domingo, 16 de outubro de 2011

O dinheiro da Educação em Minas... Miauuuu!



O dinheiro da Educação em Minas... Miauuuu!


Num terreno próximo ao bunker onde estou instalado dá pra ouvir o miado de um gato. Às vezes de vários. Destes felinos, que mal algum fazem, principalmente quando estão do outro lado do muro. Hoje, contudo, como chove bastante agora à noite - graças a Deus que a chuva apareceu, depois de muitos meses de tempo seco e muita poeira -, não ouço o miado dos bichanos. E nem mesmo o apito do trem ainda pude ouvir nesta noite - o bunker fica próximo de uma estação ferroviária, que infelizmente, quando fora privatizada / doada na era FHC, foi cercada; e desde então, os cidadãos comuns estão privados de visitar tal local. É assim. Eles privatizam o que deveria ser público, assim como fazem com o orçamento do estado. Sem o apito do trem e o miado dos gatos, reina, em absoluto, a suave e gostosa melodia da chuva que cai.

Contudo, um outro barulho atormenta a atenção e nos deixa, a todos os educadores de Minas, preocupados. É o barulho de uma suposta caixa vazia, a dos cofres públicos do estado de Minas, sobre a qual um jornalista teria aludido, em artigo publicado na sexta-feira, no jornal Hoje em Dia. Trata-se do jornalista Eduardo Costa, que, justiça se faça, várias vezes abriu seu programa na Itatiaia para o sindicato da categoria. Acredito até que ele seja, entre os jornalistas que falam (e falam mal dos professores, a maioria, pelo menos) do drama vivido pelos educadores mineiros, aquele que tenha assumido uma postura mais respeitável, apesar dos limites impostos pelo esquema midiático do qual ele faz parte.

Mas, o artigo do jornalista, que teria tido como fonte principal um deputado estadual, ex-atleta de futebol e membro da comissão tripartite que negocia com o sindicato a implantação do piso na carreira, traz prognósticos desagradáveis. Diz o citado jornalista, com base em informações privilegiadas - já que goza de grande trânsito nas hostes do governo -, que Minas Gerais não tem caixa para pagar o piso salarial nacional dos educadores. E mais: que até agora os representantes do governo não tiveram coragem de dizer isso claramente, incluindo aí o deputado que fora mencionado por ele, com certa defesa, que não faz jus ao parlamentar, a julgar pela atitude que este vem assumindo na Assembleia Legislativa, sempre de descaso para com os pleitos dos educadores.

O artigo produzido pelo jornalista tem toda a aparência de um recado do governo, ainda que o jornalista tenha sido o portador inocente deste recado - o que eu não duvido, pois ele não dispõe de elementos de análise além das informações que são dadas pelo governo. Logo, o artigo mencionado (link: http://www.hojeemdia.com.br/colunas-artigos-e-blogs/chamada-geral-1.319592/dia-do-professor-1.354673), ao mesmo tempo que discorre sobre a suposta injustiça cometida - ou iniciada - pelo governo de Itamar Franco, quando deu reajuste para a área da Segurança e não fez o mesmo para a Educação, menciona, por exemplo, que um soldado, hoje, tem piso de R$ 2 mil reais, e terá o dobro garantido em lei nos próximos anos, enquanto que os professores estão lutando para atingir um piso de R$ 1 mil apenas, que já é lei federal. Se fosse mais fundo na sua análise, o jornalista teria completado: e esta realidade já não é mais culpa de Itamar, mas de Aécio, Anastasia, João Leite e Cia Ltda. Poderia até incluir a Dilma e o Lula, se não quisesse ficar mal com os chefes do esquema midiático mineiro.

Mas, não aceitamos a desculpa do salário maior para os policiais como causa dos baixos salários dos educadores. Sempre disse aqui que, excluída a condenável prática da repressão aos movimentos sociais, as atividades de segurança pública em defesa do cidadão comum devem fazer valer aos agentes de segurança uma remuneração digna. Não considero, portanto, que o salário dos servidores da Segurança deva ser colocado como contraponto aos baixos salários dos educadores, ou do pessoal da Saúde. Até porque estas são três áreas - Educação, Saúde e Segurança pública - cujos servidores deveriam ter prioridade na discussão orçamentária - pelos relevantes serviços que prestam à comunidade, que é quem paga os impostos. Mas, na prática, o que se verifica é exatamente o inverso. Primeiro eles separam os recursos para pagar os juros dos banqueiros e credores ricos do estado; depois o dinheiro das obras faraônicas, incluindo a Copa do Mundo, da grande mídia, das feitorias para as elites, etc.; depois, os recursos para o alto escalão dos três poderes - executivo, judiciário, legislativo - cujos chefes, subchefes, ajudantes de subchefes e auxiliares de ajudantes de subchefes, recebem entre R$ 12 mil e R$ 70 mil, aí incluídos o salário e as verbas indenizatórias as mais variadas. Finalmente, com o que sobra dessa repartição feita entre e para os de cima, só então começam a discutir a distribuição das migalhas entre os de baixo. Pode ser até que a área da Segurança tenha levado a melhor nesta distribuição final, mas não nos interessa disputar neste terreno: queremos o que é nosso, por direito legal, assegurado na Constituição e em lei federal.

Os educadores de Minas não aceitam a desculpa de que o estado não possui dinheiro para pagar o piso. A Lei do Piso - Lei Federal - não foi aprovada, promulgada e considerada constitucional para ficar submetida à critérios regionais de problema de caixa, ou da boa vontade de governantes. Estes limites por si só tornariam sem aplicabilidade uma lei considerada pelo STF plenamente constitucional.

Fosse este um país minimamente sério, ou pelo menos que tivesse governantes e procuradores e promotores da Justiça com certo grau de seriedade e respeitabilidade pela coisa pública - guardadas à exceções de praxe, claro -, todos os governantes que não pagam o piso deveriam estar respondendo judicialmente pelo descumprimento da lei.

O governo de Minas Gerais não vem jogando limpo com os educadores - e o artigo do jornalista é apenas mais uma peça dessa cortina de fumaça produzida em torno do tema "piso salarial dos educadores", para desviar a atenção do foco principal. Já disseram de tudo: a) que Minas paga até mais do que piso através do subsídio - neste caso, pagar o piso real deveria custar economia para o estado; b) que Minas está no limite da LRF - a tal, que só funciona para os servidores da Educação, em que pese nós já termos demonstrado aqui que, em cumprimento de lei ou de decisão judicial, o estado pode e deve ultrapassar tais limites, se necessário; c) que Minas não tem caixa para pagar o piso - neste caso, reconhecendo, sem admitir, que o piso é melhor que o subsídio.

Quero me ater a este último ponto, que foi aquele reproduzido pelo jornalista Eduardo Costa. Dizer que Minas não tem caixa para pagar o piso é algo muito sério, que só poderia ser dito com provas detalhadas, planilhas de custo comprovando tal afirmação. Nada disso foi produzido pelo governo de Minas até o momento. Aliás, o jornalista Eduardo Costa, tendo sido o portador, talvez inocentemente, desta informação, fica agora nos devendo uma cobrança ao governo, para que este abra as suas contas e demonstre, por A mais B, que não tem caixa para pagar o piso.

O governo precisa explicar, por exemplo, como e se tem investido os 25% da receita na Educação, aí incluídos os recursos do FUNDEB. Ele pode lançar mão destes 25% para pagar o piso, se assim o desejar. E não nos venha com essa história de que precisa reservar grana para reformar escolas, pois o que se gasta neste quesito é muito insignificante. Além disso, existem repasses federais, como o da merenda escolar, livros didáticos, dinheiro direto para a escola, etc., podendo a quase totalidade da verba da Educação ser aplicada com a remuneração dos educadores, em cumprimento da lei do piso.

Mas, suponhamos que o governo comprove que utiliza corretamente os 25% da receita da Educação (ou que pretende fazê-lo a partir de 2012), e que mesmo utilizando todo este recurso - que não é pouco, pois Minas cresce mais do que a China, lembram-se? - e que, mesmo assim, ainda não daria para pagar o piso a que temos direito.

Para nós, se o governo apresentar tal comprovação, a solução já está dada, pois a lei do piso prevê que o ente federado que comprovar não poder custear integralmente o investimento no piso poderá pedir ajuda para a União. Aliás, é bom que se diga: uma das desculpas do governo de Minas em 2011 contra essa previsão legal, era a de que somente os estados mais pobres, que recebem ajuda da União para o FUNDEB, é que poderiam pedir tal socorro ao governo federal.

Qual não foi a nossa surpresa, quando, recentemente foi anunciado pelo governo federal que em 2012 Minas estará incluído entre os 10 estados que receberão ajuda para o FUNDEB, visando complementar o custo aluno de 2012, que deve ficar em torno de R$ 2.000,00. E não é uma ajudazinha qualquer não: cerca de R$ 1,2 bilhão de reais. E como esta ajuda era a condição para se pedir mais, eis a senha para o governo de Minas: prove que não pode pagar o piso e peça mais ajuda ao governo federal.

Na previsão de orçamento para 2012, já enviada para a ALMG, o governo mineiro diz que deve haver um aumento na arrecadação na ordem de 14,6% em relação à receita de 2011. Algo expressivo, como se pode ver, acima dos índices de crescimento da China. Em números aproximados, são cerca de R$ 52 bilhões. Onde será aplicado este dinheiro? Como e quanto tem sido aplicado na Educação, especialmente na valorização dos desvalorizados educadores-sem salário? Onde está o dinheiro da Educação?

Talvez alguém possa responder. Enquanto isso, a chuva diminuiu, e já começo a ouvir os inofensivos felinos do meu vizinho: miauuuu!

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

P.S.: E o prêmio de produtividade? Até quando o governo vai enrolar os servidores? No ano passado - ano eleitoral - pagou em setembro, sem essa de ter que aguardar o resultado da arrecadação. E agora, José?

P.S.2 - E a diferença entre o reajuste que foi aplicado para os educadores em 2011 e a redução imposta para castigar quem optou pelo sistema de Vencimento Básico? Quando é que o governo vai devolver este dinheiro para os 153 mil educadores que tiveram o reajuste salarial suspenso no meio do ano? Só em Minas Gerais acontece uma coisa dessa, pois aqui não existem órgãos fiscalizadores da aplicação da lei.

P.S.3 - Não tem caixa para pagar o piso...huummm. Mas, caixa para a Copa do Mundo, para a festa dos 1000 dias, para comprar a mídia, para contratar centenas de cabos eleitorais, para manter nas escolas centenas de substitutos sem nada o que fazer, para..., para..., ah, isso tem, até de sobra.

P.S. 4 - Vamos ver se na reunião da comissão tripartite, a realizar-se nesta segunda-feira, 17, às 15h, o governo toma atitude (para não dizer outra coisa) e mande pagar um salário emergencial nos meses de outubro e novembro
para os bravos educadores / educadoras que entraram em greve. Ou será que não tem caixa para isso também?

***

104 comentários:

  1. Caro Euler,

    Recuar para negociar foi um erro. Até agora o que a categoria conseguiu foi só remediar punições. O governo está nos enrolando, e assim vai continuar. Se quando ele estava pressionado não cumpriu a lei, imagina agora que a categoria está de cabeça baixa? Reunião uma vez por semana é um absurdo!! Até quando iremos tolerar esta prática??

    ResponderExcluir
  2. NDG de Plantão

    Esse 15 de outubro, passou e nada foi resolvido,
    mas fica a certeza do TOTAL descaso com a EDUCAÇÃO PÚBLICA dos representantes do PODER E DA VOZ DO POVO. Isso é imoral e falta de respeito. E que estamos de vigília mesmo.


    A natureza da educação
    e do berço na vida humana
    (Gleiferson Crow)

    ESCOLAS SEM JANELAS

    Se os DITADORES fossem professores, eles fariam construir escolas com salas aulas sem janelas, como resistentes caixas de chumbo no lugar de carteiras, e dentro para os humanos ainda pequenos humanititos, teria todos os tipos de armas dentro, tanto de efeito moral, quanto ético.

    Eles cuidariam para que as caixas tivessem trancas sempre renovadas e adotariam todas as providências possíveis, cabíveis se por exemplo um humano ferisse o caráter, imediatamente ele faria uma atadura psicológica a fim que não esquecessem antes do tempo, isso é muito bom, esteja sempre pronto para servir e proteger. Fugir só quando pensar.

    Para que os humanos ainda pequenos não ficassem tristonhos, eles dariam cá e lá uma festa luxuosa, onde exibiria todas as medalhas, pois os humanititos alegres e orgulhosos servem melhor que os tristonhos e pensantes.

    Naturalmente também haveria escolas nas grandes caixas de chumbo, nessas aulas os humanos pequeninos aprenderiam como obedecer seus superiores e defender os representantes da pátria.

    Eles aprenderiam, por exemplo a usar a Geografia, a fim de encontrar os humanititos pensantes e ameaçar cada um deles, deitados, lutando, pensando por aí. A aula principal seria naturalmente a formação moral e ética dos humanos pequeninos e pensantes de combate.

    Eles seriam ensinados de que o ato mais grandioso e mais belo é o sacrifício alegre de um peixinho, e que todos eles deveriam acreditar nos representantes da Pátria, principalmente quando esses dizem que velam pelo belo futuro da sociedade.

    Se encucaria nos humanos pequeninos que esse futuro só estaria garantido se aprendessem a obediência.


    Antes de tudo os humanos pequenos deveriam guardar-se antes de qualquer inclinação baixa, materialista, egoísta e marxista e denunciaria imediatamente aos representantes da pátria se qualquer um deles manifestasse essas inclinações.

    Se os ditadores fossem professores, eles naturalmente fariam guerra entre sí a fim de conquistar caixas de humanititos e de humanititos estrangeiros.

    As guerras seriam conduzidas pelos seus próprios humanititos servos. Eles ensinariam os humanos que entre eles os representantes de outros ditadores constroem gigantescas diferenças, eles anunciariam que os peixinhos são reconhecidamente mudos e calam nas mais diferentes línguas, sendo assim impossível que entendam um ao outro.


    Cada humanitito que na guerra matasse alguns humanititos inimigos de outra língua , seria condecorado com uma pequena ordem das algas e receberia o título de herói.

    Se os ditadores fossem professores, haveria entre eles naturalmente também uma arte, havia belos quadros, nos quais os dentes dos ditadores seriam pintados em vistosas cores e suas guelas seriam representadas como inocentes parques de diversão, nos quais se poderia brincar magnificamente, alegremente, obediente a tudo.

    Os teatros das escolas sem janelas, mostrariam como os valorosos humanititos correm incansavelmente e entusiasmados para as guelas dos ditadores.

    (...) continua

    ResponderExcluir
  3. (...)

    A música seria tão bela, tão bela que os humanititos sob seus acordes, a orquestra, tudo maravilhoso ... entrariam em massa para as guelas dos ditadores sonhadores e possuídos pelos mais agradáveis pensamentos governo dominador, sem diálogo, artificial, domínio total do poder.

    Também haveria uma religião ali.

    Se os ditadores fossem homens, ela ensinaria essa religião e só na barriga dos ditadores é que começaria verdadeiramente a vida, vida controlada, vigiada por um governo ditador hipócrita.

    Ademais, se os ditadores fossem homens, também acabaria a igualdade que hoje existe entre os humanititos, alguns deles obteriam cargos e seriam postos acima dos outros para humilha-los, feri-los a cada tentativa de querer pensar.

    Os que fossem um pouquinho maiores poderiam inclusive comer os menores, isso só seria agradável aos ditadores pois eles mesmos obteriam assim mais constantemente maiores bocados para devorar e os humanititos maiores que deteriam os cargos valeriam pela ordem entre os humanititos para que estes chegassem a ser, oficiais, técnicos, analistas, ditadores, governadores autoritários, secretários, senadores, deputados, engenheiro da construção de caixas e assim por diante.

    Curto e grosso, só então haveria civilização real e verdadeira se os ditadores fossem professores para glorificar os governos ditadores e seus discípulos. "
    Gleiferson Crow (NDG)

    ADAPTADO:
    Se os tubarões fossem homens - Bertold Brecht

    Abraço a todos e PARABÉNS para todos NÓS.
    Que DEUS interceda por nós em cada instante.

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. NDG DE PLANTÃO

    Nós somos formadores de opiniões, nós somos os seres pensantes desse BRASIL, logo para um ditador de quinta ... somos MUITO MAIS, somos EDUCADORES, somos professores de verdade, somos do NDG.
    Apesar de:
    DISCRIMINADO, perseguido, torturado POR SER PROFESSOR, somos formadores d opiniões, p/ ditadores não é LUCRO eleitor q pensa. Continuaremos unidos e marchando contra esse GOVERNO PODRE E HIPÓCRITA Antônio Anastasia PSDB e qualquer um que APOIA essa IMORALIDADE contra nós da EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS. Caros representantes do PODER e da VOZ do POVO atenção:
    - NÓS faremos a diferença nas URNAS, aguardem.



    Esse 15 de outubro, passou e nada foi resolvido, mas fica a certeza do TOTAL descaso com a EDUCAÇÃO PÚBLICA pelos representantes do PODER E DA VOZ DO POVO. Isso é imoral e falta de respeito. E que estamos de vigília mesmo.

    A natureza da educação
    e do berço na vida humana
    (Gleiferson Crow)

    Escolas sem janelas

    Se os DITADORES fossem professores, eles fariam construir escolas com salas aulas sem janelas, como resistentes caixas de chumbo no lugar de carteiras, e dentro para os humanos ainda pequenos humanititos, teria todos os tipos de armas dentro, tanto de efeito moral, quanto ético.

    Eles cuidariam para que as caixas tivessem trancas sempre renovadas e adotariam todas as providências possíveis, cabíveis se por exemplo um humano ferisse o caráter, imediatamente ele faria uma atadura psicológica a fim que não esquecessem antes do tempo, isso é muito bom, esteja sempre pronto para servir e proteger. Fugir só quando pensar.

    Para que os humanos ainda pequenos não ficassem tristonhos, eles dariam cá e lá uma festa luxuosa, onde exibiria todas as medalhas, pois os humanititos alegres e orgulhosos servem melhor que os tristonhos e pensantes.

    Naturalmente também haveria escolas nas grandes caixas de chumbo, nessas aulas os humanos pequeninos aprenderiam como obedecer seus superiores e defender os representantes da pátria.

    Eles aprenderiam, por exemplo a usar a Geografia, a fim de encontrar os humanititos pensantes e ameaçar cada um deles, deitados, lutando, pensando por aí. A aula principal seria naturalmente a formação moral e ética dos humanos pequeninos e pensantes de combate.

    Eles seriam ensinados de que o ato mais grandioso e mais belo é o sacrifício alegre de um peixinho, e que todos eles deveriam acreditar nos representantes da Pátria, principalmente quando esses dizem que velam pelo belo futuro da sociedade.

    Se encucaria nos humanos pequeninos que esse futuro só estaria garantido se aprendessem a obediência.




    Antes de tudo os humanos pequenos deveriam guardar-se antes de qualquer inclinação baixa, materialista, egoísta e marxista e denunciaria imediatamente aos representantes da pátria se qualquer um deles manifestasse essas inclinações.

    Se os ditadores fossem professores, eles naturalmente fariam guerra entre sí a fim de conquistar caixas de humanititos e de humanititos estrangeiros.

    As guerras seriam conduzidas pelos seus próprios humanititos servos. Eles ensinariam os humanos que entre eles os representantes de outros ditadores constroem gigantescas diferenças, eles anunciariam que os peixinhos são reconhecidamente mudos e calam nas mais diferentes línguas, sendo assim impossível que entendam um ao outro.


    Cada humanitito que na guerra matasse alguns humanititos inimigos de outra língua , seria condecorado com uma pequena ordem das algas e receberia o título de herói.

    (...) continua

    ResponderExcluir
  5. (...)

    Se os ditadores fossem professores, haveria entre eles naturalmente também uma arte, havia belos quadros, nos quais os dentes dos ditadores seriam pintados em vistosas cores e suas guelas seriam representadas como inocentes parques de diversão, nos quais se poderia brincar magnificamente, alegremente, obediente a tudo.

    Os teatros das escolas sem janelas, mostrariam como os valorosos humanititos correm incansavelmente e entusiasmados para as guelas dos ditadores.

    A música seria tão bela, tão bela que os humanititos sob seus acordes, a orquestra, tudo maravilhoso ... entrariam em massa para as guelas dos ditadores sonhadores e possuídos pelos mais agradáveis pensamentos governo dominador, sem diálogo, artificial, domínio total do poder.

    Também haveria uma religião ali.

    Se os ditadores fossem homens, ela ensinaria essa religião e só na barriga dos ditadores é que começaria verdadeiramente a vida, vida controlada, vigiada por um governo ditador hipócrita.

    Ademais, se os ditadores fossem homens, também acabaria a igualdade que hoje existe entre os humanititos, alguns deles obteriam cargos e seriam postos acima dos outros para humilha-los, feri-los a cada tentativa de querer pensar.



    Os que fossem um pouquinho maiores poderiam inclusive comer os menores, isso só seria agradável aos ditadores pois eles mesmos obteriam assim mais constantemente maiores bocados para devorar e os humanititos maiores que deteriam os cargos valeriam pela ordem entre os humanititos para que estes chegassem a ser, oficiais, técnicos, analistas, ditadores, governadores autoritários, secretários, senadores, deputados, engenheiro da construção de caixas e assim por diante.

    Curto e grosso, só então haveria civilização real e verdadeira se os ditadores fossem professores para glorificar os governos ditadores e seus discípulos. "
    ADAPTADO: Se os tubarões fossem homens - Bertold Brecht

    Gleiferson Crow (NDG)



    Abraço e PARABÉNS para todos NÓS.
    Que DEUS interceda por nós em cada instante.

    ADAPTADO:
    Se os tubarões fossem homens - Bertold Brecht
    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Infelizmente saímos da greve com promessas que não foram e não serão cumpridas. O que vejo são professores implorando por pagamento no mês de outubro (e novembro também) e o governo conosco em suas mãos. Estamos repondo aulas em sábados, feriado, janeiro, e no final, o que ganhamos? O direito de receber os salários que nos foram confiscado? Nem isso, pois no blog da Beatriz ela deixa claro que o governo não vai pagar dois professores da mesma turma. Ou seja, ele já afirmou que vai pagar os substitutos. Não consigo entender o porque de estarmos fazendo reposição...

    ResponderExcluir
  7. Professor Euler,
    Não podemos fugir do foco,que o piso, mas no edital do concurso, o governo faz concessões em relação a exigências de formação para alguns cargos como por exemplo: diploma de tecnólogo para cargo de especialista, cuja formação seria graduação ou no máximo bacharelado.
    Outra informação é que o concurso foi prorrogado. Por que será? Está tão difícil conseguir professor, realmente habilitado, com licenciatura que o governo faz de tudo para conseguir profissionais para a escola pública.
    Acho que até há professores. Mas a questão é querer encarar os desafios da profissão.
    p.s O mundo ontem estava uma panela de pressão. Houve grandes manifestações em todos os continentes.O capitalismo que se cuide!
    Professor Herbet
    Cristália

    ResponderExcluir
  8. Euler,

    Bom dia e bom domingo.

    Que o Senhor da História e que nos ajuda a construir também a nossa, agora ressuscitado, após vencer a morte e toda a forma de opressão e opressores, com certeza nos dará a coragem e lucidez para vencermos, também, a ditadura implantada em Minas Gerais.

    Estou confiante na vitória. Ela é como a chuva - citada em seu belo texto - demora, mas não falha! E não falha porque somos "bravos lutadores". Não abriremos mão de nossos direitos. Estamos descansando, afinal não somos de ferro. Meu recesso foi ótimo, apesar de estar com meu pai doente (ele sofreu um derrame cerebral há uma semana e, por enquanto, sem movimentos e sem fala).

    Ainda aguardo as negociações para ver se farei reposição.
    Penso que, além da recepção à Ivete, devemos pensar outras atividades a serem feitas nas escolas até o dia 27, pra que vejam que estamos em sentinela. Não podemos confiar neste faraozinho ... se preciso... façamos paralisações toda semana e nos preparemos para o início o ano letivo: já que ele só entende a nossa fala através da GREVE, façamo-la novamente.

    Abraços e até a vitória.

    Joaquim - Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  9. DILMA CADÊ VC !!!!!EU VIM AQUI SÓ PRA TE VER!!!.SE VC NÃO CONSEGUI LEVAR ESSE TREM PEDE A FIONA QUE ELA DE AJUDA...CADÊ O TUTU SÓ TEM FARINHA ? AI NÃO DA PRA ENGOLIR.VC É NOTA "5" MUHE. SUBIU SEU IBOPE. ERA "3" .FAIZ ARGUMA COISA MOSTRA SUA CARA ,PORQUE OS PROFESPOVO ESTA PAGANDO A CONTA,2008,2009,2010,2011,2012..., E O MINEIRÃO? SÓ 2014. NÃO DÁ PRA ESPERAR NÃO. SOCORRO!!!!!OLHA O CHOQUE TO COM INDIGESTÃO E SEM COMIDA E AMOLESTADA PELO SEU GOVERNO, ROUBOU O MEU SALÁRIO, MINHA DIGNIDADE .CHAMA AI O ,O CARRETELE PRA DE AJUDAR NESSE NOLE.

    ResponderExcluir
  10. PARA ILUSTRAR O TEXTO DO PROF. EULER

    Onde Está o Dinheiro?
    Gal Costa

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    Eu vou procurar
    E hei de encontrar
    E com o dinheiro na mão
    Eu compro um vagão
    Eu compro a nação
    Eu compro até seu coração

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    No norte não está
    No sul estará
    Tem gente que sabe e não diz
    Está tudo por um triz
    E aí está o xis
    E não se pode ser feliz

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    Onde está o dinheiro?
    O gato comeu, o gato comeu
    E ninguém viu
    O gato fugiu, o gato fugiu
    O seu paradeiro
    Está no estrangeiro
    Onde está o dinheiro?

    Eu vou procurar
    E hei de encontrar
    E com o dinheiro na mão
    Eu compro um vagão
    Eu compro a nação
    Eu compro até seu coração

    Disponível em: http://letras.terra.com.br/gal-costa/46122/ Acessado em 16y de outubro de 2011

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  11. Élida Barros - Ubá16 de outubro de 2011 10:12

    Caríssimos,creio que a depender dessas comissões de negociação devemos nos preparar para outra greve em 2012 já no início do ano, caso o governo continue a nos enrolar...

    ResponderExcluir
  12. FOLHA DE S. PAULO - COTIDIANO
    São Paulo, domingo, 16 de outubro de 2011

    GILBERTO DIMENSTEIN

    Professor no paraíso

    O salário inicial do docente é de R$ 80 mil por ano e vai aumentando de acordo com o desempenho do aluno

    Uma das melhores escolas dos Estados Unidos descobriu um meio eficiente de estimular seus alunos: obrigá-los a ficar longe da escola -e por muito tempo. Durante 60 dias por ano, além das férias, eles não precisam pisar na sala de aula.
    A escola de ensino médio Summit Preparatory High School está chamando a atenção de educadores de todo o mundo por dois motivos: brilha no ranking das melhores dos Estados Unidos e, pública, tem seus alunos escolhidos por sorteio, muitos deles vindos de famílias pobres.
    Perguntei ao diretor da escola, Brian Johnson, se os pais não tinham estranhado a novidade. "No começo, um pouco, mas depois eles viram a melhora nas notas. Quase todos os alunos entram na faculdade."
    É como se, na prática, estivessem reciclando o significado (e, para muitos, o prazer) de "matar" aula. Hoje eles estão definindo uma nova geografia do aprender e repensando o professor, cujo dia foi comemorado neste fim de semana.



    Localizada numa cidade chamada Redwood, perto de San Francisco, na Califórnia, a Summit é uma escola pública independente, gerida com total autonomia por uma instituição sem fins lucrativos.
    Ela já nasceu com um objetivo: não apenas pôr todos os seus alunos nas faculdades mas também ajudá-los a ingressar no mercado de trabalho da região, hoje repleto de empresas ligadas à tecnologia da informação carentes de trabalhadores qualificados.
    Daí a ideia de tirar os alunos da escola, reservando uma semana ao final de quatro meses.



    A complexidade da experiência está na gestão de uma série de parcerias para assegurar aos alunos espaços fora da escola, formando uma comunidade de aprendizagem. São oferecidos, em companhias profissionais, cursos de dança, teatro, música e computação, bem como estágios em empresas ou em laboratórios de universidades.
    "É incrível ver brilhar os olhos deles!", diz o engenheiro Paulo Blikstein, que recebe alguns desses alunos em seu laboratório em Stanford, nas proximidades da Summit.
    Blikstein tem visto como as melhores escolas da região, especialmente as particulares, vêm mudando seu currículo, de modo a oferecer atividades extracurriculares com professores das universidades em áreas como nanotecnologia ou impressão digital.



    É evidente que isso é apenas a cereja do bolo. Não apenas o ensino na Summit é de tempo integral como há um programa diário para recuperação de quem não aprende, abundam recursos tecnológicos, os pais são obrigados a participar da vida acadêmica dos filhos -e por aí vai.
    O salário inicial do professor é de R$ 80 mil por ano e vai aumentando de acordo com o desempenho do aluno. Professores de ciências e matemática ganham mais.
    Era necessário, porém, dar um choque de experimentação, colocando os alunos mais próximos de profissionais ou pesquisadores.
    A solução foi sair da sala de aula e gerir essa comunidade de aprendizagem. "Vemos que os alunos aprendem tanto ou mais quando estão longe daqui. Quando voltam para a sala de aula, estão mais entusiasmados e percebem a aplicabilidade do que aprendem na escola", conta Brian.



    PS- A Summit decidiu implementar um interessante sistema para ajudar os alunos que têm mais dificuldades, que, muitas vezes, pedem ajuda aos colegas para fazer as lições de casa ou tirar dúvidas.
    A escola treina seus alunos para serem professores. Por essas e outras, empresários da região estão doando milhões para que se criem mais dez escolas públicas nos mesmos moldes.

    Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidian/ff1610201121.htmAcessado em 16 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  13. JORNAL DO BRASIL

    Paraíba poderá pagar até 15º salário aos melhores professores

    O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, anunciou que os professores e funcionários das escolas que atingirem as metas do Programa Educação Exemplar receberão o 14° salário em dezembro deste ano. O anúncio foi feito após a assinatura de quatro convênios com a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) na área de formação, combate ao analfabetismo e desenvolvimento da educação.

    O programa Professor Exemplar vai pagar um 14° salário aos mil docentes que apresentarem os melhores projetos nas salas de aula. Já o programa Gestão Exemplar premiará com o 14º salário todos os funcionários e professores das 100 melhores escolas do Estado. "Na essência, teremos professores que por estarem atuando nas 100 melhores escolas e que também apresentarem trabalhos poderão alcançar até o 15º salário no fim do ano. Entendemos isso como estímulo para que continuem se desenvolvendo e qualificando nossa educação", disse o governador.

    13° do Bolsa Família

    Para estimular a erradicação do analfabetismo, o governador também anunciou que as as pessoas atendidas pelo Bolsa Família que participarem do programa de Educação dos Jovens e Adultos (EJA) vão receber uma bolsa correspondente ao 13° salário do Bolsa Família. "Vamos estimular essa participação dos adultos em sala de aula e acho que teremos uma redução do índice de 21% de analfabetismo no Estado", disse.


    Disponível em: http://www.jb.com.br/pais/noticias/2011/10/15/paraiba-podera-pagar-ate-15o-salario-aos-melhores-professores/ Acessado em 16 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  14. JORNAL DO BRASIL

    PAÍS - SOCIEDADE ABERTA

    Ser criança, sempre, e professor da vida

    Selvinho Heck
    [...]

    Ser professor/professora, mesmo com salários ainda baixos e dificuldades sabidas, continua uma das profissões mais bonitas do mundo. Não é apenas ensinar onde fica a Grécia, a regra de três, a composição das plantas, colocar as vírgulas no lugar certo. É ensinar a viver, respeitar outros e outras, ser honesto, participar da comunidade. Foi o que mais aprendi na Escola São Luiz.

    Mudam os tempos, o espírito de criança não: alegria, o jeito sincero de ser, o sorriso franco, o gargalhar aberto, a brincadeira. Estou tentando todos os dias preservar a criança ainda viva, ou o que resta dela. E levo no coração o espírito de professor, de educador popular, na Rede de Educação Cidadã, nos espaços de participação social e popular do governo federal. Não é fácil. Mas sem ser criança no espírito e professor da vida não vale a pena viver e sonhar.

    Viva as crianças! Sempre. Viva as professoras e os professores da vida!

    Selvino Heck é assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República.

    Disponível em : http://www.jb.com.br/sociedade-aberta/noticias/2011/10/15/ser-crianca-sempre-e-professor-da-vida/ Acessado em 16 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  15. É gente nosso dia passou mesmo em branco....Nem no site do sindicato ,,,nem no blog da nossa líder...Não tivemos nem uma mensagem singela sobre o nosso dia.As vezes mi da uma vazio ,,,uma certeza de estarmos realmente só....Só nos resta mesmo confiar em Deus.

    ResponderExcluir
  16. Pessoal, vamos iniciar imediatamente uma operação tartaruga aulas de 0:30 até o pagamento, como forma de pressão " detalhe o governo só esta enrolando qualquer dia será 31/12/2011 e estaremos discutindo o pagamento do dia 05/10/2011".

    VAMOS DEIXAR DE SER BURROS - O GOLPE TÁ CLARO.

    A PARTIR DE TERÇA OPERAÇÃO TARTARUGA - A NÃO SER QUE NOS PAGUE SEGUNDA.....

    QUEM TEM PROSTITUTO "NÃO TERÁ SALARIO"...

    ResponderExcluir
  17. GRAÇA:

    "Sonhar, mais um sonho impossível
    Lutar, quando é fácil ceder
    Vencer, o inimigo invencível
    Negar, quando a regra é vender...
    E assim, seja lá como for
    Vai ter fim a infinita aflição
    E o mundo vai ver uma flor
    Brotar do impossível chão".

    ResponderExcluir
  18. GRAÇA:

    Prezada presidente Dilma Rousseff, peço desculpas por encaminhar uma carta por meio desta Folha, mas, como ouvi que em Brasília proliferam os malfeitores, temi que uma missiva endereçada talvez não chegasse ao seu destino.
    Como médico, tenho enfrentado embates aflitivos contra os tumores urinários, incluindo o câncer da próstata, que, como a senhora sabe, coloca em risco a existência de um sem-número de patrícios. Hoje, mais incomodado, escrevo para falar de outra doença, que ameaça não só 140 mil homens, mas toda a sociedade brasileira.
    Refiro-me ao tumor que tomou o nosso organismo social: autoridades sem o mínimo comprometimento com a decência, locupletando-se sem constrangimento, aplicando golpes contundentes contra o Estado e contra o resto da sociedade.
    Ao contrário do câncer de próstata, de causa não bem conhecida, a doença que nos assola teve origem clara, que deve ser lembrada e contra a qual a senhora corajosamente se postou -o período de exceção, em que se construiu uma sociedade sem voz, sem líderes e modelos.
    Por isso, foi produzida uma geração permissiva, incapaz de reconhecer seus direitos e de expressar reação. Foi um período sem luzes e sem vigília, que nos legou outro fardo, a ascensão de um sem-número de oportunistas, que se espraiaram e passaram a consumir o Estado. Como nos tumores mais malignos.
    Por que um médico dirigindo-lhe um apelo? Certamente por ser também cidadão e justamente por ser médico. Apesar da luta estoica de alguns brasileiros decentes, a saúde foi transformada em balcão de negócios escusos, exaurindo-se os recursos disponíveis.
    Pior ainda, tem sido vítima da insensibilidade de outros, que, com o poder de decisão final, têm privilegiado a vida de instituições tomadas pela imoralidade em vez da vida dos cidadãos. Frustram-se os médicos, que, imobilizados, não conseguem cumprir sua missão.
    Como combater essa situação iníqua? Talvez da mesma forma como enfrentamos com sucesso o câncer de próstata. Realizando intervenções radicais e, ao mesmo tempo, fortalecendo o organismo agredido. Na presente tragédia, expurgando da vida nacional e punindo exemplarmente o grupo de predadores assentado no poder.
    Ademais, com toda a legitimidade que lhe foi conferida pela sociedade brasileira, exigir que as leis e a Justiça representem, de fato, instrumentos de defesa do direito, e não objetos de proteção dos ímprobos e poderosos.
    Difícil conseguir isso? Talvez não, se em cada ação indecorosa a senhora punir, sem vacilação, o apequenamento. Também se passar a exigir daqueles que a cercam postura modelar e atitudes proativas, que façam aflorar nos brasileiros a consciência crítica e a cidadania.
    Ocorre-me neste momento a versão de Chico Buarque, "Sonho Impossível". Cantava ele: "Sonhar, mais um sonho impossível/ Lutar, quando é fácil ceder/ Vencer, o inimigo invencível/ Negar, quando a regra é vender.../ E assim, seja lá como for/ Vai ter fim a infinita aflição/ E o mundo vai ver uma flor/ Brotar do impossível chão".
    Recentemente, a senhora adotou algumas medidas corretivas diante da tragédia que nos assola. Começou a lutar, quando seria fácil ceder. Mas foi só um começo, talvez pouco. Pouco para alguém que, em períodos recentes menos gloriosos da nossa história, conviveu com a truculência e com autoridades que não eram coisa boa.
    Agora que a senhora é autoridade, imagine se a sua complacência for mal-interpretada, confundida com aquiescência. E lembre-se a senhora, que tem história para ser o exemplo, que a posição de presidente só foi obtida por deferência da nação brasileira, que colocou, com esperança e fé, seus destinos em vossas mãos. Para terminar a infinita aflição. E para ver uma flor, brotar do impossível chão.

    MIGUEL SROUGI , médico, pós-graduado em urologia pela Harvard Medical School (Boston), é professor titular de urologia da Faculdade de Medicina da USP e presidente do Conselho do Instituto Criança é Vida.

    ResponderExcluir
  19. CAROS AMIGOS
    A primeira à esquerda

    13/10/2011

    15 de outubro: manifestação global ocorrerá em mais de 869 cidades

    Por Gabriela Moncau

    “Novos ventos sopram no mundo. A força das idéias e da organização dos povos recoloca esperanças diante da melancólica ordem imposta pelos poderosos”. Assim começa o manifesto dos que organizam a manifestação em São Paulo. O 15.O, como foi batizada a manifestação mundial que acontecerá sábado, 15 de outubro, está sendo organizado em mais de 869 cidades, em 71 países, sob o slogan “unidos por uma mudança global”. Veja aqui mapa atualizado com todas as cidades que estão se mobilizando ao redor do mundo.

    O chamado partiu das indignadas e dos indignados que ocuparam as praças espanholas a partir de maio desse ano. 2011, um ano que ficará marcado pelas grandes manifestações e tomadas das ruas – levantes árabes, mobilizações em resposta à crise econômica europeia na Espanha, Grécia e muitos outros, manifestações estudantis no Chile, ocupação de Wall Street no epicentro financeiro do mundo -, promete continuar balançando as já podres estruturas do neoliberalismo e de uma falsa democracia.

    Se as reivindicações são globais e estão pipocando em todos os continentes, façamos uma mobilização global. A partir desse raciocínio foi lançado o manifesto que faz a convocatória internacional: “No dia 15 de outubro pessoas de todo o mundo tomarão as ruas e as praças. Da América à Ásia, de África à Europa, as pessoas estão se erguendo para lutar por seus direitos e pedir uma autêntica democracia. Agora chegou o momento de nos unirmos num protesto não violento à escala global”. “Unidos em uma só voz, faremos saber aos políticos e às elites financeiras que eles servem, que agora somos nós, o povo, que decidirá o nosso futuro”, alerta.

    Brasil indignado

    Ao menos 39 cidades brasileiras estão se organizando para a data. Composto por uma grande variedade de movimentos, organizações e indivíduos, o 15.O no Brasil será marcado por atos, ocupações e acampadas em praças.


    Pelo mundo

    Na Europa os indignados de Madri e de diversas outras cidades (principalmente da França, Reino Unido, Alemanha e Holanda) marcharam até Bruxelas e montaram suas tendas no Parque Elisabeth, no centro da cidade, no último sábado (8). Mal chegaram, já foram abordados pela polícia, que proibia que acampassem no espaço verde do parque. Saldo: 48 pessoas foram detidas. Depois de 12h na delegacia, foram liberados e juntaram-se ao resto do movimento que optou por acomodar-se em um edifício universitário desativado, nesse momento sede do movimento “Ágora Bruxelas”. Estão preparando uma imensa manifestação pelas ruas da capital belga no dia 15 de outubro.

    O movimento “Ocupe Wall Street” em Nova Iorque tem expectativa de crescer ainda mais. Preparam uma grande manifestação na Times Square. Espaços públicos serão tomados para o debate político também em cidades da Alemanha, Argentina, Áustria, Canadá, Chile, Croácia, Dinamarca, França, Grécia, Itália, Portugal, México, Polônia, Eslovênia, Suécia, Austrália, Finlândia, e tantos outros países. O manifesto internacional convoca: “Chegou a hora de nos unirmos. Chegou a hora de nos ouvirem. Povos do mundo, ergam-se no 15 de outubro”.


    Disponível em: http://carosamigos.terra.com.br/index/index.php/noticias/2034-15-de-outubro-manifestacao-global-ocorrera-em-mais-de-869-cidades Acessado em 16 de outubro de 2011.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  20. Com um subsidio de deputados e mais vantagens , eu ficava caladinha...

    Quanto custa um deputado mineiro( valores de 2009)
    Cada um dos 77 parlamentares tem direito a:
    Subsídio mensal de R$ 12.384,06
    Auxílio-moradia de R$ 2.250,00
    Ajuda de custo de R$ 12.384,06, (em parcelas pagas no início e no fim do ano)
    Valor igual ao do subsídio mensal, pago no fim do ano, correspondente aos meses trabalhados pelo deputado (uma espécie de 13º salário)
    Verba indenizatória de R$ 20 mil para custeio do mandato, que serve para manter escritório político do deputado fora da Assembleia
    Gabinete onde são alocados de 6 a 23 funcionários, de escolha do deputado, cujos salários são pagos pela Assembleia e variam de R$ 500 a R$ 7 mil
    R$ 7 mil por ano em passagens aéreas (o parlamentar solicita e o setor responsável faz a compra do bilhete)

    http://noticias.uol.com.br/politica/2009/06/22/ult5773u1441.jhtm

    ResponderExcluir
  21. DIVINO - MG

    Caros Educadores, por termos a nobre função de formarmos CIDADÃOS nossa profissão torna-se Imprescindível a Sociedade. Por isso, temos que FISCALIZAR e PRESSIONAR para que a PEC DA TRANSPARÊNCIA seja aprovada pela ALMG. É mais um DEVER MORAL que nós Educadores Mineiros devemos prestar! Vamos divulgar o assunto para Sociedade Mineira...

    ...POLÊMICA:
    Pressionada, Assembleia não vota a PEC da Transparência.

    Deputados admitem que publicação de rendimentos não agrada a instituições.

    Publicado no Jornal OTEMPO em 15/10/201.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=185113,OTE&busca=pec%20da%20transparencia&pagina=1

    ResponderExcluir
  22. GRAÇA:
    EDITORIAL FOLHA SP FAZ DIFERENÇA

    Sem novas mobilizações populares, dificilmente medidas para coibir a corrupção encontrarão meios de implementar-se na prática

    Estima-se que 20 mil pessoas tenham se reunido em Brasília, na quarta-feira, num ato contra a corrupção. Manifestações de menor monta se verificaram em outras cidades brasileiras.
    O número pode não refletir o grau de rejeição que o atual estado dos costumes políticos desperta na imensa maioria dos cidadãos. Ainda assim, fica assinalada a persistência do movimento.
    Não foi, provavelmente, em consequência de uma nova onda de escândalos que se deu esse relativo aumento na participação. Talvez o que tenha mudado seja a percepção de que tais movimentos podem fazer alguma diferença.(...)aos poucos, o movimento contra a corrupção perde sua característica de protesto impreciso para focar-se em reivindicações concretas.
    O fim do voto secreto nas deliberações do Congresso que incidam sobre o comportamento ético dos parlamentares; a exigência de "ficha limpa" nas indicações para cargos de confiança; a diminuição do próprio número de postos disponíveis para esse tipo de nomeação política (contam-se em cerca de 25 mil atualmente, só no governo federal); a adoção de total transparência, via internet, nas contas dos governos e na divulgação dos financiamentos de campanhas eleitorais: propostas desse tipo revestem-se de conteúdo prático e de eficácia real.
    Difícil cogitar que uma demanda política concreta como essa não ache formas de canalizar-se institucionalmente, por lideranças partidárias ou civis capazes de adotar tais bandeiras com credibilidade.
    Não é nada certo que a iniciativa provenha da própria presidente Dilma Rousseff, cuja "faxina" foi invocada por alguns manifestantes, ou de partidos da oposição. Ambos os lados têm, na questão do fisiologismo e da corrupção, os constrangimentos sabidos. Ambos, todavia, carecem de rumos e bandeiras para sua atuação pública.
    Seja como for, personagens políticas só se mostram dispostas a mudar seu comportamento quando pressionadas à exaustão. Muito mais mobilização será necessária até que isso aconteça no Brasil.
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz1610201101.htm

    ResponderExcluir
  23. GRAÇA:

    ABAIXO A CORRUPÇÃO Eliane Catanhede

    BRASÍLIA - Má notícia para os descrentes, boa notícia para os milhares que foram às ruas no 12 de outubro protestar contra a corrupção e exigir a constitucionalidade da Ficha Limpa, o fim do voto secreto no Congresso e a abrangência do CNJ: a onda está crescendo.
    No Congresso, políticos e assessores já buscam e analisam projetos que estendem a Ficha Limpa, hoje restrita ao Legislativo, para o Executivo e o Judiciário. Assim, o candidato a uma vaga num dos três Poderes só poderá assumir se não tiver sido condenado por um colegiado.
    No governo, a Controladoria-Geral da União propõe a introdução, por decreto, de critérios da Lei da Ficha Limpa para ministros e todos os cargos de confiança, que, cá pra nós, não são poucos.
    E os Estados começam a se coçar. Em Santa Catarina, um dos que saiu na frente, foi aprovada a extensão da Ficha Limpa para, simplificando, todo mundo. E está sendo cumprida.
    Alertado pelo Ministério Público Estadual, o governador Raimundo Colombo teve de trocar o presidente da SCGás (companhia de gás do Estado), Altamir José Paes, e vai ter de afastar o secretário de Agricultura, João Rodrigues. Sem entrar no mérito, o fato é que ambos não são, técnica e legalmente, Ficha Limpa. Logo, não podem ocupar os cargos.
    É assim, com as instituições agindo, a lei sendo cumprida e as pessoas exercendo a cidadania, que o Brasil vai caminhando. Aos trancos e barrancos, é verdade, mas em frente.
    Saiu de uma ditadura violenta pacificamente, sem derramar uma gota de sangue. Viveu o impeachment do primeiro presidente eleito por voto direto em décadas sem um tiro. Estabilizou a economia e mudou a moeda com brilho. Foi governado por um migrante nordestino que deixou sua marca e encantou o mundo.
    A nova batalha é contra a corrupção, que nunca será extinta, mas pode ser bem menos dramática se cada um fizer a sua parte.

    INCLUSIVE VOCÊ!

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz1610201104.htm

    ResponderExcluir
  24. GRAÇA:
    A PRIMEIRA REFORMA: A MORAL
    JOSUÉ GOMES DA SILVA

    Nas últimas semanas, a sociedade brasileira intensificou a discussão sobre as reformas que há anos têm sido postergadas, embora prometidas em cada nova campanha eleitoral.
    É gratificante constatar que esse positivo debate público frutifica o inegável aperfeiçoamento da democracia em nosso país. Uma de nossas mais recentes e significativas conquistas foi vencer o preconceito e eleger a primeira mulher presidente do Brasil.
    Contudo, se podemos comemorar avanços, cabe lembrar que nos falta ainda um longo caminho a ser percorrido. E nem poderia ser diferente, porque a dinâmica de um país exige permanentes transformações.(...)Mas, ainda que prevaleçam ideias capazes de aprimorar nosso sistema político dentro da realidade do século em que vivemos, é imperioso que exerçamos o poder do voto de maneira responsável, escolhendo os melhores candidatos.
    Refiro-me à necessidade de que o processo eleitoral rejeite a imoralidade e a falta de ética. E cabe a nós, cidadãos eleitores, promover a mais importante de todas as reformas: a da moralidade.
    "Se todos quisermos, podemos fazer deste país uma grande nação", disse há séculos um de nossos mais importantes líderes: Tiradentes. A reforma moral na política está em nossas mãos e temos a responsabilidade de conduzir o Brasil como nação ética, livre e desenvolvida.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/fz1610201106.htm

    ResponderExcluir
  25. GRAÇA:

    Bom dia Prof Euler,

    Os artigos que enviei , só confirmam: a luta só começou!
    Tomara todos os educadores do pais tomem vergonha na cara e se posicionem! É agora ou agora!

    O sindicato ja definiu como será a organização dos protestos dia 17, 20 e 27?

    O do dia 20 tem que ser impactante! A midia toda estara presente! Imperdível!

    ResponderExcluir
  26. Bom dia a todos os amigos do NDG/NDE

    Poste no Hoje em Dia:

    Com a devida vênia amigo Euler!

    Faço minha as palavras do nobre professor Euler Conrado:
    http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/
    “Quero me ater a este último ponto, que foi aquele reproduzido pelo jornalista Eduardo Costa. Dizer que Minas não tem caixa para pagar o piso é algo muito sério, que só poderia ser dito com provas detalhadas, planilhas de custo comprovando tal afirmação. Nada disso foi produzido pelo governo de Minas até o momento. Aliás, o jornalista Eduardo Costa, tendo sido o portador, talvez inocentemente, desta informação, fica agora nos devendo uma cobrança ao governo, para que este abra as suas contas e demonstre, por A mais B, que não tem caixa para pagar o piso.

    O governo precisa explicar, por exemplo, como e se tem investido os 25% da receita na Educação, aí incluídos os recursos do FUNDEB. Ele pode lançar mão destes 25% para pagar o piso, se assim o desejar!
    .....
    Na previsão de orçamento para 2012, já enviada para a ALMG, o governo mineiro diz que deve haver um aumento na arrecadação na ordem de 14,6% em relação à receita de 2011. Algo expressivo, como se pode ver, acima dos índices de crescimento da China. Em números aproximados, são cerca de R$ 52 bilhões. Onde será aplicado este dinheiro? Como e quanto tem sido aplicado na Educação, especialmente na valorização dos desvalorizados educadores-sem salário? Onde está o dinheiro da Educação?

    Talvez alguém possa responder.

    QUE TAL O NOBRE JORNALISTA INVESTIGAR E DAR ESSA RESPOSTA À SOCIEDADE BRASILEIRA?

    ResponderExcluir
  27. Alguém acredita que esse concurso vai mesmo acontecer....Agora as provas vão acontecer em 4 de março...esse governo esta é arrecadando dinheiro, não teve inscrições o suficiente aí prorrogou o tempo..... Eu não acredito em mais nada.... Estamos fazendo papel de bobos e o pior sem dinheiro para pagar as contas e o próximo mês será a mesma coisa, só reuniões que não resolvem nada, os substitutos nas escolas sem fazer nada e o pior recebendo e nós sem um centavo no bolso.... EU REALMENTE ACREDITEI QUE SEM O PISO NÃO PISAVA NA ESCOLA....Pisei na escola sem o piso e estou sendo pisada pelo governo....muita humilhação não tive dinheiro nem para comprar um presente para minha filha de 8 anos no dia das crianças e pelo andar da carruagem não terei dinheiro nem para o presente do natal por que o salário de dezembro será só para pagar dividas antigas.....

    ResponderExcluir
  28. A única coisa de que tenho certeza é que, Minas não pode ser exemplo de governo e de Educação para nenhum outro estado! Aqui se aprende como NÃO se deve governar, aqui reina o mal exemplo...

    ResponderExcluir
  29. Bom dia amigos.

    BRINCADEIRINHA SÉRIA.

    Submetendo à apreciação dos nobres (mesmo) educadores de Minas e do Brasil:
    A criação do PEB - Partido dos Educadores Brasileiros.

    Ontem sugeri o professor Euler como candidato à Presidência do nosso partido.
    Repensando, quem sabe poderia começar assim e em 2018 nosso Euler.

    PARA PRESIDENTE DA REPÚBLICA: CRISTOVAM BUARQUE.
    PARA VICE: ROGÉRIO CORREIA.
    PARA DEPUTADOS ESTADUAIS: EULER, BEATRIZ, BEM COMO OS INÚMEROS GUERREIROS DO NDG DE TODA MINAS GERAIS.
    PARA DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORES: MUITOS DOS NOSSOS GUERREIROS MINEIROS E DE TODO NOSSO BRASIL.

    Aceitamos candidaturas, mas terão de ter o perfil dos aguerridos educadores brasileiros.

    BRINCADEIRAS À PARTE, VAMOS SIM MINHA GENTE ARTIVULAR UM PARTIDO NACIONAL DOS EDUCADORES - PODE SER ESSA SIGLA TAMBÉM:
    PNE - PARTIDO NACIONAL DOS EDUCADORES, OU
    PEB (BEM SUGESTIVO) - PARTIDO DOS EDUCADORES BRASILEIROS.

    Um grande abraço a todos os educadores do Brasil e, em especial, a você comandante Euler.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  30. Estou lendo aqui que alguns professores estão pagando a greve mesmo sem receber nada e mesmo sem saber se vão receber um dia.Mesmo sem uma definição da comissão que se reune semanalmente.Que garantias temos??pagar depois??se não confiou em nós,vamos confiar nele??Na minha escola poucos são os que estão pagando,pois os tampax estão lá para isso,afinal estão recebendo nossos dias cortados.
    Acho que todos deveriam fazer o mesmo até tudo ser definido.Estamos na mesma situação da greve,nada mudou!!
    Eu voltei dia 27 de setembro começando o quarto bimestre,pois o terceiro estávamos em greve,portanto quem dará será o tampão que está repondo no meu lugar..afff que zorra total!!Pelo menos nestes dias terá serviço.
    Ontem foi lembrado até o "Dia de lavar as mãos!",menos o Dia do Professor.Somos mesmo insignificantes!!
    Eu sou professora desde 1975 no meu primeiro cargo,e vou falar uma coisa:Nunca vivi uma situação destas.Inacreditável!!!

    ResponderExcluir
  31. Bom dia a todos.

    Correção mensagem das 11:34:
    Postei no Hoje em Dia e não Poste.

    Obrigada.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  32. O GOVERNO DE MINAS NÃO TEM DINHEIRO PARA OS PROFESSORES, PORQUE PARA ELE NÃO INTERESSA ESSA PROFISSÃO. ALIÁS PROFESSOR ANTENADO INCOMODA MUITO. É PRECISO ACABAR COM ESSA PROFISSÃO URGENTE. O POVO COMEÇA A ACORDAR E ISSO É MUITO PERIGOSO PARA ESSA DEMOCRACIA DE ARAQUE ONDE SÓ OS DE CIMA TEM DIREITOS.ELE QUER OS ALIENADOS NA SALA DE AULA PARA MANTER O POVO IGNORANTE. E MEU MEDO É QUE CONSIGA, BASTA VER O INTERESSE PELA PROFISSÃO DOS JOVENS PROMISSORES. TODOS ESTÃO ESCOLHENDO OUTRAS PROFISSÕES MAIS RENTÁVEIS. ONDE POSSAM VIVER DIGNAMENTE DO SEU SALÁRIO. QUE VERGONHA..............

    ResponderExcluir
  33. João Paulo Ferreira de Assis16 de outubro de 2011 12:18

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    Se for confirmado mesmo que Minas Gerais não tem condições de pagar-nos, vai ser preciso alcançarmos a federalização da folha de pagamento, seja por emenda constitucional, com a federalização da Educação Básica, ou por um plebiscito em que se decidiria PELA EXTINÇÃO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, E CRIAÇÃO DE DEZ A DOZE TERRITÓRIOS FEDERAIS. Seriam os seguintes territórios:
    - Triângulo e Alto Paranaíba.
    - Campanha do Rio Verde. (homenagem à minha prezada colega do curso de História e Cultura de Minas Gerais, na PUC-MG, Pérola G.Castro, que é nascida em Campanha).
    - Campos das Vertentes.
    - Mata.
    - Vale do Aço.
    - Grande Belo Horizonte.
    - Paraopeba-Velhas.
    - Mucuri-Jequitinhonha.
    - Rio Doce.
    - Serra da Canastra.
    - Verde Grande-Gurutuba.
    - Vale da Metalurgia.

    Só sei que o tal jornal Estado de Minas iria guinchar igual porco na matança (ando a ler alguns blogs de Portugal).

    Com a criação desses doze territórios federais, a nossa folha de pagamento seria automaticamente federalizada, pois é a União a competente pelo pagamento dos funcionários dos territórios.

    Vamos lembrar que Minas são muitas. E que se o Estado está falido, e sendo assim, é melhor que o Estado seja extinto e no seu lugar sejam criados os territórios federais.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  34. Para o anônimo de 10:48h:
    Educador/Educadora,
    "Todo o meu apoio ao professorado mineiro por um salário digno e por
    melhores condições de trabalho. Educação de qualidade é a mais importante
    revolução para tirar o Brasil do atraso e torná-lo uma nação soberana
    independente.
    Salário não é esmola,
    Escola não é sucata,
    Aluno não é cobaia.
    Minha solidariedade encorajadora!"
    Frei Betto
    Homenagem do Sind-UTE/MG pelo Dia do Educador 2011.
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/files/13-10%20-%20Cartao%20-%20Sind-UTE.pdf

    ResponderExcluir
  35. Bom dia pessoal da luta, turma do NDG e demais colegas!

    Primeiramente, um protesto: uai, combativa colega Izabel/Geografia, ontem eu dormi candidato a presidência da República, todo alegre e satisfeito da vida, e hoje acordei candidato a deputado estadual? Que desmoralização! rsrsrs

    Brincadeiras à parte, nós ainda temos uma (ou mais) carta (s) nas mangas contra estes governos que não querem pagar o piso: a federalização.

    Acho que se ficar comprovada a incapacidade - moral, política, financeira, etc - dos estados e municípios de honrar e cumprir a lei do piso, devemos formar uma grande comissão representativa dos educadores de todos os estados e acampar em Brasília e só sair de lá com uma decisão: a federalização da folha de pagamento dos educadores, com um plano de carreira comum, jornada de trabalho comum, piso salarial decente, etc.

    Além disso, não tarda a sair o resultado final do acórdão do STF, que será definitivo em relação à data do pagamento do piso. Vamos aguardar.

    Por outro lado, alguns colegas ainda permanecem com grande pessimismo. Que coisa, pessoal, estamos na luta, acompanhando o desenrolar das negociações que foram pactuadas entre o sindicato, por decisão da categoria em assembleia, e o governo. Quem está acuado é o governo, que precisa responder às questões pendentes que vão se acumulando. Nós, educadores da luta, não estamos nem de mãos atadas, nem acuados, nem de cabeça baixa, nem coisa alguma: estamos de pé, prontos para a luta! E que o governo saiba disso. Que o sindicato é moroso e fraco em matéria de comunicação isso não é novidade.

    Por último, quero agradecer às manifestações de apoio e homenagens que foram feitas ontem no blog e por e-mail. Homenagens e manifestações sinceras, de colegas nossos, muito mais importantes, para nós, educadores, do que as promessas ocas e discursos vazios de políticos profissionais.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a vitória!

    ResponderExcluir
  36. Caros companheiros, penso que devemos parar de colocar comentários sobre a calamidade em que se encontram muitos educadores em Minas, pelo menos por enquanto, pois o governo também passa por esse blog para ficar mais informado sobre o movimento e assim ele pode observar que o meio em que escolheu para punir os educadores deu certo ( corte de salário) e então ele pode decidir continuar com os tampões e não nos pagar antecipado como desejamos e precisamos.
    As lágrimas desceram em meus olhos quando eu vi o mensagem abaixo, mas não é o caso do governo e seus ideólogos comparsas do anticristo, pois eles vieram para roubar, matar e destruir a educação.

    15 de outubro de 2011 13:10
    Anônimo disse...

    Oi Caros companheiros de luta
    O que comemorar? Sem salário....sem dignidade....envergonhado....
    Dia 12 não tive como dar o presente que meu filho me pediu....
    Hoje, estou aqui já com meus viveres acabando...
    Estou à beira do desespero....

    ResponderExcluir
  37. Esta semana boa parte dos efetivos e mesmo os efetivados de minha escola do turno da tarde fizemos rebelião! Só trabalhamos até terça-feira, no calendário montado pela escola segunda e terça seriam paralisações não descontadas e quarta, quinta sexta que foram descontadas e sábado , dia 15 ,dia do professor - 08 de junho, primeiro dia de nossa greve! Pelo jeito os substitutos asssumiram estes dias, imagino como deve ter sido na quarta - dia das crianças e de nossa senhora Aparecida _ A Diretora Capacho e os seus prostitutos!Não estou me importando de não receber estes dias e todos nós sabemos que o governo está nos engalobando! Vi ontem uma entrevista com o empresário Eike Batista, considerado, creio o sétimo homem mais rico do mundo declarando que em 2014 as suas empresas terão um excedente caixa fabuloso e que a sua intenção é de investir a fundo perdido uma boa parte destes lucros, fazendo doação milionária para a educação e a saúde no Brasil, sem esperar de retorno!Será? mesmo que este invista, infelizmente boa parte destes recursos se perdem no meio do caminho...Bem, outro dia ao ler este blog no tocante a discussão das tais patentes virtuais me lembrei claramente de um livro que gosto muito: "Os subterrâneos da Liberdade" de Jorge Amado, que aliás , gostaria de comprar e não encontro mais,que conta a trajetória do partido comunista no Brasil.Diante do computador eu me sinto como numa célula( expressão usada para designar no livro os esconderijos). Dentro das escolas e nas ruas sinto mil olhos a me observar prontos para me delatar ou punir por qualquer ato falho ou suspeito contrário ao ditatorial governo instalado em Minas gerais em pleno século 22!Mas não me acovardo, vou em frente e se tiver que ir para o pau de arara, vou!!Gostaria de patentear virtualmente o nosso comandante Euler com uma medalha virtual , que criei agora,de codnome Luís Carlos Prestes, sinta-se condecorado Capitão! Bom domingo á todos com certeza chegaremos a tal liberdade que perseguimos - a conquista do nosso piso salarial e muito mais!!! Manu - BH

    ResponderExcluir
  38. Colegas, acordem, não é hora de reposição de greve.

    As perguntas que aqui aparecem são, no mínimo, indiscretas. Tem anônimo perguntando: será que vou receber pela reposição?
    Eu repus tudo o que devia e não devia e só recebi 12 aulas.
    Acordem, pelo amor de Deus! Ufffffffff

    ResponderExcluir
  39. É isso aí, Euler, estamos sem dinheiro, mas não sem dignidade.
    Vamos continuar a luta. Nossa vitória é inevitável, embora devido às dificuldades, pareça derrota.
    O governo não tem outro caminho. Ele sabe que o que está em extinção é o SUBSÍDIO, não colou, os educadores não são idiotas (embora tenha alguns que o são!), por isso, tá jogando tudo o que pode, inclusive testando a nossa paciência ou, melhor, a nossa resistência!

    Joaquim - Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  40. Colegas, Euler , na minha escolaa uma professora decidiu não repor e outras 2 da escola mesmo estando repondo como extensão. Meu cargo junto com a extensão gerou 3 substitutos, como desisti de 2 turmas, a substituta que deveria assumir também desistiu! Ainda restaram 2 substitutos, pelo que li aqui alguns estão deixando a reposição para eles, fazendo isso como ficará nossa situação, ficaremos com falta greve mesmo ou falta comum e outra coisa o diário fará permuta entre nós e eles... aff! Compartilhem aí para que eu saiba o que fazer! Abraço.

    ResponderExcluir
  41. Boa tarde honrado amigo Euler.

    Por todas honrarias a que o amigo faz juz, Euler para Presidente da República em 2014, no recém criado partido PEB ou PNE. Rsrsrs.

    Para vice: Cristovam Buarque.

    Um grande abraços e desculpe-me pelo rearranjo.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  42. Boa tarde.

    Acho que o novo horário mexeu comigo (rsrsrs):

    Corrigindo mensagem 12:00:

    ARTICULAR E NÃO ARTIVULAR

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  43. (...)Primeiramente, um protesto: uai, combativa colega Izabel/Geografia, ontem eu dormi candidato a presidência da República, todo alegre e satisfeito da vida, e hoje acordei candidato a deputado estadual? Que desmoralização! rsrsrs.

    Euler, querido, obrigada por me proporcionar uma gostosa risada nesse Domingo, face ao seu comentário. Muito bom. Aposto que você fez muita gente rir e isso é muito bom! Dá uma nova energia para nós e para você.
    Paz e bem.
    Beijo grande.
    Laurinha.

    ResponderExcluir
  44. Noite da secretária de educação do estado de Mg direcionado para o ENEM2011 ,digo NEM , ao abrí-lo por curiosidade tem uma mensagem dizendo para nos direcionarmos para a tv Minas e para as redes sociais pois o site está em plena manutenção!!! Como estão preocupados com o desempenho dos alunos mineiros!!! fiquei rindo!!! e prá piorar colocaram um desenhinho de praguinhas, em que o protagonista principal é um carrapato gordo que deseja ser explodir com a sua professora de quimíca e amigos , será uma paródia do nosso governador? Ridículo é pouco>>>>Manu - BH

    ResponderExcluir
  45. Com toda dor, com toda dificuldade, mesmo assim a vida precisa ser leve!

    Como diz o GRANDE poeta Mário Quintana:

    "A gente deve atravessar a vida como quem está gazeando a aula, e não como quem vai para a escola"

    Que tenhamos uma boa semana!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  46. "Paraíba poderá pagar até 15º salário aos melhores professores" - COMO ASSIM? O que se entende por melhores professores? Os que enfrentaram o vestibular, que foram a faculdade todos dias, trabalham com empenho, tem eficiência e eficácia, que levam os alunos a reais apredizagens didaticamente e moralmente ou aqueles que são puxa saco e nem sabem quanto custa o seu trabalho e que na época das eleições ajudam na vitória dos governos? Qualquer coisa que não for comprovadamente provado como "os melhores" me cheira a propina... E ainda mais "angu de um dia só não engorda cachorro" tem que se ter salário justo e não extras. Isso não tras benéfios para o crescimento pessoal e moral. Como ter um segundo título com salários extras de quando em vez? Quero ver o PISO NA CARREIRA.

    ResponderExcluir
  47. Caros Colegas de luta; vamos iniciar uma campanha a "Ajuda Minas" colocar um cofrinho gigante na porta da assembléia e claro no "palácio do governador" para angariar fundos para o governador de minas.
    Detalhe: "só pode ser depositado 1 centavo em NOTA ou uma nota de 3 reais" ( falso igual o governo).

    ResponderExcluir
  48. Estamos diante de uma bactéria resistente sobre à qual temos que descobrir o antibiótico sensível para que possamos exterminá-la. Caso isso não aconteça vamos continuar sofrendo as dores que ela já vem nos causando a muitos anos.

    O que tem acontecido conosco são medidas paliativas que não solucionam os nossos anseios.

    Estou torcendo para que haja uma intervenção em Minas Gerais e que seja descoberta as causas que estão tornando nossso Estado um dos mais pobres do país, que não paga o piso dos professores e que sempre deixa a saúde , a segurança , a moradia, etc... em segundo plano. Pagamos nossos impostos e não estamos vendo onde eles estão sendo aplicados.

    O sindicato que nos representa tem buscado através do entendimento negociações que atendam os nossos interesses, mas se não hover respeito e obediência às leis por parte do Governo, não podemos aceitar. As cartas tem que ser colocadas sobre a mesa. Abaixo a enrolação, a mentira ,a perseguição e a omissão.

    ResponderExcluir
  49. Em tempo: onde se ler benefios, leia- se benefícios. Obrigada.

    ResponderExcluir
  50. Esse governador(a) é tão tirano que não vai admitir nunca a condição de mal pagador. Estamos à mercê de um Hitler à mineira!!

    ResponderExcluir
  51. Olá, colegas de luta, primeiro uma brincadeirinha, depois coisa séria.

    A proposta de extinção do estado de Minas, com a criação de 12 territórios federais, feita pelo nosso combativo colega e amigo professor João Paulo, tem o meu apoio, rsrs. E desde já me candidato a interventor do território da Grande BH. De uma só vez a gente fica livre do Faraó, do afilhado e do prefeito de BH. Meu primeiro decreto: pagamento integral do piso salarial dos educadores, com o terço de tempo extraclasse e tudo mais. Revogam-se as disposições em contrário.

    Agora vamos ao papo sério. Algumas pessoas disseram aqui que estão passando grandes dificuldades, inclusive de alimentação. Acho que é dever moral nosso ajudar os colegas. Seria muito importante que os colegas de cada subsede se mobilizassem para tentar localizar e apoiar as pessoas com este grau de dificuldade. Uma cesta básica caprichada, ou uma ajuda financeira para necessidades emergenciais podem ser conseguidas rapidamente pelas subsedes de cada região.

    Aqui em Vespasiano e São José, se houver alguém que necessite dessa ajuda emergencial, pode entrar em contato com o comandante João Martinho, ou até comigo (não sou da direção, mas encaminho os pedidos para João, Cláudia Luiza e Carminha, que respondem pela nossa subsede na rede estadual). Minhas contas de água, luz e telefone (incluindo internet) estão atrasadas apenas este mês, o que significa que ainda dá para aguentar mais uma ou duas contas, tranquilamente. Para a comida não tem faltado, felizmente. Mas, sei que há colegas com reais dificuldades, a julgar pelos relatos de vários camaradas aqui no blog.

    Portanto, além de esperar pela decisão de amanhã, morosa e sacana por parte do governo, devemos mobilizar as nossas próprias forças para ajudar os colegas. Fica aqui o desafio aos dirigentes e comandos de greve de cada região: façam o levantamento de suas regiões e vejam se há pessoas com grande necessidade e tentem ajudá-las, sem precisar divulgação ampla. Não será nenhum favor, mas um dever moral para com os lutadores sociais que tiveram a coragem de enfrentar a máquina assassina do governo e seus aliados.

    Um forte abraço e força na luta! Contem conosco para o que for preciso.

    ResponderExcluir
  52. Anonimo de 13:10:
    "pois o governo também passa por esse blog para ficar mais informado sobre o movimento e assim ele pode observar que o meio em que escolheu para punir os educadores deu certo ( corte de salário)"
    Não se preocupe no que o governo saiba ou não porque ele não é bobo e sabe que isso é comentário desabafo
    isolado por que o amigo professor em dificuldade
    deve procurar a sede ou subsedes do sindicato pois recebemos muitas doações para esse exatamente para esse fim. Se a gente for retornar a greve , que está suspensa e não acabada, teremos centenas de apoiadores para nos ajudar sem falar do Sind-UTE, CUT, CONTE e grandes amigos que nem vou citar nomes para não correr o risco de ser indelicada. Mas contudo, citando e ao mesmo tempo usando o nome para estender o agradecimento a todos e todas : FREI GILVANDER obrigada em seu nome a todos e todas AMIGOS E AMIGAS DA EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS E DO BRASIL.

    ResponderExcluir
  53. SERÁ MAIS FÁCIL UM SACI CRUZAR AS PERNAS DO QUE ESSE GOVERNADOR DE ARAQUE ACABAR COM A MINHA DIGNIDADE. NÃO VAMOS POR FAVOR FICAR RECLAMANDO PELAS MENSAGENS PELO DIA DE ONTEM, POIS O MAIS IMPORTANTE É QUE ESTAMOS UNIDOS E QUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO. FIRMES NA LUTA.

    ResponderExcluir
  54. Olá companheira Manu-BH,

    A primeira fase da obra literária de Jorge Amado é excelente. Da trilogia "Os Subterrâneos da Liberdade" eu tenho o primeiro volume (Os ásperos tempos) e o terceiro volume (Luz no fim do túnel), ambos da editora José Olympio (capa dura). O segundo volume (Agonias da noite) eu emprestei para alguem há tempos e...

    Caso a companheira se interesse em adquirir as obras vá até o site estantevirtual.com.br e digite "os subterrâneos da liberdade". Só em BH inumeros sebos ou livreiros virtuais estão comercializando esses livros. E a amiga verá que é por uma pechincha das boas.

    Em tempo: Estreiou semana passada o Longa Metragem "Capitães da Areia" de Cecília Amado, neta de Jorge Amado. A grana está curta que nem perna de anão, mas vou ver se consigo assistir em breve e coloco as impressões aqui no Blog.

    Sobre o Capitães da Areia tem uma resenha que produzi para o Jornal A Nova Democracia, editado no Rio de Janeiro. Para quem se interessar o link é: http://www.anovademocracia.com.br/no-41/1565-capitaes-da-areia-coletividade-e-transformacao

    Abraços,
    Rômulo

    ResponderExcluir
  55. Está aí uma coisa interessante que vi agora na postagem do prof. Rômulo para a profª Manu, quando passar essas questões toda de greve, podemos fazer esses intervalos culturais por aqui, também, seria interessante discutirmos algumas obras e outras discussões de cunho acadêmico, recomendações de filmes, obras literárias etc, etc, afinal este blog tem a cada dia se enriquecido e seria um espaço, também cultural muito interessante.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  56. UMA PESSOA 100% INDIGNADA com uma grande parte destes políticos.16 de outubro de 2011 15:59

    Euler, por acaso houve algum pronunciamento no dia 15 de outubro por parte destes falsos políticos, começando da presidenta Dilma ou outra coisa mentirosa..... tipo... HADDAD?
    È verdade que nao houve???
    Quer saber? Prefiro asssim ,eu até havia pedido este presente a esta ""RAÇA"" neste dia.O prazer de saber que nao houve pronunciamento... já tá de bom tamanho.Ufa!!!!!!
    Quero votar em todos os candidatos do PEB (PARTIDOS DOS EDUCADORES BRASILEIROS) Amei a ideia!!!!BIA E EULER EM DESTAQUE(JÁ ELEITOS)
    ABDON E MARÍLIA........NDG.... e por aí vamos formando umas chapas dignas ainda de meu voto.

    ResponderExcluir
  57. Tá na cara que este governadorzinho agora tem que justificar a sua pirraça em não negociar nos 112 dias de greve.Ficaria muito feio para ele,depois de ter causado danos irreparáveis na sociedade(prejuizo aos educadores e aos alunos, transtorno no trânsito,fritura dos deputados,descrédito da secretaria da educação,desgaste pscológico de toda uma classe e outras barbáries)ele simplesmente negociar.
    Ele agora quer ser a vítima.Não tem dinheiro, quer a nossa complacência, vai fazer de tudo para levantar caixa, vai recorrer ao Faraó,vai falar da responsabilidade fiscal e torço para que saia de herói,anunciando o piso para 2012.Se não fizer isto...não é filho de Deus!
    Eu ainda acredito na nossa vitória!!

    ResponderExcluir
  58. Caríssimos Colegas:
    Não estou entendendo a decepção de alguns estampada aqui no blog.
    Não falamos que não queríamos discursos vazios e cumprimentos de autoridades no dia 15/10? Ainda bem que não tiveram a cara de pau de fazê-lo, pois a única homenagem (compromisso dos governos) que me serve é o anúncio em rede nacional que todos os estado e municípios, por força de lei e sujeitos à cassação do mandato de seus representantes em caso contrário, estarão obrigados a respeitar a lei do PSPN, retroativo a 2008, sem enrolação, sem tugir nem mugir. Aí sim, estaria feita a homenagem, ainda com o valor mixuruca do piso.
    Abraços, galera.

    ResponderExcluir
  59. A PRÓXIMA GREVE DEVE SER ESCALONADA: 15 DIAS DE GREVE, 15 DIAS DE TRALHO PARA NÃO FICARMOS SEM SALÁRIO.

    ResponderExcluir
  60. CARO EULER
    MUITOS COLEGAS ESTÃO VOLTANDO PARA O SUBSÍDIO.O PRAZO PARA ESTE RETORNO PRECISA SER PRORROGADO PARA QUE MUITOS COLEGAS NÃO CAIAM NESTA ARMADILHA.

    ResponderExcluir
  61. O SINDICATO DEVE NEGOCIAR A PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA RETORNO AO SUBSÍDIO.
    QUEM ESTÁ PERDENDO R$500,00, FICA COM MEDO DE NÃO RETORNAR E O GOVERNO NÃO PAGAR O PISO.

    ResponderExcluir
  62. João Paulo Ferreira de Assis16 de outubro de 2011 17:35

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Quando falei na territorialização de Minas Gerais, estava falando sério.
    Mas vamos a ideia do socorro aos colegas que passam dificuldades. Estou de pleno acordo. Mas não sei como ajudar. Sei inclusive que há professores com esposas grávidas, e contracheques zerados. Também deve ter professoras grávidas na mesma situação.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  63. OLÁ SUBCOMANDANTE E GUERREIROS DO NDG,
    EU CONCORDO COM OS COLEGAS QUE DIZEM QUE NÓS ERRAMOS FEIO AO RECUARMOS DE UMA GREVE HISTÓRICA DE 112 DIAS E QUE ESTAVA INCOMODANDO MUITO.NAQUELE DIA DA ÚLTIMA ASSEMBLÉIA OBSERVEI NOSSA COORDENADORA MUITO FRAGILIZADA, TALVEZ DEVIDO AO FATO DE SE ENCONTRAREM DOIS COLEGAS A 9 DIAS EM GREVE DE FOME, O QUE EU CONFESSO TAMBÉM ESTAVA ME MARTIRIZANDO.AQUELA PRIMEIRA NEGOCIAÇÃO É QUE DEVERIA TER SIDO UMA DAS MUITAS QUE ESTÃO ACONTECENDO AGORA PROPOSTA PELO SINDICATO E NÃO PELO GOVERNO.NÓS ESTAVÁMOS COM O JOGO NA MÃO E DEIXAMOS O ADVERSÁRIO VIRAR O JOGO.PERCEBI PELA FALA DA GAZOLA QUE ESSA NEGOCIAÇÃO É UM ENGODO.ELA FALOU DA INTRASIGÊNCIA DO SINDICATO E QUE ESSA MESMA PROPOSTA QUE FOI FEITA NAQUELE DIA DA SUSPENSÃO DA GREVE HAVIA SIDO FEITA NO MÊS DE JUNHO E QUE O SINDICATO HAVIA RECUSADO.AÍ EU PERCEBI QUE ESSA NEGOCIAÇÃO TÃO LONGA É UMA ENGANAÇÃO.E OUTRA COISA JÁ PERCEBERAM QUE ATÉ AGORA NENHUM PONTO FOI ACEITO PELA COMISSÃO SÓ PREVALECENDO A DECISÃO DO GOVERNO? É IMPRESSÃO MINHA OU É UMA NEGOCIAÇÃO UNILATERAL?
    EULER TE ACONSELHO APARTIR DE AMANHÃ VC COMEÇAR FAZER UMA LEITURA DESSAS REUNIÕES
    BEIJOS NO CORAÇÃO
    GILVÂNIA, HISTÓRIA.

    ResponderExcluir
  64. Gente, no programa do Luciano Huck e no Faustão foi lembrado o dia do professor, dizendo da importância e da desvalorização. Menos mal.

    ResponderExcluir
  65. João Paulo Ferreira de Assis16 de outubro de 2011 18:26

    Prezado amigo e companheiro de luta Professor Euler

    Prezados companheiros de luta

    A ideia defendida pela companheira de luta Gilvânia é muito boa, e merece nosso integral apoio.

    Além do mais, o blog da Beatriz está calado há seis dias. Nenhuma novidade. E tal situação coloca em perigo os colegas que não estão repondo, por lhes constar que o estado irá pagar os substitutos e não eles.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  66. Olá Euler
    Já estamos com quase um mês do fim da greve e nada aconteceu: nenhuma solução para nossa falta de dinheiro, nem tão pouco a confirmação do nosso piso.
    Acho que o sindicato está nos enrolando

    ResponderExcluir
  67. Os educadores de Minas não aceitam a desculpa de que o estado não possui dinheiro para pagar o piso.

    Conversa fiada, pois segundo fui informada, Minas teve uma das maiores arrecadações dos últimos anos.Então onde está o dinheiro o gato comeu, o gato comeu e ninguém viu. O gato fugiu, o gato fugiu.
    Chega de mentiras e piso Já!!!!
    Ilza - Virgolândia

    ResponderExcluir
  68. NO COMEÇO MUITOS DIZIAM, SEM PISO, NÃO PISAMOS NA ESCOLA.
    E TODOS PISAMOS...

    TODOS DIZIAM: DEPOIS DA PRIMEIRA REUNIÃO, SE O GOVERNO NAO FAZER NADA VOLTAMOS PARA GREVE "E NÃO VOLTAMOS"

    TODOS DIZIAM: VAMOS ESPERAR A 2º REUNIÃO SE O GOVERNO NAO FIZER NADA " VOLTAMOS PARA GREVE"

    AGORA ME DIGAM? VOCES ACHAM MESMO QUE O GOVERNO ESTA PREOCUPADO. ELE ESTA RINDO DE NOS, POIS ENTRAMOS NA GREVE POR CAUSA DO PISO E ISSO JA ESTA SENDO ESQUECIDO, POIS SO ESTAO PENSANDO EM 13º, 14º SALARIOS ETC. CADÊ O PISO?

    NOS PROFESSORES ESTAMOS FALANDO MUITO , CHORANDO MUITO E NÃO FAZENDO NADA.

    VEJAM: PROXIMA REUNIÃO DO GOVERNO COM SINDICATO DIA 31/12/2011 E MUITOS ESPERANDO ALGO. E CHORANDO ATÉ LA.

    GENTE VAMOS FALAR SÉRIO, NINGUEM VAI MORRER SE FICAR MAIS UM MES SEM SALARIO, VAMOS FAZER BARULHO EM BRASILIA E QUE DARA CERTO.

    AGORA ME RESONDA UMA COISA EULLER. PORQUE QUE NÃO VAMOS A BRASILIA? PORQUE QUE ESTA ESPERANDO A 3º REUNIÃO SEM SUCESSO? ATÉ QUANDO VAMOS ESPERAR?QUANTAS REUNIÕES SERA MARCADAS PARA OS PROFESSORES ACORADAREM?

    DESABAFO: ACHO QUE TODOS ESTAO MORRENDO DE MEDO DO GOVERNO.ESQUEÇAM SALARIO E VAMOS A BRASILIA.

    NOSSA SERA QUE É TAO DIFICIL RSOLVEIR ISSO?

    AQUI EM POÇOS DE CALDAS QUE 99% DOS PROFESSORES NÃO ENTARAM EM GREVE JÁ ESTAO SE MANIFESTANDO E DIZENDO QUE AGORA É A HORA CERTA DE ENTRARMOS DE GREVE, POIS TODOS ESTAO VENDO O DESCASO DO GOVERNO..

    ABRAÇOS!!!!

    ResponderExcluir
  69. Professor incomoda mesmo!
    Andei contando para meus alunos a história da baiana agraciada em Minas. Fiz um relato sem paixões ou posicionamentos.
    Meninos e meninas ficaram indignados.Perguntaram o que a digníssima fez para merecer a honraria,questionaram a verba, mas principalmente se mostraram revoltados:É.Dinheiro para pagar professor não tem...
    É professor é um perigo.Fica falando certas coisas "prus" meninos...
    Abraço pra todos .
    Beijo no coração EULER

    ResponderExcluir
  70. Pessoal acorda!! A greve agora é em cima dos dias parados. Não devemos fazer a reposição enquanto o sindicato não negociar com o governo. Quanto mais tarde começar a reposição,pior para o governo, pois até o final do ano sabemos que não dará tempo para fechar o ano de 2011.
    Se o governo enrola, enrola, não faremos a reposição!!
    Então, vamos ficar firmes na luta e até a vitória.

    ResponderExcluir
  71. Caso amanhã não aconteça uma negociação de fato, teremos que chutar o balde...
    Chega de enganação... Resignação não!
    Já sinalizaram, ao que parece, na fala do ilustre deputado que as perspectivas continuam sendo desanimadoras. Vamos nos mobilizar para socorrer os mais necessitados. CRIATIVIDADE não há de faltar.
    Caso não nos favoreça devemos nos unir e mobilizar geral...Gostei da sugestão de greve alternada, 15 dias sim, 15 dias não... JÁ QUE PERDEMOS A TAMPA, VAMOS CHUTAR O BALAIO!
    Se chapéu de trouxa é marreta, estou farta!!!

    ResponderExcluir
  72. Euler,
    Participei com muito empenho dessa greve em Minas, tive substituto na sala e na sala dos professores, estou sem salário, ou seja, na mesma situação que muitos colegas nossos.
    Entretanto, tenho vindo a este blog "choramingar" diariamente, afinal, o governo não paga o piso, sinto-me traída pelo sindicato fraco dos professores, estou decepcionada com os rumos que as negociações parecem estar tomando; além disso, o blog da Beatriz está inerte, ela não responde nossas questões, e, por mais que esteja atarefada, é coordenadora de uma greve e deveria dar um pouco mais de atenção a nós, meros soldados dessa dura batalha.
    Acredito que este sentimento não é só meu.
    Está na hora de colocarmos nossas indignações, nossas decepções para jornais, jornalistas, cronistas e outros do meio de comunicação.
    E perguntar por que viramos "personas non gratas" entre todos.
    De repente, ser professor é tão grave quanto ser ladrão, traficante, bandido. As pessoas nos olham de lado, dizem que somos vagabundos, ( que é até um adjetivo menos pejorativo ) e outros que são impublicáveis.
    Professores se tornaram uma classe "sem classe", párias talvez.
    Está na hora de mudarmos essa seção chororô e repensarmos o que nos levou a sermos tão marginalizados.
    Não existe respeito pela classe e não fazemos nada de concreto para mudar essa situação.
    Precisamos urgente resgatar o valor do professor.
    Algum jornal se lembrou do 15 de outubro?
    Pensemos!
    Abraços

    ResponderExcluir
  73. Em tempo: onde está a comissão de deputados que vinha a Minas? Está vindo a pe?????????????

    ResponderExcluir
  74. Queria agradecer a Ivete Sangalo os anos de dedicação.O trabalho que desenvolve contribui muito para o estado em que se encontra a educação.A merda que a ilustre baiana produz lhe proporciona uma vida de rainha enquanto seus súditos continuam cada vez mais pobres e desinformados.
    Se eu pudesse fazer uma pergunta face to face para a homenageada das alterosas esta seria: - Dona Ivete a senhora dá esta merda para seu filho ouvir?
    Bem mais eu comecei agradecendo não foi?
    Pois bem senhora obrigada e bom retorno.Nem desça do avião.Volte para a sua terra pois a nossa é a terra da cultura.

    ResponderExcluir
  75. EULER ,QUANDO TIVER NOTICIAS ,NOS AVISE,POIS VC E NOSSO ANJO DA GUARDA.ANA MUTUM

    ResponderExcluir
  76. por favor vamos fazer alguma coisa e cadê a Bia que nem parabéns nos deu?

    ResponderExcluir
  77. "EU REALMENTE ACREDITEI QUE SEM O PISO NÃO PISAVA NA ESCOLA....Pisei na escola sem o piso e estou sendo pisada pelo governo..."

    Triste, verdadeiro e unânime este comentário. O anônimo soube resumir em poucas palavras o sentimento de milhares de professores.

    ResponderExcluir
  78. Queria pedir para fazermos uma grande corrente de oração para abrandar o coração desses governantes monstros e Deus nos iluminar porque acho que só ELE

    ResponderExcluir
  79. JOAQUIM DUARTE (LAGOA SANTA)16 de outubro de 2011 21:02

    Veja divulgue e participe da pesquisa.
    CASO O GOVERRNO DE MINAS NÃO PAGUE O PISO NA CARREIRA DA EDUCAÇÃO, HAVERÁ OUTRA GREVE NO INICIO DE 2012?
    http://educarelutar.blogspot.com/
    ABRAÇO

    ResponderExcluir
  80. Anônimo das 17:08
    Acredito que chegou a hora de deixarmos de preocuparmos com os colegas que insistem em ir para o subsídio. Professores não podem ser tão aliciados que não percebam a armadilha por trás do subsídio. Eu já fiz a minha parte. Expliquei, calculei e informei a muitos, o prejuízos que terão no futuro. Agora estou lavando as minhas mãos, com prazo ou sem prazo cada um é dono de si para fazer sua escolha piso ou subsídio. Só espero que não venham chorar arrependidos quando o piso for implantado.Já assisti esta novela nos anos 90 com a mudança do quadro permanente.

    ResponderExcluir
  81. Obrigado, PrfºRômulo pela dica do site onde poderei encontrar os 03 volumes do Subterrâneos da Liberdade, Infelizmente com o nosso tipo de serviço falta tempo para vasculhar nos sebos de Belo horizonte e com certeza este site poderá exercer um papel mais amplo que o de luta por nossos direitos e promover um intercâmbio cultural.Que amanhã várias questões sejam solucionadas pela tal tri comissão! Manu - BH

    ResponderExcluir
  82. Recebi esse texto por E-mail e resolvi postar aqui para os meus queridos:
    O texto é atribuído a Jabor, mas não tenho certeza dessa autoria.
    Do interior, um grupo de pessoas se
    divertia com o idiota da aldeia. Um pobre coitado, de pouca
    inteligência, vivia de pequenos biscates e esmolas.
    Diariamente eles chamavam o idiota ao bar onde se reuniam e
    ofereciam a ele a escolha entre duas moedas: uma grande de 400 RÉIS
    e outra menor de 2.000 RÉIS. Ele sempre escolhia a maior e menos
    valiosa, o que era motivo de risos para todos.
    Certo dia, um dos membros do grupo chamou-o e lhe perguntou se
    ainda não havia percebido que a moeda maior valia menos.
    - Eu sei, respondeu o tolo. "Ela vale cinco vezes menos, mas no dia
    que eu escolher a outra, a brincadeira acaba e não vou mais ganhar
    minha moeda".
    Podem-se tirar várias conclusões dessa pequena narrativa.
    A primeira : Quem parece idiota, nem sempre é.
    A segunda : Quais eram os verdadeiros idiotas da história?
    A terceira : Se você for ganancioso, acaba estragando sua fonte de
    renda.
    Mas a conclusão mais interessante é: A percepção de que podemos
    estar bem, mesmo quando os outros não têm uma boa opinião a nosso
    respeito.
    Portanto, o que importa não é o que pensam de nós, mas sim, quem
    realmente somos.
    O maior prazer de um homem inteligente é bancar o idiota diante de
    um idiota que banca o inteligente.
    Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação.
    Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os
    outros pensam de você. E o que os outros pensam... é problema
    deles.

    Arnaldo Jabor.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  83. Hummm, agora está caindo a ficha de que não mudará nada?! Dias atrás disse que deveríamos continuar o movimento discutindo sobre a questão central que é o PISO. Mandaram-se às favas e que eu fosse exigir do sindicato. Sempre fui atras do sindicato e nunca obtive lá muitas respostas. Esse blog era pra mim um canal para canalizarmos ideias sobre o piso. Entretanto, voltarei junto às favas para onde me enviaram. Anônimo 19:46 e Gilvânia/História realmente perdemos a oportunidade e estou passando dificuldades para que? Anonimo 20:53 expressou tudo. Eu os admiro, pois são pessoas reais!

    Alessandro/Bio

    ResponderExcluir
  84. Graças a DEUS que o desgovernador e a presidente não falaram em rede nacional sobre o dia dos professores. Seria uma falta de caráter muito grande.
    Se aparecessem na televisão, eu iria desligá-la pois falsidade é ooooooooooooooosso.

    ResponderExcluir
  85. Boa noite amigos de luta

    Realmente paciência tem limite e se o desgoverno finge de morto ele que espere pra ver.

    Não sou a favor de uma nova greve este ano mas o ano letivo de 2012 NÃO COMEÇA!!

    2012 COMEÇAMOS O COM UMA BELA E LINDA GREVE!!

    Quem sabe batemos o recorde deste ano.

    ResponderExcluir
  86. GREVISTA PREOCUPADA16 de outubro de 2011 21:55

    GENTE, PELO AMOR DE DEUS, CADÊ BIA???????
    LIGA LÁ,FAÇAM ALGUMA COISA....MAS CONTE O QUE ESTÁ ACONTECENDO?? TEM QUE TER UMA EXPLICAÇAO PRA ESTE SILÊNCIO!!!!NÃO APARECEU DIA 15 DE OUTUBRO....
    BIA, NÓS TE AMAMOS, DÊ UM SINAL !!
    E POR FALAR EM SAUDADE, ONDE ANDA VOCÊ.....

    ResponderExcluir
  87. Olá. pessoal da luta, vamos refletir sobre certas colocações que são feitas aqui no blog.

    Primeiro: o fato de estarmos passando dificuldades não significa que o mundo acabou, que fomos derrotados, que está tudo perdido. Não sei como algumas pessoas pensam ser possível entrar numa batalha de 112 dias e sairmos sem um arranhão.

    Outra coisa: seria bom não generalizar os sentimentos que são pessoais, individuais. Tem gente que coloca aqui como se TODOS se sentissem derrotados, quando este é o sentimento da pessoa que escreveu.

    Pois vou dizer do meu sentimento, que é meu, e por isso não posso dizer que se estende a toda a categoria, ou nem mesmo ao NDG:

    EU NÃO ESTOU DERROTADO! Acho que o governo sim, tem todas as razões do mundo para me temer, para tremer diante de mim, pois posso derrubá-lo, posso desmoralizá-lo, posso reunir o mundo contra ele. Por isso ele me respeita, porque sabe que eu não o temo. E que continuo de pé, pronto para enfrentá-lo.

    Vivamos a cada dia o peso que somos obrigados a carregar. Tem gente que prefere carregar a dor do mundo nas costas. Não vai resolver o problema da humanidade e terá pouca força para se ajudar.

    Vamos combater e enfrentar as dificuldades de cada momento, uma a uma, no momento certo. Amanhã haverá uma reunião de negociação. Não adianta querer sofrer antes da hora. Após a reunião, acredito que a comissão que nos representa fará um relato detalhado com as decisões tomadas. Se julgarmos que estas decisões estão aquém do que queremos, vamos discutir novas estratégias de ação, vamos cobrar, sugerir, criticar.

    Respeito a opinião daqueles que lutaram. Muitos não concordaram com o encerramento da greve. Acho até que ninguém gostaria que ela terminasse naquele dia. Mas, como analisei anteriormente, além da nossa vontade pessoal, é preciso levar em conta outras realidades, que pesaram no dia da suspensão. Já foram tratadas aqui: demissão dos designados em curso, a volta de muitos grevistas ao trabalho, o acordo assinado pelo governo, a declaração de abusividade pelo TJMG pelo STF, etc. A maioria avaliou que era preciso suspender a greve. Uma semana depois, se a greve continuasse, ninguém pode dizer o que teria acontecido: poderia ter sido melhor, ou pior. Não dá para saber.

    Agora precisamos nos reorganizar, discutir nossas estratégias de ação, com serenidade e conscientes de que as dores de agora são passageiras. Tivemos vitória moral sim, e a conquista do piso está em aberto: não fomos derrotados!

    Precisamos de mais tranquilidade no pensar e no agir, pois com raiva, apenas, não venceremos. E muito menos com o espírito de derrotados. Nós não fomos e não somos derrotados. Quem realiza uma greve de 112 dias enfrentando tudo o que nós enfrentamos é coisa de gente forte, de gente corajosa, de gente capaz de lutar e resistir. Até a vitória.

    Não combina com o nosso perfil essa choradeira. O nosso foco é o piso, que é um direito do qual não abrimos mão. Mas, é também o salário do mês, o 13º, a gratificação, a devolução daquilo que o governo nos roubou, etc. Nosso foco é também a solidariedade aos nossos colegas, e também aos lutadores de outras categorias e movimentos sociais.

    De cabeça erguida, prontos para o combate, recuperando forças e energias para novas ações.

    Um forte abraço e força na luta! Até a nossa vitória!

    Euler

    ResponderExcluir
  88. Ao meu ver, governo só irá fehar negociação sobre o piso em 31/10/2011. Último dia para retorno ao subsídio. Todos os professores são adultos e vacinados(sabem o que fazer).Quanto maior o número que optar pela volta ao subsídio ficará mais barato para o governo aplicar o piso. Não tenham dúvida, nesta data((31/10) deverá ficar tudo acertado entre governo e sindicato para implantaçao do piso a partir de janeiro/2012.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  89. Ao anônimo das 20:25.
    ADOREI SEU TEXTO.É TUDO QUE QUEREMOS DIZER SOBRE ESTA HOMENAGEM SEM PÉ NEM CABEÇA!!
    PARA OS PROFESSORES TROPA DE CHOQUE.
    EITA BRASILZIM QUE FAZ BONITO LÁ FORA SÓ PARA INGLÊS VER!!

    ResponderExcluir
  90. "NÃO VAMOS POR FAVOR FICAR RECLAMANDO PELAS MENSAGENS PELO DIA DE ONTEM, POIS O MAIS IMPORTANTE É QUE ESTAMOS UNIDOS E QUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO. FIRMES NA LUTA."

    achei essa colocação "FEITA POR UM COLEGA ANTERIORMENTE IMPORTANTE" pois "DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO!" E JÁ VIRAM DEUS PERDER BATALHAS? FÉ COMPANHEIROS! A FÉ É O FIRME FUNDAMENTO DAS COISAS QUE SE ESPERAM, E A PROVA DAS COISA QUE SE NÃO VÊEM HEBREUS 11:1

    "SEM FÉ É IMPOSSIVEL AGRADAR A DEUS!" VAMOS Á LUTA E COM FÉ!
    Marli G.V

    ResponderExcluir
  91. O momento exige de nós maturidade e equilíbrio, mesmo que as dificuldades enfrentadas não sejam poucas. O nosso tempo é um e o do governo é outro e nós temos que saber lidar com isso, porque não podemos adoecer e nem esmorecer. E, enquanto não temos um resultado concreto também não podemos acusar desmedidamente as pessoas, precisamos dar a quem nos representa o nosso voto de confiança. Negociar exige paciência, capacidade de argumentação, habilidade. Qualquer destempero põe-se tudo a perder, então não podemor criar uma crise antes do tempo. Apesar da panela vazia, ainda assim perder a dignidade e a postura, JAMAIS! Pois é isso que querem ver!

    ResponderExcluir
  92. Boa noite a todos os amigos do NDG/NDE,

    DO LUXO PARA O LIXO:

    Essa é a SENTENÇA para eles - FORA, FORA, FORA!

    São eles que devem nos temer.

    Isso mesmo amigo comandante Euler, quem deve nos temer são os fora-da-lei, eles!!! (RESERVO-ME O DIREITO DE NEM PRONUNCIAR SEUS NOMES, TAMANHA NÁUSEA).

    DO LUTO PARA A LUTA:

    Nós, todos nós do NDG.

    NDG DE PLANTÃO: PRONTIDÃO - É SÓ CHAMAR.

    A vitória é nossa.

    INDIGNAÇÃO SIM, RESIGNAÇÃO JAMAIS!!!

    ÂNIMO MINHA GENTE!
    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  93. Boa noite amigos.

    PEB EM AÇÃO!

    Colegas, brincadeiras e especulações à parte, vamos pensar realmente na implementação do PEB - Partido dos Educadores Brasileiros, lançando de antemão nosso amigo e confiável Euler para Presidente.
    JÁ PENSARAM O EULER GANHAR DO AÉCIO? SERÁ A NOSSA VINGANÇA!
    NÓS SOMOS EM NÚMERO SUFICIENTE NESSE PAÍS PARA ELEGERMOS QUEM NÓS QUISERMOS.

    NÃO HÁ MAL QUE DURE PARA SEMPRE.

    Alguém que entende desses trâmites poderia dar início a esse projeto.

    NÃO É INGENUIDADE, É CERTEZA.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  94. Sinceramente acho que a greve neste caso já não faz mais sentido, temos que buscar outros meios. Quero que entremos com uma liminar ou um mandado de segurança exigindo o imediato cumprimento da lei. E que a lei de responsabilidade fiscal seja cumprida, com ajustes na folha salarial, cortando de outras pessoas que não têm o nosso direito, porque uma lei não pode impedir que outra seja cumprida. E no caso da LRF existem mecanismos de ajustes a serem seguidos para que a nossa lei seja cumprida!!!

    ResponderExcluir
  95. NDG DE PLANTÃO

    O fim de toda batalha exige cautela e muita sabedoria. (Gleiferson Crow)

    Enquanto isso no twitter:

    @gscrow
    Estams a pé d representantes, q pasmaceira é essa, fizems uma GREVE d 112 dias e 112 noits, e agor essa comissão TRIPARTITE, que necessidade

    denpaula Denise
    por gscrow@
    @Elzeline @igorprietobh @Adrianopaulabh @gscrow Parece que o João Leite, ele quer a PBH 2012, está com medo de ficar queimado.

    Elzeline Elzeline.Nina
    por gscrow
    @denpaula @igorprietobh @Adrianopaulabh Semana passada, soubemos q alguns Dep.estavam + sensíveis a nossa causa. Estão acompanhando na net.

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    por gscrow@
    @evaldoejs Um grande abraço professores.Estamos firmes c/Bia,Lecioni e Marilda na negociação.Também @pompiliocanavez e @depantoniojulio.

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    por gscrow@
    @mcriscostabh viajei e twiter via celular com problemas.Mas estou de volta e atento.Anastasia que se cuide.


    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    por gscrow@
    @MGsemcensura @SavioSouzaCruz Nem a FSP aguenta o senador falastrão.Descobriram que o moço NÃO FEDE NEM CHEIRA.Do pto de vista figurativo.

    Elzeline Elzeline.Nina
    por gscrow@
    @igorprietobh @Adrianopaulabh @denpaula Hum, então vamos ter q acompanhar twett do Rogério ou Antônio Júlio...

    gscrow Gleiferson Crow
    Gostaria d poder acordar nesta manhã d segunda e receber a notícia que teremos salário, mas a realidade infelizmente: EDUCADORES MINEIROS são punidos com corte de salário

    gscrow Gleiferson Crow
    @
    @jomoraes A educação em MInas continua um CAOS, governo ditador continua sem pagar um centavo aos professores. Onde iremos parar com isso?

    gscrow Gleiferson Crow
    POR SER PROFESSOR EDUCAÇÃO MG DISCRIMINADO, perseguido, torturado somos formadores d opiniões, p/ ditadores não é LUCRO eleitor q pensa.

    abraço e estamos de olho, faremos diferença
    nas URNAS, pode ter certeza.

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  96. Caro amigo,

    Fui dar um caloroso abraço na Ocupação

    Dandara.

    Senti-me feliz.Foi a forma que encontrei para

    retribuir o apoio recebido durante a nossa greve.

    Pessoal quem tiver condições de acompanhar a

    comissão na negociações,vá. A nossa presença é

    importante como um aviso de que estamos atentos.

    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  97. NDG de Plantão

    "Primeiro levaram os negros, Mas não me importei com isso. Eu não era negro. Em seguida levaram alguns operários, Mas não me importei com isso. Eu também não era operário. Depois prenderam os miseráveis, Mas não me importei com isso, porque eu não sou miserável. Agora estão me levando. Mas já é tarde. Como eu não me importei com ninguém, ninguém se importa comigo." (Bertolt Brecht)

    Reunião: 17/10, 15:00 horas,
    Cidade Administrativa

    Importante:
    "Analfabeto Político
    O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas.
    O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais." (Bertolt Brecht)


    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  98. Olá, Denise!

    Que bom que você participou do abraço na Comunidade Dandara. Eu estava pronto para participar, mas na última hora o comandante Martinho, com quem eu iria de carona, comunicou-me que não poderia, pois tinha surgido um imprevisto. Como estava em cima da hora - e eu estou dependendo de ônibus, pois o tanque de guerra continua de greve - não pude participar. Espero que tenha ocorrido tudo como previsto, com todo êxito na manifestação dos bravos e bravas moradores do Dandara.

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  99. GRAÇA:

    Hoje é dia 17,prazo final para a tal comissão analisar e definir toda a situação e não para aceitar o que o governo quiser impor!
    Importante enviar mensagens para os deputados da comissão e todos os demais.
    Seria bom que a partir de amanha, se conseguisse uma turma para dar plantão na Assembléia e entrevistar cada deputado, filmar a cara e a resposta de cada um e depois postar aqui e em todas a midias digitais.
    O que acha disso Prof Euler?

    ResponderExcluir
  100. Não vamos ser cúmplices deste governo INJUSTO.

    DEIXEM ELES ERRAREM SOZINHOS.

    Eles têm que saber avaliar suas decisões.

    ESTAMOS ATENTOS.

    ResponderExcluir
  101. Não aguento mais essas faláceas que o governo não tem dinheiro para nos pagar,é o 14º que estão acreditando que esquecemos e estamos pensando apenas em negociações e ainda se ajeitou as pressas, pensando que os professores mineiros fossem acefalados, com a grande cartada de mestre:"O golpe entitulado subsídio".
    Queremos o que é nosso de direito, num tô nem aí se não tem dinheiro, já trabalho sem livro didático na escola em que leciono, cujo conteúdo matemática, tenho que passar tudo no quadro e ainda me restou um rompimento de tendão dessa situação toda e ainda ler que não tem dinheiro para nos pagar, se paga a gregos e troianos, menos o peso que creio eu , tem que aturar , a tal educação, sem mais belongas, pague o que nos é de direito.

    ResponderExcluir
  102. A nossa luta não é só contra o chefe do executivo, legislativo e judiciário de Minas Gerais.É necessário ampliar a luta e cobrar também da CUT, CNTE que mais parecem órgãos do governo Federal. Aliás, é preciso cobrar posição mais contundente por parte da presidente-mineira. Não adianta só falar é preciso agir. O Ministro da Educação mais não fez do que falar em nome do governo Federal. A Lei do Piso é federal, no entanto, é preciso ser aplicado na prática. Para isso, deve-se dar o exemplo. Alguém conhece algum estado federado governado pelo partido da presidente que paga o piso salarial profissional Nacional aos professores ou como estamos solicitando para os profissionais da Educação? Acorda povo... o governo só pensa em 2014 para se reeleger. A copa e a Olimpíada que não serão desfrutadas por brasileiros, ao que parece, a preferência é pelo turista estrangeiro. Cada um tem o governo que merece. Estamos "fritos e mal-assados" com os gestores públicos em todos os níveis; municipal, estadual e federal. O último a sair, por gentileza, apague a luz e feche a porta...

    ResponderExcluir
  103. Olá Euler e blogueiros!

    Flávio/Bhte, Diógenes "Torres", Tiago "Acorrentado" e Rafael(filosofia) presentes no abraço simbólico da Dandara.

    Muito sol na careca, diálogo e trocas intelectuais, além do prazer em ajudar os mais necessitados. Que domingo bacana! Compareço quantas vezes for preciso.

    Em tempo: mais uma vez ninguém da direção do SINDUTE presente no movimento. No sábado, participamos do 4º Encontro Estadual de Crianças Sem Terrinhas e, no domingo, do abraço simbólico da "Dandara".

    Bia, os movimentos sociais não servem apenas para engrossar nossas assembleias. Chegou o momento do professorado apoiar. Enfim, faça como O SINDELETRO: seus diretores dão as caras em qualquer movimento que precise.

    "Todo expectador é um covarde ou um traidor"

    Gde abraço!

    ResponderExcluir
  104. MAIS UM COMEÇO DE VITÓRIA...RETIRADO DO SITE DO STF SOBRE A ADI4167
    *** 82094/2011 - 17/10/2011 - PARECER N.5604/RG, PGR, 17/10/2011 - OPINA PELA REJEIÇÃO DOS EMBARGOS.

    ResponderExcluir