quarta-feira, 10 de abril de 2013

Ah, que canseira este governo: agora colocaram o meu cargo em designação!


Ah, que canseira este governo: agora colocaram o meu cargo em designação!

Já havia dito antes aqui no blog, que não vai demorar muito para que eu me desligue da rede estadual de Minas. Mas parece que o governo quer forçar a antecipação desta minha decisão, e agora colocou o cargo que ocupo na escola em designação. Vamos entender o assunto.

Tem quase 10 anos que estou no magistério público. Neste tempo, colhi muitas decepções na rede estadual de ensino de Minas, país, pois foi justamente o período do reinado do faraó e seu afilhado. Todos os que ingressaram na Educação após 2002, meu caso, perderam as gratificações como quinquênios e biênios. Posteriormente, também os antigos servidores foram castigados e tiveram estas gratificações abolidas. Coisa que só acontece em Minas, neste processo de destruição das carreiras dos educadores. Piso, carreira, tudo, tudo foi por água abaixo.

Mas a gente, de teimoso que é, ia resistindo, sobrevivendo, aqui e ali. Por todas as escolas em que passei, quase sempre - mas não sempre - quase nunca fui bem visto pelas direções escolares. Quem questiona, quem discute as ordens que vêm de cima, quem mobiliza os colegas, quem participa de greves, nunca é bem visto por direções burocratizadas.  As que são democráticas, até nos apoiam.

Por isso, numa outra escola, era persona non grata para a direção. Na atual, não vou fazer juízo antecipado de valor, mas fiquei zangado quando fui informado que meu cargo havia sido colocado para designação. Por quê? Vamos procurar entender.

Na atual escola onde trabalho, Cesec do bairro Vila Esportiva, em Vespasiano, assumi o cargo de regente orientador de Sociologia, função que ocupo há dois anos e alguns meses. Quando fui removido para esta escola, em 2010, assumi o cargo de professor de História, que é a minha área. Posteriormente, o governo determinou que apenas um professor de cada disciplina assumisse as respectivas áreas. Como a colega professora de História era mais antiga na escola, era natural que assumisse esse conteúdo. Diante desse contexto, fiquei "excedente" na escola, juntamente com outros colegas professores de outros conteúdos. Para esta situação, as antigas resoluções, até 2012, orientavam que o professor efetivo pudesse assumir conteúdos afins, caso houvesse cargos vagos na escola. Foi isso que aconteceu. Na condição de professor efetivo, portanto, habilitado e concursado, pude assumir um conteúdo afim, que poderia ser Sociologia ou Filosofia.

Concordamos que o ideal é que os conteúdos sejam preenchidos - os cargos - por profissionais efetivos habilitados nas respectivas áreas. Mas, como, até então, não havia nenhum concursado em Sociologia e Filosofia, era natural que estes cargos pudessem ser preenchidos por profissionais habilitados em conteúdos afins lotados na escola.

A circunstância criada pelo governo na minha escola e nas outras também, de redução do número de professores ou de turmas, impôs que eu assumisse outro conteúdo, com a devida autorização expedida pela SEE, conhecida como CAT. E nessa situação permaneci até os dias de hoje, quando fui informado que meu cargo havia sido colocado em designação.

Minha primeira reação foi a de indignação, pela falta de respeito deste governo, da SEE-MG, da direção da escola, para com os profissionais da Educação. Sou um professor efetivo e não mereço ser tratado dessa forma. Merecia, pelo menos, que a inspetora, a diretora, antes de tramarem a minha saída da escola, que tivessem a hombridade de me procurar para discutir a minha situação funcional. Até mesmo para que procurássemos, em conjunto, alternativas que não representassem necessariamente o meu afastamento daquela escola. E por quê isso é importante.

Porque as pessoas, os profissionais, criam vínculos com os alunos, com os colegas profissionais, com as lideranças da comunidade; as pessoas têm uma vida organizada com base em horários, em mobilidade, e qualquer alteração de local de trabalho, sem o consentimento do profissional, pode representar um grande prejuízo para todos. É um desserviço público, o contrário, portanto, de um bom serviço prestado ao público.

Ao mesmo tempo, é muito estranho o comportamento do governo. Vejam: de um lado, ele quer me impedir de continuar lecionando matéria afim; de outro lado, ele impõe aos professores dos primeiros anos do Ensino Fundamental que assumam os conteúdos de Educação Física e Religião. Na nossa escola mesmo, em 2012, por economia porca do governo, ficamos impedidos de fazer qualquer contratação e fomos obrigados a assumir matérias afins, e às vezes nem tão afins assim. Vários colegas professores assumiram conteúdos diversos: professor de Matemática foi obrigado a lecionar conteúdo de Física; nós, de História ou Geografia, tivemos que assumir o conteúdo de Filosofia, ou Geografia, ou Sociologia; professor de Biologia teve que assumir também a disciplina de Química; e o de Português assumiu a matéria de Artes. Todos sobrecarregados, sem ganhar um vintém a mais por este trabalho extra, apenas para não deixar a escola afundar, e assistir ao abandono dos alunos daquele recinto. Passamos todo o ano fazendo este trabalho, decisão tomada coletivamente, que respeitamos.

Agora, numa trama pelas costas, a direção da escola, sem nos consultar, sem consultar o colegiado, sem conversar com a equipe da escola, resolve colocar o meu cargo e o de uma colega de Geografia (que assumiu Filosofia) em designação. Ela diz que recebeu ordens de cima, através da inspetora. A mesma inspetora que sequer apareceu na nossa escola em horário regular de funcionamento, para conversar conosco. Diz a diretora que ela esteve lá durante o dia (nossa escola funciona com alunos e professores apenas no horário noturno), olhou os papéis, a vida funcional de cada professor, e concluiu que o meu cargo e o da colega citada deveriam ser colocados em designação. Disse que era o que determinava a nova resolução baixada em janeiro deste ano pela SEE-MG

Ahhhhh, resolução! Este é um governo que governa através de resoluções, portarias e normas, quase sempre de acordo com as conveniências políticas. Até 2012, como eu disse, a regra em relação a este tema era uma. Em 2013, mudou, e o profissional que antes estava dentro das normas, agora está na ilegalidade, porque uma nova resolução, sem que nenhuma lei maior tenha sido alterada, determinou uma nova situação.

No caso concreto, um profissional habilitado e concursado terá que deixar a escola, dando lugar a um contratado. Vejam o ridículo. Se eu não existisse na escola em que trabalho, o cargo de Sociologia (ou Filosofia) seria colocado em designação normalmente. E se por lá aparecesse apenas um candidato não habilitado, apenas com ensino médio, mas portando um CAT, assumiria normalmente este conteúdo. Mas, eu, que sou habilitado e concursado, e lotado há mais de três anos na escola, vou ter que deixá-la, em função dessa trama urdida entre sabe-se lá quem.

Só não estou mais chateado, porque planejava sair do estado, pois já tenho outro cargo que também condiz com meu perfil, com minha área de atuação, e até com minhas pretensões salariais, que são modestas. O fato de trabalhar o dia inteiro está impondo que eu faça uma escolha, e neste caso, não será, obviamente, como professor-de-Minas, cuja carreira foi e continua sendo destruída dia após dia. Não dá pra ser feliz num cenário desse, de desrespeito ao profissional, ao ser humano. Todo mundo tem sido testemunha aqui no blog, dos inúmeros casos de injustiça, de que os educadores têm sido vítimas no estado, ou melhor, no país de Minas. Tanto em casos que atingem a todos - como o não pagamento do piso -, como em casos particulares, que atingem individualmente aos profissionais, de diversas formas.

O governo de Minas prima em punir, perseguir e oferecer a porta de saída como quase única opção para os profissionais da Educação. Para o governo, com suas hierarquias dominadas e coniventes (salvo poucas exceções), o ideal é ter um quadro majoritário de professores designados, e outros tantos desiludidos, que tratam a Educação como bico, pois assim fica mais fácil impor políticas de cima para baixo, sem a menor preocupação em discutir democraticamente as diversas questões que dizem respeito à vida dos profissionais da Educação.

Estou prestes a perder o meu cargo, e com isso, vou me afastar definitivamente da rede estadual. Não pense o governo que com isso vai enfraquecer a luta dos educadores. Pelo contrário. Acho que isso vai criar um ódio ainda maior por parte dos educadores conscientes, que ficarão na rede estadual, incluindo os novos concursados. E mais cedo que o governo possa imaginar, parodiando aqui o presidente e comandante chileno Salvador Allende, suicidado pelos fascistas de Pinochet a serviço de grandes empresários e banqueiros e latifundiários nacionais e estrangeiros, como dizia o saudoso presidente, portanto, no seu último discurso: "Mas saibam todos que muito mais cedo do que tarde se abrirão as grandes alamedas por onde passará o homem livre, para construir uma sociedade melhor."

Um forte abraço a todos, e força na luta! Até a nossa vitória!

                                    ***

Frei Gilvander:


CARTA DE BELO HORIZONTE – contra a PEC 37

Em defesa da atribuição do Ministério Público para investigar criminalmente violações de Direitos Humanos

Belo Horizonte, 2 de abril de 2013.

Está em votação no Congresso Nacional a Proposta de Emenda Constitucional nº 37/2011, também conhecida como PEC 37 ou "PEC da Impunidade", que pretende subtrair o poder de investigação dos Ministérios Públicos Estaduais e Federal e confiná-lo, privativamente, à polícia federal e às polícias civis dos Estados e do Distrito Federal. Caso seja aprovada, referida PEC afetará drasticamente o sistema investigativo brasileiro, notadamente naquilo que diz respeito às investigações criminais das violações de direitos humanos praticadas por agentes públicos. Como consequência, estaremos sujeitos a índices ainda maiores de impunidade, inclusive no que diz respeito aos crimes já apurados, processados e julgados, nos casos em que a investigação tiver sido conduzida exclusivamente pelo Ministério Público. Diante do risco de tamanho retrocesso democrático e CONSIDERANDO o preconizado pelo Direito Internacional no sentido de que

os Estados devem assegurar que as suas autoridades atuem eficazmente em matéria de prevenção, detecção e repressão da corrupção de agentes públicos, inclusive conferindo-lhes independência suficiente para impedir qualquer influência indevida sobre a sua atuação ;

o Ministério Público atua em defesa dos interesses da sociedade e dispõe de garantias e prerrogativas constitucionais capazes de assegurar a necessária isenção na apuração, portanto é imprescindível que participe ativamente na persecução criminal, inclusive na fase pré-processual, em casos de autoria delitiva atribuída a agentes públicos que digam respeito a corrupção, abuso de poder e outros tipos de violações de direitos humanos , com destaque para casos de tortura e tratamento cruel, desumano ou degradante ;

o sistema estabelecido pelo Tribunal Penal Internacional, ratificado pelo Brasil, adota o poder investigatório a cargo do Ministério Público ;

CONSIDERANDO que, no direito interno, a atribuição do Ministério Público  para instaurar e presidir procedimentos investigatórios criminais encontra respaldo em nível constitucional e infraconstitucional, além de ter seus limites e diretrizes previstos em ato específico do Conselho Nacional do Ministério Público , onde são estabelecidos prazos e mecanismos de controle para a realização subsidiária de investigações criminais, em casos excepcionais e devidamente justificados;

CONSIDERANDO que grupos populacionais vulnerabilizados sob o ponto de vista social, politico, econômico e/ou cultural sofrem, historicamente, com o acesso limitado à justiça e à reparação pelos de que são vítimas e que o Ministério Público é constitucionalmente incumbido de zelar pelos interesses sociais de tais grupos;

CONSIDERANDO que, em média, a cada cinco horas uma pessoa é morta no Brasil por agentes investidos de função pública  e que, em Estados que atribuem poder investigatório ao Ministério Público, como Alemanha, França, Portugal e Espanha, a repressão a tais crimes é eficiente, o que contribui para que não haja impunidade e, consequentemente, para que os índices de criminalidade mantenham-se baixos;

CONSIDERANDO que o exercício do controle externo da atividade policial ou do poder de polícia exercido por agentes estatais é essencial para a plena garantia dos direitos humanos, e que sua eficiência depende da possibilidade de o Ministério Público produzir, coletar e utilizar as provas legais necessárias à demonstração das responsabilidades penais dos acusados;

CONSIDERANDO, por fim, que no Brasil o Ministério Público é uma instituição amplamente respeitada, com alto nível de independência, e tem desempenhado um papel-chave no combate à impunidade de agentes estatais, sendo-lhe recomendada a investidura de poder investigatório para orientar e conduzir investigações independentes sobre crimes cometidos por agentes públicos, conforme já declarado, inclusive, pela Organização das Nações Unidas  e Anistia Internacional  e que, em missiva dirigida ao Supremo Tribunal Federal, a Ministra de Estado Chefe da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República manifestou-se contrariamente à aprovação da PEC 37/2011, sob o argumento de que garantir atribuição de investigar também ao Ministério Público é uma forma de combater a impunidade e fortalecer a defesa dos direitos humanos ,

CONCLUI-SE que a PEC 37 é inconstitucional e viola obrigações internacionais assumidas pelo Brasil; que afronta o princípio da eficiência, na medida em que limita o número de órgãos competentes para promover a investigação criminal; que implica enfraquecimento do Estado Democrático de Direito, prejuízo à defesa dos direitos e garantias individuais e da cidadania; e, em última instância, aniquila importante ferramenta para a promoção da dignidade da pessoa humana.

Por todo o exposto, vimos, em eco à Carta contra a Impunidade e a Insegurança (2012), à Carta de Brasília (2013) e demais manifestações em sentido semelhante, expressar nossa grande preocupação e absoluta discordância em relação à retirada dos poderes investigativos do Ministério Público, e clamar para que os parlamentares reforcem seu compromisso com a Constituição da República, com o Estado Democrático de Direito, e com as obrigações internacionais assumidas pelo Estado brasileiro, manifestando-se contrariamente à aprovação da PEC 37/2011.

Subscrevem esta Carta:

- Ministério Público do Estado de Minas Gerais
- Center for Justice and International Law (CEJIL)
- Association for the Prevention of Torture (APT)
- Justiça Global
- Associação Mineira do Ministério Público (AMMP)
- Projeto Novos Rumos do Tribunal de Justiça de Minas Gerais
- Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais
- Sindicato dos Policiais Federais de Minas Gerais
- Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos (CONEDH)
- Movimento Nacional de Direitos Humanos (MNDH)
- Pastoral Carcerária Nacional
- Instituto de Direitos Humanos (IDH)
- Comissão Pastoral da Terra (CPT)
- Centro Nacional de Defesa de Direitos Humanos da População em Situação de Rua e Catadores de Material Reciclável - CNDDH
- Associação dos Amigos e Familiares das Pessoas em Privação de Liberdade
- Frei Gilvander Luís Moreira, assessor da CPT, CEBI, CEBs, SAB e Via Campesina.


- - - -


Obs.: Solicitamos às pessoas e/ou entidades apoiadoras da luta contra a PEC 37, que quiserem assinar a CARTA DE BELO HORIZONTE, acima, que enviem e-mail para caodh@mp.mg.gov.br  formalizando a autorização da inclusão do nome de pessoa e/ou Entidade/Movimento social popular etc, dentre as signatárias do documento CARTA DE BELO HORIZONTE. Assim, os nomes que chegarem serão incluídos como signatários da Carta de Belo Horizonte.

Abraço terno. Gilvander Luís Moreira, frei carmelita.
www.gilvander.org.br
gilvanderlm@gmail.com
twitter.com/gilvanderluis
Facebook que ainda aceita AMIGOS: Gilvander Moreira.

217 comentários:

  1. Euler já passei por isso na mesma escola que estou hoje, andava 130 km para dar aula 3 dias por semana, isto foi feito por 4 anos mas não me rendi e venci na justiça, hoje tem 2 anos de volta e a unica efetiva na escola,Deus irá te iluminar e te dar forças para te devolver o que é seu direito, inclusive o de lutar do nosso lado,é você quem diz: FORÇA NA LUTA!Abç. Maria

    ResponderExcluir
  2. Euler, tudo isso que fizeram com você e com muitos outros profissionais da educação causa-nos uma imensa indignação. É evidente que temem uma greve e pensam que, perseguindo você, vão calar uma voz que sempre lutou por nossos direitos.
    Infelizmente, nem todos enxergam as verdadeiras intenções de um governo que só pensa em educação para fazer propaganda e mostrar “seus números”.
    O trabalho nos CESECs está muito difícil. Fizeram uma pressão enorme para que essas escolas aumentassem as suas matrículas, mas os alunos chegam e não têm mais um acompanhamento individualizado. Frequentemente, um orientador atende mais de 20 alunos – e agora ainda tem que verificar as atividades que eles fazem para atribuir-lhes notas.
    E o dinheiro “economizado” vai para a propaganda do governo. Por isso temos que aturar uma propaganda sendo exibida duas ou três vezes em um intervalo comercial.
    Será que somos burros?

    ResponderExcluir
  3. O quê?! Só nos faltava perder você como colega na rede estadual. Acho que agora jogo a toalha. Estou tristíssima por essa situação louca.

    ResponderExcluir
  4. Até quando vamos aguentar tanta injustiça?

    ResponderExcluir
  5. Só vejo um ponto positivo: ninguém vai ficar muito tempo dando aula,antigamente o próprio plano de carreira deixava os profissionais estagnados,hoje, quem começa no magistério não fica muito tempo,pega apenas um bico e sai fora assim que aparece coisa melhor.Somos incompreendidos quando falamos a verdade,mas,é a verdade que nos liberta.Você tem muito potencial cara,não merece ficar na rede estadual até a aposentadoria não! Quem sabe,é aí que está a sua luz,no fim do túnel.QUE DEUS TE GUIE PARA UMA COISA BEM MELHOR.

    ResponderExcluir
  6. Euler , nos do NDG de Joao Monlevade estamos indignados com a sua situaçao, nao desanime, nao podemos perder pessoa tao importante nesta luta. Esse estado e uma ditadura louca. Que Deus te abençoe. A luta continua !!!!!!!!

    ResponderExcluir
  7. Estamos vivendo o luto na educação, sinto que realmente tenha que sair, vamos perder a voz diante de tantas ocorrências, mas desejo que se realize com sua nova vida e não nos abondone. Abraços. Carmen

    ResponderExcluir
  8. E a greve nacional? Não estou vendo ninguém comentar.

    ResponderExcluir
  9. Sinto-me desamparada, incrédula... sem palavras para descrever a revolta que sinto.Isso só prova que eles morrem de medo de você! Quem sabe esse não é o empurrãozinho que precisava para cair fora desse regime de escravidão.

    ResponderExcluir
  10. euler, continue incomodando esta corja.

    ResponderExcluir
  11. euller, toda passoa cínica e dissimulada é covarde.

    ResponderExcluir
  12. Euler, pela inteligência que você tem não era pra você esperar tramas por parte do governo ou colocarem seu cargo em designação para sair da educação neste país e no Brasil. O sistema educacional não é digno de você e, claro, você não é digno desse sistema podre e corrompido. Eu estou já há algum tempo me preparando desesperadamente para outros concursos públicos. Mas você deve procurar seus direitos, pois devem arrumar uma escola em que você possa conciliar seus horários ou, do contrário, devem esperar até o meio do ano no mês de julho, que é o mês das movimentações de servidores, para tirarem você do cargo e lhe remover para outra escola. Veja seus direitos.

    ResponderExcluir
  13. ESTOU DESMOTIVADA A CONTNUAR NA CARREIRA DO MAGISTÉRIO, O PIOR É QUE TENHO 21 ANOS DE PROFISSÃO, NUNCA VI ESSA CLASSE SER TÃO MASSACRADA COMO NESTE GOVERNO... SÓ DEUS PRA NOS DÁ FORÇAS NESTA BATALHA.

    ResponderExcluir
  14. PROFESSOR ESTADUAL, SEM SALÁRIO, SEM CARREIRA, SEM DIGNIDADE

    Caros colegas professores,

    como sempre tenho dito aqui e em outros foros, as retaliações aos professores estão apenas começando:Tivemos o salário achatado e congelado, perdemos os pouquíssimos benefícios que tínhamos conquistado e, por fim, perdemos a carreira, jogada na lata de lixo por 51 bandidos travestidos de deputados, a mando do governadorzinho de Minas Gerais. E não vai ficar por aí: as perseguições continuarão. E o interessante disso tudo é que todos os professores são afetados, inclusive aqueles professores que não saem do "armário", ou melhor, de cima do muro, aqueles professores acostumados a serem subjugados pelos governantes. Assim, comprova-se como são tolos aqueles professores que não têm coragem de ousar, e buscar seus direitos, de fazer greve, conforme nos garante a constituição federal.

    A exemplo do professor Euler, também eu, em mais de 12 anos como professor estadual, participei de todos os movimentos grevistas, acumulando antipatia em todas as escolas por onde passei. Como o professor Euler disse, este tipo de gente não admite questionamentos, abominam os professores que ousam reivindicar melhores condições de trabalho e salário digno ao participarem de movimentos grevistas. E como somos uma classe desunida, infelizmente, formada por pessoas que já perderam seus ideais e não querem mais lutar por seus direitos, fica fácil para o governo nos oprimir cada vez mais. Eles sabem de nossa fragilidade. Eles sabem que não fazemos nem “cosquinha” na estrutura nefasta do sistema vigente em Minas Gerais e no Brasil.
    Portanto, é triste dizer isso, mas, pelo visto, as coisas continuarão assim mesmo: professor cada vez mais desvalorizado, mal pago, insatisfeito, desestimulado, sem ideais, sem perspectivas, sem eira nem beira. Simplesmente não existe nenhuma mudança positiva para a educação e o professor em Minas Gerais e no Brasil. Esta é a pura verdade. A educação só serve mesmo para eleger e reeleger bandidos travestidos de políticos que, a cada nova eleição neste pais, usam este tema para alavancar votos dos mais incautos. Uma vez eleitos e reeleitos, começa um novo ciclo na politicagem nacional. E assim caminha este curral eleitoral chamado Minas Gerais.
    Somente através da conscientização do professor em prol de uma luta em conjunto, é que poderíamos reverter esta situação. Entretanto, esta ação parece cada vez menos provável, dada a apatia e fragilidade da classe que já perdeu o salário, a carreira e a dignidade.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
  15. Saiu uma orientação da SEE para que as direções das escolas cobrem de cada professor(a) uma decisão se vão PARAR ou NÃO nos dias 23 a 25 de abril COM ANTECEDÊNCIA para jogar no portão para designção DO SUBTITUTO(a).
    ORIENTO TODOS OS PROFESSORES QUE NÃO DECIDAM COM ANTECEDÊNCIA GUARDEM A DECISÃO DE PARAR E SÓ DIVULGUEM NA SEGUNDA FEIRA NO SEU TURNO PARA OS ALUNOS.
    TEMOS QUE APRENDER A JOGAR COMO O GOVERNO JOGA.
    AO SINDICATO PODERIA DISPONIBILIZAR PARA AS SUBSEDES ORIENTAÇÕES AOS PAIS SOBRE A PARADA.
    Gilson - História.

    EULER, sinto muito, estarmos perdendo um grande profissional.

    ResponderExcluir
  16. Sei muito bem o que está sentindo, no fim da greve eu estava com dois cargos, logo depois exonerei de um, pois sinto que não sou eu que não mereço este salário e sim este governo que não me merece, sei da qualidade das minhas aulas e do meu potencial e em breve o segundo também vai para o espaço e vai fincando nas escolas aquelas pessoas que acham que está bom ou as suas aulas valem o quanto recebem.

    No final quem perde os alunos nos pois não teremos mais você como colega para enriquecer as debates e quem ganha o governo, menos um para incomodar a ditadura.

    Abraços

    Montes Claros

    ResponderExcluir
  17. O secretário de educação de São Paulo, admitiu publicamente que a falta de professores ocorre devido a falta de interesse dos jovens pela profissão... Ele anunciou medidas para amenizar o problema, e infelizmente ele e os demais ocupantes de cargos políticos nem mensionam a desvalorização da nossa profissão como elemento determinante para o desinteresse dos jovens.

    ResponderExcluir
  18. Realmente é verdade na minha escola chegou uma "aberração" notificação se os professores todos pararem a escola deve permanecer aberta com lanche e tudo. Pode o que já era pouco provável porque todos ficam a merce da minha decisão única que parou na greve passada ,todos reclamam o tempo todo mas na hora pulam fora,estou só novamente...

    ResponderExcluir
  19. Chegou o tempo que dizer a verdade,ter opinião,falar e ter ideal é vergonhoso,é a corrupção,falta de verdade,humilhação tomam conta e essas pessoas que agem assim nos governam,dizem nos defender,ESTAMOS SÓS E SÓS VAMOS CONTINUAR SE NÃO LUTARMOS,somos uma geração que estuamos,tivemos formação cultural,e os NOSSOS SONHOS NINGUÉM, NINGUÉM PODE NOS TIRAR, podem tirar nosso laser, nosso emprego,nosso sustento, mas nossa CERTEZA DE QUERER O MELHOR PARA OS NOSSOS DESCENDENTES!NUNCA! Maria

    ResponderExcluir
  20. Euler, por favor não abandone a gente a educação precisa de você, governos vem e vão e você como professor permanece.Você é um líder nato precisamos cada vez mais de você.
    No momento me desculpe o egoismo mas você já pode nos ajudar reunindo o pessoal para ir na palestra do ministro Joaquim Barbosa e mostrar para ele como a educação está em Minas, o desrespeito com os educadores, e mais que o governo tem interesse que a lei 100 permaneça apenas para resolver seus próprios problemas. Esse momento é perfeito para essa luta dia 21 homenagem a Tiradentes, e a luta continua em Minas gerais, o povo continua oprimido, precisando de alguém como você Euler dia 21/04 é perfeito para uma manifestação onde fique bem claro a real situação de Minas Gerais na educação.

    Como você diz:FORÇA NA LUTA!ATE A NOSSA VITÓRIA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler concordo plenamente com o Anônimo das
      15:39, precisamos de você e temos um momento excelente para darmos o troco para esse governo no dia 21, a hora é agora, com a presença do ministro Joaquim Barbosa era o ideal para uma manifestação, já imaginou a situação do governador se os professores aparecesse em peso na hora da palestra, já sabemos que o objetivo dele trazer o ministro é para lei 100 não ser julgada, se chegássemos pedindo o julgamento da lei. Até nós que estamos na lei. Pense nisso precisamos da sua liderança.
      Maria Regina

      Excluir
    2. Concordo...dia 21 de abril,vamos à luta! O Naná já está puxando o saco do Joaquim para comprar-lhe.Não podemos deixar.

      Excluir
    3. Também acho que dia 21 é dia de fazermos alguma coisa para o ministro Joaquim Barbosa saber como é a educação de verdade em Minas.
      Marta

      Excluir
    4. Se tiver algum colega pensando em fazer alguma coisa, só temos que termos consciência de que sofreremos represálias, estão vendo o que estão fazendo com o Euler, e claro que está situação e para realmente fazer ele desistir da educação, pois ele é uma pedra no sapato deles.

      Excluir
  21. Euler, pense melhor não deixe termos mais essa enorme perda.

    ResponderExcluir
  22. Euler hoje você é muito mais importante para a educação do que o SINDUTE. Não abandone a gente!

    ResponderExcluir
  23. Sind-UTE/MG participa da Greve Nacional

    Sind-UTE/MG participa da Greve Nacional dos dias 23, 24 e 25 de abril e realiza Assembleia Estadual no dia 23, às 14h, no Pátio da ALMG. O Sindicato convida toda a categoria a participar.
    Euler se não tiver você, não vai dar em nada essa paralisação.

    ResponderExcluir
  24. Entendi errado ou você está disposto a aceitar calado o que te impuserem? Ah,não, Euler. Você, não. Que história é essa de "chutar o balde"? Agora é que é hora de "incomodar" mesmo. Vá até a última instância, cara. Essa é só a primeira batalha. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já que vai sair mesmo, aproveite pelo menos para aborrecê-los.

      Excluir
    2. Euler está incomodando, por isso estão fazendo isso.
      Euler, fique e os castigue mais, não deixa a peteca cair porque senão vão sumir com ela.Vá em frente, o governo tem medo de vc.

      Excluir
  25. Euler,se cada colega que frequenta nosso blog,
    estiver sentindo o mesmo pavor e revolta que eu;
    esteja certo que os guerreiros estarão a postos...Você é nosso farol nesse mar de sujeira
    e podridão que se tornou a política brasileira,principalmente para os professores.Muito obrigada por tanta dedicação e
    doação de seu precioso tempo.Sinceramente,
    Maria

    ResponderExcluir
  26. Pelo amor de Deus Professor Euler passe-nos o E-mail dessa escola para que possamos encher a caixa de protestos em relação a esse episódio lastimável! É simplismente inaceitável perdê-lo!
    Amigos professores e frequentadores deste blog, precisamos agir rápido despejando protestos contra a direção dessa escola, pois está óbvio que isto é uma retaliação da inspetora e da direção para calar a voz do nosso querido comandante Euler.
    Portanto mexam-se educadores!
    Carlos - Uberlândia

    ResponderExcluir
  27. È , já me acostumei, trabalho os 3 turnos e todos os dias a tardinha ou às 23 horas entro no blog sempre exponho minha opinião ou lamúria,mas te entendo já passei por situação semelhante há 10 anos atrás governo Aécio, me revoltei mas não desisti e este ano completo 25 anos de sala de aula onde obtive minhas vitórias , hoje tenho muitos alunos formados em várias profissões.E muito melhor que eu ,foi bom ter contribuído para isso,será que anastasia terá DE VERDADE conquistado algo? Pense... Euler você é um PROFESSOR!!!

    ResponderExcluir
  28. Cesec do bairro Vila Esportiva - Vespasiano

    E-mail: escola.346306@educacao.mg.gov.br

    ResponderExcluir
  29. tenho certeza que na sua cidade tem efetivados sem concurso publico nas melhores escolas entre com um mandado de segurança e entre nessas escolas

    ResponderExcluir
  30. Pelo nosso amigo:GRANDE MESTRE EULER,temos que parar TODOS, em TODOS os três dias de abril. GREVE já! Seria uma maneira de mostrar nossa indignação. Estou triste,mas acredito na Providência Divina.Ele encontrará algo,INFINITAMENTE melhor em sua vida.Fé em Deus,Euler. Regina.Sete Lagoas.

    ResponderExcluir
  31. DEUS HAVERÁ DE PESAR O SEU BRAÇO SOBRE O AÉCIO, O ANASTACIA E TODA A SUA CORJA. NA JSTIÇA DOS HOMENS ESTÁ CADA DIA MAIS DIFÍCIL DE ACREDITAR, MAS NA DE DEUS PODE TER CERTEZA QUE ELE TARDA MAIS NÃO FALHA.
    Eu tenho feito todos os dias parar pais de alunos para contar o que o governo tem feito conosco e com a educação.Estou cnseguindo ver nos olhos das pessoas a revolta.E continuarei dando nome aos bois até a eleição... colegas façam o mesmo, porque de grão em grão minaremos a campanha do Aécio e do Anastacia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devemos dar nomes aos bois.Devemos sair do anonimato.Devemos fazer uma lista com nomes de diretores e diretoras pelegas, que retaliam professores mineiros.Devemos!

      Excluir
  32. Vejam bem, paralisação para depois ficar ´pagando dias nos sábados, tô fora!!! Prefiro trabalhar agora e não repor nada no sábados e nada de paralisação. Cansei de ser otário!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai continuar sendo otário.Participe, vá...

      Excluir
    2. Fique de fora mesmo, você faz parte do NMM - Núcleo do Miolo Mole.

      Excluir
    3. São profissionais como você que estão ajudando esse (des)governo a destruir a categoria. Sabe reclamar, mas na hora do vamos ver, arranja sempre uma desculpa para não aderir. Com esses pensamentos mostra que é, e sempre será, um grande idiota.

      Excluir
  33. Euler,
    se você tiver outra atividade siga em frente. Não perca tempo com educação. Em Carangola tivemos a visita da senhora Gazzzolla. Em síntese, algumas promessas de melhoria na infraestrutura das escolas e nada foi abordado sobre a carreira do professor. Na verdade ela foi bastante paparicada pelos profissionais da SRE, afinal é o que eles sabem fazer de melhor. O pior de tudo foi fiasco do movimento desorganizado do Sind-Ute local, motivo de piada e deboches da própria secretária.

    Antônia Marques

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso que leva a perder a credibilidade!

      Excluir
  34. Prezado Euler;

    Se puseram o seu cargo em designação, basta você correr atrás dos seus direitos, pois você é um professor concursado. Ninguém pode te exonerar à revelia.
    Procure um advogado, pois você não pode jogar 10 anos na lata do lixo.
    Em relação à educação, a coisa está muito complicada. Este governo destruiu o sindicato. Te perseguem porque você não está blindado por nada. Você deveria ter feito parte do sindicato desde o início. Você pode ver que não conseguiram atingir a Beatriz.
    Eu sinceramente não vejo melhora no atual quadro dos professores, sem a mudança de governo estadual.
    O PSDB nos massacrou durante todos estes anos. Também sofro perseguição na minha escola por causa das minhas ideias.
    Meu amigo, talvez você foi ingênuo de pensar que com o enorme sucesso do seu blog você não viraria um alvo.
    Eu desejo que tudo se resolva, pois o emprego é seu. Mas quero deixar aqui registrado que você com seu blog elevou a alto-estima dos professores de todo o Estado. Você brilhou muito Euler e tenho certeza que você vai continuar brilhando aonde quer que você esteja.
    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  35. Realmente é muito difícil viver, remando contra a maré. Somos vistos como chatos, inconvenientes, e já percebi mtas vezes isso.
    Não saí devido a minha idade e ter 20 anos neste segundo cargo.
    Tenho estabilidade de outro cargo, de outro estado. Minas, talvez seja o estado que mais massacre seu profissional de educação. Com h/aula, com diretor capacho, com inspetores prepotentes, ditatoriais, e agora PIPEIROS. É humilhante, mas, acho que está na hora de juntarmos um dinheiro, para uma boa matéria paga em TV e jornal, cada um dando sua cota e colocar a boca no mundo, tipo este desabafo, mais resumido, mas, sem faltar os detalhes mais sórdidos deste Bandido e do país Minas da mentira.Vamos pelo menos fazer isso hoje temos a Internet para nos comunicar e ver como agir. Vamos à luta, companheiro! Mesmo para que vc vá depois, mas, de alma LAVADA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SUGIRO AO GOVERNO DE MINAS QUE O DINHEIRO GASTO COM PIPEIROS, SEJA USADO PARA CONTRATAR PROFESSORES EVENTUAIS DO 6º ANO AO ENSINO MÉDIO!
      ESCOLAS DE MINAS:
      ALUNOS SAÍNDO CEDO, TODOS OS DIAS. MOTIVO: FALTA (DENGUE, OUTRAS DOENÇAS, EMPREVISTOS...) CONSTANTE DE PROFESSORES

      Excluir
  36. Em Sete Lagoas, perdemos uma grande professora de inglês, que foi obrigada a assumir aulas de Ensino Religioso na Escola Estadual Edite Furst. Ela era efetiva, com muita experiência na área, trabalha no Wizard e, claro, pediu exoneração do cargo.
    É isso que esse governo-malandro quer: exoneração dos profissionais para ele implantar o Ensino à Distãncia.
    Ainda bem que ele só fica até 2014.

    Professor Euler: ficarei feliz com sua saída se, primeiro, você fizer esse "povinho" engolir suas mediocridades.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  37. EULER,
    VOCE PODE ATÉ DEIXAR A REDE PÚBLICA. PORÉM, TEM UMA CONDIÇÃO: SAIRÁ PARA SER CANDIDATO A DEPUTADO PELOS SOFRIDOS PROFESSORES!
    SOU SEU CABO ELEITORAL
    VIRGINÓPOLIS
    dalberaugusto@hotmail.com
    COMECEMOS A CAMPANHA, JÁ!

    ResponderExcluir
  38. Olá, pessoal da luta!

    Boa noite!

    Quero em primeiro lugar agradecer a todos e todas pelas manifestações de apoio e solidariedade. Vocês são o que há de melhor em Minas Gerais. E moram no meu coração.

    Quero também trazer uma notícia boa, mesmo que provisória. Hoje a noite fui informado pela diretora da escola que as designações do meu cargo e da colega professora de Geografia foram suspensas, provisoriamente. A inspetora teria passado o caso para uma instância superior decidir o que fazer. Então, pelo menos por enquanto, permanecemos nos nossos cargos.

    Um outro fato importante: ao saber do ocorrido, os educadores da minha escola convocaram uma reunião extraordinária do colegiado, que aconteceu hoje, às 20h30. Os membros do colegiado e demais educadores presentes analisaram o caso e debateram sobre este e outros problemas da Educação.

    Foi uma reunião importante, que mostrou que a categoria pode se unir para defender seus interesses. Ficou claro para todos que os profissionais da Educação precisam ser tratados com respeito, com dignidade, e que, para além das normas criadas e alteradas ao sabor de conveniências de instâncias superiores, existem pessoas, seres humanos, que trabalham, que lidam diariamente com dezenas de alunos, pais de alunos, colegas de profissão. E merecem respeito.

    O colegiado então encaminhou algumas propostas para a direção da escola e instâncias superiores, objetivando manter o quadro estável de servidores existente na escola. E solicitou que qualquer outra decisão seja discutida previamente com o colegiado e demais profissionais e membros da comunidade escolar. Todo empenho deve ser feito para que o grupo de profissionais seja mantido na escola, para dar continuidade aos trabalhos iniciados.

    Devo dizer a vocês que me sinto mais leve diante dessas manifestações, tanto de colegas de outras escolas e regiões, quanto também da escola onde trabalho. Tenho orgulho de pertencer a esta categoria, que é sofrida, mas que é digna, resiste, e que travou inúmeras lutas, e que, apesar de todo o martírio imposto pelo governo, saberá conquistar e reconquistar direitos confiscados.

    Não concordo que esta seja uma categoria que não luta, que se acomodou, como se tem dito. É uma categoria sofrida, pauperizada pelos baixos salários, e que vive situações-limite em função das realidades sociais existentes. Mas, apesar disso, sempre que pode e é colocada diante de desafios, a categoria, ou parte dela, pelo menos, se levanta e vai à luta. E é isso o que conta.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Enquanto vivos estivermos, nunca deixaremos de lutar pelos interesses de classe dos trabalhadores, especialmente os da Educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabénz! Parabénz mesmo aos PROFESSORES da sua ESCOLA Prof. Euler! Parabénz!!

      Este é o espírito que deveria sobrepor à toda classe de PROFESSORES!

      Se este espírito de união, de respeito e de auto-valorização fosse adotado pelos colegas, nossas vidas seriam prazerosamente mais felizes, e saudáveis!

      O sentimento do dever cumprido nos faz melhores, amis felizes!

      Parabénz PROFESSORES do CESEC, de Vespasiano!
      Que vocês consigam espalhar por toda MINAS, este gesto de solidariedade e de união!

      Antônio Carlos - Sul de Minas

      Excluir
    2. O Euler nos reergueu algumas vezes. É hora de retribuir e continuar a luta! Vamos avançar ainda mais! Euler, estou com você e não abro. Divulgarei esse absurdo em minha escola e com quantos colegas conseguir falar!

      Excluir
    3. Ops, me pedoem colegas...
      "PARABÉNS aos PROFESSORES" e não "Parabénz".

      Antônio Carlos

      Excluir
    4. Fico feliz por você, Euler. Considero que você está de parabéns por ter denunciado, seus colegas por terem defendido vocês e o colegiado, pela atitude que tomou. Ficou, para nós, um exemplo a ser seguido. Devemos contar conosco mesmos, com nossos alunos e seus pais. A luta nunca para, não é?
      Liliane

      Excluir

  39. Ibirité: Em greve há 44 dias, trabalhadores na Educação realizam assembleia na sexta para definir os rumos do movimento

    Ministério público se propôs a mediar negociações entre grevistas e prefeitura

    A greve dos trabalhadores na educação de Ibirité, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, completou hoje 44 dias sem que a categoria obtivesse uma contraproposta satisfatória.

    A prefeitura insiste no reajuste de 5,83%, que sequer cobre a inflação, e faz vista grossa para as outras reivindicações. Entre elas, piso nacional do magistério, redução da jornada do setor administrativo para 30 horas semanais, licença maternidade de 180 dias, valorização profissional, instituição da data-base e reajuste da cesta-básica.

    A administração limita-se a dizer que não tem recursos, enquanto intensifica as pressões sobre os grevistas, ameaçando cortar o ponto, substituir ou demitir quem não voltar ao trabalho. “Além de afrontar o direito de greve, esses métodos configuram assédio moral. Isso é ilegal, pois as exigências da Lei de Greve estão sendo cumpridas e a greve sequer foi julgada”, diz Rafael Calado, coordenador da subsede do Sind-UTE Ibirité.

    Na terça-feira, a juíza da comarca de Ibirité Sabrina Alves indeferiu liminar em que a prefeitura pedia que a greve fosse declarada ilegal. No mesmo dia, os sindicalistas se reuniram com o Ministério Público e obtiveram do órgão o compromisso de mediar as negociações entre trabalhadores e prefeitura.

    Nova assembleia está marcada para sexta-feira (12/4), às 8h, na Praça do Fórum, centro de Ibirité. Pais e alunos das escolas municipais também estarão presentes.

    MAIS INFORMAÇÕES:

    Sind-UTE Ibirité Telefone: 3533-2713

    Rafael Calado Alves (Coordenador Geral SInd-UTE Ibirité): 8713-4527/8287-8636/8534-2112

    Adilson Dumont (Diretor de Organização): 8633-6084/8287-8768

    ResponderExcluir
  40. Professores,
    Ano que vem será ano eleitoral e esta corja já está em campanha, então está claro!
    Explico: O blog do Euler virou símbolo de luta e resistência dos educadores contra os desmandos do choque de gestão, tanto que já tem quase três milhões de acesso. Então o que eles querem é calá-lo! Ou será que há alguém aqui que acredita que a SEE não tem conhecimento deste blog?
    Com todo respeito ao Euler, acho que a questão aqui é política, não se trata apenas de solidariedade.
    Onde está o NDG? Onde está Marly gribel? Onde estão os tantos colegas guerreiros que aqui se apresentam?
    Pelo amor de Deus Professor Euler passe-nos o E-mail dessa escola para que possamos encher a caixa de protestos em relação a esse episódio lastimável! É simplismente inaceitável perdê-lo!
    Amigos professores e frequentadores deste blog, precisamos agir rápido despejando protestos contra a direção dessa escola, pois está óbvio que isto é uma retaliação da inspetora e da direção para calar a voz do nosso querido comandante Euler.
    Portanto mexam-se educadores!
    Carlos - Uberlândia

    ResponderExcluir
  41. Vamos para o facebook detonar esse governo podre,todo mundo compartilhando os podres desse governo.Entre na pagina do Minas sem censura,conversa afiada, viomundo etc...

    ResponderExcluir
  42. Contagem_Regressiva12 de abril de 2013 01:22

    Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 629 dias 12 horas 35 minutos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo Euler,
      fiquei um pouco aliviada com esse seu mais recente
      comunicado.Felizmente houve mobilização favorável
      a você.Sinceramente,esse "Bloguíssimo" é o nosso
      Norte.Você é precioso demais na educação!
      Um abraço,
      Helena Thaereh

      Excluir
    2. Esse aí já enloqueceu!

      Excluir
  43. Como alguém disse que Deus há de pesar as mãos nesse louco governador e seu padinho pó, ouvi ontem na fala do horário antigo "hora do Brasil que o Ministerio da Justiça acatou a denúncia de desvio de verba da saúde no governo de aecinho do pó e que o mesmo acontece com seu sucessor tio anastá.Escutei também que a China está em terceiro lugar no ranque da educação medida por órgãos mundiais que isso é o resultado dos investimentos em educação.O coitado do Brasil onde está inserido o país independente called Minas ficou em uma escala de 1 a 60 hahah sabe onde estamos colegas??? 53º lugar.Beleza é isso que mostra as propagandas .Escutem o horário do Brasil no rádio sempre e verão as boas notícias deste país.Eu sempre escuto, e gosto muito.

    ResponderExcluir
  44. verdade tem que ser dita euler, você está atrapalhando este governo injusto, podre, doente.Seu blog e suas idéias podem e muito atrapalhar a candidatura desses safados ano que vem.Eles já perceberam a revolta e querem eliminar seu blog e se possível você.A pedra no caminho de muitas pessoas .Mas eles vão colher os frutos breve.Tudo tem um fim e este fim está se aproximando para essa turma de ladrões.Roubam tudo , esperaças, ilusões, fé, alegria, saúde, tudo tudo.Este é o pior roubo .

    ResponderExcluir
  45. Euler, se de tudo se pode tirar proveito, está aí um belo exemplo dos profissionais e do Colegiado da sua escola. Transmita a eles os parabéns desta seguidora do seu blog. Aguardemos o resultado do caso nas "instâncias superiores". Beijos.

    ResponderExcluir
  46. Imaginem por um segundo, todos nós sem o professor Euler, sem o seu blog. Ficaremos todos no escuro, sem rumo. Você é o nosso farol, o nosso sol, a nossa esperança, o nosso bálsamo!Você é o elo de todos nós, profissionais da educação, e isso incomoda e muito você sabe, nós sabemos. Com você, com o seu blog estamos todos juntos e "misturados"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com o anônimo das 9:37. A justiça de Deus que vem no tempo certo ( o tempo de Deus) e o professor Euler são os motivos de esperança que voltaremos a ter o que perdemos e seremos reconhecidos pelo nosso valor. O mal não perdura para sempre, temos exemplos na História da humanidade. Agradeço a Deus por você existir Euler. Deus conta com você e o protege e lhe dá sabedoria, saúde e força para ajudar os seus irmãos nesta luta tão desumana. Confesso que o ministro Joaquim Barbosa é também minha esperança de justiça por sua história de vida. Abraços fraternos a todos deste blog.

      Excluir

  47. Boa tarde companheiras(os0

    Grande Euler,pela qualidade de suas postagens e se tratando de um desgoverno facista,tal qual alguns alunos da escola que dizem que ele se formou e deu aula,ilamentavelmente atitudes hipocritas e mesquinhas, não sao novidades,temos que estar sempre atentos,pois tudo que vem desta gente e ilegal e para prejudicar nossa categoria.Estes covardes se incomodam com a sua lucidez e lisura.Força na luta!

    José Henrique

    ResponderExcluir
  48. Caro Euler

    Sob o mantra de cortar custos, aqui do outro lado da fronteira, em “Privatolândia” , estão entregando tudo para a iniciativa privada deixando as redes municipal e estadual sucateadas. Turmas e escolas sendo extintas, escola sendo demolida para virar estacionamento,índios sendo expulsos de suas terras, prédios tombados pelo patrimônio histórico vindo abaixo e famílias sendo desalojadas. A cada turma extinta para dar lugar ao Projeto Autonomia – parceria milionária do Estado com a Rede Globo – 7 professores perdem sua lotação. Deste lado da fronteira, tem professor cumprindo carga horária em mais de 4 escolas. Eu também vivi essa situação no começo do ano, a diretora pelega enchia minha caixa de e-mail com propaganda oficial, mas foi incapaz de me avisar que as minhas turmas tinham sido extintas. Minha carga horária está espalhada por toda a semana, e o pior de tudo que gasto em média de 2 a 3 horas para ir e outro tanto para voltar. Como desgraça pouca é bobagem, a ajuda de custo dada para o transporte não cobre nem a metade dos gastos.
    E não é só a educação que está sendo vitimizada pela onda antropofágica da privatização, outras áreas essenciais, como saúde e segurança também estão sendo desmanteladas.
    O que importa é fabricar estatísticas, pra isso estão passando o rodo nas escolas noturnas e implementando “parcerias” que só vão beneficiar empresários.
    Vivemos a Olimpíada da Farsa! Quem vencerá Minas ou o Rio de Janeiro? Pelo andar da carruagem, acho que vai dar empate...
    Apesar desse cenário caótico, ainda me resta alguns fiapos de esperança, e acho que mais cedo ou mais tarde, essa farsa tem que acabar. Em nome dos fiapos de esperança, tomo a liberdade de pedir para não se desligar da rede. Tire uma licença sem vencimentos e aguarde, pois desistir é deixar o terreno livre para esses cavalheiros do apocalipse, que com sua ganância desmedida estão a caminho do precipício, pode demorar um pouco, mas a queda é certa.
    Você merece ficar onde estar e é muito importante para toda a categoria.

    Grande abraço

    Graça Aguiar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. “De tanto ver triunfar as inutilidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto.” (Rui Barbosa). Não desanime Euler! Deus está com você e te orienta a agir da melhor maneira. Desejo do fundo do meu coração o melhor para você mas confesso que estou em pânico só de pensar que você poderá abandonar o Estado e aí adeus blog do Euler , a esperança que encontramos na nossa profissão.

      Excluir
  49. Carioca arrependido.12 de abril de 2013 15:21

    Euler, procure um advogado, pode ser até mesmo da defensoria píblica e entre com um mandado de segurança urgente, pois sendo efetivo você ficará a DISPOSIÇÃO DO ESTADO DE MINAS GERAIS, na sua casa e recebendo e não DEMITIDO. Essa é a LEI. Também vá a delegacia do seu bairro e prove que é ARRIMO DE FAMÍLIA portanto não pode ser transferido para longe de sua residencia, anexe tudo ao processo de mandado de segurança. Agora preste atenção tem que ser URGENTE!

    ResponderExcluir
  50. Euler acima vi alguns colegas sugerindo para fazer uma manifestação dia 21 em Ouro Preto o dia em que o ministro Joaquim Barbosa vai ser palestrante em homenagem a Tiradentes.O que você acha dessa ideia?
    Marcia

    ResponderExcluir
  51. Euler, que bom que vc ficou. Mas, bem informado como vc é ia deixar que te tomassem o cargo sem fazer nada??
    "Mas se ergues da justiça, a clava forte,
    verás que um filho teu não foge à luta,
    nem teme, quem te adora, a própria morte..."
    O que precisamos é nos juntar e arrancar aquela porra do poder.
    Nós somos a força!!
    Tamos juntos...

    ResponderExcluir
  52. SINUCA DE BICO PARA DILMA

    SÓ FALAR EM INFLAÇÃO VEM AUMENTO DE JUROS.

    MAS DE AUMENTAR OS JUROS, VIRÁ RECESSO E CRESCIMENTO CAIRÁ AINDA MAIS.

    O QUE FAZER?

    TABELAR PREÇOS, REDUZIR IMPOSTOS PRINCIPALMENTE GASOLINA ABSURDO. ETC.

    AI VEM PROBLEMAS.

    ResponderExcluir
  53. Será que vai sobrar pra educação?

    O governador Antonio Anastasia lançou, nesta quinta-feira (11), o ProMunicípio, que irá investir, somente este ano, R$ 2,1 bilhões em infraestrutura viária, máquinas e equipamentos rodoviários, veículos e ações de saúde e educação. Todos os 853 municípios mineiros serão beneficiados. http://bit.ly/10QO95R

    Para participar do programa, os municípios terão de preencher formulário, que está disponível no endereço: www.mg.gov.br/promunicipio, a partir de segunda-feira (15). A adesão poderá ser feita até o dia 15 de maio de 2013.

    Crédito: Fotos: Wellington Pedro - Imprensa MG

    ResponderExcluir
  54. Hoje na escola onde leciono no vale do Jequitinhonha foi o maior rebuliço. A inspetora nos disse que a carga horária dos anos iniciais a ser cumprida na escola é de 5 horas? Procede? Por favor quem detiver essa informação me tire essa dúvida.
    Abraços à todos.

    ResponderExcluir
  55. Euler, primeiramente eles não podem fazer movimentações de servidores a esta altura do ano, as movimentações são em julho e janeiro. Até no meio do ano você, se caso vier a perder o cargo nesta escola em que se encontra, terá que ficar excedente nesta mesma escola em serviços de secretaria ou em recuperação de alunos, até julho que é o mês das movimentações. E enquanto não chegar julho você deve se sentar com sua superintendente regional de ensino e conversar sobre sua situação e, se caso for necessário, te remover para uma escola mais próxima de sua casa e com compatibilidade de horário pra você, dada à sua competência no exercício de seu cargo e sua influência no professorado mineiro e quem sabe ( não estou exagerando) brasileiro. Com uma boa medida de conversa e um bom tempero de bom senso acredito eu que você resolverá sua situação com as autoridades educacionais por aí. Seu blog virou referência para nós aqui na zona da mata e o acessamos mais do que os sites oficiais da educação de Minas. Seu blog nos informa, nos orienta, nos direciona nas ações a tomar, nos aconselha, nos consola nos momentos de desânimo e, claro, nos dá força e alma nova nos momentos difíceis de nossa jornada extenuante. Resumindo, seu blog virou uma espécie de espírito que vivifica nossos corpos neste magistério mineiro controlado por pessoas que parecem ter cada vez menos alma e bom senso. Aqui na zona da mata seu blog é uma verdadeira febre, aliás, uma dengue, kkkk. Por favor PROFESSOR EULER (com Caps Lock mesmo, aliás, você merece) kk, fica conosco nessa odisséia, não nos deixe órfãos ainda mais nestes tempos difíceis em que os grandes gladiadores fazem falta, assim como você.
    Estou escrevendo em nome dos(as) educadoras(es) da zona da mata que te curte, te admira, te ama e que te quer sempre bem. E como dizia uma cara que conhecemos por aí e que aprendemos a admirar: "Um forte abraço a todos, e força na luta! Até a nossa vitória!"

    ResponderExcluir
  56. Euler, se você vier a se desligar do magistério por favor mantenha este seu blog em atividade. Tudo que o governo quer é te calar e nossa classe perder força. Se o povo do governo ficar sabendo que seu blog continuará mesmo se você sair do magistério estadual eles vão deixar você em paz eu garanto.
    Sua voz é a nossa voz e não podemos nos calar nunca.

    ResponderExcluir
  57. Isto é , Governo de Minas incompetente e irresponsável,tanta o sol com a peneira e vai levando até ao final de seu mandato.Não enxerga para os lados nem olha pra trás pra ver os estragos que está fazendo com as pessoas.Caminhando só olhando para frente o seu lado.Pensando o que irá fazer de podre mais adiante.Coitado,ele realmente não se enxerga.A contagem regressiva da sua saída é duro de roer.Se fosse um mágico hoje mesmo tiraria esse imbecil do executivo e colocaria dentro de sala do 6 Ano e ralar até morrer.KKKKKKKKKKKKKKK He, He,He,He........

    ResponderExcluir
  58. leia as verdades sobre o tar xoque de gestã....no link:...


    http://www.sindifiscomg.org.br/informes/2013/Monog_Choq_Gestao_V_Final.pdf

    ResponderExcluir
  59. Seu blog também e referência pra nós aqui no vale do Jequitinhonha região que sofre descaso por parte dos governantes...força na luta rumo a vitoria...

    ResponderExcluir

  60. Um pouco sobre esse tucano. É de arrepiar!

    Carlos Mosconi assumiu pela quarta vez consecutiva a presidência da Comissão de Saúde do Parlamento mineiro

    http://www.conversaafiada.com.br/brasil/2013/04/13/tucano-mineiro-e-acusado-de-traficar-orgaos/

    ResponderExcluir
  61. EPIDEMIA: Casos de dengue sobem para 52 mil e mortes chegam a 41 em Minas Gerais

    Até o momento, foram notificados quase 200 mil casos de dengue em Minas Gerais, segundo a secretaria estadual
    12/04/2013 11h38
    A
    ALINE DINIZ, no Jornal O TEMPO

    FOTO: JOÃO MIRANDA/ O TEMPO
    Residências concentram 80% dos focos da doença
    A Secretaria de Estado de Saúde (SES) informou que o número de casos confirmados de dengue aumentou em quase 10 mil em apenas uma semana em Minas Gerais. O número passou de 43.119 para 52.342.
    Já as mortes provocadas pela doença mais que dobrou em 2013, em comparação com o registrado em todo o ano passado. Conforme o balanço, são 41 óbitos contra 18 em 2012.
    Com a promessa de contornar a situação, o governador Antonio Anastasia anunciou a contratação de mais 1.000 agentes epidemiológicos para atuar nas cidades que registram maior número de casos. Eles se somarão aos outros 1.000 já com contratação anunciada.
    Na opinião do vice-presidente da Associação Mineira de Infectologia, Marcelo Simão Ferreira, a medida é importante, mas a principal necessidade é ampliar a capacidade de atendimento nos hospitais para socorrer as pessoas que já estão doentes. "O combate tem que ser permanente e não só nos picos. Essas medidas deveriam ter sido tomadas antes. O foco deveriam ser as unidades de saúde", disse.
    O governador afirmou ainda que pediu que a Defesa Civil Estadual atue auxiliando a comunicação das prefeituras do interior no momento em que elas decretam situação de emergência.

    Mortes
    Na terça-feira (9) duas mulheres morreram com suspeita da doença. Em Contagem, uma jovem de 28 anos, que não teve a identidade revelada, morreu no hospital da cidade. No mesmo dia, Gleycimara da Silva Siqueira, de 21 anos, faleceu em decorrência de complicações da doença. A jovem, que morava em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, deu entrada no dia 30 de março no Hospital Odilon Behrens. Segundo a certidão de óbito, o que causou a morte foi insuficiência respiratória e dengue hemorrágica.
    Municípios com óbitos confirmados em 2013: Uberaba (12), Uberlândia (2), Carangola (1), Frei Gaspar (1), Buritizeiro (1), Ituiutaba (2), Ipanema (1), Teófilo Otoni (3), Pirapetinga (1), Pirapora (1), São Geraldo do Baixio (1), Montes Claros (3), São João da Ponte (1), Campos Altos (1), Contagem (2), Muriaé (2), Sete Lagoas (1), Itauna (1), Belo Horizonte (2), Pedro Leopoldo (1), Santa Luzia (1).

    Legislação
    As residências concentram 80% dos focos do mosquito, segundo dados do Estado.
    Os donos dos imóveis podem ser punidos com multas, interdição do imóvel e até cassação da autorização do funcionamento, em caso de imóveis comerciais. "As pessoas se acomodaram. Há um certo descompromisso", apontou o subsecretário de Vigilância e Saúde da Secretaria de Estado de Saúde, Carlos Alberto Pereira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante é que a propaganda de Minas sobre o combate a dengue, mostra um investimento de R$ 43 000 000,00 (quarenta e três milhões de reais)na campanha, com distribuição de água sanitária para os municípios atingidos, e anunciando que 80% dos focos são domiciliares e pede a mobilização de todos.

      Excluir
    2. Em Sete Lagoas já foram confirmados OFICIALMENTE,3 óbitos. O número é infinitamente maior do que o que divulgam.

      Excluir
  62. Mídia esconde processo contra Aécio
    TJMG considera Aécio réu em desvio de verbas

    Por três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu, na semana passada, que o tucano Aécio Neves continua como réu na ação civil por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público Estadual. O ex-governador é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde e pelo não cumprimento do piso constitucional de financiamento do sistema público de saúde entre 2003 e 2008. A mídia comercial, que adora um escândalo político, é tão seletiva que não deu qualquer destaque à decisão do TJMG.
    Segundo o sítio do deputado Rogério Correia, “desde 2003, a bancada estadual do PT denuncia essa fraude e a falta de compromisso do governo de Minas com a saúde. Consequência disso é o caos instaurado no sistema público de saúde, situação que tem se agravado com a atual e grave epidemia de dengue no estado”. O ex-governador mineiro, que vive se jactando do tal “gestão de gestão”, poderá sofrer uma baita indigestão.

    O julgamento da ação está previsto para ocorrer ainda neste ano.
    Se for considerado culpado pelo desvio dos recursos públicos, o senador ficará inelegível. Sua cambaleante candidatura presidencial entraria em coma – que não é alcoólica. É lógico que o grão-tucano tem muitos defensores. A mídia não deu manchete para a decisão da justiça e evitará tratar do tema. Ela só gosta de levantar suspeitas de corrupção contra os tais “lulopetistas”. Já a Justiça é cega! Até hoje não julgou o chamado mensalão tucano – que a mídia trata como mensalão mineiro.
    Do Blog do Miro - quarta-feira, 10 de abril de 2013

    ResponderExcluir
  63. Não Acredito Euler! Você sair por vontade própria tudo bem, mas como assim o Estado vai fazer um professor concursado sair?

    ResponderExcluir
  64. Tentaram calar a voz do Azenha do "Vi o Mundo",mas não vão conseguir.Dê uma força pra ele no Blog. Adivinhe quem foi? A Globo.

    ResponderExcluir
  65. Incrível, como que um governo pode mentir tanto na mídia!

    ResponderExcluir
  66. OLÁ COMPANHEIRO,
    A TEMPOS NÃO TENHO POSTADO AQUI, MAS SAIBA QUE CONTINUO EM COMBATE ÀS FALCATRUAS E COVARDIAS QUE O GOVERNO MINEIRO TEM REALIZADO CONTRA A EDUCAÇÃO DOS MENOS FAVORECIDOS.
    GOSTARIA QUE SE PERCEBER CONVENIÊNCIA FIZESSE UM COMENTÁRIO SOBRE ESTE VÍDEO QUE FILMEI NA REUNIÃO DE 08 A 12 DE ABRIL NA ESCOLA MAGISTRA A DITA ESCOLA DAS ESCOLAS. http://www.youtube.com/watch?v=IHNvWRVpqaY&feature=youtu.be
    EM REUNIÃO NA ESCOLA MAGISTRA PROFESSORES QUESTIONAM E REIVINDICAM SOLUÇÃO PARA A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS
    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=IHNvWRVpqaY

    ResponderExcluir
  67. Profess Mauro
    http://www.youtube.com/watch?v=IHNvWRVpqaY&feature=youtu.be
    EM REUNIÃO NA ESCOLA MAGISTRA PROFESSORES QUESTIONAM E REIVINDICAM SOLUÇÃO PARA A VIOLÊNCIA NAS ESCOLAS

    Questionamentos dos professores em relação à violência nas escolas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles falaram tudo o que penso e falo com o pessoal da SRE de Pirapora, em relação a gestão em Minas!

      Excluir
  68. Pelos meus conhecimentos,um professor só é remanejado,caso não tenha nenhuma aula para ele ocupar.Se não possui aulas do conteúdo para o qual foi concursado ele PODE assumir aulas de conteúdos AFINS. Isso está na última resolução e a escola que trabalho age assim,inclusive já tivemos professores excedentes assumindo cargos de outros afastados( biblioteca,vice-direção,ajustamento funcional,etc).Sou da 13° SRE de governador valadares .A nossa inspetora também orienta assim.

    ResponderExcluir
  69. Professor Euler,
    Já faz algum tempo que não faço comentários, neste espaço maravilhoso de debates, mas sei que tomará a decisão correta. Espero que você não se afaste deste espaço de discussão sobre a educação, pois ele é muito importante para todos nós que valorizamos a educação e sabemos que ela é a porta de libertação do indivíduo. Percebo, durante as reuniões feitas na escola, que todos estão ficando loucos e doentes. Isto tão cedo, já no mês de abril. Creio que esta dificuldade de a escola encontrar o caminho para melhorar os resultados e diminuir os problemas, os de violência inclusive, se deve ao fato de esperar que somente a escola e o professor sejam os únicos responsáveis pela formação cidadã. Chega um momento em que tudo explode! Professores mais antigos adoecem e boa parte dos novatos encontra dificuldade em lidar com os problemas e quantos problemas! Desta forma, muitos profissionais; antigos ou novatos acabam desistindo da profissão.
    Professor Herbet
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hoje mesmoestá na F.S.Paulo que os estudantes não fazem vestibular para magisterio, quimica fisica e matemática. Esqueceram de dizer, que quem é muito bom nessas matérias, já se mandou para outros empregos, que pagam bem mais. Mas, professor mesmo, de qq matéria de ensino básico, está em extinção. Falam da domésticas, mas, procurem assunto sobre professor, acho que nossa classe realmente não tem representatividade e nem faz falta, só qdo caírem na REAL...

      Excluir
  70. marcia queiroz drumond14 de abril de 2013 14:50

    Nem os efetivados perdem o cargo quando não tem aulas, na minha escola eles dão aula de tudo. Professor de portugues dá aula de Educação Física.
    Muito esquesita essa situação. Procure a justiça.
    Essa palavra eles entendem. Saia sim, quando vc quiser. Para coisa melhor que ser professor de MG. Mas não saia por determinação dessa corja. Mostre a eles que vc não é joguete. Onde já se viu dispensar um nomeado e designar alguém para suas aulas. Chegamos as raias da loucura? Já ouviu falar em excedência, que não é nem seu caso? Dê trabalho para eles, bando de incompetentes. Nunca ouvi uma história igual a essa. E olha que trabalho na educação a 42 anos. Cruz credo, deviam ter vergonha.
    É muito amadorismo.

    ResponderExcluir
  71. O governador anastasia esteve na cidade de Malacacheta, para ANUNCIAR o início das obras de asfaltamento de uma estradinha. Para chegar até lá usou um jatinho e um helicóptero, desnecessariamente, já que o helicóptero veio de BH até a cidade vizinha de Capelinha para transportá-lo a uma distância de pouco mais de sessenta km. É nisso que dá por a plebe no poder, é muito pior do que quem nasceu em berço de ouro, infelizmente.

    ResponderExcluir
  72. Estou torcendo por você. Amo seu blog. Força, Deus está com você.

    ResponderExcluir
  73. Olá, pessoal da luta!

    Uma pequena pausa nos assuntos locais para comemorar a vitória, na Venezuela, do candidato chavista Nicolás Maduro. A derrota da direita neoliberal, apoiada pelos EUA e golpistas brasileiros, representa um importante contraponto, na América Latina, em favor de políticas voltadas para os mais pobres.

    Para acompanhar a grande festa do povo venezuelano, que comemora a nova vitória eleitoral da "revolução bolivariana", basta seguir os links abaixo:

    http://www.telesurtv.net/el-canal/senal-en-vivo

    http://es.wwitv.com/tv/7300.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como vai ficar o SALÁRIO dos professores da
      EDUCAÇÃO BÁSICA com esse novo governo???

      Excluir
  74. Euler, estranhei a pequena diferença entre Maduro e Caprilles.

    Diante das gigantescas manifestações dos venezuelanos não esperava que a vitória de Maduro fosse tão apertada.

    Será que os chavista confiam em Maduro e ficaram divididos? Ou Caprilles não é tão ruim quanto parece?
    Ou será que parte dos venezuelanos querem mudanças?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou será que o CAPETALISMO é melhor que o
      CÃOMUNISMO?

      Excluir
  75. Olha o pouco que conheço de leis , tudo isso que vc escreveu, não procede. Me parece que o seu Diretor(a), está é te perseguindo. Bem, quer vc queira, quer não. Vc tem um Sindicato e um departamento juridico pra te defender e creio que eles tem sim toda a boa vontade de fazer. Procure os advogados do Sindicato e lute pelos seus diretos. Estamos na luta. Olha o pior é quando os efetivados pela lei 100, forem demitidos, ai.... bem não faço parte de diretoria sou só uma filiada e vou ficar brava se o Sinute defender esta lei. Agora vc é concursado e seus direitos devem ser respeitados viu.

    ResponderExcluir
  76. "Olha o pior é quando os efetivados pela lei 100, forem demitidos, ai...."

    Tirem o cavalinho da chuva!! E esperem sentados que em pé vão cansarrrrr ... Vocês vivem torcendo pela derrocada da Lei 100, mas não vai acontecer. Sinto-me mui T-R-A-N-Q-U-I-L-A, isso é ponto de honra do governo Aécio/Anastasia. Eles são poderosos !! Não vão deixar jamais, bando urubus, que 98 000 servidores da SEE sejam demitidos. ahaaaaaaaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cara eusouefetivada,
      Vocês não estão servindo a SEE, estão servindo ao Anastasia!!
      Simples assim!

      Excluir
    2. Para se sentir tão tranquila assim deveria ter passado no último concurso.Ponto de honra para o Anastasia não é defender o servidor e sim a si próprio!
      Poderoso pra mim só DEUS!

      Excluir
    3. Pessoal tem muita gente pedindo para ser feita uma lista atualizada dos efetivados que continua na lei e não são concursados. já vi em outros blogs que provavelmente não são nem 40 mil. Está listá deveria ser feita o mais rápido possível, porque tem efetivados torcendo para a lei acabar para que eles também sejam nomeados porque passaram no concurso e lógico que é muito melhor ser nomeados assim terão realmente estabilidade.

      Excluir
    4. Carioca arrependido.17 de abril de 2013 00:22

      A que ponto chegamos... kkkkkkkkkkkkkk Que vergonha para Minas Gerais, para o desgovernador, o senador e para a Sec. da deseducação. Minas são muitas mesmo: Muitas e de muitas e muitos caras de pau. E tem mais agora para ver o desgoverno trabalhando só viajando. Já viram a campanha nova na globo? Ele só trabalha para turista ver. Como professor não tem dinheiro para viajar nunca verá o desgoverno trabalhar...kkkkkkkk Morri de rir!

      Excluir
    5. Eles têm o poder das trevas...o que está por um fio.AGUARDE !

      Excluir
  77. Só neste país mesmo existe pessoas como essa talzinha de eusouefetivada.Continue minha filha assim pois lei é lei e quem lhe disse que a dupla dinâmica é poderosa??? Que palavreado é esse?? Onde fica a sua ética e sua classe?? Não é assim que se faz.Saiba que do jeito que está não vai ficar.Essa lei vai cair mais cedo ou mais tarde.E outra perguntinha?? Por que ficar tão tranquila e até feliz com este salário de fome??? Já vi que sua pobreza é de tudo ou seja moral, financeira, intelectual e quem sabe até física?? Fique com Deus e espere.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles são poderosos sim e prova disso é que são amigos do Joaquim Barbosa e ele vai fazer o que eles quiserem. Você não sabe das noticias o Joaquim Barbosa vai vir aqui a convite do Anastásia.

      Excluir
  78. Prezada eusouefetivad@ das 13:11h, infelizmente, não podemos confiar neste governo. O próprio Anastasia em entrevista, disse que a lei 100 não oferece estabilidade aos servidores, pois esta só é adquirida através de concurso público. Como confiar??? Se ele faz e desfaz as leis como bem entende??? Sou efetivada e peço a Deus que olhe por todos nós que nos encontramos nessa situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O ANASTA se julga o próprio DEUS.

      Cuidado ao implorar pela ajuda divina!

      Excluir
  79. E esse governo tem honra? Onde?

    ResponderExcluir
  80. Oi turma de Coronel Frabiciano. O que ficou resolvido a respeito da consulta que foi feita a Ana Lúcia Gazzola a respeito do artigo 99 inciso II do estatuto do magistério. Vocês vão usar os intervalos de aula e o recreio como módulo II?

    ResponderExcluir
  81. COLO DE MÃE É MELHOR
    (Escrito por Carlos Ramalhete | 12 Abril 2013
    Artigos - Governo do PT)
    ( LINK = http://www.midiasemmascara.org/artigos/governo-do-pt/14035-colo-de-mae-e-melhor.html

    """O sistema escolar brasileiro está falido. É uma máquina de produção de analfabetos funcionais, onde é mais frequente deseducar-se que aprender.


    Uma boa definição de loucura é repetir a mesma ação esperando resultados diferentes. Esta é, todavia, a especialidade de nossos governantes.

    O ensino brasileiro estava muito ruim. Aumentaram o ano letivo, passando de 180 para 200 dias. Ficou péssimo. A nova solução, como sempre, é mais do mesmo! As crianças agora serão arrancadas por lei dos braços da mãe na tenra idade de 4 aninhos, para serem jogadas nos depósitos de crianças que hoje passam por escolas, onde aprenderão a escrever errado, inserir receita de miojo na prova e mesmo assim passar de ano até se ver em uma faculdade, ainda analfabetas funcionais.

    Diz-se que o Estado finge que paga, o professor finge que leciona e os alunos fingem que aprendem. Já é péssimo que isso seja, em grande medida, verdade. Há professores heroicos, que fazem do magistério um sacerdócio. Mas não são nem poderiam ser a maioria, e raros são os que mantêm o entusiasmo, ano após ano, perdendo a saúde, sem remuneração condigna, sujeitos a alunos cada vez menos educados, logo menos capazes de aprender... ou de se comportar em sala.

    E a solução proposta para os alunos que não passam de ano é que sejam passados – pois outra coisa não é a tal “progressão continuada” senão uma obrigação de aprovar o analfabeto e empurrá-lo para a série seguinte, em que evidentemente aprenderá ainda menos por não ter aprendido o que deveria ter vindo antes, a base para a próxima matéria.

    O sistema escolar brasileiro está falido. É uma máquina de produção de analfabetos funcionais, onde é mais frequente deseducar-se que aprender – aliás, o Bonde das Maravilhas, último horror do funk carioca, surgiu numa escola...

    E essa triste palhaçada agora há de começar aos 4 anos de idade!

    Quando meus filhos eram pequenos, algumas vezes perguntaram à mulher da minha vida em que creche eles estariam. A resposta era sempre a mesma: “Creche?! Eles têm Mãe!” Dava até para ouvir o “M” maiúsculo. A indignação dela é compreensível: a educação da criança compete primordialmente à mãe e ao pai. Em alguns casos – como quando a mãe se vê forçada a trabalhar fora ainda na primeira infância dos filhos –, é necessário que uma criança seja posta em uma “escolinha” antes de aprender a ler, mas é sempre um sacrifício. Melhor seria se estivesse com a mãe, e o ideal seria que estivesse com a mãe e o pai.

    Mais valeria fechar o MEC e oferecer bolsas para os mais pobres em escolas particulares. Em vez disso, vão é arrancar as criancinhas de 4 anos do colo da mãe. Loucura."""


    Publicado no jornal Gazeta do Povo.

    Carlos Ramalhete é professor.


    Artigos Relacionados

    Artigos do Mesmo Autor

    Share

    Tags: educação | cultura | direito | governo do PT | Brasil

    ResponderExcluir
  82. Calma pessoal! É só mais uma professora doida, essa "mui T-R-A-N-Q-U-I-L-A" e "ahaaaaaaaa". Males da profissão.

    ResponderExcluir
  83. Alguém tem conhecimento do julgamento sobre o subsídio? Na escola em que trabalho tinha uma comunicação chamando pessoas para irem para BH para pressionar contra o subsídio no Tribunal de Justiça. dia 16-04. Mas não vi ninguém falando nada.

    ResponderExcluir
  84. PROFESSORES,parada geral 23-24-25 para impactar;pelo amor de DEUS.Isto não pode ficar impune.Agora a ordem é remanejar os prof. de Ed. F. e Ed. R. dos anos iniciais para os anos finais.Quem deverá administrar estas aulas é o prof. titular da turma.Já tiraram nosso 1/3 de carga horária em casa,aumentaram as aulas e não pagam por elas.O que mais farão? Cada vez mais inspetores só cobrando e analistas levando serviços de outras funções para os professores.Enviamos cartas aos pais esclarecendo a situação e solicitando apoio no sentido de enviar emails precionando o governo.FUNCIONA.Façam isso.Ou a greve terá que estourar sem dó.Somos da 9 de Coronel Fabriciano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou fazendo com que os alunos entendam que no interior não tem nada, sala de informática, biblioteca, sala de vídeo, quadra, enfim nada, enquanto no site da SEEMG, diz que a prova do PAAE é virtual, eu chego a rir... Algo que possa gerar uma aula um pouco diferente... Eles deram a idéia de criar um BLOG de denúncias, e vão contar c/os pais, inclusive no Face. Acho que só conseguiremos alguma coisa c/estes aliados e JÁ!!!!

      Excluir
    2. Prof, não tem nada em lugar nenhum... É tudo golpe!

      Excluir
  85. ABSURDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Incrível !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    As Centrais Sindicais chiaram com o "aumento" do salário mínimo p/ R$ 622,00, porém não estão discordando do aumento do "´salário presidiário" para R$ 810,00 !Será que os sindicalistas e os governantes do Brasil acreditam que um criminoso merece uma remuneração superior a de um trabalhador????
    A REFERIDA PORTARIA JÁ FOI REVOGADA PELA DE Nº 333, DE 1º/06/2010 NA QUAL O VALOR DO SALARIO FAMILIA PRESIDIARIO PASSOU A SER DE R$810,18! ! ! E TEM MAIS. . .NO CASO DE MORTE DO "POBRE PRESIDIÁRIO",A REFERIDA QUANTIA DO AUXÍLIO- RECLUSÃO PASSA A SER "PENSÃO POR MORTE".O GRANDE LANCE É ROUBAR OU MATAR PARA SER PRESO E ASSIM SUSTENTARCONDIGNAMENTE A SUA PROLE.ISTO É INADMISSÍVEL ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! ! !
    INCENTIVO À CRIMINALIDADE ! ! Você sabe o que é o AUXÍLIO RECLUSÃO?
    Todo presidiário com filhos tem direito a uma bolsa que, a partir de 1/1/2010 é de R$798,30 por filho para sustentar a família, já que o coitadinhonão pode trabalhar para sustentar os filhos por estar preso. Mais que um salário mínimo que muita gente por aí rala pra conseguir e manter uma família inteira.

    Ou seja, (falando agora no popular pra ser entendido)
    Bandido com 5 filhos, além de comandar o crime de dentro das prisões, comer e beber nas costas de quem trabalha e/ou paga impostos, ainda tem direito a receber auxílio reclusão de R$3.991,50 da Previdência Social.
    Qual pai de família com 5 filhos recebe um salário suado igual ou mesmo um aposentado que trabalhou e contribuiu a vida inteira e ainda tem que se submeter ao fator previdenciário?
    Mesmo que seja um auxílio temporário, prisão não é colônia de férias.Isto é um incentivo a criminalidade. Que politicos e que governo é esse?????
    Não acredita?
    Confira no site da Previdência Social.

    Portaria nº 48, de 12/2/2009, do INSS


    Pergunto-lhes:

    1. Vale a pena estudar e ter uma profissão?
    2. Trabalhar 30 dias para receber salário mínimo de R$622,00, fazer malabarismo com orçamento pra manter a família?
    3. Viver endividado com prestações da TV, do celular ou do carro que você não pode ostentar pra não ser assaltado?
    4. Viver recluso atrás das grades de sua casa?
    5. Por acaso os filhos do sujeito que foi morto pelo coitadinho que está preso, recebe uma bolsa de R$798,30 para seu sustento?
    6. Já viu algum defensor dos direitos humanos defendendo esta bolsa para os filhos das vítimas?
    MOSTRE A TODOS O QUE OCORRE NESSE PAÍS!!!

    ( LINK = http://www.previdenciasocial.gov.br/conteudoDinamico.php?id=22 )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta de informação colega o "AUXÍLIO RECLUSÃO" é um beneficio que é pago apenas aos dependentes de reclusos, que trabalhavam, que contribuiam com a Previdencia Social, antes de serem presos(o que acredito ser a minoria entre toda a população carcerária). Ou será que existem muitos "bandidos", que trabalham de carteira assinada? Esse valor, é proporcional ao valor que ele contribuia com a Previdencia Social, sendo o teto, de 800 e pouquinhos, INDEPENDENTE do numero de filhos que ele tenha. Esse AUXÍLIO RECLUSÃO tem o objetivo de prover a familia enquanto o suposto provedor está recluso. O que eu acho justo e necessário para evitar que seus filhos fiquem desamparados, sejam também punidos por um crime que não cometerem e acabem se marginalizando e enveredando pelo mundo do crime. MELHOR SE INFORMAR COLEGA!!!!!!!!!!

      Lúcia

      Excluir
  86. INFLAÇÃO JÁ CORRÓI SOBSÍDIO EM MAIS DE 20%, DESDE QUE FOI CRIADO, SEM AUMENTO SALÁRIO CONGELADO

    É MINAS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ó "REPUBLIQUETA", tu minas o nosso bolso.

      Excluir
  87. MEU FILHO PERGUNTOU

    PAPAI, SER PROFESSOR É BOM?
    FALEI SIM, NO JAPÃO.

    Carreira de professor não atrai estudantes Salários baixos comparados aos da iniciativa privada, falta de estímulo e poucas oportunidades de ascensão espantam candidatos ao magistério

    ResponderExcluir
  88. POR TRAZ DA LAVAGEM DE DINHEIRO VEM...
    PAAE, SIMADE, ESCOLA DE GOVERNO, PRODENGUE, ETC

    SITES LENTOS, ETC

    HOJE TUDO FORA AR NA EDUCAÇÃO, PAAE CAINDO A TODO MINUTO

    ResponderExcluir
  89. amigo escrevo aqui um recado para os professores de uso da biblioteca, uma interpretação da lei q é o jeito certo de se cumprir a carga horária da biblioteca.
    Tenho um questionamento que diz respeito à carga horária do PUB, professor de uso da biblioteca.
    A 9ª SRE – Coronel Fabriciano orientou os PUB a trabalharem todos os dias da semana o horário completo e ainda as reuniões à escolha da direção.
    Entendo que essa prática está errada, porque de acordo com a RESOLUÇÃO SEE Nº 2253/2013 no seu artigo Art.3º :
    “A partir de 2013, o atendimento aos alunos nas Bibliotecas escolares e na Educação de Jovens e Adultos, na modalidade semipresencial, terá a duração de 16 (dezesseis) horas semanais, distribuídas equitativamente em todos os dias da semana, em cada turno de funcionamento da escola.”
    E conforme o Artigo 13
    “O Professor para Ensino do Uso da Biblioteca cumprirá a jornada de trabalho prevista nos incisos I e II do caput do art. 10º desta Resolução para exercício da docência...”
    E no Artigo 10 diz:
    “Conforme dispõe a Lei nº 20.592, de 28 de dezembro de 2012, a carga horária semanal de trabalho correspondente a um cargo de Professor de Educação Básica com jornada de 24 (vinte e quatro) horas compreende:
    I – 16 (dezesseis) horas semanais destinadas à docência;
    II – 8 (oito) horas semanais destinadas a atividades extraclasse, observada a seguinte distribuição:
    a) 4 (quatro) horas semanais em local de livre escolha do professor;
    b) 4 (quatro) horas semanais na própria escola ou em local definido pela direção da escola, sendo até duas horas semanais dedicadas a reuniões.”
    Portanto o PUB está sendo lesado em sua carga horária e deve ter seu horário adequado, segue um comparativo como exemplo, lembrando que cada direção pode adequar o horário de funcionamento da biblioteca conforme necessidade da escola.



    Como está:
    Esse exemplo é de uma escola onde o diretor usa apenas 1 hora semanal para reunião aos sábados (mensal 4horas).
    Carga horária diária: 4 horas e 10 minutos (retirando o horário de recreio) x 5 = 20 h. e 50 minutos/semana
    Carga horária para reunião: 01 hora semanal
    Total Carga horária semanal: 21 horas e 50 minutos.
    Logo se o cargo é de 24 horas o professor está sendo lesado em 1 hora e 50 minutos, pois tem o direito de 4 horas à sua escolha.
    Como deve ser:
    Carga horária semanal:
    16 horas de atividades divididos nos dias da semana = 3 h 12 min/dia
    3 horas para módulos individuais/5 dias = 36 minutos/dia
    01 hora para reuniões aos sábados
    Total 20 horas
    Portanto, o PUB deve ir à escola todos os dias, porém numa carga horária de no máximo 3 horas e 48 minutos diários ou numa adequação melhor do horário, faz-se 4 dias com 4 horas e 1 dia com 3 horas.
    É então importante que se oriente que haja adequação dos horários imediatamente, para não haver prejuízo ao direito do servidor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O PEUB É O MESMO CASO DO EEB. DURANTE A SEMANA ELE CUMPRIRÁ CARGA HORÁRIA DE 24 HORAS/RELÓGIO

      Excluir
    2. sou EEB e cumpro 22:30min na escola e o modulo. teve algumas mudança q ñ sei. se alg souber favor responder

      Excluir
    3. Colega, na minha escola tem a legislaçao que mostra que o PEUB cumpre as 24 hs na escola
      . Nao tem direito a 4 hs a sua escolha.

      Excluir
    4. O que significa ser EEB?

      Excluir
  90. Euler, entendo sua situação. Deduzo que você leciona Sociologia muito bem, mas não é o caso de muitos professores efetivos com habilitação em conteúdos afim (CAT).
    A resolução de 2013 que manda o cargo para designação, a meu ver, é um avanço, haja vista que dar oportunidade aos habilitados em SOCIOLOGIA e FILOSOFIA, pois estes atualmente somente trabalham por contrato.
    Em muitas escolas, professores efetivos com CAT de sociologia e filosofia vão para sala de aula com livros de auto ajuda, temas de extra-terrestres, etc - sequer conhecem o CBC.
    Em BH, na EE SANTOS DUMONT, a direção da escola tentou burlar a nova resolução colocando professores efetivos com CAT para dar aula, mas por causa de uma denúncia saíram e entraram professores habilitados no lugar. O ensino público ganhou com isso.
    Portanto, seu caso não deve ser encarado pelo viés da perseguição. Antes, professores sem qualificação alguma para lecionar ficavam com cargos completos, nos melhores horários , sobrando para os habilitados que eram contratados, 5, 6, 7 aulas divididas em dois ou três turnos.
    Lamento, unicamente por você, que dava aula de sociologia melhor que muitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O professor de História que não possui cargo completo ou por algum motivo seu cargo foi extinto, então, desde que o mesmo seja efetivo e tenha habilitação para lecionar Sociologia ou Filosofia deve exercer tal função. Agora, eu fico a pensar como é que tal professor ou professora julga a capacidade de outros profissionais? Se o professor ou professora leva um livro para que possa ter maior segurança para lecionar sua matéria, e daí, o que tem a ver isso? Somente esse julgamento é muito pouco para se comprovar a competência da pessoa, ainda mais se levarmos em conta que em Minas se adota critério para se efetivar baseando-se em Lei 100. Eu mesmo leciono tanto geografia quanto história, e já passei e/ou ainda passo por processo de perseguições ainda mais porque exponho contextos sociais relevantes e faço fortes críticas a elite instituída e suas ideias de perpetuação, ora está na cara que não serei bem visto por pessoas de dentro da escola e que são cordeirinhos ou cabos eleitorais de partido A ou B que colocarão a pessoa como subversiva e perigosa ao sistema, e sempre que for possível a esses elementos irão duvidar da capacidade de outrem, principalmente pelo ponto de vista social que representam e ainda mais pela visão que tem e pela coragem de fazer críticas, ou seja, são pessoas que se expõem muito e se tornam alvos até mesmo de emboscadas preparadas caso suas denúncias tenham repercussão.

      Em tempo, para se comprovar a capacidade de profissionais que passaram pelo crivo do concurso público é lógico que tem de haver uma comissão competente e técnica com representação entre a comunidade, entre os professores, a escola e com muito apuro técnico e participação das pessoas que acusam e dos acusados para se comprovar se tal pessoa é apta ou não para exercer tal atividade, lembrando-se que o efetivo passou pelo processo de experiência, ou seja, o estágio probatório e que não é de 30 ou 40 dias, mas, de três anos devido a natureza de ocupação do cargo e de que o próprio professor é um indivíduo e pode abordar um tema diferentemente dos demais, até mesmo demonstrando abordagens assertivas mas diferenciadas até mesmo contrapondo a pessoas bem preparadas como doutores e PHD's. Por isso percebo que a função do professor tem de ser vista com muito cuidado, promovendo o estímulo ao professorado a se aperfeiçoar, remunerando-o bem e possibilitando boa qualidade de vida.

      Excluir
    2. ANONIMUS,
      No caso que você espôs, o prof. nao tem habilitação, mas autorização. Pelo que percebi, você é um profissional dedicado, de esquerda ( o fato de estar num blog como esse já demonstra isso). Pena que nem todos profissionais são assim. Conheço casos de professores que tem autorização para filosofia e sociologia e que falam de religião, extra-terrestres, etc. Não tem conhecimento do CBC. Desprezam filosofia e sociologia. Acreditam que é uma disciplina menor. Isso já presenciei.
      Quando falei de livro de auto-ajuda, não me refiro a livros didáticos, os quais todos tem que usar mesmo. Falo de livro de autores que falam do tema auto-ajuda com autores do tipo Augusto Cury, que não são filósofos nem sociólogos. Aí , faço esse julgamento com base nisso.
      Outra coisa: o concurso público testa a capacidade para lecionar a disciplina da qual ele prestou o concurso. Sendo assim, um professor de português poderia lecionar história, pois teve uma disciplina na faculdade com esse nome (esse é o critério para expedir o CAT). Evidente que o melhor é profissionais da area lecionar seu conteudo.

      Excluir
    3. Desculpem a falha, mas o correto é para se comprovar a capacidade de profissionais que passaram pelo crivo do concurso público é lógico que tem de haver uma comissão competente e técnica com representação entre a comunidade, entre os professores e a escola com conhecimento apurado e técnico, isentos de qualquer representatividade partidária para que tantos os acusadores possam fazer suas argumentações e os acusados possam expor sua situação e terem a oportunidade de se defenderem.

      Infelizmente o espaço escola tem sido o espaço não para o conhecimento, no entanto, se torna o espaço para o conflito, para a demarcação do território e execução do poder e do domínio.

      Excluir
  91. Leia con atenção:
    "O Programa de Avaliação da Aprendizagem Escolar – PAAE foi criado para as escolas da rede estadual de Minas Gerais. Pioneiro no Brasil, sua concepção pedagógica, traduzida para um sistema online, possibilita agilidade na aplicação de provas e rapidez na obtenção de dados diagnósticos. Seu objetivo é identificar necessidades imediatas de intervenção pedagógica.
    APARENTEMENTE SÃO OS ALUNOS QUE ESTÃO AGILMENTE REALIZANDO AS PROVAS ONLINE. ESTADO PIONEIRO!!!!! ESQUECERAM DE DIZER QUE CADA PROFESSOR DOS CONTEÚDOS DE CIÊNCIAS,MATEMÁTICA E PORTUGUÊS DO ENS. FUND., DIANTE DESSES RECURSOS INIMAGINÁVEIS, REALIZAM MAIS UMA ATIVIDADE ESCRAVA, TENTAM PASSAR OS GABARITOS ONLINE DAS CENTENAS DE AVALIAÇÕES, COMO AS MINHAS 12 TURMAS COM UM TOTAL DE 420 ALUNOS,GASTANDO NA MÉDIA DE 1H E MEIA POR TURMA. ISTO QUANDO O SISTEMA ABRE NO MEU COMPUTADOR,JÁ QUE NA ESCOLA TEM APENAS UM PARA ESSE FIM, SE DISPONÍVEL E BEM PIOR DO QUE O MEU.
    A que ponto chegamos,está difícil de aguentar !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A ESCRAVIDÃO NÃO FOI ABOLIDA!

      Excluir
  92. VCS SABEM PRA QUE AS CAMERAS NAS ESCOLAS?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha escola serve para controle do ponto dos servidores e dos desafetos da diretora. E tudo isso, pasmem,feito pela diretora deitada em sua cama. Ora olhando o movimento da escola e ora assistindo a receita de Ana Maria Braga. Desde modo é fácil explicar a "Dedicação Exclusiva".

      Excluir
  93. Hoje dia 16/04/2013 haveria um julgamento no TJMG sobre o nosso subsídio, o que será que deu heim? Se é a justiça, ou melhor, a injustiça de Minas que vai julgar é claro que julgará favorável ao seu patrão Anastasia. A justiça não é para nós, pobres mortais, mas para os de cima. Ainda não sei o que deu o tal recurso contra o subsídio que o tribunal de justiça iria julgar, mas com certeza, julgarão improcedente é claro. Ainda mais que é contra o patrão kk aí danou-se.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soube que teremos boas notícias. Amanhã o SindUTE deve postar alguma coisa sobre o que foi decidido nesse julgamento. Com certeza Euler vai nos alegrar com um texto bem fundamentado que nos esclareça sobre o que podemos esperar da decisão que tomaram e o que devemos fazer de agora em diante. Vai valer a pena lutarmos. Há um luz no fundo do túnel. Vamos aguardar até amanhã para sabermos mais detalhes sobre esse julgamento no TJMG.

      Excluir
    2. Ouviram a Band News FM hoje pela manhã?
      Já estão chamando o Brasil de "PAISinho de BOSTA" (ipsis verbis = com essas palavras). E o locutor é um dos âncoras mais respeitados do Brasil. Assuntos? Educação,Justiça,Segurança e Cultura.
      Colegas, saiamos derrotados ou não no TJMG, FATO é que o
      ANESTESIA
      está com seu filme QUEIMADÍSSIMO. Isso só para começar.
      Pesquisem, leiam, confiram.
      Em suma, essa história de que ainda há "uma pequena luz no fim do túnel" ... PROCEDE.

      Excluir
  94. ESTOU NA LEI 100, 100 NADA, 100 PISO, 100 QUIQUENIO, 100 BIÊNIO, 100 PÓS GIZ, , 100 CARREIRA, 100 PRÊMIO, 100 NADA

    ResponderExcluir
  95. Na minha escola o diretor desmontou a biblioteca , jogou a maior parte dos livros no lixo. O PEUB ficou sem funçao , cuja funcionária quase 25 an0s de profissão com tamanha indignação ficou sem ter o q fazer entrou em depressão e se afastou por 32 dias do óssio. Moral da historia ele quer forçar a SRE p ganhar uma biblioteca nova p mostrar seviço pq p ele o q importa ´são as aparencias, tal qual ogoverno de MG não está nem ai com opedagógico ! O objetivo dele é ser candidato a prefeito na próxima eleiçao. Epara aparecer assim como os demais politicos do brasil tem q \ investir no q aparece p enganar os bobos. Esse é o perfil dos politicos brasileiros.

    ResponderExcluir
  96. Na minha escola em MONTES CLAROS, o assunto GREVE e PARALIZAÇÃO é inexistente. O povo é miserável demais pra ter desconto salarial.LUTO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lamentavelmente, esse mesmo povo votou no Aébrio Fezes.
      Bentos Carneiros de cá, vampiros brasileiros de lá,
      "pra variá".
      Mas ... CONTINUEMOS COM NOSSA LUTA, POIS A VIDA ESTÁ
      PRA LÁ DE
      P_T_.

      Excluir
    2. Paralisar, paralisia, paralisação.

      Excluir
  97. É Euler parece que o tribunal aceitou mesmo o recurso do sindute e vão julgar agora a lei do subsídio. Agora vai haver todo um processo e no decorrer do qual o sindute vai ter através do seu departamento jurídico a oportunidade de explicar todos os prejuízos que o subsídio nos impôs. Como a extinção dos direitos adquiridos, o piso como vencimento básico e não como remuneração total, a escolha que fizemos optando pelo regime de vencimento básico e que depois nos obrigou a voltar pro subsídio, uma carta assinada pelo governo através de Danilo de Castro assumindo nos pagar o piso através de nossa carreira e que depois o governo mudou as regras do jogo e nos impôs o subsídio, mudanças no plano de carreira, enfim...Argumentos não vão faltar para os advogados do sindute convencerem os juízes a decretarem o fim deste subsídio inconstitucional. Ainda podem fazer de exemplo um paralelo entre a remuneração de um professor com 10 anos de magistério recebendo pela carreira de vencimento básico com o piso corretamente aplicado e este mesmo professor recebendo pelo subsídio. Assim vai ficar bem claro para os juízes entenderem a engenharia do subsídio para nos prejudicar. O problema agora vai ser o sindute arrumar advogados competentes o suficiente para explicarem todos os argumentos possíveis e imagináveis a nosso favor e contra o governo. E, claro, temos que ter a noção de que os juízes vão pender para o lado do governo e exatamente por isso os advogados devem ser super experientes e fazer tudo dentro dos conformes pois qualquer descuido será usado como desculpa para perdermos a causa. É uma pena que tudo isso vai demorar uns 10 anos para se resolver kkk, isso é a justiça do Brasil.

    ResponderExcluir
  98. (15/04/2013)

    Era de se esperar. Aecinho volta com o terrorismo sobre a inflação. Mistura alhos e bagulhos, para difundir sua prédica: estamos à beira do abismo. A inflação estourou a meta, em 0,4%. Com FHC, de 1999 a 2002, a inflação estourou a meta por três anos, em índices muito superiores a esse que ele festeja e nunca se ouviu algum pio do senador Neves sobre o problema. Em 2002 foi 110% de estouro!

    A receita é a básica: demitir servidores públicos, arrochar salários e pensões, retirar direitos sociais, provocar a retraçãoe econômica, para que festejem o “fracasso” de Dilma.

    O descaramento é total. O economista tucanólogo Alexandre Schwartsman é explícito: a taxa de desemprego deve subir de 5,5% paa 7,5%.

    O discurso de Aécio em defesa dos pobres é falso. Tanto ele, quanto Schwartsman têm parceria com a agiotagem financeira. Que é quem ganha no curto e médio prazos com a alta da Selic.

    Vamos, com calma, desenhar para o bacharel em economia pela PUC-MG:

    · A inflação anualizada é dada pelos aumentos de curto prazo. A de 2013 só vai ser conhecida em janeiro de 2014. Portanto, o “estouro” deve ser relativizado.

    · O aumento da taxa de juros não incide sobre inflação de curto prazo, já que seu efeito só é sentido, no mínimo, seis meses depois (e se for).

    · Ele, que gosta muito de copiar refinadas receitas do exterior, deveria ser informado de que nenhum banco central do mundo está adotando a política de aumento de juros, como freio de inflação. A diretriz mundialmente sugerida é: manter as taxas de juros abaixo dos índices inflacionários.

    · A inflação da cesta básica (frutas, legumes, cereais e verduras) não implica, necessariamente, que os consumidores de baixa renda a sustentem. Há muito que tomates, com seus licopenos e outras propriedades nutricionais comuns são substituídos quando seu preço aumenta. Isso já ocorreu com a batata, com a mandioca etc. Aliás, nutricionistas festejaram a alta do preço do tomate: é uma das frutas que mais assimila o veneno dos defensivos agrícolas. E sua inflação, artificial segundo especialistas, só fez com que os mesmos amadurecessem nas prateleiras dos sacolões, dos supermercados e nas bancas de feiras. O tombo de seu preço chegou a 45% nesse final de semana.

    A alta dos preços da cesta básica tem claro viés político: estamos no clima eleitoral.

    Evidente que o quadro econômico internacional pode agravar a situação aqui. Mas, diferentemente, dos tempos de FHC e Aécio, o Brasil tem sólidas reservas internacionais, é credor do FMI, diversificou seus parceiros comerciais e tem mercado interno ativo.

    Aécio quer surfar no “estouro da meta”. Sua proposta é básica: demissão de agentes de saúde, fim de concursos públicos, acabar com o Bolsa Família, paralisar as obras do PAC, terceirizar serviços essenciais, vender o que resta de público no país.

    Aí, quem sabe, se Dilma seguir sua receita, ele ganha a eleição em 2014.

    Nesse sentido, o tomatólogo Aécio pisou no tomate.



    Anexo: Artigo aécio - 15 abril.doc

    ResponderExcluir
  99. Aécio Neves torra 63% dos vôos com dinheiro público, para baladas no Rio
    3 Comentar a postagem
    Você acha certo o senador por Minas, Aécio Neves (PSDB-MG), ir beber chopp no Bar Cervantes do Rio, com passagens aéreas pagas com dinheiro público do Senado?


    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,senador-usa-mais-verba-para-ir-ao-rio-que-a-bh-,1012625,0.htm

    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) deflagrou nova crise no Senado sobre passagens aéreas pagas com dinheiro público porque, em vez de usá-las para trabalho relacionado ao mandato, estaria usando para diversão, baladas e fins privados.

    Levantamento publicado no jornal paulista "Estadão" mostra que 63% das viagens de Aécio bancadas pela verba para passagens aérea do Senado (portanto, com dinheiro público) foi para o Rio de Janeiro.

    Só 27% das viagens foram para Minas Gerais, estado que ele deveria representar oficialmente, e o gasto teria justificativa.

    A ideia de senadores ter passagens aéreas pagas com o dinheiro público, é para viajar a trabalho do mandato, como viajar a seus Estados e manter contato com os eleitores que ele representa. Ou então viajar a trabalho para algum evento que seja importante para o interesse público do Estado.

    Essa verba não é para diversão, não é para passar os fins de semana nas baladas do Rio de Janeiro, abandonando Minas. Se quer se divertir, fazer turismo, badalar, viajar para fins privados, que pague com dinheiro de seu próprio bolso, em vez de meter a mão nos cofres públicos.

    Imprensa mineira é censurada, e tira notícia do ar

    O "Minas sem Censura", bloco de oposição aos tucanos mineiros, denuncia que os sites dos jornalões mineiros estão dando o vexame de apagar essa notícia, para blindar Aécio.

    Só confirma a fama da velha imprensa mineira ser censurada com mão de ferro pelo tucanato que está no governo mineiro.


    Em tempo: o fato do "Estadão" ter publicado essa matéria, indica que tem o dedo de "serristas" por trás dela. O PSDB paulista da facção de José Serra (PSDB-SP) está em pé de guerra para detornar a pré-candidatura de Aécio.

    ResponderExcluir
  100. Acho melhor regular o relógio da contagem regressiva, porque ao que tudo indica Anastasia sai em abril para candidatar-se a senador, então, falta menos tempo aí, se Deus quiser!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai deixar outro verme no lugar e que enrolará o governo com a barriga até a próxima eleição.

      Excluir
  101. Vivendo há 10 anos a experiência do “choque de gestão”, um modelo de administração pública que retirou direitos históricos do funcionalismo mineiro, além de trazer diversos prejuízos à população, identificamos a necessidade de organizar os setores mais combativos e independentes do funcionalismo público estadual para lutarmos contra as medidas nocivas implementadas pelo atual Governo de Minas.

    Nesse sentido, propomos a criação de um Fórum de Defesa dos Servidores Públicos de Minas Gerais. Não podemos assistir impassíveis o governo utilizar sindicatos ou fóruns sem nenhuma representatividade para legitimar as medidas que desmantelam o serviço público e prejudicam a sociedade.

    Implementado no Estado em 2003, o “choque de gestão” representa um modelo equivocado de gestão, que reduz a presença do Estado, compromete a prestação de serviços públicos de qualidade e não atende às necessidades básicas da população, sobretudo a mais carente, nas questões de saúde, educação, habitação, saneamento, segurança e outros.

    ResponderExcluir
  102. Vocês viram o que o colega do dia 16 das 21:03 falou:
    " Eles são poderosos sim e prova disso é que são amigos do Joaquim Barbosa e ele vai fazer o que eles quiserem. Você não sabe das noticias o Joaquim Barbosa vai vir aqui a convite do Anastásia."
    Só o que faltava era professor defendendo Anastásia .....
    fiquei muito decepcionada.
    Laura

    ResponderExcluir
  103. - Será que até lá (2030) o STF terá dado ganho de causa aos sofridos educadores???
    Em lá chegando, muitos professores terão falecido.
    Esse governo de Bentos Carneiros ... vampiros brasileiros!!!!!!

    ResponderExcluir

  104. A escola na Finlândia.Parece ficção. O professor ainda faz uso do quadro e do giz, entre outras modernas tecnologias,mas vejam os alunos. Na Finlândia alunos devem falar mais do que os professores, mas isto também é outra história...
    Ah! lá os pedagogos são pedagogos.

    Abraços companheiros


    http://www.youtube.com/watch?annotation_id=annotation_361188&feature=iv&src_vid=c2JGeGNxlh4&v=yRMWcsqnsmY

    ResponderExcluir
  105. A última: na escola em que trabalho (34.ª SRE - São João del Rei), os professores com férias-prêmio agendadas desistiram de participar dos três dias de paralisação porque "ficaram sabendo" que não poderão usufruir das férias. SERÁ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MENTIRA. Desculpa fiada.Professor merece o salário que ganham.São uns COVARDES.

      Excluir
    2. Querem união? Nunca chame os colegas de covarde! Ninguém é covarde, cada um merece ser respeitado para que o outro seja respeitado.

      Excluir
    3. Parabéns, colega de 18/04 (19:36), pelo sua resposta.
      Por acaso, alguém já viu um médico chamar um colega de COVARDE?
      É por essas e por outras que repito aqui:
      NOSSA CLASSE É DESUNIDA.

      Excluir
  106. Julgamento pelo TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS, ninguém precisa esperar nada de positivo e favorável a nós, professores, a turma que julga é colocada pelo governador ou têm laços estreitos, em meio a esta situação, nenhum deles fará julgamento contrário ao que o governador pede. Então, não vamos alimentar esperanças, estamos em Minas Gerais, neste país a Lei é o governador o que ele decide ninguém mais tem autorização para fazer o contrário.

    ResponderExcluir
  107. Finalmente uma luz no fim do túnel:
    PROFESSORES
    Justiça terá que reavaliar ação movida por sindicato
    Publicado no Jornal OTEMPO em 18/04/2013
    FOTO: SAMUEL AGUIAR - 31.8.2011

    Em 2011, professores do Estado entraram em greve por melhorias
    Uma determinação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) definiu, anteontem, que a ação movida pelo Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-UTE/MG) contra a Lei Estadual 19.837/11 seja reavaliada pela 4ª Vara da Fazenda Pública.

    A ação, que foi impetrada em fevereiro de 2012, havia sido desconsiderada pelo juiz. A legislação estadual determina o pagamento dos servidores da educação por meio de subsídio, que é um modelo de remuneração que incorpora os benefícios da categoria ao vencimento, como quinquênio, gratificação por pós-graduação, abono e prêmios.

    Para desqualificar os argumentos do sindicato contra a lei, a 4ª Vara alegou que o Sind-UTE/MG não representava legitimamente a categoria. "Agora, o juiz de primeira instância vai ter que analisar toda a argumentação técnica que o sindicato apresentou. Questionamos a forma de subsídio", explicou a coordenadora-geral do sindicato, Beatriz Cerqueira. Caso a ação seja acatada, caberá recurso.

    Beatriz afirmou que, contrariando uma lei federal, o governo de Minas instituiu o subsídio. O sindicato pede que os servidores recebam o piso salarial fixado pelo Ministério da Educação para uma jornada de 40 horas (R$ 1.567), estabelecendo-o como vencimento básico dentro de um plano de carreira da categoria.

    Em nota, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) afirmou que o "modelo unificado é mais transparente e eficiente do ponto de vista administrativo".
    Entenda o caso
    Abril de 2011. Governo federal regulamenta o piso salarial para os servidores públicos da educação.

    Setembro de 2011. Estado se compromete a pagar o piso aos servidores.

    Novembro de 2011. Lei que determina o pagamento por subsídio é aprovada
    em Minas.

    Fevereiro de 2012. Sind-UTE move ação contra a lei, argumentando que o Estado deveria pagar o piso mais os benefícios adquiridos.

    ResponderExcluir
  108. Vou tirar férias prêmio em agosto e só volto prá aposentar.Outras colegas minhas também vão e não têm medo.Precisamos de professores corajosos, não de lerdos covardes.É isto que o Anastasia gosta,é isto que ele quer.EU VOU LUTAR...

    ResponderExcluir
  109. DESGOVERNADOR TURISTA, VAMOS "VIAJAR" PRA VER?18 de abril de 2013 14:41

    VAMOS VIAJAR PARA VER O GOVERNO DE MINAS TRABALHANDO...

    CONTAGEM - MG
    HOSPITAL PSIQUIATRICO GALBA VELOSO
    FEMIG

    PACIENTES SENDO TORRADOS EM BANHOS FERVENDO OU CONGELADOS EM BANHOS FRIOS PORQUE O SISTEMA DE AQUECIMENTO NÃO FUNCIONA BEM. O ESTADO GERAL DO HOSPITAL É DE CALAMIDADE PÚBLICA.

    NEVES - MG

    3 ALUNOS MORTOS NA ENTRADA DA ESCOLA.

    OBS: QUEM SOUBER DE MAIS TRABALHOS DO ANASTA DESCREVA AQUI.

    FORA A NOSSA CARREIRA DESTRUÍDA E O NOSSO PISO SALARIA BURLADO, EM QUE MAIS TRABALHA O DESGOVERNADOR DE MINAS ?

    VAMOS VIAJAR ATRAVÉS DOS RELATOS DOS AMIGOS.

    ResponderExcluir
  110. GENTE - - - - GREVE NA RUA, SÓ SÁBADO E DOMINGO OU FERIADO, TEMOS QUE FAZER GREVE NAS SALAS DE AULA, ASSIM NÃO TEREMOS O DIA CORTADO.

    A RESULTADO VAI DEMORAR, MAIS CHEGARÁ E RUIM.

    VAMOS, LÁ.

    ResponderExcluir
  111. Digitem na google a revista Carta Capital e leiam a reportagem de Leandro Fortes;" A dor de Paulo Pavesi".Interessante também digitar na google Decálogo do Subsídio; para quem ainda não conhece é um belo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Trecho da reportagem citada peloAnônimo18 de abril de 2013 19:30

      ..."As poucas notícias que são veiculadas sobre o caso, à exceção da matéria de minha autoria publicada esta semana, jamais citam o nome de Carlos Mosconi. Em Minas Gerais, como se sabe, a imprensa é controlada pela mão de ferro do PSDB. Nada se noticia de ruim sobre os tucanos, nem quando se trata de assassinato a sangue frio de uma criança de 10 anos que teve as córneas arrancadas quando ainda vivia para que fossem vendidas, no mercado negro, por 1,2 mil reais. Nada. Esse silêncio, aliado à leniência da polícia e do judiciário mineiro, é fonte permanente da dor de Paulo Pavesi. Mas Pavesi não se cala. De seu exílio inglês, ele nos lembra, todos os dias, que somos uma sociedade arcaica e perversa ao ponto de proteger assassinos por questões políticas paroquiais."...

      Excluir
  112. Sabe, as vezes fico pensando...será que o sistema de educação e seus objetivos mudaram mesmo ou foi eu que mudei!
    Não suporto mais chegar na escola e ouvir diretores , vices, supervisores, orientadores e inspetores falarem de plano de aula, diário de classe.
    Acreditem se quiserem mas aqui na minha escola o nível de inteligência e tão grande que temos que passar o planejamento inteiro para cada diário .Ah! e manuscrito ,então eu que tenho 18 turmas, lógicamente passarei 18 vezes o planejamento.Sem falar em caderno de plano, inserir os resultados das avaliações do governo...concluindo vou passar tanto tempo ocupada em fazer o que eles querem e não terei tempo de preparar minhas aulas.É mais acho que é isso que querem vocês não acham? Pouco se importam com os alunos, com a aprendizagem , com o cidadão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente! O professor não pode ter tempo para preparar suas aulas!

      Excluir
    2. O GOVERNADOR ESTÁ MUITO FELIZ COM SEUS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO... VAI ATÉ DAR UM AUMENTO ENORME DE 5%. NÓS MERECEMOS... ELE ACABA COM NOSSO PLANO DE CARREIRA, NÃO PAGA O PISO SALARIAL, NOS ENGANA COM O SUBSÍDIO E OPTAMOS POR FICAR NAS ESCOLAS... ESTE É O POVO QUE QUALQUER GOVERNO GOSTA!!!

      Excluir

  113. "Caso a ação seja acatada, caberá recurso."
    Ah, isso também dá uma canceira, pois serão mais anos de embromação!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. cansar, cansaço, canseira...

      Excluir
  114. MUITO BOAS AS 2 LEITURAS QUE O COLEGA DAS 19,30H RECOMENDOU. tÁ NA HORA DE ACORDARMOS E JÁ ATÉ PASSOU....

    ResponderExcluir
  115. CHEGA!!!CHEGA!!!CHEGA!!!

    Tá na hora de o professor se preocupar mais com o estudo continuado,atualização,domínio de conteúdo,autoestima e motivação se pretende realmente obter uma melhoria na educação.
    Para que isso aconteça é necessário que cada professor tenha a coragem de simplesmente PARAR DE FAZER plano de aula esmiuçado,registro detalhado de conteúdos nos diários,provas bimestrais
    padronizadas e pip.
    Antigamente era comum vermos nas escolas dramatizações,feiras,apresentações diversas,
    excursões,trabalhos de campo,dentre outras atividades diversificadas.
    Incrível!!!Com tantos avanços tecnológicos era de se esperar uma melhoria surpreendente na educação, mas o que vemos são alunos completamente desinteressados e professores sendo levados à
    exaustão por uma rotina diária extenuante de trabalho.
    Só compreende o real sofrimento de um
    professor do estado de minas hoje,quem é professor ou convive com um professor.E nem é necessário que um professor fale sobre suas angústias e lágrimas...quem caminha ao lado de um professor percebe suas forças se esgotando a cada dia.
    Que pena!!!
    É muito triste saber que os melhores professores são os que mais estão sofrendo com a atual ditadura do estado.
    É duro ouvir confissões de professores que até então eram apaixonados pela sala de aula,com domínio de classe e com domínio de conteúdo,afirmarem que essas exigências tolas estão fazendo com que percam sua saúde física e mental,pois além de atenderem a todas as cobranças,ficam até muito tarde diariamente preparando boas aulas para que a qualidade das mesmas não diminua.

    Se o professor não muda...nada muda...
    Já fiz minha escolha em prol da educação:

    *NÃO VOU MAIS ESMIUÇAR PLANO DE AULA
    *NÃO VOU MAIS DETALHAR CONTEÚDO NO DIÁRIO
    *NÃO VOU MAIS FICAR HORAS REGISTRANDO AS
    INTERVENÇÕES PEDAGÓGICAS QUE REALIZO EM SALA
    *NÃO VOU MAIS DETALHAR AS ATIVIDADES DAS HORAS
    COMPLEMENTARES
    *NÃO VOU MAIS COLOCAR HABILIDADES NAS PROVAS
    BIMESTRAIS

    Sei que devo sair um pouco prejudicado na avaliação de desempenho,mas prefiro me prejudicar a prejudicar meus alunos. Assim,vai sobrar mais tempo pra eu fazer o que realmente importa: preparar bem as aulas e ensinar bem.

    Unidos venceremos!!!


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns, caro colega (Anônimo 19 de abril de 2013 10:29), faço minhas as suas palavras...

      Excluir
    2. Bravo! Professor de respeito.

      Eu ainda pergunto: Avaliação de Desempenho?

      Pra quê?

      Se até para pagar pelo desempenho é outra enrolação que o governador arruma.

      Excluir
    3. Concordo com vc!!!!Fora Pipeiros,ordens anestésicas, diretores capachos, que só estão na escola para ganhar sem fazer nada. Intervenção, só se for no nosso bolso, por aumento!
      Está na hora de dizermos NÃO. Disse na escola, outro dia, qdo quiseram falar de PEAS(aquele, que não deu em nada...), de novo. Disse que não participo de nada, só darei minha aula, isso enquanto aguentar...

      Excluir
  116. QUEM FOR EVENTUAL FAVOR FAZER COMENTÁRIO OU QUEM ESTIVER POR DENTRO DA SITUAÇÃO ME ESCLAREÇA POR FAVOR.
    ANO PASSADO EU ERA PROFESSOR REGENTE ESSE ANO SOU PROFESSOR EVENTUAL,QUAIS AS PERCAS QUE EU TIVE? SENDO QUE TENHO 21 ANOS DE FUNÇÃO E SOU EFETIVADA.MEU PAGAMENTO DIMINUIU MUIIIIIIIIIITO!!!!!! POR FAVOR ME AJUDE, QUEM ENTENDER DESTE CASO FAÇA UM COMENTÁRIO QUE FICAREI MUITO AGRADECIDA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procure saber o que está errado com seu pagamento. Sou eventual e meu pagamento está do mesmo jeito. Como semp-re pouco mas integral.

      Excluir
    2. Fui regente ano passado e atualmente eventual.Não perdi nada!

      Excluir
    3. Para o professor eventual não há diferenças. Verifique se a secretária de sua escola enviou corretamente suas aulas de exigência curricular. Antes eram 002 aulas, agora é 004.

      Excluir
  117. José Alfredo Junqueira19 de abril de 2013 13:31

    Em São Paulo começou uma forte greve pela lei do piso.Aqui a categoria continua passiva,omissa,submissa.Nas Geraes a pasmaceira é Geral!!!!

    ResponderExcluir
  118. PROFESSORES, NÃO RECLAMEM DO GOVERNO, NÃO RECLAME DO SALÁRIO, ENFIEM O RABINHO ENTRE AS PERNAS E SEJAM OBEDIENTES

    Caros colegas professores,

    é lamentável dizer isso, mas a nossa classe realmente merece o tratamento que tem e o algoz que nos massacra. Isso, porque não ousamos fazer nada de radical, de concreto para mudar nossa situação e o estado de coisas vigente em nosso sistema.

    Cito o exemplo da minha escola, onde já fizeram uma votação para determinar a adesão ou não à paralisação nacional e, infelizmente, fui o único professor a votar e aderir ao movimento.

    Imagino que na maioria das nossas escolas estaduais em Minas Gerais esta será também a medida a ser tomada pelos professores.

    O fato é que os professores estaduais de Minas Gerais, sem voz, sem dinheiro no bolso, sem piso, sem salário, sem carreira, também chegaram a um ponto em que perderam também a dignidade. Cansados de apanhar já não têm forças de reagir e preferem se acovardar, não aderindo a nenhum movimento grevista.

    Entendo que muitos de nós não fazemos parte desta lista, pois sempre estamos presentes nos movimentos reivindicatórios por uma melhor qualidade de trabalho, por valorização do professor e pelo pagamento de um salário digno e à altura de nossas atribuições e titulação acadêmica. Entretanto, a horda de professores que preferem se acomodar, acatando todas as determinações, imposições e pressões do governo opressor é muito maior.

    Infelizmente cheguei a seguinte conclusão: seria melhor ao professor Euler e para qualquer outro professor competente e consciente de sua posição e valor na sociedade, que buscasse outras alternativas. Este estado de coisas vigentes no Brasil, notadamente em Minas Gerais, não vai mudar. A "INjustiça" neste estado e neste país é conivente com as aberrações cometidas contra a educação e os professores. É que os poderes vigentes no país não são independentes. Eles não farão nadinha para mudar um sistema do qual tiram proveito imoral, anti-ético e corrupto. Por isso não conseguimos nada pelo viés da "INjustiça" mineira. Lembram da última greve, em que um desembargadorzinho pau-mandado do governador anastasia decretou-a ilegal? A partir disso, só tivemos perdas, retaliações, culminando com a perda da carreira. Pois é, esta é a nossa realidade.

    Poderíamos mudar isso se realmente fôssemos uma classe unida, coesa e consciente. Entretanto, sabemos que estamos muito longe destes ideais.

    Quanto a mim, mesmo sabedor destas condições, mantenho-me firme na minha posição grevista, pois esta é a única forma de dobrarmos nossos algozes e opressores. Entretanto, seria preciso uma adesão que atingisse no seu ápice, pelo menos 50% do professorado mineiro. Mas pelo visto, nossas paralisações não atingem nem 5% dos professores e, por isso, perdemos sempre.

    Para aqueles professores que se recusam a aderirem à greve, fica a mensagem: não reclamem do governo, não reclamem do salário, não reclamem dos alunos, não reclamem do sistema, não reclame que não tem carreira e nem piso. Simplesmente, enfiem o rabinho entre as pernas e sejam obedientes.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos
    Belo Horizonte

    ResponderExcluir
  119. Vamos escrever e fazer para o TJMG e pressionar.

    ResponderExcluir
  120. É isto mesmo Prof. Raimundo, Esse professorado Mineiro tem que enfiar o rabinho entre as pernas e obedecer já que não vão as ruas protestar.Acham que é pagar mico.Então fiquem ai chupando os dedos e não reclamam.Esperar de mão beijada jamais terão uma conquista descente.

    ResponderExcluir
  121. Adorei Raimundo tudo que você disse .Realmente é isso o que acontece nas Minas Gerais.Não reclamem de nada.Parem de dizer as injustiças que acontecem em suas escolas.Parem de reclamar do que os diretores, supervisores, inspetores "mandam" vocês fazerem.Se não querem reagir, aceitem calados tudo isso.

    ResponderExcluir
  122. Bobo de quem se mata por tão pouco reconhecimento.Eu não faço nada disso.Não adianta me pedirem.Quero ficar cara a cara com alguém desse governo e dizer o porquê eu não faço nada disso.Não vou adoecer.Já decidi a muito tempo o que eu vou fazer como uma professora de Minas Gerais.Simplesmente dar aulas.Dou nota para todos os alunos.Dou aula para EJA e eles devem saber o que querem.então dou minhas aulas, e se quiserem mais alguma coisa, que vão a luta em casa, pesquisando .Façam as horas de estudo , se dediquem .A vida vai mostrar a eles o quanto é preciso aprender e adquirir mais conhecimento.Eles querem diploma? Então dou aula e dou a promoçaõ para todos.Minha parte está sendo feita.Nenhum deles pode reclamar que eu não ensino.Isso eu faço.Se vão fazer algum concurso, mesmo dentro de alguma empresa onde trabalham e se não estudarem, se não dedicarem, não vão conseguir.Então isso é com eles e não comigo.Professor deve ser o orientador.Não quero me matar para que alunos aprendem.Isso é com cada um.Não reprovo nenhum aluno, não deixo ninguém de recuperação.Isso é castigo para mim.Elaborar mais e mais provas e eles não fazem nada.Estou cooperando com este governo.Ele gosta de números.Então estou ajudando Minas se sair na frente como diz a propanga.Tudo aqui está uma maravilha e eu também.Deixem de reclamar.Parem de se sentirem vítimas.Parem de adoecer cada dia mais.Dê aulas.Faça de coração e alma mas nada mais.Não castigue os alunos com recuperação e provas e mais provas que não vão recuperar estes alunos.Isso é um desgstae desnecessário.A base de tudo está caindo a anos.Não adianta consertar as paredes, o teto.A base da educação em Minas está ruindo.Se pedirem para fazerem isso , aquilo, etc, fingem que farão .Não leve a sério tantas coisas inúteis.A verdadeira coisa que importa é vocês darem, ministrarem suas aulas com todo amor e dedicação.Apenas isso.Notas? Eu dou a mesma para todos.Ninguém reclama e todos estaõ felizes.Ah somente uma coisa.Estou muito feliz pois o que eu ensino, eles aprendem.Dou provas , olho e vejo o resultado mas não corrijo nenhuma.Dou a nota igual para todos.E nota boa acima da média.

    ResponderExcluir
  123. Quem foi que disse que Minas está segura? Choque de gestão ...onde está a verdade ? vhttp://www.minassemcensura.com.br/files/Info100/Info100_r1_c1.giferdade?

    ResponderExcluir
  124. São Paulo entrou de greve a partir de hoje , e nós em Minas Gerais ainda estamos pensando em paralisação! Eta MINAS DAS GERAIS!!!! que professorado medroso , e pobre o salario é tão baixo que o medo da fome tomou conta.

    ResponderExcluir
  125. lançamento do Fórum de Defesa dos Servidores Públicos de Minas Gerais acontecerá nos dias 20 e 21 de abril, na cidade de Ouro Preto. Faremos debates sobre a conjuntura estadual, política remuneratória e o nosso plano de lutas.Quem for no fórum é a oportunidade também de ir na palestra do ministro Joaquim Barbosa.

    ResponderExcluir
  126. Era para ser mais uma reunião de discussão de questões pedagógicas convocada pela Secretaria de Estado da Educação de Minas Gerais através da Superintendência Regional de Ensino. Mas terminou na delegacia de polícia da cidade, com o registro de um boletim de ocorrência. A suposta vítima seria a representante da Secretaria que, ao iniciar sua palestra, foi questionada por uma professora. O questionamento não fazia parte da pauta nem da metodologia da reunião e a representante do Governo se sentiu desacatada pela professora. E achou que a Polícia Militar saberia lidar melhor com questionamentos pedagógicos do que ela. No boletim de ocorrência a situação é relatada como desacato a autoridade.


    A situação descrita parece algo do período da ditadura militar porque neste período as coisas eram resolvidas pela polícia, de maneira repressiva. Mas aconteceu em abril deste ano, na cidade de Monte Carmelo, com uma professora da rede pública estadual, que também é diretora estadual do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG). Não acreditamos em coincidências. A cidade tem forte histórico de organização sindical, de participação em movimentos reivindicatórios e a Subsede do Sindicato tem feito um intenso trabalho de visitas às escolas estaduais.

    ResponderExcluir
  127. O que ocorreu demonstra o que temos denunciado nos últimos anos: a incapacidade do atual governo do Estado em dialogar e negociar com quem pensa diferente dele, a permanente prática de criminalizar a organização sindical no estado e o desrespeito ao professor.


    Além do controle do tempo do professor com o estabelecimento de jornadas extenuantes de trabalho, a ordem agora é controlar o que pensamos. Se uma reunião pedagógica não é espaço para questionamentos, discussões e avaliações, qual o sentido de nos reunirmos? Qual o sentido da educação? O que pensadores da educação como Paulo Freire diria diante desta tentativa de mordaça e prática de intolerância em pleno período de democracia participativa?


    Diante de tudo isso ainda é possível refletir que alunos não aprenderam sozinhos a agredir física e moralmente os professores, estão aprendendo com o governo. É assim também que se aprende a intolerância e o sentimento de eliminar quem pensa diferente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jesus,me acode!Não estou acreditando em tudo que vem acontecendo conosco!Polícia é para ladrão,professores não merecem esse tratamento por discordar de idéias!Tô pasma!

      Excluir
    2. SRE de Monte Carmelo com esse comportamento ?Será que muitos de lá já se esqueceram que um dia foi professor?

      Excluir
  128. Vivendo há 10 anos a experiência do “choque de gestão”, um modelo de administração pública que retirou direitos históricos do funcionalismo mineiro, além de trazer diversos prejuízos à população, identificamos a necessidade de organizar os setores mais combativos e independentes do funcionalismo público estadual para lutarmos contra as medidas nocivas implementadas pelo atual Governo de Minas.

    Nesse sentido, propomos a criação de um Fórum de Defesa dos Servidores Públicos de Minas Gerais. Não podemos assistir impassíveis o governo utilizar sindicatos ou fóruns sem nenhuma representatividade para legitimar as medidas que desmantelam o serviço público e prejudicam a sociedade.

    Implementado no Estado em 2003, o “choque de gestão” representa um modelo equivocado de gestão, que reduz a presença do Estado, compromete a prestação de serviços públicos de qualidade e não atende às necessidades básicas da população, sobretudo a mais carente, nas questões de saúde, educação, habitação, saneamento, segurança e outros.

    O lançamento do Fórum de Defesa dos Servidores Públicos de Minas Gerais acontecerá nos dias 20 e 21 de abril, na cidade de Ouro Preto. Faremos debates sobre a conjuntura estadual, política remuneratória e o nosso plano de lutas.

    ResponderExcluir
  129. Local e horário

    Auditório do Colégio Arquidiocesano – Rua Alvarenga 519, Bairro Cabeças, Ouro Preto/MG.

    Horário do credenciamento: a partir das 08 horas do dia 20 de abril de 2013
    Início das atividades: 9:00 horas do dia 20 de abril

    O Fórum será aberto a todas as entidades representativas do Funcionalismo Público Estadual. Confira as entidades que já decidiram pela participação:

    Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais - Sind-UTE/MG

    Sindicato dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais - Sind-Saúde MG

    Sindicato dos Médicos de Minas Gerais - Sinmed MG

    Sindicato dos Auditores Fiscais de Minas Gerais – Sindifisco MG

    Sindicato dos Servidores do Ipsemg -Sisipsemg

    Sindicato dos Eletricitários de Minas Gerais – Sindieletro MG

    Sindicato dos trabalhadores na Indústria de Purificação e Distribuição de Água e em serviços de esgotos do estado de Minas Gerais – Sindágua MG

    Sindicato dos Professores da UEMG - SINDUEMG



    Estas entidades representam mais de 80% do funcionalismo estadual da Administração Direta.

    ResponderExcluir
  130. VISÃO DOS PROFESSORES ACOMODADOS

    Mas fazer greve pra que? Em minas, o professor estadual ganha mais do que o piso nacional; as condições de trabalho são as melhores possíveis, comparadas a países de primeiro mundo; o professor estadual de Minas Gerais tem um plano de carreira maravilhoso; é valorizado pelo governo que, além do maior piso salarial do país, ainda garante diversos benefícios ao professor.

    Portanto, fazer greve pra que? Não seria injustiça?

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos
    Belo Horizonte

    ResponderExcluir