quarta-feira, 28 de março de 2012

Dona Maria, a Educação e o Piso


Uma primeira proposta de texto para discutirmos com os nossos alunos em sala de aula. Aguardamos novas propostas para publicarmos aqui e também no BLOG DO NDG, entre outros, dos/das nossos/nossas combativos(as) colegas.


Dona Maria, a Educação e o Piso

Dona Maria, a vizinha de um amigo, saiu cedo para comprar um pacote de café, além de verduras e legumes para preparar o almoço, como acontece todos os dias. Naquele momento, seus dois filhos, Ana Rita e Joãozinho, já se encontravam numa escola pública da cidade. Dona Maria insistia em dizer para os amigos que, quando criança, não pode estudar, pois tinha que trabalhar na lavoura para ajudar os pais dela.

- Quero que meus filhos façam o que eu não pude fazer. Quero que eles estudem, que se formem, que arranjem um bom emprego e se tornem gente na vida", dizia dona Maria, na sua forma simples e direta de ver as coisas.

A frase aparentemente comum desta senhora reflete muitas verdades. A primeira delas, sobre a importância da Educação na nossa vida. A escola tem uma importância muito grande para todos nós. É através do estudo formal nas escolas que a maioria da população tem acesso às letras, aprende a ler, a escrever, a resolver os cálculos matemáticos, dos mais simples aos mais complexos; adquire noções gerais de espaço, de tempo; aprende sobre a história da humanidade, sobre a geografia sócio-espacial; adquire noções sobre biologia, física, química, filosofia, sociologia, educação artística e educação física, além de iniciar o aprendizado em outras línguas. É um novo horizonte que se abre a cada dia na vida dos estudantes, não importa a idade que eles tenham.

Mas, a escola não apenas contribui para proporcionar aprendizado e conhecimentos, ela gera a interação entre os alunos, e entre estes e os profissionais da Educação, responsáveis pela produção do ensino que é realizado no espaço escolar. E a dona Maria, vizinha de um amigo, naquela passagem curta e objetiva, disse mais duas outras verdades: preparar o estudante para algum ofício, e para ser gente na vida. Talvez esta última parte da fala da dona Maria seja a mais importante: a escola pode preparar as pessoas para o chamado mercado de trabalho, isso acontece de fato. Mas a melhor preparação que uma escola pode dar é através da formação cidadã, da formação crítica de cada estudante.


Quando se aprende a ver o mundo de forma diferente, a desenvolver uma opinião crítica sobre as coisas que acontecem à nossa volta; ou a enxergar com outro olhar aquilo que tentam nos convencer pela TV ou pela rádio, significa que se adquiriu um valioso instrumental de análise e percepção das coisas, para toda a vida. Formar pessoas capazes de pensar a sua existência, individual e coletiva, de forma crítica, com independência no pensar, é proporcionar qualidade na formação destas pessoas. Este é o principal papel da escola.

Esse tipo de educação depende de profissionais preparados e devidamente valorizados e motivados. Quando a dona Maria matriculou seus filhos numa escola pública, ela esperava que aquela instituição oferecesse para os filhos dela o melhor em matéria de ensino. Mas, para que haja este ensino de qualidade, é necessário que o estado, ou seja, que os governos invistam parte expressiva do dinheiro público na valorização dos profissionais da Educação. Para isso a lei federal determinou que houvesse o pagamento de um piso salarial nacional para os educadores. O piso é a parte mínima, inicial, que, acrescida de gratificações e vantagens que o profissional adquire na sua carreira, poderia atender as necessidades básicas de sobrevivência deste profissional da educação.

Mas, dona Maria não sabe que na escola onde seus filhos estudam muitos professores abandonaram a carreira, pois encontraram outra atividade fora da Educação com remuneração bem mais atraente. Ela também não sabe que os outros professores, que decidiram permanecer na Educação, encontram-se desmotivados, pois o governo do estado de Minas não paga o piso salarial que é lei federal, e além disso alterou a carreira dos profissionais da Educação, provocando grandes perdas para estes servidores.

A Constituição Federal assegura que os filhos da dona Maria têm direito ao ensino público gratuito, universal e de qualidade. Esta mesma constituição considera que, para atingir este objetivo, é preciso valorizar o trabalho dos educadores, e o pagamento do piso salarial é um dos instrumentos para que isso aconteça.

Ao não pagar o piso, o governante - seja ele federal, estadual ou municipal - está contrariando, desobedecendo a legislação federal. Além disso, ao não pagar o piso corretamente na carreira, como manda a lei, os governos contribuem para destruir a carreira do magistério e a própria escola pública. E como consequência disso, ajudam a destruir o sonho da dona Maria e dos seus dois filhos, e de muitas outras Marias, Anas e Joãozinhos.

Por isso, é importante que os educadores, com o apoio da dona Maria, dos seus vizinhos e filhos se juntem numa luta comum pela Educação pública de qualidade para todos, com a valorização dos profissionais da Educação, exigindo do governo do estado (ou federal, ou municipal), o correto cumprimento da Lei do Piso.

Pergunta-se: o que se pode fazer para que a lei seja cumprida? Por que será que os governos não investem na Educação e nos educadores? O que a comunidade pode e deve fazer para exigir os seus direitos, como: Educação pública de qualidade, Saúde pública decente, moradia digna, segurança, lazer, entre outros?

Fonte:Blog do NDG http://blogdondgmg.blogspot.com.br/2012/03/dona-maria-educacao-e-o-piso.html


Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

P.S.: Em breve, uma reunião ampliada dos educadores da Capital e do Interior para discutir as ações do NDG em todo o estado.

***

Frei Gilvander:





Nota da CPT / AFES sobre assassinato de sem terra, lideranças do MLST, em Uberlândia (MG)

O tríplice homicídio, que ceifou as vidas de Milton Santos Nunes, 52 anos, Clestina Leonor Sales Nunes, 48 anos, e Valdir Dias Ferreira, 39 anos, líderes do MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra), barbárie realizada dia 24 de março de 2012, clama por justiça. Há muito, os movimentos sociais do campo, pastorais e organizações da sociedade civil vêm denunciando a violência do latifúndio e sua impunidade, na região do Triângulo Mineiro. Não é possível que a vida humana seja considerada como um nada, diante da voracidade do agronegócio e das ações de grupos armados, ligados a latifundiários.

As famílias sem terra do Triângulo Mineiro, e em particular aquelas acampadas na Fazenda São José dos Cravos, estão vivenciando na carne a Semana Santa, que se aproxima com a paixão e morte de Jesus Cristo. O sangue derramado por Clestina, Milton e Valdir, covardemente executados pelo latifúndio, se junta ao sangue de Jesus Cristo e de tantos outros irmãos e irmãs, martirizados por causa de conflitos agrários e dos crimes do agronegócio.

O ser humano tem o direito sagrado a terra, base da vida. Não é justo que famílias fiquem neste nosso país, acampadas sob tensão e em condições inumanas, enquanto sobra terra, nas mãos de uns poucos. Não é justo que monoculturas, como a da cana, se espalhem tomando territórios, para satisfazer as necessidades de lucro dos negócios de mercado. Não é justo que o direito constitucional e a função social e ambiental da terra, não seja aplicado, e não se desapropriem os latifúndios.

Que a ressurreição, já vivida pelos que foram assassinados, venha para os sem terra com a reforma agrária e que se faça justiça em mais essa tragédia na luta agrária, no nosso querido Brasil.

Uberlândia, 28 de março de 2012

Comissão Pastoral da Terra - CPT/Triângulo Mineiro

Ação Franciscana de Ecologia e Solidariedade - AFES


Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br

www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

149 comentários:

  1. Olá Euler e blogueiros!
    Divulguem por favor.

    Leciono Geografia em Bhte - Metropolitana "A", Serra - e estudo PERMUTA para escolas da regionais Norte/Nordeste da capital.

    Turno: manhã
    Cargo: 18 hrs

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  2. Euler,

    Este texto está, como sempre, excelente!

    Parabéns ao blog do NDG, aos componentes que o

    compõe e ao seu líder que aos poucos está

    disseminando, com toda a sua grandeza de alma,

    as idéias mais corretas e adequadas para o

    fortalecimento da nossa classe.

    Sem ódio e sem violência...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos sabem o que ANASTAHITLER E seus pseudo Goebbels fizeram com a opinião pública em Minas..Mas mesmo assim eles sabem de nossa insatisfação...mas essa novela de inconstitucionalidades que eles praticaram com a conivência de todas as esferas do poder..um dia chegará ao fim...será?? espero ainda estar na ativa..para ver todas essas falcatruas expostas e seus praticantes devidamente responsabilizados.
      ABAIXO PSDB E DEMO...e o PT agora é direita..já era..plagiando VOTE NULO...

      Excluir
  3. Agencia do Brasil admite erro : MG não paga piso salarial do professor.

    Leia no link: http:/mdfnoticias.blogspot.com.br

    Vamos publicar e espalhar essa informaçao ,pois o governo fez questão de espalhar para os quatro cantos que nosso salário era de 2.200. Vamos mostrar a população quem está mentindo

    ResponderExcluir
  4. Euler parabens otimo texto! Agora por favor me ajude receber a reposição da greve do ano passadoComo fazer ja reclamei na escola mas parece q o diretor e a secretaria não estão muito empenhados ,falam q não sabe se vamos receber????? Aqui tem duas escolas ,uma recebeu e a outra não por que????? Tenho 135 aulas para receber e esta me fazendo muita falta.Por favor me responda

    ResponderExcluir
  5. Euler parabens otimo texto! Agora por favor me ajude receber a reposição da greve do ano passadoComo fazer ja reclamei na escola mas parece q o diretor e a secretaria não estão muito empenhados ,falam q não sabe se vamos receber????? Aqui tem duas escolas ,uma recebeu e a outra não por que????? Tenho 135 aulas para receber e esta me fazendo muita falta.Por favor me responda

    ResponderExcluir
  6. Ouro Preto paga piso nacional do professor
    2012-03-25 19:33

    Na última quinta-feira (22), a Prefeitura de Ouro Preto garantiu, em acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Ouro Preto – Sindsfop, o pagamento do piso nacional para os professores e anunciou reajuste acima da inflação para várias categorias, para além do aumento geral. Diferentemente da grande maioria dos Estados e municípios do país, a proposta de Ouro Preto ainda prevê, além do reajuste, a manutenção de gratificações que não compõem o salário, como vale-transporte e vale-alimentação, assim, os professores ganharão bem mais que o piso nacional.
    O anúncio foi realizado pelo prefeito Angelo Oswaldo e o vice, Dr. Dimas, junto a membros da equipe e os vereadores Crovymara Batalha e Júlio Pimenta, perante servidores da Educação e representantes do Sindsfop, no auditório do Gabinete. A proposta acordada garante reajuste de 10% para várias categorias, sendo 6,5% relativos à inflação no período e mais 3,5% de ganho real acima da inflação. Foi também criada a gratificação de plantão e de risco para guardas municipais e fiscais de obras.
    Angelo Oswaldo e Dr. Dimas agradeceram o esforço dos secretários de Educação, Júlio Cesar de Oliveira, e da Fazenda, Planejamento e Gestão, Huaman Xavier Pinto Coelho, e ressaltaram o papel do Sindsfop nas negociações em prol da valorização dos servidores. Angelo enfatizou o compromisso de seu governo com a educação e o papel dos funcionários.
    O secretário Júlio Cesar e as diretoras do Sindsfop, Aparecida Peixoto e Silvânia Assis, disseram estar emocionados com o atual momento, pela valorização dos professores e o esforço da Prefeitura para assegurar o aumento. “É um momento impar. O Sindicato consegue exercer seu papel quando a Administração está aberta ao diálogo e o servidor sai valorizado”, ressalta Aparecida Peixoto.
    O projeto de Lei segue para a Câmara de Vereadores. Deve ser votado pelo Legislativo em reunião extraordinária, adotando o piso inicial de R$1.450,90, referente à jornada de 40 horas semanais, para o professorado municipal, que cumpre 30 horas.

    Ler mais: http://www.bmnoticias.com/news/ouro-preto-paga-piso-nacional-do-professor/

    ResponderExcluir
  7. AMIGO EULLER,HOJE,28/03/2012 TIVE A OPORTUNIDADE DE VER MEU CONTRACHEQUE NA NET E PERCEBI QUE ME PAGARAM A REPOSIÇAO DA GREVE,NAO SEI SE ME PAGARAM TUDO, MAIS TARDE FUI OLHAR NAO CONSEGUI JÁ HAVIA RETIRADO.NA MINHA ESCOLA NINGUEM TINHA RECEBIDO AINDA A REPOSIÇAO DA GREVE.

    ResponderExcluir
  8. E OS OUT DOORs??????????????????????????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. estão sendo confeccionados para serem publicados em 2015,quando nosso salário será menor q o minímo.

      Excluir
    2. Vc poderia dar sugestões e postar suas idéias e não apenas cobrar: E "OS OUT DOORs??????????????????????" Mexa-se. Euler não é obrigado a tomar a iniciativa por nós. Vc já fez o seu?

      Excluir
  9. Dalgisa, vou enviar e-mail para o Max, precisamos conversar.
    Abraços!
    Ivete

    ResponderExcluir
  10. Gostei do texto, Euler.
    Várias pessoas participaram de uma reunião que fizemos na minha casa, sempre nos reunimos. Conversamos sobre educação, aproveitei para comentar sobre os últimos acontecimentos e todos saíram indignados. As pessoas acreditam na Educação, quem não acredita é o governo, se é assim esse governo não representa a população. Ao percebermos que o nosso plano de carreira foi destruído (5% de diferença entre os níveis, cada promoção representa uma regressão na progressão horizontal). É como se a cada safra o governo fizesse questão de jogar fora os melhores grãos.
    Parece que a vitória é do governo, mas na verdade ela é nossa. Não deixaremos que esse governo destrua o que restou da educação em Minas. O piso salarial nacional é o mínimo para um governo que tem decência. Piso salarial sem mentiras.
    Acredito na vitória da educação, acredito na nossa vitória. O governo e os 51 deputados só tentaram destruir a carreira dos profissionais da educação porque não tem compromisso com a educação dos "de baixo".

    ResponderExcluir
  11. "AnônimoMar 28, 2012 01:33 PM

    Agencia do Brasil admite erro : MG não paga piso salarial do professor.

    Leia no link: http:/mdfnoticias.blogspot.com.br

    Vamos publicar e espalhar essa informaçao ,pois o governo fez questão de espalhar para os quatro cantos que nosso salário era de 2.200. Vamos mostrar a população quem está mentindo "
    TEM OUTRO ERRO LÁ NA AGENCIA BRASIL QUE QUESTIONEI,QUANDO FALA QUE O PISO É PARA TRABALHADORES QUE TRABALHAM 40 HORAS E A VERDADE É, DE ATE 40 HORAS O QUE EQUIVALE DIZER DE 0 ATÉ 40 HORAS NO MAXIMO. AJUDEM A QUESTIONAR TAMBEM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkk,e agora o Brasil acha q estamos andando em rios de dinheiro e a culpada é dessa notícia ERRADA,e eles ainda ñ sabem interpretar uma lei É ATÉ 40 HORAS. Estamos ferrados!!!

      Excluir
  12. Aécio critica Dilma no Senado: 'governo está parado'
    não posso deixar de dizer: este aecim é um cara-de-pau!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara de pau é pouco. Este sujeito além de "narciso" é mt incompetente. Não tem o que falar e ataca a presidenta. Ele e o bobalhão do magalhães neto da bahia são dois idiotas! São 02 mauricinhos sem noção. Penso q. este aócio never já deveria ter-se recolhido à própria insignificância. Coitado! É um senador sem expressão e sem crédito. O Brasil inteiro conhece o brilho dele...

      Excluir
  13. Eles...
    Anselmo José Domingos
    PTC
    Belo Horizonte / Contagem

    Antônio Carlos Arantes
    PSC
    São Sebastião do Paraíso, Guaxupé, Jacuí, Paraguaçu

    Antônio Genaro
    PSC
    Belo Horizonte, Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Ibirité, Ipatinga, Santa Luzia e Sabará.

    Pastor Quadrangular. Debochou dos professores em plenário chamando-os inclusive de ANALFABETOS. Respeito é tudo, não é?

    ResponderExcluir
  14. ANÔNIMO DAS 05:46, refaça a sua pergunta. Em vez de ficar COBRANDO OS OUTDOORS, pergunte em que você pode contribuir, diga que você quer também participar. Não fique só cobrando, participe, diga nem que seja pelo e-mail do Euler o que você já está fazendo ou que você pretende fazer, porque já há pessoas pelas escolas, caladinhas, se movimentando, reunindo os colegas dos 112 dias.Viu no post passado uma NOTINHA falando de uma reunião do NDG? Ou isso você não viu porque vai lhe cansar, vai lhe dar trabalho, vai lhe obrigar a ter atitudes? E aí?, está querendo só o PISO NA SUA CONTA? Ninguém tem vitórias sem lutas. Então, pense um pouco. Pare de cobrar e parta para ações. Não seja dependende, isso te desmerece, quem espera só pelo que o outro possa fazer para ele, assina um atestado de incompetência! Fica feio para alguém que se diz educador, é incoerente. Afinal, você é uma agente CONDUTOR ou é um CONDUZIDO???

    ResponderExcluir
  15. Centro oeste mineiro, não se esqueçam:Fabiano Tolentino,Neider Moreira e Gustavo Valadares ajudaram a destruir nossa carreira.
    E pensar que cada "safado" desse ganha num único mês o que eu não ganho em um ano inteiro!É muita injustiça!E para não fazer nada que preste.
    Façamos uma campanha, SALÁRIO MÍNIMO PARA OS POLÍTICOS!
    Vamos ver quem vai querer.
    Ai que ódio,ai que ódio!

    ResponderExcluir
  16. Quanto à proibição da merenda para o professor Renata "hiena" esclarece que apenas está cumprindo uma lei que vem do MEC.Perguntei a ela:
    Secretária, achei engraçado.Porque cumprir a lei que proíbe o professor de merendar na escola e não cumprir a Lei do Piso Salarial.Me parece que ambas são de 2008.Cumprem-se a as leis apenas quando interessam a vocês? E o professor que se dane, que fique com a pior parte.Justiça, justiça, justiça, pelo amor de DEUS!
    Sei que ela não vai responder.Paciência!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo dia eu deixo um recadinho para a Renata no Twitter, ela nao me responde ... mas ela lê...
      todos nós devemos lotar aquele espaço de questionamentos para que ela saiba: apesar de todo o esforço do governo ainda estamos vivos.
      Saudaçoes,
      Claudia

      Excluir
  17. olá pessoal,agora élei :os professores ñ podem merendar nem beber café na escola.Vamos ver o q esse governador ainda vai fazer com a gente,pelo visto ele SÓ quer vingança,daqui a pouco vamos ter q comprar o giz com certeza,esse é o prêmio aqueles q fazem o Brasil crescer transmitindo seus conhecimeNtos: o PROFESSOR.eo sindicato..... abraços

    ResponderExcluir
  18. Será que a Renata Vilhena recebe vale-alimentação, poderíamos averiguar quantas vezes o café é servido na sala dela e se, além do café, vai biscoitinhos e tudo o mais. Não só na sala dela é claro. Nessas Secretarias há pessoas que estão pelas tampas com essas corjas, portanto aguardamos detalhes, anonimamente, neste blog. Porque estamos prontos para detonar. Queremos detalhes de tudo! Quem é que paga os maravilhosos lanches servidos aos Secretários e aos amarra-cachorros! Estamos aguardando e de olho!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, alem disso, os diretores podem almoçar, lanchar e jantar??

      Excluir
    2. A "matilha" é invejável! Esta tchurma só olha para o próprio umbigo e para o espelho, naturalmente. Eles criam as coisas mais bizarras e eles mesmo se aplaudem...

      Excluir
  19. Ah, para isso a PRINCESA será categórica, vai dizer que MINAS é um estado que cumpre LEIS, e que por isso, tem que fazer essa lei que proíbe professor comer arroz com feijão e banana nas escolas ser cumprida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. lei do mec que prejudica o professor pode ser cumprida agora a lei do piso é rasgada.
      Abraços a todos

      Excluir
    2. A cinderela é mt mentirosa. Dá-me asco ver esta corja na TV. Qdo aparecem mudo de canal. Jamais vi tanta bandalheira em MG como neste desgoverno. A mentira só se sustenta com a MENTIRA, mas tem tempo de validade...Por isto voto NULO. Ou melhor só justifico. Não sei para quem vão os votos nulos...Se urna eletrônica fosse "expressão da verdade" outros países a adotariam. Não dá para confiar em nada num país onde a ordem é "falcatrua", "troca de favorecimento", "falta de caráter", "hipocrisia", "perpetuação das espécies raras" no poder, e o "POR FORA VAZENILDO"... Que tristeza!!!

      Excluir
  20. Como esses políticos mineiros apodreceram! Chegaram ao ponto de serem jogados aos urubus, essa gente fétida faz mal para a sociedade, de agora até 2014, eles têm que ir para os lixões, lá os URUBUS darão cabo deles!

    ResponderExcluir
  21. Daqui, para frente, o pau que dá em CHICO, obrigatoriamente, vai ter que dar em FRANCISCO!
    As pedras que sustentam o alicerce da CASA GRANDE E SENZALA está desmoronando, aos poucos, e ela vai implodir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kakakakaka. Um dia a casa cai. Nem eles acreditam nas asneiras que dizem para agradar a EL REI nanico.

      Excluir
  22. Comandante Euler, Sou professor dos conservatórios de Uberlândia e de Araguari.
    Mais absurdos estão acontecendo, não sei se isso é em todo o estado de minas, mas aqui na cidade de Araguari tem vários professores dizendo que vão largar as aulas de extensão porque não estão recebendo pelas extensões desde o início do ano letivo. Se faltamos no módulo II ou fazemos paralizações o corte no pagamento é imediato, mas há paralisações que fizemos no início do ano passado e já foram repostas no mesmo ano e até hoje não recebemos. Meu Deus! está instalado um verdadeiro caos aqui em MG onde o alvo principal de ataques por parte desse desgoverno são os professores, e diante de tal fato não podemos só ficar discutindo cartas com alunos, precisamos aumentar nossas ações e denúncias contra o estado no STF. Temos que encher as caixas de e-mail do ministro Mercadante. Que tal aceitarmos a proposta do senador Cristovam Buarque e tentarmos organizar aqui através dos blogs, uma carava para pararmos a construção de algum estádio aqui em Minas??

    A idéia do senador que acho ótima: Os professores precisam ocupar os estádios em reforma ou em construção para a Copa do Mundo. E isso sem parar as aulas. Basta 200 professores ocuparem para inviabilizar as obras de um estádio. Garanto que, se isso acontecer, até o Joseph Blatter vai pedir que o piso seja pago. Os professores deviam enviar uma mensagem à FIFA dizendo: “Senhor Blatter, o país que vai receber a Copa do Mundo não consegue pagar nem R$ 1.451 aos seus professores”. Os governos não se mobilizam diante de uma greve de professores. É preciso uma ação que atinja o governo e hoje o que atinge os governos, mais do que qualquer outra coisa, são os estádios da Copa do Mundo. Então os professores do Brasil precisam ocupar esses estádios até que o piso seja pago.

    ResponderExcluir
  23. Pois é, Ouro Preto vai pagar o piso porque está sendo obrigado a pagar. Não está se achando ninguém que se sujeite a lecionar aqui na histórica cidade. Digo isto pois aqui em Ouro Preto tem mineradoras, universidade, faculdades, siderúrgicas, além de ser cidade histórica. Por isso rola muito dinheiro e as pessoas têm como ganhá-lo em outra atividade menos sofrida e deprimente como o magistério ultimamente. Por isso algumas escolas da prefeitura e do estado ficam as vezes meses sem professores. E isso não é porque falta professores no mercado mas é porque os que existem ( e são muitos na verdade ) atuam em outros empregos em que são mais valorizados. Em Ouro Preto os professores sofrem com os alunos em sala com indisciplina, violência, assaltos, enfim, dificuldades estas que não são apenas de Ouro Preto é uma situação geral ( e acho que é culpa do ECA ). Dentro deste cenário de dificuldades no exercício do magistério associada à facilidade em encontrar um outro emprego dentro de Ouro Preto mesmo em várias empresas, o prefeito "RESOLVEU VALORIZAR" os professores pagando corretamente o piso salarial nacional para eles, para ver se algum professor ( ou melhor algum herói ) vai querer se sujeitar a enfrentar as dificuldades de uma sala de aula com certos tipos de alunos que têm por aqui. Eles simplesmente cumprem uma lei federal e falam na mídia como se fossem heróis e como se estivessem nos fazendo um favor. Haja paciência viu.....
    Obrigado Euler pelo espaço democrático do seu blog onde podemos expressar a verdade dos fatos e nosso real sentimento de justiça. Um grande abraço e força na luta.

    Educador de Ouro Preto.

    ResponderExcluir
  24. Este texto dever ser enviado para os ministros do STF e o ministro da educação. E claro, deveria ser publicado em vários jornais. Quem sabe isto possa ser feito Euler, veja isso aí pra nós.

    ResponderExcluir
  25. Precisamos informar "aos interessados" aos desumanos, aos "cumpridores de só determinadas leis", à corja, à cambada, que os professores comem a comida daqueles alunos que faltaram no dia. Ficam elas por elas. Caso contrário, o destino é o lixo mesmo, como querem. Quanta maldade!

    ResponderExcluir
  26. A dívida de Minas com a União está em torno de 65 bilhões de reais. Esta é a herança do choque de gestão.E o nosso ditador está revoltado com o governo federal, que, segundo ele está interferindo até no reajuste salarial dos professores que é de 22%. Ele não sabe que esse reajuste é da lei do piso nacional de 2008? Coitado, é muito inocente.Vamos acampar nas obras do mineirão, enquanto é tempo e organizar uma manifestação com pelo menos 30.000 educadores.NDG de Caratinga. Força e até a nossa vitória.

    ResponderExcluir
  27. Parabéns pelo texto, camarada Euler Conrado!

    Em relação ao que vem ocorrendo com os líderes do MLST, digo que os discípulos de Antero e Antonio Mânica estão fazendo as vezes dos mestres. Infelizmente, esse tipo de fato tem se reproduzido no país como um todo e é fruto da intolerãncia e preconceito que imperam nesse país, até mesmo em áreas das quais não deviam se cristalizar, como o que percebemos em Minas.

    ResponderExcluir
  28. È uma vergonha, senhora secretária dizer que a lei tem que ser obedecida, cortando o café, lanche ou merenda dos professores na escola, então cumpra a lei do piso e pare com essa enganação dizendo que já pagam o piso, o povo não é bobo não, eles sabem ao conta´rio de vocês, essa corja de malcaratismo do governo, que piso é vencimento básico e não remuneração total.Acorda Brasil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No ano passado a SRE de Ponte Nova proibiu os professores de merendar na escola. Eu não merendava, mas passei a merendar só de raiva.

      Excluir
    2. Coitada! É preciso cortar as gorduras!!!Comer menos faz bem. Será q. ela aceitaria a comida servida nas escolas?

      Excluir
  29. Muito boa a sugestão do professor sobre barrar as reformas ou construção para a copa, os governos só pensam nisso, ocupar esses ou algum local desses iria chamar a ateção da mídia, diante do comprometimento na realização da copa poderemos encontrar formas de atingirmos o nosso tão sonhado piso.

    ResponderExcluir
  30. Vergonha, absurdo, humilhação, professor n~~ao pode merendar, tomar cafezinho na escola, porque lei determina, Minas obedece as leis? Então nos pague o Piso. Por um acaso o lanche de vocês ,funcionários do governo é cobrado?

    ResponderExcluir
  31. LEITURA OBRIGATÓRIA:

    FRACASSAMOS

    Há despolitização, corrupção nos três Poderes e oligarcas como Sarney. A Nova República fez aniversário, ninguém lembrou. Havia motivo?

    Nem o dr. Pangloss, célebre personagem de Voltaire, deve estar satisfeito com os rumos da nossa democracia. Não há otimismo que resista ao cotidiano da política brasileira e ao péssimo funcionamento das instituições.

    Imaginava-se, quando ruiu o regime militar, que seria edificado um novo país. Seria a refundação do Brasil. Ledo engano.

    Em 1974, Ernesto Geisel falou em distensão. Mas apenas em 1985 terminou o regime militar. Somente três anos depois foi promulgada uma Constituição democrática. No ano seguinte, tivemos a eleição direta para presidente.

    Ou seja, 15 anos se passaram entre o início da distensão e a conclusão do processo. É, com certeza, a transição mais longa conhecida na história ocidental. Tão longa que permitiu eliminar as referências políticas do antigo regime. Todos passaram a ser democráticos, opositores do autoritarismo.

    A nova roupagem não representou qualquer mudança nos velhos hábitos. Pelo contrário, os egressos da antiga ordem foram gradualmente ocupando os espaços políticos no regime democrático e impondo a sua peculiar forma de fazer política aos que lutaram contra o autoritarismo.

    Assim, a nova ordem já nasceu velha, carcomida e corrompida. Os oligarcas passaram a representar, de forma caricata, o papel de democratas sinceros. O melhor (e mais triste) exemplo é o de José Sarney.

    Mesmo com o arcabouço legal da Constituição de 1988, a hegemônica presença da velha ordem transformou a democracia em uma farsa.

    Se hoje temos liberdades garantidas constitucionalmente (apesar de tantas ameaças autoritárias na última década), algo que não é pouco, principalmente quando analisamos a história do Brasil republicano, o funcionamento dos três Poderes é pífio.

    A participação popular se resume ao ato formal de, a cada dois anos, escolher candidatos em um processo marcado pela despolitização. A cada eleição diminui o interesse popular. Os debates são marcados pela discussão vazia. Para preencher a falta de conteúdo, os candidatos espalham dossiês demonizando seus adversários.

    O pior é que todo o processo eleitoral é elogiado pelos analistas, quem lembram, no século 21, o conselheiro Acácio. Louvam tudo, chegam até a buscar racionalidade no voto do eleitor.

    Dias depois da "festa democrática", voltam a pipocar denúncias de corrupção e casos escabrosos de má administração dos recursos públicos. Como de hábito, ninguém será punido, permitindo a manutenção da indústria da corrupção com a participação ativa dos três Poderes.

    Isso tudo, claro, é temperado com o discurso da defesa da democracia. Afinal, no Brasil de hoje, até os corruptos são democratas.

    No último dia 15, a Nova República completou 17 anos. Ninguém lembrou do seu aniversário. Também pudera, lembrar para que?

    No discurso que fez no dia 15 de janeiro de 1985, logo após a sua eleição pelo colégio eleitoral, Tancredo Neves disse que vinha "para realizar urgentes e corajosas mudanças políticas, sociais e econômicas, indispensáveis ao bem-estar do povo".

    Mais do que uma promessa, era um desejo. Tudo não passou de ilusão.

    Certos estavam Monteiro Lobato e Euclides da Cunha. Escreveram em uma outra conjuntura, é verdade. Mas, como no Brasil a história está petrificada, eles servem como brilhantes analistas.

    Para Lobato, o Brasil "permanece naquele eterno mutismo de peixe". E Euclides arremata: "Este país é organicamente inviável. Deu o que podia de dar: escravidão, alguns atos de heroísmo amalucado, uma república hilariante e por fim o que aí está: a bandalheira sistematizada".

    MARCO ANTONIO VILLA, 55, é historiador e professor do Departamento de Ciências Sociais da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar)

    ResponderExcluir
  32. O juiz ,João Lúcio da Silva, titular da 3ª Vara do Trabalho de Montes Claros DEU GANHO DE CAUSA À PROFESSORA. SERÁ QUE A SENTENÇA SERIA A MESMA SE A PROFESSORA ESTIVESSE PROCESSANDO O ESTADO???
    LEIAM

    Portal Nacional do Direito do Trabalho 28 Março 2012
    Redução drástica de carga horária de professor autoriza rescisão indireta
    Uma professora procurou a Justiça do Trabalho, dizendo que foi admitida por uma instituição de ensino em 1993, como professora de níveis fundamental e médio. Segundo relatou, a partir de 2007, passou a sofrer drásticas reduções de carga horária e, consequentemente, de salário. A redução foi tamanha que das 24 horas/aula que ministrava por semana, acabou ficando apenas com cinco. Por isso, pediu a declaração da rescisão indireta do contrato de trabalho.

    O juiz sentenciante, João Lúcio da Silva, titular da 3ª Vara do Trabalho de Montes Claros, deu razão à trabalhadora. No seu entender, a conduta patronal é grave o suficiente para caracterizar a infração contratual prevista no artigo 483, alínea d, da CLT. O dispositivo, que inclui o descumprimento das obrigações do contrato como motivo de rescisão indireta, foi interpretado de forma ampla pelo julgador. Segundo esclareceu, esse descumprimento pode ocorrer de várias formas, que não se esgotam em uma simples exemplificação. "Daí a sábia opção do legislador em consagrar uma fórmula concisa e abrangente: não cumprir o empregador as obrigações do contrato", ponderou na sentença.

    O magistrado considerou a alteração ilícita do contrato como ato gravoso à trabalhadora. Ele rejeitou o argumento da defesa de que a professora teria abandonado o emprego. Na sua avaliação, ela não poderia mesmo aceitar a redução salarial promovida pela empregadora.

    Por isso tudo, o magistrado declarou a rescisão indireta do contrato de trabalho e concedeu à trabalhadora as parcelas devidas nessa forma de desligamento (como se a dispensa fosse sem justa causa), além de guias e determinação de baixa na carteira de trabalho. Houve recurso, mas o TRT de Minas manteve a rescisão indireta.(0001212-54.2010.5.03.0145 RO)
    http://pndt.jusbrasil.com.br/noticias/3069777/reducao-drastica-de-carga-horaria-de-professor-autoriza-rescisao-indireta

    ResponderExcluir
  33. Hoje dia 29 de março os professores de Ipatinga deflagaram uma greve, por conta da falta de compromisso da administração com o que assinou no acordo pós-greve de 2011. Eu apoio o grupo apesar de não achar que a greve neste momento é uma estratégia errada, porque ela cria a animosidade no prefeito em não negociar, sabendo que no dia 04 de abril ele terá como argumento para não conceder nossas reinvindicações o fato de vencer o prazo legal de conceder alguma beneficio ao servidor devido às eleições de outubro. Estamos num ano eleitoral e infelizmente não poderemos mais lutar este, porque quando é do interesse do governante ele usa uma lei federal para não cumprir uma outra lei federal.

    ResponderExcluir
  34. Leiam o caderno de política do Estado de Minas de ontem, dia 28 de março - pagina 6 - "A esfera federal quer dispor sobre a remuneração dos servidores dos estados..." e não a CONSTITUIÇÃO FEDERAL. E mais abaixo DINIS chama a união de "agiota" e fala que ela está sangrando as finanças dos estados ao cobrar dívida dos mesmos, deixando os estados em calamidade pública, essa declaração foi dada no Espírito Santo. Ele só esqueceu de falar que graças ao psdb Minas Gerais não deve nada a ninguém, por causa do CHOQUE DE GESTÃO e que em Minas tem "tutu" na mesa... rsrsrsrsrsrsrsrsrsrsr... Se me contassem eu não iria acredirar! Minas de chapéu na mão...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O TUCANATO MINEIRO CONSEGUIU... É BANCARROTA!

      Excluir
    2. Você esqueceu."Tutu na mesa e TUTU no BOLSO".O governo de minas quer virar o jogo acusando o governo federal de todas as mazelas.O dinheiro para o combate às drogas está disponível desde 15/12/2011 mas Minas não pode pegar porque não apresentou nenhum projeto.Disse que semana que vem apresentarão algum.Não pode receber ajuda para o piso, sendo que tinha 1 milhão e seiscentos mil à disposição,mas não comprovaram que gastaram 25% com a educação.Perdeu a verba.E assim vai, colocando a culpa na Dilma...

      Excluir
    3. Mas MG não é melhor em tudo? Melhor educação, melhor salário, melhores escolas públicas, o IPSEMG é excelente, a saúde nota dez, a segurança pública idem, o choque de gestão tornou o estado uma "MAGAVILHA", tem cidade inadiministrável, tem famiglia neves em todas esferas,o governador é o melhor do Brasil... E estão de pires na mão? kakakakaka. Como tem bandida neste estado, Janete!!!!

      Excluir
  35. euler.gostaria de saber como devo agir,pois sendo efetiva,estou sendo jogada de escola em escola para substituir outros professores,pois fiquei excedente por causa de duas efetivadas pela lei 100.uma delas e no minimo 15 anos mais nova que eu.sera que efetivos agora serao designados?terminando esse contrato de uma semana tenho que buscar outro.nm ajudem estou me sentindo um lixo apos 20 anos de educacao.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus! Que país é este?????

      Por estas e outras, estou sempre aqui neste blog batendo na tecla de que devemos lutar para acabar com esta Lei 100, pois há muita gente sofrendo por causa da mesma. Mas sempre sou "podada" com o discurso de que essa luta não é prioridade, o piso é o foco e não podemos perder o foco.
      Digo e repito, temos que LUTAR por todos os nossos direitos a todo momento, sem escala de prioridade.
      SOU SOLIDÁRIA A TODOS OS COLEGAS QUE ESTÃO SENDO PREJUDICADOS PELA LEI 100 E SÓ QUEM ESTA PASSANDO POR ESSA HUMILHAÇÃO SABE DA IMPORTANCIA DE LUTAR PELO FIM DESTA MEDIOCRIDADE. A NOSSA LUTA É AINDA MAIOR!!! FORÇA A TODOS!!!

      Excluir
    2. Como pode uma lei já declarada inconstitucional (unanimemente pelo TJMG)ainda ser aplicada pela administração do governo estadual, produzir efeitos e consequências absolutamente insustentáveis sob qualquer pretexto? Vejo aqui muitas críticas ao governo, mas talvez esteja equivocado quanto ao fato do atual governador ter sido eleito em primeiro turno, provavelmente com muitos votos dos que agora o criticam. Se queremos atingir o atual governo, devemos nos lembrar que o que lhes importa é o voto e a opinião pública, por isso devemos votar e pregar o voto contrário a este grupo que aí está. O PSDB e seus aliados tem usado como estratégia se aproveitar de brechas e morosidade do sistema legal para se locupletar e levar adiante seu esquema corrupto e imoral. A LC100 é parte desta estratégia e deve ser sim denunciada e criticada, não só pelo mal que causou e causa como pelo precedente que instaurou. Pela coerência, moralidade, jurisprudência e consciência de classe (sim, porque com as diversas situações e diferenças de direitos avalizadas pelo poder, tanto mais se divide a categoria), lutemos pelo fim desta aberração jurídica!
      Obrigado
      Marcelo

      Excluir
  36. Também passo tweets para a renata vilhena, mas ela não responde, é claro. No último perguntei em qual escola pública os filhos dela estudam, pois com a educação de quantidade que minas oferece, não precisa provar do veneno para saber que mata. As letras minúsculas são pelos estímulos dado ao professor mineiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Renata vilhena so responde ao que lhe interessa.Logo na me responde tambem por que meus tweets mostram exatamente o que ela quer esconder... mas acho extremamente importante que ela veja o mal que anda espalhando. E o efeito que provoca...

      Excluir
    2. Maravilha! Gostei. É assim que se fala. E ela disse em qual escola pública os rebentos estudam? Se a educação pública em MG é "excelente" e está mto acima dos outros estados, (ai que mentira) não há pq colocar filhos em escola particular...Ô gentinha!

      Excluir
  37. Minha colega trabalha como professora municipal da educação básica em Montes Claros - MG. Ela tem um mês de serviço e ganha mais do que eu que tenho 11 anos no estado e pós-graduação. O prefeito paga o piso integral e vai aumentar o salário dos professores com os 22% em maio agora. É um absurdo que esse bandido do anastasia está fazendo com nossa classe. É um verdadeiro ladrão! Temos que usar dos meios legais porque é impossível suportar esse purgante por mais 3 anos de gestão.

    ResponderExcluir
  38. Alessandro Araguari29 de março de 2012 15:44

    Vendo os comentários acima, temos que ser inteligentes, quando as analistas da SRE e as Inspetoras estiverem na escola e na maioria dos caso elas almoçam na escola tire uma foto, e mande para os jornais com os seguintes dizeres
    " Os professores não podem lanchar na escola pois e LEI Mas as analistas e inspetoras podem"
    Mais uma reivindiação " Cartão Alimentação para Todos"

    ResponderExcluir
  39. Verdade que quem criou essa situação no Brasil, onde estados e municípios não cumprem a Lei do Piso, foi o próprio governo do PT.
    Me lembro da 1ª greve que fizemos , acho q 2008, não sei o certo, fui em uma reunião aqui em GV e vi alguns colegas com a camisa com os dizeres o Piso é Lei, faça valer, sem entender muito, na minha cabeça no primeiro momento se aplicado aqui em MG teríamos perda, questionei e me deram respostas sobre o tal “até” 40 horas e o plano de carreira.
    Enfim, não houve trasparência dos legisladores, o q criou essa questão de interpretação da Lei. O PT não teve vergonha de estipular um valor ridículo de Piso para até 40 horas, e pior não fiscalizar estados e municípios no cumprimento da lei.
    Pior é um sindicato vestindo camisa desse partido, vendo nas greves a tal “oposição” “defender” os educadores, a diretora sindical buscando apoio da presidente Dilma e tantas situações ridículas e constrangedoras que a classe viveu e continua vivendo.
    Josélia-GV

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, o PSDB e o governador são apenas vítimas dos desmandos do PT. O PT é o verdadeiro culpado pela situação do estado, do país e do mundo... Se a lei não existisse, não haveria nem mesmo possibilidade de buscar o piso na justiça. Seu comentário é lamentável, e reflete o pensamento que a mídia e a elite "intelectual" pretendem impor a nós. Não sejamos partidaristas, mas saibamos responsabilizar a quem é devido, independentemente de coloração e ideologia. O pensamento anti-petista acaba levando ao poder notórios bandidos, como o antigo e atual governadores. O PT não é mais o mesmo, mas ainda assim acredito que devemos apoiar quem quer que seja contra os atuais mandatários do poder em MG. E antes que alguém diga: onde o PT se coligar a esta gente, também deve ser desmascarado.
      Obrigado
      MArcelo

      Excluir
    2. Marcelo, não sou partidária, aliás algumas pessoas próximas pensam que eu sou do PT, rsrs.
      E eu gosto do Lula, votei nele todas as vezes q se candidatou, votei na Dilma e acho q ela está fazendo um bom governo.Mas não gosto desse povo do PT q não aceita questionamentos (o PT é meu pastor e nada me faltará?rsrs)

      Mas na área da educação não mudou nada, me decepcionei, essa Lei deu brecha para os estados usarem a desculpa q já pagam o Piso, faltou trasparência, exemplo disso é o Anastasia dizer q paga 85% a mais.E o q o governo federal está fazendo? O que o Tarso Genro que assinou a Lei do piso enquanto secretário da educação do governo Lula está fazendo no estado q governa? Ele é do PT e é considerado pelos professores de lá de bandido, caloteiro e tudo mais que nós mineiros pensamos do Anastasia e do PSDB aqui em Minas.
      Mas apesar das críticas ao PT , entre PT e PSDB, obviamente que serei sua companheira.
      Abraço pra vc Marcelo!
      Josélia- GV

      Excluir
    3. MUITO BEM MARCELO! CORRETÍSSIMO!

      Josi

      Excluir
  40. Com essa organização sindical continuaremos fazendo greves, reuniões, congressos,caminhando e cantando nas ladeiras de BH com aquelas bandeiras da CUT e do SIND UTE, como eu fiz até ano passado, e faço desde o início da década de 90, para simplesmente dar em nada.
    Não acredito mais nessa forma de luta, tem mais gente interessado em dinheiro e “poder” nesses sindicatos, nenhuma democracia, vive-se o pior tipo de ditadura, a disfarçada, melhor ter clareza sobre os inimigos, chamamos muito o Anastásia de ditador, e nossos líderes sindicais? são democráticos????? Quem vai nos Cogressos e leva a sério, não aquela grande parcela q vai fazer turismo ou aquela outra parcela que não reflete no que é feito ali, simplesmente vota por que é de “um lado”, parece torcedor de clube de futebol, não se permite questionar a postura da direção; mas quem vai e leva a sério, pensa na educação antes de pensar na organização, essa turma sabe que tipo de democracia se vive nas entidades sindicais.Bom pensar nisso colegas...
    Josélia- GV

    ResponderExcluir
  41. Além do piso temos que obrigatoriamente exigir dos deputados federais mudanças em certos artigos do ECA. O educador de Ouro Preto tem razão. Passamos situações deprimentes em sala de aula hoje em dia. Agressões, brigas entre alunos que temos que separar, ofensas verbais, nos sentimos reféns dos alunos. Até quando teremos que nos sujeitar a isso. Euler temos que exigir mudanças no ECA. O que você acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou LARGANDO 14 aulas em 8º e 9º anos.
      Alunos delinquentes estão invalidando
      os esforços de um professor. Essa gente
      tem razão sempre e ao mesmo tempo, está
      provocando uma desmoralização total.
      E as ÔTORIDADES não apoiam oprofessor
      nunca. Não sei se vou exercer meu direito,
      devido aprovação no concurso recente.
      Aliás, para as ÔTORIDADES horríveis do
      BRASIL, o professor NUNCA tem DIREITO.
      Vou procurar outro trabalho, mesmo com
      a desmoralização por idade avançada.

      Excluir
  42. TRABALHO EM DUAS ESCOLA NUMA NÓS COMPRAMOS O CAFÉ , NA OUTRA NUCA COMPRAMOS E NEM A ESCOLA OFERECE, PORTANTO NÃO USAMOS NADA DA ESCOLA.

    ResponderExcluir
  43. Anônimo das 5:44

    O que eles ganham em um mês você ganha em 5 ANOS ou mais

    ResponderExcluir
  44. As chances no mercado de trabalho para quem já chegou aos 50 anos.
    (Ouça o comentário de Max Gehringer)

    http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/max-gehringer/2008/11/27/AS-CHANCES-NO-MERCADO-DE-TRABALHO-PARA-QUEM-JA-CHEGOU-AOS-50-ANOS.htm

    ResponderExcluir
  45. Qual a melhor opção: a empresa privada ou o funcionalismo público?
    (Ouça o comentário de Max Gehringer)

    http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/max-gehringer/2008/06/03/QUAL-A-MELHOR-OPCAO-A-EMPRESA-PRIVADA-OU-O-FUNCIONALISMO-PUBLICO.htm

    ResponderExcluir
  46. Emprego de A a Z: Quando é a hora certa de mudar de emprego?

    Max Gehringer diz que pedir as contas não é mais uma decisão do outro mundo, mas pode ser um erro. Segundo ele, quem entra no mercado de trabalho agora com certeza vai mudar algumas vezes de emprego.

    http://www.youtube.com/watch?v=HGg6aKsVZ6w

    Como a gente descobre se já passou da hora de mudar de emprego?

    http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/max-gehringer/MAX-GEHRINGER.htm

    ResponderExcluir
  47. Quando o contra cheque ficou disponível os professores que trabalham na minha escola conseguiram ver o valor. Parece que o pagamento da greve terminou de ser pago.
    marcia/ carangola

    ResponderExcluir
  48. Meta do governo Anastasia: DESTRUIR A EDUCAÇÃO

    Ações: 1- Não cumprimento do piso e de leis decorrentes dele.
    2- Corte de vantagens (incluindo férias-prêmio).
    3- Desmoralização da classe de professores, humilhações, perseguições, mentiras descabíveis, etc.
    4- Destruição do IPSENG.
    5- Exigência do cumprimento do módulo 2, sem cumprir o 1/3 extra-classe e nem tocar no assunto.
    6- Cortar toda e qualquer forma de lanche/alimento dos professores.
    7- Superlotar as salas de aula, de forma que o rendimento do aluno caia, sendo humanamente impossível, atender-los individualmente.
    8- ....

    (quem quizer, complete a lista...)

    Pelo visto, o trauma ocorrido na infância, devido a um booling, trouxe consequências muito sérias, pois enquanto houver um professor vivo, a perseguição continuará... meu Deus!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resistiremos e VENCEREMOS.

      Excluir
    2. ERRATA: "booling", leia-se: Bullying!

      Anônimo, Mar 29, 2012 04:05 PM

      Bullying Statistics
      http://bullyingstatistics.blogspot.com.br/

      Excluir
  49. Boa noite guerreiras(os)

    Pessoal da luta, ficar discutindo por causa de comida é ridículo, não entrem neste jogo do desgoverno,o que ele quer e desviar o foco da luta que é o piso no contra cheque,servir ou não a merenda para os professores depende dos diretores e estes são eleitos com aval da maioria dos professores,os fornecedores da merenda estão nadando em rios de dinheiro público e ninguém questiona,ACORRRDAAA gente.

    José Henrique

    ResponderExcluir
  50. Concordo, com quem disse da FOTO, façam como fizeram com aquele cartaz que foi parar até na Rede Alterosa, daqui para frente temos que registrar todas as atrocidades que acontecem nas escolas e postar no facebook, para correr mundo. Vamos fazer do celular o nosso aliado nessa luta.

    ResponderExcluir
  51. Essas justificativas constantes na mídia e perseguição a nossa classe prova que nós estamos incomodando muito esse governador babaca.Caso contrário ele nem dava atenção a tudo que está ocorrendo.

    ResponderExcluir
  52. Euler ,você tem conhecimento se o ministerio publico federal tem um prazo para decider se acata ou não a denuncia contra o estado ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente, pelo que sei, não tem prazo algum. Pode enrolar ad infinitum.

      Excluir
  53. Hoje uma vizinha me chamou para contar que ouviu no jornal que os professores estavão proibidos de merendar na escola e que na mesma reportagem tinham dito que a Dilma é que tinha proibido. Eu expliquei a ela que isso é um lei muito antiga e que nem estava sendo cobrada mais há anos e o estado resolveu reeditar mas que a Dilma não tem nada a ver com isso que a Dilma não deve nem estar sabendo disso ainda e que se as Leis valessem aqui estariam pagando o PISO NACIONAL e pagando o VALE REFEIÇÃO. Expliquei que nós professores não queremos merendar na escola, nós queremos são nossos direitos legais e que isso é tão somente mais uma falácia para desviar atenção do povo para os direitos legais dos trabalhadores do estado, que não aceita pagar a conforme a Lei 11. 738/2008 no nosso plano de carreira de quando foi feita a lei. Devemos exclarecer esse ponto a todos os pais que vierem nos perguntar. Até e principalmente os professores dos "grotões de minas" como proferiu certa autoridade que não me lembro mais o nome, deveram mostrar os pais que essa dicussão é secundária e que NÃO FOI DILMA QUEM MANDOU cortar a nossa merenda que isso é coisa de politicagem e que nós não nos envolvemos em politicagem, que aí estamos neutros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era só o que faltava, para o governo e os demais agentes políticos professor virou sinônimo de banditismo! O pior de tudo isso é o baixo nível cultural da população que aceita tal informação imposta pela mídia sem criticá-la devidamente.

      Esse Brasil parece que está retrocedendo no tempo, estacionamos no início do período republicano da POLÍTICA DOS GOVERNADORES e da REPÚBLICA DOS CORONÉIS, e temos caixa para retroceder mais até chegar no Brasil Colônia com os seus HOMENS BONS que dominavam a política municipal.

      Excluir
  54. Olhem que piada sem graça e vamos comentar:

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=199640,OTE&IdCanal=

    ResponderExcluir
  55. http://g1.globo.com/videos/minas-gerais/triangulo-mineiro/mgtv-2edicao/t/edicoes/v/secretaria-de-estado-de-educacao-visita-uberlandia-mg/1875385/
    COMO QUE PAGA A MAIS SE O PISO É, DE ATÉ 40 HORAS E PARA PROFESSORES COM O SEGUNDO GRAU. E EU COM CURSO SUPERIOR JÁ AFASTADA PRA APOSENTAR NO CARGO 1 RECEBO R$1.400,00 ONDE FORAM PARAR AS MINHAS VANTAGENS DE 8 BIÊNIOS E 5 QUINQUÊNIOS? SERÁ QUE PODEMOS AJUDAR NOS CALCULOS DO QUE É O PISO NACIONAL? UM PROFESSOR QUE RECEBE O PISO PAGO CORRETAMENTE É R$3.440,00 (SALÁRIO + PLANO DE CARREIRA + 1/3 EXTRA CLASSE) ISSO COM ESCOLARIEDADE DE 2º GRAU E INICIAL NA CARREIRA, COMO NO ESTADO DO PARÁ. NOSSO SINDICATO NÃO SABE RESPONDER ISSO?

    ResponderExcluir
  56. Escrevi a Ouvidoria da Câmara dos Deputados denunciando a estratégia do Governo de Minas para burlar a lei do piso.
    Recebi esta resposta:

    Ouvidoria da Câmara dos Deputados

    Recebemos e registramos sua mensagem na Ouvidoria Parlamentar da Câmara dos Deputados, relativa à Lei nº 11.738, de 2008, que estabelece o piso salarial da educação básica.
    Ciente do descumprimento da Lei do Piso do Magistério, a Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público vai realizar audiência pública para discutir a adesão, por estados e municípios, do piso salarial nacional dos professores da educação básica.
    Informamos que é possível acompanhar o trabalho da Comissão por intermédio da área Atividades Legislativa, no endereço eletrônico www.camara.gov.br .
    Esclarecemos ainda que a fiscalização e controle dos atos do Poder Executivo Estadual compete à Assembleia Legislativa de seu Estado. Dessa forma, sugerimos que entre em contato com a Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais, por meio do portal www.almg.gov.br .

    Atenciosamente,

    Assessoria da Ouvidoria Parlamentar
    Ouvidor-Geral Deputado Miguel Corrêa

    Mesmo assim vamos pressionar. É uma forma de estarmos presentes a esta audiência pública.

    ResponderExcluir
  57. Respondi a Ouvidoria parlamentar:
    Sr. Deputado Miguel Corrêa,


    A situação dos professores mineiros é muito mais grave.

    Aqui, a Assembléia Legislativa, conivente com a ilegalidade, aprovou um Projeto do Governo que destruiu a carreira do magistério, criando o subsídio que incorpora todos as gratificações. Foi a forma encontrada para burlar a lei do piso.

    Não é tão simples recorrer a Assembleia Legislativa de Minas Gerais. Para que o Sr. tenha uma idéia, eu com nível superior, especialização e trinta anos de magistério recebo de subsídio 2080,00.

    Os direitos adquiridos durante os trinta os anos dedicados a educação( 6 quinquênios, 10 biênios, trintenário) foram jogados no lixo com a conivência da maioria dos deputados mineiros.

    O que o Sr. me sugere? Devo recorrer a justiça contra o Governo de Minas?-

    Peço que leve, por favor, este debate para a comissão:

    O que fazer com os Governos que destruiram a carreira do magistério deixando mihares de profissionais prejudiacados?

    Fomos lesados. Desta forma , de que valeu a lei do piso? Perdemos muito mais do que ganhamos.

    Certa de poder contar com a seu interesse na tentativa de encontrar uma solução para este grave problema, agradeço muitíssimo.

    ResponderExcluir
  58. O MEC tem que fiscalizar é o estado para obriga-lo a pagar piso salarial,e não se professor está comendo da merenda escolar.É cada palhaçada do governo que agente escuta na rádio para desviar a atenção sobre o Piso. AHHHH... os demais funcionários pode merendar na escola???? ou eles não incomodam o governo???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem for bonzinho, bonitinho e perseguir o professor tem direito ao lanchinho!

      Excluir
  59. Olá companheiros,
    Eu consegui ver o meu contra cheque do pagamento de março que será pago em 05 de abril.Nele consta o pagamento das reposições referentes a algumas aulas de reposição do mês de agosto e toda a reposição referente ao mês de setembro.Agora acho que o estado não me deve mais nada.
    Abraços militantes,
    Gilvânia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gilvania,

      Você é feliz! Pois trabalhei em dois turnos por duas semanas no mês de novembro (segunda a sábado). Pois tinha mais dias a serem repostos por ser servidor administrativo, e não recebi na mesma proporção dos descontos referente a greve. As paralisações de novembro foram laçadas como faltas comuns. Isso, sem mencionar que trabalhei todos os sábados de janeiro; e trabalhei todo no meu período de férias regulamentar no mês de outubro. Só foi pago 21 dias.

      Excluir
    2. Como voce conseguiu ver seu contracheque se está liberado somente no primeiro dia util?

      Excluir
    3. Eu também consegui ver, pois no dia 27 alguns colegas que visitaram o portal do servidor descobriram que era possível acessar o contracheque. E publicaram a informação aqui no blog. Mas, ao que parece, no outro dia o governo cortou tal acesso. O que considero mais um gesto infeliz do governo, pois poderia liberar um pouco antes para o pessoal da Educação, e com isso o tráfego na rede, no primeiro dia útil de cada mês, ficaria melhor para os demais servidores do estado.

      Excluir
  60. Enquanto o governo quer cortar cafezinho dos professores, na escola que trabalho serve almoço para os funcionários. Que delícia de almoço.Até a inspetora usufrue. Imagina..... Pague o piso Anastasia. Não queremos cafezinho, e sim O PISO.

    ResponderExcluir
  61. Atenção!
    Ao
    Professorado de RMBH

    Vocês topam juntar uma grana e espalhar charges nos outdoors da Capital?

    Próximo domingo (01), manifestação na Feira Hippie às 10h esquina com Guajajaras. O "FORA LACERDA" percorrerá a feira divulgando as mentiras do Lacerda do último pleito para prefeitura de Bhte.

    Compareçam! Vários professores já marcaram presença e a coisa promete esquentar pra cima do conluio PT/PSDPRÊ/PSB.

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  62. Euler, a única vantagem de trabalhar no estado era ter um plano de saúde(IPSEMG), hoje nem isso mais temos. No interior(RECREIO) não se faz mais um exame pelo IPSEMG, fiquei doente em fevereiro e ate hoje não pude usar nem consulta pelo plano mencionado, pois, dizem que está sendo recadastrado. Será que até isso perderemos? Não está na hora de pedirmos o impecheman (tá certo?) deste desgovernador? Denuncie por favor! bjs Vânia

    ResponderExcluir
  63. "AnônimoMar 29, 2012 04:34 PM
    Boa noite guerreiras(os)

    Pessoal da luta, ficar discutindo por causa de comida é ridículo, não entrem neste jogo do desgoverno,o que ele quer e desviar o foco da luta que é o piso no contra cheque,servir ou não a merenda para os professores depende dos diretores e estes são eleitos com aval da maioria dos professores,os fornecedores da merenda estão nadando em rios de dinheiro público e ninguém questiona,ACORRRDAAA gente.

    José Henrique"

    A discussão não é por causa de comida, você até me lembrou o Fernando Henrique que disse que o brasileiro pensa com o estômago. O 'x' da questão é a perplexidade que isso causa, pois é uma nítida demonstração do requinte de medíocridade de um governo. Um governo que pensa pequeno, que mina os pontos mais desnecessários e ínfimos, quando já deveria estar saciado de seu esfaimado desejo de dilacerar, esquartejar, pisotear os inferiores. O GOVERNO É A CIÊNCIA DE PUNIR. É como a mãe que devora os próprios filhos, coisa comum no no mundo ANIMAL. É insano, peçonhento, doentio. A selvageria de um sistema injusto de coisas. Que necessita do servidor para o serviço públido, mas ao mesmo tempo odeia ter que precisar, então o persegue ou o debanda, tortura e massacra, castiga. A questão não é a comida, é você se perceber alimento das feras, que babam como demônios em cima dos funcionários. É a besta do Apocalipse. O monstro de sete cabeças. É a treva. O fundo do poço. O fim da linha. A reta final. O beco sem saída. É o gato querendo devorar o rato. O governo quer te negar comida? Mas não fica saciado do seu sangue, das suas carnes, dos seus ossos, da sua alma. Você é o alimento. É a caça às bruxas. A inquisição restaurada, o retorno do suplício. É você tendo seu trabalho, seu dinheirinho e ter que pagar o elevado preço de ver-se cego, infeliz e nu. Você pertence ao Estado!! Você está só.

    ResponderExcluir
  64. Está no site da SEE. Nós incomodamos...


    https://www.educacao.mg.gov.br/ditoefeito/editorias/ver/sobre-a-merenda-escolar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom demais!!!É assim que temos que fazer... partir para cima deles... por que quando vilheninha tem que sair a campo para se justificar queima cada vez o filminho podre deles.

      Excluir
    2. Resistir sempre.

      Excluir
  65. euler no dia 29/o3/2012há uma movimentação em relação a ADI 4167 o que será será que vc ou alguns de nossos colaboradores conseguem entender?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Walnei, pelo que entendi, o relator finalmente colocou em mesa os embargos para o julgamento. Acredito que em breve estes embargos dos governadores - que tentam desvirtuar o conteúdo da decisão do STF - serão julgados. Vamos acompanhar.

      Excluir
  66. Em tempo: no post de 09:18 onde se lê os professores estavão, leia - se os professores estavam. Desculpem.

    ResponderExcluir
  67. Obrigação do governo é parar de conversa fiada, e pagar o Piso. Quanto à merenda escolar o governo federal tem que fiscalizar são os desvios que ocorrem pelo país a fora, depois vem com essa de que há cardápios diferenciados e que as crianças estão em prejuízo alimentar, isso é conversa para boi dormir ou se quiser, acordar. Mas ir afundo às causas, isso eles não vão. E aí, o governo de cá, acometido por um SURTO DE COMPROMETIMENTOS COM AS LEIS, RESOLVE DIZER QUE VAI CUMPRIR A LEI DA MERENDINHA. Esses políticos têm que deixar de ser cara de pau, porque professor não está mendigando arroz, feijão e banana ou rapadura, o que o EDUCADOR quer é que O GOVERNADOR DESCOMPROMETIDO, sem surto algum, cumpra a Lei do Piso. Afinal, não é um GOVERNO que gosta de LEGALIDADE, estamos esperando essa postura, faz tempo, talvez até antes da LEI DA MERENDINHA! Parem de disse-me-disse e de mexericos nas páginas oficiais, porque isso é coisa de CANDINHA, e trata de ter uma postura oficial!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anonimo , voce disse tudo!!!

      Excluir
    2. Concordo. O governo precisa parar de viver de propaganda e passar a cumprir a lei, a começar pela Lei do Piso aplicado corretamente na carreira. Quanto à merenda, não li nada na tal lei que o governo reproduziu no site dele que proibisse os professores de merendar. A lei faz exigências e aponta diretrizes em relação à qualidade da merenda, à universalidade na sua oferta para os alunos, e o dever do estado em assegurar tal merenda. Mas não diz que os educadores estão proibidos de comer da merenda. Até porque as faltas diárias de um percentual de alunos, somadas ao fato de que muitos alunos não alimentam na escola todos os dias - somente esses dois dados - seriam suficientes para mostrar que a merenda cedida aos professores não causa qualquer prejuízo ao programa previsto em lei. Sem contar que nem todos os professores se alimentam na escola. Trata-se, portanto, de mais um ato medíocre e pequeno do governo contra os educadores, com aparência de rancor, perseguição e baixaria, até, por parte de alguns diretores, ou inspetores, ou chefes de SREs. Claro que não podemos generalizar.

      Excluir
  68. Este GOVERNO é um FRACASSO! Fracassou em tudo! Mas ele e os 51 cordeirinhos serão igual a SARAMPO, darão uma vez só!

    ResponderExcluir
  69. Esse tal anastasia é uma piada!! haha
    Prestem atenção colegas pois um governo começa a cair a partir do momento em que adquiri o maior número de inimigos possível, e nesse momento são 400.000 professores e suas famílias em todo o estado de Minas Gerais morrendo de ódio desse fora da lei e dos 51 cordeirinhos que juntos tentam destruír a vida dos educadores de Minas. HEHE! A GUERRA JÁ COMEÇOU E O TIRO ESTÁ SAINDO PELA CULATRA.

    ResponderExcluir
  70. Na minha cidade é a mesma coisa.Nem exames laboratoriais se consegue fazer pelo IPSEMG.E o desconto absurdo todo mês está lá no contra cheque.

    ResponderExcluir
  71. Gente,chega de aceitar tudo que vem de cima.A parir de hoje vou fazer minha propria lei.Nao me venha com rifas,basar e outras pocarias que estas diretoras inventam pra sobrar mais para o governo,ja estou conscientizando os pais de que,eles investem muito dinheiro na escola publica atraves de impostos.Por isto merecem uma escola digna para seus filhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, vender rifa não é proibido? Acho que é jogo de azar. Azar nosso! precisamos saber o que é realmente permitido, assim não teremos que passar por este constrangimento.Vamos dizer um "não" coletivo às diretoras que adoram transformar professores em vendedores de rifas.A Renata Vilhena poderia colocar em seu blog: "Que fique bem claro!" Professores estão proibidos de vender rifas nas escolas.

      Excluir
  72. Merenda de escola é feita para engordar. Vou fazer dieta forçada e ficar elegantérrima. Só rindo.

    ResponderExcluir
  73. bom dia ate que enfim a eptv, sul de minas deu uma brecha e fez a materia aqui sobre a mutiseriação,a diretora da 32ªS.R.E pouso alegre, argumentou que nao prejudicaria os alunos, so que se ferrou ai veio a minha entrevista e dos pais, ai fizeram uma enquete deu 97% sao contra estes sistema, é so olhaor no eptv/sul de minas enquete sobre a multiseriação inclusive a materia esta la.

    ResponderExcluir
  74. Carlos José - Nova LIma31 de março de 2012 12:18

    TJMG defende professores municipais. Por que não fizeram o mesmo com os professores estaduais?

    O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) negou ontem o recurso da Prefeitura de Belo Horizonte e manteve a greve dos educadores das Unidades Municipais de Educação Infantil (Umeis) da capital. A paralisação completa hoje 18 dias, e o Executivo se recusa a negociar com os manifestantes por entender que um projeto de lei que tramita na Câmara Municipal já atende às solicitação dos educadores. Ainda cabe recurso.

    A prefeitura argumentou que a greve "vem causando prejuízos irreparáveis às crianças e às famílias". Ainda solicitou a fixação de multa diária de R$ 100 mil caso os servidores não voltassem ao trabalho. Mas, segundo o desembargador Maurício Barros, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Rede Pública Municipal de Belo Horizonte (Sindrede-BH) tem cumprido as imposições da legislação sobre a greve, como a comunicação com antecedência mínima de 72 horas ao poder público.

    Pedidos. Os educadores infantis reivindicam a equiparação dos salários com os dos professores do ensino fundamental, elevando os vencimentos de R$ 1.030 para R$ 1.676 para aqueles com nível superior. (JC)

    Manifestação

    Protesto. Cerca de 200 educadores fizeram ontem uma manifestação pelas ruas do centro da capital. Segundo o sindicato, 80% das escolas estão fechadas.

    ResponderExcluir
  75. Ao
    Carlos José

    "TJMG defende professores municipais. Por que não fizeram o mesmo com os professores estaduais?"
    ________________________________ muito simples!

    Porque o SINDUTE não está por trás das negociações. Enquanto não rompermos com essa camarilha PT/CUT vamos chorar litros.

    Parabéns SINDREDE! É uma boa oportunidade de vocês mostrarem que são alternativa a esse longevo mandato do Hilário & cia.

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
  76. Resposta a sua pergunta.

    Por ser um município o nível de organização é maior, e ainda com o agravante de que o SIND-REDE não está ligado ao PT e CUT.

    ResponderExcluir
  77. http://www.sinffaz.org.br/sinffaz_ler_noticia.php?id=1476

    Pesquisem quem é a sub-secretária de gestão de pessoas - FERNANDA DE SIQUEIRA NEVES.


    http://adilsonrneves.blogspot.com.br/2009/03/brasao-da-familia-neves.html

    Caros professores estão percebendo a força do nome NEVES e o propósito para a destruição da educação? A aproximação com as idéias de um Brasil atrelado à Portugal toma força atualmente e os HOMENS BONS (alusão ao termo cunhado pelos historiadores para designar os homens de prestígio que controlavam as câmaras municipais no Brasil colonial)estão com força no poder, daí o termo novo colocado pelos historiadores como ELITE PATRIMONIALISTA. O STATUS QUO no Brasil permanece.

    ResponderExcluir
  78. Carlos José :

    O tjmg vai entrar contra os professores assim que a aliança pt/psb/psdb for acertada... vai declarar abusiva, aguarde e verás.

    ResponderExcluir
  79. Olá companheiros,
    Não gosto muito desse companheiro porque me lembra Lula, que me lembra o PT.
    Ontem estivemos nós daqui do meu município(história e matemática para um curso de capacitação) com os analistas de educação e eis que a capacipatação se resumiu em planejarmos e prepararmos aulas de acordo com o cbc para expormos em plenária no devido curso.Nós ansiosos por novidade, tivemos que ficar por dois dias preparando e expondo aula e ouvindo que Minas avança e que é o melhor estado da federação.Só que tais analistas não contavam com o desabafo de professores massacrados.Que infelicidade a deles que tiveram que responder pelos atos do governador.No final eu tive pena.Pois os desabafos se direcionaram para as pessoas erradas.
    Mil abraços a todos
    Gilvânia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Viva Lula! Viva o PT! Gilvânia sem o PT de Lula nem existiria a Lei do piso, faço faculdade pelo prouni e não pago um tostão sequer! Então para mim e a maioria dos excluidos miseráveis da sociedade o governo Lula foi muito bom... o melhor governo de todos os tempos e vc sabe disso. Agora, não pagar o piso aí é com os governos estaduais e municipais! Só acho que o governo federal poderia ter uma forma de punição para estes que não pagam o piso! Prontofalei#

      Danilo- estudante

      Excluir
  80. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

    UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  81. SEE/MG NO FACEBOOK

    https://www.facebook.com/educacaominas

    Vamos reivindicar o PISO no FACEBOOK "deles".


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. até parece que vai dar para fazer alguma reivindicaçao neste portal... é somente para propaganda!

      Excluir
  82. FABIANO TOLENTINO

    UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO EM MINAS

    DIVINOPOLIS/MG

    ResponderExcluir
  83. "Carlos José - Nova LImaMar 31, 2012 08:18 AM
    TJMG defende professores municipais. Por que não fizeram o mesmo com os professores estaduais?"
    ----------------------------xXX-----------------------
    O tjmg defende a greve por ser Marcio Lacerda eleito em coligação do PSC com o PT, no município. Se a greve causasse prejuizo politico ao psdb já teriam declarado a greve ilegal antes mesmo de nem começar, mas como não não é... rsrsrsrsrsrsrsrsrs... Simples assim.

    ResponderExcluir
  84. O relator colocou os embargos para serem analisados... Mas quais embargos, será a causa do sindute contra o subsídio ou a questão da ADI?

    ResponderExcluir
  85. O governo mineiro é um GOVERNO SARAMPÃO,dá uma vez para NUNCA MAIS, mas temos o remedinho para esse SURTO. A nossa vacina vai ser certeira, O NOSSO ZÉ GOTINHA vai instruir muito bem a população e a vacina já vai ser dada neste ano, para que o vírus DO SARAMPO/PILANTRAGEM não grasse pelo país até 2014,e Minas Gerais tem que dar exemplo ao Brasil, mostrando aos brasileiros que o vírus ora instalado em solo mineiro, em breve será exterminado. Nossa campanha quanto ao SARAMPO/PILANTRAGEM vai culminar no dia 07 de outubro. Vai ser prazeroso saber que o SARAMPÃO em Minas foi debelado e em 2014 a população já se livrará de vez desse vírus pernicioso! ESTEJAMOS LIVRES DO GOVERNO SARAMPÃO.

    ResponderExcluir
  86. Tia Naná é uma piada...............
    Minas Gerais não merece isso! Estado tão grandioso e está nas mãos de um incompetente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de ver algumas falas da Secretária de Educação acredito que o nosso mal não está em ter este governador como chefe, mas sim ter a Gazola como secretária da educação. O prazer desta mulher é disseminar o mal contra a educação.Parece que ela manda no governo e ele obedece cegamaente o que ela determina.
      Fora Gazola..

      Excluir
  87. Meus caros colegas, estou percebendo que há bastantes professores adicionando a página da SECRETARIA seus facebooks. Esses nossos colegas, são uns CARA DE PAU, INGÊNUOS ou acham CHIQUE adicionar a SEE/MG aos seus facebooks. Essa atitude me faz pensar se estão considerando que isso lhes confere um ar de intelectualidade ou engajamento com as causas educacionais do Estado? Olhem, fiquem sabendo que nem uma coisa nem outra, as características expostas por vocês, colegas, são de alienação, falta de brio e maria-vai-com-as-outras, porque muitos dos rostinhos que estamos vendo por lá são de colegas que ficam pela salas de professores, pelas ruas, pelos e-mails, pelo face etc, etc, malhando toda estrutura circense dessa SEE/MG e, agora vêm com relações amigáveis, vocês estão no mesmo nível dos que estamos praguejando!. Aos colegas, AMIGUINHOS da página da SEE, vocês são EDUCADORES MESMO, ou se FANTASIAM DE VEZ EM QUANDO? Tomem posturas colegas, estamos de olhos bem abertos nos rostinhos que estamos vendo por lá e muito decepcionados!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nunca vou dar o prazer de aumentar o numero de amigos daquela pagina ... so se criarem uma pagina com os inimigos da educaçao...nao gosto nem de entrar em nada que seja do governo so para nao dar ibope... quero que morram sozinhos.

      Excluir
    2. Eu entendo quem add a SEE ao facebook. Fica mais fácil descer a lenha neles. Eu sigo a Renata Vilhena e falo um monte de verdade para ela.

      Excluir
    3. Isto é verdade, eu tambem sigo a Renata vilhena.. tambem mantenho a danadinha bem informada quanto aos efeitos das suas sacanagens.

      Excluir
    4. Só o numero de seguidores do facebo ok tem sido usados como se fosse a melhor coisa do mundo... fãs, sabe??? E eu duvido que aquela coisa que recebeu o bonito nome de gazzola tenha fãs?

      Excluir
  88. Oi colegas durante essa semana, e como sempre, estava dando uma lida nos comentários do blog, quando vi postado que o contra cheque estava no portal,realmente,até imprimi o meu,o que chamou minha atenção foi o desconto de um dia de serviço para o sindicato, o que é feito todo ano.Mas ele merece.Tá atuante! kkk Outra coisa, quero que alguém me ensine como deletar do facebook a See pois estou de férias prêmio, acreditem,a minha já tinha sido publicada,pois na escolha de data pedi para a 1ª semana após o carnaval, e queria ler uma reportagem da See ,agora ela me pegou de jeito,só dá See. CRUZES.

    ResponderExcluir
  89. SEBASTIÃO COSTA inimigo da educação pública!!

    ResponderExcluir
  90. UMA CIDADE DA BAHIA,BEM PEQUENA,PROXIMO MES JA VAO RECEBER O PISO...PREFEITURA APROVOU... CADA DIA FICO MAIS DESANIMADA...

    ResponderExcluir
  91. Ainda bem que eu não faço parte de nenhuma rede social.Já participei por alguns anos mas vi que não me levou a nada.Minha vida fica exposta para o mundo, qualquer um me encontra nestes lugares e não me sinto feliz sendo exposta ao ridículo.Não entendo o porquê de pertencer a redes sociais.Não tenho face, orkut twiter nada.Somente um simples endereço de email nada mais preciso.Acho uma besteira ficar perdendo tempo nisso e sabendo de fofocas etc nestes lugares.Concordo com este anonimo.Nossa classe precisa ainda amadurecer e deixar de ser hipócrita.ANONIMO DE CONTAGEM

    ResponderExcluir
  92. É para rir a Secretaria diz que com relação a merenda está cumprindo a lei federal. Por que não cumpre a do piso?

    ResponderExcluir
  93. ESSE BASTIÃO CACUNDINHA DO DIVINO É UMA CARNIÇA, ISSO TEM QUE SER JOGADO FORA!!

    ResponderExcluir
  94. Anônimo das 01:54, a questão não é deixar de pertencer a alguma Rede Social, até porque se bem usadas são ferramentas utilitárias e de grande importância para todos nós. Mas, o que temos visto por parte de muitos colegas é que estão insatisfeitíssimos, assim como nós, com essa política nefasta do governo para a área da educação e, ainda assim, se mostram AMIGUINHOS da SEE/MG. Que tipo de relação é essa?, estão querendo enganar a si mesmos? Porque para um cérebro minimamente pensante, não precisa nem ser muito, se não simpatizamos com alguém, pela lógica não vamos mandar mensagens para o indvíduo pedindo-o para que nos adicione em sua página. Ao contrário disso, muitos de nossos colegas estão lá com suas fotos, todos sorridentes como amigos do FACEBOOK DA SEE! Daqui a pouco estarão postando, por lá, declarações de carinho à Secretária, essa que na sala do professores e em outros lugares, apelidam, falam mal, etc, etc. Então, Logo, se essas pessoas são EDUCADORES e não estão somente FANTASIADOS DE EDUCADORES comecem a repensar tais posturas, caso contrário vão se igualar aos que estão no poder. FALSOS E DISSIMULADOS!!

    ResponderExcluir
  95. Quanto ao comentário de um dia de serviço descontado no contracheque para o sindicato,no meu também descontou;mas no ano passado eu fiquei sabendo por diretor de sindicato que o governo não havia repassado o valor arrecadado para o sind-ute.Indignação total!!!!

    ResponderExcluir
  96. Euler,soube que não serão liberadas mais férias prêmio nesse semestre.Você tem alguma notícia?Caso saiba de alguma coisa dê retorno por favor.

    ResponderExcluir
  97. professoramaluquinha31 de março de 2012 23:30

    "AnônimoMar 30, 2012 06:48 PM
    Está no site da SEE. Nós incomodamos...


    https://www.educacao.mg.gov.br/ditoefeito/editorias/ver/sobre-a-merenda-escolar"

    NO SITE SUPRACITADO TEM O "FALE COM A GENTE", APROVEITEMOS PARA FAZER A PERGUNTA DO(A) COLEGA:

    "AnônimoMar 31, 2012 02:37 PM
    É para rir a Secretaria diz que com relação a merenda está cumprindo a lei federal. Por que não cumpre a do piso?"

    KKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para a SEE-MG, vender comida dentro das escolas é proibido porque a legislação veta a comercialização de produtos nas dependências de espaço público.

      Enquanto professores reclamam da proibição de consumo da merenda escolar, diretores questionam a ordem dada pela Secretaria de Estado de Educação (SEE-MG) determinando o fechamento de qualquer cantina que venda alimentos dentro das instituições de ensino. A proibição não é novidade, mas foi reforçada pelas Superintendências Regionais de Ensino (SREs) em reuniões neste mês.

      "As escolas usavam o dinheiro para tirar cópia de provas e fazer pequenos reparos nas instalações. Agora será um recurso a menos", avaliou o diretor jurídico do Sindicato Único dos trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE) em Itabira, Alvino Nepomuceno

      Excluir
    2. Aproveitei o site para escrever:"O sentimento de tristeza que eu, profissional da educação ha 20 anos ,sinto, é indescretivel. . A valorização do profissional de educação sempre foi , com muita esperança nossa, um sonho que um dia iria ser realizado. Mas retroagir .... isso jamais imaginei. Nossa fome é muito maior do que a de saciar nosso corpo,(a merenda não nos fará falta)... nossa fome é de valorização... o café foi sim cortado, e quem quiser levar o po de cafe é negado pois alegam que nao podemos fazer uso do gas da cozinha...É possivel alcançar qualidade com tao pouco valor dado ao profissional? Peço a Deus que nos iluminem para que não fiquemos doentes também da alma, pois o corpo, ja demonstra desgaste,principalmente emocional diante do descaso vivido."

      Excluir
  98. Queremos uma revolução, e sei que esta revolução deva começar entre nós profissionais da educação,pois somos a elite da sociedade.Agora faremos sim, mas não falando uns dos outros e é isso que vejo principalmente aqui no blog. Vamos nos unir e ai sim teremos vitória.

    ResponderExcluir
  99. Euler, tenho uma dúvida.
    Quantas aulas um professor com carga horaria de 40 hs, leciona por semana?Sei que no nosso caso são 24 hs semanais, sendo 18 aulas e mais 8hs extraclasse.Como fica então a de 40hs?Agradeço desde já o retorno.
    Cristina

    ResponderExcluir