terça-feira, 4 de outubro de 2011

Governo mineiro aplica choque de confisco salarial de R$ 2,66 bilhões nos educadores mineiros em 2011. E o MEC segue a mesma política de confisco



Governo mineiro aplica choque de confisco salarial de R$ 2,66 bilhões nos educadores mineiros em 2011. E o MEC segue a mesma política de confisco.



Quem disser que a nossa heroica greve de 112 dias não se justificou, é porque está completamente ignorante acerca da realidade da Educação pública em Minas e no Brasil; ou é porque joga no time do governo. Não há meio termo. Em Minas Gerais, por exemplo, à luz das leis vigentes no país e no estado, o governo aplicou, em 2011, um duplo choque de confisco salarial pra cima dos educadores. E o MEC não ficou para trás nessa política de desvalorização dos educadores e da Educação pública básica, como veremos a seguir.

Desde 2008, o governo de Minas anunciara em comunicado oficial para os educadores, que a partir de 2010 o estado teria, mediante cumprimento da Lei do Piso já aprovada pelo Congresso e sancionada pelo presidente, que pagar o piso enquanto vencimento básico na carreira dos profissionais da Educação. E que isto teria um custo adicional na folha de pagamento de pessoal de cerca de R$ 3,1 bilhões. Como não aplicou o piso em 2010, ao atualizar este valor para 2011, o governo reconheceu que se pagasse o piso proporcional do MEC pelo valor atualizado de R$ 1.187,00, o custo adicional chegaria a R$ 3,7 bilhões.

Como o custo total do subsídio foi de aproximadamente R$ 1,4 bilhão, o governo economizou, nas costas dos educadores, algo próximo de R$ 2,3 bilhões - o equivalente a quase duas cidades administrativas. Mas, a garfada no bolso dos educadores não para por ai. Quando o STF deu ganho de causa aos educadores, rejeitando a famigerada ADI 4167 impetrada por cinco desgovernadores (SC, RS, PR, MS e CE), e considerando o piso enquanto vencimento básico, o governo de tudo fez para manter os servidores da Educação no sistema do subsídio. E para isso, praticou mais um ato de confisco sobre os educadores: reduziu ilegalmente a remuneração de 153 mil educadores que voltaram para o antigo sistema remuneratório, composto de vencimento básico e gratificações - mudança esta facultada pela própria lei que criara o subsídio.

A partir de junho de 2011, todos os 153 mil educadores que optaram pelo sistema de VB (Vencimento Básico) retornaram ao salário de dezembro de 2010, quando, em janeiro de 2011, havia sido aplicado um reajuste salarial aprovado em junho de 2010, com previsão orçamentária para tal reajuste para todos os servidores da Educação.

Este novo confisco representa uma nova garfada no bolso dos educadores na ordem de R$ 360 milhões, considerando a redução salarial média de R$ 300 mensais para 153 mil educadores entre junho e dezembro de 2011, mais o 13º salário. Isto sem falar no prêmio de produtividade, que é calculado com base na remuneração de dezembro do ano anterior, e que resultará em mais perda em 2012, caso este prêmio, erroneamente chamado de 14º salário, seja mantido até lá.

Ao todo, os educadores de Minas sofreram um choque de confisco na ordem de R$ 2,66 bilhões, sem computar a perda com a gratificação de produtividade do ano seguinte, além do corte salarial por ocasião da nossa legítima e legal greve de 112 dias.

A pergunta que fazemos aqui é: considerando que os educadores tenham sofrido confisco contrariando as leis federais (a do Piso e a Carta Magna, que proíbe a redução salarial) e estaduais (a que proporcionou o reajuste salarial em 2011 com previsão orçamentária para tal e a do plano de carreira), como ficam o MP estadual, a Justiça e a mídia que nada dizem ou fazem para exigir o reparo destas perdas? Outra pergunta: tais perdas não podem ser consideradas irreparáveis? Pois, em função delas, somadas aos cortes salariais em plena vigência de uma greve legal, foram ou não provocados enormes prejuízos aos educadores? Muitos tiveram que fazer empréstimos bancários, outros perderam o crédito na praça, sem falar da situação constrangedora de profissionais empregados, porém pedintes, além do desgaste psicológico e emocional para milhares de famílias de educadores e estudantes.

Tudo isso acontecendo, enquanto o governo despejava gastos com campanhas publicitárias difamatórias contra os educadores; além dos gastos com os substitutos, a maioria não habilitada para lecionar, e que agora transita sem o que fazer nas escolas, recebendo remuneração superior aos verdadeiros profissionais que entraram em greve.

Ora, isto demonstra o quanto a estrutura de poder em Minas - governo, legislativo, judiciário, procuradoria da Justiça e mídia comprada - representa a negação dos anseios e dos interesses da grande maioria da população mineira e brasileira, especialmente aos de baixo. Que precisam de uma boa escola pública de qualidade, o que não se alcançará sem a devida e real valorização dos educadores, com salários dignos, condições adequadas de trabalho e política séria de formação continuada. Além da Educação, a população de baixa renda precisa também de saúde pública de qualidade, saneamento, segurança e moradia, etc. Sobre este último, aliás, o que temos assistido é a constante ameaça de despejo de ocupações como a Dandara, onde centenas de famílias construíram uma comunidade digna, que deveria ser protegida pelo estado, e não ameaçada de invasão por Batalhão de Choque da PM, com o respaldo de um judiciário, com raras exceções, submisso à vontade dos poderosos.

Ora, esse quadro precisa ser repensado e mudado urgentemente. Há uma inversão total de valores, de prioridades, quando o resultado do esforço coletivo da sociedade, especialmente dos trabalhadores de baixa renda, é canalizado para o benefício de poucos: banqueiros, empreiteiros, agronegócio, políticos profissionais, chefes das altas hierarquias dos três poderes, empresários da grande mídia e demais amigos do rei.

Não é de se estranhar que nunca sobre dinheiro para os de baixo, como os educadores de Minas, dada à sanha dos de cima em abocanharem tudo quanto puderem, geralmente avançando em cima dos interesses e direitos dos de baixo. Há recursos para a Copa do Mundo - garantem o governador do estado e a presidenta da República -, mas não há recursos para pagar o piso salarial nacional, que é lei federal em vigor desde 2008.

Mas, se Minas Gerais dá este péssimo exemplo para o Brasil e para o mundo, o MEC e o governo federal não ficam atrás. Já no cálculo do valor do piso, entre 2009 e 2010, fomos garfados em muitos bilhões, quando o valor que deveria ser considerado era o de R$ 1.597,00, de acordo com os cálculos dos técnicos da CNTE. Contudo, o MEC, respaldado pela AGU - Advocacia Geral da União -, considerou um outro valor, o de R$ 1.187,00 para o profissional com ensino médio para a jornada de até 40 horas para o ano de 2011.

Contudo, em 2012 tudo indica que seremos novamente garfados no plano federal. Os meus cálculos iniciais, realizados entre abril e maio deste ano, apontavam, com base nas portarias do MEC que definem os valores do custo aluno entre 2010 e 2011, que o reajuste em janeiro de 2012 seria da ordem de 22%. Agora, já se fala em um reajuste de 16,6%, o que elevaria o valor do piso para R$ 1.380,00 em 2012, quando o correto, tomando como base o valor do piso do MEC, seria um reajuste que elevaria o piso para R$ 1.450,00. Esta pequena diferença de R$ 70,00 representa, para os 3 milhões de educadores do Brasil, considerando os 13,33 meses de salários (12 + 13º + 1/3 de férias), uma soma total de confisco na ordem de R$ 2,8 bilhões - quase três vezes o valor que o governo federal pretende disponibilizar para supostamente ajudar estados e municípios a pagarem o nosso piso.

Em suma, é com o confisco dos nossos direitos que eles patrocinam campanhas supostamente para nos ajudar; que financiam campanhas milionárias na mídia; que fazem obras faraônicas; que se dão ao luxo de contratarem um segundo professor sem habilitação nas escolas de Minas, enquanto cortam os nossos salários e nos sonegam o piso salarial a que temos direito.

Quando sabemos destes fatos, a pergunta que eu faço, agora não mais à autoridades, mas aos colegas educadores, aos alunos e aos pais de alunos é: a nossa heroica greve de 112 dias foi justa e necessária ou não? E se precisarmos cruzar os braços novamente, será por uma razão justa, legítima e legal ou não?

Que o governo de Minas e do Brasil aprendam a nos respeitar, se não desejarem conviver com greves cada vez mais fortes e extensas, com amplo apoio popular.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

125 comentários:

  1. Por essas e outra é que acho que devemos voltar para a greve, pois o governo já começou mal, adiando reuniões com o sindicato. E vamos aproveitar o sentimento de revolta e indignação e voltamos para a greve, porque se ficar esperando, ninguém vai querer encarar mais greve. Acho que se até dia 10, 11 nada for resolvido, deveríamos recomeçar a greve, aproveitado os ânimos exaltados. E nem negociar um pagamento pelas reposições nesses meses o governo negociou. Ele disse que vai pagar após as reposições (ou seja receberemos em abril) e por aulas dadas, no final, se ganharmos alguma coisa pela reposição virá uma merreca que ainda será descontado impostos. Precisamos repensar a volta a greve URGENTE! Se deixar para depois, o governo vai nos enrolar demais.

    ResponderExcluir
  2. Euler você sabia que a Procuradoria geral da República já deu seu parecer sobre a ADI 4167 e agora o STF vai analisar este parecer?Quem analisará é o Ministro Joaquim Barbosa.Será noticia velha?

    ResponderExcluir
  3. PAULO DINALI JUIZ DE FORA5 de outubro de 2011 00:16

    olá euler, é por essas questoes q vc coloca, que estou de prontidão se preciso for voltamos a greve. e força na luta.não podemos deixar de continuar as denuncias nas redes sociais.se o governo se levantar da mesa sem um bom acordo a greve volta!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Acredito que os ventos estão soprando a nosso favor,vamos acreditar.O sofrimento que estamos vivendo hoje nos darão mais força para comemorar nossa vitória.Você sabia que a Procuradoria Geral da República já deu seu parecer e o STF analisará este parecer para dar a palavra final?Digitei Digitei assim:-Procuradoria Geral da Republica ADI 4267 e lá estava no primeiro sait.Será noticia velha? Veja por favor!

    ResponderExcluir
  5. Se o governo não nos pagar agora, não terei dinheiro pra ir trabalhar na semana que vem, estou com o nome no SPC, hoje um cheque meu voltou, telefone cortado, e outros. Não tem como entrar com pedido de danos morais contra o estado? Se puder alguém poderia me informar como proceder?
    Obrigada.

    Se precisar voltar pra greve, estou pronta.

    ResponderExcluir
  6. NDG de Plantão

    Mais um capítulo da brincadeira de governar,
    que falta de juízo governador

    Contos da Meia Noite - O homem de cabeça de papelão 1/2
    http://www.youtube.com/watch?v=qQCJ6E_1EIw&feature=results_main&playnext=1&list=PL2DDF7AE40078DEF7

    ATENÇÃO ! ATENÇÃO ! ATENÇÃO !

    è hoje o Dia D, dia do ditador DEVOLVER meu salário, COM QUAL direito Anastasia ZEROU MEU CONTRACHEQUE http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ABRAços
    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Acho que a greve deve voltar e logo!
    Tá na cara que o governo não vai negociar direito, vai enrolar e só.
    Esperar a greve para 2012 é repetir o erro do ano passado, se pelo menos, tivéssemos começado 2011 já com greve, mas esperamos muito.
    E nessa espera de agora estamos trabalhando sem salário nenhum e quando recebermos será com perda para quem optou pelo VB. Se não estamos recebendo, como podemos trabalhar? Há professores que não possuem dinheiro nem para condução!
    Vamos pra luta enquanto o "sangue tá quente".
    Tá tudo errado...

    ResponderExcluir
  8. Acredito que o interior estará mais presente,principalmente nas assembleias, se for necessário parar novamente. Em nossa escola estamos avançando nesse sentido. A conscientização cresce.

    ResponderExcluir
  9. Acabei de ler no blog: http://auribertoeternochocalheiro.blogspot.com/2011/10/greve-dos-professores-do-estado-do_9399.html#comments

    Comissão irá até escolas cearenses e mineiras
    Brasília.
    " A subcomissão da Câmara Federal especial criada pela Comissão de Educação e Cultura para fazer um diagnóstico sobre a implementação do piso salarial nacional do magistério será instalada na próxima quinta-feira. As visitas começarão por Minas Gerais e Ceará, onde os professores, em greve, reivindicam o pagamento do piso.

    O piso salarial atualmente é de R$ 1.187 para 40 horas semanais e vale para todos os professores que atuem da educação infantil ao ensino médio.

    O objetivo da subcomissão é fazer um levantamento em todos os estados para averiguar se a Lei 11.738/08, que instituiu o piso, está sendo cumprida.

    "Queremos saber se os estados e municípios estão pagando o piso salarial e se, além disso, existem planos de carreira para os professores e se eles estão sendo cumpridos", explica a deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN), que preside a subcomissão.

    A deputada também lembra que a lei 11.738/08 foi aprovada por unanimidade pela Câmara dos Deputados e, portanto, é prerrogativa do Parlamento zelar pelo seu cumprimento.

    Os trabalhos da subcomissão serão feitos em parceria com a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Piso Salarial Nacional dos Professores. Apesar de a lei 11.738/08 ter a constitucionalidade reafirmada pelo Supremo Tribunal Federal, não é cumprida em muitos estado."
    FONTE: DIÁRIO DO NORDESTE
    http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1051424

    ResponderExcluir
  10. Caro Anônimo de 00:14,

    O Ministério Público FEDERAL deu parecer favorável ao piso por ocasião do julgamento do mérito da ADI 4167.

    Quanto ao julgamento dos embargos ao acórdão da ADI 4167 o MP está de posse dos autos mas ainda não emitiu o seu parecer. Se for coerente com a postura anterior, não acatará os embargos.

    Contudo, caberá aos ministros do STF darem a última palavra sobre o tema, sempre lembrando que eles não vão alterar a essência do que já foi decidido. Ou seja:

    o piso é vencimento básico e precisa ser implantado nos planos de carreira dos estados e municípios. Acho difícil também que eles aceitem a proposta de escalonamento feita por dois estados, já que este tema foi superado pela própria lei do piso - e também pelo julgamento do mérito da ADI 4167.

    Mas, como no Brasil tudo é possível, ao sabor dos interesses e das pressões políticas, vamos aguardar o transitado em julgado.

    O MPF terá 10 dias para se pronunciar, e em seguida o relator, ministro Joaquim Barbosa, fará o seu relatório, que será submetido aos ministros do STF.

    ResponderExcluir
  11. Por e-mail, o sempre enriquecedor comentário do combativo colega RAFAEL TOLEDO, de Governador Valadares: (Parte 1)

    "Rafael Toledo:

    Comentário postado no Blog do Filocre:

    "Professor Filocre,

    Segundo reportagem do portal do IG, e análise do blogueiro Professor Euler Conrado, bem como as informações contidas no Inform@ 34 do Sind-UTE, o valor não é esse:

    http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/piso-salarial-dos-professores-chegara-a-r-145086-em-2012/n1597222206910.html

    "A projeção de arrecadação de impostos feita pelo Tesouro Nacional mostra que o piso salarial dos professores brasileiros deve chegar a R$ 1.450,86 em 2012. O valor é 22% maior do que o definido pelo Ministério da Educação para este ano, de R$ 1.187,08, e promete causar polêmicas entre governantes estaduais e municipais. Apesar de previsto em lei, o salário ainda não é cumprido por todos os Estados e municípios, que alegam falta de recursos para pagá-lo. (...)."

    http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/05/piso-do-magisterio-do-mec-em-2012-sera.html

    "Sempre na linha de frente da informação e da luta em favor dos educadores e dos de baixo, o nosso blog traz mais esta revelação: a considerar o custo aluno-ano de 2011 até o momento, o piso do magistério terá reajuste de 22,22% em janeiro de 2012. E com isso, o valor atual de R$ 1.187,00 deve subir para R$ 1.450,75. Pelo menos!

    Os cálculos para chegarmos a estes dados baseiam-se na metodologia adotada pelo MEC, atendendo à consulta formal feita aos técnicos da Advocacia Geral da União (AGU). De acordo com estes cálculos, adota-se, para fins de correção anual do piso do magistério, a diferença percentual do custo aluno-ano praticada nos dois anos anteriores ao ano do novo piso. Ou seja, a variação percentual dos anos de 2010 e 2011. Em 2010, o valor do custo-aluno apresentou uma variação durante o ano, mas o MEC adotou o valor previsto inicialmente de R$ 1.414,85 para reajustar o piso de 2011. Como durante o ano foi apurado um outro valor, mais alto, caberia ao MEC atualizar o valor do piso, como já denunciamos aqui no blog - denúncia que, posteriormente, foi feita também pela CNTE.(...)"

    (Cont...)

    ResponderExcluir
  12. Cont... (Parte 2)

    http://sindutemg.org.br/novosite/janela.php?pasta=files&arquivo=1792

    "A divergência de valores entre a CNTE e o MEC começou em 2009. Neste ano, alegando a crise financeira internacional e fruto de uma forte pressão da Frente de Prefeitos e Gestores Estaduais o MEC modificou o percentual de reajuste. Além disso, o MEC adotou sugestão da Advocacia Geral da União (órgão interno do Governo Federal), que afirmou que o percentual a ser aplicado é o apurado no ano anterior à vigência do Piso Salarial, diferente da metodologia de apuração do custo aluno. Se adotarmos como referência o valor anuanciado pelo MEC, acumulamos dois anos de defasagem no valor do Piso Salarial."

    Outras análises podem ser encontradas pelo senhor em:

    http://www.cnte.org.br/index.php/comunica%C3%A7%C3%A3o/noticias/8959-orcamento-federal-preve-reajustes-para-fundeb-e-piso

    http://www.cnte.org.br/index.php/lutas-da-cnte/piso-salarial-nacional/8197-comite-discute-aplicacao-da-prova-nacional-de-ingresso-na-carreira-docente-em-2012

    Essas últimas têm minha simpatia pessoal e acredito que sua avaliação pode contribuir para a discussão democrática do tema. Por acreditar que se o Governo tivesse ouvido algumas de suas sugestões em postagens anteriores ou pelo menos o mantido à frente da SEE, não teríamos o presente desgaste político, desastroso, vivido em nossas fronteiras nesse momento, além das inúmeras provas de um regime despótico e carregado de cinismo pelo qual estamos passando.

    Suportamos diversos crimes e perversidades cometidas contra os Trabalhadores da Educação, desde a Contra-informação veiculada na mídia, como a supressão de manifestações, uso de força desproporcional, redução de remuneração, sendo os trabalhadores que passarem por diversas humilhações como acorrentamentos, vigílias, greve de fome, ocupação do plenário da ALMG, corte de pagamentos, símbolos do desvalor dado ao trabalho do Educador pelo Governo.

    Com a decisão do STF, não havia e não há mais como discutir Subsídio... Iremos aonde for necessário para requerer o Piso Salarial estabelecido dentro do Plano de Carreira, para o qual o senhor deu enorme contribuição e que esperamos, seja uma das bandeiras para defendê-lo nesse momento histórico, grave e único por que passamos.

    Aguardando suas novas postagens ..."

    A nova postagem publicada pelo Ex- Secretário Adjunto da SEE indica o valor de 1384 para o valor do nosso piso. Tenhamos perseverança, estejamos alertas aos fatos e vamos aguardar as negociações... Sem salário já estamos mesmo... Tem que sobrar disposição pela luta por nossos DIREITOS, bem como haveremos de cobrar de todas as formas legais e políticas possíveis os crimes cometidos contra os Trabalhadores em Educação na Terra dos Inconfidentes...

    Abraços a todos!".

    ResponderExcluir
  13. Essas reflexões nos fazem perder o sono!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  14. Infelimente a nossa categoria na maioria das vezes contenta-se com qualquer coisa. Deixamos chegar a esse caos. O camelo começou colocando a cabeça dentro da nossa barraca e agora já está com o corpo todo. Essa greve seria a greve das greves se toda a categoria tivesse aderido pelo menos 90%. Impedido designações como muitas escolas conseguiram impedir. Abrimos mais um precedente perigoso.Contrato de substitutos. Precisamos resgatar o respeito. Toda greve é a mesma coisa. Recuo na reta final.
    Para que pagar bem aos professores? Se muitos acham que está bom. Antes pingar do que faltar.
    Já ouvi essa fala muito...muito. Como já tenho 40 anos de profissão já vi de tudo.Mas ainda não tinha visto professor assumir lugar de grevista. Estou indignada.Nossos inimigos estão nas salas de aulas das nossas escolas.Enquanto poucos lutam até o fim das forças....eles não estão nem aí.

    ResponderExcluir
  15. BOM DIA EULER, VEJA COMO EM BRASILIA AS COISAS FUNCIONAM RÁPIDO, O MEDO É DA MIDIA INTERNACIONAL, TODOS ESTÃO NO MESMO BARCO, LULA, DILMA,AÓCIO, NESTEZIA E DEMAIS COVARDES DESGOVERNADORES....A ISSO CHAMAMOS ROUBO DE COLARINHO, COLAR E TUDO MAIS BRANCO, PARABENS PELO TEXTO ELUCIDATIVO, ABÇOS E A VAMOS AGUARDAR A ENRROLÇÃO.

    Professores da rede federal fazem manifestação em Brasília
    04/10/2011 20h33Avalie esta notícia »
    2
    4
    6
    8
    10
    DA REDAÇÃO
    Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
    NotíciaComentários(0) CompartilheMais notícias
    AA0
    FOTO: AGÊNCIA BRASIL

    Os grevistas ficaram duas horas sentados nas vias em frente ao Palácio do Planalto
    Cerca de 400 servidores federais da educação fizeram nesta terça-feira uma manifestação em Brasília. Depois de mais de duas horas sentados nas vias em frente ao Palácio do Planalto, interrompendo o trânsito no local, os grevistas, paralisados há 64 dias, se concentraram na Praça dos Três Poderes.

    Eles decidiram liberar as vias, diante da posição do Palácio do Planalto em receber uma comissão, formada por oito integrantes da categoria, para negociar as reivindicações com dois assessores da Secretaria-Geral da Presidência da República. Os servidores da educação reivindicam 14,67% de reajuste salarial.

    Outra reivindicação do movimento é por melhores condições de trabalho, principalmente nas instituições federais que fazem parte da expansão educacional iniciada no governo passado. De acordo com uma das coordenadoras da greve, a professora Marta Jane, as condições das instituições federais de ensino não atendem às necessidades dos alunos. “Eu trabalho em um campus em que os alunos vão se formar sem nunca ter entrado em um laboratório. Não há biblioteca e faltam salas de aula”.

    Por causa da interrupção das vias, o trânsito sofreu alterações no Eixo Monumental Sul, que teve que ser interditado na altura do Palácio Itamaraty, com os carros retornando pela Avenida das Bandeiras, em frente ao Congresso Nacional, e no Eixo Monumental Norte, no sentido rodoviária, com desvio sendo feito pela via N2

    ResponderExcluir
  16. Os prefessores tão piores que a chapeuzinho vermelho, acreditaram que o lobo mal era a vovozinha e nem repararam nos olhos bem grandes pra vigiar melho, na boca tão grande pra mentir melhor e principalmente na MÃO tão grande que é pra nos roubar melhor!!! RETORNO DA GREVE JÁ!!!!

    ResponderExcluir
  17. A Beatriz tem cada vez mais a minha admiração. Ela está sendo muito prudente. Ela está correta em aguardar, pois acho que nenhuma decisão pode ser tomada antes do resultado final deste acórdão. Corre o risco de aceitarmos algo para 2012 e o acórdão definir que o pagamento seja imediato. Já pensaram nisso? Então o momento é de cautela. Ela sabe disso e quer fazer o melhor por nós. Então vamos confiar nela. Quem de nós aguentaria tudo o que ela aguentou? Falar é fácil, colocar o pescoço na corda é para poucos e ela já demonstrou quem é e a que veio. Eu espero e confio na sua competência. Por muito menos outros já teriam entregado os pontos. Força Beatriz! Sinto orgulho de ter você como minha representante sindical.

    ResponderExcluir
  18. Como faço para processar o Estado pelo confisco de meus salários e as contas atrasadas. Estão me prejudicando no SPC e no Serasa, meus cartões estão lá nas alturas por falta de pagamento. Algum advogado para nos ajudar? Quero processar o Estado atyé na última instância!

    ResponderExcluir
  19. E esta comissão que nunca chega? Será que no céu tem alguma ponte interditada?KKKKKKKKKKKKKK
    Já virou novela.
    Acho que estão adiando demais a reunião com o sindicato.Prazo de uma semana? Até chegar dia 10............

    ResponderExcluir
  20. Um recadinho para a professora Marisa, do Pandiá Calógeras:
    Por favor, explique antes a matéria e depois passe o para casa.Os alunos precisam ouvir a matéria para saber fazer os deveres.Desacelere, não atropele o segundo bimestre.

    ResponderExcluir
  21. Não creio que o governo irá atender nossas reivindicações. O sindicato está muito lento! Ele tem que cobrar urgência, principalmente com relação ao pagamento atrasado! Não podemos ficar mais um mês sem salários.

    Ana
    BH

    ResponderExcluir
  22. Acho que temos cobrar agilidade do governo! As coisas que estão acontecendo no Estado de MG são demasiado triste!

    ResponderExcluir
  23. Dependendo da resposta de quinta-feira, acho que os professores devem já pensar em reiniciar a greve.O governo está ganhando tempo, está adiando demais.Depois de 112 dias de greve, já teve tempo suficiente para responder qualquer questão.
    Fiquem atentos!

    ResponderExcluir
  24. Bom dia!
    Esta postura dos governos estadual e federal acabam fortalecendo-nos para organizar-mos uma nova greve. Tá impossível ver os tampões atoa na escola. Ridículo, eles não são da área da educação e figem saber algo sobre educação. Ontem uma tampoa queria encaminhar um aluno meu para o psicólogo. Ela nao sabe a história de vida do aluno, da família e pior quer mostrar serviço errado né... Espero que logo eles saiam por onde entraram.. que é pelas portas dos fundos. Amplexos

    ResponderExcluir
  25. DESCRENÇA TOTAL NO SINDICATO,EM ACORDO COM GOVERNO, NAS MINHAS COLEGAS DE PROFISSÃO.
    MAIS DO QUE SALÁRIO...MERECEMOS RESPEITO!!!
    SE O GOVERNO NÃO NOS OUVE, NOSSA ESCOLA DEVERIA NOS OUVIR MAS TAPA OS OUVIDOS...SOMOS MASSACRADOS A CADA DIA.
    FALAR DE RETORNO A GREVE É UTOPIA. MEUS COLEGAS ESTÃO BRIGANDO POR REPOSIÇÃO, POIS ESTÃO COM FOME. GREVE NA PRÁTICA, SÓ TROUXE HUMILHAÇÃO... DESDE A DIREÇÃO, ATÉ NOSSOS PRÓPRIOS COLEGAS.
    O QUE O ESTADO QUERIA ELE CONSEGUIU: UM CLASSE DESUNIDA, ALIÁS NÃO ME CONSIDERO PARTE DESTA CLASSE. E SIM DESSE BANDO DE SUBSTITUÍVEIS MAL PAGOS. NA VERDADE, NÓS QUE SOMOS OS MELHORES, PRECISAMOS SAIR DA EDUCAÇÃO.
    FICA REGISTRADO MINHA INDIGNAÇÃO.
    KELLEM
    MONTES CLAROS

    ResponderExcluir
  26. Euler,

    Gostaria de saber sua opinião sobre a questão levantada pelo anônimo de 8:36 e outras:
    Se o sindicato assinar um acordo de piso escalonado e o acordão sair com pagamento imediato, como ficará? Quanto tempo ainda pode demorar o acordão? Será que podemos esperar ainda mais (até sair o acordão) para negociar com o governo?

    ResponderExcluir
  27. ouvi dizer que o prêmio de produtividade será depositado dia 11/10, alguém pode confirmar essa notícia????

    ResponderExcluir
  28. Companheiros, precisamos fazer frente à esses "lixos" chamados professores substitutos. Eles precisam sentir na pele o resultado da sua falta de ética. Vamos fazer uma campanha de ISOLAMENTO dessa corja. Eles precisam entender que na próxima ele não deve ser capacho do governo para nos atrapalhar. FORA todos os AVATARES, SOMBRAS, PROSTITUTOS, CAPACHOS e LIXOS que estão nas escolas!!!!!! Amarca desse lixo é PEB S.

    ResponderExcluir
  29. REPOSIÇÃO DIA 12/10, 15/10 E 02/11.
    ESSE GOVERNO TEM MÃE?

    ResponderExcluir
  30. Demissão de colegas, retorno a um VB menor que o anterior ao subsídio, contra-cheque zerado, nome no spc, serasa, ccf e na boca do povo, colegas dizendo que nunca mais entram em greve, ... eis o saldo dessa "heróica" greve de 112.

    ResponderExcluir
  31. Bom dia turma da luta, membros do NDG em tempos de relativa pausa, que pode ser suspensa a qualquer momento!

    Esse pessoal que fica falando contra a nossa greve é gente do governo, ou então fura-greve, que torcia contra o nosso movimento. Se o hoje a sociedade mineira, nacional e mundial conhece minimamente a verdadeira realidade da Educação e de tudo mais que acontece em Minas, isso se deve ao nosso heroico movimento.

    Se dependêssemos dessa turma que não faz greve, que lambe botas do governo e das direções de escola serviçais deste governo, seguramente estaríamos trabalhando de graça.

    Se hoje o governo negocia com o sindicato e suspende um projeto que previa o fim da nossa carreira, é porque fizemos greve.

    Se existe alguma possibilidade de conquistarmos o piso, mesmo que a partir de 2012, é porque fizemos greve.

    E se os 153 mil educadores que optaram pelo antigo sistema de VB tivessem sido coerentes, e tivessem entrado em greve e se mantido nela até o final, muito provavelmente hoje estaríamos com o piso no bolso.

    Então, não critiquem a nossa heroica greve, mas sim aqueles que não participaram dela, como deve ser o caso destes que falam o tempo todo que perdemos tudo, que foi um desastre, que nunca mais participam de nada, que o mundo tá acabando, oh céus, oh dores, oh vida!

    A postura dos verdadeiros guerreiros e guerreiras é o de compreender a realidade para mudá-la, através da luta, não da resignação.

    Um forte abraço a todos e a todas e um bom dia!

    Euler

    ResponderExcluir
  32. Caros colegas pode até parecer uma mensagem piega ou um manual de autoajuda, mas não é nem uma coisa e nem outra, é uma questão de sobrevivência, apesar da descrença e da incerteza que nos abate, ainda assim é preciso crer que os 112 dias não foram em vão, a nossa ansiedade é normal e a nossa impaciência também, afinal o nosso tempo para a resolução das questões é diferente do tempo do governo, pois nós já não temos dinheiro há 3 meses e muitos já expuseram a situação grave pela qual têm vivido, tanto que há pessoas que já estão adoecendo, estão se sentindo esvaziadas. Diante dessa situação,precisamos nos cuidar, pensamentos negativos nos fazem mal. Então, faz-se necessário que estejamos altivos até o final, discutindo sim, mas sem nos entregarmos a um sofrimento prévio. Daqui para frente não podemos esmorecer, quem aguentou 112 dias já provou para si mesmo o quanto é forte.

    Sementes do Amanhã
    Erasmo Carlos

    Ontem o menino que brincava me falou
    [...]
    Para não ter medo que esse tempo vai passar
    Não se desespere não, nem pare de sonhar
    [...]
    Fé na vida, fé no homem, fé no que virá
    Nós podemos tudo
    Nós podemos mais
    Vamos lá fazer o que será

    Disponível em: http://letras.terra.com.br/erasmo-carlos/174411/ Acessado em 5 de outubro de 2011.

    Anônimo

    ResponderExcluir
  33. Em 2012 - " GREVE EU VOU
    TAMPÕES NÃO CUMPREM HORÁRIO,
    TAMPÕES ESTÃO A TOA,
    TAMPÓES E COLEGAS QUE NÃO ADERIRAM À GREVE SÃO PROSTITUTOS - LER AURÉLIO PROSTITUIR É...

    ResponderExcluir
  34. Concordo plenamente, professor Euler!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  35. Euler, eu não quero fazer reposição, mesmo perdendo dinheiro e tempo. Eu posso optar por isso? É direito nosso, já que não recebemos?
    A INDIGNAÇÃO É GDE!!! E a falta de respeito conosco está descabida.
    SE ALGUM COLEGA SOUBER COMO FUNCIONA ISSO, POR FAVOR, ME FALE! Obrigada.

    ResponderExcluir
  36. Olá amigos de luta.
    Se na segunda não tiver nenhuma decisão concreta devemos voltar a greve. Gostei muito da sugestão dada a alguns dias, de termos escala de greve. Um grupo fica em greve 15 dias, outro grupo outros 15 dias. Assim não ficaremos totalmente sem remuneração e também fica prejudicada a contratação de novos substitutos. Assim poderemos esperar a decisão do STF.
    Precisamos ficar atentos, para não sermos enganados mais uma vez.

    Abraços

    ResponderExcluir
  37. Euler Conrado, parabens pelo texto acima, já passou um tempo mas não posso aqui deixar de resgistrar a coragem de 03 profissionais da educação, na E.E.Interescolar só fez greve durante todo o tempo em que durou foi uma auxiliar Mª Aparecida Guimarães(portaria) e sofreu muito junto a direção da escola, onde tem uma diretora burgesa e um vice ditadorzinho, só Ela e mais ninguem numa escola de mais de 1.500 alunos, paga aluguel, divorciada, não recebe pensão e tem um filho para dar conta, são 03 meses sem receber, e outra no mesmo cargo mas porem na E.E,Nacle Miguel Rabbib juntamente com um bravo professor que não tenho o nome aqui agora, mostraram com seus simples cargos como se faz cidadania para os colegas de profissão, todas estas escolas ficam em um bairro nobre de Governador Valadares, Ilha dos Araujos. Gostaria que mandasse um alõ para estes profissionais, Eles ficariam muito contentes e adoram vc, mas não tem muita oportunidade para acessar a net, e estão prontos para a luta, obrigada e abços guerreiro.

    ResponderExcluir
  38. Euler, a critica é doce e de facil acesso, estamos vendo que o blog esta com muitos comentarios dos lambes botas, concordo com vc, quem deveria ser criticado são estes que ficaram no bem bom enquanto outros colegas lutaram dignamente por um salario menor e não é justo agora ficarem de pau em cima de vcs, a Cezar o que é de Cezar, NÃO MERECEM, MERECEM SIM MUITO RESPEITO DE TODA A CATEGORIA E NÃO AJUDA NADA FICAR AÍ DANDO PITACOS, MELHOR QUE MIL PALAVRAS, SÓ UMA BOA AÇÃO, ABÇOS FORTE EULER.(SIMPATIZANTE)

    ResponderExcluir
  39. EULER O ANONIMO LAMBE BOTAS DAS 10:12HS NÃO MERECE CREDITO E NEM QUE VC PUBLIQUE SUAS CRETINICES, FAÇA COMO O PATRÃO DELES, SÓ DÊ PALANQUE A QUEM AJUDA, ABÇOS.

    ResponderExcluir
  40. Olá guerreiros do NDG E toda companheirada, concordo também com a escala de greve de 15 em 15 dias, eu porém, se voltar estarei novamente até o final.
    AO COMANNDANTE EULER:
    Passei um trabalho de pesquisa e análise do texto que você colocará no "seu" blog, dia 07 depois de amanhã para os meus alunos do Ensino Médio, e gostaria que você colocasse pelo menos um vídeos sobre a repressão do dia da inauguração do relógio da copa se for possível.
    MAURO NDG CARATINGA.

    ResponderExcluir
  41. cOLEGAS, VEJAM ISSO:http://www.stf.jus.br/portal/peticaoInicial/verPeticaoInicial.asp?base=ADIN&s1=%204167&processo=4167

    ResponderExcluir
  42. ATENÇÃO - ATENÇÃO - ATENÇÃO - ATENÇÃO

    Caros colegas do NDG, vamos mandar esta mensagem à Bia e ao SINDICATO

    "Reposição das aulas - somente com o valor de remuneração do piso 2011, ou então contrate mais substitutos"
    Ja que o governo reduziu nosso salário e claro não temos obrigação legal e nem moral de repor as aulas que a reposição tenha um salário diferenciado pois a sacanagem do governo foi grande então não podemos aceitar reposição com o vencimento de 2010.

    ResponderExcluir
  43. Não tenhamos medo.

    A qualidade destes tampões não poderia ser pior.

    Eles não têm competência e nem experiência.

    Os pais é que terão de agir.

    VAMOS PRECISAR DE UMA ASSEMBLEIA GERAL DA CATEGORIA, O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, APÓS O DIA 10/12/11.

    ENQUANTO TEMOS TEMPO, VAMOS PLANEJAR ESTRATÉGIAS E AÇÕES EM VÁRIAS FRENTES DE COMBATE.

    O SIND UTE, TEM QUE FAZER O MÁXIMO DE DENUNCIAS, BEM FUNDAMENTAS É CLARO, CONTRA ESTE governozinho SAFADO, ONDE SE FIZER NECESSÁRIO.

    O SIND UTE PRECISA DISPONIBILIZAR UM MODELO DE PROCURAÇÃO PARA REPRESENTAR-NOS JUNTO À JUSTIÇA, EM AÇÕES INDIVIDUAIS.

    VAMOS ENTUPIR ESTA JUSTIÇA FAJUTA DE AÇÕES INDIVIDUAIS.

    VAMOS ENTRAR COM 153.000 AÇÕES INDIVIDUAIS, SOLICITANDO O REGIME REMUNERATÓRIO ANTIGO QUE NOS FOI OFERECIDO EM ATÉ 10/08/11, ACRESCIDO DO PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL, AMPARADO PELO ACÓRDÃO.

    VAMOS AGIR.

    SIND UTE,

    SENTA A PUA NELES!!!

    ResponderExcluir
  44. Concordo com a ideia dos 15 dias e/ou aulas de 30 minutos não 40.

    ResponderExcluir
  45. O combativo(a) Anônimo de 10:49 disse...

    "...já passou um tempo mas não posso aqui deixar de registrar a coragem de 03 profissionais da educação...

    ...na E.E.Interescolar só fez greve durante todo o tempo em que durou foi uma auxiliar Mª Aparecida Guimarães (portaria)...

    ... e outra no mesmo cargo mas porem na E.E.Nacle Miguel Rabbib...

    ... juntamente com um bravo professor que não tenho o nome aqui agora...

    ... todas estas escolas ficam em um bairro nobre de Governador Valadares, Ilha dos Araujos."

    Comento:

    Vai aqui o muito abraço fraterno e de orgulho de ter lutado ao lado destes guerreiros e guerreiros, verdadeiros construtores da nossa história.

    É neles, tão somente neles, que os alunos e pais de alunos e toda a comunidade escolar devem tomar como exemplo, o melhor exemplo, de cidadania, de respeito próprio, e de dignidade.

    Um abraço e força na luta e parabéns pela atitude e pela coragem de sobra, que faltou para muitos.

    Euler

    ResponderExcluir
  46. A história da nossa greve não permite que o Governo nos roube novamente.
    Estamos atentos e se for preciso já estamos pronto para Greve novamente.

    ResponderExcluir
  47. Turma do combate,

    Vou ter que ausentar do bunker neste instante (11h07) e volto somente após o almoço.

    Portanto, assim que retornar publico os comentários sempre enriquecedores dos nossos e nossas ilustres visitantes guerreiros e guerreiras.

    Força na luta e até mais tarde!

    ResponderExcluir
  48. ... Estou precisando de uma cabeça de papelão...

    http://www.youtube.com/watch?v=qQCJ6E_1EIw&feature=results_main&playnext=1&list=PL2DDF7AE40078DEF7

    Obrigada Gleiferson Crow pela indicação...

    ResponderExcluir
  49. Euler e colegas,

    Preciso de alguém para decifrar o texto do STF, deste link abaixo:

    http://www.stf.jus.br/portal/peticaoInicial/verPeticaoInicial.asp?base=ADIN&s1=%204167&processo=4167

    Grato.

    ResponderExcluir
  50. O PAÍS DO FUTEBOL... PRA QUE ESTUDAR NÉ!!!???

    E cadê a DILMA!!!???

    ACORDA BRASIL!!!

    A MAIORIA DA POPULAÇÃO COMO EU QUE TENHO FAMÍLIA E SOU PROFESSOR QUE DEPENDE DAS ESCOLAS PÚBLICAS E VOCÊ QUE É UM BRASILEIRO BEM INFORMADO E PREOCUPA COM SUA FAMÍLIA "SEUS FILHOS" AINDA CRIANÇAS, OS JOVENS DE HOJE E DE AMANHÃ, DEIXE O EGOISMO DE LADO E ENTRE NA LUTA, POIS SOMENTE POR MEIO DA EDUCAÇÃO SEREMOS CAPAZES DE MUDAR OS RUMOS DESTE PAÍS.

    FICAR LAMENTANDO SEM AGIR NÃO DAR MAIS... JOGAR CULPA EM PROFESSORES EM MOMENTO DE GREVE TRANSFERINDO AS RESPONSABILIDADES DO GOVERNO É MUITO FÁCIL... NÃO ADIANTE FECHARMOS OS OLHOS DIANTE DO DESCASO QUE É TRATADO A NOSSA EDUCAÇÃO, SEM PRIORIDADE EM NADA... SEMPRE DEIXADA DE LADO E VISTA COMO INVESTIMENTO DESNECESSÁRIO POR NOSSOS GOVERNANTES, MAS É JUSTO E CLARO E ESSA É A VISÃO DOS GOVERNOS, PRA QUE TERMOS CIDADÃOS CAPACITADOS E CRÍTICOS, SE BASTAM APENAS APRENDER COMO DIGITAR AS TECLAS DA URNA ELETRÔNICA UTILIZANDO UM SANTINHO!!!???

    E ESPERAR DIAS MELHORES SEM QUE A SOCIEDADE ACORDE E FORTALEÇA MOVIMENTOS CONTRA CORRUPÇÃO E FAZER ATÉ CAMPANHA DE BOICOTE NAS URNAS, VOTO NULO, BRANCO O QUE FOR... NESTE MOMENTO DE DESORDEM ESSE É O CAMINHO MAIS CORRETO A SEGUIR, É A ÚNICA FORMA DE "O POVO" GRITAR E REALMENTE SER RECONHECIDO... SOMENTE ASSIM PODEMOS SERMOS VISTOS COMO PRIORIDADE...

    E ACREDITAR EM PROMESSAS POLÍTICAS ...É PURA ILUSÃO!!! CHEGA DE LEVAR PORRADA...

    CASO CONTRÁRIO!!!

    TEREMOS QUE LAMENTAR O SISTEMA EDUCACIONAL CADA VEZ MAIS FRAGILIZADO, DIGO ISSO COMO EXPERIÊNCIA PRÓPRIA DE CONVÍVIO... GRANDE NÚMERO DE ALUNOS, COITADOS, SENDO CRUCIFICADOS PELAS IMUNDAS POLÍTICAS PÚBLICAS , CRIANÇAS E JOVENS (NA MAIORIA) DESORIENTADOS, DESMOTIVADOS E SE PERDENDO NO MUNDO DA CRIMINALIDADE, PROSTITUIÇÃO E DAS DROGAS...

    INFELIZMENTE ISSO É A VERACIDADE DOS FATOS, ESSA VERDADE VOCÊ JAMAIS VAI OUVIR OU VER NA MÍDIA POIS NÃO ACOMPANHA RIOS DE DINHEIRO COMO AS PROPAGANDAS ENGANOSAS QUE OS GOVERNOS LANÇAM A CADA DIA EM RÁDIOS E TV'S...
    TEMOS QUE NOS UNIR E LUTAR PARA MUDAR...

    "AGORA, A GENTE ACORDA OU A CORDA VAI NOS SUFOCAR"...

    ... AJUDE-NOS A DENUNCIAR O DESCASO!

    PROFESSOR: FÁBIO LUIZ

    ResponderExcluir
  51. Anônimo das 10:12

    Se você não é homem para entrar numa luta, não critique os que entraram. Já que o subsídio é ''bom'' vá para ele.

    João.

    ResponderExcluir
  52. Euler e queridos companheiros do NDG,
    Aqui na minha cidade, João Monlevade, poucas escolas tinham realmente aderido à greve. A escola que trabalho há anos, sempre participa em peso. Não na sua totalidade, porque sempre temos um ou outro pelego, mas assim mesmo, a escola fecha. Tenho orgulho disso. Mas, como não poderia deixar de ser, ouvimos ironia de quem se acha superior. Um colega ontem, fez um comentário infeliz na sala dos professores, para todos ouvirem. Em tom de brincadeira, de mau gosto, disse que agora a escola está separada em dois grupos. O grupo dos NDG e o grupo dos NDT. Sabe o significado da sigla??? Núcleo Duro do Trabalho!!!!!!!!
    Então nós, que sofremos, lutamos, choramos, fomos humilhados e pisoteados, estamos sem o salário, não queremos nada com o trabalho!!!! Mas houve quem respondeu a altura!
    Os benefícios que virão pela greve, os pelegos egoístas não terão coragem de abrir mão deles! Fico indignada!! Gentinha!!

    Abraços aos NDG
    Patrícia da Costa Mata
    João Monlevade

    ResponderExcluir
  53. Euler, o governador está simplesmente ganhando tempo para acalmar o nosso movimento. Ele não vai fazer nada para nos ajudar, pois até os tampões estão recebendo apenas por seis aulas quando dão doze. Esse homem tem um jeito muito particular de iludir as pessoas.

    ResponderExcluir
  54. Bom dia a todos os amigos.

    AÉCIO NEVES;
    ANTÔNIO ANASTASIA;
    RENATA VILHENA;
    ANA LÚCIA GAZOLLA;

    ELEMENTOS CANCERÍGENOS. VAMOS EXTIRPAR ESSE MAL DE MINAS GERAIS E DO BRASIL.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  55. COMO DIRIA UMA VELHA RAPOSA DO JORNALISMO:"ISTO É UMA VERGONHA", MAS NA VERDADE ISTO É UMA DESCARAÇÃO TOTAL, O BRASIL TA RIFADO...FILHO DE PEIXE NÉ....RATINHO É...!

    Lei da Copa: filho de Renan Calheiros presidirá comissão

    Indicação de Renan Filho para a presidência da comissão evidencia a força dos cartolas dentro do Congresso

    Agência Estado - 4/10/2011 - 20:14

    AGÊNCIA CÂMARA

    Renan Filho é apontado como integrante da chamada "bancada da bola"


    O líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), indicou o deputado Renan Filho (PMDB-AL) para presidir a comissão especial da Lei Geral da Copa, que deve ser instalada nesta quarta-feira (5) na Câmara. Ele é filho do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que é apontado como integrante da chamada "bancada da bola" e já recebeu doação eleitoral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

    Com a indicação de Renan Filho para a presidência da comissão, fica evidenciada mais uma vez a força política dos cartolas dentro do Congresso. Para relatar o projeto, o PT indicou o deputado Vicente Cândido (SP), que é um dos vice-presidentes da Federação Paulista de Futebol (FPF).

    A Lei Geral da Copa trata das regulamentações para a realização da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo em 2014. E vem causando atritos entre o governo federal e a Fifa, o que provocou até uma reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o secretário-geral da entidade, Jerome Valcke, na segunda-feira, em Bruxelas, na Bélgica, para aparar as arestas.

    ResponderExcluir
  56. Professor Euler,

    Acredito que o desgoverno vai enrolar até o final do mês. Ele pretende manipular "professores" que estão no vencimento básico a voltar para o subsídio. Pelo que nos indica é o que está acontecendo.Para ele, é lucro muito grande...
    Por favor , oriente-os para não serem manipulados. Se for possível, poste novamente a diferença entre o vencimento básico e o subsídio, além disto, lembrar que o aumento em relação ao piso é federal e o subsídio, é estadual( um verdadeiro confisco).

    Vera Ribeiro
    Mestre em Educação-PUC-Campinas

    ResponderExcluir
  57. sugestão: acho que devemos fazer 01 dia de greve toda semana,por tempo indeteminado, porém ir alternando os dias.
    ao final do mes teremos só 04 dias de falta greve; impediria a contratação de substitutos... vai ficar menos pesado pra fze as reposições...quem sabe assim teremos adesão maior? já que a desculpa da não adesão é o corte do ponto?
    observe, pelo levantamento da SEE, num gráfico que vi outro dia, a adesão foi bem maior nos dias de assembléia BH. e com isso teremos mais 04 dias da semana junto com a comunidade escolar pra convencer os colegas a participar...

    ResponderExcluir
  58. Biobira - Biologia5 de outubro de 2011 13:04

    Euler e amigos professores,
    após nossa dura batalha tenho a alegria de comunicar que fui recebido com muitos abraços e palmas pelos meus alunos de 1º e 3º do ensino médio. Fui muito elogiado como profissional e apoiado como grevista por eles.
    Somente sentimos falta dawuilo que perdemos, eles disseram e perceberam que de greve mesmo só entram aqueles que são professores de verdade, e não uns e outros que não são prefessores com licenciatura plena que se beneficiam de substituições e lei 100.
    Digo e repito sou e sempre serei "o cara", na Biologia, me garanto!!!!
    Não é qualquer um que ensina genética para essa molecada, não!!!! rsrsrsrs
    Estou pronto para retomar a greve quando apitarem!

    ResponderExcluir
  59. Caro Comandante Euler e nobres colegas de luta,

    os tampões e os lambe-botas não merecem nada além de desprezo...

    aos colegas pessimistas (homens de pouca fé = garrafa térmica estragada):

    _ Não percam a esperança! Calma! Precisamos de uma resposta imediata, quinta-feira, 06/10, é das remunerações confiscadas e do Prêmio de Produtividade e das anistias.... O piso vai para janeiro mesmo, então é bom essa delonga até que o STF arremate a novela com último capítulo da Lei do Piso...

    Acho que a Bia sabe o que faz. Ela não iria querer queimar o seu filme, pois ela sabe a importância de um nome limpo nesse mar de lama das alterosas...

    E ademais, não choreis, VIVAM O PRESENTE (que não tem esse nome à toa):

    Quem vive de PASSADO é MUSEU;
    quem vive de FUTURO é ASTRÓLOGO...

    Abraços e força na luta!

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  60. EU ACHO QUE A BIA ESTA MUITO BOAZINHA PARA O GOVERNO.

    GENTE A GAZZOLA JA DISSE QUE QUER MAIS 3 OU 4 REUNIÃO PARA O PISO.

    NA VERDADE ESSE GOVERNO ESTA FAZENDO TODOS DE BOBO, E NA VERDADE ESTAMOS SENDO BOBO MESMO, ELE ESTA GANHANDO TEMPO E VAI NOS ENROLAR.
    TENHO CERTEZA QUE O GOVERNO ESTA DANDO GARGALHADA DE NOS, ACHANDO QUE SOMOS BOBOS. VAMOS MOSTRAR PARA ELES QUEM É O BOBO.

    GENTE É UMA ABSURDO A BIA ACEITAR ISSO( ESSA ENROLAÇÃO) ELA TEM QUE CHEGAR NA PROXIMA REUNIAO E QUERER UMA POSIÇÃO DO PISSSSSSO.

    MAS ELA ESTA DEIXANDO O GOVERNA DAR O BOTE NELA.

    GENTE ACORDA. O ACORDO FOI PARA DICUTIR PISSSSO NA 1º REUNIÃO. ISSO NÃO ACONTECEU, ENTAO É GREVE.

    TENHO CERTEZA QUE MUITOS QUE NÃO ENTRARAM NA FREVE ENTRARÃO DESSA VEZ, POIS TODOS MAIS LEIGO QUE SEJA ESTA VENDO QUE O GOVERNO ESTA NOS FAZENDO DE TROUXA.

    AFF. CANSEI DESSA VIDINHA

    ResponderExcluir
  61. Olá Euler,

    Olha, depois da greve, venho percebendo que os professores estão bem fragilizados. Na verdade, esses 112 dias mexeram com o emocional de todo mundo. Há professores chorando à toa.

    Na minha escola, não estamos conseguindo nem olhar na ‘cara’ dos substitutos, que até tentam ser agradáveis conosco. E, ontem não me contive e disse umas ‘palavras’ para constrangê-los. Realmente, eles ficam nos corredores batendo papo, na sala dos professores vendo TV, ligando computador para navegar na Internet e comendo a merenda da escola. Enfim, serão pagos para não fazer nada.

    Diante disso, penso que deveríamos ‘reverter essa situação a nosso favor’. Deveríamos começar a ‘DENUCIAR’ esta atitude do governo de criar e conceder essa situação. ATITUDE QUE PARA MIM DEVERIA SER CONSIDERADA CASO DE POLÍCIA!!!! Utilizar o dinheiro público (que deveria estar sendo bem empregado, como para pagamento do piso, e investimento na educação); para sustentar esses ratos sem utilidade nenhuma na escola.

    Falam em aulas de reforço... Em qual horário? Se for em horário extra, esses ratos continuarão à toa, porque os alunos se negam a mais horários extras. E Penso que, como ainda estamos em ‘estado de greve’, deveríamos continuar nossa ‘pressão’, realizando DENÚNICAS para a mídia (mídia online, jornalismo regional...), inclusive jornais nacionais; mostrando como o governo de Minas está utilizando a verba da educação no estado. Se for preciso, chamamos a mídia para filmar e entrevistar esses professores.

    Ou dispensam esses ratos, ou deveríamos entupir a mídia de DENÚNCIAS. Se continuamos em estado de greve, devemos continuar nos mobilizando em prol de lutar por nossos direitos (atirando por todos os lados mesmo, se for preciso). Não foi à toa que uma simples atitude dos nossos colegas acorrentados, resultou em uma POLÊMICA (o caso dos R$ 712,00) que desmascarou o governo e denegriu sua imagem. São com atitudes somadas que conseguiremos o que tanto almejamos. Se a intenção do governo é de punição, então que revertamos essa situação a nosso favor.

    Flávia

    ResponderExcluir
  62. Escrevi à SEPLAG, solicitando notícias do pagamento do Prêmio de Produtividade. Eis a resposta:

    Encaminhamos essa correspondência em resposta à sua mensagem de protocolo 56225 enviada no dia 04 de outubro, referente ao pagamento do Prêmio de Produtividade.

    A informação que temos é que até a presente data, não foi definida uma data certa para o pagamento do Prêmio de Produtividade para nenhuma Secretaria.

    Atenciosamente,

    Núcleo Central de Gestão de Projetos e do Desempenho Institucional
    Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG)
    ___________________

    Se não pagaram a nenhuma Secretaria, menos mal. Não somos apenas nós, da Educação, que estamos no preju!

    ResponderExcluir
  63. anônimo das 10:12
    Se não ficou satisfeito, se não intendeu o movimento por completo, problema é seu.Da próxima vez(se é que fez greve mesmo), não faça greve, fique na sala de aula servindo de capacho pra governo e satisfeito com esse salário merreca...
    Ponha a mão na consciência anônimo.
    Estou endividado muito mais que vc, e nem por isso falo mal do movimento...
    Só não foi perfeito pq temos traíras na sala de aula...
    Acorda anônimo...

    ResponderExcluir
  64. PEDRO HENRIQUE - DIAMANTINA5 de outubro de 2011 15:15

    Euler, e companheiros.
    Estive em greve em Junho e Julho, porém tive que retornar a Escola em Agosto, pois não tinha como me manter na greve pois sabia que o governo jogaria sujo e não pagaria nossos salários. Tenho filhos pequenos que dependem de creche particular, uma vez que as públicas só ficam com as crianças até as 14:00h, e eu minha esposa trabalhamos o dia todo. Além de medicamentos, fraudas, alimentação, alunguel, etc, etc. Quem tem filho pequeno, sabe como é. Sendo assim, retornei, fiquei sem salário o mes de Agosto, não tive ajuda de ninguém, tive que me virar, eu e minha esposa. Mas Deus nos ajudou. só irei receber este mes. Mas o pior está por vir. Necessitei por duas vezes de consulta pelo IPSEMG e minha inscrição estava desativada por falta de pagamento. Agora neste ocntracheque estão descontando os meses anteriores. Isso é legal? Eu necessitei da consulta e não pude, agora eles querem combrar por um serviço não oferecido? Vejam o que devo fazer.
    Estou com vocês, sou professor como vocês, detesto este governo Hipócrita que se aproveita de nossa falta de condição financeira.
    Um abraço, e se precisar entro na luta mais um mes. Pois acredito que se todos os professores tivessem aderido ao menos um mes em nossa luta, tudo estaria resolvido.

    ResponderExcluir
  65. GRAÇA
    Boa tarde Prof Euler,

    Hoje o governo ficou de dar a resposta sobre as reivindicações do sindicato. Até agora nenhuma noticia.IMPORTANTE LEMBRAR; o GOVERNO FICOU DE RETIRAR O PROJETO DE LEI DA ASSEMBLÉIA, RETIROU????
    PORÉM A RESOLUÇÃO QUE PERMITE A REOPÇÃO PELO SUBSIDIO CONTINUA EM VIGOR E O PRAZO É 31/10/2011. SERA POR ISSO TODA ESSA DEMORA?

    ResponderExcluir
  66. Professor Euler, numa análise do pós-greve ou pós-suspensão da greve para cá, constatamos como sua liderança foi fundamental para o movimento, haja vista as exposições feitas aqui, nesses últimos dias, por elas vemos que, talvez, não emplacássemos nem o final de junho com a paralisação, exatamente pela falta de liderança em muitas escolas, com isso teríamos muitos desentendimentos e não haveria o movimento que houve. A falta de coesão e de unidade dissolve qualquer grupo. E, por um triz, não fomos dissolvidos, ainda bem que um grupo determinado, possuidor de carisma e respeito entre seus pares conseguiu segurar, junto com você esses 112 dias. Mas não foi fácil e não está sendo, pois muitos têm se perdido do caminho e seguido em atalhos. Tomara que retornem a ele!

    ResponderExcluir
  67. Concordo plenamente com o comentário a seguir:

    Acredito que o desgoverno vai enrolar até o final do mês. Ele pretende manipular "professores" que estão no vencimento básico a voltar para o subsídio. Pelo que nos indica é o que está acontecendo.Para ele, é lucro muito grande...
    Se for possível, poste novamente a diferença entre o vencimento básico e o subsídio, além disto, lembrar que o aumento em relação ao piso é federal e o subsídio, é estadual( um verdadeiro confisco).

    Vera Ribeiro
    Mestre em Educação-PUC-Campinas
    5 de outubro de 2011 12:19

    A DIVULGAÇÃO DE UMA TABELA COM CONTRACHEQUES DA DIFERENÇA DA APLICAÇÃO DO (PISO x SUBSÍDIO) TEM QUE SER MOSTRADA URGENTEMENTE POIS NEM TODOS CONSEGUEM CALCULAR PARA SABER A DIFERENÇA E ACABAM CAINDO NAS ARMADILHAS DO GOVERNO...

    SE BEM QUE IDIOTA É AQUELE QUE ACREDITA QUE O GOVERNO TEM VONTADE DE FAVORECER A CATEGORIA FALANDO EM MELHORIAS COM ESSE "SUICÍDIO"!!!

    PROFESSOR: FÁBIO LUIZ

    ResponderExcluir
  68. João Paulo Ferreira de Assis5 de outubro de 2011 16:44

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Tive uma ideia e a executei agora mesmo. Como eu participo de várias campanhas da Avaaz.org, sugeri que a campanha pelo pagamento do Piso fosse feita por ela. O contato é este:

    http://www.avaaz.org/po/contact

    E aqui está a mensagem para eles:

    Peço que o Avaaz.org faça uma campanha para o cumprimento da Lei 11738, de 2008 por Estados e Municípios brasileiros, já que há muitos governadores de Estado e prefeitos de município que se recusam a cumprir a lei. Esta lei é a última esperança de valorização dos professores brasileiros, por isso recorremos a vocês, para que a incluam na sua campanha.

    Muito obrigado, João Paulo Ferreira de Assis.

    Saudações, e até a vitória!!!!
    João Paulo Ferreira de Assis.

    POST SCRIPTUM:

    Quanto mais professores pedirem, melhor.

    ResponderExcluir
  69. PROF. ROMEU - CARATINGA/MG

    Sou um dos grevistas do NDE aqui de Caratinga, sou professor de matematica há 17 anos, sou Diretor regional do Sind-UTE faz uns 12 anos. Participei de todas as greves desde 1994 quando ingressei no "estado". Sempre saímos com algum ganho das greves. Sempre!
    Ficar nessa ansiedade, com esses sentimentos de frustração, angústia, de revolta é compreensível para quem inicia no movimento ou pra quem já é velho de guerra. Isso é normal.
    O que não podemos é perder a esperança meus amigos.Podia ter desistido de minha carreira há 10anos mas não o fiz. Não vou fazê-lo agora. NEVER!
    Pois hoje tenho mais chances de conquistas, mais chances de lutar pelas conquistas já laureadas. Me sinto um vencedor, meus colegas me respeitam, meus alunos(as) me respeitam e me apóiam. Isso é mais do que preciso. Tenho certeza que terei um salário digno na aposentaria porque eu nunca desisto!
    Precisamos de ESPERANÇA no momento e LUTA sempre.
    Colegas, sabemos que nosso "estado psicológico" anda abalado e não é pra menos, precisamos de acalmar um pouco porque a aflição agora de nada adianta. Eu sei que é dificil pedir isso no momento, mas, é o que nos resta.
    Estamos alerta! Abraços a todos os gueirreiros e guerreiras que encontro aqui nesse espaço.
    Deus os abençõe!

    ResponderExcluir
  70. Guerreiros e guerreiras educodores mineiros, me encontro perrengue, não durmo direito e a todo momento que vejo a professora tampão na minha frente tenho sentimentos dos quais não me convém falar aqui. Fui ao médico que ao analisar minhas condições, orientou-me a procurar um psiquiatra, pois não me convém enfrentar sala de aulas como estou, disse ele, entretanto aqui em Caratinga não temos este tipo de profissional que atende pelo IPSENG E EU NÃO TENHO DINHEIRO DEVIDO AO CORTE DO NOSSO SALÁRIO, pretendo então retornar à sala de aula e me propor a repor os dias de greve para evitar o tampão fk pegando no meu DIÁRIO, pois tal professora fede bosta de porco.
    Estressado como estou não tenho como me responsabilizar pelos meus atos, espero que o desgoverno de Minas ou meus colegas das escolas onde trabalho possam perceber o que está acontecendo com a educação mineira. ( DIVISÃO ).
    Reino dividido não prevalece, PALAVRAS DO MESTRE DOS MESTRES.
    Não aguento mais enrolação TEMOS QUE TOMAR ATITUDE CONTRA ESTE MONTE DE JOGO DE EMPURRA DO DESGOVERNO, VVVOOOLLLTTTAAAMMMOOOSSS JJJÁÁÁ PARA GREVE COM O POVÃO NAS RUAS. NDG CARATINGA.

    ResponderExcluir
  71. Marcelo Augusto/BH5 de outubro de 2011 17:31

    Flávia(14:54):
    Você tem toda a razão.A simples presença deste pessoal na escola é,no mínimo, constrangedora.Eu até que tento ser gentil, mas quando me lembro de tudo pelo que passamos estes dias de greve,tentando salvar nossa carreira,e esses CRÁPULAS simplesmente tomando nossos lugares,quando me lembro disso,eu fico louco.E a situação está exatamente do jeito como você descreveu:Eles ficam vagando pela escola como almas penadas,enchendo o saco aqui e ali,e a coisa fica por isso mesmo.Alguém tem alguma sugestão,quero dizer,será que podemos fazer alguma coisa para reverter isso? Abraços!

    ResponderExcluir
  72. Marcelo Augusto/BH5 de outubro de 2011 17:38

    Situação atual do professorado mineiro:
    1-Efetivos;
    2-a)Efetivados;
    b)Efetivados pela Lei 100( a distinção é necessária...);
    3-Designados;
    4-Substitutos dos designados.
    É mole ou vocês querem mais?!!!?Óh,Minas Gerais,depois desta é que nós CERTAMENTE NÃO TE ESQUECEREMOS JAMAIS.
    Um grande abraço para o GILSON VIEIRA,pela belissíma observação!

    ResponderExcluir
  73. EULER, BOA NOITE. GOSTARIA, SE POSSÍVEL, DE UM FAVOR SEU: DIVULGUE A NÃO REPOSIÇÃO SEM NEGOCIAÇÃO. QUANDO A ESCOLA APRESENTAR O CALENDÁRIO ENVIADO PELA SEE, DO DIA 20.9, O GRUPO NDG DEVE ENFRENTAR A DIREÇAO E NEGAR. TENDO RECESSO, O NOSSO PAGAMENTO VEM EM DEZEMBRO DO MESMO JEITO. SE O GOVERNO NÃO APRESENTAR AMANHÃ ALGO FAVORÁVEL E HONROSO,VAMOS TER PRESSA PARA QUÊ? O ANO LETIVO DE 2012 PODE COMEÇAR EM JULHO... AGOSTO... QUEM NÃO TEM SALÁRIO NÃO DEVE!!! BEIJOS. FORÇA NA LUTA.ROSANA.

    ResponderExcluir
  74. PESSOAL, PELO AMOR DE DEUS, QUEM ESTIVER NA ANTIGA REMUNERAÇÃO, NÃO RETORNE PARA O NOVO SUBSÍDIO, PORQUE COM CERTEZA FUTURAMENTE VOCES IRÃO TER PERDAS GRANDIOSAS...

    ResponderExcluir
  75. Neste momento em que vivemos, tenho vergonha, me sinto mal de ser mineiro.

    Não tenho a menor consideração por este lugar onde vivo.

    Estão construindo um país(ESTADO MG) de corruptos.

    Que tristeza, tanta gente boa, sendo DOMINADA por estes crápulas, hipócritas, corruptos, etc..

    AÉCIO + ANASTASIA = IMORALIDADE HUMANA + DEJETOS.

    PORCOS IMUNDOS.
    ALMAS ASQUEROSAS.

    Hic, UÁ, hic,... que nojo.

    ResponderExcluir
  76. Caro Euler,
    prezado(as) companheiros(as) de luta:
    continuemos firmes e esperançosos pois haveremos de sair vitoriosos nesta dura batalha.

    Respiremos fundo, vamos de forma ativa vivendo um dia de cada vez, procurando controlar nossa ansiedade.

    Uma dica é pararmos um pouquinho, respirarmos fundo, pensarmos positivo e acreditarmos sempre.

    Uma coisa é certa: estes duros embates nos tornarão certamente mais fortes como seres humanos.

    Paz e bem a todos(as)!


    Em tempo:
    não se esqueçam da nossa campanha de não ficarmos fazendo arrecadação para festas de diretoras e afins... lembram-se? Nada disto.

    FORÇA!

    ResponderExcluir
  77. João Paulo Ferreira de Assis5 de outubro de 2011 19:25

    Prezado companheiro de luta Professor Mauro

    Todos nós estamos padecendo. Cada qual com sua cruz. Quanto à professora-tampão, ao vê-la respire fundo, pois o caso é muito sério. E renda graças a Deus, por não ter tido duas professoras tampão, como foi meu caso. Quando voltei, sexta-feira dia 30, os alunos do 3° EJA me avisaram que a professora deles, contratada em agosto daria teste. Aí quando se autorizou que se contratasse professores também para as outras séries, a escola teve de fazer um monte de trocas de professoras, e aquela que fora contratada deixou a turma. Entrou outra, que nem sabia que a tal primeira substituta marcara teste. Resultado: acabei tendo de conversar com a professora substituta para esclarecer alguns pontos.
    O caos que a SEE-MG promoveu foi tão grande que foi preciso juntar pedaços do cargo de um professor com pedaços do cargo do outro. Por isso a necessidade de trocar, afim de que cada substituto substituisse apenas um professor.

    PROFESSOR, RECEBA MINHA SOLIDARIEDADE. NÃO SE APOQUENTE, POIS QUEM ESQUENTA CABEÇA É PAU-DE-FÓSFORO. ACALME-SE, BEBA BASTANTE ÁGUA. NÃO ENTRE EM QUESTÕES POIS LOGO, LOGO ESSA SUBSTITUTA IRÁ EMBORA. TRANQUILIZE-SE, APROVEITE OS MOMENTOS DE FOLGA PARA FAZER O QUE GOSTA. E MOSTRE QUE VOCÊ É SUPERIOR A ELA. QUE VOCÊ TEM CONHECIMENTOS BEM MAIORES DO QUE OS DELA.

    SAUDAÇÕES, E ATÉ A VITÓRIA!!!!
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  78. Substitutos transformam escola de Contagem em lan House.Eu trabalhando e eles se divertindo no computador da sala dos professores.

    ResponderExcluir
  79. GRAÇA:
    Prof. Euler,
    Por mandado de segurança os servidores da SEDESE foram reposicionados. Veja abaixo.
    Voce poderia comentar a respeito?
    NOVIDADE A Gazzola é tb a Secretaria SEDESE?

    RESOLUÇÃO CONJUNTA SEPLAG/SEDESE N.º 07652, DE 02 DE SETEMBRO DE 2010.
    Formaliza o reposicionamento de servidores da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social - SEDESE, em carreiras do Grupo de Atividades de Desenvolvimento Econômico e Social do Poder Executivo, nos termos do Decreto n.º 45.274, de 30 de
    dezembro de 2009, alterado pelo Decreto nº 45.419 de 29 de junho de 2010.
    A SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO e a SECRETÁRIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, no uso das atribuições conferidas pelo inciso III do § 1º do artigo 93 da Constituição do Estado de Minas
    Gerais, e
    Considerando o disposto no Decreto n.º 45.274, de 30 de dezembro de 2009;
    Considerando a decisão proferida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais nos autos do Mandado de Segurança Coletivo nº 1.0000.10.041.889-6/00;
    Considerando o teor da Nota Jurídica nº 2474 de 27/08/2010, expedida pela Consultoria Jurídica da Advocacia Geral do Estado;
    RESOLVEM:
    Art. 1º Fica formalizado, nos termos do Decreto n.º 45.274, de 2009 e na forma indicada nos Anexos I, II e III desta Resolução, o reposicionamento de servidores do Quadro de Pessoal da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, posicionados
    nos termos do Decreto n.º 44.219, de 27 de janeiro de 2006 em carreiras instituídas pela Lei n.º 15.468, de 13 de janeiro de 2005.
    Parágrafo único. Os anexos referidos no caput identificam o reposicionamento de servidor ocupante de cargo de provimento efetivo, afastado preliminarmente à aposentadoria com jus à paridade e aposentado com jus à paridade.
    I – O Anexo I identifica o servidor reposicionado conforme critérios descritos no artigo 16, do Decreto n.º 45.274, de 2009.
    II – O Anexo II identifica o servidor reposicionado conforme critérios descritos no artigo 5º, do Decreto n.º 45.274, de 2009.
    III – O Anexo III identifica o servidor reposicionado conforme critérios descritos no artigo 4º, do Decreto n.º 45.274, de 2009.
    Art. 2º Para o reposicionamento de que trata esta Resolução, foram considerados os registros, atuais e históricos constantes do Sistema de Administração de Pessoal – SISAP, cuja inclusão e manutenção são de responsabilidade da instituição de lotação ou
    aposentação do servidor.
    Art. 3º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação com efeitos retroativos a 30 de junho de 2010.
    Belo Horizonte, 02 de setembro de 2010.
    RENATA VILHENA
    Secretária de Estado de Planejamento e Gestão
    ANA LÚCIA ALMEIDA GAZZOLA
    Secretária de Estado de Desenvolvimento Social

    http://www.iof.mg.gov.br/institucional/institucional/resolucoes-conjuntas.html

    ResponderExcluir
  80. João Paulo Ferreira de Assis5 de outubro de 2011 19:49

    Prezado Professor Romeu, de Caratinga-MG.

    Subscrevo suas palavras. São pertinentes. Não podemos perder a esperança, pois se nós nos tomarmos de um sentimento pessimista, nosso subsconsciente que não sabe distinguir mensagens positivas de negativas, programará nosso cérebro para que as coisas ruins venham porque nós as mentalizamos. Se o pessoal soubesse a força do subsconsciente não se deixaria abater.
    O subconsciente é tão sério que quando fazia minha graduação de História na UNIPAC de Barbacena, havia certas aulas como a de Sociologia (ministrada por um beatão de direita) que dava até sono. Eu só ficava só até terminar de fazer as atividades ou os seminários, e ia para a Biblioteca Central. Lá eu abri uma obra do Capistrano de Abreu, e vi sobre a carta de Estevão Fróis, de 1514. Disse ao meu subconsciente que eu iria ler esta carta. Dias depois, ao abrir um livro aleatoriamente, o abro justo na página onde estava a carta de Estevão Fróis a Dom Manuel, de 30 de julho de 1514!

    Por isso é importante que a gente inclusive recorra ao AVAAZ.ORG, como sugeri no comentário imediatamente anterior ao seu.

    Saudações, e até a vitória!!!!
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  81. Amei a ideia de bombardear a imprensa com sugestão de matéria CONTRA SUBSTITUTOS que oneram estado. Dois professores em cima de um mesmo cargo. Dinheiro público jogado pelo ralo.
    Vou fazer isso agora mesmo.

    ResponderExcluir
  82. Se for necessário reiniciar a greve, podem contar comigo. Entre um conteúdo e outro, aproveito minhas aulas para conscientizar os alunos sobre a importância da luta. No primeiro dia de aula após a greve mostrei fotos e vídeos, onde puderam ver um pouco do que a mídia não mostrou. Sugiro que todo professor seja também um militante em sala de aula. Alunos conscientes serão eleitores críticos. A transformação da sociedade está também nossas mãos. Tenho convidado também os pais para dialogar sobre a greve e sobre a importância do apoio de todos para que alcancemos a tão sonhada escola pública de qualidade. Venceremos!

    ResponderExcluir
  83. ESTÃO CERTOS, GANHAM UMA MIGALHA, AQUI NÃO, TEM CAFÉ NO BULE E VEM AÍ GREVE DA POLICIA CIVIL E QUERO VER OS LAMBE BOTAS RECLAMAR DE GREVISTAS ATRAPALHANDO O TRANSITO EM BH COM FAZIAM COM OS PROFESSORES, ESTAMOS AGUARDANDO SEUS COMENTARIOS LAMBE BOTAS DE MERDA.

    Após assembleia e manifestação, funcionários dos Correios mantêm greve em Minas
    05/10/2011 16h32Avalie esta notícia »
    2
    4
    6
    8
    10
    FELIPE REZENDE
    Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
    NotíciaComentários(2) CompartilheMais notícias
    AA0
    FOTO: ANGELO PETTINATI

    Funcionários decidiram manter a greve em Minas
    Após mais uma assembleia e uma manifestação no centro de Belo Horizonte na tarde desta quarta-feira (5), os funcionários dos Correios decidiram manter a greve em Minas Gerais por tempo indeterminado. De acordo com Robson Silva, secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de Correios e Telégrafos e Similares do Estado de Minas Gerais (Sintect-MG), a decisão foi unânime.

    Nessa terça (4), o comando de negociação dos grevistas havia chegado a um acordo com os diretores da empresa. O término da greve dependia, agora, da votação de cada sindicato regional.

    “A proposta feita na terça foi rejeitada também em São Paulo, Rio e Brasília”, afirma o representante. Um balanço nacional deve ser divulgado ainda nesta quarta. De acordo com Silva, um novo comando deve ser criado para que as negociações sejam retomadas.

    ResponderExcluir
  84. Caríssimos,

    Vou alertá-los de um golpe contra os professores da prefeitura de Juiz de Fora:

    Eles fizeram um acordo com a prefeitura na greve de 2010. Atualmente, a prefeitura alega que não vai pagar o piso baseado no acordo firmado em 2010 que vigora até julho de 2011.

    Desta forma, baseado no acordo o prefeito está congelando o salário dos professores municipais

    ResponderExcluir
  85. Companheiros,estou aqui a pensar: tudo que conseguimos até hoje foi através de greves.Como agora podem surgir comentários como esses, contra o nosso movimento.Pelo amor de Deus,voce que falou esse amontoado de besteiras não deve ser professor.Se fosse saberia a quantos momentos de luta nós já passamos.A quantos sacrifícios os nossos companheiros do passado enfrentaram, quando a repressão ainda chegava a ser pior do que a de hoje, pois vivíamos em uma ditadura militar. RESPEITE AQUELES QUE NÃO SÃO COVARDES,QUE RESISTEM,QUE ÀS VEZES PODEM ESTAR LUTANDO ATÉ POR VOCE.
    Tenho meus momentos de tristeza como todos.Já disse aqui que votei contra a suspensão do movimento, mas continuo firme para voltar à luta,a qualquer momento.
    Fico aqui lembrando das pessoas que conheci.Me lembro sempre daquela senhora que vendia cocada.Como ela estará? Tenho saudades dos comentários da Educadora de Contagem,cadê você,minha amiga? E você,Flávio,sumiu também,aparece Ok?
    Nada de desânimo,desesperança.Vamos continuar com a nossa unidade,resistência e mostrar ao canalha que se for preciso,retornamos ao movimento e botamos prá quebrar.Já mostramos que NÃO SOMOS FRACOS. Então companheiros,vamos à luta,pois só seremos VENCEDORES SE ACREDITARMOS NA FORÇA DA NOSSA RESISTÊNCIA E DA NOSSA LUTA!
    Vamos lembrar das companheiras e dos companheiros acorrentados,o que eles passaram na praça da REPRESSÃO,que nós só ficamos sabendo agora,e assim enxergarmos o quanto A NOSSA LUTA VALEU E VAI CONTINUAR VALENDO!!!!!
    Até a vitória companheiros.Continuo firme e sei que DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO SEMPRE!!!!!!

    ResponderExcluir
  86. Pessoal! Já viram no site dos torturadores?

    Secretária se reúne com diretores das 47 Superintendências Regionais de Ensino de Minas Gerais
    Qua, 05 de Outubro de 2011 18:00

    Pelo jeito a bruxa está ignorando a comissão do sind ute e deve querer fazer valer a resolução publicada no dia 19/09 sobre reposição...
    tomara que eu esteja equivocada...

    parece que vai ter que ser do jeito que ela quer...

    ResponderExcluir
  87. Carlos José - Nova Lima5 de outubro de 2011 20:54

    Euler e colegas professores do NDG,

    "Políticos e fraudas devem ser
    constantemente trocados pelo mesmo motivo."
    Eça de Queiroz.

    ResponderExcluir
  88. Pessoal, agora a noite na TV Assembléia assisti o Deputado Duarte Bechir numa Comissão onde aprovou aumento para o pessoal do Judiciário dando (querendo né)dá uma lição de moral, falando que direitos se conquistam com organização, diálogo, e não na base da baderna e à força que aquele exemplo deveria ser seguido pelos sindicatos.
    Olha se eu fosse a esposa desse camarada eu tinha vergonha de tê-lo como representante do povo na Assembléia. Gente o próprio marido ser contra a categoria da esposa e a favor de um governozinho ditador, é fim de mundo, tem mulher pra tudo mesmo.
    Já dizia minha mãe certas mulheres não casam com sapo porque não sabem quem é o maço e quem é a fêmea.
    Olha lá companheiros da região do Duarte Bechir e companhia Ltda, vamos mostrar pra esses projetos de ditador quem somos nós.

    Gleide Mara

    ResponderExcluir
  89. Caros colegas que se sentem constrangidos com os substitutos, NÃO FIQUEM, lembrem-se são oportunistas, parasitas e claro PROSTITUTOS, deixem estes vermes encostados em seu canto, baratas ficam lá mesmo.

    Somos superiores, competentes, temos profissão eles coitados topam tudo por dinheiro, engenheiros,advogados etc medíocres.

    SIMPLESMENTE DESPREZEM ESTES BOSSAIS PROSTITUTOS.

    ResponderExcluir
  90. União repassa mais uma parcela de complementação de recursos

    Já está disponível para os municípios e os estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte a nona parcela da complementação da União referente ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) transferiu R$ 634.016.045,13 no dia 30 de setembro.

    O Fundeb é um fundo especial, de natureza contábil e de âmbito estadual (um fundo por estado e Distrito Federal, num total de vinte e sete fundos), formado por recursos federais e por recursos provenientes dos impostos e transferências dos estados, Distrito Federal e municípios. Independentemente da origem, todo o recurso gerado é redistribuído para aplicação exclusiva na educação básica.

    Os estados e respectivos municípios que não conseguem arrecadar o suficiente para alcançar o valor mínimo nacional por aluno-ano, determinado pelo governo federal, recebem a complementação da União. Esse valor mínimo é atualmente de R$ 1.729,33.

    Veja na tabela o valor do repasse da complementação da União referente a setembro. As transferências também podem ser acompanhadas pela internet, nos sítios da Secretaria do Tesouro Nacional e do Banco do Brasil.

    Fonte: Site MEC noticia no site do SINDUTE dia 05/10

    ResponderExcluir
  91. Hoje, apresentei as notas do 3º bimestre aos alunos do 3º Ano, lançadas pela professora tampão.

    Foi ridículo...os alunos entraram em histeria coletiva com o que viram. Só notaço. Dez alunos ficaram com 25,0 pontos (valor total do bimestre). os outros, mesmo aqueles que nada fazem, acima de 20,0.

    Eles sabem que as notas foram forjadas para agradar. Ninguém gostou das aulas ... ela não sabia por onde andar. Tudo que era falado, eles perguntavam a um colega bom em história se estava certo.
    Ela deu muita mancada. É bom para a Escola ver como os professores de verdade são importantes.

    Estou me preparando pra voltar à Greve! Não confio neste governo.

    ResponderExcluir
  92. MARCELO AUGUSTO É PRECISO ACRESCENTAR

    Situação atual do professorado mineiro:
    1-Efetivos;
    I- Efetivos no VB
    II- Efetivos no subsídio

    2-a)Efetivados;
    I- Efetivados no VB
    II- Efetivados no subsídio
    b)Efetivados pela Lei 100( a distinção é necessária...);
    I- Efetivados no VB
    II- Efetivados no subsídio

    3-Designados;
    4-Substitutos dos designados.

    Nossa categoria se divide em oito.

    ResponderExcluir
  93. Boa noite aos amigos do NDG/NDE

    SEM PISO, (POR ENQUANTO), MAS COM MUITA GARRA.

    NDG DE PLANTÃO, PRONTOS PARA ATENDER A CHAMADA.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  94. Agindo Deus ,quem impedirá? Continuemos rogando o favor de Deus e perseverantes na luta ,Ele com certeza está nos ouvindo e nos dará a vitória."Eis que a mão do Senhor não está encolhida par não poder salvar ,nem surdo o seu ouvido para não poder ouvir."

    ResponderExcluir
  95. Euler,
    penso que o desgoverno está tentando ganhar tempo para vencer o prazo que ele determinou para quem está no VB voltar para o suicídio, que é dia 31/10. Parece que até agora ninguém está se lembrando... De acordo com a primeira resolução sobre esse suicídio, quem optasse pela carreira antiga, VB, teria, todo ano, uma época para desistir e reoptar pelo suicídio. Por que agora é só até 31/10? Aí tem... Com esses caloteiros não se brinca!
    Vigiemos!!!

    ResponderExcluir
  96. Boa noite!
    Em plantão realizado na escola em que trabalho hj pela manhã, a inspetora disse aos diretores presentes que o prêmio de produtividade será pago até 14/10. Como a escola estava em greve parcial, muitos fizeram reposição em outro horário, nas aulas de outras disciplinas e não com seus alunos. Gostaria que os leitores e vc Euler, comentassem o como está sendo feita ou planejada a reposição nas escolas em que trabalham, pois o calendário das escolas em greve parcial já está sendo cumprido desde agosto e já está dando é briga e denúncia o tempo todo. Abraços!
    Andréa

    ResponderExcluir
  97. Boa noite, pessoal da luta, turma do NDG em tempos de relativa pausa, que poderá ser suspensa a qualquer momento!

    Amanhã, quinta-feira, é a data que o governo assumiu para responder ao sindicato acerca das questões imediatas: pagamento dos cortes salariais, reposição das aulas, anulação das exonerações dos diretores e vices, posse dos novos diretores, questões de aposentadoria, anistia para todos os grevistas, etc.

    O sindicato só não reivindicou do governo a devolução que nos foi confiscada quando voltamos para o sistema de VB. Vamos ter que entrar na justiça contra este confisco.

    Amanhã vamos saber qual será o tom das negociações que o governo deseja imprimir. Se atender a todos os pleitos mais do que justos e necessários, sinalizará que o governo começa a flexibilizar; se, ao contrário, não ceder nessas questões básicas, é porque quer continuar jogando duro. Neste caso, não podemos decepcioná-lo: o nosso jogo também será duro!

    Não vou me adiantar sobre o que devemos fazer, antes de conhecermos a resposta do governo. Mas, manda o bom senso e a nossa experiência (nossa, de todos nós, educadores da luta), que mantenhamos as espadas afiadas e prontas para o ataque, caso se afigure necessário dar uma resposta mais direta ao governo.

    Tomara que haja o mínimo de respeito aos educadores por parte do governo e este não nos enrole, pois as nossas perdas são grandes e em alguns casos, irreparáveis. E a nossa paciência - e a da comunidade escolar - tem limites.

    Aguardemos, portanto, a resposta do governo que será dada amanhã, impreterivelmente.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
  98. Euler,
    Queremos registrar aquí os colegas de luta de Espinosa que tiveram na greve os 112 dias de duração, os professores que podem também ser considerados do NDG:
    Amadeu Maria Valdete
    Avanilda Sueli
    Valdir Izabel Cristina
    Walter Maria do Carmo
    Edivar José Carlos
    Wanderley Rocha
    Gera Terezinha-Santos Dumont
    Cássia Emília
    Marizete Adília
    Elma Andréia
    Marineide Valcí
    Nilza-Japão Divalma
    Eugênia

    E outros que por motivos circunstanciais não resistiram até o fim, mas que merecem ser respeitados e aplaudidos de pé pela garra...

    ResponderExcluir
  99. Carlos José - Nova Lima5 de outubro de 2011 23:06

    Euler e colegas professores do NDG:

    Governo de MG cria bolsa crack de R$ 900,00 e nega o aumento aos professores que ganham R$369,00 de piso.

    O governo de Minas lançou recentemente o cartão Aliança pela Vida, que vai auxiliar famílias de dependentes químicos.
    É importante, sim, o apoio da família e do
    Estado para os dependentes químicos.
    O que é inadmissível é que o gasto de um dependente,valor de ajuda pelo estado, seja maior que o salário que se destina a um profissional da educação.Bolsa-família, vale gás, bolsa renda, auxílio penitenciário, bolsa escola, bolsa crack ....
    Sinceramente, com tantos dependentes químicos em MG,vai sobrar dinheiro para pagar professor?

    ResponderExcluir
  100. Não entendi a fala da gazola ,ela disse que ano que vem teremos uma semana de descanso e recomeçaremos as aulas.Não entendi se temos direita a 30 dias de férias porque uma semana??Será que vai pagar nossas férias em espécie?? Ou vão colocar tampões durante nosso período de férias?? Prepare - se vem o golpe ai,,

    ResponderExcluir
  101. NDG de Plantão

    UMA PERGUNTA importante:

    O que essas duas "cidadãs" estão fazendo na reunião da comissão?

    "A reunião aconteceu no Gabinete do Secretário de Governo, na Cidade Administrativa. Participaram todos os deputados da comissão, as representantes do Sind-UTE e os Secretários de Estado de Governo Danilo de Castro, de Planejamento e Gestão Renata Vilena, de Educação Ana Lucia Gazola."

    Estou muito bem e sei que essas duas Renata Vilena e Ana Lucia Gazola (de Planejamento e Gestão / , de Educação) estão fora das negociações. Tenho nojo de pessoas que tentam e agem com o propósito de atrapalhar e prejudicar a vida de outras pessoas. Recado para as DUAS:
    por favor caiam na REAL e desapareçam !

    Abraços .

    Nós estamos de OLHOS bem abertos.
    A GREVE ESTA SUSPENSA ! Se o SindUTE dar uma
    resposta negativa da reunião de amanhã, é só convocar que VOLTO IMEDIATAMENTE PARA A GREVE.

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  102. CHARLOTTE PÉ-DE-GUERRA!!!

    "que poderá ser suspensa a qualquer momento"

    eu já estou de prontidão!!!

    >> já fui no salão, fiz as unhas, cabelo e limpeza de pele... tô prontinha pro ataque e dessa vez mais feroz ainda!!!

    ResponderExcluir
  103. A permanência desses professores substitutos na folha de pagamento do Estado é um escracho, digo Folha de Pagamento, pois há escolas pelo Estado que optou por mandar os designados para casa, a partir da chegada dos professores titulares, após a suspensão da greve, eles foram comunicados ou convidados a ficarem em casa e estão, talvez fiquem até o término de seus contratos e são professores com até 25 aulas. Então nem na Escola estão,para o Diretor é tudo de bom, porque se exime de problemas com eles e com os seus, logos essas mocinhas e esses mocinhos só firgurarão na Folha de Pagamento, pois o próprio diretor e as especialistas da escola sabem que eles não têm condições de elaborarem projetos de recuperação, porque não sabem montar um projeto, muitos já mostraram a capacidade em sala de aula, então o diretor prefere que eles nem fiquem na escola, assim é problema a menos,afinal foi o Governador que criou o problema, então que PARIU O MATEU QUE O EMBALE. Agora no que tange ao aumento de funcionários na escola chega ser uma ironia, porque os diretores vêm há muito reividicando aumento de funcionários para o quadro da escola, por conta do déficit, já que na maioria das escolas não tem funcionários disponíveis para ligar um datashow, preparar um som, rodar provas, contudo para posar de governador preocupado com a educação dos filhos da classe trabalhadora, enche a escola de professores para ganhar dinheiro e ficar em casa, mas não tem problema na próxima reunião que houver nas escolas com os pais, vamos dar a conhecer a eles da questão, assim vão saber que o governo institui a corrupção dentro da escola, a partir do momento que paga dezenas de professores para ficarem em casa ou jogando paciência nos computadores da escola, mostrar para eles como 'FALTA DINHEIRO' para o governo honrar seus comprissos legais. Agora passou a ter 2 professores para um mesmo cargo. Os pais dos alunos precisam saber dessas mazelas. Embora isso seja, para nós, tão imoral, deveríamos prever, porque com o perfil deste desgovernador e de sua secretária de educação não poderia ser diferente, são dois desnorteados.

    ResponderExcluir
  104. Companheiros,se um tampão já incomoda,imaginem voces que eu estou com dois tampões em meu lugar.Um que foi contratado como meu substituto e o outro foi contratado para fazer a reposição.Tá uma bagunça danada.No início apelei,mandei prá aquele lugar e tudo mais.Mas agora tá até meio engraçado. O tampão substituto virou um severino quebra galho: mandam ele de um lado pro outro o tempo todo.Já o tampão, contratado para reposiçao, não consegue manter os alunos dentro de sala tempo nenhum.Corta caminho de mim o tempo todo.Agora entendo que são uns infelizes,pois todos dois ainda não se acharam na vida,estão perdidinhos,com seus 40 e poucos anos.
    No mais,a luta continua firme e forte.Vamos ver o que nos espera para essa 5ª feira.
    Euler,já estou sonhando com as asinhas de frango assadas pelo companheiro João Martinho,Ok? Abraços e até a vitória companheiros!

    ResponderExcluir
  105. Um abraço aos bravos e bravas guerreiras de Espinosa, exemplo de luta para toda Minas Gerais e para o Brasil!

    Um abraço também na combativa Charlotte, que se encontra em pé-de-guerra, com maquiagem retocada, unhas feitas, toda chique e pronta para o combate!

    E um abraço também para o incansável tenente NDG Gleiferson Crow, já se colocando nas primeiras fileiras do combate caso o governo não nos atenda!

    Um abraço também para: Izabel/Geografia, Romeu de Caratinga, Andréa, Flávia, João Paulo de Ressaquinha, Educadora Mineira de Carangola,Tina, Graça, Joselayde, Paulo Dinali de Juiz de Fora, Leandro Galo, Rafael Toledo de Valadares, Aparecida, Mauro de Caratinga, Carlos José de Nova Lima, Pedro Henrique de Diamantina, Marcelo Augusto, Elisa Paula, Kellem de Montes Claros (menos pessimismo, Kellem! Mire-se no exemplo dos bravos guerreiros e guerreiras aí da sua cidade);

    enfim, a todos valentes educadores de Minas, das mais diversas regiões do estado (fiz questão de mencionar algumas), que demonstram estar unidos, fortalecidos moralmente, e prontos para o combate se necessário for.

    Um forte abraço e força na luta!

    É bom que o governo saiba que estamos de pé, unidos e preparados para as novas batalhas!

    ResponderExcluir
  106. E o DEFICIT ZERO??? E o CHOQUE DE GESTÃO??? Fomos enganados pelo Aécio e o Anastasia?? Nós da educação já sabíamos a grande farsa que são esses dois.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=184139%2COTE

    ResponderExcluir
  107. Diante de tanto desencanto exposto por aqui, é sempre muito bom ler expressões como essa: "Euler,já estou sonhando com as asinhas de frango assada " é uma demonstração de que há pessoas que acreditam que o futuro será melhor. E será!

    ResponderExcluir
  108. Caros MARCELO AUGUSTO e Anônimo de 5 de outubro de 2011 22:11...

    Nessa conta, os substitutos deveria ser para os designados, para os efetivos e para os efetivados.

    Aí, a categoria (em minúsculo) se dividiria em dez. Mas não deveríamos contar tampões como parte do nosso quadro.

    Acho que a verdadeira divisão da nossa Categoria (em maiúsculo) seria (não deveria):

    1- Os lutadores (nós) que acreditam na força da união, que enfrentam todas as ameaças lutando por seus direitos;

    2- Os pelegos que só enchergam o próprio umbigo (e acham que são os BOIS-DE-ELITE) e que preferem esperar nós (para eles, somos BOIS-DE-PIRANHA) irmos para o fronte e conquistar os louros para toda a classe...

    Essa é a divisão que não deveria, mas existe.
    O resto é problema administrativo do governo Tonhão (que só deve saber administrar suas Lingeries de rendinha).

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  109. O silêncio do sindicato está me incomodando, colegas!!!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  110. Pessoal voltei para a escola na sexta-feira passada e de cara, perdi a voz.Como perdi o meu instrumento de trabalho, estou aproveitando a situação e passando alguns vídeos da nossa greve para os meus alunos.Eles ficaram indignados, assim como o Indignaldo,rsrsrsrs.
    No meu lugar, encontrei dois substituto, mas até agora, não me deparei com nenhum deles.
    Quanto á suspensão da greve, estou de olho!
    Qualquer coisa é só convocar que eu estarei firme na luta!!Vamos aguardar firmes e fortes pro que der e vier!!!!
    Ilza - Virgolândia

    ResponderExcluir
  111. Estou indignada... você acredita que em minha escola os designados substitutos dos grevistas foram orientados pela direção da escola a ficarem EM CASA de "sobreaviso"? Questionada, a diretora disse que não queria esse povo todo à tôa na escola e mandou que ficassem em casa até que a escola elaborasse um projeto para aproveitar esse pessoal!
    FICAR EM CASA DE PIJAMA E PANTUFA RECEBENDO SALÁRIO?!

    ResponderExcluir
  112. O "PREMIO" PRODUTIVIDADE VAI SER PAGO OU NÃO NO MES DE OUTUBRO? ALGUMA INFORMAÇÃO A RESPEITO?

    ResponderExcluir
  113. Euler ,minha situação sou ATB , fiz 112 dias de greve , ao retornar no dia 29/09 dia em terminou a greve , obtive férias regulamentares 25 dias uteis não terei como repor mesmo que não tivesse ferias e a funcionária da SRE informou que a reposição é somente para aluno ATB não precisa de reposição de carga horaria mas caso tiver como repor dentro do calendário do aluno tudo bem se não ele deixa de ter falta greve e recebe falta comum e terá então um processo administrativo para re4sponder , Euler olha com carinho pois apesar de tudo preciso do emprego me responda por favor.

    ResponderExcluir
  114. BOIBIRA...
    SOU PROFESSORA, LEI 100! PASSEI NO CONCURSO DE 2001 E O FARAÓ NUNCA MAIS FEZ CONCURSO NA MINHA A´REA(iNGLÊS)!! TENHO 20 ANOS DE TRABALHO!! E ACHO MUITO RUIM VC JULGAR OS PROFESSORES DA LEI 100 COMO OPORTUNISTAS!! NEM TODOS QUE PASSAM EM CONCURSO SÃO PROFESSORES DE FATO!!ESTUDAM, PASSAM E CHEGAM EM SALA DE AULA NÃO TEM DIDÁTICA, SÃO MEROS REPEDITORES DE AUTORES DE LIVROS!! EU EM MINHA ÁREA TBÉM ME GARANTO!!

    ResponderExcluir
  115. E o sindicato se calou... muito estranho!!
    Não precisam da gente mais não?? Estão negociando debaixo dos panos?? Obrigação era nos passar informações diárias de tudo, afinal tô ferrada e sem um tostão, por causa de ouvi-los e seguir suas orientações. E o "PREMIO" PRODUTIVIDADE que era p/ termos recebido agora?? Ninguém fala nada.. Tá mal desse jeito.. desanimador mesmo.

    Magna- Lingua Portuguesa- Leste de Minas-

    ResponderExcluir
  116. Os que não foram beneficiados pela lei 100 criticam os efetivados porque não tiveram a mesma oportunidade de igressarem no estado. Duvido se estivesse trabalhando na época da efetivação e tivessem sido beneficiados pela lei falariam as mesmas asneiras. Sou efetivada e trabalho tanto quanto um efetivo concursado. Estamos no mesmo barco Biobira, esquece a efetivação e foca no piso, este é o nosso objetivo. E pense duas vezes antes de criticar um colega seu de profissão,mané.

    ResponderExcluir
  117. Estamos sem notícias. O que será que está acontecendo? Penso que este tal de acordo não vai dar em nada.

    ResponderExcluir
  118. Pessoal não devemos nos dividir, efetivos, lei 100, designados, etc lembrem-se nossa greve só teve força porque estávamos unidos em prol de um objetivo comum. Temos que nos manter cada vez mais unidos pois unidos somos fortes e divididos perderemos tudo.
    lembrem-se dos 3 mosqueteiros "UM POR TODOS E TODOS POR UM"

    Nós só podemos contar com o NDG, os covardes deram sua prova de que não se levantarão para lutar, portanto nós NDG jamais podemos nos dividir - Sempre fortes e unidos para garantir nossos direitos.

    ResponderExcluir
  119. Retirado do twitter do deputado Rogério corrêa sobre a resposta do (des)governo:
    Ofício do Governo nos foi enviado conforme data combinada mas mantém impasse.Esperamos não seja definitivo.Negociações devem continuar.
    impasse é sobre reposição sim.Nós deputados estaremos tentando mediar.Por isto peço para aguardar até amanhã.

    ResponderExcluir
  120. Governo nega pagamento antes da reposição das aulas e o retorno de diretores e vices que foram exonerados

    Mais um capítulo sobre o impasse entre professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais e o governo do Estado foi escrito nesta quinta-feira (6). A administração estadual enviou para a comissão de negociação, as respostas das propostas apresentadas pelos professores, na segunda-feira (3).

    O Governo, que já havia assinalado a impossibilidade de atender a todos os itens da pauta, negou o pagamento dos professores antes da reposição das aulas, iniciada no último dia 29 de setembro. Os professores que estavam a três meses sem receber os salários, por causa da greve, ficarão mais um mês sem os proventos.

    Outra reivindicação negada foi o retorno dos 30 vice-diretores e dos dois diretores de escolas da rede pública de ensino, que haviam sido exonerados devido a adesão à greve. O Governo alegou no documento que perdeu a confiança nesses profissionais e, por isso, eles não retornaram aos cargos.

    A comissão é composta por parlamentares e por representantes do Governo e do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE). A greve que durou 112 dias foi o maior movimento de paralisação da história de Minas Gerais.

    No dia 27 de setembro o Sind-UTE cedeu às pressões do governo e do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, que considerou o movimento abusivo, e interrompeu o movimento grevista.

    A comissão de negociação voltará a se reunir na próxima segunda-feira, (10). A pauta da reunião será a discussão de questões financeiras.

    Atualizada às 19h12.

    ResponderExcluir
  121. Esse desgovernador deve estar brincando com a nossa cara!!! se for preciso vamos retornar a greve imediatamente!!!!Trabalhar sem salário!!! Como???

    ResponderExcluir
  122. isso ae Brasil, parabens esta indo de mal a pior, governo envergonhoso .

    ResponderExcluir
  123. Olá,

    O Governo diz que não tem dinheiro para pagar o piso proporcional, mas se realmente investisse o que a lei manda em educação, ainda sobraria dinheiro. O Brasil é um dos países que mais cobra tributos, e a razão para isso é que estes tributos sejam destinados em parte para a Educação, mas não é isso que vemos.
    Chega de corrupção!

    ResponderExcluir
  124. M.Maia. Estadual Central.2 de novembro de 2011 14:35

    Sem dúvida alguma, esse foi um dos textos mais esclarecedores a que tive acesso durante a greve e pós-greve. Fico pasma de perceber que o governo de Minas ainda apela para torturas, como a falta de banheiro e ar-condicionado no máximo. Por outro lado, não sei se concordo com o fato de MST e outros participarem da manifestação, fico com receio de que se torne uma baderna, e o governo pense ' Hoje vão todos reivindicar é?', então preciso de ajuda, e aconteçam coisas piores. Mas tirando isso parabenizo os lutadores pela grande 'conquista' ( nada firmado até então), parabenizo pelo trabalho extraclasse de cidadania dado. Um momento que acredito ter sido difícil e emocionante, fora o grito por Luis Carlos Martinho. Uma opinião apenas, não concordo com a greve de fome de Marilda e Abdon, que para muitos, pode ser um ato sensacionalista, mas como disse, é apensa minha opinião. E para finalizar, o tal assessor do líder do governo que proclamou aquela infeliz frase, se tivesse salário de $712,00 de servente de pedreiro, seria mais digno do que os absurdos recebidos por um politico qualquer, que aprova qualquer projeto de lei para a copa de 2014, para aumento de salário de companheiro de carreira, mas não se lembram da educação, saúde, transporte da população, que aliás, fora quem colocara ele lá. Enfim, mais uma vez parabenizo os bravos acorrentados e todo o resto pela luta 'ganha'. Agora é correr atrás dos dias perdidos em sala de aula, com coesão, dando a matéria deixada, e não com dias de 'recreação escolar'.

    ResponderExcluir