quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Desgovernadores de estado querem detonar a Lei do Piso... Com a conivência do governo federal. Que Republiqueta!



Do Facebook diretamente para o Blog do Euler: queremos o piso na carreira, senhor ministro do MEC, e não tablets ou espelhinhos; na outra imagem, nosso combatente Thiago, acorrentado de primeira hora, distribui panfleto sobre a verdadeira realidade da Educação em Minas, diferente daquela realidade apresentada pela atriz global.


Desgovernadores de estado querem detonar a Lei do Piso... Com a conivência do governo federal. Que Republiqueta!


No discurso oco desses políticos demagogos a Educação é a coisa mais importante do mundo. É a porta de saída da exclusão social de milhões de pessoas e a condição para o Brasil ingressar no time do chamado primeiro mundo. No discurso é assim: eles fazem malabarismo para tentar convencer ao mundo que estão preocupados com os de baixo. Na prática, é o oposto. São todos farinha do mesmo saco, a servir caninamente aos interesses dos de cima.

A novela do piso salarial dos educadores parece não ter fim. Primeiro demoraram 20 anos para aprovar a lei federal que instituíra, em 2008, a obrigatoriedade de se pagar o piso salarial enquanto vencimento básico implantado na carreira dos profissionais da Educação. Depois de aprovado o piso, uma mixaria de dois salários mínimos para uma jornada de até 40 horas, logo começaram a sabotar a sua aplicação. Do governo do ex-presidente Lula, que no dia seguinte à aprovação do piso quis alterar a regra de reajuste salarial anual para pior, passando pelos governadores de estado, que burlaram a aplicação da lei do piso, como aconteceu em Minas Gerais, de forma descarada.

Ninguém merece esta elite política serviçal dos interesses dos de cima! Agora, depois de não pagarem o piso na carreira, desobedecendo à lei federal e à decisão do STF - para que servem estas instituições: Legislativo e Judicário, afinal? -, e de burlarem a aplicação do piso, eles querem dar o golpe fatal. Querem alterar finalmente a regra de reajuste anual do nosso piso. Atualmente, o valor do piso deveria ser corrigido no mês de janeiro de cada ano pelo mesmo índice de reajuste do custo aluno ano, que em 2012 é de 22%.

Os desgovernadores de estado, incluindo o de Minas, obviamente, realizam cerrada campanha para que os deputados federais aprovem o projeto do governo Lula, que altera essa regra para pior, ou seja, para o índice do INPC, reduzindo o reajuste deste ano de 22% para 6,5%. Mais um golpe contra os trabalhadores da Educação.

Contribuindo com os desgovernadores de estado encontra-se o MEC, cujo cargo passou das mãos do falastrão ministro Haddad, que nada fez em favor da Educação básica em 8 anos de mandato, para o atual ministro Mercadante. Este, demagogicamente, já iniciou o mandato acenando com a distribuição de tablets para os professores do ensino médio. No Facebook, nossos colegas já criaram uma imagem mais ou menos com os seguintes dizeres: "Não queremos tablets, nem espelhinhos; queremos salários dignos!"

No caso do governo de Minas, essa empreitada para a redução do índice de reajuste tem até o mesmo sentido de auto-condenação, e deve ser usado nos autos da justiça contra o governo - isso se tivéssemos um bom escritório de advogados para nos representar. E por quê? Porque o governo fez campanha pública dizendo que paga até 85% a mais do que o piso salarial para os professores de Minas. Já provamos que isso não passa de propaganda enganosa. O governo de Minas paga remuneração total, e não piso, que é vencimento básico. Mas, ao cobrar a redução do índice para 6,5%, o governo de Minas confessa implicitamente que está mentindo para o povo mineiro e brasileiro. Se estivesse pagando de fato 85% a mais do que manda a lei do piso não precisaria se preocupar com os reajustes do piso nos próximos 5 ou 6 anos, pelo menos.

E para completar o quadro, a CNTE chama a greve de três dias com as palavras de ordem: "carreira, piso e 10% do PIB na Educação". Eu devo rir ou devo chorar, pessoal? Que piso? Que carreira? Em Minas e no Brasil já não existem mais piso e nem tampouco carreira, pois foram detonados pelos desgovernadores das três esferas de poder, com o conluio dos poderes judiciário e legislativo e a blindagem de uma mídia serviçal e vendida. Lembra-me do grande poeta mineiro:

"E agora, José?

(...)

Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?"

O piso e a carreira em Minas e no Brasil não há mais. E agora? Agora vamos ter que travar uma luta sem trégua contra os de cima e seus apoiadores, inclusive os que se apropriam das máquinas sindicais. Podem dizer o quanto quiserem que este blog está atacando o sindicato. Não atacamos a entidade enquanto tal, mas o rumo que eles deram ao longo dos anos ao nosso movimento. Fomos derrotados em função disso, dessa falta de autonomia da CUT, da CNTE e do próprio Sind-UTE, conduzidos, todos, pelo mesmo grupo político atrelado a interesses eleitorais, que sobrevive da distribuição de cargos, e assessorias e conselhos de estatais, para, no final, repartir com a burguesia o trabalho de gerenciamento da máquina de estado que massacra os trabalhadores.

O que fez o governo federal, nas mãos do PT nestes 10 anos à frente do Executivo em favor do ensino básico, dos profissionais da Educação? Dos tucanos e dos demos, já sabemos que eles nada fizeram e nada farão, porque são assumidamente neoliberais, querem privatizar até o ar que respiramos; querem entregar até a alma da mãe deles se puderem, para o demônio do capital. Mas, não me venham com essa estória de que com o PT é diferente, porque não é não. Pelo menos em relação ao ensino básico, que é aquele voltado para 50 milhões de estudantes, crianças, jovens e adultos, além de 3 milhões de educadores. O que eles pagam de juros de dívida interna, em benefício de poucas dezenas de famílias, daria para resolver os problemas da Educação, da Saúde pública e da moradia popular.

Por isso, temos que continuar firmes na nossa luta. Construindo uma unidade verdadeira, em cima das nossas bandeiras, dos interesses de classe, e não em cima de direções sindicais que nos envolvem no jogo sujo desta elite política que ensaia uma briga pública, mas dorme, come, e reparte entre si os saques que realiza contra os de baixo.

Vamos continuar lutando pelo piso na nossa carreira; pela devolução de tudo o que nos roubaram em 2011 com a redução salarial ilegal e imoral; pela autonomia sindical; e por uma verdadeira política de valorização dos educadores, como condição para que haja no Brasil um ensino público de qualidade. Vamos encher as caixas de e-mails desta elite que dirige o país e formar uma corrente nas redes sociais exigindo a manutenção do reajuste de 22% do piso para 2012, sem alteração da regra de reajuste anual; denunciar que Minas não paga o piso, e que a justiça e o MP Estadual estão se omitindo de cobrar a aplicação da lei federal. Exigir também do STF que ele termine logo com a novela da ADI 4167 e que exija que os governos cumpram a lei; exigir dos deputados federais que eles façam cumprir a lei federal que eles aprovaram. Ou então que assumam publicamente que estamos vivendo uma verdadeira farsa neste país. Exigir que a presidente Dilma honre o compromisso feito em campanha, de investir na valorização dos educadores. Estamos cansados de ser tratados com este descaso total, que tem como vítimas não apenas aos profissionais da Educação, mas principalmente a população de baixa renda, privada que está do direito constitucional ao ensino público universal e de qualidade.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

238 comentários:

  1. LEIAM ATENTAMENTE O QUE O JORNAL DO PCO (PARTIDO DA CAUSA OPERÁRIA) TEM A DIZER SOBRE A BUROCRACIA SINDICAL, A NOSSA DERROTA SUCESSIVA RESUME-SE NISSO.

    http://www.pco.org.br/conoticias/ler_materia.php?mat=34622

    ResponderExcluir
  2. Piso Nacional dos Professores
    Menos de R$4 mil é uma afronta aos professores e um descaso com a Educação

    Mais da metade dos governos estaduais não cumprem sequer a Lei que determina o piso miserável para os docentes que governo federal quer reajustar para cerca de R$ 1.450 e que burocracia sindical diz que deveria ser de R$ 1.937

    14 de janeiro de 2012

    Está para ser anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) – como uma das últimas medidas do ministro petista e pré-candidato à prefeito de São Paulo, Fernando Haddad - o valor oficial do novo Piso Salarial Nacional dos Professores do ensino para o ano de 2012.

    O piso criado pela Lei 11.738, em 2008, teve seu valor fixado no ano passado pelo governo federal em R$ 1.178, com o que o governo deixou de lado a norma legal que determinava que o mesmo fosse “atualizado, anualmente, no mês de janeiro, a partir do ano de 2009” sendo o reajuste calculado “utilizando-se o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente, nos termos da Lei no 11.494, de 20 de junho de 2007.”

    (Art. 5º.).

    Extraído do jornal do PCO.

    ResponderExcluir
  3. Golpes sucessivos contra a Lei e o valor do piso

    Se a lei tivesse sido cumprida o valor do piso deveria ter passado de R$ 950 (em 2008) para R$ 1.597, 87 – no ano passado – e ser reajustado, neste começo de ano para R$ 1.937,26; diante dos reajustes aplicados ao valor mínimo a ser aplicado por aluno do ensino fundamental, estabelecidos pelo governo. No entanto, o governo aplicou – com um amplo apoio de todos os governos estaduais – os sucessivos golpes de não reajustar o valor do piso em janeiro de 2009 e de aplicar aos seus valores anuais índices menores do que os estabelecidos na Lei. (veja tabela)



    ANO

    Índice Devido

    Índice aplicado pelo governo

    Valor do Piso fixado pelo MEC

    Valor de acordo com a Lei 11.738

    2008

    -

    -

    R$ 950,00

    R$ 950,00

    2009

    19,2%

    19,2%

    R$ 950,00

    R$ 1.132,40

    2010

    15,93%

    15,93%

    R$ 1.024,67

    R$ 1.312,85

    2011

    21,71%

    21,71%



    R$ 1.187,00

    R$ 1.597,87

    2012

    21,75%

    22,22%*

    R$ 1.450,75*

    R$ 1.937,26

    * Previsão



    O miserável valor de 2012 corresponde a uma previsão feita por órgãos técnicos do MEC, mas que ainda não foi anunciado oficialmente como piso diante da intensa campanha que os governos estaduais de todos os partidos vêm fazendo junto ao governo para que anuncie um valor ainda menor.

    Os orçamentos públicos da Educação de estados e municípios serão engordados em 2012, uma vez que no final de dezembro de 2011, o Ministério da Educação publicou a Portaria Interministerial nº 1.809 fixando o valor per capita de referência do Fundeb (anos iniciais do ensino fundamental urbano) em R$ 2.096,68 para este ano. Um reajuste de 22,22% em relação ao valor então vigente (de R$ 1.729,28). Isso apesar de que das verbas do Fundeb e demais receitas da Educação, 60% (no mínimo) devem ser gastas com despesas de pessoal, conforme a legislação.

    A política dos governos é clara. Diante da crise, querem reduzir o reajuste ou até mesmo deixar de pagar o piso dos professores para usarem uma parcela ainda maior das verbas destinadas à Educação para sustentar o ensino privado, desviar recursos para grandes empresas com negócios “educacionais” com o Estado e, obviamente, desviar recursos para outras empresas da “iniciativa privada” que parasitam o Estado, como os banqueiros e os grandes monopólios.

    A desvalorização do valor oficial do piso é apenas um dos muitos ataques contra a sua própria existência, depois que o mesmo foi fixado por um valor miserável abaixo do que já era pago pela maioria das redes públicas estaduais e muito longe do que seria o suficiente para garantir o atendimento das necessidades de um professor e de sua família. Graças a esta política e aos golpes seguintes do governo federal o valor que seria anunciado pelo MEC seria cerca de R$ 1.000 (ou 45%) menor que o valor que o DIEESE considera que deveria ser o salário mínimo nacional para que se cumpra o que estabelecido na Constituição Federal (Art.7º.). Ou seja, o governo do PT reluta em estabelecer como piso para os professores um valor que não é considerado suficiente nem mesmo para servir de piso para qualquer profissional sem qualquer qualificação profissional e que não é suficiente para suprir sequer as necessidades vitais como alimentação, moradia, transporte, saúde etc.

    Ao mesmo tempo, desde 2008, a maioria dos governos estaduais vem se recusando a pagar sequer o valor miserável do piso e, agora, se unem para – mais uma vez – impedir o seu reajuste na forma estabelecida na Lei.

    Extraído do jornal do PCO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem sombra de dúvidas, eis aqui um outro POST muito bom, muito esclarecedor, o extraído do jornal do PCO. Entretanto, causou-me espécie este trecho: "A política dos governos é clara. DIANE DA CRISE (Crise??? Que crise!!! Os de cima estão cada vez mais "gordos"!), querem reduzir o reajuste ou até mesmo deixar de pagar o piso dos professores para usarem uma parcela ainda maior das verbas destinadas à Educação para sustentar o ensino privado, desviar recursos para grandes empresas com negócios “educacionais” com o Estado e, obviamente, desviar recursos para outras empresas da “iniciativa privada” que parasitam o Estado, como os banqueiros e os grandes monopólios.

      Excluir
  4. A farsa da burocracia sindical

    Esta operação de rapina dos governos burgueses dos mais diversos partidos (do PT ao PSDB) – todos eles “defensores” da educação como prioridade nacional, só é possível diante da política de colaboração da burocracia sindical que comanda a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação e praticamente todos os sindicatos da categoria.

    Esta burocracia abriu mão de lutar por um piso que atendesse às necessidades do professor e de sua família, primeiramente, apoiando o piso miserável fixado em 2008/2009, de R$ 950, como uma “conquista”.

    Depois tratou de deixar que as lutas realizadas em todos os Estados para impor o valor do piso e pela reposição das perdas salariais dos trabalhadores da Educação ficassem isoladas e fossem derrotadas pelos governos inimigos da Educação, sem apresentar nenhuma proposta de unificação e tratando de quebrar cada uma das mobilizações.

    Agora, estas direções fazem um simulacro de campanha, burocrática e que não visa nenhuma mobilização dos professores e dos setores da população que poderiam ser decisivos nesta luta, como os estudantes e os trabalhadores cujos filhos dependem da escola pública. E colocando-se do lado do governo federal e dos demais, apresentam como proposta que o piso deve ser de apenas R$ 1.937,26;apontando que a tarefa do movimento sindical seria fazer campanha contra “a pressão de governadores e prefeitos contra o percentual de reajuste de 22,22%” o que seria a “grande, razão pela qual a categoria deve manter-se mobilizada para fazer valer esse direito retroativo ao mês de janeiro” (conforme sítio da CNTE, 12/01/2012). Ou seja, de fato a “luta” proposta pela burocracia é apenas um lobbie em apoio ao misero piso de R$ 1450 proposto pelo governo.

    Procurando evitar que a categoria até mesmo discuta uma proposta diante da miséria estabelecida pelos governos federal e estaduais e organize uma verdadeira mobilização nacional, a burocracia da CNTE (bem como dos sindicatos) aponta que “a luta pela plena e efetiva implantação do Piso é a pauta principal da Greve Nacional da Educação, que ocorrerá de 14 a 16 de março”. Com isto aponta sua disposição de repetir nestas datas as últimas “paralisações nacionais” (que em geral não paralisam nada) usadas nos últimos anos pelos mais diferentes setores da burocracia sindical, da esquerda e da direita, para impedir que haja uma verdadeira mobilização ou para encenar que esses “sindicalistas” estão defendendo reivindicações dos trabalhadores (na maioria das vezes, enquanto apóiam propostas abertamente patronais). Mais uma vez querem uma “jornada de luta” que, se depender da burocracia, não terá luta alguma.

    Extraído do jornal do PCO.

    ResponderExcluir
  5. Caros colegas professores,

    pode parecer repetitivo, entretanto, não nos resta outra alternativa senão execrarmos o sistema político e eleitoral brasileiro, pois é por causa dele que se vê em nosso país discrepâncias sociais tão revoltantes.

    O sistema político brasileiro se tornou covil de ladrões de todas espécies, com o aval dos poderes instituídos em nosso país: judiciário, legislativo e executivo, pois todos eles "são farinha do mesmo saco" sujo.

    A forma como as politicagens são feitas denuncia o círculo vicioso e viciado de nosso sistema político. E a cada nova eleição se inicia um novo ciclo de bandidagens e corrupção "juramentadas". E para que esse quadro permaneça o mesmo, a mídia corrupta se encarrega de vender as mentiras, as falsas promessas e a enganação de que votar é direito do cidadão, desta forma, perpetuando as mazelas de um sistema político podre, nefasto e corrupto.

    Uma olhadela na Assembléia Legislativa de Minas Gerais não nos deixa dúvidas quanto ao grande conchavo que se tornou a politicagem brasileira.

    O pluralismo partidário existe justamente para favorecer estas sanguessugas na aprovação de projetos nefastos e prejudiciais à sociedade. Um exemplo claro disso foi a aprovação do projeto que jogou na lata do lixo a carreira do professor estadual. Os politiqueiros, pertencentes a diferentes partidos políticos, votaram contra o professor para satisfazerem a vontade do governo de Minas Gerais.

    Importante ressaltar que estes parasitas sociais, pertencentes a diferentes partidos "hienas", votaram num projeto sobre o qual eles não tem o menor conhecimento. E mesmo alguns poucos deles que têm algum discernimento sobre o que significa a palavra Educação e sua importância social, também votaram assim mesmo, pois são "paus mandados" do governador e só farão tudo o que ele determinar.

    Portanto, neste quadro político em que vivemos, não nos resta outra alternativa senão execrarmos estes bandidos travestidos de políticos através no nosso "não-voto". Do contrário, estaremos fazendo o joguinho sujo deles que sempre usam a mídia para pregar mentiras sobre o direito do cidadão de votar. Entretanto, a cada nova eleição se perpetua o clubinho dos sujos neste grande curral eleitoral brasileiro, particularmente, mineiro.

    Portanto, nós professores, devemos, em primeira mão, execrarmos os 51 bandidos inimigos da educação, através de uma campanha sem precedentes na mídia informal, redes sociais, etc, para impedir que eles sejam reeleitos. E ao mesmo tempo, praticar nosso direito inalienável de protestar contra este sistema político através do voto nulo.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minhas congratulações, Prof. Raimundo Santos, pelo comentário acima. Excelente!
      Por isso volto a repetir:
      - LEIAM O BLOG DO EULER TODOS OS DIAS.

      Excluir
  6. Lutar por um piso de verdade, como uma mobilização real



    É preciso denunciar a política do conjunto dos governos burgueses de matar de fome os professores e demais trabalhadores da Educação e aprofundar a destruição do ensino público, em favor dos tubarões do ensino, banqueiros e demais capitalistas que se expressa, em primeiro lugar nos salários miseráveis pago aos professores. Desmascarar também a política de colaboração da burocracia sindical com este ataque.

    É preciso criar um verdadeiro movimento de luta pelo salário (piso salarial, redução da jornada, reposição das perdas, data-base etc.) e demais reivindicações dos professores deixando para trás a política de colaboração com o governo da burocracia sindical e impulsionar um movimento a partir das escolas e por meio da organização independente dos professores, sem submissão à burocracia sindical cada vez mais reacionária.

    Como se vê nas mobilizações que se realizam em nosso País e em todo o mundo, a participação da juventude estudantil é fundamental na luta contra a destruição do ensino público e, portanto, uma das questões chaves na etapa atual é mobilizar este setor ao lado dos professores e funcionários, além dos pais e toda a classe trabalhadora em defesa de um ensino público de qualidade.

    Para derrotar a burocracia e realizar uma mobilização de verdade é necessário começar pela defesa de um piso salarial que atenda às necessidades do professor e de sua família, que hoje não poderia ser de menos de R$ 4 mil por mês (R$ 20 por hora/aula).

    Junto com a reivindicação de um piso vital é necessário levantar a defesa da imediata redução da jornada de trabalho dos professores, começando pelo limite de 2/3 da jornada dos professores com atividades com alunos (e 1/3 de atividades extraclasses) que, mesmo estabelecido na mesma “lei do piso” (11.738/2008), não é cumprido pela maioria dos Estados, a começar por São Paulo, o estado mais rico da federação.


    Extraído do jornal do PCO.


    Rui Costa Pimenta estava certo, o PT é um partido que está sendo usado pela elite de então para frear e cooptar a base social, por isso o fracasso constante das negociações dos professores tendo a cooptação da burocracia sindical que está atrelada aos anseios dos grandes capitalistas.

    Toda a negociação da direção sindical mineira não avança e de uma maneira sutil ela parece seguir o receituário do próprio governo fingindo que o afronta para manter uma certa expectativa do professorado acalmando-o na hora em que os ânimos se tornam acirrados. Dá para se observar isso durante o período pós-greve e antes do final de 2011, em que o sindicato protelou de todas as formas a procura por um escritório jurídico que tentasse rever os direitos negados da categoria tanto assim que findou o prazo e o tribunal entrou em recesso de final de ano, e por outro lado não recorreu às propagandas televisivas para rebater às investidas do governo que estava desmoralizando a categoria, nem tampouco afim de esclarecer a população sobre as reais intenções do governo, resumidamente o sindicato deu tempo para o governo se armar.

    ResponderExcluir
  7. E a situação do efetivo prejudicado pela resolução 2018? Alguém tem notícia? Vai ficar assim?

    ResponderExcluir
  8. vamos comentar :


    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=195943,OTE&IdCanal=

    ResponderExcluir
  9. Nunca é demais relembrar.


    http://direitodoservidor.files.wordpress.com/2011/08/adi-4167-ntegra-direito-do-servidor-leonardo-carneiro.pdf

    ResponderExcluir
  10. NOSSO FOCO É O PISO, MAS É PRECISO DENUNCIAR
    COMEÇOU COM O AÓCIO E CONTINUA COM ANASTAHITLER

    A MORDAÇA IMPERA EM MINAS

    Publicado no Jornal OTEMPO em 16/02/2012

    MORDAÇA
    Governo proíbe polícia de divulgar dados sobre violência
    Para especialistas, população não se sente mais segura sendo enganada
    A cúpula da Polícia Militar proibiu os comandantes das 18 regiões da corporação em Minas de divulgarem à imprensa qualquer estatística que revele os índices de criminalidade no Estado.
    Sem tornar públicos os dados da violência desde janeiro de 2011, o governo decidiu que as informações só poderão ser fornecidas desde que "previamente analisadas" pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), que comanda a segurança pública em Minas. Apenas as ocorrências "não classificadas como violentas" poderão chegar ao conhecimento da sociedade, diz a ordem aos comandantes. (...)


    "MAQUIAGEM"
    Ocorrências são manipuladas
    Em vez de homicídio, encontro de cadáver. No lugar de tentativa de homicídio, lesão corporal ou disparo em via pública. É dessa forma, de acordo com entidades de classe e especialistas em segurança pública, que policiais militares estão sendo pressionados a preencher boletins de ocorrência, maquiando os fatos. O objetivo seria baixar os índices de criminalidade no Estado.

    A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) desmente as denúncias. Ontem, a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa discutiu as adulterações e aprovou requerimento para que o assunto seja abordado em uma audiência pública conjunta com a Comissão de Segurança Pública.

    "Os militares sofrem assédio moral há pelo menos três anos", afirma o coordenador de cidadania e direitos humanos da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares (Aspra-MG), Luiz Gonzaga Ribeiro. Segundo ele, a exigência para falsificar os boletins está criando "uma guerra" entre os níveis de comando da PM. "É a política de resultados a qualquer custo", denuncia.

    A Polícia Civil também tem sido coagida a contribuir para o "clima de aparente tranquilidade" no Estado, diz o ex-presidente da Associação dos Delegados de Minas Gerais Francisco Rabelo, 67, que se aposentou em outubro. "Quem dá alguma entrevista que desagrada ao governo é repreendido".

    Inconsistência. Além da suposta manipulação dos boletins, a proibição de que unidades da PM divulguem dados sobre crimes violentos, adotada no mês passado, faz Minas retroceder na prestação de contas sobre a criminalidade, na avaliação do secretário-executivo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), Renato Sérgio de Lima.

    Estudiosos da área dizem que a melhor maneira de mostrar que há controle sobre a segurança é dando publicidade e veracidade aos números. "Os fatos mostram que a Seds não consegue, de fato, gerenciar e governar o setor", critica o pesquisador Robson Sávio. (JT)

    ResponderExcluir
  11. DUPLIPENSAR PARTE 1

    DEMÉTRIO MAGNOLI - O Estado de S.Paulo
    A blogueira Yoani Sánchez, os aeroportos privatizados, os policiais amotinados - por três vezes, sucessivamente, o PT exercitou a arte da duplicidade, desfazendo com uma mão o que a outra acabara de fazer. Há mais que oportunismo na dissociação rotinizada entre o princípio da realidade e o imperativo da ideologia. A lacuna abissal entre um e outro sugere que, aos 32 anos, o maior partido do País alcançou um estado de equilíbrio sustentado sobre o rochedo da mentira.

    Peça número 1: O governo brasileiro concedeu visto de entrada a Yoani Sánchez, enviando um nítido sinal diplomático, mas Dilma Rousseff se negou a pronunciar em Havana umas poucas palavras cruciais sobre o direito de ir e vir, enquanto seus auxiliares reverenciavam o "direito" da ditadura castrista de controlar os movimentos dos cidadãos cubanos. A voz do PT emanou de fontes complementares, que pautaram as declarações presidenciais na ilha. Circundando a Declaração Universal dos Direitos Humanos, diversos tratados internacionais e a Constituição brasileira, o assessor de política externa Marco Aurélio Garcia qualificou como um "problema de Yoani" a obtenção da autorização de viagem. Ecoando o pretexto oficial castrista, a ministra Maria do Rosário (dos Direitos Humanos!) declarou que Cuba não viola os direitos humanos, mas é vítima de uma violação histórica, representada pelo embargo norte-americano.

    O alinhamento automático do PT à ditadura cubana revela extraordinária incapacidade de atualização doutrinária. A social-democracia europeia definiu sua relação com o princípio da liberdade política por meio de duas experiências históricas decisivas: a ruptura com os bolcheviques russos em 1917 e o confronto com a URSS de Stalin na hora do Pacto Germano-Soviético de 1939. O PT, contudo, não é um partido social-democrata. A sua inspiração tem raízes em outra experiência histórica, instilada no seu interior pelas correntes castristas que formam um dos três componentes originais do partido. Tal experiência é o "anti-imperialismo" da esquerda latino-americana, uma narrativa avessa ao princípio da liberdade política.

    Peça número 2: Contrariando o renitente alarido petista de condenação da "privataria tucana", o governo leiloou três aeroportos para a iniciativa privada, mas, ato contínuo, o PT regurgitou as sentenças ortodoxas que compõem um estribilho estatista reproduzido à exaustão. Uma nota partidária anunciou a continuidade da "disputa ideológica sobre as privatizações", enquanto o deputado Lindbergh Farias (PT-RJ) se enredava na gramática da hipocrisia para formular distinções arcanas entre "concessões" e "privatizações".

    A explicação corrente sobre essa dissonância radical entre palavras e atos aponta as motivações eleitorais de um partido que descobriu as vantagens utilitárias de demonizar adversários indisponíveis para defender a própria herança. Há, contudo, algo além disso, como insinua uma declaração do presidente petista Rui Falcão, que classificou os "adversários" do PSDB como "privatistas por convicção". O diagnóstico não faz justiça ao governo FHC, mas oferece pistas valiosas sobre a natureza de seu próprio partido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PT = ROUPA INVISÍVEL DO REI
      (Vocês se lembram desse continho?)

      Excluir
  12. DUPLIPENSAR parte 2


    O PT confusamente socialista das origens pouco se importava com o destino das empresas estatais, engrenagens do capitalismo nacional tardio erguido por Getúlio Vargas e aperfeiçoado por Ernesto Geisel. O partido só aderiu à ideia substituta do capitalismo de Estado após a queda do Muro de Berlim. No governo, aprendeu toda a lição: a rede de estatais configura um sistema de vasos comunicantes entre a elite política e a elite econômica, servindo ao interesse maior de perpetuação no poder e a uma miríade de interesses políticos e pecuniários menores. Os aeroportos foram privatizados para conjurar o espectro do fracasso da operação Copa do Mundo. Ao largo do território das convicções, sempre podem ser deflagradas novas privatizações: afinal, o partido antiprivatista tem como ícone José Dirceu, uma figura que prospera exercendo a função de intermediário entre o poder público e grandes grupos empresariais privados.

    Peça número 3: O governo reprimiu o movimento dos PMs da Bahia e o PT condenou os atos criminosos de suas lideranças, mas não caracterizou a greve de militares como motim, deixando entreaberta a vereda para voltar a surfar na onda de episódios similares em Estados governados pela oposição. Os precedentes são conhecidos. Em 1992, quando o pefelista ACM governava a Bahia, o atual governador petista, Jacques Wagner, solidarizou-se com os PMs grevistas. Nove anos depois, quando a Bahia era governada pelo também pefelista César Borges, foi a vez do deputado Nelson Pelegrino, hoje candidato do PT à prefeitura de Salvador, proclamar seu apoio à greve dos PMs baianos. Durante a greve parcial de PMs paulistas, em 2008, no governo "inimigo" de José Serra, o PT formou uma comissão parlamentar de defesa do movimento.

    A clamorosa duplicidade tem sua raiz profunda no papel desempenhado pelos sindicalistas do PT. A partidarização petista do movimento sindical moldou um corporativismo sui generis, que substitui os interesses da base sindical pelos do partido. No sindicalismo tradicional, tudo se deve subordinar às reivindicações de uma categoria. No sindicalismo petista, as reivindicações da base sindical devem funcionar como alavancas do projeto de poder do PT. Hoje, os PMs da Bahia são classificados como criminosos; amanhã, nas circunstâncias certas, PMs amotinados serão declarados trabalhadores comuns em busca de direitos legítimos.

    O pensamento duplo não é um acidente no percurso do PT, mas, desde que o partido alcançou os palácios, sua alma política genuína. A tensão entre princípios opostos é real, mas não explosiva. Num país em que a oposição renunciou ao dever de discutir ideias, o partido governista tem assegurado o privilégio de rotinizar a mentira.

    *SOCIÓLOGO, DOUTOR EM GEOGRAFIA HUMANA PELA USP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EXCELENTE COMENTÁRIO do SOCIÓLOGO acima!!!
      Em suma: PARTIDO A, B, C, D, E ... todos estão "de olho no CAPITAL"; "foda-se o ANIMAL RACIONAL".
      E ... "ASSIM CAMINHA A DESUMANIDADE".

      Excluir
  13. Colegas,

    A maquiagem impera há muito nesse Estado e nesse País, em todas as políticas públicas, para enganar trouxas.
    Todos os mecanismos atrelados ao sistema estão monitorados e manipulados a bel prazer pelo grupo psdebista que comanda o Estado, anastahitler é apenas um boneco de luxo, um fantoche nas mãos deles.
    Mas, quero relembrar que essa situação permanece graças ao PT que aliou-se ao PSDB para uma convergência de forças políticas a administrar BH. PIMENTEL: O traidor f.d.p. traiu os mineiros. Tinham eles enorme chance de brigar com o PSDB pelo executivo mineiro, mas desistiram e uniram-se ao Aócio. Perdemos o Estado e a Prefeitura. Que bela estratégia!
    Engolimos 2 candidaturas mal feitas de Hélio Costa tendo um petista de vice. Entregaram a prefeitura para o adversário. Em nome de que alianças? Não precisava de tanta aliança assim para eleger Dilma presidente.
    Chega de sermos manobrados para fins de interesses partidários/políticos.
    Quero um sindicato mais independente e autônomo em suas decisões.
    Não fomos atendidos nas nossas reivindicações!!!
    Não nos respeitam, vamos dar um basta nisso!
    E não venham com arrogância para cima de nós!
    Exigimos respeito!

    Tá falado!

    ResponderExcluir
  14. Euler concordo plenamente com vc fazer greve de três dias para favorecer a quem mesmo?CNTE, CUT, SINDIUTE?
    Chega estou cansada de perder. E de confiar em quem nos representa.
    Nem o contracheque aparece e olha fizemos 112 dias de greve e estou ainda repondo aulas.
    Espinosa MG

    ResponderExcluir
  15. Professores se revoltam com pressão de governadores para reduzir reajuste salarial

    14/2/2012 20:38, Por Redação - do Rio de Janeiro e Brasília
    137

    Governadores do Rio, Sérgio Cabral, de Minas, Anastasia, do Espírito Santo, Casagrande, do Ceará, Cid Gomes e da Bahia, Jaques Wagner, mobilizam-se para diminuir o reajuste para os professores
    A pressão dos governadores Sérgio Cabral (RJ), Antonio Anastasia (MG), , Renato Casagrande (ES), Cid Gomes (CE) e Jaques Wagner (BA) para que o presidente da Câmara, Marco Maia, determine o regime de urgência na votação do projeto de Lei que reduz o reajuste do piso nacional dos professores dos atuais 22%, este ano, para 6%, é um motivo a mais para que os trabalhadores da Educação parem, por tempo indeterminado, a partir da greve geral marcada entre os dias 14 e 16 de março. Maia confirmou a conversa com os cinco executivos estaduais, na véspera, durante a posse da presidenta da Petrobras, Maria das Graças Foster, mas adiantou que “uma coisa é a pressão dos governadores, outra é a matéria entrar na pauta do Plenário”, disse, por meio de sua assessoria.
    Ao tomar conhecimento da ação dos governadores junto ao Legislativo, o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Roberto Franklin de Leão, repudiou a atitude e avisou que “a greve nacional será o momento em que os professores irão enfrentar estes cinco inimigos da Educação”. O professor da Rede Oficial de Ensino de São Paulo acrescenta que a intenção dos dirigentes estaduais é “de romper um acordo feito no Senado”, que mantinha o reajuste da categoria nas bases definidas pela Lei 11.738, de 2008, assinada pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Educação, à época, Fernando Haddad, hoje candidato a prefeito do Município de São Paulo.
    Segundo Leão, os senadores mantiveram o parágrafo único do Artigo 5º, que prevê o reajuste dos professores segundo “o mesmo percentual de crescimento do valor anual mínimo por aluno referente aos anos iniciais do ensino fundamental urbano, definido nacionalmente”, segundo os critérios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB). Por este critério, o piso nacional seria reajustado em 22%, mas os governadores fluminense, mineiro, capixaba, cearense e baiano pressionam para que, na Câmara, este fator seja substituído pela variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o que reduziria a 6% a correção dos salários dos mais de 2 milhões de profissionais que atuam apenas no Ensino Básico.
    – Lamento profundamente que estes governadores se posicionem contra a valorização do Magistério. Eles se colocam no mesmo nível daqueles que interpuseram um recurso contra a legislação que visa reduzir injustiças históricas contra os professores. Mais lamentável, ainda, é a participação nesse grupo do governador da Bahia, Jaques Wagner, que acaba de enfrentar uma greve das forças de segurança. Ele contradiz tudo aquilo porque o Partido dos Trabalhadores sempre lutou. O mínimo que deveria fazer é se desligar desta legenda e procurar um partido neoliberal – afirmou Leão.


    http://correiodobrasil.com.br/professores-se-revoltam-com-pressao-de-governadores-para-reduzir-reajuste-salarial/379869/

    ResponderExcluir
  16. O que será que poderemos mais fazer? otra greve? acho difícil. Ações na justiça? Acho que o judiário desse país não é confiável.
    Este tipo de atitude por parte dos governantes é simplesmente uma derrota para uma profissão, não somente para os que estão atuando hoje, mas sim para os que um dia irão atuar, isso se alguém tiver coragem e disposição para tal. Estamos vendo uma profissão ser exterminada e cada dia mais extinta. Acho que somos um grupo que verá o fim da profissão.
    Falo isto porque em primeiro plano teremos a diminuição de pessoas mais capazes buscando essa carreira, portanto uma queda de qualidade dos profissionais. Depois até os menos capacitados perceberão que podem alcançar melhores salários e condições de trabalho e principalmente respeito em outras profissões. Aí o brasileiro terá dificuldade em encontrar quem queira atuar e quem queira receber miséria pra contruir cidadãos, e executar a magia de ensinar.
    A hora agora é de união, em torno de uma reviravolta neste caso. Não há o que se fazer em âmbito político no momento, mas em breve teremos eleições e que todos façam valer sua vontade política em buscar votar e canalizar votos para quem defende nossos interesses.

    ResponderExcluir
  17. NÃO SE ILUDAM PROFESSORES ESTAMOS VIVENDO NUM ESTADO DE DITADURA CIVIL, UM POUCO DIFERENTE DA DITADURA MILITAR DAS DÉCADAS DE 60 E 70.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo, você disse tudo o que eu venho dizendo há vários meses aqui no Blog do Euler.
      Eu vivi e sobrevivi a essas "ditas duras". Agora, com a "democradura" ... tudo como antes na casa de Abrantes. O povo brasileiro trocou 6 por MEIA DÚZIA.
      Parabéns!

      Excluir
  18. Euler e a carta ao STF, está pronta? Temos que ir à luta senão..... Temos que encaminhar esta representação ao STF breve. Aguardo notícias sobre a representação que você está elaborando.

    ResponderExcluir
  19. Relatório da OCDC - Publicado em 15/02/2012 (fragmento)...Outro dos fatores cruciais detectados pela OCDE é que os países com os melhores resultados nas provas trianuais sobre compreensão de texto, Matemática e Ciências Naturais são aqueles que mais investem em seus professores. Os docentes do ensino médio da Coreia do Sul e de Hong Kong, ambos com excelentes resultados nas provas Pisa, ganham "mais que o dobro do Produto Interno Bruto (PIB) per capita médio em seus respectivos países". "Em geral, os países que alcançam bons resultados no Pisa atraem os melhores estudantes à profissão de professores e lhes oferecem salários mais altos e um grande status profissional", indicou a OCDE. No entanto, essa organização precisou que essa relação entre professores e resultados não acontece entre os países menos ricos.
    Enquanto isso, em Brasília, o pseudo-professor juntamente com alguns vorazes políticos da mesmíssima laia fazem lobby para que os 22% não sejam aprovados. Assim não dá, definitivamente não dá!

    ResponderExcluir
  20. Beatriz Cerqueira disse...
    Ao anônimo que usou esta pastagem sobre o luto que estamos vivendo para falar sobre o subsidio,
    Acho que você e massa de manobra sim porque lê avaliações em outro blog, não aguarda a direção informar e já sai acusando, e manobrado por blog que faz disputa com a direção neste jogo maluco de vaidades em que se transformaram os blogs que deveriam ser um instrumento de comunicação e mobilização mas se transformaram em espaço de depreciação da direção do sindicato. Aptesentamos uma estratégia jurídica para tentar desmontar o subsidio, demonstrando que o estado não paga o Piso Salarial e isso foi apresentado e discutido no congresso, mas parece que a sua fonte de informações informou o que era conveniente e de modo distorcido. Se fosse para defendermos o subsidio não precisaria da greve que fizemos.Leia as resoluções do congresso disponíveis no site e verifique quem defendeu a negociação do subsidio. você e manobrado sim ao acreditar em teorias jurídicas construídas sem qualquer sustentação, para que o sindicato embarque nelas e tenha mais derrotas. Você não paga meu salário. Sou professora de carreira. Não venha fazer chantagem com desfiliacao, cade o escritório de advogados para defender as teorias construídas em blog? tenho atuado com coerência e procurado fazer a disputa com o governo do estado em todos os espaços. Se você e mesmo professor, procure se informar mais e não deixar que filtrem o que você deve saber através de blog que na minha opiniao tem prestado um grande serviço para o governo do estado. leia a petição de uma das ações que já ajuizamos para tirar suas próprias conclusões ou continue sendo manipulado por esta fogueira das vaidades em que se transformou as portagens em blogs sobre o nosso movimento. O Governo do estado deve estar se divertindo vendo tudo isso exposto para o mundo.

    15 de fevereiro de 2012 10:41

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beatriz, comunique-se mais!Às vezes, há necessidade de logo após falarmos, perguntarmos se o interlocutor entendeu, a fim de que não haja ruídos na comunicação. Há um bem comum entre o sindicato de os demais: um piso que precisa ser cumprido. Esta é a ferrenha luta na qual direta ou indiretamente estamos envolvidos. Há necessidade de consultorias específicas para o sindicato como as que o governo tem.Há mentes que ganham muito, mas muito bem para inventar resoluçòes, leis, e semelhantes para nos espoliar. O sindicato tem que colocar seu serviço de inteligência para encontrar alternativas mais eficazes. Começar ouvindo os educadores, as ruas, os blogueiros é bom sim, viu? é a a partir da voz dos que sofrem que a solução definitiva vem. A hora é: precisamos melhorar em quê?

      Excluir
    2. Colega, NOTA CEM MILHÕES para o seu comentário!
      Parabéns!

      Excluir
  21. NÓS PROFESSORES OS REAIS INTERESSADOS EM UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE ESTAMOS À MERCÊ DA SORTE. VALHA NOS DEUS!DÊ NOS DISCERNIMENTO, SABEDORIA PARA VENCERMOS O MAL. O MAL QUE DISCURSA BONITO, ANDA CHEIROSO, NÃO ABRE UMA PORTA, PORQUE HÁ UM CORDÃO DE PUXA-SACO PARA ABRIR OU TIRAR DA FRENTE DELES QUALQUER OBSTÁCULO. O MAL QUE MANIPULA, ESCONDE DADOS, TIRA ZERO E PÕE ZEROS PARA OS DADOS BATEREM DE ACORDO OS INTERESSES. DÁ NOS, Ó SOBERANO DEUS, O DISCERNIMENTO PARA VOTARMOS NO TEMPO PRÓPRIO, O INÍCIO DO FIM, INÍCIO PORQUE HÁ AINDA UM LONGO CAMINHO A PERCORRER, INÍCIO DO FIM DOS QUE AÍ, SE GABAM DE CUIDAR DO POVO, ENQUANTO O ESTRAÇALHA.

    ResponderExcluir
  22. O PT É UMA BAGAÇA, MAS O PSDB É UMA DESGRAÇA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PT E PSDB = FARINHA DO MESMO SACO.

      Sind UTE E GOVERNO DE MINAS = TUDO PELO PODER.


      Queremos somente a defesa exclusiva das nossas causas.

      Excluir
  23. Hoje estou terrivelmente deprimida. Devido a períodos de licença saúde,não pude ser avaliada e consequentemente não tive posicionamentos.Tenho Plena há 14 anos e Pós há 4 anos e sou TIIA.isto me revolta profundamente.23 anos de serviço e continuo A,não entendo. Mas,o problema hoje em ajustamento funcional fui intimada a tirar mais de 800 cópias daquela carta do governo para distribuir amanhã aos pais.Os professores estão revoltados,mas não sabem o que fazer.Vou ver amanhã.Acho que isto é ASSÉDIO MORAL.Cheguei a chorar enquanto xerografava aquela aberração.Estou tremendo até agora!

    ResponderExcluir
  24. Pois é o reizinho do mal com suas propagandas enganosas, onde não há nada que o detenha, continua pomposo e soberano e eu aqui na praça dando milho aos pombos. Acionar o procon não resolve pois a lei é o próprio reizinho do mal, continua saberano, pois, automaticamente reajustou o salário dos deputados, silenciosamente e não direi o percentual para que não fiquemos mais depressivos, mais posso-lhes adiantar nque o negócio foi gordo.

    ResponderExcluir
  25. SEMPRE PODE PIORAR COM ESSES CANALHAS. MEU DEUS, PARECE NÃO TER FIM ESSE MARTÍRIO. O QUE MAIS PODE ACONTECER? AGORA TEMOS QUE LUTAR PARA QUE O ÍNDICE NÃO MUDE. OS PROFESSORES DE MINAS QUE FIZERAM A GREVE DE 112 DIAS ESTÃO ARREBENTADOS.(E NEM CONSEGUIRAM O PISO)
    DESILUDIDOS E ACREDITAR EM MAIS NADA.
    O QUE SERÁ DE NÓS?????

    ResponderExcluir
  26. TODO DIA O POST É A MESMA COISA:
    REPETECO......
    REPETECO....
    REPETECO....
    MURO DAS LAMENTAÇÕES.....
    CASEI.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sai fora burguês!

      Excluir
    2. Casou? Não nos convidou? Com certeza não teve festa, senão não seria professor!
      Quer ler o blog do Euler não? Quem tá te obrigando!??
      Vade retro satanás!

      Excluir
    3. O blog caminha para 2.000.000 (DOIS MILHÕES) de visitas.

      ISTO É CREDIBILIDADE.

      Excluir
    4. Concordo!

      José Lino

      Excluir
    5. Casou? e porque não mudou pros quintos dos infernos. Gente como você não é bem vindo em nossos diálogos. Aqui só escreve gente politizada. Sai fora!!! ( cansei)

      Excluir
    6. CASOU-SE?
      Muito cuidado, então, pois
      casamento é o FIM DA CRIANCICE
      e o
      COMEÇO DA CRIANÇADA.
      Você não precisará de TERNO
      para ir para o INFERNO.

      Excluir
    7. Esse cara votou no Anastasia!

      Excluir
    8. Não é CASEI e sim C A N S E I >>>>

      As pessoas deveriam ler tudo que escreve.
      Como disse Jô Soares: brasileiro nãotem o hábito de ler o que escreve.

      Excluir
    9. Oh! Sim, sim! PARA FICAR MAIS CLARO:
      As pessoaS deveriaM ler tudo aquilo que elaS
      escreveM.
      NINGUÉM É PERFEITO! Ademais, o NOSSO PISO é o que nos interessa. Saiamos dessa.
      Força na luta!
      "A UNIÃO FAZ A FORÇA"
      (Anone Mato, da Faculdade de Ciências Ocultas e Letras Apagadas)

      Excluir
    10. Casou e cansou,né?

      Excluir
  27. Concordo em número, gênero e grau. O PT É UMA BAGAÇA, MAS O PSDB É UMA DESGRAÇA. ALGUÉM AÍ, DÁ UM TOQUE PARA O NEOLIBERAL JAQUES WAGNER SAIR DA MOITA. O LIVRO A REVOLUÇÃO DOS BICHOS CAI COMO UMA LUVA PARA O GOVERNADOR DA BAHIA. MELHOR AINDA LÊ-LO NO ORIGINAL EM INGLÊS.ANIMAL FARM. GENTE, DÁ UMA CONFERIDA.

    ResponderExcluir
  28. Olá Euler e blogueiros!

    [1]
    Essa história do tablet será a mesma do notebook. Se lembram? Desconheço professor que adquiriu a benesse prometida com preços bem baixinhos.

    [2]

    Até tú Jaques Wagner? Mas, você não é do partido da presidenta Dilma que prometeu durante a campanha valorizar o magistério? E agora CUT? E agora Bia?

    [3]
    Afinal, que destino darão no dinheiro do pré-sal? Lembro-me que uma fatia pomposa do bolo seria destinado à educação.

    [4]

    Perceberam a costura porca dos partidos políticos brasileiros? Não há, pois, direita e nem esquerda neste país. Há uma promiscuidade institucionalizada enquanto o farelo do pão é oferecido à população. PSDPRÊ/PETRALHAS/PSDÊ/PMDBESTA, unidos contra o PSPN. E ainda querem que eu acredite em escritório de advocacia renomado?

    [5]

    Quero ver a Bia, Paulo, Luiz e outros membros da direção com a logomarca do SINDUTE nas mãos pegando o microfone e esgoelando para o pátio vazio da ALMG. Vamos ver se vocês são "os bons" sem o apoio do NDG!

    Essa de que Governo está sorrindo com a divisão da categoria é o mesmo engodo de que votar nulo não é o ideal. Em São Paulo tentaram fazer o mesmo, mas por lá o "Trem da Alegria" caiu em 4 meses. Interessante é a falta de articulação dos sindicatos ligados a CUT. Sindicato forte exige concurso e não privilégios. Vocês endossaram a aberração da Lei 100 e agora quero ver como se sairão dessa. Ahhh, e não venha me dizer que sou da turma do chapéu hein! A divisão da categoria vem desde os tempos do Hilário e precipitou na direção da Bia, que, a rigor, também não quer largar o osso.

    Não sustente parasitas! Vote nulo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávio

      Concordo com voce mas discordo do voto nulo pq com urnas eletronicas quem garante que o voto sera mesmo nulo?
      Pode explicar?
      Ana C

      Excluir
    2. O Sind UTE, não precisa de NDG, para fazer greve.

      Excluir
    3. Discordo COM PLE TA MEN TE desse Flavio e me até preguiça de explicar porque...

      Excluir
    4. Flávio concordo contigo e assino em baixo, mas infelizmente será difícil de acontecer isso nesse nosso Brasil, pois a elite organizada sabedora das conjunções de forças que vão atuando toma as devidas providências para não perderem o STATUS QUO e permanecerem ainda no comando mantendo o povo brasileiro esperançoso. Confirma-se no imaginário brasileiro a mitologia da CAIXA DE PANDORA, sai da caixa todas mazelas possíveis, mas, no último instante a caixa foi fechada preservando intacta a ESPERANÇA. Morre o esperançoso e com ele a sua esperança por último.

      Na realidade histórica de Brasil nunca houve ROMPIMENTOS somente PERMANÊNCIAS, sendo assim nunca passamos por um processo revolucionário, no entanto, o que se propaga atualmente em termos de Brasil são as reformas que acontecem de modo a privilegiar as classes abastadas, tanto que é ela quem percebe o jogo e dá as cartas, conseguindo diante das divergências aglutinar diante de si idéias que possam uní-las e manter seus privilégios em dado momento controverso. Isso podemos perceber claramente através dos conchavos alinhavados entre os vários partidos que se aliam e fingem digladiar uns contra os outros, como no caso dos governantes de Minas Gerais, Bahia, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Ceará estão se unindo para romperem um pacto estabelecido em torno do reajuste do piso salarial do professor rebaixando-o em torno de 6,5%, além destes estados outros governadores torcem para que os 5 estados sejam exitosos, pois eles ainda não têm forças para enfrentarem as pressões internas nos seus redutos como a que acontece em São Paulo por exemplo onde os professores estão um pouco mais organizados possibilitando vitórias pontuais, assim como a própria sociedade civil organizada paulista consegue de uma certa maneira atuar sem ser de todo engolida.

      Não existe conjuntura no Brasil para um processo revolucionário.

      Excluir
  29. Superintendente de Pouso Alegre estamos confiando em seu trabalho.Os setores administrativos das escola não estão cumprindo horário. E tem inspetores acobertando.Cadê a ética profissional. Como exigir do professorado, sendo que os mesmos não cumprem. SOCORRRROOOO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí... dinovo chumbo grosso e divisão! Que merda anônimo! Vc já postou essa babaquice aqui... Vá reclamar na sua superintendência QUE OS ADMINISTRATIVOS DA "SUA ESCOLA" não cumprem horário! Esse blog aqui tem causas mais importantes para se preocupar! Na minha escola além do livro de ponto temos até PONTO ELETRÔNICO! Sabe o que é isso? Por isso, mais uma vez peço, chega de generalizar. Ooh Euler ajuda aí né?

      Gilda

      Excluir
    2. Minha filha ... paciência!
      Afinal, todos têm o direito de se desabafarem.
      E, ademais, este é o único espaço para os professores lavarem a alma.
      Compreendo a sua impaciência; mas ... agüente firme!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!

      Excluir
  30. PELO MENOS PODEMOS ESCREVER NESTE BLOG. MAS NÃO SE ILUDAM O PROJETO DE LEI DE EDUARDO AZEREDO SOBRE A IMPRENSA ESTÁ LÁ, NA FÉTIDA BRASÍLIA.POR SINAL ESTA CIDADE A CADA DIA ESTÁ MAIS DEGRADADA TANTO NA APARÊNCIA QUANTO NA MORAL.FIQUEI ASSUSTADA QUANDO DA ÚLTIMA VISITA ÀQUELE COVIL DE COBRAS.ERA PICHAÇÃO, SUJEIRA NOS PONTOS TURÍSTICOS, TRÂNSITO TRESLOUCADO. REVELAÇÃO LITERAL DO QUE SE PASSA DENTRO DAS CLASSES SOBERANAS DO EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS... nada pode ser totalmente ruim, de tudo o que perdemos tiramos uma lição... nos resta agora somente a esperança de construir uma nova luta. QUANDO VI OS GREGOS fazendo greve no ano passado devido aos problemas que vivem no pais, me convenci de que ainda não inventaram outra estratégia melhor do que a greve na luta por direitos. AQUELES FILOSOFOS AINDA INSPIRAM A LUTA, pelo menos la na Grécia... OUTRA REFLEXÃO QUE CABE A TODA A SOCIEDADE,É SE haverá professor no futuro, pois estou na rede pública de ensino há 20 anos e a cada ano se torna mais raro aparecer estagiários de qualquer área nas escolas... os dois que fizeram estágio comigo nos últimos cinco anos não seguiram carreira no magistério.Além disso cabe ressaltar que nem mesmo os alunos das escolas públicas se interessam pela profissão de professor. SE NEM OS ESTUDANTES DAS ESCOLAS PÚBLICAS QUEREM SER PROFESSORES, ACHO MELHOR PESQUISAR SE OS MARCIANOS ...

      Excluir
    2. CONTINUANDO... acho que a reflexão tem que passar por esse ãngulo de entendimento, além do risco de nos tornarmos profissionais em extinção, temos que empurrar esses dados com números, para a sociedade, afinal todos nós temos a perder. OUTRA COISA já que existe um movimento dos DESGOVERNADORES para APAGAR a lei do piso... talvez isso arraste outros estados para uma HONROSA,LONGA,E DERRADEIRA GREEEEVE NACIONAL, POIS AGORA SOMOS MAIS, MAIS E MAIS INDIGNADOS... ALÉM DE MG teremos outors aliados fortes na luta. A HORA É AGORA DE JUNTARMOS FORÇAS CONTRA ESSES DESGOVERNADORES, ACOOOOODA SINDUTE,CNTE, E DONA DILMA...

      Excluir
    3. Caros blogueiros, precisamos travar uma BATALHA de conscientização dos dramas vividos por todos nas escolas estaduais de MG.PARA ISSO TEMOS QUE VALORIZAR E USAR NOSSO MAIOR MEIO DE COMUNICAÇÃO- NOSSO ALUNO.Esse sindicato songa monga, não envia material para as escolas como deveria, mas em contrapartida a SEE o faz. TEMOS que divulgar esse blog em todas as escolas e fazer debates em sala de aula sobre o que lemos aqui, Temos que multiplicar os debates com os alunos e fazer deles elementos multiplicadores.So assim sacudiremos essa sociedade. Nosso aluno pode não assistir as propagandas do governo na rede BOBO, mas certamente eles estão na escola todos os dias e serão informados da realidade. ISSO É FATO NAS ESCOLAS ESTADUAIS;
      * Professores estressados
      * Professores doentes
      * Professores ausentes sem equilibrio emocional para trabalhar e até sem licença médica...
      * Professores substitutos sem conhecimento do funcionamento da escola, sem entender sobre as condições e necessidades de aprendizagem dos alunos
      * Falta de entrosamento para qualquer atividade na escola.
      * Alunos tratados apenas como número pela SEE.
      * Péssimas instalações físicas...
      * Ausência de bibliotecas e ou bibliotecárias...
      * A informática se resume a uma sala bonita com computadores do século passado, e na maioria dos casos nenhum profissional para atuar, E SO UM ELEFANTE BRANCO que aparece nas estatísticas.
      * Um número significativo de professores em desvio de funçâo tendo que se submeter a trabalhar em qualquer departamento que não seja
      diretamente com aluno.
      * E o coitado do aluno, filho de um cidadão que é também um contribuite, jogado nessa ARENA onde falta tudo, inclusive a informação dos verdadeiros fatos. É HORA DE MUDARMOS TUDO ISSO. PARA ASSIM MINAS AVANÇAR DE VERDADE, MAS AVANÇAR COM CIDADANIA E CONSCIENCIA POLÍTICA. NOS TEMOS A FACA E O QUEIJO É SO APROVEITAR.

      Excluir
    4. ATENÇÃO, colegas:
      fiquemos ANTENADOS com relação ao
      PROJETO DE LEI do ex-Desgovernador
      EDUARDO AZARADO. "Já estão INCOMODADOS com os BLOGS", INTERNET e por aí vai. Aliás ... é bom que se diga: professor não pode FALAR, ESCREVER e, quiçá, num futuro não muito distante, nem VIVER.
      Fiquemos ANTENADOS.
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!

      Excluir
  31. Flávio concordo com você .Gostei de sua colocação.Vamos ver quem aqui em Minas irá fazer os 03 dias de greve.Desta vez a coisa vai ser diferente.Que façam eles.Eu não páro um dia .Não faço mais uma greve com tudo isso acontecendo.Teremos que começar a propagar o voto nulo desde agora para as eleiões municipais este ano.Vamos mostrar a estes canalhas, ladrões, assassinos indiretos, marginais, safados, calhordas, quem somos nós.Enquanto passamos por todos os massacres, eles aumentam seus próprios salários na calada da noite e riem dos de baixo.Meu voto eles nunca mais o terão.

    ResponderExcluir
  32. O TJMG FICOU NUM MATO SEM CACHORRO QUANDO DEI LIMINAR FAVORÁVEL AO SUNDETE, ELE VOLTOU ATRAZ PORQUE MEXEU COM ARGUMENTOS DA LEI 100.

    COMPLEXO DEMAIS, O PROBLEMA NÃO É DERRUBAR A LEI 100, É PAGAR INSS E OS SERVIDORES, QUE TERÃO QUE SER IDENIZADOS COMO SE FOSSEM CONTRATADOS CLT FUNDO GARANTIA, ETC..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aurélio diz:

      atraz -atrás

      Excluir
    2. Só que tem uma coisa meu caro qualquer efetivo que for prejudicado por uma resolução expedida pelo governo dando amparo ao servidor efetivado em detrimento do efetivo deve recorrer ao Tribunal de Justiça para reaver o seu direito e ainda pedir a anulação ou impedimento do acesso ao cargo ficando o mesmo vago disponível para designação até o desenrolar do embróglio. O judiciário não tem como negar tal pedido que será feito pelo advogado do servidor prejudicado.

      Esclareçam-se turma e vamos à luta!

      Excluir
  33. ASSISTAM AO SHOW DE HORROR DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE MG: JOÃO FRANGUEIRO LEITE, BONIFÁCIL MOURÃO E OUTROS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO ESTÃO APELANDO, ESTÃO DESESPERADOS PARA DEFENDER O DESGOVERNO DE MG.ATÉ A ATRIZ FALA--BELA-MENTIROSA FOI ALVO DE DEFESA.
    APESAR DE TUDO O ROGÉRIO CORREIA AINDA CONTINUA LEVANDO O ASSUNTO DA EDUCAÇÃO AO PLENÁRIO PARA O DESESPERO DO ANASTASIA E A SUA CORJA...

    ResponderExcluir
  34. alguém tem notícias sobre as férias -premio ?

    ResponderExcluir
  35. Nossa tarefa é acabar, detonar o PSDB em todas as Minas Gerais, pensem nisso.

    ResponderExcluir
  36. ***Gostei demais deste POST de hoje do Mestre Euler. Por isso colei aqui este excerto:
    "O governo de Minas paga remuneração total, e não piso, que é vencimento básico. Mas, ao cobrar a redução do índice para 6,5%, o governo de Minas confessa implicitamente que está mentindo para o povo mineiro e brasileiro".

    Colegas, vamos enviar isso para todo o Brasil e para o mundo inteiro.
    ESSA GENTALHA DA POLÍTICA É DE UMA INCOERÊNCIA TAL QUE CHEGA A IRRITAR QUALQUER CIDADÃO.
    Quanta contradição!!!
    Não dá mesmo para engolir!
    FORÇA NA LUTA, COLEGAS!
    Cada um contribuindo à sua maneira; mas ...
    NÃO DEIXEM DE CONTRIBUIR.

    ResponderExcluir
  37. Querem saber do SUCESSO do BLOG DO EULER???
    Muito simples. Hoje, logo após o almoço, assentei-me ao computador para procurar sobre propriedades de alguns legumes, oligoelementos (microminerais essenciais para os seres vivos) e ... ADIVINHEM o que eu escrevi "inconscientemente" na BARRA DE ESPAÇO do GOOGLE: - BLOG DO EULER.
    Abraços para todos.
    A LUTA CONTINUA.
    Verde é a esperança; e a esperança é a última que morre.

    ResponderExcluir
  38. Não participo mais de greve.

    ResponderExcluir
  39. Tem alguma nova resolução de férias prêmio para 2012?
    Pedro - Triângulo Mineiro

    ResponderExcluir
  40. Olá, pessoal da luta!

    Boa noite!

    Parece que para economizar dinheiro nas nossas costas, o governo vem realizando um conjunto de medidas nas escolas, entre as quais:

    a) cortou as férias-prêmio até segunda ordem;
    b) reduziu o número de turmas, fundindo-as, e cirando turmas numerosas;
    c) retornou com as turmas multiseriadas no ensino regular. Alunos de 5a, 6a, 7a e 8a série vão estudar juntos, caso a escola não consiga fechar turmas com 35 alunos, pelo menos;
    d) proibiu a contratação de professores e demais servidores em todos os Cesecs do estado;

    Qual seria o motivo desta "economia", se a categoria teve o salário arrochado em 2011 e 2012 (e nos anos anteriores também), com cortes e redução salarial? Além disso, a receita do FUNDEB deve crescer em torno de 22% este ano, e os nossos salários terão reajuste de somente 5% em abril de 2012.

    Sobre a questão da greve, que tem sido tema constante aqui no blog. Considero a greve de 3 dias da CNTE uma estratégia equivocada, e acho muito difícil que em Minas Gerais ela receba grande adesão, haja vista a realidade dramática que vivemos.

    Isso não significa que em outro momento não possamos e até devemos sim realizar paralisações. Mas, claro que devemos aprender com os nossos erros, nos organizar melhor, traçar melhor nossos objetivos, para evitar greves prolongadas e desgastantes.

    Mas, não dá para dizer que "greve nunca mais", colegas. Não existe isso. No momento, não há clima para greve. Mas, na nossa luta, toda forma de luta pode acontecer. O importante é que saibamos nos preparar para realizar estas lutas nas melhores circunstâncias, impondo derrotas ao inimigo.

    Nossa primeira meta agora, além da questão jurídica, sobre a qual temos que nos debruçar seriamente, é nos organizar melhor na base da categoria. Construir a nossa unidade enedegeana (NDG), ou seja, com autonomia, pela base e em torno dos nossos interesses comuns de classe, da categoria.

    Não estou desanimado e acredito na nossa luta. Estamos vivos, nosso coração pulsa, nossa energia e nosso espírito de luta não foram assassinados pelo governo, ou pelos governos e seus aliados. Eles podem ter nos roubado temporariamente o piso, confiscaram nossos salários, detonaram nossa carreira, mas com persistência, com unidade, com sabedoria e força na luta, vamos arrancar tudo de volta e muito mais.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou a favor de utilizar esses três dias para fazermos alguma atividade, não necessariamente paralisação, mas redução de horário com esclarecimento à comunidade ou passeatas nos bairros locais. As escolas próximas juntos com professores, pais e alunos poderiam combinar e fazer manifestações denunciando a situação. Ficar parados é que não podemos.

      Excluir
    2. Lutar, lutar, lutar e lutar!

      Para enfrentar a ditadura atual tem que ter muita disposição, pois existe entre nós aqueles que querem ser amigos do rei e até os que ajudaram o sujeito a chegar onde chegou, esses atuam nas surdinas e fazem jogo duplo, eu conheço alguns devido aos seus próprios comentários.

      Excluir
  41. Num há nada mais parecido com um PSDB...
    do que um PT no poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Absolutamente certo!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Vota no Anastasia de novo então!

      Excluir
    3. e o povo baiano, vota no Jaques Wagner de novo então???
      e o povo gaucho, vota de novo no Tarso Genro então???

      Excluir
  42. Indignado da SRE/Carangola.

    Se não bastasse tanto descaso com nós educadores, agora mais um.
    "Segundo fuxico de funcionários da SRE/Carangola, algumas Escolas ficaram sem a folha extra de reposição de greve". Motivo: o servidor responsável pela taxação de tais escolas estava de férias. Incompetentes!!!!! Não tinha ninguém para fazer o serviço do cara, ele não tem culpa, estava de férias, culpa tem sua chefia que não nomeou outro para executar a função em sua ausência. Mais uma vez estamos pagando o pato; pior, dessa vez por incompetência dos outros. Nem ao menos fomos avisados de forma descente, tudo chega até nós por conversinhas de bastidores, fofoquinhas, nem dignidade para admitir o erro tiveram. Poderíamos ter recebido a notícia diretamente dos responsáveis que se mostraram irresponsáveis duas vezes, pelo erro e por não terem dignidade de admiti-lo com um comunicado formal.

    ResponderExcluir
  43. EDUCAÇÃO PÚBLICA EM MINAS e no BRASIL:
    "DESPESAS A SEREM CONTIDAS".
    FORÇA NA LUTA!
    A UNIÃO FAZ A FORÇA!

    ResponderExcluir
  44. EDUCAÇÃO PÚBLICA: despesa a ser contida.
    FORÇA NA LUTA CONTRA ESSA TURMA DE CIMA!

    ResponderExcluir
  45. Copiando...


    PT E PSDB = FARINHA DO MESMO SACO.

    Sind UTE E GOVERNO DE MINAS = TUDO PELO PODER.


    Queremos somente a defesa exclusiva das nossas causas.

    ResponderExcluir
  46. Copiando...

    NÃO SE ILUDAM PROFESSORES ESTAMOS VIVENDO NUM ESTADO DE DITADURA CIVIL, UM POUCO DIFERENTE DA DITADURA MILITAR DAS DÉCADAS DE 60 E 70.

    ResponderExcluir
  47. Em todas as oportunidades de crescimento das nações, o principal investimento foi na EDUCAÇÃO.

    Vejam o caso da Coréia do Sul, de Taiwan e muitos outros.

    No Brasil é o contrário, a Educação incomoda e seus políticos que tentam acabar com sua qualidade.

    Talvez seja para evitar a concorrência, pois aqui quanto pior melhor. É mais fácil dominar o povo mal instruído e também para práticas de corrupção.

    Não se enganem, ESTE É O NOSSO BRASIL.

    TUDO PELO PODER, NADA PARA O POVO.

    DEMOCRADURA OFICIAL, JUDICIAL COM PARLAMENTOS HOMOLOGATIVOS.

    O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO E JUSTO.

    ResponderExcluir
  48. João Paulo Ferreira de Assis17 de fevereiro de 2012 10:06

    Prezado amigo Professor Euler

    Só no Brasil é que um projeto de lei é apresentado para burlar o cumprimento de outra lei. Vamos ficar de olho nos deputados federais e nos senadores.

    Outra coisa: estejam atentos com o comprovante de rendimentos de 2011. Será se faz parte da punição aos professores nos impedir de declarar o imposto de renda em tempo hábil? Aí, além do congelamento teremos de pagar uma multa de 165 reais.
    Olha, se o Estado não liberar para nós o comprovante e perdermos o prazo, acho que cabe processo por danos morais, pois eles podem estar querendo que a gente perca o prazo, para depois soltar para a imprensa uma nota nos chamando de sonegadores de impostos.

    Por isso é que eu acho que devemos esquecer as brigas entre efetivos e efetivados, filiados e não filiados ao sindicato, pois senão poderemos ser derrotados.

    ResponderExcluir
  49. INCOMPETÊNCIA SE ESPALHA PELAS SREs

    Então quer dizer amigo de Carangola que a INCOMPETÊNCIA POR METRO QUADRADO da SEE chegou a SRE DE CARANGOLA, cuidado com isso, porque é uma epidemia, se não cuidar não cura, outros erros virão. Avise o povo aí!
    Se as BURRICES da SEE se espalharem pelas SREs os servidores estão ferrados! Mas é isso mesmo por todo o Estado vamos denunciando a incompetência dos chefes, porque o funcionário não tem culpa, quem o comanda e ganha muito para isso é que tem que ver. Denuncie no blog da Vilhena, assim todos ficam sabendo e ela também, porque acha que está tudo muito bom!
    Vamos denunciar essa corja!

    ResponderExcluir
  50. Nossa fui ao banco hoje e não foi creditado minha reposição de greve sabem me informarem por que ? Por favor, pelo amor de Deus me informem! Não era hoje,estou individada e contando com esse dinheiro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vini. Você olhou seu contracheque no portal do servidor (mês 01/2012)? Na minha conta foi depositado normalmente, de acordo com o contracheque.

      Excluir
  51. Pessoal,

    Acho que agora não dá para ficar brigando com sindicato não.Temos que seguir a sua sugestão do Euller.Usar a internet para incomodar quem realmente tem a decisão sobre os rumos do piso salarial.Não pode ser só a nível estadual não.
    A nível nacional temos que pressionar os deputados federais, a presidenta, atacar todos os partidos, principalmente o PT que é o dono do poder.
    Vamos tentar mobilizar a nível nacional.Estou sempre no twitter,mas ainda são poucos os professores por lá.O espaço é interessante e acho mais fácil criar este elo para a luta nacional. O que vocês acham? Vamos pro Twitter?

    ResponderExcluir
  52. E VIVA A FARRA COM O DINHEIRO PÚBLICO!!! ENQUANTO NÓS , EDUCADORES, VAMOS NOS VIRANDO COM O SALÁRIO DE FOME...

    TJ em Minas gasta R$ 602,2 mil com lanche para juízes Magistrados já recebem auxílio-alimentação


    Agência Estado
    Publicação: 17/02/2012 08:10 Atualização: 17/02/2012 08:37
    Apesar de já receberem auxílio-alimentação, os magistrados de Belo Horizonte vão ganhar lanches custeados com verba pública. O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) acaba de concluir licitação para gastar R$ 602,2 mil com mais de 120 toneladas de alimentos. E não é qualquer tipo de lanche. Entre os itens que serão adquiridos estão 100 quilos de filé de bacalhau “do tipo Porto”, 4 toneladas de peito de frango “sem osso”, dezenas de toneladas de frutas, 3,5 toneladas de queijos variados, 108 kg de azeitonas “sem caroço” e 850 kg de peito de peru “de 1.ª qualidade”, entre outros.

    A especificação “de 1.ª qualidade” se repete em outros produtos listados pelo edital, como os 150 kg de manteiga e as 2 toneladas de presunto e queijo minas. Em outras guloseimas, o edital especifica o fabricante dos produtos que serão consumidos pelos magistrados, como as 5 toneladas de pão de queijo, os mais de 11 mil pacotes de biscoito e mais de 10 mil litros de leite, todos das marcas mais caras encontradas nos supermercados.

    Em Minas, segundo o portal da transparência do TJ, o menor salário da magistratura é de R$ 20.677,83 para juiz de direito substituto - um desembargador recebe R$ 24.117,62. Desde o início do ano, os magistrados também recebem o auxílio-alimentação mensal pago aos demais servidores do Judiciário (R$ 378).

    Ao contrário dos demais servidores, porém, boa parte dos magistrados tem agenda oficial apenas na parte da tarde, horário em que ocorrem quase todas as sessões das câmaras do TJ e a maioria dos julgamentos nas varas do Fórum Lafayette. As exceções são os juizados especiais e algumas varas, como as de família, que realizam audiências pela manhã. A assessoria do TJ afirmou que, “de vez em quando”, os desembargadores participam de sessões antes do horário de almoço.

    Ao justificar a licitação, o TJ afirma que o gasto será destinado à “confecção de lanches para desembargadores, juízes, tribunais do júri e eventos institucionais”. Mas, no caso dos tribunais do júri, um jurado que atuou em conselhos de sentença em 2010 e 2011 afirmou que os lanches “normalmente se restringiam a pastéis ou mistos-quentes acompanhados de refrigerantes e sucos. “Filé de bacalhau nunca vi”, ironizou. Os 906 juízes de primeira instância que atuam no interior do Estado tampouco vão ter direito aos lanches recém-contratados.

    Investigação

    Ontem, o Sindicato dos Oficiais de Justiça Avaliadores do Estado de Minas Gerais informou que vai pedir uma investigação sobre o caso. O motivo é o fato de a mesma empresa, o Sacolão Mata Ltda. ter ganhado todos os seis lotes da licitação. Registrada na Junta Comercial com capital de R$ 5 mil, a empresa foi a mesma que forneceu alimentos para o TJ pelo menos em 2010 e 2011. Os empenhos somaram R$ 1 milhão - foram efetivamente pagos R$ 611 mil.

    Procurada, a presidência do TJ não quis se manifestar sobre a licitação.

    ResponderExcluir
  53. Olá, turma da luta!

    Bom dia!

    Primeiramente, quero manifestar minha solidariedade aos bravos colegas de CARANGOLA que, por incompetência ou má vontade da SRE da região, ficaram sem receber a reposição que foi paga na data de hoje. Consta que o servidor responsável pela taxação estava de férias. Tudo bem: é um direito dele e não podemos culpá-lo por isso. Mas a SRE não pode deixar de funcionar quando alguém entra de férias. Sabendo da urgência em receber este reposicionamento, era para se providenciar uma rápida solução, que não prejudicasse os colegas educadores de CARANGOLA. Por isso, registramos os nossos protestos e reforçamos o coro para que a SRE daquela região e a SEE-MG encontrem uma imediata solução para o problema. Nem que seja uma folha extra para daqui a poucos dias. Nada menos do que isso, para corrigir o erro (mais este) cometido pelo governo contra os educadores.

    Um forte abraço e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O erro foi sem querer querendo!

      Excluir
  54. Aqui em Oliveira também não recebemos??????Nossa então saiu hoje mesmo?????E o pior é que contei com esse dinheiro!!!Puxa vida que tristeza!!!!!!Mais um decepção e o pior é que a secretária é uma casquinha de ovo então como reclamar?????

    ResponderExcluir
  55. Euler, gostaria que vc me esclarecesse se já há alguma definição sobre o recurso impetrado pelo sindiute a respeito da resolução 2018, o sindicato não se pronuncia e nós efetivados que fomos prejudicados continuamos na mesma. Quando o governo entrou com recurso, no outro dia já tinha a resposta, agora com o sindicato nada nos é esclarecido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou de impetrado, ficou petrificado.

      Excluir
  56. Nossa que tristeza!!!!!!Mais essa!!!25 anos P1A ,17anos P1A e ainda sem reposição de greve e devendo ao banco êêê.....greve maldita!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é a greve que é maldita minha cara, é o seu patrão que é o capeta...

      Excluir
    2. É o Cão chupando limão.

      Excluir
  57. Sou de Betim,Metropolitana B e também não recebemos nossa reposição pois a taxadora estaria de férias. É coincidência ou incompetência?Vai saber...

    ResponderExcluir
  58. é lógico que os juízes vão ter comida boa mesmo. são todos capachos de anastasia. não há um magistrado digno da investidura do cargo. e por falar em cargo há algum juiz sem concurso público, há juiz efetivado? depois que esse juiz derrubou a liminar F@##@+*& os efetivos percebi o grande circo que é a justiça aqui em Minas

    ResponderExcluir
  59. ATENÇÃO VAMOS POSTAR NAQUELE PORTAL DA IENA POIS EU SEMPRE DECLARO IMPOSTO DE RENDA NO PRIMEIRO DIA PARA RECEBER A RESTITUIÇÃO TAMBÉM NO PRIMEIRO LOTE.MAS ATÉ HOJE NÃO ESTÁ DISPONÍVEL NO PORTAL.VAMOS LÁ ENCHER O BLOG DA IENA QUEM SABE ELA TOMA VERGONHA NAQUELA CARA DE PERERECA NO BREJO.QUANTO A NÃO BRIGAR OU FALAR MAIS DO SINDICATO.PERGUNTO:POR QUÊ????SE ESTÁ ERRADO TEM QUE OUVIR SEMPRE.SE AQUI FOI FALADO DESDE A GREVE DE JUNHO DE 2011 TUDO QUE O TAL SINDICATOZINHO TINHA QUE FAZER E NÃO FEZ O DEVER DE CASA CORRETO , POR QUÊ NÃO FALAR DELES??? TEMOS SIM, É NOSSO DIREITO E DEVER E MAIS SE MESMO FALANDO, RECLAMANDO, NÃO RESOLVE, IMAGINA SE FICARMOS MUDOS.NÃO CONCORDO E NÃO GOSTO DAS ATITUDES DESTE SINDICATO.E TEM OUTRA COISA:PRESTEM ATENÇÃO: MEU DINHEIRO É SUADO, TRABALHADO VERDADEIRAMENTE PORQUE EU DOU AULAS MESMO.SE DESCONTA O SINDICATO E ESTE NÃO ESTÁ ME REPRESENTANDO, DEIXO MESMO DE PAGAR.SÓ NO BRASIL ISSO ACONTECE.NÃO SE PODE RECLAMAR, NÃO SE PODE QUEIXAR, E NÃO SE PODE DESFILIAR.MEU DEUS ESTE PAÍS ESTÁ ASSIM POR NOSSO CAUSA.VEJA LÁ FORA OS EXEMPLOS QUE VEMOS TODOS OS DIAS.ATÉ NA NIGÉRIA E EM OUTROS PAÍSES DA POBRE AFRICA ELES TEM MAIS VERGONHA NA CARA DO QUE OS BRASILEIROS.E MAIS MINEIROS.AQUI SE COME QUIETO LITERALMENTE.TEMOS QUE FALAR, RECLAMAR, DESFILIAR POIS NÃO TERÃO DINHEIRO PARA PAGAR CNTE.CUT E DESVIOS AFINS.MEU DINHEIRO NÃO CORAÇÃO EU SOU BRASILEIRA MAS SOU DIGNA E SOU HONESTA.

    ResponderExcluir
  60. PRESTENÇAO!:
    MAIS UMA DECEPÇÃO AGORA COM A PRESIDENTE DILMA:

    No dia 02 de fevereiro de 2012 a presidenta Dilma Rousseff encaminhou a "Mensagem ao Congresso Nacional", por ocasião da abertura do ano legislativo. Conforme o texto de "Apresentação", o documento de 472 páginas objetivava "prestar contas das principais iniciativas do Executivo em 2011" e apresentar as "expectativas" do Planalto "para o ano que se inicia".

    Horas depois da leitura da "Apresentação", feita em sessão solene do Congresso Nacional, sites de internet, emissoras de rádio e canais de TV repetiam as prioridades legislativas elencadas pela presidenta: Código Florestal, a Lei Geral da Copa, o Plano Nacional de Educação (PNE), os royalties do pré-sal e o início das discussões sobre o Código de Mineração. Alguns veículos incluíram outros pontos, como a aprovação do Fundo de Previdência dos Servidores Públicos Federais (Funpresp) e a Reforma Política. Na manhã seguinte, os jornais continuaram a repercutir a suposta agenda proposta pela presidenta, o mesmo ocorrendo com as revistas semanais dias depois.

    Como toda informação exige verificação - e como queria retomar o blog pelo PNE -, tomei coragem e fui ler o extenso documento. Do conjunto da "Mensagem", priorizei o conteúdo relativo à educação, querendo encontrar o PNE. Li e reli o texto, confesso que insisti... Mas, frustrado, concluí que a imprensa cometeu - no mínimo - um equívoco.

    Metodicamente, busquei algo sobre o PNE na parte principal do texto, a "Apresentação". Apenas esse trecho tinha sido lido na sessão solene do Congresso Nacional, concentrando, portando, a seiva da visão palaciana. Teimei, insisti, mas não encontrei qualquer menção ao plano educacional naquela parte. Achando tudo muito estranho até ali, parti para as quase 18 páginas dedicadas às políticas educacionais, localizadas no terceiro tópico do capítulo "Igualdade de direitos e oportunidades". Lá encontrei menção ao PNE, mas o texto foi bem decepcionante.
    CONTINUA...

    ResponderExcluir
  61. Não aguento ler aqui pessoas que falam para não brigar com o sindicato.Então vamos ficar calados e esperar um milagre acontecer.Vamos esperar e pagar mensalmente para tantas coisas fúteis.Vamos ouvir da representante que não é assim mas é daquele jeito .Não sou hipócrita e não tenho pena de quem não merece .Falarei, reclamarei, chorarei, até quando eles merecerem tudo isso.O dia em que eu ver alguma coisa concreta por parte do sindicatinutil eu então elogiarei.Mas são muitas coisas e muitos anos de inutilidade e meu dinheiro só entrando no bolso deles.Me ajuda aí gente.

    ResponderExcluir
  62. CONTINUAÇÃO:

    A primeira menção ao plano educacional é feita na página 159. Diz o texto:

    "Ainda em 2011, buscou-se uma aproximação e estabelecimento de diálogo com secretarias estaduais e municipais de educação, fóruns, conselhos municipais e estaduais de educação acerca da (...) da estruturação da proposta do Sistema Nacional de Educação e da definição de linhas de trabalho conjuntas para a inclusão das metas do Plano Nacional de Educação (PNE) nos planos plurianuais dos Estados e Municípios e de estratégias para a elaboração e fortalecimento dos planos estaduais e municipais de educação."

    No parágrafo seguinte, o texto insiste:

    "Dando continuidade às ações de expansão e defesa de uma educação pública de qualidade em todas as suas etapas, o Plano Plurianual (PPA 2012-2015) engloba programas temáticos que se referem à Educação Básica; Profissional e Tecnológica; e Superior - Graduação, Pós-graduação, Pesquisa, Ensino e Extensão e estabelece metas educacionais em consonância com os compromissos enunciados na proposta do PNE, que se caracteriza por ser um instrumento decisivo e estratégico para o presente e o futuro da educação brasileira e os destinos do País. Para 2012, prevê-se apoio técnico aos Estados e Municípios para a elaboração de seus respectivos planos de educação, bem como o incentivo às ações consorciadas na execução das metas previstas no referido Plano."

    De forma sinuosa, mas sincera, o texto da mensagem manifesta a forma como o Executivo Federal vê o PNE. Embora a matéria esteja em processo de tramitação, o texto da mensagem parece assumir que ele terá poucas alterações substanciais. Verdade seja dita, um leitor desavisado poderia até considerá-lo aprovado.

    Há alguns meses, embasados por informações fornecidas por especialistas, alguns veículos de comunicação importantes mostravam que mesmo as propostas consensuais do PNE não estavam refletidas adequadamente no PPA 2012-2015. Serviu como justificativa o fato do PNE não estar aprovado até a consagração do PPA.

    Embora adiantar-se seja atitude responsável e elogiável na gestão pública, incomoda ler que - mesmo o PNE não estando aprovado - serão firmadas parcerias técnicas e ações consorciadas para a execução de metas ainda não estabelecidas, envolvendo a União, estados e municípios.

    Ocorre que o sucesso do PNE ou de qualquer política pública educacional passa pela regulamentação do Regime de Colaboração, determinada pelo artigo 211 da Constituição Federal de 1988.
    Ao falar de "apoio técnico" e "ações consorciadas", a "Mensagem" do Executivo ao Parlamento oculta ou opta por ignorar um entrave estrutural à execução das políticas públicas no Brasil: a má distribuição dos recursos e das responsabilidades federativas.

    Segundo estudo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República (Cedes/PR), a União concentra sozinha boa parte dos recursos arrecadados disponíveis (57,1%). Fica com uma parte do bolo maior do que a soma compartilhada entre os 26 estados, o Distrito Federal (24,6%) e os 5565 municípios (18,3%). Mesmo tendo maior capacidade de investimento, a União não chega a aplicar 3% do seu orçamento em educação. Ainda, conforme dados obtidos no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira do Ministério da Educação (Inep/MEC), em 2009, a cada R$ 1,00 investido em políticas públicas educacionais, a União colocou apenas R$ 0,20, contra R$ 0,41 dos Estados e do Distrito Federal e R$ 0,39 dos municípios. Escapando à lógica, a regra federativa brasileira determina que quem tem menos recurso disponível acaba investindo mais.

    ResponderExcluir
  63. CONTINUAÇÃO:
    Seria bom ver entusiasmo do Poder Executivo Federal em relação ao PNE. Seria melhor se a União cumprisse com suas responsabilidades constitucionais. No entanto, não é isso que pode ser lido e obtido da "Mensagem ao Congresso Nacional" encaminhada por Dilma. Como em quase todas as leis educacionais, um bom PNE dependerá da força de mobilização e pressão da sociedade civil e da sensibilidade do Congresso Nacional. Nesse aspecto, o ano não nasceu novo.

    http://revistaeducacao.uol.com.br/textos/blog-daniel/o-pne-na-visao-do-governo-federal-250307-1.asp


    E CNTE E SINDUTE PROGRAMANDO PARALISAÇÃO?
    PRA QUE SE NEM O PNE TÃO FALADO NEM PRIORIZA O PISO?

    ANA C
    AH COMO É FÁCIL ENGANAR OS TROUXAS!

    ResponderExcluir
  64. Quero manifestar meu repudio as escolas que não respeita seus colegas era dia de todos receber pelas reposições.Se vira faça que isto aconteça,que falta de sensibilidade pelos companheiros.Não é comigo mais é como se fosse!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é escola, é o governo,dona Maria.

      Excluir
    2. Colegas, podemos brincar; no entanto, não faltemos com o RESPEITO, lançando mão de termos e expressões pejorativas.
      Já observaram que o PROF. EULER nunca tem esse tipo de postura?
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA!
      OBS.: Não nos esqueçamos de que colegas "Dona Maria" e "Seo Zé" (Seo = corruptela de SeNHoR)são "CRIAS" do DESGOVERNO. Fique ANTENADOS.
      Reflitam.
      FORÇA NA LUTA!
      A UNIÃO FAZ A FORÇA! E ... A TOLERÂNCIA É A CHAVE DE OURO DA UNIÃO DA CLASSE.
      Tenho dito.

      Excluir
  65. QUANTA SAUDADE!

    HOUVE UM TEMPO EM QUE AS SREs CONTAVAM COM EQUIPES FORMADAS POR PROFISSIONAIS COMPETENTES E COMPROMETIDOS, QUE TRABALHAVAM PELA CONSTANTE MELHORIAS DAS ESCOLAS, ALUNOS, PROFESSORES!

    HOUVE UM TEMPO EM QUE A SEE ERA DIRIGIDA POR PESSOAS SÉRIAS, INTELIGENTES, COMPROMISSADAS, CUJAS PALAVRAS ERAM RESPEITADAS!

    NOS ÚLTIMOS 13 ANOS: SEE CAIU EM DESCRÉDITO, A INCOMPETENCIA IMPERA, FALTA COMPROMISSO COM A VERDADE, ALUNOS? NÃO PASSAM DE NUMEROS, PROFESSORES? NÃO MERECEM RESPEITO!

    HOJE, SRES SÓ TEEM FUNÇÃO BUROCRÁTICA, FUNCIONÁRIOS DESMOTIVADOS, QUE NÃO SABEM RESPONDER NADA E MUITOS SEQUER ENTENDEM AS PERGUNTAS!

    NAS ESCOLAS REINA O DESANIMO E A REVOLTA!

    TRISTE REALIDADE! PENSAR QUE HOUVE UM TEMPO EM QUE A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS SERVIA DE MODELO PARA O RESTO DO PAIS!

    NÓS PODEMOS MUDAR TÃO TRSITE REALIDADE, DESDE QUE DEIXEMOS DE LADO A ILUSÃO DE QUE O SINDICATO VA IRESOLVER ALGUMA COISA! CADA UM DE NÓS PODE E DEVE ESTUDAR MAIS, CONHECER AS LEIS E TER A CORAGEM DE DENUNCIAR TUDO O QUE ESTA ERRADO, NAS ESCOLAS, NAS SRES, NA SEE, NO SINDICATO, ETC. MAS NÃO BASTA DENUNCIAR É PRECISO EXIGIR QUE AS COISAS MUDEM E ELAS SÓ MUDARÃO QUANDO CADA UM DE NÓS FOR CAPAZ DE ASSUMIR-SE COMO CIDADÃO CONSCIENTE E AGIR!

    ANA C

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não vivi este tempo. Educação pública tá em queda livre. Temos que diminuir a gravidade pra cair mais lentamente.

      Excluir
  66. GRAÇA:

    Com os indignados e os "occupiers", o mundo não será como antes - Leonardo Boff

    Uma das mesas de debates no Forum Social Temático, em Porto Alegre, da qual participei, foi escutar os testemunhos dos Indignados da Espanha, de Londres, do Egito e dos Estados Unidos. O que me deixou muito impressionado foi a seriedade dos discursos, longe do viés anárquico dos anos de 1960. O tema central era "democracia já". Reivindica-se uma outra democracia, bem diferente desta a que estamos acostumados, que é mais farsa. Querem uma democracia que se constrói a partir da rua e das praças, o lugar do poder originário. Uma democracia que vem de baixo, articulada organicamente com o povo, transparente em seus procedimentos e não corroída pela corrupção. Essa democracia se caracteriza por vincular justiça social com justiça ecológica.

    Curiosamente, os indignados, os "occupiers" e os autores da Primavera Árabe não se remetem ao clássico discurso das esquerdas, nem sequer aos sonhos das várias edições do Fórum Social Mundial. Encontramo-nos num outro tempo e surgiu uma nova sensibilidade. Postula-se outro modo de ser cidadão, incluindo as mulheres, antes invisíveis. Cidadãos com direitos, com participação, com relações horizontais e transversais facilitadas pelas redes sociais, pelo celular, pelo Twitter e pelos Facebooks. Tem a ver com uma verdadeira revolução. Antes, as relações se organizavam de cima para baixo. Agora é de forma horizontal, para os lados, na imediatez da comunicação na velocidade da luz. Representa o tempo novo que estamos vivendo, da informação. A descoberta do valor da subjetividade, não aquela da modernidade, encapsulada em si mesma, mas a da subjetividade relacional, da emergência de uma consciência de espécie que se descobre dentro da mesma e única Casa Comum, em chamas ou ruindo pela excessiva pilhagem praticada pelo nosso sistema de produção e consumo.

    Essa sensibilidade não tolera mais os métodos do sistema de superar a crise econômica, saneando os bancos com o dinheiro dos cidadãos, impondo severa austeridade fiscal, a desmontagem da seguridade social, o achatamento dos salários e o corte dos investimentos, no pressuposto ilusório de que dessa forma se reconquista a confiança dos mercados e se reanima a economia. Tal concepção é feita dogma e se ouve o bordão: "TINA: there is no alternative". Os sacerdotes do FMI, da União Europeia e do Banco Central Europeu deram um golpe financeiro na Grécia e na Itália e puseram lá seus acólitos como gestores da crise sem passar pelo rito democrático. Tudo é visto e decidido pela ótica exclusiva da economia, que desconhece o sofrimento coletivo desnecessário, o desespero das famílias e a indignação dos jovens por não conseguirem trabalho.

    Paul Krugmann, prêmio Nobel de Economia, passou uns dias na Islândia para estudar a forma como esse pequeno pais ártico saiu da sua crise. Seguiu o caminho que outros deveriam também ter seguido: deixou os bancos quebrarem, pôs na cadeia os banqueiros e especuladores, reescreveu a Constituição, garantiu a seguridade social e conseguiu criar empregos. O país saiu do atoleiro e é um dos que mais crescem nos países nórdicos. Mas o caminho islandês foi silenciado pela mídia mundial por temor de que servisse de exemplo para os demais países.

    Contra esse curso previsível se opõem os indignados. Querem um outro mundo amigo da vida e respeitoso da natureza. Talvez a Islândia sirva de inspiração. Para onde irão? Quem sabe? Seguramente não na direção dos modelos do passado. Irão na direção daquilo de que falava Paulo Freire, "do inédito viável". O mundo nunca será como antes.

    ResponderExcluir
  67. Ao que sei a maioria dos professores da Metropolitana B tb não receberam suas reposições.

    ResponderExcluir
  68. Várias escolas da 6ª SRE de Caratinga também não receberam os créditos da reposição, hoje, liguei para lá e me disseram que o Estado é assim mesmo, que não deveríamos confiar e acreditar que o dinheiro estaria depositado. O mais triste foi saber que não receberei o dinheiro por incompetência de alguns. Acaba de chegar a informação que receberemos ainda este mês, mas queria receber antes do carnaval.

    ResponderExcluir
  69. Aqui em Coronel Murta também não recebemos e não sabemos o motivo.Com quem reclamar????

    ResponderExcluir
  70. Para que haja mudança de fato, é preciso varrer de vez o PSDB e sua corja de Minas Gerais.Fora Anastasia!!!! Fora Aécio Neves e família.Fora a ditadura.
    O projeto ficha limpa foi aprovado e será válido para as eleições de outubro.Os políticos que se cuidem!!
    Os 51 cordeirinhos do governo também!! Chumbo grosso neles pessoal e até a eleições!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não acredito que o Ficha Limpa vai surtir efeito. Esperem só pra ver.

      Excluir
  71. Aqui na metropolitana B a chefe é uma antiga interventora "pau mandado do governo" ordenou que o levantamento das reposições com urgência, o que foi feito, agora não pagaram ninguem.Agora nós que estamos escutando xingamentos por causa da falta de organização "coisa normal" da metropolitana B.

    ResponderExcluir
  72. OS CHAPELÉCIOS(CHAPELEIROS DO AECIO) ESTÃO ADORANDO ESSE BLOG. NÃO SÓ ADORANDO COMO AJUDANDO A FAZÊ-LO.ACORDA PROFESSORES!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sindicato e governo de Minas = PROJETOS DE PODER.

      DEMOCRADURA.


      Queremos a defesa exclusiva de nossas causas, SOMENTE ISTO.

      Excluir
  73. Se votamos num presidente da república que não zela pela constituição. Por que votar?
    Lei 100 e subsídio não é inconstitucional?
    Onde está a tal comissão que iria atuar na implantação do piso? Por que ninguém sabe onde foi parar? Por que o nosso sindicato não ganha uma causa? Perguntar pelo ministério público já não faz tanto sentido, pois, já sabemos pra quem vai bater o martelo.
    Até quando iremos nos amarrar em pirulitos, interromper o transito, ser agredidos por policiais e ninguém olhar por nós? Vejo muitos nesse blog acalmando o PT. Olha! Não está com essa bola cheia não, parece que já pegou o gostinho pelo poder e nós continuamos aqui sozinhos dando milho aos pombos, como diz o poeta.
    Estou no grupo do voto nulo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adesão à campanha: VOTE NULO, NÃO SUSTENTE PARASITAS.

      CHEGA.

      Izabel/Geografia

      Excluir
  74. GRAÇA
    17/02/2012

    FACEBOOK ARMA VALIOSA PARA NÓS!

    Salário de professor e operador de escavadeira em edital do MT causa polêmica no Facebook

    A comparação entre os salários oferecidos em um concurso público da prefeitura de Vila Rica, no Mato Grosso, para professores e operadores de máquinas teve repercussão negativa nas redes sociais. Enquanto a remuneração inicial oferecida para um operador de escavadeira hidráulica, com ensino fundamental incompleto, é de R$ 1.291,98, o salário para um professor com ensino superior é de R$ 1.246,32.
    Um perfil do Facebook divulgou uma montagem com a imagem do edital e, até o momento da publicação dessa matéria, a foto foi compartilhada por mais de 3 mil pessoas. Um dos usuários da rede social comentou: “É necessário uma mudança e valorização do ensino, assim como ampliar a possibilidade para todos terem acesso à qualificação, tanto profissional como acesso ao ensino publico superior de qualidade”.

    Outros internautas se perguntam “se essa situação é possível”, enquanto alguns afirmam que “isso é Brasil”.

    O piso salarial nacional dos professores é de R$ 1.187 para 40 horas semanais e vale para todos os docentes que atuem da educação infantil ao ensino médio. A CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) reivindica para esse ano um piso de R$ 1.937,26.

    TABELAS AQUI:
    http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/02/17/salario-de-professor-e-operador-de-escavadeira-em-edital-do-mt-causa-polemica-no-facebook.htm

    ResponderExcluir
  75. DESliguei...

    ... Agora só dia 27/02/2012.


    ANASTASIA CONTINUA SENDO O PIOR GOVERNADOR DE

    TODOS OS TEMPOS.

    Fui!!!...

    ResponderExcluir
  76. (((TODO DIA O POST É A MESMA COISA:
    REPETECO......
    REPETECO....
    REPETECO....
    MURO DAS LAMENTAÇÕES.....
    CASEI.))))

    _______

    Casei. Cansei. Tem pouquinha diferença. Eheheheheheheh.

    ResponderExcluir
  77. Patrícia - SRE Itajubá, na minha escola (Pedralva) também não recebemos o restante da reposição. O motivo alegado foi não termos terminado a reposição antes do dia 06 de fevereiro. Pois bem, terminamos a reposição no dia 11 de fevereiro, e agora, quando vamos receber? É muito descaso, até parece que fomos nós que organizamos o calendário de reposição.

    ResponderExcluir
  78. Que a imprensa de São Paulo está divulgando mais notícias sobre os acontecimentos no cenário político de Minas Gerais é fato, mas que a imprensa de Minas é comprometida com a divulgação da verdade e que trabalha para o bem estar da nossa educação é boato.

    ResponderExcluir
  79. PT E PSDB = DUPLA DINÂMICA

    Enquanto o PT finge fazer alguma coisa para a sociedade e para o social, o PSDB arrebenta com todos eles, após tudo isso vem à tona o PT novamente e inventa um cenário fazendo o PSDB de inimigo e ao cair da noite os dois juntinhos sem ninguém saber articulam suas encenações e trocam afagos.

    CONCLUSÃO: O Povo Bestializado assiste a tudo sem saber do que se trata.

    ResponderExcluir
  80. Tá na hora do Estado, na figura da ádministração, rever seu quadro de funcionários e mandar embora essa gente incompetente.

    ResponderExcluir
  81. alguém tem alguma novidade sobre a resolução da distribuição de turmas? nós efetivos vamos mesmo ficar excedentes???

    ResponderExcluir
  82. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK ESSE PESSOAL É FOGO! COITADO DO SUJEITO QUE ESCREVEU "CASOU" AO INVÉS DE "CANSEI" KKKK "EUZINHA" MESMO QUERIA TER ESCRITO ALGO SOBRE O "GROTESCO ERRO" MAS JÁ QUE FIZERAM POR MIM, FOI DIVERTIDO DEMAIS KKK

    N.D.G DE G.V A TERRINHA CHAMADA "VALADÓLARES" RS

    ResponderExcluir
  83. Salário de professor e operador de escavadeira em edital do MT causa polêmica no Facebook

    A comparação entre os salários oferecidos em um concurso público da prefeitura de Vila Rica, no Mato Grosso, para professores e operadores de máquinas teve repercussão negativa nas redes sociais. Enquanto a remuneração inicial oferecida para um operador de escavadeira hidráulica, com ensino fundamental incompleto, é de R$ 1.291,98, o salário para um professor com ensino superior é de R$ 1.246,32.

    A jornada de trabalho dos professores aprovados no concurso será de 30 horas semanais, já os operadores de máquina trabalharão 40 horas semanais.

    Um perfil do Facebook divulgou uma montagem com a imagem do edital e, até o momento da publicação dessa matéria, a foto foi compartilhada por mais de 3 mil pessoas. Um dos usuários da rede social comentou: “É necessário uma mudança e valorização do ensino, assim como ampliar a possibilidade para todos terem acesso à qualificação, tanto profissional como acesso ao ensino publico superior de qualidade”.

    Outros internautas se perguntam “se essa situação é possível”, enquanto alguns afirmam que “isso é Brasil”.
    O piso salarial nacional dos professores é de R$ 1.187 para 40 horas semanais e vale para todos os docentes que atuem da educação infantil ao ensino médio. A CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) reivindica para esse ano um piso de R$ 1.937,26.
    FONTE da reportagem UOL - A reportagem do UOL entrou em contato com a prefeitura de Vila Rica e aguarda retorno, pois, segundo a atendente, o responsável só poderá falar no período da tarde.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Piso pode ser elevado até 10 mil reais, pois ninguém paga mesmo. Só vale na teoria.

      Excluir
    2. Olá,
      Moro numa pequenina cidade do Sul de Minas Gerais e depois de muito luta estamos recebendo pelo Piso Nacional!Não desistam NUNCA!


      Aparecida

      Excluir
    3. Como assim?
      Sua cidade não faz parte do Brasil das gerais?

      Excluir
  84. Fátima -Professora de Historia - Ubá17 de fevereiro de 2012 20:12

    Vivemos tempos difíceis, a República aqui instalada desde 1889 literalmente não é para nós trabalhadores. Aliás, sempre foi assim, nunca nos aceitaram, somos por vezes tolerados. No início diziam que nós os "comuns" estávamos despreparados para exercermos a cidadania. Foram praticamente 100 anos de lutas para que nós os "comuns" conquistássemos pelo menos o direito de ser plateia, sim pois é este o papel que destinaram a nós, os "comuns". Durante algum tempo nos permitiram algumas conquistas, uma estratégia para nos manter quietos, longe do poder. Como disse Antonio Carlos governador de Minas Gerais nos temos da Revolução de 1930 "façamos a revolução antes que o povo a faça".
    Na época do Império, d. PedroII dispunha do quarto poder, o Moderador, através dele, mantinha o controle sobre o país. Hoje os governantes não podem contar com o poder Moderador, extinto com a proclamação da República, mas podem contar com o poder Judiciário cuja função não é mais zelar pelo cumprimento das leis, mas sim impedir que nós os "comuns"façamos uso dela.
    A República e a democracia que aí estão são coisas da elite nunca nos serviu e nunca nos servirá. Em pleno século XXI, convivemos com várias formas de autoritarismo presentes no nosso dia a dia.
    A classe trabalhadora precisa se unir, pois a nossa luta só está começando e somente a união de todos poderá nos conduzir a vitória.
    Somar sempre, subtrair jamais!
    Unidos venceremos!

    ResponderExcluir
  85. Engraçado, para não dizer qq outra coisa. Não entendemos por que motivos uma postagem feita hj a tarde sobre o tal sindicato dos supervisores não foi postado aqui. Afinal, este blog não aceita defender os pedagogos ou só aos funcionários de dentro das salas de aula?

    ResponderExcluir
  86. Boa noite guerreiros(as).

    Saiu hoje no jornaleco estado de minas de hoje uma nota defendendo a debóra fala merda,publicada pelo sindicato das empresas de publicidade,é vergonhosa de tanta mentira,mas é sinal que alguem ficou preocupado com a repercussão,vale a pena conferir.Aos que ficam reclamando do conteúdo do blog,visita-lo é uma escolha,simples assim.

    José Henrique

    ResponderExcluir
  87. Sou ATB, e o que está acontecendo nas escolas é inacreditável!. Alunos que foram reprovados em váaaaarios conteúdos "PELO CONSELHO DE CLASSE", já informados no tal Simade e de repente.... sem mais nem menos... teremos que fazer a correção com a aprovação dos mesmos. Virou brincadeira, irresponsabilidade, conivência absoluta às ordens da SEE. Agora também teremos novos PAVs com alunos de 6º e 7º anos, 8º e 9º anos. Uma desumanidade para com esses alunos. Se esses alunos estão "um pouquinho" fora da faixa etária para a série é porque têm ou tiveram alguma dificuldade, E FOI ANTES DA APROVAÇÃO TOTAL DO 1º AO 5º ANO. Agora farão dois anos em um, para o bem das estatísticas em Minas e a desgraça dos mesmos. Temos também a aberração das turmas multisseriadas! Quem fará alguma coisa? Quem olhará pelos alunos pobres do governo de Minas? Pobres pais que terão filhos sem a mínima condição de enfrentar um ENEM,PROUNI, alunos pobres terão que continuar pagando faculdades particulares em Minas, onde não precisam nem de fazer vestibular, entram somente com a "ANÁLISE" do histórico escolar , como eu tenho visto. Pobres pais! Pobres todos nós! E a culpa... é "SÓ" do professor, que está sendo jogado de um lado pra o outro sem nenhuma autonomia, sem nenhum respeito. O que eu pressinto é que TUDO na educação será um faz-de-conta! Valha-nos Deus! Xô Anastasia e sua corja!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí ainda não é nada. Algumas colegas minha, escandalizadas, me contaram que na escola onde elas trabalham foram aprovados todos os que não compareceram para a prova em janeiro, inclusive um, que havia falecido em 2011.
      A educação em Minas está virando piada.
      Coitado de nós professores!....

      Excluir
  88. Sou de Unaí - Mg
    Recebemos hoje o pagamento referente à 07/2011 e 08/2011, mas não foi informado o 09/2011 porque ainda estamos repondo até dia 18/02/2012. Será que iremos receber em março a folha referente fevereiro e o mês de setembro/2011(descontado em duas parcelas)? Tenho minhas dúvidas. Acho que levaremos calote.
    Colegas parabéns pela luta, juntos somos mais.

    ResponderExcluir
  89. O ANÔNIMO DA 6:47 FOI PERFEITO EMSEU COMENTÁRIO.
    REALMENTE AS SRES ERAM MUITO RESPEITADAS ANTIGAMENTE.MAS HOJE É VERGONHOSA A ATUAÇÃO DAS SRES.
    OS INSPETORES NÃO CONSEGUEM CONVENCER NINGUÉM,A MAIORIA É CONIVENTE COM AS MANOBRAS DE MUITOS DIRETORES QUE NÃO SÃO ENGAJADOS COM A EDUCAÇÃO.
    TAMBÉM EM MG NADA É REALMENTE SÉRIO:ENQUANTO UM PROFESSOR COM MESTRADO RECEBE EM TORNO DE 1600 REAIS,UM VICE-DIRETOR ,COM PLENA APENAS, RECEBE 2500 REIS E O DIRETOR RECEBE POR CABEÇA...

    ResponderExcluir
  90. ATENÇÃO:
    Vem aí o PROJETO DE LEI do ex-Desgovernador EDUARDO AZaRaDO.
    Fiquemos "ANTENADOS". O espectro de gente quer acabar com muitos blogs, redes sociais e ... por aí vai. Um espectro se distingue fisicamente de um outro não por sua natureza, mas sim pela sua "freqüência". E ... "freqüência de político" é uma verdadeira ENTROPIA (desordem). ANESTESIA e seus 51 PUTADOS aparecem nesse contexto como exemplo MAIOR.
    Cuidado, gente! O "VÍRUS" da "DEMOCRADURA" está se alastrando. Cuidado, gente! Mirem nos 5 DESGOVERNADORES querendo "pisotear" DE VEZ o nosso PISO.
    Todos ANTENADOS desde já.
    FAÇAMOS NOSSAS PESQUISAS, NOSSAS LEITURAS, de forma que cada um possa estar em dia com as últimas notícias.
    FORÇA NA LUTA! A UNIÃO FAZ A FORÇA!
    - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - --

    ResponderExcluir
  91. Comadente Euler boa madrugada!
    Sou uma admiradora do seu blog, em luta por justiça e igualdade!
    Gostaria que você concordasse em lançar sua chapa , você está em primeiro lugar nas pesquisas para ser o escolhido pela classe dos professores!Por favor componha a chapa!
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  92. EU APOIO E LUTO POR EULER
    CRIS/BETIM

    ResponderExcluir
  93. JÁ vou começar a campanha por favor Euler responda urgente
    abraços
    Guilherme B.H

    ResponderExcluir
  94. O RAPAZ DE VESPASIANO É O ÚNICO PARA FAZER UM SINDICATO TRANSPARENTE, NA LUTA PELOS DE BAIXO!
    COMANDANTE ESTAMOS COM VOCÊ!
    SEBASTIÃO /BETIM

    ResponderExcluir
  95. Vamos comentar :

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=196133,OTE&IdCanal=

    ResponderExcluir
  96. Euler

    Veja que absurdo na SRE de Janaúba não recebemos reposiçao em folha extra. Ao Ligar no setor de pagamento dessa SRE fui informado que não existia folha extra.

    Falei pra ler o Site da Educaçao que la estava estampado.

    O proprio povo do governo não sabe de nada e nem lê o site.

    Que vergonha, na escola que trabalho o diretor disse que não foi informado de nada.


    OH Minas Gerais ....

    ResponderExcluir
  97. Prezado Euler;

    Concordo com a ClaraFeb 17, 2012 08:52 PM, você e seu blog estão fazendo história entre os professores de Minas Gerais. Seu blog me lembra muito os sovietes (conselhos de operários, camponeses, soldados) que surgiram na Rússia para discutir os problemas do povo antes da Revolução Bolchevique de 1917. Você é um fenômeno espontâneo, por isso acredito que você deve encabeçar uma chapa de oposição a atual direção do sindicato. Nada tenho contra a Beatriz ou a direção atual - pois eles tentam fazer a parte deles - o problema é a politicagem. Todos sabemos que eles são atrelados ao PT e nos Estados aonde o PT chegou ao poder não se paga o piso. Eu não sei como é que o Jacques Wagner teve a coragem de trair toda uma classe. Como o poder muda as pessoas!
    Eu aqui da minha cidade, Uberlândia-MG, voto em você e farei propaganda para que outros colegas votem em você.
    Aproveite este momento histórico companheiro e vire a mesa!

    EULER CONRADO PRÁ PRESIDENTE DO SINDUTE-MG!

    ResponderExcluir
  98. Gente ! Presta atenção !
    Andei fazendo as contas e segundo publicado no site da SEE/MG, são mais de 10 milhões de reais para cerca de 20 mil servidores(más não eram apenas cerca de 3 mil em greve????) Fazendo a divisão; dá em média R$5.000,00 por servidor; ESTRANHO E "MAQUIABÓLICO" que na SRE de Janaúba como na maioria de MG muita gente não recebeu. Provavelmente cerca de mais 10 milhões de reais para a campanha do Aecim....

    ResponderExcluir
  99. Euler, gostaria que vc me esclarecesse se já há alguma definição sobre o recurso impetrado pelo sindiute a respeito da resolução 2018. O sindicato não se pronuncia e nós efetivos que fomos prejudicados continuamos na mesma. Quando o governo entrou com recurso, no outro dia já tinha a resposta, agora com o sindicato nada nos é esclarecido.Por favor, alguém me responda!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega Anônimo das 04:52!

      Até onde eu pude acompanhar, a direção sindical ficou de recorrer da decisão do TJMG. Como se trata de uma decisão inicial, monocrática, ainda haverá o julgamento do mérito por um grupo de desembargadores. Além disso, pode haver recursos na instância superior. Seria bom que o sindicato divulgasse uma nota oficial no seu site oficial explicando o andamento desta e de outras demandas jurídicas. Afinal, o sindicato tem um site oficial, embora não pareça, pois ele está sempre desatualizado e utiliza-se o blog pessoal de uma das diretoras para fazer o que deveria ser feito oficialmente, ou seja, no site do sindicato.

      O governo já divulgou uma nota no site oficial da SEE-MG, como sempre, tentando dividir a categoria.

      Enquanto as coisas não se resolvem no âmbito jurídico, o correto seria tentar uma solução política para o problema, reunindo os efetivos e os efetivados em torno de pontos comuns, como:

      a) que os efetivos tenham prioridade na escolha de turmas, por um direito constitucional ligado à origem mesmo da criação do cargo público de carreira;

      b) que nenhum professor efetivo ou efetivado seja remanejado de sua escola (a menos que queira, claro) em função do processo de escolha de turmas;

      c) que o governo implante imediatamente o terço de tempo extraclasse. Enquanto isso não acontecer, nenhum servidor seria remanejado de sua escola, pois é certo que novas vagas serão criadas. O correto seria que o governo, além disso, nos pagasse mais 03 aulas de extensão, enquanto não implantar o 1/3 de tempo.

      São pontos que poderiam unificar a categoria em relação a esta questão específica, independentemente da decisão de governo e da justiça.

      Excluir
  100. SOU TOTALMENTE CONTRA...CONTRA HAHAHHA CONTRA O SINDICATO DO JEITO QUE ESTÁ.E SOU TOTALMENTE...TOTALMENTE A FAVOR DE EULER CONRADO PARA A CHAPA DA NOVA DIREÇÃO DO SINDICATO MG.ASSIM PODEREMOS ESTAR TOTALMENTE SEGUROS QUE IREMOS TER ALGUÉM NOS REPRESENTANDO E BRIGANDO POR NÓS.VÁ AVANTE EULER.DEUS ESTÁ COM VOCÊ POIS ESTAMOS TODOS ESPERANDO ESSA OPORTUNIDADE.

    ResponderExcluir
  101. Chapa NDG ; Euler /Martinho/Rômulo/Wladimir/Nelsom Pombo/Claudia Sabará/Cris/andré da Buzina/

    Aí teremos um sindicato de luta e sem interesses partidários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoio colega.

      Izabel/Geografia

      Excluir
  102. Boa tarde a todos os amigos.

    Euler candidato (presidente do Sindicato ou deputado), eu apoio.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  103. Olha eu concordo com Euler como deputado também.Aliás acho melhor para deputado.Não sei mas o que sei é que ele precisa urgentemente estar em uma posição que possa nos ajudar.Nós confiamos nele, então ele precisa fazer isso agora.EULER JÁ.

    ResponderExcluir
  104. Euler lance sua candidatura queremos você como presidente do sindicato!
    componha a chapa, vamos apoia-lo em todas cidades, já estamos criando no google a adesão e o apoio total a você!
    canal aberto ao professorado mineiro!
    abraços
    Eder/bh

    ResponderExcluir
  105. É só dinheiro indo pelo ralo:
    O Ministério do Esporte aprovou um projeto de R$ 2,2 milhões de uma organização não governamental ligada ao narrador Galvão Bueno. O governo federal autorizou a Associação Beneficente Galvão Bueno a captar o valor em doações e patrocínios por meio da Lei de Incentivo Fiscal. A decisão foi publicada no "Diário Oficial da União" de anteontem.
    O dinheiro é destinado ao projeto chamado "Escola de Formação de Pilotos". Dois filhos de Galvão, Cacá e Popó, são pilotos de automobilismo, antiga paixão do narrador, especialista em F-1.

    ResponderExcluir
  106. Euler, deveria escrever uma resposta para a carta que foi enviada para pais e servidores!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Élida! Publicamos, num dos posts anteriores, uma resposta comentando cada passagem da carta do governo. Vamos tentar elaborar um texto mais enxuto dialogar com os alunos e pais de alunos.

      Um forte abraço!

      Excluir
  107. EULER,o¨PISO¨ do governo é712,20 para o nível 1 ,mas
    verifique,por favor,do nível 2 em diante o valor não
    corresponde aos 10% que é a diferença entre eles.Veja
    isso para nós na tabela do governo.
    obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, colega! No novo modelo do governo ele adotou uma tabela paralela com os mesmos índices da primeira lei do subsídio. Estes percentuais são bem inferiores ao nosso plano de carreira original, que tem uma diferença de 22% para cada nível. No novo sistema, começa com 5,8% e termina com 10%. Além disso, esse valor inicial de R$ 712,20 era para 2011. Em 2012 é necessário reajustar este valor pelo mesmo índice de reajuste do custo aluno ano, ou seja, em 22%. Mas contra esse governo, neste momento, existem dois caminhos: uma boa assessoria jurídica para ingressar com ações na justiça, e uma ação popular, pela base, para forçá-lo a implantar o piso na carreira corretamente.

      Um forte abraço e força na luta!

      Excluir
  108. Euler, meu carissimo continue como está sendo esse porta-voz das coisas da educação. Não entre nesse negócio de Sindicato. Veja como a Beatriz está sendo massacrada. Continue sendo esse blogueiro excepcional que você é.
    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SE o escolhemos é porque temos um enorme carinho por ele!
      Beatriz simplesmente abandonou a classe que um dia a apoiou!
      saudações
      EULER CONRADO PARA A PRESIDENCIA DO SIND UTI
      Nivio

      Excluir
  109. Euler, sou efetiva e estou excedente em minha escola, sou obrigada a ir para outra escola ou posso ficar excedente na minha?

    ResponderExcluir
  110. caro Euler gostaria de sugerir que uma conta no face fosse criada somente para professores do estado de minas gerais, ja deu pra perceber que o meio virtual tem atingido diretamente e rapidamente aqueles que precisamos que vejam nossa indignação.Não sei como se cria entao fica aqui sugestão

    ResponderExcluir
  111. Ao AnônimoFeb 18, 2012 12:12 PM
    Caro colega, a Beatriz está tendo o que merece!
    Beatriz meu caro(a)tem a nossa carta de alforria em mãos(ou já vendeu)quando o governo assina garantindo nossos direitos!
    Outro detalhe leia mais, pois a Bia já perdeu a compostura quando decide atacar o Euler chamando-o de fogueiras da vaidade(você concorda)A única coisa que o comandante fez foi lutar pela classe , brigar por nossos direitos! e Araxá porque será que colocaram em local distante? POrque dá um tema que nada ver tem com o que queriamos?
    SE publicamente estamos escolhendo e decidindo quem queremos na presidência do sindicato é porque cansamos de corrupção!CHEGA DO GRUPO ARTICULAÇÃO!

    ResponderExcluir
  112. Parabéns Nivio, queremos Euler na presidencia do sindicato! Beatriz não aceita criticas , nem cobranças! Bom ela teve a faca e o queijo na mão! Realmente recordo deste papel, onde estará?
    Já não sei o que é SINDINÚTIL ou BEATRIZ, pois o blog virou um só, ridiculo!
    campanha gente!!!!!!!!!!!!
    EULER MEU QUERIDO COMPANHA A CHAPA!
    BJOS NESSA SUA ALMA ABENÇOADA

    ResponderExcluir
  113. Concordo Nivio.Euler já sabemos como pensa e não vai deixar se corromper por nenhum partidinho político ou alguma central .Não se venderá.Vamos colocar essa idéia para crescer e rápido.Começaremos essa campanha aqui.Vamos ver o que acontecerá.

    ResponderExcluir
  114. domingo, 12 de fevereiro de 2012Débora Falabella queimou seu filme
    Por Altamiro Borges

    A atriz global Débora Falabella, que já protagonizou belos filmes, como "Lisbela e o Prisioneiro" (2003) e "Primo Basílio" (2007), acaba de entrar numa fria. Ela estrelou o comercial de tevê do governo Antonio Anastasia (PSDB) sobre a educação em Minas Gerais. A peça publicitária é uma farsa grotesca. Apresenta o ensino mineiro como se fosse um paraíso para professores, pais e estudantes.
    O filme promocional, pago com dinheiro público e exibido em horário nobre na televisão, gerou revolta entre os docentes, que no ano passado foram vítimas da truculência e descaso do governo tucano durante uma prolongada greve. Nas redes sociais, a atriz da TV Globo sofreu uma bateria de críticas através da campanha “Cala a boca, Débora”. Alguns, mais afoitos, chamaram a artista de "mercenária" e "vendida".

    ResponderExcluir
  115. "Uma boa assessoria jurídica para ingressar com ações na justiça, e uma ação popular, pela base, para forçá-lo a implantar o piso na carreira corretamente"(Fala do Euler)
    Euler, em que planeta você está meu filho?
    Já fui seu admirador,mas confesso estou ficando meio desconfiado.
    Você sabe que a justiça está vendida.Ninguém ganha nada que contraria a vontade dos governos.
    Ação popular pela base?Ah, você tá sonhando muito!(Mais ação do que tivemos com a greve?)
    Lança logo sua candidatura para presidir o sindicato e ponto final.Não fica aí vendendo ilusões, o povo não merece.
    O chão de Minas tremeu, tremeu e nada.
    Gosto muito de você, te admiro,mas por favor não use o seu poder argumentativo para seduzir com palavras, que não podem se concretizar.Quem faz isso muito bem é o Anastasia.
    Não faça do seu desejo de conduzir o sindicato, uma flecha contra si próprio.Você não merece!

    ResponderExcluir
  116. Eu estou dentro apoio o comandante Euler presidente
    igual ao AnônimoFeb 18, 2012 07:27 AM

    Chapa NDG ; Euler /Martinho/Rômulo/Wladimir/Nelsom Pombo/Claudia Sabará/Cris/andré da Buzina/
    MASSA DO PROFESSORADO VAMOS BATALHAR EULER PARA PRESIDENTE DO SINDICATO! A LUZ VOLTARÁ A BRILHAR EM MINAS GERAIS!

    ResponderExcluir
  117. "ENQUANTO UM PROFESSOR COM MESTRADO RECEBE EM TORNO DE 1600 REAIS,UM VICE-DIRETOR ,COM PLENA APENAS, RECEBE 2500 REIS E O DIRETOR RECEBE POR CABEÇA...

    Gente o professor com mestrado é PEB I. Só recebe R$ 1100,00. Esta é a minha situação. Não recebo um centavo a mais que isso. Conclui mestrado em 2009.Se tem alguem recebendo 1600,00 me avise porque vou procurar meus direitos, só não sei se vou encontrá-los.

    ResponderExcluir
  118. A chapa concorrente do sindicato será composta mesmo pelos membros do NDG?
    O grupinho de professores espetaculares que conduziram a greve sozinhos,que votaram pelo seu final e depois culparam os outros?
    O NDG que monopolizou ações? O grupo fechado dos que sabem fazer greve?
    Lembram -se das patentes? Eu já sabia que ia dar nisso.Comandante, sargento...e o resto do professorado que por incrível que pareça fizeram 112 dias de greve,tiveram cortes de salário, simples soldades rasos.
    Sei que o Euler vai publicar isso,mesmo em desacordo com este texto, pois isso também faz parte da disputa eleitoral,faz parte do jogo,deixar para que alguns defendam com unhas e dentes.
    Puxa! Como tem professor que se ilude!
    O Euler deve ser candidato a deputado porque é humilde, porque é carinhoso, porque publica comentário que depõe contra ele próprio. Tenha a paciência!
    Não estou dizendo que o Euler não tenha capacidade para tal,só estou refletindo como é fácil manipular pessoas,que deveriam ser as últimas a serem manobradas:Os professores!Deixem que o Euler lance sua candidatura, conheçam o seu plano de ação,suas diretrizes frente ao sindicato, dialoguem com ele,depois decidam o voto de vocês.

    ResponderExcluir
  119. Quando acontecerá a eleição para a presidência do sindicato?
    Na minha escola, na sala dos professores, tem um pc velho (de 1900 e nada) eu coloquei a página do blog do Euler como página principal quando você abre o internet explorer e o firefox. O blog estava fazendo o maior sucesso entre os professores. Na sexta, quando cheguei na escola, o pc estava queimado. Achei estranho, não vou afirmar que alguém fez de propósito, mas na minha escola tem gente que faz parte do sindute. Acho que o blog do Euler incomodou.

    ResponderExcluir
  120. Pelo que vemos até agora, a pessoa do Euler, o nome do Euler tem incomodado bastantes pessoas, além das que estão encasteladas nos ambientes refrigerados, cujos lanches são de casquinha de siri para cima, mas os que comem casquinha de pão e perninhas de rã, também, estão incomodados, gostaríamos de saber por quê? Que mal ele representa, que medo é este. Por que tanta preocupação com a pessoa e o nome dele, ultimamente? Há intenção de desfazer da pessoa dele, mas quando não consideramos alguém tão forte não nos incomodamos com ele, isso só se dá quando a pessoa representa para nós muito mais do que possamos imaginar. Estão com medo de ele chegar onde? Ele está representando para algumas pessoas uma ameaça, uma ameaça de poder. Mas, há sempre, alguém aqui desqualificando-o, por que agora estão se sentindo ameaçados? Agora, uma coisa é certa, gente inteligente incomoda muito e principalmente quando esse inteligente sabe falar e escrever, aí é igual a musiquinha dos elefantes, incomoda muito mais! Acho melhor parar de criticar e se juntar a ele para encontrar caminhos mais apropriados para os nossos problemas. Apaguem as fogueiras de vaidades e impulsionem as energias que possuem para o bem de todos!

    ResponderExcluir
  121. Caros Professores...menos, gente!!! Será que algum dia vamos ser uma CLASSE??? ou será eternamente essas besteiras e infantilidades, esse "jogar uns contra outros"???Leio todos os posts e comentários desse Blog, desde sua criação.Em nenhuum momento o Euler, J.Martinho, Rômulo...fugiram à luta, deixaram de participar de atos durante manifestações e protestos.
    Jamais li algo nas postagens de algum deles, qualquer referência à possível candidatura. Os próprios leitores dos blogs lançam as candidaturas dos mesmos a todo instante, e depois vem alguns aqui acusando-os. E sobra ainda para nós, leitores/comentaristas/seguidores do BLOG sermos chamados de cooptados, alienados.
    Apontar falhas que se enxerga em direções, seja de escola, Sindicato é mais que direito, DEVER de quem faz parte dos mesmos.
    Dizem sermos seres pensantes. Se estudamos tanto, temos capacidade de pensar, de imaginar, de traçar algo. Infelizmente não somos ainda uma CLASSE. Somos grupinhos,que tomam facilmente partido contra ou a afavor, baseado em pouco.
    O Euler tem um blog, escreve bem, estuda as leis e suas possibilidades, MAS NÃO É RESPONSÁVEL NEM TEM OBRIGAÇÃO DE RESOLVER OS PROBLEMAS DE CADA UM DE NÓS.
    Antes que o blog acabe numa guerrinha de pró e contra direção sindical,( dias atrás era pró e contra efetivados)...Vamos ser EDUCADORES, pensantes,com atitude.Certamente com opiniões divergentes em vários pontos. MAS O QUE PRECISA CONVERGIR É QUE SOMOS EDUCADORES, E QUEREMOS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL.
    A própria ESCOLA já está se constituindo em grupinhos devido à eleições de diretores...
    VAMOS SER CLASSE, CATEGORIA. E saber exercer democraticamente nosso direito de escolha de representantes, sem OFENSAS, SEM BRIGAS, SEM BAIXARIA. No momento que acontecer, e torcer por todos.
    ( Desabafo de professora que sonha há mais de 30 anos com união, com uma meta comum à todos...e vê a cada dia mais fragmentação...fragilização).
    Boa noite e bom feriado para todos.

    ResponderExcluir
  122. “Instrui-vos, porque precisamos de vossa inteligência.

    Agitai-vos, porque precisamos de vosso entusiasmo.

    Organizai-vos, porque carecemos de toda vossa força.”

    Revista L'órdine Nuovo - 1º de maio de 1919
    Atualizado por LUTA PELA EDUCAÇÃO 5 Fev.

    Ana C

    ResponderExcluir
  123. Prof Euler,

    Voce tem conhecimento desse artigo?
    Gostaria que desse sua opinião ok?

    Posto texto parcial para ler tudo clic :
    http://www.diariodaclasse.com.br/forum/topics/balanco-politico-a-situacao-dos-trabalhadores-em-educacao-de-mina

    BALANÇO POLÍTICO – A situação dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais
    Publicado por LUTA PELA EDUCAÇÃO em 15 fevereiro 2012 às 20:44 em EDUCAÇÃO

    O movimento sindical passa por um momento decisivo em sua longa trajetória. No passado bastavam às grandes greves para quebrar a intransigência dos patrões e de seus governos, atualmente só esta forma de luta não resolve mais. O estado burguês em todo mundo cooptou nos últimos anos os melhores quadros do movimento operário, instituiu via neoliberalismo uma legislação nefasta aos trabalhadores, e tem adotado uma política de criminalização dos movimentos sociais. Atualmente uma greve não escapa da intervenção do judiciário que esta sempre pronto a decretar sua ilegalidade, sem antes condenar as entidades sindicais a multas diária milionária, inviabilizando economicamente e politicamente o movimento sindical. Enquanto isso nossas lideranças ainda acreditam no estado, nossas centrais sindicais continuam a defender a atual estrutura sindical, pois elas não mais representam os trabalhadores, mas sim os interesses de governos que no passado utilizaram os trabalhadores para chegar ao poder, e prestar seus serviços aos patrões.
    A atual conjuntura nos impõe uma atitude diferente diante dos novos ataques da burguesia orquestrada por seus lacaios de plantão. Não é mais possível travar a luta sindical nos moldes atuais, urge uma nova forma de fazer a política sindical. Defendemos um movimento sindical com maior agilidade na defesa dos trabalhadores e que ao mesmo tempo não fique refém da burocracia sindical e da criminalização dos movimentos sociais. Neste contexto defendemos um sindicalismo de caráter classista, autônomo e independente dos governos, onde as lideranças não possam ser criminalizadas pelo braço jurídico do Estado. Nossas lideranças devem ser todos os trabalhadores organizados em seus locais de trabalho, por isso é urgente o desenvolvimento de um longo e educativo trabalho de conscientização de nossa base. É salutar que todo trabalhador em campanha salarial ou em greve seja uma liderança, dessa forma não há como criminalizar juridicamente o movimento através de suas lideranças legais. Quanto à tática, novas formas de luta devem ser desenvolvidas. A greve pela greve não esta surtindo os efeitos desejados. Nesse sentido devemos trabalhar para que cada escola forme um conselho escolar popular e permanente, envolvendo a comunidade na luta da categoria. Com medidas simples de desconcentração do movimento novas lideranças emergirão, garantindo uma oxigenação saudável ao movimento, uma greve não deve ter como papel principal seu destaque na mídia burguesa, deve antes de tudo garantir resultados à categoria. Portanto uma nova mentalidade sindical devera pautar nossa autuação na categoria.(...)
    Nossa última greve deve ser analisada dentro de uma nova perspectiva para o movimento sindical. Não foi gratuitamente que o governo tolerou quase quatro meses de paralisação. O que estava em jogo era o teste da estrutura sindical viciada, que no final garantiu a vitória ao governo.

    Devemos lembrar que a criminalização do movimento juridicamente mostrou que os governos liberais, mais preparados, práticos e pragmáticos que os trabalhadores, sabem que simples letras na lei nada significam para os patrões. A truculência e a espionagem policial nos mostrou a força do chamado “estado democrático de direito”. As multas milionárias e as permissões para contratar trabalhadores para substituir grevistas nos sinalizam que a lei e a constituição federal são mera sugestão para aqueles que estão de plantão para os capitalistas.

    ResponderExcluir
  124. Companheiros, nossa luta é sindical e não jurídica. Nossa luta é política e não meramente eleitoral. Defendemos a implantação do salário mínimo do DIEESE. A lei do piso não nos atende, pois é insuficiente para nós trabalhadores. Atende sim aos governos, que através de intermináveis discussões hermenêuticas acabam por transformar o piso em teto salarial, acabando com os direitos conquistados. Precisamos de um sindicalismo de base, revolucionário, comprometido com o dia a dia do trabalhador. Isso só será possível com muita mobilização e luta, tendo como pauta principal a defesa do salário mínimo indicado pelo DIEESE.
    continua...
    ESTRUTURA SINDICAL –
    Novo critério para as Eleições SINDUTE/MG

    O SindUTE possui cerca de 80 sub-sedes distribuídas por todas as regiões de MG e as eleições dessas sub-sedes ocorrem simultaneamente às eleições da Direção Estadual, o que torna as eleições um processo despolitizado, extremamente viciado e suscetível a todo tipo de irregularidades

    Para nós da oposição, além de ser muito difícil concorrer em pé de igualdade (a situação mobiliza um verdadeiro exército de nada mais nada menos do que 500 militantes para percorrerem todo o Estado de MG colhendo votos e quando necessário, intervindo em urnas para garantir os objetivos regionais), acabamos legitimando esse tipo de eleição que não é nada democrática. Dessa forma, defendemos que as eleições para a Direção Estadual ocorram nos Congressos do SindUTE, como ocorre em quase todas as grandes entidades sindicais em âmbito regional e nacional.
    Isso não impediria que as direções das sub-sedes possam ser eleitas em eleições locais, como já vem ocorrendo, e que é mais fácil fiscalizar e participar.
    Porém, é no Congresso do SindUTE que seus delegados podem discutir e votar sobre os temas importantes para o triênio futuro da entidade, e é neste espaço que deveriam votar também em um programa político e em uma diretoria para executar esse programa.
    Em uma eleição congressual, além de termos mais espaço para o bom debate político, implícito na própria disputa que se daria entorno da eleição dos delegados, qualificaria as bancadas e produziria uma concorrência de teses e ideias mais qualificada do que hoje vem ocorrendo.
    Além de mais democrático, pois um debate sobre os rumos do sindicato e a eleição da nova diretoria, produziria uma participação mais ativa dos delegados, o que possibilitaria melhores condições de fiscalização, coisa que não ocorre com o modelo atual.
    Em defesa das eleições congressuais e da proporcionalidade!

    CORRENTE SINDICAL UNIDADE CLASSISTA/INTERSINDICAL
    25 de janeiro de 2012 - Minas Gerais/Bra
    http://www.diariodaclasse.com.br/forum/topics/balanco-politico-a-situacao-dos-trabalhadores-em-educacao-de-mina

    ResponderExcluir
  125. Euler foi eu que levei o maior pito de Beatriz por ter falado no subsídio!Estou com você meu amigo,se quisermos arrumar a casa ,as atitudes tem que partir de nós mesmo!Tenha muito cuidado ,você está incomodando peixes grandes com sua idéias fantásticas!

    ResponderExcluir
  126. Euler,como admiro você!Você se tornou meu filho número três!Força,coragem e muito cuidado!Sua vida é importante pra todos nós!Não sobrevivo mais sem seu blog!

    ResponderExcluir
  127. AnônimoFeb 18, 2012 07:11 PM

    Suas colocações são justas, porém o Sindute não mudará as regras do jogo eleitoral. Eu não entendo, mas tais regras devem estar numa espécie de estatuto.
    Já pensei o seguinte: O Euler - se sair candidato - vencerá em BH, porém como vc mesmo disse, a situação está bem organizada nas 80 subsedes e aí o Euler vai perder, pois o NDG não tem base (militância) no interior do Estado.
    Qual seria então o caminho a trilhar para se formar uma base que cooptasse votos em favor do Euler? A classe é desunida, despolitizada e tende a votar na situação. Aqui na minha cidade eles sempre vencem - embora sejam pessoas valorosas, tem política na veia e mal ou bem sempre dão a cara a tapa nas greves.
    Acho que teríamos que pensar nesta situação da base eleitoral do Euler fora de BH.
    Conheço muitas escolas onde o blog do Euler está tendo repercussão, mas como citou alguém num post anterior (que relatou que o pc de sua escola foi queimado por ter o blog do Euler) eles vão começar a boicotar de todas as maneiras possíveis.
    Penso que a única maneira de se tirar a atual direção do Sindute do poder, seria fazer uma ampla coalização das forças de oposição a direção do sindicato, onde o Euler encabeçaria a chapa.
    Conheço um pessoal do PSTU que vem tentando já há alguns anos ganhar a direção do sindicato em minha cidade. Posso conversar com eles.
    Mas pergunto a vocês: neste momento qual seria a melhor estratégia?

    ResponderExcluir
  128. O Euler ganha tranquilo, no interior do estado!
    o nome do Euler está na boca de toda categoria!
    Betim, Contagem, o grande norte de Minas , uberaba , entre tantas!
    A campanha está enorme! porque vocês acham que ele está sendo atacado! a rainha da mentira e seus lacaios já sabem que vão perder o poder!
    Durma com essa Beatriz e sua equipe perigosa!
    PROFESSOR UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO!
    PORQUE ACHAM QUE TIREI FÉRIAS PRÊMIO?
    ESTAMOS DIVULGANDO O NOME DO EULER EM CADA CIDADE DE MINAS, EM MONTES CLAROS ELE É O ESCOLHIDO..
    EM PIRAPORA.
    EM GOVERNADOR VALADARES, EM PASSOS. EM ALMENARA, UBERABA! E VAMOS LONGE!
    UM ABRAÇO A TODOS!
    Vera Lúcia de Souza Alvarenga
    GOSTANDO OU NÃO BEATRIZ EULER É O ESCOLHIDO!

    ResponderExcluir
  129. URGENTÍSSIMO:
    - EULER NA PRESIDÊNCIA DO SINDICATO!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  130. Ao anônimo que disse que a justiça está vendida. Ninguém ganha nada que contraria a vontade dos governos.
    A justiça pode estar parcialmente vendida aqui em Minas, acredito. Mas quando engressamos com uma ação na justiça, ela pode percorrer se necessário, a 1ª, 2ª instâcia, podendo chegar ao STF. Neste trâmite com certeza o Governo nem pode tudo perderá. Tenho certeza, quem entrar na justiça, reclamando o piso na carreira ganhará.
    Não precisamos esperar mais, vamos iniciar as açõs na justiça, reclamando nossos direitos.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  131. Isso mesmo Vera , depois de tudo que assistimos, vivenciamos, sofremos o pão que o diabo(anastasia) amassou e este sindicato não fez absolutamente nada?? Somente com a virada agora poderemos ter força, coragem e ânimo para lutar.E isso nós sabemos que é com Euler na presidência do sindicato.Aí quero ver se não vamos ganhar este piso na marra.Euler já mostrou para que veio.Nós precisamos e queremos gente assim.Destemida, brava, justa, honesta, incorruptível...Vamos em frente pessoal.Euler querido se cuida viu??? Acho que você precisa de um segurança agora que já desponta na frente de muitas cabeças.deus lhe guarde.Lhe quero muito bem como meu filho.
    Professora de Contagem que nunca viu o sindicato na escola e a escola é apenas 500 metros do sindinútil.Não adianta Beatriz ficar nervosa e escrever coisas insinuantes.Seja verdadeira pelo menos uma vez.Seja honesta consigo mesma.Aceite o erro e a falta de caráter.

    ResponderExcluir
  132. Débora Falabella em apuros
    O PREÇO DA AMBIÇÃO
    Débora Falabella ameaçada de perder a condição de protagonista da próxima novela da Rede Globo.

    Nos meios artísticos comenta-se que a direção da emissora está preocupada com o desgaste da atriz que participou de um comercial para o governo de Minas Gerais no qual afirmava que os salários dos professores daquele estado eram os maiores do país.
    O anuncio revoltou professores, pais de alunos, estudantes que lançaram nas redes sociais a campanha “cala a boca Débora”. A campanha, segundo analistas, mereceu o “CURTIR” ou foi “COMPARTILHADA” por pelo menos dois milhões de usuários.
    A direção da Rede Globo, preocupada com a repercussão desastrosa do comercial de Falabella, teme impactos negativos entre os anunciantes e por isso não descarta a hipótese de substituir a talentosa mineira.http://grevepromg.blogspot.com/2012/02/debora-falabella-esta-ameacada-de.html

    ResponderExcluir
  133. Professor, Euler, a qualquer cargo que você quiser se candidatar, acredito que terá votos, porque o VÍRUS da BURRICE não atacou, ainda, os educadores, pelo menos a maioria deles, apesar de a "BURRICITE" estar se alastrando por toda a área da educação, por esses dias, mesmos, vimos com depoimentos de muitos colegas pelo Estado que ele chegou já às SREs, então vamos salvar o que nos resta, o maior patrimônio disso tudo, os EDUCADORES MINEIROS de fibra.
    Professor, você é o exemplo dessa CAPACIDADE, INTEGRIDADE E FIBRA!
    Logo, estaremos com você em quaisquer que sejam as situações.
    CONFIANÇA NÃO SE IMPÕE, SE CONQUISTA COM ATITUDES.

    ResponderExcluir
  134. AnônimoFeb 18, 2012 03:27 PM
    "ENQUANTO UM PROFESSOR COM MESTRADO RECEBE EM TORNO DE 1600 REAIS,UM VICE-DIRETOR ,COM PLENA APENAS, RECEBE 2500 REIS E O DIRETOR RECEBE POR CABEÇA...
    RESPONDENDO Qual é o vice-diretor em mg que ganha 2500 reais???? porque fui vice-diretora na gestão passada e agora reeleita e nunca recebi essa quantia.Afastei no meu cargo de EFETIVADA,com exatamente 1320 reais,acrescido da diferença que completa as 30h semanais,mas trabalho por elas.

    ResponderExcluir
  135. Pois é , se a imagem da Débora "fala merda" está desgastada por causa das benditas redes sociais..hahahha então estamos vendo o que vai acontecer com estes 51 putados e mais alguns afins daqui para frente.Hahahha amei esta reportagem pois através dela vimos várias nuances.O poder das redes sociais, da internet, e das verdades.mentiras tem pernas curtas e aí vimos a perna curtíssima exposta na mídia.Vimos também que temos muita gente sabendo das verdades sobre nossos salários e estão indignadíssimos.Vamos pessoal vamos fazer uma devassa na internet com os 51 putados bandidos.Gostaria de dizer também que eu ouvi uma (mais uma) sobre os políticos do Rio de Janeiro.Conseguiram ter direito a um camarote na Sapucaí.Depois de uma liminar ou sei lá o que na calada da noite e de sábado decidiu e concedeu.Eta país bandido .Eta país sem vergonha.Devemos anular votos para tudo.Esses bandidos terão que trabalhar duro para sobreviver.Acabar com tanta corrupção.Tanta sacanagem com os de baixo.

    ResponderExcluir
  136. O que aconteceu com a tal DÉBORA "FALAMERDA" ocorrerá com qualquer ARTISTA, JOGADOR, ou seja qualquer pessoa, de qualquer área que de olho no CACHÊ pago pelo governo mineiro venha humilhar e desmerecer a CATEGORIA. Isso também devia ocorrer com o pessoal da saúde e da segurança, pois não podemos deixar que pessoas que não têm conhecimento dos problemas que enfrentamos vão para a TV todas cheirosos e endinheiradas,aumentando ainda mais suas fortunas às custas dos trabalhadores assalariados com intuito de manipular a população em favor desses governos ordinários. Daqui para frente, que os artistas e esportistas fiquem atentos. Quanto aos POLÍTICOS, ah, esses nós vamos, também, cuidar da finalização da carreira deles no FACEBOOK e neste BLOG, essas duas ferramentas serão poderosíssimas em nossas mãos. VAMOS BOMBARDEÁ-LOS ATÉ ANIQUILÁ-LOS. ESTEJAMOS CERTOS DISSO!

    ResponderExcluir
  137. VEJAM MAIS O QUE ACONTECEU COM A REDE BOBO
    http://youtu.be/McemTpT6ZGU
    visite também este blog e saberemos muitas coisas mais deste parque de diversões called brasil
    celprpaul.blogspot.com

    ResponderExcluir
  138. Os Educadores da velha guarda na educação brasileira (rs) devem se lembrar daquele famoso jogador brasileiro GÉRSON que se envolveu numa famigerada propaganda, cujo conteúdo dava a entender que o mais importante na vida é levar vantagem em tudo, essa ideia foi atrelada à figura do jogador e ele saiu com a sua imagem arranhada, e olha que era propaganda de um produto e naquela época não tinha-se o poder de fogo das mídias. Então esses artistas e esportistas que ficam bajulando esses governadores para engordarem suas contas bancárias, tomem tento. Lembrem-se de GÉRSON!

    ResponderExcluir
  139. Olá, pessoal da luta, membros do NDG e demais colegas de combate!

    Bom dia e bom descanso, ou folia de carnaval, para quem curte!

    Tenho notado algumas pessoas, generosas, falando do meu nome para concorrer à presidência do sindicato. Claro que eu fico humanamente todo orgulhoso de ter o meu nome lembrado, o que demonstra a confiança que várias pessoas têm em mim, ou nas ideias que eu defendo. Mas quero deixar claro que nunca me apresentei como candidato a nada aqui no blog (a não ser para presidente da República, rsrs, lembram-se?). Acho que as escolhas são feitas dentro de um processo de discussão e luta. O que me parece que tem crescido na categoria é a disposição de colocar um fim no monopólio da direção sindical por parte de um único grupo ligado a um partido político. A nossa categoria é maior do que isso, e mais importante também, e merece se fazer representar pela diversidade de ideias e forças existentes na sua base.

    Temos sido vítimas de um modelo de gestão sindical que atrela os nossos destinos aos interesses partidários de um grupo. Devemos que lutar para que haja AUTONOMIA do nosso sindicato em relação aos governos e aos partidos, sejam quais forem. E para isso é preciso que haja uma gestão transparente, que saiba se comunicar diariamente com a base da categoria, que saiba encaminhar as nossas lutas na justiça e que consiga estimular a auto-organização em cada escola, pela base, onde reside a nossa verdadeira força. E acima de tudo, saiba respeitar as diferenças existentes.

    Isso será obra de muitas lideranças envolvidas - inclusive aquelas que são ligadas a diferentes partidos e correntes -, e não apenas de uma pessoa. Precisamos construir a nossa unidade discutindo com os colegas de base, não para receber votos em congresso, mas para construir bandeiras comuns de luta, não permitindo que o governo tente nos dividir, como vem fazendo em vários momentos. Desde 2003 que a categoria tem sofrido com os atos voltados para nos dividir: cortam direitos de uns, criam direitos para outros segmentos, sempre de forma calculada e a gente sem conseguir dar uma resposta unificada. O governo faz o papel dele, quando nos ataca. Temos que fazer o nosso, nos organizando melhor e nos unindo para enfrentá-lo, impondo respeito e não atrelando o nosso sindicato a projetos polítco-partidários.

    Temos um longo tempo para discutir estas questões, sem jamais perder de vista que a nossa prioridade é a luta pelo piso na carreira, a devolução da nossa carreira destruída, a devolução de tudo o que o governo nos tirou em 2011, e o respeito aos direitos adquiridos, entre outros.

    Vou sair para almoçar agora e volto bem mais tarde, para aprovar os comentários dos bravos e bravas educadores/as de Minas.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  140. Estamos testando a nossa força.

    Vamos repassar os comentários do blog no Facebook.

    A reação da rede globo é um bom termômetro de nossa força.

    Agora vamos detonar os deputados traidores da educação em Minas.

    ResponderExcluir
  141. Hoje é domingo de carnaval e terá início ao desfile das escolas do Rio de Janeiro, aproveito o ensejo e publico aqui no blog a minha homenagem ao CRAQUÉCIO com uma marchinha carnavalesca. Então, vamos ao que interessa:


    TÁ CAINDO

    (Arlete Pintassilgo)

    Brasilinha tá caindo, sai de baixo
    Brasilinha tá caindo, sai de baixo
    Coitadinho do Tancredo
    Tá morrendo de vergonha de tamanho esculacho (bis)
    O teto tá desmilinguindo
    E o piso afundou
    Janelas todas ruindo
    Funcionário avisou:
    Brasilinha tá caindo, minha gente!
    Quem puder que corra agora,
    Pois os ratos já fugiram,
    Pra despencar, não demora!

    ResponderExcluir