quarta-feira, 3 de julho de 2013

Manifestantes cobrarão do governador de Minas o piso dos educadores




Manifestantes cobrarão do governador de Minas o piso dos educadores


Os jovens manifestantes de Minas Gerais, que ocuparam as ruas de BH na segunda quinzena de junho, vão cobrar do governador de Minas uma pauta com com pontos prioritários: Saúde,  Educação, Cultura, mobilidade urbana, entre outros.  Na área da Educação, especificamente, os corajosos guerreiros cobrarão do governador de Minas o pagamento do piso salarial dos educadores, além do cumprimento da Constituição Federal, que determina o investimento de pelo menos 25% da receita na Educação, e 12% na Saúde. O governador de Minas, que já havia recebido um grupo de manifestantes, terá outra reunião com o grupo de delegados eleitos nas assembleias dos manifestantes. É preciso entender alguns dos vários sentidos desse episódio de suma importância.


Em primeiro lugar, os bravos manifestantes estão mostrando para Minas que uma coisa é a propaganda oficial e oficiosa do governo, que diz que o estado / país Minas vive um paraíso. Outra coisa, bem diferente, é a realidade, dura realidade, marcada por descaso e destruição em áreas essenciais como a Saúde e a Educação pública.


Minas não paga o piso dos educadores, burlou a lei federal ao somar o antigo vencimento básico com as gratificações conquistadas ao longo dos anos pelos educadores, para, como isso, atingir o valor nominal do piso, mas descumprindo a lei federal e a decisão do STF.


Se nada aconteceu com o governo de Minas em relação ao descumprimento da Lei do Piso (11.738/2008) é porque as instituições que deveriam cobrar do governador o cumprimento da norma federal estão falidas. O Ministério Público foi omisso, inclusive durante a nossa greve de 112 dias, em 2011, quando o órgão teve a oportunidade de cobrar do governador a correta aplicação da lei, mas preferiu perseguir os educadores, ingressando na Justiça contra a nossa greve.


O legislativo estadual, como é do conhecimento geral, é mera peça decorativa, e que custa muito dinheiro para os mineiros. Uma vergonha para Minas Gerais, já que esta Casa foi conivente com o governo de Minas na destruição da carreira dos educadores, e no descumprimento da Lei do Piso dos professores. Além disso, não serve nem para cobrar do governo as exigências constitucionais, como os 25% da receita na Educação e os 12% na Saúde. Minas não cumpre a Carta Magna nestes quesitos, entre outros. E o que é pior: comete essas ilegalidades com as bênçãos até mesmo do TCE – tribunal de contas do estado, cujo conselho é político, ou seja, quase sempre indicado por acordo entre governo e parlamentares da sua base de apoio. Que república!!!


Também a imprensa e o sindicato estão entre os órgãos institucionais que falharam no seu papel. O primeiro, por cumprir um papel que é de negação daquilo que apregoa: liberdade de imprensa, de opinião e de expressão. A imprensa mineira é a mais submissa do país aos desejos dos governantes de plantão. Em relação ao grupo do faraó-senador, então, esta submissão é total, quase absoluta. Nada que desagrade ao senador e a seu afilhado governador pode ser publicado na mídia impressa, ou transmitido pelas TVs e rádios. Uma vergonha para Minas ter uma imprensa tão submissa, tão omissa e tão cúmplice com os piores interesses dos de cima.


O sindicato da categoria dos educadores também é outro, que contribui para a triste realidade vivida hoje pelos trabalhadores da Educação. Salário congelado até 2016, piso sonegado e carreira destruída, este é o saldo. O sindicato não consegue organizar, discutir e mobilizar a categoria para a luta. Em 10 anos de governo Aécio-Anastasia nunca conseguiu forçar uma reunião sequer com o governador – coisa que o movimento dos jovens manifestantes conseguiu em poucos dias de ocupação das ruas de BH. É notório que o governo de Minas é ditatorial, pouco afeito ao diálogo com servidores e com os movimentos sociais. Mas,  se houvesse uma forte mobilização, como aconteceu com os jovens estudantes e outros segmentos, o governo levaria a sério as demandas dos educadores. A direção do sindicato não percebe que o esquema montado para encaminhar as lutas dos educadores não está funcionando, a categoria não responde aos chamados do sindicato. O que este deveria fazer? Abrir um real diálogo com a base, ter humildade para reconhecer que falhou no encaminhamento das lutas e deixar de tratar o sindicato como aparelho a serviço de interesses partidários, de grupo A ou B. Mas, a exemplo dos governantes de Minas e do Brasil, parece que a direção sindical só mudará de rumo quando as bases da categoria reagirem, como fizerem os estudantes. O governo de Minas e a direção do Sindute têm muito em comum.


Pode até ser que os jovens guerreiros que ocupam as ruas (e a Câmara de BH, atualmente) não consigam detalhar as propostas dos educadores de Minas junto ao governo do estado. Detalhes como: o conteúdo da Lei do Piso, a questão do vencimento básico, das gratificações e da estrutura da antiga carreira dos educadores, destruída pelo governador de plantão. Mas pelo menos eles mostraram sensibilidade para com os reais problemas da população mais pobre.


Portanto, os nossos parabéns mais uma vez aos manifestantes, que se organizam de forma horizontal, com a participação de muitos movimentos, grupos, coletivos e indivíduos; que discutem e encaminham as coisas em assembleias horizontais, sem o personalismo de A ou B, abrindo os microfones para os participantes – coisa bem diferente desses órgãos institucionais fossilizados, "dinossáuricos", cuja “democracia” é mera formalidade.


Acompanhemos, portanto, o desenrolar das negociações entre os manifestantes de Junho e o governo de Minas. Já que a própria categoria dos educadores não tem tido força, organização e capacidade de luta para forçar uma negociação direta com o governo.


Um forte abraço a todos e força na luta. Até a nossa vitória!


P.S. Acompanhem ao vivo as assembleias da ocupação na câmara de BH, através da mídia Ninja, no link que alguém publicou aqui no Blog: http://twitcasting.tv/pos_tv

209 comentários:

  1. Mobilizações e Greve dia 11
    As centrais sindicais (CUT, Força Sindical, UGT, CTB e Nova Central) convocaram o Dia Nacional de Luta, com mobilizações, paralisações e greves no próximo dia 11 de julho. Em BH, está convocada uma plenária de preparação para o próximo dia 6 (sábado), às 8h00, na sede do Sindieletro MG.
    Está programado o fechamento das principais rodovias do país, prevendo-se que metrô e protos deverão parar por algumas horas neste dia.
    A pauta de reivindicações é composta pelos seguintes pontos:
    a) Contra a PL 4330 (PL da terceirização), que retira direitos dos trabalhadores;
    b) Redução de tarifa de transporte sem corte nos gastos sociais;
    c) 10% do orçamento da União para a saúde pública;
    d) 10% do PIB para a educação pública;
    e) Fim do fator previdenciário;
    f) Redução da jornada de trabalho para 40 horas, sem redução de salários;
    g) Reforma Agrária;
    h) Suspensão dos leilões de petróleo.

    A CUT inclui, ainda, mais dois pontos: Democratização da Mídia e Reforma Política com Plebiscito Popular.

    Como se percebe, à onda de manifestação de rua, agora as organizações sindicais e populares começam a comandar uma agenda com pontos que são tradicionais à pauta das centrais brasileiras.
    Entramos num novo ciclo desta onda de ações sociais, agora, mais estruturadas e possivelmente com impactos distintos aos que vivenciamos nas últimas semanas de junho.
    Na reunião de ontem em Belo Horizonte, os sindicatos reunidos decidiram apoiar a ocupação da Câmara Municipal e garantiram a unidade desta mobilização sindical com as ações que ainda ocorrem pelo país oriundas da onda de junho.

    Postado por Rudá Ricci às 08:53 Nenhum comentário:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o pagamento do PISO NACIONAL SALARIAL DOS TRABALHADORES DO ENSINO PÚBLICO NOS TRÊS NÍVEIS: MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL: LEI 11.738/2008 NA CARREIRA ANTIGA E A REVISÃO DO TEMPO DE TRABALHO DOS PROFESSORES QUE FOI USURPADO PELO GOVERNO MINEIRO A PRESIDENTA DA CUT ESTADUAL E DO ANTIGO SINDUTE/MG BIA SE ESQUECEU???????????? ABSURDOOOOOOOOOO, BEATRIZ, VÁ TE CATAR!

      Excluir
  2. Euler
    O mundo está protestando...
    Esta orquestração se dá em geral, independente de partidos, e nós em MG, temos mais que motivos de fazer uso das mídias que temos para desmascarar este que está nosso patrão, e o ex que acabou com nossa carreira.
    Vejo nos comentários de alguns jornais"Baixa a popularidade da presidente" mas, o problema é mais fundo, e cada estado tem suas feridas, mais ou menos abertas. Claro e igual, em todos é lutar contra a corrupção, que é generalizada,independente de municípios, estado ou federal, e as promessas de políticos , que usam, e nada fazem. Mas, acho que é por aí que o povo acorda. Não há Sindicatos por nós, nem políticos, nem patrões, vamos cobrar o DIREITO que temos por nosso voto.

    ResponderExcluir
  3. Globo veta o plebiscito
    Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

    São 20 horas e a mensagem de Dilma propondo o plebiscito já caiu das principais chamadas dos sites de notícias.

    No lugar dela, a morte do projeto da “cura-gay”.

    Espero um pouco mais, e vem o Jornal Nacional. Lá no fim, depois de uma imensa reportagem sobre a indústria em queda e a inflação em alta, vem a matéria sobre o plebiscito.


    O vice-presidente Michel temer só falta pedir desculpas por ter levado a proposta de Dilma ao Congresso.

    Os líderes da base “não tão aliada” querem que isso vire referendo para 2014.

    Aecinho, pontificando, diz que Dilma mandou uma proposta que até ela sabe que não é possível viabilizar.

    Os líderes acharam tudo complicado e só vão falar isso na semana que vem.

    Depois, destaque na nota do TSE de que, se o Congresso não implementar, até o início de outubro, o resultado do plebiscito ”não haverá efeitos, no pleito eleitoral subsequente, o que pode ser fator de deslegitimação da chamada popular”.Claro, não houve menção ao final da nota, onde a Ministra Carmen Lúcia e os 27 presidentes de TREs dizem que “o sonho do povo brasileiro é a democracia plena e eficiente. O dever do juiz é garantir o caminho do eleitor para que o sonho venha a ser contado para virar a sua realidade. O juiz não se descuida do poeta. É a sua forma de atentar ao eleitor, única razão de ser da Justiça Eleitoral”.

    Dois ex-ministros do TSE aparecem para dizer que “não haverá tempo”.

    Resumo de tudo, nas palavras do líder do PT na Câmara, José Guimarães: “quando se quer, dá tempo; quando não se quer, não dá”.

    Alguém acha que o Congresso quer reforma?

    E assim, ficamos com a nossa triste ordem democrática, onde o povo votar e decidir qualquer coisa diferente do interesse de suas elites é inviável.
    Postado por Miro às 13:03
    Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut

    ResponderExcluir
  4. Hoje é dia de ocupar a mídia
    Por Marcos Aurélio Ruy, no sítio da UJS:

    É hoje o dia para ocupar a mídia em protesto contra os desmandos dos barões da comunicação no país. Ocupar a mídia antinacional e antipopular. Ocupar a mídia que uns a chamam de golpista, outros de comercial, convencional, tradicional, grande (no sentido econômico), burguesa, vassala do imperialismo, capitalista, venal, entre outros adjetivos, mas todas as alternativas estão corretas.


    Juntamente com a ocupação midiática através das redes sociais na internet, também serão promovidos atos contra a Globo que incluirão a realização da “Assembleia Temática Democratização da Mídia, que tratará das medidas populares a serem adotadas contra o cartel midiático liderado pela emissora fundada por Roberto Marinho, aliado de primeira hora do golpe de Estado aplicado por militares, em 1964, contra o regime democrático brasileiro”, afirma o Correio do Brasil.

    Principalmente após reportagem veiculada pelo blog O Cafezinho, na qual comprova sonegação fiscal das Organizações Globo, na época do governo FHC e a emissora ainda não ressarciu os cofres públicos. A dívida já gira em torno de R$ 1 bilhão. Mesmo tendo saindo nota no portal UOL de que a Vênus platinada pagou o montante da dívida, os movimentos sociais cobram da emissora dos Marinho que mostre o comprovante de pagamento.

    Mensalão da Globo

    Sem mostrar o documento que comprove o pagamento, fica-se na situação descrita pelo Correio do Brasil: “Quando um ladrão de galinha é flagrado com a galinha em sua panela, o fato de devolvê-la ao dono não lhe tira a desonra de ter roubado. A gente fica imaginando quantas vezes isso não aconteceu antes”, ainda mais porque a “sonegação fiscal é o menor crime da Globo. Seus crimes políticos são piores: mensalão dos EUA para jogar contra o Brasil e apoiar um golpe de Estado; edição de debates em favor de Collor; tentativa de fraudar eleições no Rio de Janeiro, contra o Brizola; tentativas sucessivas de aplicar um golpe em Lula e agora em Dilma”, por isso “Vale um cartaz: não é só o Darf (comprovante de pagamento do Imposto de Renda)”.

    E aí quando se fala em debater um marco regulatório para a mídia, vociferam e taxam de tentativa de calar a boca da “imprensa”, quando ela já está calada no que acontece de essencial no país e só divulga “notícias” para atacar o governo Dilma e criminalizar os movimentos sociais e os políticos de esquerda ou progressistas.

    A própria cobertura das manifestações das últimas semanas comprovam isso. Quando as passeatas ocorriam normalmente sem confronto com a polícia ou depredações e ataques, a divulgação do evento durava segundos, mas quando tinha o “show” da violência os telejornais dedicavam generosos minutos.

    A juventude tomou as ruas também contra essa mídia que temos. Tanto isso é verdade que carros de emissoras de TV foram incendiados. A Rede Globo de tamanho medo do povo fazia as coberturas das manifestações somente de helicópteros e a mídia se viu como alvo da mesma forma que outras instituições.

    Também a publicidade anda na contramão da história e prega os valores do individualismo, onde o importante é ter. Ter o carrão do ano, caríssimo e se não tiver dinheiro há o mais baratinho, mas não terá aquele “mulherão” da propaganda evidentemente. Ter roupas de grife que custam algumas vezes o que os trabalhadores ganham em um ano.

    ResponderExcluir
  5. (01/07/2013)

    “Com 82 anos de idade, Fernando Henrique com certeza faria bonito na avenida Paulista, na Rio Branco ou na Afonso Pena dos dias de hoje.”

    Com a frase bombástica acima, Aécio Neves conclui seu textículo semanal. Bem edipiano. Sob o pretexto de desgastar o PT, por causa de uma crítica da filósofa Marilena Chaui à chamada classe média, Aécio faz um desbragado elogio a FHC. Segundo ele, o “pai” estaria fortemente sintonizado com o sentimento das ruas e que poderia, tranquilamente, andar pelos manifestantes. Tudo porque FHC reconheceu agora, que a insatisfação com os partidos é justa! Grande descoberta.

    A partir disso, Aécio Neves diz que ele, FHC, ganhara autoridade para ser abraçado pelos manifestantes nas ruas.

    Quais? Os centenas de milhares que são uníssonos em gritar contra as instituições políticas, tais como se apresentam? Ora, era só alguém falar na compra de votos para a reeleição, que ele seria vaiado. Isso se ele não se encontrasse com as minorias punks nas manifestações. Nesse caso, certamente, FHC seria protegido pelos grupos de Skinheads.

    Tome tenência, senador. O senhor foi líder de partido, líder de governo e presidente da Câmara quando FHC era presidente e tinha maioria no Congresso. E foi deputado federal por 16 anos. Por que você e seu PSDB não realizaram a reforma política? Por que não construíram processos participativos para a população, para além dos partidos?

    Por que o senhor está contra a Reforma Política a ser feita por uma Constituinte Exclusiva, paralela ao atual Congresso? Esse elogio ao povo nas ruas é, na sua boca, mera hipocrisia e insinceridade.

    Ah, ao invés de jogar o coitado do FHC nos braços da multidão, por que o senhor não ousa comparecer a elas, Senador Aécio Neves? Em Minas Gerais já ocorreram várias. No Rio de Janeiro também. Onde o senhor estava?

    Anexo: Artigo aécio - 1 julho.doc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FHC chamou os aposentados de vagabundos mas ele mesmo ganha uma gorda pensão do governo por ter sido presidente. Os aposentados têm que trabalhar 35 anos e ainda ter a idade para se aposentar e ainda é chamado de vagabundo, kkk é brincadeira né. Se ele fosse às ruas seria linchado kkk.

      Excluir
  6. Temos que ocupar também a cidade administrativa,vamos aprender a lição com os jovens.

    ResponderExcluir
  7. Obrigada Euler pelo espaço,pois através dele temos acesso a informações.

    ResponderExcluir
  8. Gente, esse comentário aqui é gravíssimo, o governo ROUBOU nosso tempo de serviço. Vocês observaram isso?
    ................................................

    Anônimo2 de julho de 2013 16:18

    Entrei para receber o piso e assistência médica.Vou entrar com outro para reaver meu tempo .No meu posicionamento estou com 17 anos e alguns meses, sendo que já até me aposentei.O advogado me disse se eu paguei previdência desde o início, com certeza terei este direito.
    .................................................
    O tempo de nós todos está assim, absolutamente errado. E o sindicato vai ficar dormindo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu tempo tambem foi reduzido para 17 anos e 23 dias, sendo que já me aposentei há 14 anos. Que coisa macabra hen? Este desgoverno arrebentou mesmo com a gente. O que fazer? É só matando uma peste desta.

      Excluir
    2. Gente, os ladrões do Anastasia só consideram para mudança de letra o tempo de efetivo. Como é costume de qualquer ladrão, quando roubaram os biênios e os quinquênios, aproveitaram para roubar também o tempo de designado.

      Excluir
  9. O Craquécio sumiu da tv com suas propagandas fantasiosas do país das Minas Gerais...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ELE PERCEBEU QUE A MARÉ NÃO TÁ PRA PEIXE KKKKKK

      Excluir
    2. Sumiu porque depois ou já está sendo oportunista em tudo que está acontecendo para tentar ser eleito presidente! Uma vergonha!

      Excluir
  10. Dia 11 é dia de todo o povo ir para a rua e lutar por mudanças econômicas e sociais para o Brasil.

    Vamos à luta, que somente lutando melhoraremos as condições de trabalho do professor

    ResponderExcluir
  11. Sem luta não haverá plebiscito
    Por José Dirceu, em seu blog:

    Sem mobilização e luta popular, não haverá plebiscito sobre a reforma política. A oposição, capitaneada pelo trio FHC-Aécio-Serra está contra; o líder do PMDB na Câmara, Eduardo Cunha (RJ), diz que a bancada votará contra, ou a sua maioria; o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), propõe uma comissão para fazer a reforma na Câmara e depois um referendo; no Supremo Tribunal Federal e no Tribunal Superior Eleitoral, um ministro vira ativista político contra o plebiscito.


    Os mesmos que exigem ações do governo federal para atender todas as demandas populares, não dos seus governos nos Estados e municípios; os mesmos que aprovam a toque de caixa, com medo das manifestações, leis de caráter populista e demagógico como a do passe livre para todos, para os que têm renda, ou a lei que transforma a corrupção em crime hediondo, quando o próprio STF já declarou inconstitucional parte da lei que o instituiu para outros crimes.

    Os mesmos que na mídia clamam pelo atendimento de todas as reivindicações populares e já agora são contra o plebiscito. O povo que está nas ruas pode reivindicar tudo, menos decidir sobre o poder político, sobre aquilo que ele tem soberania natural, sobre sua Constituição e sobre como eleger o Poder Legislativo, o poder dos poderes.

    Querem usar o povo que está nas ruas para seus objetivos políticos, eleitorais, como massa de manobra para fazer oposição ao governo Dilma, para tirar do poder o PT, para pôr fim às políticas e aos programas sociais, de distribuição de renda, de defesa do Brasil. Democracia só quando é para atender os interesses que representam, da elite. Quando o povo quer participar e decidir, não vale.

    É preciso lembrar ao povo como governaram o Brasil os que hoje cinicamente atacam o governo Dilma, o PT e o ex-presidente Lula. Lembrar os anos FHC, o desemprego, com o país quebrado duas vezes, a privataria, o escândalo da reeleição – com a qual agora querem acabar –, o câmbio fixo que arruinou nossa indústria, os juros altos (de 27,5% reais ao ano) que dobraram a nossa dívida interna, que agora nos custa 5% do PIB, que falta na educação e na saúde, nos investimentos em inovação e tecnologia, em saneamento e mobilidade urbana.

    É preciso lembrar que éramos um país endividado, quebrado, devendo para o FMI, de pires na mão e sem autoestima e prestígio internacional. Sem presença e liderança no mundo.
    Postado por Miro às 11:34

    ResponderExcluir
  12. Pois é, espero que este diálogo com os estudantes sobre nossas condições de professor-de-minas, nossa carreira, piso e etc, surta o efeito que queremos. Mas será que alguém (no caso o nosso sindicato) já informou estes jovens sobre a antiga carreira que tínhamos com vencimento básico e vantagens e como seria o salário de um professor de 10 anos de magistério com o piso corretamente aplicado? Depois basta comparar o valor do salário deste professor na carreira antiga e no subsídio que os jovens entenderão nossa causa direitinho. Como Euler disse, é preciso que eles conheçam também o teor da lei do piso onde cita que é vencimento básico e não remuneração total. Caso contrário o governador com seu poder de influenciar as pessoas (inclusive as mais alienadas, o que não é o caso dos jovens) através de suas mentiras, pode fazer os jovens pensarem que nós estamos mesmo recebendo até 47% a mais do que o piso!!! Isso seria uma sacanagem deste ditador. Mas reitero sempre, não vai adiantar recebermos um salário de cinco mil reais por mês em apenas um cargo se continuarmos apanhando de alunos, se continuarmos vendo quebrarem tudo dentro da escola, se continuarmos lecionando em turmas com 45 alunos, enfim. A melhora da educação e da qualidade de vida dos professores não é baseada apenas em carreira e piso mas em muitas outras mudanças paralelas a isso. Claro que carreira e piso são primordiais mas, junto com a carreira e piso temos que fazer outras reivindicações para que possamos, simplesmente, prestar aos alunos e á sociedade um trabalho de melhor qualidade. Tudo que queremos é sossego para trabalharmos melhor. O próprio governador reconheceu que foram dois menores que incendiaram uma concessionária nas manifestações, logo mudanças no ECA é super viável e bem vinda também.

    ResponderExcluir
  13. 75% do petróleo parece que vai mesmo para a educação, mas como será esta distribuição as estados? Como este dinheiro vai ser aplicado? Será apenas para melhorias em infraestrutura das escolas, transporte e merenda? Será que esse dinheiro a mais surtirá algum centavo a mais em nosso salário? Quem vai controlar a destinação destes recursos? Quem vai fiscalizar se esse dinheiro está chegando onde deveria chegar? Não podemos nunca esquecermos que moramos num país chamado BRASIL. Baseado no que o nosso governador faz podemos ter todos os motivos para desconfiarmos. Vejamos bem: O governo não investe os 25% na educação, não respeita a lei do piso, alterou nossa carreira e remuneração prejudicando direito adquirido, contrariando mais uma vez a constituição, efetivou servidores sem concurso para ganhar votos, e além disso tudo, faz propaganda na mídia que a educação de Minas é a melhor do país. Quer mais alguns motivos para chegar à conclusão que estes recursos a mais do petróleo não servirão pra nada? Bem, se você também é professor-de-minas nem precisa de tantos motivos assim né...
    Como nós, cidadãos comuns, podemos ter a certeza da destinação das verbas da educação? Como controlar? Onde ficam estes dados, estas planilhas? Essa é a reforma política que queremos, como contribuintes pagadores de impostos temos o direito de participarmos mais claramente da destinação e controle do dinheiro público. Quem garante que o dinheiro da educação está indo todo para a educação? Como eu, cidadão comum, vou ter acesso a estas informações? É dessa transparência que precisamos...

    ResponderExcluir
  14. GOVERNO INSISTE EM FALAR QUE PAGA PISO.

    NÃO ENTENDO, CADÊ VANTAGENS?

    940,00 PISO MAIS 4 QUINQUÊNIOS, MAIS 10 BIÊNIOS, MAIS PÓ GIZ MAIS 10% PÓS DÁ 2.068,00 PARA PROFESSOR COM NÍVEL MÉDIO E 20 ANOS DE SERVIÇO

    CADÊ NOSSO PISO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem souber faça a caridade de dizer. Pois só vejo a pindaíba a que fui reduzida com o GOLPE denominado subsidio.

      Excluir
  15. SÓ NO STF PARA MOSTRAR POVO QUE GOVERNO NÃO PAGA O PISO, FALANDO NISSO ALGUÉM SABE SE TEM ALGUMA AÇÃO REQUERENDO NOSSOS DIREITOS AFANADOS?

    ResponderExcluir
  16. já estou bêbado! Me desculpem todos, mas já bebi todas! já não aguento mais! Entra mês e o dimdim nâo dá para pagar nada! E este governo diz que paga além do Piso Salarial!Será que serei o doido???? Ou será que tentam me enganar? Será que enganam até o TJMG? Ou terei que beber mais umas? O que vou fazer para garantir meus compromissos? Os bancos me ligam a cada minuto!!!!! Não sei o que vou fazer! O que me resta?:?: Bebo, mas sou culto!!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Oi! acabo de ter uma reunião de direção e lhe digo ,Os mestres das maracutaias estão tramando por traz das cortinas viu! vocês nem imaginam quem estão querendo lançar como candidatos! assim que tiver 100% de certeza lhes direi o tamanho da bomba...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só não poderá ser A vilhena e o craqueiro

      ferro neles

      Excluir
    2. Reunião de direção para lançamento de candidatura ao governo de Minas . Kakaka... Você deu uma pitada de humor ao blog.

      E outra coisa meu amigo . 100% de certeza é redundância ( se não sabe o que é , consulte o google ) .

      Excluir
    3. Gasolla é a candidata, e ela conta com certeza que ganha porque os efetivados vota nela em troca de permanecer nos cargos.

      Excluir
  18. GALERA,
    ISSO É URGENTE:

    A CÂMARA DE VEREADORES DE BH ESTÁ OCUPADA DESDE O DIA 29/6 COM O INTUITO DE PRESSIONAR O PODER PÚBLICO A ABAIXAR A TARIFA NA CAPITAL.

    FORAM FORMADOS VÁRIOS GRUPOS DE TRABALHO, ENTRE ELES UM SOBRE EDUCAÇÃO.

    AS COBRANÇAS SERÃO FEITAS A NÍVEL MUNICIPAL E ESTADUAL.

    TEM ALGUÉM DO SINDUTE NESSE GT? TEM ALGUM PROFESSOR DA REDE ESTADUAL LÁ? HAVERÁ UM ENCONTRO DOS GTS HOJE ÀS 19H NA CÂMARA DE VEREADORES DE BH.

    PRECISAMOS AJUDAR A COMPOR O GT E CONSTRUIR A LUTA DE FORMA CONJUNTA!

    https://www.facebook.com/events/530439280363160/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E porque você não foi??????? Estamos cansados de sermos "estumados" como animais sem cérebro por gente folgada que fica de longe rindo da gente por não conseguirmos nada porque gente como você fica em casa e só mandando... Vá lá compor o GT você!

      Excluir
  19. Alguém poderia mostrar ao vivo a assembleia hj pelo twistcanting e postar o link aq para aqueles que não conseguiram ir para BH possa acompanhar ao vivo.
    vlu

    ResponderExcluir
  20. Olá, colega. O link com transmissão ao vivo já foi publicado pelo blog desde ontem às 12h08. Veja no final do texto de abertura. E também a seguir:

    http://twitcasting.tv/pos_tv

    ResponderExcluir
  21. Desculpa me expressei mal. Estava falando da assembleia dos professores que irá ocorrer agora a tarde...vlu

    ResponderExcluir
  22. http://revistaforum.com.br/blog/2013/05/tjmg-confirma-aecio-neves-e-reu-e-sera-julgado-por-desvio-de-r43-bilhoes-da-saude/

    ResponderExcluir
  23. Minas Desgovernada.4 de julho de 2013 14:49

    É um desgovernado mesmo, veja só, ele se reuniu duas vezes com sindicatos que NÃO nos representam porque são vendidos e pelegos e só agora comunica. Deveríamos mesmo ocupar a cidade inadministrável com muita urgência para deixar claro que o nosso sindicato é o Sind-UTE/MG porque posso garantir que a pelegada inconstitucional vendem a alma para o diabo para ajudar o desgoverno de MG a se manter no poder, achando que se o aécin do pó parar ficar eles ficaram na lei 100 concurso com ajuda do deus deles, porque o meu DEUS não compactua com corruptos: O concurso é a única forma de garantir direitos iguais para todos no ingresso no serviço público.
    Dois encontros, nos dias 22 de abril e 27 de maio, já foram realizados com esse propósito.
    CONVITE AO SINDUTE-MG:
    Integram esta instância as seguintes entidades: a Associação de Diretores das Escolas Oficiais de Minas Gerais (Adeomg) , a Associação Mineira de Inspetores Escolares (AMIE), a Associação Mineira de Supervisores Pedagógicos de Minas Gerais (AMISP-MG), a Associação dos Professores Públicos de Minas Gerais (APPMG), o Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindipúblicos), o (Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e a União Nacional dos Servidores Públicos Civis do Brasil (UNSP), bem como servidores das Secretarias de Estado de Educação (SEE) e de Planejamento e Gestão (Seplag).
    Dando continuidade a essa agenda, convidamos para a terceira reunião, a ser realizada no dia 10 de julho, quarta-feira, a partir das 09h30. A reunião será realizada nas dependências da Secretaria de Estado de Educação, Sala 06, 11º andar do Prédio Minas, Cidade Administrativa, Serra Verde.Cordialmente,

    Secretarias de Estado de Educação (SEE) e de Planejamento e Gestão (SEPLAG)
    Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4966

    Vamos lá FORTALECER o nosso sindicato e mostrar a esses pangarés que o sindicato somos nós, e que nós que PAGAMOS o Sind-UTE/MG merecemos respeito desse desgovernador abusado e suas desgovernadoretes. E dizer que os sindicatinhos: Adeomg,AMIE,AMISP-MG,APPMG,Sindipúblicos,UNSP,SEE,Seplag. pelegos citados anteriomente não nos REPRESENTAM! Agora é a hora de mostrarmos a todos que pensamos e agimos independentes de sindicato. Acorrentados na CIDADE INADMINISTRÁVEL SIM. PORQUE NÃO?

    ResponderExcluir
  24. Manifestantes "lacram" a Rede Globo
    Do sítio Vermelho:

    Nesta terça-feira (03), cerca de mil pessoas se reuniram em frente à sede da Rede Globo no Rio de Janeiro para protestar contra a suposta sonegação de R$ 1 bilhão na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002, denunciada pelo blog 'O Cafezinho'. Uma assembleia temática se desenrolou e o ato foi rigorosamente pacífico.


    O grupo lacrou simbolicamente o prédio da emissora; coordenadores do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé protocolaram no Ministério Público “o documento da Receita Federal que comprova a sonegação”.

    Com gritos como "o povo não é bobo, abaixo a Rede Globo" e "a verdade é dura, a Rede Globo apoiou a ditadura", os manifestantes lacraram simbolicamente a sede da emissora no Rio, inspirados nos lacres que são impostos a rádios comunitárias. No protesto, o colunista Arnaldo Jabor, o jornalista William Waack e até o apresentador Pedro Bial, todos também foram alvo das palavras de ordem.

    O protesto foi convocado a partir de denúncia do blog O Cafezinho sobre sonegação fiscal no valor de R$ 615 milhões que a emissora teria cometido na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002. "Não à sonegação" e "ô, a Globo sonegou", gritavam os manifestantes, que prometeram que "amanhã vai ser maior".

    Cerca de 30 policiais se posicionaram na porta da emissora no Rio, mas o protesto foi pacífico. Durante o ato, que durou em torno de duas horas, a emissora também foi chamada de "fascista", "imperialista", "golpista" e "sensacionalista". Antes do protesto, coordenadores do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé protocolaram no Ministério Público “o documento da Receita Federal que comprova a sonegação” de impostos da empresa. Eles também entregaram uma carta à emissora informando o procedimento e cobrando explicações.

    O protesto foi convocado pelas organizações: Fale-Rio, 'Cidadania Sim! Pig nunca mais' e Barão de Itararé; que dizem que, ao contrário do que afirmou em nota distribuída na segunda-feira, a Globo ainda deve perto de R$ 1 bilhão aos cofres públicos. “A dívida é a soma do impostos mais juros e multa, resultantes de um auto de infração no qual a Receita detectou a intenção da Globo de fraudar o fisco. Em valores atualizados, chegaria perto de R$ 1 bilhão", diz o blogueiro Miguel do Rosário, do blog O Cafezinho.

    Para um dos coordenadores do Centro de Estudos Barão de Itararé, Marcos Pereira, a assembleia temática foi vitoriosa, pois uniu pessoas dispostas a desmascarar a concentração da mídia e a necessidade de avançar em uma lei que democratize os meios de comunicação. Para Theo Rodrigues, também coordenador do Barão de Itararé, o movimento também conseguiu ampliar a importância de se construir uma nova lei geral para as comunicações no Brasil.
    Postado por Miro às 12:06
    Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut

    ResponderExcluir
  25. Os professores estão "deitados eternamente em berço esplêndido" a parte do "verás que um filho teu não foge à luta" eles não aprenderam. O Sindicato são vocês.Será que vocês não entenderam isto ainda? Se quiserem desenho prá vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem roubou piso, biênios e quinquênios do professor não pode ser governador.
      Fora Anastasia!
      Fora Vilhena!
      Fora ladrões!

      Excluir
  26. GOVERNO, MÍDIA, "SINDNÚTIL": QUE É PIOR?

    Caros colegas professores,

    Estes jovens estão nos ensinando como se consegue ou, pelo menos, como se enfrenta estas forças do mal que se instalaram há décadas na política nacional e mineira (Legislativo, Executivo e Judiciário). Estes poderes, que deveriam funcionar em prol da sociedade, se tornaram um "clubinho" de favores. Eles fazem de tudo para manter o "status quo" do qual tiram proveito as elites e a classe dominante deste país. Um exemplo disso tivemos na nossa última greve de 112 dias, em que um desembargador, que deveria se manter na neutralidade (em favor da sociedade), preferiu se vender ao governo de Minas Gerais, decretando nossa greve ilegal.

    Portanto, já estamos mais do que cientes de que os poderes instituídos de Minas Gerais não privilegiam o bem estar social. Através de conchavos politiqueiros sujos, deputados se vendem ao governo de Minas Gerais e aprovam projetos que só agradam aos governantes, em detrimento de graves desigualdades sociais prevalentes no serviço público mineiro. Comparem, por exemplo, o tratamento que se dá aos magistrados, ao Tribunal de Contas, ao Tribunal de Justiça, etc quando comparado ao tratamento que se dá à Educação e à Saúde. Não é preciso descrever aqui as diferenças salariais de uns e de outros, pois todos nós as conhecemos muito bem.

    Também a mídia bandida e vendida ao governo de Minas Gerais, que faz um trabalho sujo, alienando os mais incautos, vendendo a propaganda mentirosa do governo estadual. E ainda aparecem alguns ditos "intelectuais" que ainda tem coragem de citar a ditadura militar como exemplo de repressão à imprensa livre, ao direito de livre expressão. Esta mídia (qualquer que seja ela, hoje no Brasil) só "vende" aquilo que lhe dá mais lucro. Ela tem o papel sujo de adestrar e alienar o povo brasileiro para que este não ouse querer mudar o "status quo" vigente há décadas neste país. Esta mídia podre e corrupta se recusa até mesmo a divulgar qualquer movimento, qualquer manifestação, qualquer reivindicação dos professores estaduais, para não manchar a imagem "perfeita" do atual governador e de seu antecessor.

    Cabe-nos, a exemplo dos corajosos jovens que estão nas ruas exigindo mudanças, que também ousemos exigir nosso direito inalienável garantido pela constituição deste país. Protestar, exigir mudanças, cobrar dos poderes instituídos é nosso direito garantido em constituição. Desta forma, que saibamos tirar proveito dele. Mas é preciso ter coragem, reagir, resistir ao opressor.

    E a melhor forma, hoje, de conseguirmos nossos objetivos é a organização de nossa categoria. Somos milhares. Bastaria que uns 20% de nosso efetivo aderisse ao movimento grevista já na sua fase inicial, atingindo no seu ápice, uns 50% dos professores. Em pouco tempo derrubaríamos as estruturas maléficas do governo. Não seria necessária uma greve de 100 dias, mas uma greve de verdade, com adesão suficiente para nos ouvir. Uma greve que dura muito tempo como a nossa última, é um péssimo exemplo. De fato, se tivéssemos tido adesão suficiente, teríamos conseguido sucesso em muito menos tempo. O resultado de um arremedo de greve como nossa última greve de 112 dias todos sabemos: retaliação, repressão, perda do piso e da carreira.
    E por fim, o "sindinútil". Ah, pensando bem, este sindicato não merece nem ser avaliado, pois já mostrou há muito tempo que não preza pelo bem dos educadores. Só busca seus próprios interesses, ora pendendo para o lado dos governantes ora se alinhando a politiqueiros de uma pretensa oposição, que só usam os palanques do "sindnútil" à caça de votos.

    Professores, vamos à luta!

    Atenciosamente,

    ResponderExcluir
  27. BELEZA

    OU PAGA NOSSO PISO COM AS VANTAGENS, OU PARAREMOS BH EM 2014

    VAI SER UMA VERGONHA SÓ PARA GOVERNO

    ResponderExcluir
  28. Projeto de royalties do Senado corta metade do recurso para Educação

    http://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2013-07-04/projeto-de-royalties-do-senado-corta-metade-do-recurso-para-educacao.html

    ResponderExcluir
  29. CERTIFICAÇÃO DIRETOR

    SAIU A LISTA, MÉDIA DE 2 POR ESCOLA, ISSO SÓ MOSTRA O DESINTERESSE DOS PROFESSORES COM O CARGO.

    ResponderExcluir
  30. O povo nas ruas gritam mas Anastasia e Márcio Lacerda permanecem de olhos e ouvidos fechados.

    ResponderExcluir
  31. Aécio Neves pede auditoria dos gastos com a copa,mas trava CPI do Mineirão.

    ResponderExcluir
  32. Anstasia,escute o povo!

    ResponderExcluir
  33. Finalmente! A Folha, hoje, uma semana depois, publicou a história que Miguel do Rosário, com seu O Cafezinho, levantou. Assim como aconteceu com a Chevron, a grande mídia só foi atrás da notícia, e dias depois, porque os blogs levantaram o assunto. Saboreie abaixo a vitória da verdade, que a gente teima em amar. Parabéns, Miguel, o povo brasileiro deve essa a você!

    Em tempo: repare o trecho que diz que a Globo pode ter pago e seu cadastro estar desatualizado. Que contador tem a Globo que não pede, há sete anos, a Certidão de Regularidade Fiscal à Receita e não toma as providências para regularizar?
    Fisco multa Globo em R$ 274 milhões por direitos da Copa de 2002

    A Receita Federal autuou a Rede Globo de Televisão por supostas irregularidades na compra dos direitos de transmissão da Copa de 2002. Os fiscais afirmam que a emissora usou uma empresa de fachada no exterior só para não recolher impostos no Brasil.

    ResponderExcluir
  34. O ano que vem vai ser um ano interessante, já que haverá copa do mundo, e claro, com muitas manifestações. E depois de alguns meses teremos as nossas eleições...Como serão poucos meses de espaço entre as manifestações da copa do mundo e as eleições, vai dar tempo para lembrarmos das exigências que serão feitas nas manifestações que, claro, não serão atendidas pelos governos. Espero que desta vez um candidato que não seja do PSDB possa ganhar as eleições para governador. Dizem que Pimentel vem como candidato e que é forte em Belo Horizonte, mas vamos ver, já que o PSDB consegue muito financiamento das empresas e empreiteiras para campanha. Vamos ver o que vai dar...

    ResponderExcluir
  35. Se caso os estudantes, que se reunirão com o governador, não conseguirem convencer o governador a respeito de nossa carreira e piso, pelo menos os estudantes poderiam conseguir diminuir o número de alunos nas salas. Pelo menos isso o nosso patrão poderia evitar né, poxa vida viu.

    ResponderExcluir
  36. Governo agenda reunião para dia 10 ,isso é demais é claro que temos que entrar de greve geral e por tempo indeterminado...

    ResponderExcluir
  37. Governo de Minas se nega a reformular estrutura de carreira dos servidores
    01/07/2013
    Em reunião com sindicalistas, representantes do governo dizem também que aposentadoria especial não será implementada e que projeto de novo estatuto tramitará na Assembleia
    Escrito por: Sind-Saúde/MG
    Em reunião do Comitê de Negociação Sindical (Cones) realizada na última sexta-feira (28/06), a secretária de Planejamento e Gestão, Renata Vilhena, e outros representantes do governo responderam negativamente a todas as reivindicações dos representantes dos servidores. O governo disse que não irá reformular a estrutura de carreira dos servidores públicos estaduais, não irá retirar da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) o projeto de lei do novo estatuto e não implementará a aposentadoria especial.
    Os sindicalistas rechaçaram a tentativa do governo de argumentar que a atual estrutura de carreira é justa. Para os representantes dos trabalhadores, a expectativa de todo o funcionalismo é pela reformulação da carreira, visto que atualmente as progressões por escolaridade estão paradas, não se consegue chegar ao final da carreira antes de aposentar, não se incentiva a escolaridade, há muitos penduricalhos, demora-se oito anos para a primeira progressão na carreira, os interstícios são muito longos, não há proporcionalidades das jornadas de trabalho e muitos outros problemas.
    O governo disse que por enquanto não irá implementar qualquer reformulação na estrutura de carreira, nem mesmo a consideração dos três anos de estágio probatório para fins da primeira progressão. Mais uma vez o governo vai contra uma das principais reivindicações dos servidores públicos estaduais.
    Uma reunião da Mesa SUS será realizada no dia 16 de julho para debater a possível revisão da carreira da saúde. O Sind-Saúde solicitou que sejam realizadas discussões sobre questões gerais da reformulação do Plano de Carreira.

    ResponderExcluir
  38. Rejeição ao novo estatuto
    O Sind-Saúde e outros sindicatos, como Sindifisco e Sind-UTE/MG, mais uma vez declararam que são contrários ao projeto de lei complementar 39/2013 - que visa criar um novo estatuto dos servidores públicos estaduais de Minas Gerais, mas foi enviado à Assembleia Legislativa sem acatar as propostas dos sindicatos e sem a redação final ter sido apresentada e debatida com os representantes dos trabalhadores.
    O governo mais uma vez passou por cima dos trabalhadores e dos sindicatos e o projeto, que institui muitas punições e acaba com direitos dos trabalhadores, terá mesmo que ser barrado na Assembleia Legislativa.
    Previdência Complementar
    O governo apresentou questões conceituais com relação à proposta de se criar no Estado de Minas Gerais uma Previdência Complementar dos Servidores Públicos nos mesmos moldes da que já existe no âmbito federal. A Previdência Complementar seria facultativa e valeria apenas para os servidores que ingressarem após a aprovação da lei.
    Diante da complexidade do tema, o Sind-Saúde solicitou que sejam realizadas discussões mais amplas. O governo ficou de enviar a minuta e na próxima reunião a questão será mais debatida. O Sind-Saúde/MG propõe a realização de um Seminário para discutir essa questão com a base.
    Sem Aposentadoria Especial
    O governo novamente afirmou que só irá implementar a aposentadoria especial quando em âmbito federal for feito um substitutivo ao Projeto de Lei Complementar 330 de 2006. Ou seja, esse direito continuará a ser negado.

    ResponderExcluir
  39. Governo achata ainda mais carreira
    O recente reajuste publicado pela lei 20.748/13 não levou em conta as regras de progressão e promoção (com diferenças de 3% e 22% entre níveis e graus respectivamente) e sacrifica os servidores com acumulado de perdas. O reajuste deveria ter sido de 23,25% em todos os valores da tabela para obedecer ao piso do salário mínimo e ao mesmo tempo as regras de promoção.
    O Sind-Saúde/MG alertou para este golpe do governo durante a reunião do Cones. Para agravar a situação, o piso sobre o salário mínimo deveria ser aplicado desde dezembro de 2011 como expresso na lei 19.973/2011 que diz no seu artigo 17: “Fica assegurado vencimento básico não inferior ao salário mínimo fixado em lei ao servidor público civil da administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo que cumpra jornada de trabalho de quarenta horas semanais e ao militar, garantida a proporcionalidade em caso de jornada inferior.”
    O grave nesta situação é que não existe ninguém na Secretaria de Estado da Saúde (SES) que faz a jornada de 40 horas, que é uma tabela de faz de conta. A jornada do cargo existente é de 30 horas e não se faz mais concurso para esta categoria. A maioria dos ocupantes destes cargos se encontra no nível III e IV da tabela, aguardando, inclusive, sua aposentadoria. Esse é o golpe do governo.
    Essa mesma lei não atende as categorias de nível superior, mas o governo estuda apresentar uma gratificação aos Especialistas em Política e Gestão de Saúde (EPGSs) para cobrir as perdas com o não reposicionamento.
    Se os trabalhadores não forem às ruas, o governo continuará a implementar maldades e nunca irá melhorar a carreira e os salários dos servidores.

    ResponderExcluir
  40. Além do tempo de serviço estar absurdamente errado mais essa ai de nosso salário ficar congelado até 2015 quando mudaremos de letra. O negócio agora é não deixar a copa do mundo acontecer em Minas Gerais, e não deixar esse tal de Aécio embarcar na política em qualquer cargo q seja , já o Anestesia rsrsrs, esse é idiota ,sempre foi capacho do Aécim e com certeza vai levar toda a fama e se alto destruir

    ResponderExcluir
  41. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/o-cinismo-do-presidente-da-camara-que-foi-de-aviao-da-fab-ao-maracana/

    ResponderExcluir
  42. SE NÃO PAGAR NOSSO PISO RETROATIVO DESDE 2011, PARAREMOS BH EM 2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai esperar 2014? kkkk só rindo mesmo, pois nem nessas manifestões os prof aproveitaram, ai em 2014 irão deixar para 2016 kkkk.

      Excluir
  43. Quando a maré esta boa, todos os politicos estão por aí à solta.

    quando bicho pega somem, só aparecem os oportunistas no horário nobre tentando tirar aproveito da situação.

    ResponderExcluir
  44. Professor tem o que merece, a maioria está satisfeita,eta classe acomodada...

    ResponderExcluir
  45. A maioria dos professores só sabem falar do sindicato,sindicato somos nós,se continuarem reclamando apenas na sala dos professores as coisas não vão mudar é nunca. Saiam da toca e abram a boca para o mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia as reivindicações e responda onde está o nosso piso? Tem dó, eu defendo mas já está demais mesmoooo... Chega de sermos tão abestados!
      http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4968

      Excluir

    2. INCOMPETÊNCIA!!!

      Excluir
  46. DEPOS QUE PUBLIQUEI ISSO EMBAIXO, TIRARAM ATÉ REPORTAGEM DO JORNAL, VAMOS PUBLICAR COMPARAÇÕES DO PISO E O SUBSÍDIO, ELE FICAM DOIDOS.

    GOVERNO INSISTE EM FALAR QUE PAGA PISO.

    NÃO ENTENDO, CADÊ VANTAGENS?

    940,00 PISO MAIS 4 QUINQUÊNIOS, MAIS 10 BIÊNIOS, MAIS PÓ GIZ MAIS 10% PÓS DÁ 2.068,00 PARA PROFESSOR COM NÍVEL MÉDIO E 20 ANOS DE SERVIÇO

    CADÊ NOSSO PISO?

    ResponderExcluir
  47. É de desanimar mesmo: A gente já fez a greve por tempo determinado e votamos para fazer a greve de 24 horas das centrais sindicais, só que o Sind-UTE/MG e a CUT-MINAS se esqueceram de colocar a nossa reivindicação do PISO NACIONAL NA CARREIRA no folder vejam ai e AVISEM LÁ POR FAVOR O TELEFONE DO Sind-UTE é 34812020. Se não colocar o PISO não vou participar mais, agora é sério. http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4968

    ResponderExcluir
  48. QUE GOVERNO NEM MUNICIPAL,ESTADUAL,FEDERAL estão preocupados com a educação e nem sindicato nenhum também.QUER saber tô fora!!! NADA sobro piso muito menos sobre os planos de carreira, SAUDE E EDUCAÇÃO SÃO INSTIUIÇÕES FALIDAS...

    ResponderExcluir
  49. OCIMARA BALMANT - Agência Estado
    O projeto de lei sobre a destinação dos royalties do petróleo para a educação aprovado pelo Senado na noite de terça-feira, 2, derrubou pela metade o montante que havia sido votado pelos deputados. Com isso, o repasse cai 53,43% - de R$ 209,31 bilhões para R$ 97,48 bilhões. O cálculo é da Consultoria Legislativa de Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos da Câmara, com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

    É um retrocesso ao clamor popular, avaliam especialistas ouvidos pela reportagem. O projeto da Câmara, votado na semana passada em meio ao furor das manifestações que pediam 10% do PIB brasileiro para a educação, não chegava a alcançar esse porcentual, mas previa um acréscimo de 1,1% do PIB para o setor até 2022, alcançando 7% - hoje são 5,8%.

    "A redução feita pelo Senado derrubou o porcentual de 1,1% para apenas 0,4% do PIB. Foi o anticlímax. Existia um ganho que não era o ideal, mas melhorava bem. Agora voltamos quase ao zero", diz o professor Luiz Araújo, especialista em financiamento e políticas públicas. O relator do projeto é o líder do governo na Casa, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), e as alterações, segundo os bastidores no Congresso, são resultado de um acordo entre governo e líderes partidários.

    ResponderExcluir
  50. Não tem niguem aí para colocar esse Governador na cadeia não? por injuria.

    Piso nacional de 940,00 é para nível médio, sendo que nível médio subsídio dá 1.145,00 logo a diferença que ele fala que paga de 45% é de apenas 21%.

    poxa, estão nos fazendo de otários mesmo e a mídia também, temos que dar um jeito nisso.

    ResponderExcluir
  51. Notícia da Folha em 2001: "Para FHC, professor é 'coitado' que não conseguiu ser pesquisador" - http://www1.folha.uol.com.br/folha/educacao/ult305u7188.shtml

    ResponderExcluir
  52. Euler, eu apelei com a CNTE indo para os Estados Unidos kkkk e a gente aqui precisando tanto... Euler, entre em contato com todos os blogs de educadores e vamos tentar uma reação nossa e ver no que poderá dar? Vamos partir para o SIND-BLOGs? É uma sugestão, uma vez que temos blogs no BRASIL TODO.

    CNTE BRASIL ‏@CNTE_oficial 38 min

    CNTE participa da assembleia anual da NEA, nos Estados Unidos http://bit.ly/1cZDqes

    Luciene ‏@LucieneArroio 13 min


    @GracieusaBrito @CNTE_oficial Aqui a Apeoesp tá perdida em meio ao seus conflitos internos; a gente faz a luta,mas tá foda.

    ResponderExcluir
  53. Encontrei no twitter também:

    Dilma desenha: "Educação é salário para professor, é professor capacitado". Aécio é contra.

    http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/07/dilma-desenha-educacao-e-salario-para.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blogspot/Eemp+%28Os+Amigos+do+Presidente+Lula%29

    ResponderExcluir
  54. @rogeriocorreia_ @osamigosdolula Mas não temos tempo para esperar royalteies de petróleo, a Lei é de 2008 e até agora? Fala pra #DILMA.

    ResponderExcluir
  55. Pessoal, alguém sabe me informar quais são as funções do professor em uso da biblioteca(PUB)? Na escola que eu trabalho a diretora quer que eu vá para a sala de aula quando um professor tira licença e não aparece outro para pegar a vaga,estou dando 5 aulas dia e ainda falta 15 dias para vencer a licença da professora, virei eventual.Por favor quem souber me informe.Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca vi falar que PUB tem que cobrir professor em licença, eu sou PUB e na minha escola não existe isso,qdo não acha professor para designar a supervisora ou orientadora entra na sala,a biblioteca não pode ficar fechada. Vc é dona desse cargo e não está ociosa na escola.

      Excluir
    2. Cadê a eventual da sua escola minha filha?Tem uma legislação própria, não sei te informar o número dela agora.
      Sua carga horária como PUB é menor do que a da regente e o seu salário também.Quem vai te pagar a diferença?

      Excluir
    3. professoramaluquinha6 de julho de 2013 17:52

      A RESOLUÇÃO SEE Nº 2253, DE 9 DE JANEIRO DE 2013 em seus Art.12 e 13 diz "O Professor de Educação Básica que não estiver no exercício da docência, que exercer suas atividades no apoio ao funcionamento da Biblioteca Escolar (...) cumprirá 24 (vinte e quatro) horas semanais no exercício dessas atividades, incluindo as horas destinadas a reuniões, em local definido pela direção do órgão de sua lotação.
      Parágrafo único. Caracterizam-se como apoio ao funcionamento de Biblioteca Escolar as
      atividades desenvolvidas pelo professor em situação de ajustamento funcional, cujo laudo
      médico recomenda seu aproveitamento sem o contato direto e permanente com alunos.
      Art.13 O Professor para Ensino do Uso da Biblioteca cumprirá a jornada de trabalho
      prevista nos incisos I e II do caput do art. 10ºdesta Resolução para exercício da docência,
      diretamente no atendimento aos alunos, realizando atividades de intervenção pedagógica, orientando a utilização da Biblioteca Escolar para a realização de consultas e pesquisas, bem como desenvolvendo estratégias de incentivo ao hábito e ao gosto pela leitura."

      Excluir
    4. http://www.slideshare.net/abcgvmg/resoluo-see-n-2253

      Excluir
    5. Realmente, você não é eventual, assim como supervisora e orientador também não são. Cada cargo tem suas atribuições. Fique esperta. Sou supervisora concursada e nunca vou para sala. Não fiz concurso para professor. O problema dos educadores é que não conhecem seus deveres e,muito menos, suas obrigações.

      Excluir
    6. Corrigindo o comentário:
      ...não conhecem seus direitos...

      Excluir
  56. Euler, tudo bem?
    No rodapé do meu contracheque veio a informação de que terei uma promoção em janeiro de 2015. Até lá a inflação já terá comido este aumento. Isto é uma vergonha para os professores mineiros. Somos os únicos profissionais brasileiros sem um aumento anual.

    ResponderExcluir
  57. Entrando na SEEMG encontra-se a noticia do encontro das entidades de professores e Secretária, para ouvir e atender,pela 3ªvez, no ano.
    Ali, há um Fale conosco, que todos deveriam acionar, pq tem 2 dias p/responder, e perguntar, se não fossemos subsidiados estaríamos ganhando esta miséria? Cadê nossos quinquênios, biênios, etc. Cadê a tão falada progressão? Acho que temos que "balançar a roseira" de Anastasia e cúmplices.

    ResponderExcluir

  58. http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/07/dilma-desenha-educacao-e-salario-para.html

    ResponderExcluir
  59. QUE LISTA E ESSA DE DESIGNADOS QUE FIZERAM PARALISACAO? HOJE JA COMECOU CEDO A AMEACA NA ESCOLA... E SO PRESSAO....QUEM PEDIU,PRA ONDE FOI ENVIADA???W

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O STF ou seja SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL disse que é LEGAL. Está com medo de quê e/ou de quem? Não foi paralisação foi greve de 24 horas e será falta greve. Acorda. Pode ser enviada para onde quiserem larga de ser medroso...

      Excluir
  60. todos contra senado já nas ruas, eles não aguentam pressão.

    só gostam da manata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao anônimo de 5 de julho de 2013 de 16:46:

      RESOLUÇÃO SEE Nº 2.253, DE 9 DE JANEIRO DE 2013.
      Estabelece normas para a organização do Quadro de Pessoal das Escolas Estaduais e a designação para o exercício de função pública na rede estadual de educação básica.
      A SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS,
      (...)
      CAPÍTULO I
      DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
      (...)

      Art.13 O Professor para Ensino do Uso da Biblioteca cumprirá a jornada de trabalho prevista nos incisos I e II do caput do art. 10ºdesta Resolução para exercício da docência, diretamente no atendimento aos alunos, realizando atividades de intervenção pedagógica, orientando a utilização da Biblioteca Escolar para a realização de consultas e pesquisas, bem como desenvolvendo estratégias de incentivo ao hábito e ao gosto pela leitura.


      OBS: entendo que o mais viável seria você trabalhar com atividades sugeridas no artigo 13, caso sua diretora já tenha oferecido extensão de aulas neste período de licença para alguns de seus colegas e tenham se recusado.(Leia os artigos 17 e 18 desta mesma resolução, nestes artigos existe a possibilidade de extensão de aulas)

      Excluir
  61. Foi pedido nas escolas o número de vagas, gostaria de saber se alguém sabe se vai continuar as nomeações? E nós que estamos na lei 100, o que devemos fazer? Realmente podemos confiar na fala da secretária que disse que a lei não será julgada? Para ser sincera não confio nela mas acho que esse julgamento não vai acontecer porque já não está tendo mais professores.
    Estou na duvida se a lei for realmente permanecer não vou exonerar meu cargo efetivado porque se exonerar ele, vou ser nomeada mas vou ter que mudar de escola. Tenho um cargo efetivo ai vou ficar em duas escolas fica mais complicado. Gostaria de pedir aos leitores do blog se alguém souber de alguma coisa postar aqui por favor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A lei já caiu. Todos os juízes já disseram do flagrante de inconstitucionalidade. Só falta agora modular a sentença, o que o MIN. Joaquim Barbosa disse que talvez escapem apenas os que já se aposentaram por tempo de serviço, mas isso ele suspendeu a sessão para estudar a possibilidade. Agora que é inconstitucional a lei 100 isso já é irreversível. No STF já tem até uma matéria jornalística com o título: Notícias STF Imprimir
      Sexta-feira, 23 de novembro de 2012

      Impugnada lei de MG que efetiva não concursados como servidores

      Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 4876) proposta no Supremo Tribunal Federal (STF) pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel, questiona o artigo 7º da Lei Complementar (LC) 100/2007, de Minas Gerais. De acordo com a ação, esse dispositivo torna titulares de cargos públicos servidores da área de educação que mantinham vínculo precário com a administração pública estadual há mais de cinco anos, lotando-os no Instituto de Previdência do Estado de Minas Gerais.

      Segundo o procurador-geral, “a questão central diz respeito à investidura de milhares de cidadãos em cargos públicos efetivos, sem a realização de concurso público”. Tal medida, segundo ele, “caracteriza evidente violação aos princípios republicano (artigo 1º, cabeça), da isonomia (artigo 5º, cabeça e inciso II), da impessoalidade e da moralidade administrativa (artigo 37, cabeça) e da obrigatoriedade de concurso público (artigo 37, inciso II), todos da Constituição Federal”.

      Ainda de acordo com Gurgel, na época da aprovação do projeto de lei complementar 27/07, que resultou na lei complementar agora questionada, “o noticiário mineiro informava que cerca de 98 mil pessoas viriam a ser beneficiadas pela investidura em cargos públicos efetivos, sem serem submetidas a concurso público”.

      http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=224553

      Excluir
    2. Eles podem estar pedindo o total de vagas vagas por vários motivos, como remoções e mudança de lotação, que são feitas em julho. Pode ser para dar posse à concursados, visto que o concurso está em andamento e as posses estão acontecendo. Ainda não tem nenhuma decisão judiciária definitiva, ou seja, transitada em julgado. Mas a lei 100 está pra ser julgada a qualquer momento mesmo e com certeza será pela inconstitucionalidade. Quem pode tomar posse no cargo efetivo deve se antecipar aos acontecimentos que fatalmente mais dia menos dia irão acontecer e se efetivar via concurso e pronto, mesmo que seja em outra escola ou outro município.

      Excluir
  62. Acessem: http://osamigosdopresidentelula.blogspot.com.br/2013/07/dilma-desenha-educacao-e-salario-para.html

    ResponderExcluir
  63. Euler coloque novamente para todos verem o plano de carreira que tínhamos antes desse "suicídio", lembrando que a cada nível o percentual era de 22% sobre o básico de professores com formação nível médio.Tínhamos 20% de pó de giz, biênios, quinquênios, porcentagem sobre pós graduação. Esse governo de bos...a está roubando e muito os professores,será que essas m...das não acreditam em Deus, se acham superiores a tudo e a todos, será que na hora que deitam em seu travesseiro, não há ao menos um momento de arrependimento dos males que causam a vários professores e seus familiares, filhos, é muito triste. Infelizmente essa coisa que governa MG e seus padrinhos estão acabando com sonhos e esperanças de muita gente que tem dignidade e honestidade em suas vidas. Mas, sempre há um fio de esperança, vamos continuar lutando, para que esse ganho seja alcançado pelos talvez futuros professores. Vamos rumo à VITÓRIA, força na luta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não espere desses psicopatas nenhuma compaixão, essa doença torna-os incapazes de se colocarem no lugar do outro. Além disso, precisam de um grande estímulo para terem alguma emoção. O prazer deles está em vencer os jogos do poder, não interessa quantos forem prejudicados. Alguns, inclusive, são sádicos, quando você se queixa que está sofrendo está lhes dando prazer.
      Difícil diagnosticá-los, como não sentem são exímios jogadores; não se envergonhe ao ser enganado por eles. Não os venceremos com a nossa revolta ou emoção,para vencer um psicopata, só outro psicopata.
      PS: Eles só recuam quando há risco, iminente, de sofrerem violência.

      Excluir
    2. Concordo !!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  64. Para quem acredita que o Joaquim Barbosa é o herói da nação, acesse e leia, e depois tire suas conclusões.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/paulo-nogueira-joaquim-barbosa-impedido-de-julgar-casos-da-globo.html

    ResponderExcluir
  65. Um dos motivos mais notórios que prejudicaram os professores, um tal de MPMG. Acesse, leia e tire suas conclusões.

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/rogerio-correia-se-o-gurgel-nao-abrir-inquerito-contra-o-aecio-estara-prevaricando.html

    ResponderExcluir
  66. Acessem e tirem suas conclusões :

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/rogerio-correia-se-o-gurgel-nao-abrir-inquerito-contra-o-aecio-estara-prevaricando.html

    ResponderExcluir
  67. Globo não entendeu recado do povo
    Por Antônio Mello, em seu blog:

    A situação está se agravando. Vinha de antes a antipatia popular contra o jornalismo manipulador da emissora do Jardim Botânico comandada por Kamel.

    Com as recentes manifestações de junho, a revolta popular contra aumento de preços, políticos corruptos etc. também marchou indignada para cima da principal rede de TV do Brasil, a Rede Globo de Televisão.


    Repórteres da emissora se viram impedidos de trabalhar pelos manifestantes, em todos os estados do país. Expulsos das ruas, tiveram que fazer suas reportagens em helicópteros ou no alto de prédios, uma coisa inédita, talvez no mundo.

    A indignação popular contra a Rede Globo, por sua manipulação do noticiário, por sempre estar na contramão do país (Globo sempre esteve na contramão do Brasil, ao longo da história. Cotas, ProUni, Getúlio, Lula ), agora já se estende a outras emissoras.

    É certo que diretores da Globo, Kamel à frente, não saem às ruas, não sentem o bafo quente do povão no cangote, a ira das ruas, e continuam jogando o jogo, enquanto o mundo platinado desaba a seu redor.

    Não entenderam o que me parece ser uma ordem não declarada, mas já posta na mesa e que enunciei no título: se a Globo não mudar, não vai conseguir gravar mais nada nas ruas, porque o povo não vai deixar.

    Felizmente, as manifestações contra a Globo têm sido pacíficas. Eles gritam, vaiam, cantam e impedem as reportagens. E parece que vai ser assim até a Globo dar o braço a torcer.

    Espero que continue desse jeito. Agredir repórter e equipe é tudo o que a Globo quer para se colocar de vítima, quando é vilã.
    Postado por Miro às 23:03

    ResponderExcluir
  68. Preciso dizer o quanto este país tem de ladrões.Tenho um empréstimo no BMG.Aquele que desconta em folha.Nunca paguei á parte coisa alguma.Todo mês desconta em meu pagamento.Pois bem colegas.Quando eles viram (não sei quem) que eu já tinha pago um certo valor e ainda sobrava alguma miséria, o que esses ladrões fizeram???Vocês não acreditam.Eles colocaram em minha conta um valor como se eu tivesse feito um saque com o cartão.Que saque??? Se o cartão nem margem tinha??? Liguei e estou aguardando resposta do banco.Quem autorizou este valorem minha conta? Sim porque foi creditado em minha conta no BB e eu nem percebi e claro, tirei tudo .Mas eu gostaria de saber quem autorizou isso??? Outra coisa.Eu nem aqui no Brasil estava no dia do depósito.Foram dois depósitos e o segundo foi justamente no dia em que eu retornei ao bendito Brasil.Dá para ser feliz nesse país????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao negociar com bancos e operadoras de telefone, leia com atenção as letras miúdas. Eles não tem nenhum medo do nosso judiciário lento e tendencioso.

      Excluir
    2. Já vi que não é professor, afinal não sobra para viagens tão distantes, no máximo a casa sa mãe. kkkkk

      Excluir
    3. As críticas não devem ser tendenciosas, há professores que viajam, sim, e pagam parcelado e gostam, e podem. Trabalham muito, mas, o fazem, ou pela família ou por gosto mesmo. Não devemos ser tão pequenos, ou talvez por isso não vamos para a frente. Pensamos menor do que valemos...

      Excluir
  69. Deputado quer CPI para investigar crimes da Rede Globo

    PROTÓGENES QUEIROZ QUER CPI DA GLOBO
    Por que ir às Ilhas Virgens ?

    prOTóGENES QUER CPI PARA INVESTIGAR FRAUDE FISCAL DA REDE GLOBO
    O deputado Protógenes Queiroz (PCdoB-SP) diz serem graves as informações que recebeu sobre sonegações fiscais cometidas pela Rede Globo. Recentemente, documentos vazados na internet divulgaram que a empresa teria sonegado um total de R$183,14 milhões da Receita Federal. O delegado recebeu os documentos de manifestantes que protestavam contra a emissora no Rio de Janeiro nesta quinta-feira (04.06.13) e disse que fará investigação sobre o assunto no Congresso Nacional.

    ResponderExcluir
  70. Retrocesso: Senado corta 53% dos royalties que iam para educação
    ALTERAÇÃO DO SENADO PODE SER DERROTADA NA CÂMARA OU VETADA POR DILMA
    O projeto de lei sobre a destinação dos royalties do petróleo para a educação aprovado pelo Senado na noite de terça-feira, 2, derrubou pela metade o montante que havia sido votado pelos deputados. Com isso, o repasse cai 53,43% – de R$ 209,31 bilhões para R$ 97,48 bilhões. O cálculo é da Consultoria Legislativa de Recursos Minerais, Hídricos e Energéticos da Câmara, com dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP).
    É um retrocesso ao clamor popular, avaliam especialistas ouvidos pela reportagem. O projeto da Câmara, votado na semana passada em meio ao furor das manifestações que pediam 10% do PIB brasileiro para a educação, não chegava a alcançar esse porcentual, mas previa um acréscimo de 1,1% do PIB para o setor até 2022, alcançando 7% – hoje são 5,8%.
    “A redução feita pelo Senado derrubou o porcentual de 1,1% para apenas 0,4% do PIB. Foi o anticlímax. Existia um ganho que não era o ideal, mas melhorava bem. Agora voltamos quase ao zero”, diz o professor Luiz Araújo, especialista em financiamento e políticas públicas. O relator do projeto é o líder do governo na Casa, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), e as alterações, segundo os bastidores no Congresso, são resultado de um acordo entre governo e líderes partidários.

    ResponderExcluir
  71. O ultrachavismo sem voto da Rede Globo
    Enviado por Miguel do Rosário on 05/07/2013 – 8:08 pm 6 comentários

    O presidente do Supremo Tribunal Federal, o ídolo dos coxinhas, Joaquim Barbosa, é hoje o principal trunfo político da Rede da Globo. Ancelmo Gois incensa-o regularmente desde que ele tomou as dianteiras da Ação Penal 470. Outro colunista, Roberto Damatta não apenas afirmou que votaria sem pestanejar nele, como achava que Barbosa levaria fácil no primeiro turno. Merval Pereira e ele estão sempre se telefonando, e o colunista publica a conversa no dia seguinte sem escrúpulos de chapa-branquismo. O ex-presidente do STF anterior, Ayres Brito, escreveu o prefácio do livro de Merval enquanto ainda tocava o julgamento do mensalão. É uma falta de vergonha inacreditável.

    Aí ficamos sabendo que Barbosa pagou as passagens de avião, com dinheiro público, para uma repórter da Globo lhe acompanhar à Costa Rica. Coisas de político da pior laia. Logo descobrimos que Barbosa pagou as passagens de avião para assistir o jogo do Brasil e Inglaterra, no Rio, com dinheiro público, e que ficou no camarorte de um apresentador da Globo, Luciano Huck. E que seu filho está trabalhando na Globo, com Luciano Huck, figura que o PSDB andou sondando para ser seu candidato ao governo do Rio.

    É incrível o poder da Globo de cercar os ministros do STF. Cercam-nos midiaticamente, incensando-os, arrumando-lhes camarotes de luxo, descolando empregos para seus filhos. É como se vivêssemos um ultrachavismo de direita e sem voto, comandado pela Rede Globo, que pode tudo. Pode fraudar o fisco em quase 2 bilhões de reais, e ainda sim receber dezenas de bilhões de reais em publicidade pública. O Ministério Público só investiga quem a Globo decide que tem de ser investigado. Os juízes só condenam quem a Globo decide que deve ser condenado.

    Vide o caso recente do jornalista Paulo Henrique Amorim. É ridículo que seja condenado com tal severidade por uma frase infeliz: mas como foi contra um jornalista da Globo, então vale tudo. O que o Paulo fez mereceria apenas retratação verbal no próprio site, se o juiz assim decidisse, mas querer prender na cadeia um blogueiro porque se deu uma interpretação racista à sua frase? Aí é demais. Aí é manipular a ditadura do politicamente corrento para beneficiar o mais poderoso. Afinal, o que significa tanta perseguição a PHA? Não é mais uma tentativa de censura, via sufocamento judiciário e financeiro?
    - See more at: http://www.ocafezinho.com/2013/07/05/o-ultrachavismo-sem-voto-da-rede-globo/#more-12152

    ResponderExcluir
  72. A malandragem cabotina de Ilimar Franco

    Ilimar Franco é o colunista melhorzinho do Globo, mas é do Globo e tem de comer na mão de seus patrões. Não pode dar opinião, porque é “meio de esquerda”. Só quem pode opinar é Merval Pereira, o pitbull fiel e disciplinado dos Marinho. Hoje Ilimiar tenta fazer uma incursãozinha no trabalho sujo, provavelmente querendo se blindar.

    Veja essa notinha, publicada em sua coluna de hoje:

    ‘Queromeu’- Petistas, na reunião da Executiva, criticaram a comunicação do governo por desprezar as redes sociais. O eufemismo é usado por quem defende que o governo Dilma dê dinheiro público para páginas na internet não noticiosas e de baixa audiência, que são alinhadas com o petismo.

    A notinha, além de arrogante, é malandramente cabotina, porque o objetivo dela é pressionar o governo a continuar dando dinheiro pra Globo. Só que a Globo não tem página “noticiosa”. Tem uma central de produção de lixo. Deveria receber, talvez, alguma verba do Ministério do Meio Ambiente, para reciclagem e descontaminação. E as páginas “noticiosas-lixo” da Globo são alinhadas à direita golpista. Sonega informações descaradamente. Mente. Protege a corrupção de seus aliados. Cadê a investigação jornalística na grande mídia sobre a privataria tucana? Cadê a investigação sobre as fraudes fiscais da Globo? Cadê a investigação sobre as relações de Veja com a máfia de Carlinhos Cachoeira e Demóstenes Torres.

    Um governo que trabalha pela desconcentração da renda não pode, esquizofrenicamente, fomentar a concentração da mídia. Não pode matar a fome do povo, e esquecer de seu espírito. Mídia também é cultura, saúde e educação, porque através da mídia se pode transmitir valores, cuidados com a saúde e informação acadêmica e profissional.

    Eles construíram sua audiência em meios aos anos de chumbo, quando o governo (a ditadura) era seu aliado, e com ajuda dele, e dos Estados Unidos, esmagaram seus concorrentes, tornaram-se uma potência financeira e estabeleceram um monopólio. Tudo sempre regados a empréstimos bilionários, leis favoráveis no congresso, e uso de paraísos fiscais.

    Os platinados estão morrendo de medo de perder a boquinha do governo, que lhes rende mais de um terço de sua renda anual. O Cafezinho, que jamais recebeu um centavo do Estado, acha o seguinte: se estamos vivos até aqui, continuaremos vivos, mas defendo que o governo não dê mais dinheiro pra ninguém. Queremos que os bilhões da Secom sejam transferidos diretamente para investimentos em educação. O governo anunciaria suas ações através de uma lei que obrigaria toda concessão pública a veicular de graça publicidade de utilidade social. Pronto, acabaria a mamata. Eu ficaria tranquilo.

    Melhor ainda, o governo poderia criar um sistema randômico, para os anúncios serem veiculados em qualquer site brasileiro, mas com um teto máximo, para que os tubarões não ficassem com tudo e estimular os pequenos e médios.

    Para cúmulo da incompetência política, a Secom tem usado o Ad Sense do Google para anunciar na web, ferramenta que deixa 75% dos recursos públicos em mãos de uma empresa estrangeira, mais 20% nas mãos de agências, e somente 5% nas dos verdadeiros produtores de conteúdo.

    *

    A nossa sorte é que até agora nenhum Marinho tem gosto pela política, senão já tínhamos criado nosso Berlusconi, e seria muito pior do que o original italiano. Por isso é tão perigoso a direita voltar ao poder. Ela já tem o controle da mídia privada. No governo, terá também o da mídia pública.

    É o que vai acontecer se a Dilma continuar fazendo de tudo para perder as eleições, como tem feito.
    - See more at: http://www.ocafezinho.com/2013/07/05/o-ultrachavismo-sem-voto-da-rede-globo/#more-12152

    ResponderExcluir
  73. Calendário aprovado
    11/07 - Greve de 24 horas com Assembleia Estadual para avaliar o que o governo estadual apresentará na reunião do dia 10.

    Em tempo: Para dizer que o governo do Estado marcou reunião com os sindicatos para o dia 10 de julho. Esta reunião foi agendada após a greve por tempo determinado, realizada pela categoria em junho e acontecerá às vésperas de nova Assembleia Estadual da categoria.

    ResponderExcluir
  74. Leio os comentários todos os dias e baseado numa parábola bíblica onde uma viúva pede justiça em sua causa e o juiz por medo da sua insistência resolve fazer-lhe justiça, pensei em fazer uma corrente de e-mail para a presidente e o ministro Joaquim Barbosa. Neste e-mail cobraríamos a aplicação do piso em Minas e a federalização da folha de pagamento dos professores do Brasil e a criação de um plano de carreira unificado e nacional.
    Quem entrar na corrente tem que enviar um e-mail todos os dias. Eu já estou fazendo isto, mas se mais pessoas aderirem teremos resultados mais rápidos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Creio que o caminho da educação para o Brasil passe pela centralização, ou seja, a federalização da educação, mas, o grande problema são os coronéis dos estados e municípios que recebem as verbas da educação. Será que eles irão querer se indispor de vultosas verbas?

      Excluir
    2. Coloque aí o endereço do E-mail que eles vão arrepender de terem nascido,tamanho o número de mensagens que vou mandar.

      Excluir
  75. PRESADO GOVERNADOR,PAGUEM OS PROFESSORES TUDO QUE ELES TEM ATRASADO E PRINCIPALMENTE O PIS POR QUE A COPA ESTÁ CHEGANDO AÍ VOCÊ VAI VER O QUE VAI ACONTECER. O BRASIL VAI PARAR,TODOS NÓS VAMOS UNIR EM PROL DOS PROFESSORES,MUITOS ESTUDANTES SÃO FILHOS DE PROFESSORES,POIS OS MESMOS GANHAM MAL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HA HA HA ! "Quem sabe faz a hora não espera acontecer" Mande isto prá Anastasia que ele vai lhe dizer:espere sentado(a). Quem quer esperar 2014 não quer lutar.

      Excluir
  76. Caro anônimo de 22:45,

    Já tivemos vários concursos ao longo dos últimos 11 anos.Estude mais. Garanto-lhe que dá menos trabalho do que ficar tentando prever o futuro. Foi a solução que encontrei para o meu caso.

    ResponderExcluir
  77. Tem alguém ai que é coordenadora do reinventando o ensino médio, que possa me ajudar como funciona? quantas horas? e o salario? minha diretora não me informou direito.Estou na duvida pois aposentaria em 2015.

    ResponderExcluir
  78. Reunião para discutir agenda para reuniões no segundo semestre!!! Esse governo ta brincando não? Estão cansados de saber as reivindicação dos professores, é só propor e definir os pontos como: piso, plano de carreira,promoções que estão congeladas desde de 2004(eu), escolas sucateadas, estamos há 21 anos em prédio emprestado,.....

    ResponderExcluir
  79. Tem uma tal de pec 33 em tramitação.É bom que fiquemos de olho.De acordo com juristas ela visa tirar o poder do supremo diante de uma declaração de inconstitucionalidade.ex lei 100.

    ResponderExcluir
  80. Anônimo de 09:17

    A resolução 2252 de 3/01/13, determina as funções do coordenador do reinventando. O coordenador será designado como vice-diretor e cumprirá 30 horas de trabalho. Diante disso, ele terá que ganhar o seu minguado salário de professor, mais 40% sobre o salário do diretor da escola. A resolução não fala sobre salário, mas é a lógica.

    ResponderExcluir
  81. MANDEM E-MAIL PARA OS JOVENS QUE OCUPARAM A CÂMARA QUE ANTES DE CONVERSAREM COM O GOVERNADOR CONVERSEM PRIMEIRO COM O EULER. POIS ESSE GOVERNO NÃO É DE CONFIANÇA. ASSIM COMO ESTE PREFEITO DE BH.
    PASSEM O RECADO.

    ResponderExcluir

  82. LÍDER DO PT TENTA CPI CONTRA AÉCIO
    :
    Deputado Paulo Guedes (PT-MG), líder da oposição a Antonio Anastasia, afirma que "o grupo do Aécio não deixa ter CPI em Minas". Ele já tinha coletado 22 das 26 assinaturas necessárias para investigar supostas irregularidades nas licitações do Mineirão. A obra custou R$ 695 milhões.
    No manifesto divulgado após o discurso da presidente Dilma Rousseff, do 24 de junho, líderes da oposição sugeriram a instalação de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre os gastos com a Copa de 2014, além de uma auditoria nas despesas investidas pelo Executivo no Mundial de futebol.

    Intitulado de "Os Brasileiros Querem um Brasil Diferente", o texto foi assinado pelos presidentes do PSDB, Aécio Neves, da MD, Roberto Freire, e do DEM, José Agripino.
    Mas quando se trata das contas de Minas Gerais, o discurso é outro, segundo informações de Mônica Bergamo, da Folha:
    FAÇA O QUE EU DIGO
    O senador Aécio Neves (PSDB-MG) é duro quando se trata das obras da Copa 2014 e propõe até CPI em Brasília para investigá-las. Em Minas Gerais, no entanto, a história é outra. Lá, são os deputados da oposição que querem examinar a parceria que o governo tucano fez para a reforma do estádio do Mineirão. Até agora, em vão. O grupo de apoio ao senador e a seu sucessor, o governador Antonio Anastasia, não deixa a ideia vingar.
    QUINTAL
    O deputado Paulo Guedes (PT-MG), líder da oposição a Anastasia, afirma que "o grupo do Aécio não deixa ter CPI em Minas". Até ontem, ele já tinha coletado 22 das 26 assinaturas necessárias para investigar supostas "irregularidades nas licitações e custos" do Mineirão. A obra custou R$ 695 milhões. Guedes diz: "Quem não assinar vai ter que se explicar".
    QUINTAL 2
    Já o líder do maioria, Gustavo Valadares (PSD), nega que o governo mineiro faça pressão contra a criação de comissões. "O que nós não deixamos é que, de forma irresponsável, se criem CPIs apenas para desestabilizar um governo que vem dando certo", afirma. Já contra o governo Dilma Rousseff, Valadares acha que a investigação é válida. "As obras de mobilidade e infraestrutura estão todas atrasadas."
    Fonte: http://www.brasil247.com

    ResponderExcluir
  83. Record denuncia sonegação da Globo

    ResponderExcluir
  84. Globo pode cair como Capone
    Por Fernando Brito, no blog Tijolaço:

    Depois da Folha, a notícia da sonegação de impostos da Globo na negociação do imposto devido no negócio da aquisição dos direitos de transmissão da Copa de 2002 chegou à TV, com a reportagem exibida no Jornal da Record desta sexta-feira.

    Mais um mérito do caro amigo Miguel do Rosário, com seu blog O Cafezinho – amanhã tenho ótimas notícias sobre isso – que obteve a informação e, o mais importante, teve a coragem de publicá-la.


    Mérito ainda maior para a internet que, mesmo asfixiado pelo poder econômico, com a ajuda luxuosa da Helena Chagas, que acha mais republicano dar anúncios para a “Caras” que para publicações progressistas, permitiu romper o círculo de silêncio que se faz sobre os negócios obscuros da Globo.

    Mas vamos aos fatos.

    A primeira informação importante é: onde está o processo que consta como “em trânsito” desde 2006?

    Em que “engarrafamento” está parado há seis anos?

    Foi pago, como diz a Globo ou é uma das dívidas que está sendo contestada no Conselho de Contribuintes ou na Justiça, como também diz a Globo?

    Uma coisa ou outra.

    E, ambas, fáceis de serem verificadas, porque a empresa é concessionária de serviços públicos.

    A segunda é que o Deputado Protógenes Queiroz quer abrir uma CPI da Soneglobo de Televisão.

    Deputado, o senhor não sabe com o que está mexendo.

    A Globo não praticou uma sonegação.

    A Globo é uma fraude desde seu nascedouro.

    Desde o contrato assinado em 1962 com a Time-Life, quando a legislação brasileira impedia sociedade de concessionárias de radiodifusão com empresas estrangeiras, a Globo transgride a lei.

    Até hoje ninguém sabe, ninguém viu – e quem viu tem medo de falar, menos Leonel Brizola - do que carregavam seus malotes, elevados à condição de malas diplomáticas.

    Nem do caso Proconsult, nem do caso NEC, nem do financiamento ao Projac.

    A Globo é intocável.

    Não como Elliot Ness, o agente do FBI.

    Mas como Al Capone.

    Capone, porém, como se sabe, viu seu império desmoronar por uma simples fraude ao Imposto de Renda americano,

    Quem sabe a história esteja nos brindando com uma fina ironia, ao repetir aquela história?
    Postado por Miro às 12:19

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Globo é a maior e mais eficiente educadora desse país. É ela quem educa os nosso jovens e crianças.
      Consegue convencer todo mundo que ser homossexual é ser feliz, sem debate, é claro. Só mostram um dos lados da questão, o que é a maior desonestidade e cretinice em qualquer assunto, polêmico ou não. Aliás, consegue convencer a todos que debater é crime. Acabou com a terceira infância, pois nossas crianças são estimuladas ao sexo muito cedo, aumentou o número de mães adolescentes. Coloca um bando de artistas drogados e imbecis para dar opinião sobre coisa séria, e assim influenciar a nossa população mal escolarizada. Entre outras coisas, que não preciso citar aqui.

      Excluir
    2. E observem que o SIND-UTE reza nessa mesma
      cartilha. Confiram no site (em NOTÍCIAS - as mais anteriores).
      Não nos esqueçamos de que UM SINDICATO SÓ DEVE SE PREOCUPAR COM A SUA CATEGORIA. Observem o SIND-SAÚDE.

      Excluir

  85. Serra mostra as garras para Aécio
    7 de Jul de 2013 | 10:14

    A abertura da coluna Painel de hoje, na Folha, onde o cidadão Roberto Freire – chamemo-lo assim, para não usar adjetivos – anuncia a disposição de José Serra em candidatar-se à Presidência pelo partido “alguma coisa” que ele está criando deve ser lida não apenas como mais um rasgo de vaidade do deputado pernambucano-paulistano.

    Serra conhece muito bem Freire, que lhe deve a eleição como deputado federal pela Paulicéia, já que em Pernambuco não consegue mais nada.

    Portanto, os atos de Freire são os que Serra determina, inclusive este anúncio de pré-candidatura.

    E o que Serra sinaliza é que fará qualquer coisa para eliminar qualquer chance de Aécio Néves como candidato.

    Se irá até o fim, não se sabe.

    Mas como Serra não tem um projeto político coletivo e rumina ainda o recalque de achar que perde porque os outros o sabotam, não porque o povo o rejeita, o desejo de vingança atormenta sua alma.

    Daí ela vagar, penada, visível apenas quando o quadro político escurece.

    ResponderExcluir
  86. A passeata dos professores estaria mais bonita se tivesse milhares de professores acompanhando.Do jeito que estava me deu dó. Interpretei assim o quadro: as carroças carregavam Anastasia na lentidão para resolver nossos problemas.Junto com ele, na carroça,os bundões dos professores que não paralisam e vão nas costas dos que lutam. Os burros somos nós que damos o sangue e apoio às greves e carregamos o Anastahitler e os pelegos nas costas. VERGONHA DA CLASSE. 11 de julho vem aí.Quanto querem apostar que os folgados vão trabalhar?

    ResponderExcluir
  87. Do jeito que as coisas andam, precisaremos de muita, mas muita força e união para detonar de vez com esses abutres que estão no poder. Porém, devemos lembrar que não é esse ou aquele político, esse ou aquele partido, essa ou aquela instituição e, sim, todos devem ser destruídos. pois cada uma dessas organizações citadas são dominadas direta ou indiretamente por esses abutres, covardes.
    Precisamos construir um novo Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, viva o niilismo. Quanta sabedoria tem esse gigante! É nisso que dá não levarem a educação a sério.

      Excluir
  88. Gente bastou o povo e para as ruas para esses políticos de merda e essa globosta se borrarem de medo. Mas como o gigante resolveu dar um tempo para aguardar as tomadas de decisões, os nossos abutres, baseados em experiências seculares, acreditam que ao acordar, o gigante voltará ao seu estado grave de apatia e perda de memória. Precisamos estar atentos,
    não podemos aceitar que nos façam de palhaços de novo.
    Para as ruas GIGANTE!

    ResponderExcluir
  89. Reunião para discutir agenda de reuniões no segundo semestre. Pelo Cristo, será que esse anastasia não sabe todos os nossos direitos que nos foi tirado...Isto de reuniões no segundo semestre é so pra enrolar trouxa, nos fazer de palhaços, ganhar tempo. E o sindute vai cair nessa? Tudo o que é importante fica sempre pra próxima reunião. Não dá prá aguentar esse desgoverno até o fim do mandato. Não cumpre a contituição e ninguém faz nada. Já pediu na Assembléia mais licença pra contrair novos empréstimos com Bancos, mas não pra educação e saúde. E nosso salário congelado.AFFF! Que nojo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta entendimento para esses políticos.
      Veja o arremedo de reforma política que a Dilma está propondo!Não é nada do que queremos.
      O povo quer a redução do numero de parlamentares e de seus salários,fim das mordomias,fim da reeleição e outras coisas mais.Nada haver com o que está propondo o tal plebiscito.
      Vai continuar tudo na mesma...

      Excluir
  90. Anastasia perde medalha /UFMG
    Carta aberta ao Professor Antônio Augusto Junho Anastasia,

    “O rapaz sentado ergueu a cabeça, ao perceber que alguém entrara na cela. Tinha traços finos e, mesmo naquele estado deplorável,l uma indisfarçável altivez. Olhou Rubens e disse com dificuldade:
    - Companheiro...
    Respirou fundo, tentando ganhar tempo. Sangrava pela boca e ouvidos, mas queria deixar uma mensagem, mesmo que não chegasse aos demais companheiros de organização.
    - Meu nome é José Carlos Novais da Mata Machado.
    Engoliu a saliva misturada com o sangue, limpando um pouco a boca, e continuou:
    - Sou dirigente da Ação Popular Marxista-Leninista.
    Após um breve silêncio concluiu:
    - Se você puder, se tiver condições, avise aos companheiros que eu não abri nada.”
    LIMA, Samarone. Zé. 1. Ed. Belo Horizonte: Mazza, 1998. p. 14.

    Professor Antônio Augusto Junho Anastasia,

    Após o dia 1º de abril de 1964, o Brasil assistiu a um dos episódios mais horríveis da sua história: o Golpe Militar que instaurou um Estado de Exceção. Naquele período, as pessoas foram submetidas às mais diversas formas de repressão. Tiveram seu direito de manifestação vetado pelas autoridades militares, foram cerceadas na sua liberdade de expressão, violentadas pela polícia e submetidas às mais degradantes formas de violência.
    O Centro Acadêmico Afonso Pena sempre esteve contra esse Estado opressor., Nossa história se confunde com a própria história do país. Cada gestão foi marcada de alguma forma pela defesa radical da democracia, com muita coragem, lutas e muito barulho – que alguns chamariam, hoje, de “vandalismo”: não foram poucas as pichações. Não foram poucas as pichações de muros com mensagens de esperança e protesto. Não foram poucos os incêndios e os confrontos com a polícia repressora. E por fim, não foram poucos os feridos em luta, os torturados e presos sem ter acesso nem mesmo à consulta de um advogado que promovesse sua defesa.
    Foi agindo contra tudo isso que centenas de estudantes da nossa antiga Faculdade Livre de Direito foram presos: o Estado que os impedia de circular livremente pelas ruas, a polícia e seus mandantes que os assassinavam muitas vezes de forma brutal em viadutos, nas comunidades carentes e nas ocupações urbanas.
    Dentre esses estudantes, José Carlos Novais da Mata Machado foi um aluno que conquistou a liberdade de muitos sacrificando sua vida, que amou nossa Vetusta Casa de Afonso Pena e nosso CAAP com todas as suas forças. Um estudante que, devido à sua trajetória, foi homenageado pelo Centro Acadêmico com a instituição de uma medalha em seu nome. A medalha José Carlos da Mata Machado é um prêmio único, de reconhecimento a ex-alunos da nossa Faculdade que tenham destaque na vida profissional, sobretudo na defesa de direitos e liberdades.

    ResponderExcluir
  91. Continuação: Anastasia perde medalha /UFMG
    É triste constatar que José Carlos poderia ter sido vítima também da polícia dos dias de hoje, já que seu ímpeto era o de estar na linha de frente junto aos estudantes de direito.Ele era, acima de tudo, um caapiano que teria vergonha de ter toda sua história de luta e defesa da democracia associada a um colega que, uma vez eleito governador, permitiu que a tropa de choque reprimisse violentamente as pessoas no mais legítimo exercício de sua liberdade de expressão. Um governador que tentou, junto ao Poder Judiciário, impedir os cidadãos de se manifestarem livremente, sob a ameaça de multa milionária a seus sindicatos.
    José Carlos teria vergonha de um professor que colocou em risco as vidas de dezenas de milhares de pessoas – entre elas, as de seus próprios alunos da Faculdade de Direito – ao permitir a ação truculenta da polícia para defender o território de exceção da FIFA. Polícia esta que, durante as greves dos professores de 2011, de forma análoga, já se utilizava das mesmas bombas de gás lacrimogêneo, sprays de pimenta e agressões policiais vistas nessas últimas semanas.
    José Carlos Novais da Mata Machado viveu e morreu por um novo mundo; por uma democracia de liberdades individuais e justiça social. Seu nome virou sinônimo destas aspirações tão nobres. Atrelá-lo a alguém que por repetidas vezes, junto ao seu exército de subordinados, atentou violentamente contra tais valores é um contrassenso que talvez pudesse ser permitido ou talvez passasse despercebido, tempos atrás, mas não mais. Não mais!
    Não iremos esperar calados que os espaços de exceção e que os atos injustificados de repressão perpetrados em nome dos lucros de um evento esportivo se tornem, mais e mais, a regra a regular a nossa vida. Jamais poderíamos fazer isso. Ao contrário do Senhor Professor, ainda acreditamos que é coisa séria, muito séria, honrar a memória do José Carlos e de tantos que deram sua vida pela democracia e pela liberdade.
    Por todos os cidadãos feridos, humilhados, violentados e mortos pela Polícia Militar do Estado de Minas Gerais sob o seu comando; pelos muitos territórios de exceção impostos pelo seu governo; por seu governo tentar quebrar as garantias constitucionais do povo que ousou sair às ruas para defender a democracia,não mais reconhecemos o senhor como um de nós. A Assembleia de Estudantes da Faculdade de Direito, reunida com convocação pública, reservado o direito de defesa e, movida por princípios democráticos sobre os quais se funda este Centro de Representação Estudantil, declara a cassação da Medalha José Carlos Novais da Mata Machado que o senhor havia recebido, e pede a sua devolução ao Centro Acadêmico Afonso Pena.


    Centro Acadêmico Afonso Pena,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ANTÔNIO INJUSTO PUNHO ANESTESIA

      Excluir
  92. Já não era sem tempo, pelo que conhecemos desde senhor
    mesmo quando ainda habitava os bastidores da política, nunca a mereceu.
    Quando ao centro acadêmico Afonso Pena, creio que deveriam ser mais criteriosos ao prestar homenagem a alguém, pois como os senhores mesmo observaram há muito tempo que esse senhor tudo tem feito contra os professores e a educação neste país, desrespeitando a própria Constituição.
    Como pode um ditador ser homenageado com uma medalha embutida de valores tão nobres.

    ResponderExcluir
  93. Bravo!!! Quem sabe assim esse alienado faça o mea culpa e ainda se redima devolvendo aos professores todos os direitos conquistados! Com a palavra esse que arma o braço da policia contra trabalhadores, jovens ,familias que foram à luta pacificamente lutar por seus direitos! Esse nunca mais será eleito! Deus é maior! Sua carreira política começou a ruir! Perdeu a medalha vai perder tudo!

    ResponderExcluir
  94. Falta alguém cassar-lhe o título de PROFESSOR .Façamos uma campanha,que tal?

    ResponderExcluir
  95. Com o nosso aplauso!

    ResponderExcluir
  96. SUMIU O PROCESSO DA TV GLOBO NA RECEITA FEDERAL
    Jornalista Rodrigo Vianna lança suspeitas sobre a Receita Federal do Governo.
    O PROCESSO CONTRA A GLOBO SUMIU?
    E OS BASTIDORES DA NEGOCIAÇÃO QUE PODERIA TER LEVADO À “ESTATIZAÇÃO” DA EMISSORA

    por Rodrigo Vianna, do Blog O Escrevinhador

    Conversei com duas fontes importantes, que trouxeram esclarecimentos sobre o episódio da sonegação de impostos da Globo, denunciada pelo blog “O Cafezinho” de Miguel do Rosário.

    Uma das fontes é um ex-funcionário público (que conhece bem instituições como a Receita Federal e o Ministério Público no estado do Rio). Esse homem é o mesmo que Miguel do Rosário tem chamado de “garganta profunda”. Por isso, também o chamaremos assim nesse texto. A segunda fonte (será chamada aqui de “fonte 2″) é uma pessoa que esteve no governo federal (funcionário de carreira), nunca exerceu cargos eletivos, mas sabe muito sobre os bastidores do poder – e suas intercessões com o mundo das finanças e da mídia. Seguem abaixo as informações que recebi dos dois. O texto é longo, mas peço atenção porque trata de assunto gravíssimo.

    1 – O blog “O Cafezinho” publicou apenas 12 páginas de uma imensa investigação contra a Globo. Onde está o processo original? Onde estão as centenas de páginas até agora não reveladas? Um mistério. O “garganta profunda” garante que funcionários da Receita Federal no Rio estariam “em pânico” (são palavras dele) porque o processo contra a Globo simplesmente sumiu! Sim. O processo não foi digitalizado, só existe em papel. O deputado Protógenes Queiroz (que pretende abrir uma CPI para investigar a Globo) também considera “estranho” que não haja “back-up” da investigação.

    “Mas como um processo some desse jeito?” pergunto incrédulo. E o “garganta profunda” responde com um sorriso: “há advogados especializados nisso, e às vezes o sumiço físico de um processo é a única forma de evitar danos maiores quando se enfrenta uma investigação como essa contra a Globo”. Insisto: “mas quem teria pago pro processo desaparecer?”. E o “garganta profunda” responde com um sorriso apenas.

    ResponderExcluir
  97. Abrimos aqui um parêntesis. A “fonte 2″ garante-me que em 2003 a família Marinho procurou o governo Lula para pedir ajuda. A Globo estava a ponto de quebrar (graças às barbeiragens com a GloboCabo, que contraiu dívidas em dólar e viu essa dívida se multiplicar por quatro depois da desvalorização do Real em 98/99, no governo FHC). Algumas pessoas no entorno de Lula chegaram a sugerir que o governo emitisse “debêntures” para salvar a Globo. Na prática, isso poderia dar ao governo o controle da Globo. “Seria uma forma suave de, na prática, estatizar a Globo”, garante-me a “fonte 2″. Por que não foi feito? “Eram todos marinheiros de primeira viagem no governo, faltou confiança e convicção para adotar essa medida, que teria sido a mais adequada para o país“, diz a “fonte 2″ – que acompanhou toda a negociação de perto. Ele conta que a família Marinho ficou contrariada com essa idéia, que chegou a ser levada à mesa por integrantes do governo Lula, mas a Globo estava tão desesperada que cogitou até aceitar essa saída pra não quebrar. Lula, no entanto, optou pela saída convencional: a Globo conseguiu empréstimos (inclusive no BNDES), e alongou a dívida. A família Marinho manteve seu império intacto.

    9 – Ainda pressionada por essa dívida principal, a família Marinho recebeu notícia da investigação fiscal, promovida pelo auditor Zile. A Globo pediu socorro ao governo. Isso deve ter ocorrido entre 2003 e 2004, diz a “fonte 2″. A ordem de Lula teria sido: “não vamos intervir, os auditores têm autonomia funcional e devem fazer o trabalho deles”.

    10 – A partir de então (e apesar da “ajuda” do governo para equacionar a dívida principal originada pelas barbeiragens na Globocabo), a família Marinho teria declarado guerra. Isso explicaria a cobertura global na CPI do Mensalão, sob a batuta de Ali Kamel, em 2005. Essa é a tese da “fonte 2″, embasada nesses fatos só agora revelados.

    ResponderExcluir
  98. ATENÇÃO COLEGAS FILIADOS NO SINDIUTE

    O JURÍDICO DA SINDIUTE ESTÁ ENROLANDO O PESSOAL PARA ENTRAR COM AS AÇÕES QUE PLEITEIAM OS DESCONTOS INDEVIDOS DO IPSEMG. O SINDIUTE É ÓTIMO PARA COBRAR OS DESCONTOS NOS NOSSOS CONTRACHEQUES MENSALMENTE. MAS PARA CUMPRIR O PROMETIDO.....ESTÁ UM CAOS...

    ResponderExcluir
  99. Os estudantes de Direito da UFMG é que devem receber uma medalha por este ato de coragem e justiça!!!!

    ResponderExcluir
  100. Mineiro é mineiro e não deixa barato! Quero ver agora, a categoria como vai agir na eleição de 2014, se todos tivermos vergonha na cara, devemos exterminar com o futuro político dele e de toda a sua gangue para sempre. O povo vai fazer isso, espero que os Educadores também o façam. Sua carreira política e a de seus comparsas já estão ruindo, by, by Senado, by, by, presidência da república. Para NUNCA em toda a história deste país.

    ResponderExcluir
  101. Ato contra a Globo em São Paulo


    Do blog Maria Frô:

    1º grande ato contra a Globo + Monopólio da Mídia em SP. Dia 11 de julho, concentração a partir das 17h, na Pça Gal Gentil Falcão - ao lado da estação Berrini de trem.

    Evento de SP no Facebook. Jornada de Lutas do Levante contra a Globo no Facebook

    Por que um ato na frente da Globo?

    MONOPÓLIO

    O cenário na televisão brasileira é de quase monopólio. Na TV aberta, a Globo controla 73% das verbas publicitárias, embora tenha 43% da audiência. A Globosat participa de 38 canais de TV por assinatura e tem poder de veto na definição dos canais da NET e da SKY, que juntas controlam 80% do mercado. No Rio de Janeiro, o grupo controla os principais jornais, TVs e rádios, situação que seria proibida nos Estados Unidos e em vários países da Europa, onde há regulação democrática da mídia.

    #OcupeaMidia

    PROMISCUIDADE POLÍTICA

    Várias das afiliadas da Globo pelo Brasil são controladas por políticos de direita envolvidos em inúmeros escândalos. A família Sarney controla a TV Mirante (GLOBO) no Maranhão e Fernando Collor controla a Gazeta (GLOBO) em Alagoas. A Globo construiu seu império a partir da relação promíscua com o regime militar, que lhe garantiu o acesso a toda a estrutura da Telebrás e a expansão nacional do seu sinal.

    #GloboSemBigode
    #GloboSemCollor

    CORRUPÇÃO

    A corrupção é marca da Globo desde a fundação. Seu crescimento na década de 60 se deu a partir de um acordo técnico ilegal com o grupo Time-Life, que mereceu uma CPI, mas foi abafado. Recentemente, veio à tona uma operação fraudulenta da empresa para sonegar impostos na compra dos direitos de exibição da Copa do Mundo de 2002. Além disso, a empresa vende espaços editoriais para divulgação de filmes e artistas, numa verdadeira grilagem eletrônica que a faz absorver recursos incentivados do cinema nacional.

    MANIPULAÇÃO

    A emissora opera como um partido político, direcionando o noticiário jornalístico a partir de suas opiniões conservadoras (seu ‘programa político’) e buscando definir a agenda pública a partir de entrevistados que têm visões alinhadas. A mudança na abordagem dos protestos simboliza bem a transição entre a deslegitimação e a tentativa de cooptação a partir de sua própria pauta. Momentos grosseiros de manipulação, como o das diretas já ou a eleição de Collor, ainda existem, mas perdem espaço para uma manipulação mais sutil, sofisticada e cotidiana.
    Postado por Miro às 14:05

    ResponderExcluir


  102. HOME
    PERFIL
    VOLTAMOS
    REGRAS DE USO

    twitter facebook
    A lei é para todos. Vamos
    atrás do processo da Globo
    8 de Jul de 2013 | 11:00

    Acabo de registrar, no portal do Serviço de Informações ao Cidadão, um requerimento, protocolado sob o número 16853.001170/2013-33, solicitando a informação sobre o paradeiro físico, as últimas movimentações e o responsável pela guarda dos processos abertos por sonegação fiscal contra a Rede Globo.

    Diante das informações publicadas hoje, é um dever de cidadão, que vai além do dever profissional de jornalista.

    A solicitação:

    Informação sobre o paradeiro físico e o responsável pela guarda dos processos 18471.000858/2006-97 e 18471.001126/2006-14, ambos da Receita Federal do Brasil e os seus últimos andamentos e as datas em que ocorreram. Esclareço que não solicito matéria de natureza fiscal, mas apenas o paradeiro dos referidos instrumentos processuais públicos, a fim de prevenir situação tipificada no Art.377 do Código Penal Brasileiro.

    Pela lei, sancionada em 2011 pela Presidenta Dilma Rousseff, o Ministério da Fazenda tem 20 dias corridos de prazo para responder.

    Notem que o pedido esclarece que não quer informações de natureza fiscal, sobre as quais seria possível alegar sigilo, mas tão-somente a localização física do processo – não é possível, como registra o protocolo da Receita, que esteja “em trânsito”, no limbo, há sete anos – a responsabilidade física sobre ele e as datas das últimas movimentações.

    Tudo para prevenir a ocorrência do crime de supressão de documento público, previsto no Art. 377 do Código Penal brasileiro.

    Embora isso seja decisão individual, que pode ser seguida por quem assim o deseje, clicando aqui e se cadastrando no portal do Governo. Feito o requerimento, o andamento estará disponível para consulta na própria internet.

    Também abri um “abaixo-assinado” para que todos os que solicitarem a informação deixarem registrado seu nome. É uma maneira de não nos “desaparecerem” também.

    A lei, dizem os advogados, é erga omnes. Isto é, para todos. Inclusive para a população saber que fim levou o processo de sonegação fiscal da Globo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual é o endereço do abaixo-assinado? Quero assinAR E DIVULGAR.

      Excluir

  103. Blog diz que patrão de filho de
    Barbosa recebeu da DNA de Marcos Valério
    8 de Jul de 2013 | 15:15

    O Blog de Helena Stepanovitz, na Rede Brasil Atual, acaba de publicar a seguinte matéria. Logo acrescentaria mais informações.

    RELAÇÕES ESTRANHAS
    Empresa investigada por receber R$ 2,5 milhões de
    Marcos Valério contratou filho de Joaquim Barbosa

    O grupo Tom Brasil contratou Felipe Barbosa, filho do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, para assessor de Imprensa na casa de shows Vivo Rio, em 2010. Até poucos dias atrás, antes de ele ir trabalhar na TV Globo com Luciano Huck, Felipe ainda era funcionário da Tom Brasil.
    Nada demais, não fosse um forte inconveniente: a Tom Brasil é investigada no inquérito 2474/STF, derivado do chamado “mensalão”, e o relator é seu pai Joaquim Barbosa. Este inquérito, aberto para investigar fontes de financiamento do chamado “mensalão”, identificou pagamento da DNA propaganda, de Marcos Valério, para a Casa Tom Brasil, com recursos da Visanet, no valor de R$ 2,5 milhões. E quem autorizou este pagamento foi Cláudio de Castro Vasconcelos, gerente-executivo de Propaganda e Marketing do Banco do Brasil, desde o governo FHC. Estranhamente não foi denunciado na AP-470 (chamado “mensalão”) junto com Henrique Pizzolato.

    Outra curiosidade é que um dos sócios do grupo Tom Brasil, Gladston Tedesco, foi indiciado na Operação Satiagraha, sob a acusação de evasão de divisas como cotista do Opportunity Fund no exterior, situação vedada a residentes no Brasil. Ele negou ao jornal Folha de S. Paulo que tenha feito aplicações no referido fundo.

    Tedesco foi diretor da Eletropaulo quando era estatal em governos tucanos, e respondeu (ou responde) a processo por improbidade administrativa movida pelo Ministério Público.

    Pode ser só que o mundo seja pequeno, e tudo não passe de coincidência, ou seja lobismo de empresários que cortejam o poder, embora o ministro Joaquim Barbosa deveria ter se atentado para essa coincidência inconveniente, dada a sua dedicação ao inquérito. Entretanto, não custa lembrar que se o ministro, em vez de juiz, fosse um quadro de partido político, o quanto essa relação poderia lhe causar complicações para provar sua inocência, caso enfrentasse um juiz como ele, que tratou fatos dúbios como se fossem certezas absolutas na Ação Penal 470. Também é bom lembrar que o ministro Joaquim Barbosa já declarou que não tem pressa para julgar o mensalão tucano, no qual Marcos Valério é acusado de repassar grande somas em dinheiro para a campanha eleitoral dos tucanos Eduardo Azeredo e Aécio Neves.

    PS do Tijolaço: Fez bem Helena Stepanovitz em escrever com todas as ressalvas. Ela não faz qualquer acusação ao Ministro Barbosa, apenas devolve a ele a lição de não acusar sem provas, com base no tal “ele não podia deixar de saber”. Não há qualquer sinal de que esse fato – o pagamento de algo pelo sr. Marcos Valério – guarde relação com a conduta funcional do Ministro. Pode-se discordar de suas posições ou até de algumas de suas atitudes pouco condizentes com a austeridade exigida pelo cargo. Ou, até mesmo, questionar a percepção daquilo que ele próprio chamou de “penduricalhos” remuneratórios, Nada disso, porém, se confunde com atitudes dolosas.

    O que vale para o Dr. Joaquim Barbosa é o que vale para qualquer pessoa: juiz, ministro ou particular.

    Mas eu, pessoalmente, não vi jamais a desconstrução tão rápida de um mito público. O que se ergue com mídia, com mídia pode ser demolido. Que dos escombros da vaidade possa o Dr. Joaquim refletir sobre o que é vão e que a máquina de triturar reputações, da qual ele se beneficiou, sem a menor cerimônia volta-se contra ele, usando os métodos que ele próprio validou.
    Por: Fernando Brito

    ResponderExcluir
  104. Pessoal, boa noite a todos.
    Minas Gerais é realmente um caso espetacular de banditismo político e isso resolveremos nas urnas. Estou aqui hoje para comentar um episódio pitoresco que assisti hoje nas dependências de uma escola estadual: uma funcionária da secretaria adverte macabramente uma professora efetiva desde fevereiro de 2006 (CONCURSADA) COM OS SEGUINTES ARGUMENTOS: "você tem menos tempo aqui do que o pessoal da lei 100 e está em substituição á fulana. Ela vai voltar porque vai deixar o cargo de diretora de outra escola e ela é nomeada aqui." Isso ocorre porque a professora advertida entrou nesta escola em 2008 portanto, depois da famigerada lei 100 e, por isso, tem menos tempo na escola do que eles (3 cargos efetivados). Entretanto quando a professora concursada chegou na escola ela ocupou um cargo vago deixado por outra que obteve mudança de lotação. Alguém conhece um caso semelhante a este? Comentem, por favor! Franciele de Souza Gomes, Araxá (MG).

    ResponderExcluir
  105. Se o Sind-INÚTIL fosse mais útil teria mobilizado a categoria para uma paralisação e cerco ao governador no encontro com os manifestantes no dia 09. Ao invés disso, tenta mobilizar a categoria para a greve do dia 11, convocada pela CUT - central do governo federal -, que nem cita as nossas bandeiras específicas = piso, carreira e descongelamento salarial. Vejam a notícia que saiu no Hoje em Dia:

    Manifestantes vão apresentar e discutir pautas de reivindicações com Anastasia nesta terça

    Renata Evangelista - Hoje em Dia

    Os dez representantes do Comitê Popular dos Atingidos pela Copa (Copac) terão uma nova rodada de negociação com o governador Antonio Anastasia, nesta terça-feira (9). No encontro, previsto para ocorrer no Palácio da Liberdade, às 14 horas, os manifestantes irão apresentar os onze temas definidos durante a ocupação da Câmara Municipal de Belo Horizonte. Cada tema contém três ítens.

    "Vamos levar para o governador as principais defesas do movimento. Anteriormente, ele já havia se comprometido a fazer um estudo sobre as pautas e o impacto econômico que elas trariam para o Estado", disse Gladson Reis, um dos representantes do Copac. "Estamos confiantes. O principal é que vamos apresentar a pauta que representa toda a cidade", completou.

    Anastasia já se reuniu com os manifestantes no último dia 25 de junho e se comprometeu a trabalhar para a melhoria dos serviços públicos na capital mineira. Além do encontro de terça-feira, o governador irá receber os representantes da Copac em uma nova data, que ainda não foi definida. As pautas de reivindicações vão desde o transporte público até questões de direitos humanos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais uma vez digo - sindutil tem pretensões politicas, portanto o seu papel é fingir e enrolar , pois ganha dobrado - de nós professores e do governo nas negociatas escusas...

      Excluir
    2. Idiota é quem ainda dá dinheiro para este sindicato.Eu já caí fora faz tempo.Meu dinheiro é muito pouco para bancar um sindicato que não está fazendo muita coisa para os professores.
      Acorrrrrrrrrrrdem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. Só se pegar os professores a laço e levá-los a força. Os professores que correm atrás de seus direitos são poucos. a maioria só sabe lamentar e culpar o sindicato. Enquanto não perceberem que só conseguirão algo quando tiverem coragem de ir a luta, continuaram nesse miserê e lengalenga.
      Perdi a esperança nessa categoria, porque ela é composta de uma maioria muito fraca. coitado de nossos alunos se seguirem seus exemplos.............

      Excluir
  106. É fácil, ela só tem que entrar com um mandado de segurança com base na ADI4876. Simples assim...

    ResponderExcluir
  107. Hoje escutei uma conversa que a lei esta errada em vez de trabalharmos 16 aulas estamos trabalhando 19 horas. Alguém saberia explicar isso?

    ResponderExcluir
  108. Matemática se trabalhávamos 18 aulas cumpria-se 6h modulo então se trabalhamos 16 deveríamos cumprir 4 modulo .Lógica

    ResponderExcluir
  109. QUEM PRECISA DO "SINDNÚTIL"?

    Estive conversando com uma colega da minha escola sobre reivindicações da categoria e o que o "sidnútil" discutirá com o governo antes da paralisação marcada para o próximo dia 11.

    Ela argumentou que quer pelo menos ouvir o que a diretora do "sindnútil" tem a dizer sobre alguns questionamentos da categoria, como por exemplo, Lei 100, ajustes funcionais, efetivações, etc.

    Entretanto, disse a ela que o "sindnútil" deveria se preocupar EXCLUSIVAMENTE com o piso do professor. É isso que tem de ser discutido com o governo e não exatamente migalhas que o "sindnútil" quer traduzir como ganho para a classe. Qualquer outra discussão que não seja o pagamento do piso nacional ao professor e a recuperação da carreira perdida, deve ser rechaçado.

    Não sei a quem o "sindnútil" quer enganar com esta conversinha mole de que "conseguiu isso, conseguiu aquilo" para a categoria. O fato é que o "sindnútil" não conseguiu nada de proveitoso para a classe, senão retaliação por parte do governo, achatamento salarial e a perda da carreira e de tudo o que a classe havia conseguido em décadas e décadas de lutas.

    Portanto, fica a dica para quem ainda pensa em "ouvir o que o "sindnútil" tem a dizer sobre seu encontro com o pessoal do governo. Não admitimos outra coisa senão a exigência do pagamento do piso nacional ao professor estadual e a recuperação da carreira jogada na lata do lixo por bandidos travestidos de deputados, dada a apatia do "sindnútil".

    Portanto, "sindnútil" não venha com a mesma retórica de sempre de que "esteve com o governo e que discutiu isso, discutiu aquilo...", numa clara tentativa de enrolar os professores. A única discussão que queremos "sindnútil" é o pagamento do piso nacional aos professores.

    Fora "sindnútil"!

    E lembrando: com o exemplo que tivemos das manifestações Brasil afora organizadas pelas redes sociais, não precisamos de um arremedo de sindicato para nos representar. Podemos nos organizar através das redes sociais, marcar encontros, definir paralisações, passeatas, etc.

    Simplesmente, o momento é oportuno para a destruição do "sindnútil".

    Desfiliação em massa, já!

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raimundo,concordo com você em partes. Não podemos nos ater apenas a piso, que claro, é fundamental, essencial pra nós que ganhamos pouco. Existem outras reivindicações a serem debatidas paralelamente ao piso e que são de grande importância na nossa qualidade de vida e qualidade do nosso trabalho oferecido aos estudantes e a sociedade em geral. Como exemplo podemos citar salas de aulas com no máximo 30 alunos, diminuição da carga horária, que todos sabemos, está errada com este um terço extra-classe distorcido pelo governo mineiro, alunos batendo em professores em sala, e outros tipos de violências por aí afora. As demandas da educação pública são inúmeras mas concordo com você que o piso deve mesmo ser o foco das atenções, até porque tínhamos uma carreira onde tínhamos mais valor e mais remuneração. Mas discutir apenas piso enquanto temos amigos nossos apanhando em pleno exercício do magistério em salas de aulas, discutir apenas piso enquanto estamos lecionando para turmas com 45 alunos, discutir apenas piso enquanto estamos sendo roubados com este módulo dois de fachada pra nos prejudicar, discutir apenas piso enquanto o governo não investe os 25% na educação, isso tudo seria uma injustiça com o professor já que apenas remunerá-lo corretamente e decentemente não é bastante para melhorar a educação. Como disse, uma educação de qualidade passa por muitas demandas que devem ser atendidas PARALELAMENTE ao piso. Mas concordo com você em termos já que o nosso piso, neste momento em que recebemos tão pouco, já seria um oxigênio a mais e um estímulo para pelo menos pensarmos num futuro menos obscuro pra nós e nossos alunos. Um grande abraço.

      Excluir
    2. NAO É POSSÍVEL QUE ESSA CATEGORIA AINDA NÃO ACORDOU !!!! SÓ A DESFILIAÇÃO EM MASSA DESSE SINDINÚTIL PODERÁ, TALVEZ, MUDAR ALGUMA COISA !
      ACORDEM, SÓ RECLAMAR AQUI DE NADA ADIANTA !!!

      Excluir
    3. De novo esse papinho!

      Deixa de ser estúpido e vê se atira no alvo certo Raimundo. O inimigo é o Governo, não o sindicato. Será que vamos ter que começar a desenhar pra você entender?

      A categoria já está toda fragilizada e me vem você querendo destruir o sindicato, uma das poucas ferramentas, ainda que débeis, de que dispomos.

      Que preguiça desse discurso!

      Excluir
    4. Que preguiça deste povo que acha que o sindicato é a Beatriz. Ignorância máxima.Ela é apenas a nossa representante,,,e como luta prá representar uma classe desunida,que não tem um pingo de colaboração.Gente preguiçosa que quer que outros lutem por eles. E olha que a maioria aqui não paga o sindicato. Ah! Vá se catar. IDIOTAS!

      Excluir
  110. Pessoal,
    VAMOS PROMOVER UMA DESFILIAÇÃO EM MASSA DO SIND UTE.

    A PRETENSÃO POLÍTICA DOS SEUS MEMBROS É CLARA .
    Querem fazer bonito com chapéu alheio.

    Professora Maria Madalena - Uberaba

    ResponderExcluir
  111. Tenho 26 anos de magistério,participei de todas as greves, e digo com toda a propriedade que a culpa não é do sindicato. Tentem organizar através das redes sociais, marquem encontros,definam paralizações e passeatas e verão que só os que sempre participaram estarão lá.Professor é uma classe alienada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acrescento, alienada e desinformada. Nem de longe parece com uma classe que abriga intelectuais. É de dá pena.

      Excluir
  112. carga horaria em minas esta errada

    ResponderExcluir
  113. Amanhã é o dia do encontro do sindute com o governo. Que tal enchermos o blog da Beatriz dizendo que só queremos piso e a nossa carreira. Não encha de pedidos prá ele escolher o que atende.E queremos uma resposta concreta amanhã para que se não for do nosso agrado tomarmos outras providências. QUEREMOS ESTA RESPOSTA AMANHÃ.

    ResponderExcluir
  114. Por Paulo Henrique Amorim, no blog Conversa Afiada:

    Como se sabe, o primeiro ato público da recém-empossada Presidenta em relação ao PiG foi comparecer ao aniversário da Folha, a mesma que disse que ela ia sequestrar o Delfim.

    O segundo foi a omelete na Ana Maria Braga que foi trabalhar de luto, no dia seguinte à vitória dela na eleição.

    Foi quando surgiu a tese do “controle remoto”.

    Como diz o Carlos A. Montebranco, no Brasil não há controle remoto.

    O Ministro da Comunicação da Dilma dá entrevista à Veja, o detrito de maré baixa que tentou derrubar o Lula e quer derrubar a Dilma.

    Uma entrevista que mostrou como a Dilma se deslocou do núcleo do PT.

    O Ministro da Educação fica indignado, porque um ex-torturador revela que o “seu”Frias financiava a tortura e manda uma carta ao filho do “seu” Frias para assegurar que o velho era mais democrata que o Médici.

    O Ministro da Justiça da Dilma, o zé, ocupa a pasta que foi inaugurada por José Bonifácio, e diz, sobre o Dirceu, que o que está julgado é passado.

    E danem-se os embargos infringentes que podem mudar o curso do julgamento.

    A SECOM engorda a Globo , como demonstrou de forma eloquente entrevista de Conceição Lemes com Helena Chagas, no Viomundo .

    A Ministra da Comunicação é do tempo em que se passava informação em off para colonista do PiG em Brasília.

    O Governo tem dois ministros da Comunicação e e se trumbica: não consegue explicar porque o Brasil, que tem menos médicos do que Cuba, precisa de médicos cubanos.

    Faz um Plano de Safra espetacular e nem a agricultura sabe.

    Que o Fernando Bezerra está nas obras da Transposição no Ceará e o PIG diz que a Transposição empacou.

    Porque o Governo Dilma se lixa para dar informação ao cidadão.

    Acha que, na hora de votar, o papel do PiG é irrelevante.

    O povo que se vire, vá para a internet e se informe – se quiser.

    Depois se assustam quando a doença infantil do esquerdismo, manipulada pela Globo, chega a 50 metros da rampa do Palácio do Planalto.

    Agora, porém, a situação adquire um aspecto político mais grave.

    São indiscutíveis os indícios de que a Globo sonegou o Imposto de Renda e lavou dinheiro nas Ilhas Virgens.

    Mais do que isso, o Rodrigo Vianna provou que um dos processos contra a Globo sumiu da Receita.

    A questão transcende o menosprezo ao cidadão.

    Entremos no campo penal das responsabilidades do administrador público – a prevaricação, a cumplicidade com o crime.

    A Oposição e o PiG pegam leve com a Globo.

    Só a Folha deu uma tímida, envergonhada matéria sobre o tema.

    E pulou fora.

    Mas, as informações que jorram na internet e na Record já são suficientes para exigir uma resposta do Governo Dilma.

    E tomar providências que desmintam as suspeitas de prevaricação.

    Como é que some um processo de fraude na Receita?

    Que Poder Público é esse?

    Que Receita é essa?

    Que Ministério da Fazenda é esse?

    A posição do Governo Dilma em relação à Globo é o traço ideológico do Governo Dilma.

    Ela sempre disse que tinha lado.

    É verdade.
    Postado por Miro às 23:43

    ResponderExcluir
  115. O raça de víboras! classe desunida e irracional...
    Esta classe do jeito que está serve perfeitamente aos interesses do governo....
    Uma casa dividida não subsistirá....
    KKKKKk...... professores, classe fraca e derrotada sem exceção, todos arrogantes o suficiente para não raciocinar....
    OOoo Cambada aprendam a lutar depois me conta, por enquanto o governo está satisfeito... É cobra engolindo cobra... e não têm adesão dos sonsos e conformados que estão dormindo... Quem tiver a boca maior engole o outro, enquanto isso se contentem com o mísero salário de professor mineiro.... Ou vocês fortaleçam o grupo ou fiquem por aí latindo sem unidade e sem força.... PENSEM BEM!!!
    A grande maioria dos professores é apática, desmotivada e conformada e não é demonstrando rivalidade e arrogância (de ambos os lados) entre partes que se convence os outros...

    ResponderExcluir
  116. Olha só a matéria de hoje do portal UAI - "AÉCIO DIZ ESPERAR QUE PSDB NÃO ESTEJA ENTRE OS CORRUPTOS" - k k k k k k k k k k k k k ... eu acho que ele só pode estar é de gozação...k k k k k k k k k k k k k k ... Durmam com essa, nobres colegas... se puderem, é claro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PAM Passivo Ate a Morte9 de julho de 2013 22:04

      Se ele pegou dinheiro do MENSALÃO TUCANO PARA SE ELEGER, pegou DINHEIRO DE MINAS PARA COMPRAR A LIGHT JUNTAMENTE COM REDE GLOBO, NOMEOU PRIMA DO CACHOEIRA... KKKKKKKKKKKKKKKKKK É DE MORRER DE RIR MESMO... ALGUÉM ME ABANEEEEEE...

      Excluir
    2. É tão falso!

      Excluir

  117. http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/107978/MP-acusou-funcion%C3%A1ria-da-Receita-de-roubar-processo-da-Globo.htm


    "ELES" SÓ VÃO LARGAR O OSSO QUANDO NÃO MAIS EXISTIR O OSSO.

    OH! MINAS GERAIS...

    ResponderExcluir
  118. Você foi feliz, quando comentou que o sindicato deve mudar, sim deve mudar mesmo, mas como mudar se a categoria já mudou e o pior é que é pra pior. Hoje não temos mais os bons professores de carreira, hoje temos nas escolas um bando de jovens sem estrutura emocional, física e de caráter. Hoje se dá aula de qualquer jeito, não se tem a preocupação de ajudar o outro. Realmente temos que mudar o sindicato, para ajudar essa categoria precisamos mesmo é de um nem sei, aqueles loucos que queimam, roubam e fazem tudo de errado.Eu perdi as esperanças na nossa categoria.

    ResponderExcluir
  119. Raimundo você não necessita de uma representação legal?
    Porque ao invés de jogar pedra você não diz o que o sindicato precisa fazer?Dê a eles a receita! Você próprio a indicou várias vezes aqui:Greve de pelo menos 50% do professorado!
    Pelo amor de Deus! Este governo manipula o TJMG do jeito que ele quer!
    Dirigindo este amontoado de profissionais omissos e covardes (me desculpem a minoria lutadora) que sindicato consegue alguma coisa?
    Vou falar dos professores pelegos, descompromissados com a transformação social,mas não vou denigrir o sindicato.É isto que o governador quer.
    Parece que tá conseguindo né?Porque não estimular greve em massa?

    ResponderExcluir
  120. O cara de pau do governador falou que vai receber os professores? KKKKKK Conta outra piada.


    09/07/2013 19:28 - Atualizado em 09/07/2013 19:28

    Reunião fica apenas na promessa do governador de Minas de atender reivindicações de movimento social

    Renata Evangelista e Pedro Rotterdan - Hoje em Dia

    Os 15 delegados eleitos pela Assembleia Popular Horizontal (APH) que se reuniram com o governador Antonio Anastasia, nesta terça-feira (9), consideraram que o político não foi objetivo nas principais reivindicações exigidas pelo movimento. No entanto, eles reconheceram o compromisso adotado pelo governador. "O importante é que ele assumiu alguns compromissos, mas a luta continua", declarou Gladson Reis, um dos delegados.

    Conforme Mateus Malta, participante do movimento que levou milhares de pessoas às ruas de Belo Horizonte, Anastasia se comprometeu a atender as reivindicações dos manifestantes, mas os contatos serão feitos com as secretarias das áreas. "Por isso não podemos avaliar se a reunião foi positiva ou não", disse.

    Durante o encontro, os representantes apresentaram e discutiram 36 propostas nas áreas de eventos, trabalho, saúde, educação, meio ambiente, transporte, segurança, reforma urbana e agrária, arte e cultura levantadas pela APH, grupo que ocupou a Câmara Municipal da capital por sete dias. De imediato, o governador se comprometeu a receber os professores estaduais para discutir as condições de trabalho da classe e o reajuste salarial da categoria. O encontro durou cerca de 3h30.

    O grupo pediu também que seja investido, imediatamente, 25% dos impostos estaduais e das transferências constitucionais. “Além disso, o governador precisa pegar o piso salarial nacional, que não é praticado em Minas. Os professores precisam disso. Fizeram uma greve de 120 dias e até agora aguardam o novo salário”, disse Isabela Gonçalves.

    Anastasia também irá receber os feirantes da antiga feira do Mineirinho nesta semana e dar um retorno sobre a situação dos barraqueiros nos próximos dias. "Esperamos o retorno deles (feirantes). Eles fazem parte do processo cultural da cidade", declarou Isabela Gonçalves Miranda, integrante da APH. Conforme ela, o movimento só levou ao governador as pautas prioritárias de reivindicações. Para Anastasia, a pauta distribuída pelos manifestantes é muito ampla, mas ele garantiu que irá tentar convergir todos as solicitações. “Estamos falando de trabalhadores e familiares. Vou me esforçar para resolver a situação deles o quanto antes. Vamos quebrar a cabeça pra isso”, afirmou o governador.

    “Me passaram uma lista extensa e vamos trabalhar nela. Algumas coisas como desmilitarização da polícia e revogação da Lei da Copa, não competem ao governo de Minas. Pertencem a uma esfera nacional. Mas vamos debater também. Esse foi mais um diálogo importante de outros que virão”, disse Anastasia. Além disso, um estudo sobre o passe livre e Integração Tarifária da Região Metropolitana foram escolhidos como prioridade para o transporte. O governador deve fazer, ainda, uma proposta de lei para rever a competência do Conselho Estadual de Transporte.

    Enquanto as exigências eram discutidas, os membros da assembleia chegaram a dizer que o Estado era responsável pela morte do metalúrgico Douglas Henrique, que caiu do viaduto José Alencar, na avenida Antônio Carlos. O governador afirmou que não aceitaria tais acusações. Em seguida prometeu propor à Prefeitura de Belo Horizonte a mudança do nome do viaduto em homenagem ao jovem morto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que o nosso governador ouviu desses jovens que os professores NÃO estão recebendo o piso e que NÃO está aplicando os 25% na educação, kkk. Ele deve ter chegado à conclusão que as propagandas pagas com nosso dinheiro, onde cita que o estado paga até 47% a mais que o piso, não está surtindo o efeito que eles esperavam. Se tudo em Minas estivesse tão bem assim, como mostra as propagandas, jamais deveríamos ter cerca de setenta mil pessoas manifestando e pedindo melhorias nos serviços públicos. Talvez a área mais prejudicada seja a educação que é a mais cheia de funcionários. Uma área em que nunca tem arrocho e sucateamento é a justiça onde os funcionários dos fóruns junto com os juízes são maravilhosamente remunerados e nem falam em crise. É simplesmente incrível vermos um funcionário de um fórum com apenas ensino médio e apenas 30 horas semanais de trabalho receber mais de dois mil reais de salário, fora algumas vantagens, enquanto o professor com nível superior e com 24 horas semanais de trabalho, portanto apenas 6 horas a menos do que os servidores dos fóruns, ganhando apenas míseros 1386 reais bruto, é claro. Acho que deveria ter uma lei impedindo servidor da administração pública com nível superior ter remuneração menor do que outro servidor com ensino médio, isso é simplesmente uma incoerência injusta. Claro que não estou aqui dizendo que os servidores da justiça deveriam ganhar menos, pelo contrário, devem ser mais valorizados ainda. A questão aqui é simplesmente darmos aos servidores com nível superior, como os professores por exemplo, o mesmo "valor". Um juiz julga pessoas que já mataram, roubaram, traficaram, etc. Já um professor educa em sala de aula para que as pessoas não matem, não roubem, não trafiquem, etc. Mas os juízes ganham cerca de 30 mil por mês enquanto nós, kkk nem a metade da décima parte deles...

      Excluir
    2. Minas Desgovernada.10 de julho de 2013 01:11

      E o Piso Salarial eles nem tocaram... Acabem com o sindicato bobos, não apoiem o sindute não e esperem que os 15 delegados eleitos pela Assembleia Popular Horizontal (APH)cobrem o PISO SALARIAL DO GOVERNO...KKKKKKKKKKK Esperem sentados.

      Excluir
  121. E aí Euler que tal convocar todos nós para uns atos mais radicais, tais quais o realizados nas manifestações de junho111 Talvez assim conseguiremos um diálogo com o governo....

    ResponderExcluir
  122. RESPOSTA AO ANÔNIMO

    Anônimo9 de julho de 2013 20:34

    "...Raimundo você não necessita de uma representação legal?
    Porque ao invés de jogar pedra você não diz o que o sindicato precisa fazer?Dê a eles a receita! Você próprio a indicou várias vezes aqui:Greve de pelo menos 50% do professorado!
    Pelo amor de Deus! Este governo manipula o TJMG do jeito que ele quer!
    Dirigindo este amontoado de profissionais omissos e covardes (me desculpem a minoria lutadora) que sindicato consegue alguma coisa?
    Vou falar dos professores pelegos, descompromissados com a transformação social,mas não vou denigrir o sindicato.É isto que o governador quer.
    Parece que tá conseguindo né?Porque não estimular greve em massa?..."

    Caro anônimo,

    de fato, tudo o que tenho feito aqui é estimular os professores para que façamos uma greve sem precedentes neste país. Entretanto, parece que quanto mais tento os estimular menos pessoas aderem aos nossos movimentos grevistas. Na minha escola, por exemplo, sou antipatizado por ser o único a aderir às paralisações. Em mais de 12 anos como professor estadual participei de todos os movimentos grevistas, de todas as paralisações, comparecendo à maioria das assembléias. Portanto, tenho cacife para estar e cobrar dos meus colegas professores pelegos (milhares) que não param, não fazem paralisações, não aderem à greve e obedecem sistematicamente às imposições do governo.

    Que o governo manipula os poderes instituídos deste estado, também todos nossos sabemos disso. Isso não é novidade e é vastamente apontado aqui.

    Portanto, não estou atirando pedras mas, pelo contrário, meu discurso é sempre o mesmo, sempre buscando a unidade da classe.

    Quanto ao "sindnútil", este realmente não busca os interesses da classe, mas sim o interesse de sua diretoria. A nossa última greve de 112 dias demonstrou. Inclusive, no último dia de greve, em que a diretora do "sindnútil" terminou a greve de forma duvidosa, subi até o palaque e lhe disse que havia infiltrados no meio dos professores. Estes infiltrados eram pais de alunos, alunos, e outras hordas das mais estranhas possíveis. Você não estava la??? Pois é, pergunte a diretora do "sindnútil" se ela não foi avisada desta situação. Adverti a ela de que cancelasse aquela assembléia e marcasse para outro dia, exigindo a identificação através dos contracheques. Ela simplesmente ignorou e acabou com a greve fazendo o que o governo queria.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu estava lá. Cheguei as 14 hs. e fui embora por volta de meia noite. Votei pelo fim da greve e acreditei na negociação com o (des)governo de Minas. Achei a situação muito estranha pois, fui em todas assembléias daquela greve e, naquele dia, a assembléia estava esquisitíssima, pouco comum e cheia de mistérios. O colega Raimundo Santos tem razão. Nossa categoria é um bando desogarnizado, despolitizado e acima de tudo: DIVIDIDOS em castas (designados, efetivos e efetivados). Entretanto, todos(as) trabalhadores(as) em educação básica deste estado sofrem nas garras dos mesmos algozes a treze anos. Pergunto, até quando?

      Excluir
    2. Eu estava lá sim Raimundo.E posso te afirmar:matariam a Beatriz se ela aquela hora da noite marcasse outra reunião para decidir.
      Outra coisa :A greve estava acabando,fraquejando.Os números mostravam isto. Muitos estavam ali e na segunda indiferente da greve acabar ou não, estariam em sala de aula.
      Se não acabasse naquele dia,os professores depois das substituições entregariam os pontos. Achei coerente e inteligente acabar naquele dia.
      Quem não cumpriu os acordos foi o governador!

      Excluir
  123. "Governador exalta ação da polícia para manter segurança e lamenta atos de vandalismo"

    http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/governador-exalta-acao-da-policia-para-manter-seguranca-e-lamenta-atos-de-vandalismo/

    Vamos ver a nova entrevista depois de 11 de julho!!

    ResponderExcluir
  124. professoramaluquinha10 de julho de 2013 00:31

    Vocês souberam que Recife parou? A mídia não está transmitindo o que acontece no país. O povo está sendo boicotado:
    "A mídia está fazendo um verdadeiro bloqueio a essa informação no resto do país: não diz nada porque não quer que o exemplo se espalhe. Mas em Recife, a greve dos rodoviários parou a cidade. Há uma semana as principais universidades suspenderam suas aulas. Boa parte das lojas está fechada também, pois quem não tem carro, tem imensa dificuldade de chegar ao trabalho e sem trabalhador o mundo para. É uma espécie de "greve geral" forçada por uma categoria com potencial piqueteiro inerente num grande centro urbano brasileiro do nosso tempo: a dos rodoviários. Eles param, todos param. Sem ônibus, praticamente nada funciona. E, em Recife, sem ônibus, praticamente nada está funcionando. Para a pouca frota que está em circulação, a orientação do movimento grevista, impulsionado pela Oposição Rodoviária da CSP-Conlutas, e que passou por cima do próprio sindicato, está sendo a de rodar com as "catracas livres" (abrindo a porta de trás), isto é, sem cobrar passagem. O Governador Eduardo Campos, do PSB, está tratando a greve como ilegal e mandou a Polícia deter e prender agitadores grevistas, especialmente os que estão circulando sem cobrar passagem. Façam a informação furar o bloqueio da mídia." - Postado em 5 de julho numa comunidade de professores no face:
    https://www.facebook.com/diariodeclassessc?fref=ts

    ResponderExcluir
  125. MINAS CAI VERTIGINOSAMENTE NO ABISMO.

    "ELES", REALMENTE SÓ VÃO LARGAR O OSSO QUANDO NÃO MAIS EXISTIR O OSSO.

    http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/107997/Minas-pede-R$-73-bilh%C3%B5es-para-mobilidade-urbana.htm


    OH! MINAS GERAIS...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minas esta caindo vertiginosamente MAS AINDA NÃO CHEGOU NO FUNDO DO ABISMO.

      O FUNDO DO ABISMO É O FIM DO OSSO.


      Coitado do povo,

      OH! MINAS GERAIS...

      Excluir

  126. http://www.diariodocentrodomundo.com.br/onde-foi-parar-o-processo-de-sonegacao-da-globo/


    http://www.novojornal.com/minas/noticia/concessionarios-de-onibus-de-belo-horizonte-abandonam-o-pais-08-07-2013.html


    http://www.novojornal.com/politica/noticia/aecio-diz-que-nao-esta-entre-os-81-de-politicos-corruptos-09-07-2013.html

    ResponderExcluir
  127. Fernando Pimentel teria 35% de intenção de votos para governo de MG
    Artigo publicado ontem no Valor Econômico (ver abaixo) revela que a última pesquisa de intenção de votos para o governo mineiro realizada antes das manifestações de junho, davam imensa vantagem ao ministro Fernando Pimentel, do PT, com 35%.

    Os nomes do PSDB apareciam entre 4% e 5%. Tucanos mineiros e seus aliados vem demonstrando muita preocupação desde o ano passado. Não tanto pela falta de projeção de algum candidato para as eleições de 2014, mas porque não existem nomes consolidados ou que forjem consenso.

    As manifestações de junho, contudo, embaralharam todas as cartas. Pimentel não esteve no olho do furacão, mas seu partido, como todos os outros, sim.

    PSDB prepara sondagem para disputa mineira
    MARCOS DE MOURA E SOUZA, no Valor Econômico, em 09.07.13

    Após a onda de manifestações no país, o PSDB de Minas Gerais estuda realizar uma pesquisa para identificar com mais clareza o que eleitores esperam dos políticos e quais suas principais demandas. Os resultados tendem a ajustar o discurso dos tucanos que aparecem como pré-candidatos ao governo de Minas nas eleições de 2014.

    ResponderExcluir
  128. Câmara enterra plebiscito para valer em 2014
    Governo Federal e PT parecem ingressar no seu inferno astral. A matéria abaixo, publicada no site UOL, informa que o plebiscito proposto pela Presidente Dilma Rousseff foi rejeitado na Câmara de Deputados. Base aliada, inclusive. O título da matéria afirma que PT tentará reagir, mas é sabido que as chances são muito remotas.
    O caminho escolhido foi quase um suicídio. Não há como o atual Congresso, Câmara e Senado, aceitar que cidadãos que os rejeitam digam o que querem que mude no sistema político e partidário do país. O instinto de preservação sempre falará mais alto. Ainda mais em período pré-eleitoral, seria colocar a corda no pescoço e atear fogo nos ternos (já que a única a se sair bem nesta história seria a Presidente).
    Enfim, no campo institucional, o PT vai amargando fazer a colheita do plantio dos últimos dez anos.
    Restam as ruas. Mas elas já falaram em junho deste ano. E não me parece que as manifestações da próxima quinta-feira sejam tão potentes.
    O que não se sabe é se as oposições ganharam até aqui algo além dos jogos com o governo federal. Além de explicitarem o que é o governo Dilma e o racha da sua base aliada, ficou o que efetivamente?

    Câmara enterra plebiscito para valer em 2014 e PT promete reagir

    Atualizado às 14h30.
    MÁRCIO FALCÃO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não morro de amores pelo PT, mas enfraquecê-lo na atual conjuntura é dar folego para o PSDB- Outros partidos pensam em crescer, mas ainda temos que aguentar com o PT, principalmente para a próxima eleição de governador, ou então ficaremos com o candidato do Aecinho.
      Linder

      Excluir
  129. Alguem tem notícias da reunião entre a Gazolla e os sindicatos ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na reunião foram abordados os assuntos de nomeações de concursados, investimentos em obras nas escolas, aquisição de equipamento para melhoria da rede física e melhoria no colegiado escolar, ou seja nadíssima de nada o que nos interesse neste momento que é o nosso pagamento do PISO SALARIAL e o retorno de nossa CARREIRA que nos foi assaltada, onde estes assuntos serão discutidos em segundo plano, ou seja na reunião já agendada para o dia 13/08/2013, ENROLAÇÃO e empurrando os professores com a barriga. Portanto deveria acontecer URGENTE GREVE GERAL para que não sejamos idiotas nesta promessas desde da greve de 2011.

      Excluir
  130. Nada de novo a mesma enrolação ou seja agendamento de novas reuniões, não tenha esperança, o negocio é greve novamente e pior ainda parece que só vai aparecer em 2014

    ResponderExcluir
  131. 247 - Na nota que publicou nesta terça-feira e, ainda hoje, mantém na capa de seu portal, a Rede Globo diz que foi surpreendida pelo sumiço dos autos de um processo conduzido pela Receita Federal em 2006, devido a um subterfúgio da emissota para tentar "uma forma menos onerosa" na compra dos direitos de transmissão da Copa do Mundo de 2002. A tal forma "menos onerosa" foi denunciada pelo blog O Cafezinho, do jornalista Miguel do Rosário, e, desde então, o grupo da família Marinho não para de dar explicações. E, pelo jeito, terá de continuar dando.

    "Nos próximos dias, darei mais detalhes da história espetacular por trás do vazamento dos documentos", avisa Miguel do Rosário em post publicado nesta quarta-feira. "Isso ainda vai virar um filme de grande bilheteria! Já posso imaginar a fila na porta do cinema para assistir: Globogate, a queda de um império. Será um bom contraponto à Tropa de Elite I e II, bons filmes que mostram a corrupção policial. Falta mostrar uma corrupção que causou males muito mais permanentes ao país: a corrupção midiática", provoca o blogueiro.

    Miguel do Rosário lembra que "Orson Welles inaugurou o cinema moderno norte-americano com Cidadão Kane, inspirado no barão midiático William Randolph Hearst". "Foi corajoso, foi perseguido, e venceu a todos. Quem sabe a gente não reiventa o cinema brasileiro com um filme de qualidade sobre a história e os golpes da família Marinho?", compara o blogueiro no post 'Domínio do fato pega família Marinho'.

    Enquanto vai vazando informações sobre os documentos da autuação da Receita Federal, o jornalista segue convocando manifestações para pressionar a Globo a se explicar, assim como o Ministério Público Federal. "Fato é que o MPF tem a obrigação de esclarecer a sociedade brasileira (...) Especializado em "vazar" documentos para a velha mídia, o MPF/PGR, ouvirá o nosso brado retumbante: EXIGIMOS TRANSPARÊNCIA. CPI da GLOBO JÁ!", diz Miguel do Rosário, um dos organizadores do 'Ocupe Globo', protesto que reuniu manifestantes em protesto em frente à sede da emissora no Rio de Janeiro no início do mês.

    A pressão iniciada por um blog conseguirá abalar um império midiático? O tempo e as denúncias dirão.

    http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/108110/O-Cafezinho-%C3%A9-capaz-de-abalar-o-imp%C3%A9rio-da-Globo.htm

    ResponderExcluir
  132. Em reunião nesta quarta-feira (10/07) com representantes de entidades dos servidores do sistema estadual de ensino, na Cidade Administrativa, a Secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, apresentou respostas a reivindicações da categoria. No encontro – o terceiro realizado em 2013 – os participantes aprovaram também uma agenda de discussões e um cronograma de reuniões para os próximos meses, quando o diálogo sobre as reivindicações da categoria terá continuidade.

    Participaram da reunião: Associação de Diretores das Escolas Oficiais de Minas Gerais (Adeomg), Associação Mineira de Inspetores Escolares (AMIE), Associação Mineira de Supervisores Pedagógicos de Minas Gerais (AMISP-MG), Associação dos Professores Públicos de Minas Gerais (APPMG), Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindpúblicos), Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) e União Nacional dos Servidores Públicos Civis do Brasil (UNSP). Da parte do Governo do Estado, além da Secretária de Educação Ana Lúcia Gazzola, participaram outros representantes da Secretaria de Educação e da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.
    Nos próximos dias o governador Antonio Anastasia receberá estas mesmas entidades para uma reunião, conforme ele próprio anunciou na última terça-feira (09/07), após o encontro que manteve com representantes da Assembleia Popular Horizontal de Belo Horizonte. Confira a apresentação feita durante a reunião.

    “Estes encontros fazem parte do processo de intensificação do diálogo do Governo de Minas com todos os setores do ensino público do Estado, para debatermos não apenas as reivindicações das diversas categorias, como também os grandes temas que interessam à Educação em Minas”, afirma a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola.Novas nomeações do concurso

    Durante a reunião, a secretária Ana Lúcia anunciou um novo conjunto de nomeações de servidores aprovados no último concurso público da Educação. Foram nomeados nesta quarta-feira 1.193 professores para as disciplinas História (99), Matemática (02), Química (166), Sociologia (108) e anos iniciais do ensino fundamental (818). A nomeação dos concursados é uma das demandas das entidades que vem sendo cumprida e com essa nova nomeação, a Secretaria alcançou o número de 13.779 nomeações publicadas, o que significa que 64% dos aprovados no último certame já foram nomeados. O restante desse quantitativo será nomeado ao longo do ano, ainda em grupos, de modo a facilitar a realização dos exames admissionais dos novos servidores.

    Investimentos em infraestrutura

    As demandas apresentadas pelas entidades foram divididas em tópicos de modo a agilizar o andamento das discussões, uma vez que o conjunto das pautas é extenso e plural. O primeiro tema em discussão abordou o sistema educacional e seu funcionamento, incluindo, por exemplo, a questão da infraestrutura. A reunião teve início com uma apresentação relativa aos investimentos dos últimos anos. Entre 2010 e junho de 2013 foram investidos mais de R$1 bilhão em obras, reformas, construções e aquisição de mobiliário e equipamento para escolas da rede estadual e demais prédios. Além disso, ressaltou-se que existem 1.532 obras em andamento na rede estadual, no valor de R$384 milhões.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só enrolação. Todo ano tem algo a reformar em escolas. Deveriam focar apenas no PISO,agora. Exigir isto prá ontem.Agora esperaremos com ansiedade a reunião de agosto para marcarem outra prá outubro.E assim vai até o dia deles sairem,ou melhor, começarem de novo em 2015. Por que do jeito que as coisas andam, vão ser reeleitos. DUVIDA? EU NÃO DUVIDO.

      Excluir
  133. continuação
    No tópico autonomia financeira e administrativa das unidades escolares, apresentado na pauta das entidades, a Secretaria citou os avanços no sistema de caixa escolar, modelo de descentralização de recursos que permite aos diretores administrar os recursos financeiros da escola. A partir da caixa escolar, por exemplo, as escolas podem realizar obras, reformas e ampliações no valor de até R$600 mil. Este ano a caixa escolar foi aprimorada a partir da implantação da sistemática de “adiantamento de despesas emergenciais” para cobrir imediatamente pequenas despesas do cotidiano da escola.

    Este ano, a Secretaria também garantiu aumento de 100% no valor dos recursos destinados à manutenção e custeio em relação a 2011. Em 2011, foram repassados R$62,5 milhões e este ano o repasse foi de R$125 milhões.

    Também foram abordadas durante o encontro temáticas relativas à formação continuada, estrutura e funcionamento dos colegiados escolares, distribuição de aulas de professores da rede estadual, as políticas públicas desenvolvidas pela Secretaria para enfrentamento das condições geradoras de violência, entre outras.

    Nova reunião marcada

    O fórum com as entidades é um espaço permanente de diálogo que terá encontros periódicos para a discussão das temáticas apresentadas nas pautas de reivindicações. A próxima reunião já está marcada para o dia 13 de agosto, às 14h, na Cidade Administrativa, e vai abordar Salário e Carreira.


    ResponderExcluir
  134. ESTOU NA FILA DO CONCURSO PARA POSSSE CARGO 2 MAS QUERO É MEU PISO COM VANTAGENS

    ResponderExcluir
  135. NÃO SEI DE ONDE GOVERNO TIRA ESSA CONTA QUE PAGA 47% A MAIS QUE O PISO, SENDO QUE PISO NÍVEL MÉDIO SUBSÍDIO É 1.145,00 RELATIVO AO PISO NACIONAL DE 940,00 PORTANTO DÁ 21% DE DIFERENÇA~, ISSO É O PÓ DE GIZ QUE TODOS RECEBIAM, LOGO ELE NÃO PAGA NADA A MAIS.

    ResponderExcluir
  136. VERDADE SEJA DITA

    ESCOLARIDADE NÍVEL LEI 18975 PISO PÓ GIZ 4 QUIQUENIOS 10BIENIO 1 PÓS TOTAL
    NACIONAL 0,20 0,40 0,50 0,10
    Ensino Médio T1 1.178,10 940,00 188,00 376,00 470,00 94,00 2.068,00
    Licenciatura Curta T2 1.247,40 995,29 199,06 398,12 497,65 99,53 2.189,65
    Licenciatura Plena I 1.386,00 1.105,88 221,18 442,35 552,94 110,59 2.432,94
    Especialização II 1.524,40 1.216,31 243,26 486,52 608,16 121,63 2.675,88
    Certificação III 1.677,06 1.338,12 267,62 535,25 669,06 133,81 2.943,86
    Mestrado IV 1.844,77 1.471,93 294,39 588,77 735,97 147,19 3.238,25
    Doutorado V 2.029,44 1.619,28 323,86 647,71 809,64 161,93 3.562,42

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que tabela é esta?

      Excluir
    2. Desculpe, não entendi a tabela do Antônio, 10 07 2013 - 20:09 - Vai vigorar?
      Linder -

      Excluir
  137. alguma noticia se vao ser cortados os dias de falta/greve? calendario ou coisa nesse sentido?obrigado

    ResponderExcluir
  138. Alguém sabe a respeito do requerimento de cobrança indevida no décimo terceiro e onde será protocolado?

    ResponderExcluir

  139. Ao vivo ocupação da Câmara Municipal de Porto Alegre:

    http://www.postv.org/

    ResponderExcluir
  140. O que ficou fazendo nesta reunião aquele montão de sindicatos pelegos? ouvindo as propagandas do governo? não se levantou um para dar um tapa na mesa e brigar pelo piso. Estes pelegos estão de brincadeiras. Parece a Assembléia legislativa - só cara de paisagem.
    Amplamente ridículo.

    ResponderExcluir