domingo, 31 de julho de 2011

Governo de Minas: cada vez mais num beco sem saída



Governo de Minas: cada vez mais num beco sem saída

Desde que a Lei do Piso foi aprovada em meados de 2008, o governo de Minas vem tentando encontrar uma fórmula mágica para não pagar o piso. Ainda em 2008 o governo reconheceu que, com base na lei do piso, a partir de janeiro de 2010 teria que pagá-lo enquanto vencimento básico e que tal ato teria um custo adicional de R$ 3,1 bilhões no orçamento do estado. Para ler a nota do governo em 2008 sobre este tema, clique aqui.

Quando chegou em 2010, o governo foi salvo pela ADI 4167, impetrada por cinco infelizes desgovernadores (RS, PR, MS, CE e SC), que conseguiram uma liminar no STF aceitando o pagamento do piso enquanto remuneração total, ao contrário do que dizia a Lei do Piso. Espertamente, o governo aproveitou este lapso de tempo para tentar implantar um novo regime remuneratório, o chamado subsídio.

Mas, até nesta tentativa o governo foi infeliz, pois ofereceu um reajuste maior para cerca de 22% dos educadores novatos e achou que com isso manteria a categoria acomodada. Contudo, no pacote do subsídio o governo trazia várias maldades: reduziu para menos da metade o percentual de promoção, reduziu o percentual da progressão, incorporou as gratificações ao vencimento, transformando tudo em parcela única, como teto salarial. Além disso, posicionou os mais antigos no grau inicial da carreira, igualando os salários por baixo e destruindo qualquer perspectiva de carreira.

Apesar disso, o governo julgava que poderia fazer pequenos ajustes no subsídio e segurar a maioria neste sistema, fazendo com que o antigo sistema desaparecesse lentamente. As poucas pessoas que ainda permanecessem naquele sistema seriam atraídas com algum benefício provisório ou progressões na carreira. E os que resistissem, que entrassem isoladamente na justiça atrás dos seus direitos, quando, para o governo, a maioria permanecendo no subsídio, teria atingido o seu objetivo.

Contudo, porém, entretanto, havia uma enorme pedra no caminho do governo. Aquela ADI 4167 que conseguira a suspensão temporária da Lei do Piso fora a julgamento final, julgamento do mérito, nos dias 06 e 27 de abril de 2011. Por ampla maioria, os ministros do STF rejeitaram o primeiro pedido de inconstitucionalidade da ADI, que pretendia justamente que o piso fosse considerado remuneração total, somatória de salário inicial, gratificações e vantagens. O STF rejeitou essa tese e considerou que piso é aquilo que está na lei, ou seja, salário inicial, vencimento básico, sobre o qual devem incidir as gratificações e vantagens conquistadas pela categoria.

O outro item da infeliz ADI 4167 era sobre o terço de tempo extraclasse, que estes desgovernadores eram contrários. Para um deles, tempo fora de sala de aula era coisa de vagabundo, como chegou a dizer o canalha do ex-desgovernador do Mato Grosso do Sul. Seguramente ele mirou-se na sua conduta, olhou-se no espelho para fazer tal acusação aos professores. Neste item - do tempo extraclasse -, houve um empate de 5 votos a favor e 5 votos contra. Contudo, como a lei federal diz que uma ADI só será aceita se tiver a maioria absoluta dos votos - o que não ocorreu - a lei do piso foi considerada plenamente constitucional, não cabendo mais qualquer recurso por parte dos governos. Falta agora só a publicação do acórdão, já que a ata das reuniões e o certificado foram publicados e comunicados formalmente pelo STF aos chefes dos poderes Executivo e Legislativo federais.

A partir dessa decisão do STF o subsídio de Minas entrou em declínio. Ficou evidente que, não podendo mais tratar o piso como remuneração total, mas como vencimento básico, o antigo sistema remuneratório, composto de vencimento mais gratificações, era amplamente mais vantajoso para todos os educadores. Mesmo para os novatos, que tiveram algumas das gratificações - biênios e quinquênios - confiscadas durante a infeliz gestão do faraó.

No antigo sistema as vantagens são óbvias, a saber: a) reajuste anual de acordo com a lei do piso, ou seja, pelo custo aluno-ano, no mês de janeiro de cada ano; b) manutenção de todas as gratificações e vantagens, como: pó de giz (20%), biênio (5% a cada dois anos), quinquênio (10% a cada 5 anos), gratificação por pós- graduação (10%, 30% e 50%, respectivamente, pelos títulos de especialização, mestrado e doutorado); c) manutenção dos percentuais de promoção (22% a cada cinco anos) e progressão (3% a cada dois anos), entre outras.

Pelos cálculos do governo, segundo revelou o deputado Rogério Correia em sessão plenária na ALMG, o governo teria que investir pelo menos mais 4 bilhões com a aplicação do piso proporcional do MEC. O subsídio custou R$ 1,2 bilhão. Logo, o subsídio representa um confisco de R$ 2,8 bilhões no bolso dos educadores, ou o equivalente a duas cidades administrativas.

Diante desta realidade, uma parcela muito expressiva da categoria - até agora cerca de 85 mil educadores - já optou pelo retorno à antiga carreira, contrariando os planos do governo. Como o prazo limite para esta opção termina no dia 10 de agosto, e tendo em vista que muitos dos que optaram não tiveram ainda seus nomes publicados no diário oficial, é possível supor que o retorno para o sistema de vencimento básico alcance um número acima de 100 mil educadores.

Esta realidade muda completamente os planos iniciais do governo para com a Educação. O governo está demorando a render-se à essa situação já estabelecida de fato. Recusa-se a reconhecer que a categoria manifestou uma sonora rejeição ao subsídio. Não se trata de algumas poucas dezenas de servidores, mas de centenas de milhares. Diante desta realidade, por mais que o governo procure ganhar tempo para impedir que novos educadores retornem ao antigo sistema - e por isso atrasa na aplicação do piso - está mais do que evidente que aqueles que retornaram para o antigo sistema o fizeram de forma consciente. Ninguém voltou para o antigo regime induzido por sindicato, como diz o governo - embora fosse legítimo se tal tivesse ocorrido. Aliás, dizíamos aqui no blog que o sindicato até demorou a fazer uma campanha de massa pela volta ao antigo sistema - quem acompanha este blog deve se lembrar disso.

O governo terá então que pagar o piso no antigo sistema, isso é coisa certa. E é aí que mora um grande dilema para o governo. Havendo dois sistemas remuneratórios em vigência com características diferentes, o governo terá que render-se à necessidade de abolir um dos dois. Claro que, neste caso, terá que ser o subsídio, já que este sistema contraria a lei do piso.

Vejam bem que situação. A Lei do piso determina um reajuste em janeiro com um percentual baseado no custo aluno-ano, próximo de 22% (praticamente uma mudança de nível para todos os educadores). O que fará o governo? Dará o mesmo reajuste para os dois sistemas? Se o fizer o custo final será praticamente o mesmo, considerando que um contingente expressivo tenha retornado para o antigo sistema. Ora, se o custo for o mesmo - ou até maior - para o estado, não faz sentido manter dois sistemas. Por outro lado, se der um reajuste menor para quem ficar no subsídio, vai causar um clima de revolta, principalmente por conta da propaganda enganosa que anda fazendo para manter o pessoal no subsídio.

Querer fazer "ajustes" no subsídio não vai ser possível, pois este sistema faz desaparecer o vencimento básico, e com isso descola-se da lei do piso. Nesta altura do campeonato, mesmo que o governo oferecesse pagar o mesmo valor reajustado do piso somando-se as gratificações e mantendo os percentuais de promoção e progressão do antigo sistema, ainda assim não valeria a pena. Por uma razão simples: o governo ficaria desobrigado a dar os reajustes anuais nos mesmos percentuais da lei do piso, já que para todos os fins teria atingido o valor nominal do piso. Como, aliás, tem sido agora o discurso do governo, quando diz que paga 57% a mais do que o piso do MEC.

Portanto, o subsídio não nos interessa, tendo em vista a vigência da lei do piso enquanto vencimento básico. O governo terá que reconhecer essa conquista dos educadores e negociar o pagamento do piso se não quiser se enrolar cada vez mais num intricado jogo de mentiras e invencionices midiáticas. A vida real é diferente daquela desenhada na mídia. E os educadores estão (estamos) muito conscientes dos seus (nossos) direitos. Se algum ajuste tiver que ser feito será na carreira do antigo sistema, devolvendo as gratificações confiscadas em 2003 para os novatos.

Além disso, o governo deve se preocupar, a partir de agora, em arrumar as contas da Educação, os tais 25% da receita, porque nossa luta é nacional, e em breve vamos pra cima do governo federal cobrar reajuste do valor do piso. O governo de Minas (e os demais) terá que manter as contas em dia para pedir socorro e complementação ao governo federal, porque não vamos nos contentar com essa mixaria do valor atual do piso. Por enquanto queremos que o Governo de Minas cumpra a Lei e pague o piso. Depois, vamos com tudo pra cima do governo federal.

A valorização dos educadores e da Educação pública não está nos planos do governo de Minas e dos demais, das três esferas. Mas, está nos nossos planos. E mais do que nunca, a nossa categoria vem acordando e percebendo que não adianta esperar por nenhum governo: é preciso tomar em nossas mãos o presente e o futuro da Educação pública. Com a nossa luta, faremos toda a diferença, em Minas e no Brasil, e quiçá até no mundo, pela força do nosso exemplo!

Que o governo deixe de se enfiar cada vez mais num beco sem saída, e chame a categoria para o diálogo, para pagar o piso e estabelecer uma outra relação com os educadores, marcada pelo respeito que merecemos - e também em respeito aos filhos dos trabalhadores de baixa renda, que precisam de uma Educação pública de qualidade.

Um forte abraço a todos, força na luta e até o dia 03 de agosto, quando espero encontrar a todos no pátio da ALMG!

***

"Wanderson Rocha:

Olá Euler e demais Trabalhadoras(es) em Educação da REE/MG! Reforço meu apoio e solidariedade à luta pela aplicação da Lei 11.738/08. Penso que a sociedade civil organizada «pais, mães, estudantes, docentes dos diversos níveis de ensino, movimentos sociais» precisa se manifestar contra um governo que não respeita a legislação. Terminei o mestrado em Coimbra, em breve estarei em BH e, se a situação não estiver resolvida, vou me incorporar nesta luta.

Wanderson Rocha «RME/BH»
"
.

"Anônimo:

Não é novidade nenhuma esses gerentes (governantes)federal,municipal e estadual acharem que um subsidio de 1.122 seja um grande salário, pois eles mesmos dizem a todo momento que quem educa filho de trabalhador tem que ser muito mal remunerado. Pois mal remunerado não sobra tempo para preocupar com a educação dos filhos dos trabalhadores. Está preocupado com suas contas e em contar tostões, e em breve cuidando de suas doenças adquiridas nestes depósitos de crianças e adolescentes desajustados."

"Anônimo:

EULER, OLHA AI A GREVE NA MÍDIA, FORÇA NA LUUUUTA.

http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2011/07/31/internas_educacao,242496/ferias-chegam-ao-fim-mas-professores-da-rede-estadual-seguem-em-greve.shtml"


"Ronaldo Eustáquio:

Bom dia!

Sobre a nota do governo, em 2008, fizemos uma denúncia ao gabinete da Deputada Maria Tereza Lara, em relação ao descumprimento do acordo assumido pelo Governo de Minas com a categoria, em 2008. À época, fomos cobrar a participação da Deputada no movimento de 2010. Muito bem lembrado, companheiro Euler, há muito tempo este governo vem nos dando calote."


"Anônimo:

Oi Euler
Bom dia
Espero que as mentiras da nota de esclarecimento sirvam não para angariar simpatia por parte da sociedade ,uma vez que com pais e alunos vimos que não podemos contar mas sim que nossos colegas, muitas vezes pressionados pela situação, reconheçam a canalhice desse governador e sua trupe e decidam não ir a escola amanhã.

NÃO PODEMOS ARREFECER AGORA GENTE A INCOMPETÊNCIA DESSE ROLIÇO GOVERNANTE DEIXOU-O COM UMA BATATA QUENTE NA MÃO. SE VOLTARMOS ESTAREMOS DANDO UM TIRO NO PÉ. SE
MANTIVERMO-NOS FIRMES ELES TERÃO QUE SEPULTAR O SUBISÍDIO."

"Anônimo:

É NÓIS NA MIDIA .

http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=15911&busca=GREVE%20PROFESSORES&pagina=1"

"Sebastião de Oliveira:

Caro Euler,
Estou analisando a situação dos professores que voltaram para a carreira da seguinte forma:
a) Por lei(lei do subsídio), estão proibidos pelo menos durante o período de um ano, receber salário do subsídio.
b) Pela Lei Federal de nº 11738/08, estão também proibidos de receber salario inferior a R$712,78(reconhecido pelo MEC).

O governador Anastasia está num beco sem saída, acho que ele deve convocar suas secretárias competentes(para não dizer o contrario), também o consultor econômico e resolver o problema(fácil de resolver).

A informação do Sind-ute apresentada na TV Globo é fraca, repetitiva e sem clareza. É necessário que o Sind-ute assume o valor reconhecido pelo MEC de R$1.187,00 para a jornada de 40 horas semanais e apresentar uma explicação convincente para a população mineira.

Sebastião de Oliveira"


"Anônimo:

Fiquei sabendo que o Sind Ute - MG entrou com uma ADI contra o subsídio no STF, via CNTE. Se for verdade, esse governo pode ir botando as barbas de molho..."

"Vandir Paulino - Nova Serrana:

Ola Combativo amigo Euler,

Tem uma questão que fica me tirando o sono.

O STF julgou a ADI em 2011 e deu parecer favoralvel a constitucionalidade a lei do piso.

A lei foi sancionada em 2008 pelo então presidente Lula.

A lei de subsidio foi implementada em 2010 com vigencia a partir de 2011. No entanto, ela é soma de remuneração, fere os princípios da lei do piso que já estava em vigor antes da criação desta lei de subsidio.

Portanto, penso que o sindicato ou alguma outra entidade ou bloco minas sem censura, deveria entrar com uma ADI contra esta lei de subsidio, pois ela fere uma lei federal.

Atte.
Vandir Paulino - Nova Serrana"
.

No Blog Vi o mundo, do conceituado jornalista Luis Carlos Azenha, um texto do combativo colega Frederico Drummond - Clique aqui. O mesmo texto está publicado no Blog de outro igualmente conceituado jornalista Luis Nassif. Clique aqui para ler.


"Anônimo:

BOA LEITURA.

http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/ "


"Anônimo:

EULER, NÃO ESTOU ENTENDENDO NADA, EU PEGUEI OS NÚMEROS DOS PROCESSOS QUE O SINDUTE COLOCOU PARA QUE NÓS ACOMPANHÁSSEMOS OS PROCESSOS NO SITE DO TJMG E, NENHUM DELES CONSTA REGISTRADO NA QUELA "CASA DA JUSTIÇA" SERA QUE NOS TAPEARAM?"

Comentário do Blog: Pode ser que ainda não lançaram no sistema.


"Paulo Roberto Barroso:

Euler Bom Dia ! Saiu hoje - 31/07 no EM que Minas paga o Piso referente a 40 hrs. semanais o valor de R$ 1.187,00 ! Entretanto, o Sindicato afirma que o Piso Federal é de R$ 1.597,87. Não é hora do Sindicato também ir à Imprensa e veicular o real valor do Piso Salarial que é Lei Federal??? Fica parecendo que nem um dois dois fala a verdade ! Obrigado !"

Comentário do Blog: Eu já havia dito aqui, há uns dois ou três meses atrás, que o sindicato deveria ter trabalhado com o valor do piso do MEC, que o governo iria explorar essa questão, etc. Mas, como a assembleia, por orientação política da direção sindical e do conselho estadual, votou em favor do piso da CNTE - de R$ 1.597,00 - deixei de entrar nessa questão para não dizerem que estou dividindo o movimento. Contudo, o mais importante agora é que fique claro que o governo não paga nem o piso que ele próprio reconhece como oficial, o do MEC. Para a mídia basta explicar que existem dois valores, um do MEC e outro da CNTE, e que a categoria reconhece este último como o que melhor expressa o texto da Lei do Piso. No fundo, ao fazer isso, o sindicato deveria criticar o governo federal, por estar propondo um piso abaixo do valor que considera o mais coerente com a Lei. Como isso não vai acontecer, que se faça pelo menos este esclarecimento, já proposto pelo colega Sebastião de Oliveira, e que cobre do governo o pagamento do piso. Que o governo pague pelo menos o piso do MEC na antiga carreira.

"Anônimo:

EULER, na minha modesta opinião, acredito que o governo já tenha todas as cartas na manga. Ele está encurralado, é como se ele fosse um animal feroz dentro de uma jaula e cutucado seguidamente, sem piedade, por milhares de professores. O ano letivo está correndo, a responsabilidade é dele. Ele fala besteiras para tentar enganar a sociedade que não é mais boba. Ele está esperando a publicação do acórdão do STF e o término da data de retorno para a remuneração antiga. Depois disso nós teremos o nosso piso, voltaremos triunfantes para nossas salas de aulas e com certeza tudo faremos para a eficácia de aprendizagem dos nossos alunos. Já estou acostumado, já vi este filme várias vezes. Outra coisa, não acredito que o STF dará atenção às queixas de um governinho sem expressão igual esse de Minas. Abraços a todos colegas do blog, especialmente para você Euler."

"Anônimo:

Oi Euler!

Sabemos que devemos manter o espírito de luta e a disposição para a greve até a vitória. Mas não posso deixar de lembrar que foi essa direção do Sind-Ute que nos levou a ter que amargar esse famigerado subsídio. Nossa greve do ano passado deveria ter arrancado o PISO, e se assim fosse não deveríamos estar nesta situação. A última assembleia do ano passado estava dividida e se a direção apontasse para a continuidade do movimento iríamos conseguir sim a nossa maior conquista, o PISO. Este ano devemos ficar atentos, nada de golpes contra a categoria! Abraços."


"Anônimo:

EULER, QUANDO A FERNANDA NEVES FALA SOBRE A PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA RETORNO AO SISTEMA ANTIGO ELA TAMBÉM FALA QUE O CENÁRIO MUDOU APOS O JULGAMENTO DA ADI PELO STF, ENTENDI QUE O GOVERNO VAI PAGAR O PISO APOS O PRAZO ESTIPULADO QUE É 10 DE AGOSTO ,DE UMA OLHADA.

http://www.youtube.com/watch?v=ebT3Jle9z84"


"Vilma Luiza:

Olha, Anônimo das 9:10, só não concordo com o termo "depósitos de crianças e adolescentes desajustados". Temos motivos de sobra para nos revoltar com as falcatruas do governo, e é nele que devemos manter nosso foco. Os alunos, quando "desajustados", normalmente tbém são vítimas. Como você mesmo disse, educamos filhos de trabalhadores, nossa atividade é um serviço social em favor "dos de baixo",como diz nosso amigo Euler; daí que nunca vai ter a devida valorização, assim como tbém servidores da saúde de hospitais públicos, por exemplo. É fato. Por isso mesmo, por não receber valorização espontânea do governo, é que precisamos estar sempre lutando para que ela aconteça. Será sempre assim. Não adoeça, colega. Faça a sua parte, e só! Tente retomar o envolvimento com seus alunos ("Olhos nos olhos, quero ver o que você faz...", rsrsrs), seja o melhor professor que puder, dentro da sua realidade, brigue junto com a categoria quando for preciso - faça greve!, mas não adoeça. Não vale a pena! Abração procê.

" Atenção educadores, o CONSED (conselho nacional de secretários de educação) solicitou audiência com o ministro Joaquim Barbosa. O assunto é a aplicação da Lei 11.738/2008 - [conforme o andamento dos autos do processo - ADI 4167]
PRECISAMOS FICAR EM ESTADO DE ALERTA, POIS OS GOVERNANTES ESTÃO SE MOVIMENTANDO PARA ATRAPALHAR A IMPLEMENTAÇÃO DA LEI DO PISO!" (Fonte:Blog do Sind-ute de M.Claros)

Esses secretários vão dizer o quê? Que gastaram o dinheiro da educação em outras atividades e agora não têm como provar que precisam da ajuda federal? Esse Ministro não tem papas na língua e creio que vai dizer algumas coisinhas a esses usurpadores do direito alheio. Estarei sendo otimista demais? Tomara que não. Quanta pressão ele deve estar sofrendo, não?"
.

"Graça:

Bom dia Prof Euler,

Não vi a nota do governo nem a do Sindute veiculada na Globo, ontem, no horário nobre.
Você viu? Tem o arquivo?
Torço para que os colegas não se intimidem com corte de salários, redução salarial e propaganda na "grobo". Tudo é estrategia desesperada do governo para não pagar o piso!
Agora não há mais volta! O Sindute tem que bancar notas de esclarecimento, na mídia televisiva, jornais e internet. Como você já afirmou, o sindute tem caixa para isso, agora, é priorizar os custos para que a greve cresça cada vez mais! E quando for negociar, não caia nas promessas, como ocorreu em 2010.
Tenha um domingo bem bom!
Graça".

"David:

Caríssimos Euler e demais colegas de luta
Quando li seu texto hoje de manhã, me lembrei de uma frase do FHC, maior ícone do pensamento tucano, dita em 2001:" Se a pessoa não consegue produzir, coitado, vai ser professor. Então fica a angústia: se ele vai ter um nome na praça ou se ele vai dar aula a vida inteira e repetir o que os outros fazem"
Para FHC e demais "políticos' do PSDB, incluindo aqui o infeliz governador do MS e o Anastasia, professores são coitados que não sabem fazer mais nada além de repetir o que os outros fizeram. Esquecem que o professor é PORDUTOR de conhecimento pedagógico e formador de opinião. Assim essas pessoas dispensam para nós um tratamento tão desumano. Eles e a maioria da sociedade não tem a visão de que o trabalho do professor é intelectualmente exigente e acontece para além da sala de aula, pesquisando, se formando, ainda que prejudicado com as jornadas de trabalho extenuantes(não por opção, mas por necessidade de sobrevivência, dados os baixo salários), corrigindo provas e construindo as melhores formas de se ensinar.

Devemos continuar nosso diálogo com os colegas que não aderiram à greve e com a sociedade para convencer à todos do papel fundamental do professor.

Em minhas discussões com outros colegas concluímos que educador pode ser qualquer pessoa, mas PROFESSOR faz mais que isso: é aquele que INSTRUI e EDUCA. Daí a necessidade da real VALORIOZAÇÃO; coisa que o subsídio NUNCA representou e NUNCA vai representar. O subsídio representa a visão de professor que o psdb tem. Subsídio não é para pessoas qualificadas como nós.

Ainda interpretando a fala de FHC, li agora à pouco que o governo considera a greve um ato político. Então esse sujeito ainda declara que a classe não é capaz de pensar por si só. Pergunto: qual atividade humana vivida em comunidade não é um ato político?

O governador confunde as coisas. Ser contrário às idéias impostas por eles é agora um ato político. Não foi o sindicato que impôs a volta ao antigo regime de remuneração. Voltamos por vontade própria e porque somos verdadeiramente politizados.

Ele não percebe ainda que, com essa fala, uma falácia tão medíocre e esvaziada de sentido como todas as outras atitudes que ele pratica, estará depreciando a atividade política, que é fundamental à vida em sociedade.
Mais uma vez força na luta e até o piso salarial!!!

David"


"Anônimo:

Olá Euler! Admiro a forma com que escreve e descreve a situação da educação e dos educadores. Parabéns colega! Sua clareza e transparência nos ajuda a compreender o que se passa por debaixo dos tapetes de nosso Governador."

"Cleyde:

É chegada a hora de ter direção e firmeza no movimento. Na assembleia do dia 3/08 a participação de todos é essencial. Creio que, nesta semana haverá por parte do governo uma explosão de mais mentiras veiculadas nos diversos meios de comunicação, com finalidade de provocar revolta na população e com isso ganhar maior credibilidade dessa gente inocente e considerada por ele, "ignorante" (pais , alunos . muitos educadores e alheios ao assunto).

Não podemos deixar que o doutor ANESTESIA injete mais veneno na população, para que entrem no coma profundo e deixem tudo acontecer do jeito que ele quer.Fiquemos alertas e mantenhamo-nos informados sobre tudo que acontecer nesses próximos dias.

CARANGOLA e DIVINO contam com a adesão de mais escolas da região! Tem muita gente inteligente e politizada nestas escolas, que certamente vão entrar com garra na luta."


"Anônimo:

Oi, gente,

Quando eu perguntei se Minas Gerais tem Primeira Dama, estava blefando. Aquele montão de caracteres é uma insinuação. Eu sei que é difícil interpretar intenções.

Euler, meu querido, eu acho esse babado de Primeira Dama muito chique, apesar de umas e outras entrarem mudas e saírem caladas. Afinal, atrás de um grande homem existe sempre uma grande mulher, não é o que dizem? (Deixa pra lá...).

Gostaria que me desculpassem por minhas saídas pela tangente, fugindo do foco. Sou assim mesmo. Eu sou uma piada! Talvez por isso, tenha a pele tão boa e os olhos (verdes) brilhantes. E por falar nisso, aí vai uma dica baratinha de beleza para todos os servidores que, como eu, estão vivendo tempos bicudos: Misturem Hipoglós (sim, aquele que usa no bumbum dos bebês) com uma ampola ou cápsula de vitamina A. Façam a misturinha num potinho vazio. Besuntem o rosto à noite e durmam. Ao espalharem a pomada, façam-no no sentido de baixo para cima, mas isso não é necessário. Basta besuntar com leves batidinhas. Na primeira semana, vocês notarão a diferença na textura da pele e o fim das olheiras. Vamos voltar às aulas lindos de viver e ainda com o piso!

Sou integralmente comprometida com a minha profissão, responsável e estudiosa. Dificilmente dou um fora. Mas, às vezes, sou cabeça de vento e me pego discutindo o sexo dos anjos. Dos bons e dos maus.

Euler, parabéns pela aula de reforço. Quisera eu que tão poucos alunos tivessem dificuldade de interpretação, embora eu entenda o espírito da coisa, quando você tentou “recuperar” aqueles quatro. Para muitos de nós, suas explicações foram elucidativas. Quanto a mim, confesso que ainda tinha algumas dúvidas, mas agora, inteirada do assunto, posso até discuti-lo com os menos informados.

Euler, eu não acredito que você vá postar isso, mas se o fizer, obrigada. Se não postar, eu entenderei. Ah, antes que eu me esqueça: o seu Blog é o meu red-bull. Me dá asas!

Se o Euler me postar, vou entrar em contato com a Hipoglós e a Red-bull e cobrar o que me devem, pela propaganda! (morro de rir).

Fiquem com Deus e não se esqueçam:

• Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você.

• O melhor está por vir. É só uma questão de tempo.

PS: Como eu estava sem conexão à Internet, acredito que esse meu post esteja caducando!"


Comentário do Blog: Gostei especialmente da dica para acabar com as olheiras, rsrsrs.


"Anônimo - Sul de Minas:

Bom dia a todos combativos colegas!

O que me deixa mais angustiado é saber que estamos lutando pelo cumprimento, por parte do governo estadual, de uma Lei Federal que está em vigor. O pior da história é que a nossa luta é pelo pagamento de um piso que equivale a pouco mais de 2 SALÁRIOS MÍNIMOS! Professores de um estado como o de Minas Gerais lutarem por um valor irrisório como este e o governo achar que é muito. Na minha região (sul de Minas), para efeito de comparação, sem desmerecer profissional nenhum, verificamos: um panhador de café recebendo em torno de 600 reais, POR SEMANA!!!; um pedreiro: 100,00 POR DIA!!!, uma diarista 50,00 POR DIA!! Novamente, sem desmerecer esses profissionais, para exercer tais profissões, não há a necessidade de nenhum diploma. A cada dia que passa, somo levados a estudar mais, preparar mais para GANHAR MENOS!!!

Uma dúvida que tenho: Nossos deputados estaduais e, principalmente os federais, nada fazem por nós? O governo Federal deve ser constantemente informado sobre a aberração que está acontecendo em Minas Gerais e outros estados. Nós professores estamos sendo marginalizados por optar em ser um profissional dedicado à educação neste país. Olha, eu poderia ficar aqui digitando o que de um modo geral, angustia nossa categoria, mas prefiro parar por aqui. Para finalizar, me entristece ver colegas nossos, trabalhando e concordando com a manutenção do subsídio e contentes em ganhar 2 SALÁRIOS MÍNIMOS!!!"
.


"Anônimo:

OI EULER,
Penso que o Governo está mesmo num beco sem saída, o único beco que encontrou saída, foi o beco do boró em Montes Claros, para fugir dos companheiros grevistas,mesmo assim teve que ouvir as palavras de indignação dos companheiros. A CNTE está correndo atrás do prejuízo entrou com uma ADIN contra o subsídio de Minas, depois que esta direção incompetente enganou os colegas e terminou a greve do ano passado, dizendo que era uma grande conquista o subsídio. Agora fica marcando e adiando audiência com o MEC. a coordenadora esteve no ano passado com Haddad em BHte., e não exigiu explicação deste desencontros de valores do PISO, confundindo a população.A resposta do Sindute ontem a globo tinha que ser mais contundente, parece que tem até acordo com esse governo. Vamos endurecer e manter a greve até Ele pagar o PISO, seja o do MEC ou da CNTE, não vamos deixar enrolar pelos discursos bonitos demagógicos da direção do Sindute. Até o dia 03 companheiro."


"Anônimo:

Com relação ao que disse depósito de crianças, concordo que o nosso menor problema dentro de nossa profissão são os alunos. O que quis deixar claro com a questão é a real
situação em que nos encontramos, pois as escolas estão gradativamente deixando de cumprir sua real missão. Transformando assim alunos e os próprios professores em apenas números. Nós números no montante custo e alunos no montante das estatísticas para "organismos mundiais".
Agradecido pelo puxão de orelha. rs"


"Eduardo BH:

PRESSIONAR O STF

Caros companheiros,

A publicação do acórdão é de suma importância para o nosso movimento. Sem a publicação esse governo não irá negociar. Temos que pressionar O STF, para que esse acordo saia o mais rápido possível. O nosso movimento poderá correr o risco de enfraquecimento se a publicação demorar.

Ao que tudo indica o acórdão sairá agora em Agosto, mas não podemos ficar sem ele.

O movimento ganhará muita força com a publicação, e além disso teremos forças para lutar pela manutenção dos nossos direitos, portanto companheiros creio que o meio mais sensato da nossa luta neste momento é pressionar o STF.

Por fim não se esqueçam que o nosso Governador é professor de Direito Administrativo, ele vai se agarrar até não poder mais aos detalhes jurídicos.

Se ficarmos esperando a CNTE, ou outra entidade perderemos o tempo de luta, e forças. Estou pronto para ir à Brasília, fazer acampamento na porta do STF."


"Anônimo:

Aquela nota na Globo demonstra claramente o desespero do governo, está sem saída, "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come". Mas mesmo assim é revoltante ser chamado de mentiroso, pois foi isso que ele quis fazer com tal nota, chamar os professores de mentirosos e jogar a sociedade contra nós, mentindo descaradamente afirmando que´somos bem pagos (que recebemos além do piso) etc e tal. Portanto, professor que tiver brio, vergonha na cara e não quiser passar fome daqui a alguns anos com tamanha desvalorização da carreira e de uma vida inteira de estudos e dedicação NÃO PISA NA ESCOLA AMANHÃ. Temos que bater recorde de público na Assembleia quarta-feira e recorde de adesão à greve."



"Educadora Mineira:

Comentário postado no Jornal O TEMPO, relativo à matéria do Reitor do Centro Universitário UNA - Senhor Geraldo Magela Teixeira - Reitor do Centro Universitário, publicada hoje, 31/07.

"Para tanto, seria necessário extinguir órgãos inúteis e forçar a União a um repasse maior dos recursos do Fundeb. Os serviços essenciais, como a educação, não podem ser tratados tão desigualmente pelos governos. Só tornando a profissão de professor mais atraente e competitiva começaremos a implantar a tão sonhada escola de qualidade. Não podemos ficar apenas nos discursos de "todos pela educação".TEIXEIRA, Geraldo Magela.Disponível em
:

http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=15911&busca=GREVE%20PROFESSORES&pagina=1 Acessado em: 31/07/2011.

Magnífico, assim como o Senhor, tantos outros educadores, teóricos têm discutido esses aspectos sempre na mídia, mas os governos estão como disse um político conhecido, há pouco tempo, "... se lixando" para o que pensam ou o que dizem sobre tal tema. Estamos vendo e vivenciando isso a todo momento. Educação só é prioridade em época de campanha. Agora, devem estar esperando extrair o óleo da camada do pré-sal para investirem em educação. Aqui, em Minas, devem estar esperando, também, a extração do gás descoberto pelo Norte do estado, de modo que se possa criar um FUNDO para complementar o salário dos educadores. Acontece que até lá, o que está RUIM, ficará PIOR, aliás já está ficando.

Educadora Mineira"


"Sebastião de Oliveira:

Caro Euler,
Fazendo uma síntese dos comentários que temos feito neste maravilhoso Blog, gostaria de dizer que o Governo não deve mais falar sobre o subsídio para os professores que voltaram para a carreira. Lei tem que ser cumprida, e a lei do subsídio também, e de acordo com ela, os professores da carreira estão impedidos de voltar para o subsídio num tempo menor que um ano. Então para esta grande parcela de professores (mais de 85.000), ele terá que negociar o pagamento do Piso, os atrasados e todos os pontos da Lei 11738/08.

Sebastião de Oliveira"



"Anônimo:

O que mais me deixa frustrada, como professora, é saber q muitos professores votaram nesse ditadorzinho nas últimas eleições. Professores q acompanharam nossa luta ano passado e viram os mandos e desmandos do Anastasista. Se a nossa classe tivesse se unido, ele não teria ganhado no 1º turno, se considerando o absoluto.
Tá na hora de todos perceberem q a mudança começa nas urnas.
Pensem bem na hora de votar. Estamos sofrendo uma consequência de uma irresponsabilidade na hora do voto.

Abraços."
.

Comentário do Blog: as verdadeiras mudanças começam nas fábricas, nas escolas, nas ruas, com os de baixo se organizando, unindo-se e lutando por seus direitos. Mas, claro que as urnas não podem ser ignoradas. Um forte abraço e força na luta!

"Educadora Mineira:

Prof. Sebastião de Oliveira, o nosso respeitadíssimo CONSULTOR do blog do Euler, aliás você merece essa caracterização com letra maiúscula, porque aquele mencionado outro dia, Xiii... sem comentários! Estou crendo mesmo em suas análises. Não é à toa que seu filho é um GRANDE ADVOGADO! Aprendeu com o pai-professor, desde menino! rs

Educadora Mineira
"

Comentário do Blog: Assino embaixo. O blog já tem um orador oficial não remunerado, o companheiro Rômulo. E agora nossa equipe é reforçada com a eficiente CONSULTORIA do nosso combativo professor Sebastião de Oliveira. Além disso nós temos um time de comentaristas da pesada, de primeiríssima linha, que faz com que as redações dos maiores jornais do Brasil e do mundo morram de inveja.

"Anônimo:

Euler, se você me permite, quero mandar um recado malcriado para este reitor denominado Geraldo Magela Teixeira. Não vou chamá-lo de ilustre porque você não merece, meu chapa. Vai ser desinformado assim lá na China, cara. Deixa essa cadeirinha sua da reitoria e venha para a sala de aula da rede pública. Venha para você ver o que é bom para tosse. Você, pelo que parece, nasceu num berço de ouro. Assuma turmas com 44 alunos, coitados cheios de problemas e o que é pior ganhar R$ 369,00 reais. Escolas caindo aos pedaços, supervisoras e direção lhe enchendo o saco a toda hora, reuniões a todo o momento. Você não tem tempo nem de ver a família direito, discutir problemas e solucioná-los. Aconselho a passar por tudo isso uma semana só, porque passei 36 anos e o governo, a quem você deve puxar o saco a toda hora nega-se a pagar nosso mísero PISO SALARIAL NACIONAL, mesmo o do MEC. Você, com todo certeza, ganha rios de dinheiro, por isso peço-lhe que feche essa boca imunda que não sabe o que fala. Euler, fique à vontade quanto à publicação ou não porque estou bastante nervoso com pessoas que não reconhecem nossos direitos. Grato.".

Comentário do Blog: Tem o meu integral apoio na sua justa indignação, combativo colega!


"Glaúcia Souza:

Ah, como eu me divirto com esse blog. Além de ser um espaço informativo e formativo, eu acabo dando boas risadas com a criatividade e alegria que o professor Euler conduz esse espaço e de que como que os outros colegas de classe incorporaram o sentido dessa nossa luta.

O mundo virtual chega a ser interessante. A gente não conhece pessoalmente as pessoas, mas pela forma de escrever dessas pessoas a gente cria a imagem de como elas são. Vejo o querido Professor Sebastião como um senhor sensato, digno, dedicado a profissão que exerceu por tanto tempo.

O Rômulo eu conheço pessoalmente. Conheço não né, já o vi nas nossas atividades. Só peço ele que não faça greve contra o Blog do Euler, pelo fato de não ser remunerado, rsssssss. Não podemos ficar sem a explanação objetiva e inteligente da voz firme desse jovem professor de história. Não sei explicar, mas eu vejo no brilho dos olhos daquele belo rapaz uma genuína vontade de justiça social.

Ontem a noite confesso a vocês que cheguei a chorar na frente da televisão. Meu esposo, companheiro há 25 anos, é prova disso. Como que o governo tem o descabimento de dizer que estamos mentindo e usa o dinheiro do povo para fazer isso repetida vezes. Enquanto nós, que não temos muito dinheiro (pelo menos eu penso que o sindicato não tenha tanto dinheiro pra comprar vários horários na Globo), conseguimos comprar somente um pequeno tempo, não dando tempo para esclarecer tudo e ainda por cima uma voz esquisita do locutor.
Valeu pela mensagem, mas me senti fraca diante do inimigo e por isso chorei.

Estarei lá na quarta, balançando a bandeirinha do nosso sindicato e exalando otimismo e confiança na VITÓRIA.

Glaúcia Souza"


Comentário do Blog: Depoimento bonito e sensível, combativa colega Gláucia. Mostra o quanto a nossa categoria tem entre os seus quadros grande número de profissionais com elevada condição espiritual e humana, apesar do descaso com que somos tratados por todos os governos.


"Anônimo:

Amanhã fim do recesso, daqueles que ainda não aderiram o movimento recomendo que escutem Billy Bragg : Vai aí a +- tradução de uma das canções , para esses que ainda preferem ficar do outro da lado da trincheira

Billy Bragg - Há poder em A União

A União sempre, defendendo os nossos direitos
Para baixo com o pé negro, todos os trabalhadores se unem
Com nossos irmãos e nossas irmãs de muitas terras distantes
Há poder em uma União

Agora eu espero pela manhã que eles percebem
Brutalidade e leis injustas não podem nos derrotar
Mas quem vai defender os trabalhadores que não pode organizar
Quando os patrões enviar seus lacaios para fora para nos enganar?

O dinheiro fala por dinheiro, o Diabo para sua própria
Que vem para falar para a pele e osso?
O que é um conforto para a viúva, uma luz para a criança
Há poder em uma União

A União sempre, defendendo os nossos direitos
Para baixo com o pé negro, todos os trabalhadores se unem
Com nossos irmãos e nossas irmãs juntos vamos ficar
Há poder em uma União

Eis aí a +- de uma canção do grande Billy Bragg

Achei que tinha a ver com o momento..."
.

"Anônimo:

este nosso governo nos deixa cada vez mais desestimulado. As pessoas acreditam naquilo que ouve das autoridades. Já existem pais que estão ameaçando os professores (caso o filho tome bomba) a culpa é exclusiva dos professores. Um abraço."

Comentário do Blog: Bom, vamos em parte. Cada vez tem menos gente acreditando naquilo que as autoridades falam. O que é bom sinal. Segundo, pelo menos por onde eu ando não vejo nenhum pai ameaçando professor. Pelo contrário, eles apoiam a greve e reconhecem que nossa luta é justa. Quem tem que receber ameaça por parte dos pais é governador e suas secretárias e não os educadores.


"Anônimo:

Na hora que passou o anúncio do governo sobre a nossa greve vários familiares meus me questionaram sobre o mesmo.Parei e expliquei o que este CANALHA quer fazer: confundir a população, para que a mesma não descubra o quanto este governo é IMORAL, IRRESPONSÁVEL, USURPADOR E LADRÃO! Pois é companheiros, temos que conversar muito e não desistirmos da luta. A nossa HORA É ESTA, VAMOS FAZER ACONTECER, pois esta greve vai ficar na história. Tenho certeza, que com força e muita luta vamos chegar a uma bela VITÓRIA. Agradeço aos meus familiares pelo apoio,pois apesar de não desistir da luta por nenhum motivo,eles estão do meu lado torcendo e entendendo,pois sou a única educadora da família e a única em greve na minha cidade. Torno a dizer, NÃO VAMOS DESISTIR, POR FAVOR COMPANHEIROS, UNIDOS SEREMOS FORTES E VENCEREMOS, POIS SEI QUE DEUS ESTÁ AO NOSSO LADO. ABRAÇOS A TODOS E ATÉ DIA 03, EM BH, NA ASSEMBLEIA MOSTRANDO A NOSSA ENORME FORÇAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!".

"Adriano José:

Companheiros. Eu e um grupo de professores amigos fizemos hoje pela manhã uma panfletagem nas ruas de Venda Nova e região. Entregamos a CARTILHA que o sindute preparou (que ficou ótima por sinal, dialoga bem com a comunidade). Foram mais de 2000 cartilhas entregues em comércios, nas casas, e na porta de supermercados. Colocamos tbm em caixas de correios e em carros. Acho que é um trabalho que dá resultado. Sugiro que os professores reúnam-se em grupos e façam um trabalho semelhante. Se em cada região fizermos isso, o resultado, tenho certeza, será ótimo. Não temos o mesmo poder de fogo do governo para bombar na TV como ele fez no sábado, mas podemos fazer esse trabalho de "formiguinha" que tenho certeza que também dará um excelente resultado."

Comentário do Blog: Muito bem, combativo companheiro Adriano, parabéns pela iniciativa, sua e do grupo de guerreiros de Venda Nova e região.

"Anônimo:

Que peninha!!! Não caiu , minha praga será maligna:

Falha em aeronave atrasa retorno de Anastasia ao Brasil

Ivan Satuf / Marcelo da Fonseca / Patrícia Scofield -

Publicação: 31/07/2011 11:36 Atualização: 31/07/2011 15:59
*Atualizada às 15h45

O retorno do governador Antonio Anastasia (PSDB) da Alemanha para o Brasil sofreu atraso devido a problemas no avião. Segundo a assessoria do governador, a tripulação foi obrigada a voltar para o aeroporto de Frankfurt e a trocar de aeronave neste domingo, depois da detecção de uma falha.

No entanto, a assessoria do governador não soube confirmar se o problema no voo LH 506 (Frankfut –Guarulhos) foi detectado no ar ou ainda em solo. Também não há confirmação sobre o tempo decorrido da voo, antes de a aeronave voltar para o aeroporto.

Saiba mais...
Anastasia busca investimentos na Alemanha e no Japão
Devido ao atraso, Anastasia só deve chegar ao Brasil na noite deste domingo. O governador passa bem, segundo a assessoria.

Viagem para atrair investimentos

Na Alemanha, o governador visitou a fábrica da Mercedes Benz, em Wörth. Ele conheceu o planejamento para a linha de produção que está sendo implantada na unidade da empresa em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. Na ocasião, 40 funcionários da fábrica mineira que estão em treinamento no país europeu se encontraram com o governador. Antes, o governador esteve no Japão."


Comentário do Blog: Depois vão dizer que é praga de educador! O padrinho caiu do cavalo, o afilhado, quase cai do avião... Deve ter rezado para chegar logo ao PISO, rsrs.


"Educadora Mineira:

Pausa para a reflexão ... Àqueles que aderiram e aos que não aderiram ao movimento.

"Educação:ela nos interessa?
[...]

Um povo educado é como um filho positivamente rebelde que não aceita injustiças, gritos, brutalidade ou humilhações em casa. Um povo educado reclama. Um povo educado elege
diferente. Um povo informado - que teve escola, lê jornal, conhece livros, assina sabendo o que está naquele papel, interpreta o que vê na televisão ou escuta no rádio - ambiciona para seus filhos algo mais do que viver na rua e morrer na esquina. A educação nos faz enxergar com outros olhos o que
acontece no país e no exterior - sim, pois a gente sabe o que se passa em outros lugares - e sair da resignação mortal para o desejo ativo de que as coisas melhorem. E começa a colaborar para que elas mudem. E vai reclamar de quem mentiu, prometeu e não cumpriu, foi corrupto, ficou impune, pensou em mais poder, e não na sua gente. Assim, devagar, usando de firmeza e inteligência, sem violência, sem agressão, quem se educou vai começar a mudar seu país. E por isso não me importo de repetir, repetir e repetir: a gente pode ser mais feliz. A gente pode ser mais gente. A gente precisa, com urgência, de verdade, que a educação seja prioridade de todos para todos, nesta nossa terra".

LUFT, Lya. Veja. 22.dez.2010. p.26.

Educadora Mineira"


Comentário do Blog: ótima reflexão, combativa colega Educadora Mineira.

"Anônimo:

é euler , quase que o homem vai pro saco.

http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=125506,NOT"


"Anônimo:

Leiam no site do www.uai.com.br notícia de que o governador não pagara salários de professores grevistas.Escrevam suas opiniões."

"Anônimo:

Euler os Deputados da oposição disseram que iriam bloquear a pauta de votação da assembléia até que o governador iniciasse uma negociação. acontece que cederam, assembleia entrou em recesso e ficou por isso mesmo. Sera que foi outra rasteira que levamos? gOSTARIA DE MAIORES EXPLICAÇÕES PRINCIPALMENTE POR PARTE DO DEP. Rogério Correia. Euler você poderia dizer algo a respeito dese assunto?".

Comentário do Blog: a sensação que todos nós tivemos é que houve um acordão entre governo e oposição para que os deputados entrassem em recesso. Tentaram nos vender a idéia de que as negociações foram reabertas, o que era falso. O governo não propôs nada. Ou seja, ou os deputados foram enganados e devem exigir retratação da parte do governo - se bem que agora vai adiantar muito pouco, pois já votaram as matérias de interesse do governo; ou então fomos nós os enganados, mais uma vez. Mas, felizmente, a categoria reagiu, e a greve continua. Isso é o que importa. Desta vez, não vai ter volta para sala de aula, enquanto não pagarem o piso. E se quiserem reposição, que nos paguem os dias cortados antecipadamente, senão, neca de pitibiriba (quanto tempo eu não uso essa expressão!).

"Anônimo:

Pelo que estou escutando amanhã as subsedes e os comandos de greve vão ter muito trabalho, pois tem vários "colegas" marcando encontrando nas escolas para tentar retornar ao trabalho na terça. Precisamos ficar atento."

Comentário do Blog: a orientação da categoria é clara: nada de voltar para a escola! A greve continua, dia 03 tem assembleia geral e não tem nada deste negócio de encontrar na escola, não. A não ser que sejam grupos organizados para tentar convencer aqueles que ainda não aderiram ao movimento. Fora isso, é planejar a mobilização da comunidade em apoio à greve, denunciar o governo que não paga o piso, reduz salário dos educadores e corta os dias em greve. Nossa categoria está crescendo aos olhos de muitas pessoas, principalmente por causa da nossa luta. Quem luta é respeitado. Quem se intimida e aceita as imposições do governo não merce respeito de ninguém: nem dos alunos, nem dos colegas, nem da comunidade.

"FLÁVIO/BH:

“Acho até que se o sindicato tivesse divulgado entre a militância e no site do sind-UTE e também nos blogs com antecedência, teríamos até discutido a questão com os conhecidos e amigos, preparando-os para ver a mensagem.”

Assino onde?

Na minha opinião, o departamento de comunicação do SINDUTE precisa melhorar. Ontem, durante a exibição do comunicado, fiquei perdido porque não sabia se prestava atenção no texto (fonte pequena) ou se ouvia a mensagem. Infelizmente a mensagem veiculada – em horário nobre -, foi técnica e distante daqueles que o sindicato precisa atingir: pais e categoria. Pedir para que o governo sente à mesa e volte a negociar com a categoria, foi outra coisa que também não me agradou. Como tenho dito aqui a ampulheta foi posta e o Governo é quem precisa propor algo e acabar de vez com esse imbróglio.

A direção precisa se articular melhor com a base e parar com o ineditismo. A comunicação entre texto é uma realidade e, nesse momento, não poderia ser desprezada. Esse micro blog e outros são espaços importantes para manter a categoria mobilizada e que podem ser mais explorados pelo SINDUTE, tendo em vista o poder de penetração destes.

O SINDUTE poderia recorrer ao Euler. Seus textos são rebuscados, de fácil linguagem e elucidativos. Além de úteis são estimulantes diferentemente da falta de informação e motivação que não se observa no site oficial do sindicato. Os setores jurídicos e de comunicação precisam de uma sacudida.

Em tempo: o sindicato precisa convidar a classe artística e intelectual mineira para o movimento. Onde estão? Afinal, contestaram 20 anos de supressão para que esse modelo (neoliberalista) que ai está fosse solução? Sucateamento do ensino levando os mais jovens à escassez? Além da confecção de Barners gigantescos fica ai outra dica.

“ Conhecimento sem sabedoria é como farinha molhada: só presta para encher a barriga e estufá-la” – desconhecido.

Todos firmes e de pé! Sem o piso não piso na escola!

FLÁVIO/BH"


"BETÃO:

Euler da uma olhadinha neste post da APPMG um absurdo !!!

http://www2.appmg.org.br/appmg/mainProcess.jsp?id=85"


"Anônimo:

nem no ar o governador tem sossego, pois deve ter ficado maluco para pisar no solo ou seja no PISO.rsrsrsrsrsr"

"Anônimo:

Euler , não sei se vc já fez , pois vc esta sempre na frente ou seja quando chegamos com o milho vc. já tá com o fubá. Mas se não acho que vale a pena colocar o vídeo com a fala do Osmar Prado sobre a greve , embora fosse sobre a greve do Rio ele fala no contexto geral.

Obrigado"


Comentário do Blog: já colocamos o vídeo em outro post, por indicação da combativa amiga Cristina. De fato, vale a pena revê-lo, clicando aqui.



"Anônimo:

O avião balançou? Não foi à toa que desde ontem entreguei o governador nas mãos das "13 almas". Elas não vão dar sossego a ele até que ele cumpra a Lei. Elas são infalíveis. O probleminha no avião só foi um aviso."

Comentário do Blog: kkkkkkk


"Anônimo:

Pausa para o riso!
Depois dessa história de entregar o governador nas mãos de 13 almas, dá para entender o porquê da cara de preocupado dele, estampada na foto que está no Jornal Hoje em Dia. Quando souber então que existem 13 almas atrás, à frente e ao lado dele, vai ficar ainda mais preocupado. Penso que depois dessa história, vai resolver essa a questão do Piso rapidinho, porque ser seguido por almas não deve ser interessante, ainda mais por 13!"


"Anônimo:

ATENÇÃO PESSOAL: GREVE ATÉ O PISO! E SEM SALÁRIO NÃO HAVERÁ REPOSIÇÃO! VAMOS APROVEITAR AMANHÃ E TERÇA PARA VIGIAR PARA QUE NINGUÉM VOLTE ÀS ESCOLAS. GREVE ATÉ DEZEMBRO SE NECESSÁRIO, MAS SEM O PISO NÃO PISAMOS NAS ESCOLAS E SEM O SALÁRIO NÃO VAMOS REPOR NADA. ALIÁS, CARO EULER, VOCÊ PODERIA FAZER UM POST EXPLICANDO QUE FALTA/GREVE NÃO É A MESMA COISA DE UMA FALTA COMUM (AS QUE TÊM UM LIMITE ANUAL). SENDO ASSIM, OS COLEGAS NÃO PRECISAM TEMER À NÃO REPOSIÇÃO MEDIANTE CORTE DE SALÁRIOS E QUE ISSO SEJA ALASTRADO PARA TODA A CATEGORIA, QUE NENHUMA ESCOLA REPONHA. O GOVERNO JOGA SUJO? NÓS TAMBÉM TEMOS NOSSAS ARMAS (AINDA QUE DESIGUAIS), MAS NÃO SOMOS BURRINHOS DE PRESÉPIO QUE DIANTE DAS AMEAÇAS VOTAREMOS COMO CORDEIROS. É GREVE, É GREVE. E QUANTO MAIS O GOVERNO MENTE NA MÍDIA, MAIS QUEREMOS GREVE, MAIS NOS FORTALECEMOS. SE ATÉ DIA 03 O PISO NÃO SAIR, É GREVE, GREVE, GREVE ATÉ O PISO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!"

"Anônimo:

O pior é que vaso não quebra, nem esse mais delicados. kkk"


"Gleiferson Crow:

Caros amigos de luta
Acabei de fazer uma visita ao BLOG DO BENNY e o comentário que postei ontem 30/07/2011 às 21:21

Comentário: O PISO SALARIAL é Lei Federal. Eu voto pela continuidade da GREVE por tempo indeterminado caso o PISO ainda seja um assunto de acordos, acordos, acordos de discussões como ocorreu em 2010. Não quero "engolir" promessas que nunca, digo nunca foram ou serão cumpridas. Quero dizer para o MUNDO inteiro ouvir que conseguimos o nosso direito e resgatamos nossa dignidade, conseguimos fazer valer nossos direitos e a LEI neste ESTADO e NESTE PAÍS. TENHO vergonha de ter um GOVERNADOR como este: Antônio Anastasia (PSDB). Minas Gerais tem que "varrer" esses políticos fora da Lei para bem longe. FOI POSTADO COM SUCESSO. E ainda:

"O SILÊNCIO SOBRE A GREVE DOS PROFESSORES
O Benny diz:
Muitos internautas, provavelmente ligados ao magistério, estão reclamando sobre por que não tenho comentado a greve dos professores, que já dura mais de um mês.

Na greve do ano passado, este blog foi um espaço amplo de debate para as partes.(...) Não queria comentar a greve ou qualquer outro assunto sem pesquisar, entender o momento e poder fazer alguma reflexão útil. Saio hoje de férias para 10 dias de descanso.

Na volta, espero retomar a normalidade e o contato agradável com os internautas.
----------- (...)
Com a mudança, tenho podido entender melhor essa mídia do futuro que já é presente, que se renova a todo momento e nos desafia, com avanços tecnológicos permanentes que nos permitem criar, inovar, avançar, ampliar os limites do relacionamento com o consumidor de informação.
----------(...)
Até a volta." Blog do Benny

http://www.dzai.com.br/benny/blog/blogdobenny?tv_pos_id=86334

abraços e estamos juntos

Parabéns amigo Euler"
.

"Divino-MG:

Euler,

concordo em gênero, número e grau com seu comentário a respeito do descrédito que o governo começa a ter com a população perante suas propagandas enganosas. Divino é uma cidade pequena 19.131 habitantes (último censo). O número de meu Cel. foi descoberto por duas mães que me ligaram hoje para saber se a Escola que trabalho começa na adesão a Greve Amanhã (ao se identificarem: sou Fulana mãe do aluno Beltrano; pensei comigo xiiiiiii vou ouvir barbáries lá vem bomba), para minha excelente surpresa foram muito educadas, e no final da conversa (onde expliquei detalhadamente o motivo da greve) se disponibilizaram a ajudar da forma que fosse possível. Nunca havia ocorrido isso antes comigo, e olha que desde 1997 (data que ingressei no magistério) sempre participei das greves."


Comentário do Blog: ótima notícia, que mostra como muitos pais de alunos, tais quais os educadores, não se sujeitam mais a essas trapaças dos governantes e seus instrumentos de enganação. Força na luta!


"Anônimo:

“De todas as vocações, a política é a mais nobre. Vocação, do latim vocare, quer dizer chamado. Vocação é um chamado interior de amor: chamado de amor por um ‘fazer’. [...]
‘Política’ vem de polis, cidade. A cidade era, para os gregos, um espaço seguro, ordenado e manso, onde os homens podiam se dedicar à busca da felicidade. O político seria aquele que cuidaria desse espaço. A vocação política, assim, estaria a serviço da felicidade dos moradores da cidade. [...]

O político por vocação é um apaixonado pelo grande jardim para todos. Seu amor é tão grande que ele abre mão do pequeno jardim que ele poderia plantar para si mesmo. De que vale um pequeno jardim se à sua volta está o deserto? É preciso que o deserto inteiro se transforme em jardim.

Amo a minha vocação, que é escrever. Literatura é uma vocação bela e fraca. O escritor tem amor mas não tem poder. Mas o político tem. Um político por vocação é um poeta forte: ele tem o poder de transformar poemas sobre jardins em jardins de verdade. A vocação política é transformar sonhos em realidade.”

Esses excertos do texto “SOBRE POLÍTICA E JARDINAGEM” de Rubens Alves fazem-nos refletir sobre a nossa situação no tocante ao cumprimento da lei referente ao PISO SALARIAL DOS PROFESSORES. Assistindo à propaganda do governo de Minas, veiculada na Globo, vemos que precisamos de políticos que o sejam por vocação e não por profissão. Políticos que sejam responsáveis o bastante para respeitarem os seus eleitores, dando-lhes condições de terem uma vida digna. E Educação Pública de qualidade é um dos principais caminhos para mudar a vida para melhor. Não precisamos, não queremos e não aceitaremos mais esses "políticos profissionais" que vão para a mídia e mentem com a maior desfaçatez. Esses que brincam com a inteligência de dezenas de milhares de pessoas instruídas, politizadas e que sabem reivindicar seus direitos e não aceitam ser ludibriadas. Estamos com saudade de líderes que nos representem, que sejam honestos, para que possamos construir um país melhor, e com seres humanos melhores e mais felizes como bem salientou minha amiga Educadora Mineira. É tempo, façamos valer a nossa voz e também o nosso voto."


"Andréa:

Oi Euler e leitores!
Já peguei meu contracheque que prova que meu salário base é R$584,00, e enviei ao e-mail do sindicato. Acho que todos deveriam fazer o mesmo. Ah! E o desconto foi feito. Sem pagamento, sem reposição. Um abraço e força na luta!
Andréa"


Comentário do Blog: o meu contracheque também veio com redução e corte, como esperado. A luta continua, até a nossa vitória!


"GRAÇA:

Boa madrugada e bom sono, Prof Euler,

FUI LÁ E LI! INACREDITÁVEL! QUE DESSERVIÇO! A APPMG DEVERIA SE ENVERGONHAR ! OS ADVOGADOS E.LOURO E G. PEIXOTO QUESTIONAM ATE A DECISÃO DO SUPREMO!!???!
Uai...que será que há por tras disso hein????????"


"Educadora Mineira:

Contracheque com os valores discriminados como em dezembro/2010.(00:06)
Educadora Mineira"


"Anônimo:

BOM DIA EULER,VOCÊ JÁ VIU NOSSO CONTRA CHEQUE,JÁ ESTÁ DISPONÍVEL E COM O CORTE DO PONTO . MAIS NAÕ SERÁ O MOTIVO PRA QUE EU E MINHAS COLEGAS DESANIMEMOS.AGORA MESMO É QUE TEMOS QUE FAZER BARULHO,É HORA DE UNIRMOS AS FORÇAS PARA LUTA ATÉ O PISO.DELE NÃO ABRIMOS MÃO."

"Anônimo:

Não acredito no que vi agora! O meu contra cheque veio com os mesmos valores de dezembro de 2010, meu Deus, onde isso vai parar?

COLEGAS, EU EM NOME DE TODOS OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO IMPLORO: VAMOS ADERIR AO MOVIMENTO, JUNTOS SOMOS MAIS E MUITO MAIS, SE NÃO, DAQUI A POUCO R$ 560,00 PRA NÓS VAI SER UM SONHO DE CONSUMO."


"Gleiferson Crow:

Olá pessoal
Já está disponível no Portal do Servidor o nosso "lindo" contra-cheque e com
d-e-s-c-o-n-t-o-s FALTA GREVE !!!

----
COMENTÁRIO:
“Feita a revolução nas escolas, o povo a fará nas ruas” – Florestan Fernandes.

"Todos firmes e de pé! Sem o piso não piso na escola!"
Flávio/Bhte disse... (postado em comentário)

SEPLAG (consultar contra-cheque) Nesse site o servidor civil do ESTADO de Minas Gerais poderá ter acesso a informações úteis
clique:

https://www.portaldoservidor.mg.gov.br/broker/dadosContraCheque.php?acao=contraCheque

https://www.portaldoservidor.mg.gov.br./"


Comentário do Blog: combativos colegas, firmes na luta! O corte e a redução já eram esperados. Vamos perguntar agora para este governo e para a mídia, onde está o piso que o governo diz que já paga? A greve continua, até a nossa vitória!


"luisinho34:

Caro Euler, Bom dia,

Ele (o desgoverno) teve a cara de pau de realmente colocar o venc. básico de dezembro.. é ultrajante mesmo.. Acabei de ver o contracheque anti tudo!!!!
Força ao movimento cada vez mais!!!
O governo deu um tiro no pé!!!!"


"Giovane Diniz (Pipoca):

Caro Euler, sugiro uma campanha!
Ninguém paga CEMIG, COPASA e CTBC, no mês de agosto. O rombo nos cofres destas empresas vai ser enorme. Já não vamos fazer a reposição, então vamos boicotar estas empresas e ver o que elas farão como forma de pressão ao governo.
Quando recebermos o PISO que nos é de Direito, colocamos as contas em dia.

Tenho um financiamento com desconto em folha, e o que aconteceu é que com o desconto da greve, não puderam descontar o valor do financiamento..
Tudo está voltando contra o Governo.

Sinto que não precisaremos de lutar por muito mais tempo para conseguirmos nosso objetivo, O Famigerado PISO.
Sugiro que todo serviço pago, que seja oferecido pelo governo ou suas empresas colaboradoras, sofram o corte junto conosco.
Se o governo não nos paga devidamente, não pagamos aos seus colaboradores também.

Façam as contas: 100.000 servidores em média, deixando de pagar R$150,00 à CEMIG = R$15.000.000,00. 10.000 servidores em méda deixando de pagar à COPASA R$100,00 = R$10.000.000,00.

É um rombo de R$25.000.000,00 nos cofres públicos e nas financiadoras do Governo. Será que ele vai aguentar a pressão?

Acredito que seja de extrema importância também veicular na mídia, que o ano letivo não será fechado devido ao corte de ponto dos professores. Sendo assim todos alunos irão repetir o ano.

Além do prejuízo financeiro, as cofres do governo, este terá um grande problema em alocar os novos alunos advindos da educação infantil.

Não haverá salas, carteiras etc, para tanta gente.
Quanto à propaganda quando o imbecil, diz que a greve é um movimento político, não pensou para dizer, pois até um bom dia é um ato político, porém não é político partidário.

A bomba está nas mãos do Anastasia e tem que ser desligada bem rápido, senão vai explodir dentro do centro administrativo, juntamente com suas secretárias.
Qual será a próxima ameaça do governo?

Tomara que não demore sair outra, pois ao contrário do que eles pensam isto só tem dado mais força ainda ao movimento.

GOVERNADOR E SEUS SUBALTERNOS: SE VOCÊS VÊM AQUI PARA LER O QUE ESCREVEMOS FAÇAM ISTO COM MUITA ATENÇÃO. NÃO ADIANTA TENTAR NOS REPRIMIR, POIS JÁ ESTAMOS CALEJADOS E NÃO MOSTRAMOS NEM I/3 DA NOSSA FORÇA E MOBILIZAÇÃO AINDA. SE NÃO ACREDITAM PAGUEM PRA VER.

PREPAREM-SE PARA NEGOCIAR TAMBÉM A REPOSIÇÃO DAS AULAS, SE É QUE IREMOS REPOR. SE O FIZERMOS SERÁ DO NOSSO JEITO E AS NOSSO PREÇO. A DITADURA DE VOCÊS ACABOU.

ESTÃO DUVIDANDO? PAGUEM PRA VER.
SE QUISEREM SABER QUEM EU SOU ESTÁ AQUI GIOVANE PALHARES VIEIRA DINIZ MASP 10145167, ESCOLA ESTADUAL ÂNGELA MARIA DE OLIVEIRA, CIDADE PARÁ DE MINAS/MG. ME IDENTIFIQUEI PARA QUE VOCÊS DO GOVERNO NÃO PERCAM TEMPO EM DESCOBRIR QUEM ESTÁ ESCREVENDO O QUE NESTE BLOG.

VOCÊS SÃO APENAS ALGUNS, NÓS SOMOS MAIS DE 100.000, SEM CONTAR OS QUE IRÃO ADERIR AO MOVIMENTO A PATIR DE AMANHÃ.
SE PREPARA ANASTASIA, A GUERRA ESTÁ SÓ COMEÇANDO, E AINDA NÃO APRESENTAMOS NOSSAS ARMAS...

fORÇA NA LUTA COMPANHEIROS. SEM O PISO NÃO PISAMOS NA SALA. COM CORTE NÃO REPOMOS AULAS."


"Maria João Monlevade:

Bom dia a todos
Euler, já esperava por isso, então não foi surpresa. Sou PEB 3D.

AULAS OBRIG. EFETIVO 601,59
GRAT.INCENT.DOCENCIA 110,48
GRATIFIC. POR CURSO 60,16
QUINQ.MAGIST. E.C.E. 66,29
VENC.BASICO PROPORC. 61,27
GRAT.INC.DOC-BIENIO 99,43
VANTAG. TEMP.INCORP. 94,98
FALTAS - GREVE AULAS 618,37
FALTAS - GREVE EXIG. 56,53
IPSEMG ASSIST.MEDICA 35,01
CONT. PREV. LC 64/02 111,94
Total de vantagens 1.094,20
Total de descontos 821,85
Líquido a receber 272,35

Então o governo descontou 674,90 por motivo de greve!
Minhas forças se renovaram e vou até o fim, pode cortar. Mas, tudo tem um lado positivo veja bem, ainda tenho 272,35 para pagar TODAS as contas do mês rsrs.
Força na luta, UNIÂO e até a vitória!
Agora animei mesmo, vou até à assembleia no dia 03/08.
Abraços a todos."


"Anônimo:

Parabéns, Euler, seus textos são brilhantes. Hoje cheguei na escola decidida a entrar de greve independente da opinião dos meus colegas. Mas meus colegas mesmo são vcs bravos guerreiros. Li para todos os professores o seu texto "verás que um filho teu não foge à luta". E vc venceu mais uma batalha. Inspirados por palavras tão vigorosas nossa escola entrou de greve hoje. Já sei de mais duas na região que aderiram. Não desista, pois suas palavras refletem o grito preso em nossa garganta. Estamos com você e com todos os bravos guerreiros. Abraços"

"Gracieusa Brito:

http://www.youtube.com/stf

http://twitter.com/#!/stf_oficial

O site do Supremo Tribunal Federal tem até banco de imagens. Vamos mandar nossos questionamentos."


"Eduardo BH:

STF

Quando será publicado o acórdão? Sem ele tenho certeza que o o Governo continuará nos enrolando.

Euler, me diga vamos ficar de braços cruzados esperando o trem passar?"


"Anônimo:

Ouvi uma informação vinda da Maria Ceres que enquanto as escolas não voltarem à normalidade, não será dada a posse aos novos (ou velhos) diretores. Mais uma mentira do governo. Se estivessem apenas 2% das escolas totalmente em greve, estaria praticamente tudo normal. Temos que juntos jogar toda esta merda no ventilador."

"Gracieusa Brito:

OS ESCRAVOS DA SENZALA (SINDICALISTAS) SE JUNTARAM AO DONO DA CASA GRANDE (PSDB/ANTIGA UDN) PRA FALAR QUE NUNCA APANHARAM E QUE ELES NUNCA FORAM ESCRAVOCRATAS ? ... É ISSO MESMO QUE ESTOU ENTENDENDO...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK RASGARAM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AGORA APAGARAM A HISTÓRIA DO BRASIL. GRAVE... MUITO GRAVE MESMO.""O senador Aécio Neves sempre defendeu as bandeiras sindicais".

MEU DEUS, ABSURDO. VOU VIVER E MORRER E NÃO VOU VER NEM A METADE DAS LOUCURAS DO PLANETA. "O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma.

O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma.

O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma. Ele explica que, a partir da consolidação de um núcleo sindical dentro do ninho tucano, será possível montar uma agenda de negociações comum com os trabalhadores, como o salário mínimo de R$ 600, o projeto em torno do fator previdenciário e a redução da jornada de trabalho. "O senador Aécio Neves sempre defendeu as bandeiras sindicais", ressalta. <<<<< ABSURDO !!!!!!!! VERGONHA NACIONAL !!!!! TRAIDORES.

http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/07/governo-de-minas-cada-vez-mais-num-beco.html#comments"


"Miriam - Carangola:

Ficamos felizes de saber que membros da nossa categoria estão postando comentários em seu blog. Nossa subsede, ligada a articulação sindical preza pela liberdade de cada um de seus membros da diretoria e esses membros vem fazendo um trabalho em todas as cidades, daí o nosso sucesso. Gostaria também de informar que foram membros da diretoria da subsede de Carangola juntamente com filiados que estiveram em Divino fazendo pronunciamento. Para o anônimo de Divino que pediu a tabela em seu blog gostaria de informar que em sua escola deve ter, como também na subsede de Carangola.

Defendemos nosso sindicato como também nossa Presidente que firmemente vem conduzindo esta greve.
Como coordenadora da subsede de Carangola, sei da dificuldade financeira que estamos enfrentado e como já expliquei à alguns membros de nossa subsede, não seria possível estarmos a todo momento na Rede Globo. Quem dera se tivéssemos o poder que o governo tem.Por isso, a importância da filiação e participação ativa no movimento.
Um abraço e a luta continua companheiros!"
.

66 comentários:

  1. Olá Euler e demais Trabalhadoras(es) em Educação da REE/MG! Reforço meu apoio e solidariedade à luta pela aplicação da Lei 11.738/08. Penso que a sociedade civil organizada «pais, mães, estudantes, docentes dos diversos níveis de ensino, movimentos sociais» precisa se manifestar contra um governo que não respeita a legislação. Terminei o mestrado em Coimbra, em breve estarei em BH e, se a situação não estiver resolvida, vou me incorporar nesta luta. Wanderson Rocha «RME/BH»

    ResponderExcluir
  2. Oi Euler
    Bom dia
    Espero que as mentiras da nota de esclarecimento sirvam não para angariar simpatia por parte da sociedade ,uma vez que com pais e alunos vimos que não podemos contar mas sim que nossos colegas, muitas vezes pressionados pela situação,reconheçam a canalhice desse governador e sua trupe e decidam não ir a escola amanhã.NÃO PODEMOS ARREFECER AGORA GENTE A IMCOMPETENCIA DESSE ROLIÇO GOVERNANTE DEIXOU-O COM UMA BATATA QUENTE NA MÃO.SE VOLTARMOS ESTAREMOS DANDO UM TIRO NO PÉ.SE MANTIVERMO-NOS FIRMES ELES TERÃO QUE SEPULTAR O SUBISÍDIO.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia!

    Sobre a nota do governo, em 2008, fizemos uma denúncia ao gabinete da Deputada Maria Tereza Lara, em relação ao descumprimento do acordo assumido pelo Governo de Minas com a categoria, em 2008. À época, fomos cobrar a participação da Deputada no movimento de 2010. Muito bem lembrado, companheiro Euler, há muito tempo este governo vem nos dando calote.

    ResponderExcluir
  4. EULER ,OLHA AI A GREVE NA MIDIA, FORÇA NA LUUUUTA.


    http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/educacao/2011/07/31/internas_educacao,242496/ferias-chegam-ao-fim-mas-professores-da-rede-estadual-seguem-em-greve.shtml

    ResponderExcluir
  5. Não é novidade nenhuma esses gerentes (governantes)federal,municipal e estadual acharem que um subsidio de 1.122 seja um grande salário,pois eles mesmos dizem a todo momento que quem educa filho de trabalhador tem que ser muito mal remunerado.Pois mal remunerado não sobra tempo para preocupar com a educação dos filhos dos trabalhadores.Está preocupado com suas contas e em contar tostões,e em breve cuidando de suas doenças adquiridas nestes depositos de crianças e adolescentes desajustados.

    ResponderExcluir
  6. É NÓIS NA MADIA .


    http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=15911&busca=GREVE%20PROFESSORES&pagina=1

    ResponderExcluir
  7. Ola Combativo amigo Euler,

    Tem uma questão que fica me tirando o sono.

    O STF julgou a ADI em 2011 e deu parecer favoralvel a constitucionalidade a lei do piso.

    A lei foi sancionada em 2008 pelo então presidente Lula.

    A lei de subsidio foi implementada em 2010 com vigencia a partir de 2011. No entanto, ela é soma de remuneração, fere os princípios da lei do piso que já estava em vigor antes da criação desta lei de subsidio.

    Portanto, penso que o sindicato ou alguma outra entidade ou bloco minas sem censura, deveria entrar com uma ADI contra esta lei de subsidio, pois ela fere uma lei federal.

    Atte.
    Vandir Paulino - Nova Serrana

    ResponderExcluir
  8. Fiquei sabendo que o Sind Ute - MG entrou com uma ADI contra o subsídio no STF, via CNTE. Se for verdade, esse governo pode ir botando as barbas de molho...

    ResponderExcluir
  9. Caro Euler,
    Estou analisando a situação dos professores que voltaram para a carreira da seguinte forma:
    a) Por lei(lei do subsídio), estão proibidos pelo menos durante o período de um ano, receber salário do subsídio.
    b) Pela Lei Federal de nº 11738/08, estão também proibidos de receber salario inferior a R$712,78(reconhecido pelo MEC).

    O governador Anastasia está num beco sem saída, acho que ele deve convocar suas secretárias competentes(para não dizer o contrario), também o consultor econômico e resolver o problema(fácil de resolver).

    A informação do Sind-ute apresentada na TV Globo é fraca, repetitiva e sem clareza. É necessário que o Sind-ute assume o valor reconhecido pelo MEC de R$1.187,00 para a jornada de 40 horas semanais e apresentar uma explicação convincente para a população mineira.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  10. EULER , NÃO ESTOU ENTENDENDO NADA ,EU PEGUEI OS NUMEROS DOS PROCESSOS QUE O SINDUTE COLOCOU PARA QUE NÓS ACOMPANHACEMOS OS PROCESSOS NO SITE DO TJMG E, NENHUM DELES CONSTA REGISTRADO NA QUELA "CASA DA JUSTIÇA" SERA QUE NOS TAPEARAM?

    ResponderExcluir
  11. BOA LEITURA.

    http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Euler Bom Dia ! Saiu hoje - 31/07 no EM que Minas paga o Piso referente a 40 hrs. semanais o valor de R$ 1.187,00 ! Entretanto, o Sindicato afirma que o Piso Federal é de R$ 1.597,87. Não é hora do Sindicato também ir à Imprensa e veicular o real valor do Piso Salarial que é Lei Federal??? Fica parecendo que nem um dois dois fala a verdade ! Obrigado !

    ResponderExcluir
  13. EULER, na minha modesta opinião, acredito que o governo já tenha todas as cartas na manga. Ele está encurralado, é como se ele fosse um animal feroz dentro de uma jaula e cutucado seguidamente, sem piedade, por milhares de professores. O ano letivo está correndo, a responsabilidade é dele. Ele fala besteiras para tentar enganar a sociedade que não é mais boba. Ele está esperando a publicação do acórdão do STF e o término da data de retorno para a remuneração antiga. Depois disso nós teremos o nosso piso, voltaremos triunfantes para nossas salas de aulas e com certeza tudo faremos para a eficácia de aprendizagem dos nossos alunos. Já estou acostumado, já vi este filme várias vezes. Outra coisa, não acredito que o STF dará atenção às queixas de um governinho sem expressão igual esse de Minas. Abraços a todos colegas do blog, especialmente para você Euler.

    ResponderExcluir
  14. Olha, Anônimo das 9:10, só não concordo com o termo "depósitos de crianças e adolescentes desajustados". Temos motivos de sobra para nos revoltar com as falcatruas do governo, e é nele que devemos manter nosso foco. Os alunos, quando "desajustados", normalmente tbém são vítimas. Como você mesmo disse, educamos filhos de trabalhadores, nossa atividade é um serviço social em favor "dos de baixo",como diz nosso amigo Euler; daí que nunca vai ter a devida valorização, assim como tbém servidores da saúde de hospitais públicos, por exemplo. É fato. Por isso mesmo, por não receber valorização espontânea do governo, é que precisamos estar sempre lutando para que ela aconteça. Será sempre assim. Não adoeça, colega. Faça a sua parte, e só! Tente retomar o envolvimento com seus alunos ("Olhos nos olhos, quero ver o que você faz...", rsrsrs), seja o melhor professor que puder, dentro da sua realidade, brigue junto com a categoria quando for preciso - faça greve!, mas não adoeça. Não vale a pena! Abração procê.
    " Atenção educadores, o CONSED (conselho nacional de secretários de educação) solicitou audiência com o ministro Joaquim Barbosa. O assunto é a aplicação da Lei 11.738/2008 - [conforme o andamento dos autos do processo - ADI 4167]
    PRECISAMOS FICAR EM ESTADO DE ALERTA, POIS OS GOVERNANTES ESTÃO SE MOVIMENTANDO PARA ATRAPALHAR A IMPLEMENTAÇÃO DA LEI DO PISO!" (Fonte:Blog do Sind-ute de M.Claros)
    Esses secretários vão dizer o quê? Que gastaram o dinheiro da educação em outras atividades e agora não têm como provar que precisam da ajuda federal? Esse Ministro não tem papas na língua e creio que vai dizer algumas coisinhas a esses usurpadores do direito alheio. Estarei sendo otimista demais? Tomara que não. Quanta pressão ele deve estar sofrendo, não?

    ResponderExcluir
  15. EULER , QUANDO A FERNANDA NEVES FALA SOBRE A PRORROGAÇÃO DO PRAZO PARA RETORNO AO SISTEMA ANTIGO ELA TÂMBEM FALA QUE O CENÁRIO MUDOU APOS O JULGAMENTO DA ADI PELO STF, ENTENDI QUE O GOVERNO VAI PAGAR O PISO APOS O PRAZO ESTIPULADO QUE É 10 DE AGOSTO ,DE UMA OLHADA.

    http://www.youtube.com/watch?v=ebT3Jle9z84

    ResponderExcluir
  16. Oi Euler!

    Sabemos que devemos manter o espírito de luta e a disposição para a greve até a vitória. Mas não posso deixar de lembrar que foi essa direção do Sind-Ute que nos levou a ter que amargar esse famigerado subsídio. Nossa greve do ano passado deveria ter arrancado o PISO, e se assim fosse não deveríamos estar nesta situação. A última assembleia do ano passado estava dividida e se a direção apontasse para a continuidade do movimento iríamos conseguir sim a nossa maior conquista, o PISO. Este ano devemos ficar atentos, nada de golpes contra a categoria! Abraços.

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Prof Euler,

    Não vi a nota do governo nem a do Sindute veiculada na Globo, ontem, no horario nobre.
    Voce viu? Tem o arquivo?
    Torço para que os colegas não se intimidem com corte de salrios, redução salarial e propganda na "grobo". Tudo é estrategia desesperada do governo para não pagar o piso!
    Agora não há mais volta! O Sindute tem que bancar notas de esclarecimento, na mídia televisiva, jornais e internet. Como voce ja afirmou, o sindute tem caixa para isso, agora, é priorizar os custos para que a greve cresça cada vez mais!E quando for negociar, não caia nas promessas, como ocorreu em 2010.
    Tenha um domingo bem bom!
    Graça

    ResponderExcluir
  18. EULER,e sobre a efetivação LEI 100, será que esses servidores terão que realizar o concurso? Estou achando que sim, viu. Do jeito que este governo está andando, eles não estão dando segurança de mais nada!!

    ResponderExcluir
  19. Caríssimos Euler e demais colegas de luta
    Quando li seu texto hoje de manhã, me lembrei de uma frase do FHC, maior ícone do pensamento tucano, dita em 2001:" Se a pessoa não consegue produzir, coitado, vai ser professor. Então fica a angústia: se ele vai ter um nome na praça ou se ele vai dar aula a vida inteira e repetir o que os outros fazem"
    Para FHC e demais "políticos' do PSDB, incluindo aqui o infeliz governador do MS e o Anastasia, professores são coitados que não sabem fazer mais nada além de repetir o que os outros fizeram. Esquecem que o professor é PORDUTOR de conhecimento pedagógico e formador de opinião. Assim essas pessoas dispensam para nós um tratamento tão desumano. Eles e a maioria da sociedade não tem a visão de que o trabalho do professor é intelectualmente exigente e acontece para além da sala de aula, pesquisando, se formando, ainda que prejudicado com as jornadas de trabalho extenuantes(não por opção, mas por necessidade de sobrevivência, dados os baixo salários), corrigindo provas e construindo as melhores formas de se ensinar.
    Devemos continuar nosso diálogo com os colegas que não aderiram à greve e com a sociedade para convencer à todos do papel fundamental do professor.
    Em minhas discussões com outros colegas concluímos que educador pode ser qualquer pessoa, mas PROFESSOR faz mais que isso: é aquele que INSTRUI e EDUCA. Daí a necessidade da real VALORIOZAÇÃO; coisa que o subsídio NUNCA representou e NUNCA vai representar. O subsídio representa a visão de professor que o psdb tem. Subsídio não é para pessoas qualificadas como nós.
    Ainda interpretando a fala de FHC, li agora à pouco que o governo considera a greve um ato político. Então esse sujeito ainda declara que a classe não é capaz de pensar por si só. Pergunto: qual atividade humana vivida em comunidade não é um ato político?
    O governador confunde as coisas. Ser contrário às idéias impostas por eles é agora um ato político. Não foi o sindicato que impos a volta ao antigo regime de remuneração. Voltamos por vontade própria e porque somos verdadeiramente politizados.
    Ele não percebe ainda que, com essa fala, uma falácia tão medíocre e esvaziada de sentido como todas as outras atitudes que ele pratica, estará depreciando a atividade política, que é fundamental à vida em sociedade.
    Mais uma vez força na luta e até o piso salarial!!!
    David

    ResponderExcluir
  20. É chegada a hora de ter direção e firmeza no movimento. Na assembleia do dia 3/08 a participação de todos é essencial.Creio que, nesta semana haverá por parte do governo uma explosão de mais mentiras veiculadas nos diversos meior de comunicação,com finalidade de provocar revolta na população e com isso ganhar maior credibilidade dessa gente inocente e considerada por ele, "ignorante"(pais , alunos . muitos educadores e alheios ao assunto).
    Não podemos deixar que o doutor ANESTESIA injete mais veneno na população, para que entrem no coma profundo e deixem tudo acontecer do jeito que ele quer.Fiquemos alertas e mantenhamo-nos informados sobre tudo que acontencer nesses próximos dias.
    CARANGOLA e DIVINO contam com a adesão de mais escolas da região! Tem muita gente inteligente e politizada nestas escolas, que certamente vão entrar com garra na luta.

    ResponderExcluir
  21. Olá Euler! Admiro a forma com que escreve e descreve a situação da educação e dos educadores. Parabéns colega! Sua clareza e transparência nos ajuda a compreender o que se passa por debaixo dos tapetes de nosso Governador.

    ResponderExcluir
  22. Oi, gente,

    Quando eu perguntei se Minas Gerais tem Primeira Dama, estava blefando. Aquele montão de caracteres é uma insinuação. Eu sei que é difícil interpretar intenções.

    Euler, meu querido, eu acho esse babado de Primeira Dama muito chique, apesar de umas e outras entrarem mudas e saírem caladas. Afinal, atrás de um grande homem existe sempre uma grande mulher, não é o que dizem? (Deixa pra lá...).

    Gostaria que me desculpassem por minhas saídas pela tangente, fugindo do foco. Sou assim mesmo. Eu sou uma piada! Talvez por isso, tenha a pele tão boa e os olhos (verdes) brilhantes. E por falar nisso, aí vai uma dica baratinha de beleza para todos os servidores que, como eu, estão vivendo tempos bicudos: Misturem Hipoglós (sim, aquele que usa no bumbum dos bebês) com uma ampola ou cápsula de vitamina A. Façam a misturinha num potinho vazio. Besuntem o rosto à noite e durmam. Ao espalharem a pomada, façam-no no sentido de baixo para cima, mas isso não é necessário. Basta besuntar com leves batidinhas. Na primeira semana, vocês notarão a diferença na textura da pele e o fim das olheiras. Vamos voltar às aulas lindos de viver e ainda com o piso!

    Sou integralmente comprometida com a minha profissão, responsável e estudiosa. Dificilmente dou um fora. Mas, às vezes, sou cabeça de vento e me pego discutindo o sexo dos anjos. Dos bons e dos maus.

    Euler, parabéns pela aula de reforço. Quisera eu que tão poucos alunos tivessem dificuldade de interpretação, embora eu entenda o espírito da coisa, quando você tentou “recuperar” aqueles quatro. Para muitos de nós, suas explicações foram elucidativas. Quanto a mim, confesso que ainda tinha algumas dúvidas, mas agora, inteirada do assunto, posso até discuti-lo com os menos informados.

    Euler, eu não acredito que você vá postar isso, mas se o fizer, obrigada. Se não postar, eu entenderei. Ah, antes que eu me esqueça: o seu Blog é o meu red-bull. Me dá asas!

    Se o Euler me postar, vou entrar em contato com a Hipoglós e a Red-bull e cobrar o que me devem, pela propaganda! (morro de rir).

    Fiquem com Deus e não se esqueçam:
    • Ninguém mais é responsável pela sua felicidade, somente você.
    • O melhor está por vir. É só uma questão de tempo.


    PS: Como eu estava sem conexão à Internet, acredito que esse meu post esteja caducando!

    ResponderExcluir
  23. Bom dia a todos combativos colegas!

    O que me deixa mais angustiado é saber que estamos lutando pelo cumprimento, por parte do governo estadual, de uma Lei Federal que está em vigor. O pior da história é que a nossa luta é pelo pagamento de um piso que equivale a pouco mais de 2 SALÁRIOS MÍNIMOS! Professores de um estado como o de Minas Gerais lutarem por um valor irrisório como este e o governo achar que é muito. Na minha região (sul de Minas), para efeito de comparação, sem desmerecer profissional nenhum, verificamos: um panhador de café recebendo em torno de 600 reais, POR SEMANA!!!; um pedreiro: 100,00 POR DIA!!!, uma diarista 50,00 POR DIA!! Novamente, sem desmerecer esses profissionais, para exercer tais profissões, não há a necessidade de nenhum diploma. A cada dia que passa, somo levados a estudar mais, preparar mais para GANHAR MENOS!!!
    Uma dúvida que tenho: Nossos deputados estaduais e, principalmente os federais, nada fazem por nós? O governo Federal deve ser constantemente informado sobre a aberração que está acontecendo em Minas Gerais e outros estados. Nós professores estamos sendo marginalizados por optar em ser um profissional dedicado à educação neste país. Olha, eu poderia ficar aqui digitando o que de um modo geral, angustia nossa categoria, mas prefiro parar por aqui. Para finalizar, me entristece ver colegas nossos, trabalhando e concordando com a manutenção do subsídio e contentes em ganhar 2 SALÁRIOS MÍNIMOS!!!

    ResponderExcluir
  24. OI EULER,
    Penso que o Governo está mesmo num beco sem saída, o único beco que encontrou saída, foi o beco do boró em MontesClaros, para fugir dos companheiros grevistas,mesmo assim teve que ouvir as palavras de indgnação dos companheiros. A CNTE está correndo atrás do prejuíjo entrou com uma ADIN contra o subsídio de Minas, depois que esta direção incompetente enganou os colegas e terminou a greve do ano passado, dizendo que era uma grande conquista o subsídio.Agora fica marcando e adiando audiência com o MEC.a coordenadora esteve no ano passado com Haddad em BHte., e não exigiu explicação deste desencontros de valores do PISO,confudindo a população.A resposta do Sindute otem a globo tinha que ser mais contudente, parece que tem até acordo com esse governo. Vamos endurecer e manter a greve até Ele pagar o PISO, seja o do MEC ou da CNTE, não vamos deixar enrolar pelos discursos bonitos demagógicos da direção do Sindute. Até o dia 03 compaheiro.

    ResponderExcluir
  25. Com relação ao que disse depósito de crianças,concordo que o nosso menor problema dentro de nossa profissão são os alunos.O que quis deixar claro com a questão é a real
    situação em que nos encontramos ,pois as escolas estão gradativamente deixando de cumprir sua real missão.Transformando assim alunos e os próprios professores em apenas números.Nós números no montante custo e alunos no montantde das estatísticas para "organismos mundiais".
    Agradecido pelo puxão de orelha.rs

    ResponderExcluir
  26. Caro Euler,
    Fazendo uma síntese dos comentários que temos feito neste maravilhoso Blog, gostaria de dizer que o Governo não deve mais falar sobre o subsídio para os professores que voltaram para a carreira. Lei tem que ser cumprida, e a lei do subsídio também, e de acordo com ela, os professores da carreira estão impedidos de voltar para o subsídio num tempo menor que um ano. Então para esta grande parcela de professores (mais de 85.000), ele terá que nogociar o pagamento do Piso, os atrasados e todos os pontos da Lei 11738/08.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  27. Comentário postado no Jornal O TEMPO, relativo à matéria do Reitor do Centro Universitário UNA - Senhor Geraldo Magela Teixeira - Reitor do Centro Universitário, publicada hoje, 31/07.

    "Para tanto, seria necessário extinguir órgãos inúteis e forçar a União a um repasse maior dos recursos do Fundeb. Os serviços essenciais, como a educação, não podem ser tratados tão desigualmente pelos governos. Só tornando a profissão de professor mais atraente e competitiva começaremos a implantar a tão sonhada escola de qualidade. Não podemos ficar apenas nos discursos de "todos pela educação".TEIXEIRA, Geraldo Magela.Disponível em: http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=15911&busca=GREVE%20PROFESSORES&pagina=1 Acessado em: 31/07/2011.

    Magnífico, assim como o Senhor, tantos outros educadores, teóricos têm discutido esses aspectos sempre na mídia, mas os governos estão como disse um político conhecido, há pouco tempo, "... se lixando" para o pensam ou o que dizem sobre tal tema. Estamos vendo e vivenciando isso a todo momento. Educação só é prioridade em época de campanha. Agora, devem estar esperando extrair o óleo da camada do pré-sal para investirem em educação. Aqui, em Minas, devem estar esperando, também, a extração do gás descoberto pelo Norte do estado, de modo que se possa criar um FUNDO para complementar o salário dos educadores. Acontece que até lá, o que está RUIM, ficará PIOR, aliás já está ficando.
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  28. PRESSIONAR O STF

    Caros companheiros,


    A publicação do acórdâo é de suma importância para o nosso movimento. Sem a publicação esse governo não irá negociar. Temos que pressionar O STF, para que esse acordo saia o mais rápido possível. O nosso movimento poderá correr o risco de enfraquecimento se a publicação demorar.

    Ao que tudo indica o acórdão saírá agora em Agosto, mas não podemos ficar sem ele.

    O movimento ganhará muita força com a publicação, e além disso teremos forças para lutar pela manutenção dos nossos direitos, portanto companheiros creio que o meio mais sensato da nossa luta neste momento é pressionar o STF.

    Por fimk não se esqueçam que o nosso Governador é professor de Direito Administrativo, ele vai se agarrar até não poder mais aos detalhes jurídicos.

    Se ficarmos esperando a CNTE, ou outra entidade perderemos o tempo de luta, e forças. Estou pronto para ir à Brasília, fazer acampamento na porta do STF.

    ResponderExcluir
  29. Aquela nota na Globo demonstra claramente o desespero do governo, está sem saída, "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come". Mas mesmo assim é revoltante ser chamado de mentiroso, pois foi isso que ele quis fazer com tal nota, chamar os professores de mentirosos e jogar a sociedade contra nós, mentindo descaradamente afirmando que´somos bem pagos (que recebemos além do piso)etc e tal. Portanto, professor que tiver brio, vergonha na cara e não quiser passar fome daqui a alguns anos com tamanha desvalorização da carreira e de uma vida inteira de estudos e dedicação NÃO PISA NA ESCOLA AMANHÃ. Temos que bater record de público na Assembleia quarta-feira e record de adesão à greve.

    ResponderExcluir
  30. Prof. Sebastião de Oliveira, o nosso respeitadíssimo CONSULTOR do blog do Euler, aliás você merece essa caracterização com letra maiúscula, porque aquele mencionado outro dia, Xiii... sem comentários! Estou crendo mesmo em suas análises. Não é à toa que seu filho é um GRANDE ADVOGADO! Aprendeu com o pai-professor, desde menino! rs
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  31. Euler, se você me permite, quero mandar um recado malcriado para este reitor denominado Geraldo Magela Teixeira. Não vou chamá-lo de ilustre porque você não merece, meu chapa. Vai ser desinformado assim lá na China, cara. Deixa essa cadeirinha sua da reitoria e venha para a sala de aula da rede pública. Venha para você ver o que é bom para tosse. Você, pelo que parece, nasceu num berço de ouro. Assuma turmas com 44 alunos, coitados cheios de problemas e o que é pior ganhar R$ 369,00 reais. Escolas caindo aos pedaços, supervisoras e direção lhe enchendo o saco a toda hora, reuniãos a todo o momento. Você não tem tempo nem de ver a família direito, discutir problemas e solucioná-los. Aconselho a passar por tudo isso uma semana só, porque passei 36 anos e o governo, a quem você deve puxar o saco a toda hora nega-se a pagar nosso mísero PISO SALARIAL NACIONAL, mesmo o do MEC. Você, com todo certeza, ganha rios de dinheiro, por isso peço-lhe que feche essa boca imunda que não sabe o que fala. Euler, fique à vontade quanto à publicação ou não porque estou bastante nervoso com pessoas que não reconhecem nossos direitos. Grato.

    ResponderExcluir
  32. Ah, como eu me divirto com esse blog. Além de ser um espaço informativo e formativo, eu acabo dando boas risadas com a criatividade e alegria que o professor Euler conduz esse espaço e de que como que os outros colegas de classe incorporaram o sentido dessa nossa luta.

    O mundo virtual chega a ser interessante. A gente não conhece pessoalmente as pessoas, mas pela forma de escrever dessas pessoas a gente cria a imagem de como elas são. Vejo o querido Professor Sebastião como um senhor sensato, digno, dedicado a profissão que exerceu por tanto tempo.

    O Rômulo eu conheço pessoalmente. Conheço não né, já o vi nas nossas atividades. Só peço ele que não faça greve contra o Blog do Euler, pelo fato de não ser remunerado, rsssssss. Não podemos ficar sem a explanação objetiva e inteligente da voz firme desse jovem professor de história. Não sei explicar, mas eu vejo no brilho dos olhos daquele belo rapaz uma genuína vontade de justiça social.

    Ontem a noite confesso a vocês que cheguei a chorar na frente da televisão. Meu esposo, companheiro há 25 anos, é prova disso. Como que o governo tem o descabimento de dizer que estamos mentindo e usa o dinheiro do povo para fazer isso repetida vezes. Enquanto nós, que não temos muito dinheiro (pelo menos eu penso que o sindicato não tenha tanto dinheiro pra comprar vários horários na Globo), conseguimos comprar somente um pequeno tempo, não dando tempo para esclarecer tudo e ainda por cima uma voz esquisita do locutor.
    Valeu pela mensagem, mas me senti fraca diante do inimigo e por isso chorei.

    Estarei lá na quarta, balançando a bandeirinha do nosso sindicato e exalando otimismo e confiança na VITÓRIA.

    Glaúcia Souza

    ResponderExcluir
  33. Amanhã fim do recesso ,daqueles que ainda não aderiram o movimento recomendo que escutem Billy Bragg : Vai aí a +- tradução de uma das canções , para esses que ainda preferem ficar do outro da lado da trincheira

    Billy Bragg - Há poder em A União


    A União sempre, defendendo os nossos direitos
    Para baixo com o pé negro, todos os trabalhadores se unem
    Com nossos irmãos e nossas irmãs de muitas terras distantes
    Há poder em uma União

    Agora eu espero pela manhã que eles percebem
    Brutalidade e leis injustas não podem nos derrotar
    Mas quem vai defender os trabalhadores que não pode organizar
    Quando os patrões enviar seus lacaios para fora para nos enganar?

    O dinheiro fala por dinheiro, o Diabo para sua própria
    Que vem para falar para a pele e osso?
    O que é um conforto para a viúva, uma luz para a criança
    Há poder em uma União

    A União sempre, defendendo os nossos direitos
    Para baixo com o pé negro, todos os trabalhadores se unem
    Com nossos irmãos e nossas irmãs juntos vamos ficar
    Há poder em uma União

    Eis aí a +- de uma canção do grande Billy Bragg

    Achei que tinha a ver com o momento...

    ResponderExcluir
  34. Na hora que passou o anúncio do governo sobre a nossa greve vários familiares meus me questionaram sobre o mesmo.Parei e expliquei o que este CANALHA quer fazer:confundir a população,para que a mesma não descubra o quanto este governo é IMORAL,IRRESPONSÁVEL,USURPADOR E LADRÃO! Pois é companheiros,temos que conversar muito e não desistirmos da luta.A nossa HORA É ESTA,VAMOS FAZER ACONTECER,pois esta greve vai ficar na história.Tenho certeza,que com força e muita luta vamos chegar a uma bela VITÓRIA.Agradeço aos meus familiares pelo apoio,pois apesar de não desistir da luta por nenhum motivo,eles estão do meu lado torcendo e entendendo,pois sou a única educadora da família e a única em greve na minha cidade.Torno a dizer,NÃO VAMOS DESISTIR,POR FAVOR COMPANHEIROS, UNIDOS SEREMOS FORTES E VENCEREMOS,POIS SEI QUE DEUS ESTÁ AO NOSSO LADO.ABRAÇOS A TODOS E ATÉ DIA 03,EM BH,NA ASSEMBLEIA MOSTRANDO A NOSSA ENORME FORÇAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  35. \este nosso governo nos deixa cada vez mais desistimulado. As pessoas acreditam naquilo que ouve das autoridades. Já existem pais que estão ameaçando os professores (caso o filho tome bomba) a culpa é exclusiva dos professores. Um abraço.

    ResponderExcluir
  36. Pausa para a reflexão ... Àqueles que aderiram e aos que não aderiram ao movimento.

    "Educação:
    ela nos interessa?
    [...]

    Um povo educado é como um filho positivamente rebelde que não aceita injustiças, gritos,
    brutalidade ou humilhações em casa. Um povo educado reclama. Um povo educado elege
    diferente. Um povo informado - que teve escola, lê jornal, conhece livros, assina sabendo
    o que está naquele papel, interpreta o que vê na televisão ou escuta no rádio - ambiciona para seus filhos algo mais do que viver na rua e morrer na esquina. A educação nos faz enxergar com outros olhos o que
    acontece no país e no exterior - sim, pois a gente sabe o que se passa em outros lugares - e sair da resignação mortal para o desejo ativo de que as coisas melhorem. E começa a colaborar para que elas mudem. E vai reclamar de quem mentiu, prometeu e não cumpriu, foi corrupto, ficou impune, pensou em mais poder, e não na sua gente. Assim, devagar, usando de firmeza e inteligência, sem violência, sem agressão, quem se educou vai começar a mudar seu país. E por isso não me importo de repetir, repetir e repetir: a gente pode ser mais feliz. A gente pode ser mais gente. A gente precisa, com urgência, de verdade, que a educação seja prioridade de todos para todos, nesta nossa terra".
    LUFT, Lya. Veja. 22.dez.2010. p.26.
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  37. Que peninha!!! Não caiu , minha praga será maligna:

    Falha em aeronave atrasa retorno de Anastasia ao Brasil

    Ivan Satuf -

    Marcelo da Fonseca

    Patrícia Scofield -

    Publicação: 31/07/2011 11:36 Atualização: 31/07/2011 15:59

    *Atualizada às 15h45

    O retorno do governador Antonio Anastasia (PSDB) da Alemanha para o Brasil sofreu atraso devido a problemas no avião. Segundo a assessoria do governador, a tripulação foi obrigada a voltar para o aeroporto de Frankfurt e a trocar de aeronave neste domingo, depois da detecção de uma falha.

    No entanto, a assessoria do governador não soube confirmar se o problema no voo LH 506 (Frankfut –Guarulhos) foi detectado no ar ou ainda em solo. Também não há confirmação sobre o tempo decorrido da voo, antes de a aeronave voltar para o aeroporto.

    Saiba mais...
    Anastasia busca investimentos na Alemanha e no Japão
    Devido ao atraso, Anastasia só deve chegar ao Brasil na noite deste domingo. O governador passa bem, segundo a assessoria.

    Viagem para atrair investimentos

    Na Alemanha, o governador visitou a fábrica da Mercedes Benz, em Wörth. Ele conheceu o planejamento para a linha de produção que está sendo implantada na unidade da empresa em Juiz de Fora, na Região da Zona da Mata. Na ocasião, 40 funcionários da fábrica mineira que estão em treinamento no país europeu se encontraram com o governador. Antes, o governador esteve no Japão.

    ResponderExcluir
  38. Companheiros. Eu e um grupo de professores amigos fizemos hoje pela manhã uma panfletagem nas ruas de Venda Nova e região. Entregamos a CARTILHA que o sindute preparou (que ficou ótima por sinal, dialoga bem com a comunidade). Foram mais de 2000 cartilhas entregues em comércios, nas casas, e na porta de supermercados. Colocamos tbm em caixas de correios e em carros. Acho que é um trabalho que dá resultado. Sugiro que os professores reunam-se em grupos e façam um trabalho semelhante. Se em cada região fizermos isso, o resultado, tenho certeza, será ótimo. Não temos o mesmo poder de fogo do governo para bombar na TV como ele fez no sábado, mas podemos fazer esse trabalho de "formiguinha" que tenho certeza que também dará um excelente resultado.

    ResponderExcluir
  39. é euler , quase que o homem vai pro saco.


    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=125506,NOT

    ResponderExcluir
  40. Leiam no site do www.uai.com,br notícia de que o governador não pagara salários de professores grevistas.Escrevam suas opiniões.

    ResponderExcluir
  41. Euller os Deputados da oposição disseram que iriam bloquear a pauta de votação da assembléia até que o governador iniciasse uma negociação. acontece que cederam,assembleia entrou em recesso e ficou por isso mesmo.Sera que foi outra rasteira que levamos? gOSTARIA DE MAIORES EXPLICAÇÕES PRINCIPALMENTE POR PARTE DO DEP.Rogério Correia.Euller voce poderia dizer algo a respeito dese assunto?

    ResponderExcluir
  42. Pelo que estou escutando amanhã as subsedes e os comandos de greve vão ter muito trabalho,pois tem varios "colegas"marcando encontrando nas escolas para tentar retornar ao trabalho na terça.Precisamos ficar atento.

    ResponderExcluir
  43. “Acho até que se o sindicato tivesse divulgado entre a militância e no site do sind-UTE e também nos blogs com antecedência, teríamos até discutido a questão com os conhecidos e amigos, preparando-os para ver a mensagem.”



    Assino onde?



    Na minha opinião, o departamento de comunicação do SINDUTE precisa melhorar. Ontem, durante a exibição do comunicado, fiquei perdido porque não sabia se prestava atenção no texto (fonte pequena) ou se ouvia a mensagem. Infelizmente a mensagem veiculada – em horário nobre -, foi técnica e distante daqueles que o sindicato precisa atingir: pais e categoria. Pedir para que o governo sente à mesa e volte a negociar com a categoria, foi outra coisa que também não me agradou. Como tenho dito aqui a ampulheta foi posta e o Governo é quem precisa propor algo e acabar de vez com esse imbróglio.



    A direção precisa se articular melhor com a base e parar com o ineditismo. A comunicação entre texto é uma realidade e, nesse momento, não poderia ser desprezada. Esse micro blog e outros são espaços importantes para manter a categoria mobilizada e que podem ser mais explorados pelo SINDUTE, tendo em vista o poder de penetração destes.



    O SINDUTE poderia recorrer ao Euler. Seus textos são rebuscados, de fácil linguagem e elucidativos. Além de úteis são estimulantes diferentemente da falta de informação e motivação que não se observa no site oficial do sindicato. Os setores jurídicos e de comunicação precisam de uma sacudida.



    Em tempo: o sindicato precisa convidar a classe artística e intelectual mineira para o movimento. Onde estão? Afinal, contestaram 20 anos de supressão para que esse modelo (neoliberalista) que ai está fosse solução? Sucateamento do ensino levando os mais jovens à escassez? Além da confecção de Barners gigantescos fica ai outra dica.



    “ Conhecimento sem sabedoria é como farinha molhada: só presta para encher a barriga e estufá-la” – desconhecido.



    Todos firmes e de pé! Sem o piso não piso na escola!

    FLÁVIO/BH

    ResponderExcluir
  44. nem no ar o governador tem sossego, pois deve ter ficado maluco para pisar no solo ou seja no PISO.rsrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  45. Euler da uma olhadinha neste post da APPMG um absurdo !!!

    http://www2.appmg.org.br/appmg/mainProcess.jsp?id=85

    ResponderExcluir
  46. Euler , não sei se vc já fez , pois vc esta sempre na frente ou seja quando chegamos com o milho vc.já tá com o fubá.Mas se não acho que vale a pena colocar o video com a fala do osmar prado sobre a greve , embora fosse sobre a greve do Rio ele fala no contexto geral.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  47. O avião balançou? Não foi à toa que desde ontem entreguei o governador nas mãos das "13 almas". Elas não vão dar sossego a ele até que ele cumpra a Lei. Elas são infalíveis. O probleminha no avião só foi um aviso.

    ResponderExcluir
  48. Pausa para o riso!
    Depois dessa história de entregar o governador nas mãos de 13 almas, dá para entender o porquê da cara de preocupado dele, estampada na foto que está no Jornal Hoje em Dia. Quando souber então que existem 13 almas atrás, à frente e ao lado dele, vai ficar ainda mais preocupado. Penso que depois dessa história, vai resolver essa a questão do Piso rapidinho, porque ser seguido por almas não deve ser interessante, ainda mais por 13!

    ResponderExcluir
  49. O pior é que vaso não quebra ,nem esse mais delicados.kkkk

    ResponderExcluir
  50. ATENÇÃO PESSOAL: GREVE ATÉ O PISO! E SEM SALÁRIO NÃO HAVERÁ REPOSIÇÃO! VAMOS APROVEITAR AMANHÃ E TERÇA PARA VIGIAR PARA QUE NINGUÉM VOLTE ÀS ESCOLAS. GREVE ATÉ DEZEMBRO SE NECESSÁRIO, MAS SEM O PISO NÃO PISAMOS NAS ESCOLAS E SEM O SALÁRIO NÃO VAMOS REPOR NADA. ALIÁS, CARO EULER, VOCÊ PODERIA FAZER UM POST EXPLICANDO QUE FALTA/GREVE NÃO É A MESMA COISA DE UMA FALTA COMUM (AS QUE TÊM UM LIMITE ANUAL). SENDO ASSIM, OS COLEGAS NÃO PRECISAM TEMER À NÃO REPOSIÇÃO MEDIANTE CORTE DE SALÁRIOS E QUE ISSO SEJA ALASTRADO PARA TODA A CATEGORIA, QUE NENHUMA ESCOLA REPONHA. O GOVERNO JOGA SUJO? NÓS TAMBÉM TEMOS NOSSAS ARMAS (AINDA QUE DESIGUAIS), MAS NÃO SOMOS BURRINHOS DE PRESÉPIO QUE DIANTE DAS AMEAÇAS VOTAREMOS COMO CORDEIROS. É GREVE, É GREVE. E QUANTO MAIS O GOVERNO MENTE NA MÍDIA, MAIS QUEREMOS GREVE, MAIS NOS FORTALECEMOS. SE ATÉ DIA 03 O PISO NÃO SAIR, É GREVE, GREVE, GREVE ATÉ O PISO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  51. Caros amigos de luta
    Acabei de fazer uma visita ao BLOG DO BENNY e o comentário que postei ontem 30/07/2011 às 21:21

    Comentário: O PISO SALARIAL é Lei Federal. Eu voto pela continuidade da GREVE por tempo indeterminado caso o PISO ainda seja um assunto de acordos, acordos, acordos de discussões como ocorreu em 2010. Não quero "engolir" promessas que nunca, digo nunca foram ou serão cumpridas. Quero dizer para o MUNDO inteiro ouvir que conseguimos o nosso direito e resgatamos nossa dignidade, conseguimos fazer valer nossos direitos e a LEI neste ESTADO e NESTE PAÍS. TENHO vergonha de ter um GOVERNADOR como este: Antônio Anastasia (PSDB). Minas Gerais tem que "varrer" esses políticos fora da Lei para bem longe. FOI POSTADO COM SUCESSO. E ainda:

    "O SILÊNCIO SOBRE A GREVE DOS PROFESSORES
    O Benny diz:
    Muitos internautas, provavelmente ligados ao magistério, estão reclamando sobre por que não tenho comentado a greve dos professores, que já dura mais de um mês.

    Na greve do ano passado, este blog foi um espaço amplo de debate para as partes.(...) Não queria comentar a greve ou qualquer outro assunto sem pesquisar, entender o momento e poder fazer alguma reflexão útil. Saio hoje de férias para 10 dias de descanso.

    Na volta, espero retomar a normalidade e o contato agradável com os internautas.
    ----------- (...)
    Com a mudança, tenho podido entender melhor essa mídia do futuro que já é presente, que se renova a todo momento e nos desafia, com avanços tecnológicos permanentes que nos permitem criar, inovar, avançar, ampliar os limites do relacionamento com o consumidor de informação.
    ----------(...)
    Até a volta." Blog do Benny
    http://www.dzai.com.br/benny/blog/blogdobenny?tv_pos_id=86334

    abraços e estamos juntos

    Parabéns amigo Euler

    ResponderExcluir
  52. “De todas as vocações, a política é a mais nobre. Vocação, do latim vocare, quer dizer chamado. Vocação é um chamado interior de amor: chamado de amor por um ‘fazer’. [...]
    ‘Política’ vem de polis, cidade. A cidade era, para os gregos, um espaço seguro, ordenado e manso, onde os homens podiam se dedicar à busca da felicidade. O político seria aquele que cuidaria desse espaço. A vocação política, assim, estaria a serviço da felicidade dos moradores da cidade. [...]

    O político por vocação é um apaixonado pelo grande jardim para todos. Seu amor é tão grande que ele abre mão do pequeno jardim que ele poderia plantar para si mesmo. De que vale um pequeno jardim se à sua volta está o deserto? É preciso que o deserto inteiro se transforme em jardim.

    Amo a minha vocação, que é escrever. Literatura é uma vocação bela e fraca. O escritor tem amor mas não tem poder. Mas o político tem. Um político por vocação é um poeta forte: ele tem o poder de transformar poemas sobre jardins em jardins de verdade. A vocação política é transformar sonhos em realidade.”

    Esses excertos do texto “SOBRE POLÍTICA E JARDINAGEM” de Rubens Alves fazem-nos refletir sobre a nossa situação no tocante ao cumprimento da lei referente ao PISO SALARIAL DOS PROFESSORES. Assistindo à propaganda do governo de Minas, veiculada na Globo, vemos que precisamos de políticos que o sejam por vocação e não por profissão. Políticos que sejam responsáveis o bastante para respeitarem os seus eleitores, dando-lhes condições de terem uma vida digna. E Educação Pública de qualidade é um dos principais caminhos para mudar a vida para melhor. Não precisamos, não queremos e não aceitaremos mais esses "políticos profissionais" que vão para a mídia e mentem com a maior desfaçatez. Esses que brincam com a inteligência de dezenas de milhares de pessoas instruídas, politizadas e que sabem reivindicar seus direitos e não aceitam ser ludibriadas. Estamos com saudade de líderes que nos representem, que sejam honestos, para que possamos construir um país melhor, e com seres humanos melhores e mais felizes como bem salientou minha amiga Educadora Mineira. É tempo, façamos valer a nossa voz e também o nosso voto.

    ResponderExcluir
  53. GRAÇA:

    Boa madrugada e bom sono, Prof Euler,

    FUI LÁ E LI! INACREDITÁVEL! QUE DESSERVIÇO! A APPMG DEVERIA SE ENVERGONHAR ! OS ADVOGADOS E.LOURO E G. PEIXOTO QUESTIONAM ATE A DECISÃO DO SUPREMO!!???!
    Uai...que será que há por tras disso hein????????

    ResponderExcluir
  54. Contracheque com os valores discriminados como em dezembro/2010.(00:06)
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  55. Oi Euler e leitores!
    Já peguei meu contracheque que prova que meu salário base é R$584,00, e enviei ao e-mail do sindicato. Acho que todos deveriam fazer o mesmo. Ah! E o desconto foi feito. Sem pagamento, sem reposição. Um abraço e força na luta!
    Andréa

    ResponderExcluir
  56. Não acredito no que vi agora! O meu contra cheque veio com os mesmos valores de dezembro de 2010, meu Deus, onde isso vai parar?
    COLEGAS, EU EM NOME DE TODOS OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO IMPLORO: VAMOS ADERIR AO MOVIMENTO, JUNTOS SOMOS MAIS E MUITO MAIS, SE NÃO, DAQUI A POUCO R$ 560,00 PRA NÓS VAI SER UM SONHO DE CONSUMO.

    ResponderExcluir
  57. BOM DIA EULER,VOCÊ JÁ VIU NOSSO CONTRA CHEQUE,JÁ ESTÁ DISPONÍVEL E COM O CORTE DO PONTO . MAIS NAÕ SERÁ O MOTIVO PRA QUE EU E MINHAS COLEGAS DESANIMEMOS.AGORA MESMO É QUE TEMOS QUE FAZER BARULHO,É HORA DE UNIRMOS AS FORÇAS PARA LUTA ATÉ O PISO.DELE NÃO ABRIMOS MÃO.

    ResponderExcluir
  58. Caro Euler, Bom dia,

    Ele (o desgoverno)teve a cara de pau de realmente colocar o venc. básico de dezembro..é ultrajante mesmo..Acabeid e ver o contracheque
    anti tudo!!!!
    Força ao movimento cada vez mais!!!
    O governo deu um tiro no pé!!!!

    ResponderExcluir
  59. Caro Euller, sugiro uma campanha!
    Ninguém paga CEMIG, COPASA e CTBC, no mês de agosto. O rombo nos cofres destas empresas vai ser enorme. Já não vamos fazer a reposição, então vamos boicotar estas empresas e ver o que elas farão como forma de pressão ao governo.
    Quando recebermos o PISO que nos é de Direito, colocamos as contas em dia.
    Tenho um financiamento com desconto em folha, e o que aconteceu é que com o desconto da greve, não puderam descontar o valor do financiamento..
    Tudo está voltando contra o Governo.
    Sinto que não precisaremos de lutar por muito mais tempo para conseguirmos nosso objetivo, O Famigerado PISO.
    Sugiro que todo serviço pago, que seja oferecido pelo governo ou suas empresas colaboradoras, sofram o corte junto conosco.
    Se o governo não nos paga devidamente, não pagamos aos seus colaboradores também.
    Façam as contas:100.000 servidores em média, deixando de pagar R$150,00 à CEMIG = R$15.000.000,00. 10.000 servidores em méda deixando de pagar à COPASA R$100,00 = R$10.000.000,00.
    É um rombo de R$25.000.000,00 nos cofres públicos e nasa financiadoras do Governo. Será que ele vai aguentar a pressão?
    Acredito que deja de extrema importância também veicular na mídia, que o ano letivo não será fechado devido ao corte de ponto dos professores. Sendo assim todos alunos irão repetir o ano.
    Além do prejuízo financeiro, asocofres do governo, este terá um grande probleam em alocar os nvos alunos advindos da educação infantil.
    Não haverá salas, carteiras etc, para tanta gente.
    Quanto à propaganda quando o imbecil, diz que a greve é um movimento político, não pensou para dizer, pois até um bom dia é um ato político, porém não é político partidário.
    A bomba está nas mãos do Anastasia e tem que ser desligada bem rápido, senão vai esxplodir dentro do centro administrativo, juntamente com suas secretárias.
    Qual será a próxima ameaça do governo?
    Tomara que não demore sair outra, pois ao contrário do que eles pensam isto só tem dado mais força ainda ao movimento.
    GOVERNADOR E SEUS SUBALTERNOS: SE VOCÊS VÊM AQUI PARA LER O QUE ESCREVEMOS FAÇAM ISTO COM MUITA ATENÇÃO. NÃO ADIANTA TENTAR NOS REPRIMIR, POIS JÁ ESTAMOS CALEJADOS E NÃO MOSTRAMOS NEM I/3 DA NOSSA FORÇA E MOBILIZAÇÃO AINDA. SE NÃO ACREDITAM PAGUEM PRA VER.
    PREPAREM-SE PARA NEGOCIARTAMBÉM A REPOSIÇÃO DAS AULAS, SE É QUE IREMOS REPOR. SE O FIZERMOS SERÁ DO NOSSO JEITO E AS NOSSO PREÇO. A DITADURA DE VOCÊS ACABOU.
    ESTÃO DUVIDANDO? PAGUEM PRA VER.
    SE QUISEREMSABER QUEM EU SOU ESTÁ AQUI GIOVANE PALHARES VIEIRA DINIZ MASP 10145167, ESCOLA ESTADUAL ÂNGELA MARIA DE OLIVEIRA, CIDADE PARÁ DE MINAS/MG. ME IDENTIFIQUEI PARA QUE VOCÊS DO GOVERNO NÃO PERCAM TEMPO EM DESCOBRIR QUEM ESTÁ ESCREVENDO O QUE NESTE BLOG.
    VOCÊS SÃOAPENAS ALGUNS, NÓS SOMOS MAIS DE 100.000, SEM CONTAR OS QUE IRÃO ADERIRI AO MOVIMENTO A PATIR DE AMANHÃ.
    SE PREPARA ANASTASIA, A GUERRA ESTÁ SÓ COMEÇANDO, E AINDA NÃO APRESENTAMOS NOSSAS ARMAS...
    fORÇA NA LUTA COMPANHEIROS. SEM O PISO NÃO PISAMOS NA SALA. COM CORTE NÃO REPOMOS AULAS.

    ResponderExcluir
  60. Maria João Monlevade1 de agosto de 2011 04:01

    Bom dia a todos
    Euler, já esperava por isso, então não foi surpresa. Sou PEB 3D.

    AULAS OBRIG. EFETIVO 601,59
    GRAT.INCENT.DOCENCIA 110,48
    GRATIFIC. POR CURSO 60,16
    QUINQ.MAGIST. E.C.E. 66,29
    VENC.BASICO PROPORC. 61,27
    GRAT.INC.DOC-BIENIO 99,43
    VANTAG. TEMP.INCORP. 94,98
    FALTAS - GREVE AULAS 618,37
    FALTAS - GREVE EXIG. 56,53
    IPSEMG ASSIST.MEDICA 35,01
    CONT. PREV. LC 64/02 111,94
    Total de vantagens 1.094,20
    Total de descontos 821,85
    Líquido a receber 272,35

    Então o governo descontou 674,90 por motivo de greve!
    Minhas forças se renovaram e vou até o fim, pode cortar. Mas, tudo tem um lado positivo veja bem, ainda tenho 272,35 para pagar TODAS as contas do mês rsrs.
    Força na luta, UNIÂO e até a vitória!
    Agora animei mesmo, vou até à assembleia no dia 03/08.
    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  61. Parabéns, Euler, seus textos são brilhantes. Hoje cheguei na escola decidida a entrar de greve independente da opinião dos meus colegas. Mas meus colegas mesmo são vcs bravos guerreiros. Li para todos os professores o seu texto "verás que um filho teu não foge à luta". E vc venceu mais uma batalha. Inspirados por palavras tão vigorosas nossa escola entrou de greve hoje. Já sei de mais duas na região que aderiram. Não desista, pois suas palavras refletem o grito preso em nossa garganta. Estamos com você e com todos os bravos guerreiros. Abraços

    ResponderExcluir
  62. Euler,
    Bom dia!
    Estou desconfiadíssima que este Sindicato não está é com nada!Sou professora municipal, deixamos o nosso Sindicato de lado, pois mostrou- se desleal para conosco, e nós montamos uma Comissão, arrumamos uma advogada que entende da Lei como nós e conseguimos o pagamento do Piso a partir de setembro, mais atrasados desde janeiro de 2010 e reforma no Plano de Carreira.Se me permite uma opinião não tava na hora dos professores do Estado fazerem a mesma coisa?

    Atenciosamente,

    Aparecida

    ResponderExcluir
  63. http://www.youtube.com/stf

    http://twitter.com/#!/stf_oficial

    O site do Supremo Tribunal Federal tem até banco de imagens. Vamos mandar nossos questionamentos.

    ResponderExcluir
  64. STF

    Quando será publicado o acórdâo? Sem ele tenho certeza que o o Governo continuará nos enrolando.

    Euler, me diga vamos ficar de braços cruzados esperando o trem passar?

    ResponderExcluir
  65. OS ESCRAVOS DA SENZALA(SINDICALISTAS) SE JUNTARAM AO DONO DA CASA GRANDE(PSDB/ANTIGA UDN) PRA FALAR QUE NUNCA APANHARAM E QUE ELES NUNCA FORAM ESCRAVOCRATAS ? ...É ISSO MESMO QUE ESTOU ENTENDENDO... KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK RASGARAM A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E AGORA APAGARAM A HISTÓRIA DO BRASIL. GRAVE... MUITO GRAVE MESMO.""O senador Aécio Neves sempre defendeu as bandeiras sindicais". MEU DEUS, ABSURDO. VOU VIVER E MORRER E NÃO VOU VER NEM A METADE DAS LOUCURAS DO PLANETA. "O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma.
    O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma.


    O presidente da Força Sindical em Minas, Rogério Fernades, que deixou o PDT para ingressar no PSDB, explica que o movimento de aproximação já é forte em vários estados. "Já existem núcleos do PSDB sindical em São Paulo, Tocantins e no Nordeste", afirma. Ele explica que, a partir da consolidação de um núcleo sindical dentro do ninho tucano, será possível montar uma agenda de negociações comum com os trabalhadores, como o salário mínimo de R$ 600, o projeto em torno do fator previdenciário e a redução da jornada de trabalho. "O senador Aécio Neves sempre defendeu as bandeiras sindicais", ressalta. <<<<< ABSURDO !!!!!!!! VERGONHA NACIONAL !!!!! TRAIDORES. http://blogdoeulerconrado.blogspot.com/2011/07/governo-de-minas-cada-vez-mais-num-beco.html#comments

    ResponderExcluir
  66. Ouvi uma informação vinda da Maria Ceres que enquanto as escolas não voltarem à normalidade, não será dada a posse aos novos (ou velhos) diretores. Mais uma mentira do governo. Se estivessem apenas 2% das escolas totalmente em greve, estaria praticamente tudo normal. Temos que juntos jogar toda esta merda no ventilador.

    ResponderExcluir