quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Como o governo e os deputados, de forma ilegal e imoral, arrancaram milhões de reais do bolso de 153 mil educadores de Minas


Como o governo e os deputados, de forma ilegal e imoral, arrancaram milhões de reais do bolso de 153 mil educadores de Minas


Na propaganda e na Carta Magna do país, a Administração Pública do país é coisa séria. Deveria ser regida por princípios como: a legalidade, a moralidade, a eficiência, a impessoalidade, a razoabilidade e a publicidade. Contudo, no estado de Minas Gerais, o que o governo e mais 51 deputados fizeram contra 153 mil educadores foi - e continua - algo digno de estudo nas melhores faculdades de Direito do país. Estudo de casos, bem entendido, de descarada prática de imoralidade contra os servidores públicos e cidadãos.

Além de não pagar o piso salarial profissional nacional como manda a lei 11.738/2008, o governo de Minas aplicou um confisco especial contra 153 mil educadores que acreditaram na norma legal criada pelo primeiro subsídio - lei estadual 18.975, aprovada em meados de 2010 e implantada em janeiro de 2011 - segundo a qual, quem o desejasse poderia optar pelo antigo sistema de vencimento básico.

Obviamente que para tentar impedir que os servidores deixassem o subsídio, o governo criou uma espécie de castigo, algo imoral e ilegal em matéria de administração pública. Como o governo divulgara - e continua fazendo - que o subsídio era mais transparente e que não provocaria perdas - pelo contrário, segundo o governo, teria havido reajustes e ganhos reais com o novo sistema - não haveria necessidade de tentar impedir a saída deste novo sistema. Mas, a par da propaganda enganosa, o governo de Minas e seus deputados armaram uma arapuca contra os educadores: vocês podem deixar o subsídio, mas terão o reajuste aplicado em janeiro de 2011 cortado a partir de julho deste ano. Na prática, portanto, houve redução salarial, do salário nominal, coisa que a Constituição Federal considera ilegal. Nenhum servidor pode começar o ano recebendo como remuneração total um valor x e seis meses depois passar a receber um valor x-y, ou seja, ter a remuneração subtraída, reduzida, sem que nenhuma alteração tenha ocorrido na sua jornada de trabalho, no cargo que ocupa, etc.

Tratou-se, portanto, claramente de uma chantagem: vocês podem sair do subsídio, mas se o fizerem perderão dinheiro com a redução salarial. As perdas foram enormes, já que o governo não pagou o piso no antigo sistema de vencimento básico, mantendo o mesmo salário de 2010 nos contracheques dos 153 mil educadores. Ou seja, os reajustes aplicados para os 400 mil educadores em janeiro de 2011 foram abolidos em julho deste mesmo ano para os 153 mil educadores que optaram por retornar ao antigo sistema de vencimento básico. Com este ato, o governo agrediu os princípios da irredutibilidade salarial e da isonomia, já que pessoas com a mesma situação funcional tiveram diferente tratamento: uns tiveram reajuste salarial, e outros não.

Apesar dessas perdas imorais e ilegais, a expectativa desses 153 mil educadores era a de que o governo e os seus deputados pelo menos cumprissem o que estava na lei que eles mesmos criaram e aprovaram e pagassem o piso no antigo sistema remuneratório. Abro aqui um parêntese antes de prosseguir: desde de abril de 2011, aqui no blog, levantamos a bandeira do retorno ao antigo sistema SEM REDUÇÃO DOS SALÁRIOS - coisa que a direção sindical sequer considerou, pois trabalhava apenas com a possibilidade da vitória do piso de R$ 1.597,00 - lembram-se? Depois, quando houve a redução, passamos a cobrar da direção sindical uma ação pela devolução deste dinheiro confiscado. Novamente nada se fez, pois a expectativa da direção sindical era a de cobrar no futuro o pagamento retroativo do piso. Fecha-se o parêntese e retomemos à análise.

Mesmo com as perdas, a expectativa, como dissemos acima, era a de que o governo e os deputados fossem minimamente decentes (quanta ilusão!) e pagassem o piso na carreira para os que deixaram o subsídio - já que neste sistema, eles diziam, através de milionária peça publicitária, que já se pagava até mais do que o piso. Logo, esperava-se que o governo pagasse pelo menos o que manda a lei federal, aplicando o piso na antiga carreira então existente.

Contudo, após saquearem o bolso desses 153 mil educadores durante sete meses (seis meses mais o 13º salário) com a imoral redução salarial, o governo e seus deputados aprovam no final de novembro de 2011 uma segunda lei do subsídio - lei estadual 19.837/2011 -, obrigando esses mesmos 153 mil educadores que optaram por deixar o novo sistema - e com isso foram injustamente penalizados - a retornarem ao subsídio. Retorno compulsório, sem escolha. E o governo e seus deputados sequer falaram em devolver os milhões que foram apropriados do bolso dos 153 mil educadores. Eu calculei aqui entre R$ 200 milhões e R$ 300 milhões o tamanho do confisco aplicado nestes sete meses aos 153 mil educadores. Onde está este dinheiro, que estava inclusive previsto em orçamento aprovado na ALMG?

O governo e seus deputados não só não pagaram o piso na antiga carreira aos 153 mil educadores que optaram por deixar o subsídio, como obrigaram o retorno de todos a este sistema - e com isso cassaram os direitos adquiridos por todos: o direito ao piso na carreira, com as gratificações conquistadas ao longo do tempo. Claro que isso só acontece num estado onde não existe Ministério Público, nem Justiça e nem tampouco imprensa livre, pois do contrário, isso já teria se tornado um escândalo nacional. Como é que um governo e seus deputados têm a coragem de oferecer a alternativa de saída do novo sistema criado, aplicam um castigo imoral para impedir a saída deste sistema, e em seguida, após meses de redução salarial, obrigam estes educadores a voltarem para o sistema que eles optaram por deixar? Que imoralidade e ilegalidade são essas praticadas no estado de Minas Gerais, com o aval de deputados que deveriam representar a população, e com a omissão dos demais poderes, autoridades e mídia, que deveriam se manifestar contrariamente a esta prática?

Além disso, é preciso levar em conta ainda que o governo assinou um Termo de Compromisso para que a heroica greve de 112 dias fosse suspensa. Neste documento, o governo se compromete a aprimorar, com a ajuda dos deputados, os dois sistemas existentes: o subsídio e o antigo sistema de vencimento básico. A greve fora realizada para que o governo pagasse o piso na carreira, cumprindo uma lei federal. Ao invés de cumprir a lei, o governo puniu os educadores com cortes salariais contra os grevistas, redução de salário para os 153 mil educadores, e finalmente, com a decisão unilateral de destruir a carreira e o antigo sistema de vencimento básico, obrigando todos a retornarem para o subsídio.

Claro que este não é um governo democrático, assim como os deputados da sua base não têm respeito pelos direitos adquiridos pelos servidores públicos, especialmente os da Educação, que são cidadãos mineiros, e consequentemente, até que se declare formalmente a separação do estado de Minas Gerais da Federação brasileira, são também cidadãos brasileiros. Ou seja, todos estamos sujeitos ao cumprimento das normas contidas na Carta Magna e nas leis federais - e à garantia dos direitos, que aqui são rasgados e sonegados descaradamente. Com o aval de deputados; com a omissão da Procuradoria Geral da Justiça de Minas; com o silêncio de juízes e desembargadores; e com a blindagem e a censura impostas pela grande (na verdade apequenada) mídia mineira e nacional.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

94 comentários:

  1. ROGÉRIO GENTILE

    BLÁ-BLÁ - BLÁ MINEIRO

    SÃO PAULO - Já está virando regra. É só o fim de ano se aproximar que o senador mineiro Aécio Neves repete o mantra de que é necessário "refundar o PSDB".

    A primeira vez foi em 2010, logo após a eleição da presidente Dilma Rousseff. Ansioso para herdar a posição de José Serra no partido, Aécio disse que o PSDB deveria refazer e atualizar seu programa para "recuperar sua identidade".

    Como isso não ocorreu e, aparentemente, não surgiu outra ideia para tirar a sigla da letargia pós-FHC, Aécio voltou à carga às vésperas deste Natal, acrescentando apenas que o PSDB precisa "andar de cabeça erguida, discutindo as grandes questões nacionais e propondo uma nova agenda para o Brasil".

    Blá-blá-blá à parte, Aécio encerra 2011 sem ter conseguido se firmar como a principal referência da oposição no país. Teve dificuldades para se movimentar em um Senado dominado amplamente pelos aliados do governo, não apresentou nenhuma proposta de repercussão, tampouco soube se desemaranhar da briguinha partidária com Serra.

    Sem conseguir se impor politicamente, precisou dar declarações à imprensa lembrando que está à disposição do partido para disputar a próxima eleição presidencial.

    Faltando tanto tempo assim e, sobretudo por se tratar de um político mineiro, neto de Tancredo Neves, soou muito mais como se ele tivesse algum receio de ser esquecido.

    Aécio tem demonstrado confiar em um futuro racha na base do governo para viabilizar-se para 2014. Cultiva boas relações com o PSB do governador Eduardo Campos (PE) e o PSD do prefeito Gilberto Kassab (SP) por entender que, se Dilma perder parte de sua popularidade até a eleição, os partidos poderão apoiá-lo.

    Mas política não se faz apenas na base da calculadora. Se o senador não conseguir se mexer no Congresso e no PSDB, corre o risco de chegar sem fôlego à sucessão presidencial.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/17317-bla-bla-bla-mineiro.shtml

    PERA LÁ, O BLÁ BLÁ NÃO É MINEIRO COISA NENHUMA! O BLÁ BLÁ E O NHEM NHEM PERTECEM AO AÉTICO NEVER, ANASTAHITLER E SUA GANG, QUE ALIÁS ESTÃO SE ESBALDANDO COM SUCESSO DO LIVRO PRIVATARIA TUCANA! QUEREM MESMO É DESTRUIR SERRA E FHC PARA A TOMADO DO PODER!
    SERÁ QUE NÃO SE PERCEBE ISSO?: HEIN?

    ResponderExcluir
  2. CONTARDO CALLIGARIS

    A PESSOA DO ANO

    A coragem do manifestante, mesmo que a gente discorde dele, é a grande garantia da democracia

    Tradicionalmente, no fim de dezembro, a revista "Time" elege a "pessoa do ano" e lhe dedica sua capa.
    Como já sabíamos antes que a "Time" desta semana fosse publicada, a pessoa do ano de 2011 é "The Protester" -o protestador, no sentido de manifestante que contesta e protesta.

    A "Time" reconhece que há diferenças consideráveis entre as três categorias principais de protestadores do ano,(...)

    Mas a revista julga que os traços comuns a esses grupos são mais importantes que suas diferenças: nos três casos, a massa dos protestadores é composta de jovens, instruídos, de classe média, que não se identificam com partidos políticos oficiais e acreditam "que o sistema político e a economia de seu país tenham se tornado disfuncionais e corruptos -democracias de fachada, manipuladas para favorecer a ricos e poderosos".

    Há outra diferença aparente entre os grupos: como nota Kurt Andersen, os manifestantes europeus e de Wall Street se queixam da falta de democracia nos seus regimes, enquanto muitos combatentes da Primavera Árabe apontariam esses regimes como modelos desejáveis de funcionamento democrático.

    Contradição? Nem tanto. A democracia é um sistema que sobrevive à condição de que nunca paremos de lutar, ou seja, ela é sempre perfectível e se perde se a consideramos perfeita e deixamos de lutar por ela -para estabelecê-la (como os árabes) ou para aprimorá-la (como europeus e americanos), tanto faz.

    Além disso, a "Time" não escolheu um grupo: a pessoa do ano é um indivíduo, "o" protestador. Algo análogo tinha acontecido em 1956, quando os tanques da União Soviética esmagaram a resistência popular húngara. A revista elegera pessoa do ano o "Hungarian Freedom Fighter", o lutador húngaro pela liberdade. Nesse caso também, não fora honrado um grupo, mas "o" lutador, um indivíduo -anônimo, mas um indivíduo mesmo assim, como o "protester" de 2011.

    Isso não acontece apenas porque "a pessoa do ano" teria que ser necessariamente singular (uma pessoa, justamente). Há outra razão: a revista escolheu "o" indivíduo que manifesta porque (como escreveu Rick Stengel na apresentação), independentemente da razão pela qual ele protesta, pelo simples fato de protestar, essa figura "literalmente encarna a ideia de que a ação individual pode acarretar mudanças coletivas e colossais".

    Em suma, alguns dirão que a escolha do protestador como pessoa do ano de 2011 não foi certa, porque, por exemplo, o foco dos protestos é vago e seus efeitos futuros ainda incertos -eles perguntarão: "Não será cedo para dizer se esses protestos transformaram alguma coisa para melhor?".

    Mas a "Time" enxergou outra coisa: a atitude do indivíduo que protesta é a matriz de qualquer democracia. A coragem do manifestante, mesmo que, às vezes, a gente o julgue inoportuno, mesmo que discordemos de suas razões, de seus pedidos e dos meios pelos quais ele se expressa, não deixa de ser a grande garantia da democracia.

    Sempre me esforço para me lembrar disso quando sou aprisionado no meu carro por uma manifestação que paralisa o trânsito da cidade: o protestador acredita na possibilidade de seu ato mudar o mundo, e é graças a essa fé que a democracia se afirma e insiste -para todos nós.

    Enfim, ao ler as retrospectivas, 2011 parece ter sido um ano de alegrias, dores e incertezas, um ano intenso. Espero que o próximo seja, para todos nós, tão interessante quanto este, se não mais.
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrada/17292-a-pessoa-do-ano.shtml

    EM 2012 VAMOS MUITO ALÉM! NOSSOS PROTESTO VÃO TOMAR CONTA DAS MINAS GERAIS! QUEM VIVER VERÁ!

    ResponderExcluir
  3. Euler,este é o "modus operandi" do PSDB! Primeiro a propaganda fazendo lavagem cerebral,depois desvalorização do produto e por fim... vendem até sua alma.Vidi: "Privataria Tucana"

    ResponderExcluir
  4. " privataria tucana" neles... "aócio neve" engavetador de CPIs do governo "fhc"...

    ResponderExcluir
  5. VOCÊ É REALMENTE UM HOMEM ÍNTEGRO.POSSO VER EM TUDO QUE ESCREVE A SUA ALMA.GRITANDO DE REVOLTA POR TODOS NÓS.PARABÉNS.PARABÉNS.É O SINDICATO PERDEU COMPLETAMENTE A MORAL.NÃO POSSO ADMITIR OUTRA COISA A NÃO SER FALTA DE VERGONHA DESTE SINDICATO.ACHO QUE ESTÁ FALIDO ESTE INSTITUIÇÃO SINDICAL.NÃO DEVEMOS NOS ILUDIR COM PALAVRAS EMOCIONANTES DE BIA.ALGUNS FALAM DA INTEGRIDADE E HONESTIDADE DELA MAS ELA É A RESPONSÁVEL.OU SAI OU MUDA TUDO.ASSIM NÃO DÁ PARA CONTINUAR.PENSO QUE HAVERÁ MUITAS DESFILIAÇÕES.PENSO QUE DEVEMOS NOS PREPARAR PARA CONSTRUIR UMA NOVA REPRESENTAÇÃO.NÃO DÁ MAIS PARA FICAR ESPERANDO ALGO A NOSSO FAVOR VINDO DO SINDICATO.ATÉ QUANDO????? ELES NÃO TEM SENSIBILIDADE EM VER COMO PERDEMOS TANTO E NADA FIZERAM.VAMOS ESPERAR O QUÊ????ACHO QUE ESTAMOS PERDENDO NOSSO TEMPO.SOMENTE QUANDO AS DESFILIAÇÕES ACONTECEREM FARÃO ALGUMA COISA A NOSSO FAVOR E PENSO QUE COM POUCO CASO OU POUCA VONTADE .VEJA O QUE FIZERAM SEM NENHUMA COMPETÊNCIA E PERDEMOS TODAS.NÃO DÁ PARA ENTENDER TODA ESTA SITUAÇÃO.VAMOS EM FRENTE .

    ResponderExcluir
  6. Bom dia EULER
    É espantoso ver tanto ataque à legalidade e sentir-se impotente diante destes desgraçados.
    Isto é roubo meu caro.
    O governa dor e sua quadrilha são piores que os bicheiros que ganham rios de dinheiro.Eles, os anísios da vida, cumprem seu papel de escória e vivem nababescamente à custa das desgraças alheias que não raro, optam por viver nos esgotos da contravenção orbitando estes crápulas.Os governantes, e o mais safado de todos anastasia,ao contrário, foram eleitos e tem uma capa de legalidade por trás de seus mandos e desmandos,de suas práticas imorais.A rapina aos bolsos dos trabalhadores da educação constituiu-se neste ano que termina uma prática cotidiana deste maldito governador e sua quadrilha.Eu não entendo !Onde estão os órgãos responsáveis pelo cumprimento das leis? Sindicaaaaaaaato, cadê você? Beatriz tá de férias né? Pois é nós professores não teremos férias.Eu não acredito que as possibilidades de reaver nosso dinheiro surrupiado já tenham esgotado.Exijo, em nome do dinheiro que me descontam todo ano, que o sindicato se movimente.As práticas do governo já passaram ao nível de latrocínio pois ESTÁ MATANDO A AUTO ESTIMA,E O AMOR DO PROFESSOR PELA SUA ARTE E PROFISSÃO.
    MALDITOS!!!!

    ResponderExcluir
  7. Oi EULER.
    CONCORDO COM QUEM DISSE QUE NÃO DEVEMOS USAR APELIDOS PARA GOVERNANTES E SECRETÁRIOS.GOSTARIA NESTE MOMENTO DE, HUMILDEMENTE, ME DESCULPAR COM OS OFENDIDOS:SAPOS E SAPAS,DIGNÍSSIMOS REPRESENTANTES DO REINO ANIMAL QUE CUMPREM SEU PAPEL SEM CORROMPER E LANÇAR-SE SOBRE OS DIREITOS DOS DEMAIS MEMBROS DA SOCIEDADE, MIL DESCULPAS PELA OFENSA.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Euler! Parabéns pelo Blog.Seus esclarecimentos são muito bem elaborados:claros e objetivos;procurando também nos fortalecer emocionalmente diante tantas injustiças e frustrações.Pesquisando hoje no portal do servidor,constatei que já nos colocaram no subsídio de novo,porém da mesma forma que estávamos em dezembro de 2.010.A situação atual é diferente.Antes estava na biblioteca no cargo 2 .Atualmente me encontro nos dois cargos como professor regente.Também não foi considerado meu 4º quinquênio vigente desde agosto de 2.010 publicado em novembro e já destacado no contra cheque desde dezembro de 2.010.Com isso diante a tabela de posicionamento fiquei com prejuizo;percebendo claramente que não seria PEB II D e sim PEB II G. Como farei para retificar.Acompanho sistematicamente e me informo,ficando indignada com tanta incoerência.Por favor se possivel esclareça-me.
    Abraços GRAÇA (SRE Cel Fabriciano )

    ResponderExcluir
  9. A POSSE DE JADER BORRALHO ONTEM,NA SURDINA, ESCONDIDO,COM A PRESENÇA DE ALGUNS COMPARSAS,É MAIS UMA PROVA DE QUE NÃO EXISTE QUALQUER TIPO DE MORALIDADE NO MEIO POLÍTICO. PARECIAM RATOS CONFRATERNIZANDO NO ESGOTO. MINHA ESPERANÇA É QUE UM MILAGRE ACONTEÇA E O POVO QUE VOTOU NO SAFADO COMPREENDA A BURRICE QUE FIZERAM E NUNCA MAIS COMETA TAL DISPARATE.

    ResponderExcluir
  10. ‘facta potentiora sunt verbis’

    OS FATOS TÊM MAIS FORÇAS QUE AS PALAVRAS.

    Este governozinho Aécio/Anastasia, juntamente com seu principal acessor Danilo de Castro e auxiliares, ESCOLHERAM o caminho das mentiras, das falsidades, das hipocrisias, das corrupcões...como direção a seguir.

    Então, "eles" chegarão aos seus destinos:

    - UM MAR IMUNDO DE IMORALIDADES.

    E lá "eles" conviverão entre eles.

    ResponderExcluir
  11. BOM DIA EULER
    QUANDO VOCÊ ELENCA AS SANDICES DO GOVERNO FICA IMPOSSÍVEL VIVER SEM:
    -PRAGUEJAR A TODO MOMENTO CONTRA ESTA QUADRILHA;
    -SENTIR NÁUSEAS QUANDO MOSTRAM SEUS FOCINHOS NA MÍDIA;
    -RIR ÀS BANDEIRAS DESPREGADAS LENDO A CARTINHA DA SAPUDA;
    -FALAR IMPROPÉRIOS QUANDO OUVIMOS A REDEGROBO AFAGAR O PAQUIDÉRMICO E CARO EGO DO BOLÃO.

    ResponderExcluir
  12. Euler vc acredita que recebi ontem um e-mail da tal deputada Luiza Ferreira, tentando se explicar porque votou contra a educação? kkkkkkkkkkkkkkkk
    Nem respondi. Estou preparando a resposta, mas se vc permitir vou aproveitar seu texto para ilustrar!
    Como sempre, ÓTIMO!

    ResponderExcluir
  13. E a Lei100? Já saiu da nossa pauta?
    Lembrem-se que ela foi o início de tudo e parte da nossa derrota deveu-se a ela.

    ResponderExcluir
  14. O que mais me desespera e fazer o papel de boba, voltando para o vencimento básico e ainda puxando alguns colegas.
    R.I.P anastasia.Sua carreira política morreu no ano de 2011.

    ResponderExcluir
  15. ####Minha contribuição á campanha do $erra para a presidência.

    Ministério Público aponta graves irregularidades no contrato da revista Nova Escola com o governo de São Paulo

    O Ministério Público de São Paulo propôs ação civil de responsabilidade por ato de improbidade administrativa contra o Presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação, a Diretora e o Supervisor de Projetos Especiais, ambos da FDE, bem como contra a Fundação Vitor Civita. A denúncia foi feita pelo mandato do deputado Ivan Valente, em conjunto com nossos deputados estaduais, em março deste ano (leia aqui a representação). Além do cancelamento imediato do contrato, o MP pede que, caso as irregularidades sejam comprovadas e os atos praticados pelos agentes públicos julgados como improbidade administrativa, os réus da ação sejam condenados ao ressarcimento integral dos danos causados aos cofres públicos em função do contrato irregular; à perda da função pública; suspensão dos direitos políticos, de três a cinco anos; pagamento de multa e proibição de contratar com o poder público, por cinco anos.
    Leia abaixo, matéria do Observatório da Educação sobre o assunto.
    MP entra com ação civil contra FDE por caso Nova Escola


    O Ministério Público de São Paulo propôs, em 26 de maio, ação civil de responsabilidade por ato de improbidade administrativa contra o Presidente da Fundação para o Desenvolvimento da Educação, a Diretora e o Supervisor de Projetos Especiais, ambos da FDE, bem como contra a Fundação Vitor Civita.
    A Ação, que tem como fundamento possíveis irregularidades no contrato firmado sem licitação entre a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) e a Fundação Victor Civita, requer a responsabilização dos agentes públicos por condutas que podem ser caracterizadas como improbidade administrativa.
    Trata-se do desdobramento do Inquérito Civil Nº. 249/2009, que apura possíveis irregularidades na aquisição de 220 mil assinaturas da revista Nova Escola pela Secretaria de Estado da Educação de São Paulo. Em 1/10/2008, a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE) do governo estadual firmou contrato com a Editora Abril no valor de R$ 3,74 milhões, para a compra. Não houve licitação.
    A inexigibilidade da licitação foi justificada por “inviabilidade de competição”. Alega-se que o material adquirido possui especificidades e, por isso, não seria possível realizar a concorrência. Pela existência de outras publicações na área, e pela SEE não ter feito consulta ao professorado da rede, os deputados federal Ivan Valente (PSOL) e estaduais Carlos Giannazi (PSOL) e Raul Marcelo (PSOL) entraram com Representação no MPE questionando a legalidade da dispensa de licitação.
    Número estratosférico

    ResponderExcluir
  16. Professor Euler, o que incomoda demasiadamente a nós, educadores mineiros, é o silêncio das autoridades e do próprio Sindicato em torno desse surrupiamento dos nossos direitos!Quanto ao Sindicato, não queremos afirmar taxativamente que emudeceram mesmo, mas como não há um mínimo sinal de que estão agindo, leva-nos a divagar sobre a postura que ora se apresenta. Mas, somos brasileiros e não desistimos nunca, logo esperamos que em 2012 haja alguma atitude a ser tomada, porque não é possível que todos se mantenham inertes. Afinal, nesse imbrólio estão envolvidas 153.000 vidas, as quais merecem respeito!

    ResponderExcluir
  17. Acessem e naveguem:

    http://historiaspraboiacordar.wordpress.com/2011/12/28/retrospectiva-aecio-neves-2011-aecio-neves-negocia-cargos-do-governo-de-minas-em-troca-de-apoio-nas-eleicoes-de-2014/

    TEMOS QUE SER BEM INFORMADOS.

    ResponderExcluir
  18. Euler, tudo bem?
    Este texto deveria ser colocado em um jornal de grande circulação. Como já disseram anteriormente, ese governador só se abala quando atacamos a sua vaidade. Vamos nos mobilizar para arrecadar fundos para isso; como também pedir alguns dos bons deputados para nos ajudar.

    ResponderExcluir
  19. PS. Leia antes se achar que deve publicar publique.
    Bom dia Euler,
    Não lembro de ter sido comentado aqui, mas se já o fizeram reforço.
    Quando optamos pelo vencimento básico, é notório que tivemos redução no pagamento. No subsídio, todos quando lá jogados foram, tiveram 5% de aumento aprovados pela assembleia homologativa, se não esttou enganado.
    A assembleia homologativa, aprovou um aumento e que estava prevista para este ano de 2011, já que o governo contava que todos os professores ficariam neste sistema "o subsídio". Pergunta que não quer calar: "Para onde foi o dinheiro que se fez sobrar, quando optamos pelo vencimento básico? O governo não deveria prestar contas a sociededade pela redução de salário que foi aprovado no orçamento um aumento de 5% e que nem isso tivemos depois quando optamos pelo VB? Quem poderá nos ajudar."

    Outra pergunta, quando sair o nosso contra cheque de janeiro em fevereiro, seria possível entrarmos com boletim de ocorrência contra roubo salarial, pois só ai nós teríamos provas definitivas contra este governo nefasto?. Pois até agora ninguém consegue de fato expicar como ficariam nossos salários.
    Boletim de ocorrência não é feito quando somos roubados, então deveríamos sim fazer um a partir do pagamento em fevereiro, verifique por favor esta possibilidade.
    E quanto entrarmos na justiça para revermos o que é nosso por direito, ainda está de pé? Estou no aguardo para que possamos entrart de forma coletiva. Já consultei advogados que disseram que de forma coletiva é mais fácil obter resultados positivos, individualmente pode ser muito demorado. Acho que estamos esperando de mais.
    Abraços

    ResponderExcluir
  20. A REALIDADE É A NOSSA VINGANÇA!!!!


    Evasão nos cursos de Pedagogia preocupa o Mec

    O Brasil terá de correr contra o tempo para conseguir atingir a meta de zerar o déficit de professores no país em 2020. De 2005 a 2009, o país até conseguiu atrair mais alunos para os cursos de Pedagogia e formação de professor de educação básica, mas mais da metade das turmas desistiram antes do fim do curso.
    O problema, dizem os especialistas, é a falta de valorização do professor. O salário — o piso nacional é de R$ 1.187,14 — equivale em média a 60% do que ganha outro profissional do mesmo nível no mercado.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/evasao-nos-cursos-de-pedagogia-preocupa-mec-3529479#ixzz1hw4FmWV5


    Déficit de professores nas redes estaduais e municipais é de 300 mil

    O ano de 2012 começará com velhos problemas na rede pública de ensino. Estimativa da Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação aponta déficit de cerca de 300 mil professores no país — nas redes estaduais e municipais —, número que corresponde a 15% do total de educadores em salas de aula (2 milhões). Salários baixos, falta de educadores no mercado, ausência de planos de carreira e mau gerenciamento do quadro de servidores — muitos estão desviados de função — são apontados como causas da carência. Para amenizar a crise, estados e municípios recorreram a concursos e contratos temporários, e professores passaram a lecionar em áreas diferentes da sua formação.

    Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/educacao/deficit-de-professores-nas-redes-estaduais-municipais-de-300-mil-3529875#ixzz1hvtfsjej

    ResponderExcluir
  21. Anônimo das 03:55, o blá, blá, blá feito é justamente para se tirar de uma maneira sutil o foco das coisas, a própria mídia nacional está conivente com as atitudes do Aético Never, e diga-se de passagem não somente a mídia e instituições políticas nacionais como as de Minas Gerais também.

    Vamos observar as atitudes e posturas do STF e as análises que serão feitas após as enxurradas de ADIN, Mandados de Segurança, PEDIDOS DE INTERVENÇAO nos estados, dentre outros recursos jurisdicionais propostos (isto é, se os sindicatos das categorias propuserem isso) pelos sindicatos da educação de todos os estados do Brasil, principalmente o de Minas Gerais, friso PRINCIPALMENTE O DE MINAS GERAIS, pois é em Minas Gerais o nascedouro do projeto político que visa promover aquilo que as instituições políticas estabelecem que é nada mais nada menos que um NOVO PACTO FEDERATIVO para o Brasil, isto mesmo, a promoção de um novo Pacto Federativo, não é a toa que o governo de Minas tem pregado o desrespeito à Constituição de 1988, essa mesma que em noticiários tímidos de cinco anos atrás em vários jornais do Brasil, principalmente o Hoje Em Dia de Minas Gerais algumas grandes figuras políticas acenavam por uma reforma constitucional. Porém, não dava para se perceber nitidamente quais seriam suas intenções quanto a isso, mas dava para se especular quanto a retirada de direitos dos trabalhadores. Divaga-se por mídias como a internet a intenção do governo em retirar direitos como o 13º salário, férias, dentre outros, pois se alguém duvida que esses direitos podem ser retirados, ou viva o sonho dos contos da carochinha ou permaneça com as dúvidas e coloque as barbas de molho, isto é, sejam precavidos pois as cláusulas pétreas constitucionais podem ser modificadas desde que se convoque uma Assembléia Constituinte, uma PENA CAPITAL, pode ser instituída no Brasil desde que a população pleiteie a sua existência aqui no Brasil, e no caso, a violência exacerbada leva a população a fazer esse tipo de apelo, não será aí a população sendo massa de manobra para se fazer instituir uma coisa que ela realmente não queira mas que o PODER INSTITUÍDO queira fazer para atender aos seus interesses?

    Questiono com veemência o "por quê" do sindicato mineiro não estar se manifestando junto aos seus representados quanto uma postura a ser tomada quanto as ações de inconstitucionalidade ou pedido de intervenção ou até mesmo os mandados de segurança, uma vez que foram retirados direitos já adquiridos, será que o sindicato está conivente com as tramóias arquitetadas pelo PT e PSDB mineiros em que articularam sutilmente uma aliança que privilegia Aécio Neves e que desde cinco ou quatro anos atrás pretendiam que o mesmo saísse do PSDB e migrasse para o PMDB sendo esta última sigla a aliança do governo nacional? Será que a estratégia do sindicato não seria a de ganhar tempo até chegar a 2014 sem questionar veementemente o governo atual destronando-o e assim acabando com os projetos peessedebistas de se eleger Aécio, fazendo com que permanece ele e seus projetos intactos e até construindo sua imagem em redutos ainda desconhecido em 2014? A reunião às portas fechadas entre Dilma e Bia no dia da inauguração do relógio da copa não foi para refrear a manifestação dos professores, pois os interesses da COPA são maiores e mais importantes para a perspectiva de imagem do país frente aos países desenvolvidos?

    São dúvidas e muitas dúvidas que levam isso a questões que visam a consolidar uma Autocracia nos estados brasileiros, no que seria importante e bom para as oligarquias regionais que estão instaladas no Congresso brasileiro.

    A mídia mineira vem trabalhando a imagem de Aécio Neves visando a perspectiva de chegada ao Palanque Presidencial, me parece que a mídia nacional também e capitaneda pela Rede Globo, não é a toa que a ilustre pessoa não sai do Rio de Janeiro, pois Rede Globo tem representação mundial.

    ResponderExcluir
  22. Companheiro Euler,
    Muito obrigada por tudo!
    Feliz Ano Novo.Que ele seja cheio de paz, saúde e vitórias! Você merece tudo de bom, porque você
    é especial.Que Deus dê proteção a você e a sua
    família!
    Na luta pelo Piso!
    Um grande abraço e toda a minha admiração.
    Conte comigo!
    Marisa Karla.

    ResponderExcluir
  23. Concordo com o anônimo que falou sobre a Lei 100 quando diz que nossa derrota se inciou com a aceitação de tal lei. Se aceitamos tal afronta a constituição que diz como todos sabem que somente através de provas será considerado efetivo em cargo público, o que os "desgovernantes" entenderam que qualquer ato ilegal seria plenamente aceito, inclusive de sonegação do piso! E agora com a igualdade destes efetivos, ficaremos em prejuízo com as escolhas de aulas, pois como é meu caso, existe efetivado na escola com mais tempo que eu, efetiva! Parece mesquinharia, mas vejo que a partir da abertura para um ponto tantos outros foram abertos e agora dificilmente conseguiremos mudar essse cenário. Espero que este Congresso trará realmente algumas soluções para os educadores... Que em 2012 a legalidade volte a reinar em MG!

    ResponderExcluir
  24. Euler,
    bom dia!

    Estou aqui matutando e me dá uma revolta danada esta falta de açao do sindicato... e a nossa tambem. Parece ate que ficou por isto mesmo... por isso precisamos mudar tudo.Que tal abrirmos em seu blog daqueles que desejam entrar coletivamente na justiça.Assinamos e colocamos os emails... Não podemos ficar apenas nas palavras.
    Se ja existe um advogado vamos perguntar a ele qual o primeiro passo e vamos colocar em açao...
    desejo a voce um ano cheio de paz... muita força tambem para continuar ao nosso lado... voce é um ser iluminado.

    um abraço, claudia

    ResponderExcluir
  25. PERGUNTO HOJE: SOU OBRIGADO A CUMPRIR AS LEIS QUE ME IMPÕEM?

    DALBER AUGUSTO

    ResponderExcluir
  26. NÃO ADIANTA NADA COLOCAR APELIDOS E XINGAR ESSE POVO DO GOVERNO, ASSIM FICAMOS TAL E COMO ELES, E NÓS NÃO SOMOS, ANTES DE TUDO SOMOS PESSOAS CIVILIZADAS, NADA COMO UM DIA APÓS O OUTRO. O QUE É NOSSO VAI SER NOSSO, TENHAM TODOS UM EXCELENTE ANO DE 2012.

    ResponderExcluir
  27. QUE BABOSEIRA!!!!!!
    O Brasil está muito longe da Inglaterra. Imaginem comparar-nos com aquele povo educado e sabedor de seus direitos.Os parâmetros usados para colocar nossa sofrida pátria à frente dos ingleses são incapazes de retratar a realidade de um país que vilipendia a educação pois teme povo educado.Falácia !!!! Falácia:este é o nome
    de nossos governantes,loucos, ensandecidos a busca de dinheiro fácil e de arrotar poder frente os menos favorecidos.
    O SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO MORREU E ESTÁ EM AVANTAJADO ESTADO DE DECOMPOSIÇÃO. POR ISSO O CHEIRO NAUSEABUNDO QUANDO FALAM OS ZUMBIS NOS ESTADOS E NA CAPITAL FEDERAL.

    ResponderExcluir
  28. Euler,

    Posso dar uma sujestão?

    Poderíamos marcar uma consulta com um advogado de renome para que nos oriente sobre a melhor saída jurídica e quais as chances teríamos de ganhar esta causa na justiça.Nesta consulta iria você e o Marcos Guerra (se ele concordar,é lógico)

    O valor da consulta seria dividido entre nós e enviado para sua conta.

    A partir das orientações recebidas decidiríamos o que fazer.

    O que vocês acham?

    ResponderExcluir
  29. Excelente texto! Porém, um pouco repetitivo....já sabemos de tudo isso. Há 8 meses estamos ruminando essa problemática. A pergunta que fica é : O que iremos fazer, já que o sind ute está fora da jogada ??????

    ResponderExcluir
  30. Concordo e apoio plenamente o anônimo das 14:32.

    Precisamos fazer alguma ação concreta.

    Chega de discursos e reclamações.

    A hora é agora.

    ResponderExcluir
  31. : aécio neves negocia cargos do governo de minas em troca de apoio nas eleições de 2014

    Tucano de Mato Grosso ganha cargo de estatal de Minas para trabalhar no Rio


    Virginópolis

    ResponderExcluir
  32. O que frazer? Como fazer? Desobediência civil? De que forma?
    São tantas perguntas sem respostas e nós precisamos urgentemente de respostas. Precisamos urgentemente de algo que venha resgatar o ânimo em nossa alma. Como começar um ano assim tão cabisbaixos, sem apoio do sindicato que nos representa? ainda penso que o sindicato é importante na articulação de ações para a categoria. Não quero entrar no mérito de criticá-lo sem uma boa razão, mas, infelizmente, parece que nossos dirigentes sindicais estão pedindo isso. NADA, NADA, NADA publicam a respeito de nossa situação. Estamos nos sentindo órfãos. O governo deve estar achando maravilhosa essa postura do nosso sindicato. Será que "há algo podre no reino do sindicato?" Ou paramos de reclamar e aceitamos a sitação imposta pelo ditador ou partimos para ações concretas e objetivas. Palavrório não nos conduzirá a nada. Várias sugestões já foram oferecidas aqui por brilhantes colegas. Acatemos algumas e sigamos em frente.

    ResponderExcluir
  33. Já estou cansada de vir aqui e ler tantas reclamações desde julho e nada de concreto.Chega vamos as ações sem esperar sindicato.O que estamos esperando??2013 chegar???Mineiro é mesmo acomodado.Tem um sindicato inoperante e não age contra e nem a favor de nós mesmos.

    ResponderExcluir
  34. Euler,sou de Sete Lagoas e tenho uma sugestão de contactarmos com os advogados da Sarmento & Sarmento e conversarmos com eles sobre todas as situaçóes que enfrentamos durante a greve. Tenho informações de que são bem competentes.

    ResponderExcluir
  35. Texto do Paulo Moreira Leite, da revista época:

    "Quem fala de apagão de mão de obra deveria pensar no apagão das consciências.
    Eu, você e o país inteiro já cansamos de ouvir que o Brasil deve ter como prioridade a educação. A moda, agora, é lembrar que a Coréia do Sul virou um país desenvolvido porque não esqueceu dessa visão no tempo certo. Que novidade, não?

    Claro que a educação é prioridade número 1. Só acho que não vale ser tão hipócrita.

    O Globo acaba de revelar, numa bela matéria de hoje, que temos um déficit de 300 000 professores nas escolas públicas para 2012. Supondo que nossas classes sejam formadas por 30 estudantes, é só fazer as contas para concluir que teremos milhões de alunos prejudicados em seus estudos no ano que vem. Não terão a materia devida ou vão recebê-la de mestres pouco preparados.

    A razão? Salário. Os vencimentos desses professores estão abaixo da renda média do brasileiro. É isso aí.

    O cara vai para a faculdade, forma-se, resolve fazer uma atividade que todo mundo enche a boca para dizer que é MUITO IMPORTANTE mas na hora de pegar o contracheque não consegue ficar nem na média da população. A renda média do brasileiro, em agosto, era de R$ 1470 mensais. Já o salário de professores, em média, não chega a R$ 1300. É essa a prioridade — com o bolso dos outros. É humilhante para quem leciona e para quem assiste aula. Eu poderia listar uma série de atividades que oferecem uma remuneração maior. Você também. Mas não vou fazer isso porque acho desrespeitoso. É uma forma de desvalorizar o trabalho alheio.

    Mas está na cara que nossos professores ganham pouco. Quem discordar só precisa candidatar-se às 300 000 vagas existentes."

    ResponderExcluir
  36. Euler,
    Já queixamos demais.Isto gera mal estar.

    Deixei uma sujestão aqui no blog as 14:32h.
    Tem gente que já disse que concorda.

    Gostaria de saber a sua opinião e de outras pessoas que frequentam este blog

    ResponderExcluir
  37. Inimigos da Educação...
    FÁBIO CHEREM
    PSL
    Lavras, Nepomuceno, Bom Sucesso, Perdões, Ijaci, Itamonte e Várzea da Palma

    FRED COSTA
    PHS
    Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima.

    O deputado se destaca na ALMG pela obediência cega ao executivo. Não conhece os projetos de Lei nos quais vota. Procurado pelos professores afirmou que votaria no projeto que destruiria a Carreira dos Educadores porque o governo havia mandado. Não conhecia o projeto, não conhecia os dados e falava números surreais para tentar driblar os professores. Contestado os números e apresentados os dados reais o deputado envergonhou-se e pediu desculpas. Mas votou condenando a Escola Pública

    ResponderExcluir
  38. Concordo com o anônimo ,só que contra ele está agindo,silenciando se.Vamos todos nos desfiliar?Com esta postura não precisamos de sindicato!

    ResponderExcluir
  39. Euler,
    Caro colega, gosto muito de acessar e postar no seu blog, mas infelizmente está ficando cansativo, sempre que a gente entra, são só reclamações e lamentações e nada de concreto, melhor faz o sindUte, não coloca nada.
    Se temos que agir, que façamos então, em vez de ficar só nas lamentações.
    Como sei que você é muito inteligente e competente, o que pode nos propor?
    O que devemos fazer então?
    Vamos virar o disco e fazer algo de concreto, não acha?
    Att
    De alguém que a admira muito!

    ResponderExcluir
  40. Oi, Euler! Primeiro quero desejar a você e sua família um feliz 2012, repleto de realizações e principalmente que você continue liderando esta luta com seus textos, suas avaliações tão claras, políticas, históricas, conscientes, etc... Desejo também aos colegas um feliz 2012! Na atual conjuntura fica até complicado desejar feliz 2012 com as perspectivas que temos com este governo. Não devemos esperar muito. Espero que possamos traçar estratégias mais coerentes e que possam realmente nos trazer soluções para os impasses aos quais estamos vivendo. Apesar de saber da responsabilidade que o sindicato teve para com a categoria, não espero nada dele, afinal o foco agora é o congresso, a disputa pelo poder agora é mais importante. Tanto o sindicato quanto os políticos pensam a curto prazo. Esquecem que precisam de votos, e os votos precisam ser conquistados. Quando se deixa uma categoria como a nossa, com este prejuízo, com certeza na avaliação deles, o risco de perder a nossa confiança não está sendo levado em conta. Não podemos perder de vista as eleições municipais e o trabalho que devemos fazer no sentido de derrotar estes canalhas. Ainda não engoli os meses sem salário, o confisco de todos os nossos direitos. Que justiça podemos esperar ainda ? As ações impetradas vão ter algum resultado? Desculpe o meu pessimismo, mas por enquanto ainda é o que sinto. Um grande abraço a todos! Força na luta!

    ResponderExcluir
  41. Alguém sabe se ja saiu a resolução pra 2012?

    obrigada!

    ResponderExcluir
  42. estou tão indignado que nem consigo falar nada..vc falou tudo!
    pqp .....como que pode um governo desse...LADRÃO....

    ResponderExcluir
  43. A evasão não é só nos cursos de pedagogia. Tem muitas faculdades fechando por falta de alunos. História, Biologia, Geografia, Português, etc. Com esse salário de merda ninguém quer ser professor. Daqui a bem pouco tempo só teremos leigos nas escolas. E aí essa tragédia vai atingir também os parentes destes políticos fdp.

    ResponderExcluir
  44. CARTA MAGNA... Foi a CARTA que Anastasia sacou da MANGA e destruiu nossa carreira. Essa sim, está sendo acatada. Emudeceu o SINDUTE, que perdeu nosso piso no pano verde da mesa de "enrolações". (SRE- CURVELO)
    TRAIDORES DA EDUCAÇÃO: Célio Moreira e Doutor Viana.

    ResponderExcluir
  45. CARTA à SRA. PRESIDENTE DA REPÚBLICA

    Excelentíssima Sra. Presidente da República Federativa do Brasil.
    Manifesto meu total apoio ao seu esforço de modernização do nosso país. Como cidadão comum, não tenho muito mais a oferecer além do meu trabalho, mas já que o tema da moda é Reforma Tributária , percebi
    que posso definitivamente contribuir mais.
    Vou explicar:
    Na atual legislação, pago na fonte 27,5% do meu salário... Como pode ver, sou um brasileiro afortunado. Sou obrigado a concordar que é pouco dinheiro para o governo fazer tudo aquilo que promete ao cidadão em tempo de campanha eleitoral. Mesmo juntando ao valor pago por dezenas de milhões de assalariados!
    Minha sugestão é invertermos os percentuais:
    A partir do próximo mês autorizo o Governo a ficar com 72,5% do meu salário... Portanto, eu receberia mensalmente apenas 27,5% do resultado do meu Trabalho mensal.
    Funcionaria assim: Eu fico com 27,5% limpinhos, sem qualquer ônus...
    O Governo fica com 72,5% e leva as contas de:
    > -Escola; -Convênio médico ;
    > -Despesas com dentista;
    > -Remédios;
    > -Materiais escolares ;
    > -Condomínio;
    > -Água;
    > -Luz ;
    > -Telefone; -Energia;
    > -Supermercado ;
    > -Combustível; -Transporte Escolar ou Coletivo, como preferir
    > -Vestuário;
    > -Lazer ;
    > -Pedágios;
    > -Cultura;
    > -CPMF;
    > -IPVA e Licenciamento;
    > -IPTU;
    > -ISS;
    > -ICMS;
    > -IPI;
    > -PIS;
    > -COFINS ;
    > -Segurança;
    > -Previdência privada e qualquer taxa extra que por ventura seja repentinamente criada por qualquer dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

    UM ABRAçO SRA. PRESIDENTA E MUITO BOA SORTE, DO FUNDO DO MEU CORAçãO!
    Ass.: UM TRABALHADOR QUE Já NãO MAIS SABE O QUE FAZER PARA CONSEGUIR SOBREVIVER COM DIGNIDADE.
    *PS: Podemos até negociar o percentual !!!


    > Agora vejam só a farra do Congresso Nacional :

    Salário:...................................................> ........R$ 12mil;
    > Auxílio-moradia..............................................R$ 3> mil;
    > Verba para despesas "comprovadas"...............R$ 7 mil;
    > Verba para assessores.... R$ 3,8 mil;
    > Para 'trabalharem' no recesso.................. ...R$ 25,4 mil;
    > Verba de gabinete mensal...R$ 35 mil; e mais Transporte: Passagens aéreas de ida e volta a Brasília/mês;
    > Direito a "contratar" 20 servidores para seu gabinete;
    > 13º e 14º salários, no fim e no início de cada ano legislativo; e 90 dias de férias anuais e folga remunerada de 30 dias.
    > ISSO PARA CADA UM DOS 514 DEPUTADOS !!!!
    Esse dinheiro sai dos cofres públicos, ou seja, do nosso bolso !!!

    Mostre sua indignação e envie este texto a todos os seus amigos e conhecidos para que protestem junto aos deputados federais e senadores.

    ResponderExcluir
  46. ÉPOCA - Paulo Moreira Leite
    Aula de hipocrisia com salário dos professores
    15:28, 29/12/2011
    Paulo Moreira Leite

    Quem fala de apagão de mão de obra deveria pensar no apagão das consciências.
    Eu, você e o país inteiro já cansamos de ouvir que o Brasil deve ter como prioridade a educação. A moda, agora, é lembrar que a Coréia do Sul virou um país desenvolvido porque não esqueceu dessa visão no tempo certo. Que novidade, não?

    Claro que a educação é prioridade número 1. Só acho que não vale ser tão hipócrita.

    O Globo acaba de revelar, numa bela matéria de hoje, que temos um déficit de 300 000 professores nas escolas públicas para 2012. Supondo que nossas classes sejam formadas por 30 estudantes, é só fazer as contas para concluir que teremos milhões de alunos prejudicados em seus estudos no ano que vem. Não terão a materia devida ou vão recebê-la de mestres pouco preparados.

    A razão? Salário. Os vencimentos desses professores estão abaixo da renda média do brasileiro. É isso aí.

    O cara vai para a faculdade, forma-se, resolve fazer uma atividade que todo mundo enche a boca para dizer que é MUITO IMPORTANTE mas na hora de pegar o contracheque não consegue ficar nem na média da população. A renda média do brasileiro, em agosto, era de R$ 1470 mensais. Já o salário de professores, em média, não chega a R$ 1300. É essa a prioridade — com o bolso dos outros. É humilhante para quem leciona e para quem assiste aula. Eu poderia listar uma série de atividades que oferecem uma remuneração maior. Você também. Mas não vou fazer isso porque acho desrespeitoso. É uma forma de desvalorizar o trabalho alheio.

    Mas está na cara que nossos professores ganham pouco. Quem discordar só precisa candidatar-se às 300 000 vagas existentes.

    

    ResponderExcluir
  47. Olá pessoal da luta!

    Boa noite!

    Quero responder alguns comentários, de forma mais geral, sempre respeitando a todos que nos honram com sua visita e opinião.

    Não considero que escrever sobre a nossa realidade seja mera lamentação. Acho que temos o direito e o dever de expor para o mundo o que se passa conosco. E isso é uma forma muito concreta de denunciar abusos, desmandos, agressões aos nossos direitos. O silêncio não nos ajuda em nada. É preciso gritar sim, para que o mundo inteiro nos ouça: fomos roubados! Queremos o nosso piso! Queremos de volta o dinheiro que nos tiraram!

    Claro que além do grito pela Internet - e que repercute nas escolas, em casa, nas ruas - é preciso agir juridicamente. Quem está obrigado a fazer isso em nosso nome é o sindicato, que infelizmente ainda não se apresentou para cumprir o que ficou decidido nas três últimas reuniões do comando de greve.

    Outra instituição que deve acionar a justiça é o Ministério Público, tanto o estadual quanto o federal. O primeiro, nós sabemos, não o fará, pois come nas mãos do desgoverno mineiro; já o segundo, em breve será cobrado por nós, com a representação que estamos elaborando. No mais tardar até o final da primeira quinzena de janeiro espero que a representação esteja pronta.

    A própria justiça, percebendo a agressão à lei, poderia encaminhar pedido ao Ministério Público para que este abrisse inquérito e ingressasse com ação judicial. Mas, a justiça por aqui, a exemplo de outros poderes, nada vê quando se trata dos atos do desgoverno estadual.

    Não está descartada a possibilidade de reunirmos um grupo e contratarmos um advogado ou escritório para defender nossos direitos. Mas, claro que aí será uma ação limitada a este grupo de pessoas. O ideal continua sendo que cobremos da entidade que nos representa uma atitude voltada para defender os interesses de TODOS os educadores. Uma ADI, por exemplo, depende de ação de uma entidade de classe - ou do Ministério público, entre outras entidades. E mesmo uma ação civil, feita por um escritório de renome a serviço do sindicato, certamente teria mais peso do que uma ação particular - embora, como disse, não esteja descartada de todo.

    Vamos continuar discutindo e analisando as melhores possibilidades, sem deixar de cobrar do sindicato ATITUDE em defesa dos nossos interesses. Até o momento tem prevalecido, por parte da direção sindical, pouco zelo para com a real situação dos educadores de Minas.

    Exigimos:

    1) a devolução do dinheiro roubado entre julho e dezembro de 2011, mais o décimo terceiro;

    2) a anulação da lei do subsídio 1 e 2 e a implantação do piso salarial nacional na carreira, de acordo com a lei federal;

    3) a suspensão de qualquer forma de punição ou perseguição movidas a partir da nossa heroica greve de 112 dias;

    4) o estudo da possibilidade de cobrar do governo uma indenização pelos prejuízos causados por todos os atos que resultaram em perdas financeiras, desgaste emocional, e moral, tendo em vista que o governo nos agrediu publicamente de várias formas, inclusive nos chamando de desonestos - já que, segundo ele, em 2010 teríamos recebido dinheiro e não teríamos feito a reposição das aulas.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    Euler

    ResponderExcluir
  48. OI UBAENSE
    NÃO FIQUE PREOCUPADA(o)
    Minha amiga que vai assumir a direção da escola em que trabalho disse que a prioridade é do efetivo.Ela tem participado dos plantões e há resolução sobre o assunto.

    ResponderExcluir
  49. Perai quem Tá falando em texto repetitivo.
    Somos um povo de memória curta.Ouço pessoas dizendo que daquí há três meses tudo será esquecido e voltará à normalidade.Euler por favor repita.Repita todos os dias.Repita como se fosse um mantra.Eu nunca vou esquecer o que fizeram este ano e a sua ajuda tem sido ótima,pois sinto que não estou só.É preciso discutir outras possibilidades sim mas sem esquecer que nossa luta é contra um sistema viciado.Por isso é necessário repetir mil vezes.Ademais há sempre um novo leitor e quem sabe um membro para o clube dos que jamais esquecerão.

    ResponderExcluir
  50. Euler, não deixe "a peteca cair".Continue repetindo, sempre. Dependemos de você para manter viva esta chama. Só tenho medo de me cansar de esperar,mas Deus é pai e as coisas hão de se resolver mais rápido do que imaginamos.Tenho lido muito sobre a política atual e vejo com otimismo que a "casa vai cair" para Aécio e Anastasia.Sem contar que as pessoas estão se conscientizando do valor do professor.É só aguardar um pouco mais.Veja reportagem da Época.só queria saber se seus belos textos são lidos somente por nós professores ou outras pessoas também têm acesso a eles e quem? Quanto ao sindicato,não devemos pré julgar.Aguardemos,porém sem nos acomodar.Acho que devemos tomar providências,sim,mas confiemos no sindicato.Há espiões por todo lado,tem-se que estudar estratégias sem alarde.Só falta ele dizer apenas duas palavras:AGUARDE e CONFIE.Só precisamos disto.Regina.Sete Lagoas

    ResponderExcluir
  51. Uma coisa é certa, meus caros colegas, muitos dos que estão reclamando dos textos repetitivos se perguntarem a eles por que estamos lutando e o que o governo fez com nossa carreira profissional, não saberão dizer além de: O governo não quer nos pagar o piso salarial nacional e ponto. Pois há inúmeros professores que se julgam esclarecidos mas que num primeiro momento disseram ter ido para o SUBSÍDIO porque não sabiam ao certo o que estava acontecendo e como haviam ganhado uns trocados de aumento, preferiram ficar na condição que estavam e pronto, pronto quer dizer não tinham conhecimento dos fatos e por desinteresse em obter informação, acharam melhor ficar do jeito que estavam. Então, não venham com essa de que as informações são repetitivas, o problema é que existem colegas que leem, leem e não entendem o que estão lendo, aí é que está o problema. Se virem o contracheque, a partir de 20 de janeiro e nele estiver alguns trocadinhos de aumento, vão ficar felizes de novo e considerarão que é melhor pingar do que secar, depois vão se considerar esclarecidos. Como assim? Esclarecidos e contentes por aumentos de R$50,00 R$100,00, não nos façam vergonha,afinal dizem por aí que pertencemos à elite intelectual do país, mas com essa pequenez de pensamento! chega a ser uma frase de humor!
    Que 2012 traga uma avalanche de boas novas para nós e,também, bastantes reflexões para os nossos cérebros pensantes.

    ResponderExcluir
  52. Salário do professor no Brasil é o 3º pior do mundo

    É o que mostra pesquisa feita em 40 países pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) divulgada ontem, em Genebra, na Suíça. A situação dos brasileiros só não é pior do que a dos professores do Peru e da Indonésia.
    Um brasileiro em início de carreira, segundo a pesquisa, recebe em média menos de US$ 5 mil por ano para dar aulas. Isso porque o valor foi calculado incluindo os professores da rede privada de ensino, que ganham bem mais do que os professores das escolas públicas. Além disso, o valor foi estipulado antes da recente desvalorização do real diante do dólar. Hoje, esse resultado seria ainda pior, pelo menos em relação à moeda americana.

    ResponderExcluir
  53. Bom dia Prof Euler e colegas

    Temos que gritar mesmo! Vejam: OS JUÍZES GANHAM POR DIA MAIS QUE UM PROFESSOR GANHA POR MÊS!
    E ESTÃO GRITANDO! DIZEM QUE RECEBEM CARNÊ DE FOME! DÁ PRA CRER?

    ESTADÃO 29/11/2011

    Presidente da AMB nega que juízes tenham privilégios e diz que classe recebe 'carnê da fome'

    Calandra alega que magistrados recebem 'aos poucos' e diz que corregedora causa 'rebuliço'
    29 de dezembro de 2011
    Artífice da ofensiva que empareda o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e acua a corregedora nacional da toga, Eliana Calmon, o desembargador Henrique Nélson Calandra, presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), afirma que juiz não tem privilégios.

    http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,presidente-da-amb-nega-que-juizes-tenham-privilegios-e-diz-que-classe-recebe-carne-da-fome,816573,0.htm

    ResponderExcluir
  54. QUEM PODE JULGAR UM JUÍZ? NELSOM MOTA

    Quando se fala desse assunto deve-se pesar muito bem cada palavra. Basta algum juiz de qualquer lugar achar que há algo de errado, ofensivo ou calunioso nelas, e você pode ser processado. E pior, o processo vai ser julgado por um colega do ofendido. Com raras exceções, jornalistas processados por supostas ofensas a juízes são sempre condenados por seus pares.

    Sim, a maioria absoluta dos juízes é de homens e mulheres de bem, mas eu deveria consultar meu advogado antes de dizer isto: o corporativismo do Judiciário no Brasil desequilibra um dos pilares que sustentam o Estado democrático de direito. Basta ver os salários, privilégios e imunidades. A brava ministra faxineira-chefe Eliana Calmon está sob fogo cerrado da corporação por defender os poderes constitucionais do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e chamar alguns juízes de "bandidos de toga". Embora não exista melhor definição para Lalau e outros togados que aviltam a classe.

    Como um sindicato de juízes, a Ajufe está indignada porque a ministra Eliana é contra os dois meses de férias que a categoria tem por ano, quando o resto dos brasileiros tem só um (menos os parlamentares, que tem quatro). Se os juízes ficam muito estressados e precisam de dois meses "para descansar a mente, ler e estudar", de quantos meses deveriam ser as férias dos médicos? E das enfermeiras? E aí quem cuidaria das doenças dos juízes?

    "Será que a ministra diz isso para agradar a imprensa, falada e escrita? Para agradar o povão?", questiona a Ajufe. Como não é candidata a nada, as posições da ministra têm o apoio da imprensa e do público porque são éticas, republicanas e democráticas. Porque o povão e a elite julgam que são justas.

    Meu avô foi ministro do Supremo Tribunal Federal, nomeado pelo presidente JK em 1958, julgou durante quinze anos, viveu e morreu modestamente, entre pilhas de processos. Suas únicas regalias eram o apartamento funcional em Brasília e o carro oficial.

    Não sei se foi melhor ou pior juiz por isto, mas sempre foi para mim um exemplo da austeridade e da autoridade que se espera dos que decidem vidas e destinos.

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,quem-pode-julgar-o-juiz-,816699,0.htm

    ResponderExcluir
  55. RUY CASTRO

    TAMANHO E POUCA VERGONHA

    Levantamento da Folha revelou que, em 2011, os acidentes nas estradas custarão ao país R$ 15 bilhões em atendimento hospitalar, danos aos veículos e perda de produção -quando as pessoas envolvidas no acidente morrem ou ficam incapacitadas e deixam de produzir.

    Outra conta de chegar, esta feita por responsáveis pela investigação do desvio de recursos em órgãos federais, acusou neste ano um rombo de R$ 1,1 bilhão em arrecadações indébitas, contratos superfaturados e propinas. A palmatória cabe ao Ministério dos Transportes, cujo titular, Alfredo Nascimento, docemente constrangido, "demitiu-se" em julho, deixando à PF o trabalho de descobrir o paradeiro de R$ 759 milhões. Quatro outros ministérios (Agricultura, Turismo, Esporte e Trabalho) respondem pelo resto do prejuízo.

    E, na semana passada, a Polícia Civil encontrou quase R$ 4 milhões em notas de R$ 50, escondidos nos esgotos de uma casa na Barra da Tijuca, de propriedade de um parente de envolvido com o jogo do bicho. Tudo bem, R$ 4 milhões parecem troco diante dos rombos federais. Mas, por qualquer parâmetro, é muito dinheiro para ter em casa -são 80 mil notas de R$ 50 passando à margem da economia.

    Some-se a isto o dinheiro que se esconde no tráfico de drogas, contrabando, ONGs irregulares, mensalões, obras-fantasmas, "gatos" de luz, bancadas de camelôs e até na mão dos flanelinhas -e se terá uma ideia de como o Brasil produz dinheiro que rola de bolso em bolso e até gera riqueza, mas não conta para a riqueza nacional.

    Rouba-se de dia, de tarde e de noite, no atacado e no varejo, à mão armada e desarmada, e, com tudo isso, o país oficial, que presta contas, é agora a sexta economia do mundo. Quem explica? Os antigos. Eles viviam dizendo que o Brasil só tinha tamanho e pouca vergonha.

    ResponderExcluir
  56. Anônimo das 18:47,se você não possui luz própria,não tente apagar a dos outros. Suas conclusões e de quem não participa de luta alguma.Quem não tem coragem de assinar o post tem mais é que...
    GRANDE EULER CONTINUE NOS PRESENTIANDO COM SEUS TEXTOS,ELES SÃO FUNDAMENTAIS PARA O ESCLARECIMENTO E UNIDADE DA CATEGORIA.

    Abraços/José Henrique

    ResponderExcluir
  57. Olá companheiro de luta Euler,gostaria de saber se você tem alguma informação quanto ao ano de 2012 em relação a nós designados?Já que até hoje não saiu a resolução,e mais uma vez esse governadorzinho deixa professores,pais de familais sem saber como se iniciará o proximo ano.Na certeza de dua atenção agradeços e lhe desejo um próspero ano ano!!!Eduardo

    ResponderExcluir
  58. Alguém sabe quando receberemos o prêmio de produtividade? achei que fosse hoje...

    mas fui ao banco e never...

    ResponderExcluir
  59. O prêmio será no final de janeiro e depois final de fevereiro . Beijos e coragem.

    ResponderExcluir
  60. ADOREI ESSE COMENTÁRIO QUE VOU COLAR ABAIXO E ASSINO EMBAIXO! FALOU TUDO COMPANHEIRO PORQUE NOSSOS COLEGAS TEM MESMO MEMÓRIA CURTA!


    Perai quem Tá falando em texto repetitivo.
    Somos um povo de memória curta.Ouço pessoas dizendo que daquí há três meses tudo será esquecido e voltará à normalidade.Euler por favor repita.Repita todos os dias.Repita como se fosse um mantra.Eu nunca vou esquecer o que fizeram este ano e a sua ajuda tem sido ótima,pois sinto que não estou só.É preciso discutir outras possibilidades sim mas sem esquecer que nossa luta é contra um sistema viciado.Por isso é necessário repetir mil vezes.Ademais há sempre um novo leitor e quem sabe um membro para o clube dos que jamais esquecerão.


    COMENTÁRIO COPIADO E COLADO POR:

    MARLI DE G.V

    ResponderExcluir
  61. ASSIM FUNCIONA O BRASIL...

    A vida como ela é......
    Neste momento da vida nacional, a piada que corre a grande rede parece totalmente baseada em fatos reais.
    Um prefeito queria construir uma ponte e chamou três empreteiros:um japonês,um americano,e um brasileiro.
    -Faço por US$ 3 milhões-disse o japonês-Um pela mão de obra,um pelo material e um para o meu lucro.
    -Faço por US$ 6 milhões-propôs o americano-Dois pela mão de obra, dois pelo material e dois para mim.... Mas o serviço é de primeira!
    -Faço por US$ 9 milhões -disse o brasileiro.
    -Nove paus?- espantou-se o prefeito.
    -Três para mim,três para você,e três para o japonês fazer a obra.
    -Negócio fechado!-respondeu o prefeito.

    É TRISTE MAS É A REALIDADE.

    ResponderExcluir
  62. Que o ano que se inicia seja de muita força para todos nós.
    Sofremos muito, mas os carrascos da educação não conseguiram nos tirar a integridade e a coragem.
    Que venha 2012! O presente deles está guardado.
    Divulgarei de porta em porta o nome daqueles que não nos ajudaram.
    Continuaremos na luta. Professor de verdade, mineiro não abandona seus ideais.
    Peçamos a Deus fortaleza para vencer a batalha.
    Muita força para você, Euler!Você será lembrado em minhas orações!
    Obrigado por você existir!

    ResponderExcluir
  63. Desempregados receberão mais que os professores de Minas Gerais.

    Salário-desemprego aumenta 14% e sobe para até R$ 1.163,76

    ResponderExcluir
  64. A designação de 2012 será de acordo com a listagem de 2011.


    Cristina.

    ResponderExcluir
  65. OLÁ EULER E COMPANHEIROS(AS), BOA TARDE.
    VENHO DESEJAR A TODOS UM FELIZ E PRÓSPERO 2012.
    DESEJO UM ANO DE VITORIAS PARA TODOS, MUITAS CONQUISTAS E FÉ. QUE DEUS ILUMINE A TODOS.

    OBS. NÃO VIVA DE PASSADO, PARA QUE POSSAMOS CURTIR O PRESENTE E PLANEJAR MELHOR O FUTUO. TEMOS QUE ENTERRAR O DESGOVERNADOR, SUA EQUIPE E ESSES 51 DEPUTADOS.

    UM FORTE ABRAÇO A TODOS.

    ResponderExcluir
  66. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE.
    Boa tarde amigo Marechal Euler NDG/NDE.

    Amigo, não adianta, você é o cara.

    CONQUISTOU UM ESPAÇO DIGNO DE POUCAS CELEBRIDADES.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  67. Amigos, feliz Ano Novo... e será de muita luta, uma vez que o sexto maior país do mundo que é o nosso Brasil não sobra dinheiro pra pagar salário descente aos professores! O Brasil bateu o PIB da Inglaterra, mas optou pelo futebol e não pela Educação.
    Que tal a gente incluir mas três nomes na lista dos Inimigos da Educação?
    O Sind-UNÚTIL
    A CNTE
    #PrivatariaTucana
    http://www.megaupload.com/?d=HDBVXBQ7
    Amigo Euler, nós fomos vendidos novamente.

    ResponderExcluir
  68. Olá meu querido amigo Euler!Quero agradecer por tudo que fez por nossa classe em 2011 e acredito que fará em 2012!Sempre disse que você é o cara!Feliz Ano Novo!Que em 2012 tudo seja diferente,em nossa carreira e em nossa vida pessoal!Amamos você!

    ResponderExcluir
  69. Olá Camarada Euler!
    QUE VOCÊ TENHA UM ANO NOVO COM TODAS AS LUZES!
    VOCÊ MERECE!

    Quanto a ser repetitivo, vamos fazer uma divulgação mais ampla.
    Continue repetitivo e nós deveremos estar encaminhando esse endereço ao maior número possivel de internautas.
    TENHO CERTEZA QUE, ATRAVÉS DE VOCÊ, O MUNDO CONHECERÁ NOSSA REALIDADE!
    A TODOS OS VISITANTES DESSE BLOG, SAÚDE E PAZ!
    TENHAMOS ESPERANÇA E FÉ!
    dalberaugusto@hotmail.com
    DALBER
    VIRGINÓPOLIS

    ResponderExcluir
  70. Olá pessoal!

    Vamos devagar com as criticas...

    Para mim, têm membros do SINDINÚTIL e Governo vindo aqui postar discórdia. O site do sindicato, bem como o da Bia estão sonâmbulos. E o Euler? Fazendo o que a direção sonífera deveria fazer: fortalecet a categoria.

    PARABÉNS Euler por dispensar algumas horas do dia para sacudir o professorado. Você e essa massa trabalhadora que utiliza esse espaço merecem mais respeito.

    Os efetivos como eu não precisam ficar preocupados. Ninguém é dono de cargo público, apenas preenchemos "Cargo público". Estamos assegurados por Lei porque há uma diferença considerável entre "Cargo Público" e "Função Pública". Segundo Maria Silva Zanela di Pietro, Professora da USP, função pública é um conjunto de atribuições que não se refere nem a cargo público, nem a emprego público. Não há, portanto, como equiparar efetivado e efetivo. Aliás, onde os efetivados se encaixam?

    Efetivo é ocupante de cargo posto em concurso, a saber: aprovação em concurso, nomeação, posse, exercício e, finalmente, estabilidade após 3(três anos) de estágio probatório. E ainda, o efetivo só pode ser exonerado se sofrer um processo administrativo ou receber uma nota de avaliação insatisfatória. Quanto ao "efetivado" é de livre nomeação e exoneração do cargo pelo executivo. A Lei 100 fere a constituição (ler art.37 até 42 da CF)e aguarda a boa vontade de algum membro do MP ressucitar a ADI. A prioridade é do efetivo!

    Por fim, o SINDINÚTIL deveria ter esperniado com a canetada arquitetada pelo adiposo e sua equipe, mas, preferiu o silêncio porque muitos dos seus diretores foram privilegiados. E hoje? Bom, hoje virou essa casa da mãe Joana. É uma promiscuidade total. Engenheiro, advogado, jornalista, adminstrador, contador, fonaudiólogo e outros mais exercendo o magistério sem a menor preocupação com o indivíduo e o pior, a troco de uma viagem ou carro do ano. E os designados que passaram 4 anos no assento de uma universidade? Lei 100 não é direito é privilégio.

    Além de articularmos uma ação, é preciso também arrumar nosso quintal. Caso contrário as próximas greves terão cada vez um número menor de participantes. Em 2010 cantei a pedra no pátío da ALMG durante aquela votação tumultuada para pôr fim a greve. Fui execrado e quase linchado no pátio da ALMG ao votar pela continuação e dizer que a paralisação não era estratégia porque em 2011 não haveria adesão maciça caso a categoria optasse pela greve. O resultado todos viram: foi um peleguismo, e anelídeo fura-greve em muitos municípios. Até parabéns do Governo essa turma recebeu.

    Não podemos fugir dos problemas. O NDG precisa ser uma alternativa aos descaminhos desse sindicato que vive de beijos e abraços com o executivo e dá as costas no momento que mais precisamos. Ligaram o botão do fod?²@ para nós e só se preocupam com Encontro em Araxá que já nasce morto. Não contem comigo para greve em 2012. Tens prestígio Comte Euler! Continuemos firmes na luta!

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  71. CONCORDO COM O ANÔNIMO DAS 07H32.É isso mesmo ,tem professor alheio a tudo que está acontecendo,parece que entende tudo,mas na verdade
    não se informa de nada.Vive caçando informação aqui e ali,mas não lê,NÃO CONHECE seus direitos,nem seus deveres...SE CONFORMA com qualquer trocado,e segue reclamando...
    Além do roubo do nosso salário,há outras questões que deveríamos estar atentos:será que o administrativo das escolas cumprem rigorosamente
    o horário,o período de férias,os recessos a que tem direito ou deveres?
    Os professores tem seus horários afixados para toda comunidade,seu período de férias agendado,enfim,tem um calendário a seguir.
    A pergunta que não pode calar:por que o pessoal do administrativo não divulga seu calendário?
    Por que as sres não cobram? Será que não cumprem também?
    Claro que não podemos generalizar,mas tem escola com pessoal demais sem fazer nada,não me refiro a pessoas em desvio de função,afastamento da regência,e sim a pessoas se esbarrando nas secretarias,na supervisão,na vice-direção...
    Sinceramente,tenho muitos anos de serviço e nunca vi tanta gente fora da sala e acredito que
    quem carrega a escola nas costas é somente o professor.
    Desculpe-me as exceções,mas basta dar uma boa olhada crítica na realidade das escolas mineiras.SOBRETUDO no SUL das MG.
    PS.é muito difícil cobrar estas coisas em escolas pequenas,em cidades pequenas,pois há severas perseguições...

    ResponderExcluir
  72. TEM UMA PERGUNTA QUE NÃO QUER CALAR... jÁ A FIZ POR MAIS DE UMA VEZ E VI QUE OUTRO ANÔNIMO TAMBÉM O FEZ. é A ÚLTIMA VEZ QUE A FAÇO...`
    Para o ano de 2012 já vigorará o 1/3 extra-classe, ou seja o cargo será de 16 aulas?
    Obrigada.
    Espero que vc possa me responder.

    ResponderExcluir
  73. Euler e colegas,

    Vamos desejar um "FELIZ 2012!" para o pessoal do Sind UTE.

    Eles esqueceram de nós.

    ...Mas nós não esquecemos deles.

    ResponderExcluir
  74. QUE EM 2012 TODOS OS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO MORRAM.

    L I T E R A L M E N T E.

    ResponderExcluir
  75. Euler obrigada por tudo que fêz pelos professores sempre encorajando nos com seus comentários e até perdendo horas de sono para fazer isso!FELIZ 2012 PARA VC E SUA FAMÍLIA!É CLARO QUE EM 2012 "VAI TER VIRADA VAI TER VIRADA!"
    NÓS CONQUISTAREMOS TUDO QUE O DEVORADOR NOS ROUBOU EM NOME DO TODO PODEROSO QUE É JESUS QUE NUNCA NOS ABANDONA! ABRAÇÃO AMIGO E DURMA O SONO DOS JUSTOS E AGUARDE QUE A VITÓRIA SERÁ NOSSA!

    ResponderExcluir
  76. Euler,que suas esperanças se tornem realidade dentro deste mundo cruel e desumano!Que suas palavras sirvam de lição para cada professor dessa Minas Gerais!Que saibamos enfrentar novas lutas que surgirão com dignidade !Que cada pedra em nosso caminho se transforme em vitória para que juntos possamos comemorar mesmo distantes!E com certeza estaremos com você em nossos pensamentos!Você com sua sabedoria conquistou a todos nós!Amamos você!feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  77. Por enquanto não conseguimos o piso,mais tivemos o prazer de conhecê lo e isso foi maravilhoso!Feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  78. Que em 2012 renasçam muitos Euler em nossos corações para que possamos mudar essa Minas Gerais!Em 2011 você fez o que o sindicato teria que fazer e não fez, obrigado por tudo!Você foi e será nossa estrela guia!Agradeço a Deus por você existir!feliz Ano Novo!

    ResponderExcluir
  79. Euler companheiro,te agradeço de coração por estar doando seus momentos a essa categoria abandonada por seu sindicato.Você pode não acreditar, mas QUEM ESTÁ NOS REPRESENTANDO NESSE MOMENTO É VOCÊ! E dou o maior valor do mundo a isto,pois se não fosse a sua pessoa,já teríamos desistido! Muito Obrigada Companheiro por essa doação e de coração,te peço,continue com a gente para saborearmos a nossa vitória e oferecê-la a quem a todo momento está conosco, compartilhando um espaço sábio, inteligente e honesto: VOCÊ.
    Muitas felicidades, Paz,saúde, a você e toda sua família, neste novo ano que se inicia!
    A luta vai continuar e estaremos firmes e fortes em 2012. Abraços.

    ResponderExcluir
  80. Pessoal,vi umas críticas ao setor administrativo das escolas e vou responder algumas: sou secretária e professora.O engraçado disso tudo é que,ao contrário do que alguns estão dizendo,pelo menos na minha região,o que acontece é que temos que cumprir o calendário letivo do professor,até aos sábados (festas,comemorações e etc.)e na hora da folga,nós não temos.Na semana do professor, por ex.sempre trabalhamos normalmente.A SRE/JF solicita até o nosso horário.Ora,temos que trabalhar de 2ª a 6ª,sábado não está na legislação e se é letivo,somos obrigados a trabalhar,e como fica? Por acaso já notaram isto??? Sei que deve ter exceções,mas não generalizem, por favor,pois aqui isto não acontece. Em matéria de jeitinho,horário e tudo mais, nos sabemos que existem aqueles que, mesmo sendo professor, conseguem se safar e se saírem bem.Desculpem, mas me vi no direito de defender aqueles que, muitas vezes quando o professor sai cedo,ficam tomando conta de alunos que os pais não puderam buscar fora do horário.Por isso quero que antes de criticarem,pensem que todos nós somos profissionais da Educação e temos que SOMAR NESTA LUTA E NÃO DIVIDIR,como alguns querem fazer! Feliz Ano Novo a todos!!!!

    ResponderExcluir
  81. Olá, pessoal da luta!

    Boa noite!

    Concordo com a nossa combativa colega TINA em relação aos colegas da área administrativa. Não podemos generalizar nas nossas críticas e devemos fazer um grande esforço para construir a nossa unidade. Se é verdade que existem exemplos negativos de direções que perseguiram os colegas, existem também os exemplos positivos, de muitos diretores ou secretárias de escola que apoiaram e apoiam o nosso movimento, pois somos todos educadores.

    Vamos nos mirar nos bons exemplos e exigir respeito aos profissionais da Educação. Que o governo cumpra a lei e devolva o que nos tirou, pague o nosso piso na carreira e respeite a legislação educacional vigente no país.

    Um forte abraço a todos os que nos honram com sua visita a este espaço que se tornou uma trincheira coletiva de resistência e de luta contra os de cima e seus governos que tentam nos massacrar. Não conseguirão!

    ResponderExcluir
  82. EULER E TODOS CORAJOSOS QUE PASSAM POR ESTA PÁGINAS, ECLESIASTES 6 VERSO 8 DA NOSSA PRECIOSA BÍBLIA SAGRADA NOSSA "BÚSSOLA FIEL" DIZ: "MELHOR É O FIM DE UMA COISA DO QUE O PRINCÍPIO;..."

    FELIZ 2012 PARA TODOS!

    N.D.G DE GOVERNADOR VALADARES

    ResponderExcluir
  83. Amém para Eclesiaste 6.8 - Melhor é o fim de uma coisa do que o princípio;... ! Que venha 2012 com JESUS e que possamos de fato tomar posse da nossa benção, da nossa vitória, do nosso direito. DEUS julgará nossa causa.
    Abraços a todos e um feliz ano novo.
    Ricardo / Goval

    ResponderExcluir
  84. E enquanto isso...
    O cara de pau do "bonifácil" mourão,firme nos
    outdoors,em Valadares,ladeado pelo anastasia...
    Educadores de Valadares,unamo-nos:vamos varrer
    esses sujeitos da cena política.

    ResponderExcluir
  85. Euler e amigos de greve,
    Deus os abençoe com muita saúde e paz que
    os justos merecem.Nunca estaremos sozinhos!
    Deus nos une e este "Bloguíssimo" do Euler(e
    nosso,rsrsrs)é este instrumento de união.
    Beijos carinhosos.
    Euler,obrigada por tudo,camarada!!!
    Helena Thaereh

    ResponderExcluir
  86. Amado companheiro Euler,

    Feliz 2012! "Se isso for possível, depois de sermos roubados descaradamente em nossos salários e em nossos direitos pela quadrilha chefiada por satãnazia, auxiliado pelas duas secretárias demoníacas e os 51 lambebotas do governo, observados inertemente pelo sindinútil".
    Mesmo assim não desistiremos, a luta continua!!!
    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  87. Urge a necessidade de nos rebelarmos. A dor da chibata é desgastante, mas vcabe a nós contribuir para que ela enfraqueça e que seja de vez por todas varridas do mapa. Já é chegada a hora, todos tem medo, do tão temido capitão do mato, do senhor feudal e até mesmos das sinhazinhas. Não é nossa culpa, vivemos da contravenção, mas isso não é desculpa pela má distribuição. Até quando esperar? Até me ajoelhar, esperando ajuda do menino Deus. Se a justiça não olha pras favelas, caldeirão deve explodir. Basta! Não bastasse tudo isso, ainda me reposicionaram errado. Chega! Vamos pra ruas.

    ResponderExcluir
  88. Caro Euler,

    Gostaria de agradecer-lhe imensamente pelos seus posts aqui.

    Pois foram eles que eu enviei durante os 112 dias da nossa heróica greve para todos os meus contatos.

    Quando às vezes deixo de enviá-los por falta de tempo, os amigos me cobram e muitos descobriram o seu blog por meio dos emails que eu os enviei.

    Como professor de Português, eu não considero os seus textos repetitivos, pelo contrário, eles possuem uma formidável sequência lógica que eu jamais daria conta de produzir.

    Por isso, amigo, agradecemos o seu empenho em nos mantermos informados, pois você poderia estar usando o seu tempo para outras coisas.

    Gostaria de desejar-lhe um feliz ano novo, e também a todos os companheiros que aqui postam informações preciosas que nos ajudam a mantermos informados.

    Que Jesus nos cubra a todos com o seu imenso amor e não nos deixe esmorecer diante das lutas por dias melhores.

    Um forte abraço a todos!

    Valdinei/Uberlândia

    ResponderExcluir
  89. Oi Euller,

    Passando para desejar a todos um 2012 cheio de energia, cheio da presença de DEUS.Abraço a todos e um especial a você que se doa diariamente neste espaço com as suas e nossas impertinências.
    DEUS providencia a nossa vitória a cada dia e conta com você nesta empreitada.
    FELIZ ANO NOVOOOOOOOOOOOO!!!

    ResponderExcluir
  90. Estou furiosa, amarga, azeda, ácida e sem grana.

    Ponei maldito!

    ResponderExcluir
  91. Carlos José - Nova Lima1 de janeiro de 2012 11:37

    "... muito dinheiro no bolso; saúde prá dar e vender"... Quando os professores mineiros realizarão este sonho, se MG está falida?

    A dívida impagável de Minas Gerais colocou os secretários de Estado responsáveis pelas pastas de investimentos em uma situação inusitada. Com a entrada do ano eleitoral, quando são ainda maiores as demandas, eles precisam enfrentar pressões de prefeituras por recursos enquanto administram um corte de pelo menos 30% em suas rubricas, num Estado às voltas com a renegociação de uma dívida com a União em torno de R$ 60 bilhões. Do outro lado do balcão, deputados licenciados que antes faziam o papel de cobrar verbas para suas bases, precisam – agora como titulares das pastas – administrar insatisfações.

    Perfil da dívida

    A principal dívida do governo mineiro é com a União. Soma quase R$ 60 bilhões e é considerada impagável. Os valores são reajustados pelo Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) mais uma taxa de juros de 7,5%. O indexador tem ultrapassado largamente a inflação adotada pelo governo, o Índice Geral de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Além de Minas, vários Estados negociam uma maneira equilibrada de quitar o débito. A segunda maior dívida do estado, com a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), avaliada em R$ 5,43 bilhões, será quitada com três empréstimos contraídos pelo governo. O projeto é pagar a dívida, que se abatida antes do prazo acordado (2035) terá um desconto de 35% (R$ 1,9 bilhão), totalizando R$ 3,45 bilhões.
    Parte desta dívida está sendo quitada com os salários dos professores. A luta continua...

    ResponderExcluir
  92. Boa tarde, amigo EULER
    Desejo-lhe um ANO NOVO cheio de paz, saúde e prosperidade.
    Deixo aqui duas reclamações e indignação:
    a- SINDUTE: verdadeiro fracasso e decepção.
    b- DEPUTADO BOSCO, inimigo da Educação, vergonha de ARAXÁ.
    SAMANTA

    ResponderExcluir
  93. Boa noite,amigo EULER
    Perdi o sono e navegando até agora lembrei-me de consultar o contra-cheque de dezembro.Agora é que não durmo mesmo.Acredita que está menos 200,00 reais q dezembro de 2010;quando estava em um cargo na biblioteca.E atualmente estou com os dois cargos em sala de aula.é muita sujeira.Já tive stresse devido a estas injustiças e dezembro tomei até remédio p depressão.Não suporto injustiça;prego muito integridade para os alunos,valores,diante de tamanha desonestidade;tenho até medo.Se esse homem passar na minha frente cometo uma loucura,acelero e passo por cima.Justa causa.Tenho mesmo que aposentar em um cargo e fazer direito,p defender minha dignidade. Não aguento mais. MARY 9ª SRE Cel Fabriciano

    ResponderExcluir