segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Se o piso não for pago, Minas vai se levantar...

Em Itambacuri, educadores e alunos participaram do Grito dos Excluídos.


***

Se o piso não for pago, Minas vai se levantar...


O governo de Minas, até agora, tem se mostrado insensível em relação ao dever de cumprir de uma lei federal - 11.738/2008 -, cuja constitucionalidade foi considerada enquanto tal pelo STF, em abril deste ano. A partir desta data, ao não pagar o piso salarial pelo menos, inicialmente, para os 153 mil educadores que optaram pelo sistema de Vencimento Básico (VB), o governo de Minas encontra-se em flagrante ilegalidade.

Para surpresa de todos os mineiros, tal fato ocorre ante à estranha omissão por parte do MP, do Legislativo e do Judiciário, que deveriam cobrar do governo o cumprimento desta lei. Como consequência, os educadores mineiros tiveram que entrar em greve, de forma legítima e legal, a qual já dura 97 dias - a maior greve da história de Minas Gerais.

Não adianta o governo dizer, através de ampla publicidade, que oferece um outro sistema de remuneração para cumprir a lei do piso. Tudo bem, ele ofereceu; mas, nós, em torno de 153 mil educadores ou mais, não aceitamos. Preferimos continuar com o antigo sistema, que é aquele que está mais adequado à Lei do Piso, por possuir salário inicial e gratificações, tal como previsto na referida lei. O sistema que o governo nos oferece não tem salário inicial e gratificações. Ele é composto de parcela única, enquanto totalidade de salário, soma de tudo, provocando enorme confisco, conforme já demonstramos aqui no blog (veja link ao final).

Logo, mesmo que o STF considerasse o sistema de subsídio legal - o que duvidamos que aconteça - ainda assim isso não exime o governo de Minas de cumprir a Lei federal que determina a implantação do piso na carreira dos educadores - de todos os educadores, e não apenas daqueles que ficaram presos ao subsídio.

À luz da lei federal, combinada com o nosso plano de carreira em plena vigência, o Governo de Minas já deveria ter sido acionado na justiça pelo MP, ou diretamente pelo sindicato. Além disso, existe a possibilidade, como sugere o advogado da CNTE, de se ingressar diretamente no STF com um Reclamo Constitucional. Há vários precedentes sobre este instrumento, que resultaram em êxito.

O próprio ministro Joaquim Barbosa, relator da famigerada e rejeitada ADI 4167, no seu despacho por ocasião dos embargos contrários ao Acórdão recentemente publicado, deu a deixa, ao citar um relato da ministra Ellem Gracie acerca de um reclamo feito por um sindicato de Santa Catarina. De acordo com o parecer da ministra, quando ocorre a rejeição da ADI, a lei questionada passa a vigorar imediatamente, até mesmo pela presunção de constitucionalidade que ela encarna.

Logo, já está na hora do departamento jurídico do sindicato ingressar no STF com um Reclamo Constitucional pelo menos para estes 153 mil educadores que optaram pelo antigo sistema de VB. Claro que devemos continuar a luta para que todos os educadores tenham tal direito - e para isso é fundamental que a ADI 4631 seja vitoriosa.

Mas, ao lograr êxito para este montante de educadores que objetivamente já deveriam ter o seu piso pago desde abril deste ano - no mínimo -, abrem-se as portas para que todos os demais colegas possam pleitear, de forma coletiva ou individual, o retorno ao antigo sistema. O próprio governo já admite tal possibilidade no projeto de lei que encaminhou para a assembleia legislativa propondo alterações no subsídio. Mas, espertamente, abriu o prazo para quem queira voltar para o subsídio agora, quando apresentou uma proposta ridícula para o sistema de Vencimento Básico, deixando o prazo para quem deseja sair do subsídio para um segundo momento, após a votação do projeto de lei.

O fato concreto é que a sociedade mineira dos de baixo assiste espantada à falta de capacidade política do governo de resolver o problema criado por ele mesmo, ao não pagar o piso, que é lei federal. As desculpas apresentadas não convencem a ninguém. A principal delas, a do subsídio, é marcada pelo paradoxo no discurso do governo. De um lado, o governo diz que o subsídio é mais vantajoso e representa até mais do que o piso; do outro, o governo diz que para pagar o piso teria que investir um volume maior de recursos. Ora, se o subsídio representasse um ganho maior para os educadores, o certo seria o governo querer pagar o piso e economizar dinheiro para o estado.

O outro pretexto usado pelo governo: o pagamento do piso ultrapassa a lei de responsabilidade fiscal (LRF). Argumento fraco. Primeiro porque o governo teve desde 2008 para ajustar as contas do estado e pagar o piso. Neste período o governo contratou milhares de pessoas, sobretudo para cargos de confiança, com salários elevados, demonstrando ter sobra de caixa. Além disso, como bem disse o dirigente sindical Lindolfo Fernandes, do Sindfisco, em 2008 o governo ultrapassou os limites da LRF e nem por isso Minas Gerais sofreu qualquer retaliação.

Aqui mesmo no blog já apresentamos dois pareceres técnicos firmados pelos TCEs de Minas e de Pernambuco, dando conta de que o pagamento do piso não colide com a LRF, pois esta, quando alcançados os limites previstos para a folha de pagamento, aponta mecanismos e prazos para corrigir tal realidade.

Por último, há ainda a opção pelo reconhecimento da falta de caixa e pelo pedido de ajuda federal, o que parece ter ocorrido na recente visita que o governador mineiro fez ao MEC. Tudo muito misterioso, sem divulgação, como a querer demonstrar que Minas vai bem, não precisa de ajuda, embora pareça não dispor de recursos sequer para pagar o piso de R$ 712,20 e demais valores segundo a tabela do plano de carreira em vigor para o sistema de VB.

Logo, seria importante que o governo procurasse minimizar os prejuízos que se acumulam para os educadores, os estudantes e os pais de alunos, pagando o piso a que fazemos jus. A cada dia que passa, a cada dia de greve que passa, maior o desgaste do governo e dos demais poderes constituídos, claramente omissos em relação ao dilema criado em Minas.

A população está cada vez mais indignada com tudo o que tem assistido nos últimos 100 dias, pelo menos. Afinal, o que está em jogo é o presente e o futuro de milhões de crianças, jovens e adultos, que estão ameaçados pela falta de perspectiva de uma educação pública de qualidade para todos - o que se justifica, tendo em vista a ameaça do governo de acabar com a carreira e com o piso salarial nacional.

Portanto, que o governo acorde para esta realidade, pare de tergiversar e procure negociar honestamente o pagamento do piso e de tudo o que foi confiscado dos educadores desde que a greve foi deflagrada.

É o mínimo que se espera, antes que a população dos de baixo, revoltada, comece a questionar a legitimidade deste governo.

Um forte abraço a todos e força na luta, até a nossa vitória!

78 comentários:

  1. Professores resistem e mantêm greve; multa já é de 60 mil.
    http://www.opovo.com.br/app/opovo/politica/2011/09/10/noticiapoliticajornal,2295874/professores-resistem-e-mantem-greve-multa-ja-e-de-60-mil.shtml
    GREVE NO ETADO DO CEARÁ

    ResponderExcluir
  2. Professor Euler parabéns pelo blog , pertinentes como sempre seu comentário . A greve deve continuar até o governo implantar o piso dos profissionais da educação . Isso que estamos vivendo em MG é um absurdo . Um abraço Dilvânio Unaí Mg

    ResponderExcluir
  3. Bom dia, Euler,

    Muito bom o artigo, mas acredito que tanto o sindicato quanto os professores estão esquecendo de dizer aos pais e alunos que esse "piso" oferecido ao professor, e o próprio subsídio, é um enterro da educação em Minas. Afinal, por esse valor inicial de 712,00, quem gostará de ser professor estadual? Aqueles que tem vocação? Vamos trabalhar por amor aos alunos? É importante, ao voltar para as salas de aula, deixar bem claro que temos sido desrespeitados ao longo desses mandatos do PSDB e que, com certeza, isso se refletirá na qualidade de educação em Minas. Acredito que ninguém vai "descontar" nos alunos, mas não haverá mais bons professores na escola estadual. Quem for inteligente, fará um concurso público para outra área e deixará a sala de aula, ou irá para escolas particulares. Sobrará, e no sentido lato da palavra ( resto, o que pode ser jogado fora ) o professor que não consegue mais nada. Antes ser professor que ficar desempregado. Qualquer salário é melhor que nada,etc,etc,etc.
    Estou no fim de carreira, falta pouco tempo para pedir minha aposentadoria, entretanto, para vocês que estão entrando, haverá outras áreas mais tentadoras.
    Digo isso com muito pesar, pois não há lugar melhor que sala de aula. A convivência com adolescentes, poder despertar o saber nessas cabecinhas ainda cheias de ilusão.
    Está na hora de mostrar aos pais que eles devem nos apoiar não por causa de nosso salário ( que não é problema deles ), mas sim por causa dos próprios filhos. Eles devem nos apoiar pois estarão dando aos filhos a chance de uma educação em pé de igualdade com as particulares.
    Ou então, que os filhos sejam preparados para os trabalhos (que são nobres )mais baixos, com menor grau de exigência curricular, e baixa remuneração. E que eles estarão entregando os filhos a sabe-se lá quem que se intitula professor. E isso já está começando a acontecer.
    Portanto, como sei que seu blog é visitado não só por professores, mas também por pais, sugiro que seu próximo texto seja sobre isso. E que façamos uma reflexão a respeito desse tema.
    Abraços
    Rita Frugoli

    ResponderExcluir
  4. Olá turma do combate,bom dia...
    Nesse momento estou pensando o que pode está se passando na cabeça insana do nosso desgovernador? Penso que esse silêncio quer dizer muita coisa.Compartilho a idéia do meu amigo Marcelo:percebendo que toda vez que o nosso desgovernador e suas assistentes lacraias se pronunciaram com suas inverdades houve um movimento contrário, ao invés de minar o movimento conseguiram foi inflamar mais as pessoas com tantas mentiras e maldades nossas algozes agora preferem o silêncio.Eles querem nos vencer pelo cansaço.
    Mete a pua neles.
    Juntos até a vitória.
    Gilvânia, História.

    ResponderExcluir
  5. Bom dia a todos(as),

    RECADO AO SIND UTE.
    À nossa representante do blog, junto ao Sind UTE,
    Cristina Costa.

    Sou totalmente contra esta morosidade de ações do Sind UTE.

    ESTAMOS TENDO MUITAS OPORTUNIDADES.

    Aquelas que não aproveitarmos ELES as aproveitarão.

    Eles estão jogando o jogo duro, para vencerem.
    Eles já erraram bastante e parece que de agora em diante estão se preparando melhor.

    Parece que nós estamos querendo perder.

    O que está sendo feito pelo Sind UTE, a respeito da omissão do MPE?

    Será que já foi montada uma agenda de visitas para Beatriz em Brasília?

    Que dia vamos visitar o STF e o gabinete do Ministro Joaquim Barbosa?

    Já fazem 26 dias da publicação do acórdão.

    ESTA GREVE SERÁ DECIDIDA NOS TRIBUNAIS.
    O MPE SÓ ESTÁ ESPERANDO A PRIMEIRA OPORTUNIDADE PARA DECLARAR ESTA GREVE ILEGAL.
    A PARTIR DAÍ ENTÃO, PERDEREMOS NOSSA CORAGEM.
    DEPOIS NÃO ADIANTA CHORAR.

    SERÁ QUE O SIND UTE, ESTÁ ESPERANDO UM MILAGRE?

    SÓ A GREVE NÃO BASTA, ISTO ESTÁ VISTO, PRECISAMOS DE MUITAS AÇÕES, IMEDIATAMENTE.

    NÃO TEMOS TEMPO E AS AÇÕES SE FAZEM URGENTÍSSIMAS.

    Não tenho o menor interesse de fazer esta greve se alongar.
    QUERO VENCER O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.

    ... E OS SOL NASCE NOVAMENTE;
    ... E A LUTA CONTINUA;
    ... ASSIM É A VIDA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    COM DEUS VENCEREMOS.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia guerreras(OS).

    GRANDE EULER, depois de tantos esclarecimentos feitos neste blog,aqueles que continuam a ajudar este desgoverno,só podem estar mortos em vida.A luta é da categoria e não de efetivos,efetivados ou designados,ACOOOOOORDAMMMMMMMM.Voces que ainda estão em sala precisam de se energizarem em uma assembléia.
    Juntos somos fortes,por isso o desgoverno investe tanto em nossa divisão, atraves das diretoras e outros paus mandados.Gente em pleno século XXI,voces com medo de diretor,o nosso salário é mediocre,mas a nossa postura não pode ser.O que estamos colhendo hoje é fruto de gente como voces,que preferem ajudar o desgoverno que os seus pares.VENHAM SER VITORIOSOS,
    MOSTREM QUE ESTE DESGOVERNO NÁO LHES TIROU A DIGNIDADE. É GREVE,ÉGREVE,É GREVE!!!!!!

    COLEGAS DE BH E REGIÃO METROPOLITANA,NÃO BASTA FAZER A GREVE É PRECISO VIR A ASSEMBLÉIA,HÁ COMPAHEIRAS(OS)
    QUE VIAJAM 600 KM PARA AQUI ESTAREM. E VOCES?????

    Até a vitoria/José Henrique

    ResponderExcluir
  7. Bom dia a todos! Deixe eles pensarem que irão nos vencer pelo cansaço. Temos gás para ficar de greve até o ano que vem, se o desejo desse governo muito competente.

    Abraço a todos e até a nossa vitória final.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia a todos(as),

    RECADO AO SIND UTE.

    À nossa representante do blog, junto ao Sind UTE,
    Cristina Costa.

    Sou totalmente contra esta morosidade de ações do Sind UTE.

    ESTAMOS TENDO MUITAS OPORTUNIDADES.

    Aquelas que não aproveitarmos ELES as aproveitarão.

    Eles estão jogando o jogo duro, para vencerem.
    Eles já erraram bastante e parece que de agora em diante estão se preparando melhor.

    Parece que nós estamos querendo perder.
    As nossas omissões nas ações, podem nos levar a derrota.

    O que está sendo feito pelo Sind UTE, a respeito da omissão do MPE?

    Será que já foi montada uma agenda de visitas para Beatriz em Brasília?

    Que dia vamos visitar o STF e o gabinete do Ministro Joaquim Barbosa?

    Já fazem 26 dias da publicação do acórdão.

    ESTA GREVE SERÁ DECIDIDA NOS TRIBUNAIS.
    O MPE SÓ ESTÁ ESPERANDO A PRIMEIRA OPORTUNIDADE PARA DECLARAR ESTA GREVE ILEGAL.
    A PARTIR DAÍ ENTÃO, PERDEREMOS NOSSA CORAGEM, A FORÇA DA LEI, IMPERARÁ.
    DEPOIS NÃO ADIANTA CHORAR.

    SERÁ QUE O SIND UTE, ESTÁ ESPERANDO UM MILAGRE?

    SÓ A GREVE NÃO BASTA, ISTO ESTÁ VISTO, PRECISAMOS DE MUITAS, VÁRIAS AÇÕES, IMEDIATAMENTE.
    TEMOS QUE SER CONSISTENTES PARA COMBATER COM O GOVERNO.

    NÃO TEMOS TEMPO E AS AÇÕES SE FAZEM URGENTÍSSIMAS.

    Não tenho o menor interesse de fazer esta greve se alongar.
    QUERO VENCER O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.

    ... E O SOL NASCE NOVAMENTE;
    ... E A LUTA CONTINUA;
    ... ASSIM É A VIDA.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    COM DEUS, VENCEREMOS.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo das 08:02
    Infelizmente, não temos gas para ficar até o ano que vem. Eu tenho três filhas que precisam de água, luz, comida, casa ( aluguel )e educação.E assim como eu,quantos mil professores estão na mesma situação. Nâo dá para esperar que o sindicato só conclame greve, greve,greve e fique de fora assistindo o circo pegar fogo.
    Está na hora de atitudes legais. STF, OAB e quem puder nos ajudar.
    O governo quer mesmo é que voltemos para a sala por absoluto desespero. Ele então, jogará o caldeirão fervendo em todos nós. O governo tem o dinheiro, o poder, a imprensa, o legislativo e o judiciário do seu lado.
    Está na hora de mudar de atitude. Greve é importante, mas o embate jurídico é o mais necessário. E isso, se o sindute( e Beatriz ) está fazendo, não está divulgando para ninguém.
    Precisamos cobrar do sindute .
    E, sim, muitos serão vencidos pela fome, pela falta de água, de luz.
    Reiterando, o sindute precisa divulgar o que faz, ou , (segundo Beatriz - eles não divulgam para o governo não saber )tranquilizar os grevistas sobre os movimentos que ele está fazendo.
    Está na hora de cobrar, e, muito, o Sindute e seus representantes, todos eles. Afinal, eles são pagos por nós ( sindicalizados ou não! )

    ResponderExcluir
  10. Movimento Minas Sem Censura é lançado hoje

    Mesmo após o fim do bloco Minas Sem Censura, deputados de oposição ao governo de Minas vão apresentar hoje, oficialmente, na Assembleia, o Movimento Minas Sem Censura.
    Segundo o deputado estadual Antonio Júlio (PMDB) o movimento conta com representantes do PMDB, PCdoB, PT, movimento estudantil e sindicatos. Dos deputados do PMDB apenas ele e Sávio Souza Cruz aderiram.











    O deputado reforçou a importância de se ter uma oposição efetiva na Assembleia. "Já que o governo trabalhou para acabar com o bloco, para se ver livre da oposição, vamos continuar sendo
    oposição através do movimento", disse e completou: "o governo precisa que alguém questione os seus atos", concluiu.
    Já o deputado Rogério Correia (PT) afirmou que o movimento vai extrapolar o âmbito parlamentar.

    ResponderExcluir
  11. Alunos prejudicados pela greve vão repor conteúdo na televisão.

    Assembleia: O próximo encontro dos professores será na quarta-feira, dia 14, quando a greve irá completar cem dias.

    Subsídio criado pelo governo: O servidor tem remuneração fixa na tabela do plano de carreira. Auxílios transporte e alimentação, além de benefícios como quinquênio e biênio são incorporados. O menor salário é de R$ 1.122 para professor de nível médio para carga horária de 24 horas semanais.


    Reivindicação do sindicato: Piso proporcional de R$ 712,20, proposto pelo Estado, conforme a Lei 11.738, porém reajustado de acordo com o nível de escolaridade e o tempo de carreira da categoria.

    Justiça:Advocacia Geral da União (AGU) deu parecer no dia 8, considerando constitucional a Lei 18.975/10, que instituiu o subsídio adotado pelo governo de Minas.

    Denúncia de perseguição é protocolada
    Representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) e da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), irão protocolar hoje um pedido de investigação em relação às denúncias de que representantes do sindicato estariam sendo vigiados por homens em carros da PM descaracterizados.


    Na última quarta-feira, a Comissão de Direitos Humanos recebeu a denúncia de que veículos com placas restritas estavam vigiando a movimentação na sede do sindicato. "Queremos uma resposta sobre o que está acontecendo. Isso é uma intimidação", disse o deputado estadual Rogério Correia (PT).


    Além disso, a comissão irá pedir à Ouvidoria da Polícia, o afastamento do comandante da PM, coronel Renato Vieira de Souza. Segundo o deputado, o comandante teria se negado a enviar uma viatura à sede do sindicato. A assessoria de imprensa do governo informou que irá aguardar o andamento do caso. (GS)

    Está no Jornal o Tempo.

    ResponderExcluir
  12. Pessoal da luta, vejam o e-mail que recebi de um policial que é meu primo:

    "UU" Espero que não seja verdade, se não nós estamos fer...!!!!!!!!!!!
    Caros amigos! Talvez vocês não saibam ainda mas eu fiquei sabendo agora no inicio da noite! O governador cortou nosso prêmio produtividade ( 14º ). Segundo uma amiga que trabalha na sede o 14º já estava na folha de pagamento foi mandado tirar da nossa folha. De acordo com informações recebida via e-mail o governador mandou recolher todo dinheiro do IMA. Na nossa coordenadoria ( Curvelo ) , não tem dinheiro pra nada, não tem mais dinheiro pra combustível, já tem veículo parado. Nesse e-mail fala ainda que não haverá 14º, o 13º está comprometido talvez sendo pago somente em fevereiro de 2012. As metas da área vegetal foi cortada em 20%.Segundo informações da Coordenadoria de Uberaba lá foi cortada toda meta da área vegetal. O tão sonhado aumento do visa vale já foi descartado conforme e-mail. Tem mais informações nesse e-mail que não foi divulgada ainda. Parece ainda que esse ato do governador irá atingir todos os outros órgãos. Tá difícil. Me parece na verdade que o Anastasia está querendo resolver o problema do piso dos professores, tirando os direitos para acabar com a greve. Imaginem se milhares de alunos perderem o ano por causa da greve. De onde ele vai tirar dinheiro? Como ele mesmo disse! A lei de responsabilidade não permite aumento nenhum. Ele quis dar uma punição mais severa aos professores mas não teve como pois o Ministro da Educação falou nos jornais que a gerve é legítima e todos os governadores deveriam ter se progamados para cumprir a lei federal do piso nacional dos professores. O governador tá apertado e quem tá levando a pior são todos nós servidores."

    Será que o "xoque de má-gestão" do naná, virou curto-circuito?
    Tomara que ele seja eletrocutado.

    ResponderExcluir
  13. Para quem não viu!!
    Agora, 8:25 , desta segunda feira, temos representantes nossos amarrados ao pirulito da PRAÇA SETE. A tv q apresentou muito rapidamente foi a RECORD ( EDUARDO COSTA). A Globo fez de conta que não viu. Aqui, nenhuma novidade.
    Vamos movimentar para q a nossa próxima assembléia incomode muito. MUITO, MUITO MESMO.
    Começamos pelas redes sociais convidando a sociedade para se levantar. Nossos Alunos e familiares. Podemos usar o endereço eletrônico de alunos , amigos e etc. A força é nossa indignação: O PISO É NOSSO E PONTO FINAL!!!
    quinta feira: PRAÇA DA ASSEMBLÉIA E MUITO BARULHO!
    BRASÍLIA URGENTE!!
    Todas as pedras cantadas aqui pelo EULER vingaram: vejam o NDG!!!
    vAMOS LÁ??? Brasília já!!!!

    ResponderExcluir
  14. O Tempo: http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=182050,OTE&IdCanal=6

    A assembleia é dia 14/09?

    ResponderExcluir
  15. Acabo de ler no blog da Cristina e acho que o sindute deveria procurar os meios legais em cima desse texto:
    ( peço licença à Criz e ao Euler para postar )

    O Governo nos ofereceu como opção o regime remuneratório VIGENTE em até 10/08/11.

    O Ministério Público é nossa testemunha, pois foi lá no dia 16/08/11 que o governou reconheceu que 153.000 professores fizeram opção pelo regime remuneratório VIGENTE em até 10/08/11.

    Além disto no dia 24/08/11 foi publicado o acórdão.

    Adquirimos mais direitos LEGAIS.

    O governo não pode mexer no regime remuneratório que ELE mesmo nos ofereceu como opção em até 10/08/11.

    Isto cabe um mandado de segurança, para preservar todos os nossos direitos.

    Tenho batido nesta tecla várias vezes neste blog.

    Agora ouvi uma voz consonante e peço que você e todos os professores procurem maiores informações a respeito desta situação.

    Cristina Costa, você é uma das primeiras a pescar esta ideia, por favor vamos levantar este tema para discussão.

    Minha opinião é que esta é NOSSA GRANDE OPORTUNIDADE.

    É A NOSSA GRANDE OPORTUNIDADE.

    Sempre soube que ELES cometeriam alguns erros.

    A maldade quando é muita se tropeça nela.

    Precisamos de muita atenção com as leis.

    Pequeníssimos detalhes podem nos dar a vitória ou a derrota.

    ESTA GREVE SERÁ DECIDIDA NOS TRIBUNAIS.

    Vamos procurar a opinião, uma consulta a vários juristas, para nos embasarmos e termos relatos importantes e variados para serem analisados.

    NÃO SE VENCE UMA GUERRA SOMENTE COM O NÚMEROS DE GUERREIROS MAS TAMBÉM COM A QUANTIDADE DE CONSELHEIROS.

    Sindute, acorda!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  16. CHARLOTTE SAMPAIO DIZ...

    A GREVE CONTINUA FIRME E FORTE ATÉ O PAGAMENTO DO PISO NACIONAL...

    SEM PISO nunca mais PISO NA ESCOLA!!!!

    ResponderExcluir
  17. COLEGAS
    PODEMOS INICIAR UMA CAMPANHA HOJE QUE IRÁ ENVERGONHAR(SE É QUE ELE TENHA) O DESGOVERNADOR.UMA CAMPANHA DE AJUDA AOS PROFESSORES QUE ESTÃO EM DIFICULDADES TANTO EM ALIMENTOS QUANTO EM PAGAMENTO DE LUZ, AGUA ETC.VAMOS INICIAR HOJE E AÍ ESTA GREVE PODERÁ FICAR MUITO MAIS FORTE.SE ALGUNS PENSAM EM RETORNAR POR CAUSA DO DINHEIRO(MISÉRO) VAMOS MONTAR ESTA CAMPANHA AQUI E AGORA.VEJAMOS AQUI E EM TODO BRASIL SE FEZ SE FAZ VÁRIAS CAMPANHAS PARA DESABRIGADOS, PARA VÍTIMAS DE TSUNAME, ETC ENTÃO PORQUE NÃO PODEMOS FAZER ESTA ?? O DESGOVERNADOR VAI ENLOUQUECER E A MÍDIA SERÁ ACIONADA CERTAMENTE.IMAGINE QUANTAS DOAÇÕES E PODEREMOS TER UM ESPAÇO ONDE DISTRIBUIR ESTES ALIMENTOS.ALGUÉM FICARIA RESPONSÁVEL PELA DISTRIBUIÇÃO DE TUDO COM VÁRIAS PESSOAS AJUDANDO.ACHO ISSO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA.ASSIM PODEREMOS FICAR ATÉ A COPA DE 2014 ESPERANDO O MALDITO DECIDIR PAGAR ESTE BENDITO PISO.OS ALUNOS???? ELE NUNCA SE IMPORTOU ENTÃO QUE SE CUIDE.HOJE INICIARÃO AS AILAS PELA TV VIA SATÉLITE HAHAHHA ESTOU AFLITA PARA VER ESTE TRECO.EULER PENSE NESTA CAMPANHA E NESTA VERGONHA PARA O TODO PODEROSO E TODO ALMOFADINHA E TODO ORGULHOSO ANANÁS.

    ResponderExcluir
  18. SERIA ASSIM "TODOS POR UM" "ESTAMOS COM FOME" " MINAS CONTRA A FOME DE DOCENTES" " PROFESSORES PEDEM PÃO" "PANELAS VAZIAS"

    ResponderExcluir
  19. Atenção pessoal para esta informação do Anônimo das 8:31:

    "Para quem não viu!!

    Agora, 8:25 , desta segunda feira, temos representantes nossos amarrados ao pirulito da PRAÇA SETE. A tv q apresentou muito rapidamente foi a RECORD (EDUARDO COSTA). A Globo fez de conta que não viu. Aqui, nenhuma novidade".


    Como estou de saída agora pela manhã e só volto ao bunker por volta de 12h, peço que divulguem nos blogs e na mídia. Colegas educadores estariam acorrentados no PIRULITO da Praça Sete em protesto pelo não pagamento do piso.

    Um forte abraço e até mais tarde!

    ResponderExcluir
  20. Acabo de receber telefonema diretamente da Praça Sete confirmando a informação: vários colegas educadores estão de fato acorrentados ou amarrados no Pirulito.

    São vários colegas, inclusive com panfletos e faixas. Algumas dezenas de colegas lá estão. Divulguem por favor na rede da Internet e na mídia!

    ResponderExcluir
  21. Concordo com você Rita. Esse seu comentário já foi enviado para o blog da Beatriz? Se não, deve enviá-lo para que ela nos dê uma posição do que está sendo feito.

    ResponderExcluir
  22. CHARLOTTE "GAGA" CANTA
    ROCK DO PROFESSSOR SEM PISO NACIONAL:

    Troque seu cachorro
    Por um professor sem PISO NACIONAL
    (Baptuba! Uap Baptuba!)
    Sem bienio, sem quinquênio
    Sem plano de carreira, sem incentivo
    (Baptuba! Uap Baptuba!)
    Deixe na história de sua vida
    Uma notícia nobre...
    TROQUE SEU CACHORRO
    POR UM PROFESSOR MALTRATADO PELO ANASTASIA

    Deixe na história de sua vida
    Uma notícia nobre...

    Tem muitO PROFESSOR por aí
    Que tá querendo levar
    Uma vida de cão
    Eu conheço um PROFESSOR
    Que queria ter nascido
    Pastor-alemão
    Esse é o rock despedida
    Prá minha cachorrinha
    Chamada "sua-mãe"...

    Seja mais humano
    Seja menos canino
    Dê guarita pro cachorro
    Mas também dê pro PROFESSOR
    Se não um dia desse você
    Vai amanhecer latindo
    Uau! Uau! Uau!...

    ResponderExcluir
  23. Rita Frugoli, não é só você que tem contas a pagar eu também tenho. Tenho o financiamento da minha casa, tenho um irmão internado agora dia 8/09 por dependência química e não é barata a mensalidade, mas estou dando aulas particular, até faxina ando fazendo, pego trabalhos de alunos de faculdade pra corrigir. Estou dando meus pulinhos. O que eu quis dizer é que sem o Piso eu não volto pra sala de aula, isto é fato. E quando aderi a greve já imaginava que não iria ser fácil, pois com este governo nada o é, e tendo uma classe desunida como a nossa, pois se todos os professores parassem já teríamos resolvido tudo. Mas infelizmente tem professores que merecem o título de "covardes e dadores de aula". Então estou disposta se for preciso, ficar de greve até ano que vem, para que além do Piso a nossa dignidade seja resgatada.

    Abraço a todos e até a nossa vitória final!

    ResponderExcluir
  24. Vilma Luiza, de Montes Claros12 de setembro de 2011 09:10

    Ao anônimo das 8:30,que diz ter um primo policial sabedor de coisas que ninguém sabe:
    vá tomar banho, anônimo! pare de encher o saco de quem está lutando bravamente para que as coisas melhorem nesse estado e consequentemente nesse país! Esse "primo policial, tão sabedor de coisas escondidas" deve ser um dos tais que estavam vigiando nossos companheiros do Sind-Ute de BH, não? É da banda podre da polícia, assim como você, que é da banda podre da educação... se é que é da educação! Faça-me o favor de não nos atrapalhar, já que não quer nos ajudar! Aff!

    Aos demais companheiros da luta, abraço cheio de coragem e alegria por estarmos juntos nessa "peleja" da qual, com a graça de Deus e nossos persistentes esforços, haveremos de sair vitoriosos!

    ResponderExcluir
  25. Bom dia NDG e bravos guerreiros .
    Na conversa de redação da rádio itatiaia o jornalista Eduardo Costa elogiou esta nova maneira de protestar dos professores. Foi muito rápida, mas vai ter uma repercussão maior ainda.Para verem os professores amarrados no pirulito da praça sete, acessem o link http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal/page/portal/portalpublico e veja pelas câmeras.
    E agora anastasia ??? kkkkkkkkkk...
    Força na luta e até a vitória, Deus está do nosso lado.

    ResponderExcluir
  26. COM O PISO EU VOLTO PRA ESCOLA! FOÇA NA LUTA. JUNTOS SOMOS FORTES! COM O PISO EU VOLTO PRA ESCOLA!

    ResponderExcluir
  27. Ate que fim,essas atitudes e que tem que ser feitas,pois nao atrapalhamos o transito,pois temos que chamar atençao, mas sem atrapalhar,pois os que precisam ser atrapalhados sao os que fazem de conta que nao esta acontecendo nada,por isso insisto,vamos acampar dentro da assembleia,sera que esses deputados vao continuar fingindo e so saindo quando realmente tomar uma decisao se for preciso tambem acampamos dentro do MP,eles estao fingindo que nao esta acontecendo nada,vamos decidir eles tem que manifestar,temos que ser mais presente onde realmente esta em jogo nosso futuro,parabens a esses professores que estao amarrados,mas e nos temos tambem a obrigaçao de ser mais presentes.MUTUM

    ResponderExcluir
  28. Gente o Governo esta passando propaganda toda hora no rádio, fanado q já paga o piso, desmerecendo nós q estamos em greve e colocando la em cima os q estão em sala de aula... O Sindicato terá que tomar providencia se não essa gerra estará perdida.

    ResponderExcluir
  29. PELO AMOR DE DEUS ,O BRASIL E O MUNDO PRECISAM SABER O QUE ESTA ACONTECENDO EM MINAS GERAIS COM A EDUCAÇÃO ,A SAUDE , A SEGURANÇA .ISTO AQUI ESTA COMO UM BARRIL DE POLVORAS PRONTO PARA ESPLODIR A QUALQUER MOMENTO,SOCOROOOOOOOOOOOOO.



    http://www.hojeemdia.com.br/minas/ocorrencias-mofam-em-delegacias-mineiras-1.339678

    ResponderExcluir
  30. Seria bom a gente conseguir fotos desses colegas acorrentados e madar para os jornais das nossas cidades e para o regionais . Se cada cidade conseguir divulgar isso , vai da impacto , até memso via orkut , facebook , blog, os colegas de BH poderiam tirar essas fotos e colocar na midia e a gente espalhava por todo estado. Moro a cerca de 500Km da capital,não perco uma assembléia sequer, uso a mídia aqui pra divulgação de tudo que consigo via internet ou por fots e gravaçoes que faço nas assembléias. A propaganda é a alma do negócio, jámuitos políticos ganharem eleições de uma hora pra outro só com a força deboatas que lançam na net imagina fatos reais.

    ResponderExcluir
  31. Mais Ceará:

    http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2011/09/06/internas_educacao,249209/outdoors-de-fortaleza-satirizam-frase-de-cid-gomes.shtml

    Tava na hora de fazermos o mesmo aqui!

    ResponderExcluir
  32. Euler veja esta reportagem datada de 12/09/2011
    "Representante do Governo de Minas fala sobre a greve dos professores estaduais
    Paralisação já dura mais de três meses.

    Fonte: Rádio Itatiaia
    06 de Setembro de 2011 por Débora Ferreira

    Em entrevista ao programa Rádio Vivo, apresentado por José Lino Souza Barros, a Sub-secretária de gestão de pessoas da Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão, Fernanda Neves falou sobre a situação da greve dos professores estaduais no Estado, que já dura mais de três meses.

    A sub-secretária explicou que a reivindicação do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), sobre o pagamento não é verdadeira e que o Estado paga o piso aos trabalhadores da educação. "O sindicato falta com a verdade quando fala sobre o não pagamento do piso. Primeiro, a gente paga o piso sim. Hoje o menor valor para o profissional da educação é de R$ 1.122,00, para uma jornada de 24h no ensino médio. No nível superior com licenciatura plena é pago um valor de R$ 1320,00, que é um valor 25% superior ao piso".

    Fernanda Neves também explicou como estão as negociações com Sind-UTE/MG. "Na semana passada foi feita uma proposta por parte do governo, buscando melhorias para o subsídio e o sindicato não aceitou. E tentando antecipar uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) a publicação do acórdão final sobre essa questão do piso o governo propôs a aplicação do piso de R$ 712,20, nos termos da legislação federal", contou.

    Essa proposta pode ser aprimorada se houver um repasse do Governo Federal. "Com um auxílio do Governo Federal é possível que a gente possa trabalhar o melhoramento desta proposta. Não é só Minas Gerais que enfrenta dificuldades, vários Estados estão recorrendo ao Governo Federal porque a aplicação desse piso irá gerar um impacto muito grande", ressaltou."

    Ouça a entrevista com a sub-secretária de gestão de pessoas da Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão, Fernanda Neves.

    ResponderExcluir
  33. Vilma Luiza, de Montes Claros12 de setembro de 2011 10:02

    Sobre a reportagem de hoje (12-09) do jornal O tempo, já deixei lá meu comentário:

    Nos últimos meses, o governo já gastou tanto com propaganda (seja pra falar mal dos professores e do sindicato, seja pra mostrar as "maravilhas" que tem realizado) e paliativos para enfraquecer a greve (em vez de negociar com os educadores e pagar-lhes o que manda a Lei 11.738/2008, respeitando a escolaridade e o tempo de serviço de cada profissional), que o dinheiro desperdiçado já poderia ter resolvido pelo menos a metade da demanda na melhoria do piso salarial em questão. Ou será que essas "pílulas do conhecimento" foram preparadas por voluntários, assim como também serão voluntários os profissionais dos plantões aos sábados? Seria muito interessante se o jornal aprofundasse um pouco mais esse assunto...

    ResponderExcluir
  34. professora preocupada c a educacao12 de setembro de 2011 10:12

    oi Euller estava pensando em como incomodar o nosso governador e acho q descobri.Mandei um apelo para o cqc da band e acho q todos deveriam fazer o mesmo, pois eles tem coragem de mostrar a realidade e quem sabe o governador sendo pressionado por eles n nos paga o q é nosso de direito.Vamos tentar de todas as formas!

    ResponderExcluir
  35. Atenção companheiros da luta! A Beatriz Cerqueira divulgou na última assembéia que mesmo quem resolva voltar da greve, NÃO RECEBERÁ por ocasião de sua volta. Ainda segundo a Beatriz, para que seja paga a reposição das aulas, "será necessário um minucioso estudo de cada caso". Não é hora de voltar! Força na luta!
    Atendendo solicitação de vários visitantes, enviei e-mail para vários Deputados cobrando o posicionamento quanto da Lei do Piso e o veto ao Subsídio. Já tenho retorno de alguns parlamentares em nosso favor. Em breve divulgarei todos que se mostraram pró educadores!

    ResponderExcluir
  36. Colegas, a próxima assembléia é dia 15(quinta).

    ResponderExcluir
  37. Caros professores, ninguém pode recuar agora, o grande responsável pelos prejuízos irreparáveis causados aos alunos, pais e comunidade pela greve é o Governador. Chegou num momento que o Governador vai ter que tomar medidas urgentes para acabar com a greve, punir os professores legalmente não tem como, então vai ter que cumprir a lei e pagar o piso.
    Acabaram os argumentos do governo, como mentiras, ameaças e promessas enganosas de projeto de lei, achando que todo professor é burro, inculto, que não sabe o que quer, pois está enganado.
    Firmes e otimistas, ninguém tem o direito de tirar esta grande conquista, que ém o PISO.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  38. PROTESTO DE INDIGNAÇÃO :

    CAROS COLEGAS O JORNALo tEMPO PUBLICOU HOJE PAGINA 19 Opinião/Fórum coluna de Robison Damasceno dos Reis com título Aécio expôs intenção de mudar/Por um presidente mineiro.Acessem e digam não as inteções de Aécio.12/09/2011

    ResponderExcluir
  39. Anônimo das 8:30
    De acordo com o e-mail que você recebeu, se eu entendi bem, nós não estaremos ferrados. Os órgãos que estão sendo enxugados pelo governo é que estão sendo sacrificados, porque o básico não poderia faltar.
    Ele está doidinho, correndo atrás de dinheiro para nos pagar, está apertadinho.
    Ele está igual a muitos de nós, no final do mês começamos a mexer nas gavetas para que consigamos algumas moedas para comprar pão.
    Desejo que ele vire todas as gavetas, o importante é nos pagar.
    Não desistamos jamais, será um prejuízo para o nosso psicológico.
    Abraços

    ResponderExcluir
  40. O jornal estado de minas já está divulgando. Vejam:


    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/09/12/interna_gerais,250153/professores-se-acorrentam-em-protesto-na-praca-sete.shtml

    ResponderExcluir
  41. Olá turma da admirável FORÇA!!!!!!!!Onde está o dinheiro do estado?Não sei no contra- cheque de vocês mas,no meu tem AGRADECIMENTO por parte do FARAó, referente a contribuição" FINANCEIRA "que Nós SERVIDORES PÚBLICO demos ao COFRE de MINAS(período em que também Desgovernava) .Contribuição que segundo ele,ajudou oa pagar sua dívida(ESTADO MG) e, que no presente momomento o estado-MG encontrava com saldo POSITIVO,não mais com dívidas,TODAS haviam sido pagas.Em 2010, foi a vez do PROJETO DE GOVERNO(azia), o mesmo, fez um comunicado no DEMONSTRATIVO DEPAGAMENTO-G.N/2010 ,"...MINAS GERAIS alcançando importantes conquistas ECONÔMICAS E SOCIAIS que são referência e EXEMPLO para TODO o PAÍS...".E aí turma tem ou não tem CAIXA? Ou ele é como já sabíamos(sabemos) MENTIROSO ,IRRESPONSÁVEL.O que o LEGISLATIVO ,JURÍDICO e MÍDIA"COMPRADA"teem a dizer,concluir sobre estes fatos?O que os ELEITORES desta COISINHA acham com tantas contradiçôes nas falas,comunicados destes DITADORES que contam com uma mídia (MUITAS)manipuladora,ocultadora da VERDADE.O "negócio"É :sentáaaaaaaaaaaaaaaaa PUA NELES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!.GREEEEEEEEEEEEVE até que consigamos o que nos é de DIREITO

    ResponderExcluir
  42. Será que o jurídico do sindicato não está considerando a questão de nós termos feito opção( dada pelo próprio governo) por uma carreira que já existia? Será que, legalmente, o governo pode mudar as regras do jogo, após ter nos dado a possibilidade de opção, com o nosso conhecimento das regras estabelecidas na carreira pela qual optamos?Será que estão considerando a possibilidade de levar essa questão diretamente ao STF, já que em Minas, parece que o Judiciário está sem autonomia para resolvê-la com imparcialidade?

    ResponderExcluir
  43. No jornal o tempo saiu uma reportagem sobre os professores da praça 7 , fazendo manifestação. Peça para eles deixarem seus comentários no sitio.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=129316

    ResponderExcluir
  44. Frase do Paulo Coelho: Não desista. Geralmente é a última chave do chaveiro que abre a porta.......

    ResponderExcluir
  45. Bom dia companheiros

    O nosso movimento é legal, justo e necessário. Mas vamos confiar mais nosso no sindicato, li as postagens da Beatriz e achei sensatas. Não é hora de dividirmos a classe, devemos estar mais unidos do que nunca. Vamos, é claro, cobrar muito do sindicato, mas com críticas construtivas. Em uma escola da minha cidade, a greve parece não cobrar do governo mais: parece uma luta de professores contra professores. Aqueles que estão em greve e aqueles que estão na mesma escola e acham que não precisam de aumento de salário. Ora, como pode uma categoria única, de educadores, ter uma cabeça tào pequena, será que trabalham só por amor? Não precisam de um salário que condiz com seu trabalho? Não lutam por dignidade, justiça e respeito próprio?
    É hora de estarmos em união, sintonia, fraternização. Vi a reportagem dos nossos companheiros acorrentados na Praça Sete. Como são corajosos, firmes, de atitude, guerreiros. A todos que lutam por um salário digno, meu grande apoio.

    ResponderExcluir
  46. Caros colegas,
    O nosso desgaste é grande. Psicológico e material. Porém, temos a certeza que estamos combatendo "o bom combate". Estamos conscientes da legitimidade de nossa reivindicação e da responsabilidade com nossos jovens e crianças que nunca deixamos de cumprir. A responsabilidade maior, entretanto, de prover a Educação para todos no estado, foi conferida pela sociedade mineira ao Senhor Antônio Anastasia através do sufrágio de seu nome nas urnas. O povo acreditou na capacidade desse senhor de administrar e cumprir todas as leis relacionadas ao serviço da Administração Pública.
    A realidade que vivemos veio nos mostrar que o Senhor Anastasia não tem competência para cumprir as leis. Nós, professores, não podemos pagar o preço por essa incompetência. Amamos nosso trabalho, desejamos o sucesso de nossos alunos e envidamos esforços diários para alcançar esse objetivo. Esse é o nosso trabalho. Para ele, nos preparamos muito. Temos de ter a remuneração prevista na Lei Maior que é a lei do piso salarial nacional.
    O governador, se não consegue, precisa pedir ajuda para resolver esse impasse, garantindo nossos direitos de trabalhadores, que mais direta e objetivamente que outras classes, atuamos no sentido de garantir um futuro melhor para as novas gerações.

    ResponderExcluir
  47. E o Sind ute foi pedir apoio a Lula!!!
    Parece piada de mal gosto. Leiam:

    PT compara Haddad com Dilma
    Alguns dias depois de divulgada a primeira pesquisa eleitoral para prefeito de São Paulo, a primeira também em que aparece o nome do ministro da Educação, Fernando Haddad, o PT faz uma comparação desvantajosa para o candidato preferido pelo ex-presidente Lula.
    A análise dificulta o desempenho de Haddad nas prévias de 27 de novembro. Os petistas comparam o desempenho de Dilma Rousseff na largada da corrida presidencial com a de Haddad e chegam à conclusão de que o ministro apareceu muito fraco (com 2% das intenções de voto) depois de grande exposição na mídia e o apadrinhamento claro de Lula.
    http://colunistas.ig.com.br/poderonline/2011/09/12/pt-compara-haddad-com-dilma/

    ResponderExcluir
  48. Mais uma prática de luta força de vontade e heroísmo de nossos colegas.Imagino como tem profs que ainda tem coragem de furar a greve.Parabéns bravos herois.Obs:
    Peço aos colegas profs que moram mais próximo desse movimento que ajudem esses colegas fazendo rodízio com eles.Com fé em Deus vamos vencer.

    ResponderExcluir
  49. Olha euler o portal uai está divulgando a noticia sobre os colegas acorrentados veja o link.
    http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2011/09/12/internas_educacao,250164/professores-se-acorrentam-em-protesto-na-praca-sete.shtml
    Abraços.
    Rosimeire Dias

    ResponderExcluir
  50. Em relação ao que disse a professora Rita Frugoli, se não conquistarmos o piso salarial nacional evidenciará a fala do sr. governador do Ceará, a de que o professor tem de trabalhar por amor. Ora, isso é uma disfarçatez tremenda que coloca o professor numa situação escravocrata, isso em pleno século XXI, além de jogar um balde de água fria na DEMOCRACIA, fazendo prevalecer em todos os cantos a DITADURA explícita. Por isso mesmo devemos resistir plenamente.
    O informe sobre o protesto de professores acorrentados ao pirulito da praça Sete de setembro em Belo Horizonte já estava combinado para essa semana.

    A luta continua rumo ao piso. Estejamos firmes não deixemos que o governo mineiro nos ludibrie.

    ResponderExcluir
  51. QUE ESSAS CORRENTES SEJAM LIBERTADORAS PARA NÓS PROFESSORES!!!

    Linda demonstração de coragem e luta!!! Só posso agradecer PROFUNDAMENTE por esse ato.

    >>> será que mesmo depois de ver esse ato de bravura e desprendimento os colegas que insistem em ignorar a greve vão permanecer no aconchego das escolas??? >>>


    ... seria o caso de cassar o diploma deles por falta de consciência de classe, e... principalmente por falta de ÉTICA.

    by Charlotte Sampaio

    ResponderExcluir
  52. Euller, sugiro que para uma próxima assembléia o sindicato proponha uma campanha de ajuda aos colegas que se encontram impossibilitados de arcarem com suas despesas materiais (contas de água, luz, aluguel, alimentos), devido ao corte de salário.

    ResponderExcluir
  53. Euler,

    BH vai sediar a festa dos 1000 dias para copa nesta sexta-feira dia 16. É uma excelente data para mostrarmos nossa greve para o mundo.

    ResponderExcluir
  54. Bom dia, Euler e NDG !
    Sinceramente, não acredito no que acabo de ver no jornal Estado de Minas! Como eles mentem descaradamente, dizendo que mais uma vez o sindicato rejeitou a proposta do governo, depois da reunião entre as secretarias, sindicato e o líder do governo, Danilo de Castro.
    É O FIM DO MUNDO! ALGUÉM PRECISA BARRAR ESSE POVINHO!
    CONFIRAM VOCÊS MESMOS!

    ResponderExcluir
  55. Euler e colegas

    Vamos invadir as obras do mineirão? Vai ser destaque nacional. Se tem dinheiro para a copa tem que ter também para o professor.

    ResponderExcluir
  56. Euler,
    convenhamos, o que falta fazer? Jogar pedra na cabeça dos governantes?

    ResponderExcluir
  57. Euler, acredito muito no sindute acredito que você também pois é filiado como eu.Será mesmo que o sindute não esta fazendo tudo que tem que ser feito? Será que os nossos advogados não são bons?Você acredita no sindute?Depois de ficar todo esse tempo em greve,ter que voltar sem nada e ainda terei que me desfiliar pois se o sindute não é bom não pagarei mais. por favor me responda. O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  58. Aqui em Ipatinga o impasse só foi resolvido quando duas professoras representantes da subsede do SINDUTE entraram em GREVE DE FOME.
    Nós conseguimos 10% de aumento para toda a classe que já está sendo pago e a implantação do PISO em março/2012. Foi feito um documento Legal assinado pelo Prefeito se comprometendo a cumprir a LEI do PISO.
    Por que vocês não fazem o mesmo?
    Fica minha sugestão.
    Um grande abraço a todos.
    Renata Ipatinga

    ResponderExcluir
  59. boa tarde, pessoal eu fui efetivado na lei 100, e na época me disseram que quem estava na lei 100 nao poderia voltar ao regime anterior, e continuo no suicidio.

    como faço para sair do suicidio, quero voltar para o sistema anterior. posso fazer isso?
    como faço?

    abraços!!!

    ResponderExcluir
  60. SUBSÍDIO É TUDO DE BOM...é o que diz o hoje em dia;

    SUBSÍDio: Além de trazer mais melhorias, o projeto aperfeiçoa pontos identificados após a implementação do novo modelo, que aconteceu em janeiro deste ano.
    O Projeto de Lei prevê vários benefícios para os servidores que optarem pelo modelo do subsídio. Entre eles, um reajuste salarial de 5% (a partir de abril de 2012) e um novo posicionamento dos servidores na tabela de subsídio, considerando o tempo de efetivo exercício. Esse posicionamento será feito de maneira escalonada a partir de janeiro do próximo ano. A proposta inclui ainda a garantia de aumentos e de não redução da vantagem pessoal criada para 23 mil servidores, ponto que entra em vigor a partir da publicação da lei.

    >>> eis aí a MENTIRA com cara de verdade!!! Isso só mostra a falta de ÈTICA da mídia mineira!!!
    Que "melhorias" são essas???

    Acorda, jornalistas mineiros... vocês já perderam a credibilidade há muito tempo!!!

    A GREVE HÁ DE CONTINUAR FIRME E FORTE ATÉ A NOSSA VItória!!!

    >>>SEM PISO A GENTE NÃO VOLTA PRA ESCOLA!!!>>>

    ResponderExcluir
  61. Itatiaias fala agora sobre os professores acorrentados

    ResponderExcluir
  62. Pessoal,se informem sobre quem é DANILO DE CASTRO,que voces vão ver como a quadrilha do desgoverno está recheada de bandidos cada vez mais audaciosos.!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  63. PESSOAL, ESSA IDEIA DE INVADIR O MINEIRÃO É OTIMA, POIS ONTEM MESMO NO JORNAL NACIONAL A PRESIDENTE DILMA DISSE QUE ESTA ACOMPANHANDO TODAS OBRAS DOS ESTADIOS POR SATELITE.

    OLHA SO QUE LINDO, VAMOS AO MINEIRAO MANDAR UM THAUZINHO PARA PRESIDENTE E QUEM SABE ELA NOS VEJAM..

    VAMOS JUNTAR UM BATALHÃO E INVADIR AS OBRAS E NÃO DEIXAR IR PARA FRENTE AS OBRAS.

    SERA DESTAQUE INTERNACIONAL.

    ABRAÇOS A TODOS

    ResponderExcluir
  64. Enem 2010 tem 28 escolas mineiras entre as cem melhores do país


    Entre as cem primeiras colocadas no ranking do Enem 2010, não há nenhuma escola estadual ou municipal
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=129308&busca=ENEM&pagina=1

    COMENTÁRIO

    Jane
    BH

    E era para ter alguma escola estadual no ranking das melhores? Nunca, nunca, pois com esse governo que considera investimento em educação como gasto,não haverá mesmo melhora, aguardem os resultados do ano que vem, com essa paralisação que o governo trata com indiferença. Ele não quer cumprir a Lei, mas amargará com os resultados vergonhosos obtidos pela escola pública mineira. Não adianta ficar crianda GDPs, PIPs e outros projetos que não está dando ou não deram resultados. Precisa mesmo é cumprir a lei salarial do piso do magistério, de forma a incentivar o professor a estudar mais,ir além da graduação e promover uma política educacional séria na escola, sem esse negócio de ficar deslocando professores de todas regiões do estado para fazer esses cursos fajutos dados pela SEE, com gastos enormes no hotel fazenda no Recanto da Siriema em Jaboticatubas, com pouco aproveitamento para o professor. Então, parem de fazer gastos para mostrar serviço e fazer propaganda do governo, porque quem está faturando com isso são outras pessoas, o educador e os alunos não estão obtendo resultados algum. Se esses projetos que põem dinheiro no bolso de OUTROS tivessem tido êxitos, não estaríamos nos deparando com esses resultados vergonhosos. Minas não engana ninguém com essa história de que a educação aqui é de excelência, que posição de destaque conseguiu com o resultado do Enem para este ano e olha que no ano passado fizeram tantos projetos. Então é hora de rever essa política educacional em Minas, deixar de muita propaganda e de muitos projetos para encher a capital de professores e começar a investir lá onde o professor está, para isso devem rever o papel das Superintendências. O problema da educação não é falta de dinheiro, mas desperdícios e ingerências por parte da Secretária, subsecretárias(os), superintendentes etc, etc. Toda essa gente, também de supersalários. Não se enganem essa gente que não está na sala de aula, tem supersalários, podem averiguar. Mas quem está com o pé na sala de aula é que é ameaçado e perseguido pelo governo e pelo Ministério Público. Triste realidade da escola pública mineira. Todavia, nada está tão RUIM que não possa PIORAR, então veremos no que dará esses CHOQUES DE GESTÃO para cima dos educadores mineiros!

    ResponderExcluir
  65. Hoje eu fui à escola mais uma vez para falar com os colegas no intervalo. Alguns ficaram com vergonha de estarem trabalhando e disseram isso, têm vontade de aderir à greve, mas ficam com medo. A presença de quem está no movimento aparentemente instiga. Então decidi que, como moro perto da escola, vou comparecer todos os dias no intervalo, sem forçar a barra, apenas marcando presença e informando as notícias da greve. Acho que seria interessante se todos os que podem fizessem isso. O que acham?

    ResponderExcluir
  66. Uai Euler, por que você não publicou o meu comentário sobre as ações que o sindicato já está ajuizando????

    ResponderExcluir
  67. Marisa Karla-Governador Valadares12 de setembro de 2011 16:09

    Jane de BH,
    Parabéns! Excelente comentário! Vale a pena divul-
    gar.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  68. Olá pessoal, esse NDG é de dar arrepios!

    Estou em prantos pelos amigos acorrentados.
    O que mais dói é ver quantos colegas estão traindo nossa classe, contribuindo com a estatística (adulterada) do (des)governo.
    Mas essa greve tem um lado bom: tem revelado tantos talentos que estavam anônimos.

    PROFESSOR EULER, POR QUE VOCÊ NÃO FAZ DIREITO? OU SERÁ QUE JÁ É UM ADVOGADO DE RENOME INTERNACIONAL - E PROFESSOR NOS INTERVALOS - E NÃO ESTAMOS SABENDO?
    MEU DEUS, QUANTOS TALENTOS EU DESCONHECIA EM NOSSO MEIO!!!

    ORGULHOSA, MUITO ORGULHOSA!!!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  69. Amigos,

    O que nos motiva é a nossa dignidade.
    Nossa greve tem uma dimensão muito além da conquista de um PISO, QUE JÁ É
    GARANTIDO POR LEI.
    Alguém terá de fazer essa Lei ser cumprida, pois precisamos voltar a acreditar nos poderes constituídos do Brasil. Não é possível que estejamos assistindo a decadência dos princípios do ESTADO DE DIREITO.

    NOSSA GREVE É TAMBÉM (E TALVEZ MAIS) PELO RESGATE DE NOSSA DIGNIDADE. PELO RESGATE DA DIGNIDADE DOS DE BAIXO.

    CHEGA!!! BASTA!!!

    INDIGNAÇÃO!!!

    TOLERÂNCIA ZERO AGORA!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  70. Olá pessoal, olha o que acabei de ver:

    Ministério Público entra com ação para que Estado pague o piso do magistério

    Da Redação
    O Ministério Público do Rio Grande do Sul ingressou nesta segunda-feira (12) com uma ação civil pública na Vara da Fazenda Pública para que o governo do Estado atenda à lei que institui o piso nacional do magistério. A lei teve a constitucionalidade ratificada por decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF).
    A ação é assinada pelos promotores de Justiça Alceu Schoeller de Moraes, Ana Cristina Ferrareze Cirne, Rosângela Corrêa da Rosa e Synara Jacques Buttelli. No documento é requerida, liminarmente, a suspensão imediata de todas as ações de cunho individual que tramitam até o julgamento da ação civil pública.
    Segundo Marcelo Dornelles, a ação civil contempla interesses de todos os envolvidos. “Beneficia os professores, mas também o Poder Judiciário e o Estado, pois vamos trazer economia aos cofres públicos”, destacou.
    Até o momento cerca de duas mil ações individuais já foram ajuizadas pedindo o cumprimento do piso salarial. A estimativa é que esse número possa chegar a 200 mil. O custo de cada uma delas para o Judiciário é de, aproximadamente, R$ 900. “Se não fizéssemos essa ação, o Estado seria penalizado de forma muito mais grave”, ressaltou Dornelles.
    A intenção, segundo Dornelles, é replicar ações nos municípios, uma vez que a decisão do STF também é válida para professores da rede municipal. Na ação, o Ministério Público também requer a inclusão no orçamento para 2012 e para os anos seguintes de previsão de recursos para o pagamento do piso salarial do magistério.

    http://sul21.com.br/jornal/2011/09/ministerio-publico-entra-com-acao-para-que-estado-pague-o-piso-do-magisterio/

    ResponderExcluir
  71. O MP do Rio Grande do Sul requer à Justiça que Estado pague o piso nacional do magistério, deem uma olhada nesse site: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3484035.xml

    Isso eu acho que ajuda o MP de Minas a tomar uma decisão.

    Força a todos nós!!
    Piso já!!!

    ResponderExcluir
  72. Adorei a ideia do anônimo sobre a possibilidade de invasão ao Estádio Mineirão.SE TEM DINHEIRO PARA INVESTIR EM CONCRETO TEM QUE TER TAMBÉM PARA A EDUCAÇÃO.

    ResponderExcluir
  73. João Paulo Ferreira de Assis12 de setembro de 2011 21:43

    Prezados companheiros de luta

    Vamos entupir a caixa postal do Procurador Geral de Justiça cobrando dele atitude igual a do Ministério Público do Rio Grande do Sul. Poderíamos transcrever a notícia do jornal.

    Peço a quem tiver o link da Procuradoria de Justiça de Minas Gerais que o disponibilize aqui para nós. Era até bom porque a cartinha que vou escrever para o Anastasia vai ter uma cópia para o Procurador.

    ResponderExcluir
  74. *** Colegas, há muito estamos submersos em um "CHOQUE DE GESTAÇÃO" cujo PROTAGONISTA é o Senhor
    "AECIM ALMOFADINHA FARAÓ NEVER".
    Força na luta, que a vida "já 'tá prá lá de PUTA!!!
    - Ouçam o meu clamor:
    - Greve até o final do ano, se preciso for!!!
    - Obrigado.
    POST SCRIPTUM: - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA AMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!
    - A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA!!!

    ResponderExcluir
  75. MUITO DINHEIRO investido EM "concreto",
    QUASE NADA em MINEIRÕES CORRETOS.
    Força na luta, que a vida já 'tá pra lá de ...

    ResponderExcluir
  76. Boa noite companheiros de luta!
    Força e Fé! Com Deus venceremos!

    Segue abaixo resposta que obtive de um dos deputados.(Mandei email para todos os estaduais)

    De: Gab. Dep. Jose Henrique

    Prezado(a) Odair,
    Estou atento, presente e atuando junto ao Governo do Estado e das entidades de classe para que as reivindicações dos servidores da Educação sejam solucionadas. Acredito como legítimo o movimento em busca de melhores condições para os professores e o pagamento do piso. Reitero minha posição, prioritária, a favor da educação e coloco-me à disposição para continuar ajudando a todos.

    Abraço,
    Deputado José Henrique
    1º Vice Presidente



    COM LUTA. COM GARRA. O NOSSO PISO SAI NA MARRA!!!

    AVANTE AO MINEIRÃO! AVANTE A BRASÍLIA...!
    PROFESSOR ODAIR JOSÉ

    ResponderExcluir
  77. É isso aí. Chegamos até aqui e nada nos tirará da greve sem o PISO. Ninguém aqui é sem juízo de voltar sem a vitória! Greve até o piso. E Anastasia que acorde, porque ele está brincando com uma categoria à beira de um ataque de nervos, está pagando para ver até onde vamos, Minas tem história de luta, e ele não deveria mexer com a categoria irada não... Ele vai pagar nosso piso nem que seja vencido pelo cansaço, pois nós estamos incansáveis atrás do nosso direito e só voltamos para a escola com o PISO. Do contrário, greve, greve, greve!!!!!

    ResponderExcluir
  78. Bem, colegas, todos já estão sabendo da BOA NOTÍCIA do ANÔNIMO das 16:54 de hoje (12/09) :
    - MINISTÉRIO PÚBLICO DO RIO GRANDE DO SUL entra com ação para que o ESTADO pague o piso do magistério.
    Bem, depois deste exemplo, será que o MP daqui continuará na sua postura de
    "CEMITÉRIO PÚBLICO DE MINAS GERAIS"???!!!
    POST SCRIPTUM: - "Perderam o PRIMEIRO TEMPO, mas ainda têm a CHANCE de recuperação no SEGUNDO.
    AFINAL: - MINAS É OU NÃO É O EXEMPLO DE HOMBRIDADE NACIONAL???
    Força na LUTA, que a vida está pra lá de ...
    *** A HONRA É O PATRIMÔNIO DA ALMA ***

    ResponderExcluir