sábado, 18 de maio de 2013

Minas não existe, a não ser na propaganda

 Minas não existe, a não ser na propaganda

Minas não existe, já dizia o poeta. Mas na propaganda, Minas tem a melhor Educação básica do planeta. Conversem por aí com qualquer professor-de-Minas e vocês verão que ele não está satisfeito. O governo de Minas, dos últimos 12 anos, acabou com a carreira dos educadores, sonegou o piso, pisoteou todos os direitos dos profissionais da Educação básica. Mas, na propaganda, esses profissionais proporcionam o melhor ensino do mundo. Minas descobriu o caminho das pedras: basta torturar os servidores da Saúde e da Educação que o resultado será melhores serviços prestados nessas áreas.

Minas  tem o maior PIB do país. Terceiro lugar é papo da oposição. Minas cresce mais do que a China, e muito, mas muito mais, do que o pibinho brasileiro. O governo de Minas diz que o estado (ou país?) sustenta o Brasil com a exportação. Sim, mudamos de século, de milênio, mas ainda continuamos mandando as riquezas para fora. Minério e café saem daqui a preço de banana podre, e retornam, quando retornam, a preço de ouro. Onde foi parar o dinheiro do Pibão de Minas? No bolso dos professores, carreira destruída, mesada de dois mínimos de salário total e congelada até 2016, é que não está.

Minas agora tem candidato a presidente, que faz de Minas o seu feudo, ou capitania, com direito a indicar os capatazes de plantão, cuja missão é manter a boiada sob controle. Propaganda e repressão. Quando um falha, eis o outro em ação.

Somos mesmo uma boiada, tratados a ferro e fogo, que não sabemos a força que temos. Dos educadores, 400 mil ao todo, entre os da ativa e os aposentados, se um quarto deste tanto se rebelasse, Minas conheceria uma outra história. Sairia da propaganda fantasiosa para ingressar na história real, cujos protagonistas escreveriam em versos e prosas uma outra cantiga, de verdadeira justiça social, liberdade e solidariedade entre as pessoas.

Enquanto isso não acontece, Minas continua sendo a do poeta-profeta, quando previu: Minas não há mais! Oh, Minas!

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!


***

A nossa combativa colega professora Marly Gribel publicou novo texto em seu blog, que transcrevemos a seguir. Marly levanta um ponto importante: a negociação da direção sindical com o governo, que acontece nesta segunda-feira, 27, às 14h, praticamente sem qualquer mobilização que pressione o governo. 

Se tem uma coisa que a direção sindical deveria ter aprendido é que essa forma de negociação, com quatro dirigentes sindicais de uma mesma corrente, resulta sempre em derrota para a categoria. Já há muito que a categoria deveria ter exigido a ampliação da comissão de negociação, com a inclusão de pessoas da base e de outras correntes, pois a negociação é sempre um momento político de disputa, de visibilidade e até mesmo de engajamento de todos e todas na luta, em caso de má vontade do governo, como tem sido a prática. Fiquem então com o texto da Marly:

ENCONTRO DO SIND-UTE COM O GOVERNO AMANHÃ...SE DEPENDER DELES NÃO SAI NADA...

QUESTÕES IMPORTANTES NÃO RESPONDIDAS PELA SECRETÁRIA( excerto retirado de texto do Sind-UTE)
 
• Temos direito a 7,92% de reajuste do custo-aluno de 2013. A lei do Piso Salarial determina 
reajuste anual de acordo com o custo-aluno.
• Temos direito à carreira. Queremos o seu imediato descongelamento.
• Queremos que o governo cumpra o que assinou e pague o Piso Salarial na carreira. Não 
pedimos subsídio ou modelo unificado.
• Quando fará um processo sério de negociação?


A situação da Educação mineira é tão dramática,  que nem o sindicato pode esconder. Chegamos num caos tão  generalizado que a verdade dos fatos é gritante demais. Nunca vivemos um choque de arbitrariedades como este- fim das carreiras, aumento abusivo da carga horária e para piorar relações cada vez mais deterioradas no interior das escolas com autoritarismo extremo de Diretores, vice-diretores e demais agentes do governo. Um processo de arrogância que paira à loucura, estamos reféns desta gente, ameaçados de punição, de processo disciplinar, administrativo e outas humilhações. Somos muitas vezes obrigados a cumprir as horas extras não pagas da forma mais humilhante, nos pátios da escola, para sermos vigiados. É este o quadro- bizarro, para não dizer  totalitário que se instalou em nossas vidas.

As relações no mundo do trabalho vem se alterando ao longo do tempo no mundo, vemos avanços em várias empresas, onde os profissionais tem acompanhamento psicológico, horas de descanso com atividades lúdicas e isto dentro dos seus horários de trabalho, enquanto nós, servidores da Educação somos submetidos a vários tipos de tortura, pressão e política de construção do medo.

O Sindicato não alavanca absolutamente nada- denuncia, mas não consegue arrancar nem o mínimo do que colocam nas cartilhas que são distribuídas pelo Estado. E para piorar nenhum outro segmento dentro do sindicato, nem o NDG apresenta uma proposta de discussão nas Assembléias que alavanque algo diferente e construtivo. Digo isso, mas não tenho acompanhado o processo nas Assembléias realizadas nos últimos tempos. SE ESTAS DISCUSSÕES OCORREM NÃO SÃO DIVULGADAS EM NENHUM LUGAR- NEM NO SINDICATO, NEM NOS BLOGS.

O sindicato estará amanhã com o governo : eu me pergunto - o que de concreto faremos  para pressionar o governo? O sindicato vai só, não apresenta nenhuma proposta de movimento paralelo ou denúncia na imprensa. E nós, o que faremos no mundo paralelo das lutas?  Sugiro que procuremos o PMDB e o PT que vêem vinculando na TV críticas ferrenhas contra o governo do PSDB, principalmente o PMDB. Se eles podem pagar pela propaganda na TV, que inicie a denúncia a nosso favor na mídia.- Os palanques já foram abertos para muitos partidos durante a GREVE,  busquemos então os que tem mais dinheiro para financiar as denúncias- o mundo é da política, façamos uso eficaz dela também. Por que não?
 As Tribunas no Parlamento deverão ser nossas durante todo o dia de amanhã comandadas pela oposição ao governo- PT e PMDB ( eles trabalham amanhã?) e preferencialmente, devemos solicitar ao PMDB denúncia formalizada pela coordenadora do Sind-UTE após o encontro com o governo com o resultado das negociações, para ser veiculados principalmente na Rede Globo em horário nobre.

E como fazê-lo ? formalizar por escrito carta a todos os deputados da bancada de oposição ao governo e enviá-las hoje/amanhã/ daqui para frente. Infelizmente meu blog e pouco visitado. Solicito que outros blogs façam suas discussões e/ou apresentem novas proposições.

sugestão:

Ilmo.Sr____________________solicito que formalize na Tribuna apoio aos educadores de MG, visto que amanhã dia 27/05/2013 haverá um encontro da coordenação do Sind-UTE com o governo . Solicito também que se faça a divulgação deste encontro na mídia, denunciando o descaso e  as arbitrariedades deste governo para com a Educação e os educadores. Aguardo  resposta. __________________

P.S: Ao NDG solicito que construa uma unidade política com outro nome, para identificação, também  fora das greves.
 
  

154 comentários:

  1. Pois é e agora mais uma nota importantíssima.Que a lei 100 não vai dar em nada, será arquivada porque haverá ou está tendo uma comoção social.Fazes me rir .Comoção social é a raiva, a fúria da classe dos educadores que está a beira do abismo.Essa mesma classe que se diz , nas lindas e poupudas propagandas da melhor educação do planeta hahahahah esse homem é louco mesmo.Ele precisa de camisa de força ou será que são os educadores que não concordam em se rebelar e fazer uma greve de arrebebtar.Aí sim ele vai enlouquecer direito.Assim seremos valorizados e respeitados.Desse modo como estão, acho que ele está rindo da cara dessa classe tão sofrida e sem coragem

    ResponderExcluir
  2. É claro que a melhor maneira é deflagrar uma greve geral, ampla e irrestrita, kkk. Manifestações contra um governo que valoriza tanto a mídia é o mesmo que uma catástrofe. Uma Minas que "avança" e que ao mesmo tempo tem tantos servidores manifestando e fazendo greves é uma contradição entre a mídia e a realidade dura e cruel. Mas um dia a justiça virá ao nosso favor e consolo, ainda veremos o subsídio ser julgado e condenado e nosso governo, seja ele quem for, terá que nos retornar para o vencimento básico. Um dia efetivados sem concurso serão exonerados para darem lugar os concursados legalmente investidos no cargo, aliás, como acontece com todos os outros servidores públicos do país que são obrigados a se aprovarem em concurso para ocuparem cargos públicos. Um dia teremos nosso verdadeiro 1/3 extra-classe sem punições e aumento de jornada, nossas férias prêmio publicadas quando quisermos e ainda melhores condições de vida no nosso ambiente de trabalho com leis que nos dão suporte dentro da escola para sermos, no mínimo, respeitados como cidadãos. Existem muitas coisas ainda para citar que precisamos conquistar, é claro, como nosso piso corretamente aplicado na carreira de vencimento básico. Você acha isso um sonho? Bem, dentro das propagandas de Minas e do nosso governo este sonho já é realidade há muito tempo. Mas cá pra nós, além de um bom sindicato para pleitear nossas causas vai ser preciso também que façamos uma bela de uma greve e tem que ser pra já....

    ResponderExcluir
  3. PARABÉNS,mais uma vez,Euler. Seu texto é fantástico. Já tive a liberdade de compartilhá-lo no meu Face e pedir para que todos compartilhem.Também já o enviei por E-mail para todos os meus contatos. Obrigada por lutar por nós.Que Deus o abençoe, sempre.Regina. Sete Lagoas.

    ResponderExcluir
  4. Eu aderi à greve de 2010 e vi o quanto os professores veneram as armas que os oprimem. A greve terminou em maio e, em outubro tinha professor pulando de alegria pela reeleição de Anastasia. Aqui em Ubá os cabos eleitorais recrutaram os professores e tentaram cabrestiar os votos dos efetivados a qualquer custo como se estes não tivessem capacidade de escolher seus próprios candidatos. Eu estou falando porque eu sou efetivada e não votei e nunca votaria nesta gang psdebista mas, eu ouvi isso dos cabos eleitorais do atual governo. A greve acabou foi difícil pagar aos sábado e, no final, tanto sacrifício para que? Quem não aderiu à greve ficou rindo da nossa cara. Mas de tudo que passei não me arrependo. Acho que a luta na forma de greve é justa e válida. Eu digo sim à greve. Temos que convencer as tias do Fundamental I de que elas tem como função alfabetizar e não tomar conta de filhos dos outros. O número de alunos analfabetos no 6º ano só aumenta e elas acusam os professores do 6º ao 9º de assustarem os meninos recém saídos do quinto ano. Este "susto" seria a causa do fraco desempenho dos alunos depois do quinto ano. Pode? Elas são ainda mais alienadas e despolitizadas do que os professores dos demais níveis educacionais. Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Oh MINAS FALIDA, graças ao FARAÓ e seu PADRINHO. Que dupla de INCOMPETENTES. Se não sabem dirigir um Estado, muito menos um País. Já tá comprovado ,mesmo assim se acham e continuam afundando ainda mais o Estado. Temos que dar um basta nestes 2 INCOMPETENTES.

    ResponderExcluir
  6. Euler, o que muda no novo estatuto do servidor, vc sabe?

    ResponderExcluir
  7. Se o pessoal dos primeiros anos do ensino básico não lutarem agora, terão várias outras greves, e então, contra os prefeitos.Ouvi,ontem pela Itatiaia que a partir de 2016 estas séries iniciais serão dos municípios.Preparem-se.

    ResponderExcluir
  8. Mudando de profissão. Chega de humilhações e lamúrias. O povo tem o poder e não sabe disso. Ninguém apoia nossa classe, ninguém nos respeita, legitimamos um governo corrupto com nossas omissões. Chega.

    ResponderExcluir
  9. Sou filho de pais que eram professores do Estado.Sempre foram sofredores,com salários baixos.Ví muitas greves de professores,quando muitos que eram efetivos,não aderiram às mesmas.Sou professor efetivado.Não estou defendendo meu cargo.Muito pelo contrário.Tenho lido as acusações que determinadas pessoas têm feito aos efetivados,como se nossa desgraça acabasse com a queda da Lei 100.Vejam o exemplo dos professores de outros estados,onde não existe tal lei.Professores empobrecidos,para deleite dos políticos,que votam seus próprios salários.E o professor,cada dia mais pobre.Ví na última greve,a contribuição que este Blog deu,para segurar 112 dias de paralisação.O raimundo Santos tem batido na tecla de fazer uma grande greve.Na minha cidade,quando as greves acontecem,efetivos,efetivados,designados,todos,aderem.Porém,minha cidade é muito pequena.E é aí que eu pergunto:até que ponto, os verdadeiros professores,estão unidos para recomeçar mais uma greve?Vão continuar mudando o foco,acusando os efetivados,ou vão tomar uma atitude de verdadeiros educadores e partir para a briga contra o verdadeiro inimigo dos professores,que é o Governador e sua equipe?Os gatos continuam caçando os ratos.Até quando os ratos vão ficar com o rabo entre as pernas?É hora de lutar.Acordem!(ELS).

    ResponderExcluir

  10. http://www.novojornal.com/politica/noticia/minas-gerais-esta-sem-governo-15-05-2013.html

    ResponderExcluir

  11. http://www.novojornal.com/politica/noticia/anistia-sugere-depoimento-de-dilma-a-comissao-da-verdade-18-05-2013.html

    ResponderExcluir
  12. Também tô fora.Adeus pra este governo.

    ResponderExcluir
  13. Greve... Greve... o bom filho não foge a luta.

    ResponderExcluir
  14. Aécio defende privatizações, casca de banana em que os tucanos escorregaram

    O discurso de Aécio
    Tenho sugerido que a candidatura Aécio Neves sofre de três males até o momento:
    a) Sua maior oposição: o PSDB paulista;
    b) A dificuldade de ingressar no nordeste e, consequentemente, conquistar o voto popular de massa;
    c) Seu discurso anacrônico.

    Ontem, durante sua quase aclamação à Presidência Nacional do PSDB, voltou a escorregar no discurso. Este parece o problema mais intransponível. Aécio insiste numa cantilena passadista quando reforça as privatizações como marca dos tucanos. Há um erro grosseiro nesta insistência. Em primeiro lugar, porque entra no campo do adversário. Lembro de um dito popular chinês que Pablo Neruda reproduz em "Confesso que Vivi": " se você quer passar despercebido, não apareça".

    Uma obviedade, não? Mas que Aécio ainda não compreendeu. Ao escolher este tema, vai testar a casca de banana que nas últimas duas eleições presidenciais os candidatos petistas depositaram sorrateiramente por onde os tucanos passavam. E o resultado não foi outro: caíram.

    A privatização não é nem mesmo um programa governamental, mas apenas um instrumento passageiro de rebatimento da dívida pública. Ponto. Não é verdade que se trata de modernização segura ou teríamos alçado os empresários à condição de deuses.

    A questão é que o eleitor popular desconfia desta homenagem exacerbado ao mercado. Ainda mais em anos de programas de transferência de renda e ascensão social. Aí é que o bicho pega. De maneira indireta e instintiva, várias pesquisas qualitativas demonstram o temor popular do discurso privatista envolver o fim de todas políticas que garantem o consumo familiar ascendente.
    Mas Aécio não compreende.

    Precisa ler mais Pablo Neruda. Ou os clássicos chineses.

    Análise do cientista político Rudá Ricci, ex-professor da PUC-MG, do Instituto Cultiva. de Belo Horizonte, no seu Blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estranho, ele vai se candidatar e responder processo por improbabilidade?Os corruptos não deviam ter direito a ocupar cargos públicos, mas aqui no Brasi, só tá certo quem tá errado.

      Excluir
  15. Por três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que o senador Aécio Neves continua réu em ação civil por improbidade administrativa movida contra ele pelo Ministério Público Estadual (MPE).

    Aécio é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde em Minas e pelo não cumprimento do piso constitucional do financiamento do sistema público de saúde no período de 2003 a 2008, período em que ele era o governador do estado. O julgamento deverá acontecer ainda esse ano. Se culpado, o senador ficará inelegível.

    Desde 2003, a bancada estadual do PT denuncia essa fraude e a falta de compromisso do governo de Minas com a saúde no estado. Conseqüência disso é o caos instaurado no sistema público de saúde, situação essa que tem se agravado com a atual e grave epidemia de dengue.

    Recurso

    Os desembargadores Bitencourt Marcondes, Alyrio Ramos e Edgard Penna Amorim negaram o provimento ao recurso solicitado por Aécio Neves para a extinção da ação por entenderem ser legítima a ação de improbidade diante da não aplicação do mínimo constitucional de 12% da receita do Estado na área da Saúde. Segundo eles, a atitude do ex-governador atenta aos princípios da administração pública já que “a conduta esperada do agente público é oposta, no sentido de cumprir norma constitucional que visa à melhoria dos serviços de saúde universais e gratuitos, como forma de inclusão social, erradicação e prevenção de doenças”.

    A alegação do réu (Aécio) é a de não ter havido qualquer transferência de recursos do estado à COPASA para investimentos em saneamento básico, já que esse teria sido originado de recursos próprios. Os fatos apurados demonstram, no entanto, a utilização de valores provenientes de tarifas da COPASA para serem contabilizados como investimento em saúde pública, em uma clara manobra para garantir o mínimo constitucional de 12%. A pergunta é: qual foi a destinação dada aos R$4,3 bilhões então?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E agora ele é candidato a presidente.

      Excluir
    2. O Aécio ganhou como presidente do partido, e lança sua candidatura a presidente, tem uma reportagem na VEJA que diz que o objetivo dele e conquistar a classe C e D. No momento para uma pessoa que pretende ser o presidente do Brasil, o correto não é resolver esse problema da lei 100, que afinal foi ele é que criou, de inicio pagando a Previdência porque as pessoas contribuirão, elas possuem o direito a aposentadoria, e após nomear as pessoas que passaram no concurso dentro das vagas do edital abrir outro concurso onde a segunda etapa seja de provas de títulos para que as pessoas da lei 100 possa usar o seu tempo trabalhado, isso não é inconstitucional,

      Excluir
  16. Na verdade, todos os milhares de efetivados tenho certeza, a maioria são arrimos de família e necessitam deste trabalho, que por sua vez muito digno, pois eram designados comuns e muitos pegaram a vaga pela listagem do concurso de 2005, que prevaleceu em 2006, e infelizmente não foram nomeados mesmo estando próximos na listagem, portanto essa Lei não pode cair, tenho convicção de que julgarão da melhor forma não desamparando milhares de pessoas!

    ResponderExcluir
  17. Não tenho nada contra ps efetivados. Na minha escola a maioria atualmente ou é efetivado ou designado.São todos meus amigos.O problema é que sempre sou eu escolhida para passar a lista das paralisações e ninguém quer ser o primeiro a assinar.Adotei , então, um meio mais tranquilo para fazê-lo: as professoras coloco por número de sala,sala 1,2,3,...As serventes em ordem alfabética.A que ponto chegou o medo de retaliações. Sou sempre a primeira a assinar,independente de ordem.A questão a que eu queria chegar é que as efetivadas não assinam de maneira alguma, as serventes andam a mando da APPMG que lhes prometem "mundos e fundos"Vou me aposentar no fim deste ano e sei que ninguém mais vai tomar frente disto.Será a última greve que irei participar,parando.Estarei lá firme dando minha última gota de suor.Daqui prá frente é com vocês. BOA SORTE prá nós. Não pensem que não vale a pena. "A VIDA É LUTA RENHIDA...VIVER É LUTAR! A VIDA É O COMBATE QUE AOS FRACOS ABATE E AOS BRAVOS E FORTES SÓ FAZ EXALTAR ."Acho que é Olavo Bilac.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Gonçalves Dias - I-Juca Pirama

      Excluir
    2. Canção dos Tamoios!

      Excluir
    3. Obrigada por me lembrar.

      Excluir
    4. Acertei o autor (Gonçalves Dias), errei o poema. Realmente é "Canção do Tamoio" no qual o pai ensina o filho a trilhar com bravura os caminhos da vida. Versos bem lembrados para assoprar a centelha de coragem que ainda nos resta.

      Excluir
  18. A ditadura está cada vez mais eminente. O jornal "O Tempo" agora,anônimo não escreve mais.Só se cadastrar.Acabaram os comentários e eu me divertia tanto com eles...Agora está cheio de matéria de Aécio Neves e não se pode mais criticar sem identificação. AÍ TEM!!!!

    ResponderExcluir
  19. TENHO 32 AULAS SOU EFETIVO E ESTOU CUMPRINDO + 7 MÓDULO AULA DE 50 MINUTOS + 10 MINUTOS. ALÉM DISSO SÁBADO CUMPRI REUNIÃO DE 8 HORAS REFERENTE AO MÊS DE MAIO.

    ALGUÉM PODE ME INFORMAR SE ESTÁ CORRETO.

    ResponderExcluir
  20. Falando em minério... e o Nióbio mineiro, maior reserva do país, tá enchendo os bolsos de quem?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo Junqueira20 de maio de 2013 10:04

      Parabéns por abordar esta questão.Permita-me então te responder,apesar de você já saber,pois há anos pesquiso e denuncio este mega roubo dos neopiratas.Todos os políticos brasileiros e quase toda a mídia(99.99%)vem enchendo as burras de fortunas em propinas há muito tempo.O nióbio,beneficiado do mineral niobita ou columbita,é o metal mais valioso do mundo e quase todas as reservas(98%) estão no Brasil,em Araxá e na falsa reserva indígena ianomâni(na verdade é reserva de nióbio e outros terras raras)em Roraima,"Raposa Serra do Sol" onde os neopiratas tem carta branca para roubar..Se Minas vendesse o nióbio a preço de mercado,seria o estado mais rico do mundo,e se Roraima fizesse o mesmo idem,este belo e infeliz país seria outra coisa.O novojornal.com é o único que tem coragem de abordar este assunto,e tem um vídeo permanente"contrabando de nióbio"onde o corajoso pesquisador Antonio Ribas Paiva denuncia com detalhes,inclusive financeiros(impressionantes 1 trilhão e 400 bilhões de reais roubados desde 1996)todo o processo do mega contrabando..Existem nacionalistas patriotas que estão lutando para a criação da NIOBRÁS,que seria uma fabulosa empresa.Tarefa difícil,pois envolve desmascara uma plêiade de corruptos poderosos porque tem o apoio dos "donos do mundo".

      Excluir
  21. O Aécio ganhou para presidente do partido, e já começou sua campanha, dizendo que vai conquistar as classes C e D.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô dóóóóóó´!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  22. caros colegas, justiça já está sendo feita, o nosso nobre deputado Zé Maia foi vaiado insistentemente pelo pela populaçao de sua cidade natal num evento Expoita de Itapagipe, durante uma tentativa desastrosa de fazer um discurso pra lá de fora de hora. Quanto mais ele tentava falar mais o povo vaiava.

    ResponderExcluir
  23. Em Ipatinga, uma concursada conquistou uma liminar contra a lc 100 e vai tomar posse no Colégio Tiradentes. Está na hora dos concursados começarem a agir para garantir seus direitos. Vale lembrar que esta concursada passou fora das vagas do edital, mas provou com a ajuda do portal da transparência que tem efetivados ocupando os cargos na cidade

    ResponderExcluir
  24. O governo colocou uma Petição 23618/2013, acho que complicou mais nossa situação ficou claro que nossas vagas não foi lançadas no edital, o que deixa claro que o nosso cargo tem estabilidade, fica incoerente com a defesa inicial que não somos portadores de estabilidade.

    http://redir.stf.jus.br/estfvisualizadorpub/jsp/consultarprocessoeletronico/ConsultarProcessoEletronico.jsf?seqobjetoincidente=4332889

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem colocou essa petição não foi o governo e sim o advogado da professoa concursada Elizabete Pezzo Spinello pelo que eu li. Ele está provando que as vagas da Lei 100 estão reservadas e portanto existe estabilidade sim. É mais uma derrota da esperteza jurídica do professor de direito constitucial da UFMG Antonio Anastasia.

      Excluir
  25. GENTE......

    TUDO QUE EXCEDE A HORAS DO CARGO, É HORA EXTRA, LOGO O GOVERNO DEVERIA PAGAR ADICIONAL DE 50% ÀS HORAS QUE ESTÃO EXCEDENDO 24 HORAS.
    EXEMPLO PROFESSOR 2 CARGOS DE 20 AULAS, AS HORAS DESTINADAS A ATIVIDADES E DEMAIS SITUAÇÕES SÃO HORAS EXTRAS DISFARÇADAS DE EXIGÊNCIA

    ResponderExcluir
  26. Lá vai mais 1 Ano de enrolação da Lei do Piso. Estes Políticos sujos e analfabetos nunca farão a Educação como prioridade.Fazendo ou não greve continua na mesmice. O que fazer? FEDERALIZAR. Assim sairemos das garras destes Sanguessugas.

    ResponderExcluir
  27. GOVERNO REINVENTA O ENSINO MÉDIO.... E NÓS, VAMOS GANHAR O QUE A MAIS PARA MUDARMOS OS PARADIGMAS? AS FORMAS DE ENSINAR, EDUCAR, ETC?


    ESPERO QUE VENHA AUMENTO DE SALÁRIO, SENÃO MUDARÁ NOME, MAS TUDO FICARÁ COMO ANTES NA CASA DE ABRANTES.

    ResponderExcluir
  28. JÁ VIRAM ISSO???????????? A CARTA EXPLICATIVA DE UM GOLPE SUJO...

    “Outro exemplo é que, desde 2011, quando foi instituído o modelo unificado de remuneração, os professores da rede estadual passaram a receber vencimentos acima do que é estabelecido pela Lei Federal 11.738/2008, que regulamenta o piso salarial nacional.

    Atualmente, na rede estadual mineira, a remuneração inicial do professor com escolaridade de nível superior (licenciatura plena) é de R$ 1.386,00 para uma jornada de 24 horas semanais.

    Este valor é 47,42% superior ao piso nacional estabelecido pelo Ministério da Educação.

    Comparem:
    Valor da remuneração estabelecida pelo Ministério da Educação (Lei Federal 11.738/2008) R$ 940,20*

    Valor da remuneração inicial paga aos professores, com licenciatura plena, da rede estadual de Minas Gerais - R$ 1.386,00* (+ 47,42%)

    (*) Para uma jornada de 24 horas semanais

    Cordialmente,
    Professora Ana Lúcia Almeida Gazzola
    Secretária de Estado de Educação de Minas Gerais”

    OBS.; A CORDIAL SECRETÁRIA ESQUECEU DE MENCIONAR QUE O VALOR DE R$ 940,20 É O VALOR DO PISO BASE- FORA O ACRÉSCIMO DE TODAS AS VANTAGENS A QUE O PROFESSOR TEM DIREITO E QUE ESTE VALOR É DEVIDO AO PROFESSOR COM HABILITAÇÃO EM NÍVEL MÉDIO...

    BASTA FAZER AS CONTAS PRA SABER O TAMANHO DO NOSSO PREJUÍZO.... VAMOS AJUDÁ-LA??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este pessoal do governo insiste em fingir que não sabe o significado de PISO.Gazolla, piso é onde vc PISA e também o salário base para qualquer cálculo adicional.
      Aprendeu?

      Excluir
    2. Ah, se eu ganhasse este piso, meu salário de aposentada mais a dobra eu estaria ganhando mais de 4000,00.Que sonho!
      Enquanto o PSDB estiver nas minas do faz de conta, vai ser isso aí, nada vai mudar para os professores.

      Excluir
  29. A lei 100 já era, não adianta, todos os Estados já perderam, isto é fato, não alimentem as esperanças de pessoas que já sofrem demais. Fato.

    ResponderExcluir
  30. Coitada desta analfabeta, ensina ela fazer contas.As contas dela só dão PREJU nos bolsos dos educadores. Mas ela continua defendendo o seu bolso. Espertinha essa marionete! Vai lavar uma bacia de roupas ao invés de brincar de Secretária da Educação, vai brincar de secretária do lar.

    ResponderExcluir
  31. Eu queria este piso de nível médio mais minhas vantagens.Tenho Licenciatura Plena há 15 anos e Pós há 4 anos 10%, 5 quinquênios 50% ,6 biênios 30%.Total de vantagens 90%.Sou posicionada com TIIA e recebo BRUTO hoje 1300,00.Esta Gazoza é uma MENTIROSA

    ResponderExcluir
  32. O Aécio vai quinta feira ni programa do Ratinho Tentanda fazer média com os pobres. Sabiam que ele e Andreia que exploram o turismo no bondinho do Pão de Açúcar do Rio? Tá tudo dominado.Eles querem privatizar o Brasil para comprá-lo todo.Miami ele já é dono de diversos apartamentos.Onde é mesmo que estes dois trabalham? Eles não tiveram grande herança.A família não tinha tanto dinheiro.Só tinha papo.

    ResponderExcluir
  33. Olá, pessoal da luta! (parte 1 de 2)

    Bom dia!

    Acho que a categoria precisa realizar uma nova greve, sim. Entendo perfeitamente o desencanto que a nossa amiga, colega e brava guerreira Marly Gribel demonstra no texto que publicou recentemente no seu blog - A pós-modernidade, que recomendo, sempre. De fato, a convocação de uma nova greve sem uma mobilização e sem uma discussão prévia com a categoria pode levar a nosso fracasso e desgaste, o que só interessa ao governo.

    Mas, apesar da direção sindical que permanece, e mesmo que seja só para mostrar para o mundo que a propaganda do governo não corresponde com a realidade dos educadores, penso que vale a pena reiniciar um movimento de paralisção. Para lavar a nossa alma, mesmo que não tenhamos nenhuma vitória imediata.

    Mas, não considero que uma greve, da forma tradicional, trará um grande resultado. É preciso aproveitar o momento de copa das confederações, convocar os alunos e seus pais para uma ocupação simbólica do entorno do Mineirão nos dias dos jogos. Imaginem milhares de pessoas com faixas, cartazes (com dizeres em dois ou três idiomas, pelo menos) denunciando a realidade de descaso dos governos de Minas e do Brasil para com a Educação básica? Denunciando a mídia mineira, submetida a maior ditadura que jamais se viu. Nem na ditadura civil-militar de 64 houve uma censura consentida tão grande, combinada com a criminalização e a judicialização dos movimentos sociais e sindicais.

    Aceitar isso passivamente é renunciar a todos os direitos que foram conquistados por muitos, que deram a sua vida, para que nós pudéssemos usufruir desses direitos, que agora estão sendo cassados, um a um, incluindo o direito de greve.

    Não sei se precisa ser uma greve longa, mas dever ser uma greve que marque, que deixe claro para a sociedade mineira e brasileira que não estamos satisfeitos, que não estamos mortos e que novas greves e mobilizações ocorrerão.

    Num outro post, quero discutir com a categoria algumas propostas práticas de mobilização, o que atualmente não está acontecendo nas escolas. Quero discutir também uma proposta comum para a categoria, de reivindicações, que não se resumem meramente à luta pelo piso, sendo necessário detalhar alguns direitos a que fazemos jus e que precisam constar de uma proposta comum.

    Algo como: o retorno dos mesmos índices de promoção e progressão comum a todos os servidores de Minas, menos para os educadores; o retorno do quinquênio para todos os educadores - antigos e novos; a aplicação imediata do piso enquanto vencimento básico inicial do professor com formação em ensino médio; o imediato posicionamento dos profissionais da Educação na carreira restabelecida, considerando a formação acadêmica e o tempo de serviço prestado; o pagamento aos 153 mil educadores que optaram pelo antigo sistema, daquilo que foi confiscado entre maio e dezembro de 2011, de forma atualizada; o pagamento atualizado da diferença entre o piso na carreira e o subsídio, no período entre abril de 2010 aos dias atuais; restabelecer o direito de usufruto do terço de tempo extraclasse pelo professor, e não a critério da escola, resgatando mais uma tradição do ensino em Minas, quebrada por este governo. Entre outras propostas, ligadas às melhorias nas condições trabalho.

    ...continua...

    ResponderExcluir
  34. ...Continua - (parte 2 de 2)

    Quanto a questão da Lei 100, evito falar sobre o tema, pois isso sempre divide a categoria, ao invés de somar para a luta. Acho que a própria categoria deve encontrar propostas e não deixar que o governo utilize tal questão como estratégia de divisão e de manipulação política, como vem acontecendo já há algum tempo.

    Há algumas situações específicas que devem ser tratadas. Vou citá-las como exemplo: em relação aos auxiliares de serviço e mesmo aos professores que faltam poucos anos para se aposentarem. Nestes casos, acho que é preciso assegurar a permanência no serviço de todos estes colegas, até se aposentarem. No caso dos professores que tenham até 15 anos de serviço prestado, o governo deve se comprometer a fazer um novo concurso dentro de dois anos, pelo menos. Neste período, todos estariam assegurados no emprego e se preparariam para prestar concurso, coisa que não aconteceu no último, porque o governo de Minas faltou com a verdade para com os trabalhadores da Lei 100, dizendo que eles estariam com a estabilidade garantida. Todos os colegas efetivados devem guardar aquela carta e declarações na imprensa através das quais o governo assegura para os efetivados direitos iguais em relação aos concursados.

    Com relação ao concurso em vigência, o governo deve dar posse imediata a todos os aprovados dentro das vagas, e também aos que passaram fora das vagas, isso em relação às novas vagas criadas. Afinal, se a categoria hoje tem cerca de 60 mil contratados, significa que boa parte destas vagas deveriam ser preenchidas pelos concursados - na condição de nomeados, não de contratados.

    Além disso, se acabar a extensão obrigatória de jornada, ficando cada professor com 16 aulas por cargo - que é o correto -, serão abertas no mínimo mais 18 mil novas vagas, o que representa mais do que o número de vagas do edital do último concurso.

    Em torno de propostas assim penso que é possível construir a unidade da categoria, restabelecendo a legalidade constitucional, e sem jogar uns contra os outros, que é tudo o que o governo quer. Não contem com este blog para este tipo de jogo.

    Por agora era isso. Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre ponderado e generoso com as palavras.
      Apoio vc para presidente do Sindicato! Aceita o desafio?

      Excluir
    2. Parabéns,mais uma vez,caro Euler. Minas precisa de mais professores como você. Nosso inimigo é o governo,na pessoa do "PROFESSOR" Anastasia e não os coitados dos efetivados que nada têm a ver com o caso.Só peço que eles entrem na luta,pois já dá prá eles perceberem que foram usados e ludibriados pelo governo e não beneficiados por ele como pensavam. Regina.Sete Lagoas.

      Excluir
    3. Euler, não concordo com vc, caso não tivesse existido a tal lei 100 como ficariam esses servidores. Se a lei cair as coisas vão ficar como sempre foram. Os efetivados vão continuar sendo contratados e prestanto serviço para o estado. Vc que diz tanto que o governo de Minas cria as próprias leis, a lei 100 é só mais uma e temos que derruba-la sim e por ordem na casa. Nossa profissão não é pior que outra, se para ter estabilidade no serviço público tem que fazer concurso que seja assim. essa lei só tira mais ainda nosso prestigio.

      Excluir
  35. Euler, não adianta criar ilusões para os efetivados, quem decide é o STF, e os ministros já deixaram bem iclaro que não abrem mão, no Acre gente com 19 anos ou mais de trabalho não permaneceu, o STF deu 12 meses para elaborar e colocar concursados no lugar. Aqui já tem um concurso vigorando portando pela jurisprencia não será dado todo esse tempo. Os efetivados tem que sair para luta e precionar o governo para ele providenciar a negociação do pagamento do INSS destes profissionais que ainda não se aposentaram.

    ResponderExcluir
  36. Parabéns Euler, ainda bem que tem pessoas sensatas como você, acho que todas as pessoas da área da educação tivesse seu bom senso a educação com certeza estaria muito melhor.
    Agora como um colega disse acima o Aécio ganhou como presidente do partido, e lançou sua candidatura a presidente, tem também uma reportagem na VEJA que diz que o objetivo dele e conquistar a classe C e D. No momento para uma pessoa que pretende ser o presidente do Brasil, o correto não é resolver esse problema da lei 100, que afinal foi ele é que criou, de inicio pagando a Previdência porque as pessoas contribuirão, elas possuem o direito a aposentadoria, e após nomear as pessoas que passaram no concurso dentro das vagas do edital abrir outro concurso, como você falou, onde a segunda etapa seja de provas de títulos para que as pessoas da lei 100 possa usar o seu tempo trabalhado, isso não é inconstitucional. O mais inteligente da parte dele seria fazer logo, e assumir o erro, não esperar o julgamento do STF, que é certo que julgará inconstitucional a lei, e obrigará Minas a fazer do mesmo jeito!



    ResponderExcluir
  37. Euler, parabéns pelo texto, você disse que não gosta de comentários sobre a lei 100, mas gostaria só de pedir um favor, tem como você conseguir a informação de quando vai acontecer o julgamento?

    ResponderExcluir
  38. Para Gérson, vice diretor da E.E.Maestro Vila Lobos:

    Ô Gérson, pra que tratar os alunos com grosseria? A gente educa com educação, não com palavras bruscas.Vc pode por ordem na escola e é o que todos querem, ter escolas organizadas, com ordem e respeito, mas do jeito que vc faz, todos vão ficar com antipatia de vc.Tenho certeza que vc vai pensar bem e mudar suas atitudes.
    BOA SORTE!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vice-diretor que trata alguem mal é otário

      todos devem respeito até os alunos, fui diretor 8 anos e sou vice, me relaciono bem com todos.

      Com educação e cordialidade os resultados não melhores, afinal......

      Newton disse. "para toda ação haverá sempre uma reação"

      essa fala não serve somente para física, mas sim para os brutos também.

      Excluir
    2. Euler, eu fiz uma consideração sobre a vice diretora da escola Adalberto Ferraz e você não publicou.

      Considero aqui um espaço democrático para discussão e até para damos um toque em alguém.

      Obrigado de nada.

      Excluir
    3. Concordo! A amizade entre as partes dá mais resultado.
      Se educa com educação.Afinal, tem muita gente exercendo função sem ter capacidade, infelizmente!

      Excluir
    4. Pessoas rudes e diretas tem o grande valor de não serem psicopatas, no fundo são boas. Já os educadinhos... (Cortina de fumaça, isca, etc.)

      Excluir
    5. Parece mas não é.

      Excluir
  39. Ressalte-se que a orientação deste Tribunal, no sentido de não ser complacente em relação à regra do concurso público, encontra-se sedimentada no voto proferido pelo Ministro Celso de Mello, quando do julgamento da ADI nº 1.350/RO, nos seguintes termos:

    “É de ressaltar que a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal – refletindo o magistério da doutrina (...) – não tem transigido em torno da necessidade de observância, sempre indeclinável, do postulado constitucional do concurso público (...).

    É por tal razão que esta Suprema Corte – ante o caráter impostergável desse princípio que faz realizar, em projeção concretizadora, a exigência da isonomia (...) – tem censurado a validade constitucional de normas que autorizam, permitem ou viabilizam, independentemente de prévia aprovação em concurso público de provas ou de provas e títulos, o ingresso originário no serviço estatal ou o provimento em cargos administrativos diversos daqueles para os quais o servidor público foi admitido.

    Em conseqüência dessa rígida interpretação jurisdicional em tudo compatível com a importância do postulado do concurso público –, o Supremo Tribunal Federal vetou, em julgamento definitivo ou em sede de delibação cautelar, a aplicabilidade de preceitos normativos, que, desconsiderando a essencialidade do princípio em questão, objetivavam viabilizar, de maneira ilegítima, a investidura funcional de servidores administrativos, mediante utilização de institutos reputados inconciliáveis com a incontornável exigência constitucional do concurso público. Em todos esse casos – e qualquer que fosse o nomen júris adotado – a jurisprudência constitucional do Supremo Tribunal Federal, tendo presente a necessidade de preservar a incolumidade do princípio do concurso público, repeliu a utilização dos institutos (a) da ascensão (...) (b) da transferência e/ou transformação de cargos (...) (c) da integração funcional (...) (d) da transposição de cargo (...) (e) da efetivação extraordinária no cargo (...) (f) do acesso e aproveitamento (...)” (grifou-se).

    ResponderExcluir
  40. A GREVE É INEVITÁVEL, nem que seja para desmacarar este Governo e seu Padrinho Padre Aecim Malvadeza.

    ResponderExcluir
  41. Euler,gostaria que me desse uma informação ,nós professores dos anos iniciais estamos trabalhando 20 horas por semana,que transformados em períodos de 50 minutos dão 22 períodos,mas só estamos recebendo 4 horas de exigência curricular.Não deveria ser 8? Aguardo resposta.Veralúcia .Conselheiro Pena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exigencia curricular é hora extra, então tem pagar adicional 50% sobre a hora

      regente de turma considera-se horas e não módulos, sendo 24 horas semana.

      fui diretor

      Excluir
    2. A diretora da EE Adalberto Ferraz considera módulo aula.
      A cada módulo trabalhado o professor deve 10 minutos. A diretora somo os 10 minutos, dando 50 minutos semanal. Quando falta algum professor, a diretora manda o professor, seja que disciplina for, para sala de aula.

      E de quebra tem o famoso assédio moral correndo solto e livre em cima de qualquer servidor que não enquadrar.

      Excluir
    3. Se a jornada é de 24 horas semanais o excedente é hora extra, portanto, cabe ação n ajustiça.

      Excluir
    4. Estamos trabalhando 30 horas, a Gazola disse na cartinha, e estamos recebendo subsídio de 24h.
      Mais uma vez os professores mais antigos estão saindo prejudicados.
      Meu afastamento preliminar saiu esse mês,30 anos e alguns meses de regência e 50 anos de idade.Até então estava recebendo um adicional de exigência, mas agora com o afastamento não recebo mais este adicional.
      Quer dizer me afastei trabalhando 30 horas e mais uma vez fico no prejuízo porque vou voltar a receber apenas o subsídio de 24h.
      É só injustiça com quem dedicou uma vida à educação!

      Excluir
  42. Diretora de minha escola disse que o prêmio por produtividade acabou esse ano. Já era! Alguém sabe algo a respeito?

    ResponderExcluir
  43. QUANTO AO SERVAS, SABEMOS QUE A CÂMARA, NÃO DARÁ NADA, POIS TEM MUITOS ALIADOS QUE RECEBERAM VERBA DE LÁ

    PRECISAMOS DO MPF E MPE NO CASO

    VOCÊS AÍ DE BH, QUE CONHECE SERVIDOR DE LÁ(SERVAS) TEM QUE VER SE CONSEGUEM DOCUMENTOS DO ARQUIVO E TIRAR CÓPIAS DAS CONTAS.

    LÁ TEM TUDO

    ResponderExcluir
  44. Estado de Minas

    Publicação: 28/02/2013 06:00 Atualização: 28/02/2013 07:53
    Os estados brasileiros estão respirando mais aliviados depois da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de que o piso nacional de salário do professor deve ser pago apenas a partir de abril de 2011, data a partir da qual a Corte decidiu pela constitucionalidade da norma que estabeleceu a remuneração básica para a categoria. Na verdade, a lei foi promulgada em julho de 2008, e caso fosse confirmada essa data de validade, os estados teriam passivos bilionários com os professores. Em Minas, desde 2011, os professores vinham recebendo subsídios para atingir o teto nacional da categoria e, portanto, com essa decisão dos ministros não haverá passivo. De acordo com a Secretaria de Estado da Educação, os professores hoje têm remuneração unificada com piso de R$ 1.386 mensais, por 24 horas semanais, quando o piso para este ano, a partir de janeiro, está estabelecido em R$ 1.567, para 40 horas por semana. Segundo a assessoria, a remuneração atual no estado é 59% superior ao estabelecido pelo governo federal.

    Saiba mais...
    Lei do piso salarial do professor pesa nas contas dos municípios Carreira de professores está na pauta da Assembleia de Minas STF diz que lei do piso de professores só vale a partir de 2011
    A decisão de validade do piso somente a partir de abril de 2011 foi tomada ontem, em recursos apresentados pelos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará, que alegaram não ter condições financeiras de pagar os valores retroativos. Desde a promulgação da norma, esses quatro estados estão em verdadeira queda de braço com o governo federal para tentar derrubar o piso nacional da categoria. Ela foi questionada com os argumentos de que os custos com a folha de pagamento poderiam ultrapassar o percentual de comprometimento estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal e do desrespeito à autonomia dos estados e municípios para legislar sobre a matéria. A derrota da investida dos governadores já começou a se desenhar com a negativa da liminar para alterar o regime de pagamento, do presidente do STF e relator do caso, ministro Joaquim Barbosa, em novembro. Mas ontem, com a decisão do piso retroagir apenas até 2011 e não 2008, Barbosa foi o derrotado. Oito ministros votaram para que a retroatividade fosse de apenas de dois anos.

    Embargos

    Em seu voto, Joaquim Barbosa, o único contrário ao pagamento retroativo desde 2011, afirmou: "Visivelmente, esses estados todos não querem cumprir a lei. Eles ingressam com embargos, daqui a pouco virão outros embargos”. O ministro Marco Aurélio Mello, então, questionou: "Mas eles não têm numerário". E Barbosa rebateu: "Eles têm numerário para outras coisas. Seguramente têm", afirmou. Ele argumentou que os estados já tiveram prazo para se adequar e fazer o pagamento adequado aos professores.

    O ministro Teori Zavascki foi o primeiro a atender o pedido dos estados para que o piso só valesse a partir de 27 de abril. Ele foi seguido por Rosa Weber, Cármen Lúcia, Luiz Fux, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes, Celso de Mello e Marco Aurélio. O ministro Dias Toffoli, que foi advogado-geral da União na época da criação da lei, se declarou impedido de analisar o caso. Zavascki argumentou que os gastos poderiam comprometer o Orçamento dos estados. "A informação que se tem é que os gastos são elevados em alguns estados comprometendo seriamente a previsão orçamentária."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E O PISO COM VANTAGENS QUE PARA MUITOS PASSA DE 2500,00 E SÓ RECEBEM 1986,00
      TERÁ QUE SER CONBVRADO NA JUSTIÇA

      Excluir
  45. Olá Euler.
    Parabéns pelo seu texto. Muito bem redigido, demonstrando que você é um exemplo de pessoa.
    Leio inúmeros textos neste espaço de pessoas sem noção do que escrevem. Ofendendo e diminuindo os colegas de trabalho. Fico indignada com tamanha insensatez.
    Se todos pensassem como vc, pelo menos um pouco!Você deve ser uma pessoa,com a consciência muito em paz, pq sempre fala a verdade de uma maneira tão bem colocada, que a gente fica feliz em lê-la.
    Sinta amado por muitos de nós.
    Se algum dia vc sair da educação, irá nos fazer muita falta .
    Um grande abraço. Marlene.

    ResponderExcluir
  46. publicado em 9 de maio de 2013 às 20:03


    por Luiz Carlos Azenha

    Os professores de Minas Gerais podem fazer nova greve geral a partir de 5 de junho, no mês em que serão disputadas em Belo Horizonte partidas da Copa das Confederações.

    O Sind-UTE — Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação –, que representa 270 mil profissionais estaduais de educação, realizará naquela data uma assembleia com indicativo de greve.

    O objetivo é aproveitar a presença da mídia internacional para denunciar a precariedade da educação em Minas, segundo informou a presidente do Sindicato, Beatriz Cerqueira: o fato de que o governo Anastasia não paga o piso salarial do MEC — de R$ 1.597,00 –, criminaliza os movimentos sociais, persegue professores e faz com que eles trabalhem até 60 horas semanais.

    Além disso, sempre de acordo com Beatriz, é irônico que Minas sedie uma competição esportiva quando o governo estadual retirou 15 mil professores de Educação Física dos anos iniciais da formação escolar.

    Segundo ela, a carreira dos professores permanece congelada e esta poderá ser a terceira greve no estado com a mesma pauta básica de reinvindicação, que é o pagamento do piso.

    Sobre o chamado “choque de gestão”, iniciado pelo então governador Aécio Neves em 2003, Beatriz disse que um dos símbolos dele são as parcerias público-privadas, como a que recentemente permitiu a abertura da primeira penitenciária operada pela iniciativa privada em Minas. “O governo paga R$ 2.700 reais por mês por preso, enquanto investe R$ 2.106 por ano por aluno e paga em média ao professor R$ 1.300 por mês”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será a escola de ban... que predomina?

      Excluir
  47. Já estou fazendo campanha contra Aécio na minha família, todos sabem que onde PSDB entra o povo mais humilde só leva prejuízo. A história mostra esse descaso com a classe dos menos favorecidos, vamos juntos falarem a mesma língua e esse traste será derrotado.

    ResponderExcluir
  48. Euler hoje fiquei muito feliz, com a manifestação dos colegas efetivados na escola, 90% estão disposto a entrar de greve, achei que fosse ficar com medo devido essa ADI, mas mostraram que não adianta o governo tentar dividir a categoria ele não vai conseguir. Estamos todos unidos. Parabéns efetivados,estamos juntos contem também com o apoio dos efetivos.
    Jane

    ResponderExcluir
  49. Euler, tem um pedido para se houver a possibilidade de você, saber quando acontecerá o julgamento, gostaria muito também de saber.
    desculpe se houver algum erro sou servente ainda tenho um pouco de dificuldade.
    Maria Abadia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.stf.jus.br/portal/processo/verProcessoAndamento.asp?incidente=4332889

      Nesse outro link estão os documentos anexos como parecer,petições :

      http://redir.stf.jus.br/estfvisualizadorpub/jsp/consultarprocessoeletronico/ConsultarProcessoEletronico.jsf?seqobjetoincidente=4332889

      Excluir
  50. Carioca arrependido.23 de maio de 2013 00:03

    “Monstros são Criados!”
    - Salvem os Professores –
    #SOSEducação

    " Chamou muito à atenção a série de reportagens, pelo Jornal da Band: “Professores Ameaçados”.
    As monstruosidades praticadas por alunos. Sim, alunos.
    Agressividade monstruosa, raiva, descontrole... De onde vem tudo isso?"
    " De casa. Perdão pais. Mas vem de casa, de onde moram,vivem.
    Somos aquilo que nos fizeram. Somos o que nos transformaram. As desculpas? As mais esdrúxulas possíveis:"
    " Eles somente falam em dar um “aumentozinho” para professores. Penso diferente. Será que os professores precisarão aprender “artes de defesa pessoal”.
    Porque estamos ficando tão desumanos?

    Cadê nossa essência? Estamos perdendo nossa pureza e transferindo aos nossos filhos?
    Quem irá se sujeitar a estudar para professar? O que para a maioria é difícil cursar uma faculdade, fazer pedagogia, se especializar, passar em concursos, ou provas difíceis? Para quê?"

    http://epensarnaodoi.blogspot.com.br/2013/05/monstros-sao-criados-salvem-os.html?spref=tw

    ResponderExcluir
  51. http://br.noticias.yahoo.com/campos-tem-coisa-cabe%C3%A7a-a%C3%A9cio-diz-ciro-112600459.html

    ResponderExcluir
  52. Alguém sabe dizer se a partir de agosto vão tirar os professores efetivados e efetivos dos anos iniciais e jogar para os anos finais do fundamental.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que não!!!E o que seria feito dos professores que já atuam nos anos finais?

      Excluir
    2. Qual propósito para que isso seja?

      Excluir
  53. O PEPINO VAI PARA QUEEEEEEEEEEEEMMMMMMMMM?

    ACHO QUE VOU VOTAR NESSE AI

    MESMO QUE SEJAM PIORES, MAS SERÃO MELHORES QUE PSDB
    Fernando Pimentel e Clésio Andrade são favoritos para o Governo de Minas em 2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tuuuuuuuuuudo, de menos PSDB. Minha família toda (mais ou menos 65 pessoas) não votará no PSDB.Não tem boas lembranças.

      Excluir
    2. Carioca arrependido.25 de maio de 2013 14:16

      Tudo nada, Anônimo24 de maio de 2013 19:56, porque o PSB é filhotinho dos tucanalhas. Mares Guia é envolvido no Mensalão do PSDB até o pescoço e o dinheiro foi para a campanha do Aécio, quem ajudou também foi o Eduardo Azeredo.

      http://www.novojornal.com/politica/noticia/cupula-do-psb-entra-em-rota-de-colisao-com-walfrido-26-02-2013.html

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Walfrido_dos_Mares_Guia

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Eduardo_Azeredo

      Leia com atenção para não ser induzido ao erro de pensar> Tudo menos PSDB pois tem muito psdb disfarçado por aí...
      Eles estão sempre beirando o LULA e ele por não conhecer a história foi induzido ao erro e só ele pagou até agora.
      Abaixo-assinado Que o STF julgue o Mensalão do PSDB, Pai de todos os Mensalões!
      Para:SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

      http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2012N30265

      Excluir
  54. Retirado do blog Conversa Afiada do Paulo Henrique Amorim


    helio jorge

    Também concordo que o movimento sindical está muito acomodado; não sabe , não quer ou tem preguiça em usar a criatividade, para colocar a classe cotidianamente em dia com os assuntos políticos, que são de nosso interesse. Muitos sindicalizados não sabem o que ocorreu realmente no processo do mensalão, o livro Privataria Tucana era para ser lido , relido e encenado costumeiramente . Tem sindicalizado que não sabe a diferença entre a CUT e a Forca Sindical. É uma lástima . Ou é preguiça de conscientizar aos demais colegas ou é medo de que estes aprendam e venham tomar os seus lugares como diretores e perder a boquinha. Ninguém deve ter medo basta se aperfeiçoar, tendo competência , a tendência é só crescer.

    ResponderExcluir
  55. NEM É PRECISO GREVE. BASTA QUE ATRAPALHEMOS A COPA DAS CONFEDERAÇÕES. É HORA DE DAR O RECADO PRA ELE ENTENDER DO SEREMOS CAPAZES EM 2014.

    ResponderExcluir
  56. CONCORDO PLENAMENTE !!! MUDANÇA JÁ ,2014 ESTÁ PROXIMO. PIMENTEL E CLÉSIO VEM AÍ!...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se iludam com estes dois,são pilantras também...

      Excluir
  57. Blog Jakes Paulo " pitacos de um professor que lê"

    ResponderExcluir
  58. TEMOS QUE NOS UNIR CONTRA O CHOQUE DE INDIGESTÃO, DESDE 2004 QUE CARREIRA VEM MUDANDO E PARA PIOR.

    ResponderExcluir
  59. Olá pessoal!

    Chegou a hora! Vamos organizar a linha de frente do NDG com participação popular e membros de outros sindicatos. Vamos expor as vísceras desse engodo praticado desde que "Ah, é sô" conseguiu se eleger para [des]governador.

    Aquela decisão que se arrastou até o início da madrugada no pátio da ALMG decretando o fim da greve de 2011 não pode ser esquecida.

    Sr. Anastasia, Vilhena e Gazzola: vocês não fizeram o serviço completo e, portanto, não tombaram a categoria como pensam. O êxito do Craquécio passará pelo crivo do funcionalismo público. Certamente vamos cobrar os prejuízos que fizeram conosco ao instituir aberrações como mais valia relativa,arrocho salarial, assédio, perseguições, sucateamento e extinção das instituições democráticas. Isso tudo somado com a participação do baronato midiático ávido em abarrotar os bolsos de nióbio e cifras astronômicas graças ao desinformado contribuinte mineiro.

    Vocês estão lascados. Estamos preparando um cardápio indigesto para vocês jamais nos esquecerem. A vitória de vocês, opulentos,ainda não veio. A Minas que vocês regurgitam nas tv's não existe. Aliás, nem licença pedem para entrar em nossas casas para dizer coisas descabidas. As verbas escolares vem a conta gotas e os diretores "domesticados" nas reuniões em Superintendências espalhadas por esses rincões das Gerais estão passando o maior sufoco. Falta de suprimentos e outros materiais comprometem a qualidade do serviço e sugere que o caixa do governo está prá lá de quebrado. Mais do mesmo não é mesmo Anastasia? Basta as eleições se aproximarem para que sumam com o dinheiro.

    Atenção membros do NDG espalhados por todos os cantos desse estado: de pé! Comtes Euler e Martinho,Capitão Rômulo,soldado buzina, Petrônio, Cristiano, Fernando, Liliane, Cláudia, Marly, Nelsinho, Rodrigo da Bhrama, Carlinhos, Paulo, MST, FORA LACERDA, Brigadas Populares, SINDIELETRO, SINDIFISCO, SIND-SAÚDE,SINDIPOL vai recomeçar o quiprocó.

    Só falta a reunião!


    ResponderExcluir
  60. Ao dormir, ontem, 23/05, deparei com a mídia sensacionalista do programa do ratinho (minúsculo mesmo, pois, não há nele mínima cultura) anunciando o senhor Aécio Neves, como entrevistado da noite.
    Só mesmo neste programa pra aócio aparecer. A coisa tá tão feita que aócio está indo em programas feitos para classe baixa-baixa para marketing....ou será esta a estratégia: conquistar a classe baixa? Pq, pessoas esclarecidas, que vivem, assim como eu, professora, sabem do que este senhor fez com a classe.... controle remoto na mão, outra mídia sensacionalista: TV BOBO, menos mal.... não tinha, naquele momento, aever neves.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pó pará,Aécio...

      Excluir
    2. Sujeito sem noção! Qual projeto ele tem para o país? Será o "Cheira Brasil"?

      Excluir
    3. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      Quem sabe ele vai aumentar o auxílio?

      Excluir
  61. Com o Craquécio indo ao programa do ratinho e o Naná na contra mão, estão se borrando e pedindo pelo Amor a Deus que Professores não atravessem o seu caminho. Atrapalhar mais ainda os colóquios que estão
    armando pra cima do POVÃO. Professores entendam que o Craquécio, Naná,Renatinha e Gazola, vem com tudo pra cima de vocês.Mas vão com TUDO pra cima deles.Não temos mais nada a perder.Eles sim tem que ser desmascarados e acabar com estes bandos de salafrários. CORRETO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois da tal Lívia Marine na Globo, personagem da alta roda traficante, com certeza o pó parar aético será facilmente desmascarado...

      Excluir
  62. Euler,tudo bem?
    Você poderia refrescar a nossa memória?
    Quando teremos algum aumento em nosso salário?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo24 de maio de 2013 22:35
      Queremos não anônimo. Queremos o cumprimento do Piso Nacional, com os devidos aumentos e na nossa carreira antiga. Depois disso é claro que poderíamos até querer um aumentinho de 5%. Isso não faria mal a ninguém. Contudo antes queremos o cumprimento da Lei 11.738/08 e retroagindo como o STF já transitou em julgado sem nenhum recurso mais... Creio que agora só falta o jurídico do SindUTE-MG agir e mandar executar através de um Mandado de Segurança coletivo no STF. Que bom seria se eles aventurassem a nos escutar ao menos uma só vez.

      Excluir
  63. Euler e amigos, vejam só que idéia legal que encontrei no Twitter:

    @claudinhoaguiar 11 min
    Fui assaltado e o ladrão chegou em mim e disse: "Give me the phone" porque tá me assaltando em inglês? "to treinando pra copa mano"
    Retweetado por Gracieusa Brito"

    Daí pensei assim:

    @GracieusaBrito 11 min
    Boa idéia p/ os professores de MG q vão fazer greve na copa das confeferações: "The people united will never be defeated!"

    @GracieusaBrito 8 min
    Greve de MG dia 05/06/2013: "The teacher in the street, government is your fault!"

    @GracieusaBrito 7 min
    E a greve continuaria assim em MG... We want FLOOR NATIONAL Law 11.738/08 in the career path OLD that was usurped!

    @GracieusaBrito 7 min
    Temos que treinar... No jogo da Seleção Brasileira X Argentina paramos o trânsito por uma hora só, mas na copa será diferente...

    Gostou da idéia? Temos que fazer faixas e também treinar o Inglês urgente... kkkkkkkkkkkk Juntos somos mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gracieusa, você riu, mas levei a sério e achei fantástica a ideia.Valoriza a campanha e quem não sabe inglês vai ficar pedindo a outros a tradução. O povo é curioso e adora o que vem dos states. Ótima ideia! Coloque em prática já. Poderiam desde já colocar este tipo de Out dor ou faixas por aí.O movimento da copa já está a todo vapor. Regina.

      Excluir
  64. Vamos mobilizar os alunos, pedir apoio dos pais e da sociedade. Temos que fazer alguma coisa,parados que nao podemos ficar. Vamos mobilizar os aposentados de alguma forma.Nao da para aceitar mais este caus que se instalou nas escolas mineiras. Temos uma lei a nosso favor, vamos buscar aliados.

    ResponderExcluir
  65. O IBGE divulgou, nesta sexta-feira (24), números sobre o mercado de trabalho, no Brasil. Uma das conclusões é que trabalhadores com nível superior recebem salários, em média, três vezes maiores do que os que não foram à universidade. E, ano a ano, o percentual de brasileiros diplomados tem crescido.
    A recepção foi só a porta de entrada. A ex-recepcionista cresceu na carreira depois que fez faculdade de administração.
    “Foram surgindo as oportunidades. Fui aproveitando. E o salário foi crescendo”, afirma Danila de Oliveira, encarregada de qualidade.
    O dono da empresa até ajudou a pagar o curso.“Faz muita diferença ter faculdade. Ele acaba trazendo para a empresa alguns benefícios, como maior produtividade, de repente, como também inovações”, avalia Alfredo Gonçalves.
    Na empresa, quem não fez faculdade consegue, se for muito bom, chega a encarregado. O salário é interessante, até R$ 5 mil. Mas para aí. Para continuar subindo, só com curso superior. E o salário pode ir a R$ 20 mil.
    O diploma no Brasil conta muito, mesmo. Na média, segundo o IBGE, quem não tem nível superior ganha quase R$ 1,3 mil. E quem tem, mais de R$ 4 mil. A diferença passa de 200%.
    “Por que isso? Pela escassez de bons trabalhadores, pela escassez de trabalhadores com qualificação. O mercado reconhece a educação e o mercado paga pela educação. E os brasileiros sabem disso. Os pais querem que os filhos estudem porque a educação é um mecanismo de ascensão social”, aponta Hélio Zylberstajn, professor da FEA-USP.
    E a fatia de trabalhadores que fizeram faculdade vem aumentando. Entre 2010 e 2011, subiu de 16,5% para 17%. Os que não passaram do Ensino Médio ainda representam mais de 80% dos trabalhadores.
    Wanderson Almeida estudou até o curso técnico. Agora, com 35 anos, está fazendo engenharia.
    “É um sonho pessoal e profissional, também”, conta. Ele diz que já tem planos para quando tiver salário de gerente: “Mudar de carro. Casa. Casa no litoral. Quem sabe um sitiozinho”.
    NO PAIS DAS MINAS GERAIS ISSO NAO EXISTE - OS PROFESSORES NÃO TEM CURSO SUPERIOR COM CERTEZA.....

    ResponderExcluir
  66. Absurdo!
    Escola é obrigada a ter o "Aprofundamento de Estudos", onde alunos do Ensino Médio têm a oportunidade de voltar à escola no contraturno para irem se preparando para o ENEM. Só que os alunos da escola pública já custam a irem à escola no horário normal, alguns pagam passagem com dificuldade, a maior parte não têm interesse e apenas 1% aderem à ideia. A escola monta as turmas na maior dificuldade, pegando (quase à força) os documentos dos alunos, inserindo os nomes no programa online, como se tudo fosse verdade, como o Anastasia e Gazola querem. Divulga vagas de professores, monta todo o quadro de mentirinha, pois se vê obrigada à farsa. Vem dinheiro para montar as apostilas, que não são feitas, só se for para jogar fora, e o 1% acaba desanimando com a frequência. Resumo: dinheiro público para jogar fora, fazer de conta para as suas estatísticas o governo tem, só não tem para pagar os professores dignamente. É um absurdo revoltante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O governo inventa um monte de baboseiras para dizer que está gastando com a educação,embolsa o dinheiro mas não paga o Piso dos professores.São programas para justificar gasto com educação que na realidade nem os professores conhecem ou reconhecem.

      Excluir
    2. Minas está indo à base de mentiras.
      É tanta safadeza!

      Excluir
  67. Entenda o que levou Aécio Neves a ser acusado de fraude contábil & "Anastasia na mira" - A promotora Josely Ramos está preparando uma outra ação, desta vez investigando o período de 2008 a 2011, contra o governador Antonio Anastasia, que também não aplica o mínimo exigido na saúde de Minas Gerais.

    NA ÍNTEGRA: http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/promotora-estuda-nova-acao-contra-aecio-por-fraude-contabil.html

    ResponderExcluir
  68. COLOCAMOS ASSIM, DE 80 ALUNOS DO ENSINO MÉDIO, 5 QUEREM PARTICIPAR DO AP´ROFUNDAMENTRO NE RESTTO É FORÇADO

    ResponderExcluir

  69. http://www.viomundo.com.br/denuncias/mineiros-denunciam-imposto-de-42-nas-contas-de-luz-da-cemig.html

    ResponderExcluir
  70. Quando foi homologado o último concurso?

    ResponderExcluir
  71. Viram o Craquécio na TV fazendo o papel de cinquentão de propaganda enganosa? Minas é o Estado de referência Nacional de Educação HeHeHe,tá na hora de fazer GREVE pra acabar com a pose deste playboy mentiroso.kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.Vamos acabar com a tolerància zero do Malvadez.

    ResponderExcluir
  72. Acabei de ler na Veja que o governo de Minas terá ultrapassado em 2014 o limite de gastos com pessoal que é de 46,55%, para 57,24%. Se a lei 100 for considerada inconstitucional como ele irá pagar a previdência para garantir o direito a aposentadoria dos funcionários. Nossa situação é muito preocupante. O governo deveria divulgar o que ele pretende fazer para diminuir a preocupação de vários servidores.
    Pelo que entendi essa diferença ele terá que conseguir com o governo Federal, e também pela reportagem deixa a entender que ele vai precisar da boa vontade do governo ou seja ele precisará de ajuda, não é obrigação do governo federal ajudar. e com o Aécio o principal oposição ao governo vai complicar a situação de minas ainda mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que peça dinheiro ao federal, já que salvou em 900 milhões de dólares,as dívidas de vários países.
      Minas, vá e peça já senão o dinheiro acaba.

      Excluir
    2. Minas foi um dos Estados que devolveram verba para segurança por falta de projeto. Imaginem,Minas devolvendo dinheiro para a União. Veja no "Novo Jornal".Vai ser processado.

      Excluir
    3. Olha, sou da lei 100 e não tenho medo algum de falar sobre este assunto.
      Se eu perder, como dizem acontecer, não vou passar fome. Vou fazer algo mais valoroso que educação. Não temo perder e ficar de mãos vazias.Não espero acertos, pois ele não poderá fazer nenhum acerto com os efetivados, pois ele não é nosso patrão, mas vai ter que fazer acerto com o INSS , isto eu tenho certeza. Acerto daquilo que não foi pago naquela época e olha que não é pouco!
      Seja o que Deus quiser, vou aguardar, sem medo de ser feliz e agradecer a Deus por ter me deixado trabalhar todo este tempo.
      Um abraço a todos os que estão na mesma situação que eu.
      Marlene

      Excluir

  73. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/05/1281497-bandeiras-de-aecio-se-desgastam-em-minas.shtml

    ResponderExcluir

  74. http://www1.folha.uol.com.br/poder/2013/05/1281500-saldo-e-positivo-mas-ha-problemas-diz-governador-antonio-anastasia.shtml

    ResponderExcluir
  75. Colegas, como fica a vida dos professores de Ed.Física e Ens.Religioso dos anos iniciais, já que não podem mais dar suas aulas? O que vai acontecer ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como fica a vida dos professores de Ed Física e Ensm Religioso? Resposta : Não fica. Essa causa está permanentemente perdida.

      Excluir
  76. Quem ta preocupado com greve em minas! Uma meia duzia de professores que não tem medo de dar acara a tapas.Na minha escola todos estão reclamando e ninguem trabalha só choramingam, mas na hora que se fala em ir a luta por DIGNIDADE não sabe o que é isso todos são lei 100 medrosos e jovens demais para contentar com a miséria que recebem, não vão aluta nunca são covardes e inoperantes,tá bom demais , sabe de uma coisa tenho lutado sozinha mas já estou aposentando e desanimando , não estou vendo luta da classe tem gente que não sabe até hoje o que é plano de carreira já entrou na época do Craquécio e Anastasia , são como a maioria dos jovens de hoje sem sonhos sem esperança sem perspectiva de futuro.

    ResponderExcluir
  77. Acordem !!!! O sind ute está rindo da nossa cara. Amanhã vão air da reunião dizendo que não conseguiram nada. Como sempre é a mesma conversa para enganar otários !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sind ute, sem credibilidade

      Excluir
  78. CAMPANHA JÁ COMEÇOU

    NA MINHA FAMÍLIA FAREI CAMPANHA PARA TODOS VOTAREM CONTRA CANDIDATO GOVERNO, FORAM CORJA DA INDIJESTÃO

    ResponderExcluir
  79. Lei 100 do Acre (ADI 3609)
    27/05/2013 Ata de Julgamento Publicada, DJE ATA Nº 13, de 16/05/2013. DJE nº 99, divulgado em 24/05/2013

    Alguém sabe nos informar o que significa esse movimento que está com a data de hoje 27/05/2013?

    Porque as decisões do STF são tão postergadas?

    ResponderExcluir
  80. Colegas, um professor que se afasta da sala de aula por ter 25 anos de exercício perde o direito a aposentadoria especial de professor? por favor, estou nesta situação e ainda não decidi se afasto. Vejam bem, esse afastamento não é para aposentar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa situação é prevista em lei. Você não perderá a aposentadoria especial.

      Excluir
    2. Na minha escola temos 3 afastadas nesta situação e 2 se aposentaram este início de ano depois de 1 ano afastadas, aguardando completar 50 anos,Todas duas se aposentaram sem perder nada,sem problema algum.Pode afastar sem medo. Regina. Sete Lagoas. E aproveite antes que lei acabe, pois está faltando professor prá todo lado.

      Excluir
  81. Amigos, esse ano completei 25 anos de sala de aula. Há uma lei que dá direito a cumprir o restante fora da sala de aula. Estou receoso quanto a me prejudicar na aposentadoria. Não confio nessa lei. Será que não é uma "pegadinha"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou afastada desde o ano passado, me aposento este ano.Não perdemos nada.

      Excluir

  82. http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/103304/TSE-A%C3%A9cio-fez-propaganda-antecipada-TSE-A%C3%A9cio-fez-propaganda-antecipada.htm

    ResponderExcluir
  83. Leiam no jornal O tempo os gastos do Anastasia:esmaltes ,rimel ,bases, calças, camisas, lanches, eletrodomésticos.... uma roubalheira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uai, tá usando esmalte? Rimel? Bases?

      Excluir

  84. http://www.novojornal.com/politica/noticia/comecam-a-aparecer-as-ligacoes-de-azeredo-com-joaquim-barbosa-27-05-2013.html

    ResponderExcluir
  85. O que ele fez para a educação? Vamos refrescar a memória?Quem sabe a gente lembra?



    27/05/2013 17h43 - Atualizado em 27/05/2013 18h51
    TSE determina que PSDB substitua parte de programa com Aécio Neves
    PT alegou que tucanos fizeram propaganda eleitoral antecipada.
    Programas dos dias 28 de maio e 1º de junho terão que ser trocados.

    Mariana Oliveira Do G1, em Brasília
    19 comentários

    A ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Laurita Vaz determinou a suspensão de trecho de programa do PSDB no rádio e na TV em que o senador Aécio Neves, recém-eleito presidente da legenda, cita sua atuação como governador de Minas Gerais e diz que quer conversar com a população sobre alternativas para "cuidar melhor do Brasil".

    Laurita entendeu que houve promoção pessoal e concedeu ao PSDB a possibilidade de alterar o trecho no programa a ser exibido nos dias 28 de maio e 1º de junho. A propaganda já foi veiculada nos dias 21 e 25 de maio.

    A decisão foi tomada na sexta (24) e divulgada nesta segunda (27) após representação apresentada pelo PT que alegou "flagrante propaganda eleitoral antecipada, mediante a divulgação de imagem pessoal do pré-candidato à presidência da República pelo PSDB, senador Aécio Neves, claramente com o intuito de alavancar sua popularidade eleitoral".

    A ministra afirmou, na decisão, que a lei obriga que a propaganda seja utilizada para transmitir mensagem sobre as atividades partidárias, e não para a promoção de filiados.
    saiba mais

    Aécio é eleito presidente do PSDB com 97,3% dos votos do partido
    Procuradoria pede multa a Dilma e ao PT por propaganda antecipada

    Ela determinou a exclusão do trecho em que Aécio diz: "O Brasil é um país de muitas riquezas, mas a maior delas é a nossa gente. Eu entrei na vida pública vendo brasileiros de todas as crenças conquistando a liberdade. Aprendi a respeitar as diferenças e a jamais abrir mão de princípios. Quando fui governador, Minas recuperou a sua força e se tornou referência em educação. Agora, como presidente do PSDB, quero conversar com você, porque juntos podemos cuidar melhor do Brasil."

    Para a ministra, há "nítida predominância da linguagem em primeira pessoa".

    Laurita diz, porém, que o fato de Aécio apresentar o restante do programa, que aborda educação, inflação e gastos públicos, não faz a peça ser irregular.

    "As circunstâncias de as inserções estarem protagonizadas por liderança política titular de mandato eletivo e de explorar feitos supostamente encetados no exercício do cargo, não induzem, por si mesmas, à exclusiva promoção pessoal em desvio das finalidades legais, sobretudo quando se cuida do presidente nacional do partido."

    A decisão foi liminar (provisória) e ainda terá de ser analisada pelo plenário do tribunal. No mérito, o PT pede suspensão do direito de propaganda gratuita do PSDB no segundo semestre deste ano e multas que podem chegar a R$ 25 mil ao partido e a Aécio.

    Em nota, o PSDB destacou o fato de o TSE ter suspendido uma única peça, não atendendo o pedido do PT, que questionou três de quatro inserções partidárias. O partido informou ainda que apresentará defesa ao tribunal.

    "A ministra considerou não ter ocorrido antecipação do horário eleitoral", ressaltou o PSDB. "Uma única inserção foi suspensa em razão de conter uma frase não compatível com os termos estabelecidos para propaganda de natureza partidária", completou

    ResponderExcluir
  86. Euler,

    Veja esta matéria do Cristóvam Buarque, publicada no "O Tempo". Este Senador foi descartado, como Ministro da Educação, na era Lula. E por telefone.
    O ex-Presidente nos deve esta!


    "Superação do atraso só com um salto educacional"

    PUBLICADO EM 24/05/13 - 3h0

    Em 1961, os Estados Unidos definiram a meta de enviar um homem à Lua no prazo de dez anos. Cinquenta e dois anos depois, o governo brasileiro definiu a meta de alfabetizar suas crianças de oito anos até 2022. Talvez nada demonstre mais o nosso atraso do que a diferença entre essas duas metas. E o governo comemora com fanfarras, em vez de pedir desculpas pelo atraso do Brasil.


    Nesta segunda década do século XXI, os países que desejam estar sintonizados com o futuro têm como metas, dentre outras, a conquista do espaço, o entendimento das ciências biológicas, o desenvolvimento de técnicas de telecomunicações, a implantação de sistemas industriais sintonizados com os avanços técnicos.

    Fica impossível imaginar uma sociedade do conhecimento sem centros de pesquisa e um amplo sistema universitário de qualidade. Isso só é possível se a educação de base for de alta qualidade para todos. E isso é impossível sem a alfabetização universal e completa em idades precoces, que garantam não apenas o controle dos códigos alfabéticos, mas também a leitura e o domínio das bases da matemática. Na economia do conhecimento, nenhuma sociedade pode deixar de desenvolver o potencial do cérebro de cada um de seus habitantes desde os primeiros anos, desde a alfabetização.

    Mas não é isso o que vem acontecendo com o Brasil. Ao não fazer a universalização da educação completa, o país tapa poços de conhecimento. Imagine os EUA fazendo um pacto entre seus Estados para ver qual deles chegaria à Lua, em vez de usar a Nasa federal.

    Se o Brasil deseja recuperar seu atraso, deve definir metas nacionais ambiciosas: todas as crianças na escola em horário integral, com professores muito bem-preparados e dedicados, o que exige elevados salários, em escolas com os mais modernos equipamentos pedagógicos, em todo o território nacional, desde os mais ricos aos mais pobres municípios, atendendo igualmente às crianças mais ricas e às mais pobres.

    Isso não se consegue por meio de pactos ilusórios, assinados sem qualquer compromisso real das partes, especialmente entre partes tão desiguais, que levam os pactos a parecerem caricaturais.

    A única maneira de recuperar os séculos perdidos no passado para dar o salto que o Brasil precisa no futuro é envolver diretamente a União na implantação de um novo sistema educacional para, ao longo de poucos anos, substituir o atual sistema estadual e municipal por um sistema federal. Isso exige mais do que um pacto ilusório. Exige uma espécie de federalização da responsabilidade e da construção do novo sistema educacional.

    O Brasil não dará o salto educacional, e sem este não haverá os outros, sem um governo federal que empolgue o país com a meta de, em 20 ou 30 anos, ter uma educação de qualidade comparável à dos países mais educados do mundo. Isso é possível e é preciso.

    ResponderExcluir
  87. Qual foi o resultado da reunião entre o governo e o sind ute ???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada...nada ...nada

      Excluir
    2. Procura no site da SEE que vc acha o resultado da reunião.

      Excluir
  88. ENQUANTO NOSSOS DIREITOS FORAM ROUBADOS..........................................

    ....................................................
    Visita de diretores foi marcada pela descontração. Eles conheceram os prédios Minas e Gerais e o Palácio Tiradentes
    Cerca de 500 diretores de escolas estaduais do interior foram convidados pela Secretaria de Estado da Educação para conhecer nessa quinta-feira a Cidade Administrativa. Eles haviam participado na segunda, terça e quarta-feira do congresso para treinamento de um novo programa do governo chamado Reinventando o Ensino Médio, que foi aberto com uma palestra do governador Antonio Anastasia (PSDB). Na terça, feira, a secretária estadual de Educação,
    Lúcia Gazzola, surpreendeu os diretores ao anunciar que aqueles que tivessem interesse poderiam ficar mais um dia na capital – com as diárias pagas –, pois haveria um passeio para que conhecessem a Cidade Administrativa. Cerca de 25% dos diretores presentes ao congresso aceitaram o convite. Permaneceram mais um dia em Belo Horizonte e foram visitar os prédios projetados por Oscar Niemeyer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me surpreendo mais com o histórico de traições por parte dos diretores de escolas. São, em maioria, mesquinhos, espúrios e pusilânimes. São capitães do mato do governo !!! A eles devemos a desgraça da nossa categoria

      Excluir
  89. MOmento de excursao na cidade administrativa.
    Fazendo farra com dinheiro público.
    Desta vez ,todos diretores vao se curvar MAIS AINDA diante da bondade destes crápulas.
    o CAPITAO VAI PODER PEDIR O QUE QUISER...


    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/05/24/interna_politica,393745/sede-do-governo-de-minas-vira-atracao-para-diretores-de-escolas-estaduais.shtml#.UaOdgFsCGjc.facebook

    ResponderExcluir
  90. Qual o resultado da reunião do SINDUTE com o governo?

    ResponderExcluir
  91. A dura realidade dos educadores de Minas: um terço da categoria apresenta problemas de saúde, principalmente mentais. Além dos baixos salários, o que agrava ainda mais a situação. Mas na propaganda, Minas é o paraíso. Vejam a matéria publicada no Hoje em Dia:

    "Problemas de saúde afastam quase 64 mil professores do trabalho em Minas

    Fernando Zuba - Hoje em Dia

    Após 22 anos lecionando História e Geografia em uma escola estadual, a professora Edna da Consolação Camargo Santana, de 42 anos, quer definitivamente abandonar a profissão. Afastada das atividades há um mês por problemas psiquiátricos, considera que a educação não é prioridade dos governantes.

    Sem perspectivas de melhorias, por acreditar que o sistema está “completamente falido”, Edna acalenta o sonho de abraçar uma nova carreira, uma vez que a de professora, sua grande vocação, virou um pesadelo.

    A decisão da educadora expõe a situação em que se encontram os profissionais da rede estadual de ensino. Segundo a Superintendência de Imprensa do Governo de Minas, no ano passado, dos 179.700 servidores efetivos da Secretaria de Estado de Educação, 63.900 foram afastados, pelo menos uma vez, por problemas médicos.

    Do total de licenças concedidas, 30,82% corresponderam a transtornos mentais – ou 19.700 afastamentos.

    Edna não pretendia trocar o giz e o quadro negro por remédios controlados. Porém, desde que foi ameaçada por um aluno, ela sofre de síndrome do pânico e de depressão, além de outras fobias sociais.

    Violência

    “Tenho medo de sair de casa e, por isso, fico dias trancada, pensando que o pior pode acontecer”, relata a educadora. Ela acrescenta que as crises psiquiátricas relacionadas ao trabalho ocorrem com frequência desde 1998.

    “Os problemas vão desde a violência praticada pelos alunos à falta de apoio e iniciativa do Estado em solucionar a situação. Para agravar esse quadro, a categoria não recebe nenhum tipo de auxílio para prevenir doenças laborativas, assim como não tem acompanhamento especializado para profissionais que apresentam transtornos mentais”, reclama a professora.

    Ela deveria ter retornado Na última segunda-feira (27) às atividades. No entanto, dizendo-se ainda sem condições de reassumir as funções, preferiu solicitar nova licença.

    Descaso

    A diretora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE), Mônica Maria de Souza, alega que o governo tem contribuído para o agravamento do “adoecimento da categoria”, pois tem respondido com descaso à situação. “O Estado nada tem feito para melhorar as condições de trabalho e o que se vê é que o abandono do cargo tem aumentado”."

    Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/minas/problemas-de-saude-afastam-quase-64-mil-professores-do-trabalho-em-minas-1.128501

    ResponderExcluir
  92. Hoje em um dos comentarios da Renata Vilhena, observei que ela já se refere aos efetivados como" os designados de 2007". Eu estou achando que o governo já deve ter mandado pro STF algum pedido de modulação e não divulga para não demonstrar o quanto é mentiroso.

    ResponderExcluir
  93. Euler,
    Acho uma falta de respeito esse governo levar esse mundo de gente para o hotel tauá e canto da siriema. Isso é legal? Nem pagar as diarias aos servidores. Vai direto ao bolsos dos donos dos hotéis. Cade o Ministério público?

    ResponderExcluir
  94. Cada dia esse aético nos surpreende mais com suas canalhices:
    http://www.novojornal.com/politica/noticia/no-rio-gangue-dos-guardanapos-em-minas-gangue-dos-castro-27-05-2013.html
    Precisamos divulgar essas notícias para que ninguém se engane com relação a esse elemento.

    ResponderExcluir
  95. O recado da Gazolla na reunião de diretores foi:segurem os professores,bocoitem a greve deles!Não é permitido nenhuma escola mandar bilhete comunicando que não vai haver aula por motivo de greve(paralisação do dia 05/06).A ordem é monitorar os alunos sem professores no pátio.A diretora da minha escola disse em reunião que os professores estariam proibidos de comunicar os pais através de bilhete no caderno. Quem fosse parar deveria comunicar a ela e somente a ela com antecedência. Pedi a palavra e disse a ela que é um direito do servidor comunicar aos pais de seus alunos que não estará trabalhando neste dia por motivo da paralisação.Ela não discordou,porque não é boba.Então entendi que nos tratam como idiotas,se colar ótimo se não colar...Por isso vou paralisar e farei de tudo para parar todos os colegas,afinal de contas elas (as diretoras e vices merecem uma tarde com as crianças no pátio.Concordam??
    Segundo a diretora da escola onde trabalho,a Gazolla vai estudar um aumento para elas porque existem vices diretores ganhando mais do que elas.Também informou que elas ficarão no cargo até o inicío de 2016 para que possam ser favorecidas pela certificação.
    Governinho audacioso este!Como prometer algo já que ele não estará mais no governo?
    Paralisação já! A Gazolla precisa saber que não somos idiotas!Que nenhum diretor vai nos intimidar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gazolinha, a greve É um direito do trabalhador.Devemos cumprir leis.Fora da lei é quem fica intimidando trabalhador para não fazer greve.Que papelão!

      Excluir
  96. http://4.bp.blogspot.com/-coJOkR60ZGQ/UaPJzqQi-DI/AAAAAAAAH94/V4pJwkAhFjs/s640/27-05-forum-de-defesa.jpg

    ResponderExcluir
  97. Por favor,alguém poderia me responder se um professor com 15 anos de efetivo exercício ao entrar em ajustamento funcional perde o direito de se aposentar com 25 anos de trabalho e 50 de idade?
    Obrigada!

    ResponderExcluir
  98. Perde.o beneficio e exclusivo para professor na regencia de aulas.















    ResponderExcluir