domingo, 8 de junho de 2014

Com a metade do apoio que a mídia dá para os tucanos, Dilma hoje teria 90% de popularidade


Copa do Mundo no BRASIL: uma derrota para as aves de mau agouro da mídia golpista



 


Não é segredo para as pessoas minimamente esclarecidas, que a mídia brasileira é tucana, pró-golpe, anti-petista, anti-Lula e Dilma e contrária aos interesses do povão mais pobre. A mídia, que no Brasil é controlada por meia dúzia de famílias, entre elas a dos Marinho - que foi apontada pela revista Forbes como dona da maior fortuna do país! - tem um lado, embora tente esconder isso. Ela tem um lado partidário, político, econômico e social, que é o lado dos de cima, dos bilionários. Mas uma parte do povão é enganado por esta mídia, e pensa que ela está do lado do povão. Nada mais falso.

Se algum estudioso, cientista político, desejar fazer um levantamento do que foi noticiado pela grande (em negócios) mídia nos últimos 10 anos, pelo menos, e de forma mais intensa nos meses que antecedem às eleições presidenciais, verá que a mídia brasileira é uma das principais responsáveis pelo descrédito que as pessoas têm do que chamamos de política. Ela tenta generalizar nas denúncias de corrupção, por exemplo, como se todos fossem corruptos, especialmente o governo federal. Tenta desmoralizar o Congresso Nacional, para enfraquecê-lo, e até mesmo para afastar a população de uma cobrança mais sistemática do que se passa nos parlamentos. Manter os deputados com medo, é uma das formas de anular este poder, que passa a fazer o que a mídia quer que eles façam.

Em teoria, a política é o espaço do cidadão para negociar interesses, conflitos, diferenças. Num país profundamente desigual como o Brasil - e de resto todo o mundo, já que a desigualdade social é própria do sistema capitalista -, é necessário que haja mudanças em favor da redução dessa desigualdade. E isto se faz através da política, seja de forma pacífica, institucional, através dos três poderes constituídos - parlamento, judiciário e executivo -, ou através de uma revolução social.

Embora o Brasil tenha experimentado inúmeras revoltas, rebeliões e revoluções, a tradição mais comum tem sido a dos arranjos políticos pelo alto. Ou o golpe civil e militar, que não deixa de ser outra forma de arranjo pelo alto. A começar pela Independência do Brasil (1822), fruto de arranjos entre as elites, que excluiu o povão pobre, especialmente os negros escravizados. A abolição formal da escravatura (1888), que viria quase sete décadas depois da independência, embora precedida de amplo movimento social, foi resultado de arranjos dos de cima. Os descendentes afrobrasileiros que foram libertos não receberam um palmo de terra como compensação por séculos de escravidão. De certa forma, somente agora, os governos Lula e Dilma, com as políticas de cotas, começam a resgatar em parte esta dívida social e política do Brasil para com os negros - e também para com os pobres, as mulheres, entre outros. A implantação da república (1889), que pôs fim à monarquia, foi resultado de arranjos praticamente sem a participação do povão.

No cenário mais recente, o Brasil conheceu o final da ditadura civil-militar implantada em 1964 com uma anistia que absolveu torturadores, livrando centenas de agentes do estado de crimes abomináveis e considerados imprescritíveis pelas cartas internacionais de direitos humanos. Ao invés de uma eleição direta para a presidência da República, o primeiro governo pós-ditadura (1985) nasceu de um arranjo entre os de cima, com o congresso nacional elegendo, em nome do povo, mas sem consultar o povo, o novo presidente da república. No caso, Tancredo Neves, que acabou falecendo antes da posse, e que, por ironia, provocou a transferência do governo para um membro dissidente da ditadura, José Sarney.

Apesar desse processo, boa parte da população pobre já aparecia como protagonista das novas mudanças, ainda que pela metade - ia para as ruas protestar, reivindicar direitos específicos, conquistava alguns dos seus interesses, mas no final das contas permanecia de fora das principais decisões. O poder político, decisório, continua, no essencial, desde que o Brasil foi ocupado pelos europeus, um privilégio das elites dominantes.

Embora os EUA sejam sempre citados como exemplo de democracia, não tenho receio em dizer que a democracia brasileira, com todos os defeitos que conhecemos, é bem mais real e sujeita a mudanças e intervenções dos de baixo do que a dos EUA. Ali o jogo é muito pesado, controlado por grupos econômicos, financeiros e militares e da mídia, que praticamente transformam a participação popular num mero espetáculo estatístico de pesquisas.

No mundo inteiro as democracias são assim, um pouco a expressão da vontade subtraída da maioria em favor de minorias privilegiadas. Seria até um paradoxo imaginar que em algum país pudesse existir uma real democracia participava num cenário que reproduz desigualdades o tempo todo. Seria como imaginar que o povão pobre fosse masoquista, que aprovasse leis contra seus próprios interesses e em favor do enriquecimento de grupos minoritários. Claro que não é assim. O povão é enganado o tempo todo pelas elites, que usam a mídia como principal instrumento dessa enganação do povão. Claro que eles têm outros instrumentos de poder: a força militar, os dólares, o judiciário, os parlamentos, etc.

A mídia é hoje o principal instrumento de poder no Brasil. Mais do que o Executivo, mais do que o Legislativo, mais do que o Judiciário. Não é por acaso que a família mais rica do Brasil hoje é dona do mais poderoso grupo de comunicações do país - a Globo. A mídia tem poder de decidir a agenda do país, é ela quem decide se o povão vive num país que prospera ou num país que vive em caos total. É a mídia que decide, por antecipação, os julgamentos nos tribunais - pelo menos os mais conhecidos. A mídia brasileira conseguiu eleger um presidente até então praticamente desconhecido da população brasileira - Collor de Mello - e depois conseguiu derrubá-lo, quando não interessava mais mantê-lo no poder. A mídia transformou o chamado "mensalão do PT", caso típico de caixa dois praticado por todos os partidos ao longo de décadas, no maior escândalo do Brasil, enquanto manteve escondidos outros grandes, gigantescos escândalos envolvendo os protegidos da mídia. Envolvendo inclusive a própria mídia, claro. Ou alguém acha que estes impérios de comunicação nasceram da "eficiência" de algum empresário? Me poupem a inocência, né pessoal!

Fiz essa volta toda, buscando elementos da nossa história, para mostrar que a realidade política que vivemos exige de nós um pouco de esforço mental para ver para onde esta mídia quer nos conduzir. Nos últimos meses o Brasil foi transformado num verdadeiro caos, como se tudo tivesse caminhando para o abismo. Apenas coisas negativas sobre o Brasil são divulgadas. E paradoxalmente, nunca o Brasil apresentou resultados tão positivos na sua história. Uma década inteira de crescimento econômico, com distribuição de renda - embora aquém do que desejássemos -, com políticas de geração de emprego, baixa inflação, salários com aumentos reais, investimentos externos. Tudo isso convivendo com um mundo em crise e o Brasil suportando tudo com relativa tranquilidade nos aspectos macroeconômicos.

Na era FHC, para cada crise externa em qualquer país do mundo, seja rico ou pobre, o Brasil quebrava, torrava bilhões para segurar a inflação, caía nos braços do FMI e seguia a cartilha deste organismo dos banqueiros internacionais - cortar salários, gerar desemprego, privatizar empresas estratégicas, enfim, entregar o país para o controle externo. A política externa dos tucanos é seguir as orientações da Casa Branca - o Brasil se tornou uma sucursal dos EUA.

Lula e Dilma, com todas as limitações e concessões feitas, mudaram isso. No plano externo, iniciaram uma política independente, ampliando as relações do Brasil com a China, com a Rússia, com os países africanos e especialmente com os nossos vizinhos da América Latina. Ao invés da Alca, proposta pelos EUA - que representaria a total neocolonização do Brasil - Lula e Dilma fortaleceram o Mercosul e apoiaram os governos populares da Bolívia, da Venezuela, entre outros. O governo brasileiro manteve uma política independente em relação aos ataques dos EUA e países ricos da Europa contra os países do Oriente Médio.

Tudo isso desagrada a mídia, que é porta-voz dos piores interesses, contrária aos interesses nacionais. Mesmo porque esta mídia, antes de ser considerada como órgãos de comunicação, são grandes empresas de negócios de poucas famílias e seus interesses estão alinhados com os das elites dominantes. Portanto, somente o cidadão muito desinformado pode achar que os noticiários de uma Globo, de uma Itatiaia, de um jornal Estado de Minas, Folha de São Paulo, e de uma revista Veja, entre outros, são isentos, neutros, ou coisa do tipo. Não são não. São noticiários elaborados com objetivos muito determinados: o de influenciar na opinião das pessoas para que a maioria adote as mesmas ideias dos grupos dominantes.

É muito comum, em função disto, verificarmos nas conversas do dia a dia as pessoas comuns repetirem o que dizem os comentaristas e economistas bem pagos por estas emissoras. Inclusive contra os próprios interesses dessas pessoas simples. Um exemplo disso é quando defendem a privatização de tudo, quando essas pessoas comuns (eu, você e a maioria da população) precisam de serviços públicos para sobreviver. Serviços que os governos neoliberais transferem cada vez mais para a iniciativa privada, que visa lucro acima de qualquer outra coisa. Claro que no capitalismo essa iniciativa privada vai existir, mas se ela é tão competente assim, por que precisa dos recursos do estado, com tudo mastigado, para se estabelecer? Inclusive a mídia que critica a coisa pública, é a que mais ganha dinheiro público.

Mas o grande risco mesmo gira em torno das eleições presidenciais. Gostem ou não do PT - e tem muita esquerda radical que não enxerga um palmo além da própria teoria que cria ou repete -, gostem ou não, a vitória de Lula e Dilma representou mudanças que as elites não aceitam. As políticas sociais - Bolsa Família, Pronatec, Mais Médicos, Luz para todos, Minha Casa Minha Vida, políticas de cotas, entre muitas outras - representam importantes investimentos do dinheiro público em favor dos mais pobres. O Brasil das elites desejaria que todos os investimentos fossem feitos em favor do grupinho privilegiado que sempre se apropriou desses recursos. E agora estão tendo que disputar com os mais pobres. Inclusive os espaços públicos e privados. Vejam o exemplo dos aeroportos: antes, frequentados por poucos; agora, disputados por milhões de brasileiros de todas as camadas sociais. A elite não gosta disso. Não gosta que pobre possa comprar perfume caro, nem frequentar shoppings centeres, nem andar de avião, nem adquirir um automóvel zero quilômetro.

A elite agora tem que pagar todos os direitos às empregadas domésticas, que antes eram tratadas como escravas. As universidades públicas começam a ser frequentadas em grande número por pobres, incluindo os negros. Muitos deles estão participando de programas como Ciências sem Fronteiras, viajando pelo mundo e conhecendo outros horizontes. São milhões de pessoas alcançadas pelos programas sociais do governo federal, mas nada disso aparece na mídia, que é tucana e golpista. Eles só enxergam o caos, preveem que o Brasil vai afundar e propcuram abrir caminhos para que o candidato deles, se eleito (toc, toc, toc na madeira, mil vezes!) possa colocar em prática o tal do choque de gestão e medidas impopulares, como: salários congelados, desemprego em massa, recessão e juros altos. Quem deseja isso?

A mídia conseguiu transformar a Copa do Mundo na responsável por todos os problemas da humanidade. Naquilo que ela deveria criticar, que foi a ocupação de áreas que eram habitadas por famílias de baixa renda com as obras de expansão urbana, ela escondeu. Enquanto isso, ela faz coro à falsa acusação de que o governo federal teria tirado dinheiro da educação e da saúde para as obras dos estádios. Uma desinformação absurda que a presidenta Dilma explicou recentemente: dos oito bilhões de reais gastos para as reformas e construções dos estádios, a metade veio do BNDES, um banco, portanto, que cobrará tudo de volta com juros; a outra metade foram investimentos privados e dos governos estaduais. Nem um centavo do dinheiro previsto em orçamento para a Educação e para a saúde pública foi tirado para as obras da copa. E mais: neste mesmo período que o BNDES investiu 4 bilhões nos estádios, o governo federal gastou mais que R$ 200 bilhões em educação e saúde.

O que a mídia não diz, e portanto omite, é que a não existência da Copa do Mundo no Brasil não resolveria nenhum dos problemas que são legitimamente reivindicados hoje pela população de baixa renda. Problemas estruturais antigos, como: melhor mobilidade urbana, moradia popular, saúde e educação de qualidade para todos. São problemas que requerem mais investimentos e melhores políticas públicas voltadas para os de baixo. Coisas que os candidatos apoiados pela mídia não se propõem a fazer, como de fato não fizeram nos governos que administraram ou administram. Comparem os investimentos sociais (na casa própria, na educação, na saúde, etc.) feitos pelos tucanos nos oito anos de FHC e nos 20 anos de governos em SP e Minas, com os investimentos feitos pelos governos Lula e Dilma em 11 anos de governo. Comparem e vocês verão tudo o que a mídia esconde do povão o tempo todo.

A copa do mundo, com todos os defeitos e equívocos e falta de transparência, coisas próprias da FIFA, que alguns imbecis elegeram como "padrão" para coisas boas, repito, com todos os defeitos, acabou gerando mais empregos, mais turismo, mais investimentos em obras de mobilidade, e só não alcançará um ambiente de maior alegria para o nosso povo em função deste clima negativo que a mídia ajudou a construir nestes últimos anos, tendo em vista seus interesses eleitorais, políticos e financeiros.

Nos últimos meses, acompanhei pela Internet parte do noticiário da TV Telesur, bancada principalmente pela Venezuela e voltada para se contrapor à desinformação dos grupos internacionais, como a CNN e outros. Tinha a impressão de que estava no país errado, porque percebi que eles faziam mais propaganda da Copa do Mundo que acontece no Brasil do que as emissoras de TV "nacionais" (aspas). Incluindo a Globo, que ganha milhões de dólares com a Copa do Mundo, mas que tratou este megaevento como se fosse algo negativo para o país. Até no programa do Faustão, ele chegou a dizer que um país com tantos problemas sociais como o Brasil não poderia fazer grandes gastos com estádios de futebol. Ah, tá bom, então o Brasil poderia deixar de gastar bilhões de reais em publicidade na Globo, na Band, na Itatiaia, já que os problemas na Saúde e na Educação, convenhamos, são muito mais importantes do que a publicidade paga pelas estatais e pelos governos com essas emissoras. Ou vocês não concordam com isso?

Vejam quanto os governos de Minas, de São Paulo e o próprio governo federal gastaram  nos últimos sete anos com publicidade em favor dessas emissoras de TVs, rádios, jornais e revistas, e vocês verão que daria para fazer até duas copas do mundo ou mais. Ora, não seria mais importante investir na Educação pública, na saúde pública? Por que a mídia não faz esta autocrítica, ao invés de criticar a Copa, que pelo menos gerou empregos, trouxe turistas, ao contrário da mídia, que espantou turistas de outros países, já que noticia o tempo todo que o Brasil vive em clima de guerra, que está afundando, que tudo aqui é corrupção, que a copa foi um desperdício, etc.

Por isso mesmo, não tenho receio em afirmar que, se a presidenta Dilma tivesse a metade do apoio que a mídia dá aos tucanos, ela hoje teria 90% de popularidade. Mais um motivo para que o PT, Lula e Dilma, a partir de agora, tratem com mais seriedade a causa da democratização da mídia. Que nada tem a ver com censura. Pelo contrário. É contra a atual censura imposta por meia dúzia de famílias que controlam a mídia. E que estão destruindo o que restou da democracia brasileira, matando as diferenças culturais, e reproduzindo um estado de caos permanente no imaginário das pessoas comuns. E com isso, facilitando o domínio de forças estranhas aos interesses dos de baixo.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

                     ***


Sugestões de consulta na Internet:

- Blog Viomundo
- Jornal GGN
- Diário do Centro do Mundo
- Blog Escrevinhador
- Blog do Miro
- Blog do Mello
- Revista Forum
- Blog O Cafezinho
- Blog Cloaca News
- Blog Conversa Afiada
- Blog Tijolaço
- Blog Socialista Morena
 

- Blog Maria Fro    
- Blog da Cidadania 
- Carta Capital
- Telesur ao vivo
 

- TV NBR (do governo Federal)
- Portal EBC

134 comentários:

  1. Um discurso pronto! Mas tem que ser divulgado isso, nos quatro cantos do país. Texto magnífico o seu, Euler. Com esse gancho aí a Dilma vai longe. Li e fiz uma reflexão de tudo. E realmente agora caiu a ficha...dificilmente, ou quase nada, a gente ver a Dilma na rede Globo. Agora estou entendendo. Que mídia desastrada!

    ResponderExcluir
  2. Vamos lá concursados e efetivos, vamos encher a caixa de e-mail dos Juízes do STF, reclamando da demora para sair o Acórdão, justificando a nossa cobrança, na falta de repeito do Estado, em não nos dá uma resposta, nos enrolando, nos fazendo de bestas. Ganhando tempo encima do nosso desespero, em ver essa situação resolvida.
    Essa cambada que está no poder em nosso estado está pouco se lixando para a nossa situação. Ainda escuto gente na minha escola falando em finada Naná e Aecim do p........... AFFFFFFFFF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO CONTA COMIGO.SOU A FAVOR DOS EFETIVADOS QUE TEM MAIS DE 20 ANOS DE ESTADO.FICA ESPERTA

      Excluir
    2. Sou a favor que resolva de maneira justa a situação dos efetivados,mas ficar agonizando, sabendo que não há mais jeito é sadismo,mazoquismo,sei lá. Problemas se resolve de frente.Boa sorte aos ex-efetivados e que venham os concursados para organizar a bagunça.

      Excluir
    3. EXCLUSÃO HEIN? NÃO ADIANTA REUNIR CONCURSADO E EFETIVOS PARA ENCHER CAIXA DE MENSAGENS DE JUÍZES SEI LÁ MAIS O QUE, PORQUE ELES NÃO ESTÃO NEM UM POUCO PREOCUPADOS COM ESSA SITUAÇÃO. ELES ESTÃO PREOCUPADOS É EM RESOLVER A SITUAÇÃO DE QUEM TEM 10 ANOS OU MAIS DE SERVIÇOS E FORAM IMPEDIDOS DE FAZER CONCURSOS POR CAUSA POLÍTICOS INCOMPETENTES.

      Excluir
    4. Os efetivados não fizeram concurso porque acreditaram na conversa desse governo déspota, eles não são inocentes, são pessoas capazes, senão não estariam em sala de aula. Eles sabiam que era uma coisa inconstitucional, que o governo de Minas estava tapando o sol com a peneira e usando eles, para conseguir mais empréstimo junto o BIRD. Estamos lutando por uma causa justa, estudamos, passamos no concurso e temos direito a vaga. Agora se vocês continuam a acreditar
      em papai noel, infelizmente não somos nós concursados que vamos pagar o pato.

      Excluir
  3. Excelente explanação e ainda tem otário que vota no psdb...ta. Viva o real povo brasileiro, viva o eterno presidente LULA, viva DILMA!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
  4. Vamos pra cima deles, nós temos a força..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Puxa vida! Eu pensei q as coisas no Brasil estavam péssimas. De repente descobri q estão ótimas. A saúde, perfeita. A educação, também. Transporte e segurança, melhor ainda. Essa mídia maligna me enganava. Agora eu acordei e vejo o Brasil com outros olhos. pena q ao pegar meu salário no Banco do Brasil, percebi q ele continua o mesmo: 1.455(bruto).

      Excluir
    2. Anônimo das 23:26, e olha que você nem recebe o piso nacional que é de 1697,00. O governo de Minas maligno continua te enganando...

      Excluir
    3. Quer piorar? Vote no "Arrocho".

      Excluir
    4. Anônimo das 23:26. Quem acabou com seu salário e lhe deu um pesadelo chamado subsídio foi Aécio Neves. Conhece? A mídia não lhe contou isto também?

      Excluir
  5. Nossa Euler Conrado,
    com eu gosto de ler seus textos perfeitos e esclarecedores.
    Fico encantada com essa linguagem clara q vc usa pra levar cada msg até a gente.
    Vc é show Eule!
    .Nao durmo sem antes dá uma espiada em seu blog.
    Vamos torcer pra q toda estratégia SUJA q essa mídia PODRE usa pra ganhar as eleiçoes nao venha dar certo por mais uma vez.
    Gde abraço e q Deus continue iluminado sua mente, suas ideias pra q possamos sempre ter acesso a gdes textos produzidos por vc.

    ResponderExcluir
  6. Gostaria de uma informação. As férias prêmio foram liberadas. Todos terão direito? Quem tem preferência? Professor afastado da docência por tempo de serviço tem prioridade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde está essa informação de que as férias prêmio foram liberadas?

      Excluir
  7. Colegas,

    É lamentável, deprimente e chega a ser imoral a postura da maioria dos colegas professores, ante ao esforço escomunal de poucos professores guerreiros, verdadeiros, que fazem de tudo e mais um pouco, para manter viva a chama de podermos recuperar nossa carreira e piso. Lamentável!
    Enquanto estes colegas e o nosso sindicato se desdobram em abrir brechas para uma negociação da carreira enfrentando, como sempre, a polícia e a demagogia da mídia mineira, dando a cara a tapas, milhares de professores continuam trabalhando, fazendo suas festinhas juninas e posando em fotos com ar de alegria, de quem está satisfeito com a situação atual da Educação Mineira, e por que não dizer também, do salário miserável que recebem! E que o governo propaga aos quatros cantos do Brasil, que se paga em Minas 50% a mais do que o valor do Piso Nacional dos Professores!

    Absurdo, grande absurdo!

    Meus sinceros agradecimentos aos verdadeiros Professores que estão na linha de frente desta luta árdua!Não fosse vocês, a situação estaria bem pior! Se é que ainda pode haver algo pior do que aí está!

    Lamento pelos colegas que não apoiam, que não fortalecem os colegas e o Sindicato, que lutam por algo que é para todos, e para as gerações seguintes!
    Se com poucos professores lutando já conseguimos algo, caso se confirme a abertura das negociações, imaginem o que poderíamos conseguir com milhares de PROFESSORES parados, solidários aos colegas que lutam?
    Imaginem se os (agora) colegas Ex-Efetivados, 72 mil se mobilizassem categoricamente e se juntassem aos outros colegas, trabalhadores da Educação que somos, o que não poderíamos arrancar desse governo?

    Ora, ao meu ver, isto é uma questão simples de inteligência! Só isto!

    Um abraço fraterno aos que lutam!

    Antônio Carlos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Antonio Carlos, realmente você tem toda razão. Dá vergonha tamanho egoísmo da maioria da categoria.

      Excluir
    2. Penso que haverá realmente uma classe para lutar quando a maioria dos professore forem EFETIVOS por mérito,concursados. Infelizmente a maioria hoje é efetivado. Enquanto não regularizar esta bagunça não teremos sucesso em nada. A nossa vitória está próxima. Em breve poderemos organizar nossa classe. Deus é pai!

      Excluir
  8. Antônio Carlos,
    Pois bem, existem professores acomodados,principalmente em cidades do interior de MG que nem se quer sabem da greve. Será que não seria necessário o pessoal do sindicato irem até eles e os conscientizassem?
    Quem sabe as coisas mudariam?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega,

      Eu penso que estes, não é que eles "nem sabem", na verdade, eles não querem saber! Pois é mais cômodo, e não se espoem a nada, com ninguém. Nem mesmo com o Diretor da escola.

      Também não considero que seja a solução, fundamental para isto, o sindicato ir até eles conscientizá-los. Se eles não são, ainda - depois de tudo que passamos - conscientizados, é porque não querem. E assim, se não querem, não vai ser a visita do sindicato que resolverá!

      Eu parto do princípio que todo Professor, por ofício, deve ser e estar sempre contextualizado, conscientizado. Um ato contínuo!

      O sindicato não pode e não tem como "dar" isto aos professores, se estes não o quiserem. As lutas é o instrumento que torna isto possível.

      Assim, é pensar no coletivo. A luta é para todos. A vitória será para todos.

      Antônio Carlos

      Excluir
    2. Anônimo das 14:28. Este Sindicato por mais que nós queiramos, perdeu sua força, ele não representa, não dá satistação a ninguém filiado a ele, observe o Site do mesmo, quanto mais de quem não passa todo mês uma mereca para eles. Fiz a greve de 2011, sabe qual o resultado, entrei com a ação no mesmo, pasmem me devolveram por que eu não era filiado.
      Se representa só filiado, por que convoca todos para as suas ações, talvés ai esteja a resposta que eles não te dão e nem aos que moram no interior.
      Será que passarei pelo crivo ao te responder, pois, já postei alguns fatos e foram ignorados por que analisa os mesmos.

      Excluir
    3. Por que não sindicalizou? Se não é sindicalizado não pode usufruir dos serviços prestados por ele. Isso é uma regra seguida por todos os sindicatos. Me espanta um professor fazer esse tipo de comentário.
      Boa parte da categoria está precisando se informar melhor , para sermos mais respeitados..

      Excluir
    4. Não sou ainda sindicalizado! Sabem o por quê? Moro em uma das tantas cidadezinhas de MG, que nunca apareceu ninguém do Sind Ute. Informação? Quando aparece, chega "uns bons dias ou semanas " atrasados! Quando passei a lecionar em MG, o que já faz um bom tempo( ou melhor, anos e anos), perguntei sobre sindicato para professor, informaram-me o seguinte: "Aqui tem o Sind Ute MG, mas para você sindicalizar-se, você é que tem que procurá-lo! Ele não vem até nós, nós e que vamos até ele". Achei um tanto estranho, o pior é que as coisas continuam do mesmo jeito.
      Já fiz parte de um sindicato de professores, não o citarei por motivos éticos, fui membro dele uns 14 anos, mais ou menos... Cheguei a participar de várias instâncias do mesmo. Demiti-me dele, quando montaram um ônibus fretado, com passagem para a capital do estado da época, só de ida! Prestem atenção: "passagem só de ida!". Ninguém estava sabendo de nada, só os da cúpula do mesmo... Só recebemos a informação, quando o motorista nos deixou no centro da capital, dizendo o seguinte: " Minha obrigação é trazê-los até aqui!". Já sabem como vai a ser a volta de vocês? Com quem? Não sabíamos... Ficamos lá aguardando alguém do sindicato! Chegamos nessa capital, mais ou menos 8:30 h. Ligamos para todo lado, pedimos informação e nada. Descobrimos o número do telefone de um professor, que era "uns dos chefe" do trem... Ele apareceu 23:30h, no mesmo lugar em que nos deixaram. Perguntei a ele, o que estava acontecendo, ele respondeu-me que "a verba só dava para a ida"!
      Resumo, queria que nos virássemos sozinhos, em pleno centro da capital X, quase meia noite. Saída? Fiz algo que nunca pensei em fazer... Já que é assim, vai passar a madrugada toda com agente aquí!
      Se formos assaltados, vai ser também, se fizer frio, vai passar também,etc... Conclusão, ele ligou para vários lugares da capital, desesperado, pois estávamos em uma zona de risco... Saímos lá pelas 2:30 h, claro com "ele a tiracolo", senão o motorista poderia nos deixar nas periferias da capital... Legal, não? Os outros motivos que também levou-me a demitir-me do tal sindicato, fica para uma outra hora. Uma coisa eu garanto-lhes, vão ficar surpresos!
      Um dos motivos que levaram-me a ficar cético em relação a "nossa democracia" ... se é que ela existe! Outra é , se tiver de escolher "entre os que tem", só temos dois lados ou dois partidos, não escolho nenhum! Escolher em cartas marcadas? Escolher o menos pior? Será que existe o menos pior? Ou, estão nos enganando de novo!

      Excluir
    5. Eu também moro em uma cidadezinha do interior, onde não havia movimentos sindical, procurei o sindicato de outra cidade filiei e participo de todas as assembleias em BH e fico parada durante toda a greve.
      Colega toma coragem e venha para luta reivindicar seus direitos pois o sindicato somos nos.

      Excluir
    6. Amigo, se não entendeu-me, releia com atenção! Se os sindicatos somos nós, eles deverão estar onde estamos,e não longe!
      A parte que deixei de mencionar, é ainda mais complexa, se já fui um dos "usados" por eles,por que acha que hoje estou atento e não caio em "bravatas"?
      Sobre a coragem, isso nunca faltou-me... Tanto é que troco ideias, rebato argumentos, lanço visão diferente de inúmeros desse blog; onde alguns por sinal, são ultra-radicais, outros não sabem o que é imparcialidade, democracia e a verdadeira cidadania.
      O que estou tentando demonstrar nos meus comentários é que estamos precisando utilizar é de outros paradigmas, outros métodos, se necessário, reinventar as formas de greve dos educadores, as estruturas sindicais brasileiras, principalmente as do setor da educação!
      Por que determinados elementos da política brasileira hoje, que no passado eram militantes dos sindicatos, dos partidos ditos de "esquerda" hoje não atuam em prol dos pobres ou dos educadores?
      Como conseguem ficar tantos anos no cenário político sem nada fazer de concreto pela educação, saúde, transporte,etc..? Qual é a mágica? Tudo pelo poder!
      Estavam todos sumidos, agora próximo ás eleições todos prometem, prometem... exatamente o que não fizeram em 40 ou 50 anos (seja os de dita "direita" ou da dita "esquerda", que no Brasil , só existe em épocas eleitorais),o que na verdade já está mais do que claro, não tem vontade política de o fazer; não tem interesse econômico, não tem compromisso pelo povo pobre e muito menos pela educação dos estados ou do país. Ainda dá para acreditar em demagogos, escamoteadores, nos "velhos conhecidos" da nossa (infeliz para os de baixo) política brasileira? Não sou mais ingênuo, não sou mais "Maria vai com as outras" e nem muito menos, faço parte dos que não pesquisam, estudam, acompanham há anos os atos e fatos políticos... Por ser brasileiro, quero o melhor para o nosso país, e não é com os que pelegaram, nos traíram e nos traem, com os que fingem ser democráticos, que vamos conseguir algo nesse país!
      Só temos uma opção, ou mudamos tudo, de um jeito ou de outro, ou nunca sairemos do círculo vicioso que paira no país há séculos!

      Excluir
  9. "...A copa do Mundo... acabou gerando mais empregos, mais turismo, mais investimentos em obras de mobilidade, e só não alcançará um ambiente de maior alegria para o nosso povo em função deste clima negativo que a mídia ajudou a construir nestes últimos anos..." ESPERA AÍ NÉ EULER! Isso tudo citado aí é obrigação dos governos oferecerem direta,mente e indiretamente ao povo brasileiro. Quer dizer que investimento em obras de mobilidade, emprego, turismo é reflexo da Copa e se não fosse ela... É obrigação do ESTADO investir em infraestrutura, saúde, educação, turismo, gerar emprego, etc! Isso deveria acontecer sempre E ISSO TRARIA ALEGRIA AO POVO. O dinheiro investido nos estádios nunca serão recuperados. Estádios foram construídos em locais com equipes sem expressão no futebol brasileiro. Os empregos gerados no decorrer da Copa serão "temporários". O Brasil poderia melhorar seu turismo melhorando a infraestrutura e o acesso das cidades turísticas. Imagina se todo o dinheiro investido na Copa fosse investido adequadamente em todo o nosso Brasil! ÚNICO PONTO POSITIVO DA COPA: mostrou que realmente OS GOVERNANTES NÃO ESTÃO PREOCUPADOS COM O BEM DO POVO!, MAS APENAS EM LUCRAR E PAGAR OS FINANCIADORES DE CAMPANHA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidade Inadministrável9 de junho de 2014 22:38

      O governo não paga estádios, o custo dos estádios é de 7,5 bilhões: 820 milhões vem de recursos privados e o restante é empréstimos pedido pelos governos estaduais ao BNDS. A FIFA vai pagar ao Brasil 16 bilhões só em impostos pela venda de ingressos. Sem contar com o volume gigantesco de dinheiro deixado pelos turistas e que em tudo pagará impostos também. É, amigo, como você vê o Euler tem razão em falar da COPA DO MUNDO e digo mais, o sorteio desse evento é muito disputado por todas as nações do planeta. Estude mais sobre a indústria do turismo e dos entretenimentos...

      Excluir
    2. Espera então, Cidade Inadministrável, o término da Copa do Mundo. Assim como aconteceu com os Jogos Panamericanos, assim também será com a Copa. Legado? Nenhum! Mas, tudo bem! Realmente eu estou errado! A Copa foi um presente neste "SORTEIO" deste evento! Estamos com uma sorte gigantesca! Realmente os estádios foram reformados e construídos com recursos privados, assim como a Arena CUrínthians! Você verá realmente o retorno deste investimento na Arena Pantanal, assim como em Manaus, pois o futebol lá é fortíssimo e em 1000 anos, com rodeios, festas do boi-bumbá, entre outras coisas, os responsáveis consigam devolver aos cofres públicos com juros e correção essa tal fortuna né, pois os empréstimos foram realizados ao B N D S pelos próprios GOVERNOS ESTADUAIS! Haverá turismo: sim, claro que haverá, como sempre houve e seria melhor caso nossos aeroportos, estradas, infraestruturas diversas, oferecessem melhores condições. Empregos??? Temporários, pois quando acabar a Copa, o que você acha que acontecerá com estes empregos criados em função da Copa? Fala sério rapaz, o pior cego é aquele que não quer ver! Se atualize e reflita melhor! Não sou PSDB e já não acredito mais nas propostas do PT!

      Excluir
    3. Você, Cidade Inadministrável, acha que o Brasil, representado pelos seus Governantes, tinha interesse em oferecer ao Mundo um evento de qualidade? Como você é ingênuo e estudioso! Grande parte das obras de infraestrutura não ficaram prontas, aeroportos com obras por finalizarem e a Copa já "começou", entre outras coisas! Era realmente interesse do Brasil sediar e oferecer evento de qualidade bem como gerar lucros a não ser aos próprios bolsos? kkkk... Sorteio? Propina foi distribuída aos "amigos do Brasil" para que esta copa acontecesse em solo brasileiro! Sooooorteio? Faz-me rir! Comprada! Legado da Copa? Pesquise sobre o que acontece ou aconteceu a respeito do aproveitamento dos estádios da Copa do Mundo realizada naquele país!

      Excluir
    4. Governo não paga estádios? Como assim? Reforma do Mineirão? O estádio é do Galo e do Cruzeiro? É do Consórcio? De quem é o estádio padrão-fifa que apresenta-se vazio na maioria dos jogos, com ingressos caríssimos que afastou o cidadão de baixa renda que tinha no futebol um dos poucos momentos de lazer, onde ficava lado a lado com o rico? Elitizaram o futebol brasileiro! É o capitalismo selvagem companheiro! É a necessidade de lucrar e acumular riquezas! Governantes entregaram os estádios a consórcios onde o únicos que arrecadam lucros são os proprietários dos consórcios e seus amigos! procure saber um pouco sobre como o Maracanã é administrado! Saiba que lucra com os dias de jogos! Você acha que o povo recebe alguma coisa em troca! Estão fazendo a mim e a você de palhaços e você achando lindo esse circo?

      Excluir
    5. Ao colega das 22:38. Muito boa suas colocações. Faço minhas suas palavras.

      Excluir
    6. Euler suas colocações são ótimas, muito esclarecedoras. Pena que muitos colegas que entram em seu blog não tenham coragem para lê-los. Só sabem reclamar................

      Excluir
    7. Mas era o tal PSDB SINDICAL? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Sindicato dos coxinhas que nunca trabalharam.

      Excluir
    8. Não vale a pena explicar as coisas para quem não quer entender. O futuro provará. Só digo uma coisa: TEM BOI NA LINHA. Afinal os 9000 contratados do Aécio têm que mostrar serviço, pois são monitorados. Do contrário vão pro tronco.

      Excluir
    9. Então está bem! Esperem o LEGADO da Copa e depois vem o das Olimpíadas! Esperem pra ver o que espera a nós POVO BRASILEIRO! kkkkkkkkkk.... "Sabe nada inocente"!
      Deixa quieto! Utopia demais! Vocês conseguem ver um mundo diferente!
      Que Deus esteja convosco e conosco!

      Excluir
  10. vem aí mais um aumento, para os delegados,que deverão ter seus sálarios equiparados,aos de defensor público. isto aqui mesmo, em mg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e o professor... a ver navios.

      Excluir
  11. Euler.
    Parabéns pelo texto, é uma pena vc ter explorado mais este assunto relevante. Mandei e-mail para você com nome e um texto que tinha recebido que acho de suma importância, mas acredito que foi relegado a segundo plano, e o texto que o antiético neves fala entre outra coisas que NÃO VAI MUDAR OU TIRAR DIREITO DOS TRABALHADORES, se ele não fez nada em MG e nem a Naná seu substituto, vai fazer alguma coisa pelo Brasil?
    Eu continuo afirmando: não voto neles. Voto em Dilma, Pimentel, Rogério ou outros do Bloco Minas Sem Sensura mas nunca nesta turma que quer vender a Petrobrás como fez com a Vale, Banco do Brasil como fez com o BEMGE e quebraram a Minas Caixa.
    Professor verdadeiro que sofre na mão desta turma de MG não vota neles.

    ResponderExcluir
  12. Antônio Carlos, sou professora do interior e concordo plenamente com vc na questão que diz respeito a acomodação de muitos professores, pois temos representantes do sindicato aqui em nossas cidades que não nos informam nada sobre os acontecimentos da capital.Tem professores que sequer sabem sobre essa greve. Acho que deveríamos pensar sobre um meio de conectar melhor os professores porque do jeito que está , não teremos nenhum sucesso.

    ResponderExcluir
  13. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

    ResponderExcluir
  14. Os professores resolveram falar AMÉM para o governo.
    Cruz em credo, nunca vi tanta gente acomodada.Já fiz muita greve enquanto dei aula, o pessoal era mais animado, agora... chiiiiiiiiiii Não vão conseguir nada deste jeito, vão morrer ganhando esta miséria, não sabem lutar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tanta greve e pouco resultado....salários miseráveis, carreira desvalorizada, sistema "opressor"...

      Excluir
  15. Pelo visto a mídia brasileira está conseguindo dá o golpe, percebo isto em sala de aula! Temos que trabalhar demais para vencermos a Globo e companhia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faço a mesma observação que a tua, isto é, observo isso entre os alunos e a comunidade. Acho também que tem elementos de dentro da escola que trabalham como cabos eleitorais a favor de partidos elitistas.

      Excluir
  16. Gostaria de saber se a lei que permitia ao professor com 25 anos em sala de aula e idade de 47 anos de idade ainda pode afastar-se da regência. Ou são 45 anos de idade? Grato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO, MAIS UM DIREITO QUE FOI SURRUPIADO

      Excluir
  17. Quem está afastado da regência por tempo e idade pode requerer férias prêmio normalmente ou terá que seguir cronograma de quantidade maior de meses? Grato.

    ResponderExcluir
  18. Já temos alguma novidade sobre o acórdão da lei 100? Sairá ainda este ano?

    ResponderExcluir
  19. Caro colega - 09/06 20h30:
    (Demais Colegas)

    Me permita, fazer uma observação sobre seu comentário!
    Há o tempo de plantar, de cultivar e o de colheita!
    Estamos no tempo da colheita, na nossa Educação Mineira!
    Se a safra que estamos colhendo - Professores, Alunos, Escolas, Sindicato e Governos - não está boa, é porque houve falhas lá atrás. Colhemos o que plantamos! Não é o que diz o ditado popular?

    Não posso afirmar que você está errado, mas posso dizer que você não está certo na sua postura.

    Um sindicato forte, representativo e atuante, se faz com uma categoria forte, atuante, unida, coesa, vigilante, que luta continuamente! O sindicato não pode ser a categoria, mas a categoria deve ser o sindicato. O sindicato é o instrumento que representa a categoria, juntos.
    Sozinho, o sindicato não pode fazer nada!

    Você está equivocado em assumir esta postura, com suas justificativas.

    O que conta agora, é a capacidade de união dos Professores.
    Reclamar é um direito, mas lutar, apoiar os colegas e o sindicato neste momento, é obrigação de todos os Profissionais da Educação!
    A direção do sindicato foi eleita, e neste momento, ela é quem pode nos representar.
    Agora, o momento é de apoiar para termos força e reconquistar rapidamente nossa carreira e o Piso dos Profissionais da Educação.

    Antônio Carlos

    ResponderExcluir
  20. Cidade Inadministrável10 de junho de 2014 16:20

    SERÁ QUE AGORA A CASA DO PSDB VAI CAIR? TOMARA QUE CHAMEM TODOS. AH, É SIM, A POSTERIORI.

    ATENÇÃO!

    SEGUNDA-FEIRA, 09 DE JUNHO DE 2014, 16:48 HS

    Secretária de Educação Ana Lúcia Gazzola será convocada a comparecer à ALMG e prestar esclarecimentos sobre Lei 100

    Foi aprovado hoje, dia 9 de junho, na Comissão de Administração Pública da Assembleia Legislativa, um requerimento do deputado Rogério Correia que solicita a convocação da Secretária de Educação Ana Lúcia Gazzola a comparecer à ALMG para prestar esclarecimentos sobre a decisão do Superior Tribunal Federal (STF), que declarou a inconstitucionalidade da Lei Complementar Nº 100.
    O requerimento do deputado foi motivado pelo não comparecimento da secretária por todas as vezes em que foi convidada a debater a questão com os servidores estaduais da educação. Com a aprovação do requerimento, Ana Lúcia Gazzola será obrigada a comparecer e dar alguma satisfação para os servidores afetados pela Lei 100, que aguardam uma oportunidade de diálogo com a secretaria desde o dia 26 de maio, data do julgamento do STF.
    O encontro entre a secretária Ana Lúcia Gazzola e os servidores da educação na ALMG ainda não tem data marcada. Na mesma ocasião, também serão convidados a Secretária de Planejamento e Gestão Renata Vilhena e o Secretário de Ciência e Tecnologia Narcio Rodrigues.

    https://pt-br.facebook.com/PlantaoInspecaoEscolar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. chegou a vez do pt usar os ex efetivados,como fez o psdb?

      Excluir
    2. Não, chegou a hora do PT* mandar essa quadrilha PSDB para a cadeia!!! IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA!

      Excluir
  21. esse anonimo que vive repetindo que os professoores jamais deveriam votar no psdb, se ele prestar atenção ele está é fazendo campanha politica justamente pro psdb.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A julgar pelo que o partido do governo mineiro pensa da educação e suas ações no Estado, esse anônimo está corretíssimo... É uma questão de representação social: os tucanos, definitivamente, não representam os professores, nem qualquer outra categoria simplesmente porque não representam trabalhadores. Aliás, acham que servidor público é preguiçoso e incompetente.

      Excluir

    2. PSDB??
      Nunca, de jeito nenhum, impossível, jamais!!

      OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
  22. Pessoal, eis uma boa notícia para os moradores sem-teto, publicado no Face do MTST - Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto:

    "Mtst Trabalhadores Sem Teto
    Ontem às 14:25 · Editado ·

    VITÓRIA: MTST TEM REIVINDICAÇÕES NACIONAIS ATENDIDAS!

    O MTST concluiu hoje as negociações sobre a pauta que temos defendido nas ruas nos últimos meses. E de forma vitoriosa.

    Nossas 3 principais pautas foram atendidas hoje pelo Governo Federal, com participação dos Governos Estadual e Municipal.

    1. OCUPAÇÃO COPA DO POVO: Será feito projeto para a construção de cerca de 2 mil moradias no terreno da ocupação para atender a demanda do MTST. O Empreendimento contara com recursos federais do MCMV, com complemento de subsidio do Governo Estadual e Prefeitura de São Paulo. A concretização deste ponto ainda depende da aprovação do Plano Diretor do município.

    2. COMISSÃO DE PREVENÇÃO DE DESPEJOS: Será criada pelo Governo Federal uma Comissão interministerial para a prevenção de despejos forçados no país, visando evitar conflitos e violência policial.

    3. MUDANÇAS NO MCMV: Medidas, que detalharemos posteriormente, que fortalecem a gestão direta dos empreendimentos e a qualidade e melhor localização das moradias. Além disso, alteração em Portaria, fortalecendo o atendimento de famílias com ônus excessivo de aluguel pelo Programa.

    O Governo Federal se comprometeu em anunciar ainda hoje por meio de Declaração pública e Nota à Imprensa os compromissos firmados com o MTST.

    Entendemos que esta grande vitoria foi resultado da mobilização forte e intensa do Movimento nos últimos meses, de nossa aposta no Poder Popular. Além disso, as conquistas alcançadas não trarão benefício somente para as milhares de famílias organizadas pelo MTST, mas também para as milhões que sofrem com o problema da moradia no Brasil.

    Um passo na luta por uma Reforma Urbana Popular. O MTST permanecerá mobilizado e ativo, como esteve nos 17 anos de sua existência. Nos prepararemos para as novas batalhas, a começar pela votação final do Plano Diretor de São Paulo nos próximos dias.

    A luta e pra valer!

    COORDENAÇÃO NACIONAL DO MTST!"

    Fonte: https://www.facebook.com/mtstbrasil/posts/745412238830443

    ResponderExcluir
  23. Arrogante, prepotente,capaz de TUDO para conseguir seus objetivos, esse merda é mais louco ainda se levarmos em consideração que casou e teve gêmeos, com o propósito de passar uma imagem bom moço, chefe de familia e pai amoroso.
    Precisamos desmascarar esse coiso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
    2. É um absurdo o que esse povo é capaz de fazer pela política.
      Eu teria vergonha.

      Excluir
  24. Este é o jeito Petista de governar. Se fosse o outro, tinha mandado a polícia reprimir com violência.

    ResponderExcluir
  25. me lembro, que na noite ,de sua morte,a globo dedicou todo o jornal nacional daquele dia, a leonel brizola,foram uma hora e vinte minutos falando só do político mais carismático que esse país já teve,até a globo se rendeu á ele ,coisa nunca vista na tv brasileira..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A globo fez isso devido sua alegria pela morte de Brizola ,pois ele foi o único político, até hoje, que teve a coragem de enfrentar essa mídia golpista. Para globo, sua morte foi um alívio. Depois do JN devem ter estourado champanhe.

      Excluir
  26. como votar em pimentel, um homem que coliga com aécio para eleger lacerda.é de doer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o seu pior erro. Mesmo assim, a julgar pela sua gestão em BH, é o melhor candidato. O ex-prefeito teve uma administração muito bem avaliada, dialogava com os servidores e investiu muito nas escolas. Qualidades que nem de longe o Lacerda apresenta. Aliás, esse tem que engolir o barulhento movimento ForaLacerda na cidade.

      Excluir
    2. Nem PT, nem PSDB. Acordem!

      Excluir
    3. azeredo também foi um bom prefeito,mas como governador foi o pior que o estado já viu em sua história.

      Excluir
    4. Anônimos das 20:26 e 03:42, apontem a terceira via. Também estou a procura. Enquanto isso, acordem para o que temos em mãos: um partido que vem fazendo mudanças, outro que fecha o Estado para os cidadãos...

      Excluir
  27. tem gente da ex lei 100, dizendo que vai votar em anastasia,por que o mesmo vai dar um jeitinho na ex lei.pior que a pobreza material,só a de espírito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem gente que é pobre de tudo. Só mineiro louco vota neste senhor.

      Excluir
    2. COITADOS.........................

      Excluir
    3. INDEPENDENTE DE LEI 100 MEU VOTO É DO MEU ESTIMADO AÉCIO NEVES. PONTO E BASTA OS FOFOQUEIROS.

      Excluir
    4. Para o anônimo das 14:23 Se é professor, já começo a entender por que os políticos fazem gato e sapato da categoria. Pois com colegas alienados dessa maneira a categoria nunca será respeitada. Coitados dos alunos com esses formadores de opinião. Eles são o futuro do Brasil. Que futuro..................

      Excluir
  28. dilma em pronunciamento ontem, disse que o governo investiu muito mais em saúde e educação do que na copa, não concordo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro(a) anônimo, o dinheiro do Governo Federal é Liquido e certo pelos repasses , de diversas formas, no nosso caso, através do FUNDEB ,agora se os municípios e os estados não fazem bom uso e a sociedade não cobra...

      José Henrique

      Excluir
    2. Então procure pesquisar para ver se está com razão.

      Excluir
    3. E isso é fato! Não é opinião. É óbvio que o país gasta muito mais com áreas sociais do que com alguns estádios para copa. A própria Folha publicou matéria recentemente dizendo que os custos da copa somam algo em torno de 10% dos gastos anuais com educação. Informe-se um pouco mais e não confunda fato com opinião do tipo "não concordo". E pare de assistir ao Jornal Nacional...

      Excluir
    4. Acredite se quiser.Falar pode e provar???????????????????

      Excluir
    5. SABE DE NADA, INOCENTE....

      Excluir
    6. Anônimo das 10:18, se informe, sabe de nada inocentinho.

      Excluir
    7. É obvio que o PT ou melhor o governo federal investiu mais em educação, acontece os governos de |Estados e os Municipais desviaram essas verbas para os cargos comissionados , como os muitos incompetentes que vem aqui no Blog defender PSDB. Mas a nossa força é grande, um professor é formador de opiniões .E como tal temos que usar todos os meios de comunicação ara desmascarar psdb.

      Excluir

  29. http://www.brasil247.com/pt/247/poder/143114/Vox-Populi-Dilma-ainda-vence-no-primeiro-turno.htm

    ResponderExcluir

  30. http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/143125/Quem-tem-medo-da-participa%C3%A7%C3%A3o-popular.htm

    ResponderExcluir
  31. ao saber, lá no céu, que um ingresso para o jogo argentina x irã, pela copa, aqui no mineirão pode custar 1.500 reais, o grande costinha soltou.TAISSSSSSSSSSSSSSSBRINCANDOOOOOOOOOOOOOOOO????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. só rico, ou quem é muito idiota pra pagar um preço desses.

      Excluir
  32. Euler, é impressionante a sua parcialidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, um blog é um diário virtual; um gênero digital de expressão pessoal. Não é um portal de notícias que exige um certo efeito de impessoalidade. Mas na verdade, nem no jornalismo profissional, que dirá no Brasil, existe imparcialidade absoluta. Isso por questões de representação discursiva que a Linguística (a Análise do Discurso) explica bem. O Euler não tem obrigação nenhuma de ser imparcial, ao contrário disso, é partidário e não esconde isso de seus leitores. Talvez se no Brasil as empresas de mídia revelassem em editorial que têm partido, como se faz nos EUA, estaríamos menos insatisfeitos com a sua atuação. Atitude abominável seria se o Euler censurasse o contraditório do blog, o que não percebo aqui.

      Excluir
    2. Mas como ser imparcial se do outro lado você tem a pior droga de todos os tempos psdb!

      Excluir
    3. Cobramos democracia e liberdade de expressão, mas muitos não respeitam e criticam opiniões. Temos direitos de sermos parciais ou imparciais.

      Excluir
  33. ATENÇÃO!

    Educadores realizam vigília enquanto aguardam negociação com o governo do Estado

    A direção do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) participa nesta quarta-feira (11/06), às 17 horas, na Cidade Administrativa, com a secretária de Estado de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, da primeira reunião de negociação deste ano com o governo do Estado, para discutir os pontos da pauta de reivindicações da Educação, protocolada no dia 31 de janeiro de 2014.

    A reunião é resultado de uma greve de 15 dias greve da categoria, iniciada no dia 21 de maio pela abertura de negociação com o governo e suspensa no dia 4 de junho. O agendamento da reunião foi fruto de pressão dos educadores, que paralisaram importantes rodovias como as BR-040 e BR-381 e a MG 010, fechada por cinco horas e meia, e de outros atos realizados como manifestações de rua na capital, o ato de escracho da secretária de estado da educação e a ocupação da SRE Metropolitana A.

    Uma comissão de deputados estaduais do Bloco Minas sem Censura ajudou na mediação com o Governo do estado para agendamento da reunião. Eles obstruíram as votações na Assembleia Legislativa, no dia 04/06, para pressionar o governo por abertura de negociação. Os educadores retornaram às escolas no dia 6 de junho e mantêm, desde então, estado de greve.

    Reivindicações: A categoria reivindica, na Campanha Salarial Educacional 2014, entre outros itens, o descongelamento das carreiras, o pagamento do Piso Salarial Profissional Nacional (PSPN), a nomeação dos concursados e a solução para a situação dos efetivados da Lei Complementar 100/2007, considerada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Estas e outras questões constam da pauta com o Governo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. poucos lutando por muitos, quando deveria ser o contrário,por isso á importancia de se fazer concursos públicos sistematicamente,só assim separaremos o joio do trigo.

      Excluir
    2. depois criticam alunos,dizendo que os mesmos não prestam atenção em nada,e os professores também não prestam atenção também em nada,como me disse uma ex lei 100,que no contra cheque dela não aparece mais seu reposicinamento,e ainda me perguntou por que?como pode uma coisa dessas?

      Excluir
  34. SOBRE LICENÇA MÉDICA DE EFETIVADOS

    Sr. Diretor,

    Tendo em vista a mudança da situação funcional do servidores efetivados pela Lei 100, para função pública, informo que desde o mês de maio/2014 a contribuição previdenciária desses servidores passou a ser para o INSS e não mais para o Regime Próprio do Estado.
    Dessa forma, toda licença de saúde dos servidores nessa situação passa a ser da mesma forma que o servidor designado, ou seja, qualquer período de licença saúde, deverá ser enviado para a Perícia Médica.

    ResponderExcluir
  35. SOBRE PREVCOM - PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

    DECRETO Nº 46.525, DE 3 DE JUNHO DE 2014.

    Dispõe sobre a criação da Fundação de Previdência Complementar do Estado de Minas Gerais – PREVCOM-MG, aprova seu estatuto e dá outras providências.

    O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de atribuição que lhe confere o inciso VII do art. 90 da Constituição do Estado e tendo em vista o disposto no § 5º do art. 14 da Constituição do Estado e na Lei Complementar nº 132, de 7 de janeiro de 2014,

    DECRETA:
    Art. 1º O Advogado-Geral do Estado fica autorizado a promover a criação da Fundação de Previdência
    Complementar do Estado de Minas Gerais – PREVCOM-MG, entidade fechada de previdência complementar
    de que trata o art. 4º da Lei Complementar nº 132, de 7 de janeiro de 2014.

    Parágrafo único. O Advogado-Geral do Estado representará o Estado nos atos de constituição da
    entidade fechada de previdência complementar.

    Art. 2º Fica aprovado o Estatuto Social da PREVCOM-MG, nos termos do Anexo.

    Parágrafo único. A PREVCOM-MG, entidade fechada de previdência complementar com a finalidade de administrar e executar planos de benefícios, nos termos das Leis Complementares federais nºs 108 e
    109, ambas de 29 de maio de 2001, terá sede e foro em Belo Horizonte e será organizada sob a forma de fundação pública com personalidade jurídica de direito privado, de natureza pública, dotada de autonomia administrativa, financeira, patrimonial e de gestão de recursos humanos, observado o disposto no parágrafo único do art. 5º da Lei Complementar nº 132, de 2014.

    Art. 3º Para o cumprimento das disposições da Lei Complementar nº 132, de 2014, fica a Secretaria
    de Estado de Planejamento e Gestão – SEPLAG - autorizada a:

    I - celebrar convênio de adesão com a PREVCOM-MG, representando todos os órgãos da administração
    direta, autarquias e fundações do Poder Executivo Estadual;

    II - prestar apoio técnico, logístico e operacional solicitado pela PREVCOM-MG até sua completa
    implantação;

    III - ceder servidores do Poder Executivo à Fundação, mediante convênio, com ressarcimento da remuneração e encargos;

    IV - repassar todas as informações de servidores dos órgãos e entidades do Poder Executivo, necessárias à composição da base de dados da Fundação.

    Parágrafo único. As despesas relativas ao ressarcimento de remuneração e encargos de servidores cedidos à PREVCOM, nos termos do inciso III, serão debitadas à conta do montante dos recursos previstos no
    art. 31 da Lei Complementar nº 132, de 2014.

    Art. 4º A SEPLAG, juntamente à Secretaria de Estado de Fazenda - SEF - e ao Instituto de Previdência dos Servidores do Estado de Minas Gerais - IPSEMG, adotarão todas as providências necessárias à
    implantação da PREVCOM-MG, incluindo a aprovação pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar- PREVIC – do regulamento do plano de benefícios a ser administrado pela Fundação.

    Art. 5º Após a publicação da autorização de aplicação do regulamento do plano de benefícios da Fundação pela PREVIC, caberá aos órgãos e entidades do Estado, juntamente à PREVICOM-MG, fornecer todas as informações sobre a previdência complementar aos candidatos aprovados em concurso público para
    ingresso em cargos do serviço público estadual.
    Parágrafo único. Os candidatos de que trata o caput deverão apresentar, no momento da posse no cargo em que forem nomeados, declaração, em modelo fornecido pela PREVCOM-MG, na qual conste a opção
    pela adesão ou não ao regime de previdência complementar.

    Art. 6º Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

    Palácio Tiradentes, em Belo Horizonte, aos 3 de junho de 2014; 226º da Inconfidência Mineira e 193º da Independência do Brasil.

    ALBERTO PINTO COELHO
    Danilo de Castro
    Maria Coeli Simões Pires
    Renata Maria Paes de Vilhena
    Leonardo Maurício Colombini Lima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
  36. SOBRE PUBLICAÇÃO DO ACÓRDÃO

    Prezado(a) Senhor(a),

    Informamos a Vossa Senhoria que o processo de composição do acórdão é bastante complexo, uma vez que envolve todos os gabinetes dos ministros da Corte.

    A apresentação de voto escrito é uma faculdade dos Ministros, que poderão apresentá-lo ou não.

    Ressaltamos que, como documento formal do julgamento, o acórdão recebe tratamento rigoroso na sua elaboração e revisão, de forma a revelar a essência do julgamento.

    Por fim, informamos que as providências necessárias à finalização da confecção do acórdão de julgamento da ADI 4876 e respectiva publicação já foram adotadas por este Tribunal, inclusive aquelas concernentes à preferência que o caso requer.

    Contamos, portanto, com a compreensão de Vossa Senhoria.

    A Central do Cidadão agradece o seu contato, em nome de Sua Excelência o Senhor Ministro Joaquim Barbosa, Presidente do Supremo Tribunal Federal. Atenciosamente,
    Sua opinião é muito importante. Ajude-nos a melhorar a qualidade do nosso atendimento.

    Supremo Tribunal Federal
    Secretaria Geral da Presidência
    Central do Cidadão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Enviei milhões de email para a central do cidadão no STF,pedindo que os ministros ao redigirem o acordão não se esquecessem de orientar ao estado
      do como fazer para resolver as inúmeras situações dos servidores de 20,25,e 30 de estado e os servidores que adoeceram no estado.A situação não é simplesmente redigir um acórdão. Eles estão mexendo com pais de família politizados e que estão sendo acompanhados por advogados.

      Excluir
    2. Deixe aqui o endereço eletrônico da central do cidadão do STF.

      Excluir
    3. jeitinho,até parece que o supremo vai te dar confiança,quer puxar a brasa pra ilegalidade?

      Excluir
  37. país rico é país sem pobreza,me diga então porque quem ganha até 1.600 reais mensalmente, não tem casa própria?e só para lembrar,90 por cento da população brasileira está nesta situação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem o minha casa minha vida, que atende essa demanda.

      Excluir
    2. Curioso o que estamos vivendo: de repente todos agora têm consciência crítica. Acham que 4, 8, 12 ou 16 anos de um governo vão resolver problemas históricos de um país enorme como o Brasil, um problemão açoitado por trezentos anos de escravidão, independência declarada por um estrangeiro, proclamação da república dada por militares... Abaixo esta "formadora de consciência crítica" mal intencionada e atrasada conhecida como... imprensa brasileira.

      Excluir
    3. é mais fácil ganhar na loteria, pois minha casa minha vida da pbh é sonho.

      Excluir
    4. Seu comentário não ta bem atualizado. Temos um grande número de pessoas com minha casa minha vida aprovado esperando apenas um imóvel a disposição . O que acontece é que hj as pessoas não precisam desfazer de suas conquistas e por isso a demanda torna-se maior.

      Excluir
  38. é impressionante a pobreza de espírito dos professores mineiros.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
    2. Não deveria generalizar. Isso Prova que o mais pobre de espírito aqui é você. Professores não votam em psdb.

      Excluir
  39. Euler e colegas, Olhem a democracia proclamada pelo rei das alterosas :http://www.ocafezinho.com/2014/06/12/bizarro-a-mando-de-aecio-promotor-revira-apartamento-de-internauta-no-rio/

    ResponderExcluir




  40. A direção do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) participou nesta quarta-feira (11/06), às 17 horas, na Cidade Administrativa, com a secretária de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Renata Vilhena, da primeira reunião de negociação deste ano com o governo do Estado, para discutir os pontos da pauta de reivindicações da Educação.
    Resultados e encaminhamentos

    Nesta primeira reunião, , o Sindicato apresentou várias demandas que estavam sem resposta do governo. Afinal, foram seis meses sem qualquer diálogo!

    Acompanhe o que foi discutido:

    1) Pauta de reivindicações



    A questão salarial será discutida no Comitê de Negociação Sindical. O Sind-UTE/MG cobrou o reajuste do Piso Salarial que, em 2014, foi de 8,32% e o passivo do pagamento do Piso Salarial. Sobre o passivo (reivindicado pelo Sindicato desde a pauta apresentada em 2012), a Seplag afirmou que fará levantamento dos valores.
    mento, que deveria ter sido feito em fevereiro.

    Encaminhamento da reunião: a progressão será paga na folha de pagamento de julho (que o servidor recebe em agosto), e o retroativo na folha de pagamento de outubro (que o servidor recebe em novembro).

    3) Férias-prêmio

    Entenda o problema:

    Fruto do acordo de greve de 2010, o direito de gozar férias-prêmio foi retomado em 2011. Em 2012, nova Resolução organizou o direito de gozo deste direito. Após publicação de quem teria direito no 1° semestre de 2014, a Secretaria de Educação suspendeu o direito.

    Encaminhamento da reunião: a Seplag tinha a informação de que 2.647 professores e 1.551 servidores administrativos gozaram férias-prêmio. O Sindicato questionou a situação apresentada por que não ocorreu a revogação da suspensão feita pela SEE. Como as informações são diferentes, a Seplag se comprometeu a levantar a relação de servidores por Superintendência Regional de Ensino e a questão será discutida na reunião do dia 25 de junho.

    4) Concurso público

    O Sind-UTE/MG cobrou um cronograma para as nomeações do concurso em vigor e lembrou que, em 2013, muitas vagas simplesmente sumiram.

    De acordo com a Seplag, as nomeações foram suspensas em função de um levantamento que o Governo está fazendo a partir da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), sobre os efetivados pela Lei Complementar 100/07.

    A Seplag assumiu o compromisso de que, se o Governo não realizar as nomeações para as vagas divulgadas no edital até novembro, o atual concurso será prorrogado.

    Ainda ficou acertado o compromisso de elaborar um cronograma de nomeações no início do segundo semestre. Mesmo com o atual concurso vigente será necessário um novo concurso. Mas a Seplag afirmou ser necessário aguardar as orientações da Advocacia Geral do Estado para discutir esta questão com o Sindicato.



    ResponderExcluir
  41. 5) Situação dos servidores da Lei Complementar 100/07

    O Sind-UTE/MG cobrou resposta a vários questionamentos:

    a) Como ficarão as férias-prêmio que foram publicadas antes do julgamento do STF para os efetivados da LC 100/07.

    b) Como ficará o tempo de contribuição dos efetivados que passaram a ser regidos pelo Regime Geral de Previdência Social.

    c) Como ficará a situação de quem atualmente está em ajustamento funcional.

    d) Como ficará a situação dos servidores da LC 100/07 que, atualmente, estão em licença médica ou em tratamento de saúde pelo IPSEMG.

    e) Como ficará a situação dos servidores que tiveram progressão durante a LC 100/07? Essa progressão será contada para fins de nova designação?

    f) O tempo de LC 100 será levado em consideração como tempo de contrato para efeitos de designação?

    g) Como fica a situação dos diretores e vice-diretores que eram efetivados.

    h) Quem adquiriu o direito de aposentar após 01/04/14 (data da publicação da ata do julgamento do STF), não está conseguindo o afastamento preliminar à aposentadoria.

    i) A extensão de jornada de servidor efetivado está sendo cancelada.

    j) Necessidade de abrir novo período de inscrição para designação.

    k) Direito de pensão negado aos dependentes de servidor efetivado.

    Segundo a Seplag, todos os questionamentos apresentados pelo Sind-UTE/MG foram encaminhados à Advocacia Geral do Estado, para que a mesma possa orientar o Governo.

    A Seplag afirmou ainda que todos os direitos previdenciários estão garantidos até 01/04/14, e se comprometeu a fazer uma agenda específica para discutir as questões dos servidores efetivados. A proposta é que a primeira reunião ocorra em julho, já com algum posicionamento da Advocacia Geral do Estado.

    6) Organização do quadro da Secretaria de Estado da Educação

    O Sindicato apresentou a proposta (votada em Assembleia Estadual da categoria), de que o governo possibilite ao professor já nomeado, o direito de completar o cargo e a mudança de lotação, antes de um novo concurso.

    A Seplag concordou com a reivindicação. Ela fará um levantamento da situação para discutir uma proposta de cronograma no segundo semestre.

    7) Situação dos diretores das escolas estaduais com dois cargos obrigados a pagarem contribuição previdência do 2° cargo

    Questionamos novamente a situação dos diretores de escolas, que são obrigados a pagarem a contribuição previdenciária do segundo cargo. Para a Seplag não há como alterar a situação. O Sindicato analisará o que pode ser feito juridicamente.

    7) Direito de greve

    O
    Reivindicou que esta situação não continue e que os dias de paralisação/greve não sejam descontados nos salários e que os trabalhadores tenham o direito de negociar a reposição. Teremos resposta destas questões na próxima reunião, dia 25 de junho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. agora quem está querendo dar um jeitinho é o sind inutil?

      Excluir
  42. Secretária de Planejamento e Gestão confirma pagamento da progressão na folha de julho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que a secretária de Planejamento e Gestão , acha que ta fazendo alguma vantagem com isso? Isso nos é devido e estamos recebendo sem juros sem nada .

      Excluir
  43. Governo de Minas recebe representantes dos servidores da Educação
    WWW.EDUCACAO.MG.GOV.BR
    Visando o desenvolvimento da pessoa para o exercício da cidadania e do trabalho a Secretaria de Educação trabalha para garantir e promover a educação com a participação da sociedade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
  44. mandar e mail para o stf, pedindo para que no acórdão conste,uns jeitinhos para a ilegalidade,para com isso,tem é que fazer concurso sistematicamente,para separar cada vez mais o joio do trigo.

    ResponderExcluir
  45. esse anonimo de 14:18,não presta atenção não,ninguém vai dar confiança pra voce não,ve se cresce.

    ResponderExcluir
  46. SABE EULER, PUBLICAR UMAS ASNEIRAS COMO ESTAS DITAS PELO ANONIMO DE 14:18,PREJUDICAM A IMAGEM DO BLOG, QUE PALHAÇADA,SERÁ ALGUM EDUCADOR?É ASSIM QUE VOCE ENSINA AOS SEUS ALUNOS,VOCE ESTÁ QUERENDO PUXAR A BRASA PRA SARDINHA DE QUEM?ESSE ANONIMO ESTÁ LOUCO?

    ResponderExcluir
  47. Pobreza de espírito,eh minas gerais.

    ResponderExcluir
  48. é impressionante a mentalidade de alguns educadores,como este de 14:18, é coisa de brasileiro mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é por causa destas pessoas,é que temos de conviver com não professores,como enfermeiros,engenheiros,e etc.dando aula,os famosos bicudos da educação mineira.

      Excluir
    2. quando foi pego tonto e bebado,numa blitz no rio,aécio neves se recusou a fazer o teste do bafometro,se fosse em qualquer país do mundo,como disse Alexandre Garcia, ali terminaria a carreira politica de aécio,mas aqui é brasil.

      Excluir
  49. É realmente criou Lula e Dilma criou um piso salarial para os professores, só que ninguém recebeu esse piso! Será que adiantou alguma coisa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que adiantou! Os últimos ganhos salariais dos professores estaduais vieram da pressão da categoria, via sindicato, numa greve histórica de 112 dias reivindicando o pagamento do piso nacional. Antes disso o salário era de 850 reais. Não fosse a pressão pelo piso, estaria nesse nível ainda. Óbvio que ainda não é o ideal, nem mesmo o valor do piso hoje (1697 reais) atende à dignidade da mais importante categoria profissional, mas nem isso ganhamos no estado. Uma colega exonerou da educação porque passou num concurso do MPMG (de nível médio); lá, ganha 2800 mensais para atender telefone, função muito aquém da relevância de um professor.

      Excluir
    2. Se não tivesse a pedra psdb no caminho , teria adiantado muito , um exemplo grande são as escolas federais. Vai la ver o salário e a valorização dos profs.

      Excluir
  50. BLOG DO ROVAI

    Quem é essa turma do vai tomar no c…

    Por Renato Rovai
    junho 13, 2014 13:33
    Veja também

    PT e João Santana apostam que eleitor não quer arriscar o que já conquistou 3 14.mai
    O Eduardo Campos do final de 2012 e o presidenciável que se lançou ontem 10 15.abr
    Uma imagem: o brasileiro, a infância e a cela 5 22.fev
    O Brasil é um país complexo e muito difícil de explicar, mas a sua elite não. Ela é previsível e está sempre no mesmo lugar. As elites do mundo não costumam ser muito diferentes, mas a brasileira é das piores.

    Não à toa o Brasil foi o último país do planeta a acabar com a escravidão, não à toa somos um dos poucos países que só agora está vivendo um ciclo democrático de três décadas. Todos os outros nossos períodos de democracia duraram menos do que isso.

    Na época da escravidão, essa elite também tinha lado
    Na época da escravidão, essa elite também tinha lado

    E todas as ditaduras e a escravidão longínqua que tivemos são obras da nossa elite. Que se julga o Brasil. Que se acha a dona do país. Que é altamente corrupta, mas que faz de conta que o que lhe move na política é a defesa do interesse público.

    Os que xingaram Dilma na tarde de ontem de maneira patife e abjeta são os netos e bisnetos daqueles que torturam negros nas senzalas. São os filhos daqueles que apoiaram a tortura na ditadura militar. São os mesmos que há pouco fizeram de tudo para que não fosse aprovada a legislação da empregada doméstica e que nos seus almoços de domingo regados a champanhe francês e a vinho italiano sobem na mesa para gritar contra o Bolsa Família.

    Essa elite que xingou Dilma daquela maneira no Itaquerão sempre envergonhou o país. E ontem só aprontou mais uma. Não foi um ponto fora da curva no processo histórico. E também não foi nada inocente.

    Aécio Neves mais do que todos os outros candidatos que o PSDB já teve simboliza esse elite. É o típico bon-vivant, que nunca trabalhou na vida, que surfou até os 20 anos no Rio de Janeiro e que depois foi brincar de motocross até os 25 anos na montanhas de Minas Gerais, para só depois entrar na política e ir defender os interesses da família e de seu segmento social.

    Ontem, Aécio deu uma entrevista ao Globo onde atiçava seu eleitorado a sitiar a presidenta da República. E ao mesmo tempo milhares de panfletos eram distribuídos na entrada do Itaquerão associando o PT à corrupção. Pra criar o clima do ataque à presidenta.

    O mesmo Aécio que botou a polícia do Rio para invadir a casa de pessoas que ele suspeita estarem criticando-o na Internet. O mesmo Aécio que silenciou a imprensa de Minas Gerais e colocou-a de joelhos para os seus projetos pessoais.

    Quem xingou Dilma não foi nem um punhado de inocentes e nem a massa ignara. Foi o pedaço do Brasil que odeia o brasileiro.

    Para este pedaço do Brasil que é a cara de Aécio, tanto faz se o presidente é Dilma, Lula, José ou Maria. O que eles não aceitam e que o país não seja apenas um lugar para eles exercerem sua sanha dominadora.

    E por isso que o Bolsa Família, o aumento do salário mínimo, as políticas de cotas, a legislação da empregada doméstica e alguns outros programas sociais são tão abominados por essa gente. Eles querem que o povo morra de fome. Querem que o povo vá tomar naquele lugar. O xingamento não é para a presidenta. É para o Brasil que a elegeu. Porque na democracia desses patifes, o voto deles teria que valer mais do que o do sertanejo ou da mulher que luta pela sobrevivência dela e dos filhos nas periferias das grandes cidades.

    Os netos e bisnetos dos escravistas e os filhos dos que apoiaram a tortura na ditadura. É esse Brasil que nos envergonha do ponto de vista histórico que nos envergonhou ontem xingando uma presidenta legítima, uma chefe de Estado que tem atuado dentro dos limites da Constituição.

    Esse Brasil precisa ser derrotado mais uma vez. Porque se o projeto petista tem seus limites e poderia ser muito melhor, o desses caras é o que há de mais asqueroso. É o vai tomar no c.

    ResponderExcluir

  51. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/comentaristas-da-espn-mostram-insatisfacao-com-a-postura-dos-torcedores-na-partida-de-abertura-da-copa-do-mundo/

    ResponderExcluir
  52. 247
    Ex-presidente Lula (PT) criticou nesta sexta (13) o xingamento do qual a presidente Dilma Rousseff foi vítima durante a abertura da Copa do Mundo; ele disse que as ofensas demonstram "falta de respeito" com a presidente e que a "falta de educação" não tem relação com classe social; "Eu acho que a instituição Presidência da República, liderada por uma mulher, tem que ser respeitada. Eu vi alguns moleques gritarem no campo e não eram pobres que estava passando fome, que não tinha escola. Pelo contrário, parecia que que comiam demais e estudavam de menos porque perderam a vergonha e a falta de respeito com nossa presidente", afirmou

    ResponderExcluir
  53. 247/MÍDIA

    "É ESTA GENTE SEM EDUCAÇÃO QUE QUER ASSUMIR O PODER?"
    :
    Jornalista Laura Capriglione, que já foi editora-executiva da revista Veja, questiona as ofensas proferidas ontem contra a presidente Dilma Rousseff (PT) na abertura da Copa do Mundo; em seu blog no Yahoo, ela afirmou que os torcedores que xingaram a presidente "são os mesmos endinheirados que passaram os últimos anos dizendo que o estádio não sairia e que não haveria aeroportos"
    13 DE JUNHO DE 2014 ÀS 21:56

    247 - A jornalista Laura Capriglione, que já foi editora-executiva da revista Veja, questiona as ofensas proferidas ontem contra a presidente Dilma Rousseff (PT) na abertura da Copa do Mundo. Em seu blog no Yahoo (aqui), ela afirmou que os torcedores que xingaram a presidente "são os mesmos endinheirados que passaram os últimos anos dizendo que o estádio não sairia". "Saiu", opõe ela.

    "Há quem ache que o presidenciável Aécio Neves deve usar o linchamento verbal contra Dilma em seu horário eleitoral gratuito. Sabe de nada, inocente! Experimenta pôr a grosseria na campanha... Porque vaiar, tudo bem. Mas xingar assim é falta de educação demais, coisa de mal-agradecido traíra. E isso não se perdoa. Os marqueteiros tucanos têm de ensinar ao seu eleitorado um pouco mais de polidez. Nem que seja para aparecer na TV", diz.



    “Isso, se a senhora me permite, eu não admito”, protestou o ajudante de pedreiro Afonso de Medeiros, 48 anos, negro, evangélico, ex-dependente químico, morador na Favela do Moinho, centro de São Paulo. O homem se referia aos xingamentos contra a presidente Dilma Rousseff, durante o jogo de abertura da Copa do Mundo, no estádio de Itaquera.

    “Ei, Dilma! Vai tomar no cu.”

    O grito nasceu na ala vip e tomou a Arena Corinthians. Entre os mais entusiasmados estava a colunista social do jornal “O Estado de S.Paulo", que deve ter achado muito fina, elegante e sincera a modalidade de protesto. Mas é isso que é a gente que diz que quer tomar o poder?

    “Isso não se faz com uma mulher, nunca”, disse o pedreiro Medeiros, que assistia ao jogo em pé, diante da televisão instalada no Bar do Grappite, logo na entrada da favela. “É covardia.”

    E olha que a favela do Moinho era no dia do jogo um reduto de manifestantes anti-Copa. Os “vândalos” que denunciaram os gastos excessivos com a construção de estádios escolheram a favela para assistir juntos ao jogo. Democraticamente, dividiram com torcedores fanáticos de Neymar, Fred e Oscar o chão de terra batida do Moinho (chama-se assim porque ali funcionou um antigo moinho das Indústrias Matarazzo).

    Os anti-Copa, entretanto, não chegavam aos pés dos vips do estádio de Itaquera no quesito vandalismo verbal. Um garoto vestido com a camisa da Croácia, por exemplo, comemorou o gol adversário com uma adaptação do bordão “Não vai ter Copa”. Virou “Não vai ter hexa!” Foi abraçado entusiasticamente pelos demais e ficou nisso.

    “Eu sou feminista, véi. Comigo não tem essa de xingar mulher, mesmo que ela seja a presidente! A gente já é xingada demais na vida: de puta, baranga, gorda, sapatona, malcomida, burra”, explicou uma ativista que havia participado de protestos naquela tarde.

    Dilma sabia que ia pro sacrifício. Quem tem dinheiro para comprar os cobiçados ingressos Fifa não é o brasileiro que costuma frequentar estádio (na porta, cambistas ofereciam os últimos tickets por até R$ 2.000).

    São os mesmos endinheirados que passaram os últimos anos dizendo que o estádio não sairia. Saiu.

    Que não haveria aeroportos pros gringos aterrissarem. Houve.

    O jornal da colunista até publicou que haveria ataques do PCC na abertura. E necas.

    Eles têm de estar revoltados mesmo: muita contrariedade. O PT fundiu-lhes a cabeça.

    O jeito foi extravasar nos moldes odientos consagrados pelas redes sociais.

    “Ei, Dilma! Vai tomar no cu.”

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que isso foi a minha experiência como professor marcada por intrigas, ofensas desse tipo por alunos, sendo vigiado por tudo e por todos até pela polícia. E olhe que sou pobre e negro! Aguentei e aguento esses idiotas que estavam doidinhos para que eu caísse fora da educação.

      E ainda falam que o Brasil não é um país racista.

      Excluir
  54. (...)
    Há quem ache que o presidenciável Aécio Neves deve usar o linchamento verbal contra Dilma em seu horário eleitoral gratuito. Sabe de nada, inocente!

    Experimenta pôr a grosseria na campanha... Porque vaiar, tudo bem. Mas xingar assim é falta de educação demais, coisa de mal-agradecido traíra. E isso não se perdoa.

    Os marqueteiros tucanos têm de ensinar ao seu eleitorado um pouco mais de polidez. Nem que seja para aparecer na TV.

    ResponderExcluir
  55. Desmascarando a manipulação da Globo e da Folha de São Paulo.
    Patrocinado · Editado ·
    Comentário brilhante do Juca Kfouri sobre as vaias contra a presidente Dilma na abertura da copa:
    “Era a torcida da balada, era a elite branca. Se você conversar com os voluntários e funcionários do estádio, como eu fiz no final do jogo, você verá que 95% deles não gostaram nenhum pouco dos xingamentos à presidenta. (...)
    “ Será que esse xingamento é o exemplo que eles dariam para seus filhos, é a lição de educação para eles, de democracia? O curioso é que isso veio de uma cidade que nunca teve coragem de fazer isso com Paulo Maluf, por exemplo.”
    Link para o vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=rS40ZZuYnQs

    ResponderExcluir
  56. O sindicato está perguntando sobre a situação dos diretores e vices da lei 100. Não entendi a pergunta. A lei caiu e com ela todos os efetivados. Acho que lamentavelmente o governo encontrará um jeitinho carinhoso de mantê-los nos cargos.

    ResponderExcluir