quarta-feira, 1 de maio de 2013

O monopólio de uma mídia neoliberal e golpista

O monopólio de uma mídia neoliberal e golpista

Neste 1º de Maio deveríamos todos protestar contra o monopólio da mídia neoliberal e golpista existente no mundo, no Brasil e especialmente em Minas. Agora há pouco, por volta das 11h, ouvia um noticiário na Rádio Itatiaia. Eis que de repente anunciam que, diretamente de Brasília, trariam alguma notícia que supostamente poderia interessar a algum cidadão brasileiro ou mineiro. A repórter Aparecida Ferreira, de Brasília, aparece com a gravação de ninguém menos - até porque é difícil encontrar alguém menor, em estatura moral e ética - do que o deputado federal pelo Rio de Janeiro Jair Bolsonaro. Tudo bem a que a Rádio Itatiaia, para agradar a certo político do país-Minas, tenha uma certa predileção pelo Rio de Janeiro, mas poderia ter feito uma escolha melhor para colher um depoimento.

O infeliz e chato deputado, como é do costume dele, carregou nas tintas pra cima do governo federal, ou melhor, segundo ele, "governo do PT". Disse que nos últimos 10 anos o governo federal não investiu nada em profissionalização de mão de obra, o que é uma grande imbecilidade e mentira. Se tem uma coisa que o governo federal fez nos últimos anos foi investir na ampliação das escolas técnicas federais, que em geral primam por boa qualidade, bem melhor do que estes cursos profissionalizantes de seis meses que os governos estaduais ou a iniciativa privada promovem. Pode-se até dizer que o governo federal poderia investir mais; mas, daí a dizer que nada fez, vai uma grande distância.

O infeliz deputado - que é declaradamente a favor da ditadura militar, contra o homossexualismo e defensor da tortura praticada no Brasil no regime civil-militar de 1964 -  ainda disse que, no lugar da profissionalização, o "governo do PT" investiu em bolsa família, e que as 14 milhões de famílias beneficiadas por este programa são "empregados do PT", e que somando-se aos beneficiários do salário-desemprego, resultariam, na prática, em "30% de desemprego no país". Palavras dele, sem qualquer fonte segura que sustente tal afirmação.

E assim que terminou de falar esse amontoado de besteiras, o que é até um direito dele se pronunciar da forma que quiser, a repórter encerrou o chamado de Brasília, sem qualquer direito de resposta por parte seja do PT ou do governo federal. Um verdadeiro ato de desrespeito e agressão à liberdade de imprensa. Como cidadão, eu, que não sou filiado a nenhum partido e que tenho sérias críticas ao governo do PT e dos demais, acabo me sentido agredido por essa contumaz prática da mídia mineira de atacar o governo federal. As rádios, jornais e TVs de Minas e do Brasil promovem diariamente e de forma sistemática um ataque grosseiro contra o governo federal. Somente contra o governo federal. E sem direito de resposta.

Claro que aqui em Minas isso jamais aconteceria contra os tucanos Aécio e Anastasia, cujos governos, segundo a mídia, são perfeitos. Quando ousam publicar ou noticiar uma única linha contra estes governos, imediatamente concedem duas horas de direito de resposta. E os comentaristas passam o dia todo atacando o governo federal e justificando e elogiando e blindando o governo de Minas. Uma vergonha o tipo de "jornalismo" que se pratica aqui em Minas.

Outro dia mesmo, já fora do âmbito mineiro, ouvi outro imbecil, que pousa de falso moralista e que tem alguns desavisados da classe média que o admiram. Trata-se de Arnaldo Jabor. Em comentário na Rádio CBN (infelizmente, não temos escolha: Itatiaia, CBN, BandNews, todas com a mesma linha editorial neoliberal, são parte desse monopólio midiático que existe no Brasil e em Minas), dizia então, sobre o tal comentarista Jabor, fez uma das maiores e piores manifestações de preconceito que já tinha ouvido. Talvez emocionado pelo recente ataque nos EUA - a cuja política ele serve -, que supostamente fora praticado por dois jovens muçulmanos - digo supostamente porque nos EUA, quando o assunto é segurança, não se precisa provar nada, basta prender, torturar e executar que a imprensa se incumbe de justificar, pior até do que no Brasil -, saiu o infeliz em ataque contra os muçulmanos.

O tal comentarista foi injusto contra os adeptos do islamismo, pois tratou de generalizar, acusando a todos os muçulmanos, como se se tratasse de uma subraça, mais ou menos como os católicos da época da expansão marítima europeia faziam em relação aos negros africanos ou aos índios americanos. Tratou o infeliz comentarista de atacar os seguidores do Islã, como se todos fossem terroristas e estivessem predestinados a cometer atos de terrorismo pelo mundo afora. O islamismo é a segunda maior religião do mundo, tendo como adeptos quase um quarto da população mundial.

O fato de uma pessoa, ou um grupo de muçulmanos, pelas razões e circunstâncias que nem sempre são esclarecidas, partirem para ações extremas, de terrorismo, não significa que todos os muçulmanos do mundo concordem com essas práticas. Aliás, o que dizer do terrorismo de estado praticado pelos EUA e aliados contra os povos do mundo inteiro? E qual é a religião dominante dos governantes e da elite norte-americana? Seguramente encontraremos um grande número de judeus e de cristãos protestantes. O que não significa que todos os judeus e todos os protestantes do mundo sejam terroristas e estejam predestinados a cometerem atos de terror. E no caso dos EUA, nem se compara o que eles fazem pelo mundo contra pessoas inocentes, com os homens-bombas ligados ao islamismo. Nos dois casos observamos atos condenáveis, que provocam a morte de inocentes. Mas o lado criticado é sempre os ligados ao islamismo. Os EUA e aliados, ao contrário, são defendidos pela mídia e apresentados como salvadores e defensores da democracia. Ora, o que fizeram ao longo das últimas décadas - e continuam fazendo - não cabe no papel, em matéria de destruição de culturas, de execução de milhões de seres humanos, de invasão de países, de financiamento de golpes de estado pelo mundo afora, inclusive aqui no Brasil, contra o governo Goulart em 1964.

E aos muçulmanos não foi dado o direito de resposta, de se contrapor aos argumentos sem qualquer fundamento apresentados pelo preconceituoso comentarista, que ao que consta mora nos EUA, e que é incapaz de demonstrar a mesma sensibilidade que demonstrou para com o condenável ato de terror ocorrido por lá, em relação ao sofrimento dos palestinos, ou dos africanos, ou mesmo de latino-americanos, que são (somos) tratados como o quintal do império. E estando em Minas, somos o quintal do quintal do quintal do império, apesar da propaganda enganosa que é divulgada a cada meio minuto nas rádios e TVs locais.

Portanto, neste dia internacional dos trabalhadores, deveríamos todos protestar contra a ausência de liberdade de imprensa em Minas e no Brasil. Pelo fim do monopólio da mídia; pelo direito de resposta aos atacados - trabalhadores, lideranças políticas e sindicais e até governos; pela instalação no Brasil de TVs e rádios realmente públicas, controladas diretamente pelos de baixo.

Enquanto não acabarmos com este monopólio midiático, estaremos reféns de um sistema que tem gerado e reproduzido tudo de ruim contra a maioria da população. O monopólio da mídia nas mãos de poucas famílias a serviço dos neoliberais e golpistas impede que ocorra no Brasil, e no mundo - e em Minas também, claro -, um diálogo permanente entre os diferentes. Somos massacrados pela opinião publicada única, preconceituosa e falso moralista, sem direito de defesa. Somos privados de um debate público sobre as prioridades que deveriam ser realizadas pelos governos, sobre nossos interesses e sobre o que fazem, como fazem e para quem fazem (ou a quem servem) os detentores do poder no Brasil, em Minas, e no mundo.

E sem esta discussão ampla, sem o direito de resposta, sem que a diversidade se manifeste livremente, é natural que as coisas se resolvam da pior forma. Não é a toa que cresce a violência, que a educação pública e a saúde pública estejam sucateadas, enquanto as TVs noticiam que Minas é um paraíso. Não há uma relação direta entre o que existe de fato, mesmo nas diversas versões, do que é noticiado pela mídia. E este descolamento do real para com o mundo mágico midiático é mais uma expressão do "espetáculo" (aquele, que Guy Debord tão bem descreve), do capitalismo, enfim, cuja reprodução é baseada neste descolamento próprio da sociedade da mercadoria.

Enfim, resumindo, o monopólio da mídia neoliberal e golpista, é a parte da ditadura que sobreviveu e nos mantém aprisionados a um destino de derrotas e fracassos enquanto povo, enquanto seres humanos pensantes.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

 
P.S.: Já que falamos de um deputado pelo Rio de Janeiro, e mesmo não sendo um admirador da trajetória política de outro deputado, Garotinho, vale a pena ver este vídeo, através do qual Garotinho parte pra cima das Organizações Globo. (Retirado do Blog Escrevinhador, do jornalista - sem aspas - Rodrigo Vianna).
 
                                   ***


51 comentários:

  1. Isto ai tem nome,RETROCESSO. Se hoje este povão fossem as ruas protestarem,algum fracasso sairia vitorioso. Mas como nosso povão é pacato, ficamos assim,na mesmice. Ditadura eterna com falsa democracia estampada sobre nossas cabeças. Vamos lá POVÃO ,REAGIR.

    ResponderExcluir

  2. http://www.youtube.com/watch?v=4SZ5ClHFgy0

    ResponderExcluir
  3. Grande Euler, me desculpe mas enquanto o brasileiro não botar para quebrar, a educação continuará no fundo do posso.

    ResponderExcluir
  4. Euler, escutei uma propaganda em rádios da Zona da Mata Mineira. Onde o personagem da novelinha era chamado pelo nome de Euler( ou outro nome semelhante): dizendo que agora ficou melhor recebendo todos os remédios do seu tratamento. Será que a intenção foi usar sua popularidade?
    Tchau

    ResponderExcluir
  5. Vendo Dilma falar chega ser "utópico" pra alguns parece verdade que "educação" é importante, gente estamos com 3 anos de governo quase e a educação foi muito mal será que o pais está dormindo , pensam que não sentimos,tanto faz o partido, estamos cansados desse discurso.ACREDITEM NINGUÉM ACREDITA NESSA CONVERSA PRA BOI DORMI MAIS, Dilma até agora não deu conta nem de obrigar estados a pagar a miséria do PISO. Que conversinha hem!!UAI! TA ESTRANHO !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não aguento ouvir a voz dela.Quanta promessa! E as ações?

      Excluir
  6. DILMA confundiu 1 d maio com 1 de abril!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deu raiva de ouvir aquela lenga-lenga ontem. Discurso através do nosso sangue...Em nenhum momento ela falou da valorização da nossa classe. Falou-se em gastar na educação...só não falou de valorizar o professor redentor da pátria amada.

      Excluir
  7. Vergonhoso mesmo!Substimam a capacidade intelectual dos professores.Aparece Dilma querendo fazer IBOP com a educação.Se nem mesmo consegui fazer os governadores cumprir a lei do piso.Descaso com a educação,consequência está na violência .Não adianta segurança,bolsa família,escola,droga.Deveriam sequestrar estes politicos que estão assaltando o povo na maior cara de pau.Já perdi as esperanças na educação e governos.Já aposentei em um cargo e estou prestes a sair no outro,terminando meu curso de direito e bay BRASIL...Eu quero mais é viver...

    ResponderExcluir
  8. Elogiar político, seja qual for, não fica bem para quem não conseguiu o tal piso miserável!!!! Enquanto não derem oportunidade aos educadores não creio na política brasileira.

    ResponderExcluir
  9. A nova do Ministro mercador, ops. quer dizer, Mercadante;

    Em vez de pagar aos professores para "melhorar" a educação, ele quer pagar aos alunos para incentivá-los a serem "professores" de Matemática, Física, Biologia e Química.

    Vejam:
    http://www1.folha.uol.com.br/educacao/2013/05/1271974-professores-terao-de-melhorar-alunos-para-ganhar-diploma.shtml

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ví essa e achei uma burrice, pois a forma certta de atrair profissionais é investindo na carreira com salário digno.

      Tenho vários colegas que foram para outros setores ppor pagar melhor

      sem falar que fica mais barato

      Excluir
  10. Em reunião conjunta das comissões de Educação e de Esportes, nessa terça-feira (30), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputados e profissionais de educação física de todas as regiões do Estado pediram a anulação do artigo 4º da Resolução 2.253/2013, da Secretaria Estadual da Educação (SEE), que determina a substituição de professores de educação física por professores regentes nos primeiros anos do ensino fundamental (1ª a 4ª séries). A retirada do ensino religioso para essa faixa de crianças de 6 a 11 anos também foi criticada durante o debate.

    Mais de 100 profissionais de cerca de 20 cidades do estado compareceram à audiência, que foi solicitada pelos deputados Rogério Correia e Ulysses Gomes (PT) e Tadeu Martins Leite (PMDB).
    O deputado Ulysses Gomes fez um histórico da legislação aprovada na Assembleia Legislativa, desde 99, quando o primeiro projeto que tratava do ensino de educação física chegou à ALMG. “Trouxe a história para compartilhar com vocês que há dez anos se discute a valorização do ensino de educação física e hoje estamos presenciando um retrocesso em toda essa elaboração da legislação”, alertou.
    O deputado Rogério Correia, com bom humor, criticou o choque de gestão e a prática do governo tucano de gastar dinheiro com propaganda de uma Minas irreal, enquanto na Minas real, os professores de educação física estão sendo demitidos e as crianças estão sem as aulas de educação física e de ensino religioso.
    Já para Maria Tereza Lara (PT), além da educação física, a questão do ensino religioso é a defesa de uma experiência de espiritualidade. “Precisamos somar esforços para que 100% dos royalties futuros do petróleo sejam destinados para à educação”, completou.
    A presidente do SindUTE/MG, Beatriz Cerqueira, também solicitou a revogação do artigo 4º da resolução da SEE. Ela defendeu o diálogo com os professores e mostrou diversos ofícios encaminhados à Secretaria de Estado da Educação desde dezembro, solicitando informação sobre diversos assuntos da pauta dos professores estaduais, sem que qualquer uma delas tenha sido respondida.
    Beatriz finalizou sua fala lendo carta do professor Juvenal Lima Gomes, que desistiu de ser professor do Estado, porque seus vencimentos não são suficientes para seu sustento. Na carta, ele conta emocionado o drama vivido por ele e seus alunos quando anunciou sua saída e os motivos pelos quais tomava aquela decisão. Ela defendeu que a educação física nos primeiros anos do ensino fundamental não é uma causa corporativa, mas a defesa de ensino de qualidade para as crianças, a defesa dos professores estaduais e a situação de muitos que estão desempregados por conta dessa medida do governo estadual.

    Requerimentos aprovados
    Ao final da reunião, os deputados Ulysses e Rogério Correia defenderam a aprovação de três requerimentos: um que pede audiência entre Comissões de Educação e de Esporte, sindicatos e conselhos profissionais com a Secretaria de Estado de Educação, para solicitar a anulação da medida. Outro que solicita a nulidade da resolução ao governador do Estado e outro que encaminha ao governador as notas taquigráficas da reunião.
    Foto: Guilherme Dardanhan

    ResponderExcluir
  11. "FHC vai privatizar a ABL"

    Por Vanessa Silva, no sítio Vermelho:

    “O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, se eleito, vai privatizar a Academia Brasileira de Letras. Para evitar que isso ocorra, defendemos a candidatura de Amaury Ribeiro Júnior para imortal”. Com bom-humor, os jornalistas e blogueiros presentes na coletiva de imprensa oferecida nesta terça-feira (23) na sede do Barão de Itararé pelo autor de A Privataria Tucana sintetizaram o teor da campanha lançada no último dia 8 de abril: “Amaury para a Academia porque A Privataria é Imortal”.
    Nesta sexta-feira (27), a candidatura do jornalista será oficializada na ABL no Rio de Janeiro. Cerca de 100 pessoas são esperadas para o ato que contará com irreverência e bom-humor. O ato terá início no Sindicato dos Jornalistas e será acompanhado por um bloco de carnaval até a sede da ABL. Após a formalização, o encerramento será realizado no bar Amarelinho, na Cinelândia.

    ResponderExcluir
  12. ESPERAVA MAIS DESTA PRESIDENTA. QUE DECEPÇÃO.

    ResponderExcluir
  13. Este vídeo mostra o que passa um professor do Estado de Minas Gerais:
    http://www.youtube.com/watch?v=3qNCbqLp9bY

    ResponderExcluir
  14. Será?????????????????????? E o salário do professor ou melhor, o piso será pago?


    Governo envia ao Congresso projeto que destina royalties para educação
    Comente

    Luana Lourenço
    da Agência Brasil, em Brasília
    02/05/201317h45



    Em mensagem presidencial publicada em edição extra do Diário Oficial da União, o governo informou hoje (2) que encaminhou ao Congresso Nacional o projeto de lei que trata da destinação exclusiva dos royalties, participações especiais do petróleo e recursos do pré-sal para investimentos em educação.
    Saiba mais

    Campos se antecipa a Dilma e repassa royalties do petróleo para educação
    Congresso suspende tramitação e MP dos royalties deve expirar
    Royalties: Relatório prevê R$ 23,2 bilhões para educação até 2020

    Apesar de publicada hoje, a mensagem tem data de 30 de abril. Ontem (1º), durante pronunciamento oficial, em rede nacional de rádio e TV, em comemoração ao Dia do Trabalho, a presidenta Dilma Rousseff disse que já havia enviado a proposta ao Legislativo.

    Com a aplicação de 100% dos royalties do petróleo na educação, o governo espera cumprir a meta do Plano Nacional de Educação de investir 10% do PIB (Produto Interno Bruto) no setor.

    Segundo Dilma, trata-se da "mais decisiva" entre todas as medidas que estão sendo executadas ou em discussão sobre o tema no governo. "O Brasil vai continuar usando instrumentos eficazes para ampliar o emprego, o salário e o poder de compra do trabalhador, mas a partir de agora vai privilegiar como nunca um instrumento que mais amplia o emprego e o salário: a educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode-se até destinar verbas, mas para valorização do nosso trabalho, duvido muito. Até data de hoje, só recebemos omissão por parte do governo federal, vamos ver se as coisas vão acontecer até a eleição de 2014.

      Excluir
    2. Tomara que tudo isto aconteça sim. Já é mais do que tempo e algo bom tem que acontecer né? Deus ñ desampara ninguém!
      Força na peruca meu povo!!!!!!!!!!!!!
      Marlise

      Excluir
    3. Provavelmente uma parte do dinheiro virá,- o que sobrar dos desvios-, mas será para entulhar as escolas com materiais superfaturados que nunca serão usados,entupir bibliotecas com livros que nunca serão lidos e outras "coisitas" mais que estamos cansados de ver jogados pelos cantos em muitas escolas.Porque valorizar o professor ,eles não se preocupam com isso não,eles acham que enchendo as escolas com materiais a educação acontece por si só.
      Sinceramente, posso estar sendo pessimista, mas não acredito que parte desse dinheiro vai chegar às mãos do PROFESSOR.
      Tomara que eu esteja enganada!

      Excluir
  15. A Presidenta diz mas não faz.Quanta UTOPIA.....Até parece que vou viver de ENGANA QUE EU GOSTO.

    ResponderExcluir
  16. Político não educa ninguém. Político é malandro, e o malandro só existe porque existe o otário. Quem educa é a família e a escola; outras instituições, como a igreja e a televisão deseducam.

    Porém, a cada dia que passa, vemos o poder ser tirado de quem sabe educar e sendo dado a quem nada sabe, como aos políticos e aos alunos, entre outros.

    É preciso, urgentemete, restaurar a autoridade do professor e dos pais para que haja eduação efetiva. Por educação, entende-se aqui, o preparo para a vida em sociedade, o que significa aceitar certas proibições. É impossível ser livre em sociedade, mas é lucrativo viver em sociedade. Mas é difícil das pessoas entenderem isso em uma sociedade injusta, onde o malandro sempre se dá bem e o justo só às vezes.

    ResponderExcluir
  17. O Mercadante deveria dar incentivo são para aqueles que já estão em sala de aula.Veja como eles estão sempre arranjando uma desculpa para não pagar este maldito piso e enfiar a grana na bunda das instituições,privilegiando-as.

    ResponderExcluir
  18. Leio do Piso autoria do Senador Cristovão Buarque, foi sancionada por lula e desde 2008 não se avançou nada que resultasse em melhoria para os profissionais da educação. Lei eleitoreira, conseguiu iludir a todos.Agora ouvir esse blá blá blá da presidentA e mais o nhém nhém do "mercante" ministro é algo que não dá par engolir. Basta! Argh!ugh!

    ResponderExcluir
  19. Deputado padre João fala sobre ação contra Aécio !!

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=H9F4R3yRlbo

    ResponderExcluir
  20. E A INFLAÇÃO, A TODA PROVA, CADA CORROI CADA VEZ MAIS NOSSO MISERO SALÁRIO CONGELADO HA ANOS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido.4 de maio de 2013 19:31

      Inflação? E o CHOQUE DE INDIGESTÃO E O SUICÍDIO, quero dizer SUBSÍDIO DA TIA NANÁ?

      Excluir
  21. Dilma pegou pesado ao não dar a sacada de mestre,"professores mal pagos", melhorar salários nos próximos...anos, enfim, algo que estimulasse esta classe tão sem ânimo...
    Avisar à presidente Dilma que professor é a base deste processo, e está sendo jogado de lado. Vamos tentar mandar emails que cheguem de algum modo a ela, tocando em sua futura perspectiva de governo, que com professores, está em baixa.

    ResponderExcluir
  22. Mensagem:
    Querida Dilma É com grande anseio que preciso lhe dizer o que , talvez , você não saiba.Minas Gerais está um caos na educação.Tudo aqui é maquiado.O governo atual, faz enganosas propagandas pagando globais para isso.Os professores estão doentes.Não temos estímulo para nada mais.Aqui se preenche até resultado de avaliações para mostrar que o ensino está excelente.Peço que procure se informar sobre a realidade desse\país Minas\ Sim aqui é tudo diferente.Leis não se cumprem.Tudo é feito como o ditador quer.Tudo é comprado.Judiciário,imprensa etc.Volte seus olhos para este lugar MINAS ou você poderá ter uma grande decepção nas próximas eleições.Esperamos a sua atitude como presidenta.Faça , com seus poderes, a lei ser cumprida aqui.Você tem mecanismos para melhorar e salvar este \país Minas\ alienado porum governo ensandecido, doente.Ganhamos dois salários mínimos.Mestrado e doutorado ou tempo de serviço não conta para ser valorizados.Estamos perdidos, abandonados, ceifados,doentes........


    Colegas, hoje resolvi me desabafar com a presidenta.Pena que posso somente escrever 1000 caracteres.Essa foi a mensagem enviada hoje a ela.Vamos fazer algo por nós mesmos????Se todos enviarem uma mensagem a ela, certamente algo poderá acontecer ou pelo menos irá cutucar a presidenta.Vamos enviar nossas lamúrias a ela.Vamos insistir nisso.o site é
    http://www2.planalto.gov.br/presidenta/fale-com-a-presidenta depois é clicar no link onde se lê fale com a presidenta.

    ResponderExcluir
  23. http://ow.ly/kH5GY

    ResponderExcluir

  24. http://www2.planalto.gov.br/presidenta/fale-com-a-presidenta


    Já mandei a minha mensagem e você?

    ResponderExcluir

  25. http://www.brasil247.com/pt/247/brasilia247/100733/Agnelo-sanciona-lei-que-reajusta-professores.htm

    ResponderExcluir
  26. ABSURDO!!! ABSURDO!!!
    O SINDNÚTIL CONFIRMA QUE É APARELHO DO DEPUTADO ROGÉRIO CORREIRA.FOI CONVOCADO NAS SUBSEDES DO INTERIOR A PARTICIPAÇÃO DE UMA FORMAÇÃO NA ESCOLA SINDICAL HOJE(04)E AMANHÃ(5)SOBRE O PLEBISCITO DA CEMIG. O SINDNÚTIL BANCOU TODAS AS CARAVANAS, HOSPEDAGEM NO HOTEL ESPLANADA E NA PRÓPRIA ESCOLA.
    TUDO UM CIRCO. NA VERDADE É O LANÇAMENTO DO DEPUTADO ROGÉRIO CORREIA PARA PRESIDENTE DO PARTIDO DOS TRABALHADORES. ACONTECERÁ AS 18 HORAS NA PROPRIA ESCOLA. A MARILDA E ABDON AQUELA DUPLA DA GREVE DE FOME DE MENTIRA(pois comia a noite escondidos)SÃO UNS DOS ORGANIZADORES QUE AGORA ASSINAM COMO ARTICULAÇÃO DE ESQUERDA. A DIREÇÃO SE DIVIDEM EM DOIS GRUPOS DENTRO DO PT ESTRATEGICAMENTE PARA SE BENEFICIAREM. TUDO BEM QUE ELES SE ORGANIZEM, MAS USAR O DINHEIRO DOS FILIADOS É UM GRANDE ABSURDO. VÁRIOS ONIBUS CHEGARAM HOJE NA CAPITAL PARA A "FORMAÇÃO".
    ONDE CHEGAMOS É ASSIM QUE IREMOS FAZER GREVE E ASSUMIR OS CORTES O PAGAMENTO? INDGNAÇÃO É O SENTIMENTO AGORA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAM Passivo Ate a Morte4 de maio de 2013 19:27

      Agora a CUT tbm é dirigida pela Bia. Só para vc não falar besteira e dizer que os dois "comiam a noite." Absurdo. Isso que chamo de ética e de companheirismo. Volta pro mar ofernda, desaquenda!

      Excluir
    2. Apoio o Dep. Rogério Correa pois nos apoiou o tempo todo.

      Excluir
    3. Sem falar na falta de respeito conosco que participamos da greve. Sofremos juntos com a Marilda e Abdon, fazendo vigília.

      Com certeza não é educador. Se fosse educador não falaria tantas asneira. Nós não estamos preocupados quem fazer presidente de partido, isso não nos interessa.

      Quem está preocupado com política é a turma do PSDB.Pois sabem que não levarão a presidência em 2014.

      Excluir
    4. PIOR que comer à noite em greve de fome é cuspir no prato que comeu(come). O Rogério Correia é dos poucos deputados,ou o único, que "veste a nossa camisa" se não fosse ele nossa questionamentos nem chegariam à ALMG. Este, merece todo apoio dos professores. EU APOIO o Rogério Correia e o Sindiute. Ele tem lutado. Mas lutar até mesmo contra o mau agouro da classe é difícil ! Se está incomodado,desfilie-se.Ninguém é obrigado. Já estou de saco cheio de ler aqui professores falando mal disto daquilo, sem tomar providência de nada .O sindicato somos nós,mas se não participamos de ações práticas não podemos criticar. Tem professor que é igualzinho ao Aécio. Torce pro governo não dar certo prá ter o que criticar em suas campanhas. Gente boçal,gente pobre de espírito.

      Excluir

  27. http://cascavilha.com.br/site/brasil/governo-envia-ao-congresso-proposta-de-destinar-100-dos-royalties-para-educacao?fb_source=pubv1

    ResponderExcluir
  28. Fui intimada pela receita federal a dar explicações sobre um procedimento médico realizado em 2008.Achei hilário uma professora de Minas Gerais, sofrida,mal paga,desvalorizada ser alvo do leão.Todos sabemos que há milhares de sonegadores de impostos no Brasil e eles deixam de pagar quantias altas,só não dá pra entender porque apenas o trabalhador assalariado é punido quando não está em dia com o leão.Quanta desigualdade nesse país; os poderosos pisando naqueles enfraquecidos pelas ações daqueles.Não sei se rio ou choro ao saber que com o subsídio que o Aécio nos impôs tenho que pagar ao leão caso não consiga detalhar conforme a RF exige.

    ResponderExcluir
  29. Eu quis dizer Anastasia. kkkkkk Mas como ele e o Aécio são farinha do mesmo saco fiz confusão.

    ResponderExcluir
  30. Mandei meu email conforme escrevi aqui.
    Pegou pesado e não abriu uma luz de esperança ao professorado, principalmente de MG, que é um dos piores salarios.
    Abraços, bom que todos falem a mesma lingua, quem sabe nos escutem.

    ResponderExcluir
  31. Gente! Chega de Blá blá blá... Vamos organizar uma lista com assinaturas para mudar a lei do piso. Temos que tirar estas " 40 horas do texto " e modificar para período/turno.

    ResponderExcluir

  32. www.presidencia.gov.br

    Navegue para: FALE COM A PRESIDENTA

    Envie sua mensagem.

    ResponderExcluir
  33. 2014 está aí, se o povo tiver juizo na hora de votar......

    ResponderExcluir
  34. CONCORDO, tem que tirar do texto da Lei do Piso essas 40h e passar para Cargo/h na carreira.Assim não dará brecha para os golpistas fazerem suas interpretações.

    ResponderExcluir
  35. Vamos largar de ser burros é pura matemática se sua carga horaria é de 40 h/s o piso é de 1576,00 o que dá 39,40 a hora, o que está TOTALMENTE ERRADO É O PLANO DE CARREIRA,que Minas e outros estados tiraram dos professores,não é justo alguém que esteja entrando hoje na educação ganhar o mesmo que eu há 23 anos. Quer dizer tudo que estudei o fiz pela educação não foi nada!!!!!

    ResponderExcluir
  36. O dep Rogério merece o apoio de todos, ou vcs conhecem outro que nos apoiou o tempo todo, votarei nele e farei campanha pra ele, independente do apoio do sindute ou não.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. A CUT É O BRAÇO SINDICAL DO PT.

      MISTURAM O MOVIMENTO SINDICAL COM POLÍTICA PARTIDÁRIA.

      PRIORIZAM A POLÍTICA PARTIDÁRIA.

      VISAM PRIORITARIAMENTE OS LUCROS POLÍTICOS.

      TRABALHADORES SÃO USADOS PARA ALCANÇAREM SEUS OBJETIVOS.

      PT/CUT/Sind UTE/DEPUTADO ROGÉRIO CORREA, FARINHA DO MESMO SACO.

      Excluir
  37. Eis aí uma sugestão para leitura reflexão e divulgação:
    http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/por-que-ninguem-mais-quer-ser-professor-na-escola-publica?utm_source=dlvr.it&utm_medium=facebook

    ResponderExcluir