sábado, 2 de novembro de 2013

Os supersalários de Minas, país que se recusa a pagar o piso dos professores...


Os supersalários de Minas, país que se recusa a pagar o piso dos professores...

Minas Gerais, outro país, não paga sequer o piso salarial nacional dos educadores da rede estadual, mas é generoso com alguns setores do serviço público. TCE, TJMG, PGE, além do Legislativo, são órgãos cuja média salarial está muito acima daquela que se paga aos profissionais da Educação. Não há qualquer isonomia, inclusive em relação aos planos de carreira, que têm estrutura comum a todos os servidores do estado, menos para os educadores, para os quais as regras foram pioradas, a ponto de praticamente igualar a remuneração entre iniciantes e antigos servidores - dois salários mínimos de piso e de teto, por cargo, para todos os professores.

A mesma Procuradoria Geral do Estado, que foi contra a greve dos educadores em 2011 e se colocou a favor do governo na questão do piso salarial - governo que, de forma descarada, burlou a Lei federal 11.738 -, pelo visto, não demonstra qualquer acanhamento quando se trata de editar regras, que, de acordo com o promotor de Defesa do Patrimônio Público Eduardo Nepomuceno, podem ter privilegiado alguns servidores apostilados.

Enquanto servidores do Legislativo de Minas, do TJMG, do TCE e da PGE - além da PM de Minas - têm tratamento diferenciado, com vencimentos bem mais condizentes com a complexidade das suas respectivas funções ou carreiras, os educadores de Minas recebem salário de fome, e sequer o mísero reajuste de 5% prometido pelo governo de Minas foi pago no vencimento de outubro.

Vejam o que publicou o jornal O Tempo sobre os supersalários de alguns servidores em Minas neste e neste endereços eletrônicos, que transcrevemos a seguir:

" Salários poderão ser cortados 

Conselho Nacional do Ministério Público pediu explicações sobre apostilamentos de servidores

Guilherme Reis


Uma representação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) pode dar fim aos supersalários pagos aos servidores da instituição. Com os chamados apostilamentos, os funcionários tiveram saltos remuneratórios superiores ao previsto pelos seus planos de carreira. Após receber a denúncia de irregularidade, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) já pediu explicações à Procuradoria Geral de Justiça de Minas Gerais. Se os valores pagos forem considerados indevidos, os servidores terão que devolver os valores. 

O promotor de Defesa do Patrimônio Público Eduardo Nepomuceno enviou uma autuação ao CNMP que questiona a legalidade da Resolução 102 de 2002, editada pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), que determinava a criação de um padrão remuneratório que beneficiava servidores apostilados.
 
A resolução da PGE determinava que aqueles que exerceram, durante certo período, um cargo de confiança na administração pública e que adquiriram o direito de incorporar parte dessa remuneração aos seus vencimentos de forma vitalícia sofreriam uma guinada em seus planos de carreira.
 “A lei estabelece que cada carreira tenha determinado o seu padrão remuneratório. Aquele servidor vai progredindo dentro do padrão. Os apostilados, com a criação da classe A em 2002, começavam já no padrão 86, mesmo que na origem ele estivesse na 35. A resolução é inconstitucional”, analisou o promotor.

De acordo com Nepomuceno, ele recorreu ao CNMP porque a Procuradoria de Justiça mineira se negou a fazer as alterações necessárias no plano remuneratório dos funcionários. “Já havia recomendado à Procuradoria Geral que revisse os critérios de remuneração, mas ela entendeu que já tinha passado mais de cinco anos desde a resolução e que ela foi acobertada por pareceres, ou seja, que estava dentro da lei”, destacou.

Devolução. A ação do promotor, além de pedir a readequação do padrão remuneratório dos apostilados, ainda exige “a devolução dos valores recebidos com correção” desde a data do desembolso pelos cofres públicos. Segundo Nepomuceno, mais de cem pessoas podem ser atingidas. 

“Estamos fazendo nossa parte, procurando as vias constitucionais, sem expor a dignidade de ninguém nem divulgar nominalmente o servidor. A questão precisa ser analisada. No nosso entendimento, ela gerou uma bola de neve e prejuízos aos cofres públicos”.

A Procuradoria de Justiça de Minas tem 15 dias para dar explicações ao Conselho Nacional do Ministério Público, que publicou, no último dia 28, a exigência no “Diário Oficial da União” (DOU). Apesar da publicação, o Ministério Público de Minas divulgou que não foi informado e que só vai se posicionar assim que tiver conhecimento da exigência."

" TCE e TJMG serão os próximos


 Os servidores do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e do Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCE-MG) que recebem supersalários serão os próximos alvos de ações do Ministério Público, que já investiga abusos nos contracheques desses órgãos, conforme adiantou O TEMPO.

O promotor de Defesa do Patrimônio Público Eduardo Nepomuceno aguarda informações do TJMG sobre a estruturação dos planos de carreira para enviar ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) a mesma denúncia que fez contra o Ministério Público. “Minha suspeita é que o mesmo tenha acontecido no TJ. Já pedi informações ao Tribunal, mas ainda não recebi. Se isso não acontecer, vou encaminhar a ação com o que já tenho”.

No caso do TCE-MG, a perícia indicou cerca de cem casos de progressão de carreira irregular. No entanto, como o órgão não tem um conselho como os MPs e os TJs, os questionamentos terão que ser encaminhas à Justiça em ações individuais. “Nesse caso, as decisões podem demorar mais”, avaliou o promotor.

Por meio de nota, o Tribunal de Justiça esclareceu que “os vencimentos são pagos, em regra, dentro do limite estabelecido pelo teto salarial”. Segundo o Tribunal, as exceções são casos de funcionários que conquistaram na Justiça liminares que lhes garantiram o direito de receberem acima do teto constitucional.

A assessoria de imprensa do TCE também afirmou que os supersalários na Corte são mantidos com base em determinações judiciais. (GR)"

                                    ***
Reparem, os nossos queridos leitores, que o TJMG pagou salários acima do teto para aqueles funcionários que teriam conquistado liminares na Justiça. Em reportagens anteriores, o jornal O Tempo revelou que tais salários, em alguns casos, foram acima de R$ 100 mil. Enquanto isso, os professores, que conquistaram uma Lei Federal (do Piso) e mais uma decisão irrecorrível do STF, nem assim tiveram respeitado seu direito ao mísero piso salarial nacional enquanto vencimento básico mais gratificações. Por isso é que dissemos que Minas é outro país, dominado por uma elite que em geral - com raras exceções - não respeita as normas federais do Brasil. Com as bençãos de uma mídia que diariamente pratica vandalismo no noticiário tendencioso - e sem direito ao contraditório - contra os interesses da maioria dos mineiros.


Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

                  ***

228 comentários:

  1. Boa tarde, amigos..
    Mediante a notícias mentirosas sobre o " magnífico" aumento de 5%, temos que fazer uma limpeza na política mineira...FORA PSDB...FORA DEPUTADOS CORRUPTOS...

    ResponderExcluir
  2. Aí está, nem dentro do que é constitucional , o piso salarial, conseguimos usufruir de nossos direitos.Acontece com os supersalários, mais salários altíssimos para cargos comissionados, como é que vai ter dinheiro para pagar os pífios 5% dos professores? Será que só eles tem família? Será que só eles precisam receber regiamente pelos serviços prestados? Quero só ver a hora que o anastasia sair, vai acabar a festa deles, tem que devolver o que foi recebido indevidamente. Parabéns ao promotor Nepomuceno, precisamos de pessoas honestas, idôneas, conscientes do seu papel em promover a justiça , e defender os interesses do estado democrático. Até onde sabemos nossos direitos não são respeitados por esse governador, professor, advogado antonio juno anastasia.

    ResponderExcluir
  3. É revoltante, tenho dois cargos, um no municipio e outro no estado, tenho 15 anos de trabalho e quero deixar a educação porque estou esgotada , sem esperança na valorização da educação.Infelizmente.

    ResponderExcluir
  4. Vai vendo aí nas porcarias que o eleitor mineiro vota. Deus queira que eles não votem outra vez em outras porcarias.

    ResponderExcluir
  5. NÃO VEJO A HORA DE TERMINAR O MANDATO DESSE DESGOVERNO DO PSDB E ESPERO QUE NÓS:EDUCADORES,POLÍCIA E SAÚDE NÃO VOTEMOS NUNCA MAIS NESSE TAL DE PSDB.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A polícia ganha muito bem e só estuda se quiser... Ela vota no governo sim... kkkkkkk

      Excluir
  6. Não adianta tentar entender essa podridão da política brasileira,é sempre assim a corda arrebenta do lado mais fraco.Todos sabem q\ fomos injustiçados com esse novo modelo de remuneração ,mas,o poder legislativo mto menos o judiciário vai comprar briga com o Governo p\ defender um simples classe trabalhadora q\ manobrada e extremamente ingênua assinaram um termo p\ o então Governador Aécio Neves acabar com a nossa carreira,levando nos a acreditar q\ não teria outra saída q\ o Subsídio,caimos feito patinhos,esperançosos q\ dias melhores viriam e q\ finalmente seriamos melhores remunerados.Hoje ,vendo q\ fomos enganados e a única saída q\ nos resta é abandonar a profissão e tentar outro caminho menos sofrido,o jeito,infelizmente é assistir de camarote a decadência de um país violento,corrupto,injusto.Porque nenhum pais poderá prosperar sem educação...

    ResponderExcluir
  7. Professor Euler e colegas,
    Esta publicação tinha que chegar ao Jornal Nacional dizendo "Isto Rede Globo é que é vandalismo; supersalários pagos a alguns da elite de Minas" e não o que é pago aos professores de Minas e do Brasil. Força black block.
    Professor Herbet de Freitas -
    Cristália - MG

    ResponderExcluir
  8. E ainda tem professores que votarão no "Aécin" e certamente no "Satanesia"...é deplorável toda essa situação!
    Mas,cada povo tem o governo que merece.
    Para aquele que tiver o mínimo de dignidade resta não votar em ninguém do PSDB e nenhum candidato de coligação.Aliás,bom mesmo seria nem votar.Vamos expor a realidade de Minas Gerais nas redes sociais todos os dias(se pudermos),só assim nos faremos observados.Um forte abraço solidário.

    ResponderExcluir
  9. Muita gente em minha escola ficou com raiva quando eu disse que não dessem crédito para a palavra do governo, principalmente em relação ao GRANDIOSO AUMENTO DE 5%. Alguns disseram que eu não poderia influenciar as pessoas com meus pensamentos... E AGORA, PESSOAL??? QUEM FOI INFLUENCIADO??? Não caio no papinho furado desse governo que só nos prejudica. ABRAM OS OLHOS!!!

    ResponderExcluir
  10. Uma palavra para expressar todo nosso descontentamento: REVOLTA!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. s.f. Ato ou efeito de revoltar ou revoltar-se, de provocar grande perturbação, de agitar; sedição, sublevação, motim, levante, rebelião: revolta de camponeses contra o sistema feudal.
      Rebeldia, insubmissão: todos os seus atos eram marcados por permanente revolta.
      Alvoroço, tumulto, desordem.
      Perturbação moral, indignação, repulsa, náusea.
      ONDE VOCÊ VIU ISSO NA CLASSE DE "SOFRESSORES" MINEIROS ACOMODADOS?
      DÁ VERGONHA DE SER PROFESSOR DE MINAS GERAIS.
      TEM HORA QUE DA VONTADE DE GRITAR:
      VIVA AÉCIO!
      VIVA o tal

      ANASTASIA!


      Anencéfalo
      Naná
      Aberração
      Sujo
      Trouxa
      Aberração
      Subornável
      Irritante
      Abestado

      Excluir
  11. O tal projeto de reajuste dos miseráveis 5% só foi encaminhado à Assembleia Homologotiva no dia 25/10, portanto sem tempo hábil, haja vista que normalmente a folha de pagamento é fechada no dia 22 ou 23. Esse tal reajuste foi anunciado, se não me engano, no final de setembro ou início de outubro. Portanto, o governo teve tempo de sobra para homologar o tal reajuste. Não pagará neste mês porque não tem dinheiro para a Educação. Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Proposital, aliás, é tudo que o governo faz para a classe dos professores.

      Excluir
    2. É que os juros deste dinheiro já fica prá campanha política do próximo ano. Não entendeu ainda?

      Excluir
    3. Até o concurso a ser realizado, provavelmente será para campanha eleitoral. BOBO será quem fizer, já até prorrogaram as inscrições.É sinal de que não atingiram a quantidade pretendida.

      Excluir
  12. EDUCAÇÃO
    Autofagia e trabalho docente no campo da educação

    Autofagia e trabalho docente no campo da educação

    Lúcio Alves de Barros
    Professor da Faculdade de Educação da UEMG


    A massificação, a proletarização, o assalariamento predatório, a diminuição da autoridade e o avanço das relações de mercado no campo da educação têm produzido conturbadas relações sociais entre os professores. Apavorados, desanimados, magoados, cansados e colocados em xeque, a categoria tem compartilhado o sofrimento, as doenças, o desemprego, a ansiedade e o medo. Mas não é para menos: nos últimos anos, uma espécie de “segure-se quem puder” invadiu de vez as escolas, as faculdades e as universidades. Em terra de leão, é claro que são poucas as ovelhas que sairão impunes de relações perversas que colocam em questão a subjetividade do ser que trabalha – por natureza – com a interação. Explico do que se trata.

    Em primeiro, já são notórias as relações de falsidade, deslealdade, maldade e crueldade em meio aos docentes. É certo que na maioria das relações de trabalho tais fenômenos também se fazem presentes, mas no caso dos professores eles vêm tomando efeitos dramáticos, principalmente porque a categoria há anos vem sendo desmotivada pelas más condições de trabalho, pelo aumento da carga laboral e pela perda da autoridade em sala de aula e fora dela. Vulnerável, a categoria se rende ao sadismo/masoquismo próprios da cultura da violência e da exclusão. O caminho é claro: o “segure-se quem puder” não é para todos, e logo são excluídos os “mais sensíveis” – que vão caindo em meio às batalhas emocionais com os “mais fortes”.

    ResponderExcluir
  13. Autofagia e trabalho docente no campo da educação

    (continuação) 2º

    Em segundo, é preciso apontar para a “seleção social” produzida no mercado laboral dos docentes. A lógica do mercado educacional nos últimos tempos tem se baseado no número de publicações, artigos, textos, livros, orientações e apresentações em congressos, seminários e outros eventos. Nessa esfera, o corporativismo ganha vida, pequenos e grandes núcleos se formam, se reproduzem, se protegem e se distribuem em “pesquisas” recheadas de bolsas e investimentos públicos. Tais pesquisas, em geral, se transformam em artigos escritos por muitas mãos, as quais não deixam de labutar no intuito de conchavos para o credenciamento em órgãos governamentais. E, diga-se de passagem, não se procura mais qualquer revista: o operariado do saber quer um “B1”, um “B2” e, se possível, para tirar onda no ar, um “A”. O curioso é que a luta acaba sendo por um artigo lido pelos próprios pares e citado pelos próprios companheiros e que raramente chega a um público maior e talvez interessado. Na verdade,

    tudo é produzido para a reprodução do “homo academicus”, de Bourdieu, que goza ao ver o nome estampado na internet ou no último evento de cartaz colado na parede. E tudo funciona para que o famoso Curriculum Lattes se transforme em capital simbólico, que, na maioria das instituições, aparece como garantia de credenciamento como “instituição de respeito”. Aos docentes que não conseguem se enquadrar restam a dura realidade da fofoca e dos apelidos maldosos que rondam as salas e os cargos menos significantes de direção.

    ResponderExcluir
  14. Autofagia e trabalho docente no campo da educação

    (continuação) 3º

    Acrescentam-se às condições colocadas o esvaziamento dos sindicatos e das associações especialmente no quesito mobilização coletiva. É bem verdade que em todo o país assistimos ao desenrolar de algumas greves, principalmente em relação à questão salarial e ao piso dificilmente legitimado pelas autoridades que gerenciam muitos estados da Federação. Todavia, os trabalhadores da educação não parecem animados, tampouco disponíveis para participar de ações coletivas. O “segure-se quem puder” e a seleção social no interior da categoria garantiu lugar privilegiado para aqueles que conseguiram entrar e fazer parte da onda de privilégios, bolsas e grupos que podem possuir mais ou menos condições de conseguir determinados direitos nos sindicatos da categoria. Na realidade, os trabalhadores da educação sofrem com a desvalorização e o reduzido valor-trabalho, a ponto de o individualismo fazer parte da vida pública e da vida privada, próprias da natureza das sociedades do mercado e do espetáculo.

    Oprimidos e calados pelo tempo, é preocupante a autofagia docente. Obviamente, na lida diária os mais fracos e vulneráveis à temperatura institucional dos ambientes escolares vão se queimando aos poucos. Os mais fortes viram celebridades, chegando mesmo a alimentar a mídia e as notícias da organização. As relações tornam-se mais complexas e tensas quando os docentes não estão mais entre iguais ou não compartilham o mesmo corpo. Adoentado, o corpo docente vai se alimentando de sua própria carne. Rapidamente a autofagia ganha espaço e alguns ficam no caminho: aposentados são mal vistos, especialistas são denegridos, mestres precisam estudar e o doutor deve publicar para elevar o nome da instituição. É a destruição perfeita das pessoas por meio do “conhecimento”, da informação, dos títulos e da famigerada objetividade. O processo autofágico é violento e os órgãos não têm a ciência dele, até o momento em que começam a ser devorados pelos próprios pares.

    Publicado em 1º de outubro de 2013

    http://www.educacaopublica.rj.gov.br/biblioteca/educacao/0405.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem contar que esses doutores só publicam m. Parece que os títulos e o número de publicações é mais importante do que a criatividade (genialidade) e a qualidade da pesquisa. Êh Brasil!

      Excluir
  15. Para distrair um pouco:

    http://www.youtube.com/watch?v=7zheLAJYLEQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. esse link não abre!

      Excluir
    2. Esse é igual e abre, ri muitooo...

      http://www.youtube.com/watch?v=7zheLAJYLEQ&list=RD027zheLAJYLEQ

      Excluir
  16. Caro Professor Euler. Assistindo a rede globo minas neste domingo, fiquei espantado com a quantidade de propaganda enganosa deste desgoverno, sobre o novo ensino médio. É gritante a necessidade do sindicato contra-atacar na mídia denunciando a destruição da educação em Minas. Isto é desumano, imoral, anti-ético, absurdo de vermos. Tenho vergonha de ser professor neste estado. Tenho nojo da cúpula deste governo. Temos que nos unir para garantir que uma candidatura oposicionista possa lograr êxito. Fiquei passando mal com tantas mentiras. Tínhamos que encontrar os personagens das propagandas e refazer as propagandas com os mesmos mostrando as inverdades. Nossas instituições estão falidas: judiciário, assembléia legislativa, etc. Não consigo mais trabalhar em sala de aula: sinto-me um trouxa diante destas aberrações. Valha-me Deus!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Gostaria ,se tivessem oportunidade, que lessem o EXTRA que veio no Globo de domingo, dia 27/10. Vi hoje. Passo a passo a negociação e os ganhos reais dos professores do Rio(+ os do município). O piso hj de P1 e P2 ou seja prof de (P2)1ª a 4ª, como chamávamos e os de 5ª a 8ª(P1) com os mesmos salários, desde que com licenciatura, este foi o 1ºganho.
    Salário inicial, sem o plano,1536 ,para 22h com o plano 2332 reais.62% de reajuste em até 5 anos para os prof que ganhavam menos, de primário.
    Aposentadoria integral, prof de 40h ,no valor de hj 9110reais.
    A revolução na educação infantil, foi demais, ganharam e levaram. Estava na hora. Isto, no município, que sempre pagou mais. Mas, há gente trabalhando no sindicato, e bases que vão a luta. Não é facil, mas, é possivel, sem covardia e com os trunfos do concurso nas mãos. Gostaria que conseguissem ler inteiro. Chega a dar embrulho ver a miséria que Minas paga, e o qto somos humilhados.

    ResponderExcluir
  18. Minas só vai acordar qdo não houver mais demanda de professores,qdo essa mão obra ficar escassa mesmo,e a violência ultrapassar o Palácio do Governo,chegarem as luxuosas residências dos marajás da política,qdo esses verem seus familiares perdendo vidas pela violência gerada pela falta de políticas públicas voltadas para educação,aí sim,o q\ era visto como gastos q\ não geram votos ,com certeza vai ser repensado,acorda Minas ,o nosso Estado já está extremamente violênto,não adianta tampar o sol com a peneira,com propaganda mentirosas sobre educação,não aguento mais mais tanta hipocrisia ,se DEUS quiser isso vai mudar: se não for pelo bom senso,q\ seja então pela dor...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o Estado está violento?Aumentaremos mais o salário da polícia, pau em todo mundo e construiremos mais cadeias público privadas onde os presos dão muito lucro porque até as roupas a família é obrigada a comprar, material de higiene e até papel higiênico a família do preso tem que levar para a gente guardar dois mil e novecentos de mais de três mil presos para nossa campanha eleitoral ao senadinho ... Como você leu, cadeia,presos, polícia e violência pra nós É LUCRO CERTO!

      Excluir
    2. Enquanto a violência só atingir os pobres,
      Enquanto os ricos tiverem acesso ao luxo,
      Enquanto os príncipes do judiciário gerarem medo,
      Enquanto não houver a coragem bons...
      NADA MUDA!

      Excluir
  19. Defendo uma atuação política do SinduteMG em 2014, se posicionando abertamente por uma das candidaturas.

    ResponderExcluir
  20. Acorda mineiros, não podemos deixar que essa barbaridade se concretize, reportagem do jornal O Tempo ,02/11/13:
    "Rivais esperam por Anastasia
    Concorrentes admitem que o governador será imbatível na corrida pela única vaga ao Senado".
    Será?

    ResponderExcluir
  21. PROPAGANDA ENGANOSA É CRIME...QUEM VAI PROCESSAR O ANASTASIA POR ELE SER UM MENTIROSO?

    ResponderExcluir
  22. Educação não gera voto ! Quem disse!! Olha aqui na minha cidade e mais umas por perto quem domina são os professores e seus familiares que ou estão na prefeitura ou no estado trabalhando e nos já decidimos não elegemos senadores mineiros.. Pois não fazem nada já perceberam O que Aécio fez?

    ResponderExcluir
  23. Sabe o que vai dar essa história sobre esses super-salários? Nada, absolutamente nada! Nós nunca podemos nos esquecer que estamos num estado chamado Minas Gerais. Aqui as coisas são assim mesmo e sabe lá a quanto tempo né. Em se tratando de beneficiar alguém, essa tal lei de apostilamento também chegou no magistério e eu mesmo conheço vários professores que atualmente estão lecionando e continuam recebendo salários de diretores. Interessante né. Eu fico imaginando o que tem na cabeça de um cara que inventa uma lei dessas, kkk. Ahhh, já sei, é que ele deve ter alguns parentes que se beneficiariam da lei, aí já viu né....o cara acaba inventando uma lei dessas....Mas quantas pessoas em Minas deve estar sabendo dessa notícia veiculada aqui no blog do Euler? Cadê a oposição pra pagar pra sair no jornal nacional mostrando direitinho esse paralelo entre salários desses órgãos e os da educação como citado por Euler? A oposição precisa aprender com o PSDB e usar mais a mídia. As vezes temos que aprender a usar as mesmas armas dos nossos inimigos. E olha que Minas tem muuuuiiiita coisa errada pra jogar na mídia né, kkk, basta arrumar um dinheirinho pra pagar pra sair na rede Bobo, aliás, rede Globo. Pimentel, abra seus olhos, tá na hora de aproveitar suas oportunidades. No Brasil temos 4 poderes: O legislativo, o judiciário, o executivo e a mídia....

    ResponderExcluir
  24. Aqui me Minas já é carta marcada as eleições. Na época certa vem Aécio aparecendo na televisão mandando o povo mineiro votar no candidato fulano de tal e pronto, a mineirada toda vota. Eles gastam um mar de dinheiro mas elegem quem eles querem direitinho. Aliás foi assim nas últimas eleições, vocês lembram? No começo Hélio Costa liderava as pesquisas e bem na frente. Depois mais próximo das eleições o PSDB gastou um mar de dinheiro e as pesquisas foram virando, virando, e no final Anastasia foi eleito e no primeiro turno. É o poder da mídia, de Aécio e do dinheiro que eles gastam bastante. E podem esperar que ano que vem vai ser a mesma coisa. Vai começar com Pimentel lá na frente nas pesquisas e depois a coisa vai virando, virando, e por fim o candidato apoiado por Aécio ganha no primeiro turno. E Anastasia já está super garantido no senado federal, e olha que o mandato de senador é de oito anos heim. Eu acho melhor mudarmos de profissão mesmo, aqui neste estado seremos eternamente caçados, sempre terá alguém do PSDB pra ganhar política por aqui. Podem ter a absoluta certeza que no mínimo nos próximos 25 anos sempre terá um governo do PSDB aqui em Minas. Portanto mudemos de profissão que é mais fácil viu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Praticamente todas as ditaduras mundo afora caíram nos últimos anos. As últimas quedas ficaram conhecidas como PRIMAVERA ÁRABE. Não vai ser este engodo de político que vai se perpetuar no poder. Vamos trabalhar firme para evitar novamente este partido no poder. Se antes de começar a batalha, já me dou por vencido, para que lutar?

      Excluir
  25. Clesio Andrade hoje alugou todo horário do pmdb. Falou mal das estradas, de tudo que o governo federal faz. Mas, eu nem tinha visto a cara (de pau) deste indivíduo. Até ele está bancando a mídia agora, sim pq ele é um dos donos da grana da zona da mata, e banca Aécio, hoje veio dar direitinho o recado para seus afilhados de voto comprado.
    É muito à toa esta gente, e como alguns companheiros dizem, ainda tem quem vote num PILANTRA como Anastasia, e um Vagabundo igual Aécio, que sempre viveu as custas dos outros, nunca trabalhou, sempre colado em vô e familia...

    ResponderExcluir
  26. Não tem nada de mar de dinheiro, teve sim, um mar de nomeações da lei 100 isso sim. Até hoje tem diretor de escola que mata um pelo desgoverno e isso graça as tais "eleições para diretor" em que nem se precisa ter Administração para dirigir, basta uma falcatrua e o gabarito está na mão dos amigos do REI. Cargo de diretor escolar agora se consegue como cabo eleitoral, por isso nem se trocou os tais esse ano. Aécin do pó vai precisar do serviços deles ano que vem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, assim como tem professores e "professores", também tem diretores e "diretores", então não generaliza.
      Não basta falcatrua não, fiz uma prova dificílima e passei, fui eleita com mais de 70% de votos, e na direção o que faço é pensando nos alunos e nos funcionários.

      Excluir
    2. Cidade inadministrável8 de novembro de 2013 09:07

      Você cursou Administração em qual universidade? Da vida? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Põe seu nome e currículo na resposta porque o resto é BALELA ou seja, FALCATRUA PURA E APLICADA!

      Excluir
    3. Cidade inadministrável9 de novembro de 2013 12:57

      Em tempo: Coloca o nome da citada escola também, porque 70% dos votos é fácil checar se é verídica a informação.

      Excluir
  27. Não sei qual será a reação de quem ler, mas é assim que acontece aqui, nas escolas .
    Aqui as coisas já estão acontecendo da maneira como nós,professores, prevíamos. Nas duas escola do Estado , já colocaram editais 4 vezes e não aprece ninguém em 5 matérias. Até para intérprete de libras e professor de apoio, As coisas já estão caminhando cada vez mais para a extinção da classe.Não estou achando isto bom,,pois os meus netos que virão um dia, vão sofrer as consequências disto,mas se não houver valorização, a coisa caminhará assim,cada vez mais sério. E olha que aqui é um lugarejo que sempre foi muito competido dar aulas no meu tempo de contratos. Onde vamos chegar? Soube que o governo cogitava a ideia de buscar professores em Cuba de matemática , química e física.Olha ele pode acrescentar mais cargos na lista, pq tá faltando de português, inglês.ciências e até de geografia acreditem! E olha que já deve ter uns 10 dias que estão pondo editais e nada! Deus nos acuda! Eu acho que se for um, que está pensado em estudar curso superior, consegue a substituição. O quanto a educação está em baixa. Valha-me Deus!!!!!
    Abraços. Marlene

    ResponderExcluir
  28. Alguém sabe sobre o concurso para a área da educação em SP? Segundo fiquei sabendo, o concurso é classificatório, ou seja independente da pontuação , todos irão passar.Será que isso não é porque está faltando professor no mercado? Acredito que esse será o destino de todos os Estados. Ninguém mais quer estudar para ser humilhado pelos filhos dos outros e ganhar uma misésia

    ResponderExcluir
  29. Dando uma navegada pelas principais notícias de Minas, resta-me só decepção. Gastos bilionários em segurança pública e a violência cresce galopante. BH está mais insegura que Rio e São Paulo. Fraude na rede farmácia de Minas, desmentindo as propagandas maravilhosas. Super salários de alguns poucos apadrinhados, enquanto educação e saúde de Minas Gerais estão aos frangalhos. Dengue avança matando os mineiros, mesmo a SES não notificando todos os casos. Polícia Civil que não pode computar todas as ocorrências. Rede de saúde mineira entrando em greve por que o governador não cumpriu sua parte no acordo. Lei 100 que está para ser julgada. Mídia subjugada pelo governo do Estado. 5% de aumento para a educação, enquanto o Rio de Janeiro concede, a partir de aguerrida greve, reajuste substancial a seus professores. Que desgraça abateu-se em Minas Gerais!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  30. Anônimo das 18:15 tem toda razão é assim mesmo que acontece!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. O presidente do PSDB, deputado federal Marcus Pestana, protocolou nesta sexta-feira, na Procuradoria da República, em Belo Horizonte, uma representação contra a presidente Dilma Rousseff (PT) por propaganda enganosa de obras e serviços realizados pelo governo federal . “É natural que ela (Dilma) tenha o protagonismo, é da natureza do cargo, mas o que não é possível é faltar com a verdade”, disse Pestana ao justificar por que os tucanos mineiros resolveram acionar o Ministério Público Federal. O PSDB espera que a Procuradoria acate o pedido de denunciar à Justiça, por improbidade administrativa, não só a presidente mas também a ministra chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Helena Chagas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido5 de novembro de 2013 16:13

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Só rindo dos tucanalhas bicudos facistas americanizados e mentirosos

      Excluir
    2. s.f. Ato ou efeito de revoltar ou revoltar-se, de provocar grande perturbação, de agitar; sedição, sublevação, motim, levante, rebelião: revolta de camponeses contra o sistema feudal.
      Rebeldia, insubmissão: todos os seus atos eram marcados por permanente revolta.
      Alvoroço, tumulto, desordem.
      Perturbação moral, indignação, repulsa, náusea.
      ONDE VOCÊ VIU ISSO NA CLASSE DE "SOFRESSORES" MINEIROS ACOMODADOS?
      DÁ VERGONHA DE SER PROFESSOR DE MINAS GERAIS.
      TEM HORA QUE DA VONTADE DE GRITAR:
      VIVA AÉCIO!
      VIVA o tal

      ANASTASIA!


      Anencéfalo
      Naná
      Aberração
      Sujo
      Trouxa
      Amoral
      Subornável
      Irritante
      Abestado

      Coloquei duas palavras repetidas no acróstico da Tia Naná, desculpem.
      Agora proponho que vocês façam outros.

      Excluir
    3. A propaganda enganosa é típica de época eleitoral. Mas, a do PSDB é descarada demais...
      Como um sujeito que trabalha para este desgoverno pode processar alguem. Se todos fossemos processar Aécio no Ministério Publico por rapto de plano de carreira depois de ser concursado, não haveria dinheiro que pagasse. Mas, há muita covardia. E olha que entrar no M.Público e mover ação é mais fácil do que mtos pensam.
      Este sr.está jogando fumaça para ver se tapa os olhos da vergonha que corre solta, principalmente depois de Azeredo(o que começou o Mensalão).

      Excluir
    4. A melhor defesa dos tuncanalhas será acusação, enquanto isso eles continuam mentindo aqui.

      Excluir
    5. Se começarem a puxar a fila não vai sobrar um, principalmente aqui no país da mentirada.

      Excluir
  32. Há uns anos atrás, antes do PSDB entrar no governo estadual mais precisamente, os professores andavam com camisas de suas escolas, principalmente das turmas do 9° e 3° anos que estavam pra se formar. Era até motivo de orgulho os funcionários das escolas usarem estas blusas. Até que tinham umas blusas legais com figuras e frases interessantes e de forte conteúdo mesmo. Hoje em dia, pelo menos na minha cidade, não se vê mais nenhum funcionário usar blusas de escolas mais. Minha cidade tem cerca de 70 mil habitantes e não se vê mais nada que sirva de referência às escolas. Os funcionários em geral, principalmente os professores, estão com VERGONHA de usar blusas de escolas, a sociedade em geral tem dó dos professores e os mesmos já perceberam isso e já nem usam mais essas roupas.É como Euler disse num outro post, o governo nos tirou até os nossos sonhos, nosso orgulho que tínhamos por nossa profissão e outras coisas mais. O que antes era orgulho e satisfação, hoje é motivo de vergonha e raiva. Chegamos ao cúmulo do absurdo de termos vergonha de ser professor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito boa observação. Falou tudo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. É verdade colega, tenho uma coleção delas. Hoje nem o nome da escola eles querem escrever...E também não tem interesse em se juntar para nada.

      Excluir
    3. Infelizmente eu tenho vergonha mesmo, digo que sou funcionária pública. Aguardando a hora do adeus.

      Excluir
  33. E por falar da esmola de 5% alguém sabe se já foi votado??? Se algum de putado sem vergonha votou nisso?? Preciso saber pois se não votou nem mês que vem sairá no pagamento.

    ResponderExcluir
  34. NINGUÉM FALA DA QUEBRADEIRA, GOVERNO ANDA DANDO CALOTE NAS DÍVIDAS.

    NA ESCOLA AQUI, FALTA ATÉ DINHEIRO PARA TERMO DE COMPROMISSO ASSINADOS E DIÁRIAS PARA SERVIDORES.

    ResponderExcluir
  35. parabéns ao Anônimo 5 de novembro de 2013 08:06 você falou tudo, aqui na minha escola, de uma cidade com 6 mil habitantes a diretora é uma dessas apadrinhadas pelo ecim, se falar mal dele é até advertido e assim esta escola virou uma ditadura todos amordaçados.

    ResponderExcluir
  36. Aqui na minha cidade onde dar aulas era muito valorizado,hoje ninguém quer, já alguns conteúdos não tem quem vai na convocação.No dia da prova do Enem , o profissional da SRE fez a pergunta quem vai fazer algum curso de licenciatura? ninguém levantou o dedo,ai ela gente é uma ótima profissão ,pode pegar dois cargos e dá um bom salário!!!!!!!!!!!!!! Fico preocupada com meu neto!!pois eu estou na reta final com esse mísero salário!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  37. Fora governo!!!!!!!!!fora candidato a presidência q não vale nada ,fora PT,PSDB,fora corruptos que nos rouba e afinal em quem votar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!vem ai uma nova lei,você vota quando quer e em quem quer ou não vota!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! espero q ela seja aprova!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando leio absurdo como este: Fora PT, PSDB.

      Não acredito que seja um intelectual que tenha escrito

      isso. O PSDB eu concordo. Um partido entreguista

      que governa para EUA. Fora PT? Partido que tem as

      duras penas conquistando nossa independência?

      Culpar o PT pelas nossas mazelas?

      Esquecer que os estados tem autonomia e que

      somos governados por um partido Liberal? E que este

      partido jamais em tempo algum irá fazer cumprir

      quaisquer leis, programa que possa fortalecer o PT.

      Será que o cidadão que escreveu isso, quer sugerir o

      PSTU, o PSOL (Aliado do PSDB), partidos que estão

      por trás dos vandalismos ocorridos no Brasil? Ou

      seria o PSB que aliou-se ao PSDB.Não vou falar do

      partido REDE, pois este ainda não existe. Sem falar

      que Marina Silva é uma comédia programática e

      pragmática.

      Fala sério professor!

      Excluir
  38. Colegas sofredores....
    Estou com uma dúvida cruel...Para onde será que irá os juros dos 5% que não foram pagos para os professores pelo nosso Ilustríssimo Governador ?
    Seria para aplicar em alguma obra em Sacramento/MG?
    Oh, céus! Oh, vida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Campanha ????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

      Excluir
  39. Que história é essa que nós efetivados teremos que fazermos uma prova?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Teremos que fazer, fica melhor...

      Excluir
    2. TEREMOS QUE FAZERMOS??????????????????? KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
      DEVE SER NO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL ESSA PROVA, CUIDADO...

      Excluir
    3. Também na minha escola ha essa informação que teremos que fazer essa prova.
      A partir dai a nossa situação será legalizada.

      Excluir
    4. A prova que terá para legalizar a "nossa situação" chama- se CONCURSO PÚBLICO e se não me engano muito o governo abriu inscrições para vários cargos e prorrogou por não ter tido o número suficiente de inscrições... Habilite- se!

      Excluir
  40. ninguem fala do calote, serviçais, ATB´S, diárias e até falta pgto a contratos já assinados, fora os 5% que não saiu.

    ResponderExcluir
  41. ESSA É BOA

    NO RIO EIKE BATISTA QUEBROU

    AQUI O NOME É EIKE MINAS

    ResponderExcluir
  42. O Ministério Público Federal, deveria ser acionado é aqui , para apurar tantas propagandas enganosas e mentirosas em nosso Estado, principalmente na área da educação.Alguém aí sabe me dizer em que lugar de MG, funciona o ensino médio da propaganda? Só se for no País das Maravilhas! Para dizer a verdade, somente na propaganda. Eta Minas Gerais!!

    ResponderExcluir
  43. Governo perde na ADI 917, agora é tão logo só esperar a morte fatal da ADI 4876.

    Quarta-feira, 06 de novembro de 2013
    STF acolhe ação contra lei de MG que previa acesso como forma de provimento de cargo público
    Os ministros do Supremo Tribunal Federal concluíram na sessão plenária desta quarta-feira (6) o julgamento de mérito da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 917, ajuizada pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra a lei mineira que trata do “acesso” como uma das formas de provimento de cargos públicos. A Lei estadual 10.961/92 reservava 30% dos cargos vagos aos próprios servidores públicos estaduais, mas sua eficácia já havia sido suspensa quando do julgamento do pedido de liminar feito pela PGR, em 1993.
    Por maioria de votos, o Plenário do STF deu provimento integral à ação para declarar inconstitucionais os artigos 20 (inciso IV) e 27 (parágrafos 1º ao 5º) da norma estadual por entender que tais dispositivos, ao reservarem para os servidores públicos 30% dos cargos vagos no nível inicial do segmento de classe imediatamente superior da carreira, acabaram por burlar a exigência constitucional de concurso público (artigo 37, inciso II, da Constituição Federal). O relator da ação, ministro Marco Aurélio, ficou parcialmente vencido, na medida em que considerava possível a reserva de um percentual de vagas para movimentação interna, desde que fosse na mesma carreira.
    VP/AD

    O que será da classe dos professores que foram ludibriados com falsas promessas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É com o coração doendo que eu faço essa observação:_Todos sabiam que essa LC 100 era Ilegal, então os efetivados que fizeram o concurso e passaram,eles agiram corretamente, e os outros que confiaram na palavra desse governador do diabo...fico pensando nas ASBs que tem 15 a 20 anos de estado e que mal sabem ler e doentes...como farão essas provas?

      Excluir
  44. Ouvi falar que, semana que vem, o governo pagará os 5% em folha extra, referentes a setembro e outubro. Alguém confirma a hipótese ridícula?

    ResponderExcluir
  45. Decisão: O Tribunal, por maioria, julgou procedente a ação direta para declarar a inconstitucionalidade do artigo 27, §§ 1º ao 5º da Lei nº 10.961, de 14 de dezembro de 1992, do Estado de Minas Gerais, vencido em parte o Ministro Marco Aurélio (Relator). Votou o Presidente, Ministro Joaquim Barbosa. Impedido o Ministro Dias Toffoli. Redigirá o acórdão o Ministro Teori Zavascki. Plenário, 06.11.2013.

    ResponderExcluir
  46. O efetivado de 16:19 só pode estar brincando! Inadimissível um português neste nível.
    Depois criticam quem cobra concurso!

    ResponderExcluir
  47. gostaria se saber como ficam as paralisações? vai ter reposição?
    vai pagar ou não? vamos ficar com faltas?

    ResponderExcluir
  48. Essas avaliações externas são uma enganação.Minha filha hoje aplicou prova em BH.Disse que foi a maior bagunça, que os alunos marcavam as questões sem ler.Essas provas só servem pra pressionar professor...

    ResponderExcluir
  49. PERDEU PLAYBOY!
    STF acolhe ação contra lei de MG que previa acesso como forma de provimento de cargo público
    Quarta-feira, 06 de novembro de 2013
    http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=252827

    ResponderExcluir
  50. Euler o que você sabe sobre a prova que os efetivados irão fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse povo realmente não lê.

      Se tiver um pouquinho de curiosidade e ler o que consta na ADI 917, que o Estado de MG acaba de perder, não faria tal pergunta.

      A inconstitucionalidade da lei está exatamente no fato de haver provas internas para promoção.

      A Constituição de 88, veta quaisquer tipo de privilégio. Portanto, não existe prova interna para futura nomeação em cargo público.

      Excluir
    2. Isso não existe gente, isso seria uma forma de beneficiar uma clientela interna, e é exatamente isso que questionava a ADI 917 que já foi julgada procedente pelo STF. Acordem, efetivados, nunca haverá uma provinha exclusiva para vocês. O que poderá ter é um concurso aberto a toda a população com igualdade de condições para todos. Já que todos pagam impostos né kkkkk!

      Excluir
    3. APOIADO!!! PROVA PARA EFETIVADOS. ESSA É BOA!!!

      Excluir
  51. A APPMG, está fazendo campanha em defesa dos efetivados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A campanha é em defesa do governador.

      APPMG está mais uma vez enganando os servidores, principalmente os ASB e professores mal informados.

      Excluir
    2. Será que esta "coisa" também defende este absurdo? Acessem a matéria "Estelionato do PSDB desvia R$ 3 bilhões de fundo previdenciáriono" Novo Jornal 06/11/2013.

      Excluir
  52. E agora, qual será a manobra q esse ORDINÁRIO vai usar para enganar os efetivados?O STF julgou inconstitucional a efetivação sem concurso.Quero ver a cara das "vaquinhas de presépio" diretoras pelegas fazendo discurso,ameaçando,lendo intermináveis ofícios...passando vídeos,tudo como manda a corja lá...aff, não aguento tanta submissão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc não entendeu. O que foi julgado inconstitucional foi a provimento de cargos públicos: O governo usa 30% de seus cargos de confiança,para colocar seus peixinhos, efetivando-os ou não, em determinados cargos. Isto é ilegal a a partir do julgamento(acórdão), Mas vc não entendeu que esta é ADI 917. A lei 100 é 4876 e não cita a palavra "provimento" e sim efetivação sem concurso.´Não são iguais .Entendeu??????

      Excluir
    2. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk trocou alhos por bugalhos...

      Excluir
    3. Anônimo7 de novembro de 2013 18:06, acorda! Se a Constituição não aceita ACESSO que SUPOSTAMENTE seria INOCENTE MOVIMENTAÇÂO na CARREIRA para pessoas que já eram concursadas e o DESGOVERNO estava ludibriando, como você pode querer se enganar a ponto de pensar que será legal PROVER cargos sem concursos?
      XXX PROVIMENTO vem de PROVER e nesse sentido quer dizer OUTORGAR ou CONCEDER. XXX

      Excluir
  53. Vou matar essa mulher:

    https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=ohi_KIZ_Pj8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      eu ajudoooo!!!!

      Excluir
    2. Não precisa matar, elas já morrem: gorgonzonla, déia e renata era ADI 917 KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  54. Por que não vão para as ruas de hoje até amanhã? Têm um pessoal de São Paulo fazendo intercâmbio em algumas escolas aqui de Belo Horizonte, da região central. E também na Secretaria de Educação.
    Intercambio de Diretores Escolares de São Paulo a Minas Gerais’. Entre os dias 04 e 08 de novembro, os gestores serão apresentados aos projetos desenvolvidos pela Secretaria de Estado de Educação e à estrutura da gestão escolar mineira.
    Vejam o que foi postado no site da SEE/MG:

    Na abertura do encontro, a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, ressaltou a importância da socialização de experiências entre os estados. “Esse intercâmbio é importante porque além de trocar nossas boas práticas, temos a oportunidade de identificar os pontos nos quais ainda podemos avançar. Essa troca de experiências é a melhor coisa que nos podemos fazer para trilhar um caminho cada vez melhor”.

    ResponderExcluir
  55. A diretora da minha escola está desesperada porque ela é efetivada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala p/ diretora da sua escola que pode dormir tranquila. A lei 100 nunca cai. Quem quer que ela caia, são os donos das dores de cotovelos. Eu sou concursada , mas soube de fontes fidedignas, que qd esta tal lei foi criada, não foi p/ beneficiar ninguém e sim para quitar uma dívida do INSS com o Estado e foi com o aval da Dilma, que na época era ministra. Pode dar por encerrado o assunto. E que a ADI 917 não tem nada em relação com a ADI 4876. Há mts professores que não sabem interpretar e fazem uma tempestade com um texto, que não tem nada com nada!
      ESTUDA GENTE, senão o bicho pega!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    2. Todo mundo já sabe que a lei 100 vai cair, aqueles que falam que não somente querem o voto no psdb. Parem de enganar os pobres dos efetivados, covardia.

      Excluir
  56. Pessoal falam sobre o julgamento da lei 100, mas na verdade não ha novidades, efetivados tiram ferias premio enquanto efetivos não conseguem. Na escolha de aulas tem prioridade.Tudo continua do mesmo jeito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido8 de novembro de 2013 11:17

      Tira férias prêmio onde??? kkkkkkkkkkk Só na vontade, assim como escolhem cargos antes, só se for em escola de burros que isso está acontecendo...kkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. Triste mesmo é ver e ouvir pessoas que ainda aceitam ser enroladas por esse governo de araque. Não continuem se iludindo colegas achando que esse governadorzinho de meia pataca vai tomar suas dores, na hora H ele e toda sua corja caem fora e deixarão vocês à verem navios, ou melhor, no governo deles, uma revoada de tucanos.
      Se conselho fosse bom seria vendido, mas como sou professora, e "dou aulas",vou também "dar-lhe" um conselho: Vá estudar, fazer um concurso (estadual, federal ou municipal) e esqueçam os discursos eleitoreiros desse cambada que só pensam em seus próprios interesses.

      Excluir
  57. Leiam as notícias do Novo Jornal, elas estão bombando, principalmente sobre o desgoverno do psdb/bosta em Minas. Não percam a oportunidade de saber o que fizeram com o nosso Estado! Leiam a notícia sobre a pesquisa do PT. Não percam.

    ResponderExcluir
  58. Já era de se esperar.
    TJ-MG extingue processo contra Aécio Neves em que era acusado de irregularidades na Saúde

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Extingue nada, é golpe... O processo continua normalmente, apenas receberam algum para maquiar essa informação... kkkkkkkkkkkk coisa de tucanalhas.

      Excluir
  59. CUIDADO!
    MUITO CUIDADO...
    ALIÁS TODO CUIDADO É POUCO.

    NA POLÍTICA, ESTAMOS F-DIDOS EM MG,
    EM QUEM CONFIAR...
    E EM QUEM VOTAR.

    http://rudaricci.blogspot.com.br/2012/04/pimentel-e-aecio-juntos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minas Desgovernada8 de novembro de 2013 08:39

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk tucanalhas desesperados conseguem milagre:Juntar água e óleo... Toma vergonha, sujeito. Aqui é blog de FORMADORES DE OPINIÃO e não de "marias vão com as outras" como a turma do chapéu que recebem para falar bem de vocês.

      Excluir
  60. É ASSIM QUE AS COISAS FUNCIONAM EM mg...

    http://noticias.bol.uol.com.br/_futuro_bol456998711321/2008/08/20/aecio-e-pimentel-aparecem-juntos-em-programa-de-tv-em-bh.jhtm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Piment(a)el no zói do zoutro é refresko, né?

      Excluir
  61. Compartilhem:

    Aécio/Anastasia:

    #oiniciodofim

    ResponderExcluir
  62. http://www.novojornal.com/politica/noticia/2014-o-sucesso-de-pimentel-no-pt-e-a-rejeicao-de-aecio-no-p-06-11-2013.html

    ResponderExcluir
  63. As pessoas criticam a mídia pela manipulação de informações e fazem a mesma coisa aqui. O projeto votado é da ADIN 917 e não da 4876, que certamente também será votada inconstitucional. O que me incomoda é a alegria que alguns têm em fazer o que o governo sempre quis: derrubar o colega. Mesmo que essa Lei 100 seja ilegal, ela só serviu para nos enfraquecer e tem muita gente incompetente que não estava na ativa na época porque não deu conta de passa em um concurso, mas vive batendo nos efetivados. E o sindicato? Finge de morto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem que aprender a interpretar textos, ninguém falou que é a lei 100, falou que é similar e fez analogia. As duas ADIs falam da mesma ILEGALIDADE que é: efetivação sem concurso e que ambas ferem os mesmos princípios da Constituição Federal e os juízes deixam claríssimo: É ilegal, imoral. Isto posto, a lei 100 também ferirá o princípio da legalidade e da moralidade mas por analogia, entendeu? Haverá CEM MIL vagas para novo concurso público e aí sem vai corrigir essa aberração jurídica criada pela profunda esperteza jurídica do desgoverno de Minas Gerais. Estude!

      Excluir
    2. Nossa ainda manda alguém estudar, você é analfabeta em interpretação de textos assim como é das leis Anonymous7 de novembro de 2013 22:20, a lei cem sem valor não vai cair não, já caiu...kkkk Esse cara de pau desgovernador está com falácia que já fez tudo para passar mel na boca de vocês e estuda você porque serão cem mil vagas no concurso quando esse engodo jurídico for anulado.

      Excluir
  64. Inacreditável, ou ...

    http://rudaricci.blogspot.com.br/2012/04/pimentel-e-aecio-juntos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CUIDADO SIM COM RUDARICCI.BLOGSPOT, ELE ESTAVA TODO POSUDO DANDO ENTREVISTA NA GLOBO NEWS MENTE...

      Excluir
    2. "A Educação entrou no jogo do mercado, mas nem sempre quantidade vem acompanhado de qualidade", diz Ruda Ricci, especialista em Educação. http://g1.globo.com/jornaldaglobo/0,,MUL898461-16021,00-BUSCA+DE+UM+FUTURO.html

      Excluir
  65. Este modelo de democracia é uma falácia.

    ResponderExcluir
  66. Já que muitos conseguiram receber super salários via ações na justiça, vamos então ver com eles quais foram essas ações e entrar, assim como eles entraram uai kkkk. Eles têm que ensinar pra gente que tipo de ação é essa e como que se ganha essa ação em pleno estado de minas gerais, kkkk. Quem não quer um super salário? Um juiz de direito julga gente que já matou, já roubou, já traficou, já fez tudo de ruim e ganha cerca de 30 mil por mês. Agora, um professor, que educa as pessoas para que não matem, não roubem, não trafiquem e não façam outras coisas mais de ruins ganha apenas 1200 reais por mês, kkk é incrível né. Acho que quem evita a formação de criminosos deveria ter a mesma importância e salário dos juízes, que apenas julgam quem já cometeu os crimes. Depois de já ter cometido os crimes aí já não adianta mais nada uai.....E ainda querem super salários, aja paciência viu, nós, professores, que deveríamos ter super salários, kkk. Aqui em Minas seria uma utopia.

    ResponderExcluir
  67. Cidade inadministrável7 de novembro de 2013 23:52

    Fui ler sobre o bloqueio dos bens de tucanalhas paulistas nesse site http://www.brasil247.com/+2t794 e encontrei lá embaixo esse comentário que achei por bem colar aqui... Leiam:

    CLEBER 7.11.2013 às 22:15

    Servidores estaduais de Minas Sua futura aposentadoria está ameaçada Os constantes sinais de que as finanças do governo mineiro estão estraçalhadas, agora chegam na forma de um assalto à poupança feita pelos servidores, visando sua merecida aposentadoria. O governo tucano enviou projeto de lei para a ALMG extinguindo o FUNPEMG, que é superavitário e administra as contribuições que os atuais servidores da ativa, desde 2002, fazem para garantir seus direitos ao se aposentarem. Os cerca de 3 bilhões de Reais que estão no FUNPEMG serão transferidos para o FUNFIP, que é um fundo deficitário: o governo do estado tem que aportar para lá cerca de 700 milhões de Reais por mês! Ou seja, o “fundo novo”, criado por Itamar Franco, agora vai bancar o outro, para que os tucanos destinem o dinheiro que depositavam, para outros fins. Qual o motivo dessa lambança tucana? Creiam, senhoras e senhores: a campanha presidencial de Aécio Neves. Explicamos. Minas está quebrada, porque a campanha eleitoral permanente do atual senador tucano, desde 2003, tem usado o governo, suas finanças e seu aparato para a promoção pessoal do eterno candidato. Agora, foram mais longe ainda. Para pagar outras contas do governo, os 700 milhões de Reais que completavam as despesas do pessoal do FUNFIP, passam a ser garantidos pelos servidores que formaram o caixa do FUNPEMG, se for extinto! Ou seja, uma verdadeira bomba relógio foi ativada. E tudo para que as outras contas do governo tucano consigam ser cobertas até outubro de 2014. Data limite ao projeto pessoal de Aécio Neves. Vejam bem: esses recursos são de gestão pública, mas são de uso privativo. Pertencem, exclusivamente, aos servidores e não ao governo. E seu manuseio não pode ser aleatório! Isso é um verdadeiro assalto. Como os aecistas fizeram isso? O governo Anastasia enviou um projeto de lei que propunha apenas a entrada, no Conselho Estadual da Previdência, de um representante da defensoria pública do estado. Até aí tudo bem. Porém, aprovado em primeiro turno, o projeto recebe emenda de um deputado aecista, que dava nova redação a um artigo. Ora, ao se apresentar uma emenda é praxe que a mesma seja justificada em termos de seus efeitos. Coisa que não ocorreu. Sem essa justificativa estava implícita ali uma malandragem: a supressão do parágrafo único que impunha, como condição para manuseio diferenciado dos recursos do FUNPEMG, a aprovação em plebiscito, por seus verdadeiros donos: os servidores. A partir daí, em regime de urgência e atropelando todos os acordos com a oposição, foi feita a maracutaia: apresentaram novo projeto para extinguir o FUNPEMG e depois transferir seus recursos para o FUNFIP. “ MINAS SEM CENSURA “

    http://www.brasil247.com/+2t794

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vão usar este dinheiro para pagar o 13º salário, foi isso que Rogério Correa disse num debate na ALMG semana passada.
      O estado está quebrado, não dispõe de recursos para pagar o 13º, e fizeram esta maracutaia e os carneirinhos, lembram dos 51, disseram AMÉM.
      Bando de ladrões.

      Excluir
  68. ESTE RAPAZINHO DEL REY, JÁ VIROU CHACOTA NO MUNDO POLÍTICO!


    Olha mais uma de suas PÉROLAS e não é do ENEM é AECINHO ! Que gracinha esse netinho de Tancredo!

    País - Opinião
    07/11 às 12h04 - Atualizada em 07/11 às 14h48

    Cedo para uns, tarde para outros: Aécio quer o vôlei no governo do Rio

    Jornal do Brasil


    O senador Aécio Neves confundiu Copa do Mundo e Olimpíadas com carência de professores nas escolas, falta de remédios e leitos nos hospitais e deficiência na segurança pública, e lançou um ex-jogador a candidato a governador do Rio. Para ele continuam sendo as festas o objetivo fundamental de viver no Rio de Janeiro - é uma brincadeira.

    É uma opção que aplaudimos, para quem conseguiu fazer a sua carreira tendo um avô consagrado como grande político do século XX, ministro da Justiça do governo Getúlio Vargas no auge da crise do suicídio, primeiro ministro num processo difícil da democracia brasileira, que viveu no final de um processo ditatorial e soube enfrentar a ditadura e consagrar um resultado magnífico de se eleger presidente da República quando os próprios adeptos da ditadura se curvaram a ele - Sarney, Antonio Carlos Magalhães, Aureliano Chaves e tantos outros que sempre estiveram nas botas da ditadura. Filho de um político discreto, mas com uma dignidade exemplar, deu uma "banana" quando indicado para um dos cargos mais importantes do país. O governo tremeu em manter sua indicação para o Tribunal de Contas da União, e ele virou as costas para o governo.
    Aécio Neves e a campanha no RioAécio Neves e a campanha no Rio

    Aécio Neves, que tem no Rio de Janeiro seu lugar de lazer predileto, quer que os fluminenses tenham como governador um homem do lazer. Temos certeza de que o candidato à Presidência Aécio Neves imagina transformar o Rio de Janeiro num balneário decadente.

    O difícil de entender é como Aécio diz que é cedo para se lançar candidato e, ao mesmo tempo, lança um ex-jogador a candidato ao governo do Rio.

    Temos certeza, insistimos, de que a preferência pelo ex-jogador é pela proximidade dos grandes eventos esportivos. Talvez a preferência por um atleta de vôlei seja porque, espertamente, já deve ter certeza de que não é bom mexer com o futebol. Afinal, o esporte do povo vive um momento de estádios superfaturados e preços dos ingressos impróprios para quem ganha menos de 20 salários mínimos.

    Aécio não quer virar cartaz de futuras passeatas.


    Cá para nós, isso é gente que se preze a ser candidato a presidência do país, está de brincadeira com o povo!

    ResponderExcluir
  69. Pegadinha do governo: "Projeto de lei sobre o reajuste

    "No dia 23 de setembro o Governo do Estado anunciou o reajuste de 5% para outubro de 2013 e progressão na carreira para janeiro de 2014. No entanto, somente no dia 25 de outubro o projeto de lei foi enviado á Assembleia Legislativa e ainda não foi votado em nenhuma comissão. O projeto de lei recebeu o número 4.647/2013 e, antes de ser votado em 1º turno, será discutido em três comissões internas: Constituição e Justiça, Administração Pública, Financeira e Orçamentária. O ritmo de votação do projeto de lei depende do governo e dos deputados que compõem a base política do governo."

    FONTE: http://www.sindutemg.org.br/novosite/index.php

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para dar esta porcaria de aumento precisa disso tudo? Êta governinho!

      Excluir
  70. Encontrei na APPÔHHHHHHHHH MG

    O GOVERNO SE POSICIONA = LEI 100/2007

    Estado aguarda decisão do STF e espera que sejam mantidos os direitos assegurados a cerca de 98 mil servidores

    Por meio de nota divulgada ontem, o Governo do Estado reafirmou sua posição no que toca à garantia dos direitos dos trabalhadores beneficiados pela Lei Complementar Estadual nº 100/2007, que corrigiu distorção de mais de três décadas. Cerca de 98 mil trabalhadores, a maioria da Secretaria de Educação, tiveram seus direitos previdenciários assegurados pela legislação, informa o Estado. Leia abaixo o comunicado na íntegra:

    "Em respeito aos servidores estaduais e aos cidadãos mineiros, o Governo de Minas Gerais reafirma seu compromisso de que, por meio da Advocacia-Geral do Estado (AGE), vai utilizar de todos os meios que estiverem ao seu alcance para garantir os direitos dos trabalhadores beneficiados pela Lei Complementar Estadual nº 100/2007, especialmente no que tange aos direitos previdenciários, devidos a todo trabalhador brasileiro.


    Com relação à ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), o Governo de Minas aguarda com tranquilidade a decisão da Corte Suprema e espera que os efeitos da Lei Complementar nº 100 sejam completamente mantidos. A Lei 100 corrigiu uma distorção que perdurava há mais de três décadas e atingia aproximadamente 98 mil trabalhadores, a maioria da Secretaria de Estado de Educação.

    Ao regularizar a situação funcional desses trabalhadores, a Lei 100 representou a garantia dos direitos previdenciários para servidores que dedicaram anos ao desenvolvimento da educação em Minas Gerais. Boa parte dos trabalhadores é composta por serventes escolares, que viviam a incerteza de ter o direito à aposentadoria.

    A interpretação dada pelo Governo federal em relação à Emenda Constitucional nº 20, promulgada em 1998, representou a insegurança previdenciária para milhões de trabalhadores em todo o País. Até 1998, o Governo de Minas reconheceu todos os benefícios previdenciários previstos na legislação, grande parte deles, inclusive, dispostos na Constituição mineira".

    INICIATIVAS - "A primeira tentativa de resolver o problema foi feita em 2002, por meio da Lei Complementar 64, que assegurou os direitos previdenciários dos trabalhadores não efetivos no âmbito estadual. O Governo federal questionou o reconhecimento do direito desses servidores terem benefícios previdenciários custeados pelo Estado, o que levou, além da disputa judicial, uma grande insegurança a esses servidores que, apesar de já possuírem as condições de se aposentar, não conseguiam obter o benefício.

    Desta forma, quase nove anos após a promulgação da EC 20/98, milhares de trabalhadores, especialmente professores e serventes escolares, continuavam numa situação de abandono previdenciário e de completo desrespeito, mesmo após uma vida inteira de dedicação e prestação de relevantes serviços à sociedade, uma vez que o benefício da aposentadoria, devido a todo trabalhador, não era reconhecido nem pela administração pública estadual, tampouco pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Garantir coisa nenhuma para servidor nenhum. Com a Lei ele quis vou arranjar a situação do pessoal que contribuiu ano a ano com a previdência e não tinha como aposentar. Ele resolveu a situação DELE e da forma que desse menos prejuízo financeiro para ELE. Não fiquem vocês pensando que o governo é bonzinho porque não é. E outra ele tem que falar mesmo que está fazendo de tudo para arrumar a situação que ele mesmo criou. Ele não vai nunca falar que tem culpa e a situação chegou a este ponto por safadeza do próprio governo. Ele ainda posa de bom moço pra no final dizer: fiz tudo que pude, mas não deu!!!!!!! Safado!!!!

      Excluir
    2. Se fosse para defender direito de servidor, ele não teria ANULADO o CONCURSO PÚBLICO para ASBs AUXILIAR DE SERVIÇOS e ainda usurpou o dinheiro das inscrições, mesmo depois do GOVERNO ARRECADAR ANOS E ANOS DINHEIRO DE APOSENTADORIA NO CONTRACHEQUE DE TODOS E TODAS E NÃO REPASSAR A PREVIDÊNCIA NEM AO INSS e depois ele muito espertamente deu papeis para os empregados do ESTADO DE MINAS GERAIS requererem aposentadorias no INSS sendo que foi ele que usurpou o dinheiro que pagamos anos para a PREVIDÊNCIA SOCIAL. Como todos podem perceber, ele, governo quer salvar a si próprio da IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA que é o que todos que pagaram a APOSENTADORIA deveria acionar o ESTADO.

      Excluir
  71. Foi neste contexto e como resultado de entendimento entre o Governo do Estado e o Ministério da Previdência que foi elaborado o projeto de lei complementar que culminou na Lei Complementar nº 100, devidamente fundamentado tecnicamente. Igual acordo foi feito pelo Governo de São Paulo para atender 205 mil servidores daquele estado que se encontravam na mesma situação funcional".

    APOSENTADOS - "A partir da LC nº 100, os servidores efetivados passaram a ter reconhecidos seus direitos previdenciários pelo Governo do Estado. No caso dos aposentados, compete ao Estado o custo com a aposentadoria integral. É importante ressaltar que os servidores efetivados pela Lei 100 não adquiriram estabilidade, direito exclusivo dos funcionários aprovados em concurso público.

    Quanto à Lei Estadual 10.524, de 1990, o Governo reafirma que a legislação mineira apenas disciplinou a transição para o regime jurídico único imposto pela Constituição de 1988. A legislação estadual é semelhante à que rege os servidores federais, com o artigo nº 243 da Lei 8.112/1990. Nele, os antigos empregados foram transformados em detentores de cargo público, no regime estatutário".

    Fonte: www.iof.mg.gov.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OH, SÔ MARO, É NESSE CONTEXTO QUE EU QUERO SABER, DEPOIS DE TUDO POSTO, COMO O GOVERNO QUE ARRECADOU NO CONTRACHEQUE DE TODOS A QUANTIA DESTINADA A APOSENTADORIA E NÃO REPASSOU A PREVIDÊNCIA SOCIAL, COMENDO TUDO TODOS OS ANOS NA CALADINHA, E AINDA COMEU O DINHEIRO DO CONCURSO DAS SERVIÇAIS E ANULOU O CONCURSO SEM DAR POSSE PRA ELAS, AGORA PÕE A CULPA NO "GOVERNO FEDERAL" KKKKK ELE PENSA QUE PORQUE SOMOS HUMILDES, SOMOS BOBAS? EU QUERO QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO COLOQUE ELE E TODOS QUE ROUBARAM DA GENTE NA CADEIA. PORQUE A APEPEOW - MG E O SINDINÚTIL NÃO PEGA A LISTA DOS APROVADOS NO CONCURSO ANTES DE 2002 E NÃO ACIONAM A TAL DA JUSTIÇA? ELES AJUDARAM O GOVERNO A ROUBAR DA GENTE PORQUE APOSTO QUE ELES SÃO EFETIVADOS NAS NOSSAS COSTAS TAMBÉM, USARAM A GENTE DE ESCADA.

      Excluir
    2. Por que,então, que uma colega minha com 15 anos de serviço estava de licença saúde,na época e a que estava substituindo e tinha só 3 anos foi efetivada e a minha colega dançou. Ele fez isto pensando no servidor? ME POUPE,VERME.Só que o STF não vai nem saber dos detalhes sórdidos.

      Excluir
  72. Ninguém pediu pra ser efetivado não,o que a gente quer è respeito e estamos todos no mesmo barco, o governo de Minas não valoriza nem efetivo,efetivado , ou designado.O que falta em nós servidores é união.

    ResponderExcluir
  73. Acabei de assistir no MG 2º edição que o trafico em Minas é maior do que no Rio e São Paulo.

    ResponderExcluir
  74. Estou confiante que o Sr.ministro Dias Toffoli irá resolver a situação da ADI 4876, ainda esse ano para não acontecer problemas nas escolhas de turma o ano que vem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dias Toffoli nem sabe que Minas existe.

      Excluir
    2. Anônimo das 21:30, para começar foi o ministro Dias Toffoli o relator da ADI, e com certeza se ela ainda não foi julgada é porque ele está esperando o momento correto.

      Excluir
    3. É um absurdo o tempo gasto para julgar os processos.


      Aí mora a IMPUNIDADE.

      Excluir
    4. Minas Desgovernada9 de novembro de 2013 11:05

      Dias Toffoli sabe sim... Ele que acolheu, por unanimidade entre seus pares:
      Processo: ADI 4876 DF
      Relator(a): Min. DIAS TOFFOLI
      Julgamento: 19/11/2012
      Publicação: DJe-229 DIVULG 21/11/2012 PUBLIC 22/11/2012
      Parte(s): MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL
      PROCURADOR-GERAL DA REPÚBLICA
      GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS
      ADVOGADO-GERAL DO ESTADO DE MINAS GERAIS
      ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS
      SEM REPRESENTAÇÃO NOS AUTOS
      http://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/22658407/acao-direta-de-inconstitucionalidade-adi-4876-df-stf
      STF irá julgar processos que questionam legalidade da "Lei Complementar 100"
      Leia mais no Jornal Varginha Hoje: "Lei Complementar 100" - STF está pronto para julgar ADI 4876 - Jornal Varginha Hoje http://www.jornalvarginhahoje.com.br/2013/06
      /lei-complementar-100-stf-esta-pronto.html#ixzz2k9WZew2J
      O aspecto da ausência democrática dessa lei estaria no fato de:
      1º FERIR O PRINCÍPIO DA ISONOMIA – de forma que todos os aspirantes ao cargo pudessem disputá-lo de maneira que as condições para tal fim tornassem igualitárias à investidura ao cargo ofertado pela administração pública. O fato é que cidadãos submetidos a uma mesma constituição foram beneficiados para que ocupassem cargos sem realização de concurso o que prejudicou milhões de outros cidadãos que tinham condições de ocupá-lo por mérito.
      2º Houve privilégio para 98 mil servidores estaduais que foram contratados para suprir necessidade temporária como prevê a Constituição, assim como os chamados cargos de confiança de livre nomeação e exoneração, pois representam caráter precário;
      3º A conotação de Concurso Público é definida com o intuito primordial de reunir condições para seleção dos candidatos mais aptos, preparados e que sejam mais eficientes para o exercício da função pública, para tanto, submetem-se todos os candidatos aos mesmos requisitos;
      4º Fere o princípio da moralidade que combate a imoralidade – (na medida em que o legislador estadual deu tratamento diferente ao permitir que aqueles que já estavam no serviço público, sem se submeterem a concurso, não necessitariam fazê-lo, bastando, para se efetivarem, a simples edição de uma Lei Complementar);
      5º Princípio da impessoalidade – na medida em que a administração pública favoreça indivíduos em detrimento de outros ou prejudique uns para o favorecimento de outros; a impessoalidade existe para que algumas pessoas não sejam beneficiadas em detrimento a outras
      Diz: “O concurso público é o instrumento que melhor representa o sistema de mérito, porque traduz um certame de que todos podem participar nas mesmas condições, permitindo que sejam escolhidos os melhores candidatos.





      Excluir
    5. Sem contar que todo mundo paga impostos e, exatamente por isso, todos devem ter as mesmas condições de acesso aos cargos públicos em todo o território nacional.

      Excluir
  75. É para ficar besta!!!!! saiu a Resolução 2442/13 ( 07/11/13), para atribuição de turmas/aulas. Segundo o SIndut mg, NÃO HOUVE DIÁLOGO COM A CATEGORIA, já era de se imaginar!!!! Mas, o que me deixou incrédulo é que eles permanecem colocando efetivos e efetivados em pé de igualdade ( na hora de escolha de aulas/turmas e transferência), em caso de excedência, mesmo depois de ser publicados que os EFETIVADOS não possuem ESTABILIDADE. Como assim? efetivo estável sendo remanejado , para Nâo estável permacer. Engula essa se for capaz!!!!!

    ResponderExcluir
  76. De acordo com reportagem do novo jornal o PSDB está meio cambaleante em Minas. Segundo pesquisa encomendada qualquer candidato seria eleito desde que assumisse que é contrário ao PSDB, ou seja, que é contrário ao governo estadual. A mesma reportagem do novo jornal sugere que se Pimentel quer mesmo sair na frente e ser eleito ao governo de Minas terá que assumir de vez oposição à Aécio/Anastasia. Bom, parece que o PSDB tá meio queimado em Minas e dessa vez Aécio não vai desfrutar de tanta popularidade assim. Na verdade, Anastasia foi e está sendo tão ruim na administração estadual que está queimando seu próprio filme e o de seu padrinho, Aécio. Aquela história de não renovar concessão da cemig para não cair a conta de luz não desceu bem na garganta dos mineiros. O povo todo, pelo menos na minha cidade, tá até hoje meio com raiva de Anastasia por causa daquilo. Em Minas a energia é a mais cara do Brasil e, mesmo com as reduções anunciadas por Dilma, pelo menos aqui, no nosso estado, não sentimos cair nada na conta. Nas cidades onde a copasa atua, segundo moradores dessas cidades, a conta de água e saneamento é também das mais caras do Brasil. Enquanto isso para as empresas gigantescas o governo diminui impostos e oferece outras vantagens mais, que, claro, são pagas do nosso bolso. Eu acho que se nós, professores, que estamos espalhados por todo estado, fizermos uma campanha em nossas famílias, vizinhos, alunos, amigos e outras pessoas mais, poderemos quem sabe tirar do governo este PSDB. Independente de qualquer coisa, nós, professores, temos que fazer a nossa parte de qualquer jeito e pronto.

    ResponderExcluir
  77. Não sintamos vencidos:concursado ,classificado ,nomeado,estágio probatório vencido de acordo com a CF de 1988,efetivados pela lc100/2007 ,o governo quer reparar seu erro colocando a classe em desarmonia.Preocupa não ,façamos com que ele mostre sua cara de bandido.Ele só quer dividir a classe;vamos lutar juntos ,a vitória será de todos nós.Nenhum efetivado pediu ser efetivo burlando a lei .Sou aposentada e estou ao lado dfa classe ,não confundo ,concursado e efetivado ,vamos nos unir e fazer valer os nossos direitos.

    ResponderExcluir
  78. Gente, socorro, quem souber esse negócio de STF manda essa tal de Resolução 2442/13 - 07/11/13. Enche a caixa de e-mail deles para eles verem esse absurdo e quem tem face posta lá também, urgente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredite nisso colega! O STF não tá nem aí para Minas ( servidores) e seus problemas. Tem uma coisa chamada REMÉDIO CONSTITUCIONAL. Se você estiver prejudicada em sua escola, entra com um MANDADO DE SEGURANÇA, certamente vc vai ganhar.

      Excluir
  79. http://www.ocafezinho.com/2013/11/08/o-sacripanta-de-41-mil-reais/

    ResponderExcluir
  80. INACREDITÁVEL!!

    E AÍ PIMENTEL??


    http://rudaricci.blogspot.com.br/2012/04/pimentel-e-aecio-juntos.html

    ResponderExcluir
  81. Onde podemos acessar essa resolução 2442/13 ?

    ResponderExcluir
  82. Onde podemos acessar essa resolução 2442/13 ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido10 de novembro de 2013 11:06

      no Sind-UTE tem um link que abre o arquivo pdf da resolução completa, eu li pelo site de lá.

      Excluir
  83. Estão vendo????? Tem gente babando pelo Pimentel. Cuidado com as falsas aparências.

    ResponderExcluir
  84. Serra abrindo fogo pesado contra o Anébrio Neves... uhuu... vão morrer abraçados kkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Onde??? Põe aqui pra gente comemorar também... Eu voto no J. Serra... Já votava no J. Serra há séculos, desde o útero da minha mãe sou serrista maracujá murcho.. Viva Serra, quero dizer MORRA PSDB, TODO!

      Excluir
    2. OU SERÁ O AÉCIO??


      http://www.diariodocentrodomundo.com.br/se-o-psdb-tem-sua-madame-bovary-e-jose-serra/

      Excluir
  85. Euler bom dia...me oriente por favor; fiz um emprestimo no valor de 2.6800,00 que seria pago com parcelas de 280,00 em um em 18 vezes que daria 5.040,00. Mas a financeira alem de não me dar o contrato mudou tudo e esta cobrando 840,00 no meu contra cheque e me disseram que assinei um contrato de 06 meses neste valor e o pior o banco do brasil pagou e eu como ganho liquido de 02 cargos com 1.450,00 esta sobrando 420,00 para sustentar minha familia, como devo agir...por favor me oriente amigo, muito obrigada..e um abraço...aguardo resposta em breve, mais uma vez muito obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara colega,

      acho que você deveria procurar o Juizado de pequenas causas urgentemente, e pedir indenização em dobro contra a Financeira, pelo mal que ela fez a você.

      Além disso, consta que os bancos não podem descontar mais do que 30% do salário com os financiamentos. Talvez caiba um pedido de indenização ou ressarcimento também contra o Banco do Brasil.

      Finalmente, acho que fez um mau negócio, se dispondo a pagar quase o dobro da quantia recebida por um período menor que dois anos. Repare que os professores, na última gestão Aécio/Anastasia (a atual) obtiveram apenas 5% de reajuste no primeiro ano de gestão e mais 5% ainda não pago, agora, no final do mandato. Não dá para fazer empréstimos pagando quase 100% em menos de dois anos.

      É fato, também, que o salário de fome pago pelo governo de Minas obriga os educadores a buscarem empréstimos, ficando em permanente situação de falência. Contra isso, só há mesmo duas soluções: a) ou se muda de carreira, ou b) parte-se para a luta organizada para arrancar direitos que foram e continuam sendo roubados pelos governos.

      Um abraço e boa sorte na solução do problema que você nos trouxe.

      Excluir
    2. Tem escola do municipal em Bh praticando a monodocência. Acordem colegas! Se a moda pega vai ser um deus-nos-acuda.O Rio jà copia este modelo dos iunaiteestteites!

      Excluir
    3. de 2.680,00 pra 5.040,00 dá 88% houve ai até um roubo, juros muito autos em 6 vezes então, só Juiz pra meter ferro nessa empresa.

      Excluir
  86. http://andradetalis.wordpress.com/tag/niobio/

    OLHEM A QUESTÃO DO NIÓBIO.

    ResponderExcluir
  87. Caro amigo Euler fiquei muito feliz com sua pronta resposta e vou procurar as pequenas causas urgente, Deus lhe pague amigo porque sem este suporte moral e quase que como se fosse nosso pai a nos orientar profissionalmente e na vida..enfim...sem você Euler nossa caminhada seria bem mais dura...muito obrigada mesmo, abraços de uma admiradora e tenha uma boa tarde de domingo junto aos seus familiares.

    ResponderExcluir
  88. Euler,prestando bem atenção não considero MinasGerais um pais. Considero-o sim um estado que todos nós temos como propriedade e ainda não tomamos posse. Os posseiros legais - deputados, senadores, vereradores, goverrnadores não fazem nada a não ser arrebanhar os nossos direitos e não torná-los viáveis, devolvidos para todos nós. Deveríamos começar a (e há muito tempo deveríamos ter feito) é divulgar uma campanha para não eleger os que ai estão. Chega ,basta de trololó. Vamos parar de carregá-los no colo. Vamos selecionar, já que temos o direito de VOTAR. Abraços.

    posse

    ResponderExcluir
  89. Caro amigo Euler, devo dizer que concordo com o anônimo de 10 de novembro às 16:25, teu blog nos mantém bem informados, e nos dá uma luz sobre o obscuro mundo das Minas Gerais, digo da nossa situação precária como professores. Há também os outros frequentadores do blog que também contribuem com outras informações de nosso interesse. Agradeço imensamente pelo espaço e aproveito a oportunidade prá perguntar a você ou alguém que saiba, pelas quantas anda o processo da URV, pois no tjmg tá parado lá em 2010, sem nenhuma informação a mais. Agradeço, e peço que nunca abandone esse blog, pois todo dia antes de dormir entro nele prá saber das boas novas. Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo das 08:31, infelizmente a notícia não é boa como é de se esperar.No ano passado recebi a informação do meu advogado que tínhamos ganho o processo da URV e que o juiz iria nomear um perito de sua confiança para fazer os cálculos. Até aí tudo bem.
      Poucos dias atrás, no julgamento do mesmo, o resultado foi dado como improcedente. Comuniquei com meu advogado e aí a conversa foi outra. Nunca falou que tinha ganho, só quando sai a sentença é que se pode falar com certeza. Perguntou se eu queria recorrer, mas eu teria que assumir os gastos.
      Pra perder de novo? Os advogados do estado estão sempre ganhando, não dá pra entender. O governo alegou que já pagou até mais que devia. NUNCA veio NADA no meu contracheque a respeito de pagamento de URV.Se vc perguntar na secretaria quando foi pago, eles nem te dão resposta.É lamentável não termos direito nem naquilo que é da gente.
      Hoje procurei um advogado para dar uma olhada nos meus empréstimos, para ver se estava tudo certinho.
      Ele me perguntou se eu já tinha aposentado e eu disse que não. Ele disse que os professores ou pessoal do estado que não recebe vale refeição pode entrar na justiça que irá receber de cinco anos pra cá. É direito de todos.Correremos atrás.Boa sorte.

      Excluir
    2. Acho que quem trabalha 24 h não tem direito a vale refeição.Só quem trabalha 6h por dia.

      Excluir
    3. Muito obrigada. Péssimo saber que não poderei contar com esse dinheiro da urv, pois fica sempre a esperança de como STF deu como ganho de causa para servidores, como a injustiça mineira fecha os e olhos, deixa os servidores mineiros na miséria, pois eu acho meu subsídio uma miséria.. Agraço a você e ao Euler pela generosidade de usar esse espaço...

      Excluir
  90. EULER,
    FIZ TODAS AS PARADAS E ATÉ AGORA NÃO FIZEMOS A REPOSIÇÃO POR SEGUNDO A INSPETORA DA 37ª SRE O GOVERNO NÃO AUTORIZOU. COMO FICA A CARGA HORÁRIA DO ALUNO?
    SERÁ QUE O GOVERNO VAI NOS FAZER AUMENTAR A CARGA HORÁRIA DO ALUNO?
    ESTAMOS DE OLHO. NÃO IREMOS FECHAR O ANO LETIVO SEM A REPOSIÇÃO DAS PARADAS. O GOVERNO FEZ O DESCONTO AGORA ELE TEM QUE PAGAR.
    GILSON

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A inspetora da minha escola disse que os 4 dias de paralisações neste ano da minha escola não terão que ser pagos,pois os alunos foram,então não houve paralisação. Só que em várias salas não compareceu nenhum aluno.Mesmo assim tirou a chance dos professores pagarem,caso quisessem.E ficou por isto mesmo.

      Excluir
  91. É simplesmente um contrassenso muito grande essa administração de nossa senhora secretária de educação, não é? Veja bem, se o estado insiste em afirmar que efetivado não tem estabilidade, então porque que é o efetivo que fica excedente e deve completar cargo em outra escola de mesma localidade? É um contrassenso, o efetivo e estável fica excedente enquanto o efetivado e não estável fica com o cargo completo na frente do concursado e estável, kkkkk. O que eles não fazem por causa de 98.000 votos, não é? Turma de filha da......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o Mandado de Segurança? Serve pra que mesmo?

      Excluir
    2. Incoerência é o nome desse governo de Minas. MANDADO DE SEGURANÇA NELES GALERA!!!!

      Excluir
    3. Você anônimo das 23:39, sabe de alguém neste país de minas que ganhou algum mandado de segurança neste sentido contra Aécio/Anastasia? Se conhece me apresente por favor...

      Excluir
  92. Galera nesse governo, só contamos prejuízos. Já sabem da última!!!!!!!!!!!!!!
    ANO QUE VEM É O FIM DOS EFETIVADOS E EFETIVOS DE ENSINO RELIGIOSO E EDUCAÇÃO FÍSICA NO ANOS INICIAIS.
    ANASTA ASIA ODEIA OS PROFESSORES!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  93. Efetivo não tem como ser chantageado não há meios de manipula-los por isso e mais muiiito mais! Então faço de conta que isso não está acontecendo e toco !!! afinal pra que estressar? "Enquanto a coisa chamada educação em minas e o famigerado anastasia e gazola estiver por lá pra que sofrer?"Voces colegas que lutam e pensam que um dia há de melhorar, vamos a luta

    ResponderExcluir
  94. Não há nada que façamos que dê resultado. A justiça em Minas está do lado do governo, assembléia legislativa do lado do governo; e somos a parte mais fraca. Só que somos um número de funcionários que faz diferença em uma eleição, e devemos nos valer desta força. Não vamos desanimar, pois este desgoverno passa e nós permaneceremos. Vamos derrotar este partido de quinta categoria nas próximas eleições. Vamos detoná-los em 2014 e vislumbrar melhorias para nossa classe. Chega de sofrimento e de migalhas. Minas Gerais é muito maior que estas porcarias que desgovernaram nosso estado nos últimos anos. Vamos recolocar este estado nos trilhos novamente. Oxalá Deus nos permita!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  95. "um avô consagrado como grande político do século XX, ministro da Justiça do governo Getúlio Vargas no auge da crise do suicídio, primeiro ministro num processo difícil da democracia brasileira, que viveu no final de um processo ditatorial e soube enfrentar a ditadura e consagrar um resultado magnífico de se eleger presidente da República quando os próprios adeptos da ditadura se curvaram a ele - Sarney, Antonio Carlos Magalhães, Aureliano Chaves e tantos outros que sempre estiveram nas botas da ditadura."
    A frase: "Deixo a vida, para entrar para a História." creditada ao suposto suicida é muito cara de tancredo neves tanto que a caneta de ouro do suposto sucida foi encontrada com o tal tancredo anos mais tarde e sem contar que, talves, pelo servicinho ele foi eleito presidente pela junta militar da ditadura e não pelo povo, como querem fazer acreditar os que creem na memória curta da História, pois na verdade quando dizem que " O povo tem memória curta" tripudiam da HISTÓRIA que é a guardiã dos fatos. Essa história era obscura até observarmos os comportamentos do neto e percebermos que tanto o avô como o neto "vendem a alma ao diabo" para ser presidente do Brasil. Mas será que como o avô, o rapazola irá tomar posse? Quem eliminou o avô teria instruído parentes para eliminar o neto? Muita sujeira debaixo do tapete da República? Mas que o tucano bico doce do avô é que era mestre das frases de efeito, isso era... kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ou será tudo apenas conversa mole pra boi dormir? Vamos investigar?

    ResponderExcluir
  96. Bom dia Euler! Seria interessante vc publicar essa matéria que li hoje no " Viomundo"
    Aécio controla mídia para evitar críticas ao “choque de gestão”, diz autor
    publicado em 11 de novembro de 2013 às 17:19

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/aecio-neves.html

    Neste link vc também terá acesso a uma entrevista em áudio feita ao autor do livro explicando a situação de Minas. Vale a pena conferir!)

    ResponderExcluir
  97. Para quem está a fim de eleger Pimentel, olhe a notícia que saiu agora no rádio: Pimentel na mira da justiça pelo super faturamento nas instalações de olho vivo em BH em 2004.
    Vamos pensar bem, PSDB fooooooooooora, PT foooooooooora.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não adiante, será PT ou PSDB.

      Nenhum dos outros partidos tem base social suficiente pra fazer frente a essa polarização em MG.

      Excluir
    2. Tudo do PT é investigado. TJMG, MPMG, Procurador do Estado têm uma rapidez imensa em tripudiar o PT. Por que não fazem o mesmo com o governo do estado???? Só de não aplicar o percentual recomendado pela Constituição em saúde e educação não daria em CPI???? Por que só o PT é investigado???? E o sumiço dos bilhões da Copasa, o gato comeu e ficou por isto mesmo???? Não confio na justiça mineira; se vendem por pouca coisa!!!!!

      Excluir
    3. Se o Pimentel agiu com improbidade tem que ser punido sim. Mas questiono porque o Ministério Publico do Estado de Minas Gerais não age da mesma forma e rigidez com o Marcio Lacerda e o Aécio Neves ? Aécio Neves comprovadamente já desviou bilhões dos cofres públicos do Estado. Sabem porque o Ministério Publico e o Tribunal de Justiça não agem contra eles, chama-se Rabo Preso.

      Excluir
    4. Eu #Apoio@rogeriocorreia@saviosouzacruz PT* na cabeça!

      Excluir
    5. Eu também apoio.
      Marlene- Perdões

      Excluir
  98. Andamento do projeto de lei dos 5%, pelo visto ainda demora para aprovarem:

    http://www.almg.gov.br/atividade_parlamentar/tramitacao_projetos/interna.html?a=2013&n=4647&t=PL

    ResponderExcluir
  99. Nós mineiros já estamos pagando um preço muito alto por causa dos desmandos do psdb/bosta na educação. Os índices de violência nunca estiveram tão exorbitantes como nos últimos tempos. E não basta gastar bilhões em segurança pública, ou o absurdo de se pagar mais a um policial do que a um professor. Em todos os sites de notícias que leio, até o momento, as pesquisas apontam uma derrota incomensurável de Aécio e Anastasia. Eles irão pagar por todos os malefícios causados à classe dos professores. Toda dificuldade financeira, proibição de merendar, falsas propagandas e etc. etc. etc. etc. etc. Em 2014 a população mineira terá a clarividência de não mais votar neste partido e contribuir para resgatar o povo mineiro em sua dignidade. Esta dupla de ex-governadores entrará para a história como os piores, os mais corruptos, mentirosos, destruidores da dignidade dos professores, responsáveis diretos de tantos abandonos e exonerações de cargos públicos, e pela falta direta de professor. Não podemos fraquejar, temos a obrigação moral, enquanto formadores de opinião e de cidadãos, de mostrar às pessoas de bem e aos mineiros trabalhadores e honrados, o legado de Aécio e Anastasia. Mostrar também o que fizeram às instituições como o TJMG e MPMG. Que vergonha para os membros destes órgãos, venderam-se a quem paga mais. Por mais que os professores de Minas vivam na pindaíba, miserabilidade, depressão e violência não seríamos capazes de nos vender por preço nenhum e a quem fosse. Tenho vergonha dos membros do judiciário mineiro e denuncio aos meus alunos que a grande responsável para que os desmandos em Minas ocorressem é a justiça do estado. Eles são os grandes responsáveis para esta realidade que aflige a todos. Mas 2014 vem aí. Oxalá Deus nos ajude........................................

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os professores se vendem sim, já esqueceu da lei 100? Tenho certeza que nas eleições do ano que vem milhares de efetivados votarão neles. Ahhh, e quanto às pesquisas eleitorais antecipadas que você pesquisou em sites, cuidado. Nas últimas eleições foi do mesmo jeito. Hélio Costa tava na frente nas pesquisas e no final veio Aécio com sua cara de "bonzinho" nos jornais e televisão e mandou todo mundo votar em Anastasia, e o cara ganhou em primeiro turno. Nós, professores, temos que fazer nossa parte e fazer propaganda contra, é claro. Quem sabe dessa vez a gente sai da lama.

      Excluir
  100. Quais metas mesmo para mobilização amanhã na ALMG? discutir o que? Há tanto tempo que o assunto é o mesmo,o ano praticamente terminou e nos estamos sem nem os 55! quer saber as subsedes não tem tem conseguido reunir gente o suficiente. Faltando objetividade nas MOBILIZAÇÕES. Mesmo assim lá estarei, mas não é uma viagem fácil.Precisamos de idéias e propostas concretas, ok.

    ResponderExcluir
  101. Aécio controla mídia para evitar críticas ao “choque de gestão”, diz autor
    publicado em 11 de novembro de 2013 às 17:19


    por Luiz Carlos Azenha

    O lançamento será nesta quarta-feira no Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, em São Paulo.

    Desvendando Minas, Descaminhos do projeto neoliberal é uma coletânea de 13 artigos sobre os governos Aécio Neves-Antonio Anastasia em Minas Gerais, um contínuo de quase 11 anos de poder marcado pelo que se convencionou chamar de “choque de gestão”.

    Os organizadores são Gilson Reis e Pedro Otoni.

    A ideia por tras do “choque de gestão” é que o Estado é perdulário, lento e incompetente para lidar com a maior parte de suas atribuições. Deve ser “enxuto, eficiente e gastar bem”, tirando o peso da carga tributária dos ombros dos empresários e soltando as amarras do espírito animal dos capitalistas. Estes, livres do peso do Estado, produzirão tanta riqueza que, eventualmente, haverá um efeito “trickle down” — de que tanto falava o ex-presidente Ronald Reagan. Ou seja, aquela riqueza acumulada no topo eventualmente irrigará toda a sociedade. Acompanhei de perto o governo Reagan, como correspondente nos Estados Unidos, a partir de 1985.

    O problema do discurso de Reagan é que o Estado nunca foi de fato reduzido. Ele cortou impostos dos ricos, mas promoveu uma gigantesca corrida armamentista, deslocando investimentos sociais para a indústria bélica. Washington continuou injetando bilhões e bilhões de dólares em subsídios na agricultura, em torno dos quais se articularam as grandes corporações do setor. Ou seja, apesar de todo o discurso, o intervencionismo estatal continuou intacto.

    Houve uma intensa onda de terceirização e precarização do trabalho, com a perda de direitos sociais que acompanhou o combate aberto aos sindicatos e a criminalização de movimentos sociais como a ACLU, a American Civil Liberties Union, uma entidade dos direitos civis que, no discurso de Reagan e dos republicanos, era muito “liberal”, ou seja, “esquerdista” (ficava feio usar esta palavra por estar associada à caça às bruxas promovida pelo senador Joseph McCarthy nos anos 50. Mas, o espírito foi o mesmo).

    Na avaliação de Gilson Reis, vereador em Belo Horizonte pelo PCdoB e um dos organizadores da coletânea que faz o raio xis da gestão Aécio-Anastasia, também se deu em Minas Gerais uma dissociação entre o discurso e a prática.

    Segundo os dados de Gilson, o governo triplicou a dívida — hoje em R$ 80 bilhões — e consumiu parte dela em projetos sem retorno social, como o novo centro administrativo em Belo Horizonte, uma obra de R$ 2 bilhões.

    ResponderExcluir
  102. (...) A carga tributária de empresários, comerciantes e mineradoras foi relativamente reduzida, mas sem que isso resultasse na dinamização da economia local, que ainda depende eminentemente dos setores agrícola e minerador de exportação. O PIB de Minas registrou queda de 0,1% no segundo trimestre de 2013 em relação ao mesmo período do ano anterior (enquanto crescia 1,5% no Brasil), o que foi atribuído à queda no preço das commodities.

    Por outro lado, os investimentos sociais se concentraram em “focos”: escolas ou hospitais de referência, com objetivos propagandísticos — segundo Gilson.

    Na educação, por exemplo, Minas não paga o piso salarial nacional, os professores não tem plano de carreira e cerca de 500 desistem de dar aulas no setor público por mês. Os investimentos se concentraram em 400 escolas de referência, quando a rede toda tem 5.000.

    Não é bem o que dizem os admiradores de Aécio (veja aqui o site com o discurso oficial).

    Para Gilson, os bons resultados que de fato foram obtidos por Minas em alguns testes oficiais estão relacionados ao foco estrito em português e matemática e na herança de uma rede pública que antecedeu Aécio e que resiste sustentada pelo empenho da população de pequenos municípios — são mais de 800 no Estado.

    O livro também aponta a precariedade do setor público em outras áreas, especialmente Saúde e segurança pública.

    Em vez de promover concursos públicos, Minas optou por assumir o papel de indutor da terceirização, através da empresa pública MGS, que segundo Gilson controla mais de 300 mil “precarizados” que cumprem funções de servidores públicos.

    Na avaliação do organizador do livro, o “choque de gestão” teve o efeito de transferir renda da população em geral para os grandes empresários, no chamado “estado empresarial”.

    Mas, e os bons resultados eleitorais de Aécio no Estado?

    Segundo Gilson, o hoje senador conseguiu isso às custas de propaganda (aliás, Reagan era chamado de O Grande Comunicador e se reelegeu com o mote propagandístico “É manhã de novo nos Estados Unidos”).

    De outra parte, através do estrito controle dos meios de comunicação — o que merece um capítulo especial no livro. Segundo Gilson, existe uma estrutura no governo, com mais de 30 jornalistas, cuja função é exercer o controle sobre a mídia local.

    A importância da publicação está em oferecer um contraponto ao discurso unificado que o Brasil ouve sobre Minas Gerais sob Aécio-Anastasia.

    ResponderExcluir
  103. Estão comentando que a metade do 13º Salário será pago dia 18... isso procede gente?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acredite, isso nunca aconteceu.

      Excluir
    2. Talvez você seja algum novo assessor carioca, do governador e não esteja sabendo. Ou professor com menos de 10 anos de exercício.Sim! Já recebemos recebemos o 13º dividido.

      Excluir
  104. Vai ser lançado esta semana o livro "DESVENDANDO MINAS" de Gilson Reis e Érica Anita Baptista.Mostra a realidade do Choque de Gestão de Aécio e Anastasia. O não cumprimento do Piso Salarial dos professores,as propagandas enganosas do governo,como endivedaram o Estado e várias outras falcatruas dos dois. NÃO PERCO POR NADA. Serei uma das primeiras a comprar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se possível publique alguns tópicos do livro aqui no blog pra gente ler.....

      Excluir
  105. NOVOJORNAL
    Pimenta da Veiga pode não ser o candidato do PSDB
    Fruto do entendimento entre Aécio e FHC, para neutralizar José Serra, a candidatura de Pimenta da Veiga sem correspondência já começa naufragar
    Confira também
    Eleição define Miguel Corrêa para presidência do PT em BH
    Candidatos gastam R$ 164 milhões com funcionários de comitês
    Deputados destinaram R$ 5,9 milhões a obras da Máfia do Asfalto
    Pimenta da Veiga pode não ser o candidato do PSDB
    Reforma do Ministério sai até fim de janeiro, diz Dilma
    Interação
    Imprimir
    Enviar por e-mail


    Delicious
    Digg
    Google bookmarks
    Reddit
    Windows live
    Yahoo my web
    Detentor dos destinos daqueles que o acompanham na jornada rumo à presidência de República, Aécio Neves não tem poupado seus companheiros em detrimento de alianças para viabilizar suas pretensões eleitorais de 2014.

    Diversos companheiros de partidos ou mesmo de outras legendas que vem a mais de uma década participando da base aliada de Aécio Neves, foram alijados do processo ou tiveram suas pretensões políticas sacrificadas, para celebração de um acordo entre os tucanos de alta plumagem, para o retorno político de Pimenta da Veiga.

    Após este acordo em Minas Gerais, em volta de Aécio, formou-se um exército de políticos zumbis, que embora já sem vida permaneçem orbitando em torno do Poder, como a figura folclórica do “morto vivo”. Evidente que esta sobrevida tem prazo de validade, que encerra nas eleições de 2014.

    A cada dia estes Zumbis políticos vêem diminuindo a possibilidade do cumprimento das promessas futuras oferecidas em função de seus sacrifícios, uma vez que, além da candidatura de Aécio a presidência da República não decolar, o espaço em Minas Gerais vem diminuindo apontando para uma estrondosa derrota eleitoral.

    Na lista entre outros, Alberto Pinto Coelho, Narcio Rodrigues, Diniz Pinheiro, Marcos Pestana, este último o único a perceber a fragilidade do atual momento político, que da noite para o dia poderá ganhar novos contornos, com a possível desistência de Aécio em candidatar-se a presidência e conseqüente retirada de apoio a Pimenta da Veiga, desmontando as atuais alianças entre deputados federais e estaduais na divisão de suas bases.

    Rompido publicamente com Aécio, desde a campanha de Serra a presidência quando foi seu coordenador, Pimenta da Veiga encontra-se refém da conflituosa e inconciliável relação entre Aécio e José Serra desta forma igualmente sem qualquer força sobre seu destino político.

    Para não fugir a tradição aproveitando-se da situação Danilo de Castro vem praticando diversos acertos de contas pessoais, com Marcos Pestana e Dinis Pinheiro, utilizando-se da influência de sua pasta que “administra”, a verba de publicidade distribuída para a imprensa. Até agora os participantes do teatro político montado no intuito de viabilizar a candidatura de Aécio a presidência permanecem cumprindo seus papéis.

    A pergunta é até quando? Pois se no quadro atual onde se tem o que prometer e dividir está difícil de administrar, levando a morte diversas carreiras políticas, é inimaginável o que ocorrerá caso à candidatura de Aécio Neves a presidência não se concretize e confirmem-se as pesquisas até agora divulgadas com a eminente derrota de seu grupo político ao governo de Minas.

    Apenas para não desprezar uma hipótese, pois em política tudo é possível, caso ocorra a vitória de Pimenta da Veiga, Aécio sabe da expressiva superioridade, consistência e experiência política do mesmo e caso não consiga ocupar o Palácio do Planalto e Pimenta ocupe o Governo de Minas será o término de sua liderança e grupo político no Estado.

    O histórico dos últimos 10 anos comprova que neste período Aécio Neves não permitiu o crescimento de qualquer liderança que lhe fizesse sombra. Agora é esperar para ver.

    ResponderExcluir
  106. Socorro!
    A biblioteca da minha escola está abarrotada de livros e ontem chegou mais um monte de FILOSOFANDO.Tem gente ganhando muita grana com o pnld.Acordemos pois!

    ResponderExcluir
  107. Enquanto isto ....os municipios pressionam os deputados para modificarem o reajuste do piso.
    Melhor seria se estivessemos fazendo pressao tambem.

    ResponderExcluir
  108. Euler não sei o q vou fazer, pois nem licença médica podemos tirar, fui ao psiquiatra ele me deu um atestado de 30 dias, o perito me deu uma semana.A falta de respeito com o profissional é enorme.Estamos sem ninguém para nos defender, recurso todos ele ganha.

    ResponderExcluir
  109. Amigos de blog, saiu a resolução para o quadro de escola. Certamente seguira os mesmos moldes anteriores: despejam a legislação e não há um estudo minucioso de questões importantes. Apenas diretores participam de um estudo chinfrim, e ao chegar nas escolas não sabem explicar nada... Mas é isso mesmo que a SEE quer: tudo goela abaixo sem questionamentos. Aproveitando o ensejo, gostaria de tirar uma dúvida (me perdoem a ignorância, mas é melhor que ficar sem entender): O que se entende por professor sem titulação? Eles agora terão prioridade para o cargo de PEUB.
    E critérios complementares para atribuição de turmas e aulas? O que seria isso?

    ResponderExcluir
  110. Dizem que o estado tá mandando cartinhas para os efetivados ficarem tranquilos e que estão garantidos e bem defendidos perante o STF. kkkk, estão começando a apelar por causa dos votos nas eleições do ano que vem....Iria ser bom demais da conta viu se essa lei 100 caísse às vésperas das eleições e em meio a milhares de manifestações da copa......Engraçado, porque o estado não fez essa "maravilhosa defesa" enquanto a lei estava sendo julgada pela justiça de minas? É, porque aqui em minas ela já foi tida inconstitucional e olha que Aécio era o governador na época heim.

    ResponderExcluir
  111. Salve-se quem puder - Artigo do senador Aécio Neves, publicado na edição de 11/11/2013 da Folha de São Paulo
    http://blogrenatavilhena.blogspot.com.br/
    Ele fala do alto índice de violência do Brasil, da quantidade de assassinatos e quer ser o SALVADOR DA PÁTRIA, ele só se esqueceu de informar que em MINAS GERAIS segundo a polícia, eles são obrigados a maquiar os índices de assassinatos...
    Leia aqui:
    Governo de Minas esconde dados de aumento da violência
    http://blogdobanu.blogspot.com.br/2012/03/governo-de-minas-esconde-dados-de.html

    ResponderExcluir
  112. Tenho o facebook da Beatriz Cerqueira e ela posta tudo sobre a posição dos Deputados em relação ao projeto de reajuste. Aproveito para comentar e compartilhar assim muitas pessoas ficam sabendo o que está acontecendo.É mais uma oportunidade para divulgarmos.

    ResponderExcluir