quinta-feira, 28 de maio de 2015

Sem o financiamento empresarial de campanha, como os deputados receberiam o pagamento por terem aprovado a terceirização generalizada para ferrar os trabalhadores?



Comissão de senadores da extrema direita brasileira vai a Venezuela para visitar um golpista preso por ter incitado a derrubada do governo eleito democraticamente. A comissão de senadores fica presa no trânsito, como aconteceu com todos os veículos, e como acontece aqui no Brasil diariamente, e resolve voltar, com a desculpa esfarrapada de que o governo venezuelano tentou impedir a visita deles. Quão ridículos são estes políticos da direita golpista! Nunca ninguém viu estes senadores se indignarem com as prisões ilegais em Guantánamo, ou com os atos de terrorismo de estado contra os palestinos, ou com os ataques aos povos do Oriente Médio provocados e financiados pela CIA. É esta gente que quer tomar o governo federal, para entregar o pré-sal para as empresas estrangeiras, gerar desemprego em massa, e aplicar políticas de choque de gestão contra os assalariados do país. Se a Venezuela fosse a ditadura que a direita brasileira diz que é, esses senadores sequer entrariam naquele país, que convive democraticamente com liberdade de imprensa, eleições livres, referendos populares, etc. A ditadura está é aqui no Brasil, com o monopólio de uma mídia cretina, que blinda os caciques tucanos, e arma um golpe por dia contra o governo federal e contra o povo brasileiro. Numa troica que reúne parte da justiça, do MP e da PF, além da mídia e do congresso nacional, todos contra o PT e o governo Dilma. Numa onda conservadora e golpista, que o povo brasileiro precisa combater e vencer, para varrer esse fundamentalismo de direita que agride os interesses, a história e as conquistas do nosso povo.

***

Sem o financiamento empresarial de campanha, como os deputados receberiam o pagamento por terem aprovado a terceirização generalizada para ferrar os trabalhadores?

A ingenuidade de alguns fez com que pensassem que os 300 e poucos achacadores da Câmara dos Deputados seriam capazes de um gesto de grandeza, e que votariam pelo fim do financiamento privado de campanha. Nada mais lógico que eles aprovassem o financiamento empresarial, já que eles prestaram um grande serviço ao empresariado votando pela terceirização generalizada, que acaba com praticamente todos os direitos trabalhistas conquistados desde a era Getúlio Vargas até os dias atuais. Não se iludam. A terceirização generalizada vai acabar com o serviço público, vai desempregar milhares de trabalhadores, piorar as condições de trabalho e rebaixar o valor dos salários. É a precarização do mundo do trabalho. Como a maioria dos deputados brasileiros é eleita por uma massa despolitizada, que acredita nas promessas repetidas em carros de sons e por cabos eleitorais pagos por empreiteiras que agora vão comprar oficialmente os partidos políticos e seus caciques, o que se pode esperar do congresso?

Claro que na base desse desastre encontra-se a mídia golpista brasileira, que criminosamente formou um exército de lobotomizados, pessoas incapazes de pensar o mundo criticamente, de forma independente, ou tomando como base a sua (do cidadão) própria condição social e de existência. Por isso é muito comum a gente encontrar o professor (não todos, claro), o motorista de ônibus, o médico, o enfermeiro, entre outros, defendendo causas e ideias das elites dominantes. Simplesmente porque quem faz a cabeça deles é a mídia golpista, que tem o monopólio das comunicações de massa no país, nesta democracia limitadíssima que vivemos.

Hoje mesmo pela manhã pude ouvir numa rádio dois comentaristas cretinos (não vou dar o nome para não ser processado), que tiveram a cara de tacho de falar sobre a prisão do cartola José Maria Marin associando-a à Petrobras. Ora, vão para P.Q.P. - me desculpem os poucos e valentes leitores deste blog, mas não tenho outro comentário mais apropriado para fazer sobre o caso. O que tem a ver Petrobras com estes bandidos do futebol, que exploram a alegria do povo para ganhar rios de dinheiro? Quem se beneficia com isso? Certamente a mídia - os donos dela e alguns comentaristas de aluguel - pode estar entre os beneficiários deste mafioso esquema de propinas do futebol transformado em mercadoria.

A Petrobras vai muito bem, principalmente a partir da era Dilma e Lula, ao contrário da era FHC, que por pouco teria privatizado a empresa, como fez com a CSN, Vale do Rio Doce, a ferrovia brasileira e tudo o mais que pode entregar ao capital privado nacional e internacional. Somente nos três primeiros meses deste ano, mesmo debaixo do maior ataque midiático alimentado por uma operação policialesca feita por um grupo pró-tucano do Paraná, mesmo assim, a Petrobras obteve lucro de quase R$ 6 bilhões - o dobro de todas as propinas acumuladas em 20 anos.

Ora, por que a mídia não fala sobre a Operação Zelotes, que envolve a sonegação e propinas na ordem de R$ 20 bilhões em prejuízos para os cofres públicos? São quase 10 petrolões, mas como envolve banqueiros e grandes empresários que financiam esta mídia, ela simplesmente esquece o falso moralismo que ela só exibe contra o PT, contra Lula, contra o governo federal, enfim.

Calcula-se que
a sonegação dos mais ricos no Brasil atinge algo próximo de R$ 400 bilhões por ano! Isto mesmo, são 200 petrolões de roubalheira dos grandes empresários, banqueiros e outros tipos, que adoram incentivar os babacas da classe média a baterem panelas nas varandas gourmet, enquanto se locupletam com os maiores golpes e confiscos contra o povo brasileiro. Imaginem quantos hospitais, escolas, moradias populares, melhores salários para os professores, deixamos de realizar por causa da sonegação da minoria rica no Brasil?

Mas, ao mesmo tempo
que é desanimador ver a atual realidade política brasileira, marcada por um momento de profundo atraso mental e político,
é possível imaginar pelo menos, ou desejar, que os de baixo comecem a reagir, a resistir, a se organizarem e lutarem contra esta onda de direita, golpista e serviçal dos piores interesses.

Já começo a ouvir nas esquinas algumas vozes que pregam a formação de uma frente popular, que reúna os movimentos sociais, partidos comprometidos com os de baixo, coletivos e indivíduos que não aceitam esta direitização que tem atacado o país. No congresso nacional, com figuras como Eduardo Cunha e seus 300 e poucos achacadores, que a cada dia surpreendem o país com novos cortes de direitos. Aprovaram na Câmara Federal a terceirização generalizada (falta passar pelo senado); atacam os direitos humanos e de LGBT; fizeram uma "reforma" política para piorar ainda mais o quadro, com a legalização da compra dos partidos políticos por empresas, etc. Na justiça, infelizmente, tem ganhado destaque na mídia figuras como este juiz Moro, que mais parece um promotor partidário do que um juiz. A ação dele e do grupo que o cerca é claramente antipetista, e somente por isso ganha aplausos dessa mídia golpista, que não se cansa de torcer contra o Brasil e contra os de baixo.

Infelizmente, o próprio PT e o governo federal deixaram a desejar nesses 12 anos de gestão, ao não comprarem a briga pela democratização da mídia e ao não patrocinarem reformas estruturantes na realidade brasileira. O PT, Lula e Dilma têm o mérito pelas políticas sociais que retiraram milhões de pessoas da miséria e da fome, além  de terem desenvolvido políticas geradoras de milhões de empregos e pelo fortalecimento do mercado interno. Nem isso essa mídia bandida é capaz reconhecer. Contratam jornalistas de direita para meterem o pau no governo dia e noite, prestando um desserviço ao país. Vivêssemos num país um pouco mais politizado e essa mídia teria dificuldades em se explicar nas ruas.

Mas, eu dizia, o PT, Lula e Dilma erraram feio em não travarem a luta política e ideológica contra a direita. Apanharam calados e agora praticamente não têm mais voz para falar. Nem coragem, talvez. Por isso é preciso que o movimento social, as forças de esquerda, retomem o protagonismo das lutas políticas contra o assanhamento dessa direita inimiga da maioria do nosso povo.

É necessário
que um forte movimento social renasça nas ruas, na Internet, nas escolas, nos campos, etc., para exigir reais reformas políticas e sociais, que atendam às demandas dos de baixo, tanto na esfera política, com mais transparência, democracia e controle por parte dos de baixo, quanto na esfera social, com mais investimentos na Educação pública, na saúde, na mobilidade urbana, na moradia popular e na garantia de todos os direitos dos trabalhadores. Contra a terceirização da atividade-fim, contra o financiamento privado de campanha eleitoral, contra qualquer corte de direitos dos trabalhadores - incluindo os do ajuste fiscal feito pelo governo federal; contra, enfim, qualquer ataque aos direitos e interesses dos de baixo.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!


                                        ***

Ouça a Rádio Brasil Atual:

Rádio Brasil Atual - 98.9 is on Mixlr

Para a TV NBR:




***

191 comentários:

  1. O CAFEZINHO

    Bomba! As ligações entre a Globo e a máfia da Fifa
    30 maio 2015Miguel do RosárioCorrupção36 comentários
    (Na foto acima, Galvão Bueno e J.Hawilla)

    O Cafezinho teve acesso, com exclusividade, a documentos que ilustram as relações comerciais íntimas, societárias, entre a Globo e J. Hawilla, o bandidão confesso preso pelo FBI no recente escândalo de corrupção da Fifa.

    Os nomes da família global são João Roberto Marinho e Flávia Daudt Marinho, filha de José Roberto Marinho.

    Os irmãos Marinho tem usado seus filhos para burlar o decreto lei 236, que limita o número de emissoras em mãos de um proprietário.

    A própria Traffic, empresa diretamente ligada aos esquemas de corrupção da Fifa, traz fortes ligações com a Globo, na pessoa de José Geraldo Góes, um dos sócios da Traffic.

    Góes aparece em todas as listas de membros societários nas empresas onde os J. Hawilla (ele ou seus filhos) tem participação, incluindo a TV Aliança Paulista e TV Bauru, da qual os Marinho também são sócios.

    As tvs dos Hawilla em São Paulo retransmitem o sinal da Globo. São duplamente, portanto, controladas pela Globo: via conteúdo, que é dela, e via participação societária.

    A TV Tem, também do interior de São Paulo, reúne a turma toda na lista de sócios: João Roberto Marinho, dois filhos de J.Hawilla, o onipresente José Geraldo Góes, e a empresa Bonanza.

    As empresas Bonanza e Lunar aparecem sempre associadas aos Marinho; são usadas para controlar afiliadas da Globo no interior de São Paulo.

    José Geraldo Góes é também presidente do Desportivo, um clube de futebol administrado pela Traffic.

    Quer dizer, não só administrado. O Traffic é dono do Desportivo, através da empresa T Desenvolvimento, que possui uma participação na sociedade no valor de R$ 102 milhões.

    Sempre que você olha para as empresas de J. Hawilla, esbarra com o nome de José Geraldo Góes, em posição superior, como diretor, secretário ou acionista. Góes também é sócio de várias tvs controladas pela Globo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muita sujeira embaixo desse balaio...Não é a toa, que em 50 anos se tornaram os mais ricos do país, isso declarado, pq hoje Katia Abreu, aquela nova ministra ruralista, tambem conseguiu que provassem suas longas listas de terras roubadas...Aí ficamos tristes, como o governo chama uma "peça"dessas, pra lá de conhecida, contra tudo que é divisão, a favor do latifúndio e do rico dono de terra, como ministra? O que será que temos que fazer, e como acreditar em alguem? É Euler, ainda acredito em professor, mesmo...

      Excluir
  2. Voltando ao assunto do piso:
    De quanto será o vencimento básico de hoje?
    Tenho tanta vontade de saber...
    Vamos receber esses cento e pouco reais adicionados ao salário de hoje?
    Onde ficarão os quinquênios?
    Entendi nada.
    Desculpem.
    Tô lesa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia os informes do sindicato, ou leia o projeto 1504/15.

      Excluir
  3. Olha Euler,creio eu que este "forte movimento nas ruas, redes sociais, internet, escolas" que vc cita no seu texto, vai acabar acontecendo, mesmo com nós, brasileiros pacatos, à espera que o 'outro faça" como é a característica nossa, mas, as coisas andam de uma maneira tão desgastante e tamanha é a falta de vergonha por partes dos políticos que chego a sentir náuseas qd leio tantas publicações em redes sociais.No país rico como o nosso, falta tudo na: educação, saúde, segurança, habitação,alimentação. Vc sabe como comida está cara né?Juros abusivos como está. E votam só o que lhes convém, como sempre.Já não existe partidos bons e nem políticos, pq quem entra honesto,se não pratica o roubo é tão conivente como quem faz, pois se não o faz, apoia quem faz.O Brasil precisa de uma mudança radical, mas isto não vai acontecer , pois quem está lá para fazer leis ou qualquer situação relacionada, vota contra quando é para prejudicá-los, como aconteceu estes dias. Eles não estão se preocupando com o voto na próxima eleição, pois sabem que brasileiro tem memória curta, como falam.Os brasileiros terão que se unirem de uma tal forma,todos que sofrem os descasos desses corruptos em todas as esferas políticas. Aí haverá mudança sim, pois acredito que o GIGANTE vai acordar!!!!!Olha, a reforma será a nossa ação quando acordarmos o gigante adormecido dentro de cada um, pois a força emana do povo e principalmente de um povo ferido como está.

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, parece que estamos vivendo em um rio de lama! Só se fala em corrupção.

    ResponderExcluir
  5. Há quem ache, que o Brasil está em crise e a culpa é da Dilma. Engano! A oposição manipula, cria os fatos, bisbilhota a privacidade dos adversários com a intenção de encontrar uma bomba; se não encontrarem, eles criam e tentam explodir o nada. Não conseguindo, tentam respigar o ódio deles sobre o cidadão, induzindo parlamentares criarem projetos para serem beneficiados os altos empresários e tentam sacrificar os pobres seres humanos brasileiros. Tentaram puxar o tapete da Dilma, mas como ela está firme das pernas e está difícil cair, viraram para o lado do Pimentel. Firme aí Fernando! Se não detonaram a Dilma, não será você que vai tremer as bases. Quem conhece o Pimentel conhece também o seu caráter, a sua dignidade e o compromisso com o povo mineiro.

    ResponderExcluir
  6. Faço aqui um grande apelo.Ninguém votar para deputado,senador,vereador nas próximas eleições ou votar em candidato que não seja reeleição.Pois os atuais votaram contra reeleição, tem que valer para eles também.Os maiores vilões brasileiros são legislativo,senado,STF.Já fiz isso na eleição anterior e trabalho p isso com meus alunos e amigos.Vamos unir e provar que juntos podemos mais,nas urnas.

    ResponderExcluir
  7. POR FAVOR,MUITA DÚVIDA.COMO FICA A SITUAÇÃO DO PEBII P? Ninguém comenta ou responde.Só falam em L100 esquecendo que fomos lesados tanto quanto.Sumiram com nossa carreira: biênios,quinquênios e reposicionamento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem a tabela no site do sindicato. Clique no informe 114, logo abaixo.

      Excluir
    2. Também sou PEB II P, nova tabela seremos PEB III P , com o salário de 2.48812 reais, encontrei no PROJETO DE LEI 1504/2015, que está na Assembléia para ser votado, se quiser conferir entre no site Alemg, projetos e coloque essa numeração tem o salário até 2018.Estamos com vencimento básico, precisando negociar volta dos biênios e quinquênios senão será o mesmo subsídio reajustado. Entendo a boa vontade do governo, mas ele precisa sinalizar que cuidará dos DIREITOS ADQUIRIDOS, e não ignorá-los como tem feito.

      Excluir
    3. Leia o informe 114, ou Leia o projeto 1504/15, vai automaticamente em setembro sem certificação para o nível III. Fala sério.

      Excluir
    4. não consegui encontrar no projeto 1504/15, que quem e´ PEB II P,vai automaticamente em setembro sem certificação para o nível III, por favor esclareça-me.

      Excluir
  8. Não tô entendendo mais nada ,os cento e noventa reais era pra vir nesse contracheque ou do mês que vem? Ou os aposentados não vão receber?Me informe por favor quem puder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É no pagamento do mês de junho que recebemos em julho.

      Excluir
  9. E vai piorar.Viu ontem no SBT a roubalheira da merenda escolar?Grandes safados, não tem DEUS no coração.Quantas crianças indo pra escola sem nada no estômago e lá tomam só leite porque o biscoito só dá pra 30% dos alunos.Fico indignada.

    ResponderExcluir
  10. Falando mais um pouquinho dos absurdos e abusos que estamos vivendo: os bancos retiram uma grande quantidade de caixas eletrônicos de diversos locais, reduz horários, dificultando nossa vida corrida para PROTEGÊ-LOS, mas as taxas de manutenção de contas, etc continua só aumentando, esses abusos deveriam ser reduzidos também. O que pagamos para os bancos também tem que ser proporcional ao que eles nos retiram.

    ResponderExcluir
  11. O abono nao era esse mês? ETA salário de fome!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas tú é ...

      Como você quer receber se ainda não foi aprovado pelos deputados?

      Preste atenção professor!

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Sem aprovação, não dá mesmo!

      Excluir

  12. EU NÃO TENHO 20 ANOS DE SERVIÇO, MAS ACHO JUSTO A IDEIA DE AMPARAR AQUELES QUE DERAM A VIDA PELA EDUCAÇÃO.

    orionteixeira@hojeemdia.com.br

    Até dezembro, servidor da Lei 100 se aposenta pelo Estado
    29/05/2015

    Enquanto petistas brigam com tucanos e aliados pelo futuro dos cerca de 60 mil servidores da Lei 100, que os efetivou sem concurso em 2007, na Secretaria de Educação, o governo do Estado tenta minimizar o impacto social e o desgaste de deixá-los sem emprego e sem amparo previdenciário. Como se sabe, o Supremo Tribunal Federal (STF) julgou a lei inconstitucional, em 2014, determinando a demissão de todos para abril passado, mas, depois, prorrogou o prazo para o final deste ano a pedido do governo mineiro.

    Com base nessa sentença, a Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) informou nesta quarta-feira (27) ao SindUTE (sindicato dos servidores da Educação) que o Estado assumirá a aposentadoria, por meio do Instituto de Previdência dos Servidores de Minas Gerais (Ipsemg), daqueles que completarão o tempo de serviço (25 anos) no mesmo período, ou seja, até o final de dezembro deste ano. Não se sabe ainda qual o número exato de servidores que terão o benefício. Na prática, eles ficam também efetivados, como queria a lei considerada inconstitucional pelo STF; os que ficarem de fora serão absorvidos pela previdência pública federal na negociação que está sendo feita junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

    No total, cerca de 100 mil, a maioria de professores, entraram na educação pública por meio de designações (contratos temporários) e tiveram prorrogados os contratos por consecutivos governos e anos, alguns com mais de duas décadas. Nessa situação, outros 40 mil já se aposentaram. Hoje, restariam 60 mil. Aqueles que não tiverem tempo suficiente para aposentadoria poderão continuar trabalhando no Estado, por meio de nova designação ou efetivação, caso sejam aprovados em concurso. O Estado prevê contratar 60 mil concursados até 2018, na ordem de 15 mil por ano. Os critérios para a designação serão dois: concursados, que deveriam ser efetivados, ou tempo de serviço prestado nessa condição.

    ResponderExcluir
  13. Sairá em julho,se o acordo for cumprido.

    ResponderExcluir
  14. Também gostaria de saber como vai ficar a situação de quem está na letra P. Vamos continuar só nas perdas? Quem está no final de carreira não pode continuar pagando a conta. Chega. Já perdemos demais.Governo e sindicato vão precisar de rever esta distorção que penaliza a cada ano os mais antigos. Será que o sindicato não vai fazer nada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero receber meus trinta anos.Aposentei a 6 anos e até hoje só recebo sobre 17 anos.Injustiiiiiiiiiça

      Excluir
    2. Entre no site da Assembléia mg ALEMG. coloque em PL 1504/2015, lÁ VOCE ENCONTRA TODAS AS LETRAS DE TODOS OS CARGOS COM PROJEÇÃO ATÉ 2018 . Ex PEB III P salário em junho 2015, portanto mês que vem 2.488,12reais.

      Excluir
    3. As pessoas não estão entendendo. Acontece que o valor da tabela é menor que o subsídio que recebo.

      Excluir
    4. Mas o valor explícito na tabela é vencimento básico. Sobre ele vão incidir as vantagens. Não é assim, não gente? Ui.

      Excluir
  15. Onde está o aumento, onde está o dinheiro,
    que ninguém viu?
    O gato comeu?
    Ou está no estrangeiro?
    Hummm, cheiro de podridão no ar....
    Prof. Catarina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eta povinho desinformado!!!!!!!!!

      Excluir
  16. Euler, a situação é preocupante.
    O povo não consegue reconhecer os avanços que o Brasil teve com o PT.
    O governo Federal tem feito muita coisa, basta acompanhar os canais de informação do governo federal. Verá as grandes obras que estão provocando a inclusão de uma parcela considerável de brasileiros.

    A nossa mídia, agora com o medo de uma possível reforma política, diuturnamente ataca o governo federal, o PT e seus grandes líderes. Joga no colo do PT todo e qualquer crime feito pela turma do PSDB e DEM. Existe uma blindagem e todo um esforço, que por mais grave que seja a denúncia, não é suficiente para provocar o MPF, muito menos a PF.

    E no meio de tudo isso, ver professor, justamente aquele que deveria ter uma visão mais clara, ficam reproduzindo o que a grande mídia e a direita quer.

    Ver mulheres chamando a presidente Dilma de "vaca" e outras coisas mais, é de dá vergonha. Mulheres reproduzem as falas misóginos. Não reconhecendo a nossa luta como mulher por espaço de poder.

    ResponderExcluir
  17. Poxa vida, poderia pelo menos ler o Projeto, que esta na letra P vai pro nível seguinte. ou vai ter uma parcela complementar, não haverá prejuízos.

    ResponderExcluir
  18. Não existe nível seguinte a letra P. Vamos tentar entender uns aos outros.

    ResponderExcluir
  19. http://www.almg.gov.br/atividade_parlamentar/tramitacao_projetos/texto.html?a=2015&n=1504&t=PL

    ResponderExcluir
  20. Pessoal, li mas não entendi. As promoções por escolaridade serão de 5 em 5 anos ou quem já tem especialização já irá para o nível sem ter cinco anos de interstício?

    ResponderExcluir
  21. Anônimo das 16:44, onde poderei ler o projeto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Clique sobre o link seguinte com o botão direito do mouse e escolha "ABRIR ENDEREÇO". Abri e imprimi. Quase 40 páginas. Esperto ter ajudado. Boa noite, querido(a).
      http://www.almg.gov.br/atividade_parlamentar/tramitacao_projetos/texto.html?a=2015&n=1504&t=PL

      Excluir
    2. Li e reli,mas não esclarece a situação de PEB II P.Se for p PEB III A dá menos,se for PEBIII P os direitos adquiridos biênios e quinquênios não estão incorporados.Precisa de mais detalhes e esclarecimentos.O justo seria PEB III P considerando tempo e calcular biênios e quinquênios conforme legislação vigente e incorporar ao vencimento.Assim seria coerente.

      Excluir
    3. Obrigada,Lúcia!

      Excluir
    4. Por nada, querido(a).

      Excluir
  22. Faleceu hoje, às 10:33, o Sr,. Subsídio, filho do Sr. Anastasia.
    Antes ele do que eu.
    Pronto. Falei!

    ResponderExcluir
  23. QUE ELES NÃO VOLTEM NUNCA MAIS ....... Chega de sermos enrolados. Fiz questão de ir a Assembléia Legislativa ontem e hoje para acompanhar a votação e ver um sonho sendo concretizado. Confesso que tive receio de que nossas lutas tivessem sido em vão e que mesmo com a mudança no governo não receberíamos o PSPN. Mas, a Beatriz nunca desistiu e se manteve firme e coerente com o que acreditava e nós queríamos. Beatriz e os demais colegas da direção do Sindute, que Deus continue lhes abençoando ainda em muito serviço pela frente. VALEU BIA!!!!!! VALEU COLEGAS!!!!!!! VALEU DURVAL!!!!! VALEU ROGERIO!!!!!! VALEU.............!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos receber o Piso já? Que Bom!

      Excluir
  24. SUBSÍDIO,fim...eba!!!!!I Eu acho que os professores mudaram os rumos de MG.
    Tenho certeza de que cada um de nós contribuiu com o término de uma fase de ditadura
    imposta por Aécio.

    ResponderExcluir
  25. Aécio, Anástasia, PSDB, ADEUSSSSSSSS. Bando de calhordas, que estão sempre a serviço das elites, e para quem estava duvidando, está aí nossa vitória.

    ResponderExcluir
  26. Sei de pessoas terrivelmente deprimidas com o fim do subsídio. Rsrsrsrs. Elas acham que vão receber o mesmo salário que recebiam antes de Anastasia acabar com a nossa dignidade. Mas nada as convence. Talvez tenham preguiça de ler o Projeto que virou lei. Sei não viu?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que me explicaram, em julho vamos receber o valor que recebíamos + os 190,00 Não tem aumento, o aumento é os 190 mesmo.

      Excluir
    2. Se o piso agora é 1400,00, veja quantas letras você tem. No meu caso, sou letra I, então tenho 8 letras. (A) não conta. 8 letras valendo 2,5% cada uma ,tenho 20% sobre o básico que é 1400, ou seja, 280,00. Então meu salário será: 1400,00 +280,00+190,00= 1870,00. PEB1I. tirei os quebrados para melhor entendimento. De PEBT2I com 1500,00 passei para BEB1I com 1870,00. Deu pra entender? Só que tenho Pós e me prejudiquei por falta de Avaliação de desempenho devido licença saúde.Não tive promoções e acho que ficarei por aí já que acabo de me aposentar.

      Excluir
    3. Eu entendi assim:
      Sou PEB III P vou para PEB 1 P - pois tenho licenciatura plena, sem pós graduação.

      Excluir
    4. KKKKKKKKKKKKKK Eu sou letra P. Vou pular esse tantão de letra? Enriqueci. KKKKKKKKKK

      Excluir
  27. Pessoal,como disse um colega acima temos que tentar entender uns aos outros interpretando e tirando dúvidas.Li o projeto na íntegra,porém as informações quanto a situação do PEBII P não estão claras.Se formos para PEBIII A receberemos menos do salário atual e nosso tempo será desconsiderado;se formos para PEBIII P considera o tempo,porém biênios e quinquênios adquiridos ficam desconsiderados.O ideal, coerente e justo seria passar p PEBIII P considerando habilitação e tempo,incluir a antiga VTAP ou calcular os quinquênios e biênios conforme aprovação atual.Por favor quem está nesta situação vamos trocar informações.Já sumiram com nossos salários e corremos o risco de desaparecer , com nossos biênios e quinquênios.EULER,vc que sempre tem argumentação imparcial e objetiva poderia expor seu entendimento sobre a situação? É uma vida de trabalho em risco( 30 anos ) Confio na coerência de PIMENTEL,mas são muitos detalhes.ABRAÇOS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na época dos cálculos para PEBll P no subídio, foi incorporado os quinquênios, biênios, etc que entrou o 2015 com vencimento 2.261,00; logo, ninguém perdeu suas vantagens adquiridas até aí. Com o fim do subsídio e o pagamento do piso atualizado, ai sim, os mais antigos professores no meu ver, perderam e muito, pois se analizarmos , enquanto um profissional que tinha poucas vantagens com um salário de mais ou menos 1.400,00, foi para 1.917,00 que seria o piso + abono... Os com 25 anos ou mais de serviço com slário de 2.261,00 (com vantagens), e o que receberam aí do piso nacional atualizado? Nada! Eu entrei nesse subsidio como PEBll P com 2.261. Só de vantagens na época antes do subsidio, eu recebia 1.400,00. Se eu pegasse o vencimento de 1.917,00 + 1400,00+ o abono de 2.015+abono de 2.16+ abono de 2017...ai que pacotão! Então não tivemos vantagens como os mais novos de serviço. Mas está bom. So acho! Só Euler mesmo para 'distrinchar' essa caveira, acho que nem fede mais.

      Excluir
    2. Também li o projeto.Pelo que entendi iremos para o PEB3 P.Conserva a letra,o grau.

      Excluir
    3. Tenho a mesma dúvida

      Excluir
    4. No projeto aprovado existia no final um parágrafo único que fala das vantagens pecuniárias (por tempo de serviço) que pelos nº parecem ser quinquênios.
      Leiam e comentem. Entendi que os que já tem permanecerão sobre o vencimento básico.

      Excluir
  28. 247
    SÓCIA DE HAWILLA E 'DONA' DO FUTEBOL BRASILEIRO, GLOBO PREGA LIMPEZA
    :
    Jornal O Globo publica, nesta quinta-feira, editorial em defende a limpeza geral no futebol brasileiro, como se não tivesse nenhuma relação com os problemas; Globo, como se sabe, tem os direitos de transmissão de todos os torneios no Brasil, mesmo quando paga menos aos organizadores; sócio da emissora, o empresário J.Hawilla é peça central na engrenagem de propinas; ainda assim, o editorial da Globo acerta quando fala que é preciso abrir essa "caixa-preta"
    4 DE JUNHO DE 2015 ÀS 06:42

    247 – Sócia de J. Hawilla, pivô do escândalo de corrupção investigado pelo FBI no futebol mundial, e detentora dos direitos de transmissão dos torneios objeto de grandes somas de propina, Globo defende, em editorial publicado nesta quinta-feira no jornal O Globo, a moralização completa do futebol brasileiro, como se não tivesse qualquer relação com os problemas. Leia abaixo:

    Saída de Blatter tem de ser apenas o início

    As ações desfechadas a partir dos EUA se refletem no Brasil, e o país precisa fazer o dever de casa, para ajudar na reorganização das instituições do futebol


    A renúncia de Joseph Blatter à presidência da Fifa parece estar longe de ser o último ato do processo de investigações da Justiça dos EUA para desmontar a rede transnacional de corrupção operada a partir da federação que comanda o futebol no planeta. Muito menos a prisão de altos dirigentes da entidade, semana passada, em Zurique — entre eles o ex-presidente da CBF José Maria Marin —, episódio que provocou um terremoto no universo do esporte. E estes, além de outros desdobramentos mais imediatos das ações da força-tarefa de procuradores americanos e FBI, precisam ser, na verdade, a porta de entrada para um mundo até aqui envolto numa caixa-preta. Um subterrâneo resguardado contra mecanismos de controle, cujos “negócios” precisam vir à tona, não só para punir os envolvidos na movimentação de grandes somas de propinas, em subornos e ações ilegais de desinfetação de dinheiro sujo. As investigações também têm de ir fundo para, a partir de punições exemplares, preservar a credibilidade no esporte mais popular do mundo.

    Projetar luz na estrutura financeira montada pela Fifa, e no seu modo de operar, é crucial para que se proceda a uma reforma estrutural do sistema. A beleza estética de um gol de Messi é evidência de que, dentro das quatro linhas, o futebol vai bem das pernas, quase tanto como ia à época das arrancadas de Pelé. No entanto, as investigações do FBI, que começam a desvendar um lado sujo na organização do esporte, mostram um perfil extracampo de crimes financeiros que podem ameaçar o futuro desse espetáculo para multidões.

    No âmbito externo, as ações da Justiça e da polícia americanas hão de conduzir a uma limpeza ética para desmontar engrenagens viciadas que movimentam negócios de venda de direitos de transmissão de competições, operações de marketing e, também, escolha de sedes para as Copas. Não por acaso, estão sob suspeita as negociações em torno de mundiais já disputados (África do Sul) e por jogar (Qatar e Rússia). A saída de Blatter, que também entrou na mira do FBI devido a transações ilegais de seu braço direito, Jérôme Valcke, com a Concacaf, é uma tentativa de salvar um pouco as aparências e manter patrocinadores que podem recuar com a repercussão das denúncias. Mas precisa ser apenas o começo da história.

    A luz, por óbvio, tem também de clarear os corredores da CBF. As ações desenvolvidas a partir do EUA certamente se refletirão no Brasil, mas o país também tem a obrigação de fazer o dever de casa. De imediato, criou-se uma CPI no Senado, mas a dúvida é saber se a comissão trabalhará sem ser manipulada por grupos que desejam manter tudo como está ou que sonham com uma desastrosa intervenção do Estado no esporte.

    A abertura de inquérito, pela PF, para investigar transações do ex-presidente da CBF Ricardo Teixeira é positivo (...)

    ResponderExcluir
  29. Euler, estou apavorado com esse pseudo aumento de 190 reais, a festa na assembleia e a classe festejando junto aos políticos. Gostaria que você fizesse um estudo sobre as percas dos professores e a econômia que o Estado fez nas nossas costas usurpando as vantagens adquiridas dos aposentados, e os prêmios de produtividade 2013/2014. Euler, a justiça já não havia determinado o pagamento retroativo. Euler amigo, pelo amor de Deus me responda: Como ficará a vida de quem trabalhou 30 anos e aposentou em dois cargos e teve esse calote por parte do governo e aplaudido por toda a categoria e endossado pelo sindicato.
    Deus lhe ajude por ter exclarecer esse aposentado que lê seu blog todos os dias. Boa tarde e fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Euler já analisou, não viu? Ele acha que está de bom tamanho. E acha que a luta por novas conquista tem de continuar.

      Excluir
    2. Caro colega . Compartilho com você de suas preocupações. Realmente quem está na letra P parece estar mais uma vez sendo lesado. Talvez nossos colegas não têm noção da gravidade do problema porque a situação deles seja diferente. Mas a situação de quem está no final de carreira deveria ter atenção de todos uma vez que diz respeito as perspectivas que se vislumbram para quem decide passar a vida investida no magistério. Penso que todos nós ficamos traumatizados pela violência com que fomos tratados pelo governo anterior. No entanto estes sentimentos ruins que carregamos não pode nos cegar.Há uma grande distorção, um grave prejuízo para quem está na letra P mas parece que estamos querendo negar.

      Excluir
    3. Faço minha as suas palavras, uma a uma. Fico atordoado só em pensar, em todos os direitos adquiridos e usurpados, estamos com vencimento básico, povo aplaudindo, não votei nele pra só isso, se ele não foi explícito, pelo menos deu a entender que teríamos nossa carreira de volta. Tá prometendo o piso só em 2018, se depender de mim não será eleito, pois me sinto traído. Essa conta , a carreira recomposta ficará pro próximo eleito?

      Excluir
    4. Perdas e não percas

      A perda
      Não perca tempo

      Excluir
    5. Perda é SUBSTANTIVO
      PERCA é conjugação do verbo PERDER.

      Excluir
    6. Danou-se. Enviei mensagem in box (face book) para Beatriz Cerqueira, fazendo um questionamento e ela não responde. Com certeza, a mensagem caiu na pasta "outros" e ela, provavelmente, não a lerá. Pensei então em solicitar a amizade dela, mas recebi um alerta de que "essa pessoa não mais adiciona amigos, mas você pode segui-la". Eita!

      Excluir
    7. Se na tabela da tal lei que acaba com o subsídio, o meu salário está menor do que recebo com o subsídio, como farão? Salário pode diminuir. Deus me livre dessa ansiedade. O povo não fala, não esclarece. É cada um dando palpite diferente. Haja Lexotan. KKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    8. Também estou preocupadíssima com relação a falta de sensibilidade, interesse e esclarecimentos a situação de quem se encontra na letra P.
      As perdas são enormes e a cada mudança o prejuízo é maior e as vantagens adquiridas desaparecem e não são incorporadas ao vencimento.

      Excluir
  30. Vocês viram a capa da revista Veja desta semana? Um ovo substitui o fato! kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  31. O Marin recebeu medalha da inconfidencia do Aécio? O Ricardo Texeira também? Precisamos confirmar..... mas tenho quase certeza! Aqui eles fazem e que bem entendem..............

    ResponderExcluir
  32. José Maria Marin: dos gramados a uma prisão ‘padrão FIFA’ na Suíça

    ResponderExcluir
  33. A investigação do FBI americano sobre pagamento de propinas nos negócios envolvendo compra de direito televisivos dos principais torneios de futebol do Planeta gerou uma crise interna na Rede Globo que estourou, ontem, em reunião de diretores da emissora com o executivo Marcelo Campos Pinto.

    O clima foi tenso.

    Responsável pela ligação da Globo com o mundo da cartolagem (CBF, Federações e clubes), Pinto foi pressionado a pedir demissão, mas o dirigente retrucou, ameaçando “botar a boca no trombone”.

    É grande o temor que os detidos, em delação premiada, possam, de alguma maneira, comprometer a emissora.

    Demitir Campos Pinto seria a maneira de expor publicamente que a Globo teria sido vítima de negócios realizados pelo executivo à margem do conhecimento dos diretores.

    Mas como explicar a origem dos pagamentos mensais (que, evidentemente, não saíram dos bolsos do funcionário), milionários, aos dirigentes ?

    Se para o público a solução imaginada é colocar a culpa no “bode expiatório”, internamente, o executivo, já com poderes diminuídos, é acusado de jogar para os dois lados, por vezes, em benefício maior da cartolagem.

    A maior rede de televisão do pais vive um drama que nem mesmo seus melhores roteiristas de novelas poderiam imaginar.

    ResponderExcluir
  34. Acabaram os 5 anos de interstícios para a mudança de nível?

    ResponderExcluir
  35. Aqui se faz, aqui se paga.
    Demorou!!!!!!
    Agora quero ver ela noticiar.

    ResponderExcluir
  36. Sugiro aos professores que estão na letra P que comecem a fazer pressão junto ao sindicato antes que seja tarde demais. Acessem o face book do sindutemg o coloquem seus questionamentos. Não podemos aceitar ser mais uma vez lesados.

    ResponderExcluir
  37. Estaria ótimo se eles respondessem.Já escrevi mensagem para Bia no face e nem resposta recebi.A comunicação é falha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos escrevendo mesmo assim. Se muitos fizerem isto uma hora vão ter que nos escutar.

      Excluir
    2. Com relação ao enorme prejuízo dos que estão na letra P,ninguém esclarece.Alguns colegas mandam ler como se não soubéssemos interpretar.Em acordo algum houve detalhamento desta situação.Sou pedagoga,psicopedagoga,formada em direito,professora de português e não encontrei embasamento legal suficiente para a situação questionada.

      Excluir
  38. Estou na letra P.O que receberei em julho, sendo que tenho dobra de turno?Será que vou receber os 190 dobrado também?

    ResponderExcluir
  39. Tem que rever esse quadro do fim do subsídio. Se todas as nossas vantagens foram incluídas nesse pacote 'subsidiada', logo, se voltarmos ao vencimento básico nacional, as vantagens adquiridas no decorrer dos 20, 25, 30 anos, teriam por obrigação de retornar em soma ao vencimento básico atual. É a lógica dos fatos! Os antigos de mais tempo de serviço estão tendo uma perda danada com a volta do piso..Tirou o piso, perdemos! voltou o piso, perdemos mais ainda, e feio! Que pena! Quem estar começando na profissão, entra já com 1.900,00 e no decorrer da carreira vão os acréscimos de algumas vantagens a conquistar(progressão, etc). E nós que já fizemos as nossas caminhadas e adquirimos nossos direitos e foi tomado no final de carreira. Estar correto? Pode até ser, mas acho isso uma aberração, como também imoral.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente,ninguém entende, nem sensibiliza com nossa situação.A perda é enorme e cada vez que muda só aumenta o prejuízo.Também já enviei email a Beatriz e sindiute e não obtive esclarecimentos ,nem resposta.Pedem p ler o projeto ou informa 144.Nenhum deles esclarece nossa situação como as demais são detalhadas.Falam superficialmente dando margem a dupla interpretação.

      Excluir
  40. Por favor professores efetivos com mais de 20 anos de serviço,não podemos acomodar,somos grande maioria junto aos aposentados.Estamos tendo uma perda de uns 500 reais em nosso vencimento.Fomos a letra P e sumiram com nossa VTAP. No meu cargo de aposentado recebo mais do que no que estou na ativa.Absurdo.Vamos postar no face sindutemg,secretaria de educação,Beatriz ; incomodar e alguém entrar na nossa causa justa.Vamos unir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoiado. Temos sim que nos unir para pressionar sindicato e governo. Criou-se um mecanismo aqui no Brasil que virou moda, todos os governos descobriram a minas para reajustar salários. Vão retirando direitos, gratificações dos mais antigos e aposentados e com isto dão aumento para os iniciantes. Na educação sabemos muito bem o que é isto. Você entra no jogo, encaminha sua vida profissional dentro de uma lógica mas regras mudam no final. Tudo que você conseguiu ganhar vira pó. O próprio Pimentel acenou que iria devolver os quinquênios. Vamos ficar calados?

      Excluir
  41. não consegui encontrar no projeto 1504/15, que quem é PEB II P,vai automaticamente em setembro, sem certificação para o nível III, por favor esclareçam-me.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai queimando os Neurônios, até lá vão aumentando as nossas perdas. O dim dim vai ficando mais curto. Pagaremos todas as dívidas e rombo do Estado. Realmente nascemos p sermos pobres e pagadores de dívidas nossas e dos eis governantes.

      Excluir
    2. Pelo o que eu entendi, os profissionais que ainda não tem curso superior

      e ou Pós graduação, terão direito a promoção por escolaridade. Já que o

      PSDB de Aécio/Anastasia não regulamentaram a tal Certificação.

      Excluir
  42. É incrível o governo negar mudança de lotação agora no mês de julho. O governo vai fazer apenas as remoções. Isso é um absurdo. O governo vai prejudicar milhares de servidores de décadas de serviço ao estado. Vejam o que vai acontecer: sou efetivo e tenho 18 anos de serviço e quero pedir mudança de lotação para uma escola perto de minha casa. Mas o estado só vai fazer as remoções de um município para outro agora no mês de julho. Aí o que vai acontecer é que pode vir um outro professor de outra cidade e que tem apenas poucos anos de magistério e ficar nesta escola perto de minha casa, enquanto eu com 18 anos de estado vou continuar pagando passagem para lecionar em outra escola lá do outro lado da cidade. O estado sempre prejudica servidores antigos. As movimentações sempre foram feitas ao mesmo tempo, ou seja, em julho e janeiro sempre foram feitas mudanças de lotação e remoções. Primeiro eram feitas as mudanças de lotações de servidores entre escolas dentro do município e depois faziam as remoções. Assim é democrático e respeita quem já está dentro daquele município. Agora, segundo a funcionária da SRE, o estado vai fazer em julho apenas remoções de servidores de um município para outro. Aí um servidor de décadas de serviço que queira ir para uma escola melhor e mais perto de sua casa fica de fora. Isso é incrível. E aí sindute, não vai fazer nada? Sou filiado há tantos anos e nunca tive nenhuma demanda resolvida pelo sindute.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa remoção inclui também os que foram nomeados esse ano e que estejam na 1ª etapa do estágio probatório?

      Excluir
  43. Ente no portal do servidor. Você pode fazer esta pergunta no RH responde.

    ResponderExcluir
  44. Alguém poderia me esclarecer como será calculado a porcentagem do reajuste anual do piso? Será tomado como base o vencimento básico de cada letra ?

    ResponderExcluir
  45. 247

    ITAÚ PODE SER INVESTIGADO PELO FBI PELO CASO FIFA
    :
    Autoridades policiais norte-americanas querem apurar se o banco brasileiro, que atua nos Estados Unidos, facilitou a transferência de recursos ilegais para os envolvidos no escândalo de corrupção que atingiu o futebol mundial; uma das remessas suspeitas, de US$ 500 mil, saiu de uma conta do Itaú em Nova York, para uma empresa de iates de luxo na Inglaterra; “O banco reforça que preza pela total transparência e ética, valores que sempre busca nos relacionamentos com todos os seus fornecedores e parceiros”, informou por nota o Itaú, que patrocina a seleção brasileira e é presidido por Roberto Setubal
    28 DE MAIO DE 2015 ÀS 09:32


    247 - A polícia federal dos Estados Unidos, o FBI, pode investigar o banco Itaú, presidido por Roberto Setubal. O motivo é a suspeita de que o banco tenha facilitado a remessa de recursos ilegais aos envolvidos no escândalo de corrupção que atingiu o futebol mundial.

    O nome do Itaú aparece em duas remessas suspeitas. Uma delas, de US$ 150 mil, saiu de uma conta do Itaú na Flórida e foi para uma conta de Júlio Lopez, presidente da confederação de futebol no Nicarágua.

    Outra, de US$ 500 mil, saiu do Itaú em Nova York para uma conta de uma empresa de iates de luxo na Inglaterra.

    “O Itaú, como patrocinador da CBF e banco oficial da Seleção Brasileira de futebol, está acompanhando as notícias sobre as investigações. O banco reforça que preza pela total transparência e ética, valores que sempre busca nos relacionamentos com todos os seus fornecedores e parceiros”, disse o banco, em nota.

    ResponderExcluir
  46. Vejo dessa mesma forma anônimo das 00:03,nossa perda é absurda.Cada vez que houve mudança aumentou a perda.Já estou prestes a aposentar no segundo cargo,mas receosa.Enquanto não definir esta situação.Pois tudo pode acontecer.Foram três rombos:Primeiro do piso ao subsídio,depois volta ao piso em seguida retorna ao subsidio e agora ninguém esclarece e corremos o risco de sermos lesados mais uma vez.Ninguém sensibiliza com nossa causa, tamanho prejuízo.Só Jesus p ter piedade.

    ResponderExcluir
  47. Olá, pessoal! Bom dia! Em rápida passagem apenas para comentar sobre uma preocupação de algumas pessoas que temem a redução dos salários. Uma regra básica da jurisprudência brasileira é a de que não pode haver redução nominal nos salários. Portanto, se a pessoa recebe R$ 2.000,00 como remuneração, ela não pode, no mês seguinte, receber R$ 1.900,00 - claro que excluídos os casos em que a pessoa receber a mais por hora extra ou, no caso de professor(a), por aulas a mais durante um período. A remuneração a que me refiro é o vencimento básico mais as vantagens ou promoções e progressões na carreira.

    No meu comentário no post anterior, procurei explicar que haverá, em 2015, para os professores da rede pública de Minas, um abono de R$ 1.330,00 em sete parcelas iguais de R$ 190,00 independentemente da letra ou do nível que o professor esteja.

    Já a partir de janeiro de 2016 começam os reajustes aplicados pelo MEC nos vencimentos básicos e nos abonos mensais. Se o reajuste do piso nacional for de 10% e você recebe atualmente R$ 2.000,00 de vencimento básico, significa que você terá R$ 200,00 de reajuste no vencimento básico + R$ 19,00 referente ao abono de R$ 190,00 + os dois abonos: o de R$ 190 e o de R$ 135 a partir de julho ou agosto (se não me engano). Isto totalizaria uma remuneração mensal de R$ 2.544,00.

    Em 2017 aconteceria o mesmo: supondo que haja um reajuste de 10% no piso, o seu vencimento que havia passado para R$ 2.200, passará para R$ 2.420,00. O primeiro abono que era de R$ 190,00 em 2015, e passou para 209,00 em 2016, passará para R$ 229,90. O segundo abono que era de R$ 135,00 em 2016, passará para R$ 148,50. Somando tudo: R$ 2.420,00 + R$ 229,90 + R$ 148,50 = R$ 2.798,40.

    Como os dois abonos já reajustados serão incorporados ao vencimento básico em meados de 2017, se - prestem atenção, "se" houver reajuste anual pelo MEC na casa dos 10%, o vencimento básico de quem recebe hoje R$ 2.000,00 passaria para R$ 2.798,40 em meados de 2017. Sobre este valor haverá ainda o adicional de 5% criado pelo governo Pimentel e que começa a ser pago em janeiro de 2017, além do terceiro abono de R$ 137,00.

    Neste caso, a remuneração final em meados de 2017 seria de R$ 3.075,32. Isto vale tanto para quem está na ativa quanto para os aposentados. Lembrando que em 2018 a última parcela de R$ 137 será igualmente reajustada e incorporada ao vencimento básico. Tudo dependerá muito do reajuste nacional do piso salarial, que é dado pelo MEC. Até o momento, este reajuste tem sido sempre acima da inflação. Não sei se a partir de 2016 haverá mudança nesta lógica de valorização acima da inflação para o piso dos educadores. É pressionar o governo federal e o MEC para manter os reajustes do piso com ganhos reais.

    Um forte abraço a todos e espero ter ajudado em algumas dúvidas citadas pelos combativos educadores de Minas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso só ocorreu no governo passado, quando alguns decidiram ficar com a carreira antiga e outros no subsidio, pra prejudicar quem lutava pelos direitos o salário foi reduzido, mas a carreira não foi respeitada.

      Excluir
  48. Eules, mesmo assim, os pessimistas/ psdbistas de plantão, vão continuar jogando terroismo pra cima da gente, pois foram tantos anos fazendo isso, que ainda nao perderam o jeito . Acho que nem desenhando vai dar pra explicar, mesmo porque tem professor que nasceu na sofrência e na perseguição do psdb-merda e ainda nao sabe que podemos lutar e todas as vantagens que tínhamos foram resultado de mta luta e pressão e é desse jeito que vamos reconquista-las. Abraços.

    ResponderExcluir
  49. O que não me agradou na proposta foi as vantagens dos aposentados que estão incorporadas no subsidio num valor muito baixo,se não me engano( 600,00 e poucos reais). Se não acontecer o retorno dessas vantagens no valor do Piso teremos uma perda muito grande. Quem está na ativa as vantagens que por ventura acontecerem será no valor do PISO. Então estaremos pagando a conta de novo.MUITO INJUSTO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também interpretei desta forma,porém quem não se enquadra nesta situação pensa que nossa preocupação é receber menos;isso é inconstitucional lógico.Estamos receosos quanto a perda de nossos direitos adquiridos;biênios,quinquênios pois estes não se encontram incorporados ao subsidio.

      Excluir
  50. É a História não morre fica guardada e depois é revelada, Tancredo também teve seu lado obscuro politicamente, quem diria que ele que esta roendo os ossos na terra teve campanha politica financiada por Paulo Maluf. Esse pessoal Neves sempre deixa rastro sujo no comando politico, como o neto Aécio e cia em Minas; agora possar de bom moço na TV Globo falando em corrupção soa mal para ele mesmo. Como dizem não quem conhecem Aécio compra e acredita, eu nunca acreditei nesse falso e hipócrita ex-governador de MG, que acabou com a Educação e com os Professores de MG. Feliz de nós que extirpamos esses corja dos PSDB em MG. Somos Educadores e por isso nós fazemos a Historia desse Brasil.O Pimentel prometeu e esta cumprindo com os educadores de MG, isso sim é trabalhar e honrar compromissos.Parabéns a todos nós educadores e ao Governador querido e trabalhador Fernando da Mata Pimentel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bem!!!!
      Concordo com tudo!!!!!!!
      Detesto esse povo do psdb.
      Só serviu para atrapalhar a nossa carreira conseguida na luta de várias décadas.

      Excluir
  51. Estou na letra P. O que receberei em julho, sendo que tenho dobra de turno?Será que vou receber os 190 dobrado também?

    ResponderExcluir
  52. Na verdade, nós, os aposentados somos os maiores prejudicados com essa proposta de Pimentel ,10 biênios(5% cada um) mais 5( 10% cada um) quinquênios mais trintenário, mais pós graduação, ficou espremido em míseros 600 reais, incorporados ao subsídio. Aí você diz, acabou o subsídio, mas atenção, nossa vida,profissional, nossas conquistas, foram estas, aos da ativa, conquistarão alguma vantagem, de 5 em 5 anos, mas é injusto que nós percamos tudo conquistados legalmente,e trocarmos pelo que nem temos conhecimento, prova da má vontade do governo é que inicialmente o abono não contemplava os aposentados. Ele acha que não precisamos, ou acha que já ganhamos o suficiente? Pra você que tá começando talvez seja um sala´rio vantajoso, mas pense você será um aposentado amanhã. São nossos direitos, precisamos de mobilização neste sentido, uma vez que não temos como fazer greve, estamos sendo considerados descartáveis. Não estou contra Pimentel, votei nele, por isso me vejo na situação de expor minhas preocupações, e reclamações. Pensei que ele ia escalonar devolução de nossa carreira, mas estamos com vencimento básico devolvido até 2018. Quatro anos é muito tempo , já esperamos 12 anos mais 4 serão 16 anos, pra quem já passou dos 60 acham que podemos ficar inertes sem ao menos reclamar direitos adquiridos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo das 14:06, vou responder aqui algumas colocações que você fez, mas talvez sirva também para outras pessoas.

      Primeiro, é incorreto dizer que a proposta, que depois virou lei, do governo Pimentel prejudicou os aposentados ou os mais antigos ainda na ativa. Quem causou enormes prejuízos a todos foram os governos tucanos, que simplesmente confiscaram os quinquênios e biênios de TODOS os servidores da Educação. Foram os tucanos que somaram os valores nominais das vantagens a um vencimento básico defasadíssimo. Pimentel não tem nada a ver com isso.

      Segundo, o que o novo governo fez, até o momento, e já no primeiro semestre do seu governo, foi atender a algumas demandas antigas da categoria, entre elas:

      a) pagamento do piso salarial nacional integral para a jornada de 24h;
      b) reajuste do vencimento básico pelos percentuais estabelecidos pelo MEC - o que é garantia de reajuste anual, já em janeiro de cada ano;
      c) fim do subsídio, que não permitia qualquer vantagem, e a volta do vencimento básico;
      d) extensão de todas essas conquistas para todas as carreiras da Educação, e não apenas para professores e supervisores;
      e) criação de um adicional de 5% a cada cinco anos a ser pago mensalmente a partir de janeiro de 2017;
      f) além do descongelamento da carreira.

      O que o governo Pimentel não fez, ainda, foi devolver os quinquênios e biênios. Isto deve ser colocado desta forma: o novo governo AINDA não devolveu uma parte daquilo que os tucanos tiraram da categoria. Mas, negociou e atendeu parte expressiva das antigas demandas.

      Pessoalmente, acho que os biênios não voltarão mais. Mas, os quinquênios, mesmo que com outro nome, como adicional por desempenho, podem voltar sim. Neste caso bastaria negociar o percentual de 5% para 10% e reivindicar a aplicação deste percentual de acordo com o tempo de serviço de cada servidor, tanto da ativa quanto aposentados.

      Esta é uma demanda que pode ser negociada nos próximos anos. Imaginar que o novo governo, em plena crise e com arrecadação em baixa iria devolver TODOS os direitos numa primeira negociação é no mínimo não ter bom senso.

      Da forma como algumas pessoas colocam as cobranças ao novo governo fica parecendo que os servidores da Educação foram prejudicadas. Ora, se tivesse vencido o PSDB todos os servidores teriam no máximo 5% de reajuste este ano e sabe-se lá quando teriam outro reajuste. Pela proposta de Pimentel, além do abono de R$ 1.330,00 este ano, os reajustes nos próximos 2 ou 3 anos podem variar entre 50% e 75% - bem diferente da realidade vivida nos governos tucanos.

      Olhem o que está acontecendo no Brasil inteiro: a maioria das categorias dos educadores nos outros estados não teve reajuste algum. Na Prefeitura de BH, que geralmente concede bons reajustes, este ano, até agora, é ZERO de reajuste salarial, estando na dependência de arrecadação futura para um possível reajuste.

      Portanto, não transformem as conquistas que os educadores de Minas tiveram em derrota e prejuízo porque esta tem sido a prática da mídia golpista. Ou seja, é a mídia brasileira que consegue ver somente coisa negativa, como aconteceu nos últimos 12 anos, mesmo quando o Brasil crescia, gerava emprego e desenvolvia políticas sociais.

      Reclamar é um direito legítimo de todos. Mas, criar realidades que não conferem com a realidade, sempre para pior, não é uma boa prática, não é mesmo.

      Vamos acreditar na capacidade da categoria de lutar por novas conquistas, e contar com a boa vontade do novo governo em continuar negociando.

      Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

      Excluir
    2. Mandou bem, Euler! É assim que se faz! Explica, explica e a turma desses tucanos está fazendo vista grossa. Com certeza vai pedir para vc desenhar. O resgate do piso salarial realmente foi uma vitória que devemos ao atual governo de Minas. E para a tucanada que estão fazendo pirraça aqui no seu blog, restam-nos confortá-los: nossos sentimentos pelo luto, na ocasião do sepultamento do subsídio.

      Excluir
    3. Bem, eu não quis dizer que foi o Pimentel que acabou com nossa carreira.Eu reconheço que foram os tucanos, anastasia e o outro, mas tudo bem a crise, no estado, mas acho que o governo deveria reconhecer e dizer que em algum momento ele voltaria com os quinquênios, mas não, tudo tem que ser novamente conquistado com muita luta... Já estou cansado de adiar sonhos, viver no limite da exaustão, contando cada real para fechar ou não as contas no fim do mês.. Desculpe não sou derrotista, nem aprecio a mídia golpista, reconheço os ganhos com o governo atual, mas ainda esperava nem que fosse em 2017, a volta da carreira confiscada. Um abraço, obrigado pelo espaço, pela atenção que temos de você, sempre nos esclarecendo e confortando nossa classe tão sofrida, e tão valente.

      Excluir
    4. Concordo que estas perdas de direitos adquiridos foram consequências de práticas do governo anterior.O receio é de que ao reestruturar a carreira estas perdas intensifiquem.Por isso tanta preocupação de quem se encontra nesta situação.Corremos risco,mas pouco se tem a fazer a não ser confiar na capacidade argumentativa de nossos representantes e na boa vontade de Pimentel.Só DEUS sabe no que vai dar.

      Excluir
    5. Bom dia Euler.
      Podemos usar o seu blog para discutir os problemas dos aposentados? Nós não estamos desconsiderando os avanços significativos que os educadores de Minas já tiveram com o Governo Pimentel. Temos consciência de que fomos vítimas do PSDB e não do PT. Não estamos fantasiando uma realidade que não existe. Não se trata de delírio persecutório que transfere para o outro o lugar de algoz. Não estamos colocando o Pimentel como o nosso perseguidor. Muito pelo contrário. Achamos que com a capacidade de negociação que este governo tem dado provas, podemos sensibiliza-lo para um problema que nos atinge e que é real. O próprio governo está disposto a rever as distorções do projeto. Pimentel deixou claro a sua disposição de manter um diálogo permanente com os educadores. Já acenou em entrevistas que pretende rever os quinquênios.
      Somos de uma outra geração. Uma geração de longas e sofridas décadas de luta pela melhoria das condições de trabalho. Travávamos árduas batalhas em favor da educação. Naquela época éramos chamados de subversivos e hoje na tentativa de resgatarmos uma mísera parte daquilo que nos foi retirado, somos taxados de pessimistas, tucanada e viúvas do PSDB. Todos adjetivos que não nos cabe e nem assimilamos. Iniciamos nossa carreira dentro de uma determinada lógica e perspectiva mas infelizmente fomos devastados pela política perversa de políticos de quinta categoria.
      Houve época de maior união. Sabíamos que se ficássemos uns contra os outros não conseguíamos avançar. Estamos numa idade que não nos cabe gastar energia com raiva e ressentimento. O tempo nosso é diferente. Não temos tempo mais para esperar.

      Excluir
  53. Gostaria de saber se a promoção que será paga em setembro vai ser retroativa.

    ResponderExcluir
  54. Votei e trabalhei para Pimentel junto aos alunos e comunidade escolar.Sou aposentada a dois anos em um cargo e este ano posso aposentar no segundo cargo.São dois cargos e prejuízos de uma vida de trabalho.Podemos não participar de paralisações por sermos aposentadas,mas votamos e exercemos influência da mesma forma que os funcionários da ativa.Marcam reunião específica para tratar de salários de funcionários de SRE foram grande maioria contra Pimentel e ainda ameaçavam os professores.Ninguém marca reunião para tratar especificamente dos aposentados ou prestes a aposentar.Direitos devem ser iguais.Decepcionada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente mesmo não sendo aposentada,pois SRE fazia reunião,visitava escola,pedia voto p Aécio e ameaçava professores que passavam a agir e trabalhar p Pimentel escondido.Agora falam mal dele e ainda pressionam para levar vantagens na sombra da luta dos professores.

      Excluir
    2. Olha que diretores e funcionários das Sres levam vantagens sobre os demais segmentos da educação,principalmente professores que representam maioria nesta negociação e ainda ferram Pimentel na próxima.Quem sempre exerce cargo em comissão gosta de levar vantagem e se fazem estar do lado do poder ( governo ) Ser justo com todos os segmentos igualmente é a melhor opção de integridade e futuro.

      Excluir
  55. Abono de 1.330 reais, Euler???????? Não acredito que seja isso tudo neste ano.Não seria 130 reais????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus, o gente mal informada!

      Abono de R$190,00 de Junho a Dezembro/15 = 7 pgtos = R$1330,00

      Excluir
    2. O abono é de R$ 190,00, de junho a dezembro serão 7 parcelas que multiplicadas da o montante de R$1330,00.

      Excluir
    3. Não! Serão os 190,00 que não incidirão sobre os 190,00 anteriores. Os 190,00 vão de Junho a Dezembro, mas você não pode fazer conta acumulando-os. Quem dera. KKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    4. Euler, que grande equívoco!
      ((((((((((((((((Pela proposta de Pimentel, além do abono de R$ 1.330,00 este ano, os reajustes nos próximos 2 ou 3 anos podem variar entre 50% e 75% - bem diferente da realidade vivida nos governos tucanos.

      Tudo bem, maravilhoso que o PT esteja nos restituindo um pouco da nossa dignidade perdida, mas daí vc dizer que os 190,00 são cumulativos, resultando, em Dezembro, um total de 1.330,00 é muita inocência. Ô meu Deus, piedade.
      Quem viver, verá!
      E se for vontade, cumpro a promessa: gasto tudo em cesta básica no Naltal dos mais necessitados! Juro.

      Excluir
    5. A conta está certa. Parabéns. Mas receberemos 190,00 APENAS até Dezembro. Sem acumulação.
      Se eu recebo 1.100,00 mais 190,00 receberei até Dezembro 1.290,00. Vai uma apostinha?

      Excluir
    6. Que equívoco, Sô?! Vou desenhar pra vc: pegue seus 190,00 de Julho a Dezembro e multiplique.
      Ai, ai, ai...
      KKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
    7. MEEEEEEEEUUUUU DEUS! ! ! ! !
      QUE POVO BUUUUUUURRO!
      MISERICORDIA! ! ! ! !

      Excluir
  56. Alguém poderia me responder quanto tempo de efetivo exercício no estado, em sala de aula, é necessário para se ter paridade na hora da aposentadoria?
    Desde já obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... desde que cumprido tempo mínimo de dez anos de efetivo exercício no serviço público e cinco anos no cargo efetivo em que se dará a aposentadoria...(0lhar a lei de 98 e 88)

      Excluir
    2. 25 anos em sala de aula. Ajustamento funcional e licenças saúde não atrapalham a contagem. Só se for para a secretaria com função de auxiliar ou secretária você terá que pagar este tempo.

      Excluir
  57. Professor aposentado com paridade PEB ll P vai automaticamente em setembro para PEB lll P ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que diz o texto da Lei eu acho e espero, que será desse jeito.Eu estou nessa situação.

      Excluir
  58. Tenho uma dúvida , sou aposentado e tenho V.PESSOAL L.18975/10.
    Essas vantagens serão reajustadas junto com o piso a cada início de ano?

    ResponderExcluir
  59. Também estou nesta mesma dúvida. Mas não tive resposta da Beatriz, informa 144 não esclarece,projeto não detalha, sindiute não argumentou sobre.Imagino que a equipe governamental esteja elaborando informações e tabelas detalhadas;pois
    se basearam apenas no início de carreira para lançamento da tabela;porém esqueceram dos que já se encontram P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resposta da Beatriz no meu facebook:
      Boa noite, obrigado pela atenção. tenho outra dúvida , sou aposentado e tenho V.PESSOAL L.18975/10.
      Essas vantagens serão reajustadas junto com o piso a cada início de ano?
      Há 16 horas
      Bom dia! Sim, serão reajustadas. Está previsto no projeto de lei que já foi aprovado n votação de 1° turno na Assembléia Legislativa

      Excluir
    2. Resposta da Beatriz no facebook.
      Boa noite, obrigado pela atenção. tenho outra dúvida , sou aposentado e tenho V.PESSOAL L.18975/10.
      Essas vantagens serão reajustadas junto com o piso a cada início de ano?
      Hoje
      Beatriz Cerqueira
      08:12
      Beatriz Cerqueira

      Bom dia! Sim, serão reajustadas. Está previsto no projeto de lei que já foi aprovado n votação de 1° turno na Assembléia Legislativa

      Excluir
    3. Quem já é P vai para o próximo Nível na mesma letra. Se não tiver mais onde subir vai receber o valor de mais um grau.

      Excluir
    4. Sorte sua que Beatriz te respondeu. Escrevo há anos e...nada.

      Excluir
  60. Gente, com a volta do vencimento básico, Podemos sair do castigo que nos impôs o PSDB. Não precisaremos mais entrar na Justiça Comum para usufruirmos do direito de Transposição de Tempo. Valeu. Pimentel!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que é isso? Direito de Transposição de Tempo?

      Excluir
    2. Tem certeza? Isto é muito justo para quem não tinha idade e tinha tempo para se aposentar.

      Excluir
    3. Eu já entrei a mais de 2 anos.Não sei como vai ficar agora.

      Excluir
  61. Vamos receber o abono em julho ou agosto?

    ResponderExcluir
  62. Gostaria de saber sobre a lei que dá a paridade com 20 anos de estado, na função e 60 anos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que eu saiba não existe esta lei. Tem que ter 25 anos no magistério para ter paridade.

      Excluir
  63. Tenho 45 anos e tenho 16 anos de serviço como professora. Com as novas mudanças, minha aposentadoria será quando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua aposentadoria será quando completar 25 anos de professora .Portanto daqui a 9 anos, se não for pra outra função.Tem que ser só no magistério.Licenças não atrapalham na contagem.

      Excluir
    2. Até agora não houve mudança na aposentadoria do funcionário público.
      25 anos como professora e no mínimo 50 anos de idade.
      30 anos como professor e no mínimo 55 anos de idade.

      Excluir
  64. Achei um absurdo falarem que a maioria dos funcionários das SRE"s votaram contra Pimentel.As SRE tem funcionários de carreira e sofreram todas as perdas desse malfadado governo como os demais funcionários da Educação e desconheço quem tenha ido às escolas " pedirem voto para Aécio", além de Superintendentes e altos cargos comissionados, que foram todos colocados por AA.Quem falou isso com certeza desconhece a máxima " quem bate cartão, não vota em patrão.". O que eu vi foram a maioria dos funcionários muito conscientes e fazendo das redes sociais uma forma de protestar e travar o diálogo político. Várias vezes estive nesse Blog apoiando a luta de nossos colegas, participei das Assembleias em BH. Por isso, não generalize nem fale do que parece, vcs desconhecem.Quase 90 por cento de nossa SRE votou em Pimentel e isso, às claras.
    Denise Analista Educacional

    ResponderExcluir
  65. Gente, esse negócio de 7 parcelas de 190,00 (de Junho a Dezembro), somando 1.330,00 é uma fantasia tão grande, mas tão grande que nem eu, uma pessoa sabidamente otimista, poderia fantasiar tanto.
    Bem, palavras têm poder. Pode ser que o nosso querido Euler esteja assim, ó, com o Universo, conspirando a nosso favor, nem que seja em sonho. R$R$R$R$

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente:em relação ao que nos foi tirado durante anos e anos, este valor é irrisório, não representa nada de nada, mas se a hegemonia do governo passada tivesse prevalecido, pode ter certeza que estas 7 parcelas de 190,00 seria só no seu sonho e SÓ. VIU A DIFERENÇA! É pouca mas vai fazer a diferença. Já é um começo.

      Excluir
    2. R$ 1.330,00 seria o prêmio de produtividade dividido em 7 parcelas.

      Aumento?
      Abono?

      Onde?

      Excluir
    3. Amiga, se você somar e ou multiplicar 190 x 7 será 1.330,00. Não tem erro e muito menos é acumulativo. Faça os calculos e verá.

      Excluir
  66. Alguém sabe que dia será a votação do segundo turno da lei do Piso? Se não publicar a tempo de fazer a folha deste mês não receberemos em julho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem segundo turno!!!!
      Já foi aprovado dia 15 de maio!!!!
      Iremos receber no mês que vem.

      Excluir
    2. Tem que passar pelo segundo turno dia 16 e ir para o veto do governador para depois publicar. Só é válido a partir da data da publicação.

      Excluir
  67. Anônimo de 10 de junho das 10:59, há uma tabela completa no site de Assembleia Legislativa, o link www.almg.gov.br/atividade_parlamentar/tramitacao_projetos/texto.html?a=2015&n=1504&t=PL digitar como está aí sem til, sem ç você vai encontrar a tabela completa, com todas as letras, até 2018. Abraço.

    ResponderExcluir
  68. Freud, na época do nazismo, quando teve que sair da Áustria foi obrigado a assinar um documento dizendo que não havia sofrido nenhum tipo de maus tratos pelos nazistas. Ele assinou o documento e de próprio punho acrescentou: "Recomendo a Gestapo a todos." Como só nos resta ironizar vamos recomendar este projeto de reajuste da educação a todos.

    ResponderExcluir
  69. Faz as contas aí, colega! kkkkkk

    ResponderExcluir
  70. Sabem o que estou fazendo?
    Esperando julho chegar - TRANQUILAMENTE!
    Não vou me gastar com futuro.
    O pior já passou.

    ResponderExcluir
  71. Eu li no Estado de Minas, reportagem de 11/06 de Juliana Cipriani, PEC do Governo cria impasse na votação do plano de carreira dos professores.'IMBROGLIO ENVOLVE OS SERVIDORES QUE INGRESSARAM NO FUNCIONALISMO ATE JULHO DE 2003 E OS ANTIGOS QUINQUENIOS E TRINTENÁRIOS', minha dúvida é justamente isso, quem está na ativa ainda adquire, mas quem já se aposentou como fica?

    ResponderExcluir
  72. Matemática nunca foi o meu forte, mas fazer cálculos básicos eu sei. São. 1.330,00 muito melhor que nada!
    Não deve ser professor(a). Não deve ser aluno. Deve ser analfabeto funcional.
    Ui!
    Só rindo mesmo.

    ResponderExcluir
  73. O SURREALISMO POLÍTICO DE EXTRAÇÃO MACARTHISTA NO BRASIL

    NÃO SE CONFORMAM QUE PERDERAM AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

    Não tem sido fácil a vida sob o cerco exacerbado do fundamentalismo evangélico - do católico também, todavia menos afoito - e a direita tacanha, que odeiam o PT e, por tabela, a esquerda e não se conformam que perderam as eleições presidenciais de 2014!
    Ensaiaram um impeachment da presidente Dilma - ainda em tubo de ensaio, embora sem respaldo jurídico - e pegaram carona para "presidir" o Brasil no jaguncismo político, instalado na presidência da Câmara dos Deputados, esquecendo que o Brasil tem como regime de governo o presidencialismo.
    Escrevi em "Uma República Democrática e laica sob o 'sistema jagunço" que "Eduardo Cunha é fundamentalista roxo, orgânico e militante, o que faz toda a diferença, vide o sistema jagunço de fazer política, um sistema de poder que ele implementa com ares e desenvoltura de presidente do Brasil!" (O TEMPO, 17/2/2015).
    (...)
    Há um sonho macabro de reeditar a casa grande e senzala, configurado soberbamente no ataque aos direitos trabalhistas. De um tanto que circulou pelo TWITTER que a atual Câmara dos Deputados, na toada que vai, revogará a lei Áurea. O que não é de duvidar sob a égide do jaguncismo político com o apoio do neopentecostalismo mais rasteiro e vulgar, que almeja ser dono dos nossos corpos e crê que chegou a hora de ditar, por meio de leis, a sua visão de mundo e moralidade para todo o povo para dar concretude a máxima: "O Brasil para Jesus". E que se dane a República Democrática e laica que é o nosso país, porque "o Brasil para Jesus" é um estado teocrático!

    ResponderExcluir
  74. e o fim dos bicudos também deveria entrar em pauta.

    ResponderExcluir
  75. e os peb t2 que estão em ajuste funcional também vão para peb 1 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. responder,por favor.

      Excluir
    2. poxa, até agora ninguém respondeu. se eu soubesse não estaria perguntando.

      Excluir
  76. ASSEMBLEIA HOJE (12/06)15H15 - IMPASSE.

    PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 35/2015

    Acrescenta o § 6º ao art. 283-A da Constituição do Estado.

    Art. 1º - Acrescente-se ao art. 283-A da Constituição do Estado o § 6º:

    “Art. 283-A - (...)

    § 6º - Os servidores integrantes das carreiras de que trata o caput e cujas vantagens pecuniárias tenham sido consolidadas pela implantação de regime de subsídio e que posteriormente tenham retornado ao regime de remuneração farão jus unicamente às gratificações, adicionais, abonos, prêmios, verbas de representação ou outras parcelas disciplinadas por legislação específica superveniente.”.

    Art. 2º - Esta Emenda à Constituição entra em vigor na data de sua publicação.”

    - Publicada, vai a proposta à Comissão Especial para parecer, nos termos do art. 201 do Regimento Interno.

    * - Publicado de acordo com o texto original.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PALHAÇADA. NÃO VOTEM ESSA PEC, POR FAVOR

      Excluir
  77. Tenho dúvidas de que os deputados consigam votar tudo a tempo de recebermos no próximo mês, segundo reportagem de "estado de minas, há um impasse, Pimentel enviou uma PEC 35/15, que está sendo chamada por alguns MANOBRA PARA ACABAR COM DIREITOS ADQUIRIDOS DE SERVIDORES QUE INGRESSARAM NO ESTADO ANTES DE 2003, mais precisamente os quinquênios, os deputados alegam que isto trará insegurança jurídica, uma vez que todo servidor do estado tem direito a 10 % do salário a cada 5 anos, se isto acontecer o estada poderá enfrentar uma avalanche de ações na justiça. Apenas estou reportando o que li. A votação será hoje. Conclusão minha, não tenho conhecimento jurídico mas pela lógica, se existe a PEC para modificar a constituição Estadual, é porque temos o direito adquirido, portanto sagrado , aos nossos quinquênios. A reportagem completa, está em www.em.com.br , também no site da Assembléia www.almg.gov.br procure PEC35/15.

    ResponderExcluir
  78. Agora eu vi m...

    ((((((((((((((((((((((((((((((((PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 35/2015

    Acrescenta o § 6º ao art. 283-A da Constituição do Estado.

    Art. 1º - Acrescente-se ao art. 283-A da Constituição do Estado o § 6º:

    “Art. 283-A - (...)

    § 6º - Os servidores integrantes das carreiras de que trata o caput e cujas vantagens pecuniárias tenham sido consolidadas pela implantação de regime de subsídio e que posteriormente tenham retornado ao regime de remuneração farão jus unicamente às gratificações, adicionais, abonos, prêmios, verbas de representação ou outras parcelas disciplinadas por legislação específica superveniente.”.

    Art. 2º - Esta Emenda à Constituição entra em vigor na data de sua publicação.”

    - Publicada, vai a proposta à Comissão Especial para parecer, nos termos do art. 201 do Regimento Interno.

    * - Publicado de acordo com o texto original.

    ResponderExcluir
  79. PT e PSDB - Farinha do mesmo saco. A diferença é só o saco mesmo.

    Mixórdia!
    Imblógio.
    ((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((((PEC do governo cria impasse na votação do plano de carreira dos professores
    Imbróglio envolve os servidores que ingressaram no funcionalismo até julho de 2003 e os antigos quinquênios e trintenários

    postado em 11/06/2015 06:00 / atualizado em 11/06/2015 07:18
    Juliana Cipriani /Estado de Minas

    Depois de conseguir uma primeira aprovação, o Executivo vai enfrentar um novo impasse no Legislativo para aprovar o novo plano de carreira da educação. Uma proposta de emenda à Constituição (PEC) enviada pelo governador Fernando Pimentel (PT) embolou o acordo entre base e oposição para finalizar a votação, marcada inicialmente para esta semana. Ocorre que o governo vinculou a votação do reajuste dos educadores à aprovação da PEC sobre a qual os dois lados não se entendem. O imbróglio envolve os servidores que ingressaram no funcionalismo até julho de 2003 e os antigos quinquênios e trintenários.

    A PEC enviada diz que quem teve os abonos e adicionais consolidados na forma de subsídio e voltar ao regime de remuneração por vencimento básico só terá direito a novas parcelas salariais que forem criadas por leis posteriores. Até então, a Constituição só prevê a incorporação dos benefícios para quem passa a ter subsídio e não diz nada sobre o caminho contrário.

    Segundo a oposição, com o fim do subsídio e a volta do pagamento por vencimento básico, quem entrou no estado antes de 2003 – os governos dos tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia acabaram com os benefícios para quem ingressou a partir daí – voltaria a ter direito a receber futuros quinquênios e trintenários. Isso porque um artigo da Constituição diz que qualquer servidor público estadual que ingressou naquele período no estado tem direito a 10% de adicional sobre o vencimento básico a cada cinco anos e mais 10% a cada 30 anos de exercício efetivo.

    No projeto de Pimentel que passa a pagar o piso nacional de R$ 1.917,78 a partir de 2017, o Executivo cria um adicional de valorização da educação básica de 5% a ser concedido a cada cinco anos a partir de 2012. O percentual, no entanto, é metade do que ainda é pago aos ocupantes das demais carreiras (nomeados antes de 2003) e depende de uma avaliação. Uma das alegações dos governistas é que, como houve a incorporação de benefícios no subsídio, seriam pagos quinquênios sobre quinquênios. Eles citam jurisprudência segundo a qual não havendo direito adquirido, é legítimo lei superveniente modificar a composição dos vencimentos do servidor.

    O líder do governo Durval Ângelo (PT), que é professor, negou que parte dos funcionários da educação poderia voltar a ter direito a quinquênios. “Isso é para que eu não receba o aumento e entre na Justiça, é governar com responsabilidade, sem deixar bombas para os outros”, afirmou. De acordo com o petista, se o Executivo não tiver cuidado vai faltar dinheiro para outros setores. O Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação (Sind-Ute) apoia a medida.

    Já o líder da minoria Gustavo Valadares (PSDB) diz que a PEC cria insegurança jurídica não só para a educação mas para todas as classes de servidores do estado. “Isso pode gerar uma enxurrada de ações, temos de discutir a fundo para chegar a um bom termo que dê segurança às partes”, afirmou. A postura do grupo será definida em uma reunião terça-feira.

    ABONO Na comissão de Saúde, o deputado Ricardo Faria (PCdoB) anunciou que o projeto com o reajuste dos servidores da categoria chega hoje à Assembleia trazendo um abono de R$ 190 a ser incorporado ao salário. “O compromisso da Assembleia é tratar com urgência e dar celeridade para que o projeto já entre em pauta para contemplar os servidores da saúde. Vamos encaminhar uma emenda garantindo que o compromisso firmado seja retroativo a junho para que eles não tenham perdas”, afirmou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão querendo tirar a diferença em cima dos mais antigos de casa. Direito é direito, seus governantes! Ou a constituição é só para inglês ver!? Se voltou o vencimento básico, volta também os quinquênios já adquiridos, sem chance de passar a borracha neles. Deveriam ter feito o novo projeto de lei do vencimento com habilidades, justos e competência; agora querem tirar um direito q a constituição nos ampara, cortar fora nos registros da história do profissional que conquistou no decorrer da sua caminhada, é simplesmente ignorar a lei que nos ampara. Mas isto, caso for, terá consequências. Sem pensar, tentaram tirar abonos dos aposentados, também! Faltam estudar a constituição. Ninguém toma meus direitos que tem anos que faço uso deles.

      Excluir
  80. Euler com sua brilhante inteligência poderia nos explicar a PEC 35 que está colocada para ser votada junto com a LEI? Acho que mais uma vez os aposentados e quem tem tempo de serviço vai para o sacrifício. Diga que estou enganada por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compartilho de sua preocupação. Parece que esta PEC tem como objetivo evitar qualquer reivindicação jurídica. Acontece que quem está na letra P e perdeu tudo que adquiriu vai ficar a ver navios. Será que o sindicato não está atento para isto? Aposentados não podem ficar esperando. A carreira deles já terminou e o tempo deles é curto. Vamos ver que lei complementar vai ser esta. Até la......parece que estamos tendo que ficar contabilizando mais perdas.

      Excluir
    2. Sem contar que ao incorporar tudo em subsídio, as porcentagens de quinquênios e outras vantagens foram reduzidas, não condizendo com os valores que estão na lei.
      Será que vão rever isso também?
      Duvido!

      Excluir
  81. Se nós aposentados estivéssemos recebendo o piso proporcional dentro do plano de carreira juntamente com a volta dos quinquênios, biênios e trintenários receberíamos muito acima que os 1917,00, que representa o piso de 40h para quem tem apenas ENSINO MEDIO. Não houve luta neste sentido, Coisa arranjada ou burrice?
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se...Se...Anastasia ou Aecio estivessem lá , continuaria o subsídio, todos calados e ponto. Interessante, isso não é o que merecemos, mas, em 12 anos tivemos alguma proposta melhor que essa? Aposentado não perdeu, deixou de ganhar, mas, HÁ MUITO TEMPO...Chorar, querendo que algum faça tudo e monte as peças quebradas, de anos, em meses, é piada de gente que só entra pra sacanear.Professor pode ser mal pago, mas não burro.

      Excluir
  82. Fazendo as contas e colocando a inteligência em dia: um professor aposentado, recebendo o piso proporcional a 24h (e olhe bem que calculado apenas sobre quem tem titulação ensino médio) equivale a 1182,00 e acrescentado a 5 quinquênios, 10 biênios , trintenário e pós graduação que era paga como 10% a mais receberia 2758,00. Se os quinquênios fossem cheios, isto é aqueles calculados antes da E/c 19/1998, seria mais muito mais o salário.A situação de aposentados e professores iniciados antes de 2003 é absurda e incompatível com a campanha que fizemos a favor do PT. Não sou Psdb, nunca fui e jamis serei. Acho até que a responsabilidade contábil final desse absurdo remonta da era Anastasia. A neutralidade política no Brasil deve gerir quem não quer ter úlcera estomacal. Enfim foi minha conclusão final.
    Helena

    ResponderExcluir
  83. ONDE FOI PARAR O PRÊMIO PRODUTIVIDADE 2013 e 2014? NINGUÉM FALA MAIS NADA!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi parar na campanha do Aécinho" Do Pó!!!!Seu tucano recalcado!!!

      Excluir
    2. DEVE ESTAR NO BOLSO DE ALGUÉM...

      Excluir
    3. Gente, essa cobrança é justa, pois se trata de dinheiro que nos é devido do ano anterior! O seu Pimentel está devendo sim, e eu concordo com o Augusto. Votei no PT, mas não sou bobo

      Excluir
  84. É caro Euler, como explicar a manobra do Governo tão exaltado aqui? Prejudicar quem teve os direitos adquiridos antes de 2003?

    ResponderExcluir
  85. Meu Deus, como tem gente grosseira aqui! A pessoa só perguntou pelo prêmio de produtividade! Credo.

    ResponderExcluir
  86. EULER, ESCLAREÇA PARA NÓS ESTA PEC 35\2015. ESTÁ DIFÍCIL. BEATRIZ NEM TOCA NO ASSUNTO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo das 05:09, não estou a par do teor da tal PEC 35/2015. Seria bom você consultar o jurídico do sindicato. Ou pesquisar diretamente da página da ALMG.

      Um abraço,

      Euler

      Excluir
  87. A mesma corja que nos deu o subsídio de presente quer tirar nosso piso novamente. .Eles não sabem com quem estão mexendo. Da mesma maneira que tiramos o PSDB do governo, no próximo ano colocaremos o PT nas prefeituras. AGUARDEM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!!!!
      Falou que é para ser contra o psdb, estou dentro.
      Fora psdb!!!!
      Como gostar de quem acabou com a nossa carreira.

      Excluir
  88. Ainda bem que a vida é curta. KKKKKKKKKK. Não entendi nada de nada. Mal sirvo para escrever poemas.
    Aceito esclarecimentos.
    PEC 35/15
    Eu colei o texto da PEC na íntegra mas excedeu o mínimo de caracteres.
    Agora tem isso???
    Obrigada.



    ResponderExcluir
  89. Além dos 190,00 vai ter algum aumento?

    ResponderExcluir
  90. Simples assim, Projeto de Emenda da Constituição, diga-se de passagem, Estadual,a PEC35/15, troca os quinquênio , trintenários, que temos direito, por novas vantagens , exemplo, um abono de 5% de 5 em 5 anos,à partir de 2012, então nosso primeiro quinquênio será pago em 2017, com único porém, todos os outros servidores de Estado de Minas Gerais , recebem 10%, menos os servidores da Educação . Então, pra pagar o Piso, parcelado até em 2018, ele está tentando mudar a Constituição Estadual, tirando os quinquênios dos aposentados, e dos que contribuíram 15, 20 30 anos. Bem simples, bem real. Vamos mandar email para os deputados, para eles não aprovarem esta Pec.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não adianta mais. Já aprovaram. Cambada!!!

      Excluir
    2. Adeus, dinheirinho em Julho. Quem sabe em Agosto? Tomara que retroajam. Que ajam. Haja paciência!
      Curuzes!!!

      Excluir
  91. De quanto será o aumento de julho?

    ResponderExcluir
  92. Ave-Maria, será que, pelo menos uma vez na vida, os políticos podiam fazer um angu sem caroço??? Não estou digerindo nada. Minha inteligência já não alcança tanta coisa e, depois, cada um vem e dá um palpite. Ninguém sabe nada, não, gente. Vamos esperar julho chegar. Não vamos ser reconhecidos NUNCA. Esqueçam.

    ResponderExcluir
  93. Eu também não estou entendo nada, minha inteligência também foi-se. Pelo que li o grande aumento só em a gosto de Deus.Eita povo enrolado!

    ResponderExcluir
  94. Quero meus Quinquênios e Biênios de volta,pois é Direito adquirido,não podemos ser lesados.

    ResponderExcluir
  95. Chegamos a conclusão de que trocamos o subsídio, por vencimento básico, a conta gotas, sem as vantagens quantos de nós, já estaremos mortos quando em 2022, completaremos o segundo quinquênio? Eu já tinha 5 quinquênio, a 10% cada um, com a PEC 35/15, terei meu primeiro quinquênio em 2017, a 5%,desta vez. Isto é se concederem os quinquênios para aposentados. Todos recebem 13% para aposentados 9% de abono. Diz aí. Que acordo histórico é esse? Estamos comemorando o rateio dos quinquênios dos mais antigos servidores, com o aumento dado aos que estão iniciando carreira, isto pra mim é achatamento salarial. Não foi pra isso que votei nele. Essa não foi a promessa dele.

    ResponderExcluir
  96. Não estou entendendo o motivo de tanta comemoração.Se fosse os 13% + 190 reais, estaria certo, mas não tivemos aumento nenhum.Aumento é um acréscimo no salário e não abono que de princípio não será incorporado.Cruzes!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  97. Julho já era.Agora, por causa de 1 dia, só vamos receber em agosto.

    ResponderExcluir
  98. O SISAP JÁ FECHOU, AUMENTO OU OUTRAS COSITAS MAS, SÓ EM AGOSTO.

    ResponderExcluir
  99. A PEC 35 nos tirou os biênios e quinquênios de tantos anos de trabalho. É sempre assim, os antigos levam a pior mesmo. Tinha 7 biênios, 3 quinquênios, pós-graduação e foi tudo perdido. O que o governo vai nos dar nos próximos anos ele tirou de nós mesmos, dos antigos, de seus anos de trabalho.

    ResponderExcluir