quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Blog capta novo diálogo entre padrinho e afilhado




Blog capta novo diálogo entre padrinho e afilhado

- TRRRIIIMMMMM!
- Hic, hic! Alô, quem fala?
- Oi padrinho, sua benção!
- Hic... Hic... Deus te abençe, afilhado, mas que hora é esta para me ligar?
- Desculpe, padrinho, é que estou em outro país e perdi a noção do fuso horário.
- Hic, hic, tudo bem, afilhado...
- Tá tossindo, padrinho?
- Não, estou com soluço, hic, hic. É que saí de uma festa agora há pouco, da casa de um amigo aqui no Rio. Festaço, com todo tipo de bebida importada, hic...
- Ah, ainda bem que é só um soluço... Se estivesse em Minas eu ia te indicar um médico do Ipsemg.
- IPSEMG? Hic, hic, hic... Cê quer me matar, meu afilhado? Desde quando eu sou atendido no Ipsemg?
- É mesmo, desculpe, padrinho, é que eu estava conversando sobre este assunto com uma secretária, e acabei confundindo.
- Mas, como foi a viagem ao exterior? Conseguiu aumentar meus fundos de campanha?
- Claro, padrinho, são muito boas as perspectivas. Conversei com muitos empresários, banqueiros, estão todos apostando no senhor...
- É mesmo? Hic, hic, hic... Que notícia boa!
- Tudo bem que eles não votam aí no Brasil não, mas isso é só um detalhe... o que importa é que com a grana deles dá para realizar um ótimo trabalho. O tutu deles é violento. Vamos encher o Brasil com seu retrato em outdoor.
- Claro, hic, hic, estou contando com isso. Além disso, tem as nossas empreiteiras de Minas, que não nos abandonam, e nem nós a elas, não é mesmo?
- Claro, padrinho, nossos acordos com as empreiteiras estão todos de pé. É verdade que tem um pessoalzinho chato da Educação que quer porque quer receber o tal do piso salarial...
- Hic, hic, hic... P-I-S-O? O que é isso?
- Já te expliquei uma vez, padrinho, mas reconheço que é um tema chato e até eu tenho vontade de esquecer deste assunto. O problema é que é lei federal e vai custar um bom dinheiro do nosso orçamento. E é isso que me preocupa...
- Hic, hic, hic... Mas que conversa é essa, afilhado? Pensei que você já tinha resolvido esse assunto. Não vai alterar as metas do choque de governo que nós iniciamos, hein?
- Não, padrinho, pode ficar tranquilo, estou realizando um verdadeiro Governo de Choque. Até mesmo o prêmio de produtividade está ameaçado...
- O quê? Hic, hic, hic... O prêmio? Aquele que eu implantei para substituir os aumentos salariais? Mas, aí minha campanha vai por água abaixo, antes de começar.
- Pois é, padrinho, mas tá difícil arrumar estes recursos. Olha que eu já lasquei um confisco em mais de 150 mil educadores, reduzi o salário deles no meio do ano, deixei os grevistas sem salário durante mais de 50 dias...
- Fez bem, afilhado, fez bem, essa turma de baderneiros tem que ser tratada assim mesmo: com corte de salário e polícia reprimindo!
- Eu sei, padrinho, eu aprendi isso com você...
- Bom menino, bom menino ... Hic, hic... Mas, o importante mesmo é que não faltem recursos para as nossas obras, nossos empreiteiros, a Copa do Mundo, nossos amigos das grandes empresas que querem anistia fiscal. Pode dar à vontade que eles merecem. Já esse negócio de piso, isso é bobagem, ninguém leva a sério esse assunto desagradável sobre educação. Meus adversários políticos fazem muto discurso e na hora h todo mundo cai fora. Não vê a presidenta? Falou, falou e agora, nada.
- Tem toda razão, meu padrinho, e eu, que não prometi nada para os educadores é que não vou fazer o que eles querem. Já ofereci o subsídio, e tá muito bom. Imagina, padrinho, pelo subsídio eles passam a ganhar pelo resto da vida deles até dois salários mínimos, coisa que é até mais um pouquinho do que na sua época, lembra?
- Não brinca, afilhado? Cê tá muito generoso. Hic, hic, hic... Dois salários mínimos como remuneração total para um professor com 30 anos de casa tá bom demais da conta. E o tal do piso básico, afilhado?
- Ah, não te contei não? É R$ 712 pra todo mundo!
- Isso tudo? Cê tá de brincadeira comigo. Hic, hic, hic... Eu vou ter que tomar mais uma.
- Preocupa não, padrinho, isso dá pra fazer, até 2015 dá.
- Ah, afilhado, antes que eu me esqueça, não deixe de reservar uma fatia caprichada para os nossos amigos da imprensa...
- Claro padrinho, mas essa gente é barata. Qualquer trinta dinheiros nós levamos a grande mídia toda do estado, e mais um procurador de lambuja. Não chega nem a fazer cócegas no orçamento. Agora, esse piso dos educadores... 400 mil educadores... padrinho, aí que está o nosso problema.
- Hic, hic, hic, isso tudo, afilhado? Pelo amor de Deus! Dá um jeito de enrolar sem que eles percebam, porque se eles resolvem fazer campanha contra a gente nós podemos mudar de país: 400 mil educadores dá para derrubar qualquer governo.
- Eu sei, padrinho, é por isso que nós fizemos de tudo para dividir essa turma. Jogar uns contra os outros continua sendo, desde há muitos séculos, a melhor forma de enfraquecer os inimigos. Tem alguns que até colaboram com a gente. Precisava ver durante a greve deles. Eu até agradeci a eles pelo apoio. Muitos, fiquei sabendo, ficaram todo orgulhosos com minhas palavras de agradecimento.
- Tomara que este piso dê errado. Hic, hic, hic. Vou beber um gole por você mais tarde, afilhado, para que você consiga resolver este pepino, porque eu quero distância deste assunto. Só volto a Minas quando tudo estiver pacificado.
- Ihhh, padrinho, então vai demorar. Talvez até a Copa de 2014 os ânimos já estejam serenados...
- Tomara. Quero inaugurar o Mineirão em plena campanha, hic. Vou convidar o povo todo para me receber na porta do estádio reformado.
- Na porta, né padrinho, na porta, porque lá dentro mesmo, só quem tem dinheiro para pagar os ingressos, que não serão baratos não.
- Claro, na porta. Os jogos, que é bom mesmo, o povão vai assistir é pela TV, e tá bom demais. No Mineirão vão estar os torcedores de outros países, e nós, e os nossos convidados, claro.
- Pois é, padrinho, mas agora vou ter que desligar porque estou recebendo uma mensagem-torpedo urgente no meu celular. Espera um pouco padrinho... Ihh, minhas secretárias estão dizendo: "Volte logo, o clima em Minas não vai nada bem: chuva e sol, professores reclamando da falta de salário, moradores das comunidades de ocupação denunciam higienização dos pobres, servidores públicos reclamam pelo prêmio... e por aí vai".
- Hic, hic, hic... Mas que monte de assunto negativo para minha cabeça, afilhado! Quando for ligar para mim, desligue este celular e selecione os temas para falar comigo, pois toda vez eu sou surpreendido com assuntos muito desagradáveis, que estragam a madrugada maravilhosa que eu acabei de viver com meus amigos aqui do Rio...
- Desculpe, padrinho, desculpe, isso não vai acontecer novamente, prometo. Tenha uma boa madrugada de sono, que eu já estou de retorno. Sua benção, meu padrinho!
- Deus te abençoe, meu afilhado! Sono nada... Depois dessas notícias todas eu teria um pesadelo... Hic, hic... vou ver se encontro algum boteco aberto!

***

Comentário do Blog: Achei por bem trazer para a parte inicial do post este comentário resposta que dei a um dos nossos navegantes. Vejam:

Olá, pessoal da luta, membros do NDG, estudantes, pais de alunos e demais educadores de combate!

Bom dia!

Ao Anônimo de 00:57,

Se todos tivessem ficado no subsídio, não haveria piso salarial em Minas Gerais. Logo, todos os que receberem o piso terão uma dívida eterna para com quem teve coragem de voltar para o vencimento básico, e mais ainda, com quem teve coragem de fazer 112 dias de greve para garantir o piso e a carreira.

Quanto às perdas provocadas pela mudança de regime remuneratório, claro que vamos brigar por elas na Justiça. Aliás, o sindicato já deveria ter entrado com ação na Justiça desde o mês de julho, quando o governo cometeu a ilegalidade de reduzir os salários de 153 mil educadores que optaram pelo vencimento básico e suspender, para estes, o reajuste salarial aplicado em janeiro.

Muitos dizem que essa redução já estava prevista na Lei do Subsídio. Esta lei é estadual, e não pode passar por cima da Constituição Federal, que proíbe a redução de remuneração salarial. Falamos isso aqui mil vezes, mas o sindicato tem sempre o argumento de que quando o piso for pago vamos recuperar essa perda. Conversa. O piso será pago a partir de janeiro de 2012 e o retroativo, mesmo que seja cobrado na justiça, dificilmente será pago de uma só vez.

Já esta perda com a redução salarial, não. É possível provar que tivemos uma perda imediata e ilegal provocada pelo governo - e isso ele terá que nos devolver.

Primeiro, porque foi um reajuste previsto em lei e no orçamento do estado para 2011. Logo, deixar de pagar para uma parcela de educadores aquele reajuste previsto é cometer uma grande ilegalidade; segundo, porque não se pode reduzir salários, mesmo que haja mudança de sistema remuneratório. Ainda mais quando esta mudança foi realizada inicialmente de forma compulsória (caso do subsídio). Nós apenas retornamos ao que já existia antes.

E não estando submetido à Lei do Piso, que é uma lei federal, o governo não pode aplicar um reajuste diferenciado para uma mesma categoria: dar zero de reajuste para a metade de uma mesma categoria, e 20% para a outra metade desta categoria, cujos membros exercem a mesma função, com a mesma carga horária, a mesma complexidade de trabalho, estando ligados aos mesmos planos de carreira. Ainda mais quando esta diferenciação de tratamento se faz para coagir e punir quem não aceitou o novo e compulsório sistema remuneratório que o governo quis impor.

A coisa pública exige legalidade, impessoalidade e transparência. E moralidade também. Você não pode fazer uma coisa assim: se você vier para este regime de remuneração eu te dou um reajuste x, se você não vier, eu não te dou este reajuste. Ou pior: te dou este reajuste por 6 meses e depois eu retiro se você não ficar no regime compulsório imposto pelo governo. Isto não existe. Aceitar isso é institucionalizar a chantagem como instrumento de política pública.

Ou seja, temos todos os elementos para ganhar na justiça aquilo que o governo confiscou de 153 mil educadores em 2011. Falta só um bom advogado - ou um escritório -, e vontade política da direção sindical de realizar esta cobrança judicial, já que este assunto, não se sabe o porquê, sequer entrou na pauta das negociações da comissão tripartite. Eu não sei o motivo desta omissão. Se alguém souber me explique.

Claro que o piso é a prioridade, e que é no piso que devemos nos concentrar. Mas, recuperar as perdas impostas ilegalmente, é também uma prioridade. Além disso, tal ato contribuiria para que ninguém mais tivesse medo de deixar o subsídio - ou de querer voltar para este sistema, como já temos ouvido alguns desavisados comentarem.

Logo, cobremos do sindicato uma atitude em relação a isso. Ainda que tardia.

***

Frei Gilvander:


O Poder Legislativo de Belo Horizonte poderá ajudar a resolver de forma justa o grave conflito social que envolve a Comunidade Dandara

Em anexo, PARECER JURÍDICO do Prof. Dr. José Luiz Quadros de Magalhães sobre o Projeto de Lei 1271/2010, de autoria do Vereador Adriano Ventura.

A Câmara de Vereadores de Belo Horizonte e a Comunidade Dandara: os vereadores votarão a favor das 5.000 pessoas da comunidade Dandara, no Ceú Azul, em Belo Horizonte, MG, Brasil?

O PL 1271/2010 declara de Interesse Social para fins de desapropriação área no Bairro Céu Azul no limite dos Municípios de Belo Horizonte e Ribeirão das Neves. A Comunidade de moradores estabelecida nesta área, em legítimo exercício de seus direitos constitucionais, foi denominada “Dandara”.

PROJETO DE LEI 1271/2010, de autoria do vereador Adriano Ventura (do PT) será votado no início de novembro. O PL 1271/2010 visa declarar de utilidade pública o território da Comunidade Dandara para fins de moradia popular. Já foi aprovado por três Comissões da Câmara de Vereadores de Belo Horizonte e deverá ir ao Plenário para ser votado por todos os vereadores, na próxima semana, no início de novembro. A Comunidade Dandara vai conversar, dialogar e reivindicar junto a todos os vereadores a aprovação dp PL 1271/2010. A aprovação desse projeto poderá ser a chave que destrancará o grande impasse que se estabeleceu sobre Dandara: uma comunidade com quase 1.000 famílias que, em 2,7 anos, já construíram mais de 800 casas de alvenaria e segue se organizando. Dandara já é um bairro em processo de auto organização. Se esse projeto for aprovado, o fantasma do despejo será exorcizado, eliminado. Conclamamos todos/as apoiadores/ras da Comunidade Dandara para não medir esforços na luta pela aprovação do Projeto de Lei 1271/2010 na Câmara de vereadores. Contamos vivamente com o apoio de todos os vereadores para aprovação do PL 1271/2010. Projeto semelhante já foi aprovado sobre a Vila Acaba Mundo, no Sion, em BH. Aos vereadores que votarem a favor de projeto, desde já nosso muito obrigado e nossa gratidão.

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


97 comentários:

  1. Òtimo, professor! Esse texto é uma pausa para o riso, no momento todos precisamos dessa terapia!
    Parabéns, tem se revelado um excelente Cronista!

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  2. bom vamos ver se eu entendi nos voltamos pra vb,e perdemos dinheiro muito dinheiro certo,quem ficou no subsidio nao perdeu dinheiro correto,na hora que nos for dado o piso ai eles (os que ficaram no subsidio)vão ver que com o piso é muito melhor o governo vai dar trinta dias para eles voltarem no vb? que legal vão ganhar 12 meses no subsidio sem perder nenhum tostão ai em dezembro eles voltam pra o vb que vai ser referente a 1 de janeiro e em fev recebem o piso ai sim vão rir da nossa cara eu perco cerca de 500 reais por mes (aulas de extensão)sem chance de rever esse dinheiro e eles vao receber e nao vao perder nada é como se estivessemos numa festa e a cerveja ta quente ai eu falo assim a hora que a cerveja estiver gelada vcs me chamam vamos olhar isso ai moçada ass macho predador

    ResponderExcluir
  3. Prezado Euler,
    Criatividade e irreverência mesmo em meio a tantos problemas que nós estamos enfrentando com essa comissão num verdadeiro enrolation é típico de quem não desiste nunca.
    Temos que ficar atentos às pegadinhas desse governo, pois a cada dia, eles tem coragem de fazer coisas que não eram para nós deixar pasmos, mais ainda conseguem.
    Vamos ver as tabelas para todas as tabelas...
    Muito gostoso o humor e as ironias desse post.
    Abracos,
    Denise

    ResponderExcluir
  4. FORA ANASTASIA
    FORA DITADOR
    FORA ANASTASIA
    FORA DITADOR
    FORA ANASTASIA
    FORA DITADOR
    FORA ANASTASIA
    FORA DITADOR
    FORA ANASTASIA
    FORA DITADOR

    ResponderExcluir
  5. Os partidos políticos de direita estão se revelando aquilo que já são por conveniência, extremamente ditatoriais. Devemos fazer campanha para anular todas as arestas para que esses grupos nos governem. Estejamos atentos às investidas de Andrea Neves, irmã de Aécio (playboy) Neves, que transformam Minas Gerais em feudo dos Neves.

    ResponderExcluir
  6. Euller,
    corrigindo o post acima, onde se lê ver as tabelas de todas as tabelas,
    leia-se ver as tabelas do vencimento básico, ou seja, do piso.
    Paz e bem,
    Denise
    Chega segunda, de preferencia nos trazendo boas novas.
    Alvísseras a todos nós e a todos os de baixo que tem sofrido nas mãos de quem seja.

    ResponderExcluir
  7. AFINAL , NEM UMA NOVIDADE ?ESTAMOS NA ESTACA ZERO ?

    ResponderExcluir
  8. Euler
    kkkkk, agora dá prá falar. Adorei!!!!!! Vc realmente estava inspirado! Posso copiar e levar para meus alunos?

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Euler!
    Que bopm que vocês não desisterm, mas temos um problema em mãos e não sabemos resolver e não temos a quem recorrer. Olha ficamos no subsídio por que nos tiraram biênios e quinquênios, nós não podemos pedir e olha que depois do ofício recebido impedindo de tal direito, fomos obrigados a ficar no subsídio, caso sontrário em dois cargos estaríamos ganhando hum mil e duzentos. Por favor nos ajudem mesmos, só você para lutar conosco.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Euler. Bom dia, pessoal do NDG. Abracemos a luta pelo Piso para TODAS AS CARREIRAS! Não importa no momento o que A ou B fizeram. O que importa é que o Governo seja coerente e cumpra o compromisso feito, no dia 27/9, para que a greve fosse suspensa e, lógico, cumpra a Lei 11.738/08. UNIÃO na EDUCAÇÃO já! Categoria valorizada= força na luta e satisfação no trabalho= prazer na vida. Apesar das diferentes opiniões e posturas, sejamos justos sempre. Professora Rosana, presente na greve.

    ResponderExcluir
  11. O bispo de Limoeiro do Norte (CE), Dom Manuel Edmilson da Cruz, recusou nesta terça-feira (21) receber uma comenda do Senado Federal. Ele afirmou que sua atitude era para protestar contra o aumento salarial de 61,8% aprovado pelos parlamentares em causa própria. A homenagem recusada por ele é a Comenda dos Direitos Humanos Dom Helder Câmara.

    A recusa do bispo foi feita em um discurso no plenário do próprio Senado. Ele criticou os parlamentares por aprovar o aumento deste montante para o próprio salário. “Quem assim procedeu não é parlamentar, é para lamentar”, disse.
    MATÉRIA INTERESSANTE:
    O religioso afirmou que a comenda que lhe foi oferecida não honra a história de Dom Helder Câmara, que teve atuação destacada na luta pelos direitos humanos durante o regime militar.
    “A comenda hoje outorgada não representa a pessoa do cearense maior que foi Dom Helder Câmara. Não representa. Desfigura-a, porém. Sem ressentimentos e agindo por amor e por respeito a todos os senhores e senhoras, pelos quais oro todos os dias, só me resta uma atitude: recusá-la. Ela é um atentado, uma afronta ao povo brasileiro, ao cidadão, à cidadã contribuinte para o bem de todos, com o suor de seu rosto e a dignidade de seu trabalho”, afirmou o bispo.

    Ele destacou que o aumento dado aos parlamentares deveria ter como base o reajuste que será concedido ao salário mínimo, de cerca de 6%. “O aumento a ser ajustado deveria guardar sempre a mesma proporção que o aumento do salário mínimo e da aposentadoria. Isso não acontece. O que acontece, repito, é um atentado contra os direitos humanos do nosso povo”.
    O senador José Nery (PSOL-PA) disse compreender a atitude do bispo. “Entendemos o gesto, o grito, a exigência de Dom Edmilson da Cruz”. Nery, que foi um dos três senadores a se manifestar na votação de forma contrária ao aumento, deu prosseguimento a sessão após a atitude do religioso.

    Dom Manuel Edmilson da Cruz foi indicado para receber a comenda pelo senador Inácio Arruda (PC do B-CE). Além dele, foram indicados para a homenagem Dom Pedro Casaldáliga, Marcelo Freixo, Wagner de La Torre e Antônio Roberto Cardoso. Apenas este último também estava presente e discursou. Ele afirmou estar “incomodado” com a homenagem, mas disse a ter aceitado porque ela se enquadra dentro de um contexto histórico e de um reconhecimento ao trabalho de Dom Helder Câmara.

    ResponderExcluir
  12. QUERO MEU DINDIM DE VOLTA.....ANASTA.....ZIA...

    NÃO ACREDITO QUE QUEM ESTAR NO SUBSÍDIO QUEIRA SAIR DELE...AFINAL DE CONTAS...ESTÃO APAIXONADOSSS...ALIÁS ENFEITIÇADO. NÃO ACHO QUE O GOVERNO VAI LIBERAR A TABELA DO PISO...PAUSA...DEPOIS DE ACERTADO, REGIMENTADO E SACRAMENTADO E PUBLICADO...ABRIR NOVAS OPORTUNIDADES PARA OS DESAVISADOS RETORNAREM AO PISO... PERAÍ...KKKKKKKKKKKKKK... DESCULPE-ME PELAS RISADAS

    O QUE EU QUERO É O MEU....NOSSO PISO E TUDO O QUE ele NOS ROUBOU NESTES 6 (LONGOS.....) MESES.

    ABRAÇOSS.... E FIRMES NA LUTA!

    ResponderExcluir
  13. Neste blog inúmeras leis e direitos foram analisados e citados.E daí? Onde estão o reconhecimento destes direitos? Piso salarial na carreira, prêmio produtividade, devolução de salário. O que sei é que fiquei sem dinheiro, e nenhuma lei mim aparou.Que país é este? Ou seria que Minas Gerais é esta?

    ResponderExcluir
  14. Quando os invasores de cargos serão realmente demitidos? Os da minha escola ainda continuam na sala dos professores coçando as costas um dos outros, comendo muito macarrão e se lambuzando de massa de tomate.

    Francamente!

    ResponderExcluir
  15. Não aguento mais ditadores na educação.

    ResponderExcluir
  16. Olá, pessoal da luta, membros do NDG, estudantes, pais de alunos e demais educadores de combate!

    Bom dia!

    Ao Anônimo das 00:57,

    Se todos tivessem ficado no subsídio, não haveria piso salarial em Minas Gerais. Logo, todos os que receberem o piso terão uma dívida eterna com quem teve coragem de voltar para o vencimento básico, e mais ainda, com quem teve coragem de fazer 112 dias de greve para garantir o piso e a carreira.

    Quanto às perdas provocadas pela mudança de regime remuneratório, claro que vamos brigar por ela na Justiça. Aliás, o sindicato já deveria ter entrado com ação na Justiça desde o mês de julho, quando o governo cometeu a ilegalidade de reduzir salários os 153 mil educadores que optaram pelo vencimento básico e suspender, para estes, o reajuste salarial aplicado em janeiro.

    Muitos dizem que essa redução já estava prevista na Lei do Subsídio. Esta lei, é estadual e não pode passar por cima da Constituição Federal, que proíbe a redução de remuneração salarial. Falamos isso aqui mil vezes, mas o sindicato tem sempre o argumento de que quando o piso for pago vamos recuperar essa perda. Conversa. O piso será pago a partir de janeiro de 2012 e o retroativo, mesmo que seja cobrado na justiça, dificilmente será pago de uma só vez.

    Já esta perda com a redução salarial, não. É possível provar que tivemos uma perda imediata e ilegal provocada pelo governo - e isso ele terá que nos devolver.

    Primeiro, porque foi um reajuste previsto em lei e no orçamento do estado para 2011. Logo, deixar de pagar para uma parcela de educadores aquele reajuste previsto é cometer uma grande ilegalidade; segundo, porque não se pode reduzir salários, mesmo que haja mudança de sistema remuneratório. Ainda mais quando esta mudança foi realizada inicialmente de forma compulsória (caso do subsídio). Nós apenas retornamos ao que já existia antes.

    E não estando submetido à Lei do Piso, que é uma lei federal, o governo não pode aplicar um reajuste diferenciado para uma mesma categoria: dar zero de reajuste para a metade de uma mesma categoria, e 20% para a outra metade desta categoria, cujos membros exercem a mesma função, com a mesma carga horária, a mesma complexidade de trabalho, estando ligados aos mesmos planos de carreira. Ainda mais quando esta diferenciação de tratamento se faz para coagir e punir quem não aceitou o novo e compulsório sistema remuneratório que o governo quis impor.

    A coisa pública exige legalidade, impessoalidade e transparência. Você não pode fazer uma coisa assim: se você vier para este regime de remuneração eu te dou um reajuste x, se você não vier, eu não te dou este reajuste. Ou pior: te dou este reajuste por 6 meses e depois eu retiro se você não ficar no regime compulsório imposto pelo governo. Isto não existe. Aceitar isso é institucionalizar a chantagem como instrumento de política pública.

    Ou seja, temos todos os elementos para ganhar na justiça aquilo que o governo confiscou de 153 mil educadores em 2011. Falta só um bom advogado - ou um escritório -, e vontade política da direção sindical de realizar esta cobrança judicial, já que este assunto, não se sabe o porquê, sequer entrou na pauta das negociações da comissão tripartite. Eu não sei o motivo desta omissão. Se alguém souber me explique.

    Claro que o piso é a prioridade, e que é no piso que devemos nos concentrar. Mas, recuperar as perdas impostas ilegalmente, é também uma prioridade. Além disso, tal ato contribuiria para que ninguém mais tivesse medo de deixar o subsídio - ou de querer voltar para este sistema, como já temos ouvido alguns desavisados comentarem.

    Logo, cobremos do sindicato uma atitude em relação a isso. Ainda que tardia.

    ResponderExcluir
  17. Anônimo das 10:08 se na sua escola os substitutos ainda estão por aí é porque alguém deve estar com peninha deles, pois desde segunda-feira que já foram dispensados nas escolas do Estado. Pelo jeito há alguma exceções.

    ResponderExcluir
  18. Dúvida!...
    O corte no meu pagamento foi em subsídio no período da greve, agora recebo pelo VB. Como fica o meu salário de reposição? Subsídio ou VB?

    ResponderExcluir
  19. Boa tarde sera que saberia nos informar alguma noticia sobre o premio por produtividade tivemos noticias atraves de um blog da policia que sairia no dia de amanha

    ResponderExcluir
  20. Laece Falete, educadora em Coronel Murta, Vale do Jequitinhonha27 de outubro de 2011 12:26

    GRANDE EULER, SÓ MESMO VOCÊ PRA FAZER A GENTE RIR DEPOIS DE TANTA REVOLTA QUE TEMOS COM ESTES TUCANOS.
    SEU HUMOR MANDA EMBORA QUALQUER TRISTEZA .É INCRÍVEL COMO VOCÊ SABE CUIDAR BEM DA SUA GENTE: DEIXANDO-NOS BEM INFORMADOS, REFLEXIVOS E AINDA SORRIDENTES COM SEUS TEXTOS QUE SAO SHOW DE BOLA.
    RECEBEU MEU E-MAIL???
    DÊ UM TOQUE AMIGO,BJ

    ResponderExcluir
  21. Eu também gostaria de saber notícias sobre o premio por produtividade que li tbm neste blog e no blog da PM que sairia amanhã.Mas nada oficial!!!Apesar de não crer, quem sabe pelo menos na ilusão ficaria mais feliz..rsss
    Afinal,se ele fosse mesmo pagar amanhã,jé estaria gritando em todos os jornais!!!

    ResponderExcluir
  22. Querido Euler, mais uma vez vem o "enroleichon" e o "embromeichon" do desgoverno do PSDB/DEMO. Mas qual a razão de fazerem isso? É simples, nós não representamos ameaça nenhuma para eles!! Como assim? Não somos formadores de opinião como disse o Dep. Zé Maia (PSDB)e não traduzimos isso em votos, pois ele (Zé Maia) voltou à AL na atual legislatura. Com muito sinismo o tido parlamentar respondeu uma colega em uma reunião no plenário da AL, depois que a mesma mostrou sua foto no carometro dos inimigos da educação.
    Euler, eu vejo o momento histórico nos favorecendo e não podemos esquecer o que sofremos nesse período de greve. Quem sabe vc não disponha seu blog para preparar caminho para a maior mobilização dos professores contra nosso inimigo preferencial: o PSDB DE AÉCIO. Eles e seus aliados já estão se mobilizando para viabilizar a candidatura do playboy das alterosas à presidência. O que podemos fazer é nos organizar em cada canto de Minas e formar núcleos em cada escola(comunidade, pais de alunos, alunos)e fazermos centenas de professores-vereadores ( que nos representem mesmo e com limites de atuação definidos) e atuar diretamente na companha de 2012 contra candidatos a prefeitos que apoiam ou são do PSDB.
    Euler, só assim eles vão nos respeitar. Não vejo outra possibilidade, pois poder nas negociações demanda poder político. Tenho conversado com os colegas do norte de minas. Fiquei sabendo que nas eleições passadas, alguns colegas trabalharam contra deputados favoráveis a Anastasia e a quantidade de votos que eles tiraram desses incompetentes foi enorme. Qual a conclusão lógica: VAMOS ENTRAR PARA VALER NA CAMPANHA!!!
    Euler, por favor, pense nisso. E quem sabe vc e seu blog encampam essa idéia.

    Ps. Em Montes Claros e região, estamos esperando só a novela do piso acabar para começarmos nossa guerra contra o PSDB.

    Murilo Maia - NAPSDB (núcleo anti-PSDB)
    Prof de química - Montes Claros

    ResponderExcluir
  23. Anônimo da 00:57, esse negócio de o governo reabrir prazo para retornar ao VB é alguma jogada torpe. Não pensem que o governo vai apresentar na segunda-feira, a tabela que queremos. Isso está me cheirando mal. Se ele reabre prazo para retorno ao VB , todos os servidores voltam, porque sabem que é mais vantajoso que o subsídio.Se a intenção dele é pagar apenas o subsídio, por que reabrir o prazo para retorno ao VB? Ai, ai , ai isso não vai prestar?

    ResponderExcluir
  24. João Paulo Ferreira de Assis27 de outubro de 2011 13:57

    Mas com essa mosca morta que está lá no Palácio do Planalto, sei não. Vamos lutar, mas a impressão que eu tenho que teremos Aécio presidente em 2014.

    ResponderExcluir
  25. Mas que p!!! é essa de "Subsidiados" poderem optar pelo VB? Não acredito nisso. Estou sendo egoísta, sim. Tenho consciência disso. Haja senso de humor para aguentar a gozação que esse povo fazer conosco.
    Alguém me ajude aí, pô!!!

    ResponderExcluir
  26. Euler,

    Você já viu que o "link' com as informações sobre o susídio no site da educação sumiu? ou eu tô ficando cega(rs)

    Logo agora que eu queria fazer a simulação! já que a Bia disse que podemos... só não o fizemos antes, por medo da Gazzola achar que estávamos interessados... mas eu já fiz as minhas contas... o VB é muito melhor..

    ResponderExcluir
  27. Prazo para quem está no subsídio retornar ao VB? Gente, eu tenho cá comigo que isso vai dar m...! Já estou vendo que esse piso vai ser uma pisada. Essa abertura do governo me deixa com uma pulga atrás da orelha! Ele não pode estar sendo tão bonzinho, tão gente boa, tão democrático. Não é da natureza dele. Nesse mato tem coelho. Quem arrisca uma apostinha?
    Cuidado SIND UTE. Abra seus olhos e trate de ficar com um olho no peixe e outro no gato. Sei não, viu...
    Boa sorte para nós e que DEus tenha piedade de nós!!!

    ResponderExcluir
  28. Porque o Aécio não entra nesta negociação e pede a seu afilhado que nos pague o que a lei determina, inclusive o prêmio de produtividade.

    Afinal ele quer ser candidato a presidente em 2014 e precisa do nosso voto.

    Ou será que primeiro eles têm que mostrar muitas dificuldades para depois fazer o milagre?

    Até agora só vi maldades e incompetência.

    ResponderExcluir
  29. Oi, pessoas queridas,
    Escrevi à SEPLAG perguntando se procede a notícia de que que o psgamento do pemio de produtividade será pago amanhã, Sexta-feira.
    Eis a resposta:
    Senhora Lucia,

    Encaminhamos essa correspondência em resposta à sua mensagem de protocolo 57804 enviada no dia 26 de outubro, referente ao pagamento do Prêmio de Produtividade .

    Agradecemos o seu contato e informamos que estamos analisando a situação da receita do Estado de Minas Gerias de forma a buscar a viabilização do pagamento do prêmio de produtividade dos servidores públicos. Porém, a data do pagamento permanece indefinida, dessa forma, a informação passada não procede.

    Assim que a análise estiver concluída, repassaremos todas as informações aos interessados.


    Atenciosamente,
    Equipe de Atendimento ao Cidadão
    Núcleo Central de Gestão de Projetos e do Desempenho Institucional

    Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (SEPLAG)

    É isso.

    Beijo, beijo.

    ResponderExcluir
  30. As coisas aqui em Minas vão de mal à pior... Moro no interior e faço tratamento com fonoaudióloga, otorrinalaringologista e neurologista... A fono vai deixar o IPSEMG, a otorrina está em dúvida, mas por enquanto não está atendendo, meu neurologista talvez não renove com o plano. Vários médicos estão deixando de atender, de operar etc. Procurei um oftalmologista na capital pelo IPSEMG por três vezes e nada! Todo mês é um arrombo no meu contra-cheque, principalmente pelo furto feito pelo governo por ter optado pelo vencimento básico.
    O IPSEMG está sucateado e quem sofre somos nós. Os médicos reclamam das tabelas do IPSEMG e corremos o risco de termos um desligamento em massa devido insatisfações.
    Felizes são os médicos que insatisfeitos podem das tchau para esse desgoverno, diferente do meu caso que como Professor tenho que engolir a seco esse salário pífio.
    É muito sofrimento para uma classe só.

    ResponderExcluir
  31. PORCOS IMUNDOS E CORRUPTOS.

    ResponderExcluir
  32. E os substitutos ainda estão na escola...

    ResponderExcluir
  33. Olá Euler e demais guerreiros.

    Se não me falha a memória,houve também uma reunião com os ATBS,ASBS e etc, um pouco antes da eleição para governador,onde foi feita uma descarada campanha pró Anastasia.Havendo inclusive a proposta de manutenção dos efetivados caso continuasse o psdb no poder.
    Qual será o próximo golpe???Deus nos proteja.

    ResponderExcluir
  34. Estou pronto para retornar ao movimento grevista em fevereiro de 2012 se por acaso este maldito governo não nos pagar o prêmio prometido e nem nos devolver o dinheiro confiscado,tenho dois cargos, por enquanto, pois penso em desistir de um tal lei 100 que está me matando aos poucos, e perdi 700,00 ao retornar para o vencimento básico.
    Mauro ndg Caratinga

    ResponderExcluir
  35. Atenção a questão do IPSEMG é coisa séria, analisem a estratégia:
    1º- Sucateia o IPSEMG, ou seja destrói totalmente.
    2º- Grande número de pessoas se desligam do plano.
    3º- Como uma minoria de arrecadação não se consegue mantê-lo.
    4º- A privatização fica mais fácil.

    Quem vai ficar no IPSEMG? ou seja quem não vai desligar? Apenas os mais necessitados, os que não têm mesmo como pagar outro plano, ou ainda os que tem grande número de dependentes, qual o outro plano que cobre 8 ou mais pessoas por menos de 50,00 reais? Não há??
    Aí vem o golpe final, privatiza e cada pessoa paga proporcional ao número de dependentes e o pior é que não vai melhorar pelo contrário deve até piorar porque como empresa privada os serviços serão proporcionais a arrecadação.
    E aí não vamos fazer nada? vamos deixar que as coisas aconteçam sem lutar?
    Não esqueçam de uma coisa toda vez que falamos mal do IPSEMG o governo nos aplaude, e isso mesmo que ele quer. Os nossos deputados estão dormindo e ao invéz de representar o povo representam na verdade os interesses do governo.

    Salvem o IPSEMG!!!

    ResponderExcluir
  36. neste blog leis e direitos foram analisados e citados.E daí? Onde estão o reconhecimento destes direitos? Piso salarial na carreira, prêmio produtividade, etc..Para um pais em desenvolimento como o brasil a educação e essencial. um pais que nao valoriza seus trabalhadores de educação tem como consequencia a violencia, a criminalidade, a corrupção e a falta de etica que e o caso do nosso pais..apoio os professores e acho que tambem deveriamos ficar atentos com a midia que passar para a sociedade um lado da historia falso.. a todos os professores.continuam lutando pelos seus direitos

    Cahe

    ResponderExcluir
  37. Pois tão logo esse desgoverno divulgue o prazo para voltar a VB estou voltando eu não vou dar meus 20 anos de trabalho nas mãos de ninguém dos de cima. Um forte abraço a todos e vamos sempre pensar positivo, que a gente vai conseguir sair dessa.

    ResponderExcluir
  38. A Beatriz disse no blog que os substitutos ja deveriam sr demitido ,mas lá estão firmes e fortes ,comendo como leões e afrontados os titulares .

    ResponderExcluir
  39. Completando o comentário do Euler, quanto a redução de salário praticado pelo governo, acho que ele cometeu o absurdo de conceder 5% de aumento para todos os servidores em dezembro/2010, e retirá-lo para os que voltaram para a carreira antiga, mas manteve para os atuais diretores, os apostilados em atividade e aposentados(dois pesos e duas medidas).
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  40. O Sind UTE, juntamente com outros sindicatos de servidores em MG, deverão se unir e cobrar o bom funcionamento do IPSEMG.

    Apesar de tudo ainda é o IPSEMG que dá garantias à saúde dos servidores e suas famílias.

    É URGENTE/URGTENTÍSSIMO A RECUPERAÇÃO DO IPSEMG.

    SINDICATOS E SERVIDORES PRECISAM ESTAR ATENTOS E FAZER UMA MACIÇA CAMPANHA DE RECUPERAÇÃO DO IPSEMG.

    O IPSEMG É A ÚNICA GARANTIA NA ÁREA DE SAÚDE PARA A GRANDE MAIORIA DOS SERVIDORES.

    ResponderExcluir
  41. As eleições estão aí! Não podemos esquecer, nossa luta tem que continuar. PSDB e DEM defende os interesses dos ricos, não importa se para isso tenham que passar por cima dos direitos dos trabalhadores. Nossa vingança será nas urnas, vamos denunciar para o Brasil e o mundo o que o Aécio/ Anatasia estão fazendo com a educação e o povo pobre de Minas. Denunciar a forma deles governarem, eliminando os injustiçados.

    ResponderExcluir
  42. Boa tarde!
    Atenção Euler e todos os visitantes do blog:
    Minha escola esteve em greve total até julho, a partir de agosto, parcial. Há um calendário fechado com todos os sábados sendo letivos, e mais dias de dezembro. Esse calendário "fechado" contempla os 200 dias letivos dos alunos, foi aprovado. Eu, e muitos outros colegas da escola que continuamos em greve pós julho, entramos na greve "parcial" e devemos repor essa carga horária com os alunos, em outro turno, sexto horário, etc, desde que deixássemos um documento por escrito, que já veio pronto da SRE,assinado pela direção e inspetora escolar, para ser levado e aprovado na SEE. Quem não fizer tal documento, assume que não pagará os dias, podendo assim a escola se organizar e designar. Só que vem um outro documento(rs), que vc assume o não pagamento, é assinado por 2 testemunhas, e será avaliado se o servidor deve ou não sofrer um processo administrativo. É mole? E quem não tem disponibilidade? Que governador é esse meu Deus! Todo dia um tapa mas eu tô de pé ainda!!
    Abraços,
    Andréa

    ResponderExcluir
  43. Anônimo das 16:53,
    E votar em quem?
    No PT, PCdoB? (do ex-ministro Orlando Silva).
    Estamos é num mato sem cachorro. Democracia representativa não dá mais! Eleição nos moldes do sistema atual não dá mais!
    E não me venham com o bla bla bla de volta da direitona, pois não estamos em 2002 e nem o bla bla bla de quanto pior melhor.
    Claudio P.

    ResponderExcluir
  44. Mas quem vai nos defender e rever nosso dinheiro confiscado?Fizemos greve,passamos necessidades estamos sofrendo na escola ironias,zombarias e depois o subsidio tem prazo para voltar para o VB? Brincadeira?Parece que só quem anda na contra mão nessa MG tem direito e valor?Parece que fazer o justo e certo é o errado???????

    ResponderExcluir
  45. Gostaria de ter uma vida digna como professor poder ir ao supermercado fazer uma boa compra comer bem (bolachas,doces,carnes,frutas,verduras,etc)Mas cada vez mais acho que não mereço.Mas ao mesmo tempo acho desaforo sofri tanto para formar,conseguir esse emprego.Trabalhei na roça,apanhei de aluno,passei tantas dificuldade,mas sempre achando que um dia seria reconhecida como prof. agora com 25 anos na profissão ganhando 750,maltratada por colegas,diretor que acha maravilhoso as maldades que mandam fazer com a gente(SEE fala todo contente na sala dos professores hoje chegou com as punições para quem fez greve babaca)pessoal sem inteligência ,caráter e coragem de fazer greve.Estou perdendo as esperanças e até me arrependo de ser prof. ahhhhhhh se fosse mais nova e não tivesse acabado com a saúde nessa profissão

    ResponderExcluir
  46. Que profissão tinha que ser a mais valorizada de todas afinal todos passam por nós

    ResponderExcluir
  47. Penso que a essas alturas do campeonato, o sindicato deveria voltar suas atenções aos 153 mil que fizeram a opção pelo VB e aos que não tiveram chance de optar pelo mesmo. Muitos que optaram por permanecer no suicídio fizeram por livre e espontânea vontade e porque o salário aumentou um pouco, ou seja, pensaram de forma imediatista e não quiseram arriscar a perder e voltar para o VB. Pena que agora com a possibilidade de pagar o piso, pouca gente vai admitir que preferiu o suicídio. Enquanto essas coisas não se definem, o desgoverno vai ganhando tempo pra nos enrolar.

    ResponderExcluir
  48. Por e-mail, repassando:

    "OF.CIR. SEDE CENTRAL/SEC- 066/2011.

    Companheiros (as),

    Conforme deliberação do Comando Estadual de Greve, realizado no dia 08/10/2011, realizaremos nova reunião para discussão e avaliação dos trabalhos da comissão Tripartite. Esta reunião será realizada neste sábado 29/10/2011 e a convocatória foi encaminhada aos membros do Comando e subsedes.

    É fundamental que as subsedes e comandos locais de greve invistam na participação deste Comando Estadual de Greve. O Comando será aberto à participação da categoria e será um importante momento para avaliação e definição de estratégias.

    As subsedes têm autonomia para organização da participação das regiões e a nossa orientação é a de que possibilitem a maior participação possível. O direito de voz é garantido a todos que participarem e o direito de voto é restrito aos representantes do Comando Estadual de Greve.

    É de responsabilidade das subsedes orientar aos participantes da sua região para trazerem documento de identidade e contracheque recente para viabilizar o credenciamento.

    Atenciosamente,

    BEATRIZ DA SILVA CERQUEIRA

    COORDENADORA GERAL DO SIND-UTE/MG".


    Serviço do Blog:

    Data: 29/10/2011 - sábado
    Hora: 13h
    Local: CREA-MG - Av. Álvares Cabral, 1600, Santo Agostinho, BH/MG.

    ResponderExcluir
  49. Não se fala do IPSEMG para terminar de destruí-lo. É obvia a importância dele para nossas vidas. Todavia, temos que berrar pelos quatro cantos a emergência de recuperá-lo enquanto prioridade, antes que faleça. A situação é agônica e não devemos fazer critiquices e sim críticas como as feitas aqui para recuperá-lo .

    ResponderExcluir
  50. Deus misericordioso, olhe por nós. Amém.

    ResponderExcluir
  51. NA região centro-oeste as escolas estão proibindo os professores de consumir a merenda dos alunos. A merenda sobra e as inspetoras ordenaram que as diretoras joguem fora, mas não permitam que os professores merendem. Isto está acontecendo na 12 superintendência. Gostaria de saber se está acontecendo também em outras regiões, e de quem partiu está ordem?

    ResponderExcluir
  52. Euler

    Eu sou ATB e não sei o que fazer, pois pelo visto eu e as minhas colegas da cantina vamos ficar sem o Piso. O prazo é até 31/10 e o governo disse que ñ vai prorrogar. Confiamos no sindicato ou voltamos para o Subsídio.

    ResponderExcluir
  53. O que estará tramando o governo com a abertura para quem está no subsídio voltar para a VB? Do jeito que esse governo é ardiloso, temos que nos cuidar.
    De imediato penso que ele quer nos humilhar ao extremo e mostrar para todos que quem se levantar contra o governo de Minas Gerais não ficará impune. Eles querem exemplificar no castigo, mostrar que tem as rédeas e o cabestro nas mãos e nos dividir ainda mais.
    O sindicato poderá ficar respingado dependendo da estratégia montada e ficar de mãos atadas em futuros movimentos. Deus ilumine a Bia.

    ResponderExcluir
  54. Euler
    Na minha escola está passando um requerimento para quem quiser entrar com ação contra o IPSEMG, relacionado a Restituição de desconto indevido/ 2006 a 2010. Fiquei em dúvida com relação ao preenchimento ou não deste requerimento.Eu acho que não devo preencher nada disso porque não quero perder o plano (tenho 3 dependentes). Você tem informação se a gente entrando na justiça para reaver esta cobrança indevida,perde o direito de usar o plano? Se puder me esclareça, pois na escola eu acho que as pessoas não estão pensando que vão perder este direito, se entrarem com a ação! Obrigada. Eleuza

    ResponderExcluir
  55. Postando de novo, com as devidas correções. Não gosto de escrever errado:

    Oi, pessoas queridas,
    Escrevi à SEPLAG perguntando se procede a notícia de que que o pagamento do prêmio de produtividade será pago amanhã, Sexta-feira.

    Eis a resposta:

    Senhora Lucia,

    Encaminhamos essa correspondência em resposta à sua mensagem de protocolo 57804 enviada no dia 26 de outubro, referente ao pagamento do Prêmio de Produtividade .

    Agradecemos o seu contato e informamos que estamos analisando a situação da receita do Estado de Minas Gerias de forma a buscar a viabilização do pagamento do prêmio de produtividade dos servidores públicos. Porém, a data do pagamento permanece indefinida, dessa forma, a informação passada não procede.

    Assim que a análise estiver concluída, repassaremos todas as informações aos interessados.

    Ps.: Como as coisas foram diferentes no ano passado! Eleições fazem milagres...

    Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  56. tá todo mundo revoltado; vamos nos organizar e fazer uma greve geral ainda este ano, vamos radicalizar...que se dane tudo. Acho que vou ter um ataque a qualquer momento de tanta angústia, tristeza, raiva...
    SALVE OS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  57. euler, sou sua fã e acho que vc está coberto de razão. só não concordo em não aceitar de imediato o piso para professores e especialista, afinal estamos na miséria,depois de nos recompor lutaríamos por toda a categoria, talvez, assim, quem sabe eles entrariam na luta com a gente e aí sim, seríamos imbatíveis. acorda Beatriz e Sindute!!!!

    ResponderExcluir
  58. "Cada qual com o seu igual" - já dizia minha bisa. No coments.

    Resolução garante que transexuais e travestis possam ser conhecidas pelos seus nomes sociais na administração pública


    Uma professora transexual da rede estadual de ensino em Uberlândia comemorou a orientação do Governo de Minas de que o nome social seja utilizado na administração pública direta e indireta A resolução 8.496, publicada no último dia 15 de outubro, assegura “às pessoas transexuais e travestis a identificação pelo nome social no âmbito da administração pública do poder executivo”. Isso significa que, nos documentos referentes à sua vida funcional, a professora poderá utilizar o nome Sayonara Nogueira e não o seu nome civil, Marcos Nogueira.

    Para agentes públicos, a resolução assegura que o nome social pode ser usado em documentos de identificação funcional e em comunicações internas, mediante requerimento. As normas de como essa solicitação deve ser feita ainda estão sendo estudadas no Governo, mas o certo é que a professora terá o nome Sayonara em documentos relacionados à sua vida profissional. “Meu maior desejo é mudar o nome no diário de classe. Quando os alunos veem o nome Marcos eles não entendem, poder usar o nome que eu escolhi é um sinal de respeito profissional”, explica a professora, que já manifestou o interesse em utilizar seu nome social nos departamentos pessoais das escolas nas quais trabalha.

    Professora dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio, Sayonara Nogueira iniciou sua trajetória como professora há 10 anos. Segundo ela, por meio do diálogo ela conseguiu ser acolhida pela comunidade escolar e por seus alunos. “Sempre converso com meus alunos. Os adolescentes têm a mente mais aberta para a inclusão social e eu tive uma acolhida muito boa”, explica.

    O diretor da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, Marcelo Dias de Almeida, confirma que a professora tem o respeito de todos. Na escola de Uberlândia, Sayonara leciona para estudantes de 6º ano do ensino fundamental a 1º ano do ensino médio e, segundo Marcelo, o nome social já está difundido. “Foi um processo de construção, porque ela entrou aqui Marcos e hoje é Sayonara. Nós fizemos um trabalho de conscientização com alunos e pais a respeito da mudança pela qual ela ia passar. Ela é uma professora muito dedicada e tem uma aceitação boa de todos, pois o diálogo com a comunidade é muito bom”, explica.

    Avanço nas políticas públicas

    A coordenadora Especial de Políticas de Diversidade Sexual, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, Walkíria La Roche, afirma que não são apenas os servidores que poderão se beneficiar dessa resolução. “Qualquer pessoa que tiver uma relação com a administração pública garante esse tipo de tratamento. Um visitante numa unidade da administração, por exemplo, poderá, se quiser, ser identificado pelo nome social”, explica. A resolução assegura que o nome social tenha preferência, salvo em casos em que o nome civil seja uma exigência legal, como em concursos públicos.

    O direito de ser conhecido pelo nome social na administração pública também poderá ser útil para elaborar políticas públicas. Segundo Walkíria, a partir desses requerimentos o Governo poderá conhecer melhor o universo de pessoas que se declaram como travestis e transexuais. “Quando a pessoa fizer esse requerimento nós vamos poder gerar dados que vão auxiliar na proposição de políticas públicas. Vamos saber a quantidade de pessoas, em quais regiões e, a partir daí, discutir propostas mais efetivas para as travestis e transexuais”.

    ResponderExcluir
  59. boa noite amigos(as)

    Prof. Romeu de Caratinga

    PTE - Partido dos Trabalhadores em Educação. Eu sairia candidato nele, em outros não pretendo mais.

    IPSEMG - O Ipsemp é nosso! Vamos salvá-lo!
    Adoraria presidí-lo, rsrsr.
    Eu não vou pedir cancelamento de minha contribuição no 2º cargo. Minha campanha é para que ninguem mais o faça! Precisamos dele.

    ResponderExcluir
  60. Oi EULER
    Boa noite
    Passei aqui para informar que minha escola está cheia de substitutos.Quando vão demiti-los eu não sei.Do jeito que este povo está enlouquecido,não ficarei surpresa se forem efetivados.A Constituição virou papel higiênico mesmo!

    ResponderExcluir
  61. Euler,hoje estou no meu dia de revolta!Estive pensando, enquanto os bandidos tem mesada para suas famílias,estudo de graça,caro para levá-los e trazerem das escolas,salários para serviços desempenhados na prisão,médicos ,dentistas,nutricionistas e ainda se rebelam por qualquer coisa,crianças comem nas escolas,fubá,arroz,feijão,sopa de macarrão com pequenos pedaços de carne de terceira porque o dinheiro enviado não dá pra ser melhor e ainda colococa nutricionista para melhorar o cardápio.Como melhorá-lo?O governo investe na formaçao de bandido ,dos usuários de droga com bolsa crak mais intervém e atrapalha e até prejudica a formação de crianças que ainda estão em formação para se tornarem cidadãos do bem.É nas crianças que teria que investir pesado para não tornarem bandidos por falta de oportunidades.Enquanto bandidos recebem comidas gostosas com nutricionistas e nem aceitam carnes repetidas ,os professores são proibidos de comerem nas escolas.Aqui em Monte Carmelo uma equipe do governo está indo nas escolas para fiscalizar se estão cumprindo as ordens direitinho!Que estado é esse,onde bandido tem mais valor que professor?Não podemos lanchar nas escolas, mais comprar material pra aluno o ano todo pode?Acho que estou vivendo em outro planeta.Pare que quero descer!

    ResponderExcluir
  62. Muitos nesse blog vêm criticando o Sindicato e eu temo que tais críticas tenham fundamento.
    Minha escola apresentou calendário de reposição e já avisou aos professores que quem tiver 5 faltas, ou seja, 18 aula de falta, sofrerá processo administrativo. Ouvi também que os professores que, durante o periodo de greve, ficaram na escola cumprindo horário e assinando ponto, vão receber uma porcentagem a mais no salário para fazer a reposição. ISSO É VERDADE? CASO SEJA, ONDE ESTÁ O SINDICATO QUE PERMITE ARBITRARIEDADES DO GOVERNO CONTRA OS FILIADOS E SEQUER ENTRA COM AÇÕES NA JUSTIÇA, PELO MENOS PARA COIBIR UM POUCO TAIS DESMANDOS? ESTAMOS SENDO PENALIZADOS DEMAIS POR TERMOS ADERIDO À GREVE E NÃO VEJO NENHUM MOVIMENTO DO SINDICATO QUE NÃO SEJA OUVIR NAS REUNIÕES AS IMPOSIÇÕES DO GOVERNO SEM ESBOÇAR UM MÍNIMO DE REAÇÃO.
    Segundo a direção de minha escola, SE FALTARMOS 5 DIAS, AINDA QUE NÃO SEJAM SEGUIDOS, 5 DIAS NO TOTAL, SOFREREMOS PROCESSO ADMINISTRATIVO. Isso, para obrigar o professor a fazer a reposição. Respondam-me se isso procede, por favor.

    ResponderExcluir
  63. Interessantíssimo!!!Veja jornal O Tempo.O PSDB de Minas de 27/10/11,vão gostar!Euler, nunca é demais falar que estou apaixonada por você e por suas idéias fantásticas.Firmes na luta,já estamos com o pé no piso!Até que você chega da escola.................demora tanto!

    ResponderExcluir
  64. NA ESCOLA QUE TRABALHO OS TAMPÕES FORAM DISPENSADOS NA SEGUNDA FEIRA. onde ainda não foram tem alguma coisa errada.cobrar da direção.

    ResponderExcluir
  65. Lúcia (de novo!!!)27 de outubro de 2011 22:10

    Oi, anônimo(a) das 18:38,

    64 (sessenta e quatro) pessoas da Escola em que trabalho entraram com ajuizamento de ação contra o IPSEMG, na esperança de terem a DEVOLUÇÃO de recursos indevidamente descontados para custeio de plano de saúde do IPSEMG. As outras caíram na lábia dos puxa-sacos (você entenderá isso depois). O Supremo Tribunal Federal, em abril do ano passado, julgou inconstitucional a cobrança obrigatória do plano de saúde, e portanto foi ilegal o desconto até então realizado. A partir de maio de 2010, os servidores passaram a ter a opção de se vincularem ou não ao plano de saúde do IPSEMG, sendo que em caso negativo, deveriam preencher um simples formulário e enviar para cessarem os descontos e haver a desvinculação. Naturalmente, todos aqui de nossa Escola continuaram pagando, o que significa que NINGUÉM perde direito de Assistência Médica do IPSEMG pelo fato de ter entrado com a ação. A nossa Advogada pegou a causa de toda a comarca e nos deu essa garantia. Ela disse também que é interesse dos puxa-sacos do governo dizerem que a gente perde o direito ao atendimento do IPSEMG. Mas não se iluda, se tudo der certo, tirados os 20% (normalmente) do Advogado, não sobra muita coisa. Mesmo assim, duas ou três pessoas aqui têm previsão de receberem até 4.000,00 descontados os 20%, caso a causa seja ganha. Quanto mais se demorar para entrar com a ação, menor será a quantia prevista a receber. Em nossa Escola, eu fiquei responsável pelo recebimento e conferência da documentação. Entramos com a ação no mês de Agosto de 2011.
    Espero ter ajudado.
    Um grande abraço,
    Lúcia.

    ResponderExcluir
  66. Apoio e nem eu, muito menos os meus parentes que são funcionários, pedirei restituição alguma a não ser querer saber se o governo já devolveu o dinheiro que usou do IPSEMG e que estava sendo cobrado pelos deputados da Assembléia Legislativa e de repente calaram. Falaram assim que ao fazer o prédio de marcação de consultas ele construiu o prédio ao lado usando dinheiro do IPSEMG. A direção do instituto tem que entrar com ações requerendo o dinheiro desviado. Penso que todos nós usuários e mantenedores do IPSEMG deveríamos ter o direito de votar para esclher a direção e também o plano participativo do que seria mais urgente a ser feito, nos moldes do que é feito pelas prefeituras com o povo em determinadas cidades, detecta -se o que falta e de acordo com o quanto se tem em caixa faz -se a votação para determinar as prioridades. Nós deixamos o IPSEMG correr solto esses anos todos. ESSAS MODIFICAÇÕES DEVEM SER URGENTES. POIS ESSES GOVERNOS QUEREM GOZAR COM O P... DOS OUTROS E PARA GANHAR ELEIÇÕES FAZEM QUALQUER COISA.

    ResponderExcluir
  67. Namorada virtual (porque ninguém é de ferro!)27 de outubro de 2011 22:29

    Anônima das 21:17,
    Quer tomar o meu namorado virtual, danadinha? Brincadeirinha, minha filha. Eu também acho que o tempo demora muito a passar, quando o Euler sai do bunker. Entretanto, se ele chega às 22:30, desde as 21:00, eu começo a ser feliz. Não sei mais viver sem ele e sem esse Blog maravilhoso.

    Euler, meu filho, um grande beijo pra você viu? Bem no seu coração, tão cheio de amor por todos nós, que vimos aqui e sempre somos tão bem atendidos.
    Fique com Deus, meu benzinho.
    Sua "namorada virtual".

    ResponderExcluir
  68. É caros companheiros,
    Parece que é prática do PSDB pagar mal aos professores, aqui em Bocaiúva( Norte de Minas) sofremos com o mesmo descaso pelo prefeito que não cumpre a lei do piso, pagando uma miséria aos professores e olhe que a secretária e as adjuntas são ou eram professoras estaduais.

    ResponderExcluir
  69. Pessoal,
    o sindicato está ajuizando a ação visando a restituição do IPSEMG. Basta olhar no kit justiça http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?LISTA=menu&MENU=41
    Não paguem outros advogados. Nós, que somos sindicalizados, devemos sim exigir agilidade do juridico.

    ResponderExcluir
  70. Volte EULER, precisamos de você no comando do sindicato!
    Precisamos de pessoa igual você que luta pelas injustiças, que diz verdades!
    Que tem coragem , garra... que enfrenta leões bravamente... e eles temem sabe porquê ? Euler é amado, admirado, respeitado...
    grande abraço mestre !
    DULCE PEDAGOGA VIÇOSA_MG

    ResponderExcluir
  71. Hoje tivemos reuniao para cumprimento do modulo II apos a aula. Dentre as inumeras mas noticias a direçao da escola informou que todos aqueles que estiveram em afastamento legal, ou seja por licença medica ou ferias-premio deverao repor as aulas, sob pena de sofrerem processo administrativo. Esta informaçao caiu como uma bomba!! poxa vida!!! Estamos sofrendo assedio moral.Cada dia uma informaçao pior...E ninguem faz nada...

    ResponderExcluir
  72. Se o governo não paga o piso a culpa é dos substitutos?
    Quando o governo implantou os substitutos fiquei com muita raiva, mais depois comecei a ver diferente, são em grande maioria pobres, desempregados que ficam esperando uma licença de um mês para pagar contas, comprar um livro.
    Será que a culpa são dos substitutos se no Brasil uma pessoa com nível médio pode dar aula?Será que culpa é dos substitutos se o governo mineiro não cumpre as leis?Será que é culpa dos substitutos se a maioria dos 153 mil que optaram pela carreira VB não aderiram a greve?Será que teria substitutos para 153 mil?
    Não sou favor da lei 100,mas não é culpa do efetivado se o governo mineiro estabiliza sem concurso, não é por isso vou humilhar e tratar como vira lata os efetivados assim como vi uma colega fazer com um substituto.

    ResponderExcluir
  73. Nesta sexta 28 Out 11 será ponto facultativo em face do dia do servidor público. Alguém sabe de alguma resolução que trate do tema?

    ResponderExcluir
  74. SUPERINTENDÊNCIAs DE ENSINO estarão fechadas amanhã (dia do funcionário público)!
    Subsídio ou Antigo??? Dia 31 termina o prazo... mtos voltando para o subsídio!!! O governo conseguiu o que queria: uma classe insegura, cheia de medos! Absurdo!
    Queremos o PISO e não sermos PISADOS!

    ResponderExcluir
  75. Olá turma da luta, mebmros do NDG, valentes colegas, estudantes e pais de alunos!

    Boa noite!

    Novo post, praticamente pronto. Título:

    "Como o governo mineiro arrancou dinheiro do bolso de 153 mil educadores em 2011".

    É pra daqui a pouco. Aguardem!

    ResponderExcluir
  76. Euler, voce sabe me dizer em que consiste este bendito processo administrativo???

    ResponderExcluir
  77. Boa noite a todos os amigos do NDG/NDE.

    Somos fortes. Somos valentes. Não somos invencíveis, mas somos resistentes.

    FORÇA UNIÃO E PERSISTÊNCIA.
    UNIDOS SOMOS MUITO MAIS.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  78. Olá NDG,
    alguém de vocês sabe informar a respeito de uma comissão vinda de SEE cobrando produtividade, corrigindo diários, plano de aula, planejamento, livro de ponto e disciplina que estaria visitando as escolas e que tá causando terror por onde passa? Como assim produtividade e o prêmio?
    Gostaria de saber até onde essas pessoas podem interferir no trabalho do professor que é autoridade na sala de aula? E o que pode ser feito no caso de interfêrencia no nosso trabalho?
    Gilvânia, história.

    ResponderExcluir
  79. Anônimo das 14:08, o governo não vai ser bonzinho, ele só terá que cumprir a lei.

    ResponderExcluir
  80. Boa Noite, queridos ! Em relação a este dinheiro do Ipsemg , soube através de uma inspetora de minha SRE que ele já estava para ser depositado para nós e que estava-se esperando apenas o término da greve para que isso acontecesse. E o que ouvi é que era um bom dinheiro. Quem sabe alguém nos dá essa orientação de forma correta ! Precisamos de arrumar advogado ? Precisamos ser filiado ao Sindicato ? Pelo que ouvi essa devolução seria automática. Ninguém precisaria de fazer nada.O que será que procede nessas informaçõe ? Você sabe, Euler? Seria bom que ficássemos sabendo para podermos agilizar o necessário. Por favor, verifique pra nós. Muito obrigada ! Um abraço a todos ! Em breve estaremos aqui neste blog soltando foguetes ! Eu creio que loguinho, loguinho teremos o nosso piso !!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  81. PAUSA PARA O RISO!

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT

    Aécio tem dupla personalidade.No Rio é Zé Carioca e em Minas é Chico Bento.Político FLEX.Um dia a esperteza engole o esperto. @MGsemcensura

    ResponderExcluir
  82. Oi pessoal, eu não entendo porque os comentários desse blog mudaram tanto. Quando entramos em greve sabíamos dos riscos e temos que continuar lutando. Eram tantos comentários animadores que davam a certeza da vitória. E eu ainda acredito nisso. O piso já é nosso, seja pelas negociações ou pela justiça. E outra coisa, quando o euler começou a campanha para que todos retornassem para o vencimento básico, um motivo forte era que o governo vai abrir sempre o retorno do piso para o subsídio. E isso foi novamente garantido quando ele negou a prorrogação do prazo de 31 de outubro. Então, temos que arriscar e esperar. Ele quer o retorno de mais gente para depois apresentar a tabela e as demais carreiras. Vamos confiar em Deus, gente. A nossa luta não foi em vão. E acho que devemos continuar a nossa luta. Com o fim da greve muita gente já acomodou. Eu hoje fiz reunião de pais na minha escola e não deixei de falar da nossa greve e que o governo quer construir mais cadeias no lugar de escolas. Temos que trabalhar contra esse governo e demais políticos e começar dentro das nossas escolas e com nossas famílias. Somos fortes e temos que usar isso a nosso favor. Eles tem que nos temer. Acho tbém que devemos contratar um advogado paralelo ao sindicato e exigir os nossos direitos perdidos. Não brincamos de fazer greve nesses 112 dias e não vamos desistir agora. Entrar nesse maravilhoso blog e ler tantos lamentos e tantas acusações não vai nos ajudar. Pensem nisso e vamos mostrar para esses políticos que somos mais. Eu tbém vou fazer um trabalho contra os vereadores de minha cidade que nos ignorou durante o nosso movimento. É isso que temos que fazer agora. Vamos divulgar todos os vacilos dos políticos e usar a internet para isso. Vamos gente, não vamos perder tempo, senão Aécio ganha para presidente do Brasil e aí.... Devemos isso para o povo mineiro. Derrubar o PSDB. Pronto... desabafei. Um abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  83. Informe JBHoje -

    Wikileaks: William Waack, da Globo, é citado três vezes como informante dos EUA.

    Disponível em: http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2011/10/27/wikileaks-william-waack-da-globo-e-citado-tres-vezes-como-informante-dos-eua/

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  84. AMIGOS, MUI AMIGOS!!

    Sem licitação.PBH e governo teriam contratado artistas irregularmente
    MP apura shows de Jota Quest e Ivete
    [...]

    O promotor Eduardo Nepomuceno, que abriu a investigação ontem, explica que os artistas podem ter sido contratados sem licitação, o que seria infração.

    Segundo ele, o Jota Quest teria sido beneficiado recebendo R$ 400 mil.

    Milton Nascimento teria recebido R$ 300 mil em patrocínio da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e outros R$ 60 mil para cantar em vídeo de campanha do governo.

    Outros R$ 552 mil teriam sido repassados à Associação dos Amigos do Clube da Esquina.
    Os valores recebidos por Ivete não foram divulgados.

    [...]


    Disponível em: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdEdicao=2202&IdNoticia=186192
    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  85. Concordo com a fala de Paula,o pior já passamos!Agora vamos juntos comemorar nossa próxima vitória.Será a primeira dentre muitas que virão.E o presente para o Euler,calaram todos?Vamos dar como presente de Natal,o que acham ?Ele merece muito mais que isso!

    ResponderExcluir
  86. Luciano História
    Concordo com sua afirmação. Não paramos para pensar que podemos estar perdendo forças travando lutas entre explorados. Os dominantes continuam em suas vidas mansas sorrindo dos embates que travamos entre nós mesmos.
    Estou confiante, entrei com ação na justiça. Talvez demore anos, décadas, mas não tenho como mudar de profissão agora com minha idade avançada. Difícil de engolir pobre contra pobre e rico sorrindo. Será esse o segredo da frágil democracia brasileira?
    Prof. Euler queria eu ter a paciência que o senhor tem. Admiravel profissional. Ser aluno(a) seu é um privilégio.
    Precisamos continuar apoiando o Prof. Euler, cobrando e dando suporte aos deputados e sindicalistas que estão em busca dos nossos direitos.
    Os grandões do governo entram no blog. E sabem muito bem sobre esses textos desesperados e das nossas fraquezas. Assim fica fácil para eles.

    Beth.

    ResponderExcluir
  87. PAUSA PARA O RISO!

    FACULTATIVO

    Estatuto dos Funcionários, artigo 240: “O dia 28 de outubro será consagrado ao Servidor Público” (com maiúsculas). Então é feriado, raciocina o escriturário, que, justamente, tem
    um “problema” na pauta para essas emergências. Não, responde-lhe o governo, que tem o programa de trabalhar; é consagrado, mas não é feriado.
    É, não é, e o dia se passou na dureza, sem ponto facultativo.
    Saberão os groenlandeses o que seja ponto facultativo? (Os brasileiros sabem). É descanso obrigatório, no duro.

    [...]

    Hoje deve haver menos gente por lá, conjeturou; ótimo, porque assim trabalho à vontade. Nossas repartições atingiram a tal grau de dinamismo e fragor, que chega a ser desejável o não comparecimento de 90 por cento dos funcionários, para que os restantes possam, na calma, produzir um bocadinho.
    [...]
    João pensava saber, mas nesse momento teve intuição de que o verdadeiro sentido das palavras não está no dicionário; está
    na vida, no uso que delas fazemos. Pensou na Constituição e nos milhares de leis que declaram obrigatórias milhares de coisas, e
    essas coisas, na prática, são facultativas ou inexistentes.

    [...]
    DRUMOND DE ANDRADE, Carlos. Obras completas. Rio de Janeiro: Aguillar, 1967, p.758-759.

    ResponderExcluir
  88. João Paulo Ferreira de Assis28 de outubro de 2011 01:59

    Prezado anônimo das 20:14

    Tudo que você comprar de material para aluno peça nota fiscal, e exija, nem que seja na Justiça que o Estado indenize seus gastos. Chega de generosidade para com as escolas. O governo é que gaste com elas, e não nós.

    Saudações, e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  89. Olá colegas, na minha escola a diretora não mandou nenhum substituto fura - greve embora argumentando que a resolução que deu a eles o direito de serem admitidos é maior que a orientação que chegou nesta semana, já mostrei para ela no item 16 que deixa bem claro que pós fazer calendário de reposição mandá -los embora.
    Ainda ontem questionei e diante da situação ela disse que a pessoa não estava no meu lugar e sim repondo aulas de outra matéria eu então disse que ela foi contratada na minha sombra e que a escola deve mandá -la embora e abrir edital para as rposições que não são de greve.
    A diretora parece não querer dispensá - los.
    O que fazemos????????????????????????

    ResponderExcluir
  90. Professor Euler,
    Acabei de chegar da vizinha Grão Mogol onde pude depositar uma contribuição. Sei que é pouco, mas o fiz com muito prazer!
    Envelope:2 424 960 710 às 09:57:37
    Professor Herbet de Freitas
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  91. Ananônimo da 23:57

    Meses atrás postei nesse micro blog a relação de "agraciados" pela Lei Estadual de Incentivo a Cultura. Algumas figurinhas conhecidas mamam nas tetas do Governo com o dinheiro suado do contribuinte mineiro.

    Curiosamente essa curriola marca presença em inaugurações das mais diversas. Na verdade, são eles que ficam à beira do palanque aplaudindo essa corja de políticos bandidos. Tizumba, Vander Lee, Marina Machado e outros artistas também estão sofrendo de imbecilização artistica. E mais, Samuel Rosa & cia, Tianastácia, JQuest, Fernanda Takai e integrantes do Clube da Esquina se somam a horda de agraciados. O campeão Milton Nascimento parece ter encontrado um páreo duro: Ivete 7galo. É mui difici!

    Viva Marighella!

    ResponderExcluir
  92. Olá Euler e blogueiros!

    Que os setores de comunicação e o juridico do SINDUTE estão devendo todos sabem. Mas, pagar advogados carniceiros que ficam à espreita de servidor ávido por dinheiro é demais. Nesta semana, um casal de advogados "visitou" minha escola para orientar os pelegos fura-greve sobre qual modelo de remuneração é melhor e, de quebra, falaram sobre a bufunfa do IPSEMG. Se essas visitas virarem moda o juridico do SINDUTE será desmoralizado de vez.

    O Biaaaaaaaaaaaa! Tá me ouvindo? Vamos colocar esse jurídico do sindicato pra funcionar porque há advogados anelídeos de plantão. Ahhh, e não me venha com essa de que sou membro do governo querendo tumultuar esse micro blog.

    Que os combativos do NDG não caiam no golpe!

    Viva Marighella! É a base cada vez mais forte!

    ResponderExcluir
  93. Euler, que tal difundir esta idéia???


    CAROS AMIGOS EDUCADORES,
    TENDO EM VISTA QUE NOSSO GOVERNADOR NÃO
    CUMPRIU COM SEU COMPROMISSO DE PAGAR O
    PRÊMIO PRODUTIVIDADE DO ANO PASSADO, NOSSO
    COMPROMISSO COM OS PRÓXIMOS SIMAVE E PROEB TAMBÉM
    PODE NÃO SER CUMPRIDO.
    O GOVERNO ESTÁ PREOCUPADO COM GRÁFICOS E
    COM A MÍDIA, PORTANTO SUGIRO QUE
    PEÇAMOS A TODOS OS ALUNOS QUE FARÃO A PROVA
    DO SIMAVE E PROEB QUE A ENTREGUEM EM BRANCO, COMO UMA
    FORMA DE MOSTRAR O QUANTO ESTAMOS DESCONTENTES
    COM ESTE GOVERNO. DESTA MANEIRA SEREMOS OUVIDOS,
    POIS O RESULTADO SERÁ GRITANTE, O QUE DEIXARÁ O
    GOVERNO DE MINAS BEM PREOCUPADO.

    UM ABRAÇO A TODOS,

    ELIANA.

    ResponderExcluir
  94. Colega Cláudio P.:

    Pela sua pergunta- "Votar em quem?"-,se ñ me engano, vc deve ser PSDB e deve estar bastante arrependido, pois a dobradinha Aécio/Anastasia está pretendendo acabar c/ a nossa categoria; portanto,votar em candidatos do PSDB seria um suicídio profissional, concorda? Se vc ñ admite votar no PT, no DEM,no PC do B ou qualquer outro partido, seria melhor vc anular seu voto, c/ plena consciência do q/ estará fazendo.Ñ fique preocupado c/ o q/ dizem sobre o voto nulo, ou seja, de q/ o voto nulo é um voto desperdiçado. Pelo contrário,ele é a prova viva dos q/ estão certos de q/ nenhum candidato merece o seu voto. Poucas pessoas pensam dessa maneira tão lúcida, votam em quem está bem nas pesquisas e, dessa forma, acham que ñ vão desperdiçar o seu voto.Ledo e irreparável engano!Pense melhor e procure politizar-se mais, saber da filosofia dos partidos, dos seus programas de governo e saiba fazer uma escolha acertada, segundo as suas próprias convicções.Assim, vc certamente ficará em paz c/ a sua consciência.Ñ se esqueça, jamais, de q/ vc é um formador de opinião pela própria escolha profissional q/ vc fez.Ser um professor politizado é fundamental, na minha opinião.
    Caro Cláudio P., só tenho uma certeza - e espero q vc concorde comigo -: PSDB nunca mais em Minas Gerais! kkkkkkk.
    Abraços fraternos,

    Ruth

    ResponderExcluir
  95. Anônimo das 22:57:

    Pois faça vc mesmo(a) alguma coisa, colega!Licença médica e férias-prêmio são direitos adquiridos e vc jamais terá de repor esses dias em q/esteve afastado(a), a ñ ser q/ vc tb seja "pau-mandado".O(A)diretor(a) da sua escola deve ser + um(a) alienado(a)q/ repete as coisas como "pau-mandado" deste desgoverno maldito de MG.
    Denuncie a quem puder essa fala do(a) seu (sua) diretor(a): ao Sindicato, à Superintendência e ao Ministério Público, pois essas licenças são legais e cabe ao diretor(a) contratar um substituto p/ o cargo, seja em q/ situação for.
    Procure saber + sobre os seus direitos e força na luta!

    Abraços fraternos,

    Ruth- S. Lourenço

    ResponderExcluir
  96. Anônimo das 20:14:

    Comprar material para os alunos? Que absurdo é esse, Colega? Isso é obrigação do governo, lembra? Ou será que vc está satisfeito com o que está ganhando, se até sobra pra comprar material pros alunos? Isso parece piada!kkkkkkk.
    Tenha + consciência do seu papel como profissional!
    Não pude me conter, desculpe!

    Abraços, Ruth.

    ResponderExcluir
  97. Caro amigo,Euler! Boa Tarde!
    Vejo o quanto vc tem lutado, por nossa classe.Que tal se candidatar,nas próximas Eleições, e ser nosso representante na Assembléia,pois o que nos tem dificultado, até hoje, é não ter ninguém que nos defenda lá encima.Somos pisoteados pelos gradalhões de narizes empinados e esquecidos como classe megera sem valor algum.
    Te daremos todo apoio.É de uma pessoa como vc que precisamos.
    Abraços,

    ResponderExcluir