sexta-feira, 18 de junho de 2010

Assembléia com paralisação nos dias 22 e 23 de junho

Clique sobre o cartaz se quiser ampliá-lo.

Leiam também o Ofício que o Sind-UTE encaminhou para as subsedes do sindicato, clicando aqui.

Conheçam e copiem o Projeto de Lei 4689 clicando aqui
.

11 comentários:

  1. Euler, quem tem dois cargos poderá passá-los para 30 horas ?

    ResponderExcluir
  2. Alô anônimo,

    Eis o que diz o projeto do governo: "§ 3o - O servidor que ocupar mais de um cargo das carreiras citadas no “caput” somente poderá requerer a ampliação de jornada em um deles."

    Um abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  3. Vc conseguiria trabalhar 60 horas semanais, e ter um bom desempenho, preservando sua saúde?...e sabemos ainda que com 10 horas semanais (5 por cargo) não tem como elaborar e corrigir avalições, preparar atividades "decentes"...aulas interessantes e ainda nos manter informados e atualizados. Poucas escolas oferecem condições sejam físicas e materiais para se fazer esse trabalho aproveitando as 5 ( no caso 10 horas) semanais que vc teria que cumprir na escola. A questão não seria nem "eu posso?" mas sim "eu consigo"??

    ResponderExcluir
  4. olá Euler:

    Mais uma vez o governo elabora um plano de carreira, que o pf não entende, não tocaram ainda no assunto do tempo de posicionamento, como ele será feito. Considera qual tempo? O de efetivo, o do estágio probatório, o de designada?
    O pessoal da Lei 100, como fica?
    Eu sei que no meu cargo efetiva, com especialização não terei meu reposicionamento agora para PEB4, porque as 3 aval des do estágio prob valem por uma, e são necessárias 5.
    Esse novo plano não pode ficar como o antigo, temos que saber os pormenores.
    Outra coisa é o concurso que terá que ter o opção de 24 e de 30 horas, porque prejudica muita gente, já que dois de 30 não pode. Tenho um efetivo, e pretendo fazer o concurso para o meu 2º cargo.
    Um abraço!
    Iris, Uberlândia.

    ResponderExcluir
  5. Euler, quem tem um cargo e optar pelo cargo de 30 poderá ter posteriormente outro cargo?

    ResponderExcluir
  6. Sou favoravel a reformulação da carga horaria, acho que cada professor deveria ter um cargo sendo ele de 30 ou 40 horas(sendo o de 40 para os que possuem dois cargos e em sala de 20 para o cargo de 30 e 28 para o de 40) em apenas uma escola se for possivel. Não concordo que a greve era só para melhorar o salário, a estrura de ensino tambem tem que ser alterada. O que voce acha disso Euler?

    ResponderExcluir
  7. Olá Euler, reli o 4.º parágrafo da lei e continuo discordando de vc quanto à interpretação dele , pois ao meu ver está claro q seremos reposicionados pelo tempo.O que me preocupa é um trecho q fala q quem optar pela carga horária de 30 horas , quando estiver afastdo da docência voltará às 24 horas.OU seja qunado tirarmos licença , aposentarmos receberemos por 24 horas?Me responda , por favor como vc entendeu este trecho.
    abraço, Elaine-Betim.

    ResponderExcluir
  8. Euler, acabei de ler uma nota no Tempo on line onde o Filocre disse que não sabia o porquê dos trabalhadores em Educação não estarem gostando da proposta então postei o seguinte comentário:
    Senhor secretário adjunto de Estado de Educação, João Filocre, talvez não tenhamos conseguido enxergar tais vantagens, por alguns motivos dentre eles destacarei:
    1- Não estamos enxergando bem porque não temos dinheiro para ir ao oftamologista e nem para comprar os óculos (em algumas cidades talvez tenha pelo IPSEMG, mas e os danados dos óculos????);
    2- Não aprendemos ainda a ler o que não foi escrito;
    3 - Não estamos de bom humor para rir de piada sem graça.

    ResponderExcluir
  9. Alício - Aimores MG19 de junho de 2010 17:10

    Euler, realmente é complicado, límais o artigo 3º e não é nada de bom para mim que tenho mais de 12 anos de serviço. a qusatão é manter os 22% de nivel /nivel e pelo menos 3,5% a cada grau. Se manter pelo menos quinquenio muito bom. Mas não pode mesmo é abrir mão dos 22%, dos 3,5% e do posicionamento tendo em vista o tempo de serviço, sem contar que tem que entrar em vigor a partir de setembro, e posicionar com o tempo total a contar de 31/08/2010.
    Vcs viram ainda que ridículo a tabela dos diretores, ainda assim tem uns que são fiéis ao extremo, estamos sentindo na pele isto aqui.

    ResponderExcluir
  10. Olá pessoal!

    Um abraço inicial a todos pela visita. Bom, gente, há muitas dúvidas ainda em relação ao projeto do governo. A opção pelas 30 horas, p.ex., precisa receber o aval da SEE e não será assim generalizada, pelo que parece.

    Quem tem dois cargos pode escolher um com 30. Concordo que é carga pesada. O ideal seria apenas um cargo com 30 horas (20 em sala), mas com um salário acima de R$ 2,5 mil e dedicação exclusiva. E o projeto ainda tem um agravante: professor que não estiver na docência volta para as 24 horas. Será que quando se aposentar ele terá o salário reduzido?

    Vamos ter que pressionar muito os deputados para melhorar o projeto. E mesmo que ele seja aprovado do jeito que está, vamos ter que lutar depois para mudar os pontos negativos e acrescentar aquilo que defendemos, como a manutenção dos quinquenios, o posicionamento pelo tempo, a mudança de nível com percentual de 22%, etc.

    Um abraço,

    Euler

    ResponderExcluir
  11. Respondendo a pessoa que questionou de tem condições de ministrar aulas em dois cargos de 30 horas, penso que sim, pois você se dedicaria a somente uma escola com um salário de 3.300,00, colocando as aulas em 4 dias no matutino e 4 no vespertino, sobrando um 2 dias para planejamento, a pessoa sendo bem organizada não encontraria problemas.

    ResponderExcluir