segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Governo de Minas não se cansa de espoliar os educadores


Contracheque revela: após quase quatro anos da aprovação da Lei do Piso, professores de Minas continuam recebendo salário vergonhoso, imoral e ilegal



Dedicada ao ditador de plantão, seu padrinho faraó, sua equipe de governo e às autarquias do Império no estado: assembleia homologativa, tribunal de homologação das contas, procuradoria geral da injustiça, tribunal da injustiça, e seus diários oficiais em forma de mídia.


Governo de Minas não se cansa de espoliar os educadores

Passados quase quatro anos da aprovação da Lei Federal 11.738/2008, que instituiu o piso salarial nacional, o governo de Minas continua sonegando a aplicação da lei. Pela Lei do Piso, nenhum educador deveria receber, como vencimento básico, e não como remuneração total, valor menor do que o piso nacional, que em 2011 foi de R$ 1.187,00 para o profissional com ensino médio. Por este valor aplicado proporcionalmente à tabela salarial do Plano de Carreira dos educadores de Minas, então vigente até dezembro de 2011, o vencimento básico de um professor com curso superior grau B deveria ser de R$ 1.092,00 e sobre este valor deveriam incidir as gratificações, como pó de giz, quinquênios, biênios, etc.

Pelo contracheque acima, observa-se que o salário inicial de dezembro de 2011 - após a decisão do STF -, para um professor nas condições mencionadas, está aquém do que manda a Lei Federal: apenas R$ 567,04 de vencimento básico.

Além de burlar a Lei do Piso, implantando o subsídio que na prática é a soma total de remuneração - vencimento básico mais gratificações -, contrariando a Lei do Piso e a decisão do STF, o governo de Minas vem impondo sucessivos cortes e reduções salariais contra milhares de educadores. Primeiro, foi a redução salarial para os 153 mil educadores que optaram legalmente por deixar o subsídio e permanecer no sistema de vencimento básico. O governo reduziu imoral e ilegalmente os vencimentos destes 153 mil educadores, com o objetivo de punir os que deixaram o subsídio e de impedir que outros profissionais da Educação fizessem semelhante opção. Tal ato fere todos os princípios de uma correta ação pública. Em seguida, após sete meses de salário reduzido, o governo, com o apoio de 51 deputados servis, impôs o retorno destes 153 mil educadores ao subsídio, sem devolver um centavo sequer do que retirou imoral e ilegalmente destes educadores. Outro ato ilegal e imoral, pois provou que agiu de má fé contra os educadores e contra o interesse público.

Além disso, com a desculpa esfarrapada, indecente e sem mostrar provas, de que no ano passado não teria havido reposição de um milhão de horas aulas - o que, caso seja verdadeira a informação, compromete diretamente o governo, por ter omitido da sociedade tal fato e ter encerrado o ano letivo de 2010 com tal prejuízo para os alunos -, o governo de Minas não apenas cortou os dias em greve, como está retardando ao máximo o pagamento das reposições.

Aliás, ninguém tem certeza de que haverá o correto pagamento das reposições. Tal dúvida tem fundamento, pois o governo não cumpre leis e nem aquilo que promete ou assina. Foi assim com o Termo de Compromisso assinado para conseguir a suspensão da nossa heroica greve de 112 dias pelo cumprimento de uma lei federal. No pagamento do 13º salário, o governo desconsiderou os primeiros seis meses de remuneração de 153 mil educadores que deixaram o subsídio, pagando apenas com base no valor reduzido imoral e ilegalmente.

As reclamações quanto aos cortes e não pagamento tem sido frequentes. E os descontos não cessam. O ano em que deveríamos comemorar a aplicação do piso salarial nacional, criado para valorizar o profissional do magistério, previsto pela constituição federal, pela Lei do Piso e por toda a legislação educacional vigente, foi justamente o ano em que o governo de Minas impôs os maiores confiscos, cortes e reduções salariais, além do ataque através da mídia, com danos morais irreparáveis para os 400 mil educadores. Professor em Minas virou sinônimo de profissional sem valor. Qualquer um pode assumir este ofício - se é que algum jovem estudante ainda terá coragem de ingressar nesta carreira, a não ser como bico. E para o comércio e demais serviços de crédito, o educador mineiro é visto com desconfiança, pois o governo obrigou os educadores a contraírem dívidas que não poderão honrar, dada à situação salarial vergonhosa na qual nos encontramos.

Claro que diante desta realidade os educadores não ficarão acomodados. Apesar da omissão da atual direção sindical em buscar uma assistência jurídica adequada para cobrar o reparo dos ataques feitos pelo governo, além do piso na carreira, a categoria vai se mobilizar e cobrar os seus direitos. Vamos cobrar também do Ministério Público Federal o cumprimento da lei, que em Minas está sendo rasgada em função da desastrosa política de choque de gestão iniciada pelo desgoverno do faraó e continuada pelo desgoverno do seu afilhado.

Não demorará muito para que o chão de Minas volte a tremer, com grandes manifestações de massa. Além disso, a sociedade mineira será convocada a não respaldar os apoiadores deste projeto de desgoverno, a começar por derrotar os candidatos municipais que dão respaldo aos 51 picaretas que votaram uma lei destruindo a carreira de 400 mil educadores. Os profissionais da Educação e seus aliados e apoiadores não deixarão sem resposta as muitas atitudes do desgoverno que sacrificou, perseguiu, cortou e reduziu o salário de milhares de educadores, destruindo a carreira dos profissionais da Educação no estado. Também o governo federal, omisso e cúmplice de tudo o que aconteceu em Minas e do que está acontecendo no Brasil, será cobrado.

Janeiro de 2012 será mais um mê de sacrifícios e mais um momento para não deixarmos esquecer tudo o que fizeram conosco em 2011. Não esqueceremos. E cobraremos em moeda corrente e em atos políticos cada dor vivida por milhares de educadores em função dos atos imorais e ilegais praticados pelo governo e sua camarilha. Que o governo, aliás, que os governos aguardem pela resposta que os de baixo seguramente darão contra as suas políticas a serviço de minorias privilegiadas, e que têm causado a destruição dos sonhos de muitas gerações.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***

148 comentários:

  1. Bom dia Euler
    Cadê a metade do prêmio produtividade?
    Será que sai em folha complementar?
    Diabos que carreguem esta corja,depois de pagar o que nos foi ROUBADO!!!!!!!!!!!!
    ÓDIO!
    E TUDO FICA COMO ESTÁ...

    ResponderExcluir
  2. Acabo de ouvir um pronunciamento do Aócio Never na Itatiaia.Segundo ele,está rodando pelo Brasil em busca das falhas do governo PT para corrigi-los. Criticou a saúde segurança e EDUCAÇÃO,pasmem,dizendo que pretende fazer no Brasil o que fez em Minas.CREDO EM CRUZ!!!!Pior é que tem gente que acredita que aquilo presta,porque prá decorar um discurso ele é ótimo.A irmãzinha que o diga!

    ResponderExcluir
  3. (...) Já o prêmio por produtividade será pago em duas parcelas, nos dias 30 de janeiro e 28 de fevereiro de 2012.
    ESTE GOVERNO TUDO PODE.
    QUEM SABE O HOMEM ACORDA COM AZIA E RESOLVE ADIAR O PAGAMENTO DO PP PARA DIA 30 DE FEVEREIRO?
    L´ETAT CEST MOI.NÉ NASTÁ ?

    ResponderExcluir
  4. Oi Euler e companheiros de luta,tenho acompanhado o blog apesar de desânimo em comentar....o desrespeito do desgoverno a nós, dói na alma...1º dia util de 2012 e nova decepção:continuam a nos extorquir....Alguém pode me explicar por que o governo desconta aquilo que não me pagou?Se o pagamento de setembro seria feito em novembro e eu tive descontos nesse mês ,por que continuo sofrendo desconto? Será que valerá a pena sacrificar nosso janeiro e trabalhar sem receber? esse governo de Minas rouba em plena luz do dia e sob os olhos das autoridades que deveriam defender os direitos dos cidadãos trabalhadores...estarão dividindo entre si o que roubam de nós?Bmg já colocou nosso nome no spc(e o desconto em folha lhe dá esse direito?) , impostos e despesas de início de ano,como pagaremos? O governo nos obriga a ficar como ele:inadiplentes! no entanto , aos meus credores informo:minha inadiplência se deve ao roubo do qual estou sendo vítima...a do governo deve-se a sua incompetência!
    Enfim , 2012 só poderá ser feliz , se derrubarmos essa desgoverno e suas maldades.Façamos a "primavera de Minas"!Renata

    ResponderExcluir
  5. Euler,

    Bom dia!
    Que tristeza comerçarmos o ano de 2012 com tão amarga realidade de Minas.Não vamos nos esquecer jamais!

    Um abraço em Cristo!

    Aparecida

    ResponderExcluir
  6. É so lembra nas urnas, na hora de votar

    ResponderExcluir
  7. Onde está o sindicato?
    Meu Deus, eles não fazem nada!!

    São omissos com nossa situação!
    Eu tenho 1 cargo e 5 aulas de extensão.
    Vou receber 500 reais e vou ter quase 800 reais de descontos.

    Isso é desumano.

    ResponderExcluir
  8. Bom dia Euler
    Começar o primeiro dia útil do ano com esta notícia ruim é horrível!

    Quando teremos boas notícias?
    Quando o sindicato e a sociedade civil irá agir a nosso favor?

    Só perdemos com esta greve: perdi minhas férias, meu salário (miserável), meus sábados, meu ânimo e até um pouco da vergonha na cara, porque toda vez que olha para um familiar é para pedir dinheiro emprestado!

    Tenho vontade de sumir deste mundo injusto!

    Desculpa pelo desabafo!

    ResponderExcluir
  9. Sem comentários.

    Amplexos

    ResponderExcluir
  10. Olá, pessoal da luta!

    Bom dia!

    "Deputados gastam mais de R$ 2 mi com aluguel de carros importados

    Recurso é garantido pela Assembleia legislativa por meio de verba indenizatória. Depois, recebem o dinheiro de volta".

    Mais uma notícia que envergonha Minas e o Brasil. Os deputados que destruíram o nosso plano de carreira e foram cúmplices dos confiscos realizados pelo desgoverno mineiro recebem R$ 20 mil todo mês somente de verba indenizatória, fora o salário. E podem usar até 35% desta verba para o aluguel de carro de luxo importado. Vejam matéria no jornal Hoje em Dia, no link abaixo:

    http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/deputados-gastam-mais-de-r-2-mi-com-aluguel-de-carros-importados-1.388375

    ResponderExcluir
  11. O cúmulo do otimismo (ou ingenuidade) esperar ALGO DIFERENTE NO CONTRACHEQUE DE DEZEMBRO.

    ResponderExcluir
  12. O pior disso tudo que não vejo disposição da categoria para uma reação a altura. Como: Não fechar o ano letivo e quem não fez greve não começar o ano letivo de 2012.O sindicato sumiu.
    Nem uma palavra a não ser congresso. Pelo alguns vão dar um belo passeio. Estou a cada dia que passa mais decepcionada com tudo. E me informaram que basta uma representação no STF. Será?
    Mas o governo sabe que a maioria não irá reagir, então faz o que quer.
    Infelismente.

    ResponderExcluir
  13. Anônimo das 10h31, muito provavelmente você é alguém do governo. O cúmulo da canalhice e da desonestidade é o que o governo de Minas vem fazendo com os educadores. Roubou a carreira, o piso salarial nacional, reduziu, confiscou e cortou salários dos profissionais da Educação, e ainda aparece quem o defenda, ainda que de forma irônica. Em relação a este governo não temos nenhuma expectativa, nem em dezembro, nem em janeiro, nem em qualquer outro mês do ano. Nossa expectativa e otimismo é em relação à nossa luta, à resistência corajosa dos bravos guerreiros e guerreiras da Educação em Minas e no Brasil. Não temos esperança em governo algum, mas na força da nossa própria ação. Os governos e seus capachos estão aí para servir aos empreiteiros, banqueiros, e outros tipos que financiam suas campanhas e se locupletam com os recursos públicos, enquanto os de baixo são esmagados.

    ResponderExcluir
  14. Bom dia Euler e demais guerreiros
    O Blog da Cris foi removido...
    Deus nos abençoe.

    ResponderExcluir
  15. ABAIXO A DITADURA!
    FORA O LADRÃO, OU MELHOR , OS LADRÕES!
    GREVE GERAL URGENTE!!!!!!!!!
    ODAIR

    ResponderExcluir
  16. Euller,
    Mandei mensagem de Feliz Ano Novo para você e todos do blog.Não vi publicado, por isto reforço o meu desejo de feliz 2012 com muita energia e luz!
    DEUS abençõe a todos.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Educadora de São Miguel do Anta2 de janeiro de 2012 11:18

    Hoje recebi a melhor notícia do ano de 2012: finalmente a diretora da Escola Estadual Pedro Lessa de São Miguel do Anta, Maria Isabel da Silva Fontes se aposentou, a PIOR DIRETORA DA ZONA DA MATA, capacho do governo.
    Adeus e até nunca mais. Para ela, é claro.
    Companheiras e companheiros podemos continuar tendo esperança. Se conseguimos aqui, lugar do tamanho de um ovo de codorna,através da greve de 2011 com que a conhecida Jesebel saísse de vez, porque era para ela ter saído no meio do ano passado, quando poderia ter se aposentado, porém não queria largar o osso, e continuou, mas não suportou a pressão da greve. O próximo tem que ser o Sanastazia.
    Até breve!!!

    ResponderExcluir
  18. Educadora de São Miguel do Anta2 de janeiro de 2012 11:27

    Quero o meu dinheiro roubado. Abaixo os governantes ladrões de Minas Gerais... As eleições municipais aí minha gente!!!

    ResponderExcluir
  19. João Paulo Ferreira de Assis2 de janeiro de 2012 11:32

    ATENÇÃO GENTE: BLOG DA CRIS FOI REMOVIDO. EU DISSE R-E-M-O-V-I-D-O.

    ResponderExcluir
  20. Bom dia Euler e demais colegas. Tenham todos um excelente 2012!

    Bem, primeiro gostaria de sugerir que interrompessemos as reposições imediatamente, estamos sendo feito de idiotas.

    Segundo, reiterar que deveríamos focar na ação jurídica o fato dos governos terem segundo a lei do piso em seu art.6º, somente até o dia 31/12/2009 para fazer qualquer alteração no nosso plano de carreiras.

    Por este aspecto da lei, será vitória certa para nós!

    ResponderExcluir
  21. Cara amiga e combativa colega Cristina, do Blog da Cris!

    Fomos informados aqui que o seu blog foi removido. Fomos conferir e verificamos que de fato consta que ele fora removido. Por que será? Se a nossa amiga Cristina puder dar um alô aqui neste espaço seria importante, pois o Blog da Cris, como dezenas de outros blogs de educadores de Minas e do Brasil, compõe uma rede de informação alternativa à blindagem imposta pelo governo, que compra a grande mídia com dinheiro público, cerceando o direito de de expressão e opinião da população.

    Estamos atentos e à disposição da nossa colega Cristina caso tenha havido algum ato sujo por parte do desgoverno ou de seus capachos em relação também à liberdade na Internet. É bom lembrar que o ex-desgovernador Eduardo Azeredo, que é da cozinha do faraó, é autor de um projeto de lei no Congresso, projeto este conhecido como AI-5 Digital - ou seja, que pretende censurar a Internet.

    ResponderExcluir
  22. Bom dia Professor Euler, colegas!

    Acabei de ver meu contra cheque, e há novos descontos de falta greve: desconta um valor e paga outro menor; já foi feito toda minha reposição, (exceto uma semana de janeiro), há uma diferença de $4.000,00 que deveria ser pago agora, e não foi.
    Como vai ficar estes pagtos?
    Como ficará o demonstrativo do Imp. renda, se o governo não pagou o correto?

    É claro que isso é mais uma forma de coação, de nos desvalorizar no subsídio, e nos punir se entrarmos em greve novamente.

    Que estará fazendo nosso sindicato? Quando terá fim este descaso? Qual autoridade, qual ser HUMANO terá dignidade de nos representar e restituir nossos direitos?
    Será que nesse sindicato não há alguém disposto e preparado para isto?
    Será que nesta Minas Gerais não há nenhum ser HUMANO capz de mudar esta situação e restabelecer a justiça?

    Um abraço,

    Antônio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  23. DILMA ROUSSEFF - 02/01/2012
    Dilma diz que Brasil entra em "era de prosperidade"
    A presidente fez um balanço do ano de 2011 e disse o Brasil está transformando um momento de crise em um momento de oportunidade e entrando em uma nova era, uma era de prosperidade.

    PROSPERIDADE SÓ PARA OS POLITICOS E BANQUEIROS PQ PARA OS EDUCADORES SÓ MISÉRIA!
    NÉ MESMO PRESIDENTA?

    ResponderExcluir
  24. FERNANDO RODRIGUES - 02.01.2012

    Poder e Política em 2012
    Como todo ano par, 2012 terá eleições.

    O poder e a política serão marcados pelas disputas municipais de outubro. Devem se inscrever perto de 400 mil candidatos que vão concorrer a vereador ou a prefeito nas cerca de 5.600 cidades do país.

    E ano de eleição, como se sabe, equivale a ano de menos atividade em Brasília. O Congresso se esvazia a partir de maio. E fica assim até o fim do ano –quando voltam à capital federal dezenas de deputados e senadores frustrados com as eleições locais. Será um desafio para a presidente Dilma Rousseff o trabalho de curar as feridas de quem se achar preterido pelo governo.

    Por causa do calendário eleitoral, termina no meio do ano o período útil para Dilma Rousseff tentar aprovar projetos polêmicos no Congresso. Ou seja, Código Florestal, Fundo de Previdência dos Servidores Públicos e Pré-Sal e Lei Geral da Copa do Mundo, para citar alguns, só andarão para a frente no máximo até junho.

    No Judiciário, um ano atípico como 3 ministros diferentes ocupando a presidência do STF. O ano começa com Cezar Peluso, mas o seu mandato termina em abril. Assume então Ayres Britto, que se aposenta em novembro ao completar 70 anos, em novembro. Por fim, será empossado presidente do Supremo, o ministro Joaquim Barbosa, o primeiro negro na mais alta Corte de Justiça do Brasil.

    No TSE, o atual presidente, Ricardo Lewandowski, entrega a cadeira para Carmen Lúcia em abril. Ou seja, uma juíza comandará o processo eleitoral de 2012.

    E diferentemente de 2011, quando o Natal e o Ano Novo caíram em domingos, 2012 terá vários feriados tradicionais em dias úteis, possibilitando a criação dos “feriadões”. Em Brasília, emendar um feriado é um conceito elevado ao paroxismo. A Semana Santa, por exemplo, é realmente “santa” para os políticos: ninguém trabalha. Haverá várias semanas de folga no Congresso e na política em 2012.

    http://fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/2012/01/02/poder-e-politica-em-2012/

    ResponderExcluir
  25. Acabo de olhar meu contracheque e me foram descontados os 3 dias de operação tartaruga que fiz, sendo que na minha escola trabalhamos os 70% da carga horária. Esse governo é um grande usurpador de nossos direitos. Não é possível que o sindicato não tenha tomado ou vá tomar alguma medida contra esse ditador... Pelo jeito, daqui uns dias vamos ser obrigados a trabalhar sem nada receber... Isso é Minas... Isso é o Brasil... Infelizmente.

    ResponderExcluir
  26. Já que os deputados recebem tão bem eles poderiam pagar as dívidas dos professores com esta verba indenizatória.

    A dívida deles com os educadores é muito maior.Afinal são eles os responsáveis pela situação de miserabilidade em que se encontram os professores da rede pública de Minas Gerais.
    Escrevam para eles gente.
    Eles precisam saber que a irresponsabilidade deles tem um custo.

    ResponderExcluir
  27. De quem é a culpa de tudo isso que esta acontecendo com a educação?

    eu sei - é nosssssa. pois nos sujeitamos a aceitar e ficar lamentando(principalmente no blog do Euller). quanto mais lamentações, mais desgraça vem.

    vamos todos criar coragem e vergonha na cara e não começarmos o ano letivo de 2012.

    muitos dirão que acabamos de sair de uma greve, que não tem dinheiro, que esta devendo etc...
    Mas eu pergunto? alguém morreu?

    AH- mas morrerão se ficar lamentando, ou seja de depressão!!!

    vamos a luta toda a minas gerais e não começarmos o ano letivo de 2012, ai sim o mundo saberá quem é minas gerais e o poder do povo mineiro.

    ResponderExcluir
  28. "O cúmulo do otimismo (ou ingenuidade) esperar ALGO DIFERENTE NO CONTRACHEQUE DE DEZEMBRO.
    2 de janeiro de 2012 10:31"

    Pode até ser gente do governo,mas que disse uma verdade disse!O que aconteceu desde o retorno de nossa greve?Descontos e mais descontos no salário mais subsído² goela abaixo com aval da ALMG pirata; o SINDUTE perdeu o rumo da história;a tal Comissão de DEp.,nem sei se ainda existe ;o STF,mostrando como se comporta "favorável a Educação", no dia 28 Min Gilmar Mendes arquiva a reclamação sobre piso dos professores do Ceará. Detalhes em:http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=196866
    Eu espero que 2012 algo diferente aconteça,porque olha que fiz greve na minha escola,fui a dez passeatas em BH, defendi,briguei...e não sei se aguento isso tudo outra vez.Vou trabalhar, reposição me espera janeiro inteiro.

    ResponderExcluir
  29. Ao colega anônimo das 12h14,

    respeito sua opinião, mas não concordo de maneira alguma que a culpa pela situação em que vivemos seja nossa. Não fomos nós que burlamos a lei, que confiscamos os salários dos educadores, que sacaneamos o tempo todo com os profissionais da Educação. A lamentação, o choro, a gritaria às vezes é a única coisa que resta a fazer num território onde as instituições não funcionam. A mídia está comprada, os poderes estão vilipendiados, e nos resta lutar, resistir, e a lamentação é uma das formas de resistência. Claro que não é a única. Mas, faz parte do nosso modo de mostrar ao mundo que continuamos vivos e vamos continuar lutando e denunciando e protestando e gritando para o mundo inteiro ouvir, que aqui existe uma quadrilha que rouba os educadores e os demais segmentos dos de baixo, enquanto favorece a minoria privilegiada, que reparte entre si os resultados dos saques feitos contra os de baixo.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  30. Muito bem , Euler...se eu nao puder nem reclamar...
    Abraços,
    claudia

    ResponderExcluir
  31. Turma da luta!

    Fiz as contas na ponta do lápis, do quanto eu fui ROUBADO entre julho e dezembro de 2011, incluindo o 13º salário, e a soma total foi: R$ 4.000,00! Isto mesmo, colegas: R$ 4.000,00! Isto para o meu caso, que tenho somente um cargo. Para quem tem dois cargos logicamente a soma chegará a R$ 8.000,00. E querem que fiquemos calados? Este cálculo do saque feito ao meu e ao seu bolso, colega educador, é com base na somatória dos valores líquidos recebidos entre julho e dezembro de 2011, comparados aos valores líquidos do subsídio (R$ 1.119,36 multiplicados por sete meses). Já que o governo nos obrigou a ficar no subsídio sem pagar o piso em 2011, que pelo menos ele tivesse a honestidade de devolver o que nos apropriou indevidamente quando optamos pelo sistema de vencimento básico.

    Claro que mesmo assim, além do reparo desta quantia de R$ 4.000,00, nós não abrimos mão do piso na carreira, que é um direito nosso, legal. O governo pode pagar o que ele quiser, já que Minas é outro país, mas nós não vamos abrir mão de continuar cobrando, inclusive da direção sindical, que tome ATITUDE jurídica, e contrate um bom escritório para cobrar os nossos direitos na Justiça. Deixe o congresso sindical para outro momento, porque o nosso momento é de cobrar na justiça os nossos direitos agredidos e denunciar para a sociedade o que o governo vem fazendo conosco. Poupem o dinheiro que o sindicato vai gastar com congresso em Araxá e contratem um bom escritório, além de investir em boa propaganda - cartazes, outdoor, panfletos e rádios comunitárias alternativas e jornais do Interior - denunciando os 51 deputados e seu desgoverno.

    ResponderExcluir
  32. Se todos que reclamam das lamentações e dos comentários, se unissem aos que reclamam e comentam aqui "neste Blog do Euler", nós já teríamos a vitória, o piso na carreira!
    Não temos ainda, porque vocês que reclamam só sabem reclamar, e não se uniram a nós na luta!

    E viva o Blog do Euler! Sem ele, onde teríamos informações hoje????

    Antônio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  33. Não recebi um centavo das reposições até hoje e ainda somos ameaçados de processo administrativo se elas não forem feitas. Só em Minas Gerais mesmo!!!

    ResponderExcluir
  34. ENTREVISTA - Maria Inês Fini

    "Nenhum professor pode ter medo do que o aluno pensa"(...)

    " A formação inicial do professor ainda é exageradamente tradicional. A universidade forma mais o pesquisador do que o educador. Nós temos que mudar isso. O professor é muito pouco valorizado. É preciso também estruturar condições de trabalho. A maioria dos professores são heróis. Eles dão 60 horas de aula por semana. É por isso que as melhores cabeças estão indo para qualquer outra área, menos para a sala de aula. Não é fácil a solução da educação brasileira, mas também não é impossível. Nós sabemos o que precisa ser feito. São quatro pilares: definir o que o aluno tem direito de aprender, traçar as ações políticas para garantir esse direito, ajustar o sistema de avaliação e, a partir dos resultados dos testes, fazer os projetos de formação dos professores.

    Que cenário a senhora consegue imaginar para a educação brasileira daqui a 20 ou 30 anos? Não consigo sonhar. Precisamos de mudanças radicais, o que eu espero, de fato, que aconteça. Dinheiro não falta para a educação. Falta gestão, em todos os níveis, desde o ministério, passando pelas secretarias estaduais, até as prefeituras. Educação é terra de ninguém. Qualquer um vem e quer mandar e desmandar. E também há uma descontinuidade nas políticas públicas. Muda o partido, mudam as regras."

    Maria Inês Fini Doutora em educação e ex-organizadora do Enem

    Entrevista na integra aqui:
    Publicado no Jornal OTEMPO em 02/01/2012
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=191973,OTE

    ResponderExcluir
  35. Eu estive e estou na luta... mas nao consigo parar de reclamar deste governo...do meu salario... da falta de respeito... e agora tenho vontade de reclamar do nosso sindicato que parece ter morrido...
    Quem nao quiser saber de reclamaçoes que leia a Revista Caras... ou o Estado de Minas ...tenho certeza de que encontrarao um mundo feliz...de sonho mesmo...
    Eu estou viva e bem acordada!!! quero gritar a minha indignaçao...

    Abraços,
    claudia.

    ResponderExcluir
  36. Congresso em Araxá??!! Tá bom, sei!

    Para que? por que? para quem? Quem está dormindo tranquilo para ir neste congresso?

    Estamos com o bolso sangrando, e ainda querem promover uma colônia de férias??!!

    Ora bolas: o que é mais importante? Essa colônia de férias ou nosso piso? ou ainda, no mínimo, nossos salários repostos coretamente?

    Tenham dó né, seus anfitriões!!

    Antônio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  37. CHEEEEEEEEEEEEEEGAAAAAAAAAAAAAA!VAMOS CONTINUAR
    NA LUTA...ESTAMOS VIVOS...QUEREMOS SER OUVIDOS.

    ResponderExcluir
  38. Apesar do rombo catastrófico que a falta de salário causou aos professores, ainda assim, sou favorável às manifestações, nem que sejam aos sábados, para que possamos gritar para todo o Brasil, denunciando a perversidade desse ditador nazista.
    Toda essa tortura significa somente uma coisa: a greve incomodou, ou seja, estávamos no caminho certo, porém, com as estratégias erradas, antiquadas, adaptadas para a década de 60.
    Entretanto, se todos os professores não ainda não podem se reunir, devido ao caráter financeiro, que os poucos que puderem que o façam, mas algo precisa ser feito urgentemente!!!
    A greve dos professores desencadeou uma sequencia de manifestações que não pararam mais. O movimento estava tomando proporções de revolução civil e isso estava deixando o governo irritado.
    Não podemos mais esperar. O tempo e a paciência já se esgotaram. Não precisamos do Sindicato (SindInútil) para iniciarmos algo. Nosso foco agora é o impeachment do Governador. Nisso devemos concentrar todas as nossas forças.
    Por onde começar? Simples: assim que a temporada de chuva passar, devemos iniciar as manifestações, bastante barulhentas, em frente ao Palácio da Liberdade. Precisamos transformar a Praça da Liberdade num símbolo da conquista da dignidade dos professores. Não precisamos fechar o trânsito, não precisamos de carro de som, não precisamos interromper as aulas novamente, não precisamos das bandeirinhas do SindUte.
    Porém, se os professores se reuníssem em manifestação contra o governador nazista (mesmo que somente 10 ou 15), em pouco tempo teríamos multidões se unindo ao nosso movimento.
    Então, as notícias tomariam proporções nacionais e a imagem do ditador seria abalada.
    O NDG ainda é o nosso Quartel General (apesar das infiltrações...) e o nosso ainda não afundou de vez devido às mãos firmes do nosso Capitão Euler.
    Não desanimem colegas professores! O ano ainda está só começando... a onça vai beber água, a cobra vai fumar e o bicho vai pegar, quando a tsunami dos professores começar!!!
    Um abraço a todos!!!

    ResponderExcluir
  39. Euler
    Não aguento mais de tanta enrolação. Até no momento não saiu uma data para a posse dos novos diretores. A resolução que organiza o qudro de pessoal das escolas mineiras, também não saiu. Li nos comentarios de seu blog que os futuros diretores que participaram da heroica greve não tomarão posse, isso é verdade? por favor, estou aflita me responde.

    ResponderExcluir
  40. Pessoal,vou continuar reclamando,pois nem fazer as reposições de Professor eu pude.Fui anistiada de um cargo por causa da incompatibilidade de horário e já fui descontada de todos os 112 dias de greve e agora vejo no meu contracheque que continuam os descontos greve.Ora e nem reclamar podemos?????
    Que se dane aqueles que não querem reclamações,pois no mínimo querem que nós lutemos por eles.Será que fizeram greve,que lutaram como nós??? E pelo amor de Deus,cadê o Sindute,que não se manifesta,que não faz nem a sua obrigação que é de prestar contas aos seus filiados,que neste momento estão sem salários,
    sendo roubados descaradamente e não tem nem a quem recorrer????????
    Ah gente, me poupem né,vou continuar reclamando sim.
    Tô injuriada,com raiva,com ódio e tudo que possam imaginar,e vou continuar dizendo isto,pois só assim continuo com energia para lutar,para não desistir e NÃO ESPERAR QUE ALGUÉM
    LUTE POR MIM !!!!
    Abraços a todos aqueles que como eu,querem ter o direito de pelo menos RECLAMAR E QUE CONTINUAM FIRMES NA LUTA!

    ResponderExcluir
  41. Ao Anônimo das 14:41, tô contigo e é isto mesmo que devemos fazer. Não me importo de sair daqui do interior,MAS O QUE NÃO QUERO,DE MANEIRA NENHUMA, É ME SILENCIAR !!!!!!
    Continuemos firmes na luta! Abraços.

    ResponderExcluir
  42. Já liguei duas vezes no sindute e não há "diretor" para nos atender. Ora, vão aguardar até quando para tomar uma atitude? Que o governo nos enforque,em praça pública e nos esquarteje? Não é possível. E ainda vamos ter de pagar as aulas?

    ResponderExcluir
  43. Euler,
    Como ficará a posse dos novos diretores? Por que tanto silêncio em relação ao processo que ocorreu há muito tempo? Como serão organizadas as escolas para o próximo ano letivo? Já enviei inúmeros e-mails para a SEE, para a SRE e para o Sindicato e não houve nenhum retorno. Quanta negligência!!! Abraços. Aguardo um retorno.

    ResponderExcluir
  44. Euler, o que vc sabe sobre os dias em que não quisermos repor? Pois, as escolas estão deixando claro que não podemos ter mais que 5 faltas pq iremos responder processo administrativo. Isto é real ou mais uma forma de nos pressionar?

    ResponderExcluir
  45. Eu não sou culpada da situação como disse um anônimo. Eu não roubei o salário de ninguém, não destruí o sonho do piso que é lei federal e minha palavra é cumprida quando dada. Ao contrário do canalha 3X8. MORRA ANASTASIA!

    ResponderExcluir
  46. Boa idéia do anônimo das 14:41.

    Já que a tática de punição aos grevistas passou dos limites, vamos fazer manifestações em frente ao Palácio da Liberdade aos sábados ou domingos.
    Temos que mostrar ao Brasil inteiro que não engolimos esta ditadura.

    Não podemos ficar atados ao sindute.
    Uma manifestação espontânea da população terá muito mais repercussão que uma manifestação comandada por centrais sindicais.

    Muita gente está insatisfeita com este governo.
    Vamos chamar todo pessoal do Minas sem censura, cemig, saúde, alunos, pais, comunidades etc para gritar: FORA ANASTASIA
    FORA DANILO DE CASTRO

    ResponderExcluir
  47. Estou com voce, Tina.
    um abraço, Claudia

    ResponderExcluir
  48. MINIMO INVESTIDO NO SALARIO DOS EDUCADORES
    EM MG = ZERO!
    02/01/2012
    Mínimo investido por ano em aluno do ensino público básico sobe para R$ 2.096 em 2012

    O valor mínimo investido pelos governos por aluno do ensino básico público por ano será de R$ 2.096,68 em 2012. O total, divulgado na semana passada pelo MEC (Ministério da Educação), é 21,75% maior que o de 2011, quando o investimento mínimo foi de R$ 1.722,05.
    Esse valor é referente às séries iniciais do ensino fundamental de áreas urbanas e os Estados têm liberdade para investirem valores acima dele. Aqueles que não conseguem atingir este patamar recebem complementação do governo federal, por meio do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação).
    Este ano, segundo a tabela publicada pelo MEC, recebem a ajuda da União Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Piauí e Pernambuco. Segundo a memória da lei orçamentária apresentada em setembro ao Congresso, Minas Gerais e Paraná também iriam receber a complementação. No entanto, segundo Vander Borges, coordenador-geral de operacionalização do Fundeb, na época, haviam sido utilizados dados desatualizados. Os valores são determinados a partir do Censo Escolar.
    Ainda segundo Borges, a complementação de receitas chegará, em 2012, a R$ 9,4 bilhões.
    Investimento por aluno
    O valor investido por aluno já era considerado insuficiente para uma educação de qualidade em 2011. Cálculos do CAQi (Custo Aluno Qualidade Inicial), feitos com base no PIB (Produto Interno Bruto), mostram que o valor no ano passado já deveria ser de, no mínimo, R$ 2.194,56.
    Valor investido por Estado em R$ VEJA AQUI:

    http://noticias.uol.com.br/educacao/2012/01/02/minimo-investido-por-ano-em-aluno-do-ensino-publico-basico-sobe-para-r-2096-por-ano-em-2012.jhtm

    ResponderExcluir
  49. Dá vontade de chorar meu amigo!! Imagine a minha situação de afastada preliminarmente para aposentadoria 31 anos de serviço....e o salário BEM MIUDINHO!!! Quando teremos valor? Só Deus sabe.

    ResponderExcluir
  50. Euler é muito tristeza ler este seu comentário quando a gente acaba de ouvir ,através da rádio local um dos deputados, inimigo dos professores, desejando boas festas ao povo.Este hipócrita, é um dos colaboradores pela retirada imoral e ilegal do salario dos professores e continua agindo de má fé contra os educadores.Deputado Rõmulo Viegas Não adianta você agora querer mostrar que é amigo do povo de Perdões e região. Isto é muita hipocrisia de sua parte. Se arrependimento matasse, hoje eu estaria morto por ter confiado meu voto a você.Você não acha que está na hora de fazer alguma coisa para corrigir o salario dos professores?
    Os candidatos municipais que estiverem com seu apoio nas eleições municipais sentirão o gosto amargo da derrota.
    Não vamos nos acomodar enquanto não fizerem justiça com os professores,pagando o PISO evitando assim maiores prejuizos aos alunos nossos filhos.

    Pais de Alunos

    ResponderExcluir
  51. Eu também com um cargo tive quase 2900 reais de descontos pelos 112 dias de greve, sem contar a redução salarial pela opção do VB. Sai de casa e marquei um horário com um advogado, vou entrar com mais uma causa individual. Procurei o sindicato e farei o mesmo.

    Sabe qt eu recebi das reposições até agora? 40 reais... e tenho o mês de janeiro para trabalhar na reposição, porém... greve branca da minha parte em sala de aula!!

    ANASTASIA SEU MERDA CORRUPTO E MENTIROSO. Esse verme não representa quem trabalha sério em MG

    É brincadeira...

    ResponderExcluir
  52. Eu trabalhei até as vésperas do Natal para q??? Nadaaaaa. Não recebi um centavo de reposição

    ResponderExcluir
  53. Foi o pior natal da minha vida em termos financeiros, mas o resto foi ótimo, pois nós professores somos humanos, honestos e formadores de opinião. Uma sugestão para o ano de 2012 seria todos os professores chegarem na escola e não fazer absolutamente nada, cumprir o horário e recreação para os alunos e não deixar depredar o patrimônio público. Final de contas professor é visto como "tomador de conta de crianças".Sobre os nossos direitos adquiridos (quinquênio, biênio), segundo advogado, esses não podem ser retirados, cabe ação judicial , de preferência de forma coletiva.
    Força na luta e até a vitória !!

    ResponderExcluir
  54. Caro Euler
    Hoje verifiquei no site meu posicionamento de retorno obrigatório ao subsidio 2 e acho que fomos enganados novamente. Eu permaneci na situação de janeiro de 2011. Meu tempo de serviço não foi computado. Você sabe algo a respeito? Parece que ele não irá cumprir nem a merda que criou.

    ResponderExcluir
  55. Se nao intensificarmos nossa campanha "NAO AECIO 2012"vamos continuar lendo e pior...o povo acreditando...

    Aécio Neves é o político mais admirado de Belo Horizonte

    http://aeciopresidente.blogspot.com/2011/12/aecio-neves-e-o-politico-mais-admirado.html

    Rita Moreira

    ResponderExcluir
  56. Caros colegas, não podemos parar de estudar...atentem!!!

    > A presidenta foi estudanta?
    >
    > Existe a palavra: PRESIDENTA?
    >
    > Que tal colocarmos um "BASTA" no assunto?
    >
    > Miriam Rita Moro Mine - Universidade Federal do Paraná.
    >
    > No português existem os particípios ativos como derivativos verbais. Por exemplo: o particípio ativo do verbo atacar é atacante, de pedir é pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é mendicante... Qual é o particípio ativo do verbo ser? O particípio ativo do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade.
    >
    > Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação que expressa um verbo, há que se adicionarem à raiz verbal os sufixos ante, ente ou inte.
    >
    > Portanto, à pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta", independentemente do sexo que tenha.
    >
    > Diz-se: capela ardente, e não capela "ardenta"; se diz estudante, e não "estudanta"; se diz adolescente, e não "adolescenta"; se diz paciente, e não "pacienta".
    >
    > Um bom exemplo do erro grosseiro seria:
    >
    > "A candidata a presidenta se comporta
    > como uma adolescenta pouco pacienta que imagina ter virado eleganta
    > para tentar ser nomeada representanta.
    >
    > Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta".
    >
    > Por favor, pelo amor à língua portuguesa, repasse essa informação..
    >
    >
    >
    >
    >

    ResponderExcluir
  57. O nosso STF em Detalhes:http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=196866

    Qto Cris do Blog este sumiu mesmo ou sumiram com ele,mas ela tem twitter e eu a sigo, lá no perfil
    há uma mensagem dela postada 21 hs atrás.

    ResponderExcluir
  58. A cada momento que eu revejo a nossa situação, sinto dentro de mim, o desejo de lutar mais e derrotar essa cambada.

    ResponderExcluir
  59. "Não vim até aqui, pra desistir agora,
    entendo você, se você quiser ir embora,
    Não vai ser a primeira vez,
    nas últimas 24 horas!

    Mas eu não vim até aqui pra desistir agora!

    Minhas raízes estão no ar,
    Minha casa é qualquer lugar,
    Se depender de mim eu vou até o fim!

    Voando sem instrumentos,
    ao sabor do vento,
    Se depender de mim eu vou até o fim!

    A ilha não se curva noite adentro, vida afora.
    Toda vida, o dia inteiro,
    Não seria exagero,
    Se depender de mim, eu vou até o fim!

    Cada célula, todo fio de cabelo,
    Falando assim até parece exagero.
    mas se depender de mim eu vou até o fim!

    Eu não vim até aqui pra desistir agora!
    Não vim até aqui, pra desistir agora!"

    Até o Fim - Engenheiros do Havaii

    Vera Ribeiro - Guaxupé

    ResponderExcluir
  60. SINDINÚTIL!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  61. meu contra veio a cobrança de 550 reais em cada cargo de desconto mais 96 de desconto ,estes 96 estão como faltas aulas ,não faltei e prá variar ninguem explica que desconto é esse,nem escola,nem metropolitana e nem o"juridico" do sindicato.Realmente estamos na mão de calango.E já começo a perguntar o que é pior o estado neoliberal do nastasia ou a direção do sindute que parece o Brasil preocupado com os mega eventos(copa e olimpiadas) e sindute com congresso.

    ResponderExcluir
  62. TELE JORNÁ DA GROBU REGIONÁR SUR 02/01/2012

    VARGINHA - ALUNOS SEM FÉRIAS RETORNAM ÀS ESCOLAS PARA A REPOSIÇÃO DAS AULAS TENDO EM VISTA OS 112 DIAS DE GREVE DOS PROFESSORES.

    PRESTENÇÃO:
    AS TURMAS MOSTRADAS CONTAVAM COM 8 A 10 ALUNOS!
    ISSO POOOODE??????????????

    ResponderExcluir
  63. Educadora de São Miguel do Anta2 de janeiro de 2012 20:05

    Não devemos nos revoltar contra o sindicato, apesar de também concordar que a direção é fraca. Mas o verdadeiro e único culpado desta situação miserável e vergonhosa na qual todos nós lutadores estamos é do Sanastasia.
    Companheiras e companheiros fico a cada dia mais indignada com os nossos governantes.
    Vamos permanecer UNIDOS.
    Um forte abraço!!!

    ResponderExcluir
  64. Mais um excelente texto, Euler. Infelizmente têm pessoas, inclusive algumas que opinaram hoje perguntando por prêmio de produtividade e posse de diretores, que deveriam acessar seu blog mais vezes. O fato é: quando vamos realmente fazer alguma coisa como essas ações e as manifestações. Em 2011, foi um tal de "o chão de Minas vai tremer' que me animava muito. Mas até agora quem tem tremido somos nós, de raiva. Vamos sim fazer alguma coisa independente de sindicato. Essas manifestações que duas pessoas propuseram hoje, aos sábados, pode surtir efeito se for para denunciar os desmandos desse m... Alguma coisa precisa ser feita urgente. Ou vamos amargar mais um péssimo ano e o pior: ver nosso piso sumir de vez. Eu tô dentro para ações mais práticas. Vai ser o único jeito de nos dar visibilidade novamente e, o melhor, ele não terá como jogar a população contra nós, pois estaríamos nos manifestando sem contudo parar os trabalhos. Vamos, convoque e muitos te ouvirão. Se o SindUte não quiser bancar ao menos o transporte, exijamos nós. O dinheiro é nosso.

    ResponderExcluir
  65. Euler e a tal carta que vc está escrevendo com o dr Marcos.?Será que vai sair de MG.
    Está tudo muito devagar, as coisas não andam,dá um desânimo!

    ResponderExcluir
  66. Cara anônima das 18:51 h, disponibilize o endereço para que façamos a consulta ao reposicionamento!
    Grata!

    ResponderExcluir
  67. Colegas, apóio toda a ação que vierem a tomar pois não se póde conviver com tamanha impunidade! Vamos dar a resposta nas urnas, façamos campanha sem parar! Nosso voto é nossa arma!!
    O faraó playboyzinho e seu cúmplice e toda a corja que os cercam têm que prestar conta de seus atos nazistas !!
    !!!!!E têm que prestar conta também dos 4,3 bilhões desviados da COPASA !!

    ResponderExcluir
  68. Euler, Não sei nem quem está pior nesta destruição total de nós professor.Não sei se seria o desgovernador mais os 51 deputados, se as direções de escolas submissas e tão más quanto eles, ou se o Sindute que não se manifesta.Nos sentimos abandonados, não conseguimos nenhum contato com o sindicato, e só estamos sofrendo todo tipo de confiscos, morais, financeiros e psíquicos.Só recebemos cortes e mais cortes.Tornamos, se isto for possível, os piores recebedores e consequentemente pagadores do estado de Mg.Já não creio no judiciário e muito pouco em alguns políticos.Abraços, Clarice

    ResponderExcluir
  69. Como pode? O desconto é maior do que a restituição? Até os dias de redução de carga horária foi descontada de forma integral. Como? Eu trabalhei! Cadê o sindicato? Deve estar passeando! Ou morreu! Cara de pau! Governo = sindicato. Não tem diferença! Tudo farinha do mesmo saco! Não quero congresso! Quero o meu dinheiro que foi roubado!

    ResponderExcluir
  70. Euler, porque não postaste o meu comentário! Fui honesto e sincero nas palavras de um professor que assisti as falsidades de alguns outros colegas.

    ResponderExcluir
  71. Olá Euler,

    Mas uma vez o governo nos enganou.
    Não há reposicionamento nenhum no subsídio, pois é o mesmo de Janeiro de 2011.

    ResponderExcluir
  72. Não estou satisfeito com os cortes de salário e é por isso que não faço mais greve. Muitos colegas covardes, gritam para fazermos greve e depois são os primeiros que entram em licença falsa.Outros nos chamam de vagabundos e depois não pagam um dia se quer:maridos e esposas ricos.Nós precisamos urgentemente é pintar a cara de palhaço e sair nas ruas pedindo para que o Anastasia deixe o governo.Por favor publique ok meu grande amigo.

    ResponderExcluir
  73. Desabafo no site do sindute...
    Para uma representante que disse a poucos dias que nos materia mais informados, e que contrataria um escritório de advocacia com reconhecimento nacional, me parece que com sua postura, não se difere do Governo de Minas. Se repararem, podem perceber a quanto tempo não há um só comentário no blog da Beatriz?
    Começo a pensar que o Governo tinha razão quando dizia: "Esta greve é uma greve política." Nada conseguimos além de prejuízos incalculáveis, e não temos squer o respeito da nossa representante que resolveu sumir do mapa e não dá notícias de nada.
    Temos realmente um sindicato, ou somos apenas bois de piranha de uma política sórdida e imunda de TODOS os partidos, incluindo o PT?
    Veremos isto em 2012.

    ResponderExcluir
  74. Prezados colegas,

    Estou inconformado com a falta de respeito da direção estadual do sindute em não nos atender, a não dar satisfações de suas (nossas) ações, afinal de contas, não somos o "sindicato".
    Sou diretor de sub-sede e estamos também sem notícias, pior fica agora quando estamos em período de férias escolares, pois, em tempo normal ficam um ou outro diretor de plantão, agora, ninguém. Falta de planejamento, de organização e no mínimo, falta de respeito com os filiados.
    Quem não recebeu reposições ainda, cobrem da secretaria da escola, a responsabilidade é deles!
    Agora, devemos fazer uma campanha contra esses deputados vagabundos. É verdade que o sindicato deveria nesse momento atentar para nossa causa na justiça. Gastar rios de dinheiro em congresso agora é lamentável. Poderia ser adiado para o mês de julho tranquilamente. Uma outra coisa, que as sub-sedes selecionem os delegados que irão participar do congresso, nada de "levar" colegas traíras que não lutaram conosco nessa greve, que, aliás, lutaram contra, e agora querem passear à custa do sindicato
    Esperança é o que deixo para todos(as) guerreiros(as) NDG e para aqueles que perderam as forças. Renovemos nossas forças e esperanças pois ainda a muito a conquistar!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  75. Euler, posto aqui uma sugestão : Sabendo da força de divulgação das redes sociais, sugiro que vc crie um perfil no facebook para divulgar nossa luta.

    ResponderExcluir
  76. Olá. pessoal da luta!

    Boa noite!

    Todos nós temos razões de sobra para ficarmos indignados com a realidade a que fomos submetidos pelo desgoverno, que gerencia o estado achatando o nosso salário e nos roubando o piso a que temos direito. Tenho a impressão que somos nós, educadores, que estamos pagando todas as contas deste estado quebrado, falido, por conta da gestão ineficiente deste desgoverno, desde a época do faraó.

    Déficit zero e crescimento maior que a China são piadas prontas, para quem quiser acreditar. Na prática, o que o governo faz é tirar recursos da Educação - e mais precisamente dos educadores - para transferir para outras áreas. É simples assim.

    Quanto à direção sindical, o que se observa é uma total falta de empatia para com os educadores e a dramática realidade na qual estamos mergulhados. Eles gostam de espaços nos quais monopolizam o microfone: congresso, conferência, assembleias. Deveriam abrir um real diálogo horizontal com a categoria e respeitar os anseios da grande maioria. Não estou falando da maioria dos delegados de uma reunião bastante esvaziada, que decidiu apressadamente e sem discussão profunda, sobre o congresso em Araxá.

    Por que não contratar um jurista de renome ou um escritório de peso, como já fora sugerido aqui inúmeras vezes - e aprovado nas reuniões de comando -, para orientar o sindicato nas ações jurídicas? E esta decisão não precisa ficar escondida não. Seria até bom que o governo soubesse que a partir de agora vamos ter uma assistência jurídica que poderá colocá-lo no banco dos réus. Mas, ao invés disso, a gente continua perdendo, e nenhuma atitude é tomada.

    Quanto aos colegas que propuseram uma ação de protesto na Praça da Liberdade (ou da repressão) contem comigo. Aliás, no dia 10, terça-feira que vem, haverá nova reunião de lideranças do NDG. O horário e o local eu divulgo depois. Pretendo levar o esboço da representação junto ao MPF e também será a oportunidade para discutirmos ações concretas como a que foi sugerida aqui.

    Conforme eu já havia registrado aqui no blog anteriormente, o NDG ainda possui um pequeno recurso de R$ 735,65, que foi o saldo da campanha que fizemos por ocasião do contracheque zero, e cujo valor está sob a guarda da subsede do Sind-UTE de Vespasiano e São José. É pouco, mas dá para fazer cartazes, faixas, panfletos e iniciar um movimento de protesto denunciando o que vem acontecendo em Minas Gerais, estado cujo governo burlou a lei do piso, destruiu a carreira dos profissionais da Educação e impôs os maiores confiscos jamais vistos contra os educadores.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  77. Concordo com anônimo das 22h24, temos que expandir nossas reivindicações, seria mais uma ferramenta para dar apoio ao nosso movimento, enquanto o governo se vale da IMPRENSA COMPRADA, temos que nos valer da internet para promover nossa luta e dar conhecimento a todos do que está acontecendo com os educadores em Minas.

    ResponderExcluir
  78. Faço o meu dever de casa. Fui ao link do Jornal Hoje em Dia, copiei , colei e enviei aos meus contatos. Aqui em casa somos quatro votantes. Eles vão espalhando também. Unidos seremos MAIS.

    ResponderExcluir
  79. Façamos campanha para conseguir dinheiro para protestos. Professor sabe como articular. Vamos nessa!
    Carangola irá à luta!

    ResponderExcluir
  80. APARECEU FALTAS DE NOVEMBRO NO MEU CONTRA E NINGUÉM SABE EXPLICAR.
    É O GOVERNO NOS ROUBANDO PARA COBRIR DESPESAS DE UM ESTADO FALIDO.

    - EULER ESTAMOS PREPARANDO DEZ MIL CARTAS PARA REPASSARTMOS A TODOS OS MOTORISTAS QUE TRANSITAREM PELA BR 116 TRECHO TEÓFILO OTONI DENUNCIANNDO QUEM É O FARAÓ.

    ResponderExcluir
  81. Sempre fui contra a ideologia dos governos neoliberais e esse de Minas então é horroroso, fez esse Estado voltar à época de provincia e trata os servidores em especial os da educação e particularmente nós professores como ......, piores que "serventes de pedreiro".
    Pórem deixando de lado o governo, é necessário pensar na ação do nosso sindicato, que infelizmente, a mim parece, tem faltado e muito com o bom senso, pois no ano passado quando a lei do subsídio passou e o sindicato aceitou, voces já sabiam que esse ano qualquer "luta" que pra vcs só serve se for greve, talvez porque para muitos é melhor ficar em casa que trabalhar, (sei que temos vários colegas que nunca gostaramde trabalhar e por isso estão no setor público já que na iniciativa privada irão ser demitidos), ou talvez porque lhes falta de fato recursos para tentar outra ação que poderia garantir uma situação melhor a nós professores.
    A minha indignação é 1º comigo mesmo,que fui um idiota em acreditar na ideologia de um sindicato enfraquecido e de pessoas que buscam mais notoriedade (popularidade para as próximas eleições quem sabe não dá pra ser vereador né) E PERDI r$ 2.400,00 até agora, era só ter bom senso e o bom senso era não fazer greve agora, pois já estavamos derrotados com a lei do subsídio e
    2º eu acreditei em um sonho que me venderam, "se entrarmos" de greve iríamos ganhar o tal "piso nacional" sendo que a própria lei do piso nacional dá brechas para os estados fazerem adequações a ela e os líderes do comando de greve já sabiam disso também, e o que falar do jogo político entre governo federal e estadual,poder judiciário e governo de Minas o comando de greve não sabia? Hahahahahaaha!
    Tenho dez anos de Estado e posso assegurar a qualquer um que esteja lendo esse comentário que NUNCA ví um governo a nível federal ou estadual comprometido com a educação e principalmente em remunerar melhor nós professores.
    Tenhamos BOM SENSO! PERDEMOS! PODEMOS GANHAR TALVEZ SÓ NAS ELEIÇÕES O RESTO SERÁ CANSAÇO E PERDA DE TEMPO E MAIS HUMILHAÇÃO!
    NÃO TEMOS SE QUER O APOIO NEM DE NOSSOS ALUNOS!
    NÃO APOIO MAIS GREVE. FORA SINDICATO E GOVERNO DO PSDB!

    ResponderExcluir
  82. Caro Professor Sebastião (22h57), é preciso esclarecer algumas coisas:

    1) fizemos a greve com muito orgulho, para cobrar um direito assegurado em lei; infelizmente estamos lidando com governantes desonestos, que não primam pelo cumprimento da lei;

    2) as perdas não podem ser atribuídas ao sindicato, nem à nossa heroica greve, mas ao desgoverno que nos confiscou direitos e rasgou a legislação vigente;

    3) não é verdade que a lei do piso abre a brecha para que os governantes possam fazer o que bem entendem. Pelo contrário: a lei define as coisas de forma bem objetiva. Mas, alguns governos não cumprem leis que são desfavoráveis a eles. Por isso é preciso lutar para arrancar estes direitos. No ano passado fizemos greve. Este ano faremos uma grande mobilização, além de cobrar na justiça os nossos direitos;

    4) é verdade que a direção sindical - e não o sindicato enquanto entidade - está vacilando em buscar uma assistência jurídica eficiente. Considero também que a direção sindical cometeu erros durante a greve, mas que não foram determinantes. E depois da greve, considero que as negociações com o governo foram mal encaminhadas e resultaram em total fracasso.

    Mas, nada disso nos coloca em posição de negar a luta corajosa e heroica que travamos. Isto não é atitude de um educador que apregoa a construção da cidadania como um processo permanente de luta, resistência, conquistas, e também derrotas - sim, colega, a luta social não é uma coisa exata, do tipo basta entrar e levar. Corremos riscos, perdemos aqui, mas logo em seguida erguemos a cabeça e partimos pra luta novamente, claro que aprendendo as lições, corrigindo os erros e buscando derrotar o inimigo;

    5) quanto ao apoio de alunos e pais de alunos, não generalize; por onde eu andei - e fui em mais de uma dezena de escolas durante a greve - só percebi apoio dos alunos e pais de alunos.

    Quanto ao PSDB, estamos de acordo, é um partido a serviço dos de cima, como aliás tem sido o PT também, excetuando-se aquele pequeno núcleo que ainda é ligado aos movimentos sociais.

    Euler

    ResponderExcluir
  83. O desGoverno descontou 700 reais do meu salário de dezembro... não me pagou uma extensão de 9 aulas e me descontou aulas de setembro q já repus!!! Como assim??? Ele faz o q ele quer???

    Assim fica fácil pagar em 2 parcelas o prêmio de produtividade... na verdade, dia 30 ele vai simplesmente restituir o q ele me ROUBOU no início do mês... isso sem falar q essa mesma extensão ele não me pagou nem junho e nem julho!!! Ladrão discarado!!!

    ResponderExcluir
  84. Por todas escolas por onde
    passei, não vi nem 1% de alunos
    apoiando a greve. Pais e alunos
    do interior ficaram contra os professores
    em greve. O que eu ouvia com mais frequência era: bando de vagabundos preguiçosos. Não vamos nos iludir, né? Mais de 90% da sociedade mineira
    ficou contra os professores.

    ResponderExcluir
  85. HOJE JÁ É 03/01/2012

    SINDUTE E BEA EM FÉRIAS?

    SEM PISO NÃO PISO NA ESCOLA ? PISAMOS!
    O CHÃO DE MINAS VAI TREMER? TREMEMOS NÓS!

    HORA DE ATERRISAR MINHA GENTE!

    PARTIR PARA A AÇÃO! PROTESTO!DENÚNCIAS!
    OUT DOOR - FAIXAS-INTERNET-JORNAIS-CARTAS ETC
    TUDO O QUE FOR VISIVEL AO PÚBLICO!
    E O SINDUTE TEM QUE BANCAR TUDO ISSO!
    NÃO QUEREMOS CONGRESSO, QUEREMOS AÇÕES!

    CONTE COM A GENTE PROF EULER!

    ResponderExcluir
  86. Nem entro mais no site do sindicato,uma perda de tempo!o silêncio total.
    Estamos todos revoltados,indignados! razões nós temos de sobra!
    deputados do norte de minas(com minúsculo mesmo!)
    ana maria, arlen santiago...não nos esqueceremos de vocês nas próximas eleições! traidores!!!!!
    o nome de vocês estão gravados nas nossas campanhas com certeza, inclusive já começamos.

    ResponderExcluir
  87. Me descontaram o IPSEMG três vezes. Alguém sabe explicar o motivo?

    ResponderExcluir
  88. NOTÍCIAS DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
    (Quarta-feira, 28 de dezembro de 2011)

    MINISTRO ARQUIVA RECLAMAÇÃO SOBRE PISO DOS PROFESSORES

    O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes negou seguimento (arquivou) à Reclamação (Rcl 12316), ajuizada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Goiás (Sintego), em que alegava desobediência do governador daquele estado quanto à decisão proferida pelo Supremo na Ação Direta de Inconstitucionalidade 4167, na qual foi declarada a constitucionalidade da Lei 11.738/2008, que regulamenta o piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica.

    O ministro salientou que a hipótese, nesse caso, é distinta daquela em que o Tribunal declara a inconstitucionalidade de lei. “Quando o STF julga improcedente uma ADI ou julga procedente uma ação declaratória de constitucionalidade, a eventual violação dessa lei não constitui, necessariamente, um descumprimento da decisão da Corte”, salientou.

    “A suposta ilegalidade ou a não aplicação de lei levada a efeito por autoridade pública não pode se convolar direta e imediatamente em descumprimento da decisão que, em sede de jurisdição constitucional em abstrato, declara a constitucionalidade dessa mesma lei”, ressaltou o ministro Gilmar Mendes.

    O ministro enfatizou que esse entendimento não significa qualquer mitigação do efeito vinculante das decisões declaratórias de constitucionalidade, tal como determina a Constituição da República (artigo 102, parágrafo 2º), e explicou que “a aferição concreta da legalidade ou ilegalidade de atos e/ou comportamentos públicos não poderá ser, em princípio, objeto de reclamação constitucional, devendo ser instauradas pelas partes prejudicadas ou interessadas por meio de outras vias judiciais, tais como mandado de segurança, e outras ações civis perante as instâncias judiciais competentes”.

    Na ação, o sindicato sustentava que, ao não vincular o vencimento básico inicial da carreira de seus docentes ao valor do piso nacional dos profissionais do magistério, o governador do Estado de Goiás, estaria afrontando a decisão do STF. “A reclamação constitucional certamente não é o instrumento processual cabível para se enfrentar o problema”, concluiu o ministro ao determinar o arquivamento da ação.

    Reclamação

    A Reclamação é um processo sobre preservação de competência do Supremo Tribunal Federal (STF). Está prevista na Constituição Federal de 1988, artigo 102, inciso I, letra “l”, e regulamentada pelos artigos 156 e seguintes, do Regimento Interno do STF. Sua finalidade é preservar ou garantir a autoridade das decisões da Corte Constitucional perante os demais tribunais. Além dos requisitos gerais comuns a todos os recursos, deve ser instruída com prova documental que mostre a violação da decisão do Supremo.

    ResponderExcluir
  89. É meu povo depois de 112 dias de greve e greve mesmo, vejo que somos um bando na cabeça de alunos, pais e sociedade de forma geral. Descontos de quem já ganha tão mal, um sindicato inoperante, deputados rindo de nossa cara, colegas recebendo meu salário, aqueles que não fizeram greve indo para as férias, gente recebendo meu salário, o STF e o ministério público sem nada a dizer...o sonho acabou, cheguei a melhor conclusão: sair da profissão, somos lixo para toda a sociedade, essa é a triste verdade! Se não precisam de mim, vou achar coisa melhor para fazer. E enquanto estiver como professor não me chamem mais para fazer greve.
    Também não leio mais seu blog Euler, ele tem me deixado deprimido.
    Tenho respeito pelos colegas que são de luta, mas não dá mais. A coisa só melhora quando faltarem professor na praça e olha que tem um bando de professor ruim que acha uma maravilha o que ganha.
    Adeus a todos e todas.

    Ex-NDG - Norte de Minas

    ResponderExcluir
  90. UM IMPORTANTE ESCLARECIMENTO aos caros colegas.Trabalho na secretaria em Ajustamento Funcional e vejo muita confusão dos colegas em relação à folha de pagamento:a folha sai do mês anterior,claro? Em janeiro recebemos como se fosse dezembro,não é? Na realidade recebemos a folha relativa a dois meses atrás.Em janeiro estamos recebendo a folha de Novembro.Todos os benefícios e faltas de novembro é que estão aí.O que você fez em dezembro sairá em fevereiro e assim por diante.Por isto fazem tanta confusão.Não sei se me fiz entender.Tentei.O certo é que o Governo nos paga sempre com dois meses de atraso e poucos sabem disto. .Abraços.Regina.

    ResponderExcluir
  91. Sou professora dos anos iniciais, dois cursos superiores, dois pós, um mestrado; militante de esquerda, sindicalista. Posso afirmar tranquilamente que se a categoria está nessa situação a culpa é exclusivamente dela, pois NÃO sabe votar! A categoria não aprendeu ainda que a carreira do professor passa por decisões políticas partidárias. Para continuar com salário de fome é só continuar votando em Aécio e seus asseclas. Afinal... deixa pra lá!

    ResponderExcluir
  92. Euler, bom dia

    Participei das greves em 2010 e 2011, mas na minha cidade poucos participaram.Diziam ter contas a pagar e que estavam satisfeitos.Briguei, briguei, briguei, deixei de conversar com alguns e saí perdendo.Perdendo feio.Me falavam assim:volta...vc tem três filhos pra criar, volta...E eu não voltei.Estou passando uma fase que eu não tenho coragem de contar pra ninguem.A maioria dos professores daqui da minha cidade, ou seja, da região, os covardes que não fizeram greve, são da Lei 100.E acredite, muitos deles não têm habilitação necessária para lecionar a matéria a qual estão lecionando.E segundo eles, "estão efetivados"alguns licenciados em bilologia estão dando aula de química, física ou matemática.Eu li no "o tempo"no dia 15/12, sobre o resultado do proalfa e sobre a habilitação dos professores.Querem nos colocar a culpa pelos índices baixos, mas não falam nada a respeito de professores não habilitados, em sala de aula, efetivados pelo governador.Meu sobrinho disse que a professora de química, na verdade é formada em ciencias e não sabe nem os nomes dos elementos da tabela periódica.Disse pra eles que não precisava decorar não porque não era importante e que quimica não é tão cobrado assim, porque se fosse o estado daria quimica no proeb.Eu fiquei com tanta raiva disso, da falta de seriedade do governo, que pensei em parar de dar aulas, cheguei a despedir dos meus alunos e falei que não voltaria mais na segunda feira.pois , na sexta feira, quando cheguei em casa, tinham 35 alunos na minha casa pedindo pra não sair.Aí eu senti o quanto eles gostavam e confiavam em mim, resolvi continuar.Mas de uma forma diferente.Estou tirando mais ou menos 30 minutos por semana em cada turma e conscientizando a respeito da nossa greve, a respeito do nosso salário,de nossas perdas,da falsidade da mídia tentando esconder os fatos, da forma de governo do PSDB "mentirosos", procuro conscientizá-los ao máximo e ainda procuro visitar, no meu bairro, 10 casas por dia e explicar o que está acontecendo com a nossa classe.Pode acreditar, deu certo.Fiz o mesmo em 2010 , fui de casa em casa e esclareci muitas dúvidas que tinham e o resultado veio nas urnas.Anastasia perdeu em quase todas as seções da escola onde trabalho(neste bairro onde visitei as casas), só ganhou em uma com difernça de dois votos.Sendo assim, não acredito que devemos começar com greve, pelo contrário, devemos utilizar as aulas e conscientizar os alunos e visitar suas casas sim.Aí teremos o apoio do povo, pois mostraremos que honramos nossa profissão.

    Cristina.Ponte Nova

    ResponderExcluir
  93. Taí o resultado da nossa "heróica" greve de 112 dias... levamos tinta!!! Vi meu contraqueche e deu vontade de chorar. Não vou receber nem 15 reais. Enquanto isso o Sindicato e CNTE mudos, surdos e cegos...E VIVA A DITADURA CIVIL DE MINAS GERAIS!!!

    ResponderExcluir
  94. Calma, gente!
    Entre os comentários dos colegas, há muitos carregados de revolta e desinformação. Sabemos que o subsídio é um grande confisco dos nossos salários, mas atenção! Ainda não há tabela de reposicionamento no "novo" subsídio para consulta, só a partir do dia 20 de janeiro, ok? Inclusive, segundo a Renata Vilhena, iremos receber uma "cartinha", na qual estará detalhada a situação de cada um. Outra coisa: para se informarem melhor sobre os descontos, procure a secretaria de sua escola. E se for constatado algum erro, busque corrigi-lo. No meu caso, sei que terei descontos ainda em fevereiro e março, pois no contracheque de dezembro me descontaram "somente" R$146,00 e repuseram R$152,00. Como tinha 15 aulas semanais em turmas de 3º ano (que não repus, pois contrataram substituto), o desconto ainda acontecerá.
    Quanto aos descontos de novembro, a informação é de que são referentes à "operação-tartaruga" e à paralisação dos dias 22 e 23.

    ResponderExcluir
  95. CHARLOTTE SAMPAIO IS BACK:

    "4) é verdade que a direção sindical - e não o sindicato enquanto entidade - está vacilando em buscar uma assistência jurídica eficiente. Considero também que a direção sindical cometeu erros durante a greve, mas que não foram determinantes. E depois da greve, considero que as negociações com o governo foram mal encaminhadas e resultaram em total fracasso. "

    "Vacilando" ??? Ah, professor... a palavra correta não seria bem essa. A verdade é que essa direção, a exemplo da anterior(Hilário) e companhia nunca teve interesse em redicalizar; além do mais convoca a categoria para uma greve mas não se prepara para os embates, mesmo vendo a possibilidade de a greve se prolongar. Na minha opinião, é uma direção sem preparo para a luta. Chega de aventuras! A categoria não suporta mais uma greve e corte de salários.

    ResponderExcluir
  96. Caro amigo Euler,
    Estou precisando muito de uma explicação sua.
    Aquela tabela de simulação de subsidio, quando simulo para ver em abril de 2012, está lá que vou para PEB IIC, valor : 1601,00, entretanto, é porque estão me passando de PEBIIA, o que eu era em janeiro de 2011, estão me mudando 2 letras, mas e os 5% de aumento que ele prometeu para abril ?
    Nesse valor de tabela, não está contido os 5% de aumento , está?
    Por favor, Euler e colegas do Blog, me ajudem a tirar essa dúvida.
    Abraços
    jaqueline

    ResponderExcluir
  97. Será que a representante do sindicato não estava fazendo sua cama?...e aparecerá depois do congresso como candidata a vereadora? Eu até disse que votaria nela,mas depois desta palhaçada...é traição.JAMAIS!!!

    ResponderExcluir
  98. CHARLOTE NA ILHA DE CARAS!!!
    Anônimo disse...

    Nem entro mais no site do sindicato,uma perda de tempo!o silêncio total.
    Estamos todos revoltados,indignados! razões nós temos de sobra!

    Querida(o) Anônima(o) do post acima: Sejamos justos, né. A direção do Sindicato precisa de férias também. Ou você acha que eles são de ferro como nós? Como filhos(privilegiados) de Deus eles estão passando alguns dias na Ilha de Caras, mas em breve eles estarão de volta e tudo voltará ao normal.Inclusive os cortes nos salários, as pressões, os confiscos do Anastazista, as salas de aula lotadas, nós cheirando pó(de giz, claro), a gente se descabelando corrigindo provas, lançando notas nos diários... ah, que delícia...

    ResponderExcluir
  99. QUANTOS MINISTROS DO STF SÃO REMANESCENTES INDICADOS POR FHC? ENQUANTO ELES ESTIVEREM LÁ O PAÍS SERÁ O PAÍS DA IMPUNIDADE.
    O STF TEM QUE SER MAIS OBJETIVO NAS SUAS DECISÕES.
    A OPINIÃO PÚBLICA DE MINAS E DE GOIÁS SABEM QUE OS DOIS DESGOVERNADORES DESCUMPREM A LEI DO PISO. SERÁ QUE É PRECISO ENVIARMOS OS NOSSOS CONTRACHEQUES PARA O STF?
    ISSO SÓ OCORRE NO BRASIL. Ê PAÍS DA IMPUNIDADE.

    ResponderExcluir
  100. Educadora de São Miguel do Anta3 de janeiro de 2012 12:02

    Concordo com a companheira Sônia Maria acima em relação à categoria não saber votar, pois durante várias assembleias em BH na greve de 2011 ouvi pela boca de diversos professores o seguinte:
    _Votei em Anastasia porque acreditava que ele como professor seria bom para a educação.
    E eu respondia:
    -Você é uma pessoa completamente desinformada, alienada. Não saber que Anastasia é afilhado de Aécio, e que este acabou com a educação mineira em oito anos de desgoverno? Que Anastasia é professor universitário, e não da educação básica como nós. Portanto, a realidade salarial é outra.
    Tenho nove anos de profissão, mas como sou filha de professora sei da realidade da educação mineira de 31 anos, e minha mãe diz que este é o pior governo que Minas Gerais já teve para a educação. Por causa desta realidade digo para todas as pessoas próximas a mim:
    -Não preste vestibular para curso de licenciatura.

    ResponderExcluir
  101. Ei você anonimo das 11:18 hoje no STF tem mais indicados da era LULA nem por isso a educação está conquistando vitórias. È tudo farinha do mesmo saco.

    ResponderExcluir
  102. Cara colega Educadora de S Miguel do Anta:

    Realmente não sabemos votar!

    Quem votaria em Helio Costa, pau mandado da rede grobu e apoiado pela gang do Newtão?

    Temos que escolher o menos pior,ainda assim, acredito que o Anastahitler só foi eleito pq os prefeitinhos foram comprados!

    Temos uma longa e dura luta pela frente, eleições municipais esse ano, temos que ocupar todos os espaços para eliminar os candidatos apoiados pelo hitler das minas gerais!

    ResponderExcluir
  103. Vc nem imagina o meu contracheque

    http://www.facebook.com/profile.php?id=100002626138979

    ResponderExcluir
  104. Nada que é tão ruim, que ainda não possa piorar. Acabei de ver meu posicionamento sob o cajado do capeta e descobri que consta na meu enquadramento licenciatura curta. Com toda essa indecência, não a praga que não pegue. Que seu cajado se vire contra ti e seus seguidores estúpidos e que vivamos pra ver sua imoralidade ruir. Caso o chão de Minas venha a tremer, que não sobre pedra sobre pedra. FAAAALTA-nos JUSTIÇA> Nunca vi em toda minha vida, tão presente a atitude de pilatos, não comparando mal pilatos.

    ResponderExcluir
  105. Alguém falou que o governo paga o mes baseado na frequência de 2 meses atrás. Mas no mes de julho/2011 o desconto dos dias greves do mes anterior constava do contracheque. Então quando intessa eles descontam imediatamente, quando não interessa dizem não ser possível. EU ODEIO O ANASTASIA 3X8. TOMARA QUE MORRA DE FORMA LENTA E DOLOROSA

    ResponderExcluir
  106. Precisamos provar a nossa capacidade de luta. Com os nossos representantes segundo eles lá, não há negociação. Falam aos quatro ventos que o sindicato somos nós, cabe ao nós agirmos e então organizadamente, dizer ao Estado quem é mesmo que cumpre o que. Não tenhamos medo, organizemo-nos e reivindicaremos aquilo que é nosso de direito. Se Minas está quebrada,para que serviu o tal choque de indigestão? Só para propagandear?

    ResponderExcluir
  107. Olá, pessoal da luta, membros do NDG e demais colegas de combate!

    Boa tarde!

    O governo tem sido carrasco e desonesto com os educadores em vários episódios:

    1) quando corta o salário e não paga imediatamente após a reposição - incluindo sábados e domingos cortados;

    2) quando desconta integralmente os dias de operação tartaruga, quando os educadores permaneceram na escola e lecionaram durante 70% do tempo normal (apropriação indébita);

    3) quando não nos pagou o 13º proporcional a todo o ano, e somente considerou o salário reduzido;

    4) quando reduziu imoral e ilegalmente o nosso salário, e não nos devolveu o dinheiro após ter nos obrigado a voltar para o subsídio (golpe sujo: vocês podem deixar o subsídio, eu tiro dinheiro de vocês e depois obrigo vocês a voltarem para o subsídio sem o dinheiro que eu tirei de vocês. Acho que nem bandido comum faz uma coisa dessa);

    5) e enfim, o mais importante: ao burlar a Lei do Piso e não nos pagar o piso na carreira, aplicando um calote nos educadores e um confisco anual de R$ 1,5 bilhão. A Educação e os educadores estão bancando a quebradeira do estado de Minas.

    E infelizmente esses atos se fazem acompanhar pelo descaso da direção sindical, que não foi capaz de contratar um escritório e uma assistência jurídica de peso, que obrigasse o governo a cumprir as leis; assim como não consegue organizar com a entidade nacional - CNTE - uma denúncia nacional do que aconteceu em Minas. Lógico que isso não acontece porque fere interesses partidários. Os governos do PT também fazem a mesma coisa. Por isso a CNTE, a CUT e as suas direções sindicais agem pontualmente onde e quando interessa aos projetos partidários. Essa é a realidade.

    Apesar disso, nada de desanimar, nem de botar culpa em quem lutou. Pelo contrário: foi graças à nossa luta que a categoria não teve perdas ainda maiores. E será graças à nossa unidade, resistência e luta que poderemos recuperar aquilo que este desgoverno nos ROUBOU.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
  108. Gente a secretária disse que o novo posicionamento e como calcular o novo salário só estará disponível para consulta dia 20/01 portanto vcs devem estar enganados o desgoverno não libera nada para consulta antes da hora,faça como eu tenta descançar um pouco, mesmo pagando greve,é assim que eles querem nos ver, angustiados,anciosos,pq assim eles terão certeza que estão vencidos.Força e coragem .

    ResponderExcluir
  109. Participei da greve até o final..Não me arrependo,pois acho que não devemos fechar os olhos e deixar que os patrões façam o que querem ,passando por cima de tudo e ignorando as classes trabalhadoras. Sinto vergonha que no meio de nós existam tantos(as) pofissionais sem consciência política,ignorantes e que são analfabetos políticos. Acho que o sindicato deveria convocar todos para uma grande manifestação que mostrará a população de MG que o governo fez com toda categoria.Deveríamos parar novamente a cidade para sermos manchete e chamar atenção da população.Estão todos pensando que a greve acabou e que os professores conseguiram seus objetivos.Acho também que o sidndicto deveria contratar um escritório de advogacia de nome,respeitabilidade e experiência para rever toda essa trajetória jurídica descumprida pelo governo de MG.

    ResponderExcluir
  110. OI, Euler.
    Feliz ano novo!
    Soube, agora a pouco, que em janeiro de 2012 serão descontados os valores pagos "a mais" sobre o 13º, pois tem direito aos 12/12 avos somente quem trabalhou no mínimo 15 dias em cada mes ( o que nao é o caso de quem fez greve).
    Caso esta informação ainda nao tenha sido repassada é bom que os colegas tomem conhecimento da mesma para nao serem surpreendidos com o desconto em folha

    ResponderExcluir
  111. descançar = descansar

    anciosos = ansiosos

    ResponderExcluir
  112. Oi Cristina de Ponte Nova,

    Seu ato é um exemplo daquele que conseguiu sair da pura queixa para adotar uma postura que provoca mudança.
    Concordo com você.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  113. Monalisa - Contagem3 de janeiro de 2012 18:00

    E enquanto isso...
    O SindUte parece o sindicato dos estudantes e não dos trabalhadores da educação, as notícias são sobre enem e afins,
    mudou nada...
    e o pior é fatalmente Aecio presidente em 2014, alguém duvida?

    ResponderExcluir
  114. Educadora de São Miguel do Anta3 de janeiro de 2012 18:27

    A você Miriam Rita Moro Mine colocou que não existe a palavra presidenta. Existe sim,"adj 2 gên 1. Que preside, dirige; sm 2. aquele que preside; 3. título oficial do chefe do Estado republicano. Fem. presidenta." (Minidicionário Soares Amora), e inclusive a Dilma pediu quando empossada que fosse chamada de presidenta.
    Miriam, coloque a fonte da regra que você anexou o seu comentário.
    Amigos blogueiros, cuidado ao corrigir uns aos outros.

    ResponderExcluir
  115. Boa tarde a todos os amigos do NDG/NDE.
    Boa tarde amigo Marechal Euler NDG/NDE.

    O amigo tem sido o esteio da nossa categoria que o sindicato não conseguiu ser e conquistou a confiança e o respeito de todos nós. Talvez isso explique por que lhe é atribuído tantas responsabilidades, até por alguns atos do governo. Rsrsrs.
    Graças ao amigo, permanecemos firmes e inabaláveis nos 112 dias de greve, o que nos conferiu o título de NDG (muito bem cunhado por você), entretanto, estou percebendo - e quero estar equivocada - uma fragilização e quem sabe até uma fratura no nosso NDG. A morosidade e descaso da direção do sindicato que nos representa e a maldade sem precedentes do desgoverno que tem tratado todos os educadores no chicote, submetendo-nos a um estado de flagelação e tortura, dignos de poucos carrascos, tem abalado alguns colegas, levando-os ao desânimo e alguns à desistência. Todavia, é tempo de luta e resistência. Se reagindo somos tratados dessa forma, imaginem se desanimarmos?

    ESTEJAMOS TODOS DE PLANTÃO, PRONTOS PARA OS NOVOS EMBATES – DESSA VEZ SEM GREVE – MAS COM MUITA GARRA E DISPOSIÇÃO. ESSE GOVERNO E SEUS ASSECLAS NÃO FICARÃO IMPUNES,

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  116. Sugestão:


    “Revelemo-nos mais por atos do que por palavras,

    dignos de possuir este grande País.”
    Teodomiro C Santiago

    ResponderExcluir
  117. Pessoal, sejam otimistas, a situação vai ser revertida, podem confiar.

    O governo além de praticar o maior roubo da história em Minas, afrontou o Supremo, ou seja a Corte maior, criando uma Lei Estadual com objetivo de não cumprir a Lei Federal(nº 11.738/08), cometendo um crime de Improbidade Administrativa, com certeza terá que pagar por isto.
    A partir de fevereiro todos terão provas do prejuízo que terão, pela não aplicação do piso na carreira(não foi revogada), então todos deverão organizar para cobrar na justiça a implantação do Piso na carreira e todas as parcelas retroativas.
    Sebastião de Oliveira

    ResponderExcluir
  118. Todos professores receberão no mês que vem, no modelo unificado (subsidio) e serão posicionados. Os servidores poderão acompanhar o posicionamento a partir 20 de janeiro no portal do servidor de minas gerais:

    https://www.portaldoservidor.mg.gov.br/

    Os servidores poderão ver seu posicionamento visitando o histórico funcional do portal do servidor.

    O governo tem que muito melhorar a folha de pagamento, acho que o ideal seria 2000,00 reais.
    E não 1386,00 para quem migrar para letra c no posicionamento do subsidio.

    ResponderExcluir
  119. Caros colegas,
    estou afastada para aposentar a quase 3 anos(pode?)e a muito tempo a história do governo pagar dois meses atrasados já existia.É verdade, ele paga em janeiro o pagamento referente a novembro.Até nisso há enganação.É mais um ponto a ser cobrado.Ele coloca o mês anterior para ficar bem na fita como se pagasse em dia,entenderam?

    ResponderExcluir
  120. Caro Professor Euler,
    O reajuste de 5% dado pelo governador de mg , retroativo a outubro de 2011 se estende aos professores da rede pública ?
    Só gostaria de saber isso ao certo!
    Você saberia me responder?
    Abraços
    Jaque

    ResponderExcluir
  121. Euler
    Estou achando que vamos ter outra surpresa pela frente. Vi no diário oficial de Minas Gerais uma tabela com os salários do novo subsídio com valores muito abaixo do que os colocados no site do governo ( em média 960 reais, para um professor com 10 anos de carreira). Você saberia informar algo sobre isso??
    Abraços

    ResponderExcluir
  122. Gente acabei de ler no Portal do Servidor em Situação Funcional .Fui posicionada em 26/12 da mesma maneira em que fiquei no subsidio 1 T2A. Nem mudaram minha letra como está previsto na lei.Tenho 23 anos de serviço e Pós Graduação,pasmem! Há um ERRO grotesco nisto.O povo da superintendência está ficando doido e nos colocando também!!!

    ResponderExcluir
  123. (Parte1)Estou perplexa. Esta jornalista é quente!!! No fundo ela tem razão.
    Abraços,Kaliup Soares
    "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou no coração humano aquilo que Deus tem preparado para aqueles que n'Ele esperam." l Coríntios 2:9
    NÃO DEIXE DE LER - Carta aberta ao Didi da Rede Globo
    Dentro de poucos dias teremos novamente o "CRIANÇA ESPERANÇA", ENTÃO LEIA COM ATENÇÃO E SE ENTENDER QUE DEVE, REPASSE AOS SEUS CONTATOS....SE 30% DOS BRASILEIROS (AS) FIZESSEM O QUE A SRA.ELIANE ESTÁ FAZENDO, O BRASIL SERIA OUTRO.PARABÉNS.CARTA ABERTA DE ELIANE SINHASIQUE (jornalista e publicitária) PARA RENATO ARAGÃO (o Didi da REDE GLOBO DE TELEVISÃO) . . . . . !!!
    Nota DEZ para essa mulher ! Parabéns
    R E P A S S E M . . . . . .
    Querido Didi,

    Há alguns meses você vem me escrevendo pedindo uma doação mensal para enfrentar alguns problemas que comprometem o presente e o futuro de muitas crianças brasileiras. Eu não respondi aos seus apelos (apesar de ter gostado do lápis e das etiquetas com meu nome para colar nas correspondências) .........
    Achei que as cartas não deveriam ser endereçadas a mim. Agora, novamente, você me escreve preocupado por eu não ter atendido às suas solicitações
    Diante de sua insistência, me senti na obrigação de parar tudo e escrever uma resposta. Não foi por " algum motivo " que não fiz a doação em dinheiro solicitada por você. São vários os motivos que me levam a não participar de sua campanha altruísta (se eu quisesse poderia escrever umas dez páginas sobre esses motivos) Você diz, em sua última carta, que enquanto eu a estivesse lendo, uma criança estaria perdendo a chance de se desenvolver e aprender pela falta de investimentos em sua formação Didi, não tente me fazer sentir culpada. Essa jogada publicitária eu conheço muito bem. Êsse tipo de texto apelativo pode funcionar com muitas pessoas mas, comigo não.Eu não sou ministra da educação. Não ordeno e nem priorizo as despesas das escolas e nem posso obrigar o filho do vizinho a freqüentar as salas de aula.A minha parte eu já venho fazendo desde os 11 anos de idade, quando comecei a trabalhar na roça para ajudar meus pais no sustento da família.Trabalhei muito e, te garanto, TRABALHO NÃO MATA NINGUEM ! Muito pelo contrário, faz bem !Estudei na escola da zona rural, fiz Supletivo, estudei à distância e muito antes de ser jornalista e publicitária eu já era uma micro- empresária. Didi, talvez você não tenha noção do quanto o GOVERNO FEDERAL tira do nosso suor para manter a saúde, a educação, a segurança e tudo o mais que o povo brasileiro precisa. Os impostos são muito altos ! Sem falar dos Impostos embutidos em cada alimento e em cada produto ou serviço que preciso comprar para o sustento e sobrevivência da minha família.

    ResponderExcluir
  124. (Parte2)Eu pago pela educação duas vezes : pago pela educação na escola pública, através dos impostos, e na escola particular, mensalmente, PORQUE SOMENTE A ESCOLA PÚBLICA NÃO ATENDE COM ENSINO DE QUALIDADE QUE, ACREDITO, MEUS DOIS FILHOS MERECEM !!!Não acho louvável recorrer à sociedade para resolver um problema que nem deveria existir, pelo volume de dinheiro arrecadado em nome da educação e de tantos outros problemas sociais !O que está acontecendo, meu caro Didi, é que os administradores dessa dinheirama toda não veêm a educação como prioridade !PARA ÊLES, A EDUCAÇÃO LHES RETIRA A SUBSERVIÊNCIA E ÊSSE FATO, POR SI SÓ, NÃO INTERESSA AOS POLÍTICOS QUE ESTÃO NO PODER. POR ISSO, O DINHEIRO ESTÁ SAINDO PELO RALO; ESTÃO JOGANDO FORA , OU APLICANDO MUITO MAL !!!Para você ter uma idéia, na minha cidade cada alimentação de um presidiário custa para os cofres públicos R$ 8,82 (oito reais e oitenta e dois centavos), enquanto que a merenda de uma criança na escola pública custa R$ 0,20 (vinte centavos) !!! O governo precisa rever suas prioridades, você não concorda ? Você pode ajudar a mudar isso ! Não acha ?Você diz em sua carta que não dá para aceitar que um brasileiro se torne adulto sem compreender um texto simples ou conseguir fazer uma conta de matemática. Concordo com você !É por isso que sua carta não deveria ser endereçada à minha pessoa. Deveria ser endereçada a Presidente da República !!!Ela é " a cara " !!! Ela é quem tem a chave do cofre e a vontade política para aplicar os recursos !Eu e mais milhares de pessoas só colocamos o dinheiro lá para que eles façam o que for correto e necessário para melhorar a qualidade de vida das pessoas do país, sem nenhum tipo de distinção ou discriminação. MAS, NÃO É O QUE ACONTECE !!! No último parágrafo da sua carta, você joga, mais uma vez, a responsabilidade para cima de mim, dizendo que as crianças precisam da "minha doação" e que a "minha doação" faz toda a diferença...Lamento discordar de você, Didi !!! Com o valor da doação mínima de R$ 15,00(quinze reais) eu posso comprar 12 quilos de arroz para alimentar minha família por um mês, ou posso comprar pão para o café da manhã para 10 dias..... !!!Didi, você pode até me chamar de muquirana, não me importo, mas, R$ 15,00(quinze reais) eu não vou doar !

    ResponderExcluir
  125. (Parte3)Minha doação mensal já é muito grande. Se você não sabe, eu faço doações mensais de 27,5% de tudo o que ganho !!!Isso significa que o governo leva mais de um terço de tudo que eu recebo e posso te garantir que essa grana, se ficasse comigo, seria muito melhor aplicada na qualidade de vida da minha família !Você sabia que para pagar os impostos eu tenho que dizer NÃO para quase tudo que meus filhos querem ou precisam ? Meu filho de 12 anos quer praticar tênis e eu não posso pagar as aulas que são caras demais para nosso padrão de vida. Você acha isso justo ? Acredito que não. Você é um homem de bom-senso e saberá entender os meus motivos para não colaborar com sua campanha pela educação brasileira.Outra coisa Didi, MANDE UMA CARTA PARA A PRESIDENTE "DILMA" pedindo para ela selecionar melhor os ministros e também os professores das escolas públicas ! Só escolher quem, de fato, tem vocação para ser ministro e para o ensino. Melhorar os salários daqueles profissionais também funciona para que êles tomem gosto pela profissão e vistam, de fato, a camisa da educação ! Peça para Ela, também, fazer escolas de horário integral, escolas em que as crianças possam, além de ler, escrever e fazer contas, possam desenvolver dons artísticos, esportivos e habilidades profissionais. Dinheiro para isso está sobrando sim ! Diga para Ela priorizar a educação e utilizar melhor os recursos.Bem, você assina suas cartas com o pomposo título de Embaixador Especial do Unicef para Crianças Brasileiras e eu vou me despedindo assinando... Eliane Sinhasique - Mantenedora Principal dos Dois Filhos que Pari !!!P.S.: Não me mande outra carta pedindo dinheiro. Se você mandar, serei obrigada a ser mal-educada: vou rasgá-la antes de abrir.PS2* Aos otários que doaram para o criança esperança, fiquem sabendo : AS ORGANIZAÇÕES GLOBO ENTREGAM TODO O DINHEIRO ARRECADADO À UNICEF E RECEBEM UM RECIBO DO VALOR PARA DEDUÇÃO DO SEU IMPOSTO DE RENDA !!! Para vocês a Rede Globo anuncia: essa doação não poderá ser deduzida do seu imposto de renda ! PORQUÊ É ELA QUEM O FAZ !!! PS3* E O DINHEIRO DA CPMF QUE PAGAMOS DURANTE 11(ONZE) ANOS? MELHOROU ALGUMA COISA NA EDUCAÇÃO E NA SAÚDE DURANTE ESSES ANOS? BRASILEIROS PATRIOTAS (e feitos de idiotas) !!!DIVULGUEM ESSA REVOLTA.... Isto deveria chegar a Brasilia, não acha ???
    "A felicidade de termos o Senhor como nosso Pastor."

    ResponderExcluir
  126. O tempo está passando e cada vez mais o piso está se distanciando de nós!

    - Impeachment desse desgovernador? Ele já escapou do atual processo de abuso econômico durante o período eleitoral passado(tem costas quentes).
    - Protestos para à sociedade? A sociedade não está nem aí para nós! Tirando raras exceções de alguns pais que estão percebendo nossa situação.
    - O sindicato está me assustando com esse silêncio e morosidade!

    - Se não tomarmos logo uma atitude ficaremos na míseria durante os três anos que faltam para que esse demente deixe o cargo. E após essa situação talvez nem tenhamos direito mais ao piso!

    Vamos acordar e cobrar uma atitude do sindicato!

    ResponderExcluir
  127. João Paulo Ferreira de Assis3 de janeiro de 2012 21:58

    Prezados amigos e companheiros de luta

    É preciso muito cuidado ao nos corrigirmos uns aos outros. Por outro lado ao escrever, é necessário que tenhamos sempre à mão um dicionário e o cuidado de relermos o que escrevemos. Às vezes nós nos descuidamos disso, e eu mesmo já percebi um erro de concordância depois de publicado o comentário. Claro que o corrigi em seguida em outro comentário.

    Por que insisto nisso? Muitas pessoas do governo aqui vêm para espiar nossos erros. E quando deparam-se com algum, vão correndo contar ao governador. Lógico que isso cria um argumento que se for bem aproveitado pela mídia governista pode significar nossa derrota definitiva. Por isso é necessário cautela.

    Outro assunto: quando alguém tiver uma sugestão de interesse da classe, não a revele aqui. O contato com o blog está no canto direito para quem quiser dar alguma sugestão.

    E esta é para o meu amigo Professor Euler: proteja seu blog. Salve os arquivos, pois você não sabe o dia de amanhã. O mesmo aconselho para outros professores blogueiros. Salvem seus arquivos, antes que os hackers do governo venham a dar cabo deles como fizeram com o da Cris.

    Saudações e até a vitória.
    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  128. VEJAM PARTE COMENTÁRIO PORTALSERVIDOR

    “Não é possível haver governo e prestação correta e boa de serviços públicos se não tivermos o servidor dedicado e motivado. Acho fundamental a valorização dos servidores”, ressaltou Antonio Anastasia. Em 2003, as despesas do Executivo com o funcionalismo eram de R$ 7,5 bilhões. A estimativa para este ano é de que elas cheguem a R$ 19 bilhões.

    HORA, SE EM 2003 NOSSO SALÁRIO ERA 660,00 ENTÃO HOJE DEVERIA ESTAR EM PELO MENOS 1.662,00 SEM FALAR QUE O AUMENTO DO FUNDEB FOI MUITO GRANDE.

    ESTÃO NOS ROUBANDO.

    O valor mínimo investido por aluno este ano pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) terá um reajuste de 21,2% frente ao aplicado em 2011, passando de R$ 1.729,28 para R$ 2.096,68. No total, o Fundeb deve investir este ano R$ 114,3 bilhões na educação básica pública, um aumento de 19,12% frente ao valor de 2011 (R$ 95,9 bilhões).

    ResponderExcluir
  129. esse governador devia tomar vergonha na cara...em outubro eu receberia 1380 liquido.... paguei greve no mes de outubro e recebi 80 reais de reposição...quanto o governador economizou com essa greve!

    ResponderExcluir
  130. MINAS RECEBERÁ MAIS DE 10 BILHÕES FNDE EM 2012

    ResponderExcluir
  131. "Nesta entrada de 2012, quando todas as promessas se renovam, é hora de cobrar os compromissos assumidos com os brasileiros. Eles precisam ser transformados em realidades enfrentadas de forma completa e integrada e não servirem apenas como matéria-prima para a farta propaganda oficial sobre um Brasil que ainda não conquistamos"

    Quer saber quem escreveu isso?
    clic aqui:

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/opiniao/17889-retrato-do-brasil.shtml

    CARA DE PAU!

    ResponderExcluir
  132. Estou indgnado com este governo, perdi minha vontade de dar aulas, minha autoestima está baixa, para que tudo volte ao normal temos de fazer com que este governo nos reconheça como professores- categoria essencial à uma não que se preze. vamos boicotar SIMAVE, PROVA BRASIL E QUALQUER AVALIAÇÃO DO GÊNERO. chega de darmos o nosso sangue a este governo, para que depois ele se vanglorie da qualidade da educação em Minas Gerais. Em 2012, se preciso for, que venham mais 112 dias de greve.

    ResponderExcluir
  133. Quem está desistindo da luta é bem digno do salarinho que anda recebendo.
    Colegas, se abaixamos a guarda, ficamos vulneráveis e o inimigo ataca.
    Mostremos a eles que estamos bem vivos e fortes.
    Revoltados é claro que estamos. Mas desistirmos depois de termos dado nosso sangue nessa greve??
    É no mínimo burrice,
    Temos é que trazer mais colegas prá junto de nós e não nos aliarmos aos fracos.

    ResponderExcluir
  134. Sabem por que o SindUte está em silêncio?
    Simples: não tiveram seus salários cortados e, depois de uma greve cansativa, tiraram férias e provavelmente estão em alguma praia, recuperando as forças para novas reuniões inúteis, visando puramente interesses próprios e políticos.
    É a única explicação lógica para tanta falta de respeito com os professores!

    ResponderExcluir
  135. Euler, muitas vezes você deixa de postar comentários cujo conteúdo é idêntico a outros que estão aqui escancarados. Democracia?
    Enfim, dou-lhe o perdão. O blog é seu.

    ResponderExcluir
  136. Prof Euler,

    Voce tem como contatar a Cris para saber o que houve com o blog dela?
    Concordo com o colega João Paulo, faça copias de tudo que foi publicado aqui.

    ResponderExcluir
  137. SUBSÍDIO = GUILHOTINA...SÓ DECEPA NOSSOS DIREITOS.

    ResponderExcluir
  138. Boa noite a todos os amigos.

    Aproveitando a dica do colega João Paulo Ferreira, peço-lhes desculpas e corrijo erro de concordância:

    De: Talvez isso explique por que lhe é atribuído tantas responsabilidades,

    Para: Talvez isso explique por que lhe são atribuídas tantas responsabilidades,

    OBRIGADA.

    Izabel/Geografia

    ResponderExcluir
  139. 2012 sera um ano pesado para nós professores, desestimulados e revoltados com a humilhação sofrida. Não sei realmente como me procederei diante do que estao nos fazendo. A tristeza supera qquer vontade de inovação

    ResponderExcluir
  140. Nem sempre a sinceridade é sinônimo de desistência.
    Cada um desabafa consoante sua freqüência no momento.
    Democracia, gente!

    ResponderExcluir
  141. Euler e companheiros/as de luta:

    Um Feliz 2012 a todos(as) os(as) companheiros(as) de luta.
    Estive afastado do "nosso blog" por um tempo, dedicando-me ao tratamento de saúde - saúde perdida, dedicando-me à educação - e,ao mesmo tempo, por ter ido visitar meu pai que teve AVC.
    Senti falta deste espaço onde compartilhamos as nossas dores e frustrações e, "a fortiori", as nossas esperanças de luta e dias melhores.

    Como percebi em alguns comentários, também concordo que devemos iniciar as nossas manifestações em praça pública junto a tantos descontentes deste Estado. não podemos desanimar. A crueldade com que nos tratam deve acirrar, ainda mais, a nossa revolta contra este (des)governo e seus apoiadores. Mas a luta, inicialmente, não pode dar espaço para novas perdas aos educadores. Devemos saber com quem estamos lidando. Enquanto não tivermos as condições necessárias, não podemos nos arriscar, mas isso não nos impede de começarmos a fazer "0 chão de Minas tremer".

    Particularmente, tenho 15 anos de Estado, 7 biênios, 3 quinquênios, pós graduação, nenhum desconto no contracheque de empréstimo ou qualquer outro desconto que não seja aqueles obrigatórios. Meu salário: R$ 995,27; líquido a receber: R$324,00. É preciso indignar-se, conspirar a cada momento contra os ladrões que nos roubam a dignidade e o direito de cidadãos.
    Encontrei-me com irmãos, cunhados e sobrinhos de São Paulo, Itaperuna-RJ, Niterói, Montes Claros e Pirapora. Todos ficaram sabendo o que aconteceu conosco e quem são os responsáveis. Pelo que percebi, o senadorzinho faraó não tem tido a aceitação que às vezes parece ter. Tenho cunhadas professoras e ficaram abismadas com o meu "rico salariozinho".

    É hora de luta. Não vamos entregar o ouro para os bandidos. Mas não vamos jogar nossos colegas em aventuras que venham nos prejudicar ainda mais.
    Aguardo, ansiosamente, o momento de levarmos a nossa situação ao STF.

    Um abraço a todos e todas.

    Joaquim

    ResponderExcluir
  142. anônimo disse
    respeito a todas opiniões mas quando leio vcs criticando tanto o sindicato , eu me pergunto :
    se os críticos comandassem esse barco será que
    a solução estaria nos contra cheques.
    auero estar viva prá ver isso.

    ResponderExcluir
  143. A EXTINÇÃO DOS PROFESSORES - O QUE ME DIZEM?
    O texto abaixo circula na internet desde 2009.
    Mas como ele se mantém atualíssimo, vale repassá-lo para os nossos amigos.
    Trata-se apenas de um opinião de um autor desconhecido

    ====================================

    A EXTINÇÃO DOS PROFESSORES

    O ano é 2.020 D.C. - ou seja, daqui a nove anos - e uma conversa entre avô e neto tem início a partir da seguinte interpelação:


    - Vovô, por que o mundo está acabando?

    A calma da pergunta revela a inocência da alma infante. E no mesmo tom vem a resposta:

    - Porque não existem mais PROFESSORES, meu anjo.

    - Professores? Mas o que é isso? O que fazia um professor?

    O velho responde, então, que professores eram homens e mulheres elegantes e dedicados, que se expressavam sempre de maneira muito culta e que, muitos anos atrás, transmitiam conhecimentos e ensinavam as pessoas a ler, falar, escrever, se comportar, localizar-se no mundo e na história, entre muitas outras coisas. Principalmente, ensinavam as pessoas a pensar.

    - Eles ensinavam tudo isso? Mas eles eram sábios?

    - Sim, ensinavam, mas não eram todos sábios. Apenas alguns, os grandes professores, que ensinavam outros professores, e eram amados pelos alunos.

    - E como foi que eles desapareceram, vovô?

    - Ah, foi tudo parte de um plano secreto e genial, que foi executado aos poucos por alguns vilões da sociedade. O vovô não se lembra direito do que veio primeiro, mas sem dúvida, os políticos ajudaram muito. Eles acabaram com todas as formas de avaliação dos alunos, apenas para mostrar estatísticas de aprovação. Assim, sabendo ou não sabendo alguma coisa, os alunos eram aprovados. Isso liquidou o estímulo para o estudo e apenas os alunos mais interessados conseguiam aprender alguma coisa.

    continuando

    ResponderExcluir
  144. continuando....


    - Eles ensinavam tudo isso? Mas eles eram sábios?

    - Sim, ensinavam, mas não eram todos sábios. Apenas alguns, os grandes professores, que ensinavam outros professores, e eram amados pelos alunos.

    - E como foi que eles desapareceram, vovô?

    - Ah, foi tudo parte de um plano secreto e genial, que foi executado aos poucos por alguns vilões da sociedade. O vovô não se lembra direito do que veio primeiro, mas sem dúvida, os políticos ajudaram muito. Eles acabaram com todas as formas de avaliação dos alunos, apenas para mostrar estatísticas de aprovação. Assim, sabendo ou não sabendo alguma coisa, os alunos eram aprovados. Isso liquidou o estímulo para o estudo e apenas os alunos mais interessados conseguiam aprender alguma coisa.

    Depois, muitas famílias estimularam a falta de respeito pelos professores, que passaram a ser vistos como empregados de seus filhos. Estes foram ensinados a dizer "eu estou pagando e você tem que me ensinar", ou "para que estudar se meu pai não estudou e ganha muito mais do que você" ou ainda "meu pai me dá mais de mesada do que você ganha". Isso quando não iam os próprios pais gritar com os professores nas escolas. Para isso muito ajudou a multiplicação de escolas particulares, as quais, mais interessadas nas mensalidades que na qualidade do ensino, quando recebiam reclamações dos pais, pressionavam os professores, dizendo que eles não estavam conseguindo "gerenciar a relação com o aluno". O professores eram vítimas da violência - física, verbal e moral - que lhes era destinada por pobres e ricos. Viraram saco de pancadas de todo mundo.

    Além disso, qualquer proposta de ensino sério e inovador sempre esbarrava na obsessão dos pais com a aprovação do filho no vestibular, para qualquer faculdade que fosse. "Ah, eu quero saber se isso que vocês estão ensinando vai fazer meu filho passar no vestibular", diziam os pais nas reuniões com as escolas. E assim, praticamente todo o ensino foi orientado para os alunos passarem no vestibular. Lá se foi toda a aprendizagem de conceitos, as discussões de ideias, tudo, enfim, virou decoração de fórmulas. Com a Internet, os trabalhos escolares e as fórmulas ficaram acessíveis a todos, e nunca mais ninguém precisou ir à escola para estudar a sério.

    Em seguida, os professores foram desmoralizados. Seus salários foram gradativamente sendo esquecidos e ninguém mais queria se dedicar à profissão. Quando alguém criticava a qualidade do ensino, sempre vinha algum tonto dizer que a culpa era do professor. As pessoas também se tornaram descrentes da educação, pois viam que as pessoas "bem sucedidas" eram políticos e empresários que os financiavam, modelos, jogadores de futebol, artistas de novelas da televisão - enfim, pessoas sem nenhuma formação ou contribuição real para a sociedade.
    maria - contagem

    ResponderExcluir
  145. Lendo os comentários dos colegas, fiquei pensando: 144 comentários postados, outros ainda não postados e outros, que fazem a leitura e não comentam. À medida em que rolamos a barra, percebemos vários sentimentos: revolta, ansiedade,frustração com o sindicato, encorajamentos, planos para nova luta, tristezas ao ver os contra-cheques, inseguranças e revoltas com o novo subsídio, etc... Sou do Quadro Administrativo e em 30 anos de serviço, esta foi a primeira greve que me envolvi com mais intensidade. Participei das reuniões na praça da Assembléia e voltava com aqueles momentos na minha mente. Quantos profissionais deixando suas casas, seus locais de serviço, para estar ali, naquele lugar, com suas bandeiras levantadas, lutando por algo que era de direito receber dentro de seus locais de serviço. Pode-se dizer que a luta foi perdida? Não! Sabemos das críticas principalmente de quem não foi à luta: "Ah, de que valeu a greve?" Eu digo: Valeu e muiiiito" Os profissionais resistiram enquanto puderam e ainda resistem.Fazem a reposição conscientes de que o que devia fazer foi feito. Valentes, de cabeça erguida, pagaram e pagam em seus contra-cheques por aqueles que não se moveram e aqueles que criticam. E o governo? Apesar de tanta propaganda, com certeza o governo ficou abalado e Minas Gerais já não o vê como o via antes. Bom. O governo tem a mídia para se mostrar. Nós temos o Blog para nos mostrar, para desabafar, para nos informar. Qual deve ser a nossa tarefa atual? Fazer propaganda do blog. Torná-lo mais forte, mais conhecido...Oficial do servidor. Torná-lo um lugar onde nos fortalecemos através de idéias inovadoras de ações a serem tomadas. Quem sabe, algum escritório de advocacia famoso, o melhor do Brasil ou de outro país, fique sabendo que somos milhares de profissionais dispostos a contratá-los. Vamos fortalecer o Blog pessoal. Coloque no facebook, no email o convite para que seus amigos acessem.

    ResponderExcluir
  146. Olá Euler...

    Como o contrato do BB com Minas Gerais acabou no dia 31 de dezembro, gostaria de saber se posso mudar o banco no qual irei receber (descartando aquela ridícula "portabilidade")

    ResponderExcluir
  147. 03/01/2012 - 09h35
    Haddad anuncia novo piso para professores antes de deixar MEC
    PUBLICIDADE

    DE SÃO PAULO
    Antes de se despedir do MEC rumo à eleição paulistana, Fernando Haddad (PT) deverá faturar com o derradeiro gesto de visibilidade de sua gestão: o anúncio do novo piso salarial para os professores, informa o "Painel", editado interinamente por Fábio Zambeli e publicado na Folha desta terça-feira (a íntegra está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha).

    O ministro planeja anunciar o patamar de reajuste do piso nacional até o dia 15 de janeiro, que pode atingir 22% --de 2010 para 2011, o salto foi de 15,85%.

    Leia mais na edição desta terça-feira, que já está nas bancas.

    Assine a Folha

    ResponderExcluir
  148. Ja postei varios comentarios,porque eles nunca aparecem

    ResponderExcluir