sábado, 26 de novembro de 2011

População de Minas e do Brasil está escandalizada com a atitude do governo mineiro contra os educadores


Clique aqui e conheça a lista de deputados inimigos da Educação pública e dos educadores de Minas. Para conhecer a cara (de pau) dos elementos clique aqui. Agora, para ver a lista dos AMIGOS dos educadores, clique aqui. (A montagem foi feita pelo combativo colega Robson).



População de Minas e do Brasil está escandalizada com a atitude do governo mineiro contra os educadores. Candidatura do padrinho pode ser sepultada antes de decolar. Intervenção Federal não está descartada. NDG prepara ação popular (nos dois sentidos) para cobrar direitos adquiridos pelos educadores.


Uma categoria enorme e sofrida como a dos profissionais da Educação não merecia o tratamento de choque que recebeu e vem recebendo do desgoverno de Minas Gerais. Na ânsia de destruir o movimento organizado dos educadores e de confiscar todos os direitos da categoria, para continuar a sua política de choque, o governo mineiro está destruindo o próprio projeto político do padrinho do atual governador. E numa só tacada, o governo de Minas está levando para o bueiro toda a sua base parlamentar, hoje completamente desmoralizada perante a população de Minas Gerais.

Cada uma das 3.700 escolas de Minas Gerais é hoje um reduto de resistência e de divulgação daquilo que vem acontecendo em Minas Gerais contra os educadores. O governo de Minas confiscou os direitos adquiridos dos trabalhadores da Educação, ao acabar com as gratificações e vantagens, como: quinquênios, biênios, pó de giz, entre outras, e ao destruir a carreira dos educadores, reduzindo os percentuais de promoção (de 22% para 10%) e de progressão (de 3% para 2,5%).

No ano em que os professores e demais trabalhadores da Educação deveriam comemorar a importante conquista do piso salarial nacional, que se tornou lei federal (11.738/2008), considerada plenamente constitucional pelo STF, o que faz o governo de Minas Gerais? Rouba o sonho dos educadores de finalmente ver realizada uma política de valorização do vencimento básico, política esta conquistada com o piso. Mas, o governo mineiro, em função da prioridade que dá às obras faraônicas, que beneficiam aos empreiteiros - que depois financiam suas candidaturas -, e também aos juros de banqueiros; à compra da grande (em negociatas, não em jornalismo) mídia e à contratação de centenas de funcionários em cargos comissionados, decidiu aplicar a mais terrível política de choque de confisco e congelamento salarial sobre os educadores.

A nefasta atitude do governo - embalada numa propaganda diária que tem custado milhões aos cofres públicos - preocupa também todas as categorias dos servidores públicos de Minas. Ao exterminar com a carreira e com os direitos adquiridos dos educadores, o governo de Minas criou uma situação de insegurança jurídica para todos os servidores do estado. Todos se sentem ameaçados, pois a qualquer momento, sob qualquer pretexto - como fez com os educadores - o governo de Minas poderá destruir as carreiras dos demais servidores.

Recebi e-mails de vários profissionais da Educação com 25, 30 anos, ou até mais tempo de serviço prestado à Educação pública em Minas, todos eles manifestando o seu desespero ante à nova realidade implantada em Minas Gerais com o sistema de subsídio, que cassou todos os direitos adquiridos por estes profissionais. Não adianta o governo mentir para a popular e dizer que os valores nominais estão mantidos ou foram até aumentados. Ninguém é idiota a ponto de não perceber o que o governo fez com os educadores: aplicou um violento confisco salarial (mais um), presente e futuro.

Ao exterminar o sistema de vencimento básico, o governo desvinculou o salário dos educadores do piso salarial nacional. O resultado disso é que, em janeiro próximo, o reajuste do piso nacional, que deve girar entre 16,69% e 22%, não será aplicado ao subsídio imposto pelo governo. Ao contrário, os educadores receberão um pífio reajuste de 5% somente em abril de 2012. E nos próximos anos será a mesma coisa: enquanto o piso nacional oferecerá reajustes bem acima da inflação - duas ou três vezes mais do que a inflação - a política de choque de reajuste salarial em Minas pode representar zero de reajuste, ou no máximo 5% ao ano, muito abaixo, portanto, da inflação e do piso nacional.

O mesmo se pode dizer em relação ao resultado do rebaixamento que o governo aplicou aos níveis e graus nas tabelas salariais, respectivamente para 10% e 2,5%. Isso representa mais um novo confisco sobre a remuneração dos educadores, de todas as realidades. Tenham os educadores 5 anos de casa ou 30 anos, todos, sem exceção, estão perdendo dinheiro mensalmente com o sistema de subsídio, que foi criado para burlar a Lei do Piso, e com isso manter os educadores de Minas em situação de total penúria. As perdas variam de R$ 200,00 mensais para os novatos a R$ 2.000,00 mensais para os mais antigos.

A situação pode ser considerada um tanto quanto mais grave se considerarmos que, com o piso salarial, criou-se no Brasil um sistema nacional voltado para a valorização dos educadores. O piso tem um fundo próprio - o FUNDEB - que receberá, inclusive no caso de Minas Gerais, uma complementação de cerca de R$ 1,2 bilhão de reais em 2012. Isto significa que o governo de Minas, além de contar com a ajuda federal e com os recursos do FUNDEB do estado, poderia, caso comprovasse não ter dinheiro em caixa para pagar o piso, recorrer ao governo federal para receber novo aporte de recursos, pois, em se tratando de Educação pública, Minas está entre os 10 estados mais pobres da União a poder recorrer a tal ajuda. Se não o faz, é porque não se dispõe a abrir as suas contas e provar que usa corretamente as verbas da Educação - e esta é a única condição para solicitar a ajuda federal.

Ao invés de pagar o piso na carreira como manda a lei federal, o governo de Minas aplicou o choque de subsídio e pretende convencer a população de que já paga até mais do que o piso - o que provou ser falso, já que, se assim fosse, bastaria pagar somente o piso na carreira e economizaria dinheiro. Logo, o piso do governo é fictício - como a tabela salarial que ele disse que criou -, baseado na negação da lei do piso, pois ele contraria a decisão do STF de que o piso é vencimento básico e não remuneração total, como é o caso do subsídio, criado compulsoriamente pelo governo.

Como disse o advogado Marcus Guerra, que é filho de professora, num bem fundamentado comentário feito no post anterior:"... essa lei aprovada ontem é inconstitucional simplesmente pelo fato de negar aos professores o direito de opção e ferir os direitos adquiridos dos mesmos." De fato, é inamissível o que o governo fez contra os educadores e urge ingressarmos com ações judiciais de peso para recuperar os nossos direitos. O próprio subsídio foi uma afronta a direitos assegurados em lei, pois foi criado e aprovado quando a lei federal do piso já estava em vigor e determinava o pagamento do piso enquanto vencimento básico nas carreiras existentes nos estados. Além disso, o governo cassou o direito de opção pelo antigo sistema, que já havia acontecido anteriormente. Ou seja, cerca de 153 mil educadores que optaram legalmente por deixar o subsídio - e foram até punidos ilegalmente por isso, com a redução salarial aplicada em julho deste ano - foram reposicionados novamente no subsídio, de forma compulsória.

Teoricamente, o governo pode mexer no sistema remuneratório; mas se ficar comprovado que esta mexida teve o claro objetivo de burlar uma lei federal - a lei do piso -, e com isso cassar direitos adquiridos pelos educadores, causando enormes prejuízos financeiros presentes e futuros a estes profissionais, é claro que esta lei deve e será questionada na Justiça.

Não se pode ainda desconhecer a possibilidade de se cobrar uma intervenção federal em Minas, uma vez que o estado, ao descumprir uma lei federal e provocar a destruição e o sucateamento da Educação pública, pode estar causando perdas irreparáveis para milhares e até milhões de pessoas, entre educadores e estudantes.

Vou narrar aqui, rapidamente, dois exemplos de como as atitudes de intransigência e crueldade do governo mineiro estão refletindo no cotidiano das pessoas. Na madrugada de anteontem, após aquele vergonhoso papel dos 51 deputados cordeiros do governo, parte da combativa bancada de Vespasiano e São José voltou numa Van, já bem tarde da noite. Na estrada, ao saber que, em função do que fez o governo mineiro, uma nova greve pode acontecer em 2012, o que nos disse o motorista da Van? Que ele não vai fechar contrato com os estudantes da rede estadual. E muito provavelmente isso está acontecendo em todas as regiões de Minas, em várias outras áreas, que dependem dos estudantes ou dos educadores da rede estadual. O governo mineiro está causando um enorme prejuízo a centenas de comerciantes, já que milhares de educadores ficaram quase quatro meses sem salário.

Um outro exemplo. Um colega do Interior, cujo nome e cidade vou omitir, falando sobre as dificuldades que passou durante a greve, disse-me que teve a sua vida praticamente desestruturada, por conta do corte de salário realizado de maneira irresponsável pelo governo. Ele me disse que seu dinheiro acabou completamente e que ele teve que sair de casa e ficar em BH, perambulando pelas ruas da Capital mineira e pegando qualquer bico para sobreviver. Quando houve o acampamento na ALMG ele tomou aquele acontecimento quase como uma benção dos céus, pois ali pelo menos estavam garantidos o local para dormir, o café da manhã e o almoço. E me confidenciou: preferia morrer de fome a ter que voltar para a escola! E se nova greve acontecer, podem contar com ele - disse-me.

Vejam bem a que situação chegou a truculência de um governo servil aos interesses das elites. O governo de Minas não mede qualquer consequência na sua ação de intimidar, perseguir e coagir os educadores, através dos seus capitães do mato, muitos dos quais travestidos de diretores de escola ou secretárias de estado. Nós dissemos aqui: se o governo não pagar o piso como manda a lei e como é um direito constitucional não haverá pacificação em Minas Gerais.

E seguramente, se de um lado os educadores saem momentaneamente atingidos, outros personagens também estão com suas carreiras ameaçadas. Entre eles, os deputados da base do governo e seus apoiadores. A partir desta data, os seus nomes e fotos circularão em todas as cidades de Minas Gerais, como inimigos da Educação pública e dos educadores. Na mesma linha, o nome do atual senador pelo Rio de Janeiro (com o perdão dos cidadãos do Rio, que não merecem isso) e padrinho do atual governador também está diretamente associado aos que apostam na destruição das carreiras dos educadores e da Educação pública no estado.

E fechando esse quadro de resistência aos ataques do governo, urge construirmos a nossa auto-organização pela base para realizarmos grandes mobilizações populares. Em cada escola os educadores devem começar a construir essa organização, com os educadores, pais de alunos e estudantes, e apoiadores da comunidade, deixando claro para todos que a única forma de evitarmos uma prolongada greve em 2012 será através de grandes mobilizações. Devemos estabelecer a meta de colocarmos 100 mil pessoas na Cidade Administrativa para protestar contra a política de destruição da Educação que é promovida pelo governo mineiro.

Somos 400 mil educadores. Nossos direitos foram agredidos por um governo sem compromisso com o social e com os de baixo. Estamos em contato com 2,3 milhões de alunos diariamente, que têm, juntamente com seus familiares, o maior interesse na construção de uma escola pública de qualidade para todos - direito este praticamente cassado com a política de desvalorização dos educadores desenvolvida pelo governo.

É preciso que todos nós saibamos unir esta força social para construir os nossos objetivos comuns: pelo piso, pela carreira, pela Educação de qualidade, pelo Ipsemg, pela saúde pública, pela moradia popular digna para todos, etc. O oposto, portanto, dos interesses defendidos pelo governo de Minas e outros mais.

O golpe do governo de Minas contra os educadores está longe de ser uma coisa definitiva e duradoura, como tenta apresentar o governo para a sociedade. Pelo contrário. Ele só vem provocando mais descontentamento e mais apoio de diversos setores da população à causa dos educadores.

A nossa resposta a este golpe do governo já começa ser construída. Em cada escola, em cada bairro, em cada cidade e em todo o estado de Minas, e até em outros países. Surge uma grande mobilização, em todas as áreas, para desfazer o estrago realizado pelo governo. Ação na Justiça, movimentação e ação popular, boicotes nas escolas, paralisações pontuais, divulgação do que vem acontecendo através de vários meios, e a construção da unidade dos de baixo contra o governo e seus apoiadores.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!


P.S.: Reunião do NDG - sábado, 26/11 - na sede da Escola Popular - Rua Ouro Preto, nº 294 - Barro Preto - BH - referência: em frente ao Bar "Brazil". A partir das 14 horas.

***

Frei Gilvander:

Boletim da resistência de DANDARA - Nº 4 - Belo Horizonte, MG, Brasil, 24/11/2011

1. Ocorreu nesta quarta-feira, dia 23/11/2011, às 9h00, audiência pública convocada pela Comissão de Direitos Humanos da Assembléia Legislativa de Minas Gerais, em auditório desta mesma casa, a respeito da ameaça de despejo que recai sobre Comunidade Dandara e das ações intimidatórias de setores da Polícia Militar que se configuram como um verdadeiro terrorismo psicológico às famílias dandarenses. Leia reportagem sobre os posicionamentos e deliberações tomados pelas autoridades acerca da situação de Dandara:

Comunidade Dandara quer que estado desaproprie terras.

2. Festa de lançamento do novo álbum da banda Graveola e o Lixo Polifônico na Dandara: confira os links, textos e fotos desta festa que foi um marco para o cenário cultural de Belo Horizonte, inaugurando uma nova relação entre a arte e as lutas sociais em BH:

Coletivo Pegada: Graveola na Dandara

IloveBubble: Dia Bonito com Graveola e Amigos na Festa da Dandara

Graveola e Dandara no caderno Divirta-se do Estado de Minas

3. Confira nos links abaixo textos que explicitam a situação do PL 1271/2010, de autoria do vereador Adriano Ventura, que declara de utilidade pública o terreno da Dandara, votado por dois dias seguidos na câmara dos vereadores de Belo Horizonte, mas adiado, nas duas vezes, por falta de quorum. Conheça os vereadores que votaram contra e a favor e continue colaborando na campanha pela aprovação do projeto.


Votação na segunda-feira (dia 7) com a comunidade presente no plenário.

Votação na terça-feira ( dia 8) sem a comunidade no plenário.

4. Confira o resultado da campanha internacional: Contra o despejo, com a Dandara eu luto! no site: http://salvedandara.concatena.org/

Ajude a Campanha Internacional: publique sua foto no Facebook e mande para salvedandara@gmail.com

5. Colabore nas companha para terminar o Centro Ecumênico de Dandara e na campanha para pintar todas as casas de Dandara. E participe neste domingo, 27, a partir das 9 horas, de mutirão de pintura em toda a Comunidade Dandara.

6. Confira o artigo "Ocupar e invadir" de João Paulo Cunha, surpreendentemente publicado no caderno Pensar do Estado de Minas, furando o bloqueio que este veiculo mantinha sobre a Comunidade Dandara: Ocupar e invadir. Por João Paulo Cunha.

Ocupação Dandara - Brigadas Populares

http://ocupacaodandara.blogspot.com

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


148 comentários:

  1. Euler,pelo amor de Deus,todos querem entrar na justiça,o que estamos esperando?Falam em intervenção federal,mais o que já foi feito,nada!O sindicato não tem que que fazer o que eles querem mais o que nós queremos que seja feito.Não aguento essa morosidade!

    ResponderExcluir
  2. Monalisa - Contagem26 de novembro de 2011 06:56

    Vamos trabalhar com Jô Morais, acho que ela pode dar uma grande força, se na altura do campeonato houvesse uma ação de nivel federal que bloqueasse a força de Satanastasia Timotin, ficariamos forte e prontos para luta. Estamos fracos e carentes de ações positivas que nos preencha o peito para que possamos gritar e lutar.

    http://www.jomoraes.com.br/novosite/jo-acusa-intransigencia-do-governo-de-minas

    ResponderExcluir
  3. Vale repetir este alerta:

    O ano inteiro!!!!!! DESTAQUE PARA OS CRIMES, CORRUPÇÃO EM TODOS OS NÍVEIS e... FUTEBOL nas manchetes dos jornais (isto é decepcionante)

    A mídia reserva espaço diário nas manchetes para o FUTEBOL todos os dias, para seus astros e demais coadjuvantes.

    E você leitor, qual a importância do FUTEBOL em sua vida? Fica deprimido quando seu time perde? Fica alegre com o salário negociado nas vendas e transferências dos super-atletas para o exterior, como se você tivesse participação nisso?

    O Governo se apoia nisso para iludir as massas.
    "Panis et Circencis" Esta frase tem origem na Roma Antiga, poeta satírico romano Juvenal (circa 100 dC).

    Comida barata e entretenimento, "pão e circo", seria a maneira mais eficaz de ascensão ao poder. "Pão e circo" (ou pão e jogos) é uma metáfora para um meio superficial de apaziguamento.

    No caso da política, a frase é usada para descrever a criação artificial ou manipulação da aprovação pública, não através de excelentes serviços ou de notável política pública, mas através de DIVERSÃO, DISTRAÇÃO, ou a mera satisfação do imediato, as exigências superficiais “frívolas” de uma população. Por exemplo: fazer de tudo para seu ”TIMÃO” do coração não ser rebaixado, já imaginou se ele for para a segunda divisão? Garantam mais espaço na mídia, em horário nobre, e tal...

    ResponderExcluir
  4. Vinicius de Freitas R.26 de novembro de 2011 07:34

    gente feira de georafia hj E.E.Maria de Lucca Pinto Coelho aqui em manhuaçu as 14:30h neste sabado nao percam. Contamos com a presença de todos vcs moradores de nossa cidade e pesso que venho nos prestigiar.
    Esta feira esta sendo realizada com o apoio da professora IZABEL-GEORAFIA
    e a direção da escola
    nao percam hj as 14:30 no salao escola maria de lucca pinto coelho aqui em manhuaçu

    Vinicius- Aluno

    ResponderExcluir
  5. O SENADOR PLAY CARIOCA FAZ A FESTA, COMEMORANDO SERÁ O QUE???? SERÁ ALGUM ACONTECIMENTO RECENTE EM MG NO QUAL ACHA QUE SAIU VITORIOSO?????? HOJE SORRI E FAZ FESTA, AMANHÃ CHORA A BURRICE DOS SEUS COMANDADOS, SÓ TEMPO É DONO DA VERDADE.

    Aécio Neves e Ana Paula Junqueira deixam boate juntos em SP
    Dupla causou tumulto entre seguranças e fotógrafos na entrada da casa noturna

    iG Gente | 25/11/2011 09:17
    Notícia anteriorCarolina Ferraz vai a festa de lançamento de perfumePróxima notíciaNasce filha da atriz Carolinie Figueiredo

    Texto:
    Foto: AgNews
    Aécio Neves e Ana Paula Junqueira tentaram se esconder dos fotógrafos na saída de boate
    Leia mais:
    Ana Paula Junqueira oferece almoço após Fórmula 1
    A socialite Ana Paula Junqueira e o senador Aécio Neves causaram tumulto na saída da boate Mynt Lounge, na madrugada desta sexta-feira (25), em São Paulo. Convidados do aniversário do piloto Dudu Massa, irmão do piloto de Fórmula 1 Felipe Massa, a dupla foi escoltada até o carro por seguranças, chamando a atenção dos paparazzi que estavam no local.

    Siga o iG Gente no Twitter e receba as notícias das celebridades em tempo real

    Segundo as agências de fotografia, houve empurra-empurra e até grades de proteção foram colocadas em frente às câmeras para os flashes serem evitados. Um dos sócios da casa noturna também entrou na confusão para tentar acobertar a saída da dupla, e jogou uma taça de champanhe nos fotógrafos.

    Ana Paula, que já se candidatou duas vezes para deputada federal, e Aécio são amigos já há algum tempo.

    ResponderExcluir
  6. Blog do Euler disse...
    Olá. combativa colega de Leopoldina!

    Neste artigo que você cita, o 1º. de fato diz respeito apenas aos colegas que estavam no subsídio; já o artigo 2º desta mesma lei, diz:

    "Art. 2o - O servidor ocupante de cargo de provimento efetivo das carreiras de que trata o art. 1º que estiver posicionado, na data de publicação desta lei, no regime remuneratório anterior à Lei nº 18.975, de 29 de junho de 2010, passará a ser remunerado a partir de 1º de janeiro de 2011 por subsídio, considerando seu posicionamento em 1° de janeiro de 2011.

    Parágrafo único. Aplica-se o disposto no art. 1º ao servidor de que trata este artigo."


    Reparem que eles erraram na redação feita às pressas: "...passará a ser remunerado a partir de 1º de janeiro de 2011...", quando deveria ser 1º de janeiro de 2012.
    26 de novembro de 2011 03:26
    SERÁ QUE NINGUEM DO SINDICATO VAI INFORMAR ISTO NA JUSTIÇA, O ERRO FOI DELES ENTÃO DEVE PRATICAMENTE UM ANO NO 'NOVO' MODELO DE REMUNERAÇÃO AOS PROFESSORES, PAU NELES.

    ResponderExcluir
  7. AINDA BEM QUE A CONSCIÊNCIA POLITICA ESTA DESPERTANDO CEDO.
    26/11/2011 - 08h00
    Catarinense de 11 anos cria blog para discutir política
    PUBLICIDADE

    GABRIELLA MANCINI
    DE SÃO PAULO

    Mauricio Vieira/Folhapress

    Ana Giulia, 11, em frente à prefeitura de Criciúma
    Tem tristeza que muda a vida da gente. Foi assim com Ana Zortea, 11. Depois de perder o pai num acidente aéreo, a menina criou um blog em que fala sobre "a injustiça no Brasil, os direitos humanos, o preconceito", diz a blogueira.

    Ana tem ainda outro site, onde comenta as principais notícias da política. "Meu blog pode alertar as pessoas sobre o que está acontecendo e ajudar a mudar."

    O interesse por política começou em casa: o pai foi prefeito em uma cidadezinha da Itália. Ana já falou sobre o tema também na TV, em um programa chamado "Anteenado", exibido em Santa Catarina.

    Ela fica indignada com a corrupção. "A política tem que mudar muito. Tem muita criança vivendo sem saúde."

    RAIO-X
    Nome: Ana Giulia Pereira Zortea
    Idade: 11 anos
    Onde Mora: Criciúma (SC)
    Assunto: política

    ResponderExcluir
  8. Caro Euller...
    Magnífica a sua colocação. A escola é hoje um local de resistência. Mesmo sem poder contar com todos os colegas professores, vamos resistir. Anastasia é um déspota. Vamos, com luta, reverter esta situação. Ninguém rouba meus direitos assim e fica por isso mesmo. Dediquei minha vida ao magistério e, nesse tempo todo, busquei a valorização e o reconhecimento ao meu trabalho. Foram vários obstáculos superados ao longo do tempo. Mas ainda tenho força para lutar contra mais este assalto do governo em nossa remuneração e carreira.
    Prof. Sálvio - Pedro Leopoldo.

    ResponderExcluir
  9. Sou atleticano e não votei no senhor Marques Abreu, ex-jogador do Galo. Quando em campanha, ele esteve aqui na minha cidade, juntamente com um ex-jogador que o assessorava, o Valdir Todynho que também jogou no Galo e Cruzeiro. Eles tiraram fotos com todo mundo, foram atenciosos, e quando tive a oportunidade de conversar um pouco com ele, lhe disse que ele já estava eleito Deputado, pois a torcida do Galo lhe idolatrava, porém, que ele não fizesse como o também ex-jogador. Marques aprendeu rapidamente como funciona a máfia do legislativo. Graças a Deus não votei nesse safado que se disse preocupado com as crianças e com a questão social. Assim como ele o radialista João Vítor Xavier usou do futebol para se eleger e acompanhou os outros bandidos que roubaram os educadores e tenha ainda o Gustavo Perrela, que com este sobrenome não precisa de mais explicações, ou seja, LADRÃO. Que nas próximas eleições a população não confunda futebol com política e não faça do futuro dos trabalhadores uma "GUERRINHA DE TORCIDAS ORGANIZADAS", pela qual quem consegue eleger mais candidatos.

    ResponderExcluir
  10. Todas as idéias colocadas aqui devem ser colocadas em prática urgentemente, porque senão o governo corre na frente e prepara a cama dele para deitar e zombar de nós.
    Muitas das idéias nem devem ser colocadas aqui, devem ser mandadas para o seu e-mail.
    Não podemos deixar passar nada.
    Muita sorte na reunião de hoje.

    ResponderExcluir
  11. Euler. Adoro vc. Deus te ajude para que continue sepre com suas idéias. Peço que repasse para quem mora no interior o que econtece aí pois na medida do possível tento mostrar aos meus colegas(que são bem desinformados)todo o golpe de que estamos sendo vítimas!
    ACHO QUE FALTA AINDAS UMA PRESENÇA MAIS CONSTANTE DO SIDICATO, POIS, POUCAS VEZES APARECEM NA CIDADE PEQUENA COMO GUARANI, PIRAUBA, RIO NOVO,. ..

    ResponderExcluir
  12. Educação.Cargo que exigia nível superior passou a aceitar curso de graduação tecnológica
    Concurso para professor não atrai candidato, diz sindicato
    Em 2005, foram 51 mil inscritos; Estado não revela balanço atual
    Publicado no Jornal OTEMPO em 26/11/2011Avalie esta notícia »

    JOANA SUAREZ
    NotíciaComentários(0) CompartilheMais notícias

    Rede pública tem déficit de professores de química, biologia e física
    Na próxima terça-feira, serão encerradas as inscrições para o concurso público da rede estadual de ensino. Estão sendo oferecidas 21.377 vagas, das quais 13.993 são para professor de educação básica. Com o clima de tensão entre a classe e o governo de Minas neste ano, que registrou a maior greve da história (112 dias), o sindicato da categoria acredita em dificuldades em encontrar interessados em preencher todas as vagas. O Estado não informa o número de candidatos inscritos até o momento.

    "Temos um déficit de professores de química, biologia e física, e o Estado mostrou que não valoriza a carreira da educação, criando um sistema de remuneração que acaba com os benefícios", disse a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE), Beatriz Cerqueira.

    Na última quarta-feira, a Assembleia aprovou projeto de autoria do Executivo que extingue o modelo antigo de remuneração (de piso mais benefícios) pelo subsídio, que cria valores unificados. Os professores aprovados nesse concurso já receberão pelo novo regime, que tem salário inicial de R$ 1.122 para profissionais com nível médio e R$ 1.320, com nível superior.

    A Secretaria de Estado de Educação (SEE) destacou que o último concurso, realizado em 2005, teve mais de 51 mil professores inscritos para 8.150 vagas. Nos últimos quatro anos, foram nomeados 7.473 candidatos.

    Porém, no dia 15 de outubro, o Estado ratificou o edital e adiou o prazo de inscrições por mais um mês. Além disso, a exigência de formação mínima para o cargo de analista educacional foi flexibilizada: passou-se a aceitar candidatos com diploma de graduação tecnológica - até então, era apenas nível superior.

    De acordo com a SEE, o concurso visa a preencher as vagas de professores aposentados e designados. Atualmente, dos 404 mil contracheques da folha da educação, 60 mil são temporários. "O sindicato ajuizou ações contra o Estado para a realização desse concurso. Muitos temporários estão ocupando vagas que poderiam ser de efetivos", afirma Beatriz.

    ResponderExcluir
  13. Acorda , pessoal , estou esperando os comentários e hoje !!!

    ResponderExcluir
  14. OLÁ A TODOS

    Olha, infelizmente neste país, não basta o cidadão ‘saber ler e escrever’; e, para além disso... ter a posse da ‘palavra’, do convencimento, da persuasão... ou mesmo, ter o conhecimento; ser culto, politizado e ter a interpretação do mundo. Tudo isso dá a ele apenas UMA PARTE DE ‘PODER’. Vivemos em um país (que país é esse...), cuja condição para se ganhar uma briga é o PODER do DINHEIRO mesmo.

    O DINHEIRO em mãos erradas, quase tudo compra: compra mídia, compra deputado, compra desembargador, compra promotor... compra voto (cidadão comum)... é ele ainda que suborna, intimida, ludibria, coage sem limites éticos, burla sistema ético e moral. (metonímia)


    ASSIM FAÇAMOS. Vamos molhar as mãos dos melhores advogados da América Latina para nos DEFENDER.

    CITO AQUI ENTÃO UM DOS MAIORES ESCRITÓRIOS DE ADVOCACIA DO BRASIL E DA AMÉRICA LATINA.

    'Pinheiro Neto Advogados' é um escritório de advocacia, fundado em 1942 por José Martins Pinheiro Neto, considerado um dos mais prestigiosos do Brasil e da América Latina. Fundado em 1942, Pinheiro Neto Advogados é reconhecido como um dos maiores escritórios de advocacia da América Latina e um dos mais tradicionais do País.Suas unidades são: São Paulo, Rua Hungria, 1100 - CEP 01455-000 // Rio de Janeiro, Rua Humaitá, 275, 16º andar - CEP 22261-005. / Brasília, SAFS, Quadra 2, Bloco B, Ed. Via Office, 3° andar - CEP 70070-600.

    OUTROS ESCRITÓRIOS MAIS ADMIRADOS:

    Siqueira Castro
    Machado, Meyer, Sendacz e Opice
    Demarest & Almeida
    Mattos Filho, Veiga Filho Marrey Jr. E Quiroga

    Obs. Parece que os maiores escritórios de advocacia estão em São Paulo e Brasília. Quem tem conhecimento de outros melhores, até mesmo por indicação de quem já trabalha na área da justiça; insira neste blog, por favor.

    ENTÃO PESSOAL... MÃO NA MASSA!!!

    F. (MC)

    ResponderExcluir
  15. Caro Euler,
    Acho que é necessário tomar medidas jurídicas urgentes no sentido de impedir que esta nova lei do subsídio criada pelo governo, retira os direitos adquiridos pelos professores da lei do Piso aplicada na carreira vigente. Concordo plenamente com o Marcos Guerra Bacharel em direito pela UFMG, quando ele diz: "a carreira de voces com o Piso da lei federal é anterior".

    Quero me colocar a disposição de voces no que for preciso, principalmente se for financeiro, conte comigo por favor, sou parceiro, pois o que sempre fiz na minha vida foi defender meus direitos.
    Emaill: sebasoliveir@yahoo.com.br.
    Sebastião de Oliveira.

    ResponderExcluir
  16. ESTOU EM ESTADO DE DESESPERO. O SENTIMENTO DE HUMILHAÇÃO E IMPOTENCIA QUE VIVEMOS HOJE ADOECE TODA ESPERANÇA DE UMA VIDA DIGNA E RESPEITOSA ! QUERO UM MOVIMENTO AGORA, NÃO PODEMOS FICAR APATICOS A ESTA POSSIVEL DERROTA! NÃO PODE FICAR ASSIM!!!

    ResponderExcluir
  17. Bom dia amigo e combate Euler!
    Estou revoltadíssima com a titude do nosso desgovernador. Ontem recebemos mais uma notícia REVOLTANTE os dias de redução de carga horária 16, 17 e 18 foram cortados,e estavam pedindo para quem não tinha assinado no livro de ponto que assinasse que este seria xerocado, porque as assinaturas serão enviadas a superintendência.Agora o que ele quer com isso? Intimidar porque sabe que isto tb faz parte de nossa estratégia, ou seja corta-se o mal pela raiz assim ninguém mais fará isso pois os bolsos estão vazios. Nem sei o que dizer e expressar, mas uma coisa é certa, 2012 vamos para Greve com muito mais gás que este ano. A vitória virá!
    NDG João Monlevade

    ResponderExcluir
  18. Muito interessante a postagem do Marcos Guerra.

    Temos tido oportunidades incríveis.

    Precisamos saber aproveitá-las.

    Aquelas que não aproveitarmos, outros as aproveitarão.

    "Quando conhecermos minuciosamente os nossos inimigos, eles nos ensinarão a vencê-los".

    NÃO PODEMOS PERDER ESTA OPORTUNIDADE.

    ResponderExcluir
  19. Estamos vivendo uma ditadura veladaem Minas, com a conivência dos demais poderes. São tantas as repressões que os professores estão sendo submetidos, que chego a pensar que o AI-5 foi ressuscitado em Minas Gerais.
    Veja bem, nós professores estivemos em greve, direito garantido por lei, lutando também pelo cumprimento de uma lei. Fomos e estamos sendo tratados como criminosos," um mal que deve ser eliminado". O tempo todo o Governo usa a imprensa golpista para desmoralizar e desqualificar os profesores diante da opinião pública.
    Saímos da greve com um compromisso firmado por ele, que além de descumprir o acordo, está submetendo a categoria a todo tipo de humilhações e punições.
    O chicote do governador embora sempre atuante nunca esteve tão atuante como agora.
    Todas nossas ações de protesto dentro e fora da escola, não foram ações isolada e sim comungada com a categoria através do seu representante legalmente constituído, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação. Como pode agora o Governo atavés do seu "Tribunal da Inquisição" formado por suas inspetoras capachos, inquerir, condenar e sentenciar os professores que lutavam legalmente por seus direitos, sem lhes dar o direito de defesa. Quem deveria ser levado aos tribunais é o governador, ele sim é um fora da lei.
    A Superintendência da minha cidade é praticamente toda formada por subservientes e funciona como orgão repressor, uma espécie de DOI-Codi.
    A situação é muito grave, precisamos nos organizar em um movimento maior, a nível de estado, País para tirar esse homem do poder.
    Na atual circunstâncias, a luta dos professores, deixou de ser uma luta de classe e se transformou na luta de um povo contra um tirano. Sim esse governador pode ser denominado de tirano pois é um ursupador, não foi para isso que os mineiros o elegeu. Hoje estamos sendo ameaçados com processo administrativo, se não tomaramos uma atitude já, já começarão as demissões.
    Quando retornamos às salas de aula, achamos que teríamos no mínimo um pouco de paz para continuarmos o nosso trabalho. Mas o Governador decidiu que isso também não seria permitido.
    Juntos nós podemos mais.
    Todos unidos por uma Minas livre!
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  20. Marcus Guerra de novo. Antes de tudo, obrigado, meus amigos professores! Não tenho a pretensão de, numa atitude arrogante (como a do Governador), tornar-me o "Senhor da Razão". Sou sim um Bacharel em Direito. Não advogo, por razões pessoais, apesar de habilitado. E mais: tenho muito orgulho de ter estudado na UFMG. Por isso fico triste por saber que duas pessoas pessoas ligadas a essa espetacular instituição de ensino superior estão envolvidas nesse vergonhoso episódio (sim, porque, pra mim, trata-se do maior confisco de direitos da História do Brasil, fora o Período Militar). Com efeito, o Sr. Governador e a Sra. Secretária de Educação estão ligados ao nome da UFMG. Isso me entristece muito mesmo! Mas eu também "existo", eu também vivo. E se essas pessoas não cumprem com o papel que lhes cabe, eu, dentro de minha pequenez intelectual e profissional, não vou seguir o exemplo deles, apesar da mesma origem, da mesma "formação". Como disse, não sou "Senhor da Razão". Contudo, tenho convicção formada. Tenho princípios e opinião própria. Meus parcos conhecimentos, pois ainda tenho que estudar muito (o tempo de faculdade me ensinou que o conhecimento é um processo de construção sem fim), não me tornam "DOUTOR" em nada, mas são eles muito preciosos para fundamentar minha convicção e meus princípios. O que eu defendo é por convicção. E em relação ao caso dos professores mineiros, é a tese jurídica que abracei. Isso ninguém me tira. Por essa razão, defendo com firmeza o que penso, o que considero certo, do ponto de vista jurídio. E a contribuição que posso trazer para vocês nesse momento é essa: abracem a causa de vocês, abracem a tese jurídica de vocês. Escolham um caminho de defesa, uma tese jurídica, e foquem nela. Adotem um discurso jurídico único. Não dá pra "atirar" para todos os lados, pois, se assim for, a luta de vocês vai se perder, vai ficar sem nexo, vai ficar confusa. Se a lei é inconstitucional, essa realidade tem que ser dita em coro, por toda a categoria, seja nas ruas, nas escolas, nas entrevistas e declarações do Sindicato de vocês, em tudo. O coro deve ser único. Isso fortalece a luta, a tese jurídica que vocês defendem, pois demonstra que vocês estão fundamentados do ponto de vista jurídico, que vocês formaram convicção jurídica própria. Percebem o papel de uma faculdade de Direito? A faculdade de Direito não te passa um conhecimento formado e pronto. A faculdade de Direito te ensina a formar convicção jurídica acerca dos acontecimentos, dos fatos. Posso garantir uma coisa: quando digo que a lei do subsídio é inconstitucional, é porque tenho argumentos jurídicos para tanto. Agora, quando o Governador diz que é constitucional, ele não vai conseguir eleger um argumento a favor. Essa lei é indefensável. Já tentei, de todas as formas, como "advogado do diabo", encontrar pelo menos um argumento jurídico a favor dessa lei e não consegui. Pode até ser que o Judiciário diga que a lei é constitucional: mas a decisão não vai ser bem fundamentada. Não adianta dizer que é constitucional simplesmente porque se "acha" que é constitucional. Achismo não tem lugar no "Mundo Jurídico". Mas se, mesmo assim um Juiz ou Ministro decidir pela constitucionalidade da lei, aí só vai nos restar mesmo a descrença nas instituições deste nosso Brasil. Daí a necessidade de se fundamentar a tese jurídica escolhida. Quanto mais fundamentada, maior o poder de persuasão dela. Foquem numa estratégia jurídica e enriqueçam o debate jurídico.

    ResponderExcluir
  21. neilando pimenta (o nome deles tem que ser escrito com letra minúscula) É fundador da Unipac de Teófilo Otoni, ele vai interesse em defender escola pública.

    ResponderExcluir
  22. Urgente.
    Vejam a reportagem no jornal Super de 26/11/2011 sobre a dificuldade de encontrar professores...
    No final consta que o psdb entrou ontem na justiça contra o sindute.
    DEUS socorro,socorro...Estamos sendo massacrados .

    ResponderExcluir
  23. "A arte da vida!

    Acordar a cada dia, levantar a cada tombo, sorrir a cada tristeza, vencer a cada decepção, para que cada dia seja mais feliz. Por isso lute diante das coisas mais difíceis da sua vida com muito amor e sabedoria para que um dia vc possa olhar para tras e dizer ... foi difícil mais valeu a pena!"

    Deus está do nosso lado. Agora devemos fazer a nossa parte contratar bons advogados e detonar a carreira política de quem nos traiu.

    Educadora do Vale do jequitinhonha.

    ResponderExcluir
  24. Euler:
    Veja esta publicação:
    Publicação: 25/11/2011 06:00 Atualização: 25/11/2011 07:44
    Bastou resolver o imbroglio para votação do projeto de política salarial para os servidores da educação de Minas Gerais e a Mesa Diretora da Assembleia apresentou nessa quinta-feira proposta para o funcionalismo do Legislativo, que vinha pressionando para ser incluído em pauta. Os cerca de 4,5 mil funcionários da Assembleia terão um reajuste de 10% retroativo a maio de 2011. Segundo a Casa, não há aumento real, mas recomposição das perdas entre janeiro de 2010 – data da última revisão salarial – e maio de 2011.
    O projeto foi recebido pelo plenário e entra em pauta semana que vem. Nos bastidores, a Casa vinha atrelando a apresentação da proposta ao empenho dos deputados na votação do projeto da educação, agarrado por meses diante da falta de entendimento com a categoria. A liberação da pauta também fará andar uma fila de outros projetos, incluindo a política remuneratória de todo o funcionalismo do estado, que fixa em 1º de outubro a data base e traz dois reajustes que irão custar R$ 270,3 milhões aos cofres estaduais.

    ResponderExcluir
  25. A nossa indignação é muito grande em relação a esse ditador que, com certeza acha que conseguiria chegar onde chegou sem ter passado pelas mãos de um professor.Ficamos ainda mais chateados ao vermos deputados que foram eleitos por nós para nos representar agora trabalham contra nós.Será que eles sobreviveriam com o nosso salário que eles acham que está de bom tamanho?será como eles adquiriram conhecimento para estar onde estão?nas mãos de um profissional da educação com certeza não passaram pois caso contrario saberiam valorizar quem lhes deu base para subir ao pódio.Que estes fiquem bem marcados pela categoria ,para que,se um dia baterem a sua porta,, vocês saibam como recebê-los.

    ResponderExcluir
  26. João Paulo Ferreira de Assis26 de novembro de 2011 10:47

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Além de devermos criar um fundo para pagar esses escritórios de advocacia famosos no país, devemos também nos cotizar, porque está iminente a condenação do Sind-Ute pela Justiça. O PSDB foi ao Ministério Público, e ninguém tenha dúvida que o pedido vai ser aceito, e o TJMG vai obrigar o Sind-Ute a devolver o que foi gasto com a publicidade. Devemos analisar essa questão também, e se possível contribuir para o ressarcimento do que o Sind-Ute perder.

    ResponderExcluir
  27. Em todas as escolas de Minas, nas Avaliações do PAAE devemos assinalar a letra A de Anastasia e Aécio em todas as questões de todas as provas. Vamos brincar de ser professor como ele brinca de ser governador. Favor divulgar.

    ResponderExcluir
  28. Em todas as escolas de Minas, devemos assinalar a letra A de Anastasia e Aécio em todas as questões de todas as provas do PAAE. Vamos brincar de ser professor como ele brinca de ser governador.

    ResponderExcluir
  29. A quem deve caber a iniciativa de entrar na justiça ? Como é em nome de todos , não deveria ser o sindicato ?
    NÃO PODEMOS ESPERAR MAIS ! JUSTIÇA URGENTE , POR FAVOR !!!
    PARA ISSO TEMOS REPRESENTANTES !

    ResponderExcluir
  30. Vejo nos comentários de alguns colegas MEDO das atitudes do governador. Colegas temos que mostrar para ele que estamos dispostos a TUDO para defender uma educação de qualidade e com isso os nossos direitos e a carreira da qual estava no edital quando fizemos o concurso. Euler acho que você não deveria ter divulgado o comentário do advogado Marcus ontem pois temos que agir sem que o inimigo saiba quais serão os nossas atitudes. Quanto ao escritório de advogados o que estamos esperando e o seu levantamento? O que responderam?
    contato: vanrofer@yahoo.com.br
    Colegas acho que tem coisas que deveria ser comunicada por email. Pelos quanto a isto o Anatásia não pode nos impedir. Por enquanto. Daqui a pouco cria uma lei acabando com a privacidade do email para a sociedade saber o pensamos e combinamos que a única vantagem anunciada aos quatro ventos pelos dep. Bonifácio Mourão e Renata Vilhena.
    Prof. Vanessa

    ResponderExcluir
  31. Olá, caro combativo amigo e professor João Paulo!

    Não acredito que essa investida do PSDB contra o sindicato resulte em qualquer decisão jurídica pelo TJMG. Trata-se de mais uma forma de pressão e tentativa de jogar a população contra os educadores. Mas não vai dar em nada.

    E explico: ao contrário do governo, que deve prestar contas a toda a população e não o faz, o sindicato de classe tem que prestar contas para os associados, os filiados. E se a categoria, em assembleia, decidiu que o sindicato deve divulgar a nossa luta em jornais nacionais, pois os de Minas estão vendidos, então não há nada que a Justiça possa fazer.

    Além disso, essa é uma boa oportunidade para o sindicato explorar politicamente a atitude do governo e do seu partido.

    Está na hora da direção sindical chamar a imprensa e cobrar do governo que ele faça aquilo que está cobrando do sindicato. Ou seja: que ele preste contas de quanto ele vem gastando com a imprensa para agredir e difamar os educadores. Desde a nossa greve de 112 dias, duvido que o governo tenha gasto menos que R$ 100 milhões em propaganda enganosa.

    Enquanto isso, ou seja, enquanto joga fora rios de dinheiro, o governo deixa de pagar o prêmio de produtividade, promove confisco salarial contra os servidores da Educação e da Saúde, e destrói o Ipsemg, entre outras mazelas que ocorre em Minas.

    Finalmente, em defesa dos interesses de classe dos educadores, o sindicato da categoria tem autonomia para decidir onde e como investir os recursos que arrecada da contribuição dos filiados ou até mesmo das doações de outras entidades sindicais.

    Que fique claro para o PSDB: quem precisa prestar contas para o povo mineiro é o governo do estado; quanto ao sindicato, deixem que nós, os filiados façamos esta cobrança quando julgarmos necessário.

    Um forte abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  32. EULER,será que seria possível elaborar uma APOSTILA com os vários textos publicados no seu blog,enviando cópias para cada subsede repassar para as escolas,para que pudéssemos trabalhar PROJETOS sobre CIDADANIA,fazendo comparações com os textos do governo.Os próprios alunos(principalmente os adultos)concluiriam que não vale a pena votar nessa corja de bandidos(principalmente nos 51 traidores do POVO.)HOJE de manhã indo para a escola tive o PRAZER de ouvir uma criança de 6° ano dizer: temos que ir para a escola no sábado,por causa daquele LADRÃO que rouba as nossas professoras.Então vale a pena trabalhar projetos ou não??????

    ResponderExcluir
  33. Acho muito bom as opiniões aqui postada!! mas precisamos de coisa mais concreta!! fico muito triste com tanta lamurias...é natural, depois de uma cacetada desta!! ficamos o ano todo assim, agora temos que lutar é nos tribunais como sugerido pelo anônimo das 10:28!Naõ podemos adiar mais,é pra ontem!!
    maria - contagem

    ResponderExcluir
  34. VAMOS APROVEITAR O CONSELHO DE MARCOS GUERRA . AVANTE , SINDICATO ! ISSO É COM VOCÊS E O CORPO JURÍDICO ! VAMOS À LUTA ! VENCEREMOS !!!!!!

    ResponderExcluir
  35. E-mail enviado a todos os deputados da ALMG.

    Exmo. Sr. Deputado,

    GOVERNO E BASE ALIADA DA ALMG, DECRETAM O “AI-5”, PARA A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.

    Aos dignos e justos, nosso MUITO OBRIGADO.

    Aos traidores, agradecemos pela oportunidade de conhecê-los melhor, para sabermos distingui-los, nas horas certas.
    Esperamos por vocês, com CERTEZA.

    ... E O SOL NASCE NOVAMENTE...
    ... ENQUANTO O SOL NÃO DESISTIR DE NASCER E RENASCER,
    ... ENQUANTO O SOL BRILHAR...
    ... NOSSA LUTA CONTINUA,
    ... E AMANHÃ SERÁ UM NOVO DIA.

    Professores da rede pública de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  36. Governo já tem onde aplicar os recursos que receberá do FUNDEB- 1,2 bilhão em 2012:
    * "bicho" p'ros 51 deputados da base que votaram contra os educadores;
    * Noitadas do Aecim e estrelas globais nas boites cariocas;
    Fonte: www.seplag.mg.gov.br

    ResponderExcluir
  37. Ah, mas que piada, o PSDB está entrando na Justiça pelo fato de o sindicato está achicalhando a reputação deles! Que interessante, pois essa gentinha nunca teve reputação, por que estão preocupados?! Temos TODOS OS EDUCADORES, TODOS OS CIDADÃOS HONESTOS, TRABALHADORES E DE BEM deste Estado e do País, EXTIRPAR, BANIR, essa CORJA DO CENÁRIO NACIONAL. Escorracá-los de vez, e se tem um povo que precisa alavancar a expulsão desses VERMES da vida pública que sejamos, nós, os mineiros para darmos exemplo ao país de como se expele para o esgoto excrementos. Iniciando em 2012, com a eleição dos prefeitos vereadores aliados desses sórdidos.

    ResponderExcluir
  38. mais outra reportagem da Folha:
    Sindicato dos professores de MG acusa governo de descumprir acordo

    http://www1.folha.uol.com.br/saber/1012221-sindicato-dos-professores-de-mg-acusa-governo-de-descumprir-acordo.shtml

    ResponderExcluir
  39. Euler, gostaria que você postasse no seu blog uma tabela comparativa dos salários pagos pelo piso e dos salários pagos pelo subsídio com uma projeção para até 2015 para que todos colassem nas escolas para que os professores vissem o TANTO que vão perder, pois o governo , no jornal o tempo colocou uma tabela comparando o vb e o subisídio e claro não foi bobo de colocar a tabela do piso nacional. Portanto precisamos mostrar essa comparação pra todos os professores e também publicá-la nos jornais.
    Outra coisa, gostaria que alguém colocasse aqui o que o sindicato mandou publicar nos jornais pois não li nada, deve ser uma bomba para o João Leite ficar uma fera e tomar as DORES dos PROFESSORES!
    Obrigada

    ResponderExcluir
  40. EULER JÁ SABEMOS O QUE O SINDICATO QUE SOMOS NÓS PRECISAMOS FAZER.HOJE VOCÊ SE ENCONTRARÁ COM REPRESENTANTES DO SINDUTE EU ACHO, ENTÃO DIGA A ELA SOBRE TODAS AS EXCELENTES E ACALENTADORAS ORIENTAÇÕES O "NOSSO" ADVOGADO MARCUS GUERRA TEM NOS ORIENTADO.OU SEJA QUE O SINDICATO FAÇA COMO ELE SUGERE.ESTE HOMEM QUE JUNTO A VOCÊ E MUITOS QUE AQUI TEM NOS FORTALECIDO, VEIO A POSTAR NESTE ESPAÇO EM UM MOMENTO DE DOR DE UMA CATEGORIA AGONIZANTE.AGRADEÇO A DEUS POR VOCÊ E POR ELE EXISTIR.DEVEMOS SABER ENXERGAR ESTA LUZ NO FIM DO TÚNEL E NOS AGARRAR A ELA AGORA.ISSO É DEUS NOS MOSTRANDO O CAMINHO.NADA É DE GRAÇA.TEMOS QUE LUTAR SEMPRE.E DEUS ESTÁ SEMPRE NOS MOSTRANDO O CAMINHO COMO AGORA COM ESTE MARAVILHOSO ADVOGADO.OBRIGADA DOUTOR MARCUS E EULER POIS EU ESTAVA DOENTE , EM DEPRESSÃO PENSANDO QUE NADA PODERÍAMOS FAZER.MAS AGORA RENASCI DAS CINZAS E PRONTA PARA TUDO SE PRECISO FÔR.ENQUANTO VIDA EU TIVER LUTAREI PARA GARANTIR MEUS DIREITOS.SOU PROFESSORA POR OPÇÃO E AMO O QUE ESCOLHI.VAMOS AGIR RÁPIDO.

    ResponderExcluir
  41. Fátima - Professora de História - Ubá26 de novembro de 2011 12:03

    Euler não podemos duvidar que o Governador esteja planejando destruír o Sind-UTE. Eu já postei sobre esse tema aqui no Blog.
    Vou reproduzir aqui fielmente a fala do historiador Mário Shmidt que destaca o tema em questão como uma das principais medidas e ideias adotadas pelos NEOLIBERAIS.

    FLEXIBILIZAÇÃO DO MERCADO DE TRABALHO.

    "Para que a economia seja dinâmica, é preciso que os empresários tenham mais facilidade para contratar e demitir os empregados. Isso significa que as leis trabalhistas que "protegem demais os trabalhadores" devem ser eliminadas. Os sindicatos tentarão impedir a abolição de leis sociais. Essa é então, uma das poucas funções do Estado Neoliberal: combater os sindicatos que impedem o que eles chamam de " modernização da economia"."
    Portanto, precisamos ficar atentos, principalmente quando há fundamentos teóricos.

    Beijos no coração de todos.

    ResponderExcluir
  42. João Leite.

    Nunca mais irá receber os votos dos educadores evangélicos de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  43. Vejam aí o futuro da educação em MG.Reportagem de hoje no Jornal O TEMPO.
    Ser professor??..trabalho "voluntário" quem faz são os amigos da escola!..aliás este tal de "Amigos da Escola" é só para tirar a responsabilidade das costas do estado.Aff!

    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=188942,OTE&IdCanal=6

    ResponderExcluir
  44. VEJAM ESTE BLOG ONDE FALA DO PRMIO POR PRODUTIVIDADE E TAMBÉM SOBRE O APOIO AOS PROFESSORES .MUITO BOM.
    cabofernandodareserva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Educadora de leopoldina boa tarde a todos e obrigada ao anonimo de 8:28.Eles estavam com tanta pressa de fazerem mal aos educadores que até redigiram o texto da lei errado.Pau neles mesmoooooooo...

    ResponderExcluir
  46. Euler
    Já postei anteriormente, mas o farei novamente, você é uma pessoa de luz, percebo que existe uma corrente do bem ao seu lado, em momentos difíceis vc nos dá, uma injeção de ânimo (ex: resultado da votação almg). Seu blog hoje é usado como ferramenta de consulta e esclarecimento (adv. André Guerra). Por favor continue nos informando, nós que somos do interior é muito difícil em se fazer presente em reuniões e etc. Aguardo detalhes mais tarde. Mônica - Itabira

    ResponderExcluir
  47. PRESTENÇAO
    Leiam e entendam pq e inutil tentar falar com os deputados, ele ignoram e a a maioria nem sabe acessar a net e muitos ate sabem mas nao conseguem entender o que leem.Sao anafal funcionais e o pior, tem poder para decidir sobre a nossa carreira. A UNICA SAIDA E ACABAR COM ELES, DENUNCIAR, EXPO-LOS AO RIDICULO, AI SIM, VERAO O PREÇO A PAGAR POR SEREM SURBVINIENTES AO DESGOVERNO DE MG

    26/11/2011

    77% dos congressistas ignoram e-mails de eleitores
    Só 25% têm sites e publicam comentários de internautas...

    ...pesquisa mostra Câmara e Senado distantes do mundo online.

    Extensa pesquisa feita pela agência digital Medialogue sobre como os senadores e os deputados federais se comportam na internet mostra que a maior parte do Congresso Nacional ainda vive num mundo analógico.

    Foi realizado um teste: cada senador e cada deputado recebeu um e-mail com perguntas sobre como encontrar mais informações sobre o seu trabalho na internet, como gastos de gabinete, agenda oficial e outros endereços de contato.

    Dos 81 senadores, apenas 11 (14% do total) se dispuseram a dar alguma satisfação. Dos 513 deputados, só 124 (24% do total) responderam. Ou seja: dos 594 políticos que compõem o Congresso Nacional, 77% ignoram mensagens de interessados em seu trabalho.



    Entre os 135 que responderam aos e-mails, apenas 63 o fizeram no mesmo dia. Outros 53 responderam em menos de uma semana, e 19 demoraram uma semana ou mais.

    Quando se trata de interagir com os eleitores via internet as coisas também não são muito positivas. Dos 459 congressistas que possuem sites em funcionamento (69 senadores e 390 deputados), apenas 152 permitem a publicação de comentários dos eleitores. Outros 307 optam por uma comunicação de via única: eles falam e escrevem e os internautas só podem ouvir ou ler –mas não opinar.

    Mais notícias desalentadoras quando o assunto é transparência dos gastos de gabinete: 83% dos congressistas não dão essas informações em seus sites.

    E blogs? Só 158 congressistas entraram na blogosfera e têm blogs. Outros 436 permanecem fora.

    A Medialogue é responsável pelas pesquisas “Político 2.0 – 81 senadores” e “Político 2.0 – 513 deputados federais”. Esses são os estudos nos quais estão as informações apresentadas neste post. O responsável é o jornalista Alexandre Secco.

    Exceções
    Há, é claro, alguns congressistas que se destacam e são extremamente ativos no mundo virtual. O estudo da Medialogue tem uma tabela na qual atribui uma pontuação para cada político.

    Entre os senadores, os 15 melhores colocados são os seguintes:

    Entre os deputados, os seguintes:
    http://uolpolitica.blog.uol.com.br/arch2011-11-20_2011-11-26.html#2011_11-26_06_33_33-9961110-0

    ResponderExcluir
  48. ALGUÉM JÁ ENTROU NA PÁGINA DA EDUCAÇÃO EM MINAS...

    http://www.educacaoemminas.mg.gov.br/index.php

    ALGMS INFORMAÇÕES, MAS, NÃO TEM TABELA.....

    ETA GOVERNADOR, CADÊ O SIMULADOR AGORA....

    EU QUERO VER EM $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$................................................................................... DE QUANTO SERÁ MEU PREJUÍZO.....

    ResponderExcluir
  49. AMIGOS E INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.
    PARA QUEM QUISER IMPRIMIR.
    AGORA NA VERSÃO DOC(WORD).
    SEGUE O LINK PARA DOWNLOAD DIRETO:

    http://dl.dropbox.com/u/8946390/AMIGOS%20E%20INIMIGOS%20DA%20EDUCA%C3%87%C3%83O.doc

    ResponderExcluir
  50. ONDE LOCALIZAMOS TAL TABELA NOVA... NOVO VELHO MODELO??????

    ETA GOVERNADOR.... NÃO FAZ NADA DIREITO!!!!!!

    ResponderExcluir
  51. BUEMBA BUEMBA NO ESTADO ONDE DO ALI BABÁ E OS 77 LADRÕES..VEJAM...NOTÍCIA QUENTE SOBRE O AÉBRIO NEVER
    HTTP://historiaspraboiacordar.wordpress.com.

    VAMOS DESMORALIZAR ESSA MÁFIA.LEIAM E VAMOS FAZER UMA CORRENTE DE DESMORALIZAÇÃO DELES TODOS.

    ResponderExcluir
  52. http://cabofernandodareserva.blogspot.com/2011/11/premio-de-produtividade-vs-verdade.html#more

    ULTIMAS... SOBRE O PP......

    ResponderExcluir
  53. MAIS UMA....
    http://www1.folha.uol.com.br/saber/1012221-sindicato-dos-professores-de-mg-acusa-governo-de-descumprir-acordo.shtml

    ResponderExcluir
  54. O concurso para contratação de professores, mostrará um pequeno número de interessados.

    O Governo está assustado.

    NÃO VALE A PENA.

    ResponderExcluir
  55. E OS OUT DOORs?

    A HORA É AGORA.

    ResponderExcluir
  56. Prezado Euler, não sei qual seria o Órgão Federal correto para que possamos recorrer.Precisamos pedir uma intervenção em Minas Gerais urgente.O dinheiro de Minas Gerais sumiu: IPSEMG, sendo sucateado para uma empresa particular, educação acabada, saúde na UTI.Vamos nos unir urgentemente. Pensemos nisso! Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  57. Euler, após a reunião de hoje do NDG, se possível poste aqui as decisões, se não por precaução mande por e-mail para que eu possa partilhá-las por aqui. E-mail:elidabarrosvital@bol.com.br
    Caríssimos comapanheiros também aguardo-os no meu blog Blog: elidaportugues.blogspot.com
    E como diz nosso inspirador da greve de 2011, a luta continua até a vitória!!!
    Energias positivas a todos guerreiros dessa MG que não sucumbiram ao poder tirano deste Anastasia!

    ResponderExcluir
  58. Temos que acampar mesmo é em Brasília. A mídia está focada toda lá. O Sindicato tem que procurar um deputado federal que nos apoie e consiga com que a verdade seja espalhada por lá até chegar no ouvido da Dilma, assim como chegaram os escândalos da corrupção, para ela ficar incomodada e reagir. Já pensou, milhares de professores na Esplanada dos Ministérios com a cara pintada de preto e acorrentados e com outros dizeres a mais... Seria ótimo e daria um grande impacto nacional e mundial.

    ResponderExcluir
  59. Pessoal,não percamos o foco:

    Façamos circular em todos os lugares a lista dos safados inimigos da educação!

    ResponderExcluir
  60. Stelamare - Ouro Branco26 de novembro de 2011 15:59

    Para todos os meus colegas, bravos guerreiros, tenho uma mensagem especial do Renato Russo.

    "Mas é claro que o sol, vai voltar amanhã, espera que o sol já vem..."

    Queridos companheiros de luta e caminhada, não percam a fé, está é só mais uma noite escura que temos que atravessar, mas não se esqueçam: nunca por mais terrível e escura que a noite tenha sido ou venha ser, o dia sempre volta a clarear e não há ditadura no planeta inteiro que impediu ou impedirá isso de acontecer. Fiquem em paz, e lembrem-se quando estamos cansados da caminhada é Jesus quem nos carrega nos braços, e neste momento é ELE quem nos conduz em direção a vitória.

    Beijos e força na luta!!
    Fiquem em paz!!

    ResponderExcluir
  61. Euler você sinceramente concorda que a proporcionalidade é correta? Que faz parte da lei?

    ResponderExcluir
  62. Euler e companheiros(as), boa tarde!
    A nossa luta sempre foi pelo cumprimento da lei
    (do piso) e não uma luta partidária, até sermos golpeados covardemente pelo governo e sua corja. A partir de agora tudo mudou, devemos trabalhar com afinco para fazermos uma BOA FAXINA na Assembleia HOMOLOGATIVA mineira e TAMBÉM para elegermos candidatos AMIGOS DA EDUCAÇÃO e compromissados com as lutas sociais.
    Em 2014 vamos VARRER o PSDB e aliados de Minas.

    ResponderExcluir
  63. Para esses depeutados somos um zero a esquerda. Eles ganham eleição com muito dinheiro. Comprando votos das pessoas memos esclarecidos que se deixam enganar com um tapa nas costas ou algum agrado;promesas de emprego.Por isso precisamos fazer operação padrão nas escolas para mudar esse cenário. Como? politizando os alunos, futuros eleitores. Infeslimente os atuais eleitores não aprendem mais.Coitado desse Brasil. Eles tiram dos pobres para sustentar esses bandidos que se dizem representantes do povo. Democracia de araque.
    Claro que temos políticos honestos, pena que seja a minoria.

    ResponderExcluir
  64. Não temos saída. somente a justiça poderá dar fim nesse imbrolio. Se ela for honesta. Porque estou perdendo a esperança nos homens. Que triste.

    ResponderExcluir
  65. Só um comentário!
    Estou de luto pela Educação em MG!

    ResponderExcluir
  66. COPIADO (comentário MUITO BOM!!!). Então, NUNCA é DEMAIS REPETIR. Leiam:

    ""OLÁ A TODOS

    Olha, infelizmente neste país, não basta o cidadão ‘saber ler e escrever’; e, para além disso... ter a posse da ‘palavra’, do convencimento, da persuasão... ou mesmo, ter o conhecimento; ser culto, politizado e ter a interpretação do mundo. Tudo isso dá a ele apenas UMA PARTE DE ‘PODER’. Vivemos em um país (que país é esse...), cuja condição para se ganhar uma briga é o PODER do DINHEIRO mesmo.

    O DINHEIRO em mãos erradas, quase tudo compra: compra mídia, compra deputado, compra desembargador, compra promotor... compra voto (cidadão comum)... é ele ainda que suborna, intimida, ludibria, coage sem limites éticos, burla sistema ético e moral. (metonímia)""

    ResponderExcluir
  67. ATENÇÂO Montes Claros e Norte de minas o fim da votação é o começo da caça aos carneiroS:
    ANA MARIA RESENDE E ARLEN SANTIAGO.

    E NÃO ESQUEÇAMOS DE GIL PEREIRA (está usando a greve como disculpa da politicagem que foi a troca da superintendente) E CARLOS PIMENTA afilhados de Anastásia. E olha que estão de OLHO na prefeitura de Montes Claros.

    Vamos lá norte mineiros mostrar a força do voto.

    ResponderExcluir
  68. Colegas estava pensando, o símbolo do magistério é a coruja pois significa sabedoria, mas acho que para os educadores mineiros deve ser uma ave que aparece em alguns filmes de magia a FENIX pois renasce das cinzas. E nos educadores mineiros vamos mostrar para Anastásia, Aécio Neves e todos dos 51 traidores da educação que apesar de ter nos destruidos dia 23/11/11 já estamos renascendo das cinzas novamente. Nos aguardem. E mais fortes do que nunca, greve me 2012, advogados neles e uma campanha maciça contra eles já nas eleições municipais de 2012.

    Eles não têm a noção da força de sobrevivência da categoria.

    ResponderExcluir
  69. Alguém tem uma tabela com os valores reais do que vamos receber em 2012?

    ResponderExcluir
  70. ASSIM CAMINHA O CHOQUE DE GESTAÇÃO, DROGAS, INSEGURANÇA TOTAL, FALTA DE RESPEITO AOS MINEIROS, 2º NO RANKING NO TRAFICO DE DROGAS NO PAIS, DEPOIS DE RONDONIA, PARABENS DEPUTADOS HOMOLOGATIVOS E DESGOVERNADOR NAZIA E O PLAY SENADOR CARIOCA AÓCIO.(MATERIA DO ESTADO DE MINAS ONLINE)

    Investimento em segurança cai e violência avança em Minas
    Estudo aponta precariedade de dados sobre segurança em Minas e indica criminalidade em alta e menos gastos com policiamento entre 2009 e 2010. Secretaria atribui a municípios falha no envio de informações

    Paula Sarapu
    Publicação: 26/11/2011 06:00 Atualização: 26/11/2011 07:03


    Operação da PM na capital: levantamento demonstra que, enquanto diminuem recursos para ações de vigilância, crescem crimes como tráfico de drogas e porte ilegal de armas


    Investimento reduzido e descompasso no tratamento de índices de criminalidade apontam para um futuro preocupante em Minas no que diz respeito à segurança. O Anuário Brasileiro de Segurança Pública, segundo especialistas, indica que a capacidade de análise de dados da Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) ficou comprometida, devido a um sistema de boletim integrado que funciona mal, o que pode prejudicar a definição de metas e o planejamento conjunto de políticas públicas.

    O estudo produzido pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em parceria com o Ministério da Justiça, aponta aumento de 20% nos homicídios dolosos (com intenção de matar), que passaram de 1.998, em 2009, para 2.396, em 2010. Nos gastos com segurança, indica que o estado investiu 26,8% a menos em policiamento em 2010, se comparado com o ano anterior, e 57% a menos em Defesa Civil, na mesma comparação.

    Em nota divulgada nessa sexta-feira, a Seds informou que a divergência de dados sobre criminalidade ocorreu porque nem todos os municípios mineiros encaminharam seus números ao Sistema Nacional de Estatísticas de Polícia e Justiça Criminal . Segundo a secretaria, cada polícia envia seus dados separadamente, por cidade. Este ano, sustenta, houve mudança na metodologia na coleta do fórum, determinando que todos os municípios encaminhassem seus números (até então, participavam somente cidades com mais de 100 mil habitantes, das quais 26 em Minas). De acordo com a Seds, os municípios com população inferior a esse limite tinham os dados agrupados e tiveram que lançar as informações individualmente, o que atrasou o processo.

    Sobre o aumento nos homicídios dolosos, a pasta diz que o dado se refere aos casos em que houve intenção de matar e que, no geral, os índices de homicídio apresentam queda de 7,3%. Em relação aos gastos com segurança pública, a Seds ressalta que o estado foi o que mais investiu, depois de São Paulo, e que o corte nos valores de policiamento “representa apenas uma repartição estratégica do orçamento”.

    ResponderExcluir
  71. SEGUE MATERIA SOBRE INSEGURANÇA....

    Tendência

    Outro desafio para o estado demonstrado no estudo federal são as ocorrências de tráfico de drogas, com aumento de quase 40%, chegando a 15.112 em 2010, 4.270 a mais que no ano anterior. A tendência se repete no crime de porte ilegal de armas, que registrou aumento de 38% (1.648 em 2009 ante 2.289 em 2010). Nos crimes contra o patrimônio, o levantamento aponta crescimento de 7,5% nas ocorrências de roubo, que passaram de 21.260 em 2009 para 22.868 no ano passado, um discreto aumento nos casos de assalto a banco e queda de 6% no roubo de veículos. Contudo, o estado não informa dados como o número de ocorrências de latrocínio (roubo seguido de morte), crimes violentos intencionais, lesão corporal e homicídio culposo no trânsito, por exemplo.

    O anuário declara que os dados de Minas Gerais correspondem à média de 74% daqueles oficialmente publicados pelo governo. Na apresentação do relatório, o secretário executivo do fórum, Renato Sérgio de Lima, afirma que o estado tem “informações precárias em termos de qualidade e fidedignidade” e que “há um forte descompasso de fontes que precisa ser equacionado”. Para ele, isso compromete os investimento no setor e a organização do sistema de Justiça e defesa social.

    O estudo também divulga os investimentos do governo mineiro na área de segurança pública. Os gastos com policiamento foram de R$ 195,2 milhões ano passado. Bem menos que em 2009, quando esse valor ultrapassou R$ 266,7 milhões. A Secretaria de Estado de Defesa Social até ampliou em 5% os investimentos em informação e inteligência, totalizando R$ 13,7 milhões ano passado. Mas, em áreas como a Defesa Civil, os gastos do governo foram drasticamente cortados em mais da metade: em 2009, foram R$ 50,3 milhões; em 2010, R$ 21,6 milhões.

    ResponderExcluir
  72. CONTINUA MATERIA, INSEGURANÇA....

    Falha em sistema vira desafio
    A precariedade de dados relativos à segurança pública não é um problema apenas para identificar situações que já ocorreram, mas pode também trazer problemas para o futuro do setor. Na opinião do coordenador do Centro de Estudos de Criminalidade e Segurança Pública (Crisp) da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Cláudio Beato, Minas Gerais está sem “instruções de voo”, o que, para ele, causa impactos na rota da segurança. O especialista diz que o estado já foi referência na América Latina na organização de dados e análise criminal, mas o atual sistema é falho.

    “Fiquei preocupado com o anuário e os resultados mineiros. O sistema de unificação das ocorrências teve problemas de implantação que ainda não foram sanados, no que se refere a organização, coleta e análise. Do ponto de vista de gestão, a informação ficou descuidada e de dois anos para cá perdemos a capacidade de entender os dados para fazer um diagnóstico correto. Há uma situação de divergência entre as polícias e o sistema não classifica corretamente os crimes. Parece que não se sabe o que está acontecendo e, diante disso, os indicativos de criminalidade podem começar a crescer. É como voar no escuro, sem os instrumentos de voo necessários para traçar a rota.”

    Ciclo

    Para Robson Sávio, do Núcleo de Estudos Sociopolíticos da Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas) e integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, a falha nas informações atinge diretamente a confiança da sociedade. Ele também afirma que Minas corre o risco de cair novamente no ciclo do aumento da criminalidade.

    “Minas deixou de enviar dados em quatro importantes grupos de análise criminal e o próprio anuário mostrou que 65% dos entrevistados no estado têm uma confiança baixa no Judiciário e nas polícias. Com os problemas de produção e divulgação dos dados e a falta de transparência das informações, o cenário fica muito ruim e isso passa desconfiança em relação à segurança pública”, diz o especialista, “Sem dados nem informações para comparar, fica difícil até mesmo saber se as incidências criminais caíram ou aumentaram. Um detalhe que me preocupa é o dado referente ao tráfico em Minas, que se mostra polo nacional de distribuição de drogas e merece atenção especial das autoridades”, completa Robson Sávio.

    ResponderExcluir
  73. SEGUE MATERIA, INSEGURANÇA, ESTES DADOS ULTIMOS SOBRE AS MULHERES SÃO DAQUI, NÃO SÃO SEGUROS, AQUI TA TUDO BEM, TUDO AZUL, DEFICIT ZERO, OTIMA EDUCAÇÃO....MINAS NÃO DEVE NADA, SEU GOVERNADOR É UM CARA DO BEM..ENVIADO AS CATACUNDAS DO INFERNO.....


    Mulheres


    Nessa sexta-feira, a Secretaria Especial de Proteção à Mulher da Presidência da República divulgou balanço da procura para o Ligue 180, um serviço de atendimento à mulher que esclarece informações da Lei Maria da Penha e também registra relatos de violência física, psicológica e sexual, por exemplo. De janeiro a outubro, foram 530.542 ligações. São Paulo é o líder do ranking nacional, com um terço dos atendimentos. Minas Gerais aparece na quarta posição, com 40.983 ligações, atrás dos estados da Bahia e Rio de Janeiro.

    ResponderExcluir
  74. Euler, postei um texto via-email que gostaria que fosse publicado aqui. Creio que o seu blog é um dos mais visitados de MG, se não do Brasil. Rogério Trindade - Curvelo

    ResponderExcluir
  75. Ou lutamos de forma organizada ou para tudo! Cadê o boicote ao simave? Algumas escolas aderiram e com certeza sofrerão as consequencias sozinhas...

    ResponderExcluir
  76. NOSSA!!! COMEÇARAM AS PROPAGANDAS RIDÍCULAS E MENTIROSAS DO GOVERNO... Já era esperado, não é gente?

    Olha, vendo a montagem do Robson com os caras de pau dos inimigos da Educação... estou per-pleeee-xa. A ‘Ana Maria Resende’ foi diretora da ‘Escola Estadual Clóvis Salgado’ em Montes Claros. Misericórdia!!!! Justo ela que deveria estar no nosso lado!!!???

    ANA MARIA!!! QUE DECEPÇÃO EM MINHA FILHA!!! ESPERO QUE ALGUÉM AÍ DESSA ESCOLA QUE VC FOI FUNCIONÁRIA (E QUE COM CERTEZA TEM CONTATO COM VC) QUE EU SEI... LHE DÊ O SEGUINTE RECADO: VOCÊ AGORA ESTÁ NA NOSSA LISTA NEGRA. (FALSA)!!!!!

    ResponderExcluir
  77. Estava lendo o post anterior, e vi lá que tem um aanônimo dizendo que nós que recebemos por meio desse subsídio não teremos direito a receber o 13º e o prêmio por produtividade, procede? Por favor me esclareça, se for o caso é mais uma pancadaem nossas cabeças.Obrigada desde já.

    ResponderExcluir
  78. Quando não nos unimos para juntos colher os frutos da união, nos unimos na desgraça para juntos provar o amargo fruto da decepção.
    Dedicado à todos aqueles que foram parabenizados pelo príncipe das trevas, Antonio Anastasia.

    ResponderExcluir
  79. O Bosco está aqui em Araxá, dando lembrancinhas e presentinhos para enganar o povo no Estadio porque o Araxá passou para a segunda divisão.Pode uma coisa destas!Isso não vai ficar assim o povo vai saber,quem é esse sujeito.Aqui estamos sem subsede da UTE. Tudo eles fizeram foi nos atrapalhar a Bia sabe ela esteve aqui,porque pedimos ajuda! Vamos mudar este cenário força na luta!

    ResponderExcluir
  80. PSDB PODE ATÉ CASSAR SINDICATO, ETC, MAS JÁ ESTA MARCADO COMO INIMIGO DOS EDUCADORES

    ResponderExcluir
  81. Só temos dito derrotas,,,mas acredito a hora da vitória está chegando e tenho certeza que muito breve teremos só noticias boas e favoráveis a nossa luta.

    ResponderExcluir
  82. João Leite, a máscara caiiiiiuuuuuuuuuu.

    ResponderExcluir
  83. Veja ai colegas a sacanagem do governador,


    Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais não receberão, em 2011, o prêmio de produtividade, mais conhecido como 14º salário.

    O não pagamento é em função dos servidores da educação receberem por subsídio e, conforme o § 4º, do artigo 39 da Constituição Federal, quem recebe através de subsídio é vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória.

    Considerando a proibição de pagamento do prêmio para a educação, o governo de Minas Gerais resolveu não efetuar o pagamento do Prêmio para todos os demais servidores.

    Essa proibição é de acordo artigo 39 da Constituição Federal:

    Esse e-mail foi repassado para as SREs pela SEE/MG para ser repassado para os Diretores de escola.


    Eu não optei pelo subsídio fui levada na marra pela corja,as vaquinhas de presépio que só ficam de cabeça baixa e agora? Essa cambada de saf..... vão me pagar o prêmio?

    Gente eu não estou podendo assistir a propaganda do governo que está me dando um enjoo, fora de brincadeira já virou neurose. A vozinha de João Leite, aquele discarado travestido de evangélico. Mas a justiça de DEUS é maior, divina e tenho fé em DEUS que vamos superar tudo isso e que dias felizes virão. Espero.

    ResponderExcluir
  84. O governo cortou até o décimo quarto do pessoal da saúde.
    Agora todos devemos reformar o Mineirão, porque é para lá que está indo o dinheiro de quem depende deste estado.
    Que vergonha, Minas Gerais!

    ResponderExcluir
  85. Boa noite a todos os amigos do NDG/NDE.

    Como esse governador é cara de pau. Como pode alguém cobrar do sindicato compromisso de explicar uso correto do dinheiro de seus filiados, quando ele, governador, se nega a abrir suas contas e provar que usa corretamente as verbas da Educação, dinheiro nosso?

    Onde está a justiça desse país?

    Minas Gerais: estado sem lei.
    Brasil: país sem lei.

    Que o mundo saiba disso!
    Que algum organismo internacional "ouça" o grito dos mineiros!

    Indignação!
    Posso até perder essa causa, mas jamais a capacidade de indignação!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  86. Olá, pessoal da luta, membros do NDG e demais colegas!

    Boa noite!

    Acabo de chegar da reunião do NDG em Belo Horizonte. Foi uma reunião muito produtiva, que contou com a participação de três dezenas de lideranças do nosso movimento, incluindo a coordenadora do sindicato Beatriz Cerqueira.

    Na oportunidade, todos puderam falar, analisar o momento em que vivemos e várias propostas foram apresentadas. Entre elas, vou destacar aquelas que foram consideradas prioritárias:

    a) a elaboração imediata de uma carta-resposta aos ataques do governo de Minas, para que seja distribuída em todo o estado, a partir das escolas, mas também nas praças públicas. Uma comissão foi tirada para elaborar esta Carta esclarecendo a população sobre o que vem acontecendo em Minas. Assim que a Carta estiver pronta nós a disponibilizaremos também na Internet para que seja distribuída por e-mail, nos blogs, etc;

    b) assistência jurídica de alto nível para ingressar na justiça cobrando o dinheiro roubado em 2011 e o pagamento do piso na carreira. Além disso, foi colocado também a necessidade de ingressarmos com pedido de intervenção federal em Minas Gerais. Esta demanda jurídica foi encaminhada para a direção sindical para que esta contrate o melhor (ou pelo menos um dos melhores) escritório de advogados do país. Vamos acompanhar esta demanda;

    c) política de formação cidadã nas escolas. Foi formada uma comissão para preparar um material com textos, vídeos, imagens que possam fazer parte de um rico apanhado sobre a realidade da Educação pública em Minas e dos educadores. Este material seria trabalhado pelos profissionais das 3.700 escolas de Minas, e com isso, nas nossas aulas, estaríamos formando e informando politicamente a comunidade escolar, envolvendo educadores, alunos e pais de alunos e apoiadores;

    d) dossiê sobre a realidade. Foi aprovada também a criação de um detalhado dossiê sobre a Educação em Minas e a realidade dos educadores, que tiveram sua carreira destruída pelo atual governo. Assim que estiver pronto este dossiê será disponibilizado na rede. Em outro post vou passar o e-mail do responsável pelo dossiê - o combativo Bruno - para que ele possa receber as sugestões;

    e) elaboração, pelo sindicato (e também pelo nosso blog, de forma complementar) de uma tabela comparativa entre o subsídio e o piso na carreira, analisado a partir de várias realidades funcionais e entre os anos de 2012 e 2015. É muito importante que cada educador tenha a consciência de quanto ele está perdendo, até para que ele não se iluda com a propaganda enganosa do governo;

    A proposta do outdoor também foi mencionada, mas a colega Bia disse que nessa época do ano, próxima do Natal, os pontos principais já estão contratados pelo comércio e grandes empresas. Outras propostas serão discutidas nas próximas reuniões.

    (cont...)

    ResponderExcluir
  87. Parte 2 (cont...)

    Análises e reflexões:

    A parte dos encaminhamentos que eu coloquei acima ocupou, na verdade, o segundo momento da reunião. Inicialmente, fizemos uma rica e democrática discussão. Todos consideraram a greve de 2012 como um acontecimento de grande relevância para a categoria e como forma de denunciar o que se passa em Minas Gerais. Houve diferentes opiniões acerca de encaminhamentos e orientações dadas pelo sindicato.

    Houve consenso em reconhecer que o atual governo representa um projeto de poder conservador, com métodos fascistas e modelo gestão típico do neoliberalismo. Suas premissas passam pelo sucateamento dos serviços públicos essenciais.

    Foram feitas várias críticas ao comportamento dos deputados inimigos dos educadores. Diferentes visões foram apresentadas acerca do papel do estado e dos seus instrumentos de dominação. A mídia também foi criticada, juntamente com justiça e a procuradoria da justiça em Minas.

    Enfatizou-se a necessidade de fortalecermos a nossa organização pela base, em cada escola, como meta prioritária. Quanto à organização sindical, alguns colegas defenderam que é necessário que haja uma correspondência da diversidade existente na base da categoria na direção e demais órgãos do sindicato, acabando com a hegemonia de um único grupo.

    Enfatizou-se ainda a necessidade de fortalecer o trabalho das subsedes, muitas das quais não vêm realizando as atribuições colocadas.

    Foi levantada ainda a necessidade de unificarmos a luta de todos os educadores do Brasil para cobrarmos do governo federal mais verbas para a Educação (campanha dos 10% do PIB já). Vários outros pontos foram abordados sobre estes e outros temas. Oportunamente traremos estas reflexões para a apreciação dos colegas.

    A reunião de hoje, que foi a primeira do NDG na Capital, recebeu, por sugestão do capitão Rômulo, o nome de Luis Carlos Martinho, que era sobrinho do comandante João Martinho, e que faleceu recentemente, e era um lutador social que realizava trabalho em escola rural, junto aos camponeses pobres do Norte de Minas.

    Sugeriu-se ainda que reuniões semelhantes, sempre horizontais e informais, realizem-se em todo o estado, visando fortalecer a luta do nosso sindicato, criticando quando necessário, e apresentando sugestões e propostas de ações para fortalecer o nosso movimento.

    Um forte abraço e força na luta!

    Euler

    ResponderExcluir
  88. BRAVOO DR. MARCUS GUERRA!OBRIGADA POR DAR SUA COLABORAÇÃO DEUS TE ABENÇOE!

    NDG DE GOVERNADOR VALADARES

    ResponderExcluir
  89. Obrigada Euler, por todas as informações. Assim estamos sempre acompanhando as falcatruas do governo Anastasia e seus comparsas, contra os educadores de Minas Gerais. Continuemos na luta!
    O Senhor Deus te abençôe e te guarde de tanta maldade. A você e todos os professores de Minas, que trabalham honestamente e Veem um governo covarde querendo sempre tirar os seus direitos.
    Um forte abraço.
    Aparecida

    ResponderExcluir
  90. 25/11/2011 - 17h57

    Sindicato dos professores de MG acusa governo de descumprir acordo


    FELIPE LUCHETE



    O sindicato dos profissionais de educação de Minas Gerais acusa o governo estadual de descumprir o acordo que levou ao fim da greve da categoria, no final de setembro.

    Após greve, MG propõe nova tabela de remuneração de professores
    Professores de MG decidem suspender greve após 112 dias parados

    Depois de 112 dias paralisados, eles aceitaram voltar às escolas mineiras após a assinatura de um termo de compromisso entre as partes.

    Entre as promessas, o governo disse que paralisaria a tramitação na Assembleia Legislativa de um projeto de lei que muda a forma de pagar os servidores da área.

    A proposta, porém, foi reapresentada na terça-feira desta semana e aprovada logo no dia seguinte pelos deputados estaduais --o governador Antonio Anastasia (PSDB) tem apoio de mais de 50 dos 77 deputados da Casa.

    Antes opcional, o modelo de pagamento será agora unificado para todos os servidores, somando o vencimento básico com gratificações.

    A posição do governo é que a proposta fez o piso dos professores ficar acima de R$ 1.187 para 40 horas semanais, como estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação).

    O piso atual em Minas é de R$ 616 --o menor do país, conforme levantamento da Folha. A partir de janeiro, será de R$ 1.122 para 24 horas.

    A coordenadora-geral do sindicato, Beatriz da Silva Cerqueira, afirmou que o novo modelo infla valores, porque inclui direitos já existentes, como adicional para quem tem maior escolaridade e até auxílio transporte.

    O sistema também faz com que Minas não seja obrigada a seguir reajustes anuais determinados pelo piso do MEC.

    Cerqueira não descarta o início de nova paralisação.

    O sindicato diz ainda que Anastasia suspendeu negociações e cortou salários e direitos de quem fez greve.

    OUTRO LADO

    O governador Antonio Anastasia disse anteontem, em entrevista à imprensa, que lamenta a "intransigência do sindicato".

    Segundo a assessoria de imprensa da Segov (Secretaria de Governo), o projeto de lei ficou parado durante 45 dias, mas voltou a tramitar porque não foi possível fazer acordo com a categoria.

    O governo diz que nenhum direito dos grevistas foi suspenso e que os salários dos meses parados serão pagos integralmente quando todas as aulas foram repostas.

    Colaborou PAULO PEIXOTO, de Belo Horizonte
    Disponível em:http://www1.folha.uol.com.br/saber/1012221-sindicato-dos-professores-de-mg-acusa-governo-de-descumprir-acordo.shtml Acessado em 26 de nov. de 2011

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  91. Boa noite, companheiro Bosco
    Sou araxaense e sinto uma imensa vergonha de ter como conterrâneo o DEPUTADO BOSCO, INTEGRANTE DA LISTA DOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.
    Em tempo: com a nova tabela do subsídio, os maiores beneficiados serão os Vice-Diretores.
    Aqui em Araxá, a maioria deles não cumprem 30 horas. Eles cuidam de "interesses particulares" em horário de trabalho....VERGONHA!

    ResponderExcluir
  92. GOLPE, GOLPE, GOLPE!!

    http://www.educacaoemminas.mg.gov.br/tudo.php


    No primeiro cálculo o governo omite os valores de biênios e pó de giz.

    - No exemplo citado o professor tem 5 qunquênios (25 anos de trabalho)
    5 x 10% = 50%
    50% de R$ 619,63 = R$ 309,82

    - Com 25 anos de trabalho o professor tem 12 biênios
    12 x 5 % = 60 %
    60 % de R$ 619,63 = R$ 371,78

    - Pó de giz
    20% de R$ 619,63 = R$ 123,93

    - Salário Total
    Piso + 5 quinquênios + 12 biênios + pó de giz
    619,63 + 309,82 + 371,78 + 123,93 = R$ 1428,16


    Em dezembro de 2010 esse professor ganhava R$ 1428,16 e agora vai receber R$ 1382,27 , uma perda de aproximadamente 3,21% .

    ResponderExcluir
  93. Professor Euler,

    Fiquei muito feliz ao ouvir de uma aluna(12 anos) que vai nos ajudar. Disse que tem muitos contatos. Segundo ela, o governador não pode destruir a educação e nem dizer que os alunos são atraídos mais pelo pão do que pelo ensino.Ao dizer isto, ele humilhou todos os alunos e pais de alunos. Ela diz que vai convidar todos os pais de alunos para mover uma ação jurídica.

    ResponderExcluir
  94. Vamos contratar o melhor escritorio de advocacia do Brasil,para isso proponho dobrar o desconto do sindicato por quantos meses for neceessario.Vamos propor isto aos sindicalizados ja, e aqueles que nao sao sindicalizados que o facam ou depositem o dinheiro em uma conta determinada,mas isso e para ONTEM.

    ResponderExcluir
  95. Carlos José - Nova Lima26 de novembro de 2011 21:51

    Euler e colegas professores do NDG:
    Primeiramente gostaria de pedir desculpas pelo não comparecimento à reunião, por motivos particulares. Sei que Nova Lima é uma das cidades mais próximas à BH, mas quero deixar aqui o meu apoio irrestrito à nossa causa.
    Vejam o que encontrei no Blog do Cabo Júlio:

    QUANDO UM CORONEL DOS PRAÇAS FALA....ALGO ESTÁ PIPOCANDO NOS BASTIDORES:

    Não precisa ser nenhum cientista político para prever o que está para acontecer, o Governo Estadual massacrou os Funcionários Públicos lotados na Secretaria de Educação a qual tem um Sindicato Guerreiro e lutador que procura defender a todo custo os ideais dos seus Sindicalizados e não se intimidou com as ameaças sofridas . O Governo de modo covarde, está usando a Lei da Mordaça, comprou a Imprensa e vocês podem notar sempre quando aproxima-se uma campanha salarial é quando o Governo mais se investe em propaganda, colocando assim a opinião pública contra o funcionalismo de modo Geral. Não culpo o Governo não, ele tem a máquina na mão e as chaves do cofre também e utiliza seus recursos como bem entender, sem ter que dar satisfação para nenhum funcionário público. Levamos até um calote, do Prêmio Produtividade imaginem o que poderá vir pela frente, pois quem cala, concente. Esquecendo que bem ou mal, temos o que ele mais necessita, ou seja, o voto e com isto apesar dele dizer que “jamais pensou em ser Governador” ele tem uma dívida de lealdade ao Sr Senador Aécio Neves, este sim, tem projeto para ser Presidente da República, será que os votos do funcionalismo não farão falta? Bom, mais não estou aqui para ensinar ninguém a governar, pois dinheiro para Marketing político tem, dinheiro para Bolsa Noiado tem, dinheiro para obras de estádios para a Copa do Mundo tem, dinheiro para construção faraônica da cidade administrativa teve, só não tem para o Funcionalismo Público. Olha, agora o Governo quer criar a Lei 2.571/11 a qual atrela a concessão de reajustes à arrecadação de ICMS, ou seja, já vislumbra um possível congelamento de salários, pois eu pergunto: Como vamos saber a real arrecadação se até por existência de diversas fontes o Governo desconhece, antes a desculpa era Lei de Responsabilidade Fiscal, agora é a crise na Europa e depois será a queda de arrecadação no ICMS. Agora, onde estão nossas Associações, pois nós não podemos Sindicalizar, por isto foram criadas, para lutar pelos nossos interesses, em lideranças já não falo mais pois estas foram corrompidas e devemos esquecê-las, não falo em Greve, falo sim em um Movimento de Conscientização onde nós devemos mostrar no nosso caso, a realidade da Segurança Pública no Estado com campanha de divulgação, manifestações na Capital e contato com as outras categorias para uma Ação conjunta . Mais se não tivermos o apoio das Associações nada disto será possível, por isto, cobre uma postura séria de sua Associação que em sua maioria está somente servindo de fonte arrecadadora de recursos para serem usados sabe-se lá onde.

    Fonte: Blog da Renata
    Postado por BLOG OFICIAL DO CABO JÚLIO às 16:12

    ResponderExcluir
  96. Olá queridos guerreiros,

    Não perdemos, pois uma lei estadual não prevalecerá sobre uma federal. o governo apenas adiou o pagamento do piso, pois assim ele não precisa prestar contas ao governo federal, deixando assim para o próximo governo.
    Acredito que contratando um escritório de advogacia bem conceituado, esta situação será resolvida em dias e não anos.O governo deve estar morrendo de medo, por isso ele está ameaçando o sindicato.O poder tem um certo limites, o dele com certeza está chegando ao fim, pois ele está brincando com coisa muito séria.
    Este governo e suas comparsas não vão conseguir nos destruir.
    Estava acompanhando a votação pela internet no dia 23/11, quando um deputado em sua maravilhosa explanação na ALMG disse "Este governo está sendo acusado pelo TRE por compras de votos , temos que pedir intervenção federal, o mais rápido possível, ele não pode desrespeitar um lei federal , dentre outras coisas".
    Então baseados nesses depoimentos deste deputado, volto a dizer novamente " uma lei estadual, mesmo votada por esta ALMG não é maior que uma federal, por isso um advogado honesto, digno e bem conceituado resolverá esta situação. Fiquem tranquilos, porém, não percam as oportunidades dentro de uma sala de aula para mostrar o sucateamento da educação mineira. Já estou fazendo isto e estou causando uma revolta nos alunos, pois os alunos que estão nos oitavos anos hoje serão eleitores em 2014. Imagine que até 2014 quantos novos alunos passarão por nós. Por isso, não percam a chance desta transformação política.
    Sinto-me tão indignada com esta situação, que por onde eu passo, sempre deixo um comentário de destruição deste governo, é logico sempre com futuros eleitores.

    ResponderExcluir
  97. João Paulo Ferreira de Assis26 de novembro de 2011 22:27

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Eu espero que você esteja certo, que não há perigo de o nosso sindicato ser condenado pelo TJMG, que está cheio de arlindos leones. (Para os que não são versados em História, especialidade do Euler e minha, Arlindo Leone era um juiz de direito que através de alarmismo fez com que o governo da Bahia desse início ao genocídio de Canudos).

    Mas devemos ficar atentos, até porque eu já vi esse filme antes com a justiça paulista perseguindo a APEOESP.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  98. João Paulo Ferreira de Assis26 de novembro de 2011 22:43

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Nós não podemos deixar-nos levar pelo pessimismo.
    Pois o que a gente projeta no subconsciente, acontece. De bom ou de ruim. Olha o Bartolomeu Dias. Chamou o Cabo da Boa Esperança de Cabo das Tormentas. Ele tomou um horror tão grande ao referido, que o seu destinho gravou-se-lhe no subconsciente. E ele foi um dos que morreu no naufrágio de metade da esquadra de Pedro Álvares Cabral, em 24 de junho de 1500.

    Vamos confiar em Deus, e vamos pensar positivo. Esta reunião de hoje foi uma bênção.

    Ontem foi um dia abençoado não só pelo aparecimento desse Dr.Marcus Guerra, como por um fato que me fez dar boas gargalhadas, e isto melhorou meu estado de espírito. Eram nove horas da manhã, o telefone começou a tocar. Eu me deixei ficar na cama pensando que minha mãe que sempre se levanta antes fosse atender, mas ela tinha ido à padaria. E aí atendi. Do outro lado da linha alguém fingindo-se desesperado começou a gritar: MÃEEEEEEEEEÊ, ESTOU SEQUESTRADO. ME ACODE MÃEEEEEEEEEEÊ. Respondi que não tinha filhos, e não caía nessa, pois os bandidos fazem tais ligações para extorquir dinheiro. O que achei graça foi eu, um marmanjo barbado ser chamado de ''mãe''. Contei para os alunos e eles riram da situação, e uma colega minha professora de Matemática, padecia dor de cabeça, ao ouvir, ela riu, o que já foi um passo enorme para melhorar-lhe o incômodo.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  99. RUTH DE AQUINO - 25/11/2011 22h00
    O que vale mais: um preso ou um estudante?

    Há carência de recursos em escolas e prisões. O absurdo é a negligência do Brasil com o conhecimentoAlguns números falam mais do que mil palavras. No Brasil, um preso federal custa o triplo de um aluno do ensino superior. E um preso estadual demanda quase nove vezes o custo de um estudante do ensino médio. A princípio, o que uma coisa tem a ver com a outra? Tudo. Há carência de recursos tanto em escolas quanto em prisões. Mas o absurdo maior é a negligência do Brasil com o saber, com o conhecimento.
    Quando essa equação vai fechar? Vamos gastar muito mais com os presidiários se quisermos tornar as cadeias brasileiras menos degradantes. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, prometeu que “agora vai”. Não sei se você, assim como eu, sente vergonha ao ver as cenas de mãos saindo pelas grades. São seres humanos empilhados, espremidos e seminus. É um circo dos horrores. E piora nos rincões remotos do Norte e Nordeste, longe das câmeras. Mesmo assim, o Estado gasta mais de R$ 40 mil por ano com cada preso em presídio federal. E R$ 21 mil com cada preso em presídio estadual.
    Esses valores, absolutos, não significam nada para nós. Mas, se dermos uma olhada no nível de instrução dos 417.112 presos, ficará claro como os dois mundos, o das escolas e o das prisões, estão intimamente ligados. Dos nossos detentos, mais da metade (254.177) é analfabeta ou não completou o ensino fundamental. O menor grupo é o que concluiu a faculdade: 1.715 presos. Esses números estão no relatório do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) do ano passado. Os presídios são um retrato de nossa sociedade. Do lado de fora, poucos têm acesso a universidades. E criminosos ricos e influentes podem pagar bons advogados.
    Poderíamos ficar resignados a nosso destino de país pobre em desenvolvimento humano. Poderíamos também construir macropresídios seguros para prender cada vez mais gente em cômodos amplos, com direito a boa alimentação, pátios, esportes e reeducação. Poderíamos melhorar a gestão penitenciária e reduzir a roubalheira. Em algumas cidades, os presos começam a ser soltos por falta de espaço.
    O mais complicado de tudo, mesmo, é prevenir a criminalidade. Porque seria preciso investir forte na educação universal e de qualidade. Os últimos números do IBGE, do Censo 2010, deixam clara uma urgência: entre nossas crianças com 10 anos de idade, 6,52% são analfabetas. Você, que lê este artigo, quando se alfabetizou? Provavelmente entre os 5 e 7 anos de idade, como acontece nas maiores economias do mundo – aquele grupo privilegiado em que o Brasil se insere com orgulho.
    continua...

    ResponderExcluir
  100. continuaçao...
    Essa criançada brasileira que não sabe escrever nem seu nome não faz ideia de que está trancada na prisão da ignorância. Sem cometer crime algum, as crianças foram condenadas à marginalidade perpétua. Isso não significa que serão desonestas ou hóspedes dos presídios-modelos que o ministro da Justiça promete construir. Mas que chance o Estado dá a elas? Esse porcentual de 6,52% nada tem a ver com heranças malditas. São crianças que nasceram na década de Lula.
    Por mais que se comemorem avanços na Educação, em uma década o total de analfabetos no Brasil caiu menos de 1 milhão. Eram quase 15 milhões e hoje são 14 milhões que não sabem ler ou escrever – esse total equivale a duas vezes a população inteira do Paraguai. Em dez anos de investimento e dois mandatos de governo do “tudo pelo social”? Não dá para festejar. Entre os brasileiros com mais de 15 anos, continuamos mais analfabetos que Zimbábue, Panamá e Guiné Equatorial.
    As disparidades regionais são outra preocupação. Em analfabetismo, segundo o Censo 2010, o Maranhão do clã Sarney está em 24º lugar e só perde para Paraíba, Piauí e Alagoas. Há 19,31% de analfabetos no Maranhão, porcentual maior que na República do Congo, na África. No programa do PMDB em rede nacional de televisão, na quinta-feira passada, o presidente “vitalício” do Senado, José Sarney, afirmou: “O bom homem público olha e vive para seu país”. Eu já ficaria satisfeita se o homem incomum, blindado por Lula e aliado de Dilma, olhasse para o Estado onde nasceu.
    Em mortalidade infantil, o Maranhão da governadora Roseana Sarney só perde para Alagoas. De cada 1.000 maranhenses que nascem, 36 bebês morrem antes de completar o primeiro ano de vida. Não sei como a dinastia que controla esse Estado há 45 anos consegue dormir em paz. No programa do PMDB, Roseana disse que uma mulher no poder “significa uma visão mais humana de governar”.
    A esperança é que o Brasil amadureça e passe a investir logo em suas crianças e seus estudantes para um dia, talvez, reduzir a superlotação dos presídios. Não é uma fórmula infalível, mas parece ser uma aposta sensata.

    http://revistaepoca.globo.com/Mente-aberta/noticia/2011/11/o-que-vale-mais-um-preso-ou-um-estudante.html

    EM MINAS BANDIDOS VALEM MAIS QUE ALUNOS E PROFESSORES!

    ResponderExcluir
  101. NIÓBIO: PESQUISE!
    SEU GOVERNO MENTE PRA VOCÊ!
    O Brasil detém 98% das reservas mundiais exploráveis de nióbio no mundo, e mais de 90% do total do minério presente no Planeta Terra. As Jazidas estão presentes em 3 cidades brasileiras: 61% proveniente de Araxá - MG

    http://opiniaoenoticia.com.br/brasil/nacional/niobio-a-riqueza-desprezada-pelo-brasil/

    http://www.revistameioambiente.com.br/2011/04/13/niobio-metal-estrategico/

    ResponderExcluir
  102. PRESTENÇAO O BABACA JA TA EM CAMPANHA, DEPENDE DE NOS ACABAR COM ELE E COM OS DEPUTADOS CARNEIROS DE MG

    ENTREVISTA - 25/11/2011 18h15 - Atualizado em 26/11/2011 11h17
    Aécio Neves: “Dilma é refém de um governo de cooptação”

    Principal nome do PSDB para disputar a Presidência, o senador diz que a oposição vai chegar forte em 2014 porque o modelo do PT vai se exaurir...
    ...
    ÉPOCA – Em que o PSDB pode tentar se distinguir do PT?
    Aécio – Estamos buscando identificar temas que criarão contraponto ao imobilismo do PT. Vamos ao principal. Fala-se muito do combate à pobreza como a grande marca do governo. Mas não se combate a pobreza só com um programa de distribuição de renda. O governo se contenta em administrar a pobreza em vez de fazer a transição real dos pobres para uma situação de melhor bem-estar. Isso ocorre porque o governo não enfrenta a questão de qualificação da educação como deveria.

    se tiver estomago leia o resto aqui

    http://revistaepoca.globo.com/tempo/noticia/2011/11/aecio-neves-dilma-e-refem-de-um-governo-de-cooptacao.html

    ResponderExcluir
  103. Sub-comandante Euler, entendo que não perdemos, na verdade estamos acordando para uma nova realidade. A palavra é politização de todos nossos colegas. Temos que nos organizar, criarmos fundos para greves. Um partido dos educadores, e palestras nas escolas, pois, tenho certeza Euler, que um companheiro que tenha o dom da oratória pode convencer muitos ( Adolf Hitler ) e vai desculpando o infeliz exemplo, mas é uma verdade. Temos que continuar, lutando ,lutando e aumentando nosso exército. Força na luta companheiro, pois , nós estamos apenas começando.

    ResponderExcluir
  104. Euler,

    Sabemos que vocês da capital e região metropolitana ajudaram segurar muito a barra - na nossa greve. Gostria de fazer uma colocação- Na última campanha para o governo de Minas, notamos o quanto Aécio e O governador usaram adesivos e abusaram com frases de apoio da torcida do cruzeiro e atlético - Por que não convocar todos os nossos apoiadores que fazem parte das torcidas e nos jogos manifestarmos nossa insatisfaçao??? Quantas vezes já observei fotos do Che nas faixas do cruzeiro - quem sabe da luta de lider Che Guevara, nunca aceitaria o que o governo faz com a educaçao e os educadores em Minas, e o quanto a torcida do galo e guerreira??? - precisamos organizarmos manifestações que chamem atenção da sociedade para a nossa luta -Deveriamos colocar cartazes grandes na praça sete mostrando o quanto setores das diferentes esferas nos vendem!
    Linder

    ResponderExcluir
  105. O governador encontrou o caminho para Minas avançar.
    Subsídio também para: TJMG, policiais,assembléia, ministério público e outros.
    Por que só professores tem que ser massacrados pelo governo e deputados traidores?

    ResponderExcluir
  106. Euler gostei muito das decisões tomadas pelo NDG.
    Vamos nos organizar e levar as informações para dentro das nossas escolas, pois, há muitos colegas desinformados por comodismo. Ah quanto ao prêmio produtividade nós estamos no VB então temos direito ao prêmio certo ou errado?Ou vamos ser roubados também mais uma vez?
    Espinosa MG

    ResponderExcluir
  107. Euler nós tambem NÃO vamos receber o premio de produtividade ??????????????

    ResponderExcluir
  108. Caros colegas:
    Temos que deixar um pouco a teoria e partirmos logo para a batalha,já dei uma sugestão acho que não foi publicada,cada subsede devem fazer faixas de luto e colocar próximos as escolas ,á assembleia legislativa com os dizeres aqui jaz a educação.Se o governo acha que a luta terminou agora que a guerra começa,vamos deixar a teoria e colocar em prática. As sugestões do advogado Marcus Guerra muito boa. Acho que no dia dessas representações o sindicato deve convocar paralisações com ida para Brasília .Devemos fazer manifestos em frente ao MEc ao STF ao palácio do governo.Só assim chamaremos a atenção da mídia para a nossa situação.Devemos pedir apoio dos deputados da base aliada para estarem com a gente nessa batalha.Agora estamos em guerra e na guerra fale tudo.Não importa o que o governo pense,pense ele o que quiser , mas com certeza faremos tudo para reavermos nossos direitos.Vamos contratar os melhores advogados possíveis ,vamos fazer faixas de luto ,vamos pedir apoio a políticos que são a favor de nossas causas.Vamos fazer mobilizações em Brasília vamos publicar em jornais.Se o sindicato faltar dinheiro tenho certeza que todos nós estamos disposto a ajudar.Agora acho que a Beatriz tem que nos ouvir e começar a tomar sugestões que damos.Ou caso contrário vamos começar a organizar em cada subsede e tomarmos decisões isoladas .Uma coisa é certa não calaremos diante dessa barbárie .Por favor Euler suas sugestões são muito boas,,mas tá na hora de começarmos a por ações em prática.

    ResponderExcluir
  109. Euler no reposicionamento anterior eu era M e agora sou I.Por que desci três casas?

    ResponderExcluir
  110. O governador ainda nem pagou o subsídio para os 150.000 servidores do VB
    e já está cortando o PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE QUE COMEÇA A CONTAR DE JULHO DO ANO PASSADO.
    A lei dele deve ser obedecida rapidamente né?
    Cara de pau!

    ResponderExcluir
  111. Há uma conversa de que o Famigerado Prêmio de Produtividade sairá no dia 20 de dezembro. Vamos confirmar, porque esse sujeito é o Rei da Picaretagem.

    ResponderExcluir
  112. Pessoal da luta, desculpem o ato falho no resumo da reunião do NDG de hoje. Quando disse que todos consideraram importante a greve de 2012, quis dizer 2011, rsrs. Acho que já estava pensando na greve de 2012...

    Aliás, este tema foi mencionado também. Discutiu-se que uma greve em 2012 não está descartada. Mas, de acordo com algumas análises, esta deve ser de menor duração e com maior impacto, para atingir os objetivos traçados.

    Sobre este tema ainda foram colocados os seguintes pontos:

    a) que devemos organizar, através do sindicato, um fundo de greve e/ou uma cooperativa de crédito;

    b) que devemos organizar o movimento em cada escola, de modo a contar com o apoio de toda a comunidade durante a greve (citamos a proposta de se organizar caravanas a partir de cada escola);

    c) um outro ponto a ser considerado é sobre a reposição das futuras greves. Devemos rediscutir esta questão para as próximas greves, de modo a evitar reposições aos sábados e feriados - o calendário precisa ser definido de fato pela comunidade escolar e não pelo governo.

    ResponderExcluir
  113. O aécio never começou a dar as caras por aqui, no O Tempo.

    Aécio aposta em queda da popularidade de Dilma para 2014

    O senador e ex-governador mineiro Aécio Neves afirmou, em entrevista concedida à revista Época, que o modelo de gestão do PT vai se desgastar e a oposição deve chegar "altamente competitiva" às eleições presidenciais de 2014. Apontado como um dos principais pré-candidatos a disputar a sucessão pelo PSDB, o senador fez críticas à administração petista e mostrou que está disposto a partir de vez para o ataque.

    Aécio disse que é natural a boa avaliação do governo Dilma, mas que a presidente "passou o ano reagindo às crises que surgiram". Para o ex-governador, o PT virou refém do que ele chama de governo de cooptação. Perguntado sobre a influência de Fernando Henrique Cardoso, Aécio disse que o poder de FHC foi subestimado nas eleições de 2010 e que, se depender dele, o ex-presidente terá papel de destaque nos debates de campanha.

    Sobre o Bolsa-família, o senador disse que, em vez de comemorar a inclusão de milhares de famílias a cada ano, o governo deveria se preocupar em dar condições das famílias saírem do programa, por meio de qualificação e acesso a empregos. Aécio rechaçou a crítica de que o PSDB seria um partido elitista e creditou a própria popularidade em Minas Gerais ao sucesso de programas de inclusão social e à redução da criminalidade no estado.

    ResponderExcluir
  114. C0NVIDO A TODOS COLEGAS DE CLASSE TRABALHAR ATE O ULTIMO DIA DO ANO DE CAMISA PRETA COMO UMA MANIFESTAÇÃO SILENCIOSA CONTRA ESSE GOVERNO COVARDE

    ResponderExcluir
  115. Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Vou comentar como anônimo, pois tenho uma sugestão de camisa:

    NÓS PROFESSORES MINEIROS FOMOS ROUBADOS!!!!!!! POR ALINASTASIA E SEUS 51 LADRÕES!!!!!!

    O ''Fomos roubados'' em letra maior.

    ResponderExcluir
  116. População escandalizada? Tenho minhas dúvidas, afinal são poucos pais e alunos que ficam do nosso lado, nem os próprios colegas de profissão ... sem comentários. O governo usa e abusa da mídia, pessoas da minha família comentaram "graças a Deus tudo se resolveu, que bom!", deu um trabalho para explicar. A verdade é que quem sofre e entende a situação somos nós, que fomos duramente penalizados, humilhados e enganados. A população não está nem aí para nossa categoria. Mas tudo bem, prefiro ser do lado de cá do que do lado do mal, lutamos e cumprimos o nosso dever, não temos do que nos envergonhar. Vergonha é para o governo e seus capachos.

    ResponderExcluir
  117. GLOBO.COM...........MINAS DO CHOQUE DE GESTAÇAO.

    26/11/2011 19h25 - Atualizado em 26/11/2011 20h01
    Criminosos invadem casa e fazem moradores reféns em MG
    Homem e mulher ficaram cerca de três horas em poder dos criminosos.
    Vizinhos chamaram a PM, que passou pelo local, mas não agiu.
    Do G1 MG, com informações da TV Panorama



    Um homem e uma mulher foram mantidos reféns dentro de casa durante um assalto na madrugada deste sábado (26), em Juiz de Fora, na Zona da Mata de Minas Gerais. Vizinhos acionaram a Polícia Militar após flagrarem dois homens invadindo a residência. Os policiais disseram que fizeram uma ronda na rua, mas como não havia barulho nem movimentação suspeita, decidiram ir embora.
    O casal ficou cerca de três horas em poder dos criminosos. O homem chegou a ser agredido. Por volta das 6h, os dois assaltantes foram embora levando dinheiro, as alianças do casal, cartão de crédito e roupas.
    De acordo com a PM, até a tarde deste sábado, os suspeitos não haviam sido localizados.

    ResponderExcluir
  118. GLOBO.COM.........MINAS DO CHOQUE DE GESTAÇÃO.

    Família é feita refém durante assalto à residência em Paracatu, MG
    Cinco homens encapuzados e armados abordaram os moradores.
    A polícia faz rastreamento em busca dos criminosos.
    Do G1 Triângulo Mineiro


    Comente agora
    Uma família do bairro Cidade Nova, em Paracatu, no Noroeste de Minas, foi rendida na noite desta terça-feira (22) por uma quadrilha de assaltantes. Cinco homens encapuzados e armados abordaram dois moradores que saíam da residência, entraram na casa e renderam o restante da família.
    Os moradores ficaram sob ameaça de dois criminosos, enquanto os outros roubavam jóias, aparelhos eletrônicos e dinheiro. Os assaltantes fugiram. A polícia não tem informações se os ladrões são moradores da cidade e afirmou que continua rastreamento em busca dos envolvidos.

    ResponderExcluir
  119. GLOBO.COM.......MINAS DO CHOQUE DE GESTAÇÃO.

    26/11/2011 14h40 - Atualizado em 26/11/2011 16h56
    Suspeitos roubam mais de R$ 100 mil e armas de vigilantes na Grande BH
    Segundo PM, o crime foi em um caixa eletrônico dentro de uma padaria.
    Roubo aconteceu em Vespasiano, na Região Metropolitana de BH.
    Do G1 MG


    Comente agora
    saiba mais
    Suspeitos fogem da PM, entram na contramão e acabam presos em BH
    Suspeito de roubo foge pelo telhado e é preso pela PM em Uberlândia
    Três homens são suspeitos de roubar neste sábado (26) em Vespasiano, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, mais de R$ 100 mil e as armas de vigilantes. De acordo com a Polícia Militar (PM), o crime foi em um caixa eletrônico que fica em uma padaria.
    Ainda segundo a PM, os funcionários de uma empresa de segurança faziam a manutenção de um caixa quando foram abordados pelos suspeitos armados.

    Até o horário em que esta reportagem foi publicada, ninguém havia sido preso

    ResponderExcluir
  120. Bom dia , a Euler , nosso grande amigo ,
    será que você poderia nos arranjar uma tabela de pagamento com valores comparativos ?
    Acho que é o que todos estão querendo . Obrigada .

    ResponderExcluir
  121. VALEU MARCOS GUERRA,

    SUA SUGESTÃO SE TRANSFORMOU EM ESPERANÇA.

    E ESTA ESPERANÇA NOS UNE E É A CHAMA ACESA PARA NOSSAS LUTAS, REIVINDICAÇÕES E VITÓRIAS.

    MUITO OBRIGADO.

    ResponderExcluir
  122. Euler, esta situação me tem feito muito mal.Tenho problema de pressão alta e às vezes tenho que evitar acompanhar certas coisas,mas não consigo.Estou sempre por dentro de tudo.Queria lhe informar que tenho 23 anos de efetivo exercício 4 quinquênios e 6 biênios e Pós graduação.Fui posicionada no subsídio como T2A (para licenciatura curta).Disseram que não tive promoção por falta de uma avaliação de desempenho quado estava afastada por doença.Isto é corrigir distorções? A professora que me substituiu sem nenhum quinquênio ganhava mais que eu.Tenho graduação plena desde 1998 e pós há mais de três anos .Vou voltar para isto mesmo neste próximo posicionamento?QUERO O PISO!!!Dê-me um esclarecimento por favor.Regina-Sete Lagoas.OBRIGADA.

    ResponderExcluir
  123. ESTADO DE MINAS ONLINE.
    DEPUTADOS HOMOLOGATIVOS VENDILHÕES....

    Deputados e prefeitos pressionam governo pela liberação de R$ 115 mi em Minas
    Com as eleições municipais batendo à porta, prefeitos pressionam deputados estaduais, que, por sua vez, pressionam o governo pela liberação de emendas para obras nas bases eleitorais

    Bertha Maakaroun -
    Publicação: 27/11/2011 08:46 Atualização:
    Sob a pressão de prefeitos, os deputados estaduais têm pressa. A temporada é de corrida para conseguir a liberação de R$ 115,5 milhões em emendas destinadas às bases eleitorais, apresentadas ao Orçamento do estado de 2011. Quadras esportivas, praças, calçamento, meios-fios, veículos, equipamentos para hospitais, reforma de escolas. Há de tudo um pouco. Também entidades públicas são contempladas: Apaes, Rotarys, Lions. Para os prefeitos, a ansiedade em iniciar e concluir obras tem explicação: depois de 7 de julho do ano que vem não poderão mais subir em palanques de inauguração. Começar logo e terminar mais cedo ainda é o mandamento do momento. Para as entidades a hora é também agora. A partir de 1º de janeiro estarão vedados repasses públicos para elas.

    Desesperados com a aproximação do ano eleitoral, os prefeitos andam atrás dos deputados. “Tenho uma promessa de emenda para uma praça e um calçamento. Telefono diariamente para o deputado. Afinal, uma mão lava a outra”, afirma um prefeito da Zona da Mata. Temendo ter a emenda prometida “cassada”, ele pede para não ser identificado. Como em todas as outras regiões de Minas, ainda na Zona da Mata, em Santo Antônio do Aventureiro, Senador Cortes e em Maripá de Minas, a situação se repete: os prefeitos ligam para os deputados majoritários avisando que precisam ser apoiados agora, caso contrário, dificilmente poderão ajudá-los daqui a três anos.

    Na Assembleia, já há alguns meses, o ti-ti-ti da insatisfação ronda os bastidores. O fim do ano se aproxima, sem que o governo do estado tenha pago as cerca de 1.155 emendas parlamentares do orçamento em curso. Enfrentando queda na arrecadação do ICMS, negociações com o funcionalismo por aumento salarial e alegando o aumento de custeio, o Palácio Tiradentes fechou o cofre. E nada é menos estimulante para o relacionamento entre deputados e o Executivo do que um cofre trancado. Ao limite de R$ 1,5 milhão ao ano, cada parlamentar tem o “direito” de incluir um conjunto de emendas – em média 15, de R$ 100 mil cada. Nas cidades cria-se expectativa em torno dos investimentos. “Os prefeitos reclamam constantemente e pedem todo dia. Se não conseguirmos resolver, o ônus é nosso”, afirma o deputado estadual Gustavo Corrêa (DEM).

    De um lado os deputados prometem aos prefeitos e, quando cobrados, reclamam da “carestia” que retarda o atendimento. Por seu turno, o governo considera que os deputados pedem mais a cada mandato e sempre dizem ser pouco. “Com R$ 1,5 milhão não dá para atender as demandas das bases, que ficam achando que o dinheiro é ilimitado”, afirma o deputado estadual Délio Malheiros (PV), em referência ao fato de que cada deputado concentra a votação em cerca de 40 cidades no estado.

    Para distensionar, por meio de seus líderes na Assembleia, o governo do estado acaba de anunciar a promessa, que rapidamente se difundiu em plenário e deverá repercutir sobre o ânimo dos parlamentares nos próximos dias. Até 15 de dezembro as emendas do Orçamento deste ano serão entregues aos prefeitos e entidades indicadas. As listinhas andam nos bolsos, facilitando o retorno às “bases”, a cada novo telefonema dirigido aos “seus deputados” cobrando.

    Em Vargem Alegre, o prefeito Neudmar Ferreira Campos (PDT), que apoia o deputado estadual Adalclever Lopes (PMDB), comemora: acaba de ser confirmada a promessa de empenho de R$ 150 mil para o calçamento.

    ResponderExcluir
  124. ESTADO DE MINA ONLINE.
    SEGUE MATERIA SOBRE DEPUTADOS VENDILHÕES.....


    O passo a passo das emendas

    Os deputados estaduais indicam no Orçamento do estado até R$ 1,5 milhão em cinco grandes categorias de emenda;

    Ao longo do ano da execução orçamentária, as emendas são distribuídas pelas secretarias de estado: Governo, Saúde, Transporte e Obras Públicas, Esportes, Desenvolvimento Social. Quando o governo decide liberá-las, avisa aos parlamentares;

    Os deputados estaduais entram em contato com os prefeitos e entidades públicas de suas bases eleitorais, acertam os valores que serão destinados a cada um, segundo a prioridade das demandas;

    Os beneficiários encaminham os projetos para as secretarias de estado, indicando como pretendem aplicar os recursos;

    Ao mesmo tempo em que as emendas funcionam como um forte instrumento de pressão política do governo sobre os deputados, elas operam, na ponta, para reforçar os laços políticos entre os parlamentares e as suas bases;

    Entre deputados estaduais e prefeitos, essa relação de troca tem dois momentos. Na véspera das eleições de prefeitos, como ocorre este ano, são eles que pressionam os deputados estaduais para liberar os investimentos. Mas, na véspera das eleições dos deputados estaduais, as prioridades se invertem. São os parlamentares que, de olho na própria reeleição, passam a pressionar prefeitos para agendarem inaugurações das obras realizadas com as emendas parlamentares.

    As limitações do ano eleitoral

    1º de janeiro

    A partir desta data ficam vedados os programas sociais executados por entidade nominalmente vinculada a candidato ou por esse mantida, ainda que autorizados em lei ou em execução orçamentária no exercício anterior.

    7 de julho (3 meses antes)

    A partir deste dia são vedadas aos
    agentes públicos as seguintes condutas:

    1) Realizar transferência voluntária de recursos da União aos estados e municípios, e dos estados aos municípios, ressalvados os recursos destinados a cumprir obrigação formal preexistente para execução de obra ou de serviço em andamento e com cronograma prefixado, e os destinados a atender situações de emergência e de calamidade pública.

    2) Realizar inaugurações e contratação de shows artísticos pagos com recursos públicos.

    3) Comparecer a inaugurações de obras públicas.

    ResponderExcluir
  125. Professor Euler e demais,
    Gostei da conclusão de seu texto, Aparecida, e afinal, em sala de aula, podemos trabalhar com os nossos alunos de forma crítica, cidadã. Lembrando a todos que isto não significa seguir a cartilha do governo, que é a de criar cidadãos alienados, que não pensam, pois assim, será mais fácil de ludibriá-los.
    Professor Herbet
    Cristália -MG

    ResponderExcluir
  126. Outra coisa importante Euler é que iremos receber parcelado até 2015 o que devíamos estar recebendo desde janeiro de 2011. É revoltante o momento que estamos vivendo em Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  127. BOM DOMINGO PESSOAL! ESTOU POSTANDO NOVAMENTE O VÍDEO QUE FIZ QUANDO FUI Á OURO PRETO COM ALUNOS E PROFESSORES DA ESCOLA QUE TRABALHO AQUI EM GOVERNADOR VALADARES AGORA NO MÊS DE NOVEMBRO. ASSISTAM DE FORMA HUMORADA QUE NÃO ESQUECEMOS DA PALHAÇADA QUE ESSE DESGOVERNO FAZ CONOSCO! NEM NO PASSEIO A GENTE SE RELAXA! OBRIGADA ALUNOS! OBRIGADA PROFESSORES INSATISFEITOS! POSTEM ESSE VÍDEO NO TWITTER E-MAILS AONDE PREFERIREM!

    http://www.youtube.com/watch?v=vCwVHXvG1lE

    NDG DE CARTEIRINHA DE GOVERNADOR VALADARES M.G : "TERRA SEM GOVERNO TERRESTRE!" DEUS ESTÁ TOMANDO O COMANDO DE MINAS GERAIS DO BRASIL E DO MUNDO TODO!OBRIGADA SENHOR!

    ResponderExcluir
  128. BOM DIA, AMIGO EULER
    DESESPERAR JAMAIS...
    CONCORDO COM O ANÔNIMO DAS 21:13.
    ALÉM DOS VICE- DIRETORES NÃO CUMPRIREM 30 HORAS,
    FICAM AMEAÇANDO OS COITADOS DOS PROFESSORES, SOBRE A AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO..BANDO DE PUXA-SACOS....

    ResponderExcluir
  129. Esse vagabundo só está ganhando tempo e fazendo o governo federal de palhaço! Vamos acabar com ele na justiça imediatamente! Estamos demorando demais!

    ResponderExcluir
  130. Companheiro Euler.
    Não vi o post com a reunião do NDG que gostaria de começar a participar mais ativamente do que ser um leitor.
    Acho que vc tem um excelente veículo que é este BLOG. E o sindicato está um pouco perdido e é um mecanismo maior e consequentemente mais lento.
    Acho que se vc conseguir um advogado que tope pegar ações contra o governo e colocar aqui no blog para ingressar direto com ele seria interessante para cobrar nossos direitos.
    Pode contar comigo
    Helbert fisicamg@gmail.com
    BH

    ResponderExcluir
  131. EULER,
    VAMOS COBRAR:

    SIMULADO DE PERDAS JÁ.... CADÊ, SENHOR GOVERNADOR!

    VAMOS BATIZAR A CAMPANHA VIA INTERNET.....

    ResponderExcluir
  132. CAROS COLEGAS,

    OLHEM SÓ A NOVA PÉROLA:

    "Servidores Públicos do Estado de Minas Gerais não receberão, em 2011, o prêmio de produtividade, mais conhecido como 14º salário.

    O não pagamento é em função dos servidores da educação receberem por subsídio e, conforme o § 4º, do artigo 39 da Constituição Federal, quem recebe através de subsídio é vedado o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie remuneratória."

    DIANTE DISSO AÍ, INDIGNADA QUESTIONO:

    A REMUNERAÇÃO DOS POLÍTICOS E CARGOS DE CONFIANÇA É REALIZADA PELA FORMA DE SUBSÍDIO, NO ENTANTO ELES É QUE RECEBEM TODAS AS ESPÉCIES DE GRATIFICAÇÕES PARA COMLEMENTAREM SEUS GIGANTESCOS SALÁRIOS, OU SEJA, VALE PALETÓ, VALE GASOLINA, TALVEZ ATÉ VALE MEIA, VALE CUECA, ENTRE OUTROS DISPARATES... OU ESTOU
    EQUIVOCADA?!

    AGORA O NOSSO SUADO PRÊMIO POR PRODUTIVIDADE É QUE É PROIBIDO POR LEI?!

    É... A QUE PONTO CHEGAMOS... ESTÃO NOS SUBESTIMANDO COMPLETAMENTE EM TODOS OS ASPECTOS... COMO É QUE ESSA CAMBADA DE LADRÕES CONSEGUE SER DISCARADA A ESSE PONTO?!

    ACREDITO QUE VAMOS DAR BASTA NESSA SITUAÇÃO!!! ESSA BRINCADEIRA JÁ PASSOU DOS LIMITES HÁ MUITO
    TEMPO!!!

    PATRÍCIA FERREIRA - MONTES CLAROS

    ResponderExcluir
  133. Interessante o vídeo (feito em Ouro Preto, postado no youtube pelo anônimo de GV das 9:46, sobre as expressões que falamos no dia-a-dia e nem temos noção do significado verdadeiro delas!!!

    Boa a comparação feita por uma professora ao comentar:

    Sem eira nem beira(professor que ganha pouco)...

    meia tigela(avaliação de desempenho)...

    feito nas cochas(nosso salário) ...

    "ispivitado"(o governador apagando nosso fogo)

    kkkkkkkkkkk...muito bom!!!

    Deu para diminuir o stress e rir um bocado além de aumentar nosso conhecimento!

    ResponderExcluir
  134. Aparecida, do comentário de 01:35,

    Eu achei seu comentário tão bom que estou

    transcrevendo-o como meu pensamento também!!!

    Estou "compartilhando" rsrsrs...


    "População escandalizada? Tenho minhas dúvidas.

    Afinal, são poucos os pais e alunos que ficam do nosso lado!!!

    Nem nossos próprios colegas de profissão...(sem comentários!).

    O governo usa e abusa da mídia...

    Pessoas da minha família comentaram "graças a Deus tudo se resolveu, que bom!"

    Dá um trabalho para explicar!!!


    "A verdade é que quem sofre e entende a situação,

    somos nós que fomos duramente penalizados,

    humilhados e enganados.

    A população não está nem aí para nossa

    categoria. Mas tudo bem, prefiro ser do lado de

    cá do que do lado do mal, lutamos e cumprimos o

    nosso dever, não temos do que nos envergonhar.

    Vergonha é para o governo e seus capachos."

    ResponderExcluir
  135. NÓS,PROFESSORES MINEIROS,

    FOMOS ROUBADOS!!!

    POR ALI ANASTASIA

    E SEUS 51 LADRÕES!!!!!!

    ResponderExcluir
  136. Não é preciso ter um nível de inteligencia mínimo para entender que o grande golpe é na realidade a grande foice que nos roça impiedosamente, sem opção de nos mantermo no antigo já nos diz tudo. Esse sistem de vencimento básico se tornaria em pouco tempo, muito melhor que o golpe. Hoje é isso amanhã é a carga horári sob o pretexto de que ganhamos menos que um salário mínimo devido a nossa carga hoária e de braços cruzados, sentaremos na praça dando milho aos pombos? Quanto mais alto o cargo, pior o tombo. Salve-se quem puder? Amanhã será a justificativa que o magistério é por amor? Que seja assim também os altos cargos por amor. AMOR , não enche barriga. Prestem atenção outras classes, tudoi se começa apostando naquele que se avalia como mais fracos. Nós não teremos nada enquanto a criança mimada não crescer, não há aumento, muito pelo contrário, há um desaumento no salário do professor. Não precisa ter um mínimo de inteligência pra perceber claramente isso.

    ResponderExcluir
  137. Euler, você sabia que as SRE mandaram fazer um xerox das páginas do livro de ponto dos professores que fizeram operação tartaruga nos dias 16, 17 e 18 desde mês para CORTAR esses dias?

    ResponderExcluir
  138. 1ª Parte
    Necessitamos de ações imediatas, antes que o desânimo e a descrença tome conta de nossos corações. O Governo precisa saber que não somos ovelhinhas!
    Tentamos vencer o Governador nos apoiando nas Leis, mas nos esquecemos de que “ele é a Lei” (vejam o filme O Advogado do Diabo).
    Precisamos ter uma visão de cima e de fora da situação para que possamos compreender o que realmente se passa.
    Não podemos ter ações sentimentalistas com um governador frio e calculista.
    Precisamos urgentemente ser mais inteligentes e mais astutos em nossas ações. Falamos demais, porém agimos pouco e de modo ineficiente. A época de muito blá-blá-blá já passou. O mundo é capitalista e rapidez nas atitudes é requisito para a sobrevivência.
    Falta logística: ações rápidas, eficientes e que não pesem no bolso dos professores.

    ResponderExcluir
  139. 2ª Parte
    Sugestões:
    a) Sistema de Comunicação Eficiente – As informações precisam chegar a todas as cidades instantaneamente (atualmente, nossa principal fonte de informação e esperança é o Blog do Euler). Precisamos urgentemente de um site do SindUte com atualizações de hora em hora – que se contrate um funcionário exclusivamente para isso e outros para coletar informações via email, msg ou telefone e repassá-las ao atualizador. Todo professor pode ser um fornecedor de notícias, de informação para o site.
    b) Apoio Financeiro aos Professores – A criação de um Fundo de Apoio Financeiro de Greve é de suma importância. Uma das principais causas do enfraquecimento da greve foi o corte dos salários dos professores (foi uma manobra de guerra fria, calculada e eficiente).
    c) Um Lugar Fixo para nossas Manifestações – (Deslocamentos para muitos lugares requerem gastos de passagem, estadia e alimentação para muitas pessoas, ou seja, são inviáveis; o lugar sendo o mesmo termina por torná-lo um Símbolo da nossa Manifestação – tomem Wall Street como exemplo, pois tornou-se uma referência mundial).
    d) Proteção Contra Chuva e Sol – Algumas tendas evitam a dispersão das pessoas durante uma manifestação, pois protegem contra a exposição do sol e contra a chuva.
    e) Conquistar a População – O caminhão do SindUte deveria ser utilizado somente para as falas, pois as músicas altas tendem a irritar a população. Alguém percebeu como a batucada dos universitários da FAE – UFMG levantou a moral, quando chegou num dos dias da greve? Foi um batuque rústico, com bombonas de plástico e pedaços de madeira, que mexeu com o atavismo das pessoas – assim o fazem os especialistas em sonorização nos filmes: utilizam marchas em filmes de guerra e ritmos de tambores em filmes onde há revolução. Determinadas batidas de tambor atraem a juventude e são os jovens os aliados mais poderosos que precisamos. Juventude, batucadas animadas, muitas faixas coloridas, muita criatividade (bonecos, fantasias, etc.) vão tornar o nosso movimento atrativo e teremos milhares, ou até mesmo milhões, lutando ao nosso lado. Precisamos incorporar a psicologia ao nosso movimento grevista e torná-lo atrativo aos jovens. Vejam como o Governo age: propagandas bem feitas, com falas simples, objetivas e de fácil entendimento – psicologia de comércio, a mesma utilizada para fazer as pessoas comprar os produtos sem que haja a necessidade da compra – usa métodos científicos para jogar o povo contra os professores. Assim precisamos fazer: conquistar a juventude e jogar os jovens contra o governo.
    f) Ações iniciais ainda em 2011 – Primeiro: panfletagem simples e objetiva jogando o povo contra o governo (um modelo de panfleto pode ficar disponível no Blog do Euler, para que cada professor imprima a quantidade que puder - dentro dos seus recursos - e distribua por onde for, dentro dos ônibus, dentro do metrô, etc., onde houver aglomeração pessoas. Se o professor não se sente à vontade em distribuir, que deixe num balcão de casa lotérica, ou num banco de ponto de ônibus ou de casa lotérica, pois o que importa é saturar o povo de informações contra o Governo o mais rápido possível; De tanto ouvir ou ler, as pessoas tendem a aceitar a sugestão como sua própria opinião (estratégia de lavagem cerebral utilizada pelo Governo). Segundo: Manifestações quinzenais (mais tarde, semanais – maior pressão), com os professores que puderem estar presentes (mesmo que sejam trinta somente) para que o Governo saiba, junto com a população, que não nos derrotou.

    ResponderExcluir
  140. Patrícia Ferreira,

    o prêmio produtividade não é devido áqueles que estão no subsídio, mas até dez/2011, quem fez opção ainda continuará no VB, pois o tal subsídio para todos,aprovado pelos 51 "capetas", só entrará em vigor a partir de jan/2012...

    ResponderExcluir
  141. Companheiros de luta.
    Prezado Euler,boa tarde!
    Que iluminação Deus te deu,que capacidade para expôr o pensamento!Parabéns!
    A verdadeira gentileza é perfeito conforto e liberdade.Ela consiste em tratar os outros exatamente como você adoraria ser tratado.
    Passar por cima dos direitos alheios seria o caminho mais curto e fácil,e também o mais injusto.
    "Ser ético é cumprir a regra básica de Jesus:não fazer ao outro o que de fato não gostaríamos que fizessem a nós.Quem ama faz o bem,é etico,é correto."
    "Quem ama nunca faz o mal,e é para o bem que nascemos."(Livro Ágape-Padre Marcelo Rossi)
    Não sei o credo de cada um dos companheiros,mas conclamo a cada um a ser perseverante na fé.Que sejamos um povo que acredita no Deus do IMPOSSÍVEL,buscando na comunidade o apoio da igreja,quer seja no intuito de esclarecer os desmandos do governo ou ainda como comunidade unida,em busca do ideal comum através da oração.
    Um abraço,força na fé povo de Deus!

    ResponderExcluir
  142. Por e-mail:

    "Liliane:

    Euler
    Publique, por favor
    Saudações classistas
    Lili.


    http://www.resistenciacamponesa.com/noticias/429-carta-de-saida-das-nossas-organizacoes-mst-mtd-consulta-popular-e-via-campesina-e-do-projeto-estrategico-defendido-por-elas

    ResponderExcluir
  143. Euler por que as auxiliares de serviços gerais, não ganham nem um salário? não é lei q ninguem pode receber menos q um salário? Elas são pessoas ,gente q faz parte da educação não?elas tem tantos descontos q no final ,não dá o minimo!!!

    ResponderExcluir
  144. Muito interessante a reportagem sobre os erros dos professores nas provas aplicadas para avaliar os alunos do ensino médio. Primeiro: qual a verdadeira finalidade dessa prova? esse resultado foi conferido? as questões foram bem elaboradas? Sugestão: que tal elaborarmos uma prova para certos deputados, jornalistas, governadores... será como eles se sairiam nos quesitos ética, conhecimento e aplicação CORRETA das leis? Ah! já entendi tudo tem que ser feito para denegrir a imagem dos professores. Tudo bem, quero só ver como vai ser a educação daqui para frente. Ser professor "é bico", não precisa nem ter formação, o governo afirma que está preocupado com a educação e muitos ainda acreditam.

    ResponderExcluir
  145. Euler
    Procede essa noticia de que não iremos receber o premio de produtividade por causa do subsídio?
    Se for, mais um motivo p/ processar o governo, pois o premio corresponde ao ano passado e nessa epoca não exisita subsídio e mesmo esse ano, não estamos nesse sistema,só a partir de 2012! É muita canalhice!!!

    ResponderExcluir
  146. Vamos fazer uma camisa de protesto e passar a usá-la como uniforme.

    ResponderExcluir
  147. Euler, acho que é de grande importância manter os nomes e fotos dos carneiros na tela do computador, para que não fiquem esquecidos na época das eleições. Devemos mostrar nossa fôrça com um trabalho de conscientização com nossos alunos e darmos o troco nas urnas. Até breve! Maria José.

    ResponderExcluir
  148. Ministério Público investiga fraude na folha de pagamento da Aeronáutica depois de descobrir que oito mil militares demitidos nos últimos dez anos permanecem ativos em cadastro interno.
    (Blog: Claudio Dantas Sequeira)

    Fraudes na FAB podem chegar a R$ 3 bilhões, valor correspondente a 70% do investimento previsto para o setor em 2012.

    O Ministério Público Federal está debruçado no que pode ser um dos maiores escândalos de desvio de verbas já descobertos envolvendo a Força Aérea Brasileira. Cerca de oito mil militares que foram demitidos nos últimos dez anos continuam ativos no cadastro interno da FAB e de órgãos federais, como o Ministério do Trabalho e da Previdência. Na enorme lista de soldados fantasmas – que corresponde a 12% do efetivo da Aeronáutica – constam até mortos, segundo documentos obtidos com exclusividade por ISTOÉ e que estão sendo analisados pelo procurador da República Valtan Timbó Furtado, do 7º Ofício Criminal, de Brasília. Depois de analisar os papéis, que incluem laudos internos da Aeronáutica e do Ministério da Defesa, o procurador encontrou elementos suficientes para investigar a FAB por crime contra o patrimônio e estelionato. “Vou pedir à Polícia Federal que instaure o inquérito”, disse Furtado à ISTOÉ. O rombo pode alcançar R$ 3 bilhões, valor equivalente a 70% de todo o investimento da Força Aérea previsto para 2012 e 20% do orçamento da Defesa. Na mira do procurador estão chefes de bases aéreas, comandantes do Estado-Maior da Aeronáutica e dos departamentos e diretorias de pessoal a eles subordinados.

    Informada do caso em abril, a presidenta da República, Dilma Rousseff, ordenou uma devassa nas contas da Aeronáutica. Mas pediu sigilo para evitar ferir suscetibilidades. A suspeita da fraude aconteceu quando um grupo de ex-soldados decidiu recorrer à Justiça para tentar reingressar na FAB. Eles são parte de um contingente de 12 mil homens que entraram na Força Aérea entre 1994 e 2001, por meio de concurso público para o cargo de soldado especializado. A função fazia parte do Programa de Modernização da Administração de Pessoal, idealizado pelo brigadeiro José Elislande Bayo, que mais tarde seria secretário de Finanças da Aeronáutica. Em documento interno, classificado como reservado, Bayo atacou a “cultura viciada de improviso” e “métodos ultrapassados”. Para combater esses problemas, propôs a reestruturação de quadros e a criação da “figura do soldado especializado”, que poderia “dispensar o recrutamento para o serviço militar obrigatório”.

    A ideia parecia boa, mas por algum motivo não funcionou. Dos 12 mil soldados especializados que prestaram concurso, apenas quatro mil foram aproveitados. Os demais acabaram desligados da FAB sem nenhuma justificativa, ao término de seis anos engajados. Como o edital não previa temporalidade, cerca de três mil desses soldados reuniram-se numa associação, a Anese, Associação Nacional dos Ex-Soldados Especializados, e passaram a cobrar o direito de reingresso. Foi quando descobriram que seus cadastros continuavam ativos, apesar da demissão. Luiz Carlos Oliveira Ferreira, por exemplo, trabalhou no Parque de Material Aeronáutico dos Afonsos até 2001. Seu desligamento foi publicado em boletim interno, mas a FAB não comunicou a dispensa ao TCU, ao Ministério do Trabalho ou à Previdência. Quem consulta a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais), o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) e o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) verifica que Ferreira e tantos outros, como os ex-soldados Williams de Souza, André Miguel Braga Longo, Alexandre Gregório, Edmilson Brasil e Anviel Rodrigues, nunca foram demitidos de fato. “A FAB cometeu todo tipo de fraude cadastral”, acusou o ex-soldado Marcelo Lopes, que integra a direção da Anese em Brasília.

    http://inteligenciapublica.wordpress.com/

    ResponderExcluir