segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O governo agora já determina que a greve acabou. KKKKK. Faltou só combinar com os membros do NDG e toda a turma de combate dos educadores em greve

Cartaz que circula pela Internet. Seria uma peça teatral?




Enquanto nestes 103 dias de greve os senadores que dizem representar Minas Gerais estão completamente mudos e omissos, vamos ouvir o que diz um senador pelo Distrito Federal.

***

O governo agora já determina que a greve acabou. KKKKK. Faltou apenas combinar com os membros do NDG e toda a turma de combate dos educadores em greve

Nesta segunda-feira, 19, de acordo com o governo, a greve acaba e as aulas retomam normalmente. Até o calendário de reposição já estaria pronto. Só faltou um pequeno detalhe nesta história: que o governo combinasse antes com os milhares de bravos guerreiros e guerreiras, valentes educadores que estão em greve. E em greve continuarão, até que o piso seja pago. Mas, pode ser que o próprio governador, suas secretárias, os desembargadores, seu procurador e os jornalistas de aluguel se disponham a assumirem as aulas nesta segunda-feira. Quem sabe?

A heroica greve dos educadores mineiros, guerreiros e guerreiras valentes, foi iniciada no dia 08 de junho em assembleia geral da categoria, com cerca de 10 mil colegas presentes. Para que seja encerrada, somente uma outra assembleia geral poderá decidir pelo seu fim. Mas, claro que para que isso aconteça, o governo terá, antes, que pagar o piso salarial nacional, que é lei federal, e que motivou a greve.

O gesto de desespero do governo, que articula com seus subalternos, entre procuradores, desembargadores e jornalistas domesticados, pelo fim da greve, é apenas mais uma das muitas tentativas de destruir a heroica luta dos aguerridos educadores mineiros. Isso tem acontecido nos últimos 103 dias, sem sucesso. O governo já cortou e reduziu salários, já ameaçou de demissão, já chantageou de toda forma a categoria, já tentou e continua tentando, sem sucesso, jogar os alunos e os pais de alunos contra os educadores em greve, mas nada disso tem funcionado.

E agora essa história de decretar o fim da greve, lembra muito uma passagem na história do futebol, que vale a pena lembrar, já que estamos há mil dias da Copa do Mundo (o relógio parou na batalha da Praça da Repressão, antes conhecida como da Liberdade). Consta que durante a ditadura militar havia um grande técnico da Seleção Brasileira, João Saldanha - que mais tarde teve seu nome vetado pelos generais de plantão, por ser ligado ao Partido Comunista. Num dado momento, apresentaram ao técnico uma estratégia para a seleção brasileira vencer o time da Rússia. Era preciso fazer isso, aquilo, colocar um jogador aqui, driblar a defesa aqui e ali, e lançar para o jogador tal e pronto, os gols seriam marcados e ganharíamos o jogo. Ao ouvir pacientemente a estratégia dos burocratas do futebol, Saldanha teria lascado mais ou menos o seguinte:

- Tudo bem, pessoal, está tudo muito bonito. Só falta um pequeno detalhe: vocês combinarem antes com o time adversário.

O que estamos assistindo agora é mais ou menos isso: o governo anuncia que a greve acabou, que o desembargador teria decretado a suspensão da greve, que a AGU teria considerado o subsídio do governo uma lei constitucional, que o Papa teria dado sua bênção para que tudo voltasse como dantes, no quartel de Abrantes, etc. Mas, faltou um pequeno detalhe: que eles combinassem antes com o NDG, com os milhares de educadores em greve há mais de 100 dias, passando por todo tipo de sacrifício, mas dispostos a não abrirem (não abrirmos) mão dos direitos constitucionais, ao piso, à carreira, à nossa dignidade, enfim.

Não vamos voltar ao trabalho enquanto o governo não cumprir a lei e nos pagar aquilo a que temos direito: o piso salarial - mesmo que seja o proporcional do MEC -, implantado na nossa carreira, respeitando-se as tabelas com os respectivos percentuais diferenciados para cada nível acadêmico e grau de progressão. Nada menos do que isso.

A nossa greve é legítima e é legal à luz das leis vigentes no país. Nós não vamos aceitar que os governantes e seus aliados decretem o fim da nossa greve, pois essa decisão não lhes compete. A nossa greve está estabelecendo novos parâmetros de relacionamento entre as partes. Já deixamos claro que não vamos aceitar o tratamento desrespeitoso e humilhante a que temos sido submetidos há um bom tempo.

Nossos bravos guerreiros e guerreiras, temperados nas mais diferentes formas de privações e sacrifícios e ameaças e pressões, não estão (não estamos) dispostos a recuar agora.

Por isso exigimos:

1) que o governo pare de zombar da sociedade mineira dos de baixo e realize uma negociação séria com a categoria nesta terça-feira, às 9h, de acordo com o que fora firmado, graças aos valentes acorrentados que estavam na antiga Praça da Liberdade;

2) que desta negociação seja atendida a reivindicação de pagamento do piso na antiga carreira, mesmo que seja o proporcional do MEC, mantendo as devidas gratificações a que fazemos jus, e mais os diferentes percentuais entre os níveis de promoção (22%) e graus de progressão (3%), de acordo com o nosso plano de carreira;

3) que não haja nenhuma demissão e que cessem as ameaças, sob pena de firmarmos o compromisso de ninguém mais voltar ao trabalho e de fazermos um chamamento para uma greve geral radicalizada, com a participação de 100% da categoria (que o governo não duvide dessa possibilidade);

4) que cessem as manipulações e mentiras pela mídia e que se mantenham abertos os canais de negociações confiáveis, para que, atendida a reivindicação principal dos educadores (o piso salarial nacional), que as outras questões pendentes sejam discutidas e resolvidas em comum acordo, especialmente ouvidos os educadores em greve.

O governo não vai conseguir colocar um fim na nossa greve através de anúncios no jornal, ou da tentativa de criminalização da nossa greve, ou por meio de chantagens. Isso não vai funcionar com o NDG e demais colegas que a cada dia se incorporam a essa heroica luta de resistência e de conquista do piso e de salvação da carreira ameaçada.

Seria importante também, aqui já falando apenas para os nossos guerreiros e guerreiras, que o sindicato ampliasse os membros da comissão de negociação com o governo, possibilitando a participação de colegas da base da categoria, especialmente aqueles representativos dos que lograram a retomada das negociações, ou seja, dos colegas acorrentados.

Quero ainda registrar aqui que um dos colegas nossos já ameaçou entrar em greve de fome. Tal possibilidade não está descartada, embora julgue, pessoalmente, que devemos esgotar, antes, as negociações previstas. Por outro lado, julgo que a nossa maior resposta ao governo será a manutenção e a ampliação da greve. Além das ações de massa voltadas para pressionar o governo e seus aliados.

É preciso discutir com os nossos colegas que estão em sala de aula, para que eles assumam uma postura de dignidade e respeito a si próprios e aos colegas que estão em greve. A mídia certamente vai tentar mostrar que as escolas estão voltando a funcionar, que a greve está enfraquecendo, etc. Sabemos que é mentira, que eles pegam apenas um pequeno recorte da realidade (um ou dois exemplos), e que a nossa turma de luta não baixa a guarda. Mas, é preciso contra-atacar com mais adesão à greve, com o envolvimento e o apoio ainda maiores dos alunos e pais de alunos e também dos movimentos sociais e de entidades estudantis e sindicais que estão juntos conosco.

Cada vez mais a nossa luta, além do piso, torna-se uma luta pela libertação de Minas Gerais de um domínio de grupos de rapina, que querem continuar impondo políticas de choque contra os de baixo, de confiscos salariais, enquanto se recusam a abrir mão das verbas do orçamento que são partilhadas por eles. Estes grupos não aceitam que haja melhor distribuição de renda, aí incluído o pagamento do nosso piso. Não querem também esses grupos diabólicos, que se forme um poderoso movimento social libertário e disposto a não abrir mão de direitos essenciais, como o direito à greve, à liberdade de expressão e opinião, entre outros. Eles não querem, mas nós queremos. E somos a maioria da população.

Na semana que se inicia, demonstremos ao mundo que a nossa greve continua, em nome da salvação da carreira dos educadores, em nome do pagamento do nosso piso, em nome da nossa dignidade; em nome da educação pública de qualidade para todos; em nome, enfim, do respeito à conquistas e direitos sociais dos de baixo, e da liberdade e da democracia ameaçadas.

O chão de Minas continua tremendo!

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***


Incorporo ao texto de abertura a Carta Aberta ao desembargador Roney Oliveira formulada pelo professor universitário Luciano Mendes de Faria Filho.

"Carta Aberta ao Desembargador Ronei Oliveira

Belo Horizonte, 17 de setembro de 2011.

"Na aplicação da Lei, o Juiz atenderá aos fins
Sociais a que ela se dirige e às exigências
do bem comum." (Art. 5º da Lei de Introdução
às Normas do Direito Brasileiro)

A gente não quer só comida A gente quer comida Diversão e arte A gente não quer só comida A gente quer saída Para qualquer parte...
A gente não quer só comida A gente quer bebida Diversão, balé A gente não quer só comida A gente quer a vida Como a vida quer...
...
A gente não quer Só dinheiro A gente quer dinheiro E felicidade A gente não quer Só dinheiro A gente quer inteiro E não pela metade...
(Comida – Titãs)

Caríssimo Senhor Desembargador:

Foi com imensa tristeza que soube de Vossa decisão de determinar o imediato retorno dos professores mineiros ao trabalho, ou seja, às salas de aula. Não posso negar, também que fiquei surpreso ao ler o teor do texto que fundamenta/justifica a decisão de Vossa Senhoria.

Como cidadão, professor, e, como o Senhor, funcionário público remunerado pela população – inclusive a dos "grotões mineiros" em que, segundo vosso texto, fruto de vosso insuspeito conhecimento de causa, as crianças vão à escola "mais atraídos pelo pão do que pelo ensino" –, também considero importante que "na aplicação da Lei, o Juiz atenderá aos fins Sociais a que ela se dirige e às exigências do bem comum." Mas, pergunto, Senhor Desembargador, estaria mesmo a vossa decisão colaborando para o bem comum?

No plano nacional, a nossa primeira Constituição, de 1824, já determinava que a educação elementar seria pública e gratuita. Em nosso passado recente, a Magna Constituição de 1988 garante esse mesmo direito e expande ao determinar a natureza pública e subjetiva do mesmo. O mesmo faz, como não poderia deixar de fazê-lo, o Estatuto da Criança e do Adolescente (1991) e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (1996).

Veja, Senhor Desembargador, em Minas Gerais a primeira legislação para a instrução pública, a Lei no. 13, é do ano de 1835. Ou seja, foi uma das primeiras leis que nossos legisladores acharam por bem aprovar porque reconheciam, mesmo dentro de limites às vezes estritos, a importância da educação pública. De lá para cá, se contarmos, veremos centenas de atos legislativos que, como aquela Lei fundadora, vieram garantir o legítimo direitos dos cidadãos a uma educação pública, gratuita e de qualidade.

No entanto, poderíamos perguntar: estariam esses direitos sendo garantidos de fato? Sabemos que não, e não apenas para os dos "grotões mineiros". E isto não apenas hoje.Ensina-nos a história da educação mineira que desde o século XIX tem-se muito claro que os professores constituem elemento fundamental para a qualidade da escola. No entanto, desde lá também se sabe o quão difícil é garantir a entrada e permanência dos professores na profissão. Veja, Senhor Desembargador, o que dizia um Presidente da Província de Minas em 1871, isto é, há 140 anos: "À par da crêação das escolas normaes devem se augumentar os vencimentos dos professores. Não se pode esperar que procurem seguir carreira tão pouco retribuída aquelles, que, depois de instruídos nas escolas normaes, sejão convidados para outros empregos com esperança de um futuro lisongeiro". [Antonio Luiz Affonso de Carvalho, Presidente da Província de Minas Gerais, em 02/03/1871]

Passados todos estes anos, e não são poucos, o que demonstram, hoje, a experiência dos professores mineiros e as mais diversas pesquisas acadêmicas é que em breve faltarão professores para a escola básica brasileira. Aliás, para algumas disciplinas essa falta já é sentida hoje. Mas não apenas isto. O mais grave é que, independentemente do número, verifica-se que a profissão perdeu, de vez, o poder de atrair/seduzir jovens talentos. Ou seja, a tarefa socialmente relevante e culturalmente fundamental de conduzir as novas gerações ao mundo adulto já não atrai parcela significativa (e necessária) de sujeitos dessa mesma sociedade. É como se os jovens estivessem dizendo: não vale a pena jogar o melhor das minhas energias nessa tarefa, apesar de sua relevância social e cultural.

Veja, pois, Senhor Desembargador, que o poder público mineiro vem lesando, há séculos, nossas crianças em seu mais que legítimo direito à educação. E, convenhamos, a considerar o atual salário dos professores mineiros, mesmo se comparado ao Vosso tempo de "vacas magras", a atual administração estadual nada fez para atacar o problema. Muito pelo contrário, o agravou com a famigerada política de subsídio. Considere, pois, Senhor Desembargador, que as "queridas vacas", como dizia a adorável professora do Drummond, estão tão magras que em breve delas não teremos nem o leite, nem a carne, nem o osso e nem mesmo o berro!

É louvável, Senhor Desembargador, a Vossa preocupação com a fome das crianças dos "grotões mineiros", assim como com a garantia do direito à educação para a toda a população mineira e com os danos causados pela greve ao alunado. Por outro lado, não posso concordar que essa greve seja abusiva ou que precisaria se arrastar ad aeternum. Parece-me, aqui, que uma das formas de a Justiça contribuir para garantir, na aplicação da Lei, os "fins Sociais a que ela se dirige e às exigências do bem comum", seria obrigar Estado mineiro a cumprir, sem subterfúgio, a legislação existente e instruí-lo a reformar a péssima Carreira Docente em vigor. Esta contribui mais para a desmotivação do professorado do que lhe acena com os justos ganhos decorrentes da busca por mais e melhor formação e da comprovada experiência adquirida no exercício da profissão.

Sabemos, Senhor Desembargador, que a justa decisão daquele que, mantido pelo poder público, tem o dever e a legitimidade para decidir, é, também, aquela que interpretando a Lei, de mãos dadas com a experiência passada, descortina, no presente, o futuro que pretende criar. A Justiça, Senhor Desembargador, se faz quando se tem em mente os problemas (futuros) que nossas soluções criarão ou deixarão de criar. A Justiça se faz, também, quando combate injustiças duradouras e possibilita a criação de condições de uma duradoura justiça!

Se o direito à educação de qualidade não se faz apenas garantindo o acesso, este direito está, hoje como ontem, ameaçado, e sua garantia não se faz na sala de aula e no pátio da escola, mas nas ruas e na praças ocupadas pelos professores em greve. Neste momento, a continuidade da greve como forma de obrigar a administração estadual a responder, de fato, à situação humilhante dos professores estaduais com melhores salários e condições de trabalho, é a única forma de garantir o direito à educação, em cuja defesa todos nos irmanamos.

As crianças que freqüentam a escola pública e as famílias que pagam impostos para que o Estado a garanta, Senhor Desembargador, "não querem só comida". Querem tudo a que têm direito! Têm direito, inclusive, a professores sejam felizes e satisfeitos com seus salários e suas condições de trabalho! Professor que foi, aluno que aprendeu com alguma professora nos bancos de uma escola, o Senhor Desembargador deve saber também que a única forma de fazer uma boa escola ou uma boa escola é que os professores tenham, eles também, os seus direitos reconhecidos e protegidos. Eles não querem "só comida"!

Finalmente, Senhor Desembargador, é preciso lembrar que, contrariamente o ditado popular, nem sempre onde há fumaça há fogo. E, às vezes, pode haver fogo se haver fumaça. Para isto, bastaria ver a Praça da Liberdade na sexta feira. O "gás de pimenta" pode "ser fogo", como disse, em mensagem eletrônica uma professora que lá estava: "Para quem nunca inalou gás de pimenta, a sensação é a seguinte: um fogo na cara, um ódio no coração e muita tosse". Mesmo sem a cobertura da fumaça, foi lá que o Estado de Minas, por meio de seus agentes legalmente constituídos, nos deu uma péssima lição de cidadania. Penso, Senhor Desembargador, que o episódio da Praça da Liberdade, este sim, merecia uma rápida investigação e a punição exemplar daqueles que, atualizando o que há de pior em nossa história, violentaram não apenas os professores, mas todos nós, cidadãos deste país. Logo, imagino, também ao Senhor.

Acalentando o sonho de que nossas crianças e jovens possam ter garantido o direito a uma escola de qualidade e que os professores mineiros tenham garantido o seu legítimo direito a lutar pelos seus direitos, envio cordiais saudações.

Luciano Mendes de Faria Filho
Professor de História da UFMG
Coordenador do Projeto Pensar a Educação Pensar o Brasil – 1822/2022".


255 comentários:

  1. Atenção Deputado Inácio Franco !!!!

    Atenção Apoiadores de Anastasia e Aécio de Pará de Minas !!!!

    Estamos vigilantes na postura do deputado na votação do projeto do NOVO SUBSÍDIO .

    Não venha com a desculpa que valorizou os professores quando foi prefeito de Pará de Minas .
    Nós somos trabalhadores da rede estadual e seu apoio vai fazer a diferença .

    ResponderExcluir
  2. Ridículo, doido, mesquinho, egoísta, sem noção, fora da lei, corrupto, irresponsavel, indiferente, POBRE de espírito, ... é esse governador.
    Mentiras e mais mentiras, tudo em nome do poder ... isso é atitude de gente BAIXA .
    Presta atenção, governador!
    A greve continua, UAI!

    ResponderExcluir
  3. Euler e companheiros(as),

    Com que aula maravilhosa o professor de história da UFMG, LUCIANO MENDES DE FARIA FILHO, nos brindou e ainda de quebra reduziu o "tal dembargador" Ronei Oliveira à sua devida insignificância como pau mandado do (DES)governo de Minas.

    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  4. Por que o jatinho do Aécio e do dono da Globo não pagam impostos?

    O consumidor da CEMIG que abre sua conta de luz vê a garfada que os governos tucanos de Aécio Neves e Antonio Anastácia dão nos seus bolsos, não só na tarifa, como também no ICMS (Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre eletricidade.

    Já o AeroAécio, o jatinho da família do Senador Aécio Neves (PSDB/MG) não tem que pagar o imposto.

    Qualquer cidadão que compra um carro popular financiado em 60 meses, paga o ICMS.

    Já o presidente das Organizações Globo, Roberto Irineu Marinho, importa um jatinho, ou melhor, jatão de 19 lugares, cujo preço atual passa dos 60 milhões de dólares, sem ter que pagar ICMS.

    (Da coluna Radar da Revista Veja de 18/02/2009)


    É essa mesma gente que é contra aumento de impostos para os ricos, de forma a financiar o SUS, melhorar a educação e os empregos, aumentar o salário mínimo e as aposentadorias, erradicar a pobreza.

    O pulo do gato da turma dos jatinhos e helicópteros está em fazer leasing internacional. As leis e normas brasileiras determinam que tem que pagar o imposto, mas os ricaços contestam a constitucionalidade, e conseguem não pagar, graças a uma liminar do STF assinada por Gilmar Mendes em favor da empresa Alphavile Urbanismo no leasing de um avião importado (confira aqui). Isso foi em outubro de 2007. Em 2008, a decisão foi referendada por outros Ministros do STF. Enquanto os ricaços não pagam, a confusão sobre a cobrança ou não do ICMS sobre jatinhos continua até hoje no STF.
    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Joaquim (Lagoa Santa)19 de setembro de 2011 02:32

    Olá companheiros, bom dia.
    O governo nem negociou e ja fala em fim da greve, será que ele vai pagar o piso implantado na nossa carreira? Concordo com tudo que o Euler relatou, parabéns guerreiro, a greve so acaba com o piso aplicado na carreira. Terça temos assenbleia e ai vamos ver o que acontece.
    Vamos todos com Deus e cada vez mais forte nessa luta. Um grande abraço aos grandes guerreiros que estão fazendo histotia.
    NOSSA VITORIA ESTA PERTO.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia companheiros de luta!
    Vamos á luta!!! Essa segunda promete...
    FIM DA GREVE, SOMENTE COM O PISO NA MÃO!
    Temos o apoio de boa parte da sociedade, e TODOS JÁ SABEM QUE O (DES)GOVERNO SÓ VAI PRA MÍDIA FALAR MENTIRAS.
    Mas acredito sim, que em breve RETORNAREMOS AO TRABALHO COM O NOSSO PISO!A RESISTÊNCIA É A NOSSA ARMA!FORÇA NA LUTA COMPANHEIROS!!!

    "PROFESSORES" FURA-GREVE, FAÇAM UMA LEITURA CRÍTICA DA REALIDADE EM QUE ESTAMOS VIVENDO E REFLITAM: COMO VOCÊS SE SENTEM SENDO AGRACIADOS (RECENDO AGRADECIMENTOS DO (DES)GOVERNO?
    "CALDO DE GALINHA E VERGONHA NA CARA NÃO FAZ MAL A NINGUÉM..."

    COM LUTA, COM GARRA, O NOSSO PISO SAI NA MARRA!
    ABAIXO A DITADURA!VIVA A DEMOCRACIA!

    EM NOME DA EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE, A GREVE CONTINUA!!!
    Professor Odair José

    ResponderExcluir
  7. Euler e bravos companheiros do NDG,

    Bom dia!

    Por motivos pessoais não estive presente na nossa última assembleia,mas, de cá, sempre ligado aos acontecimentos através da TV (que pouco ou quase nada noticia), dos jornais e, para me manter melhor informado ou para repor minhas energias, recorro a este espaço maravilhoso, que me traz alento e também me faz ter a certeza de que ainda estou vivo e de que ainda estou em luta e assim continuarei até que sejamos ouvidos, com o PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL no nosso vencimento básico.Ainda bem que nosso NDG ainda tem forças para enfrentar decisão equivocada e sem nenhum critério desse desembargador! Parabéns ao nobvre colega, LUCIANO LOPES DE FARIA, da UFGMG, pela carta aberta ao desembargador! Sugiro que essa carta deva ser impressa e distribuída ao povo mineiro e também nas escolas em que os professores insistem em permanecer trabalhando. Um forte abraço a todos, força na luta e ATÉ A NOSSA VITÓRIA.

    ALFREDO ANTONIO HERINGER
    GOVERNADOR VALADARES

    ResponderExcluir
  8. OLÁ COLEGAS DO COMBATE,
    PORVENTURA ALGUÉM TEM AINDA ALGUMA ILUSÃO A RESPEITO DA TAL NEGOCIAÇÃO QUE HAVERÁ NESTA TERÇA-FEIRA?COITADA DA BEATRIZ, SINDICATO E DOS QUE ACREDITAM NESSA POSSIBILIDADE, PELA FALA DA SECRETÁRIA, DA MÍDIA COMPRADA E DAS PROPAGANDAS NA TELEVISÃO JÁ DEU PARA VER TUDO. É SÓ MAIS UMA ENGANAÇÃO E UMA FORMA DE DRIBLAR OS PROTESTOS DAQUELE DIA TÃO IMPORTANTE PARA O GOVERNADOR MOSTRAR PARA OS SEUS CONVIDADOS QUE EM MINAS ESTÁ TUDO BEM.ACORDA MINAS GERAIS, NÃO SE DEIXEM ENGANAR PELO AFILHADO DO FARAÓ MAIS UMA VEZ.ANTES MESMO DA GREVE ACABAR ELE JÁ ANUNCIA SEU TÉRMINO NUM CLARO DESCASO COM A CATEGORIA.
    NÃO VAMOS RECUAR EM HIPÓTESE NENHUMA SEM O PISO...
    DEIXAR ARDER...
    SE FOR PRECISO CHEGAR AOS EXTREMOS CHEGAREMOS,
    JUNTOS ATÉ A VITÓRIA,
    GILVÂNIA, HISTÓRIA.

    ResponderExcluir
  9. Só estava faltando isso, esse fanfarrão desse governador(a), que acha que somos fantoches sem noção, que obedecem prontamente uma ordem de um superior, só pela obediência, sem nem pensar nas consequências. Ele esqueceu que o Brasil e o brasileiro melhorou seu nível sócio-cultural e está mais crítico e consciente de seus direitos e deveres. Ele está esquecendo que os professores são formadores de opinião e que não cessarão de lutar e de educar pela luta a população. Ele está achando que suas ordens, desmandos, e pressões vão acabar com a força e união dos professores. Essa coisa que estão chamando de governador deveria ser homem, nem que fosse uma única vez, e obedecer a lei, pois a sensação que tenho é que essa famigerada greve só acabará quando esse tirano for punido. #foraanastasia é a rashtag que envo em meu twiter todo dia pra que brasil saiba que não temos um governador sério.

    ResponderExcluir
  10. Estou desolada nessa segunda feira , aqui na minha cidade depois de 103 dias de greve o grupo forte se fragmentou e muitos professores retornaram a aula. A pressão feita pelo governo e direções é repugnante. Vendo o vidio ai do senador do distrito federal eu penso ...Que pena que Minas Gerais não tenha senadores né!
    Por que na verdade não temos. O que tem lá dizendo representar Minas Gerais é um inconsequente e punitivo coronel q só pensa em seus propósitos, e naõ é preopósitos para ele ver o povo brasileiro instruido , inteligente , pq se assim fosse ele num teria a mínima chance em sonhar com a presidencia da república, mas esse tal coronel esquece que foi em Minas que o grito de "liberdade " ecoou e vai ser em Minas que o grito de "justiça "vai arrancar desse coronel toda e qualquer ambisão política no dominio dessa nação.


    Mineiros sem apoio político no senado,

    mas com muita raça na busca de seus objetivos.

    embora só a greve continua

    ResponderExcluir
  11. Euler e colegas,
    Bom dia a todos(as).

    Por favor, leiam com atenção estas palavras de W.H. Murray, da Expedição Escocesa ao Himalaia:

    "Até que esteja determinado, vai existir hesitação, vai existir a chance de voltar atrás, vai existir a ineficácia. Com respeito a todas as ações de iniciativa (e criação) existe uma verdade elementar, e ignorá-la mata incontáveis idéias e planos esplêndidos: no momento que uma pessoa se compromete definitivamente, então a Providência também se move. Todo tipo de coisas ocorrem para ajudar; coisas que jamais ocorreriam se não houvesse a determinação. Toda uma corrente de situações resultam da decisão, surgindo a favor da pessoa uma série de acontecimentos, de encontros e de material para assisti-lo, que nenhum homem seria capaz de imaginar. Aprendi a ter um profundo respeito por um dos versos de Goethe: Tudo que puder fazer, ou sonhar que pode fazer, faça. A ousadia tem gênio, poder e mágica inerentes."

    FORÇA, CORAGEM, RESISTÊNCIA, PERSISTÊNCIA, DETERMINAÇÃO E COMPROMETIMENTO.

    FIRMES NA LUTA, COMPANHEIRAS(OS).

    COM DEUS, VENCEREMOS.

    ResponderExcluir
  12. Euler,

    A capitã do mato da minha escola amanheceu ligando pro pessoal de greve avisando que os designados serão demitidos, caso não voltem e os efetivos terão substitutos a partir de hoje. O pior é que tem colega voltando de cabeça baixa...
    Que tristeza...

    ResponderExcluir
  13. Euler, fiz um questionamento no post anterior e gostaria muito que vc me respondesse, por favor.
    Muito obrigada.
    Paty

    ResponderExcluir
  14. Caríssimo Euler,

    Ainda estou aqui. É greve... Apesar de todas as pressões. O PISO É UM DIREITO NOSSO E NÃO VAMOS DESISTIR DELE FACILMENTE.Que Deus nos proteja e nos dê forças para lutar até o fim.

    Obrigada Euler, obrigada NDG, obrigada Beatriz e obrigada a todos aqueles que se mantêm firmes e não se acovardam nessa nossa luta.

    Professora do Triângulo Mineiro

    ResponderExcluir
  15. http://www.odezessete.com/2011/09/justica-em-minas-gerais-tarda-mais-nao.html#.TnYGVYFj-6l.twitter

    Acho que todos deviam ver isso, Minas tem estudantes que sabem o que é a greve e reconhece a fraqueza da justiça mineira . Essa carta foi enviada ao senador Cristovam Buarque

    ResponderExcluir
  16. NDG a nossa greve está repercutindo muito bem entre os meios de comunicação, pois já começaram a explicar para a população que o Governo não faz distinção entre os níveis de escolaridade.
    Juntos seremos vencedores.

    ResponderExcluir
  17. O representante de Minas Gerais no soletrando da aula de cidadania pela internet confira...

    http://www.odezessete.com/2011/08/educacao-voce-se-importa-com-ela-daniel.html

    ResponderExcluir
  18. Marisa Karla-Governador Valadares19 de setembro de 2011 08:37

    Parabéns professor Luciano,
    Lindíssimo o seu texto!
    A greve continua!
    Abraços,

    ResponderExcluir
  19. EM ENTREVISTA NA CBN GLOBO RÁDIO A NOSSA "AMADA" SECRETÁRIA DISSE QUE TEMOS 22 GRATIFICAÇÕES NO CONTRA CHEQUE. ONDE FOI PARAR AS MINHAS GRATIFICAÇÕES? ACHO QUE CONFUNDIU COM O DELA!
    QUANTA CARA DE PAU! QUANTA MENTIRA! TEMOS QUE PROCESSAR POR CALUNIA.
    GOSTEI DA JORNALISTA! PODIA DAR UMA AULINHA PARA OS JORNALISTA MINEIROS.
    ALÉM DE FEIA, A SECRETÁRIA É MENTIROSA!

    ResponderExcluir
  20. Olá companheiros e companheiras!

    Começamos mais um dia da nossa vitoriosa greve! Ninguém vai acabar com ela, a não ser nós mesmos, quando nos for pago o PISO e, em Assembleia da categoria, votarmos pelo sedu término.

    Parabéns ao Digníssimo Senador Cristóvam Buarque. Este homem de brio deveria ter continuado como Ministro da Educação.

    Parabéns ao companheiro Luciano Mendes, pela Carta Aberta ao Desembargador "faz de conta", amigo do Faraó e do seu filhote.

    Temos tido o privilégio de verdadeiras aulas de cidadania nesta greve e neste blog. Com certeza, quando voltar às salas de aula, serei um outro professor, com mais maturidade e experiência para falar da História. Meus alunos serão, mais uma vez, agraciados com o saber de alguém que lutou junto a tantos companheiros num momento crucial para a educação mineira e do Brasil.

    O momento é de continuarmos na luta. Se não houver negociação verdadeira até amanhã, vamos radicalizar esta greve - como diz muito bem o Euler - e mostrar ao ditadorzinho a que viemos.

    Força na luta e até a vitória.

    Joaquim - Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  21. Bom dia a voce,companheiro Euler,ao Professor Luciano e a todos os guerreiros que neste momento já sabem que teremos mais uma semana de LUTA E RESISTÊNCIA.
    É maravilhoso,logo de manhã Euler,me deparar com seu post,com esta carta do Prof.Luciano e ver,que Graças a Deus,estamos nos mantendo firmes neste movimento. Agora pela manhã,já fiquei sabendo que vão contratar no meu lugar e sabem qual foi a minha reação? SOMENTE DE NOJO. NOJO pelos covardes que estão na sala,NOJO pela direção que está diretor e que um dia vai cair fora,NOJO por essa justiça bandida, marginal e safada,QUE DE JUSTIÇA NÃO TEM DROGA NENHUMA e NOJO por saber que quem está à frente do executivo do estado,juntamente com as lacraias que o acompanham NÃO VALEM NEM O RESULTADO DE SUAS NECESSIDADES FISIOLÓGICAS.
    Mas é somente isso que estou sentindo,SE ELES ACHAM QUE VOU DESISTIR POR ISTO,PODEM CONTRATAR QUEM ELES QUISEREM.Já estou na tira mesmo e DESESPERAR JAMAIS,APRENDEMOS MUITO NESSES 104 DIAS E NÃO VAI SER UMA CONTRATAÇÃO DE M........ QUE VAI ME DESANIMAR!!!!!!!
    Por isso companheiros,a LUTA TEM QUE CONTINUAR,NADA DE RECUO. A melhor resposta a TODOS OS BANDIDOS DE TERNO E GRAVATA QUE SE DIZEM excelentíssimos,É NÃO TERMOS MEDO, É CONTINUARMOS NA LINHA DE FRENTE. SE ELES NOS ATACAREM COM BALAS DE BORRACHA,SPRAY DE PIMENTA,NÓS VAMOS ATACÁ-LOS COM ESTRATÉGIAS DE SERES HUMANOS - UMA VERDADEIRA RESISTÊNCIA QUE SÓ GUERREIROS DE VERDADE SABEM FAZER E QUE SERÁ LEMBRADA POR TODOS AQUELES QUE QUISEREM UM DIA ACOMPANHAR OS PASSOS DESSES TIRANOS - governador e suas anestezietes,os embargadores e aquela que se diz mídia,mas que é uma me.da. ESTES são CLARAMENTE A FAVOR DA CORRUPÇÃO,DA ILEGALIDADE,DA INJUSTIÇA E DA PERSEGUIÇÃO ÀQUELES QUE NÃO LAMBEM SUAS BOTAS!!!!!
    Vamos à luta companheiros, NADA DE RECUO,POIS CONTINUO COM A CERTEZA QUE DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO E NÃO DEIXARÁ O MAL VENCER!!!!!! ATÉ A ASSEMBLEIA AMANHÃ E ATÉ A VITÓRIA,POIS ELA PODE TER DEMORADO, MAS AGORA ESTÁ PERTINHO DA GENTE!!!

    ResponderExcluir
  22. Isabel Assumpção - Manhuaçu19 de setembro de 2011 08:58

    Bom dia a todos combatentes,
    Não está fácil ver aonde chegam as pressões, recebi até comunicado por escrito sobre a resolução do MP, encontrei-me com uma colega da escola que relatou um curso de capacitação ocorrido durante todo o dia de sábado e disse que todos estão preocupados com minha situação pois, posso sofrer um processo administrativo... minha resposta: se houvesse real preocupação vocês estariam comigo e todos os demais que estão na luta, não se preocupem, sabemos muito bem o que fazemos e vocês estão desinformados quanto a ilegalidade da greve. É mole? Ainda temos este tipo de discurso. O pessoal que está dando aula, nem tem se informado sobre os acontecimentos, creio que é por vergonha ou por que são realmente alienados, sei lá...também nem vale a pena gastar análise. Quanto aos que estão na luta, força e muita energia para a assembleia de amanhã, que Deus continue nos abençoando e protegendo a todos nós. Força, união e paz. Até a vitória!!!
    Um grande abraço,
    Isabel.

    ResponderExcluir
  23. EULER,
    A GAZZOLA JÁ SOLTOU ATÉ CALENDÁRIO DE REPOSIÇÃO.
    SEGUNDO ELA NÓS NÃO TEMOS DIREITO A 30 DIAS DE FÉRIAS COMO MANDA A LEI. PODE? TEMOS QUE DAR FÉRIAS PARA NOSSAS EMPREGADAS E NÓS NÃO TEMOS NEM DIREITO A FÉRIAS? INTERNA ESSA MULHER, QUE ELA JÁ PEGOU A DOENÇA DO NANÁ!

    ResponderExcluir
  24. Liguei na minha escola e a secretaria disse que as aulas recomeçaram normalmente. Como assim, nao estamos lá... como podem nos ignorar assim???
    O que mata a gente e o que da força ao poder nefasto é o fato da escola publica estar cheia de "gentinha" que se vende por qualquer trocado.
    Estou muito triste, choro o tempo todo como se tivesse morrido alguem... mas nao estou fraquejando nao.... estou firme na luta.
    convoco a todos: amamnha 20/09, todos na praça da Assembleia a partir das nove horas para quem puder vir ajudar a pressionar ou impreterivelmente a partir das 13 horas para a nossa assembleia. Vamos mostrar que a nossa greve tambem esta operando "normalmente".
    É tudo ou nada!!!Cláudia

    ResponderExcluir
  25. NDG DE PLANTÃO

    "Quanto maior o número de leis, maior o número de transgressões a elas." Henry Havelock Ellis

    Darei início a esse comentário com um trecho da
    DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS
    Adotada e proclamada pela resolução 217 A (III)
    da Assembléia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948:

    " Considerando que o reconhecimento da dignidade inerente a todos os membros da família humana e de seus direitos iguais e inalienáveis é o fundamento da liberdade, da justiça e da paz no mundo.
    Considerando que o desprezo e o desrespeito pelos direitos humanos resultaram em atos bárbaros que ultrajaram a consciência da Humanidade e que o advento de um mundo em que os homens gozem de liberdade de palavra, de crença e da liberdade de viverem a salvo do temor e da necessidade foi proclamado como a mais alta aspiração do homem comum.
    Considerando essencial que os direitos humanos sejam protegidos pelo Estado de Direito, para que o homem não seja compelido, como último recurso, à rebelião contra tirania e a opressão."

    A minha fome também não é somente pelo PISO SALARIAL que é meu por direito, mas a minha fome também é pelo respeito e pelo direito de viver e de ser feliz numa sociedade livre. Pode até impedir de circular pelos arredores da liberdade, pelos lugares e tapetes vermelhos das autoridades, e de jantares luxosos, mas nunca irão impedir a minha capacidade de pensar e de lutar.

    Pensamentos em resposta ao Desembargador Ronei Oliveira:

    "Assim como o advogado, o ator precisa encontrar sua verdade básica e, através da técnica, colocá-la a serviço de qualquer personagem que represente." (Richard Gere)

    "Depende dos juízes esta verdade simples e terrível: a de que todos os seres humanos nascem iguais em dignidade e direitos." (Fábio Konder Comparato)

    "A prática da cidadania só adquire sentido se no seu horizonte estão os direitos de todos, a igualdade perante a lei, a defesa do bem comum." (João Batista Libânio)


    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Sub-comandante Euler, o sindicato tem que contra-atacar e lançar matéria em jornais. Demais a fala do Senador Cristovão Buarque, o Aécio deve ter mordido sua mesa kkkkkkk, nossa greve está sendo divulgada aos quatro cantos. Força na luta.

    ResponderExcluir
  27. PARABÉNS , PROFESSOR LUCIANO , PELA BELÍSSIMA CARTA , PORTADORA DE TANTAS VERDADES ... MAS SERÁ QUE O DESEMBARGADOR E O GOVERNADOR SABERÃO LÊ - LA E INTERPRETÁ - LA ? TEMO QUE NÃO !
    ESTA CARTA PRECISA SER DIVULGADA COM URGÊNCIA , ATRAVÉS DE PANFLETOS E DE TODOS OS MEIOS POSSÍVEIS .PARABÉNS , TAMBÉM , SENADOR CRISTÓVAM BUARQUE !

    ResponderExcluir
  28. Sub-comandante Euler, está funcionando a pressão sobre as bases dos deputados contrários a nós, temos que continuar também invocando os professores da região dos mesmos. Força na luta.

    ResponderExcluir
  29. Euler, bela carta do professor Luniano. Minha boca está com um gosto amargo, acho que é de indignação e um pouco de gastrite, mas uma coisa eu afirmo sairei de casa para a manifestação de amanhã com minha mochila, remédios e insulina, pois sou diabético. Se a categoria não acordar eu faço ocupação sozinho na ALEMG. O cheiro do gás de pimenta e lacrimogênio parece que está agarrado em minhas narinas e isso me dá uma raiva, uma raiva boa, raiva cidadã, ela não é uma raiva comum. Não acredito que sairá alguma coisa das negociações de amanhã. Por isso vamos forçar a "porta" enquanto temos força. Minas livre!
    RINO MARCONI - DOM CAVATI

    ResponderExcluir
  30. Euler, Alguma noticia da comissao que vem a Minas ajudar na negociaçao??

    ResponderExcluir
  31. Queridos companheiros, conseguimos parar as duas únicas escolas estaduais de Bom Sucesso,Escola Estadual Benjamin Guimarães e Escola Estadual Antônio Carlos de Carvalho, amanhã estaremos firmes com vocês na assembéia da Vitória.
    Firmes na LUTA, a VITÓRIA está próxima!
    Um abraço!
    Soraya.

    ResponderExcluir
  32. Contem comigo, companheiros e companheiras!

    Eu perco o cargo, mas não perco a dignidade e a vergonha na cara.

    A GREVE CONTINUA! Até a vitória!

    Joaquim - Sete Lagoas (Professor de História do Ensino Médio - E.E. Edite Furst)

    ResponderExcluir
  33. OS PODRES SEGUNDO JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO JÁ COMEÇARAM A APARECER..."CHOQUE DE GATÃO."
    TITULO DA MATÉRIA: ESTADO DE MINAS NÃO CUMPRIU REGRAS DA SAÚDE EM 2009.
    Um levantamento realizado pelo Ministério da Saúde indica que, em 2009, dez Estados – inclusive Minas Gerais – fizeram investimentos na saúde abaixo dos 12% da receita exigidos pela Emenda 29. União, Estados e municípios ficam obrigados a aplicar pelo menos essa parte da receita no sistema de saúde. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.
    Os dados da reportagem mostram que o pior no ranking foi o Rio Grande do Sul, que investiu só 5% da sua receita. Além do governo gaúcho, Paraná, Espírito Santo e Piauí reconhecem o não cumprimento da regra. O caso de Minas, e de outros cinco estados, é que os gastos alegados para atingir os 12% não podem ser considerados como despesas da saúde. Segundo a Superintendência Central de Contadoria da Secretaria do Estado de Fazenda, Minas Gerais aplicou 15,41% da sua receita em saúde no ano de 2009.
    Em 2008, foram 13 os estados que não chegaram ao nível mínimo de investimentos. Segundo o Ministério da Saúde, quatro tipos de gastos não podem ser considerados para esses 12%: despesas com hospitais de servidores públicos; gastos com saneamento básico e abastecimento de água quando é cobrado o serviço; restaurantes populares; e programas de transferência de renda como o Bolsa-Família.A emenda 29 deve ser votada nesta quarta (21) na Câmara e um marco legal vai deixar claro o que pode entrar na conta dos gastos com a saúde. A falta de regulamentação que os Estados invistam em áreas que não serão consideradas pelo Ministério. O texto impreciso também dá brechas para manobras contábeis das administrações públicas. O governo confere as informações até 2012, a partir de dados encaminhados pelas Assembleias Legislativas e tribunais de contas estaduais ao Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde.

    ResponderExcluir
  34. Absurdo mais uma vez a matéria no Estado de Minas!

    ResponderExcluir
  35. Amigos,
    Volto a dizer:a ajuda precisa vir de outras frentes. Acho muito pouco provavel que este insano ceda de alguma forma. Por isso seria bom que ninguem voltasse e que aqueles que estao nas escolas refletissem sobre seu papel... nada justifica nesse momento receber o obrigado desse governador.A omissao de voces, joga em nós que estamos na luta um peso muito grande... resistiremos.Mas ate quando??? Por isso eu grito aos que estao trabalhando: socorro!!venham ao nosso encontro , venham nos ajudar...por que ajuda nao virá do governo. sinto uma revolta que nem sei... mas a esperança grita la no fundinho... Saia desta zona de conforto, envergonhe-se de ser citado como arma do governo, renegue o seu muito obrigado e parta para a luta. Nao acabou. Precisamos de todos.Claudia

    ResponderExcluir
  36. Bom dia pessoal! Meu diretor me ligou na sexta-feira dizendo que o governo mandou contratar substitutos e que faria uma reunião hoje. Eu disse que não iria à reunião e que meu cargo está disponível, pois a greve não acabou e eu só volto quando o Piso for pago e ou todos na assembleia decida que a greve acabou.

    Força na luta e até amanhã na nossa assembleia.

    Abraço a todos(as)que estão juntos nesta jornada.

    Vânia Silveira.

    ResponderExcluir
  37. Temos que colocar faixas nos sinais de trânsito, dois professores abrem a mesma no momento que o sinal ficar vermelho, propaganda com baixo custo, com informações sobre as covardias que o governo vem fazendo e as mentiras que vem sendo ditas.Força na luta.

    ResponderExcluir
  38. Parabéns, CRISTOVAM BUARQUE pelo seu belo discurso em favor dos professores, o senhor, sim, seria um excelente candidato à PRESIDENTE DA REPÚBLICA.
    Soraya (Bom Sucesso).

    ResponderExcluir
  39. Livinsgstone- Sociologia19 de setembro de 2011 09:43

    Povo da luta, um ótimo dia.
    Acabei de ler o comentario/alerta da nossa coordenadora estadual, a grande lutadora Beatriz Cerqueira. E tem ela razão de suas suspeitas, uma vez que é muito estranho a rapidez com que o governo colocou as propagandas da decisão do jdiciário na mídia. Pelo que me consta, a decisão liminar do Desembargador só foi publicada por volta das 15:45 do dia 16/09, e antes disso já havia sido divulgado um roteiro para reposições das aulas, e nas entrelinhas de outras falas dos que estão no poder.
    Parece, "data máxima vênia", que a "MARMITA" já estava pronta. Mas não nos curvaremos perante a arrogância e despotismo destes que querem nos destruir.
    AVANTE PROFESSORES! Sem luta e perseverança não há vitória.

    ResponderExcluir
  40. AGORA É O BOLSO DO CONTRIBUINTE QUE VAI SOFRER, ATÉ OS BOLSOS DOS BABA OVOS DE PLANTÃO, AUMENTAR IMPOSTO PARA PREVENIR A CRISE, SÓ O QUE FALTAVA, COMO SE NOSSOS IMPOSTOS JÁ NÃO FOSSEM O MAIOR DO BRASIL.

    O contribuinte mineiro deverá pagar mais caro para retirar veículos apreendidos pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran). Isso porque o governo estadual pretende reajustar em até 160% as taxas de estadia e em até 49% as de remoção dos veículos que forem levados para pátios do Detran.
    A proposta faz parte de um pacote de medidas anunciado pelo Executivo e, segundo o governo, busca proteger Minas de possíveis consequências da crise econômica que se desenha na Europa, além das já sofridas em decorrência do abalo financeiro global de 2008. O projeto de lei foi encaminhado à Assembleia Legislativa na semana passada.

    De acordo com secretário de Estado de Fazenda, Leonardo Colombini, as taxas estão desatualizadas e há dez anos não há reajuste. "Fizemos uma pesquisa de mercado e com base nela estabelecemos novos valores para esse tipo de serviço", explica.
    O maior reajuste será na taxa de estadia para veículos pesados. Atualmente, o valor da diária para todos os tipos de veículos é de R$10,91 e a taxa de retirada é de R$106,88, sem distinção de modelos. Após o reajuste, haverá diferenciação de valores de acordo com o peso e tamanho do veículo.
    A taxa de estadia subirá para R$ 28,36 para veículos pesados, R$ 21,81 para veículos leves e R$ 15,27 para motos. A taxa de remoção ficará até 49% mais cara. Apenas a taxa para remoção de motocicletas será reduzida, com queda de 18%.
    Outra proposta é leiloar veículos que não forem retirados em uma prazo de 90 dias. "Essa definição é importante porque quando o responsável não busca seu carro que foi apreendido por falta de pagamento de impostos, por exemplo, quem arca com os custos da manutenção é o governo", afirma Colombini.
    ANTICRISE
    Álcool terá ICMS menor em 2012
    O governo do Estado também anunciou no fim de semana que mandou para a Assembleia uma proposta que reduzirá a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) do etanol de 22% para 19%. Para compensar a queda do imposto sobre o álcool, o do óleo diesel subirá de 12% para 15%. O pacote do governo estadual para incentivar o consumo e aquecer a economia também contempla a redução do ICMS de outros produtos populares como feijão, tijolo, brita e areia.

    Para se ter uma ideia da influência do ICMS no custo no combustível, basta comparar os preços médios entre as bombas de Minas Gerais com Estados onde as alíquotas são menores. Enquanto o litro de etanol no mercado mineiro (que tem ICMS de 22%) custa em média R$ 2,14, ele é vendido por R$ 2,07 na Bahia, onde o imposto é de 19%, por R$ 1,95 no Paraná (18%) e por R$ 1,90 em São Paulo ( 12%).

    ResponderExcluir
  41. O falso do Anastasia não aplicou também corretamente na saúde? temos que divulgar, vamos acabar com estes ratos, choque do gatão kkkkkk.

    ResponderExcluir
  42. E QUEM VAI ACREDITAR NESSA LENGA..LENGA????

    Álcool terá ICMS menor em 2012
    O governo do Estado também anunciou no fim de semana que mandou para a Assembleia uma proposta que reduzirá a alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) do etanol de 22% para 19%. Para compensar a queda do imposto sobre o álcool, o do óleo diesel subirá de 12% para 15%. O pacote do governo estadual para incentivar o consumo e aquecer a economia também contempla a redução do ICMS de outros produtos populares como feijão, tijolo, brita e areia.

    Para se ter uma ideia da influência do ICMS no custo no combustível, basta comparar os preços médios entre as bombas de Minas Gerais com Estados onde as alíquotas são menores. Enquanto o litro de etanol no mercado mineiro (que tem ICMS de 22%) custa em média R$ 2,14, ele é vendido por R$ 2,07 na Bahia, onde o imposto é de 19%, por R$ 1,95 no Paraná (18%) e por R$ 1,90 em São Paulo ( 12%).

    ResponderExcluir
  43. Bom dia amigos!!!!!!!!

    Acabei de chegar de uma reunião em minha escola e a turma do NDG (nós), assumindo todos os riscos, votou (votamos) pela continuidade da greve, ressalvando evidentemente, aqueles que estão fazendo greve branca, ou seria vermelha? Afinal, essa atitude tem arrancado sangue (literalmente) de nossos destemidos guerreiros.
    Contrate quem quiser, a greve continua até nossa vitória.

    GREVE, GREVE, GREVE!!!!!!!!

    QUEM ESTÁ FORA DA LEI É ESSE ELEMENTO, CODINOME GOVERNADOR.
    GOVERNO ILEGÍTIMO, POIS DESCUMPRE OS VERDADEIROS PRINCÍPIOS REPUBLICANOS.
    NÃO REPRESENTA A VONTADE DO POVO, NÃO TEM LEGITIMIDADE.

    IMPEACHMENT JÁAAAAA!!
    FORA ANASTADAFI!!
    ABAIXO A DATADURA!!!!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  44. Pessoal,

    Vamos ligar para todos os colegas e expor a situação. Não podemos deixar ninguém voltar, já liguei para todos em minha escola, temos que agir rápido. Vamos movimentar!!!!!

    ResponderExcluir
  45. PORQUE O GOVERNADOR NÃO USOU GÁS PIMENTA NA HORA DE PEDIR NOSSO VOTO??? SERÁ QUE ELE ESQUECEU?, O POVO PÕE NO PODER, MAS O POVO TAMBÉM PODE TIRAR, COMO FIZEMOS COM O EX PRESIDENTE COLLOR. SE FIZEMOS COM PRESIDENTE, PORQUE NÃO FAZER COM UM SIMPLES GOVERNADOR. O QUE ESTAMOS EXIGINDO É APENAS O QUE FOI PROMETIDO EM PERÍODO DE CAMAPNHA POLÍTICA: COMPOMISSO COM A EDUCAÇÃO. SOU SERVIDORA DO ESTADO MINEIRO, MAS TAMBÉM SOU MÃE DE ALUNO DE ESCOLA PÚBLICA. ESTOU INDIGNADA COMO SERVIDORA, MAS MAIS AINDA COMO MÃE. ESPERO CONTAR COM O APOIO DE TODOS OS PAIS DE ALUNOS: NÃO MANDEM SEUS (NOSSOS) FILHOS PARA A ESCOLA. PROFESSOR BEM REMUNERADO, TRABALHA MELHOR, COM MAIS AMOR A PROFISSÃO, COM MAIS DEDICAÇÃO. ISSO REFLETE NA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS E O NÍVEL DA EDUCAÇÃO EM MINAS COM CERTEZA SERÁ ELEVADO E NOSSOS FILHOS PODERÃO COMPETIR UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA COM ALUNOS DE QUALQUER ESCOLA DA REDE PARTICULAR DE TODO BRASIL. MAS INFELIZMENTE ISSO NÃO É O QUE OS POLÍTICOS QUEREM. ELES QUEREM BRASILEIROS MAU INSTRUÍDOS, MAU INFORMADOS E COM ISSO SERÃO MAIS FÁCEIS DE SEREM MANIPULADOS POR ESSES POLÍTICOS FORA DA LEI, CORRUPTOS, QUE SÓ PENSAM NOS PRÓPRIOS BOLSOS. ME ADMIRO MUITO, UM DESEMBARGADOR AFIRMAR QUE NOSSOS ALUNOS VÃO PARA A ESCOLA SOMENTE PARA MERENDAR. ELE ESTÁ MUITO ENGANADO, MEUS FILHOS ALIMENTAM EM CASA, DO BOM E DO MELHOR, O QUE ELES QUEREM É APRENDER E TEREM CAPACIDADES PROFISSIONAIS, PARA SEGUIREM O CAMINHO DO BEM. SEREM CIDADÃOS HONESTOS E SE UM DIA FOREM POLÍTICOS, QUE NÃO SEJAM COMO OS ATUAIS CORRUPTOS QUE TEMOS NA DIREÇÃO DO NOSSO ESTADO

    ResponderExcluir
  46. A GREVE MAIS LONGA DA HISTORIA, VAI FICAR NO CURRÍCULO DESTE GOVERNADOR PARA SEMPRE, ELE MERECE.

    No dia em que o movimento dos professores estaduais se torna o mais longo de toda a história de Minas, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE) vai entrar com um recurso contra a decisão liminar do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que obriga a suspensão da paralisação. Mesmo com ameaça de multa que pode chegar a R$ 600 mil valendo a partir desta segunda-feira, o sindicato optou por manter o movimento que completa 104 dias, um a mais que a paralisação de 1987.

    ResponderExcluir
  47. Olá a todos,

    Senti muita raiva ao ver a propaganda do governo na TV. Penso que agora é o momento de também prepararmos uma RESPOSTA pela mídia, para a sociedade minera. Assim como fez o governo, precisamos contar a nossa versão e de forma 'criativa' e urgente; usando a fala do senador Cristóvão Buarque e trecho da carta do professor Luciano Mendes; além de informações verdadeiras com dados verdadeiros e convincentes. Não podemos deixar que o governo dê a ‘última palavra’ na mídia, como se tivéssemos perdido a batalha e a luta já tivesse acabado. Não, ela não acabou; e é preciso deixar isso claro na mídia. NÃO SOMOS NÓS QUEM DEVEMOS NOS SENTIR CONSTRANGIDOS, (como a propaganda do governo tenta passar); mas sim o governo, que vem criando 'brechas' para tentar descumprir uma ‘lei federal'.

    Professora de Montes Claros

    ResponderExcluir
  48. Carta VERDADEIRA que traz o perfil de pessoa EVOLUÍDA,escrita pelo Liciano -UFMG-.Ora desembargador,faça-me o favor!!!!!!!!!!Alegar que temos que retornar para as salas de aula porque os alunos têm que MERENDAR!!!!!!!!!!!Acreditava que a prioridade da ESCOLA fosse repasse,troca de conhecimentos ; diálogos buscando conceituar e praticar CIDADANIA e,não somente alimentação .Também, com essa desigualdade social fruto de uma CONCENTRÇÃO de RENDA escandalosa,têm os desonestos, que apelar para que as crianças não morram de fome,e assim,sem morrer por desnutrição, garantam os VOTOS de CURRAL,CABRESTO.Mas,pensando bem,por que a preocupação com a merenda ,se propaganda, paga pelo PROJETO DE GOVERNADOR,uma mineira diz:agora tenho TUTU no BOLSO e na MESA!!!!!!!!!!!É muitas propagandas são mesmo ENGANOSAS!!!!!!!!!!!Pelo PISO,pelas MNTIRAS:SEEEEEEEEEEEEEta a PUA NEles.FÉ em DEUS e PÉ na TABA!!!!!!!!!!!!!até à VITÓRIA!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  49. Não tem para esse governador satanás engravatado playmobil não... Todo o esquema montado por ele enganará a muitos, mas no fim a revolta se espalhará como nunca visto!
    Atenção categoria, o que o governo conseguiu,por enquanto foi uma liminar, não é definitiva... No ano passado, mesmo com ameaças e na ilegalidade declarada pelo tribunal, resistimos mais de vinte dias(não era uma liminarzinha não!) Qualquer ameaça que os colegas sofrerem peçam para ser por escrito e cuidado com jogo de palavras... Esse governo sabe usar de palavras e orientar suas SREs para pressionar... Atenção ao direito de ASSÉDIO MORAL que eles correm!
    O governo mesmo com todo o poder governamental em mãos e controle da imprensa, TJ,MP e Legislativo está sangrando... Ele nos fere, mas cada vez que nos ataca se fere também.
    Vamos vencer!Temos que vencer! É uma obrigação da categoria, pois se voltarmos a falar em cidadania em sala de aula e na escola é coisa de mentiroso e a CULPA SERÁ GENERALIZADA, desde os que se encontram em greve até o dia de hoje e voltarem com medo de gente que está preparada para tortura psicológica, até os que ficaram VERGONHOSAMENTE OMISSOS EM SUAS ESCOLAS APOIANDO DESSA MANEIRA O GOVERNADOR.
    Escolas que ainda não aderiram, colegas que não aderiram, a HORA É ESSA... Não levem em suas histórias de vida tamanho fardo, não somos covardes, somos educadores e vocês podem somar e juntos mostrarmos so governo quem realmente somos.
    A categoria tem plenas condições de vencer esse embate!
    CORAGEM, CORAGEM, CORAGEM, CORAGEM E CORAGEM!

    ResponderExcluir
  50. Bom dia , pessoal da luta, turma do NDG!

    Estamos de plantão, como sempre, a serviço da nossa heroica greve que continua, firme e forte, apesar de todas as pressões deste governo e sua trupe.

    Nossas orientações são:

    - continuar a batalha na Internet, fazendo comentários e twintando sem parar, mostrando que a greve continua e que o governo mente o tempo todo em relação às informações que passa para a sociedade;

    - ligar para os colegas e dar uma injeção de ânimo para que eles façam o mesmo com outros colegas da escola e com isso reforcemos a nossa unidade na luta;

    - preparar e reforçar as nossas caravanas para a assembleia geral de amanhã, terça, que acontece no pátio da ALMG às 13h;

    O jurídico do sindicato deve ingressar hoje na justiça com recurso contra a decisão tomada pelo desembargador do governo. Cabe recurso no TJMG e no STF.

    Por outro lado, a comissão da Educação do Congresso Nacional, responsável por acompanhar a implementação do piso em Minas Gerais deve visitar o estado ainda esta semana.

    Amanhã também será o dia da negociação com o líder do governo na ALMG. Por isso é importante mantermos e fortalecermos a greve, pois se voltarmos agora, além de perdermos tudo, ainda esvaziaremos a possibilidade de uma negociação na ALMG.

    O governo tenta acabar com a greve para mostrar para o mundo que ele estava certo, que atende ao que diz a lei, etc. Mas, todos nós sabemos que essas premissas não se sustentam.

    O Governo de Minas descumpre a lei federal e não paga o piso a que temos direito. Além disso, tenta destruir a nossa carreira, e com isso, destruirá a própria educação pública de qualidade para todos.

    É hora de nos unirmos ainda mais, e de mostrarmos ao mundo que não vamos abrir mão dos nossos direitos. Sem o piso, não voltamos para escola.

    ResponderExcluir
  51. Bom dia a todos e a todas!

    Estive eu conversando com uma companheira em greve e estou muito preoculpado,tenho um motivo muito forte para isso,gostaria de compartilhar com os leitores desse bolg a real situação de tanta preoculpação.A EDUCADORA esta muito indignada e revoltada com o desenrolar da situação e revelou que irá começar uma GREVE de FOME por tempo indeterminado e não voltará atrás ,porque entendeu que somente será possível o pagamento do PISO com o sacríficio de alguém.Ela esta decidida será e esta preparando para começar depois da Assembléia caso a GREVE continua.

    ResponderExcluir
  52. Gente se para implementar a lei estamos precisando nos sujeitar a uma situação dessas, Sinto que todo ano teremos essa briga, porque existe um reajuste anual previsto na lei.Será que automaticamente o governo repassará esse aumento ? Sinto que não ne? Então todo ano termos uma greve pra que ele possa cumprir a lei. Já cansei de políticos assim, não voto e nunca votei nesse cara. Espero não ver a cara dele vencendo mais nenhuma eleição. Que sejamos firmes na luta gente, e que possamos desde já garantir uma proposta escrita de que tudo na lei seja cumprido, inclusive o reajusta anual,

    ResponderExcluir
  53. sub-comandante Euler, bravos guerreiros, FICAREMOS NA HISTÓRIA, VENCEREMOS ESTE DITADOR, TEMOS VERGONHA NA CARA, NÃO VAMOS VOLTAR. FORÇA NA LUTA.

    ResponderExcluir
  54. Bravos guerreiros, estamos firmes e a luta continua.

    O que não te mata te fortalece.

    ResponderExcluir
  55. Pessoal da luta, turma do NDG, acabei de postar um comentário na matéria de hoje do jornal O Tempo, cujo link deixo aqui ao final do meu comentário:

    "Considero um desrespeito o que vêm fazendo estes senhores e senhoras que ocupam os mais altos cargos nos poderes constituídos em Minas. Senão vejamos. O governador e suas secretárias descumprem a Lei 11.738/2008, não pagam o piso salarial nacional e ainda tentam destruir a carreira dos educadores, com o projeto de lei do subsídio. Nada acontece com eles. o procurador da justiça, ao invés de atuar como fiscal da lei e exigir do governo o cumprimento das leis vigentes no país, atua enquanto garoto de recado do governo, ameaçando os grevistas, e em seguira ingressando com pedido de ilegalidade de uma greve legal e legítima, que já dura 104 dias. O desembargador do TJMG, ao invés de determinar o cumprimento de uma lei federal já questionada no STF e considerada constitucional - a lei do piso - tem a cara de pau de decretar que a greve pelo cumprimento da lei é abusiva e que o sindicato será multado caso os educadores não retornem para a escola. Ora, quem deveria receber multa entre outras ações judiciais é o governo de Minas, que tem dinheiro para gastar com a construção de cidades administrativas, com a Copa do Mundo, com o pagamento das dívidas de banqueiros, com o aumento exagerado dos salários do alto escalão dos poderes constituídos, com a contratação de centenas de cabos eleitorais do atual governo, etc, mas se recusa a cumprir a lei e pagar o piso dos educadores. Além disso, o legislativo, que deveria fiscalizar a correta aplicação as leis vigentes no país - inclusive a do Plano de Carreira votado pelos próprios deputados - atua enquanto carneirinhos do governo, a obedecer cegamente as suas ordens. E para completar o quadro, temos uma mídia que se esforça em agradar ao governo em troca de muitos trinta dinheiros, quando deveria zelar pela liberdade de imprensa e de expressão duramente conquistados por lutadores sociais, como os educadores que hoje são tratados com gás de pimenta, cassetetes, bombas de efeito moral e muita mentira jogada na mídia para tentar convencer os incautos daquilo que só o governo é responsável: os 104 dias de uma greve que nem deveria ter existido, caso o governo de Minas tivesse cumprido o que manda a Lei Federal em vigor. Uma vergonha para Minas Gerais, governada por um tecnocrata apadrinhado por um político que não respeita os de baixo e que se omitiu completamente durante todos estes dias - e durante toda a sua vida. Por isso, a greve continua, atá a nossa vitória!"

    Link:

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=182698,OTE

    ResponderExcluir
  56. O governo quer nos CANSAR!
    O governo quer nos enganar, cansar, confundir...
    Ele está agindo de maneira leviana e quer que nós pensemos que estamos derrotados e sozinhos!
    Confundir leva à dúvida, esta em muitos, gera fraqueza e estas juntas geram DESISTÊNCIA...
    Esta semana será a semana de mostrar quem é do NDG.
    As SUBSEDES PRECISAM CRIAR URGENTEMENTE CRONOGRAMAS DE VISITAÇÃO A TODAS AS ESCOLAS POSSÍVEIS, MESMO AS QUE NÃO ADERIRAM, POIS O CORPO À CORPO É FUNDAMENTAL E URGENTE, explicando de maneira didática o que está acontecendo e de maneira educada e sincera pedir a colaboração de todos. Temos que usar uma única lógica que até hoje o governo não abriu mão ao nos ferir: NÃO DESISTIR E PERMANECER INSISTENTEMENTE EM SEU OBJETIVO.
    Colegas: juntem-se ao NDG e vamos dar uma nova face para a educação em Minas.
    Colegas que por inúmeros motivos aceitam o que está instituído e permanecem em sua zona de conforto cumprindo calendário e fazendo de conta que os grevistas conseguirão benefícios para todos ou apostam que voltaremos de cabeças baixas diante da truculência e maldade do governo, sei que no fundo sabem que como está a educação não mudará, porque os POLÍTICOS SÃO CORRUPTOS e são eles que mandam na educação.
    Se você quer mudar isso, mude primeiro seus pensamentos e ações...
    A conquista do piso salarial nacional representa uma demonstração gigantesta de desmantelamento do quadro de corrupção generalizada em que vivemos!
    Não seja OMISSO. Uma omissão, somada a outra e a outras significará além dos elogios do governador, a vitória da imoralidade, da corrupção, do mal caratismo, do coronelismo e da enganação que perdura há mais de 511 anos nesse país.
    Nossos filhos também dependem da Escola Pública, o futuro do país depende da Escola Pública... NÃO ASSINEM O PONTO, NÃO VOLTEM, NÃO ASSINEM O ATESTADO DE ÓBITO PARA OS DESPROVIDOS DE JUSTIÇA SOCIAL...

    ResponderExcluir
  57. Atenção pessoal de Porto Firme, Piranga, Catas Altas da Noruega, Lamim, Itaverava, cobrem o apoio do Deputado Tiago Ulisses aos professores.

    Ele foi votado nesta região e obteve bastante votos.

    ResponderExcluir
  58. TORNA-SE URGENTÍSSIMO O INGRESSO DA RECLAMAÇÃO AO STF, POR PARTE DO SIND UTE.

    ResponderExcluir
  59. Preparem-se colegas, nos jornais da tarde sairão reportagens afirmando que as aulas estão normais. Temos que movimentar mais, vamos ligar para todos os colegas de nossa agenda e reforçar a luta!

    ResponderExcluir
  60. Prezados,

    Não sou professor, mas gostaria de dar algumas dicas vocês sairem vencedores:

    1) Publicidade. Façam muitos outdoors para que a população saiba que o professor recebe R$ 369 hoje e passará a ganhar R$ 712,00 por mês.

    2) Encham as caixas postais dos deputados alertando-os para o que irá acontecer nas próximas eleições.

    3) Explique aos professores que estão trabalhando que o governo o saudou como um guerreiro dele, ou seja, não está a favor da luta dos profesores.

    4) Aumentem a campanha para trazer para o movimento os pais/alunos.

    5) Troquem muitos, muitos e-mails com todos os professores sobre a greve. Façam com que cada professor receba pelo menos um correio sobre a greve.

    6) Conversem com os servidores que trabalham nas delegacias de ensino para tentarem ajudar o movimento de alguma forma.

    7) Divulguem um site que será o centralizador do movimento.

    8) Muitos professores não podem parar por problemas financeiros. O ideal seria ter uma associação de professores que contribuissem todos os meses para que nesses períodos pudessem pegar o recurso emprestado a taxas ridículas.

    ResponderExcluir
  61. Poderíamos escrever uma carta ao ator Edson Celulari e ao apresentador Zeca Camargo, pedindo a interseção junto ao Governador .

    Formulem a carta e postem como modelo .

    ResponderExcluir
  62. sÓ VOLTA QUEM NÃO ACOMPANHA O MOVIMENTO MAIS BELO E FORTE DE MINAS GERAIS!
    nÃO É O MEU CASO!!
    Eu volto sim para ALMG AMNHÃ COM MUITA FORÇA NA GARGANTA PRA CHAMAR ESSE GOVERNO DE DITADOR!!
    Até amanhã!!
    Valeu SENADOR CRISTÓVÃO BUARQUE!!!!
    ISSO Q O SR. CITA NÓS PERCEBEMOS. Mas há uma parcela da sociedade que aplaude a tal copa, o tal relógio na praça da repressão.
    Vamos gritar!!
    Fora psdb!!

    ResponderExcluir
  63. Fátima - Professora de História - Ubá19 de setembro de 2011 11:23

    O povo brasileiro precisa acordar para a sua realidade, deixar de acreditar nas promesas falsas desses políticos, entender que aos políticos só interessa a boa vida e a segurança que conquistará com a função, para si e para os seus familiares.
    A podridão, a falta de compromisso, o descaso, a irresponsabilidade e a falta de caráter é a única coisa transparente da classe política brasileira. Mas a culpa é nossa, entregamos o nosso país para eles , assentamos na geral desse grande circo chamado Brasil porque é o único lugar que podemos pagar com o nosso mísero salário para assistirmos ao espetáculo promovido por eles.
    Mensalão, mensalinho, dinheiro saindo pela cueca, pagamento de propinas, políticos pagando suas despesas pessoais com o dinheiro do povo, carro oficial levando as madames dos políticos para os seus "cansativos" afazeres domésticos, ( salão de beleza, compras, spas, chás beneficentes), viagens de férias com a familia para o exterior tudo pago com o dinheiro público,cursos para os filhos no exterior, afinal a vida não é só moleza não, é preciso pensar no futuro. ESTUDAR muito para que possam exercer com sucesso a arte de como dominar, explorar, roubar o povo.
    Para não dizer que não fazemos parte desse espetáculo, lá vai, ônibus lotado, passagem cara, assalto, bala perdida, enchentes, soterramento, incendios, famílias morando na rua, debaixo de viadutos,fome miséria e destruíção, e morte.
    Para nos engabelar saem distribuindo "favores" bolsa família, vale gás, vale luz, cesta básica, um espetáculo de graça, na praça da cidade as vezes eles mesmo são os astros e a política do PÃO E CIRCO continua nas arenas do circo chamado Brasil.
    Brasileiros precisamos mudar essa triste realidade de nosso país, se para você ela não incomoda, já pensou se não incomoda aos seus filhos, se eles ainda querem continuar a fazer parte deste circo? Ou se por falta de bons exemplos, perderam as esperanças também?
    As pesquisas indicam que sim, e nós professores temos percebido isso. Nossos jovens não acreditam na possibilidade de acesso à riqueza do mundo, visto que as experiências vividas por eles ou mesmo aprendida nas lições dos livros escolares com seus mestres, apontam para uma divisão e permanência secular da sociedade. Sabemos e podemos comprovar pelas tristes estatísicas as consequências drásticas desse pensamento na vida dos nossos jovens, que pode ser o meu ou seu filho.
    O tratamento dispensado aos professores nesse mais de cem dias de greve, os político tem demonstrado que se depender deles tudo continuará a ser como eles querem. Afinal lugar do povo é na arena e que fiquem lá e quietintos.
    Não podemos permitir que esse estado de coisas continue a acontecer no Brasil, nossos filhos preciam voltar a ter esperanças, ter o direito de sonhar, serem livres e felizes. Afinal esse país também é deles e é nosso dever proporcionar isso a eles.
    Venham, unir suas forças a dos professores em luta de Minas Gerais, precisamos mudar as lições que que nossos jovens aprendem em nossas escolas. Essa luta é pela educação, pela esperança é pela nossa juventude.
    Juntos nós podemos tudo, nós podemos mais!

    ResponderExcluir
  64. Pedro Paulo G. Teixeira - Gov. Valadares19 de setembro de 2011 11:29

    Bom dia, amigos! Voltei agora mesmo da escola, onde tentamos injetar ânimo nos colegas que ainda estão trabalhando. Acho que esta música é bastante adequada para nossa luta. Há uma versão dos Titãs, mas eu prefiro a letra original. Abaixo está o link do vídeo e a minha modesta tradução. Abraços!

    http://www.youtube.com/watch?v=sjtXfkHCEkY

    The Harder They Come (Jimmy Cliff)

    Bem, eles me falaram de uma recompensa no céu
    Esperando por mim quando eu morrer
    Mas desde o seu nascimento até sua morte
    Parece que eles não ouvem nem mesmo seu choro

    Então tão certo quanto o sol vai brilhar
    Eu vou tomar minha parte agora, o que é meu
    E quanto mais forte eles vierem
    Mais forte irão cair, um a um

    Os opressores estão tentando me derrubar
    Tentando me fazer sentir como um palhaço
    E eles pensam que já venceram a batalha
    Eu digo “perdoe-os Deus, eles não sabem o que fazem”

    Então tão certo quanto o sol vai brilhar
    Eu vou tomar minha parte agora, o que é meu
    E quanto mais forte eles vierem
    Mais forte irão cair, um a um

    E eu sigo lutando pelas coisas que quero
    Mesmo sabendo que posso morrer
    Mas eu prefiro ser livre em minha sepultura
    Do que viver como um fantoche ou um escravo

    Então tão certo quanto o sol vai brilhar
    Eu vou tomar minha parte agora, o que é meu
    E quanto mais forte eles vierem
    Mais forte irão cair, um a um

    ResponderExcluir
  65. Por e-mail - Importante:

    "hilda marcelino:

    Eu estava voltando de BH e tinha uma retençao no trânsito pròximo ao viaduto do Morro Alto. Adivinhem por quê? Um grupo de professores vestidos de anjos tentando parar a rodovia e outro grupo muuuuuuito maior de policiais e viaturas e tudo o mais pra impedir. Força pra eles lá!!!!

    Hilda Marcelino
    Prof. Português".

    ResponderExcluir
  66. Pessoal,
    Repassem para todos os contatos de email o vídeo da fala de Cristovam Buarque.

    http://www.youtube.com/watch?v=PaDoisjnZFA&feature=player_embedded

    ResponderExcluir
  67. FICO ENTRISTECIDA COM MEUS COLEGAS DA EE PROFº HAMILTON LOPES EM MONTES CLAROS, ALGUNS CUMPREM HORARIO, OUTROS ESTAO NA SALA...AS DIFICULDADES FORAM MAIORES DO QUE A DIGNIDADE. TRABALHO COM UM CARGO SÓ. E NÃO VOLTO.

    ResponderExcluir
  68. O Jornal Estado de Minas de novo, vejam a manchete: Depois da Greve.

    Vamos ligar para lá!!!

    ResponderExcluir
  69. Companheirada de luta,

    Estou firme como rocha. A greve continua até a conquista piso.

    Força na luta!

    Léia - BH

    ResponderExcluir
  70. É GREVE! É GREVE É GREVE É GREVE...! ATÉ QUE O GOVERNO PAGUE O PISO QUE NOS DEVE!

    Subcomandante Euler e demais companheiros de luta, acabo de chegar de uma reunião na Escola que trabalho, e apesar de muita pressão no início, pois vários professores estavam dispostos a encerrar a LUTA, esclarecemos e divulgamos os acontecimentos da semana anterior, (lemos o texto da Beatriz intitulado “Precisamos da sua ajuda”), fizemos mais uma vez referência a esse blog e os fundamentais esclarecimentos, e por fim os bravos companheiros optaram pela continuidade da greve por tempo indeterminado. Até mesmo quem foi pra abandonar, percebeu a importância de continuarmos firmes pra conseguirmos os nossos objetivos!
    Companheiros devemos desconstruir às mentiras expostas na mídia... Enquanto isso alguns companheiros foram pra Brasília de Minas, para fortalecer a nossa Luta naquela cidade.
    UM, DOIS, TRÊS, QUATRO CINCO MIL, NÓS É QUE FAZEMOS A HISTÓRIA DO BRASIL!

    ATÉ A VITÓRIA COMPANHEIROS!!!
    Professor Odair José

    ResponderExcluir
  71. Tive informação que o Estadual Central continua totalmente em greve. Isso é muito importante.

    Outra informação que recebi (preciso confirmar) é que o ministro do MEC estará aqui em BH hoje. Pode ser o primeiro resultado da conversa com a presidenta Dilma.

    A greve continua, até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
  72. Euler,
    Parabéns aos nossos valentes guerreiros que se entregam de corpo e alma pela nossa luta. Obrigada NDG que não desiste apesar de toda opressão e sofrimento. Vocês são realmente ANJOS, ANJOS DA EDUCAÇÃO que lutam não só pelos nossos direitos, mas pelos direitos de nossos filhos que merecem uma educação de qualidade e um país mais livre e justo.
    Meu Deus, até quando esse governo vai se negar a pagar o nosso piso? Não podemos desistir. Se desistirmos estaremos fadados a todo tipo de injustiça. Que Deus nos abençoe e nos fortaleça nessa luta.

    Liberdade, liberdade, justiça, justica, justiçaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa por onde andais?

    "Indignação"

    ResponderExcluir
  73. Pessoal,
    O tal email com ordens do ministério público, para a volta para a escola, está chegando a todos os grevistas.Uai... não vão contratasr 12.000?
    Olha, o governo sabe muito bem que não consegue em 1 mês preencher estas vagas.É desespero puro!
    A próxima cartada deverá ser a chamada individual de cada um na escola para expor o "perigo" se não abandonar a luta. Nos preparemos! O embate está duro, mas venceremos. Lembrem-se que na última assembléia o frei falou da desobediência às leis, se preciso for.
    O governo tem um ano letivo que não pode ser perdido, ele não poderá carregar isto,pois politicamente isto é uma tragédia no histórico dele.Faltam só mais 15 dias e aí...ANO PERDIDO!
    Quanto a nós, isto é muito favorável.
    Falta pouco, gente, vamos lutar!
    O que o governo não quer é a comissão de Brasília, averiguando suas contas,o nosso plano de carreira.
    Coloquemos Deus na frente! Nossa retaguarda é ele!
    DEUS É MARAVILHOSOOOOOOOOO!
    A NOSSA FORÇA VEM DE DEUS!
    A QUEM TEMEREMOS???

    ResponderExcluir
  74. Caros companheiros

    Quem disse que eu não luto pelos alunos? Tenho 2 filhos que já fizeram o segundo grau, trabalham, mas não podem pagar a mensalidade da faculdade sem minha ajuda(filho de professor que não pode pagar uma faculdade, que triste...). Eu preciso ajudá-los, com aluguel, luz, água, alimentação, já que em minha cidade não tem faculdades. Eu luto pela dignidade da minha profissão e pela minha família, preciso ajudar meus estudantes, meus filhos também.
    Abraços e até amanhã, com fé em Jesus Cristo

    ResponderExcluir
  75. Olá Euler e blogueiros!

    Continuemos firmes!

    Saúde, SISEMA e Polícia Civil podem engrossar o caldo pra cima do Anastazista esta semana.

    Euler e blogueiros, alguém já sabe o resultado da assembleia dos colegas da Polícia civíl marcada para hoje?

    Terça-feira (20), todos no pátio da ALMG.

    Anastazista!
    A justiça é cega, mas a injustiça podemos ver!

    ResponderExcluir
  76. Mobilização de professores deveria contar com pais e alunos

    "Discutindo o papel na greve no magistério"

    Amigos, a questão é que educação não é prioridade, e normalmente, se os professores tivessem um ano de greve duvido que mobilizaria 10% dos pais em pró sua causa. No Brasil é mais fácil um pai ficar irado por seu carro ter sofrido um arranhão do que por seu filho ter perdido um mês de aulas ( apesar de ter muita gente que se preocupa com a situação dos filhos, a possibilidade de mobilização é quase nula). Daí o erro dos professores, segundo o que eu penso, é não trazer os pais para suas reinvindicações, não atrair o resto da população com seus holofotes, inclusive os alunos. Uma mobilização pesada vale mais que uma greve que atinja só os professores. Políticos pensam na maioria das vezes de maneira pragmatica e que envolva seus interesses diretos, e qual a única moeda de troca que temos a oferecer? o voto. Nenhum prefeito ou governador ia querer uma multidão com cartazes na sua porta, sua caixa de emails lotada por gente que não sejam apenas professores ou mobilização presente nas redes sociais deixando claro a real importância que os donos do poder dão a educação das massas.

    em dia as pessoas se mobilizam pela internet até por causas muito menos importantes, acho que o sindicato dos professores está dormindo no ponto sem conseguir apoio popular. Pense nos bombeiros do Rio, pela legislação militar pura e simples eles seriam severamente punidos por reinvindicar algo justo. Só escaparam por que angariaram o apoio popular pra sua causa. SEM APOIO POPULAR E MOVIMENTO NAS REDES SOCIAIS, A UNICA INFORMAÇÃO QUE AS PESSOAS TEM SOBRE GREVE DE PROFESSORES É A DA MÍDIA PADRÃO, e para esta mídia, grevistas são apenas vagabundos que nao querem trabalhar. A única salvação dos professores é usar como marketing o apoio pesado dos alunos e seus pais nas mídias alternativas, dando nome aos bois (associando a greve e o fracasso na politica educacional ao partido/governador do momento) e pressionando com viés político. Nenhum governador quer jogar gas lacrimogenio em adolescentes, pega mal pra imagem e nao rende votos, ainda mais quando é uma reunião de professores e adolescentes em pro melhora na educação.Sem apoio popular nao há salvação.

    Por Virgilio

    ResponderExcluir
  77. Sabe do que esse governador tem mais medo? Que o Brasil saiba de tudo que ele está fazendo de errado em Minas. Ele está num beco sem saída... Nossas vozes estão ecoando: Dilma,heróis educadores acorrentados,Passeatas, pedido de queda da liminar, comissão do congresso em solo mineiro, Senador Cristovão Buarque discursando no senado onde Aécio é líder da oposição, Leonardo Boff nos apoiando... Ele está correndo contra o tempo para nos asfixiar, antes que se torne público e notório quem realmente é o PSDB, o seu desgoverno e as instituições que não zelam pela nossa constituição.
    Ele sabe que dependendo do rumo do movimento nada impede um IMPEACHMENTE, UMA INTERVENÇÃO FEDERAL E UM MOVIMENTO DE DESOBEDIÊNCIA CIVIL.
    Ele aperta a categoria, mas ele sabe que corre um grande risco por ESTAR DESCUMPRINDO A LEI DO PISO.
    Não voltem, não temam... O ditador vai acabar cedendo pois a cada pancada dada, mais os professores que possuem brio se revoltam.

    ResponderExcluir
  78. Colegas ,eu sei que tem muitos que sao fâ do Euler.e nao perdi o habito de lê tudo,mas tenham coragem.pois voces estao fazendo falta em nossa luta ,colegas de Mutum mostrem a força que voces tem,onde esta nossa dignidade e nosso amor ao proximo,junte-se a nos.Mutum

    ResponderExcluir
  79. Boa tarde colegas de luta,
    Hoje, a jornalista do MG TV primeira edição ofereceu vagas através do SINE, e fiquei observando quão vergonhoso é nosso salário ante as ofertas de trabalho e respectivos honorários. Para serralheiro, (muito digna profissão e com certeza merecedores de seu salario) não é preciso escolaridade e o salário inicial é de R$ 1.000,00. Toma vergonha na cara Sr. Governador! Que futuro quer construir para nossos filhos? Pior é que sei a resposta: o Sr. quer um Estado analfabeto, imbecil, sem opinião e que não saiba lutar por seus direito, pois é esse tipo de pessoas que o garantirão nas urnas!

    ResponderExcluir
  80. Liguem, mandem email ou SMS para o Cristovão Buarque e avisem-o que a greve dos trabalhadores do Mineirão continua. Não foi apenas 01 dia.

    Hoje um grupo de 10 operários se reúne com representantes do Consórcio no TRT às 15hs.

    A obra de reforma do estádio está parada.

    ResponderExcluir
  81. O Sind UTE, já entrou com a reclamação no STF?

    Não podemos perder um segundo sequer.

    ResponderExcluir
  82. O STF é o último porto de esperança para nós.

    ResponderExcluir
  83. Vi em um programa de Tv que nos países desenvolvidos os melhores alunos, cerca de 30%, desejam ser professores devido a importância dada pela sociedade e pelo salário vantajoso.
    A entrevistada, disse que no Brasil os 30% piores em rendimento querem ser professores, daí o problema na qualidade...Segundo ela o problema na qualidade do ensino está nos indíces de aceitação no ensino médio,no perfil de quem quer ser professor.
    Cada hora eles alegam algum motivo para o problema na educação.
    Só um detalhe: na pesquisa que fiz nas escolas que trabalho, perguntei quem queria ser professor e ninguém disse que queria, e olha que trabalho em três escolas.
    A entrevistadora,não perdeu tempo e disse: " também com esse salário, quem vai querer ser professor".
    Colegas grevistas e ainda não grevistas, nós também somos responsáveis pela mudança nesse índice.
    O piso salarial nacional pode representar o começo para uma série de mudanças para atrair os melhores para sala de aula e termos confiança e tranquilidade de matricular nossos filhos nas escolas públicas.
    Melhorar o perfil do professorado significa ter gente mais POLITIZADA e disposta a lutar por um país com bases mais sólidas, coisa que o Brasil não tem, pois educação séria só nas propagandas lindas de quem está no poder ou de quem almeja estar nas prefeituras, no senado, nas assembléias legislativas, nas câmaras de vereadores e nos cargos de governadores.

    ResponderExcluir
  84. Educadora mineira:
    Gostaria de saber como as escolas de Carangola estão convivendo com as novas ameaças do ditador.
    Queria uma análise com sua costumeira lucidez.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  85. O Sind UTE, precisa colocar mensagem conclamando a todos os professores, para estarem presentes na nossa assembleia de amanhã(20/09/11).

    É MUITO IMPORTANTE CONCENTRARMOS O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE PROFESSORES NESTA ASSEMBLEIA(20/09/11).

    O período de tempo de duração da greve, votado na assembleia deverá ser até a próxima assembleia dia X, e não por um tempo indeterminado.
    Talvez este detalhe mostre a nossa vontade de negociação e de solucionarmos este conflito.

    ResponderExcluir
  86. Parabéns Prof. LUCIANO pela belíssima carta. São professores como você que me inspira em minha profissão. Mais uma vez Parabéns!

    ResponderExcluir
  87. Enquanto a vitória num chega vamos parodeando. rsrsrs acabei de rabiscar mais uma aqui, com a musica o chao vai tremer de edson e hudson . Se a rima ta boa num seiiii rsrsrsrsr mais pelo menos ja cantamos bastante e ... tem rítmo kkkkkkkkkkkkk

    O chão vai tremer...
    O bicho vai pegar!
    Anastasia vai se render
    E o piso vai pagar.

    Pode cortar ponto ameaçar ,mandar embora.
    Pode comprar a mídia e jogar dinheiro fora.
    O que importa agora é arrancar esse PISÃO (rs)
    Na conquista desse piso quero ver tremer o chão.(Bis)

    O chão vai tremer...
    O bicho vai pegar!
    Anastasia vai se render
    E o piso vai pagar.

    Os alunos batem palmas , os professores batem os pés.
    O piso agora é lei , e é isso que a galera quer.
    Pode dar o fim agora, nessa grande enganação.
    Subsídio joga fora, dê o piso em nossas mãos. (BIS)

    O chão vai tremer...
    O bicho vai pegar!
    Anastasia vai se render
    E o piso vai pagar.

    Campo do Meio Sul de Minas Gerais

    enfim...

    Mas é preciso ter manha
    É preciso ter graça
    É preciso ter sonho sempre
    Quem traz na pele essa marca
    Possui a estranha mania
    De ter fé na vida....

    Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!
    Ah! Hei! Ah! Hei! Ah! Hei!!
    Lá Lá Lá Lerererê Lerererê
    Lá Lá Lá Lerererê Lerererê

    ResponderExcluir
  88. Eules, pede para o sinute entrar em contato com todos e sindicatos e vamos fazer 100% de greve.
    se fizermos 100% de greve o anastaziinho vai oferecer até a maé dele para os professores.
    aqui em Poços de Caldas o sindicato disse para mim por telefone que essa greve não vai dar em nada,e que todos que entaram irão se arrepender.

    que vergonha de ser Poços Caldense.

    pelo amor de DEUS DA UMA AJUDA ( ORIENTAÇÃO PARA O SINDICATO DE POÇOS)
    VAMOS FAZER 100% DE GREVE E NÃO DOU 3 DIAS PARA ISSO SER RESOLVIDO.
    ABRAÇOS A TODOS.

    ResponderExcluir
  89. Meu amigo virtual , sou do NDG de Tarumirim, estou em todas as assembléias em BH e só volto com o cumprimento da lei do piso. Estive pensando hoje e resolvi dividir com você minha sugestão: seria possível o NDG dos acorrentados entrarem discretamente no ninho de ouro das cascavéis (cidade administrativa)e lá permanecerem por algum tempo, o mais próximo possível dos gabinetes das pestes, mas aviso, terão que ter estômago forte para ver aquelas caras repugnantes e mentirosas. Que o Espírito Santo de Deus ilumine-os. Até amanhã, se Deus quizer. luzia

    ResponderExcluir
  90. NÃO VAMOS ESTERAR A PRESIDENTA DILMA VRI NÃO.

    VAMOS TODOS A BRASILIA!!!

    ResponderExcluir
  91. CORREIOS EM GREVE!!!

    POLICIA CIVIL EM GREVE APARTIR DE AMANHA!!!

    CABEÇA DE ANSTAZIINHO CORTADA LOGO!!!

    ResponderExcluir
  92. Educadora de Jequitibá19 de setembro de 2011 13:28

    Aos professores que ainda estão em sala de aula e principalmente aos da única escola estadual da minha cidade,
    PELO AMOR DE DEUS, ACORDEM! Será que vocês estão anestesiados, são alienados ou sei lá o quê?
    Não é possível que não se indignem com tudo o que o desgoverno está fazendo com a nossa profissão.
    O desgoverno gasta R$650.000 com um jantar para 150 pessoas, o que dá em média mais de R$4.000 por pessoa, e se recusa a nos pagar essa mixaria de piso salarial e mesmo assim vocês
    concordam com ele. Ficam dando aulas como se nada tivesse acontecendo. Ficam substituindo os colegas que estão lutando. É uma vergonha!

    Vejam bem o que ouvi de um aluno "É engraçado professora, os meus melhores professores são os que estão de greve!" Sabem o porquê disso? Nós somos responsáveis com o que fazemos e por isso mesmo nos valorizamos e nos preocupamos com a qualidade da educação oferecida aos nossos alunos. E essa qualidade deve começar com a valorização do profissional responsável por ela.
    Desculpa de falta de dinheiro só é válida para pessoas sem visão de futuro, pois é muito melhor passar dificuldade por algum tempo, do que viver na miséria pelo resto de nossas vidas.
    Vamos nos unir e fazer com que a justiça seja feita.
    Deus está e estará sempre ao lado dos justos.

    ResponderExcluir
  93. É SO QUE O POVO É ESQUECIDO, DAQUI 3 ANOS ESATO TODOS VOTANDO NO AECIO PARA PRESIDENTE SO PORQUE É MINEIRO.

    AECIO SEMPRE FOI CANALHA, NAO ERA PRA TER GANHADO COM SENADO E MUITO MENOS O SEU FANTOCHINHO..

    MAS COM TODOS RESPEITO OS PROFESSORES SÃO CULPADOS, POIS TEM MUITOS EM SUAS MÃOS E NÃO ORIENTAM A POPULAÇÃO.

    TENHO O PRAZER QUE FALATANDO 2 MESES PARA AS ELEIÇÕES EU VOU ENTAR NESSE BLOG E QUERO VER SE IRÃO FAZER CAMPANHA CONTA AECINHO, APOSTO QUE NÃO.

    ESPQRO ESTAR ERRADO, VAMOS TIRAR ELES DAS URNAS E MOSTRAR PARA O POVO E PRINCIPALMENTE PARA CORJAS DELES QUE QUEM NAO COLOCOU ELES NAS URNAS FORAM OS PROFESSORES. MAS ACHO QUE ESTOU SONHANDO DEMAIS. DAQUI 3 ANOS NEM LEMBRARAM DE MUITOS FATOS. SO DA COPA QUE ESTA PERTO.

    ABRAÇOS!!!

    ResponderExcluir
  94. OLHA SÓ O QUE ANASTAZIS ESTA FAZENDO.

    ELOGIANDO OS PREFESSORES QUE NÃO ESTÃO DE GREVE.

    MAS ELE JA BLOQUEOU O 14º SALÁRIO.

    JÁ QUE ELE ESTA ELOGIANDO VOCÊS, ENTÃO PORQUE ELE BLOQUEOU O 14º DE VOCÊS?

    E AI VAI CONTINUAR AINDA QUERENDO SEUS ELOGIOS?

    CRIEM VERGONHA NA CARA E VAMOS PARA GREVE , POIS DEPOIS ELE TERÁ QUE PAGAR TUDO QUE NOS DEVE. ISSO É FATO!!!

    ABRAÇOSA TODOS OS GUERRRRREIROS!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  95. COM GARRA!
    amanhã na PRAÇA DA ALMG.
    Governo totalmente desesperado!!!
    essa luta jÁ FICOU NA HISTÓRIA!!
    Um aviso aos que se encostam em mil justificativa para estarem ou voltarem pra escola: QUEREM CHORAR A VIDA INTEIRA COMO PROFESSORES SEM NENHUM VALOR??? A CLASSE JÁ SOFRE HA DÉCADAS COM DESVALORIZAÇÃO POR TODOS OS LADOS. AGORA É A HORA DE DECIDIR O QUE PRETENDEM.
    CHEGOU A HORA DE LIBERTAR DO ESTIGMA DE COITADOS.
    NÃO SOMOS E TEMOS QUE MOSTRAR ISSO É EM LUTA NÃO OUVINDO AGRADECIMENTO DO GOVERNO POR COLABORAR COM ELE. TOMEM vergonha na cara!!!!!!!!!!!!!!!!!
    QUEREM CONTINUAR FORTALECENDO O GOVERNO??OK!!
    NÓS, OS EDUCADORES ESTAREMOS AMANHÃ NA PRAÇA DA ALMG! É QUE RESOLVEREMOS SE A GREVE CONTINUA OU PARA. NÃO O GOVERNO Q DECIDE ISSO NÃO.
    MUITA FORÇA A TODOS!!

    ResponderExcluir
  96. Não é STF, não é Ministério Publico, não é Dilma! Nossa força está simplesmente na GREVE, acabou a greve aí sim acabam-se as esperanças. Tudo que o governo fez foi para tentar acabar com greve, sinal que somente isto o incomoda, se já chegamos até aqui vamos até a vitória.

    ResponderExcluir
  97. Professor Luciano, sabia que alguma voz iria nos defender. Ao ingressar no Projeto Pensar Educação é Pensar Brasil, já sabia que estaria dentre as maiores autoridades do país em Educação e esta por sua vez está em minha maior razão de viver.
    Estamos,eu e minha irmã, sem dinheiro para irmos. Mas acompanhamos via rádio. Orgulhamos de ter vocês abrilhantando o pensar de tantas gerações. Obrigada.
    Euler, está chegando a Minas a exposição dos Imperadores Romanos. Pode - se vestir como os imperadores, brincando de estátuas vivas. Seria o máximo esse protesto pois a repóter da "grobo" falou muito do CALÍGULA. Podemos até encenar com ajuda dos nossos alunos e apoiadores.
    Com força e garra o piso sai na marra!

    ResponderExcluir
  98. Parabéns, professor Luciano Mendes. Sua carta está maaaravilhooooooosa.
    Temos que mostrar aos homens da lei que tem muitos professores muito mais capacitados em interpretasr leis do que aqueles que lá em cima estão.Adoreeeeeeiiiiiiiiii.
    Professora aposentada e mãe de aluno em greve.

    ResponderExcluir
  99. Aplausos para o Senador Cristóvam Buarque, pela sua sensatez, pela sua coerência. Quero crer que se os Senadores mineiros por lá estavam no momento em que o Senador Cristóvam proferiu o discurso, tenham ficado corados de vergonha, pois o discurso foi de envergonhar quem tivesse um pouquinho de brio, porque realmente é essa a realidade. Os nossos governantes estão há 511 só se preocupando com AMENIDADES. É uma hipocrisia que nos deixa enojados!

    ResponderExcluir
  100. PESSOAL VAMOS COLOCAR UM TELÃO NA PRAÇA SETE E VAMOS COLOCAR UM TELÃO TAMBEM NA NOSSA ASSEMBLEIA DA FALA DE CRISTOVAO BUARQUE.
    ESSA SEMANA VAI PEGAR FOGGO QUE PEGUE NO ANASTAAZIA.

    ResponderExcluir
  101. quando eles dizem que so dez por cento esta em greve ,eles nao sabem que a maioria esta na sala de professores cumprindo horario para nao perder o salario .

    ResponderExcluir
  102. Aqui em Carangola o NDG é determinado, eu fico muito contente com esses meus amigos EDUCADORES com letras maiúsculas e feliz, pois conseguimos outros colegas que também entraram nessa luta conosco, houve reunião sexta-feira nas duas escolas maiores e todos que estavam desde junho e outros que entraram há alguns dias permanecerão, tive informação, hoje, pela manhã. Por aqui, não estamos parados, estamos fazendo um trabalho formiguinha,há um grupo de professores que também está levando informações a outros colegas de outras escolas, começamos hoje pela manhã. Estamos firmes, agora não é hora de esmorecer. A vida nos impõe dificulades para que enfrentemos mesmo, então não podemos temer e nem correr delas. Isso faz parte da vida, faz parte do viver!
    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  103. Caro Euler e colegas:

    Tomei a liberdade de reproduzir aqui o comentário lido no blog da Beatriz Cerqueira.

    "PRECISAMOS DA SUA AJUDA
    Durante o fim de semana, a sociedade mineira assistiu, ouviu e leu uma ostensiva campanha publicitária do Governo do Estado. Além de divulgar a decisão provisória do Desembargador Roney Oliveira, o Governo "convocou a categoria" para o retorno às atividades nesta segunda-feira.
    É importante registrar a "agilidade"com que o governo comprou os espaços em TVs, rádios e jornais impressos.A "agilidade" dele foi maior para preparar as peças publicitárias. Diante de tanta "agilidade", fica a dúvida de quando o governo teve acesso a esta decisão para que desse tempo para toda esta ofensiva nos meios de comunicação...
    Temos um desafio: não retornar às atividades mantendo a nossa greve. É ESTA A ORIENTAÇÃO DO SINDICATO. A decisão do Desembargador é provisória e recorreremos na primeira hora desta segunda-feira. A multa é para o sindicato, que já declarou que assume o risco de pagá-la. No mesmo dia em que foi divulgada a decisão do Desembargador, conseguimos uma reunião com a Presidenta Dilma, marcamos o evento de lançamento do relógio da Copa e conseguimos uma reunião com o líder do Governo na Assembleia Legislativa para esta terça-feira, dia 20/09. Nada disso surtirá o efeito necessário se a nossa greve acabar como o governo está anunciando.
    Por isso, precisamos de ajuda. Precisamos que cada um na sua escola, na sua cidade organize um grande mutirão para manuntenção da nossa greve. Ligue para os colegas, esclareça os fatos, utilize as redes sociais, vá à escola e converse com os colegas. Discuta com os pais e alunos os prejuízos das designações para substituição dos servidores em greve, articule mecanismos para impedir estas designações.
    Aos que ainda estão trabalhando, o Governo agradeceu publicamente o empenho em ajudá-lo a derrotar a categoria. E é isso que estão ensinando aos seus alunos. Torço para que reflitam sobre isso.
    JÁ PASSAMOS POR ISTO ANTES. NÃO PODEMOS DEIXAR QUE O MEDO E A DESESPERANÇA VENÇAM A NOSSA LUTA PELO PISO SALARIAL.
    Chegamos até aqui, não podemos desistir do Piso Salarial!"
    ( Retirado do blog da Beatriz Cerqueira

    ResponderExcluir
  104. Anônima das 13:28,
    "Vejam bem o que ouvi de um aluno "É engraçado professora, os meus melhores professores são os que estão de greve!"

    Os alunos têm razão, pois "TU TE TORNAS ETERNAMENTE RESPONSÁVEL POR AQUILO QUE CATIVAS!"
    Então, não basta discursos bonitos. É preciso que tais discursos se coadunem com as práticas.

    Os estudantes não aprendem só com as nossas palavras, muito mais com as nossas ações.
    Formação é coisa séria, não podemos banalizar isso.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  105. A comissão de Brasília vem aí. O governo está fazendo xixi nas calças.
    Sr. governador, quem não deve, não teme.
    Põe as cartas na mesa e mostre a verdade.
    Se o senhor contratar professores, seu gasto vai ser maior porque a mídia já fala que o governo paga o piso.Já pensou?Que piso? De 1187,00?
    Vai ter mais despesas.
    Acooooorrrrrrrrrrrrrrrrda governador enquanto é tempo.Corre lá e muda alguns números, quem sabe dá tempo?

    ResponderExcluir
  106. Caro Euler, se me permite, gostaria de transcrever aqui e-mail que enviei para o gabinete do combativo senador CRISTOVAM BUARQUE.
    Exltmo. Sr
    Senador Cristovam Buarque
    Eu, brasileiro, cidadão consciente, professor do ensino público, tomo a liberdade de dirigir-me à V. Excelência para pedir-lhe o apoio como grande político, professor e cidadão que é, à nossa causa que é a luta que estamos travando com o governo aqui de MG que, de forma desrespeitosa e abusiva não está cumprindo o que manda a Lei Federal 11.738/2008 e , desse modo, provocando um verdadeiro caos na educação aqui do nosso estado . Tal fato está sendo responsável por uma greve que já completa noventa dias, a qual está sendo de grande aflição para nós educadores e para as crianças que dependem do nosso ensino público, bem como de suas famílias que são na sua maioria das classes trabalhadoras.
    Sabemos, caro senador de todas as iniciativas do senhor em prol da redenção da educação em nosso país, inclusive esta lei que certamente tem sua inspiração e autoria. Tenho a honra de ter sido seu eleitor quando foi candidato à presidência do nosso País, entusiasmado que fiquei com o seu projeto para a educação ( por excelente plataforma ), tanto que vivo citando em meus comentários e em sala de aula para os nossos educandos sobre a importância de seu projeto para a federalização da educação . De tão grandioso, considero isto um sonho, mas que poderá ser possível. Enfim, admiro o seu currículo desde que foi governador pelo Distrito Federal e , pelo que sei, lá V. Excelência implantou o que hoje são estes programas de transferência de renda , como o bolsa-família.
    Gostaria de lhe informar que aqui em MG , um grupo de professores do chamado NDG (núcleo duro da greve) capitaneados pelo nosso combativo companheiro Euler (no seu excelente BLOG DO EULER) defende que esta nossa luta pelo cumprimento da Lei do Piso pode ser um embrião para a federalização da educação no nosso País, sobretudo e inicialmente no que diz respeito à política remuneratória. Desse modo, nós professores não ficaríamos reféns do humor e desmandos de caciques regionais que, via de regra, não têm respeitado nossa categoria.
    Por isto, senador, estou apelando para V. Excelência no sentido de nos ajudar pois sabemos da vossa coerência e esperamos poder contar com vosso estimado apoio. Tem aí como seu correligionário o senador Aécio Neves que é de certa forma responsável por esta situação gravíssima que está ocorrendo aqui em Minas, pois foi governador deste estado e deixou esta situação tão séria pra ser resolvida pelo seu sucessor, que infelizmente não está cumprindo esta Lei Federal referendada por Acórdão do STF, num flagrante desrespeito à nossa Carta Magna.
    Certo de vosso apreço. subscrevo_me
    Mui atenciosamente.
    Roberto Nogueira

    ResponderExcluir
  107. " Carlinhos do Machado"19 de setembro de 2011 14:06

    Estamos apreensivos e atentos às maracutáias desse "desgoverno" que quer na marra colocar os pais contra a categoria.Agradecemos a lucidez dos pais ,que nos apoiam e também luta por uma qualidade de ensino para seus filhos,não acreditando nas inverdades desse "desgoverno".NÃO VOLTAREMOS ENQUANTO NÃO CONSEGUIRMOS O NOSSO PISO, FIRMES NA LUTA GUERREIROS E GUERREIRAS. A GREVE CONTINÚA...

    ResponderExcluir
  108. Capa do UOL:

    19/09/2011 - 13h01
    Professores de MG resistem à decisão judicial e não retomam aulas

    PAULO PEIXOTO
    DE BELO HORIZONTE

    Em greve há 104 dias, os professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais não retornaram às aulas nesta segunda-feira, três dias após o Tribunal de Justiça de Minas Gerais considerar abusiva a paralisação e determinar o retorno às atividades.

    Justiça determina que professores voltem ao trabalho em MG

    Nem a multa diária determinada para o sindicato, que poderá chegar a R$ 50 mil por dia, foi suficiente para os professores retornarem às salas de aula. Nesta segunda, o Sindi-UTE (sindicato que representa os professores) vai recorrer da decisão do TJ-MG.

    O Sindi-UTE pagará R$ 20 mil pela manutenção da greve nesta segunda-feira. Se persistir amanhã, o valor subirá para R$ 30 mil. A multa no terceiro dia custará R$ 40 mil e, a partir do quarto dia, será de R$ 50 mil até o limite de R$ 600 mil, conforme o despacho do desembargador Roney Oliveira, que concedeu a liminar ao pedido do Ministério Público estadual.

    O sindicato informou que somente nesta terça-feira (20), durante a assembleia semanal realizada pelos grevistas, haverá decisão sobre os rumos que o movimento terá. O governo mineiro informou que até o final da manhã não tinha um levantamento sobre retorno de professores às salas de aula.

    ResponderExcluir
  109. Infelizmente aqui na escola dulce sarmento em montes claros os professores estão voltando, a maioria, pois estão sem dinheiro... nem esperaram a assembleia de amanhã, as decisões judiciais, nada...justo aqueles que votaram pelo início da greve.

    ResponderExcluir
  110. Ricardo e Carol / Governador Valadares19 de setembro de 2011 14:11

    Olá combativos colegas. Eu e minha esposa estamos firmes na GREVE. Estamos convictos daquilo que queremos que é simplesmente o nosso direito. Que DEUS nos ajude a passar por uma provação. Grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  111. Caro Euler,
    gostaria de transcrever neste seu maravilhoso espaço a resposta que me foi enviada pela assessoria do senador CRISTOVAM BUARQUE.

    Prezado Professor Roberto,

    Incumbiu-me o senador Cristovam de agradecer o atencioso contato e atender à solicitação.

    Neste sentido, em relação ao PSN, cumpre-me informar que:

    1) O piso salarial é válido para todos os municípios e é devido aos profissionais do ensino básico da rede pública que trabalham quarenta horas semanais. Para os profissionais do magistério que trabalham menos que quarenta horas semanais, o piso deverá ser pago proporcionalmente. A lei não faz diferenciação quanto à formação dos profissionais. Nesse aspecto, o senador Cristovam já declarou que considera a lei injusta, pois o projeto original apresentado por ele fazia essa distinção, mas foi modificado para reduzir gastos.

    2) Em relação às gratificações e vantagens, a lei é expressa em seu art. 3º, inciso III, § 2o no sentido de que "até 31 de dezembro de 2009, admitir-se-á que o piso salarial profissional nacional compreenda vantagens pecuniárias, pagas a qualquer título, nos casos em que a aplicação do disposto neste artigo resulte em valor inferior ao de que trata o art. 2o desta Lei, sendo resguardadas as vantagens daqueles que percebam valores acima do referido nesta Lei". Ou seja, o gestor não pode mais computar os valores das gratificações para atingir o valor do Piso. Há, inclusive, entendimento do Supremo Tribunal Federal a esse respeito.

    3) O governo federal é responsável pela complementação ao valor do Piso nos estados onde há comprovada insuficiência de recursos para tal. Tal complementação deverá ser feitas através dos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

    4) A respeito do reajuste do PSN, a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou no dia 25/05, substitutivo do senador Cristovam Buarque (PDT-DF) a projeto de lei do Executivo alterando a forma de reajuste do piso salarial nacional dos professores da educação básica. A matéria – PLC 321/2009 (número recebido no Senado) ou 3776/2008 (número recebido na Câmara dos Deputados) – foi aprovada no Senado em 07/07/2010 e enviada à Câmara dos Deputados para nova apreciação. Pelo texto aprovado, o reajuste do piso profissional nacional do magistério público da educação básica será atualizado anualmente, no mês de maio, a partir de 2011. Tal atualização será calculada usando o somatório da variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) dos 12 últimos meses e a variação entre as receitas nominais totais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Esse cálculo, de acordo com o projeto, inclui a complementação da União no que diz respeito aos dois últimos períodos de 12 meses, descontado o INPC de duas variações aferidas em 30 de junho do ano anterior. O senador Cristovam Buarque disse que o substitutivo à proposta (PLC 321/09) resultou de negociações e estudos técnicos com o ministro da Educação, Fernando Haddad e com representantes do magistério. A proposta também atualiza para R$ 1.200 o valor do piso nacional da categoria. Ainda, em fevereiro de 2011, o MEC reajustou o Piso do magistério em 15,85%, subindo-o para R$ 1.187, retroativos a janeiro. Encaminho a nota em anexo.

    5) Em relação aos professores aposentados, a lei 11.738 em seu artigo 2º, § 5o dispõe que: “As disposições relativas ao piso salarial de que trata esta Lei serão aplicadas a todas as aposentadorias e pensões dos profissionais do magistério público da educação básica alcançadas pelo art. 7o da Emenda Constitucional no 41, de 19 de dezembro de 2003, e pela Emenda Constitucional no 47, de 5 de julho de 2005.”

    ResponderExcluir
  112. Gente, estamos quase ganhando a luta, não desanimem. Se desanimarem agora, o governo vai deitar e rolar daqui pra frente.Vocês nunca mais vão poder plantar uma greve, ele saberá onde mexer os pauzinhos com seu amiguinhos que recebem um valçor alto pra isso.
    Coragem companheiros e até o piso. O governador tem que ser desmascarado, depois de tantas mentiras.
    Mãe de aluno em greve.

    ResponderExcluir
  113. Chegou ao auge a ofensiva do governador para acabar com a greve, inundando a mídia com propaganda(muito bem paga)do retorno às aulas.
    É claro que ele quer o final da greve sem negociação, antes que a comissão do Congresso chegue, antes do julgamento do recurso impetrado pelo Sindute no STF(?).
    A nossa força está na manutenção da greve. PELO AMOR DE DEUS! colegas da região de Carangola, Divino e de toda Minas Gerais, não cedam um minuto à chantagem do ditador. Nosso movimento já adquiriu uma dimensão que não nos permite mais recuar sem um mínimo de conquista, ou seja, o nosso Piso.
    Caso retornemos, tal fato sedimentará o desrespeito, deste governo e de todos os outros que virão, pela nossa categoria, bem como a descrença em futuros movimentos que tenhamos necessidade de iniciar e, o que é ainda pior: o que dizer ao aluno que acreditou, que confiou, que apoiou a nossa greve e que viu, afinal, jogarmos no lixo mais de cem dias de lutas e sacrifícios. Pensem bem.

    ResponderExcluir
  114. Caraq Educadora mineira:
    Obrigada pelas informações positivas.
    Fico feliz em saber que os colegas dessa amada cidade não estão esmorecendo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  115. Só volta quem não tem informações!!!!!
    Eu tenho o que preciso, MUITA INDIGNAÇÃO!!!
    e também muita informação.

    Estou lá na terça!!!!

    ResponderExcluir
  116. CONVITE PARA:
    - VOCÊ QUE COMPREENDE QUE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO ESTÁ DIRETAMENTE RELACIONADA COM A VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR.
    - VOCÊ QUE ACREDITA QUE AS LEIS DEVEM SER CUMPRIDAS.
    - VOCÊ QUE PAGA IMPOSTOS E CONSIDERA QUE O GOVERNO DEVE FAZER BOM USO DO DINHEIRO PÚBLICO.
    - VOCÊ QUE TEM CONHECIMENTO DA HISTÓRICA LUTA EM DEFESA DA DEMOCRACIA.
    - VOCÊ QUE DEFENDE UMA MELHOR DISTRIBUIÇÃO DA RENDA E SONHA COM UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA.
    - ENFIM CONVIDO A TODOS OS QUE SÃO HONESTOS, VERDADEIROS, DIGNOS, SOLIDÁRIOS E RESPONSÁVEIS. A TODOS QUE ABOMINAM A VIOLÊNCIA E OO AUTORITARISMO.
    JUNTEM-SE A NÓS NA LUTA CONTRA O ABUSO DO PODER.
    JUNTEM-SE A NÓS NA LUTA PARA QUE AS LEIS SEJAM CUMPRIDAS.
    JUNTE-SE A NÓS NA LUTA PELO PAGAMENTO DO PISO E PALA VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR.
    SÓ UMA COISA PODE IMPEDIR A NOSSA VITÓRIA:

    A SUA OMISSÃO.

    NÃO QUEIRA CARREGAR A CULPA PELA RUÍNA DA EDUCAÇÃO MINEIRA NEM CONTRIBUIR PARA O FORTALECIMENTO DO AUTORITARISMO E DAS INJUSTIÇAS SOCIAIS.
    OU VOCÊ PENSA QUE SEM VALORIZAR OS PROFESSORES HAVERÁ EDUCAÇÃO DE QUALIDADE?

    ResponderExcluir
  117. Quanto o governo está gastando com a mídia durante a greve? Com o jantar dos 1000 dias antes da Copa, enquanto estávamos do lado de fora enfrentando a repressão, o governo gastava R$ 600 mil reais para o seleto grupo de amigos e convidados do governador e seu padrinho.

    É preciso que os deputados da oposição realizem uma audiência e convoquem as secretárias da Educação e da Seplag para que elas expliquem, tim tim por tim tim, quanto o governo está gastando (jogando dinheiro fora) com a mídia nestes 104 dias de greve, especialmente nos últimos dias. A cada 10 ou 15 minutos todas as emissoras de rádio e TV de Minas divulgam informe do governo contra a nossa greve. Isso deve está custando uma fortuna do dinheiro público, que o governo diz não ter para pagar o piso.

    Agora, se as emissoras de rádio e TV não estiverem cobrando nada, ou muito pouco, pois já recebem a mesada certa e milionária do governo, então temos que exigir tratamento igual para o sindicato: mesmo espaço, mesmos horários, mesma quantidade de publicações.

    Atenção jurídico do sindicato e deputados que apoiam a nossa greve: vamos pressionar o governo e sua mídia para que eles tenham que se explicar perante o Brasil e o mundo. Entremos na justiça cobrando prestação de conta dos gastos publicitários do governo nestes dias, inclusive indiretos - campanhas publicitárias ou contratos assinados por ocasião da nossa greve, etc.

    Isso precisa vir a público urgentemente. Atenção deputados da oposição, vocês podem ter acesso a essas informações! Atenção jurídico do sindicato: entremos com ação na justiça, no MP, no TCE, onde quer que seja, cobrando transparência e respeito ao dinheiro público.

    ResponderExcluir
  118. GRAÇA:

    Email enviado para cada Deputado:

    From: GRAÇA/ ASSEITARE
    To: Deputados AL MG
    Sent: Monday, September 19, 2011 2:12 PM
    Subject: SOLICITAÇÃO _ASSEEITARE URGENTE!

    Sent:
    dep.adalclever.lopes@almg.gov.br, dep.adelmo.carneiro.leao@almg.gov.br, dep.alencar.silveira.junior@almg.gov.br, dep.almir.paraca@almg.gov.br, dep.ana.maria@almg.gov.br, dep.andre.quintao@almg.gov.br, dep.anselmo.jose.domingos@almg.gov.br, dep.antonio.carlos.arantes@almg.gov.br, dep.antonio.genaro@almg.gov.br, dep.antonio.julio@almg.gov.br, dep.antonio.lerin@almg.gov.br, dep.arlen.santiago@almg.gov.br, dep.bonifacio.mourao@almg.gov.br, dep.bosco@almg.gov.br, dep.bruno.siqueira@almg.gov.br, dep.carlin.moura@almg.gov.br, dep.carlos.henrique@almg.gov.br, dep.carlos.mosconi@almg.gov.br, dep.cassio.soares@almg.gov.br, dep.celinho.do.sinttrocel@almg.gov.br, dep.celio.moreira@almg.gov.br, dep.dalmo.ribeiro.silva@almg.gov.br, dep.deiro.marra@almg.gov.br, dep.delio.malheiros@almg.gov.br, dep.delvito.alves@almg.gov.br, dep.dilzon.melo@almg.gov.br, dep.dinis.pinheiro@almg.gov.br, dep.doutor.viana@almg.gov.br, dep.doutor.wilson.batista@almg.gov.br, dep.duarte.bechir@almg.gov.br, dep.duilio.de.castro@almg.gov.br, dep.durval.angelo@almg.gov.br, dep.elismar.prado@almg.gov.br, dep.fabiano.tolentino@almg.gov.br, dep.fabio.cherem@almg.gov.br, dep.fred.costa@almg.gov.br, dep.gilberto.abramo@almg.gov.br, dep.gustavo.correa@almg.gov.br, dep.gustavo.perrella@almg.gov.br, dep.gustavo.valadares@almg.gov.br, dep.helio.gomes@almg.gov.br, dep.hely.tarquinio@almg.gov.br, dep.inacio.franco@almg.gov.br, dep.ivair.nogueira@almg.gov.br, dep.jayro.lessa@almg.gov.br, dep.joao.leite@almg.gov.br, dep.joao.vitor.xavier@almg.gov.br, dep.jose.henrique@almg.gov.br, dep.juninho.araujo@almg.gov.br, dep.leonardo.moreira@almg.gov.br, dep.liza.prado@almg.gov.br, dep.luiz.carlos.miranda@almg.gov.br, dep.luiz.henrique@almg.gov.br, dep.luiz.humberto@almg.gov.br, dep.luzia.ferreira@almg.gov.br, dep.maria.tereza.lara@almg.gov.br, dep.marques.abreu@almg.gov.br, dep.neider.moreira@almg.gov.br, dep.neilando.pimenta@almg.gov.br, dep.paulo.guedes@almg.gov.br, dep.paulo.lamac@almg.gov.br, dep.pinduca.ferreira@almg.gov.br, dep.pompilio.canavez@almg.gov.br, dep.rogerio.correia@almg.gov.br, dep.romel.anizio@almg.gov.br, dep.romulo.veneroso@almg.gov.br, dep.romulo.viegas@almg.gov.br, dep.rosangela.reis@almg.gov.br, dep.sargento.rodrigues@almg.gov.br, dep.savio.souza.cruz@almg.gov.br, dep.sebastiao.costa@almg.gov.br, dep.tadeu.martins.leite@almg.gov.br, dep.tenente.lucio@almg.gov.br, dep.tiago.ulisses@almg.gov.br, dep.ulysses.gomes@almg.gov.br, dep.vanderlei.miranda@almg.gov.br, dep.ze.maia@almg.gov.br

    ResponderExcluir
  119. Exmo.Sr. Deputado,

    Com nossos cumprimentos, vimos solicitar sua atenção especial no sentido de atuar de forma a resolver a grave situação vivenciada pelos educadores mineiros.

    Os professores e servidores da rede estadual de MG estão em greve há mais de 100 dias,em luta pelo cumprimento da Lei Federal 11.738/08, que definiu o salário mínimo inicial - piso, para os integrantes dos quadros de magistério público. Dessa vez não se pode usar o batido jargão "de greve por interesse político". A luta é pelo direito de receber o piso salarial determinado por Lei Federal, confirmada em julgamento do STF, ao qual não cabe mais recurso. Vide abaixo a publicação do STF.

    O governo continua a repetir que ja paga o piso, quando na realidade o que fez foi transformar o piso em teto (somando vencimento básico + direitos e vantagens), com o agravante de determinar o valor de R$712,00 como piso inicial tanto para os servidores de nivel médio , como para os graduados em nivel superior e com pós graduação, inclusive, o que contraria, totalmente, a Lei Federal.

    E quando digo governo, me refiro ao executivo e ao legislativo, pois a Lei do Subsídio foi aprovada em 2010, por unanimidade pela Assembléia de MG, e por isso, os deputados podem e devem ser responsabilidados pela situação de conflito entre educadores X governo e pela greve que se estende desde 08/06/2011.

    Agora, é o momento para demonstrar que Assembléia Legislativa existe de fato para cumprir sua missão, e não apenas para homologar as propostas do executivo e para tanto, os deputados devem exercer o atual mandato, para no mínimo, reparar os prejuízos causados aos educadores, alunos e pais.

    Pelo exposto solicito ao digno Deputado que rejeite, publicamente, o Projeto de Lei 2.355/2011 e atue de forma clara e inequívoca pelo cumprimento da Lei 11.738/08, a ser aplicada a todas os servidores da educação, nos termos da Lei 15.293/04 Carreiras da Educação Básica do Estado de Minas Gerais

    Importante destacar: em Minas , todos os educadores, alunos e respectivas famílias e os cidadãos do bem, estão atentos ao desempenho do legislativo, e é bom lembrar que a " mídia on line " é fulminante, A costumeira censura dos poderosos, "a lei da mordaça", não funciona no mundo sem fronteiras da internet.

    Por oportuno, transcrevo abaixo a Carta Aberta ao Desembargador Ronei Oliveira e a do aluno de 14 anos, Daniel Coutinho e ainda o Teor do Acordão do STF.

    Na certeza de contar com sua valiosa atuação, aguardamos resposta,
    Atenciosamente,
    Graça Lenzi
    Presidente/ASSEEITARE
    Associação dos Servidores Estaduais da Educação de Itajubá e Região

    ResponderExcluir
  120. Companheiros de luta:
    Hoje nossa cidade está completando 150 anos e durante a festa, com desfile de todas as escolas e outros segmentos, estávamos nós, professores em greve, vestidos com camisa branca escrito:QUEM NÃO LUTA POR SEUS DIREITOS NÃO É DIGNO DE POSSUÍ-LOS. EU LUTO E VOCÊ? Distribuímos mais ou menos 7 mil panfletos com esclarecimento aos pais e alunos.
    Esclarecimento dos professores grevistas aos pais e alunos



    Estamos em greve porque o governo de Minas Gerais se nega a cumprir uma lei federal que determina o valor inicial do salário do professor, bem como o respeito a sua carreira. Todos nós somos obrigados a cumprir as leis, a pagar impostos, a quitar nossas contas e com o governo, não pode ser diferente.
    Estamos em greve porque sabemos que só conquistamos nossos direitos se lutamos por eles. E o nosso direito também passa a ser o de vocês; uma vez que a partir do momento em que o professor é respeitado, é valorizado, pessoas mais bem preparadas, estudiosas e comprometidas desejarão ser professores.
    Com isto todos sairão ganhando: os pais saberão que a educação irá melhorar porque o professor do seu filho é alguém que escolheu ser professor por opção, não porque não conseguiu ser outra coisa e "virou" professor; o aluno terá diante de si um profissional competente, compromissado, capaz de prepará-lo, de fato, para a vida e para o mercado de trabalho; a sociedade saberá que a escola pública continuará viva e com professores de verdade.
    Se continuar do jeito que está, em um futuro bem próximo não teremos mais professores, teremos, talvez, "dadores de aula" e estes não serão capazes de formar verdadeiros cidadãos.
    Portanto, pedimos aos nossos alunos e aos seus pais que não aceitem outras pessoas para darem aulas no lugar dos professores que estão em greve.
    Vocês aceitariam chegar a um hospital público para fazerem uma cirurgia e serem atendidos por alguém que não fosse médico-cirurgião?
    Vocês confiariam a defesa de uma causa a um advogado que não tem o registro da OAB?
    Só porque seu filho estuda na escola pública, qualquer um serve para ser seu professor?
    Se você disse não a estes questionamentos, então estamos juntos e não vamos aceitar que nossos direitos, garantidos pela Constituição, sejam desrespeitados.
    Para ser professor é necessário ser habilitado, ter domínio da matéria, dos procedimentos didáticos e ter consciência do seu papel social.
    Façam como pais e alunos de outras regiões de Minas: unam-se a nós, exijam do governo a garantia do direito à educação pública de qualidade e gratuita a todos, com os verdadeiros professores em sala de aula.

    Lutamos por nós e pelo futuro de vocês .

    “Salário não é esmola, Escola não é sucata, Aluno não é cobaia.”( Frei Betto)

    Professores em greve da cidade de Oliveira- MG 19/09/2011

    ResponderExcluir
  121. Pedro Paulo G. Teixeira - Gov. Valadares19 de setembro de 2011 15:18

    Acabo de voltar da minha escola, falamos com o pessoal do turno vespertino, que já contava com vários professores de greve e conseguimos a adesão de outros 6, com outros que estão querendo entrar, mas ficaram um pouco em dúvida. Tenho certeza de que novas adesões surgirão. Alguns colegas ainda se dirigiram para outra escola e estão conversando com o pessoal de lá neste momento. Força, amigos! Não podemos desistir em hipótese alguma.

    ResponderExcluir
  122. Estamos sedentos por novidades.

    ResponderExcluir
  123. Comentário de O TEMPO

    JOSUÉ 19/09/11
    BH

    O vídeo que traz o discurso do Senador Cristóvam Buarque devia ser encaminhado ao Desembargador Roney Oliveira, tenho certeza de que se envergonhará ao assistir ao discurso do Senador, porque não é possível que um cidadão de bem não fique corado diante das verdades que ele joga na cara desse pessoal que pousa de OTORIDADES! Essas autoridades têm que aprender com alguns professores como o Ministro JOAQUIM BARBOSA, o Senador CRISTÓVAM BUARQUE a serem retos em duas decisões, não é possível que de um lado há pessoas tão coerentes que pensam verdadeiramente o Brasil e de outro pessoas que pensam em não aborrecer o governador mineiro, isso é uma discrepância vergonhosa. A sociedade letrada do país está de olho!

    ResponderExcluir
  124. A greve pode ser considerada ilegal pois a data colocada é 2001, só deus na causa da VACA MAGRA.

    ResponderExcluir
  125. Do jornal Hoje em Dia:

    "Professores descumprem ordem judicial e mantêm greve

    Na E.E. Milton Campos, alunos se recusaram a ter aulas com educadores substitutos improvisados pela direção

    Pollyanna Dias - Do Portal HD - 19/09/2011 - 11:32

    Apesar da determinação da Justiça para que retornassem às salas de aula nesta segunda-feira (19), os professores da rede estadual de educação decidiram manter a paralisação, que já dura 104 dias (64 dias letivos). Pela manhã, os educadores descumpriram as regras e os alunos que foram à escola com a esperança de retomar os estudos tiveram que voltar para casa.

    Na Escola Estadual Governador Milton Campos (Estadual Central), localizada no Bairro de Lourdes, Região Sul de Belo Horizonte, pelo menos 50 alunos dos segundo e terceiro anos do Ensino Médio, chegaram à unidade, que não contava com a presença de professores suficientes. O quadro de funcionários mantinha vários substitutos, com os quais os alunos se recusam a ter aula, e mais cinco professores efetivos. Em dias normais, a escola conta com 32 profissionais.

    A determinação judicial, expedida na sexta-feira (16) pelo desembargador Roney Oliveira, considerou a paralisação ilegal e o descumprimento da decisão implicaria em uma multa de R$ 20 mil para o primeiro dia de penalidade, acrescidos de R$ 10 mil para cada dia extra de greve, até um teto máximo de R$ 600 mil. Quem deve pagar a conta é o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG).

    (Foto) Os alunos se recusaram a ter aulas com os professores substitutos

    Em nota divulgada no site, o Sind-UTE afirma que a "a greve não foi julgada ilegal. A decisão do desembargador é pelo retorno imediato, não havendo pronunciamento sobre a legalidade do movimento". A diretora presidente do sindicato, Beatriz Cerqueira, esclarece que o grupo vai recorrer dessa decisão ainda nesta segunda-feira. "Lamentamos o fato de o Ministério Publico e do Tribunal de Justiça não terem zelado pelo cumprimento de uma lei e vamos recorrer"."

    Fonte:
    http://www.hojeemdia.com.br/minas/professores-descumprem-ordem-judicial-e-mantem-greve-1.343345

    ResponderExcluir
  126. Olá pessoal, olha o que o Rogério Correia acabou de postar no Twitter dele:

    “Salário não é esmola, Escola não é sucata, Aluno não é cobaia.”( Frei Betto)

    ResponderExcluir
  127. Euler o companheiros vejam o que
    @rogeriocorreia_ acapbou de postar no twitter:

    Rogério Correia PT
    Governador pede urgência à ALMG na tramitação do projeto de Lei q achata salários da Educação. Necessidade de mobilização da categoria já!

    Eu pergunto e o acordo feito na sexta-feira???
    Eles não vão cumprir?

    ResponderExcluir
  128. Olá pessoal desculpa o que postei antes.

    Olha o que o Rogério Correia acabou de postar no Twitter dele:

    Governador pede urgência à ALMG na tramitação do projeto de Lei q achata salários da Educação. Necessidade de mobilização da categoria já!

    ResponderExcluir
  129. Oi Euler,

    Dê uma olhadinha nisso,o q comprova como nossa mídia é comprada e manipulada:

    http://historiaspraboiacordar.wordpress.com/2011/09/18/professores-grevistas-e-policia-se-enfrentam-na-praca-da-liberdade-a-reportagem-fantasma-do-jornal-estado-de-minas/

    PS: Estou passando o link desse blog para vários alunos para eles entenderem nossa greve. Muitos comentaram comigo os vários erros gritantes de português em comentários. Na hora da emoção, podemos cometer erros sim, mas erros gritantes não dá, né gente? Somos professores!

    Marisa, Contagem

    ResponderExcluir
  130. ESTAMOS FIRMES!!!
    NÃO ESTAMOS FORA DA LEI, MAS O DESGOVERNADOR ESTÁ.
    ROSILENE (CONSELHEIRO PENA)

    ResponderExcluir
  131. Saudações valorosos companheiros e companheiras de luta por justiça.

    Venho informar que um grupo de professores hoje na parte da manhã visitou todas as escolas de ensino fundamental e médio de Diamantina fazendo protesto silencioso, da seguinte maneira:

    Todos estavam com uma máscara de construção civil com os seguintes dizeres pregado nela "EDUCADOR O MOMENTO É AGORA. ENTRE NESSA LUTA"

    Entramos de sala em sala em silêncio e entregamos uma copia do artigo do blog do Euler "Na semana em que o chão de minas tremeu todo" para cada professor.

    Voçês tinham que ver o semblante dos colegas que estão trabalhando alheio à greve, não conseguiam nem nos encarar, sem graças, alguns tentaram até nos evitar mas em vão.

    Na parte da tarde vamos realizar um ato público no PIRULITO: uma aula aberta de cidadania e entrega da medalha JK pela EDUCAÇÂO em alusão a entrega da mesma medalha que ocorreu dia 12/09 feita pelo governador fora da lei para seus comparsas e bajuladores.

    Companheiros estamos firmes na greve. Até a vitória

    Abraços do NDG de Diamantina.

    Elias Júnior

    Obs. Companheiro Euler não deu para pedir antes autorização para usar seu artigo, desculpa, foi de improviso que a idéia surgiu e o resultado foi muito bom.

    ResponderExcluir
  132. Gente,veja no twiter do Rogerio Correia:governo pede agilidade na votação do projeto na ALMG.Vamos tomar cuidado!

    ResponderExcluir
  133. Euler,

    ATENÇÃO//URGENTE.

    Verifique se isto é legal:

    ESCOLAS COM FUNCIONAMENTO PARCIAL.

    - Está sendo argumentado em algumas escolas que para contar como ano letivo basta ter 50%+1 de alunos na escola e não em salas de aula.
    Sendo que em algumas classes tem número suficientes de alunos e em outras não.
    Diga-nos também o que fazer a respeito deste fato.

    ResponderExcluir
  134. Notícias no ig

    http://www.ig.com.br/

    ResponderExcluir
  135. Pessoal,

    Alguma novidade?

    ResponderExcluir
  136. Parabéns aos combativos colegas da cidade de OLIVEIRA que dão o bom exemplo e no dia do aniversário da cidade se unem ao povo, panfletando e explicando aos pais de alunos e alunos os motivos da nossa paralisação. Não aceitaremos voltar sem o nosso direito ao piso e à carreira.

    Parabéns também aos colegas em greve de DIAMANTINA - cujo NDG está mais do que autorizado a publicar qualquer texto deste blog; de JUIZ DE FORA, de UBERLÂNDIA, de VARZELÂNDIA, de SETE LAGOAS - terra dos combativos Joaquim e Alzira, de VESPASIANO, de SÃO JOSÉ DA LAPA, de MONTES CLAROS - terra do combativo Odair José -, de GOVERNADOR VALADARES - terra de Pedro Paulo, Ricardo e Carol -, de IPATINGA, de DIVINO, CARANGOLA - terra da Educadora Mineira e do Sebastião de OLiveira - e REGIÃO, de JANAÚBA - terra do amigo Luciano -, de RESSAQUINHA - terra do amigo João Paulo -, de UBÁ - terra de Fátima; SANTA LUZIA - terra de Gracieusa -, CONTAGEM, MANHUAÇU - terra de Isabel Assumpção; VENDA NOVA - bairro da Graziela, do Igor e do Adriano -; CONTAGEM, BETIM, SABARÁ, RIBEIRÃO DAS NEVES... e tantas e tantas e tantas outras cidades e milhares de combativos companheiros e companheiras de luta que escrevem as mais bonitas páginas da história de Minas e do Brasil.

    Um forte abraço a todos e força na luta! A assembleia de amanhã às 13 h vai fazer o chão de Minas tremer novamente!!!


    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  137. O Governo está agindo rápido,

    Sind UTE, seja mais rápido ainda.

    Não podemos perder um segundo sequer.

    ResponderExcluir
  138. Boa tarde a todos combativos colegas do NDG.

    Em 2007 o senador Cristovam Buarque criou um projeto de lei (PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 480, DE 2007) "determinando a obrigatoriedade de os agentes públicos eleitos matricularem seus filhos e demais dependentes em escolas públicas até 2014."

    Situação atual: Local:
    14/01/2011 - Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania
    Situação:
    14/01/2011 - AGUARDANDO DESIGNAÇÃO DO RELATOR

    http://www.senado.gov.br/sf/atividade/Materia/detalhes.asp?p_cod_mate=82166

    JÁ PENSARAM SE FOR APROVADO?

    SUGIRO AO SENADOR ENTRAR COM OUTRO PROJETO OBRIGANDO A TODOS AGENTES PÚBLICOS ELEITOS A INTERNAREM SEUS FILHOS E ENTES QUERIDOS TAMBÉM EM HOSPITAIS PÚBLICOS.

    DESSA FORMA, TANTO A ESCOLA PÚBLICA QUANTO A SAÚDE ESTARIAM SALVOS.

    PARABÉNS AO SENADOR CRISTOVAM BUARQUE E AO PROFESSOR LUCIANO.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  139. É dificl anter a greve em algumas regiões pela falta de ação de sindicatos regionais, muitas vezes nós professores fazemos o papel deles na vizita em escolas vizinhas.
    Os representantes dos sindicatos devem sair dos escritórios e vir pra rua , vizitar escolas, aqui na mimnha região estamos mantendo essa greve no grito, na força e na raça. Sentimos falta de um sindicato mais efetivo.

    greve até que paguem o piso

    ResponderExcluir
  140. Euler,

    ATENÇÃO//URGENTE.

    Verifique se isto é legal:

    ESCOLAS COM FUNCIONAMENTO PARCIAL.

    - Está sendo argumentado em algumas escolas que para contar como ano letivo basta ter 50%+1 de alunos na escola e não em salas de aula.
    Sendo que em algumas classes tem número suficientes de alunos e em outras não.
    Diga-nos também o que fazer a respeito deste fato.

    ESTÃO FAZENDO UMA VERDADEIRA LAMBANÇA COM A EDUCAÇÃO, SEM NENHUM ESCRÚPULO NEM COMPROMISSO.

    OS PAIS PRECISAM ESTAR CIENTES DISTO.

    ResponderExcluir
  141. Sind-UTE já apresentou recurso junto ao STF. Vejam:

    "SIND-UTE/MG RECORRE DA DECISÃO DO DESEMBARGADOR RONEY OLIVEIRA

    Se o Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais(TJMG) tivesse ouvido o Sind-UTE/MG saberia que a entidade ajuizou várias medidas judiciais e administrativas perante o TJMG para que os direitos dos servidores e dos estudantes fossem garantidos. A principal medida distribuída exatamente para o Relator, Roney Oliveira, a Cautelar nº 0419629-72.2011.8.13.0000, pleiteava além da liminar para sustar o corte do ponto dos grevistas, convocação urgente do Estado para audiência de conciliação, nos moldes do art. 764, § 3º, CLT. Isso em 05.07.2011, quando a greve só contava com vinte e sete dias.

    No entanto, o Desembargador, em 08.07.2011, optou por indeferir esse pedido, sob o argumento de que não haveria urgência. O Sind-UTE/MG ainda apresentou pedido de reconsideração, reiterando a urgência e insistindo na apreciação do pedido de audiência de conciliação, isso em 15.07.2011. Mas, novamente afastando a urgência e o perigo, o Relator Des. Roney Oliveira, indeferiu a reconsideração em 28.07.2011.

    Diante desse quadro e da completa omissão do Estado, indagamos: de quem é a abusividade em decorrência da manutenção da greve por mais de cem dias?

    Efetivamente, os fins sociais da lei estão atendidos com o completo abandono da categoria e seu sindicato pelos órgãos estatais que deveriam ao menos ouvi-lo?

    Pretende-se mesmo garantir às crianças e adolescentes o direito à educação com os salários de fome pagos aos professores e demais servidores da educação no Estado de Minas Gerais, cujo piso até o momento não ultrapassa R$ 369,00?

    A decisão do Desembargador não respeita os professores, educadores e demais servidores da educação e não traz a paz e a justiça que se esperava. E se desejasse realmente o restabelecimento da confiança mútua e a manutenção do diálogo entre as partes envolvidas, desde 05.07.2011, que o Tribunal de Justiça deveria ter inaugurado audiência de conciliação para se evitar o ponto de tensão observado.

    O Sind-UTE/MG APRESENTOU RECURSO NESTA SEGUNDA-FEIRA (19.09.11), PARA MODIFICAÇÃO DA DECISÃO DO DESEMBARGADOR RONEY OLIVEIRA."

    Fonte:
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=2524

    ResponderExcluir
  142. O STF TORNOU-SE NOSSO PORTO DE ESPERANÇA.

    JUSTIÇA SEJA FEITA.

    NÃO VAMOS NAUFRAGAR.

    ResponderExcluir
  143. URGENTE !!! URGENTE !!! URGENTE !!!
    NDG DE Plantão
    twittasso agora
    "Governador pede urgência à ALMG na tramitação do projeto de Lei q achata salários da Educação. Necessidade de mobilização da categoria já"
    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT
    Governador pede urgência à ALMG na tramitação do projeto de Lei q achata salários da Educação. Necessidade de mobilização da categoria já!]

    A NDG Geralda acabou de ligar pra mim

    Gleiferson Crow
    LEIA: o Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com

    ResponderExcluir
  144. Euler,

    Diversas manifestações aconteceram neste fim de semana, pelo mundo afora, e continuarão a acontecer nos próximos...

    Vejam o link:
    http://altamiroborges.blogspot.com/2011/09/multidao-toma-ruas-na-europa-e-eua.html

    "Centenas de pessoas se concentraram nas imediações da Bolsa de Valores de Madrid para protestar contra o mercado financeiro do país.
    A reivindicação faz parte da iniciativa conhecida como “Occupy Wall Street” (Ocupar Wall Street, em tradução livre) que mobilizou protestos semelhantes em frentes às bolsas de valores de 74 cidades pelo mundo."

    E os professores fura-greve?

    Estão dormindo o sono profundo dos inconscientes...

    ResponderExcluir
  145. AQUILO QUE NÃO NOS MATA, NOS FORTALECE!

    ESTAMOS COM A COURAÇA DURA DE TANTOS SOFRIMENTOS.

    ResponderExcluir
  146. ESTÁ CHEGANDO A HORA DA ÚLTIMA BATALHA.

    É VIDA OU MORTE.

    A VITÓRIA OU A DERROTA.

    ResponderExcluir
  147. Está no twiter do ROGÉRIO CORREIA...

    "Governador pede urgência à ALMG na tramitação do projeto de Lei q achata salários da Educação. Necessidade de mobilização da categoria já"

    ResponderExcluir
  148. Atenção membros do NDG de VESPASIANO e SÃO JOSÉ DA LAPA:

    - ônibus para a assembleia de amanhã, com saída às 12h30 (repito: 12 horas e 30 min), da Praça da Igreja Matriz de Vespasiano.
    A nossa assembleia amanhã começa um pouco mais cedo, às 13h.

    Queremos todos com o fardamento de combate completo - blusa vermelha, preta ou verde abacate tradicional -, apitos, roupa de frio, água mineral, máquinas fotográficas... e muita disposição de luta!

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  149. ATENÇÃO!

    ACORRENTADOS EM JUIZ DE FORA!

    QUEM DISSE QUE A GREVE ACABOU?

    ResponderExcluir
  150. IMPORTANTE A DIVULGAÇÃO ... Professores de escolas particulares de Minas Gerais fizeram um manifesto em apoio à greve na rede estadual de ensino. "Por acreditar que a luta pela valorização dos professores deve ser abraçada por todos aqueles preocupados com a qualidade da educação, reiteramos nosso apoio à greve da categoria".
    No próximo dia 20/9, será realizado um ato público, em Belo Horizonte, em defesa da educação em Minas Gerais, no qual os professores vão reafirmar o apoio ao movimento e entregar o manifesto. LINK PARA ASSINATURA http://www.sinprominas.org.br/conteudos/default.aspx?IdCanal=137

    ResponderExcluir
  151. URGENTE!

    PROFESSORES ACORRENTADOS EM JUIZ DE FORA.

    BRAVA GENTE BRASILEIRA!

    ResponderExcluir
  152. Atenção Dep. Bruno Siqueira:
    Juiz de Fora e Zona da Mata estão de olho em seu voto no PL 2355/2011. Contamos com seu voto contrário ao projeto! Estamos atentos!

    ResponderExcluir
  153. Euler esse déspota, ditador, aristocrata de baixo valor tá precisando ser punido, quem não cumpre lei tem que ser levado a juri. Porque o desembargador não cria vergonha e pune o governador(a)? Estamos mesmo a mercê dessa elite podre de MG. #foraanastasia

    ResponderExcluir
  154. PROFESSORES ACORRENTADOS EM JUIZ DE FORA!

    É PISO, OU PISO!

    ResponderExcluir
  155. Este DESGOVERNADOR deve estar temendo a vinda da comissão. Está querendo se antecipar a ela!

    O que será, que será?
    Chico Buarque

    Que andam combinando no breu das tocas
    Que anda nas cabeças anda nas bocas

    [...]
    Que está na fantasia dos infelizes
    No plano dos bandidos [...]

    Será, que será?
    O que não tem decência nem nunca terá
    [...]

    O que não tem governo nem nunca terá
    O que não tem vergonha nem nunca terá
    [...]


    Só Chico Buarque para nos ajudar em nossas conjecturas! rsrs

    Apesar de tudo, sigamos em frente!

    ResponderExcluir
  156. Euler,
    (AGUARDAMOS RESPOSTA)

    ATENÇÃO//URGENTE.

    Verifique se isto é legal:

    ESCOLAS COM FUNCIONAMENTO PARCIAL.

    - Está sendo argumentado em algumas escolas que para contar como ano letivo basta ter 50%+1 de alunos na escola e não em salas de aula.
    Sendo que em algumas classes tem número suficientes de alunos e em outras não.
    Diga-nos também o que fazer a respeito deste fato.

    ESTÃO FAZENDO UMA VERDADEIRA LAMBANÇA COM A EDUCAÇÃO, SEM NENHUM ESCRÚPULO NEM COMPROMISSO.

    OS PAIS PRECISAM ESTAR CIENTES DISTO.

    ResponderExcluir
  157. QUE DEUS NOS ABENÇOE!

    ResponderExcluir
  158. NDG de Plantão

    Gleiferson Crow: presente !!!
    Chegarei mais cedo...

    "Você nasceu para vencer, mas para ser um vencedor você precisa planejar para vencer, se preparar para vencer, e esperar vencer."
    (Zig Ziglar)

    Luto, logo existo
    LEIA: o jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  159. SOCORRO!!!
    Em minha cidade uma escola está funcionando com 2 alunos em algumas salas de aula, pode? A diretora disse que precisa ter 50% + 1 em cada turno, e não em cada classe. Isto é legal? Vamos botar a boca no trombone, traíras.
    Sem piso não piso na escola!!!

    ResponderExcluir
  160. "Os Radicais"

    19 de Setembro de 2011 - 10:55
    Professores estaduais radicalizam e se acorrentam no Calçadão de Juiz de Fora

    Após 104 dias de greve no Estado, situação ainda é tensa entre Governo e classe; movimento segue até às 18h

    Por Pablo Cordeiro
    Classe se reúne amanhã para decidir o futuro

    Com 104 dias de greve em Minas Gerais, professores da rede estadual de ensino radicalizaram e repetiram em Juiz de Fora o ato já realizado em Belo Horizonte. Desde às 9h desta segunda-feira (19), seis professores estão acorrentados em um poste no Calçadão da Rua Halfeld e, conforme informações do Sindicado Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sindi-UTE), o protesto deve permanecer até às 18h. "Tomamos essa decisão diante da truculência do Governo. Nosso movimento vem repercutindo de forma positiva entre a população e, se dependesse dela, já teríamos alcançado nosso piso", destaca a coordenadora do Sindi-UTE, Yara Aquino.

    A classe se reúne na tarde de amanhã em Belo Horizonte em assembleia a fim de debaterem os rumos do movimento. Em Juiz de Fora, a assembleia ocorre na quarta-feira (21). Em relação à decisão de caráter liminar do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) que considerou ilegal a greve dos professores, o Sindi-UTE já entrou com recurso. Também sobre a decisão de contratação de 12 mil professores substitutos para suprir a demanda da greve, Yara lembrou que, em Juiz de Fora, as designações estão sendo impedidas pelo Sindi-UTE.

    ResponderExcluir
  161. NAQUELA SEXTA FEIRA EM QUE OS ACORRENTADOS SAÍRAM DO LOCAL COM O PROPÓSITO DE QUE O GOVERNO ABRIRIA A NEGOCIAÇÃO E PARARIA COM A TRAMITAÇÃO DO PROJETO NA ASSEMBLÉIA NÃO PODIA SER FEITO SEM SER POR ESCRITO, QUALQUER UM SABE QUE ESTE DESGOVERNO É UMA FRAUDE, ELE NÃO CUMPRE NEM COM O QUE ESTÁ ESCRITO QUANTO MAIS COM PROMESSAS VERBAIS.
    AGORA ELE ESTÁ PEDINDO URGÊNCIA COM A TRAMITAÇÃO DO INFELIZ PROJETO!
    LAMENTÁVEL!!!!!!!!!!!
    Rosilene (Cons. Pena)

    ResponderExcluir
  162. Pelo twitter (16:52)

    rogeriocorreia_ Rogério Correia PT

    Reunião amanhã, às 9h30, na ALMG (sala da maioria), entre dep Luiz Humberto, lideranças do Sindute e eu. Espero que avancem as negociações!

    Acho que seria bom enviarmos emails para o deputado luiz Humberto, tentado sensibilizá-lo mais uma vez, da necessidade de se aplicar o piso dentro da carreira!!

    ResponderExcluir
  163. Isabel Assumpção - Manhuaçu19 de setembro de 2011 17:15

    Boa tarde e socoooooorrrroooo,
    enquanto em alguns lugares ainda estão acontecendo adesões,aqui a caça tá feia. Recebi telefonema da diretora me informando do contrato que farão e também que a partir de amanhã receberei falta normal, isso procede? Euler se puder me responda se é isso mesmo, ok? Ainda assim, sem piso não piso na escola. Força, união e paz. Até a vitória!!!
    Um grande abraço aos que têm coragem,
    Isabel.

    ResponderExcluir
  164. Pronto, começam as inscrições para o concurso e no próprio site da SEE fala que a vaga dos efetivados não foram disponibilizadas e que eles agora têm direitos igualados aos efetivos. Como assim? Isso é um total absurdo e todos estão fingindo que não estão vendo, uns por própria conveniência, pois se acham realmente no direito de ocupar um cargo público sem concurso. Outros com medo de "dividir" a categoria em greve. Ah nem, como exigir cumprimentos de leis se permitimos uma aberração dessa? O que o sindicato fez para tentar impedir esse edital? NADA! Por favor, Euler, não deixe de publicar, esse assunto é sério demais para ser ignorado e passar batido. Tem muita, mas muita gente sofrendo com isso também. Quem olhará por nós? Como vamos fazer? Somos pais e mães de família, precisamos passar no concurso, mas tem cidade que não vai ter vaga, pois esta está ocupada por efetivado! Por favor, ajude-nos! Estamos em greve mesmo sabendo que não levaremos o piso em apoio à categoria. E agora? Quem vai nos apoiar? Vão deixar muitos de nós desempregados? É muita, muita humilhação. Eu só queria justiça...

    ResponderExcluir
  165. Euler,

    O Sindute recorreu ao TJ MG ou ao STF ?
    Pela nota publicada no site do sindicato, entende-se que foi ao tribunal de justiça regional.

    ResponderExcluir
  166. Rogério me respondeu que deveríamos estar presentes na Assembleia para ajudar a pressionar o governo!

    Sim RT @mcriscostabh: Vc acha que nós professores, devemos estar presentes p/pressionar? > @rogeriocorreia_: Reunião amanhã, às 9h30, na ALMG

    ResponderExcluir
  167. Vamos guardando todos esses maus exemplos do governo, pois quando houver reposição de greve e, por ventura, o número de alunos aos sábados, não for suficiente e as inspetoras quiserem pressionar, vamos lembrá-las desses fatos. E mais, quando o professor se licenciar por saúde ou por férias-prêmio e não houver possibilidade de contratação como estamos cansados de ver. Vamos acionar os pais para procurarem a justiça, porque para coagir os professores em greve, o governo faz contratações imediatas, mas no decorrer do ano letivo, os alunos ficam dias e dias sem professores. Daqui para frente muita coisa vai mudar na escola, ninguém mais vai se calar, vamos colocar a boca no trombone, os pais precisam saber o que se passa para dentro do muro das escolas, esse discurso de perfeição e de respeito para com os filhos deles que o governo está propagando,é só para fazer bonito na mídia, mas não tem problema, os pais vão conhecer as mazelas da escola, depois dessa greve. Nos aguardem!
    Parafraseando Roberto Carlos: Daqui para frente tudo vai ser diferente, vocês vão aprender a ser gente ...

    ResponderExcluir
  168. Euler,

    E a sub comissão de Educação da Câmara dos Deputados, já chegou em BH?

    E o Ministro da Educação foi confirmado sua visita a BH?

    ResponderExcluir
  169. Renata/Geografia

    Êta homem arretado esse Cristovão Buarque,falou e disse!Aécio deve ter ficado berinjela de raiva,tômo papudo,kkkk.

    ResponderExcluir
  170. porque a assembleia amanhã é mais cedo?

    ResponderExcluir
  171. Olá companheiros
    Não sei se vou sorrir ou chorar!!!! Em minha escola alguns professores voltaram e em substituição aos que estão em greve estão contratando qualquer pessoa com curso superior, em qualquer área, faça-me rir...
    São profissionais, mas que nunca entraram em uma sala de aula, despreparados, inexperientes...
    Triste vida da classe "professores".

    ResponderExcluir
  172. MAIS ACORRENTADOS!

    AGORA EM JUIZ DE FORA.

    É GREVE! É GREVE! É GREVE!
    ATÉ QUE PAGUE O QUE NOS DEVE

    ResponderExcluir
  173. PROFESSORES ACORRENTADOS EM JUIZ DE FORA.

    COM GARRA O PISO SAI NA MARRA!

    ResponderExcluir
  174. CHARLOTTE AMEAÇADA:

    A Diretora da minha escola me ligou para avisar que chegou um comunicado da Superintendência exigindo que designe professor para meu cargo; ela, mui polidamente, disse que estava ligando para saber se eu ia voltar... kkk

    Eu respondi: A GREVE CONTINUA COMPANHEIRA!!!
    E só volto quando em ASSEMBLÉIA a
    categoria suspender o movimento.


    >>>MAIS DO QUE NUNCA A GREVE PRECISA CONTINUAR>>>

    ResponderExcluir
  175. FAÇAM COM CHARLOTTE SAMPAIO:

    9 entre 10 estrelas preferem a GREVE!!!

    ResponderExcluir
  176. ENQUANTO OS PROFESSORES SE ACORRENTAM, O GOVERNO SE ENFORCA!

    PARABÉNS COLEGAS DE JUIZ DE FORA!

    QUEM DISSE QUE A GREVE ACABOU???????????????????
    HAAAAAAAAAAAAA! FOI O ANASTASIA!

    ResponderExcluir
  177. Educadora de Contagem19 de setembro de 2011 17:41

    Obrigada Professor Luciano, obrigada Senador Cristovam Buarque. É de pessoas assim que o nosso país precisa: sério, inteligente, questionador....

    ResponderExcluir
  178. Meus amores,
    Sou eu: a Tia Maluquinha. Nos últimos dias, tenho implicado pouco com os errinhos de Português, mas alguém postou que os alunos estão reclamando dos erros cometidos. O Blog está "bombando", como diz um dos meus alunos. Por isso, também, devemos ter cuidado com o que escrevemos, principalmente se formos Professores. Não vou citar exemplos, para não parecer mais antipática ainda.
    Escrevamos com calma! O Blog não vai fugir!!! (rsrsrs).
    Quero deixar bem claro: eu não implico com os errinhos de Português dos pais de alunos e visitantes deste Blog, mas quando se é Professor, o que se espera é que a criatura saiba fazer concordância, conjugar verbos, essas coisas...
    O (Des)governador pronuncia, com aquela voz melosa, enjoada, "subsídio", com som de z. Acho que ele pronuncia "subsolo" com som de z também!
    Ah, pessoas queridas, me desculpem, mas é a minha opinião.
    Ps.: Errinhos de digitação podem ser cometidos à vontade. A gente lê e percebe logo se foi erro de digitação ou não.
    Não se afobem. Tenham calma. Nada é pra já.
    Quanto à greve, aí vai uma tirada de minha avó: "Não mal que dure para sempre, nem bem que um dia não se acabe".
    Beijinhos carinhosos da Tia Maluquinha.

    ResponderExcluir
  179. Euler, boa tarde. E agora? E o edital? Não vamos fazer nada para impedi-lo? Aquele número de vagas é ridiculo! E esse negócio de equiparar efetivados ao efetivos? Sei que efetivados são competentes e etc, mas não é justo, pois efetivos amargaram um concurso, uma ordem de classificação, exames admissionais, estágios probatórios e agora ainda correm o risco de terem seus direitos ocupados por um efetivado com mais tempo de serviço ou escola. Pára o mundo que eu quero descer! Onde já se viu isso? Só aqui, no soberano e independente estado de MG, onde pode tudo e não pode nada. Onde leis são cumpridas e descumpridas conformes interesses... Meu Deus, o sindicato vai ficar parado? Ou vocês já fizeram alguma coisa e não estamos sabendo. Pelo amor de Deus, Beatriz, escreva algo sobre isso, a aflição é muita! As inscrições começaram! Sei que você vai censurar meu comentário com medo (bobo) de dividir a categoria (nessa altura quem está de greve não sai mais dela até o piso), mas se não publicar, que ao menos você reflita sobre isso e escreva um post sobre o assunto, pois aquele lá de junho já não é acessado mais, ficou esquecido. Você como interlocutor da nossa categoria, pessoa à quem recorremos nesses momentos de dúvida e angústias, não pode deixar isso passar batido. Porque depois que as inscrições forem feitas, bau bau, não terá mais jeito. Estamos clamando para que olhem por essa causa há meses, mas isso parece assunto proibido, não pode nem tocar nesse assunto. Por favor, reflita sobre as amarguras que essa efetivação agora totalmente respaldada trará para muitos efetivos e designados. Não é justo, vamos juntos lutar por justiça. Chega de podridão em MG.

    ResponderExcluir
  180. Ô, meu Deus, que homem para dizer a verdade! Cristovam Buarque é arretado mesmo! Falou tudo o que tinha pra dizer de uma tacada só. O Governador deve estar beje de vergonha, se é que ele conhece a dita cuja.

    Quando candidato à Presidência, caçoavam dele, dizendo ironicamente, que ele era um candidato de "uma nota só" - isso para dizer que Cristovam falava muito sobre EDUCAÇÃO. Se o povo brasileiro tivesse entendido esse homem, talvez, hoje, a nossa situação seria outra. Mas não adianta chorar sobre o leite derramado. Não interessam ao povo candidatos que não lhes ofereçam pão e circo.

    Estamos amargando a vitória, nas urnas, desse governador que não respeita nada nem ninguém. Um homem vazio de sentimentos. Uma criatura que não aprendeu nada de sensibilidade humana. Não pronuncio o nome dele: me dá um azar danado!
    Desejo a todos nós uma boa dose de persistência. Aguentemos mais um pouco. Nada disso será para sempre. O melhor da festa esperar por ela. O sabor da vitória é diferente, quando ela conquistada a duras penas. Resistamos.
    Avante, companheiros!
    Obrigada, Euler, por sua boa vontade em manter este Blog - nosso porto seguro.
    Um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  181. Millôr Fernandes já disse:19 de setembro de 2011 18:00

    "A democracia moderna é constituída por quatro poderes: o legislativo, o executivo, o judiciário, e o dinheiro. Sendo que este funciona junto com todos os outros e pode funcionar sem nenhum dos outros"

    ResponderExcluir
  182. Euler,
    pra gente descontrair um pouco: será que a gorgonzola já terminou de confeccionar o calendário de reposição de greve, já que ela suspendeu a greve - poderosaa esta dona, heim?

    Ah, e dizem que ela contratou pra repor as aulas o Alceu do mp, ou Aeceu?, o Máro de Assis da fapaemg, o Roney desembargador, o Carlos Viana da Itatiaia, o Faúla repórter da alterosa que constrangeu nossos colegas (da lata de cerveja), os três professores(?)ou mosqueteiros que foram à cidade administrativa apoiar o desgovernador, e... os medrosos que estão assinando ponto ou dando aula pra meia dúzia de gatos pingados.
    Será que to esquecendo de alguém nesta lista?

    ResponderExcluir
  183. Estou saindo, às 18h00, com um grupo de companheiros para visitar Escolas que estão trabalhando integralmente.
    Já tivemos boas notícias: A E.E. Bernardo Valadares que só tinha 02 colegas em greve, vai paralisar as atividades a partir de amanhã.

    Não desanimemos! A luta é difícil e nem todos conseguem ter a coragem que temos.

    Salário não é esmola. Escola não é sucata. Aluno não é cobaia (Frei Betto).
    Até a vitória companheiros!

    Joaquim - Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  184. O Sindute recorreu no STF OU NO TJMG?

    ResponderExcluir
  185. Via twitter:

    dep_padrejoao padre joao

    Sobre a subcomissão do Piso Salarial da Câmara: a agenda será definida até 4a feira na reunião da Comissão de Educação. Informaremos.

    ResponderExcluir
  186. Gente,

    o governo está fazendo tudo para azucrinar a nossa mente... A votação é pela manhã!!!

    Isto é um teste de resistência!!!

    Precisamos ter cuidado para não cairmos nas armadilhas que ele está preparando ...

    Nossos nervos estão à flor da pele e ele quer isso mesmo, que entremos na Assembléia enlouquecidos ...

    DEUS PRECISA NOS AJUDAR!!! Este governador precisa ser castigado. Não é possível tanta injustiça!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  187. PORCOS IMUNDOS,

    PROFESSORES EM SALA DE AULA = GOVERNO NAZISSTA.

    ResponderExcluir
  188. Acorrentados em Juiz de Fora!

    De acordo com o jornal Tribuna de Minas, seis bravos e bravas educadores/as da cidade de Juiz de Fora estão acorrentados na Praça do Calçadão, desde às 9h da manhã de hoje, 19.

    Tal iniciativa tem acontecido nos últimos dias em protesto pelo não pagamento do piso salarial nacional dos educadores por parte do governo do estado.

    A mídia local divulgou o fato e somente agora o nosso blog tomou conhecimento através de comentários dos nossos navegantes.

    Todo apoio aos colegas acorrentados de Juiz de Fora! Que amanhã a nossa assembleia esteja lotada. E quem puder chegar mais cedo, para acompanhar as negociações que terão início na ALMG a partir das 9h seria muito importante.

    Estaremos aqui de plantão até o meio-dia. Mas, os camaradas Martinho e Rômulo, entre outros, estarão logo na parte da manhã na ALMG.

    Um forte abraço e força na luta!


    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
  189. Professora indignada19 de setembro de 2011 18:11

    Incompetência e maladragem tem limite.
    Fora, Anastasia!

    ResponderExcluir
  190. Euler e demais colegas de luta
    Nobres componentes do NDG,

    Boa tarde!

    Estou muito ansioso e ao mesmo tempo cheio de expectativas.Estar ansioso é natural, devido os sequentes acontecimentos que vêm caindo aos montes sobre a categoria. A sorte é que temos tido forças para resistir a essa corrimaça de maldades de um (des)Governador truculento e seus súditos. Minhas expectativas, no entanto, justificam-se porque eu ACREDITO NA FORÇA DE NOSSA LUTA, NO NOSSO PODER DE RESISTÊNCIA E NA NOSSA PERSISTÊNCIA por termos convicção de que o nosso alvo é o PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL, que nos é negado, mas sem ele continuamos firmes no propósito de continuarmos em greve até que ele nos seja concedido, conforme prevê a lei. Não será a determinação de um desembargador, pau mandado do governo, que nos intimidará ou nos fará esmorecer a essa altura dos acontecimentos. Já me preparo para ir à assembleia de amanhã. Lá revigoro minhas forças e revejo amigos que, como eu, também acreditam na força de nossa luta.

    Não vamos desanimar, meus amigos! Voltar para a escola? Só depois de conquistarmos os nossos objetivos e todos sabemos quais são. A vitória virá! Tenho convicção disso!

    Força na luta e até nossa vitória!

    ALFREDO ANTONIO HERINGER - PROFESSOR DE LÍNGUA PORTUGUESA
    GOVERNADOR VALADARES - MG

    ResponderExcluir
  191. Colegas de Mutum,, pelo menos amanha,seja solidario com os que estao na luta,feche as portas,pois um dia nao vai fazer tanta diferença no bolso,pois tem colegas passando necessidades,onde fica aquele discurso de solidariedade,se a nossa classe esta pedindo socorro,sera que tem que cair um para voces acordarem ou continuar fingindo o tempo todo,que tudo esta uma beleza,onde esta o AMOR que e tanto falado em reuniao de modulo,deixou de existir.ANA MUTUM

    ResponderExcluir
  192. Charlotte,
    Eu gosto muito, muito de você.
    Seus comentários são curtos, diretos, certeiros.
    Há muitas pessoas que frequentam este Blog que eu gostaria de conhecer pessoalmente. Você é uma delas.
    Onde está a sua necesssaire, lotadinha de cremes e perfumes maravilhosos? Você não escreveu mais nada sobre eles.
    Fique com Deus.
    Fiquemos todos com Deus.
    Lúcia Zen.

    ResponderExcluir
  193. E a tal sub comissão de Educação da Câmara dos Deputados, já chegaram em BH?

    Ou era só estorinha...

    As coisas não estão fáceis.

    Enquanto o INESCRUPULOSO Governador, tira proveito de todas as situações.

    ResponderExcluir
  194. Anastasia,

    Em seu leito de morte, quero que lembre de todo sofrimento e maldades que está fazendo aos professores e que o seu mal seja deprimente e com muitas dores.

    O PIOR E MAIS PERVERSO GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS DE TODOS OS TEMPOS, ASSIM É QUE SERÁ LEMBRADO.

    ResponderExcluir
  195. Minha santa paciência!!!outra notícia do Portal UAI!!..mais uma jogada contra!

    http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2011/09/19/interna_gerais,251544/mais-de-mil-professores-voltaram-as-salas-nesta-segunda-feira-diz-secretaria.shtml

    ResponderExcluir
  196. Para o anônimo das 18:00... foi a des-repórter ANA CRISTINA PIMENTA do jornal da alterosa 2ª edição que meteu a ripa nos colegas sobre as latinhas de cerveja. Fiquei com ódio dessa mulher!

    ResponderExcluir
  197. Pior que este governador, são os ditos 'professores' que estão em sala de aula! Pobres coitados!!! Se sairmos derrotados, eles serão os grande culpados!

    ResponderExcluir
  198. Euler,
    (AGUARDAMOS RESPOSTA)

    ATENÇÃO//URGENTE.

    Verifique se isto é legal:

    ESCOLAS COM FUNCIONAMENTO PARCIAL.

    - Está sendo argumentado em algumas escolas que para contar como ano letivo basta ter 50%+1 de alunos na escola e não em salas de aula.
    Sendo que em algumas classes tem número suficientes de alunos e em outras não.
    Diga-nos também o que fazer a respeito deste fato.

    ESTÃO FAZENDO UMA VERDADEIRA LAMBANÇA COM A EDUCAÇÃO, SEM NENHUM ESCRÚPULO NEM COMPROMISSO.

    OS PAIS PRECISAM ESTAR CIENTES DISTO.

    ResponderExcluir
  199. http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/professores-se-recusam-a-voltar-as-aulas-em-minas/n1597217803413.html

    ResponderExcluir
  200. E aí,caros colegas do Inês Geralda?Vão continuar omissos,como se nada estivesse acontecendo?ACORDEMMMMMMMMMM!Precisamos de vocês para engrossar o movimento.Venham lutar por suas carreiras.

    ResponderExcluir