sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Cinismo do governo mineiro não tem fim. Educadores vão mostrar que não estão para brincadeira


Cinismo do governo mineiro não tem fim. Tentam convencer a população de que o confisco salarial aplicado foi ganho real para a categoria dos educadores. Pensam que os educadores são tão ridículos quanto eles. Educadores vão mostrar que não estão para brincadeira, e que não se tomam direitos assegurados em lei sem resistência, sem luta. Minas vai viver momentos de grandes mobilizações populares.

Pessoal da luta, acabo de acordar e por isso, daqui a pouco, publico novo post. De imediato, quero adiantar: não aceitamos o que o governo fez com a categoria. As coisas não funcionam dessa forma, e isso o governo e seus aliados precisam aprender. Não se roubam os direitos de uma categoria numa canetada, embalada pela conivência de 51 deputados serviçais. Lógico que isso não vai ficar assim. Lógico que não vamos aceitar isso.

Não adianta o governo colocar suas secretárias para falar sem parar nas rádios, jornais e TVs, todos pagos com o nosso dinheiro, e que sequer têm a dignidade de abrir igual espaço para o sindicato da categoria se defender.

Vamos nos organizar e dar a resposta. Queremos e vamos recuperar cada um dos nossos direitos roubados durante 2011 e 2012. Não aceitamos o golpe que foi dado e que nos tirou a carreira e o piso. Claro que isso não ficará impune.

Já no dia 26, sábado, às 14h, haverá reunião do NDG em BH para analisarmos a situação e discutirmos nossos próximos passos. O NDG é formado informalmente pelos educadores da luta. Vamos discutir e apresentar propostas para ações efetivas em todos os campos, jurídicos e políticos, tendo em vista o fortalecimento da luta que é dirigida pelo sindicato da categoria.

Daqui a pouco, após o café, eu retorno com as análises. Tenho recebido muitos e-mails com propostas. A categoria está viva, e se mobilizando em toda Minas Gerais. O governo e seus deputados não têm ideia do que eles provocaram em todo o estado, no Brasil e até fora do país. Até mesmo de um combativo aliado, que mora em Portugal e é filho de professora, recebemos e-mail. Minas está na mira de muitas vozes indignadas com o que aconteceu.

Por isso, mais do que nunca podemos dizer que a nossa luta continua, que o chão de Minas vai tremer como nunca, e que o indecente ato do governo de cassar os direitos da categoria ao piso e à carreira terá respostas, não ficará impune e que vamos dar a volta por cima e conquistar os nossos direitos.

Daqui a pouco vou analisar alguns detalhes do confisco aplicado à categoria.

Um forte abraço, força na luta e até mais tarde um pouco!

***

Retomando, pessoal da luta!

Primeiramente, é preciso que fique claro para toda a população mineira e mundial, aquilo que o governo de Minas fez com os educadores. Vamos começar pela novela do subsídio e da redução salarial.

O governo implantou compulsoriamente o subsídio, que é uma forma de fugir do piso salarial, de confiscar as gratificações e reduzir os percentuais de promoção e progressão na carreira. Mas, quando foi implanto o subsídio, em meados de 2010, para entrar em vigor em janeiro de 2011, o governo de Minas imaginava que o piso enquanto vencimento básico não passaria no STF. Naquele momento, o piso estava suspenso por força de liminar garantido pela ADI 4167, impetrada por cinco desgovernadores (RS, CE, SC, PR e MS). Como o governo achava que os ministros manteriam a decisão liminar, de que o piso era remuneração total de salário, ele acabou deixando uma porta de saída do subsídio, para quem optasse pelo antigo sistema, de vencimento básico mais gratificações.

Em abril de 2011, para o desespero do governo, ao julgar o mérito da malfadada ADI 4167, o STF rejeitou-a, considerando o piso enquanto vencimento básico, e todos os seus artigos como matéria constitucional. Ou seja, o piso é lei e deveria ter entrado em vigor imediatamente. Nesse instante, 153 mil educadores fizeram opção de saírem do subsídio, realizando o direito facultado pela própria lei do subsídio implantada pelo governo de Minas.

A partir daí, o governo de Minas começa uma novela de horrores, voltada para forçar a categoria a aceitar o subsídio, claramente desvantajoso em relação ao antigo sistema remuneratório. Primeiro, o governo reduziu ilegalmente os salários de quem optou para o sistema de vencimento básico. Tendo recebido durante seis meses um salário reajustado após a implantação do subsídio, os 153 mil educadores tiveram seus salários reduzidos aos valores de 2010, redução nominal de salário, coisa que agride claramente a Constituição Federal e ao princípio da irredutibilidade salarial.

Além disso, o governo agrediu também ao princípio da isonomia, já que, ao cortar o reajuste aplicado a uma parcela da categoria, fez com que uma parte dos educadores tivessem reajuste em 2011, e a outra parte, das mesmas carreiras e nas condições funcionais, fosse privada desse reajuste. Tudo em nome de uma chantagem voltada para obrigar os educadores a voltarem para o subsídio, abrindo mão do piso. Mesmo assim nós resistimos, e passamos meses e meses com salário reduzido e cortado, graças a outra agressão feita durante a nossa greve legal de 112 dias, pelo cumprimento de uma lei federal, a Lei do Piso.

Tudo isso acontecendo ante ao silêncio e à omissão covarde da Procuradoria Geral da Justiça, que no final, ao invés de cobrar do governo o cumprimento da lei, acabou ingressando na justiça contra os educadores, pedindo a ilegalidade da nossa greve. Mais parece um órgão de assessoria do governo do que de fiscal da lei.

Omissão também se verificou por parte de um legislativo formado, na maioria, por deputados sem qualificação moral para exercerem aquela representação. Um representante do povo que não ouve os trabalhadores, e que aprova os projetos do governo, mesmo sabendo que eles trarão sérios prejuízos para estes servidores públicos, não merece o respeito da população. Devem ser banidos da vida pública.

Até então, qual seria a obrigação legal do governo de Minas? Implantar o piso salarial nacional nas carreiras dos educadores. Mas, ao invés disso, o governo de Minas continuou sua novela de horrores. Primeiro, apresentou uma proposta ridícula de tabela salarial com R$ 712,20 para todos os educadores, dos diversos níveis de escolaridade. A proposta virou uma chacota nacional, quando um assessor do líder do governo na Assembleia Legislativa, em um ato falho, declarou, no momento em que os educadores mantinham acampamento naquela casa homologativa: "Se eu ganhasse R$ 712 ia ser servente de pedreiro".

Finalmente, para conseguir o fim da greve e enrolar ainda mais os educadores, o governo ofereceu um termo de compromisso, assinado e tudo mais, através do qual se comprometia a promover aprimoramentos nas duas formas de rumuneração: subsídio e sistema de vencimento básico. Não cumpriu sua palavra, claro, pois desde o primeiro momento a intenção do governo era forçar a implantação do subsídio para todos.

Esgotado o prazo de tramitação no projeto de lei dos R$ 712 na casa homologativa, e tendo sido desmascarado nacionalmente pelo jornal Folha de São Paulo, que mostrou que Minas paga o pior piso salarial do país, o que fez o governo?

Mandou a tal comissão tripartite à favas, passando por cima do acordo assinado e enviando o substitutivo número 5 ao projeto de lei 2355 (dos 712,00) para a casa homologativa. Este substitutivo acabava com o antigo sistema remuneratório e reposicionava todos os servidores, compulsoriamente, no sistema de subsídio. A ordem do governo aos seus carneiros na casa homologativa era: aprovem este projeto! É uma ordem! E assim eles fizeram, carneiramente, tendo recebido o complexo substitutivo num dia, e no outro, sem que tivessem sequer tempo hábil para debater o teor do projeto, aprovaram sem dar uma palavra de explicação aos educadores. Paus mandado, e nada mais. Não merecem o respeito e muito menos a confiança do povo mineiro quem tem assume atitude.

O substitutivo do governo, transformado em lei, cassa as gratificações conquistadas pela categoria ao longo de décadas de trabalho. Muda para menor e para pior os percentuais de promoção (de 22% para 10%) e de progressão (de 3% para 2,5%) na carreira. E, ao acabar com o vencimento básico e criar uma parcela única de salário, enquanto remuneração total, o governo fica desobrigado a seguir os reajustes anuais do piso salarial - já que o valor total do subsídio é maior, obviamente, do que o valor proporcional do piso, que é valor de vencimento inicial. Em 2012, por exemplo, enquanto todos os estados vão aplicar o reajuste de 16,69% indicado pelo MEC, em Minas Gerais os educadores terão apenas 5% de reajuste. Só aí já será um confisco de 11,69%. Mas, os confiscos não vão parar por aí, pois até 2015 poderá haver reajustes de no máximo 5% no subsídio, enquanto os reajustes do piso nacional, baseados nas alterações anuais do custo aluno ano, são sempre superiores.

E reparem, colegas, que o governo ainda sequer se explicou perante a população do seu ato irresponsável. Vejam vocês: ele fez aprovar uma lei (do subsídio) que facultava a opção, pelos educadores, por outro sistema em vigor, o do vencimento básico. Ele castigou quem voltou para este sistema, com a redução salarial ilegal em julho deste ano. E depois obrigou estes mesmos educadores que optaram pelo sistema de vencimento básico a voltarem compulsoriamente para o subsídio. Ora, quem deixou o subsídio, esperava que o governo fosse honesto e pagasse o piso que é lei federal na carreira, como manda a lei federal, combinada com as leis estaduais. Mas, ao invés disso, o governo impôs uma redução salarial e depois retornou com os 153 mil educadores para o subsídio. Eu lhes pergunto: isso é atitude de governo sério? E a mídia mineira, não diz nada sobre isso? Será que os jornalistas e editores desses jornais e rádios e TVs gostariam que isso acontecesse com eles?

Portanto, colegas de luta, não nos resta outra alternativa senão continuarmos a nossa luta pela conquista dos nossos direitos. Precisamos retomar o diálogo com os pais de alunos e com os estudantes, explicando-lhes o que o governo fez com os educadores, e que poderá levar à destruição da Educação pública em Minas Gerais. O que é altamente nocivo, especialmente para os filhos dos trabalhadores de baixa renda, que precisam e têm direito a uma escola pública de qualidade.

Precisamos deixar bem claro para todos os colegas educadores, e para os pais de alunos e para os estudantes: se eles não querem uma nova e prolongada greve em 2012, envolvam-se na nossa luta. Participem dela, e nos ajudem a salvar a educação pública em Minas e a carreira dos educadores. Vamos nos articular para fazer grandes mobilizações populares, principalmente em 2012, que é ano eleitoral, e que este projeto de governo neoliberal será julgado nos feudos do estado.

Além de mobilizar as nossas fileiras, precisamos buscar uma assessoria jurídica eficiente e especializada em direito administrativo para cobrar do governo todos os nossos direitos confiscados: da redução ilegal do salário em 2011 ao piso nas carreiras. Não aceitaremos nada menos do que isso e queremos cada centavo que nos foi confiscado.

Além disso, precisamos envolver também os organismos federais. Não dá para assistir a omissão tanto do governo federal, que tem responsabilidade compartilhada na aplicação do piso, quanto do Congresso Nacional, que aprovou a lei do piso, criou uma comissão de acompanhamento, mas nada fez até agora. Precisam responder por isso, inclusive judicialmente.

Finalmente, precisamos organizar outros mecanismos de pressão, como abaixo-assinados e lei de iniciativa popular. Não podemos descartar a possibilidade de uma lei de iniciativa popular pela federalização da folha de pagamento dos educadores. Algo que mobilizaria os educadores de todo o Brasil, em torno de um Plano de Carreira Nacional, com um piso decente e a desvinculação dessa folha das garras dos governos regionais. A Educação pública é coisa séria demais para ficar nas mãos de governantes regionais que não têm qualquer compromisso com políticas sociais, com o presente e com o futuro de muitas gerações dos de baixo.

Há muito o que fazer, colegas de luta, e não vamos nos acomodar. Não pense o governo que tendo aprovado no tapetão essa esdrúxula lei que acaba com o piso em Minas, que vamos aceitar tudo resignadamente. Não vamos.

Portanto, a nossa luta prossegue, até a nossa vitória!

Um forte abraço a todos e força na luta!

P.S.: Reunião do NDG - sábado, 26/11 - na sede da Escola Popular - Rua Ouro Preto, nº 294 - Barro Preto - BH - referência: em frente ao Bar "Brazil". A partir das 14 horas.

***

Frei Gilvander:

Belo Monte e a Questão Indígena: Andréa Zhouri

Cf. no link, abaixo, a análise da Dra. Andréa Zhouri (ABA-UFMG), professora de Antropologia e Sociologia, durante o seminário "A Hidrelétrica de Belo Monte e a Questão Indígena", ocorrido no dia 07 de fevereiro de 2011 na Universidade de Brasília. Veja que tragédia será Belo Monte! Enquanto na Bolívia os indígenas tem consciência do seu poder, no Brasil o "desenvolvimentismo" é a nova cara do genocídio contra índios e toda biodiversidade. Assim como a Transposição do Rio São Francisco, Belo Monte começou, mas não terminará, pois é uma obra maldita. A quem ainda não se convenceu, inclusive, com o depoimento dos/as artistas contra Belo Monte, sugiro que assista ao vídeo “Belo Monte e a Questão Indígena: Andréa Zhouri”. E divulgue ao máximo.

http://www.youtube.com/watch?v=npoLn9pzJ5E

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


***


De: Liga dos Camponeses Pobres

Escrito por LCP de Rondônia e Amazônia Ocidental
Qua, 23 de Novembro de 2011

No dia 18 de novembro o camponês Luiz Antunes foi covardemente torturado por policiais civis e militares do município de Buritis, no PA Rio Alto. Os camponeses deste assentamento já sofreram vários ataques de bandos armados do latifúndio. No pior deles, os camponeses Élcio Machado e Gilson Gonçalves foram barbaramente torturados e assassinados em dezembro de 2009. Até hoje os responsáveis por estes crimes seguem impunes.

Por volta das 13:00 horas o camponês Luiz retornava de moto da cidade quando foi fechado por três caminhonetas sem identificação próximo ao seu lote. Cerca de 15 policiais armados saíram dos veículos e sem nenhuma explicação ou perguntas o derrubaram no chão, pisaram em sua garganta e iniciaram sessões de sufocamento com saco plástico, espancamento com porretes e com um cabo de foice que estava no local. Os policiais queriam que Luiz assumisse delitos ocorridos na região do Projeto de Assentamento Rio Alto e o torturaram sem parar durante duas horas, deixando várias marcas no seu corpo.

Depois, os policiais levaram Luiz ao hospital municipal de Buritis para tomar remédios no intuito de disfarçar os ferimentos. Além da covardia da tortura praticada, os policiais ainda tiveram a cara de pau de divulgar em uma página de notícias da internet que Luiz “havia corrido de moto ao avistar os veículos e que seus ferimentos eram causados por uma queda que havia sofrido durante a fuga”. E como se não bastasse, Luiz ainda ficou preso por dois dias na delegacia de Buritis antes de ser liberado.

Luiz foi torturado por que cometeu o “crime” de ser pobre. Ninguém tortura deputado corrupto, bandidos de colarinho branco ou latifundiários e seus bandos armados. A tortura é crime inafiançável no Brasil, mas sempre foi amplamente utilizada por policiais, devido à certeza de impunidade nos crimes praticados pelo Estado. A tortura sempre foi um dos muitos crimes praticados por policiais de Rondônia, que atuam como milícia armada dos latifundiários.

A região de Buritis tem sido palco de perseguições e criminalização continuada aos camponeses pobres que lutam pela terra, a polícia civil e militar sempre tiveram participação direta, seja ameaçando, torturando ou assassinado trabalhadores.

Em Rondônia dezenas de ocupações estão ameaçadas de despejo, ao mesmo tempo em que os latifundiários e seus bandos armados seguem cada vez mais encorajados a atuar impunemente diante da escalada repressiva por parte do poder judiciário, polícias e dos monopólios de comunicação, todos a serviço do latifúndio.

Este caso é grave e representa a total falência da reforma agrária do governo, onde os camponeses que lutam são duramente reprimidos e nenhuma terra é cortada. A ouvidoria agrária e o Incra são responsáveis diretos pelo que vier acontecer aos camponeses do Rio Alto.

Exigimos punição aos policiais envolvidos nos casos de torturas e assassinatos de camponeses na região de Buritis.

Liga dos Camponeses Pobres de Rondônia e Amazônia Ocidental - LCP

***

161 comentários:

  1. PRECISAMOS CONHECER MINUCIOSAMENTE O INIMIGO, ENTÃO ELE NOS ENSINARÁ A VENCÊ-LO.

    NÃO PODEMOS CONFIAR JAMAIS NESTES FACÍNORAS.

    PRECISAMOS CONHECER NOVOS CAMINHOS QUE NOS LEVEM À VITÓRIA.

    O SIND UTE PRECISA MELHORAR A COMUNICAÇÃO E O DEPARTAMENTO JURÍDICO.

    PRECISAREMOS DE MUITAS ESTRATÉGIAS, UM CONJUNTO DE AÇÕES DIRECIONADAS.

    QUEM BATE ESQUECE, MAS QUEM APANHA NÃO ESQUECE NUNCA.

    SOMOS INSTRUMENTOS DESTA ENORME LUTA QUE MINAS GERAIS TEM CONTRA A DITADURA subliminar.

    PRECISAMOS NOS COMUNICAR COM A IMPRENSA NACIONAL.

    PRECISAMOS DE AMPLIAR NOSSOS CONTATOS FORA DO ESTADO.

    EULER,

    POR FAVOR LEVE ESTAS REIVINDICAÇÕES (SUGESTÕES) PARA A REUNIÃO DO NDG, AMANHÃ 26/11/11.

    ResponderExcluir
  2. A presidenta Dilma faz vista grossa a respeito da nossa situação aqui em Minas Gerais.

    Nós estamos lutando contra o Anastasia e o Aécio e isto para ela basta.

    Teremos que oferecer os nossos votos a ela como única opção. Será?

    ResponderExcluir
  3. Euler,

    Você diz que não vamos receber o que foi tirado em julho 2011 com o retorno ao regime anterior, mas a lei aprovada prevê o posicionamento com data de 01/01/2011, neste caso não receberíamos o que foi tirado? Faça suas análises e nos informe, por favor. Você é a única fonte nossa porque o sindicato, nem vou falar.

    ResponderExcluir
  4. E agora, como fica nossa situação? Somos obrigados a aceitar uma coisa que não queremos? Não podemos entrar na justiça contra esta decisão arbitrária do governo? Temos que recorrer na justiça federal, denunciar na Organização Internacional do Trabalho. Na constituição rege que não se pode prejudicar o direito adquirido. Esta proposta foi feita sem a participação do sindicato da categoria e segundo a constituição é obrigatória a participação dos sindicatos quando os direitos de uma categoria estiverem sendo discutidos. Acima de tudo temos um documento assinado pelo governo aceitando implantar no nosso salário o piso salarial nacional como vencimento básico. Além do mais primeiro ele nos deu o direito de escolha e depois nos obrigou, e em toda administração pública sabemos que a principal característica é a democracia, ou seja, o direito de escolha. Olha quanta coisa fora da lei. Além disso tudo, existe a lei 15.293/2004 que o próprio governo criou, aprovou e agora passa por cima dela. E isso tudo é prova a nosso favor em caso de ação na justiça federal ou estadual e na denúncia na Organização Internacional do Trabalho. Um governo que entra pra ficar administrando durante um período de 4 anos não pode ter o direito de mudar uma carreira que tem uma estrutura de décadas.... Daqui a pouco ele vai acabar com o nosso regime estatutário e vai assinar carteira de todo mundo! O sindicato vai ter que contratar os melhores advogados do país para mover uma causa contra estas arbitrariedades ou o próprio sindicato vai ficar em maus lençóis com os seus associados e ainda perder toda sua moral. Acho que o que está em jogo não é apenas o nosso futuro, mas o futuro do próprio sindicato. Temos que nos unir, mas também buscar na justiça (e de preferência a federal) através da contratação de excelentes advogados o retorno ao vencimento básico. Ahhh temos que publicar em todos os jornais possíveis (de preferência os mais lidos no Brasil) o que o desgoverno de Minas está fazendo pois tudo o que ele quer é fazer todas estas arbitrariedades sem que ninguém saiba ou comente. O sindicato tem que pagar e publicar tudo isso, ou seja, usar as mesmas armas do inimigo. Um abraço, amigo professor e honrado cidadão Euler.

    ResponderExcluir
  5. Constituição de 1988
    Art. 5°, LXXIII. Qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade em que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente, ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência.

    Art. 141, §38. Qualquer cidadão será parte legítima para pleitear a anulação ou a declaração de nulidade dos atos lesivos ao patrimônio da União, dos Estados, dos Municípios, das entidades autárquicas e das sociedades de economia mista.

    ResponderExcluir
  6. Euler,
    Agora que nos jogou no subsídio,terá que devolver o que nos tirou por retornar ao vb,não é mesmo?
    Vamos cobrar o retroativo,tudo o que nos deve o sindute deverá cobrar.....

    ResponderExcluir
  7. Pessoal este foi o e-mail que eu enviei para os deputados após o final da votação.Vocês tambem podem fazer o mesmo. Estou me comprometendo a fazer isto, enquanto aqueles covardes estiverem ocupando uma cadeira na ALMG.
    Ilza.




    Senhores Deputados,

    Boa noite não se pode dizer, depois de tudo que aconteceu hoje com a educação mineira.Indgnação é pouco para exprimir o meu sentimento diante de tanto descaso do governo mineiro, suas secretárias e deputados da base, que não tiveram o mínimo de senso comum para avaliar o estrago que estão provocando na educação, com o intuito de satisfazer uma vontade maior do então sr. governador.
    Tenho vinte anos de dedicação total á educação e sinto-me, como professora, humilhada, desvalorizada, frustada e lesada pelo não cumprimento da Lei Federal 11738/08, reconhecida pelo STF.Como cidadã, tenho vergonha de ser mineira e viver num Estado onde a Constituição não é cumprida e muito menos obedecida.A Constiutição de 1988 marcou o fim do regime militar e ficou conhecida como "Constiutição Cidadã", pois encarnou o ideal de cidadnia e a volta do Brasil à normalidade democrática. Ulisses Guimarães, líder da Assembléia Constiuinte de época, dizia: "Será uma Constiutição Cidadã , porque recuperará como cidadãos milhões de brasileiros.O povo nos mandou aqui para fazê-la, não para ter medo..."Que diria hoje o nosso ilustre deputado Ulisses Guimarães ao ver que foi em vão todo o seu esforço de redemocratização do Brasil?
    ... ninguém respeita a constituição, mas todos acreditam no futuro da nação... que país é esse?? Já dizia Renato Russo.
    Onde está a democracia neste Estado? A própria palavra já significa governo do povo.Democracia é forma de governo em que a soberania é exercida pelo povo, o qual delega poderes aos seus representantes, que são periodicamente eleitos pelo povo através do voto.Pergunto aos Senhores: Vivemos num regime democrático? O povo exerce sua soberania? O povo participa das decisões políticas? Têm seus direitos assegurados? Para que os direitos do cidadão sejam assegurados, é preciso que o governo cumpra com o seu dever de fazer cumprir esses direitos, para depois o cidadão cumprir com os seus deveres. Na prática será que tudo isto acontece de fato? O governo tem cumprido o seu papel de garantir ao cidadão o seu direito? Há omissão tanto do governo, quanto dos Senhores Deputados, que em sua maioria, compactuaram com governo aprovando um projeto que descaracteriza totalmente a Lei do Piso.O que se presenciou hoje na Assembleia Legislativa foi pura imposição do governo em forçar a votação do projeto.Que fizeram os Senhores Deputados na sua maioria?Aprovaram o projeto.Isto que os Senhores fizeram é uma prática da ditatura.Muitos dos Senhores aceitaram pacificamente a imposição do governador sem nenhum questionamento.Que tipo de serviço os Senhores estão prestando á sociedade que os elegeram para bem representá-los e garantir seus direitos?Pensem nisto Senhores Deputados!!Mas, outros tempos virão!O ideal seria que toda sociedade mineira tivesse consciência crítica,pois aí sim, poderíamos escolher melhor nossos representantes em função de propostas e projetos, porque neste caso, teríamos um comprometimento de quem se propõe a disputar um cargo no intuito de trabalhar para o bem da coletividade.Pode até ser utopia, mas um dia, este tão sonhado dia chegará.Depende de nós...
    Hoje os educadores mineiros se encontram de luto pela educação, fim da carreira profissional e desvalorização total da qualidade de ensino.É lamentável, muito triste e dolorido o que estamos passando.Estou de luto, mas luto por uma educação de qualidade para os meus alunos, meu filho e gerações futuras que dependem do ensino público.
    Eis aí o meu desabafo!!
    Ilza Maria Ramos - Virgolândia - MG

    ResponderExcluir
  8. De acordo com a constituição federal tudo o que o governo fez está fora da lei: prejudicou o direito adquirido, não permitiu a participação do sindicato na elaboração do projeto que os capachos do governo votaram e ainda nos obrigou a ir para o subsídio indo contra os ideais da democracia pois temos todo direito de escolha. Se a reclamação feita pelo sindicato junto ao STF não for favorável a nós pra mim a constituição neste país é simplismente um enfeite nas bibliotecas e estantes do país.

    ResponderExcluir
  9. VAMOS ACAMPAR EM BRÁSÍLIA!!!!!!! DE LÁ MAIS JORNAIS ACOMPANHARÃO.TERÁ REPERCURSSÃO NACIONAL!!!!

    ResponderExcluir
  10. temos que publicar tudo o que o governo de minas está fazendo conosco. Em todos os jornais pois tudo o que ele quer é que tudo passe despercebido sem que ninguém saiba ou comente. Precisamos levar isso ao conhecimento de Cristóvão Buarque quem sabe ele pode nos dar uma ajudinha...

    ResponderExcluir
  11. E O nosso prêmio de consolação? Minas deve estar falida mesmo ...Nem mesmo o prÊmio por produtividade o governo pagou....No ano passado pagou em setembro,antes da eleição...
    Vamos acordar...E cobrar...

    ResponderExcluir
  12. Estamos firmes com vocês nesta luta e preparados para mais uma batalha.Força na luta!!!!! colegas de Francisco Badarò(Vale do Jequitinhonha)

    ResponderExcluir
  13. Li o jornal "O Tempo" hoje, 25/11. O Anestesia deu uma entrevista coletiva dizendo que não tem mais o que falar. Está tudo acertado: ele paga mais que o Piso Salarial previsto em lei e também agradece aos professores que não participaram da greve. Não aguento o cinismo dele.E o STF não fará este Satanasia pagar o piso? Estou com ódio. Tenho que me segurar para não falar bobagens. Ninguém consegue parar este ditador? Não existe lei para ele? Espero respostas.

    ResponderExcluir
  14. É incrível ,mas pela tabela,vice-diretor terá o maior salário ...Vamos cobrar o cumprimento das 30h.

    ResponderExcluir
  15. EULER BOM DIA

    ACHO BOM 1º BUSCAR PARCEIROS BLOG, RICARDO ELET, ETC. FINANCIAR.

    DEPOIS, A IDÉIA DO PARTIDO É BOA, TEMOS QUE TER REPRESENTAÇÃO, PARA AS ASSINATURAS MOBILIZAREMOS NAS ESCOLAS, SE NA PORTARIA, ETC.

    SE ATÉ CASSAB CONSEGUIU PORQUE NÓS QUE SOMOS MILHÕES NÃO.

    SEM FALAR QUE ESSE PROBLEMA DE CONFISCO, VEM DESDE ITAMAR COM PRV SEM LÁ QUANDO ELE DEU 660,00 LEMBRA

    ResponderExcluir
  16. STF nega segmento à reclamação do Sind-UTE/MG contra unificação da remuneração


    BELO HORIZONTE (25/11/11) - O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), indeferiu nessa quinta-feira (24) à noite, a reclamação que o Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) impetrou naquela Corte para que fosse suspenso o trâmite na Assembleia Legislativa de Minas do substitutivo ao Projeto de Lei 2355. O projeto, que foi aprovado pelos deputados nessa quarta-feira, unificou o processo de remuneração dos servidores da Educação do Estado e significa mais um importante avanço na política de valorização dos servidores da Educação que o Governo de Minas vem desenvolvendo desde 2003.

    ResponderExcluir
  17. Euler, acabei de ler no site da secretaria da educação que o STF negou liminar ao sindicato. Como assim, vc pode nos esclarecer? Se o STF nos abandonar, a quem poderemos recorrer? Então a lei do piso não vale nada, fomos enganados?

    ResponderExcluir
  18. Fiz uma montagem com as fotos dos deputados que votaram contra e a favor da educação. Segue os links para quem quiser divulgar:

    Amigos da educação:
    http://img696.imageshack.us/img696/5672/amigosdaeducao.png

    Inimigos da educação:
    http://img7.imageshack.us/img7/769/inimigosdaeducao.png

    É só clicar na imagem para ampliar. Depois com o botão direito do mouse clicar em "SALVA IMAGEM COMO" e escolher umas pasta para salvar a imagem no seu computador.

    ResponderExcluir
  19. Euler bom dia. Ontem ao postar um comentário, tentei aliviar um pouco a escrita mas está me incomodando. Portanto onde se lê (cassar) um a um destes deputados, leia-se caçar um a um. Um abraço. CHARLES ( ASB DESIGNADO ).

    ResponderExcluir
  20. Euler e companheiros/as

    Endossando as palavras do companheiro das 10h13, teremos muita coisa a fazer pela frente. E, acredito, o Sind-UTE deve estar tomando várias providências. Embora não concorde com certas estratégias sindicais, penso que o momento é totalmente favorável para a briga por quem nos representa. Com certeza, ainda existem juízes e promotores lúcidos neste país e que não se deixam vender. Alguns já deram a vida pela causa...

    Quero lembrar, inclusive, que com a mudança de remuneração, as contribuições ao Sindicato aumentam, como já vinha acontecendo a partir do subsídio (1% em cima de 1320,00 e não nos valores diferenciados existentes: 369,00, 560,00 et cetera). Portanto, existe a possibilidade real de contratar com advogado. E digo mais: se a direção solicitar, todos nós que estamos indignados e em pé de guerra, poderemos colaborar com alguma quantia somente para este fim.

    É isso aí. Que bom que você apareceu, Euler. Estávamos preocupados.

    Um abração. Conte comigo para a luta até que o piso seja implantado na carreira.

    Joaquim

    ResponderExcluir
  21. Gente, está tudo muito obscuro ainda,temos que ter uma tabela comparativa em mãos o mais rápido possível, pois tem muitos colegas adoçando as palavras do governador, onde diz que o substitutivo é mais vantajoso do que o piso nacional.
    Ganharemos mais adeptos na luta quando a coisa fica mais clara, não podemos esperar que o nosso governador
    faça isso por nós.

    ResponderExcluir
  22. Uma coisa me satisfaz. Esses 51 paus-mandados acham que estão garantidos, que o governo os acolherá,protegerá em qualquer situação. Ledo engano, capachos! Ele, o governo e sua corja, os deixarão a ver navios, quando bem lhes convier, usaram vocês também. Fizeram papel de bobos! É só esperar pra ver. Esse governo é sem caráter, sem palavra, sem compromisso, sem vergonha... DANÇARAM! E eleições é conosco, o povo que ficará cada vez mais politizado, graças aos professores. É só esperarem!

    ResponderExcluir
  23. Caro Euler!
    Temos que expandir este crime para além das fronteiras de Minas, senão tudo vai ficar como o ditadorzinho quer!

    ResponderExcluir
  24. Olá, pessoal da luta!

    Só esclarecendo algumas coisas. A rejeição do STF a uma reclamação feita pelo STF foi sobre a tramitação do projeto 2355, aquele, que coloca todos no subsídio.

    Não vamos confundir as coisas. O STF não julgou o nosso caso específico, sobre a implantação do piso na carreira. Apenas rejeitou o pedido feito pelo sindicato de suspensão da votação do projeto na ALMG.

    De fato, é muito difícil que o judiciário faça tal intervenção em outro poder constituído. Mas, a direção sindical avaliou que deveria tentar, por meio judicial, barrar o andamento daquele malfadado projeto.

    Lógico que quando tiver que julgar as atitudes tomadas pelo legislativo mineiro ou pelo governo, à luz da legislação federal em vigor, a atitude do STF seguramente será outra. Assim esperamos.

    E é claro também que a SEE-MG e o governo vão explorar politicamente este acontecimento, como fizeram anteriormente. Aliás, o site da SEE-MG virou um site de propaganda política do governo, uma espécie de secretaria sindical do governo, com pouca preocupação pedagógica, e muita propaganda vazia do governo, que cassa os direitos dos educadores.

    Reforço aqui que precisamos organizar uma ação jurídica de peso contra as atitudes do governo. Além, é claro, de intensificarmos a nossa organização pela base e de discutirmos novas estratégias de mobilização popular contra os ataques do governo.

    Um forte abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  25. Euler.concordo com os colegas,temos que entrar na justiça , individual,por regiao,coletivo,mas nao podemos ficar vendo as coisas acontecerem,o sindicato esta lutando contra o poder.e nao e facil,mas conte comigo.ANA MUTUM

    ResponderExcluir
  26. Meus amigos , cuidado ! Aquela infame votaçã0 me deixou doente - desde aquela noite tenho febre alta , sem causa física determinada . Estou péssima .A maldade e a indignação fizeram um estrago em mim ... mesmo assim , só penso em lutar contra esse crime organizado de que somos vítimas .Quero fazer qualquer coisa ou tudo .Vamos fazer denúncias em todos os segmentos .Brasília vive recebendo denúncias e apurando falcratuas . Mais uma não faz mal. vamos denunciar na Folha de S.Paulo . Vamos à luta !

    ResponderExcluir
  27. Sugiro que em todas as escolas de Minas fossem feitas faixas (cartazes) com os nomes de todos os traidores da educação, e que estes fossem afixados nos muros das escolas. Imagine o impacto disso no interior. Se arrancarem façam outros e outros.
    Vamos dar o troco nesse bando de fdps

    ResponderExcluir
  28. Obrigada anônimo das 11:41. Nos prestou um ótimo serviço! Já espalhei para todos da minha lista e pedi que espalhassem também!

    Também já mandei carta a todos esses deputados hipócritas, ordinários, mesquinhos e cretinos. O futuro lhes aguarda!

    Patrícia Mata

    ResponderExcluir
  29. O STF pode julgar qualquer ação favorável aos professores... mas no nosso caso é diferente; a lei federal não atinge Minas Gerais uma vez que aqui rege a vontade soberana do Imperador Anastasia!!!

    ResponderExcluir
  30. ATENÇÂO Montes Claros e Norte de minas o fim da votação é o começo da caça aos carneiroS:
    ANA MARIA RESENDE E ARLEN SANTIAGO.

    E NÃO ESQUEÇAMOS DE GIL PEREIRA (está usando a greve como disculpa da politicagem que foi a troca da superintendente) E CARLOS PIMENTA afilhados de Anastásia. E olha que estão de OLHO na prefeitura de Montes Claros.

    Vamos lá norte mineiros mostrar a força do voto.

    ResponderExcluir
  31. Na escola que trabalho os alunos se recusaram a fazer o SIMAVE, e ainda colocaram a inspetora para correr.KKKKKKKKKKKK 2012, 2014 neles!!!!!!!!! É o nosso troco!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  32. Dossiê resumido sobre os inimigos da educação: https://docs.google.com/document/pub?id=1KqyYvRorNrl3IrZ1IEvYYJPECtSnVgdohnedolxWPYI&pli=1

    ResponderExcluir
  33. NESTE MOMENTO

    O Sind UTE, deverá reclamar a constitucionalidade do ATO do Governador, mudando-nos de sistema de remuneração após a publicação do acórdão.
    Causando-nos enormes prejuízos.

    Nós devemos desenhar vários modelos de mobilizações e reivindicações para o ano que vem.

    Vamos nos recolher, absorver a nossa dor, descansar, recuperar as forças para as lutas vindouras.

    Devemos usar o blog para nos comunicar e manter acesa a chama de justiça em nossos corações.

    ResponderExcluir
  34. Além da reclamação junto ao STF pela implantação do piso como vencimento básico na carreira temos também que recorrer à justiça federal para uma outra coisinha. É o seguinte: é a questão do direito adquirido (como biênios e quinquênios que temos e que ainda teremos direito de ter nos próximos anos). Essa sim é uma causa que à luz da constituição federal seria impossível dos juízes federais darem ganho de causa para o estado de minas,(não é possível que os juízes federais não vão respeitar a constituiçaõ federal). Os juízes federais vão obrigar ao estado de minas a continuarem a oferecer as vantagens (biênios e quinquênios) para todos que os têm. Porque se caso o STF dar ganho de causa para o estado alegando que o subsídio é legal pelo menos seríamos obrigados a ficar no subsídio mas com nossas vantagens (biênios e quinquênios) garantidas, ou seja, o estado teria que se virar para encaixar nossas vantagens no subsídio ou voltarmos para o vencimento básico à força. Pois é amigo Euler fale isso para a Beatriz lá no sindicato pois além da reclamação que foi solicitada temos que recorrer com uma ação desse tipo que mencionei acima pois se formos obrigados a ficar no subsídio pelo menos nossas vantagens continuaremos com elas, já que quem nos garante é a própria constituição federal que é a lei maior e obrigatória para todas as unidades da federação. Temos que entrar com esta ação urgente.

    ResponderExcluir
  35. muito triste saber que nós podemos confiaR EM NINGUENM NESTE ESTADO DE MINAS GERAIS,MAs nossa resposta será nas p´roximas eleições,tiraremos o PSDB e sua corja do poder. vivemos a própria ditadura em MINAS. MAS SE "ANESTESIA" PENSA QUE COM ESSA ATITUDE ENGANA OS PROFESSORES E A POPULAÇÃO, ESTÁ MUITO ENGANADO, A POPULAÇÃO ESCLARECIDA ESTA INDGNADA COM A ATITUDE DELE.UM DIA VENCEREMOS E DEUS NOS AJUDE A SUPORTAR TODA ESSA HUMILHAÇÃO QUE ESTAMOS PASSANDO.

    ResponderExcluir
  36. Anônimo das 10:17, nós estamos amparados por decisão do STF, sendo assim os estados tem de se adequar a uma lei federal, se isso não for feito e ocorrer ato lesivo por parte de governantes locais significa desobediência entre as esferas de poder. Se o governo federal não intervir significa que ele está sendo conivente e prestando um péssimo serviço à sociedade como um todo.

    Pelo regime republicano federativo do país Brasil, as regras do jogo estão claras na Constituição de 1988, se um governo de estado ignora estas regras e não é penalizado significa aí conivencia entre os poderes. Não pode é descabível uma lei estadual ter maior teor e força que a lei federal. Se o governo quiser manter o subsídio ele não poderá fazê-lo retirando direitos já garantidos por lei tanto federal quanto estadual num pacto já estabelecido.Ele pode retirar esse direito garantido para outros que vierem a incorporar seus quadros como servidores, mas mesmo assim deveria previamente haver artigos constitucionais que pudessem viabilizar tal ato. As coisas não podem ser solucionadas à partir de idéias subjetivas daqueles que estão no poder sendo elas uma ou duas pessoas, pois isso acarreta atos perigosos e contrários à dignidade da pessoa humana que está sendo prejudicada.

    ResponderExcluir
  37. Independente do que o Sindicato ou qualquer um de nós vai fazer, é uma questão de honra que tiremos quantos votos forem possíveis desses deputados covardes, que não têm vergonha de votar um projeto tão destrutivo, sem sequer estudá-lo. Eu nunca fiz campanha contra ninguém, mas agora vou fazer. Sei que minha ação isolada não faz diferença, e por isso proponho a todos os colegas que façam o mesmo, mostrando quem são os traidores, dando especial destaque para os traidores que são de sua região. Temos que fazer isso agora e guardar tudo na mente e no coração, para agirmos nas eleições municipais e principalmente nas eleições federais e estaduais. Até lá, precisamos criar um movimento pesado contra o PSDB e seus aliados. Claro que sabemos dos problemas que envolvem o PT, mas pelo menos sua bancada nos defendeu na Assembléia Legislativa. Além disso, não importa quem elegeremos, desde que o PSDB seja fortemente prejudicado, pois isso será um recado para todos os partidos daí em diante. Precisamos mostrar que os representantes do povo devem defender as causas sociais.

    ResponderExcluir
  38. Amigos e companheiros,
    Enviei o e-mail a seguir aos INIMIGOS da educação. ESpero que façam o mesmo.
    Abraços.

    Assunto: Por quê???

    Senhores Deputados,

    Em relação ao ocorrido no dia 23/12 na Assembleia Legislativa, já não poderia tratar-se de uma questão política ou de base do Governo. Tratava-se de preservar a carreira de 400 mil servidores da Educação.
    Nós, os professores, temos o poder da persuasão. Temos alunos e suas famílias. Foi lamentável o que os senhores fizeram. Não nos esqueceremos.
    Quero, depois, escrever uma mensagem especial ao Deputado em quem votei. Por quem fui à luta em minha cidade - como cabo eleitoral - porque acreditei que ele não seria mais um a dizer "Sim, senhor!", "Sim, Senhor", principalmente quando fosse para fazer mal à classe dos educadores, esteio da sociedade.
    Estou muito triste. A educação mineira amanheceu de luto, mas a luta continua.
    Um dia, os senhores precisarão de nós!
    Se os senhores leram este e-mail até aqui, reportem-se à figura de sua primeira Professora - a Professorinha que, pacientente, lhes ensinou as primeiras letras e que, hoje, esteja onde estiver, não aprova o que os senhores fizeram.
    Atenciosamente,
    Lúcia.

    ResponderExcluir
  39. Obrigada anônimo das 11:31. Nos prestou um ótimo serviço! Já espalhei para todos da minha lista e pedi que espalhassem também! Vou colar a cara desses ingratos em muitos locais!

    MEDITEM, NO EDITAL DO CONCURSO JÁ HAVIAM APREGOADO O PAGAMENTO POR SUBSÍDIO AÍ VOCÊS ACHAM QUE O "AQUELA AVE DE RAPINA ORDINÁRIA QUE É O DESGOVERNO DE MINAS IRIA MUDAR ALGO QUE JÁ ESTAVA PRONTO "COMO UMA CARTILHA?" NÃO PRECISARAM NEM DE PENSAR! FALA SÉRIO VIU?


    HOJE AO APLICAR A PROVA DO DESGOVERNO VI COMO OS ALUNOS FIZERAM COM DESCASO. "EU DISSE PARA ELES QUE DEVEMOS DAR DE CÉSAR O QUE É DE CESAR E DE DEUS O QUE É DE DEUS!" ELES ENTENDERAM, E AINDA PERGUNTARAM POR QUE TINHAM QUE FAZER ESSA PROVA? EU DISSE PORQUE VOCÊS SÃO TRATADOS COMO CARNEIRINHOS KKKK ELES FICARAM IRRITADOS KKK

    NDG GOVERNADOR VALADARES

    ResponderExcluir
  40. Monalisa - Contagem25 de novembro de 2011 13:29

    Vou criar um blog só com os deputados traidores e as mentiras do governo, depois passarei o link

    ResponderExcluir
  41. DESDE QUE A TERRA É TERRA, QUE OS INTERESSES DE ALGUNS SOBREPOEM AOS DOS OUTROS, LEMBRO DAS HISTÓRIAS DA INQUISIÇÃO, DA DITADURA, DE HITLER
    COM A DESCULPA DA BRUXARIA E ETC MATAVAM, NA DITADURA, MATAVAM OS OPOSITORES. COMO ESTAMOS EM TEMPOS MODERMOS E NÃO PODE SAIR POR AI MATANDO OS LIDERES DAS MASSAS.
    SIMPLESMENTE USAM A MÍDIA PARA DIMINUIR, FALAM QUE NÃO TEM VERBA PARA ISSO, MAS TEM PARA AQUILO.
    O MUNDO SEMPRE FOI POLITIZADO, OU DE UMA FORMA OU DE OUTRA.

    POR ISSO PRECISAMOS NOS REAGRUPAR, SOMOS MUITOS, MAS AO MESMO TEMPO NÃO SOMOS NADA.
    NÃO TEMOS REPRESENTATIVIDADE POLITICA.

    PRECISAMOS URGENTE DE REPRESENTATIVIDADE.

    ResponderExcluir
  42. Vejam a opinião de Eduardo Costa sobre o salário do professor em Minas (Muito bom!): http://wordpress.00201.upx.net.br/?p=4594

    ResponderExcluir
  43. Todos visitantes do Blog estão convidados para a reunião do NDG da Região Metropolitana de BH. Sejam eles anônimos ou conhecidos!

    O meio virtual é muito bom e se mostrou deveras eficaz, mas agora vamos também nos aglutinar fora das telas do computador.

    Amanhã, sabádo 26 de novembro, a partir das 14hs, todos (as) na Escola Popular que fica na Rua Ouro Preto, 294 no Barro Preto.

    ResponderExcluir
  44. Não ao retrocesso! Comissão de Finanças e Tributação da Câmara rebaixa reajuste do Piso Nacional
    25/11/2011

    Parlamentares cederam à pressão da Fazenda e dos governadores. CNTE cobrará retratação do plenário da Casa
    Escrito por: CNTE

    ResponderExcluir
  45. Grande educador e guerreiro Euler. A quadrilha está em todo lugar. Greve continua no RS, governada pelo PT, fazendo a mesma canalhice do ditador de Minas. IMPRESSIONANTE. Observe no site da CNTE.Estão mudando a lei de reajuste do piso, encabeçada por deputado do PT.O reajuste será de acordo com o INPC. MAIS um assalto nos nossos baixos salários.Importante. Temos que agir, basta de falar. Tenho certeza que temos direito de reajustes salariais todos os anos. inclusive dos governos anteriores ao faraó. UM advogado de alta categoria conseguirá ganhar essa causa em Brasília. STJ OU STF. Para o ano que vem o mínimo será reajustado em 14% e não podemos aceitar o medíocre reajuste do ditador.Justiça neles. Pode demorar, mas tenos que mostra para as quadrilhas que não somos babacas.Pensem nisso na reunião do NDG de amnhã.A LUTA CONTINUA. Até a nossa vitória. NDG de Caratinga. O que ficar decidido conte conosco.Até a nossa vitória.´

    ResponderExcluir
  46. Companheiros:

    Acho que não adianta mais insistirmos com a luta aqui em minas,em terra de ladrão não há lei.Temos que fazer um dossiê da situação da educação em minas ,encaminharmos ao STF ,uma cópia a todos os deputados federais ,a presidenta ao Mec ao ministro da educação a todos os jornais do Brasil e exterior.Se pensam que a luta acabou agora que a guerra começa.Fzermos paralisações com caravanas a Brasília e manifestações frente ao STF ,ao Mec e palácio do governo até que eles nos atendam e resolva nossa situação.Só assim o Brasil e o mundo saberá da ditadura implantada em minas.O sindicato por sua vez devem entrar com representações a diversos órgão nacionais e internacionais denunciando a injustiça em minas e buscando nossos direitos.Podemos perder duas ou três batalhas ,mas a guerra nunca perderemos.Estamos no caminho da lei no caminho da justiça .E Deus é justo.

    ResponderExcluir
  47. Agora o governador quer colocar nas escolas policiais reformados para dar segurança. Também eles aposentam ganhando muito pouco.Idéia do deputado traidor joão Victor Xavier

    ResponderExcluir
  48. Eu também acabei de copiar os retratos dos nossos inimigos e amigos.
    A partir de hoje, enviarei a todos os meus contatos, principalmente colegas da escola, que não participaram da greve e mobilizações.

    Neste momento, estou me preparando pra ir ao Psiquiatra (caminho comum dos educadores a partir de agora) e, o pior, tenho que pagar do meu bolso R$ 120,00 (com o desconto) pois o IPSEMG está sucateado. Em Sete Lagoas consulta só no ano que vem.

    ResponderExcluir
  49. Minha escola está mobilizada. Estamos fazendo campanha contra essa corja de deputados, governador, secretárias, senador, traidores da educação.Com a colaboração dos alunos, els são a nossa força e estão do nosso lado.

    ResponderExcluir
  50. GOSTARIA DE SUGERIR QUE O SINDUTE PUBLIQUE NA FOLHA DE SP OU OUTRO JORNAL QUALQUER DE GRANDE VISIBILIDADE NACIONAL MATÉRIA PAGA INFORMANDO AO POVO BRASILEIRO O QUE O ANASTASIA FEZ EM MG COM OS EDUCADORES,JÁ QUE OS JORNAIS DE MG SÃO TODOS ALIADOS DO ANASTASIA.

    ResponderExcluir
  51. O POVÃO DE BRASÍLIA SÓ ASSISTINDO, VENDO O CIRCO PEGAR FOGO, POIS NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES NOS QUEREM DO SEU LADO, COMO DIZEM, SÓ ANESTESIA E AÉCIO SAO RUINS.
    POR MIM, TAMBÉM SÃO UMA CORJA SÓ, NÃO VERÃO MEU VOTINHO, NEM UM NEM OUTRO.
    TODOS QUERENDO APENAS PROVEITO DA SITUAÇÃO!! VÃO PEDIR VOTO PRO RAIO QUE OS PARTA...

    ResponderExcluir
  52. Euer ja estou no twitter divulgando a tag #minasroubaprofessor É uma forma de tentar chamar a atenção do Brasil para o que estão fazendo em nosso estado. Ajudem a colocar essa tag nos TT's e teremos uma repercussão com certeza!!!

    ResponderExcluir
  53. Euler, hoje vi um diário oficial de Minas Gerais, do dia 23/11 que trazia uma tabela com valores para 2011. Se entendi bem ( não tenho certeza) , o salário para professor licenciatura plena letra B é de pouco mais de 950 reais. E que só daqui a quatro anos é que estaremos recebendo o que já recebíamos em janeiro deste ano. Acho que também vi coisa semelhante no jornal O tempo( Há um pequeno asterisco ao lado dos valores). É isso mesmo ou estou assinando meu atestado de loucura?
    Obrigado e aguardo resposta.

    ResponderExcluir
  54. Euler e demais Colegas,
    Boa Tarde!!!!
    Mandei mensagem para presidenta no endereço:fale com a Presidenta .
    Vossa Excelência viu e assistiu , o déspota de Minas gerais queimar a CF , a Lei Federal , PSPN e nada fez.´Epoca de campanha ? Promessa em torno da educação é excelente !!!Foi eleita , e o que fez ou faz?.Todo político é igual ,muda o rótulo e a embalagem continua a mesma .Estou descrente,deseludida e decepcionada.Para que incluir Minas em 2012 no fundeb? Onde anda o Ministro da Educação?
    Muito obrigada pelo cruzar dos braços..Presidenta.

    ResponderExcluir
  55. Euler ,
    Tomei a liberdade e enviei seu magnifico texto de hoje , critovam @senador . gov.br
    Perdoa-me se errei.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  56. Outra sugestão. Naquelas provas de PAAE, marquemos todos as mesma letra. Que tal B, de bestas, pois infelizmente é assim que estão nos fazendo. Assim , quero ver depois, Filocre vir dar patacoadas onde não foi chamado. Eu já irei fazer isso nas minhas duas avaliações. ( Inglês e Português)

    ResponderExcluir
  57. Eu fui o único em minha escola que pediu aos alunos que marcassem todas as alternativas... O diretor ficou sabendo e ficou puto comigo(ã... e daí? rasga com a unha)... Acho que ele ficou mais mordido por eu ser querido e ter sido acatado pelos 3 terceiros anos noturnos.

    E vocês acreditam que ainda teve professor (de História) que ficou com raiva de mim??? E ainda tentou dizer aos alunos na hora da prova de Português que não poderiam fazer isso, pois prejudicariam a escola. - Que estória ela está ensinando para esses meninos?

    RESULTADO: sem que eu pedisse, 2 salas faltaram em peso na prova de Matemática e apenas uns 15 alunos da outra sala fizeram a prova...

    KKKKKKKKK.... Como me enche de forças (mesmo todo endividado e com nome igual poleiro de galinha) saber que sou querido e posso ensinar muito mais que regras de gramática aos meus alunos!!!

    Abraços e Força na Luta!!!

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  58. Prezado Euler,
    Venho aconpanhando nossa luta de longe e gostaria de poder apoiar mais. Será que você não conseguiria uma entrevista sua no Jô Soares, para começarmos a colocar a "boca no trambone" de uma vez por todas. Precisamos colocar o Brasil à par do que está acontecendo em Minas. E acho você, a pessoa mais indicada para nos representar lá.
    Obrigado Albbas.

    ResponderExcluir
  59. HÁ UMA ESPERANÇA NO FIM DO TUNEL, VEJAM


    COMENTÁRIO DO PUXA SACO (DEPUTADO JUSTIFICANDO LEI)

    Cumpre destacar que o inciso III do art. 66 da Constituição Estadual confere ao Governador do Estado a iniciativa para propor leis que promovam alterações na política remuneratória e no regime jurídico dos seus servidores. Tais alterações, por sua vez, podem ser regularmente realizadas conforme entendimento pacífico do Supremo Tribunal Federal (MS 24.875, RMS 21.789).

    ResponderExcluir
  60. QUERIDO EULER,boa tarde!
    A indignação existe.É um fomento para repensarmos o ocorrido e levantarmos a bandeira da luta,a qual levará à vitória final.Os deputados contrários à Educação já estão mortos e sepultados desde o ato da votação.Somos cerca de quatrocentos mil servidores e com certeza a quantidade triplicará com os familiares.Eles que aguardem.
    Gostei da ideia de chamar à responsabilidade os organismos federais:governo,Congresso Nacional e comissão de acompanhamento para a aplicação do piso.Gostei também da ideia do abaixo-assinado...
    Sabe Euler,estive pensando nos motivos que "impediram" o governo de aplicar o piso e entre eles,como já foi exposto aqui,é a quebradeira do estado.Por que não iniciar uma ação para que de fato seja comprovado?Por que não iniciar o movimento dos "caras pintadas" pedindo o impeachment desse tirano?

    ResponderExcluir
  61. Só uma pergunta: Se foram 51 deputados contra e 20 a favor, onde estavam os OUTROS 6, pois não são 77 no total???

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  62. Esses aqui não aparecem nem na lista de amigos nem na lista de inimigos. Estão faltando 6 votos:

    Delvito Alves - PTB
    Dilzon Melo - PTB
    Dinis Pinheiro - PSDB
    Paulo Lamac - PT
    Sargento Rodrigues - PDT
    Vanderlei Miranda - PMDB

    Acredito que o Dinis não esteja por ser presidente, mas e os outros? Queremos saber cada responsável pelas atrocidades....

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  63. CONCORDO COM I TIO PAUL POIS ACONTECEU O MESMO COMIGO ONTEM.ME PEDIRAM PARA APLICAR A TAL PROVA POIS ERA O MEU HORÁRIO NO 3ºANO.EU ME RECUSEI E A PROFESSORA DISSE QUE CONCORDAVA COMIGO EM GENERO E NUMERO MAS ELES PODERIAM DIZER QUE ELA(MATEMÁTICA)NÃO TINHA ENSINADO NADA AOS ALUNOS.EU DISSE QUE EU PODERIA ATÉ APLICAR ESTA MALDITA PROVA SÓ QUE EU MANDARIA(DISSE MANDARIA POIS AGORA É MODA) OS ALUNOS FAZEREM ISSO .ELA SE REFERIU AO MALDITO PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE TAMBÉM, ALIÁS USOU DE TODOS OS ARGUMENTOS POSSÍVEIS E EU NEGUEI .ELA PEGOU UM CONTRATADO E APLICOU ESTA PROVA E EU FIQUEI CANTANDO NA SALA DOS PROFESSORES OUVINDO MÚSICA NO COMPUTADOR.FELIZ...MUITO FELIZ POR TER FEITO O QUE EU FIZ.OLHA EXISTEM MUITOS PROFESSORES QUE SE DIZ A FAVOR E NA HORA DE AGIR NÃO AGEM, TEM MEDO DE PERDER DINHEIRO PERDER A MORAL PERDER O QUE FOR POIS ESTES PARA MIM SÃO MUITO POBRES MESMO MAS DE ESPÍRITO E DE MORAL.MORRO MAS VOU FAZER MINHA PARTE ATÉ O ÚLTIMO SUSPIRO E EU JÁ ESTOU PARA ME APOSENTAR DAQUI 1 ANO E MEIO.PENSO TRISTEMENTE QUE AS VEZES MERECEMOS(EU NÃO) MAS POR CAUSAS DESTES INFELIZES E FICARÃO MAIS PERDEMOS A LUTA...O PISO.QUERO DIZER AO TIPPAUL QUE NOME COMO ...NO PULEIRO NÃO É NADA VIU???AMANHÃ SERÁ OUTRO DIA.NÓS TEMOS QUE MUDAR ESTA MENTALIDADE DE GANHAR DINHEIRO.VAMOS TRABALHAR SIM COM HONRA MAS PRECISAMOS PENSAR QUE O DINHEIRO DEVE TRABALHAR PARA NÓS E NÃO O CONTRÁRIO.AS CONTAS PAGAREMOS QUANDO PUDER.DEVO NÃO NEGO PAGO QUANDO PUDER.NÃO É ASSIM QUE ELES OS SAFADOS NOS ENSINAM TODOS OS DIAS????AQUI QUANDO CHEGA UMA CARTA DE COBRANÇA EU NEM LEIO, RASGO IMEDIATAMENTE.TELEFONEMAS EU JÁ FALO QUE SOMENTE QUANDO O GOVERNO ME PAGAR O QUE ELE ME DEVE PODEREI ACORDAR ALGUMA COISA.E ESTOU EM PAZ...ESPERANDO ACONTECER ALGO COM ESTA CORJA DE SAFADOS ESTA ASSEMBLÉIA DO ALI BABÁ ONDE ESTÃO OS 77 LADRÕES.NÃO TIRO NENHUM FORA...SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO.PROFESSORES MUDE DE IDÉIA.AGEM, NÃO TENHA MEDO ...ENFRENTE...MAS JAMAIS SE ACOVARDE.RESISTA....NÃO PODEMOS SER MAIS TÃO IDIOTAS DE FAZER TUDO BONITINHO.SABEM O QUE MAIS EU FAÇO???DOU PROVA PARA INGLÊS VER....MAS JÁ DEI MINHA NOTA PARA TODOS OS ALUNOS.NENHUM PERDE.PARA QUE ME DESGATAR???NÃO QUEREM ESSA QUALIDADE NAS ESCOLAS??? ENTÃO TODOS PASSAM ..NÃO CORRIJO UMA PROVA MAS DOU UMA EXCELENTE AULA.O QUE IMPORTA É O CONHECIMENTO E PROVA NÃO MEDE NADA.APRENDEM PROFESSORES SOMENTE ASSIM NÃO FICARÃO DOENTE E VELHOS.ESTOU FELIZ ..EM PAZ E SEM PROBLEMAS...

    ResponderExcluir
  64. Ontem enviei uma mensagem para os deputados e gostaria de partilhar com os colegas.

    Prezados Deputados

    É com imensa emoção que assisti aqui no Norte de Minas, junto com meus colegas educadores, como os senhores nos representaram tão bem. Não, digo brilhantemente. Não houve compra de voto pelo governador, os senhores expuseram com muita convicção o que realmente acreditavam ser bom para o tão sofrido povo mineiro e, em especial, os educadores.

    A democracia neste estado me deixa EMOCIONADA.

    Os senhores são livres para expressarem os pensamentos e anseios, nada de conchavos políticos.

    Parabéns, as minhas aulas que antes eram de matemática agora se tornaram, depois do Ato Institucional nº 5 ou me desculpe confundi com uma dessas coisas da ditadura; para quem não sabe, ou seja substitutivo nº 5 em aulas de esclarecimento aos alunos de como os políticos mineiros se portam na Assembléia Homologativa; desculpe-me novamente de tão emocionada que estou confundi-me, é Assembléia Legislativa.

    Estou muito feliz por ter perdido os biênios, qüinqüênios, gratificação de incentivo a docência e, para completar, não tenho o piso salarial e sim o subsídio que eu, por ignorância, estava me recusando a receber. Mania de professor de querer ganhar mal.

    Como estamos em clima de fim de ano, desejo ao senhores muitos subsídios, que percam o auxílio terno, gabinete muito mais, para que os salários dos senhores fiquem transparentes, e assim a sociedade saberá o quanto os senhores realmente recebem para exercer tão honradamente esta função.


    Atenciosamente

    Professora Vanessa Rodrigues Ferreira
    Masp 8992497
    Obs.: insisto em me identificar como funcionária pois a todo instante o senhor governador pede o Masp dos grevistas.

    ResponderExcluir
  65. Boa Tarde Pessoal
    TEmos como estratégia agora verificar quais os nossos valorosos Deputados Estaduais que serão candidatos na próxima eleição para retribuir o presente que eles nos deram.
    Vamos fazer uma campanha maciça para eles sentirem nas urnas o que vem para frente.

    ResponderExcluir
  66. O Deputado Luis Carlos Miranda aqui de Ipatinga ofereceu aos professores uma festa comemorando o dia do professor, usando dinheiro não sei de onde e agora na hora que tinha que demonstrar que é mesmo alguém que se importa com os professores ele vota a favor do governo. Pau mandado e covarde!!!

    ResponderExcluir
  67. Além da traição dos deputados, temos que aguentar a traição dos nossos colegas de escola.Além de não fazer greve, assinar ponto sem dar aulas, receber sem trabalhar, insistem em denunciar aqueles que lutaram por eles tbm! TRISTEZA! LUTO pela educação em MG!

    ResponderExcluir
  68. Adorei sua carta Vanessa!
    Já fiz a minha também, mas fui breve. Irei como você, redigir uma carta mais bem elaborada.

    Vamos todos incomodar esses cretinos!!!

    ResponderExcluir
  69. Ana Maria que se cuide,pois o trabalho que vamos fazer contra ela é em MONTES CLAROS e região.

    ResponderExcluir
  70. Não estavam todos os deputados presentes na Assembleia no dia maldito. Faltaram 6.

    ResponderExcluir
  71. Companheiros
    Estou realmente emocionada! Os comentários postados neste blog estão com o conteúdo cada vez melhor. Realmente, Euler, isto demostra que aprendemos muito ao longo desta greve e diante dos últmos acontecimentos. Não deixemos o espírito de luta baixar. Quem está em sala de aula tem muito a fazer e tem gabarito para isto. Com o apoio da população que utiliza da escola pública, somos muito mais do que imaginamos. Quando estes que nos oprimem assustarem, já demos uma rasteira neles.
    Saudações classistas
    Liliane

    ResponderExcluir
  72. Boa tarde Euler. Tenho uma sugestão. Por que não colocar nos jornais a mensagem acima citada às 15:43 como felicitação de boas festas, uma fez que estamos no final do ano. Eles ficariam feliz por termos lembrado deles. Abraços.

    ResponderExcluir
  73. Geane Camargo Teófilo Otoni25 de novembro de 2011 18:12

    Boa noite a todos. A tristeza é geral. Acho que a sensação de derrota toma conta de todos que fizeram o que puderam contra esse Governo nefasta e seus comparsas. Mas não vamos deixa-los adormecer em berço esplêndido. Vamos pegar os deputados de cada região que votou contra os educadores, e desgasta-los nas redes sociais. Nome por nome. Postar 10, 20, 30 vezes incansavelmente.
    Não deixaremos que os nomes deles sejam esquecidos.
    A luta continua!! Temos que seguir em frente. Beijos a todos.
    Geane

    ResponderExcluir
  74. Quanto a prova do SIMAVE,não foi nada organizado.O boicote deveria ter sido combinado com professor e aluno.Nenhum professor deveria ter negado de aplicar a prova, perderam a oportunidade.Nada deve ser muito falado.Meu pai dizia,quem conversa muito dá bom dia cavalo e infelizmente muitos deram.

    ResponderExcluir
  75. Dá-lhe Aecinho: Vergonha de Minas.

    Aécio Neves e Ana Paula Junqueira deixam boate juntos em SP
    Dupla causou tumulto entre seguranças e fotógrafos na entrada da casa noturna.

    http://gente.ig.com.br/aecio-neves-e-ana-paula-junqueira-deixam-boate-juntos-em-sp/n1597383104275.ht

    ResponderExcluir
  76. ADOREI O TERMO "AI-5", DA PROFESSORA VANESSA RODRIGUES.

    O GOVERNADOR ANASTASIA DECRETOU O AI-5 PARA A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  77. E-mail enviado a todos os deputados da ALMG.

    Exmo Sr. Deputado,

    GOVERNO E BASE ALIADA DA ALMG, DECRETAM O “AI-5”, PARA A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    Aos dignos e justos, nosso MUITO OBRIGADO.

    Aos traidores agradecemos pela oportunidade de conhecê-los melhor, para sabermos distingui-los, nas horas certas.
    Esperamos por vocês, com CERTEZA.

    ... E O SOL NASCE NOVAMENTE...
    ... ENQUANTO O SOL NÃO DESISTIR DE NASCER E RENASCER,
    ... ENQUANTO O SOL BRILHAR...
    ... NOSSA LUTA CONTINUA,
    ... E AMANHÃ SERÁ UM NOVO DIA.

    Professores da rede pública de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  78. TioPal,
    Esses seis deputados que ficaram em cima do muro devem ir pros inimigos da educação. Sem refresco!

    ResponderExcluir
  79. Penso que talvez uns dos nossos erros é falarmos abertamente sobre nossas táticas de ação.Deveríamos ser mais discretos e prudentes.Na história, movimentos de conquistas e liberdade, traçavam estratégias de ação de forma secreta,no silêncio, procurando primeiro conhecer o inimigo com sabedoria.O governo enquanto a gente esperneava, ameaçava fazer isso ou aquilo, xingava-os, se manteram serenos, elaboraram seus maravilhosos projetos com discrição nas caladas da noite e nos laçou direitinho e é claro que ele tinha seus agentes que nos espionava o tempo todo, lhe dando informações importantes para que soubesse como revidar nossos ataques.Pensemos nisso e não desanimemos porque o "o choro pode durar uma noite,mas alegria vem de manhã".Que este momento seja de muita reflexão para retomarmos a nossa luta. Um abraço.

    ResponderExcluir
  80. Antes de tudo, quero me identificar: sou Marcus Guerra, filho de professora com muito orgulho e Bacharel em Direito pela UFMG. Euler, não foi uma derrota. Acho que vocês têm que usar a aprovação dessa lei a favor de vocês agora. Essa lei é a declaração expressa de burrice do governo, que insiste em praticar atos ilegais e inconstitucionais. A própria lei é prova disso. É uma lei que já nasceu morta, como comentei com o Deputado Rogério Correia. Ela é absurdamente inconstitucional. Mesmo que o Subsídio seja considerado constitucional, que não pra mim não é, vez que ele se destina somente às carreiras essenciais da Administração Pública (como fiscais, prefeitos, governadores, juízes, etc) com altas remunerações, essa lei aprovada ontem é inconstitucional simplesmente pelo fato de negar aos professores o direito de opção e ferir os direitos adquiridos dos mesmos. Amigo Euler, em primeiro lugar, acho que vocês deveriam providenciar, novamente com a ajuda da Confederação, outra Ação Direta de Inconstitucionalidade. Ela vai ser julgada com a que já se encontra lá. Nessa ação deve ficar bem claro que a lei estadual aprovada ontem foi pensada e arquitetada para burlar a legislação federal, quebrando o Pacto Federativo (Princípio Constitucional). Ora, meu amigo, além disso, só por quebrar o Pacto Federativo, ao deixar de respeitar uma Lei Federal, caberia um PEDIDO, junto ao Ministério Público Federal (frise-se: Ministério Público Federal e não o Estadual, porque esse não dá em nada), de INTERVENÇÃO FEDERAL em MINAS GERAIS. Isso mesmo, amigo, PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS. O Sindicato pode ele próprio protocolar essa REPRESENTAÇÃO (NOME TÉCNICO QUE SE DÁ A ESSE TIPO DE PEDIDO) no MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Amigo, todo PEDIDO DE INTERVENÇÃO, mesmo que não dê em nada, tem uma força política descomunal: usamos essa tática aqui contra o Município de Formiga, em outra questão, e foi ótimo! Nenhum governante quer um PEDIDO DE INTERVENÇÃO em seu calcanhar. E mais: vocês podem armar todo um esquema sensacionalista em cima desse pedido, no dia em que vocês forem protocolar essa Representação no Ministério Público Federal, chamando a mídia para acompanhar o protocolo. O sensacionalismo contará a favor dos professores. Além disso, caro representante dos professores, não se esqueça de que o Sindicato possui um excelente instrumento nas mãos: a AÇÃO CIVIL PÚBLICA: ela também é usada na defesa de interesses coletivos. Por meio dessa ação, vocês poderão pedir a adaptação do Plano de Carreira dos Professores mineiros à Lei do Piso, à revelia da vontade do Déspota Anastasia. Caro amigo, a Lei do Piso é anterior às leis do Subsídio (inclusive a primeira). Logo, com sua publicação, essa Lei do Piso se aderiu automaticamente à Lei dos Planos de Carreira: formando, vamos assim dizer, quase que uma lei (no sentido de norma) única. Amigo, não haveria necessidade nem de outra lei mineira para garantir o direito dos professores. Não haveria necessidade nem de outra lei mineira adaptando as carreiras já existentes ao Piso. A própria Ação já supriria essa ausência. Mesmo com a aprovação daquela lei mineira, o subsídio não se aplica a vocês. Como te falei: a carreira de vocês com o Piso da lei federal é anterior. A própria Ação Civil Pública, ao fazer essa adaptação, já afastaria os efeitos dessa lei do subsídio. Bom, espero ter dado alguma contribuição. Minha mãe é professora e me ajudou a me formar em Direito. Gostaria muito de poder ajudá-la agora, pois acho um absurdo o que o Governador fez com vocês. Um grande abraço! Boa noite! Antes de tudo isso: contratar um ótimo escritório de advocacia, mesmo que fora de Minas Gerais. Um escritório especializado em Administrativo e Constitucional. Daqueles de renome. Vale a pena! Um escritório bom gosta de brigas jurídicas como essas. Eles se empenham. Nesse sentido, vocês poderia pedir ajuda do Deputado Rogério Correia, para procurar um escritório desses. Tenho certeza de que se for preciso os professores poderão se reunir para pagar esse escritório.

    ResponderExcluir
  81. Sindute, mande um jornaizinhos a todas as escolas de Minas com o nome dos Deputados que votaram a favor do projeto do governador. Temos que colocar essa matéria na grade obrigatória dos CBCs.

    ResponderExcluir
  82. Já colei os INIMIGOS DA EDUCAÇÃO em três postes perto da escola. À época das eleições haja poste!
    Está faltando os outros seis! Refaçam a lista por favor. Não podemos esquecer ninguém!São todos "muito queridos"!

    ResponderExcluir
  83. Euler, que tal colocarmos faixas por todas as cidades demonstrando o nosso desprezo pelos deputados traidores. Seriam expostas nos locais de maior movimento. Em minha escola a diretora sugeriu a exposição dos nomes dos deputados favoráveis a nós e os contra.

    ResponderExcluir
  84. Eu não sei quase nada de computador então poderia alguém entrar no twitter do Cristovan Buarque e colocar alguma notícia de MG para que ele realmente saiba o que está acontecendo. Assim poderemos saber qual a opinião dele e o que ele pode fazer para nos ajudar.

    ResponderExcluir
  85. Não temos notícias do sindute. Nada. Precisamos saber o que eles pretendem fazer para reverter esta situação.
    Alguém tem notícia dasa tabelas? Não entendi as que estão no site da sindute.

    ResponderExcluir
  86. délio Malheiros , nos aguarde. TRAIDOR.

    ResponderExcluir
  87. Recebi o seguinte e-mail:

    Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais não receberão, em 2011, o prêmio de produtividade, mais conhecido como 14º salário.
    O não pagamento é em função dos servidores da educação receberem por subsídio e, conforme o § 4º, do artigo 39 da Constituição Federal, quem recebe através de subsídio é vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.
    Considerando a proibição de pagamento do prêmio para a educação, o governo de Minas Gerais resolveu não efetuar o pagamento do Prêmio para todos os demais servidores.
    Segue o artigo 39 da Constituição Federal:
    Art. 39. A União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios instituirão, no âmbito de sua competência, regime jurídico único e planos de carreira para os servidores da administração pública direta, das autarquias e das fundações públicas. (Vide ADIN nº 2.135-4)
    § 1º A fixação dos padrões de vencimento e dos demais componentes do sistema remuneratório observará: (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    I - a natureza, o grau de responsabilidade e a complexidade dos cargos componentes de cada carreira; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    II - os requisitos para a investidura; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    III - as peculiaridades dos cargos. (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 2º A União, os Estados e o Distrito Federal manterão escolas de governo para a formação e o aperfeiçoamento dos servidores públicos, constituindo-se a participação nos cursos um dos requisitos para a promoção na carreira, facultada, para isso, a celebração de convênios ou contratos entre os entes federados. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 3º Aplica-se aos servidores ocupantes de cargo público o disposto no art. 7º, IV, VII, VIII, IX, XII, XIII, XV, XVI, XVII, XVIII, XIX, XX, XXII e XXX, podendo a lei estabelecer requisitos diferenciados de admissão quando a natureza do cargo o exigir. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 4º O membro de Poder, o detentor de mandato eletivo, os Ministros de Estado e os Secretários Estaduais e Municipais serão remunerados exclusivamente por subsídio fixado em parcela única, vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória, obedecido, em qualquer caso, o disposto no art. 37, X e XI. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 5º Lei da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios poderá estabelecer a relação entre a maior e a menor remuneração dos servidores públicos, obedecido, em qualquer caso, o disposto no art. 37, XI. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 6º Os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário publicarão anualmente os valores do subsídio e da remuneração dos cargos e empregos públicos. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 7º Lei da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios disciplinará a aplicação de recursos orçamentários provenientes da economia com despesas correntes em cada órgão, autarquia e fundação, para aplicação no desenvolvimento de programas de qualidade e produtividade, treinamento e desenvolvimento, modernização, reaparelhamento e racionalização do serviço público, inclusive sob a forma de adicional ou prêmio de produtividade. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    § 8º A remuneração dos servidores públicos organizados em carreira poderá ser fixada nos termos do § 4º. (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998)
    Repassando

    ResponderExcluir
  88. Boa noite Euler. Já que o ditadorzinho vivia dizendo que a greve era politica, que tal torna-la agora politica? Sugiro colocar o PSDB de SP contra o PSDB de minas (letras minusculas mesmo), assim acabaremos com a pretenção desse canalha do Aécio se candidatar a presidencia.

    ResponderExcluir
  89. Euler, li o que o Marcus Guerra postou e concordo com ele. Vamos contratar um escritório de advocacia para nos defender. Tenho certeza que se for preciso todos os professores vão ajudar no que for necessário para conseguirmos reverter essa causa. Não vamos desistir. Um dia é da tempestade outro da bonança. Parabéns a todos que nos representaram na Assembleia, devemos levar da próxima vez os 150 mil professores que optaram pelo piso. Acredito e vc, acredito em nós. Até a vitória!!!

    ResponderExcluir
  90. Temos que entrar na justiça federal para garantirmos o nosso direito adquirido(biênios quinquênios) pois mesmo que fiquemos obrigados a ficar no subsídio pelo menos nossas vantagens temos que continuar com elas pelo menos é isso que está na constituição federal ne´ kkk que não se pode prejudicar o direito adquirido. Os juízes federais vão dar ganho de causa para nós pelo menos nisso acho que vai ser favorável a nós, visto que naõ teria justificativa por parte do estado para com os juízes federais.

    ResponderExcluir
  91. Não entendi. Deputados do PDT e PV votaram contra os professores? Cristóvam Buarque, onde está sua força política. Todos falam muito, mas não fazem nada.

    ResponderExcluir
  92. Dizem que o reajuste do piso vai pra 22% será isso mesmo? Se for vamos ganhar menos do que um salário mínimo no ano que vem. Que isso, temos que recorrer na justiça federal e fazer greve com certeza logo no início do ano que vem. Se o reajuste do piso ficar em 22% porque o subsídio fica em torno de 5%. Olha só o roubo, isso tudo tem que ser informado nas ações federais que o sindicato vai entrar. O estado recebe 22% a mais referente a cada aluno e nos paga apenas 5% a mais e ainda por cima no regime de subsídio. AAAAA que isso, tá difícil até de dormir viu de tanta raiva. Temos que montar um documento explicando todas estas arbitrariedades e encaminhar aos juízes do STF para quando forem julgar nossas causas já estejam cientes da nossa situação de desgoverno aqui em minas.

    ResponderExcluir
  93. Caro Euler, estou boba com descaramento dos tucanos agora querem impedir que seja divulgada para fora do estado o que esta acontecendo aqui, não suporto nem ver a cara do maldito Dep. João Leite..Vejam parte da reportagem no Minas Transparente:

    O Sind-UTE publicou hoje (24/11) anúncios contra o Governo de Minas em jornais de Brasília e São Paulo numa clara demonstração de que sua motivação é a de fazer política para desgastar o governo do PSDB. O sindicato gastou dinheiro de seus filiados para fazer uma ação que não guarda nenhuma relação com suas atividades sindicais. Gastou uma fortuna, quase meio milhão de reais para fazer política.

    Essa é uma iniciativa antiética e ilegal. Medidas estão sendo estudadas para fazer com que a direção do Sind-UTE devolva aos cofres da entidade o dinheiro gasto com a propaganda fora da sua área legal de atuação, que é o estado de Minas Gerais.

    “O PSDB decidiu ingressar no Ministério Público de Minas Gerais para apurar se os recursos dos professores do Estado foram usados devidamente ou se foi uso político partidário. Nós queremos que se apure e, se houver interesse de partido político, que este dinheiro seja devolvido aos professores”, afirmou o deputado João Leite, presidente do PSDB Municipal de Belo Horizonte.

    ResponderExcluir
  94. Tb já mandei recado para cada um dos traidores! e vou continuar mandado pelo menos um por mês. Vou fixar a cara deles onde dereee se possível recebê-los quando vierem pedir voto kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  95. http://www.transparenciaeresultado.com.br/noticias/sind-ute-politica-e-mentira/
    O Sind-UTE publicou hoje (24/11) anúncios contra o Governo de Minas em jornais de Brasília e São Paulo numa clara demonstração de que sua motivação é a de fazer política para desgastar o governo do PSDB. O sindicato gastou dinheiro de seus filiados para fazer uma ação que não guarda nenhuma relação com suas atividades sindicais. Gastou uma fortuna, quase meio milhão de reais para fazer política.

    Essa é uma iniciativa antiética e ilegal. Medidas estão sendo estudadas para fazer com que a direção do Sind-UTE devolva aos cofres da entidade o dinheiro gasto com a propaganda fora da sua área legal de atuação, que é o estado de Minas Gerais.

    “O PSDB decidiu ingressar no Ministério Público de Minas Gerais para apurar se os recursos dos professores do Estado foram usados devidamente ou se foi uso político partidário. Nós queremos que se apure e, se houver interesse de partido político, que este dinheiro seja devolvido aos professores”, afirmou o deputado João Leite, presidente do PSDB Municipal de Belo Horizonte.

    Esta noticia esta no link acima.
    Eles estão com raiva, pois sou professor e concordo com o que o SIND-UTE FEZ E DSEVE FAZER AINDA MAIS, NÃO QUEREMOS NADA DE VOLTA, PODE CONTINUAR MOSTRANDO A VERDADE DESSE DESGOVERNADOR. POIS ESSES TUCANOS QUE NÓS ROUBAM E METEM A MÃO NO SALARIO DOS EDUCADORES MERECEM É COISA MUITO PIOR. QUEM TEM QUE DEVOLVER DINHEIRO COM PROPAGANDA MENTIROSA E ABSURDA É O GOVERNO CANALHASIA. A TODO ISNTANTE É PROPAGANDA EM RADIOS, JORNAIS, REVISTAS E TVS, DINHEIRO PÚBLICO, QUEM DEVE EXPLICAR PARA SOCIEDADE É ESSE DESGORVERNO. ONDE ESTÁ A JUSTIÇA?

    ResponderExcluir
  96. OI Euler, tá vendo que só falamos e não colocamos nada em prática. Veja a sugestão desse advogado. Tem dias que falamos em contratar advogados e não fizemos nada. Dinheiro não vai faltar. Discuta na reunião de sábado esta possibilidade e vamos a luta na justiça. Ontem minha mãe ouviu na tv que a gasosa disse que já está preparada para a greve de 2012. Com esse governo só vale a justiça federal ou vamos esperar mudar de governador. Aqui na minha cidade tenho certeza que todos os professores ajudam na contratação de um escritório de advocacia. Vamos logo, vamos ter ações paralela ao do sindute. O que ele falou tem fundamento. Contamos com você. Um grande abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  97. Agora todo mundo fica reclamando! Se todos os 153 mil profissionais que fizeram opção pelo VB tivessem entrado na greve talvez nada disso teria acontecido. Na Minha escola por exemplo a maioria optou pelo VB, mas só 5 professores fizeram greve.Agora estamos todos no mesmo barco.
    Espero que no ano que vem TODOS os 153 mil,abracem a luta!

    Helena,Uberlândia

    ResponderExcluir
  98. Anônimo das 20:06 então não temos direto ao 13????? Assim você me mata........

    ResponderExcluir
  99. É pra rir desse nojento do João Leite. Vamos reunir a galoucura e colocar este trste pra correr de Minas Gerais. Tão com vergonha, já que não temos imprensa, vamos divulgar o roubo que sofremos fora. Euler, vamos arrecadar dinhiro e entrar na justiça já. Vc pode ser nosso tesoureiro. Até a vitória.

    ResponderExcluir
  100. Vamos sair dessa conversa mole e partir pra ação.De tanto esperar viram no que deu!Vamos acatar as opiniões desse advogado, eu as achei ótimas.Vamos pagar essas ações,todos já prontificaram ,vamos sair dessa inércia.Já deveríamos ter entrado assim que saiu o acordão,no fundo sabíamos que o gov recusaria a pagar!Vamos agir ou receberemos essas moedas até 2015

    ResponderExcluir
  101. AGORA O QUE RESTA E LUTAR PARA QUE TODOS OS ANOS O GOVERNO DÊ A MESMA PORCENTAGEM DE AUMENTO DO PISO SALARIAL.

    ResponderExcluir
  102. Euler,
    Não dá para ficar indignada somente agora, temos que nos unir ainda mais, nos organizar a nível de município, com a comunidade votante, que não só está assistindo o governo(ditador) e sua equipe fazer a mentira se tornar verdade quanto a remuneração imposta guela a baixo, sem saber claramente o impacto negativo nos salários dos Profissionais da Educação. Município onde existe COPASA e CEMIG o povo assalariado tem sido vítima desse governo TUCANO. Vamos mudar isso a começar pelo município!
    Fiquemos atentos! Façamos a leitura de nossa política. Cuidado com as propagandas de governo, analise bem. Estamos vivendo num Estado(Minas Gerais) onde a mídia(escrita e falada) e justiça são compradas.
    Unidos vamos viver com mais dignidade!

    ResponderExcluir
  103. Agora é que o caldo vai engrossar. Se os que ficaram no subsídio quietinhos, obedientes, não receberem o 14º a partir de agora, estarão também dispostos a lutar, quem sabe? Pelo menos agora, com certeza, falarão mal desse governo. Até que enfim.

    ResponderExcluir
  104. Oi Euler, suas palavras fazem com que os nossos sonhos continuem,acho que essa ação paralela ao sindicato é muito importante nesse momento,realmente precisamos com urgência de advogados competentes.Imagino que quem realmente participou da greve por consciência,vai apoiar essa ideia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  105. Boa noite a todos!
    atenção! deputados inimigos da educação do norte de minas, estamos já fazendo as suas campanhas eleitorais,garanto que serão intensas,Ana Maria,Arlen santiago,gil, Pereira,Carlos Pimenta....nos aguardem!!!!vocês não perdem por esperar.
    Traidores!!!!!!!

    ResponderExcluir
  106. Euler onde estão as tais tabela do subsidio,não encontrei em lugar nenhum! acho que o golpe desse governo é maior do que pensamos!

    ResponderExcluir
  107. Se o Sindicato fez realmente uma BOA propaganda do desgoverno do Anastasia, que venham as consequências. É assim que se joga. Boa Sindicato, nota 10.

    ResponderExcluir
  108. Difernte,muito diferente dos senhores deputados,que deveriam nós representar.O SINDUTE é nosso e tem o nosso reconhecimento, agradecimento ,o SINDUTE somos nós.Mesmo estando seus membros tão desprotegidos e ameaçados.Que Deus os proteja(eu me preocupo)área ocupada por coronéis tucanos.Viva Bia!Viva NDG,viva todos nobres colegas,que por vocação,não por interesses próprios,escolheram cuidar do futuro e do bem da humanidade!

    ResponderExcluir
  109. Olha, O João LEITE TALHADO está nervosinho porque a reputação que nunca tiveram está sendo desfraldada Brasil a fora. Que coisa, é para jogar essa turma na lama mesmo e deixarem chafurdar. Eles estão na lama há muito tempo e é nela que devem permanecer.

    ResponderExcluir
  110. Boa Noite!!

    Fiquei sabendo agora que vamos responder a um processo administrativo pelos 35 minutos da semana passada. KKKKKKKKKKKK!!!! Era só o que faltava!!!!!

    ResponderExcluir
  111. EULER,ACABO DE CHEGAR DA ESCOLA ONDE TRABALHO.ESTIVE CONVERSANDO COM UM PROFESSOR MEMBRO DO NDG, A RESPEITO DA VOTAÇÃO NA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA,ONDE A MAIORIA DOS DEPUTADOS VOTARAM CONTRA A EDUCAÇÃO. PENSO QUE ELES VOTARAM CONTRA,PORQUE DEPENDEM DESSE CARRASCO CHAMADO ANASTAZIA, PARA LEVAR VANTAGENS. ALGUNS DESSES DEPUTADOS ATÉ CONCORDAM QUE OS PROFESSORES PRECISAM SER VALORIZADOS, MAS PARA ELES O QUE ESTÁ EM JOGO, É QUE SE VOTAREM CONTRA,O CARRASCO NÃO OS ATENDERÃO MAIS AS SUAS REINVINDICAÇÕES,NÃO LEVARÃO MAIS VANTAGENS.E OS DEPUTADOS QUE VOTARAM A FAVOR,NA VERDADE NÃO ESTÃO PREOCUPADOS COM A EDUCAÇÃO,MAS PORQUE SÃO CONTRA O GOVERNO.É TUDO UM JOGO DE INTERESSES. NÃO ACREDITO MAIS EM POLÍTICO.SÃO TODOS FARINHA DO MESMO SACO.
    PRECISAMOS FORMAR UM PARTIDO VOLTADO PARA A EDUCAÇÃO.SOMOS MUITOS E VAMOS CONSEGUIR.A PM QUE SÃO BEM MENOS QUE NÓS JÁ TEM UM REPRESENTANTE LÁ.
    OUTRA COISA QUE NOS ATRAPALHA É A FALTA DE UNIÃO ENTRE OS PROFESSORES, QUANDO SE TRATA DE GREVE.NAS ESCOLAS TEM BONS E MAUS PROFESSORES.ACHO QUE MEIO A MEIO.E ESSA METADE,QUE SÃO OS MAUS NÃO ESTÃO NEM AÍ.ACHAM QUE O SALÁRIO ESTÁ MUITO BOM. E PELA MANEIRA COMO TRABALHAM (ENROLAM) ESTÃO GANHANDO ATÉ ALÉM DO QUE MERECEM.
    SE OS GOVERNANTES NÃO PRIORIZAREM A EDUCAÇÃO PÚBLICA, QUE JÁ ESTÁ MUITO RUIM,VAI PIORAR MUITO MAIS.UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR.PORQUE SERÁ QUE FILHOS(AS) DE ALGUNS PROFESSORES, DIRETORES,
    INSPETORES, E POLÍTICOS ESTUDAM EM ESCOLAS PARTICULARES???????????PORQUE SERÁ HEIM????????

    ResponderExcluir
  112. Sub-comandante Euler, temos que fazer barulho fora de Minas, pois somente assim conseguimos irritar o governo e seu projeto Aécio ( aquele que lê pouco ) para presidente.

    ResponderExcluir
  113. Ficou ótimo o dossiê, mas ele tem de ser enviado a todos que pudermos. O link deveria ser disponibilizado aqui todos os dias para que todos os dias enviemos. Ah... e acrescente aí: Dr. Viana (Curvelo e região): o maior traíra e vira-folha que já existiu. É pai de tudo que já aconteceu de bom, mas na verdade nunca fez nada além de arrumar consulta para as pessoas em BH numa verdadeira compra de votos.

    ResponderExcluir
  114. Excelente post do advogado Marcus Guerra.
    Vamos contratar juristas de renome.Com união de
    todos, teremos caixa para enfrentar esse desafio.
    Já deveríamos ter feito isso.
    Não podemos esquecer de pedir INTERVENÇÃO
    FEDERAL em Minas.Isto é importantíssimo.
    Tudo isso foi postado aqui durante a greve inteira e nada foi feito.Então, devemos agir já!
    VALADARES NA LUTA.

    ResponderExcluir
  115. EULER, LEIA O ANÔNIMO DAS 19.04 DO DIA 25/11, ACREDITO QUE NA REUNIÃO DE AMANHÃ PODER SER UM COMEÇO PARA A NOSSA NOVA EMPREITADA CONTRA O GOVERNOS DE MINAS . LILIANA FHA

    ResponderExcluir
  116. PARABÉNS SIND UTE!
    Mete ferro nesse "povin fascista", pois terá o
    nosso apoio incondicional.
    Estamos numa guerra e não vamos deixar esse
    "governin" em paz.
    VALADARES NA LUTA.

    ResponderExcluir
  117. AMIGOS E INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.
    PARA QUEM QUISER IMPRIMIR.
    AGORA NA VERSÃO DOC(WORD).
    SEGUE O LINK PARA DOWNLOAD DIRETO:

    http://dl.dropbox.com/u/8946390/AMIGOS%20E%20INIMIGOS%20DA%20EDUCA%C3%87%C3%83O.doc

    ResponderExcluir
  118. ATENÇÃO EULER E TODOS.CHEGA, CHEGA DE SOFRIMENTO.AGORA FIQUEI MUITO FELIZ .MARCUS GUERRA, O ADVOGADO , FILHO DE UMA SOFRIDA PROFESSORA ME DEIXOU SUPER ANIMADA.VAMOS GENTE, VAMOS ATRÁS DE ADVOGADOS E VER A CARA DESTES SAFADOS.ESTE DOUTOR MARCUS GUERRA ME DEIXOU MUITO OTIMISTA E EU ATÉ ESTOU MELHOR...VIU??? VAMOS DEIXAR DE RECLAMAR E SOFRE VAMOS ATYRÁS DE NOSSOS DIREITOS.EULER POR FAVOR VAMOS NESSA RÁPIDO NÃO POSSO IMAGINAR A CARA DELES QUANDO O SINDICATO FIZER O QUE ELE SUGERE.CHAMAR A IMPRENSA PARA VER E ANUNCIAR AOS QUATROS CANTOS QUE ESTAMOS PROTOCOLANDO O PEDIDO DE INTERVENÇÃO .VAMOS GENTEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  119. Os tucanos mineiros agora estão com medo do BrasiL saber realmente quem são??!!!!! KKKKKKK
    Acharam que ia ficar por isto mesmo?Esperem e verão os resultados das próximas eleições!!!

    ResponderExcluir
  120. Gostei muito do que falou o advogado filho de professora das 19:04 pois acho que só por ai que conseguiremos reverter a situação que nos encontramos. Acho que ele tem toda razão e na reunião de amanhã e juntamente com a Bia poderiam discutir isso.

    ResponderExcluir
  121. Chamada Geral
    A educação, o céu e o inferno



    Nesta semana, vivi de perto dois momentos que mostram ângulos absolutamente contrastantes em relação à realidade e, principalmente, ao futuro do aprendizado no país. Em São João do Manhuaçu, modesta cidade de 10 mil habitantes no Vale do Rio Doce, resultados surpreendentes de um esforço conjunto de agentes políticos, professores, alunos e pais dentro de um projeto da Conspiração Mineira pela Educação - movimento que reúne pessoas bem sucedidas e dispostas a ajudar. Lá, o crescimento de meninos e meninas é visível, emocionante e pode ser comprovado pelos números do Ideb (Índice de Desenvolvimento do Ensino Básico do Ministério da Educação), que já ultrapassaram a média nacional e poderão alcançar ainda este ano a meta do Governo federal para 2015. Amanhã, você vai conferir essa revolução do bem nas páginas do Hoje em Dia . Mas, como a vida não é feita só de flores, também nesta semana eu vi de perto o quanto o poder oprime, manipula, silencia, compra, humilha, massacra. Não discuto detalhes do projeto apresentado pelo Governo, porque ali estão minúcias que só os técnicos ousam interpretar. No entanto, apenas um exemplo, dado pelo próprio Governo, permite-me afirmar a completa falta de compromisso do Estado para com o futuro da educação. Diz o Governo que uma professora, hoje com 27 anos de efetivo exercício em sala de aula, vai ganhar, em 2015, pouco mais de R$ 2.100. Ora, então, daqui a quatro anos, quando contar mais de 31 anos de profissão, uma professora vai ganhar menos do que se paga hoje a um agente de polícia recém-concursado. Não é que esse ganha muito, ao contrário; o problema é que não dá para defender ou sequer aceitar essa remuneração para quem cuida do futuro do país. Isso sem falar que as lideranças dos professores foram enganadas para pôr fim aos 112 dias de greve, a comissão prometida nunca decidiu nada, a Assembleia mais uma vez se comportou como casa de ratificação do que quer o Palácio da Liberdade e nós, jornalistas, não gritamos a plenos pulmões a pergunta que não deixará nossa consciência em paz nas festas de fim de ano: será que existirá professor na sala de aula quando nossos netos vierem? Ah, outra pergunta: será que, com o comportamento submisso e indecente de câmaras municipais, assembleias legislativas e congresso nacional, de trocar verbas e reeleição pelo que quer o dono da caneta, o chefe do executivo, a gente tem democracia de verdade?

    Eduardo Costa escreve neste espaço às segundas, quartas e sextas-feiras

    DISPONÍVESL EM: http://www.hojeemdia.com.br/colunas-artigos-e-blogs/chamada-geral-1.319592/a-educac-o-o-ceu-e-o-inferno-1.373839 Acessado em 25 de novembro de 2011.


    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  122. Pessoal, eles ficaram incomodados com a reportagem da Folha de São Paulo e de Brasília? E ainda tem coragem de falar que é briga política? Mas agora vai ser sim. E espero que a Bia e demais participantes do NDG sejam candidatos nas próximas eleições. Vamos subir no palaque para fazer campanha. Temos que destruir esse PSDB e principalmente esse tal João Leite. Na minha cidade ele tinha voto, mas agora vamos acabar com ele. Mandei email para todos eles e fiz a conta de quantos votos já arrumei contra eles. E fizemos tbém um mural na escola com todas as informações contra esses falsos políticos. Vai ser nosso lugar de visita de todos que chegarem na escola, principalmente os funcionários da SRE. Importante: quero ler essas reportagens, alguém tem como fornecer. E um recado para o sindute. Se precisar de mais dinheiro para propagandas em outros Estados, tiro do meu bolso, ok? Um grande abraço, Renata.

    ResponderExcluir
  123. João Paulo Ferreira de Assis25 de novembro de 2011 23:38

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Hoje fiz um comentário às 9:29 sobre a negação de seguimento da Reclamação 12985 pelo STF. Li o artigo citado pelo Ricardo Levandowski, do Regimento do STF, artigo 21 § 1°. No tal regimento faz-se menção ao artigo 543-B do Código de Processo Civil, que aqui vai transcrito ipsis litteris:

    Art. 543-B. Quando houver multiplicidade de recursos com fundamento em idêntica controvérsia, a análise da repercussão geral será processada nos termos do Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal, observado o disposto neste artigo. (Lei nº 11.418/2006).

    § 1o Caberá ao Tribunal de origem selecionar um ou mais recursos representativos da controvérsia e encaminhá-los ao Supremo Tribunal Federal, sobrestando os demais até o pronunciamento definitivo da Corte.

    § 2o Negada a existência de repercussão geral, os recursos sobrestados considerar-se-ão automaticamente não admitidos.

    § 3o Julgado o mérito do recurso extraordinário, os recursos sobrestados serão apreciados pelos Tribunais, Turmas de Uniformização ou Turmas Recursais, que poderão declará-los prejudicados ou retratar-se.

    § 4o Mantida a decisão e admitido o recurso, poderá o Supremo Tribunal Federal, nos termos do Regimento Interno, cassar ou reformar, liminarmente, o acórdão contrário à orientação firmada.

    § 5o O Regimento Interno do Supremo Tribunal Federal disporá sobre as atribuições dos Ministros, das Turmas e de outros órgãos, na análise da repercussão geral.

    -------------------------------------------------
    Deste imbroglio eu entendi que há outras reclamações constitucionais sobre o mesmo objeto. E o que o STF decidir valerá para todos (erga omnes).

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  124. Vamos aceitar a ideia do advogado Marcus Guerra e contratar logo um bom escritório especializado em Administrativo e Constitucional.

    Estou disposto a colaborar.
    Mauro NDG Caratinga, zangadãoooooo!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  125. Acho que devemos colocar uma faixa preta enfrente ou próximo a cada escola de minas com os dizeres ESTAMOS DE LUTO.AQUI JAZ A EDUCAÇÃO.

    ResponderExcluir
  126. UMA COISA É CERTA: Este governo não pode ficar IMPUNE! Logo, a nossa luta não se arrefeceu, estamos mais firmes e dispostos a continuar na luta o quanto for possível, porque este governo passará e para sempre!

    ResponderExcluir
  127. No site do bloco do governo tem formulário de contato, mas eles tiraram o botão de enviar...


    kkkkkk... estão com medo e vergonha agora... tarde!


    só rindo dessa corja!!!

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  128. Oi Anônimo das 11:29 que colocou o link das fotos dos inimigos da Educação. Para aproveitar o espaço que sobrou na terceira folha, coloque a foto de anastazia e aécio tbém. Não sou boa com computador para fazer isso e assim vou imprimir e colocar no mural da escola e em outros lugares. Obrigada, Paula.

    ResponderExcluir
  129. João Paulo Ferreira de Assis25 de novembro de 2011 23:52

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Estou de esperanças renovadas, depois de ler o comentário do Dr.Marcus Guerra. Vamos avante. Façamos como ele sugeriu.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  130. Ótima crônica do jornalista Eduardo costa no jornal Hoje em Dia. Merece ser lida e deixem seus comentários.

    http://www.hojeemdia.com.br/colunas-artigos-e-blogs/chamada-geral-1.319592/a-educac-o-o-ceu-e-o-inferno-1.373839#commentsForm-28443

    ResponderExcluir
  131. GENTE, gente, gente!
    INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS
    o mais rápido possível.
    - ESPERAR MAIS O QUÊ?

    SIND-UTE, SIND-UTE, O TEMPO ESTÁ PASSANDO!

    ResponderExcluir
  132. Boa noite amigos.

    Deputado João Leite nos poupe dessa demagogia. Chega de insanidade. Não subestime nossa inteligência.
    Como assim gente? O PSDB decidiu ingressar no Ministério Público de Minas Gerais para apurar se os recursos dos professores do Estado foram usados devidamente ou se foi uso político partidário.( A respeito da publicação do Sindeute MG ).

    Podem vir com o que quiserem, nós defenderemos o sindicato, afinal se ele usou o nosso dinheiro, fé-lo com nossa aquiescência, ao contrário do governo que gastou horrores, com uma propaganda enganosa, para denegrir a categoria dos educadores, SEM A NOSSA PERMISSÃO.

    VAMOS SINDICATO, ENTRE COM A REPRESENTAÇÃO SUGERIDA PELO ADVOGADO MARCUS GUERRA.

    Vamos seguir a cartilha do advogado Marcus Guerra e partir para a luta, com ações concretas.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  133. Dizem que o reajuste do piso vai pra 22% será isso mesmo? Se for vamos ganhar menos do que um salário mínimo no ano que vem. Que isso, temos que recorrer na justiça federal e fazer greve com certeza logo no início do ano que vem. Se o reajuste do piso ficar em 22% porque o subsídio fica em torno de 5%. Olha só o roubo, isso tudo tem que ser informado nas ações federais que o sindicato vai entrar. O estado recebe 22% a mais referente a cada aluno e nos paga apenas 5% a mais e ainda por cima no regime de subsídio. AAAAA que isso, tá difícil até de dormir viu de tanta raiva. Temos que montar um documento explicando todas estas arbitrariedades e encaminhar aos juízes do STF para quando forem julgar nossas causas já estejam cientes da nossa situação de desgoverno aqui em minas.

    ResponderExcluir
  134. OI Euler, tá vendo que só falamos e não colocamos nada em prática. Veja a sugestão desse advogado. Tem dias que falamos em contratar advogados e não fizemos nada. Dinheiro não vai faltar. Discuta na reunião de sábado esta possibilidade e vamos a luta na justiça. Ontem minha mãe ouviu na tv que a gasosa disse que já está preparada para a greve de 2012. Com esse governo só vale a justiça federal ou vamos esperar mudar de governador. Aqui na minha cidade tenho certeza que todos os professores ajudam na contratação de um escritório de advocacia. Vamos logo, vamos ter ações paralela ao do sindute. O que ele falou tem fundamento. Contamos com você. Um grande abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  135. COPIADO, pois NUNCA É DEMAIS R E P E T I R:

    "PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS. O Sindicato pode ele próprio protocolar essa REPRESENTAÇÃO (NOME TÉCNICO QUE SE DÁ A ESSE TIPO DE PEDIDO) no MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL. Amigo, todo PEDIDO DE INTERVENÇÃO, mesmo que não dê em nada, tem uma força política descomunal: usamos essa tática aqui contra o Município de Formiga, em outra questão, e foi ótimo! Nenhum governante quer um PEDIDO DE INTERVENÇÃO em seu calcanhar. E mais: vocês podem armar todo um esquema sensacionalista em cima desse pedido, no dia em que vocês forem protocolar essa Representação no Ministério Público Federal, chamando a mídia para acompanhar o protocolo. O sensacionalismo contará a favor dos professores. Além disso, caro representante dos professores, não se esqueça de que o Sindicato possui um excelente instrumento nas mãos: a AÇÃO CIVIL PÚBLICA: ela também é usada na defesa de interesses coletivos. Por meio dessa ação, vocês poderão pedir a adaptação do Plano de Carreira dos Professores mineiros à Lei do Piso, à revelia da vontade do Déspota Anastasia. Caro amigo, a Lei do Piso é anterior às leis do Subsídio (inclusive a primeira). Logo, com sua publicação, essa Lei do Piso se aderiu automaticamente à Lei dos Planos de Carreira: formando, vamos assim dizer, quase que uma lei (no sentido de norma) única. Amigo, não haveria necessidade nem de outra lei mineira para garantir o direito dos professores. Não haveria necessidade nem de outra lei mineira adaptando as carreiras já existentes ao Piso. A própria Ação já supriria essa ausência. Mesmo com a aprovação daquela lei mineira, o subsídio não se aplica a vocês. Como te falei: a carreira de vocês com o Piso da lei federal é anterior. A própria Ação Civil Pública, ao fazer essa adaptação, já afastaria os efeitos dessa lei do subsídio. Bom, espero ter dado alguma contribuição. Minha mãe é professora e me ajudou a me formar em Direito. Gostaria muito de poder ajudá-la agora, pois acho um absurdo o que o Governador fez com vocês. Um grande abraço! Boa noite! Antes de tudo isso: contratar um ótimo escritório de advocacia, mesmo que fora de Minas Gerais. Um escritório especializado em Administrativo e Constitucional. Daqueles de renome. Vale a pena! Um escritório bom gosta de brigas jurídicas como essas. Eles se empenham. Nesse sentido, vocês poderia pedir ajuda do Deputado Rogério Correia, para procurar um escritório desses. Tenho certeza de que se for preciso os professores poderão se reunir para pagar esse escritório."

    25 de novembro de 2011 19:04

    ResponderExcluir
  136. Sabiam que tem gente sofrendo processo, ameaças, retaliações, alunos sendo questionados, auditoria repressiva em escola em que foi orientado boicote ao simave... eh e o que a subsede tem feito... NADA! Hora de união e apoio, kd! NDG de cidade abandonada.

    ResponderExcluir
  137. BRASÍLIA, URGENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.
    PEDIDO DE INTERVENÇÃO FEDERAL EM MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  138. UMA VEZ POR MÊS ou DE 15 EM 15 DIAS: BRASÍLIA, URGENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  139. Sou eu novamente, Marcus Guerra: só mais um esclarecimento: pra mim, a quebra do Pacto Federativo se deu em sua forma mais grave: Minas Gerais está tentando fundar uma Ordem Jurídica própria. Isso é uma aberração jurídica, do ponto de vista do federalismo, nos moldes constitucionais. Uma aberração jurídica! Só um completo alienado para não conseguir ver isso. Gente, o louco (Hitler) que tentou coisa parecida a nível mundial (porque no íntimo ele quis fundar um mundo jurídico próprio, fruto do devaneio dele) causou a 2ª Guerra Mundial. Daí o fundamento para o Pedido de Intervenção Federal: quebra do Pacto federativo - com fundação de Ordem Jurídica própria, fora dos moldes do Federalismo. A lei do subsídio é uma aberração jurídica!

    ResponderExcluir
  140. GOVERNO(???) deixou a EDUCAÇÃO em
    ESTADO de PUTREFAÇÃO!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  141. GOVERNO(???)deu o EXEMPLO:
    VALE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  142. Ao anônimo das 23:41, boa idéia, mas acho que uma faixa em frente ao palácio da liberdade, outra na cidade administrativa e uma na assembléia seriam bem utéis também.

    Na faixa dizeres como agradecer aos deputados que destruíram a educação em minas, ao governador e as secratarias que tem feito o mesmo.

    ResponderExcluir
  143. Em ROÇAS GERAIS, digo MINAS GERAIS ("republiqueta INDEPENDENTE"), cujo HINO é "cópia" de "música italiana" (vocês sabiam???),
    GOVERNADOR "manda" e "desmanda".
    VALE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    In Memoriam (RUI BARBOSA): - Há de chegar o dia em que hão de triunfar as NULIDADES!
    Pior: Ninguém imaginou que o "início da DECADÊNCIA" começaria com o GOVERNO(???) de MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  144. COPIADO:

    ""Euler,

    Você diz que não vamos receber o que foi tirado em julho 2011 com o retorno ao regime anterior, mas a lei aprovada prevê o posicionamento com data de 01/01/2011, neste caso não receberíamos o que foi tirado? Faça suas análises e nos informe, por favor. Você é a única fonte nossa porque o sindicato, nem vou falar.""

    ResponderExcluir
  145. COPIADO:

    "" Na constituição rege que não se pode prejudicar o direito adquirido.""

    - Colega, em MINAS GERAIS Governador (???) tem mais PODERES que a PRESIDENTe (que está mais para "TENENTA") de nossa REPUBLIQUETA do PAU "BraZil".

    CAMINHADA URGENTE PARA BRASÍLIA!
    Pedido de Intervenção Federal!!!
    Pedido de Intervenção Federal!!!
    Pedido de Intervenção Federal!!!

    MINAS GERAIS: - terra do VELHO OESTE!!!
    VALE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    VALE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    VALE TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    CAMINHADA URGENTE A BRASÍLIA!
    A honra é o PATRIMÔNIO da ALMA!!!
    FORÇA NA LUTA!!!

    ResponderExcluir
  146. Alguém pode,por favor,mandar este idiota do joão leite meter-se com sua inútil vida?Nós somos o sindute.Não precisamos que defenda nossa contribuição ao sindicato.Vaih

    ResponderExcluir
  147. NDG de Plantão

    "Através da aplicação inteligente e constante da propaganda
    as pessoas podem ser induzidas a ver o paraíso
    como um inferno, e também o contrário,
    e considerar a mais miserável
    tipo de vida como paraíso." Adolf Hitler

    A minha vontade no dia 23 de nov era de vomitar, com tanto nojo que senti ao ver em flasch nossa valorização ser desrespeitada e desvalorizada. Que o discurso e a fala de TODOS referente a Lei Federal 11738/08 não seja em vão. Vamos divulgar esses NOMES dos verdadeiros inimigos da EDUCAÇÃO:
    (satan chefe 1: Anastasia (PSDB)


    Estes deputados estaduais votaram pela retirada de direitos da categoria e aprovaram o projeto de lei do subsídio: Alencar da Silveira Junior, Ana Maria Resende, Anselmo José Domingos, Antônio Carlos Arantes, Antônio Genaro, Antônio Lenin, Arlen Santiago, Bonifácio Mourão, Bosco, Célio Moreira, Dalmo Ribeiro, Deiró Marra, Délio Malheiros, Doutor Viana, Doutor Wilson Batista, Duilio de Castro, Carlos Henrique, Carlos Mosconi, Cássio Soares, Fabiano Tolentino, Fábio Cherem, Fred Costa, Gilberto Abramo, Gustavo Corrêa, Gustavo Valadares, Gustavo Perrella, Hélio Gomes, Henry Tarquinio, Inácio Franco, Jayro Lessa, João Leite, João Vitor Xavier, José Henrique, Juninho Araújo, Leonardo Moreira, Luiz Carlos Miranda, Luiz Henrique, Luiz Humberto Carneiro, Luzia Ferreira, Marques Abreu, Neider Moreira, Neilando Pimenta, Pinduca Ferreira, Romel Anízio, Rômulo Veneroso, Rômulo Viegas, Sebastião Costa, Tenente Lúcio, Tiago Ulisses, Zé Maia, Duarte Bechir.
    Quando em janeiro de 2012 você perder os direitos de carreira que já adquiriu ou quando os profissionais de outros estados e municípios tiverem reajuste de 16% e Minas não praticar este reajuste, questionaremos os deputados estaduais que votaram contra a categoria."

    Desejo aos inimigos da educação/MG o pior de tudo que existe em todas as instâncias.

    Eleições batem a porta.

    Gleiferson Crow (NDG)
    LEIA: Libertas Minas NDG

    ResponderExcluir
  148. Marcus Guerra novamente - outro esclarecimento: o Pedido de Intervenção que defendo não é político! Ele é jurídico. Funciona assim: o Sindute "representa" (apresenta Representação) ao Ministério Público Federal. Depois o Ministério Público analisa a REPRESENTAÇÃO. Após o Ministério Público Federal, se considerar viável, entra com uma ação (de Intervenção Federal) junto ao STF. O STF, depois de analisar também, ordena (repito: ordena, não é mera requisição) que a União realize a Intervenção Federal. A União não pode se recusar a intervir. É obrigatório! Daí a necessidade de a Representação ao Ministério Público Federal ser bem fundamentada (desmonstrando descumprimento da Lei Federal - do Piso, demonstrando que isso quebra Pacto Federativo, demonstrando que essa chega a ser imoral, por visar bular Lei Federal, demonstrando que Minas quer fundar, com isso, Ordem Jurídica própria). Para isso: necessidade de um excelente escritório de advocacia - para redigir a Representação. Vale a pena! Sem falar na mídia acompanhando o protocolo da Representação. Até mesmo a contratação do excelente escritório deve ser divulgada pela mídia - uma notinha de jornal mesmo. Isso já cria um bom clima para o debate jurídico. Um embate jurídico mesmo. Fora os outros instrumentos jurídicos que mencionei: Ação Direta de Inconstitucionalidade e Ação Civil Pública - cada um desses instrumentos por vez - acho que a Ação de Inconstitucionalidade em primeiro lugar - por ser mais importante - depois a Representação - depois a Ação Civil Pública - uma em seguida à outra - e toda vez que o escritório agir: nova notinha no jornal para gerar um clima. Estão vendo como nessa estratégia o jurídico se sobrepõe ao político? O político se coloca como consequência do jurídico. E dessa forma não se deixa o político de lado. Muito pelo contrário: os professores estão tornando o político jurídico. Estarão dando contornos jurídico ao político. E isso é muito importante porque preservam a imagem do Sindicato. Não desgasta a imagem do Sindicato - coloca-o numa situação de vantagem e superioridade - dentro da Ordem Jurídica. Mas esses são só exemplos de forma de ação. Boa noite! Prometo que não vou incomodar mais e nem intrometer. Fiquem com Deus e boa sorte, meus queridos professores! Resgatem a imagem da categoria - seja bastante corporativistas - é isso mesmo - não fiquem com pudor de se tornarem corporativistas - toda classe profissional bem sucedida é corporativista - olhem os juízes e fiscais da fazenda pública por exemplo. Professor é um Título, não é só o nome de uma profissão! Valorizem-se! Eu tenho orgulho de ter uma mãe Professora de Português! Muito orgulho! Deixem esse orgulho tomar o coração de vocês!

    ResponderExcluir
  149. BOA NOITE EULER EA TODOS OS BLOGEIROS. POR FAVOR ,ME CORRIJAM SE EU ESTIVER ERRADA, LEIAM O INICIO DESSA LEI. Art. 1º O servidor ocupante de cargo de provimento efetivo das carreiras de que tratam
    os incisos III, IV, V, VI, VII e VIII do art. 1º da Lei nº 15.293, 5 de agosto de 2004 e os incisos VII,
    VIII e IX do art. 1º da Lei nº 15.301, de 10 de agosto de 2004, que, na data de publicação desta lei,
    estiver posicionado em tabela correspondente ao regime do subsídio, fará jus à revisão do
    posicionamento, conforme o tempo de efetivo exercício no cargo de provimento efetivo ocupado na
    data de publicação desta lei, observada a tabela de tempo de serviço constante do Anexo I desta lei.
    § 1º A aplicação do disposto no caput estende-se ao servidor alcançado pelo disposto
    no art. 7º da Lei Complementar nº 100, de 5 de novembro de 2007, ocupante de cargo das carreiras de
    que trata o caput, e ao servidor que passou para a inatividade em cargo das carreiras de que trata o
    caput, com direito à paridade e que esteja posicionado em tabela correspondente ao regime do
    subsídio.
    § 2º O novo posicionamento de que trata o caput será implementado.EU NA MINHA SANTA IGNORANCIA ENTENDI QUE VAI SER POSICIONADO SOMENTE QUEM ESTAVA NO SUBSIDIO NA DATA DA PUBLICAÇÃO DA LEI.ISSO VAI SER PRA TODOS OU NÃO? EULER POR FAVOR ME ESCLAREÇA.ESTOU PERGUNTANDO PORQUE ME SINTO ROUBADA DE TODOS OS LADOS,DEPOIS DESSES 112DIAS GLORIOSOS DE GREVE.MESMO ASSIM SOU FELIZ PORQUE OUSEI LUTAR JUNTO COM MEUS COMPANHEIROS.DESCULPE ALGUM ERRO ESTOU COM MUITO SONO. SOU PROFESSORA DE LEOPOLDINA.

    ResponderExcluir
  150. Olá. combativa colega de Leopoldina!

    Neste artigo que você cita, o 1º. de fato diz respeito apenas aos colegas que estavam no subsídio; já o artigo 2º desta mesma lei, diz:

    "Art. 2o - O servidor ocupante de cargo de provimento efetivo das carreiras de que trata o art. 1º que estiver posicionado, na data de publicação desta lei, no regime remuneratório anterior à Lei nº 18.975, de 29 de junho de 2010, passará a ser remunerado a partir de 1º de janeiro de 2011 por subsídio, considerando seu posicionamento em 1° de janeiro de 2011.

    Parágrafo único. Aplica-se o disposto no art. 1º ao servidor de que trata este artigo."


    Reparem que eles erraram na redação feita às pressas: "...passará a ser remunerado a partir de 1º de janeiro de 2011...", quando deveria ser 1º de janeiro de 2012.

    ResponderExcluir
  151. Caro advogado Marcus Guerra!

    Fique à vontade para intervir e opinar quantas vezes julgar necessário. Sua participação, com ricas sugestões, seguramente está contribuindo para enriquecer o debate neste espaço. Agradecemos, portanto, o interesse demonstrado em apoiar a nossa luta. E no seu caso, que é filho de uma professora, portanto, de uma valorosa colega nossa, sinta-se absolutamente em casa.

    Um forte abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  152. Subcomandante Euler,
    REAÇÃO , deve ser a nossa palavra de ordem.
    Não podemos aceitar A DITADURA INSTAURADA.
    INTERVENÇÃO FEDERAL JÁ.
    DIVULGAÇÃO SEM LIMITES DOS BANDIDOS TRAIDORES DA EDUCAÇÃO.
    ORGANIZAÇÃO E FORTALECIMENTO DA CATEGORIA.
    FORA DITADOR!
    CRIAÇÃO DO PARTIDO DOS EDUCADORES!
    Parabéns á nossa colega Vanessa, pela "mensagem" aos deputados.

    Grande abraço Euler, e FORÇA NA LUTA.
    Professor Odair José

    ResponderExcluir
  153. João Paulo Ferreira de Assis26 de novembro de 2011 10:17

    Prezado Dr. Marcus Guerra

    Continue nos visitando por favor. Eu sou bacharel em Direito e não prestei o Exame da Ordem. Portanto, não estou em condições de esclarecer todas as dúvidas dos meus colegas professores. Meu conhecimento é limitado, exatamente por isso, por não estar exercitando no dia a dia as noções que aprendi. Suas palavras são como um refrigério no meio deste inferno que nós professores vivemos.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  154. O silêncio das instituições que dão sustentação ao Estado Democrático de Direito e da sociedade, diz muito de quão é importante a Educação Pública com Qualidade Social para Minas Gerais. Os mineiros assistiram o último golpe que os governos Aécio/Anastasia deram nos trabalhadores em educação. Compulsoriamente nos enquadraram no modelo remuneratório do subsídio, nos subtraindo o direito do Piso Salarial na carreira e o mais importante, o critério de reajuste anual calculado pela variação custo-aluno, que para esse ano estava previsto em 16,6% para janeiro. Não é preciso ser economista para inferir que com uma média de 18% ao ano de reajuste entre 2008 e 2012, o estado brasileiro e mineiro pagariam esta dívida histórica com os trabalhadores em educação.
    Mas sabemos que quem não se movimenta não observa os muros que o aprisionam, então é preciso que as forças vivas da sociedade não se resignem, não se abatam e façamos do sentimento de revolta a maior CAMPANHA DE COLETAS DE ASSINATURAS PARA O IMPEACHMENT DO ANASTASIA!
    FORA ANASTASIA!

    ResponderExcluir
  155. João Leite,por que o governo também não devolve o dinheiro que nos tirou depois que voltamos para o vencimento básico?
    O governo tira dos pobres a vida inteira e nada acontece.
    Com que dinheiro o governo pagou as propagandas enganosas para falar mal dos professores?
    Acorda, filho de Deus, consulte a sua igreja e peça opinião ao seu pastor sobre certas atitudes suas e de seus colegas em relação à npossa categoria.
    Sabia que por causa das atitudes desse governo, tem muitas famílias passando muita necessidade, sem os pagamentos e assistência à saúde(IPSEMG)?
    O dinheiro do sindicato é somente dos professores, não tem injeção de nenhum deputado.
    Estão com medo das próximas eleições? Mude o discurso e aja em nossa defesa, porque são milhões de votos que vocês vão perder.

    ResponderExcluir
  156. caro amigo...

    tenho divulgado muito seu blog para os alunos, pois eles serao nossa força no futuro...por favor deixe a lista com os nomes dos deputados que votaram contra e a favor no seu blog...abrigado

    ResponderExcluir
  157. No Brasil atual tudo é possível, até mesmo fronteiras se transformarem em causa para contaminação de idéias, principalmente quando as mentalidades saem de um só meio. Aqui em Goiás o povo elegeu MARCONNI PERILLO (aquele que tentou um golpe na presidencia do Senado Federal) e ainda que péssimo governador que vem tentando governar com milagres quando troca 12 por 6 em seu secretariado unicamente para fingir perante à opinião pública do Estado de que está tentando consertar o inconsertável que é a corrupção, é muitas vezes melhor do que esse governador de Minas Gerais, que além de corrupto, é insensato e contrário à educação. Fora Anastasia!

    ResponderExcluir
  158. Euler,
    vamos aceirtar a proposta do advogado Marcus Guerra. Conclame todos os professores para essa aação.

    ResponderExcluir
  159. E HÁ QUEM ACREDITE E VOTA NO PSDB
    http://www.facebook.com/photo.php?fbid=232512843482110&set=a.154284607971601.37151.100001701884945&type=1&ref=nf

    ResponderExcluir
  160. Euler
    Continuaremos a luta.
    Novo ano se aproxima. É tempo de greve. É a arma que temos contra governador corrupto e sem palavra, como é o caso de Minas, que faz o que quer com os profissionais da educação, "por enquanto"(assim espero). A justiça virá.
    Eternamente grata por sua dedicação e luta a favor da classe.

    ResponderExcluir
  161. Acho que esse povo deve é tomar vergonha na cara !

    ResponderExcluir