sexta-feira, 14 de junho de 2013

Durante a Copa, para mostrar uma realidade que não existe, Minas suspende os direitos constitucionais dos cidadãos brasileiros. É outro país, já dizíamos.


Durante a Copa, para mostrar uma realidade que não existe, Minas suspende os direitos constitucionais dos cidadãos brasileiros. É outro país, já dizíamos.

Na propaganda paga, e mesmo naquela divulgada pelos bajuladores de uma mídia servil, Minas tem a melhor Educação pública do planeta. Não tem dengue, os números da segurança melhoram a cada dia, enfim, é um paraíso. Isso na propaganda, é claro. Então, como explicar para o mundo que os professores mineiros estão insatisfeitos, reclamam que não recebem sequer o mísero piso salarial nacional dos educadores, e que tiveram suas carreiras destruídas, sua jornada de trabalho ampliada, e seus salários congelados até 2016? Como explicar essa diferença entre a propaganda paga e a realidade nua e crua vivida pelos educadores de Minas?

Para evitar esse contraste entre a realidade e a propaganda, o governo de Minas decidiu acionar a Justiça, que, solícita, decretou a suspensão do direito constitucional à livre manifestação de protesto nos dias dos jogos da Copa ds Confederações. De acordo com a carta constitucional brasileira, é assegurado o direito de manifestar, de opinar, de protestar pacificamente em praça pública. É livre também o direito de greve, que em Minas há muito foi abolido para os servidores do estado.

Em Minas, ao governo é permitido descumprir uma lei federal, que instituiu o piso salarial nacional dos educadores enquanto vencimento básico nas carreiras destes profissionais; é permitido também ao governo congelar o salário (ou reduzi-lo, como aconteceu em 2011) dos educadores até 2016; é permitido, ainda, em nome de uma falsa transparência, destruir a carreira dos educadores, abolindo (confiscando) todos os direitos conquistados ao longo de décadas, como: quinquênios, biênios, inclusive para os antigos servidores. Para isso, a justiça é cega, assim como o ministério público e os parlamentares.

Minas é o exemplo de ditadura disfarçada de democracia, estado-país que não tem imprensa livre, e não assegura aos cidadãos o direito à livre manifestação; e que se sustenta através do binômio propaganda e repressão. O governo de Minas não negocia com os servidores em greve, cortando os seus salários quase em tempo real; mas também não negocia com os servidores quando não estão em greve. Ou seja: não há negociação com o servidor público. Para o governo de Minas, o serviço público é apenas um instrumento para políticas que realizam os desejos altamente lucrativos de grandes empreiteiros, de banqueiros e outros tipos, todos eles com o generoso perfil de forte potencial para o financiamento de campanhas eleitorais de grupos políticos que servem aos de cima, somente.

Portanto, a decisão do desembargador de proibir as manifestações de protesto dos professores e policiais civis durante a copa das confederações não nos surpreende. Minas é outro país e não está subordinada à carta Magna vigente no Brasil. Resta saber se os cidadãos brasileiros que residem nesse outro país-Minas vão concordar com essa decisão. Que as pessoas tenham o legítmo direito de assistirem aos jogos da copa, ou a quaisquer outros, até aí tudo bem, acho que ninguém é contra isso. Mas, impedir que os educadores aproveitem esse evento de massa, fortemente divulgado e propagandeado, para mostrar uma realidade que a mídia esconde durante todo o ano é a declaração cabal de que se vive, em Minas, durante muitos momentos, à margem dos direitos democráticos, republicanos, assegurados pela carta constitucional brasileira.

Acho que este ato, por si só, demonstra para o mundo que não há democracia no estado-país Minas Gerais. E que há algo de muito estranho pairando entre o chão de Minas e a propaganda paga que é exibida a cada segundo.

Sem manifestações de protesto, com poucos veículos transitando – já que foi decretado o ponto facultativo para os servidores a partir das 12h – o governo de Minas imagina poder mostrar aos turistas uma imagem maquiada, de um estado que não existe. Como já faz, aliás, com os mineiros, através do bombardeio midiático diário que é realizado por alguns comentaristas bem pagos de TVs, rádios e jornais.

Mas, talvez valha a pena, contrariando o desejo neofascista de certas autoridades, ir até a praça pública durante os dias dos jogos das copas, de forma individual ou coletiva, para mostrar aos gringos, inclusive aos gringos mineiros – aqueles que só conhecem a realidade fantasiosa da propaganda – que em Minas, outro ps, os educadores tiveram suas carreiras destruídas, estão adoecendo pela pressão e péssimas condições de trabalho; estão com os salários congelados e o piso salarial nacional burlado. E o pior: estão proibidos de protestar. Que sina triste reservaram aos educadores e a todos os cidadãos de Minas, não?

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!
 
                                       ***

113 comentários:

  1. Euler,
    Acordei e como sempre faço, fui ler as noticias do dia.
    ESTARRECIDA mais uma vez com a capacidade deste desgoverno de Minas. Não com a decisão do desembargador, pois o TJMG, desde quando não está a serviço desde desgoverno, contra os policiais civis e profissionais da Educação? Não deveria nem estranhar, mas mesmo assim fiquei chocada!!! Minas é um Estado a parte mesmo.Já rasgou a CF várias vezes e ninguém faz nada. Aócio Never ficou 8 anos e deu 10 por cento de aumento e esse Anasta retirou TODOS os direitos dos trabalhadores. Ninguém tem aumento, carreira congelada, todo mundo desestimulado, Gazolita e Renatita falam como se Minas fosse lugar de sonhos, desde que ninguém possa falar contra. Estou com nojo. Esse é o meu sentimento ao ler as noticias de hoje. Envergonhada em ser funcionária do Estado. A babá de minha prima esta ganhando 1800 reais, mais plano de saúde e todas as regalias. E esse povo vai pra tv fazer propaganda. Só Jesus!!!!!
    Maria

    ResponderExcluir
  2. Enojada, absurdada, completamente sem palavra diante de tanto arbítrio deste desgoverno.
    Minas sem Lei, sem justiça. Sentimento de impotência diante dessas atitudes desse desgoverno e dessa INjustiça mineira.
    A impressão é que voltamos a Idade Média e a Santa Inquisição!!!!
    Que respostas o povo mineiro dará a isso????

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Este desgoverno...

      Sinceramente...

      TENHO VONTADE DE VOMITAR!!!

      Excluir
    2. Que povo mineiro? O povo mineiro quer escola/babá para cuidar do filho e tem. Tem um estado lindo na tv e acredita. Vê o professor como o vagabundo que atrapalha o trânsito. O povo mineiro vai aplaudir o governo que controla os "terroristas, arruaceiros e baderneiros" de Minas. Professores, não adianta greve sem trazer os pais para o nosso lado. A tv só mostra o lado "ruim" da greve. e o povo acredita na tv.

      Excluir
    3. A nossa resposta é ficar agora do lado do sindicato e juntar o máximo de pessoas possível para a manifestação. Beatriz acabou de dar entrevista na Itatiaia 16:00 e disse que não vamos esmorecer.Agora é pré valer. Todos lá na manifestação.AVANTE O QUE FOR GUERREIRO!!!

      Excluir
  3. TRISTE MESMO ESSA SITUAÇÃO. EU ASSISTI HOJE NA TV QUE O SINDICATO QUE FIZESSE MANIFESTAÇÃO PAGARIA 500 MIL AO DIA DE MULTA. CADE O SINDICATO? QUE PAGUE MULTA E FAÇA A MANIFESTAÇÃO! AQUI NA MINHA CIDADE TEM UMA REDE SUPERMERCADO QUE PAGA VULTUOSAS MULTAS PARA ABRIR NO FERIADO. SERÁ QUE NÃO VALE A PENA A NOSSA CAUSA?ESTOU VENDO QUE O POVO JÁ ESTÁ ESTÁ DESANIMADO DE COMENTAR O ASSUNTO NESSA PÁGINA.ACORDA POVO DE DEUS VÊ SE REAGE. VAMOS PERDER UMA GRANDE OPORTUNIDADE DE PROTESTAR TANTA INJUSTIÇA!

    MARLI. MINAS .GV

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marli e Colegas,

      Espero que mais esta arbitrariedade, assim como o desafio que a Gazola nos fez, de que queria ver se seríamos capazes de nos mobilizar e pararmos, sirva de gatilho para nós, para uma postura sensata de união e espírito de equipe, que nos leve a dar um basta neste desmando instituído, e por tabela, decepcionar a Gazola quanto a nossa capacidade de aglutinar e fazer valer a lei.
      Não a deles, mas da Constituição Federal, a do Piso.

      O que mais precisa acontecer para que os PROFESSORES mudem realmente, de postura?

      Antonio Carlos

      Excluir
    2. A GAZOZA terá sua resposta. Convidem o máximo de pessoas que puderem. BORA LÁ.

      Excluir
    3. Pagar nada.Esse governador não paga o que nos deve,porque o sindicato vai ter que pagar alguma coisa.
      A dívida dele(governo)para conosco é muito maior que isso.
      Governo caloteiro!

      Excluir
  4. Abraçar o Mineirão com os policiais civis proibido vai ser mais gostoso.Quero ver se a PM vai "dispersar" os policiais civis.Coitado deles.

    ResponderExcluir
  5. SINDUTE, por favor,coloca ma mídia alguma notícia sobre esta proibição dos educadores não poder manifestar durante os jogos ou será que isso também
    está proibido.Tumulto não vai causar nas ruas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. POdemos sim pais livre e em minas não tem lei, logo podemos fazer de tudo

      Excluir
  6. Ouvi no Bom Dia Minas fiquei estarrecida..Estamos vivendo uma ditadura camuflada em MG. Que retrocesso!!

    ResponderExcluir


  7. ISSO DEVERIA SER INACEITÁVEL SERMOS MANIPULADOS DE TAL FORMA!SEM FORÇA NENHUMA DE REIVINDICAR NOSSOS DIREITOS! AONDE ESTÁ O SINDICATO? OUVI NA TV QUE O MESMO TERIA QUE PAGAR 500 MIL AO DIA SE HOUVER MANIFESTAÇÃO E QUE PODERIA SER USADO SOMENTE A AFONSO PENA. ISSO PROCEDE?QUE SEJA PAGO ESSA MULTA HA UMA REDE DE SUPERMERCADOS AQUI NA CIDADE QUE PREFERE PAGAR MULTA E ABRIR
    NO FERIADO.VAMOS PESSOAL FAZER ALGO PARA MUDAR ESSA SITUAÇÃO, NÃO PODEMOS PERDER A OPORTUNIDADE DE MOSTRAR NOSSA INSATISFAÇÃO PARA O MUNDO.ESTOU PERCEBENDO QUE MESMO AQUI NO BLOG AS PESSOAS NÃO ESTÃO POSTANDO COM A MESMA VONTADE DE ANTES. FORÇA POVO DE DEUS!
    MARLI. MINAS. GV.

    ResponderExcluir
  8. Carioca arrependido.14 de junho de 2013 12:20

    "A desobediência é aos olhos de qualquer estudioso de História, a virtude original do homem. é através da desobediência que se faz o progresso, através do progresso e da rebelião." OSCAR WILDE
    ENTÃO:
    Pra cima deles SindUTE/MG que nós pagamos a multa com o Dia Sindical. O governo está com medo de nós...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Sindute já se manifestou na Itatiaia 16:00. Todos na manifestação. Estamos no nosso direito. Então vamos lá. A Beatriz estará lá. Não a deixemos pagar mico.O sindicato somos nós.

      Excluir
  9. SIND-UTE mantém calendário de greve apesar de liminar ditatorial conseguida pelo governo de Minas Gerais
    http://www.cnte.org.br/index.php/giro-pelos-estados/556-mg/12072-sind-ute-mantem-calendario-de-greve-apesar-de-liminar-ditatorial-conseguida-pelo-governo-de-minas-gerais.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, SINDUTE! Não deve se deixar levar.O governo quer aparecer para os outros, mostrar aquilo que não é.Foi com nosso dinheiro do piso que isto tudo tá acontecendo aqui.

      Excluir
    2. Será que os professores vão dar este doce de leite para a Gazolla?Ela acha que a maioria dos professores não vão ter coragem de ir em frente.Mostremos que somos muito fortes.Vamos lá, gente!A hora é agora.

      Excluir
    3. Insistem em dizer que pagam mais que o piso.
      Façamos uma faixa com letras garrafais:
      GOVERNO DE MG NÃO PAGA O PISO, PAGA SUBSÍDIO.
      SUBSÍDIO É REMUNERAÇÃO TOTAL.
      Talvez assim o povo comece a entender a nossa luta.

      Excluir
  10. Ei tiurma!

    Cuidado porque temos policiais militares zanzando nesse espaço. Estão loucos para descobrirem onde será a concentração. Suspeito que muitos grevistas estão sendo vigiados de perto. Euler é bom filtar certs indagações por aqui porque o Estado nos vê como bandidos. Viva o fim da letargia e morosidade da nossa classe estudantil. Viva a luta nas ruas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sindute já divulgou. A concentração será na Igrejinha da Pampulha.

      Temo que antes mesmo de sairmos de lá já estejamos cercados.

      Excluir
  11. Que nojo! Nao dá prá fazer impeachment desse desgoverno não? Tantos desmandos como se isso fosse terra de ninguém. Façamos a manifestação, serão os 500 mil mais bem gastos do mundo...vamos lá sind ute, sair desta letargia, pois eles estão contando com a inércia dos servidores. Mas é um absurdo mesmo, esse desgoverno tem um poder sobre todas os poderes e sobre a mídia vendida que é inacreditável. Será que a polícia civil vai retroceder? Isso mostra que ele tem medo da repercussão do movimento... Sindicato dê seu parecer parecer, vamos pagar pelo menos por um dia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beatriz falou,agora, na Itatiaia.Todos lá na manifestação. Não vamos nos acovardar.ESPALHEM.Não deixem a classe esmorecer.

      Excluir
    2. Ai que meda!
      Tadinho o Naná tá com medo.
      Isso é pura covardia.
      Não sejamos como ele, vamos à luta,com a cara e a coragem.
      Força gente,a lei está do nosso lado.
      Vamos tocar o terror nessa turma nojenta!

      Excluir
  12. PRECISAMOS SEGUIR EXEMPLO DA GALERA (PASSE LIVRE) NOTA 10 EM ORGANIZAÇÃO

    NUNCA FIZEMOS ISSO, JÁ ESTA NA HORA DE NOS ORGANIZARMOS PARA UM ATO MUITO MAIOR QUE ESSE DA GALERA.

    ResponderExcluir
  13. ESTÃO FALANDO QUE NÃO PDOEMOS FAZER ATOS PORQUE MULTARÃO SINDICATO.

    PRONTO RESOLVIDO, VAMOS PARA FACEBOOK, LÁ ORGANIZAREMOS O EVENTO.
    SERÁ QUE O GOVERNO MULTARÁ O FACE?

    ResponderExcluir
  14. Carioca arrependido.14 de junho de 2013 14:23

    Sobre os protestos contra o aumento das passagens.
    autor: Aécio Neves
    " E assim como no período ditatorial, a “grande imprensa” defende a pancadaria fardada. O adjetivo mais leve dado aos manifestantes é “vândalo”. Até mesmo quando jornalistas são presos, como Piero Locatelli de CartaCapital, apenas por estarem no local realizando seu trabalho, os barões da mídia publicam aberrações como “a PM foi obrigada a reagir com violência”. Mas lamentável mesmo é ver que tem jornalista que produz esse tipo de coisa. Essa é, sem sombra de dúvida, uma categoria sem solidariedade."
    http://caduamaral.blogspot.com.br/2013/06/sobre-os-protestos-contra-o-aumento-das.html
    Passagens de MG:
    BH - Caiçara = R$1,90
    BH - Conjunto Palmital = R$3,45
    BH - Contagem = dizem que é quase cinco reais.
    Esse senador é muito meigo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Senador RIDÍCULO.Está fazendo média. É exatamente assim que ele age ou pior ainda.Está jogando pedras em São Paulo porque Alkmim está querendo o lugar dele na presidência e o Haddad é do PT. FORA AÉTICO!!!!

      Excluir
  15. Oh, a barriga doeu.
    Governo é assim, quando sabe que vai ficar pra trás, começa a querer impedir a manifestação, usando a sua ferramenta mais fácil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Governo covarde e sem caráter.Quando a coisa aperta pro lado dele,corre pra debaixo da saia da "mamãe"(justiça mineira comprada).
      Seja "homem" e honre as calças que tu vestes.
      Difícil, não!

      Excluir
    2. Honrar como..acho que ele não gosta de calça e sim de s...

      Excluir
  16. Professor não deve deixar a oportunidade passar.É agora ou nunca.

    ResponderExcluir
  17. Nada de face.É continuar como tudo estava programado.Toda vez que ele ameaçar, vamos abaixar a cabeça? Que absurdo!Vamos em frente, ele está com medo da mídia lá de fora.Desistir jamais.

    ResponderExcluir
  18. Somos quantos filiados? Numa média de 15,00 reais por mês de cada um quanto seria? Vamos fazer as contas e ver se dá para bancar a multa. É por isso que penso que o dinheiro do sindicato deveria ser melhor aproveitado, no lugar de fazer turismo e encontros que não levam a nada. Essa multa seria o melhor dinheiro gasto pelo sindinútil.

    ResponderExcluir
  19. É espantosamente deprimente a falta de coragem dos colegas PROFESSORES (?)...

    O governo faz o que faz e os colegas não se levantam para nada. Ficam à espera de que outros façam por eles, aquilo que é obrigação deles fazerem.

    Basta ver o Link no início da página, que o Prof. Euler disponibilizou aqui para nós, do abaixo-assinado pelo pagto do Piso: 3.600 assinaturas apenas. Que vergonha! Quantos somos?

    Ôooo Professores de Minas: acordem, gritem, lutem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, meu caro aqui em Minas existem muitos cabos eleitorais do governo dando aulas o que você pode esperar disso?!

      Os governantes não são bobos, não jogam pra perder. A boquinha é tão boa que eles vão com tudo. Além disso tem outra coisa, o pessoal elegeu um inimigo comum o PSDB, eu pergunto e quem tiver a resposta pronta que a apresente, por que o governo de Minas que governa fazendo uso de instrumentos da época da ditadura militar impõe leis no Estado que afrontam a Constituição Federal e nem o governo federal e supremo não tomam atitude? Da minha parte dá pra ver que o PSDB ainda tem muita força até mesmo nacional, ou seja, apoio de outros políticos representativos que não aparecem explicitamente aos nossos olhos. Quem tiver outras respostas que a apresentem, pois a nossa força se revela a partir de conceitos teóricos que possam explicar esse novo tipo de dominação da qual estamos vivendo.

      Excluir
  20. Acabei de ouvir,agora, na Itatiaia no noticiário das 16:00, a Beatriz Cerqueira dizendo que vamos,sim fazer nossa manifestação pacífica no Mineirão e mostrar nosso direito de manifestação de acordo com a lei.Então,todos lá mostrar prá estes ditadores que não temos medo deles.Estamos com a lei do nosso lado.Não são eles que vão mudar uma lei federal.CHEGA DE REPRESSÃO. CHEGA DE HUMILHAÇÃO.Espalhem para todos. A Beatriz disse que vai,sim ter uma grande manifestação.

    ResponderExcluir
  21. O que está ocorrendo no Brasil e em particular nos estados governados pelo PSDB e DEM é a configuração de um Estado truculento de extrema direita o mesmo que vem ocorrendo na Europa é preciso ficarmos atentos. Essa proibição não pode conter os movimentos sociais a desobediência deve ocorrer, SP é um bom exemplo, um movimento sem liderança ou líderes. Devemos convocar sim toda a sociedade e em particular o movimento estudantil, professores, policiais civis e demais movimentos pró democracia.
    ESSE É O JEITO PSDB DE GOVERNAR, VOCÊS LEMBRAM DA ÉPOCA DAS PRIVATIZAÇÕES, O APARATO POLICIAL NA RUA, AS AGRESSÕES AOS MOVIMENTOS SOCIAIS, PURA DITADURA. TUDO A MANDO DO VEIÃO FHC.

    ResponderExcluir
  22. ESTA POSIÇÃO DA JUSTIÇA MINEIRA INVIABILIZA A CONSTRUÇÃO DE UM ESTADO DEMOCRÁTICO. A PESSOA QUE DEU ESSE PARECER PRECISA SER INTERNADO.

    ResponderExcluir
  23. Os movimentos contra o aumento das passagens de ônibus, metrô e trem nas principais capitais brasileiras, principalmente em São Paulo, têm ganhado força nos últimos dias e, no mesmo caminho, moradores de Belo Horizonte tentam se organizar.

    Através do Facebook, jovens mineiros programam uma reunião na Praça da Savassi, na região Centro-Sul da cidade, neste sábado (15), a partir das 13 horas. A intenção deles é definir a data e o direcionamento de uma grande manifestação exigindo a redução da passagem de ônibus, cujo valor aumentou para R$ 2,80 no primeiro dia deste ano, o que representou um reajuste de 5,66%.

    Na página do evento, que até a manhã desta sexta-feira (14) já contava com mais de 4 mil participantes confirmados, os organizadores chamam a atenção para a necessidade de BH se "sintonizar" com as outras cidades, tudo por um "ato nacional".

    Leia também:
    Sem verbas, BHTrans restringe passe livre a deficientes e pode aumentar preço do ônibus
    Em São Paulo, repórter da Folha atingida no olho por bala de borracha relata covardia da PM


    O local para a reunião não teria sido escolhido aleatoriamente. No mesmo dia, integrantes do Comitê Popular dos Atingidos Pela Copa (COPAC) deverão promover um ato lúdico na praça.

    Para chamar a atenção da sociedade, o comitê pretende fechar uma das avenidas da região e realizar um campeonato de futebol. Outros grupos sociais, moradores de rua e movimentos sindicais também devem estar presentes.

    "Resolvemos fazer a reunião lá pra aproveitar a presença desses companheiros. A ideia é somar os dois movimentos, ficarmos maiores e mais mobilizados", escreveu um dos idealizadores, identificado como Tom Caetano.

    Em São Paulo, uma onda de protestos gera polêmica devido aos conflitos entre estudantes e polícia, que tem agido com arbitrariedade e violência. Pelo menos 237 pessoas foram detidas e diversos manifestantes e jornalistas feridos por policiais militares e do Choque.

    Ainda pelo Facebook, os organizadores mineiros antecipam que uma possível manifestação pode tomar grandes proporções, como na capital paulista. "Vamos fazer isso aqui virar São Paulo! (...) Não esperemos mais um aumento! Levantemo-nos já! 2,80 já é um roubo há muito tempo! Se a passagem não cair, BH vai explodir", avisa o comunicado.

    Outras manifestações

    Ainda no sábado, estão programadas outras duas manifestações: o Ato contra o Estatuto do Nasciturno e também o "picnic" (sic) junino do Fica-Ficus. O primeiro deve acontecer às 13 horas, na Praça Sete. A intenção dos protestantes é impedir que o Estatuto do Nascituro, que prevê a chamada "bolsa-estupro", seja aprovado. Assim como o ato a favor da redução das passagens em BH, o movimento também é organizado pelo Facebook. Neste caso, mais de 1.160 pessoas confirmaram a presença.

    Já o "picnic" (sic) junino do Fica-Ficus ocorre no mesmo horário. O grupo defende a permanência dos Fícus da rua Bernardo Monteiro e de todos os outros da cidade. "Mas, [o protesto] vai além da defesa de árvores adoecidas pelo descaso e pretende defender e lutar pelo aumento de áreas verdes em nossa cidade", afirmam os idealizadores por meio do site Fica Ficus

    ResponderExcluir


  24. APOIO INTERNACIONAL
    Protestos são organizados na Europa em solidariedade aos atos públicos no Brasil
    Estrangeiros e brasileiros residentes no exterior prestem apoio às manifestações contra o aumento das passagens em SP
    Enviar por e-mail
    Imprimir
    Aumentar letra
    Diminur letra
    Fonte Normal
    Mais Notícias
    PUBLICADO EM 14/06/13 - 16h34
    DA REDAÇÃO

    Três protestos estão sendo organizados - em Paris, Berlim e Dublin - como forma de dar apoio aos manifestantes em São Paulo. Brasileiros que moram no exterior e estrangeiros, por meio do Facebook, estão empenhados em prestar solidariedade às pessoas que sofreram ação violenta da polícia durante ato contra o aumento das passagens dos transportes públicos.

    A primeira passeata vai ocorrer na Alemanha, neste domingo (16), às 13h (18h, no horário de Brasília). Na França, a manifestação deve ser realizada no dia 28 de junho, às 17h (22h, no horário de Brasília). Na capital da Irlanda, "cartazes, bandeiras e instrumentos musicais" serão levados às ruas como forma de protesto. O ato está marcado para acontecer neste sábado (15), a partir das 13h (15h, no horário de Brasília).

    Na página criada na rede social, um dos organizadores demonstrou sua indignação. “Mesmo que tenhamos um oceano de distância, nós, brasileiros no exterior, queremos demonstrar nossa recusa em aceitar a violência militar contra os protestos democráticos no Brasil. Contra a repressão policial, contra a barbárie dos governantes”, afirmou.
    http://www.mg.maisperto.com.br/index.php/mais-links/sites-uteis-minas-gerais-1/16-jornais-de-minas-gerais/359-jornal-o-tempo-online

    ResponderExcluir
  25. Alô pessoal! A opinião pública está indgnada não com as manifestações e sim com o fato de ser proibido apenas nos dias da copa. E o sindicato vai manter o calendario de greve e fazer as manifestações e recorrer da liminar do desembargador. Parabéns ao sindicato pela decisão. Vi reportagem no EM (estado de Minas), e os comentários sobre a reportagem são a maioria à favor das manifestações. Vamos mostrar as confederações O pais Minas real... Pasmem, alguém gravou um vídeo em que um policial de São Paulo quebrou ovidro de sua própria viatura prar culpar os estudante em R7.com... Vamos à luta mas com cuidado. Quisera todas as categorias saude, polícia civil,educação etc se unissem contra esse desgoverno que gasta milhoões em estádio e deixa escolas, hospitais e servidores sem verba.

    ResponderExcluir
  26. Onde estudaram os desembargadores do TJMG?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde não sei, mas as cartilhas eram da ditadura.E como aprenderam direitinho o beabá.

      Excluir
  27. Nós não vamo paga nada
    Nós não vamo paga nada
    É tudo free!
    Tá na hora agora é free
    Vamo embora
    ...

    Pessoal,
    acabo de chegar do II Seminário do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa (COPAC) realizado no auditório da Faculdade de Arquitetura da UFMG. Amanhã (15) às 13:00, Pça da Savassi, grande concentração para deliberação de atos. Eles vão engrossar o nosso caldo. Compareçam!

    ResponderExcluir
  28. Professorado,

    chegou a hora de dar o troco no [des] governador e seus asseclas. Tenho "passeado" pelas redes sociais e muitos estão prometendo engrossar o caldo, além do SINDFISCO E SINDSAUDE. Os colegas da Polícia Civil já confeccionaram várias faixas em inglês para o estrangeiro saber da situação deplorável do funcionalismo. Portanto, não fiquem em casa e venham somar forças. MOVIMENTO PACÍFICO! Em tempo: protesto contra o preço da passagem de BH (nos moldes de SP) será confirmado amanhã (15) na pça da Savassi.

    Aécio:
    (...) por isso não adianta
    pisar mais alto degrau da fama
    com a moral toda enterrada na lama
    ...

    ResponderExcluir
  29. O que mais falta acontecer neste PAÍS CHAMADO MINAS GERAIS??? INDIGNAÇÃO... REVOLTA... são os únicos sentimentos que habitam em meu coração neste momento.

    ResponderExcluir

  30. http://www.novojornal.com/politica/noticia/governo-do-psdb-com-apoio-do-tjmg-implanta-ditadura-do-judic-14-06-2013.html


    http://www.novojornal.com/politica/noticia/tjmg-filhos-do-presidente-brincam-de-esconde-esconde-proces-12-06-2013.html

    ResponderExcluir
  31. Acabei de ler no portal Uai que a BHTRANS poderá entrar em greve na próxima semana... VAMOS UNIR FORÇAS CONTRA ESTE GOVERNO DITADOR!!! GREVE JÁ!!!

    ResponderExcluir

  32. http://www.youtube.com/watch?v=rH5TRzmOVFo

    ResponderExcluir
  33. Palavra do Governador: “Minas quer ser a vitrine do Brasil na Copa das Confederações.”
    Taí o motivo da proibição das manifestações.Está com medo que quebrem a vitrine dele, que por sinal é de material podre e construída com o suor dos mal remunerados trabalhadores mineiros.

    ResponderExcluir
  34. Que os juízes e desembargadores eram psicopatas eu já sabia. O que eu não sabia é que eles eram ignorantes, qual lei dá a esse senhor o direito de fazer isso? A lei da máfia?

    Se eles não ligam para as leis, é legítimo que nós, o povo, também o façamos.

    Há que se pagar o preço, democracia custa caro.
    Em São Paulo foi dada a receita, de volta aos anos de chumbo.

    ResponderExcluir
  35. Absolutamente, NOJO!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  36. Pessoal, não nos intimidemos com essa multa imposta por alguém que não conhece a realidade dos educadores de Minas. O governo aposta na divisão da classe. E depois dirá para os outros governantes: " Aqui em Minas quem dita as ordens é o PSDB". Não aceitemos essa imposição, estamos em um país DEMOCRÁTICO.

    ResponderExcluir
  37. PERAÍ! NÃO TEM LEI PARA INVESTIGAR E CASSAR JUÍZES NÃO?

    ESSE COM CERTEZA É PAU MANDADO

    SE NÃO É PAU MANDADO COM CERTEZA ESTÁ MANDADO O PAU EM ALGUÉM

    SEGURA A.S.A.S.T.A

    ResponderExcluir
  38. A Constituição Federal e a Lei 7.783 que dispõe sobre os direitos dos trabalhadores, assegura aos sindicatos ou organizações trabalhistas o direito a greve e manifestações, conforme o artigo 1° "é assegurado o direito de greve, competindo aos trabalhadores decidir sobre a oportunidade de exercê-lo e sobre os interesses que devam por meio dele defender", o artigo 2º "para os fins desta Lei, considera-se legítimo exercício do direito de greve a suspensão coletiva, temporária e pacífica, total ou parcial, de prestação pessoal de serviços a empregador" e ainda o artigo 6º "são assegurados aos grevistas, dentre outros direitos: o emprego de meios pacíficos tendentes a persuadir ou aliciar os trabalhadores a aderirem à greve e a arrecadação de fundos e a livre divulgação do movimento" e também no mesmo artigo, em seu inciso 1° "é vedado às empresas adotar meios para constranger o empregado ao comparecimento ao trabalho, bem como capazes de frustrar a divulgação do movimento”.

    ResponderExcluir
  39. ´SEMPRE VI PROTESTOS NA EUROPA, ETC E SEMPRE ME PERGUNTEI PORQUE SOMOS TÃO PACÍFICOS?

    NA VERDADE NÃO ERA PASSIVIDADE ERA FALTA DE OPORTUNIDADE, CHEGOU A HORA DE MOSTRAMOS A VERDADE PARA O MUNDO

    HOLOFOTES NO BRASIL DA COPA


    TEMOS QUE REAGIR

    PARABÉNS AOS MOVIMENTOS SEM VIOLÊNCIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ôh povinho besta! Se não houver violência a mídia não fala nada, ninguém fica sabendo. Como disse o governador Alkimin: "manifestações ocorrem todos os dias".
      Será que tem gente acreditando em "flores vencendo os canhões"? Com amor e paz só se consegue o utópico reino dos Céus. Muito bonito, mas aqui no MUNDO REAL é preciso de FORÇA para fazer as coisa acontecerem.

      Excluir
  40. Olá NDG!

    Msg enviada para os estudantes da europa. Aliás, estudantes de MADRID, LONDRES, DUBLIN, VALENCIA, PARIS... estão se mobilizando. Pedi apoio para que os correspondentes internacionais cubram a manifestação.

    "Vocês estão de parabéns! A chapa aqui em Bhte/MG vai esquentar também. Mobilização geral dos movimentos sociais, professorado, polícia civil e outros coletivos. Pedimos que entrem em contato com os correspondentes internacionais para que a cobertura seja publicizada para o mundo. O Governador do Estado proibiu qualquer manifestação durante a copa com medo de manchar a imagem do seu pupilo Aécio que tenta chegar desesperadamente à presidência. Parabéns!

    Podem me prender
    podem me bater
    podem até deixar-me sem comer
    Que eu não mudo de opinião

    ResponderExcluir
  41. Tenho dito neste blog que o anasta, filhote do coisa ruim, está temeroso, pois as eleições se aproximam e o seu desgoverno conseguiu arruinar com o serviço público estadual. Temos que nos unir como categoria, pois há escolas em todos os municípios deste Estado. Temos que atuar politicamente, com astúcia e mostrar nossa força. Vamos mandar estes incompetentes para o inferno, de onde não deveriam ter saído. Venho trabalhando conscientização há tempos em minhas aulas, e os alunos conseguem perceber a sacanagem que fazem conosco. Esta determinação do TJMG demonstra que este anasta, estagiário de lúcifer, conseguiu acender uma bomba atômica, que está prestes a explodir. Com união e determinação vamos conseguir extirpar este engodo de governo. Eles passam, nós permanecemos. Vamos a luta!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Este desgoverno...

      Oh! Minas Gerais...

      TENHO VONTADE DE VOMITAR!!!

      Excluir
  42. Professores e sindicato, deixem de ser tolos e aproveitem a midia internacional, contem a história que vem desde 2008 acontecendo em minas,e f**e esse Azia, é hora de mandar emails para os jornais no exterior ávidos por notícias negativas dos governos brasileiros.

    ResponderExcluir
  43. Euler, o Sindicato está proibido de mobilizar a categoria para protestar na rua sob pena de pagar R$ 500 000,00 / dia, mas... os servidores podem faze-lo a despeito da entidade. Resta haver raça suficiente pra isso, como fez a população em SP pelo passe livre. Fica aqui a dica. O desembargador não tem como 'multar' trabalhadores livres, que se manifestarem por si mesmos em frente ao Mineirão. A decisão é para coibir a entidade, não atingindo manifestações espontâneas da classe, à revelia da liderança sindical.

    ResponderExcluir
  44. PARABÉNS AOS MOVIMENTOS PACÍFICOS!O POVO NÂO AGUENTA MAIS CALAR DIANTE TANTA CORRUPÇÃO SEM PUNIÇÃO.UNIDOS VENCEREMOS.TODOS POR UMA CAUSA...JUSTIÇA E IGUALDADE DE DIREITOS.ACORDA BRASIL...ACORDA MINAS...FAÇA VALER A CONSTITUIÇÃO.

    ResponderExcluir

  45. http://www.youtube.com/watch?v=i3lCMiUAJ90

    ResponderExcluir

  46. http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2013/06/14/manifestacoes-estao-proibidas-nos-853-municipios-mineiros-durante-a-copa-das-confederacoes.htm

    ResponderExcluir

  47. http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=8_3F88uPef4

    ResponderExcluir

  48. http://www.brasil247.com/pt/247/poder/105407/Este-homem-merece-mais-um-mandato-em-S%C3%A3o-Paulo.htm

    ResponderExcluir

  49. http://www.istoe.com.br/reportagens/307074_MARMELADA+MINEIRA

    ResponderExcluir

  50. http://aposentadoinvocado1.blogspot.com.br/2013/06/para-azar-da-conspiradora-corrupta.html

    ResponderExcluir
  51. Ah, se não nos mobilizarmos e usarmos este momento para manifestações, estaremos dando atestado de covardes.

    ResponderExcluir
  52. Se não podemos manifestar em território mineiro, vamos organizar caravanas e denunciar o governo Anastasia em outros estados. Juntemo-nos aos manifestantes com cartazes e faixas contra o governo mineiro.

    ResponderExcluir
  53. A Dilma recebeu uma vaiada na abertura da copa das confederações. POVO SEM EDUCAÇÃO, também não investiu nisso. É isso que dá não ter investido na educação do seu Povo, .............Oportunidades teve, agora TOMA........

    ResponderExcluir
  54. Sindicato presta esclarecimentos sobre a decisão da Justiça em proibir manifestações nos dias de jogos da Copa das Confederações

    Nota de esclarecimento



    Diante da decisão judicial de impedir a realização de manifestações nos dias da Copa das Confederações, o Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG), apresenta alguns esclarecimentos pertinentes a esta questão.



    Sobre a greve

    O Sindicato fez a notificação da greve à Secretaria de Estado da Educação (SEE). Através do Ofício Circular SG10/2013, a Secretaria reconheceu a greve. Portanto, nos dias 17 e 18 de junho, serão dias de greve na rede estadual com todo o amparo que a legislação nos garante. A decisão do Desembargador diz respeito às manifestações, não a greve.

    O calendário aprovado em assembleia da categoria está mantido.

    O Sind-UTE/MG recorrerá da decisão do Desembargador que proibiu a realização de manifestações nos dias dos jogos da Copa das Confederações. Todas as subsedes devem organizar caravanas conforme orientações já encaminhadas.

    No dia 17 de junho de 2013, a concentração será às 13 horas, na Igreja São Francisco de Assis, Pampulha, Belo Horizonte.



    Para entender a realização da greve durante a Copa das Confederações, fizemos uma breve cronologia da luta dos profissionais da educação do estado de Minas Gerais pelo Piso Salarial. O governo, se quisesse, poderia ter evitado a greve. Era só negociar.

    ResponderExcluir
  55. Para entender a realização da greve durante a Copa das Confederações, fizemos uma breve cronologia da luta dos profissionais da educação do estado de Minas Gerais pelo Piso Salarial. O governo, se quisesse, poderia ter evitado a greve. Era só negociar.



    Julho de 2008 – É sancionada a Lei Federal 11.738 que instituiu o Piso Salarial Profissional Nacional. O Governo de Minas não apresentou proposta para sua implantação que seria, de acordo com a lei, gradativa.



    Agosto de 2008 – Trabalhadores em educação realizam 1ª greve pelo pagamento do Piso Salarial. O movimento durou 30 dias. Governo se comprometeu a pagar o Piso Salarial, incorporando abonos e vantagens temporárias. Não cumpriu o Acordo.



    De setembro de 2008 a Março de 2010 – O governo do Estado não fez nada para cumprir a Lei Federal e planejar o pagamento do Piso Salarial.



    16 de março de 2010 – Assembleia dos Trabalhadores em Educação vota o início de greve por tempo determinado a partir de 08 de abril. Neste intervalo, mesmo sabendo da greve, o governo do Estado não apresentou nenhuma proposta.



    08 de abril de 2010 – A categoria realiza greve por tempo indeterminado. O governo não negociou e pediu a declaração de ilegalidade da greve. Como o movimento continuou, ele abriu negociação a partir de 12 de maio.



    25 de maio de 2010 – A greve é suspensa mediante a assinatura de Acordo, no qual o governo se comprometeu a pagar o Piso Salarial. Foram 47 dias de greve.

    29 de junho de 2010 – Governo não cumpre o Acordo assinado. Assembleia Legislativa aprova o subsídio como forma de remuneração, mesmo diante da discordância do Sindicato.



    06 de abril de 2011 – Supremo Tribunal Federal decide que Piso Salarial deve ser composto apenas como vencimento básico e não com toda a remuneração do professor (era como defendia o governo de Minas). Através de requerimentos individuais, cada servidor optou se queria o subsídio ou não. Dos 200 mil profissionais que tinham o direito de optar, mais de 153 mil profissionais da educação disseram não ao subsídio. Mesmo diante desta decisão, o governo insiste em pagar o subsídio, desconsiderando direitos e vantagens de cada professor e não apresenta nenhuma proposta de pagamento do Piso salarial.



    08 de junho de 2011 – diante da inércia do governo, a categoria inicia nova greve por tempo indeterminado. O governo não fez nenhuma proposta de pagamento do Piso salarial, respeitando a decisão do STF.



    27 de setembro de 2011 – O Sindicato aceitou negociar o Piso Salarial proporcional e de acordo com os valores do Ministério da Educação. O governo apresenta proposta de negociar o pagamento do Piso Salarial como vencimento básico na carreira. Novo acordo é assinado e a greve é suspensa. Foram 112 dias de greve.



    Novembro de 2011 – Governo do Estado rompe Acordo. Não paga o Piso Salarial, congela a carreira dos profissionais da educação até dezembro de 2015 e impõe o subsídio, que é constituído até de auxílio transporte.



    22 de abril de 2013 – Apesar de inúmeros pedidos do Sindicato, o governo ficou mais de 7 meses sem reunir com a entidade. Na reunião realizada em abril, o Sindicato apresentou todas as demandas da categoria. Mas não obteve nenhuma resposta.



    23 de abril de 2013 – Assembleia dos trabalhadores em educação aprova indicativo de greve para 05 de junho. Mesmo com o indicativo de greve, o governo não realiza nenhuma reunião com o Sindicato.



    05 de junho de 2013 – Assembleia dos trabalhadores em educação aprova calendário de greve por tempo determinado nos dias de jogos da Copa das Confederações. Mesmo após a aprovação da greve, o governo não realiza nenhuma negociação.



    13 de junho de 2013 – Sindicato é notificado da decisão do Desembargador Barros Levenhagen.



    Considerações sobre a decisão do Des. Barros Levenhagen

    ResponderExcluir
  56. Considerações sobre a decisão do Des. Barros Levenhagen



    O Desembargador Barros Levenhagen deferiu a liminar para determinar que o Sind-UTE/MG se abstenha de “embargar as vias de acesso ao Mineirão e de todo o seu entorno, bem assim às demais regiões e logradouros públicos situados no território estadual” e fixou multa diária de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais) em caso de descumprimento da ordem, autorizando o bloqueio on line.



    Essa decisão é totalmente arbitrária, pois:



    1. Fere o direito de greve, assegurado pelo inciso VII do art. 37 da Constituição Federal;



    2. Baseou a proibição no direito de reunião. O direito de greve não se confunde com o direito de reunião (inciso XVI do art. 5º da Constituição Federal). Ambos são direitos totalmente autônomos e independentes. O Sindicato está lutando por direitos funcionais. Lembramos que o governo já reconheceu a paralisação como falta-greve.



    3. Viola o art. 28 da Lei Geral da Copa, Lei nº 12.663/2012, que ressalva:



    Art. 28. São condições para o acesso e a permanência de qualquer pessoa nos Locais Oficiais de Competição, entre outras:

    § 1o É ressalvado o direito constitucional ao livre exercício de manifestação e à plena liberdade de expressão em defesa da dignidade da pessoa humana.



    Esse artigo garantiu o direito ao livre exercício de manifestação, que é buscado pelo Sindicato.



    4. Proíbe as atividades do Sindicato em todo o Estado de Minas Gerais, mostrando a abusividade do julgado.



    5. Abrange qualquer entidade da sociedade civil que queira realizar protesto, independentemente da natureza, mesmo que não configure como parte na ação.



    6. Viola o direito à ampla defesa e ao contraditório, previstos no inciso LV do art. 5º da Constituição, pois tomou essa decisão extremada, sem ouvir o Sindicato.



    7. Determina o bloqueio imediato da quantia on line através do BACENJUD, violando a garantia do Devido Processo Legal: LIV - ninguém será privado da liberdade ou de seus bens sem o devido processo legal.



    Apesar dos contínuos esforços desta entidade sindical para aprimorar as relações de trabalho com o governo de Estado e garantir, no mínimo, a valorização dos profissionais em educação e o cumprimento de seus direitos sociais e trabalhistas básicos, o governo do Estado insiste em desrespeitar os princípios constitucionais que asseguram as mais elementares condições de dignidade aos trabalhadores, o seu direito de organização e o exercício do debate democrático, bem como permanece agindo de forma atentatória à liberdade de Associação de seu

    ResponderExcluir
  57. PAM Passivo Ate a Morte15 de junho de 2013 18:12

    Vinagre diminui o efeito do gás lacrimogênio.

    ResponderExcluir
  58. Em entrevista coletiva na Assembleia Legislativa, sindicalistas do setor público estadual, acompanhados de deputados do Bloco Minas Sem Censura, repudiaram a censura prévia do Governo de Minas, auxiliado pelo Tribunal de Justiça, de proibir manifestações em todo território estadual durante os jogos da Copa das Confederações. O líder do Bloco Minas Sem Censura, deputado Sávio Souza Cruz, deputados Rogério Correia e Ulysses Gomes e a deputada federal Margarida Salomão, prestaram apoio e solidariedade aos trabalhadores.

    O Tribunal de Justiça de Minas concedeu liminar, requerida pelo Governo de Minas, contra o Sindipol e o Sind-UTE, proibindo as manifestações anunciadas para a segunda, 17/6, durante o jogo da Copa das Confederações. No texto, o desembargador Barros Levenhagen determina que as entidades sindicais “se abstenham de praticar os atos enunciados em seus pronunciamentos, especialmente os de embargar as vias de acesso ao Mineirão e de todo o seu entorno, bem assim às demais regiões e logradouros públicos situados no território estadual.”

    O líder do Bloco Minas Sem Censura, deputado Sávio Souza Cruz, criticou a medida afirmando que “o governo do Estado chegou a um extremo grave. É preciso que a sociedade saiba disso e que o Judiciário reponha a normalidade do estado de direito em Minas Gerais. A liminar proíbe manifestação em todo o Estado, não apenas na área do Mineirão.”

    ResponderExcluir
  59. A coordenadora do Sind-UTE/MG, Beatriz Cerqueira, distribuiu nota de esclarecimento à imprensa, no qual conta o histórico e o motivo da greve por tempo determinado, marcada para os dias 17 e 18 de junho. “São três acordos assinados pelo Governo Anastasia que não foram cumpridos. Toda vez que o sindicato decide a greve, o governo tem tempo para chamar e negociar. Em 23/4 aprovamos o indicativo de greve. O governo teve até dia 5/6 para estabelecer o diálogo sobre as reivindicações, mas não houve negociação.”

    No final da tarde desta quinta, 14/6, os sindicalistas foram surpreendidos pela medida cautelar. “O Tribunal de Justiça não nos ouviu. Poderia ter feito uma audiência, mas preferiu ficar do lado do governo. As manifestações são pactuadas. O Sind-UTE recorre hoje e vai denunciar o governador porque isso é crime contra a organização do trabalho”, denunciou Beatriz.

    "A notificação judicial foi recebida às 18h45 de ontem (quinta, 13/6), depois do funcionamento regular do setor público", afirmou Denilson Martins, presidente do Sindipol/MG, Sindicato dos Policiais Civis, acrescentando: "o governo desconsidera a liberdade sindical. O Judiciário permite que o Estado interfira e nós vamos contestar", disse.

    A presidente do SindUTE/MG, Beatriz Cerqueira, afirmou que os professores vão se concentrar na segunda, às 13h, na Igreja São José. "A Lei Geral da Copa garante o direito à manifestação.", afirmou. A concentração dos professores está marcada para 17/6, às 13h, na Igreja São José.

    O coordenador do Sind-Saúde, Renato Barros, questionou: “não vale a Constituição? Vale o poder de governo? Vamos manifestar e é pela retomada de negociação séria e transparente”, disse depois de contar o descumprimento de acordo celebrado após a greve na Saúde do ano passado. De acordo com Barros, os servidores da saúde farão paralisação de alerta dias 22, 26 e 27 de junho, unificada com os servidores estaduais em campanha salarial.

    Lindolfo Fernandes de Castro, presidente do Sindifisco/MG, reafirmou que a luta dos sindicatos pela autonomia e independência sindical não será sufocada por medidas autoritárias do governo estadual. “Não há democracia sem isso. O governo acha que sindicato é menino de recado entre ele e a base, mas não é. Liberdade e autonomia neste estado é utopia, tendo em vista a postura autoritária do governo.” Ele contou da ação judicial impetrada pelo governo tucano contra o sindicato, que tenta proibir a veiculação de campanha publicitária na TV e rádio sobre a situação do Estado e a campanha salarial da categoria. “Nós não vamos nos intimidar nem recuar na campanha”, afirma Lindolfo Castro. “É um absurdo essa ação. É uma censura a uma decisão tomada em assembleia da categoria. O governo Anastasia está interferindo na nossa liberdade de atuação sindical.”


    Texto e foto: Lúcia Azevedo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Falando Francamente:

      (Euler, por favor, não censure meu post)

      Olha, pessoal, a coisa toda é muito simples, para que B-Atriz venha posar de vítima. O governo não é 'ruim' como vocês colocam aqui. O que acontece, é que o governo que tem o judiciário nas mãos, simplesmente, é mais inteligente que o sindicato. Trabalhou rapidamente em cima daquilo que deveria ser elemento surpresa. Mas, destituídos de maldade, ahauahauahauaa, o sindicato anuncia aos 4 cantos das Minas Gerais o que iria fazer na frente do Mineirão na Copa das Confederações, o que é hilário !! Ora, se estamos numa guerra, como a entidade classista mostra as armas que têm ao inimigo? Sindicato pelego perde feio mais uma paradaaaa, e pior: perde antes mesmo da batalha em campo. O que essa diretoria queria? Queria isso mesmo o que aconteceu, ser coibida antes mesmo de agir. Se essa direção sindical tivesse um mínimo de inteligência, teria marcado a greve por tempo determinado (o que já é o cúmulo do ridículo), anunciando somente assembléia na ALMG, e de lá, na surdina (como toda boa mineirice), partiria em marcha com os guerreiros para o Mineirão. Desculpem-me os sindicalistas, mas burrice tem limite, vai entender porque essa entidade gosta de perder assim.

      Notem: os protestos contra o aumento das tarifas dos ônibus urbanos em SP, não foi anunciado, simplesmente explodiu nas ruas. Os sem teto em Brasília, apesar de debandados pela truculência policial, também não anunciou nada, simplesmente fez. E este sindicatozinho que não vale nada, ficou cantando ovo na cloaca da galinha e deu no que deu. Salvo no comércio, há setores que não devem anunciar. No Rio, os cariocas protestaram em Niterói, mas ninguém anunciou, e foi muito pacífico. Ora, ora, ora, não estamos em tempos de ser ingênuos, e a ingenuidade é algo que líderes sindicais não devem ter em seu perfil. Morreu na praia mais uma vez o Sind-Pelego, e agora fica aí soltando notas de esclarecimento.

      Quanto mesmo está o placar pra Anastasia, Gazola e Vilhena? Esse time não joga pra perder. Por mais que tenhamos antipatia, essa é a realidade. Enquanto eles fazem gol de placa, o Sindicatozinho, faz o que é de praxe blablablablabla (reclama no banco de reservas)!

      Excluir
    2. Olhe.ME Poupe você que vem fazendo campanha contra. Como o psdb,você é da turma do quanto pior,melhor. Avisando fazendo propaganda...tem professora de boca aberta dizendo que não sabia,imagine sem propagar. Qual milagre você sugere para reunir todos sem prévio aviso.Telepatia? E outra coisa não pense que eles estão ganhando todas. Eles mal saem do seu covil, de medo. E mais na segunda dia 17 estaremos todos lá.Menos você.claro.Me Poupe.

      Excluir
  60. Minas Gerais: MP quebra blindagem e instaura processo contra Aécio Neves
    Margarida_Salomao_Padre_Joao

    Deputados mineiros Margarida Salomão e Padre João.

    Benildes Rodrigues, via PT na Câmara

    Os deputados federais mineiros Margarida Salomão (PT) e Padre João (PT) avaliaram positivamente na quarta-feira, dia 5, a decisão do Ministério Público Estadual (MPE) de Minas Gerais de instaurar inquérito civil para apurar fatos envolvendo repasses de verbas publicitárias do governo do estado para a Rádio Arco Íris (Jovem Pan BH).

    A empresa de comunicação tem como sócios o senador Aécio Neves (PSDB/MG) e sua irmã Andrea Neves. O período investigado pelo MPE é de 2003 a 2010, período em que o senador ocupou o cargo de governador.

    A Rádio São João Del Rei S/A e a Editora Gazeta de São João Del Rei Ltda., que também receberam recursos públicos durante a gestão de Aécio Neves no governo de Minas, serão investigadas. Essas empresas pertencem a Andrea Neves, atualmente presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas).

    “As forças democráticas do Estado comemoram essa ação do MPE como uma vitória. Embora o Ministério Público esteja cumprindo seu dever, esse ato constitui uma quebra, uma ruptura da blindagem, que tanto Aécio como sua irmã Andrea têm desfrutado”, disse a deputada Margarida Salomão. De acordo com Margarida, do ponto de vista institucional, ocorre um “eco” que reflete as preocupações do povo mineiro. “Estamos convencidos de que a Justiça mineira vai cumprir o seu dever”, enfatizou Margarida Salomão.

    Ainda segundo a deputada, a movimentação do Ministério Público cria expectativa na sociedade de elucidação dos fatos que envolvem a figura de um ex-governador, hoje senador, e da irmã dele, então gestora de Comunicação Social do Governo. “Ela [Andrea] é quem definia para onde iam as verbas publicitárias. Aqui nós temos uma relação incestuosa do público com o privado. A rádio recebeu recursos públicos (alega o senador que de forma legal) e os destinou para, entre outras coisas, comprar um Land Rover que o ex-governador fazia uso privado. Essas coisas têm causado indignação na opinião pública mineira”, salientou a petista.

    Indiferença

    Para o deputado Padre João, a Justiça mineira começa a acordar diante de tantas denúncias que envolvem Aécio Neves e membros da família dele. “O Ministério Público tem um papel importante, no entanto, eles ficaram indiferentes durante quase 10 anos em relação ao desvio do dinheiro público praticado na gestão tucana. Nós acreditamos nesse despertar do MP. Espero que ele cumpra, de fato, o papel a ele delegado. O povo não pode ser punido com a má destinação ou desvio de recursos público”, observou.

    O parlamentar petista relatou que, à época, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais tentou instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso, mas, segundo ele, foi barrada pelos defensores do governo tucano de Aécio Neves. “Minas é um estado governado por Lei Delegada, aniquilando o Poder Legislativo. Houve tentativa de CPI que foi impedida. Cabe ao MP e ao Judiciário ir a fundo na investigação, levantar todos os valores e punir, não só o senador, mas os responsáveis que ilegalmente receberam dinheiro público”, defendeu o deputado Padre João.

    Os fatos

    A parceria comercial entre Aécio e a Rádio Arco Íris só foi descoberta porque o senador foi parado em operação policial na cidade do Rio de Janeiro, em abril do ano passado, e teve a carteira de habilitação (vencida) apreendida ao recusar o teste do bafômetro. O senador era o condutor de um veículo Land Rover, de propriedade da Rádio Arco Íris (Jovem Pan BH), emissora que recebe regularmente recursos públicos do Estado de Minas Gerais.
    About these ads
    Compartilhe:

    ResponderExcluir
  61. E violar a LEI DO PISO ,qual desembargador vai notificar o Anastasia?E mandar que este Senhor cumpra a Lei?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas quem vai pagá-lo para fazer isso?

      Excluir
  62. Líderes antitucanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) preparam uma série de ataques ao senador Aécio Neves (PSDB), para minar a sua pré-candidatura à presidência. O plano dos deputados de PT, PMDB, PRB e PCdoB é abrir CPIs e, depois, convocá-lo para depor. O objetivo é colocar sob suspeita as políticas implantadas por Aécio no período em que ele governou o estado, de 2003 a 2010. A primeira CPI, a da Telefonia, foi aberta na terça-feira passada, para investigar os serviços prestados pelas operadoras que atuam em Minas Gerais. Para a oposição, a comissão será a primeira oportunidade de constranger Aécio em seu curral eleitoral, centrando fogo em um programa lançado pelo tucano, o Minas Comunica, que tem a função de levar telefonia aos 853 municípios mineiros. Dos 77 deputados da ALMG, 23 são de oposição.

    ResponderExcluir
  63. Vivemos numa falsa democracia e todos já sabem disso!

    ResponderExcluir

  64. Eu não queria entrar em greve, mas agora... Vou correndo. Não me esperem na Escola na segunda e terça-feira!

    ResponderExcluir
  65. Estamos vivendo a mais pura e clara ditadura, um exemplo disto foi mostrado na mídia durante a semana( a repressão ao protesto do aumento das tarifas de ônibus em São Paulo.

    ResponderExcluir
  66. Os documentos do mensalão mineiro
    ISTOÉ revela relatório da Polícia Federal com a radiografia do caixa 2 da campanha do PSDB ao governo de Minas Gerais em 1998. Ele compromete um ministro de Lula e um senador. Envolve o governador Aécio Neves, deputados federais e estaduais em 17 partidos
    ALAN RODRIGUES, de Belo Horizonte, e HUGO MARQUES, de Brasília

    Nos próximos dias, o procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, apresentará ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma peça jurídica capaz de provocar um terremoto político tão devastador quanto o do Escândalo do Mensalão. É a denúncia contra os políticos envolvidos no inquérito policial 2245-4/140-STF, que investiga o chamado "tucanoduto" - o caixa 2 da malsucedida campanha do senador Eduardo Azeredo ao governo de Minas Gerais, em 1998. Com mais de cinco mil páginas, o inquérito tem num relatório da Polícia Federal a completa radiografia de como foi montado o esquema e quem se beneficiou com ele.

    Obtidos com exclusividade por ISTOÉ, os documentos que integram as 172 páginas dessa conclusão são mostrados pela primeira vez. Eles atingem diretamente o atual ministro das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia (à época vice-governador e candidato a deputado federal), e envolvem o governador de Minas, Aécio Neves (que na ocasião tentava sua reeleição à Câmara). Aécio é nomeado numa lista assinada pelo coordenador financeiro da campanha, Cláudio Mourão, como beneficiário de um repasse de R$ 110 mil.

    O relatório compromete ainda 159 políticos mineiros que participaram da disputa de 1998, entre eles a então senadora Júnia Marise e 82 deputados, entre federais e estaduais. No total, 17 partidos são citados, incluindo o PT, acusado de ter recebido R$ 880 mil, divididos entre 34 sacadores, sendo cinco deputados federais (confira a lista completa ao final dessa reportagem).

    ResponderExcluir
  67. Aécio reclama de propaganda do PMDB mineiro
    Compartilhe: Twitter

    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) procurou o presidente do diretório regional do PMDB mineiro, Saraiva Felipe, para reclamar da propaganda institucional que o partido exibiu na semana passada com críticas pesadas ao governo de Minas.

    Aécio, em clima de pré-campanha, tem se esforçado para se colocar como herdeiro político de seu avô, Tancredo Neves, um dos ícones do PMDB. Já o partido em Minas também reclama esse legado.

    O tom do programa foi definido em parceria entre Saraiva Felipe e o ministro da Agricultura, Antônio Andrade. A peça publicitária acusa a administração tucana de fazer apenas propaganda e debocha do programa exibido na mesma semana pelos tucanos em rede nacional.

    “Que pena que a gente não mora na propaganda do governo de Minas”, diz um dos participantes da propaganda peemedebista.


    Saiba como fazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querem desenterrar o Velho de NOVO?

      Excluir
  68. AQUI SOMOS PROIBIDO DE NOS MANIFESTARMOS? VAMOS BUSCAR A MÍDIA INTERNACIONAL, TEMOS QUE BOTAR A BOCA NO TROMBONE. NÃO PODEMOS SER COMANDADOS POR UM BANDO DE PILANTRAS QUE SÓ DEFENDE O INTERECE DELES! CHEGA.
    BEM VAMOS EMBORA QUE ESPERAR NÃO É SABER QUEM SABE FAZ A HORA NÃO ESPERA ACONTECER....

    ResponderExcluir
  69. MP investigará repasses do governo de Minas para rádio de Aécio Neves-Propriedade da emissora por parte de Aécio veio a público quando senador teve a CNH apreendida

    BLOG DO SARAIVA
    Belo Horizonte - O Ministério Público Estadual (MPE) de Minas Gerais instaurou inquérito civil para investigar repasses feitos pelo governo do Estado à Rádio Arco-Íris entre 2003 e 2010, época em que o tucano comandou o Executivo mineiro. Além de Aécio, também consta no inquérito civil MPMG-0024.12.001113-5, o nome de sua irmã, Andrea Neves, atual presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas) e coordenadora do Núcleo Gestor de Comunicação Social do governo, responsável pelo controle do gasto com comunicação, inclusive a publicidade oficial, durante a gestão do irmão.
    Aécio dirigia um Land Rover da Rádio Arco-Íris
    quando foi parado em blitz no Rio de Janeiro
    Foto: Ed Ferreira/AE

    A propriedade da rádio por parte de Aécio e Andrea veio a público em abril do ano passado, quando o senador teve a carteira de habilitação - vencida - apreendida e foi multado em R$ 1.149,24 após se recusar a fazer o teste do bafômetro ao ser parado em uma blitz da Lei Seca no Rio de Janeiro. Ele dirigia o Land Rover placas HMA-1003, comprado em novembro de 2010 em nome da emissora, que detém uma franquia da Rádio Jovem Pan FM em Belo Horizonte.

    Na ocasião, o governo confirmou que havia feito repasses à emissora em 2010, mas afirmou que os pagamentos foram legítimos. O caso levou a oposição ao Executivo tucano na Assembleia Legislativa de Minas a tentar, sem sucesso, criar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Agora, a Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do MPE vai apurar se foram repassadas verbas públicas á rádio também nos outros anos em que Aécio esteve à frente do governo e os critérios usados para a liberação dos recursos. O inquérito foi instaurado na sexta-feira, 16, após o órgão receber, em fevereiro, nova representação contra Aécio e Andrea.

    No período em que o atual senador comandou o Executivo mineiro, as despesas de órgãos da administração direta com "divulgação governamental" chegaram a R$ 489,6 milhões, segundo o Sistema Integrado de Administração Financeira de Minas Gerais (Siafi-MG), valor que ultrapassa R$ 815 milhões quando incluídos gastos de empresas, fundações e autarquias controladas pelo Executivo. Além da Rádio Arco Íris, o MPE também vai investigar se as empresas Editora Gazeta de São João del Rei Ltda. e a Rádio São João del Rei S/A, que têm Andrea como sócia, receberam recursos do governo durante a gestão do irmão. Ela é cotada entre lideranças tucanas de Minas para disputar o governo do Estado em 2014 pelo PSDB.

    Aécio se tornou sócio da Rádio Arco Íris, que já era dirigida pela atual presidente do Servas, em dezembro de 2010, dois meses após ser eleito para o Senado. A assessoria do tucano informou que sua mãe, Inês Maria, comprou parte das cotas de Andrea e as repassou ao filho. O Land Rover é um dos 12 veículos registrados em nome da emissora, que está registrada com capital social de R$ 200 mil e faturou R$ 5 milhões em 2010. Inês Maria já tinha participação na rádio quando Aécio entrou na sociedade.

    Por meio de nota, a assessoria do senador informou que os responsáveis pela representação - deputados estaduais Sávio Souza Cruz e Rogério Correia, líderes, respectivamente, do PMDB e do PT na Assembleia de Minas - são os mesmo que entraram com "ação idêntica" em 2011 e que a iniciativa tem "caráter político". A nota ressalta que o grupo técnico presidido por Andrea tinha função "meramente consultiva" e que o MPE já arquivou um procedimento sobre o assunto em julho do ano passado ao "considerar a regularidade de todos os procedimentos adotados", conforme documentos entregues ao órgão. O texto diz ainda que a rádio não recebeu patrocínios do governo durante a gestão de Aécio e que obteve "o mesmo número de inserções comerciais realizadas em mais de 300 emissoras" do Estado.

    ResponderExcluir
  70. Cuidado! Senão este Senhor sairá candidato ao Governo de Minas de NOVO .Sabem né, o negócio dele é aparecer .

    ResponderExcluir
  71. Olá Euler e NDG!

    Duas baixas confirmadas na manifestação promovida pelo SINDINUTIL: Flávio/Bhte e Tiago acorrentado.

    Essa Bia teme perder a rédea e se recusa a apoiar movimentos sociais. Portanto, tô fora! Não sou boi-de-piranha para essa curriola do PT atravessar rio, ou melhor, corda.

    NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA (17), PERMANEÇO FECHADO COM OS VÁRIOS GRUPOS CONTRÁRIOS AO AUMENTO DAS PASSAGENS E CRÍTICA EM RELAÇÃO AOS EVENTOS PROMOVIDOS PELA FIFA EM MINAS.

    Show de bola a manifestação nesta tarde de sábado, e como sempre, a Globosta teve que sair pela tangente várias vezes sob o risco de ser trucidada. Tudo muito pacífico.

    Multicoloridos homens...

    ResponderExcluir
  72. Rogério Correia PT ‏@rogeriocorreia_ 3 min

    Manifestação 2ªF,13hs Igreja Pampulha! “@diImabr: Alô STF!Minas agora declarou oficialmente que é uma ditadura!?VETO: http://migre.me/f26kV

    Viu só? Vai todo mundo.

    ResponderExcluir
  73. Minas quer ser a vitrine do Brasil na copa das confederações.Não será vitrine da fome?
    Os professores estão sobrevivendo às custas de empréstimos, porque o salário está PÉSSIMO.

    ResponderExcluir
  74. Essa Bia é osso duro de roer.

    ResponderExcluir
  75. Carioca arrependido.15 de junho de 2013 21:09

    TJMG confirma: Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de R$4,3 bilhões da saúde
    http://revistaforum.com.br/blog/2013/05/tjmg-confirma-aecio-neves-e-reu-e-sera-julgado-por-desvio-de-r43-bilhoes-da-saude/#.UbmnmXmA1G8.twitter

    ResponderExcluir
  76. É AQUI:

    Rogério Correia PT ‏@rogeriocorreia_ 20 min

    @GracieusaBrito Confirmado13 hs,2ªF,Igreja da Pampulha,manifestação em defesa da educação e contra a censura do Governo Anastasia e TJMG!

    VAMOS LÁ!

    ResponderExcluir
  77. Um texto bom, que recomendo, no link a seguir:

    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/jovens-vao-as-ruas-e-nos-mostram-que-desaprendemos-a-sonhar

    ResponderExcluir
  78. Um grande abraço a todos (as) !

    Paralamas do Sucesso "Selvagem "
    "A polícia apresenta suas armas
    Escudos transparentes, cacetetes
    Capacetes reluzentes
    E a determinação de manter tudo
    Em seu luga(...) "

    É ESTE O ESTADO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO !
    PM COVARDE E DESPREPARADA !
    SOMOS A MAIORIA !
    FORÇA NA LUTA E CONTRA TODA FORMA DE OPRESSÃO, SEMPRE !
    http://www.youtube.com/watch?v=EDL1Ul79UgI

    "AMANHÃ VAI SER OUTRO DIA ... "
    "SEGUNDA SERÁ UM GRANDE DIA ..."
    Que os grandes líderes nos inspire na 2ª !
    Viva Marighella, viva Zumbi, viva a luta dos de baixo !
    Força na luta e contra o sinhozinho do feudo inadministrativo, sempre !
    http://www.youtube.com/watch?v=_tsbYtCQsJ0

    André buzina.

    ResponderExcluir
  79. Um grande abraço a todos (as) !

    "Segunda vai ser um grande dia "

    Para os que irão pro asfalto. Entoemos este "mantra" nos quatro cantos da Minas desgovernada : "copa do mundo , eu abro mão; quero dinheiro pra SAÚDE e EDUCAÇÃO !"

    Força na luta sempre contra o projeto de desgoverno do aético NEVERRRRRRRR !

    André buzina.

    ResponderExcluir
  80. Sou a favor de manifestações contra todos os governantes... Democracia é isso!!!

    ResponderExcluir
  81. Eu paraliso hoje e amanhã conforme o calendário e você??Marli M.G

    ResponderExcluir
  82. Diferente do registrado em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, a manifestação contra o aumento das tarifas do transporte público em Belo Horizonte (MG) transcorreu de maneira pacífica; de acordo com a Polícia Militar, cerca de 8 mil manifestantes – que também protestavam contra a Copa do Mundo e o projeto de lei do Nascituro, que está em tramitação no Congresso Nacional – percorreram tranquilamente as ruas da capital mineira sem que fosse registrado nenhum incidente grave
    15 DE JUNHO DE 2013 ÀS 21:17

    Minas247- Diferente do registrado em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro,
    a manifestação contra o aumento das tarifas do transporte público em Belo Horizonte
    (MG), realizada neste sábado (15), transcorreu de maneira pacífica. De acordo com
    a Polícia Militar, cerca de 8 mil manifestantes – que também protestavam contra a
    Copa do Mundo e ao projeto de lei do Nascituro, que está em tramitação no Congresso Nacional – percorreram tranquilamente as ruas da capital mineira sem que fosse
    registrado nenhum incidente grave. O último reajuste nos preços das passagens de
    ônibus em Belo Horizonte aconteceu em dezembro do ano passado.
    O protesto foi realizado mesmo estando em vigor uma liminar por parte da Justiça
    mineira proibindo manifestações que interrompam de forma parcial ou total o tráfego
    de veículos em vias públicas no Estado de Minas Gerais durante o período da Copa
    das Confederações.

    O que se viu foi exatamente o contrário. Os manifestantes marcharam da Praça da
    Savassi, localizada na região centro-sul, até a região central da capital. Durante o
    percurso, os policiais interromperam o tráfego de veículos para a passagem da
    passeata, o que causou retenções por alguns momentos.
    De acordo com o portal UOL, a coronel da PM, Cláudia Romualdo, que responde pelo
    Comando do Policiamento da Capital, poderá ser responsabilizada por ter desobedecido
    à determinação judicial. A manifestação contou com a participação de integrantes do
    Comitê Popular dos Atingidos Pela Copa (Copac), além de membros do PSTU, do PSol e movimentos estudantis. O final do protesto aconteceu na Praça da Estação, onde uma estrutura montada para que a população pudesse assistir ao jogo de abertura da Copa das Confederações entre a seleção brasileira de futebol e o Japão.
    Fone: www.brasil247.com

    ResponderExcluir


  83. Era esperado. O artigo segundeiro assinado por Aécio Neves nada de novo traz em termos de ideias e projetos para o futuro do país. Só mesmo a arenga tradicional.

    No entanto, seu ghost writer, coçando os dedos, não deixaria de mencionar a vaia de torcedores no jogo de abertura da Copa das Confederações, em Brasília, dia 15 de junho. É evidente que ele não fala que o apupo era dirigido à FIFA, à CBF e à presidenta Dilma. Sabendo que Aécio é amigo de Ricardo Teixeira e Marin, seu “ghost” tenta preservá-los.

    Mas, vamos às vaias e aos comportamentos de torcedores, já que Aécio Neves ao assinar o texto e fazer pilhéria com o ocorrido no início do jogo Brasil e Japão, nos libera para discutir a racionalidade de torcidas de futebol.

    Primeiro, o comportamento de torcedores é assim mesmo: criticam gastos com as competições esportivas, mas entopem os estádios; criticam a FIFA e a CBF, mas prestigiam as competições por elas controladas; assim como levam aos céus um goleiro, um técnico, um atacante, ou um cartola de seu time, o torcedor os transporta ao inferno, em razão de segundos.

    Segundo, o comportamento político do torcedor vai na mesma linha. Aplaudiram Médici, no Maracanã, quando o general-presidente foi anunciado. Em 1989, num Mineirão preenchido pelas torcidas de Cruzeiro e Atlético, gritou uníssono, de forma impressionante, o seguinte refrão: “olê, olê, olê, lá... Lulá, Lulá.”

    Mas, há dois episódios no Mineirão, no famoso jogo Brasil e Argentina, de 2008, envolvendo as torcidas de Atlético e Cruzeiro, que merecem referência.

    O Hino Nacional era cantado de forma efusiva pela torcida, unificadamente; porém, quando se chega ao trecho “a imagem do cruzeiro resplandece” ouve-se uma vaia estrondosa dos torcedores do Galo. Desrespeito ao Hino? Não. Paixão de torcida.

    O outro episódio, que foi amplamente divulgado em vídeos pela internet, difundido em blogs variados, inclusive pelo prestigiado jornalista Juca Kfouri, trata da gozação feita de forma unificada, pelas torcidas: hostilizando a seleção argentina, mais de 40 mil torcedores gritavam “Ô Maradona, vais se... o Aécio cheira mais do que você.”

    Registre-se que a menção que fazemos a isso, só tem o sentido de mostrar que o comportamento de torcidas de futebol é algo complexo e contraditório: estaria o torcedor sendo leniente com o suposto uso de drogas ilícitas pelo então governador de Minas Gerais? Não. A ironia, o escárnio, o sarcasmo de torcedores não podem ser festejados como indicadores de prestígio ou de licença para atividades ilegais, para quem quer que seja.

    Por isso Aécinho, chame a atenção de seu ghost writer: quem tem o seu passado de autoritarismo e intolerância contra críticas, não deve “cutucar a onça, com vara curta”.

    Anexo: Artigo aécio - 17 junho.doc

    ResponderExcluir
  84. ATENÇÃO NÃO SEJAMOS LUDIBRIADOS MAIS UMA VEZ! OS PROTESTOS NÃO SÃO APENAS POR 20$ CENTAVOS NA REDUÇÃO DOS PREÇOS DAS PASSAGENS! ISTO, É O QUE MUITOS POLÍTICOS, GOVERNANTES E CERTAS EMISSORAS DE TV QUEREM NOS MOSTRAR; PARA, MAIS UMA VEZ, ENGANAR O POVO BRASILEIRO.
    AS MANIFESTAÇÕES TEM A MISSÃO PATRIÓTICA DE EXPULSAR DA SOCIEDADE BRASILEIRA OS POLÍTICOS CORRUPTOS E OS GOVERNANTES DESONESTOS QUE HÁ MAIS DE UM SÉCULO SAQUEIAM OS COFRES PÚBLICOS DEIXANDO A NAÇÃO EM ESTADO DE MISÉRIA MATERIAL, MORAL E PSICOLÓGICA! COMO APENAS UM EXEMPLO,GASTANDO BILHÕES DE REAIS COM O FUTEBOL, SOB ÀS ÓRDENS DA FIFA, OS POLÍTICOS E GOVERNANTES DEIXAM A SAÚDE, A SEGURANÇA E A CULTURA DA POPULAÇÃO BRASILEIRA EM ESTADO DE MISÉRIA ABSOLUTA! REPITO, O MAIS IMPORTANTE NÃO É O AUMENTO DAS PASSAGENS DOS ONIBUS; MAS SIM, A SAÚDE, A SEGURANÇA, A CULTURA E A VIDA DE CADA BRASILEIRO.

    ResponderExcluir