domingo, 9 de outubro de 2011

Amanhã é dia de vigília pelo salário e pelo piso



Amanhã é dia de vigília pelo salário e pelo piso

Na manhã desta segunda-feira um grupo de educadores de Minas fará uma vigília pacífica na sede da Cidade Administrativa, a partir das 10h, onde, na parte da tarde, acontecerá mais uma reunião da comissão tripartite - governo, sindicato, parlamentares. Nesta reunião, o sindicato cobrará do governo o pagamento de um salário integral agora em outubro e outro em novembro, para que os educadores possam sobreviver durante estes dois meses. O sindicato cobrará também a demissão dos substitutos, que estão na escola sem nada fazer, num verdadeiro desperdício de dinheiro público, enquanto o governo se recusa a pagar o salário do mês para os educadores titulares e a conceder férias-prêmio, sob a desculpa de economia. Mas, acima de tudo, a comissão cobrará do governo também o pagamento do piso dos educadores, que é lei federal. Piso implantado na carreira, com o reajuste previsto em janeiro de 2012.

Enquanto a comissão negocia em algum local daquela obra que custou R$ 1,2 bilhão do dinheiro público, no piso da cidade administrativa estarão os educadores em vigília, pacificamente, à espera das negociações. E que essas conversações não frustrem as expectativas dos educadores, que voltaram para as escolas após 112 dias de uma heroica greve, mas continuam na luta, preparados para mobilizar a comunidade e exigir os seus (nossos) direitos.

E por aqui, neste espaço, vamos brindar os nossos navegantes com mais dois textos que nos chegaram, de dois colegas nossos: os professores Lucia e Rômulo. Façam boa leitura e estejamos atentos para o desenrolar das conversações com o governo.

***

Sobre os professores e a indiferença de boa parte da sociedade brasileira

Lucia Elena Pereira Franco Brito*

Depois de uma greve histórica de 112 dias, voltamos, no dia 29 de setembro, para nossa rotina de trabalho na sala de aula. Na condição de professora de História da Rede Estadual de Ensino de Minas Gerais há 19 anos, posso testemunhar o descaso com que os professores vêm sendo tratados nesse país. Contudo, nem em sonho poderia imaginar tudo que presenciei na tensa, intensa e extensa paralisação de 2011.

Durante muitos anos, nós, professores mineiros – e de outros estados também –, trabalhamos calados e cabisbaixos, engolindo a seco humilhações de todo tipo. Víamos o país passar por certo crescimento, o salário mínimo reajustado ano após ano – e mudando, realmente, de patamar – e seguíamos mortificados com os mesmos contracheques. Tornou-se comum a existência de alunos do noturno, já trabalhadores, ainda sem concluir o ensino médio e recebendo salários bem maiores que os dos professores – profissionais, em grande parte, graduados e pós-graduados.

A sala dos professores converteu-se em um espaço de descrença e lamentações. O adoecimento, responsável pelo aumento dos afastamentos por licença saúde, além de crescer nos últimos anos, diversificou-se. Ao lado dos tradicionais problemas com a voz, coluna e braço, passaram a ser frequentes os quadros de depressão, ansiedade, transtorno do pânico e outros sinais do adoecimento psíquico do professorado em geral, resultante de péssimas condições de trabalho, desvalorização e perda da auto-estima, para citar apenas algumas causas.

Mesmo diante desse caos, foram escassas as reações por um longo período e, quando ocorriam, soavam estranhas, porque parece que boa parte da sociedade brasileira entende que aos professores compete o sacerdócio, a vocação e o trabalho por amor. Além, evidentemente, da dedicação irrestrita e incansável que trará melhores indicadores à educação no Brasil. Caso isso não ocorra, esses mesmos profissionais, “heróis” em algumas situações, são metamorfoseados imediatamente em “vilões” – os culpados por todo fracasso que possa envolver o mundo escolar. Por isso, nada mais natural que sejam punidos com mais trabalho, mais responsabilidade (agora somos “educadores”, a família e a sociedade lavam as mãos e nós temos que, além de ensinar, educar), com sobrecarga de funções e obrigações e com baixos salários. Quando reclamávamos, a resposta sempre vinha pronta: o professor é mal qualificado, por isso ganha mal. Se estudasse mais, receberia mais.

Eis que em 2011, não somente em Minas Gerais, os professores deram uma aula, de conteúdo diversificado, e de graça – como sempre – para toda a sociedade brasileira. Provamos que não somos seres estranhamente etéreos. Somos de carne e osso, sentimos fome e sede (fazemos greve de fome!), sentimos frio (o que ficou cientificamente provado, quando ligaram o ar condicionado da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para torturar os professores que se encontravam acorrentados, em protesto, naquela casa) e, pasmem!, temos sangue – isso mesmo, sangramos quando apanhamos, mesmo quando isso ocorre diante das câmeras de televisão. Posso imaginar o susto de vários brasileiros quando viram as imagens mostradas pelo Jornal Nacional dos professores do Ceará em greve que apanharam até sangrar: “Gente, eles têm sangue!”. Estranhamente, agressões parecidas ocorreram em Minas, numa praça chamada “da Liberdade”, mas a Globo não captou. Que pena!

Mostramos que temos um baita conhecimento de geografia. Deslocamo-nos todas as semanas para Belo Horizonte, partindo de diferentes regiões deste estado gigantesco, para debatermos a continuidade ou não do movimento e as estratégias traçadas para fazer escutar aqueles que não queriam nem sequer ouvir. Conseguimos até rastrear a agenda das autoridades políticas, a ponto de provocarmos repentinas mudanças de planos. Como se não bastasse, descobrimos outra forma de dominar o espaço – navegamos pelas redes sociais e nos mantivemos unidos, apesar das pressões, ameaças, chantagens, perseguições, exonerações, contratações de fura-greves, com o falso interesse de não prejudicar os alunos – como se professores e alunos não fizessem parte do mesmo processo e sempre que se desvaloriza um, prejudica-se o outro dessa relação.

Na matemática, então, demos um show. Quando o governo tentou nos seduzir com o subsídio, provamos que o piso – agregadas a ele todas as nossas vantagens adquiridas por tempo de serviço e escolaridade, conforme o STF, inclusive, considerou – resultava numa soma muito mais condizente com um salário digno. Justamente nós fizemos essa conta, de quem se esperava que se pagasse água, luz, gás, comida e outras banalidades com amor!

Sem me alongar, porque as lições foram inumeráveis, mostramos que temos voz e que queremos gritar. Essa voz começou a ser timidamente emitida na greve de 2010, quando fizemos um pequeno aquecimento que serviu para revelar a habilidade dos governantes para não cumprir acordos, mas revelou também a força que tem uma categoria quando acorda para sua própria importância. Esse movimento ainda não terminou. Depois do aquecimento, veio no máximo um ensaio geral. O grande espetáculo ainda está por vir. Agora que estamos reconstruindo nossa identidade – tantos anos corroída pelas políticas públicas que cuidadosamente alienaram os docentes em nome de um nefasto pensamento hegemônico –; agora que estamos fazendo as pazes com o pensar crítico, com a coragem de cobrar e de buscar o que é nosso de direito (Piso Salarial Profissional Nacional, embora pífio, é lei), não vamos desistir de jeito nenhum!

Não posso falar por todos os professores, mas posso falar por mim e talvez meu pensamento se aproxime de outros colegas de profissão. Embora não trabalhe “por amor”, amo o que faço. Mas não vou fazê-lo à custa da destruição de minha saúde, de meus sonhos e em detrimento de meus direitos. Vou fazê-lo, com amor e competência, exigindo sempre ser respeitada e valorizada na proporção direta do meu esforço, dedicação, capacidade, tempo de serviço e escolaridade. Docência não é sacerdócio, é profissão da maior importância exercida por gente de carne e osso; pessoas que possuem necessidades, desejos, deveres, mas também direitos. Quanto esse país não tem perdido por não reconhecer tamanha obviedade! Que a sociedade brasileira acorde de sua conveniente e sonolenta indiferença e pague o que nos deve. E tenho dito!

Lucia Elena Pereira Franco Brito é professora de História da rede pública estadual. Texto publicado no Jornal Pontal, da cidade de Frutal, em outubro de 2011

***

112 dias de paralisação na educação em Minas Gerais: A maior greve da história dos trabalhadores em educação

Rômulo Radicchi*

Deflagrada no dia 08 de junho de 2011, em uma assembleia com mais de 10 mil trabalhadores em educação, a greve histórica dos educadores mineiros abalou as estruturas do estado.

A gerência Anastasia (PSDB), descaradamente a serviço das classes dominantes, nega-se a cumprir uma lei federal - 11.738/2008 (Lei do Piso), cuja constitucionalidade foi considerada pelo STF, em abril deste ano. A partir desta data, ao não pagar o piso salarial pelo menos, inicialmente, para os 153 mil educadores que optaram pelo sistema de Vencimento Básico (VB), a gerência Anastasia encontra-se em flagrante ilegalidade.

O governo, através de ampla publicidade, dissimula dizendo que oferece outro sistema de remuneração (subsídio) para cumprir a lei do piso. Contudo, 153 mil educadores não aceitaram essa política remuneratória do estado. Preferiram continuar com o antigo sistema, que é aquele que está mais adequado à Lei do Piso, por possuir salário inicial e gratificações, tal como previsto na referida lei. O subsídio não tem salário inicial e gratificações. Ele é composto de parcela única, enquanto totalidade de salário, soma de tudo, provocando enorme confisco no salário dos educadores.

De um lado, o governo diz que o subsídio é 'mais vantajoso' e representa até 'mais do que o piso'; do outro, o governo diz que para pagar o piso teria que investir um volume maior de recursos. Ora, se o subsídio representasse um ganho maior para os educadores, o certo seria o governo querer pagar o piso e economizar dinheiro para o estado.

Uma combativa e coesa categoria resiste

Para os educadores, o que está em jogo, além do necessário cumprimento do que manda a lei federal, é a disputa de prioridades políticas em relação aos recursos oriundos dos impostos que são pagos pelos trabalhadores. O governo mineiro quer que sobre mais recursos para gastar com os exploradores e opressores do nosso povo; os educadores querem que estes recursos sejam investidos na melhoria da vida do povo, com a valorização dos educadores e uma educação pública de qualidade; além de saúde pública, a segurança, moradias dignas, lazer, etc.

Para isso os educadores mineiros se lançaram numa longa batalha, luta esta que não pode se restringir somente à categoria dos educadores, e nem tampouco aos limites do estado de Minas Gerais. A educação pública é uma luta nacional, é uma luta de classe. E ela está sendo atacada de morte aqui em Minas Gerais. Em nível nacional presencia-se o mesmo mal intencionado descaso. A gerência Dilma corta investimentos em educação e através do MEC e de sua autarquia (CNTE/CUT) faz cara de paisagem e segue o receituário do imperialismo na educação, tendo como porta-voz o ex-funcionário do Banco Mundial e Ministro da Educação há mais de 8 anos, Fernando Haddad.

Resistir e lutar

A semana que antecedeu a contagem regressiva dos mil dias para a Copa do Mundo foi repleta de ações combativas da categoria. Após cem dias de paralisação, apesar do corte e redução de salários; ameaças e chantagens dos capitães do mato do governo; das mentiras e manipulações veiculadas pelo vendido monopólio das comunicações; do terrorismo psicológico realizado durante todos os dias de greve, apesar de tudo isso – ou até por conta disso, milhares de educadores resistiam heroicamente.

No dia 12 de setembro, dezenas de bravas e bravos educadores amanheceram acorrentados ao "pirulito" da Praça Sete, monumento que fica bem no centro da capital mineira. Um ato inesperado, que sacudiu Minas Gerais e revelou que o segundo ou o terceiro estado mais rico da federação tem um governo que se recusa a cumprir uma lei federal. Os acorrentados passaram o dia inteiro em greve de fome, mostrando o quanto a educação em Minas estava acorrentada; o quanto a liberdade em Minas estava acorrentada.

No dia 13, em uma dezena de cidades do interior, ocorreram protestos em frente às Superintendências Regionais de Ensino, onde o projeto de lei do governo do estado, que quer destruir a carreira dos educadores, foi queimado pelos bravos educadores em greve.

Logo nas primeiras horas do dia 16, dia da inauguração do tal relógio para a contagem regressiva de mil dias para a Copa do Mundo, novamente algumas dezenas de bravos educadores se acorrentaram em frente ao Palácio da Liberdade e ali permaneceram durante todo o dia, ao mesmo tempo em que operários da construção, que reformam o Mineirão, cruzavam os braços em protesto por melhores salários e condições de trabalho. A Praça da Liberdade foi cercada por grades e policiais da tropa de choque, dando ao evento festivo um tom ameaçador.

A mando do governo, a tropa de choque agiu com truculência contra os educadores, estudantes e demais trabalhadores ali presentes. Balas de borracha, cassetetes, bombas de efeito moral e gás de pimenta foram usados em larga escala para tentar expulsar e intimidar, em vão, os valentes educadores em greve ali presentes.

Após 112 dias de lutas, termina a greve

No dia 27 de setembro, quando se completaram 112 dias de paralisação, a assembleia geral da categoria decidiu pelo encerramento do movimento.

Milhares de professores participaram da assembleia, somando-se dezenas de outros grevistas acampados na Assembleia Legislativa em protesto contra a intransigência do gerenciamento Anastasia (PSDB), que se recusava a negociar.

Os trabalhadores em educação de MG deram uma brava demonstração de firmeza e disposição de luta nessa histórica greve, com três meses e meio de lutas, enfrentando o corte dos pontos desde o primeiro mês de paralisação, sucessivas tentativas de intimidação e ameaças de exoneração, a dura repressão policial e ameaças de todo o tipo como a contratação de milhares de professores para substituir os grevistas.

Foi uma batalha sem precedentes.

A greve foi encerrada após a sinalização do gerenciamento estadual para a abertura de negociações, o que não representa, até o momento, avanço algum em direção às reivindicações da categoria.

Do saldo político dessa greve ficam a enorme repercussão, a imensa solidariedade de classe prestada pelos trabalhadores de outros setores aos professores em greve, a adesão combativa dos estudantes, o desenvolvimento de núcleos classistas de luta em diversas regiões do estado e a demonstração de uma categoria em luta que, se dependesse exclusivamente de suas forças, sustentaria o movimento até a conquista de todas as suas demandas.

_______________

*Rômulo Radicchi é trabalhador em educação em Minas Gerais, membro do Comando Estadual de Greve e militante do Movimento Classista dos Trabalhadores em Educação - Moclate.

Fonte: http://www.anovademocracia.com.br/no-82/3676-112-dias-de-paralisacao-na-educacao-em-minas-gerais-a-maior-greve-da-historia-dos-trabalhadores-em-educacao-

208 comentários:

  1. Parabéns, professor Euler, pela criatividade na ilustração que inicia o post e à professora Lúcia Elena e ao professor Rômulo pelos textos, os quais referenciam todo o período do Movimento em prol do Piso Salarial Nacional. Seus textos revisitam momentos que, para nós não serão lembranças, serão memórias, porque vivemo-los.

    ResponderExcluir
  2. Euler e demais companheiros:
    Compartilho com vocês texto que postei em meu blog:gracanog.blogspot.com

    Amanhã, reunião de "negociação". Enquanto isso... Anastasia rumo à Índia

    Não dá para entender. O homem é superior mesmo. Vive em outra esfera. Não dá a mínima para os professores. Não negociava com a categoria em greve, não negocia com a greve suspensa, pois até agora vi somente decisões unilaterais, delegadas à tríade do mal Danilo de Castro, Gazzola e Vilhena. E aí eu me pergunto: Que tipo de poder essas pessoas têm nas mãos, que as torna tão superiores e arrogantes? É a lei do "eu faço", "eu mando", "eu demito", "eu sacaneio" e quero ver o que acontece. Não há diálogo, mas um arremedo disso. Enquanto as coisas por aqui vão-se arrastando, o Pinóquio das Alterosas faz suas malas rumo à Índia. Compromisso inadiável. Deveria ficar por lá. Por outro lado, esse meu desejo não resolveria nossos problemas, pois a escola de Anastasia tem, infelizmente, muitos fiéis seguidores por aqui.
    Vá, Governador! Se em Minas há professores privados do básico, por conta do corte de salário, que importa? Quem mandou desafiar a sua autoridade/autoritarismo, não é mesmo?
    Se os professores substitutos estão instalados nas escolas com status de profissionais de confiança, que diferença faz? Esses serão sempre seus aliados, enquanto o dinheiro público escorre pelo ralo...
    Vá, Governador! E fale ao Oriente das Maravilhas de Minas! Conte histórias das "Mil e Uma Noites", mas não se esqueça de contar a HISTÓRIA dos 112 dias de greve dos professores mineiros que ousaram erguer a voz contra uns poderosos que por aqui não cumprem as leis...
    Que seja proveitosa a sua viagem. E que amanhã, em mais uma reunião da Comissão Tripartite, que haja realmente negociação. O PISO É LEI. TEMOS DIREITO A ELE.
    Ah! E enquanto não se decide sobre o pagamento dos dias parados, NÃO QUERO REPOR, NÃO VOU REPOR. A não ser que tenhamos outra orientação após a reunião de amanhã, nesta semana estarei de folga. A greve me trouxe desgastes físicos e psicológicos. Preciso repor energias. Só não viajarei para a Índia porque mesmo se tivesse recebendo meu salário, não daria... Sou uma pobre professora assalariada, que ainda consegue ser feliz... mas sem mordomias.

    ResponderExcluir
  3. Professores,parabéns pelos textos acima. São textos muito verdadeiros.
    É muito triste ter que conviver com uma realidade tão dura, como está sendo esta do governo,que só quer levar vantagem e com o dinheiro dos trabalhadores.
    Ele deve estar aplicando os salários dos professores para se beneficiar mais tarde.
    É um safado.
    Boa sorte para todos.
    Mãe de aluno e professora aposentada.

    ResponderExcluir
  4. Euler, mais uma decisão favorável no sentido do pagamento dos dias parados. Agora, uma decisão do STJ - AgRg na MC 16774 (2010/0065646-3 - 25/06/2010)que dentre outras coisas narra," 4. Enquanto não instituído e implementado Fundo para o custeio dos
    movimentos grevistas, o corte do pagamento significa suprimir o
    sustento do servidor e da sua família, o que constitui situação
    excepcional que justifica o afastamento da premissa da suspensão do
    contrato de trabalho, prevista no artigo 7º da Lei nº 7.783/89"

    ResponderExcluir
  5. Querida companheira GraçaNog, vamos esperar em Deus, pois quem sabe o avião desse infeliz cai no atlãntico e nós ficamos livres dele!!!!! Lá ele não vai ter a sapazola para defendê-lo, pq c sabe né sapo não pode com água doce, ou já ouviu alguma vez alguém dizer que a sapazola foi à praia!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    MAURO NDG CARATINGA PRONTO PARA GREEEEEEEVE!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Afinal quem é Danilo de Castro?

    Desde o Governo Sarney, Danilo pratica diversos crimes. Por meio da Caixa introduziu no país a Máfia de Jogos Americana, Grega e Espanhola
    Confira também

    Afinal quem é este senhor que por mais de 25 anos pratica impunemente todo tipo de crime?

    Sua atuação vai desde a fraude fiscal e licitatória até a venda de proteção para prática de crimes bancários ecológicos e comerciais.

    Sempre escudado no poder vem conseguindo escapar dos diversos mandados de prisão expedidos contra o mesmo.

    Através de uma quantidade enorme de advogados vem protelando os processos onde sua condenação é evidente.

    Apenas em Brasília, Distrito Federal, responde a seis Ações Populares e três Civis Públicas, depois de ter seus bens existentes no país bloqueados.

    As ações de ressarcimento de bens ajuizadas pelo Ministério Público Federal contra Danilo de Castro, se atualizadas, passam da casa do bilhão de real.

    Em Minas Gerais seu principal esquema funciona na Zona da Mata mineira, aonde vem impunemente operando com desenvoltura.

    Sobre os prefeitos, vereadores, delegados e comandantes da Polícia Militar (PM) da região, além dos deputados estaduais, Danilo de Castro tem controle absoluto.

    Sem qualquer escrúpulo introduziu na região, seja no setor público ou no setor privado, as piores práticas criminosas. Não existe na região um prefeito ou ex-prefeito que o apóie que não esteja sendo processado.

    Contudo, como o mesmo gosta de dizer: “Nos últimos oito anos fui eu quem concedeu todos os aumentos de salários e benefícios aos juízes, desembargadores e promotores em Minas Gerais”.

    Evidente que, como condutor das negociações entre os poderes e o Palácio da Liberdade sendo a autoridade máxima no relacionamento com os deputados estaduais, realmente tudo isto passou por suas mãos, porém é necessário que seja dito que nestas instituições existem pessoas sérias que não negociam suas opiniões, votos e decisões.

    Impedido de ser candidato a deputado federal lançou seu filho Rodrigo de Castro que elegeu-se deputado federal por Minas Gerais como um dos mais bem votados do país.

    As práticas da “Gangue dos Castros” nas áreas de obras e serviços, além da fraude fiscal e desrespeito às normas ambientais, são de amplo conhecimento da sociedade mineira.

    A relação estreita de Danilo de Castro com o crime organizado internacional esperava-se interrompida após a comprovação pela polícia e Ministério Público Federal por meio de várias ações.

    Todavia, ressurge firme e forte, como se nada houvesse ocorrido.

    De um contabilista sem título superior, que há 35 anos andava pelas ruas de Viçosa oferecendo seus serviços, transformou-se no “poderoso articulador político” com plenos poderes.

    Por quê?

    Simples: porque não tem escrúpulo. Faz o que lhe mandam fazer, argumentam aqueles que o conhecem.

    A ponto de no Maranhão, por determinação de Sarney, quitou dívidas de seus familiares e correligionários, fraudando históricos bancários.

    Em Minas a concessão de empréstimos fictícios habitacionais da Caixa são verdadeiros monstros a assombrar.

    De duas, uma:

    Ou Danilo de Castro tem o rabo preso das autoridades com ele ou essas, também são corruptas.

    O tempo dirá.

    (novojornal)

    ResponderExcluir
  7. CHARLOTTE E O THE DARK SIDE OF THE MOON ou FALSO BRILHANTE

    A verdade é que demos de bandeja 112 dias de greve para o Governo e nessa DOAÇÃO foi toda a nossa energia e força. Ingenuamente nos iludimos com um FALSO BRILHANTE: UMA PROMESSA DE NEGOCIAÇÃO com uma COMISSÃO formada por gente que nos odeia: governo e deputados. O tempo passa e o resultado da NEGOCIAÇÃO até agora resultou em blá-blá-blá e muitas ameaças.Agora quem dá as cartas é o governo.Fica a pergunta no ar: e quando terminar a última rodada de negociação e o governo não cumprir nada do que fora acordado?
    A resposta é: the dark side of the moon para nós.E o triste é que seguimos acreditando que o governo irá nos brindar com algo. Ora, por favor... E mais triste ainda é querer travar essa luta na Justiça sendo que ela já deu provas, tanto em nível federal quanto estadual, que defende INCONDICIONALMENTE o governo.
    Estamos sozinhos nessa luta. Ninguém irá lutar por nós. E a única arma que possuímos é nossa disposição para uma greve forte por tempo indeterminado.!!! Fora issso, o resto é só conversa.
    POR UMA GREVE POR TEMPO INDETERMINADO!

    ResponderExcluir
  8. TEMOS QUE APROVEITAR AS OPORTUNIDADES

    VAMOS DENUNCIAR E ENVIAR TODAS AS NOTÍCIAS A RESPEITO DESTE SUJEITO, SECRETÁRIO DE GOVERNO DO AÉCIO E ANASTASIA, PARA TODAS AS ENTIDADES AUTORIDADES.

    A CAMORRA MINEIRA EM AÇÃO DENTRO DO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  9. NDG de Plantão

    Ainda acredito que amanhã a ALMG irá tremer a nosso favor, esse voto de confiança é digno de quem luta e acredita que pode escrever uma nova história. Acredita que nem todos os ditadores são imbatíveis, que basta a vontade e tudo resolve. Que complicação, é fato esse BATALHA é pessoal, Anastasia não paga porque tem inveja, ele não sabe o que é amar, sentir alegria quando alguém está feliz, brindar com os amigos as conquistas do dia a dia.

    Vamos juntos, mesmo que bem devagar conquistar o nosso PISO: LEI FEDERAL 11.738 / 08.

    Abraço!

    Gleiferson Crow
    LEIA: Liberta Minas (NDG)
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. ESCÂNDALO DANILO DE CASTRO.

    AÉCIO + ANASTASIA + DANILO DE CASTRO = IMORALIDADES - INJUSTIÇAS + CORRUPÇÕES + HIPOCRISIAS + FALSIDADES + ...

    IMPEACHMENT JÁ!

    ResponderExcluir
  11. E A IMPRENSA DE ALUGUEL MINEIRA...

    NENHUMA PALAVRA SOBRE O FICHA SUJA, DANILO DE CASTRO...

    ResponderExcluir
  12. 09/10/2011
    entrevista de aécio neves no estadão: a ineficiência na gestão, o aparelhamento da máquina pública e o atraso que o ex-governador esconde

    A imagem que Aécio Neves tenta construir dele mesmo é uma farsa que, repetida tantas vezes pelos meios de comunicação, pode acabar se tornando uma perigosa verdade na percepção do eleitorado brasileiro. Todo mundo conhece aquela história de que uma mentira repetida mil vezes vira uma verdade.

    Preocupado em garantir seu lugar nas eleições de 2014, Aécio Neves agora está procurando os holofotes. Depois de umas e outras em Florianópolis, disse que estava pronto para enfrentar até o Papa nas próximas eleições. Numa entrevista ao jornalista Kennedy Alencar semana passada, na Rede TV, reafirmou que estava preparado para ser candidato a presidente. Embora os mineiros tenham se manifestado contra a ideia, hoje o Estadão publicou mais uma entrevista sua na qual ele declara “eu estarei pronto, seja Lula ou Dilma”.

    O ex-governador de Minas Gerais, no primeiro ano de seu mandato como senador, não teve nada a declarar sobre seu trabalho legislativo. Aécio Neves tem dado mostras de que ou é muito incompetente e/ou está completamente inebriado pela realização de seu projeto pessoal de ser Presidente da República. Entontecido que está por esta ideia, fez declarações risíveis ao jornal.

    A principal delas foi sobre uma improvável disputa com Lula em 2014. Ele afirmou que seria

    “a disputa da gestão pública eficiente contra o aparelhamento da máquina pública; a disputa da política externa pragmática em favor do Brasil versus a política atrasada em favor dos amigos. Será o futuro versus o passado”.

    Parece piada, mas Aécio Neves atribuiu a si uma “gestão pública eficiente” e se colocou como o “futuro”.

    Vejamos quem é quem nesta história:

    GESTÃO PÚBLICA EFICIENTE:

    Durante a gestão de Aécio Neves, a Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) comprou uma empresa falida – a Light - e hoje divide os enormes prejuízos causados por ela, como a onda de explosões de bueiros no Rio de Janeiro.

    Na gestão de Aécio Neves, foram repassados R$ 74 milhões para as chamadas Oscips (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público). O dinheiro foi pago para que elas realizassem serviços que seriam obrigações da administração pública do Estado fazer. Ele privatizou a sua própria gestão.

    Aécio Neves desviou R$ 3,3 bilhões que deveriam ser gastos em saneamento básico entre 2003 e 2008. O Ministério Público ajuizou ação para obrigar o Governo de Minas e a COPASA a devolver o dinheiro aos cofres públicos.

    O Governo de Minas vai pagar 2.000% a mais pela área do entorno da Cidade Administrativa porque o governador Aécio Neves não desapropriou os terrenos antes que eles fossem valorizados.

    Aécio Neves não conseguiu fazer com que as obras do Estádio do Independência custassem o que estava previsto no projeto original, R$ 12 milhões. Até agora, a previsão é que elas custem aos cofres públicos R$ 95 milhões, mas esse valor pode ser ainda maior.

    As obras do Mineirão para a Copa 2014 também são exemplos da péssima gestão de Aécio Neves. O Tribunal de Contas do Estado concluiu que o então governador de Minas Gerais não promoveu licitação para as obras e pagou por serviços não executados causando um rombo de R$ 29 milhões aos cofres do Estado.

    Enquanto era governador, Aécio Neves não previu no orçamento para 2011 o pagamento do piso nacional aos professores de MG. O piso nacional já era lei federal, mas ele não se importou. Resultado: os professores entraram numa greve histórica pelo cumprimento da lei, deixando os alunos sem aula durante mais de 3 meses.

    Esses foram apenas alguns exemplos da enorme ineficiência da gestão do ex-governador Aécio Neves.

    ResponderExcluir
  13. Mauro, não deseje a morte dos tubarões, peixes e baleias! Será um desastre para a vida marinha!

    ResponderExcluir
  14. 09/10/2011 (continua)

    APARELHAMENTO DA MÁQUINA PÚBLICA (A “POLÍTICA ATRASADA A FAVOR DOS AMIGOS”)

    Aécio Neves saiu do Governo de Minas, mas continou empregando seus aliados políticos em vários cargos da gestão de Anastasia com o intuito de garantir a fidelidade deles nas eleições de 2014. Vejamos alguns exemplos escandalosos dessa ingerência que transformou o governo Anastasia num verdadeiro cabide de empregos dos amigos de Aécio:

    Além de ter garantido o espaço de seus aliados políticos na organização do secretariado de Anastasia, para o Conselho de Administração da Companhia de Gás de Minas Gerais foi nomeado um médico cardiologista que mora em Macapá! Ganhando R$ 6.616,00 mensais, João Bosco Papaléo Paes não compareceu nem na reunião em que foi nomeado! A única justificativa para esta nomeação é o fato de que o distinto conselheiro é ex-senador do PSDB do Amapá e estava sem emprego devido à derrota nas últimas eleições.

    Para o Conselho da CEMIG, o Governo de Minas indicou o ex-prefeito de Cuiabá, Wilson Santos, do PSDB, claro. Ele saiu do Mato Grosso para trabalhar no Rio de Janeiro numa empresa do Governo de Minas com um salário de R$ 9 mil. Questionado, nem Anastasia soube explicar essa indicação.

    Mas enquanto ainda era governador, Aécio Neves também garantiu a “boquinha” de seus chegados no dinheiro do contribuinte mineiro. As obras de ampliação e modernização do Expominas, reinaugurado em 2006, foram confiadas pelo Governo Aécio Neves à mesma empresa que foi contratada sem licitação adequada para as obras do Mineirão, a Gustavo Penna Arquitetos. Gustavo Penna retribuiu o favorecimento do governador assinando o manifesto em apoio à sua candidatura nas últimas eleições.

    Isso sem contar a nomeação de sua irmã, Andrea Neves para a presidência do Grupo Técnico de Comunicação Social do governo estadual, vinculado à Secretaria de Governo. Aliás, sua atuação no silenciamento da imprensa mineira garantiu a, digamos assim, “discrição” dos jornalistas diante dos inúmeros escândalos envolvendo Aécio Neves.

    FUTURO

    Aécio Neves quer se colocar como “futuro”, mas ele é parte de um clã que existe em Minas Gerais controlando terras e pessoas no sul do Estado desde o século XIX. A família Neves está para Minas Gerais assim como a família Sarney para o Maranhão.

    O poder de Aécio Neves, portanto, é herança de um passado político extremamente atrasado e oligárquico que ninguém quer ver se repetindo no futuro.

    ResponderExcluir
  15. Retirado do site do novojornal

    ...Danilo de Castro...

    Contudo, como o mesmo gosta de dizer: “Nos últimos oito anos fui eu quem concedeu todos os aumentos de salários e benefícios aos juízes, desembargadores e promotores em Minas Gerais”.

    E aí MPE e TJMG?

    ResponderExcluir
  16. TEMOS QUE APROVEITAR AS OPORTUNIDADES

    VAMOS DENUNCIAR E ENVIAR TODAS AS NOTÍCIAS A RESPEITO DESTE SUJEITO, SECRETÁRIO DE GOVERNO DO AÉCIO E ANASTASIA, PARA TODAS AS ENTIDADES AUTORIDADES.

    A CAMORRA MINEIRA EM AÇÃO DENTRO DO GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
  17. Parece que a maioria dos políticos e pessoas ligadas à justiça concordam com as arbitrariedades do Anastasia, ou se não concordam, estão com rabo preso. Não excluo aqui nem mesmo a presidente Dilma, que usufruiu de uma prática perversa dele cortando o salário dos bancários. Como podemos esperar uma ajuda de uma pessoa que compartilha da mesma tática terrorista do nosso governo? Enfim colegas, estamos à deriva num oceano, não temos a quem recorrer. Os que nos defendiam ao tomar gosto pelo poder usam das mesmas táticas de massacres dos que já estavam a muito tempo se deliciando da desgraça alheia. Um político famoso disse que se não cortar ponto de grevista é como dar lhes férias. Anastasia aprendeu rapidamente a lição, e como forma de agradecimento deve ter lhe presenteado com uma garrafa de 51.
    Essa é pro santo.

    ResponderExcluir
  18. Pessoal,
    Não se esqueçam!Amanhã deve ser dia de vigília e de muita oração.Deus tem poder e Anastasia não é blindado diante do poder de DEUS!

    Força na luta!

    ResponderExcluir
  19. Professor Euler,

    Está chegando a hora...

    PARABÉNS PELOS UM MILHÃO DE VISITAS A ESTE BLOG.

    BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA PARA OS PROFESSORES DE MINAS GERAIS.

    OBRIGADO PELAS OPORTUNIDADES E LIBERDADE DE EXPRESSÃO.

    O esforço persistente é recompensado, COMPROVADAMENTE.

    Que a PAZ E A FELICIDADE acompanhe você.

    Um abraço, de um amigo que você não conhece.

    Fique com Deus.

    ResponderExcluir
  20. Nossa!!!!!

    Lúcia Helena Pereira Franco Brito!!!!

    Que texto maravilhoso!!!!

    Me senti lisonjeada por ter uma companheira de

    profissão de tão alto gabarito!!!

    Professores como o Euler, que já conhecemos tão

    bem,o Rômulo, você com este depoimento e, acredito ,

    outros tantos anônimos, com tanta capacidade de

    sintetizar pensamentos, sentimentos e atitudes..

    MIL VEZES PARABÉNS !!!!!

    VALOROSOS GUERREIROS TÃO MAL RECONHECIDOS...

    Que DEUS nos proteja, iluminando e dando forças

    para esta guerra cheia de batalhas que ainda

    virão...

    ResponderExcluir
  21. Ótimos textos!!!
    Lúcia Elena, faço minhas as suas palavras...temos que divulgar esse texto seu.
    Abraço a todos!
    Que amanhã seja, realmente, OUTRO DIA!

    ResponderExcluir
  22. Muito bom os textos , estavamos precisando dessa linguagem que é a nossa... realista.
    Percebo que alguns colegas andam indignados, essa situação realmente é absurda, de acordo com a lógica das coisas, nem era para existir uma vez que é lei o PISO, mas...
    A luta é justa e por isso continua! Precisava de meu reajuste ou melhor piso para ontem. Deus é fiel! Mesmo que seja devagar chegaremos lá.
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. PROFESSOR EULER E COLEGAS,

    PARABÉNS E MUITAS FELICIDADES PARA TODOS OS PROFESSORES, SEGUIDORES DESTE BLOG.

    QUE ESTE NÚMERO SEJA O SÍMBOLO DE NOSSAS AMIZADES, 1.000.000 UM MILHÃO DE VISITAS ENTRE AMIGOS.

    OBRIGADO PROFESSOR EULER POR NOS TER PROPORCIONADO TANTOS ENCONTROS.

    ResponderExcluir
  24. PROFESSORA ELIZABETH -AIMORÉS-MG9 de outubro de 2011 23:38

    OLÁ PROF. EULER!!!!
    DEVEMOS TOMAR ATITUDE DRÁSTICA CONTRA O GOVERNO , COMO EXEMPLO : DENUNCIAR O GOVERNO DE MG ,PARA O MUNDO TODO , VIA TWITER ,OU FACEBOOK , EMAIL . FAZER UMA AÇÃO CONTRA O GOVERNO .TWITANDO COM O SENADOR CRISTÓVAM SOBRE ISSO , ELE RESPONDEU QUE SERIA O CAMINHO DEPOIS DE TANTO PROCURAR MPMG , TJMG E NADA DE POSITIVO P NÓS PROFESSORES.
    PROMOVER UM TWITAÇO TAMBÉM Para UNESCO , OIT , DIZENDO O Q O GOVERNO ESTÁ FAZENDO AOS PROFESSORES, DEIXANDO-0S ZERADOS .
    SE VC CONSIDERAR Q VALE A PENA , FAÇA SUA REDAÇÃO SOBRE O ASSUNTO E DIVULGUE EM SEU BLOG PARA Q OS COLEGAS QUE ACESSAM SEU BLOG ,POSSAM FAZER O MESMO ,OU SEJA,TWITAÇO PARA OIT ,UNESCO DENUNCIANDO A SITUAÇÃO DOS PROFESSORES( PENALIZAÇÕES ) PRINCIPALMENTE NOSSO PAGAMENTO CORTADO E O GOVERNO NÃO ESTÁ PREOCUPADO COM AS NECESSIDADES BÁSICAS QUE TEMOS Q HONRAR COM O PAGAMENTO DOS PROFESSORES SENDO DESVIADO P PAGAMENTO DOS CONTRATADOS.

    SEU BLOG PODE SER CONSIDERADO UM DOCUMENTO QUE PODE SER CONSULTADO PELOS ÓRGÃOS INTERNACIONAIS E ASSIM ALCANÇAREMOS ALGUM ÓRGÃO QUE SE IMPORTARÁ CONOSCO E TOMARÁ UM DIRECIONAMENTO OPOSTO AO Q O GOVERNO QUER NOS IMPOR .
    OUTRA PREOCUPAÇÃO QUERO DEIXAR AQUI REGISTRADO:
    O PL 2355 QUE ESTÁ NA ALMG FOI SÓ SUSPENSO POR 15 DIAS , APÓS ESTA DATA ELES IRÃO VOTAR O PROJETO . TEMPOS QUE ESTAR ATENTOS MAIS E MAIS .
    SE CONSEGUIREM VOTAR O PL DO JEITO Q LÁ ESTÁ PERDEREMOS NOSSO PLANO DE CARREIRA .

    VAMOS FICAR FIRMES E CRER Q DIAS MELHORES VIRÃO.
    UM FORTE ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  25. Gente apelemos à nossa fé, e peçamos a Deus que ilumine todos os componentes dessa comissão. Sabedoria e mansidão a todos os corações e acima de tudo que justiça prevaleça!!!

    ResponderExcluir
  26. Ao Anônimo das 20:41 - você quer saber quem é danilo de castro? ele é o patrão do desembargador ALCEU. Este empregado dele voce conhece né???????

    ResponderExcluir
  27. Por Quem Os Sinos Dobram
    Raul Seixas

    Nunca se vence uma guerra lutando sozinho
    Cê sabe que a gente precisa entrar em contato
    Com toda essa força contida e que vive guardada
    O eco de suas palavras não repercutem em nada

    [...]

    É sempre mais fácil achar que a culpa é do outro

    [..]

    Coragem, coragem, se o que você quer é aquilo que pensa e faz
    Coragem, coragem, eu sei que você pode mais
    [...]


    Que tenhamos uma semana de muita FORÇA e
    CORAGEM e que não nos deixemos nos abater frente às dificuldades, que não são poucas!
    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  28. Prezados Colegas de Luta,

    É muito importante para nós do NDG nesse momento realizarmos discussões nas escolas, com nossos alunos, comunidade e principalmente com os colegas que não fizeram greve ( VB, efetivados e contratados), por que sinto que foram egoístas sim, foram medrosos (medo de ficar sem o salário irrisório), outros por ignorância e inconsciência política ( de luta de classe, comodismo - pois esperam em todas as greves que outros lutem por eles - outros por oportunismo ( pois esperam sempre levar vantagem, uma vez que, tiram licença-médica, tiram férias-prêmio aproveitando da punição aos grevistas, "sobem as aulas" para irem embora mais cedo, etc.
    Precisamos fazer com que enxerguem nossa realidade retirando deles a venda que lhes impossibilita de ver/sentir esse momento. Penso que tínhamos apenas uns 10% de professores de carreira VB em greve - 15.000 - ou estou sendo generoso? Quem sustentou essa greve? Esse blog serviu de instrumento essencial pela continuidade e manutenção do movimento, foi uma alavanca e ao mesmo tempo um canal interativo que se mostrou inteligente e hábil, forneceu
    dados importantes, estratégias inteligentes que culminaram em ações maravilhosas desencadeando reações político-educativas norteadoras e dignas do movimento.
    Precisamos expor nossa greve. Temos muito material (jornais, revistas, informativos, fotos, vídeos, etc). Vamos confeccionar tudo isso e fazer mostras nas escolas, nas praças (varal), nas faculdades, nos espaços destinados, etc.
    Poderíamos enfim criar em cada subsede um grupo teatral com a finalidade de interpretar ensaios sobre o movimento, sobre a educação mineira em geral. Poderíamos criar e apresentar as peças únicas nas escolas, tendo um caráter crítico, orientado para conscientização política da categoria.
    Com a palavra meus colegas de Português/Artes.
    Abraços!
    Educar nossos colegas para o exercício da greve é preciso!
    PROFESSOR ROMEU - CARATINGA

    ResponderExcluir
  29. Obrigado, Anônimo das 23:36!

    E parabéns para você também, que faz parte dessa equipe de luta, dos educadores de Minas e do Brasil. Parabéns a todos os colegas, por esta marca de UM MILHÃO de visitas.

    Considero este expressivo número de visitas como uma conquista da nossa heroica greve de 112 dias, que revela também o quanto a nossa categoria está viva, e cada vez mais disposta a lutar e a construir os nossos sonhos comuns.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
  30. Danilo de Castro ou Al Capone, Cosa Nostra americana ou cosa deles brasileiros, máfia americana ou máfia brasileira ou tudo junto e misturado???????????
    Procurar justiça para este tipo de pessoa é PERDER TEMPO pessoal, vamos cair na real só venceremos com o povão na rua. Se não der para retornarmos já, vamos nos preparar com um fundo de greve e entraremos 2012 GRITANDO E PARANDO O TRANSITO DE BH. GREVEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!
    MAURO NDG CARATINGA

    ResponderExcluir
  31. Vejam esta no GOVERNADOR DO CEARÁ:

    Leia a pérola que o Sr. Governador do Ceará disse:

    "Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado" - Cid Gomes

    SE VOCÊ ACHA QUE O GOVERNADOR DEVE DOAR SEU SALÁRIO(que sai do bolso do POVO) E GOVERNAR POR AMOR, PASSE PARA A FRENTE!

    CAMPANHA - Cid, doe seu SALÁRIO e governe por AMOR

    !"Meus colegas, vamos espalhar isso aos 4 ventos e aumentar a campanha
    :DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS, MINISTROS, DOEM SEUS SALÁRIOS E TRABALHEM POR AMOR!

    ResponderExcluir
  32. Companheiro Rômulo e companheira Lucia, que bom termos companheiros como voces.Ainda bem que voces não fazem parte do silencio dos bons.Voces são OS BONS QUE NÃO GOSTAM DO SILENCIO.. Sei que ainda temos muito chão a caminhar,mas não vamos desistir. Precisávamos deste " acordar " que esta greve trouxe para a categoria.Isto foi conseguido com muita luta,resistência,sacrifícios e sofrimentos de todos que participaram realmente do movimento.Por isso NÃO VAMOS DEIXAR QUE TUDO QUE PASSAMOS TENHA SIDO EM VÃO.Continuemos fortalecidos,resistindo e enfrentando toda essa corja que quer nos destruir,MAS QUE NÃO VÃO CONSEGUIR!!!!!!
    Resistência e União companheiros,pois só assim sairemos vencedores.NÓS TODOS UNIDOS SEREMOS MUITO MAIS FORTES.PROFESSORES UNIDOS E LIVRES -VENCEREMOS!!!!! Abraços a todos companheiros de luta,e nada de desânimo.DIAS MELHORES VIRÃO,PODEM ACREDITAR!!!!!
    Até a Vitória,pois acredito que DEUS vai nos concedê-la,em resposta a esta nossa grande luta.

    ResponderExcluir
  33. Parabéns Euler, 1.000.101 de visitas, esse mérito é seu, nós somos meros coadjuvantes, se não fossem os seus textos, suas informações, quase sempre ao mesmo tempo em que os fatos aconteciam, isso fez com que todos nós buscássemos o seu blog, e além dos seus posts, você participa ativamente dos comentários, tirando dúvidas e dando informações.
    Você é uma pessoa especial, Deus te ilumine e abençoe sempre.
    Um grande abraço a todos os professores que fizeram e fazem parte desse blog.

    ResponderExcluir
  34. Os números alcançados pelo blog confirmam uma teoria que muitos acham dificil se a categoria quizer ela consegue tomar as rédeas e a direção deste sindicato que vive vangloriando 30 anos de conquistas.Que conquistas são essas se não ganhamos nem 2 salários minimos.

    ResponderExcluir
  35. VEJAM COMO ATÉ A FEDERAÇÃO ESTA IRRITANDO O POVO, COM PROTEÇÃO A BANQUEIRO E FUMO NO TRABALHADOR, FAZ ISSO NÃO PRESIDENTA, FAZ ISSO NÃO "DRº"LULA, É MUITO FEIO, JÁ BASTA A IMPUNIDADE DA CORRUPÇÃO E A NÃO DEVOLUÇÃO/DINHEIRO DOS ROUBOS PRATICADOS EM SEUS GOVERNOS.
    Pagina painel do eleitor/Folha.com
    Leitor diz que grevistas devem buscar simpatia da população
    LEITOR PEDRO VALENTIM
    DE BAURU (SP)

    O direito de greve é legal, e tanto bancários quanto funcionários dos Correios estão com seus vencimentos achatados.

    No entanto os movimentos estão se radicalizando e começam a causar sérios prejuízos.

    Correios devem ter 40% dos funcionários trabalhando

    No caso dos Correios, já são mais de 150 milhões de correspondências acumuladas, prejudicando muita gente pelo país.

    Qualquer reivindicação ou manifestação que perde a simpatia da sociedade tende ao fracasso e torna-se fraco no sentido de conseguir maiores ganhos.

    Por outro lado, a direção dos Correios e dos bancos estão agindo com uma insensibilidade seguida de uma irracionalidade fora do comum

    ResponderExcluir
  36. SEGUNDO SINDICALISTAS A PRESIDENTA JOGA MAIS DURO QUE "DRº" LULA, VEJAM MATERIA/FOLHA.COM
    A MALDIÇÃO DA COPA/LEMBRAM DA ULTIMA AQUI NO MARACA, O POVO SOFREU COM O FUTEBOL, AGORA SOFRE TODOS OS BRASILEIROS SURRUPIADOS EM SEUS DIREITOS E DIGNIDADE EM NOME DE QUE? COPA DA SACANAGEM DO MUNDO. TAMBEM CONHECIDA COMO, 'VAMOS ENCHER AS BURRAS, A HORA É AGORA", O POVO, QUE POVO QUE NADA NEM É ÉPOCA DE ELEIÇÃO, MAS MANTEHAMOS O PÃO E O CIRCO, AINDA ESTA OTIMO PARA ELES, O POVÃO.(PENSAM E AGEM ASSIM DESAVERGONHADAMENTE NOSSOS GOVERNANTES.)
    10/10/2011 - 06h00
    Governo endurece política de greve e irrita sindicalistas
    PUBLICIDADE
    DE SÃO PAULO

    O governo da presidente Dilma Rousseff endureceu a política de greves e irritou o mundo sindical, informa reportagem de Renato Machado e Natuza Nery, publicada na Folha desta segunda-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    A necessidade de ajuste fiscal e o receio de uma escalada inflacionária levaram o Executivo a atacar o "bolso dos grevistas" com corte de ponto --prática raramente vista na gestão Lula, segundo centrais sindicais.

    O objetivo é desencorajar paralisações que se anunciam em outras áreas cruciais, como policiais, servidores do Judiciário e petroleiros, que negociam essa semana diretamente com a Petrobras e com o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral).

    Para diversas entidades sindicais, Dilma joga mais duro que Lula.

    Leia mais na edição da Folha desta segunda-feira, que já está nas bancas.

    ResponderExcluir
  37. DILMA, AMARGO REGRESSO/FOLHA.COM

    Com apreensão, o entorno de Dilma aguarda seu regresso e a retomada dos temas nacionais. Na volta, a presidenta deverá saber com detalhes o resultado dos levantamentos prévios sobre o crescimento do PIB no terceiro trimestre.

    O PIB é oficial. É um dado trimestral. Mas o Banco Central tem indicador com base mensal que permite prever o PIB com eficiência. Com os levantamentos de junho, julho e agosto --portanto, só faltando o de setembro--, os dados aproximados apontam para um crescimento negativo.

    Se o mês de setembro for bem --e não é o que mostram os dados mais recentes de crescimento industrial--, na melhor hipótese, o PIB deve ficar perto de zero. Tudo isso posto, o PIB de 2011 deve chegar a 3,2%, no máximo 3,3%.

    Ninguém quer dar a notícia. Poucas coisas incomodam mais a presidenta do que crescimento baixo, em declínio. Comparado com os 7,3% de 2010, é duro. Dilma fica muito brava. O mensageiro vai precisar de habilidade para levar a notícia e contar o quadro completo.

    Dilma e o ministério da Fazenda ainda falavam em crescimento de 4% para 2011. Mas sabiam que o número estaria mais próximo de 3,5%, expectativa do Banco Central. Pois a notícia que ela vai receber é que, com o resultado do terceiro trimestre, o crescimento vai ficar abaixo disso. É golpe cruel.

    Depois da acolhida de gala na Bulgária e após exortar a Europa a não mergulhar em recessão, Dilma vai enfrentar a realidade brasileira.

    Sobrará uma "escolha de Sofia": se quiser derrubar a inflação para 5,5%, 5,0% em 2012, não terá crescimento maior que 3,2% também no ano que vem; se preferir crescer até 4%, a inflação vai se consolidar entre 6,5% e 7%. Como Dilma reagirá?
    COMO JÁ DISSE ANTES SOBRE A POSE DE RAINHA, COMEU FEIJOADA E QUER ARROTAR CAVIAR LÁ NA EUROPA AS NOSSAS CARISSÍMAS CUSTAS, CONSERTA SUA CASA PRESIDENTA E AJUDE O TRABALHADOR HONESTO A REALMENTE TER UM SALARIO DIGNO E MAIS RESPEITO, TUDO ISTO NÃO É CULPA DA TURMA DE BAIXO, AGORA É FAUSTÃO BRASIL: SE VIRA NOS TRINTA MULHER BRAVA.

    ResponderExcluir
  38. Dilma tem dia de turista em Istambul.
    TITULO DA MATERIA NO JORNAL FOLHA.COM E VEJA TAMBEM GLOBO PERDE 36% DE AUDIENCIA EM TREIS ANOS E CONTINUA CAINDO, ENFIM UMA BOA NOTICIA, DEUS AGE NO BRASIL, PODE CRER AMIGOS. DENUNCIAS PARA A FOLHA NO LINK "FOLHALEAKS" ENCHAM A PAGINA.

    ResponderExcluir
  39. JÁ PENSARAM QUE O AVIÃO QUE ATRAVESSA O ATLÂNTICO, RUMO À ÍNDIA, TEM UMA PANE E CAI.

    VAI SUJAR AS ÁGUAS DO OCEANO ATLÂNTICO POR MUITOS ANOS.

    ResponderExcluir
  40. Haddad diz a aliados que fica no MEC até janeiro.
    VAI LOGO MINISTRO DA DESEDUCAÇÃO, SEGURA POVO DE SÃO PAULO, LÁ VAI ABACAXI PARA VCS, HOJE DEUS TA CAPRICHANDO NAS NOTICIAS BOAS, OBRIGADO SENHOR.
    FOLHA.COM - VEJAM MATERIA COMPLETA.

    ResponderExcluir
  41. ATENÇÃO PROFESSORES, O PAPA E A IGREJA CATOLICA DEIXARAM SUA OPINIÃO SOBRE OS ATOS COMO AQUI PRATICADOS PELO GOVERNO, É A DEIXA PARA MANDAR MENSAGENS PARA O CHEFE MAIOR DA IGREJA, AFINAL MINAS É UM ONDE SE ENCONTRA MAIS CATOLICOS NO PAIS. EVANGELICOS, "PASTOR"JOÃO LEITE JÁ MOSTROU SUAS GARRAS DE SATANÁS A FAVOR DOS GRANDES.
    Acompanhe a Folha.com no Twitter
    09/10/2011 - 15h50
    Sociedade está contaminada por mentalidade não humana, diz papa.

    O papa Bento 16 disse que a sociedade atual está contaminada por uma mentalidade que não é cristã "nem humana" por ser "dominada por interesses econômicos". A declaração foi dada neste domingo no mosteiro de Serra San Bruno no sul da Calábria.

    Depois de celebrar uma missa em Lamezia Terme, o sumo pontífice foi de helicóptero para o mosteiro. lá, disse disse admirar o voto de silêncio do monastério, porque, segundo ele, ajuda a se aproximar de Deus.

    Franco Cufari/Efe

    O papa Bento 16 celebra missa em uma esplanada na região da Calábria, na Itália, que visitou neste domingo
    Bento 16 foi aclamado a bordo do papamóvel por milhares de pessoas e homenageou São Bruno (1030-1101), fundador da Ordem dos Cartuxos, que faleceu no local.

    Dirigindo-se à multidão antes de entrar no mosteiro, o papa destacou que "às vezes, o ar que respiramos em nossas sociedades não é saudável, está contaminado por uma mentalidade que não é cristã, e que também não é humana".

    COISAS TERRENAS

    Ele atribui a afirmação a vida voltada aos interesses econômicos, preocupada "apenas com as coisas terrenas e privada de uma dimensão espiritual".

    Segundo o pontífice "nesse clima, não só Deus é marginalizado, como também o próximo, e não há um compromisso pelo bem comum".

    "O mosteiro é, pelo contrário, o modelo de uma sociedade que coloca Deus e a relação fraterna no centro", considerou o papa.

    ResponderExcluir
  42. COPA AMALDIÇOADA FAZ MAIS VITIMAS, ATÉ QUANDO, ACORDA POVÃO.

    Com espaço escasso, Copa ameaça feiras de negócios em São Paulo

    São Paulo recebe metade das feiras de negócios do Brasil. Esses eventos movimentam R$ 13,6 bilhões por ano somente no aluguel de centros de eventos, informa reportagem de Evandro Spinelli para a Folha.

    A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    Isso é bom, movimenta a economia paulistana. No ano passado foram cerca de 3 milhões de pessoas, do total de 11,5 milhões de turistas que a cidade recebeu.

    No primeiro semestre deste ano, o setor de serviços ligado ao turismo arrecadou R$ 94,8 milhões em impostos para a prefeitura.

    Mas, por outro lado, São Paulo chegou ao seu limite. Empresários e especialistas do setor apontam o gargalo, que vai se escancarar com a realização da Copa do Mundo de 2014.

    O principal problema hoje é a falta de espaços para grandes eventos, feiras, shows e convenções.

    "Teríamos feiras para 120 mil ou 140 mil metros quadrados", diz Armando Arruda Pereira de Campos Mello, presidente-executivo da Ubrafe (União Brasileira dos Promotores de Feiras).

    O maior pavilhão da cidade de São Paulo, o Anhembi, conta com somente 71,4 mil metros quadrados.

    ResponderExcluir
  43. ASSIM FUNCIONA O BRAZIL, ACORDA POVÃO, ESSE TREM AINDA TINHA CONCERTO, ESTA COMO O A NAÇÃO AINDA TEM JEITO MAS ESTA A PREÇO DE FERRO VELHO, ACORDA POVÃO.

    Trem da RFFSA era vendido como sucata, mesmo sendo 'servível'
    PUBLICIDADE

    ENVIADO ESPECIAL A AVAÍ (SP)

    A CGU (Controladoria-Geral da União) vai investigar a venda de patrimônio da extinta RFFSA (Rede Ferroviária Federal) feita nos últimos anos no Brasil, informa reportagem de Agnaldo Brito para a Folha.

    A íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    Relatório da Polícia Federal mostra que um esquema montado em São Paulo desviou, como mera sucata, bens servíveis ou recuperáveis de alto valor.

    Segundo a PF, a operação seria repetida agora pela Diretoria de Infraestrutura Ferroviária do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte).

    A controladoria disse que deverá abrir um Processo Administrativo Disciplinar para apurar o desvio de conduta de servidores que tenham participado da alienação irregular de bens da RFFSA.

    Segundo a PF, que fez a denúncia à CGU, a transação envolve, além de agentes públicos, concessionárias de ferrovia, ferros-velhos e até siderúrgicas que teriam usado material ferroviário para a produção de vergalhões.

    "Os bens levados a leilão pelo Dnit podem ter sido avaliados com os mesmos critérios dos processos licitatórios anteriores, classificando bens servíveis (...) como sucata, (...) promovendo o enriquecimento ilícito de alguns envolvidos em detrimento do erário", afirma relatório.

    ResponderExcluir
  44. ESTA AÍ UMA GRANDE PARTE DA CRISE MUNDIAL EXPLICADA, ELES GASTAM NABABESCAMENTE E NÓS PAGAMOS A CONTA, O CARA COLOCOU A BOCA NO MUNDO E AGORA É CLASSIFICADO COMO DOIDO, O PAPA TEM MUITA RAZÃO QUANDO DIZ QUE O MUNDO NÃO É MAIS HUMANO.

    10/10/2011 - 08h30
    Autor explica dinheiro sem lastro com crueza e sarcasmo
    PUBLICIDADE
    CLAUDIA ANTUNES
    DO RIO

    Fez sucesso no YouTube em setembro o vídeo em que um suposto operador do mercado financeiro, Alessio Rastani, afirma à BBC britânica que está se lixando para se os governos vão conseguir deter a crise na zona do euro.

    "Nossa função é ganhar dinheiro com a crise", diz ele. "Os governos não mandam no mundo. O Goldman Sachs manda", afirma.

    A sinceridade provocou suspeitas e o jornal "Telegraph" descobriu que Rastani, autor de um blog sobre finanças, não tinha autorização para trabalhar na City londrina.

    Ele não era a fonte mais autorizada, mas a mesma crueza, quase pornográfica, está em "Extreme Money" (FT Press, do Financial Times).

    O autor do livro que descreve e explica a "financeirização" da economia é Satyajit Das, consultor de bancos e especialista em derivativos --operações em que os investidores tentam antecipar ganhos ou evitar perdas com a variação futura de moedas, commodities, dívidas etc.

    O sarcasmo dá o tom desde o início, quando ele fala da febre pré-2008 da venda de imóveis para americanos "ninja" (iniciais em inglês de sem renda, sem emprego e sem bens).

    O texto é cheio de referências, às vezes cansativas, à cultura pop (Woody Allen, Andy Warhol, Jon Stewart, Grouxo Marx) e a eruditos em geral pouco citados por economistas, como Marshall McLuhan, Zygmunt Bauman, o grego Heródoto.

    É impossível não se sentir voyeur diante do mundo paralelo no qual o "rei sol" de um banco de investimentos aluga o castelo de Versalhes para seu casamento, e outro executivo explica por que não vive em Nova York com menos de US$ 2 milhões por ano.

    Num fórum financeiro três anos antes do estouro da bolha imobiliária, um guru oriental de túnica e mocassins Gucci tenta fazer a plateia levitar. Financistas pagam milhões por instalações do britânico Damien Hirst, como o tubarão num aquário de formol.

    Mas o livro vai muito além do anedótico, contando como o esgotamento da economia industrial do pós-Guerra e decisões políticas nos anos 1980 levaram o dinheiro à fase em que é "capaz de multiplicação infinita e completamente irreal".

    LEIGOS

    Para os leigos, seu público alvo, "Extreme Money" traz explicações didáticas sobre como funcionam operações financeiras como "short selling" e "carry trade".

    "Os bancos aprenderam a cortar e fatiar dívidas de mais maneiras do que qualquer 'chefe-celebridade'", afirma o autor.

    Ele analisa as fórmulas matemáticas baseadas na suposta eficiência do mercado e compara a economia hoje à astronomia pré-Galileu, "movida por crenças políticas e filosóficas".

    O compromisso intelectual com a defesa das velhas maneiras é formidável, conclui, barrando ou diluindo iniciativas de regulação e reforma.

    Cita um banqueiro: "O período de remorso e desculpas precisa acabar".

    Extreme Money: Masters of the Universe and the Cult of Risk
    Satyajit Das
    EDITORA FT Press
    QUANTO US$ 23,99
    AVALIAÇÃO Ótimo

    ResponderExcluir
  45. Maior | Menor Enviar por e-mail Comunicar erros Link
    Acompanhe a Folha.com no Twitter
    09/10/2011 - 16h36
    Lei proíbe pipoqueiros de trabalhar nas calçadas de Belo Horizonte
    PUBLICIDADE
    PAULO PEIXOTO
    DE BELO HORIZONTE

    Algumas das mais tradicionais profissões de rua, como a dos pipoqueiros e vendedores de algodão-doce, estão proibidas de atuar nas ruas de Belo Horizonte por conta de uma lei do Executivo municipal, o Código de Posturas. Mas eles resistem.

    A lei proíbe "a utilização do passeio por ambulantes" e determina que os licenciados pela prefeitura sejam "redirecionados, sempre que possível, para outras áreas no logradouro público acessíveis e atrativas".

    O problema é que a lei, promulgada no ano passado pelo prefeito Marcio Lacerda (PSB), não diferenciou o ambulante do trabalhador que usa o "veículo de tração humana", reconhecido no próprio código.

    A Secretaria de Regulação Urbana informou à Folha, em nota, que "a única restrição legal é quanto a ocupação do passeio". "Os pipoqueiros podem trabalhar nas praças, nos afastamentos frontais das edificações e ainda no local de vaga de estacionamento", diz a nota.

    Os pipoqueiros, no entanto, organizados em um sindicato desde 1956, se recusam a deixar as calçadas, onde estão há anos. Teriam que deixar as portas dos cinemas e teatros. Eles reclamam e pedem mudança na lei.

    "Nós somos confundidos com ambulantes por causa da lei. Queremos é mais espaço para trabalhar", disse Vicente Garcia, 60, diretor social do sindicato e cuja família é constituída por pipoqueiros (a mãe, o irmão, a irmã e o cunhado).

    Mesmo com a prefeitura liberando as praças, as principais de BH que são pontos turísticos e de eventos, como a da Liberdade e da Estação, na região centro-sul, e a de Santa Tereza, na leste, são proibidas para eles.

    A queixa resultou numa audiência pública na Câmara Municipal, e o vereador João Bosco Rodrigues (PT) se comprometeu a apresentar emenda fazendo a exceção para que os que trabalham com os veículos de tração humana usem as calçadas.

    Estão autorizados a usar esse tipo de veículo, pela lei, os que vendem, além do algodão-doce e pipoca, milho verde, água-de-coco, doces, água mineral, suco e refresco industrializado, refrigerante, picolé, sorvete, amendoim torrado, cachorro-quente, churro e frutas.

    "Queremos trabalhar, porque a pipoca é aceita por todo mundo no mundo todo", disse o pipoqueiro Garcia, um dos cerca de 90 habilitados pela Prefeitura em BH.

    ResponderExcluir
  46. 08/10/2011 - 11h57
    Professores da rede estadual do Ceará suspendem greve
    PUBLICIDADE

    PAOLA VASCONCELOS
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE FORTALEZA

    Depois de mais de dois meses em greve, os professores da rede estadual do Ceará, decidiram, na sexta-feira (7), suspender a paralisação por 30 dias e voltar às escolas nesta segunda-feira.

    Professores em greve protestam em Fortaleza
    Professores em greve desocupam Assembleia Legislativa do Ceará
    Professores em greve temem novo confronto com a PM no Ceará
    Professores em greve entram em confronto com a PM no Ceará

    Conforme o sindicato dos professores, o retorno às salas de aula é uma estratégia do movimento para negociação das reivindicações da categoria com o governo do Estado e foi mediado pelo Ministério Público Estadual.

    Os professores querem a aplicação do Lei do Piso Nacional para todas as faixas da categoria, com vencimento inicial de R$ 1.597,87.

    O sindicato estabeleceu uma agenda de eventos para continuar o movimento. Já nesta segunda-feira, está marcada mais uma reunião de negociação com a Secretaria da Educação do Estado. A reposição das aulas ainda será negociada.

    ResponderExcluir
  47. SERÁ QUE A PRSIDENTA ESTA MESMO PREOCUPADA COM A FALTA DE EDUCAÇÃO NESTE PAIS, HUMMM..DUVIDO...!!

    - 17h43
    Servidores da Educação gritam 'fora Dilma' durante protesto no DF
    PUBLICIDADE

    FLÁVIA FOREQUE
    ANA FLOR
    DE BRASÍLIA

    Atualizado às 19h03.

    Depois de mais de duas horas bloqueando o trânsito na avenida em frente ao Palácio do Planalto, servidores federais da área da Educação --em greve há dois meses-- deixaram o local.

    A saída ocorreu após serem recebidos por assessores da Secretaria Geral da Presidência da República. Eles, entretanto, prometeram voltar se não forem recebidos pela ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil) ou pela presidente Dilma Rousseff.

    Com gritos de "fora Dilma" e críticas à gestão da Educação tanto do governo atual quanto o do ex-presidente Lula, os cerca de 400 manifestantes, segundo estimativa da Polícia Militar, pedem reajuste de 14,6%

    Eles passaram mais de duas horas sentados na pista do Eixo Monumental, bloqueando todas as seis pistas. Tentavam chamar a atenção dos ministros com gritos de ordem e vuvuzelas.

    O grupo do Sinasefe (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e TEcnológica) engloba professores, técnicos e servidores administrativos da área da Educação em nível federal. São ligados ao Conlutas, que representa sindicatos dissidentes da CUT e ligados ao PSTU e PSOL.

    Além do "fora Dilma", o grupo gritava "Dilma, que papelão, no país da Copa não tem educação". Eles também carregam um caixão em tamanho real, com faixas pedindo 10% do PIB para a Educação.

    Na semana passada, o grupo protocolou um pedido de audiência com a presidente Dilma Rousseff e com a ministra Gleisi Hoffmann.

    Além do reajuste, os manifestantes pedem a destinação de 10% do PIB à Educação e melhor infraestrutura para a expansão dos institutos federais.

    A valorização dos servidores da Educação, em especial os professores do Ensino Básico foi promessa de campanha de Dilma.

    "O governo que dizia ser dos trabalhadores não aceita negociar com grevistas", diz Érica Souza Tupirá, servidora grevista. Segundo ela, o grupo foi recebido pelo MEC (Ministério da Educação), sem sucesso.

    Pelo menos 50 seguranças do Planalto e policiais militares acompanham a manifestação.

    ResponderExcluir
  48. Maior | Menor Enviar por e-mail Comunicar erros Link
    Acompanhe a Folha.com no Twitter
    04/10/2011 - 19h46
    Minas cria disque-denúncia para professores vítimas de violência
    PUBLICIDADE
    LUIZA BANDEIRA
    DE SÃO PAULO

    Um disque-denúncia criado em Minas Gerais para receber queixas de professores que foram vítimas de violência recebe, em média, uma denúncia a cada três dias.

    Criado em fevereiro pelo Sinpro-MG (sindicato dos professores da rede particular), o 0800 recebeu, até setembro, 83 ligações. Segundo o sindicato, o serviço é o único do tipo no país.

    Ainda de acordo com a entidade, 43 ligações partiram de professores da rede pública, e 40, da rede privada.

    O presidente do Sinpro-MG, Gilson Reis, estima que o número de casos de violência seja ainda maior. Para ele, docentes da rede privada têm medo de denunciar abusos porque podem ser demitidos.

    Nos estabelecimentos particulares, ameaça, intimidação, agressão verbal e assédio moral são as queixas mais comuns. Houve também dois relatos de violência física, e um professor denunciou a existência de tráfico de drogas na escola.

    O sindicato não detalhou os dados sobre denúncias nas escolas públicas.

    Para Reis, é importante que os professores denunciem agressões nos primeiros estágios para que elas não se tornem mais graves.

    "No ano passado, um aluno matou um professor universitário em Belo Horizonte. Ele iniciou com a intimidação, depois houve a agressão verbal e chegou ao limite, o que poderia ter sido evitado", diz.

    Na maioria dos casos, o autor da violência foi um aluno. As denúncias podem vir de professores do ensino básico e universitário.

    As queixas de docentes da rede privada são acompanhadas com o professor, levadas à direção da escola ou comunicadas à polícia.

    O sindicato informou, porém, que apenas uma universidade tomou atitudes em relação a uma denúncia.

    Na rede pública, os casos são comunicados à Secretaria Estadual de Educação ou à Secretaria de Direitos da Cidadania do município.

    Em Minas, as denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800-7703035.

    ResponderExcluir
  49. Bom dia guerreiro Euler.
    Parabéns por ultrapassar um milhão de visitas.
    Agradeço,em nome de todos os educadores.Este blog é fundamental para nossa luta.

    ResponderExcluir
  50. Maior | Menor Enviar por e-mail Comunicar erros Link
    Acompanhe a Folha.com no Twitter
    04/10/2011 - 19h46
    Minas cria disque-denúncia para professores vítimas de violência
    PUBLICIDADE
    LUIZA BANDEIRA
    DE SÃO PAULO

    Um disque-denúncia criado em Minas Gerais para receber queixas de professores que foram vítimas de violência recebe, em média, uma denúncia a cada três dias.

    Criado em fevereiro pelo Sinpro-MG (sindicato dos professores da rede particular), o 0800 recebeu, até setembro, 83 ligações. Segundo o sindicato, o serviço é o único do tipo no país.

    Ainda de acordo com a entidade, 43 ligações partiram de professores da rede pública, e 40, da rede privada.

    O presidente do Sinpro-MG, Gilson Reis, estima que o número de casos de violência seja ainda maior. Para ele, docentes da rede privada têm medo de denunciar abusos porque podem ser demitidos.

    Nos estabelecimentos particulares, ameaça, intimidação, agressão verbal e assédio moral são as queixas mais comuns. Houve também dois relatos de violência física, e um professor denunciou a existência de tráfico de drogas na escola.

    O sindicato não detalhou os dados sobre denúncias nas escolas públicas.

    Para Reis, é importante que os professores denunciem agressões nos primeiros estágios para que elas não se tornem mais graves.

    "No ano passado, um aluno matou um professor universitário em Belo Horizonte. Ele iniciou com a intimidação, depois houve a agressão verbal e chegou ao limite, o que poderia ter sido evitado", diz.

    Na maioria dos casos, o autor da violência foi um aluno. As denúncias podem vir de professores do ensino básico e universitário.

    As queixas de docentes da rede privada são acompanhadas com o professor, levadas à direção da escola ou comunicadas à polícia.

    O sindicato informou, porém, que apenas uma universidade tomou atitudes em relação a uma denúncia.

    Na rede pública, os casos são comunicados à Secretaria Estadual de Educação ou à Secretaria de Direitos da Cidadania do município.

    Em Minas, as denúncias podem ser feitas pelo telefone 0800-7703035.

    ResponderExcluir
  51. ISTO DEVE ESTAR ENSAIADO COM LULA, POIS FALTA MUITO TEMPO AINDA, AGORA SÓ FALTA PERGUNTAR O POVO, SERÁ QUE EXISTE ESTE TAL CAPITAL POLITICO??????????????????????????

    Eu estarei pronto, seja Lula ou Dilma', diz Aécio

    Ele diz que a opção José Serra "terá de ser avaliada por seu capital eleitoral e experiência política"

    Agência Estado - 9/10/2011 - 08:30

    RENATO COBUCCI

    Questionado sobre projetos para 2014, Aécio disse que estará à disposição do PMDB
    Diante da pressão de companheiros de PSDB para que assuma logo sua pré-candidatura a presidente em 2014, o senador Aécio Neves (MG) não deixa dúvidas. "Se esta for a vontade do partido, eu estarei pronto para disputar com qualquer candidato do campo do PT, seja Lula ou Dilma. Serão eleições com perfis diferentes e eu não temo nenhuma das duas", disse o ex-governador ao jornal O Estado de S. Paulo, em entrevista publicada na edição deste domingo.

    Mas Aécio pondera que o debate das candidaturas deve ficar para "o amanhecer de 2013", pois "uma decisão correta no momento errado é uma decisão errada". Ele diz que a opção José Serra "terá de ser avaliada por seu capital eleitoral e experiência política" e cita também os governadores Geraldo Alckmin (SP), Marconi Perillo (GO) e Beto Richa (PR) como presidenciáveis. Nesse quadro, defende eleições prévias para a escolha dos candidatos tucanos a partir da eleição de 2012.

    Questionado sobre seu projeto para 2014, Aécio diz: "O que eu disse aos companheiros do PSDB é que estarei à disposição do partido para cumprir meu papel, seja como candidato ou apoiador de um candidato que eventualmente tenha melhores condições de disputa do que eu."

    Ainda na entrevista, Aécio afirma achar que "o PSDB amadureceu o suficiente para ver que, ou vamos todos unidos de verdade, ou não teremos êxito. E o PSDB tem figuras extremamente relevantes nesse processo. O governador Alckmin é uma liderança nacional com condições até de ser o candidato com êxito. O senador Aloysio Nunes é um dos mais qualificados quadros do Congresso e será um instrumento importante na construção da unidade do partido, seja em torno de quem for, e incluo aí o companheiro José Serra. O presidente FHC terá sempre um papel de orientador maior". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    ResponderExcluir
  52. SERÁ PORQUE BATEM TANTO NO LULA AQUI EM MINAS E DILMA ABRE O COFRE PARA O GOVERNADOR, AÍ TEM TRUTA, AGORA ESTA QUESTÃO DE SABER DAS ROUBLHEIRAS, CLARO QUE SABIA, NO NARIZ DELE ORA BOLAS, MAS 'DRº'LULA NÃO VÊ, NÃO ESCUTA E NUNCA SOUBE DE NADA ERRADO AQUI NESTE TORRÃO CHAMADO BRAZIL. E O AÓCIO DEITA E ROLA, NINGUEM PISA NO CALO DELE, SERÁ PORQUE NEM MESMO O ATACADO DE SEMPRE,O LULA. CURIOSO NÉ... ESTA SITUAÇÃO.

    Governo sabia de fraude em obra no Planalto, diz revista


    Agencia Estado - 8/10/2011 - 17:44

    As obras de restauração do Palácio do Planalto, concluídas em agosto de 2010, ainda sob a presidência de Luiz Inácio Lula da Silva, foram superfaturadas, o governo sabia disso e nada fez, segundo reportagem publicada na edição desta semana da revista Veja. A reportagem informa que uma nota técnica da Secretaria de Controle Interno da Presidência, de outubro de 2010, alertava que o custo do empreendimento saltou de R$ 78 milhões, na época da licitação, em maio de 2009, para R$ 112 milhões, sem que fossem apresentados documentos que comprovassem os serviços incluídos no projeto ao longo da execução.

    Conforme a revista, a nota técnica indica que o governo pagou R$ 5,5 milhões a mais que o devido à empresa Porto Belo Construções, responsável pelas obras. Mesmo assim, o governo nada teria feito a respeito.

    A Secretaria de Comunicação da Presidência informou que a nota técnica foi encaminhada à Secretaria de Controle Interno do Ministério da Defesa e à Comissão de Obra do Exército. A assessoria da Defesa, por sua vez, informou que o caso está sob análise de auditores internos, de acordo com a revista.

    A Porto Belo Construções disse que parte dos projetos foi entregue durante a execução, o que fez com que determinados trabalhos fossem refeitos. Além disso, a empresa alega que em obras de restauração é comum surgirem demandas ao longo do processo.

    ResponderExcluir
  53. Parabéns, Prof. Euler, por essa marca de acessos conquistada. Um milhão de acessos corrobora a confiabilidade deste blog para todos que o acessam. Por aqui as pessoas buscam informação, dão informação e se expõem de forma democrática, por tudo isso é que ele consta dos nossos acessos FAVORITOS. Este blog é o elo principal da corrente que se formou para unir os educadores do estado.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  54. E NA CALADA DA NOITE MINEIROS SÃO PREMIADOS COM MAIS IMPOSTOS, AGRADEÇAM GENTE E VOTEM NO MENTOR AÓCIO PLAYBOY PARA PRESIDENTE.

    Projetos do Governo vão criar taxas

    Três propostas que já foram protocoladas na Assembleia Legislativa alteram a lei tributária em Minas Gerais

    Ana Flávia Gussen - Do Hoje em Dia - 10/10/2011 - 07:36

    EUGENIO MORAES

    Projeto chama atenção por alterar a tabela D, que dispõe sobre valores cobrados pelo Detran


    Foram protocolados na Assembleia Legislativa três projetos de lei de autoria do Executivo que alteram a lei tributária estadual, número 6.763 de 1975, e criam mais taxas. Apesar da possibilidade de reunir em uma só matéria a proposta da “minirreforma tributária”, o governador Antonio Anastasia (PSDB) optou por dividir em três partes e, assim, facilitar a tramitação dos projetos.

    O PL nº 2.449/2011 chama a atenção de especialistas por alterar a chamada tabela D, que dispõe sobre valores cobrados de motoristas para estadia de veículos apreendidos pelo Departamento de Trânsito do Estado (Detran-MG). Atualmente, a estadia de cada veículo apreendido custa ao proprietário 5 Ufemgs – unidade fiscal do Estado –, o que equivale a R$10,90 por dia. A taxa, que até então era fixa, é, na proposta enviada ao Legislativo, desmembrada em três itens e tem seus valores aumentados em até 160%.

    Proprietários de veículos com peso igual ou superior a 3.500 kg passam a pagar R$ 28,35 pela diária (13 Ufemgs). Já os donos de veículos com peso inferior a 3.500 kg pagam R$ 21,81 pela estadia (10 Ufemgs). Proprietários de motos e veículos de até três rodas passam a pagar R$15,26 por dia (7 Ufemgs). Já a taxa cobrada para remoção dos veículos, até então fixada em R$ 106,88 (49 Ufemgs), tem aumento de até 50% com a nova proposta do Executivo. Veículos com peso acima de 3.500 kg terão remoção taxada em 73 Ufemgs, o equivalente a R$ 159,23. Proprietários de automóveis abaixo de 3.500 kg passam a pagar R$ 119,97 para remove-los dos pátios. Na contramão dos aumentos, proprietários de motos passam a pagar abaixo do valor atual, R$ 87,25 (40 Ufemgs).

    A matéria também cria uma taxa de R$19,63, cobrada para disponibilizar o acesso ao banco de dados do Detran para motoristas e empresas ligadas ao setor de transportes. Até agora o serviço é prestado gratuitamente pelo Estado. Ao Hoje em Dia, a Secretaria de Estado da Fazenda, por meio da assessoria de imprensa, informou que a iniciativa visa aumentar a arrecadação com tais serviços, uma vez que os valores estariam defasados.

    “Estes serviços (reboque e estadias) apresentam alto custo para o Estado”, registrou o Governo por meio de nota. Advogado tributarista e diretor do Ibmec, Itamar Machado caracteriza a proposta como abusiva. “Concordo com a criação dos subitens, mas os valores por peso deveriam ser calculados com base na taxa cobrada atualmente. Não justifica aumentar em até 160% a cobrança. O Governo está tirando proveito da mudança para aumentar a arrecadação”, declarou.

    Sobre a criação da taxa incidente sobre o uso do banco de dados do Detran, o tributarista garante que ela será repassada para o bolso do consumidor. “Se as empresas passam a pagar a taxa para ter acesso ao banco de dados, elas repassarão esse custo para os consumidores”, completou.

    ResponderExcluir
  55. Marisa Karla-Governador Valadares10 de outubro de 2011 09:03

    Parabéns Professor Euler,
    O seu blog atingiu 1000906 visitas.Você faz da
    palavra a nossa luta!
    Professor Mauro NDG Caratinga:
    Concordo com você, ficar nas mãos de um
    Danilo de Castro é andar como caranguejo.
    O ideal é providenciar fundo de greve para iniciar o ano letivo em greve.
    Vamos aguardar a posição do Sindicato.
    Abraços,
    .

    ResponderExcluir
  56. Parabéns pelos 1000.000 de visitas.
    Seu blog não pode parar, já estou viciada.
    Vamos pra frente que atrás vem gente!
    Abraços

    ResponderExcluir
  57. POLICIAIS DE TODO O BRASIL LUTAM A TREIS ANOS PARA CONSEGUIR UM PISO NA CARREIRA E A PRESIDENTA ACHA QUE AGORA NÃO DÁ..DÁ PRA ENTENDER OU NÃO?????
    No Brasil, um policial militar e um bombeiro em começo de carreira ganha, em média, R$ 1.018. Já na Polícia Civil, o piso salarial médio é de R$ 1.693. Os valores, entretanto, variam muito em cada Estado, já que o pagamento dos servidores é de responsabilidade dos governos estaduais. Por isso, as categorias pressionam desde 2008 para que seja criado um piso salarial nacional – proposta que agora aguarda para ser votada na Câmara.

    Vote: qual deve ser o piso salarial da PM?

    Leia as últimas notícias do R7

    Para se ter uma ideia da disparidade, no Distrito Federal, que tem os maiores salários do país, um policial civil em começo de carreira ganha cerca de R$ 7.500 – quatro vezes a mais que a média nacional. O DF também é o local que paga o maior piso salarial aos policiais militares, que começam a trabalhar com uma remuneração mensal de pouco mais de R$ 4.100 – valor também quatro vezes superior à média do país.

    E os baixos salários não são pagos, necessariamente, nos Estados mais pobres. Para se ter uma ideia, o Rio de Janeiro, que tem o segundo maior PIB (produto interno bruto, ou a soma das riquezas do Estado) do Brasil, paga o menor salário inicial para a Polícia Civil (R$ 1.530) e um dos piores pisos para a PM (cerca de R$ 1.130). Já o Estado de Sergipe, que tem o 21º PIB do país, paga cerca de R$ 3.000 aos policiais civis e militares - quase o dobro que o governo fluminense.

    Inicialmente, a PEC 300 (Proposta de Emenda Constitucional), que propõe a criação de um piso nacional para os servidores policiais, estabelecia que nenhum Estado pagasse menos que o Distrito Federal. Porém, o projeto foi alterado e determinou apenas que caberá ao governo federal propor o valor base.

    Confira também
    Análise: Brasil pode viver apagão da segurança

    Piso médio da PM é de R$ 1.020 no Brasil
    Veja abaixo quanto cada Estado paga, em média, aos seus policiais militares e civis em começo de carreira. As informações são da Cobrapol (Confederação Brasileira dos Trabalhadores Policiais Civis), uma das entidades que briga pela aprovação da PEC 300 no Legislativo. Contudo, tanto a Cobrapol quanto outras associações da PM ouvidas pelo R7 destacam que os valores podem sofrer alterações, pois alguns Estados já promoveram reajustes e não há um levantamento oficial nacional.

    ResponderExcluir
  58. URGENTE, URGENTE!!

    Gente, vocês leram a reportagem da VEJA, ontem, dia 9, domingo do Gustavo Ioschpe? Vou inserir apenas algumas informações. Por favor, leiam. Devemos colocar nossas argumentações, mostrar nossos contra-cheques.

    O ROMBO DA EDUCAÇÃO É O CABIDE DE EMPREGOS DE 46 BILHÕES DE REAIS

    “O primeiro fator impactado por essa gastança é o salário do professor. Esse dado explica como o Brasil pode, ao mesmo tempo, investir tanto em educação e ter professores tão insatisfeitos com o seu rendimento. (A propósito, cruzando os dados da OCDE com o PIB brasileiro, o salário médio mensal do professor na rede pública é de 2262 reais. Cuidado com os discursos do pessoal que fala do "salário de fome".) Se se demitissem os funcionários excedentes e o salário deles fosse transferido aos professores, a remuneração destes aumentaria 73%, para 3906 reais mensais. // O segundo impacto é o poder político desse grupo. Se já seria difícil a algum político ir contra a vontade dos 2 milhões de professores, o que dizer então de um grupo que, na verdade, tem 5 milhões de membros, a grande maioria sindicalizada e politizada? Não é de espantar que os políticos dispostos a encarar a briga com a categoria tenham sido invariavelmente derrotados. Não é de espantar, também, que a categoria consiga fazer greves tão volumosas e barulhentas”.

    ESSES DISCURSOS TÃO BONITOS QUE AQUI TENHO O PRIVILÉGIO DE LER, NESTE BLOG ABENÇOADO, COM DEPOIMENTOS VERDADEIROS DA SITUAÇÃO REAL DA EDUCAÇÃO E DE MUITOS EDUCADORES; TAMBÉM DEVERIAM ESTAR PREENCHENDO ESPAÇOS DE JORNAIS E REVISTAS INFLUENTES COMO A REDE GLOBO, A VEJA, ETC. NÃO BASTA DIZERMOS PALAVRAS BONITAS (AQUI ENTRE QUATRO PAREDES NO BLOG DO EULER), QUE, NEM SEMPRE, MAS NA MAIORIA DAS VEZES, SÃO LIDAS APENAS POR NÓS EDUCADORES!!!!

    VAMOS LÁ MINHA GENTE... A NAÇÃO TAMBÉM PRECISA SABER!

    REVISTA VEJA, pág 117
    Não vi a reportagem online, apenas em blogs, e incompleta.

    Flávia

    ResponderExcluir
  59. SE SEGURA TRABALHADOR MINEIRO E BRASILEIRO, COISA BOA NÃO É, TANTO EMPENHO ASIIM, PARA QUEM SABE LER DOIS PINGOS É LETRA, AINDA MAIS NO STJ, ACORDA BRASIL DA ESCRAVIDÃO EM PLENO SECULO XXI.

    Bancada de Minas Gerais faz lobby
    para emplacar nova ministra do STJ
    Parlamentares alegam que o Estado perdeu representantes na corte nos últimos anos

    Sete parlamentares da bancada de Minas Gerais se reuniram nesta quinta-feira (6) com a ministra da Secretaria de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, para fazer lobby pela nomeação da desembargadora federal Assusete Magalhães, do TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), para o STJ (Superior Tribunal de Justiça).

    Leia mais notícias no R7

    O senador Clésio Andrade (PR-MG) disse que “é de grande importância para Minas ter participação no STJ”.

    - Nos últimos anos, Minas perdeu ministros do STJ sem nenhuma reposição.

    Segundo os parlamentares, o Estado perdeu seis ministros no STJ nos últimos cinco anos, enquanto São Paulo emplacou sete vagas no tribunal.

    O nome de Assusete integra a lista tríplice aprovada em sessão plenária do STJ em setembro. A relação será analisada pela presidente Dilma Rousseff, que escolherá um dos nomes.

    Assusete tem 62 anos, nasceu em Serro (MG) e integra o TRF-1 desde 1993. Os outros nomes da lista são dos magistrados Néfi Cordeiro e Suzana de Camargo Gomes, ambos nascidos no Paraná.

    Além de Clésio Andrade, participaram da reunião com Ideli os deputados Luis Tibé (PTdoB), Miguel Corrêa (PT), Odair Cunha (PT), Jaime Martins (PR) e Fábio Ramalho (PV), todos da bancada mineira.

    Eles também pediram à ministra o início da duplicação da BR-381, obra que teria sido prejudicada pela crise que se instalou no Ministério dos Transportes com a saída do ministro Alfredo Nascimento (PR-AM).

    ResponderExcluir
  60. Piso salarial dos professores chegará a R$ 1.450,86 em 2012
    Projeção do Tesouro para o valor, que representa reajuste de 22%, ainda pode ser alterada até o fim do ano
    Priscilla Borges, iG Brasília | 21/09/2011 20:11
    Texto:
    A projeção de arrecadação de impostos feita pelo Tesouro Nacional mostra que o piso salarial dos professores brasileiros deve chegar a R$ 1.450,86 em 2012. O valor é 22% maior do que o definido pelo Ministério da Educação para este ano, de R$ 1.187,08, e promete causar polêmicas entre governantes estaduais e municipais. Apesar de previsto em lei, o salário ainda não é cumprido por todos os Estados e municípios, que alegam falta de recursos para pagá-lo.


    Leia também:

    Minas e Paraná precisarão de ajuda para Educação
    MEC destina menos que o mínimo para novas creches
    Diferença de custo por aluno entre Estados é de 69%

    Essa é a menor remuneração que os professores devem receber por 40 horas de trabalho semanais. Vale lembrar, no entanto, que o valor ainda pode sofrer alteração. O reajuste do piso salarial é calculado com base no valor mínimo gasto por aluno segundo o Fundo de Manutenção da Educação Básica (Fundeb). Com as previsões já divulgadas pelo Tesouro, cada estudante custará R$ 2.009,45, pelo menos. Porém, só em dezembro, quando os cálculos são atualizados, o MEC divulga o valor final do piso. Os reajustes passam a valer em janeiro.

    A previsão é um pouco maior do que a calculada inicialmente pelo consultor educacional Luiz Araújo e divulgada pelo iG nesta terça-feira. Ele havia utilizado o reajuste sofrido pelo custo mínimo por aluno no Fundeb (que será de 16,68% em 2012) para calcular o piso salarial. Porém, a metodologia usada pelo MEC para fazer essa conta leva em consideração os valores estimados para gasto por aluno dos dois anos anteriores (2010 e 2011). O índice ficou em 22%.

    “As projeções do Tesouro não costumam ficar muito fora daquilo que de fato acontece. Às vezes, há ajustes para menos ou mais”, afirmou o ministro da Educação, Fernando Haddad.

    Recursos extras

    A partir da projeção de receita arrecadada com impostos por Estados e municípios, a União coloca mais recursos no Fundeb. Essa verba é destinada aos Estados que não conseguirão investir o valor mínimo estabelecido para cada aluno em todas as etapas da educação. Em 2012, o governo federal vai colocar R$ 10,6 bilhões no fundo. E parte desse recurso, pouco mais de R$ 1 bilhão, poderá ser usado para auxiliar a pagar o piso salarial.

    Somente os Estados que receberão o complemento da União para financiar o ensino podem receber ajuda para o pagamento do piso dos professores. Em 2012, serão: Minas Gerais, Paraná, Alagoas, Amazonas, Pará, Maranhão, Ceará, Bahia, Paraíba e Pernambuco. Porém, municípios em dificuldade que pertençam a outros Estados podem solicitar recursos extras ao MEC. Em janeiro, o ministério aprovou critérios para ajudar prefeituras.

    Segundo o MEC, menos de dez municípios solicitaram apoio desde então. Nenhum deles recebeu o benefício, porque não conseguiram preencher os pré-requisitos exigidos pela pasta.








    Fechar anúncio

    © 2011 Microsoft
    Termos
    Privacidade
    Sobre os nossos anúncios
    Anunciar
    Desenvolvedores



    Central de Ajuda

    ResponderExcluir
  61. Gente, copiei um trecho da página de abertura da OIT, colei no e-mail,enviei e perguntei se tudo aquilo não pode ser estendido a Minas, pois os professores daqui estão sofrendo várias pressões pelo governador.Direitos são de todos.
    Façam isso também, temos que gritar para o MUNDO a situação de MG em relação aos de baixo.

    ResponderExcluir
  62. Euler, meu filho..

    Haverá caravana para Brasília no dia 26 de outubro saindo de BH?

    ResponderExcluir
  63. Bom dia pessoal da luta, turma do NDG!

    Daqui a pouco estaremos nos dirigindo para a Cidade InAdministrativa, rsrs.

    Ao Anônimo das 10:01, haverá sim, vários ônibus para Brasília, segundo a direção sindical informou na reunião do Comando de Greve.

    Um forte abraço a todos e todas! Mais um dia de luta pela conquista dos nossos direitos!

    Euler

    ResponderExcluir
  64. Oi Euler! Muito obrigada pela informação das caravanas... Aqui que é o canal das informmações, pois, liguei lá agora no sind-ute central - Floresta e eles nem sabiam de nada sobre caravana para Brasília. Triste ne? Abraços!

    ResponderExcluir
  65. Hoje o Governaor Anastasia vai abrir seu coração, pagará o Piso a partir de 2012, com o reajuste, vai propor parcelamento das parcelas retroativas que deve ser desde janeiro/2010.
    Amem (esta é minha oração)

    ResponderExcluir
  66. Anonimo 10:54 fico feliz em saber da sua fé. Na verdade pela causa dos professores apenas um milagre. Esse movimento foi importante está sendo relevante, mas além de alguns de nós mesmos não há quem se sensibilize com a educação. O governo ampliou ensino público para "todos", as custas de profissionais muito mal remunerados. Sinto-me zero a esquerda. Pelo "andar da carroça" vejo que ganharemos nada. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  67. Ai gente, é tanto "disse me disse", tanta matéria falsa... que hoje possamos ter um parecer favorável a nós!
    Abraço a todos. SEM REPOSIÇÃO, PESSOAL!!! Esperar negociação.

    ResponderExcluir
  68. Sindicato denuncia Banco do Brasil à OIT
    Entidade cobra medidas contra prática antissindical da direção do banco para tentar impedir greve dos trabalhadores


    São Paulo – O Sindicato, a Contraf-CUT, a Fetec/CUT-SP e a CUT apresentaram queixa formal ao Comitê de Liberdade Sindical da Organização Internacional do Trabalho (OIT), denunciando as práticas antissindicais da direção do Banco do Brasil.

    > Sindicato contra interdito preventivo do BB

    No conteúdo do documento, protocolado na terça 4, é relatado que a direção da empresa entrou com pedido de interdito proibitório preventivo antes mesmo de os trabalhadores iniciarem a greve nacional por tempo indeterminado.

    As entidades sindicais solicitam que a OIT recomende à Justiça do Trabalho brasileira que se abstenha da utilização do interdito proibitório como “instrumento para solução de conflito grevista e, ainda, fato novo aqui noticiado, que recomende ao Governo Federal o reconhecimento e respeito ao direito de greve dos empregados do Banco do Brasil, empresa que está sob sua direção econômica e administrativa”.

    ResponderExcluir
  69. Euler, tomei a liberdade de enviar um relato seu sobre a greve, bem como os ultimos relatos feitos pelos companheiros Lucia Elena e Rômulo para o e-mail da OIT espero que não se importem Obrigado

    ResponderExcluir
  70. Bom dia amigos,

    Meu Deus, Minas está querendo "infiltrar" no STF também?
    Socorro, autonomia correndo perigo.

    FORA ANASTASIA!

    FORA AÉCIO NEVES!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  71. Parabéns Profº Euler! Você é um exemplo para todos nós EDUCADORES deste imenso ESTADO BRASILEIRO. Que DEUS te abençoe e te ilumine dia após dia.
    Conte conosco... NDG do interior ( Gov.Valadares).


    Obs: Alguém tem notícia sobre o tal ACÓRDÃO????????
    andou ou tá desfalecido pelo meio do caminho..rsrs

    Abraços a todos os nobre colegas!

    ResponderExcluir
  72. Pedro Paulo G. Teixeira - Gov. Valadares10 de outubro de 2011 12:26

    Não sei se vale alguma coisa, mas já enviei denúncia para a OIT, para todos os senadores e deputados federais que não são do PSDB e aliados, e ainda a mesma denúncia para o governo da Índia.

    ResponderExcluir
  73. DIA 15/10/2011 - DIA DO PROFESSOR, NÃO SE TEM NADA A COMEMORAR, VEJA O QUE DIZ UM IMPORTANTE JORNALISTA. SEM LEI, PISO

    http://www.facebook.com/video/video.php?v=2279239255011

    ResponderExcluir
  74. Euler,gostei dos comentários dos professores.Sou professora,habilitada em História e pós graduada em História do Brasil.Há 25 anos trabalho ferrenhamente em sala de aula.Não tenho participado dos movimentos de greve (2010 e 2011).DESCRENTE ?...Talvez.Nas greves anteriores passei noites viajando com companheiros para estar no pátio da Assembléia na hora marcada.Algumas,voltávamos com a certeza da vitória,em outras, cabisbaixos,desnorteados,sem compreender o porque ou para que faziam aquilo conosco...Cheguei a conclusão:enquanto a categoria lutar por salário, ela será em vão.Devemos primeiro lutar pelo PROFISSIONALISMO na educação.Médicos, advogados,contadores,farmacêuticos,auxiliar de enfermagen,analista de sistema,psicólogos, assistente social,odontólogos e outros, entram na área da educação e ainda dizem que precisam fazer "BICOS",estão lá "trabalhando"...E nós,preparados pedagogicamente para exercer a função de educadores,podemos concorrer a função de médico,advogado,e os outros?Claro que não!Então acredito que está na hora de repensarmos nossa postura como profissionais da educação,rever nossos valores antes de obrigarmos o DIGNÍSSIMO pagar um salário para nós.Se lutarmos primeiro pelo valor real que nossa profissão (PROFESSOR)tem. Com certeza teremos mais valor...Pense nisso ,divulgue essa idéia:EDUCAÇÃO É PARA PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO.Os outros,não desmerecendo,que procurem a área deles para trabalharem

    ResponderExcluir
  75. Gostaria de comentar sobre o que postou a Flávia, no comentário das 9:21.

    Permita-me sugerir que revista veja não é uma boa fonte de informação, menos ainda este tal articulista mencionado.

    Se quiser saber bem o que é esta revista, consulte o brilhante jornalista Paulo Henrique Amorim no seu blog CONVERSA AFIADA

    Esta revista é um dos órgãos de imprensa mais retrógrados e reacionários, geralmente editando matérias muito tendenciosas e difamatórias.

    É também uma revista especializada em detonar com os educadores(as), tendo o acinte de afirmar que não ganham mal e que devem ser responsabilizados pela educação de pouca qualidade no país.

    Enfim, observe bem , com as minhas considerações!

    ResponderExcluir
  76. Euler, meu filho,
    Parece que foi ontem que o cumprimentei pelo meio milhão de acessos ao seu (nosso - rs) Blog. Agora já passamos de um milhão de visitas e eu cada vez mais orgulhosa de você.
    Parabéns!
    Beijo grande,
    Sua "namorada" virtual.

    ResponderExcluir
  77. Euler, aguardando relatório sobre a ida até a cidade administrativa...

    ResponderExcluir
  78. Gente vamos denunciar ao Papa, ao Edir Macedo, a todos os babalorixás da Bahia. Esse "homem" que governa nosso estado tem que nos pagar o que é de direito. O piso é lei Faça valer!!!!

    ResponderExcluir
  79. Eu estou crendo que este governo vai pagar mesmo o nosso piso a partir de 2012, tenho quase certeza disso e sou difícil de errar em minhas intuições, mas isso só será divulgado após 31 de outubro quando muitos desinformados voltarem para o subsídio congelado do governo. Este Anastasia cujo nome significa ressureição, no LATIM, é muito astucio e quer ressuscitar o fascismo no Brasil.

    ResponderExcluir
  80. Sr. Euler, boa tarde, sobre a reunião com o governador, foram deixadas as seguintes normativas : 1) Somente pagar após repostas as aulas 2) A questão do pagamento do piso, ainda não será resolvida hoje 3) Os professores substitutos continuarão até segunda ordem, resumindo, nada será resolvido antes do dia 31 de outubro de 2011.

    Sem mais.

    ResponderExcluir
  81. Oi, pessoas queridas,
    Trabahamos muito, ganhamos pouco, mas nos divertimos como podemos. Piadinha para relaxar:
    ITAMAR SUPERA JESUS




    Itamar Franco chegando ao Céu, parecia muito orgulhoso. Quase arrogante.

    São Pedro, conhecendo-o a fundo, estranhou e questionou:
    - Por que essa cara de felicidade?

    E Itamar respondeu:
    - Pedrão, superei o Mestre. Quando Ele morreu, tinha só dois ladrões ao lado...

    E Pedro, surpreso:
    - E onde está a superação, Itamar?

    - Olha aqui a foto do meu velório!

    (Recebipor e-mail. Adivinhem quem (também) está na foto? - Correto: Ele, o Naná!!!

    ------------------------------
    Antigamente, bandido aparecia em cartaz para ser procurado. Hoje, em dia, é para pedir voto.
    Essa foi boa, não?

    Beijinhos carinhosos.

    -------------------------------

    ResponderExcluir
  82. Saiu no Blog do Nassif





    A entrevista vazia de Aécio
    Luis Nassif
    O PSDB teria adotado a estratégia correta, de definir um nome para as próximas eleições e apostar antecipadamente todas as fichas nele, não fosse um detalhe: o nome escolhido, Aécio Neves, não está pronto.
    A entrevista ao Estadão é reveladora. Aécio não é portador de novas ideias, nova visão de país. Seu discurso é oco, um amontoado de clichês sem ideias mais elaboradas. Parece mais um garotão contando prosa do que um candidato a estadista.
    Não conseguiu avançar além de nenhum dos clichês de campanha. Fala do legado de FHC, a fantasia das reformas (todo político vazio defende reformas genéricas, sem especificar conteúdo), critica o aparelhamento da máquina.
    São declarações frutos de pesquisa de opinião. Só que a pesquisa olha o passado, o bordão que o eleitor conhece e da forma mais simplificada possível. As pesquisas não se baseiam em visões estruturadas de nada. Colhem apenas frases soltas. Cabe ao estudioso recolher as frases soltas e desenhar um todo lógico. Ao Estadista, cabe ir muito além da percepção atual dos eleitores.
    Aécio se limita a repetir as frases escolhidas pela pesquisa. Ou seja, não chega sequer ao primeiro estágio, de elaborar um modelo sobre o presente. Menos ainda se mostra capaz de descortinar o futuro.

    ResponderExcluir
  83. 10/10/2011 - 14h38Edel Aparecida Campos Braga Ferreira
    Pompéu
    Espero que o povo mineiro, pais, alunos e principalmente professores, criem vergonha na cara e aprendam a votar, para não colocar esse bandido na Presidência da República. Sugiro,que os professores, já comecem a dar aulas de cidadania para esses alunos, que na maioria das vezes, não sabem a importância de seu voto, de quem está elegendo, para que não coloquemos esses tucanos malditos na Presidência. Enquanto as pessoas naõ começarem a enxergar a situação caótica que se encontra nosso estado, MG, que vem desde a época desse Aécio Neves no governo de Minas, não saberão ao certo como votar Mostrem as dívidas de MG para com a Cemig, mostrem ao aluno, sobre quem é hoje o Secretário do nosso atual Governo,falo do Danilo de Castro, o ficha suja, mostre tudo que tem direito. Conscientize os alunos e pais, o porque seus filhos ficaram por 102 dias sem aulas e quando contrataram professores para ir justificar na Mídia, pergunte aos alunos, como foram as aulas, se explicaram a matéria, se sabiam alguma coisa. Vamos juntos, defender o nosso Estado desta maldição : Aécio Neves/Anastasia,etc.. Esse povo só pensa na Elite e em mais nada! Parabenizo aqui, aos meus colegas professores, pais de família, que ficaram tanto tempo sem salário, lutando por uma causa que é de todos. Repudio aqui, os professores substitutos dos grevistas, que entraram para a sala de aula, sem nenhum conhecimento do Conteúdo, para que covardemente, atrapalhasse a luta daqueles que realmente se importam com a educação.E pior, repudio os nossos governantes ou sei lá quem, que mantém essas pessoas até hoje nas escolas, sem ter nada o que fazer, estragando o clima da gente. Não tenho mais vontade de sentar à mesa do café, para não ter que ver,ouvir, essas pessoas lá em minha volta, isso é deprimente. E não falo só por mim, todos os professores estão assim,tristes, haja vista que conviver com estranhos e ganhando sem fazer nada e agente trabalhando, é duro/
    Acorda povo Mineiro!
    Acorda Brasil!
    Diga não a ditadura!
    Fora Aécio, fora Anastasia, criem vergonha na cara povo mineiro!
    Dê oportunidade a seus filhos e netos de terem uma educação de qualidade,para que se tornem cidadãos, plenos e conscientes.
    Edel/Pompéu

    ResponderExcluir
  84. Boa tarde, Euler.
    Na reportagem de Gustavo Ioschpe na Veja dessa semana,usaram uma foto de uma de nossas assembleias com os dizeres: As massas de manobra-Os profissionais da educação são instrumentos políticos de padrinhos.
    Boa oportunidade para algum professor bem articulado(Euler?rs) mandar uma carta para a revista esclarecendo a situação dos professores mineiros.

    ResponderExcluir
  85. Gente!
    O governo vai homenagear Ivete Sangalo por que?
    Ele tem que homenagear é nós servidores públicos, porque somos artistas, pois sobrevivemos com o mínimo do salário que ele nos paga.

    ResponderExcluir
  86. O Governo não tem o direito de ferir a constituição e não pagar os professores como devido, pois os mesmos estudaram e se dedicam muito (alguns) ao belo ato de ensinar. Se greve é direito ela não poderia ser vista como ilegal e os professores tem que lutar contra os seus direitos sim. Mas como tudo tem uma consequência... os alunos saíram prejudicados já que dependem do ensino público. E isso pode prejudicar e muito a formação de muitos alunos.
    Com isso espero que isso se resolva rapidamente sendo que os professores consigam seus objetivos e os alunos não fiquem muitos prejudicados.

    ResponderExcluir
  87. Oi companheiros,

    Vejam o mapa do piso dos professores em todos os Estados brasileiros.

    http://www.terra.com.br/noticias/educacao/infograficos/salarios-professores/

    ResponderExcluir
  88. Caro anônimo das 21:11:
    Por que você não diz o nome do político famoso? Precisamos tods ficar sabendo para não lhe darmos outa oportunidade. Não estamos em condições de ficarmos blindando mais ninguém, pois todos eles se revelaram nossos inimigos ou indiferentes à nossa causa.

    ResponderExcluir
  89. Caros colegas,
    Demos a esses boçais todas a chances possíveis para se redimirem e cumprirem a Lei, que aliás era obrigação.

    AGORA ENRAIVEI!

    Não quero ir pra rua gritar por PISO. Subi de posto na reivindicação. Agora quero é a “CABEÇA” de todos eles: QUERO IMPEACHMENT, JÁ! Já tiramos um presidente, porque não tiraríamos um bando de delinqüentes que estão roubando o nosso piso? Quem infringe leis é delinqüente, bandido. Vamos deixar esse tipo de gente governar MINAS? Quero vê-los nas nossas mãos, pedindo pra ficar, aí vamos esmagá-los feito baratas pra mostrar aos que virão que: “PROFESSOR MERECE RESPEITO E TEM PODER, MUITO PODER! NÃO SOMOS DE BRINCADEIRA!
    IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ!
    IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ!
    IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ!
    IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ!
    Karla Vivian, BH.

    ResponderExcluir
  90. Twitter do Rogerio correia
    Antecipação do 13. para outubro.Férias premio priorizando os que vão aposentar.Pgto dias parados consultas.Piso 2.feira.

    Hj vontade negociar foi maior.Antecipar 13.é p/amenizar falta de pgto.Pagar dias parados estamos todos deputadoss insistindo.

    ResponderExcluir
  91. Prezado Euler,

    Parabéns:1005528 visitas! O seu blog é o nosso ponto de encontro!
    Jesus o abençoe muito!

    ResponderExcluir
  92. AMIGO SUBCOMANDANTE PROFESSOR EULER,
    PARABÉNS PELA MARCA SUPERIOR DE UM MILHÃO DE VISITAS,
    ESSE (NOSSO) (DOS TRABALHADORES, EDUCADORES), SEU BLOG
    É O MELHOR CANAL DE COMUNICAÇÃO DAS MINAS PARA FORTALECER A NOSSA ÁRDUA, PENOSA , PORÉM HEROICA LUTA!
    QUE O NOSSO CRIADOR TE DÊ FORÇAS,TE ILUMINE SEMPRE E TE RECOMPENSE.
    FORTE ABRAÇO,
    PROFESSOR ODAIR JOSÉ

    ResponderExcluir
  93. Quem vive para o que der e vier, sabe que semeando a boa semente, ainda que seja pela umidade das lágrimas, um dia verá nascerem as plantas. Pode mesmo acontecer que os outros não valorizem o quanto custou esse trabalho. Não faz mal: Você se comprometeu pelo ideal do bem. Não importa também se, nesse esforço, tropeçou e caiu, pois é aos que tombam na luta que se costuma chamar de heróis. Apenas o que se lhes pede é o testemunho da PERSEVERANÇA.

    ResponderExcluir
  94. Euler, boa noite,
    Conversando hoje com minha amiga Rosana, colega de escola, ela deu uma sugestão que vale a pena repetir:
    Se ficarmos só no blog, apenas professores vão ler e a luta fica restrita a nós. Entretanto, se começarmos a lotar revistas, jornais fora de Minas com reclamações, mostrando nossa indignação e o desrespeito com que o governador tem nos tratado, ele e seu padrinho seriam mais atingidos, pois seria de divulgação nacional.
    Então, aí está uma sugestão que pode valer a pena: entrar em contato com jornalistas de sites, de revistas, jornais de grande porte e relatar nosso drama.
    Além disso, entrar em contado com os direitos humanos e falar da tortura e chantaagem psicológica pela qual estamos passando, sem salário, com preocupações de dar comida aos filhos, de não ter dinheiro para ônibus, aluguel, e os outros compromissos adiados.
    Dizer que o governador faz chantagem ao colocar um substituto nas escolas que ganham mais do que nós para ficar à toa, sem fazer nada e, quando vão para as salas ficam na porta ou sentados deixando os alunos à vontade.
    Vamos fazer um "fuzuê" nos jornais, publicar em qualquer seção de cartas que estiver ao alcance.
    Quem sabe funciona, afinal, o aecio adora uma publicidade! E, para finalizar, espero que o sindicato tenha pensado em um out-door sobre o dia dos professores. Se não, ainda dá tempo para isso. Poderia pedir ao deputado que ajudasse financeiramente. O valor do out-door deve ser o preço de um almoço para ele.
    Abraços

    ResponderExcluir
  95. Hoje, 10 de outubro de 2011, foi realizada na Cidade Administrativa, mais uma reunião da Comissão Tripartite, comissão de negociação dos Trabalhadores em Educação.

    Os resultados desta reunião foram:

    1 - As férias prêmio serão pagas a todos, com prioridade para os que vão se aposentar.

    2 - Pagamento dos dias parados:

    a) outubro: antecipação do 13º para amenizar os cortes.

    b) novembro: a proposta de todos os deputados é o pagamento de junho e julho para evitar os contra-cheques zerados.

    3 - Piso na carreira: reconhecimento reafirmado, com nova reunião na próxima segunda (17/10/2011) para apresentação de proposta e discussão.

    ResponderExcluir
  96. Votem no MSN BRASIL - ENQUETE.
    O que você acha de o senador Aécio Neves sair candidato à Presidência em 2014?
    Obrigado por ser um dos primeiros a votar. Os resultados estarão disponíveis em breve. Clique para ver os resultados

    Bom. Acho que formaria um cenário diferente e pode dar certo 37 % Bom. Acho que formaria um cenário diferente e pode dar certo
    14.853 votos
    Ruim. Acho que a oposição tem nomes melhores para a disputa 12 % Ruim. Acho que a oposição tem nomes melhores para a disputa
    4.718 votos
    Indiferente. Acho difícil o PSDB tirar a vitória de Dilma ou de Lula 22 % Indiferente. Acho difícil o PSDB tirar a vitória de Dilma ou de Lula
    8.914 votos
    Acho que é muito cedo para pensar na eleição de 2014 29 % Acho que é muito cedo para pensar na eleição de 2014
    11.586 votos
    Pular para resultadosVoltar para votar
    Total de respostas 40.071
    Sem validade científica. Resultados atualizados a cada um minuto.
    Leia maisPosicionamento de Aécio abre debateTucano já quer 'marcar sua posição'Serra, do 'até breve' ao 'aqui estou''Estarei pronto, seja Lula ou Dilma'.
    mo

    ResponderExcluir
  97. Hoje, 10 de outubro de 2011, foi realizada na Cidade Administrativa, mais uma reunião da Comissão Tripartite, comissão de negociação dos Trabalhadores em Educação.



    Os resultados desta reunião foram:



    1 - As férias prêmio serão pagas a todos, com prioridade para os que vão se aposentar.

    2 - Pagamento dos dias parados:


    a) outubro: antecipação do 13º para amenizar os cortes.



    b) novembro: a proposta de todos os deputados é o pagamento de junho e julho para evitar os contra-cheques zerados.

    3 - Piso na carreira: reconhecimento reafirmado, com nova reunião na próxima segunda (17/10/2011) para apresentação de proposta e discussão.

    ResponderExcluir
  98. Boa noite, turma da luta, membros do NDG!

    Acabo de chegar ao bunker (19h20) e um pouco mais tarde eu farei um relatório comentado sobre a vigília de hoje.

    Mas, para não deixá-los muito ansiosos, vou adiantar um pouco as informações.

    1) De acordo com a coordenadora do Sind-UTE, Beatriz Cerqueira, a reunião de hoje foi mais produtiva que a anterior, trouxe alguns avanços, segundo ela, mas também alguns retrocessos;

    2) com relação ao piso, o governo teria concordado com o princípio de pagar o piso proporcional considerando o reajuste de 16,6% para janeiro de 2012. Mas, o governo recuou na questão do alcance do piso: entende que somente os professores e os especialistas têm direito ao piso; o sindicato manifestou-se contrariamente e esta questão vai voltar ao ponto de pauta na segunda-feira, dia 17, às 15h, na Cidade Administrativa. Outros pontos em relação ao piso serão discutidos nesta data;

    2) sobre férias-prêmio. O governo ficou de fazer um levantamento geral de quantas pessoas têm direito às férias-prêmio e de posse destes dados discutirá com o sindicato na segunda-feira. Ao que aprece, pode aceitar a possibilidade de conceder este direito, a depender dos critérios que serão discutidos;

    3) sobre o pagamento do salário em outubro e novembro. O governo admitiu a possibilidade de adiantar o 13º salário agora (não entendi se é para todos da Educação ou se somente para aqueles que fizeram a greve e estão sem salário). Este adiantamento seria agora em outubro. Já em novembro, o governo pagaria os cortes de junho e julho. A palavra final ainda será dada pelo governo na reunião do dia 17;

    4) e quanto aos substitutos, o governo pretende mantê-los pelo menos por enquanto;

    Em suma, são esses os informes que eu ouvi na saída da reunião da comissão tripartite, na nossa vigília.

    É importante destacar a presença de cerca de cinco dezenas de valentes colegas educadores que lá compareceram e ficaram até o final da reunião, que terminou por volta das 17h.

    Mais tarde eu volto com os detalhes e os nossos comentários.

    Um forte abraço e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
  99. Renata/geografia

    Ha, em vários sites de noticias, reportagens sobre a candidatura do Aécio NEVER para a presidencia.Vamos lotar os sites de comentários contra ele, detonando sua imagem e mostrando a realidade em Minas. Vamos la gente, se a campanha dele já começou, também começou a nossa: AÉCIO,NEVER!!!!!!

    ResponderExcluir
  100. E O PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE REFERENTE A 2010?

    REFERENTE A 2010.

    ResponderExcluir
  101. PQP NÃO ACREDITO QUE ESSE GOVERNO QUER EXCLUIR DO PISO OS ATB'S E ASB'S! TA ERRADO GENTEE! A LEI DO PISO É PARA TODOS QUE DÃO SUPORTE A EDUCAÇÃO! NÃO ACREDITO QUE FIZ GREVE DE 112 DIAS POR NADA! O SIND-UTE NÃO PODE ACEITAR ISSO! TO INDIGNADA!

    GLORINHA!

    ResponderExcluir
  102. O prêmio de produtividade não foi discutido, pois esse é um assunto que diz respeito a todos os servidores do estado e não apenas aos educadores. Mas, a pressão de outras categorias sobre o governo para receber o 14º (-1/3) está forte. Vamos aguardar.

    ResponderExcluir
  103. Na mídia burguesa:

    "Governo estuda antecipar 13º salários para professores grevistas

    Educadores tiveram o contracheques zerados durante a paralisação que durou 112 dias"

    Fonte:

    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/10/10/interna_gerais,255199/governo-estuda-pagar-13-antecipado-a-professores-que-aderiram-a-greve.shtml

    ResponderExcluir
  104. Agora as 20h entrevista de Beatriz na Radio UFMG
    http://www.ufmg.br/online/radio/arquivos/002140.shtml Vale a pena ver, pois a mesma vai falar da reuniao de hoje.

    ResponderExcluir
  105. O prêmio de produtividade é nosso direito! Alguém tem que fazer algo por nós!!!!!!


    Eu quero meu dinheiro!

    Carolina
    BH

    ResponderExcluir
  106. Gostei do AÉCIO NEVER.

    AÉCIO + ANASTASIA + DANILO DE CASTRO = IMORALIDADES + INJUSTIÇAS + CORRUPÇÕES + HIPOCRISIAS + FALSIDADES + CANALHICES + ...

    ResponderExcluir
  107. Caro "Mago das palavras e das ideias coerentes e sensatas " PROFESSOR (com maiúsculas mesmo) EULER:

    Primeiro, devo parabenizá-lo pelo primeiro milhão. Isto deve-se à sua competência e seu grande valor moral. Bebo (bebemos) sempre desta fonte!
    Em seguida, quero arguir os seguintes pontos a respeito de nossa gloriosa, dolorida e necessária greve de 112 dias.
    Algúem pode me esclarecer, por favor:

    a) a greve foi julgada ilegal pelos digníssimos desembargadores do TJMG?
    b) caso a greve seja julgada ilegal aqui em MG podemos recorrer a nível federal?
    c)o acordão e o transitado em julgado da Lei do Piso a quantas andam?
    d) o governo de Minas está postergando as reuniões para ganhar tempo até 31 de outubro, visando angariar mais algum incauto para o subsídio ou há tamanha dificuldade para aplicar a Lei?

    Por favor, alguém esclareça-me!

    PS: Se a greve não foi julgada ilegal e porconseguinte, também, as faltas-greve não foram ilegais, não caberia um recurso ao TJMG a respeito dos cortes de pagamento por parte do (des)goveno de MG?

    ResponderExcluir
  108. tudo esta comecando dar certo gracas a Deus!

    ResponderExcluir
  109. Do jornal O Tempo:

    "Governo de Minas estuda antecipar 13º salários para professores grevistas".

    Fonte:

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=131953

    ResponderExcluir
  110. Euler,

    sobre a antecipação do 13º, fiz essa sugestão no dia 01/10 em seu blog. veja:

    Anônimo disse...

    alguém já conseguiu notícias do 14º?

    será que podemos pressionar para que o gov nos adiante o 13º , caso ele insista em não nos pagar?


    gente, serão mais 67 dias sem um "tostão"... não vamos aguentar...

    bom seria se ninguém quisesse repor, pois, eles não conseguiram substitutos suficientes...
    e eles (0s subs) estão ociosos nas escolas, só cumprindo horário, recebendo salário maior que o nosso... e eplo que entendi da resolução, era para os diretores definirem as atividades pra eles, mas isso não está acontecendo; pelo mneos na minha escola: ontem mesmo, a diretora deixou a substituta ir embora mais cedo, já que não tinha nada pra fazer!!!!
    1 de outubro de 2011 12:05

    - já é um certo alívio pra quem está "zerado"...

    - outro ponto importante é que o governo já admite que o valor do piso para 2012 seja o determinado pelo MEC... previsão de 16.6% - vitória pra nós...

    - lembrando que; aos que permaneceram no subsídio só terão 5% em abril...

    ResponderExcluir
  111. Não queremos antecipação de 13º e sim nosso salário que está com este substitutos sem ética!

    Precisamos do nosso dinheirinho!
    14° é nosso direito!

    Carolina
    BH

    ResponderExcluir
  112. A cada dia que passa fico mais indignada com os administradores públicos e mais perplexa com o povo que os elege. Afinal se estão no poder a culpa é "nossa". A sociedade está sendo constituída por professores alienados e cidadãos passivos. São raros os professores que têm visão e buscam igualdade, respeito e principalmente democracia. Leis? Aqui não há, a menos que sejam para nos punir. Em Minas, que um dia foi símbolo de liberdade e futuro, presenciamos a ditadura e destruição da democracia.
    Sirleny

    ResponderExcluir
  113. eu nem tenho mais 13º !

    ResponderExcluir
  114. É, mais uma vez os ATBs e ASBs de fora....
    Não temos direito a recessos, somente aos feriados, trabalhamos 30 horas por semana, igual um burro de carga: cursos pra aprender leis, atendimento ao público, atendimento de telefone, programas e mais programas de computador pra aprender, programas do governo pra manter atualizados, vida de funcionários pra dar conta, publicações, leitura de jornal, aposentadoria, bolsa escola, educacenso e o escanbau a quatro, pra ganhar pouco mais de um salário mínimo... E olha que tenho curso superior...
    Se o SINDUTE aceitar isso, me desfilio imediatamente e nunca mais quero ouvir falar em greve na minha vida!!!!

    ResponderExcluir
  115. Entrevista com Beatriz na Radio UFMG - http://www.ufmg.br/online/radio/arquivos/002140.shtml no 4º bloco, desdobramento da greve, repercursao da greve na midia. Vejam ai.

    ResponderExcluir
  116. HAJA PACIÊNCIA...
    ESTÃO NOS LEVANDO...
    QUEREM NOS VENCER PELO CANSAÇO...
    POR QUE CONTINUAM COM OS SUBSTITUTOS? P-R-E-S-S-Ã-0 , T E R R O R I S M O para mostrar que SE A GREVE VOLTAR, os substitutozinhos OCUPAM NOSSOS LUGARES.
    QUE TERRA É ESSA? QUE SÉCULO É ESSE? QUEM SOMOS? QUE CIDADÃOS ESTAMOS FORMANDO?

    ResponderExcluir
  117. Gente!!!
    Que isso!!
    Não havia nenhum combinado entre nós desse pedido de antecipação do 13o. O negócio é o pagamento cortado e o 14o. Eu não tenho 13o mais nãoooo!! Já pedi antecipação dele no banco!
    Patrícia da Costa Mata

    ResponderExcluir
  118. Coitados dos ATBS E ASBS, eles são a ESCÓRIA da educação em MG!!!!
    Sempre foi assim, quando conversamos com eles, se mostram desacreditados e desanimados de lutar, porque sempre foram excluídos de tudo...
    Essa cultura de EXCLUSÃO precisa acabar.

    ResponderExcluir
  119. TEMOS QUE CONTINUAR NOSSA LUTA QUE SEJA NAS RUAS OU NAS ESCOLAS, NÃO VAMOS ABRIR MÃO DO QUE É NOSSO, E QUEREMOS TODOS OS SUBSTITUTOS FORA DA ESCOLA , ELES QUE VOLTEM NO TEMPO CERTO E SERÃO BEM RECEBIDOS.E NÃO VAMOS CALAR A NOSSA BOCA ,POIS SE UMA COISA PROFESSOR TEM É VOZ PARA GRITAR AOS QUATROS CANTOS DO MUNDO QUE QUEREMOS O NOSSO PISO SALARIAL E PRONTO.E JÁ!!!!!!!!!.ATÉ BRANCA DE NEVE ACORDOU !!!!NÃO QUIZ MAIS SER NEVES,AGORA ELA É UMA MULHER LUTADORA IGUAL AS MULHERES DE MINAS GERAIS. PORQUE NOS É QUE VAMOS QUERER? VAMOS TRABALHAR MUITO DEPOIS QUE NOS PAGAR O QUE NOS DEVE,PISO, PISO,PISO,SEM ENROLAÇÃO SINÃO GREVE, GREVE, GREVE.PROFESSORA RESPONSÁVEL E LUTADORA.EULER SEU BOLG É 10000000000000000 DE MAIS BJOS.

    ResponderExcluir
  120. Alguém sabe me explicar o que significa "Petição *** 79622/2011 - 06/10/2011 - FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MUNICÍPIOS DO RIO GRANDE DO SUL - FAMURS - REQUER INGRESSO NO FEITO COMO "AMICUS CURIE". Alguém pode nos traduzir? Ao acompanhar o acórdão a última movimentação foi em 06/10.

    ResponderExcluir
  121. Euler,
    Um absurdo e um abuso pagar o piso so para os professores e especialistas. E as 8 carreiras da educacao previstas no plano de carreira de MG , feitas por aecio.....
    Queremos saber pois no proprio doc que pos fim a greve ele reconhecia na cas carreiras....
    é o fim do mundo esse gov,
    ashley

    ResponderExcluir
  122. Euler,

    Devemos iniciar a reposição da aulas? Ou ainda não?

    ResponderExcluir
  123. Oi Euler, não gostei muito desse adiantamento do 13 salário. Em dezembro ele faz falta na hora de pagar todas as contas que temos dos impostos de final de ano. Esse governo é ridículo. Ele deve estar aplicando o nosso dinheiro e ganhando em cima. Não quer nem cumprir o prêmio de produtividade. Isso já ajudava. Outra coisa que fiquei sabendo na escola hoje, foi que nossas faltas estão sendo computadas desde o dia 26 de setembro, quando a greve foi considerada abusiva e ele deu ordem para todos retornarem. Minha diretora me mostrou a planilha que tem que ser preenchida todos os dias de reposição e esta começou desde o dia 26/09. POde isso? Por isso que em novembro ele quer pagar os meses de junho e julho, porque é pouco. Temos que ficar espertos. Será que o sindicato sabe disso? Um grande abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  124. Estou indignada com a presença dos substitutos na escola. Não consigo entender como dois profissionais podem ocupar o mesmo cargo ao mesmo tempo. Euler querido, não há nada que se possa fazer. Que amparo legal tem esse desgovernador para continuar com tal desatino?
    Maria Vilma

    ResponderExcluir
  125. Papa condena crime organizado do sul da Itália durante visita
    9/10/2011 8:08, Por Redação, com Reuters- de Roma

    O Papa Bento XVI condenou, neste domingo, os “ferozes” grupos do crime organizado no sul da região da Calábria, onde ilegalidade, corrupção e subdesenvolvimento resultaram numa das mais altas taxas de desemprego da Itália.

    Em visita à Calábria, no sul da Itália, Bento XVI discursou sobre os males do crime organizado
    Bento XVI, em homília para milhares de pessoas de toda a região, disse que a área parecia estar em constante estado de emergência e que ele queria encorajar os esforços do povo para melhorar a condição.
    - Essa é uma área onde os problemas existem de forma aguda e desestabilizadora, onde grupos do crime são um rasgo feroz no tecido social-, disse.
    A Calábria é reduto dos ‘Ndrangheta, considerado um dos mais perigosos e poderosos grupos do crime organizado da Europa ocidental. Investigadores acreditam que o grupo calabrês derrotou a máfia siciliana para dominar o tráfico de drogas e a máfia de extorsão.
    O desemprego na Calábria, uma das regiões mais atrasadas da Itália apesar do seu potencial das indústrias de turismo, está em torno dos 32%, contra a média nacional de 7,9%.

    ENQUANTO ISSO AQUI EM MINAS GERAIS A CAMORRA MINEIRA AGE IMPUNEMENTE À FRENTE DA JUSTIÇA E DO GOVERNO.

    ResponderExcluir
  126. Qual a orientação sobre reposições?

    ResponderExcluir
  127. Gente,
    Me amassa que eu estou passada!
    Eu sou ATB. Socorro! Não posso ficar fora do piso! Se for assim, teria sido melhor ficar naquela m... de subsídio. Quem é ATB sabe como é a nossa vida. 30 horas semanais, milhões de coisas para fazer. Somos multifuncionais! Temos que atender bem ao público, com sorrisos e gentilezas. Trazemos trabalho para casa. Somos, enfim, Atbestas, como diz uma colega injuriada com tantos trabalhos que a gente que executar sem erros, sem rasuras. Ai, que saco! Hoje mesmo, estou em casa, fazendo HIstórico de PEP EJA no Simade, porque o pc da escola me dá nos nervos.
    Ah, gente, me desculpe o desabafo. Perdi dinheiro retornando ao sistema VB. Tenho curso superior. Muitos anos de "carreira", ou seja, alguns quinquênios, única vantagem a que temos direito (o jeito é rir). E agora? Colegas ATBS, vamos esperar pra ver. O Sindicato não pode aceitar uma proposta dessas! Se for pra ter nadado e morrer na praia, prefiro o "suicídio". Calma, é o apelido daquela coisa!
    Boa sorte aí, gente.

    ResponderExcluir
  128. Começamos "bem"!!!

    Vencimento básico 2012 = 16,6% de aumento!
    Subsídio 2012 = 5% de aumento!!!

    ÊTA POVINHO BARATINHO!!! PREÇO DE PROMOÇÃO!!!
    Quem podia ter escolhido VB e não apoiou terá o que pediu!

    SÓ TENHO PENA DE QUEM NÃO TEVE OPÇÃO!

    ResponderExcluir
  129. À professora anônima das 13h06min

    Professora, não participou da greve 2011?Perdeu o melhor momento de sua trajetória de professora da rede pública de MInas Gerais!
    Quanto ao reconhecimento profissional, nós que já o temos, perante nossos alunos e comunidade escolar, não podemos ficar de braços cruzados, esperando os demais “alienados”, que não se importam com isto. Penso professora, que profissionalismo sem salário digno, é insuportável de agüentar, por isto a greve é necessária.
    O valor real que nossa profissão deveria ter está agregado ao valor da nossa aula, por isto não é vã a luta pelo salário, pois a nossa valorização passa por isto. Não queremos ser profissionalmente respeitados com um salário de R$369,00. Precisamos do PISO NACIONAL no nosso contra cheque. Isto não garantirá profissionalismo a ninguém, mas com certeza, os que participaram deste momento histórico de luta pela educação, são mais que profissionais, e o reconhecimento está na alma de cada um que desviou o olhar da região do seu próprio umbigo em prol de uma luta coletiva de resgate da dignidade.
    Verdadeiros mestres! Verdadeiros profissionais, que possuem não só o preparo pedagógico, mas o humanitário também!
    Um abraço, professora.

    ResponderExcluir
  130. OUTRA COISA:

    O governo quer desviar o FOCO!
    13º NÃO É REPOSIÇÃO!!!
    PORTANTO NÃO VAMOS REPOR, NÃO É?
    TANTO É QUE MUITA GENTE JÁ ADIANTOU O 13º. Não podemos contar com 13º!!!!

    Ainda estamos sem solução!

    ResponderExcluir
  131. A ÚNICA COISA QUE NÓS PROFESSORES QUEREMOS É O NOSSO PISO APLICADO DE ACORDO COM A LEI , NÃO PEDIMOS MAIS NADA E FEZ GERAR ESSA CONFUSÃO TODA, ATÉ AGORA NÃO CONSIGO ENTENDER OS MOTIVOS PELOS QUAIS CHEGAMOS A TAL PONTO DE PASSAR TANTA NECESSIDADE E EXPOR A NOSSA DIGNIDADE PARA RECEBER TÃO POUCO. AGORA JA SABEMOS O QUANTO SOMOS INDIFERENTE P/ ESSE GOVERNO E SUA CORJA, QUANDO VI ESSA SENHORA SECRETÁRIA DE EDUCACAO PENSEI QUE ELA TINHA PEDIGRI E QUE A EDUCAÇÃO SERIA DE GRANDE QUALIDADE QUE SERÍAMOS FUNCIONÁRIOS DE VALOR , MAS AGORA NÃO VEJO ESSA POSTURA NESSA PESSOA, ELA É VULGAR NEM PARECE QUE TEM TANTOS DIPLOMAS E QUALIFICAÇÕES PARA TAÕ POUCO, TENHO VERGONHA DE VE-LA NA TV POIS MENTE TANTO ,COISA HORROROSA.E ESSA VILHENA QUE TRISTEZA TINHA TUDO PRA DAR CERTO PIOR QUE A VANESSA , COITADA TEM PROFESSOR POR AI QUE BAILA ESSA GORJA TODA . GRAÇAS A DEUS QUE PROFESSOR SE PREOCUPA COM A POSTURA EM SE COMUNICAR E TRABALHAR COM HONESTIDADE É O QUE NOS FAZ SERMOS DIFERENTES E FELIZES. ABRAÇO OAS GUERREIROS DE MINAS , A VITÓRIA AINDA VAI CHEGAR MESMO QUE TARDIA MAIS CHEGA.

    ResponderExcluir
  132. Alguns comentários;

    - sobre as carreiras da Educação: concordo que todas têm que receber o piso. E acho que o sindicato precisa continuar pressionando o governo e os parlamentares para que essa questão se torne um consenso. É importante que os colegas das oito carreiras da Educação se manifestem. Durante a nossa greve infelizmente muitos não participaram com essa desculpa: "ah, só os professores serão beneficiados". É uma forma equivocada de abordar o problema. Quem não luta não conquista. Está na hora de todas as carreiras da Educação se unirem para exigir do governo o piso para todos, sem exceção. Esse ponto ainda voltará à discussão na reunião do dia 17. Precisamos fazer chegar ao governo que o piso tem que ser para todos.

    Segundo ponto: a antecipação do 13º. Considero que não seja o ideal, mas quebra o galho para quem, como nós que fizemos a greve, estamos com contracheque zerado. Na prática, acabará acontecendo uma mudança de nomes. Recebemos o 13º agora e o salário da reposição em dezembro, no lugar do 13º.

    E aí é importante exigir que a reposição, quando for realizada, seja paga integralmente, incluindo sábados e domingos.

    Quanto à reposição, permanece a orientação do sindicato: ela deve ser adiada até que o governo bata o martelo e confirme o pagamento de um salário agora em outubro e outro em novembro, ainda que da forma apresentada hoje pela comissão. É importante dialogar com os alunos, pais de alunos, direção da escola, explicando que não estamos nos recusando a repor, mas estamos adiando essa reposição, pois não temos salário para bancar a reposição (transporte, comida, etc.).

    ResponderExcluir
  133. É mas o próprio Bidu é ATE se não me engano... Lutou tanto e agora não vai ganhar nada?
    Não posso acreditar nisso....

    ResponderExcluir
  134. Boa noite Euler e colegas,
    Já vi por auto as notícias da Reunião de hoje da Comissão,NÃO ENTENDI,o porque de se considerar o Piso somente para os professores e especialistas, nem a questão de antecipar o 13º salário, se ele tem dinheiro para antecipar o 13º porque não paga logo de uma vez o Prêmio por produtividade?
    Enfim, e porque manter os professores substitutos à-toa nas escolas, pagando duas pessoas para o mesmo cargo?
    Ficou também muito vazio a questão das férias prêmio, não entendi, o pessoal aqui de minha escola que ficou uma semana apenas parado, de greve, até então, as ordens é que nao poderiam tirar.
    Dúvida minha: Fiquei uma semana parada, de greve, já veio descontado em meu contracheque, sou obrigada a repor?
    Pois ouvi boatos de que o governo, se a pessoa não repuser descontará de novo?
    Que barbárie é essa?
    Edel/Pompéu

    ResponderExcluir
  135. Euler,

    Não estou entendendo seu otimismo! Não avançamos em nada!

    ResponderExcluir
  136. Sub-comandante Euler, na minha escola e muitas outras somente quem entrou de greve para valer foram os professores, de diretor a bibliotecária, passando por secretaria e outros setores funcionaram normalmente. Tem que ser falado a verdade. Força na luta e glórias a aqueles que realmente lutaram.

    ResponderExcluir
  137. Pessoal o sindicato tem que ficar de olho, Caro Euler, "favor orientar a Bia", sobre este ponto:
    1- OK o governo reconheceu o piso para 2012 com o reajuste de 16,6%.
    2_ "Ai vem a dúvida": será respeitando o plano de carreira? "22% por escolaridade e 3% por tempo"?

    ResponderExcluir
  138. Ah,gente, quem fez a greve?
    Foram os ATBs?Foram os ASBs?Não!Com raríssimas exceções, eles ficaram nas escolas torcendo para que voltássemos sem nada,com o "rabinho entre as pernas" foi o que eu ouvi de alguns.Não quero ser egoísta,mesquinho, mas dar a César não o que é de César, mas o que César conquistou.Este pessoal não teve corte , não teve desgaste físico ou psicológico.Este povo dormia e dorme em berço esplêndido, enquanto temos pesadelos com as nossas contas.Agora querem posição do sindicato?Peça ao sindicato para levantar o número de grevistas deste grupo e verão que é muito menos de meio por cento.Sinto muito pelo grande Abdon e outras poucas exceções e só.
    Agora o que vai aparecer de gente esperneando querendo levar o Piso pelo qual não lutaram...
    Se o sindicato abrir mão do nosso piso com o reajuste de 16% só para a abrangência de todos da carreira, ´somos nós que fizemos a greve que não vamos aceitar.Independência ou morte?
    Eles (que não fizeram greve) preferiram a covardia, nós a morte (porque na verdade estamos pisoteados, mesmo pós greve). Quero piso para todos, mas não vou dividir o meu com ninguém! (Só como Abdon, se necessário for)

    ResponderExcluir
  139. Piso primeiro para aqueles que lutaram, sofreram, foram humilhados com piadinhas tipo: ai, semana de outubro está chegando, como não fiz greve, vou viajar tranquila. Pô Euler, sacanagem, quem lutou tem que ser atendido. Os covardes, que aprendam a lição e busquem seus direitos.Força na luta e valorização dos bravos guerreios já.

    ResponderExcluir
  140. ô Euler, este papo de pagar o piso para todo mundo é furada, comi o pão que o diabo amassou e agora gente que nem entrou em greve vai receber bonitinho? Não concordo, não concordo.

    ResponderExcluir
  141. A greve agora tem que ser das outras carreiras.
    É o governo dizendo que quem não pediu (lutou) não vai levar.Esse governo é mesmo racional.Simples assim.
    Só falta ele dizer que o piso é só para os grevistas.Ah, essa eu ia gostar!

    ResponderExcluir
  142. Euler,
    Você sabe informar como ficará a situação dos professores dos 3º anos que tiveram tampões? Aqui na escola que trabalho, só eu não estou repondo, mas o tampão está repondo em meu lugar, pois os demais colegas, de certa forma, facilitou esta situação assumindo as reposições. O que você sabe me dizer a respeito da situação a qual estou vivenciando? Obrigada desde já.
    Maria helena - Ipatinga

    ResponderExcluir
  143. Ola turma do combate, membros do NDG,

    Mais algumas considerações...

    Se o piso sair - e vai sair, claro - isso se deve à nossa luta, ou seja, deve-se àqueles que tiveram coragem de lutar, de fazer greve e passar por todo tipo de sacrifício... Ponto.

    Mas...

    ...não podemos ter uma visão egoísta, de querer o piso somente para nós, os que lutamos. A carreira, a categoria, é mais ampla até mesmo do que nós, os que lutamos. Infelizmente, nem todos estiveram amadurecidos para entender a nossa luta, e isso contribuiu para que as coisas se tornassem mais difíceis...

    .. mas, outras pessoas de outras gerações virão, e não gostarão de saber que apenas uma parte da categoria foi contemplada com o piso. Por isso, tenhamos uma compreensão de classe: o piso é para todos os educadores, ainda que alguns não o mereçam.

    Uma outra coisa...

    ... muita gente só vê o lado negativo das coisas. E me dizem: "você está muito otimista, Euler".

    Não, pessoal, estou confiante que seremos vitoriosos, mas, que tem muita luta ainda pela frente. O problema é não ver as coisa na base do tudo ou nada. A vida é maior do que isso.

    Vamos recapitular algumas coisas...

    ... antes da greve, o governo queria nos impor o subsídio, e nem admitia discutir o piso, lembram-se?...

    ... agora, já admite pagar o piso. Mantém o subsídio, mas já reconhece que precisa pagar o piso...

    ... durante a nossa greve, o governo tentou acabar com a nossa carreira através de um projeto de lei. Este projeto está suspenso graças à nossa greve e uma comissão tripartite negocia a aplicação do piso na nossa carreira. Já atingimos tudo que queríamos? Claro que não, mas houve avanços...

    ... se trabalharmos com a lógica de que tudo vai mal, tudo está dando errado, não avançamos em nada, então estaremos fazendo o jogo daqueles que torcem contra a nossa luta, contra a nossa carreira, contra o nosso piso...

    Estamos tendo prejuízos? Sim, estamos, e muito. Mas, podemos recuperar tudo. Primeiro, com a conquista do piso - o mais importante; depois, com as negociações; e finalmente, com ações na justiça pelo pagamento do retroativo de tudo aquilo que fomos roubados. Isso pode demorar, mas vai ter que acontecer...

    ... o 13º agora, o pagamento de alguma coisa em novembro para não morrermos de fome, etc., são formas de remediar o estrago que o governo nos causou. Temos força para cobrar mais do que isso agora, ou precisamos nos organizar melhor na nossa base para poder cobrar tudo com mais força?

    Com desânimo, com sentimento de derrota, não venceremos a luta, que continua...

    ... dentro das possibilidades colocadas até o momento, a categoria está arrancando do governo a "conta-gotas", aquilo que é possível.

    Dá para fazer mais? Sempre dá! Mas, depende de nós, da nossa capacidade de dialogar com a comunidade e pressionar o governo, os parlamentares, o MP, o governo federal, o congresso, o STF, etc.

    Por isso, precisamos continuar nos articulando, organizar nossa pressão, de todas as formas, em todas as frentes. Para que o nosso piso se torne uma realidade e para que o que nos foi roubado seja devolvido, cada centavo a que temos direito...

    ... o que vocês acham?

    ResponderExcluir
  144. ATBs e ASBs, escórias da educação? E nós, somos o quê?
    Professor é o quê?Pelo amor de DEUS,não vamos vitimar ninguém agora, pois continuamos sendo os martíres.Não é porque o governo assinala em nos pagar este piso(que por sinal é muito aquém do que merecemos) que vamos olhar os demais com misericórdia, achando que está tudo resolvido para nós.Somos nós os professores que temos a enorme responsabilidade de formar cidadãos, seres pensantes, críticos,competentes.Não lidamos com só com os documentos da escola, lidamos com gente, com aluno.Esqueceram o peso e a grandiosidade desta tarefa?
    oxalá,este piso possa ser para todos, mas se não o for,que seja de imediato para atender a quem realmente fez por merecer:Os professores grevistas,detonados pela mídia e pelo governo,mas socorridos pela graça de Deus.
    Força na luta,pois esta luta ainda não acabou.

    ResponderExcluir
  145. Euler,
    Quando eu crescer quero ser igual a voce! rsrs
    Você é um ser extraordinário, bem além dos mortais. Obrigada por existir. Que visão da vida você tem,quanta sobriedade e propriedade em seus comentários. Que Deus continue te iluminando.

    ResponderExcluir
  146. Oi pessoal, não é hora de brigar. O governo quer isso de nós, uma classe desunida. As negociações ainda estão acontecendo. A data de retorno para o subsídio ainda está valendo. Ele quer que mais gente volte para o suicídio. Por isso vai fazer uma hora danada para apresentar a tabela final. E outra coisa, não vai ser tão ruim assim, porque estamos precisando da publicação final do acórdão. Quem sabe teremos mais novidades. Não percam a fé. Greve é assim, principalmente com um governador como o nosso.

    ResponderExcluir
  147. Gente!

    Não é hora de briga! Temos que nos manter UNIDOS!

    ResponderExcluir
  148. Combativa colega Maria Helena, de Ipatinga:

    Pelo que eu entendi, nas explicações feitas pela diretora do sind-UTE Marilda, durante a reunião do comando, você deveria apresentar uma proposta de reposição por escrito à direção ou para a especialista da escola.

    Descreva sua disposição em repor todas as aulas, a partir do momento em que o governo oferecer as condições para esta reposição, com o pagamento do meio de sobrevivência - o salário do mês ou algo assemelhado. Peça para eles (direção, supervisão) assinarem uma segunda via e como consequência, que eles não repassem a reposição para o substituto. Caso isso aconteça, mesmo mediante a sua proposta de reposição, encaminhe o ocorrido para o sindicato, para que ele acione na justiça contra o governo.

    É direito seu fazer a reposição; esta reposição não pode ser imposta pelo governo; ela deve ser discutida com os alunos, pais de alunos e com os educadores envolvidos; e é importante que o governo pague a remuneração do mês para que esta reposição se realize, pois, sem salário, não existe forma de repor.

    A direção da escola só poderia passar a reposição para o substituto caso você manifestasse a recusa em repor as aulas. Isso não aconteceu, pois você quer repor (por isso precisa documentar este seu interesse), mas desde que nas condições citadas, o que é legítimo.

    Um abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  149. Achando que sua historiografia farsesca passará impune, Aécio tenta se apresentar como “líder” político desde 1985. Chegou a bancar um documentário, que foi retirado do ar da TV Cultura de São Paulo, onde ele era apresentado como líder da juventude nas Diretas-já (SIC). Na verdade, à época, ele liderava boas festas em Belo Horizonte. Elegeu-se no rastro da comoção pela morte do avô. Deputado-surfista, nunca propôs as reformas ousadas que ele agora diz serem necessárias. Como governador sucateou o estado de Minas Gerais, que se afunda numa dívida de 70 bilhões!

    Seus artigos cifrados e criptografados dizem, para poucos que entendem, o seguinte: eu acabarei com direitos trabalhistas, férias anuais, passarei a aposentadoria para os 70 anos, liquidarei a estabilidade de servidores públicos concursados, venderei o BB, a Caixa e a Petrobrás etc. É isso que resta aos “estadistas” neoliberais!

    Eis o recado subliminar que ele manda à agiotagem financeira, às grandes construtoras, aos usineiros, ao FMI e similares. De quem pretende ser pároco.

    RETIRADO DO EXCELENTE BLOG "VIOMUNDO"

    ResponderExcluir
  150. Companheiros de luta,
    Não quero antecipação do 13º. Quero o pagamento de junho, julho e o 14º que morri para alcançá-lo. Se não fosse a antecipação de 13º pelo banco teria morrido de fome.
    Quanto mais ouço a proposta do governo, mais certeza tenho de que já deveríamos estar pedindo o impeachment.
    E aí sindicato e bloco “Minas Sem Censura”, joguem na mesa de negociações o pedido de impeachment, eles vão tremer nas bases. Levar 12 mil pra rua pedindo o PISO pode não ter impressionado o governo.
    Agora, mole, mole, conseguimos levar centenas de milhares pras ruas. É só nos organizarmos e entoarmos o grito de IMPEACHMENT! Quero ver o ditadorzinho, a Sapuda e a loira tresloucada pedindo pra ficar, correndo atrás do prejuízo. Quero viver pra ver os três sendo expulsos: ditadorzinho, loira tresloucada e Sapuda saindo pela porta dos fundos, fugindo da polícia.

    IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ! IMPEACHMENT, JÁ!

    Antecipação de junho, julho e 14º, já !
    Antecipação de junho, julho e 14º, já !
    Antecipação de junho, julho e 14º, já !
    Antecipação de junho, julho e 14º, já !
    Karla Vivian, BH

    ResponderExcluir
  151. Euler, querido,
    Sou uma daquelas pessoas otimistas, que acredita em forças superiores, das quais nem supomos o poder que têm. Quando agimos corretamente, o Universo conspira a nosso favor. Lamúrias chamam lamúrias. Palavras de fé atraem otimismo e esperança. Nossos pensamentos se cristalizam. Tenhamos cuidado com eles. Tentemos ver os problemas sob novos ângulos, pois eles existem. Concordo com você: o fato de o governo reconhecer sua obrigatoriedade de pagar o piso já é um avanço. Aos poucos, vamos conquistando nossos direitos.
    Tenhamos confiança. A luta não terá sido vã.
    Boa sorte para todos nós.
    Paz e bem.
    Lúcia Zen.

    ResponderExcluir
  152. Companheiros,

    Entendo a revolta de alguns quanto ao pagamento do piso para todas as carreiras, mas é isso que manda a lei.
    Sentir-me-ei muito feliz sabendo que "eles", os não-grevistas, ficarão nos devendo essa... Será a minha maior vingança...

    ResponderExcluir
  153. Sub-comandante Euler, concordo em tudo, mas esta de quem ficou na escola trabalhando tranquilo, com dinheiro no bolso e só esperando semana de outubro e tudo mais terem os mesmos direitos? Há grande Euler, este povim tem que correr agora, tem que aprender a dar o sangue, a passar por tudo que passamos. Euler, foram 112 dias cara, e estas pessoas simplesmente rindo quando íamos na porta da escola tentar convencer os alunos a não entrarem. Grande irmão,que eles busquem seus direitos com luta e não como capachos e traíras. força na luta

    ResponderExcluir
  154. Boa noite, caro Euler,
    tive o grato prazer de cumprimentá-lo pessoalmente na reunião do comando sábado passado.
    Na verdade, participei como apoiador e achei a mesma muito proveitosa com relação aos encaminhamentos e deliberações propostos.
    Pude participar seguramente de mais uma excelente aula política.
    Com relação, Euler, ao que você analisa aí a respeito das negociações da comissão tripartite no dia de hoje eu estou de acordo pois de fato os avanços estão acontecendo, mesmo sendo depois de tanta luta e sacrifício de nossa parte.
    A arte da negociação requer este processo de paciência , persistência e continuidade esperançosa daquilo que almejamos e sabemos que é possível - especialmente da conquista do PISO na nossa carreira.
    No mais, obrigado pela sua liderança e idealização deste maravilhoso blog, o super democrático espaço onde nos congregamos e avançamos nestas nossas justas lutas.
    Com meu abraço fraterno!

    Em tempo: parabéns pela superação da casa de um milhão de visitas.

    Roberto Nogueira

    ResponderExcluir
  155. Concordo plenamente com você Euler, e outra, vamos colocar que umas 20.000 pessoas entre professores e demais funcionários da educação participaram ativamente das assembleias, mas não podemos esquecer que 153.000 voltaram para o vencimento básico e entre eles tem muitos ASBs e ATBs, então eles merecem sim que o sindicato lute por eles.

    ResponderExcluir
  156. fiquem tranquilos pessoal, eu disse algumas vezes aqui e continuo dizendo, esse fascista disfarsado só vai declarar que pagará o piso mesmo é depois do dia 31 quando muitos desinformados tiverem voltado para o subsídio do cogelamento.
    Fato é que vencemos a batalha e conseguimos o piso, SÓ ELE NÃO PODE ANUNCIAR ISSO AGORA ANTES DO DIA 31/10.
    MAURO NDG CARATINGA

    ResponderExcluir
  157. Caro colega que chama os ATBs e ASBs de povim e cara colega Adriana,

    Esse "povim" é o mesmo que faz a merenda da escola, que enche a sua pança todo dia e também cuida da sua vida funcional, pra que um dia você tenha uma aposentadoria.
    Pense antes de falar, eles assim como nós, ralam muito e apesar da maioria não ter feito greve, voltaram pra carreira antiga, seguindo as orientações do sindicato, o que também ajudou na luta e na pressão ao governo. Não são tão "INÚTEIS" no processo como vocês pensam.

    ResponderExcluir
  158. Nossa gente, quanto egoísmo!!! Na minha escola duas ASBS entraram na luta conosco, coitadas... Não podem ficar a ver navios... Sei que a maioria deles não fez greve, mas, os justos não podem pagar pelos pecadores.

    ResponderExcluir
  159. Sou de Carangola,professora NDG, com muito orgulho. Nós venceremos! Sempre acreditei! Muitas vezes em momentos de agonia, a única alternativa era elevar meu pensamento a Deus para que ELE nos desse força e sabedoria.
    Não foi e não está sendo fácil. Viver cada instante, participar de campanhas, decepcionar-me com tantos colegas que se omitiram (ao mesmo descobri guerreiros!); falta do salário ( que serviu para que eu refletisse o quanto me foi tirado aos longos desses anos ); ver bravos companheiros em greve de fome,acorrentados, massacrados! Gente de fibra!
    A greve serviu para que eu reavaliasse o papel de minha igreja que também se omite, mas que tem
    um Frei Gilvander que grita por muitos.Presença marcante também daquele Bispo de Goiás.A eles, o meu agradecimento!
    Aos deputados que têm nos apoiado,a esperança de que o Brasil ainda pode dar certo. Precisamos de gente que luta em prol dos "de baixo" como você muitas vezes citou.
    A você, Euler, o meu especial abraço.Ele vai cheio de admiração. Seu Blog sempre foi um porto, onde nos atracávamos, em busca de notícias.
    Os ventos estão mudando e com eles a nossa história.
    Venceremos dia após dia.Permaneçamos firmes!
    Até a nossa merecida vitória!

    ResponderExcluir
  160. Será que entendi errado, ou alguma pessoas é que entenderam errad?
    Eu entendi que a Beatriz esta querendo a aprovação do piso para todos aqueles que optaram pelo vencimento básico, PEB, ATB, ASB, Especialistas e demais funcionários, "mas, o governo recuou na questão do alcance do piso: entende que somente os professores e os especialistas têm direito ao piso; o sindicato manifestou-se contrariamente e esta questão".
    Quem ficou no subsídio teve direito de escolha e não escolheu.

    ResponderExcluir
  161. Olha eu sou ATB e eu era a portadora de todas as notícias da greve, ficava aqui no blog pra saber em primeira mão sobre tudo, porque estou no interior e quando ia passar as notícias me tratavam como uma idiota, riam de mim e uma vice-diretora e uma supervisora me cercaram um dia e disseram: porque você está na greve? O Piso é para professor e você nem é professora?
    Pensem bem na minha situação, agora as bonitonas que não lutaram receberão e eu não?

    ResponderExcluir
  162. Hoje estou com cara de tacho.
    Fui eu quem convenci cada um dos ASBS e ATBS da minha escola a voltarem pra carreira, conversei com cada um, explicando tudo que o sindicato dizia, custei a convencê-los e agora o desgoverno não quer incluí-los no piso. Estou com vergonha deles...

    ResponderExcluir
  163. Euler a colega de Ipatinga tem o mesmo problema de todos os professores do 3º ano. A reposição já foi feita pelo professor substituto no período da greve. E agora? Ficamos sem direito de repor ou vamos receber esta reposição assim mesmo? Esclareça esta dúvida.

    ResponderExcluir
  164. Gente, vocês se esqueceram que o grande Abdon é ATE? Fez greve de fome pela nossa causa e agora não receberá o piso?

    ResponderExcluir
  165. NDG de Plantão

    Primeiramente parabenizo pela marca e pelo BLOG ser um canal de comunicação na horizontalidade, e essa greve de 2011 será lembrada por toda a eternidade. Proponho que seja escrito um LIVRO DOS 112 DIAS E 112 NOITES de luta pela liberdade e por justiça em terras antes ditatoriais.

    Agora peço desculpas aos companheiros, pois na vigília de hoje NÃO pude estar presente, e até enviei mensagem para alguns companheiros do NDG. As últimas 48 horas foram um pouco difíceis. Hoje pela manhã notícia da tragédia dos jovens que "brincaram" com a vida da nossa cidade São José da Lapa, Vespasiano e algumas cidades vizinhas (nove seres humanos) que "brincaram" feio com a vida. Seres humanos e amigos, colegas e estudantes da escola. DEUS estenda seu manto sobre todos nós e purifique o coração de todos e transmite a PAZ e a FÉ !

    Na hora do recreio foi feita uma reunião para os informes do COMANDO DE GREVE do dia 8 de outubro, confesso não podia acreditar que não tínhamos chegado a lugar algum ( na minha interpretação) foi uma leitura de pelo menos 8 vezes até acreditar que eram reais aquelas palavras. Hoje eu havia proposto continuar repondo os dias, pois amanhã já teríamos 3 dias de faltas (nossos companheiros contratados poderiam ser dispensados, desempregados...) como a GREVE está suspense falta GREVE não existe mais, e é fato que temos um DITADOR que atropela a LEI e tem alguns "aliados filhos do ..." que assinam na mesma linha que ele, infelizmente. A proposta de pagamento dos dias cortados só depois de repor é vergonhoso e imoral, concordo. Mas caso continuássemos na questão de querer bater de frente PODERÍAMOS cair na desobediência, pés no chão temos o SINDICATO: SindUTE, o NDG (do qual sou membro, e hoje fui cobrado essa minha postura pelo fato de propor a reposição, pois teríamos diante da sociedade uma carta na manga contra esse tirano que governa Minas, nós estamos cumprindo parte do que foi acordado na assembleia do dia 27 de setembro de 2011 (cheguei na assembleia por volta de 8h 30 min e sai na madrugada do dia 28 de setembro) esses 112 dias e 112 noites emagreci 5 kg. O que estou falando aqui é porque sou formador de opinião e a verdade dói, mas precisa ser dita. Quem conhece meu trabalho sabe que não estou e nem entro numa discussão a toa. Se eu Gleiferson Crow não posso assegurar que outras pessoas sejam PREJUDICADAS, sacrificadas, atropeladas pela injustiça e pelo desamor eu prefiro recuar, tomar um fôlego e dar uma resposta mais positiva e com os pés no chão, com a certeza que a nossa luta não é por acaso, sabemos que juntos somos mais fortes que qualquer ditador. Deixo aqui o registro continuarei de vigília e farei de tudo, até mesmo quando no twitter falei algumas verdades:
    (continua...)

    ResponderExcluir
  166. (continuação)

    A comissão Tripartite
    Enquanto isso no TWITTER:

    twitter meu salário ZERO ZERO, Minas GOVERNADOR TAMPOU a boca até dos DEPUTADOS


    Enviado para Dep Rogério Correia

    =========== ...
    gscrow Gleiferson Crow
    @rogeriocorreia_ meu salário ZERO ZERO, Minas GOVERNADOR TAMPOU a boca até dos DEPUTADOS, que governador, verdadeiro DITADOR.

    RESPOSTA ===>

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    @
    @gscrow A nossa não.Ele que nos aguarde.@pompiliocanavezsalário zerado é inaceitável.Plenário vai pegar fogo!@MGsemcensura

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    Revolta nas escolas é grande c/medidas adotadas após greve.Anastasia vai pagar pelo autoritarismo da secretaria da educação. @renatavilhena

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    RT @evaldoejs: @rogeriocorreia_ Diretor de escola estadual, contra professores em greve, corta até cafezinho! a pressão tá forte.

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    @
    @AdrianaBeatri13 @mcriscostabh Sindute reúne amanhã e após análise do quadro pós greve orientará a categoria c/combatividade.Estamos juntos!

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    Revolta nas escolas é grande c/medidas adotadas após greve.Anastasia vai pagar pelo autoritarismo da secretaria da educação. @renatavilhena
    ===============================

    Enfim, estarei por perto e de vigília também.
    Hoje não pude estar presente na Cidade Administrativa "(UAI City Fantastic Club PSDB)" por alguns motivos que deixaram meu espírito, minha alma fracos. Só peço que compreendam.

    Abraços
    Gleiferson Crow (Ten. NDG)
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  167. GRAÇA:
    Boa noite Prof Euler,

    Voce esta certo! Admitir o piso e com reajuste determinado pelo MEC, foi um avanço e tanto!UFA!
    Pena que muitos colegas permaneceram no subsidio! É preciso negociar tb o pagamento da diferença de todos que retornaram para a antiga e legitima carreira!
    Um pedido:
    Voce poderia publicar os seus comentários de hoje, num só texto e aqui neste espaço e com essa fonte?
    Ficaria mais facil copiar e colar para repassar para os colegas. Repasso seus textos sempre, porém a fonte usada no post é grande e não sei alterar, por isso , peço que a partir de agora, voce publique o post na abertura e tb no espaço para comentários.
    Grata!

    ResponderExcluir
  168. Olá combativo amigo Gleiferson Crow!

    Sentimos a sua falta hoje na vigília, mas entendemos e respeitamos os seus motivos. Sabemos que você está na luta, como esteve nos 112 dias da nossa heroica greve, com coragem e determinação.

    Quanto ao ocorrido com alguns alunos da sua escola - do acidente de automóvel - expressamos os nossos sentimentos.

    Em relação à reposição, sabemos que há muitas realidades distintas nas escolas em Minas. Sugiro que você converse com os colegas do NDG da sua escola - que é forte e combativo - e encontre uma solução coletiva.

    Um forte abraço combativo amigo Tenente NDG Crow!

    ResponderExcluir
  169. Euler,pudéssemos nós professores termos sua grandiosidade e humildade frente a tudo que nos foi imposto por esse ditador.Por tudo que passamos e com suas orientações coerentes frente aos fatos ,você se tornou a pessoa mais importante prá todos nós participantes dessa maravilhosa greve.Você será para sempre guardado em nossos corações!Obrigado por tudo que fez e ainda fará !Que Deus continue te iluminando!Temos orgulho de você pertencer a nossa classe!!Amamos você!

    ResponderExcluir
  170. Biobira - Biologia10 de outubro de 2011 23:57

    Euler,
    Não interessa adiantamento de 13º, temos que receber é o 14º que pelo menos para esse ano nos é de direito, se o governo vai mantê-lo para os outros anos pouco importa.
    Outra coisa o governo está com essa lorota pq já está pensando em economizar ao mais uma vez nos pagar com o valor da carreira antiga se reajuste ou qualquer tipo de proporcionalidade.
    Comente por favor

    ResponderExcluir
  171. Comandante Euler,

    Ótima leitura sua sobre as poucas, mas duras conquistas, que ainda se multiplicarão...

    A respeito do piso só para professores e especialistas, acho que é mais uma jogada do governo, pois ele não dá ponto sem nó.

    É claro que ele vai ter de cumprir a lei 11.738 por inteiro, ou seja, em todas as carreiras, mas está esperando mais gente cair nas armadilhas do "genocídio"... Ele só vai anunciar isso depois do dia 31/10 para que mais pessoas se desesperem com a redução absurda e ilegal do nosso salário e voltem para o "absurdicídio"...

    Mas essa redução o Ministério do Trabalho não vai poder deixar impune, iremos recuperar essa perda, mais cedo ou mais tarde.

    Mais fé, gente! Não caia no blefe do Tonhão! continuem no VB que tudo dará certo.

    Paulo Andrade - Barreiro-BH

    ResponderExcluir
  172. Caros colegas, agora é o momento de agirmos com muita cautela, as pessoas estão fragilizadas, doentes, insatisfeitas e desesperançosas, então não podemos ficar fazendo conjecturas em cima dessas discussões que ainda são discussões. É preciso acreditar no diálogo, na capacidade de negociação do Sindicato, como já expôs o prof. Euler, se considerarmos do início da nossa luta até agora, podemos avaliar que houve algum sucesso, então não podemos perder a esperanças e muito menos ficar difundindo ideias negativas. Não devemos sofrer por antecipação, nem criar crises, quando elas ainda nem existem. Pensamentos negativos atraem ações negativas. Por isso, devemos acreditar que os negociadores serão capazes de argumentar em favor de todos, mesmo que ESSES TODOS, sejam aqueles que ficaram indiferentes à luta, visto que a própria consciência deverá incomodá-los por muito tempo, receber o PISO para eles, talvez seja pior do que não recebê-lo, pois será uma vitória que jamais lhes será creditada,eles não terão o que contar às futuras gerações de profissionais, essa conquista que não lhes pertence corroborará o quanto são fracassados como pessoas e como profissionais, como são medíocres, como são pequenos, enfim não diferenciam muito daqueles que o governo contratou recentemente, estão tão somente ocupando um lugar, nada mais que isso!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  173. Obrigado Euler, amigo e anjo do NDG, seu BLOG é a nossa voz diante de tudo que vem acontecendo nesse 2011. O NDG é a materialização das palavras e das ideias que aqui são expressas, uma vontade de tornar possível um sonho. Um sonho de liberdade e de valorização.

    "As lágrimas não doem...
    O que dói são os motivos que as fazem caírem!
    Não deixe de acreditar no amor,
    mas certifique-se de estar entregando seu coração
    para alguém que dê valor

    aos mesmos sentimentos que você dá,
    manifeste suas ideias e planos,
    para saber se vocês combinam,
    e certifique-se de que quando estão juntos
    aquele abraço vale mais que qualquer palavra..."
    Mário Quintana

    Canção Amiga
    Carlos Drummond de Andrade
    Eu preparo uma canção
    em que minha mãe se reconheça,
    todas as mães se reconheçam,
    e que fale como dois olhos.
    Caminho por uma rua
    que passa em muitos países.
    Se não se vêem, eu vejo
    e saúdo velhos amigos.
    Eu distribuo um segredo
    como quem anda ou sorri.
    No jeito mais natural
    dois carinhos se procuram.
    Minha vida, nossas vidas
    formam um só diamante.
    Aprendi novas palavras
    e tornei outras mais belas.
    Eu preparo uma canção
    que faça acordar os homens
    e adormecer as crianças."

    Canção amiga
    http://www.youtube.com/watch?v=hJtvfs0Z3HM

    Abraços
    Gleiferson Crow (Ten. NDG)
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  174. BLOG DA BEATRIZ CERQUEIRA
    http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/

    2ª Reunião da Comissão Tripartite

    2ª Reunião da Comissão Tripartite – 10/10/11
    Cidade Administrativa, Gabinete do Secretário de Governo
    Presentes:
    Governo do Estado: Danilo de Castro, Secretário de Estado do Governo; Renata Vilena, Secretária de Estado de Planejamento e Gestão; Ana Lúcia Gazola, Secretária de Estado da Educação; Flavio Henrique, Secretário Adjunto da Casa Civil.

    Deputados Estaduais: Adalclever, Antônio Júlio, João Leite, Sebastião Costa, Rogério Correia, Pompilio, Duarte Bechir.

    Sind-UTE MG (Comissão de Negociação): Beatriz Cerqueira, Lecioni Pereira Pinto, Marilda Abreu, Feliciana Saldanha.

    Foram discutidos dois pontos:
    - Pagamento/questões funcionais;
    - Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN)
    1) Pagamento do salário/questões funcionais

    O sindicato insistiu na necessidade de manutenção dos salários dos meses de agosto (recebido em outubro) e setembro (recebido em novembro) além das questões funcionais como o retorno das publicações de férias-prêmio.
    Sobre a publicação de férias-prêmio (suspensas a partir de setembro/11) o sindicato trouxe à memória a realidade deste direito da categoria. Nos últimos anos, embora o direito tenha sido adquirido pelo servidor, ele foi impedido de usufruí-lo gerando um grande passivo. Em 2010, a conquista da mudança do percentual de 10% para 20% foi para tentar reparar este passivo.
    O Governo argumentou que precisa respeitar uma base legal para concessão deste direito, que é necessário realizar a reposição e que a Administração Pública tem a conveniência e oportunidade para publicar as férias prêmio.
    O sindicato argumentou que a concessão das férias prêmio é um ato em que a Administração Pública deve observar o que está descrito na Lei. Na legislação em vigor não existe o critério que exclui os servidores que fizeram a greve de ter este direito respeitado. Portanto respeitar a legislação em vigor é suspender a proibição das publicações dos pedidos de férias prêmio. A manutenção dos substitutos (conforme política defendida pela Secretaria de Estado da Educação) supriria o problema de reposição, argumentado pelo Governo. Além disso, a forma como a Secretaria determinou unilateralmente a reposição através de uma recomposição de calendário contradiz o argumento de ser necessário aguardar a reposição uma vez que não haveria uma correlação de dias a serem repostos.
    Ainda, solicitamos o desligamento imediato dos substitutos contratados durante a greve. A Secretaria de Estado da Educação afirmou que eles continuarão. Apresentamos a denúncia de um rapaz de 18 anos contratado para trabalhar com o Ensino Médio numa escola estadual de Belo Horizonte. Discutimos a ausência de debate pedagógico uma vez que a realidade das escolas estaduais é de que os substitutos, em sua maioria, não estão cumprindo a jornada de trabalho, não há nenhum planejamento pedagógico para reforço no processo de aprendizagem dos alunos. Ainda discutimos que a reposição precisa ser pactuada com quem fez a greve e isso não ocorreu. Houve a imposição de regras que não foram discutidas com ninguém. Não é possível a Secretaria de Educação impor a renúncia das férias coletivas de janeiro como tem feito.

    continua ...

    ResponderExcluir
  175. Um abraço aos combativos colegas Paulo Andrade do Barreiro; ao Joaquim e Alzira de Sete Lagoas; a Gracieuza de Santa Luzia; a Graça, Roberto Nogueira e Mauro de Caratinga; aos bravos e bravas colegas de Carangola e Divino; de Montes Claros e Governador Valadares; e a todos e a todas que nos honram com sua visita!

    Respondendo ao combativo colega Biobira, sobre o 14º, que eu chamo de 14º - 1/3, já que o valor do prêmio é um terço em média inferior ao salário normal.

    Acho que o governo acabará pagando a gratificação, pois a pressão é grande, por parte de todas as categorias do estado.

    Além disso, como o governo diz que a receita está aumentando, não há porque não pagá-lo.Só com os recursos que o governo confiscou dos educadores em 2011 daria para pagar o 14º, o 15º e até o 16º salário para todos os servidores de Minas.

    Um abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  176. (...)
    Na questão do pagamento dos meses de agosto e setembro, o Governo argumentou que não poderia pagar duas vezes pela mesma situação uma vez que pagará o substituto pelas aulas. Argumentou também que obteve autorização da justiça para contratação e a greve foi declarada ilegal. Por isso, para manter o pagamento de setembro, haveria um problema operacional. Quanto a legalidade da greve apresentamos a decisão do Desembargador comprovando que não houve declaração de ilegalidade, a greve de 2011 é legal. Além disso, com a decisão de manter os substitutos, o Governo efetua dois pagamentos para uma só função. A decisão da justiça foi de autorização para contratação uma vez que o Estado não ajuizou nenhuma ação com este pedido. Existe um Mandado de Segurança impetrado pelo sindicato pedindo a proibição destas contratações e não há decisão definitiva sobre isso. Argumentamos então a manutenção dos pagamentos de junho e julho. A princípio se posicionaram contra o pagamento antecipado, mas os encaminhamentos foram os seguintes:
    - no que se refere à suspensão da publicação de férias prêmio, a Secretaria de Educação fará um levantamento de todos pedidos requeridos e não publicados, para, até 201/10 apresentar ao sindicato e resolver esta questão.
    - No que se refere ao pagamento, os deputados estaduais apresentaram a proposta do governo antecipar o pagamento integral do 13º salário para pagamento em outubro e realizar o pagamento antecipado dos meses de junho e julho. Quanto ao 13º a resposta da operacionalidade deste pagamento será dada no dia 17/10. Quanto ao pagamento dos meses de junho e julho, o Governo fará uma consulta ao Tribunal de Contas e discutiremos na próxima semana.

    2) Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN)

    O governo apresentou três princípios para iniciar a discussão das tabelas do Piso Salarial:

    (...)

    ResponderExcluir
  177. CHARLOTTE E A VIGILIA DA MISÉRIA

    misericórdia!!!

    Depois de 112 dias de greve, agora de VIGILIA em VIGILIA vamos vivendo das migalhas que caem da mesa farta do Estado...
    Agora estamos vivendo da caridade de quem nos detesta!!!

    ResponderExcluir
  178. (...)

    a) o universo das carreiras atingidas pelo Piso Salarial

    O sindicato apresentou que as 8 carreiras da educação devem ser contempladas pelo Piso Salarial uma vez que exercem a função de docência ou de suporte pedagógico à docência. Apresentamos o conceito de unidade escolar descrito na Lei Estadual 15.293/04 (para definir quem de suporte pedagógico teria direito ao PSPN) e apresentamos a descrição das funções da carreira também prevista na Lei Estadual 15.293/04.
    A Secretaria de Estado da Educação discorda da reivindicação argumentando que somente professores e especialistas teriam direito ao Piso Salarial.
    Continuamos argumentando uma vez que o que define as funções é a legislação estadual. Foi proposto um encaminhamento dos deputados de continuarmos este debate para definição na próxima reunião da Comissão onde sindicato e governo voltarão ao debate para definir este ponto.

    b) o Valor do Piso do MEC

    Quanto ao valor do PSPN apurado pelo Ministério da Educação, lembramos que durante as reuniões com o Ministério Público, o sindicato já havia se disponibilizado a discutir este valor. Mas reivindicamos que, uma vez que os impactos financeiros do Piso serão a partir de 2012, o valor não será mais R$1.187,00 e, para a negociação, deve ser considerado o reajuste anual projetado em 16%. Houve concordância de toda a comissão que o reajuste será considerado.

    c) a aplicação da proporcionalidade

    Também durante as reuniões com o Ministério Público já havíamos informado da disponibilidade do sindicato em discutir o Piso com sua aplicação proporcional.

    Próxima reunião: 17/10, 15 horas, Cidade Administrativa.
    Novamente o sindicato registrou a necessidade de agendamento de mais de uma reunião por semana.

    Quanto à situação do designado, a Secretaria havia informado que não colocará obstáculo para que o servidor que participou da greve concorra à nova designação ainda este ano. Por isso, caso algum servidor seja impedido de concorrer à nova designação, deverá informar ao Departamento Jurídico do Sind-UTE MG através da nossa advogada Dâmaras.

    Observações:
    a) a manifestação de opinião da categoria diretamente aos deputados estaduais através de e-mails, telefonemas, procura nos escritórios regionais está ajudando.
    b) tentei ser fiel no relato da reunião. Um ou outro argumento utilizado pelo sindicato pode não ter sido registrado aqui, mas o conteúdo e encaminhamentos estão aqui."

    Blog da Beatriz Cerqueira

    Abraços
    Gleiferson Crow (Ten. NDG)
    LEIA: Liberta Minas NDG
    http://leialibertaminasndg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  179. E ai gente, qual é a orientação do sind-ute depois da reunião de hoje? Paga ou não paga as aulas?

    ResponderExcluir
  180. Diego Velasco:
    - A resposta já está no BLOG DA BEATRIZ. Saí de lá agora mesmo.
    Resposta de um colega sofredor (professor).

    ResponderExcluir
  181. CHARLOTTE DIZ: orient-se, rapaz

    "E ai gente, qual é a orientação do sind-ute depois da reunião de hoje? Paga ou não paga as aulas? "

    A orientação do sindicato é: shuashuashuashe!
    Filosoficamente falando, seria algo assim: SÓ SEI QUE NADA SEI!!!

    THAT'S THE TRUTH!!!

    ResponderExcluir
  182. Com União, Força e Fé, VENCEREMOS!!!
    Professor Odair José

    ResponderExcluir
  183. SEM SOMBRA DE DÚVIDAS, a colega ADRIANA (comentário logo acima) disse a
    VERDADE CRUA e NUA.
    Parabéns, Adriana.
    Sou a favor do PISO para TODOS, mas a verdade é que MUITOS que estão a reclamar nos deixaram na mão.
    E o pior ... ACUSAM o GRANDE GUERREIRO EULER de
    OTIMISTA.
    Olhem, o Prof. Euler é REALISTA e LUTOU COM AFINCO, como GRANDE GUERREIRO para obter os pequenos louros desta REALIDADE.
    ***Numa evental próxima greve, quero crer que até lá vocês terão aprendido.
    É isso aí.

    ResponderExcluir
  184. Gente, hj tive uma crise de choro tão forte!!! Uma descarga... Como pode haver tanta crueldade naquele SER e todos(as) que o acompanham? :/
    Haja oração para fazemos antes de ir para a escola!!!
    PAZ A TODOS NÓS! Que o fim não demore!

    ResponderExcluir
  185. Olá pessoal, deem uma olhada nessa matéria:

    Segundo a assessoria do Supremo Tribunal Federal (STF), Corte presidida por Peluso, a intenção é dar mais transparência ao trabalho de fiscalização realizado pelos tribunais nos Estados.

    http://www.jb.com.br/pais/noticias/2011/10/10/presidente-do-cnj-torna-aberto-trabalho-de-corregedorias-locais/

    ResponderExcluir
  186. COLEGAS, OBSERVEM esta cópia:
    """Quanto ao valor do PSPN apurado pelo Ministério da Educação, lembramos que durante as reuniões com o Ministério Público, o sindicato já havia se disponibilizado a discutir este valor. Mas reivindicamos que, uma vez que os impactos financeiros do Piso serão a partir de 2012, o valor não será mais R$1.187,00 e, para a negociação, deve ser considerado o reajuste anual projetado em 16%. HOUVE a CONCORDÂNCIA de TODA A COMISSÃO que O REJUSTE SERÁ CONSIDERADO.
    *** AO QUE EU PERGUNTO: - INCLUÍDOS os 22% verticais e os 3% horizontais???
    GRANDE MESTRE EULER, só isso que NÃO ficou CLARO.
    Aguardo sua resposta, se nos puder fazer essa gentileza, como lhe é de praxe.

    ResponderExcluir
  187. Força a todos os colegas de blog!!!

    antes de perguntar de novo um breve comentário:

    Estou a 500 km de Belo Horizonte, moro em uma cidade com pouco mais de 15 mil habitantes e leciono numa escola com quase 1,5 mil alunos, em nossa escola com quase 100 funcionários estivemos em greve juntos com a categoria quase com 100% de adesão, isso se deve a união e o respeito com que tratamos nossos colegas, durante o período de greve nos fizemos uma passeata no dia 7 de setembro, conseguimos também graças a luta conjunta dos professores da nossa escola que nenhum substituto fosse contratado, fizemos reuniões todas as semanas para nos mantermos unidos durante o período de greve, pedimos dinheiro na rua e fizemos uma rifa para ir em outras cidades para fortalecer o movimento e acudir colegas em dificuldade, fizemos uma campanha que enviou possivelmente milhares de emails aos deputados, entre outros atos que estederia por demais meu comentário. Finalizando, hoje a tarde ficamos juntos na escola em vigilha pelo resultado da reunião, contudo não conseguimos através do internet(que é nossa fonte de informação) distinguir o sentimento da categoria(que seguimos deste o inicio do movimento), então na intenção de nos ORIENTARMOS, precisamos do NDG, para nos passar os rumos do movimento.

    Alguém pode ser mais claro ajudar os colegas do interior de Minas Gerais o que se passa na capital?

    ResponderExcluir
  188. Companheiros,só agora consegui acessar o blog.Qual não foi a minha surpresa quando me deparei com tantos comentários sobre os ATBs e ASBs.Se lembram daquela senhora que vendia cocadas em todas as assembleias? Ela é uma ASB.Conheci várias nos movimento. Se formos colocar tudo na ponta do lapis mesmo,voces vão que pela porcentagem de professores que estão em exercício e pela quantidade de ASBs e ATBs que trabalham no estado,pode acontecer que em porcentagem o nº de professores em greve não deve ter sido muito maior que os ASBs e os ATBs.Por isso pessoal,não é hora de picuinhas.Não devemos mostrar desunião de classe hora alguma. TODOS QUE OPTARAM PELO VB,TEM DIREITO AO PISO, E É ISSO QUE CONTA. INFELIZMENTE TEM AQUELES QUE NÃO PUDERAM OPTAR,MAS OS QUE QUISERAM FICAR NO SUICÍDIO POR CONTA PRÓPRIA,AÍ ME DESCULPEM,MAS ESSES QUE ENTREM NA JUSTIÇA E LUTEM!!!!!!!!
    Muita paz a todos nós e fé,pessoal,pois estamos com os ânimos meio exaltados,mas isso já é resultado de tanta burduada que a gente tá levando.Mas sei que merecemos a VITÓRIA E A TEREMOS!!!! Fiquem todos com Deus e com resistência, muita luta e muita UNIÃO, NÓS VENCEREMOS!!!!!!

    ResponderExcluir
  189. Caro Euler, bom dia, chego todos os dias da escola e procuro imediatamente saber notícias das negociações com o governo. Sou ASB designado desde 2007. Não estive nas ruas como vocês, mas procurei me informar de todas as formas de tudo que acontecia durante a greve, chegando algumas vezes a debater sobre os direitos da greve com diretor da escola, citando leis e datas(coisa que a maioria deles nem conhece), cheguei a discutir com professor fura greve, sendo que alguns deles que haviam voltado à escola, retornaram a greve. Procurei passar seu blog para que pudessem se manterem informados. Durante a greve já posteis outros comentários em seu blog procurando sempre dar o meu apoio a todos. Com relação a muitos comentários de colegas sobre os ATBs e ASBs, sendo tratados como a escória da educação, eu digo o seguinte: Não me sinto assim, muito pelo contrário. Procuro fazer bem o meu trabalho e digo mais; já evitei várias vezes que professores fossem agredidos por alunos, pois au primeiro sinal de conflito foi a mim que recorreram, e posso dizer com orgulho que aqui onde trabalho sou respeitado por todos (alunos ,professores, ATBs e diretores). Você caro Euler,merece todo meu respeito e admiração, pois tem clareza no que diz com muita propriedade e conhecimento conseguirá mostrar aos raivosos um pouco de respeito. Diga aos raivosos que a negociação apenas começou e que este governo não é confiável. Um abraço(CHARLES).

    ResponderExcluir
  190. Oh ,Charles,
    De camarote não, a greve foi no chão da fábrica.
    De boas intenções como a sua, o inferno está cheio. Vejo que você tem bagagem para ser um futuro defensor da classe.Pare de ficar discutindo com diretora e colegas e venha como nós os "raivosos",discutir com a sociedade, com o governo.De dentro da escola é muito cômodo.Sabemos que a batalha não está ganha, e pelo seu comentário,parece que é um daqueles que secretamente torce pela nossa derrota, ou estou lendo entrelinhas demais?
    Um abraço e te esperamos para a próxima greve!(que talvez possa estar mais próxima do que pensamos)

    ResponderExcluir
  191. Euler, bom dia!
    Tem muita coisa errada acontecendo nas escolas.
    Não estou entendendo a posição da professora Marisa(geografia) da E.E.Pandiá Calógeras.
    Pelo que fiquei sabendo é que ela não fez greve e está dando aulas no sábado, marcando provas no horário de outro professor.
    Se ela não fez greve, deu aula para quais alunos durante a greve?
    Esta situação está esquisita,será que é também substituta?
    Ela está andando de trem bala, numa correria com a matéria.
    Tire o pé do acelerador, marisa(e).Assim não dá.
    Torço para que você esteja no subsídio.

    ResponderExcluir
  192. Ao anônimo das 23:06,

    Olha, não eu não penso que alguém da categoria seja inútil.É preciso cuidado para não colocar palavras na boca dos outros.Isto sim é provocação.Ninguém faz merenda para me encher a pança, pois não merendo em escola,cuidar da minha vida funcional é obrigação,ganham para isto.Ninguém na escola me faz favor algum,com exceção de poucos colegas e dos meus alunos,que me concedem trocas de experiência, companheirismo e muito mais.SOU A FAVOR DO PISO PARA TODOS! Só que a verdade precisa ser dita.Você abriria mão do seu piso com o percentual de aumento, para dividir com as outras categorias? Eu não.
    Acredita que na minha escola, mesmo os "antigos",com mais de 20 anos, ficaram no subsídio e eu tive que ir atrás, tentando convencer muita gente? Parece até que a secretaria da minha escola foi paga pra defender o subsídio e levar todo o pessoal junto. Temos realidades diferentes.Agora não dá mesmo pra gente ficar discutindo isto, pois antes de mais nada precisamos de união.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  193. BOM dia !
    Caro Euler fiquei muito triste quando li o seu blog, quando diz que só decidiu a situação dos professores e especialistas, afinal a Escola é coposta só dessas duas categorias? E os outros cargos como ficam, só merece o piso os citados acima eos demais não merece um carinho especial? A desunião começa sempre de cima não tem jeito, por mais luta que se tenha adianta-se pouco.

    ResponderExcluir
  194. Educadora de Contagem11 de outubro de 2011 08:37

    Caro Euler, bom dia!!!!
    SÓ QUERO DIZER UMA COISA PARA AS PESSOAS QUE VISITAM ESSE BLOG:
    Não desanimem, não deixem que pensamentos negativos influenciem suas vidas. Devemos durante todo o dia enviar mensagens positivas de amor, de solidariedade, de carinho para nosso coração. PENSAMENTO NEGATIVO CORRÓI NOSSO PENSAMENTO E NOSSO CORAÇÃO.
    Temos que ter unidade, afinal todos que trabalham em uma escola(Do diretor até os colegas dos serviços gerais)somos educadores e educadoras e principalmente SERES HUMANOS.
    Quem sabe, a partir da conquista definitiva do PISO PARA TODOS, sirva de lição para todos nós e que permaneçamos unidos para o BEM DE TODOS.
    Concordo com que já disseram anteriormente. O governo sabe que têm que pagar o piso, só está esperando o final do mês, para que muitos fiquem desorientados e voltem para o SUICÍDIO.
    ENTÃO COLEGAS, VOCÊS QUE OPTARAM PELO VC FIQUEM FIRMES.
    Beijos a todos!

    ResponderExcluir
  195. Agora os ATBs e ASBs não prestam pra mais nada não é? Mas, na hora de engrossar a lista de pessoas que optaram pela carreira, eles prestavam... Então essa estratégia só serviu pra ajudá-los a conseguir o Piso, não é queridos professores?
    Que incoerência eim colegas?

    ResponderExcluir
  196. Gente, mais uma vez o desgoverno cria uma situação pra dividir ainda mais os servidores. Pagando o Piso somente pra professores, joga mais uma vez uns contra os outros. E vocês estão caindo feito patinhos... Discutindo, provocando uns aos outros.
    Viva o Anastasia!!!! Estrategista nato!!!!

    ResponderExcluir
  197. Em resposta a Adriana das 7:00. Ao contrário do que você pensa ,que desejava o desatre da greve, está enganada, desejei e desejo o melhor a todos os professores, pois não é fácil ficar em uma sala de aula abarrotada de alunos, sem um mínimo de segurança e nas piores condições. Se você observar bem o meu comentário verá que em momento algum eu falei sôbre dinheiro a meu favor e tão somente pelas palavras escrita por você e outros com mesmo pensamento iguais a você. E quanto a estar nas linhas de combate na próxima paralisação, saiba que procurarei estar junto e conhecer pessoas da greve que sejam limpas por dentro e por fora. PS. pode ficar raivosa o quanto quiser, pois irei ignorá-la.CHARLES(ASB DESIGNADO). Mais uma vez obrigado Euler pela sua educação e clareza nas informações, para que com elas possamos ajudar cada um a sua maneira. Bom dia.

    ResponderExcluir
  198. Olá Eule5r, sou Dalgiza de DIVINO e também estou indignada com esta história de ATBs e ASBs ficarem de fora do Piso, é uma INJUSTIÇA, não podemos admitir. E ainda corremos o risco de ter uma debandada destes companheiros para o subsídio se tudo isso não for acertado já. Por favor comente se corremos esse risco. Abraços e até a vitória

    ResponderExcluir