quarta-feira, 27 de julho de 2011

E se todos imitassem o governo de Minas?



E se todos imitassem o governo de Minas?


O Governo de Minas (e muitos outros) está dando um péssimo exemplo para os cidadãos mineiros e brasileiros. Ao não cumprir uma lei federal - a Lei do Piso -, que estabelece o pagamento de um valor mínimo enquanto vencimento básico - sobre o qual devem incidir as gratificações e vantagens -, o governo acaba passando a idéia de que o calote é uma alternativa para quem tem algum débito na praça.

É até compreensível que um cidadão comum, em passando por dificuldades temporárias - por exemplo, quando perde um emprego - não consiga honrar alguma dívida, seja no comércio ou num banco. Mesmo assim, os juros se acumulam, e o pobre do cidadão se esforça ao máximo para quitar seus débitos, muitas das vezes acrescidos de taxas e multas descabidas. No último caso, é punido com o corte de crédito e em alguns casos, como o de pensão alimentícia, pode parar até na cadeia. Mas, e o governo de um estado que diz ser o maior arrecadador de imposto do mundo? O que acontece quando ele não paga aos educadores aquilo que manda a Lei?

Ao invés de pagar um miserável piso salarial que é lei federal, o governo de Minas impôs o subsídio, que representa na prática um confisco - ou seria um calote? - nos educadores, equivalente a duas cidades administrativas. Seria mais ou menos o mesmo que um cidadão, por exemplo, ao pegar as suas contas no final do mês, dissesse:

- Bom, esta conta de água, no valor de R$60,00, eu só pago R$ 30,00, porque essa taxa de esgoto e essa outra de ICMS já estão inseridas no valor que eu estou oferecendo.

E assim procedesse em relação a todas as demais compras ou dívidas. Vai no banco e indaga: qual o meu débito? R$ 1.000,00? Bom, eu só pago R$ 400,00 porque essas taxas e juros e dividendos que vocês estão cobrando já estão incluídas no valor que vou pagar (em relação aos bancos acho até que deveria ser assim mesmo, dada à roubalheira comum a este serviço).

Ao chegar no supermercado, após as compras, passa pelo caixa e verifica a soma das compras: R$ 150,00. E diz: só pago R$ 100,00, pois as despesas com ICMS e parte do lucro do proprietário já estão inseridas neste valor. E por aí vai.

O problema aí é que o cidadão comum não tem o poder de decisão. Se ele não paga no caixa, logo vai ser abordado pela polícia, enquadrado num artigo qualquer da lei, seu nome será imediatamente colocado nos tais serviços de proteção ao crédito e ele será visto como mau pagador ou até como ladrão. Tudo por conta de uma única conta de supermercado ou açougue que o pobre do cidadão, em imitando o governo de Minas, resolvesse pagar só uma parte da conta.

Mas, e o governo? Que punição receberá o governador (e a presidenta, e os demais governadores e prefeitos) por não pagarem aos educadores aquilo que lhes é de direito? Que punições receberão estes governantes por terem provocado uma greve de muitos dias e prejudicado os estudos de milhares de alunos?

Além disso, há que se perguntar - e um dos nossos navegantes teria citado o dito popular "pau que dá em Chico, dá também em Francisco" - por que o governo de Minas (e também o governo Federal), não aplica o mesmo calote nos credores maiores, tipo empreiteiras, ou em relação ao chamado serviço da dívida pública, verdadeiro saco sem fundo a comer o dinheiro público em benefício de poucas famílias? Por que não dizem: olha, este ano nós vamos investir na Educação, então vocês, ao invés de receberem 100 bilhões de juros, vão receber só 70 bilhões.

Por que só os educadores podem ser vítimas de confiscos e calotes impunemente? No entendimento comum, de qualquer cidadão de bem, os governos que não pagam o piso dos educadores tal como manda a Lei, ou que fazem "adaptações" nos planos de carreira para escapar deste compromisso - adaptações essas como eufemismo para o ato de roubar - deveriam ser punidos.

E porque o não pagamento do piso assemelha-se a um confisco, roubo ou coisa parecida?

Imagine-se que você, com o seu salário, tenha adquirido um bem qualquer, uma moto (como no caso da nossa combativa colega Carla, que teve a sua roubada e que a categoria tem o compromisso moral de lhe dar outra), ou uma TV, ou mesmo um automóvel para pagar em 150 prestações? Se alguém entra na sua casa e lhe toma este objeto este alguém está lhe roubando. Pode (e deve) ser preso por isso. É o que diz a lei.

Agora, se você tem direito a um salário maior, instituído por uma lei federal, mas este salário não é pago, você está sendo lesado. Estão lhe privando de adquirir uma geladeira, um sofá novo para sua casa, um passeio de férias, um bom livro, um tratamento de saúde, etc. Enfim, com todas as letras, estão enfiando a mão no seu bolso sem precisar entrar na sua casa para pegar este dinheiro, em espécie ou materializado em algum móvel.

E o pior é que sabemos que há recursos para pagar o piso. E mesmo que não houvesse, a Lei do Piso prevê a complementação, pelo governo federal, do valor que em tese estaria faltando nos cofres dos governos estaduais e municipais. Ora, por que então este piso não é pago e nada acontece? E o Ministério Público, por que não atua e cobra do governante o cumprimento da lei? E a Justiça, até quando terá olhos para punir apenas os trabalhadores em greve, enquanto nada vê quando se trata dos governos que não cumprem a lei? E o legislativo, que em tese deveria também fiscalizar o cumprimento da lei, mas prefere discutir sobre a Copa do Mundo de 2014? E a mídia, que igualmente finge que nada acontece, enquanto recebe poupudas verbas para divulgar programas educacionais do mesmo governo que se recusa a pagar o piso dos educadores?

A seletiva escolha em calotear, em sacanear, em roubar, em apropriar-se indevidamente de recursos que deveriam ser pagos aos educadores é uma coisa que mereceria ser denunciada em fóruns internacionais. Denunciar essa cumplicidade de governantes das três esferas: federal, estaduais e municipais. Mas, a entidade sindical que deveria fazer essa denúncia internacional - até mesmo para provocar uma reação nos governantes tupiniquins, alguns dos quais só tomam atitude quando cobrados de fora, pelos seus chefes internacionais - esta entidade sindical - a CNTE - está lá, num encontro internacional dizendo que o Brasil é o melhor exemplo em matéria de conquistas. Ou seja: estamos sendo lesados inclusive por aqueles que deveriam nos representar no plano nacional.

Em suma, é esta a nossa dramática realidade. E como a situação para os educadores sempre pode piorar, o governo de Minas já anuncia que nos salários dos educadores de julho, vai aplicar uma dupla punição: pela greve e pela opção ao antigo plano de carreira, haverá redução e corte de salário, além do não pagamento do piso. Tudo sob o silêncio cúmplice do legislativo mineiro e nacional, do Ministério Público, da mídia vendida, do MEC, e de tantos outros órgãos que em tese deveriam zelar pelo cumprimento da lei, pelo menos no que diz respeito à correta aplicação dos recursos da Educação (e da saúde, etc).

Enquanto isso, fica aí o mau exemplo dado pelo governo de Minas (e do Brasil) para todos os cidadãos que pagam impostos e procuram cumprir minimamente suas obrigações. Já pensaram se todos resolvessem imitar o governo de Minas?

***

P.S. O pior de tudo isso é que o governo sabe que terá que pagar o piso como manda a lei, mais dia, menos dia. E procura procrastinar, usando estes mecanismos coercitivos e ilegais até, para intimidar uma parcela da categoria, para que permaneça no subsídio. Uma coisa irresponsável por parte do governo, pois provocou uma greve que nem precisaria ter acontecido, caso o governo estivesse cumprindo a lei, pagando o piso; prejudica os alunos, destrói a carreira dos educadores, procura dividir a categoria, ora, qual o propósito de tudo isso? Talvez o governo queira mesmo destruir de vez a Educação pública, minimizando ao máximo os gastos nesta área, e colocando em prática a privatização cada vez mais crescente do ensino. Coisa que se observa tanto em Minas quanto no Brasil.

P.S.2 - Na venda da sua força de trabalho, o proletariado já é vítima de um roubo neste processo, quando o patrão apropria-se de uma parte do seu trabalho, que não é pago, naquilo que Marx chamava de mais-valia. A luta por salários mais justos acaba se tornando uma luta para reduzir este roubo do qual o trabalhador é vítima diariamente. No nosso caso específico, além dos confiscos que sofremos nos últimos anos, ainda somos vítima agora deste golpe do subsídio, que nos priva de receber o piso.

P.S. 3 - A greve continua, até a nossa vitória!

***

"Anônimo:

Bom dia , Euler! Hoje na sua análise você denominou uma atitude do Governo de Minas que só tem mesmo esse nome: irresponsável! O que estamos vendo não é papel de governante, é de um ditador, irresponsável, ineficiente e sem preocupação política. (É , porque o Faraó já deve estar se preocupando e até o avõ de faraó se contorcendo lá no "céu": quem eu fui apadrinhar, meu Deus? Ele parecia tão inteligente, promissor, mas... só faz burrada!) E, sabemos bem, que é questão de tempo: pode cortar greve, pagar salários mais baixos este mês, posicionar profissional de 27 anos de carreira (meu caso) como PEBIA sem direito a reclamação(porque já vai para três meses sem salário e ninguém resolve a situação), mas continuamos firmes. Nós somos feito de outro barro: SOMOS EDUCADORES."

"Anônimo:

Euler,

leia a matéria do Super Notícia, 27/07, "PROFESSORES TÊM QUE ESCOLHER REGIME SALARIAL". Há uma parte da matéria, "Tire suas dúvidas", que explica de forma tendenciosa as diferenças entre os regimes de pagamento: SUBSÍDIO X REMUNERAÇÃO. Em minha opinião o jornal foi mais favorável ao Subsídio.

Força na Luta!"



"GRAÇA:

O Bom dia valeu! Você acordou com tudo! Ótimo o texto!

Depois da entrevista do Ministro Jobim, mando agora:

Jornal OTEMPO em 27/07/2011

http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=177854,OTE

PROFESSOR

Os professores estaduais de Minas têm até 10 de agosto para escolher como preferem receber seus salários, em regime de subsídio ou de remuneração. Os servidores que não se manifestarem serão automaticamente inseridos na primeira opção. Há pouco menos de duas semanas para o fim do prazo, especialistas alertam que a escolha deve ser feita de acordo com o perfil de cada trabalhador e que eles devem ficar atentos para não se enganarem com a falsa ilusão de aumento de salário." E HÁ UM FOLHETO TIRA DÚVIDAS QUE POR SER IMAGEM NÃO DEU PARA COPIAR

AGORA A MELHOR PIADA DO SÉCULO LEIA:

"Perfil. De acordo com o consultor em desenvolvimento econômico Ricardo Melo, os servidores que tiverem mais facilidade em guardar e reinvestir dinheiro devem optar pelo regime de subsídio porque eles terão um salário maior. "Essa sobra de salário deve ser investida em uma conta de poupança ou em outro tipo de investimento e pode trazer lucros para os servidores no futuro".

ELE DISSE POUPAR???? MELLL DELLLS!
ADONDE MORA ESSE CONSULTOR? ELE CONHECE AS TABELAS DE SALÁRIOS DO MAGISTÉRIO DE MG???
"O QUE DÁ PRA RIR DÁ PRA CHORAR !!!GARGALHADAS!!!!!".


Comentário do Blog: kkkkkk. Esta foi a melhor piada já publicada neste blog!

P.S. Já deixei lá a minha mensagem, que aguarda publicação, mas cujo teor é este:

"Matéria bastante tendenciosa, para variar - apesar do jornal O tempo estar pelo menos abordando o assunto. Entrevistou dois professores desinformados, um humorista com o título de consultor, que sugeriu que os educadores fizessem poupança com parte do salário. KKKKKKKKKK. O cara está desperdiçado! Faltou também informar que mais de 85 mil servidores já optaram pelo antigo regime remuneratório. Outra coisa: não se trata de escolher entre este ou aquele sistema. O único sistema dentro da legalidade é o antigo sistema, composto por vencimento básico e gratificações, e que o governo se recusa a aplicar o piso, como manda a lei, pois ele representa ganhos muito superiores aos do tal subsídio. Este sistema contraria a Lei Federal, que foi julgada já pelo STF (ADI 4167) e que considerou ilegal pagar o piso como somatória total de salário (vencimento básico mais gratificações). Piso é salário inicial, sobre o qual devem incidir as vantagens e gratificações conquistadas ao longo do tempo. Subsídio é somatória de tudo, antes da aplicação do piso, representando, portanto, um confisco confesso equivalente a duas cidades administrativas no bolso dos educadores. Quantas vezes vamos ter que explicar isso para a mídia, hein?"

"Anônimo:

Onde será que esse Ricardo Melo fez a sua graduação? Economia? Ficar no subsídio é, no mínimo, se declarar um completo analfabeto matemático. Volta pro Ensino Fundamental Ricardo Melo, que nós, os professores de Matemática, vamos te ensinar a fazer umas continhas. Mas, escolha bem seus professores, porque aqueles que não estão em greve ou que não optaram pra voltar pro regime antigo, também não vão te ensinar a fazer as "continhas" de forma correta."

"Anônimo:

Caros colegas, cada dia me convenço que é em MINAS que o PROGRAMA ZORRA TOTAL é gravado e os novos COMEDIANTES são daqui mesmo. Até outro dia, eu os considerava ANALFABETOS por não dar conta de ler e interpretar, considerava-os INCOMPETENTES, pois assumem posições sem o menor preparo para elas, mas agora já estou achando que depois de todas essas qualificações dadas a essas gentes, uma vez que cada dia aumentam as aberrações, agora chego a pensar que também sejam EXTRATERRESTRES, posto que dizem cada barbaridade, como este CONSULTOR, por exemplo. Quer saber, este HOMEM e tantos outros que já falamos deles aqui são ACÉFALOS! Não tem outra explicação. É um FESTIVAL DE BESTEIRAS ASSOLANDO MINAS GERAIS. E pensar que isso eram coisas de uma meia dúzia de cidadãos, pelo jeito a quantidade é enorme, basta abrirem a boca para dar o PARECER deles na mídia que ficamos apavorado(a)s com o besteirol proferido em BOM PORTUGUÊS! Até porque todos querem mostrar conhecimento diante do assunto. Nunca ganharam R$369,00 na vida. Quem não tem competência não se estabelece!
Acuda-nos, D. Joana D'arc, essa GENTE DIPLOMADA, faz uma vergonha perto da senhora!!".


"Anônimo:

EULER, como pode existir um consultor babaca assim? Onde ele estudou? Como pode ser bobo assim? Vamos pedir para ele fechar a matraca e ficar quieto ou então ficar melhor informado. Como o jornal "O tempo" , que é conceituado, aceita umas entrevistas assim? Onde já se viu professor poupar? Oh! Melo, volta para escola, pois se você esteve nela, ela não entrou em você. Se você não sabe, caro Melo, o professor mineiro está na miséria extrema. Será que você não tem algum parente, familiar, amigo, que seja docente? Estamos matando cachorro a grito há muito tempo, sr. Melo desinformado. Obrigado, Euler, pelo desabafo."

"Anônimo:

Euler, aproveitando a reflexão feita em seu texto, gostaria de lembrar que nós sabemos da realidade de muita gente que precisa dar nó em pingo d'agua para sobreviver. Já vi professores vendendo Avon, cd e dvd pirata, produtos para emagrecer.... .e por aí vai. Há muitos anos atrás (início dos anos 90), quando o salário de um policial era tão baixo quanto o nosso, um rapaz que morava na minha cidade, decidiu fazer aborto na namorada comprando uma pílula abortiva das mãos de um policial. Qual não foi a surpresa desse rapaz ao descobrir, posteriormente, que outros policiais militares e civis desenvolviam algum tipo de atividade paralela e ilegal para complementar o salário miserável que ganhavam. Até aí nada novo. São fatos que estão ampla e diariamente estampados em todos noticiários do país. Agora reflitam, se até juízes vendem sentenças por esse brasil afora, fica fácil entender o motivo que leva o cidadão de baixa renda dar um jeitinho de se virar para sobreviver. Este é o nosso país, e é por isso que, todo dia ao acordar, eu cuspo na bandeira do brasil (com b minúsculo mesmo).".

"Paulo:

Anônimo, professor vender avon e dvd pirata não é nada. Pior é o caso de uma professora efetivada com apenas 6 aulas morando de aluguel sozinha com um filho muito doente que necessita de cuidados especiais, ter que vender o corpo para sobreviver."

"Márcia Barros:

Quero, no dia de hoje , falar com quem tem o poder, inclusive lhe concedido por Deus, de decidir pelo bem de seus subordinados. Quero falar com o senhor, Sr. Governador do Estado de Minas Gerais. O povo deste grande estado lhe elegeu governador para cuidar de seu maior patrimônio , para cuidar de sua gente ! O senhor é parte deste povo, desta gente e por circunstâncias pródigas chegou a esse cargo. Por circunstâncias privilegiadas chegou a essa nobilíssima tarefa: governar uma parcela considerável desta grande nação brasileira ! Tenho absoluta certeza de que em algum momento, em suas reflexões, o senhor já assumiu diante de si mesmo, esta grande responsabilidade. E, por que, Sr. Governador, espera tanto tempo para fazer justiça aos educadores de seu povo? Por que? Por que permitir tanto desgaste, tanto sofrimento? Por que deixar essa classe chegar à exaustão para só então assinar algo que lhe é de direito? Por que permitir que tantas crianças, que tantos jovens sejam prejudicados pela falta do estudo que, para eles, filhos de trabalhadores e assalariados é a única possibilidade de adquirirem o respeito, a dignidade que são direitos incontestáveis de todos nós, cidadãos , homens e mulheres em um país livre , grande e rico ! Por que Sr. Governador, lhes negar isso? Não foi justamente para o inverso de tudo isso que foi eleito? Para proteger esse povo, principalmente os mais pequeninos dentre os pequenos ? "A quem muito é dado, muito lhe será cobrado!" Quem um dia disse essa frase, veio para nos ensinar a governar, a servir o povo. E fez exatamente tudo para que esse ensinamento chegasse a todos, sem exceção! Entregou-nos os direitos que nos haviam usurpado e para isso não hesitou em dar sua própria vida! Sr. Governador, entregue a seus educadores o direito que a Lei lhe conferiu: o piso de sua carreira, tão pequeno, tão miserável . Este piso, contudo, é deles, é nosso! O Sr. não precisa chegar ao ponto, para nos conceder o que é nosso direito, de dar a própria vida . Não precisa! E ainda, assim fazendo, será pela história desse Estado tão grande, tão rico para sempre lembrado, honrado ! Por que, Sr. Governador não entrar para a história dessa forma? Por que, Sr. Governador, optar pela covardia, pela insensibilidade se pode fazer de sua escolha um ato que para sempre será lembrado? O que mais falar? Como tocar em sua alma, em sua consciência? Apresentar-lhe a situação de miséria a que tantos educadores se sujeitam pela índole incansável e insistente de serem agentes de transformação dessa sociedade?
Basta que o Sr. visite alguma escola do interior, alguma escola da periferia e muito rapidamente ficará conhecendo alguns desses exemplos. Isto lhe bastaria, Sr. Governador? Não? Entretanto, foi para isso que o senhor foi escolhido, para mudar a face dessa realidade, para cuidar de seu maior patrimônio: o povo deste estado ! Entre para a História, Sr. Anastazia! Deixe para seus filhos, sua família esta herança! Cuide de seu povo, de sua gente! Dá-nos o que é nosso direito! Foi o Poder Constituído que nos concedeu o Piso, esta Lei! É isso que lhe pedimos, apenas isso: faça cumprir esta Lei! A Educação, pilar de toda a sociedade que se preza, lhe agradece!

Márcia Barros Santos".


"Anônimo:

ESTE PAÍS SÓ TEM LADRÕES, ESTA É A PALAVRA CORRETA.NÃO PRECISAVA ESTA GREVE ERA SIMPLESMENTE PAGAR O QUE É NOSSO DIREITO.ATENÇÃO PAIS E ALUNOS, NÓS ESTAMOS EM GREVE PORQUE ESTAMOS SENDO ROUBADOS E LITERALMENTE ROUBADOS.SEJA NO SALÁRIO, NOS SONHOS NO NOSSO PSICOLÓGICO EM TODOS OS SENTIDOS.PRECISAMOS PEDIR INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS, COAÇÃO, ROUBO, CALÚNIA, ETC, ETC.uM BOM ADVOGADO PODE RESOLVER NOSSO CASO.BRASIL TERRA BELÍSSIMA MAS ONDE IMPERA O ROUBO E A LUXÚRIA VISTAS A OLHO NU...VOCÊS QUE FAZEM ISSO SE PREPAREM E REFLITAM...O JUÍZO FINAL CHEGA PARA TODOS.ANASTASIA, SEJA MAIS INTELIGENTE, MOSTRE AOS OUTROS GOVERNADORES QUE VOCÊ É INTELIGENTE DANDO O EXEMPLO DE HONESTIDADE AGORA.ESQUEÇA O QUE PASSOU MAS RETOME SUA HONESTIDADE A COMEÇAR PAGANDO O NOSSO TÃO ESPERADO PISO.ISSO O QUE VOCÊS FAZEM ACABARÁ RETORNANDO PARA VOCÊS.RETOME SUA HONESTIDADE AGORA E VERÁ COMO É MELHOR FAZER ISSO.ESTE APELO É PARA TODOS QUE SÃO DESONESTOS DE UMA FORMA OU DE OUTRA.A VIDA É CURTA E TUDO QUE FAZEMOS AQUI NÓS PAGAMOS AQUI.QUERO TRABALHAR, QUERO ESTAR EM SALA DE AULA, QUERO VER MEUS ALUNOS MAS SOMENTE TENDO UM PISO PARA ME DAR SUSTENTABILIDADE, SEM PISO NÃO ESTOU SEGURA.ACORDE GENTE...PROFESSORES QUE AINDA INSISTEM EM ESTAR EM SALA DE AULA, ACORDEM...VOCÊS ESTÃO DEMONSTRANDO QUE SÃO IDIOTAS, QUE NÃO SABEM O QUE FAZEM....ONDE ESTUDARAM????PARA QUE ESTUDARAM????LUTAR MAS JAMAIS SE ENTREGAR A NADA..."
.


"GRAÇA:

Oi Prof Euler,

Ah! Valeu a piada que mandei hein?
Fui lá no site do jornal O TEMPO, seu comentário já esta publicado, diversos colegas também publicaram e tá bombando! O tal Melo que se diz consultor vai se arrepender para sempre de publicar a tendenciosa orientação.

Uma pergunta: O Sindute possui grande equipe, advogados, secretários, diretores, etc, não teria condições de verificar junto às bases e informar quantos servidores já fizeram a opção pelo retorno?

Pergunto pq estou vendo que muitos reclamam que optaram mas não tiveram a publicação ainda.

Att
Graça"


"Anônimo:

Companheiros

Se alguém ainda tem dúvidas sobre a escolha do vencimento básico, me desculpem mas vão perder o trem da história. Este blog, o sindicato, os colegas de trabalho todos tem alertado sobre os males dos subsídio.

Professor que estiver esperando a mídia se posicionar, vai morrer agarrado ao subsídio.

Consultor Financeiro agora entende de lei ?

Manda o consultor financeiro poupar ganhando 935,00 por mês.

Este blog em especial, já trouxe mais de uma dezena de artigos explicativos. Parabéns Euler, você tem ajudado muito a nossa categoria.

Agora quem quiser o subsídio, vivemos numa democracia, no futuro as diferenças só aumentarão."


"Professora de História:

EuleR, Boa Tarde!

Estou sem palavras depois que li a reportagem do Jornal o Tempo, ou melhor, é uma perda de tempo ler esse jornal.
Esses dois aqui citados, vão ser contratados pARA RESOLVER A CRISE DOS EUA.

"De acordo com o consultor em desenvolvimento econômico Ricardo Melo, os servidores que tiverem mais facilidade em guardar e reinvestir dinheiro devem optar pelo regime de subsídio porque eles terão um salário maior. "Essa sobra de salário deve ser investida em uma conta de poupança ou em outro tipo de investimento e pode trazer lucros para os servidores no futuro", explicou o consultor.

Segundo ele, aqueles que não conseguem poupar devem escolher a remuneração para poder acumular as gratificações. "É difícil guardar dinheiro, então nesse regime o servidor tem a certeza de que terá um dinheiro para receber ao longo dos anos", completou.

A economista Ana Martins concorda com o colega e ressalta ainda que os servidores devem pensar bem na opção que mais se enquadra em seu perfil. "Eles devem ficar atentos para não cair em uma armadilha e achar que estão sendo beneficiados, mas acabarem perdendo dinheiro", salientou a economista."

Que faculdade é essa meu Deus.... deve ser a mesma que formou o Faraó e o seu afilhadinho."



"Anônimo:

Anastasia,

Já estou ficando injuriada com sua teimosia! Até agora não nos disse nada de aproveitável. Estamos esperando, em greve, que você saiba aproveitar esse momento para sair "por cima", ou seja, ao nos atender, estará dando uma prova de que sabe negociar. Se não tiver coragem para fazê-lo pessoalmente, peça às suas secretárias que o façam por você. Estamos topando qualquer alternativa, contando que nos pague esse famigerado piso.

Vou passar para você uma lição de casa:

- Repita várias vezes o juramento que fez ao tomar posse como Governador. Quem sabe assim, essas palavras tomem corpo e força e você passa a cumprir a sua "jura"??? Você sabia que a palavra tem poder? Pois então, repita, repita, até que seu inconsciente tome consciência, ouviu?
Ai, ai, ai...!!!

“Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

“Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

“Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

(...)"


"Anônimo:

Euler e companheiros do blog, eu acredito que esta greve irá terminar com o pagamento do piso logo após o término do retorno à remuneração antiga. O que vocês acham? O governo está esperando para segurar o máximo de professores no subsídio, pois para ele será melhor. Acredito que esteja tudo pronto, só esperando a data 10-08-2011. Vocês também têm esta ideia? Obrigado, EULER, pelo espaço democrático."

"Sebastião de Oliveira:

Caros professores,
Na página do STF de hoje tem a seguinte nota:
Em decisão proferida em 01/07/2011, o ministro (Celso de Melo) cassou decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) que não reconheceu a existência de união homoafetiva para fins de pagamento de benefício previdenciário de pensão por morte. Então fica claro, se o governador não reconhecer o Piso como vencimento básico sem as vantagens, sua decisão também será cassada.

Sebastião de Oliveira"



"João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Eis a cópia de um email que eu passei para uma pessoa, que não vou identificar, mas que é inimiga declarada de todos os professores.

A senhora devia condenar é o governo de Minas que não cumpre a lei federal, e não os professores. Aliás, eu até hoje me pergunto como a senhora conseguiu ser professora e aposentar como tal, se a senhora é inimiga declarada da classe. Pelo que a senhora mesmo confessou, a senhora passou muitas agruras por ser a ''caxias'', a ''subversiva''. No seu tempo se tivesse avaliação de desempenho suas notas iam ser baixas, pois também se avalia o relacionamento com os colegas, e a senhora, pelo que me parece foi um elemento de desunião da classe.

Se o governo já estivesse cumprindo a lei não precisaria ninguém entrar em greve. LEI SE CUMPRE E PONTO FINAL. LEI É LEI. É PARA SER CUMPRIDA."


"Ronaldo Eustáquio:

Eu li a matéria. O cara não enxerga no curto, e, muito menos, no longo prazo. E ainda sugere que façamos uma poupança, no caso de quem optar pelo subsídio. Como se sobrasse para isso. Este Ricardo Melo desconhece a realidade da educação em Minas, como bem lembrou o companheiro Euler. Para dar pitaco, deveria, pelo menos, ter em mãos o nosso contracheque de dezembro de 2010, para falar sobre tal absurdo.

Ronaldo Eustáquio."



"Rita:

Caro Euler,
a respeito da matéria de O TEmpo, sei como fazer poupança: começaremos a merendar e a levar para casa a merenda, assim alimentaremos nossos filhos, também pediremos carona com plaquinhas do tipo: sou professor, por favor, ajuda. Quem sabe dá para economizar uns trocados no fim do mês.
Bem, finalmente seremos o que o governo quer que sejamos: mendigos ( sem menosprezo por eles, que também não deveriam ser o que são ). E miseráveis. É vergonhoso ver nossa classe profissional jogada no lixo. E as pessoas fazendo críticas sem nem ao menos procurarem saber exatamente qual é a verdadeira situação de nós, professores.
Um abraço e estamos todos juntos lutando pelo pagamento do piso."


"PEDRo:

Oi Euler,
Com todo respeito tenho percebido que você e alguns seguidores tem batido muito na CNTE, mas temos que fazer justiça, ela entrou com ação contra o subsídio de Minas e a direção estadual não divulgou, ví no blog de Montes Claros, a CNTE, tem tentado audiência com o MEC e não conseguiu, A luta pelo PISO ela sempre pautou para todos os Estado e Municípios. Penso que temos que fazer nossas críticas a representante da CNTE do SindUTE como também do Ministro e da presidente Dilma. A CNTE sempre chamou greve de 24 ou no máximo 48 horas, poderíamos questionar nossa representante por que. E a audiência do SindUTE com o MEC você tem notícias? Deveria nos informar para ajudar a mobilizar. O recesso não terá cortes como alguns achavam, e penso que também não haverá o corte.
Abrços

Pedro - Sete Lagoas".



"marcia:

Ontem no jornal o globo na pág. 07, de Rodrigo Constantino saiu um artigo UM SUIÇO NO BRASIL. Ele usa uma frase de Martin Luther King. "O que me preocupa não é o grito dos maus: é o silencio dos bons". É realmente o que está acontecendo no Brasil, os maus fazem o que querem e a sociedade está em silêncio. Até quando?
os brasileiros precisam sair dessa letargia e se organizar para colocar essa canalhada para fora, não podemos mais ficar calados diante de tanta impunidade. o que é um país sem um povo educado. Pais, alunos, povo brasileiro, levantem-se. Tirem a b... da cadeira, salvem esse país lindo que está sendo arrasado com esses políticos corruptos, principalmente aqueles que não cumprem as leis. CHEGA. Professores ganhando essa miséria, tendo que fazer greve para receber um salário de fome..... Meu Deus... Faz-se passeatas para tudo, porque não para acabar com a corrupção? Tenho certeza que se não fosse a roubalheira professor poderia ganhar um salário decente. Quem puder leia o artigo.
"

"Giovane Diniz (Pipoca):

CAROS COMPANHEIROS em especial COMPANHEIRA BEATRIZ,não estou querendo tirar o foco da nossa luta, mas precisamos ficar atentos, pois a campanha Pró Aécio Presidente está a toda.

O governo Anastasia, vai focar suas ações nas cinquenta maiores cidades de Minas Gerais, obrigando os diretórios Municipais manterem a mesma aliança da base do Governo.
O intuito desta ação é mobilizar estes municípios em prol da Campanha Aécio 2014.
Fiquem atentos às movimentações em seus municípios, pois se o Faraó for eleito, aí sim, a Educação não terá vez.
Devo ressaltar que a nossa luta é constante, hoje pelo piso, amanhã pela democracia na plenitude do seu significado.
Um abraço a todos e força na luta."


"Anônimo:

Oi Euler
Pesquisando na rede descobri que apenas oito estados não pagam o piso sugerido pelo MEC. Estamos assim inseridos no rol dos caloteiros. Nosso governador,que deve comer muito tutu da dona llicinha, pois seu salário permite,inclui nossa amada Minas Gerais na lista dos que não sr preocupam com a educação, dos que não estão nem aí para o futuro deste brilhante estado. Que vergonha! E ainda se diz professor. Estou indignada. Quando fui nomeada ficou claro que receberia biênios e quinquênio. Não quero saber de subsidio. O senhor deve recebê-ló porque não é governador. O senhor está governador. Nós professores somos efetivos. Estaremos aqui quando o senhor estiver amargando as derrotas pelas quais tem trabalhado com afinco. De ainda houver um sopro de justiça neste mundo NUNCA MAIS O SENHOR SENTIRÁ O GOSTO DE UMA VITÓRIA NAS URNAS."


"Anônimo:

Orgulho-me de ser mineira e poder traçar minha trajetória de lutas e sucessos. Estes obtidos através da Educação. Venho das camadas mais populares da sociedade quanto à questão financeira. Porém, com a graça de Deus, com o incentivo da minha família e de muitas pessoas amigas, galguei os degraus da escolaridade e considero-me uma profissional bem sucedida na escolha da minha profissão: sou professora. Pelo fato de eu ter estudado e de trabalhar muito, pude, juntamente com minha família, desfrutar, muitas vezes, daquilo que chamamos de bens culturais: viagens, excursões, bons restaurantes, visitas a museus, idas a teatros e a cinemas. Diante do exposto, gostaria de fazer as seguintes perguntas ao consultor Melo: O senhor pensa ser possível conhecer os litorais capixaba e fluminense? (Eles ficam próximos a Minas Gerais), pensa ser possível comprar entradas para cinemas e teatros? (mesmo esporadicamente), pensa ser possível conhecer o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo? Conhecer o Complexo Cultural da Pampulha em Belo Horizonte? Fazer uma excursão de escuna pela baía da Guanabara? Conhecer as Cidades Históricas de Minas? (dentre elas, Mariana, aquela dos capuzes roxos), comprar livros para a própria formação continuada e, também, aqueles que lhe despertaram a curiosidade e o prazer pela leitura mesmo que tenha lido apenas "as orelhas" com 1.320,00 mensais? Caro consultor, se o senhor responder SIM à maioria dessas perguntas, o senhor é mágico e pode se candidatar para contracenar com o Astro. A nova série da Globo. Conhece? Senhor Melo, como os outros já comentaram, com esse valor simplesmente as pessoas ‘subvivem’ e professores são formadores de pessoas, de opiniões, precisam estar a par do que acontece no mundo. Todos esses fatores citados por mim são essenciais para aquisição do conhecimento de mundo para poder se falar com propriedade não só do que se leu, ou ouviu, ou viu pela televisão, mas também, e, principalmente do que se viveu. Portanto salário digno aos professores."

"Anônimo:

Euler, gostaria de saber se foi publicado o meu retorno à carreira antiga mas não consigo acessar pelo link que o colega postou. Se puder me ajudar eu agradeço pois estou achando que meu nome não consta na publicação. Obrigada."

Comentário do Blog:
Ola, colega, tente neste link aqui: http://www.megaupload.com/?d=FPVAWD2S

"Anônimo:


EULER , NÃO SEI SE VOCÊ E, OS DEMAIS COLEGAS DO BLOG LERAM O QUE O JOÃO FILOCRE DOR DE COTOVELO ESCREVEU EM SEU BLOG, ANTES DA LEI DO PISO SER JULGADA PELO STF ! SE NÃO LERAM DEVEM LER E FICAREM SOSSEGADOS POIS O GOVERNO NÃO TEM PARA ONDE CORRER, TEM QUE NOS PAGAR O PISO NA MARRA.

http://www.joaofilocre.com.br/?paged=2 "


"Gracieusa Brito:

Ainda aguardo a execução do Governo do Estado DE MINAS GERAIS na justiça, cadê o departamento jurídico do Sind-UTE/MG que até hoje não o fez? - NELSOM JOBIM MINISTRO DA DEFESA NACIONAL RESPONDE SOBRE CUMPRIMENTO DE DECISÃO JUDICIAL Parte do texto da entrevista à Folha e ao UOL

Folha/UOL: O senhor gostou da sentença? - " As pessoas institucionalmente comprometidas têm que cumpri-las e pronto! Nelson Jobim: Fernando, eu sou juiz. Eu fui juiz.SENTENÇA NÃO SE DISCUTE, OU CUMPRE OU NÃO SE CUMPRE. QUANDO NÃO SE CUMPRE, SE EXECUTA. integra da entrevista aqui:

http://www1.folha.uol.com.br/poder/poder_e_politica/nelson_jobim-2.shtml --> JURÍDICO DO SIND-UTE/MG E DIRETORES, ACORDEM!"


"Paula:

Prezada Geovane, apoio sua fala. Acho sim que quando a greve terminar com a nossa vitória, deveríamos continuar trabalhando contra a candidatura do Aécio Neves. Começar agora para conquistar a derrota dele na época das eleições. E não esquecermos do nosso governador que tbém não pode continuar mais 4 anos. Estou nessa luta tbém. Não devemos deixar que aconteça como foi a eleição para governador de MInas, apesar de achar que o concorrente colaborou muito com a vitória do Anastasia. Mas assim que voltarmos vamos iniciar essa grande luta. Um abraço, Paula."

"Anônimo:

Oi Giovani
Não se preocupe. O aécio já levou tudo que "tinha direto". A presidência ele não leva.O feudo dele está circunscrito a MG. Fora daqui ele vai ter que suar muita camisa importada para conseguir. O brasileiro já demostrou que não quer essa burguesia fedida no poder. Vamos reeleger a nossa presidenta ou quem sabe o Lula em 2016. aécio que tire seu cavalinho da chuva. Presidência ? Nananinanão!!!!"


"Anônimo:

Giovane, fica tranquilo, DEUS é PODEROSO, NÓS e ESSE BLOG, também! Pode aguardar, daqui para frente, nada será como ANTES. Essa greve foi um teste para a nossa conexão. Depois que deram oportunidade para esses cidadão de classe média baixa (rsrs) terem internet e se alfabetizarem nela, xiiiii aguarde, não tem mais para ninguém, todos estão vendo Nesta o que está acontecendo, estamos todos antenadinhos. Esta GREVE está SENDO UM PROJETO PILOTO para nossa integração e interação. Ganhamos pouco, mas sabemos escrever, argumentar e espernear, então ... no futuro vai ser tudo de bom, ninguém mais nos embroma, não nos carrega debaixo do braço! Foi o tempo que ficávamos nos rincões sem saber de nada! rsrs"

"ANGELICA:

RITA, MINHA FILHA, NA ESCOLA QUE VOCÊ TRABALHA VOCÊS PODEM COMER MERENDA DA ESCOLA????? QUE PRIVILEGIO, POIS POR AQUI SE OUSARMOS MERENDAR PROVAVELMENTE SEREMOS ATE EXONERADOS, A INSPEÇÃO MARCA EM CIMA. ENTÃO ESTA NÃO SERA NOSSA FORMA DE ECONOMIZAR. TEREMOS QUE FICAR SEM COMER MESMO......"


"Wilma - São Miguel do Anta - MG:

Euler,
Desta vez você se superou! A sua reflexão é excelente, não deveria ser restrita ao blog, deveria publicá-la em jornais e revistas do Brasil e do Mundo. Não é justo que as outras pessoas sejam privadas de tamanha análise crítica. Será que a Presidenta Dilma e o Governador AnastAZIA querem apresentar o Brasil para o Mundo como: "BRASIL, o país dos CALOTES!" E também "MINAS, a terra sem LEIS!" já pensou o que será dos brasileiros se todos resolverem seguir o exemplo dos seus governantes?! Iremos para o abismo. Espero que a JUSTIÇA deste país, não deixe isso acontecer, pois até agora está adormecida, o tempo está passando, o ano letivo comprometido e onde está o nosso PISO?"


"Roberto:

Caro Euler,
Estive pensando uma coisa que gostaria de compartilhar aproveitando este precioso espaço do seu blog, se vc me permitir: fazermos contato com o idealizador da LEI DO PISO, o Cristóvam Buarque, se não estou enganado.
Neste caso, a gente poderia enviar milhares de e-mails para o gabinete do parlamentar, denunciando a situaçao do nao cumprimento desta Lei pelo governo de MG, ou mesmo , o próprio sindicato contatar com o parlamentar e solicitar a ele apoio à nossa luta. Até porque penso que ele seria um dos mais interessados em fazer valer a lei que propôs. Isto nao poderia dar mais força ao nosso movimento?
Com sua permissão, fica aí a sugestão.
Abraço a este combativo colega , que a meu ver tem sido um verdadeiro "profeta" destes nossos tempos (sem exagero da expressão entre aspas) ajudando-nos a esclarecer tantas inverdades perpetradas por estes (des)governos , e a denunciar as mazelas educacionais e sociais.
Uma majestosa aula de cidadania para todos.
Lutar sempre até a vitória !!!"



"Anônimo:

Ao anônimo que se diz professor(a) e afirma que aqui no blog do Euler e em alguns outros espaços estamos desviando o nosso foco e preocupando em denegrir a imagem do DESGOVERNADOR, desculpe-me, mas não consigo defender alguém que despreza a categoria a que pertenço, ou seja, a figura do PROFESSOR/EDUCADOR. Ele merece receber de nós, o mesmo tratamento que nos dá, porque quem o elege é o povo. O meu cargo eu conquistei através de concurso, ninguém me pôs lá. Sinto nojo ao ouvir o nome AnastAZIA e não estou ou melhor não estamos (os visitantes deste blog) aqui defendendo ou condenando nenhum partido político mas sim as atitudes dos POLÍTICOS CORRUPTOS, dentre eles AnastAZIA, AÉCIO, etc. Então minha cara, não sejamos ingênuos em afirmar que aqui está parecendo um debate entre dois candidatos de partidos diferentes, como você mencionou no seu comentário, porque você e o seu filho é que não entendem nada de democracia, visão crítica e movimento de luta. Como podes afirmar que o Sind-UTE é Petista? Quer dizer que todos que lutam contra o Poder e a OPRESSÃO e a favor da massa e dos interesses do POVO, são Petistas? E aos que são Petistas, qual o problema? Esqueça os partidos, o importante não são as siglas, mas as pessoas que assumem o Poder, a Filosofia e as Ações dos políticos. Afinal, ao povo cabe refletir: eles (políticos) estão cumprindo o seu papel, estão representando bem os seus eleitores? Se não o fazem, temos mais é que falar, questionar, criticar, cobrar, lutar e mudar, seja o político e do partido que for A, B ou C. É isso... O que focamos aqui, sempre foi o cumprimento das LEIS, principalmente o pagamento do nosso PISO SALARIAL e o respeito a todos os PROFESSORES/EDUCADORES/
CIDADÃOS. Um forte abraço"

"Anônimo:

Professor euler olha o que acabo de ver no portal UAI.
A Câmara analisa o Projeto de Lei 698/11, que fixa em R$ 2.180,00 o valor do piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica. O piso atual é de R$ 1.187,97 e vale para os profissionais que cumprem jornada de trabalho máxima de 40 horas semanais. Segundo o projeto, de autoria do deputado Romero Rodrigues (PSDB-PB), o reajuste será aplicado de forma escalonada: 1/3 no primeiro ano, 2/3 no segundo ano e o valor integral a partir do terceiro ano.
O autor da proposta argumenta que o valor atual do piso está desatualizado. O piso do magistério foi fixado inicialmente em R$ 950,00 pela Lei 11.738/08. Segundo Romero Rodrigues, caso o Ministério da Educação tivesse aplicado os reajustes corretamente, o piso deveria valer hoje R$ 2.180,00.

A Lei 11.738/08 estabelece que o valor do piso deve ser reajustado anualmente, de acordo com o crescimento do valor mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.

Para o deputado, o reajuste do piso vai garantir o direito dos professores a uma remuneração justa. “A valorização do profissional do ensino é a primeira providência para evitar a perda de sua dignidade e identidade profissional”, afirma.

Tramitação
A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Educação e Cultura; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania."


Comentário do Blog: Não levem a sério estas notícias plantadas pela mídia serviçal do governo. Imaginem: o tal projeto de lei é de um deputado tucano que se diz preocupado com os educadores. Ora, deveria então cobrar que os governadores do seu partido - como o de Minas - pagassem pelo menos o piso que ele diz estar rebaixado. Além disso, o cínico propõe que se pague o valor que ele apresenta de 3 vezes, sendo que no primeiro ano (1912) seria de apenas R$ 700 e poucos reais, menor, portanto, do que o valor do piso do MEC para 2011. Esperar o que destes políticos?


"Anônimo:

Gostaria que todos os brasileiros, inclusive AnastAZIA, Dilma, Aécio e demais políticos executassem as suas "obras" inspirados na pessoa da D' Joana, que é um exemplo de cidadã. Ela fez um pedido de SOCORRO em nome de todos os brasileiros "pobres" que veem na EDUCAÇÃO o caminho para vencer na vida. Que lindo! É melhor investir na EDUCAÇÃO do que em PRESÍDIOS..."


"Educadora de São Miguel do Anta-MG:

Euler,
A Presidenta Dilma, afirma em todos os seus discursos que, "quer acabar com a Miséria no país". Mas para isso, ela precisa investir em EDUCAÇÃO e exigir dos governadores que façam o mesmo, ao de Minas Gerais precisa aprender a cumprir as Leis, a começar pela Lei Federal 11.738/08. Ao contrário, Minas Gerais estará gerando, em poucos dias, um número significativo de pessoas na linha da miséria, estou me referindo a nós os professores/educadores. Afinal, como conseguiremos sustentar nossas famílias, sobreviver, ganhando ao final do mês R$369,00? Atualmente fazemos parte da população pobre deste país, daqui há alguns dias, se nada for feito, ingressaremos no grupo dos "miseráveis". Então, como pode a Presidenta ter um discurso de combate à Miséria e o Governador Mineiro, agir contrariamente, adotando práticas que derrubam todas as ações e metas que visam "o fim da miséria" na NAÇÃO? Políticos, deixem de hipocrisia, não há melhor forma de prevenção e combate à MISÉRIA que investir na EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE e na VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO! Ao contrário, é DEMAGOGIA!".



"ANGELICA:

ANASTASIA, JA QUE VOCE ESTA NO JAPAO, TALVEZ SEJA MAIS FACIL COMPREENDER O QUE OS EDUCADORES ESTAO EXIGINDO;

translate.google.com.br
pague o piso - 床を支払う (Yuka o shiharau)"



"JULIO:

EULER, JÁ POSTEI DUAS VEZES UMA NOTICIA QUE O TJMG JULGOU INCONSTITUCIONAL A LEI 100 AQUI NO SEU BLOG E, ESTA NOTICIA ESTÁ INCLUSIVE NO BLOG DA BEATRIZ CERQUEIRA, PORQUE VOCÊ NÃO PUBLICOU?, É SENSURA ? UM ABRAÇO JÙLIO."


Comentário do Blog: caro Julio, como eu já havia explicado algumas vezes anteriormente, assuntos pertinentes à lei 100 devem ser direcionados para o post que abri especificamente sobre o tema. Dezenas de colegas, a favor e contra, têm se manifestado livremente naquele espaço. Mas, os seus posts foram publicados sim, só não foram trazidos aqui para esta segunda publicação que eu faço nos posts mais recentes. E por que não faço a segunda publicação deste assunto específico? Porque ele foi trazido pelo governo durante a nossa greve para nos dividir. Todas as pessoas mais conscientes sabem que a Lei 100 tem aspectos positivos - como garantir a aposentadoria e uma estabilidade relativa para os mais antigos servidores -, e aspectos negativos - como efetivar professores sem habilitação ou com pouco tempo de estado. Todos também sabem que existe um processo judicial, que é longo - como este que você trouxe -, cabendo recursos até a última instância, e o aspecto político de interesse do governo. O que interessa para os trabalhadores - sejam efetivos, efetivados e designados - é manter a unidade da categoria sem ferir direitos alheios. Neste momento, a nossa luta é pelo piso. A questão da Lei 100 pode esperar, por mais que alguns pensem o contrário (e claro que respeitamos a opinião desses colegas). Da mesma forma, a questão do concurso pode esperar. Aliás, pelo calendário do edital do concurso feito pelo governo, se for seguido à risca, a posse dos novos concursados ocorrerá no final de 2012 ou início de 2013. Logo, vamos ter bom senso e manter a nossa unidade para vencer a batalha do piso. Depois disto, seguramente temas como: o concurso (aí incluídos o edital, o número de vagas e o direito de opção de sistema remuneratório pelos novatos), a lei 100 e as novas regulamentações feitas pelo governo, entre outros, serão abordados aqui com tranquilidade, com equilíbrio, com respeito a todos os envolvidos, já que estamos tratando de interesses de colegas de trabalho, sejam eles efetivos, efetivados ou designados. Por isso, volto a fazer essa reflexão e pedido, para que deixemos essas questões que podem provocar divisões e fazer o jogo do governo para depois da nossa conquista do piso. Aliás, essa tem sido a manifestação da categoria nas diversas assembleias, elegendo claramente a questão do piso e da carreira como prioridades absolutas. Um forte abraço e força na luta!

"Anônimo:

Caro Euler, as surpresas por esse mundo das Gerais não param: a TV Globo veicula uma nova propaganda sobre a “Educação em Minas”, refiro-me a um ‘professor’ de sorriso largo e aparência saudável que faz a chamada de vários professores e fala: “mais uma vez Minas sai na frente...” quando ouvi essa frase pensei: “ Ufa!, finalmente, temeroso ao “juízo final”, quem sabe, o governador cumpriu a lei e vamos receber o nosso tão sonhado e, diga-se de passagem, de direito, PISO! Qual nada! Mais um engodo! O homem promovia ‘O Professor da família!’ Voltamos no tempo! Na época de meus avós, só recebia a alfabetização quem podia pagar por um professor particular! A educação pública está retrocedendo? Esses ‘professores’ desse projeto são concursados? Ou são ‘terceirizados’ com dizem que serão os que ‘nos ajudarão’ com o PIP das escolas. Quantas incoerências, precisamos de educação de qualidade nas escolas, com professores competentes e bem remunerados que darão às pessoas as habilidades e competências necessárias para que sejam alfabetizados e adquiriram os graus de letramento apropriados com o objetivo de torná-los críticos, autônomos e competitivos neste globalizado mundo onde aqueles que detêm o conhecimento saem na frente e têm grandes possibilidades de alcançar o que desejam. E não de projetos paliativos natimortos que são feitos enganar desavisados. Se é que ainda existem desavisados na atualidade, principalmente, na era Euler!"


"Anônimo:

Euler,
Somos vítimas até de piadas de mau gosto, como economizar com o salário que mal dá prá comprar comida. Na escola em que trabalho pode merendar, só que a merenda é canjiquinha e mingau de fubá doce, entra semana e sai semana, aí não tem quem aguenta né?! A Diretora é companheira do Anastazia e da superintendente."
.


"Anônimo:

Minha amiga, você está certíssima, por isso que alegam não ter como pagar o PISO, pois o dinheiro é todo empregado em ludibriações. Nós vamos ver no que vai dar este PROFESSORADA FAMÍLIA é mais uma enganação, pura campanha publicitária para dizer que o GOVERNO está inovando,mostrando serviço para a sociedade, sua melhor campanha para a sociedade,deveria ser de um GOVERNO que dá exemplo de cumprimentos da LEI, já começava a cumprir a LEI DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO; quanto ao PIP, nós também, vamos ter oportunidade de discutir esse assunto aqui, professores contratados, dizem que terceirizados, com mínima experiência e vão pisar na sala de aula para ensinar professores há anos na sala de aula a trabalhar, porque não capacita os que já estão com o "pé no chão da fábrica" há tanto tempo? Mas, como devemos viver uma crise de cada vez, depois teremos oportunidade de discutir o rumo deste PIP,nós vamos ver os resultados disso. São muitos projetos que não atendem à realidade da escola, dos professores, são meros PROJETOS MODERNOSOS, porque de moderno não têm nada é dinheiro escapando, como água que escapa na torneira. Mas, nós ainda vamos ter oportunidade de discutir mais esta vazão de dinheiro da educação."

"Rafael -GV:

Para ler o projeto que foi noticiado pelo anônimo às 19:36, na verdade essa notícia foi veiculada pela Agência Câmara e já se encontra em vários blogs pelo Brasil tendo sido publicada pelo Jornal Estado de Minas (não pelo UAI, pelo menos diretamente, no link:

http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/07/27/interna_politica,241934/proposta-na-camara-dos-deputados-reajusta-piso-salarial-dos-professores.shtml#comentarios

Para ler o inteiro teor e ver a tramitação do projeto basta clicar em:

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=494542

Concordo com um dos comentários que já estão no EM: se o des (governo) não cumpre nem o que já é indiscutível, imagina se o gasto tiver aumentar ainda mais? Vão dar infarto... Ou vamos ter que aumentar ainda mais a pressão... Eu não me importo se proponente é de partido A ou B, se ele quer se promover ou se realmente está engajado. Só dele ter colocado espaço para falarmos do assunto já é um bom sinal... Temos que conviver com "adversários" e perceber que podemos ter interesses em comum: vai que ele é filho de professora e não se esqueceu, como acontece em MG..."


"Anônimo:

Meus companheiros,

Esta história de professor da família tem seu lado positivo, pois se o governo não paga o piso, nós podemos aproveitar esta "maravilhosa inovação educacional" e fazer visitas aos nossos alunos na hora das refeições e, quem sabe, até na hora da novela ou do nossos programas favoritos. Se vocês forem criativos, dá para economizar um dinheirinho... Na verdade, acredito que o Anastasista e a Gazzosa fizeram isso de caso pensado porque sabem que o que nos pagam é uma ninharia..."


"Divino - MG:

Caro Euler,
seu comentário a respeito da Lei 100 e união da Classe é muito SÁBIO.

Cada vez que acesso seu Blog e obtenho informações (através do espaço e da oportunidade que dá a todos) mais vontade de ficar em frente ao computador lendo e acessando tenho, ao mesmo tempo, fico cada vez mais indignado, com desprezo "e me desculpe a palavra NOJO" desse Sr. AnastAZIA (o que mais me revolta e saber e conhecer muitos Colegas e AMIGOS que votaram ou até mesmo trabalharam para Eleição desse Cretino). Ainda bem que EU não fiz essa Burrice, pois, arrependimento pode matar, desse mal EU não morro.
"

"Divino - MG:

Euler,

Uma sugestão:

Que seja exposto PRÓXIMO AS ESCOLAS (por que na própria Escola vão PROIBIR) que estão em GREVE e nas que AINDA IRÃO ADERIR, imensas faixas ou mesmo Outdoor denunciando o motivo da GREVE o NÃO CUMPRIMENTO DA LEI 11.738/08 e que nosso DESgovernador e um fora da Lei.
Obs.: É claro que o texto será bem bolado, esse é só uma forma de passar a ideia."


"marco antonio:

Marina recusa proposta para compor com Aécio"


"marco antonio:

osmar prado falando da greve dos professores do rio de janeiro"

"ALLANA:

VERSINHOS QUE EU FIZ CARO EULER:

"ESTOU FICANDO COM AZIA DE VER O ANASTASIA ACHAR QUE OS PROFESSORES ACREDITAM EM FANTASIA"

"ESTOU DANDO RISADA DE HIENA PRO ERRO DA VILHENA"

ALLANA, 9 ANOS, FILHA DA PROFESSORA ADRIANA.

"A LUTA CONTINUA!"
"A LUTA CONTINUA!"
"A LUTA CONTINUA!"
"

"Anônimo:

Caro Euler e companheiros:
Sei que nosso foco é o piso e vamos continuar na luta até a vitória com fé em DEUS. Mas como pessoa crítica e participativa não posso deixar de divulgar o absurdo que ocorre por esse Brasil afora,cada vez mais sinto vergonha dos políticos que temos, vamos pensar bem nas próximas eleições em quem votar. Veja o que esta acontecendo em uma cidade mineira. Prefeito resolve multar carros que circulam empoeirados pela cidade. Se a culpa fosse dos carros ainda menos mal. Mas veja a reportagem no link abaixo e faça suas críticas. Absurdos como esse não podem acontecer.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/multi/?hashId=carro-empoeirado-sera-multado-em-cidade-historica-de-minas-0402CD1B346CDCC11326&mediaId=11876467"
.


"PROFESSORA DE MATEMÁTICA:

olá Euler e colegas (pais e educadores ),
Leiam o que sempre encontro no site do governo de Minas.

"A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Pública (Obmep) será no dia 17 de agosto, mas antes mesmo das provas Minas dá um show de participação, ao ter estudantes de todos os 853 municípios envolvidos na Olimpíada. O estado, que ficou em primeiro lugar das últimas quatro edições da Obmep traz para o ano de 2011 quase dois milhões de alunos, o que representa cerca de 10% dos inscritos em todo o país, número que ultrapassa os 18,7 milhões. O percentual é o mesmo quanto ao número de escolas inscritas. São 4352 escolas mineiras entre as 44.673 de todo o país."

Sou professora de matemática e também me orgulho disso, mas alguém precisa lembrar ao GOVERNADOR que estamos em greve e que, se ele não negociar com urgencia, certamente as coisas este ano serão diferentes.
Como vamos conseguir preparar nossos alunos?
Se o governador está esperando o dia 10 de agosto, não teremos tempo.

Sempre tenho alunos homenageados, se desta vez eu não tiver a CULPA É SUA: SENHOR GOVERNADOR.

ESPALHEM A NOTICIA!"


"Gleiferson Crow:

Olá caro Euler e companheiros

O PISO SALARIAL é uma das principais reivindicações da categoria. Eu voto pela continuidade da GREVE por tempo indeterminado, caso o PISO ainda seja um assunto de acordos, acordos, acordos de discussões como ocorreu em 2010. Não quero "engolir" promessas que nunca, digo nunca foram ou serão cumpridas. Quero chegar diante dos meus alunos e dizer conseguimos o nosso direito e nossa dignidade, conseguimos fazer valer nossos direitos e a LEI neste ESTADO E NESTE PAÍS. TENHO vergonha de ter um GOVERNADOR COMO ESTE: Antônio Anastasia (PSDB). Minas Gerais tem que varrer esses políticos fora da Lei do ESTADO.

Esse pensamento é uma realidade no Brasil:

"Todos somos iguais perante a lei, mas não perante os encarregados de fazê-las cumprir."
S. Jerzy Lec

abraço e estamos juntos dia 3 de agosto na ALMG em Belo Horizonte 14 horas, dia do início do JUÍZO FINAL.

Profº Gleiferson Crow

LEIA: O Jornal do José Elias Issa


http://leiajeissaeemg.blogspot.com/"
.


"Anônimo:

Euler, veja o que Renata "twitou" hoje:

Secretario do MEC diz: aplica-se a proporcionalidade. No caso de MG p/ 30 hs o valor deve ser 890,25. Pagamos 1320,00."


"Anônimo:

Caro Euler,
Hoje foi noticiado no M.G. Inter Tv jornal local de Montes Claros uma reunião das lideranças sindicais da região em que por unanimidade os mesmos optaram pela continuidade da greve por tempo indeterminado e em tempo lembraram da assembléia estadual no dia 03 de Agosto. A reportagem procurou a secretaria de educação e em resposta a assessoria de imprensa informou que no dia 14 de junho houve uma proposta de não haver cortes salariais para os trabalhadores da educação em greve e que o governo irá analisar a pauta da reivindicações do sindicato.
Essa resposta é um tanto vaga você não acha?
Afinal de contas será de onde provêm essa falta de compromisso de tais autoridades?"


"Patrícia:

Caro colega Euler,

Hj ouvi um comentário que me deixou muito triste, me disseram que o Acórdão só definirá questões relativas aos professores pq o Piso é somente pra eles....
Eu sou ATB, então ficarei de fora? O que vc tem a me dizer sobre isso?
Muito obrigada e aguardo resposta.
Patrícia"


Comentário do Blog: o acórdão não vai falar que somente os professores têm direito a receber o piso, mas simplesmente que piso é vencimento inicial e que um terço da jornada deve ser extraclasse, pois foram estes dois pontos os que constavam da ADI 4167. A Lei do Piso prevê o pagamento do piso para os profissionais do magistério, cujo conceito é mais amplo do que os professores. Além disso, logo depois da Lei do Piso foi aprovada uma lei federal que amplia o conceito de profissionais da Educação como sendo o de todos os que trabalham na escola. Um forte abraço e força na luta!

"Gracieusa Brito:

O MEC só esqueceu de falar com a Secretária que aplica -se a "proporcionalidade" + acresce a esse valor, os quinquênios + biênios + taxa de insalubridade + 1/3 de tempo para planejamento/estudos(segundo a LEI DO PISO ), etc. Esqueci + alguma coisa ? Será que não sabem fazer calculos ? Interpretar a CONSTITUIÇÃO FEDERAL ? Fingem que não entendem pra nos usurpar os direitos.

Isso que o Sindicato tem que demonstrar ao STF. Um professor primário em final de carreira : R$1.320,00 + 50% de quinquênios + 65% de biênios + taxa de insalubridade + vale transporte = a "quase" o que eu receberia de um cargo APENAS se fosse PISO. Até R$700,00 reais compensaria, na pior das hipóteses, porque teria reajuste anual. O MEC, o GOVERNADOR, a SECRETÁRIA tem que entender de uma vez por todas : O SUBSÍDIO É QUE NÃO QUEREMOS !

Anônimo disse...

Euler, veja o que Renata "twitou" hoje:

Secretario do MEC diz: aplica-se a proporcionalidade. No caso de MG p/ 30 hs o valor deve ser 890,25. Pagamos 1320,00.

Esses caciques do poder com o dinheiro público amam deixar os professores estressados. Ainda mais porque com salário justo será mais fácil irmos contra os "malvadezas" de Minas. "

"Linder:

Euler e companheiros,
Será por que o governo de Minas não ameaçou cortar o ponto da Policia Civil? Por que será que não enrolou a policia militar? Nós professores somos mesmo saco de pancada, Educação no governo de Minas do PSDB não é prioridade!
Eles vão é acabar privatizando a educação em Minas. Acho que devemos levantar todo os educadores para mostrar como funciona a imprensa no Brasil, principalmente no Estado mais conservador do Pais.
Linder
"

"Linder - Manhuaçu:

Euler,
Outro dia sugeri que deveriamos divulgar a mensagem do Ministro Joaquim Barbosa sobre o piso, gostaria de sugerir também que poderíamos tentar mandar uma matéria para o editorial da Folha de São Paulo - Eles sempre dão cobertura as greves de SP. Foi praticamente o único jornal que denunciou a participação do Azeredo com o Valério. Poderíamos falar sobre a falta de cobertura das greves no pais, a polêmica do Piso e falta de iniciativa do governo de Minas- Vou iniciar e gostaria que os companheiros mandassem mensagens para a Folha.

Linder - Manhuaçu"


"Divino-MG:

Euler,

li o comentário da Patrícia (ATB), teremos uma reunião amanhã 29/07/2011 as 14:30 h a qual estará presente: ATB; ASB e EEB que como ela também estão fazendo a mesma pergunta. Desculpe-me a ignorância, mas se tem a tabela deles EU ainda não a vi.
Pode me ajudar conseguindo a tabela de vencimento deles, comparando subsídio X carreira antiga (é que muitos deles tem me pedido isso e não encontrei em lugar algum, talvez não esteja procurando no lugar certo)? Muitos ainda não optaram pela carreira antiga por falta de tais informações?
Por favor se encontrar coloque-as em seu blog onde sou frequentador assíduo.

Desde já muito obrigado pelo espaço concedido."
.

64 comentários:

  1. Bom dia , Euler! Hoje na sua análise você denominou uma atitude do Governo de Minas que só tem mesmo esse nome: irresponsável! O que estamos vendo não é papel de governante, é de um ditador, irresponsável, ineficiente e sem preocupação política.(É , porque o Faraó já deve estar se preocupando e até o avõ de faraó se contorcendo lá no "céu": quem eu fui apadrinhar, meu Deus? Ele parecia tão inteligente, promissor, mas... só faz burrada!)E, sabemos bem, que é questão de tempo: pode cortar greve, pagar salários mais baixos este mês, posicionar profissional de 27 anos de carreira(meu caso) como PEBIA sem direito a reclamação(porque já vai para três meses sem salário e ninguém resolve a situação), mas continuamos firmes. Nós somos feito de outro barro: SOMOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  2. Euler,

    leia a matéria do Super Notícia, 27/07, "PROFESSORES TÊM QUE ESCOLHER REGIME SALARIAL". Há uma parte da matéria, "Tire suas dúvidas", que explica de forma tendenciosa as diferenças entre os regimes de pagamento: SUBSÍDIO X REMUNERAÇÃO. Em minha opnião o jornal foi mais favorável ao Subsídio.

    Força na Luta!

    ResponderExcluir
  3. GRAÇA

    O Bom dia valeu! Voce acordou com tudo! Ótimo o texto!

    Depois da entrevista do Ministro Jobim, mando agora:

    Jornal OTEMPO em 27/07/2011
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=177854,OTE
    PROFESSOR
    Os professores estaduais de Minas têm até 10 de agosto para escolher como preferem receber seus salários, em regime de subsídio ou de remuneração. Os servidores que não se manifestarem serão automaticamente inseridos na primeira opção. Há pouco menos de duas semanas para o fim do prazo, especialistas alertam que a escolha deve ser feita de acordo com o perfil de cada trabalhador e que eles devem ficar atentos para não se enganarem com a falsa ilusão de aumento de salário." E HÁ UM FOLHETO TIRA DÚVIDAS QUE POR SER IMAGEM NÃO DEU PARA COPIAR

    AGORA A MELHOR PIADA DO SÉCULO LEIA:
    "Perfil. De acordo com o consultor em desenvolvimento econômico Ricardo Melo, os servidores que tiverem mais facilidade em guardar e reinvestir dinheiro devem optar pelo regime de subsídio porque eles terão um salário maior. "Essa sobra de salário deve ser investida em uma conta de poupança ou em outro tipo de investimento e pode trazer lucros para os servidores no futuro".
    ELE DISSE POUPAR???? MELLL DELLLS!
    ADONDE MORA ESSE CONSULTOR? ELE CONHECE AS TABELAS DE SALARIOS DO MAGISTERIO DE MG???
    "O QUE DÁ PRA RIR DÁ PRA CHORAR !!!GARGALHADAS!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Onde será que esse Ricardo Melo fez a sua graduação? Economia? Ficar no subsídio é, no mínimo, se declarar um completo analfabeto matemático. Volta pro Ensino Fundamental Ricardo Melo, que nós, os professores de Matemática, vamos te ensinar a fazer umas continhas. Mas, escolha bem seus professores, porque aqueles que não estão em greve ou que não optaram pra voltar pro regime antigo, também não vão te ensinar a fazer as "continhas" de forma correta, .

    ResponderExcluir
  5. Caros colegas, cada dia me conveço que é em MINAS que o PROGRAMA ZORRA TOTAL é gravado e os novos COMEDIANTES são daqui mesmo. Até outro dia, eu os considerava ANALFABETOS por não dar conta de ler e interpretar, considerava-os INCOMPETENTES, pois assumem posições sem o menor preparo para elas, mas agora já estou achando que depois de todas essas qualificações dadas a essas gentes, uma vez que cada dia aumentam as aberrações, agora chego a pensar que também sejam EXTRATERRESTRES, posto que dizem cada barbaridade, como este CONSULTOR, por exemplo. Quer saber, este HOMEM e tantos outros que já falamos deles aqui são ACÉFALOS! Não tem outra explicação. É um FESTIVAL DE BESTEIRAS ASSOLANDO MINAS GERAIS. E pensar que isso eram coisas de uma meia dúzia de cidadãos, pelo jeito a quantidade é enorme, basta abrirem a boca para dar o PARECER deles na mídia que ficamos apavorado (a0s com o besteirol proferido em BOM PORTUGUÊS! Até porque todos querem mostrar conhecimento diante do assunto. Nunca ganharam R$369,00 na vida. Quem não tem competência não se estabelece!
    Acuda-nos, D. Joana D'arc, essa GENTE DIPLOMADA, faz uma vergonha perto da senhora!!

    ResponderExcluir
  6. EULER ,DE UMA LIDA E COMENTE ESTA DECISÃO ,O GOVERNO NÃO ESTA TAPEANDO TODOS OS EFETIVADOS DA LEI 100, ELE ESTA NOS ILUDINDO .

    TRIBUNAL DE JUSTIÇA MINAS GERAIS

    Número do processo:
    1.0024.08.942689-4/002(1)
    Númeração Única:
    9426894-02.2008.8.13.0024

    Processos associados:
    clique para pesquisar




    Relator:
    Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO

    Relator do Acórdão:
    Des.(a) ALEXANDRE VICTOR DE CARVALHO

    Data do Julgamento:
    23/03/2011

    Data da Publicação:
    29/04/2011

    Inteiro Teor:


    EMENTA: INCIDENTE DE INCONSTITUCIONALIDADE - ARGUIÇÃO IRRELEVANTE - ART. 7º, INCISO V, DA LEI ESTADUAL Nº. 100/2007 –


    Eis o teor da ementa do referido acórdão:

    INCIDENTE DE INCONSTITUCIONALIDADE. ARTIGO 7º, INCISO V DA LEI COMPLEMENTAR 100/07 DO ESTADO DE MINAS GERAIS. PROFESSOR. FUNÇÃO PÚBLICA. TITULARIZAÇÃO EM CARGO EFETIVO. INCLUSÃO NO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA DO ESTADO. AFRONTA AOS ARTIGOS 37, II E 40, §§ 13 E 14 DA CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA. INCONSTITUCIONALIDADE DA NORMA DECLARADA INCIDENTALMENTE. - Ao transformar em titular de cargo efetivo, sem submissão a concurso, servidor ocupante da denominada "“ função pública “", o artigo 7º, inciso V, da Lei Complementar nº 100/07 viola frontalmente o artigo 37, II, da Constituição Federal, que estabelece depender a investidura em cargo ou emprego público de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego, na forma prevista em lei, ressalvadas, apenas, as nomeações para cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração. - Noutro vértice, se o dispositivo pretende incluir no regime próprio de previdência do Estado servidor não titular de cargo efetivo, afronta o artigo 40, §§ 13 e 14 da Constituição da República, que vincula os servidores ocupantes, exclusivamente, de cargo em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração bem como de outro cargo temporário ou de emprego público, ao Regime Geral de Previdência Social - Rel. Des. Herculano Rodrigues.

    Ao analisar o que descreve acima nota-se que o governo omite a verdade sobre os efetivados enganando-os com a carta enviada aos mesmos.

    ALEI 100 JÁ FOI DECLARADA INCONSTITUCIONAL PELO TJMG E, O GOVERNADOR ESTA OMITINDO ISTO DE NÓS.QUAL SERA A ITNENÇÃO DESTE GOVERNO?

    ResponderExcluir
  7. Euler, aproveitando a reflexão feita em seu texto, gostaria de lembrar que nós sabemos da realidade de muita gente que precisa dar nó em pingo d'agua para sobreviver.Já vi professores vendendo Avon, cd e dvd pirata, produtos para emagrecer.....e por aí vai. Há muitos anos atrás(início dos anos 90),quando o salário de um polícial era tão baixo quanto o nosso, um rapaz que morava na minha cidade,decidiu fazer aborto na namorada comprando uma pílula abortiva das mãos de um policial.Qual não foi a surpresa desse rapaz ao descobrir, posteriormente, que outros policiais militares e civis desenvolviam algum tipo de atividade paralela e ilegal para complementar o salário miserável que ganhavam.Até aí nada novo.São fatos que estão ampla e diariamente estampados em todos noticiários do país.Agora reflitam, se até juízes vendem senteças por esse brasil afora,fica fácil entender o motivo que leva o cidadão de baixa renda dar um jeitinho de se virar para sobreviver. Este é o nosso país, e é por isso que, todo dia ao acordar, eu cuspo na bandeira do brasil ( com b minúsculo mesmo).

    ResponderExcluir
  8. EULER, como pode existir um consultor babaca assim? Onde ele estudou? Como pode ser bobo assim? Vamos pedir para ele fechar a matraca e ficar quieto ou então ficar melhor informado. Como o jornal "O tempo" , que é conceituado, aceita umas entrevistas assim? Onde já se viu professor poupar? Oh! Melo, volta para escola, pois se você esteve nela, ela não entrou em você. Se você não sabe, caro Melo, o professor mineiro está na miséria extrema. Será que você não tem algum parente, familiar, amigo, que seja docente? Estamos matando cachorro a grito há muito tempo, sr. Melo desinformado. Obrigado, Euler, pelo desabafo.

    ResponderExcluir
  9. Anônimo, professor vender avon e dvd pirata não é nada. Pior é o caso de uma professora efetivada com apenas 6 aulas morando de aluguel sozinha com um filho muito doente que necessita de cuidados especiais, ter que vender o corpo para sobreviver.

    ResponderExcluir
  10. Quero,no dia de hoje , falar com quem tem o poder, inclusive lhe concedido por Deus, de decidir pelo bem de seus subordinados. Quero falar com o senhor, Sr. Governador do Estado de Minas Gerais. O povo deste grande estado lhe elegeu governador para cuidar de seu maior patrimônio , para cuidar de sua gente ! O senhor é parte deste povo, desta gente e por circunstâncias pródigas chegou a esse cargo. Por circunstâncias privilegiadas chegou a essa nobílíssima tarefa: governar uma parcela considerável desta grande nação brasileira ! Tenho absoluta certeza de que em algum momento , em suas reflexões, o senhor já assumiu diante de si mesmo , esta grande responsabilidade. E , por que, Sr. Governador, espera tanto tempo para fazer justiça aos educadores de seu povo ? Por que ? Por que permitir tanto desgaste, tanto sofrimento? Por que deixar essa classe chegar à exaustão para só então assinar algo que lhe é de direito ? Por que permitir que tantas crianças, que tantos jovens sejam prejudicados pela falta do estudo que, para eles, filhos de trabalhadores e assalariados é a única possibilidade de adquirirem o respeito , a dignidade que são direitos incontestáveis de todos nós, cidadãos , homens e mulheres em um país livre , grande e rico ! Por que Sr. Governador, lhes negar isso ? Não foi justamente para o inverso de tudo isso que foi eleito?Para proteger esse povo, principalmente os mais pequeninos dentre os pequenos ? "A quem muito é dado, muito lhe será cobrado!" Quem um dia disse essa frase, veio para nos ensinar a governar , a servir o povo. E fez exatamente tudo para que esse ensinamento chegasse a todos , sem exceção ! Entregou - nos os direitos que nos haviam exurpado e para isso não exitou em dar sua própria vida ! Sr. Governador, entregue a seus educadores o direito que a Lei lhe conferiu: o piso de sua carreira, tão pequeno, tão miserável . Este piso, contudo , é deles, é nosso ! O Sr. não precisa chegar ao ponto , para nos conceder o que é nosso direito , de dar a própria vida . Não precisa ! E ainda , assim fazendo, será pela história desse Estado tão grande, tão rico para sempre lembrado, honrado ! Por que, Sr. Governador não entrar para a história dessa forma ? Por que , Sr. Governador , optar pela covardia , pela insensibilidade se pode fazer de sua escolha um ato que para sempre será lembrado? O que mais falar? Como tocar em sua alma, em sua consciência ? Apresentar-lhe a situação de miséria a que tantos educadores se sujeitam pela índole incansável e insistente de serem agentes de transformação dessa sociedade ?
    Basta que o Sr. visite alguma escola do interior, alguma escola da periferia e muito rapidamente ficará conhecendo alguns desses exemplos. Isto lhe bastaria, Sr. Governador ? Não? Entretanto, foi para isso que o senhor foi escolhido, para mudar a face dessa realidade, para cuidar de seu maior patrimônio: o povo deste estado ! Entre para a História, Sr. Anastazia ! Deixe para seus filhos, sua família esta herança ! Cuide de seu povo, de sua gente ! Dá-nos o que é nosso direito ! Foi o Poder
    Constituído que nos concedeu o Piso , esta Lei !É isso que lhe pedimos, apenas isso: faça cumprir esta Lei ! A Educação, pilar de toda a sociedade que se preza, lhe agradece ! Márcia Barros Santos

    ResponderExcluir
  11. Oi Euler, acabei de postar um comentário e gostaria que corrigisse para mim uma palavra do texto antes de mostrá-lo . Exitou por hesitou, o correto . Obrigada

    ResponderExcluir
  12. ESTE PAÍS SÓ TEM LADRÕES, ESTA É A PALAVRA CORRETA.NÃO PRECISAVA ESTA GREVE ERA SIMPLESMENTE PAGAR O QUE É NOSSO DIREITO.ATENÇÃO PAIS E ALUNOS, NÓS ESTAMOS EM GREVE PORQUE ESTAMOS SENDO ROUBADOS E LITERALMENTE ROUBADOS.SEJA NO SALÁRIO, NOS SONHOS NO NOSSO PSICOLÓGICO EM TODOS OS SENTIDOS.PRECISAMOS PEDIR INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS, COAÇÃO, ROUBO, CALÚNIA, ETC, ETC.uM BOM ADVOGADO PODE RESOLVER NOSSO CASO.BRASIL TERRA BELÍSSIMA MAS ONDE IMPERA O ROUBO E A LUXÚRIA VISTAS A OLHO NU...VOCÊS QUE FAZEM ISSO SE PREPAREM E REFLITAM...O JUÍZO FINAL CHEGA PARA TODOS.ANASTASIA, SEJA MAIS INTELIGENTE, MOSTRE AOS OUTROS GOVERNADORES QUE VOCÊ É INTELIGENTE DANDO O EXEMPLO DE HONESTIDADE AGORA.ESQUEÇA O QUE PASSOU MAS RETOME SUA HONESTIDADE A COMEÇAR PAGANDO O NOSSO TÃO ESPERADO PISO.ISSO O QUE VOCÊS FAZEM ACABARÁ RETORNANDO PARA VOCÊS.RETOME SUA HONESTIDADE AGORA E VERÁ COMO É MELHOR FAZER ISSO.ESTE APELO É PARA TODOS QUE SÃO DESONESTOS DE UMA FORMA OU DE OUTRA.A VIDA É CURTA E TUDO QUE FAZEMOS AQUI NÓS PAGAMOS AQUI.QUERO TRABALHAR, QUERO ESTAR EM SALA DE AULA, QUERO VER MEUS ALUNOS MAS SOMENTE TENDO UM PISO PARA ME DAR SUSTENTABILIDADE, SEM PISO NÃO ESTOU SEGURA.ACORDE GENTE...PROFESSORES QUE AINDA INSISTEM EM ESTAR EM SALA DE AULA, ACORDEM...VOCÊS ESTÃO DEMONSTRANDO QUE SÃO IDIOTAS, QUE NÃO SABEM O QUE FAZEM....ONDE ESTUDARAM????PARA QUE ESTUDARAM????LUTAR MAS JAMAIS SE ENTREGAR A NADA....

    ResponderExcluir
  13. Companheiros

    Se alguém ainda tem dúvidas sobre a escolha do vencimento básico, me desculpem mas vão perder o trem da história. Este blog, o sindicato, os colegas de trabalho todos tem alertado sobre os males dos subsídio.

    Professor que estiver esperando a mídia se posicionar, vai morrer agarrado ao subsídio.

    Consultor Financeiro agora entende de lei ?

    Manda o consultor financeiro poupar ganhando 935,00 por mês.

    Este blog em especial, já touxe mais de uma dezena de artigos explicativos.Parabéns Euler, você tem ajudado muito a nossa categoria.

    Agora quem quiser o subsídio, vivemos numa democracia, no futuro as diferenças só aumentarão.

    ResponderExcluir
  14. GRAÇA

    Oi Prof Euler,

    Ah! Valeu a piada que mandei hein?
    Fui lá no site do jornal O TEMPO, seu comentario ja esta publicado, diversos colegas também publicaram e tá bombando! O tal Melo que se diz consultor vai se arrepender para sempre de publicar a tendenciosa orientação.
    Uma pergunta: O Sindute possui grande equipe, advogados, secretarios, diretores, etc, não teria condições de verificar junto às bases e informar quantos servidores ja fizeram a opção pelo retorno?
    Pergunto pq estou vendo que muitos reclamam que optaram mas não tiveram a publicação ainda.
    Att
    Graça

    ResponderExcluir
  15. Euler e companheiros do blog, eu acredito que esta greve irá terminar com o pagamento do piso logo após o término do retorno à remuneração antiga. O que vocês acham? O governo está esperando para segurar o máximo de professores no subsídio, pois para ele será melhor. Acredito que esteja tudo pronto, só esperando a data 10-08-2011. Vocês também têm esta ideia? Obrigado, EULER, pelo espaço democrático.

    ResponderExcluir
  16. João Paulo Ferreira de Assis27 de julho de 2011 12:30

    Prezado amigo Professor Euler

    Eis a cópia de um email que eu passei para uma pessoa, que não vou identificar, mas que é inimiga declarada de todos os professores.

    A senhora devia condenar é o governo de Minas que não cumpre a lei federal, e não os professores. Aliás, eu até hoje me pergunto como a senhora conseguiu ser professora e aposentar como tal, se a senhora é inimiga declarada da classe. Pelo que a senhora mesmo confessou, a senhora passou muitas agruras por ser a ''caxias'', a ''subversiva''. No seu tempo se tivesse avaliação de desempenho suas notas iam ser baixas, pois também se avalia o relacionamento com os colegas, e a senhora, pelo que me parece foi um elemento de desunião da classe.
    Se o governo já estivesse cumprindo a lei não precisaria ninguém entrar em greve. LEI SE CUMPRE E PONTO FINAL. LEI É LEI. É PARA SER CUMPRIDA.

    ResponderExcluir
  17. Eu li a matéria. O cara não enxerga no curto, e, muito menos, no longo prazo. E ainda sugere que façamos uma poupança, no caso de quem optar pelo subsídio. Como se sobrasse para isso. Este Ricardo Melo desconhece a realidade da educação em Minas, como bem lembrou o companheiro Euler. Para dar pitaco, deveria, pelo menos, ter em mãos o nosso contracheque de dezembro de 2010, para falar sobre tal absurdo.

    Ronaldo Eustáquio.

    ResponderExcluir
  18. Caros professores,
    Na página do STF de hoje tem a seguinte nota:
    Em decisão proferida em 01/07/2011, o ministro(Celso de Melo) cassou decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG) que não reconheceu a existência de união homoafetiva para fins de pagamento de benefício previdenciário de pensão por morte. Então fica claro, se o governador não reconhecer o Piso como vencimento básico sem as vantagens, sua decisão também será cassada.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  19. ESTAMOS NA LUTA SIM PELO PISO. O GOVERNADOR PRECISA CUMPRIR A LEI FEDERAL DO PISO. TUDO QUE ESTA CATADORA FALOU É PURA VERDADE. MAS UMA COISA É NOTÓRIA EM TODOS OS MOVIMENTOS DO SINDUTE: O FOCO É DENEGRIR A IMAGEM DO GOVERNADOR. PARECE PERÍODO ELEITORAL ANASTASIA X HÉLIO COSTA. SE BEM QUE O SINDUTE PARECE MOVIMENTO PETISTA... GENTE ACORDA, JOGUE LIMPO. A LUTA É PELO PISO. VOCÊS ESTÃO MUDANDO O FOCO DO MOVIMENTO. ISTO É NOTÓRIO EM TODOS OS COMENTÁRIOS DOS SEGUIDORES DESSE BLOG E OUTROS. MEU FILHO FICA INDIGNADO QUANDO LER OS COMENTÁRIOS DE SEUS PROFESSORES NESSE BLOG. PAREM COM ISSO. ISSO É RIDÍCULO. VAMOS LUTAR PELO PISO. TAMBÉM SOU PROFESSOR. PRECISAMOS SER EXEMPLO. TEM QUE TER MOVIMENTOS SIM. NÃO PODEMOS FICAR NO MESMO NÍVEL DA ATITUDE DO GOVERNADOR. NADA DE "E se todos imitassem o governo de Minas?" PENSE NISSO EULER.

    ResponderExcluir
  20. Anastasia,

    Já estou ficando injuriada com sua teimosia! Até agora não nos disse nada de aproveitável. Estamos esperando, em greve, que você saiba aproveitar esse momento para sair "por cima", ou seja, ao nos atender, estará dando uma prova de que sabe negociar. Se não tiver coragem para fazê-lo pessoalmente, peça às suas secretárias que o façam por você. Estamos topando qualquer alternativa, contando que nos pague esse famigerado piso.

    Vou passar para você uma lição de casa:
    - Repita várias vezes o juramento que fez ao tomar posse como Governador. Quem sabe assim, essas palavras tomem corpo e força e você passa a cumprir a sua "jura"??? Você sabia que a palavra tem poder? Pois então, repita, repita, até que seu inconsciente tome consciência, ouviu?
    Ai, ai, ai...!!!

    “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

    “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

    “Prometo manter, defender e cumprir a Constituição da República e a do Estado, observar as leis, promover o bem geral do povo mineiro e sustentar a integridade e a autonomia de Minas Gerais".

    (...)

    ResponderExcluir
  21. Professora de História27 de julho de 2011 13:42

    EuleR,Boa Tarde!

    Estou sem palavras depois que li a reportagem do Jornal o Tempo, ou melhor, é uma perda de tempo ler esse jornal.
    Esses dois aqui citados, vão ser contratados pARA RESOLVER A CRISE DOS EUA.

    "De acordo com o consultor em desenvolvimento econômico Ricardo Melo, os servidores que tiverem mais facilidade em guardar e reinvestir dinheiro devem optar pelo regime de subsídio porque eles terão um salário maior. "Essa sobra de salário deve ser investida em uma conta de poupança ou em outro tipo de investimento e pode trazer lucros para os servidores no futuro", explicou o consultor.


    Segundo ele, aqueles que não conseguem poupar devem escolher a remuneração para poder acumular as gratificações. "É difícil guardar dinheiro, então nesse regime o servidor tem a certeza de que terá um dinheiro para receber ao longo dos anos", completou.


    A economista Ana Martins concorda com o colega e ressalta ainda que os servidores devem pensar bem na opção que mais se enquadra em seu perfil. "Eles devem ficar atentos para não cair em uma armadilha e achar que estão sendo beneficiados, mas acabarem perdendo dinheiro", salientou a economista."

    Que faculdade é essa meu Deus.... deve ser a mesma que formou o Faraó e o seu afilhadinho.

    ResponderExcluir
  22. Caro Euler,
    a respeito da matéria de O TEmpo, sei como fazer poupança: começaremos a merendar e a levar para casa a merenda, assim alimentaremos nossos filhos, também pediremos carona com plaquinhas do tipo: sou professor, por favor, ajuda. Quem sabe dá para economizar uns trocados no fim do mês.
    Bem, finalmente seremos o que o governo quer que sejamos: mendigos ( sem menosprezo por eles, que também não deveriam ser o que são ). E miseráveis. É vergonhoso ver nossa classe profissional jogada no lixo. E as pessoas fazendo críticas sem nem ao menos procurarem saber exatamente qual é a verdadeira situação de nós, professores.
    Um abraço e estamos todos juntos lutando pelo pagamento do piso.

    ResponderExcluir
  23. Ontem no jornal o globo na pág. 07, de Rodrigo Constantino saiu um artigo UM SUIÇO NO BRASIL.Ele usa uma frase de Martin Luther King."O que me preocupa não é o grito dos maus: é o silencio dos bons" É realmente o que está acontecendo no Brasil, os maus fazem o que querem e a sociedade está em silêncio.Até quando?
    os brasileiros precisam sair dessa letargia e se organizar para colocar essa canalhada para fora, não podemos mais ficar calados diante de tanta impunidade. o que é um país sem um povo educado. Pais, alunos,povo brasileiro, levantem-se. Tirem a b... da cadeira, salvem esse país lindo que está sendo arrasado com esses políticos corruptos, principalmente aqueles que não cumprem as leis. CHEGA. Professores ganhando essa miséria, tendo que fazer greve para receber um salário de fome.....Meu Deus...Faz-se passeatas para tudo, porque não para acabar com a corrupção? Tenho certeza que se não fosse a roubalheira professor poderia ganhar um salário decente.Quem puder leia o artigo.

    ResponderExcluir
  24. Oi Euler,
    Com todo respeito tenho percebido que você e alguns seguidores tem batido muito na CNTE, mas temos que fazer justiça, ela entrou com ação contra o subsídio de Minas e a direção estadual não divulgou, ví no blog de Montes Claros, a CNTE, tem tentado audiência com o MEC e não conseguiu, A luta pelo PISO ela sempre pautou para todos os Estado e Municípios. Penso que temos que fazer nossas críticas a representante da CNTE do SindUTE como também do Ministro e da presidente Dilma. A CNTE sempre chamou greve de 24 ou no máximo 48 horas, poderíamos questionar nossa representante por que. E a audiência do SindUTE com o MEC você tem notícias? Deveria nos informar para ajudar a mobilizar.O recesso não terá cortes como alguns achavam, e penso que também não haverá o corte.
    Abrços
    Pedro-Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  25. CAROS COMPANHEIROS em especial COMPANHEIRA BEATRIZ,não estou querendo tirar o foco da nossa luta, mas precisamos ficar atentos, pois a campanha Pró Aécio Presidente está a toda.
    O governo Anastasia, vai focar suas ações nas cinquenta maiores cidades de Minas Gerais, obrigando os diretórios Municipais manterem a mesma aliança da base do Governo.
    O intuito desta ação é mobilizar estes municípios em prol da Campanha Aécio 2014.
    Fiquem atentos às movimentações em seus municípios, pois se o Faraó for eleito, aí sim, a Educação não terá vez.
    Devo ressaltar que a nossa luta éconstante, hoje pelo piso, amanhã pela democracia na plenitude do seu significado.
    Um abraço a todos e força na luta.

    ResponderExcluir
  26. Giovane, fica tranquilo, DEUS é PODEROSO, NÓS e ESSE BLOG, também! Pode aguardar, daqui para frente, nada será como ANTES. Essa greve foi um teste para a nossa conexão. Depois que deram oportunidade para esses cidadão de classe média baixa (rsrs) terem internet e se alfabetizarem nela, xiiiii aguarde, não tem mais para ninguém, todos estão vendo Nesta o que está acontecendo, estamos todos antenadinhos. Esta GREVE está SENDO UM PROJETO PILOTO para nossa integração e interação. Ganhamos pouco, mas sabemos escrever, argumentar e espernear, então ... no futuro vai ser tudo de bom, ninguém mais nos embroma, não nos carrega debaixo do braço! Foi o tempo que ficávamos nos rincões sem saber de nada! rsrs

    ResponderExcluir
  27. RITA, MINHA FILHA, NA ESCOLA QUE VOCE TRABALHA VOCES PODEM COMER MERENDA DA ESCOLA????? QUE PRIVILEGIO, POIS POR AQUI SE OUSARMOS MERENDAR PROVAVELMENTE SEREMOS ATE EXONERADOS, A INSPEÇAO MARCA EM CIMA. ENTAO ESTA NAO SERA NOSSA FORMA DE ECONOMIZAR. TEREMOS QUE FICAR SEM COMER MESMO......

    ResponderExcluir
  28. Ainda aguardo a execução do Governo do Estado DE MINAS GERAIS na justiça, cadê o departamento jurídico do Sind-UTE/MG que até hoje não o fez? - NELSOM JOBIM MINISTRO DA DEFESA NACIONAL RESPONDE SOBRE CUMPRIMENTO DE DECISÃO JUDICIAL Parte do texto da entrevista à Folha e ao UOL

    Folha/UOL: O senhor gostou da sentença? - " As pessoas institucionalmente comprometidas têm que cumpri-las e pronto! Nelson Jobim: Fernando, eu sou juiz. Eu fui juiz.SENTENÇA NÃO SE DISCUTE, OU CUMPRE OU NÃO SE CUMPRE. QUANDO NÃO SE CUMPRE, SE EXECUTA. integra da entrevista aqui:

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/poder_e_politica/nelson_jobim-2.shtml --> JURÍDICO DO SIND-UTE/MG E DIRETORES, ACORDEM!

    ResponderExcluir
  29. Orgulho-me de ser mineira e poder traçar minha trajetória de lutas e sucessos. Estes obtidos através da Educação. Venho das camadas mais populares da sociedade quanto à questão financeira. Porém, com a graça de Deus, com o incentivo da minha família e de muitas pessoas amigas, galguei os degraus da escolaridade e considero-me uma profissional bem sucedida na escolha da minha profissão: sou professora. Pelo fato de eu ter estudado e de trabalhar muito, pude, juntamente com minha família, desfrutar, muitas vezes, daquilo que chamamos de bens culturais: viagens, excursões, bons restaurantes, visitas a museus, idas a teatros e a cinemas. Diante do exposto, gostaria de fazer as seguintes perguntas ao consultor Melo: O senhor pensa ser possível conhecer os litorais capixaba e fluminense? (Eles ficam próximos a Minas Gerais), pensa ser possível comprar entradas para cinemas e teatros? (mesmo esporadicamente), pensa ser possível conhecer o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo? Conhecer o Complexo Cultural da Pampulha em Belo Horizonte? Fazer uma excursão de escuna pela baía da Guanabara? Conhecer as Cidades Históricas de Minas? (dentre elas, Mariana, aquela dos capuzes roxos), comprar livros para a própria formação continuada e, também, aqueles que lhe despertaram a curiosidade e o prazer pela leitura mesmo que tenha lido apenas "as orelhas" com 1.320,00 mensais? Caro consultor, se o senhor responder SIM à maioria dessas perguntas, o senhor é mágico e pode se candidatar para contracenar com o Astro. A nova série da Globo. Conhece? Senhor Melo, como os outros já comentaram, com esse valor simplesmente as pessoas ‘subvivem’ e professores são formadores de pessoas, de opiniões, precisam estar a par do que acontece no mundo. Todos esses fatores citados por mim são essenciais para aquisição do conhecimento de mundo para poder se falar com propriedade não só do que se leu, ou ouviu, ou viu pela televisão, mas também, e, principalmente do que se viveu. Portanto salário digno aos professores.

    ResponderExcluir
  30. Orgulho-me de ser mineira e poder traçar minha trajetória de lutas e sucessos. Estes obtidos através da Educação. Venho das camadas mais populares da sociedade quanto à questão financeira. Porém, com a graça de Deus, com o incentivo da minha família e de muitas pessoas amigas, galguei os degraus da escolaridade e considero-me uma profissional bem sucedida na escolha da minha profissão: sou professora. Pelo fato de eu ter estudado e de trabalhar muito, pude, juntamente com minha família, desfrutar, muitas vezes, daquilo que chamamos de bens culturais: viagens, excursões, bons restaurantes, visitas a museus, idas a teatros e a cinemas. Diante do exposto, gostaria de fazer as seguintes perguntas ao consultor Melo: O senhor pensa ser possível conhecer os litorais capixaba e fluminense? (Eles ficam próximos a Minas Gerais), pensa ser possível comprar entradas para cinemas e teatros? (mesmo esporadicamente), pensa ser possível conhecer o Museu da Língua Portuguesa em São Paulo? Conhecer o Complexo Cultural da Pampulha em Belo Horizonte? Fazer uma excursão de escuna pela baía da Guanabara? Conhecer as Cidades Históricas de Minas? (dentre elas, Mariana, aquela dos capuzes roxos), comprar livros para a própria formação continuada e, também, aqueles que lhe despertaram a curiosidade e o prazer pela leitura mesmo que tenha lido apenas "as orelhas" com 1.320,00 mensais? Caro consultor, se o senhor responder SIM à maioria dessas perguntas, o senhor é mágico e pode se candidatar para contracenar com o Astro. A nova série da Globo. Conhece? Senhor Melo, como os outros já comentaram, com esse valor simplesmente as pessoas ‘subvivem’ e professores são formadores de pessoas, de opiniões, precisam estar a par do que acontece no mundo. Todos esses fatores citados por mim são essenciais para aquisição do conhecimento de mundo para poder se falar com propriedade não só do que se leu, ou ouviu, ou viu pela televisão, mas também, e, principalmente do que se viveu. Portanto salário digno aos professores.

    ResponderExcluir
  31. Euler, gostaria de saber se foi publicado o meu retorno à carreira antiga mas não consigo acessar pelo link que o colega postou. Se puder me ajudar eu agradeço pois estou achando que meu nome não consta na publicação. Obrigada.

    ResponderExcluir
  32. Oi Euler
    Pesquisando na rede descobri que apenas oito estados não pagam o piso sugerido pelo MEC.Estamos assim inseridos no rol dos caloteiros.Nosso governador,que deve comer muito tutu da dona llicinha,pois seu salário permite,inclui nossa amada Minas Gerais na lista dos que não sr preocupam com a educação ,dos que não estão nem aí para o futuro deste brilhante estado.Que vergonha!E ainda se diz professor.Estou indignada.Quando fui nomeada ficou claro que receberia biênios e quinquênio. Não quero saber de subsidio.O senhor deve recebê-ló porque não é governador.O senhor está governador.Nós professores somos efetivos.Estaremos aqui quando o senhor estiver amargando as derrotas pelas quais tem trabalhado com afinco.De ainda houver um sopro de justiça neste mundo NUNCA MAIS O SENHOR SENTIRÁ O GOSTO DE UMA VITÓRIA NAS URNAS.

    ResponderExcluir
  33. EULER , NÃO SEI SE VOCÊ E, OS DEMAIS COLEGAS DO BLOG LERAM O QUE O JOÃO FILOCRE DOR DE COTOVELO ESCREVEU EM SEU BLOG, ANTES DA LEI DO PISO SER JULGADA PELO STF ! SE NÃO LERAM DEVEM LER E FICAREM SUSSEGADOS POIS O GOVERNO NÃO TEM PARA ONDE CORRER, TEM QUE NOS PAGAR O PISO NA MARRA.


    http://www.joaofilocre.com.br/?paged=2

    ResponderExcluir
  34. Prezada Geovane, apoio sua fala. Acho sim que quando a greve terminar com a nossa vitória, deveríamos continuar trabalhando contra a candidatura do Aécio Neves. Começar agora para conquistar a derrota dele na época das eleições. E não esquecermos do nosso governador que tbém não pode continuar mais 4 anos. Estou nessa luta tbém. Não devemos deixar que aconteça como foi a eleição para governador de MInas, apesar de achar que o concorrente colaborou muito com a vitória do Anastasia. Mas assim que voltarmos vamos iniciar essa grande luta. Um abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  35. Oi Giovani
    Não se preocupe. O aécio já levou tudo que "tinha direto".A presidência ele não leva.O feudo dele está circunscrito a MG.Fora daqui ele vai ter que suar muita camisa importada para conseguir.O brasileiro já demostrou que não quer essa burguesia fedida no poder.Vamos reeleger a nossa presidenta ou quem sabe o Lula em 2016.aécio que tire seu cavalinho da chuva.Presidência ?Nananinanão!!!!

    ResponderExcluir
  36. Wilma - São Miguel do Anta - MG27 de julho de 2011 18:57

    Euler,
    Desta vez você se superou! A sua reflexão é excelente, não deveria ser restrita ao blog, deveria publicá-la em jornais e revistas do Brasil e do Mundo. Não é justo que as outras pessoas sejam privadas de tamanha análise crítica. Será que a Presidenta Dilma e o Governador AnastAZIA querem apresentar o Brasil para o Mundo como: "BRASIL, o país dos CALOTES!" E também "MINAS, a terra sem LEIS!" já pensou o que será dos brasileiros se todos resolverem seguir o exemplo dos seus governantes?! Iremos para o abismo. Espero que a JUSTIÇA deste país, não deixe isso acontecer, pois até agora está adormecida, o tempo está passando, o ano letivo comprometido e onde está o nosso PISO?

    ResponderExcluir
  37. Caro Euller,
    Estive pensando uma coisa que gostaria de compartilhar aproveitando este precioso espaço do seu blog, se vc me permitir: fazermos contato com o idealizador da LEI DO PISO, o Cristóvam Buarque, se não estou enganado.
    Neste caso, a gente poderia enviar milhares de e-mails para o gabinete do parlamentar, denunciando a situaçao do nao cumprimento desta Lei pelo governo de MG, ou mesmo , o próprio sindicato contatar com o parlamentar e solicitar a ele apoio à nossa luta. Até porque penso que ele seria um dos mais interessados em fazer valer a lei que propôs. Isto nao poderia dar mais força ao nosso movimento?
    Com sua permissão, fica aí a sugestão.
    Abraço a este combativo colega , que a meu ver tem sido um verdadeiro "profeta" destes nossos tempos (sem exagero da expressão entre aspas)ajudando-nos a esclarecer tantas inverdades perpetradas por estes (des)governos , e a denunciar as mazelas educacionais e sociais.
    Uma majestosa aula de cidadania para todos.
    Lutar sempre até a vitória !!!

    ResponderExcluir
  38. Professor euler olha o que acabo de ver no portal UAI.
    A Câmara analisa o Projeto de Lei 698/11, que fixa em R$ 2.180,00 o valor do piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica. O piso atual é de R$ 1.187,97 e vale para os profissionais que cumprem jornada de trabalho máxima de 40 horas semanais. Segundo o projeto, de autoria do deputado Romero Rodrigues (PSDB-PB), o reajuste será aplicado de forma escalonada: 1/3 no primeiro ano, 2/3 no segundo ano e o valor integral a partir do terceiro ano.
    O autor da proposta argumenta que o valor atual do piso está desatualizado. O piso do magistério foi fixado inicialmente em R$ 950,00 pela Lei 11.738/08. Segundo Romero Rodrigues, caso o Ministério da Educação tivesse aplicado os reajustes corretamente, o piso deveria valer hoje R$ 2.180,00.

    A Lei 11.738/08 estabelece que o valor do piso deve ser reajustado anualmente, de acordo com o crescimento do valor mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano.

    Para o deputado, o reajuste do piso vai garantir o direito dos professores a uma remuneração justa. “A valorização do profissional do ensino é a primeira providência para evitar a perda de sua dignidade e identidade profissional”, afirma.

    Tramitação
    A proposta, que tramita em caráter conclusivo, será analisada pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Educação e Cultura; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

    ResponderExcluir
  39. Ao anônimo que se diz professor(a) e afirma que aqui no blog do Euler e em alguns outros espaços estamos desviando o nosso foco e preocupando em denegrir a imagem do DESGOVERNADOR, desculpe-me, mas não consigo defender alguém que despreza a categoria a que pertenço, ou seja, a figura do PROFESSOR/EDUCADOR. Ele merece receber de nós, o mesmo tratamento que nos dá, porque quem o elege é o povo. O meu cargo eu conquistei através de concurso, ninguém me pôs lá. Sinto nojo ao ouvir o nome AnastAZIA e não estou ou melhor não estamos (os visitantes deste blog) aqui defendendo ou condenando nenhum partido político mas sim as atitudes dos POLÍTICOS CORRUPTOS, dentre eles AnastAZIA, AÉCIO, etc. Então minha cara, não sejamos ingênuos em afirmar que aqui está parecendo um debate entre dois candidatos de partidos diferentes, como você mencionou no seu comentário, porque você e o seu filho é que não entendem nada de democracia, visão crítica e movimento de luta. Como podes afirmar que o Sind-UTE é Petista? Quer dizer que todos que lutam contra o Poder e a OPRESSÃO e a favor da massa e dos interesses do POVO, são Petistas? E aos que são Petistas, qual o problema? Esqueça os partidos, o importante não são as siglas, mas as pessoas que assumem o Poder, a Filosofia e as Ações dos políticos. Afinal, ao povo cabe refletir: eles (políticos) estão cumprindo o seu papel, estão representando bem os seus eleitores? Se não o fazem, temos mais é que falar, questionar, criticar, cobrar, lutar e mudar, seja o político e do partido que for A, B ou C. É isso... O que focamos aqui, sempre foi o cumprimento das LEIS, principalmente o pagamento do nosso PISO SALARIAL e o respeito a todos os PROFESSORES/EDUCADORES/CIDADÃOS. Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  40. Gostaria que todos os brasileiros, inclusive AnastAZIA, Dilma, Aécio e demais políticos executassem as suas "obras" inspirados na pessoa da D' Joana, que é um exemplo de cidadã. Ela fez um pedido de SOCORRO em nome de todos os brasileiros "pobres" que veem na EDUCAÇÃO o caminho para vencer na vida. Que lindo! É melhor investir na EDUCAÇÃO do que em PRESÍDIOS...

    ResponderExcluir
  41. Educadora de São Miguel do Anta-MG27 de julho de 2011 21:14

    Euler,
    A Presidenta Dilma, afirma em todos os seus discursos que, "quer acabar com a Miséria no país". Mas para isso, ela precisa investir em EDUCAÇÃO e exigir dos governadores que façam o mesmo, ao de Minas Gerais precisa aprender a cumprir as Leis, a começar pela Lei Federal 11.738/08. Ao contrário, Minas Gerais estará gerando, em poucos dias, um número significativo de pessoas na linha da miséria, estou me referindo a nós os professores/educadores. Afinal, como conseguiremos sustentar nossas famílias, sobreviver, ganhando ao final do mês R$369,00? Atualmente fazemos parte da população pobre deste país, daqui há alguns dias, se nada for feito, ingressaremos no grupo dos "miseráveis". Então, como pode a Presidenta ter um discurso de combate à Miséria e o Governador Mineiro, agir contrariamente, adotando práticas que derrubam todas as ações e metas que visam "o fim da miséria" na NAÇÃO? Políticos, deixem de hipocrisia, não há melhor forma de prevenção e combate à MISÉRIA que investir na EDUCAÇÃO PÚBLICA DE QUALIDADE e na VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO! Ao contrário, é DEMAGOGIA!

    ResponderExcluir
  42. EULER,JÁ POSTEI DUAS VEZES UMA NOTICIA QUE O TJMG JULGOU INCONSTITUCIONAL A LEI 100 AQUI NO SEU BLOG E,ESTA NOTICIA ESTÁ INCLUSIVE NO BLOG DA BEATRIZ CERQUEIRA, PORQUE VOCÊ NÃO PUBLICOU ?, É SENSURA ? UM ABRAÇO JÙLIO.

    ResponderExcluir
  43. ANASTASIA, JA QUE VOCE ESTA NO JAPAO, TALVEZ SEJA MAIS FACIL COMPREENDER O QUE OS EDUCADORES ESTAO EXIGINDO;

    translate.google.com.br
    pague o piso - 床を支払う (Yuka o shiharau)

    ResponderExcluir
  44. Euleu,
    Somos vítimas até de piadas de mau gosto, como economizar com o salário que mal dá prá comprar comida.Na escola em que trabalho pode merendar, só que a merenda é canjiquinha e mingual de fubá doce, entra semana e sai semana, aí não tem quem aguenta né?! A Diretora é companheira do Anastazia e da superintendente.

    ResponderExcluir
  45. Caro Euler, as surpresas por esse mundo das Gerais não param: a TV Globo veicula uma nova propaganda sobre a “Educação em Minas”, refiro-me a um ‘professor’ de sorriso largo e aparência saudável que faz a chamada de vários professores e fala: “mais uma vez Minas sai na frente...” quando ouvi essa frase pensei: “ Ufa!, finalmente, temeroso ao “juízo final”, quem sabe, o governador cumpriu a lei e vamos receber o nosso tão sonhado e, diga-se de passagem, de direito, PISO! Qual nada! Mais um engodo! O homem promovia ‘O Professor da família!’ Voltamos no tempo! Na época de meus avós, só recebia a alfabetização quem podia pagar por um professor particular! A educação pública está retrocedendo? Esses ‘professores’ desse projeto são concursados? Ou são ‘terceirizados’ com dizem que serão os que ‘nos ajudarão’ com o PIP das escolas. Quantas incoerências, precisamos de educação de qualidade nas escolas, com professores competentes e bem remunerados que darão às pessoas as habilidades e competências necessárias para que sejam alfabetizados e adquiriram os graus de letramento apropriados com o objetivo de torná-los críticos, autônomos e competitivos neste globalizado mundo onde aqueles que detêm o conhecimento saem na frente e têm grandes possibilidades de alcançar o que desejam. E não de projetos paliativos natimortos que são feitos enganar desavisados. Se é que ainda existem desavisados na atualidade, principalmente, na era Euler!

    ResponderExcluir
  46. Minha amiga, você está certíssima, por isso que alegam não ter como pagar o PISO, pois o dinheiro é todo empregado em ludibriações. Nós vamos ver no que vai dar este PROFESSORADA FAMÍLIA é mais uma enganação, pura campanha publicitária para dizer que o GOVERNO está inovando,mostrando serviço para a sociedade, sua melhor campanha para a sociedade,deveria ser de um GOVERNO que dá exemplo de cumprimentos da LEI, já começava a cumprir a LEI DO PISO SALARIAL DO MAGISTÉRIO; quanto ao PIP, nós também, vamos ter oportunidade de discutir esse assunto aqui, professores contratados, dizem que terceirizados, com mínima experiência e vão pisar na sala de aula para ensinar professores há anos na sala de aula a trabalhar, porque não capacita os que já estão com o "pé no chão da fábrica" há tanto tempo? Mas, como devemos viver uma crise de cada vez, depois teremos oportunidade de discutir o rumo deste PIP,nós vamos ver os resultados disso. São muitos projetos que não atendem à realidade da escola, dos professores, são meros PROJETOS MODERNOSOS, porque de moderno não têm nada é dinheiro escapando, como água que escapa na torneira. Mas, nós ainda vamos ter oportunidade de discutir mais esta vazão de dinheiro da educação.

    ResponderExcluir
  47. Divino - MG
    Caro Euler,
    seu comentário a respeito da Lei 100 e união da Classe é muito SÁBIO.
    Cada vez que acesso seu Blog e obtenho informações (através do espaço e da oportunidade que dá a todos) mais vontade de ficar em frente ao computador lendo e acessando tenho, ao mesmo tempo, fico cada vez mais indignado, com desprezo "e me desculpe a palavra NOJO" desse Sr. AnastAZIA (o que mais me revolta e saber e conhecer muitos Colegas e AMIGOS que votaram ou até mesmo trabalharam para Eleição desse Cretino). Ainda bem que EU não fiz essa Burrice, pois, arrependimento pode matar, desse mal EU não morro.

    ResponderExcluir
  48. Para ler o projeto que foi noticiado pelo anônimo às 19:36, na verdade essa notícia foi veiculada pela Agência Câmara e já se encontra em vários blogs pelo Brasil tendo sido publicada pelo Jornal Estado de Minas (não pelo UAI, pelo menos diretamente, no link: http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/07/27/interna_politica,241934/proposta-na-camara-dos-deputados-reajusta-piso-salarial-dos-professores.shtml#comentarios
    Para ler o inteiro teor e ver a tramitação do projeto basta clicar em:
    http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=494542
    Concordo com um dos comentários que j´a estão no EM: se o des(governo) não cumpre nem o que já é indiscutível, imagina se o gasto tiver aumentar ainda mais? Vão dar infarto... Ou vamos ter que aumentar ainda mais a pressão... Eu não meimporto se proponente é de partido A ou B, se ele quer se promover ou se realmente está engajado. Só dele ter colocado espaço para falarmos do assunto já é um bom sinal... Temos que conviver com "adversários" e perceber que podemos ter interesses em comum: vai que ele é filho de professora e não se esqueceu, como acontece em MG...

    ResponderExcluir
  49. Meus companheiros,

    Esta história de professor da família tem seu lado positivo, pois se o governo não paga o piso, nós podemos aproveitar esta "maravilhosa inovação educacional" e fazer visitas aos nossos alunos na hora das refeições e, quem sabe, até na hora da novela ou do nossos programas favoritos. Se vocês forem criativos, dá para economizar um dinheirinho...Na verdade, acredito que o Anastasista e a Gazzosa fizeram isso de caso pensado porque sabem que o que nos pagam é uma ninharia...

    ResponderExcluir
  50. Divino-MG
    Euler,

    Uma sugestão:

    Que seja exposto PRÓXIMO AS ESCOLAS (por que na própria Escola vão PROIBIR) que estão em GREVE e nas que AINDA IRÃO ADERIR, imensas faixas ou mesmo Outdoor denunciando o motivo da GREVE o NÃO CUMPRIMENTO DA LEI 11.738/08 e que nosso DESgovernador e um fora da Lei.
    Obs.: É claro que o texto será bem bolado, esse é só uma forma de passar a ideia.

    ResponderExcluir
  51. VERSINHOS QUE EU FIZ CARO EULER:

    "ESTOU FICANDO COM AZIA DE VER O ANASTASIA ACHAR QUE OS PROFESSORES ACREDITAM EM FANTASIA"

    "ESTOU DANDO RISADA DE HIENA PRO ERRO DA VILHENA"
    ALLANA,9 ANOS ,FILHA DA PROFESSORA ADRIANA.


    "A LUTA CONTINUA!"
    "A LUTA CONTINUA!"
    "A LUTA CONTINUA!"

    ResponderExcluir
  52. osmar prado falando da greve dos professores do rio de janeiro

    ResponderExcluir
  53. Marina recusa proposta para compor com Aécio

    ResponderExcluir
  54. Caro Euler e companheiros:
    Sei que nosso foco é o piso e vamos continuar na luta até a vitória com fé em DEUS.Mas como pessôa crítica e participativa não posso deixar de divulgar o absurdo que ocorre por esse Brasil afora,cada vez mais sinto vergonha dos políticos que temos,vamos pensar bem nas próximas eleições em quem votar.Veja o que esta acontecendo em uma cidade mineira.Prefeito resolve multar carros que circulam empoeirados pela cidade.Se a culpa fosse dos carros ainda menos mal.Mas veja a reportagem no link abaixo e faça suas críticas.Absurdos como esse não podem acontecer.
    http://noticias.uol.com.br/ultnot/multi/?hashId=carro-empoeirado-sera-multado-em-cidade-historica-de-minas-0402CD1B346CDCC11326&mediaId=11876467

    ResponderExcluir
  55. Olá caro Euler e companheiros

    O PISO SALARIAL é uma das principais reinvindicações da categoria. Eu voto pela continuidade da GREVE por tempo indeterminado, caso o PISO ainda seja um assunto de acordos, acordos, acordos de discussões como ocorreu em 2010. Não quero "engolir" promessas que nunca, digo nunca foram ou serão cumpridas. Quero chegar diante dos meus alunos e dizer conseguimos o nosso direito e nossa dignidade, conseguimos fazer valer nossos direitos e a LEI neste ESTADO E NESTE PAÍS. TENHO vergonha de ter um GOVERNADOR COMO ESTE: Antônio Anastasia (PSDB). Minas Gerais tem que varrer esses políticos fora da Lei do ESTADO.

    Esse pensamento é uma realidade no Brasil:

    "Todos somos iguais perante a lei, mas não perante os encarregados de fazê-las cumprir."
    S. Jerzy Lec

    abraço e estamos juntos dia 3 de agosto na ALMG em Belo Horizonte 14 horas, dia do início do JUÍZO FINAL.
    Profº Gleiferson Crow
    LEIA: O Jornal do José Elias Issa
    http://leiajeissaeemg.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  56. PROFESSORA DE MATEMÁTICA28 de julho de 2011 15:27

    olá Euler e colegas ( pais e educadores ),
    Leiam o que sempre encontro no site do governo de Minas.

    "A primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Pública (Obmep) será no dia 17 de agosto, mas antes mesmo das provas Minas dá um show de participação, ao ter estudantes de todos os 853 municípios envolvidos na Olimpíada. O estado, que ficou em primeiro lugar das últimas quatro edições da Obmep traz para o ano de 2011 quase dois milhões de alunos, o que representa cerca de 10% dos inscritos em todo o país, número que ultrapassa os 18,7 milhões. O percentual é o mesmo quanto ao número de escolas inscritas. São 4352 escolas mineiras entre as 44.673 de todo o país."

    Sou professora de matemática e também me orgulho disso, mas alguém precisa lembrar ao GOVERNADOR que estamos em greve e que, se ele não negociar com urgencia, certamente as coisas este ano serão diferentes.
    Como vamos conseguir preparar nossos alunos?
    Se o governador está esperando o dia 10 de agosto, não teremos tempo.

    Sempre tenho alunos homenageados, se desta vez eu não tiver a CULPA É SUA: SENHOR GOVERNADOR.

    ESPALHEM A NOTICIA!

    ResponderExcluir
  57. Euler, veja o que Renata "twitou" hoje:

    Secretario do MEC diz: aplica-se a proporcionalidade. No caso de MG p/ 30 hs o valor deve ser 890,25. Pagamos 1320,00.

    ResponderExcluir
  58. Caro colega Euler,

    Hj ouvi um comentário que me deixou muito triste, me disseram que o Acórdão só definirá questões relativas aos professores pq o Piso é somente pra eles....
    Eu sou ATB, então ficarei de fora? O que vc tem a me dizer sobre isso?
    Muito obrigada e aguardo resposta.
    Patrícia

    ResponderExcluir
  59. Caro Euler,
    Hoje foi noticiado no M.G. Inter Tv jornal local de Montes Claros uma reunião das lideranças sindicais da região em que por unanimidade os mesmos optaram pela continuidade da greve por tempo indeterminado e em tempo lembraram da assembléia estadual no dia 03 de Agosto. A reportagem procurou a secretaria de educação e em resposta a assessoria de imprensa informou que no dia 14 de junho houve uma proposta de não haver cortes salariais para os trabalhadores da educação em greve e que o governo irá analisar a pauta da reinvidicações do sindicato.
    Essa resposta é um tanto vaga você não acha?
    Afinal de contas será de onde provêm essa falta de compromisso de tais autoridades?

    ResponderExcluir
  60. Euler e companheiros,
    Será por que o governo de Minas não ameaçou cortar o ponto da Policia Civil? Por que será que não enrolou a policia militar? Nós professores somos mesmo saco de pancada, Educação no governo de Minas do PSDB não é prioridade!
    Eles vão é acabar privatizando a educação em Minas. Acho que devemos levantar todo os educadores para mostrar como funciona a imprensa no Brasil, principalmente no Estado mais conservador do Pais.
    Linder

    ResponderExcluir
  61. O MEC só esqueceu de falar com a Secretária que aplica -se a "proporcionalidade" + acresce a esse valor, os quinquênios + biênios + taxa de insalubridade + 1/3 de tempo para planejamento/estudos(segundo a LEI DO PISO ), etc. Esqueci + alguma coisa ? Será que não sabem fazer calculos ? Interpretar a CONSTITUIÇÃO FEDERAL ? Fingem que não entendem pra nos usurpar os direitos.

    Isso que o Sindicato tem que demonstrar ao STF. Um professor primário em final de carreira : R$1.320,00 + 50% de quinquênios + 65% de biênios + taxa de insalubridade + vale transporte = a "quase" o que eu receberia de um cargo APENAS se fosse PISO. Até R$700,00 reais compensaria, na pior das hipóteses, porque teria reajuste anual. O MEC, o GOVERNADOR, a SECRETÁRIA tem que entender de uma vez por todas : O SUBSÍDIO É QUE NÃO QUEREMOS !

    Anônimo disse...

    Euler, veja o que Renata "twitou" hoje:

    Secretario do MEC diz: aplica-se a proporcionalidade. No caso de MG p/ 30 hs o valor deve ser 890,25. Pagamos 1320,00.

    Esses caciques do poder com o dinheiro público amam deixar os professores estressados. Ainda mais porque com salário justo será mais fácil irmos contra os "malvadezas" de Minas.

    ResponderExcluir
  62. Amigo Euler,
    Sei que o foco é a greve pelo piso salarial, mas estou indignada com a situaçao do efetivos.Sou efetiva e não consegui minha remoçao
    por causa dessa Lei 100, tomaram minha vaga duas vezes.

    ResponderExcluir
  63. Euler,
    Outro dia sugeri que deveriamos divulgar a mensagem do Ministro Joaquim Barbosa sobre o piso, gostaria de sugerir também que poderiamos tentar mandar uma matéria para o editorial da Folha de São Paulo - Eles sempre dão cobertura as greves de SP. Foi praticamente o único jornal que denunciou a particiçação do Azeredo com o Valério. Poderiamos falar sobre a falta de cobertura das greves no pais, a polêmica do Piso e falta de iniciativa do governo de Minas- Vou iniciar e gostaria que os companheiros mandassem mensagens para a Folha.
    Linder - Manhuaçu

    ResponderExcluir
  64. Divino-MG

    Euler,

    li o comentário da Patrícia (ATB), teremos uma reunião amanhã 29/07/2011 as 14:30 h a qual estará presente: ATB; ASB e EEB que como ela também estão fazendo a mesma pergunta. Desculpe-me a ignorância, mas se tem a tabela deles EU ainda não a vi.
    Pode me ajudar conseguindo a tabela de vencimento deles, comparando subsídio X carreira antiga (é que muitos deles tem me pedido isso e não encontrei em lugar algum, talvez não esteja procurando no lugar certo)? Muitos ainda não optaram pela carreira antiga por falta de tais informações?
    Por favor se encontrar coloque-as em seu blog onde sou frequentador assíduo.

    Desde já muito obrigado pelo espaço concedido.

    ResponderExcluir