segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Em nome da unidade, para enfrentar os sistemáticos ataques do governo contra os educadores e à educação em Minas


Quer saber quanto você receberia caso o governo não burlasse a Lei do Piso? Clique aqui e copie o simulador de vencimento básico e gratificações para o cargo de professor (mas pode ser usado pelas outras carreiras, alterando os dados), que foi produzido pela nossa combativa colega Priscila.



Em nome da unidade, para enfrentar os sistemáticos ataques do governo contra os educadores e à educação em Minas


Aos colegas educadores de Minas Gerais:

Quero dedicar este post a todos os educadores da rede estadual de ensino de Minas Gerais, aí incluídos os colegas aposentados. Sabemos que existem muitas diferenças funcionais no seio da categoria, todas elas construídas deliberadamente pelo governo para nos dividir. Estas diferenças, embora sejam relevantes, tornam-se menores diante do desafio que está colocado a todos os profissionais da Educação de Minas Gerais. Estamos diante de um projeto político de governo que está determinado a destruir a nossa carreira e a Educação pública no estado.

Nos últimos meses, temos demonstrado aqui no blog, de forma fundamentada, o quanto a categoria dos educadores perdeu e continua perdendo em consequência deste destruidor projeto neoliberal arquitetado pelo grupo que detém o poder em Minas Gerais. Uma parcela da categoria sofreu, em 2003, cortes de conquistas históricas, como quinquênios e biênios; tivemos o período de férias-prêmio reduzido para dois meses - assim mesmo a depender de percentuais em cada escola; fomos submetidos a uma política de choque de confisco, que fez com os nossos salários ficassem praticamente estagnados - apesar da propaganda oficial do governo dizer o contrário. E finalmente, quando estávamos prestes a conquistar um piso salarial nacional, que iniciaria um processo de valorização do nosso vencimento básico, e com isso abriria novos horizontes para as carreiras da Educação pública em Minas, o governo tratou de solapar e sonegar este direito assegurado em lei. Ao criar o subsídio, que representou um brutal confisco salarial no nosso bolso, todos nós, educadores, saímos perdendo.

Até nesse momento o governo tudo fez para dividir a categoria. Primeiro, impôs o subsídio, mas facultou a saída deste sistema para quem o desejasse. Com a decisão do STF, em abril de 2011, de que o piso é vencimento básico, salário inicial, era certo que abandonar o subsídio seria o melhor a fazer, pois este sistema representa a soma total de salário, além de reduzir os índices de promoção e progressão da nossa carreira. Mas, para chantagear e impedir que muitos colegas deixassem o subsídio, o governo praticou a imoral redução salarial na remuneração dos 153 mil educadores que optaram pelo antigo sistema de vencimento básico. E depois obrigou a todos a voltarem para o subsídio, através do substitutivo AI-5.

É importante destacar aqui que com estes atos, o governo agrediu a todos os educadores, inclusive aos que permaneceram no subsídio, pois também estes colegas tiveram seu direito ao piso salarial sonegado. Qualquer comparação feita entre o subsídio ou o chamado novo modelo unificado (que é a mesma coisa do subsídio), e o piso salarial nacional a que temos direito, se fosse implantado corretamente no vencimento básico com as tabelas vigentes até então, mostrará claramente que todos, sem exceção, perderam com as alterações nas regras do jogo feitas pelo governo. Aliás, o governo não mexeria no sistema então vigente se fosse para nos beneficiar, não é mesmo? No mínimo, se tivesse essa boa intenção, ele primeiro pagaria o piso corretamente nas carreiras e somente depois ofereceria outro sistema, demonstrando que este seria mais vantajoso. Então, que fique claro para todos: o governo nos prejudicou coletiva e individualmente. A todos nós, sem exceção.

O castigo agora aplicado aos colegas que fizeram greve - entre os quais eu me incluo com muito orgulho - deve ser visto por toda a categoria como um ataque a todos, porque ele nos roubou um direito assegurado por lei. Direito este - ao piso salarial, e ao sonho de uma carreira mais digna - que pertence a todos. Todos nós fomos prejudicados com este ataque realizado pelo governo. E é bom que se diga, o governo continua apostando na nossa divisão, quando, cinicamente, agradece a uma parcela da categoria, enquanto castiga a outra parcela. Na prática, o que ele faz é tirar de todos - e um pouco mais de uma parcela - enquanto tenta nos jogar uns contra os outros. A tática do terror, combinada com a divisão e a propaganda paga para mostrar realidades que não existem continua forte por parte do governo. Mas, nós, educadores, não temos o direito de cair nesse jogo.

Estamos todos no mesmo barco. Todos nós tivemos as nossas carreiras destruídas por uma mudança de regras que só aconteceu com os educadores. Enquanto a polícia militar, por exemplo, teve reajuste de 100% no seu vencimento básico, que passará para R$ 4.000,00 para um profissional com curso médio, até 2015, nós, educadores, com curso superior, receberemos dois salários mínimos de remuneração total, situação que será mantida até 2015. Deixamos claro, novamente, que nada temos contra a remuneração do pessoal da segurança pública - e achamos, inclusive, que eles merecem um salário ainda melhor, pelos relevantes serviços que prestam - à exceção da repressão feita contra os movimentos sociais. Citamos este exemplo apenas para mostrar como a Educação e os educadores foram novamente escolhidos nesta terceira gestão do atual governo como o principal alvo de confisco, arrocho, cortes e ataques de toda natureza.

Este, provavelmente, será o natal mais sofrido para milhares de educadores que tiveram a coragem de lutar durante 112 dias de uma heroica e inesquecível greve. Não queremos aqui acusar aos que não participaram da greve. Certamente, a realidade teria sido diferente se um número maior de educadores tivesse aderido ao movimento, juntamente com uma expressiva parcela da comunidade. Acredito que a maioria que não participou teve razões pessoais ligadas à situação de miserabilidade a que o governo de Minas submeteu a toda a categoria nos últimos anos, e quer mantê-la assim, morrendo à míngua, e tratada no chicote, com rédeas curtas.

Não é à toa que o governo escalou, para dar continuidade à gestão anterior, a um time que faria inveja aos carcereiros dos campos de concentração nazistas, pois ali o totalitarismo reinava sem disfarce. Na democracia de fachada que vivemos no Brasil, e mais especificamente em Minas Gerais, a tropa de choque do governo (não me refiro aqui aos policiais militares) age na calada da noite, ameaçando, praticando cortes nos salários de colegas que já não têm salário há meses; orientando diretores de superintendências e de escolas a manterem rigorosa vigilância e pressão, com claro teor punitivo, sobre uma categoria adoecida, empobrecida e desmotivada.

O sucateamento da Educação pública e da nossa carreira é parte pensada, arquitetada por mentes diabólicas, que nenhum compromisso têm com o serviço público e com as camadas mais pobres da população, que dependem diretamente de uma Educação pública de qualidade, da saúde pública, da segurança, etc. O projeto do governo é reduzir de tal modo o peso econômico e a importância da Educação, que esta se torne praticamente um mero espaço para tomar conta de crianças de baixa renda, realizando apenas alguns poucos projetos chamados de "excelência", para exibir na mídia como troféus. Não há interesse na construção de um ensino público de qualidade para todos. Como o governo demonstrou durante a nossa greve, qualquer um, na concepção do governo, pode se investir da condição de professor. Basta aparecer no dia da contratação de novos servidores. Não precisa ter diploma de licenciatura. E isso, certamente, ameaça a todos os educadores, sejam eles efetivos, efetivados, ou designados; aposentados ou na ativa; estejam eles num ou noutro sistema remuneratório - embora agora estejamos todos no mesmo sistema, de forma compulsória. Ao desvalorizar a carreira dos professores, todos estamos perdendo com isso.

As consequências dessa política de destruição das carreiras dos servidores que têm carreira, têm sido a desmotivação dos que estão na rede pública, e ao mesmo tempo, têm afastado aqueles que por ventura, em algum momento, pensaram em ingressar no magistério. Nenhum estudante desejará cursar uma licenciatura plena para receber até dois salários mínimos como remuneração total - tal como acontece hoje em Minas Gerais, estado que, segundo o governo, cresce mais do que a China.

E aqui observamos que a desvalorização dos educadores não se deve à falta de dinheiro em caixa, ou ao chamado limite de responsabilidade fiscal, ou mesmo à crise internacional, como costumeiramente argumenta o governo, sempre quando o assunto é a dramática realidade salarial dos servidores públicos, especialmente dos trabalhadores da Educação. Estes argumentos não são usados quando o assunto é a contratação de centenas de pessoas para cargos em comissão; ou quando se trata de construir obras faraônicas em benefício de empreiteiras, que depois financiam as campanhas eleitorais dos grupos no poder; ou dos enormes gastos com a grande mídia, para tentar jogar a população contra os educadores; ou quando se trata de gastar dinheiro com estradas ou com a reforma e construção de estádios de futebol; ou mesmo quando se trata de dar aumentos salariais e benesses para os ocupantes da alta cúpula dos três poderes. Esta crise só existe para os educadores e demais servidores de baixa renda.

Mesmo tendo sido aprovado um piso salarial nacional que nos favorece e aponta todos os meios para a sua completa aplicação, ainda assim o governo de Minas teve a coragem de nos sonegar este direito. Ante ao argumento da crise e da falta de recursos, poderia pedir ajuda federal, bastando para isso demonstrar em planilha de custos a incapacidade do estado de pagar o piso. Mas, parece que o governo não consegue provar que gasta corretamente os recursos da Educação, e por isso preferiu destruir o nosso plano de carreira e burlar a Lei do Piso.

Diante de todos estes ataques do governo contra os educadores, nós não temos o direito de nos calar e de nos desunir, pois é nisso que o governo aposta. Temos a obrigação moral, e de sobrevivência até, de construir a nossa unidade para lutar contra o governo. Agora que estamos juntos no mesmo sistema, eis a oportunidade para construirmos uma proposta comum de luta e de reivindicações, que passa pela recuperação da nossa carreira, pelo resgate do nosso piso roubado, e pela devolução daquilo que foi tirado dos colegas educadores em 2011. Trata-se de um programa enxuto, ao qual outros pontos específicos podem ser incorporados, mas que devem unir a categoria para o combate comum, a resistência comum e uma estratégia comum em defesa do piso nas carreiras e da Educação pública ameaçados em Minas Gerais.

Façamos essa reflexão em cada escola, evitando alimentar pequenas rixas e rusgas comuns em toda relação humana. Levemos em conta que somos parte de uma mesma classe social, uma mesma categoria, em oposição a um grupo social, dos de cima, que quer nos destruir. Aceitar a divisão, é fazer o jogo dos de cima, que vem massacrando a categoria, cortando direitos e nos submetendo a regimes de quase escravidão; ao contrário, aceitar a unidade da categoria, ainda que com diferentes opiniões, é agir de forma coerente, inteligente, enquanto único meio de alcançarmos nossos objetivos. Devemos alimentar e apostar diariamente nesta unidade, mesmo que uma pequena minoria não queira aderir a este movimento. Isso, historicamente, sempre aconteceu e não será diferente agora.

Façamos este esforço individual e coletivo pela unidade da categoria, já planejando para 2012 grandes mobilizações populares, com o apoio da comunidade, e em defesa dos nossos direitos atacados. E de imediato, devemos organizar com o nosso sindicato uma assistência jurídica à altura do nosso movimento.

No andar de cima, eles estão unidos para nos massacrar, como ficou demonstrado na vergonhosa votação na ALMG, quando os 51 inimigos da Educação e dos educadores destruíram o nosso plano de carreira, sem o menor remorso. Nós, os de baixo, precisamos construir a nossa unidade. Seguramente, este será o caminho da nossa vitória, e todos nós seremos vencedores quando a nossa carreira for valorizada, quando os nossos salários alcançarem padrões condizentes com o papel atribuído a um educador; e quando, em função dessa conquista, a escola pública se tornar realmente um espaço universal, democrático e com autonomia, voltado para a formação crítica de toda a comunidade.

Enquanto o governo se preocupa em nos dividir, em gastar com publicidade enganosa ao tempo em que nos massacra, façamos este esforço de auto-organização pela base e em torno do nosso sindicato de classe, para construir um presente e um futuro mais digno para todos nós.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

P.S.
Atenção meninas e meninos, sejam bem educadinhos, pois a titia pediu para não divulgar o cartaz com os deputados inimigos do povo. Sejam obedientes, viu? Aliás, falem para seus alunos que é proibido olhar para este cartaz. Para facilitar, vamos republicar a lista completa:

Clique aqui e conheça a lista de deputados inimigos da Educação pública e dos educadores de Minas. Para conhecer a cara (de pau) dos elementos clique aqui. Agora, para ver a lista dos AMIGOS dos educadores, clique aqui. (A montagem foi feita pelo combativo colega Robson).

***

136 comentários:

  1. Prezado Euler,
    Devido à confiança que o professorado de todo Estado deposita em você, sugiro que o blog, sob sua coordenação, construa uma rede de comunicação direta com a base. Veja o que proponho:
    - A idéia é que o blog tenha contato, via email, com pelo menos um professor de cada escola estadual do estado;
    - Esse professor seria o socializador das nossas demandas no interior de cada escola;
    - Para evitar perseguições, somente você ou alguém da sua inteira confiança saberia quem é esse professor;
    - esse mesmo professor ficaria encarregado de repassar para a "central" as demandas e sugestões surgidas na sua escola;
    - Para construir essa rede, você faria um post conclamando professores voluntários para serem esse vetor no interior das escolas;
    - Para se cadastrar, o professor deverá enviar um email direto para você (não via post), contendo o endereço eletrônico, o nome da escola e o município;

    Tenho certeza que até Fevereiro nossa rede cobrirá quase a totalidade das escolas estaduais mineiras.

    Essa rede é fundamental para os embates futuros !

    ResponderExcluir
  2. Para aqueles que tem elogiado o governo de São Paulo pelas últimas notícias, peço que leiam os depoimentos dos professores paulistas.

    Me parece que o que ocorreu lá com José Serra ou na época de Mário Covas, repete-se aqui em Minas com o governador Anastasia, apadrinhado de Aécio Neves.

    http://passapalavra.info/?p=20239

    ResponderExcluir
  3. Euler, acho que os primeiros pontos de luta devem ser:
    1-O valor do subsídio não pode ser menor do que o valor do piso integral
    2-promoção anual por escolaridade(10% pós, 30% mestrado, 50% doutorado)
    3-Aumento do valor da progressão para pelo menos 3%
    4-O saláro inicial de um professor com nivel médio em 2015 não pode ser menor do que 50% do salário da polícia, ou seja,2000,00

    ResponderExcluir
  4. Esta lista tem que reaparecer com força total em 2013/2014!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Subcomandante Euler e turma do NDG/NDE.
    A podridão em Minas é contagiante.
    Na ASSEMBLÉIA HOMOLOGATIVA, COMPOSTA DE CARNEIROS, O DINHEIRO FALOU MAIS ALTO (51 X 20).
    E agora no futebol seguindo o bom exemplo da carneirada da ASSEMBLÉIA HOMOGATIVA, o saudoso Atlético Mineiro, COMPOSTO TAMBÉM POR UMA CAMBADA DE VAGABUNDOS MANCHA POR DINHEIRO O NOME DO GALO (6 X 1).
    POR DINHEIRO E POR FALTA DE VERGONHA NA CARA EM AMBOS OS CASOS.
    Na Educação os EDUCADORES SEM SALÁRIO E SEM CARREIRA. NO FUTEBOL TODA A TORCIDA ENVERGONHADA.
    DESONRA TOTAL EM MINAS. DE TODAS AS FORMAS DESRESPEITAM O CIDADÃO. QUE PÉSSIMO EXEMPLO EM JOÃO LEITE.

    ResponderExcluir
  6. Que bom que você ainda acredita nisso Euler, pois não acho provável que os nossos colegas tenham engajamento suficiente para abraçar a causa. Eles próprios já vem de uma formação frouxa, acostumada com o discurso repressivo, discurso esse que aliais, muitos colegas praticam dentro do dia a dia da escola em que trabalham. É comum vermos os colegas repetindo que é assim mesmo, que não tem jeito, que não irá mudar, reproduzindo essa mensagem fatalista em suas práticas, e reforçando o poder do governo. Assim sendo o que me deixa com esperança não é a utópica unificação da classe, e sim o fato que, historicamente, as revoluções foram idealizadas por poucos, que ousaram desafiar o ordem estabelecida e conscientizar as massas. Dessa forma enquanto houver pessoas pensantes tramando planos e alimentando sonhos podemos ter esperança.
    Por uma nova educação.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada por manter o link de acesso para visualizar todos os dias o nome e o rostos dos 51 deputados INIMIGOS da educação. ACORDA GALERA QUE NÃO SE UNIFICOU AO MOVIMENTO DE GREVE DE 2011! NÓS TODOS PERDEMOS COM O AUTORITARISMO DO "FARAÓ" DO NOSSO SÉCULO! "NÓS TODOS PERDEMOS!"

    "NINGUEM PODE VOLTAR E CRIAR UM NOVO INÍCIO,MAS TODO MUNDO PODE COMEÇAR HOJE E CRIAR UM NOVO FINAL!" ENTÃO, VAMOS QUE VAMOS NEM TUDO ESTÁ PERDIDO FÉ EM DEUS, ESPERANÇA E FORÇA DE VONTADE, FORÇA PARA LUTAR DEVEM FAZER PARTE DO NOSSO CARDÁPIO DIÁRIO POIS DEUS ESTÁ DO NOSSO LADO E LUTA CONOSCO! NÃO SE ESQUEÇAM DEUS AGE EM SILÊNCIO E DECRETA VITÓRIA NO MOMENTO CERTO DEUS NÃO FALA AOS "QUATRO VENTOS" PARA NÃO DAR ARMA E OUSADIA PARA SATANAZ! DEUS É SÁBIO E DESENVOLVEU TODA ESTRATÉGIA DE LUTA E VITÓRIA AO MORRER NA CRUZ! O "VÉU FOI RASGADO" E PODEMOS VISLUMBRAR ALÉM! NÃO EXISTE MAIS NADA QUE IMPEÇA QUE ALÇANCEMOS O QUE JÁ FOI LIBERADO POR DEUS!

    ATÉ A VITÓRIA, POIS COM NOSSO SALVADOR JESUS SOMOS MAIS QUE VITORIOSOS!

    "EULER DEUS TE PROTEJA TODOS OS MOMENTOS ELE TE AMA!"

    MARLI DE G.V TERRA DO "INIMIGO" DA EDUCAÇÃO BONIFÁCIO MOURÃO!

    ResponderExcluir
  8. Euler, foi publicada a Lei no jornal de sábado com a tabela. Confira e nos passe esclarecimentos, pois achei bem confusa.
    Betânia

    ResponderExcluir
  9. AMIGOS E INIMIGOS DA EDUCAÇÃO.

    VAMOS CONTINUAR DIVULGANDO:

    SEGUEM OS LINKS PARA DOWNLOAD:

    LISTA COMPLETA (DOC):
    http://dl.dropbox.com/u/8946390/AMIGOS%20E%20INIMIGOS%20DA%20EDUCA%C3%87%C3%83O.doc
    Amigos da educação: http://img696.imageshack.us/img696/5672/amigosdaeducao.png

    Inimigos da educação: http://img7.imageshack.us/img7/769/inimigosdaeducao.png

    (É só clicar na imagem para ampliar)

    ResponderExcluir
  10. bom dia , Euler ,
    Triste realidade a nossa . Sou aposentada e adoeci desde o dia da nefasta votação daqueles deputados ...A indignação foi grande demais .
    Jamais poderemos nos esquecer daquele dia .Esses políticos de ...têm que ser varridos das bancadas de Minas.

    ResponderExcluir
  11. Divino - MG

    Como sempre BRILHANTE TEXTO.

    Euler, monte duas tabelas completas com todos os níveis e letras, tendo o Novo Subsídio X Piso ("só as tabelas", não precisa explicar, pois já vez isso várias vezes antes de forma brilhante e elucidativa).
    Sugiro isso para levarmos o material para as Escolas e fazermos as comparações com nossos colegas que por um motivo ou outro não lêem seu Blog, mantendo-se alheios e desinformados.

    Você já sabe fazer todos os Cálculos pertinentes a ambas formas de pagamentos e ainda possui esse BELO espaço de debate e informação que é seu Blog. Oferecendo a todos Educadores tal material trabalharemos na divulgação do mesmo.
    Desde já muito obrigado por tudo.

    ResponderExcluir
  12. Euler, as 4 sugestões que eu escrevi são bem aquem do que merecemos mas acho que são as mais possíveis nesse momento.Um professor com um cargo não pode receber menos de 50% do que um policial, seria ridiculo até para o governo, uma pessoa que faz uma pós não pode ficar esperando 8 anos para recebé-la.O governo federal quer mudar as regras do piso, isso será mais uma grande traição aos educadores, foram vários Estados e municípios de greve e o governo federal ignorou os movimentos grevistas,criação de uma carreira nacional do magistério é apenas um discurso demagogo.Os deputados que votaram contra o projeto do governo fizeram apenas oposição,não me iludo com isso, se estivessem na situação votariam a favor, lista de amigo ou inimigo da educação?Pra mim todo mundo é inimigo,Estados governados por partidos aliados do governo federal também não pagam o piso, PSDB e PT nesse ponto são farinha do mesmo saco.

    ResponderExcluir
  13. Devemos evitar generalizações e sair atacando outros seguimentos da sociedade. Os intelectuais que sejam bem vindos ao nosso movimento.A situação é crítica? É.Mas não vamos sair atirando por todos os lados.Precisamos
    construir uma rede de apoio.Acredito que a sociedade em geral tem um apreço pela causa da educação. Precisamos de aliados.Cabe a nós suportar as diferenças.

    ResponderExcluir
  14. Euler, favor interpretar a Lei do subsídio, publicada no jornal Minas Gerais do dia 03/12/2011.
    Será que entendi?
    Aumento de 25% de um ano para outro para todos os funcionários?

    ResponderExcluir
  15. Olá pessoal da luta, membros do NDG e demais colegas!

    Bom dia!

    As tabelas do subsídio (ou do confisco) envolvem alguns elementos básicos:

    a) o posicionamento no nível é o mesmo em relação ao de janeiro de 2011. Ou seja: a maioria ficará no nível I do subsídio;

    b) quanto ao grau, deve-se levar em conta a tabela de vencimento básico publicada pelo governo, que se inicia com R$ 712,20 e adota os percentuais do subsídio (10% para promoção e 2,5% para progressão);

    c) com base nesta tabela, que é a do Anexo V do substitutivo 5, que está publicado no site do sindicato (e reproduzida no Diário Oficial), você deverá somar o seu vencimento básico (considere, para este caso, o seu posicionamento até dezembro de 2011 no vencimento básico - p. ex: PEB IV E), e as gratificações, como pó de giz, biênios, quinquênios, etc.)

    d) o valor total encontrado deverá ser aplicado na tabela do subsídio de 2011, no nível que você estiver posicionado. Assim, se você tiver direito a um posicionamento tipo PEB I G no subsídio, mas em janeiro de 2011 você era PEB I A no subsídio, o que vai acontecer?

    e) o seu novo posicionamento (PEBIG) na verdade pertence ao posicionamento de 2015. Logo, você deve tomar a diferença entre os dois valores (da letra A e G do nosso exemplo), e dividi-la por 4, somando a primeira parcela aos R$ 1.320,00 do nosso exemplo. Isso determinará em qual grau você ficará em 2012. As outras três parcelas serão incorporadas até 2015, sendo 50% aplicada aos 1320 em 2013 (considerar o reajuste de 5% em abril de 2012), 75% em 2014 e 100% em 2015.

    Em termos gerais é isso que vai acontecer com o seu salário.

    Quanto ao piso corretamente aplicado na carreira, recebi por e-mail uma planilha com um simulador que facilita o cálculo. Vou disponibilizar em breve para quem desejar copiar e assim cada um saberá quanto está perdendo com o não pagamento do piso na nossa carreira.

    É óbvio que todos nós perderemos dinheiro, pois o piso corretamente aplicado tem percentuais de 22% por nível e 3% por grau, além do reajuste de 16,69% agora em janeiro sobre o vencimento básico, com aplicação imediata.

    Um forte abraço e força na luta!

    Euler

    ResponderExcluir
  16. Bom dia pessoal da luta!

    Também penso que não temos "amigos" da educação em Minasnão. Temos inimigos da Educação sim, e muitos. Estes deputados da ALMG homologativa e que chamamos de "amigos" apenas fizeram, como disse outro colega aqui, oposição e discurso de TV, onde até conseguiram aparecer e convencer alguns poucos, mas, de fato mesmo, o que tinham que fazerem e poderiam, se quisessem, não o fizeram! Ora, discurso é bonito mas não põe o Piso no bolso dos educadores.
    Os verdadeiros "AMIGOS DA EDUCAÇÂO" temos que sermos todos nós, um junto aos outros!

    Quanto ao colega Luciano, discordo em termos que "aceitar o que é possível"; como assim? Comparar nosso piso com os militares, aceitar 2.000?
    Se continuar nesta linha de raciocínio, favorável ao governo, logo estaremos "aceitando" R$1.000 para 2015!

    Vamos manter o foco no nosso objetivo, o Piso Nacional nas nossas carreiras!

    AntÕnio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  17. Euler ,
    Bom Dia !
    Que Deus o abençõe nessa batalha , você é uma pessoa iluminada . A responsabilidade que todos nós colocamos sobre seus ombros ,é gigantesca ; porém, perdoe-nos, pois ,você além da facilidade de expressão ,domina a legislação que rege nossa carreira de educador ,sabe mediar conflitos , literalmente ,você é o cara .
    A cada texto aqui postado sentimo-nos seguros . Precisamos de você muito e muito. Veja, sou aposentada , deixei o sindicato ,não agora , bem antes de me aposentar ,devido a sua morosidade em resolver questões a ele pertinentes. Caso você veja que, devo sindicalizar ,o farei.
    Jesus Cruxificado ,Coroado e Assaltado o abençõe .
    Meu abraço !

    ResponderExcluir
  18. Compamheiro Euler;

    Quando a greve iniciou eu estava em Férias Prêmio, um mês das minhas férias prêmio coincidiu com o período da greve. Hoje fiquei pasmo com uma comunicação do meu diretor, ele me comunicou que a SRE mandou me comunicar que caso eu queira fazer a reposição das aulas do período que estava de férias prêmio receberei um adicional em meu salário (até aí tudo bem estou até precisando de dinheiro depois de tantos cortes, mas ele continuou dizendo que caso eu recusasse essa reposição sofreria um processo administrativo. Ai pintou aquela indignação do tamanho do mundo que dinheiro nenhum paga e eu pedi que ele providenciasse por escrito essa comunicação. Nesse momento se faz necessário contarmos com o apoio do nosso sindicato para imediatamente sem delongas, sem mais demora ingressar com um processo contra a SRE e o Governo por assédio moral e danos morais.

    ResponderExcluir
  19. Fácil obedecer a GAZOLINHA.Coloque o cartaz com os inimigos da EDUCAÇÃO em lugar bem visível e escrevam com letras bem GRANDES: PROÍBIDO LER ESSE CARTAZ. Garanto que ninguém lerá. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  20. Atenção: mais uma da SS mineira.A secretária está ameaçando a nós que nao repusemos as aulas com processo administrativo.

    ResponderExcluir
  21. Euler, me responda: em todas as escolas que fizeram a operação "tartaruga" foi colocado falta comum no lugar de falta greve?
    Na minha foi, gostaria de saber o que podemos fazer.

    ResponderExcluir
  22. Prezados,

    tire a dúvida para um leigo:
    qual seria o salário de um professor que trabalhe em dois cargos e ingresse no estado no próximo ano ?

    ResponderExcluir
  23. Quanto a NÃO DIVULGAÇÃO DOS NOMES DOS DEPUTADOS QUE APROVARAM O QUE O DESGOVERNADOR ENVIOU PARA ASEMBLÉIA DEVIA SER DIVULGADO POR ELE, JÁ QUE ELE DIZ QUE A LEI É BOA. pORQUE ELE NÃO DIVULGA O NOME DO PESSOAL QUE APROVOU O QUE ELE PEDIU(MANDOU. PROIBINDO DE DIVULGAR O NOME DELES ELE ESTÁ PISANDO NO PRÓPRIO. lEI BOA TEM É QUE SER DIVULGADA QUEM APROVOU.
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  24. Euler, gostaria de saber o que esta sendo feito judicialmente.
    Todos reclamam e não vejo nada sendo feito para reverter esta situação?
    Estou muito aflita!
    Cadê o escritório de advogados que iríamos contratar? A ação no MPF e no STF?
    Estou com vontade de fazer um curso de direto, pois não sei a quem e como recorrer.

    Odeio essa palavra subsídio, só de pensar que ela virá escrita na meu contracheque me dá depressão,nem se o governo me oferecesse dez mil reais de subsídio eu não aceitaria,quero o meu salário base e meu plano de carreira.
    Helena, Uberlândia.

    ResponderExcluir
  25. Olha aí, pessoal da luta!

    Quem desejar saber quanto receberia em 2011 ou em 2012 caso o governo não tivesse burlado a Lei do Piso, copie abaixo o simulador de vencimento básico e gratificações, que foi produzido pela combativa colega Priscila.

    Vejam o link:

    http://www.4shared.com/file/3fv-f4MY/SIMULADOR_SALARIO_NO_VENCIMENT.html

    ResponderExcluir
  26. Querido Euller, hoje nos professores que fizemos greve na minha escola, recebemos uma convocação para atender ao pedido do promotor de justiça para comparecer em uma reunião dia 07/11/2011,onde o assunto é: reposiçao de greve. Você recebeu também este comunicado Euller? Só q foi a diretora que assinou e a vice. Assim que tiver acontecido a convocação enviarei comentários da mesma.
    Um forte abraço! Até a nossa VITORIA !!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  27. Ao colega anônimo das 9:33,
    Não vamos misturar as coisas. Já temos inimigos demais. Não venha colocar mais lenha na fogueira. Entre professores há atleticanos e também cruzeirenses. Deixemos o futebol só para o estádio ou nos bares.Vamos nos concentrar somente na nossa luta, que não está sendo nada fácil.

    ResponderExcluir
  28. GENTE PRESTEM ATENÇÃO

    EXISTE UM CONTO POPULAR RELACIONADO AOS POLÍTICOS QUE É
    "FALEM MAL, MAS FALEM DE MIM"

    NÃO VAMOS DIVULGAR OS INIMIGOS, VAMOS FALAR BEM DOS AMIGOS DA EDUCAÇÃO

    ENTÃO AI VAI A DICA UMA VEZ QUE ESTÁ PROIBIDO NA ESCOLA.

    COMPREM UMA CAMISA BRANCA, COMPRE UMA FOLHA TRANSFER QUE VENDE EM QUALQUER PAPELARIA,IMPRIMA, MAS CUIDADO TEM QUE VIRAR A FOTO AO CONTRARIO PARA SAIR CERTO QUANDO TRANSFERIR, NO WORD É SÓ IR EM VIRAR HORIZONTALMENTE.

    AS LETRAS TEM QUE FICAR TIPO NO ESPELHO.

    AI É SÓ TRANSFERIR PARA CAMISA C/ FERRO QUENTE E CURTIR NA ESCOLA, NÃO PODERÃO PROIBIR VOCÊ DE USAR A CAMISA DOS AMIGOS DA EDUCAÇÃO.

    ResponderExcluir
  29. Ao anônimo de 12:5 sobre a operação tartaruga. Digo que não se deve atribuir nem falta greve ou falta comum, pois o dia foi assinado em livro de ponto. Houve apenas redução da carga horária. O que se pode é apenas descontar as horas não trabalhadas. Na escola onde leciono, a inspetora também chegou com essa história de que iria cortar o ponto. Não deu outra, pedi a ela que fundamentasse legalmente essa ação de cortar o ponto.
    Não podemos aceitar ameaças da boca pra fora. Todo ato na administração pública tem que estar legalmente amparado na legislação, do contrário, o ato se torna nulo.

    ResponderExcluir
  30. Ao anônimo das 10:38, pelo fato de estarmos sendo atingidos diretamente pelo governo, isto não nos desestabiliza o senso crítico que nós intelectuais da educação e com um compromisso direto com classes sociais também diretamente afetadas pelas ações dos governantes. Devemos ser críticos sim e saber quem ou qual grupo está ao nosso lado, qual é o aproveitador oportunista que está de comum acordo com os interesses neoliberais que tem nos atingido? Não podemos ser ingênuos ao ponto de não percebermos as ideias comprometedoras que estão por trás desse jogo no qual muitos intelectuais estão envolvidos. Nós não somos tão frágeis como se estão querendo que pareça, devemos criticar sim e de maneira construtiva para que não nos dividam como se fôssemos uma massa amorfa que não soubesse discernir muito bem o processo pelo qual está passando e precisássemos de outrem para interpretar a situação para nós, haja vista a intenção desses mesmos intelectuais macomunados com os interesses oligarcas e elitistas culpabilizarem os professores pelo fracasso da educação, e, encontrarem no seio da classe profissionais que automaticamente se deixaram levar. É inegável e lógico que os personagens que defendem interesses outros contrários a uma boa formação voltada aos interesses das camadas sociais desprivilegiadas, sempre entoarão a cantoria de que o professor é o responsável por estar direto em contato com os educandos, principalmente levando-se em consideração que boa parte do professorado é oriundo dessas camadas sociais desprivilegiadas, no entanto, o investimento como recursos tecnológicos para o professor e alunos, salas informatizadas, laboratórios, dedicação exclusiva do professor com possibilidade para que o mesmo possa se aperfeiçoar e conseguir desenvolver seu trabalho que hoje em dia procura-se focar individualmente no aluno e em suas potencialidades, troca de experiências entre os profissionais, procurando despertar no aluno o seu compromisso como cidadão, como aquele que intervém no processo e atua para uma sociedade de maior igualdade (a palavra igualdade quando aqui exponho não é nenhuma utopia) e, em contrapartida a sociedade criando os meios necessários para a colocação profissional do aluno, para tê-lo como participante no processo.

    É isso que precisamos para que não tenhamos o que se está reproduzindo na sociedade do novo liberalismo, na qual o Brasil contribui para uma sociedade mais desigual, enquanto celebridades, políticos, empresários vão ganhando R$100.000,00 mês o povão vai se contentando com R$545,00 - R$1000,00 - R$2000,00, ora existe algo de muito errado nessa sociedade e que coloca a questão social como o bode expiatório. Portanto, devemos criticar sim! Construtivamente, pois somos profissionais atuantes igualmente intelectualizados.

    ResponderExcluir
  31. A ausência de notícias por parte do sindicato me dá vontade de desfiliar.
    Parece que estão todos de férias,enquanto estamos todos sendo penalizados.
    Só para termos uma idéia de nossa desvalorização vou citar o exemplo de minha cunhada: Ela é servidora e trabalha na Receita Estadual,o concurso no qual ela passou era para ensino médio completo. Até outubro ela recebia 1700,00 e ganhou um aumento de 300,00 em novembro. Esta recebendo atualmente 2000,00 sem curso superior.
    NOSSO SALÁRIO REALMENTE É UM ESMOLA.

    O fato é: os funcionários estaduais mais desvalorizado somos nós.
    GREVE EM 2012 JÁ.

    Penso que em 2012 deveríamos fazer greve por grupo,ou seja dividir os professores de cada escola em dois grupos,o primeiro grupo fica 15 de greve depois retorna, o segundo os outros 15 dias e assim por diante.
    desse jeito a escola não funciona e não ficamos com os contracheques zerados.

    ResponderExcluir
  32. GALERA, SÓ PARA SIMPLIFICAR

    PARA IMPRESSÃO EM PAPEL TRANSFER FAÇA A OPÇÃO NORMAL, ESCREVA O QUE QUISER, NA HORA DE IMPRIMIR, VÁ EM IMPRIMIR/PROPRIEDADES (HP TEM), PROCURE EM ACABAMENTO OU EM OUTRO LUGAR O OPÇÃO (IMAGENS EM ESPELHO)
    AO TRANSFERIR VAI FICAR BELEZA.

    ResponderExcluir
  33. Boa tarde, colegas...
    Vou deixar um recado para o pessoal da 39ª de Uberaba:
    Algumas inspetoras que pertecem ao quadro desta regional (Uberaba) estão fazendo "vista grossa" qto ao cumprimento de horário dos Vice- Diretores (6 horas)nas escolas..Seria um acordo de "comadres"...? Prof. Maria Helena

    ResponderExcluir
  34. Prof Euler,

    Não consegui acessar o simulador, alguma dica?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  35. Euler, tenho certeza que o sindicato já sabe dos demandos do governo. Infelizmente não se promuncia e alguns acreditam que isso é tática de luta, mas a verdade é que eles não sabem o que fazer e isso está nos adoencendo mais ainda.
    o sigilo é importante em, algumas ações. Por outro lado, o governo está nos desafiando e cadê nossa organização e lideranças?
    Parece que tem uma reunião do sindicato no dia 10, até lá Gazola já mandou decapitar alguns grevistas e não daremos conta de correr atrás do prejuizo. PRECISAMOS DE AÇÕES IMEDIATAS!

    ResponderExcluir
  36. Caro anônimo de 15:10!

    Vamos às dicas.

    1) clique no link que eu indiquei abaixo da foto na abertura deste post (ou então peça para abrir em outra aba);

    2) clique em seguida em "download now" (que em português significa algo como: "copiar ou baixar agora");

    3) clique em seguida em "Slow download" (ou seja, copiar de forma mais lenta - já que é de graça);

    4) em seguida aguarde o contador de 20 segundos;

    5) clique em seguida em "Download file now". E pronto. O arquivo será baixado para o seu computador. Abra a planilha e faça a simulação com os seus dados, de acordo com o que pede em cada cor da planilha.

    ResponderExcluir
  37. BOMBA
    VEJAM A FOLHA DE SÃO PAULO DE HOJE.ENTREVISTA DO LOUCO FALANDO DA DÍVIDA DO ESTADO E DA CANDIDATURA DO PADRINHO.MAIS O ARTIGO DO AÉBRIO NEVER DE HOJE SE INTITULA"ÉTICA E BARBÁRIE" INACREDITÁVEL.

    ResponderExcluir
  38. NÃO CONSIGO ABRIR.DIZ QUE NÃO FOI ENCONTRADO O ARQUIVO.ESTA PLANILHA NÃO ABRE .

    ResponderExcluir
  39. Alguém ssbe informar o n° de candidatos inscritos no concurso da sapuda?

    ResponderExcluir
  40. Anônimo que noticiou a matéria do Aécio na "Folha de São Paulo", publique o texto para nós lermos.

    ResponderExcluir
  41. Euler, vc pode me ajudar? Sou PEBIIIB no VB, tenho 16 anos de estado, porém há 4 anos que fui nomeada. Portanto, 3 quinquênios e 8 biênios. Mas no subsídio passei para PEB IA, como fica o meu salário agora.
    Flávia JF

    ResponderExcluir
  42. QUANTOS INSCRITOS PARA O CONCURSO DE PROFESSORES DO ESTADO DE MG?

    ResponderExcluir
  43. colega Antonio Carlos, não disse que devemos aceitar 2000,00 como salário inicial em 2015 para um professor com ensino médio e sim não podemos aceitar menos que isso.Pela politica do governo teremos aumento de apenas 5% ao ano, isso significa que em 2015 um professor com curso superior receberia 1604,00

    ResponderExcluir
  44. Não consegui abrir a planilha.Segui os passos que Euler passou e nada.Tem outra maneira?

    ResponderExcluir
  45. PRESTENÇÃO: O AÉBRIO FALADA DA SÍRIA MAS NA VERDADE SE REFERE A MINAS GERAIS, ESTADO COM GOVERNO SEM ETICA E BÁRBARO E ATROZ COM SEUS PROFESSORES! TENDEU???


    ÉTICA E BÁRBARIE - AÉCIO NEVES FOLHA DE SP

    Submetidos com frequência rotineira a uma saraivada de informações, estamos perdendo a capacidade de nos horrorizar. É o que chego a temer quando me deparo, por exemplo, com o que acontece hoje na Síria. E não só ali. Quando a violência se banaliza, adormece em nossa consciência moral a necessária reação a ela.

    Entre a inércia e o pesadelo, só eventualmente somos despertados pela urgência de um gesto, mínimo que seja, de solidariedade e de comiseração pelo destino dos que são vítimas da barbárie.

    No caso da Síria, país onde estão fincadas as raízes de tantos de nossos compatriotas, a camada de autoproteção emocional que nos distancia das tragédias alheias foi rompida na semana passada pelo vigoroso relatório da Comissão Internacional Independente criada pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas.

    O que está descrito no relatório, minuciosamente documentado, é uma sacolejada contra toda e qualquer atitude de não envolvimento.

    Execuções sem julgamento, assassinatos de crianças, torturas, estupros, prisões arbitrárias, sumiço de adversários são instrumentos costumeiros de uma indiscriminada política de terror.

    Civis, desertores do Exército e das forças de segurança, refugiados -223 pessoas, ao todo- arrolaram, para a ONU, um sinistro repertório de violações dos direitos humanos.

    Ditadores em sua sanha pelo poder absoluto, ao cometer arbitrariedades contra cidadãos do seu país, transformam seus delitos em crimes contra a humanidade. Atos bárbaros ultrajam a consciência coletiva, alertou a Declaração Universal dos Direitos Humanos, promulgada em 1948 pela ONU.

    A partir daquele momento, aberrações como Hitler e Stalin deixavam, definitivamente, de serem acobertadas pelo manto protetor de uma pretensa soberania nacional e passavam a desafiar o silêncio perplexo daqueles para quem a resistência à uma tirania distante se reveste sempre de um senso de inutilidade.

    O governo brasileiro parece estar se dando conta disso. Diante da atrocidade, próxima ou distante, ser neutro é ser cúmplice. No minueto da política exterior, o Brasil tem dançado de lado.

    Já que o presidente da Comissão Independente para a Síria, em Genebra, é um brasileiro -o competente diplomata Paulo Sérgio Pinheiro, ex-secretário de Estado para os Direitos Humanos no governo Fernando Henrique Cardoso- é até possível que o governo do PT consiga enfim entender, em linguagem familiar e compreensível, o significado do clamor internacional contra este e outros tiranetes.

    Envergonha o povo brasileiro o apoio explícito ou discreto que, nos últimos anos, em nosso nome, o governo federal vem oferecendo a ditadores de diferentes regiões do planeta.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/13052-etica-e-barbarie.shtml

    ResponderExcluir
  46. Por que o NDG não começa a reunir com as associações de bairros para divulgar todas essas atrocidades!! Veja bem, perto de cada escola provavelmente tem uma faixa convidando a comunidade para aprovar emendas nas prefeituras, os vereadores, já de olho nas próximas eleições estão todos indo nestas reuniões!! precisamos urgentemente colocar a comunidade a nosso favor!!

    ResponderExcluir
  47. OLÁ VC QUE POSTOU ISSO :
    ANONIMO 5 de dezembro de 2011 15:33
    BOMBA
    VEJAM A FOLHA DE SÃO PAULO DE HOJE.ENTREVISTA DO LOUCO FALANDO DA DÍVIDA DO ESTADO E DA CANDIDATURA DO PADRINHO.MAIS O ARTIGO DO AÉBRIO NEVER DE HOJE SE INTITULA"ÉTICA E BARBÁRIE" INACREDITÁVEL.

    NA FOLHA DE HOJE NADA ENCONTREI SO MESMO O ARTIGO DO AÉBRIO QUE JA POSTEI AQUI.

    PODE PUBLICAR O LINK POR FAVOR?

    ResponderExcluir
  48. Ah Euler,

    Fiz o dow , porém a Tal planilha abre só com simbolos tentei 3 X e nada.

    ResponderExcluir
  49. PILANTRAGEM PURA, ENTREI DE GREVE EM SETEMBRO GREVE QUE ACABOU DIA 29 DO MESMO MÊS E JÁ TEM DOIS MESES QUE DESCONTA VALORES ABSURDO NO MEU SALÁRIO, NOVEMBRO E DEZEMBRO. TEM NEGUINHO AI APROVEITANDO DA GREVE PARA ROUBAR AINDA MAIS DOS EDUCADORES.

    ResponderExcluir
  50. Para tirar esta máfia do govêrno só tem um jeito.Uma auditoria séria tem que ser feita no "sistema" de apuração das urnas eletrônicas.A PROCOMP,empresa responsável pelo "sistema" tem dois diretores com sobrenome italiano.Um já foi demitido.Coincidência?Ah,a Diebold Procomp é americana.Ah,Minas é estratégica para os EUA,pois é a maior produtora de nióbio(para êles)do mundo.O governador daqui tem que dançar a música dêles,ou...dança.Alguem duvida que estas urnas estão dominadas?Vou postar como anônimo,seguro morreu de velho...

    ResponderExcluir
  51. Eu já consegui baixar o simulador. Só não aparece a cor verde (está em branco). Funciona direitinho...

    ResponderExcluir
  52. Ah, tá!
    Agora me conte uma novidade.
    Isto aqui tá muito repetitivo.
    Acho que estamos todos esgotados.

    ResponderExcluir
  53. Cara colega Flávia J F eu tenho 25 anos .Portanto,5 quinquênios e 12 biênios.Mas no subsídio passei para PEIA,igual a vc e a quem recorrer?
    Não temos é ninguém por nós!!!!!!!

    ResponderExcluir
  54. A entrtevista com o Anastsia está no site da Folha: http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/videocasts/1016673-anastasia-diz-que-divida-dos-estados-com-a-uniao-e-uma-bomba-relogio.shtml

    ResponderExcluir
  55. Boa noite a todos os amigos do NDG/NDE.

    Concordo com o anônimo das 12:54 de 5 de dezembro de 2011, pois se o AI-5 é tão vantajoso e superior ao VB, já que estão investindo na Educação, criando mecanismos de valorização, que incoerência é essa de proibir a divulgação dos "nobres" deputados que contribuíram com um projeto tão sensacional? Não seria sensato que estimulassem a divulgação dos 51 senhores tão comprometidos com a Educação?

    MEU DEUS QUE PAÍS É ESSE?

    ESSAS PESSOAS NEM FICAM VERMELHAS!

    LAMENTÁVEL!

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  56. Grande Força a todos nós em 2012!
    Feliz Natal, Ano Novo a todos, e vamos adentrar 2012 em estado de greve!
    Desejo MAIS UNIÃO e GARRA AOS PROFESSORES para em 2012 vencermos essa situação!!

    ResponderExcluir
  57. MInha situaçao é parecida com a de Flávia, das 16:50....

    Subídio (janeiro 2011) - PEB IA, optei pelo vencimento.....
    3 quinquênios, indo para o 8 biênio, 10% de pós....
    Efetivada LC/100

    EULER, CARO EULER, faça a simulação..... por favor.......
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  58. "Anastasia diz que dívida dos Estados com a União é uma bomba relógio "
    http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/videocasts/1016673-anastasia-diz-que-divida-dos-estados-com-a-uniao-e-uma-bomba-relogio.shtml

    Tem um tal de José Fonseca a postos neste site rebatendo todos os comentários contra o Anastasia. Ele está tentando provar por a+b que o governador é o cara mais sensato do mundo.

    VAMOS ENTRAR NO SITE E DETONAR COM ESTES CARAS.
    VAMOS DECRETAR A CAÇA AO ANASTASIA NE NET, POSTANDO COMENTÁRIOS EM TUDO QUE SAIR SOBRE ELE NO MUNDO VIRTUAL PRA TODO MUNDO QUE LER, SE INTEIRAR DA SITUAÇÃO MINEIRA.

    ResponderExcluir
  59. Caro amigo, cidadão e honrado professor Euler deixe sempre neste seu maravilhoso blog o atalho para se chegar neste simulador de salário no vencimento básico para que todas as pessoas que entrarem neste blog ficarem sabendo do tamanho do roubo em seus salários. No meu salário por exemplo, o roubo será de 600 reais logo agora em janeiro e isso porque tenho apenas 12 anos de carreira. Temos que lutar com unhas e dentes no ano que vem e em todos os próximos anos sempre pela aplicação do piso salarial como vencimento básico no nosso plano de carreira. Nunca podemos aceitar o subsídio, pois pode demorar, mas um dia este ditador sairá, completará seu tempo e aí......enfim, como disse Luther King em seu discurso debaixo do memorial Lincoln em Washingtom: "Finalmente livres, nós estamos finalmente livres". A escravidão acabou, as ditaduras cairam, muitos preconceitos foram banidos, e assim acontecerá com este Kadaf de Minas. Não sei se Kadaf escreve desse jeito ai kkk. Euler parabéns seu blog é um sucesso aqui na zona da mata.

    ResponderExcluir
  60. OLÁ EULER, E COLEFAS, BOA NOITE.
    O PROGRAMA(SIMULADO) PEDE UMA SENHA PARA SER USADO, ELE ESTÁ BLOQUEADO. VOCÊ PODE PASSAR A SENHA? DESDE JA AGRADESÇO.

    ResponderExcluir
  61. VEJAM QUE GRACINHA A ENTREVISTA COM O BOM GESTOR, filho DE ITALIANO, FILHO DE PROFESSORA DE HISTÓRIA E PORTUGUÊS ETC...GOSTA DE HIPISMO...HAHAHAHHAHAHA VEJAM VOCÊS VÃO MORRER DE RIR E AQUELA VOZ????DEUS ME LIVRE QUE VOZ HORROROSA.
    www.redetv.com.br/jornalismo/enoticia/

    enjoy everybody....

    ResponderExcluir
  62. Olá companheiros. Eu e alguns colegas fizemos o horario tartaruga. A inspetora esteve na nossa escola e colocou de caneta vermelha "falta-greve" e a direção não se posionou contra. Estou arrasada. Fui hoje ao sindicato e a Feliciana me disse que é para fazemos copia do livro de ponto lançado a falta e encaminhar ao sind ute. Solicito a todos os colegas que façam o mesmo para que medidas possam ser tomadas e coletivamente, será sempre melhor. Abraços, companheiros...

    ResponderExcluir
  63. Recebi esse mês 50 reais de pagamento. Na superintendência de montes claros, informaram que o governo mandou descontar esse mês os 15 dias de recesso em julho, além dos dias de setembro. Ou seja, não receberemos esse dinheiro com a reposição, NÃO VÃO PAGAR O QUE DESCONTARAM. O mais engraçado é que estou, desde o fim da greve, repondo aulas aos sábados e feriados, sem saber, também, se irão pagar os sábados e domingos que descontaram. É muito triste trabalhar sem dinheiro, sem saber quando vou poder pagar minhas contas... gostaria que tivéssemos uma vitória, pois, até agora...

    ResponderExcluir
  64. Companheiro Euler,e demais companheiros da educação.Hoje tive uma grata surpresa uma colega da imprensa local,declarou que o Deputado Bosco nos trai.Isto é legal demais para a cidade de Araxá e para os professores locais e de Minas.Liguei para agradece-la em nosso nome.Bendito os homens que não traem seu povo.Devemos esquecer de tudo que nos desune e ver uma porta de agremiação e unidade.Muitas sabias palavras seu texto de hoje,assino em baixo."A união faz a força!" Muita luz e força para todos unidos venceremos!Com gratidão e amizade. Professora Luciana.

    ResponderExcluir
  65. Sera este José Fonseca rival do Celulare?

    ResponderExcluir
  66. Olá, pessoal da luta!

    No meu computador o simulador abriu normalmente, sem senhas nem nada.

    ResponderExcluir
  67. Documento histórico- Globo manipula eleições de 1989. Assistam e repassem:

    http://www.youtube.com/watch?v=kT6nC41RCaI

    ResponderExcluir
  68. Alguem sabe sobre o premio de produtividade pois estou prescisando dele o decimo terceiro ja gastei para pagar dívidas . O governador não pagou o piso e reduziu o meu salário.

    ResponderExcluir
  69. Pessoal consegui baixar o simulador e esta funcionando bem,pode ser que o pessoal que não esta conseguindo abrir tenha uma versão do office mais antiga do que a do simulador. Não tenho certeza mais acho que o simulador foi feito no exel 2007.
    O confisco do governo no meu contracheque foi de R$600,00.

    ResponderExcluir
  70. Eu consegui fazer a simulação, seguindo exatamente como o Euler postou e meu salário diminuiu!!! KKKKKKKKKKKKK
    Aliás, não sei se rio ou se choro.
    Oh vida viu!!

    ResponderExcluir
  71. Reclamei a SEE sobre a reposição do 3º ano que foi feita por substituto e eu a titular não poderei repor e nem receber o salário destas aulas mesmo cumprindo horário na escola em outra atividade. leiam a resposta que recebi por em-mail.

    Prezada Professora Maria,

    Não temos a menor dúvida quanto à sua contribuição para o aprendizado dos alunos e para a melhoria da qualidade da educação em nosso Estado.

    Gostaríamos apenas de salientar, em primeiro lugar, que, como vem acontecendo ao longo dos anos, o pagamento dos dias de paralisação em virtude de greve é condicionado à efetiva reposição das aulas, de acordo com o calendário escolar. A anotação de “falta greve” aos servidores que participaram do movimento foi respaldada pela decisão judicial lavrada no processo nº 0024.11.148804-5, que tramita perante a 3ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias de Belo Horizonte.

    Por outro lado, a substituição dos professores do 3º ano do ensino médio que aderiram ao movimento grevista está respaldada em decisão judicial proferida pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais, no Mandado de Segurança nº 1.0000.11.051136-7/000, ajuizado pelo SindUTE-MG.

    Vale dizer que o Poder Judiciário – a quem cabe a última palavra sobre a legalidade das ações em nosso País -, reconheceu que a decisão da Secretaria de Estado de Educação de lançar “falta greve” e designar professores para substituir os servidores em greve está correta e encontra suporte legal.

    O recebimento da remuneração pelos professores substitutos decorre do dever legal do Estado de pagar a contraprestação pecuniária aos servidores que estão no efetivo exercício de suas atribuições.

    Já tendo havido a reposição das aulas, o pagamento, ao professor substituído, dessa mesma carga horária, concretizaria duplo pagamento pela mesma prestação de serviço, o que não encontra amparo no ordenamento jurídico.

    Não se trata, ao contrário do que a Senhora argumenta, de “punição”, mas sim da impossibilidade de a Administração efetuar o pagamento, pelo mesmo serviço, a duas pessoas distintas. Isso equivaleria à admissão do que se chama de “enriquecimento ilícito”, instituto jurídico vedado em nossa legislação. Como a Senhora mesmo afirma em seu e-mail, não poderá mais repor aulas já dadas. Sua conclusão não difere daquela levada a efeito pelo Juiz de Direito da 3ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias que, ao indeferir a liminar pleiteada pelo SindUTE-MG no mandado de segurança acima citado assinalou que “a greve importa em suspensão coletiva de trabalho, não havendo durante o movimento a obrigação da prestação do serviço pelo servidor e tampouco a obrigação da contraprestação do pagamento da remuneração pela Administração, devendo, pois, os grevistas assumir os riscos que a deflagração do movimento lhes impõe”.


    Por fim, cumpre dizer que a Secretaria de Estado de Educação não tem conhecimento da situação narrada pela Senhora, no sentido de que os “substitutos ficaram na escola cumprindo horário e recebendo sem ter a necessidade de ir para a sala de aula”. Trata-se de denúncia grave que exige apuração. Com esse objetivo, solicito que a Senhora decline os nomes dos envolvidos, com a indicação da(s) escola(s) e horário(s) onde isso teria ocorrido, para que sejam tomadas as devidas providências tendentes a elucidar a questão e punir eventuais responsáveis.

    ResponderExcluir
  72. Euler não tô entendendo nada, nas tabela publicada pelo governo,dia três , o PEB II é para licenciatura curta e p PEB III para plena, vc pode me esclarecer, como é isso, se em janeiro éramos PEB I ou II?

    ResponderExcluir
  73. Atenção pessoal do Norte de Minas!
    Descobrimos hoje que o desgovernador estará em Matias Cardoso no dia 07 de dezembro.
    É a oportunidade para prepararmos mais uma recepção.
    Curiosamente a superintendente de Janaúba, segundo ela a pedido do promotor José Francisco, no mesmo dia da visita do Anestesia e no mesmo horário, que acontecerá em Jaíba. Estamos a 50 km de Matias Cardoso. E temos que escolher: vamos ver o desgoverno e cobrar dele os nossos direitos ou vamos ficar cara a cara com a superintendente Maria Eni que por sinal é muitíssimo autoritária?
    Contamos com todos na caça ao governo. É ele o nosso foco.

    ResponderExcluir
  74. A dívida que Anastasia fez,se é uma bomba relógio, ele que tome cuidado.O feitiço vira contra o feiticeiro e buuuuummmmmmm!!!!!!

    ResponderExcluir
  75. OLÁ EULER
    CONCORDO COM TUDO QUE VC POSTOU HOJE.SEU BLOG É UM SUCESSO.PARABÉNS. UM NATAL CHEIO DE PAZ PARA TODOS NÓS.
    MARIA CÉLIA

    ResponderExcluir
  76. Pro Euler,
    Voce disse que a tabela com a projeção do piso esta no site do Sindute, pode me indicar onde? Pq não encontrei.
    Seria possivel montar tabela comparativa entre o piso e o subsidio? Se ja tem onde encontra-la?
    Outra coisa, no site do Sindute as ações do piso estao paradas ate hoje na letra D. Pq sera?

    Que o STF é um bando de jabutis e tartarugas mancas ja sabemos, mas o Sindute tb entrou nessa devagar quase parando?
    SOS !!!!

    ResponderExcluir
  77. So teorias e prática nada .....

    ResponderExcluir
  78. Euler,

    Notícias do prêmio:http://www.lavras24horas.com.br/portal/premio-de-produtividade-2011-sera-pago-ate-o-fim-do-ano-afirma-renata-vilhena/

    ResponderExcluir
  79. Olá, pessoal da luta!

    Quer dizer então que o Faraó das Alterosas está preocupado com a ditadura na Síria? Deve ser porque ele não conhece um local chamado Minas Gerais, onde o ditador daqui, aliás afilhado dele, nada deixa a desejar em relação ao ditador da Síria.

    E por falar em ditadura e coisa e tal...

    Olá, combativa Maria, das 22:09!

    Então o governo não pode pagar a duas pessoas pela mesma função? Kkkkkk Contem isso para outro. Durante todo o mês de outubro, enquanto passávamos fome sem salário, o desgoverno manteve nas escolas centenas de substitutos que nada tinham a fazer, a não ser comer a merenda no recreio, e nada mais, além de receber o salário que certamente pertence ao quadro dos educadores em exercício de fato. Enriquecimento ilícito? Kkkkkkk Quem escreveu este texto, sendo do governo, deve ter se mirado no espelho. Apropriaram-se do nosso piso, cortaram nosso salário, reduziram ilegalmente nossa remuneração, estão querendo nos roubar as horas trabalhadas durante a redução de jornada, e ainda têm a coragem de falar em "enriquecimento ilícito"?

    Quanto às decisões de alguns juízes contrariando a legislação vigente, isso não pode ser apontado como critério sério. Trata-se de uma imoralidade, pois passaram por cima da legislação vigente para servir aos poderosos, e ainda têm a cara de pau de dizer que isso é o certo.

    Canalhas! Cretinos! Cínicos! É isso o que eles são!

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  80. Para anonimo das 21:53 e para todos A PROVA DA TRAIÇÃO DO DEPUTADO BOSCO É ANTIGA, LEIAM:


    Ilustres Diretores

    Como Presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia vimos expressar os nossos agradecimentos pelo diálogo construtivo que empreendemos em busca de solucionarmos as questões atinentes a direção das unidades de ensino, diálogo este, iniciado em reunião ordinária ocorrida em março, a seguir tivemos uma audiência pública, que culminou com a elaboração de uma proposta entregue a Secretaria de Educação.

    Neste contexto imperioso reconhecermos os esforços do Governo do Estado, em especial, do Governador Anastasia e da Secretaria Ana Lúcia Gazzola no reconhecimento da nossa causa e na forma como o assunto vem sendo tratado.

    Por sua vez os abnegados diretores, conscientes da justiça de seus propósitos esperam ansiosos, assim como nós, pelo deslinde do tema.

    O que podemos afiançar neste instante, é que avançamos muito. No entanto, fato superveniente – a greve dos professores – está a solicitar de cada um de nós um pouco mais de prudência. Afinal cada diretor é, em essência um profissional do magistério e irmana-se aos colegas na luta por direitos que consideram essenciais.

    Prudência porque? Porque o aceite da nossa proposta, pode ser levada para os professores como fato tendente a desmobilizar a categoria, resultando em açodamento do movimento grevista. Por outro lado o não aceite da proposta em pontos fundamentais, também pode levar ao mesmo caminho.

    Para este presidente, que tem se esforçado e muito, sem arroubos ou alardes, pela construção do diálogo parece inoportuno concorrer para para que exista embate.

    Neste sentido, tomamos a liberdade de solicitar um pouco mais de paciência para aguardarmos o momento adequado para o anúncio das propostas do governo.

    Mesmo assim, segundo a Secretária Ana Lúcia muito em breve, após a chegada do governador que se encontra em viagem ao exterior, será feito o anúncio tanto da proposta relativa ao diretores, quanto uma proposta que otimiza a sistemática de remuneração do subsídio.

    Certos da consecução dos nossos propósitos, manifesto a cada um de vocês o nosso apreço.
    Atenciosamente
    Dep. BOSCO
    Presidente da Comissão
    de Educação Ciência e Tecnologia
    Em, 29 de junho de 2.011.

    ResponderExcluir
  81. ORGULHOSA DE SER PROFESSORA,MAS NAO ORGULHA O GOVERNO QUE TEM.5 de dezembro de 2011 23:55

    GRANDE EULER,
    ESTOU ASSISTINDO AGORA O CQC..
    UMA BELA REPORTAGEM LÁ NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA NO AMAPÁ.ELES BOTARAM PRA QUEBRAR..
    SÓ AS DEPUTADAS DERAM ENTREVISTAS..OS MACHOS SUMIRAM TODOS...kkkkkkkkk
    MEU DEUS, IMAGINA SE VIER AQUI EM MINAS GERAIS E DESSE NO PÉ DE UM DANILO DE CASTRO, JOAO LEITE, E O RESTO DESTA PODRIDÃO.IA DAR UMA AUDIÊNCIA.....

    ResponderExcluir
  82. AO ANÔNIMO DE 05/12/11 - 07:12

    Não concordo com a sua sugestão em escolher, em cada unidade escolar, um professor socializador desconhecido dos próprios servidores, evitando, assim, PERSEGUIÇÕES!
    Nos idos de "antigamente",escolhia-se em cada escola um professor sindicalizado para representar o sindicato, indicado em reunião geral da escola, com a presença de um representante da subsede. O sindicato pedia permissão ao diretor da escola para a realização dessa escolha. Tudo bem transparente, pois não temíamos perseguições, em plena ditadura militar, quando fazíamos greves. E, olha, as greves tinham adesão de 100% da categoria, caso a votação fosse a favor da greve.Conseguímos, assim, que nossas reivindicações fossem atendidas quase que em sua maioria. Quase sempre, o número de servidores contra as greves era tão insignificante que não representava nada na decisão final. Como você pode ver, éramos muito mais unidos do que na atualidade. Temer perseguições é coisa de ditadura militar, não de bravos professores em plena democracia lutando pelos seus direitos. Atualmente, a categoria está bem dividida, graças às pressões do desgoverno que faz de tudo para colocar uns contra os outros.E, o pior, é que um número bem elevado de municípios não aderiu à última greve, comprovando a divisão absurda da categoria. Os desinformados acreditaram nas propostas desse governo cruel e despótico, apesar dos esforços dos que acompanhavam as instruções do nosso líder Euler e de outros colegas lúcidos, sem perceber que suas carreiras ficaram congeladas e que seus direitos foram todos confiscados. Como reza o dito popular: o pior cego é aquele que NÃO QUER enxergar. Alegar que não entraram em greve por motivos pessoais é, no meu entender, demonstração de fraqueza e de total falta de espírito de solidariedade para com os colegas, embora reconheça que todos têm o direito de se manifestar e agir segundo a sua consciência.
    Peço-lhe desculpas se exagerei nas palavras ao não concordar com a sua sugestão. Seria bem melhor escolher um representante da subsede ou do sindicato em cada unidade escolar, agindo de forma bem transparente quanto às decisões das assembleias da categoria e do nosso sindicato, concorda? Que possamos ter esse representante dando as informações necessárias para que todos saibam, transparentemente,de tudo que diz respeito à categoria. O que está faltando é mais dinamismo e comprometimento maior de algumas subsedes, dando todo suporte à categoria.
    Espero que minha proposta possa ser analisada e comentada por você e por aqueles que se interessarem, concordando ou discordando.

    Abraços fraternos,

    Ruth/São Lourenço

    ResponderExcluir
  83. Pessoal da luta!

    Está na hora de começarmos a agir para valer. Não falo numa greve imediata, porque neste momento a categoria está endividada e sem fonte de sobrevivência. Haverá um novo momento para isso - que o governo nos aguarde! -, mas não de imediato. Mas tem muitas coisas que podemos fazer.

    Vou mencionar uma coisa somente aqui: os 20 deputados que votaram em favor da nossa lei, podem fazer um pouco mais. Gostaria de solicitar publicamente que eles convocassem uma audiência pública para discutirem a realidade dramática dos educadores de Minas.

    Vou dar um exemplo. Acabo de ler um e-mail (não vou citar nome, escola, nada, porque não fui autorizado), através do qual um professor se diz ameaçado de processo administrativo por estar discutindo alguns posts aqui do blog em sala de aula. Isso para mim é inaceitável. O professor tem total autonomia para discutir qualquer tema em sala de aula, ou agora vão policiar o teor das aulas também? Isso chama-se ditadura, a mesma que o playboy das Alterosas só consegue enxergar na Síria.

    E sem falar na situação salarial de milhares de colegas, com contas atrasadas, com a imposição da reposição sem salário. Não dá para tolerar essa situação em silêncio.

    É preciso que os deputados estaduais, com a presença dos deputados federais, convoquem a mídia do Brasil e façam essa denúncia: o governo de Minas está impondo um estado de terror nas escolas para perseguir os colegas grevistas. Além, é claro, de ter sonegado o piso a todos os educadores do estado, aplicando um violento confisco salarial.

    Minas Gerais vive um estado de exceção e é preciso que façamos urgentemente uma denúncia pública contra esta dramática realidade.

    Não podemos descartar inclusive a possibilidade de convocarmos os educadores para passarem (passarmos) o Natal em praça pública, em vigília de protesto, talvez acorrentados e com velas acesas, a denunciar para o mundo o que está se passando em Minas Gerais com os educadores. Vamos fazer a nossa ceia de protesto nas ruas de Minas, expondo a cara dos canalhas que votaram contra os educadores, e de outros tantos que estão roubando os nossos sonhos. Não vamos aceitar esse massacre em silêncio.

    As ações jurídicas eu deixo para discutir na reunião do dia 10, do comando de greve. Quero respostas, urgentemente, como toda a categoria quer.

    ResponderExcluir
  84. "Por fim, cumpre dizer que a Secretaria de Estado de Educação não tem conhecimento da situação narrada pela Senhora, no sentido de que os “substitutos ficaram na escola cumprindo horário e recebendo sem ter a necessidade de ir para a sala de aula”. Trata-se de denúncia grave que exige apuração. Com esse objetivo, solicito que a Senhora decline os nomes dos envolvidos, com a indicação da(s) escola(s) e horário(s) onde isso teria ocorrido, para que sejam tomadas as devidas providências tendentes a elucidar a questão e punir eventuais responsáveis. "

    Ai, que coisinha mais ÍNTEGRA a pessoa que respondeu para a prof. Maria, então quer dizer que ninguém VIU, SABIA OU TINHA CONHECIMENTO DE QUE AQUELE BANDO DE ANALFABETOS ESTAVAM LÁ SÓ PARA COMER?! FAÇA-NOS UM FAVOR, A PROFESSORA MARIA NÃO PRECISA DECLINAR NOMES ALGUM, afinal quem tinha que saber exatamente o que aconteceu é a própria Secretaria de Educação até porque quem autorizou foram eles mesmos, toda essa bandalheira, e agora vem POSANDO DE AUSTEROS!! Afinal, essa GENTALHA que escreve com ar de pessoas muito finas, quer na verdade ENGANAR QUEM? deve ser a eles mesmos, porque professores, diretores, vice-diretores,alunos, inspetores, superintendentes, todos sabiam dessas bandalheiras, dessa corrupção com dinheiro público e agora vem esse ou essa pisamansinho falar de enriquecimento ilícito, isso é HISTORINHA PARA BOI DORMIR OU ACORDAR?? Concordo, professor EULER, todos são um bando de HIPÓCRITAS, SALAFRÁRIOS E CRETINOS! Enchem as burras e estão preocupados com uns centavos a mais que o trabalhador vai ganhar! Eles julgam os outros por eles mesmos!!

    ResponderExcluir
  85. Dep. BOSCO
    Presidente da Comissão
    de Educação Ciência e Tecnologia

    Só mesmo por política que um sujeito desse chega a tal cargo, fico pensando como ACADÊMICOS não devem rir e criticar esses matutos que vão discutir questões educacionais, não possuem formação alguma, se apequenam perto dos reitores, dos professores. Essa gente, decora umas frases de efeito e dispara perto dos acadêmicos para mostrar que estão inteirados dos fatos, mas são umas topeiras, deviam ter vergonha de fazer parte dessas comissões, tamanho é o despreparo desses matutos.
    Qual é formação desse deputado, fez o seu PHd onde? Qual é a sua linha de pesquisa? kkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Eita, gente besta!

    ResponderExcluir
  86. Senador Aloysio (PSDB) explica projeto de lei sobre abuso do direito de greve.
    http://www.senado.gov.br/noticias/tv/programaListaPadrao.asp?COD_VIDEO=133184

    ResponderExcluir
  87. PARA MATUTAR:

    A PARTIR DE FEVEREIRO ESCOLAS FUNCIONAM TODOS OS DIAS, PORÉM,A CADA SEMANA ( TERÇA, QUARTA,QUINTA) SÓ 1/3 DOS PROFESSORES E FUNCIONÁRIOS ESTARÃO PRESENTES EM SUAS FUNÇÕES.OS OUTROS (2/3) ESTARÃO REUNIDOS EM LOCAIS PUBLICOS EM MOVIMENTOS DE PROTESTO. ASSIM, NÃO HAVERÁ COMO DESCONTAR SABADOS E DOMINGOS E NÃO FICAREMOS SEM SALARIO.
    ANA T

    ResponderExcluir
  88. Reproduzindo Renata Vilhena via twitter.


    " A grosso modo, ñ é correto dizer q passaremos uma régua limitando salários em um mesmo patamar."

    "Qto à remun. unif., ela ñ representa a destruição da carreira, mas sua reconstrução. É pena q esse lado ñ esteja sendo visto."

    "Se ñ tivéssemos feito nenhum movimento de melhoria, concordo q poderíamos ser acusados de negligência, mas temos trabalhado"

    "Pode parecer enrolação, por ser teórico, mas é verdade. Temos limites, restrições, e há q se trabalhar com elas."

    "Melhorias têm sido feitas. Houve o aumento concedido pelo gov Aécio em 2010, a instituição de aumento + data-base, esse ano"

    "Se ñ tivéssemos feito nenhum movimento de melhoria, concordo q poderíamos ser acusados de negligência, mas temos trabalhado"

    "O governo se preocupa com os servidores. Seria leviano se não fizéssemos, pois são funcionários públicos."




    Ninguém merece este povo no governo. Eles têm discurso ensaiado.

    ResponderExcluir
  89. Daqui a pouco, pela manhã, serão dispensados os designados que participaram da operação tartaruga e paralisação, A SRE OURO PRETO é o braço direito da SS nazista!!! O que podemos fazer para ajudar esses colegas??

    ResponderExcluir
  90. " A grosso modo, ñ é correto dizer q passaremos uma régua limitando salários em um mesmo patamar."

    Não disse outro dia que o PORTUGUÊS dessa Secretária é TIRIRICA, beira a CACO ANTIBES. Alguém diz para ela que a expressão não é A GROSSO MODO, é GROSSO MODO! Para quem ganha o que ganha e o cargo que ocupa não PODE, não é PERMITIDO cometer esses erros. Se quer posar de poderosa, comece pela linguagem!

    ResponderExcluir
  91. Este negócio de passar o natal em praça pública e acorrentados é boa. Podemos fazer isto em BH, organizando,tb, caravanas do interior para a capital. Levamos nossos contracheques e mostramos que não temos dinheiro para fazer a ceia em casa.

    ResponderExcluir
  92. Olá, Comandante Euler e Turma do NDG,
    Bom dia!

    (Apenas para descontrair):

    E a Dilma tornou-se o terror dos ministros. Estes, quando a vêem, já gritam em desespero:
    -Corram, que lá vem a Dilma!...
    É que ela, com mais este último, bate seu próprio RECORDE, consagrando-se, definitivamente, "NA HISTÓRIA DESTE PAÍS," como "CAMPEÃNÍSSIMA" em lançamento de ministros! Essa nova modalidade esportiva, cuja invenção "JÁ PATENTEADA" é de nossa presidenta, com certeza já participará das próximas olimpíadas e já é ouro garantido para o Brasil!!!

    Um abraço a todos, força a luta, até a nossa vitória.

    ResponderExcluir
  93. Professor Euler,
    Parabéns pelas informações postadas aqui no blog. O simulador é excelente. Consegui baixar depois de ler suas orientações de como fazê-lo. Mesmo considerando os valores de R$567,00 ou R$550,00 no 2ºcargo, já é possível perceber o roubo que o governo me faz.O triste e lamentável é saber que muitos colegas acham que ganham muito.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  94. PESSOAL DA LUTA CONSTANTE...HAHAHHA ACABEI DE OUVIR NOSSO PODEROSO CHEFÃO FALANDO NA ITATIAIAIAIA...DENTRO DE 48 HORAS IRÁ DIVULGAR A DATA PARA PAGAMENTO DO ALMEJADO 13º. E NO MESMO DIA DIVULGARÁ O DIA DO PAGAMENTO DO 14º .QUE GRACINHA ATÉ PARECE QUE ISSO É UM PRESENTE DE GREGO PARA OS TROIANOS.QUE MONSTRINHO ENGRAÇADINHO.

    ResponderExcluir
  95. Nossa, Euler você expressou minha indgnação e tristeza. Vai ser o Natal mais magro que vou passar desde que comecei a trabalhar e espero que isto sirva para alguma coisa!
    Vamos nos unir e tirar este governo do lugar!


    abraço
    Carolina

    ResponderExcluir
  96. PARTE DO TEXTO DE AÉCIO NA “FOLHA DE SÃO PAULO”

    (...) A partir daquele momento, aberrações como Hitler e Stalin deixavam, definitivamente, de serem acobertadas pelo manto protetor de uma pretensa soberania nacional e passavam a desafiar o silêncio perplexo daqueles para quem a resistência à uma tirania distante se reveste sempre de um senso de inutilidade. (...) Aécio Neves.


    Minas Gerais, nos dias atuais...

    A partir deste momento, aberrações como Aécio e Anastasia deixam, definitivamente, de serem acobertadas pelo manto protetor de uma pretensa soberania estadual e passam a DASAFIAR O SILÊNCIO perplexo daqueles para quem a resistência à uma tirania presente se reveste sempre de um senso de inutilidade. Leitor.

    ResponderExcluir
  97. EULER,

    CADÊ O SIMULADOR DO ESTADO.....

    COMO SABEREMOS QUE VALOR PERCEBEREMOS NO CONTRA-CHEQUE......EM FEVEREIRO DE 2012...


    OLHA O GOORRRRRRRRRRRRRRPEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE"


    HELPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPPP"

    PRECISAMOS SABER COMO FICARÁ NOSSOS $$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$.................

    ResponderExcluir
  98. Olá Euller, um abraço de Guaxupé p/ você.
    Por aqui em ainda não vimos nas escolas o cartaz com as fotos dos traidores da educação, porém, no Facebook e por e-mail ele já foi divulgado e está circulando.Os ditadores se esquecem que vivemos em um novo tempo nas comunicações(qualquer semelhança com a Primavera Árabe é mera coinscidência!). Essa ordem absurda é mais uma prova de que os resquícios da DITADURA MILITAR estão bem vivos em Minas Gerais, com a conivência daqueles 51 traidores que foram eleitos pelo povo e a conivência também dos diretores das SREs e Escolas, que se comportam como carneiros e não como Educadores de "GESTÃO DEMOCRÁTICA". Afinal de contas, a ESCOLA PÚBLICA é pública mesmo ou é uma propriedade do governo manipulada por ele? Quando será que A BRISA SUAVE DA PRIMAVERA DA DEMOCRACIA vai soprar definitivamente por aqui? Onde está a imprensa livre e democrática? Só sabe reclamar a liberdade para si mesma? Quanta incoerência!
    Verdadeiramente esse governo nos deu um baita CHOQUE porque os fios que levam a energia e a luz da liberdade e da democracia estão em curto-circuito aqui em Minas! Temos que formar um grande coral de cidadãos que cante resolutamente: "LIBERDADE, LIBERDADE, ABRE AS ASAS SOBRE NÓS..."
    Amplexos esperançosos.
    Eliseu Lucas - educador de gente humana, atuando como professor(desvalorizado) de História, lutando com aqueles milhares que, na luta pela construção da cidadania, não dobraram seus joelhos à tirania!

    ResponderExcluir
  99. PARTE DO TEXTO DE AÉCIO NA “FOLHA DE SÃO PAULO”

    (...) “A partir daquele momento, aberrações como Hitler e Stalin deixavam, definitivamente, de serem acobertadas pelo manto protetor de uma pretensa soberania nacional e passavam a desafiar o silêncio perplexo daqueles para quem a resistência à uma tirania distante se reveste sempre de um senso de inutilidade”. (...) Aécio Neves.


    Minas Gerais, nos dias atuais...

    A partir deste momento, aberrações como Aécio e Anastasia deixam, definitivamente, de serem acobertadas pelo manto protetor de uma pretensa soberania estadual e passam a DASAFIAR O SILÊNCIO perplexo daqueles para quem a resistência à uma tirania presente se reveste sempre de um senso de inutilidade. Leitor.

    ResponderExcluir
  100. E o n° de candidatos inscritos no concurso da SEE MG, quando será divulgado?

    Se estão escondendo, subtende-se que o n° de inscrições não foram satisfatórias.

    Também com um salário desses, só mesmo as sobras para a Educação pública de MG.

    E aí SAPUDA?

    ResponderExcluir
  101. NÃO CONSIGO VER A TABELA .NO MEU PC FALA QUE NÃO ESTÁ LOCALIZADO E PRECISA PROCURAR NA WEB.NÃO SEI O QUE FAZER.ACHO QUE VC EULER SE NÃO FOR MUITO INCÔMODO , PODERIA PUBLICAR AQUI POR FAVOR.É MAIS FÁCIL.OBRIGADA

    ResponderExcluir
  102. Com certeza as funcionárias(os) domésticas(os) que trabalham nas casas das secretárias, do governador e de seus familiares, das elites governamentais e legislativas, recebem MERECIDAMENTE salários maiores do que os professores.

    Ninguém quer ser professor(a).
    Com um salário de passar fome, a educação em Minas Gerais ficará somente com as sobras.

    E aí SAPUDA?

    ResponderExcluir
  103. Aqui em Ouro Preto, estamos sendo mais que massacrados...Para falar de nossos direitos vamos ter que nos reunir a luz de lamparinas, como na época da inconfidência caso contrario pagaremos pelos nossos atos....Só falta a forca....

    ResponderExcluir
  104. Temos que mandar email para o CQC eles desmascaram os políticos sacanas.

    ResponderExcluir
  105. Dinheiro, tem e muito... Quantos passarão a nunca ter pisado na escola a partir de agora. E olha a eleição aí, gente!

    Quem voltar a estudar pode ter poupança de até R$ 5.000
    Aprender a ler e a escrever sempre foi um sonho na vida da dona de casa Iraci Cristina Lemos de Medeiros, 57. Ela até iniciou os estudos algumas vezes, mas sempre acabava desistindo por conta de suas dificuldades de aprendizagem. Agora, ela ganha um incentivo a mais: o Banco Travessia, programa que concederá uma poupança de até R$ 5.000 para quem estiver na sala de aula.

    O Estado formalizou ontem o contrato da primeira agência do programa, no município de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte. E a família de Iraci, que divide a casa com outras nove pessoas,entre filhos e netos, é apenas uma das 14 mil em todo o Estado que devem ser beneficiadas pela iniciativa - só em Sabará, serão 1.700 famílias. Até o fim deste ano, a promessa é que sejam inaugurados outros nove postos responsáveis pelo gerenciamento do programa nas cidades de Confins, Capim Branco, Presidente Kubitschek, Arinos, Matutina, Juiz de Fora, Ninheira, Santo Antônio do Jacinto, Itinga.

    Para o ano de 2012, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese) já anunciou a instalação de outras 36 agências do Banco Travessia, que vão atender a outras 28 mil famílias.

    Participação. De acordo com a assessoria de imprensa da Sedese, todas as famílias com integrantes fora da escola, identificadas por meio de visitas, serão atendidas neste ano e no próximo. As famílias são incluídas no programa quando pelo menos uma pessoa com mais de 14 anos ainda não tenha completado cinco anos de escolaridade. A condição inclui também situações em que no mínimo uma criança da família, em idade escolar, não frequente a escola.

    O objetivo é incentivar jovens e adultos a retomarem os estudos. Cada integrante de um determinado domicílio que voltar a cursar o ensino regular ou aderir a cursos de aperfeiçoamento receberá uma moeda de troca, denominada "travessia", em uma poupança conjunta para a família. Dessa forma, todos que moram no mesmo endereço são beneficiados com a iniciativa.

    A cada nova etapa de estudos cumprida, que pode ser, por exemplo, um ano letivo concluído, mais "travessias" são depositadas no banco. Depois de até três anos, toda a quantia depositada pode ser retirada, já convertida em dinheiro. No fim do período, poderão ser sacados até R$ 5.000.

    ResponderExcluir
  106. Euler,
    desejo-lhe muita paz, apesar de vivermos a GUERRA. E não existe a menor possibilidade de corrermos da luta, somos muitos e muito fortes, já provamos isto. Neste ano civil que se finda você foi uma presença constante e iluminadora. Todas as misérias que vivemos não foram e não serão capazes de nos derrotar.Obrigada por tudo, que Deus o abençoe e guarde.
    Abraços,
    Maria Inês.

    ResponderExcluir
  107. Euler, o setor juridico-lesma do sindicato deveria se pronunciar quanto ao abuso de autoridade da SEE. Nossos advogados(são pagos com nossas contribuições) devem nos amparar nesse momento, pois não podemos sofrer com essa inquisição governamental sem sabermos a quem recorrer!
    Liguei ontem e não havia nenhum diretor no sindicato de BH e os "ramais" do juridico estavam todos ocupados.
    Da segunda vez me deixaram esperando até a linha cair.
    Ora já basta o descaso do governo, do sindicato quero ação e respeito!

    ResponderExcluir
  108. Prof Euler,

    Voce comentou que no site do Sindute tinha a tabela, porém como não encontrei,volto a pedir, poderia me indicar onde?
    Ha uma tabela comparativa do piso e a do desgoverno?
    Obrigada

    ResponderExcluir
  109. Gostei da idéia do CQC!Já imaginaram eles entrevistando os 51 (48)?deputados? E se conseguisse que eles fossem atraz da Sapuda demais seres da curriola? KKKKKKKKKKKKKKK, ia ser uma correria só!

    ResponderExcluir
  110. Quem voltar a estudar pode ter poupança de até R$ 5.000
    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=189802

    ResponderExcluir
  111. Euler e companheiros/as de luta:

    Gostei da sua ideia para a Noite de Natal. Poderíamos, também, fazer uma árvore com os retratos dos traidores da educação, inclusive Anastasia e sua padrinho.
    Junto à árvore, faixas denunciando:

    Educadores de Minas:P ior S alário D o B rasil (letras maiúsculas em evidência);
    -- SEM PISO

    -- SEM SALÁRIO

    -- SEM NATAL!

    ResponderExcluir
  112. Euler,

    matéria da Folha, mostrando que no Paraná, o governador do PSDB também tem carneirinhos (rsrs):

    "Os deputados estaduais do Paraná aprovaram no final da noite desta segunda-feira (5) o projeto de lei que permite ao governo do Estado a contratação de Organizações Sociais para gerir serviços públicos. O projeto será votado em terceira discussão na sessão ordinária desta terça-feira para depois seguir para sanção do governador Beto Richa (PSDB), autor do projeto.

    Deputados do PR mudam local de sessão para dispersar manifestantes
    Manifestantes invadem Assembleia do PR e rasgam ordem do dia

    Por volta das 17h de ontem, um grupo de cerca de 300 pessoas --formado por sindicalistas e estudantes-- realizou um protesto na Assembleia contra o projeto. Os manifestantes invadiram o plenário, tomaram os assentos dos deputados, rasgaram a ordem do dia e jogaram os papéis nos parlamentares.

    Para eles, a proposta é uma forma de "privatizar" o Estado e aumenta a possibilidade de eventuais irregularidades em convênios com ONGs.

    Depois de a sessão ser suspensa, o presidente da Casa, Valdir Rossoni (PSDB), decidiu retomar a votação no "plenarinho" da Assembleia, em sessão fechada."

    Fiz meu comentário sobre os desmandos do governo em Minas com os educadores e citei os carneirinhos daqui.

    ResponderExcluir
  113. Ao anônimo das 0 h 41 min :

    Ô, coitada!
    Tadinha da Gazzola, mexe "qüela" não! Respeita uma anciã! kkkkkkkkkkk
    Ai! Como eu tô bandida!!!kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  114. EULER POR FAVOR PUBLIQUE A TABELA AQUI.NÃO ABRE NO MEU PC.OBRIGADA

    ResponderExcluir
  115. Ucranianas protestam contra medidas econômicas do país
    http://economia.uol.com.br/album/110705_protesto_ucrania_album.jhtm

    PRECISAMOS DE UMAS PROFESSORAS PARA FAZER IGUAL AS UCRANIANAS, IR PARA RUA E PINTAR O SETE.

    TODO O DIA TEM REPORTAGEM SOBRE ELAS NO MUNDO

    PRECISMOS DE UMA UCRANIANAS JÁ PARA CHAMAR ATENÇÃO MUNDO.

    ResponderExcluir
  116. Reunião hoje na assembléia, às 14 h, com Renatinha e Beatriz Cerqueira.

    ResponderExcluir
  117. Euler,uma sugestão:ao fazer um post, peça aos usuários do FB que o compartilhem em seus murais, pois é uma forma de podermos atingir um público cada vez maior.Eu tenho feito isto constantemente.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  118. Senhores e senhoras professores e professoras não deveríamos mudar o foco de nosso interesses que é PISO SALARIAL NACIONAL. Vamos reforçar a cada dia a luta que temos que travar com relação ao nosso salário com os deputados, secretárias e governador - trambiqueiro, salafrário,FORA DA LEI, embromador,caloteiro,enganador, SUJO NA PRAÇA. Será que tem SERASA para governo do estado, junto com sua CORJA de enroladores? Olha que os tempos estão chegando, e eles estão QUITIM,QUITIM. NA NOSSA ORGANIZAÇÃO QUE ESTÁ ACONTECENDO SEM ESTARDALHAÇO SERÁ MOSTRADO PARA TODO MINAS GERAIS A REALIDADE ATUAL. Portanto meus queridos e queridas. Vamos aguardar. Beijos a todos.

    ResponderExcluir
  119. QUE TAL APROVEITAR O EXEMPLO?

    Estudantes montam barracas e planejam acampar na Esplanada dos Ministérios, a partir de hoje (6) até o final de semana, para pedir o aumento dos investimentos em educação. O movimento Ocupe Brasília é organizado pela UNE (União Nacional dos Estudantes) e também conta com a participação da Ubes (União Brasileira dos Estudantes)

    Inspirada em movimentos internacionais como o Ocupe Wall Street, que protestam contra os impactos da crise financeira sofridos pela população, a União Nacional dos Estudantes (UNE) planeja acampar na Esplanada dos Ministérios a partir de hoje (6) para pedir o aumento dos investimentos em educação. O movimento Ocupe Brasília, do qual também participa a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes), pretende reunir cerca de 300 estudantes em algum ponto próximo ao Congresso até o fim da semana.
    O principal objetivo da manifestação é incluir no Plano Nacional de Educação (PNE) a meta de investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para os próximos dez anos. O relator da proposta que atualmente tramita na Câmara dos Deputados definiu esse patamar em 8%, segundo relatório divulgado ontem (5). Atualmente, o país aplica cerca de 5% do PIB em educação.
    veja fotos:
    http://noticias.uol.com.br/educacao/2011/12/06/une-inicia-movimento-ocupe-brasilia-com-acampamento-na-esplanada.jhtm

    ResponderExcluir
  120. GRAÇA:

    A CARTILHA DO GOVERNO:

    Para quem prefere video clic aqui:

    http://www.youtube.com/watch?v=TbZFhlz1QJo&feature=related

    AS 10 ESTRATÉGIAS DE MANIPULAÇÃO MIDIÁTICA
    Noam Chomsky

    1. A estratégia da distração.

    O elemento primordial do controle social é a estratégia da distração, que consiste em desviar a atenção do público dos problemas importantes e das mudanças decididas pelas elites políticas e econômicas, mediante a técnica do dilúvio ou inundação de contínuas distrações e de informações insignificantes. A estratégia da distração é igualmente indispensável para impedir que o público se interesse pelos conhecimentos essenciais, na área da ciência, da economia, da psicologia, da neurobiologia e da cibernética. “Manter a atenção do público distraída, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativada por temas sem importância real. Manter o público ocupado, ocupado, ocupado; sem nenhum tempo para pensar; de volta à granja com outros animais (citação do texto “Armas silenciosas para guerras tranquilas”).
    2. Criar problemas e depois oferecer soluções.
    Esse método também é denominado “problema-ração-solução”. Cria-se um problema, uma “situação” previsa para causar certa reação no público a fim de que este seja o mandante das medidas que desejam sejam aceitas. Por exemplo: deixar que se desenvolva ou intensifique a violência urbana, ou organizar atentados sangrentos, a fim de que o público seja o demandante de leis de segurança e políticas em prejuízo da liberdade. Ou também: criar uma crise econômica para forçar a aceitação, como um mal menor, do retrocesso dos direitos sociais e o desmantelamento dos serviços púbicos.

    3. A estratégia da gradualidade.
    Para fazer com que uma medida inaceitável passe a ser aceita basta aplicá-la gradualmente, a conta-gotas, por anos consecutivos. Dessa maneira, condições socioeconômicas radicalmente novas (neoliberalismo) foram impostas durante as décadas de 1980 e 1990. Estado mínimo, privatizações, precariedade, flexibilidade, desemprego em massa, salários que já não asseguram ingressos decentes, tantas mudanças que teriam provocado uma revolução se tivessem sido aplicadas de uma só vez.

    4. A estratégia de diferir.
    Outra maneira de forçar a aceitação de uma decisão impopular é a de apresentá-la como “dolorosa e desnecessária”, obtendo a aceitação pública, no momento, para uma aplicação futura. É mais fácil aceitar um sacrifício futuro do que um sacrifício imediato. Primeiro, porque o esforço não é empregado imediatamente. Logo, porque o público, a massa tem sempre a tendência a esperar ingenuamente que “tudo irá melhorar amanhã” e que o sacrifício exigido poderá ser evitado. Isso dá mais tempo ao público para acostumar-se à idéia de mudança e de aceitá-la com resignação quando chegue o momento.

    5. Dirigir-se ao público como se fossem menores de idade.
    A maior parte da publicidade dirigida ao grande público utiliza discursos, argumentos, personagens e entonação particularmente infantis, muitas vezes próximos à debilidade mental, como se o espectador fosse uma pessoa menor de idade ou portador de distúrbios mentais. Quanto mais tentem enganar o espectador, mais tendem a adotar um tom infantilizante. Por quê? “Ae alguém se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos ou menos, em razão da sugestionabilidade, então, provavelmente, ela terá uma resposta ou ração também desprovida de um sentido crítico (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”)”.

    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  121. continuação:

    6. Utilizar o aspecto emocional mais do que a reflexão.
    Fazer uso do aspecto emocional é uma técnica clássica para causar um curto circuito na análise racional e, finalmente, ao sentido crítico dos indivíduos. Por outro lado, a utilização do registro emocional permite abrir a porta de aceeso ao inconsciente para implantar ou enxertar idéias, desejos, medos e temores, compulsões ou induzir comportamentos…
    7. Manter o público na ignorância e na mediocridade.
    Fazer com que o público seja incapaz de compreender as tecnologias e os métodos utilizados para seu controle e sua escravidão. “A qualidade da educação dada às classes sociais menos favorecidas deve ser a mais pobre e medíocre possível, de forma que a distância da ignorância que planeja entre as classes menos favorecidas e as classes mais favorecidas seja e permaneça impossível de alcançar (ver “Armas silenciosas para guerras tranqüilas”).
    8. Estimular o público a ser complacente com a mediocridade.
    Levar o público a crer que é moda o fato de ser estúpido, vulgar e inculto.
    9. Reforçar a autoculpabilidade.
    Fazer as pessoas acreditarem que são culpadas por sua própria desgraça, devido à pouca inteligência, por falta de capacidade ou de esforços. Assim, em vez de rebelar-se contra o sistema econômico, o indivíduo se autodesvalida e se culpa, o que gera um estado depressivo, cujo um dos efeitos é a inibição de sua ação. E sem ação, não há revolução!
    10. Conhecer os indivíduos melhor do que eles mesmos se conhecem.
    No transcurso dos últimos 50 anos, os avanços acelerados da ciência gerou uma brecha crescente entre os conhecimentos do público e os possuídos e utilizados pelas elites dominantes. Graças à biologia, à neurobiologia e à psicologia aplicada, o “sistema” tem disfrutado de um conhecimento e avançado do ser humano, tanto no aspecto físico quanto no psicológico. O sistema conseguiu conhecer melhor o indivíduo comum do que ele a si mesmo. Isso significa que, na maioria dos casos, o sistema exerce um controle maior e um grande poder sobre os indivíduos, maior do que o dos indivíduos sobre si mesmos.

    * Noam Chomsky é linguista, filósofo e ativista político estadunidense. Professor de Linguística no Instituto de Tecnologia de Massachusetts

    ResponderExcluir
  122. Gostaria de aproveitar este espaço para alertar aos colegas da educação com relação a emprestimos consignados com o Banco BGN. Após pagar 60 prestações de um emprestimo o referido banco está me cobrando residuo de contrato através de uma empresa de cobrança em SP após colocar o meu nome no SPC/SERASA. Está me dando a maior dor de cabeça. Num empréstimo de R$1.400,00, paguei 60 X 60,42 e ainda estão cobrando R$2.800,00. Pode? Fujam... Abraços, colega de BH.

    ResponderExcluir
  123. Euler boa tarde estou trabalhando contra os deputados inimigos da educação mandei e-mail com o nome destes corruptos para os alunos divulgarem para seus familiares para nao votarem neles nunca mais. Neuza Guaxupe-MG

    ResponderExcluir
  124. GRAÇA:

    Breve análise do relatório substitutivo do deputado Angelo Vanhoni (PT-PR) ao PL 8035/2010 (Plano Nacional de Educação)

    Proposta do relator não determina responsabilidades federativas

    Em que pese alguns avanços, há necessidade de mudanças essenciais no texto proposto por Angelo Vanhoni, que em diversos aspectos é caracterizado pela timidez. A falha mais grave se dá na indeterminação de responsabilidades financeiras entre a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios. Em termos práticos, isso inviabiliza a expansão de matrículas com base em padrões de qualidade (mínimos ou próximos dos parâmetros internacionais – via o CAQi e o CAQ) e coloca em risco a valorização dos profissionais da educação. Sem equacionar esse problema, o PNE não estará à altura dos desafios da educação brasileira.

    Infelizmente, os dilemas federativos brasileiros nem são tangenciados no substitutivo de Angelo Vanhoni. Segundo qualquer avaliação orçamentária séria, além das próprias deliberações da Conae (Conferência Nacional de Educação), deve caber à União a liderança no esforço financeiro capaz de viabilizar um “PNE pra Valer!”. Isso porque, segundo relatório do Cdes (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República), a União retém 53% da receita líquida de tributos, ou seja, sozinha ela tem poder orçamentário maior do que a soma dos 26 estados, do Distrito Federal e dos mais de 5560 municípios. No entanto, mesmo diante de sua impressionante capacidade arrecadatória, o Governo Federal investe em educação o equivalente a 0,98% do PIB ao ano, patamar insuficiente, frustrante e irrisório.

    Sem compreender o caráter constitucional do PNE (determinado pelo Art. 214 da Constituição Federal de 1988) e desconsiderando o fato do novo plano educacional ter a envergadura de um projeto de Estado – não de governo –, a pressão do Executivo Federal para que Angelo Vanhoni apresentasse em seu relatório uma meta de investimento público próxima de 7% do PIB demonstra o baixo grau de prioridade dada à educação.

    Considerando os avanços já incorporados, mas buscando colaborar com a resolução de problemas em aberto, a Campanha Nacional pelo Direito à Educação irá divulgar até o final desta semana uma análise mais detalhada do texto e um conjunto de emendas prioritárias dedicadas a fortalecer e viabilizar o novo plano. Certamente, entre essas proposições, figurará uma emenda que determine, no mínimo, o equivalente a 10% do PIB de investimentos públicos em educação pública até o último ano de vigência do futuro PNE. Além disso, serão propostas estratégias que garantam obrigações financeiras da União e dos demais entes federados capazes de implementar o plano.

    A Campanha Nacional pelo Direito à Educação considera que um “PNE pra Valer!” é um PNE capaz de estabelecer meios capazes de solucionar os problemas da educação pública brasileira. É essa compreensão que balizará todas as próximas ações de incidência.

    INTEGRA DO TEXTO AQUI:
    http://www.ecodebate.com.br/2011/12/06/breve-analise-do-relatorio-substitutivo-do-deputado-angelo-vanhoni-pt-pr-ao-pl-80352010-plano-nacional-de-educacao/

    ResponderExcluir
  125. fOI TWITADO HOJE POR UM DEPUTADO:

    "Primeira mão.Governador ANASTASIA vaiado copiosamente na CANTATA de NATAL na ALMG.Não foram as professoras.Isto a imprensa não vai dar!"

    Parece que estamos sendo ouvidos...

    ResponderExcluir
  126. Tenho uma proposta de ação para o ano de 2012:
    a) Daremos início a mais uma greve, logo no início do ano letivo
    ou...
    b) Nada de greve e sim ficar até outubro falando mal do Anestesia, do Aécio Malvadeza e dos 51 deputados que nos prejudicaram.
    Afinal, nossos alunos tb são eleitores. Nós somos formadores de opinião.
    E aí, qual será a escolha do governo? Vamos deixá-los sem saída... Karla- professora em Araújos-MG

    ResponderExcluir
  127. Estou indignada com a forma do tratamento do governador para com os professores.Penso que ele (governador Anastasia) não se importa com o povo em geral, pois se importasse daria valor a educação.Mae de professora, de alunos da rede publica. Guaxupe-MG-

    ResponderExcluir
  128. Euler, sou eu Neuza,continuo indignada com o descaso do governador.Sendo ele um professor como ele diz ser, esta faltando coerencia na fala dele .Só lamento por ele nao precisar dar aulas na rede estadual. Guaxupe-MG

    ResponderExcluir
  129. @rogeriocorreia_
    Rogério Correia PT Primeira mão.Governador ANASTASIA vaiado copiosamente na CANTATA de NATAL na ALMG.Não foram as professoras.Isto a imprensa não vai dar!

    ResponderExcluir
  130. Temos que deixar claro para este governo que nossa luta agora é política. Vamos trabalhar nas eleições contra o PSDB. Temos que trabalhar duro para erradicar esta praga de nosso Estado, senão vamos acabar como São Paulo depois de 16 anos de gestão do PSDB.
    Os alunos que vêm de SP e se matriculam no Ensino Médio, mal sabem ler e escrever. A educação lá tem mais verba que em Minas e é muito pior.
    Se deixarmos, isto vai acontecer aqui tb. Se abaixarmos a cabeça pra todas as determinações deste governo, nem nosso papel de educadores daremos conta de cumprir.
    Em cinco anos de trabalho como educadora pude entender a fórmula da educação pública: TUDO O QUE VEM DO GOVERNO É FEITO PARA NÃO DAR CERTO. Nós, professores sérios estamos sempre agustiados e com a impressão de estar nadando contra a maré, e é isto mesmo que estamos fazendo.
    Estive em uma reunião em BH em 2009 e estava comentando o CBC História para o primeiro ano do Ensino médio e disse que é iviável dar toda a matéria em apenas um ano, além do mais temos que preparar nossos alunos para o vestibular.
    Quando eu toquei na questão vestibular, uma das secretárias quase voou em meu pescoço e disse: "QUEM FOI QUE TE DISSE QUE ESCOLA PÚBLICA TEM QUE FORMAR ALUNO PRA PASSAR NO VESTIBULAR? ESTE NÃO FOI, NÃO É E NEM SERÁ OBJETIVO DO ENSINO PÚBLICO". Fiquei pasmada.
    Temos que continuar remando contra a maré até mudarmos o curso deste mar (de lama podre).

    ResponderExcluir
  131. Euler!
    Quando analisamos o símbolo do PSDG,percebemos que é uma ave muito bonita.Porém, fica rondando os ninhos de outras aves para devorá-los.É o que faz o PSDB, quando pode devora os nossos direitos e tudo que está a sua frente. Perfeito símbolo.

    ResponderExcluir
  132. GOVERNO MAIS UMA VEZ PENALIZA OS SERVIDORES, PRÊMIO DE PRODUTIVIDADE SAIRÁ NO INÍCIO DE 2012 E AINDA PARCELADO, CERTAMENTE SE NÃO TIVESSE ENCHIDO OS BOLSOS DOS SEUS AMIGOS DA IMPRENSA FALANDO MAL DE PROFESSORES, TODOS TERIAM O PRÊMIO, MAS PREFERE AGRADAR A TURMA QUE O MANTÉM NO PODER.

    Governo de MG anuncia datas de pagamento de 13º e de prêmio de produtividade


    Patrícia Scofield -

    Publicação: 07/12/2011 17:19 Atualização: 07/12/2011 18:22


    Saiba mais...
    Anastasia confirma 13° para servidores estaduais na primeira quinzena de dezembro O governo de Minas anunciou, na tarde desta quarta-feira, o pagamento do 13º salário integral para todos os servidores públicos no dia 17 de dezembro e o pagamento do prêmio de produtividade pelo cumprimento de metas de trabalho

    em duas parcelas no ano que vem - nos dias 30 de janeiro e em 28 de fevereiro. A notícia foi confirmada pelo governador Antonio Anastasia (PSDB), que participa da entrega da Medalha Desembargador Hélio Costa, no Fórum Lafayette, no Bairro Barro Preto. O gasto total do governo será de R$ 1, 9 bilhão de reais, sendo R$ 1,4 bilhão destinados para o pagamento de 597.529 pagamentos do 13º.

    O prêmio de produtividade é pago pelo quarto ano seguido e, desta vez, se refere ao desempenho médio de 85, 3% em todas as áreas de atuação do governo.

    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2011/12/07/interna_politica,266274/governo-estadual-anuncia-pagamento-de-13-e-14-salarios.shtml

    ResponderExcluir
  133. EULER, o deputado ANTONIO CARLOS ARANTE, nós já estamos conscientizando os guaxupeanos para a proxima eleição. TODOS ALUNOS E PAIS DE GUAXUPE VAO SABER QUE ELE É CONTRA A EDUCAÇÃO
    NEUZA professora da rede estadual. GUAXUPE-MG

    ResponderExcluir
  134. polêmica do dia ... 14º sai dia 22 de dezembro, jogo político do governador para enganar população. SERÁ?

    ResponderExcluir
  135. Boa noite a todos os professores que estiverem lendo este pedido. Caros colegas de todo o estado, solicito que olhem os nomes dos 51 deputados que sao inimigos da educação.Cada um deles representam uma regiao, falem para seus alunos nao votarem neles nem seus familiares. Guaxupe-MG

    ResponderExcluir