terça-feira, 4 de março de 2014

Depois do carnaval...


Depois do carnaval...

O carnaval deste ano tem um pouco o sabor de uma pausa entre os grandes embates que se avizinham no Brasil. Aconselho-os a aproveitarem bem estes dias. Curtam o renascimento do carnaval de BH, com seus blocos que ganham as ruas e criam uma alegria sadia, como nos bons tempos em que as pessoas saíam para as ruas para comemorar alguma coisa, sem medo de serem felizes. Mas eu dizia que, depois do carnaval as lutas de classes retomam. No Brasil e em outras partes do mundo também. Na Venezuela, por exemplo, observa-se a nova tentativa de golpe contra o governo constitucional e legitimamente eleito do presidente Maduro, sucessor de Hugo Chávez. O governo dos EUA e seus agentes na América Latina, incluindo no Brasil, com sua mídia serviçal dos piores interesses, nunca aceitaram o governo bolivariano existente na Venezuela. Um governo que realiza políticas sociais para os pobres, que convoca o povo para ocupar as ruas de Caracas toda vez que é ameaçado, e que venceu todas as últimas eleições, apesar das tentativas de golpe, merece o nosso respeito e o nosso apoio.

No Brasil, as forças do golpismo nunca descansaram. Desde que Lula e o PT chegaram ao governo federal, estas forças golpistas conspiram para derrubá-los. Como não têm conseguido através de eleições, tentam derrubar o governo por outros meios. É o golpe, especialidade da direita. Uma das tentativas de golpe foi o chamado "mensalão do PT", que cada vez mais está sendo (o processo de julgamento no STF) desmoralizado. Comprova-se que uma "maioria circunstancial" antipetista no STF forçou a barra no julgamento da AP (Ação Penal) 470 para colocar na cadeia algumas das principais lideranças do PT, entre as quais José Dirceu e José Genoino. Mesmo que não tenhamos afinidades ideológicas, ou que não concordemos com estes dirigentes partidários, não há como negar que sejam dois quadros políticos que atuaram honestamente nas últimas quatro décadas pela democratização do Brasil, juntamente com milhares de outras pessoas.

Dirceu e Genoino podem ter cometido erros comuns a todos os outros partidos e candidatos, de todas as cores ideológicas, como o caixa dois para a campanha eleitoral, coisa que o próprio sistema político brasileiro induz a tais erros. Mas não mereciam ser transformados em vítimas de uma das mais sórdidas campanhas da direita contra o PT e contra o governo Dilma.

No recente episódio de julgamento no STF, na questão da formação ou não de quadrilha pelos dirigentes do PT, o mais novo integrante da alta corte, Luis Roberto Barroso, deu uma verdadeira aula didática apontando como o presidente do STF, Joaquim Barbosa, na ânsia de condenar José Dirceu em regime fechado de prisão, aumentou deliberadmente o tempo de condenação pelo crime de quadrilha, que, em condições normais, pelos parâmetros aplicados às outras penas,  já estava prescrito. Num ato falho, ao criticar a posição do ministro Barroso (diga-se, um dos maiores juristas do país), Barbosa acabou confessando que exacerbou a pena de quadrilha de propósito, ou seja, para condenar Dirceu "de forma exemplar". Agiu, portanto, arbitrariamente ou politicamente, e não como um juiz.

Barroso foi elegante e claro na sua análise: a justiça não tem que impor condenação exemplar a ninguém, tem que ser justa. E pelas regras vigentes, pela lógica das condenações realizadas para os outros crimes, o de quadrilha já deveria ter sido prescrito. Como a maioria do STF decidiu em favor dos condenados (pela não existência de quadrilha), Joaquim Barbosa, irritado, fez um discurso político de candidato, agredindo seus colegas e dizendo que havia se formado uma "maioria circunstancial reformadora" no STF, e que a nação deveria ser alertada do risco que corria, num total desrespeito pelos colegas dele. É bom lembrar que ele também foi indicado por Lula e num processo semelhante aos demais ministros daquela casa.

Hoje se sabe, por exemplo, que Joaquim Barbosa "escondeu" - colocou em segredo de justiça - a AP 2474, cujos autos trazem provas que poderiam inocentar alguns dos acusados do mensalão e condenar outros que, supostamente, teriam sido seletivamente afastados da AP 470 (mensalão) para poupar, por exemplo, pessoas ligadas aos tucanos. Por que será? O objetivo era atingir somente o PT e o governo Dilma e com isso cair nas graças da mídia golpista?

Uma outra coisa estranha no chamado julgamento da AP 470 foi o tratamento desigual em relação ao chamado mensalão tucano de Minas. Enquanto no caso do chamado mensalão do PT, que foi posterior ao mensalão tucano, o STF aceitou a denúncia contra quase todos os envolvidos, inclusive aqueles que não tinham foro privilegiado e deveriam ter sido julgados inicialmente em primeira instância - o que não aconteceu -, com o mensalão dos tucanos, ao contrário, foi diferente. A ação penal foi desmembrada e o STF ficou apenas com os acusados com foro privilegiado, como deputados federais e senadores. Sem falar que era um esquema de caixa dois mais antigo do que o do PT, praticamente com os mesmos personagens, e até hoje continua impune, sendo que alguns dos acusados já escaparam por ter completado 70 anos. Ou seja, o STF tratou de modo diferente dois casos comuns; tratou de forma política, como um julgamento de exceção, para agradar a mídia, ávida por derrubar o PT do governo federal.

Repetimos: somos contra a prática de caixa dois, não importa qual partido esteja envolvido. E eu pessoalmente, como já declarei aqui, não sou filiado a nenhum partido político. Mas, nas condições vigentes, o partido ou candidato que não tiver dinheiro não consegue eleger ninguém. E este dinheiro, nas condições atuais, é fruto, em grande parte, do chamado caixa dois, ou seja, dinheiro não contabilizado que os partidos arrecadam para pagar os custos das caríssimas campanhas eleitorais. Para acabar ou reduzir, pelo menos, esta prática, somente com uma reforma política, com o financiamento público de campanha e maior transparência e fiscalização na prestação de contas dos partidos e dos seus candidatos e de todo o processo eleitoral.

O mensalão, portanto, estou convencido, tal como tem sido apresentado pela mídia, não passou de uma farsa, um golpe, com o claro objetivo de desgastar política e eleitoralmente o governo federal. O propósito inicial era o impeachment de Lula ainda no primeiro mandato. As elites perceberam que seria um jogo perigoso demais, que o país poderia ingressar numa revolta popular de imprevisível desfecho. Então apostaram no desgaste do partido, na derrota eleitoral para a presidência da república, através de uma sistemática campanha midiática contra os "mensaleiros do PT". Para a infelicidade destes grupos de direita, o povo não caiu no golpe e, em 2006, houve a reeleição de Lula, assim como em 2010 foi eleita a presidenta Dilma. Em todo este período, a denúncia do "mensalão do PT" se tornou tema obrigatório e diário na mídia golpista.

Mesmo agora, com as denúncias de escândalos como o trensalão e o propinoduto em SP, todos envolvendo sucessivos governos tucanos da cidade e do estado, a mídia nada fala e continua carregando as tintas apenas contra os condenados presos do PT. José Dirceu dá um espirro e a mídia divulga que ele está tendo tratamento privilegiado, pois alguém lhe oferece um lenço de papel. Chegaram até mesmo a proibi-lo de passar o dia todo lendo. Foi acusado sem prova de ter recebido um telefonema de um dirigente partidário da Bahia. Nada ficou provado, mas a mera acusação feita por um jornal de SP (folha de são paulo) foi o suficiente para lhe tirar o direito a trabalhar durante o dia, na condição de preso em regime semiaberto. O presidente do STF chegou a trocar o juiz que cuidava da vara de execução penal, colocando um outro, claramente antipetista - o pai dele é um político antipetista declarado -, numa verdadeira perseguição política.

Claro que o Brasil tem situações de prisioneiros em condições bem piores, sofríveis, desumanas até, especialmente os mais pobres, os negros, as mulheres, resultado das realidades de exclusão social que continuam presentes, hoje, como ontem. Mas não estamos tratando aqui do sistema prisional como um todo, mas apenas do chamado mensalão do PT e dos seus desdobramentos. De como, enfim, esta ação penal foi transformada em peça política partidária com a finalidade de enfraquecer o governo federal, desmoralizar o PT e tentar viabilizar projetos golpistas. Felizmente, o povo não é bobo como supõe a Globo e seus aliados, e tem prestigiado o governo federal nas urnas, demonstrando que quer mudanças sim, mas não aceita o retorno de governos neoliberais como os dos tucanos, demos e afins.

Contudo, passado o carnaval, uma das mais bonitas e populares festas do Brasil, a direita já prepara novas investidas para tentar derrubar o governo Dilma. Entre as  investidas golpistas estão as manifestações de protesto contra a Copa do Mundo. Claro que tem muita gente boa no meio dos protestos, anarquistas, idealistas, e até marxistas. Mas tem grupos de direita neofascistas também e uma base social de uma classe média leitora da revista-lixo chamada Veja que nos preocupa. Além dos infiltrados da CIA - não tenham dúvida disto. Esta gente não descansa. Os EUA querem ver o mundo pegando fogo, desde que os interesses deles, dos grupos econômicos deles, estejam protegidos.

Todos nós temos as nossas críticas ao processo de preparação da copa, dos altos investimentos em estádios e obras, etc., mas daí a querer transformar este mega evento num desastre vai uma grande distância. No país do futebol, de um povo apaixonado por futebol, é até um contrassenso observar a torcida do contra. Que se critique e se combate e se proteste contra a tentativa de afastar os pobres dos centros urbanos - como se verificou no Rio de Janeiro, em maior escala - tudo bem. Mas, a copa é uma realidade. E não é por causa da copa, como dizem alguns, que a Educação e a saúde públicas não têm ainda o primor que nós brasileiros merecemos.

Além disso, já não se trata mais de meras manifestações de protestos, como poderia acontecer  em qualquer época do ano, de forma legítima e democrática. Não sejamos ingênuos. O Brasil está no mapa dos países visados pelo governo e megaempresas dos EUA com seus pupilos internos, que tudo farão para desestabilizar o governo federal. Tal como estão fazendo na Ucrânia, na Venezuela, tal como fizeram no Oriente Médio, reservadas obviamente as diferenças conjunturais em todos os casos citados.

No Brasil, está óbvio que a maioria da população aprova o governo federal e  as políticas sociais em vigor: Bolsa Família, Mais Médicos, Minha Casa Minha Vida, Luz para todos, Pró-uni, Pronatec, programas de cotas sociais, entre outros, todos eles voltados para a população de baixa renda. Claro que precisa melhorar, precisa investir mais na Educação pública, pagar melhores salários aos educadores, e na saúde pública também; melhorar e baratear o transporte coletivo; realizar uma reforma política e no judiciário; acabar com o monopólio da mídia, etc, etc. etc. E a maioria da população, como ficou revelado em pesquisa recente, quer mudar muita coisa sim, mas não quer mudar o governo; ou seja, quer mudar com o governo Dilma, e não com um outro governo que as pessoas já sabem que representaria um atraso, um retorno a choques de gestão, desemprego, corte nas políticas sociais, confisco salarial, estado mínimo para os pobres, etc.

Os golpistas - mídia, tucanato, banqueiros, agentes da CIA e seus adeptos internos - sabem que, em condições normais, Dilma ganha as eleições no primeiro turno. Então querem provocar uma situação de caos, ou pelo menos um sentimento de caos, de insegurança, de crise, de que tudo vai mal e tende a piorar se Dilma continuar no governo. Quem ouve a Itatiaia, ou lê o Estado de Minas ou a Folha de São Paulo, ou ouve e vê as emissoras da Globo, Band e afins, tem a impressão de que o Brasil vive o pior dos mundos, uma crise que tende a piorar. Só coisa negativa. Para eles, a inflação vai subir, o desemprego também, o país ficará estagnado, tudo vai dar errado. Oh céus, oh dor! A gota d'água serão os protestos contra a copa, que podem ser infiltrados por provocadores da direita e se tornarem uma "prova" do descontentamento do povo com o governo, segundo a opinião publicada.

Quem não se lembra, ou pelo menos (meu caso) quem já não leu alguma coisa sobre a Marcha da Família com Deus pela Liberdade, um movimento liderado pela direita golpista em São Paulo, que serviu de pretexto para o golpe de 1964? Pois já há grupos neofascistas convocando uma segunda versão desta infeliz marcha em São Paulo, e é claro que muitas outras tentativas serão feitas neste ano de copa e de eleições presidenciais. Querem desestabilizar ou derrubar os governos populares ou progressistas da América Latina e do mundo.

Se tivéssemos uma alternativa popular no campo das esquerdas, com reais forças para disputar eleições para vencer, ou mesmo para uma revolução popular, claro que a nossa análise seria outra. Mas, não temos o condão de mudar as circunstâncias ao nosso bel prazer. Podemos agir e contribuir para mudar sim, mas não podemos impor de forma artificial, subjetivista, uma solução para a qual a população, a maioria dos de baixo, não se propõe a realizá-la neste instante, ou seja, quando uma situação ideal ainda não esteja amadurecida, ela não acontecerá. Mais ou menos isto quem dizia era o gigante Marx. A sociedade (os de baixo) não realiza propostas que não estão maduras.

E neste momento, no Brasil, com o baixo nível de organização e consciência política das esquerdas e das massas trabalhadoras, não dá para propor algo mais avançado do que eleger uma candidata - Dilma - minimamente comprometida com um projeto que leve em conta as políticas sociais que se opõem às políticas neoliberais. Dilma representa esta continuidade nas políticas sociais, na relação independente e solidária com os povos e governos populares e progressistas da América Latina e do mundo. 


Claro está que o PT, hoje, nem de longe lembra o velho PCB de Prestes, Marighella e Gregório Bezerra. Não tem a coragem nem mesmo de um Brizola, a quem tive a grata satisfação de conhecer pessoalmente quando tinha meus 20 e poucos anos (uma hora destas publico aqui algumas fotos que guardo do início da década de 80). O PT, mais do que nunca, é hoje um partido formado majoritariamente por bundões, burocratas, gente que está presa a um cargozinho qualquer, sem qualquer paixão política para enfrentar os de cima. Destacam-se as exceções, honrosas, que contribuem para reforçar as políticas sociais. Mas, independentemente dos vacilos do PT, a realidade acaba pressionando o governo federal a assumir posturas em favor dos de baixo, sob pena de perder apoio popular.

Na Venezuela, por exemplo, ao contrário do Brasil, o chavismo foi construído e se fortaleceu com o permanente chamado ao povo para ocupar as ruas em apoio ao governo. O próprio governo, quando ameaçado pelos golpistas de lá, ao invés de ficar na defensiva, convoca o povo para as ruas, mostrando toda a sua força apoiada numa população cada vez mais politizada e auto organizada. Por aqui, ao contrário, o governo federal, ao mesmo tempo que não abre mão das políticas sociais que lhe dão suporte eleitoral (o que é bom), não tem tido coragem para enfrentar abertamente os inimigos do povo: a mídia, parte do judiciário, o tucanato, entre outros. Por isso, o governo federal, apesar do capital político de que dispõe, está mais vulnerável a sofrer um golpe. Que como já explicamos aqui, não será um golpe no formato tradicional, uma quartelada militar, não. Desta vez, os golpes têm outra cara, envolvem parcela do judiciário e o respaldo imediato da mídia, além de poder contar também com manifestações de protesto teleguiadas pela mídia e infiltrados da direita.

Portanto, não sejamos ingênuos. O governo federal não pode cair nas mãos de aventureiros ou golpistas que trarão e representarão o retrocesso nas conquistas dos de baixo. É preciso avançar nas lutas, nas conquistas, cada vez mais, mas de forma segura, com um governo não subordinado aos ditames do império norte-americano. Neste momento, e passado o carnaval, temos o dever de reeleger a presidenta Dilma, mesmo com todas as críticas que se façam necessárias.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!



                          ***


P.S.: para acompanhar a realidade da Venezuela, por fonte mais segura do que a mídia golpista do Brasil e do mundo, assistam ao canal Telesur, clicando aqui.

P.S.2: leiam também este texto aqui, publicado no Blog Viomundo, que fala sobre a estratégia dos EUA para derrubar governos que não rezam a cartilha deles. 

212 comentários:

  1. Quando a tucanada cair,o Brasil certamente irá progredir.
    O ruim dessa história é que,quando um tucano sujo se vê acuado,rapidinho dá um jeito de mudar de partido.Seria bom se tivéssemos uma lista dessa "ave migratória" desde os anos 80 ou 90.Sabe como é,muito bode travestido de ovelha.Certo é que,Aécio Never e seus atuais pupilos não haverão de ganhar nem pra vaga a gari(que é uma classe digna).SF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha colega, essa notícia "Tucanalhas caem e Minas inaugura um novo tempo" seria bem recebida por alguns de nós, mas infelizmente há uma grande parcela que não pensa assim, estou cansada de ver gente defendendo a situação vigente!

      Excluir
  2. Muito bom. Espero que Minas, os servos( servidores) deste Estado comecem a discutir política como um todo: do mais simples ao mais complexo- Ditadura nunca mais!

    ResponderExcluir
  3. Concordo plenamente com você Euler.Só quem é pobre ou ja foi pobre,sabe como é a vida na mão dos outros governantes.Hoje o pobre pode alimentar,faz curso superior,tem celular,computador moto e atá carro.Pergunte seus pais ou avós como era a vida antes.Bom,,,, não precisa dizer mais nada você decide.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitas coisas do PT foram através de medidas paliativas, mas já está na hora de Dilma e o PT mostrarem realmente serviço. Chega de doar os peixes. Está na hora de ensinar a pescar! Educação de qualidade (e não simplesmente acesso a faculdades de baixa qualidade; saúde de qualidade; segurança de verdade; chega de bolsa isso e bolsa aquilo...). Porém PSDB nunca mais!

      Excluir
    2. Quando leio ou ouço o nome Dilma, fico puto da vida, pois logo me vem a mente durante a campanha dela a presidente, ela dizendo que iria enfrentar o Crak de frente, que a educação seria prioridade... Tudo não passou de discurso e eu caí direitinho... Educação básica virou uma laranja chupada por um monte de canalhas, estaduais e municipais. O crak já está na escola e esse governo se recusa a debater o assunto. O piso foi só uma dessas mentiras eleitoreiras... Meu, chega um momento que de tanto envergar, a gente quebra.

      Excluir
  4. Muito bom todos esses esclarecimentos.Assim muitas coisas vão aclarear para uma maioria que ainda não percebeu o quanto podemos fazer por nós e por esse país mineiro.

    ResponderExcluir
  5. Gostaria de ter sido eu a autora deste texto.É tudo de bom e esclarecedor.Uma verdadeira aula de história. PARABÉNS,professor.

    ResponderExcluir
  6. Quando leio um post seu fico pensando: gente, ele escreveu o que eu queria escrever! Tirou as palavras da minha boca e escreveu (rsss).
    Mas quem tem o dom da pena mágica é você!
    Parabéns! Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Um dos defeitos do mineiro, principalmente os mais antigos é fugir do debate político. O mineiro ainda tem a alma ingênua a tendência em acreditam nos políticos mais antigos, porque sem perceber foram obrigados a isso. Digo isso pelo que ouço da minha mãe e tios todos com mais de 70 anos. A tucanalha fascista incutiu silenciosamente durante anos por esses rincões de Minas, que os serviços básicos, como por exemplo: uma consulta médica, uma ambulância, um documento da prefeitura, um calçamento de rua, etc, eram favores, e que vc ficaria devendo por estes favores o resto da vida e seus familiares tbém, sob pena de perdê-los. Por isso que em Minas criam-se cidades com menos de 1000 habitantes, para melhor controlar os votos e manter o poder tucano. Digo isso porque vivi na pele e ñ concordava com tamanha desumanidade. Cheguei a ponto de marcar audiência com o prefeito que reina até hoje para pedir-lhe que liberasse os remédios para uma das funcionárias da prefeitura que, apesar de ser concursada, havia sido demitida, pois o prefeito descobriu que ela ñ havia votado nele. Voltamos depois para pedir que emprestasse a ambulância e da mesma forma ele disse NÃO. Continuou dizendo que se ela morresse seria bom, menos um contra ele. Ela e sua mãe( acamada) faleceram à mingua: sem salário, sem emprego, sem remédios e sem atendimento médico, como exemplo para a cidade. Este político ainda reina soberanos na cidade. Foi caçado, perdeu os poderes políticos, mas continuou na cúpula do poder mineiro como aliciador de menores virgens para altos políticos e para si próprio. Eu, ameaçada de morte por ele, abandonei minha cidade e minha amiga. O vizinhos cuidavam dela precariamente, mas cuidavam. Carrego comigo essa culpa, senti na pele o poder do domínio. Ele se enredou pela política pelo PT, mesmo sem nunca ter trabalhado, mas depois assumiu o PSDB que realmente era a sua cara e a dos PIORES POLÍTICOS MINEIROS . Seguramente, NÃO HÁ UM POLÍTICO PSDBISTA QUE PRESTE, QUE SEJA INOCENTE.
    Não posso me identificar, por questões óbvias.
    Abraços,! Sou PT até a morte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esses Psdebostas, falam de eficiência, e eu sou obrigado a concordar... São eficientes em reuniões com os melhores marketeiros do mercado para fazer os mineiros pensarem ao longo dos anos que Minas é Aécio e Aécio é Minas... Tem uma bruxa lá, uma tal de Andréia que brinca de Deus utilizando quase sempre o tal dos Diários Associados. Quero ver por quanto tempo algo tão superficial vai se sustentar...

      Excluir
    2. Tem gente aqui querendo eleger aecin..Minas somos todos os eleitores.Este tal fica no Rio e por la que se afogue.

      Excluir
  8. Seu texto é ótimo e mto esclarecedor. Espero que acorde os que ainda veem alma em político do PSDB.

    HUUUMMM... Acho que esse vice de Aécio, tbém não vai emplacar. Fez de tudo pra ajudar pra PSDBosta,queimou o seu filme e foi abandonado no minho pelos seus. Coisas de PSDBostas....

    http://www.brasil247.com/+mm2q8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente,tem um colunista no r7 que fala sobre a campanha fraca deste aecin

      Excluir
  9. Teto fantástico. É preciso que chegue até a Dilma e assessores para que seja divulgado....

    ResponderExcluir
  10. Euler eu sei que o tema é outro desculpe a insistência, mas como o anterior está muito carregado, por isso estou te pedindo para publicar, do jeito que está lá no site do STF o julgamento vai acontecer e tem gente que não vai ficar sabendo.O julgamento está marcado para o dia 12/03, você entra na pauta clica em cima do número 12 e vai em P.10 Servidor Publico, depois está no titulo EXIGIBILIDADE DE CONCURSO PÚBLICO.
    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/pesquisarCalendario.asp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou feliz que o julgamento vai acontecer, porque assim não tem como o governador usar os efetivados como vem fazendo. Independente do resultado ninguém mais se sentirá na obrigação de votar nesse governo do PSDB. Todos viram que ele não fez nada para defende-los. Mesmo que o STF deixe que a lei permaneça não vai alterar em nada, porque se ela permanecer, todos vão ter segurança e não dependem mais do governo tucano.

      Excluir
    2. É certeza que o julgamento vai acontecer?

      Excluir
    3. Caro colega o link P.10 é apenas uma legenda temática que indica quais os processos que estão no mesmo teor que a lei 100, no caso, eles se enquadram em Exigibilidade de concurso público, sendo assim os processos que realmente estão na data marcada do dia 12 no calendário do STF estão todos no tema do link P.1o. A lei 100 NÃO está na pauta dos processos que estão confirmados para o dia 12, ou seja ela ainda não tem data marcada.

      Excluir
    4. A votação da inconstitucionalidade da lei do estado do Acre criou uma súmula vinculante para todos os outros casos semelhantes. A decisão deu ao Acre um prazo de 12 meses para corrigir a situação. No caso da ADI contra o estado de MG, segue abaixo PARTE Do relatório do Ministro Dias Tóffoli, para os demais ministros do STF. O que pode mudar é este prazo para processar a mudança. Quem desejar ler o texto integral é só acessar os detalhes no site do STF.


      AçÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4.876 DISTRITO FEDERAL
      RELATOR : MIN. DIAS TOFFOLI


      RELATÓRIO
      o SENHOR MINISTRO DIAS TOFFOLI (RELATOR):
      Cuida-se de ação direta de inconstitucionalidade ajuizada pelo Procurador-Geral da República, em 16 de novembro de 2012, tendo por objeto o art. 7º e seus incisos da Lei Complementar nº 100, de 5 de
      novembro de 2007, do Estado de Minas Gerais.
      ...
      Alega o autor que a norma impugnada tomou titulares de cargos efetivos profissionais da área da educação que mantinham vínculo precário com a Administração Pública estadual. Afirma que, segundo o
      noticiário mineiro à época, seriam beneficiados cerca de noventa e oito mil pessoas. Isso posto, sustenta violação da regra do concurso público (art. 37, inciso It da CF) e dos princípios da isonomia, da impessoalidade e da moralidade administrativa (art. 52, caput e lI, e art. 37, caput, da CF).
      Em 19 de novembro de 2012, foi aplicado o procedimento do art. 12 da Lei n2 9.868/99.
      Em resposta à solicitação de informações, a Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais suscitou a existência de conexão entre esta ação direta de inconstitucionalidade e a de nº 3.842, distribuída ao
      Ministro Gilmar Mendes, pois a causa de pedir de ambas as ações seria a mesma: a impossibilidade de efetivação daqueles servidores sem prévia aprovação em concurso público. Em seguida, sustentou a assembleia o não conhecimento da ação direta, por ausência de impugnação global do complexo normativo, pois, embora o art. 7º fizesse referência a vários dispositivos legais, nenhum deles teria sido impugnado. No mérito, alegou que a efetivação dos servidores contemplados pelo art. 7º se deu
      no contexto da unificação dos regimes jurídicos dos servidores,do Estado de Minas Gerais, em cumprimento ao art. 39, caput, da Cónstituição Federal, e ao art. 24 do Ato das Disposições Constitucionais T~ansitórias.
      Aduz que a efetivação ocorreu de forma gradual, tendo sido antecedida pela transformação do status de tais servidores para o de detentores de função pública, por meio da Lei nº 10.254/90, a qual instituiu o regime jurídico único. Narrou a assembleia que essa transformação foi uma etapa da plena integração, no serviço público estadual, daqueles servidores designados para o exercício de atribuições permanentes que vinham
      desempenhando suas funções há vários anos, sendo necessária em razão da situação de insegurança quanto à continuidade do vínculo funcional.
      Aduziu, também, a necessidade de se compatibilizar a interpretação do art. 37, inciso lI, da CF com o art. 24 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. Por fim, requereu a modulação dos efeitos
      de eventual decisão pela inconstitucionalidade, diante da existência de situações funcionais consolidadas e da possibilidade de haver prejuízos à atuação administrativa.

      Excluir
    5. CONTINUAÇÃO DO RELATORIO DO MINISTRO.


      O Governador do Estado, por seu turno, também sustentou, preliminarmente, o não conhecimento da ação direta de inconstitucionalidade e, no mérito, pugnou pela improcedência do pedido, tudo com base nos mesmos argumentos apresentados pela Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais.
      A Advocacia-Geral da União, preliminarmente, opinou pelo não conhecimento da a~ão~--ein virtude da ausência de impugnação específica.
      No mérito, pronunciou-se pela procedência parcial do pedido, considerando constitucional o inciso III do art. 7º, por não vislumbrar ofensa ao princípio de concurso público, e inconstitucionais os incisos I,
      II, IV e V, por violação do mencionado princípio.
      A Procuradoria-Geral da República, por sua vez, manifestou-se pelo conhecimento e pela procedência do pedido, reportando-se às razões deduzidas na petição inicial desta ação direta. Consta dos autos informação de que foi realizado concurso público para preenchimento de vagas de professores na rede pública de ensino do Estado de Minas Gerais, o qual foi homologado em 15 de novembro de 2012. Também consta cópia do edital do concurso, de onde se extrai que o prazo de validade do certame expirará em 15 de novembro de 2014.
      Deferido o ingresso da Associação de Professores Públicos de Minas Gerais (PPMG) como amica curiae.
      É o relatório.
      Distribuam-se 2 cópias aos Senhores Ministros (art. da Lei nº 9.868/99 e art. 172 do RISTF).


      aBRAÇOS A TODOS

      Excluir
    6. Desculpem minha ignorância, mas continuo sem entender nada. Isso acrescenta, confirma ou nega inconstitucionalidade da lei "sem vergonha"?

      Excluir
    7. Parece que a educação em Minas está ótima,assim como o salário dos professores, pois pelo o que percebo no blog e também nas escolas, a única preocupação dos "Colegas" é a que da da Lei 100. Parece que quando a Lei 100 cair todos os nossos problemas vão acabar.Alguns estão consumindo toda a sua energia pensando só nisso!
      É isso que o governo quer, pra ele é ótimo.
      Enquanto desperdiçamos tempo e gastamos nossa energia com isso, o governo deita e rola.
      Abre o olho galera!!!

      Excluir
  11. Texto fantástico. É preciso que a Presi dente Dilma e seus assessores leiam este texto e possam divulgar para as pessoas....É preciso esclarecer muita coisa...

    ResponderExcluir
  12. Vamos ver se o STF vai julgar o mensalão tucano. Azeredo quer escapar, e se caso o STF tem mesmo intenção política como citada no seu texto, vão mandar o caso para 1ª instância e, assim, proteger o PSDB de desgaste político. Se tiver muitos outros personagens importantes envolvidos no mensalão tucano, certamente vão encaminhar o processo pra Minas. O STF corre o risco de entrar em contradição já que disse que o mensalão do PT foi o primeiro esquema de compra de votos do Brasil. Veremos no decorrer do mensalão do PSDB que essa prática é antiga e seus criadores foram a galera tucana.

    ResponderExcluir
  13. Enquanto o PT preocupa apenas com a União, nos estados perde feio. Aqui em Minas o PSDB vai ser eterno governante. Eles têm muito mais dinheiro pra campanha, e porque será que têm mais dinheiro heim? Não é difícil saber já que caixa dois é fácil de fazer, tem que ter reforma política mesmo, para dar a todos os candidatos igualdade de condições para concorrer. A forma que as campanhas políticas são praticadas desrespeita a própria constituição do nosso país. Falta isonomia nas campanhas. Lembram do candidato Enéias, que mal dava pra falar seu nome? Mas depois foi eleito deputado e um dos mais votados do país. Nós, eleitores, deveríamos ter o direito de ouvir todos os candidatos em igual tempo para podermos analisar melhor em quem votar. Tem que ter uma reforma política em todos os sentidos neste Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se depender de sua propaganda,ganharia sim.Fale menos e pense mais.

      Excluir
    2. Ouvir aécin do pó pinóquio das neves o mesmo tempo kkkkkkkkkkkkk Só se a gente pudesse debater com ele... kkkkkkkkkkkk Vamos conversar? Quanto o Sr. aécin ia faturar com a venda do produto do heliPÓptero durante a Copa do Mundo? O Sr. aécim reizinho do pó ia pagar os manifestantes com um pouquinho de pó? Os Blacks blocs andam drogados para agirem com aquela violência toda? Vamos conversar, aécin... Perguntgar não ofende...

      Excluir
    3. Ter dinheiro pra fazer campanha, não é por aí. Só se achar os sem um pingo de inteligência ou cegos, porque as coisas estão estampadas pra todos os lados.É claro que tem os idiotas que ainda vão votar no PT e PSDB.O povo tem que deixar de ser bobo.Este povo tá mandando demais e para os professores não fazem nada.

      Excluir
    4. Eterno governante??????????????? Que convicção!

      Excluir
  14. Eu concordo com as manifestações e torço para que aconteçam em grande escala. Mas elas devem ser bem direcionadas. Por exemplo em São Paulo deve ser contra o governo do PSDB que roubou, rouba e continuará roubando nas licitações do metrô Caso Alstom. Aqui me Minas contra o absurdo de gasto com a construção da cidade administrativa de bilhões e tanta gente sem um posto de saúde pra consultar e escolas caindo. E eles lá no ar condicionado. Enfim temos sim muito o que manifestar mas temos que escolher direito a pauta de manifestações e a quem elas serão dirigidas. Esse texto seu, Euler, deve ser lido lá pela galera da ASSEMBLÉIA POPULAR HORIZONTAL. Eles estão construindo uma pauta enorme de manifestações e eu até apoio mas devem ser bem direcionadas para não cair no golpe da mídia golpista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assembleia Horizontal é conversa. Já tem uma pauta já definida e que

      será empurrada goela abaixo, através de discursos bem montados.

      Quem direciona a pauta é o PSTU e o PSOL. Dois partidos que estão por

      trás dos Black Bloc.

      Falo com propriedade, pois participei de várias assembleias.

      Excluir
  15. Todos os políticos do mensalao tucano querem ser julgados em minas, pois a justiça mineira é psdbosta. Votam e aprovam o que o hitlerzinho sádico manda senão são mandados pra conchichina. É mais ou menos como na assembleia homologativa. Mensalao mineiro aqui minguem nunca viu, ouviu ou sabe, a não ser que queira comer grama pela raiz. É o que estão fazendo como jornalista dono do Novo Jornal. Só não o mataram ainda porque estamos vigiando pelas redes sociais. Mas quando o caso ficar morno e os direitos humanos e os deputados da oposição arrumarem outro problema que dão cabo dele. Infelizmente até a vitima ja sabe disso. Triste, não é? Psdb é assim. E aí, tem alguém ainda capaz de votar neles? Triste, mas ainda tem. Mas juntos vamos exterminar com estes monstros, EM NOME DE JESUS.

    ResponderExcluir
  16. Muito bom seu texto; podemos trazê-lo para nossa realidade de Minas. Um governo insensível com as necessidades da população mais carente, com os funcionários públicos, principalmente saúde e educação. Se cada um de nós garantir o voto dos familiares e mais alguns de conhecidos, vizinhos, vai fazer um estrago dantesco no psdb/bosta. Temos que trabalhar desde agora, em todos os rincões deste estado. VAMOS À LUTA!

    ResponderExcluir
  17. Excelente texto caro Euler , chega de PSDB. Aécio , Anastasia e Gazola deverão ir para os espaço com passagem paga pelos professores. Mas, passagem sem volta. quanto a Dilma está fazendo um bom trabalho, mas precisa olhar mais pela educação e professores. Nós educadores das Minas Gerais, estamos sendo escravizados, pedindo socorro e não estamos sendo ouvidos. De promessas políticas estou saturada.

    ResponderExcluir
  18. Alguém sabe informar se vai antecipar o pagamento para sexta dia 7? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No calendário de pagamentos do Portal do Servidor está marcado para o dia 07

      Excluir
    2. Oi!!!!! Estamos em março calendário marca 10 segunda feira.. Ok.......

      Excluir
    3. Que isso gente, quanta confusão. Está no portal do servidor bem explicado, toda vez que o pagamento cair na segunda-feira o pagamento fica disponível no caixa eletrônico no sábado. Quem duvidar vai lá no banco sábado e comprova e tira a dúvida de uma vez por todas. Quanta falta de informação, depois reclama que o povo vota em Aécio/Anastasia. Até os professores não têm informação direito uai....

      Excluir
  19. MA_RA_VI_LHA de texto Euller! Vou twittar agora!

    ResponderExcluir
  20. http://www.viomundo.com.br/politica/altamiro-borges-os-riscos-para-aecio-em-mg-sp-e-rj.html

    ResponderExcluir
  21. VIOMUNDO
    Bernardinho rejeita convite de Aécio
    Por Altamiro Borges, em seu blog

    Em carta divulgada nesta sexta-feira (28), o técnico da seleção brasileira de vôlei Bernardo Resende, vulgo Bernardinho, anunciou que não disputará o governo do Rio de Janeiro pelo PSDB. Tucano de carteirinha, ele bajula Aécio Neves, o cambaleante presidenciável da sigla, mas explica que recusou seu convite formal porque “no momento essa não é uma opção para mim e minha família”.

    A decisão representa um duro baque para a legenda. Até Josias de Souza, blogueiro da Folha muito chegado ao ninho tucano, registrou que “o tucanato viu ruir os seus planos de erigir no Rio um palanque de grife para Aécio. O PSDB continua a pé no terceiro maior colégio eleitoral do país”.

    A ressaca do senador mineiro, porém, não se dá apenas no Rio de Janeiro - local que ele tanto aprecia e curte, inclusive com passagens pagas pelo Senado. Em seu próprio Estado, o segundo maior colégio eleitoral do país, a situação também não está nada tranquila. Na semana passada, Aécio Neves esteve presente no lançamento da candidatura de Pimenta da Veiga para o governo de Minas Gerais.

    Outro jornalista da Folha, Fernando Rodrigues, registrou o ”tom messiânico” do evento. O tucano pediu a seus correligionários que erguessem os braços “numa atitude de súplica”. “Não parecia o comício de um partido, o PSDB, que no plano nacional vive pregando renovação e uma nova política”.

    A “súplica” de Pimenta da Veiga talvez se explique pelo resultado das recentes pesquisas eleitorais. O tucano, ex-prefeito de Belo Horizonte e ex-ministro das Comunicações do governo FHC, envolvido em várias denúncias de corrupção, até agora não aparece bem na fita.

    Já o candidato petista Fernando Pimentel, ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do governo Dilma, surge na liderança em todos os levantamentos - internos e públicos. O PDDB corre o sério risco de perder no Estado, que comanda com mãos de ferro há vários anos. Este fiasco, sim, daria uma baita ressaca!

    Para completar, a situação também não é tranquila em São Paulo – o maior colégio eleitoral do país. Vários partidos já abandonaram o ninho tucano, o que reduzirá o tempo de propaganda eleitoral na rádio e tevê do governador Geraldo Alckmin, que tenta a reeleição.

    A pulverização das candidaturas – com a entrada em cena de Paulo Skaf (PMDB), Gilberto Kassab (PSD) e Márcio França (PSB) – deve jogar esta disputa estratégica para o segundo turno.

    Leia também:

    Sheherazade convoca para marcha com gente que defende golpe

    http://www.viomundo.com.br/politica/altamiro-borges-os-riscos-para-aecio-em-mg-sp-e-rj.html

    ResponderExcluir
  22. EULER, SEGUE O TEXTO ABAIXO RATIFICANDO SUA ANÁLISE.

    http://www.brasil247.com/+mm2q8




    LELÊ TELES 28 de Fevereiro de 2014 às 11:43



    Bom, parece que arrancaram a máscara do nosso heroi. E assim, de cara limpa, nenhum black bloc enfrenta ninguém
    Desde que o julgamento da ação penal 470 se converteu em um reality show, alguns eminentes ministros, encantados com os holofotes, passaram a jogar para a plateia.
    Barbosa, grande ator, roubou a cena desde então.
    Ofendeu colegas, abusou de expressões de efeito midiático, fez caras e bocas, bateu boca e bateu, com muita força, o seu martelo.
    O nosso Thor negro, poderoso, andava por aí, no farfalhoso frufru da toga, martelo em punho, cravando sentenças: chamou advogados de dormiocos preguiçosos; jornalista, de porco chafurdento; colega, de chicaneiro; e a revistaveja, por tudo isso, pelo conjunto da obra, o chamou de heroi.
    Heroificado, Barbosa comprou um apê nos Esteites, terra de super herois, como se sabe. E como um super heroi moderno saiu a dar entrevistas, celebritante. Distribuiu autógrafos, marcou presença em eventos sociais, fez selfies, tirou fotos com fãs, desavisados e até com um bandido foragido, sempre risonho; foi a sambas, bares e até a um jogo de futebol, ao lado de Luciano Huck.
    Lavou a égua.
    Midiatificado, viciado no espetáculo e na bajulação, bateu o martelo com muita força e mostrou ter-se deixado trair pela emoção.
    Fez de réus, inimigos; de colegas, adversários; da mídia, uma aliada.
    Ordenou prisões no feriado e montou em excelente cenário: avião, veículos da Polícia Federal e todo mundo junto indo para a mesma penitenciária. Semiabertos foram trancafiados, tripudiou da enfermidade de um dos réus e foi condescendente com outro já convalescido.
    Depois foi às compras na Europa, mas antes deu uma palestra em uma universidade nas estranjas, convidado para ninar um reitor com a sua conversa pra boi dormir. Os caras não lhe pagaram cachê e nem o café da manhã do hotel, tudo veio da viúva.
    Assim, ele passou de um mero ator - sempre de pé e nunca de costas para a plateia - para um hábil roteirista e promissor autodiretor.
    Aí vieram os Embargos Infringentes. Barbosa, o altivo, sofreu uma fragorosa goleada de 4x1. Ao sentir que perderia o jogo, foi pro ataque qual um legítimo black bloc.

    CONTINUA NO PRÓXIMO COMENTÁRIO......

    ResponderExcluir

  23. CONTINUAÇÃO ......
    RATIFICANDO O TEXTO DO EULER.

    http://www.brasil247.com/+mm2q8

    Como se gritasse a plenos pulmões Não Vai Ter Copa, a barra passou a pesar para Barbosa, e o nosso heroi começou a desferir socos, cabeçadas e rabos-de-arraia, quebrar vidraças e tocar fogo no prédio público símbolo da burguesia, o STF.
    Chamou Toffoli de hipócrita e acusou o fleumático Barroso de fazer política, veja você.
    Mongicamente, Barroso, olhando para o bípede implume e togado - sempre de pé, por conta das hemorroidas (por que não se trata?) - afirmou: "Considero, com todas as vênias de quem pense diferentemente, que houve uma exacerbação nas penas aplicadas de quadrilha ou bando".
    "Como é isso?", perguntou o surpreendido Barbosa. "É fácil fazer discurso político", afirmou o nosso candidato Joaquim, vendo que o outro tentava lhe roubar a cena.
    Com mil diabos, parece que surgiu um deus ex machina por trás da cortina.
    A certa altura, Barroso disse: "O discurso jurídico não se confunde com o discurso político. O STF é o espaço das razões públicas e não das paixões inflamadas".
    Joaquim Barbosa inflamou-se e, como se tivesse em um campo de várzea, tratou o colega simplesmente de "Barroso", como se tivesse em uma discussão no quintal de casa com um compadre, quiçá se soubesse o apelido de Barroso o teria usado.
    Ainda com toda a sua fleuma, Barroso disse que Joaquim sofria de déficit civilizatório.
    Bom, parece que arrancaram a máscara do nosso heroi. E assim, de cara limpa, nenhum black bloc enfrenta ninguém.
    Como um quixote às avessas, Barbosa achou que lutava contra moinhos de vento, deparou-se com gente de carne e osso, e sangue frio.
    Talvez esse tenha sido o último ato de Barbosa nessa ópera bufa escrita por ele mesmo, só lhe resta ser o candidato da revistaveja e, depois, o ostracismo.
    Como se vê, vai ter copa!
    VIU EULER ! O GIGANTE ESTA ACORDANDO, MAS IR PRAS RUAS NÃO DÁ, POIS VIRAMOS MARGINAIS OU MATÉRIA PRA MÍDIA GOLPISTA MANIPULAR OU PRA POLÍTICOS-PAPAGAIOS-DE-PIRATA.

    ABRAÇOS EULER.

    ResponderExcluir
  24. UAI EU NÃO VI ESSE DIA NÃO.EU VI DIA 10 DE MARÇO .SERÁ QUE TÔ DOIDA???

    ResponderExcluir
  25. Não vou descansar até ver expulso de Minas Gerais este desgoverno ladeira abaixo do psdbosta. O pimenta da veiga é um corrupto envolvido com o mensalão mineiro. Nós da educação não vamos suportar mais 4 anos com uma tralha destas. Parem de defender voto nulo ou em branco e vamos somar forças. Nossos alunos são muito influenciáveis. Portanto não vamos perder tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mensalão Tucano e não mensalão mineiro. Nós mineiros não merecemos isto.

      Excluir
    2. Anônimo das 17:13, vc tem algum candidato SÉRIO, que vai fazer algo de diferente para o povo, inclusive para nós, professores?

      Excluir
    3. Se não acreditasse já tinha dado um tiro na cabeça. Se eu perder a capacidade de acreditar, de que vale continuar vivendo?

      Excluir
    4. Ao anônimo das 16:14: sai purgante.

      Excluir
  26. Sábias palavras professor Euler.O povo está indo às ruas não para derrubar o governo Dilma ,mas para clamar aos governadores,deputadas,senadores e STF fim da corrupção e aplicação digna das verbas federais em saúde,educação,transporte,segurança.Não é construindo cadeias e enchendo ruas de policiais que terá segurança no Brasil.Já está provado nas ruas,até alguns policiais se aliando aos bandidos.Temos que manifestar nas urnas.MARY

    ResponderExcluir

  27. VEJAM COM O PSDB GOVERNA MINAS. POR FAVOR ASSISTAM:
    https://www.youtube.com/watch?v=eGm6HJ4FAXw&feature=share

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. INCRIVELMENTE FANTÁSTICO ESSE VÍDEO AÍ VIU.... TODOS DEVERIAM ASSISTIR. O CERTO ERA PASSARMOS ESSE VÍDEO NAS ESCOLAS E CRIAR NOS ALUNOS O HÁBITO DE VER A TV ASSEMBLÉIA KKKK.

      Excluir
  28. Muito bom o comentário do Euler,mas o que mais me incomoda é a o tal projeto reinventado o ensino médio. Que absurdo. Ninguem diz nada,ninguem comenta nada.Todos aceitam de bom grado..Na grade curricular introduziram TI,Turismo,Espanhol,etc,introduziram o 6º horário. No noturno diminuiram aulas de história,geografia,Ed.física e outras no 1º ano para colocar 3 aulas de TI.O que mais a Sec. Educação vai inventar.No diurno são 5 aulas de TI no 1º ano.Isso é uma vergonha,mais um presente de grego do governo Anastasia para os professores e alunos do ensino médio da rede estadual.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu chego à conclusão de que este povo da secretaria e outros aliados NÃO ENTENDEM NADA de educação. O 6º horário até hoje não está funcionando.
      Os horários estão todos partidos, às vezes, os alunos tem 1 aula no 1º horário, pulam 2 e outra aula no 4º horário.Aí o pessoal das escolas só os libera às 11 horas.Como fazer? Assim os alunos perdem o incentivo.

      Excluir
    2. Acordem colegas, na verdade é Reenganando o Ensino Médio...

      Excluir
  29. Pelo fim do reinventado o ensino médio já.Mais aulas das disciplinas tradicionais e pelo fim das Tis,Turismo e de outras disciplinas sem nexo criadas pelos burocratas da SEc.Educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao fim de mais uma tentativa de acabar com a nossa carreira.
      Alunos e professores estão insatisfeitos.Qualquer projeto precisa de credito para dar certo.Se estes aparvalhados tivessem mães, nem elas dariam crédito a esta patacuada.Se tivessem mães pois estes ridículos são filhos espurios que ninguém assume! Desgraçados!

      Excluir
  30. Aécio Neves diz em programa que fumou maconha
    http://blog.opovo.com.br/blogdoeliomar/aecio-neves-diz-em-programa-que-fumou-maconha/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+OPovoOnline-BlogDoEliomar+%28Blog+do+Eliomar%29

    ResponderExcluir
  31. Gracieusa Brito @GracieusaBrito5 de março de 2014 20:43

    Euler, esse blog está cada dia melhor, mando todos os seus textos no twitter assim que os leio e coloco o link do blog como crédito seu claro. Parabéns, já está até repetitivo mas fazer o que, você está magnífico e é um orgulho tê-lo como colega de profissão. Estou andando sumida por motivo de luto, perdi minha irmã e madrinha Genita Brito que era professora de Matemática e Biologia aposentada.

    ResponderExcluir
  32. Entrei na justiça para recebimento do piso salaria e la consta :

    PUBLICADO DESPACHO PEDIDO DEFERIDO EM PEDIDO DEFERIDO

    PROFERIDO DESPACHO - MERO EXPEDIENTE

    Alguem pode mi explicar o que significa??

    ResponderExcluir
  33. NÃO DEIXE DE VER:

    https://www.youtube.com/watch?v=eGm6HJ4FAXw&feature=share

    ResponderExcluir
  34. http://www.brasil247.com/pt/247/economia/

    ResponderExcluir
  35. Não vamos entrar na onda da mídia. Não é mensalão mineiro e sim mensalão TUCANO.

    ResponderExcluir
  36. Xiiiiiii....
    a mídia começa a abandonar o barco do PSDB.
    Leiam:

    http://www.hojeemdia.com.br/noticias/politica/em-dez-anos-minas-contrai-dividas-de-r-19-bilh-es-1.189313

    Gostei muito deste comentário do Sr. Batista Soares:

    VAMOS CONVERSAR sobre o choque de gestão: Estado quebrado, com a dívida pública saltando de R$35bi para, na verdade, mais de R$100bi em 2012, pois dívidas de empresas dependentes não são consolidadas; benefícios fiscais a apaniguados, em média, R$10bilhões ao ano; controle rígido dos órgãos fiscalizadores e judiciais, utilizando, dentre outras técnicas, pagamento de salários acima do teto constitucional (são milhares nessa condição); sucateamento da educação, saúde e investimentos sociais, gerando toda sorte de mazela do tecido social; modelo econômico dependente e condenado ao déficit crônico em face da priorização das commodities; privatização da CEMIG e fortalecimento das PPPs e OSCIPs, pois, segundo o PSDB, a iniciativa privada é mais competente para prestar serviços de interesse público; ambiente de trabalho hostil, degradante e humilhante, com imposição de valores de subserviência ou de alinhamento cego; R$ bilhões investidos mídia para mentir e iludir, criando um cenário teatral ficcionista ao estilo do Projac das Alterosas; criação de uma cultura ao individualismo e de tudo por dinheiro, em detrimento da visão social e coletiva, dentre tantas outras medidas de natureza neoliberal e adoração ao “deus mercado” e ao “leissez-faire, laissez passer” ou que o mais forte sobreviva. É isso que queremos para o Brasil? Deus, salve Minas e proteja o Brasil desses energúmenos políticos, empresários e seus asseclas desmiolados e/ou mal intencionados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enquanto isto o salário dos professores é pífio. Mas que governo safado.

      Excluir
    2. Já não tenho nenhuma esperança de ver a situação dos professores melhorar: estamos pagando a conta pela incompetência deste governo safado.

      Excluir
  37. Qualquer um que aecin colocasse ganharia,hoje qualquer um que ele colocar perde.Acabou a farra malandro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostaria que sua fala encerrasse uma verdade mas, prezado(a) colega tenho minhas dúvidas.Vejo companheiros nosso que roem esse osso duro e podre chamado aecioanastasiagazollavilhena manifestando a intenção de votar nessa quadrilha de ensandecidos alegando que fizeram muito pela educação.E nem são efetivados!
      Incapazes de avaliar sua própria realidade esse pessoal atribui enorme valor ao fato de receberem no quinto dia do mês e terem seu decimo terceiro pago de uma só vez.Para eles isso não foi uma conquista mas uma dádiva aeciana.estou muito desanimada...

      Excluir
    2. Ter dúvidas não é o problema. O problema está em , pelas dúvidas, vc se deixar levar ou se deixar convencer de que eles é que estão certos e perder a chance de mudar e colocar pra correr esta corja de bandidos ditadores de Minas Gerais.
      Outra coisa nao se deixe levar pelas campanhas de voto branco ou nulo. Se todos desistirmos de votar o "Ah É Sim!" ganha só com o voto dele.
      Nao se esqueçam: nao existe na lei eleitoral esse negócio de: se tiver uma porcentagem de votos branco ou nulos obrigará a uma nova eleição. Isso nao existe. Um juiz eleitoral federal deu entrevista dizendo que isto é boato. Portanto não confie em quem fica tentando te convencer de votar brando ou nulo, é uma estratégia dos que estão derrotados.
      Nunca anule ou vote em branco. Escolha um que seja melhor ou como quiser, menos pior. Nao deixe que escolham por vc.

      Excluir
  38. Em dez anos, Minas contrai dívidas de R$ 19 bilhões

    Ana Flávia Gussen - Hoje em Dia Imprimir

    Frederico Haikal/Hoje em Dia

    Governo do Estado garante que irá reduzir o custeio se a economia não reagir nos próximos anos, con

    Em dez anos, o governo de Minas solicitou à Assembleia Legislativa autorização para contrair R$ 19 bilhões em empréstimos com bancos privados e instituições de fomento. Desse montante R$ 16,9 bilhões já foram contratados e outros R$ 2,6 bilhões estão em fase final de negociação.

    Minas é hoje o segundo estado mais endividado do país, com R$ 79 bilhões em débitos, ficando atrás de São Paulo. Em um momento em que a economia mineira sofreu uma retração de 0,1% no segundo trimestre de 2013, aumentam-se as críticas quanto ao aumento do endividamento do Estado. Especialistas e deputados de oposição falam em um cenário nebuloso na economia dos próximos anos e colocam em xeque até mesmo o rigor fiscal defendido pelo PSDB, partido que governa Minas há 11 anos.

    Em entrevista exclusiva ao Hoje em Dia, o secretário de Fazenda Leonardo Colombini rechaçou qualquer cenário de risco para a economia mineira nos próximos anos. “Na verdade temos R$14,9 bilhões em endividamento, pois um dos empréstimos foi para pagar a dívida da Cemig e quitamos R$ 2 bilhões com a negociação. Devíamos R$ 6,7 bi à Cemig, contratamos R$ 4,7 bilhões para pagar (a concessionária de energia). Transferimos a dívida para outro contrato e economizamos R$ 2 bilhões. Nosso cálculo é que vamos gastar R$ 600 milhões por ano com encargos”, diz Colombini.

    Ele destacou que antes mesmo do fim do prazo de carência médio de cinco anos dos contratos, o governo de Minas já começou a pagar os encargos das dívidas. Desde já, juros em média de 3% são pagos em cada um dos 21 contratos formalizados. De acordo com ele, apesar do recuo de 0,1% na economia, houve um aumento na arrecadação de imposto sobre circulação de mercadorias e serviços (ICMS) de 10,4%.

    No limite

    O secretário garante a segurança na contratação de empréstimos citando a aprovação do governo por três indicadores. Dentre eles está a resolução 43 do Senado, que limita o comprometimento anual do orçamento com encargos de dívidas consolidadas a 11,5% da receita corrente líquida. Atualmente, Minas se encontra com 11,4% desse limite.

    O segundo indicador é a Lei de Responsabilidade Fiscal, que prevê que a dívida líquida não pode ser maior que duas vezes sua receita corrente líquida. “Nosso último relatório de setembro mostrou que estamos em 1,7%, em um limite de 2%”. O terceiro é o Programa de Ajuste Fiscal (PAF).
    (...)

    ResponderExcluir
  39. (...)
    Café e minério

    O secretário da Fazenda admitiu que a economia mineira não anda bem, mas garantiu que o Estado vai reduzir o custeio. Os motivos da retração são a queda do preço da saca do café – de R$ 500 para R$ 250, segundo informou o secretário de Agricultura, Elmiro Nascimento (DEM) – e do minério, que pouco rende à receita do Estado. “Estamos tomando medidas que até ano que vem vão reduzir em R$ 1 bilhão o custeio”, declarou Colombini.

    Especialista defende corte de custeio

    Especialista em gestão e controle de custos, Poueri do Carmo Mario defende uma redução no custeio do Estado para evitar que o volume de empréstimos possa provocar uma crise na economia mineira quando esses contratos terminarem, entre 25 e 30 anos.

    De acordo com o professor do Ibmec, o cenário atual – recuo da economia mineira – carece, segundo ele classificou, de um “choque na gestão”, fazendo referência ao “choque de gestão” implantado pelo PSDB no estado.

    "O cenário atual leva a uma expectativa não muito positiva, levando em conta que a queda nas commodities – agricultura e minério. Se a economia continuar a crescer desse jeito, o governo deve optar por duas saídas: ou aumentar a carga tributária, o que não acredito que ele vá fazer, ou fazer uma gestão eficiente do caixa”, declarou Poueri.

    O professor, que também leciona na Una e na UFMG, explicou que os investimentos que são feitos com os empréstimos tomados pelo governo de Minas com bancos e instituições de fomento tornam-se, futuramente, custeio. Ele alerta para que os gestores levam isso em conta.

    “Todo tipo de investimentos que o governo faz, amanhã eles podem se transformar em custeio. Preciso fazer a seguinte reflexão: tenho que tomar cuidado com essa solicitação de investimentos hoje que vai virar custeio amanhã”, disse.

    Ele alertou, inclusive, para um controle maior das contas no ano pré-eleitoral. De acordo com ele, a maneira como o governo vai se portar de agora para frente pode fazer diferença nas despesas seguintes. “É preciso ter controle e começar a cortar gastos a partir de agora”.

    Em julho desse ano, o governador Antonio Anastasia (PSDB) anunciou uma redução nos custos do Estado que devem gerar uma economia de R$ 1 bilhão até o meio do ano que vem.

    Projetos de lei encaminhados à Assembleia pretendem fazer a reforma administrativa que vai cortar seis secretarias, extinguir departamentos, cortar viagens e eventos realizados pelo governo, além de 10 mil cargos em comissão e 52 de alta direção.

    A cada proposta, deputados discutem na Assembleia

    A cada novo projeto de pedido de contratação de empréstimo encaminhado à Assembleia Legislativa, deputados de base e da oposição entram em confronto. No plenário, o endividamento de Minas é um dos temas mais recorrentes no Legislativo.

    “Minas está endividada. Esse endividamento aumenta a cada dia e não sobra dinheiro para investimentos como saúde e educação. Queríamos viver na Minas da propaganda do governo”, disse o deputado estadual Sávio Souza Cruz (PMDB).
    (...)

    ResponderExcluir
  40. (...)
    De acordo com o parlamentar oposicionista, nos últimos dez anos Minas Gerais não teria investido o mínimo constitucional em saúde e educação. Durante a discussão de um dos empréstimos ao Estado, ele chegou a dizer que avisaria aos bancos internacionais do risco de contratar com o governo de Minas Gerais atualmente.

    Por outro lado, deputado da base do governador Antonio Anastasia (PSDB), Bonifácio Mourão (PSDB) diz que as críticas da oposição não possuem fundamento e que o próprio governo federal incentiva tais medidas.

    “Não tem nenhum fundamento essas críticas. Elas caem com base nos próprios dados. Os empréstimos são estimulados pelo próprio governo federal, que aumentou a capacidade de endividamento dos Estados. Os empréstimos que os Estados estão fazendo têm juros mais baratos do que os juros que os Estados pagam pela dívida pública. Até o mês passado, Minas Gerais pagava 12% de juros da dívida, enquanto paga juros de 3% nos empréstimos. Pelo contrário, se o Estado não tivesse obra para fazer, valia à pena pegar empréstimo para pagar a dívida pública”, disse Mourão.

    ResponderExcluir
  41. Espero que estejamos unidos para destituir o psdb de nosso estado. Conforme as últimas notícias será muito difícil recuperar tudo o que foi destruído por este governo. Nós professores temos a obrigação moral de participarmos ativamente na construção de uma via alternativa. Avante venceremos.

    ResponderExcluir
  42. O PIP acabou em MG.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde você viu esta informação do fim do PIP?

      Excluir
  43. Aleluia... o PIP acabou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aliás, muita coisa vai acabar em Minas, kkkk.

      Excluir
    2. Esse PIP era apenas para encher de dinheiro o caixa dois do PSDB. Agora com Azeredo no mensalão resolveram antecipar o fim desse caixa dois para não pegar mal né. Afinal de contas o STF vai decidir se julga o mensalão tucano ou manda para Minas. Eu espero que o STF tenha um mínimo de vergonha na cara e julgue ele mesmo o mensalão tucano, assim como foi o do PT. Ahhh e espero que a globo faça todo aquele teatro que foi feito no mensalão do PT mas agora com o PSDB. Se o STF julgar o mensalão tucano, ótimo, é bom que vai ter mais visibilidade nacional e queima o filme de Aécio/Anastasia/PSDB. Agora, se não julgar, o bicho pega a mesma coisa já que vai sobrar mais tempo e assim o julgamento da lei 100 vai acontecer mais rápido no STF e complica a vida do PSDB do mesmo jeito. kkkk Se correr o bicho pega e se ficar o bicho come. Difícil heim.....

      Excluir
    3. Baseado em q vc afirma que o PIB acabou, esclareça-me por favor.

      Excluir
  44. SE O ESTADO NÃO TIVESSE QUEBRADO JÁ TERIA PAGADO O PRÊMIO E ADIANTADO PGTO DE FEVEREIRO.

    ResponderExcluir
  45. Resposta do anonimo das 21:37 hs no dia 05/03/2014...Deferido significa que o juiz deu parecer favorável ao pedido do seu advogado, que não sabemos o que é.....se indeferido ..seria negado o recurso.....melhor verificar com seu advogado o que o Meritíssimo lhe concedeu..abço!

    ResponderExcluir
  46. Euler não consigo abrir o blog da vírus ll! Por que será? estou tentando agora pelo mozilla..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Abro com facilidade.Pede para tentar de novo como outras publicações. É só tentar de novo que abre.

      Excluir
  47. O PIP ACABOU, AGORA EM FINAL DE FEVEREIRO, OS FUNCIONÁRIOS QUE ESTAVAM ATUANDO NÃO SE CANDIDATARAM AS VAGAS POIS ESTAVAM EMPREGADOS. E AGORA ? ETA GOVERNO DE M............

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu adeus às pipeiras. Uffa!! Como duraram! KKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  48. Pelo chrome não consegui abrir o Blog dá como podendo contaminar o computador. Só consegui pelo Mozzila. Será que já começaram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aconteceu a mesma coisa comigo. Por que será?

      Excluir
  49. Peço novamente que ASSISTAM ESTE VÍDEO, por favor e DIVULGEM-NO o máximo que puderem.

    VEJAM COM O PSDB GOVERNA MINAS. POR FAVOR ASSISTAM:
    https://www.youtube.com/watch?v=eGm6HJ4FAXw&feature=share

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MG RESPEITA ANASTASIA .FALE QUEM QUISER.

      Excluir
    2. Xiiiiiii,
      o PSDB e seus sites simpatizantes estão tão sem IBOPE, sem assunto e não rende nada, que agora, além de ler tudo, já se manifestam? AH, vai bater papo com a Renatinha ou com o Aécio, ele tá doido pra conversar, mas não achou minguem pra escutar. Ô coitado!

      Excluir
    3. Isso mesmo colega acima muitos mineiros sem" QI " como você é incapaz de separar um governo para o povo como o do PT ,de um governo contra o povo do PSDB , por isso ,eles estão no ´poder a tanto tempo, mas , nós os livres , que fazemos política e não politicagem escolhemos o PT . Mesmo que tenha muita coisa errada no governo do PT , é impossível compará-lo aos abusos ,humilhação e ameaça a liberdade e aos direitos humanos que PSDB vem atacando o povo mineiro .Arriba... PT ...Já..

      Excluir
  50. O governo de minas paga R$2.800,00 por cada vaga comprada junto às penitenciárias privadas para cada detento.

    Enquanto isso os professores estaduais tem salários de R$1.450,00 para trabalharem por 24 hs semanais durante o mês.

    QUEM INVESTE ASSIM MOSTRA INCOMPETÊNCIA E MUITA MALDADE PERANTE A POPULAÇÃO.

    ResponderExcluir
  51. Eleiçoes, minha gente deste mundão mineiro.Vamos cooperar, colaborar, trabalhar,para que a dignidade humana seja defendida , reconhecida e colocada em prática, a favor do SER HUMANO. Os administradores políticos devem entender, e, não fazer de conta, que todos trabalhadores, principalmente os professores, funcionários, das escolas públicas devem por lei ter seus direitos reconhecidos, respeitados e sobretudo colocados em prática. Deixem de ser donos do povo. A escravidão acabou. Entendam isso de uma vez por todas. Vamos lutar sempre pela nossa dignidade. 2014, Dilma,Fernando Pimentel e vamos à luta. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. JAMAIS! CHEGA DE PT. PREFIRO O PSDB. NÃO FALE POR TODOS ,FALE POR VOCÊ. QUERENDO OU NÃO MG AMA AÉCIO.

      Excluir
    2. Salve, salve PSDBostista! Até que enfim mostrou sua carinha!!!
      Vá dependurar noutra freguesia, ave migratória, sem lado, caráter, ou ideologia, e ainda por cima bobo . Nem sabe que é alienado .Só fica aí em baixo levando chumbo pros de cima te roubarem e se confraternizarem. Dá dó, né? ... Ou será que são os próprios meliantes que tão falando?
      É Euler, nós aqui" tamo" bombando lá no alto escalão. Este é o site mais vigiado, e eu também sou.
      Um beijo Dedéia, um beijo cheirador, um beijo Naná, um beijo Sapola e Hiena... ECA! Um beijo? Vou ter que me benzer. Ainda bem que burrice ñ pega né? Tô livre! Mesmo sem a ajuda desse alienado daí de cima vamos botar pra correr com essa bandidagem daqui de Minas. Merecemos coisa melhor. VÁ COISA RUIM! VOLTE PRO LUGAR DE ONDE VEIO: PROS QUINTOS DOS ENFERNOS e nos deixem livres.Nossa escravidão vai acabar, tenho FÉ EM DEUS! Amém.

      Excluir
    3. Anônimo das 22:16. Não fale pelos outros, fale por você seu(sua) puxa-saco. Minas não ama Aécio, você sim pode amar até o capeta. Aliás, você não deve ser educador(a), e sim alguém que lucrou ou tirou partido desse governo. Este blog é para educadores que o buscam para extravasar ou para lançar idéias. Volte para o seu túmulo, sua múmia!

      Excluir
    4. Que isso isso pessoal , vão gastar seu tempo com o tapetinho do "Aécim" ai em cima? Da conversa não! Ele num faz parte da nossa classe seleta de educadores que é livre , e não se sujeita a servir de tapete em troca de migalhas que caem no chão.

      Arriba.....Vamos a luta 2014 PT " fazendo barba e bigode . rsrsrsrs

      Excluir
  52. Alguém esta sabendo sobre os curso de progestão?

    ResponderExcluir
  53. Olá Euler!
    Deram início a marginalização deste espaço. O Governo do estado sabe que os descaminhos por conta da Lei 100 e do engodo do Choque de Gestão estão comprometendo Craquécio para o próximo pleito. Notaram a fuga das mídias em relação ao executivo? Em Alagoas e Bahia o homem do laquê não emplaca nem por reza brava; levou uma sonora vaia quando anunciaram sua presença nos eventos carnavalescos destes estados.

    Ainda que incipiente, este espaço incomoda muita gente e práticas como essa - de sugerir que o blog está contaminado por vírus - serão recorrentes daqui pra frente. Confesso que fiquei temeroso, mas logo percebi que se trata de uma tática para reduzir ou afugentar os professores. Enfim, é preciso desconstruir esse modelo perverso de gestão pública introjeta goela abaixo e regurgita aos quatro cantos pelo Anastazista e Vilhena. Nos deixaram à míngua e agora o troco tem que ser dado com cipó capeta.

    Não sustente anelídeo. Vote nulo!


    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é isso? Fazendo propaganda pro PSDBosta .É isso que eles querem. Gente que se diz indignado fazendo propaganda pro voto branco ou nulo? É covardia e ignorância . Assim vc dá a eles a chance de vencer e escolher por vc. Assim vc faz como Pilatos: "nao tenho culpa dos políticos que estao ai!". Todos temos nossa parcela de culpa. Vote sim enao bote a culpq nos outros. Na legislação eleitoral NAO EXISTE fazer nova eleição porque teve maioria de votos brancos ou nulos. Os politicos contam com nosso voto nulo ou branco, pois basta um único voto para eles se elegerem: o dele. Esta campanha de voto branco ou nulo é iniciada pelos marqueteiros dos maus politicos. Fique esperto.

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkk Amei !!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  54. Não consigo abrir o blog normalmente.Fiquemos atentos e em contato.Valha-me Deus!Caso aconteça algo impedindo o acesso ao nosso sagrado blog o que pode ser feito?Abraço

    ResponderExcluir
  55. Euler, os professores excedentes são obrigados a pegar as aulas do reinventando o ensino médio, mesmo não tendo nenhum conhecimento ou capacitação acerca dos conteúdos ministrados?

    ResponderExcluir
  56. Seu blog está com vírus, deve ser sua conexão. Infecção por malware. Já formatei meu pc e você devia blindar o link de seu blog. Igual a ultrafarma, a famosa farmácia de São Paulo, o site dela é blindado e super seguro. Aí em Vespasiano por ser perto de BH deve ser fácil de você conseguir blindar seu link, aí tem gente entendida de informática. Ano de eleição já viu né, pode ser gente do governo vigiando. Seu blog recebe milhares de visitas, assim é normal ser alvo de ataques. Invista em segurança, para continuarmos com este blog super legal. Um abraço.

    ResponderExcluir
  57. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/com-voces-dr-melgaco-nosso-documentario-sobre-os-medicos-cubanos-na-cidade-com-menor-idh-do-pais/

    ResponderExcluir
  58. Aluno sem escola

    Hoje um pai procurou a escola expondo seu drama. Com uma menina de cerca de sete anos , que estuda a tarde, ele precisa que seu filho de cerca de dezesseis estude a noite para tomar conta da irmã enquanto ele trabalha como vigilante.
    Resumo : o menino não pode estudar no matutino porque cuida da caçulinha e nem no noturno porque não trabalha.E aí e garoto fica sem aula por causa da maluquice destes imbecis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na escola em que trabalho são inúmeros os casos. Basta procurar o Ministério Público que a vaga é garantida.

      Excluir


  59. JÁ VI UMAS 200 VEZES ESTE VÍDEO SOBRE O DOMÍNIO DA MÍDIA MINEIRA E P CRAQUETICO. MESMO QUE VC JÁ TENHA VISTO, DIVULGUE-O E VAMOS MATAR A DEDÉIADAS TREVAS E SEU PRESIDENCIÁVEL DE RAIVA.
    DIVULGUEM...
    DIVULGUEM...
    DIVULGUEM...

    http://www.youtube.com/watch?v=MRJyT5JUdM8&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  60. Acho que a mídia começa a abandonar o barco. "Glorias à Deus!"

    http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/03/1422271-valerio-e-ex-socios-sao-condenados-por-remessa-do-mensalao-tucano.shtml

    ResponderExcluir
  61. Anonymous é uma legião. Anonymous não perdoa. Anonymous não esquece
    ....................................................................................................................................
    Euler, com vírus está o cérebro dos fulanos aí... E é um tucanusvírus kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Raça do capeta.
    AVISO: O EULER É MEU AMIGO, MEXEU COM ELE MEXEU COMIGO, VIU TUCANUSVÍRUS!
    ASSINADO: Anonymous
    ...................................................................................................................................
    Anonymous é uma legião. Anonymous não perdoa. Anonymous não esquece

    ResponderExcluir
  62. Minas se tornou um pesadelo: até ataques de gangues no sul do estado. Ainda vamos pagar um preço muito alto por causa do desgoverno do psdb. Acabaram com a educação e seus profissionais; acabaram com o estado. Mas que raça maldita!

    ResponderExcluir
  63. Nem mais garantia de poder matricular os filhos, o cidadão mineiro possui mais. Que perversidade. Mas pensando bem, se esta turma está ligada à meia tonelada de pasta base de cocaína, eles querem é usuários de drogas e não jovens cidadãos e conscientes. Temos que dormir com esta!

    ResponderExcluir
  64. Quem foi mesmo que apresentou o piloto do heliPÓptero aos perrela? O cara estava dando curso para o PCC em São Paulo. Vejam a estirpe de nossas autoridades em Minas.

    ResponderExcluir

  65. A classe média brasileira, mto antenada e completamente manipulada, nem percebe o quanto é manipulada. ´É como a justi$$a brasileira: $ega (assim mesmo com cifrão), $urda e muda$. Se tem dindim tem justi$$a.

    Manipuladinha-zinha. E aí vamos acordar do sono Cinderela? Então veja o vídeo:

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2014/03/07/mino-joaquim-barbosa-e-um-juiz-incompetente/

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora nem você mesmo(a) percebeu o tamanho da manipulação porque desmoralizando o quinquizin ele não vai julgar os comparsas da sua gang do póSDbosta, entendeu? Quer que eu desenhe? O triângulo amoroso: naná, aécim do pó e quinquinzin não permite de modo algum e em nenhum tempo da História da Humanidade que o stf julgue o triângulo amoroso... Data vênia, digo: No amor e na guerra, vale tudo... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Deixa ele se enganar... Aécin reizin do pó é só meu!

      Excluir
    2. Parabéns! Vc acaba de criar uma nova lei. Só que a assembleia homologativa e só existe em Minas Nao vai dar. Vou te dar uma má noticia bem devagar como naquela piada: o Quinquinzim subiu no telhado e já ta caindo. Vcs podem nandar em Minas. Onde existem mtos de cabresto e antolhos como vc. Sinto lhe informar que essa farra vai acabar. Pode se desesperar mesmo, discipulo do coisa ruim. Eu entendo a sua dor: ta dificil defender os mseus , né ? Pois é, nao ouviu o conselho,mais velhos: quem se mistura com porco farinha come, ou pode ser tbem: quem se mistura na merda é parte dela. Experimenta ler, ver e ouvir coisas além do que os Neves ditadores permitem e ai vc tera capacidade intelectual de entender o que é postado aqui. Por favor nao diz que é professor, nao. Prefiro continuar pensando que vc é funcionario da Dedeia. Leia menino, leia. Vc ainda pode ser salvo.
      abraços dedeia!

      Excluir
    3. Que xarope, heim? Você é burro mesmo ou finge de burro pra viver. Acha mesmo que eu quero que esse mau caráter julgue mais alguma coisa? Se quser ganhar alguma causa lá é só oferecer uma vaga de vice presidente pra ele , até de sindico serve, e você ganha. Tenta!

      Excluir
    4. É, se voce continuar fazendo campanha pro aecim ele ganha e o triangulo amoroso continua. Nos temos e que quebrar esse círculo vicioso. Entendeu eu vou ter que desenhar? kkkkkkkk. Essa especie de ave de rapina a tucanoide larápios , acha mesmo que engana mais alguém?

      Excluir
  66. O Anatasia é um grande filho da mãe. Em 2012 minha contribuição no IPSEMG foi de 834,00. Em 2013, como os dependentes também tiveram que contribuir, a contribuição passou para 1.721,06, ou seja, mesmo com os reajustes que foram concedidos continuo ganhado menos do que ganhava no ano anterior.Professor que votar nesta corja de ladrões do psdb, só se for uma anta.

    ResponderExcluir
  67. 247 - 08/03/2014
    PESQUISA DO IBOPE É DEVASTADORA PARA REVISTAS
    :
    Fator relevante da pesquisa sobre hábitos de consumo de mídia com 18 mil brasileiros, divulgada nesta semana pela Secretaria de Comunicação do governo federal, é o péssimo resultado das revistas; em último lugar na preferência do público, atrás de "outros", elas também são menos confiáveis do que os jornais; com baixa estima, circulação em queda e declínio comercial, como as revistas irão sobreviver?
    8 DE MARÇO DE 2014 ÀS 18:49

    247 – A velha pergunta sobre se a mídia impressa irá acabar diante do crescimento da internet tem agora uma resposta atualizada: as revistas estão morrendo aos olhos da multidão.

    Das semanais de informação às ilustradas repletas de fotos, as revistas formam o segmento derrotado pelos números da pesquisa Ibope, divulgada pela Secretaria de Comunicação Social, sobre hábitos de consumo de mídia do público brasileiro.

    Entre as preferências sobre meio de comunicação, as revistas ficam num humilhante último lugar, com apenas 0,3% de indicações e, fator vexatório, atrás até mesmo da difusa opção por outras (0,8%). O primeiro lugar no ranking das preferências é a televisão, com 76,4%, mas a grande vitoriosa na pesquisa é a internet. Caçula das mídias sociais, ela já ultrapassou o rádio (7,9%), de acordo com o levantamento, para instalar-se no segundo lugar com 13,1%. Os jornais, de muito, ficaram para trás, hoje com somente 1,5% de indicações como midia preferida do público. Repita-se: um e meio por cento.

    Não houve críticas à pesquisa. Os barões da mídia tradicional e familiar preferiram capturar pedaços dela para interpretação em lugar de questionar os resultados. Melhor assim. Afinal, trata-se do mais profundo levantamento realizado sobre o tema. Entre outubro e novembro de 2013, 200 pesquisadores aplicaram 75 perguntas a 18.312 brasileiros em 848 municípios.

    Os jornais de 1,5% de preferências destacaram que detêm a liderança em credibilidade. Além disso, 53% dos leitores de jornais afirmaram confiar nas notícias publicadas neles – e aparece aqui mais um ponto negativo para a revistas. É o rádio o veículo que fica em segundo posto em credibilidade, com 50% de indicações de confiança entre seus usuários, contra 49% para o televisão pelos que a assistem. Só então o índice de confiança de leitores do veículo analisado chega às revistas, com 40%.

    Entre os meios pesquisados, a revista é o que tem a menor presença no dia-a-dia dos brasileiros. De acordo com os resultados sobre frequência de uso, apenas 1% dos entrevistados leem este meio todos os dias, enquanto 85% afirmam que não costumam ler ou nunca leem revistas impressas. Se considerado o fato de que, em geral, as revistas impressas têm edições semanais, ainda assim a frequência se mantém baixa, pois apenas 7% dos entrevistados afirmam ler revista uma vez por semana ou mais.

    A internet e o rádio são meios de comunicação muito presentes na vida das pessoas, ainda que em menor grau: 61% têm o costume de ouvir rádio e 47% têm o hábito de acessar a internet.

    Nada menos que 97% dos entrevistados afirmaram ver TV, um hábito que une praticamente todos os brasileiros, com independência de gênero, idade, renda, nível educacional ou localização geográfica.

    Já a leitura de jornais e revistas impressos é menos frequente e alcança, respectivamente, 25% e 15% dos entrevistados. Não há mesmo boas notícias para as revistas nesta pesquisa do Ibope – o que ajuda a entender a crise vivida por empresas como a Editora Abril.

    ResponderExcluir
  68. TEMPESTADE EM COPO D’ÁGUA

    O governo de Minas Gerais resolveu investir recursos do Estado na empresa de energia colombiana Isagen.

    A ação acontece logo após os tucanos tentarem criar uma tempestade em copo d’água sobre o financiamento do ‪#‎BNDES‬ concedido a empresas brasileiras que atuaram na construção do Porto de Mariel, em Cuba.

    A Cemig, de onde sairão os recursos, buscou justificar os novos focos de investimentos.

    Segundo a estatal, a operação está dentro da estratégia de desenvolvimento da companhia, que busca, segundo nota oficial, um crescimento equilibrado nos segmentos de geração, transmissão e distribuição de energia.

    A empresa já possui outros empreendimentos no exterior. Ela opera uma linha de transmissão no Chile, por exemplo.

    Investir em países amigos é uma prática comum de governos.
    Principalmente, quando essas ações geram benefícios para o povo brasileiro, como acontece com os investimentos do Brasil em Cuba e em diversas outras nações em todos os continentes.

    O resto é hipocrisia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca Arrependido9 de março de 2014 19:57

      Onde você encontrou? Poste aqui para nós.

      Excluir
  69. Enquanto não chega a hora de Azeredo a justiça federal de Minas já condenou Marcos Valério e um outro comparsa aí a vários anos de prisão devido ao esquema do mensalão tucano. Vamos aguardar agora o pronunciamento do STF sobre a situação de Azeredo. No mínimo o STF deveria julgá-lo e condená-lo, igualmente fizeram com os do PT. O cara já tá com 65 anos, se for julgado em Minas poderá recorrer diversas vezes, aí até lá, já terá feito 70 anos e vai escapar igualzinho o Mares Guia. Aí é foda né.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidade Inadministrável12 de março de 2014 10:16

      Mentirinha... O TJMG não CONDENOU ninguém, os salafrários estão todos por aí "na boa" como diz nossos alunos.Marcos Valério está preso no MENTIRÃO DO PT* Brasília, enquanto os verdadeiros ladrões que é a QUADRILHA DO PSDB DO MENSALÃO TUCANO DO PSDB DE MINAS GERAIS está solto e comprando meio mundo. Até avião de pasta base de cocaína.

      SINDPOL-MG

      30.375 visualizações e mais de 1000 cópias:

      Maquete de helicóptero da cocaína causa polêmica na ALMG
      http://www.youtube.com/watch?v=IhLUZUm4WKs

      Excluir
  70. Pra fazer coisa errada não tem idade,mas pra punição tem.E aí eles continuam usufruindo do roubo.Enquanto isso, nós professores, continuamos a serem passados pra trás.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só se vc deixar! Que tal começar expulsando a gangue do PSDB ( anestésico, craquetico, sapola, dedeia, hiena ) daqui de Minas?

      Excluir
  71. Os garis do Rio de Janeiro souberam reivindicar seus direito na hora certa ao entrarem greve na data certa. Desafiaram autoridades políticas e sindicato. Deram as costas a ameaças explícitas como corte de ponto e demissões. Os professores mineiros deveriam aprender muito com a vitória dos trabalhadores cariocas, principalmente ao que se refere época propícia de uma greve corajosa.
    A observadora social

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou mudar pro riodejaneiro e fazer concurso ora lixeiro.Vcs viram quanta coisa eles conseguiram? E o salário deles é quase igual ao nosso.Bosta!Não sei pra que fui fazer faculdade...

      Excluir
    2. Ao todo ,um gari do Rio de Janeiro vai ganhar 1.600,00.

      Excluir
    3. Carioca Arrependido11 de março de 2014 22:08

      1600,00? Muito mais... 1100,00 de piso + 600,00 de vale refeição + 400,00 de vale transporte = 2 100,00

      Excluir
  72. Gente, o PIP pipou e este governo com toda a sua gangue será pipada para sempre do solo mineiro, disso podem ter certeza. Essa tucanalha não ganha nem fazendo penitências. A questão é manter a pressão na mídia, falando mal dessa gente sempre. Graças ao que os mineiros estão fazendo pelas redes sociais é que levou o projeto de senador tucano a ser vaiado no Nordeste. O bando do PSDB em Minas, já não é bem visto aos olhos da população brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O povo do pip vai fazer a mesma coisa que fazia no ensino fundamental. No ensino médio, ou seja : encher o saco do professor.

      Excluir
    2. É isso aí! Tamo junto!

      Excluir
  73. AMIGOS DO PRESIDENTE LULA

    " Num momento em que o Supremo está dividido pelos traumas do mensalão, existe apenas uma unanimidade entre todos os ministros da Corte – uma unanimidade que se estende à Procuradoria-Geral da República e aos amigos de Joaquim. Caso, por alguma razão insondável, Joaquim mude de ideia e resolva entrar na política, será um desastre para ele, para o Supremo e para a legitimidade do julgamento do mensalão. Mas os ministros mais próximos dele, assim como todos os seus poucos amigos de confiança, têm certeza de que ele diz a verdade quando garante que não dará o salto de 300 metros. Nem o de 100".

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2014/03/epoca-revista-da-globo-rompe-o-namoro.html

    ResponderExcluir
  74. Vamos assinar:
    https://secure.avaaz.org/po/petition/Senado_Federal_Impeachment_de_Joaquim_Barbosa/?aNdUCbb

    ResponderExcluir
  75. GENTE, há mais de ano ouvi dizer que o PIP era terceirizado e que era um programa que pertencia a Eduardo Azeredo o qual estava mamando as verbas da Educação de Minas.Este projeto entrava como gastos com a Educação, na porcentagem de 25% que o governo,aliás, insistia em gastar só 19% através de um TAC em conluio com o Tribunal de contas de Minas. Agora vejo que faz sentido.Foi só o Azeredo renunciar que o PSDB colocou-o para escanteio e na mesma época o PIP acaba. É MUITA COINCIDÊNCIA...

    ResponderExcluir
  76. A FRAMINAS - Fundação Renato Azeredo - não confirmou o fim do PIP. Apenas seus funcionários estão cumprindo aviso prévio.

    O programa PIP não depende da Fundação Renato Azeredo para funcionar.

    ResponderExcluir
  77. Professores do interior já é hora de fazer propaganda contra o desgoverno mineiro: tem que colocar a boca no trombone e detonar esta administração tresloucada. Vamos com PIMENTEL na cabeça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fiquem tranquilos ... Aqui no interior a caveira do PSDB é feita a cada segundo , quando o aluno ou pai reclama das condições da escola. Os pais falam "A" e voltam com um alfabeto de coisas que o PSDB não faz para a educação de seus filhos.

      Excluir
  78. Terceirização na área da educação é errado. Educação é administração direta do estado. Ele tem que agir diretamente sem terceirização. Os analistas das SREs que devem desenvolvê-lo.

    ResponderExcluir
  79. O governo neoliberal de minas Gerais, de acordo com as últimas notícias, quer que as gerações futuras de nosso estado sejam traficantes e traficadas. Em pleno século XXI, Minas está fechando turnos escolares e colocando turmas inteiras nas ruas à mercê dos traficantes. Isto é intolerável. Vamos ficar assistindo a mais esta atrocidade? Ainda veremos as consequências gravíssimas destes atos tresloucados da SEE de Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  80. Onde está o Ministério Público deste Estado? O gato comeu? Que triste realidade estamos vivendo.

    ResponderExcluir
  81. Dúvidas sobre pessoal, etc. podem ser respondidas pelo plantão inspeção escolar:
    https://pt-br.facebook.com/PlantaoInspecaoEscolar

    ResponderExcluir
  82. Quero saber alguem teve alguma mudança de nível ou letra? Tenho uma colega que mudou de letra mais não aconteceu nada com o seu salário ! Isso é possível?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não percebi nenhuma mudança. A única mudança que poderia acontecer seria você trocar "mais" por "mas". Já seria alguma coisa. Rsrsrsrs

      Excluir
    2. Mas trocar seu VOTO do psdBOSTA também seria uma boa ideia para esses calhordas pararem de ir a imprensa vagabunda de MG mentir que deu aumento sem ter dado. Ontem um aluno me disse: "Vocês tiveram aumento outro dia mesmo e já vão paralisar em MG e fazer greve nacional?"

      Excluir
  83. Bom dia, colegas
    Quero parabenizar os garis do Rio de Janeiro pelo exemplo de luta por melhorias salariais. ELES BRILHARAM! Nós professores mineiros deveríamos fazer a mesma coisa, uma vez que nossos salários estão no mesmo patamar dos garis do Rio.
    Eliana/Uberaba/MG

    ResponderExcluir
  84. Pessoal,
    Aqui na prefeitura onde trabalho como professora, o prefeito se recusa a pagar o reajuste do piso nacional para os professores que possuem titulação.Somente pagou os professores que possuem apenas o ensino médio!Alguma sugestão?

    Obrigada.

    Aparecida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FEDERALIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO!

      Excluir
  85. CCJ pode votar proposta de plebiscito sobre federalização da educação básica
    A decisão sobre a federalização da educação básica poderá ser submetida a voto popular por meio de um plebiscito. É o que prevê o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 460/2013, que a Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pode analisar em reunião marcada para quarta-feira (12), às 10h. A proposta, do senador Cristovam Buarque (PDT-DF), estava na pauta da reunião do último dia 26, mas houve um pedido de vista coletivo.

    É a seguinte a pergunta proposta para o plebiscito: a educação básica pública e gratuita deve passar a ser da responsabilidade do governo federal? Esse questionamento poderá ser feito ao eleitorado brasileiro simultaneamente ao primeiro turno das eleições de 2014. A iniciativa é vista com simpatia pelo relator, senador Pedro Taques (PDT-MT), que defende sua aprovação. "A presente proposta é positiva e corajosa, pois permite que os cidadãos opinem diretamente sobre tema tão relevante e que impacta diretamente a vida de todos os brasileiros", avaliou Taques.

    Por sua vez, Cristovam acredita que a federalização da educação básica vai levar o Brasil "a dar o salto para o mundo do conhecimento". Também deverá permitir, conforme acrescentou na justificativa do projeto, a resolução de problemas centrais atribuídos à educação básica, como ineficiência, péssima qualidade e distorções em seu acesso.

    Se a proposta for aprovada, o presidente do Congresso Nacional deverá informar o fato ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caberá ao TSE orientar a realização do plebiscito e garantir a veiculação gratuita nos meios de comunicação das campanhas de partidos e de frentes suprapartidárias civis reunidas em torno da matéria.

    A pauta da CCJ também traz projeto que prevê que o bloqueto bancário poderá ser pago em qualquer agência bancária, inclusive após a data do seu vencimento (PLS 138/2009), e proposta que disciplina a mudança de domicílio eleitoral para prefeito e vice-prefeito (PEC 38/2007).

    (Senado – 10/03/2014)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que isso não sairá do papel. Vão arrumar desculpas que têm que debater mais o assunto e blá,blá,blá e etc... Tudo é sempre assim e fica parado. E mesmo que vá para os eleitores votarem um plebiscito em outubro, daí tudo começar a surtir efeito na prática, dentro das salas de aulas das escolas, ahhh isso vai demoooooooraaaar...... Ainda mais em se tratando de Brasil né, aí já viu.....

      Excluir
    2. Postando contra igual a este post acima ,parece que seria um psdb infiltrado aqui.Vamos ir contra a midia enganosa de MG,Sem deixar que atrapalhem nossos ideais de melhora porque o que se ve hoje sao partidos preocupados com eles proprios.

      Excluir
    3. FAREI CAMPANHA

      Excluir
  86. Os alunos do rem na minha escola estão saindo as 11:30.Dizem que não concordam com o projeto.Por favor, postem suas experiências com essa maldição.Estamos implantando esse ano e está dando tudo errado pois os alunos estão perdendo aulas de matemática, Portugues, História, etc.
    Votar no Pimentel e cobrar dele o fim desse engodo deve ser nosso foco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A maioria dos alunos não quer saber de estudar é nada, que dirá ficar mais um horário na escola; o resultado do que vem por imposição é sempre a rebeldia: o que mais ouço falar é que estão cabulando o sexto horário. O governo não tem, nunca teve, o hábito de dialogar com a comunidade escolar porque não quer investir de verdade; aí vem com essa reenganação barata (sem inclusive as prometidas capacitações e infraestrutura escolar) para esnobar o MEC, estrelar a publicidade em horário nobre (e nesse quesito não dão choque de gestão), inclusive com o slogan Minas sai na frente, e, de quebra, arrecadar uns votinhos em ano eleitoral.

      Excluir
    2. Na minha escola acontece o mesmo, o gov faz prppaganda de 6 horarios, mas so funciona 5, nao oferece transporte para alunos do meio rural, que sao a mauoria. Projeto eleitoreiro.

      Excluir
    3. Na minha escola não temos como segurar os alunos porque os portões abrem as 11:30 e eles fogem.Os alunos que precisam trabalhar, os que estão no SENAI e os malandros estão perdendo aulas que nao sao do REM e quem ficará prejudicado será o professor com conteúdo lançado no diário que não foi ministrado.O resultado disso será o empurra empurra.Que lastima.O que faremos, gente?

      Excluir
  87. Alguém poderia me deixar um esclarecimento:
    Em 2012, trabalhei em 2 escolas, na 1ª como especialista em uma escola (contrato) e na 2ª, como professora (efetiva).
    Será q terei direito a receber o prêmio de produtividade referente às duas escolas?

    Mandei a pergunta para o blog da Renata Vilhena e, como de costume, sem a resposta.....

    Grata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Receberá,sim. Proporcional ao tempo que você trabalhou em cada escola.

      Excluir
  88. SOBRE SERVIDORES DO PIP

    SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS
    SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA


    Oficio Circular nº 041/2014
    Assunto: Reorganização das Equipes Regionais do Programa de Intervenção Pedagógica / Ensino Fundamental / 2014 - PIP/EF e Reinventando o Ensino Médio - NAPEM
    Setor: Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica

    Belo Horizonte, 10 de março de 2014
    Senhor(a) Diretor(a),

    Considerando a necessidade de orientarmos a continuidade, em 2014, da implementação das ações do Programa de Intervenção Pedagógica / Ensino Fundamental (PIP/EF) e das atividades que visam à universalização do Reinventando o Ensino Médio (REM), bem como a reorganização das Equipes Regionais responsáveis pelo desenvolvimento das ações desses Programas, repassamos a V.Sa. as seguintes diretrizes a serem observadas:

    1. Do trabalho conjunto e integrado a ser desenvolvido pelas Equipes Regionais do PIP/EF, NAPEM e Inspetores Escolares
    1.2. O redimensionamento, em 2014, das Equipes Regionais do PIP/EF e NAPEM nos indicou, mais do que nunca, a necessidade de realizarmos um trabalho conjunto, articulado e integrado, PIP/EF, NAPEM e Inspetores Escolares, para garantirmos a manutenção, com qualidade, do atendimento pedagógico às escolas estaduais e Secretarias Municipais de Educação.
    1.3. Assim, as Equipes do PIP/ATC e CBC deverão integrar-se para formar uma só Equipe do PIP/Ensino Fundamental e, em conjunto com a Equipe NAPEM e Inspetores Escolares, orientar e acompanhar a gestão pedagógica das escolas estaduais como um todo e as SME.

    Atenciosamente,

    Subsecretaria de Desenvolvimento da Educação Básica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. resposta para 19:56. Se vc trabalhou o ano inteiro de 2012 nas duas escolas é claro que vc vai ter direito nas 2 escolas

      Excluir
  89. O deputado Arlen Santiago se vangloriou, na reunião de hoje, do aumento de vagas nos presídios mineiros nos governos Aécio e Anastasia: eram 5000, agora são 60000.
    Que triste!!!!! Será que eles não conseguem fazer uma reflexão sobre isso?
    E ainda há professores que votam em deputados como esse.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com cada preso valendo 2.900,00 reais vai chegar a nós todos pois é muito lucrativo pro aécin do pó... Ele vende, prende e ganha muito com isso. O único negócio que se lucra em círculo vicioso e viciado ao mesmo tempo.

      Excluir
  90. Ontem no Senado, o Senador do PA pelo PSDB falou mal da Dilma até babar.Levou fotos da reportagem do Fantástico sobre as escolas e disse que só diz o que pode provar. Só que não tem ninguém para perguntar quem são os governadores destes estados e nem os prefeitos destas cidades. Com A FEDERALIZAÇÃO da educação básica,aí sim podem cobrar do governo federal. Temos que deixar claro para nossos alunos e pais que a verba que a Dilma manda some na mão dos governadores e prefeitos. Do contrário não haveria necessidade da Federalização

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aqui em Minas, alguns diretores não permitem que a TV filme as escolas que não estão em boas condições. Medo de Anastasia? Que ditadura!

      Excluir
  91. Alguma novidade sobre a nossa progressão ? Será que passou para Janeiro de 2015?

    ResponderExcluir
  92. Carioca Arrependido12 de março de 2014 10:00

    Se a Educação em MINAS GERAIS É A PRIMEIRA DO RANKING DO BRASIL como diz o CAMBALEANTE SENADOR CARIOCA/MINEIRO aécin do pó PARA QUE INTERVENÇÃO DO PIP,PAP,POP,PUP,PÓ MAS SEMPRE O P DE PÓ NO MEIO DE TUDO QUE É LUGAR POR ONDE ELE "CAMBALEIA" KKKKKKKKKKKKKK PARA VENDER SEM NINGUÉM SABER?

    ResponderExcluir
  93. Uai... que fim levou a ADI de MG sobre precatórios? Estava no calendário do STF para 12/03/2014... O Estado do Paraná não teve a mesma "sorte"...

    ResponderExcluir
  94. Blog da Renata vilhena Perguntas e respostas.

    Este texto não condiz com a realidade no meu contracheque.Quem me dera.



    O Modelo Unificado de Remuneração é legal?

    Sim. Uma prova disso é que, em setembro de 2011, a Advocacia Geral da União (AGU) emitiu parecer contrário a uma ação judicial movida pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), entidade à qual o SindUTE-MG é filiado, que questionava a constitucionalidade do modelo salarial instituído pelo Governo de Minas para os servidores da educação.
    Além de decidir que o novo modelo unificado instituído pelo Governo de Minas “compatibiliza-se com o disposto no artigo 39, parágrafo 8º, da Constituição Federal”, os advogados da AGU afirmaram no mesmo parecer que o salário inicial pago aos professores da rede estadual mineira “está em consonância com o piso salarial dos profissionais do magistério público da educação básica previsto no artigo 2° da Lei federal 11.738/08”.
    É importante destacar que o Estado do Mato Grosso também paga seus professores por meio desse mesmo modelo.

    O Modelo Unificado de Remuneração retirou algum benefício conquistado pelos professores ao longo da carreira?

    Não. Todas as vantagens e benefícios conquistados pelos professores ao longo da carreira, como quinquênios e biênios, foram incorporados ao salário unificado. Além disso, também foram incorporadas ao salário gratificações que eram perdidas no momento da aposentadoria ou nos casos de licença médica e licença maternidade, como é o caso do “pó de giz”.

    No Modelo Unificado de Remuneração são considerados o tempo de serviço e o nível de escolaridade dos professores?

    Sim. O modelo unificado mantém a promoção e a progressão na carreira, levando em consideração o tempo de serviço e o nível de escolaridade, bem como a avaliação de desempenho. Em cada progressão, o professor tem direito a um reajuste de 2,5% no salário e em cada promoção, de 10%.

    Se eu recebesse todas as minhas vantagens,estaria recebendo quase 4000 reais, pois sou aposentada, tenho dobra de turno e outros.
    A matemática do governo não é a que ensinamos na escola. Que tal mudarmos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não desmerecendo a função de gari, mas estamos ganhando menos que os do Rio de Janeiro. É mais uma do psdbosta.

      Excluir
  95. De acordo com o ofício circular 041/2014 da SEE/MG o Analista que era designado pela FRAMINAS perderam a oportunidade de participar novamente do processo para composição do PIP 2014.
    A orientação não valoriza a experiência, vivência, resultados e metas alcançadas.
    As designações já aconteceram e a maioria perdeu designações nas escolas.
    É só decepção para o profissional da educação!

    ResponderExcluir
  96. Informações
    Processo incluído em pauta de julgamento publicada no DJE em 14/02/2014.

    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/verTema.asp?id=76469

    (Última linha)

    ResponderExcluir
  97. ALGUÉM JÁ USOU ESSE DIÁRIO? SERIA ÓTIMO PARA TODOS NÓS. AFF NINGUÉM AGUENTA FICAR PREENCHENDO QUADRINHOS!!

    O registro de dados dos alunos no Diário de Classe também poderá ser feito em sistema informatizado, nas escolas da rede estadual de ensino. A nova opção foi publicada no Diário Oficial de Minas Gerais, com a Resolução SEE nº 2.131, de 17 de julho de 2012. O documento ainda orienta que o registro em papel, como é feito atualmente com os formulários oficiais, poderá ser usado pelos professores que desejarem.

    “É um pedido de muitos educadores que queriam fazer o Diário de Classe usando o ambiente virtual. Todas as resoluções anteriores só falavam do registro em papel. Isso é uma forma de reforçar o uso da tecnologia nas escolas, até mesmo na parte administrativa”, explica a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica, Raquel Elizabete de Souza Santos.

    Mesmo com o ano letivo em andamento, o professor já pode adotar a opção de registro virtual, uma vez que o Diário de Classe é dinâmico e as informações são repassadas mês a mês.

    Para o professor que fizer a opção pelo registro virtual, a Resolução orienta que ele deverá salvar o Diário de Classe em uma mídia (pendrive ou CD, por exemplo), ou encaminhá-lo de forma online para a secretaria da escola até o final de cada mês, . Esse documento deverá ser impresso pelo setor, para que o secretário, responsável pelo Diário, e o professor façam a assinatura. O documento, impresso e assinado, será arquivado.

    Ainda de acordo com a Resolução, esse arquivo deverá ser mantido em absoluta segurança e ser manuseado tão somente por pessoal vinculado à secretaria da escola. A inserção dos dados do Diário de Classe no Sistema Mineiro de Administração Escolar (Simade) é de competência do serviço de secretaria sob responsabilidade do diretor da escola.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já! Veja aqui: http://ilvanip.wix.com/diaryowl

      Excluir
  98. Os garis do Rio de Janeiro vão ganhar mais do que um mestre em Minas. Esta é mais uma pérola do psdbosta. Eles não tiveram que dedicar anos em uma faculdade, não levam serviço para casa... Temos que dormir com mais esta. Avante Minas Gerais!!!!!!

    ResponderExcluir
  99. AQUI NO INTERIOR, TEMOS OS ALUNOS BOLSA RENDA, SÓ VEM À ESCOLA PARA TER FREQUÊNCIA.

    ISSO PRECISA EVOLUIR, PRECISA SER COBRADO DO ALUNO RESULTADO, ALUNO REPROVADO ALUNO SEM BOLSA ESCOLA. SÓ ASSIM TEREMOS RESULTADOS.
    TEM MÃE QUE PREOCUPA MAIS COM FREQUÊNCIA DO FILHO DO QUE A APRENDIZAGEM.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente.

      Excluir
    2. EXCELENTE OBSERVAÇÃO. ISTO É UMA VERGONHA, SOMENTE EM UM PAÍS MISERÁVEL COMO O NOSSO PARA ISTO OCORRER. PROFESSOR VIROU BRINQUEDO NAS MÃOS DESTES GOVERNANTES IMBECIS.

      Excluir
    3. kakakakak aluno reprovado???? Você trabalha em Minas? Estamos aplicando PROVA DE REVISÃO DO RESULTADO DE 2013. Conclusão:em Minas, mesmo se é reprovado ainda tem 4ª, 5ª, 6ª chance.Lastimável

      Excluir
  100. FONTE G1 12/03/2014

    Alunos aproveitam o recreio, trancam professores e vandalizam em escola
    Bombeiros contaram com a PM para arrombar sala em Ituiutaba, MG.
    Vice-diretor diz que problema começou com a transferência de alunos.
    Maurício Fabiano
    Do G1 Triângulo Mineiro


    84 comentários

    Alunos do ensino médio da Escola Estadual Maria de Barros, em Ituiutaba, fizeram tumulto na instituição na manhã desta quarta-feira (12) e aproveitaram a hora do recreio para trancar nove professores em uma sala de aula. Além disso, os estudantes derrubaram mesas e cadeiras em várias salas e estragaram até um ventilador de teto.

    O Corpo de Bombeiros foi chamado ao local por volta das 10h. Eles tiveram que pedir apoio da Polícia Militar para entrar na escola e arrombar a sala onde os professores estavam. "Chegamos ao local, cortamos o cadeado e liberamos os professores para as atividades normais da escola", explicou o sargento do Corpo de Bombeiros Giovaldo Balduino da Silva.

    Os professores ficaram aterrorizados e alguns em estado de choque. "A lei protege estes menores que andam praticando vandalismo na escola. Eles nos aterrorizam quando quebram janelas, portas e se não dermos licença eles nos 'quebram' também. O estado implantou o sexto horário, mas nada fez para nos ajudar. Agora está algo desorientado e dizem que é educação", desabafou a professora Maria Silvia da Silva Dias.

    O vice-diretor contou que o problema começou com a transferência de alguns alunos de outras escolas e que a situação é cada dia mais grave. "Já sabemos quem é e já mapeamos os problemas que vamos levar para reunião com os pais, que inclusive, estava marcada para a próxima sexta-feira (14). Mas infelizmente é algo mais urgente e teremos que tomar outras medidas", afirmou o vice-diretor Elizeu Pedro Rocha.
    Escola Ituiutaba (Foto: Reprodução/TV Integração)
    Cadeiras foram reviradas e até o ventilador atingido (Foto: Reprodução/TV Integração)
    Com apoio da PM, a direção ainda tentou contornar a situação, mas no fim da manhã as aulas foram suspensas e todos os alunos liberados. A escola abriga alunos do Ensino Médido, entre 14 e 17 anos. A superintende Regional de Ensino, Ísis Cintra, esteve na escola e anunciou uma intervenção pedagógica na instituição. Ainda segundo ela, esta semana deve ocorrer uma reunião com os pais dos alunos envolvidos, que serão identificados com a ajuda da polícia. Também serão convocados para participar os membros do Conselho Tutelar e a Promotoria da Infância.
    saiba mais
    Escolas voltam às aulas e PM de Uberaba intensifica a segurança
    Estudante é suspeito de ameaçar diretora de escola com faca em MG
    Superlotação em escolas estaduais gera reclamação em Ituiutaba

    TÁ AÍ A DIFERENÇA ENTRE A MINAS DA PROPAGANDA E A MINAS DA REALIDADE...... ASSIM MINAS "AVANÇA".....SÓ NÃO SE SABE PRA ONDE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma grande falta de respeito, por conta de leis que dão direitos, e tira a nossa autoridade como professores, perante alguns vândalos.

      Excluir
    2. MINAS AVANÇA ,PARA A VIOLÊNCIA,PARA SALAS LOTADAS DE ALUNOS, MAS MENOS PARA UMA BOA QUALIDADE DE ENSINO..

      Excluir
  101. É claro que nós professores merecemos alcançar um salário digno também. Igual aos garis do Rio de Janeiro, mas a diferença é que na classe deles houve união e na nossa não há. Acorda, gente!

    ResponderExcluir
  102. FUNDAÇÃO RENATO AZEREDO

    BELO HORIZONTE - Fundada há 15 anos para servir como fundação de apoio às atividades de pesquisa e extensão da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG), a Fundação Renato Azeredo transformou-se em 'pau para toda obra' na administração tucana em Minas. Sob pretexto de notória especialização, a instituição vem sendo contratada sem licitação pelo governo estadual para prestar serviços sem qualquer relação com a atividade acadêmica, com o intuito de burlar a legislação e fazer com que servidores públicos sejam pagos como consultores privados.

    Entre 2002 e 2011, o governo de Minas transferiu R$ 212,1 milhões à fundação, que como entidade de direito privado não precisa se submeter aos órgãos de controle interno da administração pública nem aos rígidos critérios de investimento de recurso do tesouro. Apenas o Departamento de Obras Públicas do Estado de Minas Gerais (Deop) transferiu R$ 27,4 milhões à entidade a título de "consultoria de obras e serviços" - o segundo maior gasto com a fundação entre os órgãos estatais -, a maior parte paga no ano passado (R$ 9,2 milhões). Todos os contratos foram com dispensa de licitação.

    ResponderExcluir
  103. FUNDAÇÃO RENATO AZEREDO

    Acontece que o objeto dos contratos com o Deop não tem relação com a missão oficial da Renato Azeredo, que é promover e viabilizar projetos de pesquisa científica e educacional no âmbito da UEMG. A universidade estadual nunca formou um engenheiro civil ou qualquer profissional de áreas relacionadas à construção e obras públicas. O primeiro curso de graduação em engenharia civil foi lançado neste ano, na unidade de João Monlevade.

    As suspeitas levaram o Ministério Público de Minas a instaurar um inquérito para apurar a atuação da Renato Azeredo junto aos órgãos do governo de Minas, mas ainda não há previsão de conclusão das investigações. A entidade leva o nome do pai do atual senador Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e foi fundada na época em que Eduardo era governador de Minas Gerais.

    Os contratos com o Deop produziram situações que levantam ainda mais suspeição sobre o uso de dinheiro público, caso por exemplo do engenheiro Oizer Myssior. Ele ocupava um cargo comissionado no governo e foi exonerado em 2007, para ser contratado como consultor da fundação a serviço do departamento de obras do estado. Mesmo trabalhando para uma entidade de direito privado, não deixou de exercer o cargo de gerente de projetos do órgão, representou o Deop em diversas comissões de licitação e respondeu oficialmente em nome do órgão a questionamentos do Tribunal de Contas do Estado.

    A assessoria do Deop informou que Myssior poderia exercer as funções como consultor e disse também que no início deste ano ele voltou a ser nomeado para um cargo comissionado. O órgão argumentou também que o contrato mais recente com a fundação venceu no primeiro semestre deste ano, por isso atualmente ele não estaria desempenhando mais esta função via entidade.

    Entre 2002 e 2006, a Renato Azeredo recebeu em média R$ 20 milhões anuais de secretarias estaduais mineiras, valor que se reduziu a R$ 8 milhões em 2007, quando o governo foi forçado pela Justiça a deixar de usar a fundação para subcontratar empresas, prática que abria brecha para desvio de recursos e o descontrole dos gastos públicos. No período, a emissora estatal Rede Minas, por exemplo, transferiu R$ 17,6 milhões à fundação, que por sua vez contratava uma cooperativa de marketing para prestar os serviços à estatal. A emissora foi obrigada a cancelar os contratos por violar direitos constitucionais e trabalhistas e ainda submetida a pagamento de multa.

    As transferências do governo para a fundação voltaram a crescer a partir de 2008, quando R$ 23,3 milhões foram pagos à instituição. Em 2010 foram R$ 35,9 milhões e, apenas no primeiro semestre deste ano, outros R$ 15,8 milhões. Procurada por O GLOBO por três vezes, a direção da Fundação Renato Azeredo não quis se pronunciar. O departamento de obras mineiro não quis comentar a falta de conexão entre as atividades fim do órgão e da fundação. Argumentou apenas que os serviços teriam sido realizados e a custos mais baixos.

    Em abril deste ano a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público apresentou denúncia por ato de improbidade administrativa contra o ex-reitor de outra instituição, a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), por problemas semelhantes. No caso, por causa dos contratos com a Fadenor, fundação de apoio da universidade. Entre 2002 e 2005 a fundação teria prestado serviços que nada tinham a ver com sua missão institucional, sempre com dispensa de licitação.

    ResponderExcluir
  104. SOBRE O TEMPO DE EFETIVADO PARA INSCRIÇÃO

    Essa informação foi repassada a todos os efetivados, por ocasião da inscrição 2014

    De acordo com o Oficio Circular n°02/2009 .


    À vista de vários questionamentos sobre inscrição de candidatos á designação para a função publica de servidores efetivados pela lei 100, de 2007, informamos :
    · Se esse servidor pretende uma segunda admissão , enquanto permanecer na situação de efetivado,não deverá informar na inscrição o tempo de designado que ficou vinculado ao cargo em que está efetivado . Caso contrário , será desclassificado;
    · Se esse servidor pretende se inscrever para concorrer à designação , na hipótese de vir a ser dispensado do cargo efetivado, nos termos do artigo 8°do decreto 44.6764, de 13-12-2007, poderá informar o tempo de designado até 05-11-2007
    · Cabe portanto , o servidor efetivado decidir como efetuar sua inscrição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca Arrependido13 de março de 2014 11:17

      Se pode informar apenas até 2007 significa que se perder a efetivação o tempo também já era, viu puxa saco do aécin: Ah, é sim!

      Excluir
  105. Coloque a fonte da notícia para que a gente repasse.Obrigada.

    ResponderExcluir
  106. Euler, se quiser publicar artigos de opinião, sugiro a Revista Posição, para textos curtos, a revista é mensal.

    Para artigos mais complexos, há outra revista no portal REDELP - Rede Livre de Publicação: http://redelp.net; Abraços!

    ResponderExcluir
  107. Considerado o estado com a melhor educação pública do Brasil, incluindo a liderança em ranking do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), do Ministério da Educação, Minas Gerais tem ampliado ainda mais a qualidade do ensino na rede estadual.

    Divulgados no último mês, dados do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) 2013 constataram que o nível de conhecimento em Língua Portuguesa entre os alunos de oito anos da rede estadual mineira deu um salto expressivo. Pela primeira vez na história, o nível de letramento recomendado foi alcançado por mais de 90% dos estudantes que fizeram o teste. O assunto é tema do programa Palavra do Governador desta semana.

    “Tivemos aqui resultados excepcionais. E isso é resultado de um grande esforço da nossa comunidade escolar, da estrutura da Secretaria de Educação, dos professores, servidores, alunos e suas famílias”, afirma o governador Antonio Anastasia.

    Os dados do Proalfa e do Ideb se unem, ainda, ao primeiro lugar, por sete anos seguidos, na Olimpíada de Matemática das escolas públicas e referendam a qualidade do ensino público mineiro. Mas para chegar a esse patamar, um trabalho de longo prazo precisou ser realizado, com planejamento, investimentos e acompanhamentos constantes.

    “Fomos o primeiro estado a trazer as crianças aos seis anos de idade para as escolas. Fizemos um completo processo de soerguimento da nossa rede física, reequipando as escolas. Implantamos um trabalho de intervenção pedagógica modelar, o Programa de Intervenção Pedagógica. Fizemos um grande investimento na qualificação dos professores. Ao longo dos últimos anos em meu mandato, em uma inflação de 33%, concedemos reajustes de 100% para a folha geral da Educação”, exemplifica o governador.

    A estratégia do Governo de Minas também incluiu o ensino superior. Em um grande programa de expansão, a Universidade do Estado de Minas Gerais (Uemg) tem aumentado o número de cursos com a integração de universidades no interior, o que vai refletir, em um futuro próximo, na abertura de mais vagas públicas.

    “Estamos construindo a sede da Escola de Música e fazendo a adaptação da nova sede da Escola de Design. Modificamos o plano de carreira dos professores, equiparando-os aos professores das universidades federais, e, é claro, estamos também aumentando os cursos com absorção de algumas unidades do interior. É um processo gradativo que dá à Uemg um papel ainda mais ativo dentro da nossa educação superior em Minas Gerais”, conclui Anastasia.

    ResponderExcluir
  108. Euler, tudo bem?
    Chegou na minha Escola um ofício informando que a lei que permitia um professor com 25 anos de exercício cumprir os 5 anos restantes fora da sala de aula foi derrubada. Pensei que trabalharia em sala de aulas somente mais 4 anos; agora terei que lecionar por mais 9 anos. Sou azarado mesmo.

    ResponderExcluir
  109. VAMOS LÁ:

    #ministrodiastofolilibereoacodaoadi4876

    Lei 100 mg

    ResponderExcluir
  110. http://www.stf.jus.br/portal/pauta/verTema.asp?id=76469

    3.'Em razão da relevância da matéria e seu especial significado para a ordem social e para a segurança jurídica', o relator aplicou o procedimento abreviado do art. 12 da Lei nº 9868/99.

    ResponderExcluir
  111. http://www.stf.jus.br/portal/pauta/verTema.asp?id=76469

    Tema
    1. Ação Direta de Inconstitucionalidade com pedido de medida cautelar, ajuizada pelo Procurador-Geral da República, em face do artigo 7º Lei Complementar nº 100, de 05 de novembro de 2007, do Estado de Minas Gerais.
    2. O Requerente alega que o dispositivo impugnado 'dispõe sobre a concessão de titularidade de cargos públicos efetivos a profissionais da área de educação que mantinha vínculo precário com a administração pública estadual há mais de cinco anos, sob a chancela de 'designados', pasando a ser lotados no Insituto de Previdência do Estado de Minas Gerais'. Nessa linha, sustenta, em síntese, que ‘A questão central diz respeito à investidura de milhares de cidadãos em cargos públicos efetivos sem a realização de concurso público. Tais medidas caracterizam evidente violação aos princípios republicano (art. 1º, caput, da CR), da isonomia (art. 5º, caput e II, da CR), da impessoalidade e da moralidade administrativa (art. 37, caput, da CR), e da obrigatoriedade de concurso público (art. 37 II, da CR)'.
    3.'Em razão da relevância da matéria e seu especial significado para a ordem social e para a segurança jurídica', o relator aplicou o procedimento abreviado do art. 12 da Lei nº 9868/99.
    4. O Governador do Estado de Minas Gerais prestou informações, pugnando pelo acolhimento 'das preliminares e indeferida a inicial'. No mérito, pela improcedência do pedido.
    5. A Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais prestou informações, pugnando pelo não conhecimento da ação e, se conhecida, pela sua improcedência.


    Tese
    CARGO PÚBLICO. PROFISSIONAIS DA ÁREA DA EDUCAÇÃO. TITULARIZAÇÃO. ALEGAÇÃO DE VIOLAÇÃO AO PRINCÍPIO DO CONCURSO PÚBLICO. LEI COMPLEMENTAR ESTADUAL Nº 100/07-MG, ARTIGO 7º. CF, ARTIGOS 1º, CAPUT, 5º, CAPUT E INCISO II; 37 CAPUT E INCISO II.

    ResponderExcluir
  112. E a Paralisação Nacional nos dias 17, 18 e 19 ninguém comenta?

    ResponderExcluir
  113. http://www.stf.jus.br/portal/pauta/verTema.asp?id=76469

    PROCESSO
    AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4876
    ORIGEM: MG
    RELATOR(A): MIN. DIAS TOFFOLI
    >>>REDATOR(A) PARA ACORDAO: <<<

    Só falta a publicação do Acórdão?

    ResponderExcluir
  114. Euler, na minha escola a vice diretora só cobra as horas extras dos professores mas não cumpre as 30 horas. Onde eu reclamo, pois tenho 24 aulas, cumpro as horas extras e ela não.

    ResponderExcluir
  115. Projeto que convoca plebiscito sobre a educação básica sai da pauta da CCJ
    Um caloroso debate a respeito do assunto, fez com que o relator do projeto, senador Pedro Taques (PDT/MT), pedisse a retirada do projeto da pauta para reformulação


    O Projeto de Decreto Legislativo (SF) Nº 460, de 2013, que "convoca plebiscito para consultar o eleitorado nacional sobre a transferência para a União da responsabilidade sobre a educação básica", saiu da pauta da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal.

    Na manhã desta quarta-feira (12), os senadores Randolfe Rodrigues (PSOL/AP) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB/SP) promoveram um caloroso debate a respeito do assunto, fazendo com que o relator do projeto, senador Pedro Taques (PDT/MT), pedisse para retirar o projeto da pauta para reformulação.

    O embate entre os parlamentares foi em torno da responsabilidade da educação básica, até que ponto será do governo federal e até aonde vai a atuação do município. "Sou a favor do plebiscito. Hoje um terço da população é analfabeta. Precisamos mudar isso. A responsabilidade tem que ser da federação", esbravejou Rodrigues. "Eu sou contra. O governo federal vai gerir creche? Escola? Vai nomear direto?", retrucou Ferreira. Com a calorosa discussão, o relator do projeto preferiu analisar os pontos e tirar da pauta da votação na CCJ.

    Apoio
    O autor do projeto de decreto, senador Cristovam Buarque (PDT/DF), pediu apoio aos parlamentares. Ele defende o envolvimento da sociedade dos candidatos à presidência da República em um amplo debate sobre o tema: municípios brasileiros não conseguem proporcionar educação de qualidade porque são pobres e desiguais.Para o senador Cristovam, a criança não tem culpa de nascer em uma cidade pobre e o desafio é espalhar escolas públicas federais pelo Brasil. "Tratar cada criança ao nascer neste país, não importa a cidade, não importa o nível de renda que ela tenha, como uma criança brasileira, merecendo o mesmo cuidado educacional no que se refere ao financiamento público", observa.

    Projeto
    A decisão sobre a federalização da educação básica poderá ser submetida a voto popular por meio de um plebiscito. É o que prevê o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 460/2013. A pergunta proposta para o plebiscito é: a educação básica pública e gratuita deve passar a ser da responsabilidade do governo federal? Esse questionamento poderá ser feito ao eleitorado brasileiro simultaneamente ao primeiro turno das eleições de 2014. A iniciativa é vista com simpatia pelo relator, senador Pedro Taques (PDT-MT), que defende sua aprovação. "A presente proposta é positiva e corajosa, pois permite que os cidadãos opinem diretamente sobre tema tão relevante e que impacta diretamente a vida de todos os brasileiros", avaliou o relator Pedro Taques.

    O projeto prevê a realização do plebiscito em 5 de outubro de 2014, junto com as eleições para a Presidência da República, os governos estaduais e o Legislativo estadual e federal.

    Na justificativa, Cristovam faz referência aos resultados do Programme for International Student Assessment (Pisa) de 2012. O exame - que avalia o desempenho dos alunos em Leitura, Ciências e Matemática - apontou o Brasil em 55º lugar entre os 65 países pesquisados, demonstrando, segundo o senador, "a situação vergonhosa da nossa educação básica". "Se não realizarmos uma revolução na educação brasileira, o país continuará com seu futuro comprometido por falta de uma população com educação básica de elevada qualidade", completa Cristovam Buarque.

    Cristovam Buarque acredita que a federalização da educação básica vai levar o Brasil "a dar o salto para o mundo do conhecimento". Também deverá permitir, conforme observou na justificativa do projeto, "a resolução de problemas centrais atribuídos à educação básica, como ineficiência, péssima qualidade e distorções em seu acesso".

    ResponderExcluir