terça-feira, 18 de outubro de 2011

Procuradoria Geral da República rejeita embargos contra Acórdão da ADI 4167 - piso salarial está mais próximo!


O IV Encontro Estadual dos Sem-terrinha aconteceu em BH, entre sábado (15/10) e segunda-feira (17/10), como nos informou em artigo publicado aqui no blog o Frei Gilvander. Mais uma vez a grande mídia mineira praticamente desconheceu este importante acontecimento. Eles falam de qualquer tragédia pessoal e violência, de forma sensacionalista, ou então sobre fatos internacionais (com versões deturpadas, lógico), mas são incapazes de mostrar o que acontece no quintal de Minas Gerais. Que falta nos faz uma imprensa minimamente livre!

***


Procuradoria Geral da República rejeita embargos contra Acórdão da ADI 4167 - piso salarial está mais próximo!


O foco do nosso post de hoje deveria ser a terceira reunião realizada na tarde do dia 17 pela comissão tripartite - governo, sindicato e parlamentares. Mas, a notícia que realmente nos chamou a atenção na noite do dia 17 foi o parecer encaminhado pela Procuradoria Geral da República com os seguintes dizeres: "82094/2011 - 17/10/2011 - PARECER N.5604/RG, PGR, 17/10/2011 - OPINA PELA REJEIÇÃO DOS EMBARGOS."

Para quem vem acompanhando a longa e quase interminável novela do piso salarial dos educadores - 23 anos de espera, até o momento! - cada pequeno passo em direção ao piso tem uma grande força animadora para uma categoria que tem sido humilhada e maltratada ao longo de décadas por todos os governos. A boa notícia, portanto, não poderia passar sem este comentário.

Após a publicação do acórdão do STF determinando o pagamento do piso enquanto vencimento básico e a aplicação do terço de tempo extraclasse, os quatro desgovernadores que impetraram a malfadada ADI 4167 ingressaram com embargos tentando, mais uma vez, procrastinar o pagamento do piso. Primeiro, tentaram descaracterizar o piso, defendendo a tese da remuneração total enquanto piso, e contrariamente ao terço de tempo extraclasse. Ganharam liminarmente, mas em abril de 2011, com o julgamento do mérito, foram derrotados nos dois itens.

Finalmente, tentam, agora, através de embargos judiciais, alterar a data do pagamento do piso, apresentando conceitos estranhos, como escalonamento do piso. Foi contra esta indecente proposta que a PGR - Procuradoria Geral da República - que, ao contrário da Procuradoria estadual funciona e existe - ofereceu o seu parecer, rejeitando os embargos dos desgovernadores.

Ainda não tivemos acesso ao inteiro teor do parecer da PGR, mas, se guardar similitude com o parecer oferecido por ocasião do julgamento liminar da ADI 4167, seguramente apresentará fortes argumentos para que não haja nem mais um dia de espera pelo pagamento do piso. Transcrevo aqui uma passagem da referida peça jurídica, que vem bem a calhar com a realidade do estado de Minas Gerais:

"É de atentar, por fim, que, por força do disposto no art. 4º da própria lei federal e no inciso IV do art. 60 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, na redação dada pela emenda 53/2006, a União está obrigada a complementar, nos limites definidos nestes dispositivos, a integralização do montante do piso salarial nos casos em que os entes federados não tenham disponibilidade orçamentária para cumprir o valor fixado, o que suplanta argumentos no sentido da insuficiência financeira em determinados cofres públicos para o cumprimento da lei." (Antonio Fernando Barros e Silva de Souza - Procurador Geral da República, em 11/11/2008, Parecer Nº 4875-PGR-AF).

O argumento utilizado em 2008 pelo nobre procurador, para combater os desgovernadores que desejavam destruir a Lei do Piso, já fora citado aqui mais de uma vez. O governo mineiro disse durante a nossa greve em 2011 que estava impedido de pedir socorro à União, uma vez que tal possibilidade restringia-se aos estados que recebiam ajuda federal para complementar o valor do custo aluno ano na receita do FUNDEB. Contudo, como dissemos no post de ontem, esta restrição já não se aplica mais ao estado de Minas Gerais, que agora fora incluído ao time dos estados mais pobres, que necessitam de ajuda da União para complementar o valor do custo aluno ano. Minas Gerais será generosamente contemplado com cerca de R$ 1,2 bilhão de reais em 2012 - valor que poderá subir ainda mais, caso o governo mineiro comprove não dispor de caixa para pagar o piso integralmente.

Portanto, o próximo passo agora será o julgamento final dos embargos pelos ministros do STF. Ainda que o STF seja uma Casa política - e como tal, sujeita a pressões de governadores, presidente da república, banqueiros e outros segmentos mais influentes nas altas cortes do país -, não poderão, os ministros, fugirem dos limites impostos pela Lei. Não há nada na lei do piso que consagre, por exemplo, um escalonamento para pagar o piso. Ainda mais considerando o fato de que tal escalonamento já fora dado, entre 2008 - data da aprovação da lei - e 2010, com um acréscimo de mais um ano em função da liminar conseguida pela ADI 4167.

Logo, tudo nos leva a crer que, na pior das hipóteses, o STF determinará o pagamento integral do piso pelo menos a partir do trânsito em julgado da ADI 4167 - o que não demora a acontecer. Logo, temos fortes razões para acreditar que a partir de janeiro de 2012, o governante que não cumprir a lei e não pagar o piso estará sujeito às punições previstas para aqueles que se negam a aplicar as leis. Especialmente uma lei federal que, tendo sido questionada no STF, foi considerada plenamente constitucional, com caráter vinculante e irrecorrível.

Agora, finalmente, para não dizerem que não falei de flores, ou de espinhos, rsrs, vou abordar rapidamente sobre a reunião ocorrida ontem, 17, entre os membros da Comissão Tripartite. Nem vou falar na já conhecida debilidade do nosso sindicato em se comunicar com a base da categoria. Um problema afeito ao estilo da atual direção, que entende ser esta a forma correta, mas que não me parece ser compartilhada por expressiva parcela dos filiados do sindicato.

Por isso, nossas informações estão baseadas nos relatos feitos pelos deputados que participam da comissão tripartite - especialmente o deputado Rogério Correia - e da grande mídia, toda ela pró-governo. De acordo com estas informações, estariam garantidos: a) o 13º salário até o dia 15 de dezembro - o que não altera em nada a nossa realidade atual, de contracheque zerado; b) o pagamento do prêmio por produtividade - ainda sem data, o que também já era um direito nosso, de todos os servidores; c) o pagamento do salário integral no quinto dia útil de novembro (esta talvez tenha sido a boa notícia em relação à realidade de contracheque zerado dos grevistas) - mas, o mês de outubro prevalece com o salário ZERO, ou seja, estamos todos vivendo de brisa, a depender do governo; d) a nomeação dos diretores e vice, eleitos no primeiro semestre de 2011, antes do início do ano letivo - esperamos que não haja qualquer punição ou restrição aos eleitos ou reeleitos que tenham participado da greve. Falou-se ainda na anistia dos dias em greve, embora não se saiba do alcance desta anistia. Por exemplo: quem não se dispuser a repor, já que teve os dias cortados, terá falta comum, ou não?

Duas outras coisas ficaram pendentes: a reposição (incluindo a discussão do calendário, da forma de pagamento desta reposição e da anistia aos grevistas) que será objetivo de negociação entre o sindicato e a SEE-MG em reunião prevista para esta quarta-feira, dia 19. Já o tema principal, o piso salarial, será discutido na segunda-feira, dia 24. Muitos têm dito que o governo está enrolando para tratar deste assunto. Em parte não resta dúvida que o governo deseja que o maior número de desavisados abandone o piso e volte para o subsídio. Mas, em parte, tal tática do governo nos favorece, já que se aproxima o momento em que o STF dará a última palavra acerca do pagamento do piso, podendo inclusive determinar o pagamento retroativo do mesmo. Não seria de bom tom realizar uma negociação apressada sem que tenhamos clareza dos termos finais do acórdão da ADI 4167. Sabemos que o governo tem planos de escalonamento do piso. Devemos cobrar do governo a sua proposta e contrapor com os argumentos que são amparados pela lei federal, que nos favorece. Queremos o piso no máximo em janeiro de 2012, e o queremos de forma integral. E não vamos abrir mão, igualmente, mesmo que o sindicato não tenha falado no assunto, do confisco aplicado pelo governo aos 153 mil educadores que optaram pelo sistema de vencimento básico - e que tiveram os salários reduzidos e a suspensão ilegal do reajuste que fora aplicado em janeiro de 2011 para todos os servidores da Educação. Mesmo que o piso seja pago em janeiro, não abriremos mão de receber cada centavo deste confisco a que fomos submetidos pelo governo mineiro.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

E viva o povo guerreiro de Dandara, comunidade que luta heroicamente pelo espaço de moradia conquistado legitimamente. Todo apoio aos moradores da Comunidade Dandara!!!

***

105 comentários:

  1. Caro Sub-Comandante Euler e demais colegas,

    Não sou partidário da nossa líder sindical e não a conheço pessoalmente, mas sejamos mais compreensivos. Ela postou às 23:08h o relato da 3ª Reunião da Comissão.

    Nesse relato, ela esclarece sobre a posse dos diretores para dezembro e a negociação das reposições serão na quarta (19/10).

    E é bom lembrar aos colegas que essa leitura que o Subcomandante Euler fez sobre uma negociação mais lenta acerca do piso realmente nos é favorável por esperarmos a decisão final do STF. Pois, no meu humilde otimismo, será bem melhor que o que governador já assinalou: piso a partir de janeiro, escalonando posicionamento de tempo. A decisão do STF não admitirá essa vantagem para o governo. Portanto, em se tratando de piso, essa demora só irá nos favorecer.

    Abraço e Força na Luta!!!!

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  2. E a tal comissão que tá vindo de Brasília? Tá vindo de JEGUE? Quando o aumento é pra eles, e que aumento, sai tão rápido...

    ResponderExcluir
  3. Acho que não é om momento de se provocar um racha no sindicato, temos que nos manter unidos, gostando ou não das estratégias utilizadas pela direção do Sindute, não podemos perder a força, o nosso maior problema é o governo do PSDB...é contra este que devemos lutar.
    Márcia

    ResponderExcluir
  4. ótimo, a nossa vitória está chegando!

    Firmes, pessoal. Não é hora de desânimo.

    Até a vitória completa.

    Joaquim - Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  5. Biobira - Biologia18 de outubro de 2011 06:50

    Euler,
    Obrigado pelo comentário, estarei indo ao Sindute ainda hoje.
    Da forma que já foi colocada a reposição com certeza não terei como fazer a reposição em todos os periodos mencionados pela direção, por isso disse que da forma unilateral que a escola propoe a reposição não é viável.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Euler! Bom dia a todos que visitam seu blog-blog esse que já faz parte de nosso dia a dia. ;-)!
    Euler....2102 não...nos ajude aí...rss

    Minas Gerais será generosamente contemplado com cerca de R$ 1,2 bilhão de reais em 2102 -

    Um grande abraço- Flávia Caiafa- G Valadares

    ResponderExcluir
  7. curtir isso. Euler ... ja disse que te amo? te amo, te amo te amo! esta super anciosa, pelos resultados dessa reuniao, e vc me da outra noticia maravilhosa... este blog está melhor que os jornalistas as noticias chegam rápido e eficientes. obrigada pelo seu empelho. vi

    ResponderExcluir
  8. Boa notícia é a dispensa dos substitutos(prostitutos) das escolas, que não fazem nada e ainda comem a merenda das criancinhas. rsrsrrs. òdio.

    ResponderExcluir
  9. Caros colegas, pelo que vejo não está havendo negociações, e sim decisões uniLaterais da parte do governo e prontamente acatadas pelo Sind-UTE.
    Professor Antonio Carlos-Patrocínio

    ResponderExcluir
  10. Grande Euler,
    Pelo que vemos, se discute nessas reuniões questões referente a pagamento de reposições, descontos, antecipação de 13° salário, etc...
    E quanto ao piso? Não tem nenhuma situação definida? A definição do piso é a principal demanda da categoria. Com reposição de aulas quem tem que se preocupar é o governo. Ele é quem deve procurar a categoria para negociar. Nós não estamos interessados em reposição. Tem professor substituto...
    Estamos prontos pra luta
    Um abraço, e que DEUS te abençõe
    Professores de Espinosa

    ResponderExcluir
  11. MARIA AMÉLIA de Montes Claros18 de outubro de 2011 09:05

    Carissímo Euler,
    Leio sempre os post. do seu blog. Percebo muita coerência nas avaliações feitas quando a nossa categoria, no que diz respeito a luta. Sempre acompanhei de perto, enquanto estudante, várias greves, porque estudei só em escolas públicas. Agora, estando do lado de cá, como profissional e não mais estudante, com a singela formação política que tenho, acredito na organização sindical, tanto que sou filiada desde de 1999 (primeiro ano de trabalho na educação). Bom, mas vou direto ao ponto. Na atual conjuntura, penso que não seja o momento para se travar um embate entre Sindicato e Categoria, sendo que já temos que enfrentar um "demônio", verdadeiro inimigo da classe trabalhadora. E te falo mais, aqui na minha cidade,depois de muito tempo, pude perceber o resgate do movimento sindical (Sindute). É claro, que temos críticas, sinal de participação, mas devemos reconhecer que há muito tempo não se observava tanta seriedade por parte da Estadual e das Subsedes. E pode acreditar, se ficamos mais de 100 dias de greve, foi justamente por acreditar na nossa força e também pela confiança na nossa representatividade. A Cordenadora do SindUte estadual, já demonstrou mais de uma vez que não age em função da sua pessoa, mas sim do coletivo. E se não avançamos mais nas negociações, é porque não estamos lidando com um inimigo comum, e sim, um facísta, calculista, que já demonstrou que é capaz de qualquer golpe, quando se trata dos trabalhadores em educação. Por isso volto a afirmar, mesmo não tendo a experiência de muitos, inclusive você, é sempre bom usar a cautela, porque o inimigo também lê o seu blog, e claro, vai interpretar a nossa luta como um jogo de PODER, sendo que estamos lutando por uma causa justa e coletiva. Não pertenço a nenhuma direção sindical, mas não sou uma simples espectadora, e estou confiante! Deois dessa longa greve tivemos uma grande conquista: consciência política por parte de muitos educadores, que acordaram e perceberam o valor que possuem. E que venha o Piso, foco principal da nossa luta. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  12. Amigo NDG, bom dia!
    Realmente a comissão anda a passos lentos. Sou 100% NDG e é muito difícil esperar as negociações que estão a conta gotas. Tem horas que eu gostaria de estar presente nesta reunião para desentalar tudo o que ficou em minha garganta e coração. Já teclei para vc e disse que não fiz 112 dias de greve para ser formada uma comissão. Mesmo sabendo que isto faz parte do processo. No dia 27/09/11 votei pela continuidade da greve e estamos vivendo momentos caóticos nas escolas de MG. Espero que o piso saia, pois o meu empenho pela greve foi pela IMPLEMENTAÇÃO DO PISO SALARIAL NACIONAL.
    Tomara que os embargos cheguem ao final e a nosso favor. Amplexos, Elenice Vidal Prata
    Ps: Torcendo pela Comunidade Dandara, pois moro no Lagoinha(Venda Nova) e minha mãe no Nacional e nos domingos tenho o prazer de passar em frente a organizada e lutadora comunidade.

    ResponderExcluir
  13. Euler, você é luz, é raio, estrela e luar. Manhã de sol... adoro você, cara!
    Que boa notícia!!!!
    Alguma coisa acontece no meu coração...
    Estou cheia de esperanças.
    Obrigada!
    Viva o STF!
    Viva o Euler!
    Viva os guerreiro professores!

    ResponderExcluir
  14. Tem diretor dizendo que o desgovernador não vai pagar o piso e aconselhando a volta ao subsídio.
    É necessário que o prazo seja prorrogado.

    ResponderExcluir
  15. COMISSÃO DE NEGOCIAÇÃO LAGARTIXA, TUDO QUE O GOVERNO QUER E FALA, BALANÇAM A CABEÇA CONCORDANDO. NINGUEM QUER SABER DE 13º SALARIO, É LEI ASSIM COMO É LEI O DIREIRO DE GREVE E O NÃO CORTE DE SALARIOS, PREMIO PRODUTIVIDADE, ETC. E VAI TER MAIS UMA AINDA, ME POUPEM, NÃO SIRVO AO PAPEL DE BOBA DA CORTE E TEM MUITOS DANDO RIZADAS SONORAS DE NÓS, ACORDA SINDICATO FROUXO E BEATRIZ BOAZINHA.

    Governo de Minas decide não antecipar 13º salário para professores grevistas
    17/10/2011 18h24Avalie esta notícia »

    MÁBILA SOARES
    NotíciaComentários(50) CompartilheMais notícias
    AA0
    O Governo de Minas resolveu não antecipar o pagamento do 13º salário aos professores grevistas. Ao final de mais uma etapa de negociações entre representantes da Secretaria de Educação, Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e comissão de deputados estaduais ficou definido que o pagamento do 13º salário aos professores será feito até dezembro. Os educadores também conseguiram que fosse zerado o número de faltas dos professores que repuserem as aulas.

    O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) propôs ao governo a antecipação do 13º salário para este mês. O pagamento atenderia, principalmente, aos profissionais que aderiram à greve e estão há três meses sem receber. A restituição só será feita após a reposição das aulas. A proposta foi uma alternativa à decisão irredutível do governo de não antecipar o pagamento dos dias parados.

    A coordenadora do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, afirmou que os professores precisam receber o salário em outubro por uma questão de "sobrevivência", inclusive para locomoção até as escolas. Os grevistas retornaram às salas de aula no dia 29 de setembro, após 112 dias parados.

    » Notícias relacionadas
    Notícias
    10/10/2011
    Governo de Minas estuda antecipar 13º salários para professores grevistas

    ResponderExcluir
  16. Se meus joelhos não doessem mais
    Diante de um bom motivo
    Que me traga fé , que me traga fé

    Se por alguns segundos eu observar
    E só observar
    A isca e o anzol , a isca e o anzol
    A isca e o anzol , a isca e o anzol
    Ainda assim estarei pronto pra comemorar
    Se me tornar menos faminto
    E curioso, e curioso
    O mar escuro, é, trará o medo
    lado a lado
    Com os corais mais coloridos

    Valeu a pena , ê, ê
    Valeu a pena , ê, ê
    Sou pescador de ilusões
    Sou pescador de ilusões .....

    Se eu ousar catar
    Na superfície de qualquer manhã
    As palavras de um livro sem final

    Sem final, sem final, sem final, final

    Valeu a pena , ê , ê
    Valeu a pena , ê , ê
    Sou pescador de ilusões
    Sou pescador de ilusões .....

    ResponderExcluir
  17. A Cagolla deveria colocar o pelotão dela para trabalhar nas escolas. O que tem de funcionários do Administrativo sem trabalhar e ainda gozando da nossa cara que temos que repor greve. Isso que dá de fazer greve, ainda falam assim.Diretores, vice-diretores, secretárias , setor pedagógico e outros.... tudo sem fazer nada, só no bate papo.Desse jeito nunca tem dindin para nós.Faça um enxugamento nas escolas de profissionais desnecessário. Fala sério....

    ResponderExcluir
  18. SE CUIDA DITADORZINHO ADIPOSO....

    'Ocupem Wall Street' chega ao 1º mês fortalecido

    Manifestações dos 'indignados' contra a crise se espalha pelo mundo

    AFP - 17/10/2011 - 16:51

    SPENCER PLATT / GETTY IMAGES / AFP

    Centenas de avitistas ocupam a famosa Times Square, onde muitos já foram presos


    NOVA YORK - O movimento 'Ocupem Wall Street' (OWS) completa nesta segunda-feira (17) o seu primeiro mês, fortalecido pela extensão do movimento nos Estados Unidos e pelas manifestações de "indignados" no mundo. Quando começou, em 17 de setembro com "150 pessoas" na Praça Zucotti, no coração do bairro de Wall Street, o movimento "ficou internacional", estendendo-se para "mais de 100 cidades americanas", e "tornou-se um fenômeno cultural", comemoraram nesta segunda-feira os organizadores do movimento em seu site.

    O presidente Barack Obama fez no domingo referência ao "Ocupem Wall Street" durante a inauguração do monumento a Martin Luther King em Washington, quando declarou que King iria gostar de ver as pessoas assumindo "o desafio dos excessos de Wall Street, sem demonizar aqueles que trabalham lá".

    A 'Ocupem Wall Street', que continua se apresentando como uma organização pacífica e sem líderes, é muito ativa nas redes sociais. Denuncia os excessos do mundo financeiro e "o poder corrosivo" exercido pelos grandes bancos sobre a democracia. "Somos 99%", insistem os manifestantes, que nesta etapa preferem não apresentar reivindicações precisas.

    No sábado (15), durante a jornada mundial dos "indignados", milhares de pessoas se manifestaram na famosa Times Square de Nova York. Noventa e duas pessoas foram detidas, a maioria por ter se negado a deixar o local de concentração.

    Na Europa, o movimento dos "indignados" contra a crise e as finanças globais adquiriu neste final de semana uma dimensão planetária, levando às ruas dezenas de milhares de pessoas em manifestações que chegaram neste domingo a Alemanha, Reino Unido e Holanda. Nas Américas, também houve manifestações em Canadá, México, Chile e Peru.

    ResponderExcluir
  19. A BEATRIZ PRECISA DE ESTAR MUITO ATENTA E SEGURA.

    "Novamente identifiquei que estava sendo seguida no trajeto para a Cidade Administrativa: mesmo carro sem identificação que monitorava a sede do sindicato".

    Palavras da Beatriz, em seu blog depois da reunião com o governo, 17/10/11.

    Fico preocupado com esta situação e acho que a Beatriz deverá tomar atitudes de denunciar esta situação à comissão dos direitos humanos da Assembleia Legislativa, á Secretaria dos Direitos Humanos da presidência da república e à polícia federal.
    Quanto mais público for colocado este problema, melhores soluções apresentarão.

    Este governo tem o DNA ditador e usa com frequência táticas nazistas, isto é difícil de se modificar, está na formação ética do mesmo.
    É realmente um governo IMORAL.

    Que isto sirva de alerta também para o blog e para o Euler.

    MUITA ATENÇÃO E MUITO CUIDADO, QUANDO SE TRATA DESTE GOVERNO DITADOR E NAZISTA.

    ResponderExcluir
  20. Caro Euler,

    Quero lhe propor uma campanha!

    Antes justifico:

    Além da luta nas ruas, nas mesas de negociações e tribunais, entendo que devemos ocupar também o espaço da internet. Em bloco, em massa! Na sociedade do conhecimento e da tecnologia este meio é fundamental. Precisamos fazer frente às milhares de notícias, propagandas, matérias e até teses em importantes revistas e Universidades enaltecendo e defendendo a gestão do governo de Minas. Precisamos contrapor com a verdade!

    Ocorre que nossa categoria não é muito hábil com esta tecnologia, é aí que você entra com importante colaboração, além da que está dando em seu Blog.

    Vamos iniciar uma campanha pedindo aos professores para produzirem e divulgarem em vários sites e fóruns da internet, matérias de autoria e outras, abordando a realidade do governo de MG e de nossa situação.

    Você pode contribuir e muito indicando sites desta natureza, fazendo uma lista de links e postando em seu blog. E não é só publicar em sites e fóruns, vamos enviar material para os emails dos Ministros do Supremo, Deputados, Senadores, Presidência etc...

    No meu blog, estou tentando fazer isso. Disponibilizei os emails de todos e estou reproduzindo, produzindo textos e links de dados e sites para este fim. Se quiser copiar para o seu entre em: westerleysantosfilosofia.blogspot.com/ pág. “campanha de apoio a greve” estão lá!


    Vamos nessa!
    Aguardo retorno

    ResponderExcluir
  21. EULER ,
    OS PROFESSORES DE MINHA CIDADE ESTÃO COM MEDO POR CAUSA DA PROXIMIDADE DO DIA 31 .ELES ACHAM QUE TERÃO QUE VOLTAR PARA O SUBSÍDIO , SE NADA FOR CONCLUÍDO ATÉ LÁ .PARECE QUE A QUESTÃO , SENDO PROLONGADA , ESTÁ FORÇANDO ESTA VOLTA .ELES TEMEM QUE A MAIORIA OPTE PELO SUBSÍDIO POR MEDO E AÍ SEREMOS A MINORIA .TEM QUE SER FEITO UM MOVIMENTO PARA QUE AGUENTEMOS FIRMES NO REGIME ANTIGO , AINDA MAIS AGORA COM ESSAS NOVAS PERSPECTIVAS...

    ResponderExcluir
  22. É Euler... se não foose vc! Ate agora nenhuma notícia sobre a reunião de ontem no site sind-ute e blog da Beatriz! Ninguém merece! To muito descrente com esse sindicato!

    ResponderExcluir
  23. Caros colegas,
    o que significa exatamente "escalonamento do piso"? No meu entendimento paga-se ou não. Esse escalonamento seria parcelar o valor? Diga-me que estou errada.

    ResponderExcluir
  24. Bom dia Euler. Com a decisão do STF a favor dos educadores e conforme já dito por vc que alcança toda a categoria a partir de janeiro(Deus ajude), como é que fica se o nosso lindão do governador está abrindo concurso com o pagamento em subsídio. Socorro, por favor me explique? CHARLES(ASB-DESIGNADO), Pelo menos até 31/12/2011.

    ResponderExcluir
  25. Bom dia subcomandante, e demais membros do NDG,

    tenho muito orgulho de ter como companheiros de batalha, bravos lutadores, como a nossa colega Maria Amélia. Também externo o meu respeito pela Beatriz e acredito que quem ainda não se filiou ao nosso Sindicato é O MOMENTO DE NOS UNIRMOS AINDA MAIS.

    E acrescento, chega-se a hora de ORGANIZARMOS UM PARTIDO POLITICO NACIONAL.
    PRECISAMOS SER RESPEITADOS, ACREDITO QUE SERIA UMA FUNDAMENTAL FERRAMENTA.
    BASTA LEMBRARMOS COMO FOMOS TRATADOS PELA MAIORIA DOS DEPUTADOS. IMAGINE SE A MAIORIA TIVESSE COMPROMISSO COM A VERDADE, A SERIEDADE , A EDUCAÇÃO!

    E NÓS JÁ TEMOS BONS REPRESENTANTES, IMAGINE NOSSO SUBCOMANDANTE, A BEATRIZ E OUTROS NO PODER...PENSEM!
    Professor Odair José

    ResponderExcluir
  26. Então quer dizer que essa turma que além de não fazer nada na escola e ainda, está acabando com a comida das crianças vai desocupar lugar, ufa! já era hora, que beleza. São, na grande maioria, analfabetos e comilões, antes do intervalo já estão todos apostos na fila da cantina na frente das crianças, enchendo o prato, alguns até estão confiantes que vão continuar comendo até fevereiro. Os comilões têm preguiça de fazer qualquer que peçam a eles, nem horário gostam de cumprir. Tem diretor passando um perrengue. As escolas vão soltar fogos quando a turminha come-come for comer em casa.

    ResponderExcluir
  27. Boa tarde Euler e companheirada amiga,
    Não acredito que o sub comandante queira dividir a categoria quando comenta alguma atitude do sindicato. Por que nós podemos falar o que quiser neste blog e ele não pode?
    Quanto a Beatriz, convenhamos. Ela tem que usar de muita estratégia para negociar o que nos interessa e tenho certeza que os silêncios dela também são estratégicos.
    Calma, pessoal.
    Falta pouco para cantar "Valeu a pena, eh, eh"
    Marian

    ResponderExcluir
  28. Olá Pessoal,
    Hoje liguei para o sindicato denunciando a pressão feita pela metropolitana C quanto ao calendário de reposição. Não recebi salario, não quero repor nada!!!! O sindicato me informou que se não repor vou levar falta comum. Como assim??
    Faço 112 dias de greve, não recebo nem um tostão, sofro todos os tipos de desgaste e meu sindicato não negocia, "Anistia" total?
    As negociações da comissão estão em torno do ônus imposto pelo absurdo fascismo mineiro!!!
    e aí vou fazer greve, para depois negociar menos ou mais punição? como o sindicato define que todos vamos "pagar greve" e os direitos constitucionais de greve?? vamos abrir mãos disso enquanto categoria?
    Jacqueline

    ResponderExcluir
  29. Concordo com o presente para o Euler,só acho o valor muito pouco,contribuirei com mais.Se ele aceitasse daria um sozinha,tenho três.Mais como ele não aceitaria essa oferta,fico a espera do número de sua conta.É uma maneira de poder retribuir o bem que ele fez por todos nós.Blog de Euler virou vício para todos.Eu também aprendi a admirá-lo e amá-lo pelas suas sábias palavras e por sua humildade ,coisa rara no mundo que vivemos.Euler amamos você,nunca esqueça disso!Cuidado ao sair de casa,precisamos de você

    ResponderExcluir
  30. Pessoal

    Quanta ansiedade! Parecem adolescentes!

    Vocês acham que a negociação ia ser tão fácil?
    Uma semana apenas? Uns dias? Não! E nem deve ser!

    Claro que conseguir tudo a gente não vai! Isso é óbvio. Mas não vejo motivos para tanta descrença, principalmente com relação à postura de nossa dirigente. Calma! Estamos negociando.
    E com certeza vamos conseguir o nosso piso pelos tantos motivos aqui declarados e discutidos.
    Mas, vamos ser mais otimistas. Desta vez acredito que nada vai nos tirar nosso direito. Vamos abordar nossos assuntos com mais cautela, sejamos mais otimistas, mais confiantes!
    CONFIANÇA...
    A Beatriz e todos nós que somos "O sindicato" precisamos como nunca usufruirmos mais desse sentimento.
    Coragem gente, confiança no futuro!
    Abraços a todos(as).
    Fiquem com Deus!

    Prof. Romeu de Caratinga.

    ResponderExcluir
  31. Companheiros,cá estou de novo a falar com os colegas.Olha,aqueles que estão preocupados se voltam ou não para o subsídio,tem que entender que a nossa luta É PELO PISO NA CARREIRA - VB e nada de subsídio.Aqueles que ficarem no subsídio ficarão à mercê da "boa vontade do governo" e terão que assumir a escolha,por isso que o que estamos lutando é pelo PISO NA CARREIRA!
    Por favor companheiros,não entrem nessa furada,achando que depois podem voltar para a carreira antiga com facilidade,porque não vai ser.O que o governo quer é isso mesmo,quanto mais gente no subsídio,mais ele economiza para pagar o PISO NA CARREIRA!
    É isso aí,colegas,Firme na luta e sabendo que a nossa VITÓRIA ESTÁ PRÓXIMA,VAMOS CONTINUAR COM A NOSSA UNIDADE PARA ENFRENTARMOS,CASO APAREÇAM,TODAS AS DIFICULDADES, POIS A RESISTÊNCIA FAZ PARTE DE TODOS OS GUERREIROS E GUERREIRAS. Fiquemos todos com DEUS.
    Até........

    ResponderExcluir
  32. Colegas e visitantes,
    Eu faço de propósito: TODOS os dias eu posto no Blog do Sind. Todos sabem o que acontece. Ou seja, nada!!! Será que a nossa representante não gosta de escrever? Ela é Professora, gente?
    Boa tarde a todos.

    ResponderExcluir
  33. CHARLOTTE SAMPAIO DE NOVO

    "Caros colegas, pelo que vejo não está havendo negociações, e sim decisões uniLaterais da parte do governo e prontamente acatadas pelo Sind-UTE.
    Professor Antonio Carlos-Patrocínio "

    Concordo PLENAMENTE com o colega de Patrocínio!!!

    ResponderExcluir
  34. MARIA / GV.
    PREZADO AMADO E QUERIDO EULER.(Rssss)
    AGUARDO ANSIOSA O MEIO PELO QUAL ENVIAREI A CONTRIBUIÇÃO PARA A COMPRA DO APARELHO QUE LHE FOR MAIS ÚTIL. OS BENEFICIADOS SEREMOS NOS TAMBÉM. PELO QUE EU JÁ TE CONHEÇO(RSSSS ) VOCÊ GOSTA DE PRESTAR SERVIÇO COMPLETO E EFICAZ.AGORA SE VOCÊ DECIDIR DEFINITIVAMENTE PELO NÃO VOU RESPEITAR SUA DECISÃO.
    ABRAÇOS.
    FICA COM DEUS.
    PAZ E BEM

    ResponderExcluir
  35. NA CAMA COM MADONA OU...NO QUARTEL COM CHARLOTTE:


    Como vovó já dizia: TUDO CONTINUA COMO DANTES NO
    QUARTEL DE ABRANTES!!!

    ou como RAUL já dizia: QUEM NÃO TEM COLÍRIO USA
    ÓCULOS ESCUROS, QUEM NÃO
    TEM VISÃO, BATE A CARA
    CONTRA O MURO!!!

    ... quem é a MOSCA que pousou na minha sopa???

    ResponderExcluir
  36. Sr governador, para que seguir Beatriz Cerqueira?
    Jogo sujo, hein.
    Encare situação de frente.

    ResponderExcluir
  37. Já li algum comentário aqui e vou parafrasear:não estou nem aí pra quem quiser voltar para o subsídio.Gente que corre atrás de mixaria,larga prá lá.Já falei demais,já tentei convencer,já mostrei tabela.Vivem no imediatismo dolucro,no imediatismo das conquistas,no imediatismo das idéias e por aí vai.Anastasia tira uns centavos do contracheque detestam-o,mas se ele devolve uns centavos que tem direito,aí ele já é um deus.É a lógica de olhar o próprio umbigo.Depois escomungam os políticos que legislam em causa própria e fazem igualzinho a eles numaluta que deveria ser coletiva.Educador duvidar que uma lei federal possa ser cumprida é até aceitável.Agora o educador não exigir o cumprimento dela é inadmissível.Fique eu sozinha no vencimento básico,o governo terá que me pagar o piso profissional.Mais cedo ou mais tarde.
    Eu confio em DEUS, na sua justiça e misericórdia,por isso sei que o piso nos será pago.
    Viva o livre arbítrio!Depois desta greve,que eu considero vitoriosa, não faço questão de convencer ninguém,pois os bons foram convencidos no decorrer da nossa luta.

    ResponderExcluir
  38. Por que algumas pessoas ficam perguntando, questionando ou querendo explicações sobre o décimo terceiro????????????
    Isto é direito de todo trabalhador, não vamos querer enganação com um direito já existente... Por que falar dele como se fosse um presente aos grevistas? Tem dó:(

    ResponderExcluir
  39. Caríssimo Sub-Comandante Euler e caríssimos colegas,

    Devemos iniciar a campanha do EULER para DEPUTADO ESTADUAL... quem sabe ele se candidate a vereador em 2012 para ir se acostumando com os trâmites do Legislativo e em 2014 já estará escolado para combater de igual para igual na ALMG...

    Outro ponto é que o Laptop/Tablet para o Sub-Comandante deve sair nem que seja na marra... algum conhecido que saiba sua conta, posta aí. Afinal, na hora do depósito/transferência aparece o nome e saberemos que se trata dele mesmo... hehehe... E não devemos limitar um valor, pois alguns podem contribuir com R$ 2, outros com R$ 5, etc... Talvez até tenha alma mais generosa e abastada que dê R$ 50, R$ 100... Aí, quem sabe, o bunker poderá contar até com Vlog de transmissão ao vivo...

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  40. Euler quem era designado e participou do movimento e perdeu a vaga para os substituto pode voltar para o cargo?depois dessas resolução de demissão dos fura greve?

    ResponderExcluir
  41. O pior é nem saber em qual regime me enquadro. Já entreguei o requerimento de retorno ao regime antigo e continuo recebendo pelo subsídio. Tem mais alguém aí nesta situação?

    ResponderExcluir
  42. Olá Euler e companheiros de jornada.
    Algum problema no blog ou com você?Espero que não.
    Não sei viver sem esse nosso contato diário e solidário...
    Por favor volte,rsrsrs.
    Um abraço,
    Paula

    ResponderExcluir
  43. Olá, turma da luta, membros do NDG e demais combativos colegas!

    Boa tarde!

    Tive que me ausentar do bunker entre 12h e 15h30, mas já estou de volta até às 17h30, quando me dirijo para a escola.

    Daqui a pouco faremos nova sondagem virtual para saber das novidades. E amanhã tem nova reunião do sindicato com a SEE-MG. Aguardemos!

    Um forte abraço a todos e todas e força na luta!

    Euler

    ResponderExcluir
  44. NDG de Plantão

    "Sou 100% NDG e é muito difícil esperar as negociações que estão a conta gotas." Anônimo das 09:20

    Para esse governo ditador é difícil assumir que NÓS PROFESSORES VENCEMOS, para ele que manda em deputados e até na presidenta, é fácil gritar para vários cantos que paga o 13º quando quiser, estuda propostas para pagar piso dos professores, mas o que é fato que NÓS PROFESSORES ESTAMOS ESCREVENDO uma Minas Gerais mais liberta e mais pensante, não iremos calar diante da injustiça e da irresponsabilidade desse ditados. Temos que cobrar nosso salário urgente e para esse mês,
    NÓS SOMOS CIDADÃOS E SOMOS DO NDG.

    Vamos ligar várias vezes por dia para as SRE e pedir para falar no Setor de Pagamento, e quem puder ir nas SRE's pessoalmente É AINDA MELHOR.

    ============================
    NDG por telefone:

    SRE METROPOLITANA C BH 31 3069 0900
    Pedir para falar no setor de PAGAMENTO.
    Ontem eu luguei 8 vezes só a tarde.
    ---------------- =======================
    abraços

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  45. Euler, boa tarde,
    Tenho questionado uma coisa, mas como não sou advogada e, no país das exceções, ser advogado é importantíssimo, não tenho respostas: e as nossas férias, quando acontecerão? Afinal, janeiro é o mês de férias, e não a greve não são férias!
    Temos direito constitucional a elas, entretanto, nada se fala.
    Você ou alguém tem alguma informação sobre elas?
    Além de serem férias dos professores, é o período no qual os próprios alunos descansam e se preparam para o próximo ano letivo. Uma semana não são férias.
    Abraços

    ResponderExcluir
  46. NDG de Plantão

    "Para realizar grandes conquistas,
    devemos não apenas agir,
    mas também sonhar;
    não apenas planejar,
    mas também acreditar." Anatole France


    "Sou 100% NDG e é muito difícil esperar as negociações que estão a conta gotas." Anônimo das 09:20

    Para esse governo ditador é difícil assumir que NÓS PROFESSORES VENCEMOS, para ele que manda em deputados e até na presidenta, é fácil gritar para vários cantos que paga o 13º quando quiser, estuda propostas para pagar piso dos professores, mas o que é fato que NÓS PROFESSORES estamos escrevendo uma Minas Gerais mais liberta e mais pensante, não iremos calar diante da injustiça e da irresponsabilidade desse ditador. Temos que cobrar nosso salário urgente e para esse mês,
    NÓS SOMOS CIDADÃOS E SOMOS DO NDG.

    Vamos ligar várias vezes por dia para as SRE e pedir para falar no Setor de Pagamento, e quem puder ir nas SRE's pessoalmente É AINDA MELHOR.

    ============================
    NDG por telefone:

    SRE METROPOLITANA C BH 31 3069 0900
    Pedir para falar no setor de PAGAMENTO.
    Ontem eu luguei 8 vezes só a tarde.
    ---------------- =======================
    abraços

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  47. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE

    A estratégia da Beatriz em aguardar o transitado em julgado do STF é inteligente e oportuna.

    Estejamos firmes, nossa vitória está próxima.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  48. Ao anõnimo das 14:36 h:
    Aqueles que perguntam sobre 13º sabem perfeitamente que se trata de um direito...
    Será que não deu pra entender que muitos precisam de um pagamento já, em outubro, por questão de sobrevivência... seja 13º, seja produtividade, não importa a nomenclatura... A "NEGOCIAÇÃO" É UNILATERAL, AS REVINDICAÇÕES SÃO ATENDIDAS ATÉ O MOMENTO EM QUE ESBARRAM NA QUESTÃO CRUCIAL, RAZÃO DE SER DE TODA ESSA LUTA, A QUESTÃO MONETÁRIA...
    Enquanto isso, alguns pedem pra não reclamar, para não expor mazelas... acho que tem que reclamar sim, quanto mais pessoas expondo suas necessidades, melhor... Com raríssimas exceções estamos necessitados sim, NÃO ME REFIRO ÁS EXCEÇÕES E SIM A MAIORIA...

    ResponderExcluir
  49. Euler,
    Eu continuo insistindo que você nos forneça o número de sua conta, bem como da Agência Bancária. Conversei com o meu irmão, que é gerente de uma Agência do Itaú e ele disse que não há nenhum perigo de se expor os dados bancários publicamente , pois fazemos isso quando pagamos com cheque. Mas eu sei que não é esse o motivo pelo qual não quer nos fornecer os dados. O que devemos fazer para convencêlo?
    Esperem... Está vindo uma ideia... Vem, sugestão...
    Ah, sim, gente, vamos lotar a caixa do Euler (euler.conrado@gmail.com)com o assunto: Solicito dados bancários. No corpo da mensagem, você pode escrever o que quiser, para convencê-lo!!!

    Abraços carinhosos.
    Tia Maluquinha.

    ResponderExcluir
  50. Sub-comandante Euler, explique para todos que o sindicato somos nós. Agora, toda classe tem que ter uma representação. Uma diretora igual a Bia não se tinha a muito.Negociação é demorada mesmo e o tempo está a nosso favor. Força na luta.

    ResponderExcluir
  51. Aos Professores Topeiras : Voltem para o suicídio imediatamente, olha vocêsw terão uma graninha a mais para comprar panetone da Bauducco. Isto aí, aposto que vocês adoram uma novelinha global e correm para qualquer buraco que todos estão correndo. Há, por acaso vocês se lembram em quem votaram nas últimas eleições ? Politização já. Força na luta.

    ResponderExcluir
  52. Pessoas queridas,
    Vamos fazer o jogo deles. O piso está garantido, não está? Vamos aguardar as reuniões com o Sindicato e o resultado delas. Sabe quando a gente briga com o (a) namorado(a) e fica fazendo jogo duro, não dando o braço a torcer, para não demonstrar fraqueza? Numa analogia bem esquisita, é isso que está acontecendo nesse "desnamoro" (adoro inventar palavras novas) dos Professores com o Governo. Ele está fazendo birra - é o jogo dele. Nós vamos ter tranquilidade e esperar - é o nosso jogo. Não vamos mais nos descabelar, chorar, ficar irritadiços, acabar com a nossa saúde. Não vamos empatar o jogo. Vamos dar corda ao adversário. Vamos dar um tempo, como dizemos no namoro. Estou bem melhor, hoje. Estarei melhor amanhã, apesar de tudo. Nada que o dinheiro possa comprar deve nos preocupar. Deus proverá.
    Com carinho, muito otimista,
    Eu.

    ResponderExcluir
  53. Como a Tia Maluquinha, só tenho direito aos erros de digitação, pois vivo de olho nos erros cometidos neste Blog e em todos os outros lugares, onde se escreva em Português.
    Onde se lê: convencêlo, leia-se: convencê-lo.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  54. Caro Combativo e Informativo Euler!!!

    Necessito, em caráter de urgência, de seus dados bancários para contribuir com uma "quantia monetária irrisória" que fará o seu (nosso) BLOG bombar cada vez mais.
    Precisamos começar a pensar em novas formas de divulgarmos o nosso trabalho.
    Quem sabe um canal de TV? O Canal do Professor. Não faltariam patrocinadores. Até o BOI tem o seu canal.
    Vamos nos unir e um pouquinho de cada vai fazer um montão. Bem administrado pode fazer um estrago como uma legítima fonte de contra informação.
    Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  55. Olá, pessoal da luta, estou quase de saída para a escola. topo discutir com vocês, depois, um projeto alternativo de comunicação, envolvendo transmissão ao vivo de alguns eventos, produção de vídeo, entrevistas, etc. Mas, tem que envolver mais gente nossa, da base, do NDG. Isso faz falta em Minas e no Brasil. Contem comigo. Um forte abraço e até depois das 22h30m.

    Euler

    ResponderExcluir
  56. Olá, Euler, parabéns pelo blog e pelas informa mações postadas neste espaço, sendo dúvida um grande "farol" para todos nós educadores que estamos na luta, acompanhando o desenrolar das negociações. Acho que o que a Beatriz disse no blog dela, sobre não ficar publicando as nossas estratégias faz sentido, não podemos nos desnudar demais diante do governo para que ele não antecipe suas ações e maquine contra nós; penso que acabamos ficando muito vuneráveis! Precisamos elaborar uma estratégia para ficarmos informados, sem deixar "vazar" informações que possam garantir nossa vitória!

    ResponderExcluir
  57. Euler, adorei o projeto de transmissão ao vivo de alguns eventos. Parabéns.....Que seja breve...Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  58. PREFIRO UM CANAL DE TV , SE O BOI TEM PORQUE NÓS PROFESSORES NÃO PODEMOS TER?VAI SER BOMBÁSTICO OU FANTÁSTICO, SHOW DE BOLA VIU EULER, PENSE NISSO .HÁ VC NÃO DEU O Nº DA CONTA.E PARA OS ARAPONGAGEM ESTAMOS DE OLHO EM VCS, CUIDADO VCS ESTAM SENDO FILMADO DEPOIS VAI CHORAR.

    ResponderExcluir
  59. Olá Euler,

    Quero participar desta nova empresa de comunicação.

    Aguardo maiores informações.

    Faço a sugestão de que seja feita 2.000 cotas de R$10,00 (dez reais).

    Quem puder poderá comprar mais de uma cota, com um limite máximo.

    ResponderExcluir
  60. Prof. Guaranésia-sudoeste de Minas18 de outubro de 2011 18:35

    Caro Euler,
    Todos estão ansiosos pelo prêmio produtividade. É preciso saber se ele está na previsão orçamentária do ano anterior. Se estiver, o governo não tem como fugir dele. Tem que pagar. É possível descobrir?

    ResponderExcluir
  61. Josias Guedes Carangola18 de outubro de 2011 19:11

    " Este é um pequeno passo para um ser humano, mas um grande passo para a humanidade, digo, para a mineiridade!"
    Nossa odisséia pela lua minguante das gerais...

    ResponderExcluir
  62. Ministério Público assina com o MEC termo de cooperação

    Fonte:http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=17143

    Terça-feira, 18 de outubro de 2011 - 18:31
    Tweet - divulgue esta matéria no twitter
    O ministro da Educação, Fernando Haddad, destacou a atuação do Ministério Público na fiscalização dos investimentos públicos em educação, durante o 3º Encontro Nacional entre o Ministério Público e o Ministério da Educação, que será encerrado nesta terça-feira, 18, em Brasília.

    Para Haddad, a participação vigilante dos promotores contribui para melhor aplicação dos recursos e para garantir a todos os brasileiros o direito à educação. O ministro disse ainda que a cooperação entre os órgãos está em constante aprimoramento.

    Durante o encontro, iniciado na última segunda-feira, 17, foi assinado novo termo de cooperação técnica, o terceiro entre o Ministério Público e o MEC. O termo estabelece formas de colaboração para o aperfeiçoamento dos mecanismos de controle e fiscalização do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), além do intercâmbio de informações e outras ações conjuntas.

    Diego Rocha
    Palavras-chave: fiscalização, Ministério Público

    ResponderExcluir
  63. Todas as águas correm para o mar não tem como fugir...
    Tudo contribui para o bem dos que temem a Deus.
    A justiça vai prevalecer...
    Louvado seja Deus.

    ResponderExcluir
  64. Olá, pessoal!

    Participei da heróica greve do começo ao fim, sou candidata eleita à direção da minha escola e me considero uma militante política bastante comprometida com os meus ideias de justiça e de paz.

    Sou do NDG?

    Não sei. Ninguém me falou, ninguém me chamou.

    Aqui na minha cidade nos consideramos todos (os que participaram de toda a greve) parte do grupo de educadores resistentes, firmes, fortes e tem até quem diga que fazemos parte do NDG. Não sei. Depende dos critérios que são aceitos.

    Não acho que ser fiel à luta e comprometida a ela signifique que a uma certa altura vou começar a jogar pedra nos companheiros que estão se doando. Participei de praticamente todas as reuniões do nosso Comando Estadual e somente nas duas últimas tive a alegria de conhecer o Euler. Cheguei a perguntar pro Rômulo se ele não era o Euler (pseudônimo, alguma coisa assim) ou se o Euler não era um companheiro virtual apenas. Ele disse que não. Eu perguntei por que o Euler não falava nas assembleias e nem aparecia nas reuniões do Comando e ele explicou e disse que o Euler estaria ali naquela assembleia do dia em que conversamos.

    Na última reunião do Comando vi e ouvi o Euler falar. E encontrei coerência, sensatez e humildade naquele que moveu milhares de companheiros no despertar da consciência política, aliado à nossa atuação na greve, é claro.

    Já disse isso aqui: é um grande companheiro, um grande colaborador, merece o nosso respeito e o nosso reconhecimento assim como qualquer um que coloque os seus dons e a sua vida em prol da nossa categoria e da qualidade na educação. A ele podemos igualar os nossos dirigentes sindicais que lutam e cumprem o compromisso assumido e tantos outros que mesmo não sendo direção estadual, direção de subsede ou conselheiro, ajudam a construir a consciência política coletiva que nos tirará do lamaçal a que o PSDB nos empurrou ao longo dos oito anos de reinado.

    É preciso sabermos o que falamos, de quem falamos e porque falamos.

    A Comunidade Dandara, os Trabalhadores Sem Terra, os estudantes, a Vila Campesina e tantos outros organizados e em marcha pela vida em plenitude não precisam de educadores esfacelados em grupos, desconfiados uns dos outros, marginalizados e depreciados pelos próprios companheiros. Nossos irmãos e irmãs precisam de educadores que sabem confiar uns nos outros. Que sabem discordar, mas sabem olhar juntos na mesma direção e ver que o nosso inimigo é o Anastasia e sua corja de hipócritas mocados nas repartições públicas de nosso estado, mascarados de superintendentes, inspetores ou diretores. Ter a capacidade de ver que o nosso ideal é a justiça e a vida. Tantos já passaram e lutaram, agora somos nós, amanhã serão outros.

    Conte comigo, Euler, para ajudar a Comunidade Dandara e não deixe a vaidade tomar conta do seu coração. Esse também é um grande mal e pode ser uma perigosa armadilha para uma personalidade grandiosa.

    Abraço

    Força na luta! Por Dandara! Pelo Piso! Pela Vida!

    ResponderExcluir
  65. Pessoal,já pensaram que ideia genial, um CANAL DO PROFESSOR! Isso seria o máximo. Concordo plenamente com o Glaucir Araújo.Precisamos de uma nova maneira de divulgação do nosso trabalho para que atinja todos os cantos de Minas. Aí sim,companheiro, ninguém vai nos segurar! Euler, topo qualquer coisa que possa ampliar o nosso movimento para que nenhum colega dessa Minas Gerais (estão vendo,o entusiasmo é tanto,que já maiusculei o MG)fique sem informação.
    Comecemos já o movimento,ok?
    Abraços a todos e continuemos firmes na nossa união,resistindo,pois a Vitória está pertinho,pertinho..... acreditem!
    Até........

    ResponderExcluir
  66. Euler, por favor, virifique a situação de férias-prêmio dos professores que participaram da greve e aguarddam publicação das mesmas.
    Gilmar José Ribeiro
    Mara Rúbia Boerges Pereira
    Maria Amélia Borges Pereira
    Soraya Keila Borges Montina
    EE Nelson Soares de Oliveira
    SRE UBERLÂNDIA

    ResponderExcluir
  67. HOJE INSERI EM MEUS DOIS BLOGS O SEGUINTE AVISO: ESTE BLOG ESTÁ APOIANDO A LUTA DOS PROFESSORES MINEIROS PELO PISO SALARIAL
    EM 2O11 NÃO POSTAREI NENHUM TRABALHO (Pausa em prol da luta dos educadores de Minas Gerais e do Brasil, pela valorização profissional e pela salvação da Educação pública .)

    ESTOU POSTANDO TODOS OS DIAS CHAMADAS PARA OS ARTIGOS DO PROF. EULER.

    VAMOS MULTIPLICAR!!!

    ResponderExcluir
  68. PARA MICHELE...
    TEM MUITA GENTE NA ESCOLA EM QUE TRABALHO NA MESMA SITUAÇÃO QUE VOCÊ, FEZ O REQUERIMENTO E CONTINUA NO SUBSÍDIO. EU FIZ MEU PEDIDO EM MAIO E SOMENTE EM SETEMBRO RETORNEI À CARREIRA ANTIGA.NÃO PREOCUPE-SE É SÓ AGUARDAR.

    ResponderExcluir
  69. estamos muito mal informados a respeito das reunioes

    ResponderExcluir
  70. Pessoal, amo todos vocês, me viciei neste blog durante a greve e agora também! Euler é um ótimo escritor-pesquisador de notícias para nós... Abraço a todos. (Visitem também meu blog http://elidaportugues.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  71. Acho que está chegando a hora da nossa vitória....GALOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir
  72. Pessoal, é impressão minha, ou a cacholla não ia fazer parte da comissão de negociação??
    O que esse estorvo tá fazendo lá então heim???

    ResponderExcluir
  73. Oi Euler,na reunião do da 08/ fiz uma proposta do Dia D,em todas as escolas,com um material produzido pelo sindicato.Então, de volta a rotina
    acredito ainda mais na necessidade desse tipo de mobilização.Temos que criar grupos fortes ,de informação dentro das escolas,imagine se conseguirmos que em toda escola tenha um combativo NDG. Somos muito criativos e é muito importante o trabalho no espaço escolar. A apatia é enorme!!!! Não podemos ficar esperando a greve para discutir nossos direitos. Temos que ter estratégias , calendário , seminários, festas, encontros , material, música, arte... É travar uma luta diária contra esses monstros do
    do governo.Material humano para isso nós temos!!! Temos que nos organizar!!Vamos acabar com ele!! Estamos em um momento bom da luta!!!
    Eu acredito na nossa força movida pela fome de justiça em Minas.Tenho 15 anos de sala de aula e muita injustiça acumulada , isso é só o começo!!! A vitória já é nossa.!! Lais

    ResponderExcluir
  74. Euler,
    que falta sinto desste blog!!!!

    ResponderExcluir
  75. Meus caríssimos e caríssimas combatentes ou melhor,GUERREIROS E GUERREIRAS DESSE NOSSO ENCANTADOR (ESTADO MAIS LINDO DO BRASIL), MINAS GERAIS. VOCÊS NÃO IMAGINAM O QUANTO ME EMOCIONO,QUANDO ESCREVO Minas Gerais. Não pude durante esse tempo de greve, participar tanto quanto eu queria mas participei como pude. No ano passado fui uma grevista de primeira participei de todas as manifestções. Portanto peço a todos e todas MUITA PACIÊNCIA, ESPEREM E VERÃO QUE, A JUSTIÇA DIVINA DEMORA
    MAS NÃO FALHA.,OS NOSSOS DIREITOS SERÃO CUMPRIDOS- LEI PSN. FIRMEZA DE PENSAMENTO. NÃO DEEM DIREITOS NOSSOS PARA OS OUTROS. ABRAÇOS FRATERNOS.

    ResponderExcluir
  76. Boa noite guerreiras(os).

    Não é hora de provocar mais divisão entre a categoria,este serviço o desgoverno faz muito bem,basta o que passamos até pouco tempo.Quem não luta por nossa unidade,está colaborando com o inimigo,tenhamos juizo,por favor,foi por está divisão que chegamos ao fundo do posso.Muitos enfrentamentos virão, é preciso nossa unidade.CONTINUO QUERENDO O MEU PISO JAÁÁÁÁ!!!!!

    Abraços/José Henrique

    ResponderExcluir
  77. Temos que montar um partido político, para que possamos ter pessoas que realmente abrace a causa da educação. Gostei muito da sigla PEB, Partido dos educadores brasileiros.

    ResponderExcluir
  78. Pessoal do NDG, boa noite! Concordo plenamente com o fato de que devemos ser mais pacientes com o tempo da Bia para postar os informes. Depois de reuniões que se assemelham a enrolações (até hoje sem pagamento), é necessário tempo para se recompor e pensar, antes de informar para a categoria ( é muita responsabilidade). E sabemos que não é fácil lidar com esse povo do Governo. Se fosse, estaríamos com o Piso no bolso. Com certeza, a Bia e a equipe do Sindicato estão defendendo nossos interesses. Fé em Deus!Beijos.

    ResponderExcluir
  79. Querido,
    te adoro.Simples assim!!!!
    (fica chateada,não,tá "namorada virtual"rsrsrs)

    ResponderExcluir
  80. Pelos comentários que leio aqui, percebo que este blog ainda vai render frutos e dos bons. Este espaço alcançou uma tal dimensão que os próprios frequentadores querem mais do que postar mensagens, fazer conjecturas, desabafar etc etc. Que legal, em meio a tanta dificuldade, tristeza, desânimo, inquietação, angústia, desesperança, alegria, determinação, perseverança, afetividade foram se construindo os 112 dias de história de luta de uma categoria que se redescobriu como gente de categoria, por tudo isso a capacidade de transformação é fantástica, está sendo um aprendizado tudo que foi vivido, por isso acredito que este espaço que ora nos uniu, ainda vai mais longe. É uma energia muito boa que grassa por aqui, não é à toa que milhares de pessoas são assíduas leitoras das informações postadas e quantas já se dizem viciadas, pois o blog passou a fazer parte das nossas vidas.
    Parabéns ao Prof. Euler, parabéns a todos que contribuem para a grandiosidade deste espaço!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  81. “Eu mereceria ganhar mais”, diz ministro do STF
    Marco Aurélio argumenta que salário de R$ 26,7 mil precisa ser reajustado como manda Constituição

    Severino Motta e Adriano Ceolin, iG Brasília | 18/10/2011 07:30

    ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello disse ao iG que mereceria ganhar um pouco mais que os R$ 26,7 mil que recebe mensalmente. E não só ele, mas todos os servidores públicos. Ele usa com principal argumento a Constituição. “O que nos vem da Constituição? Que os servidores têm direito ao reajuste dos vencimentos uma vez por ano, visando repor o poder aquisitivo da moeda”, diz.
    “Temos uma inflação; pequena mas temos. Eu hoje, por exemplo, que estou sem reajuste há vários anos, já não percebo o que eu percebia cinco, seis anos atrás. E continuo prestando os mesmos serviços. Há um desequilíbrio na equação e, portanto, um enriquecimento ilícito do próprio Estado”, completa
    [...]

    Disponível em: http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/eu-mereceria-ganhar-mais-diz-ministro-do-stf/n1597287906369.html Acessado em 18 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  82. CHARLOTTE ATERRORIZADA!!!

    "Temos que montar um partido político, para que possamos ter pessoas que realmente abrace a causa da educação. Gostei muito da sigla PEB, Partido dos educadores brasileiros. "

    >> Lugar de trabalhaor é em sindicatos e não em partidos >>>
    Enquanto cidadão você pode militar politicamente em algum partido, mas TRABALHADOR se organiza é em sindicatos. Não misturemos as estações!!!

    >> A propósito, quantos professores viraram deputados e hoje nem se lembram de nós??? Esse papo de professor se candidatar a deputado para defender a nossa categoria é pura armadilha, e o passado tá cheio de exemplos nesse sentido.>>

    Então vamos ter:

    O PARTIDO DOS PROFESSORES
    O PARTIDO DOS BANCÁRIOS
    O PARTIDO DOS COMERCIÁRIOS...

    ResponderExcluir
  83. É possível rever a questão da proporcionalidade? Eu não concordo com ela. É uma interpretação errada da lei!!!

    ResponderExcluir
  84. Caro colega Euler.Cuidado com a fogueira das vaidades.Ela pode queimar a todos nós!Nosso sindicato nunca esteve tão bem representado como agora pela companheira Beatriz.Ela é mulher de fibra, não se vende como os sindicalistas do passado.Transmite confiança, é digna,expõe corretamente os fatos que ocorrem na mesa de negociação.Já participei de greves em que a categoria não queria recuar e o Sr.Hilario ignorou nosso clamor e encerrou a greve.Lembre-se que é briga de tubarão versus lambari.Nossa vitória nunca esteve tão perto.Se continuarmos nos dividindo, nos acusando com certeza enfraqueceremos.Nosso sindicato é retrato da nossa desunião enquanto categoria.Deixe as questões pendentes se resolverem e aí questione seu sindicato em relação ao que vc não concorda.Agora é hora de ficarmos juntos na mesma sintonia e continue seu belo trabalho de informação, mas por favor sem divisão.Um abraço.Rosane

    ResponderExcluir
  85. Professores podem realizar inscrição para mestrado gratuito em matemática até 26/10
    Da Redação
    Em São Paulo

    Professores interessados em realizar mestrado gratuito em matemática podem se inscrever no exame de admissão do Profmat (Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional) até as 23h59 do dia 26 de outubro, pelo site www.profmat-sbm.org.br. É cobrada taxa de inscrição de R$ 39.

    O Profmat é um programa de pós-graduação gratuito, reconhecido pelo MEC/CAPES (Ministério da Educação/Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A prioridade é para professores da rede pública, que podem solicitar bolsas de estudo da Capes, no valor de R$ 1.200. Também são oferecidas vagas para os demais candidatos.

    São oferecidas 1.575 vagas em 67 polos em todos os estados e no Distrito Federal - 80% das vagas são destinadas para professores das redes públicas da educação básica que atuem na docência de matemática. No momento da inscrição, o candidato deve indicar a instituição associada e o polo em que deseja estudar. As vagas para cada instituição podem ser consultadas aqui.

    O exame será realizado no dia 26 de novembro, a partir das 13h. Serão 35 questões de múltipla escolha, com peso de 70% da prova, e três questões dissertativas, que irão compor 30% da nota final. A prova avaliará os seguintes itens:

    Construção de significados para os números;
    O conhecimento geométrico e a realidade;
    Grandezas e medidas e resolução de problemas do cotidiano;
    Variações de grandezas;
    Resolução de problemas algébricos;
    Organização de dados e tratamento da informação.

    O resultado será divulgado no no prazo máximo de seis semanas após a realização do exame. Outras informações podem ser obtidas no edital do programa.

    Disponível em:http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/10/17/professores-podem-realizar-inscricao-em-mestrado-gratuito-em-matematica-ate-2610.jhtm Acessado em 19 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  86. GRAÇA:

    Especial para Prof Euler e a todos que com coragem se posicionam e fazem a diferença!


    "Os pequenos atos que se executam são melhores que todos aqueles grandes que se planejam." George C. Marshal


    "Nenhum de nós chegou onde está, exclusivamente, através do impulso dos próprios pés. Chegamos até aqui porque alguém se inclinou e nos alavancou."
    Thurgood Marshal

    ResponderExcluir
  87. Euler tem como vc postar o link de como ficaria a tabela do piso proporcional ja com a previsão de reajuste de janeiro???

    ResponderExcluir
  88. Olá, combativa colega ROSANE e outros que escreveram na mesma linha que ela.

    Não concordo com a ideia de que direções sindicais não possam ser criticadas. Acho que isso não ajuda a educar e a nos educar politicamente. O nosso movimento e a nossa luta são muito maiores do que o Blog do Euler (que pode e deve ser criticado o tempo todo), a coordenadora Bia e os demais dirigentes e qualquer outra liderança do movimento.

    Concordo que há certas críticas que têm a cara do governo, pois são feitas para jogar a categoria para baixo. Mas, as críticas voltadas para a correção de erros, para apontar falhas visando o aprimoramento da nossa luta são necessárias e muito bem vindas.

    Na minha opinião isso não nos enfraquece, nem nos desune. Pelo contrário: durante todos os 112 dias de greve nós jamais deixamos de fazer as críticas, de apontar alternativas, coisa que todos fizeram neste blog. E isso nos manteve unidos.

    Temos que desconstruir a ideia de que as pessoas investidas de representação não podem ser criticadas. Elas, mais do que qualquer outra, precisam ser criticadas, controladas e têm que prestar contas sim, a todo momento, exatamente porque representam interesses de uma categoria ou classe social, e não interesses próprios.

    Isso não é vaidade de ninguém, mas uma questão de princípio para mim. Para me representar tem que ser muito bom, muito correto, muito atento aos meus direitos, pois eu (uso na primeira pessoa, mas poderia generalizar: todos nós) sou (somos) muito exigente (s) em relação aos meus (nossos) direitos.

    O ideal é que a representação fosse cada vez mais substituída por formas horizontais e diretas de participação. Quanto mais nós mesmos nos colocamos como agentes diretos da nossa história (é o que dizemos a todo momento, não é?), menos dependentes ficaremos da ação individual de algum dirigente (quem quer que seja), ou deputado, ou presidente da república. E é na força organizada dos de baixo que eu boto fé.

    Mas, respeito a sua opinião e a de todos os que partilham da mesma.

    Um forte abraço e força na luta! Até a vitória!

    ResponderExcluir
  89. NDG de Plantão

    Os nossos representantes são os mais CAROS do mundo. E ainda, ficam reunindo, reunindo, discutindo, discutindo, comissão para lá, comissão para cá, avanços consideráveis. Pessoal vamos acordar e começar a cobrar uma postura mais prática da COMISSÃO, afinal de contas eles são pagos com o nosso dinheiro. Além de representantes do POVO a comissão (membros que trabalham e recebem o SALÁRIO, logo não estão fazendo nenhum favor, muito pelo contrário estão discutindo e analisando a vida dos Profissionais da Educação em Minas Gerais).

    O Piso é Lei Federal 11738/08.

    TV Globo - Bom Dia Brasil ( VAMOS DIVULGAR SEM PENA).wmv

    http://www.youtube.com/watch?v=eySRDPHO8XM

    Vídeo enviado por e-mail Karina Silva (NDG)

    OBS.: FORA ANASTASIA PSDB, FOOOOOOOORA !!!

    Abraço! Juntos venceremos.
    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  90. Ao Anônimo de 00:29,

    Ainda não sabemos exatamente qual será o percentual de reajuste do piso para 2012: se 16,6% ou se 22%.

    De qualquer forma, basta pegar a tabela proporcional deste ano e aplicar um dos percentuais citados sobre qualquer valor da tabela.

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  91. PROFESSOR EDMAR DE TUPACIGUARA
    EULER,PARABÉNS E OBRIGADO POR ESTAR SEMPRE NOS DEIXANDO INFORMADOS SOBRE OS ACONTECEMENTOS E LEIS SOBRE A EDUCAÇÃO;
    GOSTARIA QUE ME DISSESSE QUAL É A LEI OU RESOLUÇÃO DIZENDO QUE TODOS OS PROFESSORES TÊM DIREITO DE RECEBER BIÊNIOS. A MINHA ESCOLA SE RECUSA A COMANDAR BIÊNIOS PARA OS QUE INGRESSARAM DE 2003 PARA CÁ. EM UM TEMPO ATRÁS NO SEU BLOG LI ESSA NOTÍCIA. VOCÊ DISSE TAMBÉM QUE A ESCOLA QUE SE RECUSASSE A FAZER TAL COMANDO ERA PARA ENTRAR EM CONTATO COM O SINDICATO.
    SEM MAIS PARA O MOMENTO, DESDE JÁ ANTECIPO AGRADECIMENTOS E O PARABENIZO PELO GRANDE SUCESSO DO BLOG.
    ABRAÇO!!º
    PROFº EDMAR (GEOGRAFIA) E.E.SEBASTIÃO DIAS FERRAZ - TUPACIGUARA-MG

    ResponderExcluir
  92. Caro Euler, acredito que fazer críticas não é um princípio seu que esteja isolado de outros e não constitui em um princípio apenas. O conjunto de princípios que norteiam as nossas ações é o que nos torna "nós mesmos". Penso e posso até dizer que você é um leitor nato da realidade em que vive e não é nem um pouquinho ingênuo para não saber que o contexto também determina os rumos da luta e o alcance dos nossos objetivos. Existem mais coisas que, além do meu próprio pensamento e agir, interferem na nossa história.

    Sempre fiz críticas ao meu sindicato. Mas vejo que é possível e é preciso reconhecermos os avanços. Seria ignorante da nossa parte apontarmos somente as fragilidades e não valorizarmos as nossas conquistas também enquanto categoria organizada. Na nossa última reunião do Comando foram feitas várias críticas à nossa atuação, tanto da direção estadual como do comando de greve e porque não da assembleia de trabalhadores da educação? Na hora de avaliarmos e apontarmos as críticas, penso que é muita presunção para alguém que lutou do começo ao fim achar que "ele errou", "ela errou" e "eu? não errei?" ou "não erro", "não posso errar também"

    É isso o que acho que às vezes falta nas críticas de algumas pessoas: sensatez. A crítica pela crítica não constrói nada, ao contrário destrói o que se construi até ali. O pessoal da oposição que teceu suas críticas na Reunião do Comando ensinou muito para a nossa categoria. Os companheiros participaram durante todo o tempo e assumiram as decisões da maioria fazendo suas críticas no espaço certo e na hora certa. Eles sabem quem é o nosso inimigo e o melhor: sabem reconhecer quem são os nossos aliados. Responsavelmente não vão dar cordas para o governador que mais se parece um ditador para nos enforcar, amarrando junto os nossos ideais.

    Se queremos ajudar os sem-teto, sem-casa, sem-salário, marginalizados ao longo dos 511 anos de uma civilização mórbida e perversa teremos que não apenas persistir como fizeram os nossos antecessores (isso é necessário, mas não basta) teremos que ter estratégias e reconhecermos que não estamos sozinhos e que um passo mal dado por conta das nossas próprias falhas (ou tem alguém aí que nunca erra ou que agrada sempre?)pode comprometer a nossa atuação. Penso que devemos agarrar todas as chances que temos para progredir, para melhorar.

    Não esqueçamos jamais: somos um coletivo, um grande grupo atuando a favor de uma justa causa. Prudência e sensatez são necessários num movimento assim. Não estamos sozinhos! Não fazemos nada sozinhos, precisamos uns dos outros.

    Se não for assim, serão em vão as nossas palavras e os nossos calorosos discursos.

    Abraço a quem tem coragem!

    ResponderExcluir
  93. ELEIÇÕES, ELEIÇÕES E ELEIÇÕES...
    CARO AMIGO EULER,
    VAMOS DAR O TROCO NO PSDB EM MINAS NAS ELEIÇÕES VINDOURAS. PRECISAMOS NOS ORGANIZAR E SETORIZAR A NOSSA LUTA. QUAL EXÉRCITO BEM TREINADDO E MOTIVIVADO PELO CONJUNTO DE MALDADES DESSE DESGOVERNO, VAMOS SOLAPAR A BASE ELEITORAL DO PSDB EM MINAS, ELEGENDO E PARTICIPANDO ATIVAMENTE DO PROCESSO ELEITORAL EM 2012. O MOMENTO HISTÓRICO NOS FAVORECE. SÃO CENTENAS DE VEREADORES (AS) QUE PODEMOS ELEGER.IMAGINE TODOS AS CAMARAS DE VEREADORES TENDO PROFESSORES-VEREADORES COMPROMETIDOS COM NOSSA CAUSA. IMAGINE A OPOSIÇÃO QUE O SENHOR AÉCIO E A CORJA TERÃO A PARTIR DE 2012. POR FAVOR, VAMOS USAR NOSSOS BLOGS PARA IMPLEMENTAR ESSA IDEIA.
    ATÉ 2012!!!!!
    MURILO MAIA - MONTES CLAROS
    COMITE PERMANENTE ANTI-PSDB.

    ResponderExcluir
  94. Este comentário não tem a ver com a greve. É apenas um desabafo, enquanto esperamos o resultado da bendita reunião de hoje.
    Fiquei indignada quando li no site de SEEE que Aprofundamento de Estudos ajuda estudantes a se preparem para o Exame Nacional do Ensino Médio.
    Meus Deus! Nunca vi um programa tão mal executado, “feito nas coxas’.Desculpe-me pela expressão chula, mas não há outra forma de expressar tamanha falta de compromisso com a educação. Também pudera, professores despreparados dando aula de aprofundamento, com raras exceções. Como alguém superficial pode apresentar algo de forma profunda... Assim são nossas Minas Gerais... Assim é nossa educação. Superficial, fraca.
    Ontem tive que voltar à escola depois da aula e pude observar “o quanto esse programa estava ajudando os alunos”. Uma cena patética, uma professora com cara de .... sentada, inerte, enquanto os alunos copiavam algo de um livro... Meu Deus!!! Eta dinheiro ganhado fácil!
    Enquanto em sala de aula eu me mato tentando encontrar formas de ajudar meus alunos a se saírem bem nas provas, quem recebe elogios são eles, os bem-aventurados professores do aprofundamento de estudo.
    Ano que vem juro que vou pegar uma turma de aprofundamento. Não faz nada, tem pouquíssimos alunos na sala, na cumpre módulo 2, não tem prova para corrigir, caderneta para fazer. Eta vida boa meu Deus!!!
    Como dizia Drummond: Eta vida besta, meus Deus!!!

    Maria

    ResponderExcluir
  95. Ivete ganha mega- homenagem do governo mineiro. A solenidade será de gala. primeiro Ivete vai passar em revista os Dragões da Inconfidência, a guarda de honra da polícia de Minas. A cantora vai caminhar( nao sei se terá que rebolar)por um tapete vermelho até à ALMG, onde será recebida pelo governador. E não é só : depois de toda essa cerimônia Ivete ainda seá homenageada com um jantar na noite de quinta, no Palácio das Mangabeiras residência do Governador. E tem mais:a baiana continua em Minas no final de semana. Gostaram?????

    ResponderExcluir
  96. Quero pedir licença ao sub-comandante Euler para dar um puxão de orelhas bem dado nesses colegas acomodados que postam diariamente aqui reclamações diversas:

    - Euler, como ficam minhas férias-prêmio que foram interrompidas com a greve?
    - Euler, é verdade que não vamos receber o 14º?
    - Euler, é verdade que papai noel existe? rsrsrs
    Esse último é meu...kkkk

    Educadores e Educadoras desse Minas Gerais, ACORDEM pra vida.
    Nossas reclamações aqui postadas se resolvem nas escolas, nas superintendências e outras com a ajuda do Sind-UTE, etc. E outras não se resolvem...
    Vamos tirar o traseiro da cadeira e correr atrás dos nossos prejuízos. Quanta acomodação!

    - Euler, hoje amanheci com dor de cabeça, estou meia tonta (esse erro foi de propósito - devido aos tantos que encontro aqui), cabeça latejando (rsrs), será que eu estou com febre ou com dengue?

    PÁRA COM ISSO GENTE!

    ResponderExcluir
  97. euler quero tirar uma duvida,ate ao final do anoestou aposentando,se o piso for aprovado para 2012eu aposento ganhando o piso?
    amarante r ferreira manga m g.

    ResponderExcluir
  98. Sou aluna de escola pública e reconheço a iportância da greve por todos os professores para auentar o piso salárial, e apoio a luta de vocês porque não é so pra poder aumentar tais salários porque isso é um absurdo uma lei não ser coprida; mas também uma forma de revendicar uma melhoria na educação dentro das escolas públicas que hoje infelizente não é nada valorizado !

    ResponderExcluir
  99. Parabéns pelo seu Blog.
    Vamos continuar alertas e bem informados.
    Sinto firmeza com a Beatriz no comando do sindicato. Rezo sempre por todos nós.
    Forte abraço,
    Ilza Maria ( profª História)
    Uberlândia.

    ResponderExcluir
  100. quarta-feira, 19 de outubro de 2011

    Reunião com a Secretaria de Estado da Educação
    A reunião com a Secretaria de Estado da Educação aconteceu hoje, dia 19/10, de 10 às 19:30 h.
    O objetivo desta reunião foi discutir as situações funcionais da categoria em função da greve.
    Participaram da reunião a Secretária de Estado da Educação Ana Lúcia Gazzola e Antônio Noronha, Subsecretário de Gestão de Recursos Humanos.
    Além de discutir as questões funcionais, o sindicato novamente questionou a data para pagamento do prêmio de produtividade. O governo permanece sem data definida para o seu pagamento com a justificativa de dificuldades financeiras.
    No que se refere ao salário, o salário do mês de novembro será pago normalmente, sem qualquer desconto.
    O sindicato novamente reivindicou a manutenção dos salários sem nenhum corte. Argumentamos a questão humana, de sobrevivência, que o servidor utiliza parte do salário para se deslocar para o trabalho, a insegurança quanto a data de pagamento do prêmio por produtividade (cuja expectativa de recebimento era setembro), a negativa de atendimento do Ipsemg. Mas a posição do governo se manteve a mesma. No mês de dezembro haverá o pagamento, com o desconto de metade das faltas de setembro, mas também será feito o pagamento das reposições realizadas. O mesmo ocorrerá em janeiro.
    Está sendo um processo muito difícil de negociação. Procuramos avançar ao máximo na retirada de punições e manutenção de direitos na vida funcional. Na reunião de hoje foram acertados os seguintes pontos:
    - o imediato desligamento dos substitutos contratados durante a greve;
    - o designado que aderiu à greve concorrerá a nova designação sem qualquer restrição por ter participado do movimento;
    - as faltas greve não poderão ser transformadas em falta comum;
    - a falta greve não poderá ser considerada para a avaliação de desempenho, mesmo que até 30/11, não tenha sido concluída a reposição;
    - a existência de falta greve, mesmo não reposta, não impedirá o início do processo de aposentadoria do servidor desde que tenha cumprido os requisitos para pedi-la, portanto não poderá haver retenção de pedido de afastamento cuja justificativa seja a participação do servidor na greve;
    - o servidor que aguardou a orientação do sindicato para iniciar o processo de reposição terá o direito de realizá-la (exceto o período já reposto), mesmo que o calendário já tenha sido feito. Os colegiados escolares são responsáveis por realizar as adaptações necessárias para garantir este direito.
    Há diversas situações em que o servidor não
    d)servidor cujo contrato de designação se encerrou durante a greve ou antes de completada a reposição;

    Não há nenhuma orientação de impedimento para os servidores em ajustamento funcional e quadro administrativo das escolas realizarem a reposição.
    Em relação à reposição dos servidores das Superintendências Regionais de Ensino, a Secretaria analisará a situação com as Superintendentes. O sindicato argumentou que é possível repor e que não pode haver tratamento diferenciado na categoria. Aguardamos retorno da Secretaria.
    Quanto à dispensa de designado, que aguardou a orientação do sindicato para iniciar a reposição, não houve orientação da SEE para realizar esta dispensa. O Sindicato apresentará cada situação para a solução do caso concreto. Mesma orientação é para as situações em que ocorreram dispensas de extensão de jornada, que também não teve orientação da SEE.
    No que se refere ao lançamento da falta comum relativa a reposição realizada antes do dia 24/10, esta falta será revertida em falta greve possibilitando a sua reposição, uma vez que o servidor aguardou orientação do sindicato.

    O Ipsemg se recusa a realizar internação, consultas, exames e demais procedimentos médicos pelo fato do servidor ter sofrido o corte do salário das faltas greve. O sindicato solicitou rápida solução com o imediato reestabelecimento do atendimento. A Secretaria dará retorno na reunião que será realizada no dia 24/10.

    Blog da Beatriz

    ResponderExcluir
  101. Para o pessoal que está comentando a respeito do fato da coordenadora Beatriz estar sendo seguida, saibam, que tem vários outros colegas professores também sendo vigiados.

    ResponderExcluir
  102. Gostaria de lembrar a todos e todas que a idéia de criar o PARTIDO DOS PROFESSORES foi minha...kkkkkkkkkk. Basta que se leia os posts antigos que encontraram e como tal já até procurei alguns colegas que estão empenhados em POLITICA PARTIDÁRIA para que coloquem a idéia em pratica e eles(elas) adoraram a idéia e vão colocá - la em ação, sim. Sou de CURVELO que é uma cidade altamente politizada.Beijos no coração de todos.

    ResponderExcluir
  103. CARO AMIGO EULER:
    Gostaria de ver em seu blog uma análise sua a respeito do "Choque de Gestão" e "Pacto de Governabilidade". Gostaria que fizesse uma analogia sobre essas duas políticas neoliberais que estão sendo executadas fortemente aqui em Minas Gerais, principalmente por Aécio e Anastasia. Sabe-se que estamos vivenciando uma situação muito delicada a respeito das liberdades de expressão em Minas. Em nossa greve dos professores, ficamos sem encontrar amparo legal em nossas instituições legislativas e jurídicas que supostamente deveriam nos acolher, já que estávamos exigindo o cumprimento de um direito legítimo. O que é que aconteceu de fato com o Legislativo e Judiciário mineiro????
    Todos sabemos muito bem a respeito do "Choque de Gestão" A/A, mas poucos ainda sabem sobre esse "Pacto de Governabilidade" que no fundo se tornou um "Instrumento de Barganha" usado pelo executivo em beneficio do legislativo e judiciário, para atender "Suas Necessidades mais...", vamos dizer; Sinistras. Temos acompanhado de fato, um forte aumento nos últimos anos (10 anos) dos gastos públicos com o legislativo(vide Jornal O Tempo) e provavelmente o judiciário mineiro. Isso é muito estranho...
    Agradeço desde então pelo espaço.

    ResponderExcluir
  104. Neste site está o documento que será publicado pelo governo sobre o acordo feito hoje.

    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/10/19/interna_gerais,257012/definido-acordo-entre-governo-e-professores-sobre-faltas-durante-a-greve.shtml

    Caro Euler, gostaria de pedir a você, que está mais próximo do sindicato, que insistisse com ele sobre a situação dos ATB's, pois só se fala na situação de professores(Tenho 2 cargos, 1 ATB e outro Prof). Fiz greve nos dois e agora minha situação de ATB ninguém sabe dizer como fica, uma vez q não há a preocupação com a CH do aluno.
    Já mandei vários e-mail para sindicato e nem me respondem, acho isso um descaso conosco enquanto categoria.
    Fui a única ATB na minha cidade a entrar em greve, aliás se não fosse por mim, os professores da minha escola não teriam aderido.
    me dê um retorno, nem que seja por e-mail:solraios@hotmail.com

    ResponderExcluir