quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Nem o 13º escapou dos cortes do governo de Minas contra os educadores


Nem o 13º escapou dos cortes do governo de Minas contra os educadores

O ano de 2011 ficará marcado na história de Minas como aquele em que os profissionais da Educação pública de Minas tiveram seus direitos agredidos de forma sistemática. Até o último momento, já no desfecho do ano civil, o governo de Minas aplicou mais um corte na dramática realidade dos educadores: o 13º será pago com valor inferior ao que deveria ser. Pelo menos para os 153 mil educadores que deixaram o subsídio - e que agora estão sendo obrigados a retornar por força da imoral - e na nossa opinião ilegal - lei do subsídio 2.

Apesar de ter assumido formalmente o compromisso de pagar o valor integral do 13º para os grevistas, inclusive em reunião com deputados de uma casa homologativa, que saiu completamente desmoralizada após a votação apressada da lei do subsídio, versão 2, que burla completamente a Lei do Piso, novamente o governo não cumpriu o que prometeu.

No corte da gratificação natalina, ainda não se sabe a razão específica. Geralmente, como no caso do salário de novembro, que o governo igualmente prometera pagar de forma integral, mas sapecou cortes com o argumento de que eram devidos aos meses anteriores - quando tais cortes não haviam sido mencionados na mesa de negociação -, o governo apresentava uma justificativa injustificável, sempre para dar aparência de eficiência. Mas, e desta vez, quando todos os cortes, até mesmo os que nunca deveriam ter existido, já foram aplicados? O novo corte seria resultado de incompetência administrativa, má gestão da coisa pública, ou mera crueldade mesmo?

O fato é que o 13º figura no nosso contracheque com o mesmo valor de novembro de 2010 - pelo menos para os 153 mil educadores que optaram por deixar o subsídio, essa lei criada pelo governo para escapar do piso salarial nacional. No meu contracheque, por exemplo, o valor líquido do 13º é idêntico ao do ano passado: R$ 802,15. Contudo, entre janeiro e julho de 2011, o salário de todos os educadores de Minas teve um reajuste com o subsídio, criado pelo governo para não pagar corretamente o piso. E como é do conhecimento geral da nação, os valores pagos nestes primeiros seis meses do ano deveriam ser considerados para fins de cálculos do 13º. Logo, o meu contracheque do 13º deveria exibir o valor líquido de R$ 967,35, pelo menos. Ou seja, sem contar a redução indevida de seis meses, o governo se apropriou de pelo menos R$ 165,00 do meu bolso. Daria inclusive para pagar aquela multa indevida que recebi da cidade paulista que eu nunca visitei, Caçapava, lembram-se? Pelas regras vigentes, primeiro eu devo pagar a multa do tanque de guerra e depois eu entro com recurso, para ser ressarcido, se for o caso, sabe-se lá quando.

E assim, todos nós educadores vamos colhendo os cortes, reduções ilegais de salário, juros bancários para quem pegou empréstimos para sobreviver aos cortes, juros sobre juros nas contas atrasadas, e bota pressão da secretaria da Educação pra cima dos educadores, através de circulares e ordens aos diretores subservientes (não são todos, claro), processos administrativos contra alguns e ameaças contra outros. Até mesmo o corte das horas reduzidas, que em Minas significou o corte dos dias letivos - quando os profissionais estiveram na escola, lecionaram 70% ou mais do tempo, e na escola permaneceram no horário integral -, configura-se um apropriação indevida de tempo trabalhado.

Mas, já é sabido, o governo de Minas está se notabilizando por ser o carrasco dos profissionais da Educação. O governo elegeu os educadores como INIMIGOS do estado, enquanto gasta rios de dinheiro com propaganda dizendo que investe muito na Educação, que paga o piso acima do que manda a lei, que aplicou reajustes acima da inflação durante os oito anos de desgoverno do padrinho do afilhado. Nada disso é verdadeiro, mas a propaganda paga aceita tudo; e como no estado não temos nem Ministério Público, nem uma assembleia legislativa, e muito menos um tribunal de contas, e menos ainda uma imprensa livre, pois em Minas reina um império monárquico, então contabilizamos as perdas e mais perdas, sem que nada se faça contra os atos do governo.

Este talvez seja o natal mais magro dos educadores de Minas. E um início de ano também, já que no salário de janeiro está previsto mais cortes. Claro que nós, educadores, estudantes, pais de alunos e toda a comunidade, não temos o direito de esquecer o que estão fazendo contra a Educação pública do estado e contra seus profissionais. A política deliberada de sucateamento da Educação tem a ver com a disputa de orçamento público entre ricos e pobres: quanto mais cortes aplicarem na Educação (e no bolso dos educadores, incluindo covardemente os aposentados, como alvo principal), mais recursos sobram para os de cima: banqueiros, empreiteiros, grandes empresas beneficiadas com anistia fiscal, proprietários da grande imprensa, governador, deputados, secretários de estado, diretores do TCE, desembargadores, procuradores da Justiça regionais, assessores diretos destes, e seus assemelhados nos três entes federados.

Por isso, a despeito dos cortes e confiscos, e talvez por isso mesmo, não temos o direito de desistir de lutar, de resistir, e de nos unir para combater estes atos lesivos aos interesses dos de baixo. Esta realidade não vai durar para sempre. E nós cobraremos o que é nosso, cada centavo a que temos direito.

Um forte abraço e força na luta! Até a nossa vitória!

***

89 comentários:

  1. Euler, meu 13o não foi depositado ainda. O seu foi? Não seria hoje o pagamento?

    ResponderExcluir
  2. QUINTA-FEIRA, 15 DE DEZEMBRO DE 2011

    Sobre o 13o salário
    A base de cálculo da remuneração é a devida no mês de dezembro do ano em curso.
    Porém, como a folha de dezembro ainda não foi rodada, o pagamento atual teve como referência o mês de outubro.
    Em função disso, em janeiro é feito um novo cálculo, com base na folha de dezembro.
    Postado por Renata Vilhena às 09:52

    ResponderExcluir
  3. Gente me ajude ai, ontem o Deputado Bosco teve a cara de pau de parabenizar o governo, a secretária de educção e os professores pelo aumento no índice do PROALFA. Será que eu estou sonhando, em outro país ou ficando louca? Gente a loucura desse povo tá pegando. Anastasia está fazendo um trabalho de lavagem cerebral nos aliados e eles estão iguais alienados, acreditam em tudo o que ele fala e fazem tudo o que ele manda fazer.
    E tem mais, tem deputados pedido para caçarem os deputados Rogério Corrêa e Sávio Souza por causa da oposição ferrenha que eles estão travando na Assembléia homologativa.È coisa demais gente.Será que eles acham que quem colocou eles lá foram eles mesmos? Quem tira foi quem colocou com o voto e isso é o povo quem tem que fazer.
    Sabe de uma coisa vai esses deputados engana trouxas tudo a pqp.Só nós mesmos que estamos dentro da sala de aula sabemos que esse resultado do PROALFA é maquiado, é uma FARSA.
    Abraços colegas e firmes porque a ditadura tá pesada.

    Gleide Maura

    ResponderExcluir
  4. Isto ñão está acontecendo com os professores de Minas. É loucura.Deputado Bosco que vergonha você é responsável por isto,por não ter pão a mesa dos filhos dos educadores mineiros.O povo de nossa região são trabalhadores honestos e foram ingênuos.Todos sofrem as consequencias de seus atos .

    ResponderExcluir
  5. Companheiro Euler e demais amigos de jornada ,o governador não pode tirar o pão da mesa dos filhos dos educadores que cuidam da vida do povo e muitas vezes não têm tempo de cuidar dos seus próprios filhos .Os 51 deputados inimigos do povo são também responsáveis por isto.Deputado Bosco achas que ficará livre desse pecado? Achas que será como outros. Não eles tem costa quentes e você entrou hoje com um time falido.Que Deus nos socorra!

    ResponderExcluir
  6. Pesoal temos que enxergar que os deputados são BOI DE CANGA dó NASTÁZIA E ELES TEM QUE ANDAR CONFORME A CARROÇA DO GOVERNO. o NASTÁCIA NÃO TRABALHA MAIS, SÓ FICA ANDADO COM UM penico, ATRÁS do tresloucado do écim. Vê se o Brasil vai dar trela para estas ´personalidade deformadas: governador,secretárias e futuros secretários substitutos, deputados e etc.. Temos pela frente que focalizar nosso Piso Salarial Nacional, a cada dia e hora. Que este governo cumpra a Lei Maior que é a Constitução - PSN. Continue Euler e outros da guarda de nossos direitos, a comentar escrever e falar sobre as arbitrariedades de PÉSSIMO,IMCOMPETENTE E MALFADADO GOVERNADORRES DE MINAS GERAIS (DEPUTADOS ESTADUAIS, FEDERAIS, SECRETÁRIAS (OS). Sabem quem quer candidatar a prefeito de uma cidade do leste de Minas Gerais? O ex assessor do Danilo de Castro e que foi prefeito de Pedra Dourada.Cruzes Credo.SANGUE DE CRISTO TEM PODER. SALVA-NOS DESTE DESASTRE.MERECEMOS DIAS MELHORES. ABRAÇOS e até nossos direitos cumpridos.

    ResponderExcluir
  7. ANÕNIMO DAS 12:45 NÃO.O PAGAMENTO SERÁ NA SEGUNDA FEIRA , MAS COMO TODA VEZ QUE ALGUM PAGAMENTO DO ESTADO CAIR NA SEGUNDA FEIRA, ELE PODE SER SACADO NO SÁBADO.PORÉM SE FOR ACIMA DE 1000 REAIS,O RESTANTE NO OUTRO DIA E NO CAIXA ELETRÕNICO POIS FINAIS DE SEMANA OS BANCOS SOMENTE LIBERAM ATÉ 1000 REAIS.O DIGITADOR VAI TRABALHAR NA SEXTA E JÁ PROGRAMA O PAGAMENTO DO ESTADO PARA SEGUNDA FEIRA.ENTÃO ISSO PODE SER FEITO ASSIM.HÁ MUITOS ANOS, MAIS OU MENOS UNS 11 ANOS EU DESCOBRI ISSO SEM QUERER.FUI AO CAIXA ELETRÔNICO E DESCOBRI QUE TINHA UM DINHEIRO NA MINHA CONTA,FUI VERIFICAR ERA O MEU SALÁRIO QUE SERIA PAGO , PELA ESCALA DE PAGAMENTO NA SEGUNDA FEIRA.EU SEMPRE TIRO NO SÁBADO QUANDO ISSO OCORRE .VALE LEMBRAR SE POR VENTURA TAMBÉM NA SEGUNDA FOR FERIADO E O PAGAMENTO ESTÁ MARCADO PARA A TERÇA FEIRA, PODE TAMBÉM SACAR NO SÁBADO PORQUE COMO JÁ DISSE, DIGITADOR SO TRABALHA ATÉ SEXTA E RETORNA NA SEGUNDA A NOITE E SE TIVER FERIADO NA NOITE SEGUINTE.ENTENDEU??NÃO VALE PARA PAGAMENTO DE OUTRAS FONTES.SOMENTE GOVERNO DESTAS MINAS GERAIS TÃO SUCATEADA PARA FINS ILÍCITOS

    ResponderExcluir
  8. Euler e cadê o ministro Joaquim Sousa com o transitado em julgado? Ele vai protelar até que dia? Estou vendo as obras do Aercio indo por aguas abaixo e pessoas que dão depoimento que há 35 anos as casas são invadidas de águas da chuva mas sempre me pergunto, por que votam sempre no PSDB? Por que gostam das inundações? Obras faraonicas mas pra ingles ver... O PT ao menos tem poucos anos de mandato e não vai corrigir em um ou dois governos as burradas de séculos do partido dos SENHORES DE ENGENHO ESCRAVOCRATAS. E o partido dos professores? Vai sair ou não vai? MARINA SILVA é professora de História e está sem partido. Voltando o assunto, assim que o STF pubicar o julgado vamos entrar imediatamente com o mandado de segurança, guardem um pouco do decimo terceiro pra pagar o advogado. Temos que "provocar" o ministro no bom sentido. Cadê os supostos deputados amigos dos professores? Está na hora deles agirem nesse sentido...

    ResponderExcluir
  9. José Alfredo Junqueira15 de dezembro de 2011 15:25

    É para atacar estes poderosos que continuo denunciando a pirataria inglesa que leva o nosso nióbio a preço de banana e orende a preço de diamante,sob as barbas das autoridades bem compradas.Minas perde bilhões de dólares por ano por causa deste roubo.Poderia ser um estado riquíssimo,mas riquíssimos são apenas os mafiosos que participam de falcatruas como esta.Não acredito que vá aparecer outro comentarista perguntando "o que o nióbio tem a ver com nossa luta?"Me poupe,tá?

    ResponderExcluir
  10. Gente, sobre os comentários da cobrança indevida de taxas do IPSEMG:
    quarta-feira, 14 de dezembro de 2011
    Esclarecimento sobre o IPSEMG
    O Sind-UTE conseguiu se reunir com a Presidenta do IPSEMG e tivemos a oportunidade de apresentar os inúmeros problemas que a categoria enfrenta. O relato completo desta reunião será encaminhado às subsedes. Mas tem um ponto que foi questionado aqui no blog e também no Comando Estadual de Greve que diz respeito ao requerimento encaminhado às escolas sobre o ressarcimento do desconto de 3,2%. De acordo com a Presidenta do IPSEMG este requerimento não é de conhecimento do IPSEMG e não existe nenhum procedimento administrativo de devolução de recursos.
    O que o IPSEMG adotará é uma política de contribuição por pessoa e não por cargo. Isso está vinculado a uma lógica de gestão e não tem relação com qualquer devolução de recursos. Esta devolução administrativa de recursos, de acordo com o IPSEMG, não está acontecendo.
    Postado por Beatriz Cerqueira às 20:31

    ResponderExcluir
  11. Gilvânia, história, diz:
    Esclarecimento sobre o IPSEMG
    O Sind-UTE conseguiu se reunir com a Presidenta do IPSEMG e tivemos a oportunidade de apresentar os inúmeros problemas que a categoria enfrenta. O relato completo desta reunião será encaminhado às subsedes. Mas tem um ponto que foi questionado aqui no blog e também no Comando Estadual de Greve que diz respeito ao requerimento encaminhado às escolas sobre o ressarcimento do desconto de 3,2%. De acordo com a Presidenta do IPSEMG este requerimento não é de conhecimento do IPSEMG e não existe nenhum procedimento administrativo de devolução de recursos.
    O que o IPSEMG adotará é uma política de contribuição por pessoa e não por cargo. Isso está vinculado a uma lógica de gestão e não tem relação com qualquer devolução de recursos. Esta devolução administrativa de recursos, de acordo com o IPSEMG, não está acontecendo.
    Postado por Beatriz Cerqueira às 20:31

    Eu não consigo entender porque sabendo disso o sindicato nos orientou a reunir contra cheques de 05 anos atrás o que deu o maior trabalhão, além dos desgastes da greve.

    Que isso fizemos papel de bobos?

    Isso é inaceitável...
    Gilvânia...

    ResponderExcluir
  12. MAIS UM TÉRMINO DE SEMANA E ONDE ESTÁ AS AÇÕES DO SINDINÚTIL???COMO ESTÁ A AÇÃO QUE ELES DISSERAM QUE FARIAM???NADA SE SABE , NADA SABEREMOS E TUDO SE TRANSFORMA ....

    ResponderExcluir
  13. Calma pessoal, se ELES estão avaliando e achando que a Educação já vai bem, não temos o que fazer, é só conservar do jeito que está e esperar pelo prêmio de produtividade.

    Estamos apanhando o ano inteiro do governo estadual, da base alidada da ALMG e agora do governo federal da presidenta Dilma.

    NÃO ESQUECEREMOS DE VOCÊS.

    Temos que trabalhar somente o suficiente pelo que estamos recebendo como pagto.

    Não somos responsáveis pela qualidade da Educação em Minas Gerais.

    SOMENTE A SOCIEDADE PODE MUDAR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO EM MG.

    SOMENTE A SOCIEDADE PODE MUDAR A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO EM MG.

    INFELIZMENTE ELES ACABARAM COM A CARREIRA DO PROFESSOR.

    SOMOS SUB ASSALARIADOS DA EDUCAÇÃO.
    ESTAMOS HUMILHADOS.
    FOMOS MASSACRADOS EM PRAÇA PÚBLICA.

    AGORA QUANTO A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO O GOVERNO ESTADUAL, OS DEPUTADOS E A SOCIEDADE E QUE PROCUREM UMA SOLUÇÃO.

    DE AGORA EM DIANTE, MG FICARÁ COM AS SOBRAS DOS EDUCADORES.

    COM ESTE SALÁRIO OFERECIDO, ALGUÉM SABE INFORMAR O N° DE CANDIDATOS INSCRITOS PARA O PRÓXIMO CONCURSO DA SEE MG.

    MAS PARECE QUE TODOS ESTÃO FELIZES COM O RESULTADO.

    ResponderExcluir
  14. 15/12/2011 - MPE propõe ação para garantir pagamento de piso salarial nacional aos profissionais do Magistério.

    Para garantir aos professores da rede municipal de Nova Guarita, distante 697 Km de Cuiabá, o pagamento do piso salarial previsto em Lei Federal, o MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESTADO DE MATO GROSSO teve que ingressar com AÇÃO CIVIL PÚBLICA contra o município. Foi requerido ao Judiciário, em pedido liminar, que determine à administração municipal a inclusão no orçamento de 2012 de previsão orçamentária que contemple o pagamento do novo piso.

    O promotor de Justiça argumenta que a Lei 11.738/08 que institui o piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica, como pressuposto da qualidade da educação, está em vigor desde 1º de janeiro de 2009. “É necessário que providências urgentes sejam tomadas, a fim de que seja implementado, segundo os ditames da referida lei, o piso salarial nacional dos profissionais do magistério público da educação básica, tendo como principais objetivos a prestação de um serviço público com qualidade e a conseguinte satisfação dos interesses infanto-juvenis”, finalizou.

    http://www.olhardireto.com.br/noticias/exibir.asp?noticia=MPE_propoe_acao_para_garantir_pagamento_de_piso_salarial_nacional_aos_profissionais_do_Magisterio&edt=35&id=225064


    Enquanto isso aqui em Minas... até a possibilidade de (opção pelo piso) nos foi tirada de forma arbitrária, com omissão escancarada do Ministério Publico Estadual.

    ResponderExcluir
  15. Euler e companheiros/as, boa tarde! No jornal SUPER Notícia de hoje(15/12) veio um encarte do SIND UTE denunciando toda a agressão e desrespeito aos direitos dos educadores mineiros e também apresentando as fotos e os nomes dos 51 TRAIDORES da EDUCAÇÃO PÚBLICA de Minas Gerais.
    É bom ver, até que enfim, uma atitude do sindicato em nossa defesa. Não sei se em outros jornais o encarte também foi distribuído mas, no SUPER atingirá um grande número de pessoas, pois este jornal é o mais popular do estado.
    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  16. Euler, é legal descontar no décimo terceiro IPSEMG e imposto de renda?.Todo mês vem descontando no meu contracheque o imposto de renda.
    De grão em grão o galo enche o papo.
    E aí vai o meu dinheiro....

    ResponderExcluir
  17. ANASTASIA + AÉCIO + DANILO DE CASTRO + DILMA =
    INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.

    NÃO ESQUECEREMOS DE VOCÊS.

    PT E PSDB = FARINHA DO MESMO SACO.

    ResponderExcluir
  18. (Quinta-feira, 15 de dezembro de 2011)

    O MINISTÉRIO PÚBLICO DE PERNAMBUCO (MPPE) expediu recomendação através do seu representante promotor de Justiça José Francisco Basílio, ao prefeito do município de Ibirajuba, para que seja implemento o piso salarial dos profissionais do magistério.

    A Promotoria recomenda que sejam tomadas as providências dispostas na Lei Nacional nº. 11.738/06 para implementação imediata do piso salarial aos profissionais do magistério, que a Secretaria Municipal de Educação faça cumprir a lei estabelecendo, no máximo, a jornada de 40 horas semanais, realize a atualização do salário, no mês de janeiro do corrente ano. O promotor de Justiça informa no texto da recomendação que a atualização do piso salarial deve ser calculada utilizando o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais de ensino fundamental urbano.

    O não cumprimento da recomendação poderá acarretar a instauração de INQUÉRITO CIVIL PÚBLICO, bem como AÇÃO CIVIL PÚBLICA ou outras ações de cunho administrativo.

    http://www.pciconcursos.com.br/noticias/mp-pe-recomenda-que-ibirajuba-pague-piso-salarial-a-profissionais-da-educacao

    Enquanto isso aqui em Minas... até a possibilidade de (opção pelo piso) nos foi tirada de forma arbitrária, com omissão escancarada do MINISTÉRIO PUBLICO ESTADUAL.

    VEJAM QUE O PAÍS INTEIRO ESTÁ SE MOBILIZANDO PARA CONSEGUIR O PISO PARA A EDUCAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL E MUNICIPAL. COM TANTA PRESSÃO... UM DIA ISSO TEM QUE VIRAR REALIDADE.

    ResponderExcluir
  19. PARECE-ME QUE ALGUMA COISA IRÁ ACONTECER!
    LEIAM O LIVRO: A PRIVATARIA TUCANA de AMAURY RIBEIRO JR.
    DEPOIS COMENTEM AQUI, NESSE ESPAÇO QUE AGORA, DESCULPE-ME CAMARADA EULER, PERTENCE AOS AINDA DESAMPARADOS.
    UM ABRAÇO E TENTE TER UM FELIZ NATAL!
    Dalber Augusto
    Virginópolis

    ResponderExcluir
  20. É MAIS UM GRANDE ARGUMENTO E MOTIVO PARA QUE ENTREMOS NA JUSTIÇA COMO FOI MENCIONADO AQUI .ONDE ESTÃO AS AÇÕES?? EULER FEZ UMA CARTA E AINDA NÃO ASSINEI.O QUE DE FATO ESTÁ SENDO FEITO?? SOMENTE TWITER, FACE BOOK ORKUT NÃO RESOLVE.NÃO SE FALA MAIS NADA SOBRE A NOSSA AÇÃO??? MEU DEUS MINEIRO É MESMO MUITO QUIETO.NADA ACONTECE NESSAS TERRAS.AQUI É BOM PARA GREVE.FICAR EM GREVE E DEPOIS FICAR PASSANDO FOME.MAS AÇÃO MESMO NÃO VI, NÃO VEJO E PENSO NÃO VEREI.QUEM QUISER DEVE ENTRAR SÓ.ALONE FOREVER.ESTOU CANSADA DISSO AQUI.NÃO FAÇO GREVE NUNCA MAIS OU ME MUDO DE ESTADO, ATÉ DE PAÍS.PREFIRO TENTAR A SORTE NO NORTE.

    ResponderExcluir
  21. Realmente temos que pressionar os juízes federais para julgar a ação do piso. Precisamos desta ação transitada em julgado. Aí sim, a ADI que o sindicato vai entrar na justiça federal vai ficar mais fácil de ser vencida por nós. Mesmo que o reajuste do piso fique baseado apenas no INPC a remuneração por vencimento básico é muito, mas muito melhor para nós do que o tal de subsídio. Quem sabe com uma ajudinha de Cristóvão Buarque aceleramos o trânsito em julgado da ação do piso?

    Zona da Mata

    ResponderExcluir
  22. DEPUTADO BOSCO
    VERGONHA DE ARAXÁ.
    A CLASSE DOS PROFESSORES ARAXAENSES NUNCA SE ESQUECERÁ DAS AÇÕES DO DEPUTADO BOSCO.
    A RESPOSTA NOS DAREMOS NA PRÓXIMA ELEIÇÃO.
    Prof. Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  23. Meus caros,
    ninguém se importa com a nossa situação. Para a sociedade e o governo quanto menor o salário melhor. O que vale é estarmos nas escolas tomando conta dos filhos do povo para não perturbarem em casa e economizarem os tostões da escola particular e o governo economizar para a campanha eleitoral.
    Somos zero à esquerda para todos. Em Minas Gerais, esse estados fora da realidade, tudo o que for de pior para o educador ainda não aconteceu, ainda está para acontecer.
    Fui agredida várias vezes por pais de alunos de Leopoldina - MG dizendo que ser professor é muito fácil, que é só falar um monte de besteiras e ganhar "mil conto" e tá bom demais. "Vagabunda" foi o que que ouvi semana passada de um pai de aluno que se diz professor universitario.
    Estou em fim de carreira, ganhando miséria. Não vejo caminhos a trilhar. Não sei quem é pior o governo ou a população que o elege e legitima.
    A mídia é comprada, o legislativo idem, o judiciário pior. Vou fazer o que? Das duas umas, ou dou uma tiro na minha cabeça ou na cabeça desse ordinário.

    ResponderExcluir
  24. Governo de Minas não teve vergonha de roubar descaradamente nem dos aposentados.
    Isto é caso de polícia.
    E agora até a gratificação natalina?

    ResponderExcluir
  25. Você também recebeu daquelas cartinhas dos deputados desejando feliz natal? Devolva-a como já sugeriu um anônimo aqui. Eu já devolvi as minhas com minha resposta:

    UM PÉSSIMO NATAL PRA VOCÊS... E UM INFELIZ ANO NOVO TAMBÉM
    Prezados Senhores,
    Diz a boa educação que devemos retribuir as felicitações que recebemos, especialmente agora em época de festa natalina. É especialmente agora também que vocês deputados se lembram de ordenar aos seus assessores que enviem aquelas malas diretas com desejos de Feliz Natal e Próspero Ano Novo. Acostumei-me a receber tais correspondências mesmo sabendo que elas não brotavam de vossos corações (vocês os têm, não?), mas de computadores pagos com o nosso suado salário. Contudo, este ano, ao receber mais uma dessas cartinhas, não pude me conter diante de tamanha petulância da parte de vocês. Petulância, sim. Desejar Feliz Natal e Próspero Ano Novo a um professor depois que você contribuiu para acabar com a carreira dele? Muitos de nós (aqueles que tiveram a coragem de lutar pela aplicação de uma lei) passarão o Natal mais minguado de todos os tempos e iniciarão um novo ano sem aquilo que nos é de direito, graças a vocês: os 51 cordeirinhos que só sabem acenar positivamente com a cabeça a cada novo desmando de nosso governador. Graças a vocês, teremos menos comida em nossas mesas, teremos de dizer mais “nãos” aos nossos filhos, teremos mais contas atrasadas a pagar, teremos um início de ano cheio de incertezas. Portanto, senhores, o que mais posso lhes desejar em retribuição senão um péssimo Natal e um infeliz Ano Novo, assim como cada um de vocês mostrou nos desejar ao votar uma lei que arranca nossos direitos? Ah... e um pedido: retirem meu nome da lista de seus contatos, pois só quero ver o de vocês nas muitas listas que haverão de circular com os nomes dos TRAIDORES DA EDUCAÇÃO.
    Rogério Trindade

    ResponderExcluir
  26. o sindute poderia colocar uma nota esclarecendo sobre o desconto assistência médica do Ipsemg e nos instruir a respeito das medidas que devemos tomar para reaver o que nos foi roubado.

    ResponderExcluir
  27. Boa noite!
    O NDG de João Monlevde não para jamais Estamos com cartazes por toda a escola, inclusive com as "caras" dos deputados BANDIDOS DA DUCAÇÃO,estamos em campanha permanente contra eles,colocamos também na banca em frente a escola onde nossos alunos compram as guloseimas,eles que nos aguardem nas próximas eleições vamos mostrar quem tem o cérebro pequeno.
    Força na luta companheiros. NDG João Monlevade.

    ResponderExcluir
  28. O que o Governador fez e continua fazendo com os educadores está repercutindo negativamente na sua imagem. Os comentários que tenho escutados de pessoas de vários outros seguimentos da sociedade atestam isto. Vejam:

    - Esta que o Anastasia fez com os professores pegou mal demais!

    - Não sabia que o Anastasia era assim. Passava uma imagem de um sujeito correto e inteligente; o que ele está fazendo com os professores é uma burrice.

    Depois que vi a publicação dos contra-cheques dos professores horrorizei. A minha faxineira que não tem ensino fudamental e ganha muito mais que um professor de nível superior com especialização.Que isto?

    - Estou boba! Este piso já é uma miséria e criou-se este impasse todo. Anastasia esá se queimando com isto.

    - O problema é que ele vai para televisão falar besteira. Todo mundo conhece pelo menos um professor ou tem um professor na família.Será que ele nào pensou nisto. Está pegando mal.

    E por aí vai...

    ResponderExcluir
  29. Oi, companheiros.

    A tucanada não perde tempo.

    "Minas Gerais dá a receita e Governo Federal do PT quer copiar o sucesso do Choque de Gestão"

    "Estamos aqui para aplaudir a presidente Dilma Rousseff por fazer também o seu Choque de Gestão, um modelo que é do governo de Minas Gerais de Aécio e Anastasia”

    http://www.transparenciaeresultado.com.br/noticias/minas-gerais-da-a-receita-e-governo-federal-do-pt-quer-copiar-o-sucesso-do-choque-de-gestao/

    ResponderExcluir
  30. Euler acho que o sindute poderia fazer camisetas com os traidores da educação. Iriamos para a escola, supermercados,nas rua, feiras....Assim toda a população de MG ficaria sabendo o nome dos traidores. Porque para fazer uma só ficaria cara, mas centenas sairia a um preço razoável. Sou funcionária de escola e vou muito a SRE. Iria com ela. Quem vai impedir? E os deputados iriam adorar.
    vamos dar o troco. E começar já.

    ResponderExcluir
  31. Alguém sabe quando vão abrir as inscrições para A NOVA CLASSIFICAÇÃO, referente as designações 2012????

    ResponderExcluir
  32. Deputado Dalmo, vergonha de ouro fino e do Sul do estado. nunca mais terá nosssos votos, de nosssas familias e tbm dos alunos, porque iremos orientã-los. sua carreira acabou traidor.

    ResponderExcluir
  33. Que legado perverso deixou o "menino do rio" e que o capacho "adiposo" segue caninamente c/ a ajuda de seres demoníacos da ALMG. O governo "mentiroso" do CUNHA prossegue na má figura do arrogante e vaidoso anast...azia e seus mitos. 1-gestão competente(??) 2- mito do estado crescendo ( ou descendo ladeira abaixo?) 3- mito da unidade mineira ( através do medo , compra e intimidação?) 4- mito do líder moderno.kakaka... Ei! Vcs pensam q. o povo acredita em tantas mentiras? kakaka ...Em q. país fica MG? A cada dia me decepciono mais. Vide o 13º. JESUS MISERICÓRDIA! Euler DEUS lhe proteja.

    ResponderExcluir
  34. Euler, copiar esta bobagem chamada choque de gestão q. tem apenas nomes quilométricos, siglas pomposas com as pessoas fazendo as mesmas coisas, nos mesmos lugares é ser mto sem noção. Os nomes e siglas são rocambolescos!!! Jamais se viu tantos cargos com denominações tão pomposas como gosta o desgovernador. O que aconteceu c/ o nosso IPSEMG c/ o choque de gestão?

    ResponderExcluir
  35. Caramba! Célio Moreira vc é aquele cristão da Renovação Carismática Católica? Já assisti pregações suas. Esqueceu o significado de CRISTO??? NOSSOS VOTOS NUNCA MAIS! E olhe que não são poucos! Até nunca mais seu TRAIDOR.

    ResponderExcluir
  36. Eu não sei se é bom ficar escrevendo este nome maldito mas é preciso quem não te conhece que te compre.Bosco, eu sabia que tudo em você é falso.Arsxá tem que pagar mais esse mico por favor povo de Araxá não votem em deputados de Arsxá façam como eu votem em deputados de Uberaba, como eu votei Dr Adelmo Carneiro que nunca faltou ao povo que sempre esteve junto dos professores.Abraço a todos amigos.Que Deus esteja sempre nos reservando melhores dias.

    ResponderExcluir
  37. Na verdade estamos na pior fase de nossa vida profissional,nunca pensei passar por isso!E o pior de tudo é ver que nada está sendo feito para amenizar nossas necessidades e ter certeza que tudo vai passar!Cadê as ações que pedimos tanto?Todos os advogados falam de nossas chances e nada está sendo feito!Está como na época da greve,queríamos uma ação e faziam outra,o que aconteceu?Falar não resolve,temos que agir com rapidez!Na verdade acho que desiludimos com tudo,não tenho mais esperança de conseguir piso e tbém não entro mais em greve!De uns tempos pra cá greve está piorando nossa situação!Estamos sendo manipulados e isso eu não aceito!

    ResponderExcluir
  38. Cadê os advogados que iríamos contratar,tbém foi deixado para 2015?Que decepção!

    ResponderExcluir
  39. Cadê o Doutor Marcus Guerra?Apareça,venha nos encher de esperanças para que possamos passar um Natal um pouco mais feliz!

    ResponderExcluir
  40. Deveria fazer uma cassação desse governo, de secretaria incompetente,que não prestava na UFMG e essa Renata Vilhena, que deveria fazer choque nela para ver se melhorava aquela cara.

    ResponderExcluir
  41. Olá Euler,

    Gostaria de saber como a secretaria da Educação irá apresentar o Quadro de Pessoal? Bem, depois que o governador, joga fora o Plano de Carreira,não fica dificil de acreditar que essa incompetente passe acima de qquer legislação e desrespeite os direitos de concursados. O que vale um edital de concurso, se há os despostas que alteram os critérios ao longo do caminho sem qualquer preocupação com a vida funcional das pessoas.
    Abraços e parabéns pelo seu blog e suas observações pertinentes

    ResponderExcluir
  42. Jornal o Tempo: Chuvas

    "Anastasia minimiza caos e diz que obras estão revelando seus 'bons efeitos'"


    - Deixem lá seus comentários:

    Quem vai minimizar o governo Anastasia?

    ResponderExcluir
  43. FOTOS DOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO
    RELEMBRANDO...

    DALMO RIBEIRO
    PSDB
    Ouro Fino, Santa Rita do Sapucaí, Extrema, Jacutinga, Passa Quatro, Pouso Alegre, Monte Sião, Itanhandu, Elói Mendes, Cristina, Itajubá, Borda da Mata, Cruzília, Inconfidentes e São Sebastião da Bela Vista.

    DEIRÓ MARRA
    PR
    Patrocínio, Baependi, Sacramento, Vazante, Romaria, Curral de Dentro, Santa Cruz de Salinas e Januária

    ResponderExcluir
  44. Hoje estive numa formatura onde a diretora exaltou as boas notas de sua escola. Quem não sabe das maracutaias, acredita nas hipocrisias e nos sorrisos de dentes travados. É notório as vaidades dos nossos diretores que acabam contaminando os subalternos.

    ResponderExcluir
  45. Renata, Gasola , Anastácia, Aécio, nós estamos chorando agora mas a vez de voces também chegará.E pagarão muito caro a desgraça que semearam. Nada como um dia depois do outro. A vingança é um prato que se come frio.

    ResponderExcluir
  46. Euler onde está você,apareça!

    ResponderExcluir
  47. Perfil do corrupto
    Frei Beto (teólogo e escritor)

    Manifestações públicas em várias cidades exigem o fim do voto secreto no Congresso; o direito de o CNJ investigar e punir juízes; a vigência da Ficha Limpa nas eleições de 2012; e o combate à corrupção na política.

    Por que há tanta corrupção no Brasil? Temos leis, sistema judiciário, polícias e mídia atenta. Prevalece, entretanto, a impunidade – a mãe dos corruptos. Você conhece um notório corrupto brasileiro? Foi processado e está na cadeia?

    O corrupto não se admite como tal. Esperto, age movido pela ambição de dinheiro. Não é propriamente um ladrão. Antes, trata-se de um requintado chantagista, desses de conversa frouxa, sorriso amável, salamaleques gentis. Anzol sem isca peixe não belisca.

    O corrupto não se expõe; extorque. Considera a comissão um direito; a porcentagem, pagamento por serviços; o desvio, forma de apropriar-se do que lhe pertence; o caixa dois, investimento eleitoral. Bobos aqueles que fazem tráfico de influência sem tirar proveito.

    Há vários tipos de corruptos. O corrupto oficial se vale da função pública para extrair vantagens a si, à família e aos amigos. Troca a placa do carro, embarca a mulher com passagem custeada pelo erário, usa cartão de crédito debitável no orçamento do Estado, faz gastos e obriga o contribuinte a pagar. Considera natural o superfaturamento, a ausência de licitação, a concorrência com cartas marcadas.

    Sua lógica é corrupta: "Se não aproveito, outro sai no lucro em meu lugar". Seu único temor é ser apanhado em flagrante. Não se envergonha de se olhar no espelho, apenas teme ver o nome estampado nos jornais e a cara na TV.

    O corrupto não tem escrúpulo em dar ou receber caixas de uísque no Natal, presentes caros de fornecedores ou patrocinar férias de juízes. Afrouxam-no com agrados e, assim, ele relaxa a burocracia que retém as verbas públicas.

    Há o corrupto privado. Jamais menciona quantias, tão somente insinua. É o rei da metáfora. Nunca é direto. Fala em circunlóquios, seguro de que o interlocutor sabe ler nas entrelinhas.

    O corrupto “franciscano” pratica o toma lá, dá cá. Seu lema: "quem não chora, não mama". Não ostenta riquezas, não viaja ao exterior, faz-se de pobretão para melhor encobrir a maracutaia. É o primeiro a indignar-se quando o assunto é a corrupção.

    O corrupto exibido gasta o que não ganha, constrói mansões, enche o pasto de bois, convencido de que puxa-saquismo é amizade e sorriso cúmplice, cegueira.

    O corrupto cúmplice assiste ao vídeo da deputada embolsando propina escusa e ainda finge não acreditar no que vê. E a absolve para, mais tarde, ser também absolvido.

    O corrupto previdente fica de olho na Copa do Mundo, em 2014, e nas Olimpíadas do Rio, em 2016. Sabe que os jogos Pan-americanos no Rio, em 2007, orçados em R$ 800 milhões, consumiram R$ 4 bilhões.

    O corrupto não sorri, agrada; não cumprimenta, estende a mão; não elogia, incensa; não possui valores, apenas saldo bancário. De tal modo se corrompe que nem mais percebe que é um corrupto. Julga-se um negocista bem-sucedido.

    Melífluo, o corrupto é cheio de dedos, encosta-se nos honestos para se lhe aproveitar a sombra, trata os subalternos com uma dureza que o faz parecer o mais íntegro dos seres humanos.

    Enquanto os corruptos brasileiros não vão para a cadeia, ao menos nós, eleitores, ano que vem podemos impedi-los de serem eleitos para funções públicas.

    Fonte: http://amaivos.uol.com.br/amaivos09/noticia/noticia.asp?cod_noticia=19737&cod_canal=53

    ResponderExcluir
  48. As pessoas boas não precisam de leis que lhes digam como agir com responsabilidade, enquanto que as pessoas más encontrarão um jeito de burlar as leis. (Platão)

    ResponderExcluir
  49. Olá, pessoal da luta!

    Boa noite!

    Apesar da correria de final de ano, estamos trabalhando a nossa representação, que será encaminhada ao MPF. E o Marcus Guerra tem ajudado muito, com suas valorosas dicas e orientações. Estamos refazendo aquela carta inicial, agregando novos argumentos e em breve teremos o material pronto. Não vamos desistir dos nossos direitos.

    Um forte abraço e força na luta!

    Euler

    ResponderExcluir
  50. Boa noite a todos os amigos do NDG/NDE.

    "Estamos aqui para aplaudir a presidente Dilma Rousseff por fazer também o seu Choque de Gestão, um modelo que é do governo de Minas Gerais de Aécio e Anastasia”

    NÃO HÁ NADA TÃO RUIM QUE NÃO POSSA PIORAR.

    OS TENTÁCULOS DO MAL SE ESTENDEM POR TODO O BRASIL, INDISTINTAMENTE.

    É A METÁSTASE DE UM CÂNCER DE MALIGNIDADE NUNCA VISTA.

    ESTAMOS PERDIDOS.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  51. SEREMOS SIGNATÁRIOS FIÉIS DO DOCUMENTO!

    DESISTIR JAMAIS!

    ResponderExcluir
  52. ALGUMA SUPRESA????????????????????

    15/12/2011 - 21h30
    Justiça Eleitoral de Minas rejeita cassação de Anastasia

    O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Minas Gerais negou na noite de anteontem, por unanimidade, o pedido de cassação do governador de Minas, Antonio Anastasia (PSDB), e do seu vice, Alberto Pinto Coelho (PP).

    Eles haviam sido acusados durante a campanha eleitoral do ano passado por suposto abuso de poder político e econômico e conduta vedada a agente público. O motivo foram os convênios assinados pelo governo mineiro com prefeituras em ano eleitoral.

    O pedido de investigação fora feito pelo então senador Hélio Costa (PMDB), que perdeu a disputa contra Anastasia. O tucano foi reeleito

    Costa colocou sob suspeição mais de 3.000 convênios assinados na véspera do prazo limite fixado pela Justiça Eleitoral para a celebração desse tipo de contrato com entes federados. Em todo o ano, o governo mineiro assinou 4.764 convênios com prefeituras.

    No começo de novembro, a Folha mostrou que relatório técnico da Justiça Eleitoral apontava que nos anos em que houve eleição, desde 2006, o governo mineiro assinou mais convênios com prefeituras.

    Isso ocorreu especialmente nas eleições que reelegeram governador Aécio Neves e Anastasia, ambos do PSDB.

    Em 2006, ano em que o hoje senador Aécio Neves foi reeleito governador, foram assinados 4.359 convênios. No ano seguinte, sem eleição, foram 2.887 (-34%).

    A quantidade voltou a subir 35% em 2008, ano de eleições municipais. Foi para 3.894. Em 2009, houve queda de 3,5% (3.755).

    Na eleição do ano passado, quando o tucano Anastasia foi reeleito, os convênios cresceram 26,8%.

    Segundo o TRE, o desembargador Brandão Teixeira alegou que "não se pode afirmar com segurança que houve convênios irregulares, inexistindo o propalado desequilíbrio de forças entre os candidatos".

    Acrescentou que não estava "configurado o abuso de poder político e econômico" e que "os atos faziam parte da dinâmica normal da administração".

    O relatório do setor técnico do TRE também não questionou supostas finalidades eleitorais nos convênios contestados, de mais de R$ 38 milhões.

    O parecer do procurador regional eleitoral, Felipe Peixoto, também negou o pedido de cassação com base no abuso de poder econômico e político.

    "Não foi devidamente comprovado se as condutas descritas estariam subsidiadas em interesses eleitorais, ou configuravam manobras eleitoreiras com a finalidade de perverter a legitimidade do pleito", afirmou o procurador.

    Todos os juízes acompanharam o voto do relator.

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/1022105-justica-eleitoral-de-minas-rejeita-cassacao-de-anastasia.shtml

    ResponderExcluir
  53. Prof. Euler, o seu perfil não combina com o seu contracheque, quantos na assembleia e em outros órgão do governo seriam merecedores do seu contracheque! Essas gentes não tem o seu contracheque, mas também não tem a sua fibra e nem a sua dignidade, aliás nunca terão.
    É precisor crer, que tudo isso vai, ainda, ser diferente!

    ResponderExcluir
  54. Ola companheiro Euler.Quero mais uma vez fazer a sugestão para fazermos uma camiseta com a estampa dos deputados inimigos da educação em Minas e gostaria muito que voce publicasse essa sugestão, pois acho que esse deveria ser o uniforme dos professores em nosso trabalho todos os dias.

    ResponderExcluir
  55. Euler, achei muito sugestivo o encarte do Sindicato publicado pelo Super Notícias de hoje, porém, gostaria de ver as fotos dos Deputados que votaram a nosso favor também.Fica aqui a sugestão para um outro encarte mostrando os amigos da Educação de Minas. Afinal, nem todos se acovardaram ! Mas muitos desprezaram a verdade e a justiça e aprovaram a Lei imposta pelo comandante de Minas.
    Minas Gerais está cada vez mais pobre e carente de políticos honestos que trabalhem em favor do povo ,de Juízes , promotores e desembargadores,etc, que fazem cumprir a Lei.
    Aqui prevalece o poder que emana do Governo.
    Vamos continuar lutando porque quem luta em prol da justiça vence. SOMOS VENCEDORES !!! ESSA HISTÓRIA TERÁ UM FINAL FELIZ!!! VAMOS PENSAR POSITIVO!!!

    ResponderExcluir
  56. Oi, Euler.

    Sei que muitos vão terminar a reposição das aulas em dezembro, outros continuarão em janeiro. Me enquadro nas duas situações, pois tenho dois cargos.

    Soube que a diretora da minha escola já tem o horário pronto para janeiro, mas não me consultou.
    No blog da Beatriz, ela diz que não devemos desconsiderar o período de férias e que "O Estado não pode suprir do servidor o seu direito ao gozo das férias regulamentares, sob o argumento de que a reposição irá protelar o início do ano letivo"

    Seria muito bom saber como os companheiros farão a reposição no próximo ano,se mais uma vez vamos continuar unidos também nesta decisão de gozar as férias como manda a lei, ou vamos continuar roendo o osso e nos sujeitando às malvadezas das diretoras.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  57. Euler, só coloque no seu blog depois de tudo resolvido para não dar tempo do governo se manifestar e nos prejudicar.
    Obrigada Euler e Marcus Guerra.
    Abrços.

    ResponderExcluir
  58. Anônimo das 16:31, se isso ocorreu no Mato Grosso, quer dizer que estamos com a faca e o queijo nas mãos, é preciso que estejamos nos movimentando com as ações judiciais. Temos de provocar esse pessoal.

    ResponderExcluir
  59. Parabéns Euler

    Olha pessoal de Minas região alto paranaíba,não vote no deputado Henry Tarquino ( Hely)dê um choque de gestão nele,fica dando descontos na saúde,pois é médico e na verdade o desconto é o do SUS ,precisamos divulgar esse fato nesta região. CHOUE DE GESTÃo nele. ABraços pessoal!!!!!!!!!!! governo corrupto um dia cai!!!!!!!!se Deus nos permitir !!!!!!e ele vai permitir!amém

    ResponderExcluir
  60. Euler,

    Será que vamos precisar assinar o documento e isto pode ser feito pela internet?

    Que tal irem até Brasília, você e o Dr. Marcus Guerra, ao MPF?

    Estamos recebendo o 13° e queremos ratear os custos das despesas que você e o Dr. Marcus Guerra estão tendo ou que vierem a ter.

    ESTAMOS COM VOCÊ.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  61. o Governo de MG poderia pagar R$ 3.000,00 para todos os servidores do Estado.....
    500.000 servidores x R$ 3.000,00 = R$ 1.500.000.000,00
    .
    .
    R$ 1.500.000.000,00 x 15 meses =
    R$ 22.500.000.000 anuais..
    .
    coloquei 15 meses para considerar as férias, 14º e quinquênios + biênios.....
    .
    .
    .
    O PROBLEMA É QUE ALGUNS SERVIDORES GANHAM R$ 20.000,00 mensais......

    ResponderExcluir
  62. Alguém sabe quando vão abrir as inscrições para A NOVA CLASSIFICAÇÃO, referente as designações 2012????

    ResponderExcluir
  63. Anônimo das l6:30,

    CONCORDO COM VOCÊ EM TUDO.SEU COMENTÁRIO DIZ TUDO
    O QUE ESTOU SENTINDO E PENSANDO.
    É TRISTE, MAS A EDUCAÇÃO ACABOU!

    VALADARES NA LUTA.

    ResponderExcluir
  64. SESSÃO EXTRAORDINÁRIA PARA VOTAÇÃO DOS SALÁRIOS DESTES SAFADOS.PARA ISSO TUDO É BEM RESOLVIDO .MAS PARA CUMPRIR UMA LEI FEDERAL , NADA SE RESOLVE, NINGUÉM SE EMPENHA NADA...NADA..NÃO DEVEMOS VOTAR EM MAIS NINGUÉM...NINGUÉM...FAREI ISSO ETERNAMENTE.NÃO SUPORTO VER E OUVIT TANTAS CANALHICES , TANTAS ROUBALHEIRAS DESTES SAFADOS, LADRÕES.ELES DEVERIAM TER VERGONHA DE SER POLÍTICOS POIS ESSA CLASSE É PIOR DO QUE AS PROSTITUTAS.ELES NÃO SE IGUALAM A NINGUÉM SOMENTE AOS BANDIDOS , LADRÕES DA PIOR ESPÉCIE.EU ME ENVERGONHARIA EM FAZER PARTE DESTA CORJA.DEUS TENHA MUITA MISERICÓRDIA PORQUE O FINAL DELES É TRISTE.SE O JUSTO JÁ TEM UM FINAL TÃO TRISTE, IMAGINE ESTES LADRÕES.

    ResponderExcluir
  65. Alguém disse aqui que foi chamada por um pai de aluno de "vagabunda" digo a esta professora que seja feliz pois este nome não é pior do que o LADRÃO CANALHA VIGARISTA SAFADO que são os políticos deste país.Seja feliz porque você é bem melhor do que ELES TODOS .Você é uma lutadora consciente.Perdoa este infeliz e continue sua luta que será certamente de muitas glórias diferente da classe VAGABUNDA E MEDÍOCRE DESTES POLÍTICOS DO BRASIL.

    ResponderExcluir
  66. Euler,contamos com você nesta empreitada!Você é nosso guia e nossa luz!Deus te proteja sempre!

    ResponderExcluir
  67. Segundo o Senador Cristóvam Buarque no congresso nacional está ocorrendo o AUTORITARISMO DEMOCRÁTICO, que é a imposição absoluta das maiorias sobre as minorias.

    O GOVERNO USA DESTE AUTORITARISMO DEMOCRÁTICO NO CONGRESSO NACIONAL E TRANSFORMA SUA MAIORIA EM UM ROLO COMPRESSOR. SAI DA FRENTE, QUEM PUDER.

    DITADURA DEMOCRÁTICA DO GOVERNO FEDERAL.

    É O PT AGINDO IGUAL AO PSDB DE ANOS ANTERIORES.

    QUE BRASIL É ESTE?

    ResponderExcluir
  68. Boa tarde a todos(as)

    Nós servidores estaduais ativos ou inativos tivemos sob a denominação de "assistência à saúde" ou "custeio saúde" descontados de nossos contracheques 3,2 % para fins de utilização de serviços médicos e odontológicos prestados pelo Ipsemg.
    O Supremo T. Federal entendeu em abril de 2010, que essa cobrança era ilegal. Portanto, todo servidor tem o direito de receber os valores descontados indevidamente, de 2006 até maio de 2010.
    Procure o sindicato ou qualquer advogado.
    Choque de Gestão: É o governo petista querendo copiar as mazelas do psdb, já não bastava a continuidade dos programas do m... fhc?
    PT = PSDB = A TODOS OS OUTROS.
    Para a colega que foi chamada de vagabunda... processe esse crápula, tá esperando o quê???
    Vou esperar o documento ficar pronto e começar a recolher assinaturas no meu bairro e enviar pro MPF. Se apenas o NDG fizer esse trabalho, nós vamos encher aquele tribunal de papel..rsrsrs
    Podíamos xerocar e mandar pro MPE fdp aqui...
    A ideia da camisa é excelente. Quero umas 3 só pra mim. rsrsrs

    Prof. Romeu / Caratinga

    ResponderExcluir
  69. É hoje esta sessão extrardinária para votação do reajuste dos salários do deputados?
    Me informem por favor.Estou precisando saber qual vai ser o salário destes covardes.

    ResponderExcluir
  70. Em Belo Horizonte, ensino público tem realidades discrepantes
    Docentes de nível médio do município recebem R$ 1.030,35 por uma jornada de 22h30min semanais no começo da carreira; salário base para quem trabalha para o Estado é de R$ 369 por 24h por semana
    Fonte: Terra

    JOSÉ GUILHERME CAMARGO
    Direto de Belo Horizonte

    A distância entre as realidades de professores da rede pública de Belo Horizonte é discrepante. Enquanto docentes de nível médio do município recebem R$ 1.030,35 por uma jornada de 22h30min semanais no começo da carreira, valor acima do previsto em lei, o salário base para quem trabalha para o Estado é de R$ 369 por 24h horas por semana.

    Vilma Matos Cota, 60 anos, conhece bem as duas faces do ensino público na capital mineira. Ela dá aulas de educação física, artes e literatura para crianças do primeiro e do segundo ciclo do ensino fundamental na Escola Municipal George Ricardo Salum, no bairro Taquaril, região leste de Belo Horizonte.

    ResponderExcluir
  71. E O SINDICATO JÁ CONTRATOU O ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA COMPETENTE E JÁ ENTROU COM AS AÇÕES JUDICIAIS NECESSÁRIAS?

    ResponderExcluir
  72. Economista explica porque “choque de gestão” de Aécio e Anastasia é uma farsa

    “CONTABILIDADE CRIATIVA”

    "O economista Fabrício Oliveira é professor da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro (até quando conseguirá permanecer no cargo depois desta entrevista?) e da Universidade Federal do Espírito Santo.

    Nesta entrevista, ele afirma que o governo de MG usa uma “contabilidade criativa” para ocultar resultados negativos da gestão Aécio/Anastasia, que nenhum ajuste estrutural das contas do Estado foi realizado, que o discurso da “administração competente” da dupla Aécio/Anastasia é enganoso e que o governo de MG faz “malabarismos contábeis” para esconder que Minas destina para a saúde menos recursos do que prevê a Constituição Federal.
    Que as propagandas (veiculadas em horário nobre na TV Globo) sobre o compromisso social do governo de MG são enganosas, a gente já sabia (Aecio/Anastasia sempre se promoveram em cima dos programas sociais do Governo Federal), mas nenhum economista (menos ainda de uma fundação do Governo de Minas, como é o caso da Fundação João Pinheiro) ainda tinha tido a coragem de explicar a farsa que é o carro-chefe da campanha tucana em Minas, o tal “choque de gestão”.
    do site www.brasiliaconfidencial.com.br
    Tucanos criaram em Minas governo de falsos resultados
    Fabrício Oliveira –

    RODRIGO NARCISO
    Doutor em Economia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), professor da Escola de Governo da Fundação João Pinheiro, em Belo Horizonte, e coordenador do Centro de Estudos de Conjuntura do Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), o professor Fabrício Augusto de Oliveira é autor de vários livros sobre economia e finanças públicas. Em 2010, produziu o artigo “Contabilidade Criativa: como chegar ao paraíso, cometendo pecados contábeis – o caso do governo do Estado de Minas Gerais“. Este trabalho examina o significado e a prática da Contabilidade Criativa, instrumento usado por administrações públicas e privadas para maquiar e apresentar resultados mais favoráveis de seu desempenho. Nesta entrevista a Brasília Confidencial, Fabrício Oliveira identifica práticas do Governo de Minas, então sob comando de Aécio Neves (PSDB), onde essa manipulação se manifesta.
    Brasília Confidencial - O que é a Contabilidade Criativa?
    Fabrício de Oliveira – É um artifício contábil usado pelos administradores públicos e privados para ocultar resultados negativos de suas atividades ou para produzir melhores resultados em relação aos que foram efetivamente alcançados. Trata-se, assim, mais claramente, de uma maquiagem da realidade patrimonial de uma entidade, por meio da manipulação de dados contábeis, para apresentar uma imagem mais favorável de seu desempenho. A não ser nos casos em que essa prática contábil provoca prejuízos para investidores, acionistas ou fornecedores, ela não se configura legalmente como crime, apenas se vale de brechas, omissões e falta de melhor regulamentação das regras contábeis para produzir resultados mais favoráveis para a entidade privada ou pública. Mas, ao prejudicar a credibilidade das informações apresentadas, induzindo seus usuários a erros de avaliação, representa uma prática eticamente condenável.

    ResponderExcluir
  73. continuação(...)

    BC – Ao alargar indevidamente a base da Receita Corrente Líquida, quais foram os benefícios alcançados pelo governo do Estado?
    Fabrício – O conceito de Receita Corrente Líquida dos governos é usado como parâmetro para o cálculo dos principais indicadores das finanças públicas previstos na Lei de Responsabilidade Fiscal, como, por exemplo, os de gastos com pessoal e de endividamento. No caso das despesas com pessoal, esse limite é de 60% para os gastos do Executivo, Legislativo, Judiciário e Ministério Público, mas o limite prudencial é de 57%. No da dívida, o limite atual é de duas vezes o valor dessa receita para o governo se considerar perfeitamente enquadrado nas normas da Lei. Quando ocorre esse enquadramento, ele passa a ter condições legais de voltar a tomar empréstimos no mercado, ou seja, de lançar mão do endividamento como forma complementar de financiamento de seus gastos. Pelos cálculos do TCE, isso só teria ocorrido a partir de 2006. Pelos do Executivo, em 2005, ano em que recebeu autorização para retornar ao mercado de crédito e para voltar a contratar dívida. Sem dúvida, um grande benefício, além do fato de que tal situação foi vendida para a população como resultado de uma administração competente no manejo e administração das contas públicas.
    BC - O governo de Minas usa o critério do Resultado Orçamentário para mostrar que as contas públicas têm se apresentado superavitárias desde 2004. O senhor diz que este critério pode esconder desequilíbrios que não estão à vista. Quais são esses desequilíbrios?
    Fabrício – O conceito usado pelo governo pouco nos diz sobre a situação e o desempenho das suas contas, porque ele contabiliza, do lado das receitas, as operações de crédito, que se referem a empréstimos contratados exatamente para fechar o orçamento. Assim, uma situação de superávit ou equilíbrio pode estar ocultando uma situação de desequilíbrio das contas. Em segundo lugar, os governos que renegociaram a dívida com a União, em 1998, não têm mais registrado, no orçamento, a parcela dos juros dessa dívida que não são pagos, transferindo-os diretamente para o seu estoque. Como o pagamento desses encargos está limitado em 13% de sua Líquida Real e, no caso de Minas Gerais, o estoque dessa dívida, que atualmente supera os R$ 50 bilhões, é corrigido pela variação do IGP-DI acrescentado de juros reais de 7,5% ao ano, os juros pagos, que aparecem no orçamento, têm sido sempre bem inferiores aos efetivamente devidos. Essa diferença não aparece no orçamento, sendo diretamente incorporada ao estoque da dívida. Se inscrita no orçamento, em lugar do superávit que o governo tanto alardeia na sua estratégia de marketing, apareceria um déficit, às vezes bem elevado, indicando que não foi realizado nenhum ajuste estrutural de suas contas e que, ao contrário, o passivo do governo é crescente no tempo.

    ResponderExcluir
  74. continuação (...)

    BC - O governo de Minas usa o critério do Resultado Orçamentário para mostrar que as contas públicas têm se apresentado superavitárias desde 2004. O senhor diz que este critério pode esconder desequilíbrios que não estão à vista. Quais são esses desequilíbrios?
    Fabrício – O conceito usado pelo governo pouco nos diz sobre a situação e o desempenho das suas contas, porque ele contabiliza, do lado das receitas, as operações de crédito, que se referem a empréstimos contratados exatamente para fechar o orçamento. Assim, uma situação de superávit ou equilíbrio pode estar ocultando uma situação de desequilíbrio das contas. Em segundo lugar, os governos que renegociaram a dívida com a União, em 1998, não têm mais registrado, no orçamento, a parcela dos juros dessa dívida que não são pagos, transferindo-os diretamente para o seu estoque. Como o pagamento desses encargos está limitado em 13% de sua Líquida Real e, no caso de Minas Gerais, o estoque dessa dívida, que atualmente supera os R$ 50 bilhões, é corrigido pela variação do IGP-DI acrescentado de juros reais de 7,5% ao ano, os juros pagos, que aparecem no orçamento, têm sido sempre bem inferiores aos efetivamente devidos. Essa diferença não aparece no orçamento, sendo diretamente incorporada ao estoque da dívida. Se inscrita no orçamento, em lugar do superávit que o governo tanto alardeia na sua estratégia de marketing, apareceria um déficit, às vezes bem elevado, indicando que não foi realizado nenhum ajuste estrutural de suas contas e que, ao contrário, o passivo do governo é crescente no tempo.
    BC - Quais fatores contribuíram para o aumento da Dívida Líquida Consolidada (DCL) do estado de Minas Gerais, que evoluiu de R$ 30,5 bilhões, em 2002, para R$ 52,2 bilhões em 2009?
    Fabrício – Não restam dúvidas de que são os encargos da dívida do governo renegociada com a União que têm alimentado e devem continuar alimentando o crescimento de seu estoque no tempo, já que os juros que são anualmente pagos, limitados em 13% de sua receita corrente líquida, são insuficientes para cobrir os juros totais, o que termina aumentando o seu estoque. Nesse estoque não estão contabilizados muitos precatórios e outras dívidas e também outros passivos ocultos ainda não reconhecidos, o que nos permite inferir que o endividamento do governo do estado é bem maior do que os números atualmente divulgados da Dívida Líquida Consolidada. Além disso, desde 2005 o governo voltou a contratar novos empréstimos para financiar investimentos, o que deve agravar sua situação financeira nos próximos anos e aumentar o comprometimento da receita com o pagamento de seus encargos, engessando ainda mais o orçamento estadual.

    ResponderExcluir
  75. continuação(...)

    BC - O Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS) diz que, ao contrário do que informa o governo de Minas, o estado destina para a saúde menos recursos do que exige a Emenda Constitucional 29, não raro figurando entre os estados que apresentam a pior performance no cumprimento desta determinação constitucional. Por que há essa discordância entre os cálculos do SIOPS e do governo do estado?
    Fabrício – Isso também é verdade. Desde 2004, o governo do estado tem divulgado que os gastos que destina para a saúde têm sido superiores ao índice mínimo estabelecido pela Emenda Constitucional n. 29, que é de 12% da receita de impostos e transferências constitcionais. O SIOPS, que é um órgão do Ministério da Saúde criado para fazer o acompanhamento da implementação da Emenda 29 e verificar o seu cumprimento, não concorda com os cálculos do governo, pois considera que neste cálculo estão incluídas várias despesas que não representam gastos especificamente com as “ações e serviços de saúde”, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Resolução 322, do Conselho Nacional da Saúde, de 08/05/2003. Gastos com inativos do setor da saúde, com oferta de serviços para clientelas fechadas, com saneamento básico e mesmo com medicamentos/vacinas para animais são geralmente excluídos do cálculo deste índice pelo SIOPS. Em 2007, por exemplo, enquanto o governo do estado de Minas calculou que despendeu 13,3% de suas receitas com o setor da saúde, para o SIOPS esse percentual foi de apenas 7,09%. Em 2008, último ano de que se dispõe de cálculo deste órgão, o índice de Minas Gerais foi de apenas 8,65%. Para o governo do estado, de 12,2%. A inexistência de regulamentação dessa matéria, ainda em tramitação no Congresso Nacional, permite estes malabarismos contábeis sem nenhuma punição para o governo e ainda lhe dá argumentos para realizar propagandas sobre seu compromisso com o social, já que os números do SIOPS são desconhecidos.

    SERÁ QUE A PRESIDENTA DILMA QUER COPIAR ESTE MODELO DE CHOQUE DE GESTÃO DO ANASTASIA?

    ResponderExcluir
  76. Postado por Beatriz Cerqueira

    Greve Nacional por Piso, Carreira e 10% PIB para Educação
    O Conselho Nacional de Entidades da CNTE (composto por todos os sindicatos que representam os trabalhadores em educação dos estados e de vários municípios) discutiu e deliberou pela articulação de uma greve nacional em 2012. O movimento nacional terá como eixos o Pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional, a carreira dos profissionais da educação e pelo investimento de 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para educação publica imediatamente.
    Outra questão importante é a vitoria da CNTE, e portanto de todos os trabalhadores e trabalhadoras em educação da rede pública do país, a respeito do reajuste do Piso Salarial. O Governo Federal recuou e aplicara como índice para o reajuste o determinado pela Lei Federal 11.738/08 para 2012 e não pelo INPC. Este resultado é fruto de um processo de pressão da Confederação e da categoria de todo país junto aos deputados federais e Governo Federal.
    Desta forma, o reajuste do custo aluno será definido em 21,97%.
    Estas são boas notícias para a categoria e uma péssima noticia para o Governo de Minas que já contava com o reajuste do Piso Salarial apenas pelo INPC e assim tentar desqualificar o Piso Salarial como política de valorização da categoria. Permanece o abismo entre os reajustes: o Piso Salarial com um reajuste de 21,97% e o reajuste do subsidio será de 5%.
    GREVE NACIONAL: 14, 15 e 16 de marco de 2012.
    Gilvânia, História.

    ResponderExcluir
  77. professores e servidores do sul de minas risquem o deputado Dalmo Ribeiro de suas listas, e repassem para todos que ele é um covarde e traidor.

    ResponderExcluir
  78. Oi DEIRÓ nem na "MARRA" vc será novamente eleito. De onde virá o "patrocínio"? Haja "sacramento" p/ lhe salvar. Esqueça a "romaria" no "curral de dentro" mendigando voto. Pela "santa cruz" e mto "sal...inas", vade retro! Levará uma "vazante" do povo. Bae...bae... arre...pendi de ter votado em vc. E ainda se diz bom cristão. Cuidado todos vcs ao usarem, em benefício próprio, o nome de JESUS. A linda "januária" não merece ser representada, mal e porcamente, por vc. TRAÍRA!!!!!

    ResponderExcluir
  79. Meus queridos e queridas companheiras de jornada educacional, temos que ter coerência política. Não podemos carregar em nosso peito pessoas com caráter deformados como deputados estaduais, federais,governador. Eles tem mau cheiro, istó é cheiram mau. Seus objetivos são: nada para o povo e tudo para seus bolsos sacrificando qualquer classe de funcionário, principalmente a categoria de profesores. Temos que entender que os espertos de caráter duvidoso estão ai, neste momento, no governo infeliz que aí está, fazendo a maior desarrumação que já houve na história de Minas Gerais. Nós temos que entender que muitos de nós somos contribuidores desta quadrilha que está aí govenador,secretárias,deputados e etc... Cabe a nós darmos uma arrumação, começando já a mobilização do IMPEATCHMENT. Só assim e por meios judiciais é que Minas terá a organização de um verdadeiro estado da FEDERAÇÃO BRASILEIRA. Temos que exigir nossos direitos. PISO SALARIAL NACIONAL. ABRAÇOS A TODOS.

    ResponderExcluir
  80. O MOVIMENTO CORRETO SERÁ:

    - OCCUPY BRASÍLIA!

    ResponderExcluir
  81. VOCÊS NÃO PERDEM POR ESPERAR!!!!

    O NOME DE VOCÊS (GOVERNADOR, SECRETÁRIAS, DEPUTADOS QUE VOTARAM EM PROJETO GOLPISTA...) ESTÃO NA BOCA DO PROFESSOR...

    NA BOCA...

    DO AMIGO DO PROFESSOR... DO VIZINHO DO PROFESSOR, DO MÉDICO DO PROFESSOR, DO MARIDO DA PROFESSORA, DA ESPOSA DO PROFESSOR, DOS CUNHADOS DO PROFESSOR, DOS FILHOS DO PROFESSOR, DOS AMIGOS DOS FILHOS DO PROFESSOR, DOS ALUNOS DO PROFESSOR, DOS PAIS DOS ALUNOS DO PROFESSOR, DOS AMIGOS DOS PAIS DOS ALUNOS DO PROFESSOR... DOS AMIGOS DOS ALUNOS DO PROFESSOR... ESTÃO NOS BLOGS DOS PROFESSORES, ESTÃO ESTAMPADOS EM ‘CAMISAS’ DO PROFESSOR COM FOTOS E MENSAGENS... ESTÃO NAS ESCOLAS, NOS BARZINHOS, NOS SALÕES DE BELEZA, NOS CLUBES, NAS RUAS...

    VOCÊS ESTÃO NA BOCA DO POVO!!!!! JAMAIS ESQUECEREI ESTE ‘NATAL’ TÃO MINGUADO E TRISTE.

    ResponderExcluir
  82. Euler e companheiros(as), boa noite!

    Sei não... A hisória do tal do NIÓBIO está me parecendo bastante interessante. Segundo a pessoa que postou aqui e nos comentários do jornal O Tempo, o NIÓBIO está sendo exportado a preço de banana e com imposto baixíssimmo. Uma riqueza que deveria ser dividida entre nós, brasileiros, só enche de dinheiro as mineradoras
    que o extraem e o exportam . Também lucram os compradores, que são principalmente os Estados Unidos e a Inglaterra. Ainda segundo a pessoa que fez o comentário, NIÓBIO é um assunto
    proibido, as mineradoras não querem que este assunto seja mencionado, ou seja, o povo não deve
    saber da roubalheira e que uns poucos brasileiros
    estão levando muito dinheiro nessa falcatrua.
    Assim, penso que devemos divulgar essa história para todo o Brasil e principalmente em Minas Gerais de onde se exporta a maior quantidade do precioso NIÓBIO.
    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  83. Boa noite Euler,

    Realmente, o assunto sobre o Nióbio, citado pelo anônimo das 18:35 é bastante polêmico.
    Há muitos anos atrás, o Prof. Enéias já havia debatido a importância desse metal, sendo que o Brasil possui 97% das reservas mundiais e que poderia até emitir uma moeda tendo o Nióbio como lastro, tamanha a sua importância.
    Porém,os donos do mundo sabem disso e já praticamente dominam o mercado de comodites no Brasil, armazenando minérios, como o magnésio por exemplo, para quando faltar no mundo existir somente um lugar de compra e a um único e altíssimo preço.

    ResponderExcluir
  84. O pagamento do décimo terceiro está previsto pra sábado 17/12/2011.

    http://eptv.globo.com/noticias/NOT,4,8,383093,Governo+anuncia+pagamento+do+13o+salario+para+o+dia+17.aspx

    ResponderExcluir
  85. Este final de ano esta sendo impar na vida de nos professores DE MINAS GERAIS.A Democradura foi instalada com a intransigencia do Governador.Com suas atitudes ,ele substimou nossa intelegencia,colocando goela abaixo todo tipo de intransigencia possivel em se tratando de salário dos PROFESSORES.Uma vergonha ,estamos ganhando menos que um carcereiro para abrir e fechar cadeado de uma penitenciaria.É ate vergonhoso e lastimável a nossa situação.Esperança é uma palavra inexistente em nosoo vocabulário.Só queria lembrar ao nosso GOVERNADOR, que os magistrados para chegarem a onde chegaram passaram por bancos escolares e todos os os outros.Por que so eles conseguem os aumentos e regalias heimmmm?Em fevereiro deveriamos começar as aulas com uma tarja preta em cada Escola e nos todos de preto ,pois é assim que o Senhor conseguiu que ficassemos .Sem nehuma perspectiva para o futuro .Estamos sendo jogados como marionetes.O Sr: Governador não imagina o mal que esta nos fazendo ......mas ,sera qque Ele tem cosciencia para avaliar tudo isso?

    ResponderExcluir
  86. Euler, sou ANE cargo aposentado. Leio todos os dias o seu blog na esperança da notícia da conquista do nosso direito previsto em lei. Já passei por ébrio garcia, francelino, eduardo azeredo(falso e péssimo!)newton cardoso ( um détraqué ) mas nada se compara a esta dupla perversa que "inventou" a coisa "choque de gestão" e tem a pretensão, típica dos " doentes neoliberais", de contaminar os outros estados com esta prática perversa em q. as pessoas são apenas "coisas" à mercê dos "deuses" q. os manipulam p/ render votos e pagar a conta. Felizmente temos as redes sociais para denunciar. BRASILEIROS de outros Estados não caiam nessa. Esta dupla de MG e sua corja querem dominar nossas mentes! A imprensa mineira ajuda na chacina. SENHOR JESUS venha em nosso auxílio!!! Mande-nos PAI UM JUSTO EM SEU NOME GLORIOSO! Euler Jesus lhe proteja.

    ResponderExcluir
  87. Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça, dando milho aos pombos.

    ResponderExcluir
  88. Anônimo de 16/12 18:15. Trabalho no presídio tancredo neves, fruto da VAIDADE do aético never, e da vaidade e arrogância do suìno. O nome deste desgovernador está tb na boca dos médicos, dos dentistas de quem sou cliente e q. nâo votaram na "coisa" "Naná". Estão todos p... da vida com o IPSEMG, pois são concursados, profissionais de carreira e obrigados a prestar um serviço "meia- boca". Este BRASIL tem de tudo p/ todos em abundância, mas a corrupção q. está no DNA do político brasileiro rouba o q. nos pertence por direito. É necessário uma revolução virtual!!A imprensa mineira se vendeu mesmo. Euler DEUS lhe proteja e até a vitória, em nome de JESUS.

    ResponderExcluir
  89. Este ano repetiu tudo de novo.

    ResponderExcluir