sexta-feira, 23 de março de 2012

Duas atividades para mobilizar os trabalhadores e os estudantes das escolas de Minas Gerais



Duas atividades para mobilizar os trabalhadores e os estudantes das escolas de Minas Gerais

Havíamos comentado aqui, em texto recente, que seria necessário construir novos mecanismos de mobilização da categoria, que não se restringissem apenas às greves. Claro está, para todos, que as greves constituem importante instrumento de luta dos trabalhadores. Mas, após duas grandes greves no estado - a de 2010, de 47 dias, e a de 2011, de 112 dias, a maior da história de Minas -, faz-se necessário buscar formas diferenciadas de mobilização da categoria. Até porque as greves citadas revelaram que uma parcela muito expressiva da categoria ficou de fora. O que denota que precisamos melhorar a nossa organização de base e o envolvimento da comunidade, como pontos cruciais para a nossa vitória.

Em função disso, e em conversa com o nosso combativo colega Rômulo, já quase recuperado da recente cirurgia, achamos que seria interessante propor para a categoria uma forma de mobilização que envolvesse a todos os colegas e aos alunos também. Já havíamos mencionado aqui o impacto que seria se todas as escolas de Minas (e do Brasil), discutissem, num mesmo dia, um mesmo texto, abordando tema ligado à Educação pública. O Rômulo lembrou que no próximo dia 06 de abril completa-se um ano da decisão do STF, que considerou a Lei do Piso plenamente constitucional e definiu o conceito de piso, como vencimento básico, salário inicial, e não remuneração total. Seria importante discutir com os alunos um mesmo texto, bem simples e objetivo, sobre a Lei do Piso enquanto política de valorização dos educadores e sua relação direta com a Educação pública de qualidade para todos. Mostrar a importância da Educação na vida das pessoas, e como o piso na carreira é parte essencial para se construir um ensino público de qualidade, hoje sonegado pelos estados e municípios. Esta seria uma primeira atividade coletiva, que envolveria todas as escolas de Minas, nos três turnos.

Uma segunda atividade aconteceria por ocasião do Fórum que o MEC deve patrocinar para discutir, com as secretarias da Educação estaduais e municipais, a realidade do piso salarial no país. Seria um momento importante para organizarmos algum tipo de protesto, para ficar evidente, para o país, que o piso não está sendo cumprido em nenhum estado, apesar da propaganda contrária. Não pensei sobre que tipo de protesto ou quais as formas poderíamos realizar para chamar a atenção do Brasil e do mundo para a nossa realidade. Mas, este protesto deve envolver os alunos e os pais de alunos, além dos educadores, claro. A Carta ao ministro Mercadante, que a nossa combativa colega Marly Gribel escreveu poderia se transformar num abaixo-assinado para ser encaminhado ao ministro do MEC. A combativa colega Ivete sugeriu, no Facebook, a colocação de um outdoor, a exemplo do que fizeram os educadores do Paraná. Aguardaremos outras sugestões para voltar ao tema. Há também a proposta do bravo colega Joaquim, de se queimar o diploma em praça pública, ainda que seja simbolicamente, com cópia, para mostrar a desvalorização do profissional da Educação em Minas e no Brasil.

Em relação ao primeiro ato de mobilização, seria importante que todos discutissem o mesmo texto, com ampla liberdade para trabalhá-lo em sala de aula, podendo enriquecê-lo com vídeos, imagens, etc, procurando reservar um espaço significativo para a participação dos alunos. Seria importante que o resultado dessa mobilização aparecesse nas redes sociais, com frases, produção de textos realizada nas escolas, ou mesmo notícias, dando conta do ocorrido em cada unidade escolar do estado.

A proposta de texto não está pronta. Se algum colega desejar escrevê-lo e apresentar como proposta aqui no blog, fique à vontade. Se os colegas concordarem, esta atividade conjunta seria realizada no dia 04 de abril (uma quarta-feira), já que o dia 06 é feriado nacional. Neste caso, o texto teria que ficar pronto no máximo até terça-feira, dia 27 de março, para que todos tenham uma semana, pelo menos, para planejar o trabalho com este texto em sala de aula.

Quanto ao ato de protesto, aguardamos as sugestões. É tempo de construirmos a nossa organização e unidade pela base, envolvendo a comunidade escolar - alunos, pais de alunos e apoiadores -, para que a Educação pública seja salva dos ataques que os governos realizam visando o seu sucateamento. E a carreira e o piso são partes integrantes e essenciais nessa luta. Sem a valorização dos profissionais da Educação, não se pode falar em qualidade do ensino.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

Frei Gilvander:

32 anos do martírio de dom Oscar Romero: profeta e mártir da Teologia da Libertação, das CEBs, da Igreja povo de Deus, da luta por justiça...

Prezada/o amiga/o, amanhã, dia 24/03/2012 celebramos 32 anos do martírio do arcebispo Dom Oscar Romero, de El Salvador. Partilho com você, no link abaixo, um power point, fruto de uma visita que fiz a San Salvador, capital de El Salvador.

clique aqui para ter acesso ao power point

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


***
Por e-mail:

Montes Claros, 21 de abril de 2012.

Aos colegas da educação

Eu me chamo Rosi Mary Mendes Trezena, tenho 44 anos e resido em Montes Claros, Minas Gerais. Sou formada em filosofia e atuei como professora no período de 1998 a 2009 na rede pública estadual. Em 2009, fui acometida por uma doença grave (carcinoma mamária - CA) ao afastar para o tratamento conheci a triste realidade de um funcionário público estadual efetivado. De imediato tive o meu salário reduzido para 170,00 (Cento e setenta reais) mensal, o que corresponde as duas aulas que efetivei, mas estava na ativa com 13 aulas. Atualmente, com o subsídio “melhorado” estou recebendo 153,00 por mês. Como vocês sabem bem, o tratamento mesmo realizado pelo SUS tem gastos extras para complementação (alimento, remédios, etc.). Diante de tal situação, abri um processo no Conselho de Administração Pessoal – CAP, fundamentado nos direitos do servidor público que garante o salário integral em caso de doença grave. Foi julgado procedente e publicado no Jornal de MG, no dia 28 de Junho de 2011. Porém, a Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado recorreu e minhas expectativas foram frustradas, o Estado ganhou a questão. Enviei uma contra razão ao Excelentíssimo Senhor Governador que acatou a decisão final. Em seguida, fui liberada para voltar ao trabalho, mas com ajustamento profissional, ou seja, fora da sala de aula, pois não consigo mais escrever. Não trabalhei nem um mês e a doença atingiu o baço, fígado, abdômen e pulmão. A minha indignação é: será que sou cidadã somente quando estou com saúde e na hora de votar? Eu sempre acreditei no senso de justiça de Deus e dos homens, mas confesso que hoje, ainda sobrevivo pela justiça de Deus que se faz presente em cada colega que envia doações espirituais e materiais que sustentam também minha mãe e meus dois filhos de seis e onze anos.
Portanto, sinto a necessidade de expor a minha situação para alertar a todos os colegas que efetivaram. Seremos sempre vistos aos olhos da lei pelo número de aulas efetivadas, não importa que estejamos trabalhando com treze ou dezoito aulas, quando buscarmos algum recurso ou aposentadoria teremos as aulas efetivadas como parâmetro dos nossos benefícios. Hoje, agradeço a Deus por cada momento de superação em cada quimioterapia, pelos amigos, colegas, que mesmo com a difícil situação salarial do professor, estes têm contribuído para que eu tenha o mínimo necessário para sobreviver.

E deixo a minha mensagem aos políticos, que elaboram e fazem cumprir as leis: o povo carece de justiça dos homens, que Deus abençoe a todos.

Obrigada!

Rosi Mary Mendes Trezena


***

Frei Gilvander:

MASSACRE DE SEM TERRA NO TRIÂNGULO MINEIRO exatamente no dia em que celebramos 32 anos do assassinato/martírio do arcebispo dom Oscar Romero, 24/03/2012.

Três lideranças do Movimento Sem Terra são assassinadas em Uberlândia, Minas Gerais.
Cf., abaixo, Nota do movimento de Libertação dos Sem Terra - MLST.

MOVIMENTO DE LIBERTAÇÃO DOS SEM TERRA - MLST

O MLST DENUNCIA O ASASSINATO DE TRÊS LIDERANÇAS NO TRIANGULO MINEIRO

Ontem, dia 24/03/2012, os companheiros Valdir Dias Ferreira, 40 anos e Milton Santos Nunes da Silva, 52 e a companheira Clestina Leonor Sales Nunes, 48, membros da Coordenação Estadual do MLST no Estado de Minas Gerais, foram executados na rodovia MGC-455, a dois quilômetros de Miraporanga, distrito de Uberlândia. O bárbaro crime aconteceu na presença de uma criança de 5 anos.
Os companheiros e a companheira eram acampados na Fazenda São José dos Cravos, no município do Prata, Triangulo Mineiro/MG. A Usina Vale do Tijuco (com sede na cidade de Ribeirão Preto/SP) entrou com pedido de reintegração de posse apenas com um contrato de arrendamento. Diversas usinas vem implementando na região o monocultivo da cana de açúcar, trabalho degradante e o uso intensivo de agrotóxico e destruição do meio ambiente.
Essa área foi objeto de audiência no último dia 8 de março de 2012, não havendo acordo entre as partes. Dezesseis dias depois da Audiência as três lideranças que tinham uma expressiva atuação na luta pela terra na região e eram coordenadoras do acampamento foram assassinadas.
Trata-se de mais um crime agrário, executado pelo tão endeusado Agronegócio onde a vida e o direito de ir e vir não são respeitados. A impunidade e a ausência do Estado de Direito na região vem causando o aumento da violência e da tensão social.

Os nomes dos companheiros Ismael Costa, Robson dos Santos Guedes e Vander Nogueira Monteiro estão na lista de morte. Solicitamos imediatamente do Governo do Estado de Minas Gerais e da Política Federal proteção às lideranças ameaçadas. Não podemos mais ficar chorando a perda de pessoas, a obrigação do Estado é garantir o direito a vida de sua população, independente de classe social, cor e raça.
Por tudo isso, O MLST reivindica aos Governos Federal e Estadual a constituição imediata de uma Força Tarefa na região do Triangulo Mineiro com a participação efetiva da Ouvidoria Agrária Nacional do MDA, INCRA, Secretaria Especial de Direitos Humanos, Secretaria da Presidência da República, Ministério da Justiça, Polícia Federal e o Promotor Agrário de Minas Gerais, Dr. Afonso Henrique.
Reivindicamos o assentamento imediato das famílias acampadas na região do Triangulo Mineiro.
Por fim, exigimos a prisão imediata dos fazendeiros mentores intelectuais dos assassinatos, bem como dos executores. Basta de Impunidade. Basta de Violência.

O MLST presta sua última homenagem aos três dirigentes do Movimento no Triangulo Mineiro, clama por justiça e reafirma seu compromisso na luta pela democratização da terra para construir um País mais justo e igualitário.

Viva Clestina Leonor Sales Nunes!
Viva Valdir Dias Ferreira!
Viva Milton Santos Nunes da Silva!

Uberlândia, 24 de março de 2012

Coordenação Nacional do MLST

Frei Gilvander: "Nossa solidariedade às famílias de Clestina, Valdir e Milton, mártires na luta pela reforma agrária. Nosso apoio à luta justa, necessária e sublime pela libertação da mãe terra. Que os jagunços e mandantes sejam presos, julgados e condenados! Não realizar reforma agrária é condenadar os filhos da terra à cruz. O agronegócio cresce às custas do sangue dos trabalhadores e da vida a biodiversidade. Enganam-se os que querem impedir a bala a reforma agrária. O MST cresceu muito após o massacre de Eldorado dos Carajás em 17/04/1996. O MLST se fortalecerá também. Se matam lutadores, muitos outros surgirão para fortalecer a luta. Que o sangue de Clestina, Valdir e Milton - semeado na terra antes do tempo - circule em nossas artérias. Continuaremos a luta deles. Pátria livre! Venceremos!"

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira


249 comentários:

  1. Euler, vc que querendo ou não, tem um número enorme de seguidores, (inclusive eu) poderia realmente organizar um meio de depositarmos um dinheiro para confecção de alguns outdoors, já que o sindicato não faz isso! Tem muita coisa pra ser dita, e muita gente sem saber o que realmente está acontecendo em Minas.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler. vou mais longe. tenho 18 anos de magisterio, e torna-se improvável para mim fazer outro concurso, demonstre para essas imbecis, os fatos, se eu aposentasse hj, com 30 anos de serviço ganharia 1.320,00 que absurdo...alguém tem que fazer alguma "COISA" pela educação esse BO"Ç"AL do ANASTAHITLER..beneficiou o ESTADo e prejudicou nossa classe...sem mais comentários..

      Excluir
    2. Plagiando o sabio..será que era..Chico Anysio..
      " E o salario Ô.............."
      e ninguém sensibilizou com essa ironia..
      acham graça....
      e nós aqui........!!!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Outdoors??? primeiramente..nossa classe "deveria" ser mais homogênea, pois poucos pagam o preço por muitos...nosa representação..o sind-inútil virou um partido..mas sem sigla..levando ações que deveriam ser para a nossa classe , ao âmbito partidário, repudio esses....mês que vem tem a NOSSA contribuição ao sindinútil..ANASTAHITLER o IV REICH e o sindinútil...sem comentários

      Excluir
  3. Respostas
    1. A prole..nunca irá..ter uma representação contundente, pelo menos em minas...o pt..virou direita...e o PSDB e o demo...repudiem...temos que fundar nosso partido...que vise nossaqs pautas..pois eles....esqueçam

      Excluir
    2. Meus caros nossa ação..não deve ser tão redundante..devemos por a mão na "MASSA" literalmente e trabalharmos contra esses inimigos da educação...e ajudarmos a educação em minas realmente..não publicitariamante...

      Excluir
  4. Enquanto isto...

    O FICHA IMUNDA DO "DAQUILO CASTRADO", CONTINUA DANDO AS CARTAS NESTE governozinho IMORAL, AÉTICO, INJUSTO..
    ...POR TODO O ESTADO.


    E AÍ MINAS GERAIS???

    E AÍ MPF, STF...???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O MP compactua com os dominantes...pois eu efetivo...fiquei a margem dos efetivados...18 anos de sala..e perdi minhas turmas...perdi 5 quinquenios e 8 biênios...ANASTAHITLER...ele é o kara..põem seu antecessor no bolso..o outro era xenófobho...esse e professorófobo

      Excluir
    2. Infelizmente predomina em todos os 03 níveis de poder o "POR FORA VAZENILDO"...Que país é este? Em quem confiar? Precisamos nos unir.

      Excluir
    3. Este danilo de castro deu certo por um simples motivo: NÃO TEM ESCRÚPULOS. Perguntem ao pessoal da terra dele. E ainda quer nos "premiar" com o seu rebento "semente do mal", deputado inexpressivo, bobalhão fabricado pelo papai. Misericórdia, PAI!!!

      Excluir
  5. Acho que temos que pegar pesado com este governo mesmo, out doors, comprar uma pagina em algum jornal grande fora de MG, porque em MG a imprensa é da banda podre. Acho que se começarmos a mostrar a tirania desse governo pro mundo poderemos incomodar muito mais

    ResponderExcluir
  6. Perceberam que o Blog da Sepag congelou?
    ______________

    As escolas estão se movimentando para arrumar a vida do povo a fim de que se faça a correção do posicionamento no subsídio. Dizem que vão acertar os atrasados de quem tiver erro no posionamento. Tomara. Do saco, pelo menos a embira, já dizia minha avó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colegas, fui à secretaria para rever meu tempo no reposicionamento.
      Me informaram que tem uma lei que passou a vigorar a partir de 90 e que contaria a partir dali, somente o tempo de efetivação, até hoje.
      Como eu estou afastada para me aposentar a três anos, então contou até fevereiro de 99.É mole?
      Vai entender a pessoa............

      Excluir
    2. Efetivação?????
      Isso existe...fiz o concurso passei em 68º lugar fui para uma escola longe de minha casa até conseguir a remoção..e hj me sinto humilhado....concursado e humilhado dentro da escola..pois um "PROFESSOR" sem habilitação e efetivado tem mais direitos na escola que eu...

      Excluir
  7. Olá amigo Euler, boa tarde! Sou Dalgiza, de Divino. Quero dizer-lhe que "estou dentro do esquema". Seja para trabalhar textos em sala de aula, seja para contribuir com a campanha do "outdoor". Aqui em Divino há vários que certamente concordarão.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb, passo por processo administrativo, se for o caso, PSDB nunca mais aki em minas..chega..de falcatruas...

      Excluir
  8. A importância da valorização (remuneração condigna e de direito) dos professores e a PL 2355/11 - ATO DE REPÚDIO AO FÓRUM DO MEC -
    POR: Professores da Rede Estadual de Minas

    "Qual a utilidade do Fórum do MEC, se as coisas estão bem claras? A PL aprovada na forma do substitutivo nº 5, com 51 votos favoráveis e 20 contrários, em 23/11/11, retirou a possibilidade de permanência dos servidores da educação do regime de vencimento básico, sob duas alegações: a de que a adoção do subsídio elimina “penduricalhos” e imprime transparência ao salário, possibilitando ao professor saber o quanto realmente ganha. A segunda - para a padronização do subsídio como regime remuneratório para todas as carreiras da educação -, é a de que o Estado não poderia conviver com duas formas de remuneração.

    Porém, ao estabelecer a remuneração por subsídio, o Executivo desvinculou os reajustes salariais da categoria do piso nacional, que é lei Federal.
    Em janeiro de 2012, o reajuste do piso nacional da educação foi de 16%, enquanto o substitutivo do governador Anastasia estabeleceu um aumento de 5%. Os professores perderam biênios, quinquênios e trintenários futuros, os adquiridos foram incorporados para compor o “subsídio mineiro” de R$ 1 320,00. O do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para o Estado - de R$ 1,350 bilhão - não será repassado aos professores, em consequência do substitutivo. Para amenizar o impacto da mudança, tentaram melhorar a tabela do subsídio com a promessa de reposicionamento gradual até 2015, contudo, colocando servidores antigos em nível e grau de iniciantes. Além disso, o tal reposicionamento é disciplinado por regulamento.

    Fato é que o governo de Minas, não querendo ceder às reivindicações da greve de 2011, engenhosamente implantou o subsídio, de forma despótica e autoritária, e implantando uma ditadura no Estado, colocando-se como Estado soberano e independente da Federação, pelo simples fato de não cumprir a Lei do Piso, fraudar a folha de pagamento dos profissionais da educação, e solapar as vantagens – biênios e quinquênios – da carreira. Essa é a verdade dos fatos.

    Questionamos:
    1) A transparência do salário alegada pela PL supracitada, é para os profissionais ou para a sociedade? (Apresentar para uma classe assalariada que percebe o mínimo de R$ 620,00 é, na pior das hipóteses, uma forma de dolo).
    2) Já que o Estado não poderia manter duas formas de remuneração, por que não aprovou o Piso Nacional, acrescido dos direitos adquiridos? (Seria uma fórmula para manter um único regime remuneratório).
    3) Se o governo tinha a intenção sincera de melhorar o posicionamento na tabela (até 2015), por que não respeitou o nível e grau constantes nos contracheques de dezembro de 2010?
    4) Para finalizar: QUE TRANSPARÊNCIA E MELHORIAS SÃO ESSAS?"

    Creio que esse texto simples e bem sintetizado do desenrolar dos acontecimentos, deveria ser impresso e divulgado nos jornais locais, como ato público de protesto pela ocasião do Fórum inútil do MEC. Seria também um ato de esclarecimento a população da insatisfação da classe frente aos desmandos do governo Anastasia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LEMBRETE: O reajuste do Piso em janeiro/2012 foi de 22,22% e não 16%.

      Excluir
    2. Piso..que piso somos subsidiados....
      olhem no dicionario o que é isso!!!!
      CHEGA DE HUMILHAÇÔES
      temos que cruzar os braços...
      e exigirmos os nossos direitos...
      Não queremos esmola...queremos o que é nosso.....

      Excluir
    3. Este sujeito é um "DOENTE". Baba na própria cria do capeta q. é esta MENTIRA chamada subsídio. Estão todos mt felizes com a rasteira q. nos deram. Riem, debocham e comemoram até hoje o gde feito. Já foram obrigados a ir na enxarcada e inútil cidade inadministrável? Espero não ter q. voltar lá. Lugar fedorento! Os temporários puxa-sacos continuam CONFUSOS com tanta criatividade do doente "nãna nina naná". Mtas coisas sem resposta...! Mas que bagunça "naná"... Haja saco para tantos seguidores ávidos por "DINHEIRO".

      Excluir
    4. Faço a correção: onde se lê enxarcada: leia-se encharcada. Sorry pelo equívoco q. cometi.

      Excluir
  9. Euler,

    Acho que você está certo.Não podemos perder mais tempo.Seu post de hoje nos convoca a partir para ações.Vamos nos organizar envolvendo a comunidade.
    Ótima idéia esta do texto a ser discutido com os alunos.É uma forma de envolvê-los em nosso movimento.
    Interessante também nos fazermos presentes, de alguma forma, neste fórum.
    Já existe uma movimentação nas redes sociais mas podemos fazer isto de uma forma mais organizada em datas específicas com a participação dos alunos.
    Tem muita gente de nosso lado. Vamos convocá-los.Este governo é um mal exemplo para nossos alunos.Burlar a lei para não cumprí-la é bandidagem.
    Além do mais estamos na miséria com este subsídio.Aposentar com este mísero salário é ficar na dependência da caridade do outro e perder a dignidade.
    Vamos sim, abrir uma conta para arrecadarmos dinheiro para os autdoors.Poderemos também fazer adesivos para colocar nos vidros dos carros.
    Não podemos deixar de fazer pressão junto ao Congresso Nacional, MEC, Ministro Mercadante,STF, etc.Os desgovernadores estão pressionando.A nossa pressão tem que ser mais forte que a deles.

    ResponderExcluir
  10. Alguém tem alguma idéia de como podemos escancarar para a populacão de Minas a ficha suja do Danilo de Castro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esqueça este indivíduo. Se você é professor utilize a sua força para lutar pelo piso salarial. Este deve ser o objetivo principal de todo professor.

      Excluir
    2. A população está cansada de saber quem é esse tal.

      Excluir
    3. Pode esquecer não....

      Excluir
    4. Também acho. Não dá para esquecer esse vagabundo, que só mrouba e tira proveito em seu benefício. Rico às custas de nosso povo sofrido. Tem que lembrar esses nomes pra ver se muda essa gente.

      Excluir
    5. Não podemos nos esquecer do Danilo de Castro e o anônimo do dia 23 às 11h e 18 deve deixar claro o porquê. Não podemos nos calar diante do mal.
      Devemos expor os nomes daqueles que votaram a nosso favor. Precisamos de aliados para a nossa causa. Precisamos de gente que acredita na educação que se compromete com a educação. Gente comprometida com a educação não faz o que os 51 deputados fizeram a mando do Anastasia.

      Excluir
  11. Acredito que um texto antigo escrito pelo Euler deveria chegar as mãos do Ministro da Educação. Neste texto Euler faz uma comparação do piso do MEC e o subsídio. E ainda esclarece sobre o plano de carreira que tínhamos antes do subsídio.Deveríamos ter voz neste Fórum, senão continuará a palavra do governo contra a nossa afirmando que o subsídio é piso salarial.

    ResponderExcluir
  12. Euler e companheiros de luta,

    Fiquei imensamente triste com o desabafo da colega
    Rosi Mary.Ela sente na pele o descaso,o direito
    sonegado.Para que serve a CF se o direitO À VIDA
    é negado?Realmente precisamos analisar o comporta-
    mento,o histórico de vida dos candidatos(como eles
    tratam familiares ou aqueles que lhes são próxi
    mos).Acredito que a atuação política deve ser uma
    extensão do bem que se deseja para um ente fami-
    liar.Este texto é um recurso excelente para o pro-
    fessor trabalhar a questão dos direitos do cida-
    dão brasileiro.

    ResponderExcluir
  13. Sobre a mensagem da colega Rosi Mary...

    É por essas e outras situações que sempre defendi a luta pelo fim da lei cem e efetivação sem concurso, NUNCA estes profissionais terão os mesmos direitos de quem foi aprovado em concurso público. A efetivação é ruim para todos, fato!

    Espero que todos tomem consciência e pare com esse discurso de que temos que ter escala de prioridades, já disse e repito: TUDO tem que ser prioridade, é nosso direito.

    ResponderExcluir
  14. Alguém sabe quando sai a classificação geral do concurso de servidores da educação deste ano. E Euler to com vc se fizer uma conta para os outdoors to dentro .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoio a conta para os outdoors.

      Excluir
  15. Temos que divulgar esse blog em outros estados para ganharmos força.
    A situação dos professores é a mesma no Brasil todo.

    ResponderExcluir
  16. Precisamos cobrar do MEC e do Merdacante (rsrsrs) outro fórum, mas, com a participação dos sindicatos de todo o país,e, expor a realidade crua e nua dos fatos e das verdades.

    ResponderExcluir
  17. Podem contar comigo para despesas de qualquer manifestação, Out Doors ,Planfetos, adesivos.
    Podemos fazer como fizemos para ajudar os colegas na greve: Uma conta.Não dá para ficar parado.
    marcia/ carangola.

    ResponderExcluir
  18. precisamos urgente fazer os outdoors...

    ResponderExcluir
  19. Alguém tem notícia das férias prêmio?

    ResponderExcluir
  20. Euler,o PEB - PARTIDO DOS EDUCADORES BRASILEIROS já foi criado e tem o estatuto pronto. Dei a idéia e a Profª Saionara e o Profº Anderson estão se reunindo com vários segmentos dos Trabalhadores da Educação para viabilizar as milhares de assinaturas para o registro do mesmo. Sintam - se todos convidados a filiarem no primeiro partido 100% ficha limpa e que nasceu sob o signo total da credibilidade social.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os aposentados tb estão de acordo. Queremos nos filiar ao PEB ficha LIMPA. Vamos mostrar a estes "sem escrúpulos" que não confiamos neles.

      Excluir
  21. Ei ningém leu o texto da professora Rose MarY no final deste texto.Ela se expos mas,são inumeros os casos.Tanto de efetivos como de efetivados de injustiças cometidas por este governo covarde maldito.Para os efetivados o problema é muito mais grave ,ele não pagpu o SUS.Estão todos descobertos seria melhor que estivessem desempregados.Malditos 51 carneirinhos do Sr. Anastasia.

    ResponderExcluir
  22. " E o salário oh! Desse tamaninho..." - Chico Anysio.
    Deus o tenha. Minhas condolências a família desse grande humorista.

    ResponderExcluir
  23. vcs falam mais ñ tem atitude mudam de profisão como eu fz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc mudou pra qual profissão?

      Excluir
    2. Será que vc é da categoria? Se for nos diga para qual profissão vc mudou.

      Excluir
    3. Porque mudar a profissão que se tem e que se gosta????Por dinheiro, ou melhor é que se mude a política suja do patrão-governo, mau pagador?
      Pense nisso companheiro. Seus filhos ou netos precisarão deste profissional. Não fuja à luta. Mas, temos que lutar "o bom combate". Saber usar as armas de nosso adversário político, e não botar o povo contra nós.

      Excluir
  24. Estou indignada com o relato de nossa colega Rosi Mary. É por essas e outras que acredito cada vez menos nos políticos. O que uma pessoa, com problema de saúde, faz com uma remuneração de R$ 153,00 mensais? Esse é o nosso estado, onde tudo vai muito bem........

    ResponderExcluir
  25. "AnônimoMar 23, 2012 10:55 AM

    A importância da valorização (remuneração condigna e de direito) dos professores e a PL 2355/11 - ATO DE REPÚDIO AO FÓRUM DO MEC -
    POR: Professores da Rede Estadual de Minas
    "Qual a utilidade do Fórum do MEC, se as coisas estão bem claras? A PL aprovada na forma do substitutivo nº 5, com 51 votos favoráveis e 20 contrários, em 23/11/11, retirou a possibilidade de permanência dos servidores da educação do regime de vencimento básico, sob duas alegações: a de que a adoção do subsídio elimina “penduricalhos” e imprime transparência ao salário, possibilitando ao professor saber o quanto realmente ganha. A segunda - para a padronização do subsídio como regime remuneratório para todas as carreiras da educação -, é a de que o Estado não poderia conviver com duas formas de remuneração.
    Porém, ao estabelecer a remuneração por subsídio, o Executivo desvinculou os reajustes salariais da categoria do piso nacional, que é lei Federal.
    Em janeiro de 2012, o reajuste do piso nacional da educação foi de 22,22% ( VINTE E DOIS, VINTE E DOIS POR CENTO), enquanto o substitutivo do governador Anastasia estabeleceu um aumento de 5%. Os professores perderam biênios, quinquênios e trintenários futuros, os adquiridos foram incorporados para compor o “subsídio mineiro” de R$ 1 320,00. O do Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) para o Estado - de R$ 1,350 bilhão - não será repassado aos professores, em consequência do substitutivo. Para amenizar o impacto da mudança, tentaram melhorar a tabela do subsídio com a promessa de reposicionamento gradual até 2015, contudo, colocando servidores antigos em nível e grau de iniciantes. Além disso, o tal reposicionamento é disciplinado por regulamento.
    Fato é que o governo de Minas, não querendo ceder às reivindicações da greve de 2011, engenhosamente implantou o subsídio, de forma despótica e autoritária, e implantando uma ditadura no Estado, colocando-se como Estado soberano e independente da Federação, pelo simples fato de não cumprir a Lei do Piso, fraudar a folha de pagamento dos profissionais da educação, e solapar as vantagens – biênios e quinquênios – da carreira. Essa é a verdade dos fatos.
    Questionamos:
    1) A transparência do salário alegada pela PL supracitada, é para os profissionais ou para a sociedade? (Apresentar para uma classe assalariada que percebe o mínimo de R$ 620,00 é, na pior das hipóteses, uma forma de dolo).
    2) Já que o Estado não poderia manter duas formas de remuneração, por que não aprovou o Piso Nacional, acrescido dos direitos adquiridos? (Seria uma fórmula para manter um único regime remuneratório).
    3) Se o governo tinha a intenção sincera de melhorar o posicionamento na tabela (até 2015), por que não respeitou o nível e grau constantes nos contracheques de dezembro de 2010?
    4) Para finalizar: QUE TRANSPARÊNCIA E MELHORIAS SÃO ESSAS?"

    Creio que esse texto simples e bem sintetizado do desenrolar dos acontecimentos, deveria ser impresso e divulgado nos jornais locais, como ato público de protesto pela ocasião do Fórum inútil do MEC. Seria também um ato de esclarecimento a população da insatisfação da classe frente aos desmandos do governo Anastasia."

    EM TEMPO: AGRADEÇO A CARTA E APENAS TROQUEI O ÍNDICE DO PISO NACIONAL. POIS O AUMENTO FOI DE 22,22%. OBRIGADA COMPANHEIRO(A).

    ResponderExcluir
  26. Vamos fazer pressão gente,

    Notícia no site da Câmara dos Deputados hoje:
    Comissão debaterá piso salarial de professores em Estados e municípios.Não vamos dar trégua.Escrevam no link desta notícia:enviar opinião para os deputados.

    ResponderExcluir
  27. Disponibiliza uma conta para ajudarmos a fazer alguma coisa (out doors, panfletos, publicações em jornais,etc.) não podemos é deixar que o governo fique sem oposição na mídia. Liberio/Pompéu

    ResponderExcluir
  28. Prof.Euler, deixei umas propostas na sua caixa de mensagem do FACEBOOK.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  29. EULER, BOA NOITE!
    GOSTARIA QUE VOCÊ NOS AJUDASSE COM UMA SITUAÇÃO QUE ESTÁ ACONTECENDO, AQUI NA 3.ª SRE. A SRA. SUPERINTENDENTE DE ENSINO ESTÁ NOS OBRIGANDO A CUMPRIR 2 HORAS SEMANAIS DE MÓDULO 2, BASEADA NA LEI 7109/77 E NO DECRETO 15293/2004. ESTAMOS QUESTIONANDO AO DIRETOR DE NOSSA COM RELAÇÃO AO NOSSO 1/3 DA CARGA HORÁRIA, QUE NÃO ESTÁ SENDO CUMPRIDA. PORÉM O QUE ESCUTAMOS COMO RESPOSTA É QUE A 3.ª SRE NÃO QUER SIMPLESMENTE FALAR SOBRE TAL ASSUNTO. GOSTARÍAMOS DE UMA LUZ SOBRE O ASSUNTO. ESTAMOS PERCEBENDO QUE A DITADURA AQUI ESTÁ FIRME.

    UM GRANDE ABRAÇO

    CARLOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa 3ª sre é uma filial do IV REICH de ANASTAHITLER, esses imbecis não sabem que nós somos as engrenagens da educação e ficam nos massacrando...confiscando direitos....e o pior o MP...não faz nada..

      Excluir
  30. "O piso é para valer", diz Mercadante em São Paulo
    O ministro da Educação, Aloísio Mercadante, voltou a cobrar na segunda-feira (19) o cumprimento do piso nacional dos professores, que foi reajustado em 22,22% e passou a R$ 1.451,00 recentemente. Mercadante disse que os professores ainda recebem salários muito modestos e que o piso tem que ser respeitado.
    “O piso é para valer. É lei. Tem que ser cumprida. E eu vou insistir. É verdade que 22,22% de reajuste é pesado. Pressiona as finanças estaduais e municipais. Mas um piso de R$ 1.451 é pouco mais de dois salários mínimos”, disse.
    Segundo o ministro, novas formas de reajustar o piso podem ser discutidas. De acordo com ele, deputados de uma comissão suprapartidária estão ouvindo prefeitos, governadores e profissionais de educação sobre o assunto.
    “Se nos quisermos manter a educação de qualidade, teremos de continuar a aumentar progressivamente e para o futuro estão abertas as negociações de novos critérios. O Congresso pode rever o critério”, disse. (O GLOBO ON LINE)
    TEMOS QUE LUTAR DE UNHAS E DENTES POIS OS SENHORES QUEREM NOVAS FORMAS NÃO PARA REAJUSTAR O PISO, MAS SIM DE CONTINUAR BURLANDO O PISO. QUEREM TROCAR O CUSTO ALUNO PELO INPC QUE É APENAS A CORREÇÃO DA INFLAÇÃO.
    VEJAM SÓ EM 2012:
    CUSTO ALUNO = 22,22%
    INPC = 6,5 %
    INPC APENAS CORRIGE A INFLAÇÃO E PORTANTO NÃO VALORIZA SALÁRIO DE PROFISSIONAL ALGUM.
    "... Segundo o ministro, novas formas de reajustar o piso podem ser discutidas." - NESSA FRASE RESIDE O PERIGO DA DESTRUIÇÃO DO PISO NACIONAL .
    TENDO O GOVERNO DE MINAS DIMINUIDO TODOS OS PERCENTUAIS DAS NOSSAS VANTAGENS QUE JÁ ERAM DIREITOS ADQUIRIDOS DE TANTOS ANOS TRABALHADOS E JUNTANDO - SE AO SRº MINISTRO DA EDUCAÇÃO COM AS NOVAS FORMAS DE BURLAR O PISO, CORRE - SE O RISCO DA LEI DO PISO NACIONAL DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO QUE FOI CRIADA PARA NOS VALORIZAR TRANSFORMAR - SE EM MOTIVO DE NOS ESCRAVIZAR. SE NÃO LUTARMOS BRAVAMENTE VAMOS TERMINAR TENDO QUE PAGAR PARA TRABALHAR, UMA VEZ QUE NÃO TEMOS VALE TRANSPORTE, ADICIONAL DE INSALUBRIDADE, VALE CRECHE PARA FILHOS MENORES, VALE ALIMENTAÇÃO QUE É RECEBIDO PELOS DEMAIS TRABALHADORES DO PAÍS, AINDA VÃO DISCUTIR MAIS O QUE ? FRANCAMENTE SENHORES MANDATÁRIOS BRASILEIROS. QUANTOS ANOS MAIS DE ESCRAVIDÃO SERAM NECESSÁRIOS PARA QUE SE VALORIZE PARA VALER OS PROFISSIONAIS QUE FORMAM TODOS OS OUTROS PROFISSIONAIS QUE A NAÇÃO PRECISA PARA CRESCER? "No Estado de Direito, os mandatários políticos eleitos pelo voto direto devem obediência às leis promulgadas" e " O Estado não-Direito é aquele em que o poder político se proclama desvinculado de limites jurídicos e não reconhece aos indivíduos uma esfera de liberdade ante o poder protegida pelo direito” - Fernando Rebouças ( http://www.infoescola.com/direito/estado-de-direito/ ). LEI É PARA CUMPRIR E NÃO PARA DISCUTIR NEM PARA SE MUDAR AO BEL PRAZER DE QUEM DEVE CUMPRIR E/ OU FAZER CUMPRI- LA, AINDA MAIS POR SER UMA LEI DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. POR FAVOR SENHOR MINISTRO MERCADANTE siga a maxíma "DURA LEX, SED LEX" E FAÇA OS ESTADOS PAGAREM O QUE DEVEM AOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, QUE PARA SER JUSTA DEVO SE EXCLARECER QUE VAI DO PORTEIRO DA ESCOLA ATÉ O DIRETOR.
    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  31. CONTINUANDO...
    O SENHOR NÃO VAI QUERER PASSAR PARA A HISTÓRIA DO BRASIL COMO O MINISTRO QUE DESTRUIU O SONHO DOS EDUCARES AO MUDAR UMA LEI QUE NEM AO MENOS CHEGOU A SER CUMPRIDA. ESTOU APELANDO PARA O VOSSO SENSO DE JUSTIÇA: PROTEJA O NOSSO PISO NACIONAL NÃO ACEITANDO QUE SE DIMINUA OS PERCENTUAIS DO AUMENTO ANUAL E COBRANDO O RETORNO DOS NOSSOS PERCENTUAIS ADQUIRIDO COM PLANO DE CARREIRA E QUE FOI MUDADO COMO FORMA DE SE BURLAR A LEI DO PISO EM MINAS GERAIS E ERAM DIREITOS ADQUIRIDOS EM CENTENAS DE ANOS DO MAGISTÉRIO PÚBLICO BRASILEIRO. A LEI DO PISO CLARA QUANTO O PISO SER INICIAL NA CARREIRA DO MAGISTÉRIO PARA PROFESSORES COM FORMAÇAO A NÍVEL DE SEGUNDO GRAU DE ESCOLARIEDADE, DE ATÉ 40 HORAS DE TRABALHO E A ELE DEVERÁ SER ACRESCIDO AS VANTAGENS PESSOAIS ADQUIRIDAS, AO LONGO DOS ANOS TRABALHADOS, NO PLANO DE CARREIRA.
    Gracieusa Brito - professora alfabetizadora, graduada em PEDAGOGIA, com dois cargos efetivos, afastada para aposentadoria no cargo 1 e na ativa, faltando cinco anos para aposentar, no cargo 2. Meu salário totaliza de R$2.500,00 no ESTADO DE MINAS GERAIS não recebo o PISO NACIONAL e sim R$l.250,00 líquidos em cada cargo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu como aposentada ANE 1, com 32 a de serviço, recebo 2086,00. E ainda querem me engrupir com esta falácia do subsídio. A see e sepraga ( em minúsculo pela desimportância de ambas) vangloriam o gde feito do ditador de plantão. Ô gente sem escrúpulos e sem caráter...

      Excluir
    2. Filhos DE UMA BOA SENHORA. A lei é para ser cumprida, sim.

      Excluir
  32. Hoje (ontem) eleição para o colegiado da escola. Entrei muda, saí calada.Nem olhei para sala de votação.Chega de tanta hipocrisia.Em todas as 5 aulas que ministrei falei sobre a falta de respeito, a total bandidagem que o governo de minas está fazendo com os educadores.E expliquei qual SERIA a verdadeira função do tal colegiado, mas que infelizmente...............
    Abraços, e continuo na luta.Por favor, vamos fazer qualquer coisa para expor a situação de miséria e descaso pela qual estamos passando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito legal o out-door lá do Paraná. Bem direto!
      Não podemos subestimar essa forma de comunicação com a sociedade. Eu compreendi a justificativa de fim de ano, época de natal, e os espaços todos cheios. Mas agora em março/abril deve tá bem mais tranquilo.
      Podemos fazer a mesma frase do Paraná. Minas não cumpre a Lei!
      Essa proposta foi apresentada na ultima assembleia?
      Sou filiada ao Sindicato há 20 anos. Penso ser dever da entidade custear essa propaganda. Mas se tá enrolando, QUEM SABE FAZ A HORA!
      Eu defendo um cota de 10 reais de cada colega que se sinta NDG e se juntarmos mil colegas, serão 10 mil reais, que eu não sei preço de out-door, mas alguns será possivel colocar nas ruas.
      Eu topo. Confio no Euler, no capitão Rômulo e nos colegas do NDG. Vai Euler, abraça essa tarefa!
      Maria da Glória - Contagem

      Excluir
  33. Santander abre inscrições de bolsas para Professores e Pesquisadores

    • CIBER Summer Institute
    Objetivo: incorporar uma linguagem de negócios no plano curricular de educadores/professores de um segundo idioma
    Perfil: professores de língua estrangeira que buscam aperfeiçoar ou incluir uma linguagem de business na grade curricular para seus alunos. O ideal é que já sejam profissionais da área de negócios.
    Inscrições: www.regonline.com/builder/site/Default.aspx
    Prazo de inscrições: até 16 de abril de 2012
    Período do curso: entre 10 e 15 de junho de 2012

    • Programa da Universidade da Califórnia (UCLA) - Anderson School of Management
    Objetivo: seminário de Negociações - aprimorar habilidades de negociação de administradores de alto nível
    Perfil: professores e funcionários administrativos, com cargo de gerenciamento, que busquem aprimoramento das habilidade de negociação, exclusivamente atuantes no Brasil, Espanha e México.
    Prazo de inscrições: até 30 de março de 2012
    Inscrições: http://www.anderson.ucla.edu/x34192.xml
    Período do curso: de 9 a 11 de maio de 2012

    • Programa: W50 – público feminino
    Objetivo: formar mulheres de alto nível de liderança em futuras de conselhos administrativos.
    Perfil: mulheres de 35 a 50 anos, ex-alunas universitárias, já graduadas e atuantes no mercado de trabalho.
    Prazo de inscrições: até 30 de março de 2012
    Inscrições: http://www.anderson.ucla.edu/x34186.xml
    Período do curso: de 10 a 15 de junho de 2012


    Programa Ciência Sem Fronteiras – Bolsas Pós-Graduação e Pós-Doutorado

    Chamadas para bolsas de pós-graduação e pós-doutorado no exterior no âmbito do Programa Ciência sem Fronteiras - CNPq/CAPES dentro das áreas prioritárias. Informações detalhadas sobre as chamadas encontram-se no Portal do Programa Ciência sem Fronteiras em: http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/inscricoes-resultados.

    Estão abertas também as chamadas para atração de pesquisadores ao País com o objetivo de trazer jovens talentos no período de 36 meses ou de permitir a vinda de pesquisadores de grande renome internacional por um período de um a três meses por ano ao Brasil, em projetos de até três anos. Mais informações constam no link: http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/atracao-de-cientistas-para-o-Brasil

    Em 2012 o Programa Ciência sem Fronteiras irá oferecer: 5000 bolsas de doutorado sanduíche, 2.300 bolsas de doutorado pleno, 2000 bolsas de pós-doutorado no exterior e mais de 200 bolsas para atração de pesquisadores ao país.

    Áreas Prioritárias: http://www.cienciasemfronteiras.gov.br/web/csf/areas-prioritarias

    ResponderExcluir
  34. Inscrições abertas para o programa de bolsas do Governo Holandês
    13 Jan 2012

    Fique atento aos prazos e exigências para participar do The Netherlands Fellowship Programmes (NFP )

    NFP: Bolsas integrais para estudar na Holanda
    O objetivo do governo holandês é estimular a capacitação profissional de países em desenvolvimento, incluindo o Brasil. Para isso foi criado o NFP - The Netherlands Fellowship Programmes, programa que oferece bolsas integrais para cursos de curta duração, mestrado e doutorado em diversas áreas de estudo. Voltado para profissionais de meio de carreira, o candidato deve estar empregado e escolher um curso que contribua para o desenvolvimento da organização em que ele trabalha.

    O NFP complementa o salário que o beneficiado deveria continuar a receber enquanto está fora do país de origem. A bolsa também pode cobrir custos de anuidades, vistos, viagem e de pesquisa para a tese.
    Para maiores informações. Acesse:
    www.nesobrazil.org/nfp2012

    http://www.nesobrazil.org/home/news-events/news-archive/inscricoes-abertas-para-o-programa-de-bolsas-do-governo-holandes

    ResponderExcluir
  35. Bolsas para pesquisadores na Europa
    -Erasmus Mundos

    O Programa Erasmus Mundus oferece dois tipos de bolsas para estudantes brasileiros irem à Europa otimizar seus estudos. O primeiro focado nos alunos que pretendem uma bolsa de pós-graduação para mestrado e doutorado e o segundo para promover intercâmbio de estudantes e equipes entre as universidades europeias. O valor da bolsa pode variar de acordo com o nível de estudos, duração e nacionalidade.
    Maiores informações: http://eacea.ec.europa.eu/erasmus_mundus

    -Programa Marie Curie
    Destinada a pesquisadores não europeus do setor industrial e acadêmico a partir do programa de PhD em diante. O aluno recebe um salário competitivo, um auxilio mensal para mobilidade internacional e um auxilio viagem internacional.
    Maiores informações: http://ec.europa.eu/mariecurie

    - Conselho Europeu de Pesquisa
    Oferece dois tipos de subvenções: incentivos ERC para pesquisadores para pesquisadores avançados e para pesquisadores independentes em inicio de carreira. As bolsas podem variar de acordo com o tipo de pesquisadores.
    Maiores informações: http://erc.europa.eu/callforproposals
    Para informações gerais sobre Erasmus Mundus e outros projetos vigentes, entre no site: http://eacea.ec.europa.eu/erasmus_mundus/results_compendia/selected_projects_en.php

    ResponderExcluir
  36. E OS OUT DOORs???

    E OS OUT DOORs???


    SERÁ QUE SAEM NO ANO QUE VEM???


    OH! MINAS GERAIS...

    ResponderExcluir
  37. Euler, bom dia!
    Nossa situação é deprimente, mas como vc mesmo diz, não podemos desistir da luta. A lei está ai nenhum desses políticos são cegos,com as mobilizações para tinir os ouvidos deles,uma hora eles enxergam. Os sindicatos deverão ir nas escolas barrar esses funcionários caxias que ficam trabalhando enquanto outros estão fazendo greve para eles, eu acho isso muito absurdo enquanto uns estão dando o grito os outros estão trabalhando, a classe tem que unir e o sindicato tem que visitar as escolas e fazer pressão, eles simplismente vão nas escolas colar cartaz e pronto, afinal quem paga o salário deles somos nós e eles tem que fazer esse trabalho porque minha escola mesmo não paralisa, não faz greve mas acho mas admira quem está fazendo greve.Uma sugestão; Além de trabalhar com os alunos produções de textos, gáficos mostrando os resultados dos enormes aumentos salariais,e outras
    como grafico do piso e do subsídio. Outra coisa fazer um outdoor de contra cheques de um lado subsídio e do outro o piso... algo mais ou menos assim porque dessa forma a sociedade passa a conhecer a realidade... e compreendendo as mentiras que esse governo anda soltando na mídia...
    abraço!
    24/03/2012

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mto bom. Se trabalhamos com a "realidade" é necessário que a atual em que vivemos, imposta pelos "demos" de plantão e seus seguidores, seja discutida nas escolas. Pq falar apenas da realidade de outros países? Temos aqui no Brasil, especialmente MG, farto material para discussões com os nossos alunos. Gastam-se bilhões de reais na construção da cidade inadministrável, estádios p/ a copa e a fome prospera. Crianças, jovens e adultos drogados, vagueiam como zumbis sem "amanhã"...

      Excluir
    2. E a manutenção daquela COISA! É muito dinheiro indo para os mesmos bolsos. Será eternamente uma obra "em reforma".

      Excluir
  38. Olá, pessoal do combate, gente da luta, pelo piso, pela carreira, pela valorização dos profissionais da Educação e pela Educação pública de qualidade!

    Bom dia!

    Algumas considerações iniciais:

    - a carta da nossa colega Mary Mendes é de fato um retrato vivo do descaso dos governos e do estado para com os de baixo. Algo inaceitável, que alguém em situação de saúde debilitada receba salário menor do que teria direito se na ativa estivesse. Mesmo que estivesse desempregada. Um cidadão não pode ficar sem a devida assistência. E pensar que a camarilha no poder (nas diversas esferas) não sabe o que fazer para acumular mais ganhos e lucros... Nossa solidariedade a Mary.

    - a lembrança do nosso amigo Frei Gilvander da passagem do 32° ano do martírio do arcebispo de El Salvador, Dom Oscar Romero é digna de nota. Romero foi destes religiosos que enfrentaram a ditadura naquele país com destemor, pagando com a própria vida. Há um filme interessante para aqueles que quiserem conhecer um pouco daquele contexto do início da década de 80, em El Salvador. Chama-se: "Salvador, o martírio de um povo". Uma realidade dramática a daquele povo, que felizmente, ao que parece, hoje respira novos ares, apesar de haver muita estrada pela frente.

    Sobre as sugestões para a nossa luta falo daqui a pouco.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  39. Pessoal da luta!

    Várias propostas têm sido feitas pelos colegas educadores. Da nossa combativa colega Ivete citamos no post de abertura. Mas ela deixou outras valiosas sugestões que transcrevo a seguir, de forma resumida:

    "... a ideia dos outdoors realmente é muito boa, proporíamos aos nossos colegas engajados nessa luta pelo Estado que pusessem-nos em suas cidades e, principalmente, na divisa do Estado com os demais que o circundam. Quanto aos recursos, esses poderiam ser angariados por grupos formados nas cidades, nas quais houvesse educadores interessados em expor o desmando do governo com a Lei do piso. Em muitas cidades, certamente, poderemos contar com os integrantes do NDG...

    Quanto ao material, esse deveria ser feito por uma mesma empresa para que houvesse padronização, até porque o preço poderia ser mais em conta, em face da quantidade.

    Fiquei pensando, ainda, num adesivo bem enfático e chamativo, para que coloquemos nos carros, seja os nossos, seja dos nossos familiares, amigos, pais de alunos e simpatizantes de nossa luta...

    ...pensei, também, na possibilidade de se confeccionar uma sacola ou sacolas bem versátil (eis) , de modo que pudesse(m) ser usada(s) tanto pelos educadores no seu dia a dia quanto na feira, na padaria, no mercado. A proposta é fazer com que um grande número de pessoas ande com essa bolsa pelo Estado, a fim de que possamos, através dela, denunciar para a sociedade as mentiras apregoadas pelo governo, por toda a imprensa, mas para isso pensaríamos numa frase bem impactante que pudesse ser impressa à bolsa e que chamasse a atenção das pessoas.

    A ideia de confeccionar os adesivos e a bolsa, penso que seja ideal exatamente porque o carro está sempre trafegando pelas ruas e as bolsas, também pois as pessoas carregam bolsa para tudo e se ela for versátil assim, poderá ser usada por homens e mulheres e não só, nós, os educadores, mas as pessoas que quisessem adquiri-las para fazer parte da campanha.

    Agora precisamos ver como arrecadaríamos o dinheiro para confeccioná-los e como faríamos a distribuição aos educadores. Quanto aos simpatizantes, a venda se dará de que forma? Como será essa arrecadação, porque se der certo, é um dinheiro que servirá para preparar outras campanhas."

    Achei as ideias muito boas e assino embaixo. Daqui a pouco volto com um outro ponto.

    ResponderExcluir
  40. TEXTOS, TEXTOS, TEXTOS, TEXTOS... QUESTIONAMOS TANTO AS AÇÕES DO SINDICATO E AQUI ESTAMOS NÓS, A SÓS, LENDO E DISCUTINDO TEXTOS. QUE TAL MARCAR UM DIA PARA QUE AO MENOS A MAIORIA DOS ESCRITORES/LEITORES DESTE MARAVILHOSO BLOG (SINCERIDADE) POSSA COLOCAR EM PRÁTICA TANTAS AÇÕES QUE SÃO PROPOSTAS AQUI. TÔ DENTRO.

    ResponderExcluir
  41. Turma do combate!

    Entro agora em dois pontos importantes. O nosso blog tem sido um dos canais importantes para aglutinar uma parcela da nossa categoria. Cumpriu um papel, que não chegou ao fim, mas que carece ser ampliado, socializado ainda mais.

    Penso que é chegado o momento de, além desse espaço, que continuará existindo, abrir um novo espaço virtual controlado coletivamente pelos colegas do NDG. Um novo blog: o Blog do NDG, que seria coordenado inicialmente pelos seguintes colegas: Marly, Rômulo, Ivete, Cristina, Joaquim de S. Lagoas, Rafael Toledo de G.V., Gustavo, Cris Farid, Petrus, André Buzina, Flávio Bhte, Diógenes, Gilvânia,Tina, Dalgiza, Comandante Martinho, Liliane, Clarissa, Nelson Pombo, Josélia e por mim. Mas só inicialmente, porque a lista aumentaria na medida que as pessoas se manifestassem.

    Seriam criados alguns critérios básicos para aprovação dos comentários, que ficaria a cargo de duas ou três pessoas, para agilizar o processo coletivo.

    Deste grupo (inicial, que deve ampliar) seria tirado uma comissão de finanças para cuidar das arrecadações e controle de possíveis doações voltadas para as atividades propostas pela base da categoria. Já contamos com R$ 700 e pouco reais do saldo daquela campanha feita ao final da greve de 112 dias e que se encontra sob a guarda da subsede de Vespasiano e São José.

    Não se trata de novo sindicato, ou de querer concorrer com a entidade sindical que nos representa, mas de dar sequência, de forma coletiva, organizada, e pela base, das propostas de uma parcela da categoria.

    O que vocês acham da proposta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Murilo/ Juiz de Fora24 de março de 2012 11:31

      Estou com você Comandante Euler!
      Murilo/ Juiz de Fora

      Excluir
    2. Excelente. Penso que poderia tb, caso os colegas concordem, incluir nome de algum profissional da educação aposentado. Não concordamos com este estado de coisas! A situação da colega Rosi é revoltante. Precisamos encaminhar isto para outros blogs. O Brasil precisa conhecer a MENTIRA que é esta pobre MG e as "figuraças", sem escrúpulos e sem caráter, que a desgoverna.

      Excluir
    3. As propostas são muito boas!
      Ficando claro que as ações não "pertencem" ao Sindute, com certeza, haverá maior adesão e sensibilização de vários segmentos sociais. Digo isso, pq , o sindicato esta sem credibilidade, principalmente nas cidades do interior.
      Incluir nas "chamadas" ataques aos 51 deputados inimigos da educação e dos 8 ou 9 covardes, que não compareceram à fatídica votação que enterrou nossa carreira.

      Prof. Euler, gostaria de saber se pretende dar prosseguimento ao documento que elaborou junto com o Marcus Guerra.
      Graça

      Excluir
    4. Depois de 2.000.000 de visitas ao blog do Euler...


      Isto é DEMOCRACIA PURÍSSIMA.

      Excluir
    5. Euler funde alguma coisa para sairmos da merçê do sindinútil...aprovo os adesivos, camisetas..conte comigo...vamos começar de novo...com uma representação mais clara e com pautas realmente objetivas e que possam ser conquistadas...

      Excluir
  42. Patricia, Jorge Turma de belo horizonte24 de março de 2012 11:01

    excelente proposta comandante Euler , apoiamos você!
    Todos tem que contribuir!
    Coloca sua conta Euler os depositos serão feitos!
    Quanto ao seu comentário
    Penso que é chegado o momento de, além desse espaço, que continuará existindo, abrir um novo espaço virtual controlado coletivamente pelos colegas do NDG. Um novo blog: o Blog do NDG, que seria coordenado inicialmente pelos seguintes colegas: Marly, Rômulo, Ivete, Cristina, Joaquim de S. Lagoas, Rafael Toledo de G.V., Gustavo, Cris Farid, Petrus, André Buzina, Flávio Bhte, Diógenes, Gilvânia,Tina, Dalgiza, Comandante Martinho, Liliane, Clarissa, Nelson Pombo, Josélia e por mim.
    Adoramos, você e todos estes colegas estão na linha dura nos apoiando e defendendo!
    Um grande abraço
    turma de belo horizonte
    Patricia, Doris, stella, Cândida, Ricardo, Edson, Jorge
    Até nossa Vitória
    abraços

    ResponderExcluir
  43. Euler, muito boas as sugestões. Pensei que essas bolsas, poderiam ser colocadas em grandes supermercados,onde seriam vendidas para colocar as compras, já que o uso de sacolas pláticas estão sendo proibidas na capital. O que vc acha da ideia?

    ResponderExcluir
  44. Rogério/ Matemática24 de março de 2012 11:02

    Apoiado!!!!!!!!!!!! pode contar cmigo e com os colegas da minha escola!

    ResponderExcluir
  45. Poderíamos também fazer as camisas, e ir trabalhar com elas, ir a feiras, supermercados, etc.
    marcia/carangola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui em João Monlevade já estamos fazendo isso!! Alguns de nós mandamos fazer camisa de protesto contra Anastasia, Aécio e o prefeito da nossa cidade, que é da mesma corja! Vou trabalhar, vou ao mercado, caminho nas ruas com as minhas com muita satisfação!!

      Excluir
    2. Patrícia, me mande seu modelo.Vamos padronizar as camisas.Já pensou, que legal seria se em todos os cantos de MG,todos estivessem usando a mesma camisa em protesto?????
      Aguardo sua resposta ok? Abraços!!!

      Excluir
    3. Gosto muito desta proposta das camisetas pra trabalharmos . Só precisamos ter o cuidado com o que vamos escrever e, talvez, algum símbolo a ser colocado.

      Lembram-se daquela frase: O que fez em Minas, não serve para o Brasil"? Não me lembro direito se é isso. O certo é que esta frase, no meu entender, tornou-se uma propaganda para o Tucano. Para os incautos, pode parecer que ele realmente fez alguma coisa. E a propaganda veio do Sindicato.

      Um abraço e vamos à luta. Se eu puder ajudar em alguma coisa, Euler, pode contar comigo.

      Excluir
  46. Colaborei com a última campanha e estou pronta a entrar nessa também. Contem com meu apóio. Juntos, seremos mais fortes. Vamos espalhar outdoors por toda nosso estado.

    ResponderExcluir
  47. Seria ótimo sairmos da falação e partimos para ação.
    Literatura pura não vai nos ajudar muito. Não custa muito ($) organizar uma campanha rebatendo a propaganda do governo.
    Agora estou gostando de ver os rumos que o blog está tomando. Temos que ser uma pedra no sapato da tia Naná. Somos muitos e podemos desestabilizar este desgoverno mineiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde guerreiros(as).

      apoiadíssimo a idéia de dar mais visibilidade a situação do professor público de Minas e do Brasil através de out doors,sacolas,adesivos,camisetas e afins...
      Continuo pensando que se criarmos um cooperativa de crédito,vai facilitar todas essas ações e ainda criar fundos para emprestimos com juros mais justo entre nós,assim deixariamos de alimentar este sistema financeiro absurdo que recorremos sempre, que só nos ferra cada vez mais,não da para esperar mais vamos agir GENNNNTEEEEEE!!!!!Chega de ajudar o inimigo.
      Já tem o bmg, vamos criar como instituição atuando em diversos setores a holding do NDG.

      José Henrique

      Excluir
  48. VAMOS QUE VAMOS! VAMOS COLOCAR EM PRÁTICA. AS IDEIAS SÃO MUITO BOAS E TÊM QUE SAIR DO PAPEL.

    ResponderExcluir
  49. Apoiado.

    Vamos fazer pressão.

    ResponderExcluir
  50. temos que fazer os out doors urgente...

    lá no site da CNTE também tem uma atividade interessante ,
    no quadro amarelo: " CONHEÇA AQUI OS PREFEITOS QUE SÃO INIMIGOS DA EDUCAÇÃO"

    TEM AS FOTOS DE TODOS ELES, MAS A MAIORIA SÃO DO MATO GROSSO DO SUL.

    EM MINAS GERAIS SÓ JUIZ DE FORA ESTÁ PRESENTE.
    SERÁ QUE OS TODOS OS OUTROS ESTÃO CUMPRINDO A LEI?

    ResponderExcluir
  51. vamos panfletar no aeroporto de Confins. Assim mostraremos ao Brasil e ao mundo o que acontece aqui em MG

    ResponderExcluir
  52. Para quem perguntou:
    Entre no site da Câmara dos Deputados:
    www2.camara.gov.br>noticias
    do lado direito click mais noticias
    Notícias do dia 23/03 as 17:14h Educação e Cultura
    Comissão debaterá piso professores em Estados e Municípios
    Na notícia vc tem um espaço acima:Enviar opinião para deputados.
    Vamos opinar
    Vamos mostrar que estamos acompanhando.

    ResponderExcluir
  53. EULER . O GENERAL JOÃO E O SUB COMANDANTE RÔMULO PODEM CONTAR COMIGO ,EM TODAS AS ATIVIDADES SOB A TUTELA DO NDG .

    SOLDADO PETRUS

    ResponderExcluir
  54. Esta semana o Estado perdeu um Professor,com P maiúsculo, por exoneração, pedida por ele. Pessoa de caráter, de comprometimento, de empenho, dedicação, domínio do conteúdo e boas idéias. Nas duas últimas greves, ele participou do início ao fim. Tinha menos de 5 anos de "casa". Mas não aguentou a FARSA que é o ESTADO. Preferiu deixar o ESTADO para o PASSADO.
    Como disse um outro professor: "o Estado não merece um professor como ele".
    Felizmente o Estado me proporcionou a chance de ter a amizade de uma pessoa como esta.
    Acho que "o último que sair deve apagar as luzes".

    ResponderExcluir
  55. Um grande abraço aos companheiros (as ) !

    Neste momento de indecisões, perseguições, coações, enfim, de tudo que temos passado nesta incansável luta pelo nosso piso, gostaria que vissem o vídeo abaixo, pois, me deu mais força ainda para LUTAR CONTRA ESTA CORJA QUE DESGOVERNA a nossa Minas Gerais. Acredito na nossa vitória e nos reuniremos aos milhares, em algum lugar destas Terras Gerais para comemorarmos o nosso Piso Salarial.
    É com emoção que gostaria de dividir este vídeo com vocês, pois, cresci vendo as 209 faces desse camaleão do sorriso e da alegria, chamado Chico Anysio.
    Foram quase 30 anos de alegrias junto com meu pai, vendo os vídeos do gênio Chico Anysio. Foi meu pai quem me apresentou o MAIOR DE TODOS DO HUMOR !
    Ontem quando soube da notícia da morte do Popó, Tim Tones, Bento Carneiro, Pantaleão, Justo Veríssimo, Salomé, Lobo, Alberto Roberto, Nazareno, e todos os outros 200 personagens, liguei para o meu pai e a emoção nos preencheu naquele momento, pois, sentimos a falta do homem que nos uniu e nos fez sorrir juntos por muitos anos ! Chico Anysio nos deixará marcas indeléveis e fará muita falta - acredito que para milhões neste país -, mas, acredito que, onde ele estiver agora, a alegria reinará, simplesmente por ter sido o homem e o artista que foi!
    Força na luta sempre !

    André Buzina.
    VIDEO: http://www.youtube.com/watch?v=ToSVcbmBXQw&feature=share

    ResponderExcluir
  56. Um grande abraço aos companheiros (as ) !

    Só agora li as propostas, Sub-Comandante. Concordo e pode contar comigo! Nossas ações devem continuar. Já estivemos juntos dezenas de vezes e continuaremos juntos para comemorarmos nosso PISO SALARIAL !
    Força na luta sempre!

    André buzina

    ResponderExcluir
  57. Euler, vamos pedir ao Frei Gilvander para organizar para nós juntamente com o dono do site PETIÇÃO PÚBLICA um abaixo assinado para que não se mude e para que o Brasil cumpra a LEI DO PISO. Com assinaturas eletronicas, mais de 1 milhão de assinaturas, será muito difícil que eles mudem a Lei. Esse é o meio ultra rápido de se conseguir o que se almeja.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já existe este abaixo assinado lá!

      Excluir
  58. Um dos motivos que se justifica uma intervenção federal em um estado é o fato deste estado não respeitar uma lei federal que é obrigação de todos os estados respeitarem. E acho que este é o caso do estado de Minas Gerais, pois além dos inúmeros outros motivos ainda tem mais este que vou citar agora: Na constituição federal que é uma lei que todos os estados devem ( ou pelo menos deveriam respeitar ) cita que o ingresso no magistério público será feito EXCLUSIVAMENTE por concurso público. Logo por ser uma lei federal imposta a todos os estados os mesmos devem respeitar e promover o ingresso no seu magistério público através de concurso público. E não foi bem isso que Minas fez em 2007 quando elaborou a lei complementar 100/2007 a famosa e polêmica efetivação sem concurso desrespeitando uma lei federal que é imposta a todos os estados. Isto por si só já seria um grande motivo para pedir uma intervenção federal aqui em Minas, coisa esta que o sindute já fez. Porém entre os motivos que o sindute citou no seu pedido de intervenção não consta mais este fato que citei acima e que também é motivo grave. E para piorar ainda mais, a suprema corte do estado já declarou a LC 100/2007 inconstitucional por unanimidade e ainda assim o estado continua aplicando-a como se fosse a mais constitucional das leis, kkkk brincadeira né. Acho que o sindute deveria adicionar mais este exemplo entre os inúmeros que já citou no seu pedido de intervenção, isso reforçaria ainda mais e convenceria melhor os juízes a respeito da necessidade da intervenção.
    Gostaria de saber o que você, professor Euler, acha sobre isto?
    Lobo Guará Zona da Mata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sô Lobo

      Como o Sindute vai denunciar a Lei 100vergonha, se além de apoiar foi de acordo com ela?
      Não pode exigir observância da Lei Federal quando esteve de acordo com Lei que desrespeita a Constituição!

      Excluir
  59. Olá amigos, companheiros de luta
    Renata Vilhena informa em seu twitter que o pagamento referente aos mês de março será antecipado para o dia 05 de abril, na quinta feira.Nossa como esse Anasta é bandido, não?
    Gilvânia, história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que magavilha!Que magavilha!Que magavilha!Que magavilha! Como é bonzinho este desgovernador. Fez um diferença enoooooooorme!

      Excluir
  60. Euler, apoio quaisquer atividades proposta pelo NDG por ser uma associaçao de interessados na questao do PISO NACIONAL e que "brotou" das bases sem a menor pretensão de se transformar na força que tem agora. Todos sentiram que há que se respeitar o livre pensar e a liberdade de associação expontanea. Faltou o Gleferson Crow na sua lista. Muitos ainda iram se arrepender por ter nos substimado. Cada dia surge uma nova e grande idéia que transformaram a nossa classe em uma equipe gigantesca e imbativel. Somos mais de 2 milhoes de professores só os da ativa no país sem contar afastados e/ou aposentados, nossos amigos e familiares.

    ResponderExcluir
  61. Euler, crie o abaixo - assinado para nós.
    http://www.peticaopublica.com.br/CriarPeticao.aspx

    ResponderExcluir
  62. Que saudades!

    Onde andarás minha querida CHARLLOTI?
    Precisamos reaver logo o nosso PISO, para que ela possa usar seus cremes novamente, e nos brindar com sua presença!

    ResponderExcluir
  63. " Respostas

    AnônimoMar 24, 2012 01:24 PM

    Já existe este abaixo assinado lá! "

    POSTE O LINK AQUI POIS NÃO ENCONTREI, POR ISSO PEDI AO EULER. A QUE ESTÁ LÁ É COM RELAÇÃO A SALÁRIOS DE DEPUTADOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao entrar nesse blog, repare nos quadrinhos à direita das postagens. O 3º quadrinho se refere ao que você está procurando. Assinei este abaixo- assinado o ano passado , não sei a data. Se eu estiver enganado, peço ao Euler que me corrija.

      Excluir
  64. MARIA GV.
    Tava demorando. Estou disposta a contribuir no que precisar para DESMASCARAR esse ordinário desse sujeito que ocupa o gargo de governador de estado.E um meio eficaz de se espalhar que ele e mentiroso.
    obs: so entro como anonima porque não sei lidar com esse selecionar perfil..........
    abraço à todos; PAZ E BEM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chamar esta COISINHA de "ordinário" é elogio...Há adjetivos mais pertinentes..

      Excluir
  65. Olá, pessoal da luta!

    Sintam-se incluídos na primeira lista do NDG: Izabel/Geografia, Sebastião de Oliveira, Gleiferson Crow, Gracieusa, Patrícia Mata (Monlevade), Maria da Glória (Contagem), Márcia (Carangola), Lobo Guará (Zona da Mata), Luciana, Liberio/Pompéu, Murilo (Juiz de Fora), Graça, João Paulo, Wladmir, Cláudia (Sabará), Maria GV, Rogério/Matemática, José Henrique, Thiago, Cleitinho, Rosa, Turma de Belo Horizonte, Vanda Sandim, Maria (Betim). E muitos outros colegas cujos nomes estão incluídos automaticamente, pela sua participação no processo de construção e fortalecimento do nosso movimento pelo piso, pela carreira, pela Educação de qualidade e em solidariedade à luta dos "de baixo".

    ResponderExcluir
  66. O primeiro passo para a construção do BLOG DO NDG:

    http://blogdondgmg.blogspot.com.br/

    Em fase de construção...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe não inauguramos o blog com o texto para a discussão coletiva nas escolas? Além, é claro, de reproduzir as propostas de ação e mobilização feitas aqui e em outros blogs dos colegas educadores.

      Excluir
    2. COMO FUNCIONA O SISTEMA DE EDUCAÇÃO E A PARTICIPAÇÃO DA SOCIEDADE NO PROCESSO EDUCATIVO.

      Chega de faz de conta.

      O governo tem enganado a sociedade transformando a ESCOLA em creche.

      O governo tem transformado os professores em tutores dos filhos da sociedade.

      O governo tem dado alimentação e transporte para os "alunos".

      SÓ NÃO INVESTE EM EDUCAÇÃO E NOS EDUCADORES.

      Pelo contrário, desvaloriza o professor, tornando-o uma peça secundária nesta "educação ilusória do faz de conta".

      A sociedade só perceberá isto daqui a muito tempo.

      Precisamos alertá-la.

      Vamos discutir com os alunos a importância e a participação da sociedade no PROCESSO EDUCATIVO.

      Vamos esclarecer para todos como funciona a farsa deste processo educativo.

      PAÍS RICO É PAIS QUE INVESTE EM EDUCAÇÃO!

      OUT DOORs COM MENSAGENS DESAFIADORAS À SOCIEDADE E COM A VERDADE DOS FATOS.

      Excluir
    3. Professores de História e de Língua Portuguesa deveriam trabalhar mais textos de Martin Luther King, Nelson Mandela, Madre Tereza de Calcutá, Letras de músicas de Gabriel o pensador, cazuza, Mercedes sosa, etc, etc...

      Formando cidadãos do mundo, cientes da ética, do saber, de seus direitos e deveres.

      Vamos ser inteligentes diante da estupidez de um governo ditador.

      Não se resolve um problema da mesma forma em que ele é criado, precisamos de soluções inteligentes e criativas.

      OUT DOORs:

      - Aquele mapa do aumento de 22% para todos os professores do Brasil e os 5% oferecido pelo governo de Minas.

      Excluir
    4. pq outro blog? parece que perdi o rumo,kkkk

      Excluir
  67. É só deixar o número da conta e a quantia para iniciarmos nova campanha de arrecadação!! Concordo plenamente com você Euler. Vamos agir!!

    ResponderExcluir
  68. Olá, pessoal da luta!

    Ao invés de indicar uma conta bancária para receber doações, talvez seja interessante, neste primeiro momento, organizar as atividades de forma descentralizada, em cada região, como foi sugerido aqui. Assim, a turma do NDG de Vespasiano e região se incumbiria de estudar a contratação de um outdoor na cidade (ou mais de um); o mesmo aconteceria em Carangola e região, Montes Claros e região, Juiz de Fora e região, Valadares e região, Caratinga e região, Uberlândia e região, e assim por diante. Cada grupo tentaria levantar os recursos necessários na própria região, com educadores, pais de alunos, apoiadores, enfim. Discutiríamos apenas a arte final comum, para padronizar os outdoors.

    O mesmo pode acontecer em relação à confecção de camisas, adesivos e sacolas.

    As redes sociais facilitariam a divulgação destas iniciativas, entre outras.

    ResponderExcluir
  69. Bahia no Jornal The New York Times, ontem.

    Sistema de escolas públicas da Bahia rastreia 20 mil alunos com "chips" no uniforme. Até 2013 serão 43 mil alunos. Um investimento de 670.000 dólares.


    http://www.nytimes.com/2012/03/23/world/americas/brazil-computer-chips-track-students.html?_r=3&src=rechp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em uma sociedade que prima pelo poder ditatorial é isso o que acontece. Utilizam os recursos tecnológicos para vigiar.

      Se isso acontece com o aluno, o que não dirá com o professor!?

      Excluir
    2. Este cara da Bahia é um fiasco. Chip para rastrear aluno? Esquisito...Tem chip para rastrear prestação de contas públicas de "deputado, governador, asseclas, MP e judiciário"? Ah, se a moda pega. Vai pegar mt ladrão.

      Excluir
  70. Caro Professor Euler,

    Concordo com a proposta alternativa de manifestação.Trabalhamos aqui em Poços com a reprodução da imagem dos 51 deputados e um texto escrito por vce,após, sua autorização.Aqui na paralisação de 3 dias, poucas escolas e professores agregaram ao movimento,os combates estão cansados e ainda desacreditados com a mudança.Na cidade,a Subsede de Poços de Caldas,tem acesso as tvs locais e ainda rádio,em outras cidades que tenham acesso as esses veículos poderiam usá-las como forma de protesto.É apenas uma sugestão.
    Abraços

    ResponderExcluir
  71. Olá Caro Professor Euler,

    Concordo com a proposta de novas formas de mobilização.Aqui em Poços,há tempo vem se discutindo maneiras para desmoralizar a imagem do governo e dos deputados e não somente greve.A mobilização da entrega de panfletos dos 51 deputados e ainda acrescentado de seu texto (com sua autorização), o impacto com a sociedade foi maior.A categoria, como diz uma cara colega nossa, já está paralisada há anos,só nós e o sindicato que ainda insistimos em não ver o erro. Na paralisação de 3 dias, apenas algumas escolas e professores aderiram ao movimento.E a maioria combate estão saindo das escolas, o que estão, receberam tudo de graça,vão brigar com o patrão para quê? A Subsede de Poços de Caldas, tem acesso as tvs locais e a rádio.Para as cidades que tem acesso, poderiam usar esses recursos como forma de protesto,ou, como exemplo do outoodor do Paraná,fazer um igual,porém, menores e pregar nos carros,postes,portas de escolas,faculdades,enfim, aonde couber.
    Abraços

    ResponderExcluir
  72. Tomara que a escola pública da Bahia volte às manchetes do Jornal Americano New York Time expondo ao mundo que no Brasil há governantes que costumam cumprir Leis Federais, tanto que o governador do Estado da Bahia prima pela valorização dos educadores baianos, principalmente mostrando que ao contrário do governador da mesma sigla no estado do Rio Grande do Sul,que não só não cumpre Lei, como também dá rasteira nos educadores,mas na Bahia a Lei do Piso é cumprida. Será que vai haver essa possibilidade, também, da escola baiana aparecer na mídia, expondo a preocupação com a qualidade da educação dos jovens baianos?! Será, será, será, será??????

    ResponderExcluir
  73. Patricia Mata/João Monlevade. Quais os dizeres das suas camisas?
    Quero fazer a minha.
    marcia/carangola

    ResponderExcluir
  74. José Alfredo Junqueira24 de março de 2012 20:58

    Cqro Euler,não estou entendendo vocês,pois não sabem que o estado do Pará vai cumprir a lei do piso sem maquiagem,sem mentiras,e sem subsídio?Salário inicial de 3300 e média de mais de 4000 reais para os professores.As manchetes sobre isto estão nos jornais O LIBERAL e O PARAENSE,(BUSCA) pois são de 6 e7 de março.Penso que isto é um fato crucial para desvendar quem está mentindo em Minas,os professores e o sindicato,ou o govèrno?Se lá vão pagar o piso e o salário inicial será de 3300 como Minas paga mais que o piso com 1320 para todos?E teto!Sugiro que imprimam e divulguem a implantação real do piso no Pará,para desmascarar a falácia deste governo mentiroso.E Euler,sugiro que poste no seu blog esta matéria do jornal O PARAENSE que mandei para o seu email.Abraços para todos,e atá a vitória!

    ResponderExcluir
  75. AULA DE MATEMÁTICA

    Hoje vou brincar de professor de matemática. Vou passar alguns problemas para vocês resolverem.


    Problema nº1

    Um professor trabalha 5 horas diárias, 5 salas com 40 alunos cada. Quantos alunos ele atenderá por dia?

    Resposta: 200 alunos dia.

    Se considerarmos 22 dias úteis. Quantos alunos ele atenderá por Mês?

    Resposta: 4.400 alunos por mês.
    Consideremos que nenhum aluno faltou (hahaha) e, que em cada um deles, resolveram pagar ao professor com o dinheiro da pipoca do lanche: 0,80 centavos, diárias. Quanto é a fatura do professor por dia?

    R: 160,00 reais diários

    Se considerarmos 22 dias úteis. Quanto é faturamento mensal do mesmo professor?

    R: Final do mês ele terá a faturado R$ 3.520,00.

    Problema nº2

    O piso salarial é 1.187 reais, para o professor atender 4.400 alunos mensais. Quanto o professor fatura por cada atendimento?

    Resposta: aproximadamente 0,27 mensais

    (vixe, acham que valemos menos que o pacote de pipoca)... continuando os exercícios...

    Problema nº3

    Um professor de padrão de vida simples,solteiro e numa cidade do interior, em atividade, tem as seguintes despesas mensais fixas e variáveis :

    Sindicato: R$12,00reais

    Aluguel: R$350,00reais ( pra não viver confortável)

    Agua/energia elétrica: R$100,00 reais (usando o mínimo)

    Acesso à internet: R$60,00 reais

    Telefone: R$30,00 reais (com restrições de ligações)

    Instituto de previdência: R$150,00 reais

    Cesta básica: R$500,00 reais

    Transporte: sem dinheiro

    Roupas: promocionais

    Quanto um professor gasta em um mês?

    Total das despesas: R$1202,00

    Qual o saldo mensal de um professor?

    Saldo mensal: R$1187,00 - 1202= -15 reais, passando necessidades

    Agora eu te pergunto:

    - Que dinheiro o professor terá para seu fim de semana?
    - Quanto o professor poderá gastar com estudos, livros, revistas, etc.
    - Quanto vale o trabalho de um professor??
    - Isso é bom para o aluno???
    - Isso é bom para a educação pública do Brasil??

    Agora olhem a pérola que o Sr. Governador do Ceará disse:

    " Quem quiser dar aula faça isso por gosto, e não pelo salário.
    Se quiser ganhar melhor, peça demissão e vá para o ensino privado "

    Cid Gomes - Governador(_) do Ceará

    SE VOCÊ ACHA QUE O GOVERNADOR DEVE ABRIR MÃO DE SEU SALÁRIO E GOVERNAR POR AMOR, PASSE PARA A FRENTE!.
    CAMPANHA

    "Cid, doe seu SALÁRIO e governe por AMOR !"

    Vamos espalhar isso aos 4 ventos e aumentar a campanha:

    DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS, MINISTROS, DOEM SEUS SALÁRIOS E TRABALHEM POR AMOR!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem passou mais de 5 anos sem tentar sair, certamente se acomodou.
      Quem tentou sair e não conseguiu, valorize o por do sol.

      Certos estão os “Concurseiros Profissionais”, por utilizarem seu potencial em se adaptar às exigências de ingresso nos melhores empregos.

      Excluir
    2. Existe uma verdadeira indústria movimentada pelo setor de "concursos". Então, o "gostar" de participar em concursos contribui com o PIB, o que é muito bom para o país como um todo.

      Os concursos movimentam expressivos recursos e geram inúmeros empregos diretos e indiretos. (Os professores dos cursos preparatórios agradecem)

      http://br.groups.yahoo.com/group/concurseirosprofissionais/

      Excluir
  76. Companheiro Euler, somente agora consegui acessar e vi as propostas.ESTOU DENTRO DE TODAS ELAS. Vamos mostrar que a organização é a BASE DE TUDO!!!!
    Companheiros de Juiz de Fora, vamos marcar uma reunião prá botar em prática, de imediato, a ideia do outdoor. É isso aí gente, vamos acordar essa minas com o NDG/NDE!!!!!!
    Abraços e vamos que a LUTA CONTINUA!!!!!

    ResponderExcluir
  77. Sr. José Junqueira, parece que em seu texto você está confundindo estado do PARÁ com estado do PARANÁ, o outdoor exposto na imagem é pertencente ao ESTADO DO PARANÁ e este não está cumprindo a LEI DO PISO. Observe bem a figura, pois percebi que o Senhor faz questionamentos dizendo : "Cqro Euler,não estou entendendo vocês,pois não sabem que o estado do Pará vai cumprir a lei do piso sem maquiagem,sem mentiras,e sem subsídio?" Desculpe-nos, mas quem não entendeu a discussão do senhor fomos nós, a questão acima é relativa ao PARANÁ! Ninguém afirmou que o estado Pará não paga o Piso Salarial Nacional dos Educadores, inclusive vamos aguardar para ver se por lá o governo honrará o cumprimento da Lei. Se isso acontecer, deve ser o primeiro a cumprir a Lei,mas é preciso saber se não vai fazer tramoias também, porque esses governos matricularam-se no cursinho de trambicagens do governador mineiro, cujo objetivo é acabar com a carreira dos educadores pelo país, o governo daqui fez escola nisso e está grassando pelo país suas tramas.

    ResponderExcluir
  78. Concordo com texto e com as propostas. Temos que ter outros mecanismos de luta.
    Nossa luta continuará até a vitória.

    ResponderExcluir
  79. Excelente as ideias expostas aqui. Mil aplausos, e vamos concretizar as ações para avançarmos mais na luta.

    Podem contar comigo para o que der e vier.

    ResponderExcluir
  80. Bom dia colegas,
    Aos que se interessarem pelas camisas que usamos aqui em João Monlevade, como a colega Tina, é o seguinte. Na frente tem bem grande ANASTASIA ME DÁ ASIA em uma delas. Na outra, AÉCIO NEVER. Na terceira, diz respeito ao nosso querido prefeito, com os dizeres, PRANDINI NUNCA MAIS. Atrás dessas camisas, um trecho da música do Cazuza; "A BURGUESIA FEDE, MEUS INIMIGOS ESTÃO NO PODER"!
    Já mandei foto dessas camisas para o email do Euler, mas estou mandando hoje novamente. Se o Euler quiser disponibilizá-las, estará a vontade!!
    Grande abraço a todos

    ResponderExcluir
  81. Jatene garante piso nacional para professores públicos
    Postado por Ronaldo Brasiliense
    Ter, 06 de Março de 2012 14:37
    A partir do mês de abril, o salário base do professor da rede estadual de ensino do Pará será de R$ 1.451, conforme reajuste nacional estipulado pelo Governo Federal. A integralização do piso, que representa um acréscimo de R$ 14,5 milhões por mês (R$ 188 mi por ano) na folha de pagamento do Estado, foi garantida nesta terça-feira, 6, pelo governo do Pará em reunião com a categoria, no Centro Integrado de Governo (CIG), em Belém. Com a nova base, mais as gratificações, o professor em início de carreira no Pará começa ganhando o equivalente a R$ 3.555, e o salário médio da maioria dos 27 mil educadores passa a ser de R$ 4.070...
    De acordo com a secretária de Estado de Administração, Alice Viana, a integralização do novo piso salarial,.. “É um esforço muito grande, um desafio, devido ao grande impacto financeiro que este reajuste representa na folha de pagamento do Estado. Mas estamos impulsionando o controle dos gastos com pessoal e prevendo o crescimento da receita. Assim vamos garantir a partir deste mês de março, para o pagamento até o início de abril, o novo piso salarial dos professores da rede pública estadual”, explicou Alice...
    ...Alice, que destacou que os professores em início de carreira ganharão R$ 3.555, enquanto que a média salarial da maioria dos educadores será de R$ 4.070, a partir dos novos cálculos.
    Ainda sobre o novo piso, o Governo se comprometeu em pagar o retroativo dos meses de janeiro e fevereiro, quando o novo valor foi implantado pelo Governo Federal, em três parcelas, a partir do mês de setembro. O montante a ser pago é de R$ 28 milhões. O secretário de Promoção Social, Nilson Pinto, reforçou que todas as medidas apresentadas fazem parte de uma política permanente de gestão de pessoas e de valorização dos magistrados praticada pelo Governo, e que isso compreende um grande esforço para vencer as dificuldades financeiras que o Estado possui...
    ...A garantia do reajuste foi comemorada pelos representantes da categoria que estavam presentes na reunião. Segundo o secretário geral do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação do Pará (Sinttep), Mateus Ferreira, o aumento é um avanço para todos os professores. “Desde o ano passado que o governo abriu para negociações e temos esse contato permanente. Mas para nós, o aumento a partir de março foi uma surpresa, pois pelo o que o Estado nos sinalizava, esse aumento só seria possível a partir de setembro”, comemorou Mateus, que disse que a proposta será levada para a categoria, em assembleia...
    Fonte: Thiago Melo - Secom

    ResponderExcluir
  82. Olá, pessoal da luta!

    As fotos das combativas colegas de João Monlevade já se encontram publicadas no BLOG DO NDG.

    Eis o link:

    http://blogdondgmg.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  83. José Alfredo Junqueira25 de março de 2012 12:55

    Anônimo Mar 24 2012 07:43,não estou confundindo nada,acima da manchete do Paraná está escrito "nenhum estado do Brasil cumpre corretamente a lei do piso",procure as notícias dos jornais do Pará,qual o problema de eu ter digitado q em vez de a?Preocupa-se com coisas banais?Estou satisfeito pelo estado do Pará "iniciar" a conquista do piso "real" e pesquise,os estados do Piauí e Pernambuco estão indo pro mesmo caminho.Estes fatos só nos ajudarão a desmascarar a falácia do governo de Minas,de que paga mais que o piso.Mais que o piso em Minas=1320,só o piso no Pará=iniciante,3300,média estadual=4040.Pergunto de novo,qual o problema de vocês?

    ResponderExcluir
  84. Lendo o texto sobre o pagamento do Piso Salarial Nacional dos Educadores no estado do Pará, fiquei pensando se se procede mesmo tal atitude por parte do governo Paraense, gostaria de ouvir por exemplo alguma explicação/argumentação dos governadores, principalmente, das regiões sul e sudeste. Será que eles governam os ESTADOS MAIS MISERÁVEIS do país, se for, peguem os pires e rumem para a Brasília, acampem-se por lá e só saiam quando a presidenta afirmar por documentos assinados e carimbados que vai ajudar os 5 MISERÁVEIS! Porque POBRE não pode fazer pose de que está podendo, se não possui recursos tem que pedir arrego, por que não querem pedir, são 5 MISERÁVEIS e além disso soberbos??! Façam um DOWLOAD de humildade! que nós educadores queremos o que é nosso por direito e estamos pouco nos LIXANDO para o que terão de fazer para cumprir a Lei do Piso, queremos saber dela cumprida. Nós ocupamos cargo é para dar conta dele e não para chorar pitangas. Não quiseram ser governadores, que tratem de governar com decência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. A mim não me importa de onde sairá o dinheiro. Eles não são "loucos pelo poder"? Fizeram de tudo para serem eleitos pq se diziam os melhores e mais capacitados. Tinham receita pronta p/ tudo. E agora? Acabou a capacidade? Estes do PSDB...ta se "acham". Vide o netinho pancada com soluções para a segurança. Se o problema é aqui os E.Unidos e Europa é q. tem a solução? Ô gente cansativa! Que preguiça desta MG!

      Excluir
  85. Seria bom se tivesse um jeito de colocar um chip para monitorar o dinheiro público que entra no estado, pois talvez assim ele não fosse parar em propaganda enganosa, construções faraônicas desnecessárias e outras coisas mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente colega. Seria muito bom o rastreamento do dinheiro pago às celebridades periguetes da rede bobo, obra da cidade inadministrável, obras da copa, estádios de futebol, compra de prefeitos, eleitores e cabos eleitorais, compra de deputados, MP, judiciário,compra da mídia mineira, assessores de PN, firmas terceirizadas, passarelas colocadas e retiradas da Av. Cristiano Machado, o BRT e muito mais...

      Excluir
  86. Gente amiga, não espere por colega, nem grupo e nem sindicato.Entrem na justiça e alcance o piso.
    Com uma semana que entrei o processo já está na internet, já estou acompanhando-o.
    É melhor pagar cenzinho para o advogado do que ficar neste chove não molha.
    O que é de graça demora eternidade...
    Animem-se!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure o escritório Brettas e Reis que eles resolvem.

      Excluir
  87. José Alfredo Junqueira, você é um tanto quanto confuso para se expressar, é só isso! Qual é o seu problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo Junqueira25 de março de 2012 20:34

      A carapuça serviu...

      Excluir
  88. Gostei da ideia do chip para monitorar o rumo que se dá ao dinheiro dos impostos arrecados pelos Estados. Perfeito anônimo. O governo baiano não está preocupado em monitorar alunos,daqui a pouco todos os governos farão isso, para mostrar aos pais que eles, também, vão tomar conta das crianças?! Poderia fazer a troca, os governos tomam conta dos alunos e os familiares e a sociedade tomam conta deles, através de chips. É bem capaz de pularmos para a Primeira Economia do Planeta em menos de 5 anos.

    ResponderExcluir
  89. Escrever é igual a cozinhar,anônimo da 01:29, se a pessoa não tiver habilidade não tem jeito, não há tempero que resolva, a comida sai um grude. Outros, só com o sal e o alho e mais nada, pronto, a comida tem sabor, todos se deliciam com ela, dá prazer em degustar!

    ResponderExcluir
  90. Para quem sabe LER um PINGO é,também, LETRA!

    ResponderExcluir
  91. professoramaluquinha25 de março de 2012 19:18

    Essa história de Rosi Mary Mendes Trezena é tão terrível, que eu cheguei a conclusão, que mais do que de Piso, necessitamos lutar por humanidade no serviço público. Esse depoimento deixa claro que o 'patrão' atingiu o limite do que tem de pior. É degradante, ler algo tão monstruoso. Tô bege!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aconselhe-a a procurar um programa de TV.Os políticos morrem de medo de escândalos.Alguns,né? Mas é sério. Procure Balanço Geral da Record,Sonia Abrão,...Algum, fora da Globo.Se possível um que o Brasil Assista.

      Excluir
  92. EULER,vamos fazer uma camiseta,um uniforme p/todos nós
    com um símbolo,uma frase criativa sobre o piso salarial.Tem tanta gente com boas ideias,poderiam di
    vulgar o modelo aqui no blog e cd escola providencia
    ria o uniforme.Usaremos todos os dias,certamente cha
    maremos a atenção...

    ResponderExcluir
  93. retirado do blog da marly gribel
    O Tsunami está em andamento e nascerá abruptamente de nossas ações coletivas.
    Marly Gribel | domingo, 25 de março de 2012

    Novas propostas surgem num dos blogs mais respeitados e visitados pela categoria da educação:o Blog do Euler Conrado.

    Propostas que ultrapassam as barreiras das questões meramente salariais( que são importantes também) mas que não são únicas. Elas rompem definitivamente com esta barreira hermética.

    Somos servidores públicos e necessitamos de salários dignos como qualquer profissional, mas antes disto somos seres dialógicos( educadores) e estamos na fronteira decisiva entre o racional e o irracional.O Estado de Minas é uma aberração- o estado irracional, um entrave à Educação de Qualidade.

    Minas e o Brasil são uma vergonha mundial em termos de atendimento aos serviços essenciais: educação, saúde, moradia, segurança, distribuição de riquezas, preceitos previstos inclusive na Magna Carta de 1988 e nunca respeitados.

    O Capitalismo se irradiou na tentativa de nos concretar na alienação total- termo utilizado por Karl Marx e muito atual hoje. Marx e suas idéias tem que ressurgir novamente para assombrar a burguesia louca, ardorosamente e apaixonadamente agarrada ao poder e seus privilégios.Temos então que retomar nossa posição holística na História.

    As propostas do Euler Conrado estão colocadas para serem vividas intensamente por cada um e pelo todo, numa irradiação coletiva e proactiva.

    E a primeira delas é a construção do texto para ser lido, debatido, contestado em toda Minas Gerais(na sala de aula) no espaço público do professor. Um texto que colocará em evidência a verdade do que é a educação em Minas e quem é quem nesta engrenagem. As perdas que o povo brasileiro tem sofrido ao longo da história e a importância da unidade perdida- escola/comunidade/sociedade. Resgatar esta unidade é um dos muitos desafios.

    As eleições se aproximam e outro passo deverá ser dado em direção à comunidade. Temos que buscar em cada rincão de Minas Gerais as lideranças nos bairros, nas associações, enfim, nas organizações populares, para discutirmos o papel da cidade, do estado do país em nossas vidas. Vamos desvelar e denunciar também quem são os 51 deputados mineiros totalmente contra o povo e, cada região destacará de forma clara os seus traidores

    O tsunami tem que iniciar na base - na sala de aula, nas associações de bairro, junto com os de baixo ( classe da qual também fazemos parte)

    Euler propõe uma nova forma de luta, que não precisa passar necessariamente , pelo menos, não neste momento, pela greve. Mas por ações dialógicas com os alunos,comunidade local, até atingirmos a trama social. Temos que tecer a teia e a rede para que a dança das cadeiras no segmento da política ocorra efetivamente.

    Já conseguimos isto uma vez, ao colocarmos um operário no poder. Mas Lula sucumbiu aos bastidores do poder- o parlamento brasileiro é predominantemente dominado pelas elites oligárquicas burguesas. Mas, apesar de, conseguimos colocá-lo lá.

    Não há então como perder a esperança. O Ecce Homo tem que acordar. A vida necessita dele e é nesta música que vibramos.

    O tsunami está em curso e a trupe de Anastasia que atravanca qualquer avanço social tem que ser barrada ( O PSDB), esta máquina horripilante de destruição de sonhos.

    Eis alguns desafios da primeira onda. Outras sucederão... Quem poderá deter o tsunami?
    para nós educadores do sul de minas Nasceu um grande lider você Euler Conrado (o novo "Che" Guevara)

    ResponderExcluir
  94. Pessoal da luta!

    Boa noite!

    Novos textos para a leitura e reflexão:

    No blog A pós-Modernidade:

    "O Tsunami está em andamento e nascerá abruptamente de nossas ações coletivas." (Marly Gribel)

    http://gribelm.blogspot.com.br/


    No Blog do NDG:

    "Dona Maria, a Educação e o Piso" (uma primeira tentativa de redigir o texto para discussão nas escolas. Mas achei que pode ficar melhor, rsrs, e aguardo novos textos).

    http://blogdondgmg.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  95. São Paulo, segunda-feira, 26 de março de 2012
    FOLHA DE S. PAULO - OPINIÃO

    Maria Alice Setubal

    TENDÊNCIAS/DEBATES

    Os melhores professores para as piores escolas

    Sistema de bônus cria competição danosa e afasta bons professores dos alunos ruins; a educação não é como o mercado, em que a concorrência pode ser saudável

    No momento em que o Ministério da Educação anuncia o novo piso nacional dos professores, discutido pelos principais editoriais do país, faz-se necessária e urgente a defesa da valorização do professor, principal agente da educação.

    Sem o reconhecimento da profissão, não alcançaremos uma educação de qualidade compatível com os desafios da sociedade contemporânea e com a posição brasileira de sexta economia mundial.

    Além de dominar o conteúdo a ser ensinado, o professor precisa se responsabilizar pelo aprendizado de seus alunos. Para estimular esse compromisso, muitas secretarias de educação criaram um sistema de incentivos e bônus relacionados aos resultados dos alunos e das escolas.

    Se, a princípio, tal medida parece acertada por se basear no mérito, por outro lado ela gera uma competição por recursos entre as escolas que é danosa ao sistema educacional. A educação não deve e não pode ser tratada como o mercado, em que a concorrência pode ser saudável.

    Temos um sistema educacional extremamente desigual e, por isso, competição e incentivos, se não implementados com cautela, poderão gerar maiores desigualdades.

    Professores e outros profissionais do ensino irão buscar escolas mais bem avaliadas ou trabalharão somente com os alunos com maiores recursos culturais. Assim, receberão mais altas recompensas, gerando um fosso ainda maior entre pobres e ricos, pois as escolas da periferia dificilmente serão escolhidas por docentes estáveis e concursados.

    Assim, escolas localizadas nessas áreas precisam de políticas especiais, articuladas com seus territórios e comunidades. Elas precisam de apoio das outras escolas do entorno melhores avaliadas para trocar experiências, rompendo com a lógica de competição. Caso contrário, continuarão isoladas, incorporando todos os problemas da alta vulnerabilidade e da exclusão social.

    Países como o Canadá e a Finlândia, além da cidade de Xangai, três dos melhores colocados nos exames do Pisa (avaliação educacional internacional), instituem consórcios e arranjos administrativos, criando condições para que escolas de excelências e equipes de professores e diretores desenvolvam projetos e tutorias junto a seus pares com maiores dificuldades.

    Além disso, organizam mesas de negociação permanentes com entidades educacionais e alocam os melhores professores para os alunos e as escolas com as piores avaliações.

    É necessário atrairmos para a educação os melhores profissionais. Para isso, é imprescindível, de um lado, oferecer plano de carreira, salários dignos, formação e infraestrutura adequadas. De outro lado, é necessário acompanhar e monitorar os seus desempenhos.

    Esses profissionais de excelência precisam ser recompensados e alocados nas escolas que mais necessitam deles.
    (continua...)

    ResponderExcluir
  96. (Continuação....)


    Precisamos de mais cooperação e menos competição. Precisamos ter coragem e ousadia para inverter a relação meritocracia-competição para meritocracia-cooperação -algo que, aliás, está muito mais consoante com nossa cultura.

    O professor é o agente central dessa discussão. A sociedade brasileira precisa valorizá-lo de forma que ele tenha orgulho de sua profissão. Precisamos ter, como em outros países, listas de espera para o preenchimento das vagas docentes.

    Precisamos de uma educação que contribua para a diminuição das desigualdades, conciliando um sistema que valoriza os melhores professores com um investimento na promoção da equidade entre as escolas e entre os alunos.

    É necessário pensar de forma cooperativa, criando arranjos municipais educacionais e a gestão de grupos locais de escolas. Esse é o desafio para potencializarmos nossos recursos humanos para que correspondam à nossa grandeza econômica.

    MARIA ALICE SETUBAL, 60, doutora em psicologia da educação pela PUC-SP, é presidente dos Conselhos do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, da Fundação Tide Setubal e do Instituto Democracia e Sustentabilidade

    Os artigos publicados com assinatura não traduzem a opinião do jornal. Sua publicação obedece ao propósito de estimular o debate dos problemas brasileiros e mundiais e de refletir as diversas tendências do pensamento contemporâneo. debates@uol.com.br

    Disponível em : http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/33465-os-melhores-professores-para-as-piores-escolas.shtml Acessado em 26 de março de 2012.

    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor para o pior????? Não devemos jogar pérolas aos porcos...

      Excluir
  97. Corte de pagamento em virtude de greve é questionado no STF.Segue o link.
    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=203377

    ResponderExcluir
  98. Euler achei a ideia do outdoor sensacional, seria uma boa para que todos vejam que o governo não cumpre a lei do piso, e com isso ve se ele toma vergonha na cara e passe a cumpri-lá!!
    Um forte abraço!

    ResponderExcluir
  99. Caro Euler e amigos!!!
    O texto para análise e reflexão deve conter, impreterivelmente, o quanto foi danoso a perda de nossa CARREIRA em 23/11/2011. Não adianta falarmos em pagamento de Piso Nacional se não tivermos o mesmo atrelado à CARREIRA.
    Se nós a reconquistarmos o Piso virá.
    No entanto, sem ela, nunca teremos o piso de fato.
    Portanto, devemos focar a nossa luta no retorno de nossa CARREIRA. Fazer disto a nossa bandeira.
    UM ABRAÇO.

    ResponderExcluir
  100. Por gentileza, gostaria de dar a minha opinião:
    Acredito que só na justiça conseguiremos o Piso.
    A aplicação do piso tem que ser na carreira que estava em vigor até 31 de dezembro de 2009( art. 6º da Lei 11.738).
    De acordo com o exposto, não é necessário forçar o retorno dela.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  101. Parabéns Claucir Araújo foi direto ao ponto, o sindicato tem que conseguir ao menos recuperar nossas vantagens adquiridas pois o piso sem os nossos antigos percentuais será esmola de novo. Mas tem que ser luta paralela e o sindicato só sabe entrar na "justiça" se levarmos aquele monte de contracheque assim o juiz por isso esses processos inteminaveis que jamais chegam a ser julgados de fato. Quando se perde um direito liquido e certo existem caminhos mais rapidos de reave - los e qualquer advogado os conhecem muito bem. Só o juridico do sindicato que não sabe pela inoperancia dos nossos representantes. Espero que o sindicato tenha a humildade ao menos de reconhecer que a perca dos nossos percentuais foi uma incopetencia total do jurico do mesmo e recorra em todas as instancias possiveis e imaginaveis ou termos o direito de falar aos 4 ventos ou mais, que pagamos um sindicato durante vinte e tantos anos para perdermos nossos direitos adquiridos.

    ResponderExcluir
  102. O blog do NDG começou vamos lá pessoal!Abraços Euler e companheiros.Unidos seremos invenciveis.Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  103. http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/alianca-com-psb-e-psdb-racha-o-pt-em-belo-horizonte-1.424110


    Tá difícil. Os psdbistas fazem porcarias com o povo e colam nos partidos aliados como o PT para sobreviverem.

    O PSDB vem ao longo dos tempos desarticulando o PT, e, ao que me parece o PT é quem vai carregar o PSDB nas costas, e se não carregarem ...

    ResponderExcluir
  104. Em tempo: Onde se lê jurico, leia - se juridico.

    ResponderExcluir
  105. Olá Euler!

    Sugiro que o blog seja montado no WORDPRESS. A equipe da Google é parceira do Governo. Todos que postam aqui têm seus IP's rastreados pelo serviço de inteligência do Governo. Vamos dificultar a vida deles também!

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  106. .. esqueci!

    Temos que ser criativos e parar de utilizar esse espaço como muro de lamentações ou Ctrl C, Ctrl V de textos espalhados pela internet.

    Político morre de medo de ser ridicularizado. Já dei a sugestão aqui: vamos pegar o vídeo do Anastazista e a "Turma do Chapéu" realizada na Pça da Estação e ridicularizá-los. Aliás, o compilado de mentiras do PSDPRÊ tem que ser exposto. Vamos mostrar para o PSDPRÊ e SINDUTE nossa força.

    Portanto, vamos ser criativos e jogar pesado com essa curriola. Conheço professores que fariam as imagens gratuitamente. Já pensaram essas imagens divulgadas nas redes sociais como a "Coxinha da Madrasta" - Léo Burguês?

    O outdoor é outro espaço que poderíamos explorar. Para mim, deveríamos utilizar charges e não frase com apelos garrafais.

    Portanto, façamos uma reunião o mais rápido porque alguns dos 51 algozes já estão se movimentando visando o pleito municipal desse interiorzão mineiro.

    VAMOS PARAR DE FALÁCIAS E AGIR!

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  107. Obrigada, SEBASTIÃO OLIVEIRA pela excelente notícia... mas como a justiça é cega para o nosso lado...

    ResponderExcluir
  108. Por favor, desmascarem o Deputado Duarte Bechir, inimigo número 1 dos educadores. Esse aí acabou com a educação em Campos Gerais-Sul de Minas.

    ResponderExcluir
  109. Gente vamos fazer a queima de vários JUDAS !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  110. Força Rosi Mary! Mesmo passando por tal situação, vc ainda se preocupa em nos alertar quanto aos desmandos desse desGOVERNO. Que Deus te abençõe e potencialize o poder curador dos seus remédios e lembre-se "do coração atribulado está perto o Senhor"
    Vera, professora de Itabira

    ResponderExcluir
  111. Olá pessoal,
    Vocês que estão mais próximos da capital deveriam ficar encarregados de pesquisarem o preço do outdoor e divulgarem aqui no blog porque para nós que moramos aqui no interior é muito difícil ter acesso a essas coisas.
    Aceito com muita satisfação fazer parte do NDG e agradeço de coração ao nosso comandante Euler.
    Um abraço a todos
    Gilvânia.

    ResponderExcluir
  112. http://www.youtube.com/watch?v=Cs964KFivc8&feature=fvwp&NR=1

    (Nós)

    ResponderExcluir
  113. Euler você sabe se é possivel pedir redução de cargo, pois tenho 2 cargos, 25 anos de estradas, cansada, sem idade para aposentar, totalmente decepcionada com sistema educacional mineiro, e gostaria de diminuir um dos meus cargos. O que faço? Esclareça-me, por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMPLETANDODO:
      COMO VOCE FICARÁ FALTOSA, PARCIALMENTE, EM X AULAS DE UM DOS CARGOS, NÃO FICARÁ EM ABANDONO.

      Excluir
    2. Com 25 anos o professor que cumpriu toda a sua vida funcional em sala de aula pode se afastar e trabalhar na secretaria. Não sei se vale para todos ou se só para o efetivo.

      Excluir
  114. Por um período não muito longo, a maneira mais simples e rápida: comunique à escola,por escrito, que, por motivos pessoais, ficará faltosa em X aulas do seu cargo tal... Terão que contratar substituto para essas aulas. Só caracteriza abandono de cargo, faltar por 30 dias consecutivos ou.por 90 dias intercalados.

    ResponderExcluir
  115. PRESTENÇÃO:
    Cursando faculdade há 21 anos, petista do Acre vai assumir diretoria no MEC

    O “professor” Irailton Lima de Sousa, anunciou que vai assumir a Diretoria de Integração das Redes de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação.
    Militante do PT e ex-candidato a vereador em Rio Branco, Irailton Sousa foi indicado para o cargo com aval do ex-governador do Acre, Binho Marques (PT), que atualmente é o titular da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino do MEC, além do aval do atual governador Tião Viana (PT).
    (...)a coordenadora do curso de bacharelado em Ciências Sociais, professora doutora Eurenice Oliveira de Lima, enviou a seguinte nota de esclarecimento:

    “1 - O referido aluno iniciou o curso, pela primeira vez, em 1991. Temendo um processo de jubilamento, prestou novamente vestibular e reiniciou o curso em 1998. Considerando todo o período, ele está há 21 anos no curso Ciências Sociais. Em 2004, este aluno não estava sequer cadastrado no Sistema de Informação do Ensino (SIE).

    2 - Conforme o Histórico Escolar do aluno, disponível no sistema da UFAC, a carga horária cumprida por ele ao longo desses 21 anos foi de 2.070 horas, sendo que a carga horária exigida para concessão de diploma como Bacharel em Ciências Sociais é de 2.295 horas.

    3 - Este aluno deveria ter sido jubilado em 2005. No entanto, em 2007, a Coordenação do Curso autorizou ao Núcleo de Registro e Controle Acadêmico da UFAC (NURCA) o recadastramento para que ele tivesse a oportunidade de defender sua monografia, o que foi feito em 2008, sob a orientação do Prof. Dr. Ermício Sena.

    4 - De acordo com o Projeto Curricular Pedagógico do Curso de Ciências Sociais, o prazo de integralização é de sete anos. No entanto, o aluno em questão defendeu sua monografia sem integralização de créditos, dez anos depois de sua matrícula em 1998.

    5 - Além disso, à época da defesa de sua monografia, o aluno devia outros créditos e também o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE), que integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES). Estabelece o Ministério da Educação e Cultura (MEC) que o ENADE faz parte do componente curricular, de maneira que o seu descumprimento não permite colar grau ou obter diplomação. Isto posto, a declaração de conclusão do curso, que o aluno pleiteia junto a esta Coordenação, não tem validade legal.

    6 - Outrossim, uma vez defendida a monografia, o mencionado aluno ingressou com uma solicitação de colação de grau especial, por meio da Vice-Reitoria, na pessoa do Prof. Dr. Pascoal Muniz, procedimento este totalmente inadequado. Pois o caminho correto é que esta solicitação seja feita diretamente na Coordenação do Curso, instância responsável por dar sequência aos procedimentos cabíveis, que se pauta pela normas vigentes na Instituição e sempre orientou os alunos sobre seus direitos e deveres.

    7 - Como se vê, esta é a síntese da trajetória acadêmica apresentada pelo discente. Cabe a pergunta: este aluno tem autoridade para tecer críticas à UFAC e a seu corpo docente, que estão apenas cumprindo a legislação educacional em vigor? Entendo que este não é o melhor caminho para quem pretende cuidar do futuro de milhões de jovens brasileiros que aguardam ansiosamente as oportunidades do PRONATEC, programa em que o aluno parece pleitear um cargo de direção.

    8 - Por fim, ressalto que a Coordenação do Curso de Bacharelado em Ciências Sociais está aberta e disponível a prestar quaisquer esclarecimentos sobre o caso, assim como as demais instâncias da UFAC, primando sempre pela transparência e rigor na administração pública.”
    http://blogdaamazonia.blog.terra.com.br/2012/03/26/cursando-faculdade-ha-21-anos-petista-do-acre-vai-assumir-diretoria-no-mec/

    ResponderExcluir
  116. João Paulo Ferreira de Assis27 de março de 2012 00:18

    Prezados companheiros de luta

    Ainda que divididos entre sindutistas e anti-sindutistas, acho que nós professores devemos começar hoje um boicote à novela da Débora Falabella. Não só contra a novela mas também contra os patrocinadores do horário. Por exemplo: se a Coca Cola patrocina, vamos de Pepsi Cola ou de uma bebida saudável que não tenha a marca da Coca-Cola. Insisto na necessidade de boicotar, pois se a novela bater recordes de audiência e a mocinha fizer o povo chorar de emoção, ELA ESTARÁ PLENAMENTE JUSTIFICADA E NÓS É QUE VAMOS FICAR COM O NOME DE MENTIROSOS.

    Hoje na EE Deputado Patrus de Sousa, a tv estava ligada na sala dos professores. Às 20 horas e 50 minutos fui para a sala de aula, e às 21:35 para outra. No intervalo a tal novela estava ligada, mas não havia espectadores. Fui ao seletor de canais e mudei para outro, pois receptor de tv ligado na Globo ainda que sem espectadores é contado como audiência para a Globo.
    Precisamos inclusive falar com nossos alunos para o caso de assistirem as novelas da Globo, o fazerem com espírito crítico. Cito exemplos:

    Irmãos Coragem. O coronel Pedro Barros, rude e violento defendia a exploração dos diamantes pelos brasileiros. Os mocinhos da novela (João Coragem, Jerônimo etc) defendiam o interesse dos americanos que queriam levar nossos diamantes a preço de nada. O coronel Pedro Barros era grileiro, estuprador, ladrão e assassino.

    O Cravo e a Rosa. As feministas foram ridicularizadas. No último capítulo, a velha prostituta Dona Josefa foi casar com o milionário (representado por Carlos Vereza), e deram a ela o nome de Josefa Lacerda de Moura, para insinuar que Maria Lacerda de Moura, líder feminista nascida em Manhuaçu e que chegou a morar em Barbacena era uma prostituta.

    Força de um desejo. Lembram-se do Barão do vale do Paraiba fluminense que dava escola e bom tratamento aos escravos? Todos sabem que graças ao pessoal do vale do Paraiba RJ que a abolição da escravatura só aconteceu em 1888. E a Globo agora quer polir o vulto sangrento da escravidão como se fôra uma obra de benemerência!

    Saudações e até a vitória!
    João Paulo Ferreira de Assis

    ResponderExcluir
  117. FAÇA-ME O FAVOR, UM SUJEITO COM UM HISTÓRICO ACADÊMICO DESSA QUALIDADE VAI ASSUMIR DIRETORIA NO MEC? QUE ESCULHAMBAÇÃO VIROU ESTE MINISTÉIRO, HEIN?? PELA BRILHANTE TRAJETÓRIA ACADÊMICA, ESTE SUJEITO ESTÁ MAIS PARA IR PARA O LIVRO DOS RECORDES BRASILEIROS COMO O ÚNICO ALUNO, ATÉ O PRESENTE MOMENTO, QUE NÃO CONSEGUIU TERMINAR SUA GRADUAÇÃO EM TEMPO HÁBIL E,QUE SÓ CONSEGUIU DAR CABO DELA AO FINAL DOS 21 ANOS, PORQUE CERTAMENTE TEM PARA SI O SEGUINTE DITADO: "QUEM TEM PADRINHO NÃO MORRE PAGÃO" TANTO NÃO MORRE QUE RESSUSCITOU DENTRO DO MEC PARA HONRA E GLÓRIA DAS DUAS LETRINHAS - PT (PODE TUDO!) Cuidado, gente, se a moda pega e este senhor assuma a área de ensino superior, graduação na era dele passará para 21 anos, mestrado com 42 anos e Doutorado com 63 anos, depois disso pode subir para São Pedro com todos os diplomas e apresentá-lo lá, pois por aqui já não terá muita serventia. Cuidado, Cuidado, ele vai se espelhar na sua própria experiência acadêmica.

    ResponderExcluir
  118. Kakay: Demóstenes é amigo de bicheiro por "questão de caráter"
    Advogado do senador que trocou 298 ligações com Carlinhos Cachoeira reforça que Demóstenes Torres (DEM-GO) achava que o bicheiro tinha largado o jogo do bicho e diz que cliente não recebeu dinheiro do amigo para financiar campanhas eleitorais.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK E o povo acreditou.....

    ResponderExcluir
  119. É sabido por todos que em ano eleitoral os prazos são reduzidos para se conceder reajustes e até mesmo ajustes, os quais estamos esperando que aconteçam , por serem direito adquirido em lei.
    Acontece então que neste mês de abril este prazo legal, de 6 meses antes da eleição, entrará em vigor, o que nos impedirá de receber aquilo que nos é de direito. Então não se justifica greve, muito menos protestos simples e puramente. Temos que mudar de estratégia e partir com todas as forças para o campo judicial, buscando em juízo nossos direitos. Além disso, entendo que deveremos também manchar a ficha deste governo, expondo através de outdoor, rádio, jornais e até mesmo tv nossa indignação e toda essa mentirada do governo.
    É preciso ter sensatez e não se esforçar em ações que não darão resultado efetivo, mas o m omento é de atacar jogando no ventilador toda essa tirania.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro colega Jodson,

      infelizmente, com relação às reivindicações dos professores, independente de se tratar ou não de ano eleitoral, as atitudes dos políticos com relação à educação será sempre a mesma.

      De fato, neste sistema político em que vivemos, independente da época ou do momento político, eles não nos concederão nenhum benefício. Entretanto, observe que essa "lorota" de não se poder conceder reajustes em ano eleitoral só vale mesmo para algumas classes, uma vez que os próprios políticos reajustam seus próprios salários, assim também como outras categorias mais valorizadas do serviço público.

      Portanto, não é por ser ano eleitoral que eles não nos darão nenhum reajuste, mas sim, porque esta é a política de sempre desta corja de safados.

      Quanto ao viés da "justiça", infelizmente, também não acredito que consigamos nadinha. É que em mais de 10, 20, 30 anos, não temos conseguido nada por este caminho, pois todos estes poderes instituídos estão conchavados. Eles não farão nada que desestabilize o "status quo" do tiram tiram proveito escuso.

      Portanto, não se iluda de que pelo caminha "justiça" deste país conseguiremos conquistar nossos direitos adquiridos, o piso na carreira, etc. Só para contextualizar, lembra do "desembargadorzinho" mineiro que decretou a ilegalidade das greve de 2011, e a partir disso, só tivemos perdas, retaliações, perseguições, cortes de salários, etc???

      Qualquer tentativa nossa pelo viés da "INjustiça" deste país só conseguirá mesmo a indiferença destes bandidos sanguessugas que estão no poder.

      Entretanto, nossas greves só não dobraram este sistema porque não tiveram adesão suficiente para fazer "cosquinhas" no governo estadual.Por outro lado, uma adesão de 50% do professorado mineiro certamente que levará ao caos a educação de Minas Gerais. Nesta luta eu acredito. Pelo viés da "INjustiça" estaremos fadados a continuarmos aqui apenas reclamando do salário e reivindicando um piso que nenhum governo estadual quer pagar.

      Eles conhecem nossa fragilidade.

      Atenciosamente,

      Raimundo Santos

      Excluir
    2. Caro colega Jodson,

      infelizmente, com relação às reivindicações dos professores, independente de se tratar ou não de ano eleitoral, as atitudes dos políticos com relação à educação será sempre a mesma.

      De fato, neste sistema político em que vivemos, independente da época ou do momento político, eles não nos concederão nenhum benefício. Entretanto, observe que essa "lorota" de não se poder conceder reajustes em ano eleitoral só vale mesmo para algumas classes, uma vez que os próprios políticos reajustam seus próprios salários, assim também como outras categorias mais valorizadas do serviço público.

      Portanto, não é por ser ano eleitoral que eles não nos darão nenhum reajuste, mas sim, porque esta é a política de sempre desta corja de safados.

      Quanto ao viés da "justiça", infelizmente, também não acredito que consigamos nadinha. É que em mais de 10, 20, 30 anos, não temos conseguido nada por este caminho, pois todos estes poderes instituídos estão conchavados. Eles não farão nada que desestabilize o "status quo" do tiram tiram proveito escuso.

      Portanto, não se iluda de que pelo caminha "justiça" deste país conseguiremos conquistar nossos direitos adquiridos, o piso na carreira, etc. Só para contextualizar, lembra do "desembargadorzinho" mineiro que decretou a ilegalidade das greve de 2011, e a partir disso, só tivemos perdas, retaliações, perseguições, cortes de salários, etc???

      Qualquer tentativa nossa pelo viés da "INjustiça" deste país só conseguirá mesmo a indiferença destes bandidos sanguessugas que estão no poder.

      Entretanto, nossas greves só não dobraram este sistema porque não tiveram adesão suficiente para fazer "cosquinhas" no governo estadual.Por outro lado, uma adesão de 50% do professorado mineiro certamente que levará ao caos a educação de Minas Gerais. Nesta luta eu acredito. Pelo viés da "INjustiça" estaremos fadados a continuarmos aqui apenas reclamando do salário e reivindicando um piso que nenhum governo estadual quer pagar.

      Eles conhecem nossa fragilidade.

      Atenciosamente,

      Raimundo Santos

      Excluir
  120. Olá, Pessoal da luta!

    No Blog do NDG foram publicados dois novos textos: sobre o corte da merenda escolar, cuja matéria foi extraída do jornal O Tempo; e a Carta Aberta que a professora Marly Gribel escreveu para o ministro do MEC, Mercadante. Vale a pena conferir!

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o link do blog:

      http://blogdondgmg.blogspot.com.br/

      Excluir
  121. http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=199324,OTE

    ResponderExcluir
  122. Postando novamente após corrigir alguns erros gramaticais e ortográficos

    Caro colega Jodson,

    infelizmente, com relação às reivindicações dos professores, independente de se tratar ou não de ano eleitoral, as atitudes dos políticos com relação à educação serão sempre a mesma.

    De fato, neste sistema político em que vivemos, independente da época ou do momento político, eles não nos concederão nenhum benefício. Entretanto, observe que essa "lorota" de não se poder conceder reajustes em ano eleitoral só vale mesmo para algumas classes, uma vez que os próprios políticos reajustam seus próprios salários, assim também como outras categorias mais valorizadas do serviço público.

    Portanto, não é por ser ano eleitoral que eles não nos darão nenhum reajuste, mas sim, porque esta é a política de sempre desta corja de safados.

    Quanto ao viés da "justiça", infelizmente, também não acredito que consigamos nadinha. É que em mais de 10, 20, 30 anos, não temos conseguido nada por este caminho, pois todos estes poderes instituídos estão conchavados. Eles não farão nada que desestabilize o "status quo" do qual tiram proveito escuso.

    Portanto, não se iluda de que pelo caminho da "justiça" deste país conseguiremos conquistar nossos direitos adquiridos, o piso na carreira, etc. Só para contextualizar, lembra do "desembargadorzinho" mineiro que decretou a ilegalidade da greve de 2011, e a partir disso, só tivemos perdas, retaliações, perseguições, cortes de salários, etc???

    Qualquer tentativa nossa pelo viés da "INjustiça" deste país só conseguirá mesmo a indiferença destes bandidos sanguessugas que estão no poder.

    Entretanto, nossas greves só não dobraram este sistema porque não tiveram adesão suficiente para fazer "cosquinhas" no governo estadual.Por outro lado, uma adesão de 50% do professorado mineiro certamente que levará ao caos a educação de Minas Gerais. Nesta luta eu acredito. Pelo viés da "INjustiça" estaremos fadados a continuarmos aqui apenas reclamando do salário e reivindicando um piso que nenhum governo estadual quer pagar.

    Eles conhecem nossa fragilidade.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo Junqueira27 de março de 2012 15:11

      Mais uma vez concordo com você Raimundo.Lembro mais uma vez que aos 112 dias de greve a categoria estava mobilizada,as escolas um caos,nem havia aulas direito com os famosos substitutos,havia muitas turmas com somente algumas aulas um dia ou outro,os diretores acuados como baratas tontas tentando inutilmente fazer funcionar alguma coisa,a ALMG "dominada" pela categoria,os acorrentados heróicos no topo da mídia,os deputados governistas já não tinham mais mentiras para falar,e sentia que estávamos próximos da vitória quando o governo tentou(e conseguiu) sua última cartada.O tal papelzinho sujo assinado pelo não menos Danilo de Castro "garantindo" o piso na carreira.Golpe de mestre contra os mestres.Até hoje não entendo como o sindicato foi confiar na assinatura deste ficha suja mafioso.Mas creio que há um fato novo,o estado do Pará vai aplicar corretamente a lei do piso,os mesmos 1420,na carreira,o que resultará em 3300 reais para iniciantes para uma jornada de 40 horas(1980 para 24 horas)e a média salarial será 4040 reais para 40 horas(2424 para 24 horas).Outros estados tambem disseram que farão a mesma coisa como Piauí,Pernambuco e Maranhão.Creio que o fato destes governadores honestos cumprirem corretamente a lei di piso,será como um "precedente" e de ve servir como um documento a ser anexado num processo contra MG denunciando a tentativa(por enquanto vitoriosa)de burlar a lei do piso.Estes estados foram até Aloisio Mercadante e disseram que queriam cumprir o piso mas que precisavam de ajuda,e o Fundeb resolveu a parada.Mas aqui em Minas eles não podem declarar que estão quebrados,pois e o fantástico governo de Aécio não pode ser desmascarado.Quer ser presidente(cruz credo).O que você acha?

      Excluir
  123. E ASSIM SERÁ

    "O HOMEM NO ESPELHO
    Quando conseguir tudo o que quer na luta pela vida,
    e o mundo fizer de você rei por um dia,
    procure um espelho, olhe para si mesmo
    e ouça o que AQUELE homem tem a dizer.

    Porque não será de seu pai, mãe ou mulher
    o julgamento que terá que absolvê-lo.
    O veredicto mais importante em sua vida
    será o do homem que o olha do espelho.

    Alguns podem julgá-lo um modelo,
    considerá-lo um ser maravilhoso,
    mas ele dirá que você é apenas um impostor,
    se não puder fitá-lo dentro dos olhos.

    É a ele que deve agradar, pouco importam os demais,
    pois será ele quem ficará ao seu lado até o fim.
    E você terá superado os testes mais perigosos e difíceis,
    se o homem do espelho puder chamá-lo de amigo.

    Na estrada da vida, você pode enganar o mundo inteiro,
    e receber palmadinhas no ombro ao longo do caminho,
    mas, seu último salário será de dores e lágrimas,
    se enganou o homem que o fita do espelho."

    Dale Wimbrow

    ResponderExcluir
  124. Amigo Raimundo
    acho que vivemos num momento único em nossa história, onde temos uma lei, mesmo que não cumprida, respaldando nossas reinvindicações.
    Sei que a discrença em nossa justiça é sim uma realidade a ser levada em consideração. Porém no Rio Grande do Sul aconteceu uma vitória de nossa categoria, aqui em Ipatinga, mesmo que não seja no âmbito salarial, houve uma vitoria judicial, exigindo o cumprimento da lei no que se refere à carga horária fora de sala de aula.
    É fato que o governo mineiro tem sob sua dura mão, grande parte do poder judiciário e legislativo, mas não podemos para de lutar por isso.
    Creio que a greve é sim a maior arma de luta que nós temos, porém acho qe esse artifício será usada contra nós mesmos, pricipalmente porque sabemos que os prazos no ano eleitoral são sim utilizados como manobra para ns prejudicar.
    E na justiça poderemos sim alcançar alguma vit´roa que obrigueeste governo falacioso a cumprir essa malfadada lei.

    ResponderExcluir
  125. A greve desse ano terá que ser muito bem fundamentada por todos nós e não só pelo sindicato. Bastará que mostremos aos colegas de classe os índices salariais do ESTADO DO PARÁ e todos entenderam que o PISO SALARIAL é real e para valer. Devemos mostrar também a CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 onde manda elaborar o PISO NACIONAL, e vir caminhando com cada movimentação da Lei até chegar ao PISO NACIONAL SALARIAL. Deveria fazer um vídeo com a historiologia da Lei para reproduzir e mostrar aos colegas de classe, no sentido do total convencimento, de que para obtermos a vitória terá que haver o sacrificio da greve por todos da categoria. A greve por si só é um enorme sacrificio e enquanto uns forem para a greve e os outros ficarem por medo ou outros motivos ganhando parabéns, não conseguiremos fazer cumprir uma LEI CONSTITUCIONAL. Conseguiremos sim, mas com a adesão da maioria dos trabalhadores da educação pois o piso é para a categoria TRABALHADORES DA ENSINO que vai do Porteiro da Escola até a Direção conforme Leis Federais, Estaduais e Municipais elaboradas no conceito mais atual e moderno do Ensino. Será que todos os avanços positivos que houveram na Educação seram extintos visando o não cumprimento da LEI ? Temos que convencer a todos que JUNTOS SOMOS MAIS. Mostrar o tanto que avançamos pois já tem Estado e Municipio cumprindo a Lei. Mostrar o percentual atingido pela categoria desses locais. Sensibilizar, mobilizar e motivar a nossa categoria em torno da LEI DO PISO SALARIAL NACIONAL é o nosso desafio para a GREVE que tera que vir diante da falta de negociação do Estado.

    ResponderExcluir
  126. JODSON, os professores da rede Municipal de IPATINGA estão entrando em greve agora, ou estou enganada? Qualquer tempo será usado contra nós... sua fala não justifica."Creio que a greve é sim a maior arma de luta que nós temos, porém acho qe esse artifício será usada contra nós mesmos, pricipalmente porque sabemos que os prazos no ano eleitoral são sim utilizados como manobra para ns prejudicar. " Temos que usar de todos os meios disponíveis sim. E principalmente por ser "tempo eleitoral".

    ResponderExcluir
  127. A cavalgadura que presidiu a Petrobras por 7 anos tem pretenções políticas, a começar pelo governo da Bahia.

    São Paulo, 27/03/2012
    Humberto - CIDADÃO brasileiro sem medo de CORRUPTO

    A fábula a álcool

    Era uma vez, um país que disse ter conquistado a independência energética com o uso do álcool feito a partir da cana de açúcar. Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos. Alguns anos se passaram e este mesmo país assombrou novamente o mundo quando anunciou que tinha tanto petróleo que seria um dos maiores produtores do mundo e seu futuro como exportador estava garantido.
    A cada discurso de seu presidente, os aplausos eram tantos que confundiram a capacidade de pensar de seu povo. O tempo foi passando e o mundo colocou algumas barreiras para evitar que o grande produtor invadisse seu mercado. Ao mesmo tempo adotaram uma política de comprar as usinas do lendário país, para serem os donos do negócio. Em 2011, o fabuloso país grande produtor de combustíveis, apesar dos alardes publicitários e dos discursos inflamados de seus governantes, começou a importar álcool e gasolina.
    Primeiro começou com o álcool, e já importou mais de 400 milhões de litros e deve trazer de fora neste ano um recorde de 1,5 bilhão de litros, segundo o presidente de sua maior empresa do setor, chamada Petrobras Biocombustíveis. Como o álcool do exterior é inferior, um órgão chamado ANP (Agência Nacional do Petróleo) mudou a especificação do álcool, aumentando de 0,4% para 1,0% a quantidade da água, para permitir a importação. Ao mesmo tempo, este país exporta o álcool de boa qualidade a um preço mais baixo, para honrar contratos firmados.
    Como o álcool começou a ser matéria rara, foi mudada a quantidade de álcool adicionada à gasolina, de 25% para 20%, o que fez com que a grande empresa produtora de gasolina deste país precisasse importar gasolina, para não faltar no mercado interno. Da mesma forma, ela exporta gasolina mais barata e compra mais cara, por força de contratos.

    A fábula conta ainda que grandes empresas estrangeiras, como a BP (British Petroleum), compraram no último ano várias grandes usinas produtoras de álcool neste país imaginário, como a Companhia Nacional de Alcool e Açúcar, e já são donas de 25% do setor. A verdade é que hoje este país exótico exporta o álcool e a gasolina a preços baixos, importa a preços altos um produto inferior, e seu povo paga por estes produtos um dos mais altos preços do mundo. Infelizmente esta fábula é real e o país onde estas coisas irreais acontecem chama-se Brasil.
    CELIO PEZZA é escritor

    ResponderExcluir
  128. Durante reunião plenária, no dia 27/03/2012, terça, o Deputado Rogério Correia reagiu ao programa "Minas sem Governo" e apontou governador como "Carrasco da Educação".


    http://www.youtube.com/watch?v=zGBbPLCMlVM&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  129. Depois de eu e alguns Professores, reclamarem de notícia da Agência Brasil que afirmava que o piso dos Professores em MG era de R$2.200,00, a Agência fez uma retificação e adimitiu o erro em editorial.

    Veja no link: http://mdfnoticias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  130. O contracheque do m~es de março já está acessível.

    ResponderExcluir
  131. http://www.youtube.com/watch?v=pEZrHPo_3I0&feature=related

    ResponderExcluir
  132. Caro colega Euler,
    A nossa SRE, através das Técnicas que vem nas escolas, estão cobrando de nós professores do Ensino Médio, cadernos de Planos de Aula, e nada que fazemos não serve.
    Gostaria de saber, se existe uma lei que obriga o professor fazer esses cadernos de Plano.
    Não basta apenas registrar no Diário de Classe, a matéria dada?
    Aguardo retorno urgente!

    ResponderExcluir