sábado, 24 de abril de 2010

Entenda o contracheque de um professor de Minas Gerais...

Atendendo à sugestão de um visitante do nosso blog, divulgamos acima um contracheque de professores.

O contracheque em tela é comum aos professores com as seguintes características:

a) a data do contracheque é de março de 2010, portanto, foi pago este mês de abril de 2010,

b) o símbolo PEB3B significa que se trata de um professor com licenciatura plena (curso superior), que cumpriu o estágio probatório e recebeu uma progressão na carreira, de A para B,

c) o piso básico deste professor, sobre o qual incidem as gratificações e mudanças na carreira, é de R$ 515,49. Se fosse um professor PEB3A, o piso seria de R$ 500,00. Como o professor em questão recebeu uma progressão, teve um aumento de 3% sobre o piso de R$ 500,00. Logo, o piso pulou para R$ 515,00. Se este professor mudar de nível (promoção), passando para PEB4 - mudança que ocorre a cada cinco anos, desde que haja titularidade adequada (pós-graduação), ele receberá aumento de 22% sobre o piso. Ou seja, seu salário base seria de R$ 610,00,

d) como o governador criou um teto salarial de R$ 850,00 - que o governo vende para a opinião pública que se trata de um "piso remuneratório", a diferença entre os tais R$ 515,49 e o teto de R$ 850,00 é preenchida com penduricalhos e gratificações, como: VTI (Vantagem Temporária Incorporada), PCRM (Parcela Complementar de Remuneração do Magistério), além da gratificação de incentivo à docência (mais conhecido como pó-de-giz) que é um percentual de 20% sobre o piso real de R$ 515,49,

e) toda a movimentação ocorrida na carreira (progressões, promoções, quinquenios, etc) é deduzida dos penduricalhos (VTI e PCRM, sem alterar o teto salarial de R$ 850,00. Assim, se o professor mudar de PEB3 para PEB4 após cinco anos de trabalho e tendo feito especialização ou mestrado ele continuará recebendo os mesmos R$ 850,00 de salário bruto,

f) sobre este volumoso salário de R$ 850,00 há o desconto da previdência de 11%, mais o desconto do Ipsemg - que até ontem era compulsório -, mais as contribuições sindicais. O que restou como salário líquido, que é aquele valor que o trabalhador bota a mão no dia do pagamento, é a expressiva quantia de R$ 720,55,

g) ou seja, não dá nem pra pagar um almoço de deputado, que, de acordo com as notas fiscais das verbas indenizatórias que eles recebem para custear aluguel, comida, casa, transporte, etc, além dos poupudos salários, chega a custar R$ 9 mil reais numa só tarde de almoço,

h) e é assim que Minas avança! Com choque de gestão em cima dos educadores...


47 comentários:

  1. Isto é uma vergonha, uma aberração sem tamanho, ridículo e tudo mais. Será que os políticos de Minas fecham os olhos a esta desfeita com os professores??? Por isso mesmo que o ensino esta cada dia mais sem motivação e interesse. As faculdades de Licenciaturas hoje se encontram vazias...ninguém quer ser professor. Ser professor é uma piada. Pensem na hora do seu voto...votar em "gravatinhas" é isso que dá.

    Renato

    ResponderExcluir
  2. É lastimável a postura que esses aí, que se dizem governantes( de um estado bem estruturado e com tantos recursos que é Minas Gerais) tem com essa sofrida categoria de educadores. A impressão que tenho, é que eles nunca passaram por uma sala de aula, onde se educa e forma cidadãos formadores de opiniões, que participam no grande desenvolvimento de Minas Gerais e do Brasil. Eles deveriam ter a vergonha de enxergar o injusto salários que recebe; injusto porque não trabalham para merecerem tamanha importância, e simplesmente ignoram o mísero salário dos educadores.
    O pior de tudo isso, é que esses desclassificados informam para a sociedade uma tamanha inverdade de que recebemos salários dígnos, e um dos maiores do país.
    Diante dessa informação descarada que soltam na mídia, a nossa sociedade, que é alienada e pouco participante não se manifesta a favor da verdade.
    Precisamos mudar a mentalidade dessa população,
    e traze-la para o lado da verdade.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns,e obrigada por ter gostado e publicado a minha ideia ....É essa a nossa realidade apesar dos governantes a da mídia falar que não......
    Eles deviam ter vergonha de colocar no site da educação Mg tanta mentira ...........

    ResponderExcluir
  4. Chega! Cansei! Cansei de mentiras, de falsas promessas. Vejo que vivi sem viver. Vejo que apesar de tudo consegui despertar sonhos mesmo com salas lotadas e sem dinheiro o suficiente para pagar o coletivo. Fui mãe, amiga, enfermeira. Mas... o que sou relmente? Profesora PEB3A do Estado de Minas Gerais. Quanto sonhos nas aulas de magistério, pedagogia e psicopedagogia... Estamos mais um ano na luta. Procurei colegas que me ajudassem na matemática, confesso que prefiro as letras que números. Durante vinte cinco anos tento calcular essa descalculia do meu "contra o cheque" . Agora falaram na televisão que tive dez por cento de aumento. Acho que mais uma vez estão me roubando o respeito e dignidade. Quando a greve terminar eu volto a trabalhar, mas... para quê??? Minha pasta de aposentadoria está lá. Mas é preciso aguardar... Até quando??? Enquanto isso estou reaprendendo sonhar numa outra rede de ensino, justamente porque o sonho é que mantém a EDUCAÇÃO em pé. Afinal a nossa grande missão é despertar sonhos...

    ResponderExcluir
  5. Se não fosse verdade seria comico!!!!

    ResponderExcluir
  6. É POR ISSO QUE A GENTE TEM QUE BEBER!!! (SE SOBRAR DINHEIRO...)VERGONHA! VERGONHA! VERGONHAAAAAAA!!!!!!!!!! AI... ESSA REPÚBLICA DAS BANANAS!!! AFF.

    ResponderExcluir
  7. É caros professores as coisas chegaram no fundo do poço. Tem uma frase que diz o seguinte:"Nós professores somos na realidade gerenciadores de sonhos". realidade! Sonhos! que sonhos?"isso já não nos pertence mais",jogaram uma pá de Cal naquilo que eu diria ser o mais precioso da educação,que é a ESPERANÇA, infelismente nos resta agora é levantar as mãos pro céu e clamar pela piedade do Altissimo.

    ResponderExcluir
  8. Isso é uma vergonha!!!! Hoje o salário de um professor que estudou 4 anos, dedicou, gastou tempo e dinheiro está quase sendo comparado ao de ajudante de pedreiro (servente) nada contra aos serventes, mas os professores que gastaram com faculdade e estudaram mereciam ser reconhecidos. ESTE GOVERNO É UMA VERGONHA!!!

    ResponderExcluir
  9. Sou funcionário público e ex- professor, tenho um pequeno investimento - uma sorveteria, repasso o picolé ao meu vendedor pela quantia de 0,45 ct, ele não trabalha nas segundas e terças feiras trabalhando o restante da semana, a cada dia ele vende cerca de 100 picolés em média, vendidos a R$ 1,00, façam as contas, ou seja, não o desmerecendo, mas uma pessoa que nem terminou o ensino fundamental ganha mais que um professor com especialização, isso para mim foi demais.

    ResponderExcluir
  10. Quando vejo a mídia divulgando esse "grandioso" salário de R$ 850,00, dá uma raiva tremenda. Tenho quinquênios, biênios, pós e nunca vi esse valor em meu contracheque. Dá vergonha às vezes de ser educadora. Outro dia uma mãe me disse que o filho comentou em casa: "coitado dos professores, meu pai nunca estudou, trabalha de pedreiro e ganha muito mais, pra que vou estudar, mãe?" Realmente, sem desmerecer a profissão de ninguém, mas tudo isso é vergonhoso. Fora o tal "módulo II" e os inúmeros papéis que temos que preencher a propósito de nada. Cada dia que volto da escola tenho vontade de não mais voltar. Gosto de dar aulas, de estar com os alunos, mas realmente nos últimos tempos nem tempo para prepararmos boas aulas temos, pois as inúmeras reuniões, módulos e a papelada nao deixam

    ResponderExcluir
  11. Concordo. O nosso salário é uma vergonha!!!!

    ResponderExcluir
  12. O salário é apenas a ponta do iceberg.
    Garfaram inúmeras aulas com a idéia de que o aluno tem de escolher a sua área, mas tem tb de fazer prova de todas as matérias; o fim do fundamental no estado vai deixar muito professor em situação difícil; estão planejando um retorno aos "estudos sociais" com "as ciências humanas e suas tecnologias"(?); a inclusão é de fato uma idéia bacana mas a estrutura ineficiente vai cobrar do professor algo que para tal não foi preparado.Tive uma amiga que era obrigada a levar uma aluna cadeirante ao banheiro na hora do recreio...

    ResponderExcluir
  13. Nós precisamos começar uma mobilização com os professores municipais, e com os municipais e estaduais dos outros estados. É preciso que a gente obtenha a federalização da Educação Básica. Nada de ficarmos a depender dos governadores e prefeitos. Creio que se começarmos a pedir o apoio da Associação Mineira de Municípios, o negócio vai andar. Mas, primeiro, é preciso a gente votar para Presidente, pois se o indesejado vencer, de nada adiantará a federalização para nós.
    Parabéns pelo blog! Cordialmente, Professor João Paulo Ferreira de Assis, titular da cadeira de História na Escola Estadual Deputado Patrús de Sousa, Carandaí, Superintendência de Barbacena.

    ResponderExcluir
  14. Sou contrária a qualquer greve desorganizada e sem uma verdadeira motivação!No caso em questão, digo prorroguem, revolucionem, ainda que haja alguma perda será temporária, certamente, depois chega-se a um denominador comum. Professores unam-se, falem uma só linguagem! Reajam positivamente diante do desafio que hoje se instala. Mantenham a calma, dialoguem, mas resistam firme! Deus está na luta com vocês! Orem, peçam tal direção!

    ResponderExcluir
  15. Vocês precisam fazer uma greve como a dos bancários vão para as portas das escolas e não deixem ninguém entrar, os políticos e a mídia(que é muito importante) só vão enxergar vocês quando parar tudo. Ninguém trabalha, ninguém estuda...

    ResponderExcluir
  16. Não é à toa que continuamos na rabeira da cadeia alimentar. É mesmo lamentável que nós, a sociedade brasileira, não tenhamos ainda aberto os olhos para a importância da educação e do trabalho. Pobres de nós. Até quando vamos prosseguir nesta irresponsabilidade?

    ResponderExcluir
  17. Um país que desvaloriza tanto os professores, com salários tão baixos, espera o quê? Deveriam dispensar todos e usar de serviços voluntários. Seria um absurdo, porém mais digno.Uma tristeza! Lamentável! Até quando vão insistir em humilhar o professor dessa forma?
    Beatriz/BH

    ResponderExcluir
  18. Sou funcionário de Superintendência, que não fica atrás dos professores. Este governador e todos os seus comandados no palácio da liberdade são uns verdadeiros filhos da puta, isto sim!

    ResponderExcluir
  19. Ola Prezado Euler.

    meu nome é Hélio Mendes, sou professor da Rede Publica do estado de São paulo, por eu entender ser relevantes essas informações sobre o contra cheque dos professores , eu gostaria de solicitar publicamente a sua autorização para que eu possa postar essas suas informações em meu blog, antes de mais nada quero lhe dizer que os créditos pelo fornecimento de suas informações serão colocados no site... assim peço a gentileza de mandar no meu e-mail uma posição sobre esse questão e minha solicitação... professorheliomendes@hotmail.com ou entre no meu blog. http://pesquisacompartilhada.arteblog.com.br/

    abraços

    Hélio

    ResponderExcluir
  20. Vergonha!
    Todos para ser algo nessa vida passa por um educador...Deveria ser o maior salário do país,do mundo!Os governantes um dia ou ainda hoje precisam de professores...Fato é que
    não querem pagar com dignidade um educador porque sabe que estes irão influenciar seus alunos a pensar...e o governo não quer pensantes e sim"vaquinhas de presépio"...

    ResponderExcluir
  21. Carlos Roriz Silva14 de maio de 2010 14:10

    Caros Internautas!

    Eu sou casado com uma professora do estado de Sao Paulo e é tudo bem parecido, sendo um pouco melhor.

    O Governo domina a mídia,
    Vende uma mentira,
    Todos aceitam,
    Põem a culpa nos professores,
    A sociedade jogam nas mãos dos professores a falta de disciplina e educação que começam em casa,
    O Governo ainda fala em avaliar professores que ganham muito mal;
    Faltam professores nas salas de aula do país por causa dos ganhos e mal tratos,
    Assim o país vai se arrastando...

    Saudações

    ResponderExcluir
  22. LEI 11738 (PISO NACIONAL DOS PROFESSORES)

    ESTA LEI É UMA VERGONHA!

    O PROFESSOR QUE JÁ POSSUI ALGUMAS GRATIFICAÇÕES CONQUISTADAS COM MUITO SACRIFÍCIO AGORA VÊ O SEU PISO SE TRANSFORMAR EM TETO.

    COMO PODE UM PROFESSOR COM 20 ANOS DE TRABALHO GANHAR R$ 950,00 POR MÊS E MUITOS SERVIDORES PÚBLICOS JOVENS COM 20 ANOS DE IDADE, INGRESSANDO HOJE NA CARREIRA (PRINCIPALMENTE DO JUDICIÁRIO) GANHANDO MAIS DE R$ 3.500,00 A R$ 4.000,00 POR MÊS?

    COMO PODE UM VEREADOR INICIAR SEU PLEITO GANHANDO MAIS DE R$ 10.000,00 POR MÊS ONDE A MAIORIA DELES SEQUER TEM UMA FORMAÇÃO DE NIVEL SUPERIOR??

    SERÁ QUE OS PARLAMENTARES E OS GOVERNANTES NÃO PERCEBEM QUE QUANTO MAIS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE TIVERMOS, COM PROFESSORES MOTIVADOS, MENOS PROBLEMAS TEREMOS COM A JUSTIÇA? TEREMOS MENOS DELINQUENTES E MENOS PESSOAS SEM PESPECTIVAS DE VIDA?

    PORTANTO, TEREMOS NO FUTURO MENOS GASTOS COM O JUDICIÁRIO (PRINCIPALMENTE COM SERVIDORES, JUIZES, PROMOTORES, ADVOGADOS, MENOS PRISÕES, MENOS POLÍCIA, ETC.

    É UMA VERGONHA NOSSOS PARLAMENTARES NÃO SE ATENTAREM PARA O FATO DE QUE DEVERIAM "PROTEGEREM" AS POUCAS GRATIFICAÇÕES QUE FREIA A EVASÃO TOTAL DA PROFISSÃO DE EDUCADOR.

    HOJE OS GOVERNANTES FINGEM NÃO SABEREM QUE NOSSOS PROFESSORES SÃO ATUALMENTE, VERDADEIRAS BABÁS DE FAMÍLIAS QUE LITERALMENTE "DESPEJAM" SEUS FILHOS NAS ESCOLAS, RENUNCIANDO SUAS OBRIGAÇÕES TAMBÉM COM A EDUCAÇÃO E TRANSFORMANDO AS ESCOLAS EM VERDADEIRA CRECHES ONDE OS PROFESSORES SE DIVIDEM NA DUVIDOSA TAREFA DE ENSINAR OU "EDUCAR" SEUS JOVENS ENRAIGADOS POR INDICIPLINA, DESMOTIVAÇÃO E AGRESSIVIDADE PARA COM AQUELES QUE DEDICAM A VIDA PARA ENCHÊ-LOS DE SABER.

    PASMEM SENHORES, MAS AQUÍ EM MINAS GERAIS, O GOVERNO CULTUA A IDÉIA DO: "O IMPORTANTE É A QUANTIDADE", QUANDO OS PROFESSORES RECEBERAM NESTE ANO "ORDEM EXPRESSA" DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO ESTADO PARA QUE TODOS OS ALUNOS QUE NO ANO ANTERIOR FORAM REPROVADOS FOSSEM COLOCADOS NA SÉRIE SEGUINTE NESTE ANO, OU SEJA, FORAM LITERALMENTE "EMPURRADOS" PARA A PRÓXIMA SÉRIE.

    EU PERGUNTO:

    - COMO PODEM RETIRAR DO PROFESSOR A ÚNICA FORMA QUE OS ALUNOS ENTENDEM DAS FUTURAS "PENALIDADES" QUE PODEM SOFREREM SE NÃO ESFORÇAREM E SE DEDICAREM AOS ESTUDOS PARA ALCAÇAREM SEUS OBJETIVOS?

    - COMO PASSAR NOVOS CONHECIMENTOS A UM ALUNO QUE NÃO SABE O BÁSICO?

    POR ISSO ESTAMOS VENDO (COMO FOI ANUNCIADO PELA MÍDIA) JOVENS UNIVERSITÁRIOS QUE NÃO SABEM ESCREVER O PRÓPRIO NOME.

    ESTÃO LEVANDO PARA AS ESCOLAS MODELOS PERFEITOS DE UMA EDUCAÇÃO FAMILIAR DECADENTE A QUAL VIVENCIAMOS HOJE, REGRADA NA FALTA DE LIMITES DO "TUDO POSSO QUE NÃO SEREI PENALIZADO", TRANSFORMANDO NOSSOS JOVENS EM FUTURAS BOMBAS DE EGOÍSMO E FADADOS AO FRACASSO PROFISSIONAL.

    BOMBAS POTENCIALIZADAS PELO PRINCIPAL EXPLOSIVO DE UMA VIDA REGRADA HOJE NA COMPETIÇÃO: "A FALTA DE QUALQUER PERSPECTIVA DECORRENTE DA AUSÊNCIA DO SABER MOTIVADA PELOS ERROS COMETIDOS NA SUA EDUCAÇÃO ESCOLAR".

    SEBASTIÃO

    ResponderExcluir
  23. Andrea
    Ser professor em Minas Gerais é um teste ...
    *teste de paciência ,pois estamos esperando por um aumento salarial a cerca de 12 anos;
    * teste de energia,pois com o que ganhamos temos que passar o dia todo dentro de escolas e ainda fazemos nossa 3ª jornada dando aulas particulares, arrumando nossa residência (é impossível pagar uma diarista), corrigindo avaliações, etc;
    *teste de criatividade,pois trabalhamos sem recursos humanos, recursos materiais, xerox, folhas ofício, etc;
    *por fim também um teste de humildade,pois por causa de uma dita avaliação de desempenho ficamos submissos a péssimos diretores que divertem-se fazendo-nos ir às escolas em finais de semana para cumprimento de uma carga horária que dizem recebermos por ela,; o fato mais impressionante é que muitas vezes presenciamos reuniões sem nenhum sentido e passamos todo o tempo pensando na quantidade de mateiral didático que precisaríamos de estar produzindo naquele momento;

    ResponderExcluir
  24. TALLYANE RAQUEL SAO LUIS MA19 de maio de 2010 17:32

    OLA!!! ISSO E UMA POUCA VERGONHA DA PARTE DO GOVERNADOR DESSA CIDADE? SERA Q ELE TA DE OLHOS VEDADOS PRA NAO VER ESSA SITUAÇAO Q OS PRFESSORES ESTAO PASSANDO COM ESSE TANTO DE DIAS DE GREVE SERA Q ESSES PRFESSORES NAO TEM FAMILIA PRA SUSTENTAR.
    NESSA CIDADE NAO TEM GENTE COMPETENTE Q POSSA RESOLVER ISSO.VAMOS LA GENTE REAGE E POR ISSO Q O NOSSO PAÍS NAO VAI PRA FRENTE O FUTURO DO NOSSO PAÍS ESTA NAS DESSES MESTRE DA SALA DE AULA. NADA MAIS VALERA APENAS 4 ANOS DE ESTUDO

    ResponderExcluir
  25. GOSTARIA QUE VOCES ESCLARECECEM PARA OS AUXILIARES DE EDUCAÇAO E AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS QUE A LUTA É PARA TODA CATEGORIA E NAO SO PARA OS PROFESSORES, PORQUE A MAIORIA DO PESSOAL QUE FAZEM PARTE DO QUADRO ADMINISTRATIVO AINDA NAO ENTEDEU ISSO POR ISSO NAO ADERIU AO MOVIMENTO.
    SAO JOSE DA LAPA
    OBRIGADA!

    ResponderExcluir
  26. Olá! Através do orkut de Antônio Cosme cheguei a essa análise do contracheque, que infelizmente é uma vergonha... Sou professora e, creio que como todos os outros, estou indignada com nossa situação. Não desvalorizando as demais profissões,mas uma secretária com ensino fundamental tem uma renda melhor que a nossa, e ainda não leva 'serviço' pra casa... é para revoltar mesmo...

    ResponderExcluir
  27. diz...
    onde é que recebem auxílio transporte . Por aqui , no interior, os servidores usam transporte diariamente, como na capital, mas nunca receberam esse auxílio aí. Outro disparate!

    ResponderExcluir
  28. Todos os comentários são realmente relevantes,pois demonstram a indignação que nós, professores, estamos sentindo diante desse impasse,afinal o Piso Salarial,que consideramos um avanço,nos deixou de mãos e pés atados na interpretação do governo que tem evidente interesse em nos punir e achar que a sociedade deve ter mesmo educação de má qualidade ,pois afinal qual político quer cidadão consciente de seu papel,isto é uma grande falta de vontade política...........

    ResponderExcluir
  29. Olha que daqui a pouco todos poderão fazer oração em nome dos professores estaduais de Minas Gerais que estas orações irão reverter-se em milagres. para ganhar este salrio tão baixo e fazer render todo o mês só sendo santo,mesmo.OK

    ResponderExcluir
  30. Existem desembargadores acusados e condenados no brasil por envolvimento com tráfico de drogas,bicheiros etc.Pois é.Uai...ahhh.....

    ResponderExcluir
  31. Excelente postagem, peço permissão para reproduzi-la no blog Sala dos Professores (www.salaprof.blogspot.com). Convido a todos para visitá-lo, são todos bem-vindos. Nossa luta é a mesma!

    ResponderExcluir
  32. Bernadete de Lourdes da Silva30 de maio de 2010 22:11

    A vergonha ainda maior é do aposentado, como auxiliar de biblioteca aposentada com 30 anos de efetivo exercicío recebo um salário de 610,00 reais, é menos do que uma diarista ganha por semana na minha pequena cidade, falando ninguém acredita.

    ResponderExcluir
  33. Pessoal, que tal nesta eleição deixarmos todos os candidato do PSDB ( PIOR SALÁRIO DO BRASIL ) DESEMPREGADOS ou seja todo funcionário público fazer campanha boca a boca , pedindo a população para não votar em candidatos deste partido PSDB . Isto acontecendo será uma vitória esmagadora sobre o partido que quer acabar com o 13º salário.

    ResponderExcluir
  34. Que tal propormos a esse bando, ops, desculpe ilustres legisladores uma barganha?
    Nós, abastados, servidores da educação, passaríamos um, eu disse um mês com o salário deles e eles com o nosso.
    Tenho certeza que eles não iam aceitar essa proposta pra lá de indecente por apenas um único mês iam quer para o resto da vida.
    VERGONHA, VERGONHA, VERGONHA.
    E AGORA TEM ESSA TAL DE FICHA LIMPA. SE FOSSE FICHA LIMPA MESMO NÃO PASSARIA NINGUÉM.
    "UM PAÍS SE FAZ COM HOMENS E LIVROS" !?!?!?!?!?! COMO?????

    ResponderExcluir
  35. agora em tempo de eleições, nos, os funcionários públicas ficaremos sem poder consultar nosso contracheque? por que isso? mais um descaso com os professores?

    ResponderExcluir
  36. tER ACESSO AO NOSSO CONTRACHEQUE É UM DIREITO. PORQUE NOS NEGAM ESSE DIREITO? AFINAL, NÃO O TEREMOS POSTERIORMENTE?!?!? ARRUMEM UM JEITO DE TERMOS ACESSO A ESSA INFORMAÇÃO QUE NOS É DE DIREITO....

    ResponderExcluir
  37. É ISSO AÍ, É UMA VERGONHA O SALÁRIO DOS PROFESSORES, TEMOS QUE DÁ UM JEITO NESSA SITUAÇÃO, POIS O NOSSO TRABALHO É MUITO IMPORTANTE,JÁ QUE NÃO NOS VALORIZAM VAMOS Á LUTA...

    ResponderExcluir
  38. Preciso ver omeu contra-cheque, porque nã´liberam logo esse site? Afinal é um direito nosso.

    ResponderExcluir
  39. Será que esse governador não teria a dignidade de retirar do seu nome o título "Professor"? Depois de transformar nossos vencimentos em subsidio, deve estar realizado. Afinal deu o golpe do choque de gestão nos bocós

    ResponderExcluir
  40. é realmente uma vergonha o salário de professor...pensem bem...do ladrao ao presidente "todos" passam pela escola...nem que seja por um dia frequentaram uma escola...tiveram uma professora, ou não ?????

    ResponderExcluir
  41. Gostaria de saber como fica o salário dos auxiliares de serviços básicos.
    Sou contratada, o que melhorou na minha categoria?

    ResponderExcluir
  42. OI PROFESSOR.
    CHEGUEI ATÉ AO SEU BLOG POR INDICAÇÃO DE UMA COLEGA PROFESSORA. PARABÉNS PELO TRABALHO COMPETENTE E DE CIDADANIA EXERCIDO NESTE ESPAÇO.

    ResponderExcluir
  43. simplesmente havemos de pensar em 3 pontos!
    * pais não podem mais dar nenhum tapinha em seus filhos pois podem para na cadeia.....
    * professores não reprovam mais alunos (por motivo de força maior)
    * o Lula "arreganhou" as universidades para a entrada de tudo que é tipo de gente.... atitude louvável de certo, mas e o conteudo destas pessoas? onde fica? saem da escola sem saber nada e vão se tornar os profissionais do futuro que o país precisa? Queria saber como o Brasil pretende crescer no futuro sem educação e preparo.... Depois tbm como encarar maes mais mal educadas que seus filhos em reuniões de pais e mestres? as vezes chegam algumas que nem sabem da existencia de desodorante ou pasta de dentes!!!! ainda querem roubar a cena por que seus rebntos nao tiraram nota azul....Deus me livre dessas pestes!!!! ninguem precisa deles.... e o PAV? um bando de jovens mal educados sem perspectivas na vida enfiados numa sala de aula sem o minimo de condições que so faltam te atropelar na hora do recreio....enfim o salario....simplesmente um final de novela de Dias Gomes...." viu o contra-cheques e precipitou-se no desfiladeiro" kkkkkkk....que triste....

    ResponderExcluir
  44. EU so estudante de biologia, mas se for pra dar aula e receber essa miseria fiko no meu serviço mesmo que ganho mais que issoh e num tenho dor de kbça, o jeito e trabalhar em laboratorio

    ResponderExcluir
  45. Acorda Anástasia voçê está sucateando a educaçao de Minas Gerais tão respeitada fora do nosso estado. Sou professora do ensino médio de uma cidadezinha do interior onde ainda acreditamos que qualquer mudança é possivel atravez da educaçao. nossos alunos figuram nas listas de federais do Brasil inteiro. No ano passado eu tinha dois alunos que sonhavam seguir o sacerdocio da educaçao,sabe o que aconteceu um optou para direito e outro cursa matemática em uma federal é o único aluno da sala e posso garantir que ambos são muito bons, ficariam bem em qualquer empresa.Ah! não posso esquecer os novatos da gestão Aécio/Anástasia que chegam a escola para pretear um cargo de professor (a ) são os piores alunos que passaram na escola. Obrigada Euler por este espaço existir. Abraços.

    ResponderExcluir
  46. ESSE GOVERNADOR É MESMO RIDÍCULO , SEM NOÇÃO , MANDE ELE COLOCAR O SEU CONTRA CHEQUE EM PÚBLICO.PARA COMPARAR COM O SALÁRIO DE MISÉRIA DOS PROFESSORES . Nosso estado é uma vergonha !

    ResponderExcluir
  47. Anônimo Apr 19,2012 22:29
    Pobres mineiros! Arranjaram um Governador antiquado,que vai piorar mais a Educação e também a corrupção. Bom se ele fosse lá na Igreja Universal tirar o diabinho que tá nele. Não acham?

    ResponderExcluir