domingo, 22 de junho de 2014

A alegria da Copa venceu o pessimismo da mídia tucana e golpista. Agora é a vez da esperança vencer o ódio


O rosto de alegria e de esperança da catadora de BH...


...O rosto de ódio ao Brasil da mídia tucana.


A Copa do Mundo, tão criticada pela mídia tucana e outras vozes do caos, está sendo um sucesso. Estádios lotados, muitos gols, ruas e praças tomadas por torcidas de vários povos do mundo inteiro, numa confraternização belíssima. Um verdadeiro encontro de culturas, na paz, no amor, na alegria. Não fosse a mídia de mau agouro, que desejou e torceu pelo fracasso da Copa do Mundo no Brasil o tempo todo, e este megaevento teria atraído um número ainda maior de turistas.

Os primeiros dados em relação ao retorno pela realização da copa indicam que um milhão de novos empregos foram criados somente na área do turismo. Além das obras de mobilidade urbana - brts, aeroportos, metrôs - e dos novos estádios, que serão palco de mil utilidades, o mais importante mesmo, o principal legado da Copa é o encontro de culturas, de pessoas de diversas regiões do mundo. E como a copa está acontecendo no Brasil, é natural que o rico patrimônio cultural brasileiro - da ecologia, da gastronomia, das artes, dos costumes, das tradições, da generosidade em receber bem aos turistas - se destaque e seja revelado para toda a humanidade. Somente por este aspecto já teria valido a pena a realização da Copa no Brasil.

Mas, as aves de mau agouro ficam torcendo para que algo dê errado. Deram o maior destaque para os black blocs e as quebradeiras de vitrines que aconteceram em algumas capitais. Estou convencido de que estes grupos de jovens, alguns deles, são idealistas usados como inocentes úteis da direita golpista. É bem provável que haja infiltração da direita, e até da CIA - por que não? - já que estes grupos não representam nenhum movimento social, agem com o rosto mascarado, não têm proposta a reivindicar, e simplesmente quebram meia dúzia de vitrines como se isso pudesse resolver algum problema.

Pelo contrário, eles estão fornecendo combustível para a direita golpista e para setores conservadores da sociedade brasileira, que pedem mais repressão, mais polícia armada, mais ditadura, e menos democracia. Ou seja, estes grupos, ainda que tenham as melhores intenções do mundo, estão sendo usados pela direita como istrumento de propaganda das piores causas. Se sonham em fazer revolução, estão conseguindo na verdade intimidar os movimentos sociais, as pessoas comuns, e a ajudar aos golpistas de plantão.

Sou totalmente a favor dos movimentos sociais, das lutas dos sem-terra, dos sem-teto, dos assalariados de todo o país quando entram em greve, dos diversos movimentos reivindicatórios, enfim. A essência de uma real democracia está nas ruas, na mobilização popular, nas lutas cotidianas. Sempre participei e apoiei as greves dos educadores e também de outras categorias. Participei da luta pelas diretas em 1984, quando milhões de brasileiros ocuparam as ruas de forma pacífica para derrubar o regime civil-militar implantado com o golpe de 1964. Uma coisa, contudo, é reivindicar direitos, lutar por novas conquistas, de forma coletiva ou individual, apresentando as propostas e pressionando os poderes constituídos de forma legítima. Outra coisa, muito diferente, é quebrar por quebrar, em ações isoladas ou de pequenos grupos, de um modo que se assemelha ao fascismo, que age exatamente assim, como meio de intimidar a sociedade. Não compactuo com este tipo de atitude, que representa um desserviço às lutas sociais, que são as únicas que podem provocar reais conquistas e avanços para os de baixo.

E o Brasil atual, com todas as limitações que conhecemos, permite que as lutas aconteçam de forma legítima, pacífica, que os trabalhadores se organizem livremente, que as pessoas nas comunidades façam seus legítimos protestos e que aconteça um amplo debate inclusive nas redes sociais. Vivemos numa democracia, ainda que limitada pelo monopólio golpista da mídia e por instituições que precisam sofrer mudanças. Mas, mesmo assim, há espaço para a organização e para a luta democrática, não havendo necessidade de se forjar "vanguardas" distanciadas do povo, que se autoproclamem porta-vozes da população. Quem faz isso é a mídia golpista, que não recebeu um voto sequer e se julga no direito de entrar nas casas das pessoas e selecionar o que é certo e o que é errado, sem ouvir as pessoas.

É preciso que estejamos atentos e tomemos os cuidados necessários. Principalmente na conjuntura atual, que tem um governo federal progressista, com políticas públicas claramente em favor dos de baixo, apesar das concessões feitas aos de cima; um governo, como o de Lula e Dilma, atacado dia e noite pela mídia tucana e golpista, que não aceita conviver com as conquistas dos de baixo e por isso despeja e semeia ódio, caos, torce para o fracasso de tudo, como aconteceu com a copa do mundo, e que somente agora, quando não há como detonar a copa, é que estas aves de mau agouro mudam de lado, até porque ganham muito dinheiro com a copa, mas continuam torcendo para que tudo dê errado. São infelizes, e não aceitam a felicidade alheia.

A Copa trouxe, de forma indireta, inclusive o renascer dos protestos de rua no Brasil, já que a esquerda mais ligada ao PT estava acomodada, e a direita, claro, não tem povo, a não ser a massa cheirosa recalcada, a classe média alta que não consegue mais pagar a empregada doméstica com salários reajustados anualmente acima da inflação e todos os direitos trabalhistas garantidos. Essa classe média alta ressentida, incomodada em ter que partilhar espaços nas ruas com tantos carros, ou nos aeroportos com tanta gente do povão, ou nos shoppings centeres com gente de toda cor, de todas as camadas sociais. Eles não toleram isso. Para eles, o Brasil teria que ser eternamente a Casa Grande de meia dúzia de privilegiados e a senzala de milhões de excluídos, mal tratados, morando em favelas ou nas ruas, sem quaisquer direitos.

Em função dos protestos legítimos durante os preparativos da copa do mundo, vários temas foram reabertos e houve conquistas. Ao contrário dos governos tucanos, que só sabem reprimir e manipular através da mídia, o governo Dilma não se intimidou com as manifestações legítimas de junho de 2013. Foi para TV dizer que reconhece e respeita a importância das manifestações e que queria dialogar com os diversos movimentos sociais envolvidos. Agiu como chefe de estado sensível às demandas colocadas pela população em luta. Recebeu em seu gabinete representantes de vários movimentos. Desses encontros e dessa pressão popular resultou o programa Mais Médicos, que trouxe 14 mil médicos de fora, principalmente de Cuba, para atender em locais onde os médicos brasileiros não querem atender. Um direito deles, claro, mas também era um dever da chefe da Nação procurar alternativas para as pessoas desassistidas. Foi o que Dilma fez. Não hesitou. Mulher de coração valente é assim: enfrenta os de cima, que foram contrários ao Mais Médicos, como foram contrários ao Bolsa Família, como são contrários a quaisquer avanços sociais em favor dos de baixo.

Agora mesmo essa gente da direita golpista, tucana, e sua mídia, está boicontando o governo no congresso nacional, porque a presidenta Dilma baixou um decreto que regulamenta a questão dos conselhos de controle social. Nada mais democrático, que abre a possibilidade de uma maior participação popular na formulação das políticas públicas. Não substitui o parlamento, nem qualquer outro poder constituído, mas mesmo assim é atacado pela direita golpista com sua mídia vendida, como se Dilma tivesse criando uma espécie de conselho comunista aqui no Brasil (antes fosse, mas não é). Nada mais ridículo do que essa mídia conservadora, atrasada, mal informada, como é o caso de vários jornalistas, editores e colunistas da Globo, da Itatiaia, da Band, dos jornais Estado de Minas, Estadão, Folha de São Paulo, além da revista Veja, expressão do que há  de mais atrasado e de direita no Brasil. Vejo a opinião destes "jornalistas" (aspas, com as devidas exceções) e fico indignado com a ignorância e má-fé, às vezes.

A Veja criou anti-brasileiros, como o jornalista Mainardi e outros, que agora estão apanhando das mulheres em seus programas. Estou achando ótimo isso, dando  gargalhadas aqui no meu bunker. Primeiro, foi a vez da empresária Luiza Trajano, dona do Magazine Luiza, que puxou a orelha de Mainardi no Programa direitoso Manhattan Connection, da Globonews. Ela corrigiu Mainardi, dizendo que ele estava mal informado sobre o Brasil, e ficou de mandar e-mail para ele dando as informações corretas. Foi humilhante para um jornalista tão venerado pela direita mais atrasada do Brasil ser corrigido assim, ao vivo e em cores, por uma empresária que aposta no Brasil, que ganha dinheiro no Brasil e reconhece isso, enaltecendo as coisas boas do país. Ao contrário de alguns jornalistas da Globo que não vivem no Brasil, ganham dinheiro de patrocinadores que se enriquecem com o Brasil e que se dedicam exclusivamente a falar mal do Brasil.

Depois da empresária Luiza, foi a vez da jornalista Silvia Salek, diretora de redação da BBC Brasil. Com elegância, simpatia, beleza e ética, deu umas boas chineladas no Lucas Mendes e no Mainardi, no tal programa da Globonews. Ela demonstrou que a mídia brasileira tem se dedicado à divulgação de notícias negativas sobre o Brasil, e que era preciso mais equilíbrio. Lucas Mendes, imbecilizado, tentou ironizar, passando a bola para o colega dele, Mainardi, que tem cara de ódio estampada (até parece um pouco com o candidato dos tucanos, reparem), e que não vive no Brasil e se dedica a falar mal do país. Mainardi tentou arrancar da elegante e competente jornalista alguma coisa contra o país, dizendo que na Inglaterra ninguém se interessava pelo Brasil. Ouviu dela um outro olhar: o Brasil, sobretudo após o governo Lula, desperta cada vez mais o interesse dos ingleses, seja na academia ou em outros setores. Todo mundo lá fora quer saber sobre o Brasil, muitos empresários investem hoje no Brasil, que só não tem uma imagem melhor por conta da propaganda que a mídia golpista faz contra o país 24 horas por dia.

Existe hoje um grupo de babacas que não mora mais no Brasil, mas que ganha muito dinheiro com o suor do povo brasileiro, e que se dedica a falar mal do Brasil. Principalmente por causa dos governos Lula e Dilma. Eles odeiam o povão pobre, são parte de uma pseudo elite atrasadíssima, recalcada, frustrada, mal amada e infeliz, porque o mundo dessas pessoas está desabando, enquanto um outro mundo vai surgindo. É o mundo da maioria que sempre foi excluída, e que cada vez cobra mais espaços, novas conquistas, novos direitos. Agora, durante a Copa do Mundo, os turistas estrangeiros estão encantados com o Brasil que a mídia interna e externa escondeu. Muitos querem ficar aqui, pois descobriram no povo brasileiro, apesar do envenamento feito pela mídia diariamente, uma beleza que não se encontra facilmente em outra parte do mundo. Viva o Brasil dos de baixo!

É fato que o Brasil não é um paraíso. Nenhum país é perfeito ou não tem problemas. Mas, o Brasil tem tanta coisa boa, tantas possibilidades, e agora com os governos Lula e Dilma, mais sensíveis com os problemas sociais, o Brasil tem tudo para ser um dos melhores países do mundo. Já é uma potência econômica, caminhando para ser o sexto ou quinto maior PIB do mundo. Mas, claro que precisa avançar ainda mais na questão social, reduzir as diferenças, as desigualdades, melhorar na questão da mobilidade urbana, na qualidade da Educação básica, da saúde pública - um dos poucos países do mundo que oferece um sistema universal e gratuito de saúde como o SUS é o Brasil, sabiam? Neste quesito, só perde para Cuba.

O Brasil, ou melhor, o governo Dilma e Lula, está desenvolvendo uma política de habitação, que com todos os problemas, já é o maior programa de moradia própria subsidiada da América Latina. São quase dois milhões de casas construídas nas duas primeiras etapas do programa. E agora vem a terceira etapa, que prevê mais três milhões de novas casas populares, com maior destaque para as famílias de baixa renda. No ensino superior e no ensino técnico, antes privilégios de poucos, ocorre a ampliação de vagas nas escolas para milhões de brasileiros. Não estuda hoje quem não quer. No meu tempo de juventude não era assim. Ter diploma universitário era a coisa mais difícil e cara do mundo. As universidades federais eram locais reservados para os filhos da burguesia e da classe média alta, que podiam pagar escolas particulares e cursinhos de pré-vestibular. Pobre ou estudante de escola pública, nem pensar. Tinham que trabalhar duro para pagar uma faculdade particular.

Hoje, com as corretíssimas políticas de cotas, para negros, para estudantes das escolas públicas (os melhores estudantes, diga-se), e com o Prouni, e com o Fies melhorado, e com o Enem melhorado, são milhões de brasileiros, incluindo as pessoas de baixa renda, que têm acesso ao ensino superior. E têm acesso também ao ensino técnico e profissionalizante, igualmente ampliado e melhorado. Falta agora investir mais no ensino básico, tirar das mãos dos governos estaduais a responsabilidade pela folha de pagamento dos trabalhadores da educação, criar um plano de carreira nacional, um salário decente e condições adequadas de trabalho para os educadores. Nas mãos de governos como os tucanos de Minas, os professores ganharão eternamente dois salários mínimos de remuneração total. Um desestímulo para a carreira dos educadores, um convite ao abandono da carreira, ou ao tratamento da importante atividade do magistério como bico, algo passageiro. O governo dos tucanos trouxe a infelicidade e a desunião para os profissionais da Educação de Minas. Não há nenhum professor que esteja satisfeito com sua profissão em Minas Gerais. É este o legado do governo dos tucanos em Minas. Mas, na mídia, Minas tem a melhor educação da galáxia.

Então é isso, pessoal, estamos em pleno ritmo de copa, com as manifestações legítimas acontecendo, mas especialmente com as manifestações de alegria e de confraternização entre diferentes povos acontecendo. É verdade que alguns governos estaduais passaram das contas na repressão aos movimentos de protesto e merecem o nosso repúdio e crítica. Há casos curiosos, como o governo de SP. Num primeiro momento, permitiu que os black blocs aprontassem, quebrando as vitrines, carros, etc. Agora, o governo de São Paulo vem com o discurso de que vai mudar de estratégia. Ou seja, preparou o terreno para baixar o cacete, reprimir e reprimir, provalmente com apoio da mídia e de parte da população, que nem sempre se dá conta das jogadas dos governos. Moral da história: os garotos mascarados, ainda que bem intencionados, foram ou não usados pelo governo de SP para justificar futuras repressões em massa contra outros movimentos?

A esquerda mais radical tem todo direito de propor algo diferente para a população. Tem direito de lutar por outra forma de governo e não precisa pedir licença para sonhar ou preparar outro tipo de sociedade. Eu já fiz ou tentei fazer isso durante muitos anos, claro que combatendo os anos finais da ditadura civil-militar, ou os governos neoliberais. É diferente agora, quando temos um governo progressista, comprometido com políticas sociais em favor dos de baixo; comprometido com políticas externas de não-alinhamento ao imperialismo norte-americano, no momento em que este império está em  crise, está raivoso, e aposta na divisão interna e no caos dos demais países. Vejam o que os EUA fizeram com o Iraque e com a Líbia. Vejam o que está acontecendo hoje em vários países europeus. A esquerda mais radical precisa ser mais inteligente e não contribuir com os ataques da direita. Ataques às conquistas democráticas, ainda que frágeis, mas importantes para novos avanços.

Nada de retrocesso, pessoal, é preciso avançar nas conquistas. O discurso de que "é tudo a mesma coisa", de que vai votar nulo porque são todos iguais, hoje, na realidade em que vivemos, contribui para a ascensão da direita golpista. Foi este discurso que contribuiu para a ascensão nazista na Europa. E agora, quando temos um governo federal sensível às pressões populares, com uma história de ligação com os movimentos sociais, dizer que este governo é a mesma coisa que os governos tucanos, claramente ligados aos grupos de rapinas nacionais e internacionais, à mídia golpista e a tudo de ruim que este país já conheceu, aí é demais, né pessoal.

Não tenho o menor receio em apoiar a reeleição da presidenta Dilma, com plena liberdade para criticar o que achar que deva criticar. Não sou militante do PT, nem de nenhum outro partido. Não recebo um centavo sequer para defender a reeleição da presidenta Dilma, mas tenho bom senso para saber identificar, na conjuntura atual, o que é melhor para a maioria pobre da população brasileira, e diferenciar aquilo que coloca em risco os avanços obtidos com muita luta pelos de baixo. O Brasil e a população mais pobre experimentaram 11 anos de políticas de pleno emprego, de baixa inflação, de aumentos reais nos salários, de consumo de massa, de políticas de proteção social, ao invés dos anos de recessão, desemprego, juros nas estrelas, o país quebrando todo dia, a privitização de tudo, que caracterizaram os governos tucanos. Quem quer voltar para este retrocesso? Votar nulo, nesta conjuntura, é apostar no caos e no ódio, tal como faz a mídia tucana. Ao invés disso, é hora de apostar na esperança de um Brasil ainda melhor para os de baixo.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

                            ***


Sugestões de consulta na Internet:

- Blog Viomundo
- Jornal GGN
- Diário do Centro do Mundo
- Blog Escrevinhador
- Blog do Miro
- Blog do Mello
- Revista Forum
- Blog O Cafezinho
- Blog Cloaca News
- Blog Conversa Afiada
- Blog Tijolaço
- Blog Socialista Morena
 

- Blog Maria Fro    
- Blog da Cidadania
- Carta Capital
- Telesur ao vivo

- TV NBR (do governo Federal)
- Portal EBC


177 comentários:

  1. Eu voto PT para deputado estadual, federal, governador e em Dilma. Os demotucanos destruíram nossa Minas e nossa carreira de servidores estaduais. Tem muito servidor da educação fazendo bico para poder sobreviver. Este é o país que queremos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sou PT em todos os níveis.

      Excluir
    2. Eu antes de votar no PT, voto no ÚNICO partido que tem políticas sociais.Este partido é o PT, então voto PT!
      O pior é que tem gente politicamente analfabeta que não enxerga isto! Caramba!!!!

      Excluir
    3. Ainda bem que você falou que você é PT. Deus me livre deste partido.

      Excluir
    4. sou servidor público e tenho nojo do pt

      Excluir
    5. Sou menos politizada. Não voto no partido . Voto nos candidatos. E não voto em Aécio. Eca... Cruz credo...

      Excluir
    6. TUDO FARINHA DO MESMO SACO..

      Excluir
    7. É mais confortável pensar assim!!!

      Excluir
    8. EU SOU AÉCIO E LEVO MUITA GENTE COMIGO. FORA DILMA

      Excluir
    9. Alessandro Professor de Matemática23 de junho de 2014 21:57

      Parabens para vcs todos gostam de sofrer ou talvez vivem no mundo da fantasia deles

      Excluir
    10. Dilma, para continuar as políticas sociais que valoriza a classe mais necessitada desse país.

      Excluir
    11. JAMAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  2. Não adianta ódio, nem choro, nem vela! Pra quê? Depois que Lula tomou entre os braços esse Brasilzão , ele adotou todos os pobres. Deu vida quem já tinha perdido as esperanças de viver. Deu calor, quem muito sentia frio, e entregou seu legado para Dilma. E a atual presidenta Dilma continua com o valioso trabalho de Lula, a resgatar o país da miséria. Deus é justo e fiel. E ninguém vai jogar os de baixo do nosso País na lata de lixo, mas ninguém! Fique firme, Dilma...não se amedronte com as mentiras. Nós continuamos acreditando em você, porque sempre, no nosso meio, prevalece a verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o fator previdenciário que só dependeu dele?

      Excluir
    2. numa canetada FHC, criou o fator previdenciário, numa canetada também dilma ou lula poderiam ter acabado com ele,por isso também é que voto nulo.

      Excluir
  3. Muito bem Euler.Tomar posição é muito bom.Nosso país precisa de pessoas assim.Mesmo sem ganhar nada sem ser partidário .Você fala a verdade baseada em fatos reais.Só não vê quem não quer.Teu texto focou nuito bem o Brasil real.Não o Brasil que a mídia golpista retrata de acordo com sua conveniência.

    ResponderExcluir
  4. ALERTA...

    Neoliberalismo pode recorrer a regime autoritário no Brasil
    por Flavio Lyra(*), em seu blog, sugerido pelo Paulo Metri

    A análise da realidade econômica e política da sociedade brasileira na atual fase mostra que as forças políticas que disputarão o controle do aparato estatal nas próximas eleições estarão divididas em torno de duas alternativas de condução do processo de desenvolvimento do país.
    A alternativa que os candidatos de oposição estão em condições de levar adiante, não inteiramente reveladas em seus discursos, afigura-se como a mais nefasta possível para a maioria da população, pois baseia-se em medidas de austeridade que reduzam os gastos sociais do governo e no fortalecimento do papel do mercado na condução do processo de desenvolvimento.
    O RECEITUÁRIO TUCANO PARA O BRASIL
    O receituário neoliberal em que se baseiam as propostas dos opositores nada mais são do que a reprodução das fórmulas que levaram à profunda crise que tem afetado tanto os países centrais quanto os mais frágeis da União Europeia, acarretando a deterioração das condições de vida e dos níveis de emprego.
    Os candidatos da oposição, pelos compromissos que os ligam à elite empresarial e aos segmentos mais conservadores da sociedade, não se propõem a realizar mudanças de fundo nas instituições econômicas e políticas do país, mas apenas a reforçar os aspectos mais nocivos da atual política econômica, em sua visão de curto-prazo, centrada na proteção dos interesses dos mercados financeiros nacional e internacional e na suposição de que o mero crescimento do PIB contribuirá para solucionar os graves problemas sociais do país.
    Os desequilíbrios na área econômica que vem se acentuando decorrem do conflito entre o estado liberal dominante em nossas instituições políticas e econômicas e a forte presença no governo de forças populares que buscam impulsionar mudanças na direção de um estado de bem-estar social.
    As forças políticas que defendem retorno ao estado liberal, diante do avanço das forças que buscam consolidar um estado de bem-estar social representam potencialmente um perigo para a democracia no país, pois poderão convergir para promover o retorno a um regime autoritário, de corte fascista, aliando-se a movimentos de direita que continuam muito vivos na sociedade brasileira.
    Por sua vez, as forças políticas ligadas ao estado de bem-estar social, para sua consolidação, vão requerer de grandes mudanças nas instituições econômicas e políticas do país.
    Tais mudanças passam por reformas que fortaleçam a representação política, incluindo a instituição de mecanismos amplos e eficazes no campo da participação direta da população no processo político.
    As opções estão dadas. Não nos iludamos imaginando que é indiferente escolher qualquer um dos candidatos que aí estão. Os votos nas próximas eleições vão ser determinantes para os rumos do Brasil nas próximas décadas.
    Se as forças políticas de centro-esquerda que estão à frente do governo não têm sido capazes de liderar todas as mudanças que o povo está a demandar, pior será se o poder voltar às mãos da elite empresarial e oligárquica que vê o povo como mero instrumento de acumulação de riqueza, mesmo que às custas de uma submissão crescente ao capitalismo destrutivo das grandes corporações.
    Corporações essas que lutam dia e noite para estender seus tentáculos a todos recantos da terra, condenando os povos a viver em estado de guerra permanente, a destruir seus recursos naturais para fomentar um consumo inconsequente, a manter vastos segmentos da população desempregados e submetidos à miséria. Tudo isto, em nome do proveito de minorias que concentram o poder e riqueza em suas mãos.
    (*) Economista. Cursou o doutorado de economia da UNICAMP. Ex-técnico do IPEA

    ResponderExcluir
  5. Fato em Foco
    PRIMEIRA PÁGINAPODCASTFALE CONOSCO

    18 DE JUNHO DE 2014
    Imprensa internacional classifica Copa no Brasil como a melhor da história
    Ouvir (08:35) Adicionar à minha playlist Baixar Embed

    Torcida brasileira celebra vitória do Brasil contra a Croácia, por 3 a 1, no dia 12 de junho de 2014.
    Torcida brasileira celebra vitória do Brasil contra a Croácia, por 3 a 1, no dia 12 de junho de 2014.
    REUTERS/Siphiwe Sibeko
    Daniella Franco
    Uma semana após o começo da Copa do Mundo, a imprensa internacional é só elogios para o Brasil. Alguns jornais já chegam até mesmo a sugerir que este Mundial é o melhor de todos os tempos. A cordialidade dos brasileiros aliada à boa qualidade dos jogos parece ter apagado da memória o pessimismo que pairava há até uma semana, quando teve início o evento.
    Para escutar a reportagem completa, clique no botão "Ouvir"

    Apesar de alguns percalços, a organização conseguiu superar as expectativas extremamente negativas antes do início desta Copa. Os elogios da imprensa internacional invadiram as redes sociais nos últimos dias e fizeram coro com a empolgação dos jogadores e dos torcedores brasileiros e estrangeiros.

    Para o site inglês do Yahoo, os principais pontos positivos do Mundial de 2014 são o grande número de gols, os resultados surpreendentes (como Holanda 5 x 1 Espanha) e grandes nomes do futebol atual em campo. “Essa é uma Copa do Mundo para a qual todas as equipes campeãs em Mundiais se classificaram, então há grandes jogos. Já na primeira rodada, tivemos Portugal e Alemanha, Itália e Inglaterra, que são clássicos. Além disso, as equipes estão sendo mais ofensivas em campo, o que faz com que a média de gols seja alta”, explica André Malinoski, editor de Esporte do jornal O Sul, de Porto Alegre.

    O portal Yahoo também lembra que o evento é realizado no “país do futebol” e que as redes sociais estão recheadas de elogios ao Brasil, aos brasileiros e à Copa – o que reforçaria a ideia de que este é realmente o melhor Mundial da história. “Os 'gringos' são muito bem acolhidos aqui. Todo mundo quer vê-los, falar com eles, ajudá-los: isso eu acho que é o que fica muito marcado e que os estrangeiros notam”, diz a torcedora gaúcha e estudante de arquitetura Lúcia Scorza Baltar.

    Torcida brasileira

    O jornal americano New York Times chegou a fazer um vídeo com as comemorações da torcida brasileira em diversos cantos do país. As celebrações dos torcedores brasileiros, aliás, vêm se tornando um capítulo à parte nesta Copa.

    Além de fazerem muito barulho e comemorarem com muita empolgação os gols da Seleção, os brasileiros também “adotam” as equipes mais fracas durante os jogos. “Na Copa não há esse clima hostil dos jogos dos campeonatos regionais e nacionais. No Beira-Rio, os porto-alegrenses torceram muito para Honduras”, diz o chefe de cozinha Rodrigo Marques Orlandi, que esteve no primeiro jogo do Mundial em Porto Alegre, França 3 x 0 Honduras.

    Longo caminho a percorrer

    A BBC News se pergunta se o Brasil provou o contrário para quem duvidava do sucesso da Copa. “Sim e não”, diz o correspondente Wyre Davies, ressaltando o término das obras nos estádios no dia do início do evento, os aeroportos ainda inacabados e a brutalidade que a polícia vem utilizando contra os manifestantes, apesar da promessa do governo brasileiro sobre o fim das violências nos protestos contra o evento. "Ainda há um longo caminho a percorrer", diz o britânico.

    Para o jornalista esportivo Pedro Só, ainda é muito cedo para se avaliar o desempenho da Copa do Mundo no Brasil. "Eu acho prematuro e apressado estabelecer superlativos e já ter uma reação tão positiva do Mundial. Ainda vamos ter mais coisas erradas nesta Copa, como os hinos nacionais que não foram tocados no jogo França x Honduras, em Porto Alegre. Então, não é o momento de se comemorar nada ainda", avalia.(...)

    ResponderExcluir
  6. Nem Aécio, nem Dilma . Votaremos NULO, minha família e eu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Xô, tucanalha... Aproveite que o dólar está em franca queda e ADEUS.Leve juntos todos os urubólogos da cara quebrada... O BRASIL está bombando!!!

      Excluir
    2. OS PROFESSORES JAMAIS DEVERIAM VOTAR NO PSDB.

      Excluir
    3. O SEU SALÁRIO DE PROFESSOR TAMBÉM ESTÁ BOMBANDO,OU VOCE ESTÁ NA EUFORIA DE UMA COPA DO MUNDO?POR ACASO VOCE É PROFESSOR?

      Excluir
    4. Anônimo23 de junho de 2014 07:17, o meu salário quem paga é o psdbosta e deve ser pior que o seu pois você tem coragem de defender esses UDNistas escravagistas que eu odeio. Quem paga meu salário não é o BRASIL, para não dizer Dilma e sim MINAS GERAIS, para não dizer Ah é sim, que está em péssimas mãos. Tucano é ave de rapina que rouba ovos e filhotinhos recem nascidos em ninhos alheios e AÉCIO significa AVE DE RAPINA no grego e que rapinou nossos direitos adquiridos e o nosso Piso. Esse fulano nasceu naquela famiglia para rapelar tudo que era do tal avô: Até a caneta que o Getúlio Vargas escreveu a carta e "suicidaram" ele, que depois de ter havido sido suicidado "deu de presente" ao vovozinho foi parar no bolso da camisa do netinho Ah, é sim. Detalhe: Caneta em ouro cravejada de brilhantes, esmeraldas e rubis...Que Getúlio Vargas, com as graças de Deus, afaste esse fulano aécin e sua marfia do nosso caminho, amém.
      Anônimo22 de junho de 2014 17:34

      Excluir
  7. “Sucesso incrível” da Copa (by The New York Times) melhora aprovação de Dilma
    Posted by eduguim on 22/06/14 • Categorized as Reportagem

    Buzz ThisPost to Google BuzzBookmark this on DeliciousBookmark this on DiggShare on FriendFeedShare on FacebookShare on LinkedIn

    No primeiro caderno da última edição dominical da Folha de São Paulo (22/6), uma matéria surpreendente: “Prenúncio de que a Copa seria o fim do mundo não aguentou 3 dias”. Assinada pelo colunista Nelson de Sá, a matéria surpreende qualquer um que lê a imprensa brasileira por ter “empurrado” para a imprensa estrangeira um pecado da imprensa brasileira. O colunista atribui à imprensa estrangeira as previsões negativas sobre a Copa no Brasil.

    O caradurismo não é só desse jornalista, mas do próprio jornal – um mea-culpa sobre a cobertura da organização da Copa de 2014 seria imperativo diante daquela que, de fato, está sendo a “Copa das Copas”. E não só pela boa organização do evento, mas pelo que se vê em campo.

    A infraestrutura tem funcionado tão bem quanto a que seria esperável em qualquer país do dito “Primeiro Mundo”, os jogos são emocionantes, o nível técnico tem sido altíssimo, o futebol latino-americano vai se impondo sobre o do resto do mundo, levando incontáveis nações das Américas a um verdadeiro orgasmo desportivo.

    Eis o que ninguém previu. Ou melhor, eis o que aqueles que previram não puderam dizer devido a uma literal censura da grande imprensa a qualquer ponderação sobre os exageros que estavam sendo cometidos pela imprensa e por partidos de oposição de direita e de esquerda, os quais enganaram os brasileiros com afirmações falsas sobre o financiamento da Copa e sobre problemas corriqueiros em qualquer grande evento.

    Como foi previsto neste blog por incontáveis vezes, os profetas do apocalipse deram com os burros n’água. Aqui sempre foi dito que a Copa começaria, tudo estaria pronto e funcionando e que os que previam o contrário ficariam com a brocha na mão.

    Não é por outra razão que na mesma Folha de São Paulo, escondida na coluna “Painel”, uma notinha de apenas uma frase, mas que tem um potencial político imenso, revela que chegou a hora de Dilma capitalizar seu bom trabalho. Abaixo, o texto da Folha

    De virada

    Assessores do Planalto estão exultantes com pesquisa interna que afirma que 60% dos brasileiros consideram a Copa boa ou ótima até agora

    Mesquinharia da Folha. A pesquisa interna do Planalto mostra muito mais. Informações obtidas pelo Blog via contatos telefônicos dão conta de que esses 60% dos brasileiros não dizem que “a Copa é que tem sido boa ou ótima até agora”. Essa maioria diz que a ORGANIZAÇÃO da Copa e a qualidade dos jogos é que têm sido “boas ou ótimas”.

    Qual o efeito eleitoral disso? Na avaliação do Planalto, é expressivo. Tão expressivo que a Folha detectou e, visando se distanciar do alarmismo que promoveu ao lado de outros grandes meios de comunicação, publicou essa reportagem de Nelson de Sá, na tentativa vã de fazer seus leitores de besta ao empurrar-lhes a versão de que o catastrofismo desportivo-organizacional partiu do exterior e não daqui mesmo, do Brasil.

    A matéria em questão foi econômica ao relatar as análises que estão sendo feitas em toda parte do mundo sobre a capacidade do país de organizar um evento desse calibre. Uma das matérias da imprensa estrangeira citadas pela Folha é de autoria de Sam Borden, correspondente esportivo do diário norte-americano The New York Times na Europa. No último dia 17, Borden qualificou a Copa no Brasil como “sucesso incrível” em artigo que ironiza o noticiário sobre o evento, chamando-o de “previsão do dia do juízo final”.

    ResponderExcluir
  8. 247
    (...)
    Ora, se foi previsto “juízo final” e, muito pelo contrário, o que se vê é uma festa linda que está encantando não só o Brasil, mas o mundo, no mínimo o mau-humor de parte dos brasileiros com Dilma Rousseff será repensado. Os mais inteligentes perceberão que ela foi alvo de tremenda injustiça, encetada, obviamente, por uma politicagem rasteira e de viés eleitoreiro. Os brasileiros não são injustos. Ao menos a maioria de nós, não é.

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/144322/Sucesso-da-Copa-melhora-aprova%C3%A7%C3%A3o-de-Dilma.htm

    ResponderExcluir
  9. Brasil,meu Brasil brasileiro, vamos conscientemente votar na Dilma, no Pimentel,e nos deputados que estão sempre ao nosso lado. Para senador também devemos escolher bem escolhido. Pobreza sempre vai existir,mas miséria é muito triste e vergonhoso para um país como o nosso. O mais rico do mundo. Não podemos esquecer que a passos de tartaruga os tucanos e seus vassalos querem que o Brasil retroaja, fique de quatro para eles tucanados (as). Ah! Meus queridos (as), conterrâneos, isto não vai acontecer. Nasci em 1950 e que ótimo foi . Conheci muitas mudanças ´na saúde, no desenvolvimento agrário, transportes,e etc. No cenário político a melhor mudança foi na época de Getúlio (meus pais contaram para mim o que ocorreu nesta época em termos de direitos trabalhistas e outros direitos para os brasileiros como seres humanos). Depois veio a época do Lula que colocou o ser humano brasileiro (a) como SER HUMANO; com suas necessidades básicas atendidas, Viva ele!.Agora temos a Dilma que impulsionou o Brasil. Revolveu tudo o que precisava para o desenvolvimento e ainda está e ficará
    para cumprir sua missão de fazer o Brasil um país melhor. Nesta Copa, já demonstramos a generosidade e sobretudo FRATERNIDADE. Que aprendam aqueles que não sabem o que é isto. Não é chantagem, nem pieguismo é a realidade do ser humano que move, dinamiza um país. Nós de Minas, precisamos mudar Minas. Sou mineira, uai sô! Abraços fraternos a todos.

    ResponderExcluir
  10. um grande abraço a todos (as) !
    boa leitura aí !http://jornalggn.com.br/noticia/o-analfabeto-midiatico-0#.U6aiJNXhWUg.facebook

    Força na luta e contra os de cima, sempre ...
    André buzina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um forte abraço no grande lutador social André Buzina, valente liderança que fez Minas tremer durante a nossa histórica greve de 112 dias de 2011.

      Nosso corajoso colega André Buzina sabe tanto quanto eu que, até mesmo em nome de tudo o que os educadores passaram (passamos) naqueles dias, é incompreensível que algum profissional da educação de Minas acredite nos governos tucanos.

      Um abração, André, e força na luta, sempre!

      Excluir
    2. Euler,
      Bom dia amigo!
      Que delícia te ver interagindo conosco.
      Bjim no coração!

      Excluir
  11. Votar em branco é um ato de covardia. Em política não existe meio termo, ou você é contra ou é favor. Se você vota em branco é porque você não quer que as coisas mudem e se você não quer que as coisas mudem é porque você é a favor da situação atual. Além do mais o mundo não gira apenas em torno PT e do PSDB, existem muitos outros partidos. Escolha o menos pior.Pense em quantas pessoas apanharam, foram torturadas e morreram para que você tivesse o direito de votar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordei em parte, mas e o direito de NÃO VOTAR? Onde está a democracia? Caso eu queira ficar em casa e não participar deste "circo" eu deveria ter esse direito!

      Excluir
  12. VIOMUNDO
    Você escreve
    Correspondentes estrangeiros no Brasil se divertem com a lógica de colunista da direita; os 12 micos da Copa até agora
    publicado em 22 de junho de 2014 às 18:13


    Rodrigo Constantino com o Pateta, o símbolo da Copa com o “vermelho” do PT denunciado pelo colunista de Veja e o comentário de Jan Piotrowski, da revista britânica Economist, no twitter, dirigido a seu colega norte-americano Vincent Bevis, do Los Angeles Times: “Por essa lógica, a Economist, com seu logo vermelho, é porta-voz do PT”

    20/06/2014 – Copyleft

    Os 10 maiores micos da Copa do Mundo do Brasil

    Na Copa do Mundo do Brasil, foram embora pro chuveiro mais cedo aqueles que torceram pelo fracasso do país. Confira alguns micos da elite e da mídia.

    Najla Passos, na Carta Maior

    A Copa do Mundo do Brasil ainda não passou da primeira fase, mas já são fartas as gafes, foras e barrigadas do mundial, especialmente fora do campo. 
 
E, curiosamente, elas nada têm a ver com as previsões das “cartomantes do apocalipse” que alardeavam que o país não seria capaz de organizar o evento e receber bem os turistas estrangeiros. Muito pelo contrário.

    Os estádios ficaram prontos, os aeroportos estão funcionando, as manifestações perderam força, os gringos estão encantados com a receptividade brasileira e a imprensa estrangeira já fala em “Copa das Copas”. 
 
Confira, então, os principais micos do mundial… pelo menos até agora!

    1 – O fracasso do #NãoVaiTerCopa


    Mesmo com o apoio da direita conservadora, da esquerda radicalizada, da mídia monopolista e dos black blocs, o movimento #NãoVaiTerCopa se revelou uma grande falácia. As categorias de trabalhadores que aproveitam a visibilidade do evento para reivindicar suas pautas históricas de forma pacífica preferiram apostar na hashtag #NaCopaTemLuta, bem menos antipática e alarmista. E os que continuaram a torcer contra o evento e o país, por motivações eleitoreiras ou ideológicas, amargam o fracasso: políticos perdem credibilidade, veículos de imprensa, audiência e o empresariado, dinheiro!

    

2 – A vênus platinada ladeira abaixo

    Desde os protestos de junho de 2013, a TV Globo vem amargando uma rejeição crescente da população. E se apostava no #NãoVaiTerCopa para enfraquecer o governo, acabou foi vendo sua própria audiência desabar. Uma pesquisa publicada pela coluna Outro Canal, da Folha de S. Paulo, com base em dados do Ibope, mostra que no jogo de abertura da Copa de 2006, na Alemanha, a audiência da Globo foi de 65,7 pontos. No primeiro jogo da Copa de 2010, na África do Sul, caiu para 45,2 pontos. Já na estreia do Brasil na Copa, neste ano, despencou para 37,5 pontos.

    
 
3 – #CalaABocaGalvão


    Principal ícone da TV Globo, o narrador esportivo Galvão Bueno é o homem mais bem pago da televisão brasileira, com salário mensal de R$ 5 milhões. Mas, tal como o veículo que paga seu salário, está com o prestígio cada vez mais baixo. Criticar suas narrações virou febre entre os fãs do bom futebol. E a própria seleção brasileira optou por assistir os jogos da copa pela concorrente, a TV Band. O movimento #CalaABocaGalvão ganhou ainda mais força! O #ForaGlobo também! (...)

    ResponderExcluir
  13. (...)
    4 – A enquadrada na The Economist

    A revista britânica The Economist, que vem liderando o ranking da imprensa “gringa” que torce contra o sucesso do Brasil, acabou enquadrada por seus leitores. A reportagem “Traffic and tempers”, publicada no último dia 10, exaltando os problemas de mobilidade de São Paulo às vésperas de receber o mundial, foi rechaçada por leitores dos EUA, Japão, Holanda, Inglaterra e Argentina, dentre vários outros. Em contraposição aos argumentos da revista, esses leitores relataram problemas muito semelhantes nos seus países e exaltaram as qualidades brasileiras, em especial a hospitalidade do povo.

    5 – O assassinato da semiótica


    Guru da direita brasileira, o colunista da revista Veja, Rodrigo Constantino, provocou risos com o texto “O logo vermelho da Copa”, em que acusa o PT de usar a logomarca oficial do mundial da Fifa para fazer propaganda subliminar do comunismo. Virou chacota, claro. O correspondente do Los Angeles Times, Vincent Bevins, postou em seu Twitter: “Oh Deus. Colunista brasileiro defendendo que o vermelho 2014 na logo da Copa do Mundo é obviamente uma propaganda socialista”. Seus leitores se divertiram usando a mesma lógica para apontar outros pretensos ícones comunistas, como a Coca-Cola (lol)!

    6 – A entrevista com o “falso” Felipão


    Ex-diretor da Veja e repórter experiente, Mário Sérgio Conti achou que tivesse tirado a sorte grande ao encontrar o técnico da seleção brasileira, Luiz Felipe Scolari, em um voo comercial, após o empate com o México. Escreveu uma matéria e a vendeu para os jornais Folha de S. Paulo e O Globo, que a publicaram com destaque. O entrevistado, porém, era o ator Wladimir Palomo, que interpreta Felipão no programa humorístico Zorra Total. No final da conversa, Palomo chegou a passar seu cartão à Conti, onde está escrito: “Wladimir Palomo – sósia de Felipão – eventos”. Mas, tão confiante que estava no seu “furo de reportagem”, o jornalista achou que era uma “brincadeirinha” do técnico…

    
 
7 – A “morte do pai” do jogador marfinense


    O jogador da costa do Marfim, Serey Die, caiu no choro quando o hino do seu país soou no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Imediatamente, a imprensa do Brasil e do mundo passou a noticiar que o pai dele havia morrido poucas horas antes. A comoção vias redes sociais foi intensa. O jogador, porém, desmentiu a notícia assim que pode. Seu pai havia morrido, de fato. Mas há dez anos. As lágrimas se deveram a outros fatores. “Também pensei no meu pai, mas é por tudo que vivi e por ter conseguido chegar a uma copa do mundo”, explicou.

    
8 – “Vai pra casa, Renan!”


    Cheio de boas intenções, o estudante Renan Baldi, 16 anos, escolheu uma forma bastante condenável de reivindicar mais saúde e educação para o país: cobriu o rosto e se juntou aos black block paulistas para depredar patrimônio público na estreia do mundial. Foi retirado do meio do protesto pelo pai, que encantou o país ao reafirmar seu amor pelo filho, mas condenar sua postura violenta e antidemocrática. A hashtag #VaiPraCasaRenan fez história nas redes sociais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e por estar jogando por sua seleção,num estádio que leva o nome de um dos maiores jogadores da história do futebol:Garrincha.

      Excluir
  14. (...)
    9 – O fiasco do “padrão Fifa”


    Pelos menos 40 voluntários da Copa em Brasília passaram mal após consumir as refeições servidas pela Fifa, no sábado (14), um dia antes do estádio Mané Garrincha estrear no mundial com a partida entre Suíça e Equador. Depois disso, não apareceu mais nenhum manifestante desavisado para pedir saúde e educação “padrão Fifa” no país!

    
10 – Sou “coxinha” e passo recibo!

    Enquanto o Brasil e o mundo criticavam a falta de educação da “elite branca” que xingou a presidenta Dilma no Itaquerão, a empresária Isabela Raposeiras decidiu protestar pela causa oposta: publicou no seu facebook um post contra o preconceito e a discriminação dirigidos ao que ela chamou de “minoria de brasileiros que descende da elite branco-europeia”. “Não sentirei vergonha pelas minhas conquistas, pelo meu status social, pela minha pele branca”, afirmou. Virou, automaticamente, a musa da “elite coxinha”.

    “Descobri na semana passada que faço parte de uma minoria que sofre preconceito e discriminação: a elite branco-europeia nascida no Brasil. Sim, sou branca e, pelo jeito, elite. Tenho uma empresa que emprega (e paga acima do mercado) há 10 anos. Pago TODOS os impostos (motivo de incredulidade e chacota por parte de familiares). Pago no mínimo 3 vezes mais aos meus fornecedores de café, podendo chegar a 5. Poderia ter comprado os caríssimos ingressos para a abertura da copa brasileira. Apenas não o fiz por não apoiá-la desde seu anúncio, anos atrás. Conquistei, trabalhando honesta e enlouquecidamente, cada vitória e crescimento, da empresa e na minha vida pessoal. Não sentirei vergonha pelas minhas conquistas, pelo meu status social, pela minha pele branca. E minha empresa, certamente, faz muito do que o governo deixa de fazer, ajudando famílias, fazendo doações e, especialmente, pagando dignamente – fornecedores e funcionários. Sou parte desta nação, tanto quanto aqueles que têm outro tipo de ascendência ou que sofrem exatamente pela negligência dos que me discriminam. Discriminação é crime e minha voz é representativa, sim.”

    PS do Viomundo: A lógica da empresária Raposeiras também deixa a desejar. Ela diz que, resistindo a familiares, paga todos os impostos, como se isso fosse uma virtude e não uma obrigação. Lembra que quem recebe o Bolsa Família não pode comprar ingressos da Copa, o que é fato. Portanto, ela deveria pagar ainda mais impostos, para que o governo federal aumente o valor dos ínfimos pagamentos do Bolsa Família. Quanto à discriminação dos brancos brasileiros de origem europeia, sugiro que ela leia o texto de Ademário Sousa Costa, Guia prático para brancos sobre racismo. Talvez depois de fazê-lo ela não se sinta tão discriminada assim…

    Ps2 do Viomundo: O post de Rodrigo Constantino teve 36 mil compartilhamentos, o que signica que temos no Brasil um grande número de gozadores e outro tanto que leva a sério as fantasias dignas da Disneilândia da direita brasileira. Pior que isso, só o Obama “socialista”, “muçulmano” e parente do Saddam Hussein — por ter Hussein no nome — do Tea Party dos Estados Unidos.

    PS3 do Viomundo: Acrescentamos dois micos à lista compilada pela Najla Passos, da Carta Maior.

    11 — Quem mandou ler a Folha

    Colunista da Folha escreveu o texto A Copa dos Arrependidos lamentando não ter tirado férias e comprado ingressos para ver jogos da Copa. Quem mandou ler e acreditar na Folha!

    12 — Pensando bem…

    Todos aqueles que previram uma catástrofe na organização da Copa e que agora se refestelam nos camarotes dos estádios mandando a presidente da República para o inferno. Podem nomeá-los nos comentários, por favor.

    ResponderExcluir
  15. Copa pão e circo!
    Em uma de minhas aulas de Língua Portuguesa, na Rede Pública Estadual de Minas Gerais, discutindo textos cujo tema relacionava-se à Copa do Mundo, construindo olhares sobre o evento que está em andamento, um dos estudantes do primeiro colegial, Rafael Pereira, produziu o seguinte texto-discurso-escrito, que, em meu entendimento, traduziu bem o sentimento do povo brasileiro crítico, sentimento, aliás, que permeia o país desde a Copa das Confederações que ocorreu ano passado. Disse o jovem:
    “Eu acho que não deveria haver Copa do Mundo no Brasil, pois os governos estão fazendo Estádios Padrão FIFA de Qualidade e se esquecendo de investir no estudo, na educação. Está sendo como sempre aconteceu na famosa política do “pão e circo”. Eles dão a Bolsa Família como “pão” e a Copa que o brasileiro vai assistir pela televisão como “circo” para o povo esquecer-se dos problemas sociais que realmente estão ocorrendo no Brasil.” (Rafael Pereira, 1º Colegial Teotônio Vilela – Anexo Morada Nova)
    Claro que a política do “pão e circo”, tão bem sintetizada pelo estudante, tem objetivos claros: manter a reprodução das relações de produção capitalistas. Ou seja, manter os ricos cada vez mais ricos à custa da exploração do trabalho do povo, enquanto os trabalhadores empobrecidos amargam escolas públicas sucateadas, padecem em filas e descasos nos hospitais públicos, dependuram-se todos os dias nos amontoados de pessoas em ônibus e metrôs. Será que o mundo precisaria ser assim mesmo?

    Autoria: professor Gílber

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cidade Inadministrável23 de junho de 2014 20:03

      fhc não aceitou sediar duas copas e o que ele fez para a EDUCAÇÃO? Nada... Ele acabou com as ESCOLAS TÉCNICAS e não abriu nem uma UNIVERSIDADES quando LULA auto didata sem curso superior abriu mais de vinte UNIVERSIDADES pelo Brasil afora, fez o FIES e o ENEM... Acorda professores #PSDBnuncaMAIS...

      Excluir
    2. Cidade Inadministrável23 de junho de 2014 20:07

      Em tempo: Esse aluno aí leu algo sobre: Hoje é dia de cobrar do Anastasia? Anastasia cadê os oito bilhões da Educação? Dinheiro vem de Brasília e muito, os governos estaduais que desviam tudo... Cadê o dinheiro de um tablet para cada aluno? Gato comeu!

      Excluir
    3. Caro colega professor Gilber,

      permita-me discordar democraticamente das suas percepções, e também as de seu aluno, cujo texto foi apontado por você como uma expressão da opinião crítica do povo brasileiro. Será mesmo? Ou será que o texto do seu aluno não estaria apenas reproduzindo o que a mídia vem dizendo nos últimos anos?

      A realização da Copa do Mundo no Brasil não representou um antagonismo à solução dos problemas sociais há muito existentes. Quisera fosse tão simples assim: não realizamos a copa, e os problemas da Educação e da saúde serão resolvidos. Não é real isto.

      A Copa custou relativamente pouca grana, em vista de outros retornos, inclusive o simbólico, quase sempre desprezado por algumas análises. Os investimentos na Educação ou na Saúde não foram cortados em função da copa, e isto você deveria ter esclarecido para o seu aluno, penso eu. É preciso investir mais, claro, mas a Copa no Brasil não é empecilho para este fim.

      A associação feita pelo aluno entre a política de pão e circo com a realidade da Bolsa Família e da copa também não me parece muito adequada, embora devamos respeitar a opinião do aluno e de qualquer outra pessoa. A Bolsa Família é um programa que atende 40 milhões de pessoas que viviam abaixo da linha de pobreza. É realmente o pão na mesa das pessoas que viviam em situação desumana, degradante. Precisa ser mantido e aprimorado.

      Quanto ao circo da copa, ela ocorreria de qualquer forma, seja no Brasil ou em outro país. A diferença é que aqui, no Brasil, resultou em algumas conquistas reais, como as obras de mobilidade urbana, empregos, além do orgulho de muita gente em saber que o Brasil pode realizar um megaevento que é visto com paixão por milhões de pessoas de todo o mundo. E finalmente, a copa está sendo boa até mesmo para as pessoas reivindicarem mais direitos. Foi outra "consequência indireta" da copa.

      Podemos criticar os encaminhamentos no processo de construção dos estádios; que deveria haver mais diálogo com a população, sobretudo com aqueles que foram atingidos pelas obras, etc. Nisto eu concordaria com vocês.

      Concordo com você também que o mundo do capital é injusto, que reproduz miséria e opulência e que a humanidade merece coisa melhor. Mas, isto não depende de um governo no Brasil. Por agora, se conseguirmos pelo menos criar melhores condições para a sobrevivência digna das pessoas, e até mesmo para que as pessoas se organizem para sonhar e lutar por outro mundo, já será um grande avanço. É minha modesta opinião. Diferente da sua, que respeito.

      Um abraço, extensivo ao valente estudante Rafael.

      Excluir
    4. Que seria dos nossos pobres sem este pão e sem um circo? É pouco, mas é tudo que alguns têm. O certo seria "ensinar a pescar". Só que a certa altura da vida, por diversas circunstâncias, as pessoas não têm mais condições de fazê-lo. Não é certo deixa-los morrer de fome. Há de chegar o dia que ninguém precisará mais de esmolas. Só que ninguém faz milagres e isto não se consegue de um dia pro outro. O caminho correto é este. Pão e circo. O Lula e a Dilma escolheram o caminho certo. É a minha maneira de pensar e é o que defendo.

      Excluir
  16. Euler, será que o salário dos professores terá um aumento significativo, com os 10 por cento do PIB anunciados para a educação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que sim, veja a resposta um pouco abaixo do seu comentário. É muita grana e não terão como não pagarem um salário decente aos educadores, se de fato investirem os 10% do PIB na Educação - PIB que é o sexto maior do mundo.

      Abraços.

      Excluir
    2. Sempre arranjam um jeitinho de desviar. Não se iluda, professor não é prioridade. Veja o caso do Piso. Se fosse de interesse MESMO que os profissionais de educação o recebesse, o artigo que enquadraria o gestor que não o cumprisse na Lei de Responsabilidade Fiscal não teria sido abolido.

      Excluir
    3. Li que isto será em 10 anos. Tenho 64 anos, aposentada ,doente, sem dinheiro pra tratar.. Não verei esta hora chegar. Que pena!

      Excluir
  17. se todos prestarem atenção vão ver que o governo do pt,é a continuação do governo do psdb, foi por isso que dezenas de petistas históricos abandonaram o partido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Colega, você está muito enganado(a). São duas propostas políticas antagônicas: o Brasil hoje tem um Estado mais aberto à sociedade. Por isso, é mais democrático. Com FHC só havia: "Não há vagas". Ou seja, vagas (inclusão) só para poucos.

      Excluir
  18. MAS SE HOUVESSE SALALARIO JUSTO PARA OS PROFESSORES E OUTROS SEGMENTOS DO FUNCIONALISMO,OS BANCOS QUEBRARIAM POIS NINGUÉM PRECISARIA DE FAZER EMPRÉSTIMOS,VOCE VE QUE A COISA JÁ É TODA ESQUEMATIZADA, É UMA MÁFIA.NESTE PAÍS TUDO E´POSSÍVEL.

    ResponderExcluir
  19. kkkkk "...Hoje, com as CORRETÍSSIMAS políticas de cotas, para negros, para estudantes das escolas públicas..." Faz-me rir né amigo Euler! Não sei você vendeu seu Blog ao PT ou está sendo pago pelo mesmo para falar tão bem das políticas públicas deste partido. É claro que admiramos muitas coisas do PT, mas não se pode negar as sujeiras que o PT deixou transparecer e achar que isso é apenas estratégias da oposição. Também muitas medidas que deveriam ser apenas paliativas criaram raízes e tornaram-se definitivas, porém sem solucionar o a médio-longo prazo o problema ao qual se referia. Vamos colocar os pesinhos no chão e ver que a realidade não é tão boa assim não! É claro que AECINHO DO PÓ para presidente? NEEEEEEVER...! Lembrando que Dilma esteve aqui no período de luta pela aplicação da Lei do Piso, nos mais de 100 dias de greve, e qual foi a cobrança pública que ela fez? Nenhuma! Entrou pela porta dos fundos e assim também saiu, caladinha, caladinha! Enquanto isso continuamos essa massa de manobra! Dilma e Aécio tá difícil. Foram anos de Lula e Dilma e o que mudou para nós professores: NADA! E SE o "menininho do pó" assumisse a presidência o que mudaria: NADA, ou poderia piorar (se é que tem jeito!). Então meus amigos, ficamos neste barco à deriva, até que aparece alguma solução para nosso país! Não vejo alternativas, nem candidatos com melhores propostas. Caso eu venha votar em Dilma, não seria em perspectivas de melhoras, mas é pelo pessimismo de pioras caso o PSDB assuma novamente a presidência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O melhor comentário que já ouvi até agora. Tô com você colega!!!

      Excluir
    2. Caro Anônimo das 08:27, entendo seu ceticismo em relação aos governos. Contudo, é preciso ter alguns cuidados. Primeiramente, a política salarial dos educadores, até que se mude a constituição, compete principalmente - no caso do ensino básico -, aos governos municipais e estaduais. Aqui em Minas, o choque de gestão foi em cima dos educadores. É a política dos tucanos, de arrocho salarial.

      No plano federal, alguns passos foram dados: um deles, os royalties do pré-sal, que serão distribuídos para a Educação (75%) e para a saúde (25%). Além disso, foi aprovado o PNE que prevê 10% do PIB para a Educação. É muita grana, já que o PIB cresceu muito, mais que dobrou durante os governos Lula e Dilma.

      Acredito que a médio prazo não terá como não pagarem um salário decente para os educadores, pois, 10% do PIB representa, hoje, 3 vezes o valor do que é investido atualmente na Educação básica. É preciso cobrar a aplicação da lei, inclusive a do piso salarial.

      Um abraço, e espero que você reflita sobre o risco de eleger os tucanos para os governos de Minas e do Brasil.

      Excluir
    3. Lógico. Você escreve e comenta. kkkkkk

      Excluir
    4. Comentário excelente. Há um grande desencanto, um vazio. Não podemos nos esquecer de que em nossa greve de 2011(até agora ainda estou nos rolos financeiros adicionais por conta dela) quem esteve sempre conosco foi Rogério Correia apenas. Nenhum figurão levantou a voz para tornar pública a nossa situação.

      Excluir
    5. Euler, compreendo que a política salarial dos educadores, até que se mude a constituição, compete principalmente - no caso do ensino básico -, aos governos municipais e estaduais. Porém, qual a cobrança do governo federal, LULA-DILMA, em relação a aplicação do Piso Salarial Nacional? NENHUMA!!! Dilma disse em seu discurso de campanha que valorizaria a Educação, principalmente os professores. O que Dilma e Lula fizeram por nós nesses anos de governo de PT? NADA de concreto aos professores! Fizeram alguma cobrança ao PSDB mineiro em relação a aplicação do piso, em rede nacional? Por quê a "presidenta" não usa as maracutaias de Aécio e Anastasia como forma de combater, pelo menos, a campanha do tucano? É Lei 100, é Lei do piso que não é aplicada, etc... Foram fracassos em cima de fracassos e o PT nem para se aproveitar! É só conversa fiada! Por quê Dilma não cobrou do PSDB a aplicação do piso? Infelizmente Euler, Dilma e Lula nada fizeram de concreto para nós professores e isso é a realidade! Não voto em Aécio e não votarei na Dilma! Se e para ficar do mesmo jeito, prefiro jogar meu voto para qualquer candidato com melhor proposta, pois pior do que está só se for com Aécio, mas Dilma novamenrte, NÃO! Renovação já e fora Aécio Cheirador!

      Excluir
    6. O meu voto sempre será de Rogerio Correia,um dos poucos que são assíduos na assembleia e luta não só pelos professores,mas por todos os que carecem de sua ajuda.

      Excluir
    7. Não cobram dos governos estaduais porque nessa política de jogo de compadres, o adversário de hoje é o companheiro de amanhã. Vejam como Malluf, Sarney, adversários históricos do PT e do POVO, hoje defendem o governo com unhas e dentes...Nós, ficamos reféns do jogo de interesses desses senhores e, infelizmente, nossa classe faz o jogo deles, quando alguma liderança abraça a causa de uns, pensando que algo irá melhorar... e assim vamos vivendo de decepção em decepção até vir a aposentadoria e o fim da espera por uma valorização de fato da classe.

      Excluir
  20. Nossa classe é tão desrespeitada, porque nós não nos respeitamos!! Nunca vi em outra classe, colega agredir o outro.

    ResponderExcluir
  21. A verdade é que a burguesia e a direita conservadora ainda não entenderam que o Brasil mudou. Como bem coloca Davis Sena Filho:" Uma classe social abastada e que domina os meios de produção e controla um sistema midiático, que desestabiliza até mesmo governos trabalhistas, a exemplo de mandatários populares como Lula e Dilma Rousseff, que ano após ano têm de enfrentar todo tipo de acusações, muitas delas levianas, e denúncias vazias, que jamais são comprovadas. A direita brasileira é tão reacionária, sectária e egoísta que luta, com todas suas forças, para que os milhões de brasileiros mais pobres não se emancipem. A direita brasileira é tão reacionária, sectária e egoísta que luta, com todas suas forças, para que os milhões de brasileiros mais pobres não se emancipem. Equivoca-se, redondamente, a classe dominante quando pensa em retrocesso político, a fim de eleger candidato conservador que conquiste a cadeira da Presidência da República e comece a trabalhar em prol dos interesses do establishment, e, por seu turno, continue a manter o status quo intacto, como se o povo brasileiro não soubesse que com a ascensão dos trabalhistas e socialistas ao poder a sua condição de vida não tivesse melhorado, realidade esta que sem sombra de dúvida é notada por qualquer pessoa, por mais alienada que ela seja. As condições de vida do brasileiro melhoraram em todos os sentidos".

    ResponderExcluir
  22. para o Anônimo22 de junho de 2014 15:20
    para o anônimo 22 de junho de 2014 15:20
    A progressão será paga na folha de pagamento de julho (que o servidor recebe em agosto), e o retroativo na folha de pagamento de outubro (que o servidor recebe em novembro). é verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FALA COM TANTA SEGURANÇA... SABE DE NADA, INOCENTE!
      2) Progressão na carreira

      Entenda o problema:

      Em 2013, conquistamos o retorno da progressão na carreira, que estava congelada desde janeiro de 2012. No entanto, a Secretaria de Estado da Educação (SEE) não organizou o pagamento, que deveria ter sido feito em fevereiro.

      Encaminhamento da reunião: a progressão será paga na folha de pagamento de julho (que o servidor recebe em agosto), e o retroativo na folha de pagamento de outubro (que o servidor recebe em novembro).

      PAGAMENTO EM OUTUBRO PARA SAIR EM NOVEMBRO...KKKK AÍ A ELEIÇÃO JÁ PASSOU E VOCÊ VOTOU EM TUCANO BICO DOCE VAI RECEBER SABE QUANDO? NUNCA MAIS.

      Excluir
    2. Poderia, por favor, favor me dizer a fonte dessa notícia?? Obrigada

      Excluir
    3. silvana simoes24 de junho de 2014 10:48 Li lá no SindUTE-MG na tal reunião, mas se o DANILO CASTRADO já assinou pelo desgovernador e não cumpriu desde 2011 agora VIL HIENA e GORGONZOLA vão cumprir?
      Sind-UTE/MG e Governo iniciam negociação e marcam reunião para o próximo dia 25
      http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=6504

      Excluir
  23. Em quem votar? Tenho ódio do PT E do Aécio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conversa fiada!!

      Excluir
    2. Quem mora em Minas conhece como foi o mandato do PSDB, não tem como ficar em duvida, mesmo que você não goste do PT, mas é a unica forma de ficarmos livre do PSDB.

      Excluir
    3. Vote em Dilma.

      Excluir
    4. Ódio do Aécio? Duvido.
      Quanto ao PT eu acredito.
      Haja vista que existe um grande empenho de contra informação feito pela mídia e oposição.
      O PT é atacado diuturnamente. Não há folga.
      Por isso, eu não duvido.
      Pois a maioria dos brasileiros aceitam pacificamente o que a nossa imprensa fala sem questionar.
      Muitos professores leem a revista Veja e escutam a rádio Itatiaia e ou CBN,

      Excluir
    5. Concordo plenamente com o anônimo das 16horas.

      Excluir
  24. Não devemos votar em Dima(PT) e nem Aécio. Em quem votar? Eduardo Campos?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não se deixe enganar

      Excluir
    2. O problema de Eduardo Campos é que ele não tem chance as pesquisas mostra com clareza, e votando nele estamos dando mais oportunidade para o Aécio, não podemos deixar ele ter a chance de aproximar da Dilma lembra o que aconteceu em Minas em 2010, com Helio Costa e o Anastásia
      E o Aécio já promete que Anastásia será um de seus ministros(Planejamento ou Casa Civil).

      Excluir
    3. E provavelmente o Gustavo Ioschpe da "Veja", conhecido inimigo dos professores, o seu ministro da educação.

      Excluir
    4. Planejamento ? choque de GESTÃO ( indigestão) Casa Civil (AMORDAÇA) creeeeeeeeeeeeeeeedo.

      Excluir
    5. Votar em Eduardo Campos, só se quiser um 2° turno.
      Não quero votar 2 vezes não, cruz credo.Democracia de fachada,cadê o "meu direito de NÃO votar"?

      Excluir
  25. Pessoal olha o que foi colocado pelo Claudio de Moura Castro na Veja 25 de junho de 2014 pág 22. "Minas teve uma notável continuidade na politica que contagiou o ensino. Era o décimo melhor estado no inicio dos anos 90. Ao fim de duas gestões tornou-se o primeiro. Tropeçou na seguinte. Mas dai para frente recuperou a continuidade e o avanço."
    Na reportagem o que ele deixa claro é que Minas tem uma excelente educação, graças a sua gestão, que aqui houve continuidade permaneceu o PSDB por isso que a educação vai bem. Sinceramente se tivesse como eu ir em uma transmissão dessas que está transmitindo a copa para o mundo inteiro eu iria desmentir os absurdos que a veja publica.
    Outra coisa que eu não entendo, e publicado coisas insignificantes sobre o PT, em todos os meios de comunicações, e o que aconteceu em Minas sobre a lei 100. ninguém sabe, se você for falar com qualquer pessoa mesmo aqui em Minas e fizer um comentário sobre a lei 100 ninguém sabe do que se trata.E um assunto que só o pessoal da educação e que está no estado sabe, mais e mesmo assim parece um assunto proibido nas escolas.
    O PT deveria divulgar o que o Aécio fez com seus funcionários para resolver uma divida que ele tinha com a previdência. E os funcionários contribuíam todos os meses e esse dinheiro não foi repassado para a previdência onde ele foi parar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é justamente a continuidade do governo que aprofundou o choque de gestão. Qualquer avanço realizado pelo governo federal chamam de medíocre. Agora, ter uma notinha melhor no 1º ciclo do ens. fundamental é avanço. Por que não comentam o fracasso dos demais níveis de ensino no Ideb? E o fracasso da lei 100? E o fracasso do Reenganando o Ensino Médio?

      Excluir
    2. É justamente isso que espero do PT. um socorro para nós que, além de sermos vítimas de uma sequência de déspotas cruéis, temos que suportar as propagandas enganosas na mídia. Espero que o PT aproveite um pouco seu espaço na campanha eleitoral para tornar de conhecimento público a realidade dos profissionais da educação de MG, e uma vez, eleito Pimentel, devolva-nos a carreira surrupiada e o Piso sonegado. Trabalhemos para isso e fiquemos de olho nos desdobramentos.

      Excluir
    3. Tudo isso nós já estamos cansados de saber, estamos dentro das escolas, lemos aqui no blog. Mas os que estão de fora acreditam é nas propagandas e no que assistem na TV.
      Alguém tem que encontrar uma forma de mostrar a realidade para todos tal qual ela é, sem mentiras.Só não entendo porque o PT ainda não fez isso.
      Acorda gente, senão vai perder as eleições!

      Excluir
  26. Legado tucano em Minas Gerais: não investimento em educação e saúde do mínimo constitucional, não pagamento do piso da educação, supressão de direitos adquiridos ao longo da carreira, ICMS mais alto da federação, cidade administrativa caindo aos pedaços, insegurança pública, escolas sucateadas, profissionais da educação ganhando salário mínimo, mídia amordaçada, presídios viraram nova forma de lucro em Minas com as PPPs, judiciário e ministério público inoperantes, propagandas da lha da fantasia. Quer mais???????????????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Choque de gestão, R$ 8.000.000.000,00 desviados da educação, R$ 2.000.000.000,00 desviados da saúde, aumento astronômico da dívida pública estadual, recuo de investimentos privados no estado, ...........

      Excluir
  27. Estes pseudo professores que ficam defendendo voto nulo ou neste descalabro do aécio deviam fazer uma reciclagem e aprenderem o que significa amor à pátria e civilidade. Devem aprender sobre a história recente de Minas e observar como que os tucanos devastaram os ideais republicanos e os direitos humanos e individuais. ACORDEM SEUS LUNÁTICOS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendam como os gregos à séculos já tinham a percepção de democracia, não como a de hoje que é universal, mas como a do direito de decisão e de participação. Votar no psdb é um retrocesso como o que está ocorrendo em nosso estado. Rezo para que Deus nos ajude, principalmente aos professores, a afastar a desgraça que tomou conta da nossa realidade. É como a última propaganda que alardeia que temos a melhor saúde do sudeste: a senhora que aparece na propaganda diz que recebeu um telefonema do posto de saúde, não é muito pouco parâmetro de avaliação? VAMOS NOS UNIR PARA EXPURGAR ESTES LACRAIAS DO COMANDO DESTE ESTADO. VIVA DILMA, VIVA PIMENTEL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. COLEGA! VAMOS RESPEITAR OS PARTIDOS. VOCÊ É PT ,EU SOU PSDB OUTROS SÃO PPS E ASSIM VAI.

      Excluir
    3. Anônimo das 08:13, vc tem razão, as propagandas são mentirosas.

      Excluir
    4. De amar a Pàtria de nada tá valendo. O que os professores recebem com esse amor???????????????????? Só decepção.

      Excluir
    5. AMOR NÃO TEM PREÇO. AMO O BRASIL MESMO GANHANDO UMA MERRECA.

      Excluir
  28. O PT, ao invés de governar do lado dos trabalhadores, escolheu, desde quando assumiu a Presidência da República, fazer graça para os grandes empresários capitalistas do país, inclusive, trouxe a Copa do Mundo para cá, sabendo que esta ia render fortunas para as empreiteiras que construiriam os estádios e demais obras e para as empresas de turismo que lucrariam muito com a Copa. O povo trabalhador mesmo nada vai ganhar com a Copa, a não ser momentos de emoções vistos pela TV, como aconteceria caso essa festa ocorresse em outros países ou no Brasil.
    Obviamente, entretanto, que os altíssimos preços dos ingressos PADRÃO FIFA excluem os trabalhadores dos estádios e a grande maioria dos brasileiros da classe trabalhadora só vão poder assistir mesmo à Copa pela TV. Então a pergunta é: quais brasileiros estavam no Estádio da Arena Corinthians, hipocritamente, vaiando a Presidente Dilma? Os setores das classes mais altas, justamente as classes que mais lucraram na gestão pró-capitalista do Governo Lula/Dilma/PT, classes, inclusive, que possuem o privilégio de estar nos estádios.
    Protestar contra a Copa do Mundo em São Paulo, hoje, fora do estádio, por exemplo, defendendo a readmissão dos metroviários demitidos pelo governo fascista do PSDB, foi altamente reprimido pela Tropa de Choque do governo tucano, que atirou bombas e balas no protesto pacífico em frente ao Sindicato dos Metroviários. E toda essa repressão para quê? Para os capitalistas das empresas turísticas lucrarem bastante com a Copa, escondendo do mundo a ditadura silenciosa que está acontecendo em São Paulo e no Brasil, proibindo greves e manifestações de trabalhadores.
    Contraditoriamente, dentro do estádio, os filhotes ideológicos da classe dominante, os únicos com condições econômicas para entrarem nos estádios, vaiaram a Presidente Dilma que, infelizmente, com suas políticas pró-capitalismo, passou para o outro lado da barricada, esquecendo as lutas históricas que fundaram o Partido dos Trabalhadores: liberdade de lutar contra a ditadura e contra os burgueses. E o que o PT ganhou com isso? Vaias deselegantes de eleitores do PSDB fascista dentro da Arena Corinthians. É o que dá trabalhador fazer graça para a classe burguesa dominante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo texto, exprimiu minha opinião com clareza e precisão. Agora, fico muito preocupado com a ilusão crescente da categoria com o Pimental governador. Perguntem a um professor municipal de BH o que ele fez para a educação da capital quando era prefeito. NADA! A não ser cortar o ponto dos professores em greve. Temos uma frente de esquerda sendo construída em MG! Por que não votar nela? Pensem nisso! FORA PSDB E PT!

      Excluir
    2. Sem contar que está sendo a copa mais cara do mundo!!! Segundo fontes seguras, a copa do Japão custou cerca de 9 bilhões, a da África do Sul gastou cerca de 11 bilhões, sendo que a fifa pagou os devidos impostos a esses referidos países. Já aqui no Brasil a copa está custando cerca de 35 bilhões e a fifa não pagará absolutamente nada de impostos. POR QUÊ???!!! Sempre apostei no PT, mas devo admitir que o descaramento já passou do limite há muito tempo. Só mesmo quem não quer enxergar os fatos... A direita não me representa, mas também não estou conivente com tantas descaradas barbaridades que este país vem passando. Chega de bandalheira!!! Misericórdia meu Deus!!!

      Excluir
    3. AS vaias que a Dilma recebeu foram endereçadas a nós. A mim a você e a qualquer menos favorecido. A vaia é justamente porque Dilma proteje os menos favorecidos. As vaias foram porque encontram pobres no teatro nos aeroportos nos prédios entrando pelo elevedor social.As vaias são para os negros e pobres que estão nas faculdades. Saibam ler as entrelinhas e agradeçam pelo nosso país estar erradicando a pobreza.O que você acha que Aécio quis dizer quando disse que tomará medidas impopulares? Vai fazer como fez em Minas e os prejudicados serão os mais nesse citados. ABRAM O OLHO

      Excluir
  29. se o apito amigo não ajudar, o brazilllllllll,não passa pelo chile não.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá tremendo, a coisa tá piorando.

      Excluir
  30. pra que estudar,se é pra ganhar como professor em mg, invista seu tempo e seu dinheiro em algo que de retorno,tabalhe,faça seu pé de meia,e de uma banana pro estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. a grande maioria é preguiçosa e acomodada,assim como eu.

      Excluir
  31. o que é essa tal pec 54/99, que li na internet,deputados de mg e do acre unem forças por essa tal pec, ou serão só boatos?será mais uma manobra de burlar a decisão do STF?SE ALGUÉM TIVER MAIS INFORMAÇÕES POR FAVOR,RESPONDA SOBRE ISSO.GRATO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A PEC 54/99 NÃO TEM NADA A VER COM A LEI 100 ,ELA TRATA-SE DE SERVIDORES PÚBLICOS QUE ENTRARAM NO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL ,ESTADUAL OU FEDERAL ANTES DA CONSTITUIÇÃO ,DE 83 ATÉ 88 E ESTÃO EM EM EXERCÍCIOS. ENTRE NO SITE: ASPRENNE .COM.BR

      Excluir
    2. Procure se informar sobre a pec 54/99. Vale a pena. O deputado Padre João do PT ,está a frente desta PEC.

      Excluir
    3. Cidade Inadministrável27 de junho de 2014 16:03

      Estão mentindo que assegura estabilidade de quem tem 10 anos, mas é mentira. Era só uma regra de transição da Constituição de antes para a Constituição de 1988 e era para quem estava a cinco anos antes. Minha irmã aposentou-se já e ela teve que passar em concurso para se estabilizar pois a CONSTITUIÇÃO DE 1988 É CLARA: SÓ É ESTÁVEL COM CONCURSO.

      Excluir
  32. matérias do Estadão

    A primeira, dizendo que o Brasil é “ o único (país)da América Latina, o único Bric e a única nação ocidental em desenvolvimento” que aparece entre os 12 lugares onde moradores de 65 nações – ouvidos pelos principais institutos de pesquisa do mundo – desejariam viver.

    Nosso país é citado, simplesmente, como um dos destino dos mais desejados em dois terços dos países do mundo.

    Uma segunda matéria, porém, com a mesma pesquisa, mostra um grupo detesta o Brasil: os brasileiros de renda mais alta.

    Dos que têm renda maior, 63% admite a ideia de deixar o país. Entre os pobres, um percentual semelhante, 61% não aceitam sair daqui de jeito nenhum, mesmo com todas as dificuldades que vive.

    É chocante, até para quem conhece a natureza da elite brasileira.
    Morar no Brasil é ‘sonho’ internacional
    Lucas de Abreu Maia e Rodrigo Burgarelli, com colaboração de Laura Maia de Castro


    O Brasil é um dos 12 países mais cobiçados para se morar, segundo uma série de pesquisas feitas em 65 nações pelo WIN – coletivo dos principais institutos de pesquisa do mundo – e tabulada pelo Estadão Dados. O crescimento econômico na última década, aliado à boa imagem cultural do País no exterior, fizeram com que o Brasil fosse citado como destino dos sonhos por moradores de dois em cada três países onde foi feito o estudo.

    Na lista dos destinos mais cobiçados por quem não está feliz na terra natal, o Brasil é o único da América Latina, o único Bric (grupo formado por Brasil, Rússia, China e Índia) e a única nação ocidental em desenvolvimento. As pesquisas foram feitas no fim do ano passado e ouviram mais de 66 mil pessoas ao redor do globo. Elas foram questionadas se gostariam de morar no exterior se, hipoteticamente, não tivessem problemas como mudanças ou vistos e qual local elas escolheriam. Por isso, os resultados dizem mais sobre a imagem dos destinos mencionados do que com imigrantes em potencial.

    Se esse desejo virasse realidade, o Brasil receberia em torno de 78 milhões de imigrantes nesse cenário hipotético. Mas, em um mundo sem fronteiras, a população do País diminuiria – 94 milhões de brasileiros se mudariam para outras nações, se pudessem. Ainda assim, 53% dos brasileiros não desejam emigrar, porcentual acima da media mundial.

    Quem mais tem vontade de vir para o Brasil são os argentinos: 6% se mudariam para cá se tivessem a chance. O Brasil também está entre os cinco mais cobiçados por peruanos e mexicanos. Mas não são apenas latinos que gostariam de viver aqui. Os portugueses acham o Brasil mais atrativo do que a Alemanha, os italianos o preferem à França, os australianos o consideram o segundo país mais desejável, os libaneses o colocam em posição tão alta quanto a Suíça e até no longínquo Azerbaijão o Brasil aparece entre os quatro destinos mais sonhados, na frente até dos Estados Unidos.

    ResponderExcluir
  33. Continuação:

    Liderança. Os EUA são, previsivelmente, o destino mais desejado por quem quer imigrar no mundo. O ranking segue com outros países ricos, como Canadá, Austrália e nações da Europa ocidental. Quebram a hegemonia das grandes potências apenas Brasil, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos – os dois últimos, não por acaso, países de renda alta por causa do petróleo e destino desejado principalmente por muçulmanos. De todos esses países, o único que não tem histórico recente de imigração considerável é justamente o Brasil.

    Para Alberto Pfeifer, professor de Relações Internacionais da Universidade de São Paulo (USP), os entrevistados possivelmente deram respostas utópicas. “Em um mundo em que não houver barreiras, lógico que muita gente gostaria de morar na zona sul do Rio.” Ainda assim, ele defende que o crescimento econômico dos anos 2000 foi crucial para “colocar o País no mapa da imigração”.

    A diplomata Liliam Chagas de Moura estuda o chamado “soft power” brasileiro – a capacidade de um país de exercer influência por meio de sua cultura e hábitos políticos. “Temos uma cultura diversa e riquíssima, somos uma democracia e somos reconhecidos em nossa política externa por ser um país pacífico”, diz, acrescentando que essas características definem a “marca Brasil” no exterior. “Já morei em diversos países e, ao nos apresentarmos como brasileiros, recebemos uma empatia imediata.”

    Foi essa empatia que atraiu a portuguesa Sara Mendonça, de 26 anos. Ela é gerente de marcas e se identificou com o País ao fazer intercâmbio no Rio. Há seis meses, ela se mudou definitivamente para Campinas.

    “No momento, aqui tem muito mais oportunidades do que a Europa. Ganha-se melhor”, diz Sara, que antes morava na Espanha. Ela conta que perdeu um pouco da qualidade de vida, mas pensa em ficar alguns anos mais. “Não penso em ficar para sempre. Quero ficar até a situação na Europa melhorar ou a do Brasil piorar.”
    Ricos brasileiros são os que mais querem morar fora

    O Brasil é um dos países onde há menos pessoas dispostas a morar no exterior. Dos 65 locais pesquisados, o País é o 15º entre os que têm a maior população que não se mudaria. Mas há uma peculiaridade: ao contrário do que acontece na maioria dos países de renda média ou baixa como México ou China, os brasileiros que gostariam de morar fora são justamente os mais ricos. Os dados da pesquisa mostram que, entre quem ganha mais de dez salários mínimos por mês, apenas 37% não sairiam do Brasil de jeito nenhum. Já entre quem ganha menos de um salário, esse porcentual pula para 61%.

    O bancário Tiago Peliciari, de 30 anos, faz parte do primeiro grupo. Desde a primeira vez que saiu do País, em 2009, ele decidiu que quer, em algum momento, morar fora por acreditar que, em países como os Estados Unidos, a vida é melhor. “Não apenas a qualidade de vida, mas também a noção de coletivo que as pessoas têm me faz querer morar lá.” O bancário paulista, que há seis meses mora em Brasília, já fez e refez planos e escolheu a cidade alvo: San Diego, na Califórnia. Entretanto, o medo de arriscar tem atrasado o objetivo. “O maior medo hoje seria trocar um emprego certo por um incerto.”

    É também nos EUA que o financista Henrique Sígolo, de 24 anos, quer viver. Formado em Relações Internacionais, Sígolo já morou em quatro países e tem muita vontade de morar fora “de vez”. “A questão da segurança conta bastante. Acho que para ter uma família é melhor lá fora.”

    O financista trabalha em uma multinacional e vê a oportunidade de viver no exterior pela empresa que trabalha. “Em agosto vou passar seis meses fora do Brasil, mas ainda não sei o meu destino.” / L.M.C., L.A.M. e R.B.

    ResponderExcluir
  34. Deixo bem claro aqui que NÃO estou defendendo este ou aquele partido e/ou candidato!!!
    Mas esse Aécio Neves...CONSEGUIU...
    ... acabar com a Educação de Minas.
    SÓ QUEM ESTÁ DENTRO PARA SABER!!!
    Não é nada de "ter ouvido falar", é PRESENCIAR e CONVIVER com uma classe desunida por causa dos seus planos, efetivações SEM CONCURSO, propagandas enganosas, programas para burguês ver e vários outros absurdos...
    COMPARTILHE!
    Afinal, "ele não precisa de nossos votos"!!!
    Na VERDADE, ele não merece nosso voto!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apoio o anônimo das 09:37.Aécio não merece voto de professor mineiro.
      Infelizmente, tem professor que ainda o defende.Fazer o quê???

      Excluir
    2. Só professor alienado não vê isso.

      Excluir
  35. Home > Midia > Franklin Martins: "todas as concessões são reguladas. Só rádio e televisão não"
    29/03/2014 - Copyleft
    Franklin Martins: "todas as concessões são reguladas. Só rádio e televisão não"
    "O rádio e a TV têm que ter mecanismos de proteção à criança, tem que ter regras que impeçam a defesa do racismo", observou o ex-ministro de Lula.


    5

    A A+ Paulo Vasconcellos
    Arquivo
    Um erro estratégico pode ter comprometido a Lei da Mídia – o projeto de Lei Geral da Comunicação Social, que, apesar de ter sido elaborado em 2010 propondo a criação da Agência Nacional de Comunicação (ANC) para dispor sobre as possíveis irregularidades nas transmissões de rádio e televisão e proibindo que políticos em posse de mandatos detenham concessões públicas de rádio e TV, como estabelece a Constituição, não chegou a ser apresentado pelo governo Dilma Rousseff. A revelação foi feita por Franklin Martins, ex-ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, em um debate realizado quarta-feira à noite no Teatro Casa Grande na zona sul do Rio.

    Ao ser apresentado como uma forma de controle social da mídia, o projeto deu aos opositores o discurso ideológico de que por trás da ideia haveria o controle ou a censura dos meios de comunicação. "Nunca gostei da expressão controle social da mídia porque muita gente lê como controle da mídia quando a intenção é apenas cumprir a constituição", disse o jornalista a uma plateia mais preocupada com comunicação do que com a reforma eleitoral, tema central da palestra.

    "Todas as concessões são reguladas. Energia elétrica tem regulação, telefonia também. Só rádio e televisão não. Desde 1962, ainda no governo Jango, é o mesmo discurso. É preciso uma lei para regular o setor porque a Constituição só estabelece princípios. A comunicação não pode ter monopólio nem oligopólio. Nossa comunicação é uma das mais monopolizadas do mundo. O rádio e a TV têm que ter mecanismos de proteção à criança, tem que ter regras que impeçam a defesa do racismo. Essa é uma questão central da democracia. Existe regulação nos Estados Unidos, na Inglaterra, na França. O Uruguai está aprovando a regulação do setor agora", afirmou.

    Franklin Martins foi um dos debatedores da mesa "Comunicação, Democracia e Reforma Política", promovida pelo Instituto Casa Grande na abertura do ciclo "Território Livre da Democracia – Debates no Teatro Casa Grande". Também participaram Wadih Damous, presidente da Comissão da Verdade do Rio de Janeiro, e Ricardo Gebrin, coordenador da Consulta Popular, uma organização criada em 1997 no rastro dos movimentos sociais, especialmente do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra).

    O encontro foi mediado pelo ex-senador Roberto Saturnino Braga, presidente do Instituto Teatro Casa Grande. Durante oito meses, a casa de espetáculos do Leblon, na zona sul do Rio, abrirá as portas para a realização de mesas redondas com figuras de relevo da política e da cultura, das mais diversas tendências de opinião que compõem o matiz progressista. O Teatro Casa Grande, que comemora quatro décadas, tenta retomar a sua vocação de espaço comprometido com o florescimento das artes, mas também empenhado na consolidação da democracia e da justiça social.

    O ex-ministro da Secom defendeu a mídia técnica – mecanismo criado pelo decreto 6.555/2008, que desde 2009 estabeleceu "a apresentação de critérios de distribuição dos investimentos por meio, considerados os objetivos da ação; indicação dos períodos de veiculação; defesa da programação de veículos e respectiva distribuição de peças, de acordo com os objetivos de alcance e audiência".

    Segundo a própria Secom, os gastos com a propaganda oficial, em 2012, chegaram a R$ 1.797.848.405,13. A Rede Globo ficou com R$ 496 milhões, ou 42,98% da verba (...)
    http://www.cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FMidia%2FFranklin-Martins-todas-as-concessoes-sao-reguladas-So-radio-e-televisao-nao-%2F12%2F30592

    ResponderExcluir
  36. 3/06 às 18h20 - Atualizada em 23/06 às 18h24
    Dilma deve sancionar quarta-feira o Plano Nacional de Educação
    Agência Brasil+A-AImprimir
    PUBLICIDADE


    A presidente Dilma Rousseff deve sancionar na próxima quarta-feira o Plano Nacional de Educação (PNE). Destinar 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação será o maior desafio do PNE, segundo o presidente da Associação Nacional de Pesquisadores em Financiamento da Educação (Fineduca) e professor da Universidade de São Paulo (USP), José Marcelino de Rezende Pinto.

    O PNE estabelece metas para a educação para serem cumpridas nos próximos dez anos. Depois de quase quatro ano de tramitação no Congresso Nacional, o plano chega à fase de sanção presidencial, e o professor diz que vincular uma porcentagem do PIB para o setor é uma medida a ser comemorada. O próximo passo, acrescenta, é torná-la realidade, e para isso deverá ser feito um esforço da União, com estados, Distrito Federal e municípios.

    "O desafio do PNE será o mesmo de todos os planos, a implementação. O desafio será equacionar um pacto entre os entes federativos para atingir os 10% do PIB", diz Marcelino. Pelo plano aprovado, a fatia que cabe à União deverá aumentar. De acordo com o Fineduca, atualmente a União contribui com 1% do PIB, enquanto os Estados contribuem com 2,2% e os municípios com 2,3%, tomando por base os valores de 2012.

    Somente com o Custo Aluno Qualidade Inicial (CAQi), o complemento da União aos demais entes federativos para educação básica deverá passar do equivalente a 0,2% para 1% do PIB. O CAQi também é considerado conquista no PNE. Trata-se de uma valor nacional mínimo para garantir a qualidade do ensino a cada etapa da educação básica.(...)

    ResponderExcluir
  37. (...)

    Estão incluídos na conta recursos para infraestrutura e salários. "O gasto principal é o salário. Para ganhar o que ganha um profissional de nível equivalente, o salário do professor terá que subir uns 60% ou 70%. Mas esse recurso ao entrar na economia cria consumo e gera carga tributária", diz o professor.

    O PNE estabelece meta mínima de investimento em educação de 7% no quinto ano de vigência e de 10% no décimo ano. Atualmente, segundo o Ministério da Educação (MEC), são investidos 6,4%. Marcelino explica que o governo conseguiu reduzir a porcentagem do que será investido em educação pública incluindo na conta parcerias com o setor privado como o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

    O ProUni, primeiro, trata-se de isenção, e não de investimento. “Aquelas jogadinhas de querer ser esperto. Quando se viu que já havia quase um consenso da sociedade sobre os 10%, tentou-se diminuir o investimento. Fies, por exemplo, é empréstimo, já se está admitindo que é um fundo perdido. Se é perdido, por que não se amplia a rede pública?”, questiona.

    O ministro da Educação, Henrique Paim, em coletiva de imprensa, disse que o PNE estabeleceu, “de forma bastante correta, o que está previsto na Constituição, que é o investimento público em educação, que pode ser na educação pública ou também na educação envolvendo as parcerias que o governo faz com o setor privado”.

    A inclusão das parcerias também facilita o cumprimento da meta. O governo trabalha com o investimento total em educação. Com isso, não considera mais o direto em educação pública, que estava, em 2011, em 5,3%.

    Sobre o cumprimento do PNE, Paim diz que a pasta já tem ações em curso para o cumprimento das metas, e o fato de serem 20 ações facilita também o controle da sociedade.

    Em relação à fonte para o cumprimento dos 10%, ele diz ser importante a colaboração dos Estados e municípios, e acredita nos recursos do petróleo como a principal fonte. No ano passado, o então ministro da Educação, Aloizio Mercadante, disse que a Lei dos Royalties não resolve o financiamento dos próximos dez anos. Paim não confirma se o governo estuda outras fontes de financiamento.

    http://www.jb.com.br/pais/noticias/2014/06/23/dilma-deve-sancionar-quarta-feira-o-plano-nacional-de-educacao/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com o governo do psdb/bosta em Minas Gerais nunca receberemos o equivalente ao mesmo nível de escolaridade. Choque de gestão = salário mínimo para professor.

      Excluir

  38. http://www.jb.com.br/pais/noticias/2014/06/23/dilma-deve-sancionar-quarta-feira-o-plano-nacional-de-educacao/

    ResponderExcluir
  39. Fan fest, bela estratégia para não haver manifestação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. voce foi perfeito em seu comentário.

      Excluir
    2. FIFA Fan Festa é protocolo da FIFA.

      Não é evento do promovido pelo Brasil.

      Excluir
    3. Que tenha sido promovido por um ou outro.Foi uma estratégia inteligente.O povo abaixou a onda.

      Excluir
  40. Atenção!
    ATENÇÃO!

    Será exigido na perícia médica, a partir de hoje 24/06/2014, o Bim Não Efetivo original e a cópia do atestado médico quando o servidor for efetivado (LEI100). Ajude-nos a divulgar a informação.

    ResponderExcluir
  41. FOLHA
    Para compartilhar esse conteúdo, por favor utilize o link http://www1.folha.uol.com.br/fsp/mercado/172635-o-mundo-chegou.shtml ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos da Folha estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização da Folhapress (pesquisa@folhapress.com.br). As regras têm como objetivo proteger o investimento que a Folha faz na qualidade de seu jornalismo. Se precisa copiar trecho de texto da Folha para uso privado, por favor logue-se como assinante ou cadastrado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/06/jornalista-sportv-chama-nordeste-de-aquela-bosta.html
      Pragmatismo Político

      Inicial
      Porões da ditadura
      Educação
      Cultura
      Eleições 2014
      Saúde
      Mídia
      Redação Pragmatismo
      Redação Pragmatismo
      Editor(a)
      2.4 mil

      COPA 201425/JUN/2014 ÀS 10:44
      11
      COMENTÁRIOSJornalista do SporTV chama nordeste de “aquela bosta”
      “Aquela bosta do nordeste”, diz jornalista do SporTV. Petição pública pede que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal e que o canal demita Eduardo Bueno

      eduardo bueno bosta nordeste
      Eduardo Bueno ao lado de Maitê Proença, sua companheira de bancada em programa do SporTV (Reprodução)
      Na última quinta-feira (19), durante a exibição do programa “Extraordinários”, do canal a cabo SporTV, o jornalista Eduardo Bueno, ao falar sobre a região do nordeste, se referiu como “aquela bosta”. Uma petição online foi lançada para que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal contra o profissional.
      Ainda que, posteriormente ao comentário que criou um mal estar entre os presentes, visto que entre eles estava Xico Sá, que é nordestino, Bueno tenha justificado que foi uma brincadeira, o episódio tem repercutido negativamente na rede e Eduardo Bueno está sendo acusado de preconceito.
      Na Petição Pública, que leva o título de “Mais uma agressão a nordestinos feita por Eduardo Bueno”, pede-se a demissão do jornalista. A nota diz que os cidadãos nordestinos ficaram “extremamente chocados” com as declarações feitas em rede nacional.
      Veja também: As pessoas que fizeram piada com uma tragédia no Nordeste
      A seguir, confira o momento em que Eduardo Bueno chama o nordeste de “aquela bosta”:

      Excluir
  42. o principe Harry me confidenciou que no Brasil as mulheres são muito bonitas.Mas que a desigualdade social é muito grande.

    ResponderExcluir
  43. HOJE é dia da reunião do SINDUTE com a SEE. No entanto a secretária FOFUCHA GAZOSA, tirou licença a partir de antes de ontem para fugir do encontro. Caros professores quando tiverem um pepino para resolverem,tirem licença por uns 10 dias e só voltem quando o furacão passar. LIÇÃO da mestra secretária de educação.Seu afastamento foi publicado no MG de ontem .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A reunião foi transferida para hoje às 10:00 com a Fernanda Neves. Não sei ainda o resultado. Eu mesma.

      Excluir
    2. O resultado como sempre é nada, ninguém sabe nada não viu nada chega de palhaçada.

      Excluir
  44. Prezado professor Euler, por favor, não divulgue pagamentos de reposicionamento e pagamento em atraso, quando não forem de fonte oficial, como publicação no Diário oficial do Estado. Peço-lhe que compreenda essa situação, pois existe pessoas publicando coisas em seu Blog que não são verdadeiras. Com isso, existem professores desorientados com essa situação e acreditando nessas mentiras. Sabemos que qualquer dinheirinho em nossa conta é sinônimo de felicidade, pois todos nós precisamos para pagar nossas contas e não é agradável, publicar notícias falsas. Claro não é você e sim pessoas inescrupulosas, que adora fazer maldades com os próprios colegas. Obrigado!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao anônimo de 08:32. O comunicado é real. Se eles não cumprirem não somos nós os culpados.OUVI DA PRÓPRIA BOCA DA RENATA VILHENA na Itatiaia que o posicionamento será a partir de janeiro de 2014.Isto foi publicado em 5 de dezembro no IOF.O pagamento será feito no contra cheque de julho que receberemos em agosto e os atrasados, ou seja, de janeiro a julho sairá no contra cheque de outubro que receberemos em novembro. CASO VOCÊ TENHA FACE BOOK, procure Plantão de Inspeção Ecolar. Lá você encontrará a notícia,TAMBÉM. Pelo Face Book você entra também no Face de Beatriz Cerqueira.

      Excluir
  45. esse blog tá um saco de ler, pois além dos textos enormes , assuntos chatos e repetitivos, politicas, e essa tal de lei 100. Vamos nos unir , sendo que cada um tenho direito de votar em quem quiser. ESSE blog era tão saudável de ler e agora cansa. Fico pensando que esses anônimos no qual eu me refiro chatos, imagina dentro de sala de aula. kkkkkkkkkkkkkkkk abços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, colega. Concordo com sua análise. penso que está faltando bom senso nos comentários. Outros não são relevantes para a a maioria dos profissionais. Os colegas que se dispõem a publicar, poderiam fazer a gentileza de citar a fonte e fazer um resuminho do assunto, não acha?

      Excluir
    2. PELO AMOR DE DEUS. Tenho vergonha de certos professores. Vê-se porque escrevem tão errado. Achar um texto destes longo, Começar com letra minúscula, usar expressões chulas como..."tá um saco...", coisas sem nexo como "...cada um tenho direito de votar..."ou "...no qual eu me refiro chatos. ISTO SIM É CANSATIVO LER. A propósito, você entendeu o que escrevi, "FESSORA"? Ou melhor, "TIA".

      Excluir
    3. Os incomodados que se retirem. Vc deve ser algum penetra metido a intelectual e está no lugar errado. Nem todos que comentam aqui, são professores.

      Excluir

  46. http://nyposts.blogfolha.uol.com.br/2014/06/23/eua-acorda-para-a-copa-e-a-febre-de-brasil/

    ResponderExcluir
  47. http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2014-06-25/professor-brasileiro-e-um-dos-que-mais-trabalha-afirma-relatorio-da-ocde.html

    Professor brasileiro é um dos que mais trabalham, afirma relatório da OCDE
    Por Davi Lira - iG São Paulo | 25/06/2014 06:00
    Texto
    19 pessoas lendo
    9
    Comentários


    No Brasil, docente gasta 25 horas por semana só dando aulas, um porcentual 24% maior do que outros 30 países analisados


    José Luis da Conceição/Divulgação SEE
    Pesquisa foi feita com mais de 14 mil professores brasileiros; docentes usam apenas 67% do tempo da aula; o resto é "desperdiçado" com atividades administrativas e no controle da "bagunça"
    Os professores brasileiros de escolas de ensino fundamental, gastam, em média, 25 horas por semana só com as aulas. O número é superior à média de aproximadamente 30 países, como a Finlândia, Coreia, Estados Unidos, México e Cingapura. Lá, os professores gastam, em média, 19 horas por semana ensinando em sala de aula, ou seja, um porcentual 24% menor. O posição brasileira é inferior apenas à do Chile, onde os professores gastam quase 27 horas em aulas.

    Leia também:
    No Brasil, salário de professor é metade do que recebem outros profissionais (...)

    ResponderExcluir
  48. Lembro-me de uma matéria em que uma professora do Nordeste para garantir um gosto de carne na comida da família comprava algumas asas de frango para fazer uma sopa. Em Minas Gerais, cuja economia cresce mais do que o Brasil, nossa realidade de professores está muito perto daquela do Nordeste. Hoje a realidade naquela região é bastante diferente. E nós, professores de Minas, o que nos resta? Este é mais um legado dos tucanos. Nos matam de fome!!!!!

    ResponderExcluir
  49. VIOMUNDO
    Política
    Altamiro Borges: Ronaldo e Faustão disputam a Copa do oportunismo 2014
    publicado em 24 de junho de 2014 às 9:34


    Faustão agora elogia a Copa. Esperto!

    Por Altamiro Borges

    O apresentador Faustão, da TV Globo, disputará com o ex-jogador Ronaldo, que também está na Globo, o título de “fenômeno” do oportunismo de 2014.

    Neste domingo (22), durante o seu programa na emissora, ele mudou radicalmente de opinião e elogiou a Copa no Brasil. Na maior caradura, ele disse que “surpreendentemente” o evento está dando certo e que os problemas ocorridos até agora são de responsabilidade da Fifa.

    “O que está dando problema é tudo culpa da Fifa. E eles não assumem e colocam a culpa no governo brasileiro. Veja agora o problema da alimentação em Recife, isso é problema da Fifa. A Fifa que assuma as suas responsabilidades”, afirmou no “Domingão do Faustão”.

    A crítica à Fifa é justíssima, mas não deve ter agradado a famiglia Marinho – que sempre manteve sinistras ligações com a máfia que se perpetua no comando desta entidade mundial do futebol. Estas relações são antigas, desde a época do corrupto João Havelange. Não é para menos que a TV Globo evita repercutir as recentes denúncias da mídia internacional sobre o esquema de corrupção montado pela Fifa para sediar a Copa no Catar em 2022 ou sobre os aumentos secretos dos salários de seus dirigentes. A Fifa fatura cerca de 1,5 bilhão de dólares com este evento; já a famiglia Marinho mantém-se no topo da lista de bilionários da Forbes, entre outros motivos, por ter a exclusividade na transmissão dos jogos.

    Faustão acertou na crítica à Fifa, mas deixou de fazer a sua autocrítica. Até a semana passada, o apresentador global, que recebe uma fortuna da emissora e dos anunciantes, era um dos mais hidrófobos nos ataques à organização da Copa no Brasil. Ele animou muita gente que padece do complexo de vira-lata contra o Brasil e que prega à visão neoliberal de negação do Estado. No “Domingão” que antecedeu a abertura dos jogos, ele esbravejou: “Esse é o país que quer fazer Copa do Mundo com 17 [12] cidades, mas que não faz nem com cinco… Já que vai começar dentro dessa bagunça toda, desses estádios caros, vamos tentar fazer o melhor possível, até porque a minha avó já dizia ‘roupa suja se lava em casa’”.

    Na sequência, ele explicitou que seu programa virou um palanque eleitoral da oposição. “Não dá para mostrar para o mundo inteiro que somos o país da corrupção e da incompetência. Muita gente já sabe… O Brasil dentro de campo é uma coisa. O Brasil fora é outro. O povo já percebeu. O Brasil precisa ganhar a Copa da educação, da saúde, contra o preconceito. A nossa Copa do Mundo é em outubro, época das eleições”.

    Ainda na semana passada, ao entrevistar a cantora Cláudia Leite, quase falou um palavrão na emissora, ao esculhambar a solenidade de abertura do torneio no estádio do Itaquerão. Para ele, a “festa merreca” foi uma “m… mercadoria”.

    Agora, “supreendentemente”, ele muda de opinião e elogia a organização da Copa.

    O que houve? Sem dúvida, ele foi contagiado por Ronaldo, o “fenômeno” do oportunismo.

    A TV Globo trabalha com pesquisas diárias para conhecer o humor de seus telespectadores. Não há ainda nada de oficial, mas nos bastidores circula a informação de que o povo não se deixou abater pelo pessimismo da mídia tucana e está entusiasmado com a Copa. A coluna Painel, da Folha, chegou a noticiar neste final de semana que o apoio popular é de mais de 60% da sociedade. Esperto, Faustão resolveu recuar nas suas bravatas eleitoreiras; ele só não fez autocrítica. Por falta de oportunidade não faltam oportunistas neste mundo!

    PS do Viomundo: Como demonstra o livro O lado sujo do futebol, Globo, Fifa, Ricardo Teixeira…É tudo a mesma máfia.

    Leia também:

    Faustão transforma seu programa em palanque contra Dilma

    Altamiro Borges: Ronaldo, “fenômeno” do oportunismo

    ResponderExcluir
  50. VIOMUNDO
    Nassif: Copa, Brasil ganhou, mídia perdeu, factóides viraram pó
    publicado em 24 de junho de 2014 às 10:43

    Brasil e Camarões no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

    Copa: o Brasil ganhou, a mídia perdeu

    Cobertura pré-Copa revelou a incapacidade de separar a disputa política da noção de interesse nacional

    ter, 24/06/2014 – 06:00 - Atualizado em 24/06/2014 – 06:00

    Luis Nassif, no Jornal GGN

    Já se tem o resultado parcial da Copa: reconhecimento geral – da imprensa nacional e internacional – que é uma Copa bem organizada, com estádios de futebol excepcionais, aeroportos eficientes, sistemas de segurança adequados, logística bem estruturada e a inigualável hospitalidade do povo brasileiro.

    Vários jornais (internacionais) já a reconhecem como a maior Copa da história.

    ***

    Agora, voltem algumas semanas atrás, pouco antes do início da Copa.

    A imagem disseminada pela imprensa nacional – era a de um fracasso retumbante. Por uma mera questão política, lançou-se ao mundo a pior imagem possível do Brasil. O maior evento da história do país, aquele que colocou os olhos do mundo sobre o Brasil, que atraiu para cá o turismo do mundo, foi manchado por uma propaganda negativa absurda. Em vez das belezas do país, da promoção turística, do engrandecimento da alma brasileira, da capacidade de organização do país, os grupos de mídia nacionais espalharam a imagem de um país dominado pelo crime e pela corrupção, sem capacidade de engenharia para construir estádios – justo o país que construiu duas das maiores hidrelétricas do planeta -, com epidemias grassando por todos os poros.

    Um dos jornais chegou a afirmar que haveria atentados na Copa, fruto de uma fantasiosa parceria entre os black blocks e o PCC. Outro informou sobre supostas epidemias de dengue em locais de jogo da Copa.

    ***

    O episódio é exemplar para se mostrar a perda de rumo do jornalismo nacional, a incapacidade de separar a disputa política da noção de interesse nacional. E a falta de consideração para com seu principal produto: a notícia.

    Primeiro, cria-se o clima do fracasso.

    Criado o consenso, abre-se espaço para toda sorte de oportunismos. É o ex-jogador dizendo-se envergonhado da Copa, é a ex-apresentadora de TV dizendo que viajará na Copa para não passar vergonha.

    ***

    Tome-se o caso da suposta corrupção da Copa. O que define a maior ou menor corrupção é a capacidade de organização dos órgãos de controle. O insuspeito Ministério Público Federal (MPF) montou um Grupo de Trabalho para fiscalizar cada ato da Copa, juntamente com o Tribunal de Contas da União e a Controladoria Geral da União. O GT do MPF tornou-se um case, por ter permitido economia de quase meio bilhão de reais.

    ***

    Antes da hora, é fácil afirmar que um estádio não vai ficar pronto, que um aeroporto não dará conta do movimento, que epidemias de dengue (no inverno) atingirão a todos, que os turistas serão assaltados e mortos. Fácil porque são apostas, que não têm como ser conferidas antecipadamente.

    Quando o senhor fato se apresenta, todos esses factóides viram pó.

    A boa organização da Copa não é uma vitória individual do governo ou da presidente Dilma Rousseff. É de milhares de pessoas, técnicos federais, estaduais e municipais, consultores, membros dos diversos poderes, especialistas em segurança, trânsito, empresas de engenharia, companhias de turismo, hotelaria.

    E tudo isso foi jogado no lixo por grupos de mídia, justamente os maiores beneficiários. Eram eles o foco principal de campanhas publicitárias bilionárias, sem terem investido um centavo nas obras. Pelo contrário, jogando diuturnamente contra o sucesso da competição e contra qualquer sentimento de autoestima nacional.

    Leia também:

    Altamiro Borges: Ronaldo e Faustão disputam a Copa do oportunismo 2014

    No “sincericídio” de Gilberto Carvalho, uma avaliação correta

    Altamiro Borges: As orgias seletivas de Merval Pereira

    ResponderExcluir
  51. Extraído do Blog Maria Fro:
    No artigo reproduzido abaixo - Educação no Brasil é um -negócio da China-, aponta jornal The New York Times – a questão que se coloca é, seja via programas como Prouni seja na construção de 18 universidades públicas (regionalizadas) e investimento das que estavam depauperadas, ou na possibilidade de intercâmbios ainda na Graduação (como o Ciência sem Fronteiras), coisa impossível nos tempos de FHC, é inegável o investimento no ensino superior pelos governos petistas.

    E pelo visto, diferente do DEM, dos Tucanos e dos representantes do Sindicato dos Proprietários de Faculdades, parece que os estadunidenses estão de olho também na fatia dos investimentos do governo no ensino superior, como as editoras estrangeiras também já perceberam e correm para cá para fazer suas obras didáticas e vender para os programas de livro didático. Nesse mercado o Brasil concentra 40% de toda a América Latina.......
    ( caso se interesse pela leitura completa acesse o blog Maria Fro)

    ResponderExcluir
  52. 247
    08FEV/2013
    Wikileaks revela que José Serra, então pré-candidato do PSDB à Presidência da República, tranquilizou diretora da Chevron Patrícia Padral sobre regras nacionalistas, pró-Petrobras, em discussão no Congresso no final de 2009; "Deixa esses caras (do PT) fazerem o que eles quiserem. As rodadas de licitações não vão acontecer, e aí nós vamos mostrar a todos que o modelo antigo funcionava... E nós mudaremos de volta", disse ele à representante da petroleira americana; não é a toa que a elite global não gosta de Julian Assange, o fundador do site que desnuda suas verdades

    ResponderExcluir
  53. CONCURSADA EXCEDENTE GANHA MANDADO DE SEGURANÇA E TOMA POSSE NO ESTADO. PARABÉNS!
    http://www4.tjmg.jus.br/juridico/sf/proc_peca_movimentacao.jsp?id=468786&hash=7c4fbcb297bd46d411e94dbf0f70b15f

    ResponderExcluir
  54. Audiências de 24/6/2014

    Globo tem pior audiência em dia útil durante a Copa do Mundo
    DIVULGAÇÃO/FIFA
    O uruguaio Luis Suarez reage a dor no dente após morder jogador italiano em jogo da Copa do Mundo


    RESUMO: A Globo teve a pior audiência na Grande São Paulo desde o início da Copa do Mundo, no dia 12. Nesta terça-feira (24), a emissora registrou 10,8 pontos na média das 24 horas, desempenho comum antes do Mundial e superior apenas ao de 14 de junho, um sábado (10,7). O SBT foi vice, com 4,8 pontos. A Record, em terceiro, marcou 4,4. Na abertura do torneio, a Globo deu 16,6

    http://noticiasdatv.uol.com.br/noticia/audiencias/globo-tem-pior-audiencia-em-dia-util-durante-a-copa-do-mundo-3889

    ResponderExcluir
  55. 247
    GALLUP: BRASILEIRO É O QUE MAIS ACREDITA NO FUTURO
    :
    Pelo oitavo ano consecutivo, país lidera pesquisa da Gallup World Poll sobre felicidade futura; numa escala de 0 a 10, a nota foi 8,8; na enquete, o entrevistado diz como acha que estará dentro de cinco anos; já Portugal aparece na rabeira do ranking, em 127º lugar entre 136 países
    26 DE JUNHO DE 2014 ÀS 08:06

    247 – O povo brasileiro é imbatível entre as nações mais otimistas sobre o futuro. É o que aponta, pelo oitavo ano consecutivo, pesquisa da Gallup World Poll, divulgada pelo colunista Ancelmo Góis. Leia:

    PROFISSÃO ESPERANÇA

    Veja só. Pelo oitavo ano consecutivo, não há povo no mundo que acredite mais no futuro do que

    o brasileiro. O País lidera mais uma vez a pesquisa da Gallup World Poll sobre felicidade futura. Numa escala de 0 a 10, a nota foi 8,8.

    Na enquete, o entrevistado diz como acha que estará dentro de cinco anos.

    JÁ...

    O ministro Marcelo Neri, da Secretaria de Assuntos Estratégicos, lembra, com razão, que essa nota alta foi conquistada em 2013, mesmo com as grandes manifestações ocorridas.

    É PENA...

    A pesquisa do Gallup mostra que o fado do povo português parece que não tem fim.

    O país de Cristiano Ronaldo está na rabeira do ranking liderado pela pátria de Neymar. Mais precisamente em 127º lugar entre 136 países.

    ResponderExcluir
  56. Redação Pragmatismo
    COPA 201425/JUN/2014 ÀS 15:48
    53
    COMENTÁRIOSQuem tem ódio de Miguel Nicolelis?
    Enquanto Miguel Nicolelis é achincalhado por Veja e seus leitores, as principais publicações científicas do mundo exaltam o seu trabalho

    roger reinaldo miguel mainardi
    Roger, Reinaldo e Mainardi, os novos PHDs em neurociência do Brasil (Ilustração: Pragmatismo Político)
    Jornalismo Wando
    “Estou muito feliz em ver que o investimento de tantos anos resultou nessa aplicação da Ciência. É assim que a Ciência funciona. É maravilhoso.”
    “Estou muito satisfeito em ver que um investimento que o NIH fez em pesquisa básica nos EUA, durante 25 anos, no laboratório do doutor Nicolelis, deu frutos no Brasil, com a pesquisa clínica financiada pelo governo brasileiro. A Ciência é global”
    “Estou muito encantado, porque uma quantidade muito grande de gente, num evento esportivo, vai poder ver, pela primeira vez, uma demonstração do que a Ciência é capaz de fazer e dar esperança para milhões de pessoas no mundo todo”
    As falas acima são de Francis Collins, um dos cientistas responsáveis pelo revolucionário Projeto Genoma Humano, que em 2001 fez o mapeamento do DNA e descortinou infinitas possibilidades para a Ciência. Ele atualmente é diretor do National Institute of Health (NIH), órgão financiador de pesquisas biomédicas ligado ao governo americano, que faz dele o responsável por um orçamento de US$ 38 bilhões. No mês passado, Collins veio ao Brasil para conhecer de perto uma das pesquisas financiadas por seu instituto: o Projeto Andar de Novo comandado pelo neurocientista Miguel Nicolelis. Com uma equipe formada por cientistas do mundo inteiro, o objetivo do brasileiro é devolver mobilidade para paraplégicos através de uma neuroprótese, conhecida como exoesqueleto.
    Mas parece que alguns compatriotas de Nicolelis não concordam com Francis Collins. Pessoas do alto gabarito de Reinaldo Azevedo, Diogo Mainardi e Roger do Ultraje a Rigor, estão em franca campanha contra o resultado de 30 anos de estudos do professor.
    Vejamos o que os nossos PHDs em neurociência têm a dizer. Primeiro vamos com Mainardi e a resposta à queima roupa do cientista:(...)

    http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/06/quem-tem-odio-de-miguel-nicolelis-2.html

    ResponderExcluir
  57. Esta elite mentirosa descobriu que a Petrobrás tornou-se a maior empresa petrolífera do mundo, por causa do pré-sal. Armaram uma CPMI para cima do Governo pois não aceitam dividir os dividendos com a população brasileira. Serão investidos milhões de dólares na saúde e educação, para o povo sofrido deste país. Não gosto de Dilma e do Aécio. Mas penso nos meus filhos e netos. Voto em DILMA. A elite deste país e do exterior quer esta riqueza para eles. Eu quero para meus filhos e netos. Como me disse um policial federal amigo meu: armaram a maior armadilha para o futuro do povo brasileiro, com atuação da CIA e Companhia. Fico com o BRASIL. A mesma coisa fizeram com a copa. Torso para que nossos conterrâneos servidores da educação não permitam que nossa riqueza privilegiem apenas os ricos. Voto no POVO BRASILEIRO! VOTO EM UMA COPA QUE NENHUM BRASILEIRO OU VISITANTE SE ESQUEÇA! VOTO NA COPA DAS COPAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  58. http://fatoreal.com.br/site/tjmg-determina-nomeacao-de-aprovado-em-concurso-para-atuacao-em-lafaiete/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Euler,
      Poderia nos esclarecer os questionamentos abaixo:

      - O que acontecerá daqui para frente?
      - A situação torna-se favorável a todos os aprovados no concurso?
      - Ou somente para quem entrar na justiça exigindo seus direiros?

      Excluir
    2. Colega, essa determinação do TJMG é particular. É resultado de uma ação na justiça. Se você foi aprovado(a) no concurso deve com urgência entrar com pedido de mandado de segurança. Procure um advogado.

      Excluir
    3. Somente para quem entrar; não há justiça para os que dormem. Despertem e vão a luta atrás dos direitos que lhes estão sendo negados.

      Excluir

  59. Blog da Helena — Rede Brasil Atual
    -
    quinta-feira, 26 de junho de 2014
    Dilma sanciona sem vetos PNE que destina 10% do PIB para a educação


    A presidente Dilma Rousseff sancionou o PNE (Plano Nacional de Educação) na noite de ontem (25), segundo informações da assessoria de imprensa da Presidência da República. Ainda de acordo com a assessoria, a presidente não fez nenhum veto ao plano.

    Uma edição extra do Diário Oficial da União deve circular na tarde de hoje (26) com o PNE sancionado. Uma coletiva de imprensa foi marcada para as 12h, no MEC (Ministério da Educação), para falar sobre o plano.

    O PNE foi aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados após três anos e meio de tramitação no Congresso. Entidades que atuam no setor educacional reivindicavam o veto de dois trechos do PNE: a destinação de parte dos 10% do PIB para programas desenvolvidos em parceria com instituições privadas e a bonificação às escolas que melhorarem o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

    20 metas
    O plano destina 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação e prevê que gastos com creches conveniadas e programas como o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e Prouni (Programa Universidade para Todos) entrem na conta.

    O PNE estabelece 20 metas e 253 estratégias para a educação a serem cumpridas nos próximos dez anos (a contar a partir da sanção presidencial). Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo, a valorização da carreira docente e o aumento de vagas no ensino superior, na educação técnica e na pós-graduação. Veja quais são as 20 metas do PNE.

    No dia 28 de maio, a Câmara já havia aprovado o texto-base do plano, relatado pelo deputado Angelo Vanhoni (PT-PR). Em 3 de junho foram votados dois destaques, propostas que poderiam alterar o texto, mas que foram rejeitados. As discussões eram sobre a complementação da união do CAQ (Custo Aluno Qualidade) e a contabilização em parcerias e em isenção de impostos como investimento público.

    ResponderExcluir

  60. http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/144826/Dilma-sanciona-Plano-Nacional-de-Educa%C3%A7%C3%A3o-sem-vetos.htm

    ResponderExcluir
  61. Concursados, prestem atenção nisso : http://fatoreal.com.br/site/tjmg-determina-nomeacao-de-aprovado-em-concurso-para-atuacao-em-lafaiete/

    ResponderExcluir
  62. Para quem tem dúvidas sobre voto nulo e voto em branco:

    http://youtu.be/ci5KJV_Y-2k

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PROFESSOR PESQUISA E ESCOLHE OS MELHORES, NÃO VOTA EM BRANCO NÃO AMIGO... SAI DESSE BLOG TUCANALHA SENTIU O CHEIRO DA DERROTA E ESTÁ JOGANDO SUJO? AVISAMOS QUE NÓS PROFESSORES ÍAMOS ARRANCAR VOCÊS DO MAPA DO BRASIL E O DIA CHEGOU: LIBERTAS QUAE SERA TAMEM PARA MINAS GERAIS E PARA NÓS TODOS. XÔ, UDNistas!!!

      Excluir
  63. A noticia sobre o reposicionamento esta no site da SEE e se for mentira é por que estamos no fim do mundo, a noticia é do dia 12 / 06 / 2014.

    ResponderExcluir
  64. CONCURSADA EXCEDENTE GANHA MANDADO DE SEGURANÇA E TOMA POSSE NO ESTADO. PARABÉNS!
    http://www4.tjmg.jus.br/juridico/sf/proc_peca_movimentacao.jsp?id=468786&hash=7c4fbcb297bd46d411e94dbf0f70b15f



    TJMG DETERMINA NOMEAÇÃO DE APROVADO EM CONCURSO PARA ATUAÇÃO EM CONSELHEIRO LAFAIETE
    http://fatoreal.com.br/site/tjmg-determina-nomeacao-de-aprovado-em-concurso-para-atuacao-em-lafaiete/

    ResponderExcluir

  65. Plantão Inspeção Escolar
    40 min ·
    REUNIÃO SINDUTE E SEPLAG - em 26/06/14
    Na manhã desta quinta-feira, 26/6, a subsecretária de Gestão de Pessoas da Seplag, Fernanda Neves, e a subsecretária de Informações e Tecnologias Educacionais, da Secretaria de Educação, Sônia Andere, receberam representantes do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação em Minas Gerais (Sind-UTE/MG). O encontro é o segundo realizado pelo Governo de Minas com representantes da entidade neste mês e teve como pauta a carreira dos servidores. Ficou acertado que a agenda de negociações terá continuidade, sempre envolvendo as duas secretarias. Nesses encontros vão ser discutidas questões de natureza pedagógica e administrativa. As demais questões serão tratadas no âmbito do Comitê de Negociação Sindical (Cones), encontros periódicos que contam com a participação do Sind-UTE/MG.
    Somente neste ano já foram realizadas quatro reuniões do Cones (25/2, 25/3, 23/4 e 27/5), além da reunião específica com os representantes da Educação no mês passado. Em 2013, foram realizadas sete reuniões e, em 2012, 12 reuniões.
    A reunião realizada nesta quinta-feira, na Cidade Administrativa, faz parte do calendário de encontros técnicos e reuniões. Também participaram do encontro, a assessora de Relações Sindicais da Seplag, Helga Beatriz de Almeida, e a assessora da Educação, Telma Fonseca.
    Progressão da carreira
    Um dos compromissos assumidos e cumpridos foi a antecipação da concessão de progressão de janeiro de 2016, como previsto na Lei nº 15.293, para janeiro de 2014. Essa iniciativa busca reconhecer e valorizar o empenho e o esforço dos servidores com “mais tempo de casa”. O pagamento do benefício, que representa um acréscimo de 2,5%, será efetuado a partir da folha de julho, com crédito em agosto. O retroativo a janeiro será pago na folha de outubro, com crédito em novembro. O anúncio das datas de pagamento foi feito na última reunião com o sindicato.
    Piso Nacional
    Sobre o pagamento do piso nacional é importante ressaltar que o governo de Minas Gerais paga, desde 2011, valor superior ao estabelecido pelo Ministério da Educação como o piso nacional. Atualmente, o salário inicial de um professor com licenciatura plena é de R$1.455,30 para uma jornada de 24 horas semanais. Esse valor está, proporcionalmente, 42,93% acima do estabelecido pelo MEC para uma jornada de 40 horas semanais. O piso nacional para 40 horas semanais é de R$1.697,39 e para uma jornada de 24 horas, que é adotada em Minas, seria de R$1.018,43.
    Em outubro do ano passado foi concedido um aumento de 5% a todas as carreiras da Educação Básica da rede estadual. Em função dos reajustes de salários e de outros benefícios concedidos pelo Governo do Estado, a folha de salários da Educação cresceu consideravelmente nos últimos cinco anos. Em 2010, a folha era de R$ 6,2 bilhões em 2010 e em 2014 a previsão é de que a folha chegue a R$10,9 bilhões.
    Trata-se de um expressivo crescimento de 75,8% ante uma inflação acumulada de 27,10%, calculada para o mesmo período com base em projeções do Índice Nacional de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e conforme relatório de inflação do Banco Central emitido em maio de 2014. O quadro a seguir mostra a evolução da folha de salários da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais, no período de 2010 a 2014, comparada com a inflação acumulada no período:
    * Previsão com base no arquivo de Acompanhamento do Orçamento – Projeção da Folha de 2014, com base na folha executada de dezembro de 2013.
    * * Previsão no boletim Focus do Bacen – 05/05/214

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este governo é excepcional. Gostara que aqueles que defendem o psdb emitissem comentário a partir desta notícia. Com este governo podem reverter todos os dividendos do petróleo para a educação que em Minas ficaremos a ver navios. Só PIMENTEL para reverter esta situação. PEÇO A TODOS QUE DEFENDEM O GOVERNO TUCANO QUE EMITAM COMENTÁRIOS A RESPEITO DESTA MATÉRIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Quanta lorota. Será que esse pessoal pensa que os professores de minas são imbecis. A mesma historinha de sempre, parece disco arranhado. Temos que pedir muito a Deus para nos livrarmos desse carma.

      Excluir
    3. Pimentel neles!

      Excluir
    4. Cidade Inadministrável27 de junho de 2014 11:20

      Como crescimento? E os valores da nossa carreira que são nossos direitos adquiridos que ele,o Estado, usurpou? O choque de gestão foi feito no nosso salário,recebemos menos da metade que receberíamos se os advogados do Estado não tivesse autorizado essa GANG que apossou do Estado nos roubar. O sindicato não fez e nem fará nada...

      Excluir
    5. Insistem em falar que pagam o piso.
      Pra provar é só pagar o vb mais as vantagens especificamente.

      Excluir
  66. Balaio do kotscho:Dilma Domina naquilo que de fato importa: o tempo na tv. Com 9 minutos e 41 segundos já garantidos,podendo chegar a 11min e 25s em cada bloco de 25 minutos .Aécio Neves tem 3 min e 10s e Eduardo Campos 1m e 46s.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que ser de outro lugar para noticiar isto.E a a Itatiaia,porque se omite destas verdades.

      Excluir
  67. Alguém sabe informar se a progressão corresponde a 2,5% para cada letra a que teremos direito no reposicionamento?

    ResponderExcluir
  68. foi o governo do pt que disse que quem ganha 1.500 reais ,já pode ser considerado classe média.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "27 de junho de 2014 03:59
      foi o governo do pt que disse que quem ganha 1.500 reais ,já pode ser considerado classe média"

      Coloque o link, fazendo um favor aonde "alguém do PT" tenha dito (lei,decreto, resolução e ou portaria), isso que você afirma.

      Excluir
  69. Sind-UTE/MG e Seplag sentam-se à mesa de negociações

    A segunda reunião aconteceu nessa quinta-feira (26/06)
    Seis meses após protocolar a pauta de reivindicações 2014, de uma greve de 15 dias pela abertura de negociações, de várias mobilizações em Belo Horizonte e interior, fechamento de BR’s e ocupação da SRE Metropolitana A, o governo do Estado senta-se à mesa de negociações com os trabalhadores... Ver mais

    ResponderExcluir
  70. CONCURSADOS, TODOS A LUTA!

    http://www4.tjmg.jus.br/juridico/sf/proc_peca_movimentacao.jsp?id=468786&hash=7c4fbcb297bd46d411e94dbf0f70b15f

    http://fatoreal.com.br/site/tjmg-determina-nomeacao-de-aprovado-em-concurso-para-atuacao-em-lafaiete/

    ResponderExcluir

  71. http://www.pragmatismopolitico.com.br/2014/06/arnaldo-jabor-vai-se-retratar.html

    ResponderExcluir
  72. O acordão vai ser publicado dia 01/07/2014...Leiam no Plantão Inspeção Escolar...

    ResponderExcluir
  73. Saiu o acórdão da ADI 4876(sobre a inconstitucionalidade da lei 100)
    https://www.facebook.com/l.php?u=https%3A%2F%2Fwww.stf.jus.br%2Farquivo%2FdjEletronico%2FDJE_20140627_125.pdf&h=xAQEdJLp9
    www.stf.jus.br
    www.stf.jus.br
    Pág 29, número275

    ResponderExcluir
  74. Acórdão lei 100

    http://www.facebook.com/l.php?u=http%3A%2F%2Fstf.jus.br%2Fportal%2FdiarioJustica%2FlistarDiarioJustica.asp%3FtipoPesquisaDJ%3DAP%26numero%3D4876%26classe%3DADI&h=OAQHNFVjm
    stf.jus.br
    stf.jus.br

    ResponderExcluir
  75. Saiu o acórdão da Lei 100 , veja no Plantão Inspeção Escolar MG ou
    STF dia 27 de junho, pág. 29, a valer em 1º de julho de 2014...

    ResponderExcluir
  76. http://stf.jus.br/portal/diarioJustica/listarDiarioJustica.asp?tipoPesquisaDJ=AP&numero=4876&classe=ADI

    ResponderExcluir
  77. Plantão Inspeção Escolar compartilhou um link.
    há 2 horas · Editado
    ATENÇÃO!

    O ACÓRDÃO SERÁ PUBLICADO EM 01/07, PASSANDO A TER EFEITOS SOBRE A QUEDA DA LEI 100

    DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

    N°: 125/2014 Divulgação: sexta-feira, 27 de junho

    Publicação: terça-feira, 01 de julho


    AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4.876 (275)
    ORIGEM :PROCESSO - 122000004197200718 - MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL
    PROCED. :DISTRITO FEDERAL
    RELATOR :MIN. DIAS TOFFOLI
    REQTE.(S) :MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
    PROC.(A/S)(ES) :PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA
    INTDO.(A/S) :GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    ADV.(A/S) :ADVOGADO-GERAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    INTDO.(A/S) :ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    ADV.(A/S) :SEM REPRESENTAÇÃO NOS AUTOS
    AM. CURIAE. :ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES PÚBLICOS DE MINAS GERAIS - APPMG
    ADV.(A/S) :DÁCIO FERNANDO JULIANI E OUTRO(A/S)
    Decisão: O Tribunal, por unanimidade, rejeitou as preliminares. Em seguida, o Tribunal conheceu da ação direta, julgando-a parcialmente procedente para declarar a inconstitucionalidade dos incisos I, II, IV e V do art. 7º da Lei Complementar nº 100/2007, do Estado de Minas Gerais, vencidos em parte os Ministros Joaquim Barbosa (Presidente) e Marco Aurélio, que a
    julgavam totalmente procedente. VEJA TUDO NO PLANTAO INSPECAO

    ResponderExcluir
  78. PubliSTF - DJe nº 125/2014 Divulgação: sexta-feira, 27 de junho de 2014 Publicação: terça-feira, 01 de julho de 2014 29- acordão da lei 100
    indispensável, para a resolução da questão, o exame do conteúdo de outras
    normas infraconstitucionais. Precedentes.
    VII – Ação julgada parcialmente procedente para declarar
    inconstitucionais os arts. 8º e 17 da Lei 68/1989 e o art. 6º da Lei 82/1989,
    prejudicado o exame dos arts. 3º da Lei distrital 66/1989, 6º da Lei distrital
    83/1989 e 1º da Lei distrital 96/1990.
    VIII - Ação não conhecida no tocante a impugnação aos arts. 1º e 2º
    da Lei distrital 282/1992.
    AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4.876 (275)


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que são esses outros artigos? São de qual processo? O que tem haver com a ADI 4876

      Excluir
  79. TENÇÃO!

    O ACÓRDÃO SERÁ PUBLICADO EM 01/07, PASSANDO A TER EFEITOS SOBRE A QUEDA DA LEI 100

    DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL
    ... Ver mais

    Página Principal :: STF - Supremo Tribunal Federal
    www.stf.jus.br
    STF - Supremo Tribunal Federa

    ResponderExcluir
  80. Plantão Inspeção Escolar compartilhou um link.
    há 6 horas · Editado
    ATENÇÃO!

    O ACÓRDÃO SERÁ PUBLICADO EM 01/07, PASSANDO A TER EFEITOS SOBRE A QUEDA DA LEI 100

    DIÁRIO DA JUSTIÇA ELETRÔNICO REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL

    N°: 125/2014 Divulgação: sexta-feira, 27 de junho

    Publicação: terça-feira, 01 de julho


    AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE 4.876 (275)
    ORIGEM :PROCESSO - 122000004197200718 - MINISTÉRIO PUBLICO FEDERAL
    PROCED. :DISTRITO FEDERAL
    RELATOR :MIN. DIAS TOFFOLI
    REQTE.(S) :MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
    PROC.(A/S)(ES) :PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA
    INTDO.(A/S) :GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    ADV.(A/S) :ADVOGADO-GERAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    INTDO.(A/S) :ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
    ADV.(A/S) :SEM REPRESENTAÇÃO NOS AUTOS
    AM. CURIAE. :ASSOCIAÇÃO DE PROFESSORES PÚBLICOS DE MINAS GERAIS - APPMG
    ADV.(A/S) :DÁCIO FERNANDO JULIANI E OUTRO(A/S)
    Decisão: O Tribunal, por unanimidade, rejeitou as preliminares. Em seguida, o Tribunal conheceu da ação direta, julgando-a parcialmente procedente para declarar a inconstitucionalidade dos incisos I, II, IV e V do art. 7º da Lei Complementar nº 100/2007, do Estado de Minas Gerais, vencidos em parte os Ministros Joaquim Barbosa (Presidente) e Marco Aurélio, que a
    julgavam totalmente procedente. O Tribunal, por maioria, modulou os efeitos da declaração de inconstitucionalidade para, em relação aos cargos para os quais não haja concurso público em andamento ou com prazo de validade em curso, dar efeitos prospectivos à decisão, de modo a somente produzir efeitos a partir de doze meses, contados da data da publicação da ata de julgamento, tempo hábil para a realização de concurso público, a nomeação e a posse de novos servidores, evitando-se, assim, prejuízo aos serviços públicos essenciais prestados à população. Em relação aos cargos para os quais exista concurso em andamento ou dentro do prazo de validade, a decisão deve surtir efeitos imediatamente. Ficam ressalvados dos efeitos desta decisão: a) aqueles que já estejam aposentados e aqueles servidores que, até
    a data de publicação da ata deste julgamento, tenham preenchidos os requisitos para a aposentadoria, exclusivamente para efeitos de aposentadoria, o que não implica em efetivação nos cargos ou convalidação
    da lei inconstitucional para esses servidores; b) os que se submeteram a concurso público quanto aos cargos para os quais foram aprovados; e c) a estabilidade adquirida pelos servidores que cumpriram os requisitos previstos no art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição (...)

    ResponderExcluir
  81. (...)
    Federal. Vencidos o Ministro Joaquim Barbosa, que modulava os efeitos da decisão em menor extensão, e o Ministro Marco Aurélio, que não modulava seus efeitos. Ausente, justificadamente, o Ministro Celso de Mello. Falaram: pelo Governador do Estado de Minas Gerais, o Dr. Marco Antônio Rebelo Romanelli, Advogado-Geral do Estado; pela Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais, o Dr. Carlos Frederico Gusman Pereira, Procurador da Assembleia, e, pelo amicus curiae Associação de Professores Públicos de
    Minas Gerais, o Dr. Dácio Fernando Juliani. Plenário, 26.03.2014.

    EMENTA
    Ação direta de inconstitucionalidade. Artigo 7º da Lei
    Complementar nº 100/2007 do Estado de Minas Gerais. Norma que tornou titulares de cargos efetivos servidores que ingressaram na administração pública sem concurso público, englobando servidores
    admitidos antes e depois da Constituição de 1988. Ofensa ao art. 37, inciso II, da Constituição Federal, e ao art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias. Modulação dos efeitos. Procedência
    parcial.
    1. Desde a Constituição de 1988, por força do seu art. 37, inciso II, a investidura em cargo ou emprego público depende da prévia aprovação em concurso público. As exceções a essa regra estão taxativamente previstas na
    Constituição. Tratando-se, no entanto, de cargo efetivo, a aprovação em concurso público se impõe.

    2. O art. 19 do Atos das Disposições Constitucionais Transitórias tornou estáveis os servidores que estavam em exercício há pelo menos cinco anos na data da promulgação da Constituição de 1988. A estabilidade
    conferida por essa norma não implica a chamada efetividade, que depende de concurso público, nem com ela se confunde. Tal dispositivo é de observância obrigatória pelos estados. Precedentes: ADI nº 289/CE, Relator o Ministro Sepúlveda Pertence, Tribunal Pleno, DJ de 16/3/07; RE nº 199.293/SP, Relator o Ministro Marco Aurélio, Tribunal Pleno, DJ de 6/8/04; ADI nº
    243/RN-MC, Relator o Ministro Maurício Corrêa, Tribunal Pleno, DJ de 24/8/01; RE nº 167635/PA, Relator o Ministro Maurício Corrêa, Segunda
    Turma, DJ de 7/2/97.

    3. Com exceção do inciso III (que faz referência a servidores submetidos a concurso público), os demais incisos do art. 7º da Lei Complementar nº 100, de 2007, do Estado de Minas Gerais tornaram titulares de cargo efetivo servidores que ingressaram na Administração Pública com evidente burla ao princípio do concurso público (art. 37, II, CF/88).

    4. Modulação dos efeitos da declaração de inconstitucionalidade, nos termos do art. 27 da Lei nº 9.868/99, para,
    i) em relação aos cargos para os quais não haja concurso público em andamento ou com prazo de validade em curso, dar efeitos prospectivos à decisão, de modo a somente produzir efeitos a partir de doze meses, contados da data da publicação da ata de julgamento, tempo hábil para a realização de concurso público, a nomeação e a posse de novos servidores, evitando-se, assim, prejuízo à prestação de serviços públicos essenciais à população;

    ii) quanto aos cargos para os quais exista concurso em andamento ou dentro do prazo de validade, a decisão deve surtir efeitos imediatamente. Ficam, ainda, ressalvados dos efeitos da decisão
    (a) aqueles que já estejam aposentados e aqueles servidores que, até a data de publicação da ata deste julgamento, tenham preenchido os requisitos para a aposentadoria, exclusivamente para efeitos de aposentadoria, o que não implica efetivação nos cargos ou convalidação da lei inconstitucional para esses servidores, uma vez que a sua permanência no cargo deve, necessariamente, observar os prazos de modulação acima;
    (b) os que foram nomeados em virtude de aprovação em concurso público, imprescindivelmente, no cargo para o qual foram aprovados; e
    (c) a estabilidade adquirida pelos servidores que cumpriram os requisitos previstos no art. 19 do ADCT da Constituição Federal.

    5. Ação direta julgada parcialmente procedente
    www.stf.jus.br

    ResponderExcluir

  82. ACÓRDÃO

    STF 27/06/2014 PUBLICAÇÃO EM 01/07/2014

    https://www.stf.jus.br/arquivo/djEletronico/DJE_20140627_125.pdf

    PÁGINA 29

    ResponderExcluir
  83. Saiu o acórdão
    pag 29

    https://www.stf.jus.br/arquivo/djEletronico/DJE_20140627_125.pdf

    ResponderExcluir
  84. Euler, faça uma interpretação do que diz o acórdão.

    ResponderExcluir
  85. https://www.stf.jus.br/arquivo/djEletronico/DJE_20140627_125.pdf
    PAG 29
    (...)
    ii) quanto aos cargos para os quais exista concurso em andamento ou dentro do prazo de validade, a decisão deve surtir efeitos imediatamente.(...)

    ResponderExcluir