terça-feira, 5 de maio de 2015

Ante à desgraceira da mídia golpista, falemos um pouco de flores... de um outro Brasil




Atualização em 07 de maio de 2015: Vejam o vídeo e percebam como um governo neoliberal, golpista e serviçal dos interesses das elites trata os trabalhadores. É isso que queremos para o Brasil? Então, não fiquemos alheios ao que está acontecendo hoje, com essa onda conservadora, de direita, que tem provocado ataques sistemáticos aos interesses do povo brasileiro.

***



Que tal assistir a NBR ou a TV Brasil ou a TVT no lugar da mídia golpista? Os links estão no final do post.

***

Ante à desgraceira da mídia golpista, falemos um pouco de flores... de um outro Brasil

A mídia brasileira, mafiosa, corrupta e golpista (não vou citar os nomes para não ser processado), nos traz diariamente uma descarga de dejetos que ela produz. Coisa dela, realidade que ela fabrica e com isso consegue, infelizmente, lobotomizar boa parte da população. TVs, rádios e jornais, salvo raras exceções, estão a serviço da destruição do Brasil, da formação de uma população egoísta, dividida, desconfiada, e de baixa estima.

Mas, existe um outro Brasil, incluindo o dos serviços públicos, que nós encontramos diariamente nas ruas, nas escolas, nas fábricas, nos ônibus, nos postos de saúde. E é deste Brasil que eu quero falar um pouco, claro que apresentando críticas aqui e ali, mas destacando, sobretudo, o que há de bom. E há muita coisa boa no Brasil, a começar pelo nosso povo, que a mídia das elites não vê. Ou finge que não vê.

Vou começar pela área que atuei há algum tempo: a Educação pública. É notório que os educadores são maltratados pelos governos, haja vista o que aconteceu no Paraná, por parte de um governo irresponsável e sem compromisso algum com seu povo. Jogar bombas e balas de borracha em professoras (a maioria da categoria é do gênero feminino) é algo próprio de governantes mauricinhos, formados mentalmente por esta mídia cretina, que espalha ódio contra a população pobre.

A par desse descaso de governantes com os educadores, quero destacar as coisas boas. A escola pública é sempre um bom ambiente, mesmo nas piores condições. É mil vezes preferível para as nossas crianças do que as cadeias. Por isso, ao invés de aprovarem a maioridade penal, coisa que a onda conservadora, de direita, fascista e golpista vem tentando fazer, deveriam aprovar mais escolas, mais educação pública, melhores salários para os educadores.

A todo instante eu encontro com ex-alunos meus pela cidade. Nos supermercados, nas lojas, nos bancos, nas ruas, enfim. Em geral, não importa a profissão que estejam exercendo - todas elas dignas - os ex-alunos têm boa formação, que em grande parte foi proporcionada pelo conjunto de professores e demais profissionais da Educação, e, claro, pelos pais e familiares. Hoje mesmo, quando ia "pegar" o Move, já bem próximo do ponto de ônibus, um ex-aluno me cumprimenta: oi professor, tudo bem? E em rápida conversa ele me disse que estava trabalhando numa fábrica local e estudando engenharia civil. Que beleza! E todo momento é isso: nosso povo é criativo, inteligente, capaz.

Agora vamos sair deste bom exemplo que citei e ampliar a análise. Nos últimos anos, milhares, milhões até de jovens ingressaram nas universidades, graças às mudanças implantadas por Lula e Dilma, apesar das limitações e críticas que conhecemos em relação ao Prouni, por exemplo. Mas, houve avanços, quantitativo e qualitativo. No ensino básico, contudo, as mudanças são mais lentas, embora tenha ocorrido avanços, também. Cada vez mais se torna obrigatória a ampliação das creches e unidades de ensino infantil. Onde trabalho, em BH - que por sinal realiza ótimo investimento em ensino infantil, com as UMEIs - tem uma creche que pertence à comunidade, situada na região Norte da Capital. É uma satisfação perceber que ali dezenas de crianças recebem alimentação adequada, os primeiros contatos com a instrução formal e várias atividades lúdicas. Converso com moradores e lideranças da comunidade e percebo o quanto eles valorizam os espaços de cultura (onde trabalho), da educação e da saúde. E é assim por toda parte.

Por isso, não acho que o Brasil seja o pior país do mundo, como se costuma falar, em matéria de Educação. Acho que está avançando, e ainda vai melhorar, sobretudo quando mais investimentos forem feitos, como se pretende, por exemplo, com o pré-sal, cujas reservas atingem algo próximo de 10 trilhões de dólares. Isto se esta onda conservadora e golpista que ataca o Brasil não conseguir quebrar a Petrobras e doar o nosso pré-sal para as empresas estrangeiras.

Em Minas Gerais, acredito seriamente que o governador Pimentel vai cumprir o seu compromisso de pagar o piso integral aos professores, e já deu os primeiros passos para atingir esta meta. Claro que há uma demanda reprimida de muitos anos de gestões tucanas, que só fizeram cortar direitos e achatar os salários dos educadores e do pessoal da Saúde. Mas, tenho a impressão de que este passado infeliz começa a mudar. Pelo menos é o que eu estou percebendo. Já se fala em pagar o piso integral, em manter a paridade entre o pessoal da ativa e aposentados, entre outras conquistas dos educadores. Vamos acompanhar e cobrar e criticar se necessário. Mas, nada de criar aquele ambiente de fim de mundo, como se tudo estivesse perdido antes do jogo começar. É o discurso dos derrotados.

Vamos falar agora de saúde pública. Quero fazer uma outra declaração aqui: considero a saúde pública brasileira uma das melhores do mundo. Claro que não conheço a saúde pública de outros países, mas, já li que em quase nenhuma parte do mundo existe um SUS, que garante atendimento gratuito em todos os níveis e de forma universal. E ainda tem radialistas e comentaristas de TV cretinos, que sequer usam o serviço de saúde pública - pois ganham bem e podem pagar planos privados - que adoram baixar o pau nos serviços públicos de saúde. É o discurso neoliberal, de quem deseja privatizar tudo, para excluir a maioria do nosso povo que não tem acesso a planos privados.

Claro que há problemas, há filas enormes de atendimento, há ineficiência de gerenciamento para problemas que poderiam ser resolvidos de forma mais prática, há falta de investimento, etc. Contudo, é errado dizer, como gostam alguns, que no Brasil se arrecada muito imposto e não se investe nada em Educação e na saúde pública. Nas vezes que acompanhei pessoas próximas a mim, ou mesmo que não sejam tão próximas, percebi que houve sim bom atendimento. O sistema público de saúde, o SUS, através da rede formada por municípios, estados e União, funciona bem, razoavelmente bem. Tem gargalos, tem problemas burocráticos e materiais e humanos? Tem, claro, mas funciona e atende a milhões de pessoas diariamente. Milhares de pessoas recebem medicamentos gratuitos, outros recebem primeiros socorros, outros se consultam com especialistas e milhares são submetidos a cirurgias bem sucedidas.

Infelizmente, a mídia demoníaca só descobre os casos que não dão certo. E claro que eles existem. Um posto médico onde naquele dia um profissional da saúde não apareceu ou deixou de atender a algum paciente acaba virando manchete de jornal, como se todo o sistema fosse um fiasco. O que não é verdadeiro. Não estou dizendo que se deva esconder as notícias negativas. Claro que não. Mas, é preciso contextualizar, descrever o todo, ao invés de reduzir o todo a um foco específico que não deu certo. Numa única noite que acompanhei uma pessoa num hospital de BH eu percebi que dezenas de outras pessoas foram salvas por profissionais dedicadíssimos, que trabalham noite e dia para salvar vidas, e geralmente são mal remunerados.

Poderíamos ainda
citar o exemplo do Programa Mais Médicos, que a presidenta Dilma criou, justamente para atender milhões de pessoas que antes não eram alcançadas pelo serviço público. Qual o reconhecimento da sociedade brasileira a este ousado programa, que trouxe milhares de médicos de fora, para complementar o trabalho já realizado no Brasil? Muito pouco o reconhecimento, principalmente em função do papel negativo da grande mídia, que em nenhum momento dá a devida divulgação dos trabalhos realizados em condições as mais difíceis pelos médicos e demais profissionais da Saúde. Aliás, pouca gente sabe que os tucanos, no Senado, estão lutando para acabar com o Mais Médicos.

É a tal onda conservadora
, atrasadíssima, de direita e fascista, que vem atacando o Brasil por todos os lados. Na Câmara, fundamentalistas fanáticos, unidos aos tucanos e à turma da bala e do agronegócio promovem um verdadeiro festival de horrores. Todo dia é um tema negativo que eles colocam em pauta: a terceirização da atividade-fim, por exemplo, que vai acabar com a CLT e voltar com a mão de obra escrava, caso seja aprovada a lei de forma definitiva; é a maioridade penal, que vai ampliar a escola do crime nas cadeias brasileiras, ao invés de criar mais escolas e lazer e cultura para os nossos jovens; além dos ataques aos direitos humanos e a segmentos de LGBT, sempre retirando direitos individuais e coletivos duramente conquistados pelo povo brasileiro.

Essa gente é um atraso para o Brasil. Eles representam a Casa Grande, seja como parte dela, ou como capitães do mato dos donos do PIB. É o PSDB, que só sabe privatizar nossas riquezas e reprimir trabalhadores; é o PMDB de Eduardo Cunha, operador de grandes empresas, que tem uma visão ultra conservadora da realidade brasileira: é contra a união civil de homossexuais, é a favor da terceirização generalizada, da maioridade penal, enfim, é contra todas as conquistas do nosso povo. E encontrou nos tucanos a sua alma gêmea para controlar a Câmara dos Deputados, sempre contra o nosso povo. É a velha UDN com seu falso moralismo golpista. Esta sim, é a parte do Brasil que queremos superar.

Aí vocês podem dizer: mas eles foram eleitos pelo povo. Claro, com o apoio da mídia golpista, com o financiamento de grandes empresas e bancos e num esquema político partidário que torna a população quase um detalhe do jogo. Por isso é preciso haver uma reforma política que passe pelo fim do financiamento empresarial de campanha, que é uma das principais fontes da corrupção. Mas, quem disse que Eduardo Cunha, o PMDB e o PSDB e todos estes que saíram às ruas pedindo a intervenção militar e a derrubada da presidenta Dilma querem o fim do financiamento privado das campanhas eleitorais? E quem disse que a mídia golpista apoia uma reforma política séria, que colocaria em risco a própria sobrevivência desta mídia, que mantém um criminoso monopólio das comunicações?

Por isso é preciso olhar sempre com muito cuidado para as críticas que são feitas pela mídia e por estes personagens. São falso moralistas, que fazem críticas seletivas, apenas. Criticam o mensalão do PT - o único que foi apurado e levou dirigentes do partido para a prisão; mas, fazem vista grossa em relação aos escândalos envolvendo o PSDB, como o Mensalão tucano mineiro - ninguém foi preso e nem será; o Trensalão de SP, que atravessou quatro governos tucanos, e igualmente ninguém foi preso; a privataria tucana, etc. Os casos mais recentes, como a Operação Zelotes e o Suiçalão do HSBC nem aparecem na mídia, embora envolvam prejuízos ao país em sonegação de impostos muito superiores ao escândalo da Petrobras.

O Brasil é um país com enormes potenciais e riquezas materiais e humanas. É gigante no tamanho, nas riquezas minerais, tem enormes áreas boas para o plantio, tem uma enorme população com grande e rica variedade cultural. Mas a mídia faz questão de mostrar somente as coisas negativas. Isto está matando o nosso povo. Boa parte da população já se encontra em estágio de completa LOBOTOMIZAÇÃO. Ou seja, não consegue pensar, perdeu completamente a capacidade de raciocinar criticamente e só faz repetir o que a mídia diz. Trata-se de uma verdadeira intoxicação mental o que a mídia brasileira faz através de comentaristas que representam a vontade dos donos dessas emissoras - que em geral são milionários ou até bilionários, como é o caso dos donos da maior rede de comunicação privada do país.

Eles contratam um batalhão de jornalistas e comentaristas e articulistas com pensamento único: todos contra o PT, contra o governo Dilma, contra os movimentos sociais, contra as conquistas dos trabalhadores, contra o Brasil, enfim. É essa gente que entorpece as mentes das pessoas menos avisadas.

Mas, aos poucos o povo brasileiro vai quebrando esta hegemonia de pensamento de direita. E a Internet tem sido um instrumento muito importante para isso. Claro que a Internet reproduz também o lixo que existe na sociedade. Contudo, pelo menos há espaço para que outras opiniões se manifestem. Um grande número de blogs comprometidos com o nosso povo está cada vez ganhando maior força. Chegará o dia em que se formará uma rede alternativa capaz de se contrapor em pé de igualdade com a mídia golpista. Isto apesar do governo federal não fazer praticamente nada para mudar esta realidade de monopólio da mídia golpista.

Enfim, eu vejo
o Brasil sempre com outros olhos. Ao contrário de alguns que sonham em se mudar para Miami - e que já vão tarde! -, eu, pessoalmente, jamais trocaria o Brasil por qualquer outro país. Nada contra quem queira morar em outro país por motivos pessoais os mais variados, e que nada tem a ver com os coxinhas que detonam o Brasil e acham que tudo lá fora é melhor. Mesmo com todas as coisas negativas que ainda sobrevivem por aqui - e que demorará muitos anos para que o Brasil se torne o país dos nossos sonhos - eu ainda digo aos amigos que fico. É grande ainda a desigualdade social; é preciso investir mais na saúde e na educação pública - alô, desavisados, investir mais não significa que não haja investimentos atualmente. É preciso também ampliar a participação popular em todas as esferas da vida pública; aprimorar os serviços públicos, quebrar esta hierarquia de chefinhos e chefões indicados de cima pra baixo e que desfaz o sentido republicano da coisa pública.

É preciso, principalmente, desfazer a lobotomização feita pela mídia nos últimos 20 ou 30 anos, pelo menos. Digo isso porque eu percebo que houve uma queda na qualidade do pensamento crítico nos últimos anos. Não que tenha ocorrido uma idiotização generalizada das pessoas. Não. Há movimentos culturais nas chamadas periferias do país muito importantes, nas diversas linguagens artísticas. À sua (ou à nossa) maneira, as pessoas vão encontrando formas as mais variadas de expressar a indignação com o sistema. O cenário urbano reflete muito isso, na linguagem, nas paredes, nas artes, no asfalto, nas comunidades, enfim.

Há um processo em construção e em disputa. As elites dominantes e sua mídia tentam passar a imagem da destruição, como se fôssemos um país de corruptos, de derrotados, de fracassados, pois é dessa forma, tornando o nosso povo infeliz e dividido, que eles conseguem dominar e se enriquecer e se dar bem. O Brasil pode quebrar, mas eles continuam guardando fortunas em outros países. Da nossa parte, dos de baixo, o grande desafio é resistir, não aceitar esta narrativa de vira-lata que a elite e sua mídia tentam nos vender. Somos um povo bravo, corajoso, lutador e capaz de arrancar grandes conquistas para a maioria do nosso povo. 

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!



***

Rádio Brasil Atual - 98.9 is on Mixlr


***

Sugestões de consulta na Internet:
 
- Blog Viomundo
- Jornal GGN
- Diário do Centro do Mundo

- Blog Tijolaço
- Blog O Cafezinho
- Revista Forum
- Blog da Cidadania
- Blog Escrevinhador
- Blog Conversa Afiada
- Blog do Miro
- Blog Maria Fro
- Carta Capital

- Rede Brasil Atual
- Blog Socialista Morena
- Blog do Mello
- Blog Cloaca News

- Mauro Santayana

- MST
- MTST
- Muda Mais
- Mais Mudanças
- Megacidadania
- TV Postv (Internet) (Novo)
- TV Brasil Internacional
- TVT - sindicato metalúrgicos ABC paulista
- Telesur ao vivo

- TV NBR (do governo Federal)
- TV do Governo Venezuelano
- Press TV do Irã
- RT - Russia Today - em espanhol 
- Portal EBC

- Rádio Brasil Atual (Novo)

 

223 comentários:

  1. Eita cachaça boa sô!

    ResponderExcluir
  2. Adoro ler o que vc escreve, Euler! Magnífico seu poder de argumentação. Tudo dentro de fatos vistos no nosso cotidiano. Principalmente o que se refere na educação e saúde. Tudo muito perfeito idealizando os pontos bons e os ruins. As críticas são dosadas com um sabor 'quero saber mais'! Você não é o Roberto Carlos, mas para mim, você é o "cara". Gostaria muito participar de uma mesa redonda com você; O assunto? Nós vamos consertar esse País. Educação, saúde e segurança, Euler entende! Como? ao vivo. É show.

    ResponderExcluir
  3. Aos concursados - Telefone Ministra Carmem Lúcia - (61) 3217-4348

    ResponderExcluir
  4. Grande Prof. Euler,
    desculpe-me dar uma de intruso, mas minha intenção é pura e cristalina.
    Em seu novo POST, no primeiro parágrafo, 5ª linha, onde se lê "rádios e jornais, salvo raras exceções", você cometeu uma tautologia, ou melhor ainda, um pleonasmo vicioso: SALVO raras EXCEÇÕES. Para resolver isso:
    substitua SALVO pela preposição COM (COM raras EXCEÇÕES).
    (Monstro Adamus - professor aposentado).
    No mais, parabéns pelo SUCESSO DE SEMPRE em seu EXCELENTE BLOG.
    (Ah! Não há necessidade de você publicar esse comentário. Fica a seu critério).
    Um forte abraço e ... FORÇA NA LUTA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito do seu jeito elegante de fazer essa correção!
      Fineza,como deve ter um bom professor!
      Helena Thaereh

      Excluir
    2. Está errado não, Euler! A frase entre vírgulas, explica que vc salva, e não "rádios e jornais. O mais importante é que todo mundo entendeu, e pronto!

      Excluir
  5. Com relação aos comentários sobre saúde, fiquei estarrecido, pois na minha opinião é um verdadeiro martírio um tratamento digno no sistema público de saúde. E em relação à educação pública, também fico pasmo quanto ao seu comentário, pois até alguns meses, antes do PT assumir o governo de Minas seu pensamento era outro. Hoje você somente pensa em mídia golpista e não consegue ver o buraco em que estamos afundado. Um país onde o Partido dos trabalhadores restringe direitos trabalhistas e mente descaradamente.Outra crítica extremamente incoerente é a respeito de eduardo Cunha e Renan Calheiros, afinal eles pertencem ao maior aliado do PT, que inclusive em duas eleições consecutivas ocupa o lugar vice na chapa ou seja para ganhar eleição posso me aliar ao diabo, mas para governar eles não servem. Não se esqueça que a presidente Dilma entregou a chave dos cargos de segundo escalão nas maos de Michel Temer(PMDB), o partido que você demoniza. Hoje vi o programa político do pT, condenando doações de empresários, então por que aceitou milhões durante a campanha. Euler, entenda, todos são farinha do mesmo saco o PT nada tem de diferente do PMDB, do PSDB, do DEM e de todos os outros, querem apenas o poder pelo poder e as vantagens financeiras que ele propicia. Vide no atual governador, que durante a campanha criticava a política salarial do magistério e agora reza na mesma cartilha do governo anterior..onde estão novas vantagens legalmente adquiridas e usurpadas pelo governo Anastasia? O atual governo vi come-las também? E o sindutemg vai aceitar essa proposta indecente, que penaliza professores com maior tempo de serviço e achata o salário? Sabem oque ocorrerá conosco, em pouco tempo todos serão iniciantes de carreira. Até nos prazos ele imita o governo anterior fazendo promessas para o fim do mandato. Nossos políticos com rarissimas exceções são da pior estirpe, que so visam seus interesses e de seus aliados...mas, tudo seguirá como está, afinal o sindicato rea também na cartilha do PT e se calarão e aceitarão essa indecência. Abono de R$190,00 é esmola, estamos sendo chamados de mendigos e os idiotas partidaristas batendo palmas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não estou vendo avanços. Até agora perdemos 5% de reajuste que teríamos em janeiro, o piso só no final do mandato, as perdas que tivemos nem se fala, os quinquênios, biênios e trintenários (que são direitos adquiridos ao longo da carreira) estão sendo desconsiderados da mesma forma que o Governo anterior. Depois de várias reuniões (já estamos em maio) está tudo muito nebuloso. Ninguém sabe como ficará sua vida funcional. Se Pimentel não resolver estes problemas estará ratificando as mazelas que critica no outro. Isto é muito grave.

      Excluir
    2. Achei seus comentários brilhantes! Parabéns... Penso da mesma forma. Acho um absurdo ficar defendendo partido político e seus respectivos representantes.

      Excluir
    3. "Todos sao farinha do mesmo saco." Gooool! Da direita.
      Governo nao e' mae. (Procure um bom terapeuta.)

      Excluir
    4. Tenho que concordar com você companheiro, pois, não é porque eu votei no PT que não vou reconhecer que o partido mudou a postura após as eleições. Infelizmente, não só em Minas como no Brasil, a banda tá tocando outra música, e, o povo....pagando caro, e pior ainda aplaudindo.

      Excluir
    5. Já percebi isso há muito tempo. Esse blog mudou muito.

      Excluir
    6. Ah e tem mais : ao que tudo indica, não teremos nenhuma mudança concreta em relação aos salários. Estou cada vez mais sem esperança.

      Excluir
    7. Essa foi a melhor parte : " Até nos prazos ele imita o governo anterior fazendo promessas para o fim do mandato. Nossos políticos com rarissimas exceções são da pior estirpe, que so visam seus interesses e de seus aliados...mas, tudo seguirá como está, afinal o sindicato rea também na cartilha do PT e se calarão e aceitarão essa indecência."

      Excluir
    8. Bravo! anônimo!

      Excluir
    9. Concordo plenamente com você anônimo das 00:51, muito bem colocado,não consigo vê nenhum mocinho nesta historia, para mim são todos farinha do mesmo saco. E quanto a saúde e a educação Euler deve estar falando de outro país!

      Excluir
    10. So' para a felicidade dos anomimos acima, o PMDB esta" apenas esperando a aprovacao das medidas impopulares do ajuste fiscal para fazer o impedimento da presidenta. Isto sera' feito com a ajuda do PSDB e de pessoas de visao, como voces.
      Tomara que os seus filhos e netos tenham a sorte de conhecerem uma nova hera Lula, porque esta acabou. Mais uma vez perdemos s chance de passar o Brasil a limpo. Que pena!

      Excluir
    11. Torço para que minha filha consiga viver num país viva uma nova era onde os atuais políticos e suas castas sem eliminados do cenário brasileiro, de PT ao Psdb, do DEM ao PMDB....todos uma vergonha.

      Excluir
    12. Gostaria de ter escrito este texto, anônimo das 00:51! Que alívio saber que há mais descontentes com PT, PSDB,PMDB e todos os outros! Este blog já foi mais coerente! Que pena!

      Excluir
  6. Jose Alfredo Junqueira6 de maio de 2015 10:29

    R os EUA estão por trás disto tudo...

    ResponderExcluir
  7. Que proposta miserável é esta? AS VANTAGENS EXISTENTES EM NOSSA CARREIRA NÃO RETORNARIAM.PISO PARA LICENCIATURA, E NÃO PARA ENSINO MÉDIO, APOSENTADOS QUE CONTRIBUÍRAM E DEDICARAM TODA SUA VIDA AO MAGISTÉRIO, PAGARAM IPSEMG, O DINHEIRO DA PREVIDENCIA ANASTASIA COLOCOU NO CAIXA ÚNICO DO GOVERNO AGORA NÃO SERÃO VALORIZADOS NA CARREIRA.SINDUTE NÃO PODE ACEITAR OUTRA CARREIRA TEMOS DIREITOS ADQUIRIDOS. OU O GOVERNO PRETENDE FINGIR QUE PAGA O PISO E TIRA A VANTAGENS.QUEM APOSENTA TEM 10 BIENIOS E 5 QUINQUENIOS, E AÍ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CONCORDO com anônimo 14;49 de 06/05. Não podemos deixar q os direitos q aposentados adquiriram ao longo do tempo trabalhado caia no esquecimento. Assim ficaremos fudidos de vez.Estes direitos conquistados pelo menos p os aposentados tem q serem considerados.

      Excluir
  8. Ao amigo das 00:51 falou tudo que nós professores precisa saber e ouvir. BRAVO AMIGO.

    ResponderExcluir
  9. COMPARTILHO DO MESMO PENSAMENTO DO EULER SOBRE AS PROMESSAS DO PIMENTEL. Mesmo que as decisões tomadas pelo governo não sejam como gostaríamos que fossem, ainda assim é melhor que tudo o que nos foi concedido nos últimos 12 anos pelo PSDB. Tenhamos querência em nossas reivindicações, pois não tem como conseguir tudo de uma vez só. Outras conquistas virão com o tempo. Abraço fraterno a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também compartilho dos mesmos pensamentos em relação às promessas do Pimentel, e , por isso, devemos estar bem atentos e negociar bem, não podemos ser ingênuos, temos de conseguir avançar na negociação para consolidar uma carreira da educação consistente com patamares salariais em níveis ao do estado de São Paulo, Rio de Janeiro, bem como dos servidores públicos de graduação equivalente. Não podemos nos descuidar e aceitar algo pela boa vontade do gestor, pois é lógico que o gestor também tem suas aspirações nesse jogo de XADREZ, tem coisas que estão além do simples raciocínio e temos e devemos nos aproximarmos disso para sermos reconhecidos de fato.

      Excluir
    2. Com tempo até lá muitos aposentados já se foram.

      Excluir
    3. CORRIGINDO: Eu quis digitar a palavra COERÊNCIA e não "querência". Desculpem aê!

      Excluir
    4. Desculpem pelo erro: devemos nos aproximar.

      Excluir
  10. PANELAS

    Havia saltitantes panelas
    Fazendo barulho nas janelas
    Das casas da classe média
    Mas não era carnaval
    Nem mesmo jantar de Natal
    Eram atores de uma tragicomédia.

    Eles não se importavam
    Se as batidas quebravam
    Os seus utensílios
    Porque tinham dinheiro
    Para comprar jogos inteiros
    De panelas com brilho.

    Perguntei a um indivíduo
    Qual era o motivo
    Daquele panelaço geral
    Ele me disse com cara de bobo
    Que assim apareceria na Globo
    No Jornal Nacional.

    As pessoas da periferia
    Que antes tinham a barriga vazia
    Não participavam da manifestação
    Porque depois de muitos anos
    Tinham as panelas transbordando
    Boa comida no fogão.

    Então cheguei à conclusão
    De que os autores da confusão
    Apenas exibiam para a imprensa
    Que o conteúdo das panelas ocas
    Era o que aquela gente toda
    Tinha dentro da cabeça.

    Eduardo de Paula Barreto
    06/05/2015

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muitíssimo bem,caro Eduardo!Aplausos para você!!!
      Helena Thaereh

      Excluir
    2. Excelente! Disse tudo Eduardo!

      Excluir
    3. Parabéns Eduardo!

      José Henrique

      Excluir
  11. É com muita tristeza que vejo o Brasil descendo a ladeira, como disse um anônimo anterior, a minha esperança de que o Brasil seria passado a limpo, a revolução na educação seria feita,..., era com o PT no poder. Mas infelizmente não deu conta de fazer. Vejo um futuro bem triste, pois se o PT passou no poder e não investiu na educação como deveria, os outros partidos é que nunca investirão, querem mesmo é um povo cada vez mais ignorante, as crianças e os jovens que continuem cada vez mais vítimas dessa sociedade injusta.
    Já sabemos que o país que trata a educação como o Brasil está tratando, não terá um futuro descente.

    ResponderExcluir
  12. Maravilhoso ,Eduardo, falou tudo , merecia ser mais divulgado além do blog.

    ResponderExcluir
  13. Até agora não estou vendo avanços. Voltar para o vencimento básico sem a volta dos quinquênios, biênios e trintenário penalizando os professores mais antigos como fez o governo anterior não é avanço. Piso começando em licenciatura plena? E este abono de 190,00 qual é o objetivo dele? Alguém poderia me informar? Está parecendo que, como não vai mudar nada em termos de diferença no contra cheque oferece uma esmola para calar a boca de professor. Não temos nem uma tabela com os valores para saber como ficará nossa situação. Não é possível que vamos aceitar isto. Este governo que está aí tem a obrigação de resolver os graves problemas deixados pelo seu antecessor até porque apoiou Aécio Neves fazendo alianças em Minas. Portanto o que queremos está muito claro: que ele cumpra a lei refaça nossa carreira perdida.

    ResponderExcluir
  14. Prezado Euler,
    Quando o governo merece críticas, merece. Mas quando faz por merecer elogios, também temos de tecê-los. Essa última rodada de negociação foi a melhor. Colocou todos, aposentados, magistério e administrativos como sujeitos de direitos. Todos terão os aumentos nas mesmas datas e iguais em porcentagem. Acho isso justíssimo. Agora é acabar com esse subsídio e na medida que as coisas forem melhorando, voltar com nossos quinquênios. Estou satisfeita com a postura de diálogo constante do governo, com a abertura para uma negociação séria. Que continue assim.....
    Denise- Analista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queremos ver a diferença em nosso contra cheque. Abono não é aumento. Não podemos esperar não. Tem muito aposentado no fim da vida.

      Excluir
    2. Desculpe discordar de você Denise. Direitos são para serem garantidos. Direito a paridade tem que ser garantido mesmo. Direito ao piso tem que ser garantido sim. Direitos que foram confiscados precisam ser reconhecidos. Acontece que aqui no Brasil a gente tem que ficar brigando para fazer político cumprir o que manda a lei. Lei é para ser cumprida. Não acho que quando um Governo fala que vai cumprir uma parte da lei temos que sair aplaudindo. Os nossos direitos confiscados estão sendo desconhecidos e devemos aplaudir? Podemos no máximo reconhecer que comparando com o outro Governo este aí está tendo uma postura melhor. Precisamos no entanto avançar. A meu ver até agora não tivemos avanços. A volta ao vencimento básico seria um avanço sim, mas e os direitos usurpados como quinquênios, biênios, trintenário? Reconhecer que somos sujeitos de direito e desconhecer os direitos? Também não vou aplaudir abono de 190,00. Não acho que seja por aí. Abono não incorpora ao salário. Já escrevi vários comentários aqui neste blog a respeito mas não foram postados.

      Excluir
    3. CONCORDO. O PROCESSO FOI RESPEITOSO E ACIMA DE TUDO SEM MENTIRAS E AMEAÇAS COMO ERA ANTES.

      Excluir
    4. Concordo plenamente com você!

      Excluir
    5. Denise,

      É um bom recomeço!

      Excluir
    6. CONCORDO c anônimo das 19;13 de 08/05, DIREITOS garantidos nunca poderão serem usurpados após a aposentadoria. Isto chama-se Roubo.

      Excluir
  15. MARCADA A VOTAÇÃO DA ADI 4876 NO STF, SERÁ DIA 14/05/2015.

    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/listarCalendario.asp?data=14/05/2015

    ResponderExcluir
  16. Acho difícil Denise - Analista, segundo o site do sindute " nenhuma da vantagem existente antes do subsídio retornará.O governo propõe um Adicional de Valorização da Educação Básica a ser pago à partir de 2017. Isso é preocupante, já não era para dizer como ou quanto será esse Adicional? Dá para aceitar uma proposta de troca sem saber o quanto se perde ou se ganha pela troca? E o piso ao invés de ser para o NIVEL MEDIO será para LICENCIATURA PLENA. Tudo bem que ele não pague agora, mas temos que brigar pelos biênios e quinquênios, ou estaremos trocando alhos por bugalhos. Vejam lá no site a simulação da tabela dos PEB A. Gostaria de ver a tabela do PEB III P, fim de carreira com pós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gostaria de ver essa tabela de quem está no ultimo grau.

      Excluir
  17. Acabei de ver propostas de aumento, com as tabelas salariais, porém tratam apenas do grau A e como fica quem já está no grau O ou P? Quem souber por favor me esclareça. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o teu salário mais 190 reais do abono.

      Excluir
    2. GENTE, não há condições de fazer uma tabela para cada letra. Estão querendo demais. Você terá 2,5% para cada letra a partir da letra A. Assim: se você está na letra E, então subiu 4 letras. 4 x 2,5 = 10% do salário base some ao salário total. No site do sindute tem a tabela para o básico, ou seja, a letra A

      Excluir
  18. Ué!! Não falou no 247 que iria pagar os quinquênios? Será que esqueceu da entrevista que deu? Está lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quinquênio é carreira. Será mais uma sacanagem???

      Excluir
  19. Aí que está a questão. Também não estou entendendo quando se fala em reconstrução da carreira. Não há nenhuma proposta neste sentido. Aos professores que estão no final de carreira nada. Quero saber também como fica quem está no grau P. Do mesmo jeito?

    ResponderExcluir
  20. Alguém poderia me explicar como fica o caso de quem tomou posse no primeiro semestre de 2004 e é posicionado até hoje PEB T2 E(tenho pós desde o dia de minha posse) na nova proposta do governo?
    Já li, mas tenho dúvidas, se alguém entendeu melhor, por favor, nos esclareça.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou nessa situação tomei posse em 2004 já tinha plena e pós estou em PEBT2 P( se ocorrer a tal proposta vou perder dinheiro ? sendo que vou para PEB I A ?) na tabela será de + ou - 1600 se T2P dá = ou - 1800 ? vou para letra A? quer saber não entendi nada????

      Excluir
    2. Somos poucos funcionários nessa situação e ninguém faz alguma coisa por nós. Já conversei com advogados, pessoas da SEE´-MG e ninguém pode nos ajudar ou não querem nos ajudar. Não aguento tanta INJUSTIÇA!!!!!!!

      Excluir
    3. Eu também estou nessa situação, por que não resolvem nossa situação? Ainda não entenderam que fomos vítimas??? Pessoas que foram nomeados antes ou após o primeiro semestre de 2004 tiveram suas vidas funcionais normalizadas e nós fomos esquecidos, POR QUÊ?????????????????????????????????//

      Excluir
  21. A tabela de propostas de aumento para grau diferente do "A"fica como, ou qual a % de aumento em relação ao grau A para os demais? Quem está no fim de carreira está no escuro, por favor esclareça. Sindute, por favor post as tabelas com os outros graus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente. Procurei o grau no qual estou e não encontrei. Cadê, Sind-Ute?

      Excluir
    2. Onde posso ver a tabela?

      Excluir
    3. GENTE, para cada letra você terá 2,5% do salario base. As letras permanecerão igual até nova promoção em setembro. ENTENDERAM?

      Excluir
  22. Bom dia Euler. Considero que seu blog se tornou um espaço de discussão muito importante para todos os professores. Devemos agradecê-lo por isto. Gostaria de deixar aqui minha avaliação a respeito do que tenho percebido desta nova proposta do Governo. Peço, se possível, que você faça seu comentário a respeito. Sempre votei no PT e sempre repudiei a política desastrosa do PSDB principalmente aqui em Minas Gerais. Reconheço tudo o que você tem dito neste blog a respeito da mídia golpista liderada pela rede Globo. A direita brasileira é muito perigosa e conservadora. Portanto o que pretendo aqui é apenas avaliar a proposta deste Governo que a meu ver está cheia de falhas. Não é porque é PT que temos que nos calar. Aliás reconhecer os erros é a melhor forma de se reposicionar e avançar. Não estou vendo avanços significativos nesta proposta principalmente no que diz respeito a reconstrução da carreira. Considero que mais uma vez os professores mais antigos estão sendo penalizados. Como se não bastasse todo o prejuízo que tiveram. Então? Tenho muitas dúvidas e não encontro respostas. Se você tiver a disponibilidade para debater conosco agradeceremos a você muitíssimo. Seria uma forma de clarear as nossas preocupações.
    1) Qual vai ser o vencimento básico? Até agora não entendi. O vencimento básico vai ser o subsídio? Se for só mudou de nome. Não entendo que vencimento básico é este que se diz que se considera a partir de licenciatura plena.
    2) Onde está a reconstrução da carreira.?Estão falando na reconstrução da carreira a partir de 2018. Como assim? Final de mandato para o próximo pagar? Já sabemos no que isto leva. Ou ainda não acordamos?
    3) E os quinquênios, biênios trintenário? Ou seja, os direitos adquiridos ao longo da carreira estão sendo objeto do mesmo tratamento que foi dado a eles pelo Governo anterior. Não há diferença. É confisco de direitos.
    3) E este abono? Abono penaliza quem tem passivo para receber. Abono não é contado como vencimento básico e portanto quando tiver reajuste estará excluído do cálculo.
    4) E esta tabela aí que só mostra o nível A? Como ficarão as progressões? E quem está no nível P? Nada disto está esclarecido.
    5) Dizer que está contemplando aposentado? Aposentado com paridade tem os mesmos como da ativa. Está na lei. No entanto os aposentados ,na verdade, estão sendo mais uma vez prejudicados porque tudo que adquiriram durante 25, 30 anos não se considera
    Sinceramente. Esta proposta está cheia de falhas que vai nos custar muito se sairmos na euforia aprovando. Tenho visto professores aqui dizendo que temos que dar um tempo para o Governador, que o Estado está quebrado e que fica impossível resolver tudo de uma vez. Também concordo, mas vamos analisar. Teríamos um reajuste de 5% em janeiro. Não foi dado. Contando janeiro, fevereiro, março, abril, maio... só com esta economia a nossas custa.. já da para pagar muito abono. E de concreto só ganhamos um abono. Dinheiro tem sim minha gente. Se a gente se contentar com este pouco, o dinheiro vai para outras categorias que se valorizam mais. E aí será tarde demais. Deixemos de ingenuidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que devemos esquecer aquela palhaçada de mudança de letra. Quero vencimento básico, como piso nacional, valorização por aprimoramentos(mestrado, doutorado), meus biênios e quinquênios que foram surrupiados.

      Excluir
    2. Por que não publicam a tabela real? Por que não resolvem as situações dos T1 T2 ? Não é justo já fiquei desde 2004 recebendo errado defasado e agora mudam e voltol para letra A e continuo perdendo?Quer saber não sou burra mas também não entendi nada? Chega de enrolação ! È tão simples ser claro?

      Excluir
    3. Piso para 2018, sabe o que isso significa, reeleição, ou seja, prometeu pagar o piso agora, mas enrola 4 anos e quer o voto de todos para se reeleger. Ele está fazendo o certo para ele, se concordamos é outra coisa.

      Excluir
    4. O anônimo de 9;46 do dia 08/05 tem toda razão em preocupar com isto q estão oferecendo sem a menor explicitação. Fiquemos de olho.

      Excluir
  23. O grande problema senhores e senhoras professores (as), é que no jogo político o próprio parceiro do PT no poder que é o PMDB, vem lhe dando rasteiras políticas como a de fazer valer seus interesses conquistando as vagas de presidente da Câmara e do Senado, no jogo político existe os acordos cavalheirescos, mas, também os interesses partidários, coletivos a qual grupo estão representando e individuais para viabilizarem seus negócios com a junção de um com o outro em maior ou menor escala. Pois bem, a tendência política misturada ao contexto econômico mundial (reequilíbrio das forças neoliberais pelo mundo) tem pressionado o mundo político aqui no Brasil, portanto, a busca de apoio do PMDB ao PSDB com sua política neoliberal para confrontar o apelo social do PT, pelo visto a luta tem sido árdua para o PT e a presidente tem sofrido na pele os fortes assédios partindo de todos os lados até da comunidade EVANGÊLICA que é fortíssima no congresso assim como a bancada RURALISTA e que são HIPERREACIONÁRIOS, podendo fazer com que no Brasil vivamos numa IDADE MÉDIA e INQUISITORIAL se preciso for, haja vista o PROJETO encampado por políticos sociais que condenam a matança de negros pobres por esse Brasil afora.

    Com toda a elucubração exposta acima a respeito de um cenário que tenta massacrar o PT e as lutas sociais na esfera federal, creio que devemos aqui nas Minas Gerais tentar avançar na negociações entre professores e o governo de Pimentel que é do PT, devemos exigir mais clareza e o resgate do biênio, quinquênio e trintenário na CARREIRA DA EDUCAÇÃO, ainda mais se considerarmos que boa parte do dinheiro para a educação advém do governo federal através do FUNDEB,além dos 75% do lucro do pré-sal destinado à educação bem como 25% das receitas do estado. Temos que fazer uma ótima negociação desde já pois não sabemos o que poderá vir depois, principalmente com este cenário meio que desolador que paira no Brasil.

    ResponderExcluir
  24. TAMBEM gostaria de saber. Tabela incompleta é essa?

    ResponderExcluir
  25. STF - ADI 4876 - PAUTAS DE JULGAMENTO = DIA 14/05/2015.
    Pautas de Julgamento Imprimir
    Calendário
    Plenário
    Processo
    Pauta Temática
    Calendário de Julgamentos
    Dia 14/05/2015

    14ª Sessão extraordinária
    Início da sessão às 14:00

    Observação: Os processos remanescentes da sessão de ontem poderão ser chamados na sessão de hoje

    Ver todos os temas

    RE 593727 (relator: MIN. CEZAR PELUSO); Vista: MIN. MARCO AURÉLIO
    P.7 - MATÉRIA PENAL Rep. geral reconhecida.
    Ver Tema
    ADI 4013 (relator: MIN. CÁRMEN LÚCIA); Vista: MIN. DIAS TOFFOLI
    P.10 - SERVIDOR PÚBLICO
    Ver Tema
    ADI 3543 (relator: MIN. DIAS TOFFOLI); Vista: MIN. CÁRMEN LÚCIA
    P.20 - SEPARAÇÃO DE PODERES E FEDERAÇÃO
    Ver Tema
    ADI 4876 - EMB.DECL. NA AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (relator: MIN. DIAS TOFFOLI); Vista: MIN. CÁRMEN LÚCIA
    P.10 - SERVIDOR PÚBLICO
    Ver Tema
    ADI 4171 (relator: MIN. ELLEN GRACIE)
    P.4 - ICMS
    Ver Tema
    ADI 3711 (relator: MIN. LUIZ FUX)
    P.20 - SEPARAÇÃO DE PODERES E FEDERAÇÃO
    Ver Tema
    ADI 2699 (relator: MIN. CELSO DE MELLO)
    P.20 - SEPARAÇÃO DE PODERES E FEDERAÇÃO
    Ver Tema
    ADI 3802 (relator: MIN. DIAS TOFFOLI); Vista: MIN. MARCO AURÉLIO
    P.16 - PODER JUDICIÁRIO E FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA
    Ver Tema


    LEGENDA

    Processo suspenso
    Processo julgado

    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/listarCalendario.asp?data=14/05/2015

    ResponderExcluir
  26. O governo não pode dar 190 reais para todos os profesores tem que dar é 13% em cima do salario dos professores , se não quem tiver na letra P que ganha mais de 2000 estará levando um baita prejuiso.Engraçado para quem ganha menos vai fazer a média porque não pode fazer a média para quem ganha mais.Tem sacanagem ai,, vamos pensar bem antes de aceitar ou mais uma vez os professores antigos estarão sendo lesionados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre, estamos sendo prejudicados. Eita corja!

      Excluir
  27. Dia 14 de maio tem paralisação com assembleia. É muito simples, se não estão de acordo, deverão ir a Bh e votar contra. Será que essa categoria muitas vezes desunida está disposta a fazer greve? Já vi coisas bem piores nestes últimos anos e simplesmente a maioria se curvou aos desmandos do antigo governo. Na última greve, não tinha nem 10% da classe paralisada. Acho que em poucos meses de governo estamos sim, sendo tratados com um pouco mais de respeito, mas isso não impede que continuemos na luta e que a cada dia possamos ser integralmente valorizados como merecemos.

    ResponderExcluir
  28. Para valer realmente o piso passado, o governo atual teria que constar o vencimento básico de acordo o nível do professor + 10% do vencimento básico para cada quinquênio + 5% do vencimento básico para cada biênio + trintenário, quando adquirido,+ abono do governo+ 5% de reajuste salarial + bonificação. Agora sim, todo mundo iria aplaudir os avanços. Mas cá pra nós: muito trabalho interno! E sem dúvidas, os custos para pagamentos dos educadores iam ecoar nos cofres do caixa forte. Vamos dar ideias. Querer sem saber o que quer é mole! Difícil é ter consciência e saber realmente o que é de direito e lutar por ele. Recebo um benefício sem saber o procedimento dele. Ex disso: sou PEBll, grau P. O que fizeram comigo para chegar no P? Só pode ser piada, mas não é! 30 anos de exercício, pós-graduada! Faço cálculos, mas não entra números no meio. Só milagre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo .Também sou PEB 2 P. Mas parece que ninguém fala nada das vantagens adquiridas.
      Deu o piso e destruiu a carreira?

      Excluir
    2. vencimento básico peb ll P= 1.200
      6 quinquênios= 120x 6----720
      10 biênios= 60x10-----600
      trintenário= 120
      3% p mudança de cada letra--------------576
      abono 190

      reajuste 5% ------ --------------- 141,50
      salario professor peb ll p 3.547,50

      Salario de um professor PEBll P p/ 2015 c/ 30 anos de carreira 3.547,50
      tabela do subsídio hoje 2.261,00

      Voltando às origens do vencimento básico...vamos sonhando! Com a minha matemática eu chego lá.

      Excluir
  29. Eu não entendi nada dessa tabela, eu já estou na letra P. (PEB T1 P) vou voltar para o "A" novamente, por favor quem souber esclareça-me. Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo que eu entendi mesmo que você esteja na letra P quando houver reajuste do piso (que o governo disse que vai pagar) os cálculo serão feitos no valor do vencimento da letra A. Por aí podemos concluir que não há seriedade. Esta proposta está toda assim cheia de armadilhas. A falta de clareza parece ser proposital para que a gente aprove pensando que é uma coisa mas na verdade é outra. É uma afronta a nossa inteligência. Pedimos mais seriedade e mais clareza.

      Excluir
    2. Detalhe, passa mês, vem mês, e o meu salário é o mesmo. Não caio na desculpa do Estado quebrado. Quero o meu salário!!! Trabalho e não tenho aumento, e os governantes todo ano têm reajuste nos seus salários...

      Excluir
    3. Pois eu entendi assim: Vc pega o seu grau atual que vc se encontra e soma mais o abono. Se eu estou no grau p, que o subsídio é 2.261,00 hoje, somo com o abono de 190,00=2.451,00. Se eu hoje me encontro como PEB2 P, depois da mudança do sistema, irei para PEB3 P, que em seguida o salario acrescentará mais uns 200,00. Na lógica vou ter um vencimento total de 2.651,00...só acho, enquanto não chega a veracidade dos fatos, vamos nos orientando com o achismo.

      Excluir
  30. Proposta confusa. Não esclarece nada. Este Governo está usando do artifício da retórica. Não vamos cair neste engodo. Fala de reconstrução da carreira mas cadê a carreira? Fala que está contemplando aposentado...ridículo. Acha que somos idiotas? Acha que não sabemos fazer contas? Que falta de seriedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quatro anos passam rápido e ele acha que somos burros!

      Excluir
  31. Esta proposta ridícula está cheia de distorções, cheia de manobras para nos enganar. Tenhamos cuidado.

    ResponderExcluir
  32. Qual o valor do piso conquistado?

    ResponderExcluir
  33. Bem, parece que o governo está brincando com nossa cara. Que proposta mais obscura, tabela incompleta, e o sindute porque não simula o resto da tabela tem pessoal e é remunerado pra isso ,cuidar de nossos interesses e dentre estes tirar nossas dúvidas. Como é que os educadores irão aceitar ou não uma proposta que não conhecem, o quanto que cada um irá receber? Outra coisa, nos tiraram todos os direitos que qualquer coisa como pagar os aposentados com paridade parece um enorme avanço, pra mim isto é um erro pois foi justamente Pimentel que propôs deixar aposentados de fora, então não é avanço,ele retrocedeu e concordou que é direito adquirido. Então estamos na mesma. Piso na tabela está no PEB III - QUEM TEM PÓS, veja bem, e não como ele diz na LICENCIATURA PLENA, muitas inverdades, enrolação, e dissimulação. SINDUTE deve esclarecer melhor, a tabela pra que tomemos uma posição sobre essa negociação , admito que está melhor nesse governo, mas diálogo só não adianta precisamos do concreto, devolução de nossa carreira destruída e não troca por outra que até agora não temos conhecimento nenhum. MAIS CLAREZA, MAIS DISPOSIÇÃO DE VALORIZAR REALMENTE TODOS OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO, MAIS VONTADE DE SANAR TODAS AS INJUSTIÇAS QUE SOFREMOS AO LONGO DESSES ANOS SOB O PSDB. É HORA DE REESCREVER A HISTÓRIA DO ESTADO, CUMPRINDO AS PROMESSAS DE CAMPANHA.Euler, desculpe o desabafo, mas não temos outro espaço como este que você nos permite usar, e esse é um debate vital prá nós. Obrigado do fundo do coração, você continua nos ajudamos nessa luta para que sejamos reconhecidos e valorizados. Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PARABÉNS pelo comentário, perfeito. Representa a angústia de todos os servidores da Educação.

      Excluir
  34. Na verdade, não há melhoria, só troca do nome subsídio por vencimento básico, pois não haverá incidência das vantagens,biênio e quinquênio sobre o vencimento básico. Só muita publicidade em torno do assunto, muita reunião, e só. Avanços? Não vejo nenhum, pagar aposentados com paridade, um direito, não é avanço, que justo ele Pimentel queria tirar, não foi nem o ANASTASIA que tirou este direito. Não sejamos ingênuos, tem diálogo tem, até demais, mas não nos enganemos, é muito pouco.

    ResponderExcluir
  35. E o nosso prêmio de produtividade!!! O gato comeu????

    ResponderExcluir
  36. A partir do dia 27/05 começam as inscrições para o concurso na área de educação do Estado do Espírito Santo
    Boa oportunidade para quem tem disponibilidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que ?????? Ainda tem gente que tem a coragem de indicar concurso na área da educação ????????????????

      Excluir
    2. Área da Educação é LOUCURAAAAAAAA. Minha filha poderá seguir várias carreiras, menos ser Professora.

      Excluir
  37. É ESTRANHO PORQUE ENTRA UM GOVERNO E MUDA TUDO DE NOVO E NOS COLOCA NA LETRA "A" DE NOVO. COMO PODE ISSO? QUEM CHEGOU NA LETRA "P" COM SALÁRIO DE 2056,00 E AGORA VOLTA PARA LETRA "A" DE NOVO? NÃO PODEMOS ACEITAR ISSO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o cúmulo do ABSURDO!!!

      Excluir
    2. não voltará para letra A novamente, ficará na letra que está, onde você leu isso?

      Excluir
    3. Eu quero minha carreira antiga que os tucanos tiraram, quinquênios, biênios, carga horária, apostilamento, nada dessa palhaçada que vai aumentar 190,00 no meu salário. E o piso já está atrasado a muitos anos, não dá para esperar mais.

      Excluir
    4. Colega, acho que você não entendeu nada.

      Excluir
  38. Sindute,por favor explique esta tabela,só com grau A.

    José Henrique

    ResponderExcluir
  39. É por estas e outras coisas que o PT vai ficando cada vez mais desacreditado. Violar o pacto que havíamos estabelecido antes, é muito grave. Gera um mal estar. Este mal está presentificado no relato dos professores após esta proposta cheia de contradições. Não há clareza, não sei como vai ficar minha vida funcional, não há melhoria, os professores mais antigos vão ser, mais uma vez penalizados.O pacto foi rompido. O que foi acordado antes das eleições não foi isto. E não adianta ninguém falar que houve avanços. Trocar reajuste por abono não é avanço. Falar que vai pagar o piso e não seguir o que manda a lei também não é avanço. Há, na verdade, um rompimento com o pacto que nenhuma retórica vai da conta de esconder. É preciso que o Governo escute isto. O mal estar de estar sendo enganado pode gerar o ódio. É preciso que o Governo PT se reposicione. Queremos negociar com seriedade. Governo tem que cumprir o que manda a lei como todo mundo.Portanto não tem que achar que avanço é tratar os aposentados como os da ativa. Isto não é avanço. Isto é lei. Este joguinho de querer tirar direitos e depois voltar atrás dizendo que foi avanço só leva ao pior. Ninguém aqui é idiota. Estamos sendo tratados como um bando de famintos que qualquer pedaço de pão seco vai servir. É uma total desconsideração pela inteligência desta categoria. Pedimos seriedade nas negociações. É importante que professores e sindicato se coloquem ao diálogo mas exijam respeito como profissionais que são.

    ResponderExcluir
  40. Recomendo a todos que ainda não assistiram,a assistirem o documentário"a servidão moderna" no Youtube.

    José Henrique

    ResponderExcluir
  41. COMO ASSIM? VIROU CARANGUEJO? Anônimo 17.25 do dia 10/05

    ResponderExcluir
  42. Olá, pessoal da luta da Educação,

    Boa noite!

    Tenho lido muitas críticas aqui no blog às propostas do novo governo. Algumas são fundamentadas; outras, embora como direito legítimo, são típicas do ressentimento de quem foi derrotado nas urnas. Como as eleições estão distantes, vamos tentar tratar das demandas dos educadores com menos paixão ideológica, e mais objetividade naquilo que interessa aos educadores.

    Pelo que eu pude ler na proposta que o sindicato publicou, houve avanços sim, embora alguns pontos mereçam aprimoramento. O próprio sindicato poderia esclarecer e detalhar melhor a proposta do governo, mas, como sempre, ele tem dificuldades de comunicação.

    Vamos tentar decifrar, de forma superficial até, o que o governo propôs. E desde já pedimos se nos equivocarmos nas análises:

    1) o governo vai dar um abono de R$ 190,00 de imediato, independentemente da letra ou do nível de cada professor. Este abono representa cerca de 13% de reajuste aplicado ao vencimento inicial do professor PEB I A - o que já é o dobro da inflação de 2014. Significa que todos voltarão para o grau A? Claro que não. Quem estava na letra A, ganhando R$ 1.450, vai receber este valor mais R$ 190,00 todos os meses, de abono. Quem estava na letra Z (não existe, mas uso como exemplo) e ganhava R$ 2.100, vai receber R$ 2.100 + 190,00. Para estes, de imediato, o percentual de reajuste considerando o valor único do bônus (190,00) será obviamente menor. Explico depois porque usei o "de imediato".

    2) na proposta no governo, serão 3 abonos até 2017 totalizando o valor do piso integral de R$ 1.917,00. Estes abonos serão incorporados ao vencimento básico (não mais subsídio) em 2017 e 2018. Pelo que percebi, nos anos de 2016, 2017 e 2018 o governo se comprometeu a dar o reajuste integral do percentual aplicado ao piso nacional, que geralmente está acima da inflação. Isto significa, que, se em 2016 o reajuste nacional do piso for de 10%, por exemplo, o professor em início de carreira receberá: R$ 1.450 + 10% de reajuste + 190 do bônus de 2015 + 10% de reajuste no abono de 2015, mais 135,00 do bônus de 2016, totalizando o valor de R$ 1.939,00. Para quem ganha atualmente acima do valor inicial, a lógica é a mesma (valor do vencimento + reajuste do piso + 190,00 + 10% sobre o abono + 135,00). Em 2017 ocorreria a mesma coisa: o valor do vencimento básico reajustado em 2016 + o reajuste nacional do piso de 2017 + 190,00 + reajuste do piso + 135,00 + reajuste do piso + 137,00. No valor inicial atual e considerando que houvesse 10% de reajuste nos próximos dois anos, o salário total do vencimento inicial (PEBIA) pularia, em 2017, para algo próximo de R$ 2.270,00 - um reajuste de 56% em dois anos. Para quem recebe atualmente R$ 2.000,00, o valor total em 2017 seria algo próximo de R$ 2.915,00.

    3) Fiz essas contas para mostrar que, ao contrário da era tucana, quando os salários dos educadores ficavam congelados durante anos, agora, ao que parece, há uma perspectiva de melhorias, ainda que muito aquém do que os professores e demais educadores merecem. Nos meus cálculos estão presentes também reajustes futuros do piso nacional que podem variar. Mas, como a inflação deste ano pode esbarrar na casa dos 8%, é muito provável que o reajuste do piso seja igual ou maior do que este percentual.

    4) outro ponto importante é que o governo apresentou outros avanços, como: conceder a promoção imediata (mudança de nível) para quem tem pós-graduação, sendo de PEBI para PEBII para quem tenha especialização; e de PEBII para PEB III de forma automática, até que se regularize a certificação. Quem tem licenciatura curta, passa a receber como licenciatura plena (PEB I).

    (continua...)

    ResponderExcluir
  43. (parte 2 e final)...

    5) uma coisa que a categoria poderá exigir do governo é que, incorporados os abonos, sejam feitos reajustes para os mais antigos com base no tempo de serviço expresso nos graus (letras). Até pela lógica das tabelas, considero que isso acontecerá automaticamente. Exemplo: hoje, um PEB I A recebe R$ 1.450,00, enquanto o PEB I J recebe R$ 1.810,00. Pois bem, com os abonos, o vencimento inicial irá para R$ 1.917 (excluindo aqui os reajustes, apenas para efeito de entendimento). O PEB I J passaria, com os abonos, para o valor total de R$ 2.277. Contudo, com a incorporação dos abonos ao vencimento básico, o vencimento do PEB I J passaria automaticamente para R$ 2.394,00. Talvez esse reajuste já esteja na proposta do governo e eu não tenha entendido direito, mas, a simples aplicação dos reajustes na tabela resolveria esta distorção. O que os servidores mais antigos poderão fazer é cobrar do governo o pagamento do retroativo referente aos anos em que o abonos não foram incorporados.

    6) o governo não garantiu o retorno de biênios e quinquênios, isto é fato. Não me lembro que ele tenha prometido isso em campanha. Mas, estas gratificações foram retiradas da categoria em 2003, no primeiro mês do governo Aécio, justamente para dividir a categoria e achatar salários: uns passaram a ter estas gratificações e os novatos, que se tornaram maioria, não. Portanto, seria interessante lutar para que haja algo parecido com o quinquênio (10% a cada cinco anos), pelo menos, aplicado no tempo real de serviço para todos os trabalhadores da Educação. Se o nome for outro (adicional por tempo de serviço, por exemplo) não importa. Acho difícil o novo governo conceder isso neste primeiro ano de mandato, mas acredito que a categoria pode conquistar esse direito nos próximos anos. Isso representará um substancioso e merecido reajuste para os mais antigos (incluindo aposentados), além de criar uma expectitativa de carreira positiva para os novatos.

    7) outros dois pontos importantes é que o governo garantiu reajuste igual para todas as carreiras da Educação, incluindo os percentuais do piso nacional. Isso é muito importante, pois unifica a categoria. O segundo ponto, é que o governo parece que voltou atrás na má ideia de pagar os reajustes aos aposentados em tempos diferentes dos profissionais que estão na ativa. Agora, todos receberão os mesmos reajustes e abonos.

    São alguns pontos que pude anotar, juntamente com a disposição do governo de continuar negociando, incluindo aqui a anistia nas greves anteriores. Para um primeiro ano de governo pós-gestão tucana de 12 anos, acho que houve conquistas. Claro que pode melhorar com o tempo. Mas, na minha opinião a categoria deveria aceitar esta proposta e apresentar as demandas que ainda não foram conquistadas como pontos para continuidade de negociação. Esperar muito mais do que foi apresentado neste 2015 de crise nacional e internacional é meio ilusório. É a minha avaliação.

    Um forte abraço a todos e todas,

    Euler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler ,sem biênio e quinquênio devemos partir para greve...
      Faca nos dentes urucum no rosto!!!

      Excluir
    2. O problema é esse, nunca fica TRANSPARENTE as propostas do Governo, será que é difícil apresentar na prática a situação de cada seguimento? E os retroativos? Esse aumento É REAL, parece que não corrige nem a inflação?

      Excluir
    3. Piso, piso , piso. É o que a categoria tem direito e merece. O resto é esmolinha porque fica sem jeito de fazer o mesmo que o tucanato. Precisamos do Piso. "Até a nossa vitória" kkkkkkk

      Excluir
    4. Os trabalhadores da Educação tiveram participação importante na vitória de Pimentel. Reduz um pouco os 40% do secretariado, o auxilio moradia dos deputados, as 4 secretarias extras, porque estamos em momento de crise
      nacional e internacional, e com os recursos destinados a todos esses EXTRAS, ofereça algo decente aos professores...

      Excluir
    5. Euler eu trabalhei ativamente na campanha e o governo prometeu desbloquear a carreira sim, está no 247, pesquise e verá.

      Excluir
    6. É isso aí Euler! Estou contigo! O que nos foi concedido, até aqui, já é um grande avanço. Agora devemos aceitar a proposta atual e, futuramente, lutar por novas conquistas. Um forte abraço!

      Excluir
    7. Colegas, vamos ter calma, estamos em processo de negociação.

      Excluir
    8. Gente, antes de criticarem, seria interessante INTERPRETAR melhor a TABELA. Não podemos esquecer que (nossos direitos) foram tirados pelo PSDB. Por interesse político ou não, quem está dialogando e negociando conosco é o PT. Penso que há pessoas ‘horrorizando’ sem necessidade. ‘Teremos nossas (letras) respeitadas e o (reajuste anual) sobre o vencimento’. OU SEJA, ACABOU ESSE NECGÓCIO DE SALÁRIO CONGELADO. Infelizmente não teremos (um salário digno imediatamente), mas a situação será regularizada até o ano de 2017. Neste país onde um jornalista ganha duzentos mil reais por mês, um programador de TV como um Faustão da vida ganha cinco milhões de reais por mês, uma Fátima Bernardes ganha um milhão e meio de reais por mês, fora propagandas de SEARA, onde a mesma fila uns três milhões; e, claro, salários exorbitantes de políticos, juízes, etc... de fato, nosso salário está uma porcaria. Mas, infelizmente, para um professor ganhar um salário digno neste país, seria necessário REINVENTAR o Brasil, com novos valores. Não se dá mais o verdadeiro valor às coisas. Os valores estão trocados, viciados, contaminados. Como descontaminar uma sociedade inteira em tão pouco tempo!!????

      VOLTEMOS À TABELA: VEJA UM EXEMPLO: UM PROFESSOR QUE ATUALMENTE ESTÁ NO NÍVEL PEB II (PÓS-GRADUAÇÃO), NA LETRA H = (de A a H, conta-se 7 letras, significa 2,5% cada letra, ou seja 7 X 2,5% = 17,5%)= Em setembro deste ano de 2015, já posicionado no nível PEBIII, o vencimento desse professor será: (R$1.760,91 + 17,5% desse vencimento + R$190,00 = R$2.259,00). O salário inicial, em setembro DESTE ANO DE 2015 desse professor, será então de R$2.259,00. Este professor que ganhava mil seiscentos e poucos reais.

      DIGAMOS QUE O REAJUSTE DO PISO SEJA DE 8% EM 2016. (O vencimento desse mesmo professor será: [R$2.069,00] + [8% de reajuste no vencimento] + [R$190,00 de bônus] + [8% dos R$190,00] + [R$135,00 de bônus] = R$2.574,72.

      Façam as contas (SIMULAÇÃO) então para 2017; interpretando a TABELA.

      Por mais que falem mal da Beatriz Cerqueira, eu só tenho a agradecer. Eu, no lugar dela não aguentaria tanta pressão. Já teria mandado muitos professores para a p. que... e tirado meu time de campo.

      Sim... as negociações ainda não acabaram!!!!

      Excluir
    9. concordo, depois partiremos para novas conquistas.

      Excluir
  44. ACHO QUE SE AS PESSOAS TIVESSEM PACIÊNCIA PARA LER E INTERPRETAR, A MAIORIA DAS DÚVIDAS IRIAM PARA O LIXO. nÃO TEM JEITO DE COLOCAR AS TABELAS DE TODAS AS LETRAS. SERIA ATÉ ATESTADO DE BURRICE DOS PROFESSORES. ABRAM O SITE DO SINDUTE OU DO PORTAL DO SERVIDOR E VEJAM AS TABELAS . AS LETRAS DE CADA UM SERÃO PRESERVADAS. QUEM É C CONTINUA C, ETC .É SÓ COLOCAR 2,5% NO VENCIMENTO BÁSICO PARA CADA LETRA ADQUIRIDA E SOMAR AO TOTAL.

    ResponderExcluir
  45. Bom dia Euler. O que temos questionado aqui é que o Governo está mais uma vez penalizando os professores mais antigos que foram os mais prejudicados. Aposentados não podem ficar aguardando. Tem aposentado de 70 anos, 80 anos e os de 60 já não possuem a mesma energia para trabalhar como os iniciantes. Acontece que o Governo parece não estar levando em conta o tempo de serviço e os professores que estão nos últimos graus estão saindo em desvantagem.O Governo se comprometeu a reconstruir a carreira. Tem uma entrevista do Pimentel no 247 dizendo que vai pagar os quinquênios. Sugiro que o sindicato coloque em pauta a carreira conquistada pelos professores mais antigos. Devolva a carreira que lhes foi arrancada. A muito tempo que estamos sendo lesados. Queremos que o Governo Pimentel reconheça isto. Enquanto somos novos podemos planejar e esperar para daqui a 4 anos, 10 anos...Esta lógica não é a mesma para que já passou dos 60. Estas pessoas já trabalharam a vida toda e perderam o que conquistaram. Discordo de você quando diz que as críticas são típicas de ressentimento de quem perdeu nas urnas. A grande maioria dos professores votaram e trabalharam para conseguir voto para o PT. As críticas têm sim um fundamento. A proposta penaliza professores antigos que não podem mais esperar. O debate de idéias faz parte da política. As críticas precisam ser escutadas. Afinal é nossa vida funcional que está em jogo.

    ResponderExcluir
  46. Para um professor que está na letra P com salario de 2500,00: vai receber + 190,00 a partir de junho. Isto significa 7.6% de aumento em seu salario.De junho até dezembro são 7 meses. Significa que este professor vai ganhar este ano com este abono o valor de 1330,00. Se ele tivesse recebido os 5% que iria receber em janeiro (mas o governo não pagou) ele estaria recebendo 125,00 a mais em seu salario desde janeiro Contando os meses até dezembro ele receberia este ano 125 x 12= 1500. Um prejuízo de 170,00 este ano. Este professor aposentou com 30 anos, 6 quinquênios, 10 biênios e um trintenário. Perdeu tudo e ainda leva mais um prejuízo este ano.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. BOA Matemática q o colega fez. Portanto este governo esta dando uma merreca e a gente tem q esperar 3 anos ainda?

      Excluir
    2. Amigo, quem tirou seus direitos foi o PSDB, lembra?

      Excluir
    3. E nós só trabalhamos para o PT pela promessa de restituição dos direitos. Se não devolver vai ficar tão bom quanto o outro que eu nem falo o nome.

      Excluir
    4. Esta é a minha triste situação,anônimo das 14:58.Trabalhei 30 anos para aposentar,pois não tinha 50 de idade.Em 2012 aposentei ( licenciatura plena,pós) no grau J. Dez biênios e cinco quinquênios.Não dei conta de esperar publicar outro quinquênio e trintenário ,pois dois cargos de sala em final de carreira não é fácil. Em janeiro de 2015 fui ao grau P sumiram com a VTAP e acabei recebendo líquido 50 a menos.Com medo de prejuízo maior ao retorno piso.Não temos carreira.Cada vez que classificam só achata o salário dos professores que têm mais tempo.Daqui uns anos,quem entrar agora estará passando pela mesma situação.

      Excluir
    5. De onde vc tirou que professor PEB P recebe R$ 2.500,00?

      SÓ SE FOR NA ILHA DA FANTASIA!

      Excluir
    6. PEB II P recebe sim R$2.500,00 bruto aposentada ainda.

      Excluir
    7. PEB II P recebe 2261,00.

      Excluir
  47. Muito boa a explicação ! Realmente tivemos alguns avanços. Não entendo o motivo de tanta histeria contra o atual governo, que pegou um estado completamente falido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você! Existem muitos professores que só sabem reclamar! Não conseguem ver os avanços que tivemos com o governo Pimentel. Um bando de "reclamões"!

      Excluir
  48. Não consigo ver aumento REAL nesta proposta do Governo, se tem é insignificante.
    Novo Governo velhas enrolações.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOVO GOVERNO, VELHAS ENROLAÇÕES!!!
      NOVO GOVERNO, VELHAS ENROLAÇÕES!!!
      NOVO GOVERNO, VELHAS ENROLAÇÕES!!!
      Pensar que TODOS NÓS votamos no PT.
      Será que o Partido vai nos deixar nas Trevas, como ocorreu nos 12 anos de PSDBosta???????????????????????????????????????????????????
      Gente, há mais dinheiro no PLANETA TERRA do que ÁGUA NOS OCEANOS??? Quem achar que for exagero, pesquise na INTERNET.
      O problema do SER HUMANO é que há sempre uma TURMINHA "dos de cima" que quer MAMAR às custas "dos de baixo". Tem sido assim no capitalismo, no comunismo e em tantos "ismos" que a SOCIEDADE TERRÁQUEA "inventou" ... e o barco continua de MAL a PIOR. Quem vai discordar???
      Mirem os valors atuais: morais, financeiros ... etc ... etc. Guerras, inversão de valores, professores na merda, médicos idem, postos de saúde à mingua, escolas caindo aos pedaços, bandidos se proliferam nas grandes urbes, JUSTIÇA POSTIÇA e por aí vai.
      E, nessa BALBÚRDIA, a educação tem que ficar em segundo, terceiro, quarto plano, como querem as poucas famílias que comandam o PLANETA AZUL.
      PRA VARIAR, ... NADA DE NOVO!!! Nosso ex-querido PT de braços dados com muitos deles! Brincadeira?? Mas o PT está sendo DIFERENTE: reúne-se com os professores (coisa que a DESGRAÇA do PSDBosta nem isso fazia) e já concordaram em "MELHORAR O PASTO PARA O GADO".
      Ehhhhhh ... 'tá difícil, colegas!
      Que Deus ilumine a cabeça do PimenTel! (não me parece ser um MAU CARÁTER). Entretanto, confesso-lhes que estou PERDENDO AS ESPERANÇAS.
      Vou ficando por aqui. Boa sorte para todos.
      E o PT não vai mudar ESSA REGRA??????????????????????????????
      Ponham a barba de molho e reflitam.

      Excluir
    2. avanço nenhum, se pensarmos no aumento da gasolina e da energia...

      Excluir
  49. STF - PAUTAS DE JULGAMENTOS - 14/05/2015 - ADI 4876

    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/listarCalendario.asp?data=14/05/2015

    ResponderExcluir
  50. Oi, Euler!
    Gostei da sua colocação. Concordo com vc.
    No início estava descrente com o Pimentel, mas a proposta salarial melhorou muito.
    O Pimentel está sendo muito bom para os professores.
    O Pimentel vai parcelar o pagamento do piso?R: Sim, mas os tucanos também parcelaram o aumento do salário dos policiais e hoje eles ganham um salário digno. O salário dos professores também será digno até 2017.
    O país está em crise, ou seja, não tem como o Pimentel fazer um milagre. Minas Gerais assim como os outros estados estão tendo que renegociar suas dívidas com a União, e no entanto, o governo está se esforçando para nos dar um aumento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o País está em crise, a CULPA é DELES mesmos.

      Excluir
    2. KKKKKKKKKKKKKKKKKK...............................

      Excluir
    3. 40% para comissionados e deputados pode né! Fora o auxílio moradia.
      Que crise é essa?
      Acredita quem quiser, eu não.

      Excluir
  51. Permita-me discordar de seu diagnóstico anônimo das 16:35. Não é histeria não. Estamos tentando entender esta proposta porque ela deixou muitas margens a dúvidas. Considero que esta proposta reflete um grave problema que está acontecendo em todos os estados. A partir da lei do piso o que temos visto é um achatamento da carreira do magistério. Para pagar o piso aos iniciantes os governos destroem a carreira, retiram direitos adquiridos ao longo dos anos
    de forma que a diferença do salário de um professor que está iniciando para um professor com mais tempo é mínima. Isto é muito ruim pra a educação. Magistério é um péssimo negócio. Virou um bico. Todo mundo sabe disto. Quem vai querer investir numa carreira sem a mínima perspectiva? Há uma rotatividade enorme. Os professores mais antigos vem sendo penalizados sistematicamente. Se não lutarmos para reverter esta lógica todos os que ficarem serão penalizados mais cedo ou mais tarde. Este é um debate importante a se fazer. Esta proposta do governo está indo na mesma direção.Por mais que a gente queira não encontramos ganhos para quem está no final de carreira. Estes professores estão na verdade, sendo penalizados novamente. Precisamos encontrar uma saída para este impasse. Isto diz respeito a todos nós. É a nossa carreira que está em jogo. Já está até havendo estudos sobre isto. Virou um problema nacional. O que penso é que os governos do PT vão precisar de fazer a diferença.É muito importante que os Estado governados pelo PT consigam encontrar saídas. Temos assistido no mundo todo o avanço das forças conservadoras. Já escutei muita gente falando que a culpa do Aécio ter perdido as eleições é dos professores mineiros. Tem gente torcendo contra os professores. O Governo Pimentel não pode desconsiderar isto. No meu entender esta proposta não pode ser aprovada pelos educadores.Vai ser preciso a volta dos direitos que nos foram retirados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o Euler está achando que pedir mais do que isso é ilusão.
      Bem, ele não está mais no magistério.
      A verdade crua e nua é que nem o PT (partido em que os professores votaram, inclusive eu) parece não estar muito interessado em considerar
      a CARREIRA do MAGISTÉRIO. Em suma, entra partido e sai partido,
      os mais antigos continuam sempre relegados a segundo plano.
      Esse papo de infiltração no blog do Euler é furadíssimo. Quem está a dizer isso é que é um INFILTRADO DE MARCA MAIOR.
      Então, professor não pode ter CARREIRA?????????????????????????
      Ah! Pelo amor de Deus!!!!
      Quer dizer, então, que professor antigo sempre terá que ser penalizado?

      Excluir
    2. Direitos esses conseguidos com muita luta e muito sacrifício desses professores mais antigos e que agora estão mais uma vez sendo penalizados.Não sou infiltrado não, estou dizendo isso porque fiquei mais de 30 anos em sala de aula e agora estou afastada aguardando aposentadoria e posso dizer a vocês com menos de 15 ou 20 anos de serviço; foram muitas greves, muitas humilhações, muita luta para conseguir esse Plano de Carreira que agora querem jogar fora.Muitas lutadoras ficaram pelo meio do caminho em acidentes, problemas de saúde e outras adversidades e é muito triste constar que de nada valeu tudo isso.Vamos voltar a estaca zero?
      Muito indignada!

      Excluir
    3. Carapuça serviu heim anônimo das 01:52, professor que acorda cedo não posta neste horário, vai receber seu pagamento do Aécio ou Anastasia, pois aqui não tem coxinha não.

      Excluir
  52. Euler, realmente tem infiltrados no seu blog, tipo quanto pior melhor. Vamos deixar o Pimentel trabalhar gente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!!!!
      Tem gente do psdb aqui torcendo para tudo dar errado para nós e para eles, pois são também da educação. Aquele velho ditado: quanto pior, melhor.
      Até quando é ruim para eles e eles adoram ver dar errado. Só que não vai dar. Para a tristeza dos adversários já está dando certo.
      Pior do que com anástasia e aécio (minúsculo mesmo) não tem.
      Impossível ficar pior!!!

      Excluir
  53. Enquanto não encontrarmos uma forma de valorizar a carreira do magistério não podemos aceitar esta proposta que penaliza os professores mais antigos. Se fizermos as contas esta proposta não repõe nem a inflação. 13% está sendo dado ao nível A. Ao nível P é 7%. Isto significa mais um achatamento. Onde vamos chegar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou te dar um conselho: COMECE A FAZER CAMPANHA PARA A VOLTA DO PSDB, AO GOVERNO DE MINAS, EM 2018. Assim, você terá de volta a garantia do aumento pomposo de 5% ao ANO. É triste ter que ler comentários como o seu nesse blog. Já tenho 15 anos como professor, efetivo, em sala de aula. Tenho consciência das perdas salárias dos últimos 12 anos, e nem por isso acho que é o fim do mundo. Muita calma nessa hora!

      Excluir
    2. Concordo plenamente, enquanto os políticos nadam na roubalheira.

      Excluir
    3. É isso, o pessoal tá tão sofrido, que uma proposta desta nem é analisada direito, acha que foi ganho ,que foi avanço, mas nossas perdas foram imensas, que tal cumprir a Lei, acho que uma lei,não pode ser algo inviável, se ela existe, primeiro deveria cumpri-la e os comissionados ficariam com as sobras, mas não , dá-se aumento de 40% aos comissionados, aos deputados, mais de 4.000 de auxílio moradia, e para professores nem sobras, porque não há sobras. Vamos mudar essa concepção de que merecemos pouco, nós precisamos parar de ser abnegados, e exigir do governo um plano de carreira que não deixe margem a dúvidas,que ele exponha de maneira clara, o que vai ser nossa carreira daqui prá frente, e não um vago "as vantagens serão substituídas, mas pelo ADICIONAL DE VALORIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO BASICA, mas de quanto % é esse adicional? Se não especificou, é porque é lesivo à nossa carreira, aposto que trará prejuízo . Falta clareza, falta seriedade, falta respeito à nossa inteligência, porque se aceitarmos perder os quinquênios e biênios, estaremos regredindo, aí teremos de começar outra luta em busca de novos direitos. Haja energia e disposição...

      Excluir
  54. Apresentar uma PROPOSTA dessa, é o mesmo que entregar uma atestado de burrice para classe da Educação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça uma análise primeiro.

      Excluir
    2. Não apresentar nada, foi o que fizeram anos a fio, e todos estavam felizes? Leia a proposta, com calma, mas leia com boa vontade, com todos os ssss e rrrr. Abraço

      Excluir
    3. TESTADO DE BURRICE,sim. Pois nunca vi tanta burrice de quem não entende e não sabe interpretar. Burrice de quem tem preguiça de ler, de calcular e quer uma tabela com todas as letras. Dá vontade de chorar com tanta burrice. Quem não quiser os novos avanços peça pra ficar com o subsídio de Aébrio e Anastahitler. Nossa que canseira!

      Excluir
  55. Nós que fomos nomeados durante o primeiro semestre de 2004 e até hoje estamos no nível T2, continuaremos com o prejuízo até quando? Se os trabalhadores da educação estão recebendo um salário miserável imagina nós que temos com pós graduação desde o dia da nomeação e estamos posicionados como se tivéssemos licenciatura curta. INJUSTIÇA!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia a proposta, ou peça ao diretor , já está na escola. Procurem se informar.

      Excluir
  56. Caros colegas, tenho mais de 20 anos como ATB, nunca tive uma perspectiva de melhora, e não vai ser agora com este governo. Nós da educação vivemos de esperança. É o mesmo que dizer: O Brasil é o País do futuro. Um futuro que nunca chega.
    Parem de acreditar em Papai Noel. Vida digna neste País é somente para POLÍTICOS E GRANDES EMPRESÁRIOS.

    ResponderExcluir
  57. Pessoal, a USP e UNICAMP estão oferecendo cursos gratuitos on line. Prá galera que gosta de se aperfeiçoar, é uma boa dica, para enriquecimento pessoal, por amor ao magistério enfim, porque reconhecimento e valorização tá difícil, mas enfim vale a pena, talvez, quem sabe teremos o reconhecimento de algum sábio governo no futuro. Alô PIMENTEL, seja esse sábio, pague o PSPN, com as vantagens, faça a diferença, valorize o pessoal da Educação, faça uma proposta clara e simples, cumpra o que prometeu para ganhar a eleição.

    ResponderExcluir
  58. Jose Alfredo Junqueira12 de maio de 2015 12:17

    Parece que as viúvas do PSDB estão incomodadas com avanços reais na remuneração;;;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como estão!!!!!!!
      Doidinhas para dar tudo errado!!!
      Até hoje não aceitaram perder.
      Um dispeito!!!!

      Excluir
    2. Mas que avanços, galera ? Vamos ser mais realistas e , como diria o Euler, deixar as paixões ideológicas e partidárias de lado. Que avanço estamos tendo com 190 reais ? Que avanço estamos tendo sem a volta da carreira antiga e sem a correta aplicação do piso ??????????????

      Excluir
    3. Interessante que antes nem apareciam...

      Excluir
    4. Ôôôô Pobreza de Espírito!!! Larga mão de falar de Partido (Tudo Porcaria). Foca na Categoria!!!

      Excluir
  59. Infelizmente colegas ATBs e empossados em 2004,vcs não sabem o que é prejuízo na carreira.Fiquei 10 anos com licenciatura plena e pós ,recebendo como se tivesse apenas segundo grau.Depois veio o subsídio desapareceu com os biênios e quinquênios.Colocaram a VTAP. Completei 25 anos de serviço ,mas não tinha 50 de idade.Trabalhei mais 5 anos chegando aos 30 de serviço e 50 de idade.Agora em janeiro fui ao grau P,sumiram com a VTAP e o aumento foi sugado nos descontos.Em suma aumentou 250 e o liquido a receber foi 50 a menos.E alegam q é isso mesmo.De novo nestas novas propostas estamos sendo prejudicados.Tenho até medo de voltar ao piso,pois cada vez que convertem os prejuízos são maiores.Estou prestes a aposentar no segundo cargo,mas receosa devido indefinições.Não é fácil passar em dois concursos,submeter ao período probatório,avaliações de desempenho para chegar no final de carreira desvalorizado mais do que os demais que futuramente passarão pela mesma situação;pois não tem proposta de carreira.

    ResponderExcluir
  60. Não somos culpados pela falta de verba do estado.Os verdadeiros culpados são os próprios políticos que desviam verbas,aprovam aumentos exorbitantes de salários e benefícios.Trabalhamos para proporcionar boa vida a políticos,grandes empresários,traficantes e bandidos.Estes sim tem vida fácil.DESILUDIDA.País da impunidade.REVOLTADA

    ResponderExcluir
  61. Gente, antes de criticarem, seria interessante INTERPRETAR melhor a TABELA. Não podemos esquecer que (nossos direitos) foram tirados pelo PSDB. Por interesse político ou não, quem está dialogando e negociando conosco é o PT. Penso que há pessoas ‘horrorizando’ sem necessidade. ‘Teremos nossas (letras) respeitadas e o (reajuste anual) sobre o vencimento’. OU SEJA, ACABOU ESSE NEGÓCIO DE SALÁRIO CONGELADO. Infelizmente não teremos (um salário digno imediatamente), mas a situação será regularizada até o ano de 2017.

    Neste país onde um jornalista ganha duzentos mil reais por mês, um programador de TV como um Faustão da vida ganha cinco milhões de reais por mês, uma Fátima Bernardes ganha um milhão e meio de reais por mês, fora propagandas de SEARA, onde a mesma fila uns três milhões; e, claro, salários exorbitantes de políticos, juízes, etc... de fato, nosso salário está uma porcaria. Mas, infelizmente, para um professor ganhar 'um salário digno' neste país, seria necessário REINVENTAR o Brasil, com novos valores. Não se dá mais o verdadeiro valor às coisas. Os valores estão trocados, viciados, contaminados. Como descontaminar uma sociedade inteira em tão pouco tempo!!????

    VOLTEMOS À TABELA: VEJA UM EXEMPLO: UM PROFESSOR QUE ATUALMENTE ESTÁ NO NÍVEL PEB II (PÓS-GRADUAÇÃO), NA LETRA H = (de A a H, conta-se 7 letras, significa 2,5% cada letra, ou seja 7 X 2,5% = 17,5%)= Em setembro deste ano de 2015, já posicionado no nível PEBIII, o vencimento desse professor será: (R$1.760,91 + 17,5% desse vencimento + R$190,00 = R$2.259,00). O salário inicial, em setembro DESTE ANO DE 2015 desse professor, será então de R$2.259,00. Este professor que ganhava mil seiscentos e poucos reais.

    DIGAMOS QUE O REAJUSTE DO PISO SEJA DE 8% EM 2016. (O vencimento desse mesmo professor será: [R$2.069,00] + [8% de reajuste no vencimento] + [R$190,00 de bônus] + [8% dos R$190,00] + [R$135,00 de bônus] = R$2.574,72.

    Façam as contas (SIMULAÇÃO) então para 2017; interpretando a TABELA.

    Por mais que falem mal da Beatriz Cerqueira, eu só tenho a agradecer. Eu, no lugar dela não aguentaria tanta pressão. Já teria mandado muitos professores para a p. que... e tirado meu time de campo.

    Sim... as negociações ainda não acabaram!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um professor PEBII H ganha hoje 1902,88 + 190,00 =2092,88 portanto a diferença é de 166,12 então não nos engane se ele perdeu 141,97 reais. Ficando na mesma letra só teríamos realmente aumento se partisse do valor atual e nada de vencimento básico. Ou então não entendi.

      Excluir
    2. 2017????? Não acredito que estou lendo isso!ACORDA!!!!

      Excluir
    3. Pela tabela de 2013 esses cálculos não conferi! Verifique!!

      Excluir
  62. STF - PAUTAS DE JULGAMENTOS - ADI 4876 - 14/05/2015

    http://www.stf.jus.br/portal/pauta/listarCalendario.asp?data=14/05/2015

    ResponderExcluir
  63. Eu também não consigo ver avanços significativos na proposta do governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qualquer aumento que vier é bem vindo. Já estou entrando em desespero com dívidas que só acumulam ! Por mais que eu corte gastos estou no vermelho ! Tenho família para sustentar e com o atual salário estou passando muitas dificuldades.

      Excluir
    2. É realmente, pra quem nada viu 12 anos, só perdas, parece pouco. Mas é um avanço imenso, sentar e conversar. Pelo menos ouvir e fazer alguma proposta. Estamos no bagaço, mas, que houve algum avanço, lógico que houve. Queríamos mais, merecemos. Mas, dizer que o outro(s) era melhor ou que nada vê, francamente, só com lentes...

      Excluir
  64. Esse pessoal com discurso de que quem reivindica seus direitos é viúva de psdb, é porque não tem argumento, aqui ninguém está contra o governo não, somos capazes de enxergar que a situação agora é diferente, mas pelo menos gostaríamos de saber como é que fica a carreira, pois temos 25 e 30 anos de serviço, e muitos anos com prejuízo. Pimentel vai recuperar, refazer, remontar a carreira do magistério, segundo palavras dele, num vídeo no site do sindute. Então nos diga como, faça propostas concretas para termos segurança de haverá mudanças reais pois entendemos a dificuldade em que se encontra o Estado, mas o rumo das negociações precisa ser melhor sinalizado. Sabemos esperar mas queremos saber mais de nossa carreira. É isso. Respeito a opinião de outros colegas diferentes da sua é sinal de inteligência. Obrigado Euler, pela oportunidade do debate amplo e saudável.

    ResponderExcluir
  65. Engraçado,na proposta do governo ele promete um reajuste de 31,78% em 3 parcelas; 13,06% em 2015, 8,21% em 2016 e 7,72% em 2017.Já somei essas 3 porcentagens uma porção de vezes e não consigo chegar ao valor de 31,78% mas 28,99%.
    Será que não estou sabendo fazer contas ou...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Companheiro, eu também não consigo fazer essa maldita continha, mesmo sendo professor de matemática, e olha que não estou pensado no que a inflação vai comer desse mísero quinhão. Tem cego que se nega a ver... kkkkk

      Excluir
    2. Meus caros colegas é que o governo anuncia um aumento acumulado de 31,78% que é obtido quando multiplicamos os percentuais e não somando-os. A conta é: 1,1306 (primeira parcela) X 1,0821(segunda parcela) X 1,0772(terceira parcela) = 1,3178 = 131,78% e daí surge o reajuste anunciado. Enfim, uma MIXARIA que será rapidamente corroída pela inflação!

      Excluir
    3. Deve ta somando com os 5% de outubro que ainda não pagou e tentando nos fazer de bobos.

      Excluir
    4. Muito desconfiada, isso deve ser mais uma cilada. Nem as porcentagens são reais, 13,06+ 8,21+ 7,72 realmente não somam 31,78.
      Como acreditar numa proposta desta?

      Excluir
    5. Então voltem ao juro composto, matemática financeira. Aumento sobre aumento, isso não é simples, é composto. Igual se mede a inflação. Me desculpe o professor de matemática, mas, deve estar há mto tempo sem rever esse conteúdo. Essa frase não é de companheiro nenhum, é mais uma frase de efeito clara da oposição.

      Excluir
  66. Acordem professores, tem pessoas contratadas para semearem a discórdia entre professores, percebam que nem despiste tem, atacam sempre, tudo está ruim, seguem uma cartilha antiga. Basta!!! vamos dar um voto de confiança, pois, tiramos do poder pessoas que arrebentaram nossa classe, vamos dar tempo ao tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que está ruim, e não é porque eu votei no PT que não vou reclamar. Pelo contrário. Agora mesmo é que eu posso falar. Que voto de confiança se a energia subiu 40% e vai subir mais 30% , a gasolina subiu no início do ano e nós temos que dar tempo ao tempo???????????????

      Excluir
  67. Observem o fechamento das mensagens, frases de efeito, típico dos tucanos, e saibam que aqui tem professores e não tolos, e sabemos discernir entre quem tem ódio pelas classes menos favorecidas e aqueles que realmente querem um país mais justo.

    ResponderExcluir
  68. Governo já faz marketing, como se já estivesse pagando o piso. Tudo IGUAL.....

    ResponderExcluir
  69. Cheguei ao fim da careira. Nível III - Grau P. O aumento não me enche os olhos. Vejo um leão com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a proposta do governo se efetivar. Sim, imposto de renda come tudo. Morre de fome. Que nem nós. Para aliviar a tensão, rio, rio muito.

    ResponderExcluir
  70. E os peb t2, como serão posicionados????????

    ResponderExcluir
  71. Euler, o problema é que o Sindute participa de uma reunião, tem em mãos as tabelas, mas não faz a publicação. Por isto esta confusão toda.
    Se o Sindicato quiser é fácil resolver este pequeno probleminha, publique as tabelas com todos os graus e pronto, ai cada um pode tirar as suas conclusões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não publicam até dia 14 Paralisação !!!!!

      Excluir
    2. É mínimo que o Sindicato deveria fazer. Publicar as tabelas antes da Assembléia e esclarecer todas as dúvidas. Vai ter muito choro na hora que vier os contra cheques. É melhor cair na real agora.

      Excluir
  72. Sempre votei no PT. Detesto PSDB e a direta brasileira. Fiz campanha e consegui muitos votos para Dilma e Pimentel. Estamos aqui debatendo uma proposta pouco clara que diz respeito a nossa vida funcional. Isto não quer dizer não reconhecemos avanços.Vejam como estamos todos em dúvida. Pelo que estou entendendo esta proposta produz um achatamento na carreira significativo. Quem está na letra P por exemplo vai continuar recebendo o valor do subsídio que passa a ser chamado de vencimento básico + 190,00 de abono.Isto significa um aumento de 7% mais ou menos. Para que está no final de carreira esta proposta é simplesmente péssima. Todos os cálculos estão sendo feitos com base nos vencimentos da letra A.

    ResponderExcluir
  73. NO SITE DO SIND UTE, TEMOS AS TABELAS TODAS ATÉ A LETRA P, DE CADA SERVIDOR, COM OS VALORES ATÉ 2018, EXEMPLO PEB III P R$ 3.278,83. Entrem lá e confiram os seus vencimentos.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não consegui achar esta tabela. Posta aqui por favor.

      Excluir
    2. Acho que vc sonhou, companheiro. Não tem nada lá.

      Excluir
    3. Acorda Alice, onde foi que você viu isso?
      Brincadeira tem hora, não está vendo que estamos todos apreensivos e inseguros.

      Excluir
    4. Até 2018?
      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Tem dó!
      Vergonha na cara, professor.

      Excluir
    5. É só clicar no informe 114. e ver a fortuna que iremos receber.

      Excluir
    6. Ah, professores! Também é demais! Gostam de facilidades. Vasculham as últimas postagens e rolam o "mause". Bem na página das tabelas do grauA do dia 14. Bem embaixo. Querem mais? Facilidade ultimamente nem do céu cai mais, que é a chuva.

      Excluir
    7. É só clicar embaixo do jornalzinho Sind Ute nº114, para visualizar o arquivo.Quando abrir clique novamente em cima do informativo, está no finalzinho da página, PEB é a última tabela.
      Ainda muito confuso, não dá pra entender bem, se o valor que está lá é o que vamos receber em 2018, misericórdia!
      Com essa inflação, vamos continuar no bico do urubu.

      Excluir
  74. Aí está uma análise dos primeiros meses de governo do Pimentel :

    http://www.diarioliberdade.org/brasil/batalha-de-ideias/55835-como-est%C3%A1-sendo-a-gest%C3%A3o-petista-de-fernando-pimentel-em-minas-gerais.html

    ResponderExcluir
  75. Caros colegas, mais uma vez volto a frisar que a situação de nós servidores da "Educação", jamais será digna.
    Motivos: Se fizermos uma paralisação, esta nunca será total, pois onde trabalho nem se toca no assunto quando há uma mobilização, todos borram de medo de ficar sem receber.
    Quando há alguma designação, aparecem vários candidatos para a vaga, na maioria despreparados e apenas para fazerem um bico.
    Não vou estender muito, mas ainda há outros vários motivos e muitos não vão nem querer fazer a leitura.
    Espero que tenham entendido um pouco a nossa situação.

    ResponderExcluir
  76. Fui eu quem postou a notícia da tabela, friso aqui, que achei péssimo saber os valores... Clica no INFORMA 114, as tabelas estão lá. E mais uma leiam no OTEMPO.COM.BR, O sindute aceitou a proposta do governo. Sou PEB III, e estou inconformada com os 3.278,83 reais, em 2018...NÃO TÔ ACREDITANDO, PÉSSIMO NEGÓCIO SEM VANTAGENS. Não sou viúva de PSDB, votei no pelicano Fernando Pimentel.

    ResponderExcluir
  77. Para quem quer ver ver as tabelas com simulação dos vencimentos , estão no informa do sindute nº 114.

    ResponderExcluir
  78. De imediato,no mínimo, gostaríamos de receber o piso como foi gritado a todos os ventos durante a campanha eleitoral. Aí então, vamos sentar para organizar o plano de carreira!
    Estou sentindo um ar de enrolação nessa negociação!! Ganhar tempo... deixar a poeira baixar...

    ResponderExcluir
  79. Estamos sendo enrolados!!!!!!!!!! E os nossos amigos sindicalistas e professores petistas estão tentando acobertar as burrices do governo petista! Não sou da direita,mas tentar mascarar o que está acontecendo é pior!

    ResponderExcluir
  80. Olá Euler por que você parou de emitir suas opiniões, sempre muito pertinentes? Gostaríamos de ouvi-lo!!!!!!!!

    ResponderExcluir