16h52min, todos os educadores de Minas estão unidinhos com você nessa campanha, a partir deste ano.

    ResponderExcluir
  101. DEPUTADO SEBASTIÃO CACUNDA DO DIVINO. ESSA FOI BOA! GOSTAMOS DE SABER QUE O CACUNDA AÍ NA REGIÃO VAI SE ESBORRACHAR.

    ResponderExcluir
  102. Acho que o sindicato tem que marcar uma reunião com paralisação geral,para que possamos traçar juntos e deliberarmos algunhas ações conjuntas.Ações como aulas de 30min ,não reposição dos dias de greve , boicote das provas sistêmicas,paralisações com ida para Bh toda vez que tiver reunião de negociação,montarmos um grupo de resistência para fazermos mobilizaçõa todos os dias na assembléia legislativa,mandarmos caravanas para pressionar em brasília , darmos doação ao sindicato cada um da 50 ou 100reais para que o sindicato contrate bons advogados para nos defender.Não podemos deixar esse ditador fazer o que quer ,vamos nos unir,denuciá-los a órgãos de direitos humanos internacionais .Alguém tem que nos ouvir.Não podemos deixar que a ditadura seja implantada em minas.Companheiros ou nos classificamos e lutaremos até a vitória ou será o fim de nossa carreira de longos anos de vida.Pensem bem ou é agora ou nunca.

    ResponderExcluir
  103. Não sabia que o governo pode TUDO e não acontece NADA! Assim é muito fácil governar! Faz tudo de acordo com os seus próprios interesses, FERRA com o povo e fica tudo por isso mesmo! Ah, vai te catar governozinho de m... Ao invés de inventar índices vai inventar conversa pra boi dormir. Não precisamos de governo pra inventar tabela, aliás governo nenhum tem o poder para tal, para isto existe também o Legislativo ou vai ignorá-los também? Temos o nosso PLANO DE CARREIRA que já está aprovado e aplicado há alguns anos... Vai governar que é pra isto que te elegeram! Se ainda não sabe o que é governar, vai estudar e aprender... Antes que o povo resolva lhe tirar do "seu palácio"!

    ResponderExcluir
  104. "Se o governo mineiro quer ACABAR COM A EDUCAÇÃO E COM OS EDUCADORES, nós iremos ACABAR COM O SEU GOVERNO!"
    É isso aí anônimo das 16:52

    ResponderExcluir
  105. Doação para o Sindicato, de forma alguma, no início do ano gastaram os tubos com Seminários, levando inúmeros professores alienados, que só queriam passear, tirar fotos para serem postadas em orkut, tanto que na greve não participaram, então o Sindicato precisa saber usar o nosso dinheiro e não fazer gracinha com chapéu dos outros. Sabemos que gastaram muito nesses 112 dias, mas se não tivesse feito gastos desnecessários no início do ano tinha alguma sobra. Mas vão aprender, inclusive observar bem quem são os professores que estão participando de eventos com ajuda do sindicato, é muito bonito encher ônibus para levar professor para ir a esses eventos, mas quando é para ir a Belo Horizonte em reivindicações esse professores não fazem parte da lista, pois a lista deles é que assinaram na escola para não fazer greve. Fique atento Sindicato!

    ResponderExcluir
  106. COLEGAS,
    BOICOTE PROVA BRASIL,
    BOICOTE SIMAVE

    ResponderExcluir
  107. Esta proposta do governo parece que é uma brincadeira de mau gosto, para não dizer que é uma chantagem, ou melhor, uma agressão, uma imoralidade própria para indivíduos desonestos, irresponsáveis, inconsequentes. Infelizmente os dois poderes constituidos são cúmplices, o parlamento e o executivo, então o governo fica poderoso fazendo o que quer.
    Olha só as incoerências dos dois modelos de remuneração:
    -Subsídio: piso, R$1.122,oo - cada progressão vertical acréscimo de 10%. - cada progressão horizontal acréscimo de 2,5% .

    -Carreira: piso, R$712,20- cada progressão vertical acréscimo de 5% Cda progressão horizontal acréscimo de 1%.
    Com esta proposta, o modelo da remuneração por subsídio fica melhor do que o modelo da remuneração pela carreira.
    Outro detalhe, a janela que foi aberta para quem quizesse ir para o subsídio está fechada.
    Isto realmente é uma chantagem criminosa, que jamais pode ser aceita.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  108. Anônimo das 15:36, você foi no cerne da questão, as ameaças ao deputado do PSOL do Rio de Janeiro partem de membros das milícias, e, quem faz parte das milícias? Policiais militares, políticos cariocas, empresários etc. Portanto, meu caro se no Rio está assim, como estará no restante do país? Lembro ainda que o ex deputado federal Hildebrando Pascoal, que também já foi do exército se encontra trancafiado em uma penitenciária de segurança máxima no Acre, devido às suas relações com o crime organizado.

    E digo mais, creio que a presidenta da República esteja sendo vigiada de perto por nada mais nada menos que o seu próprio vice Michel Temer.

    Infelizmente, esse é o Brasil em que vivemos e que está a cada vez mais adestrando e moldando a população brasileira, no afã de enfraquecer os movimentos sociais, levondo-os a formarem somente grupinhos que podem ser facilmente repelidos.

    ResponderExcluir
  109. Ao anônimo das 15:38, a tal comissão de deputados que viria de Brasília para fiscalizar a lei do piso salarial dos professores em Minas Gerais, só esperou a greve acabar para desistirem do intento.

    ResponderExcluir
  110. Euler,
    De 07 a 11 de novembro, teremos a prova Brasil, que é do governo federal e mede o IDEB das escolas estaduais, municipais e particulares.
    De 21 a 25/11 teremos o PROEB que é do governo de Minas e faz parte do SIMAVE, que é o Sistema Mineiro De Avaliacao.
    Essas duas semanas as SRE de Minas vão capacitar todos os diretores para o PROEB. já a prova Brasil não é ninguém do sistema estadual que é responsável e sim gente fora do sistema.
    Espero ter esclarecido essa questão.
    Trabalho numa SRE e torco como todos, pela melhoria de todos nós.
    Mariana

    ResponderExcluir
  111. Prof. Sebastião, mesmo que esse sujeito tivesse uma ataque de bom mocismo e possibilitasse quem está na carreira a ir para o subsídio, ainda assim não deveriam ir porque a paralisação de 4 meses foi com intuito de ver o Piso implantado na carreira, então ninguém vai ceder, esse veneno ele não vai jogar goela abaixo. Porque,debochadamente, ele e sua trupe devem estar considerando que os 153.000 profissionais estejam extremamente arrependidos por não terem seguido as determinações dele, é isso que quer, é isso que NÃO VAI TER.

    ResponderExcluir
  112. AQUI ESTÁ A NOSSA VITÓRIA

    ELES nos ofereceram o regime remuneratório VIGENTE como opção.
    Agora ELES querem modificar regime remuneratório, nos prejudicando IMENSAMENTE.

    O Procurador do MPE é nossa testemunha, pois foi lá no MPE, no dia 24/08/11, que o Governo reconheceu que 153.000 professores e servidores de Educação fizeram opção pelo regime remuneratório VIGENTE.

    COM UMA BOA CONSULTORIA E BONS ADVOGADOS SE GANHA ESTA CAUSA NOS TRIBUNAIS.

    PRECISA É DE AÇÃO RÁPIDA, FIRME E INTELIGENTE.

    ResponderExcluir
  113. ... AÇÃO ... AÇÃO ...AÇÃO ... AÇÃO ... AÇÃO ...

    ResponderExcluir
  114. Nada de doação para o sindicato. Prefiro que os educadores se organizem e entrem com ações particulares na justiça, pois quando voltei para a carreira antiga era com sua estrutura( 22% e 3%).
    O piso já deveria estar sendo pago. O juridico do sindicato é INCOMPETENTE AO EXTREMO, mas aposto que são muito bem pagos com nossas contribuições mensais. Não podemos continuar perdendo dinheiro: AÇÃO PARTICULAR NA JUSTIÇA JÁ!!!

    ResponderExcluir
  115. SOU PROFESSOR, PSDB NUNCA MAIS.
    Mais esta para a campanha das próximas eleições.
    Soraya. Bom Sucesso

    ResponderExcluir
  116. Turma do combate!

    Acho que a tabela que postamos hoje dá para trabalhar nas escolas com os alunos e sugerir, como dever de casa, que eles entrevistem os pais deles perguntando sobre o que eles acharam disso.

    Explicar:

    1) que uma tabela (a primeira linha de cada nível) é aquela reconhecida pelo MEC com base em Lei federal, a Lei do Piso, e aplicada ao Plano de Carreira dos educadores que se encontra em vigor no estado. Portanto, é a tabela legal e legítima para 2011;

    2) que a segunda tabela, a que está propondo o governo, não tem qualquer base legal, simplesmente procura reduzir os índices de promoção e progressão. Explicar que promoção é a diferença de nível, baseada no título acadêmico do profissional; e que progressão é a mudança de grau, baseada na combinação de tempo de serviço prestado com tantas avaliações de desempenho positivas (70% ou mais) do profissional;

    3) explicar ainda que o professor não tem outra fonte de renda que não seja o seu salário de servidor. Que ele às vezes precisa trabalhar em duas ou três escolas para completar sua renda e não passar fome;

    4) finalmente, mostrar que o objetivo da Lei do Piso, em determinação prevista pela Constituição Federal, é a valorização do educador, pois esta é a condição essencial para que haja uma Educação pública de qualidade, que beneficiará a todos, principalmente os filhos dos trabalhadores, já que a elite frequenta escolas particulares;

    5) perguntar aos pais e vizinhos o que eles acham dessa atitude do governo para com os educadores, sabendo que o governo tem dinheiro para construir cidades administrativas, reformar Mineirão, construir obras faraônicas outras, contratar centenas de cabos eleitorais para cargos de confiança com altos salários; que tem dinheiro para comprar a imprensa; que teve dinheiro para manter substitutos sem o que fazer nas escolas, mas diz que não tem dinheiro para pagar um salário mais justo para os educadores.

    Acrescentar o que acharem mais importante e realizar uma mesa redonda em sala de aula para discutir as diferentes entrevistas com pais e vizinhos. Ao final, se houver possibilidade, organizar uma síntese entre as diversas turmas. Pode ser feito por todos os professores, como aula de cidadania, que é tema transversal.

    Mais tarde, seria interessante organizar grupos de alunos de cada turma para visitarem os vereadores durante as sessões e indagarem sobre esta realidade dos educadores do estado. Cobrarem deles um posicionamento e uma moção oficial da Câmara dirigida para: Presidenta Dilma, governador do estado, senadores, deputados federais e deputados estaduais; e outra para o Ministério Público.

    A gente sabe que esses parlamentares, na maioria, estão corrompidos, mas pode ser que sob a pressão de centenas de estudantes e pais de alunos, e havendo eleição no ano que vem, eles queiram mostrar algum serviço.

    ResponderExcluir
  117. Assunto: LEIA A PÉROLA QUE O GOVERNADOR DO CEARÁ DISSE
    Enviada: 01/11/2011 23:03

































































    LEIA A PÉROLA QUE O GOVERNADOR DO CEARÁ DISSE

    "Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer
    ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado" - Cid Gomes

    O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), mandou um recado nesta segunda-feira (29) para os professores da rede estadual

    de ensino em greve há 24 dias e querem aumento de salário.



    Para ele, quem desenvolve atividade pública deve colocar o amor pelo que faz na frente do retorno financeiro.

    “Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro”, disse o governador.

    A afirmação já havia sido atribuída a Cid Gomes por professores que participaram de uma negociação pelo fim da greve.



    SE VOCÊ ACHA QUE O GOVERNADOR DEVE DOAR SEU SALÁRIO E GOVERNAR POR AMOR, PASSE PARA A FRENTE!

    CAMPANHA - Cid, doe seu SALÁRIO e governe por AMOR !

    Meus colegas, vamos espalhar isso aos 4 ventos e aumentar a campanha:

    DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS, MINISTROS, DOEM SEUS SALÁRIOS E TRABALHEM POR AMOR!

    ResponderExcluir
  118. Colegas,
    Torno a repetir: Vamos colocar a nossa indignação nos meios de comunicação televisivos. Este governador é vaidoso(a)e isso pode ser uma grande arma a nosso favor.

    ResponderExcluir
  119. Vamos sim, boicotar as avaliações, o governo precisar de uma lição.Que senhor mais pirracento e acima de tudo de duas, três ou dez palavras. Não tem vergonha nessa cara chata não? Tome tento! Só está conmprovando que a maioria dos políticos prometem mas não cumprem.

    ResponderExcluir
  120. Essa tabela, professor, deve ser exposta na sala dos professores de todas as escolas,ampliada, para que os colegas que não se juntaram ao grupo nas reinvidicações, mas optaram pelo vencimento básico,possam analisar os valores e verem o quanto serão prejudicados,também, caso ela seja votada na Assembleia. Agora estamos todos na mesma situação.


    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  121. Tem toda razão, Educadora Mineira, é importante mostrar em todas as escolas para todos os educadores que fizeram opção pelo sistema de VB e se omitiram durante a greve.

    Quem sabe agora eles se interessam mais em participar? Muitos estavam para se aposentar e certamente terão que voltar a trabalhar por mais 20 anos com este salário horrível. Teria sido preferível um sacrifício extra durante os 100 dias de greve, do que passar o resto da vida com salário de fome...

    São aprendizados que devemos discutir com os que não participaram da greve. Claro que sem ofendê-los (e isso eu falo para todos, já que por parte da combativa Educadora Mineira, nem precisaria sugerir esse cuidado).

    Que fique claro feito o dia nas reuniões escolares: a nossa luta só não obteve uma vitória completa por que uma parcela expressiva da categoria se omitiu, fez o jogo do governo, mesmo inconsciente, e que isso deve ser um aprendizado para todos: devemos estar ao lado dos nossos colegas de classe nas lutas, porque nossos interesses são comuns: quando são (somos) atingidos, todos são atingidos. Divididos e isolados, seremos massacrados. Unidos, somos imbatíveis!

    ResponderExcluir
  122. BOA NOITE A TODOS OS DESTEMIDOS GUERREIROS, TEMOS QUE ACERTAR O CORAÇÃO DO GOVERADOR E ESTE CORAÇÃO SE CHAMA MINEIRÃO, VAMOS NOS ACORRENTAR LÁ DENTRO PARALIZANDO AS OBRAS TALVES TEREMOS APOIO DOS TRABALHADORES, E COM ESTA ATITUDE PODEREMOS TER UMA REPERCUÇÃO NA MIDIA NACIONAL E QUEM SABE ATE EM NIVEL INTERNACIONAL, JÁ QUE A FIFA ESTA DE OLHO NOS PRAZOS DE CONCLUSÃO DA OBRA. MARCOSPACHECAO (POUSO ALEGRE-SUL DE MINAS)

    ResponderExcluir
  123. Anônimo das 19:54, o governador é vaidosinho mesmo, gosta de falar fazendo biquinho para as câmeras, com posesinhas também para não ficar mal na exibição das imagens, quando faz entrevista sentado cuida para que os pezinhos fiqeum juntinhos e com as perninhas para frente, nos jantares come as comidinhas separadinhas, pegando os talheres com a pontinha dos dedos e sempre olhando para os lados para ver se há câmeras lhe filmando ou se há pessoas lhe observando, tudo isso dizem sobre ele, mas quanto à mídia não resolve nada, pois ela é comprada! A pressão tem que ocorrer de outra forma

    ResponderExcluir
  124. Não temos condições de disputar com o governo os espaços nas TVs e rádios e jornais. O governo pode e gasta milhões de reais anualmente, pois o dinheiro é nosso mesmo, não sai do bolso dos governantes.

    Mas nós temos uma arma importante que é a força de milhões. Já imaginaram se discutirmos com os colegas profissionais, com os alunos e seus pais, e pedirmos para que todos os dias todos eles enviem mensagens para esses grandes meios de comunicação? Perguntar por que eles não falam da situação dos educadores de Minas? Por que eles estão se omitindo? Quanto o governo está pagando para eles, para comprar o silêncio deles? E se isso não é um ato de traição ao povo, ao direito que a população tem de ser bem informada e não manipulada?

    Acho que este tema deveria constar de todas as aulas, inclusive como dever de casa. Faz parte da cidadania, que é uma exigência constitucional, que as pessoas aprendam a reivindicar seus direitos, questionar poderes constituídos e poderes paralelos, como a mídia.

    Já imaginaram se diariamente centenas de mineiros dos de baixo começarem a ameaçar os meios de comunicação de boicote, se não abordarem o drama vivido pelos educadores de Minas Gerais? E se essa campanha ganha a rede da Internet?

    Enfim colegas, há muitas coisas que podemos fazer a partir da mobilização organizada pela base, que complemente as ações de rua, as grandes mobilizações de massa, imprescindíveis para mudar as coisas.

    ResponderExcluir
  125. Oi, Euler, acabei de postar o seguinte e-mail para o deputado federal Eduardo Barbosa, excelente político, mas do PSDB.

    Boa Noite, Dr Eduardo.
    Sou Maria Soraya Ferreira Avelar, ex-presidente e uma das fundadoras da APAE de Bom Sucesso sendo, portanto, APAEana a 20 anos, e o considero um político excepcional , sempre lutando pelas causas APAEanas, sempre teve meu voto, pois sempre votei em candidatos nunca em partido, sei todos meus votos dos últimos 20 anos, pois sou politizada e meu voto é consciente, voto apenas em candidatos sérios.
    Hoje estamos iniciando a campanha:
    SOU PROFESSOR/A, PSDB NUNCA MAIS.
    Como sempre foi meu candidato, sinto na obrigação de lhe informar que não posso mais votar em você, pois antes de ser APAEana sou professora, estou muito triste por isso, mas o descaso desse nosso governante, do PSDB, com a educação e com os educadores é de arrepiar qualquer mortal.
    Peço desculpa por não mais digitar o número 4535, mas a COISA AQUI EM MINAS TA PRETA.
    Não deixe de mandar seus informativos, pois é sempre bom ver político sério trabalhando.
    Um Abraço APAEAano!
    Soraya.

    ResponderExcluir
  126. E são Paulo povo inteligente merece ser um "pais" e esta Minas não cresce mais que a China que mentirada olha a tabela da educação de SP no sindute de Valadares tem e ai mineiros morram de raiva mudem de estado e você anastasia (minusculo)acha que é o bom e que aécio ganha pra alguma coisa são muito fraquiiiiiiiiiiiiiiiiinhos tô mudando o meu titulo moro na divisa veremos quem será presidente......

    ResponderExcluir
  127. RETIRADO DO SITE DO SINDUTE:

    DIA DE MOBILIZAÇÃO E PARALISAÇÃO

    Diante da atual situação das negociações, dos problemas de atendimento do IPSEMG e da ausência do pagamento do prêmio por produtividade realizaremos um ato conjunto com os trabalhadores da saúde e da segurança pública no dia 10/11, 15 horas no pátio da Assembleia Legislativa.

    Orientamos que as subsedes realizem assembleias locais para avaliarem o processo de negociação e organizem caravanas para realizarmos uma grande manifestação em Belo Horizonte. É preciso reagir a tudo que estamos enfrentando. É preciso pressionar para o correto pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional.

    ResponderExcluir
  128. GREVE
    GREVE
    GREVE
    GREVE
    GREVE
    FORA ANASTASIA

    ResponderExcluir
  129. COLEGAS,
    A COMISSÃO DE DEPUTADOS FEDERAIS NÃO VEIO ATÉ HOJE PORQUE OCORREU BOICOTE DO PSDB NA FORMAÇÃO DA COMISSÃO. EU VI NA CÂMARA O DEP PADRE JOÃO PEDINDO PARA PARAR COM O BOICOTE E FORMAR A COMISSÃO. OS EDUCADORES ESTÃO PRECISANDO. ELE FALOU NO DIA 27/10. EU VI AO VIVO. PARECE QUE VAMOS TER QUE LEMBRAR AOS DEP FEDERAIS QUE ELES NOS REPRESENTAM.

    ResponderExcluir
  130. GENTE,
    O PESSOAL DA CEMIG FOI IMPEDIDO DE FAZER ALGUMAS MANIFESTAÇÕES PELA POLÍCIA. VAMOS CONVIDAR PARA DIA 10 NA ASSEMBLÉIA. INDIGNAÇÃO GERAL!

    ResponderExcluir
  131. Olha gente.
    Me deixa irada é que este governo pode pedir ajuda ao federal , mas como ele poderá pedir? Se ele fizer isto , terá que prestar contas, se ele prestar contas , vão descobrir as sujeiras dele.
    Agora que ele é sujo, a presidenta sabe e omite.
    O que deveria ser feito , é entregar um dossiê, ao Helio Costa . Ele tem feito muitas denùncias do governo psdebista e sua corja.
    Marlene

    ResponderExcluir
  132. Anônimo das 19:54,
    Obrigada! Você me fez rir! Fechei os olhos e imaginei a cena. Aproveitei para imaginar também o dito cujo cruzando as perninhas, como nenhuma mulher de fino trato saberia fazer!
    Um pouco de humor não nos fará mal nesses dias nebulosos.
    Beijo.

    ResponderExcluir
  133. Anônimo de 10:24 - G
    Post seu nome inteiro pois nesse blog somos livres e G tem vários :
    "Quando apareço na porta da sala dos professores o povo vem logo perguntando:"E aí, G...,o que o Blog do Euler disse sobre isso?????Enquanto isso, outra colega fica cobrando minha postura pró Beatriz."
    Deixo bem claro que esse G não sou eu, uma vez que na minha escola me perguntam sempre também, sou tipo porta voz e faço questão de não usar termos de baixo calão (só em férias, nas pescarias...kkkkkkkk) por achar que não condiz com nosso cargo.

    ResponderExcluir
  134. Marcos Pacheco, das 10:25,
    você tem razão, já que a prioridade é a copa do mundo e a reforma do mineirão, por que não invadir e parar as obras?
    Durante a greve a Assembléia foi invadida e agora está na hora do Mineirão.

    ResponderExcluir
  135. É RIDICULO O QUE ESSA SENHORA DA CPT ESTA DIZENDO A RESPEITO DO CASO DO SR CARAMANCHAO, TIVE CONHECIMENTO DO FATO OCORRIDO E NAO FOI ASSIM COMO ESTA RELATADO NO BLOG. O CAPITAO NAO ESTA DO LADO DE NENHUM DOS LADOS ELE FOI AO LOCAL POIS FOI FEITA UMA DENUNCIA A POLICIA DE MANGA E COMO ELE NUNCA FOI OMISSO EM SEU TRABALHO FOI ATE O LOCAL PARA OUVIR E ACONSELHAR A PAZ ENTRE AMBOS LADOS, ELE SIMPLESMENTE OUVIU E FOI UM DOS FILHOS DO SR CARAMANCHAO QUE ESTAVA PROPONDO UM ACORDO, ACORDO ESSE QUE O PAI NAO CONCORDAVA, A UNICA COISA DITA PELA POLICIA MILITAR FOI QUE ELES BUSCASSEM UM ACORDO ENTRE SI PARA QUE OUVESSE PAZ ENTRE ELES POIS A SITUAÇÃO OCORRE A LONGA DATA E NADA FOI FEITO. A SR DA CPT ESTA EQUIVOCADA E QUER SE PROMOVER DIANTE A SITUAÇÃO VISTO O COMPETENTE SERVIÇO QUE A POLICIA DE MANGA VM FAZENDO, É SERVIÇO DA PASTORAL LEVAR A PAZ E NAO PROMOVER MAIS CONFLITOS, ESSA FOI UMA MANEIRA EQUIVOCADA QUE ELA QUIS CHAMAR A ATENÇAO AO PROBLEMA DO SR. CARAMANCHAO, COLOCANDO O NOME DO CAPITAO DA CIDADE DE MANGA. TENHA MUITO DÓ NÉ GENTE, QUEM CONHECE O SERVIÇO DO COMANDANTE DE MANGA SABE QUE ISSO NAO OCORREU ASSIM.

    ResponderExcluir
  136. A maioria das coisas que temos hoje na nossa carreira foram conseguidas com várias greves que aconteceram no passado, mas hoje estamos perdendo tudo e me parece que minha geração já nasceu cansada. Tenho 34 anos dos quais 10 anos estão no magistério. Participei de 3 greves e a única perspectiva que tenho é mudar de profissão, pois uma classe onde QUALQUER UM pode exerce-la, por se só já é triste e além disso poucos professores são politizados,muitos são imediatista. Tem professor que te olha torto por você estar fazendo greve, outros não estão fazendo greve, porque precisam de um armário novo em casa e então não pode ficar sem dinheiro. Sinceramente estou me sentindo um bagaço, aquele que passou pela moenda várias vezes.O ganho futuro me preocupa, mas nem de longe é o que me intriga. COMO VAMOS TRABALHAR NO FUTURO? Acho que cada um terá que forjar uma armadura para entrar em sala de aula. As condições de trabalho estão impossíveis. Hoje o aluno tudo pode, ameaças e mais ameaças. Quando penso na postura do sindicato de pedir a não reposição, me da vontade de rir. Não acredito em mais nada. A luta é de poucos e o ganho será de muitos. Que vergonha!

    ResponderExcluir
  137. Euler,
    sou professora,e tenho postado muito nesse blog. Mas também sou mãe. E o que me deixa mais chateada é ver que minhas três filhas estão tendo aulas aos sábados e feriados, repondo uma greve que nem deveria ter existido. Se os professores fossem bem remunerados, não haveria greve!
    Em casa, somos quatro prejudicadas: eu e elas. Não tenho condições de colocá-las em escola particular e não quero colocá-las pois acredito ainda na educação pública -que, embora com um governador tentando de todas as maneiras tornar um lixo de educação, ainda é de qualidade pelos seus professores lutadores . Só que as greves atingem também a elas e ao aprendizado.Quero que minhas filhas tenham preparo para vestibular e faculdade, então, é justo lutar por uma educação melhor.
    Gostaria muito que os pais começassem a nos apoiar por uma única razão: amor aos próprios filhos.Quero para minhas filhas o melhor ensino desse país. Como mãe,vejo a luta por melhores salários como o início de uma educação pública de qualidade, com bons professores em sala, satisfeitos e que tenham prazer em ensinar tudo o que sabem.
    Pena que nem todos os pais pensem do mesmo jeito. Se todos os pais nos apoiassem, será que esse governadorzinho estaria com esta empáfia toda? O senadorzinho continuaria acreditando que "é o rei da cocada preta"?
    Em suma, o que nós professores precisamos trabalhar em sala com alunos e principalmente com os pais é o amor aos filhos e o desejo de que eles não sejam apenas alfabetizados: que eles tenham um futuro melhor, com direito à faculdade e não só um certificado de que terminou o ensino fundamental ou ensino médio.
    Nâo adianta falar de salários para pais que recebem salários mínimos. Precisamos mostrar aos pais que os filhos deles serão os maiores prejudicados.
    Abraços

    ResponderExcluir
  138. Atenção!!!
    O Deputado Sebastião Costa - ainda continua deputado somente por causa da cidade de Manhuaçu -
    Em 2006 ele obtve quase dez mil votos - e na última eleição ( 2010 ) caiu para menos de 5 mil.Realmente, na cidade de Manhuaçu vive em volta com as lideranças - tapinha aqui, tapinha ali... Vejam que caiu para a metade, e por duas vezes ficou pelas pontas - Precisamos mostrar claramente a sociedade que nós não vivemos apenas de verbas barulhentas - mas que precisamos de Educação, saúde, segurança...
    Euler

    ResponderExcluir
  139. Prof Euler,

    Veja abaixo o e-mail que enviamos aos colegas com sugestão do documento a ser enviado a todos os deputados estaduais e federais. Caso haja interesse poderei postar aqui.

    ----- Original Message -----
    From: asseitare
    Sent: Wednesday, November 02, 2011 7:43 PM
    Subject: ASSEEITARE - TABELA COMPARATIVA MODELO E ANEXOS


    Caros (as) Colegas,

    Se voce optou pela antiga e legitima carreira, ou mesmo se ficou no subsídio e esta ciente dos prejuízos que esse sistema acarretará a partir de 2012, solicito sua especial atenção para:

    1.leitura do texto do Prof. Euler de 01/11/2011 e a tabela comparativa, que transcrevo abaixo e no anexo caso queira imprimir

    2.leitura da SUGESTÃO do documento que envio, anexo ( voce pode melhorar)

    3.se estiver de acordo, enviar por e-mail, pelo correio ou em mãos para os deputados de sua região

    4.cada um precisa contatar o deputado de sua cidade ou região, ou mesmo todos os deputados estaduais e federais(como apoio)

    5.envio os emails no anexo, é só copiar e colar, se for enviar para vários, separar com ponto e vírgula ; lembrar de colocar nome da cidade, data e seu nome e masp.

    6.o documento pode ser divulgado para todos colegas ,ativos e aposentados, precisamos exercer a maior pressão possivel, pois os deputados é que irão discutir e votar a favor ou contra nossos direitos.

    Na certeza de que seu empenho, fará a diferença, agradeço,
    Att
    Graça
    ASSEEITARE Associação dos Servidores Estaduais da Educação de Itajubá e Região

    ResponderExcluir
  140. É, com certeza nosso maior aliado poderia ser mesmo o Hélio Costa. Deve estar a fim de desmascar o infeliz. Vamos ajudá-lo a nos ajudar.

    ResponderExcluir
  141. " Carlinhos do Machado"2 de novembro de 2011 22:36

    Não vamos nos amolecer diante desse desgoverno sem credibilidade, falso e descumpridor dos compromissos feito á categoria dos educadores. Imaginem só,quando esse que se diz governador assume compromissos de Estado..., será que cumpre ou enrola como faz conosco. Que fique ciente que está comprando briga com GIGANTES QUE TEM HONRRA E CUMPRE O QUE PROMETE.Um abraço a todos do NDG e os heróicos guerreiros dos 112 dias. Desgoverno sua hora vai chegar.

    ResponderExcluir
  142. Ótimo slogan da anônima das 20:36. Isso com certeza atingiria toda a corja.
    SOU PROFESSOR/A, PSDB NUNCA MAIS.

    ResponderExcluir
  143. URGENTE !Agora fiquei preocupada !Acho que o dindin do prêmio foi para pagar a bolsa noiado que começa a ser paga em novembro.Noiado 900,00,professores 712,00!É cômico!

    ResponderExcluir
  144. no blog da Beatriz tem novidades .Gente muito paz no coração e muita esperança e fé VAMOS CONSEGUIR

    ResponderExcluir
  145. Boa noite meus amigos do NDG.

    Achei interessante, nesse momento, o acorrentamento dos professores no Mineirão, nem que seja por um dia apenas, denunciando que o governo de Minas não tem palavra e que ele, assim como seu antecessor, o tal senador, assassinaram a educação e agora querem "assassinar" os educadores, com requinte de crueldade.

    VAMOS EXPOR A TABELA PRODUZIDA POR NOSSO AMIGO EULER EM TAMANHO GIGANTE.

    Alguma coisa tem de dar certo, não é possível.

    VISIBILIDADE INTERNACIONAL JÁ, DOS DESMANDOS DESSE GOVERNADOR.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  146. VIRAM O DIVINO NÃO É RESPONSÁVEL PELA LEGISLATURA DO SEBASTIÃO 'CACUNDA' COSTA, LÁ LONGE ELE FOI APRONTAR SEU NINHO, PORQUE POR ESSA REGIÃO DE DIVINO, TODOS SABEM DA CONVERSINHA MOLE E MENTIROSA DO SEBASTIÃO 'CACUNDA', ENTÃO OS MANHUAÇUENSES TRATEM DE BANI-LO DA ASSEMBLEIA E QUEM MAIS TIVER O APOIO DO 'CACUNDA'. SÓ ASSIM NOS LIVRAREMOS DESSE PESO QUE NOS ENVERGONHA NA ASSEMBLEIA MINEIRA

    ResponderExcluir
  147. SLOGAN:
    MINAS GERAIS: SOU PROFESSOR(A) PSDB NUNCA MAIS!
    RIO GRANDE SUL: SOU PROFESSOR(A) PT NUNCA MAIS!

    ResponderExcluir
  148. vamos invadir o mineirão e o mundo todo sabera o que esta acontecendo em minas.

    ResponderExcluir
  149. Olá, Graça, da ASSEEITARE!

    Ótima iniciativa. Fique a vontade para publicar aqui os textos e modelos de carta que estão enviando para os deputados.

    Um forte abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  150. Carlinho Machado,
    o núcleo aqui é DURO e não amolece. Izabel está correta, assim como anônimo 23:11.

    Tia Solitária

    ResponderExcluir
  151. Um abraço ao valoroso e combativo amigo "Carlinhos do Machado", presente na nossa heroica greve de 112 dias, e mantendo a mesma disposição de luta. Esta é a nossa categoria. Em todas as regiões de Minas, são muitas as manifestações de bravos e bravas guerreiros/as, que não vão (não vamos) deixar que o governo destrua os nossos direitos, e os nossos sonhos. Somos do NDG, somos do povo da luta.

    ResponderExcluir
  152. Euler,agora a noite peguei meu contra cheque no subsídio e a proposta do governo e deu o mesmo valor,até os centavos.Aquele pilantra está tentando nos enfiar o subsídio disfarçado de piso.Mais é muita maldade !Nossa,fiquei com mais raiva!Queria que mais alguém verificasse também!Hoje postei quinze vezes ,você se tornou meu terapeuta e olha que tenho terapeuta na família,mais você é mais confiável!Boa noite!

    ResponderExcluir
  153. Olá Anônimo das 23:43!

    No meu caso - que é a mesma situação de quem tem até 10 anos de estado e teve gratificações como biênios e quinquênios cortados - a situação é diferente: ficamos bem abaixo da tabela do subsídio.

    O que significa que o governo continua tentando atrair os novatos - que devem representar mais de 50% da categoria - para o subsídio. Não duvidem que em breve ele abra nova data para mudança para o subsídio. Será a maior burrice abandonar o antigo sistema de VB e voltar para o subsídio, pois é um sistema que tem a marca do confisco salarial, e do desligamento da política de valorização implantada pelo piso salarial nacional.

    O subsídio descola-se dos reajustes anuais do piso, pois alcança o seu valor proporcional, uma vez que não tem salário base, apenas parcela única, total de remuneração.

    Contudo, estou confiante na retomada das nossas mobilizações, com este sentido diversificado que deve ter:

    - mobilização nas escolas, envolvendo alunos e pais de alunos;
    - boicote às avaliações como SIMAVE, PROEB, etc;
    - pressão parlamentar, através da base e via Internet e manifestações de rua;
    - paralisações pontuais, com expressiva adesão e manifestações de protesto com amplo apoio dos movimentos sociais;
    - redução da jornada de trabalho, com diminuição da hora-aula para 35 minutos e a permanência na escola no tempo normal, articulando nossas ações contra o governo;
    - suspensão da reposição como forma de pressão pontual sobre cada ponto - por exemplo, pelo pagamento integral do salário de novembro -, impedindo assim a contratação de substitutos e adiando ao máximo o fechamento do ano letivo de 2011;
    - assistência jurídica mais eficaz em torno das principais demandas da categoria no momento: pagamento do piso na carreira, devolução da redução salarial;
    - atos conjuntos de protesto, como o do dia 10, pela valorização dos servidores públicos, em defesa do Ipsemg, etc.

    - o acorrentamento em locais estratégicos também não está descartado. Revelou-se uma forma pacífica de protesto e de grande repercussão nacional e internacional.

    Entre outras medidas que façam a diferença e acumulem para evitar a destruição do nosso plano de carreira e pelo pagamento do nosso piso.

    Um forte abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  154. Euler, concordo plenamente com a campanha "Sou professor, PSDB, nunca mais".
    Mas não podemos perder de vista nosso objetivo:
    O piso . De forma justa, mesmo que tardia.
    Bem, o nosso objetivo, então, não é lutar contra o PSDB, mas contra um(ns) político(s) que pertence(m) a esse partido.
    E como seria?

    1º Teríamos que ter em cada cidade um "grupo" de professores que se encarregariam de mobilizar os demais colegas a aderir à campanha;

    2º Para não corrermos o risco de ficar alguma cidade sem esse "grupo" de professores, todos os"grupos" constituídos seriam inscritos num tipo de "central única".

    3º Todos os professores,familiares, amigos ou qualquer outra pessoa que venha a aderir à campanha, manifestaria através do uso de camiseta com o slogan:
    "Sou professor, PSDB, nunca mais" ou
    "O professor e meu amigo, mexeu com ele, comigo.PSDB, nunca mais" ou algo do gênero.

    4º Em cada cidade,os professores que aderiram à campanha convidariam os próximos candidatos (ou candidatos a candidato)do PSDB à eleição de 2012, onde deixariam claro que caso o partido não se manifeste contrário à política adotada pelo atual governo e, caso o mesmo,insista em desrespeitar o Piso Salarial nacional juntamente com o plano de carreira, os professorados,além de não votarem, lançariam uma campanha anti-PSDB. Lembrariam a eles que: se somos a maior folha de pagamento, somos também o maior "caderno de eleitores".

    Caso gostou da ideia, tente colocá-la em prática.
    Manifeste sua opinião aí no Blog.
    Tenho certeza que não faltarão colaboradores.
    Até mais.

    ResponderExcluir
  155. Euler eu achei muito interessante um comentário do post anterior a este com o titulo crônica de uma extinção anunciada.. É uma discussão que pode ser ampliada aqui, seria legal se vc lesse este texto com mais atenção e fizesse uma discussão a respeito. estamos num momento histórico de suma importância para a sobrevivência de nossa profissão.

    ResponderExcluir
  156. Helio Costa não disse uma palavra a nosso respeito este tempo todo... será que morreu??? Em Minas nao exite oposiçao... esse babaca esta fazendo o que quer.

    ResponderExcluir
  157. Precisamos de agir, rápido e urgente, porém com direção definida.

    ResponderExcluir
  158. Fui acometida por CA de mama, retirando também linfos da axila esquerda, um dos fatos pelos quais os médicos me tiraram da sala de aula. Retornei ao regime antigo. Pelo fato de sair da sala de aula, por motivo de doença, o governo está retirando 11 horas por mês do meu salário e ainda reduziu por retorno ao regime antigo. Conclusão: desfalque de 690,00 no salário. Se adoeço, recebo menos! HILÁRIO! Ressaltando, que antes mesmo de terminar o tratamento de radioterapia, tive que retornar à escola. ESSE É O GOVERNO QUE MERECEMOS! Eu não votei,mas a maioria dos funcionários votaram. Mas, aprender a votar? Como, se não havia nenhuma opção viável de algum candidato certo para tal cargo? Estamos no CAOS!!!
    E agora sem o DÉCIMO QUARTO, que eu trabalhei ano passado com os alunos para tal, ahhhhhhhhh, ele não está fazendo favor algum, deve nos pagar imediatamente!!!

    ResponderExcluir
  159. Alguns deputados federais garantiram que criariam uma comissão para fiscalizar o a implantação do piso. Será que vai sair do papel? Temos que cobrar trabalho dessa comissão.

    ResponderExcluir
  160. Chegou o momento de agir em cada escola. Montar representações de professores,funcionários,pais, alunos para discutir a realidade dos fatos e criar estratégias, utilizando o tempo que seria para reposição de aulas.
    Ficar discutindo questões tão sérias no pequeno intervalo de 20 minutos,ou na rotineira e rápida chegada/saída, não teremos grandes progressos.

    Que o professores das Escolas Estaduais João Belo de Oliveira e Emília Esteves Marques , de Carangola, que se destacaram heroicamente nos 112 dias de paralisação, tenham ainda o ânimo e força para agora abrir as discussões nas escolas.

    Um abração caros colegas!

    ResponderExcluir
  161. Boa Tarde!
    Euler,
    Será que vc ou alguém pode me explicar porque os professores do PROETI, estão impedidos de repor e receber pelas paralisações ou greve? Ninguém fala nada...
    SILENCIO total!!!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  162. Nós alunas:Nariane, Carla, Eduarda, Rafela, Karine, Ayra, Andressa, Kelly da Escola Estadual Maria de Lucca Pinto Coelho de Manhuaçu,MG gostariamos de agradeçer a nossa professora de Geografia Izabel que nos ajuda a sermos jovens críticos com o mundo.
    E também nós agradeçemos a ela por nos ajudar a ouvir o que não foi dito e a ler o que não está escrito.
    Um Beijo para nossa professora.
    Assinado:Alunas:Rafaela, Carla, Eduarda, Nariane, Karine, Ayra, Andressa, Kelly.

    ResponderExcluir
  163. Vamos afirmar este pensamento positivo para que este piso saia rápido!! e claro entrar na justiça. isto tem que ser pra ontem!!!
    afirmação
    O dinheiro representa uma idéia Divina.
    Ele flui para mim e de mim, fazendo-me próspero,
    e proporcionando-me as coisas boas da vida.
    Deus jamais me nega nenhuma coisa.
    A Mente infinita que me criou, agora estimula meus
    pensamentos e meus esforços na direção de uma atividade
    cada vez mais ampla.Jamais estou escravizado ao dinheiro;
    o dinheiro me serve assim como eu sirvo a Vida.
    O dinheiro é um símbolo de abundância de Deus
    e eu aceito o que a mim foi destinado.

    OBRIGADO pelo que já recebi;
    OBRIGADO pelo que estou recebendo;
    OBRIGADO pelo que vou receber!

    maria - Contagem

    ResponderExcluir
  164. É interessante como as notícias correm!!! Uma amiga da Bahia, em conversa comigo, indagou o motivo de tanta miséria nesse nosso governo mineiro, que insiste em pagar um salário miserável, mesmo após 112 dias de greve que, segundo ela,foram um vexame pra Minas! Afinal, não está nosso Estado entre os primeiros em arrecadação? Eu respondi dizendo que nós mesmos tínhamos essas ideias, mas acreditamos que, infelizmente, nosso des-governador tem planos melhores para ele mesmo, e que precisa de verba extra. Essa amiga riu dizendo que ele está perdendo tudo nessa aposta. Acrescentou que ele jamais será perdoado por tanta tortura feita no funcionalismo. Pois é, ele mesmo está jogando merda no próprio ventilador... Como podemos ver, o PSDB mineiro está se auto-destruindo!

    ResponderExcluir
  165. Caro professor Euler

    O que o estado fez com os professores foi covardia deixando-os sem salários.Até agora não entendi porque o sindicato foi a favor em mandar os professores que estavam substituindo os grevistas embora ,Porque não acordar em deixá-los até o final de seu contrato. ouvi de um professor " foram eles que minaram a greve" balela quem minou a greve foi o governo os professores não são nada para o governo se o povo fica sem segurança ok o governo negocia porque a população não pode ficar a mercê de bandidos aí tem negociação gera ônus para a sociedade se o povo está sem saúde vamos melhorar os salários dos médicos porque o povo não pode adoecer porque os direitos humanos garantem o direito a vida se os correios entram em greve vamos negociar porque os boletos precisam chegar, se os bancários fazem greve vamos negociar porque o sistema financeiro não pode parar, se os funcionários da construção civil param gera-se um pânico no estado e viajando na velocidade da luz chega ao congresso e assim um acordo é feito quase que instantaneamente pelos estados mas é claro pelo amor de Deus a copa está ai Não é mesmo ? e não pode parar . E SE OS PROFESSORES PARAREM O QUE PODE ACONTECER? O resultado está aí "NADA" "NADA".......OS PROFESSORES PODERIAM FICAR DE BRAÇOS CRUSADOS 365 DIAS QUE NADA IRIA ACONTECER . QUEM FICA SEM SALÁRIO NÃO CONSEGUE SE QUER COMPRAR UM SACO DE FEIJÃO OU DE ARROZ PRA COMER CADE OS DIREITOS HUMANOS O GOVERNO DEIXOU MILHARES DE PROFESSORES PASSANDO ATÉ FOME COM ESTA ATITUDE DE NÃO NEGOCIAR E O SINDICATO QUERENDO QUE ESTES FICASSEM FIRME ,PELO AMOR DE DEUS COMO UM PROFESSOR GANHANDO O QUE GANHA TEM CONDIÇOES DE SUSTENTAR UMA GREVE TÃO LONGA O SINDICATO TEM QUE ABRIR OS OLHOS VAMOS USAR A CABEÇA BEATRIZ CERQUEIRA É CLARO QUE FOI UMA DISPUTA DESLEAL E MALDOSA .os PROFESSORES ESTÃO VOLTANDO PARA SUAS SALAS TRISTES E AO MESMO TEMPO REVOLTADOS COM ESTE GOVERNO DITATORIAL ,POLITICOS QUE NADA FAZEM PELA EDUCAÇÃO, ESTES ESQUECENDO QUE FORAM EDUCADOS POR UM MESTRE . NÃO ENTENDO COMO TANTO DINHEIRO É MAU EMPREGADO NESTE PAIS ,DESVIADO, SURRUPIADO ESCONDIDO EM CUECAS ,É VERGONHOSO A POLITICA NESTE PAIS .como DISSE ROBERTO JEFERSOM POLITICOS PROSTITUIDOS PELA CORRUPÇÃO , MARIONETES SEM VOZ DE UM GOVERNO SUJO E CORRUPTO "QUE SIRVA A MASCARA A QUEM COUBER".e voltando a quela questão dita por um professor foi "os substitutos que minaram a greve" . A decisão de término da greve foi do governo e não dos professores pelo amor de Deus vcs são cegos ??? Os professores são vitimas deste rolo compressor imposto pelo estado . E desta forma repudio qualquer um que venha dizer que este professor substituto foi mau intencionado , pelo contrario estes apenas estavam a procura de trabalho assim como tantos outros trabalhadores que precisam colocar o pão de cada dia na boca de seus filhos. Repudio totalmente a colocação do sindicato em compactuar com a demissão dos professores substitutos quando deveria proteger os seus direitos ao trabalho. Proteger não somente os professores substitutos mas também os professores grevistas.Não sei como seria possível uma negociação amigável mas pelo menos levantar a cabeça para o alto e ver de cima o problema e não enxergar com os olhos dentro do furacão.

    Desde já agradeço .

    ResponderExcluir