sábado, 4 de fevereiro de 2012

Pinheirinho é uma prova viva de como a Justiça brasileira está a serviço dos ricos. O nosso piso burlado também é outra prova




O vídeo mostra que parcela da Justiça de SP é uma verdadeira esculhambação quando se trata de defender os direitos elementares dos mais pobres. Quando o assunto é defender os ricos, como o banqueiro Daniel Dantas, a Justiça proíbe até mesmo o uso das algemas. Que república!!!

Neste novo post, vamos ser breves nas nossas palavras. O vídeo fala por si, de como funciona uma parte da Justiça no estado mais rico do país, quando se trata de defender ou ofender aos direitos elementares dos mais pobres.

A comunidade de Pinheirinho, em São José dos Campos, SP, foi barbaramente expulsa e massacrada por agentes do governo a serviço de um mega especulador. Seis mil pessoas tiveram seus direitos à moradia e ao tratamento digno de seres humanos negados por estes biltres.

Em Minas Gerais e em todo o Brasil os educadores também penam por não receberem o piso salarial nacional que é lei federal, e que os governos se recusam a pagá-lo. Numa cumplicidade que reúne o governo federal e os governos estaduais e municipais.

Que os de baixo se reúnam e lutem pelos interesses de classe que estão sendo burlados, sonegados, retirados pelos de cima.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

Frei Gilvander:

O PT e os movimentos sociais em Minas Gerais

Entrevista de frei Gilvander Moreira ao Jornal Brasil de Fato, n. 465, de 26/01 a 01/02/2012, p. 11, sob o título “O PT de Minas Gerais cresceu quando lançou candidatura própria.” Essa entrevista está disponibilizada no site do Jornal no endereço http://www.brasildefato.com.br/node/8757

Frei Gilvander analisa conjuntura no estado governado por Aécio Neves e critica acordo com o PSDB.

Entrevista feita pela jornalista Joana Tavares, de Belo Horizonte (MG).

Joana Tavares: Minas Gerais viveu uma experiência que pode ser considerada piloto na conjuntura nacional: o PT, depois de 16 anos no governo da capital, desistiu de candidatura própria para a prefeitura e fez um acordo com o PSDB para eleger Márcio Lacerda, do PSB.

Segundo frei Gilvander Moreira, assessor das CEBs (Comunidades Eclesiais de Base), da CPT (Comissão Pastoral da Terra) e parceiro antigo dos movimentos sociais camponeses e urbanos, Lacerda “está PSB, mas é PSDB em seu DNA”. Ou seja, segue a mesma cartilha tucana: política de metas, privatizações, truculência com o povo e com as demandas sociais.

Está em curso na capital mineira um movimento que pede a saída do prefeito e pressiona para que o PT retome seus princípios e tenha uma candidatura própria nas eleições deste ano. O estado sofre ainda com o governo tucano no poder há nove anos, período em que não foram retomadas as terras devolutas para a reforma agrária, nem construídas casas populares na região metropolitana.

Mas frei Gilvander vê como positivo o esforço de unidade entre muitas forças populares, que oxigenaram diferentes lutas e resistências em 2011 e sinalizam para outras em 2012. Confira a entrevista a seguir.

Brasil de Fato – Como foi o contexto da luta no campo no estado de Minas Gerais em 2011?

Frei Gilvander – Por um lado, olhando pela perspectiva do capital, notamos que infelizmente continua um avanço do projeto do agronegócio. As terras devolutas – estima-se que um terço do estado, entre 11 e 18 milhões de hectares, sejam devolutas – não foram resgatadas para fazer a reforma agrária, como prescreve a Constituição mineira. Vemos também o agravamento do encurralamento das comunidades tradicionais. Para citar um exemplo concreto, temos o projeto Jaíba. O Banco Mundial, para viabilizar a renovação de financiamentos, passou a exigir uma contrapartida ambiental. O governo de Minas está implementando muitos parques estaduais para poder continuar acessando os financiamentos internacionais. E esses parques estão sendo colocados onde estão as comunidades tradicionais, como os quilombolas, os vazanteiros. Isso está afetando muito o povo. Presenciamos ainda o avanço da mineração. A China, com sua volúpia tremenda por produtos primários, faz com que o processo de mineração se quintuplique. Isso está aumentando a devastação socioambiental em Minas. Ainda mais agora com a descoberta do novo Eldorado da mineração, no norte do estado, com jazidas de minério muito maiores que no quadrilátero ferrífero. A Vale, por exemplo, está usando fazendeiros para comprar terras na região. Isso vai continuar aumentando o encurralamento e a pressão em cima das comunidades tradicionais. Ainda sob a perspectiva do capital, vemos o avanço da monocultura do eucalipto e da cana, que hoje não está só no Triângulo, mas no sul, no noroeste, no norte. Isso está gerando a maior devastação ambiental da história do estado.

Brasil de Fato – E sob a perspectiva dos movimentos sociais?

Frei Gilvander: Olhando da perspectiva dos movimentos camponeses, da Via Campesina, 2011 foi bastante esperançoso. Tivemos algumas conquistas importantes. Depois de 13 anos de luta, os quilombolas do Brejo dos Crioulos conquistaram um decreto da presidenta Dilma titulando 17 mil hectares de terra. Ainda precisam desentranhar seis grandes fazendeiros que estão lá grilando as terras. O MST [Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra], reforçado por uma unidade bastante ampla de movimentos sociais do campo e da cidade, já no apagar das luzes do ano, no dia 26 de dezembro, teve a conquista da desapropriação de cinco grandes fazendas e conseguiu amarrar um convênio do governo federal – com 10% de participação do governo estadual, que vai entrar com R$ 4 milhões – para comprar outras quatro grandes fazendas. São fazendas emblemáticas: a ex-usina Ariadinópolis em Campo do Meio, de seis mil hectares; a fazenda Fortaleza de Santana, a 23 km de Juiz de Fora, da família mais tradicional da região, de 4.400 hectares; a fazenda Correntes, em Jequitaí, que tem mais de 10 mil hectares; e outra em Frei Inocêncio. Também no final do ano, conseguimos derrubar o famigerado juiz da Vara Agrária, que a estava transformando numa Vara Latifundiária. Em uma única tarde, ele assinou mais de vinte liminares de reintegração de posse, sem ouvir as famílias. Agora o Judiciário se tocou um pouco e trocou de juiz, que já anunciou que sua regra será fazer sempre audiências nas ocupações, nos acampamentos.

Brasil de Fato – Essas fazendas foram desapropriadas pelo governo federal? O que o governo estadual fez pela reforma agrária no período?

Frei Gilvander: Quase nada. O que obtivemos de conquista foram esses R$ 4 milhões de participação no convênio com o governo federal. No 3º encontro dos movimentos sociais [realizado de 30 de abril a 2 de maio de 2011], pela primeira vez na história o governo do PSDB recebeu a coordenação estadual do MST. Naquele encontro, prometeu cerca de R$ 2,6 milhões para comprar tratores, patrolas e máquinas, para que a Ruralminas [fundação ligada à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento] pudesse arrumar as estradas de assentamentos, que estão jogadas às traças. Também baixou decretos transformando as áreas de assentamento em áreas de interesse social, o que ajuda a driblar a montanha de burocracias para fazer projetos de desenvolvimento. Só nessas áreas houve algumas conquistas em relação ao governo estadual. Percebemos, no entanto, que todas as conquistas são resultado de três fatores. O primeiro deles é a persistência na luta e a não desistência de ficar na terra. Outro fator foi a costura de uma unidade bem ampla entre os movimentos do campo e da cidade. Uma expressão muito forte dessa unidade foi a greve dos professores, que durou 112 dias [entre 8 de junho e 27 de setembro]. Se eles tivessem ficado isolados, sem apoio dos movimentos e outros sindicatos, teriam sido asfixiados no meio da mobilização. O terceiro é a combinação das lutas específicas com uma pauta comum, unitária dos vários movimentos. A unidade também é importante para as lutas na cidade, nas lutas salariais e nas ocupações urbanas. A comunidade Dandara completa três anos em abril e já conseguimos várias vezes afastar o fantasma do despejo; a ocupação Camilo Torres já está no quarto ano e a Irmã Dorothy no segundo. Nas duas também conquistamos o recolhimento do mandato de despejo. Essa resistência também oxigenou as outras lutas, e são também conquistas.

Brasil de Fato – Como os movimentos avaliam a parceria PT-PSDB no estado, com o apoio dos partidos para eleger o prefeito Márcio Lacerda (PSB) na capital?

Frei Gilvander: Em 2011 ficou mais claro ainda, para parte dos petistas que acreditavam nessa aliança, que estamos sendo governados pelo PSDB. O Márcio Lacerda está PSB, mas é PSDB no DNA. Estamos tendo a experiência tucana tanto a nível estadual como na prefeitura da capital. Ficou clara a grande mentira, a farsa que foi a propaganda do tal “choque de gestão”, de que o estado teria conseguido equilibrar as contas. O governo, no final do ano, teve que admitir que está quebrado. Em termos de investimentos sociais, o governo dos tucanos está uma porcaria. Em Minas Gerais, o déficit habitacional é de mais de 1 milhão de moradias. Nos últimos nove anos, o governo PSDB conseguiu fazer apenas 28 mil casas populares, todas no interior de Minas; na região metropolitana, nenhuma. O prefeito Márcio Lacerda não construiu nenhuma casa no programa “Minha Casa, Minha Vida” para famílias de zero a três salários mínimos. Temos no estado uma profunda opressão de classe.

O PSDB faz uma opção pelas empresas, pelos mais ricos, contra os pobres. Os projetos sociais que existem são apenas projetos-piloto, para montar fachadas. Está muito claro para o povo de Minas Gerais que o estilo tucano de governar é colocar o Estado a reboque dos interesses do capital. Está crescendo o sentimento e a perspectiva de que as forças populares têm que se unir. Neste ano de eleições municipais, temos que pressionar para que grande parte do PT retome seus princípios originários. Sabemos que o partido cresceu quando lançou candidatura própria, mas quando assumiu postura de subserviência e aceitou ser vice, foi decaindo cada vez mais. Os dois estados mais penalizados pela aliança nacional que levou Lula e Dilma lá são Minas Gerais e Maranhão. Não é aceitável pressão nem de Lula, nem de Dilma, nem do PT nacional, para que o PT de Minas continue tendo uma postura subserviente aos interesses dos tucanos no estado.

Brasil de Fato – O que é o Movimento Fora Lacerda?

Frei Gilvander: O prefeito está PSB, mas é PSDB. Faz política de metas, trata a cidade como se fosse uma empresa, não vê as pessoas, tripudia em cima dos pobres, não respeita os movimentos populares, desrespeita o funcionalismo público. Ele já disse que não acaba com a Coordenadoria dos Direitos Humanos porque teria que pagar um ônus político. É truculento no trato, segue o esquema da tecnocracia. Está tocando privatizações na saúde e na educação, privatizando as praças, abraçou 100% os interesses do capital ao “ajeitar” a cidade para a Copa do Mundo, para fazer mais de 40 hotéis de luxo e desalojar quatro mil famílias. O povo quer e clama um resgate da forma de governar da época do Patrus Ananias, um governo democrático. O caminho para isso é apoiar e tentar reforçar a tese da candidatura própria do PT para a prefeitura de Belo Horizonte na eleição de 2012. Acreditamos que a postura do partido na capital influencia muito nos PTs municipais no estado inteiro. Mesmo que perca a eleição em 2012, em 2014 terá mais idoneidade, mais respeitabilidade, por retomar seus princípios.

Brasil de Fato – O que o estado de Minas pode deixar de alerta para o Brasil em relação ao governo de Aécio Neves, que demonstra interesse em se candidatar à presidência em 2014?

Frei Gilvander: Aécio Neves é uma grande farsa. É um balão, que voa, mas se for espetado com uma agulha, esvazia num minuto. Ele já foi desmascarado várias vezes. O choque de gestão foi uma mentira dele. Essa cartilha do jeito de governar por metas, absolutizando o crescimento econômico das empresas e deixando em terceira ou quarta categoria as questões sociais, é dramática. O carro-chefe da economia do estado é a mineração. O que o governo estadual recebe de impostos da mineração? Migalhas de migalhas. Aécio Neves tem boa fama fora de Minas porque não é conhecido. Quem o conhece de perto, não vota nele, porque sabe que ele representa um projeto que beneficia os grandes empresários e não o povo.


Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

255 comentários:

  1. A JUSTIÇA NO BRASIL precisa ser questionada, cobrada e exposta daqui para frente, tomara que os discípulos de CALMON se juntem a ela, faça coro e baixe o coro nessa turma que dita a Lei. Querem muito PUNIR, mas não querem ser PUNIDOS. Que coisa mais democrática!

    ResponderExcluir
  2. Justiça

    Sem enxergar suas obrigações

    A Justiça brasileira e seus magistrados nunca alcançaram, após a ditadura, tamanho descrédito. E isso representa um enorme mal para um Estado que busca ser igualitário e cumpridor do contrato social, ou melhor, de suas metas constitucionais fundamentais. Nos Estados Democráticos de Direito, Brasil incluído, é vedada como regra a Justiça privada, de mão própria. Assim, distribuir Justiça tornou-se, no devido processo, monopólio do Estado e uma de suas funções essenciais. E são fornecidos aos seus órgãos garantias para atuar com imparcialidade, sem prejuízo de obrigações e decência estabelecidas em lei orgânica para magistrados. Formalmente, temos esse arcabouço, mas ele é ineficaz.

    Cezar Peluso nega suspensão da liminar que limitra poderes do CNJ. Foto: Wilson Dias/ABr

    No Brasil republicano, a Justiça sempre foi morosa e até a Constituição de 1988 formada por magistrados encastelados e distantes do dia a dia dos jurisdicionados. Depois, abriu-se com a intenção de tornar-se “cidadã”, mas repetiu vícios, fortaleceu o corporativismo, qualificou-se a injustiça pelo atraso na solução dos conflitos e, no âmbito criminal, virou o modelo ideal para manter impunes poderosos e potentes.

    Nossa Justiça, como um todo e a incluir o comportamento não só funcional dos seus magistrados, não passa ao cidadão comum a imagem de imparcialidade. O elenco de decisões traumáticas e das ações prepotentes e insensíveis de magistrados é incontável.

    Dias atrás, magistrados federais, da Justiça Federal comum e da Justiça do Trabalho, promoveram greve, com denegação de Justiça pelo período de interrupção, para pressionar por reajustes salariais. Os serventuários da Justiça, pelos seus órgãos classistas, também organizaram um movimento paredista, até por ganharem muito menos que os magistrados.
    Os juízes, para justificar a greve, lembram da garantia estabelecida na Constituição da República relativa à irredutibilidade dos vencimentos. Tal pressão sobre os dois outros poderes deve-se ao fato de o ministro Cezar Peluso, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ter enviado ao Legislativo um anteprojeto de lei sobre a revisão dos vencimentos da magistratura, a saltar de brutos 26.723 reais para 30.675.

    Ineficaz e corporativista, justiça brasileira não passa ao cidadão comum a imagem de imparcialidade . Foto: Douglas Fernandes/Flickr

    A novidade do projeto de Peluso prende-se à possibilidade futura – por meio de ato administrativo do próprio Judiciário – de reajustes automáticos para compor perdas inflacionárias. Com isso, pretende-se ressuscitar em prol de todos os magistrados, da ativa e aposentados, o “gatilho salarial” de triste memória. Em tempos bicudos, com desemprego e crises econômicas com risco de efeito “dominó” na Europa e EUA, e com o governo Dilma Rousseff empenhado em erradicar a miséria e evitar que a economia mingue, os magistrados demonstram ausência absoluta de senso de oportunidade e de conveniência.
    [...]
    A íntegra está disponível em: http://www.cartacapital.com.br/politica/sem-enxergar-suas-obrigacoes/?autor=18 Acessado em 04 de fevereiro de 2012.


    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
  3. integração precipitada

    No Pinheirinho, o Brasil das trevas

    Moradores do Pinheirinho sentiram a mão pesada da polícia paulista. Foto: Reuters/Latinstock

    Uma pergunta perturbadora. Pode ser considerado civilizado um país cuja Justiça determina, sem qualquer motivo de urgência e com emprego de tropa de choque da Polícia Militar, a expulsão violenta dos seus lares de 1,5 mil famílias pobres, com apreensão de todos os seus pertences e uso da tática militar da surpresa e a agravante de não lhes ser ofertado um teto substitutivo de abrigo?

    A resposta, por evidente, é negativa. Com efeito, o fato aconteceu no domingo 22, por força de mandado judicial expedido nos autos de uma ação de reintegração de posse em Pinheirinho, na cidade paulista de São José dos Campos, uma área com 1,3 milhão de metros quadrados e cerca de 6 mil moradores, todos sem títulos de propriedade e cuja ocupação daquele espaço remonta a 2004.
    A decisão de reintegração foi da juíza da 6ª Vara da Comarca que, num Brasil com direito de matriz romana, se esqueceu de uma velha lição da lavra do jurista e político Giuvenzius Celso Figlio e encartada no Digesto: Jus est ars boni et aequis (o Direito é a arte do bom e do equitativo).
    Fora isso, a decisão foi precipitada. Os canais conciliatórios estavam abertos e soluções alternativas justas poderiam ser alcançadas, como, por exemplo, a desapropriação por utilidade social. No particular, havia, além de um protocolo de intenções a tramitar no Ministério das Cidades, um acordo de adiamento da reintegração com prazo de vigência em curso.

    Mais ainda, no âmbito jurisdicional existia um conflito de competência entre a Justiça estadual, que determinara a reintegração, e a federal, com liminar a suspender a desocupação. Esse conflito só foi resolvido, em sede liminar, pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e quando a tropa de choque da PM, com bombas e projéteis de borracha, já desalojara mais de 2 mil moradores, com muitas mães, como mostraram as fotografias dos jornais, a carregar os seus pequenos filhos. Esse conflito de jurisdição poderia ter sido motivador, pela Justiça paulista, de adiamento da reintegração. Por parte de Ari Pargendler, poderia esse presidente do STJ usar a sua conhecida arte amistosa de fazer lobby, demonstrada na tentativa de obter uma vaga de ministra para a cunhada, para suspender a reintegração e encaminhar a questão a exame colegiado do STJ. Não se deve olvidar, ainda, que um representante da presidenta Dilma Rousseff estava no Pinheirinho e procurava encontrar soluções definitivas. Em vez de um acordo, o representante federal experimentou lesões provocadas por balas de borracha disparadas pela PM.

    Numa ação de reintegração de posse de área grande e com muitos ocupantes, a regra básica a orientar o juiz do processo é buscar, à exaustão, conciliações e evitar medidas traumáticas. A reintegração coercitiva só deve ocorrer excepcionalmente e não era o caso da executada no Pinheirinho. Essa grande e valiosa gleba-bairro, com casas de alvenaria, barracos, comércio e até biblioteca municipal, está registrada como de propriedade da Selecta Comércio e Indústria S.A. No momento, o Pinheirinho integra o acervo ativo da massa falida da empresa, cujo processo de falência se arrasta sem solução por mais de dez anos.

    A

    ResponderExcluir
  4. (Cont.)
    [...]
    Selecta era uma holding controlada pelo megaespeculador Naji Nahas, que já quase quebrou a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro e acabou indiciado, e preso cautelarmente, na Operação Satiagraha. Essa operação, frise-se, restou anulada em 2011 pelo STJ, sob o leguleio tabaréu de vedada participação, ainda que meramente burocrática e em apoio à repressão à criminalidade organizada por poderosos e potentes, de agentes da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), lotados juntos ao Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

    Nahas nunca foi condenado criminalmente pela Justiça e beneficiou-se do efeito ampliativo da liminar de soltura concedida pelo ministro Gilmar Mendes em favor do banqueiro Daniel Dantas. Na falência da Selecta não há notícia de crime falimentar e, no Brasil, esses delitos são quase sempre alcançados pela prescrição.

    Numa falência, como estabelece a legislação, há previsão para devolução, pagos os credores, de sobras aos sócios e acionistas da empresa falida. Não se descarta isso, com a grande valorização do Pinheirinho. E não é incomum, quando a massa falida possui propriedades em valorização, antigos sócios, por laranjas, comprarem créditos, negociados barato em face da tramitação demorada da falência.

    O caso do Pinheirinho, pela iniquidade, faz lembrar Pierre Joseph Proudhon, célebre filósofo e revolucionário. Em 1840, ele publicou o seu primeiro ensaio político-econômico com uma pergunta na capa da obra: “O que é a propriedade?” Para Proudhon, ícone dos socialistas e contrário ao marxismo, “a propriedade é liberdade” e passa a ser condenável quando se torna “poder do homem sobre o homem”. Aí, ele conclui: “A propriedade é um furto”.
    Disponível em: http://www.cartacapital.com.br/sociedade/no-pinheirinho-o-brasil-das-trevas/ Acessado em 04 de fevereiro de 2012

    ResponderExcluir
  5. Não há vitória sem luta.

    ResponderExcluir
  6. Inimigos...
    LUZIA FERREIRA
    PPS
    Belo Horizonte, Juiz de Fora, Carangola, Ouro Preto, Ipatinga e Ribeirão das Neves.


    Primeiro mandato como deputada estadual. Foi professora e atuou em diversas greves em escolas públicas e privadas. Depois que chegou a legislatura, esqueceu as lutas sociais tornou-se bajuladora do executivo. E sempre votou contra os professores.

    MARQUES ABREU
    PTB
    Belo Horizonte, Contagem, Betim, Ribeirão das Neves, Santa Luzia, Montes Claros, Vespasiano, Pedro Leopoldo e Sabará.


    Primeiro mandato como deputado estadual. Atua com total subserviência ao executivo. Votou contra a lei criada pelo seu próprio partido.

    Marques, ídolo do futebol, parece não saber que o sonho de quase 100% dos alunos das escolas públicas é ser jogador de futebol. Porém as estatísticas são cruéis e apontam que menos de 1% desses alunos terão alguma oportunidade com o esporte. Sem uma escola de qualidade esse alunos estão condenados a um futuro incerto. Nem todos terão a mesma sorte que Marques. O deputado parece não se importar com isso. Ajudou a condenar os professores a jornadas triplas para sobreviverem o que resulta na má qualidade da educação pública.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trata-se de um ANALFABETO FUNCIONAL de MARCA MAIOR.
      (DITADURA é um regime PÉSSIMO, mas muitas vezes uma DEMOCRACIA dá nisso aí; já pararam para pensar? Esse cara foi eleito pelos INCAUTOS em pleno "regime democrático"). Querem mais? Tiririca na Comissão da Educação em Brasília. E ... tomem "pedradas".
      Colegas, o MUNDO precisa, mesmo, é de INVESTIMENTO na EDUCAÇÃO. Ponto final.
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!

      Excluir
  7. JUSTIÇA POSTIÇA!
    Colegas, temos a OBRIGAÇÃO de romper este cerco.
    A DEMOCRADURA está se alastrando; com ela alastram-se a fome, a miséria, o sucateamento da EDUCAÇÃO e da SAÚDE e,conseqüentemente, a DESVALORIZAÇÃO DO TRABALHO.
    Vocês se lembram do Enéias, do PARTIDO PRONA? Esse era outro demagogo dos de cima, mas deixou-nos uma DICA: O QUE MAIS HÁ NO PLANETA TERRA é DINHEIRO.
    Colegas, isso não é exagero. Reflitam, por favor. Isso é muito sério. A AVAREZA DESSA NABABA GIGANTESCA MINORIA não tem LIMITES. E, infelizmente, eles estão espalhados por todos os rincões da Terra, em partidos capitalistas e em partidos comunistas, também. Não se iludam.
    HOMENS DE BEM, fiquemos ANTENADOS e lutemos INCESSANTEMENTE por uma NOVA TOMADA DE CONSCIÊNCIA.
    Salvemos o verde, salvemos as pessoas, salvemos o PLANETA!
    Casos como o de Pinheirinhos, Dandara e outros sempre estarão presentes enquanto a GANÂNCIA do SER HUMANO falar mais alto.
    O HOMEM ESTÁ REPLETO DE PARTIDOS de centro, de esquerda, de direita e ... não se ENDIREITA; e as INIQÜIDADES continuam a se alastrar. Aqui, nas Gerais, o Governo(?) passou uma "macadame" ou um trator sobre o nosso PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL e sobre o nosso PLANO DE CARREIRA.
    PARTIDO não é INTEIRO, não é INTEGRAL, não é ÍNTEGRO.
    Reflitam, por gentileza. As palavras são manifestações do nosso subconsciente.
    HOMENS DE BEM, comecemos, a partir de agora, uma limpeza geral no PLANETA. Só assim não existirão mais Pinheirinhos e Dandaras. Esqueceram-se de CRISTO; pior: ultimamente andam abominando CRISTO. Ser cristão é ser "careta". A que ponto chegamos!
    Gente, gente, as NULIDADES estão a triunfar. Eis aí a BESTA. Simples assim. Hediondo, por outro lado.
    Voltemos a plantar a semente do AMOR do DIVINO ESPÍRITO SANTO. Ou ... estaremos fadados ao DESAPARECIMENTO, à EXTINÇÃO.
    Reflitam, por gentileza.

    ResponderExcluir
  8. Antes que o MAL cresça, corte-lhe a cabeça. Então esses dois devem ter seus nomes levados a essas regiões para que sejam barrados de modo que não prossigam fazendo mal como inúmeros outros que estão há bastantes legislaturas, alguns até se aposentando.

    ResponderExcluir
  9. Duarte Bechir, inimigo da educação.
    A população de Campos gerais está revoltada com a atitude desse parlamentar.
    Acabou com a educação em Campos Gerais.
    Politicagem!!! Essa é a palavra certa.
    Democradura!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DE..PUTADO "Duarte Bexiga",
      urinou na cara dos professores.
      EXPOENTE MAIOR DA
      DEMOCRADURA!

      Excluir
  10. Boa noite blogueiros.

    O Brasil passa por um novo período histórico, e este período consolida as relações vigentes e ligadas aos interesses elitistas. Quando a elite se vê ameaçada, quando lhes é solicitado repartirem suas riquezas apelam sem qualquer pudor para a retirada de direitos estendidos a todos os cidadãos, sendo assim desrespeitam frontalmente os direitos dos cidadãos e trabalhadores pobres do país mesmo que estejam previstos na Carta Magna. As articulações e maquinações das elites estão bem construídas dentro das universidades que tem os teóricos que para ela trabalham além de serem pertencentes a essa classe social.

    Existem muitas armadilhas construídas a partir das teorias vigentes que estão relacionadas em várias articulações que encontram abrigo nas idéias burguesas do neoliberalismo econômico. Ora, não é a toa que até mesmo na educação existem os grupos ligados às idéias de cunho neoliberal que faz forte oposição aos conceitos marxistas relegando-o a um passado que não existe, mirando-se estes professores e também intelectuais no fracasso da União Soviética. É lógico que se torna interessante para a classe burguesa uma educação básica que negue os conceitos de pertencimento e de valores que dão razão ao marxismo, para fazerem valer o capital e em consequencia a de formação de consumidores, portanto, aí a negação de um dos pilares marxista, a de luta de classes, colocando a todos o conceito da idéia de consumo privilegiando o MERCADO e em contrapartida eliminando a oposição prevista por Marx e Engels da DITADURA DO PROLETARIADO. Bem, isso podemos observar também através do conceito de um republicanismo em que se predomina a DEMOCRACIA, mas essa democracia não é plena e nem tampouco abrangente, mas o que é inculcado até mesmo por professores aos educandos dá a conotação de que vivemos no melhor dos mundos e não conseguimos enxergar ao nosso redor as mazelas sociais que são abrangentes. Vide a expectativa de um governo democrático, o de Luís Inácio que tentou de todas as formas esconder essas mazelas sociais e repassar a todos os brasileiros a idéia de paraíso brasileiro para não desagradar os mandatários do poder e coronéis de plantão, a partir daí percebemos então a ligação entre os poderes PT (que se dizia oposição e defensor das questões trabalhistas) atrelado aos interesses dos "donos do poder" como diria Bóris Fausto sem poder demonstrar de fato que está em consonância com os interesses das classes desprivilegiadas. O fato é que a construção de tudo o que se passa hoje em dia essa DITADURA CIVIL implantada não pode ser descartada da conivência precípua do partido dos trabalhadores, pois, como dizia Rui da Costa Pimenta (PCO) era o partido que detinha todas as condições para domesticar os trabalhadores e demais classes sociais populares, assim como também os demais partidos de esquerda que passaram a ter um tom moderador em suas ações.

    ResponderExcluir
  11. [...]

    Tribunal amigo

    O Pinheirinho não foi a única decisão favorável a Naji Nahas no Tribunal de Justiça de São Paulo. Recentemente, o empresário conseguiu a redução de uma de suas dívidas, que passou de R$ 6,5 milhões para... R$ 20 mil. Foi em junho do ano passado, durante o julgamento dos honorários advocatícios da Arbi Sociedade Corretora.

    Disponível em: http://www.jb.com.br/informe-jb/noticias/2012/02/01/pinheirinho-naji-nahas-pode-ter-usado-laranja-para-ser-credor-de-si-proprio/ Acessado em 04 de fevereiro de 2012


    EDUCADORA MINEIRA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu "fi", DÍVIDA é só para os de baixo.
      MSP (Movimento dos Sem Piso)

      Excluir
  12. "AnonymousFeb 4, 2012 04:53 PM

    VISIVELMENTE O SINDI-UTI É CONTRA OS EFETIVADOS!!!!!!!!!!!!!!!
    SEMPRE TENTANDO NOS PREJUDICAR!!!!!!!!!!!!!!!111
    EULER, POR FAVOR NOS AJUDE!!!!!!!!!!!!!!!! "
    __________________________xxxx_____________________

    Resposta:
    Ninguém é contra ninguém e todos são a favor do que é legal. A Constituição Federal é clara. Só pode entrar pra carreira pública através de concurso. As auxiliares de serviços gerais pagaram , fizeram um concurso , foram aprovadas e o Estado não deu posse a elas. O concurso de professores era classificatório e não chamou até o final da lista de aprovados. Então o governador muito bonzinho faz uma lei 100concurso e nomeia centenas de pessoas sem nenhum critério de investidura no cargo. Mas sempre foi falado que era ilegal e inclusive está sob judice no STF. Vocês tem que embargar o concurso para que seja lançado as vagas todas da lei 100 por se tratar de flagrante de inconstitucionalidade nunca uma Suprema Corte Federal irá dar ganho de causa a uma lei inconstitucional. Falo isso porque tenho uma irmã efetivada na lei 100noção e ela é uma das aprovadas no concurso em que o Estado recebeu o dinheito e não deu posse a ninguém. Ela é uma pessoa de pouca instrução e é auxiliar de serviços então ela diz: o governador Aécio pode candidatar ao cargo que for eu voto nele e ou em quem ele indicar caso ele não candidatar, porque ele é um governador maravilhoso ele me efetivou no Estado. O marido dela e os dois filhos também fazem o mesmo discurso e ainda pedem fotos aos amigos deles. Isso sim divide os educadores porque a quem foi concedido essa benefice dessa nunca mais vai lutar em uma greve por mais nenhum direito pois seria até uma espécie de traição ao "presenteador". Imagine também o caso dos professores que ganharam o "diploma de curso superior com licenciatura plena" sem precisar fazer vestibular e indo a faculdade uma vez por mês, levando as provas para responder em grupo numa extensão do projeto veredas que era um cursinho de atualização feito uma vez por semana na própria escola do qual eu participei, tenho diploma e fui impedida de ir pra segunda fase na UEMG devido ao fato de eu ja ser graduada. Com esse cursinho logo elas ganharam pós graduação de graça nos mesmos moldes ,o mestrado e devem ir até o doutorado ganhando salários maiores que nós que lutamos em aulas presenciais nas faculdades após prestar um vestibular, trabalharmos em duas escolas para pagar a faculdade, pegarmos onibus lotados e caros, fizemos estágios supervisionados,prestamos concursos púbicos no Estado, fizemos estágios probatórios e seguimos sendo muitissimo bem avaliados até agora e detalhe, que de uns três anos pra cá estamos perdendo pontos na avaliação de desempenho por não concordarmos com esses atos flagrantes de inconstitucionalidade. Coisas graves acontecem no Serviço Público de Minas Gerais e ninguém nos ajuda. Cadê o MINISTÉRIO PÚBLICO que não comparece pra nos socorrer... NOSSO PISO URGENTE.
    SOS......SOS.........HELP.........SOS......SOS
    JUSTIÇA POR FAVOR, TIRE SUA VENDA E OLHE POR NÓS !
    QUERO CONCURSO PÚBLICO PARA EFETIVAÇAO DE DIRETORES ESPECIALISTAS EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR POIS SOU HABILITADA PARA TAL.
    INDIGNADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, se você não conseguiu aprender nada no curso à distância foi porque não se dedicou e não estudou como deveria .Não podemos afirmar que o curso era ruim somente porque era à distância. Em qualquer curso presencial que se faça existem "bons" e "maus" profissionais isso depende do grau de empenho de cada um. Sou efetiva, luto por meus direitos há 22 anos e merecemos ser tratados assim porque não existe classe mais desunida do que a nossa. Moro no interior e foi com muito esforço e dedicação que conclui o Veredas porque por aqui a faculdade mais próxima fica a uns 300 km ( é isso mesmo . Moro no "fim do mundo"). Por isso agradeço a Deus a oportunidade que tive.
      Um braço à todos e que NOsso Senhor nos reserve dias melhoreas.

      Excluir
    2. Ja fiz curso a distancia de pos graduação e foi excelente na UFMG. Uma oportunidade de fazer um pos a distancia sem custo. Eu faria outro se tivesse. Muita gente faz curso presencial e não tem a qualidade como alguns a distancia.

      Excluir
  13. Atenção Campo Belo,Candeias, Santo Antonio do Amparo, Jesuânia e Perdões...
    O deputado Duarte Bechir é inimigo da educação.
    Não podemos nos esquecer desses inimigos nas próximas eleições para deputado. Diga não a quem destruiu a educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

      UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    2. -Fabiano Tolentino;
      -Neider Moreira;
      -Gustavo Valadares.
      Mais 3 inimigos da educação.
      Não esqueçam esses nomes!

      Excluir
  14. Euler, através desta liminar que o Sindute conseguiu, eu posso na 2ª feira escolher as aulas novamente na frente dos efetivados, uma vez que fiquei excedente em minha escols?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que pode . na minha escola redividiram as aulas na sexta feira por esse motivo. Efetivos antes do efetivados.

      Excluir
  15. boa madrugada companheiro Euler
    Os educadores se manifestam- Indignação geral!!
    Indignação geral- talvez esta palavra não contemple os sentimentos que afloram de todos os cantos e recantos das Minas Gerais. O sindicato que aí está não responde mais as demandas dos professores, perpetuou-se por tempo demais e perdeu sua credibilidade e também sua vergonha. Nivelou-se ao poder governamental como se um fosse a extensão do outro. Como se o erro de um justificasse o do outro. A Lei 100 é um exemplo clássico de como o sindicato também trabalha a questão da Lei e um professor dimensiona isto neste post:

    "Apenas penso que se um país não respeita a sua Carta Magna,fica tudo sem sentido pois abre precedente para que desrespeitemos também a lei.Assim não podemos cobrar o piso se aceitamos a lei 100.Há ai um conflito. Por isso penso que o sindicato comece a rever seu posicionamento diante da efetivação sem concurso sob pena de fazermos uma campanha de desfiliação dos concursados"

    Há uma compreensão de que algo está errado no topo da pirâmide e que a base( o pilar que os sustenta cansou desde jogo de caça aos ratos). Não há crença por parte dos que me escrevem , há muita revolta, muita fome de justiça, mas há também muita descrença nas Leis dos país, dos políticos e neste momento também no sindicato.

    Há uma perda de identidade de classe, como se de repente ela tivesse deixado de existir, pulverizada pelas ações governamentais. Um professor colocou a GREVE como o único caminho para se trilhar nas lutas sociais. De certa forma ele está certo sim, porque em 26 anos de efetivo exercício já ganhei algumas delas. Mas nos últimos anos, temos sofrido derrotas sucessivas e creio que esta direção que lá se encontra não tem mais condição de conduzi-lá com sucesso.

    Sim, a greve, é o caminho único para aqueles que como eu passou a vida debruçada na história dos homens e sabe que sem luta não se alcança absolutamente nada, muito menos pela coerência das Leis, porque o Estado brasileiro é oligárquico e burguês- Então não há de se falar em Leis. Elas tem que ser conquistadas com suor, sangue e lágrimas. Minas sintetiza isto de uma forma muito contundente.

    É triste viver esta página de nossa história, bastante trágica, onde os salários foram confiscados, durante meses, sem que ninguém viesse em nosso auxílio, o Piso solapado com a aquiência das três ordens da Republiqueta , com a anuência do sindicato que arrastou a greve por meses e não conseguiu atingir absolutamente nada. E não venham me dizer que a greve após 112 dias estava terminada, que estavamos na ilegalidade e que Beatriz não tinha mais saídas. Ah não! Ela tinha sim. O que ela não soube foi conduzir o processo. Ela foi medrosa e é arrogante, ela não aceita críticas, ela centraliza o poder como qualquer burocrata, tal qual Aécio e Anastasia.

    Não é possível falar em Greve neste momento, porque o grupo que dirige a direção sindical não tem maturidade e competência para tanto. Mas como eles ainda permanecem no poder temos que exigir como sindicalizados que eles escutem o nosso clamor e atendam de forma digna aquilo que é o anseio da categoria. Que leiam, reflitam e direcionam suas ações para aquilo que necessitamos e que está sendo escrito nos blogs, face, twiterr.

    A categoria têm se expressado de várias formas e este debate apenas começou e não tem hora marcada para terminar.
    abraços mestre
    Rogério prof Matemática

    ResponderExcluir
  16. Colegas vamos concentrar em nossa luta!Perdemos tudo!
    MALDITO SINDINÚTIL!
    Ana B.H

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei em me desfiliar, mas vou dar ao
      SIND ÚLTIma chance; afinal, NINGUÉM É PERFEITO.
      Giuseppe Del Piso

      Excluir
  17. COLEGAS,escrevi para o Mercadante através do Fala Brasil/MEC,dia 25/01/2012.Expliquei a ele sobre a ditadura em que estamos vivendo e,inclusive citei o Blog do Euler para que se inteirasse melhor da situação.Eis aí a resposta,na íntegra. SOLUÇÃO: "Cada ente da federação tem autonomia na sua organização político-administrativa,de acordo com o art.18 da Constituição Federal.Por isso compete a cada Estado ao Distrito Federal e a cada município a administração da folha de pagamento dos seus servidores.A Lei 11.738.de 16 de julho de 2008 , que regulamenta o piso salarial profissional nacional para os profissionais do magistério,estabelece o piso para os professores da educação básica Pública.Esta lei institui um valor MÍNIMO que União,estados,Distrito Federal e municípios fixarão como vencimento inicial das Carreiras do magistério,para jornada de no máximo 40 horas semanais. Desta forma as remunerações podem variar em cada localidade,respeitando,é claro,o valor mínimo,que atualmente é de R$1.187,00(um mil cento e oitenta e sete reais)mensais para formação em nível médio,na modalidade Normal,prevista no art.62 da lei no 9.394 de 20 de dezembro de 1996,que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.Desta forma,se o seu estado não estiver cumprindo a Lei 11.738/08,sugerimos que protocole uma reclamação junto à sua unidade pagadora Secretaria de Educação ou Secretaria de Planejamento.Por último,cabe ressaltar que as tentativas na esfera administrativa não afastam,de sobremaneira,a instância judicial.Portanto,para defesa dos seus direitos,os cidadãos podem procurar também o Poder Judiciário,bem com o Ministério Público em sua região,tendo em vista que o Ministério da Educação não tem prerrogativa legal de intervenção nos estados,municípios e Distrito Federal." Está aí,portanto, a dica. Todos nós poderemos entrar com ações individuais e até sem advogados. Devemos superlotar o ministério público com ações,acompanhá-las e cobrar o tempo todo. Abraços fraternos a todos. Regina. Sete Lagoas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas o sind ute já entrou com as ações em todas as esferas e perdeu todas, esqueceu?
      MP/TJ/STF... TÁ TUDO DOMINADO PELO SATAN

      NÃO TEMOS MAIS ONDE RECORRER...

      Excluir
    2. Anastasia acha-se um DEUS na sua trindade: é legislativo, judiciário e executivo... E então colegas de infortúnio, o que nos resta?

      Excluir
    3. O MEC dá uma resposta sempre padronizada e ridícula, pois desconsidera, na resposta, a característica principal do piso, qual seja, o de VENCIMENTO BÁSICO. Ao agir dessa forma, o MEC está compactuando com os desgovernos dos estados e municípios. Até agora o atual ministro nada disse sobre o piso. Vamos ver se ele vai continuar enrolando como o anterior.

      Excluir
  18. CRISTOVAM BUARQUE

    Ministério da Educação de Base

    Na verdade, o MEC é o Ministério do Ensino Superior e Escolas Técnicas; pouca importância é dada à educação de base

    Durante os meses em que fui ministro do presidente Lula, recebi centenas de parlamentares em audiências. Apenas um deles fez um pedido relacionado ao ensino fundamental. Poucos falaram sobre as escolas técnicas. Quase todos trataram do ensino superior.

    Na verdade, o MEC (Ministério da Educação) é um Ministério do Ensino Superior e das Escolas Técnicas. As ações educacionais de base para crianças e adolescentes estão sujeitas à falta (e à desigualdade) de recursos dos Estados e municípios.

    O ministro comemora as suas realizações e assume responsabilidades apenas no que se refere ao ensino superior. Ele não assume a responsabilidade pelo analfabetismo e pelo atraso educacional.

    Os governos FHC e Lula aumentaram o número de alunos no sistema superior e criaram novas escolas técnicas, mas o Brasil não saiu da vergonhosa tragédia de sua educação de base. E tanto a ampliação do sistema universitário quanto a do ensino profissional estão fracassando por falta de base educacional de seus alunos.

    Temos uma história de apoiar o ensino superior, menosprezando a educação de base. Temos um programa "Universidade para Todos", mas não temos um programa ambicioso para "Todos Alfabetizados". Não há também o "Todos com Ensino Médio de Qualidade".

    Assumimos o ensino superior como questão nacional e deixamos a educação de base como questão local, Estadual ou municipal.

    A prova é que, em 2009, o governo federal cobriu apenas 3% dos gastos diretos com a educação de base, chegando a 13% se incluirmos o ensino profissional.

    Graças ao programa Bolsa Escola, que não é mais administrado pelo MEC, foi possível avançar na universalização da matrícula, mas não na frequência, na assistência e na permanência -e ainda menos no aprendizado.

    Lula sancionou a lei do Senado para o piso salarial do professor, mas o valor é mínimo e até hoje não é cumprido pela maioria dos Estados e municípios.

    O Brasil precisa de um ministério que se dedique à educação de base, como no passado fez com a saúde, com a cultura e com o esporte.

    Para cada setor da sociedade, temos um ministério. Só na área econômica, são cinco. Mas não há qualquer autoridade nacional responsável pela educação de base.

    Em diversos países, além do ministério da educação de base, há outro dedicado apenas ao ensino superior. Sugeri isso ao presidente Lula antes da sua posse. Hoje, com 38 ministérios, é difícil justificar mais um. Mas é possível concentrar o MEC na educação de base, migrando a Secretaria de Ensino Superior para o MCT, que passaria a ser o Ministério da Ciência, Tecnologia, Ensino Superior e Inovação.

    A principal justificativa para isso é político-administrativa. O ministro dedicado apenas à educação de base terá de concentrar a sua atenção nesse setor. Há também uma justificativa do ponto de vista estratégico: criar no Brasil um sistema nacional do conhecimento, que será eficiente quando todos receberem uma boa educação de base.

    Esse é um passo necessário e decisivo para transformar o setor que mais emperra o avanço civilizatório do Brasil, propiciando o salto para economia baseada no conhecimento e quebrando a desigualdade social por meio da igualdade no acesso à educação de base.

    Esse é o objetivo do projeto de lei do Senado 518/2009.

    CRISTOVAM BUARQUE, 67, é professor da UnB (Universidade de Brasília) e senador pelo PDT-DF

    Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/24101-ministerio-da-educacao-de-base.shtml Acessado em 05 de fevereiro de 2012

    ResponderExcluir
  19. Sou efetivado pela Lei 100 ganho 930,00( formei em 2007). Quando vai mudar essa situação. A lei 100 significar economia para o governo. E só fazer as contas de quantas pessoas estão nessa situação no estado. Portanto a lei 100 e boa para o governo.
    Minha esperança era o Piso Nacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei colega,você com 5 anos já ganha isso e eu com 30 não chega a 1000,00.Onde será que está o erro?

      Excluir
  20. Clarice - Barbacena5 de fevereiro de 2012 11:52

    Caro Euler,
    Depois de ver este video, fiquei mais triste e descrente da vida.Lembrei-me muito de uma frase que meu pai dizia.Um presidente ao tomar posse perguntou para um amigo: O que faço com os inimigos?- Ele respondeu:Dê tudo e para os amigos não dê nada.Estes já são seus amigos.Só que invertido a coisa. para os ricos e poderosos tudo. Para pobres, trabalhadores nada.Nossa justiça tornou-se um campo minado. Não podemos confiar. Será que só existe uma pessoa correta dentro da justiça, no Brasil? Será que não temos algumas ou alguns Calmon a mais não?Na minha escola temos passado por momentos que você nem acredita. Estamos tentando resolver primeiro no bom senso. Se não der vamos partir para justiça, embora sabendo que pode não dar em nada.Tenho escrito para todos que eu acho que podem resolver o assunto, até a Renata Vilhena eu já pedi. Vamos ver.Noutra oportunidade te conto o que estamos passando.Estou solidária a Dandara e ao pessoal de Pinheirinhos. Abraços. Ah, Euler não estou conseguindo acessar depois de 200 comentários. Fiz o que voce disse mas nada.

    ResponderExcluir
  21. Companheiros;

    Vocês viram que o governo criou um blog para a Renata, o "SEPLAG EM REDE"? O blog do Euler realmente está mexendo com muita gente, pois é uma tentativa de concorrer com o blog dele. Só que o governo é ingênuo ao pensar que fará algum sucesso, pois além de contar somente a sua verdade, os comentários são moderados. O diferencial deste blog é que ele não é censurado, aqui no blog do Euler, a pessoa posta o que ela pensa, este blog tende a se transformar num espaço de discussão e denúncias de todo o funcionalismo mineiro.
    Parabéns Euler, o SEPLAG EM REDE é a maior prova de que seu blog se tornou a voz dos trabalhadores em educação.
    Que Deus te abençõe!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso REFORÇA ainda mais o sucesso do
      nosso blog.
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      Não fiquem em "EXPECTATIVAS".
      Todos já "VIRAM" que o SUCESSO do BLOG é uma REALIDADE.
      ***Recado àqueles que "VIRÃO":
      ***LEIAM O BLOG DO EULER TODOS OS DIAS E FICARÃO POR DENTRO DE TODAS AS NOTÍCIAS CONCERNENTES
      à EDUCAÇÃO.
      Giuseppe Del Piso

      Excluir
  22. PROFESSORES;

    VCS VIRÃO ESSA?

    O BLOG DO EULER QUE CONTA HOJE COM 1.687.492 (UM MILHÃO, SEISSENTOS E OITENTA E SETE MIL E QUATROCENTOS E NOVENTA E DOIS ACESSOS) TEM AGORA UM CONCORRENTE: O SEPLAG EM REDE. A AUTORA É SUA SENHORIA RENATA VILHENA SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO DO GOVERNO DE MINAS GERAIS, ONDE TAMBÉM OCUPA A PRESIDÊNCIA DA CÂMARA DE COORDENAÇÃO GERAL, PLANEJAMENTO, GESTÃO e FINANÇAS.
    O BLOG NÃO É MUITO VERDADEIRO SOBRE A REALIDADE DA EDUCAÇÃO EM MG, MAS SERVE PARA VOCÊ DAR BOAS RISADAS.

    http://blogrenatavilhena.blogspot.com/2012/02/seplag-em-rede.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa Renata é uma débil mental. não sabe nada... observem; as respostas dela: "vou verificar...


      kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
  23. É muito bom criarem um blog institucional, pois vamos testar o grau de democracia deles.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O grau de democracia não parece ser muito grande (pelo visto é zero) pois nem espaço para comentários ou qualquer tipo de manifestação do leitor tem.

      Excluir
  24. O Blog da Seplag terá prazo de validade, na hora que começarmos sentar o CACETETE neles,vão dar cabo dele rapidamente. Pode deixar que quem vai dar Choque neles somos nós!

    ResponderExcluir
  25. Olá Euler e blogueiros!

    Bia e direção,

    eu, Flávio/Bhte, vinha questionando o sindicato em relações a questões cruciais, entre elas a famingerada Lei 100.

    Vocês estão de parabéns ao ter impetrado um Mandado de Segurança em favor da moralidade. Enfim, dou a mão à palmatória e fico na espectativa de ingressarem com uma ação na justiça em relação ao confisco e descumprimento de Lei Federal por parte do executivo mineiro.

    Alguém ai conhece um militar, policial civil ou membro do judicário terceirizado? Alguém ai conhece professor "contratado" pela PBH? Efetivados: a casa caiu. Ficaram dormindo em berço esplêndido enquanto o Craquécio e os próceres do tucanato mineiro lhe passavam a perna. Todos vocês têm capacidade de passar pelo crivo do concurso, que, a rigor, é o meio correto e justo para ingressar no serviço público. Acreditem!

    Aliás, o próximo concurso não cobra Lei e conhecimento pegagógico. Sabem porque? Professorado que sabe dos seus direitos não é cooptado em época eleitoral e não vira boi de piranha como fizeram com os "efetivados". Logo, a casa caiu também para o governo. Tentaram engavetar a aberração até 2014 para que craquécio tivesse essa legião em seu favor e, certamente, mandaria uma banana para os efetivados sabendo, evidentemente, que a Carta Magna é a que prevalece. O PSDPRÊ anuncia que apresentará chapa para a próxima eleição sindical. Coitados! Perderão o chapéu como aconteceu nas eleições do SINDIFISCO.

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não esteja tão certo de que perderão o chapéu. O que percebo nos comentários, é mais um movimento contra o Sindicato do que apenas críticas e cobranças.A questão do partidarismo sindical incomoda?Já pensou o Sindute, mostrando a sua "utilidade", mas transformado em um ninho de tucanos?Será que isso só pode soar como realismo fantástico?
      Vote nulo e cada um terá o Sindicato que merece!

      Excluir
  26. M G QUEM TE CONHECE NÃO RECONHECE JAMAIS!
    GOVERNO DE MENTIRAS E ENGANAÇÃO!
    TUDO MONTADO SÓ PARA ELEGER O AÓCIO!
    ACORDA GENTE MINEIRA!

    NO PAPEL
    De boas intenções, o Estado de Minas Gerais está cheio
    O governo de Minas Gerais assinou, no ano passado, 162 protocolos de intenções com empresas com planos de investimentos somados da ordem de R$ 28,38 bilhões, com a geração de 44,1 mil empregos diretos e 96 mil indiretos. Mas, do papel para a prática, nenhum deles saiu efetivamente e as cifras aplicadas ainda são mínimas. As construções ou estão na fase de terraplanagem, ou seus projetos aguardam a liberação de licença ambiental pelo Estado, ou o terreno para abrigar uma nova fábrica ainda nem existe. Há também projetos que só estão no documento assinado com o governo.

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=194936,OTE

    ResponderExcluir
  27. Boa tarde, companheiro Euler
    Venho novamente fazer uma grave DENÚNCIA:
    - Em Araxá, há Vice- Diretor que não está cumprindo a carga horária de 6 horas. Não está havendo fiscalização por parte do órgão competente...
    Deputado Bosco: inimigo da Educação, vergonha de Araxá...

    ResponderExcluir
  28. Mais uma vez o GOVERNO adia direitos, pensei que agora em 2012 ia para o nivel 2 da carreira, incorporar minha pos, dai vem voces com esta lei, de salario unificado, fugindo o compromisso de pagar o PISO NACIONAL, e empurra tudo para 2015, acredito que este prometido para 2015 tinha que ser de imediato, se voces continuarem com esta politica de desvalorização, esquece o nome de uma das mulheres do atual governo para o governo de MINAS. ANDREA NEVES X RENATA VILHENA, para continuar desvalorizando a educação.

    ResponderExcluir
  29. Eu ainda acredito numa possível mudança deste cenário deplorável que é o sistema educacional público no Brasil.
    Vai chegar o dia que nossa classe se unirá emm prol de um único objetivo que é a valorização dos servidores da educação.
    A Internet vai ser uma das principais ferramentas de auxílio neste movimento.
    Não morrerei sem antes ver o declínio do poder daqueles que valorizam a burguesia.

    ResponderExcluir
  30. Fizemos greve em 2010 e em 2011 pelo piso e perdemos!O governo fez o que quis,e o sind Ute nesse período só acumulou derrotas!Agora quando o Sind Ute entrou com um mandato de segurança que claramente prejudica os efetivados,ele ganha???????Vejam bem,não estou defendendo a Lei 100,também a considero errada e cheia de falhas,mas o que venho questionar é:Porque o sindicato ganhou essa?Por que permitiram que ganhasse...Por que?Para desunir a classe,enfraquecer ainda mais esse sindicato,só por isso!Vamos pensar pessoal...O Anastasia deve estar morrendo de rir de tudo isso!Enquanto professores brigam na escola por causa de aulas e o sindicato enfraquece ele ganha mais território!Bom domingo a todos!Silvia Regina-Montes Claros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, ai... Quando o SINDICATO perde- o que é quase sempre- é SIND-INÚTIL, quando ganha, foi o GOVERNO que deixou. Desse jeito não dá! Como diz um colega nosso: -ARRE ÉGUA!!!!

      Excluir
    2. Sindicato ganha e enfraquece?
      Difícil mexer com professor viu...
      Se perde é fraco, se ganha fica enfraquecido.

      Excluir
  31. professoramaluquinha5 de fevereiro de 2012 14:33

    mas, na prática, como esse mandado de segurança vai funcionar? porque na minha unidade de trabalho já está tudo estabelecido. Acaso, haverá nova organização do quadro? serão disponibilizadas as turmas para os efetivos escolherem de acordo com sua preferência? não entendi...

    ResponderExcluir
  32. Professora maluquinha, é exatamente isso: os turnos e turmas deverão ser escolhidos primeiro pelos efetivos e depois pelos efetivados como sempre.
    Anônimo das 8:19 o sindicato ganhou assim como qualquer efetivo que entrasse com mandato ganharia, por que a LC100/2007 é inconstitucional e inclusive com o incidente de inconstitucionalidade declarado, só não sei por que ela ta parada na Procuradoria Geral da Republica e não terminam logo com esse julgamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querem continuar abocanhando os votos dos "premiados" e seus simpatizantes.
      Vamos acabar com esse curral!!!

      Excluir
  33. CEMITÉRIO PÚBLICO DAS ROÇAS GERAIS e os 51 putados:
    Vergonha internacional.
    Que vergonha!
    Qué vergüenza!
    What a shame!
    Postado por: MONSTRO ADAMUS

    ResponderExcluir
  34. CEMITÉRIO PÚBLICO DAS ROÇAS GERAIS: Filme queimado
    internacionalmente.
    MONSTRO ADAMUS

    ResponderExcluir
  35. Euler não consigo ler os comentários quando ultrapassam os 200 que foram postados. Clico no "carregar mais" e não abre nada. O que fazer? Gosto de ler TODOS os comentários. O que há de errado? Grande abraço. Meus respeitos. Força na luta.

    ResponderExcluir
  36. Professores, no facebook tem uma foto com um cale a boca Débora Falabela, e cita as mentiras, pagas pelo governo, que ela está dizendo contra os professores. Vamos compartilhar.

    ResponderExcluir
  37. A SEE tem 10 dias para publicar e em seguida haverá nova escolha de turmas.O pessoal da lei 100 está falando como se isto fosse errado, mas o que queremos é que se cumpra a lei.Na minha opinião lei foi feita para ser cumprida e nela não pode ter brecha para coisas piores acontecerem, o governo está aproveitando depois dela e fazendo esta lambança na nossa vida funcional e o nosso salário,estudem e3 faça concurso. Anastasia o pior governador de todos os tempos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é verdade que quem tem pós escolhe na frente de quem não tem???

      Excluir
  38. EStão saindo do foco, a nossa luta agora é o piso, correção das letras do suicidio, pq nos roubaram descaradamente!
    Clara B.H

    ResponderExcluir
  39. O classe desunida,nao e a toa que a populaçao diz e nos sabemos da verdade,deveriamos estar lutando por valorizaçao profissional,piso, respeito,assim nao chegaremos a lugar nenhum,efetivos ou efetivados ,sao todos maltratados ,pois hoje temos salas unificada isso pra mim e que e problema,sera que ser efetivo muda alguma coisa?O pensamento pequeno,sera que nosso salario e calculado nesses pensamentos,acredito que sim,me desculpa EULER estou de pleno acordo com seu comentario,mas estou indignada com esse jeito de superioridade de alguns efetivos,eu sou efetiva e tenho 23 anos de trabalho mas com esses pensamentos podemos desistir e se contentar com esse salario esta do tamanho de alguns efetivos.ANA MUTUM

    ResponderExcluir
  40. Anônimo das 9:24h. Passa endereço para poder espalhar isso no facebook.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MTO BEM BOLADO... COMPARTILHE E REPASSEM!
      https://www.facebook.com/#!/photo.php?fbid=339419796092057&set=a.101934416507264.4592.100000721190127&type=1&theater

      Deise

      Excluir
  41. Euler, estou amando ler os comentários. A análise é profícua, interessante e nào está na tábula rasa. Este blog está fazendo história. Acredito que chegou a hora de uma revolução do bem, da justiça verdadeira chegar até o Brasil. Que ecoem as vozes do bem.Que bradem todos que querem um Brasil de fato e de verdade. Todos pela educação de verdade, única capaz de tornar de verdade este país um país de todos.

    ResponderExcluir
  42. Euler, estou revoltado, pois em M. claros os educadores fizeram 112 dias de greve e alguns diretores de escolas que perseguiram os grevistas vão fazer turismo em Araxá. Acho que o sindicato deveria proibir esses "governistas" de participarem, porque irão espionar. Com certeza ele serão candidatos nas próximas eleições do sindiute.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bRINCADEIRA!!! MAS QUEM FOI QUE ELEGEU ESSES DIRETORES DE ESCOLA PARA O CONGRESSO?????????????????????????????????????

      Excluir
  43. Caros Colegas, com a justi;a que nos serve estamos FUDIDOS!

    ResponderExcluir
  44. "ESTRAGO DE MINAS":
    "O Grande Jornal dos Banheiros"

    ResponderExcluir
  45. A categoria foi dividida em: efetivos e efetivados. Quando ocorreu a efetivação houve muita injustiça como todos sabem. Designados com 15 e 20 anos de serviços prestados ao Estado simplesmente perderam seus vínculos com o Estado por não estarem na ativa na data da efetivação pela Lei 100. Acabando com a Lei 100 todos farão o concurso e serão efetivos. Aos colegas que não passarem, serão designados, como sempre acontecia antes desta Lei 100. Assim podemos sonhar com uma categoria unida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sucesso desse blog é inegável mas não é o suficiente para abater o mal que nos ronda. É preciso realizar manifestações que surtam mais efeito e que realmente faça esse chão tremer.

      Excluir
  46. Olá, pessoal da luta!

    Essa questão dos efetivos e efetivados infelizmente só nos divide, e não soma para a nossa luta. Não é uma matéria de simples solução, como pensam alguns. Há muitas realidades em jogo, que precisam ser respeitadas. Vários servidores antigos, que por algum motivo estavam fora do estado quando houve a "efetivação", ficaram de fora. Mas, muitos foram contemplados com a garantia de aposentadoria, o que considero correto, como já disse antes. No início, até mesmo a estabilidade era tida como relativa, não assegurada, mais ou menos como acontece hoje com os designados.

    Não acho que a simples revogação da Lei 100 vá resolver nosso problema, porque este não é, nem de longe, o principal problema que a categoria enfrenta. Vocês viram que essa tentativa do governo de alterar a forma de distribuição de turmas foi facilmente derrubada na Justiça. Penso que o governo fez esta alteração de propósito, para jogar uma parcela dos efetivados contra o sindicato e contra a nossa união. Devemos tomar cuidado para não cairmos no jogo do governo, que aposta na nossa divisão.

    Continuar defendendo o fim da Lei 100, como fazem alguns, é jogar milhares de pessoas nos braços do governo. Não estou discutindo o mérito abstrato da questão, mas a realidade concreta. Quem visita as escolas, e conhece essas diferentes realidades, tem a noção do que estou falando.

    Estamos diante de uma categoria que teve a sua carreira destruída pelo governo, não por causa da Lei 100, mas principalmente pela mudança nas regras do jogo, para burlar a lei do piso.

    Nesta questão particular da Lei 100, o importante seria construir consensos, que garantissem a nossa unidade em torno daquilo que une a todos - e não daquilo que divide.

    O que eu considero pontos que não prejudicam a categoria e poderia nos unir?

    Primeiro, assegurar aos servidores mais antigos o direito à aposentadoria pela previdência, porque eles pagaram por isso, e dedicaram 15, 20, ou 30 anos de suas vidas ao serviço público. Não é justo que sejam jogados na rua, que é o que aconteceria, por exemplo, com milhares de cantineiras, auxiliares de serviço, ou até mesmo professores mais antigos, se o governo resolvesse realizar concurso colocando suas vagas em disputa;

    (Cont...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. GRAÇA:
      Boa noite Prof Euler,

      Estive ausente por motivo de viagem, mas mesmo longe, acompanhei todas as postagens.
      Admiro sua capacidade de racionalizar e mediar, nesse clima de revolta, voce é digno de parabéns!Ninguem melhor que voce para nos representar em Araxá, ainda que eu seja contra o congresso e pelo que senti, inicialmente voce tb era.Mesmo não sendo o escolhido, voce deve ir, sua presença lá ser´fundamental para todos nós.
      Vou lhe mandar e-mail agora, título MPF, e peço que o leia com sua costumeira atenção e possa me responder, antes de viajar para Araxá, ok?

      Excluir
    2. A questão não é efetivo ou efetivado a questão é:Temos que arrumar nossa casa e para isso temos que eliminar tudo que é ilegal e essa lei 100 é ilegal. Não interessa a quem ela favoreça. O não pagamento do piso é ilegal, mas o governo se favorece com essa situação. Ou nós buscamos agir legalmente ou nos igualamos ao governo.

      Excluir
  47. (cont... Parte 2)

    Segundo, manter o direito prioritário de escolha de turmas pelos professores efetivos, mas assegurando aos efetivados os demais direitos que devem ser garantidos a todos servidores: o direito de completarem seus cargos, o direito de progredirem na carreira, etc;

    Terceiro, aplicar uma política que garanta a paulatina regularização da vida funcional da categoria, sem que isso represente a demissão dos mais antigos servidores. Que sejam realizados concursos periódicos e que haja a oferta de cursos de formação continuada, garantindo inclusive a adequada habilitação para aqueles que já atuam no magistério;

    quarto, que se aplique o terço de tempo extraclasse e que as novas vagas que surgirem, preenchidos os cargos dos servidores efetivos e efetivados, sejam colocadas para a chamada dos concursados classificados fora das vagas do edital;

    quinto, que se proíba a fusão de turmas com séries diferentes e que se permita a criação de turmas desde que tenha pelo menos 20 alunos (ao invés de uma turma com 50 alunos, que se formem duas turmas com 25 cada);

    Penso que com essas medidas seria possível contemplar as diferentes realidades, corrigindo as distorções ao longo dos anos, sem provocar dispensa de antigos servidores, e sem retirar direitos dos efetivos. E o mais importante: sem causar divisão da categoria.

    Devemos sempre buscar soluções que contemplem os diferentes interesses da nossa categoria, com metas e objetivos definidos, apostando e promovendo a unidade dos trabalhadores, e não a sua (nossa) divisão.

    É sempre bom lembrar que historicamente a nossa categoria nunca foi formada somente de servidores efetivos, e nem por isso deixou de se unir e de lutar por interesses comuns. Tenho lido muita bobagem de pessoas querendo culpar este ou aquele segmento pela não união da categoria durante a nossa última greve. O assunto é mais complexo um pouco. Tivemos efetivos, efetivados e designados que participaram e que deixaram de participar. Já disse aqui que na nossa região, por exemplo, o número de adesão à greve por parte destes três segmentos foi praticamente comum, proporcionalmente falando.

    Vamos procurar construir a unidade da categoria sem apelar para o simplismo, desconhecendo a história de luta e sofrimento da nossa aguerrida classe.

    Nosso objetivo central, principal, deve ser o resgate da nossa carreira e a conquista do piso salarial nacional. E juntamente com isso, outras reivindicações, que sirvam para nos unir, e não para nos dividir. Deixemos essa tarefa para o governo.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  48. Não é questão de salário ou seja lá o que quiserem mas é realmente questão de ser LEI ou não.Somente neste país tem se pena, dó, piedade, para aqueles que estão na lei 100.Está errado e final.Se não , por que lutar pelo piso que é LEI???para ser efetivo deve-se passar em um concurso.Não me sentiria feliz e no modo correta ou na forma de reivindicar alguma coisa se eu não fosse uma concursada.è preciso estar dentro da LEI.Não é para se ter pena, piedade, dó de ninguém mas sim ter direitos e ser honestos.reivindicar e permanecer na lei 100 é o mesmo que estar ilegal, ser desonesto.Claro que o governo é quem é culpado desta situação mas que é errado , é.LEI È LEI>Então não vamos culpar o desgoverno pois ele está fora da lei.Vejam: Para uns existe a lei mas para outros não.Devemos andar dentro da lei.Seguir o que a LEI manda nada mais que isso.Os efetivados são coniventes com os desmandos deste louco(mesmo sem querer, mesmo indiretamente)mas fazem parte de uma situação de injustiça de ilegalidade.INCONSTITUCIONALIDADE TOTAL

    ResponderExcluir
  49. Boa noite guerreiros(as)

    Não vamos eleger nenhum vereador ou prefeito que sejam apoiados por estes 51 canalhas e seus apadrinhados,pois estes são os cabos eleitorais
    de 2014.O desgoverno de Minas já começou a distribuir onibús e ambulâncias para o interior,vamos ficar atentos. O PISO É LEI ESTA GANGUE ESTÁ NOS ROUBANDO E FAZENDO CAIXA PARA SUAS CAMPANHAS,ACORRRRRDA GENTE!!!!!!

    José Henrique

    Vai Passar - Chico Buarque
    Vai passar
    Nessa avenida um samba
    popular
    Cada paralelepípedo
    Da velha cidade
    Essa noite vai
    Se arrepiar
    Ao lembrar
    Que aqui passaram
    sambas imortais
    Que aqui sangraram pelos
    nossos pés
    Que aqui sambaram
    nossos ancestrais

    Num tempo
    Página infeliz da nossa
    história
    Passagem desbotada na
    memória
    Das nossas novas
    gerações
    Dormia
    A nossa pátria mãe tão
    distraída
    Sem perceber que era
    subtraída
    Em tenebrosas
    transações

    Seus filhos
    Erravam cegos pelo
    continente
    Levavam pedras feito
    penitentes
    Erguendo estranhas
    catedrais
    E um dia, afinal
    Tinham direito a uma
    alegria fugaz
    Uma ofegante epidemia
    Que se chamava carnaval
    O carnaval, o carnaval
    (Vai passar)

    Palmas pra ala dos
    barões famintos
    O bloco dos napoleões
    retintos
    E os pigmeus do bulevar
    Meu Deus, vem olhar
    Vem ver de perto uma
    cidade a cantar
    A evolução da liberdade
    Até o dia clarear

    Ai, que vida boa, olerê
    Ai, que vida boa, olará
    O estandarte do sanatório
    geral vai passar
    Ai, que vida boa, olerê
    Ai, que vida boa, olará
    O estandarte do sanatório
    geral
    Vai passar

    ResponderExcluir
  50. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=339419796092057&set=a.101934416507264.4592.100000721190127&type=1&theater

    Essa todo professor tem que compartilhar!! Foto da Cala Boca Débora Falabela, no facebook!

    ResponderExcluir
  51. Defender a distribuição de cargo,função ou emprego público sem concurso além de seu ilegal e imoral,denota uma certa tendência a agradar gregos e troianos como bem fazem nossos politiqueiros de plantão.

    ResponderExcluir
  52. Amigos, vamos aplaudir e conscientizar que precisamos de programas sérios para melhorar nossa educação.

    Por favor divulguem a todos seus amigos.

    Antonio Barreto

    Cordel que deixou Rede Globo e Pedro Bial indignados
    Antonio Barreto nasceu nas caatingas do sertão baiano, Santa Bárbara/Bahia-Brasil.
    Professor, poeta e cordelista. Amante da cultura popular, dos livros, da natureza, da poesia e das pessoas que vieram ao Planeta Azul para evoluir espiritualmente.
    Graduado em Letras Vernáculas e pós graduado em Psicopedagogia e Literatura Brasileira.

    Seu terceiro livro de poemas, Flores de Umburana, foi publicado em dezembro de 2006 pelo Selo Letras da Bahia.
    Vários trabalhos em jornais, revistas e antologias, tendo publicado aproximadamente 100 folhetos de cordel abordando temas ligados à Educação, problemas sociais, futebol, humor e pesquisa, além de vários títulos ainda inéditos.
    Antonio Barreto também compõe músicas na temática regional: toadas, xotes e baiões.

    BIG BROTHER BRASIL UM PROGRAMA IMBECIL.

    Autor: Antonio Barreto, Cordelista natural de Santa Bárbara-BA, residente em Salvador.

    Curtir o Pedro Bial
    E sentir tanta alegria
    É sinal de que você
    O mau-gosto aprecia
    Dá valor ao que é banal
    É preguiçoso mental
    E adora baixaria.

    Há muito tempo não vejo
    Um programa tão 'fuleiro'
    Produzido pela Globo
    Visando Ibope e dinheiro
    Que além de alienar
    Vai por certo atrofiar
    A mente do brasileiro.

    Me refiro ao brasileiro
    Que está em formação
    E precisa evoluir
    Através da Educação
    Mas se torna um refém
    Iletrado, 'zé-ninguém'
    Um escravo da ilusão.

    Em frente à televisão
    Longe da realidade
    Onde a bobagem fervilha
    Não sabendo essa gente
    Desprovida e inocente
    Desta enorme 'armadilha'.

    Cuidado, Pedro Bial
    Chega de esculhambação
    Respeite o trabalhador
    Dessa sofrida Nação
    Deixe de chamar de heróis
    Essas girls e esses boys
    Que têm cara de bundão.

    O seu pai e a sua mãe,
    Querido Pedro Bial,
    São verdadeiros heróis
    E merecem nosso aval
    Pois tiveram que lutar
    Pra manter e te educar
    Com esforço especial.

    Muitos já se sentem mal
    Com seu discurso vazio.
    Pessoas inteligentes
    Se enchem de calafrio
    Porque quando você fala
    A sua palavra é bala
    A ferir o nosso brio.

    Um país como Brasil
    Carente de educação
    Precisa de gente grande
    Para dar boa lição
    Mas você na rede Globo
    Faz esse papel de bobo
    Enganando a Nação.

    Respeite, Pedro Bienal
    Nosso povo brasileiro
    Que acorda de madrugada
    E trabalha o dia inteiro
    Da muito duro, anda rouco
    Paga impostos, ganha pouco:
    Povo HERÓI, povo guerreiro.

    Enquanto a sociedade
    Neste momento atual
    Se preocupa com a crise
    Econômica e social

    Você precisa entender
    Que queremos aprender
    Algo sério - não banal.

    Esse programa da Globo
    Vem nos mostrar sem engano
    Que tudo que ali ocorre
    Parece um zoológico humano
    Onde impera a esperteza
    A malandragem, a baixeza:
    Um cenário sub-humano.

    A moral e a inteligência
    Não são mais valorizadas.
    Os "heróis" protagonizam
    Um mundo de palhaçadas
    Sem critério e sem ética
    Em que vaidade e estética
    São muito mais que louvadas.

    Não se vê força poética
    Nem projeto educativo.
    Um mar de vulgaridade
    Já tornou-se imperativo.
    O que se vê realmente
    É um programa deprimente
    Sem nenhum objetivo.

    continua...

    ResponderExcluir
  53. ...continuação


    Talvez haja objetivo
    "professor", Pedro Bial
    O que vocês tão querendo
    É injetar o banal
    Deseducando o Brasil
    Nesse Big Brother vil
    De lavagem cerebral.

    Isso é um desserviço
    Mal exemplo à juventude
    Que precisa de esperança
    Educação e atitude
    Porém a mediocridade
    Unida à banalidade
    Faz com que ninguém estude.

    É grande o constrangimento
    De pessoas confinadas
    Num espaço luxuoso
    Curtindo todas baladas:
    Corpos "belos" na piscina
    A gastar adrenalina:
    Nesse mar de palhaçadas.

    Se a intenção da Globo
    É de nos "emburrecer"
    Deixando o povo demente
    Refém do seu poder:
    Pois saiba que a exceção
    (Amantes da educação)
    Vai contestar a valer.

    A você, Pedro Bial
    Um mercador da ilusão
    Junto a poderosa Globo
    Que conduz nossa Nação
    Eu lhe peço esse favor:
    Reflita no seu labor
    E escute seu coração.

    E vocês caros irmãos
    Que estão nessa cegueira
    Não façam mais ligações
    Apoiando essa besteira.
    Não deem sua grana à Globo
    Isso é papel de bobo:
    Fujam dessa baboseira.

    E quando chegar ao fim
    Desse Big Brother vil
    Que em nada contribui
    Para o povo varonil
    Ninguém vai sentir saudade:
    Quem lucra é a sociedade
    Do nosso querido Brasil.

    E saiba, caro leitor
    Que nós somos os culpados

    Porque sai do nosso bolso
    Esses milhões desejados
    Que são ligações diárias
    Bastante desnecessárias
    Pra esses desocupados.

    A loja do BBB
    Vendendo só porcaria
    Enganando muita gente
    Que logo se contagia
    Com tanta futilidade
    Um mar de vulgaridade
    Que nunca terá valia.

    Chega de vulgaridade
    E apelo sexual.
    Não somos só futebol,
    baixaria e carnaval.
    Queremos Educação
    E também evolução
    No mundo espiritual.

    Cadê a cidadania
    Dos nossos educadores
    Dos alunos, dos políticos
    Poetas, trabalhadores?
    Seremos sempre enganados
    e vamos ficar calados
    diante de enganadores?

    Barreto termina assim
    Alertando ao Bial:
    Reveja logo esse equívoco
    Reaja à força do mal.
    Eleve o seu coração
    Tomando uma decisão
    Ou então: siga, animal.

    FIM


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  54. Eu prefiro conviver com a ideia de uma classe desunida a compactuar com esta safadeza de políticos mal intencionados que usam as pessoas como massa de manobra.Os efetivados cumprem este triste papel.Eu duvido que exista um único servidor que não ralou por sua vaga,que esteja contra o governo.Duvido.

    ResponderExcluir
  55. Nosso foco deveria ser a coerência.
    Cobrar a legalidade do piso e aceitar a ilegalidade da lei cem nivela todo mundo que aceita esta excrecência ao patamar sujo dos maus políticos e governantes.
    COERÊNCIA JÁ.

    ResponderExcluir
  56. professoramaluquinha5 de fevereiro de 2012 19:56

    GENTEEEEEEE!!!"Reinventaram o Ensino Médio" aff... inclusive um 6º horário... valha-me!!
    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2656-volta-as-aulas-com-novidades-para-alunos-do-ensino-medio-de-11-escolas-da-rede-estadual-de-ensino

    ResponderExcluir
  57. professoramaluquinha5 de fevereiro de 2012 19:58

    RESOLUÇÃO DA "REINVENÇÃO DO MÉDIOOOOOOOO"
    http://jornal.iof.mg.gov.br/xmlui/handle/123456789/50862?paginaCorrente=01&posicaoPagCorrente=50856&linkBase=http%3A%2F%2Fjornal.iof.mg.gov.br%3A80%2Fxmlui%2Fhandle%2F123456789%2F&totalPaginas=40&paginaDestino=7&indice=0
    TÃO CRIATIVOS, NÉ?

    ResponderExcluir
  58. Espero que nossos colegas efetivados, em sua maioria, tenham feito inscrição para o concurso, pois correm o risco de perder o cargo devido a inconstitucionalidade da lei e ainda de perder a oportunidade de conseguir um emprego público pela via da legalidade.
    Não podemos confiar nestes políticos e governantes.Eles padecem de um mal congênito:falta de caráter.

    ResponderExcluir
  59. O PROBLEMA COM A LEI 100 É A SUA INCONSTITUCIONALIDADE.SÓ ISSO. SÓ ISSO.
    O PROBLEMA COM O SUBSÍDIO É QUE É INCONSTITUCIONAL.SÓ ISSO. SÓ ISSO!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  60. professoramaluquinha5 de fevereiro de 2012 20:13

    Levei 20 anos prá chegar a PEB3B, o subsídio comeu o 3B e arrotou o 1A. Enquanto isso... no blog de Renata Vilhenaaaaa

    EUZINHA: boa tarde, Renata, tive uma dúvida quanto ao reposicionamento, escrevi à SEE pelo fale conosco e não obtive resposta. Em dez/2010 meu símbolo era PEB3B, e no subsídio fiquei com grau e nível de iniciante PEB1A, sendo professora desde 1992. Por que não fui reposicionada até o presente momento? O que tenho de fazer para que isso seja corrigido? Minha SRE é a 6ª de Caratinga. Meu masp 5135728 e e-mail professoramaluquinha1@gmail.com

    RESPOSTINHA DE RENATA: O seu novo posicionamento será efetivado em 2015. Até lá, a diferença entre ele e o PEB1A será paga a vc como Vtap. No contracheque desse mês, vc já deve ter recebido a 1a parcela dela.

    SERÁ QUE ESTAREI VIVA DAQUI A 3 (TRÊS) ANOS?! E O FIM DO MUNDO EM 21/12/2012. O CALENDÁRIO MAIA NÃO ERRA!! O Sol já está dando evidências, com explosões horríveis em sua superfície... Sniff...

    Ahhhhhh, antes que me esqueça o tal VTAP foi de R$ 70,00!! Dá prá pagar parte do deslocamento para chegar a Unidade de Trabalho, uai... fazer o quê?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho feito vários questionamentos no SPLAG em REDE e ela não estão sendo publicados!

      Excluir
  61. sou efetivo e efetivado. Fiz os 112 dias de greve, pela luta do piso,como tenho uns 20 anos de serviço em cada cargo , sei que iria ser mais valorizado,caso opiso fosse na carreira.Fcarei feliz no dia em essa lei 100 vier ser derrubada.
    professor de historia, mutum

    ResponderExcluir
  62. Clarice - Barbacena5 de fevereiro de 2012 21:15

    Caro Euler,
    Além de todas as causas que você colocou sobre a Lei 100, é preciso que os mais jovens saibam o que aconteceu durante vários anos. 1º Azeredo deixou de nomear professores, servicais e pessoas das secretarias concursadas dentro das vagas, caducou o concurso simplesment. Depois o Senhor Aécio fez a mesma coisa.Por exemplo eu seria a primeira a ser nomeada quando o Aécio entrou, e ele simplesmente caducou o concurso.Então seria necessário antes que caíssem em cima dos efetivados saber as suas histórias. Existem muitos que são inabilitados, mas por outro lado temos muitos com habilitação até demais.Todos os concursos que fiz até hoje eu passei e passei muito bem.Não acho a Lei 100 legal, fui a primeira, embora me beneficiasse a dizer isso ameus colegas.Mas não vamos trilhar os caminhos da desarticulação do que é nosso principal objetivo. O PISO NACIONAL.Fazendo o que alguns estão fazendo só enfraquece nosso movimento.Faço greve desde 1979 O.K.Abraços.

    ResponderExcluir
  63. Caros colegas:
    Não estranho muito o papel da atriz Bébora Falabela. Afinal ela está acostumada a trabalhar com a ficção e não com a realidade. Bem apropriado o governador convocar uma atriz para representar um personagem nessa triste trama em que se transformou a Educação em Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  64. Caros colegas:
    Acredito que todos que aqui falam sobre constitucionalidade ou o seu inverso não estão criticando os PROFISSIONAIS beneficiados pela tal lei 100. Ninguém pediu isso. O governador criou esse monstrengo e lá jogou todos que se adequavam na época à situação.
    Acredito também que os colegas efetivados desejam prestar o concurso até por uma questão de garantia de sua situação e eu, sinceramente torço para que todos, utilizando os mecanismos legais, tenham acesso à carreira pública. O que não vale é fazermos o jogo do governo. Nada me tira da cabeça que ele articulou a tal resolução que privilegiava os não concursados porque sabia que as pessoas questionariam a resolução na justiça e, com isso, a classe ficaria mais desunida. Uma corrente, quando se partem os elos, perde a força. Unamo-nos, pois, em benefício da nossa carreira, sejamos efetivados, designados ou efetivos.

    ResponderExcluir
  65. http://blogrenatavilhena.blogspot.com/2012/02/seplag-em-rede.html

    Renata Vilhena abriu esse canal de comunicação; SEPLAG EM REDE.
    Apesar de estar com muita ojeriza de tudo isso, realmente me surpreendeu essa atitude, inclusive publicando todos os comentários e respondendo. O meu comentário ela respondeu em minutos e agora a noite. Só tenho esperado atitudes negativas desse governo, por isso qualquer esmola fico surpresa!
    Abaixo o que eu escrevi no blog e a resposta obtida. Vamos ver se procede.



    Renata,
    Gostaria que me esclarecesse algo. Sou professora do estado. É a respeito do direito a 1/3 da carga horária extra classe, que inclusive é citada como benefício dado ao professor na carta feita pela SRE que será enviada aos pais dos alunos. Como podem espalhar tal notícia à comunidade, se a verdade não é esta? Na minha escola as aulas já foram distribuídas no limite máximo, como sempre foi, não respeitando em nada esse direito.
    Outro problema. Trabalho há 13 anos como professora, inclusive na mesma escola, mas fui reposicionada com apenas 8 anos!!! Estou realmente decepcionada com tanta injustiça!
    Aguardo retorno!


    Respostas

    Renata VilhenaFeb 5, 2012 02:52 PM
    Em relação à mudança da carga horária, ela já está prevista em lei estadual, e por isso foi divulgada. Sua implantação depende do término do processo de enturmação, e está a cargo da SEE.
    No que diz respeito ao seu posicionamento, a melhor opção é tratar o tema junto a sua SRE, pois ela possui o detalhamento da sua vida funcional. Caso o tema não possa ser esclarecido na Superintência, me avise.

    ResponderExcluir
  66. EULER,

    vc JÁ VIU no site do jornal o tempo sobre o IPSEMG?
    MUITO LEGAL

    ESPALHE POR AI

    http://www.otempo.com.br/webreporter/?IdPost=4124

    ResponderExcluir
  67. http://gribelm.blogspot.com/2012/02/cala-boca-debora-falabela-ja-circula-no.html ( para quem possui facebook...vamos fazer pelo menos esse pequeno protesto)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Débora mudou seu sobrenome para Débora Falamerda.
      kkkkkkkkkk!

      Excluir
    2. Já fiz o meu. Tá bombando!

      Excluir
  68. E ainda se ofendem quando chamam o Anastasia de desgovernador. É ou não é desgovernador?
    Brincadeira essa do IPSEMG.
    Duarte Bechir inimigo da educação.

    ResponderExcluir
  69. Sobrou para o VEREDAS.Meus Deus ,só eu sei o quanto estudamos para concluir o curso e agora ver um comentário que ganhamos diploma.Graças a Deus não tenho esse peso na consciência.

    ResponderExcluir
  70. QUE EU ME LEMBRE,PASSEI POR UMA PROVA SELETIVA PARA INGRESSAR NO VEREDAS E AGRADEÇO A DEUS A OPORTUNIDADE QUE TIVE.

    ResponderExcluir
  71. NÃO TOMEI VAGA DE NINGUÉM,FAZENDO O VEREDAS,POIS JÁ ERA EFETIVA CONCURSADA DESDE 88.

    ResponderExcluir
  72. AnônimoFeb 5, 2012 12:37 PM

    Querida, se você não conseguiu aprender nada no curso à distância foi porque não se dedicou e não estudou como deveria .Não podemos afirmar que o curso era ruim somente porque era à distância. Em qualquer curso presencial que se faça existem "bons" e "maus" profissionais isso depende do grau de empenho de cada um. Sou efetiva, luto por meus direitos há 22 anos e merecemos ser tratados assim porque não existe classe mais desunida do que a nossa. Moro no interior e foi com muito esforço e dedicação que conclui o Veredas porque por aqui a faculdade mais próxima fica a uns 300 km ( é isso mesmo . Moro no "fim do mundo"). Por isso agradeço a Deus a oportunidade que tive.
    Um braço à todos e que NOsso Senhor nos reserve dias melhoreas.

    DIREITO DE RESPOSTA:
    Amiga aprenda a ler e interpretar... Eu passei no primeiro VESTIBULAR que fiz sem precisar de cursinho algum e disse que o PROJETO VEREDAS que eu participei não chegava um milhonezimo do currículo de um real CURSO SUPERIOR com LICENCIATURA PLENA e é um absurdo o MEC aceita- lo com o tal. Entendeu agora? O PROJETO VEREDAS não é curso superior.
    ACORDA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E EXTERMINE ESSE ENGODO TAMBÉM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colegas, não nos esqueçamos de que a
      UNIÃO FAZ A FORÇA.

      Excluir
    2. Para quem interessa saber:O formato do Projeto Veredas foi repassado a instituições de ensino privado, tamanho o seu valor e riqueza de conteúdo.Elogiado no país inteiro.
      Nenhum curso de pedagogia do país,pode ser comparado a ele, pela sua superioridade.Várias instituições de ensino o ministraram. As instituições federais (UFMG ,UFV , UFOP)e algumas particulares como exemplo a UNINCOR ,conseguiram o reconhecimento do MEC, antes mesmo da complementação do curso,dado a seu formato e implementação.
      Fiz veredas,especialização, fui PEB III e sou PEBII.
      O curso à distância atende a exigências da LDB.É um ENGODO legal,sabia?
      Faculdade não garante conhecimento a ninguém.

      Excluir
  73. Caros colegas, com o intuito de dar algumas dicas para exercícios físicos e dietas, criei um blog que se chama Emagrecer com Saúde.
    Espero que possam tirar bastante proveito.
    Abaixo segue o link.
    http://emagrecercomsaudeeftness.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  74. "AnônimoFeb 5, 2012 05:43 PM

    QUE EU ME LEMBRE,PASSEI POR UMA PROVA SELETIVA PARA INGRESSAR NO VEREDAS E AGRADEÇO A DEUS A OPORTUNIDADE QUE TIVE."
    Direito de resposta:

    PROVA SELETIVA NÃO É ENEM E MUITO MENOS VESTIBULAR. EU FIZ VESTIBULAR E JÁ ERA GRADUADA COM BACHARELADO. TIVE QUE FAZER O PROJETO VEREDAS SEM PROVA ALGUMA, SIMPLESMENTE PORQUE ESSA PROVA NÃO EXISTIU, TODOS FORAM AUTOMATICAMENTE INSCRITOS NA PRIMEIRA FASE. É ESTRANHO VER UM EDUCADOR DEFENDER COISA ERRADA. DEVEMOS SER MUITO ÍNTEGROS. PROCURE SABER COMO SE ENTRA EM UMA FACULDADE E/OU UNIVERSIDADE. INCLUSIVE NO SUBSÍDIO 01 O VEREDAS NÃO ENTROU COMO CURSO SUPERIOR NÃO. O PESSOAL DO VEREDAS NÃO FICOU NO NÍVEL DE PEB3, MUITO MENOS PEB4. AGORA NESSE SUBSÍDIO 2 NÃO VI AINDA SE ESTÃO RECEBENDO COMO NÍVEL SUPERIOR. SE TIVER É UMA ABERRAÇÃO! INCLUSIVE NO SUBSÍDIO 1, ME FALARAM QUE ELE SÓ VALE PARA O PROFESSOR SE ENQUADRAR NA LDB QUE DIZ QUE TODO PROFESSOR TEM QUE TER CURSO SUPERIOR ENQUANTO PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, MAS SEM DIREITO A PROGRESSOES SALARIAIS DE NÍVEL POR ESCOLARIEDADE. AGORA QUANTO A AGRADECER A DEUS, ORE AO DIVINO ESPÍRITO SANTO E FAÇA VESTIBULAR, PORQUE A LEI DE DEUS NÃO ACEITA ENROLAÇÃO E VEREDAS, VOLTO A INSISTIR, NÃO É CURSO SUPERIOR POIS ELE NÃO TEM CURRICULO EQUIVALENTE, FOI UMA ATUALIZAÇÃO MUITO POBRE DE CONTEÚDOS.

    ResponderExcluir
  75. aff a luta é pelo piso e pela melhoria do salário que o governo e sua equipe roubou e confiscou, a mudança de letras, o tempo...Euler bota ordem na casa pois está virando baixaria!
    Grande abraço professor Euler
    Rogério Matemática

    ResponderExcluir
  76. Olá, pessoal da luta!

    Não vamos perder o nosso foco de vista: o piso na carreira. Outros temas são importantes, mas devem ser relativizados em vista deste tema central: a nossa carreira espezinhada e o nosso piso burlado.

    Pessoalmente, não considero que tenhamos que fazer distinção entre os colegas que estudaram na UFMG, ou numa faculdade particular, ou num curso à distância. Embora haja real diferença, não se pode negar que o aprendizado dependa sempre, num ou noutro meio, de cada um, da formação, do interesse, do empenho e da capacidade de cada um. Mas o exercício do magistério traz algo fundamental que é a prática: o próprio exercício do magistério ajuda muito a formar o profissional.

    Dificilmente alguém que não tenha o mínimo de aptidão para este ofício continuará no magistério. Já tive colegas professores que foram brilhantes estudantes, com ótima formação acadêmica, mas que não conseguiram permanecer no magistério. É uma profissão cada vez mais "pesada", seja pelas condições de trabalho, pela realidade de indisciplina que se vive, pelos baixos salários, pelas cobranças e até pelo distanciamento entre o que se propõe a ensinar e o contexto vivido pelos alunos.

    Há muito o que aprimorar na Educação. E confesso a vocês que nos meus nove anos de magistério percebo que acomodei muito, face talvez à realidade com pouca perspectiva. Por isso considero meritório o esforço que cada colega faz para crescer, para dar um passo adiante na conquista de novo título acadêmico ou no aprimoramento profissional. Não importa que seja através de um curso presencial ou à distância.

    Pessoalmente, não teria o menor receio em fazer um curso à distância, por exemplo, para especialização, caso fosse reconhecido pelo MEC, e caso o nosso piso estivesse em vigor no nosso plano de carreira original. No subsídio, nem pensar: não tenho o menor interesse em "crescer" numa carreira que deixou de existir.

    Por isso, lutemos pelo piso na carreira, como nosso foco central. No que tange aos problemas da Educação, as outras questões são importantes, mas são menores diante da salvação da nossa carreira e do nosso piso salarial nacional.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, companheiro Euler.

      Concordo com você.Essa disputa que estão fazendo no blog é inócua para nós neste momento. Não percamos o foco!

      Eu fiz 07 (sete) anos de faculdade presencial. Foi ótimo para o meu crescimento. Mas, de que adiante isso para mim como profissional e para os alunos - que numa grande maioria - entra no jogo do governo?

      Tenho também pós-graduação lato sensu, efetivo, com dois concursos, 15 anos de Estado.
      Salário: R$ 1.320,00. E não estou desanimado. Continuo em tratamento médico, mas voltei à Escola e, lá, estarei preparando meus alunos para votarem, pois a maioria já tem 16 anos.

      Um abraço e firmes na luta até a vitória!

      Joaquim

      Excluir
    2. Parabéns, colega Joaquim.
      A Esperança não enche a pança,
      mas se todos tivessem essa atitude,
      NINGUÉM romperia a NOSSA ALIANÇA!
      (Ainda há luz no fim do túnel)
      Saúde, prosperidade e vitória!
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      (Giuseppe Del Piso)

      Excluir
  77. VEJO NO JORNAL: O TEMPO
    Consultando com o Inimigo
    02/02/2012 19h36

    Os servidores públicos,estão sendo assaltados pela regulamentação da Instrução Normativa:nº 02/2010,que alterou a assistência à saúde prestada pelo IPSEMG.Nos moldes da nova regra servidores e pensionistas devem manifestar em formulário específico,se deseja continuar sendo atendido pelo IPSEMG,e permanecer vinculado ao instituto.Coitado do funcionalismo,além do Hospital atingir o sucateamento,deu certo a jogada do Governo realizar uma reforma negociada,ou melhor; negociata com a parceria público-privada,uma trama que destruiu um serviço exemplar que funcionou durante um século.E onde está o dinheiro que o IPSEMG arrecadou em 100 anos de existência?Primeiro veio o ladrão,levou as flores e ninguém se importou,o gaturno retornou e roubou o canteiro.Como ninguém na casa tomou atitude uma quadrilha armada vai tomar o jardim,a casa e liquidar toda uma família,que é você;servidor público.

    Laurimar Rosa de Lima (Mazinho)

    http://www.otempo.com.br/webreporter/?IdPost=4124

    ResponderExcluir
  78. EULER,PARABÉNS VOCÊ ARRASOU NO SEU ÚLTIMO COMENTÁRIO,CONCORDO TOTALMENTE COM VOCÊ.NO SUBSÍDIO NADA MAIS.ACRESCENTANDO O NOSSO OBJETIVO ENQUANTO EDUCADOR É TRANSMITIR CONHECIMENTO E NÃO DIMINUIR O COLEGA PELA FORMAÇÃO ACADÊMICA QUE POSSUI OU COMO ADQUIRIU.QUEM SOMOS NÓS PARA JULGAR O PRÓXIMO?

    ResponderExcluir
  79. O Sind UTE, deve fazer uma representação ao MPF, pedindo uma auditoria no IPSEMG.

    Onde está o dinheiro do IPSEMG???

    ResponderExcluir
  80. alguém poderia nos mostrar o que o aócio escreveu hoje no folha de são Paulo???É sobre o PT.Somente assinantes tem acesso.

    ResponderExcluir
  81. Concordo plenamente com o anônimo do dia 5, 12:04, muitos como eu 12 anos NO SEGUNDO CARGO, estava com extensão de cargA HORÁRIA,TRABAHANDO COM PONTO ASSINADO, COMO OS DESIGNADOS,E EFETIVO POR CONCURSO,fiquei de fora depois de ter contribuído por todo esse tempo, sou filiada no sindute e agora, inclusive vc Euler, está sugerindo concurso?Pra quê?Só se for pra quem entrou, ficou por uma semana e assegurou DOIS CARGOS.Isso aconteceu inclusive na minha escola. E eu nunca mais consegui outra designação, perdi meus 12 anos.Já virou tudo merda mesmo, pra que concurso só depois dessa LEI 100 MORAL, 100 RESPEITO, 100 VERGONHA? Que efetive todos que estão formando, então.

    ResponderExcluir
  82. Vamos atravessar esse mar ,calmos e com fé,que atrás se encontram os 51 + 4 .

    ResponderExcluir
  83. É muita pobreza de pessoas que se julgam educadores ficarem criticando determinados cursosO que realmente importa,é que,cursos à distância,é uma realidade no nosso meio,deixando muitos professores desmpregados.A pessoa pode estudar nas melhores universidades,porém, se o aluno não quiser,ele não vai aprender.Professores por favor,refaçam seus conceitos,tenham mais aceitação e respeito com o próximo,até porque, quem optou pelo majistério,de maneira geral,são pessoas que não tiveram ou não têm muitos recursos para fazer outros cursos.É preciso que se tenha mais humildade e vamos descer do pedestal.Edilson,Virgolândia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colegas, façamos as pazes e ... "bola pra frente", já que o NOSSO PISO é que é "o quente".
      Cansei de cantar, aqui, em PROSA e em VERSO, o exemplo da classe médica, onde
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      P.S.: Nosso grande mestre Euler também muito tem trabalhado, aqui no blog, para que fiquemos UNIDOS e FOCADOS no
      PISO SALARIAL PROFISSIONAL NACIONAL (PSPN).
      Cuidado, gente, fiquemos ANTENADOS e EVITEMOS
      "dar FORÇAS aos INIMIGOS" (estão "loucos" para dividir os professores - mais do que já estão):
      - AÉTICO NEVER (o MENTOR, QUEM ORQUESTROU TUDO)
      - ANESTESIA
      - RENATA HIENA
      - ANA GAIOLA
      - 51 PUTADOS (DUARTE BEXIGA, o expoente MAIOR > "urinou na cara dos professores")
      - DANILO QUE CASTRA
      - CEMITÉRIO PÚBLICO
      - TRIBUNAL FAZ DE CONTAS
      (Quem quiser pode ir completando a lista)
      Obs.: Estou dando ao SIND ÚLTIma chance. Vamos aguardar mais um pouco. O momento não é para "precipitações". Afinal, NINGUÉM É PERFEITO. Caso continue SindiPato, vou me desfilar no ato.
      ESTEJAMOS ANTENADOS.
      Giuseppe Del Piso

      Excluir
  84. ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  85. Tudo é falado, nada sai do papel.Tá igualzinho o governo, só propaganda enganosa.
    E a tal carta para assinarmos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite amigos.

      Fico imaginando se você é realmente um dos nossos, pois referir-se dessa forma ao nosso amigo Euler é, no mínimo, imoral. Ele doa muito de seu tempo para nos manter atualizados. Investiga, desvenda sempre muito comprometido com a verdade e com a categoria. "A tal carta" sairá no momento oportuno e estou certa de que o Euler está muito empenhado.
      Amigo Euler, você é nosso herói, por tudo que representa para nós. Seu engajamento é emocionante.

      Izabel/Geografia

      Excluir
  86. "DAQUILO CASTRADO" SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++.

    MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  87. E a tal carta?? Vai ficar por isto mesmo?

    ResponderExcluir
  88. O silêncio do PT

    Já passa da hora de vermos a questão cubana além do limite da ótica ideológica.

    É visível o incômodo de setores, que se dizem democráticos, de reconhecer o autoritarismo do regime cubano, como se existissem duas Cubas: a real, que muitos preferem não enxergar, e a outra, da fantasia, que cada um constrói no seu imaginário como quer.

    Não podemos mais ver o país e o regime dinástico dos irmãos Castro como se a ilha fosse o último enclave da Guerra Fria. Precisamos, isso sim, mobilizar as melhores energias da nossa diplomacia e da comunidade internacional na direção da única realidade que, de fato, interessa: o povo cubano.

    São 11,2 milhões de pessoas submetidas ao cotidiano cruelmente caricato das cotas de alimentos, esse malfadado regime das cadernetas, a uma carência crônica, ao desabastecimento histórico, que desmentem, há muito, a fantasia do socialismo igualitário.

    Ao mal-estar econômico agrega-se o pior que uma sociedade pode vivenciar: a falta de horizonte para as novas gerações. A imensa maioria da população nasceu pós-Fidel e, portanto, desconhece o usufruto da palavra liberdade, o direito de ir e vir, de discutir, de recusar, de dissentir. "Me sinto como um refém sequestrado por alguém que não escuta nem dá explicações", diz a blogueira Yoani Sánchez, proibida pela 19ª vez de viajar a outros países.

    No entanto nem mesmo o isolamento forçado tem conseguido impedir que, pelas frestas da fortaleza do castrismo, infiltre-se a brisa que dá notícia aos cubanos da mais simples equação da vida política de uma nação: não há dignidade possível numa ditadura.

    Recordo o ainda nebuloso episódio do asilo-não-asilo aos boxeadores cubanos durante os Jogos Panamericanos do Rio, em 2007. Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara abandonaram a delegação, mas foram recambiados a Cuba pelo governo do PT. Lá os atletas sofreram retaliações. E pensar que o Brasil é tão pródigo em acolher até mesmo criminosos comuns

    Os silêncios e os temas evitados na viagem da presidente Dilma a Cuba agridem as consciências democráticas. O mal disfarçado flerte com regimes fechados e totalitários, como o de Cuba e o do Irã, entre outros, expõe publicamente a tentação autoritária que o PT tenta dissimular e que, no entanto, parece estar inscrito no DNA do partido.

    A ambiguidade explode em episódios como este. Quem no passado foi perseguida por defender ideias, deveria identificar-se com os perseguidos de hoje, e não sentir-se tão confortavelmente à vontade ao lado de dirigentes de um país onde não há resíduo de democracia há mais de meio século.

    Volto a Yoani: "Dilma foi a Cuba com a carteira aberta e os olhos fechados". Foi pouco.

    Aécio Neves
    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/24279-o-silencio-do-pt.shtml

    E VOCE AÉCIO? DEPOIS DE ENCHER A PRÓPRIA CARTEIRA, FECHOU OS OLHOS PARA A EDUCAÇÃO MINEIRA! SEU SILÊNCIO É MAIS CRIMINOSO DO QUE O DE DILMA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Êta discursozinho fajuto esse do senador pelo Rio de Janeiro. Até parece que ele tem alguma real preocupação com o povo cubano ou com qualquer outro povo. Nós, mineiros, é que sabemos o quanto ele se preocupa com a população pobre e com a liberdade de imprensa e de opinião. Em oito anos de governo não permitiu que se fizesse uma única crítica na subserviente mídia mineira. E o que dizer das duas últimas greves dos profissionais da Educação, que somadas dão 159 dias, ou quase meio ano de greve, por conta da política de destruição da nossa carreira e do não pagamento do piso pelo governo que ele montou? Ele foi incapaz de dar uma única opinião sobre o assunto, ou de contribuir para buscar uma solução. Nada. E olha que o assunto é de vital importância para o presente e para o futuro de milhões de pessoas. Mas, dar palpite sobre o regime político em Cuba para agradar a direita fascista nacional e internacional, a isso ele se presta. Deveria criticar o embargo comercial imposto pelos EUA, criminoso, isso sim, responsável pela manutenção da miséria relativa em Cuba e até mesmo pela demora em ampliar os espaços democráticos. Não defendo o regime cubano - ou qualquer outra ditadura, travestida ou não de democracia -, mas não vejo estatura moral por parte deste senador para criticar qualquer governo, seja no Brasil ou em outros países.

      Excluir
    2. Em Minas o silêncio é comprado com verbas públicas para a publicidade de um governo DITADOR.

      Em Minas o silêncio é coagido com a demissão de jornalistas que se dispõe a relatar a verdade dos fatos.

      Em Minas os direitos humanos são trocados por um MPE serviçal.

      Em Minas o ficha imunda Danilo de Castro manipula o governo Estadual.

      Em Minas os professores são tratados como DESPESAS A SEREM CONTIDAS.

      Fica esperto Aécio Neves e deixe de ser demagogo.

      Seu projeto político é acabar com o Brasil em nome de uma vaidade e orgulho próprio.

      Quando os tucanos estiveram no poder nada fizeram e agora vem com esta conversinha mole.

      Ninguém está interessado em mentiras.
      MUITO MENOS OS PAULISTAS.
      Todos que leem "seus" textos e entendem um pouco sabem que é MENTIRA.

      Quem nada entende, nem sabem o que você escreveu.

      Vocês estão andando em círculos, mais perdidos que cego em tiroteio e não vão chegar a lugar nenhum.

      GRAÇAS A DEUS.

      Excluir
    3. CNJ, PRECISAMOS DE INTERVENÇÃO NA DITADURA MAFIOSA QUE SE INSTALOU EM MINAS GERAIS.

      Excluir
    4. Demagogia.
      Demagogia.
      Demagogia.
      Demagogia.
      Demagogia.
      .
      .
      .

      Excluir
    5. MEU COMENTÁRIO SOBRE O "discurso" do
      "SEM A DOR" (do povo), o Mineirim Zé Carioca AÉTICO NEVER:
      - Gente, gente, trata-se do
      "PORCO FALANDO DO TOUCINHO".
      É MISTER QUE O SER HUMANO SAIA DESSA "gordura subcutânea".
      (Ditadura X Ditadura). Será que em 2100 teremos tomado CONSCIÊNCIA de alguma coisa???
      Por essas e por outras não é de se estranhar
      que os PROFESSORES, a EDUCAÇÃO estejam hibernando na LAMA até hoje. Reflitam, por gentileza. E ainda há Sindicatos que procuram mais LAMAS ... em Araxá.
      Hum ... acho que já assisti a esTe filme:
      "E ASSIM CAMINHA A DESUMANIDADE"
      (Monstro Adamus)

      Excluir
  89. HÁ DINHEIRO PARA TUDO MENOS PARA OS PROFESSORES!

    EDITORIAIS

    editoriais@uol.com.br

    Pedagogia da licitação

    Centenas de milhares de tablets para professores e estudantes não vão resolver as graves deficiências da educação pública no Brasil

    Talvez em breve materiais educativos inseridos nos computadores do tipo tablet substituam livros didáticos, adicionando recursos de que o papel não pode dispor.

    Talvez a tecnologia dos tablets já ofereça possibilidades de incrementar o aprendizado -países que educam suas crianças de modo competente testam com parcimônia o potencial do instrumento.

    O governo federal brasileiro, de seu lado, financia a compra de livros didáticos de má qualidade. Dos municípios à União, governos administram redes de ensino ineptas. Mas o governo federal e os de alguns Estados preferem adquirir tablets às centenas de milhares.

    Na realidade, o governo federal nem sabe o que fazer dos 900 mil aparelhos que acaba de adquirir. Como relatou esta Folha, num dia os equipamentos seriam distribuídos a estudantes. Noutro, a professores. Com qual finalidade?

    Em tese, segundo diretrizes do programa Um Computador por Aluno, criar núcleos experimentais que servirão de base para a difusão da tecnologia nas escolas.

    O pouco que se sabe a respeito do uso de laptops já bancados pelo governo comprova os temores de desperdício e falta de rumo do projeto: falta conexão de qualidade à rede, metade dos aparelhos foi abandonada, não há apoio técnico.

    Mais relevante é o contraste entre a avidez com a qual o governo se entrega à pedagogia da licitação e a letargia no enfrentamento de problemas elementares. Faz-se tanto demagogia quanto propaganda de (suposta) modernização. A publicidade custosa ocupa o lugar do árduo trabalho de reformar, de fato, a educação brasileira.

    Educação básica é atribuição de Estados e municípios; o Brasil é uma federação imensa. É, de fato, tarefa complexa coordenar um programa que envolve tantos problemas políticos, interessados e dezenas de milhões de estudantes.

    Ainda assim, caberia ao Ministério da Educação liderar o esforço.

    O que se faz para rever os currículos de modo a adequá-los às realidades das crianças de hoje? Ou para melhorar os materiais didáticos o bastante para minorar tanto as deficiências de um professorado mal formado quanto as das crianças, a maioria das quais vêm de famílias de baixa formação escolar?

    Em que estado estão creches e escolas infantis, essenciais para uma escolarização posterior mais eficiente das crianças pobres? O que tem feito o governo federal para lidar com o problema da falta de professores qualificados, em especial de matemática e ciências?

    Sem providências críveis para tais problemas, compras de equipamentos serão apenas maquiagem para encobrir a inépcia e o descaso com a educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Investem em tecnologias sem planejamento algum.

      Nada investem nos professores.

      Excluir
  90. REPASSAR , CASO VOCÊ CONCORDE

    Peço a cada destinatário para encaminhar este e-mail a um mínimo de vinte pessoas em sua lista de endereços e pedir a cada um deles para fazer o mesmo.
    Em três dias, a maioria das pessoas no Brasil terá esta mensagem. Esta é uma idéia que realmente deve ser considerada e repassada para o Povo.



    Lei de Reforma do Congresso de 2011



    (emenda da Constituição)



    Lei de Reforma do Congresso de 2011 (emenda da Constituição do Brasil)

    1. O congressista será assalariado somente durante o mandato. E não terá aposentadoria proveniente somente pelo mandato.



    2. O Congresso contribui para o INSS. Todo a contribuição (passada, presente e futura) para o fundo atual de aposentadoria do Congresso passará para o regime do INSS imediatamente. O Congresso participa dos benefícios dentro do regime do INSS exatamente como todos outros brasileiros. O fundo de aposentadoria não pode ser usado para qualquer outra finalidade.

    3. Congresso deve pagar seu plano de aposentadoria, assim como todos os brasileiros.

    4. Congresso deixa de votar seu próprio aumento de salário.


    5. Congresso perde seu seguro atual de saúde e participa do mesmo sistema de saúde do povo brasileiro.

    6. Congresso deve igualmente cumprir todas as leis que impõem ao povo brasileiro.

    7. Servir no Congresso é uma honra, não uma carreira. Parlamentares devem servir os seus termos (não mais de 2), depois ir para casa e procurar emprego. Ex-congressista não pode ser um lobista.

    Se cada pessoa repassar esta mensagem para um mínimo de vinte pessoas, em três dias a maioria das pessoas no Brasil receberá esta mensagem.

    A hora para esta emenda na Constituição é AGORA.

    É ASSIM QUE PODEMOS CONSERTAR O CONGRESSO.


    Se você concorda com o exposto, REPASSE, Se não, basta apagar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu mandei para todos os meus contatos.

      Excluir
  91. MG ONDE OS PROFESSORES GANHAM O PIOR SALÁRIO!??
    POIS VEJA:

    Pasme, leitor!
    Qual é a proporção do superávit comercial de Minas em relação ao do Brasil? Pasmem os leitores: o percentual chegou a 95,3% em 2011. Isso mesmo, quase 100%. O país obteve em sua balança de exportações/importações um saldo positivo de US$ 29,7 bilhões. E Minas, US$ 28,3 bilhões. Os números do saldo comercial dizem que, nas relações de venda e compra com o mundo, Minas está lucrando sozinha quase o mesmo que o Brasil todo. Também dizem que o Estado tem hoje um peso gigantesco na acumulação de reservas e, portanto, na estabilidade econômica do país.

    http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=17726

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não tem dinheiro para pagar ao professor! Colocam como desculpas a crise econômica na Europa e nos Estados Unidos.

      Excluir
  92. Recebi por e-mail e estou reproduzindo a seguir:

    "Boa tarde!!

    O objetivo do e-mail é divulgar para todo Brasil mais uma barbaridade do Governador de Minas Gerais na Escola Estadual "Pedro Roberto de Menezes no distrito de Silva Campos,município de Pompéu - MG. Pois nós os professores estamos preocupados com a resolução nº2018 de 6 de janeiro de 2012. Na referida resolução o Governador estabelece que as turmas dos anos iniciais do Ensino Fundamental funcione com um número superior a 25 alunos. Já as turmas dos anos finais mínimo 35 alunos. Para formar 2 turmas de uma mesma série precisará de 35 alunos + 35 +18.

    Nas escola da zona urbana acontecerá uma superlotação das turmas. Lá em Silva Campos, a situação será a seguinte: As turmas serão multiseriadas 1ºano e 2ºano das séries iniciais na mesma turma com um único professor. 3º e 5º também serão juntos, 6º e 7º, 8º e 9º.

    E o que é mais grave ainda com a multiseriação os professores ficarão excedente e não poderão ser removidos para Pompéu porque o distrito é considerado outra localidade, ou seja, os mais prejudicados serão os alunos,pois, enquanto um professor ficará com duas turmas ao mesmo tempo, seu colega excedente estará a disposição da escola para realizar outra atividade, uma vez que a maioria dos profissionais são efetivos através de concurso público ou efetivados pela lei 100.

    Outro detalhe, com a redução de turmas a escola perderá vários funcionários tais como ajudantes de serviços gerais, pedagogo, vice-diretor,bibliotecária e secretária que são contratados.

    Portanto, a escola que existe a mais de 80 anos e foi recentemente reformada sempre funcionou com turmas reduzidas e corre o risco de fechar as portas, pois a qualidade do ensino será totalmente comprometida o que pode gerar a transferência geral dos alunos que visam uma educação de qualidade conforme é propagado pelo governador.

    Peço que nos ajude! Pois estamos apenas começando uma batalha em prol de uma educação de qualidade e não de quantidade! Estamos dispostos a lutar por esta causa !
    Obrigada!"

    ResponderExcluir
  93. CHARLOTTE SE IRRITA COM A LETRA J:

    AnônimoFeb 6, 2012 05:42 AM: preste atenção, MAGISTÉRIO É COM "G" E NÃO COM "j"... magistério vem do latim MAGISTE!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MAGISTÉRIO se origina do LATIM: MagisteR,MAGISTRA (Professor,Professora). Um cognato, por exemplo: tive uma idéia MAGISTRAL.
      Quiçá o nobre colega esteja com TÉDIO de GIZ : "majistédio", "magistédio", "majistério" ou algo que o valha.
      (postado por ANONIMUS da Faculdade de Ciências Ocultas e Letras Apagadas)
      SIMPLES LEMBRETE:
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!

      Excluir
  94. SOS MG! O QUE ESTÁ RUIM FICOU PIOR!
    SE COM TURMAS SERIADAS A EDUCAÇÃO JÁ É UM FRACASSO IMAGINE COMO FICARÁ COM TURMAS MULTISSERIADAS E SUPER LOTADAS?
    ACIONAR O MP E A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA É URGENTE!
    O GOVERNO NÃO PODE CONTINUAR COM TANTO DESMANDOS!

    ResponderExcluir
  95. Caros Colegas, pelo e-mail exposto, vemos que a Educação mineira vai parar no brejo com essa política porca de educação. Vejam bem, querem economizar em cima de alunos e professores, vai ser uma baderna só. Isso tem que ser denunciado na mídia e os pais têm que tomar providências. Ele têm que reagir em favor de uma questão que está diretamente ligada aos filhos deles. Essa escola que já é um horror, ficará pior. Sem condições alguma de fazer um trabalho decente.

    ResponderExcluir
  96. Essas GAZELAS são malucas!!!

    ResponderExcluir
  97. "AnônimoFeb 6, 2012 06:22 AM

    E a tal carta?? Vai ficar por isto mesmo?"

    Comprem o jornal SUPER NOTÍCIA que tem uma excelente resposta.
    SIND-UTE COMEÇA A REAGIR...

    ResponderExcluir
  98. Essa resolução é coisa de gente que NUNCA PISOU NUMA SALA DE AULA e muito MENOS COLOCOU FILHO NA ESCOLA PÚBLICA, então o filho do que se dane.Aprendeu, aprendeu, não aprendeu não é problema do governo, é exatamente assim que pensam, por isso assim, agem! Temos que denunciar isso aos quatro cantos do Estado, encher a cabeça dos pais, fazê-los perturbar o diretor, o ou a Superintendende, inspetor, até chegar à SEE, só não pode dar trégua.

    ResponderExcluir
  99. AnônimoFeb 6, 2012 05:42 AM

    É muita pobreza de pessoas que se julgam educadores ficarem criticando determinados cursosO que realmente importa,é que,cursos à distância,é uma realidade no nosso meio,deixando muitos professores desmpregados.A pessoa pode estudar nas melhores universidades,porém, se o aluno não quiser,ele não vai aprender.Professores por favor,refaçam seus conceitos,tenham mais aceitação e respeito com o próximo,até porque, quem optou pelo majistério,de maneira geral,são pessoas que não tiveram ou não têm muitos recursos para fazer outros cursos.É preciso que se tenha mais humildade e vamos descer do pedestal.Edilson,Virgolândia.
    RESOSTA:
    A QUESTÃO É SER HONESTO E LEGAL. SE QUEREMOS SER RESPEITADOS TEMOS QUE AGIR NA MAIS ABSOLUTA LEGALIDADE E AO ACEITARMOS ARRANJOS MENTIROSOS ESTAMOS TÃO ILEGAIS QUANTO AOS QUE QUEREMOS JULGAR. CURSOS A DISTANCIA TEM QUE SERGUIR O RIGOR DA LEI. E O PROJETO VEREDAS NÃO É CURSO SUPERIOR, NÃO TEVE VESTIBULAR E ERA APENAS UMA ATUALIZAÇÃO NAS ESCOLAS DE ENSINO BASICO, EU TENHO O DIPLOMA DA PRIMEIRA FASE E JÁ ERA GRADUADA NO 3º GRAU. O VEREDAS SERVIU PARA ESCONDER BILHOES QUE FORAM INVESTIDOS PELO BANCO MUNDIAL NA EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS. CADA ATO DESSE TEM MUITOS BILHOES ATRAS. SÓ QUEM ESTUDA DE VERDADE É CAPACITADO PARA LER AS ENTRELINHAS, O CONTRARIO DESSA PREMISSA SÓ FAZ NASCEREM CORRUPTOS, CORRUPTORES E CORRUPTÍVEIS, PESSOAS QUE AGRADECEM O "FAVOR" RECEBIDO QUANDO SÃO CHAMADAS A RETRIBUÍ- LO. E ASSIM ASSISTIMOS AS PROPAGANDAS FALANDO QUE FALAMOS INVERDADES E TANTOS ESTÃO CALADINHOS RECEBENDO OS LOUROS DA VITÓRIA DO SUBSÍDIO DOIS OU SEJA , OS PARABENS!!!!!!!!
    MORALIDADE JÁ.

    ResponderExcluir
  100. Só digo que quem quer respeito tem que respeitar e quem quer legalidade tem que legalizar. Nunca mais seremos respeitados enquanto esse tipo de coisa não for corrigida. Compraram a consciencia dos nossos colegas de classe dando- os presentes: curso superior e efetivação, ambos ILEGAIS. Isso sim, dividiu a classe.

    ResponderExcluir
  101. Anônimo das 06:22,você não percebeu que aqui sempre fica tudo por isto mesmo? Depois falam do sindicato.Preste atenção. Faça as contas e veja há quantos meses estamos lendo as mesmas lorotas ?Isto estressa qualquer um. FUI!!!

    ResponderExcluir
  102. O Aócio treme:

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com/2012/02/bomba-lista-de-furnas-perito-do-psdb-ja.html#.Ty2MOUXGDbI.twitter

    ResponderExcluir
  103. ENQUANTO EM MG OS PROFESSORES NÃO RECEBEM NEM O PISO MINIMO DE 1.187,00 OH! MISÉRIA!

    DIEESE SALÁRIO MINIMO = R$2.398,82

    O brasileiro precisaria de um salário mínimo no valor de R$ 2.398,82 em janeiro, para conseguir arcar com suas despesas básicas, de acordo com dados divulgados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) nesta segunda-feira (6).

    A entidade verificou que são necessárias 3,86 vezes o valor do salário mínimo vigente na data para suprir as demandas do trabalhador. O cálculo foi feito com base no mínimo de R$ 622, em vigor desde o mês passado.

    Em dezembro, o valor necessário para suprir as necessidades mínimas do trabalhador era de R$ 2.329,35, sendo 4,27 vezes maior que o salário mínimo vigente naquele mês, que era de R$ 545.

    O salário mínimo necessário é o que segue o preceito constitucional de atender às necessidades vitais do cidadão e de sua família, como moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, sendo reajustado periodicamente para preservar o poder de compra.

    Cesta versus salário

    O comprometimento com os gastos da cesta básica alcançava, em média, 43,03% do salário mínimo em janeiro, após a dedução da parcela referente à Previdência Social, ante os 48,11% necessários em dezembro de 2011. No mesmo período de 2011, o percentual comprometido era de 48,11%.

    ResponderExcluir
  104. Por favor, alguém sabe me dizer quando a liminar que o Sindute conseguiu na justiça irá prevalecer na escola. Estou excedente, por isso preciso desta informação com a máxima urgência. Obrigada e abraço em todos.
    Simone - Juiz de Fora

    ResponderExcluir
  105. O FICHA IMUNDA "DAQUILO CASTRADO", MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO, MAIS SUJO QUE O RIBEIRÃO ARRUDAS.

    SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  106. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

    UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  107. aético never tu és um xarope! Tu nunca foste escritor. Este que escreve no teu lugar está bem na fita, não? A folha que é regiamente paga publica qualquer coisa. Até quando esta "sopa de letras" vai durar? Te manca. Ô cara chato!!!!!!

    ResponderExcluir
  108. Euler acessando seu blog apareceu uma mensagem dizendo q. ele estava bloqueado e por instantes não consegui o acesso. Em seguida outra mensagem dizia que foi muito fácil bloqueá-lo. O que é isto?

    ResponderExcluir
  109. Boa noite,colegas...
    Fatos desagradáveis vem acontecido na cidade do Congresso (Araxá):
    - designações de professores com sonoridade de NEPOTISMO
    - Vice-diretor que não cumprem carga horária (6 horas
    - falta de humanidade com os serviçais , etc...
    VERGONHA, ONDE ESTÁ A FISCALIZAÇÃO DA SRE DE UBERABA?

    ResponderExcluir
  110. No blog SEPLAG em REDE nada é esclarecido e sim encaminhado para à secretaria como se resolvesse alguma coisa.
    Tudo pra inglês, italiano, espanhol ler.
    Na secretaria a gente entra e sai do mesmo jeito,nada se resolve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a renatinha barata tonta se auto promovendo com dinheiro público.

      Incompetência pura.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  111. QUANDO OS PIORES INIMIGOS SÃO OS DA PRÓPRIA CLASSE

    Caros colegas professores,

    depois de algumas reflexões sobre nossa situação, chego a algumas conclusões quanto ao valor da educação e dos professores no Brasil e, em especial, em Minas Gerais, onde não parece haver justiça, moral e equidade por parte dos representantes do povo nos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário. Há de se mencionar também a apatia que tomou conta de muitos professores após nossa histórica derrocada pós-greve.

    De fato, minhas reflexões me levaram a fazer uma retrospectiva dos últimos 10 anos, que é meu tempo como professor estadual.

    Em todo esse tempo, experimentamos momentos difíceis, péssima qualidade nas condições de trabalho, achatamento salarial cada vez mais visível. Quanto entrei no estado, um professor em início de carreira ganhava aproximadamente 4 salários mínimos. Naquela época este valor era considerado muito pouco, mas a verdade é que nosso salário tinha um poder de compra muito maior do que hoje. Com o passar dos anos, o salário do professor foi se achatando cada vez mais e, hoje, temos este "maravilhoso" subsídio que, segundo o governo de Minas, é mais vantajoso para a classe. Pois é, conforme mostra meu contracheque, meu salário "maravilhoso" mal ultrapassa o valor de dois salários mínimos. E olha que tenho 10 anos de "carreira", com licenciatura plena, bacharelado e pós-graduação em universidade de qualidade.

    Após estas reflexões, tendo na bagagem uma honrada participação em todas as greves em todo o tempo que estou no estado e, muitas vezes, "brigando" com colegas que se recusam veementemente a aderirem ao nosso movimento de luta, chego à seguinte conclusão:

    o professor estadual de Minas Gerais realmente merece o salário que ganha, pois a maioria absoluta sempre se recusou a aderir às nossas greves, servindo de "pau mandado" do governo estadual. E agora então, após nossa vexatória derrota na última greve, a pouca unidade que a categoria estava conseguindo, se diluiu completamente. O contingente dos não-grevistas parece ter aumentado assustadoramente. Em todos os foros que participo, e também na minha escola, a palavra de ordem agora é não mais fazer greve, pois isso só nos causa aborrecimentos e retaliações. Estas pessoas cansadas de "apanhar" dos nossos políticos sanguessugas e "lesa-pátria" desistem do nosso mais legítimo instrumento de luta, que é a greve, e passam estranha e ingenuamente, a depositar suas fichas numa possível "virada de mesa" mágica por meio da "justiça", na expectativa de uma vitória que garantirá ao professor estadual o direito de reaver todas suas perdas durante anos, e também o pagamento do piso nacional.

    Entretanto, isso não passa de doce ilusão, pois esta "INjustiça" mineira é a mesma que sempre se posicionou contrária a qualquer mudança que pudesse elevar a qualidade da educação em Minas Gerais. Tanto é verdade, que foi justamente a partir de um decreto de um safado de um desembargador, que se iniciaram as mais pesadas retaliações ao professor estadual, culminando na decretação unilateral do "maravilhoso" subsídio, que joga na lata do lixo a carreira do professor estadual.

    Portanto, após todas estas considerações,num contexto em que não se pode confiar na honestidade da "justiça" deste país, particularmente, a de Minas Gerais; e também dada a apatia da categoria que, infelizmente se acha cada vez mais abatida, enfraquecida e desanimada para reagir, a coisa mais sensata a se fazer é deixar as coisas como estão.

    O governo estadual conseguiu o que mais queria: -enfraqueceu ainda mais nossa categoria, que nunca aderiu maciçamente a nenhum movimento grevista; - minou nossa vontade de reagir através de nosso direito legal e inalienável que é a greve.

    Assim, chego à conclusão de que o ditado chinês se faz cada vez presente: "cada povo tem o governo que merece"

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos
    Belo Horizonte - MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentário altamente contundente e realista do colega Raimundo Santos, cuja intenção foi calar a boca de tantos. Destarte, não há o que contestar; porquanto, parabenizo-o.
      A "desunião", fruto da "falta de informação" - SEMPRE ORQUESTRADA pelo próprio Estado - vem de priscas eras. Quem lecionou na década de 70 bem o sabe. Mas ... um pequeno detalhe:
      NA CLASSE MÉDICA UM NÃO APONTA O ERRO DO OUTRO.
      ("à demain", que eu vou em frente)
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      A ESPERANÇA NÃO ENCHE A PANÇA, mas é a ÚLTIMA QUE MORRE.
      (Giuseppe Del Piso)

      Excluir
  112. MG ONDE OS PROFESSORES GANHAM O PIOR SALÁRIO!??
    POIS VEJA:

    Pasme, leitor!
    Qual é a proporção do superávit comercial de Minas em relação ao do Brasil? Pasmem os leitores: o percentual chegou a 95,3% em 2011. Isso mesmo, quase 100%. O país obteve em sua balança de exportações/importações um saldo positivo de US$ 29,7 bilhões. E Minas, US$ 28,3 bilhões. Os números do saldo comercial dizem que, nas relações de venda e compra com o mundo, Minas está lucrando sozinha quase o mesmo que o Brasil todo. Também dizem que o Estado tem hoje um peso gigantesco na acumulação de reservas e, portanto, na estabilidade econômica do país.

    http://www.otempo.com.br/otempo/colunas/?IdColunaEdicao=17726

    ResponderExcluir
  113. EU, AQUI DO VALE DO JEQUI6 de fevereiro de 2012 21:11

    GRANDE EULER,
    VOCÊ JÁ CONHECE ESTE VÍDEO??
    SE JÁ ASSISTIU....
    http://www.youtube.com/watch?v=tzBc4vI22qA&feature=share
    VALEU TER LEMBRADO DE VOCÊ.
    BJ

    ResponderExcluir
  114. Em Minas os professores são tratados como DESPESAS A SEREM CONTIDAS.

    ResponderExcluir
  115. Em Minas os direitos humanos são trocados por um MPE serviçal.
    *** CEMITÉRIO PÚBLICO DAS ROÇAS GERAIS ***

    ResponderExcluir
  116. EXCELENTE COMENTÁRIO, GRANDE PROF. EULER. Parabéns. Muito maduro, muito sensato. Coisa de GENTE DO BEM. Fechado com chave de ouro no final. Realmente, esse "Aético" ... FAÇA-ME UM FAVOR ... Vai ser cara de pau lá na casa do ...
    (Anone Mato)

    Colegas, leiam o comentário novamente; vale a pena.

    """Êta discursozinho fajuto esse do senador pelo Rio de Janeiro. Até parece que ele tem alguma real preocupação com o povo cubano ou com qualquer outro povo. Nós, mineiros, é que sabemos o quanto ele se preocupa com a população pobre e com a liberdade de imprensa e de opinião. Em oito anos de governo não permitiu que se fizesse uma única crítica na subserviente mídia mineira. E o que dizer das duas últimas greves dos profissionais da Educação, que somadas dão 159 dias, ou quase meio ano de greve, por conta da política de destruição da nossa carreira e do não pagamento do piso pelo governo que ele montou? Ele foi incapaz de dar uma única opinião sobre o assunto, ou de contribuir para buscar uma solução. Nada. E olha que o assunto é de vital importância para o presente e para o futuro de milhões de pessoas. Mas, dar palpite sobre o regime político em Cuba para agradar a direita fascista nacional e internacional, a isso ele se presta. Deveria criticar o embargo comercial imposto pelos EUA, criminoso, isso sim, responsável pela manutenção da miséria relativa em Cuba e até mesmo pela demora em ampliar os espaços democráticos. Não defendo o regime cubano - ou qualquer outra ditadura, travestida ou não de democracia -, mas não vejo estatura moral por parte deste senador para criticar qualquer governo, seja no Brasil ou em outros países."""

    ResponderExcluir
  117. Duarte Bechir, tua hora vai chegar.
    Professores, não se esqueçam de dizer não a quem disse não aos professores.
    Duarte Bechir um dos 51 inimigos da educação.

    ResponderExcluir
  118. Charlotte,você está certa. desculpe-me.Foi um ato falho.Talvez o cansaço.Porém,creio que não seja MAGISTE e sim MAGISTER.Caso eu esteja errado,corrija-me para que eu repare o meu erro.Edilson,Virgolândia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, Edilson, de Virgolândia.
      Humilde, RACIONAL e contundente.
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      (Não nos esqueçamos da CLASSE MÉDICA)

      Excluir
  119. E a representação junto ao STF que você disse que estava elaborando? Cadê? Estamos esperando....

    ResponderExcluir
  120. colegas vamos concentrar no piso salarial, as outras questões devemos reclamar depois de conquistar o piso , que deveria já estar sendo cumprido. mas como estamos em mg temos que lutar para garantir o que é de direito. fazer o que. não podemos desanimar. depois vamos pedir igualdade entre escolar regular e as semi-presenciais, que não são fiscalizadas.
    ps: não podemos esquecer dos traidores, em especial dalmo Ribeiro

    ResponderExcluir
  121. Charlotte,você está certa. desculpe-me.Foi um ato falho.Talvez o cansaço.Porém,creio que não seja MAGISTE e sim MAGISTER.Caso eu esteja errado,corrija-me para que eu repare o meu erro.Edilson,Virgolândia.

    ResponderExcluir
  122. "AnônimoFeb 6, 2012 03:10 PM

    Para quem interessa saber:O formato do Projeto Veredas foi repassado a instituições de ensino privado, tamanho o seu valor e riqueza de conteúdo.Elogiado no país inteiro.
    Nenhum curso de pedagogia do país,pode ser comparado a ele, pela sua superioridade.Várias instituições de ensino o ministraram. As instituições federais (UFMG ,UFV , UFOP)e algumas particulares como exemplo a UNINCOR ,conseguiram o reconhecimento do MEC, antes mesmo da complementação do curso,dado a seu formato e implementação.
    Fiz veredas,especialização, fui PEB III e sou PEBII.
    O curso à distância atende a exigências da LDB.É um ENGODO legal,sabia?
    Faculdade não garante conhecimento a ninguém."
    ______________________XXXXXXXX_____________________
    DOU O MEU DIPLOMA DO VEREDAS A QUEM INTERESSAR, POIS ELE NADA MAIS É QUE O CONTEÚDO PROGRAMAÁTICO DA ANTIGA 1ª A 4ª SÉRIE DO 1º GRAU (LDB) E AINDA HOJE LIGUEI A UMA AMIGA QUE TAMBÉM O FEZ E FOI "DIPLOMADA" PARA PERGUNTAR SE VEREDAS ERA CURSO SUPERIOR E ELA, FORMADA PELO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO, FOI CATEGORICA AO RESPONDER COM UM SONORO NÃO. SE EU ESTENDER ESSA ENQUETE A VÁRIAS AMIGAS QUE PARTICIPARAM DA ATUALIZAÇÃO CURRICULAR PARA EXCLARECIMENTO DA LDB ELAS VÃO COMPROVAR O QUE EU DIGO. O SUBSÍDIO DEVE SER PARTIDO DO PRESSUPOSTO QUE TODOS SÃO "CURSO SUPERIOR" VEREDAS, POIS QUEM CHAMA AQUELA ATUALIZAÇÃO DO CURRICULO UNIFICADO DE 1ª A 4ª SERIE DE CURSO SUPERIOR MERECE RECEBER SUBSÍDIO MESMO. FALO DE CADEIRA PORQUE PARTICIPEI JUNTAMENTE COM VÁRIAS AMIGAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu eu não dou.Possuo curso superior. Fui PEB III, sou PEB II, graças a ele.Fiz monografia, não comprei.
      Na especialização pela UFSJ fiz monografia e apresentei a uma banca composta por Doutores.
      Se ele ainda não valeu nada pra você, deve haver algo errado com as exigências legais para a promoção por escolaridade na antiga carreira. Verifique colega!!!
      Para seu esclarecimento o PROJETO VEREDAS não foi a atualização do currículo unificado.
      Você está enganada.Não conhece o curso que fez?Aí eu concordo com você:Tem gente que merece mesmo o subsídio.
      Desfazer de um curso sério, ministrado por mestres e doutores, palestras de nível internacional(Fiz pela UNINCOR,particular respeitadíssima em todo o Brasil) sua nota no curso deve ter sido muito ruinzinha.

      Excluir
  123. Companheiros, a revista Isto é - deu uma reportagem sobre a preocupação do governador Geraldo Alckmin - em aparecer ou fazer visitas em lugares públicos, isto depois de consultar as redes sociais - vejam como é importante aquela onda, ou período em que os educadores promoveram caça ao governador - precisamos de manifestações mais precisas e de proximidade com a sociedade...

    ResponderExcluir
  124. LEIAM O BLOG DO EULER TODOS OS DIAS.
    A UNIÃO FAZ A FORÇA!

    ResponderExcluir
  125. CEMITÉRIO PÚBLICO DAS ROÇAS GERAIS:
    Vergonha INTERNACIONAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  126. PUTADO JOÃO LEITEIRO:
    um puxa-saco de plantão

    ResponderExcluir
  127. Mineirim Zé Carioca Aético Never:
    ORQUESTROU TUDO CONTRA OS PROFESSORES.
    "ardiloso" .....................................
    (Só quer popó, "pipi, non")

    ResponderExcluir
  128. DUARTE BEXIGA: Expoente maior dos 51 PUTADOS.
    URINOU NA CARA DOS PROFESSORES.
    Pagará por isso aqui mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

      UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  129. MÍDIA FÚTIL,
    como sempre ...
    SERVIÇO INÚTIL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "ESTRAGO DE MINAS"

      o grande jornal dos banheiros públicos.

      CREDIBILIDADE ZERO.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  130. ***Atenção:
    GREVE DA PM na Bahia – EXÉRCITO usou balas de borracha para conter protesto dos policiais. Salário: R$2.300 e uns quebrados, consoante informações da REDE LOBO.
    Enquanto isso... nós professores mineiros lutando desesperadamente por um PISO aquém da importância supracitada.
    ***ANESTESIA e seus 51 PUTADOS: pior GOVERNO de todos os tempos (e com RESPALDO do JÁ INTERNACIONALMENTE FAMOSO ...
    CEMITÉRIO PÚBLICO DAS ROÇAS GERAIS

    ResponderExcluir
  131. "Antigamente os cartazes nas ruas, com rostos de criminosos, ofereciam recompensas; hoje em dia, pedem votos".

    ResponderExcluir
  132. Em Minas os professores são tratados como
    DESPESAS A SEREM CONTIDAS.

    ResponderExcluir
  133. ANTÔNIO PUNHO ANESTESIA:
    Falsa Seriedade Mineira

    ResponderExcluir
  134. Euler,

    Precisamos urgente de uma carta direcionada aos pais.
    Temos que agir.

    ResponderExcluir
  135. Já nao ha mais o que dizer!

    ResponderExcluir
  136. COLEGAS, DESDE ONTEM ESTOU TENTANDO ACESSAR O PORTAL DO SERVIDOR COM A FINALIDADE DE IMPRIMIR O QUE INTERESSA PARA FAZER A RECLAMAÇÃO DO REPOSICIOMAMENTO. PORTANTO , O SITE NÃO RESPONDE. SERÁ QUE ISTO JÁ É UMA MANOBRA PARA QUE NÃO ENTREMOS COM RECLAMAÇÕES? ALGUÉM CONSEGUIU ENTRAR?

    ResponderExcluir
  137. PRECISO DAQUELE DOCUMENTO PARA FAZER IMPOSTO DE RENDA E NADA ATÉ AGORA.EU CONSEGUI ACESSAR O PORTAL HOJE.

    ResponderExcluir
  138. Euler, vc saberia me informar se aquele professor (da SRE de Caratinga)que fez uma representação junto ao MP contra a fusão de turmas obteve alguma resposta?
    Poderia postar esta informação aqui???
    Obrigada!!!!

    ResponderExcluir
  139. COMO ASSIM, ESTÁ EM TESTE?
    O GAROTO DA URCA,CONHECIDO COMO ZÉ CARIOCA, JÁ NÃO TEM EXPERIÊNCIA NO DNA?



    FHC diz que Aécio está 'em teste' e cobra atuação mais agressiva
    DE BRASÍLIA

    O comando do PSDB passou a cobrar, publicamente, uma atuação mais agressiva do senador Aécio Neves (MG).

    Potencial candidato do PSDB à Presidência, Aécio teme ser alvo do governo e defende que a candidatura ganhe corpo só após outubro.

    O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi o porta-voz dessa inquietação em artigo publicado domingo nos jornais "Estado de S. Paulo" e "O Globo".

    O texto lança dúvidas sobre a disposição de Aécio de correr riscos eleitorais. Segundo FHC, o mineiro "está em fase de teste".

    FHC irritou aliados do ex-governador José Serra ao afirmar que, na eleição de 2010, ele priorizou as pesquisas de opinião em detrimento de suas convicções.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/poder/24520-fhc-diz-que-aecio-esta-em-teste-e-cobra-atuacao-mais-agressiva.shtml

    ResponderExcluir
  140. Parabéns ao Sind UTE, pela publicação no jornal "SUPER NOTÍCIAS" de ontem.



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  141. sábado, 4 de fevereiro de 2012

    Bomba! Lista de Furnas: perito do PSDB já foi preso nos EUA por mentir sobre laudo.

    Em primeira-mão no Blog Os Amigos do Presidente Lula em 04/02/2012


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  142. (Tudo é falado, nada sai do papel.Tá igualzinho o governo, só propaganda enganosa.
    E a tal carta para assinarmos?)
    ________

    Puxa vida, cabe ao Euler fazer tudo?! Assim, vocês estressam o rapaz. Escreva sua própria carta, anônimo. E ainda vem com tom de desaforo. Eita mundão sem porteira...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  143. Hehehehe!Curso à distância??? - A quantos quilômetros???
    Tire a crase, meu povo.
    Abraços. Fui.

    ResponderExcluir
  144. E com relação a liminar, alguém sabe me informar? Quando vai ser publicada e se o governo pode ou não recorrer?

    ResponderExcluir
  145. BBB,

    PROSTTUIÇÃO NA TELEVISÃO.



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  146. O nosso maior problema é querer que tudo venha a nossas mãos. Nem ler e entender a gente não gosta, aliás, será que não gosta mesmo, ou não sabe ler e interpretar. Vamos parar de cobrar para que os outros façam alguma coisa para nós, vamos atrás, procuremos saber, vamos fazer acontecer. É muito fácil cobrar, mas aprender a ler e a escrever ninguém se dispõe. Chega de assinar atestado de incompetência. Isso para professor é o pior que possa acontecer, até porque o que estou ensinando em sala, certamente NADA, pois ninguém ensina o que não sabe. Pense nisso, a tchurminha que gosta de exigir. Cobre menos e faça mais

    ResponderExcluir
  147. Concordo, colega, depois vão dizer que a INCOMPETÊNCIA POR METRO QUADRADO que acomete a SEE se estendeu também para as escolas, aí, não. Deixa a burrice só para eles!

    ResponderExcluir
  148. PT Quem te viu, quem te vê

    BRASÍLIA - Na Bahia, o governador Jaques Wagner (PT) partiu para o confronto com policiais em greve, chamou o Exército e bateu o pé mesmo diante dos cadáveres que se amontoam por falta de segurança.

    Em Brasília, o governo federal comemora alegremente o sucesso dos leilões de privatização dos aeroportos da própria capital, de Guarulhos e de Campinas, com resultado de R$ 24,5 bilhões, bem acima das expectativas.

    Indaga-se: por que o PT condenou tão acidamente a repressão do governo do PFL-DEM a um movimento semelhante na Bahia em 2001? E por que não só criticou ferrenhamente as privatizações do governo FHC como as usou contra os adversários nas campanhas de 2002, 2006 e 2010?

    Ou as greves dos policiais na era DEM eram legítimas e na era PT passaram a ser ilegítimas, ou o PT tem um discurso na oposição e uma prática na situação. Ou... o PT mudou.

    Ou as privatizações eram ruins e agora são boas para o país, ou o PT de Lula e agora de Dilma aderiu ao vale-tudo eleitoral e mentiu, ironizou e foi sarcástico contra uma política que não apenas aprovava como agora aplica, feliz da vida.

    Durante três campanhas seguidas, o partido recorreu ao mesmo discurso, atribuindo aos adversários tucanos a intenção até de privatizar o BB, a CEF, a Petrobras e a mãe de todos os eleitores. Era o PT antiprivatização versus o PSDB privatizante, o PT patriótico versus o PSDB impatriótico.

    E agora, qual o discurso? Dilma e Lula deveriam pedir desculpas: ou mentiram aos eleitores ou estavam errados e agora reconhecem que greve de policiais era e é inadmissível e que a política de privatizações do governo adversário era e é correta. Suspeita-se que não vão fazer nem uma coisa nem outra. Vão deixar pra lá, como se nada tivesse acontecido.

    Moral da história: greve no governo dos outros é bom, mas no nosso não pode; privatização no governo dos outros é impatriótica, mas no nosso é um sucesso do patriotismo.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/24409-quem-te-viu-quem-te-ve.shtml

    ResponderExcluir
  149. ADESÃO

    Associações articulam greve nacional

    Associações de PMs de diversos Estados articulam uma paralisação nacional em março. O "apagão na segurança", como chamam a mobilização, visa pressionar a Câmara a colocar em pauta a PEC 300, proposta de emenda constitucional que unifica os pisos salariais dos PMs de todo o Brasil. A mobilização nacional cresceu nos últimos dias em solidariedade à situação na Bahia.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/cotidiano/24498-associacoes-articulam-greve-nacional.shtml

    ResponderExcluir