terça-feira, 29 de novembro de 2011

Minas Gerais vive a janela para o inferno. Mas o padrinho-do-afilhado diz que a janela para o sonho é a Educação. Será isso um pesadelo?


Minas Gerais vive a janela para o inferno. Mas o padrinho-do-afilhado diz que a janela para o sonho é a Educação. Será isso um pesadelo?


"A janela para o sonho, a gente sabe, é a educação. Mas, para muitos de nossos jovens, a janela permanece fechada. Vejam o baixo nível de aprendizado, o alto grau de repetência e o abandono precoce dos estudos, os currículos esclerosados e as escolas pouco atraentes à verdadeira aventura que é o conhecimento." Aécio Neves - jornal Folha de São Paulo, 28/11/2011


Seguramente o senador pelo estado que ele diz representar não vem a Minas há um bom tempo. E certamente não deve estar a par do que acontece no estado. Talvez esteja lendo apenas os jornais de Minas Gerais, ou assistindo demais à TV Globo e outros canais de TVs, que vivem pendurados nas verbas fartas dos cofres públicos. Fato é que o senador, ao escrever a passagem acima, tomou realmente um porre de imaginação, para além da realidade mineira.

Por aqui, o que se assiste, não nas ricas propagandas pagas nos jornais, rádios e TVs, mas no chão das escolas, é o descontentamento dos educadores com a política de confisco levada a cabo pelo afilhado do senador. Se a janela para o sonho é de fato a educação, Minas Gerais vive hoje o seu maior pesadelo. E graças à política iniciada pelo autor destas frases, que se tornam ocas, quando ditas por aqueles que, uma vez no poder, pouco ou nada fizeram para torná-las reais. Verdade se diga, o senador não está sozinho nesta conduta de dizer uma coisa e fazer outra. E o pior exemplo vem da própria presidenta da República, que prometeu investir na valorização dos educadores, mas até agora nada fez, além de se omitir, enquanto os governantes de todos os estados sabotam a aplicação do piso salarial nacional.

Minas Gerais tem hoje uma categoria de educadores, próxima de 400 mil pessoas, profundamente desmotivada e desiludida com o presente e o futuro da Educação. No governo do senador da citação que abre este post, foi criado o Plano de Carreira das categorias dos servidores públicos, entre as quais as dos profissionais da Educação. Entre 2004 e 2005, o governo de Minas gastou muito dinheiro público para divulgar a criação destes planos, especialmente o dos educadores, quando o então governador e agora senador fez questão de mencionar as qualidades deste plano de carreira que acabara de ser criado.

Juntamente com a carreira, foram criadas as tabelas salariais, parte integrante deste plano, talvez até a parte mais importante, sem a qual não existiria um plano de carreira, mas uma mera carta de intenções. Lembro-me perfeitamente, lá pelos idos de 2006, quando um servidor da SEE-MG, visitando as escolas-polo da região para explicar o conteúdo do plano, dissera bem claro: olha, vou lhe confessar uma coisa. O plano de carreira de vocês é até razoavelmente bom, mas a tabela de salário...

Naquele instante, sabíamos que os educadores foram de fato premiados com o pior vencimento básico do país - o que permanece até a presente data, já que as alterações feitas à revelia da categoria entrarão em vigor somente em 2012. Mas, as tabelas de salário, por piores que fossem, tinham a vantagem de apresentar uma valorização do título acadêmico, através de diferentes níveis, na chamada evolução vertical na carreira. Entre um nível e outro da carreira haveria um reajuste de 22% no vencimento básico. Agora, com a aprovação do subsídio, cuja nomenclatura mudou para "modelo unificado de remuneração", este percentual caiu para 10% - ou seja, para menos da metade. E na progressão horizontal, com a mudança de letra (grau) a cada dois anos, o governo reduziu o percentual de 3% para 2,5%. Duas alterações que descaracterizam o plano de carreira e as tabelas que estão vinculadas ao mesmo.

E para completar a destruição criada na gestão do atual senador, que fala em sonho através da educação - enquanto se omite do inferno astral que acontece em Minas com a Educação e com os educadores -, o governo aboliu o vencimento básico e as gratificações conquistadas pelos profissionais da Educação. Agora, prevalece uma parcela única, sem vencimento básico. Justamente quando os educadores estavam próximos de alcançar o merecido sonho de uma política de valorização salarial, através do piso salarial nacional, o governo do afilhado do senador, com a clara aquiescência deste, destrói o sonho e o transforma em pesadelo.

Sem educador motivado, bem remunerado, não haverá educação de qualidade. Sem educação de qualidade, não haverá janela aberta para os sonhos de milhões de crianças, jovens e adultos, especialmente das famílias dos trabalhadores de baixa renda, que dependem da escola pública, inclusive para construírem os seus sonhos de um mundo melhor para todos. O sonho do senador continuará uma realidade para uma minoria rica da população, que não depende de escola pública, e que talvez nem dependam de escola, já que, bem nascidos em berços de ouro, podem se dar ao luxo de ascenderem a quaisquer cargos ou títulos, com a generosa ajuda da bolsa do clã a que estão ligados.

Mas as famílias de trabalhadores dependem, de fato, de uma escola pública de qualidade, para escaparem do crime organizado ou da exclusão social a que são frequentemente atirados pelos "moinhos satânicos" que movem a engrenagem torpe do sistema, que nos engole e nos tritura a cada instante. E esta escola, em Minas, está cada vez mais distante da realidade, graças especialmente à política de choque de confisco desenvolvida pelo atual governador, dando continuidade à gestão do seu padrinho e atual senador.

Portanto, as frases soltas sobre "janela para o sonho" através da educação, e "aventura para o conhecimento", não combinam com a realidade que tanto o governo de Minas, sob a inspiração destes dois personagens - padrinho e afilhado -, quanto o governo federal e os demais governos estaduais vêm impondo aos educadores. Uma realidade de choque de confisco; de sonegação do direito ao piso aprovado desde de 2008, e do direito ao plano de carreira sem alteração nas regras quando estas não favorecem aos governantes.

A escola pouco atraente a que o senador-padrinho-do-afilhado faz referência não nasceu do nada. Ela foi construída, ou melhor, foi destruída por governantes que não investem adequadamente na Educação pública e na valorização dos educadores. Que não tratam com o devido respeito aos educadores, assegurando o direito à autonomia e à democracia nas escolas; que não investem na formação continuada dos educadores; que não investem na estrutura técnica e de equipamentos das escolas, além da falta de segurança. Esta escola é resultado de desgovernos que se preocupam não com o ser humano, mas com obras faraônicas, com espetáculos midiáticos, tipo Copa do Mundo, e outros.

Por isso, mais do que falar em poucas linhas sobre uma janela para o sonho através da educação, seria um tanto quanto mais coerente que o senador visitasse o estado ao qual diz representar para conhecer de perto a realidade dos educadores, nos ombros dos quais está colocada a responsabilidade pela formação de milhões de mineiros e mineiras, brasileiros e brasileiras de muitas gerações.

Bem distante dos discursos encontra-se a realidade do chão da escola, marcada pela ausência de sonhos numa carreira decente, cada vez mais agredida pelas políticas de choque de confisco que os diversos governos realizam contra os educadores.

Se a Educação for de fato a janela para o sonho da juventude, podemos dizer que em Minas e no Brasil esta janela está fechada. Graças aos autores de frases ocas, que quando no governo, no lugar de sonhos, plantam pesadelos. Podendo, obviamente, com isso, colher tempestades...

***

115 comentários:

  1. Justiça manda SP cumprir carga horária de piso para professor
    Legislação aprovada em 2008 e validada pelo STF estabelece que um terço do tempo remunerado é para atividades fora da sala de aula
    A Justiça concedeu liminar ao Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo (Apeoesp) para que a lei do piso para professor se aplique a todos os 225 mil docentes ativos da rede a partir de 2012. Com isso, um terço da carga horária remunerada dos professores precisa ser reservado à formação e outras atividades além da aula. Atualmente, a Secretaria Estadual de Educação paulista separa apenas 17% do tempo de trabalho para preparo do profissional e das atividades.
    A lei 11.738, que trata do piso nacional, foi aprovada em 2008 e questionada juridicamente por alguns Estados. Este ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou o recurso improcedente e aprovou todo o teor da lei que exige remuneração mínima – hoje em R$ 1.187 por 40 horas semanais – e que ao menos um terço das horas recebidas sejam cumpridas fora de sala de aula. A Apeoesp entrou com ação pelo não cumprimento da lei e o juiz Luiz Fernando Camargo de Barros Vidal, da 3ª Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça de São Paulo, concedeu na tarde desta segunda-feira, liminar que estabelece o cumprimento da legislação.
    No seu despacho o Juiz informa que a Secretaria da Educação “silenciou” frente à possibilidade de manifestação preliminar. Na sequência, informa que a Fazenda Pública do Estado se manifestou afirmando que a jornada de trabalho estadual deve prevalecer sobre a lei federal. O juiz não aceitou a argumentação e concluiu que o cumprimento da lei interessa não apenas aos professores, mas também aos alunos, “posto que a providência concorre para a melhoria das condições de ensino.”
    Após recordar às razões pelas quais o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu pela integral constitucionalidade da lei o despacho do juiz afirma: “Deste modo, e porque o pensamento do juízo é concordante com o entendimento do STF, e mesmo porque seria veleidade decidir em sentido contrário, não há razão alguma para deixar de ser acolhido o argumento contido na inicial a respeito da pronta eficácia e aplicabilidade da norma legal.”
    “Se, portanto, a Secretaria da Educação tinha alguma dúvida sobre como aplicar a lei, não resta mais nenhuma. Deve simplesmente cumpri-la tal como está redigida, destinando no mínimo 33% do total da jornada de trabalho de cada professor para atividades extraclasses”, comemorou a presidente do sindicato, Isabel Noronha.
    Por meio da assessoria de imprensa, a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo disse que “o secretário da Educação (Herman Voorwald) respondeu, por meio de informações para a Procuradoria Geral do Estado, aos questionamentos a ele encaminhados”. A pasta informou que só se manifestará sobre a decisão após ser notificada da referida liminar.
    Fonte: http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fjaneayresouto.com.br%2F2012%2F%3Fp%3D928&h=iAQGq_BkoAQFAJ5S0gUUrlQJLR67DbmbRk53PpdvcN4IiyA

    ResponderExcluir
  2. Vejam documentário sobre censura em Minas Gerais, censura esta comandada por Aécio Neves. Esse "cara" não merece credibilidade alguma!
    Vídeo está no seguinte endereço: http://www.youtube.com/watch?v=tzBc4vI22qA

    ResponderExcluir
  3. Será que o "PRESIDENTE" de Minas leu esta notícia
    que já é velha para quem entende.

    País
    24/08 às 16h17 - Atualizada em 24/08 às 16h18
    STF publica decisão que declarou legal o piso nacional dos professores
    Agência BrasilAmanda Cieglinski
    Publicidade

    O Supremo Tribunal Federal (STF) publicou hoje (24) o acórdão do julgamento ocorrido em abril que reconheceu a constitucionalidade da lei que criou o piso nacional do magistério. Alguns governos estaduais e prefeituras estavam aguardando a publicação do acórdão para se adequar à legislação.

    A Lei do Piso foi sancionada em 2008 e determinou que nenhum professor da rede pública com formação de nível médio e carga horária de 40 horas semanais pode ganhar menos de R$ 950 por mês. Com a correção, o valor do piso este ano passou para R$ 1.187. Quando a lei foi aprovada, cinco governadores entraram no STF questionando a constitucionalidade do piso nacional.

    Este mês, professores de 21 estados pararam as atividades para exigir o cumprimento da lei. Para a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), “a decisão do STF, tão aguardada por milhões de trabalhadores em educação, torna incontestável qualquer opinião que desafie a constitucionalidade e a aplicação imediata da lei”.

    O STF confirmou, no julgamento, que o piso nacional deve ser interpretado como vencimento básico, isto é, sem gratificações e outros adicionais. As prefeituras alegam que não têm dinheiro para garantir o salário de acordo com o que determina a lei. Levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) com 1.641 prefeituras mostra que, considerando o piso como vencimento inicial, a média salarial paga a professores de nível médio variou, em 2010, de R$ 587 a R$ 1.011,39. No caso dos docentes com formação superior, os salários variaram entre R$ 731,84 e R$ 1.299,59.

    Outro levantamento, feito pela CNTE com os sindicatos filiados, mostrou que 17 estados não pagam aos professores o valor mínimo estabelecido em lei. Não há levantamento sobre o cumprimento da lei nas redes municipais.

    Estados e municípios podem pedir ao Ministério da Educação uma verba complementar para estender o piso nacional à todos os professores. Paraconseguir o dinheiro, é preciso comprovar que aplica 25% da arrecadação em educação, como prevê a Constituição Federal, e que o pagamento do piso desequilibra as contas públicas. O MEC tem R$ 1 bilhão disponíveis para este fim, mas, desde que a lei foi criada, nenhuma das prefeituras que solicitaram a complementação de recursos cumpriu as exigências necessárias para receber o dinheiro.

    Fonte: Jornal do Brasil de agosto.

    ResponderExcluir
  4. NÃO SEI PORQUÊ MAS DEI FORTES GARGALHADAS COM OS TERMOS USADOS POR VOCÊ.O SEU VOCABULÁRIO.SENTI UM LIGEIRO AR IRÔNICO NAS SUAS VERDADES.A JANELA ESTÁ VOLTADA PARA O INFERNO REALMENTE.E ELES SÃO OS DONOS DO INFERNO.ONDE SE VIU ESTE HOMEM DIZER COISAS TÃO SÉRIAS DESTA MANEIRA ???O QUE ELE SABE DE EDUCAÇÃO???O SUCESSO DELES É O MARKET COMPRADO COM O NOSSO DINHEIRO.NÓS OS COLOCAMOS LÁ.DEVEMOS FAZER UMA SÉRIA CAMPANHA PARA ANULAR O VOTO NAS URNAS E ESTES CRÁPULAS TERÃO QUE TRABALHAR, NO AÇOUGUE, SUPERMERCADO, REPARTIÇÕES PÚBLICAS COM OS SALÁRIOS BAIXOS COMO SÃO.NADA DE GANHAR ALTOS , EXORBITANTES SALÁRIOS E NÃO FAZEREM ABSOLUTAMENTE NADA.FINGEM QUE TRABALHAM.QUERO VER COMO FICA O BRASIL SE OS VOTOS NULOS FOREM EM MASSA.JÁ PENSOU TODOS BRASILEIROS EM RESOLVER TODAS ESTAS QUESTÕES A PARTIR DO PRÓXIMO ANO???NÃO VOTAREMOS NEM SE FOR EM NOSSOS PAIS.VAMOS COMEÇAR ESTA CAMPANHA AGORA.ANULAREMOS TODOS OS NOSSOS VOTOS.E O BRASIL SERÁ PASSADO A LIMPO.SE NÃO FOR POR ESTE CAMINHO, NÃO VEREMOS NENHUMA LUZ NESTE FUNDO DE TÚNEL.POLÍTICOS , FIQUEM ESPERTOS POIS ESTAMOS CAMINHANDO PARA ISSO.INTERNET É UM FORTE MEIO DE COMEÇAR ESTA CAMPANHA.ANO QUE VEM SERÁ O INÍCIO DA CONCRETIZAÇÃO DISSO.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia colegas

    Estive lendo os post's de ontem e hoje, principalmente os comentários. Muitos colegas ainda sonham em receber o prêmio por produtividade, amigos, acordem para a nova realidade, no subsídio não há "penduricalhos".Acabou!
    Fizemos bem em boicotar o simave, não me arrependo e diante das imposições governamentais não farei nenhum esforço para qualificar o governo mineiro em relação às notas desse exame e de outros.
    Guardemos nossos contracheques porquê seguramente haveremos de começar outra luta, mas agora, na esfera judicial. Temos muitos direitos sonegados, arrancados de nós pela força descomunal da ditadura mineira. A decisão da justiça paulista em muitos nos favorece.
    Acredito que os mais de 150 mil que optaram pelo VB querem uma ação mais forte e creio que o sindute fará uma análise cuidadosa dessa situação propondo a todos o esperado: ação civil para contestar a morte do piso aqui em nosso estado. Estamos, sindute, dispostos a tudo!!!
    Quanto à Campanha por outra mobilização ano 2012 creio que precisamos nos fortalecer primeiro, tomar umas vitaminas, uns xaropes, rsrsrs. O que quero dizer é que outra greve só se for GREVE NACIONAL UNIFICADA. Precisamos de unificar de vez esse movimento em prol da educação e contra os desgovernos estaduais e federal. Infelizmente somos somente nós! Não temos representatividade de fato, temos meia dúzia aqui, outra meia dúzia ali e mais nada. É verdade que a bandeira EDUCAÇÃO tem feito muitos parlamentares que depois de diplomados, tchau e "bença"
    Gostaria de ver federalizada a educação, nossa folha de pagamentos idem.
    Quero sugerir aqui, que a partir dessa data, que o NDG faça um cadastro geral de todos os colegas que optaram pelo vencimento básico, poderemos precisar dessas informações no futuro.
    O que vocês acham?

    Prof. Romeu de CAratinga

    ResponderExcluir
  6. Sei q o prêmio por produtividade nunca foi nosso objetivo, mas como ninguém em Minas recebeu, por que não fazermos uma manifestação bem tumultuada no trãnsito unindo os sindicatos da PM, polícia Civil, sindute e área da saúde. Pelo menos uma resposta sairia. Se cair no esquecimento aí nem essa esmola teremos.É esmola, mas é nossa.

    ResponderExcluir
  7. Ótima ideia, prof Romeu de Caratinga. Eu me encarrego de passar a lista da minha escola, se for necessário.

    ResponderExcluir
  8. FORA DITADOR!
    SE A EDUCAÇÃO FOSSE JANELA PARA O SONHO ESSE MEDÍOCRE CONCURSO NÃO TERIA SIDO PRORROGADO POR FALTA DE INTERESSADOS EM "NAVEGAR NESSE SONHO!" QUEM ENTRAR POR ESTA JANELA VAI CAIR NUM PRECIPÍCIO SEM FIM!FALA SÉRIO!

    ResponderExcluir
  9. José Alfredo Junqueira29 de novembro de 2011 14:19

    No blog do Donny Silva há notícias sobre as fraudes nas urnas.Tambem há um blog chamado "fraude nas urnas eletrônicas".O que tem a ver isso com a educação em Minas?Um bo,bom para quem acertar...

    ResponderExcluir
  10. Caro Euler,
    estou afastado das atividades do Sindicato por dois motivos. Primeiro por motivos de doença e segundo porque me aposentaram por invalidez e meu e como não tenho direito a paridade, meu salário afora será o salário mínimo.
    Se puder me informar se há discussão para entrar na justiça contra a lei do Anastasista que tirou todos os direitos.
    Quando ele diz que manterá os quinquênios adquiridos ele mente, pois, se os mesmos fossem mantidos, seus valores teriam de variar quando uma pessoa mudasse de letra por exemplo e não é o que vai acontecer. Portanto, é retiradade direitos adquiridos contrário ao que diz a constituição federal. Há discussão no sentido de entrar com ação para questionar os direitos retirados e a obrigatoriedade do governo cumprir uma lei federal?

    ResponderExcluir
  11. Aécio você é odiado pelos professores!! escória de minas

    ResponderExcluir
  12. Professor Euler,

    Será se os policiais e os servidores da saúde em Minas, estão sabendo que não vão receber o 14º porquê o governo não pode pagar a educação que é subsídio(e no subsidio não dá dieito O PREMIO por produtividade? Para não ter atrito, o governo preferiu não pagar ninguém.
    Por lei quem optou por piso em 2011 tem direito!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Caro cidadão, amigo e honrado professor Euler, leve por favor ao sinditcato esta seguinte opinião de um também sonhador e professor deste "arraial que ganhou status de cidade". É o seguinte: a partir do ano que vem a direção do sindute deve entrar em contato com as direções dos outros sindicatos de professores de todos os outros estados. Devem marcar para o encontro um local de fácil acesso para todos, levando em consideração as distâncias continentais do nosso país. Juntos (todos os sindicatos) precisamos organizar, saindo de cada estado, uma grande caravana ruma à Brasília em data oportuna e estratégica reivindicando o piso na carreira e ao mesmo tempo condições melhores de trabalho, como mudanças em certos artigos do ECA, visto que hoje em dia até agredidos por alguns alunos estamos sendo dentro das salas de aula. Por isso esta grande manifestação em Brasília seria muito importante e neste dia poderia ser entregue aos deputados na assembléia um documento mostrando todas as dificuldades da profissão hoje em dia como baixos salários as situações de agressões vividas pelos professores em sala de aula no exercício de sua profissão. Este documento pedindo mudanças no ECA deve ser entregue aos deputados visto que serão eles que votarão as mudanças em alguns artigos do ECA(os artigos a serem mudados devem estar explicitados no documento entregue aos deputados no dia deste encontro em Brasília). Já pensou milhares de educadores de todos os estados lotando a esplanada dos ministérios..... Agindo assim de forma NACIONAL vamos ganhar espaço à força na mídia, vamos ganhar força, vamos ganhar respeito por parte desses políticos injustos. É como diz aquele velho ditado "A união faz a força." Somente através da união podemos um dia conseguirmos tudo aquilo que merecemos nesta carreira que escolhemos. É só vermos as grandes conquistas da humanidade e veremos o quanto a união é importante só pra dar um exemplo Luther King só conseguiu um pouco de igualdade perante sua população quando começou a reunir milhares de pessoas nas praças de seu grande país(EUA). Pois bem apenas na união venceremos de fato!!!

    ResponderExcluir
  14. Srs. desembargadores mineiros,
    vocês deveriam tomar vergonha na cara e seguir o exemplo da justiça paulista e aplicar a lei obrigando esse ditador a respeitar a CF e consequentemente os educadores. Mas isso não acontece porque vocês são iguais a eles. Minas se transformou num "país" sem leis pois os representantes dessa não fazem jus ao juramento que fizeram. Deveriam se envergonhar dos colegas de outros estados.

    ResponderExcluir
  15. DEPUTADO DUARTE BECHIR : "VAIA NÃO É VOTO!"
    ESTÃO FALANDO NA ASSEMBLEIA!
    ETA CAMBADA!
    ESTOU FAZENDO CAMPANHA JÁ! TEMOS QUE LIMPAR A ASSEMBLEIA!

    ResponderExcluir
  16. Não concordo com a frase do senador quando diz que a janela da educação está fechada: ela está bem aberta e o que vejo do lado de cá é horrível, deprimente. Sinto-me como a personagem da luneta mágica quando experimenta seus óculos e descobre que o mundo é só maldade. Só que estou sem a luneta em questão. E a janela mostra um sombrio e negro futuro da educação.

    Mas queria propor uma coisa: vamos fazer um censo dos professores que rejeitam ou aceitam o novo e reformulado subsídio? Em todas as escolas de Minas, em qualquer cidade. Mandei esta ideia para a Bia, mas você poderia lançar e fazer um pré-censo no seu blog.
    Abraços

    ResponderExcluir
  17. Outro dia, estava eu em um consultório médico
    quando a secretária perguntou minha profissão. Quando respondi: sou professora ouvi o coro de umas três pessoas que disseram em voz baixa: COITADA!!!!
    A sociedade nos julga dignos de pena.
    Pra mim foi como se tivessem jogado um
    mar de águas em meu SONHO.

    ResponderExcluir
  18. Alguem sabe informar se terá inscrição para designação em 2012? Como nosso Estado é soberado...e ditador não consigo essa informação em lugar nenhum...
    vocês acreditam que existem professores grevistas em minha escola que estão defendo o Aécio, dizendo que se ele realmente se candidatar para presidente voltam nele????
    Já não consigo trabalhar mais com amor à Educação com tais discursos...
    O que esperar de Minas se até os professores são iludidos pelas propagandas na mídia???
    Talvez jogue a toalha...

    ResponderExcluir
  19. Sub-comandante Euler, bastou a Tv Record mostrar a insegurança em uma escola do estado, e no outro dia uma propaganda do governo sobre o novo modelo de pagamento foi presenteada a mesma. Parece piada.

    ResponderExcluir
  20. Gente acordem, quem conhece o Aécio sabe que não foi ele que escreveu o artigo, o cara é uma ameba, o Ciro Gomes mesmo falou que ele lê pouco, logo....

    ResponderExcluir
  21. É verdade que o Estado de São Paulo só tem

    225.000 funcionários na educação com 40 milhões de

    habitantes e em Minas Gerais com 20 milhões de

    pessoas no estado tem quase o dobro de funcionários?

    ResponderExcluir
  22. DEP RÔMULO VIEGAS DISSE QUE BASTA FAZER REGRA DE 3, QUE NÓS ENSINAMOS PARA OS ALUNOS E VER QUE PAGA O PISO. SINDUTE MENTE. CARA DE PAU! PORQUE NÃO FOI DEBATIDO NO DIA? CAMBADA! ESTÃO COM MEDO DA URNA? VAMOS MOSTRAR PARA VCS! NÃO FOMOS ENGANADOS! SOMOS INTELIGENTES! TAVEZ COM MUITA INGENUIDADE! ACREDITAMOS NESSE GOVERNO MENTIROSO E NESSA CAMBADA DA ASSEMBLEIA! QUERO MEU DIREITO! NEM QUE SEJA NA JUSTIÇA!
    PAREM DE FALAR NA EDUCAÇÃO! NÃO QUEREMOS CAMPANHA USANDO A EDUCAÇÃO! JUSTIÇA JÁ!

    ResponderExcluir
  23. Fraudes nas urnas?

    Será possível?

    ResponderExcluir
  24. Euler cuidado para não passar através deste seu magnífico blog informações importantes para o desgoverno. Baseados nas informações importantes do sindicato eles podem definir as estratégias deles contra nós professores. Mas estas suas análises e informações legais pode mandar. A gente adora este seu blog que já está famoso por aqui na Zona da Mata. Todos falam de vc e deste seu blog. Você precisa se candidatar para deputado estadual nas próximas eleições. Precisamos de você na casa homologativa para influenciar positivamente os cordeiros a nosso favor.

    ResponderExcluir
  25. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE.

    Quando será feita a chamada para união nacional dos professores, com ações efetivas e contundentes?

    PEB - PARTIDO DOS EDUCADORES BRASILEIROS - URGENTE!

    MANIFESTAÇÃO NOS AEROPORTOS INTERNACIONAIS DENUNCIANDO A DITADURA INSTAURADA EM MINAS GERAIS - URGENTE!

    MARCHA PARA OS EDUCADORES (COM OS 51 CARTAZES DOS 51 DEPUTADOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO) COMO SUGERIU ALGUÉM AQUI - URGENTE!

    JUSTIÇA - URGENTE!

    DENÚNCIA DAS MENTIRAS DO GOVERNADOR E SEU PADRINHO - URGENTE!

    AÇÕES, MUITAS AÇÕES CONTUNDENTES - URGENTE.

    Sufocaram nossa voz em Minas, mas ela há de ecoar por todo o Brasil e por todo o mundo. Só dependerá de nós. Nós temos as armas (REDES SOCIAIS) que levaram à PRIMAVERA ÁRABE. POR QUE NÃO USÁ-LAS?

    PRIMAVERA BRASILEIRA - URGENTE!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  26. COPIADO (origem: BLOGA DA BEATRIZ)

    ""QUANDO A PROPOSTA É BOA, NINGUÉM TEM MEDO DO DEBATE
    Se o projeto de lei aprovado pelos deputados estaduais no dia 23 de novembro fosse bom ninguém teria tanto medo de fazer o debate e não haveria tanta pressa em sua aprovação.
    Os deputados aprovaram um projeto que modifica a vida funcional de quase 400 mil servidores sem ouvir a categoria, sem discutir, sem avaliar as suas consequências.
    Nesta segunda-feira, teve início nova campanha publicitária do Governo do Estado. Tanta publicidade revela a fragilidade de um governo que não é capaz de realizar o debate, de cumprir compromissos assumidos, que precisa se cercar da publicidade para construir uma imagem que não corresponde à realidade.
    Temos muito o que fazer para reverter o que foi aprovado e conquistar o Piso Salarial Profissional Nacional. Mas as nossas próximas ações não serão reveladas com antecedência.
    Convocaremos nos próximos dias uma nova reunião do Comando Estadual de Greve.
    Continuamos na luta.""

    ResponderExcluir
  27. Euler:

    Esta frase, do seu incontestável texto, ficaria muito bem em outdoors e camisetas para mostrarmos a verdadeira realidade da educação:

    "Se a janela para o sonho é de fato a educação, Minas Gerais vive hoje o seu maior pesadelo."

    O Faraó deve ficar muito feliz em aproveitarmos uma parte da sua "filosofia". Mas a complementação do sub-comandante é verdadeira síntese de tudo o que está acontecendo.

    Um abraço

    Joaquim

    ResponderExcluir
  28. EDUCAÇÃO, A HORA É AGORA.

    A LUTA É NACIONAL.

    A EDUCAÇÃO AGONIZA EM QUASE TODOS OS ESTADOS.

    E OS GOVERNADORES SÃO OS "MÉDICOS" QUE PRATICAM ESTÁ EUTANÁSIA.

    POR ISTO, OS SINDICATOS DOS EDUCADORES, PRECISAM APRENDER A SE COMUNICAREM MELHOR.
    COM OS EDUCADORES, COM OS EDUCANDOS E COM A SOCIEDADE.

    NA HORA EM QUE O BRASIL PODE DAR UM SALTO DE QUALIDADE NA EDUCAÇÃO, EM SEU SENTIDO MAIS AMPLO, ELES, OS GOVERNADORES, ESTÃO FAZENDO UMA COVARDIA, EM PRIMEIRO LUGAR COM OS EDUCADORES E COM OS EDUCANDOS E EM SEGUIDA COM O NOSSO PAÍS.

    TUDO ISTO SOB AS VISTAS DO GOVERNO FEDERAL, QUE TRISTEZA.

    ELES ESTÃO VENDO A EDUCAÇÃO COMO UMA DESPESA, E NÃO COMO UM INVESTIMENTO.

    POBRES HOMENS,
    PORCOS IMUNDOS...

    ResponderExcluir
  29. Por e-mail:

    Olha aí, turma do NDG e demais colegas de luta, quem puder dar uma força e marcar presença no ato seria muito importante. O nosso camarada de luta professor FERNANDO disse que haverá um carro de som. Veja a seguir, a nota de convocação para o ato:

    "Fernando Costa:

    ATO PÚBLICO

    No dia 21 de novembro de 2011 a estudante Ludmila Fernanda Almeida Marques foi brutalmente estuprada e assassinada a golpes de chave de fenda numa casa abandonada, localizada na rua Simão Tamm no bairro Cachoeirinha. O crime ocorreu em plena luz do dia, sendo que além da filmagem de uma câmera de segurança o criminoso foi visto com Ludmila por estudantes da escola onde era aluna. Este crime só vem a reforçar o cenário de impunidade e de insegurança que moradores, professores, alunos, comerciantes e população em geral do bairro são obrigados a conviver diariamente.

    Para piorar a situação o policiamento e a iluminação das ruas do bairro são extremamente deficientes. Diante desse cenário, a E.E. Deputado Ilacir Pereira convida a todos os moradores a participarem de uma grande passeata reivindicando melhorias na qualidade da iluminação das ruas e um policiamento mais intensivo no bairro.

    Não podemos aceitar que essa vítima da violência se torne apenas mais um número nas estatísticas governamentais. Quem se cala consente e pode se tornar a próxima vítima. Contamos com a participação de toda a comunidade.

    Dia do ato: 01 de dezembro de 2011 - Quinta feira

    Local da concentração: E.E. Dep. Ilacir Pereira Lima - Rua Conde se Santa Marinha nº. 70 Bairro Cachoeirinha

    Horário: A partir das 19:00 hrs

    ResponderExcluir
  30. Professor Euler,

    PARABÉNS PELAS 1.400.000 VISITAS A ESTE BLOG.

    BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA PARA OS PROFESSORES DE MINAS GERAIS.

    OBRIGADO PELAS OPORTUNIDADES E LIBERDADE DE EXPRESSÃO NESTE ESPAÇO.

    ResponderExcluir
  31. O DEPUTADO TIAGO ULISSES TRAIU OS VOTOS QUE TEVE DOS PROFESSORES.

    SORRATEIRO E FALSO, VOTOU COM O GOVERNO NO SILÊNCIO DAS CONVENIÊNCIAS.

    PROFESSORES FIQUEM ATENTOS, ELE NÃO MERECE O NOSSO VOTO.

    ResponderExcluir
  32. A Classe dos profissionais da Educação é enorme, aproximadamente 400 mil, sem contar com os familiares e amigos, podemos eleger e até mesmo destituir quem quer que seja na política. Há pouco mais de 20 anos mostramos que podemos fazer valer nossa força que atreves de impeachment destituímos um Presidente da República, porque não praticarmos a nível Estadual quando nossos direitos são subtraídos parece que eles esqueceram. Agora mesmo uma minoria incluindo o governador caçou nossos direitos constitucionais, fizemos greve e até onde podemos perceber, greve neste setor são revertidas em mais “lucros”, pois apesar de termos este direito, mesmo assim são nos descontados os dias e a maioria dos que param tem somente esta fonte de renda para sua sobrevivência então, por mais que fizermos em termo de Greve sempre não surtirá os efeitos que desejamos. Diante disto, a Classe é por si só formadora de opiniões, temos que traçar estratégias urgentes de convencimento dos pais, alunos maiores de 16 anos e de toda sociedade organizadas que suficientemente informada poderá ser uma enorme aliada. A 1ª estratégia é no sentido de reestruturarmos nosso Sindicato: 1) Criação de um fundo para amparar eventuais descontos em folha dos grevistas. 2) Gráfica para confeccionar panfletos informativos abrangendo o servidor, aluno, pais e sociedade. (Durante a greve de 114 dias não se viu um informativo neste sentido dirigido a alunos, pais, etc. ALÉM DO MAIS, EXISTEM COLEGAS NOSSO QUE NÃO TEM NEM TEMPO E MUITO MENOS CONHECIMENTO BASTANTE PARA APLICAR NO SEU CONTRACHEQUE AS VARIAÇÕES ENTRE UM REGIME E OUTRO PARA FAZER COMPARAÇÕES E PODER OPTAR CORRETAMENTE, ENTRANDO AÍ A GRANDE MÍDIA DOS FARAÓS PAGA PROVAVELMENTE COM DINHEIRO DO DESCONTO DOS DIAS DOS SERVIDORES PARALISADOS VENDENDO SEU PEXE DO JEITO QUE ELES QUEREM.). 3º) Utilização direcionada da internet no cadastramento do maior número possível de emails, Sites de relacionamentos, criação de rádio e TV net, etc., visto que este meio de comunicação é praticamente sem ônus (Usar dos conhecimentos dos nossos colegas que receberam treinamentos nesta área: laboratório de informática, Web Site, etc.,) e pelo que temos visto a grande Mídia é comprada pelo Poder público. Quem tem boa informação e faz uso dela na internet sai na frente, veja o caso do Presidente dos Estados Unidos, foi praticamente eleito usando a internet. A Era NEWTON/GARCIA já passou, estamos em outra realidade não podemos cair na mesmice de “ELES FAZEM E NÓS OBEDECEMOS....” esquielnery@ig.com.br

    ResponderExcluir
  33. Professor Euler e demais,
    Se a sociedade nos julga dignos de pena, trabalhemos para formar os filhos da sociedade como ela própria merece. Se a sociedade nos valoriza, então formaremos seus filhos, tornando-os grandes cidadãos.A regra é simples. Em todas profissões, os trabalhadores agem assim.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  34. Anastasia e outros dez governadores podem ter mandatos cassados por causa de processos na Justiça
    29/11/2011 08h49
    Nesta semana, é o colega de partido de Anastasia, o roraimense Anchieta Júnior, que pode perder o mandato de governador
    O governador de Roraima, Anchieta Júnior (PSDB), pode ter seu futuro político definido nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele é acusado pelo opositor Neudo Campos de abuso de poder e mau uso dos meios de comunicação na eleição de 2010. E Anchieta Júnior não está sozinho: outros dez governadores, inclusive o mineiro Antonio Anastasia, enfrentam processos na justiça que ameaçam seus mandatos.
    Além desses dois, engrossam a lista Tião Viana (PT-AC); Teotonio Vilela (PSDB-AL); Omar Aziz (PSD-AM); Cid Gomes (PSB-CE); Siqueira Campos (PSDB-TO); Wilson Martins (PSB, PI; Roseana Sarney (PMDB, MA); André Puccinelli (PMDB, MS); e Sérgio Cabral (PMDB, RJ). A maior parte das acusações é de abuso de poder político e econômico e utilização incorreta dos meios de comunicação. As defesas negam as supostas irregularidades. Caso sejam barrados, esses políticos também podem se tornar inelegíveis e até vetados de outros pleitos pela Lei da Ficha Limpa.
    Mais recentemente, o TSE cassou os mandatos de Cássio Cunha Lima (PSDB), então governador da Paraíba, Marcelo Miranda (PMDB), que comandava o Tocantins e o recém-falecido Jackson Lago (PDT), que esteve à frente do Maranhão.
    Em Minas, o adversário de Anastasia no ano passado, o ex-senador Hélio Costa (PMDB), moveu ação contra o tucano eleito. Ele pediu a cassação do mandato do governador e do vice, Alberto Pinto Coelho (PP), por suposto abuso de poder econômico e politico durante a campanha eleitoral. Os advogados do peemedebista alegam que o sucessor de Aécio Neves distribuiu verbas por meio de convênios firmados com mais de 800 municípios mineiros em período pré-eleitoral.

    ResponderExcluir
  35. Agora falta o sonho virar realidade ! Salário digno para os professores é o primeiro passo ...

    8 ano vermelho / maria de lucca / prof Izabel Geografia

    ResponderExcluir
  36. Maurélio Carangola29 de novembro de 2011 17:19

    Para nos dar um fio de esperança, olha o que saiu no TEMPO:
    Anastasia e outros dez governadores podem ter mandatos cassados por causa de processos na Justiça

    Nesta semana, é o colega de partido de Anastasia, o roraimense Anchieta Júnior, que pode perder o mandato de governador

    O governador de Roraima, Anchieta Júnior (PSDB), pode ter seu futuro político definido nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele é acusado pelo opositor Neudo Campos de abuso de poder e mau uso dos meios de comunicação na eleição de 2010. E Anchieta Júnior não está sozinho: outros dez governadores, inclusive o mineiro Antonio Anastasia, enfrentam processos na justiça que ameaçam seus mandatos.

    Além desses dois, engrossam a lista Tião Viana (PT-AC); Teotonio Vilela (PSDB-AL); Omar Aziz (PSD-AM); Cid Gomes (PSB-CE); Siqueira Campos (PSDB-TO); Wilson Martins (PSB, PI; Roseana Sarney (PMDB, MA); André Puccinelli (PMDB, MS); e Sérgio Cabral (PMDB, RJ). A maior parte das acusações é de abuso de poder político e econômico e utilização incorreta dos meios de comunicação. As defesas negam as supostas irregularidades. Caso sejam barrados, esses políticos também podem se tornar inelegíveis e até vetados de outros pleitos pela Lei da Ficha Limpa.

    Mais recentemente, o TSE cassou os mandatos de Cássio Cunha Lima (PSDB), então governador da Paraíba, Marcelo Miranda (PMDB), que comandava o Tocantins e o recém-falecido Jackson Lago (PDT), que esteve à frente do Maranhão.

    Em Minas, o adversário de Anastasia no ano passado, o ex-senador Hélio Costa (PMDB), moveu ação contra o tucano eleito. Ele pediu a cassação do mandato do governador e do vice, Alberto Pinto Coelho (PP), por suposto abuso de poder econômico e politico durante a campanha eleitoral. Os advogados do peemedebista alegam que o sucessor de Aécio Neves distribuiu verbas por meio de convênios firmados com mais de 800 municípios mineiros em período pré-eleitoral.

    ResponderExcluir
  37. VAIA NÃO É VOTO!
    DEP DUARTE BECHIR
    29/11/11
    PLENÁRIO DA ASSEMBLEIA "HOMOLOGATIVA" DE MG

    ResponderExcluir
  38. DEP SEBASTIÃO COSTA ESTÁ PREOCUPADO COM AS URNAS!

    ResponderExcluir
  39. CARTAZ COM DIZERES "INIMIGOS DA EDUCAÇÃO" E COM FOTO DOS DEPUTADOS IRRITA DEP DUARTE BECHIR. CARA DE PAU!

    ResponderExcluir
  40. Prezado Euler, Creio que nem o padrinho nem o afilhado têm noção do que fizeram em Minas Gerais.Qualquer professor que dominar as quatro operações sabe que o prejuízo financeiro foi enorme. Creio que istotambém eles sabem.Podem ter feito as contas na calculadora.Mas, que eles deixaram qualquer professor com um mínimo de politização, visão de classe e conhecimentos históricos doentes, literalmente doentes, isto eu duvido que eles sabem. Eles não têm sensibilidade para tanto.Tornamos uma categoria doente. Ainda vamos ter forças e lutar. Mas com descrença na justiça, nos homens do poder em geral. Todos são omissos e subservientes aos donos do poder.Abraços. Clarice

    ResponderExcluir
  41. últimas notícias


    Anastasia e outros dez governadores podem ter mandatos cassados por causa de processos na Justiça
    jornal o tempo online

    ResponderExcluir
  42. PESSOAL QUE FALA SOBRE O 14º.OLHA CONCOERDO QUE O QUE O AALIBOBÃO E OS 77 LADRÕES FALAM É COMO "UM RISCO N'ÁGUA" COMO DIZ UM DELES NAQUELE HORROROSO DIA .QUE PODERIA SER DENOMINADO O DIA D DA DECEPÇÃO.BEM VAMOS ESPERAR O FINAL DE DEZEMBRO , ACHO QUE A ESPERANÇA É A ÚLTIMA QUE MORRE(OU JÁ MORREU ) POIS ESTE PAGAMENTO SE REFERE AO ANO ANTERIOR OU SEJA 2010.E NÃO ESTÁVAMOS NO SUICÍDIO OK?? OREMOS TODOS PARA QUE A FALA DO DESGOVERNADOR APAREÇA E QUE O SEU SUBORDINADO ESTEJA ERRADO PELO MENOS NISSO DE QUE A ASSINATURA OU A FALA(QUE É PIOR) É COMO UM RISCO N'ÁGUA" TUDO FARINHA DO MESMO SACO.FINGEM QUE ESTÃO DO NOSSO LADO PORQUE ELES SÃO OPOSIÇAÕ MAS NÃO É DIFERENTE DO ALIBOBÃO.(SEU PATRÃO)

    ResponderExcluir
  43. VAMOS ENVIAR ESTA FRASE DO EULER PARA A "FOLHA DE SÃO PAULO"

    "Se a janela para o sonho é de fato a educação, Minas Gerais vive hoje o seu maior pesadelo."

    ESTÃO TENTANDO IMPOR UMA MENTIRA PARA O BRASIL.

    MINAS SOFRE IMENSAMENTE COM ESTE GOVERNO DITADOR.

    ESTÃO QUERENDO SUFOCAR AS VOZES DOS MINEIROS E SEREM BONZINHOS PARA O BRASIL.

    ResponderExcluir
  44. Várias pessoas já disseram que não vamos receber o prêmio por produtividade por que estamos no subsídio e este não nos dá direito a penduricalhos. Estão enganados! Eu estou no vencimento básico até que finde o ano de 2011 e o prêmio deste ano refere-se ao ano anterior, portanto se não recebemos o prêmio, os motivos são bem diferentes deste! São na verdade a CRUELDADE E A INCOMPETÊNCIA!!
    Patrícia Mata

    ResponderExcluir
  45. PRÓXIMO AO INÍCIO DAS AULAS EM 2012 QUEREMOS VER OUT DOORs DO SIND UTE, NAS RUAS, SEM DESCULPAS.

    NESTE MOMENTO QUEREMOS PANFLETOS CIRCULANDO DENTRO DOS JORNAIS POPULARES.

    OS TEXTOS DO EULER, SÃO ÓTIMOS.

    ResponderExcluir
  46. Anonimo das 15:33,você ainda tem alguma dúvida?Estamos no Brasil.O que me deixa encucado é que pessoas atentas como você sejam poucas.Gracieusa Brito e mais alguns anonimos 'gostaram" deste tema.Isto é muito sério,até perigoso.Uma máfia poderosa internacional(ou multinacional)opera o sistema das urnas eleitorais.Há um blog "fraude nas urnas eletrônicas" onde as denúncias e provas estão à disposição.

    ResponderExcluir
  47. A noticia sobre a cassação dos governadores também saiu na isto é, olha aí o site: http://www.istoedinheiro.com.br/noticias/74561_TSE+PODE+DEFINIR+FUTURO+POLITICO+DE+GOVERNADORES

    ResponderExcluir
  48. Prof Romeu de Caratinga, os aposentados q. optaram pelo VB devem ser incluídos no Cadastro q. sugeriu. Queremos participar do contrato com advogado p/ a nossa causa. Euler parabéns pelo blog q. se tornou leitura obrigatória.

    ResponderExcluir
  49. Caro Euler,

    Já enviei para todos os meus contatos e para todos os deputados a lista dos traidores da educação, junto da lista dos amigos da educação.

    Nenhum traidor teve coragem de responder ou de se retratar.

    Mas, nós nunca os esqueceremos, pois estaremos sempre lembrando a sociedade estes nomes.

    Abraços!

    Um grevista de Uberlândia

    ResponderExcluir
  50. João Paulo Ferreira de Assis29 de novembro de 2011 20:22

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Sugiro ao anônimo das 16:40 que não coloque sugestões de estratégias aqui, pois o governo tem espiões que leem página por página deste blog. Sugiro, com a devida vênia do Professor Euler, que mande para o endereço de email do Professor Euler, pois até agora perdemos todas na justiça(!?) porque o governo sabe quais as estratégias que vamos adotar.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  51. Professor Euler ouvi o seguinte comentário: Em 2010 a justiça decretou a ilegalidade da greve dos professores em troca de liberação de aditivos. Há como investigar isto?

    ResponderExcluir
  52. Gente:
    As notícias boas já começam aparecer.Veja a notícia do jornal o tempo de hoje:

    últimas notícias


    Anastasia e outros dez governadores podem ter mandatos cassados por causa de processos na Justiça
    29/11/2011 08h49Avalie esta notícia »
    2
    4
    6
    8
    10
    DA REDAÇÃO
    Siga em: twitter.com/OTEMPOonline

    Agora é todos nós continuarmos firmes em nossas orações ,porque a justiça na terra pode falhar,mas a de Deus não falha nunca.

    ResponderExcluir
  53. João Paulo Ferreira de Assis29 de novembro de 2011 21:35

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Faço minhas as preocupações do anônimo das 15:52 e considero boas as sugestões dos anônimos das 14:52 e 16:40, porém, acho que não devíamos postá-las aqui, porque até agora perdemos todas na justiça. E creio que é por muitos de nós, (eu inclusive, e por isso PENITENCIO-ME) antecipamos estratégias.

    Creio também que com a devida vênia do Professor Euler, estas sugestões devem ser encaminhadas para o seu email, a fim de que possam ser lançadas numa outra reunião, como a do dia 26 próximo passado.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  54. Caro Prof. Euler,mais uma vez quero parabenizá-lo por este blog, que tem sido, além de uma fonte de informação, um alento para todos nós, profissionais da educação. Acredito que, a seu tempo, a colheita( que sempre é coletiva) mostrará a estes políticos/politiqueiros incautos o quanto se consegue produzir de votos que os retirem de cena. Não deixaremos que nenhum aluno mineiro desconheça a irresponsabilidade e o descaso com a Educação por parte desses que dizem representar o povo.

    ResponderExcluir
  55. Boa noite. Gostei muito do depoimento das 16:40. É hora de começarmos a colocar em prática.
    Oliveira - MG

    ResponderExcluir
  56. Pessoal.
    Tá na hora de começar uma GREVE NACIONAL NA EDUCAÇÃO!
    Vamos parar o BRASIL e mostrar que somosGENTE.
    AGORA É A HORA.
    Força professores. Abrss a todos

    ResponderExcluir
  57. Euler me responda o que fazer para receber o dinheiro confiscado que tivemos em 2011?

    ResponderExcluir
  58. ESTE "PADRINHO" DO ATUAL DONATÁRIO DA CAPITANIA DE MINAS GERAIS PODE TER CERTEZA: JAMAIS CHEGARÁ A PRESIDÊNCIA DESTE PAÍS USANDO DE SUA AUTORITÁRIA VAIDADE. SERÁ QUE NADA APRENDEU DE SEU AVÔ, VISTO QUE NÃO FREQUENTOU DE VERDADE UMA ESCOLA PORQUE SEMPRE VIVEU COMO UM PLAYBOY CARIOCA? O QUE ESPERAR DE UM HOMEM DE FACHADAS? ACORDA MINAS GERAIS.. E CANTA "QUEM TE CONHECE NÃO ESQUECE JAMAIS". ABAIXO OS ALIADOS ALIENADOS DESTE GOVERNO SÓRDIDO!

    ResponderExcluir
  59. euler, hoje fiquei sabendo que o estado de sp perdeu judicialmente contra o sindicato de lá, e que um juiz do estado de sp deu liminar obrigando o estado de sp a organisar a carga horaria de 33 % fora da sala de aula, isso é muito bom pra eles, o que apenas vem mostrar que em mg gerais não tem justiça.

    ResponderExcluir
  60. Importantíssimo!Veja no blog da Renata sobre as falcatruas de Anastasia/Aécio!Tô enojada!Euler ,cadê você,some não!

    ResponderExcluir
  61. Euler e companheiros, Boa noite
    Gostaria de lembrá-los que DALMO RIBEIRO votou contra nós, e faz parte dos 51 leitões. Sul de Minas não se esqueça disso principalmente Ouro Fino onde ele tem boa votação, Camanducaia também e demais cidades, OLHO ABERTO PARA DALMO RIBEIRO NO SUL DE MINAS, vamos bani-lo daqui.Muita admiração, abraço.- Sul de Minas

    ResponderExcluir
  62. Acabei de ler "Anastasia na corda bamba"kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk,quero ver o tombo.Deve ser por isso que anda atirando pra todo lado e confiscando nossos direitos para pagar advogados !Quem ri por último,ri melhor!O bom é que não temos rabo preso.Será que Aecinho vai ajudá lo?

    ResponderExcluir
  63. Marcus Guerra. Se os professores não fortalecerem as estratégias jurídicas, não se conseguirá muita coisa! Olhem o exemplo do Sindicato dos Professores de São Paulo! Garanto que foi através de uma Ação Civil Pública. Já havia falado desse instrumento jurídico aqui, juntamente com os da Intervenção Federal e da Ação Direta de Inconstitucionalidade. A Justiça Mineira pode até não decidir a favor. Mas lá fora a vitória é bem provável. Ademais, não podemos nos esquecer que existem juízes sensatos em Minas. Estão lembrados daquele primeiro juiz que deixou de julgar um pedido de ilegalidade da greve de vocês efetuado pelo Ministério Público Estadual? Pois é! Ele ainda puxou a orelha do Governador! Só mais um esclarecimento: o foco da Ação Civil Pública deve ser diferente da Ação Direta de Inconstitucionalidade, pois aquela não se presta para declaração de inconstitucionalidade. Mas ambas podem ser usadas (concomitantemente). Abração! Estou de olho também. Mais uma coisa: estou vendo muita gente testemunhar que viu colegas de profissão dizendo que votarão em Aécio. Pois bem: para os professores as eleições já começaram. Façam campanha: não falta material contra o Aécio. É só buscar na internet. O vídeo mencionado acima é excelente! Baixem ele da internet, gravem em dvd e mostrem para os colegas. Se possível distribuam cópias. Gente, hoje em dia se encontra dvd virgem a um real! Vale a pena!

    ResponderExcluir
  64. Ih, Aecinho, só quer saber de entornar todas nas boates paulistas com uma socialite. O negócio é beber e sair correndo de boate com desculpas de que não quer ser fotografado. O afilhado dele por aqui, que se frite, que se asse, que se exploda. Até porque se não for eleito por aqui a nada, depois de ter ajudado o Rio de Janeiro na questão dos royalties, será eleito por lá a alguma coisa.

    ResponderExcluir
  65. Euler cuidado,essa corja é doida e você está na linha de frente!Sua vida é preciosa pra todos nós!Não conseguimos mais ficar longe de você!Tenha sempre muito cuidado e esteja sempre em alerta máxima!Se cuide!

    ResponderExcluir
  66. Com minhas filhas longe, adotei você como meu filho número três,com quem converso todas as noites!Minhas filhas tem sua determinação,garra,humildade e persistência!Amo te!Importa não,tudo isso é carência!

    ResponderExcluir
  67. ATENÇÃO, GRANDE MESTRE EULER!
    ATENÇÃO, GRANDE MESTRE EULER!
    Em tempo: - Guarde todos os sue POSTS em um HD EXTERNO. Que você o faça tão breve lhe seja possível. Ou então: grave todos os seus POSTS em vários DVDs.
    Grande abraço, força na luta, muita saúde e ...
    prosperidade (mesmo sendo professor).

    ResponderExcluir
  68. JORNAL O TEMPO 29/11/2011
    Anastasia e outros dez governadores podem ter mandatos cassados por causa de processos na Justiça.

    O governador de Roraima, Anchieta Júnior (PSDB), pode ter seu futuro político definido nesta semana pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele é acusado pelo opositor Neudo Campos de abuso de poder e mau uso dos meios de comunicação na eleição de 2010. E Anchieta Júnior não está sozinho: outros dez governadores, inclusive o mineiro Antonio Anastasia, enfrentam processos na justiça que ameaçam seus mandatos.

    Além desses dois, engrossam a lista Tião Viana (PT-AC); Teotonio Vilela (PSDB-AL); Omar Aziz (PSD-AM); Cid Gomes (PSB-CE); Siqueira Campos (PSDB-TO); Wilson Martins (PSB, PI; Roseana Sarney (PMDB, MA); André Puccinelli (PMDB, MS); e Sérgio Cabral (PMDB, RJ). A maior parte das acusações é de abuso de poder político e econômico e utilização incorreta dos meios de comunicação. As defesas negam as supostas irregularidades. Caso sejam barrados, esses políticos também podem se tornar inelegíveis e até vetados de outros pleitos pela Lei da Ficha Limpa.

    Mais recentemente, o TSE cassou os mandatos de Cássio Cunha Lima (PSDB), então governador da Paraíba, Marcelo Miranda (PMDB), que comandava o Tocantins e o recém-falecido Jackson Lago (PDT), que esteve à frente do Maranhão.

    Em Minas, o adversário de Anastasia no ano passado, o ex-senador Hélio Costa (PMDB), moveu ação contra o tucano eleito. Ele pediu a cassação do mandato do governador e do vice, Alberto Pinto Coelho (PP), por suposto abuso de poder econômico e politico durante a campanha eleitoral. Os advogados do peemedebista alegam que o sucessor de Aécio Neves distribuiu verbas por meio de convênios firmados com mais de 800 municípios mineiros em período pré-eleitoral.

    ...SERIA UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL??

    ResponderExcluir
  69. Boa noite amigos do NDG/NDE.

    Lara querida você deixou-me muito feliz com seu comentário. Que bom que juntas (juntos - todos nós, alunos e professores), estamos construindo um diálogo interessante com novas perspectivas de vida, conscientes de que qualquer transformação na realidade político-social de Minas e do Brasil só será possível com a união dos de baixo.

    Um grande abraço a você e a todos os amigos do blog.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  70. Maria- Triângulo Mineiro29 de novembro de 2011 23:45

    Boa noite,Euler!
    Peça ao sindicato para entrar com urgência em contato com os advogados do sindicato do Estado de São Paulo, para nos ajudar da mesma maneira que estão fazendo em favor dos professores de lá, já que estão ganhando todas.(Também sou professora de História, só que aposentada).
    Vamos correr atrás do tempo perdido!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  71. De Graça
    Para Marcus Guerra mensg das 2304

    Quais os passos para entrar com Açao Civil Publica?
    Pode-se entrar coletivamente ou individualmente, em cada cidade?

    Para Prof Euler
    Voce teve resposta de algum escritorio de advovacia dos muitos que consultou?

    ResponderExcluir
  72. Euler

    deu na folha que a (des)justiça eleitoral livrou o desgovernador de Roraima da cassação. Alguém aí tem dúvida sobre o resultado do de cá.

    Ainda este sujeito vai sair por cima da carne fresca e vai agradecer ao povo que o apoiou nos momentos difíceis. Herg!! Que nojo que estou deste povinho!!

    ResponderExcluir
  73. E ULER,quanta hipocrisia dos deputados;PAGAM O PISO,mas acabam com acarreira,de22% por nível passaram para 10%,de 3% por grau para 2,5%.Dizem que não perderemos as vantagens mas e as que ainda iríamos adquirir? NÃO quero subsídio,este modelo é bom para o governo e não para nós...Nunca vi tamanha crueldade com a nossa classe! AH!odeputado mais falso da assembleia anunciou que ogoverno pagará o prêmio.DUARTE BECHIR teve uma crise de histeria hoje.Quem vê pensa que vai receber o flamigerado subsídio de professor........

    ResponderExcluir
  74. Boa noite Euler e companheiros Estou vendo pela tv assembléia os 51 leitões se justificando o porque votram contra , acho que estão com um pouco de medo , o negocio é fazer pressão. Boicote aos 51 traídores, a começas pelo DALMO RIBEIRO.Muita admiração, Abraço.

    ResponderExcluir
  75. Euler olha minha determinação!Sou prof do segundo ano,alunos carentes.Para o final de ano consegui presentes de Natal pra todos eles.Pra revelação de amigos secretos a preços simbólicos,consegui ganhar uma festinha com sanduíches ,bolos e sorvetes e uma cesta básica pra todos!Viu como a sociedade quando procurada nos atende?

    ResponderExcluir
  76. Ao anônimo das 15:24, através da instituição da lei 100 o governador conseguiu infiltrar muitos dos seus cabos eleitorais na educação, sendo assim eles vão agindo de modo sutil e arregimentando professores e alunos para os seus grupos ainda mais que existem os laços com a própria comunidade através de associação de bairros, ongs, grupos de trabalhos como o poupança jovem dentre outros, que parecem não ter conotação política partidária mas é só fachada. Esse tipo de infiltração é muito comum nas escolas, pois ali se tem contato com a comunidade, e os políticos se aperceberam disso. Não é a toa que muitos professores, principalmente aqueles ligados as áreas de humanas e com posturas políticas mais à esquerda tem sofrido com a violência dentro do ambiente de trabalho, pois tudo é direcionado a não prejudicar interesses dúbios dentro de tal ambiente sagrado.

    ResponderExcluir
  77. Magistrado alega ”cansaço mental”
    27 de novembro de 2011

    Para justificar os 60 dias de férias, além de um calendário próprio de feriados, o desembargador Fernando Tourinho Neto, que ocupa uma das vagas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e é vice-presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), alegou “cansaço mental” para rebater a proposta da corregedora nacional de Justiça, ministra Eliana Calmon, de reduzir de 60 para 30 dias as férias dos magistrados. “É inacreditável que uma juíza de carreira brilhante (…) tenha tais idéias”, disse.
    Tourinho Neto afirma que “o cansaço mental do magistrado, sua preocupação diuturna para bem decidir, a falta de recursos materiais para bem desempenhar sua função, exigem um descanso maior, anualmente, para eliminar o cansaço cerebral”. Para ele, a ministra, ao defender propostas como essa, tenta “agradar o povão ou a imprensa, falada e escrita”.
    Na mesma nota, em nome dos “magistrados brasileiros indignados”, ele justifica o pedido de aumento de salário dos juízes. Ele alega que os salários estão corroídos pela inflação e não acompanham os preços “de aparelhos domésticos, de imóveis, de veículos, de lazer”.

    http://contextopolitico.com/?p=13552

    ResponderExcluir
  78. João Paulo Ferreira de Assis30 de novembro de 2011 02:09

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Olha, desculpe ser repetitivo, mas não podemos entregar estratégias aqui. Temos perdido todas na justiça, embora nossa reivindicação seja justa e apoiada por uma lei, que foi referendada pelo STF. E isto porque a Advocacia Geral do Estado sabe exatamente as nossas estratégias. Qualquer sugestão deve ir para o email do blog.
    Já contei um par de vezes a história do advogado da amante do meu avô que disse que ganhar da minha avó na justiça seria mais fácil que tirar doce de criança. E eu fiquei sabendo do comentário por um condiscípulo da faculdade. Corri e avisei ao advogado da minha avó, um velho com 50 anos de militância no foro de Barbacena. E ele, pelo que eu contei, pôde saber exatamente as providências que o advogado da outra parte ia tomar.

    Talvez seja o caso de você fazer este alerta aos leitores. Não adianta eu falar, e nem o anônimo das 15:52, que deve estar tão preocupado quanto eu.

    Veja a Beatriz. Ela não quer antecipar estratégias. E nisso faz muito bem.
    Também é bom alertar para o Twitter, Facebook, Linkedin e outras redes sociais. Os funcionários do governo as vasculham em busca de informações.

    Fico pensando, como é que a APEOESP consegue ganhar na Justiça de São Paulo e nós não conseguimos ganhar na de Minas?

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  79. TEM PARTIDO CHULÉ QUE TEM MENOS AFILIADOS QUE TERÍAMOS COMO EDUCADORES, ESTA NA HORA DO PARTIDO DOS EDUCADORES BRASILEIROS.

    ResponderExcluir
  80. Ao anônimo das 0 h 47 min

    QUE MEIGO!

    ResponderExcluir
  81. Euler,
    Veja isto:
    Art. 3º. A remuneração por subsídio não exclui a percepção de vantagens de natureza indenizatória e das seguintes espécies remuneratórias, nos termos da legislação específica:

    I - gratificação natalina;

    II - adicional de férias;

    III - adicional de insalubridade;

    IV - adicional de periculosidade;

    V - adicional noturno;

    VI - adicional pela prestação de serviço extraordinário;

    VII - parcelas de caráter eventual, relativas à extensão de carga horária, de que tratam o art. 35 da Lei nº 15.293, de 2004, e o art. 8º-B da Lei nº 15.301, de 2004;

    VIII - abono de permanência de que tratam o § 19 do art. 40 da Constituição Federal, o § 5º do art. 2º e o § 1º do art. 3º da Emenda Constitucional Federal nº 41, de 19 de dezembro de 2003;

    IX - espécies remuneratórias percebidas pelo exercício de cargo de provimento em comissão ou de função de confiança;

    X - gratificação temporária estratégica;

    XI - prêmio por produtividade;

    XII - férias-prêmio convertidas em espécie, nos termos do art. 117 do ADCT da Constituição do Estado.

    Na própria lei de subsídio não se exclui o prêmio de produtividade.Veja item IX. Que história é esta deste governo dizer é vedado o pagamento do prêmio de produtividade para quem está no subsídio???

    Quanto lapso denuciando a voracidade deste governador!!!!!

    ResponderExcluir
  82. Euler, bom dia!
    Não acho correto postar estratégias aqui no blog.Você já disponibilizou o seu e-mail e o pessoal continua dando dicas.
    Gente, acorda, o governo fuxica este blog, imprimi e usa para nos ferrar ,como é de costume, de uma maneira suja e sem piedade.
    Sempre há reuniões do NDG e tudo é postado aqui.
    Vamos usar a inteligência e não entregar o ouro ao BANDIDO.
    Por isso que o povo reclama da Beatriz de não postar suas estratégias.Ela está certa, boca fechada evita muitas contrariedades.

    ResponderExcluir
  83. Acho que este blog está ficando como uma salada de assuntos que estão saindo fora do foco.Vamos falar dos problemas da educação,que é o principal.
    Quem tiver alguma idéia, mande um -mail para o Euler e ele leva para as reuniões do NDG.
    O que ficar decidido,o Euler deve passar para os e-mail de quem conctatua com ele,e aí será passado para os colegas nas escolas.
    Ficar postando aqui tudo que é decidido é bobeira demais.

    ResponderExcluir
  84. Bom dia a todos os amigos do NDG/NDE.

    O que estamos assistindo no Brasil são ações combinadas dos entes federados para destruirem a Educação no país. Por que será que a classe dirigente teme tanto as consequências de uma educação de qualidade? Claro, massas de manobras são muito interessantes para fins eleitoreiros.

    MUITA RAIVA E MUITA INDIGNAÇÃO.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  85. Governo e magistério
    Com a aprovação pelo Legislativo do projeto de lei que define a remuneração dos servidores da educação, confirmando o que quer o Executivo estadual, com a implantação do regime do subsídio - no meu entendimento, inapropriado - ficará faltando "apenas" a assinatura do Sind-UTE, uma das partes desse divórcio anunciado pela greve do magistério, de 107 dias de duração, que tantos transtornos trouxe ao Estado. Chamei de divórcio o que, na verdade, seria melhor designado como "briga de tapa", em que todo mundo sai apanhando, até quem se atreve a apartar os contendores.


    O governo fala em "choque de gestão", que é uma forma de administração em que sempre prevalece a vontade do Executivo. Aqui não cabe a discussão frouxa sobre competência do governador. O professor Anastasia é, sabidamente, um homem competente e honesto, aquele tipo que todo pai deseja para genro. Votei nele e tornaria a votar, se isso pudesse conduzi-lo ao lugar certo para seu perfil: ministro do STF.


    Tenho certeza de que o Brasil estaria muito bem servido, mas, politicamente, o homem tem a cintura dura, não é do ramo, não conhece a gente mineira, não sabe o nome do povo do interior, e não aguenta andar descalço no mato... Segue os passos de seu antecessor, que sobrevive politicamente por sua simpatia pessoal e pelo apoio da mídia governista. Nisso, seu jeito carioca às vezes ajuda e às vezes atrapalha. O carioca, além da maneira "blasé" com que leva a vida, não é muito chegado à prática salutar do trabalho... E diferente de nós, mineiros, que, como declarou um estadista "temos o senso grave da hora".


    Aprovada há mais de três anos, a lei nacional do piso salarial do magistério fixou em R$1.187 a remuneração dos professores da educação básica por 40 horas de trabalho semanal, excluindo as gratificações. A lei assegura ainda aos docentes 33% desse tempo para o trabalho extraclasse. E o tempo para os estudos, o preparo das aulas e o material didático, além da elaboração das provas e trabalhos.


    Reportagem da "Folha de S.Paulo" diz que 15 Estados não cumprem essa lei, entre eles Minas Gerais. O governo mineiro relativiza o tempo e a remuneração, deixando, assim, de cumprir a lei, além de fixar a remuneração como subsídio e não reconhecer as vantagens a que tem direito todo servidor público, como tempo de serviço (que o direito consagra como bem patrimonial) e outras vantagens próprias de cada carreira.


    Agir assim é tergiversar sobre uma verdade verdadeira. Apelo ao governador para que não permita que sua rica biografia seja manchada com o título de algoz de uma classe que é muito maior do que todos nós juntos, pois que dela depende o futuro da nação. Sei que, no desejo de apartar essa briga, posso levar tapas também, mas sou do Vale do Jequitinhonha: quem nasce ali e escapa está preparado para ser apartador de brigas da vida, não é "gauche", como pode acontecer a quem nasce em Itabira. Sylo Costa
    Texto publicado no jornal OTEMPO

    ResponderExcluir
  86. SINDUTE URGENTE CONTATO COM OS ADVOGADOS DA APEOSP!!!!!

    JORNAL FOLHA DE SP 30/11
    Alckmin promete adaptar jornada de professor à lei

    Declaração ocorre após Justiça determinar ampliação de atividade extraclasse no ensino básico do Estado

    Em São Paulo, categoria tem 17% do tempo fora da sala, e não 33%, como diz a lei; mudança na rede será em 2012

    FÁBIO TAKAHASHI
    DE SÃO PAULO
    RAPHAEL SASSAKI
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA
    O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), anunciou ontem que aumentará a jornada extraclasse dos professores do ensino básico da rede estadual em 2012.

    Para compensar a diminuição de aulas dadas, o governo deve chamar 16 mil professores já aprovados em concursos, aumentar a jornada de quem já está em atividade e convocar mais temporários.

    Anteontem, a Justiça havia determinado provisoriamente que o Estado ampliasse para 33% a jornada dos docentes para atividades como preparação de atividades, correção de trabalhos ou atendimento aos estudantes.

    Hoje, a rede estadual destina apenas 17%. Os 33% estão fixados na lei nacional do piso do magistério, de 2008.

    A decisão judicial foi tomada a partir de ação do sindicato dos professores, a Apeoesp. O governo pode recorrer, mas isso não deve ocorrer.

    "A questão de 33% de aulas além da sala de aula nós vamos cumprir, já estamos com todas as medidas preparadas para implantá-la no começo do ano que vem", disse Alckmin, em evento de incentivo à doação de sangue.

    "Não tinha como implantar no meio do ano letivo, mas em 2012 estará sendo cumprida rigorosamente a legislação", afirmou o governador.

    Apesar de aprovada em 2008, a lei do piso foi contestada no Supremo Tribunal Federal. Só neste ano o tribunal se posicionou, declarando a norma constitucional.

    Atualmente, 17 dos 27 Estados, entre eles São Paulo, descumprem o piso ou a jornada determinados na legislação nacional, conforme a Folha revelou neste mês.

    No âmbito salarial, o piso paulista é maior que o fixado nacionalmente (R$ 1.894 e R$ 1.187, respectivamente).

    A Secretaria da Educação informou que determinará quais atividades os professores poderão fazer no tempo extraclasse. O governo diz querer evitar que os professores usem o período para ações alheias à escola. Um dos riscos considerados pela pasta é que os docentes entrem em outro emprego.

    Estudo do Dieese diz que seriam necessários 65 mil novos professores na rede, caso o governo decidisse não ampliar a jornada dos já ativos. Atualmente, a rede possui 223 mil professores.

    ResponderExcluir
  87. Alguém sabe me informar quando será implantado o 1/3 extra-classe?

    ResponderExcluir
  88. Temos que entrar com uma ação na justiça!
    Estamos muito prejudicados, Beatriz.
    Eu, por exemplo, fiquei com o salário comprometido meses, meu nome foi para o SPC/Serasa, dependendo até hoje da ajuda financeira dos meus pais e namorado...
    Onde está o prêmio de produtividade?
    Onde está o dinheiro do meu salário que foi diminuido por eu ter voltado à carreira básica?
    Onde está a justiça deste país?
    Acho que estamos sem moral, porque cobramos, falamos, choramos e nos indignamos e ninguém faz nada!

    Mmuito triste
    Carolina

    Belo Horizonte

    ResponderExcluir
  89. Bom dia a todos frequentadores deste excelente blog.
    Seria possível ,Maria -Triângulo Mineiro , comentário das 03:45,bem como Marcus Guerra , fonecerem endereço eletrônico meu e-mail?
    magramatos@bol.com.br
    Graça Matos

    ResponderExcluir
  90. João Paulo Ferreira de Assis30 de novembro de 2011 11:29

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Eu tenho visto que tem muita gente fazendo longos comentários sobre outros assuntos, exatamente para desviar o nosso foco, fazer com que as pessoas tenham preguiça de ler. Meu Deus, o que nós temos a ver com a corrupção nas Forças Armadas? O nosso foco é o Piso salarialProfissional Nacional não é as Forças Armadas nem o governo do Agnelo Queiroz. Há um anônimo que vem colocando longos comentários que nada tem a ver. É gente do governo que já percebeu que o nosso blog incomoda e está poluindo ele com besteiras que não tem nada a ver, a fim das pessoas terem preguiça de ler.

    Façam assim companheiros: se vocês virem que o comentário é longo e não tem nada a ver, olhem se está escrito inteligenciapublica.wordpress, se estiver NÃO LEIAM, SE NÃO VAMOS ACABAR PERDENDO O FOCO.

    ResponderExcluir
  91. As providências cabíveis à nossa situação devem estar sendo discutidas e implementadas pelo nosso sindicato. Não subestimem a Beatriz, ela é competente e é a melhor liderança que tivemos nos últimos anos. Deveríamos sim é fazer uma campanha pela sindicalização. A maioria de nós nem deve ser sindicalizada. Só um sindicato forte pode combater judicialmente estes governos e para isto tem que dinheiro.
    Força na luta!!!!
    Cida do Renato Azeredo.

    ResponderExcluir
  92. João Paulo Ferreira de Assis30 de novembro de 2011 11:50

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Estou agora conectado no seu blog e no tal blog Inteligencia pública. Trata-se de um blog FASCISTA, que só ataca gente do PT e do PC do B. Não há nem uma palavra sobre o mensalão do DEM, nem uma palavra sobre a corrupção dos Roriz. A pessoa que está copiando e colando aqui as postagens daquele blog, é um, desculpe o termo, lambe-saco do Anastasia. E quer destruir a nossa luta. Portanto, TODO CUIDADO É POUCO.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  93. GENTE, NÃO SEI O ACONTECENDO MAS AQUI NA ESCOLA, TEM MUITO FUNCIONÁRIO DOENTE, TRISTE,

    A COISA ESTA FEIA. E VAI FICAR PIOR
    TEM FUNCIONÁRIO QUE DEVERIA ESTAR RECEBENDO UNS 2000,00 E ESTÁ RECEBENDO 1400,00. É DE CHORAR

    ResponderExcluir
  94. EULER, VEJA MELHOR. COISA CONTRA NOSSOS INTERESSES, NÃO PUBLIQUE.

    SÓ QUEREMOS AMIGOS, OS INIMIGOS, MANDAMOS PARA CIDADE DE OURO. A CIDADE ADMOESTATIVA.

    ResponderExcluir
  95. Boa tarde amigos.

    Tristeza somada com raiva resultam em ações.

    Somos fortes, somos muitos, unimo-nos, por isso, tornamo-nos invencíveis. A não ser que queiramos nos deixar vencer.

    AÇÕES COLETIVAS URGENTES.

    POR ONDE COMEÇAR?

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  96. Como escrevi ontem, entrar em contato IMEDIATAMENTE com os advogados do sindicato do Estado de São Paulo.
    Eles ganham todas, enquanto o nosso...
    Maria - Triângulo Mineiro.

    ResponderExcluir
  97. João Paulo Ferreira de Assis30 de novembro de 2011 12:21

    Prezado amigo Professor Euler

    erro que passou sem que eu percebesse no meu comentário das 11:29:
    FAÇAM-ME O FAVOR DE TROCAR:

    ''e está poluindo ele''

    POR

    ''E O ESTÁ POLUINDO''.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  98. Concordo plenamente com o colega João Paulo;

    Não queremos saber de nada desses assuntos de corrupção na FAB, no Exército, Ministérios, Nasa, prêmio de produtividade, o que quer que seja!
    Queremos discutir é sobre o Piso Salarial Nacional na nossa carreira, e isto é o que basta!

    É lógico que este nosso (desculpe Prof. Euler) Blog é democrático e aberto, mas penso até que, já está mais do que provado a força e o alcance deste Blog, assim, o nosso querido Prof. Euler poderia filtrar estes comentários às avessas, e simplesmente não publicá-los, de forma que estes infiltrados não teriam mais espaço aqui!

    Um baraço a todos e força na nossa luta!
    Antônio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  99. ATENÇÃO, MUITA ATENÇÃO!

    TIAGO ULISSES,

    CARNEIRINHO DO ANASTASIA E DE DANILO DE CASTRO.

    ResponderExcluir
  100. Meu caro Euller e queridos educadores de Minas Gerais. Tenho acompanhado atentamente este problema que, parece não ter fim. Sou casado com uma professora e estou horrorizado com a balburdia impantada pelo senhor governador na área da educação. É simplesmente revoltante! Este moço deveria assumir uma atitude mais decente e, digna das tradições politicas miniras. Ele, com está postura sórdida, marginal e sem caráter simplesmente está colocando ladeira à baixo o nome de Minas. Observo que, as atrocidades, a selvageria, a covardia - implantadas por ele, contra os ducadores mineiros, tende a continuar. No meio ponto de vista uma atitude mais pesada deveria ser colocada em pratica pelos nossos educadores. Têm que haver algo que amedronte este senhor. Que o faça "tremer"... Algo que, faça uma limpeza em sua mente desvairada e doentia. Esse moço, deveria no minímo, estar internado em uma clínica para tratamento psiquiátrico... Não à frente do governo do estado de Minas Gerais. Os professores deveriam sim, partir para uma paralização geral indeterminada - já, a partir do início de 2012. Este senhor não vai ceder! É preciso que, os profissionais da educação tomem medidas mais pesadas e encostem na parede de vez por todas este "aprendiz de político". Além de desequiibrado emocionalmente ele é perigoso e nociso a sociedade mineira. È covarde e tempestuoso! Não têm moral para ser governador do meu estado. Caro Euler e amigos professores - repito mais uma vez... é necessáio que os educadores - apoiados pelos diversos segmentos da sociedade (OAB, CNBB, Imprensa (de verdade e não atrelada ao Palácio) familiares e alunos - mostrem para este senhor que, Minas Gerais não pertence a ele... que, não pertence a sua gang palaciana. Encostem este senhor na parede - enquanto ainda há tempo. Caso contrário nossos educadores seguirão à margem da estrada e longe das nossas reais tradições educacionais. Tirem de vez, (JÁ...)de cima do palco este governador. Chega de atitudes covardes e maquiavélicas (orquestradas na calada das noites palacianas)contra os nossos educadores. É preciso e (JÁ...)uma manifestção popular que ganhe às ruas de Minas Gerais contra esta figura grotesca e (desvairada) moralmente falando, que segue ocupando os corredores do Palácio da Liberdade. Sigo observando os fatos e toendo para um desfecho coroado de êxito em pról dos nossos queridos, competentes e sacrificados educadores. Um beijo no coração de todos e força de luta!

    ResponderExcluir
  101. Olá Euller e amigos professores de Minas Gerais. Muito bom o comentário acima. Gostei! Realmente as atitudes do senhor governador (não gosto de citar o nome dele, pois me soa como um palavrão...)não são coerentes com a filosofia política de Minas gerais. Ele é grotesco na lida com os valores públicos e com a politia de forma geral. Recordo-me que, recentemente ele deu povas de ser moralmente carente (segundo notícias vindas da Argentina). Concordo com o desabafo do amigo (acima...) com relação a situação dos professores. Está na hora do movimento reivindiatório (pacificamente... mas, de forma firme)ganhar as ruas de Minas! É preciso começar a se pensar numa forma para que este senhor a se afaste do governo mineiro. É preciso e, com urgência, fazê-lo pensar em cultivar (moralidade), através das palavras e da vivência política. Ninguém têm culpa das falcatruas de governos anteriores. É preiso que o governador entenda que a (moral) não está somente empenhada em educar a "luxúria". Ela avança além, para mostrar ao homem o valor grandioso da honestidade. Essa força poderosa que o ser pode conquistar não se apega exclusivamente à honestidade; vai adiante e distribui meios para corrigir todos os deslizes que existem nas criaturas. A própria presença e postura deste (Sr...?)no comando do escalão do governo já indica a sua existência ignorante. Está na hora de pressioná-lo a bater de frente com a realidade, de sentir a sua total incapacidade administrativa e de discernir o entendimento da verdadeira moralidade. É reciso que ele se volte às causas justas como as dos educadores mineiros, que obedeça as necessiddaes do progresso e que, comece a moderar a sua conduta como homem, cidadão e político. È preciso que o senhor governador trate melhor os nossos rofessores e comece a moderar com URGÊNCIA os seus destempérios e as suas paixões grotescas e insanas. MORALIDADE NÊLE e justiça para com as reivindicações dos educadores mineiros. Abração Euller e parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  102. Ok... Como se já não bastasse a nossa indignação contra o Governador que está "nos roubando", colocando a população contra nós através da mídia e outras coisas mais... Agora ainda tenho outra coisa pra ficar indignada... Com o perdão da palavra: Essa MERDA de Sindicato que não consegue nos defender em nada. A "operação tartaruga" incentivada pelo mesmo agora está gerando polêmica nas escolas pois os Inspetores estão passando nas escolas e COMUNICANDO o corte de DIAS e não de HORAS como era previsto e nos ameaçando com processos administrativos. Não estou aqui pedindo arrego. Estou aqui indignada com esse sindicato inútil que não consegue ganhar uma causa. Só ganha o nosso dinheiro. O que o sindicato tem feito ultimamente???? O povo faz greve, tem o salário cortado, faz operação tartaruga e também tem o salário cortado. E o sindicato??????????? Ta DORMINDO???? Onde estão os advogados??? Onde está indo dinheiro arrecadado????

    ResponderExcluir
  103. A greve dos professores estaduais em Minas Gerais
    18 de setembro de 2011, Rede Bandeirantes: Como o cidadão comum vê a greve.

    http://www.youtube.com/watch?v=2QdqYgzRD0g&feature

    ResponderExcluir
  104. Boa Noite Euler!
    Acho que a greve e o corte de pagamento,bem como as contratações esgotaram a todos nós professores. Sugiro uma manifestação diferente, podemos usar as férias para convocar nossos alunos para passeatas em nossas cidades, caras pintadas e sem precisar de greve. Vamos mostrar a cara dees político e elenão poderá usar de suas podridões para nos abalar. Temos força, não temos é dinheiro! Vamos lá, use seu blog para isso, vamos marcar dia, horário e convocar nossa socidad

    ResponderExcluir
  105. João Paulo Ferreira de Assis30 de novembro de 2011 22:37

    Prezada Érika

    Claro que o sindicato não consegue. O povo aqui fica antecipando estratégias, falando o que deve fazer, o que vai fazer, etc. O sindicato não pode fazer milagres se tem tanto professor jogando contra o próprio patrimônio e apresentando ideias, que são lidas pelo pessoal da Advocacia Geral do Estado. É claro, que eles sabem as nossas estratégias e formam os seus argumentos em cima disso. E o pior, nos derrotam. Ainda não ganhamos uma batalha judicial sequer do governo. Perdemos todas. Isto significa que precisamos ter mais cuidado.

    Já falei ''n'' vezes, que estratégia não se publica, não se entrega. Se alguém tem uma sugestão, envie para o email de contato do Euler.
    Que posteriormente passará em privado para o Sindute.
    Já cansei de contar aqui o caso do advogado da amante de meu avô, que disse que ganhar a questão da minha avó seria mais fácil do que tirar doce de criança. Eu soube disso por um colega de faculdade, e contei para o advogado da minha avó, homem com 50 anos de militância no Foro de Barbacena. Lógico que sabendo o que o outro ia fazer, o nosso advogado ganhou a causa.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  106. Euler, direito de resposta!

    Se não houvesse tanto desvio de dinheiro público, haveria como pagar o salário de um professor com toda dignidade merecida.

    Daí a necessidade de denunciar todas as roubalheiras nos cofres da nação.

    Para não perder o foco: Vidas estão sendo ceifadas diariamente nos hospitais públicos.
    Não percam a capacidade de se indignar com os “mal feitos”

    Para o cidadão o professor representa sua esperança de um futuro melhor.

    ---------------------------
    Há quem concorde:

    “Temos que criar uma nova linha de políticos que tenha como princípio básico a ética.
    A nossa postura também precisa ser mudada, pois estamos partindo muito para a defesa de políticos e grupos políticos que não são idôneos.” (Qualquer que seja o partido)

    Quando defendemos pessoas erradas pecamos duas vezes, sendo coniventes e estimuladores do erro!

    A nódoa do fanatismo político nos impedem de enxergar um palmo diante de nosso nariz.

    “Besteiras que não tem nada a ver, a fim das pessoas terem preguiça de ler.”
    30 de novembro de 2011, 11:29 h

    “Não queremos saber de nada desses assuntos de corrupção na FAB, no Exército, Ministérios, Nasa, prêmio de produtividade, o que quer que seja! Queremos discutir é sobre o Piso Salarial Nacional na nossa carreira, e isto é o que basta!”

    Anônimos: 28 de novembro de 2011, 17:58 h
    30 de novembro de 2011 12:25 h

    ResponderExcluir
  107. Gilberto - R. Piracicaba1 de dezembro de 2011 10:15

    Não deu este ano.... Greve ano que vem...Simples. Não devemos desistir ou temer, um dia essa bagunça acaba. Revolução não se faz de dia um pro outro, que demore anos, mas unidos venceremos. Devemos sair de nossa "panelinha" desunida e chamar o povo e outras classes pro nosso lado. É chato ouvir o povo reclamar de trânsito amarrado por causa de passeata, mas eles teem razão, quando a maioria de nós somos também desunidos.Nós temos um sério problema de comunicação e propaganda quando se trata de estratégias. Desorganização tremenda, aliada a desunião, é fracasso certo. Um passo para trás, dois pra frente.

    ResponderExcluir
  108. João Paulo Ferreira de Assis1 de dezembro de 2011 11:06

    Pra cima de mim não!

    Eu conheço de longe essa técnica de desviar o foco dos assuntos a fim de, dado o número muito grande de comentários, alguns bastante longos, as pessoas desistem de ler todos os outros comentários. O blog Terror do Nordeste, do meu amigo Gilvan Freitas já foi atacado por gente desse tipo. Assim quem está copiando e colando postagens de um blog fascista não está nem aí para as denúncias que o tal blog espalha. Quer é que os professores mineiros percam o foco da sua luta e proporcionem ao desgovernador e as suas duas cavalgaduras a necessária tranquilidade.

    Se você, que ao contrário de mim, não se identifica, é cortesão do governador e das duas cavalgaduras que o assessoram, aqui não é o seu lugar. Vá festejar com eles a desgraça de milhares de professores e de suas famílias, e nos deixe em paz.

    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  109. Errata

    A nódoa do fanatismo político nos impede de enxergar um palmo diante de nosso nariz.

    Anônimo: 28 de novembro de 2011, 17:58 h

    Parafraseando...

    “É notório para toda a sociedade, quando defendemos veementemente um grupo político, os nossos interesses pessoais estão acima do que podemos de fato fazer para o próximo. A nossa dignidade jamais será reconquistada enquanto formos utilizados como escadas para mercenários. Apoio os colegas que estão tentando levantar uma bandeira para a criação de um partido dos professores ou que pelo menos vários entrem na política, só assim conseguiremos ser respeitados e ouvidos diante desta corja que hoje se dizem nossos representantes.”

    ResponderExcluir
  110. Karen Estudante de Lafaiete1 de dezembro de 2011 15:44

    Achei muito estranho ler dias atras a postagem de um anonimo da subsede de Conselheiro Lafaiete, dizendo que ficou 112 dias de greve e que esta disposto a entrar novamente.Que coisa feia!! Todos sabemos que nenhuma escola que pertence a subsede de Lafaiete parou estes dias todos, ate uma escola de Ouro Branco que nao sei o nome direito, que ficou parcialmente parada, nao ficou estes dias todos. Pelo que sabemos pelo lado de ca, o pessoal de Lafaiete trabalhava pela manha, recebia ajuda de custo e ia a tarde para BH, pousar de grevista. Acorda jacare, nao tem ningu+em otario aqui nao viu.

    ResponderExcluir
  111. É verdade o que diz a Karen de lafaiete, os professores da 8ªSRE- com exceção os de Piranga que foram valentes- não paralisaram, aliás era como se não houvesse greve. Uma vergonha para uma região tão próxima de BH.

    ResponderExcluir
  112. João Paulo Ferreira de Assis1 de dezembro de 2011 22:11

    Prezados companheiros de luta

    A título de encerramento da polêmica, eu concordo plenamente com a ideia do Partido dos Professores. O meu caso não foi defesa veemente do PT, pois estou me decepcionando cada vez mais com o PT nacional, embora os deputados estaduais do PT tenham se solidarizado conosco. O que eu critiquei foi o modo de trazer denúncias de corrupção de outros estados para cá, em transcrições longas, que poderiam desanimar os professores de ler todos os comentários. Nós todos estamos com os nervos a flor da pele, por tudo o que vimos sofrendo durante a greve e depois dela, a partir da fraudulenta votação de 23 de novembro.
    Se a pessoa que postou não é do Anastasia, aceite minhas desculpas.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  113. João Paulo Ferreira de Assis1 de dezembro de 2011 22:15

    Aliás, de Conselheiro Lafaiete nós tivemos muitos exemplos de falta de solidariedade, de desejo de querer furar os olhos dos colegas professores. Professora de História da EE Maria Augusta, assumiu aulas de História de professor grevista na EE Deputado Patrus de Sousa, em Carandaí.

    ResponderExcluir
  114. A educação ta tão ''boa'' que cada vez mais vemos menos alunos e alunas querendo se formar para serem professores ...
    Senador é melhor vc ficar quieto

    ResponderExcluir
  115. O Governo de Minas é uma porcaria,não abriu nem inscrições para designação em 2012,prefere dar aulas para quem tem apenas Ensino Medio,com a desculpa que é só porque eles estão na listagem de 2011, e deixar de fora quem está estudando para ser um pobre e sofredor professor.Que estado é esse? ainda bem que as eleições estão chegando quero ele fora da administração de MInas!!!

    ResponderExcluir