domingo, 17 de julho de 2011

De que vale a Lei do Piso, se no lugar dela nos aplicam um calote?



De que vale a Lei do Piso, se no lugar dela nos aplicam um calote?


Estimados colegas de luta, a nossa indignação é mais do que justificada. Conquistamos o direito ao piso salarial em 2008, mas até agora só colhemos decepção. Além do valor original rebaixadíssimo do piso - R$ 950,00 para a jornada de até 40 horas - a própria Lei indicava que o piso deveria ser pago de forma integral somente em janeiro de 2010.

Chegada esta data, nosso piso ficou suspenso pela ADI 4167, impetrada por cinco infelizes desgovernadores (CE, RS, MS, SC e PR). Em abril deste ano o STF finalmente julgou a tal ADI, rejeitando-a integralmente e considerando a Lei do Piso constitucional. Mas, e daí?

Continuamos sem o nosso piso, numa escalada vergonhosa praticada pelos desgovernadores de todo o Brasil. Os governos estaduais fazem "adaptações" nos planos de carreira que descaracterizam completamente a lei do piso, como ocorreu em Santa Catarina, e de forma diferente em Minas Gerais, com a lei do subsídio, e nada acontece com estes governos.

Só aqui em Minas o governo, ao implantar o subsídio, confiscou pelo menos R$ 2,8 bilhões do bolso dos educadores e se recusa a implantar o piso no antigo sistema remuneratório. Ante ao silêncio cúmplice do Ministério Público, do Legislativo Mineiro, da Justiça e do Governo Federal, ao qual caberia exigir a aplicação da lei do piso e complementar financeiramente, se necessário fosse.

Agora o governo mineiro apresenta a desculpa esfarrapada de que já atingiu o limite prudencial da LRF - Lei de Responsabilidade Fiscal. Esta famigerada lei, criada na Era FHC para manter políticas de arrocho salarial contra os servidores de baixa renda - e com isso proporcionar mais recursos para gastos com obras faraônicas e juros de dívidas aos banqueiros e empreiteiros -, não pode ser usada como argumento para se contrapor a outra lei federal, a Lei do Piso.

É preciso que o governo mineiro cumpra a Lei do Piso, que é lei federal, e caso ultrapasse os percentuais da LRF, que o governo envie a justificativa para o TCE, que seguramente aprovará as contas do governo, como tem feito até então, inclusive em relação às ocorrências que, estas sim, mereciam a não aprovação dessas contas.

O conflito gerado entre a LRF e a Lei do Piso não é da alçada do governo mineiro. Cabe a este governo - e aos demais - cumprir a Lei do Piso e deixar que as esferas federais resolvam este conflito. Até porque, se fosse para limitar o reajuste dos salários dos professores com base na LRF a Lei do Piso não poderia sequer ser criada, já que é notório que haja diferenças de arrecadação entre estados e municípios. Não se pode tratar de forma diferenciada aos educadores que estão contemplados por uma mesma lei federal. Isso deveria ser elementar, até mesmo para a compreensão de pessoas como as que ocupam as altas esferas do governo de Minas.

A Lei do Piso, aprovada no Congresso Nacional, sancionada pelo presidente da República e considerada constitucional pelo STF não apresenta qualquer artigo que fale nos limites da LRF. Ela determina - note bem, determina, impõe, e não sugere, nem indica, mas exige - que nenhum profissional do magistério receba valor menor, enquanto vencimento básico, que o piso salarial nacional, mesmo que seja na sua forma proporcional.

O governo de Minas não cumpre essa lei federal, que está em vigor e portanto incorre em prática de confessa ilegalidade. E não adianta dizer que já paga o piso por meio do subsídio. Como já dissemos aqui antes, subsídio é somatória de vencimento básico e gratificações, o oposto, portanto, do que diz a Lei do Piso. O subsídio é a contravenção confessa da Lei do Piso. E o calote de um direito líquido e certo dos educadores.

Não há, portanto, que se afirmar cinicamente que já se paga o piso através do subsídio. Quando estamos falando em vencimento básico e em subsídio estamos falando acima de tudo em dois conceitos que já foram questionados na Justiça, a qual formou jurisprudência vinculante em relação ao tema. Piso é vencimento básico. Subsídio é somatória de vencimento e demais gratificações, é total de remuneração.

Mesmo que o valor nominal do piso seja alcançado pelo valor nominal do subsídio, como argumenta o governo, isso não pode ser usado como pretexto para não pagar o piso enquanto vencimento básico. Ainda mais quando consideramos que existe, paralelamente ao subsídio, um outro sistema em vigor, composto por vencimento básico e gratificação, no qual o governo não implantou o piso como manda a Lei.

A rigor, a partir do momento em que o STF julgou a ADI 4167, não deveríamos nem mais considerar o subsídio enquanto sistema vigente, pois ele contraria a lei do piso. Na verdade, estamos recebendo remuneração por um sistema ilegal, que é o subsídio.

Não se trata aqui de "radicalismo" da parte dos educadores mineiros, como andou dizendo o governador no ato em Mariana, mas da legítima cobrança de um direito instituído em lei. O que deveria o governo fazer? Primeiro, reconhecer o nosso direito ao piso e chamar o comando de greve para discutir a sua real implantação. Caso tivesse problema de caixa, tem ainda a condição de solicitar a complementação do governo federal, prevista na Lei do Piso.

Portanto, sob quaisquer ângulos que analisemos a questão, nada pode nos afastar da compreensão de que o piso é um direito consagrado em lei. E mais: o valor piso reconhecido pelo MEC está aquém do que merecemos, razão pela qual devemos sim, além da cobrança do seu pagamento em Minas, travar uma luta em Brasília para que o governo federal, via MEC, reajuste o valor do piso, fiscalize a sua aplicação e ofereça complementação adequada aos governantes que provarem não dispor de caixa para pagá-lo.

O governo de Minas precisa mudar a sua prática de desprezo e pouco caso para com os servidores da Educação. Aos policiais militares, bastou que ameaçassem entrar em greve para o governo oferecer 100% de reajuste salarial até 2015. Mesmo não sendo aquilo que os policiais reivindicavam, pelo menos receberam uma rápida proposta do governo. Sem falar que o vencimento básico de um policial militar com ensino médio é de R$ 2.030,00, que passará agora em outubro para R$ 2.233,00 - valor que, por sinal, consideramos aquém do que os profissionais da segurança pública merecem, pelos relevantes serviços que prestam à comunidade (excetuando-se, obviamente, as práticas de repressão aos movimentos sociais, como o ocorrido na Cidade Administrativa contra os educadores pela polícia de choque do governador).

Mas, e os educadores? Piso de R$ 369,00 para o professor com ensino médio! Isso é vergonhoso para Minas Gerais. Pelo piso proporcional do MEC, este profissional com ensino médio passaria a receber apenas R$ 712,20 de vencimento básico, e mesmo assim o governo se recusa a pagá-lo.

Não somos nós que estamos radicalizando, mas o governo mineiro, quando não cumpre a lei, não paga o piso, ameaça cortar os dias de greve, e se recusa a negociar seriamente conosco.

A nossa resposta não pode ser outra: a greve por tempo indeterminado deve continuar, até a nossa vitória. Em breve, o acórdão do STF será publicado, o que constituirá mais um elemento a nosso favor. Além disso, devemos fortalecer a nossa luta em duas frentes: interna, convencendo os nossos colegas que não aderiram à greve a fortalecerem o nosso movimento; e externa, fora de Minas, em Brasília, juntamente com os educadores de outros estados, cobrando do Congresso Nacional, do STF, do MEC, da presidenta Dilma, que eles façam valer a lei do piso, que eles aprovaram e que não é cumprida pelos governantes do país.

Queremos o piso, não o calote!

Um bom domingo para todos, um forte abraço e força na luta! Até a vitória!

***
"Anônimo:

EULER, PORQUE A GLOBO NÃO DÁ TANTA ATENÇÃO A GREVE DOS PROFESSORES AQUI EM MG COMO DÁ NO RIO.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1565510-7823-PROFESSORES+DA+REDE+ESTADUAL+CONTINUAM+EM+GREVE+APOS+REUNIAO+COM+GOVERNO,00.html"


"Anônimo:

Combativo Euler,
Embora não devamos esmorecer, mas se os EUA, está pra aplicar o maior calote no resto do mundo, o Anastasia é que não faria isso? No blog da Beatriz a SEE foi incisiva, não negocia o piso. Pode ser também um golpe. Se negociar agora ninguém fica no subsídio. Mas com todo respeito, acho que o piso poderá ser até pago. Num futuro bem distante. A Renatinha Malvadeza disse que o pagamento do piso geraria um rombo de 4 bilhões nos cofres do estado. Então..... Ele pode até negociar, mas o pgto daquele jeito tão sonhado pela gente, eu sinceramente não acredito. Mas não vamos desistir. Abraços,"


"Denise:

Boa Greve para todos.

Que texto maravilhoso. Ler um bom texto pela manhã depois da demonstração de desprezo do "Outro" (não consigo pronunciar o nome da besta), é muito revigorante.

Penso que deva ser uma vergonha para os pequisadores da Fundação João Pinheiro ter um colega com tal postura pública.

Abraço inté"


"ANATAFEIE ASI:

PROFESSORES RECLAMAM MUITO,PORQUE VCS NAO SE UNEM MAIS.DA HORROR DE ENTRAR NESTE BLOG E LER SO RECLAMACOES PARECE QUE ESTAO TODOS DEPRESSIVOS.MAIS ALEGRIA GENTE.NAO SO DE PAO VIVE O HOMEM.PIOR SOU EU ONDE VOU TEM GENTE PEDINDO ALMENTO, NÃO ESTOU CONSEGUINDO GOVERNAR MAIS,O OUTRO TA MUITO DIDAO, NAO ME AJUDA,QUEM ERA ALIADO TA VIRANDO INIMIGO,A GASOLA SO SABE FALAR ASNEIRA, A RENATA ESTICAR AS BUCHECHAS.TA FEIO,ACHO QUE VOU DESISTIR E VOLTAR A DAR AULAS"

"DIVINO/MG:

EULER, PENA QUE TODOS EDUCADORES MINEIROS NÃO ENTRAM EM SEU BLOG, POIS VOCÊ CONSEGUE ATRAVÉS DE SUAS PALAVRAS NOS INFORMAR E CONVENCER DE QUE A GREVE É A MELHOR FORMA DE RESPOSTA A ESSE (DES)GOVERNO. MINHA ESCOLA NÃO ADERIU A GREVE, VOCÊ PODE VIR AQUI DAR ALGUMAS PALAVRINHAS AO NOSSO CORPO DOCENTE? CASO NÃO PUDER, O QUE NOS ACONSELHA (UMA VEZ QUE TÁ MUITO DIFÍCIL A ADESÃO DE NOSSA ESCOLA)?"


"Frederico Drummond - professor de filosofia:

Se o Estado pode ignorar uma Lei Federal a única resposta legítima de qualquer cidadão é a Desobediência Civil.
Exemplos: a) podemos começar acampando dentro das escolas;
b) Calote geral de todas nossas contas partir do momento em que o ponto for cortado.
Estes são exemplos para reflexão, relembrando que no momento que o Estado desobece a Constituição o próprio cidadão a ela fica desobrigado. Ou a Constituição não é isonômica?

Frederico Drummond - professor de filosofia"


"Toninho:

Bravos companheiros,
Bom dia!
Existe um blog para falrmos diretamente com a PRESIDENTE e fazermos denúncias.

http://emaildenuncias.blogspot.com/2007/04/presidente-lula.html

Não criem pânico embora o endereço ainda conste o endereço do senhor "eu não sei de nada" a página ja está ayualizada.
Vamos lotar o blog com esses textos maravilhosos e vídeos para que a oposição se identifique com a nossa causa.
E por falar nisso, será que de professor só nasce "professor" ninguém aí tem um filho, parente, namorado , amante, primo, sobrinho o que for... que seja Juiz, policial, promotor, desembargaDOR... para votar a favor de nóis tamem UAI SÔ?
usem suas páginas do orkut, denunciem aos jornais de circulação nacional. Movam-se que a vitória está próxima.
Até lá.
Toninho"
.

"Anônimo:

Caríssimo Euler,
Este trecho da música "Um novo Tempo" é para
nós, grevistas "duros na queda".Por favor, não deixe de postar. Agradecida, até avitória.

No novo tempo, apesar dos castigos
Estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas
Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
No novo tempo, apesar dos perigos
A gente se encontra cantando na praça, fazendo pirraça (toma, aestazia)"





"Rômulo:

Para quando agosto vier...

Organizar um grande fundo de greve pela base.

Estimular a cooperação-mútua e a solidariedade de classe.

Procurar a direção da Cruz Vermelha em Minas e a secretaria da FAO e organizar uma campanha de doações de alimentos para os educadores vítimas de confisco de proventos.

Organizar Tendas na Praça 7, Praça da Estação, Praça Rio Branco e todas as praças das cidades mineiras para recebermos a solidariedade dos trabalhadores.

Adotar todas as sugestões de economia apresentadas pela companheiro João Paulo.

Priorizar a ajuda para os educadores que posssuem um ou dois cargos no Estado e estão parados desde o dia 08 de junho.Os que trabalham em outras redes que não estão em greve (meu caso) compreenderiam a maior necessidade desses companheiros.

Fazer um levantamento em quais supermercados encontramos promoções e fazer o "Comboio da Educação".

Comprar muito Miojão de R$0,49.

Para os que tem dívidas apertadas com financeiras, bancos, cartão de crédito (fora da folha de pagamento do estado) que façamos valer a proposta já aprovada no Conselho do Sindicato da efetivação de um fundo de greve a partir da nossa contribuição mensal.

Pedir dinheiro para a CUT (principalmente a CUT), Força Sindical, CGT, CSP-Conlutas e até para minha querida e gloriosa Liga Operária (mas essa ajudará pouco por que é pobrezinha da silva).

E a turma de Vespá fazer uma vaquinha, caso necessário, para que em hipótese nenhuma o nosso Euclides da Cunha fique sem pagar o seu provedor de internet.

E em último caso procuremos o Comandante João Martinho.

Excelente domingo de greve/férias para todos os amigos e amigas de luta.

Rômulo
"

Comentário do Blog: Rômulo, você esqueceu da CNTE. Ela bem que poderia nos devolver aquele dia de trabalho que compulsoriamente foi descontado dos nossos salários. Com o montante daria para comprar um bom número de cestas básicas.

"Anônimo:

Euler, estou de greve desde o dia 8 de junho. Mas agora me bate um desânimo! Este governador não cumpre leis e nada acontece. Um exemplo é a efetivação dos que estavam efetivados. Não há lei para os de cima.Só para os de baixo.Estou decepcionada com tudo isso. Será que estamos sozinhos para derrubar os poderosos?"

"Anônimo:

Euler, vou dizer algumas coisas aqui no seu blog, se você não quiser postar não tem nenhum problema, não ficarei chateado, fica só para você. Eu sou o maior defensor desse maldito piso salarial nosso que não é aplicado. Tenho dois cargos PEB4F, 12 quinquênios, 20 biênios, pós-graduação, trintenários, então o meu salário seria mais do dobro. Bom para mim , é claro, que possuo 36 anos de trabalho. Mas, sinceramente, não acredito nunca na aplicação do piso, nenhum governo até hoje olhou com bons olhos a educação, por isso que ela está de mal a pior. Todos governadores até hoje passaram por cima de leis, quer seja estaduais ou federais, os órgãos de fiscalização são coniventes, eles "compram tudo e todos". É uma vergonha para o Brasil termos dirigentes desta natureza. Olha para você ver, nenhum estado cumpriu até hoje, dia 17-07-11, a lei federal. Você é um professor inteligente, acompanho seus escritos diariamente, você acha que um "Anastasia da vida", guiado pelo Faraó, irá fazê-lo, mas é nunca, ele vai nos enrolar o quanto puder e ficar tudo na mesma. Nenhuma greve de professores até hoje obteve 80% de suas reivindicações atendidas, sempre eles deixam uma brecha para nos ludibriar. Observe que o governo nunca quer entender a diferença entre subsídio e piso salarial. É revoltante, mas é verdade o que eles sempre fizeram com a nossa classe. Não valemos nada para nenhum governo, somos zero à esquerda, infelizmente. Euler, desculpe-me pelo desafo e parabéns pelo seu conceituado blog. Que Deus o proteja sempre."

Comentário do Blog: para os combativos colegas dos dois últimos comentários. Coragem, irmãos! Quem tem que perder noites de sono e viver preocupado é o governador e também sua equipe, e não os professores. Queremos receber o que é o nosso, por direito. Quando vocês estão devendo alguém vocês não se esforçam para pagar, pegam dinheiro emprestado, etc? Então, o governador e sua equipe que se virem! Que peçam dinheiro emprestado ao BID ou ao FMI, que chorem no colo da presidenta Dilma, que reduzam os salários dos marajás do estado, mas o que não pode acontecer é deixarem de pagar justamente a nós, pobres educadores. Isso é que não. E o mundo inteiro tem que saber que o governo de Minas e quase todos os demais governos do Brasil estão nos dando calote, e que isso autoriza qualquer cidadão comum a fazer o mesmo com suas contas, com seus débitos. Nada de desânimo, pessoal, temos que levar essa luta até o final, até para que ela se torne exemplar e para que nunca mais governo nenhum ouse fazer hora com a nossa cara. Um forte abraço e força na luta!

"
Educadora Mineira:

ZORRA TOTAL – Cenário – Belo Horizonte

Ao ler os jornais, os portais e os textos exposto pelos colegas do blog fico imaginando quantos comediantes temos aqui nas GERAIS.

1º - Uma Secretária Porta-Voz que é paga para repetir o discurso MANDADO pelo governo. O governo já paga o piso, o governo já paga o piso.

Mas, como mentiras tem pernas curtas, acaba contradizendo o discurso do MANDACHUVA, "o pagamento do piso geraria um rombo de 4 bilhões nos cofres do estado". Uai, como geraria um rombo, não disse que já paga! E aí, vemos que quanto mais se reúnem, quanto mais falam, mais se enforcam com a própria corda. Como no JORNALISMO não tem gente analfabeta, já viiram QUEM são os MENTIROSOS desta história do Piso Salarial.

2º - Um juiz que julga considerando que a Lei do Piso Salarial ainda se encontra em análise no STF, um juiz! Depois do julgamento da ADI em 06 de abril deste ano. Aqui não cabem mais comentários, pelo fato de ser tão desastroso esse pronunciamento...

3º Na cidade de MARIANA, repito MA-RI-A-NA, cidade histórica com todo um contexto que a envolve, o governador fazer alusão a HARRY POTTER, socorrei–nos Guimarães Rosa, Cyro dos Anjos, Drummond, Sabino, Afonso Romano, Adélia Prado, OUTROS E OUTROS!!!! É de ARREBENTAR O CABOCLO, estou usando a palavra ARREBENTAR porque valeram-se dela com a TROPA DE CHOQUE, lembram ?! Eu fico imaginando se essa gente fosse professor, a escola brasileira estava pior. Porque é um festival de incoerências.
Ah, vou recorrer, agora, para terminar,a um dos meus cronistas preferidos, STANISLAW PONTE PRETA. “É difícil ao historiador precisar o dia em que o Festival de Besteira começou a assolar o País. Pouco depois da "redentora", cocorocas de diversas classes sociais e algumas autoridades que geralmente se dizem "otoridades[...]”

É ou não é uma ZORRA TOTAL?!

Uma bom final de semana a todos!

Educadora Mineira
".

Comentário do Blog: Mais um belíssimo texto da nossa combativa colega Educadora Mineira, tentando decifrar os enigmas desta ZORRA - pra não dizer zona, com o perdão das honestas zonas boêmias - que fizeram de Minas. "Minas, ó Minas, terra das incoerências..." como diria o nosso colega educador-poeta Geraldo (será este mesmo o nome dele, heim? Quem souber, corrija-me).

"
José Alfredo Junqueira:

Estamos vivendo uma luta de classes, encabeçadas pelos professores e a polícia civil. Se vão gastar bilhões a mais para pagar o piso, e daí? Este dinheiro por acaso é dêles? Eles julgam que sim, é claro. É preciso separar este dinheiro para dividir entre os "apoiadores" (investidores?) das campanhas do governador. Este não decide nada, nem suas secretarinhas. São marionetes dos grupos financeiros, etc., que conseguiram a proeza de eleger este govêrno (eleição no Brasil com urnas eletrônicas...sei). Moreira Franco foi um governador "eleito" por estas urnas "auspiciosas" no Rio, há muitos anos, e o corajoso Brizola,na época imbatível no Rio,denunciou fraude no Proderj (confirmada). Estou querendo dizer que só conseguiremos o piso com muita, muita luta mesmo. É preciso praticamente uma revolução social, para os cachorros largarem o osso. Desobediência civil já. Passei há pouco frente à polícia civil, portas fechadas, cartazes de enfrentamento ao govêrno. Aí em BH estamos sabendo que a PM está "sumida". Claro, foram enrolados na sua última assembléia. Neste país, o que esta compensando é ser b.... deixa pra lá, já falei muito!
".

"
Gustavo Olimpio:

Boa Tarde,

Bom estou aqui neste domingo refletindo sobre os acontecimentos dos últimos dias. Vemos que nossa greve corre mais uma vez um sério risco. Todos devem se lembrar do que ocorreu no ano passado. Onde saímos da greve na prática sem nada. Somente após vinte dias é que o governo anunciou o famigerado subsidio. E infelizmente o sindute demorou quase um ano para de fato o recusar. O problema do subsidio é que ele destrói nossa carreira por isto temos que recusá-lo.

Bem está correta nossa reivindicação de um piso de R$ 1597,87 já, para a nossa jornada de trabalho.

A lei do piso sancionada pelo governo Lula, como bem disse o texto do Euler e como muitos já dizem é para uma jornada de 40 horas. Queria acreditar muito que não. Mas o parágrafo 3 do artigo segundo é bem claro.

Bem mas estou escrevendo aqui para dizer que temos que fazer nossa luta crescer. E como esta lei é federal, temos que cobrar da CNTE que chame uma greve nacional. Bem mas vamos ser francos se ela até hoje não chamou acho muito difícil que de fato ela construa esta greve.

Portanto temos que construir uma alternativa a esta entidade.

Bem Euler e demais companheiras e companheiros. Não podemos arrefecer nossa luta e temos sim que lutar por um piso que de fato nos de dignidade e mais não adianta somente a luta pelo piso se não temos carreira e não podemos permitir que os novos que chegarão pelo concurso fiquem neste famigerado subsidio

Euler se voce puder tb divulgar o nosso blog.

educacaoemlutamg@blogspot.com eu agradeço e solicito permissão para publicar alguns textos teus em nosso blog. Temos que fazer uma grande rede de blogs e utilizar as redes sociais para que possamos de fato ter grandes vitorias.

Saudações

GUSTAVO OLIMPIO
MOVIMENTO EDUCAÇÃO EM LUTA E
CSP CONLUTAS
".

Comentário do Blog: um abraço ao combativo amigo Gustavo e claro que pode usar quaisquer textos aqui do nosso blog. E fica a dica aos nossos ilustres visitantes do blog dos colegas do MEL indicado pelo Gustavo. Só que eu acho que você divulgou o endereço do -mail e não do blog, rsrs. Então vamos ajudá-lo, colocando a seguir o endereço correto:

http://educacaoemlutamg.blogspot.com/

Um forte abraço e força na luta
!

"
Anônimo:

GRANDE EULER, ESSA IDEIA DE COLOCAR ABAIXO DAS MÚSICAS CITADAS A REPRODUÇÃO DAS MESMAS FOI UMA GRANDE SACADA, TAMBÉM NÃO É NOVIDADE SEU BLOG CADA DIA QUE PASSA FICA MELHOR COM SEUS TEXTOS E COM A PARTICIPAÇÃO DOS BRAVOS GUERREIROS COMO VC JÁ DIZ. QUANTO A IDEIA DO GUSTAVO OLIMPIO ACHO EXCELENTE PRECISAMOS ORGANIZAR UM GRUPO COM PESSOAS DISPOSTAS A MANTER NOSSA LUTA TANTO DURANTE A GREVE COMO DEPOIS DA GREVE, NÃO PODEMOS DEIXAR ESSA CHAMA APAGAR..."

"
Anônimo:

Tomando por base o texto da EDUCADORA MINEIRA, envio alguns Conselhos PARA A TRUPE da DES-GOVERNANÇA MINEIRA começar a semana, de modo que não cometa tantos equívocos quanto na SEMANA PASSADA.

As máximas conversacionais de PAUL GRICE:

- Máxima da Quantidade: “ não diga nem mais nem menos do que o necessário”.
- Máxima da Qualidade: “ só diga coisas para as quais tem evidência adequada; não diga o que sabe não ser verdadeiro”.
- Máxima da Relação (Relevância): “ diga somente o que é relevante”.
- Máxima de Modo:” seja claro e conciso; evite a obscuridade, a prolixidade, etc”.
KOCH, Ingedore Villaça. A inter-ação pela linguagem. 8. ed. Contexto:São Paulo, 2003.
"

"
Anônimo:

A pressa é inimiga do português, escelente. kkk. escelente só o juíz que mandou manter o corte. E excelente é o blog do Euler. kkkkk"

"
Alessandro - Uberlandia:

Prezados Colegas, analisando o ocorrido temos que ter algumas considerações:
1- Qual foi a 1ª peça de Marketing do nosso valoroso Governo "Minas alcançou o Deficit Zero", partindo dessa premissa que nem o Governo estava esperando foi votada a ADIN, o que ocorre está mostrando o tanto que esse Governo é Incompetente, pois é muito simples congelar salário de servidores, mas como é que ele vai explicar para as empreiteiras que financiou suas campanhas?
2- Se o governo não tem dinheiro para pagar o piso todos vão concordar comigo que tudo que ele pregou em suas campanhas pagas vão por água abaixo?
3- Então vai mostrar um Governo Incompetente e fraco.
com essas considerações como que eles elegerão o Faraó para presidente do Brasil
?"

"
Denise:

Pr Gustavo,

Já tem um calendário de luta nacional, veja:

A CNTE convoca todas as entidades filiadas a participarem da paralisação nacional que vai acontecer no dia 16 de agosto.

O principal objetivo da mobilização será cobrar a implementação do Piso nos estados. Disponível no site:

http://www.cnte.org.br/index.php/comunica%C3%A7%C3%A3o/noticias/8203-vem-ai-paralisacao-nacional-pelo-piso-carreira-e-pne

Abraço
".

"
Anônimo:

Euler,
Nós educadores precisamos nos unir ainda mais, precisamos postar todos esses vídeos onde os educadores são maltratados violentamente pelo governador e sua turma. Então pensei que podíamos adicioná-los no orkut, onde nossos alunos estão sempre on-line. Precisamos do apoio dos pais, alunos e toda a comunidade para nos fortalecermos. Abraços e força na luta.
"

"
Ilvani-Varzelândia:

Olá Euler.
O fato de a justiça ter indeferido a liminar que não permitiria que o governo descontasse as faltas-greve, na minha opinião, ainda não é motivo para negociar. Penso que, se o governo não quer negociar o piso, ótimo, porque os professores também não querem. Aliás, não queremos negociar nada, apenas queremos que o governo cumpra a lei. Penso que o bloco MSC desbloqueou muito fácil a pauta de votações da ALMG. Ficou parecendo que eles entraram em cena apenas para dar uma abertura para o governo nos fazer a proposta indecente de voltar a trabalhar sem nada garantido. Dá a impressão que o governo é que está tentando negociar. Fico pensando que ele está querendo adiantar alguma negociação porque qualquer outra coisa importante a nosso favor está para acontecer. Lembra que ele apresentou o subsídio sabendo que o STF julgaria a lei do piso a nosso favor? O que está para acontecer? Tem a publicação do acórdão, tem outras decisões judiciais, tem o peso de mais de 50 dias de greve em agosto e o risco de perda do ano letivo causando demanda forte por parte de alunos e pais de alunos, tem o risco da entrada de alguma rede de tv no jogo, defendendo os pais e alunos e criando alternativas para a nossa luta, tem a pressão das instituições financeiras que não gostam de ficar sem receber as prestações do empréstimo consignado em folha e ainda poderá ocorrer alguma surpresa que poderá fazer o controle fugir das mãos do governo. Então, acho e gostaria que nada fosse negociado até, principalmente, a publicação do acórdão e o efetivo pagamento de julho que é feito no 5º dia útil de agosto. Isto se o governo não prorrogar novamente o prazo para a opção de voltar para o sistema de vencimento básico. Sinceramente acho que o governo é que está preocupado, acuado, pois ele tem que ameaçar cortar os nossos salários, mas por outro lado ele está precisando nos pagar, talvez por causa de algum contrato com bancos e/ou financeiras, mas, se ele pagar, a greve se fortalece. Então, de novo, entendo que o governo é que está querendo negociar, nós não. Eu pelo menos não.
Até o fim pelo piso!

Ilvani - Varzelândia
"

"
Anônimo:

Cara Ilvani, pelo menos os pais e as financeiras vão chiar. Os pais até agora não se manifestaram, mas quando entrar agosto, aí vão começar a cobrar, pois 22 e 23 de outubro ocorerrão as provas do ENEM, como é que fica a preparação até lá, se o governo não resolver a questão do PISO até a primeira semana de agosto, vai se enrolar de uma tal forma. Então como acreditamos que ELE tem juízo e responsabilidade com os pais desses alunos que votaram nele, obviamente que não vai ficar de PIRRAÇA, até porque isso não pode ser postura de um governante. Logo esperamos que as pirracinhas, as ironias de Harry Potter, tudo isso vai dar lugar à seriedade, porque com a vida das pessoas não se brinca e por mais que façam pouco desta greve, é preciso contabilizar a quantidade alunos que está sem aula, não são dezenas, são milhares e milhares, por isso é preciso respeito com as famílias desses alunos que pagam impostos e contribuem com o enriquecimento deste Estado, logo esse dinheiro tem que ser investido na escola de seus filhos e não em obras faraônicas."

"
marcia/carangola:

Caro Euler, os grandes jornais não divulgam nossa greve, ou não divulgam da forma como deveria. Então pensei: Quase toda cidade em MG tem uma rádio local e algum jornal. Por que não fazer o caminho inverso? Formular um texto explicativo e colocar nessas rádios e jornais. Explicar para a população o que está acontecendo e trazer a comunidade escolar para nosso lado. Nós já fizemos isso em outras greves em nossa cidade, inclusive dia 21/07 os pais farão uma passeata a favor dos professores. Já usamos também as igrejas e panfletagem em suas portas. É PRECISO SE MEXER, OS DIAS ESTÃO PASSANDO, que as subsedes se encarreguem de conseguir esses contatos. Então toda MG saberia a verdade, ou seja a real face de nosso governador. Fica a sugestão....."

Comentário do Blog: são boas as sugestões apresentadas pela combativa colega. Poderíamos inclusive marcar uma data comum para que determinadas atividades fossem realizadas, com carro de som pelas cidades, passeatas, encontros, debates, etc. Num mesmo dia, de preferência bem próximo do final do mês, em todas as cidades de Minas haveria alguma atividade de protesto dos educadores e de comunicado aos pais e alunos de que a greve continua, por tempo indeterminado, até que o governo nos pague o piso. Essas atividades seriam registradas em jornais locais, rádios e nas redes sociais / virtuais.

"
Anônimo:

Ideia ótima, profª. Márcia! Não podemos dar trégua. Que tal se fosse o dia 21 deste mês, todas as subsedes poderiam fazer como a de Carangola, mobilizariam através das rádios locais, carros de sons, passeata com os alunos e os pais que nos dão apoio. E todos os textos, fotos e vídeos fossem postados nos blogs que estão promovendo a nossa luta, de modo a dar publicidade ao nosso movimento por meio da internet. Todos já poderiam começar a planejar a partir de amanhã.
Parabéns Profª Márcia e Prof. Euler, vai dar certo!
".

"
Anônimo:

Prof. Euler,
O governador diz que não tem dinheiro para pagar o Piso Salarial porque não pode desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas não se importa em desrespeitar a Constituição Federal. Muito estranho não acha? Esse argumento não nos convence, pois o estado de Minas investe milhões em obras de infraestrutura, obras estas que "aparecem", que com certeza darão "retorno" ao governo. Muito simples, a Educação só dá retorno na época de eleição... Esse governador está sim desrespeitando uma nação! Na verdade ele só cumpre aquilo que o convém. Nós Professores/Educadores não somos marionetes. Anastasia está se achando o todo poderoso e menospreza a nossa capacidade de pensar e agir. Creio que Anastasia e toda a corja do PSDB acham que nesse país e, principalmente, em Minas Gerais só eles têm a capacidade de pensar, se julgam inteligentíssimos, políticos mais que perfeitos. Prof. Euler, desculpe a minha ignorância, mas não poderíamos fazer o impeachment do governador de Minas Gerais como fizemos com o presidente Collor?
"

"
Anônimo:

Aqui, em Minas, o que não faltam são exemplos de Homens e de Mulheres que fizeram e fazem A História. Não só a de Minas como a do País. Então, um governador que, para ironizar professores os quais usavam capuzes roxos para recepcioná-lo, faz alusão a Harry Potter, é parecer não conhecer nossa História, nossa Literatura e nossos Valores. O significado da cor roxa, por exemplo, paixão, dor e saudade. É não conhecer a História de Bárbara Heliodora cujo marido, poeta Alvarenga Peixoto foi exilado por conta da Inconfidência Mineira, é não conhecer a História de Maria Doroteia Joaquina de Seixas cujo noivo Tomás Antônio Gonzaga, Poeta e Inconfidente, foi degredado para a África, deixando-a uma vida à sua espera e imortalizada em sua obra "Marília de Dirceu", é não conhecer a História de Alphonsus de Guimaraens cuja noiva Constança morreu, ficando para sempre em sua obra através de sua dor. Porém, devemos dar um 'desconto' a esse governador, afinal ele não é das Humanas, não é mesmo? Contudo, se ele gosta de Literatura, é conveniente que se inteire do significado da nossa. Nós, educadores, temos paixão pela profissão que escolhemos e sentimos uma dor imensa por não sermos tratados com o respeito que merecemos e estamos com saudade da honestidade que é uma característica peculiar do povo mineiro. Assim, a cor roxa para lembrar a História dos Inconfidentes e a nossa luta por justiça agora, cai muito bem. Dessa forma, Literatura da Boa nele. Não é mesmo?"

"Anônimo:

COLEGAS, QUANDO VEJO MEU CONTRA CHEQUE COM AQUELES DIZERES DO RETORNO AO SISTEMA ANTIGO E MAIS O DESGOVERNO DESVIADO DA JUSTIÇA FEZ QUESTÃO DE MANDAR.ISSO MESMO MANDAR COLOCAR O VALOR QUE DEVO RECEBER EM AGOSTO, FAZENDO COMPARAÇÃO COM O QUE EU RECEBO NO SUICÍDIO.E MAIS LÁ ESTÁ BEM CLARO QUE "DE ACORDO COM A OPÇÃO DA SRA" E EU SINTO NESTES DIZERES UMA AMEAÇA, UM DESRESPEITO TOTAL COM OS EDUCADORES, MAS TAMBÉM SINTO UM TRANSTORNO PSICOLÓGICO MUITO GRANDE OU SEJA SÍNDROME DO MEDO.O DESVIADO ESTÁ COM MUITO MEDO E NÃO SABE O QUE FAZER MAIS PARA NOS INTIMIDAR.TEMOS QUE SER FIRMES POIS A BATALHA ESTÁ GANHA.EULER DIZ TUDO AQUI, QUEM TEM QUE ARRUMAR, CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO É ELE.QUE PEÇA EMPRÉSTIMOS PARA O NOSSO PISO NÃO NÓS.VOU A PARTIR DE AGORA DAR TAMBÉM O CALOTE, POIS MEU PATRÃO MEU SENHOR,DÁ O EXEMPLO.PENSO QUE ELE DEVERIA FICAR ENVERGONHADO EM LER TUDO AQUI (CLARO ELE LÊ)VERGONHA DE VER QUANTA BELEZA , PALAVRAS BONITAS, SOMOS CULTOS, TEMOS O DOM DA PALAVRA, E AQUI NESTE BLOG VEMOS CLARAMENTE A ESTIRPE DOS EDUCADORES BRASILEIROS. NÃO SUPORTO OUVIR AQUELA VOZINHA DE TAQUARA RACHADA DESTE DESVIADO QUE ESTÁ NO PODER EM MINAS DAS GERAIS. TENHA VERGONHA E NOS PAGUE O QUE É DE DIREITO. NÓS MERECEMOS MUITO MAIS QUE ISSO SEU DESVIADO E NÃO IREMOS CAIR NESSA SUA FALTA DE PALAVRA, SÓ PISAMOS EM SALA DE AULA DEPOIS DO PISO COLOCADO EM NOSSOS SALÁRIOS.NÃO ADIANTA DAR AUMENTO A DIRETORES PARA DEPOIS ELES NOS PRESSIONAR..NÃO E NÃO..E ISSO TAMBÉM FICA REGISTRADO PARA ESTE SIND CHUTE DE MINAS... NÃO QUEREMOS NADA MAIS QUE O NOSSO PISO. ENTÃO CORRA ATRÁS DOS BANQUEIROS, SEI LÁ MAS NOS PAGUE. COLEGAS, VAMOS SER FORTES, SE NÃO TIVERMOS PAGAMENTO , DEIXAMOS AS CONTAS PARA DEPOIS E NÃO VAMOS REPOR AULAS .ENFIM CORTOU OS DIAS - NÃO REPOMOS.O DESVIADO CONTRATE OUTROS PROFESSORES. FORÇA ...MUITA GARRA AGORA POIS ESTAMOS NOS ÚLTIMOS MOMENTOS DA VITÓRIA."

"
Anônimo:

Ah! Fico imaginando como seria se O FANTÁSTICO (REDE GLOBO) fizesse uma reportagem sobre a nossa greve, exibindo os vídeos em que professores são espancados, o governo ironizando uma manifestação fazendo alusão a Harry Potter, exibisse o contra cheque com o mísero salário e todas as parcelas de consignados com juros altíssimos, mostrasse para o Brasil inteiro a inconsticionalíssima lei 100 e tantas outras tiranias com a visão "crítica" que só a Rede Globo é capaz de impor às pessoas, será que um dia alguém olhará para essa tão sofrida categoria?!"

"
Anônimo:

Gostaria de divulgar meu blog para que possamos ampliar nossa comunicação - elidaportugues.blogspot.com - já digitei vários comentários mas não conseguia postar portanto reduzi este, espero que seja publicado, abraço a todos."

"
Anônimo:

Quanta hipocrisia governador
Temer LRF? Hora! Que lei pode amedrontar um governo que se acha acima da justiça? A justiça que respeita é apenas aquela que julga a seu favor. os míseros 25% que deveria ser aplicado na educação, simplesmente não são utilizados, direitos adquiridos como biênios e quinquênios nos foram roubados. Nada disto consegue colocá-lo no banco dos réus, pois consegue falar muito bem a língua de alguns magistrados. Principalmente daqueles, cujo sobrenome é NEVES. ENXAGUE sua boca quando dizer que é um servidor público, pois exigimos o mínimo de respeito, o seu nome no nosso meio nos causa repúdio. Seu governo passará como a pior página de um livro de terror.
Um governo que nos olha com desprezo e prepotência não merece o nosso respeito.
Se lei nesse país fosse cumprida, maníacos como VOSSA EXCELÊNCIA estava em presídio de segurança máxima.
Colegas educadores, encham o peito, a nossa luta de hoje fará que bons frutos sejam colhidos no futuro. A causa é justa, lutemos com toda garra, pois a principal justiça que é a divina está ao nosso lado.
Um abraço a todos e até breve.
"

"
Paula:

Quero fazer uma observação a uma colocação do Anônimo que explicou muito bem o significado do ato em Mariana quando usamos o capuz roxo. Muito bem colocado. Numa cidade histórica e religiosa como Mariana, não poderíamos ter outra ideia. Era para termos em mãos catracas, mas com os detectores de metais foi impossível. Queríamos demonstrar nossa história e nossa dor, mas o governador foi muito mais criativo e nos deu muito mais ibope. Eu acho que ele entendeu que queríamos que ele ficasse roxo de raiva. Mas de uma forma ou de outra, funcionou. E foi ele que nos deu atenção. Mas eu espero que ele tbém tenha observado que tínhamos pais do nosso lado. Uma pena que o grupo ficou dividido, mas valeu. Um abraço, Paula."

"
Anônimo:

Caro Euler, tudo bem? Por gentileza me tire uma dúvida? Nós não temos que retornar às escolas dia 20/07 como quer o governo né? Vamos esperar a Assembléia do dia 03/08, pois quem determina o fim da greve é a categoria certo? Por mim, eu fico de greve até o piso. Me esclareça as dúvidas citadas. Obrigada".

Comentário do Blog: Isso mesmo, combativa colega. A greve continua, até que uma nova assembleia geral da categoria decida se vai mantê-la ou não. A nossa próxima assembleia está marcada para o dia 03 de agosto. Se até esta data o governo não der uma demonstração cabal de que pagará o piso - tipo: enviar um projeto de lei para a ALMG, que seria votado em regime de urgência antes do dia 03, implantando o piso. Sem isso, acho muito difícil que a greve termine. Basta ler os comentários e conversar com os colegas educadores nas ruas: ninguém quer voltar sem o piso, pois sem ele, ficamos também sem as paredes e sem o teto. Ou seja, sem o pão e sem o leite necessários para a nossa sobrevivência.

Atenção, pessoal da luta: amanhã estarei na reunião do comando em BH. Por isso, os comentários serão aprovados somente após o meu retorno ao bunker, quando farei o relatório de costume. Um forte abraço a todos e força na luta, rumo à conquista do piso, sem o qual, a greve se estica até 2014, na Copa, se necessário for!

***

Boa tarde pessoal da luta! A greve continua! A greve continua! A greve continua! Colegas de luta, como eu já havia antecipado, fui até a reunião do Comando Geral de Greve, que realizou-se hoje, dia 18, na sede do CREA-MG. Vou passar um rápido relato, pois ainda tenho que publicar os comentários e a noite faço um novo post, ok?

Primeiramente, foi dado o informe da reunião entre sindicato e o governo na ALMG, sem qualquer novidade em relação ao informe escrito que o sindicato havia apresentado em seu site oficial. Ou seja: o governo não oferece nada além de uma carta de intenções, assim mesmo focada no subsídio. Diz que paga os dias parados somente se retornarmos no próximo dia 20; e se propõe a discutir o "aperfeiçoamento" do subsídio, assim mesmo somente se nós voltarmos ao trabalho. Ou seja: NADA!

A resposta do Comando Geral de Greve não poderia ser outro: respeitar a decisão tomada na última assembleia, de que, sem o piso, a greve continua por tempo indeterminado. A próxima assembleia está mantida para o dia 03 de agosto.

O Comando de Greve aprovou também que o sindicato deve elaborar uma resposta formal ao governo e à comunidade rejeitando esta indecência que foi a proposta do governo e explicando para a sociedade mineira que o governo não cumpre a lei, não paga o piso e é o único responsável pela greve dos educadores de Minas.

Foi discutida também a necessidade de cobrar do governo federal, via MEC, uma atuação mais incisiva na fiscalização e cobrança dos governos na aplicação do piso.

Por último, foi aprovado também que o processo de "caça ao governador" deve continuar, além das atividades regionais visando o fortalecimento da greve. É muito importante que no início de agosto haja uma maior adesão ao nosso movimento, pois isso deixará o governo cada vez mais pressionado a negociar e a pagar o piso. O que será reforçado com a publicação do acórdão, que não deve demorar a sair.

Em linhas gerais é isso. Nem precisei falar, pois houve um consenso em favor da manutenção da greve, até a conquista do nosso bendito piso. Mas, é sempre bom rever os amigos de combate. E por este reencontro, valeu acordar de madrugada, por volta das 7h30m. Um forte abraço a todos e força na luta. Mais à noite, lá pelas primeiras horas da manhã, trago novo post. Fiquem a seguir com os comentários dos nossos valentes visitantes. (Euler)

***

"
Anônimo:

Faça sua parte, entre no site e fale com a presidenta DILMA.

Assim como fiz:
Ola bom dia! Com alegria que dirijo nesta oportunidade a Dilma presidenta, deste Brasil. Durante a campanha, com a eficacia do desejo de crescermos juntos, e estarmos ligado ao governo do PSDB, algo que nao desejo para o BRASIL, lutamos, discutimos, mudamos opinioes e conseguimos chegar no que temos hoje, um governo esperançoso. Mas venho por meio deste pedir que aja de forma firme com os atuais que nao pagam o piso salarial aos profissionais da educação, pois sofremos na pele o que e ganhar um miserio salario por uma classe tao desvalorizada pelo atual governador Anastasia, ao ponto de apoiar os governadores dos estados (CE, RS, MS, SC e PR), entrando junto ao STF com a ADI 4167, dando margem para eles desconfigurarem nossa carreira, as gratificações que acumulamos ao decorrer dos anos trabalhos, atualmente em Minas Gerais, passou-se por cima disto e criou o SUBSIDIO como forma de pagamento, que incorpora todas as vantagens do servidor e se paga o mesmo tanto para quem tem tempo de serviço e o mesmo tanto para quem inicia na carreira agora, acho vergonhoso este termo de incorporação, pois foi subtraído nossos direitos. Com isto criu-se a divisao da classe, nos dando opção de retornar a carreira antiga, fizemos isto, mas o que acontece que o ANASTASIA alega pagar o piso nacional atraves do subsidio, burlando o comprimento da lei do piso, julgada pelo STF, configura a como salario dos educadores o piso, vencimento basico, acrescido das vantagens adquiridas a longo da carreira. Motivo este que venho pedir, para que aja por parte do governo federal a neessidade de criar mecanismos que obrige os governadores a cumprir a Lei Federal, porque temos que cumprir lei a todo momento e eles nao. Uma sugestao que os recursos que vao para a esfera estadual seja atrelada ao comprimento da lei, pois nos professores ja temos o impasse da lei ter sido criada para uma carga horaria de ate 40 horas, dando abertura para que os governos nas suas esferas entenda que este piso tem que ser propocional ao numero de horas de cada estancia. Como e do conhecimento varios estados estao em greve a mais de 30 dias, tais como o RJ, SC, MG. Não pode haver por parte deste governo federal, a nao participação neste processo de crescimento da valorização do profissional da educação, lembro muito bem qdo disse em seu primeiro discurso como presidenta empossada da importante de valorização, pois o futuro da nação estava nas maos dos educadores, contamos com seu imenso apoio, juntamento com as esferas que tem o papel de estar acompanhando a educação bem proxima, como o MEC. Não podemos deixar que milhares de alunos nao fecham seus anos letivos, sem falar no prejuizo que ja estao tendo com ais de mes parados sem aulas, como fica o processo pelo qual necessita do conhecimento adquirido em sala de aula, para passar pelo ENEM que ja tem data marcada, se continuar do jeito que estar, terar o governo federal pensar em adiar a data do mesmo, se adequar aos alunos que estao sendo prejudicados por greve em seus estados, devido a omissao dos atuais governadores em nao cumprir uma lei federal. Afinal nos esducadores precisamos do apoio da nossa presidenta. Força esta que se faz necessario, com sua postura, etica, eficiente, durona as vezes, mas que pensa no bem de todos. A educação, juntamente com os profissionais da educação, professores e professoras clamam por socorro, pois estamos correndo o risco de ficar sem pagamento, porque estamos cobrando o que e de nosso direito.
"

"
Anônimo:

Colegas, acessem o vídeo (youtube) do Padre João-apoio à greve dos educadores de Minas na Câmara dos Deputados em Brasília no dia 13 de julho de 2011, é ótimo, deixem comentários.
Abraços e força na luta pelo PAGAMENTO DO NOSSO PISO!
"

"
José Alfredo Junqueira:

Bomba! Segundo o famoso blog El Vuelo del Shafagh, na reunião anual do Club Bilderberg, uma sociedade secreta onde os poderosos do mundo (principalmente banqueiros) se reúnem anualmente para traçar o destino do mundo, na reunião em 11 de junho de 2011, em St.Moriz, na Suíça, entre outros temas, foi tratado sobre um "controle"sobre a internet. É que estão "vazando" informações que jamais seriam veiculadas na imprensa, inclusive sobre eles mesmos. Devem ter tratado também das greves dos professores no Brasil, pois estamos tentando confiscar bilhões e bilhões que vão parar nas mãos dos nossos poderosinhos. Nesta data, Anastasia estava viajando,será que estava lá? Será que entrou para o Club? Aproveitemos a internet, pois parece que em breve vai "mudar". Infelizmente os poderosos do mundo vão acabar dando um jeito."

"
Carlinhos Machado de Assis:

Baseado no Salmo e dito muito bem na liturgia de nosso paroquiano. DAI-NOS PACIÊNCIA,PAZ, E MUITA FORÇA. Para que possamos separar o trigo do joio, que é infelizmente esse governo desrespeitador diante da categoria, acho eu que somos que contribuímos com a formação de futuros cidadãos. Estamos semeando e com certeza colheremos os frutos. Fico feliz em ver que temos colegas que sentem-se envergonhados pela luta que deveria ser totalmente conjunta más...., acompanhando uma fala de um seguidor que diz que temos colegas que participam na luta, os que aguardam o nosso desfecho em casa e infelizmente os fura greves. Como esse seguidor que encontrava-se em casa, hoje declara-se companheiros de luta. Que a atitude desse colega possa trazer os outros colegas a participarem conosco que serão bem vindos. A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS."

"
Anônimo:

Prof. Euler
Gostaria que você e todos os frequentadores do seu blog visitassem o blog do Sind-Ute subsede Viçosa, e vejam as fotos e o relato da manifestação dos combatentes colegas, na CAÇA ao governador FORA DA LEI, na cidade de Mariana.

Parabéns aos colegas de Viçosa, Ponte Nova e região que tiveram a coragem de lutar, de sair de seus lares, de enfrentar as barreiras e ir a caça do FORA DA LEI! Esses colegas GUERREIROS são com certeza EDUCADORES, CIDADÃOS...

Ao contrário destes, estava lá também a APPMG, levantando bandeirinhas para apoiar ao governador, que FEIO para a APPMG! Não adianta mentir porque foram fotografados, está lá no blog, é só conferir! A APPMG deveria levantar bandeiras de luta e apoio aos educadores em busca do nosso PISO SALARIAL, deveria estar juntos da nossa categoria de Professores/Educadores... Nesta manifestação em Mariana, ficou claro que a APPMG é ALIADA do GOVERNO e CONTRA os reais interesses e reivindicações dos Professores / Educadores. Que venha a próxima caçada! ESTAMOS DE OLHO!
Abraços a todos e coragem pra lutar!
"

"
Anônimo:

Que VERGONHA, GOVERNADOR!!

Depois da explicação do Anônimo sobre a cor roxa em Mariana, o governador fazer alusão a HARRY POTTER é muito desconhecimento de Litertura da parte dele, onde ele estava nas aulas de Literatura?, conversando no fundão da sala, atrapalhando a aula do professor/professora de Literatura? Porque agora a resposta é esta- HARRY POTTER.
Vou recorrer a Stanislaw Ponte Preta como fez uma colega aqui do blog, agora vamos editar o FEBEAPÁ 3 - Festival de Besteira que assolam o país, ou melhor Minas Gerais 3.
"

"
abc:

E aí, Euler. O que aconteceu hoje na reunião. Curisosa demais!!! abc"

"
Anônimo:

Colegas,
Somos profissionais, estamos reivindicando o que é nosso de direito, o PISO SALARIAL. Do jeito que esse governador nos trata, ele pensa que satisfazemos com esmolas. Será que nas próximas eleições, a corja do PSDB, irá ignorar a nossa existência? Precisamos mostrá-los a FORÇA que temos, afinal não podemos ser CONTADOS individualmente pois carregamos famílias inteiras... Já que o Anastasia gosta de NÚMEROS, é melhor ele começar a fazer contas, kkkk. NÃO QUEREMOS SER PISADOS SÓ QUEREMOS PISO, PISO, PISO...
"

"
Anônimo:

Boa noite Professor Euler,

Desejo que seu domingo tenha sido bom e que voce esteja preparado para a reunião de amanhã. Sei que escrevo o que voce ja repetiu zilhões de vezes, ainda assim, vou reforçar. A greve é pelo pagamento do piso, nada mais! DECISÃO DO SUPREMO NÃO SE NEGOCIA, CUMPRE-SE!
IMPORTANTE, conseguir que não haja redução salarial para todos os servidores que optaram pelo retorno à carreira legitima, e fizeram isso, respaldados por Lei. E tem mais, VAMOS LEMBRAR QUE diretores e secretarios de escola, não foram posicionados "na marra" no subsidio, e tiveram reajuste, portanto, nada perderão. E os demais? Como ficarão? O governo deixa claro que o reajuste agora anunciado não sera dado aos professores , pois estes ja tiverem aumento(sic) , isso so contempla quem comete a locura de permancer no subsídio. QUEM JA RETORNOU À CARREIRA ORIGINAL E LEGITIMA DEVE NELA PERMANCER, POIS APÓS O DIA 10/08/2011 O GOVERNO NÃO TERÁ MAIS COMO "ENROLAR" , REPETINDO(pena que não dá para desenhar) DECISÃO DO SUPREMO NÃO SE NEGOCIA, CUMPRE-SE!
Se a conta estiver correta (acredito que é muito mais) 70 mil ja retornaram, mas há muitos ainda que poderão retornar, pois acredito que não cometerão a insanidade de abrir mão da carreira.Infelizmente, a maioria le pouco, se informa pouco, e o governo cooptou os "efetivados e designados". Agora publica edital par concurso, fácil de derrubar na justiça.O desrespeito do governo com os educadores ultrapassou todos os limites imagináveis, falta seriedade, é lamentavel, pensar que o governador é um professor, imagine, se não fosse??!! Deus proteja e guarde todos os educadores, principalmente os bravos guerreiros.SEM PISO NINGUEM PISA NA ESCOLA!
Desde ja, aguardo seu retorno, com informações seguras, que são o suporte e o norte de nossa luta!
"

"
João Paulo Ferreira de Assis:

Prezado amigo Professor Euler

Eu estava ouvindo pelo You Tube o dobrado Velhos Camaradas (Alten Kameraden Marsch) e li os comentários. Um deles foi de um ouvinte que escreveu em inglês ter chegado ao orgasmo só de ouvir o dobrado. Depois de dar boas risadas fiquei pensando qual seria o dito cujo do nosso governador. Será o de nos prejudicar? de recusar cumprimento a uma lei federal e mandar a polícia bater com violência (desculpe o pleonasmo, pois ninguém bate de mentirinha)e de mandar a polícia pedir a lista de nomes de professores que iam para a assembleia, com certeza para persegui-los depois?

Aproveito e sugiro a todos os professores em greve que ao fazer compras optem sempre pelos produtos mais baratos e em promoção. E passem pelo menos em mais de um supermercado ou padaria, pois os preços podem estar diferentes. É sempre bom se preparar para o pior.
Já vi ideias aqui no blog de organizar campanhas beneficentes em prol dos professores que tiverem seus salários cortados. Era bom se pedir para que os que não aderiram apoiar. Seria pelo menos um gesto de solidariedade.
"

"
Leopoldinense guerreiro:

grande Euler, vamos até o fim. Há de endurecer sem perder a ternura. Ainda vamos comemorar esta grande vitória.
"

"
Sebastião de Oliveira - Carangola:

Caro Euler,

Quero fazer um comentário a respeito dos trabalhadores em geral, como exemplos, trabalhadores de construção, domésticos, comércios, etc. Estes trabalhadores quando reclamam na justiça que seus direitos não estão sendo respeitados (com provas fundamentadas), sempre a Justiça condena os patrões, dando ganho de causa aos trabalhadores. Com os professores, não pode ser diferente, se for necessário cobrar na Justiça que o governo não está cumprindo a Lei Federal do Piso, com certeza o patrão (Governador) será condenado.

O menor salário que um empregador tem que pagar ao empregado é de R$545,00 para uma jornada de trabalho de 44 horas por semana sem as vantagens. Para os professores de acordo com a Lei Federal, é de R$712,78 (reconhecido pelo MEC) para uma jornada de trabalho semanal de 24 horas, salário base sem as vantagens.

Conforme o exposto (ao meu ver), todos os professores que voltaram ou voltarão para a carreira antiga, receberão o Piso, quer queira ou não o Governo. Então sugiro a todos os professores que se mantenham em greve pelo menos até o dia 10 de agosto (data limite para a opção), a partir desta data, se o Governo continuar a fazer jogo duro de não pagar o Piso, não terá outro caminho a seguir, a não ser a Justiça.

Sebastião de Oliveira - Carangola
"

Comentário do Blog: O nosso combativo colega Sebastião de Oliveira tem toda razão: trata-se de uma causa ganha na Justiça. Contudo, a nossa greve pode fazer apressar essa decisão, seja da Justiça ou do próprio governo. Por isso a importância de fortalecê-la, sobretudo agora, a partir de agosto, quando o governo ficará cada vez mais pressionado em função dos 200 dias letivos e do acórdão do STF. Um forte abraço e força na luta!

"
Anônimo:

Grande companheiro Euler, algumas palavras de um grande guerreiro para este momento : "Sonha e serás livre de espírito.... Luta e serás livre na vida". Ernesto Che Guevara."

"
Anônimo:

EULER ,VEJA SÓ SE NÃO É DE TER VERGONHA DE SER GOVERNADO POR UM POLITICO COMO O ANASTASIA ! ELE NÃO TEM O MENOR COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO MINEIRA, DEVEMOS MUDAR O FOCO DE NOSSAS CRITICAS, DEVEMOS CRITICAR É O PARTIDO DELE O "PSDB", ASSIM TENHO CERTEZA QUE NÃO DEMORA OS CACIQUES DO PARTIDO COMEÇARÃO A SE OFENDER.

http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17547/salario-de-professores-varia-ate-170-na-rmc/ "

"
Anônimo:

Caros colegas, vou enviar mensagens para vários deputados federais e senadores para ajudar a nossa causa junto ao governo federal. Também aos dep. estaduais da situação. Vamos fazer os mesmo. Uma hora dá certo."

"
Anônimo:

Professores Guerreiros

Sebastião, penso que os professores que se dispuseram a lutar pelos seus direitos vão se manter firmes, até porque quem já está há mais de 30 dias, fica mais, a confusão armada não é nossa é do governo com os pais dos alunos. Agora, espero que os colegas que estão assinando ponto nas escolas pelo estado, reflitam bem nesses dias e se juntem a nós, nem que seja na reta final, não tem problema, desde que façam parte, até para não ficarem sem graça de tanta gente ter dado o lombo para apanhar e eles obterem benefícios sem esforços. Como a DIGNIDADE sobrepõe a COVARDIA, tenho certeza de que vão engrossar o nosso movimento em agosto.

Um abraço, parabéns pelos comentários tão valiosos, professor.
"

"
Alexandre Campos:

Sugestão final ou retorno ao passado.
Por que não fazemos igual aos bancários quando entram em greve,colarmos adesivos "estamos em greve" em todos os portões das escolas etaduais e já que não tem assembléia antes do dia três, o sindicato - sede e subsedes, comprariam cadeados e na calada da noite, véspera de volta às aulas passaríamos cadeados em todas as escolas, obrigando nossos colegas a não voltarem para sala.
GREVE até o PISO.
"

"
Anônimo:

Querido Euler, não o conheço pessoalmente mas muito me orgulho de você. É um guerreiro, um trabalhador digno, que luta por justiça com honestidade e inteligência. Estou sempre acompanhando seu blog, todos os post e cada vez me admiro com sua garra. Minha escola está em greve nos 3 turnos, 100% e vamos até o final, até a vitória. E todas as vezes que entro em seu blog me animo mais e tenho mais força para continuar na luta venha o que vier, só sairei com o Piso. Na minha escola seu blog já era referência antes de entramos em greve, alguns professores imprimiram seus post sobre a volta ao regime anterior de pagamento em um momento onde havia muitas dúvidas sobre qual decisão tomar. Seus esclarecimentos foram fundamentais para que TODOS os servidores da minha escola optassem pelo regime antigo. E continuamos acompanhando seu blog todos os dias. Peço a Deus para que nos dê força e sei que Ele vai dar, vamos até o fim, nem que isso custe o ano letivo. Mais uma vez muito obrigada e continue essa pessoa sonhadora que corre atrás. Muitos se inspiram em você. Abraços!"

"
Anônimo:

Euler, se o governo cortar nosso salário não seremos obrigados a repor esses dias certo? Então, se ele tem essa arma contra nós, pra tentar nos mandar de volta para as escolas sem o piso, nós temos temos a "arma" da não reposição dos dias cortados. Deixa ele se virar, vai ter uma bela dor de cabeça."

"
Warlley Botelho - Leopoldina:

Olá, estimado professor e (permita-me, guru) Euler. Aqui quem escreve é um colega de Leopoldina, Warlley Botelho. Sei que não vou dizer nenhuma novidade. Mas, repare: Este plano maquiavélico do atual governador é parte de um plano de longo prazo, arquitetado pelo psdb (minúsculo mesmo, como o próprio partido) e que se iniciou lá atrás com o azeredo. Mídia dominada e categora enfraquecida. Mas não há de ser nada. SOMOS MAIS FORTES E VENCEREMOS!!! Como bem disse um colega aí, vamos nos concentrar tbém neste partido para que o filmezinho desse senhor que se diz professor fique bem queimado. Aliás, falar que é professor é fácil, o difícil é sê-lo. Como você diz, "força na luta" "

"
Anônimo:

Oi, Euler,

Eu também acho você um querido. Sei que você sabe quão valoroso é o seu trabalho neste Blog, instrumento maravilhoso para nos colocar a par dos acontecimentos.
Ouvi sua gravação e a julgar pelo seu tom de voz, posso imaginar que você seja uma pessoa tranquila, que passa uma energia muito boa pra gente.
Que Deus lhe dê força para continuar o seu trabalho de semear esperança.
Receba meu beijo carinhoso. Pronto!!! Agora sou sua super fã, amiga íntima! (rsrsrs).
Força na luta!!!
"

55 comentários:

  1. Caríssimo Euler,
    Este trecho da música "Um novo Tempo" é para
    nós,grevistas "duros na queda".Por favor,não deixe de postar.Agradecida,
    até avitória.
    No novo tempo, apesar dos castigos
    Estamos em cena, estamos nas ruas, quebrando as algemas
    Pra nos socorrer, pra nos socorrer, pra nos socorrer
    No novo tempo, apesar dos perigos
    A gente se encontra cantando na praça, fazendo pirraça(toma,aestazia)

    ResponderExcluir
  2. Bravos companheiros,
    Bom dia!
    Existe um blog para falrmos diretamente com a PRESIDENTE e fazermos denúncias.
    http://emaildenuncias.blogspot.com/2007/04/presidente-lula.html
    Não criem pânico embora o endereço ainda conste o endereço do senhor "eu não sei de nada" a página ja está ayualizada.
    Vamos lotar o blog com esses textos maravilhosos e vídeos para que a oposição se identifique com a nossa causa.
    E por falar nisso, será que de professor só nasce "professor" ninguém aí tem um filho, parente, namorado , amante, primo, sobrinho o que for... que seja Juiz, policial, promotor, desembargaDOR,... para votar a favor de nóis tamem UAI SÔ ?
    usem suas páginas do orkut, denunciem aos jornais de circulação nacional. Movam-se que a vitória está próxima.
    Até lá.
    Toninho

    ResponderExcluir
  3. Para quando agosto vier...

    Organizar um grande fundo de greve pela base.

    Estimular a cooperação-mútua e a solidariedade de classe.

    Procurar a direção da Cruz Vermelha em Minas e a secretaria da FAO e organizar uma campanha de doações de alimentos para os educadores vítimas de confisco de proventos.

    Organizar Tendas na Praça 7, Praça da Estação, Praça Rio Branco e todas as praças das cidades mineiras para recebermos a solidariedade dos trabalhadores.

    Adotar todas as sugestões de economia apresentadas pela companheiro João Paulo.

    Priorizar a ajuda para os educadores que posssuem um ou dois cargos no Estado e estão parados desde o dia 08 de junho.Os que trabalham em outras redes que não estão em greve (meu caso) compreenderiam a maior necessidade desses companheiros.

    Fazer um levantamento em quais supermercados encontramos promoções e fazer o "Comboio da Educação".

    Comprar muito Miojão de R$0,49.

    Para os que tem dívidas apertadas com financeiras, bancos, cartão de crédito (fora da folha de pagamento do estado) que façamos valer a proposta já aprovada no Conselho do Sindicato da efetivação de um fundo de greve a partir da nossa contribuição mensal.

    Pedir dinheiro para a CUT (principalmente a CUT), Força Sindical, CGT, CSP-Conlutas e até para minha querida e gloriosa Liga Operária (mas essa ajudará pouco por que é pobrezinha da silva).

    E a turma de Vespá fazer uma vaquinha, caso necessário, para que em hipótese nenhuma o nosso Euclides da Cunha fique sem pagar o seu provedor de internet.

    E em último caso procuremos o Comandante João Martinho.

    Excelente domingo de greve/férias para todos os amigos e amigas de luta.

    Rômulo

    ResponderExcluir
  4. Boa Greve para todos.

    Que texto maravilhoso. Ler um bom texto pela manhã depois da demonstração de desprezo do "Outro" (não consigo pronunciar o nome da besta), é muito revigorante.

    Penso que deva ser uma vergonha para os pequisadores da Fundação João Pinheiro ter um colega com tal postura pública.

    Abraço inté

    ResponderExcluir
  5. Combativo Euler,
    Embora não devamos esmorecer, mas se os EUA, está pra aplicar o maior calote no resto do mundo, o Anastasia é que não faria isso? No blog da Beatriz a SEE foi incisiva, não negocia o piso. Pode ser também um golpe. Se negociar agora ninguém fica no subsídio. Mas com todo respeito, acho que o piso poderá ser até pago. Num futuro bem distante. A Renatinha Malvadeza disse que o pagamento do piso geraria um rombo de 4 bilhões nos cofres do estado. Então..... Ele pode até negociar, mas o pgto daquele jeito tão sonhado pela gente, eu sinceramente não acredito. Mas não vamos desistir. Abraços,

    ResponderExcluir
  6. Se o Estado pode ignorar uma Lei Federal a única resposta legítima de qualquer cidadão é a Desobediência Civil.
    Exemplos: a) podemos começar acampando dentro das escolas;
    b) Calote geral de todas nossas contas partir do momento em que o ponto for cortado.
    Estes são exemplos para reflexão, relembrando que no momento que o Estado desobece a Constituição o próprio cidadão a ela fica desobrigado. Ou a Constituição não é isonômica?

    Frederico Drummond - professor de filosofia

    ResponderExcluir
  7. DIVINO/MG
    EULER, PENA QUE TODOS EDUCADORES MINEIROS NÃO ENTRAM EM SEU BLOG, POIS VOCÊ CONSEGUE ATRAVÉS DE SUAS PALAVRAS NOS INFORMAR E CONVENCER DE QUE A GREVE É A MELHOR FORMA DE RESPOSTA A ESSE (DES)GOVERNO. MINHA ESCOLA NÃO ADERIU A GREVE, VOCÊ PODE VIR AQUI DAR ALGUMAS PALAVRINHAS AO NOSSO CORPO DOCENTE? CASO NÃO PUDER, O QUE NOS ACONSELHA (UMA VEZ QUE TÁ MUITO DIFÍCIL A ADESÃO DE NOSSA ESCOLA)?

    ResponderExcluir
  8. EULER,PORQUE A GLOBO NÃO DÁ TANTA ATENÇÃO A GREVE DOS PROFESSORES AQUI EM MG COMO DÁ NO RIO.


    http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1565510-7823-PROFESSORES+DA+REDE+ESTADUAL+CONTINUAM+EM+GREVE+APOS+REUNIAO+COM+GOVERNO,00.html

    ResponderExcluir
  9. PROFESSORES RECLAMAM MUITO,PORQUE VCS NAO SE UNEM MAIS.DA HORROR DE ENTRAR NESTE BLOG E LER SO RECLAMACOES PARECE QUE ESTAO TODOS DEPRESSIVOS.MAIS ALEGRIA GENTE.NAO SO DE PAO VIVE O HOMEM.PIOR SOU EU ONDE VOU TEM GENTE PEDINDO ALMENTO, NAO ESTOU CONSEGUINDO GOVERNAR MAIS,O OUTRO TA MUITO DIDAO, NAO ME AJUDA,QUEM ERA ALIADO TA VIRANDO INIMIGO,A GASOLA SO SABE FALAR ASNEIRA,A RENATA ESTICAR AS BUCHECHAS.TA FEIO,ACHO QUE VOU DESISTIR E VOLTAR A DAR AULAS

    ResponderExcluir
  10. Euler, vou dizer algumas coisas aqui no seu blog, se você não quiser postar não tem nenhum problema, não ficarei chateado, fica só para você. Eu sou o maior defensor desse maldito piso salarial nosso que não é aplicado. Tenho dois cargos PEB4F, 12 quinquênios, 20 biênios, pós-graduação, trintenários, então o meu salário seria mais do dobro. Bom para mim , é claro, que possuo 36 anos de trabalho. Mas, sinceramente, não acredito nunca na aplicação do piso, nenhum governo até hoje olhou com bons olhos a educação, por isso que ela está de mal a pior. Todos governadores até hoje passaram por cima de leis, quer seja estaduais ou federais, os órgãos de fiscalização são coniventes, eles "compram tudo e todos". É uma vergonha para o Brasil termos dirigentes desta natureza. Olha para você ver, nenhum estado cumpriu até hoje, dia 17-07-11, a lei federal. Você é um professor inteligente, acompanho seus escritos diariamente, você acha que um "Anastasia da vida", guiado pelo Faraó, irá fazê-lo, mas é nunca, ele vai nos enrolar o quanto puder e ficar tudo na mesma. Nenhuma greve de professores até hoje obteve 80% de suas reivindicações atendidas, sempre eles deixam uma brecha para nos ludibriar. Observe que o governo nunca quer entender a diferença entre subsídio e piso salarial. É revoltante, mas é verdade o que eles sempre fizeram com a nossa classe. Não valemos nada para nenhum governo, somos zero à esquerda, infelizmente. Euler, desculpe-me pelo desafo e parabéns pelo seu conceituado blog. Que Deus o proteja sempre.

    ResponderExcluir
  11. Euler, estou de greve desde o dia 8 de junho.Mas agora me bate um desânimo! Este governador não cumpre leis e nada acontece.Um exemplo é a efetivação dos que estavam efetivados .Não há lei para os de cima.Só para os de baixo.Estou decepcionada com tudo isso. Será que estamos sozinhos para derrubar os poderosos?

    ResponderExcluir
  12. ZORRA TOTAL – Cenário – Belo Horizonte

    Ao ler os jornais, os portais e os textos exposto pelos colegas do blog fico imaginando quantos comediantes temos aqui nas GERAIS.

    1º - Uma Secretária Porta-Voz que é paga para repetir o discurso MANDADO pelo governo. O governo já paga o piso, o governo já paga o piso.

    Mas, como mentiras tem pernas curtas, acaba contradizendo o discurso do MANDACHUVA, "o pagamento do piso geraria um rombo de 4 bilhões nos cofres do estado". Uai, como geraria um rombo, não disse que já paga! E aí, vemos que quanto mais se reúnem, quanto mais falam, mais se enforcam com a própria corda. Como no JORNALISMO não tem gente analfabeta, já viiram QUEM são os MENTIROSOS desta história do Piso Salarial.

    2º - Um juiz que julga considerando que a Lei do Piso Salarial ainda se encontra em análise no STF, um juiz! Depois do julgamento da ADI em 06 de abril deste ano. Aqui não cabem mais comentários, pelo fato de ser tão desastroso esse pronunciamento...

    3º Na cidade de MARIANA, repito MA-RI-A-NA, cidade histórica com todo um contexto que a envolve, o governador fazer alusão a HARRY POTTER, socorrei–nos Guimarães Rosa, Cyro dos Anjos, Drummond, Sabino, Afonso Romano, Adélia Prado, OUTROS E OUTROS!!!! É de ARREBENTAR O CABOCLO, estou usando a palavra ARREBENTAR porque valeram-se dela com a TROPA DE CHOQUE, lembram ?! Eu fico imaginando se essa gente fosse professor, a escola brasileira estava pior. Porque é um festival de incoerências.
    Ah, vou recorrer, agora, para terminar,a um dos meus cronistas preferidos, STANISLAW PONTE PRETA. “É difícil ao historiador precisar o dia em que o Festival de Besteira começou a assolar o País. Pouco depois da "redentora", cocorocas de diversas classes sociais e algumas autoridades que geralmente se dizem "otoridades[...]”
    É ou não é uma ZORRA TOTAL?!
    Uma bom final de semana a todos!
    Educadora Mineira

    ResponderExcluir
  13. José Alfredo Junqueira17 de julho de 2011 12:29

    Estamos vivendo uma luta de classes,encabeçadas pelos professores e a polícia civil.Se vão gastar bilhões a mais para pagar o piso,e daí?Este dinheiro por acaso é dêles?Eles julgam que sim,é claro.É preciso separar este dinheiro para dividir entre os "apoiadores"(investidores?)das campanhas do governador.Este não decide nada,nem suas secretarinhas.São marionetes dos grupos financeiros,etc.,que conseguiram a proeza de eleger este govêrno(eleição no Brasil com urnas eletrônicas...sei).Moreira Franco foi um governador "eleito"por estas urnas "auspiciosas" no Rio,há muitos anos,e o corajoso Brizola,na época imbatível no Rio,denunciou fraude no Proderj(confirmada).Estou querendo dizer que só conseguiremos o piso com muita,muita luta mesmo.É preciso praticamente uma revolução social,para os cachorros largarem o osso.Desobediência civil já.Passei há pouco frente à polícia civil,portas fechadas,cartazes de enfrentamento ao govêrno.Aí em BH estamos sabendo que a PM está "sumida".Claro,foram enrolados na sua última assembléia.Neste país,o que esta compensando é ser b....deixa pra lá,já falei muito!

    ResponderExcluir
  14. Boa Tarde,

    Bom estou aqui neste domingo refletindo sobre os acontecimentos dos últimos dias. Vemos que nossa greve corre mais uma vez um sério risco. Todos devem se lembrar do que ocorreu no ano passado. Onde saimos da greve na pratica sem nada. Somente após vinte dias é que o governo anunciou o famigerado subsidio. E infelizmente o sindute demorou quase um ano para de fato o recusar. O problema do subsidio é que ele destroi nossa carreira por isto temos que recusá-lo.

    Bem esta correta nossa reinvindicação de um piso de R$ 1597,87 já, para a nossa jornada de trabalho.

    A lei do piso sancionada pelo governo Lula, como bem disse o texto do Euler e como muitos já dizem é para uma jornada de 40 horas. Queria acreditar muito que não. Mas o paragráfo 3 do artigo segundo é bem claro.

    Bem mas estou escrevendo aqui para dizer que temos que fazer nossa luta crescer. E como esta lei é federal, temos que cobrar da CNTE que chame uma greve nacional. Bem mas vamos ser francos se ela até hoje não chamou acho muito difícil que de fato ela construa esta greve.

    Portanto temos que construir uma alternativa a esta entidade.

    Bem Euler e demais companheiras e companheiros. Não podemos arrefecer nossa luta e temos sim que lutar por um piso que de fato nos de dignindade e mais não adianta somente a luta pelo piso se não temos carreira e não podemos permitir que os novos que chegarão pelo concurso fiquem neste famigerado subsidio

    Euler se voce puder tb divulgar o nosso blog.
    educacaoemlutamg@blogspot.com eu agradeço e solicito permissão para publicar alguns textos teus em nosso blog. Temos que fazer uma grande rede de blogs e utilizar as redes sociais para que possamos de fato ter grandes vitorias.

    Saudações

    GUSTAVO OLIMPIO
    MOVIMENTO EDUCAÇÃO EM LUTA E
    CSP CONLUTAS

    ResponderExcluir
  15. Tomando por base o texto da EDUCADORA MINEIRA, envio alguns Conselhos PARA A TRUPE da DES-GOVERNANÇA MINEIRA começar a semana, de modo que não cometa tantos equívocos quanto na SEMANA PASSADA.

    As máximas conversacionais de PAUL GRICE:
    - Máxima da Quantidade: “ não diga nem mais nem menos do que o necessário”.
    - Máxima da Qualidade: “ só diga coisas para as quais tem evidência adequada; não diga o que sabe não ser verdadeiro”.
    - Máxima da Relação (Relevância): “ diga somente o que é relevante”.
    - Máxima de Modo:” seja claro e conciso; evite a obscuridade, a prolixidade, etc”.
    KOCH, Ingedore Villaça. A inter-ação pela linguagem. 8. ed. Contexto:São Paulo,2003.

    ResponderExcluir
  16. GRANDE EULER, ESSA IDEIA DE COLOCAR ABAIXO DAS MÚSICAS CITADAS A REPRODUÇÃO DAS MESMAS FOI UMA GRANDE SACADA, TAMBÉM NÃO É NOVIDADE SEU BLOG CADA DIA QUE PASSA FICA MELHOR COM SEUS TEXTOS E COM A PARTICIPAÇÃO DOS BRAVOS GUERREIROS COMO VC JÁ DIZ.QUANTO A IDEIA DO GUSTAVO OLIMPIO ACHO ESCELENTE PRECISAMOS ORGANIZAR UM GRUPO COM PESSOAS DISPOSTAS A MANTER NOSSA LUTA TANTO DURANTE A GREVE COMO DEPOIS DA GREVE,NÃO PODEMOS DEIXAR ESSA CHAMA APAGAR...

    ResponderExcluir
  17. A pressa é inimiga do português, escelente.kkk.escelente só o juíz que mandou manter o corte.E excelente é o blog do Euler.kkkkk

    ResponderExcluir
  18. Alessandro - Uberlandia17 de julho de 2011 15:21

    Prezados Colegas, analisando o ocorrido temos que ter algumas considerações
    1- Qual foi a 1ª peça de Marketing do nosso valoroso Governo "Minas alcançou o Deficit Zero", partindo dessa premissa quem nem o Governo estava esperando foi votada a ADIN, o que ocorre está mostrando o tanto que esse Governo é Incopentente, pois é muito simples congelar salário de servidore, mas como é ele vai explicar para as empreteiras que financiou suas campanhas.
    2- Se o governo não tem dinheiro para pagar o piso todos vão concordar comigo que tudo que ele pregou em suas campanhas pagas vão por água abaixo?
    3- Então vai mostrar um Governo Incompetente e fraco.
    com essas considerações como que eles elegerão o Faráo para presidente do Brasil

    ResponderExcluir
  19. Pr Gutavo,

    Já tem um calendário de luta nacional, veja:

    A CNTE convoca todas as entidades filiadas a participarem da paralisação nacional que vai acontecer no dia 16 de agosto.

    O principal objetivo da mobilização será cobrar a implementação do Piso nos estados. Diponivel no site:
    http://www.cnte.org.br/index.php/comunica%C3%A7%C3%A3o/noticias/8203-vem-ai-paralisacao-nacional-pelo-piso-carreira-e-pne

    Abraço

    ResponderExcluir
  20. Olá Euler.
    O fato de a justiça ter indeferido a liminar que não permitiria que o governo descontasse as faltas-greve, na minha opinião, ainda não é motivo para negociar. Penso que, se o governo não quer negociar o piso, ótimo, porque os professores também não querem. Aliás, não queremos negociar nada, apenas queremos que o governo cumpra a lei. Penso que o bloco MSC desbloqueou muito fácil a pauta de votações da ALMG. Ficou parecendo que eles entraram em cena apenas para dar uma abertura para o governo nos fazer a proposta indecente de voltar a trabalhar sem nada garantido. Dá a impressão que o governo é que está tentando negociar. Fico pensando que ele está querendo adiantar alguma negociação porque qualquer outra coisa importante a nosso favor está para acontecer. Lembra que ele apresentou o subsídio sabendo que o STF julgaria a lei do piso a nosso favor? O que está para acontecer? Tem a publicação do acórdão, tem outras decisões judiciais, tem o peso de mais de 50 dias de greve em agosto e o risco de perda do ano letivo causando demanda forte por parte de alunos e pais de alunos, tem o risco da entrada de alguma rede de tv no jogo, defendendo os pais e alunos e criando alternativas para o nossa luta, tem a pressão das instituições financeiras que não gostam de ficar sem receber as prestações do empréstimo consignado em folha e ainda poderá ocorrer alguma surpresa que poderá fazer o controle fugir das mãos do governo. Então, acho e gostaria que nada fosse negociado até, principalmente, a publicação do acórdão e o efetivo pagamento de julho que é feito no 5º dia útil de agosto. Isto se o governo não prorrogar novamente o prazo para a opção de voltar para o sistema de vencimento básico. Sinceramente acho que o governo é que está preocupado, acuado, pois ele tem que ameaçar cortar os nossos salários, mas por outro lado ele está precisando nos pagar, talvez por causa de algum contrato com bancos e/ou financeiras, mas, se ele pagar, a greve se fortalece. Então, de novo, entendo que o governo é que está querendo negociar, nós não. Eu pelo menos não.
    Até o fim pelo piso!
    Ilvani-Varzelândia

    ResponderExcluir
  21. Euler,
    Nós educadores precisamos nos unir ainda mais,precisamos postar todos esses vídeos onde os educadores são maltratados violentamente pelo governador e sua turma.Então pensei que podíamos adicioná-los no orkut,onde nossos alunos estão sempre on-line.Precisamos do apoio dos pais,alunos e toda a comunidade para nos fortalecermos.Abraços e força na luta.

    ResponderExcluir
  22. Cara Ivani, pelo menos os pais e as financeiras vão chiar. Os pais até agora não se manifestaram, mas quando entrar agosto, aí vão começar a cobrar, pois 22 e 23 de outubro ocorerrão as provas do ENEM, como é que fica a preparação até lá, se o governo não resolver a questão do PISO até a primeira semana de agosto, vai se enrolar de uma tal forma. Então como acreditamos que ELE tem juízo e responsabilidade com os pais desses alunos que votaram nele, obviamente que não vai ficar de PIRRAÇA, até porque isso não pode ser postura de um governante. Logo esperamos que as pirracinhas, as ironias de Harry Potter, tudo isso vai dar lugar à seriedade, porque com a vida das pessoas não se brinca e por mais que façam pouco desta greve, é preciso contabilizar a quantidade alunos que está sem aula, não são dezenas, são milhares e milhares, por isso é preciso respeito com as famílias desses alunos que pagam impostos e contribuem com o enriquecimento deste Estado, logo esse dinheiro tem que ser investido na escola de seus filhos e não em obras faraônicas.

    ResponderExcluir
  23. Caro Euler, os grandes jornais não divulgam nossa greve, ou não divulga da forma como deveria. Então pensei: Quase toda cidade em MG tem uma rádio local e algum jornal.Porque não fazer o caminho inverso. Formular um texto explicativo e colocar nessas rádios e jornais. Explicar para a população o que está acontecendo
    e trazer a comunidade escolar para nosso lado.
    Nós já fizemos isso em outras greves em nossa cidade, inclusive dia 21/07 os pais farão uma passeata a favor dos professores. Já usamos também as igrejas e panfletagem em suas portas.
    È PRECISO SE MEXER, OS DIAS ESTÃO PASSANDO, que as subsedes se encarreguem de conseguir esses contatos. Então toda MG saberia a verdade, ou seja a real face de nosso governador.
    fica a sugestão......

    ResponderExcluir
  24. Ideia ótima, profª. Márcia! Não podemos dar trégua. Que tal se fosse o dia 21 deste mês, todas as subsedes poderiam fazer como a de Carangola, mobilizariam através das rádios locais, carros de sons, passeata com os alunos e os pais que nos dão apoio. E todos os textos, fotos e vídeos fossem postados nos blogs que estão promovendo a nossa luta, de modo a dar publicidade ao nosso movimento por meio da internet. Todos já poderiam começar a planejar a partir de amanhã.
    Parabéns Profª Márcia e Prof. Euler, vai dar certo!

    ResponderExcluir
  25. Prof. Euler,
    O governador diz que não têm dinheiro para pagar o Piso Salarial porque não pode desrespeitar a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas não se importa em desrespeitar a Constituição Federal. Muito estranho não acha? Esse argumento não nos convence, pois o estado de Minas investe milhões em obras de infraestrutura, obras estas que "aparecem", que com certeza darão "retorno" ao governo. Muito simples, a Educação só dá retorno na época de eleição... Esse governador está sim desrespeitando uma nação! Na verdade ele só cumpre aquilo que o convém. Nós Professores/Educadores não somos marionetes. Anastasia está se achando o todo poderoso e menospreza a nossa capacidade de pensar e agir. Creio que Anastasia e toda a corja do PSDB acham que nesse país e, principalmente, em Minas Gerais só eles têm a capacidade de pensar, se julgam inteligentíssimos, políticos mais que perfeitos. Prof. Euler, desculpe a minha ignorância, mas não poderíamos fazer o impeachment do governador de Minas Gerais como fizemos com o presidente Collor?

    ResponderExcluir
  26. Aqui, em Minas, o que não faltam são exemplos de Homens e de Mulheres que fizeram e fazem A História. Não só a de Minas como a do País. Então, um governador que, para ironizar professores os quais usavam capuzes roxos para recepcioná-lo, faz alusão a Harry Potter, é parecer não conhecer nossa História, nossa Literatura e nossos Valores. O significado da cor roxa, por exemplo, paixão, dor e saudade. É não conhecer a História de Bárbara Heliodora cujo marido, poeta Alvarenga Peixoto foi exilado por conta da Inconfidência Mineira, é não conhecer a História de Maria Doroteia Joaquina de Seixas cujo noivo Tomás Antônio Gonzaga, Poeta e Inconfidente, foi degredado para a África, deixando-a uma vida à sua espera e imortalizada em sua obra "Marília de Dirceu", é não conhecer a História de Alphonsus de Guimaraens cuja noiva Constança morreu, ficando para sempre em sua obra através de sua dor. Porém, devemos dar um 'desconto' a esse governador, afinal ele não é das Humanas, não é mesmo? Contudo, se ele gosta de Literatura, é conveniente que se inteire do significado da nossa. Nós, educadores, temos paixão pela profissão que escolhemos e sentimos uma dor imensa por não sermos tratados com o respeito que merecemos e estamos com saudade da honestidade que é uma característica peculiar do povo mineiro. Assim, a cor roxa para lembrar a História dos Inconfidentes e a nossa luta por justiça agora, cai muito bem. Dessa forma, Literatura da Boa nele. Não é mesmo!

    ResponderExcluir
  27. Ah! Fico imaginando como seria se O FANTÁSTICO (REDE GLOBO) fizesse uma reportagem sobre a nossa greve, exibindo os vídeos em que professores são espancados, o governo ironizando uma manifestação fazendo alusão a Harry Potter, exibisse o contra cheque com o mísero salário e todas as parcelas de consignados com juros altíssimos, mostrasse para o Brasil inteiro a inconsticionalíssima lei 100 e tantas outras tiranias com a visão "crítica" que só a Rede Globo é capaz de impor às pessoas, será que um dia alguém olhará para essa tão sofrida categoria?!

    ResponderExcluir
  28. Quanta hipocrisia governador
    Temer LRF? Hora! Que lei pode amendrontar um governo que se acha acima da justiça? A justiça que respeita é apenas aquela que julga a seu favor. os míseros 25% que deveria ser aplicado na educação, simplesmente não são utilizados, direitos adquiridos como biênios e quinquênios nos foram roubados. Nada disto consegue colocá-lo no banco dos réus, pois consegue falar muito bem a lingua de alguns magistrdos. Principalmente daqueles, cujo sobrenome é NEVES. ENXAGUE sua boca quando dizer que é um servidor público, pois exigimos o mínimo de respeito, o seu nome no nosso meio nos causa repúdio.Seu governo passará como a pior página de um livro de terror.
    Um governo que nos olha com despreso e prepotência não merece o nosso respeito.
    Se lei nesse país fosse cumprida, maníacos como VOSSA EXCELÊNCIA estava em presídio de segurança máxima.
    Colegas educadores, encha o peito, a nossa luta de hoje fará que bons frutos sejam colhidos no futuro. A causa é justa, lutemos com toda garra, pois a principal justiça que é a divina está ao nosso lado.
    Um abraço a todos e até breve.

    ResponderExcluir
  29. Gostaria de divulgar meu blog para que possamos ampliar nossa comunicação > elidaportugues.blogspot.com > já digitei vários comentários mas não conseguia postar portanto reduzi este, espero que seja publicado, abraço a todos.

    ResponderExcluir
  30. Quero fazer uma observação a uma colocação do Anônimo que explicou muito bem o significado do ato em Mariana quando usamos o capuz roxo. Muito bem colocado. Numa cidade histórica e religiosa como Mariana, não poderíamos ter outra ideia. Era para termos em mãos catracas, mas com os detectores de metais foi impossível. Queríamos demonstrar nossa história e nossa dor, mas o governador foi muito mais criativo e nos deu muito mais ibope. Eu acho que ele entendeu que queríamos que ele ficasse roxo de raiva. Mas de uma forma ou de outra, funcionou. E foi ele que nos deu atenção. Mas eu espero que ele tbém tenha observado que tínhamos pais do nosso lado. Uma pena que o grupo ficou dividido, mas valeu. Um abraço, Paula.

    ResponderExcluir
  31. Caro Euler, tudo bem? Por gentileza me tire uma dúvida? Nós não termos que retornar às escolas dia 20/07 como quer o governo né? Vamos esperar a Assembléia do dia 03/08, pois quem determina o fim da greve a categoria certo? Por mim, eu fico de greve até o piso. Me esclareça as dúvidas citadas. Obrigada

    ResponderExcluir
  32. João Paulo Ferreira de Assis17 de julho de 2011 23:48

    Prezado amigo Professor Euler

    Eu estava ouvindo pelo You Tube o dobrado Velhos Camaradas (Alten Kameraden Marsch) e li os comentários. Um deles foi de um ouvinte que escreveu em inglês ter chegado ao orgasmo só de ouvir o dobrado. Depois de dar boas risadas fiquei pensando qual seria o dito cujo do nosso governador. Será o de nos prejudicar? de recusar cumprimento a uma lei federal e mandar a polícia bater com violência (desculpe o pleonasmo, pois ninguém bate de mentirinha)e de mandar a polícia pedir a lista de nomes de professores que iam para a assembleia, com certeza para persegui-los depois?

    Aproveito e sugiro a todos os professores em greve que ao fazer compras optem sempre pelos produtos mais baratos e em promoção. E passem pelo menos em mais de um supermercado ou padaria, pois os preços podem estar diferentes. É sempre bom se preparar para o pior.
    Já vi ideias aqui no blog de organizar campanhas beneficentes em prol dos professores que tiverem seus salários cortados. Era bom se pedir para que os que não aderiram apoiar. Seria pelo menos um gesto de solidariedade.

    ResponderExcluir
  33. Boa noite Professor Euler,

    Desejo que seu domingo tenha sido bom e que voce esteja preparado para a reunião de amanhã. Sei que escrevo o que voce ja repetiu zilhões de vezes, ainda assim, vou reforçar. A greve é pelo pagamento do piso, nada mais! DECISÃO DO SUPREMO NÃO SE NEGOCIA, CUMPRE-SE!
    IMPORTANTE, conseguir que não haja redução salarial para todos os servidores que optaram pelo retorno à carreira legitima, e fizeram isso, respaldados por Lei. E tem mais, VAMOS LEMBRAR QUE diretores e secretarios de escola, não foram posicionados "na marra" no subsidio, e tiveram reajuste, portanto, nada perderão. E os demais? Como ficarão? O governo deixa claro que o reajuste agora anunciado não sera dado aos professores , pois estes ja tiverem aumento(sic) , isso so contempla quem comete a locura de permancer no subsídio. QUEM JA RETORNOU À CARREIRA ORIGINAL E LEGITIMA DEVE NELA PERMANCER, POIS APÓS O DIA 10/08/2011 O GOVERNO NÃO TERÁ MAIS COMO "ENROLAR" , REPETINDO(pena que não dá para desenhar) DECISÃO DO SUPREMO NÃO SE NEGOCIA, CUMPRE-SE!
    Se a conta estiver correta (acredito que é muito mais) 70 mil ja retornaram, mas há muitos ainda que poderão retornar, pois acredito que não cometerão a insanidade de abrir mão da carreira.Infelizmente, a maioria le pouco, se informa pouco, e o governo cooptou os "efetivados e designados". Agora publica edital par concurso, fácil de derrubar na justiça.O desrespeito do governo com os educadores ultrapassou todos os limites imagináveis, falta seriedade, é lamentavel, pensar que o governador é um professor, imagine, se não fosse??!! Deus proteja e guarde todos os educadores, principalmente os bravos guerreiros.SEM PISO NINGUEM PISA NA ESCOLA!
    Desde ja, aguardo seu retorno, com informações seguras, que são o suporte e o norte de nossa luta!

    ResponderExcluir
  34. Que VERGONHA, GOVERNADOR!!

    Depois da explicação do Anônimo sobre a cor roxa em Mariana, o governador fazer alusão a HARRY POTTER é muito desconhecimento de Litertura da parte dele, onde ele estava nas aulas de Literatura?, conversando no fundão da sala, atrapalhando a aula do professor/professora de Literatura? Porque agora a resposta é esta- HARRY POTTER.
    Vou recorrer a Stanislaw Ponte Preta como fez uma colega aqui do blog, agora vamos editar o FEBEAPÁ 3 - Festival de Besteira que assolam o país, ou melhor Minas Gerais 3.

    ResponderExcluir
  35. José Alfredo Junqueira18 de julho de 2011 10:30

    Bomba!Segundo o famoso blog El Vuelo del Shafagh,na reunião anual do Club Bilderberg,uma sociedade secreta onde os poderosos do mundo(principalmente banqueiros)se reunem anualmente para traçar o destino do mundo,na reunião em 11 de junho de 2011,em St.Moriz,na Suíça,entre outros temas,foi tratado sobre um "controle"sobre a internet.É que estão "vazando"informações que jamais seriam veiculadas na imprensa,inclusive sobre eles mesmos.Devem ter tratado tambem das greves dos professores no Brasil,pois estamos tentando confiscar bilhões e bilhões que vão parar nas mãos dos nossos poderosinhos.Nesta data,Anastasia estava viajando,será que estava lá?Será que entrou para o Club?Aproveitemos a internet,pois parece que em breve vai "mudar".Infelismente os poderosos do mundo vão acabar dando um jeito.

    ResponderExcluir
  36. Colegas, acessem o vídeo (youtube) do Padre João-apoio à greve dos educadores de Minas na Câmara dos Deputados em Brasília no dia 13 de julho de 2011, é ótimo, deixem comentários.
    Abraços e força na luta pelo PAGAMENTO DO NOSSO PISO!

    ResponderExcluir
  37. Colegas,
    Somos profissionais, estamos reivindicando o que é nosso de direito, o PISO SALARIAL. Do jeito que esse governador nos trata, ele pensa que satisfazemos com esmolas. Será que nas próximas eleições, a corja do PSDB, irá ignorar a nossa existência? Precisamos mostrá-los a FORÇA que temos, afinal não podemos ser CONTADOS individualmente pois carregamos famílias inteiras... Já que o Anastasia gosta de NÚMEROS, é melhor ele começar a fazer contas, kkkk. NÃO QUEREMOS SER PISADOS SÓ QUEREMOS PISO, PISO, PISO...

    ResponderExcluir
  38. Prof. Euler
    Gostaria que você e todos os frequentadores do seu blog visitassem o blog do Sind-Ute, subsede Viçosa, e vejam as fotos e o relato da manifestação dos combatentes colegas, na CAÇA ao governador FORA DA LEI, na cidade de Mariana. Parabéns aos colegas de Viçosa, Ponte Nova e região que tiveram a coragem de lutar, de sair de seus lares, de enfrentar as barreiras e ir a caça do FORA DA LEI! Esses colegas GUERREIROS são com certeza EDUCADORES, CIDADÃOS... Ao contrário destes, estava lá também a APPMG, levantando bandeirinhas para apoiar ao governador, que FEIO para a APPMG! Não adianta mentir porque foram fotografados, está lá no blog, é só conferir! A APPMG deveria levantar bandeiras de luta e apoio aos educadores em busca do nosso PISO SALARIAL, deveria estar juntos da nossa categoria de Professores/Educadores... Nesta manifestação em Mariana, ficou claro que a APPMG é ALIADA do GOVERNO e CONTRA os reais interesses e reivindicações dos Professores/Educadores. Que venha a próxima caçada! ESTAMOS DE OLHO!
    Abraços a todos e coragem pra lutar!

    ResponderExcluir
  39. "Carlinhos Machado de Assís"
    Baseado no Salmo e dito muito bem na liturgia de nosso paroquiano. DAI-NOS PACIÊNCIA,PÁZ,E MUITA FORÇA. Para que possamos separar o trigo do jôio, que é infelismente esse governo desrespeitador diante da categoria, acho eu que somos que contribuimos com a formação de futuros cidadãos. Estamos semeando e com certeza colheremos os frutos. Fico feliz em ver que temos colégas que semtem-se envergonhados pela luta que deveria ser totalmente conjunta más....,acompanhando uma fala de um seguidor que díz que temos colegas que participam na luta, os que aguardam o nosso desfecho em casa e infelizmente os fura greves.Como esse seguidor que encontrava-se em casa,hoje declara-se companheiros de luta . Que a atitude desse colega possa trazer os outros colegas a participarem conosco que serão bem vindos. A LUTA CONTINUA COMPANHEIROS.

    ResponderExcluir
  40. E aí, Euler. O que aconteceu hoje na reunião. Curisosa demais!!! abc

    ResponderExcluir
  41. Leopoldinense guerreiro
    grande Euler, vamos até o fim. Ha de endurecer sem perder a ternura.Ainda vamos comemorar esta grande vitória.

    ResponderExcluir
  42. Grande companheiro Euler, algumas palavras de um grande guerreiro para este momento : Sonha e serás livre de espírito.... Luta e serás livre na vida. Ernesto Che Guevara.

    ResponderExcluir
  43. Caro Euler,
    Quero fazer um comentário a respeito dos trabalhadores em geral, como exemplos, trabalhadores de construção, domésticos, comércios, etc. Estes trabalhadores quando reclamam na justiça que seus direitos não estão sendo respeitados(com provas fundamentadas), sempre a Justiça condena os patrões, dando ganho de causa aos trabalhadores. Com os professores, não pode ser diferente, se for necessário cobrar na Justiça que o governo não está cumprindo a Lei Federal do Piso, com certeza o patrão(Governador) será condenado.
    O menor salário que um emnpregador tem que pagar ao empregado é de R$545,00 para uma jornada de trabalho de 44 horas por semana sem as vantagens. Para os professores de acordo com a Lei Federal, é de R$712,78(reconhecido pelo MEC) para uma jornada de trabalho semanal de 24 horas, salário base sem as vantagens.
    Conforme o exposto (ao meu ver), todos os professores que voltaram ou voltarão para a carreira antiga, receberão o Piso, quer queira ou não o Governo. Então sugiro a todos os professores que mantérm em greve pelo menos até o dia 10 de agosto(data limite para a opção), a partir desta data, se o Governo continuiar fazer jogo duro de não pagar o Piso, não terá outro caminho a seguir, a não ser a Justiça.

    Sebastião de Oliveira - Carangola

    ResponderExcluir
  44. EULER ,VEJA SÓ SE NÃO É DE TER VERGONHA DE SER GOVERNADO POR UM POLITICO COMO O ANASTASIA ! ELE NÃO TEM O MENOR COMPROMISSO COM A EDUCAÇÃO MINEIRA, DEVEMOS MUDAR O FÓCO DE NOSSAS CRITICAS, DEVEMOS CRITICAR É O PARTIDO DELE O "PSDB", ASSIM TENHO CERTEZA QUE NÃO DEMORA OS CACIQUES DO PARTIDO COMEÇÃO A SE OFENDER.




    http://www.todospelaeducacao.org.br/comunicacao-e-midia/educacao-na-midia/17547/salario-de-professores-varia-ate-170-na-rmc/

    ResponderExcluir
  45. Caros colegas,vou enviar mensaagens para vários deputados federais e senadores para ajudar a nossa causa junto ao governo federal.Também aos dep.estaduais da situação .Vamos fazer os mesmo. Uma hora da certo.

    ResponderExcluir
  46. Professores Guerreiros

    Sebastião, penso que os professores que se dispuseram a lutar pelos seus direitos vão se manter firmes, até porque quem já está há mais de 30 dias, fica mais, a confusão armada não é nossa é do governo com os pais dos alunos. Agora, espero que os colegas que estão assinando ponto nas escolas pelo estado, reflitam bem nesses dias e se juntem a nós, nem que seja na reta final, não tem problema, desde que façam parte, até para não ficarem sem graça de tanta gente ter dado o lombo para apanhar e eles obterem benefícios sem esforços. Como a DIGNIDADE sobrepõe a COVARDIA, tenho certeza de que vão engrossar o nosso movimento em agosto.
    Um abraço, parabéns pelos comentários tão valiosos, professor.

    ResponderExcluir
  47. Querido Euler, não o conheço pessoalmente mas muito me orgulho de você. É um guerreiro, um trabalhador digno, que luta por justiça com honestidade e inteligência. Estou sempre acompanhando seu blog, todos os post e cada vez me admiro com sua garra. Minha escola está em greve nos 3 turnos, 100% e vamos até o final, até a vitória. E todas as vezes que entro em seu blog me animo mais e tenho mais força para continuar na luta venha o que vier, só sairei com o Piso. Na minha escola seu blog já era referência antes de entramos em greve, alguns professores imprimiram seus post sobre a volta ao regime anterior de pagamento em um momento onde havia muitas dúvidas sobre qual decisão tomar. Seus esclarescimentos foram fundamentais para que TODOS os servidores da minha escola optassem pelo regime antigo. E continuamos acompanhando seu blog todos os dias. Peço a Deus para que nos dê força e sei que Ele vai dar, vamos até o fim, nem que isso custe o ano letivo. Mais uma vez muito obrigada e continue essa pessoa sonhadora que corre atrás. Muitos se inspiram em você. Abraços!

    ResponderExcluir
  48. É isso aí! Greve até o piso! Sem mais conversa fiada!

    ResponderExcluir
  49. Euler, se o governo cortar nosso salário não seremos obrigados a repor esses dias certo? Então, se ele tem essa arma contra nós, pra tentar nos mandar de volta para as escolas sem o piso, nós temos temos a "arma" da não reposição dos dias cortados. Deixa ele se virar, vai ter uma bela dor de cabeça.

    ResponderExcluir
  50. Caro Euler, gostaria que não deixasse de comentar sobre as equiparações que o governo fez entre efetivos e efetivados e sobre o edital. Isso também é motivo de preocupação de muitos servidores. Quando você que poderemos discutir esse assunto e pressionar o sindicato e o governo? Temo que fique tarde demais. Confio em sua sensatez, de forma alguma quero dividir categoria com esse comentário, muito pelo contrário, precisamos nos unir para o Piso, mas entre o piso e etc, vamos falando desse assunto também, pois esse negócio também está feio. Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  51. Sugestão final ou retorno ao passado.
    Por que não fazemos igual aos bancários quando entram em greve,colarmos adesivos "estamos em greve" em todos os portões das escolas etaduais e já que não tem assembléia antes do dia três, o sindicato - sede e subsedes, comprariam cadeados e na calada da noite, véspera de volta às aulas passaríamos cadeados em todas as escolas, obrigando nossos colegas a não voltarem para sala.
    GREVE até o PISO.

    ResponderExcluir
  52. Olá Euler, peço que não se esqueça das questões da lei 100. O governo mandou cartinhas para os efetivados dando-lhe os parabéns pois agora são efetivos! Vê se pode uma coisa dessa? Como anda isso no MP? Acho que o Sindiute deveria fazer uma pressão maior sobre esse assunto, não assistir essa aberração e deixar o governo fazer isso! Têm que cobrar a vaga dos efetivados no edital. Essa lei 100 tem que cair! Cadê os advogados do Sindicato? O que têm feito em relação à isso? Esse assunto tem afligido tanto quanto o não pagamento do piso. Não ignore essa questão por favor!

    ResponderExcluir
  53. Olá, estimado professor e(permita-me, guru)Euler. Aqui quem escreve é um colega de Leopoldina, Warlley Botelho. Sei que não vou dizer nenhuma novidade. Mas, repare: Este plano maquiavélico do atual governador é parte de um plano de longo prazo, arquitetado pelo psdb (minúsculo mesmo, como o próprio partido)e que se iniciou lá atrás com o azeredo.Mídia dominada e categora enfraquecida. Mas não há de ser nada. SOMOS MAIS FORTES E VENCEREMOS!!! Como bem disse um colega aí, vamos nos concentrar tbém neste partido para que o filmezinho desse senhor que se diz professor fique bem queimado. Aiás, falar que é professor é fácil, o difícil é sê-lo. Como você diz, "força na luta"

    ResponderExcluir
  54. Oi, Euler,

    Eu também acho você um querido. Sei que você sabe quão valoroso é o seu trabalho neste Blog, instrumento maravilhoso para nos colocar a par dos acontecimentos.
    Ouvi sua gravação e a julgar pelo seu tom de voz, posso imaginar que você seja uma pessoa tranquila, que passa uma energia muito boa pra gente.
    Que Deus lhe dê força para continuar o seu trabalho de semear esperança.
    Receba meu beijo carinhoso. Pronto!!! Agora sou sua super fã, amiga íntima! (rsrsrs).
    Força na luta!!!

    ResponderExcluir
  55. queria dizer a toodos os efetivos que nos efetivados tambem somos a favor da greve,pois sabemos que esse governadozinho de meia tigela so esta nos ludibriando para nos colocar contra os efetivos.a verdade e que sabemos que apos o coDOIDO NUM ncurso nos todos dancaremos pois o concursado vai entrar na justica e acabar com os nossos direitos.por isso quem quiser ficar nessa tal educacao que faca o concurso pra nao se borrar de medo desse ai...quanto a educacao de hoje a que ele se refere se esta tao fraca como e que minas avanca tanto na educacao,como passam as propagandas?TEMOS E QUE MANDAR

    INTERNAR ESSE DOIDO.

    ResponderExcluir