quinta-feira, 23 de junho de 2011

A procissão dos educadores de Minas...



A procissão dos educadores de Minas...

Neste feriado de Corpus Christi, quando os católicos celebram o corpo de Cristo na Eucaristia, os educadores de Minas realizam a sua procissão. Milhares de profissionais da Educação, juntamente com estudantes e pais de alunos ocupam a avenida Afonso Pena, para dar início ao cortejo.

Com velas acesas, e vestidos de luto, vão cantando em coro o lamento: "Ohhh Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais, que o governo de Minas não paga o piso dos educadores por razões banais, ohhh Minas Gerais..."

Na procissão, os passantes carregam um caixão coberto com uma bandeira bem grande escrita: PISO. Em volta do caixão, o retrato gigante estampado dos algozes do falecido: o governador, o faraó, a secretária da Seplag, a secretária da Educação.

A procissão prossegue pelas avenidas centrais de BH, velas acesas e o povo cantando, chorando, implorando: "nosso piso, nosso piso, ohhh Minas Gerais..."

Ao lado das imagens dos algozes do falecido piso, outras bandeiras estampam a imagem de outros personagens responsáveis pelo enterro do piso: a mídia mineira, cujos jornalistas, alguns, alugam suas penas - e consciências - por 30 dinheiro$$$; a Justiça mineira, cujos desembargadores, alguns, alugam suas decisões por razões que desconhecemo$$$$$$$$$, embora saibamos que tais decisões contrariam as leis federais vigentes no país; o Legislativo mineiro, cujos deputados, a maioria, vota contra os educadores em troca de muitos$$$$$$$$$$$$$$ 30 dinheiros.

Por isso, a procissão prossegue pelas ruas e avenidas de BH. A denunciar o silêncio cúmplice dos meios de comunicação, e a consequente cassação à liberdade de imprensa e ao direito de livre expressão em Minas Gerais.

A procissão, velas acesas e todos de luto, denuncia também a cassação ao direito de greve e de manifestação em praça pública. Apesar de serem direitos consagrados na Carta Maior do país, conquistados com o sangue e o suor de milhares de trabalhadores em renhidas lutas, por aqui, nas Alterosas, as autoridades não reconhecem estes direitos. Desembargadores proíbem manifestações em praça pública, mesmo que ordeiras e pacíficas. E o governo diz que não negocia com trabalhadores em greve. O mesmo governo que descumpre a Lei do Piso e a Lei do Subsídio.

- Oh, Minas Gerais, o que fizeram de ti, que tanto inspiraste aos lutadores de todo o país, com aqueles aos quais muitos chamam de "heróis da Inconfidência"?

Por isso a procissão prossegue. Velas acesas, todos de luto, e neste momento, reina o silêncio. Milhares de pessoas se concentram para dizer ao mundo, em silêncio, o que acontece em Minas. O silêncio às vezes tem a força de um grande e sonoro grito.

À frente da procissão, o caixão do piso. Junto dele, a carreira dos educadores e a própria Educação pública. Num dado momento, o cortejo pára para assistir à representação da vida de forma teatral. A arte e a vida se confundem quando os personagens revelam o calvário que os educadores têm vivido no estado mineiro e no Brasil. Violência, salários baixos, péssimas condições de trabalho. Ante ao descaso de governantes insensíveis, que prometem o mundo nas eleições, mas tripudiam e zombam da inteligência das pessoas simples, do bem. Eles são do mal, por isso serão odiados pelo povo do bem.

Os coveiros e os algozes do nosso piso e da carreira dos educadores de Minas, cujas imagens estão estampadas nas bandeiras ao lado do caixão, preparam-sem para o ato final. Nesta procissão, contudo, não será o caixão do piso a ser queimado, mas os algozes deste.

E as cinzas que se espalharão pelo ar hão de celebrar o direito de greve, a liberdade de expressão, o direito ao piso salarial dos educadores. Tudo, enfim, que as autoridades mineiras e seus subservientes bajuladores negam aos educadores e à comunidade.

Haverá um dia em que, em cada cidade de Minas, todos sairão às ruas, não mais para cantar o lamento de dor e exclusão, mas para celebrar de fato a vitória dos de baixo sobre os seus algozes, aqueles que nos desprezam, nos exploram, nos humilham. Será um dia - um dia não, muitos, muitos anos - de festa, de pão, de educação de qualidade, de moradia, de terra e de comida para todos.

***

"Anônimo:


E pelo jeito esta procissão se estenderá até o Natal e há quem diga, até a Páscoa. Pois enquanto o piso não for reconhecido e pago como determina a lei não retornaremos às salas de aulas. E para ser pago não precisa de oração não, precisa de vergonha na cara desses governantes."


"Maria das Graças de Mato Mafra:

Euler !!
Como eu gostaria de estar na ativa nesse momento ! Assim, estaria de corpo e alma indo ou melhor, visitando as escolas que estão trabalhando e mostrando que a luta é da classe e que a união desencadeia a força . Como estou inativa uso as redes sociais : orkut , google buzz , facebook , twitter para propagar seu blog, ele é perfeito e você é muito competente. É tudo que posso fazer no momento .

Maria das Graças de Mato Mafrra -Professora aposenta -E.E.¨São Sebastião ¨de Timóteo e servidora pública -Aposentada -SRE de Cel .Fabriciano"


"Anônimo:

... e que esta procissão se estenda por todo o país. Se o piso é lei, não tem o que questionar, tem é que pagar. Enterremos todos os maus que querem destruir nossas esperanças por dias melhores. ABC"

"Anônimo:

Oh... minas gerais quem te viu não esqueces jamais, temos lembranças do faraoh (pesadelo), lembrança de uma graça (Paula Fernandes), lembranças de uma classe onde os educadores eram tratados com dignidade, a secretária tinha o dom da educação."

"Anônimo:

Acabei de ouvir o Roberto Jeferson dizer sobre a Educação no Brasil. Ele diz que foi ao Japão e lá o professor ganha como um juiz de direito. Os japoneses sabem que quando uma porta de uma escola se abre... uma porta de cadeia se fecha.Eles sabem que quem estuda.. lê.. sabe escrever tem menos chance de ser um marginal... Agora minha opinião é que este governo está aterrorizado com o movimento dos educadores... Ele está desesperado... Tudo o que vemos é o sinal disso... Vemos uma luz no fundo do túnel.. sinto que o governo está sim procurando todos os métodos possíveis e impossíveis para nos "coagir" a retornar para as salas de aula..mas jamais devemos nos entregar.... Vamos nos programar.. como???? não vamos repor aula se nosso pagamento for cortado... Vamos deixar as contas para depois... vamos falar com parentes...familiares... vamos pedir a eles que se preciso nos ajude mas não vamos voltar sem o PISO... pois com ele nós garatimos nosso TETO... temos que colocar o "bloco na rua" ou tudo ou nada... Roberto Jeferson disse... O GOVERNO TEM MUIIIIIITO DINHEIRO e nós sabemos que tem mesmo... e para quê??? para inventar uma obra faraônica... as vezes deixada pela metade.. e é tanto dinheiro que é por isso que eles ficam alucinados e desviam para todos os lados este dinheiro .. PODERIAM DESVIAR PARA A EDUCAÇÃO.. HAHAHHAHAA Vamos fazer um novo modelo de Educação ... não VAMOS FAZER UM NOVO MODELO DE EDUCADOR .. Somos inteligentes... criativos (veja você).. .fervorosos.... somos a NATA DESSA SOCIEDADE e eles o resto.... NÓS TEMOS QUE NOS VALORIZARMOS SIM NÓS SOMOS MELHORES QUE ELES... POIS SOMOS HONESTOS... SOLIDÁRIOS... FIÉIS.
..E... E.. E... MUITO MAIS... E ELES??? POR QUE NÃO ENXERGAM A VIDA???? MINAS PRECISA SAIR DESTE SONHO ETERNO... SAIR DESSE INEXPLICÁVEL TERRORISMO... SE NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR O PISO... MOSTRE AS CONTAS E O GOVERNO FEDERAL IRÁ COMPLEMENTAR... MAS AS CONTAS ESTÃO DIFERENTES DA REALIDADE ÓBVIO... POR QUÊ ISSO???? NÃO ENTENDO COMO PODE EXISTIR PESSOAS TÃO MESQUINHAS... RUINS MESMO... É LEI... PAGUE E PRONTO... ASSUNTO FECHADO.. NÃO SERIA MELHOR PARA TODOS??? NÃO ESTARÍAMOS AQUI E EM TODO O BRASIL FALANDO E MOSTRANDO A PODRIDÃO DESTE PAÍS... MINAS NÃO TEM DINHEIRO???? HAHAHHAHA ENTÃO PROVE... NÃO MINTAM
GOVERNANTES... ANASTAZIA... VOCÊ NÃO PAGA O QUE É DEVIDO... O QUE A LEI MANDA... NÃO ADIANTA FUGIR PORQUE VOCÊ VAI CAIR DO CAVALO... PAGUE O PISO NÃO FIQUE INDO E MANDANDO SUAS SÚDITAS DIZER QUE AQUI SE PAGA MAIS QUE O PISO... ATENÇÃO GOVERNO DE MINAS PISO NÃO É TETO... FALE A VERDADE E NUNCA A MENTIRA .TENHA VERGONHA .. TENHA ALTIVEZ... E MUITO MAIS COISAS MAS FALE SOMENTE A VERDADE... ME PERDOE TODOS DO BLOG MAS NÃO SUPORTO TANTAS MENTIRAS E TANTA MALDADE... COMO PODE EXISTIR MULHERES... SIM ESSA SECRETÁRIA SENDO MANIPULADA POR CAUSA DE DINHEIRO E PODER??? SECRETÁRIA QUANTAS HORAS NÃO FORAM PAGAS??? SERÁ???? SEJA HUMANA... ISSO NÃO EXISTE E MAIS O BRASILEIRO NÃO É TÃO BOBO ASSIM PARA ACREDITAR EM VOCÊS... VENCEREMOS.."


"Anônimo:

Lendo o poema abaixo (autoria desconhecida) percebi que em casos de greve, somos um pouco de tudo abaixo....

Brutos, empreendedores, camponeses cansados, como Davi diante de Golias, tem até distraído.... Como aproveitar para o próprio crescimento da greve, as pedras que encontramos?
São tantas outras "pedrinhas" que encontramos em torno da educação!

Cada escola tem suas particularidades: daí vem o desafio de construir uma luta coletiva...

A Pedra

O distraído nela tropeçou...

O bruto a usou como projétil.

O empreendedor, usando-a, construiu.

O camponês, cansado da vida, dela fez assento.

Para meninos, foi brinquedo.

Drummond a poetizou.

Já Davi, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...

E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.

Independente do tamanho das pedras, no decorrer de sua vida. não existirá uma, que você não possa aproveitá-la para seu crescimento espiritual. Quanto a sua pedra atual, tenho certeza que Deus irá te dar sabedoria, para mais tarde você olhar para ela, e ter orgulho da maravilhosa experiência que causou em sua vida, no seu crescimento espiritual."


Comentário do Blog: a autoria do poema "A Pedra" é do professor baiano Antonio Pereira, conforme consta desta fonte: http://www.aponarte.com.br/2007/08/pedra.html#comment-form



"Marlene Alves:

Muito interessante o poema sobre a pedra e com certeza a diferença está no governo de Minas cujo coração é de pedra, duro, insensível que se fecha para uma classe que sobrevive com esse salário irrisório ao longo desses anos em que detém o poder. Professor tem família, adoece, toma remédios, paga impostos, precisa vestir-se adequadamente, alimentar, pagar passagem ou manter o carro, etc. E o que não tem é varinha de condão para conseguir fazer mágica com o dinheiro que recebe no fim do mês. Fico me perguntando porque os canais de comunicação não estão dando cobertura e apoio a um movimento justo em que os servidores da educação estão levantando a bandeira cujo lema é " SOCORRO!!! NÃO AGUENTAMOS MAIS !!!" O CUSTO DE VIDA CADA VEZ MAIS ALTO E O NOSSO SALÁRIO CADA DIA MAIS BAIXO. Enfim, temos que fazer valer a nossa voz e é agora ou nunca!!! Espero que todos os educadores entrem nesse desafio com força, coragem e otimismo porque o nosso valor é maior e a grandeza do nosso trabalho é relevante para a construção de um mundo melhor. Mais uma vez obrigada ao nosso Mestre Euler por essa prestação de serviço, compartilhando conosco este blog, onde podemos acompanhar e nos informar sobre os rumos do nosso movimento. "Se Deus é por nós. Quem será contra nós?" PISO JÁ !!! LEI É LEI!!!"


"Anônimo:

Euler,
pelo amor de Deus, me desculpe perguntar: esssa procissão aconteceu de fato ou é apenas uma crônica?
Um beijo no seu coração."


Comentário do Blog: rsrsrs, bom dia colega! Digamos que a procissão seja ao mesmo tempo real e virtual. Estamos em uma via crucis cotidiana pela sobrevivência. Realizamos passeatas e procissões quase que diariamente, ao lado de milhares de outros oprimidos, mesmo quando não nos damos conta dessa realidade. E no nosso pensamento e no coração, realizamos não apenas as procissões, mas revoluções, que abalam o mundo e derrubam os dragões do mal. Então, respondendo objetivamente a sua pergunta: sim, ela não aconteceu para muitos, mas aconteceu para outros. A imprensa não noticiou, como de costume, pois não temos como realizar o de$ejo dela. Cada vez mais mafiosa, obedece ao que manda o rei, ou melhor, o faraó, ou melhor, o afilhado. Então, a procissão não é como o piso: ou o temos, ou não o temos. O piso é palpável, não dá para não perceber. Só o governo e suas falantes secretárias conseguem tripudiar da nossa cara ao dizer que já nos pagam mais do que o piso, quando nos impuseram o subsídio dos pobres. Mais ou menos como a rodoviária para pobre, a escola para pobre, a saúde pública para pobre, em oposição às coisas dos ricos. Quando o faraó quebrou meia dúzia de costelas, foi logo atendido num hospital que deve ter fechado as portas para tratá-lo com exclusividade. Se algum de nós quebrar ao menos uma costela vai ter que esperar três meses, no mínimo, para marcar consulta com algum especialista no Ipsemg ou no SUS. Diante dessa realidade, a procissão dos educadores existe, não acabou ainda, enquanto pelo menos não pagarem o nosso piso. Um forte abraço e força na luta!

"Anônimo:

As secretárias do governo (Educação e Planejamento), em suas entrevistas afirmam que o sind-ute foi cúmplice da lei do subsídio. Acho que a Beatriz deveria fazer esclarecimento porque, até que prove o contrário, o SIND-UTE foi o maior culpado da criação desta lei."


Comentário do Blog: caro(a) anônimo, sem querer defender ninguém, mas apenas esclarecendo as coisas: todos nós acompanhamos em 2010 o desfecho das negociações entre o governo e o sindicato, quando o então candidato governador-afilhado anunciou unilateralmente o subsídio, quando as comissões representativas das partes ainda se encontravam em negociação. Logo depois foi uma luta na ALMG para tentar alterar a lei do subsídio, o que não se conseguiu, por conta da maioria do governo, que carneiramente vota no que o governo manda. Mas, mesmo que a direção sindical, em outro contexto, tivesse participado da formulação do subsídio, quem decide os destinos do sindicato é a categoria, que quer o piso enquanto vencimento básico, não o subsídio. Não vamos cair nas jogadas do governo, que tenta nos dividir.

"Anônimo:

Professor Euler, não acho que os políticos , secretários,e etc são carneiros, eles são coniventes, descumpridores de lei. Está na hora de se cumprir a LEI MAIOR de um país, Todos nós temos Direitos.Vamos continuar lutando e acredito que vamos ganhar. Governo está saindo pela tangente.Não devemos dar forças a ele e seu secretariado, a ninguém que não sabe o que é lei. Deixem a ele ter tempo, pelo que vejo , tenho certeza, de que eles estão desamparados pela lei portanto, terão que cumprir a lei.Não será por muito tempo, agosto está aí. Vamos nos preparando para as eleições que virão ano que vem e 2014. Não podemos esquecer disto também. O piso é Lei? FAÇA VALER. CADÊ O GOVERNADOR? Gente, ele sumiu. Estamos órfãos."

"Anônimo:

Euler se houver corte de salário será para o mês de julho?"


Comentário do Blog: não há como saber, colega, vamos aguardar e fortalecer o nosso movimento. Com ou sem corte, a greve continua!

"Anônimo:

O corte com certeza sera do pagamento que receberemos em agosto. Claro se houver corte!!!!!rs"

"Anônimo:

Como são as coisas, se estamos em greve Cortam nosso ponto, se descumprimos um lei, seja ela qual for, somos punidos, às vezes faltamos ao serviço porque um filho esta doente, morre alguém da família, entre outros e somos punidos com corte. Só não entendo uma coisa: O Nosso GOVERNADOR descumprir uma lei q é Federal , todos sabem, e ninguém faz nada com ele, deveriam cortar o ponto dele e com certeza dá para pagar-nos durante muito tempo. O Brasil é surpreendente, enquanto uns fazem o q querem , outros tem q aguentar calados. Por isSo a greve é NECESSÁRIA. E ainda tem DIRETORES ESCOLARES que fazem pressão sobre os professores para não fazerem greve. Que absurdo!"

"Anônimo:

Caro Euler,
a grande dificuldade para o fortalecimento da greve está no entendimento da soberania da assembleia. O acatamento da assembleia permitiria debates coletivos que conduzissem a um rico processo de politização . Diante deste necessidade na quarta-feira dia 29 de junho estaremos promovendo na escola sindical no Barreiro, às 13 horas um encontro de formação e n0 dia 31 uma assembleia regionalizada no mesmo local e horário . Você e nossos combativos companheiros de Vespasiano e São José serão muito bem vindos (principalmente no encontro de formação) , venha com Rômulo e Martinho. Ajude-nos a divulgar neste importante espaço de discussão. A escola sindical fica na rua Nascimento no Barreiro de Cima. Abraços a todos."


Comentário do Blog: o comandante João Martinho e o Rômulo, quando estão juntos, é um perigo. Mas, de toda forma, agradeço o convite e farei o possível para participar. E que o evento seja coberto de êxito, para fortalecer a luta dos companheiros.

"CARLOS- MONTES CLAROS:

EULER
A GREVE EM MONTES CLAROS CONTINUA, APESAR DOS COMPANHEIROS NÃO COMPARECER EM MASSA NAS ATIVIDADES, ESTAMOS INDO PARA BH COM OBJETIVO DE QUE SÓ TERMINA SE O GOVERNO CUMPRIR A LEI DO PISO. TRISTE É SABER QUE ALGUNS COMPANHEIROS ESTÃO INDO CUMPRIR HORÁRIO E DEPOIS VEM PARA AS ATIVIDADES DEFENDENDO A CONTINUIDADE DA GREVE. SÃO OS JUDAS, OS JOAQUIM SILVÉRIO, DA EDUCAÇÃO."


"ROBERSON:

CARO EULER,
GOSTARIA DE SABER SE NÃO HÁ PREVISÃO PARA A PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO PELO STF. ESSA DEMORA É NORMAL OU É UMA QUESTÃO DE FORÇA POLÍTICA ENTRAVANDO ESSA PUBLICAÇÃO?"


Comentário do Blog: existe um complô contra os educadores, reunindo os governos federal, estaduais e municipais, bem como a justiça, a mídia, e os legislativos. A questão é política, pois o prazo para publicação do acórdão já foi ultrapassado (geralmente são dois meses). Por isso fico indignado contra a CNTE, que deveria pagar nota em jornal nacional, rádios e TVs cobrando e denunciando a omissão do STF e do Governo federal (e não apenas de estados e municípios, como fazem constantemente).

"Vicente - ouro preto:

Poderíamos também nos manifestar cada um entrando no site do Mistério (erro proposital ministério) Público de Minas Gerais e fazermos cada uma denuncia contra o governador, pode ser simbólica mas temos que nos manifestar. Eu inclusive já fiz uma denuncia também no site do STF, vamos inundá-los de protestos de todos os lados."


"Anônimo:

OLÁ CARO EULER, SOU UMA EDUCADORA DESIGNADA DESDE 2008. ESTOU ACOMPANHANDO E SOFRENDO AO LADO DOS MEUS COLEGAS EDUCADORES. TENHO VONTADE DE GRITAR, PEDIR AJUDA. DESDE PEQUENA SONHAVA EM SER PROFESSORA, MAS COM ESSES SÁLARIO DÁ TRISTEZA. VAMOS LUTAR, VAMOS MANDAR E-MAILS PARA REDES NACIONAIS, SE TODOS EDUCADORES MANDAREM, AS EMISSORAS PROVAVELMENTE IRÃO NOS AJUDAR NESSA LUTA A FAVOR DO PISO E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO. HOJE, APROVEITEI E MANDEI UM E-MAIL PARA UMA EMISSORA DE TV, TODOS DEVERIAM FAZER O MESMO. ESTOU AJUDANDO MEUS COLEGAS LUTAREM, MESMO QUE ISSO CUSTE MEU "EMPREGO"."

"Anônimo:

Eu fico extremamente triste em perceber como a Escola Guilherme Hallais França em Vespasiano está lutando contra a greve. Eles não vão aderir a paralisação que acontece amanhã. Isso é um desrespeito contra os trabalhadores que estão lutando. Precisamos de união , algo tem que ser feito! Essa escola é um ponto de referência em Vespasiano e precisamos dela também na luta. Toda ajuda é realmente necessária!"


Comentário do Blog: realmente, colega, esta é a única escola do município que, ao que parece, não teve nehuma adesão à greve. E o estranho é que temos colegas combativos que lá trabalham, mas, ao que parece, não tiveram coragem de parar. O comando de greve da cidade está preparando uma grande manifestação com carro de som e tudo mais na porta desta escola. Consta também que a diretora eleita teria prometido aos pais que a escola não entraria em greve. Não tive a confirmação deste boato ainda. Mas, se confirmado, quem trabalha ali e se sujeita a esta situação, merece ficar no subsídio e ganhar salário mínimo, me desculpem os colegas. Nós custamos a derrubar a ditadura, conquistamos as eleições para as escolas, e as pessoas ainda se sujeitam a essa prática. Que cidadania é esta, que estão formando naquele local? O blog está aberto para esclarecimentos, mas acima de tudo, aguarda a adesão dos colegas do Guilherme à greve. Mesmo que seja de alguns poucos, pois a força do exemplo pode fazer toda a diferença. Em sala de aula vocês estão prejudicando o nosso movimento, impedindo a categoria de conquistar o piso, e traindo o compromisso por uma escola pública de qualidade para todos. Pensem um pouco além dos interesses imediatistas, colegas, e venham para a luta, também!

21 comentários:

  1. E pelo jeito esta procissão se estenderá até o Natal e há quem diga, até a Páscoa. Pois enquanto o piso não for reconhecido e pago como determina a lei não retornaremos às salas de aulas. E para ser pago não precisa de oração não, precisa de vergonha na cara desses governantes.

    ResponderExcluir
  2. Euler !!
    Como eu gostaria de estar na ativa nesse momento ! Assim ,estaria de corpo e alma indo ou melhor, visitando as escolas que estão trabalhando e mostrando que a luta é da classe e que a união desencadeia a força . Como estou inativa uso as redes sociais : orkut , google buzz , facebook , twitter para propagar seu blog , ele é perfeito e você é muito competente.É tudo que posso fazer no momento .
    Maria das Graças de Mato Mafrra -Professora aposenta -E.E.¨São Sebastião ¨de Timóteo e servidora pública -Aposentada -SRE de Cel .Fabriciano

    ResponderExcluir
  3. ... e que esta procissão se estenda por todo o país. Se o piso é lei, não tem o que questionar, tem é que pagar. Enterremos todos os maus que querem destruir nossas esperanças por dias melhores. ABC

    ResponderExcluir
  4. Oh... minas gerais quem te viu não esqueces jamais, temos lembranças do faraoh (pesadelo), lembrança de uma graça(Paula Fernandes), lembranças de uma classe onde os educadores eram tratados com dignidade, a secretária tinha o dom da educação.

    ResponderExcluir
  5. Acabei de ouvir o Roberto Jeferson dizer sobre a Educação no Brasil.Ele diz que foi ao Japão e lá o professor ganha como um juiz de direito.Os japoneses sabem que quando uma porta de uma escola se abre...uma porta de cadeia se fecha.Eles sabem que quem estuda..lê..sabe escrever tem menos chance de ser um marginal...Agora minha opinião é que este governo está aterrorizado com o movimento dos educadores...Ele está desesperado...Tudo o que vemos é o sinal disso...Vemos uma luz no fundo do túnel..sinto que o governo está sim procurando todos os métodos possíveis e impossíveis para nos "coagir" a retornar para as salas de aula..mas jamais devemos nos entregar....Vamos nos programar..como????não vamos repor aula se nosso pagamento for cortado...Vamos deixar as contas para depois...vamos falar com parentes...familiares...vamos pedir a eles que se preciso nos ajude mas não vamos voltar sem o PISO...pois com ele nós garatimos nosso TETO...temos que colocar o "bloco na rua" ou tudo ou nada...Roberto Jeferson disse...O GOVERNO TEM MUIIIIIITO DINHEIRO e nós sabemos que tem mesmo...e para quê???para inventar uma obra faraônica...as vezes deixada pela metade..e é tanto dinheiro que é por isso que eles ficam alucinados e desviam para todos os lados este dinheiro ..PODERIAM DESVIAR PARA A EDUCAÇÃO..HAHAHHAHAA Vamos fazer um novo modelo de Educação ...não VAMOS FAZER UM NOVO MODELO DE EDUCADOR ..Somos inteligentes...criativos(veja você)...fervorosos....somos a NATA DESSA SOCIEDADE e eles o resto....NÓS TEMOS QUE NOS VALORIZARMOS SIM NÓS SOMOS MELHORES QUE ELES...POIS SOMOS HONESTOS...SOLIDÁRIOS...FIÉIS...E...E..E...MUITO MAIS...E ELES???POR QUE NÃO ENXERGAM A VIDA????MINAS PRECISA SAIR DESTE SONHO ETERNO...SAIR DESSE INEXPLICÁVEL TERRORISMO...SE NÃO TEM DINHEIRO PARA PAGAR O PISO...MOSTRE AS CONTAS E O GOVERNO FEDERAL IRÁ COMPLEMENTAR...MAS AS CONTAS ESTÃO DIFERENTES DA REALIDADE ÓBVIO...POR QUÊ ISSO????NÃO ENTENDO COMO PODE EXISTIR PESSOAS TÃO MESQUINHAS ...RUINS MESMO...É LEI...PAGUE E PRONTO...ASSUNTO FECHADO..NÃO SERIA MELHOR PARA TODOS???NÃO ESTARÍAMOS AQUI E EM TODO O BRASIL FALANDO E MOSTRANDO A PODRIDÃO DESTE PAÍS...MINAS NÃO TEM DINHEIRO????HAHAHHAHA ENTÃO PROVE...NÃO MINTAM
    GOVERNANTES...ANASTAZIA...VOCÊ NÃO PAGA O QUE É DEVIDO...O QUE A LEI MANDA...NÃO ADIANTA FUGIR PORQUE VOCÊ VAI CAIR DO CAVALO...PAGUE O PISO NÃO FIQUE INDO E MANDANDO SUAS SÚDITAS DIZER QUE AQUI SE PAGA MAIS QUE O PISO...ATENÇÃO GOVERNO DE MINAS PISO NÃO É TETO ...FALE A VERDADE E NUNCA A MENTIRA .TENHA VERGONHA ..TENHA ALTIVEZ...E MUITO MAIS COISAS MAS FALE SOMENTE A VERDADE...ME PERDOE TODOS DO BLOG MAS NÃO SUPORTO TANTAS MENTIRAS E TANTA MALDADE...COMO PODE EXISTIR MULHERES...SIM ESSA SECRETÁRIA SENDO MANIPULADA POR CAUSA DE DINHEIRO E PODER???SECRETÁRIA QUANTAS HORAS NÃO FORAM PAGAS???SERÁ????SEJA HUMANA...ISSO NÃO EXISTE E MAIS O BRASILEIRO NÃO É TÃO BOBO ASSIM PARA ACREDITAR EM VOCÊS...VENCEREMOS...

    ResponderExcluir
  6. Lendo o poema abaixo( autoria desconhecida) percebi que em casos de greve, somos um pouco de tudo abaixo....
    Brutos, empreendedores, camponeses cansados, como Davi diante de Golias, tem até distraído.... Como aproveitar para o proprio crescimento da greve, as pedras que encontramos?
    São tantas outras "pedrinhas" que encontramos em torno da educação!
    Cada escola tem suas particularidades: daí vem o desafio de construir uma luta coletiva...

    A Pedra
    O distraído nela tropeçou...

    O bruto a usou como projétil.

    O empreendedor, usando-a, construiu.

    O camponês, cansado da vida, dela fez assento.

    Para meninos, foi brinquedo.

    Drummond a poetizou.

    Já, Davi, matou Golias, e Michelangelo extraiu-lhe a mais bela escultura...

    E em todos esses casos, a diferença não esteve na pedra, mas no homem!

    Não existe "pedra" no seu caminho que você não possa aproveitá-la para o seu próprio crescimento.

    Independente do tamanho das pedras, no decorrer de sua vida. não existirá uma, que você não possa aproveitá-la para seu crescimento espiritual. Quando a sua pedra atual, tenho certeza que Deus irá te dar sabedoria, para mais tarde você olhar para ela, e ter orgulho da maravilhosa experiência que causou em sua vida, no seu crescimento espiritual.

    ResponderExcluir
  7. Muito interessante o poema sobre a pedra e concerteza a diferença está no governo de Minas cujo coração é de pedra, duro, insensível que se fecha para uma classe que sobrevive com esse salario irrisório ao longo desses anos em que detém o poder.Professor tem família, adoece, toma remédios,paga impostos, precisa vestir-se adequadamente , alimentar , pagar passagem ou manter o carro, etc. E o que não tem é varinha de condão para conseguir fazer mágica com o dinheiro que recebe no fim do mês. Fico me perguntando porque os canais de comunicação não estão dando cobertura e apoio a um movimento justo em que os servidores da educação estão levantando a bandeira cujo lema é " SOCORRO!!! NÃO AGUENTAMOS MAIS !!!" O CUSTO DE VIDA CADA VEZ MAIS ALTO E O NOSSO SALÁRIO CADA DIA MAIS BAIXO. Enfim, temos que fazer valer a nossa voz e é agora ou nunca!!! Espero que todos os educadores entrem nesse desafio com força, coragem e otimismo porque o nosso valor é maior e a grandeza do nosso trabalho é relevante para a contrução de um mundo melhor.Mais uma vez obrigada ao nosso Mestre Euler por essa prestação de serviço, compartilhando conosco este blog ,onde podemos acompanhar e nos informar sobre os rumos do nosso movimento. " Se Deus é por nós. Quem será contra nós ?" PISO JÁ !!! LEI É LEI!!!

    ResponderExcluir
  8. As secretárias do governo(Educação e Planejamento), em suas entrevistas afirmam que o sind-ute foi cúmplice da lei do subsídio. Acho que a Beatriz deveria fazer esclarecimento porque, até que prove o contrário, o SIND-DUT foi o maior culpado da criação desta lei.

    ResponderExcluir
  9. Professor Euler, não acho que os políticos , secretários,e etc são carneiros, eles são coniventes, descumpridores de lei. Está na hora de se cumprir a LEI MAIOR de um país, Todos nós temos Direitos.Vamos continuar lutando e acredito que vamos ganhar. Governo está saindo pela tangente.Não devemos dar forças a ele e seu secretariado, a ninguém que não sabe o que é lei. Deixem a ele ter tempo, pelo que vejo , tenho certeza, de que eles estão desamparados pela lei portanto, terão que cumprir a lei.Não será por muito tempo, agosto está aí. Vamos nos preparando para as eleições que virão ano que vem e 2014. Não podemos esquecer disto também. O piso é Lei? FAÇA VALER. CADÊ O GOVERNADOR? Gente, ele sumiu.Estamos órfãos.

    ResponderExcluir
  10. Euler se houver corte de salário será para o mês de julho?

    ResponderExcluir
  11. O corte com certeza sera do pagamento que receberemos em agosto.

    ResponderExcluir
  12. Claro se houver corte!!!!!rs

    ResponderExcluir
  13. Como são as coisas, se estamos em greve Cortam nosso ponto,se descumprimos um lei,seja ela qual for, somos punidos,às vezes faltamos ao serviço porque um filho esta doente,morre alguém da família, entre outros e somos punidos c9om corte.Só não entendo uma coisa: O Nosso GOVERNADOR descumprir uma lei q é Federal , todos sabem, e ninguém faz nada com ele, deveriam cortar o ponto dele e com certeza dá para pagar-nos durante muito tempo.O Brasil é surpreendente, enquanto uns fazem o q quer , outros tem q aguentar calados.PorisSo a greve é NECESSÁRIA .E ainda tem DIRETORES ESCOLARES que fazem pressão com os professores para não fazerem greve.Que absurdo!

    ResponderExcluir
  14. Caro Euler,
    a grande dificuldade para o fortalecimento da greve está no entendimento da soberania da assembleia.O acatamento da assembleia permitiria debates coletivos que conduzissem a um rico processo de politização . Diante deste necessidade na quarta-feira dia 29 de junho estaremos promovendo na escola sindical no Barreiro , às 13 horas um encontro de formação e n0 dia 31 uma assembleia regionalizada no mesmo local e horário . Você e nossos combativos companheiros de Vespasiano e São José serão muito bem vindos( principalmente no encontro de formação) , venha com Rômulo e Martinho. Ajude-nos a divulgar neste importante espaço de discussão. A escola sindical fica na rua Nascimento no Barreiro de Cima. Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  15. EULER,
    Fiz um comentário sobre blog institucional X pessoal e vc não postou, agora queria fazer um comentário para direção estadual e não quero fazer~lo no blog pessoal da coordenadora, Será que você poderia comentar sobre isso?

    ResponderExcluir
  16. Marcelo - Contagem26 de junho de 2011 18:11

    EULER,
    A GREVE deve continuar até arrancarmos o PISO. mas é preciso que façamos uma atividade de impacto para que a grande imprensa nos noticie e a sociedade saíba que a greve está forte e disposta a continuar. O que percebo é que a direção está sem direção ou não quer radicalizar. O dia D 22/06 não foi noticiado e as atividades foram enfraquecidas por que dividiu-se em região, teria que ser unificada para dar impacto. O pessoal combativo de Montes Claros usou uma alternativa usando o youtub recebi do companheiro Zé Gomes não sei se você viu. Valeu! Mas ainda achei tímido a manifestação e acredito que o mesmo aconteceu nas outras regiões. Se fosse juntos seria bem melhor poderíamos ocupar a linha verde que dar acesso ao aeroporto por volta das 8:30 e muitos iriam perder o voo, outros não chegaria em Bh. E assim a imprensa teria que ir. Você que tem mais influencia dê essa sugestão ou outra melhor. Quem sabe pode ter um fôlego na GREVE e além de incentivar os outros companheiros a somar conosco.

    ResponderExcluir
  17. OI EULER
    FIZ COMENTÁRIOS E NÃO VI A POSTAGEM A MINHA ESPOSA DISSE QUE EU TENHO QUE OBSERVAR A DATA ATUAL COMO SOU INESPERIENTE, PENSO QUE PODE TER ACONTECIDO ISSO. OU VOCÊ TEM TAMBÉM CENSURA? DE UMA OLHADA NOS COMENTÁRIOS QUE NÃO FORAM POSTADOS E FAÇA=O. POR FAVOR.

    ResponderExcluir
  18. CARLOS- MONTES CLAROS26 de junho de 2011 18:47

    EULER
    A GREVE EM MONTES CLAROS CONTINUA, APESAR DOS COMPANHEIROS NÃO COMPARECER EM MASSA NAS ATIVIDADES, ESTAMOS INDO PARA BH COM OBJETIVO DE QUE SÓ TERMINA SE O GOVERNO CUMPRIR A LEI DO PISO. TRISTE É SABER QUE ALGUNS COMPANHEIROS ESTÃO INDO CUMPRIR HORÁRIO E DEPOIS VEM PARA AS ATIVIDADES DEFENDENDO A CONTINUIDADE DA GREVE. SÃO OS JUDAS, OS JOAQUIM SILVÉRIO, DA EDUCAÇÃO.

    ResponderExcluir
  19. CARO EULER,
    GOSTARIA DE SABER SE NÃO HÁ PREVISÃO PARA A PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO PELO STF. ESSA DEMORA É NORMAL OU É UMA QUESTÃO DE FORÇA POLÍTICA ENTRAVANDO ESSA PUBLICAÇÃO?

    ResponderExcluir
  20. Vicente - ouro preto
    Poderiamos também nos manifestar cada um entrando no site do Mistério (erro proposital ministério) Público de Minas Gerais e fazermos cada uma denuncia contra o governador,pode ser simbólica mas temos que nos manifestar. Eu inclusive já fiz uma denuncia também no site do STF, vamos inundá-los de protestos de todos os lados.

    ResponderExcluir
  21. OLÁ CARO EULER, SOU UMA EDUCADORA DESIGNADA DESDE 2008. ESTOU ACOMPANHANDO E SOFRENDO AO LADO DOS MEUS COLEGAS EDUCADORES. TENHO VONTADE DE GRITAR, PEDIR AJUDA. DESDE PEQUENA SONHAVA EM SER PROFESSORA, MAS COM ESSES SÁLARIO DÁ TRISTEZA. VAMOS LUTAR, VAMOS MANDAR E-MAILS PARA REDES NACIONAIS, SE TODOS EDUCADORES MANDAREM, AS EMISSORAS PROVAVELMENTE IRÃO NOS AJUDAR NESSA LUTA A FAVOR DO PISO E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO. HOJE, APROVETEI E MANDEI UM E-MAIL PARA UMA EMISSORA DE TV, TODOS DEVERIAM FAZER O MESMO. ESTOU AJUDANDO MEUS COLEGAS LUTAREM, MESMO QUE ISSO CUSTE MEU "EMPREGO".

    ResponderExcluir