terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Desembargador do Tribunal da Justiça do GOVERNO DE MINAS volta atrás e decide que em Minas o governo pode tudo


Desembargador do Tribunal da Justiça do GOVERNO DE MINAS volta atrás e decide que em Minas o governo pode tudo

Em Minas Gerais, um país encravado no território nacional do Brasil, o governo estadual pode tudo. Pode cumprir ou descumprir as leis, ao bel prazer, e será acobertado pelos demais poderes. Foi assim em relação ao nosso piso salarial nacional, o Piso dos Educadores, que foi burlado de forma descarada. Em apoio ao governo, 51 deputados do GOVERNO DE MINAS - não temos deputados do povo de Minas, mas do governo e de alguns partidos - criaram, a mando do governo, uma lei estadual destruindo a carreira dos profissionais da Educação e burlando a aplicação da lei do piso. Burlar é sonegar, é deixar de aplicar tal como determina a lei, para fazer algo diferente, que descaracteriza o que manda a norma federal. No lugar do piso enquanto vencimento básico na carreira, o subsídio - remuneração total - sem carreira. Mas, aqui em Minas, o governo tudo pode.

Durante a greve de 112 dias realizada pelos profissionais da Educação de Minas para que o governo cumprisse uma lei federal e uma decisão judicial tomada pelo STF - a de pagar o piso enquanto vencimento básico na carreira existente - a Justiça do GOVERNO DE MINAS agiu sempre a favor do governo e contra os trabalhadores. Considerou ilegal a nossa greve; considerou legal o governo cortar o nosso salário antes da greve ser considerada ilegal; e considerou legal o governo contratar substitutos para os trabalhadores em greve, antes mesmo da greve ser considerada ilegal. Tudo é permitido ao governo de Minas. Temos uma Justiça que, tal como a Assembleia dos deputados do Governo, torna-se cada vez mais homologativa da vontade do governo de Minas.

Mas o Legislativo do Governo e o Judiciário do Governo não estão sós nesta missão de assessoramento da vontade imperial do governo: também o Ministério Público age de forma harmoniosa e servil à vontade palaciana. Durante a citada greve dos 112 dias dos educadores, ao invés de cobrar do governo a aplicação da lei federal, o procurador geral da Justiça do GOVERNO DE MINAS partiu pra cima dos educadores. Ingressou com ação na Justiça contra o sindicato, exigindo que ele desse um fim à greve dos educadores de Minas. Um corajoso juiz - ainda temos alguns poucos em Minas, por incrível que possa parecer - recusou o primeiro pedido do procurador. E indiretamente deu uma lição de moral no mesmo, ao reconhecer que os profissionais da Educação devem ser valorizados. Quase como a dizer: rapaz, cumpra o seu papel constitucional; ao invés de assessorar o governo, cobre dele a aplicação da norma federal, a lei do piso instituída pela lei 11.738/2008. Mas o procurador não se deu por satisfeito e logo ingressou com outra ação contra os educadores, encontrando amparo na decisão de outro magistrado.

Este outro juiz exagerou na vontade de servir ao governo de Minas. Chegou a dizer que nos grotões de Minas as crianças fazem sua única refeição nas escolas públicas. A escola, ao invés de local de aprendizado, teria se transformado prioritariamente em local de alimentação para as crianças, num país que castiga os filhos pobres, enquanto bajula e serve aos ricos. O estranho é que tal observação acontecera após 100 dias de greve. Cheguei a comentar aqui que o tal juiz, se fosse coerente, deveria mandar prender o governador e o procurador por terem permitido que as crianças dos grotões de Minas ficassem tanto tempo sem a sua única fonte de alimentação.

Mas as estranhas decisões dos órgãos decisórios dos poderes constituídos de MINAS - oh, Minas! - não param por aqui. Recentemente, o novo capítulo desta novela aconteceu com uma resolução (2.018) publicada pela Secretaria da Educação de Minas. Nesta resolução, o governo equipara os servidores efetivos e efetivados na escolha de turmas que ocorre no início de cada ano letivo. Até então, o critério primeiro para a escolha das turmas era a da condição de servidor efetivo com maior tempo na escola; em seguida o efetivado, também com maior tempo; e finalmente, as vagas restantes seriam colocadas para a designação. Ao mexer nesta regra, o governo criou uma grande divisão e confusão em várias escolas.

O sindicato da categoria, o Sind-UTE, ingressou com mandado de segurança questionando esta mudança aplicada pela resolução do governo. Num primeiro momento, um desembargador aceitou o pedido liminar do sindicato e mandou suspender o artigo 8º da resolução. Determinou, portanto, que as turmas fossem distribuídas tendo como prioridade de escolha o servidor efetivo. Em pouco dias, bastou um recurso do governo para que o tal desembargador voltasse atrás, alterando a sua decisão inicial e considerando que não, que tudo o que ele havia dito na sua primeira decisão fora mera reflexão acadêmica. Sequer aguardou a decisão de mérito para reformular sua própria decisão. Claro, em Minas, quem manda é o governo, que tudo pode. E ponto final.

Já dissemos aqui que somos solidários aos colegas efetivados no que tange ao direito à aposentadoria pela previdência - para a qual contribuíram durante décadas; achamos justo também que os colegas tenham direito à evolução na carreira e uma relativa estabilidade, tendo em vista o contexto e a realidade que permitiu que essa situação se arrastasse por décadas. E que tal realidade fosse alterada dentro de um processo que não prejudicasse os mais antigos servidores. Não mudamos uma linha sequer sobre esse ponto de vista. Mas, no que tange à escolha de turmas, achamos que a primazia na escolha tem que ser dada aos efetivos. Não se trata de discriminação, mas de um tratamento desigual para uma situação funcional que é desigual, apesar da mesma condição de classe existente: somos todos trabalhadores explorados.

Tudo o que o governo pretende é que haja uma guerra entre os efetivos e os efetivados, pois assim a categoria fica enfraquecida e ele poderá continuar a sua política de destruição e sucateamento da nossa carreira. Todos nós saímos perdendo com isso. Perdemos a carreira, perdemos o piso, e daqui a pouco nem mesmo o nosso emprego será mantido, já que não tarda a possibilidade de uma privatização da educação em Minas.

Esperamos que o sindicato não tome esta nova decisão judicial, por parte da Justiça do Governo, como algo definitivo. Que, ao contrário disso, ele busque se preparar para grandes embates nas instâncias judiciais superiores. Especialmente em relação à nossa carreira e ao piso salarial nacional burlado, que é o tema principal. E que esta luta, assessorada por bons juristas, seja levada para as ruas de Minas, para que a população saiba que com essa política de sucateamento da Educação básica, não haverá ensino de qualidade para todos. E que as grandes vítimas são, além dos profissionais da Educação, os filhos das famílias de baixa renda.

Por enquanto, Minas Gerais continua sendo um território à parte, encravado no espaço geográfico deste país Brasil, onde os poderes são meras autarquias do governo estadual, que tudo pode. E viva a democracia de fachada reinante! E viva a melhor Educação do mundo das propagandas governamentais! E viva o maravilhoso salário dos professores (dois salários mínimos!), que recebem, segundo a propaganda enganosa, 85% a mais do que o piso salarial nacional. E viva o Estado de Direito do faz de conta reinante no território das Alterosas!

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

P.S. Blog do Euler no Congresso de Araxá. Com todas as restrições que discutimos aqui, apesar dos pesares, o NDG de BH e região já havia se pronunciado pela participação no Congresso do Sind-UTE em Araxá. Na minha escola fui indicado e já encaminhei a ata por fax com o devido pagamento da taxa de inscrição. Quero contribuir, na medida do possível, com as discussões dos rumos da nossa luta e também pretendo publicar um relato do evento aqui no blog. O banho de lama vai ter que ser adiado, pois o salário-de-professor-de-Minas - assim mesmo, tudo junto - não permite tal proeza. Dizem que um banho completo não fica por menos que R$ 80,00! Seremos os "turistas" mais empobrecidos que a cidade de Araxá jamais imaginara receber.

***

255 comentários:

  1. A EDUCADORES DE MINAS É DEZ:
    DESanimados...
    DESconfiados...
    DESorientados...
    DESorganizados...
    DESunidos........

    Tudo por causa do DESgovernador de Minas Gerais: PROFº ANASTASIA.

    Parece PIADA, mas não é.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DO TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    2. governininho nota (des)igual.

      Anastasia, "O desIGUAL".




      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    3. VAMOS PASSAR MAIS UM ANO FALANDO... FALANDO... VAMOS PARTIR PARA AS AÇÕES.

      Excluir
  2. Blog do Tas Marcelo Tas do cqc

    Professor brasileiro: terceiro pior salário do mundo. Volta às aulas é sinônimo de "se vira"!
    http://blogdotas.terra.com.br/2012/02/07/professor-brasileiro-tem-o-terceiro-pior-salario-do-mundo/
    comentem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos interagir com o Marcelo Tas.

      Excluir
  3. PROF EULER,
    ESPERAMOS QUE TENHA SIDO INDICADO PARA IR A ARAXÁ?
    AGORA MAIS QUE NUNCA, PRECISAMOS DE VOCE LÁ!

    ResponderExcluir
  4. Preciso com urgência do formulário para reclamar do meu vencimento que veio completamente errado.
    Escrevo para a Superintendência de Uberaba, pelo portal do servidor, reclamendo do meu vencimento e eles não me respondem. Vou receber errado de novo.
    A inspetora da minha cidade falou que este formulário já se encontra nas escolas, só que sou aposentada e na escola em trabalhava não tem informação.
    Euler, se tiver favor colocar para imprimir.
    Obrigada.
    Maria Cláudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo, a palavra é reclamando.

      Excluir
  5. Em MINAS os professores são tratados
    como
    DESPESAS A SEREM CONTIDAS
    (MSP - Movimento dos Sem Piso)

    ResponderExcluir
  6. Agora que o STF julgou que o CNJ pode investigar juízes, acho que seria muito importante que nós professores exercéssemos nossa cidadania e denunciássemos os demandos dos juízes Roney de Oliveira e Washington Ferreira sobre suspeita de favorecimento e descumprimento da constituição federal. Proponho que façamos um abaixo-assinado e enviemos à Procuradora Nacional de Justiça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro colega ,
      um abaixo-assinado aqui ganha proporção gigantesca.

      Excluir
    2. Ótima ideia.

      Pedimos ao Euler que faça o texto da denúncia a ser encaminhada ao CNJ e disponibilize o blog para arrecadar assinaturas.

      Vamos AGIR.

      Excluir
    3. Vamos denunciar os juízes serviçais do governo no CNJ.


      ABAIXO ASSINADO, JÁ.

      Excluir
  7. Grande Post, Prof. Euler. Excelente ... mais uma vez.
    FORÇA NA LUTA!
    A UNIÃO FAZ A FORÇA!
    (Giuseppe Del Piso)

    ResponderExcluir
  8. Por favor, alguém pode me informar se as férias prêmio foram canceladas e se há previsão de nova liberação ?

    ResponderExcluir
  9. Muito bom o seu texto, professor, a insatisfação com as atitudes do governo está geral. Vejo várias pessoas dizendo que pior não tem como ficar.Está tudo dominado!!! O que será de Minas Gerais!!! sem governo , sem justiça e com a educação falida !!! Deus tende piedade de nós!!!!

    ResponderExcluir
  10. Parabéns pelas verdades, o texto ficou perfeito!
    Comandante queremos a sua candidatura , o sindicato está bem fraco!só o NDG para resolver em conjunto com a categoria para enfrentarmos juntos e lutar pelo que é nosso por direito!
    um grande abraço comandante Euler!
    Rogerio/ Matemática

    ResponderExcluir
  11. Euler vamos criar um espaço no facebook, twitter ou blog com o tema: "Vamos adotar um professor carente no Brasil" divulgando nossa humilhante situação financeira divulgando para os quatro cantos do mundo o descaso do governo brasileiro com nossa classe.

    ResponderExcluir
  12. "DAQUILO CASTRADO", FICHA IMUNDA.

    MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO.

    MAIS SUJO QUE O RIBEIRÃO ARRUDAS.

    SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.


    DEPUTADO TIAGO ULISSES,

    UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dalmo Ribeiro da Silva, um dos 51 traidores.
      Dr. Viana de Curvelo, um dos 51 traidores.
      Que vergonha!
      Vamos limpar a Assembléia

      Excluir
  13. Li a entrevista do Aócio no Estado de minas e fiquei mais triste ainda em ter lido tanta besteira...tanta fachada...tanta montagem.Meu Deus este governo quer acabar com a moral do Sindute.Isso é o ponto principal .A meta deste safado e seus cúmplices.Acho que o mundo precisa acabar mesmo este ano Não tem mais jeito para estes ladrões.Governo, juízes, desembargadores etc.Esse povinho não tem escrúpulos, moral, ética, discernimento, vergonha na cara.Eles se vendem.O mundo está voltado decididamente para o dinheiro.Nada mais importa.Então que 21 de dezembro de 2012 venha rápido.Assim quem sabe passamos a limpo esta vergonha de seres humanos viventes nestas bandas.Pensando bem, acho até bom mesmo tudo isso, que os efetivados tenha prioridade nas escolhas de turmas por causa do tempo na escola.Vamos fingir que tá tudo bem e vamos nos unir.Eu até acho que a greve agora, seria bem vinda.Não vamos começar o ano.Eu acho que seria excelente e mais.Não vamos voltar por nada.Pior do que está não fica.Vamos nos unir.Ajudar os colegas.Vamos fazer um fundo de caixa e entrar o ano em greve.Já mês que vem ou agora.Vamos mostrar a este governo que nós não estamos brincando.Vejam os policiais na Bahia.Eles vão conseguir pois não estão brincando de fazer greve.estou revoltada e não serei uma professora este ano.Vou entrar para a sala de aula e brincar de dar aula.Só isso.

    ResponderExcluir
  14. O final deste governo será trágico.



    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  15. OLÁ COMPANHEIROS DE LUTA,OLÁ AMIGO EULER,
    MAIS UMA VEZ VOCÊ FOI PRECISO NAS SUAS COLOCAÇÕES.ESTAMOS A MERCÊ DE UMA JUSTIÇA SUBERVINIENTE.O MAIS GRAVE É QUE O GOVERNO POUSOU DE VÍTIMA E COLOCOU O SIND UTE COMO VILÃO.SEGUNDO A GAZOLLA O SIND UTE COBROU DO GOVERNO IGUALDADE DE DIREITOS ENTRE EFETIVOS E EFETIVADOS(O QUE NÃO DEIXA DE TER UMA PARCELA DE VERDADE)E QUANDO O GOVERNO QUIS ESSA IGUALDADE(ENTRE ASPAS)O SIND UTE INGRESSOU NA JUSTIÇA COM O MANDATO DE SEGURANÇA PARA DISTINGUIR EFETIVOS E SFETIVADOS.E O PIOR QUE MUITAS PESSOAS DESINFORMADAS ACREDITAM NO COITADINHO DO GOVERNO.EU JÁ OUVI DA BOCA DE COLEGAS EFETIVADOS QUE A APPMG É A FAVOR DA LEI 100 E QUE O SIND UTE NÃO É.

    ATÉ COLEGA ARAXÁ QUE NOS AGUARDE...
    GILVÂNIA, HISTÓRIA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto mais desinformados os professores e demais servidores da educação mais forte o opressor será.

      Excluir
    2. Concordo plenamente com você. O nosso sofrimento atual e fruto de anos de desinformação. A maioria dos professores não se informam sobre seus direitos e ai o governo sabendo disso deita e rola.

      Excluir
  16. Só lamento!com esse governo,esse sindicato ,esse jurídico do sindicato e essa categoria desunida ,não sei onde iremos parar!?Pensei que estava no fundo do poço,mas acho que é possível ir mais fundo!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prevalece a máxima "DIVIDIR PARA GOVERNAR".

      Excluir
  17. Só tem um jeito: sermos cada um cabo eleitoral nas próximas eleições contra o PSDB,toda essa corja, em cada rincão de Minas, mostrarmos que não se pode governar ao bel prazer contra o povo de Minas. Mostrarmos pra esse desgovErno que vai sair e PRO PRÓXIMO QUE ENTRAR. Esse bando tem que perder em todas as cidades, vamos fazer "uma limpa". Começar de novo, tirar esse ranço de Minas. Quanto ao judiciário estaremos tranquilos, já que são subservientes, servis, obedientes. Obedecerão de novo.

    ResponderExcluir
  18. E enquanto isso no Sul de Minas Gerais o administrativo continua não cumprindo horário. SRE de Pouso Alegre acorda. Precisamos que os horários seja colocados para toda a comuninade escolar.Até quando?

    ResponderExcluir
  19. Vim com redução de carga horária para Juiz de Fora. Minhas aulas foram reduzidas de 18 para 13. No início do ano passado não tive meu cargo reestabelecido. Agora, com este novo golpe do governo de Minas Gerais minhas aulas caíram para 9, já que uma efetivada escolheu as turmas na minha frente. Não terei condições de viver aqui.

    Estou pensando seriamente em abandonar tudo. Passei em um concurso público para ter estabilidade e tranquilidade e tudo que vejo é picaretagem e instabilidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure um bom advogado, pode demorar mas você com certeza você conseguirá até danos.

      Excluir
    2. Prezada colega, a carga horaria do professor efetivo não pode ser reduzida, ele é obrigado a cumprir a carga horaria de 18 aulas. Procure se informar direito, estão te passando para tras, já basta o governo.

      Excluir
  20. Meu Povo e minha "pova," então vamos ver. Este país não é um lugar sério de pessoas sérias, como disse aquele estadista francês que esteve aqui, de passagem. Interessante que só de passagem, há tanto tempo atrás, ele percebeu a espécie, com ra-rís-si-mas exceções, de nosso executivo, legislativo e judiciário. O que diria hoje? o que diria de Naná e seu fiel, confuso, subserviente séquito? Mas enquanto há vida, há esperança. Existem urnas eletrônicas que serão utilizadas em 2012, 2014. Aliás, quem sonha com a presidência da república, não sou eu não! é um senhor que vive do erário desde que se conhece por gente. Cada professor deste estado tem um grupo social em seu entorno. Não subestimem a força da propaganda boca-a-boca. É melhor o PSDB rever seus conceitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O colega está certo.
      O antigo presidente francês CHARLES DE GAULLE esteve aqui na década de 60/70 (???) e alfinetou:
      - O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO.
      Já pararam para pensar se fosse nos dias atuais???

      ***ANESTESIA E SEUS 51 PUTADOS DA ASSEMBLÉIA HOMOLOGATIVA:
      "Falsa Seriedade Mineira"

      Excluir
    2. Em MINAS GERAIS os professores são tratados como
      DESPESAS A SEREM CONTIDAS.
      (Anotem: Desgoverno procura ... e QUEM PROCURA ...
      "acha"
      ***ANESTESIA e SEUS 51 PUTADOS da ASSEMBLEIA HOMOLOGATIVA:
      "Falsa Seriedade Mineira"
      (ex-presidente francês De Gaulle estava certo:
      - "O Brasil não é um país sério"

      Excluir
  21. Euler, muitos efetivos concursados, assim como eu, mesmo indignados com toda a situação da LEI 100, sempre respeitamos os profissionais que se enquadraram nesta e, muitas vezes, aceitamos o discurso de não discuti-la para não dividir a categoria, ou seja, o bom senso e o respeito sempre estiveram presentes para que não houvesse um conflito entre ambas as partes, pois sabemos que os efetivados estão nesta situação por imposição do governo.
    Agora, em contrapartida, o discurso deve ser outro, para não dividir a categoria os efetivados deveriam ceder a vez de escolha caso tenham prejudicado algum concursado, agindo com bom senso e respeito.
    Lembrando que estamos todos na mesma luta, mas não nos esquecermos jamais "que o meu direito termina onde começa o seu". Se não temos quem faça Justiça (juizes, desmbargadores, promotores, etc) façamos nós mesmos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Discordo, por respeito a Constituição Federal e Estadual a resolução deve ser mudada, não podemos ser coniventes com isso que está aí, e o governo deve ser o primeiro a dar o exemplo, senão estaríamos dando um tiro no pé em relação a lei do Piso Salarial. Todavia, seja correto e coerente que deva se preservar os direitos dos beneficiados pela lei 100, mas os seus direitos nunca podem sobrepor aos daqueles que passaram pelo rito normal preconizado pela legislação federal, tanto é assim que a legislação estadual não fere a federal. Esse pretexto utilizado pelo governador é aético, particularista e afronta veementemente a categoria. Se a categoria baixar a cabeça aí que eles irão arrebentar pra valer, pois estão governando para se manterem e não para o povo, estão tentando retirar os direitos da população sem que ela perceba e reaja.

      Excluir
    2. Concordo que n podemos ser coniventes com o governo e não considerarmos a Constitução Federal, mas a questão é URGENTE: efetivos, concursados, com estágio probatório estão sujeitos a perderem seus cargos por causa da Lei 100, e a jutiça deu parecer favorável ao governo. Enquaaaaaaaaaaaaaaaanto não há justiça neste Estado, façamos nós a justiça nas escolas, ou seja, efetivos têm que ter prioridade nas escolhas. Leia novamente o que postei anteriormente, pois não defendo que aceitemos a situação da Lei 100 e sim, emergencialmente, tenhamos uma postura para que o direito de quem foi aprovado em concurso público seja respeitado.

      Excluir
  22. Sugiro um dia de manifestação na ALMG. Lotemos aquela Casa e façamos bastante barulho para que todos saibam que estamos firmes e não desistiremos de nosso direitos JAMAIS....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EU TAMBÉM DOU O MEU APOIO.

      Excluir
    2. Concordo plenamente...Só não podemos marcar o dia... Chegar lá de surpresa, fazer um panelaço. Vai ser ótimo!

      Excluir
  23. euler, você ainda que ainda temos chance de vencer no stf??? pensei que sairíamos vitoriosos, mas fomos ingênuos ao achar que o governo não iria mexer seus pauzinnhos por fora. muita injustiça conosco!!

    ResponderExcluir
  24. Este desembargador é cacho do 3x8?

    ResponderExcluir
  25. Caso a PEC 300 seja aprovada, sera que o anestesia ira criar um subsidio para as polícias de minas? será que elas irão aceitar? Com certeza, com essa situação da Bahia a criancinha daqui de Minas não deve estar dormindo tranquila.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembre-se meu caro não pense que a greve da polícia militar baiana seja lá uma boa e devemos nós apoiá-los, pois está por trás do movimento da polícia militar baiana nada mais nada menos que ACM Neto, isso mesmo o neto de Antônio Carlos Magalhães. Talvez ainda seja cedo para tais conclusões, mas o certo é que o DEM com o apoio de Aecinho, Anastasia e demais Peessedebistas que homenagearam a baiana Ivete Sangalo estejam atrelando o aparato militar para promover seus interesses políticos, tal qual ocorre aqui nas Alterosas. A PEC 300 sendo aprovada existirá a isonomia salarial na corporação em todo o Brasil, e qual será o governante que irá contrariar os interesses dos militares de alta patente? Será que os interesses destes militares não estariam bem integrados às idéias incorporadas pelo DEM, PSDB, PMDB, PT e demais poderosos de plantão? Pois é o Aécio faz aqui o que os barões como eles haviam combinado e de presente o que ele receberá em 2014? Pelo que já percebi ele está tentando obter o apoio de governistas das regiões Nordeste e Norte, redutos eleitorais de Lula, no afã de se tornar conhecido. Talvez a Bahia reduto tradicional da família de Antônio Carlos Magalhães, seja esta ponta de lança para as pretensões de apoio ao Aécio rumo ao palanque.

      Devemos fazer um grande esforço para compreender as artimanhas desses grupos e não sermos pegos de surpresas pelos resultados por eles obtidos, pois não é de hoje que eles já estão arregimentando pessoas novas para os seus grupos até mesmo lideranças escolares, e o público alvo para suas pretensões tem sido a galera jovem, não é a toa que Ivete Sangalo foi homenageada, ela está sendo nada mais nada menos que um cabo eleitoral.

      Excluir
    2. ANESTESIA está tremendo nas bases.

      Excluir
  26. "Sugiro um dia de manifestação na ALMG. Lotemos aquela Casa e façamos bastante barulho para que todos saibam que estamos firmes e não desistiremos de nosso direitos JAMAIS...."

    E para que saibam que tipo de justiça está existindo em Minas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa ideia, concordo e apoio.

      Excluir
  27. GREVE TEM QUE TER A HORA CERTA.

    VAMOS UNIR COM OS POLICIAIS E O PESSOAL DA SAÚDE E PARAR MINAS GERAIS.

    ESTE ANO TEM ELEIÇÕES MUNICIPAIS.

    2013 TEM COPA DAS CONFEDERAÇÕES.

    2014 TEM A COPA.

    BH SERÁ SEDE.

    TEMOS QUE APROVEITAR AS OPORTUNIDADES E ARRANCAR DESTE GOVERNO DITADOR O PISO NA CARREIRA.


    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

    ResponderExcluir
  28. Completando o meu comentário: Quanto ao judiciário estaremos tranquilos, já que são subservientes, servis, obedientes. Obedecerão de novo, desta vez, "ÀS LEIS".

    ResponderExcluir
  29. Sou designada e a última greve só me trouxe prejuízos!!! Estou presa a escola devido as reposições,mas na verdade estou desligada do Estado, porque não renovei contrato.A renovação só ocorreria em março. Soube que veio uma pessoa por remoção e perdi meu cargo. Vejam bem a minha situação: estou presa a uma escola, sem vínculo, sem salário e ainda perdendo as designações que estão ocorrendo por causa de incompatibilidade de horário com as reposições. Designado não tem vez!!! só queria esclarecer que o último concurso que teve pra Física eu não tinha nem entrado na faculdade...Só gostaria que os designados tivessem um amparo maior da classe em todos os sentidos e que o sindicato olhase por nós! Josiane

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou na mesma situação, inclusive perdendo aulas para efetivados sem habilitação. Possuo diploma e mestrado, mas agora acho que a única solução possível é o concurso público e o mandado de segurança, pois a própria secretaria de educação defende o efetivo concursado, segundo se pode ver no site da SEEMG. È tudo muito contraditório, pois também é verdade que o SIND-UTE apoiou a efetivação e a igualdade de direitos entre efetivados e efetivos.Talvez pensando em sua dimensão como representante de uma categoria - quanto mais filiados mais força - mas foi um tiro no pé. Vamos concorrer e que após mais esta etapa, possamos, como diria Umberto Eco, derrotar o sistema por dentro dele. No mais, boa sorte, Josiane, não desista, o lugar de cada um é certo. A justiça poderá tardar, mas será inapelável quando vier.
      MArcelo

      Excluir
    2. É Deus querendo salvá-la, enquanto ainda é jovem, de uma "carreira" em extinção...

      Excluir
    3. Vcs estão desinformados, Tbm sou designado e eu fui orientado pela Inspetora de q eu poderia pegar aulas em outras escola. Largar a reposição e ainda ficaria com vínculo para março. Eu ja peguei 20 aulas na sexta feira, dia da designação, e não tive problema nenhum. As aulas eram no mesmo horário das outras, pela manhã.

      Excluir
    4. O que a inspetora me informou foi que se eu largasse a reposição ficaria como faltosa e tomaria "balão". Vou procurar saber melhor, Muito obrigada! Josiane

      Excluir
  30. Querido Euler e demais companheiros da educação agora cheguei a conclusão que o congresso vai ser realizado na hora certa.Temos oportunidade de discutir estratégias para UNIR a base para confrontos vitóriosos!O povo é capaz de colocar no poder e é esse mesmo povo que pode distronar os parasitas e sanguessugas.Estou esperando a todos com muito entusiasmo e carinho.Deputado Bosco vergonha de Araxá e região.Abraços fraterno.Professora Luciana.

    ResponderExcluir
  31. E porque ainda não começamos as paralisações este ano? Hora boa para contrapor as propagandas do satã e da Falamerda seriam nossas paralisações. Pelo menos 1 por semana.

    ResponderExcluir
  32. Acho que nós efetivados não podemos cair na armadilha do maquiavélico governador , não devemos aceitar essa resolução e sim apoiarmos a preferência da escolha para os efetivos , pois assim estaremos mantendo a unidade da categoria em todas as lutas vindouras.
    Temos que entender que essa resolução é uma armadilha,não caiam nessa ratoeira.

    ResponderExcluir
  33. Endereço do CNJ:

    http://www.cnj.jus.br/

    Navegue e procure por "ouvidoria"

    Corregedora Dra. Eliana Calmon.


    Vamos denunciar estes juízes serviçais do governo em Minas Gerais.

    Aqui e agora começaremos a lutar com esta "justiça" tendenciosa.

    QUEREMOS JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  34. Quando tudo parece ruim, vem o governo e deixa pior ainda!!!Estou revoltada, indignada com a decisão judicial sobre a resolução 2018.A justiÇA está comprada! Não temos mais a quem recorrer! E o governo ao final de tudo tem conseguido o quer: ENFRAQUECER O SINDICATO, DESTRUIR OS PROFESSORES, DENEGRIR A NOSSA IMAGEM FRENTE A SOCIEDADE E JOGAR UM CONTRA O OUTRO, EFETIVO VERSUS EFETIVADO!!!ESSA GUERRINHA INTERNA ENTRE PROFESSORES ELE CONSEGUIU QND DECRETOU A LEI 100 E AGORA COM ESSA RESOLUÇÃO RIDICULA QUE ACABA COM OS NOSSOS DIREITOS DE EFETIVADO!!!pRA QUÊ CONCURSO?? (ARRECADAR DINHEIRO?)SÓ MESMO DEUS NESSA CASA.ESTOU COMPLETAMENTE DESACREDITADA DE TUDO QUE SE RELACIONA A EDUCAÇÃO...SOCIEDADE NÃO ESPERE EDUCAÇÃO DE QUALIDADE... GOVERNO, VOCES TERÃO O QUE QUEREM: INSTAURAR O CAOS E/OU EFETIVAR O CAOS NA EDUCAÇÃO PÚBILCA E, PRINCIPALMENTE, QUE O POVO FIQUE CADA VEZ MAIS ALIENADO, ALHEIO A SEUS PROBLEMAS!!!

    ResponderExcluir
  35. NÃO SEJAMOS INGÊNUOS

    Caros colegas professores,

    conforme já havia escrito aqui anteriormente, os professores têm mais do que razões para não acreditar nos poderes instituídos do Brasil e, em particular, de Minas Gerais, onde os conchavos politiqueiros de políticos de todos os partidos políticos, Legislativo, Executivo e Judiciário são todos "farinha do mesmo saco sujo". Essa cambada de sanguessugas "lesa-pátria" não farão nada, nadinha que contrarie o "status "quo" mantido por eles e perpetuado em cada nova eleição neste país.

    Portanto, os professores, mais do que nunca, deverão unir forças para termos uma categoria forte, unificada. E não se iludam com falsas "vitórias" vastamente divulgadas pelo sindeute-MG. Esta nova decisão do desembargador pilantra é mais uma prova de que não existe justiça neste estado.

    Portanto, devemos nos esforçar ao máximo para execrar e acabar com a carreira política dos 51 deputados que colocaram na lata do lixo a carreira do professor estadual. Não existe outra forma de enfrentarmos estes safados senão através de uma campanha maciça nas redes sociais, blogs, e-mails, nas escolas, etc para que estes deputados não se reelejam nas próximas eleições. E devemos mostrar a eles nossas intenções de partirmos para o contra-ataque. Portanto, tenham sempre a mão os nomes destes parasitas sociais, que são inimigos da educação de Minas Gerais.

    Após nossa derrocada na última greve, muitos professores já cansados, machucados e retaliados, começam a não ver na greve uma forma de luta e reivindicação de direitos. Entretanto, a greve é nosso direito inalienável, legal e constitucional. E após tantas perseguições e retaliações, agora é hora de juntarmos forças e partirmos para uma greve sem precedentes neste estado. Entretanto, é preciso que tenhamos adesão. É preciso que a classe seja sensibilizada e tome conhecimento deste nosso instrumento de luta. Para se ter uma idéia, nossa última greve não atingimos nem mesmo 20% do professorado mineiro, e isso foi vital para que o governo, a "INjustiça" mineira, ministério público, desembargadores, etc conseguissem nos manipular de todas as formas. Entretanto, se nossa greve atingir 50%, o sistema educacional deste estado se transformará em caos, não restando outra alternativa ao governo senão negociar com a classe. Portanto, depende muito mais de nós do que podemos imaginar. Repito: não se iludam que através da "justiça" conseguiremos nossos direitos. Já apanhamos demais dessa corja de bandidos institucionalizados para sermos tão ingênuos assim.

    Greve já!

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos
    Belo Horizonte-MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito sensato o argumento do grande colega
      RAIMUNDO SANTOS.
      (Giuseppe Del Piso)

      Excluir
  36. E agora Euler me responde uma coisa que muita gente está esperando saber: Não há como o sindute recorrer contra este desmando do governo em anular o mandado de segurança que garantia aos efetivos o direito de escolher na frente?
    Existe algum outro recurso que o sindute possa buscar dentro do campo do direito?
    Desde já obrigado e aguardo respostas.

    ResponderExcluir
  37. Oi Euler!
    Esperamos todos que contribuem por uma política justa para o Setor da Educação.Que a nossa cidade a partir desse Congresso seja mais politizada, defenda o direito do Ensino Público com qualidade a partir da valorização de todos trabalhadores em Educação, que os recursos para a Educação não fiquem somente nas estruturas físicas das escolas, que seja implementado o PISO SALARIAL NACIONAL e o retorno de nosso plano de carreira. Educação se faz acima de tudo com pessoas humanas em primeiro lugar.
    Abraços,
    Lázara

    ResponderExcluir
  38. Endereço do CNJ:

    http://www.cnj.jus.br/

    Navegue e procure por "ouvidoria"

    Corregedora Dra. Eliana Calmon.


    Vamos denunciar estes juízes serviçais do governo em Minas Gerais.

    Aqui e agora começaremos a lutar com esta "justiça" tendenciosa.

    QUEREMOS JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  39. Estava arrumando meus papeis para entrar na justiça para requerer o piso(não tinha entrado com o sindicato,depois dessa noticia me baixou um desânimo.Será que vale a pena???? Aqui em minas não há justiça....Que tristeza!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Farei o mesmo aqui na minha cidade.Justiça há de corrigir o desmando de anastasia .

      Excluir
  40. e muito triste a situaçao que estamos vivendo precisamos fazer uma greve que atinja pelo menos metade das escolas e ficaarmos o ano todo se for o caso exigindo que seja feito concurso para todas as vagas e o pagamento do piso

    ResponderExcluir
  41. professoramaluquinha8 de fevereiro de 2012 16:48

    GENTEEEEEEEEEE......... TAQUI, ó, ó, ó...

    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2663-governo-de-minas-assegura-na-justica-igualdade-de-direitos-para-professores-da-rede-estadual-de-ensino

    JUSTIÇA É IGUALDADE DE DIREITOSSSSSSSSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que sustenta e define a justiça - princípio da igualdade de todos perante a lei. Inconstitucionalidade anula lei de qualquer esfera, seja municipal, estadual ou federal. Lei100 é inconstitucional. Assim foi considerada em decisões anteriores e assim é. A política pode evitar o direito, protelá-lo e até evitá-lo, mas cedo ou tarde cairá. O governo atua não só no sentido de dividir a categoria, mas sobretudo de desmantelar o sistema educacional para dividi-lo e vendê-lo à iniciativa privada, como os governos neoliberais e o PT, em algumas oportunidades, tem feito. Não há dúvida de que o PSDB planeja atuar mais diretamente nos sindicatos, cuidado ao desejar a desfiliação e o caminho solitário, podemos estar pavimentando o caminho para eles.
      MArcelo

      Excluir
    2. O Governo está interagindo com o blog.

      Professor Euler,

      VAMOS MOSTRÁ-LOS O QUE É CREDIBILIDADE.

      1.700.000 (HUM MILHÃO E SETECENTAS MIL) VISITAS A ESTE BLOG.

      BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA PARA OS PROFESSORES DE MINAS GERAIS.

      LIBERDADE, DEMOCRACIA E JUSTIÇA.

      PARABÉNS PROFESSOR EULER POR ESTE ESPAÇO.



      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    3. "DAQUILO CASTRADO", FICHA IMUNDA.

      MAIS SUJO QUE PAU DE GALINHEIRO.

      MAIS SUJO QUE O RIBEIRÃO ARRUDAS.

      SECRETÁRIO DE +++SATANÁS+++.


      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  42. professoramaluquinha8 de fevereiro de 2012 16:59

    E MAISSSS... http://www.tjmg.jus.br/juridico/sf/proc_resultado2.jsp?txtProcesso=03548654320128130000&comrCodigo=&numero=1&listaProcessos=03548654320128130000&select=2

    ResponderExcluir
  43. professoramaluquinha8 de fevereiro de 2012 17:01

    Tenho que colar, aiiiii... não resisto: "(...)A decisão do TJMG indefere pedido de liminar, de 31 de janeiro, impetrado pelo Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG).(...)Para o sindicato, efetivos deveriam ter prioridade na escolha de turmas e aulas. “Estávamos, como sempre estaremos, prontos cumprir a decisão da Justiça. Mas resolvemos entrar com mandado de segurança em relação à decisão porque acreditamos que a ação do sindicato impõe uma condição de desigualdade entre os servidores”, explica a secretária de Estado de Educação Ana Lúcia Gazzola.

    Para a secretária de Educação, o melhor mecanismo de ingresso na carreira de professor é, de fato, o concurso público. “Defendo o concurso, mas neste caso específico, não parece justo imprimir um tratamento diferenciado aos profissionais que foram efetivados na carreira da educação. Hoje, eles são servidores de carreira e devem, no entendimento do Governo de Minas e desta Secretaria, ter os mesmos direitos que os colegas efetivos. Parece-nos uma questão de equidade”, esclarece Ana Lúcia.

    No último concurso, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais recebeu mais de 262 mil inscrições para 21.377 vagas, distribuídas nas carreiras da educação básica no Estado. Ao todo, são 262.989 interessados, sendo que mais de 53% dos inscritos foram para os cargos de professor."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E grande parte destes de EFETIVADOS.


      ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    2. O total de efetivados é de 89.000 professores.

      Calcula-se que 70% destes professores estão inscritos no concurso da SEE, ou seja aproximadamente cerca de 63.000 inscritos são professores EFETIVADOS.

      Excluir
    3. Só mesmo pessoas desinformadas para querer ser professor... e em Minas Gerais!!! kkkk

      Excluir
    4. Sim.
      ANESTESIA e seus 51 PUTADOS BENTOS CARNEIROS, VAMPIROS braZileiros(badaladas "despois" da meia-noite):
      Falsa Seriedade Mineira

      Excluir
    5. QUAL A INTENÇÃO DE MANTER OS EFETIVADOS INCLUSIVE PESSOAS SEM GRADUAÇÃO SUPERIOR E COM POUCO TEMPO DE ATUAÇÃO NA REDE? CONSEGUIR ELEGER O ZÉ CARIOCA PRISIDENT DO BRAZIL.

      Excluir
  44. Esqueçam greve por enquanto, organizem-se nas escolas e municípios, agir ao invés de reclamar.
    Espero que o congresso de Araxá sirva ao menos para "organizar" de forma inteligente:
    1) nas assembléias só poderá votar com indentificação- tem gente votando sem ser do sindicato.
    2) manifestações públicas a partir de março com visibilidade na midia, ir onde estiverem os inimgos da educação todos eles, os putados, as secretarias e o desgovernador e o senador carioca.
    3)outdoors gigantescos com os inimigos da educação
    4)cartilha com desenhos mostrando o que é piso e o que é teto para distribuição ampla geral e irrestrita
    5)agilizar o site e o blog melhorando a interatividade.
    6)abrir espaço e ouvir as bases mesmo que haja discordância com as diretrizes da diretoria.
    7)interagir com a APEOSP e outras entidades.
    8) por último o mais importante: contratar escritorio da advocacia de peso como fez o sindifisco-mg, eles ganham todas.

    ResponderExcluir
  45. Se o governo quer igualdade, porque não devolve difernça salarial de quem estava noVencimento Básico?

    ResponderExcluir
  46. LOTAR A ALMG E MANIFESTAR TODO O NOSSO REPÚDIO A ELES ,AO TONHÃO E A IN JUSTIÇA DE MG.

    ResponderExcluir
  47. A categoria está pagando pelos erros do sindicato. Quando o Aócio veio com essa lei 100, o sindicato tinha que brigar e não aceitar uma situação irregular como essa. Ao invés disso, foi conivente, e a categoria terá que viver esse calvário por, no mínimo,trinta anos. É MOLE?

    ResponderExcluir
  48. OS EDUCADORES DE MINAS GERAIS ESTÃO (DEZ):
    DESanimados...
    DESconfiados...
    DESorientados...
    DESorganizados...
    DESunidos........
    Tudo por causa do DESgovernador de Minas Gerais: PROFº ANASTASIA.
    PARECE PIADA, MAS NÃO É.

    ResponderExcluir
  49. Pessoal,

    temos que derrubar esse Governo no próximo apartir do próximo pleito. Vamos arruinar o psdb e o cheira pó de chegar à presidência.

    Sugiro um movimento no twitter, facebook e blogs denunciando o judiciário mineiro ao CNJ com dia e hora marcada. Temos que articular com outros sindicatos do país uma estratégia de destruir de vez o projeto neoliberalês desses entreguistas.

    ResponderExcluir
  50. Vcs acreditam neste número mentiroso de candidatos inscritos para o concurso da secretaria da deseducação? Ô dó!!!

    ResponderExcluir
  51. Professores da rede estadual do Paraná devem começar a partir de amanhã (09) uma paralisação parcial nos serviços.
    No mês de dezembro de 2011 foi decidido em assembléia a mobilização por parte dos professores.
    As aulas que tem duração de 50 minutos irão ser de apenas 30 minutos.
    Entre as reivindicações apresentadas por parte da categoria as principais estão 33% de horas atividades, atenção para a saúde dos educadores e novo piso salarial com reajuste do MEC.
    Até o momento não foi repassado propostas por parte do governo do estado aos professores.


    Como não podemos confiar na justiça, só a mobilização da categoria para nos salvar.

    GREVE JÁ!!!!


    HELENA, Uberlândia

    ResponderExcluir
  52. AGORA É GUERRA!!!
    Justiça indefere pedido de liminar, de 31 de janeiro, impetrado pelo Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG).(...)

    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2663-governo-de-minas-assegura-na-justica-igualdade-de-direitos-para-professores-da-rede-estadual-de-ensino

    ResponderExcluir
  53. Realmente este desgovernador quer a caveira do faraó a quem serve suaveamente como uma gazela ou gazola? Que sujeito mais estranho! Ô aócio vc não pó deixar este pequeno ditador, não só na estatura mas também na confusão mental, sujar(???) seu nome com tantas medidas de consequências imprevisíveis. Vcs não são da mesma tchurma? Eqto isto na cidade inadministrável o medo é geral. Cai janela, despenca teto, vazamento em vários andares, VASOS SANITÁRIOS SOLTOS e mto mais...Não tenho segurança qdo preciso ir lá. Os elevadores são loucos, cara. Sobem e descem sem parar no andar q. a gente seleciona. Pobres dos funcionários de lá! Deus os proteja!

    ResponderExcluir
  54. Este blog da seplag é muito ruim! As respostas não convencem pq o pessoal não tem o q. dizer. Armaram tantas que estão cada dia mais enrolados na própria teia. Aguardem desfechos! Quem muito abaixa.....E este MASP? Mais uma trama para dar dinheiro a alguém. Desde q. este naná está na seplag ele está "MODERNIZANDO" o estado. Vai ser MODERNO assim na China!!!Estmos em outra galáxia?

    ResponderExcluir
  55. Oi Euller,
    como vc sabe sou efetivada e acho justíssimo que os efetivos escolham na frente.
    Vc tem toda razão.
    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Vanda!

      Sei da sua posição, sempre coerente e apostando na unidade da nossa categoria. A Educação em São João del Rei tem muito o que se orgulhar de profissionais como você.

      Um forte abraço e força na luta!

      Excluir
  56. Há uma professora na minha escola efetivada com dois cargos(dois cargos!!!!!!!!)Sabem quantos anos ela tem de estado? SEIS. PASMEM VOCÊS!!!!!!! OU SEJA, A ABONADA TINHA UM ANO DE DESIGNADA QUANDO GANHOU DOIS CARGOS COMPLETINHOS.
    É POR ISSO QUE NÃO ADIANTA FAZER GREVES. OS MALDITOS MAQUIAVÉLICOS PLANEJARAM TUDO.OS EFETIVADOS NUNCA FARÃO QUALQUER COISA QUE NÃO ESTEJA DE ACORDO COM OS INTERESSES DO GOVERNO E POR TABELA,CLARO, OS SEUS PRÓPRIOS.DEFENDER EFETIVAÇÃO SEM CONCURSO É DAR MUNIÇÃO PARA O INIMIGO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hummmmmm! Tenho amigos efetivados que ODEIAM Anastasia, principalmente quando perceberam que agora tem um salário fixo. Fixo na miséria.

      Excluir
  57. Efetivos,
    Façamos um apitaço na porta do Tribunal de Justiça para mostrarmos a nossa indignação. Vamos lá deixar o nosso recado pro desembargador vendido

    ResponderExcluir
  58. TEM UM CURSO DE INGLÊS VEICULANDO UMA PROPAGANDA QUE NO FINAL O LOCUTAR FALA:
    CHEGA DE NANANANANANANANA.
    POIS BEM,REAPROVEITO A PEÇA PUBLICITÁRIA PARA MANDAR UM RECADO PARA O BABE, O GOVERNADOR ATRAPALHADO: C H E G A D E N A N A !!!!!!
    LARGA O OSSO CARA. ABANDONE A POCILGA.
    NINGUÉM COM CABEÇA BOA TEM MAIS PACIÊNCIA PARA OS SEUS DESMANDOS, SEU HITLER DAS ALTEROSAS.

    ResponderExcluir
  59. Boa Caro Euler, como sempre.... "turistas mais empobrecidos de Araxá".... vc tá muito BANDIDO kkkkkkkk
    Parabéns, pelas análises! Amo ler vc.....

    ResponderExcluir
  60. MEU MARIDO , QUE É ADVOGADO, FALOU QUE O SINDICATO PODE PEDIR QUE A DECISÃO SEJA JULGADA POR MAIS DE UM JUIZ E NÃO POR UM SÓ.DO JEITO QUE FOI FEITO É UMA DECISÃO MONOCRÁTICA, FICA MAIS FÁCIL DE MANIPULAR. M VÁRIOS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, pergunta se o seu esposo não quer entrar na justiça para nós.Estamos precisando com urgência!

      Excluir
  61. A secretária é realmente de outras paragens.IMAGINEM!DEFENDER O CONCURSO.
    VOCÊS TEM CERTEZA QUE ESTA INCOMPETENTE É PROFESSORA.POR QUE PARA MIM ELA NÃO PODE SER NEM VARREDORA DE RUA.É PERIGOSO DEIXÁ-LA COM UMA VASSOURA NA MÃO...

    ResponderExcluir
  62. Colega Raimundo Santos concordo com vc. Esta greva abalou tanto que "as peçonhas encasteladas no poder" tiveram que TRUCIDAR a nossa classe. Não foram "MACHOS" para debater e sim BATER de forma covarde. Aliás tem HOMEM neste desgoverno? E as senhoras do desgovernador? Que tchurma! Cruz credo! Ô gente feia!!!!Por fora e por dentro.
    Já me aposentei e penso q. precisamos capitalizar um fundo para futuras greves. Os aposentados do interior querem particpar. É só avisar. Até a vitória.

    ResponderExcluir
  63. Dispensem o banho de lama em Araxá. MG está enlameada até o pescoço. Deixem para os porquinhos do psd..b..sta. Eles adoram chafurdar...São peritos no assunto. Grande abraço. Sucesso a todos q. irão ao congresso. Jesus os proteja. Euler estaremos rezando por você e pelos colegas.

    ResponderExcluir
  64. Mais...
    NEIDER MOREIRA
    PSD
    Itaúna, Cláudio, Mateus Leme, Itaguara e Itatiaiuçu

    NEILANDO PIMENTA
    PHS
    Teófilo Otoni, Padre Paraíso, Caraí, Ladainha, Poté, Frei Gaspar, Ipatinga, Ataleia, Joaíma, Maxacalis e Setubinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DEPUTADO TIAGO ULISSES,

      UM DOS 51 TRAIDORES DA EDUCAÇÃO NA ALMG.


      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  65. acabo de sair de um fórum on-line no msn, com colegas e tiramos as seguintes conclusões:
    1ª) o sindicato deu tiro no pé
    2ª) com mais essa derrota, acumulam-se sucessivas perdas de causa
    3ª) o governo mandou bem, e ficou na posição de bonzinho
    4ª) isso é um jogo, o governo e a SEEMG foram mais inteligentes, e deram xeque-mate no sindicato
    5ª) só há uma saída para o sindicato, eleger nova direção estadual
    E tem mais: é com desgosto que chegamos a essas conclusões. Mas a líder sindical não tem escolha, está numa camisa de onze varas.
    O Estado é soberano - vocês estão pensando: 'os desembargadores têm seu preço' - vendidos ou não, notaram a frase no topo da postagem da SEE? "Tempo de efetivo exercício dos professores nas escolas passa a ser adotado como critério fundamental na distribuição de turmas e aulas". PASSA A SER ADOTADO! Se não fosse aquele mandado de segurança, talvez, presumo eu, que o critério vigoraria nessa Resolução, porque cada ano sai uma Resolução para a organização do quadro de funcionários, mas agora o governo é enfático ~PASSA A SER ADOTADO~ Tiro no pé.

    ResponderExcluir
  66. oi , olha eu sou professor de ed. física e hoje eu recebi a noticia da minha diretora que os professores de educação física do projeto serão dispensado pq o governo vai colocar estagiarios pra essa função. pode isso acontecer ???

    ResponderExcluir
  67. Já que o satanazzzzzia quer direitos iguais,porque não iguala o salário dos DEPUTADOS ao dos TRABALHADORES.A diferença é muito grande.Quero ver um deputado sobreviver com um salário mínimo!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Satanazia tem que igualar o salário dos deputados aos salários dos professores da educação básica do estado de Minas.

      Excluir
  68. o rei asia e a rainha gasolina das alterosas junto com tribunal de justiça particular das minas gerais mostrou quem e que manda, esta bem claro o jogo do governo isto ja nao nos resta a menor duvida devemos entrar com recurso no stj e nossa ultima opçao se nao der certo so por proteçao divina mesmo, caros amigos as eleiçoes estao chegando vamos mostrar para este grupo de ditadores que o poder esta nas maos do povo e que o poder deles e provisorio e que nos o povo e quem decidimos quem fica no governo se cada um de nos virarmos cabo eleitoral contra esta ditadura viraremos esta pagina obscura da nossa vida e isto que passamos nos servirá de exemplo do que aconteçe quando escolhemos mal nossos representantes e nao podemos esquecer dos dignissimos 51 deputados que tenta nos destruir. e força na luta para o fortalecimento da nossa carreira

    ResponderExcluir
  69. Querido Euler e demais companheiros,somos humildes demais e valorosos demais,nunca perdemos a esperança pois essa é a força que move nobres ideais.Em Araxá daremos o ponta-pé inicial de 2012.Juntos somos fortes!Amamos nossa profissão o que significa que amamos os mais frageis e desprotegidos! Fé na luta,fé,eis a questão.Abraços.professora Luciana.

    ResponderExcluir
  70. eu tinha certeza que esta corja iria agir pois a biblia mesmo fala que os filhos das trevas sao mais prudentes que os filhos da luz, o governo nao fez isto para beneficiar os efetivados e sim para continuar com o seu jogo que ate aqui tem dado certo,dividir para governar, e se uma vitoria desta tivesse dado certo era a carta de suicidio do governo pois a lei 100 cairia com a nova resoluçao, vamos nos unir e mostrar ao governo que o poder emana do povo que ele esta governador mais porem nao o é vamos varrer o nome dele da historia citar o nome deste ante cristo será considerado azar vamos fazer ele e aquela secretaria voltar a ser o que sempre foi o povo

    ResponderExcluir
  71. cCOMO IGUALAR DIREITOS DE EFETIVOS E EFETIVADOS. SABEMOS QUE PARA SE INGRESSAR EM SERVIÇO PÚBLICO É ATRAVÉS DE CONCURSO E COM A HABILITAÇÃO QUE CABE AO CARGO. SABEMOS TAMBÉM QUE MUITOS FORAM EFETVADOS SEM TER HABILITAÇÃO PARA O CARGO E ATÉ MESMO SEM HABILITAÇÃO,ISTO É , SÃO RA2,RA3 E POR AÍ VAI.COMO PREMIAR OS EFETIVADOS SE A LEI 100 AINDA NÃO FOI DADA CONSTITUCIONAL? SE ESTE QUE SE DIZ GOVERNADOR,QUER TANTO IGUALAR DIREITOS E RESPEITAR EFETIVOS E EFETIVADOS, DEVERIA RESPEITAR A LEI FEDERAL E PAGAR O NOSSO PISO SALARIAL. QUEM COMPRA JUÍZES E PROMOTORES E COM ELES DISTRIBUI O DINHEIRO DE QUEM TRABALHA, NÃO TEM MORAL PARA SAIR POR AÍ FALANDO MENTIRAS SOBRE A EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS.ESTA BAGUNÇA QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO, É SIMPLESMENTE PARA JOGAR A SOCIEDADE CONTRA NÓS PROFESSORES E NÃO NOS PAGAR O PISO SALARIAL. O EFETIVADO COM MAIS TEMPO DE SERVIÇO FICARÁ CONTENTE POR TER PRIORIDADE NA ESCOLHA DE TURMA,NÃO APOIARÁ O EFETIVO, NEM MESMO NA LUTA PELO PISO,POIS MINEIRO HONESTO, DEVE SABER AGRADECER UM PRÊMIO, ATÉ MESMO ,SENDO CONIVENTE COM CORRUPTOS,NÃO É MESMO?ESPERO QUE A NOSSA CLASSE NÃO SE DEIXE CORROMPER POR MIGALHAS.MOSTREMOS AO GOVERNO QUE NÃO SOMOS IDIOTAS , E SIM ELE,POIS QUER NOS TRATAR COMO ACÉFALOS.DOA A QUEM DOER, AGREVE É A SOLUÇAO. O GOVERNO QUER MESMO É DESVIAR A ATENÇÃO AO PRINCIPAL :PISO SALARIAL DOS PROFESSORES.NÃO DESISTAMOS ,ESTE GOVERNO JÁ ESTA DERROTADO. DEUS EXISTE,E A JUSTIÇA REINA SE O TEMOS AO NOSSO LADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deveria se fazer então uma sindicância, pedir os documentos de todos os servidores e submetê-los todos a uma análise, comprovando-se tais fatos e evidências caberia no caso a demissão do funcionário que estaria lesando o erário.

      Excluir
  72. Coisa meio confusa, num dia ensino aos alunos que 2+2=4,noutro descubro que se trata apenas de questão acadêmica e volta atrás e afirmo que não é mais quatro. De fato, qual seria o calor acadêmico? Muito confuso e louco. Já ouvi dizer que ministro caiu, que isso, que aquilo. Mas no país das minas gerais tá dominado, tá tudo dominado.
    Será que Narciso acha feio o que não é espelho?
    Ninguém, absolutamente ninguém? Filme: Os intocáveis. Podem tudo? Fica a sugestão que dissolva a grande corte. Não vejo nela utilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em MINAS (Oh, Minas! - com gostar de dizer o Grande Euler)
      DOIS mais DOIS são CINCO.

      ***Ex-presidente francês, De Gaulle:
      "O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO."
      - Já pararam para pensar se ele tivesse visitado a REPUBLIQUETA DAS ROÇAS GERAIS???
      ***ANESTESIA e os 51 PUTADOS da ASSEMBLÉIA HOMOLOGATIVA = Falsa Seriedade Mineira

      Excluir
  73. Euler,
    Gostei da "carinha" dos comentários na cor verde, com essa fonte de letra e espaçamento adequados. Parabéns. Seu Blog cada vez melhor!
    Beijos.
    Anônima.

    ResponderExcluir
  74. EULER QUERO SABER SE VOCÊ ACEITA QUE EU PAGUE UM BANHO DE ARGILA PRETA PARA VOCÊ? SE ACEITARES, RESPONDA-ME. QUERO VER VOCÊ SAUDÁVEL PARA LUTARMOS POR DIAS MELHORES OU SEJA O NOSSO PISO SER PAGO E AINDA, QUE SE CUMPRA A LEI FEDERAL. NÃO É QUALQUER UM QUE É CORAJOSO, GUERREIRO E FIEL A CLASSE TRABALHADORA DE PROFESSORES. ABRAÇOS.

    ResponderExcluir
  75. Na verdade os efetivados tem mais valor que os efetivos para o governo.

    ResponderExcluir
  76. é claro que nas próximas eleições todos efetivados irão votar na chapa de Anastazia, pois tem medo de perder a efetivação.
    em quanto o governo de Anastasia estiver no poder a efetivação é garantida, ou seja durará muitos anos que ai já até esquecerão, desta efetivação.

    podem escrever isso....

    já teve outras efetivações e ninguém mais lembra....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMENTÁRIO TUCANO.


      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
    2. Oi Gente!!!!!

      Tenho duas irmãs efetivadas pela lei 100 e nem por isto votaram nele( Anastasia).Quando criaram a tal lei, ñ a fizeram pensando nelas e sim nos seus próprios interesses.Como fala o Euler:Ele quer que façamos justamente isto:que haja divisão entre a categoria,e aconteça, como na greve passada.
      Abraços Marina _ Sete Lagoas.

      Excluir
  77. Espero que os "efetivos" tenham êxito em suas pretensôes.É duro acionar este Blog e ver a forma como os efetivos têm tratado os demais servidores.Sou de uma cidade pequena,que sempre foi compromissada com as lutas da educação.Podem conferir as listas das cidades grevistas,que Virgolândia,sempre foi uma das primeiras cidades a aderir aos movimentos grevistas.Parabéns ao Governador que tão bem soube dividir a nossa dividida categoria.Independente do servidor ser efetivo,efetivado ou designado,sempre devemos lutar pela nossa classe.Isto,eu não tenho visto na maioria dos professores efetivos.Tenho colegas designados e efetivados que foram ameaçados de perder o emprego durante a greve dos 112 dias,porém,ignoraram as consequencias e foram até o final.È preciso que o respeito passe a fazer parte no dia -a-dia de alguns colegas,que estes vistam a túnica da humildade e entedam que até agora,não conseguimos quase nada,é porque nós estamos lutando contra nós mesmos.Edilson,Nacip Raydan e Virgolândia, sempre presente nas greves dos professores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Somos todos PROFISSIONAIS nossa meta é o PISO SALARIAL!!!! Vamos tirar a venda dos olhos! O governador e sua equipe assistem risonhos a esta briga de galos: EFETIVOS X EFETIVADOS. O que temos é esse SIND-UTE, e será ELE que trará a nossa VITÓRIA. UNIÃO,pessoal, ainda que tardia...

      Excluir
  78. Gostaria de comentar que o Governo do Estado de Minas Gerais, através do Ofício Circular nº 025/2012,de 08/02/2012, da Secretaria de Estado da Educação - Subsecretaria de Gestão de Recursos Humanos/ Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica - resolveu contratar centenas de profissionais - PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA , COM LICENCIATURA PLENA EM DIVERSAS ÁREAS: Língua Portuguesa, Matemática, História, Geografia, Ciências, Educação Física, Língua Inglesa e Arte,para atuar, vejam só,NO PIPII/CBC (PROJETO DE INTERVENÇÃO PEDAGÓGICA DAS SREs) como ESPECIALISTAS EM EDUCAÇÃO BÁSICA, COM UMA CARGA HORÁRIA DE 40 HORAS SEMANAIS E SALÁRIO DE R$2.200,00.
    O QUE ESTÁ EM QUESTÃO, É QUE O CARGO DE ESPECIALISTA DA EDUCAÇÃO BÁSICA REQUER A HABILITAÇÃO EM PEDAGOGIA, COM ESPECIALIZAÇÃO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA OU ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL, OU AINDA, LICENCIATURA PLENA EM QUALQUER ÁREA ESPECÍFICA, ACRESCIDA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA OU ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL.
    ACONTECE QUE NO SUPRACITADO OFÍCIO, A DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA É APENAS O COMPROVANTE DE HABILITAÇÃO EM LICENCIATURA PLENA NA DISCIPLINA, OU SEJA, NÃO SOLICITA A PÓS-GRADUAÇÃO.
    ISTO NÃO É UM DESCALABRO? NO PRÓPRIO EDITAL Nº01/2011, DE 11/07/11, O QUAL TRATA DO CONCURSO PÚBLICO PARA O CARGO DE ESPECIALISTA DA EDUCAÇÃO BÁSICA, A EXIGÊNCIA PARA TAL CARGO ESTÁ EXPLÍCITA.COMO PODE SER EXIGIDA UMA HABILITAÇÃO MÍNIMA PARA DESIGNAÇÃO NAS ESCOLAS OU MESMO PARA O CONCURSO E OUTRA PARA DESIGNAÇÃO NA SRE?
    ONDE VAMOS PARAR COM TUDO ISSO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professor é tão bonzinho?!

      Excluir
    2. Já paramos... no fundo do poço.

      Excluir
  79. São "apenas" 89.925 efetivados que votaram em Aércio Neves assim como disse minha irmã efetivada na lei 100noção e sua família que votou e votará sempre. Deus e Divino Espírito Santo faça valer a MAXÍMA DE JESUS: Dai, pois, a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus. [Lucas 20:22-25]. A Justiça será feita. Não há mau que sempre dure.
    PARA RIR E REFLETIR:
    Para os pobres, é dura lex, sed lex. A lei é dura, mas é a lei. Para os ricos, é dura lex, sed latex. A lei é dura, mas... de Fernando Sabino. Inserida por Pinheiro A.
    http://www.google.com.br/search?q=dura+lex+sed+lex&ie=utf-8&oe=utf-8&aq=t&rls=org.mozilla:pt-BR:official&client=firefox-a

    ResponderExcluir
  80. Olá, pessoal da luta!

    Boa noite!

    Não podemos perder de vista algumas coisas preciosas para nós. A primeira delas, a conquista da unidade da nossa categoria. Apesar de todas as diferenças impostas pelo desgoverno mineiro, penso que não podemos cair no jogo deste governo. Nosso jogo é outro. Quando um colega ataca o outro, porque este é efetivo, ou efetivado, ou designado, está fazendo o jogo do governo. Vamos deixar disso e buscar soluções inteligentes para os nossos problemas.

    Não se trata somente da legalidade, que já foi solapada há muito em Minas e no Brasil. Trata-se também de uma estratégia política que assegure a nossa unidade para a conquista dos nossos direitos.

    Por exemplo: devemos trabalhar o consenso de que o correto e o legítimo é que os efetivos tenham direito prioritário na escolha de turmas. Mas enquanto a justiça não julga o mérito da questão, e até que um recurso ao STF dê um ponto final nesta polêmica, devemos construir pontos comuns que protejam a todos os trabalhadores.

    Que pontos comuns são estes?

    1) que nenhum servidor - efetivo ou efetivado - seja remanejado de sua escola por conta dessa resolução do governo (a menos que o próprio servidor peça para mudar de escola);

    2) que não haja redução salarial de nenhum servidor - efetivo ou efetivado. Caso ocorra redução de turmas, o professor que "perdeu" alguma turma assumirá outras atividades na própria escola - na biblioteca ou em algum projeto pedagógico de reforço de aulas, etc - e continuará recebendo salário integral que é pago ao cargo completo;

    3) que o governo defina de imediato uma data para implantação do terço de tempo extraclasse, devendo, enquanto não se materialize tal ato, pagar a todos os professores o equivalente a três aulas a mais como extensão de jornada;

    Ou seja, se o governo diz que quer "igualdade" entre os servidores, sejamos mais inteligentes que o governo, que tenta nos dividir, e façamos o jogo à nossa maneira: com unidade e com solidariedade aos nossos colegas. Que ninguém saia prejudicado, nem efetivo, nem efetivado.

    Estamos falando de 180 mil professores - de acordo com o governo -, entre efetivos e efetivados. Se cada qual tratar o colega como inimigo, é a vitória total do governo. Vamos nos unir e cobrar do governo respeito à nossa categoria. A partir dessa unidade será possível conquistar consensos em torno de questões como a prioridade de escolha de turmas aos efetivos (mas sem que nenhum servidor saia perdendo); o direito dos efetivados de completarem o seu cargo, de progredirem na carreira e outros direitos, como férias-prêmio, que são negados aos efetivados, etc.

    Talvez essa seja também uma boa oportunidade de questionarmos essa prática de distribuição de turmas no início do ano letivo, que sempre provoca disputas e fragiliza o grupo de educadores em cada escola. É hora talvez de discutirmos projetos pedagógicos e incorpore a todos, de forma interdisciplinar, sem excluir nenhum colega, sem tirar direito de nenhum colega. Escola não pode ser tratada como empresa privada: o que deve prevalecer é a política pedagógica, cuja implementação depende da ação harmoniosa entre os educadores.

    Ao lado disso, que se mantenha aos designados o direito do vínculo até que o concurso se realize e os classificados que não tenham sido nomeados tenham direito à escolha prioritária de vagas, de acordo com a ordem de classificação.

    O jogo do governo é colocar um servidor atacando o outro; o nosso jogo deve ser o de nos unirmos para exigir do governo nossos direitos, e sobretudo, entre estes direitos, o do piso na carreira para todos, que foi burlado com as mudanças feitas pelo governo.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professor Euler,

      ISTO É CREDIBILIDADE.

      PARABÉNS PELAS 1.700.7000 (UM MILHÃO E SETECENTAS MIL) VISITAS A ESTE BLOG.

      BLOG DE UTILIDADE PÚBLICA PARA OS PROFESSORES DE MINAS GERAIS.

      OBRIGADO POR ESTE ESPAÇO DEMOCRÁTICO.

      Excluir
    2. Euler,

      Vamos nós contratarmos um advogado para que se cumpra a Lei 11738 aqui em Minas?

      Excluir
  81. Aqui pelas MINAS GERAIS há alguém que já não dorme faz dias e deve estar se borrando todo, porque com PROFESSOR pisa, humilha, pinta e borda, e com os FARDADOS que fazem greve de arma na mão! No Professor manda descer o cacetete, joga cavalo para pisotear. E os de ARMA EM PUNHO???????? Quem vai descer o PAU? Vai designar tal função aos 51 abutres? Vai por um porrete na mão deles, afinal eles fazem tudo que o MESTRE MANDA.Ai, essa todos queríamos ver!

    ESSA GREVE VAI DAR, AINDA, MUITA ENXAQUECA, ISSO SE JÁ NÃO ESTIVER!!!

    ‘Temos que dar resposta pontual’, diz ministro sobre greve de PMs
    Gilberto Carvalho afirmou ter informação sobre “movimento” grevista em diversos Estados e que governos estaduais serão alertados
    Fred Raposo, iG Brasília | 08/02/2012 22:23

    [...]

    A greve por reajuste salarial dos policiais militares na Bahia já dura nove dias. Mas há risco de que o protesto se alastre por pelo menos nove Estados. As associações de soldados e cabos reivindicam que o Congresso Nacional desengavete tramitação da chamada PEC 300, que estabelece o piso salarial nacional para policiais militares.
    [...]

    http://ultimosegundo.ig.com.br/politica/temos-que-dar-resposta-pontual-diz-ministro-sobre-greve-de-pms/n1597619494140.html

    ResponderExcluir
  82. "professoramaluquinhaFeb 8, 2012 10:48 AM
    GENTEEEEEEEEEE......... TAQUI, ó, ó, ó...
    https://www.educacao.mg.gov.br/imprensa/noticias/2663-governo-de-minas-assegura-na-justica-igualdade-de-direitos-para-professores-da-rede-estadual-de-ensino
    JUSTIÇA É IGUALDADE DE DIREITOSSSSSSSSSSSSSSSS "

    DIREITO DE RESPOSTA:
    CARÍSSIMA COLEGA, IGUALDADE DE DIREITOS PRESSUPOE IGUALDADE DE DEVERES. E É DEVER DO FUNCIONÁRIO EFETIVO SER APROVADO EM CONCURSO PÚBLICO E PRESTAR ESTÁGIO PROBATÓRIO COMO MANDA A CONSTITUIÇAO FEDERAL. TANTO QUE O GOVERNADOR DE SÃO PAULO HAVIA FEITO O MESMO E JÁ TEVE QUE CORRIGIR A SITUAÇÃO. O SINDICATO TEM QUE RECORRER RAPIDAMENTE AO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL.
    NADA CONTRA VOCÊS, SÓ A FAVOR DA LEGALIDADE.

    ResponderExcluir
  83. A Secretaria de Estado da Educação encaminhou às SREs Ofício Circular nº025/2012, de 08/02/2012, da Subsecretaria de Gestão de Recursos Humanos e da Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica, autorizando a contratação de centenas de profissionais - Professores licenciados em História, Geografia, Ciências, Língua Portuguesa, Matemática, Arte e Língua Inglesa para o CARGO DE ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO BÁSICA, COM CARGA HORÁRIA DE 40 HORAS E SALÁRIO DE R$2.200,00, para atuarem no PIP II (Projeto de Intervenção Pedagógica).
    ACONTECE QUE NO SUPRACITADO OFÍCIO A HABILITAÇÃO EXIGIDA É APENAS LICENCIATURA PLENA NA DISCIPLINA.
    Agora, vamos à reflexão: no quadro das carreiras onde se enquadra o ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO BÁSICA, a HABILITAÇÃO MÍNIMA EXIGIDA É LICENCIATURA EM PEDAGOGIA COM HABILITAÇÃO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA OU ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL, OU AINDA LICENCIATURA PLENA EM ÁREA ESPECÍFICA, ACRESCIDA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SUPERVISÃO PEDAGÓGICA OU ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL. O PRÓPRIO EDITAL DO CONCURSO Nº01/2011, DE 11/07/11, MENCIONA ESTES PRÉ-REQUISITOS.
    Só que no citado ofício, a exigência é de apenas a Licenciatura Específica, e no caso em tela, estes candidatos não possuem pós- graduação em supervisão pedagógica ou orientação educacional. Agora eu pergunto: Isto pode? É legal? Para contratação nas escolas, a exigência deve ser diferente da contratação na SEE?

    ResponderExcluir
  84. Os governantes brasileiros estão estuprando a Educação e a Constituição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Crime hediondo.

      DASEIA NELES!!!

      Excluir
  85. NÁNÁ QUE SE CUIDE, NÃO VAI PODER NANÁ EM PAZ POR ESTE MÊS!

    Crise.Reunião entre PMs e governo da Bahia não teve acordo e manifestantes gritaram: "o Carnaval acabou"
    Greve pode chegar a nove Estados
    Ontem, militares de Brasília fizeram manifestação em apoio aos colegas

    [...]

    Marco Maia descarta votação de piso nacional para policiais
    Brasília. O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), descartou a possibilidade de votação da PEC 300 (emenda constitucional que cria um piso salarial para policiais e bombeiros de todo o país). Segundo ele, o assunto deve ser discutido diretamente pelos Estados e não no Congresso.

    http://www.otempo.com.br/otempo/noticias/?IdNoticia=195187,OTE&IdCanal=7

    "A PEC 300 tem um impacto brutal nas contas do país, por isso não vejo nenhuma condição política de desrespeitar a realidade dos Estados", disse Maia. A votação é um dos pedidos dos grevistas da Bahia. Segundo o autor do texto que tramita no Congresso de 2008, o deputado Arnaldo Farias de Sá (PTB-SP), os governos do Rio, de Minas, do Rio Grande do Sul e de São Paulo são contrários à aprovação da PEC 300 alegando que não têm verbas para pagar a categoria.

    Apesar de defender o direito de greve, inclusive para policiais, Maia disse que isso não "pode virar uma moda no Brasil" para aqueles que têm uma "atitude inadequada e cometem atos de vandalismo".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. REDE GLOBO...PLIM, PLIM...

      Excluir
    2. BBB 12,

      PROSTITUIÇÃO NA TELEVISÃO.


      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  86. Esses governantes são covardes, pisam só em professor. Digo isso porque sou casada com militar e na 1ª greve da PM aqui de Minas,eles ganharam 120% de aumento(embora teve a morte do cb Valério, esclarecimento?). Com PM eles não enrolam muito não.
    Euler, tenhamos força! Deus é mais ! Só não podemos esquecer dessa eleição que se aproxima !

    ResponderExcluir
  87. COPIANDO...

    AnônimoFeb 8, 2012 02:26 PM
    MEU MARIDO , QUE É ADVOGADO, FALOU QUE O SINDICATO PODE PEDIR QUE A DECISÃO SEJA JULGADA POR MAIS DE UM JUIZ E NÃO POR UM SÓ.DO JEITO QUE FOI FEITO É UMA DECISÃO MONOCRÁTICA, FICA MAIS FÁCIL DE MANIPULAR. M VÁRIOS...

    Vamos lá Sind UTE!!

    ResponderExcluir
  88. O Brasil está em colapso. Vamos aproveitar e entrar em greve saúde, educação e segurança pública. E só arredar o pé depois que negociarem com toda a categoria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O governo com o apoio da grande mídia criminaliza todo e qualquer movimento grevista.
      Rede Globo ja mexeu os seus pauzinhos para acabar com a greve da PM na Bahia e evitar que a PM de outros Estados também a façam e acabem com o carnaval. Afinal, o Brasil na próxima semana deve estar impecável para a vinda de turistas estrangeiros.

      Excluir
    2. O BRASIL NÃO É UM PAÍS SÉRIO.

      MINAS GERAIS É O ESTADO DA DITADURA DOS INCOMPETENTES.

      TODA HORA FAZ-SE UMA LEI NOVA PARA RESOLVER PROBLEMAS.

      E NOVOS PROBLEMAS SURGIRÃO.


      ANASTASIA, É O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS.

      Excluir
  89. O SEPLAG em rede está uma porcaria.Não vai roubar os leitores do Euler.
    Toda pergunta feita lá é respondida simplesmente devolvendo-a à secretaria.
    renatinha, vc não está com NADA.

    ResponderExcluir
  90. euler, alguma notícia sobre a publicação da liminar que sairia hoje??

    eu era a terceira a escolher turmas em minha escola e agora fiquei excedente devido a essa decisão!

    ResponderExcluir
  91. Essa gente da SEE E da SEPLAG não tem competência nem para o que fazem a trocentos anos, vão ter competência para Blog, até porque não sabem escrever, não sabem argumentar, qualquer perguntinha que exija mais dos dois únicos neurônios que possuem já lhes causarão problemas na caixola. Esse Blog já é natimorto. Até porque o dinheiro público que é depositado na conta deles no final do mês e diga-se de passagem uma quantia considerabilíssima para o pouco que produzem é para produzir, mesmo que não seja muito e não para ficarem de trelêlê em blog. Chega de descaramento, vão tratar de arrumar nossa vida profissional que está toda bagunçada porque não alimentaram o Sistema e é gente de lá mesmo que reclama do atraso de serviço e da bagunça que está por lá. É gente de dentro mesmo que conhece serviço que fica apovorada com tamanha falta de competência e de compromisso daqueles chefes que gostam muito de criar e assinar resoluções. ESTAMOS DE OLHO e BEM INFORMADOS dessa falta de competência e de responsabilidade com a vida do Servidor.!!

    ResponderExcluir
  92. Olha é verdade, dizem que o SUJEITO é de uma grossura, estupidez, sem educação parece que foi talhado para o cargo de modo a constranger ou causar medo em quem quiser questionar qualquer direito. Ou seja, age dessa forma para evitar que as pessoas possam buscar seus direitos. Quem convive lá é que sabe das inúmeras histórias, mas a gente vai sabendo.

    ResponderExcluir
  93. EULER,
    Sou efetivado, e sempre fui contra a Lei 100, pois se o governo tivesse me dado posse eu não estaria nesta situação, ele suspendeu a nomeações e eu seria o próximo e efetivou todo mundo. Portanto seria legal os efetivos e efetivados não ficarem trocando farpas é justamente isso que o governo quer.Eu faço campanha contra Anastasia/Aécio sempre farei.
    O errado nisto tudo é a Direção do SindUTe, que 1º ela alardeou que lutaria pelos direitos dos efetivados (que não tínhamos nenhum) ela sabia disso e enganou uma grande parcela despolitizada, depois entra com ação contrário esse direitos, agora qual será a mentira que vai alardear no congresso pra ter adesão da maioria despolitizada?
    Em 2010 o subsído é bom e que derratamos o governo.
    Em 2011 o Piso pra todos, sendi que Lei no é pro magistério.
    Então o que fazer? para o a categoria não ficar dividida e nem acreditar nesta direção inconpetente que não ganha nada na justiça? Como unifarmos para derrotarmos Anastasia/Aécio e outros prefeitos traidores? Sem contar com essa direção narsizista? e divisionista, contraditória?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concurso o estado é obrigado a chamar dentro do número de vagas. No seu caso o governo poderia ter convocado mais candidatos, mas não convocou. O estado agiu dentro da lei, ele pode ou não nomear mais candidatos, o que ele fez de errado foi baixar a tal lei 100, que um dia vai cair, demore 10 ou 5 anos ela vai cair é só esperar.

      Excluir
  94. Companheiros (as) de trabalho, da tarefa de ajudar a educar, de combater,de realizar trabalhos decentes, honestos muito mais que é ser professor (a). Não somos DES, somos DEZ. Só de ter paciência com toda essa parafernália de desmandos governamentais somos nota DEZ. Não devemos desanimar mediante a tudo isso que está a nossa volta, os 51, a descaracterização de nossa carreira, a insegurança deste governo estadual que ai está, a esquisitice da secretária da educação, o confuso e desorganizado reposicionamnto, o calote do PISO SALARIAL NACIONAL, o não cumprimento da LEI FEDERAL, o mau exemplo do governador de MINAS GERAIS.NADA disso irá durar muito tempo. Comecemos este ano pelas eleições municipais e continuar lutando pelos nossos direitos-que estão sendo varridos para debaixo dos tapetes palacianos-assembléias legislativas. Abraços a todos (as).

    ResponderExcluir
  95. editoriais@uol.com.br

    Dentro da escola

    País alcança algumas metas para chegar a 2022 com educação de qualidade, porém alunos e professores ainda têm muito a aprender

    Nenhuma nação, de que tamanho seja, pode conformar-se com 3,8 milhões de crianças e jovens fora da escola. No Brasil isso representa menos de 2% da população, mas é como se um Uruguai inteiro de 4 a 17 anos fosse esquecido na margem da estrada.

    Tal foi a cifra que mais chamou a atenção no balanço periódico do ensino no Brasil feito pelo movimento Todos pela Educação. O número absoluto assusta, mas oculta que o acesso à escola no país vem melhorando: de 89,9% da população em idade escolar, em 2006, chegamos a 91,5% em 2010.

    Não deixa de ser um progresso, mas lento. Nesse ritmo, será difícil atingir a primeira de cinco metas fixadas pelo movimento para 2022: toda criança e jovem na escola. O objetivo intermediário para 2010 era 93,4% -e ficamos aquém.

    Na avaliação da segunda meta (toda criança alfabetizada até os oito anos de idade), generalizou-se a nota vermelha. O desejado era chegar a 80% do total em 2010. Nem o Sudeste, com o melhor desempenho do país, chegou a 70% de alunos com domínio de leitura, escrita e contas básicas.

    O monitoramento do terceiro objetivo (todo aluno com aprendizado adequado à sua série) revela um desastre: nenhum nível de ensino, em nenhuma região país, obteve mais que 46% de alunos com rendimento satisfatório em português ou matemática, em 2009 (último dado a ser colhido).

    O acúmulo de problemas e deficiências alcança o paroxismo no ensino médio, fulcro da quarta meta (todo jovem com esse diploma até os 19 anos). Pouco mais da metade (50,2%) chegou lá em 2009. Mais que a cifra determinada para aquele ano (46,5%), é verdade, mas com desempenho pavoroso em matemática -só 11% dos formandos aprendem o que deveriam dessa matéria essencial para usar produtivamente os conhecimentos e as ferramentas da ciência e da tecnologia.

    O quadro é acabrunhante e não pode ser explicado apenas por falta de verbas, justificativa tradicional de quem só consegue ver a questão pelo ângulo material (prédios, tecnologia) ou corporativista (salários). Já se gastam 4,3% do PIB no Brasil com educação, perto dos 5% estipulados na quinta meta, sem que isso se traduza na revolução de que o país necessita.

    Trata-se de um dever nacional resgatar aqueles 3,8 milhões de jovens e crianças que estão fora da escola. É dentro dela, porém, que falta dar os passos cruciais: qualificar melhor o corpo docente, remunerá-lo de forma condizente, atrair os melhores profissionais e dotá-los com os conteúdos e métodos para que ensinem o que os alunos precisam aprender

    ResponderExcluir
  96. PARA LER COM ATENÇÃO:

    Distorções públicas

    RIO DE JANEIRO - Se alguém qui ser saber quanto ganham policiais e professores em Nova York, uma busca na internet leva direto a páginas dos respectivos departamentos municipais. Informam-se ali salários iniciais e quanto o profissional receberá à medida que aumentem qualificação e tempo de serviço.

    No Brasil, é difícil obter resultado semelhante. Quando há dados em sites oficiais, as diferenciações baseadas em bônus e gratificações são tantas que aspirantes às duas carreiras podem desanimar antes de conseguir entender sua possível remuneração.

    Fruto de gambiarras sucessivas para esticar orçamentos e reduzir o impacto dos salários na Previdência do funcionalismo, a falta de transparência alimenta batalhas de números entre autoridades e servidores. É o que ocorre no Rio, onde o Estado anunciou reajuste para as polícias, que ameaçam greve.

    Se considerado o salário-base proposto para a PM fluminense (R$ 1.699), ele ficará próximo da renda média mensal dos trabalhadores nas metrópoles brasileiras (R$ 1.650). Nos EUA, mais ricos e menos desiguais, o piso do policial de NY (R$ 6.400) é menor do que essa renda média em nível nacional, de cerca de R$ 7.600.

    Em todo o Brasil, a última Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) mostrou que, em 2009, cabos e soldados das PMs tinham rendimento maior que o de mestres dos ensinos médio e fundamental (situação inversa à de NY). Criado em 2008, o piso nacional do professorado está em R$ 1.187, bem menos que os R$ 4.000 almejados pelos policiais.

    A comparação não visa alimentar uma disputa pelo posto de funcionário menos valorizado, mas chamar atenção para o tamanho das distorções em serviços públicos vitais. Não dá para eliminá-las a bala. É necessário definir prioridades, quem ganhará e o que deve ser cortado -auxílio-moradia e benesses do tipo para juízes e deputados seriam fortes candidatos.

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/24774-distorcoes-publicas.shtml

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois bem! Salário dos policiais lá em cima e cacetete pra cima dos professores e do povo.

      Os mandatários do poder não dão trégua articulam tudo muito bem.

      Excluir
  97. Gazzola,

    você não serve nem para amarrar o cadarço de um gari depois de um dia inteiro de trabalho.

    Adélia Prado está morrendo de vergonha em ver alguém tão pequeno como você admirar seus trabalhos.

    Você é um peso na vida da escritora e dos educadores mineiros.

    ResponderExcluir
  98. professoramaluquinha9 de fevereiro de 2012 13:15

    Gracieusa, eu, Valeska, a professora muito maluquinha, sou efetiva por CONCURSO PÚBLICO DA SEEMG, só estava ironizando, rsrsss... não espera molhar o bico, uai! Mas, prá você não ficar muito decepcionada, meu 2º cargo é - por equidade, segundo a digníssima secretária - Lei 100...kkkkkkk, e tem mais: estou entre os 53% de inscritos no concurso para professor, a fim de exonerar a Lei 100 e ter ambas as funções por concurso. Mas, sabe de uma coisa? Com tanto reconhecimento da SEE quanto a importantíssima efetivação por carreira, acho que nem vou fazer a prova. Lei 100 é a bola da vezzzz Hê!Hê!Hê!

    ResponderExcluir
  99. EM MINAS GERAIS O APELO DA OCDE DE NADA VAI ADIANTAR PQ O OBJETIVO AQUI É ACABAR COM A EDUCAÇÃO PUBLICA!
    APELO - ANTES TARDE QUE NUNCA!

    A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) fez um apelo a seus países-membros nesta quinta-feira (9) para que invistam em educação como solução a longo prazo para a crise econômica, diante do custo que o fracasso escolar dos jovens têm para a sociedade.
    O estudo "Equidade e qualidade da educação", divulgado nesta quinta-feira, conclui que uma população com níveis reduzidos de ensino mina a capacidade de seus países de produzir, crescer e inovar, além de prejudicar a coesão social e impor despesas adicionais à Administração pública.
    Seu alerta parte do princípio que um sistema educacional justo pode corrigir desigualdades econômicas e sociais mais amplas e reduzir o desemprego juvenil: em 2009, segundo seus dados, 84% das pessoas com educação superior na OCDE trabalhavam, contra 56% das que não tinham terminado o ensino médio.
    Por essa razão, o documento destaca a importância de solucionar o problema já no início da educação, porque de um ponto de vista econômico, segundo seus cálculos, cada dólar investido nessa etapa gera posteriormente entre sete e dez centavos ao ano.
    O estudo, o primeiro que o organismo realiza sobre o assunto, ressalta ainda que o apoio aos professores, ao estudo e aos incentivos que retenham os melhores professores, é outro dos pontos-chave nessa luta.

    ResponderExcluir
  100. Colegas professores,

    reitero novamente o que tenho escrito aqui: não nos iludamos com alguma pseuda ou possível vitória através da "INjustiça" deste país e, em especial, de Minas Gerais. Esses pilantras são todos conchavados e "farinha do mesmo saco sujo" e não farão nadinha para mudar o "status quo" do qual eles tiram proveito ilícito, imoral e criminoso. Todas as instâncias do poder instituído estão conchavadas e nenhuma delas contrariará suas próprias decisões. Será que é difícil para nós, professores, entendermos que passados 10, 20, 30 anos e, principalmente, nos últimos anos só temos sofrido retaliações, achatamento salarial, perseguições e humilhações??? Será que é difícil entender somente pela GREVE é que poderemos exigir que nossos direitos sejam concedidos???

    De fato, debater com estes pilantras não nos trará nenhum benefício. A lei para o pagamento do piso nacional já existe e, no entanto, a maioria dos estado não a cumpre.

    Devemos nos articular para que a classe seja unida e forte, pois uma greve que atinja pelo menos 50% do professorado mineiro levará ao caos o sistema educacional deste estado. Aí sim começarão a nos dar crédito. Do contrário,estaremos sempre aqui reclamando do salário, das condições de trabalho, etc.

    Greve já!!!

    ResponderExcluir
  101. EULER
    A direção estadual informou que disponibilizaria
    a resolução para que todos tivéssem acesso antes do congresso. eu esperei até ontem e não recebi. Uma amiga minha recebeu a do CONLUTAS e li inclusive o manifesto. Com certeza a direção também leu e em cima a do CONLUTAS escreveu a resolução da direção. Isso é um absurdo. Estou pensando que nas eleições deve ter acontecido a mesma coisa. monta a chapa depois de ver a das oposições. Tem como justificar isso Beatriz?

    ResponderExcluir
  102. Ah, tem muita gente para ser mandada para alimentar tubarões nas águas da ilha de Fernando de Noronha.

    ResponderExcluir
  103. Euler,
    Mais uma vez venho parabenizá-lo pela clareza do post.Você é uma pessoa iluminada.E por assim ser divide conosco esta "luz".
    Euler,venho através do seu blog questionar aos nobres colegas a informação que não quer se calar:em qual região mineira(ou município)há professor exercendo a função de professor da família?Aguardo resposta que venha embasar mais a "linda"propaganda,kkkk.
    Um abraço a todos,muita fé em Deus que TUDO pode.

    ResponderExcluir
  104. kkkkkkkk Xiiiii!! Vamos ver se o Governador daqui vai correr para dar aumento aos FARDADOS, porque a BAHIA está tocando o TERROR E MEDO nos governos. O Rio de Janeiro já tremeu na base e resolveu.
    Vamos aguardar por aqui. Nós estamos na fila primeiro, vamos ver se borra nas calças mesmo!


    RJ: após emendas ao projeto, Alerj aprova aumento para policiais

    André Naddeo Direto do Rio de Janeiro

    A proposta de reajuste salarial para os profissionais de segurança pública e defesa civil do Estado (policiais civis, militares, bombeiros e agentes penitenciários), enviada pelo governador Sérgio Cabral, foi aprovada em votação simbólica na manhã desta quinta-feira, em sessão extraordinária na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O único voto contra foi do deputado Paulo Ramos (PDT). Os 60 deputados fizeram a leitura de seus votos. A apreciação começou ainda na tarde de terça-feira, quando foram apresentadas 79 emendas ao projeto.

    Com a nova data para a antecipação do aumento - alterada na noite de ontem após proposta de deputados governistas -, o reajuste para as categorias, de quase 39%, será pago entre fevereiro deste ano e fevereiro de 2013. Além disso, foi aprovado também um novo aumento, para fevereiro de 2014, em 100% sobre o valor da inflação - medido pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

    Outras modificações dizem respeito a uma gratificação a título de vale transporte no valor de R$ 100 para toda a categoria, que passa a valer imediatamente, e à criação de um banco de horas para que o profissional que ultrapassar a sua carga horária possa ter remuneração adicional. Ainda consta no texto substitutivo aprovado nesta manhã a certeza que não serão descontadas bonificações de qualquer natureza dos profissionais que se afastarem do serviço por licença médica decorrente de acidente no trabalho.

    Por último, ficou acertado que os profissionais do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) também serão contemplados com uma nova mensagem de reajuste a ser enviada pelo governador Sérgio Cabral num prazo estimado de 10 dias - esta era outra pendência entre os deputados estaduais de oposição.

    Líder do governo na Alerj, o deputado estadual André Correa (PSD) comemorou a aprovação. "Na história da segurança pública do Rio não houve tamanho avanço como este. Acredito que a negociação foi boa e conseguimos aprovar uma proposta consistente", afirmou.

    O deputado Paulo Ramos (PDT), único dos 60 presentes a votar contra o texto substitutivo aprovado, revoltou-se contra seus colegas de Alerj. "Lamentei ver deputados que votaram contra falando mal da proposta depois. Fui o único voto contrário ao substitutivo, porque acredito que, se você não concorda, você não pode votar a favor. Evitei que houvesse unanimidade. Nesse caso, a unanimidade seria muito mais do que burra", discursou em plenário.

    O deputado Flávio Bolsonaro (PP) se manteve reticente sobre se a proposta aprovada é capaz de acalmar os ânimos da categoria que votará, na tarde desta quinta-feira, em assembleia geral, se entra em greve a partir do primeiro minuto de sexta-feira. "Houve um avanço, isso é fato, mas não sei se vai segurar o movimento. Acredito que é preciso ter uma mobilização ainda maior sobre esse assunto", declarou.

    "Um soldado do Rio de Janeiro vai ganhar agora o mesmo que já ganha um da Bahia, que está lá, brigando para ter aumento. Aprovamos a proposta, houve avanço, mas precisamos conter esse discurso otimista e abrir um canal direto e permanente de diálogo para que esse problema não seja recorrente", afirmou a deputada Clarissa Garotinho (PR).

    "O Psol não votou contra, mas isso não quer dizer que o assunto esteja encerrado. O problema real não é votar aqui, é resolver o problema lá fora com uma mesa de negociação", completou o deputado e oposicionista Marcelo Freixo (Psol).

    http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI5603644-EI5030,00-RJ+apos+emendas+ao+projeto+Alerj+aprova+aumento+para+policiais.html

    ResponderExcluir
  105. Caros companheiros ,O que estamos vivenciando no Estado de MG dispensa qualquer comentário.Vo-
    cês já observaram a incompetência das pessoas que estão à frente da Educação?Olhem o que fizeram no reposicionamento!!!!!Situações que antes eram iguais se tornaram completamente diferentes. Se você busca informações na SEE ou SEPLAG, ninguém te atende porque não sabem dar qualquer explicação.Fizeram da Educação em
    MG um depósito de lixo.
    Os principais responsáveis por tudo isto são os 51deputados mais o REI ANASTASIA. Ainda hoje estava ouvindo através da TV Assembléia a fala dos deputados:João Leite, Bechir e Rômulo Viegas defendendo o seu Rei.Que na próxima eleição, que eles contem com o voto do rei para se elegerem porque os mineiros já os colocaram dentro de um buraco de 10m de profundidade e jogaram concreto por cima.Nunca conseguirão sair.Não adianta ficarem fazendo demagogia

    ResponderExcluir
  106. Euler, seria possível você fazer uma enquete, só para confirmarmos o óbvio, com os nossos adolescentes perguntando se eles aceitam ser professores?

    ResponderExcluir
  107. Não , não e não . Sou efetivado e jamais votei no aecim , ou em qualquer candidato do PSdeprê, alias hj não voto é em nenhum.Voto nulo e faço como alguns que frequentam o blog do Euler . Vote nulo , não sustente parasitas.

    ResponderExcluir
  108. Essa ideia e boa,voto nulo,nao sustenta parasita.gostei da sugestao.Mutum

    ResponderExcluir
  109. Anônimo de 08:40. O ROI SOLEIL tupiniquim que desgoverna MG já encheu as calças. Foi hoje no péssimo programa do chato do Maracanã e falou por bom tempo sobre a segurança mineira. Não ouvi as mentiras do dito pq não suporto olhar a cara deste sujeito. Liguei e desliguei a TV várias vezes e ele continuava a falar. Turma de COVARDES. Trucidam os prof. e baixam a cabeça qdo o negócio é com homens fardados. AI QUE MEDA! Desgovernador como TU TÁ BANDIDA...

    ResponderExcluir
  110. Marchinha de Carnaval: Quanto riso! pó! Quanta alegria! Mais de 51 palhaços no salão. Faraó e Naná de chicotinho na mão ...causando mta confusão.
    Quanto riso! pó! Quanta alegria! Veja a gazola no salão. Renatinha rodopia tonta no salão faz parte desta confusão.

    ResponderExcluir
  111. FHC diz que "aócio" está em teste. Este teste inclui Bafômetro e Posômetro? Olha que o moço não passa! É bom não apertar muito... Aplique a metodologia "DO EMPURRA" obrigatória nas escolas mineiras. É na mosca!

    ResponderExcluir
  112. Quem cala, consente! Não nos calaremos jamais!
    A comunidade precisa saber da política suja e ordinária que é imposta pelo governador dentro das escolas públicas. É preciso falar de tudo.
    Falar e agir. Falar e agir. Falar e agir.
    Carangolense indignada!

    ResponderExcluir
  113. Euler,

    E a carta? E simulador?

    ResponderExcluir
  114. Deputada do Psol-RJ que defende greve da PM-BA lamenta que Prisco esteja no PSDB
    Quinta, 9 de Fevereiro de 2012 13:32

    Em seu site, a deputada Janira Rocha – Psol-RJ, que admitiu pelo Twitter ter incentivando o cabo do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, Benevenuto Daciolo, a não deixar os PMs baianos fecharem acordo com o governo estadual - faz duras críticas e adjetivações ao governador Jaques Wagner, à presidente Dilma Rousseff, e à a condução das negociações com policiais na Bahia.

    Intitulado “Crise na segurança: o mandato tem lado”, o texto dedica um parágrafo ao ex-soldado da PM-BA e presidente da Aspra, Marco Prisco, preso na manhã desta quinta-feira, 09. “Prisco é um lutador, não interessa seu partido, o conheço há quase 10 anos e sempre o vi batalhando por sua categoria e pelos interesses de sua família”, afirma Janira Rocha, que lamenta a filiação partidária do ex-soldado. “Acho uma pena que ele [Prisco] esteja no PSDB”, escreve, ressaltando que “o que interessa é que sua ação de luta hoje, não tem nada a ver com PSDB, mas sim com os interesses de tantos policiais sofridos”, escreve.

    A assessoria de Janira Costa explicou ao Política Hoje que a gravação divulgada para a imprensa traz apenas “um trecho” da conversa e não traduz o diálogo entre a parlamentar e o bombeiro. Ainda segundo a assessoria, a deputada está participando de uma sessão no plenário da Assembleia Legislativa.

    Bárbara Souza


    Não vamos dar tiro no pé professores. A grande realidade é que o PSOL apóia por debaixo dos panos o PSDB.

    ResponderExcluir
  115. Euler e colegas de profissão, Vcs leram a argumentação do Governo em relaçao a Resolução/2018.(Sindunte)
    "...a Resolução questionada implicaria em tratamento equiparado a servidores - é equivocada.
    Não se trata, como se disse, de conceder equiparação a servidores: a Resolução tem como único desiderato a organização das atividades escolares."

    Essa Gasola é caso de internação. Nós estamos equivocados. Euler, só desenhando.

    ResponderExcluir
  116. 9 de fevereiro de 2012

    Deputado Emiliano acertou: greve da PM era conspiração contra a democracia e o Estado de Direito
    As comprometedoras gravações divulgadas pela Folha de S. Paulo comprovaram a teoria do deputado federal Emiliano José (PT-BA). Desde o primeiro momento, o parlamentar vinha declarando que o movimento não era uma simples greve por reivindicações salariais, e sim uma conspiração visando desestabilizar a democracia brasileira. Lideranças de policiais-militares de seis estados da Federação estavam se articulando para provocar uma situação de insegurança que prejudicariam o Carnaval, outras ações viriam depois. Não estavam na lista dos distúrbios os estados de Minas Gerais e São Paulo, não por mera coincidência governados por tucanos.

    Os Policiais Militares amotinados desde o último dia 31, na Assembleia Legislativa da Bahia, deixaram o prédio na manhã desta quinta-feira (9/02). Para o deputado federal Emiliano José (PT-BA), que integrou o grupo de parlamentares que se reuniu com o governador no dia anterior, a saída dos policiais representa o acerto do governador na condução das negociações. "O começo do fim desta greve é resultado da correta direção do governador Jaques Wagner em discutir, avaliar e, ao mesmo tempo, não admitir atos de vandalismo de um grupo de pessoas cujo compromisso deveria ser com a segurança da população baiana". Para o deputado, "agora é tempo de retomar as atividades, garantir a paz dos baianos e a realização de um dos maiores expoentes da nossa cultura, que é o carnaval de Salvador".

    O líder bandido do motim da PM, ex-policial Marco Prisco, foi preso na manhã de quinta-feira (9). Ele tinha mandado de prisão expedido pela Justiça, por ter comandado atos de vandalismo durante o motim.

    A prisão foi efetuada pela polícia Federal e integrantes do Exército, após a desocupação do prédio da Assembleia Legislativa, que estava tomado pelos grevistas há dez dias. Os dois líderes foram encaminhados para o quartel do Exército em Salvador, onde serão colocados à disposição da justiça.

    Não há mais clima para continuação da greve. As reivindicações da PM foram atendidas pelo governo da Bahia, que vai enviar à Assembléia Legislativa o projeto de lei das gratificações de Atividade Policial (GAP). O deputado Emiliano José participou da reunião de doze deputados e a senadora Lídice da Mata, quarta-feira, com o governador Wagner.

    Uma coisa ficou clara: o governador Jaques Wagner acertou. Falta agora descobrir quem ganharia com a desestabilização da democracia.






    # posted by Oldack Miranda @ 5:10 PM 0 comments

    ResponderExcluir
  117. 7 de fevereiro de 2012

    Greve da PM baiana no Brasil em Debate
    O deputado federal Emiliano José (PT-BA) é o entrevistado de hoje, terça-feira, 07, do programa Brasil em Debate, exibido na TV Câmara. Em discussão, a situação da greve da Polícia Militar na Bahia, declarada no último dia 31. O parlamentar posiciona-se contra o movimento que considera uma ameaça ao Estado Democrático de Direito. Emiliano reafirma ainda que o governador Jaques Wagner está disposto a negociar "com quem está disposto à negociação".

    Ainda durante a entrevista, o deputado reitera que desde o golpe militar de 1964 a PM baiana se constituiu no braço armado voltado para reprimir manifestações populares. Para Emiliano, a violência, pode-se dizer, vem sendo o método de trabalho da Polícia, entranhada na corporação pela ideologia do carlismo. Também participa do debate o deputado Mendonça Prado (DEM/SE).

    O Programa Brasil em Debate vai ao ar hoje, hoje, às 22h30, na TV Câmara, e será reprisado também nesta quarta-feira, dia 08, às 7h.

    # posted by Oldack Miranda @ 3:27 PM 0 comments
    6 de fevereiro de 2012

    Na Bahia, PMs em greve atuam como bandidos
    Policiais militares são funcionários públicos. A função deles é manter a ordem pública,. Dar segurança à população. Mas, na Bahia, liderados por um PM expulso da corporação e chefe de uma associação ilegal, com ordem de prisão decretada, os PMS bloqueiam ruas e agridem e matam cidadãos pobres, com o objetivo de engrossar as estatísticas de mortes violentas.

    Além de motim por supostas reivindicações salariais, há sinais que o movimento não passa de pressão para aprovação da PEC-300, uma emenda constitucional que cria um piso nacional para os policiais.

    O governador Jaques Wagner não pode negociar com soldados amotinados. Assim, o governo passaria a ser refém de funcionários públicos armados. Há uma lenda urbana de que o PT apoiou em 2001 a greve dos PMS. Na verdade, o PT rachou, alguns apoiram, outros não.

    Essa gente tem que ser presa por desordem pública. Não merecem anistia, são criminosos comuns, invadem ônibus, matam mendigos e moradores de rua e o objetivo deles é criar um ambiente de pânico.

    O método marginal, de bandido, da PM reivindicar aumento salarial, impede que o governo negocie. O estado passaria a refém toda vez que a corporação reivindicar aumento.

    Debilóides estão postando nas redes sociais mensagens do tipo: negocie Wagner. O governador é um hábil negociador, mas, não pode cair nesta armadilha. A desordem e a baderna de policiais armados passariam a ser o método de reivindicação.

    # posted by Oldack Miranda @ 5:37 PM 0 comments
    5 de fevereiro de 2012

    ResponderExcluir
  118. 5 de fevereiro de 2012

    Carta Capital: A Guerra na Internet
    Sempre é tempo. A reportagem de capa da edição da semana passada da revista Carta Capital levou a manchete: “A Guerra da Internet”. De um lado, o deputado federal Eduardo Azeredo (PSDB), ex-governador tucano de Minas Gerais, representando os interesses da indústria multinacional de entretenimento, do outro, o deputado federal Emiliano José (PT-BA), representando a liberdade dos milhões de internautas usuários da Internet. “O que estamos vivendo é uma iniciativa feroz contra a liberdade de expressão e comunicação proporcionada pela Internet, afirmou Emiliano José. O projeto do deputado tucano é conhecido como o AI-5 da Internet, numa alusão ao ato institucional de radicalizou em 1968 a ditadura militar no Brasil.

    LEIA MAIS EM http://www.emilianojose.com.br/?event=Site.dspNoticiaDetalhe&noticia_id=1147


    # posted by Oldack Miranda @ 11:11 PM 0 comments
    3 de fevereiro de 2012

    Governador Wagner tranquiliza população baiana contra terrorismo da PM em greve
    LEIA O PRONUNCIAMENTO NA ÍNTEGRA:

    BOA NOITE BAIANAS E BAIANOS

    TEMOS VIVIDO NOS ÚLTIMOS DIAS MOMENTOS DE INTRANQUILIDADE NA CAPITAL E EM ALGUMAS CIDADES DO INTERIOR. QUERO TRANQUILIZAR VOCÊ E SUA FAMÍLIA.

    ESTAMOS TOMANDO TODAS AS PROVIDÊNCIAS PARA GARANTIR A SEGURANÇA DOS NOSSOS CIDADÃOS.

    AGIMOS IMEDIATAMENTE, E COM TODO RIGOR, PARA CONTER AS AÇÕES DE UM GRUPO DE POLICIAIS QUE, USANDO MÉTODOS CONDENÁVEIS E DIFUNDINDO O MEDO NA POPULAÇÃO, CHEGOU A CAUSAR DESORDEM EM ALGUNS PONTOS DO NOSSO ESTADO.

    ONTEM MESMO, A PARTIR DE UM PEDIDO DIRETO A PRESIDENTA DILMA ROUSSEF, DESEMBARCARAM NA BAHIA OS PRIMEIROS CONTINGENTES DA FORÇA NACIONAL DE SEGURANÇA QUE, JUNTAMENTE COM AS FORÇAS ARMADAS, JÁ ESTÃO NAS RUAS PARA GARANTIR A PAZ.

    HOJE ESTÃO PRESENTES, REFORÇANDO O POLICIAMENTO, 2350 MILITARES DO EXÉRCITO, MARINHA E AERONÁUTICA. AMANHÃ SE SOMARÃO A ESTE CONTINGENTE MAIS 600 HOMENS.

    NÃO ESPERAVA OUTRA ATITUDE DA NOSSA PRESIDENTA DILMA, DEFENSORA DA DEMOCRACIA COMO EU, E SABEDORA DE QUE A DEMOCRACIA É O TERRITÓRIO DO IMPÉRIO DA LEI.

    NÃO PODEMOS CONVIVER COM O MOVIMENTO DECRETADO ILEGAL PELA JUSTIÇA BAIANA, 12 MANDADOS DE PRISÃO FORAM EMITIDOS.

    CONCLAMO A TODOS OS PROFISSIONAIS DA POLICIA MILITAR A RETOMAREM A NORMALIDADE DOS SEUS TRABALHOS.

    O GOVERNO SEMPRE ESTEVE ABERTO PARA A NEGOCIAÇÃO. FOI COM DEMOCRACIA QUE GARANTIMOS CONQUISTAS IMPORTANTES, COMO O AUMENTO REAL DO SALÁRIO, INVESTIMOS NA COMPRA DE QUASE TRÊS MIL VIATURAS E MAIS DE 9 MIL HOMENS FORAM INCORPORADOS AO EFETIVO POLICIAL.

    APESAR DE TODOS ESSES ESFORÇOS SEI QUE AINDA NÃO ESTAMOS NUMA SITUAÇÃO IDEAL E VAMOS SEGUIR TRABALHANDO FIRMEMENTE PARA MELHORAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO DAS POLÍCIAS.

    ESTAMOS ABERTOS AO DIÁLOGO. MAS O QUE NÃO ACEITO É QUE UM PEQUENO GRUPO, DE FORMA IRRESPONSÁVEL, COMETA ATOS DE DESORDEM PARA ASSUSTAR A POPULAÇÃO. CONTINUAREI FIRME CONTRA ESTE TIPO DE ATITUDE.

    A PM DO ESTADO DA BAHIA, CENTENÁRIA MILÍCIA DE BRAVOS E DEFENSORA DA PAZ, NÃO PODE SE TRANSFORMAR NUM INSTRUMENTO DE INTIMIDAÇÃO E DESORDEM.

    VAMOS SEGUIR EM FRENTE TRABALHANDO COM MUITA DETERMINAÇÃO PARA GARANTIR A SEGURANÇA PÚBLICA E A TRANQUILIDADE DO POVO BAIANO.

    CONTEM COM O SEU GOVERNADOR. BOA NOITE E MUITO OBRIGADO


    # posted by Oldack Miranda @ 9:50 PM 0 comments

    ResponderExcluir
  119. http://blogdotarso.com/2012/02/08/charge-lider-da-greve-inconstitucional-da-pm-na-bahia-e-do-psdb/

    ResponderExcluir
  120. Líder da greve da PM baiana é do PSDB, tá explicado tanta truculência
    0digg 0 comments

    Por Altamiro Borges

    A greve dos policiais militares da Bahia, iniciada nesta terça-feira (31), chegou ao impasse e pode descarrilar de vez, gerando mais danos à população. Os interlocutores não mostram qualquer disposição para o diálogo. O governador Jaques Wagner se recusa a negociar com os grevistas. Já o comando da paralisação parece contaminado por interesses distantes dos justos anseios da categoria.

    Greve dos policiais da Bahia

    Candidato a vereador em 2012?
    O presidente da Associação de Policiais e Bombeiros da Bahia (Aspra), Marcos Prisco, é filiado ao PSDB e já havia manifestado a sua intenção de disputar as eleições deste ano. Em entrevista ao programa Acorda pra Vida, da Rede Tudo FM 102.5, ele negou que a greve da PM tenha motivação eleitoral. “Político eu sou, como todo cidadão, mas o movimento não tem características políticas”.

    Ao mesmo tempo, ele não escondeu o seu desejo de concorrer a vereador pelo PSDB. “Se eu for pré-candidato será uma decisão da categoria”, despistou para o ouvinte. Em outras entrevistas, Marcos Prisco tem radicalizado o discurso contra o “governo petista, o pior da história da categoria” – uma baita aberração se comparado com os sombrios anos da oligarquia ACM.

    Governador se mostra inflexível

    Diante desta postura e das cenas de barbárie em algumas cidades baianas, inclusive em Salvador, o governador decidiu endurecer no trato da greve. Ele solicitou apoio do governo Dilma, que enviou 3,5 mil soldados do Exército e da Força Nacional de Segurança, e ordenou a prisão de 12 líderes do movimento, acusando-os de vandalismo e de roubo de patrimônio público.

    A violenta reação parece que intimidou e dividiu o comando do movimento, que reduziu sua pauta de reivindicações de seis para dois itens. A principal delas, porém, a da anistia para os lideres grevistas, não sensibilizou o governador. Em entrevista ontem (4), Jaques Wagner se mostrou totalmente inflexível. “O pedido de anistia é o salvo conduto para a barbaridade que estão fazendo”.

    Risco de “banho de sangue”

    Enquanto o impasse prossegue, o medo toma conta da sociedade baiana e deve piorar com a retomada das aulas nesta segunda-feira. Até o final da tarde de domingo, já tinham sido registrados 83 homicídios na região metropolitana de Salvador desde o início da greve, quase o dobro da semana anterior. Há casos estranhos de saques, destruição de lojas e roubos de veículos da polícia.

    Fatos mais graves também podem ocorrer nas dependências da Assembléia Legislativa da Bahia, onde cerca de 500 policiais e seus familiares estão acampados. Segundo a Folha, eles estão “armados e dizendo-se dispostos a reagir à bala em caso de invasão… ‘O governo sabe que 99% de nós estamos armados. Se tentarem invadir haverá um banho de sangue’, disse um dos grevistas”

    ResponderExcluir
  121. professoramaluquinha9 de fevereiro de 2012 21:21

    EXTRA! EXTRA!

    hauahauahauahaaaaaa, e o capítulo da novela continua!!!! iupiiiiiiiii..... não deixa de ser divertido. Mas a pergunta continua: COMO SE DARÁ ISSO NA PRÁTICA???

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=3028

    ResponderExcluir
  122. DEBATE ABERTO
    A coalizão governamental e as questões de propriedade
    A polarização, fora do período eleitoral, não é simplesmente entre PT e PSDB. A direita está longe de se restringir ao PSDB; a esquerda está distante de ser representada simplesmente pelo PT. O país está num momento em que a radicalização na base da sociedade está apartada dos dutos de representação política.

    Maria Inês Nassif

    Se a política se reduzisse a uma disputa eleitoral entre PT e PSDB, tudo seria mais simples. Mas a vida, definitivamente, não é um Fla-Flu. O país está num momento em que a radicalização na base da sociedade está apartada dos dutos de representação política. Se, do ponto de vista da democracia formal, o governo federal, nas mãos de uma presidenta de esquerda eleita pelo voto direto, tem o controle da maioria do Congresso Nacional e o apoio de quase todo o espectro político-partidário, a ação que resulta disso tem severas limitações nas bases da sociedade.

    Do lado de lá de qualquer política de distribuição de renda e terra, de saúde pública, de moradia popular, existem sempre barreiras a serem transpostas na base da sociedade. Qualquer política de redução de privilégios se encontra e conflita com setores tradicionais acostumados a eles – não necessariamente de oposição ao governo federal – e com enclaves regionais onde o poder de aparelhos públicos e privados de ideologia se impõem aos setores mais fragilizados da população pela força e por decisões de uma Justiça excessivamente ligada ao status quo. Contraditoriamente, em algum momento pode se somar aos grupos hegemônicos locais a ação de determinados setores do governo federal, já que a enorme coalizão a nível institucional confere uma grande multiplicidade a um aparelho público federal que teoricamente deveria ser a representação dos setores à esquerda da sociedade.

    A polarização, fora do período eleitoral, não é simplesmente entre PT e PSDB. A direita está longe de se restringir ao PSDB; a esquerda está distante de ser representada simplesmente pelo PT.

    Os atores políticos, institucionais e não-institucionais, estão perdidos numa realidade bipartida, onde a mediação institucional entre setores, interesses e frações de classe é cada vez mais ineficiente. Existe um descompasso entre representação democrática e poder econômico, entre partidos políticos e interesses da sociedade civil – e, até por conta dos demais descompassos, essas contradições estão cada vez mais evidentes nas questões que envolvem propriedade. Essa afirmação não nega a realidade de uma desigual e histórica disputa por terras, rurais e urbanas, no país. Apenas a aponta como alvo de excessivas ações sobrepostas do aparelho de Estado – União, Estados, municípios, Justiça e polícia – que resultam em vitórias dos setores conservadores e provocam reações públicas que, por maiores que sejam, têm seu poder reduzido por uma Justiça pouco sensível a questões que envolvem o reconhecimento do uso social da propriedade.

    Quando os partidos políticos perdem o seu poder de mediação, a tendência é a de que, regionalmente, se articulem com mais facilidade os agentes de uma política tradicional que sobrevive sem necessariamente estar dentro de um partido, uma Justiça conservadora dos rincões do país – cuja ação têm sido legitimada por tribunais superiores que, ou reiteram os direitos de propriedade concentrada, ou lavam as mãos diante de uma decisão discutível de juízes locais –, governos locais ligados a esses interesses e um aparelho policial de origem autoritária (a Polícia Militar é uma invenção da ditadura de 1964-1985) que impõe os interesses desses setores de forma truculenta.

    ResponderExcluir
  123. (Continuação)


    Pinheirinho não está só. Antes, houve Cracolândia. Na semana passada, uma força policial de 200 homens fardados desalojou os trabalhadores rurais das comunidades Novo Paraíso e Frederico Veiga, no Tarumã, na periferia de Manaus, pela quarta vez. Derrubaram, como das vezes anteriores, as suas casas, e os pequenos agricultores estão ao relento nos terrenos onde plantam suas roças e criam pequenos animais. E literalmente cercados pela polícia. Na quinta-feira, a polícia paulista simplesmente botou na rua 400 moradores que haviam invadido um prédio na esquina da Ipiranga com a São João, na capital paulista. Nos últimos anos, as favelas paulistanas arderam em chamas, uma desocupação indireta resolvida pela prefeitura com uma bolsa-aluguel que cada vez tem menos utilidade, uma vez que os terrenos desocupados pelos expulsos são integrados ao círculo da especulação imobiliária, e a alta demanda de aluguéis para a população de baixa renda se encontra com uma baixíssima oferta que eleva o preço dos imóveis aos céus.

    Isso, sem falar nas lutas históricas pela terra em todos os rincões desse país, que se tornam mais desiguais quanto mais se moderniza a grande propriedade rural, que passa a dispor de meios particulares “legais”, as empresas de segurança (que no passado se chamavam jagunços, desempenhavam a mesma função mas matavam à margem da lei).

    A presidenta Dilma Rousseff acumula condições altamente favoráveis na política institucional. Nas eleições de 2010, somados os eleitos pelo PSDB, DEM, PSOL e PPS, a oposição dispunha de apenas 21% da Câmara dos Deputados. Criado o PSD, a oposição ficou reduzida a 19% da Câmara. Nas eleições municipais, dada a ampla base de apoio do governo, vai ser um massacre. Essa realidade coloca inclusive a hegemonia tucana do PSDB paulista em profunda crise. Se não acontecer uma crise política, ou econômica, ou ambas, de graves proporções, o DEM será condenado à extinção em outubro e o PSDB vai chegar perto disso.

    Todavia, junto com uma base excessivamente ampliada, o partido com mais potencial de crescimento nessas eleições, o PT, é o partido que acumula mais dificuldades de mediação com a sociedade. A ação política junto ao aos setores que teoricamente representa fica extremamente limitada pela coalizão que dá suporte à presidenta Dilma Rousseff no plano institucional. De alguma forma, as tentativas de reaproximação do partido com os movimentos sociais, e a retomada de algumas bandeiras originais do partido, como democratização dos meios de comunicação e redução da jornada de trabalho, que aconteceram já na gestão do deputado Rui Falcão na presidência da legenda, é um reconhecimento do esgarçamento do poder de mediação do PT junto aos setores menos privilegiados. Resta saber se essas tentativas vão sobreviver a eleições que serão o palco de disputa de todos os partidos da base aliada do governo federal.



    (*) Colunista política, editora da Carta Maior em São Paulo.

    ResponderExcluir
  124. Anônimo de 09:32. Se alguém chutar o s.... do naná pega a boca destes deputados. Vai gostar dele lá na PQP.

    ResponderExcluir
  125. Melhor que votar nulo ( ninguém sabe como o voto nulo é computadado ) é NÃO VOTAR NUNCA. Justificar é obrigatório. Não voto mais. Só justifico.

    ResponderExcluir
  126. A receita do Estado cresceu 17% de 2010 para 2011. Passou de 46 para 54 bilhões. Está no site transparencia.mg.gov.br.
    .
    .
    E ainda dizem que não tem grana para pagar o piso......

    ResponderExcluir
  127. Uma secretária da MGS, trabalhando 6 horas diárias receberá R$ 2.200,00 no novo plano de carreira da MGS...e os efetivos continuarão com as migalhas dos Subsídios.....

    ResponderExcluir
  128. O professor de família é outra piração deste desgovernador.Que cara mais demagogo e chato! Quero ver professor de família atuando nos aglomerados e nas cabeças de porco...Penso que este pequeno ditador é "louco". Este NARCISO pensa que é o rei da cocada. Como tô bandida, gente!

    ResponderExcluir
  129. O oportunista do deputado cassio é o atual secretario da SEDESE. É bom ou não ser amigo do rei? Coitados dos funcionários! Ninguém merece!!!

    ResponderExcluir
  130. Desembargador filho das unhas

    ResponderExcluir
  131. A LISTA DOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO GANHOU MAIS UM COMPONENTE: DÉBORA FALAMERDA. VAMOS INCLUIR SEU NOME NO CARTAZ DOS INIMIGOS DA EDUCAÇÃO. É QUEIMAR O FILME DE QUALQUER CAFAJESTE QUE SE JUNTAR COM OS PORCOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EDUCADORA DO VALE DO JEQUITINHONHA9 de fevereiro de 2012 23:44

      PESSOAL, INFELIZMENTE TODAS AS IDEIAS MARAVILHOSAS QUE SAO EXPOSTAS NESTE BLOG SÓ FICAM NA DIGITAÇAO MESMO.
      EULER, VAMOS TRANSFORMAR EM REALIDADE ALGUMAS SUGESTOES QUE A GENTE VÊ AQUI NESTE ""NOSSO BLOG"".
      CADÊ AS IDEIAS DOS OUTDOORS COM NOME DOS 51 dePUTAdos??????NADA
      CADÊ.............NADA
      VAMOS BOTAR PRA QUEBRAR COM UM OUTDOOR COM OS NOMES DOS 51 + 1(com a déboraFALAMERDA)ADOREI!!
      E ESPALHAR POR ESTES CANTOS DAS MINAS GERAIS.
      MEU DEUS, SERÁ QUE ESAO ESQUECENDO QUE É ANO POLÍTICO!!
      VAMOS LÁ MEU AMIGO, QUEM SABE FAZ A HORA , NAO ESPERA ACONTECER.
      EULER, POR QUE VOCÊ NAO FOI AO CONGRESSO??
      NOSSA! VOCÊ SERIA A PESSOA MAIS APLAUDIDA EM ARAXÁ.
      É UM ÍCONE IMPORTANTÍSSIMO PRA REPRESENTAR A NOSSA CATEGORIA.
      SEM VOCÊ, NAO TEMOS PORQUÊ.....

      Excluir
  132. Euler, você sabe como vai ficar a situação de quem foi reposicionado com o tempo errado ? Ex: tenho 14 anos de estado, 4 de contratado e 10 de efetivo, e meu tempo está com 9 anos. Agradeço a atenção.

    ResponderExcluir
  133. Esse povo da Secretaria de Educação e da Seplag é de uma incompetência que não há mais espaço, não é à toa que foram para a Cidade Inadministrável que será a próxima a virar pó como os prédios do Rio de Janeiro, lá a incompetência deles se espalha por todo aquele espaço. Essa gente não sabe pensar, por isso fazem tantas asneiras, o cérebro é de ameba, então meus amigos, é um erro atrás do outro. E como dizem os poucos cérebros pensantes que existem nessa área de trabalho, não tem jeito quem comanda acha que ser GROSSEIRO, INTRANSIGENTE, CABEÇA DE MULA são características de uma pessoa que lidera os outros. Então, enquanto essas cabeças de porcos estiverem por lá, teremos de ficar atentos à vida funcional e cobrar, não podemos deixar, porque essa gente é ruim de serviço. Eles gostam muito é de ficar TWITTANDO, BLOGANDO E FACEBOOKANDO RSRSRSR. Trabalhar mesmo nada, está aí, uma burrice atrás da outra.

    ResponderExcluir
  134. MEU DEUS! VÃO CONTRATAR MAIS GENTE NAS ESCOLAS? NÃO VAI CABER TANTA GENTE.VICE-DIRETOR
    RECEBENDO O DOBRO DE PROFESSOR,SECRETARIA E AUXILIAR DE SECRETARIA TB.POR ISSO EU DIGO:PROFESSOR GANHA MENOS,TRABALHA MAIS,ESTUDA MAIS E TEM QUE CARREGAR ESSE MONTE DE GENTE OCIOSA NAS COSTAS.E NA HORA DA GREVE,A MAIORIA QUE LUTA MESMO É PROFESSOR.3O HORAS PARA VICE-DIRETOR?DUVIDO QUE CUMPRAM...

    É CLARO QUE HÁ EXCEÇÕES,NEM PRECISA RECLAMAR...VIU?
    PELO AMOR DE DEUS,TEM SUPERVISORA COM MENOS CONHECIMENTO QUE OS ALUNOS...
    NÃO HÁ NECESSIDADE DE TANTA GENTE FORA DA SALA,É SÓ TER PROFESSOR BEM MOTIVADO QUE O RESULTADO APARECE...TEM ESCOLAS DO INTERIOR QUE NÃO COMPORTA TANTA GENTE SE ESBARRANDO E CORRENDO EM CÍRCULO EM BUSCA DE NADA...

    ResponderExcluir
  135. GRAÇA:
    Prof Euler,

    Desejo-lhe uma boa noite com sono bom e reparador e um despertar alegre e vigoroso! Que Deus o proteja na viagem e o ilumine durante os trabalhos em Araxá. Sentiremos sua falta e desde já aguardamos seu retorno com os detalhes do congresso.

    ResponderExcluir