quarta-feira, 4 de abril de 2012

Violência e Educação - qual a relação?

Fonte: Jornal O Tempo


Violência e Educação - qual a relação?


Minas Gerais vive hoje um momento delicado, de enorme crescimento do número de mortes, execuções, homicídios, sequestro, violências as mais variadas que se espalham por todo o estado. Uma realidade dramática, que nada tem a ver com a propaganda apresentada, do paraíso mineiro. Uma verdadeira banalização da vida humana. Que relação existiria entre essa triste realidade e o descaso de sucessivos governos para com a Educação básica? Sem perspectiva de presente e de futuro, milhares de crianças e adultos são envolvidos no mundo do tráfico da droga, que nada mais é do que a extensão da droga da reprodução do capital, da disputa de poder e do mercado tão comum ao chamado mundo oficial e formal, com status de legalidade.

O que vocês acham dessa realidade?

Como estou de saída agora, e volto somente mais tarde para o bunker, deixo para os nossos colegas a tarefa de comentar, criticar e concluir este texto. Fato é que Minas está pagando caro pelo descaso dos governos - e do atual com maior força - para com a Educação. Não valorizam os educadores, não pagam o piso na carreira, e colhem tempestades em forma de desilusão da nossa juventude para com o presente e o futuro.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

***


Frei Gilvander:

QUEM LUTA EDUCA

A Luta dos Professores de Lauro de Freitas, BA, é justa.

Frei Gilvander Moreira[1]

“Vejam o salário dos trabalhadores que fizeram a colheita nos campos de vocês: retido por vocês, esse salário clama, e os protestos dos trabalhadores chegaram aos ouvidos do Deus da vida... Vocês condenaram e mataram o justo.” (Carta de Tiago 5,4.6).

Os 2.500 Trabalhadores em Educação da Rede Municipal de Lauro de Freitas, Bahia, estão em greve desde o dia 02 de abril (de 2012). Na luta, educam e reivindicam direitos justos e legítimos. Dezenas de trabalhadores da educação estão acampados desde o dia 03/04/2012, na Câmara de Vereadores da cidade. Vários iniciaram há 48 horas uma greve de fome no intuito de sensibilizar a Prefeita Moema Gramacho (PT) para retomar as negociações.

Lutam para que a lei Federal 11.738/08 (trata do Piso Salarial Profissional Nacional) e a lei municipal 1.375/10 (trata do Estatuto e Plano de Carreira do Magistério de Lauro de Freitas) sejam cumpridas pelo governo municipal. O MEC definiu que o Piso Nacional deverá ser de R$ 1.451,00 - salário base - neste ano de 2012.

Em Lauro de Freitas, para cumprir a determinação da lei federal, a Prefeita está retirando parte da gratificação e de adicionais dos professores para compor o Salário Base e assim dizer que cumpre o Piso. Importante dizer que as gratificações estão definidas no Estatuto e no Plano de Carreira que foram construídos em conjunto e aprovado pela Prefeita em 2010. A Prefeita está intransigente e com esta manobra retira direitos conquistados historicamente pelos professores. Isso é inadmissível.

Em 06 de abril de 2011, o STF[2], na ADIN 4167, definiu que piso é o vencimento básico. Acórdão sobre essa decisão do STF foi publicado em 24/08/2011, o que legitima mais ainda a greve e as reivindicações dos educadores. Logo, os artifícios e sofismas que tentam driblar a lei são mentiras.

De acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE – o Piso Salarial Nacional para 24 horas semanais deveria corresponder, em 2011, a R$1.597,87, pois a Lei 11.738 estabelece reajustes anuais para o piso. Como o valor do piso em 2008 era de R$950,00, aplicados os reajustes de 2009, 2010 e 2011, o piso, em 2011, teria que ser R$1.597,87. Contudo, em 2009, o Governo Federal não concedeu o reajuste. Logo, o valor definido pelo MEC está aquém do que deveria ser.

A fome e a sede de justiça estão levando os professores do Brasil a lutarem pela conquista do Piso salarial Nacional, Lei Federal 11.738/08. A luz e a força divina do Deus da vida brilham em todos que lutam por respeito à dignidade humana também na educação.

Mesmo morando em Belo Horizonte e acompanhando as lutas dos movimentos sociais do campo e da cidade nas Minas e nos Gerais, digo: Mexeu com professores que lutam por direitos legítimos mexeu comigo também.

Obrigado aos professores de Lauro de Freitas, que seguem lutando, em greve, por um sagrado direito. Vocês estão nos dando uma grande aula de cidadania. Saibam que vocês, queridas/os educadoras/res, estão plantando sementes da educação pública de qualidade. A prioridade na gestão pública deve ser o povo e não o capital. Com frei Betto, afirmo: Salário não é ESMOLA, ESCOLA não é sucata, Educação de qualidade é a mais importante REVOLUÇÃO para tirar o Brasil do atraso e torná-lo uma nação soberana independente.. Aluno não é COBAIA. Minha SOLIDARIEDADE ENCORAJADORA!

Oxalá a cidade de Lauro de Freitas passe a integrar as cidades que de fato cumprem o Piso Salarial Nacional dos Professores.

Belo Horizonte, 07 de abril de 2012.



[1] Padre carmelita; mestre em Exegese Bíblica; professor do Evangelho de Lucas e Atos dos Apóstolos, no Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA -, em Belo Horizonte – e no Seminário da Arquidiocese de Mariana, MG; assessor da CPT, CEBI, SAB e Via Campesina; e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.brwww.gilvander.org.brwww.twitter.com/gilvanderluis - facebook: gilvander.moreira

[2] Supremo Tribunal Federal.

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

33 comentários:

  1. Olhem isso:

    http://www.rodrigovianna.com.br/plenos-poderes/veja-perde-ate-eleicao-pra-dce-da-usp.html

    ResponderExcluir
  2. O RESULTADO DO PROEB/SIMAVE, SÓ VEM MOSTRAR O DESCASO DO GOVERNO COM A EDUCAÇÃO.


    TODOS OS RESULTADOS CAÍRAM E ESPERAMOS QUE CAIA MAIS AINDA, DEVEMO COBRAR O QUE NOS FOI TIRADO, NOSSAS VANTAGENS.

    ResponderExcluir
  3. Uma relação de discórdia... Ora, a principal defesa do ser humano, p se tornar um cidadão de valores dignos é a educação; ela começa em casa (num ambiente restrito), p/ ser ampliada, orientada e conduzida ao ser humano a descobrir, criar, e se defender, no ambiente escolar q tem como base formar e informar esse cidadão, pois ele será a garantia de um País próspero. Contudo, se ñ houver harmonia, ou seja, sintonia entre educação e Estado, aí está o verdadeiro caos. Famílias desorientadas, homens q se dizem sérios de dia e cai na bandidagem à noite em busca de dinheiro mais fácil, uma vez, perdidos na educação, forçosamente passaram por ela, mas ela ñ passou por eles! Como assim? Passar pela educação e a educação ñ passar pelo o aluno! Isso é uma violência! Muito fácil... Lembram-se do sistema, q a escola ñ podia em espécie alguma reprovar seus alunos? Todos jogados p a série seguinte! Se aprenderem bem, se ñ, amém. De quem é essa maldita responsabilidade q cria um sistema violando o direito do outro? Mas qual o direto? Claro, O direito de aprender. E com isso, tirou a oportunidade do conhecimento de muitos, e a pagar pela ignorância de muitos, foram atirados na rua p/ serem bandidos; consequêntimente muitas mortes estão por aí, de um resultado negativo de ações mal planejadas da base(governo) dentro da própria educação. Se fosse diferente, se cuidassem bem da educação, valorizassem dessa prioridade, q cumprissem as leis q regem o País, não estaria o estado correndo atrás de segurança, investindo, e mesmo assim o cidadão está a todo o momento vulnerável a morte. Não seria mais simples correr atrás da educação? Está claro, todo trabalho para ser eficiente, devemos começar do início p chegar a um fim; como exemplo está aí a segurança do País... Se a verdadeira segurança está na educação! Comparando a relação de educação e violência, fez-me lembrar um fato q meu coração sangrou; depois de uns 10 anos, encontrei um aluno por acaso, numa das esquinas da vida, e o mesmo questionou-me: - Professora, quando eu estava estudando foi a maior felicidade p mim, quando soube q nenhum aluno poderia ser reprovado, então, eu nem caderno levava à escola, pois eu ia passar mesmo! Só q terminei o curso, e nada aprendi. O q faço agora professora? Peço indenização ao estado, ou vou matar p/ roubar? Não consigo desenvolver nada na minha vida, pois ñ tenho base em nada. E agora professora?

    Na verdade, eu nunca deixei uma pergunta sem resposta, essa foi a primeira, e espero ser a última. Talvez, quem saiba tenha uma resposta a dar!

    ResponderExcluir
  4. Clarice da Consolação Ferreira -Barbacena4 de abril de 2012 16:42

    Prezado Euler,
    Já bem se diz que: Se quiser abrir um presídio é só fechar uma escola. Não é apenas fechar, mas também passa-se pela valorização e formação profissional dos professores.Enquanto deitarmos com a cabeça quente, nas contas para pagar, com este saláriozinho de fome,a Educação descerá ralo abaixo.Os Governos precisam se espelharem no Japão.Senão a coisa vai piorar.Abraços. Clarice.

    ResponderExcluir
  5. Prezado Euler,
    Aqui na minha cidade, interior de MG, com apenas 30000 habitantes, foi ontem a felicidade para os profissionais da educação da rede municipal, comemoraram o aumento de 22% que o município deu, a receber na próxima folha, obedecendo a Lei do Piso Nacional.
    Irão ganhar bem mais que nós da Rede Estadual.
    Fico feliz por eles e muito angustiada e triste com a nossa situação na rede estadual.

    ResponderExcluir
  6. Estou cansada deste estado Minas e desse país.A todo momento ouvimos dizer de desvio de dinheiro público, roubos, políticos envolvidos em trapaças subornos e em todos os partidos...todos...Este povo(brasileiro) não me dá esperança de nada.Penso que estamos vivendo o verdadeiro caos em todos os segmentos.Começando pelos políticos.Eles só pensam neles, em se dar bem, enviar dinheiro para outros paraísos, juntat, juntar, se beneficiar com a situação e o estado, o país vai se acabando.Como eles estão bem , noticiam que o "paraíso" que comandam vai também muito bem mas apenas para iludir o povo mais humilde nada mais.Eles não tem visão de nada para o povo somente para eles.Tudo para eles.O povo precisa começar a mudar essa realidade sabendo votar ou não votar mais.Todos que entram nessa panela acaba se corrompendo.Eu sempre digo que o Brasil, Minas Gerais, são ricos , muito ricos pois roubam, desviam enchem os bolsos as cuecas os cofres...enfim somente mudaremos a realidade de Minas e do Brasil quando tivermos homens de verdade de caráter, honestos nos poderes.Não vejo saída ...quem poderá nos ajudar????DEUS.somente ELE professora de Contagem

    ResponderExcluir
  7. Os inesquecíveis!

    Bosco
    PTB
    Araxá, Ibiá, Perdizes e Campos Altos
    Primeiro mandato como deputado. Preside a Comissão de Educação na ALMG, porém, sua atuação foi vexatória. Durante a greve dos professores o deputado chegou a enviar cartas as escolas da região dele afirmando que uma excelente proposta de Piso Salarial seria apresentada, o deputado, porém, foi desautorizado pelo governador, e permaneçou calado e omisso até o final do processo. Trabalhou para a destruição do Plano de Carreira dos Professores e se mostrou totalmente sem habilidade política para dialogar com o governador e com a categoria.

    Célio Moreira
    PSDB
    Belo Horizonte, Caeté, Corinto, Paraopeba, Caetanópolis, Contagem, Curvelo, Diamantina, Ibirité, Augusto de Lima, Sabará, Lima Duarte, Cordisburgo e Presidenet Kubitsche

    ResponderExcluir
  8. Boa noite queridos guerreiros,
    não consigo ver meu contra cheque pois aparece o código 404-componente não encontrado.Alguém sabe o que fazer???
    Muito obrigada e fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  9. Este célio moreira é uma decepção. Já assistimos palestras dele na renovação carismática católica. E fala bonito. Só que não aplica a Bíblia na vidinha de deputado... Esqueceu, para agradar a EL REI, a verdadeira doutrina de JESUS. Mto triste. Nossos votos nunca mais. Xô, falsete!

    ResponderExcluir
  10. Nossa a violencia aumentou ? Não me diga, porque a meu ver está até pouca para justificar a quantidade de investimento do governo do psdb em cadeias, se não me engano com a próxina que será costruída em Neves somará 10 ao todo. Até caverões eles importaram do Rio. Cada povo tem o governo que merece. Logo esqueceram de tudo, vem aí a copa pão e circo. Como não podem murar seus castelos muram as penitenciarias. A violencia sempre foi enorme só estava maquiada... por ordem do govenador.

    ResponderExcluir
  11. veja isso:http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1070839-aluno-ateu-diz-que-foi-perseguido-por-nao-rezar-na-aula-veja-video.shtml

    ResponderExcluir
  12. Única coisa a dizer: Minas Gerais vive o pior governo de todos os tempos.

    ResponderExcluir
  13. http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=200124,OTE
    últimas notícias


    EDUCAÇÃO
    BH é a terceira capital que mais reprova alunos do ensino médio
    Desempenho em português e matemática no 3º ano teve piora

    ResponderExcluir
  14. As máscaras começam a cair,afinal só colhemos aquilo que plantamos,e essa é a colheita que o governador merece.E a tendência é piorar ainda mais.
    Acorda Minas!Enquanto ainda é tempo...

    ResponderExcluir
  15. A economia na educação acarreta, sem dúvida, em gastos em outros setores da administração pública, como nas áreas da saúde, segurança pública, trânsito, etc. As instituições que formam seres humanos cidadãos e civilizados são primeiramente a família e paralela à família a escola. A família está hoje em dia totalmente desetruturada visto que infelizmente muitos pais são pais apenas na hora de fazer o filho debaixo dos lençóis ( e isso é até gostoso, qualquer um faz ) mas o difícil é ser pai no dia-a-dia do filho, na educação, no sustento e na guarda do filho como exige o ECA. Na minha escola raramente um pai vai lá pra saber sobre o filho e muitos até nem sabem em que ano o filho se encontra na escola kkk. Mas estes mesmos pais gastam rios de dinheiro no carro, nos parques, em ingresso no campo de futebol, etc, kkk, enfim. Depois reclamam que seus filhos entraram no mundo das drogas. Aí, no caso deste tipo de família, sobra tudo para a escola visto que este tipo de família não está nem aí pra educação. Agora vamos somar a esta situação uma escola estadual mineira que está também completamente desestruturada e entregue a própria sorte pelo governo. Agora me respondam: qual vai ser o resultado desta mistura? kkkk nem precisa de me responder: violência, assaltos, presídios lotados, acidentes de trânsito aumentado, hospitais lotados sem leitos, políticos corruptos, e todos os tipos de transgressões à lei que podemos imaginar.
    O problema começa na família que não assume seu papel. Sendo assim devemos exigir dos deputados leis que possam obrigar os pais a se entregarem mais na educação de seus filhos, aí estaremos atuando na origem do problema. Alguns artigos do ECA devem ser mudados senão será impossível. Já pensou se os pais fossem obrigados a assumir os crimes e transgressões feitos por seus filhos menores de idade? Por exemplo se um menor foi pego traficando seus pais iriam ser julgados como traficantes no lugar dos filhos. Hummmm aí sim os pais iriam começar a se preocupar em educar de verdade seus filhos kkkk. Aí sim eles iriam nas reuniões de pais das escolas, eles iriam se envolver nas greves das escolas exigindo dos governos escolas de qualidade para seus filhos. Aí sim eles iriam querer professores bons com piso e atividade extra-classe para preparar aulas de qualidade para seus filhos. Tenho muito ainda que discorrer mas o comentário vai ficar grande e farei novos comentários completando este meu raciocínio.

    Lobo Guará Zona da Mata

    ResponderExcluir
  16. "SOS STF – Julgamento do Mensalão Já!"

    Para:Supremo Tribunal Federal - STF

    ÀS SRAS. E AOS SRS. MINISTROS DO STF:

    FAZEMOS UM APELO A V.EXAS PARA NÃO PERMITIREM QUE OS CRIMES DO MENSALÃO PRESCREVAM ANTES DO JULGAMENTO E QUE PEDIDOS DE VISTAS E ADIAMENTOS BENEFICIEM OS ACUSADOS. O PROCESSO ESTÁ EM TRAMITAÇÃO HÁ MUITO TEMPO. DEIXAR QUE OCORRA PRESCRIÇÃO E QUE OS ACUSADOS CONTINUEM A SE APROVEITAR DA DEMORA DO JULGAMENTO SIGNIFICARÁ VERDADEIRA OFICIALIZAÇÃO DA IMPUNIADE NO BRASIL.


    Os signatários



    Este abaixo-assinado encontra-se alojado na internet no site Petição Publica Brasil que disponibiliza um serviço público gratuito para abaixo-assinados (petições públicas) online.
    Caso tenha alguma questão para o autor do abaixo-assinado poderá enviar através desta página de contato

    COLEGAS, PARA ASSINAR CLIC AQUI:

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N22495

    ResponderExcluir
  17. O CHÃO ESTÁ RACHANDO PARA O PROJETO PRESIDENCIAL DE AÉCIO NEVES.

    - 77% DE APROVAÇÃO DO GOVERNO DILMA;
    - RECORD NO SALDO DA POUPANÇA EM MARÇO/2012;
    - INFLAÇÃO EM QUEDA;
    - JUROS EM QUEDA;
    - ESCÂNDALO DOS ALIADOS DO DEM DE GOIÁS, ATINGE SENADOR DEMOSTENES TORRES E PARTE DO GOVERNO DE MARCONI PERILO;
    - VIOLÊNCIA EM BH BATE RECORD NEGATIVO;
    - AVALIAÇÕES ESCOLARES FORAM AS PIORES;
    - ANASTASIA MANTÉM O FICHA IMUNDA DANILO DE CASTRO NO GOVERNO;
    - ... E O LULA SAROU...

    O POVO ESTÁ CADA VEZ MAIS DECEPCIONADO COM O PSDB.

    ANASTASIA, O PIOR GOVERNADOR DE TODOS OS TEMPOS!

    ResponderExcluir
  18. INIMIGOS DA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS

    Os nomes dos deputados e seus partidos, inimigos da educação que votaram contra a emenda do piso salarial nacional na Assembléia Legislativa de Minas Gerais.



    São eles:
    Alencar da Silveira Junior PDT
    Antônio Carlos Arantes PSC
    Antônio Genaro PSC
    Arlen Santiago PTB
    Célio Moreira PSDB
    Devilto Alves PTB
    Dilzon Melo PTB
    Dimas Fabiano PP
    Dinis Pinheiro PSDB
    Djalma Diniz PPS
    Domingos Sávio PSDB
    Doutor Rinaldo Valério PSL
    Doutor Ronaldo PDT
    Doutor Viana DEM
    Duarte Bechir PMN
    Elmiro Nascimento DEM
    Eros Biondini PTB
    Fabio Avelar PSC
    Gil Pereira PP
    Gustavo Correa DEM
    Inacio franco PV
    Jayro Lessa DEM
    João Leite PSDB
    José Henrique PMDB
    Lafayette de Andrada PSDB
    Leonardo Moreira PSDB
    Luiz Humberto Carneiro PSDB
    Marcus Pestana PSDB
    Mauri Torres PSDB
    Pinduca Ferreira PP
    Rômulo Veneroso PV
    Ruy Muniz DEM
    Sebastião Costa PPS
    Tenente Lúcio PDT
    Tiago Ulisses PV
    Walter Tosta PMN
    Zé Maia PSDB

    ResponderExcluir
  19. INIMIGOS DA EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS

    os nomes dos deputados e seus partidos, inimigos da educação que votaram contra a emenda do piso salarial nacional na Assembléia Legislativa de Minas Gerais.



    São eles:
    Alencar da Silveira Junior PDT
    Antônio Carlos Arantes PSC
    Antônio Genaro PSC
    Arlen Santiago PTB
    Célio Moreira PSDB
    Devilto Alves PTB
    Dilzon Melo PTB
    Dimas Fabiano PP
    Dinis Pinheiro PSDB
    Djalma Diniz PPS
    Domingos Sávio PSDB
    Doutor Rinaldo Valério PSL
    Doutor Ronaldo PDT
    Doutor Viana DEM
    Duarte Bechir PMN
    Elmiro Nascimento DEM
    Eros Biondini PTB
    Fabio Avelar PSC
    Gil Pereira PP
    Gustavo Correa DEM
    Inacio franco PV
    Jayro Lessa DEM
    João Leite PSDB
    José Henrique PMDB
    Lafayette de Andrada PSDB
    Leonardo Moreira PSDB
    Luiz Humberto Carneiro PSDB
    Marcus Pestana PSDB
    Mauri Torres PSDB
    Pinduca Ferreira PP
    Rômulo Veneroso PV
    Ruy Muniz DEM
    Sebastião Costa PPS
    Tenente Lúcio PDT
    Tiago Ulisses PV
    Walter Tosta PMN
    Zé Maia PSDB

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OPA NAO ESQUEÇA DO FABIANO TOLENTINO DE DIVINOPOLIS

      Excluir
  20. ODERNIDADE

    Analisando ações do Governo de MG e da Assembléia Legislativa
    Marly Gribel | quinta-feira, 5 de abril de 2012

    Chegou por mala direta o boletim de nº 57 do Sindute, onde o mesmo denuncia a secretraria de educação de MG de não abrir dialógo com a categoria para os problemas mínimos que ora enfrentamentos: não concessão de férias prêmio, não pagamento das reposições, descumprimento do tempo extra-classse e por fim, a diminuição do quadro de pessoal das escolas.

    Segundo o Sindute estas questões foram tratadas em duas instâncias: na Secretaria em outubro de 2011, após o término da greve e, mais recentemente em Audiência Pública realizada em fevereiro deste ano na Comissão dos Direitos Humanos.

    O Sindute esqueceu de colocar no boletim o número de ações que tramitam na justiça, sem que nenhuma dê parecer favorável aos trabalhadores, nem que tenha ocorrido qualquer liminar para deter as ações irresponsáveis do governo, pois estamos falando/tratando de Direitos- estes não são para serem especulados, redefinidos. Estes, estão claramente definidos tanto na Constituição como no Estatuto do Magistério- O DIREITO- este não pode aguardar- Só em Minas que isto ocorre.

    O máximo do absurdo o governo de Minas conseguiu: burlar a Lei 11.738/08, mas continuar nesta onda de perseguição irresponsável e intransigente é demais.

    Quanto a Lei 11.738/08 esta nós iremos buscar de uma forma ou de outra- ou pela Lei ou pela Greve.

    A denúncia foi colocada também para O Legislativo deste estado em fevereiro- e que ironia, justamente para a Comissão de Direitos Humanos- sem que nada de concreto fosse alterado a nossso favor, nem as coisas mínimas são resolvidas em MG.

    Não recebemos até o presente momento todas as reposições que fizemos ano passado, muitos não conseguiram as férias prêmio, o tempo extra-classe não foi concretizado. Mas os cortes no pagamento foram implacáveis, certeiros, mortais- Também a justiça andou lado a lado com o governo deferindo liminares que salvaguardavam os interesse do governo, colocando inclusive a greve de 2010 e 2011 na ilegalidade.

    Mas até o presente momento não ocorreu uma ação, seja do legislativo ou judiciário em Minas que abrandasse o nosso sofrimento, o nosso extermínio enquanto categoria, que minimizasse a dor e o desespero daqueles que vivem na terra dos sem leis.

    E a terra dos sem leis chama-se Minas Gerais e os seus mártires- os educadores deste Estado. Instalou-se o caos. A incredulidade nas instituições chegou a um grau tão elevado, que novos grupos terão que surgir, sob pena de destruirmos tudo que foi ganho até aqui: a respeitabilidade pelo sindicato e também pela Lei.

    O Estado de Direito começa a desaparecer em Minas- o contrangimento é tal, que estamos mergulhados nas garras do despotismo mais antiquado e intransigente.

    Para o Sindicato que sou filiada, sugiro que denunciem todas estas arbitrariedades através de outdoor , rádios, matérias pagas em jornais e TV : o desrespeito do governo com as leis e que o faça do mesmo modo que eles fizeram- não utilizando uma atriz , mas uma professsora: que mostre a verdade do que é hoje a escola pública de MG- uma vergonha em termos de estrutura, de superlotação, de desleixo. Enfim, tudo o que ela é e que tentam ocultar através da blindagem da mentira e da mídia.

    PS: Iniciei meu trabalho na sala de aula sobre a Educação de Qualidade que queremos e devemos construir junto à comunidade. Vou disponibilizar ações que se iniciam num texto e que terminam nas redes sociais: faceboock, blogs e twitter. A Era digital tem que alcançar professores e alunos para juntos contruírmos o Brasil de Fato e de Direito.
    Será que todos estão fazendo? Eu estou!
    HORA DE UNIR GATEGORIA!!!!!!!!!!!!!!!!
    Abraços
    Suellen

    ResponderExcluir
  21. Continuação – As escolas deveriam fazer pelo menos 5 reuniões de pais por ano sendo obrigatória a presença de um dos pais ou o responsável pelo aluno. Caso ninguém compareça, a escola enviaria para o ministério público uma lista com os nomes dos ausentes, onde o ministério público iria convocá-los para esclarecimentos ou pagamento de multas, enfim exigir dos pais o que o ECA já os obriga a fazer que é educar os filhos.
    Já pensou se toda empresa ou órgão público na hora de contratar um funcionário ou dar posse em um concurso fosse exigido do candidato por escrito um documento explicando seu comportamento na escola onde cursou a educação básica ou pelo menos o ensino médio ( se era freqüente ou se faltava muito, se respeitava a todos ou ameaçava colegas, professores, etc....). Caso as informações da vida escolar do candidato não fossem coerentes com o emprego ele seria dispensado. Seria uma espécie de declaração de antecedentes criminais que algumas empresas exigem hoje em dia. Aí sim eu queria ver se os alunos iriam xingar, brigar, ameaçar professores colegas ou outros funcionários na escola, já que este seu comportamento iria para sua pasta a qual seria entregue futuramente para a empresa de seu primeiro emprego. Outra coisa, tem que mudar alguns artigos do ECA, pois é impossível um aluno ofender um professor verbalmente e fisicamente e no outro dia esse aluno estar na sala como se nada tivesse acontecido. È impossível numa sala de 40 alunos termos que permitir que 3 alunos prejudiquem o trabalho dos professores e ao mesmo tempo o aprendizado dos outros alunos da sala.
    Muitas dessas mudanças somente podem ser implantadas com a ajuda dos deputados que devem elaborar leis que permitam exigir estas mudanças que citei acima para depois serem apreciadas pelo senado e por fim a presidenta sancionar, ou seja, depende de muita labuta. Mas de uma coisa estou certo, que não vai adiantar apenas termos o tempo extra-classe e o nosso piso na carreira se continuarmos passando situações deprimentes em sala de aula com certos tipos de alunos. Hoje em dia nós professores em sala de aula somos um zé ninguém, não temos voz, nem vez, nem lugar. De que adianta ganharmos 3 ou 4 mil reais por mês lecionando se ao mesmo tempo entramos em sala de aula com medo e nos sentindo reféns dos alunos. Eu nem imagino o que deve passar um professor nas escolas das periferias das grandes cidades como Belo Horizonte e outras mais. Daqui uns anos o magistério vai se tornar uma profissão impraticável se é que já não está.

    Lobo Guará Zona da Mata

    ResponderExcluir
  22. Estamos vivendo em minas gerais uma ditadura violenta onde os ocupantes de cargo de confiança do governo agem de acordo com a opinião do famoso ditador ANASTASIA. Não existe Lei em Minas gerais.Quando você reclama seus direitos nos orgãos que deveriam ter competência para solucionar o problema, eles respondem com a maior CARA DE PAU:"estamos cumprindo ordem do Governador"
    È claro: o mais importante para eles, é defender o seu cargo de confiança. O servdor que se sentir prejudicado que se dane.

    ResponderExcluir
  23. Tenho twittado dia e noite... Também estou redigindo um MANIFESTO DA EDUCAÇÃO e gostaria que todos colaborassem e colocando no papel todas as amgustias e inquietações que nos afligem, para que no dia da reunião do NCG a gente reunisse todas as idéias e dali sairá um documento que vamos encadernar e fazer o nosso manifesto da base e pela base, o qual enviaremos a todas as autoridades nacionais e internacionais buscando socorro para a nossa classe que está totalmente abandonada pelos poderes públicos vigentes no país. O tempo urge desse manifesto, vamos documentar as nossas falas e se Euler tiver tempo, muitos dos depoimentos aqui do blog se transformara na História viva de MINAS para a humanindade. É na crise que flui as melhores soluções. Amigos, uma ideia na cabeça e um lápis na mão fazendo o MANIFESTO DA EDUCAÇÃO ou o ano seculo que a Lei foi esquecida.

    ResponderExcluir
  24. EM TEMPO: Não iremos esquecer que a Dilma e o PT estão vendo tudo e não estão fazendo nada ! O pt tucanou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi GRACIEUSA
      POE NO SEU MANIFESTO QUE ALÉM DE TODO SOFRIMENTO OS SERVIDORES SÃO MALTRATADOS E HUMILHADOS PELA ERICAUma Chefona mal humorada,grossa e sem educação que trabalha na metropolitana A

      Excluir
  25. Cida de Lagoa Santa5 de abril de 2012 22:26

    A questão da violência não é exclusividade de Minas Gerais. Todos os estados estão sofrendo com este mal que é o reflexo do descado geral com a educação. Rio Grande do Sul está em estado greve, uma professora foi agredida pela mãe, aluno e irmã, imagine a que ponto está. São Paulo também está em greve há quatro dias. Nós, em Minas Gerais estamos deitados em berço esplêndido, esperando o aumento de 5% em abril... O salário de 1320,00 está agradando a maioria... os pátios estão cheios de carros, os contracheques cheios de empréstimos, todos chafurdando na ilusão do consumo... efetivados iludidos com os direitos dados pelo desgovernador.... Minas paga dois salários mínimos... Sabem de uma coisa? Vai passar na avenida um samba popular.../ o estandarte do sanatório geral... vai passar...
    Até quando vai esta passividade??????????

    ResponderExcluir
  26. É isso aí, votem mais no PSDB gente! Acorda Brasil, PSDB é um retrocesso da Política.

    ResponderExcluir
  27. João Paulo Ferreira de Assis6 de abril de 2012 22:47

    Nós aqui preocupados com o trânsito em julgado da decisão do STF que declarou improcedente a adin 4167, e que até hoje não saiu e aparece um sujeito preocupado com o mensalão. Que que o mensalão tem a ver com o Piso salarial? Nossa realidade é o Piso salarial que não nos é pago. Vendo um comentário assim só pode ser algum tucanalha da Turma do Chapéu.

    ResponderExcluir
  28. Companheiros leiam o artigo "Urgência na educação" de Paulo Kliass no "Correio do Brasil" Ele parece ter lido alguns posts aqui...
    M.Isabel

    ResponderExcluir
  29. Quero meus 12 anos ROUBADOS pelo estado.Se eu tivesse só doze, juro que não me aposentaeiam.
    É um descaramento!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  30. Professor reclamam,SO QUE NA HORA DE VOTAR VOTAM SEMPRE ERRADO.pROFSSOR GANHAM BEM DEMAIS.pROFESSOR NÃO PRECISA TER NEM CURSO SUPERIOR,NÃO PRECISA SE HABILITADOS,QUL QUER UM QUE NÃO ENCONTRAR ENPREGO PODE SER PROFESSOR.PROFESSOR NÃO PRECISA SER CONCURSADO.tODAS AS OUTRAS CATEGORIAS PRECISA TERCONCURSO,PROFESSOR TEM QUE SER EFETIVADOS,NÃO TEM CONPETENCIA P/ PASSAR.pROFESSOR PODE SER ATÉ APROVEITADO.nA MINHA CASA APROVEITA É RESTO,NA EDUCAÇÃO É PROFESSOR.SÓ NA EDUCAÇÃO QUE EM OUTRAS CATEGORIAS NÃO.cONTINUEM VOTANDO EM TIO ANASTASIAQUE VOCÊS VÃO VER.bEIJOS.

    ResponderExcluir
  31. É, Moreninha,e você está precisando urgentemente de um professor.Mesmo que só tenha segundo grau, mesmo que seja resto,está aí a prova concreta de que o professor é importantíiiiiiissimo!!!!!

    ResponderExcluir