quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Então tá combinado: no país da fantasia, Minas já paga até mais do que o piso


Então tá combinado: no país da fantasia, Minas já paga até mais do que o piso


Na vida real, Minas já não existe mais. Foi o poeta quem disse. E quem sou eu para questionar o grande Drummond. Mas, no mundo da fantasia, naquele que aparece na mídia, com atores globais e outros tipos mais, Minas é o paraíso perdido, ou ainda não descoberto: é o país (que estado que nada) que tem a melhor educação do planeta, que cresce mais do que a China, que paga até 60% a mais do que o valor do piso nacional. Por favor, me mostrem onde fica este território que eu quero ir para lá. Deve ser melhor do que Pasárgada, onde sou amigo do rei.

Para um leigo, um desavisado, um neófito que seja, que ouve alguém dizer que Minas paga até 60% (de 59 para 60 é a mesma coisa, né? Convenhamos) a mais do que piso, a realidade parece empolgante. Dedo na calculadora, basta somar: se o piso dos educadores é de uma formosura equivalente a R$ 1.567,00 - Ufa! Que montante impressionante! -, e Minas paga até 60% a mais, logo, Minas paga no mínimo R$ 2.507,00 de piso para início de conversa e de carreira. Esta deveria ser a interpretação de um leigo, desavisado, desatento, novato.

Mas, meu contracheque de professor-de-Minas, a real, a do poeta, não a da mídia fantasiosa com seus atores globais bem pagos, insiste em dizer que há algo de estranho no reino de Minas. Os números não batem. Com 10 anos de casa eu deveria estar ganhando mais do que o valor indicado no mundo da fantasia. Estranhamente, contudo, o contracheque real indica um valor muito aquém, que insiste em não sair da casa dos dois salários mínimos como valor total. A depender apenas do salário de professor-de-Minas, da real, a do poeta e a do meu contracheque, estou excluído da possibilidade de sonhar até mesmo com a casa própria do programa Minha Casa, Minha Vida. Dilma, Lula, Anastasia e Aécio talvez consigam empréstimos para adquirir imóveis até em Marte, que dirá em Minas. Já um professor-de-Minas, que dependa do salário real, aquele do poeta e do contracheque, ah, este não, vai ter que viver de aluguel em um barraco qualquer, ou num puxadinho, ou viver de favor mesmo. Com dois mínimos de salário total, sem qualquer outra ajuda de custo - sem o auxílio paletó dos deputados, sem o auxílio moradia de ministros, sem outras tantas verbas indenizatórias, os dois mínimos, para quem vive apenas de ser professor-de-Minas (o que nem é mais o meu caso, graças a Deus), dá apenas para comprar a cesta básica, bem básica, pagar o transporte e os juros dos cheques especiais que generosamente os bancos oferecem, como fel, ou como os empreiteiros de Chico Buarque ofereciam a cachaça para os operários da construção civil. Bebam e morram, para não atrapalhar o trânsito.

De tudo, não há motivo para se indignar. Os ministros do STF decidiram que o piso vale a partir de 27 de abril de 2011. E decidiram também que os estados já pagam o piso, somente quatro, segundo Barbosa, não pagam. E Minas nem está incluída entre estes quatro. Tudo bem que Minas alterou a regra do jogo no terceiro tempo da partida. Depois do fatídico 27 de abril, Minas pisou na decisão do STF - pisou, literalmente falando, já que o assunto era o piso. O STF decidiu: piso é vencimento básico, sobre o qual serão acrescidas as gratificações como quinquênios, biênios, etc. O que fez a Minas real, do poeta e do meu contracheque? Somou as gratificações ao vencimento básico, antes de aplicar o piso na carreira, inaugurando um novo sistema, o do subsídio, que não comporta nenhuma gratificação, é valor total. Além disso, reduziu os índices entre as promoções (níveis da carreira), de 22% para 10% ou menos. Assim, um professor com curso superior, que deveria ganhar 48,84% (dois níveis acima, de 22% cada) sobre o salário inicial do professor com formação em ensino médio - que é aquele que deveria receber os tais R$ 1.567,00 -, foi rebaixado à condição inicial de nível I, com salário inicial e final de dois mínimos.

Mas, o que importa tudo isso, se na propaganda oficial Minas já paga até 60% a mais do que o piso nacional dos educadores? Se o sindicato da categoria está adormecido em berço esplêndido, e se contenta com o apoio de centrais sindicais e outros partidos e grupos que prestigiam a eterna direção de um mesmo grupo, agora, ao que parece, com o apoio de quase todos, do PSTU à CNTE? Só faltaram ali, na posse, e nas fotos, o Papa, Marly, Flávio, Ivete, eu e o André Buzina. Na Minas da fantasia tudo vale, afinal, no mundo mágico de Minas não foram os educadores que tiveram sua carreira destruída e seu piso sonegado. Se dependesse do discurso hilário daquela turma que não larga mão do monopólio sindical, os educadores só contabilizariam vitórias no discurso, nos últimos 30 anos. Minas talvez mereça tudo isso: os governos, os dirigentes sindicais, os políticos, com as exceções de praxe. Quem passou pela sequência de governos que vai de Tancredo ao neto e seu afilhado, passando por Newtão, Azeredo e Garcia, é até um milagre que Minas continue existindo, mesmo no mundo da fantasia. No real, do poeta e do meu contracheque, já não existe mais.

Mas não fiquem tristes, amigos deste blog. Trago boas notícias: a curto prazo, no dia 30 de março, mais precisamente, Minas vai pagar o prêmio de produtividade de 2011. Nós, da Educação, vamos receber em torno de 50% do valor do salário total de dezembro de 2011. Não sei se vocês estão lembrados - muitos andam esquecidos -, mas em dezembro de 2011 nós recebemos aquele salário cortado, confiscado pelo governo, que rebaixou nossos proventos no meio do ano, apesar da Carta Magna do Brasil não permitir essas coisas. Mas, Minas é outro território, e portanto, a lei federal não a alcança. Cerca de 153 mil educadores (inclusive eu) fizeram opção legal pelo antigo sistema remuneratório, na vã expectativa de receber o piso na carreira, mesmo que fosse somente após o dia 27 de abril de 2011. O que fez o governo? Cortou o reajuste que foi aplicado no início de 2011 para estes 153 mil educadores, e depois, em lei aprovada no final daquele ano (após o dia 27 de abril, portanto), obrigou a volta de todos os 153 mil educadores ao novo regime, do subsídio, sem nos devolver o que fora cortado. Foram muitos milhões de reais que o estado se apropriou às custas dos educadores, no mundo real do poeta e do meu contracheque.

Portanto, não há motivos para tristeza ou descontentamento. Além do prêmio, algo próximo de R$ 500,00 que os educadores receberão, e que o governo insiste em chamar de 14º salário - talvez com razão, dado à proximidade entre os salários mensais de rotina e o prêmio -, há outros motivos para comemorar. Um deles? A Copa do Mundo vem aí! Quer coisa mais emocionante do que isso? Eu sei que dificilmente um dos 400 mil educadores de Minas, entre ativos e aposentados, terá condições de comprar um ingresso para assistir aos jogos pessoalmente, no estádio reformado. Mas só de saber que o mundo inteiro estará em Minas, nos visitando, deixando dólares e euros, isso já é motivo para comemorar, não acham? Dilma e Aécio vão visitar Minas com mais frequência - os dois, mineiros que não moram em Minas -, ah, isso vai fazer toda a diferença na nossa vida. Na greve de 112 dias de 2011, o senador passou longe de Minas, enquanto a presidenta aqui esteve, para prestigiar a reforma do estádio, nem tocando no assunto "piso dos professores". Até os ministros do STF poderão aparecer por aqui, com aquela capa preta estranha, a lembrar os tempos de monarquia, que ainda sobrevivem em Minas. Afinal, temos até um faraó.

Enfim, pisados por todos, mas vivendo no país da fantasia, os educadores e demais pessoas comuns retomam a sua rotina. Apesar deles, a vida continua, a luta continua, e o sonho de muitos poetas e professores ainda se tornará real. Ainda que tardiamente, como se inscreve na bandeira de Minas.

Um forte abraço a todos, e força na luta! Até a nossa vitória!

                          *** 

293 comentários:

  1. Euler ..esta falta de vontade de dar a grita geral não é só dos professores não....é de todo o povo brasileiro..o famoso brasileiro bonzinho. Quando é para votação do BBbost.....reunir para comemorar o titulo do Curínthia...assistir os desfiles de escolas de samba...blocos de carnaval..todos os otários estão de plantão, mas quando se trata de seus direitos...adormecem em berço esplendido como se tudo estivesse certinho neste pais de Dilma e outros das maravilhas, parabens pelo texto bravo guerreiro.

    ResponderExcluir
  2. olá Euler. Parabéns, ótimo texto. Gostaria de saber se nós q optamos pelo regime antigo teremos direito ao retroativo de agosto a dezembro de 2011, afinal, nesse período não tem como usar a balela do subsídio. Não é mesmo?

    ResponderExcluir
  3. Professores, reportagem de grande interesse.
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=221661,OTE&busca=polemica&pagina=1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo texto, Prof. Euler Conrado.
      "Infelizmente, se houver alguma Confederação Intergaláctica,
      certamente "MINAS ficará no COMANDO".
      (Monstro Adamus)

      Excluir
  4. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem que os Estados terão que pagar o piso nacional dos professores de R$ 1.567 retroativo a 27 de abril de 2011. Em Minas, o Estado considera que os profissionais que ocupam os 288 mil cargos - um mesmo professor pode ocupar dois cargos - passaram a receber o piso nacional a partir de janeiro de 2012. O retroativo a 2011 ainda não foi pago. Ontem, o governo do Estado informou que aguarda notificação do STF para tomar as providências.

    A lei que determina o pagamento do piso nacional aos professores é de 17 de julho de 2008. Porém, ela só foi considerada constitucional em 2011. No mesmo ano, os Estados do Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Ceará entraram com recurso pedindo para fazer o pagamento retroativo somente a abril de 2011, alegando não ter dinheiro para pagar o retroativo a 2008. Ontem, por oito votos a um, o STF foi favorável aos Estados.

    A decisão não agradou a categoria. "O ideal seria que esse pagamento fosse feito retroativo a 2008, já que foi nesse ano que a lei foi promulgada. Os Estados não têm dinheiro para a educação, mas para a construção de estádios e para a Copa do Mundo não falta", reclamou a coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (SindUTE/MG), Beatriz Cerqueira.

    De acordo com a assessoria de imprensa do STF, os ministros foram favoráveis ao recurso por considerar que o pagamento referente a 2008 pode comprometer o orçamento dos Estados. Além disso, os ministros entenderam que o pagamento retroativo só deverá ser pago a partir da constitucionalidade da lei, ou seja, em abril de 2011. Durante o julgamento, a defesa do governo do Rio Grande do Sul argumentou que, se o Estado tivesse que pagar o retroativo a 2008, isso somaria R$ 3 bilhões, verba anual de toda a segurança pública.

    De acordo com Beatriz, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) vai requerer na Justiça o pagamento do piso salarial retroativo a 2008. "Haverá algumas reuniões na semana que vem, e o setor jurídico vai definir de que forma isso poderá ser feito", disse. A decisão do STF não cabe recurso.

    Por meio da assessoria de imprensa, o governo Estadual informou que, após a notificação oficial do Supremo, a Advocacia Geral do Estado irá analisar quais providências serão tomadas.

    ResponderExcluir
  5. http://professorjakespaulo.blogspot.com.br/2013/02/secretaria-publica-nova-lista-com.html

    Nessa listagem pude conferir alguns LC 100 que não tem a formação superior mas, no entanto, foram privilegiados com a titulação de "efetivados".

    Estamos divididos pelo poder executivo que coloca profissionais de formação inferior para lecionar no ensino público estadual e automaticamente empurra os nossos salários para baixo.

    O governador Anastasia tem a sua formação conceituada e de modelo liberal cunhada na Universidade Federal de Minas Gerais, tanto que o modelo que vem sendo introduzido no seu estilo de governar é o neoliberal, introduzindo reformas que contrariam a Carta Magna, porém não sofrendo nenhuma penalidade quanto a isso haja vista sua forte influência nos meios políticos e administrativos, tanto que nem sindicato da educação cujo setor é o mais penalizado, nem centrais sindicais e nem demais políticos de oposição o contestam veementemente, ou seja, "está tudo dominado".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, colega. Qualquer "partido" que chegar ao PODRE PODER
      manterá o ódio atávico aos professores e o DESINTERESSE TOTAL em investir em EDUCAÇÃO BÁSICA.

      Excluir
    2. Pois é meu amigo esta é mais uma prova de que a lei 100 contraria mais um artigo da constituição que é o artigo 5º inciso XIII que diz que é livre o exercício de qualquer trabalho desde que atenda as exigências da lei. Mas foram efetivados professores SEM LICENCIATURA PLENA. Além do artigo 37 que exige concurso, o artigo 5º inciso XIII, também foi contrariado. Mas pra dar posse pra gente que ralou pra fazer concurso tem que ter a licenciatura plena né mas pra efetivar não precisa....Isso daria um ótimo email pro STF.

      Excluir
  6. PAU NELE, É DEIXA VIR A PANELA DO ANASTA, DEIXA.

    Os deputados federais do PP mineiro esperam que o vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP) confirme, nos próximos dias, seu nome para a disputa do Palácio Tiradentes em 2014 com o apoio do senador Aécio Neves (PSDB).

    ResponderExcluir
  7. BOMBA NOS ANAIS DO GOVERNO,
    PERA QUEM ESTAVA NO REGIME ANTIGO, TERÁ PISO ALTERADO, E COMO NÃO PODERÁ SER DIMINUÍDO, COM CERTEZA SOFRERÁ AUMENTO NO SUBSÍDIO.

    VOU ESTUDAR MEU CASO E DA ESPOSA E POSTO AQUI.

    O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem que os Estados terão que pagar o piso nacional dos professores de R$ 1.567 retroativo a 27 de abril de 2011. Em Minas, o Estado considera que os profissionais que ocupam os 288 mil cargos - um mesmo professor pode ocupar dois cargos - passaram a receber o piso nacional a partir de janeiro de 2012. O retroativo a 2011 ainda não foi pago. Ontem, o governo do Estado informou que aguarda notificação do STF para tomar as providências.

    ResponderExcluir
  8. piso em 2011 1187,00 proporcional 24 horas 712,00 Governo pagava 550,00 então tem diferença~que incide em vantagens

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 712 reais para nível médio

      Excluir
  9. SERÁ QUE AGORA O SINDINÚTIL PODE OUVIR O MEU PEDIDO? OU VAI DEIXAR VENCER O PRAZO LEGAL, NOVAMENTE?

    O Mandado de Segurança é uma ação derivada que serve para resguardar Direito líquido e certo, não amparado por Habeas Corpus ou Habeas Data, que seja negado, ou mesmo ameaçado, por autoridade pública no exercício de atribuições do poder público.

    Trata-se de um remédio constitucional, de natureza mandamental, rito sumário e especial.

    Segundo a Lei Federal brasileira nº 12.016, de 07 de Agosto de 2009, já no seu art. 1.º informa que "Conceder-se-á mandado de segurança para proteger direito líquido e certo, não amparado por habeas corpus ou habeas data, sempre que, ilegalmente ou com abuso de poder, qualquer pessoa física ou jurídica sofrer violação ou houver justo receio de sofrê-la por parte de autoridade, seja de que categoria for e sejam quais forem as funções que exerça".

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Mandado_de_seguran%C3%A7a

    ResponderExcluir
  10. Falta Garra e isso está passando para nossos alunos, bobos, despolitizados, desinformados. Mal sabem escrever, porque só digitam,não lêem, e o professor finge que está interessado, já que tambem o governo finge que nos paga e respeita...

    ResponderExcluir
  11. PARABÉNS,Euler,pelo esplêndido texto! Feliz o Estado que tem professores com você...e Minas tem. Minas não merece você,mas você, bravamente resiste. Com sua capacidade e inteligência você seria ótimo em qualquer profissão,mas Minas teve a sorte de você ESCOLHER ser Professor .Mais uma vez, PARABÉNS, meu caro MESTRE. Que Deus o proteja,SEMPRE!

    ResponderExcluir
  12. Agora o sindute quer meter o bedelho e entrar com mais uma ação querendo o retroativo de 2008. Aí é mais outro ano para ser julgado e o piso encalhado.O piso é para ATÉ 40 horas,não importa a carga horária do Estado .Além do mais é piso para o professor que só tem o curso técnico de magistério segundo grau,fora QUALQUER vantagem. Ô povo ruim de interpretação .ANASTASIA BUUUUUURRO.

    ResponderExcluir
  13. SOU DO INTERIOR, SEM TJMG POR PERTO, ALGUEM AI, ENTRE NA JUSTIÇA FEDERAL PEDINDO CORREÇÃO INSENÇÃO IRPF,

    VEJAM - NÃO AGUENTO PAGAR MAIS IMPOSTO

    A Receita Federal começa a receber amanhã (1º de março) as declarações de Imposto de Renda Pessoa Física. Pelas regras atuais, estão isentos todos aqueles que ganharam até R$ 19.645 no ano passado, o que dá R$ 1.637 por mês, sem 13º salário.

    Mas o limite de isenção poderia ser de R$ 29.472 anuais (R$ 2.456 mensais) se os governantes tivessem simplesmente corrigido a tabela do IR de acordo com a inflação desde 1995, como indicam dados da Receita Federal e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, compilados pelo blog Achados Econômicos.

    ResponderExcluir
  14. Lei Federal nas Minas Gerais nem pensar!
    Nas Minas temos um ditador que dita as Leis e pronto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As coisas estão invertidas.O congresso mudou para Minas.Joaquim Barbosa mudou de nome, é aqui que as leis são ditas.Só aqui é que tem pretexto para tudo.Pro futebol tudo, pra educação nada, só propaganda enganosa.

      Excluir
  15. Acho tudo tão absurdo...Este 1/3 extra classe é o maior deles. Estou indignada, será que ninguém vai dar um basta neste disparate. Onde está o sindute? Ano passado tinha 36h/aulas, este ano foram reduzidas para 32 em cumprimento a tal lei, mas terei que trabalhar 40h. Vou morar na escola? Não terei vida fora dela?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que vem acontecendo com todos. A "redução" na carga horária em sala de aula, na verdade, aumentou o tempo que passamos dentro da escola.O governo "não dá ponto sem nó"! Sempre arruma um jeitinho de prejudicar a classe.Me parece que, para ele, virou questão de honra: Humilhar, perseguir e prejudicar os professores!!

      Excluir
    2. Mesmo trabalhando 40 horas, o maldito não paga o piso

      Excluir


  16. 28 de Fevereiro de 2013•17h10 • atualizado às 17h48
    Professores da rede pública confirmam greve nacional para abril
    A categoria cobra o cumprimento do piso nacional do magistério, de R$ 1567. Segundo a CNTE apenas 4 Estados e o Distrito Federal pagam o piso

    A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) decidiu realizar uma greve de três dias em abril para cobrar a valorização dos professores da rede pública. A paralização em todo o País está marcada para os dias 23, 24 e 25 de abril.

    Veja as melhores e piores escolas no Enem

    A decisão sobre a greve foi tomada durante encontro do Conselho Nacional de Entidades, que reúne os sindicatos de professores e demais profissionais da educação ligados à CNTE. Além da paralização, os educadores planejam a realização de uma semana nacional da educação para discutir a falta de investimentos no setor.

    Mais um ano que estaremos lutando para que o piso salarial nacional seja efetivamente aplicado no nosso País com uma greve nacional nos dias 23, 24 e 25 de abril
    Roberto Leão presidente da CNTE

    "Esta semana tradicionalmente se destina ao debate das questões educacionais e terá como prioridade o debate sindical da mobilização, mais um ano que estaremos lutando para que o piso salarial nacional seja efetivamente aplicado no nosso País com uma greve nacional nos dias 23, 24 e 25 de abril", afirmou em comunidado o presidente da CNTE, Roberto Leão.

    A decisão da CNTE é tomada um dia depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) mudar a vigência da lei do piso nacional dos professores da rede pública. Embora tenha sido editada em 2008, ficou definido que a lei só pode ser considerada a partir da data na qual o Supremo confirmou sua legalidade, em abril de 2011.

    Os ministros atenderam a recursos do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e do Ceará, que alegaram dificuldades para adaptar as finanças às novas regras.
    Saiba Mais

    CNTE: 4 Estados e DF cumprem lei do piso dos professores
    STF diz que lei do piso de professores só vale a partir de 2011

    Desde que foi sancionada, a lei é motivo de embate entre os trabalhadores e governos estaduais e prefeituras. Prefeitos e governadores argumentam não ser possível pagar o valor proposto com os repasses atuais para a educação. O piso salarial nacional do magistério da educação básica chega a R$ 1.567.

    Cumprimento da lei

    Segundo balanço da CNTE, apenas quatro Estados (Acre, Amazonas, Mato Grosso e Rondônia) cumprem com a lei do piso. Além do valor do salário, a lei trata também sobre as condições de trabalho, estipulando, por exemplo, jornada de no máximo dois terços da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os alunos.

    Ainda segundo a confederação, mais dez Estados cumprem parcialmente a lei do piso e oito descumprem as regras. O restante está em negociação com os sindicatos.






    ResponderExcluir
  17. Grande Euler, sempre brilhante e pertinente. Resta saber qual será o próximo malabarismo jurídico impetrado pelo faraó para juntar à sua coleção de maldades contra os educadores. Creio já sabemos: Minas já paga o piso desde sempre. E mais uma vez ficaremos com cara de bobos da corte do Palácio Administrativo. Aguardemos...

    Madson Pardo

    ResponderExcluir
  18. Professores devem receber piso retroativo a 2011, diz STF.
    ...Em Minas, o Estado considera que os profissionais que ocupam os 288 mil cargos - um mesmo professor pode ocupar dois cargos - passaram a receber o piso nacional a partir de janeiro de 2012. O retroativo a 2011 ainda não foi pago. Ontem, o governo do Estado informou que aguarda notificação do STF para tomar as providências.
    Vc acredita nisto, Euler?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda vai consultar a advocacia geral.Só pode ser pra falar que já paga o piso.
      E o nosso tempo que foi diminuído no reposicionamento?
      Eu já mandei documentos para o advogado analisar.Ele me disse que se eu pagava previdência no período de contrato, certamente terei direito de receber o tempo todo.

      Excluir
  19. Triste!!!!!!Muito triste e cada vez mais desacreditada. É lamentável nossa situação. "IMAGINA" se a gente que optou pelo sistema antigo tivessemos o direito a receber o piso, quanta diferença faria em nosso pagamento e no nosso conceito de LEI e JUSTIÇA.

    ResponderExcluir
  20. Primeiro, Euler, seu texto me deixou com um nó na garganta. Difícil explicar esta triste situação em Minas. Sabemos que estamos sozinhos, abandonados pelo sindicato que se diz representante dos professores.Tenho me sentido uma marionete à mercê dos políticos do pt e da senhora president"a" da Cut em Minas, que fizeram e desfizeram na greve, da qual participei ativamente, assim como tantos outros.
    Não temos muito, além de nossa condição de PROFESSORES, a nos orgulhar. Mas ainda temos nas mãos o poder de mudar a visão de nossos alunos, dos pais dos alunos, dos tios e demais familiares. Novamente, o sindicato deve estar muito ocupado, pois não faz campanha para os pais. Não adianta chegar à escola e falar que o governo não paga o piso. "Grande novidade".
    Por hora, fico perguntando por que nosso sindicato não entrou na justiça requerendo o piso para nós que optamos por ele, de abril a dezembro de 2011? Afinal, nesta época, não estávamos atrelados ao subsídio. Ah, claro, o sindicato tem um encontro marcado com coxinhas e canapés, vinhos caros e wiskys. não tem tempo para estas perrengas de professores chorões.
    É Euler, só posso me sentir triste, pois más notícias ainda chegarão. Mas não fiquemos deprimidos: um brinde com champagne ao sindicato e a sua nova direção. ( claro que eu não poder participar, pois meu salário só dá para comprar um refrigerante e olhe lá ).

    ResponderExcluir
  21. Se o estado for pagar o vb retroativo de agosto de 2011 a dezembro de 2011,vou ficar feliz aí vou provar que o valor do vb é maior que o subsídio no meu caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece-me que esse valor a ser pago acontecerá somente em 4 Estados e MG não está incluída. Alguém me corrija se estiver errada!!!

      Excluir
  22. ENGRAÇADO POSTEI UM COMENTARIO NO BLOG DA RENATA VILHENA E ELA ATÉ AGORA NÃO RESPONDEU GOSTARIA QUE ELA PROVASSE QUE O SUBSÍDIO É 47.42% MAIOR QUE O PISO NACIONAL QUE SIGNIFICA VENCIMENTO BÁSICO .EU SEI PROVAR QUE SUBSIDIO É # DE VENCIMENTO BÁSICO.E QUE PISO SALARIAL É PARA ATÉ 40 HORAS E É PARA PROFESSOR COM NÍVEL MÉDIO OU SEJA PROFESSOR DE EDUCAÇÃO INFANTIL.

    ResponderExcluir
  23. "Por hora, fico perguntando por que nosso sindicato não entrou na justiça requerendo o piso para nós que optamos por ele, de abril a dezembro de 2011?"
    Para professores desavisados encontra-se no STJ ação do sindicato contra o subsídio do governo de MG.
    Vamos nos informar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. É isso mesmo que sinto em relação ao sindicato. Desavisada. Busco informações em outros "sítios" e encontro. Mas no do sindicato não. Será que ele não deveria nos avisar do que está fazendo. De tudo. Inclusive os balancetes mensais do que é feito com nossas contribuições. Acho que seria digno e honesto. Não nos deixaria com dúvidas sobre o trabalho deles. Evitaria especulações.

      Excluir
    2. Estou aposentada e já entrei requerendo o piso a um ano.O processo tá indo.
      Também pelo tempo que nos foi roubado quando nos reposicionaram.Só contaram o tempo de efetivo e um advogado me disse se era cobrado previdência na contagem de contratado, teremos o direito ao tempo integral.
      É bobagem esperar sindicato.Eu paguei uma taxa ao advogado e logo ele entrou com os papéis.
      Façam o mesmo porque senão, nunca vão receber nada.

      Excluir
  24. O problema da sindute só entra com a data errada na justiça é por isso que perde todas.Pelo amor de Deus vamos entrar apartir de 27/04 para ganhar pelo menos essa causa.A decisão do STF não cabe recurso.Quem quer demais ganha nada.

    ResponderExcluir
  25. MINAS NÃO PAGA O PISO
    MINAS NÃO PAGA O PISO
    MINAS NÃO PAGA O PISO.
    Essa é a única verdade que conhecemos e sentimos em nossos lares.
    Nos foram negados condições básicas de vida digna:saúde, alimentação, habitação, educação e lazer.
    Isso é pagar o piso? Que piso?

    ResponderExcluir

  26. O problema de tudo isso é a FRAQUEZA do SINDUTE. Não precisamos esperar nada, se fosse o SINDPOL, seria outra coisa!

    ResponderExcluir
  27. Esse governo fica falando mentiras que paga o Piso acima de 59% pra enganar trouxas.Este aí sim é o Maior Mentiroso que vi em toda minha vida.Até quando irá sustentar toda essa Mentira.Cara Macabro, Mentiroso...

    ResponderExcluir
  28. VAMOS VER AGORA QUAL MARACUTAIA ESSE GOVERNADOR QUE SE DIZ DE MINAS GERAIS IRÁ FAZER PARA SABOTAR NOSSOS DIREITOS. ESTOU PAGANDO PRA VER.

    ResponderExcluir
  29. Então o Exmo Ministro teve a coragem de cagar na retranca.Meus pêsames.

    ResponderExcluir
  30. Que decepção. Acordo cedo, ligo meu computador esperando um salário um pouco maior devido às minhas extensões e a lei do 1/3 e me deparo com 500 reais A MENOS. Parece que Fevereiro é um mês morto, cadê minhas extensões, Naná? Estou revoltado.

    Olhando aqui vejo que todo mês de Fevereiro o salário fica menor mesmo. Isso é com todos vocês?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou ATB de escola e informo a vocês que as EX de CH e EC sempre são informadas através de Relatório e Guia de Ocorrência até o 2° dia útil do mês seguinte, a SRE faz a taxação no sistema até mais ou menos meados do mês, onde o sistema fecha, com certeza para processar o pagamento. Por isso como acontece todo ano as EX e as EC são pagas com 1 mês de atrazo. Quem tem EX de CH pode ver no Cheque de Janeiro o pagamento , este se refere ao mês de dezembro, pois as EX se fecham em 31/12, para quem tem o ano todo.

      Excluir
  31. Educar os filhos longe da escola...
    Fonte: http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2013/02/pais-brasileiros-lutam-pelo-direito-de-educar-os-filhos-longe-da-escola.html

    ResponderExcluir
  32. Essa novela do Piso Salarial de professores em Minas já virou "folhetim sem fim". Acho que o velho dito de que "Os cães ladram e a caravana passa", tornou-se uma fatídica realidade pra nós. Nem precisa explicitar quem são os cães e quem faz parte da caravana, não é?

    ResponderExcluir
  33. Nunca vi tanto descaso com os profissionais da educação. Como uma classe pode aceitar ganhar um salário inferior a qualquer profissional no país sem qualificação alguma? Como um PROFESSOR PODE ACEITAR GANHAR 1 SALÁRIO MÍNIMO E FICAR ALIENADO, PARADO, PASSIVO, INERTE ABOBALHADO? Me perdoem os termos, mas não vejo outros. Mesmo com esta notícia os professores ficaram CALADOS. A manifestação nas escolas foi tímida, pelo menos onde trabalho. Ninguém acredita que pode ganhar mais do que isso. Já é consenso geral. A classe política, tão bem remunerada, afinal, estão lá para garantir o nosso bem estar. Então não desanimem, Minas é o estado que está a frente de todos os outros estados. A educação é a melhor do país, mas não são os professores responsáveis por este sucesso. Vocês já ouviram falar em professor nas propagandas do governo estadual? Acho que devíamos voltar ao tempos antigos... as mulheres dos políticos, tão preocupadas com o social, irem para as escolas lecionar, ajudar os pobres a ler e escrever, afinal, o magistério é uma missão... e como tal deve ser vista. O salário é só uma ajuda de custo. Aliás, deveria ser cortado, os deputados e senadores não vão mais receber 13º e 14º. Para que professores precisam de salário?
    Cida do Renato Azeredo.

    ResponderExcluir
  34. Que decepção mesmo.Também recebi apenas 480,00.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado, tenho cargo reduzido de 14 aulas e em relação à carga horária antiga de 18 aulas em um cargo eu perdia 204 reais agora perco os mesmos 204 mas com esta carga horária de 16 aulas em um cargo. Não deveria ser pois agora estou com apenas 2 aulas a menos do que um cargo completo então eu não poderia estar perdendo 204 reais no meu salário mas sim 102 que é a metade. A não ser que neste mês de fevereiro ainda não recebemos baseado na nova carga horária de 16 horas aula no cargo. Tenho uma aula de exigência curricular e também não recebi. É claro que vou na SRE reclamar isso tudo. IPVA, IPTU e etc e etc eu já paguei mas salário correto mesmo ahhhh isso ainda não.

      Excluir
  35. Pessoal, tem alguns internautas que aqui nos criticam devido ao estado de coisas. O certo é que nós professores pertencemos ao executivo e, há alguns anos atrás especulava-se em alguns jornais, principalmente de Minas Gerais sobre os supersalários. Saibam que o executivo no Brasil é muito superior numericamente em relação ao legislativo e judiciário, no entanto, os gastos com pessoal do executivo é bem mais inferior que dos outros dois poderes. Então o que explica os supersalários existentes? Simplesmente é o "PODER" e a capacidade de articulação destes poderosos que aumentam os próprios salários e de uma certa maneira e desavergonhadamente o fazem com a conivência e o atrelamento de algumas classes de profissionais segundo os seus interesses particulares predominando o fisiologismo puro, com isso, ferem sobremaneira a Carta Magna do país. Alguns sindicatos no país estão subordinados aos interesses em jogo, tanto é assim que perderam a capacidade de articulação e manobra para ganhos em prol dos interesses dos trabalhadores. Alia-se a esse atrelamento a capacidade dos dirigentes submeterem a população que é pouco instruída, desinformada e imediatista, ficando à mercê do poder local. É isso mesmo, minha gente! O congresso brasileiro é um grande balcão de negócios na instância federal, observemos aí o senado e deputados federais que com seus correligionários locais que ao que parece no Brasil, existem para manter o poder local domesticando os trabalhadores ao tempo em que seus pares federais realizam as negociatas que vislumbrará aos que estão na "CASTA" beneficiada. Portanto pessoal, de onde sai os recursos para os grandes eventos que ocorrerão no Brasil?
    Temos sido muito heróicos, mas muito mesmo. Haja paciência!

    ResponderExcluir
  36. Bom Euler, tem um negócio aí que temos que analisar direito mesmo. Em 2011 ficamos o ano inteiro com o vencimento básico, pelo menos quem optou em voltar pra ele. Se não me engano na época o vencimento básico era de 550,00 e fazendo a regra de três terá que ir pra 712 de acordo com a lei do piso. Isso pra ensino médio. Somente neste raciocínio, sabemos de antemão, que temos que receber a diferença de 712 para 550,00 nos treze meses do ano de 2011 devido ao décimo terceiro salário. Mas a coisa não para por aí, pois o nosso posicionamento no subsídio compulsório foi uma soma de nossas vantagens com o nosso vencimento básico. Portanto o nosso posicionamento no subsídio também terá que ser mudado pois ele somou 550,00 com nossas vantagens enquanto deveria somar 712 no mínimo, isso para ensino médio. Esse negócio vai dar é confusão... Sendo assim teremos que receber todo o retroativo de 2011, sermos reposicionados no subsídio, que acarretará um posicionamento mais elevado na tabela e, a partir de 2012 vamos ter que receber esta diferença de reposicionamento do subsídio, já que deveríamos estar em um nível mais elevado desde janeiro de 2012. Agora, isso é coisa para o sindicato analisar juntamente com o governo e como vai se desenrolar toda essa história, é o que eu adoraria saber.

    Lobo Guará Zona da Mata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é lobo guará essa diferença de 712 para 550 deve incidir também sobre nossas vantagens que tínhamos na época que eram nossos biênios, quinquênios, pó de giz, pós graduação, isso também vai ter que entrar no cálculo. Aí vamos poder provar pra todos como o subsídio foi prejudicial pois apenas pagando o retroativo sobre o salário de 2011 veremos e provaremos que em 2011 ganharíamos mais do que lá em 2015 pelo subsídio. Euler você pode publicar um modelo de contracheque baseado no vencimento básico de um professor com 10 anos de casa e compará-lo com um contracheque desse mesmo professor no subsídio pra todos verem como foi o calote do estado nos professores.

      Excluir
  37. Façamos o mesmo...

    Abaixo assinado: piso salarial regional da enfermagem mineira PL 3.195/12

    ResponderExcluir
  38. Tenho cargo reduzido de 14 aulas e em relação ao cargo de 18 aulas eu perdia 4 aulas no meu salário que era 204 reais a menos. Agora em relação ao cargo de 16 aulas eu estou perdendo apenas 2 aulas, mas no meu contracheque continuo perdendo os mesmos 204 reais. Bom numa simples regra de três é fácil, se com 4 aulas a menos perco 204 reais, com 2 aulas a menos tenho que perder 102 reais. Alguém que tem cargo reduzido como eu está passando por isso? A não ser que este mês de fevereiro ainda recebemos pela carga horária antiga de 18 aulas no cargo. Tenho este ano uma aula de exigência curricular e também não recebi por ela por isso estou achando que ainda recebemos este mês baseado na carga horária antiga de 18 aulas no cargo. Quem puder me esclarecer por favor me explique. Obrigado Euler pelo canal de comunicação e se acaso eu continuar perdendo os mesmos 204 reais apesar de estar lecionando apenas 2 aulas a menos será mais uma sacanagem deste governo. Um grande abraço.

    ResponderExcluir
  39. Boa tarde Euler e boa tarde a todos,
    Primeiramente estou encantada com sua inspiração no que tange ao tema de hoje: a expiação da docência pública mineira.Também me deparei com um comentário altamente pertinente e inteligente enviado pelo anônimo do dia 28/02 /15:18h: se o STF determinou o pagamento do piso a partir de 27/04/2011, os professores que optaram pelo vencimento básico deverão judicializar o pagamento exigindo o piso proporcional nesta época com as vantagens retiradas deste vencimento básico. Tal fato mais uma vez provará o quanto nefasto foi o subsídio e uma vez demonstrado , como rebaixar os vencimentos destes profissionais ao adentrá-los novamente no subsídio.Este anônimo foi tão inteligente que deveria se revelar.A propósito se alguem tiver informações jurídicas sobre este tema por favor colocar no blog.É interesse de todos.Quero fazer aqui um observação: não há ações judiciais propostas no STJ, STF, TJMG pelo SinduteMG contra o modelo de remuneração do magistério instalado em MG.Nem como amigos curiae este sindicato participou nas ações que objetivaram melindrar a lei do piso.
    Prof. Silvinha

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. SindINÚTIL,

      I N C O M P E T Ê N C I A C O M P R O V A D A.

      Excluir
    2. Não concordo com a colega! Há sim ações impetradas pelo Sindute com referência ao pagamento do piso no TJMG. Eu mesmo tenho duas. Entretanto, ganhar a ação é que é difícil. Agora, quanto ao desenvolvimento de seu comentário a respeito da observação do anônimo creio que foste bastante feliz. A hora é agora. Vamos com tudo, juridicamente falando, contra estes malfeitores que nos (des)governam. Dinheiro para pagar existe. Somente na reforma do estádio Independência foram 130 milhões que saíram dos cofres públicos. O que falta é vontade política para nos valorizar. Em todas as esferas de poder a Educação não é tratada como investimento e sim como gasto supérfulo. O povo pobre que depende da escola pública que se dane. Isto é o que eles pensam e agem para perpetuar no Brasil.

      Excluir
    3. "Anônimo1 de março de 2013 23:00 (...) Entretanto, ganhar a ação é que é difícil (...)"

      Isso me reportou a uma célebre frase:

      “Infelizmente eu tenho que obedecer aos prazos” - Joaquim Barbosa

      E a mais outras duas:

      A justiça atrasada não é justiça; senão injustiça qualificada e manifesta.
      Rui Barbosa

      Justiça tardia nada mais é do que injustiça institucionalizada.
      Rui Barbosa

      Excluir
  40. Tão simples de entender, a propaganda protagonizada por Milton Gonçalves ...EXISTE UM LUGAR... EXISTE UM LUGAR... EXISTE UM LUGAR..., é MINAS GERAIS. Eu queria conhecer este lugar e acreditar que é aqui que eu quero morar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que vamos conhecer este lugar fantástico?Será que não é lá que está escondido o nosso dinheiro?Quero uma vaga.

      Excluir
  41. O único Sindicato que não vale nada é o dos professores. Gente, muitos anos de magistério pelo Estado de Minas e nunca assisti esse "Sindicato inutil" fazer algo de verdade por nós professores.

    ResponderExcluir
  42. O governo de Minas Gerais, deveria fazer uma faxina no Seplag, uma grande quantidade de pessoas encostdas sem competência até para dar conta de fazer uma folha de pagamento.
    Estamos recebendo nesse mês de março/2013, sem as extensões, sem as exigências e sem 1/3, por falta de pessoal descente e competente para trabalhar. Resolveram nos pagar do jeito mais fácil, pagando simplesmente o básico. Se fossem pagar corretamente, teriam que trabalhar muito e isso não é com eles.

    ResponderExcluir
  43. S.O.S o que é isso... Meu salário diminuiu com 1/3 extra classe e o meu trabalho aumentou, com dois cargos , disse o diretor que terei que pagar 6 horas semanais na escola . Vierei escravo e ninguem me avisou!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pior, quem dois cargos 32 h tem q ficar 8h na escola.è um castigo acho que o Nasta tem trauma de professor, deve ser do tempo da palmatória.

      Excluir
  44. Repúdio,indignação é pouco.Esse pilantra acha mesmo que somos idiotas.Tem a cara de pau e afirma pagar o piso ,excluindo todas nossas vantagens adquiridas.No ensino básico pior ainda,trabalhamos 22 aulas + módulo + reuniões pedagógicas.Tem a ousadia de informar pagamento de 16+4.Além de trabalharmos 6 aulas a mais,não recebemos por elas,nem temos as 4 horas p planejar em casa;previsto em lei . Discrepância e falta de critério.Quero ver se resolvermos sair da sala nestas 6 aulas que trabalhamos a mais;o que a escola fará.Não pode cortar ,nem designar.Toma vergonha e faz algo...gente prof,sindiute,Renata,Naná.Isso é caso de polícia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se todos entrassem na justiça, talvez conseguiriam.O povo fica com dó de pagar advogado e fica esperando pelo sindicato que nada faz.
      Acorda gente,! Na rua Guajajaras 40, BH, procurem o Dr Guilherme.As causas que ele trabalha são exatamente piso e assistência médica.Ele divide o valor que cobra.Com ele meus processos estão caminhando.É melhor gastar um pouquinho agora do que não receber nada e ficar se lamentando.Corram enquanto é tempo.

      Excluir

  45. http://www.novojornal.com/politica/noticia/lider-do-psdb-no-senado-confirma-isolamento-de-aecio-26-02-2013.html

    ResponderExcluir

  46. http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/mateus-paul-censura-a-falha-tiro-no-pe-da-folha.html

    ResponderExcluir

  47. O Sindicato, Cara Profª Silvinha, ainda não teve tempo para essas questões, desde a Greve de 2011, pois estava pensando em como manter sua diretoria, afinal em time que sempre ganha tudo, não se mexe, daí tinha que despender tempo, energia e saliva para manter nos mesmos lugares os COMPANHEIROS!

    ResponderExcluir
  48. Euler, texto brilhante! Parabéns!!!!!!!!!! Essa Minas Gerais do "faz de conta que é verdade" foi fielmente descrita por você. Como sonhar não custa nada, imaginemos que um dia toda essa situação seja revertida em favor dos sofridos professores de Minas.

    Maria de Lourdes

    ResponderExcluir
  49. Olhem no contracheque, não está pagando a extensão das aulas, não mudou nada, muito estrnho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É claro, neste mês de março estamos recebendo o janeiro e a extensão começou em fevereiro, ou tô enganada?

      Excluir
  50. Meu Deus !
    Onde estamos?
    Que país é esse?
    Onde estão ospolíticos que invadem nossas casas nos horários políticos falando da educação como a unica forma de consertar o Brasil.Segund feira eu não aceito as aulas de exigências .
    Quero só 16.
    E na copa do mundo o Mineirão me aguarde estarei lá ! E de alguma forma protestarei contra essa ditadura maldita que caiu sobre nós. Acho que precisamos fazer dessa copa algo inesquecível para esse governo maldito que nos trata pior que as garotas traficadas na novela das novela das nove da rede PLIN PLIN para não fazer porpaganda deoutra porcaria do nosso Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. NÃO ASSISTAM ESSE CANAL DE TV.

      NÃO DEIXEM QUE "ELES" PENSEM POR VOCÊS.

      Excluir

    2. ESTADO DEPRIMENTE,

      ESTADO NOJENTO,

      TIRANOS HIPÓCRITAS,

      ESTADO DE COMA.

      Excluir
    3. ... e o POVÃO fazendo CONCURSO
      para
      PROFESSOR DO ESTADO.
      Não nos esqueçamos da
      LEI DA OFERTA e PROCURA

      Excluir
    4. Copa? Todo mundo topa.
      Saúde e Educação? "Tem dinheiro não".

      Excluir
  51. Uai, Trem doido sô!

    Meu salário ta sumindo e meu serviço aumentando.Seráque tô sonhando, ou a era da chibata ta voltando?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. revogaram a abolição da escravatura, hehehehheee

      Excluir
  52. Blog Renata Vilhena 1 de março de 2013 19:49

    "No caso de o edital prever a necessidade registro, ele deverá ser apresentado no momento da posse. Isso porque as normas do edital têm força de lei, no que tange a concursos públicos para ingresso como servidor no quadro de efetivos do Estado de MG."

    ResponderExcluir
  53. Vamos a Matemática: em abril de 2011 um professor com pós graduação, cujo cargo era PEB4A que optou pela carreira antiga tinha como vencimento básico R$ 671,65 .O PISO PROPORCIONAL DO MAGISTÉRIO para 24h a um professor com apenas ensino médio era de R$712,2.Portanto, façam suas contas adicionando seus quinquênios, biênios, tabela da carreira vigente na época e vejam quanta desonestidade.Os 153 000 que optaram pela carreira antiga devem se unir e cobrar na justiça.
    Prof. Silvinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já entrei com o processo para requerer o piso a 1 ano.
      Vou aguardar.

      Excluir
    2. ... e eu HÁ muitos anos estou a guardar o pouco que me re$ta; logo cairei fora. Quem puder ... faça-o.
      ANESTESIA grassa pelo país afora.
      Com tantos anestesiados, STF acaba por se curvar, pra variar.
      Coisas hão de vir por aí.
      Meados de junho/julho ... sei não.
      Quem viver verá.

      Excluir

  54. "Imagine um lugar onde professores ganham miséria e não tem carreira! Imagine um lugar onde alunos de diferentes séries são postos na mesma turma! Imagine um lugar onde os professores são impedidos de participarem da merenda escolar! Este lugar existe! Este lugar é Minas!!!" Sávio Souza Cruz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. REPUBLIQUETA FEDERATIVA das MINAS GERAIS

      Excluir
  55. Meu salário em fevereiro foi de R$ 1542,00. Tenho 20 anos de exercício e pós graduação. Por onde andará o nosso piso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Por onde andará o nosso piso?"

      Responder -> sob os pés de naná

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    2. "k" pra nós : esse "KKKKKKKKK" dá um ar de
      "BANALIDADE" em tudo que se refere aos sofridos professores.
      Lamentável.

      Excluir
    3. é preciso rir pra não chorar, uai

      Excluir
  56. Alguém sabe dizer se este mês recebemos baseado na nova carga horária de 16 aulas no cargo ou baseado na carga horária antiga de 18 aulas no cargo? Se já foi baseado na nova carga horária meu salário veio errado e claro que veio errado pra menos.

    ResponderExcluir
  57. Pra tomar posse no lugar do efetivado não pode, passar as aulas do efetivado pra completar o cargo do efetivo, não pode, enfim nada pode. Então porque o governo está dizendo que os efetivados não têm estabilidade? Em que situações então os efetivados não têm estabilidade?
    Adoraria saber...

    ResponderExcluir
  58. Uns falam que o sindute entrou com ação no STJ contra o subsídio, outros falam que não entrou. Enfim, entrou ou não entrou? Agora com a lei do piso valendo em definitivo aí sim eu acho que tem chance de entrarmos na justiça e recuperarmos nosso vencimento básico e sairmos do subsídio compulsório. Foram vários direitos constitucionais negados como direito adquirido, a lei do piso e por aí vai...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Entrou.Eis o link

      http://migre.me/duZdp

      Excluir
    2. Mas...não foi o Sindute, foi o pessoal da CNTE.

      Excluir
    3. Saibam que para requerer, inquirir ou coisa que o valha, no STF, é necessário ter representatividade nacional do TIPO: CNTE, governadores, etc... Portanto, SINDUTE, APEOSP, SINTEGO, somente podem recorrer pela CNTE. O erro na ação deve ser debitado a CNTE!

      Excluir
    4. professoramaluquinha3 de março de 2013 12:59

      ACORDAAAAAAAA, GENTE !!!!!!!!!

      "Direção da CNTE decide aceitar alteração na Lei do Piso !!!!!!!!!!!!

      Para ajudar os governos, a direção da CNTE abre mão de defender índice do custo aluno do FUNDEB e concorda que a Lei do Piso seja alterada
      Em uma decisão burocrática, e contrária à luta dos educadores de todo o País, a direção da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) aprovou, em reunião do Conselho Nacional de Entidades, uma proposta de alteração do índice de reajuste do Piso Nacional para negociar no Congresso Nacional. Aceitando argumentos absurdos, a CNTE admite a retirada do critério de correção que valoriza o Piso dos educadores.
      Essa decisão ocorreu em uma reunião de dirigentes da Entidade, durante a realização da 8º Conferência Nacional de Educação da CNTE. A partir dessa decisão, a Conferência passou a debater centralmente esse tema. Muitos educadores presentes manifestaram a sua discordância frontal com a decisão e outros argumentaram que ela fragiliza a luta nacional contra os ataques dos governadores à Lei do Piso.
      No entanto, os principais dirigentes da CNTE afirmavam que “dirigente foi eleito para decidir” e que “a luta pela manutenção do custo aluno já estava derrotada”! Os dirigentes do CPERS/Sindicato manifestaram publicamente o seu repúdio a essa atitude e afirmaram que, na verdade, essa decisão tinha relação com os vínculos que a CNTE mantém com os governos. Ou seja, mais uma vez os trabalhadores em educação poderão sofrer perdas pela postura de conivência da direção da CNTE com o governo federal.
      A direção do CPERS/Sindicato apresentou, em forma de emenda ao documento da Conferência, uma crítica (ver abaixo) à resolução da CNTE. Essa emenda não foi aprovada, mas teve apoio de diversos educadores presentes ao encontro, que expressaram sua surpresa e descontentamento com os rumos da Confederação."

      EM DEFESA DO PSPN – DIREITO CONQUISTADO PELOS TRABALHADORES NÃO SE NEGOCIA

      Apenas alguns dias após o ingresso da Ação Direta de Inconstitucionalidade 4.848, movida por seis governadores contra a Lei do Piso Nacional, os trabalhadores em educação de todo o País estão sendo surpreendidos com uma decisão do Conselho Nacional de Entidades da CNTE de aceitar alterações no critério de reajuste definido pela Lei.
      Consideramos essa decisão um grave erro pelos seguintes motivos:
      1) A Lei 11.738/08 já foi aprovada, sancionada e sua constitucionalidade já foi julgada pelo Supremo Tribunal Federal, não cabendo mais recursos aos governos. Portanto, o cumprimento do Piso Nacional é um direito dos educadores de todo o País, do qual não há qualquer razão para abrirmos mão.
      2) Além de aceitar a retirada de um direito conquistado, fruto de uma luta histórica dos educadores de todo o País, a decisão da direção da CNTE fortalece o ataque promovido pelos governadores e o discurso de que é inviável o cumprimento da Lei do Piso.
      3) Não cabe à CNTE e ao movimento sindical propor alterações que signifiquem retrocesso nos direitos e na vida profissional dos educadores. Ao contrário, deveria ser papel de nossa Entidade buscar ampliar as conquistas e rechaçar os ataques dos governos.
      4) Por fim, consideramos antidemocrática uma decisão tomada sem a ampla participação dos trabalhadores. Essa decisão afeta um direito de centenas de milhares de educadores, que sequer tomaram conhecimento do debate feito pelos dirigentes da CNTE

      fonte: CPERS" [ http://profemarli.comunidades.net/index.php?pagina=1516191147 ]

      Excluir
    5. E o povão fazendo concurso para professor do ESTADO.

      Excluir
  59. http://hojeemdiardp2.digitalpages.com.br/html/reader/93/10303

    PRÉ-CANDIDATO DO PT FAZ PALESTRA NA FIEMG E IRRITA SEUS ALIADOS

    JORNAL HOJE EM DIA - 01/03/2013
    página 04


    A reportagem refere-se a palestra de Fernando Pimentel na Fiemg patrocinada pelo governador Anastasia e a parceria de Fernando Pimentel com o governo de Minas.


    A política no Brasil continua com o receituário dos políticos das décadas de 1920, 30, 40 e 50, um político reclama e faz duras críticas ao adversário mas nos bastidores comem e bebem do melhor juntos, só que o povão não pode saber, tem de ser passado ao povão que são partidos rivais um inimigo do outro.

    ResponderExcluir

  60. http://www.conversaafiada.com.br/pig/2013/03/01/nassif-a-globo-desaba/

    ResponderExcluir

  61. http://www.brasil247.com/pt/247/economia/95061/Dilma-mercadores-do-pessimismo-v%C3%A3o-perder.htm

    ResponderExcluir
  62. Cadê minha exigência curricular???
    Cadê minha extensão de carga horária???

    EULER, por favor... NOS AJUDE! Não sei mais o que fazer, recebi quase 1mil reais a menos, terei q fazer empréstimo por causa desses canalhas!!

    Não aguento mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não recebi nada disso a não ser que neste mês de fevereiro ainda vamos receber baseado na carga horária antiga. Agora se não for a carga horária antiga meu pagamento veio errado.

      Excluir
  63. Bom tarde a todos!


    Sem querer ser pessimista, mesmo após o STF se pronunciar sobre o retroativo da Lei do Piso ser referente a abril de 2011, achei a ADI referente ao nosso subsídio.

    Essa ADI foi requerida pela CNTE, onde era pedido a inconstitucionalidade da nossa remuneração por subsídio.

    Devido a alguns erros nos argumentos dos advogados da CNTE, o parecer datado de 30 de novembro de 2011 da Procuradoria Geral da República é pela improcedência do pedido.

    A ADI que estava em poder do Ministro Ayres Britto, foi repassada em 19/04/2012 para o Ministro Cezar Peluzo, sendo repassada em 29/11/2012 para o Ministro Teori Zavascki.

    Apesar de ainda não estar concluída, caso nada na argumentação seja modificado, provavelmente perderemos esse recurso e continuaremos a receber pelo SUICÍDIO, quer dizer subsídio.

    Para acessar a ADI basta seguir os passos:

    Entre no site do Supremo:
    http://www.stf.jus.br/portal/principal/principal.asp

    No meio da tela à esquerda (acompanhamento processual) digite 4631 no Número do STF e clique em pesquisar.

    No resultado da pesquisa, clique no primeiro item ADI 4631.

    Aparecerá a ADI com todas as datas do andamento processual.

    Para ler tudo basta clicar no escrito em vermelho [Ver peças eletrônicas]

    Uma nova janela se abrirá e basta clicar na relação numerada à esquerda para ler cada peça do processo.

    É muita coisa, porém sugiro ler a petição inicial (número 0) e depois ler a de número 59 (improcedência).


    Silvio Gontijo
    Escola Estadual Presidente Dutra

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Silvio Gontijo os advogados da CNTE é que já deveriam estar sabendo destes argumentos errados na ADI. Será que eles já estão cientes do andamento desta ADI no STF? Vamos mandar email pra CNTE pro sindute e cobrar deles então uma ADI mais coerente e clara para os profissionais do direito. Vamos cobrar.

      Excluir

    2. I N C O M P E T Ê N C I A TOTAL.

      Ou fazem da maneira correta ou não fazem nada.

      Deste jeito só estão atrapalhando.

      Excluir
    3. Realmente já há no STF uma ADI do nosso subsídio e pelo que li a AGU já declarou improcedente o pedido da ADI. Portanto por esta ADI da forma que foi elaborada nunca será julgada no STF pois vai ser tida improcedente. O sindute e a CNTE precisam pensar em novas estratégias para elaborar uma ADI ou outra ferramenta jurídica para nos devolver o vencimento básico e nossa carreira novamente porque nesta ADI 4631 será impossível. Acho que os advogados devem partir dos direitos constitucionais que foram ignorados como direito adquirido (biênios, quinquênios) a ausência de vencimento básico no subsídio enquanto a lei do piso cita que o piso é separado das vantagens e no subsídio foi tudo somado. Acho que os argumentos dos advogados devem partir daí, ou seja, dos artigos da constituição que o subsídio ignora.

      Excluir
    4. CNTE e Sindicato pelegos, são farinhas do mesmo saco: mãe e filho. Erraram de propósito pro governo ganhar tempo. Estão VENDIDOS!!!!! Acordeeemmmmm...

      Excluir
    5. Olha, quando eu li o parecer da Procuradoria pedindo improcedência, devia ao fato que no primeiro momento o subsidio era opcional e havia a tabela de progressão na carreira. O que foi alterado em 2011, quando fomos obrigado.

      Foi o PARECER da Procuradoria e não sentença. Voces esqueceram que tivemos que aguentar a Barbie vilhena curtindo com a nossa cara nas redes sociais por causa desse parecer?

      Só que o argumento da procuradoria caiu por terra quando o subsidio passou obrigatório. Eu tenho esperança que no mérito da sentença nós possamos ganhar. Chega de só perder, uma hora este vento tem que mudar a direção.

      Excluir

  64. http://asintoniafina.blogspot.com.br/2013/03/impeachment-de-gurgel.html

    ResponderExcluir
  65. Pessoal,
    Consultei meu contracheque logo na manhã do dia 1º de março e até o imprimi. Acontece que precisei de uma nova cópia e, ao entrar no Portal do Servidor para imprimí-lo, ele não está mais disponível. Aparece só a mensagem "CONTRACHEQUE SENDO REPROCESSADO". Alguém sabe o que está acontecendo? Será que o mesmo está ocorrendo com outros colegas no Estado? Se estiver, manifeste-se aqui....preciso saber...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Anônimo, é só o seu contra-cheque que está para ser reprocessado. Novamente consegui ver o meu.

      Excluir
    2. Quem sabe, é o prêmio de produtividade que será adicionado ao holerite?! kkkkkkkkkk

      Excluir

  66. Boa noite Euler e companheiros de luta!
    Concordo com o Efetivado@...de28/02-às 12:57 e digo mais ,por quê a petição criada pelo professor Assis não aparece no sitio da AVAAZ ,como tantos outros como o impeachment do presidente do Senado Renan Calheiros?Qual é a veracidade dessa petição?É uma petição favorável aos professores,por quê o desinteresse da classe?Se for para o nosso bem que a assinemos com urgência,se não explique.

    ResponderExcluir
  67. Olá, pessoal da luta! Boa noite!

    Como consultaram sobre como seria o cálculo a receber, caso o piso fosse aplicado, mesmo a partir de 27 de abril de 2011, eis a metodologia:

    1) toma-se o valor do piso proporcional à época, para a jornada de 24h, o que resultará em R$ 712,00 para o professor com formação em ensino médio (PEBI);

    2) considerando que a grande maioria dos professores tem curso superior, ou seja, era no mínimo PEB III, este valor do básico sobe para R$ 1.059,74. Quem era PEBIV, adicionar mais 22%;

    3) sobre este básico incidem todas as gratificações e vantagens da antiga carreira: progressões (horizontais - letras, 3% para cada letra: A, B, C, etc), biênios (5% para cada), quinquênios (10% para cada) e o pó de giz, que era de 20% sobre o básico;

    4) para um professor na minha condição em 2011 - PEB III B - o resultado seria R$ 1.341,84, incluindo o auxílio transporte de R$ 32,00. Para um professor que tinha os quinquênios e biênios, com cerca de 20 anos de casa, curso superior e umas quatro letrinhas, o valor total seria R$ 2.431,81, pelo menos, para um cargo de 24 horas;

    5) é preciso levar em conta que esses valores são de 2011, quando o piso era de R$ 1.186,00 mais ou menos. Hoje o piso nacional é de R$ 1.567,00. Teríamos que consultar um bom advogado para saber se os valores seriam atualizados, ou se seriam corrigidos monetariamente, ou se seriam aqueles de 2011;

    6) mas, de qualquer forma, os valores são superiores ao subsídio. E como a lei do subsídio prevê reajuste de pelo menos 5% na mudança de sistema, significa que, além do retroativo completo entre abril e dezembro de 2011, o governo teria que pagar a diferença mês a mês até os dias atuais, considerando os reajustes anuais do piso de 2012 e 2013, mais o reajuste geral de 5% que o governo concedeu em 2012. Ou seja, é muito dinheiro que o governo nos deve, a todos nós;

    7) o problema é que os advogados do sindicato não sabem ou não foram orientados corretamente pela direção sindical, e acabam pedindo coisas que o judiciário nega no ato, e o governo agradece. Por exemplo: pedir um valor de piso que nem o MEC reconhece, como fez o sindicato durante a nossa greve; ou então pedir retroativo a 2008, quando o STF já julgou a questão e decidiu que o piso só vale a partir de abril de 2011.

    Por agora, são estas as considerações sobre o tema, lembrando finalmente que estamos em Minas, onde as leis federais não se aplicam.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler sobre a diferença de 550 para 712 deve incidir ainda os biênios, quinquênios, gratificação de incentivo a docência e pós graduação.

      Excluir
  68. É DE LASCAR LER ISTO, Anônimo 2 de março de 2013 16:32: "Devido a alguns erros nos argumentos dos advogados da CNTE, o parecer datado de 30 de novembro de 2011 da Procuradoria Geral da República é pela improcedência do pedido."

    QUE RAIOS DE ADVOGADOS SÃO ESTES QUE ESTÃO LÁ PARA FAZER A COISA CERTA E ERRAM NO ARROZ com FEIJÃO. É ESTARRECEDOR! ESTOU ACHANDO QUE NÓS ESTAMOS DO JEITO QUE ESTAMOS MAIS POR CULPA DE QUEM NOS REPRESENTA NAS INSTÂNCIAS DO QUE PELO PRÓPRIO GOVERNO! PELO AMOR DE DEUS!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SERÁ ISSO DE PROPÓSITO?
      QUEREM NOS PREJUDICAR??
      O QUE HÁ POR TRÁS DISSO?

      Excluir

    2. Numa hora dessas, deveríamos ter os melhores advogados para nos defender.

      Isto foi muito discutido aqui no blog durante a greve.

      Como é feito a contratação do(s) advogado(s) do Sind UTE?

      Excluir

    3. NÃO HÁ VITÓRIA SEM LUTA.

      PERSISTÊNCIA, RESISTÊNCIA, CORAGEM E AÇÃO.


      http://www.youtube.com/watch?v=20XZGJTfDk4


      Excluir
    4. "Anônimo2 de março de 2013 19:16 QUE RAIOS DE ADVOGADOS SÃO ESTES"

      são os profissionais contratados pelo CNTE em conluio com o governo do estado. Ficou estabelecido no conchavo, que a classe tem que perder. CNTE-CUT-SINDICATOS-GOVERNO, tudo teatro, jogo sujo, todos corruptos e corruptores.

      Excluir

  69. SindINÚTIL I N C O M P E T E N T E !!

    ResponderExcluir

  70. Infelizmente é de conhecimento de todos que ganhamos, mas não levaremos, nem piso, nem retroativo, como também sabemos, isso aqui é MINAS e em MINAS o governador não é dado a cumprimento de leis, pois ele já se considera, desde muito tempo a própria LEI, então faz o que bem entende, no momento entende que não nos deve nada, que aliás já estamos ganhando até mais do que o piso, talvez o SENHOR DA CASA GRANDE esteja até pensando em uma forma de nos propor a devolução dos 59% que está pagando a mais, mas tudo em suaves prestações, afinal educadores neste governo têm prioridades!
    ISTO AQUI É MINAS, TAMBÉM CONHECIDA COMO A SENZALA DO BRASIL.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e o POVÃO continua a fazer concurso para
      PROFESSOR DO ESTADO.
      Desgoverno agradece.

      Excluir
    2. PRECISAMOS DE UM ABOLICIONISTA EM PLENO SÉCULO XXI.

      Excluir
    3. Gostei dessa, colega.
      (Anone Mato)

      Excluir
    4. E os mineiros, inclusive, muitos professores aplaudem os atos de " bravura" desse governo e seus aliados, e continuam votando neles. Então para que mudar?

      Excluir

  71. http://www.viomundo.com.br/politica/pt-aprovacao-resolucao-sobre-midia-democratizacao-e-urgente-e-inadiavel.html


    http://www.viomundo.com.br/politica/lula-por-que-a-gente-nao-comeca-a-organizar-a-nossa-midia.html

    ResponderExcluir
  72. "7) o problema é que os advogados do sindicato não sabem ou não foram orientados corretamente pela direção sindical, e acabam pedindo coisas que o judiciário nega no ato, e o governo agradece. Por exemplo: pedir um valor de piso que nem o MEC reconhece, como fez o sindicato durante a nossa greve; ou então pedir retroativo a 2008, quando o STF já julgou a questão e decidiu que o piso só vale a partir de abril de 2011.

    Por agora, são estas as considerações sobre o tema, lembrando finalmente que estamos em Minas, onde as leis federais não se aplicam."

    O sindicato acaba sendo colaborador do governo, que trabalha em cima da INCOMPETÊNCIA da entidade que - supõe-se - deveria representar a categoria. Sob outro prisma, há a possibilidade de fazer BURRADA de propósito, como se estivessem conluiados com o governo para enrolar o meio de campo, para o governo ficar na moita. Essa última hipótese apesar de absurda, não pode ser descartada, porque não sabemos quanto os supostos ERROS do sindicato pelego está custando para Anastasia, por detrás dos bastidores, nas salinhas fechadas. Afinal, podemos presumir que todo sindicato tem seu preço, né?

    ResponderExcluir
  73. O que mais me dói e indigna é esta nossa classe estar ainda pagando(por menor que seja a contribuição) a este sindinutil.Quando leio este blog a muitos anos, e vejo colegas tristes, decepcionados com este sindicato, fico ainda mais triste.Eu não entendo o que esta nossa classe espera.Acho que espera perder e perder mais o mísero dinheiro que recebemos.De grão em grão a galinha enche o bico.Eu já me desfiliei a anos atrás.Não confio nesse sindicato.Eu vi isso a muitos anos atrás, anos hilários.Com estes grãos, a galinha vai comendo e enchendo o bico.A primeira coisa a fazer é largar este sindicato.Já está mais que provado que não nos representa.Tantas coisas poderiam fazer.Qualquer leigo sabe e faria isso.Desfiliar é questão de inteligência.Tantas coisas poderíamos ter ganho.E só fazem besteriras.Eles fingem que fazem alguma coisa.É muito triste tudo isso.Quanto mais miseráveis mais ignorantes.A pior miséria é a miséria intelectual.Parem por favor de falar em sindicato.Vamos para frente e não ficar resmungando pois não resolve a nossa situação.Vamos nos unir e fazer alguma coisa mas longe desse sindicato.Comecem a desfliar e o sindicato ficará assustado e poderá tomar vergonha na cara.Isso é roubo nos bolsos de vocês.Deve se repensar na verdadeira posição deles.São coisas tão sutis que uma criança entende bem melhor , somente este sindinutil não quer admitir que não nos representa.Ele representa o bolso dos incautos que lhe pagam.Espero Euler que você publique meu comentário.Várias vezes eu escrevi mal do sindicato e meu comentário não foi publicado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hum ... esse "SINDE GATO" não toma jeito.
      Então, a quem no próximo pleito
      poderei render meu preito???
      (Monstro Adamus)

      Excluir
    2. Acho interessante o tanto de comentário anônimo que tem aqui, criticando de forma vil, sem caráter a atuação sindical. Não vejo essas pessoas fazendo essas ponderações nas reuniões sindicais. Ficam em casa, pelegando, e colocando a culpa da sua não participação em nada, na atuação do sindicato. Isso é mesquinho e nojento. Se aqui neste site estão as melhores e mais brilhantes ideias para resolver de vez o problema da educação em minas, juntem estas pessoas, participem das reuniões, montem uma chapa, façam alguma coisa! Agora o que não é possível é ficar escrevendo coisas anônimas aqui, Se o trabalhador não tem coragem nem de se identificar, como teria coragem de fazer o enfrentamento necessário contra o governo de MG. O Inimigos dos professores: 1º o governo, 2º os pelegos que não participam da luta coletiva e ficam escrevendo textos " maravilhosos" em sites, achando que mudará a realidade cruel que vivemos e em 3º lugar os próprios colegas pelegos muitos filiados naquela Instituição pelega chamada appmg, que faz os conchavos mais maldosos com o governo. Se essa Guerra que enfrentamos fosse virtual, certamente o blog do Euler, nos ajudaria a ter conquistas, mas infelizmente, não é.
      Evaldo José de Souza.
      Monte Carmelo.

      Excluir
    3. Isso mesmo vamos desfiliar do SINDUTE e filiar na APPMG essa vai defender os direitos dos pelegos Kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    4. Vamos por partes, para entender esses anônimos covardes, nojentos e mesquinhos: A última reunião no Hotel Dayrell, tinha que ter convite pra entrar, era pra alta cúpula, meu caro, não era pro bico dos filiados, dessas pessoas nojentas e sem caráter que aqui escrevem. Essas pessoas pelegas ficam em casa por incentivo de um sindicato derrotado duas vezes, consecutivamente: 2010 e 2011. Essas pessoas mesquinhas não podem fazer nada com suas ideias brilhantes, porque o sindicato foi monopolizado e pela época da eleição acrescentaram no estatuto do mesmo um artigo que inviabilizava a montagem de uma chapa de oposição para concorrer à direção estadual. Esses covardes aqui, que entram como anônimos, assim o fazem porque o site admite essa opção, e cada um tem liberdade para tal, não sendo, portanto, da sua alçada; nenhum 'anônimo' tem satisfações para lhe dar acerca dessa motivação. Os inimigos dos professores: 1º o próprio sindicato, 2º o governo. Por que? Porque ambos estão conchavados de maneira a destruir quaisquer tentativas coletiva e de mobilização. Essa guerra é real e virtual, é legal e é moral. E já que você está tão incomodado com os posts aqui, por que perde tempo lendo? Dá área! Vaza! Faça suas postagens aqui ó, ó, ó...

      http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com.br/

      é mais a sua cara, o blog da B(atriz)

      Excluir
    5. Pelo menos na minha região a categoria foi toda convidada! Foi enviado ofício para que toda a categoria participasse. Continuo a defesa da entidade sindical, não das pessoas. Agora eu dou minha cara, discuto minhas ideias coletivamente, se você não tem coragem é por mesquinhez e comodismo. Minha cidade e região participaram e participam de todos os eventos, viajamos 1000 km semanalmente para participar das reuniões, com uma ajuda de custo de 25 reais.E ficamos 112 dias de greve. Se não conseguimos alcançar nossos objetivos, não foi por omissão, as vezes foi por falta de uma MENTE BRILHANTE como a sua para nos orientar e assessorar juridicamente. Agora uma coisa você tem razão, não vou mais acessar esse blog para ficar lendo ideias brilhantes, sensacionais, mas que não sai do campo do virtual. As pessoas, se quer se identificam. Podemos até imaginar que são mesmo os pelegos do governo, que acompanham e são pagos para acompanhar as redes sociais. São pessoas como você que a luta sindical não precisa. São omissas, não faz as críticas no lugar certo e por fim, são mesquinhas, porque se a capacidade de mobilização, de inteligência superior solucionasse os nossos dilemas, você poderia compartilha-las e resolver,de vez, o caos que nos encontramos. Mas fica o convite para que você procure sua subsede, caso não viabilizem sua ida, pode procurar a subsede de monte carmelo, que certamente teremos o maior prazer de levá-los à reunião para que exponha seus pensamentos.
      Evaldo José de Monte Carmelo
      CSP- Conlutas.

      Excluir
  74. Eis os principais inimigos dos professores:

    1º) Sind-Ute
    2º) Governo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque ainda achamos servidores que poupam o governo pelos desastres da educação?O sindicato é o principal responsável?E os servidores?Servis,disponíveis, obedientes,abestalhados, sem compromisso político e profissional?Não tem culpa? Não são inimigos da própria categoria a que pertencem?????????

      Excluir
    2. gostei do seu ranking, Anônimo3 de março de 2013 09:42, sindUTE em 1º lugar!! Corretíssimo.

      Excluir

  75. No site do Sind-Ute está a notícia abaixo:

    Nova diretoria do Sind-UTE/MG renova compromisso de avançar na luta pelos direitos dos trabalhadores em educação.

    kkkkkk isso mesmo, está escrito "NOVA DIRETORIA" (sic!)

    fora, diretoria traidora!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. " RENOVA COMPROMISSO", essa expressão é boa! Os dirigentes não têm que dizer isso, afinal nós pagamos o Sindicato é para estarem sempre lutando pela nossa causa e QUASE SEMPRE GANHANDO, NÃO É GANHANDO DE VEM EM QUANDO! Logo, não tem essa de renovar compromisso, a função dos dirigente de Sindicatos é SEMPRE lutar pelos seus sindicalizados, no nosso, dizer que vai renovar, soa como se estivesse fazendo favor!

      Excluir
    2. Papo pra boi dormir.

      Excluir

    3. Nova diretoria formada por velhos(as) raposas.

      Não são os nossos representantes.

      Perderam a credibilidade.


      http://www.youtube.com/watch?v=vYDzvxnqESQ

      Excluir
  76. Uma canção para o Sind-Ute:

    Apesar de você
    Amanhã há de ser
    Outro dia
    Inda pago pra ver
    O jardim florescer
    Qual você não queria
    Você vai se amargar
    Vendo o dia raiar
    Sem lhe pedir licença
    E eu vou morrer de rir
    Que esse dia há de vir
    Antes do que você pensa

    ResponderExcluir
  77. Então está muito bem combinado. Vejam:
    Do Minassemcensura dia 25/02/2013
    ..."Aécio Amato Duarte. Como ator, nosso Aécio Duarte é sofrível. Como empresário, o Aécio Amato é inexistente. No fundo, sobra um militante estatizado, que passou toda sua vida política sendo sustentado pelo dinheiro do governo, inclusive na formação de seu patrimônio particular. E cuja única virtude é privatizar o que resta de público no Brasil".

    ResponderExcluir
  78. "NÃO ASSISTAM ESSE CANAL DE TV.NÃO DEIXEM QUE "ELES" PENSEM POR VOCÊS". HÁ anos NÂO assistimos este excremento de TV. Não pretendemos colaborar com a volta dos irmãos
    "sem nome" para a lista da revista FORBES. Esta "famíglia" manda no país desde a revolução de 1964.

    ResponderExcluir
  79. "...O que mais me dói e indigna é esta nossa classe estar ainda pagando(por menor que seja a contribuição)a este sindinutil...". Colega concordo com você. Há anos me desfiliei. Pq será que a mensalidade vem descontada no contra cheque?

    ResponderExcluir
  80. Criou-se a Lei do Piso. Esta lei aplicada na carreira beneficiaria os educadores. Tudo dentro da legalidade.

    Depois o "des"governo cria uma nova lei para burlar o sistema. Esta lei prejudica o educadores e foi criada claramente após Lei do Piso para este objetivo, gerando "economias" para o "des"governo.

    Então fico me perguntando: como o Sindiute não consegue legalmente argumentar isso no judiciário e nos devolver o piso na carreira???

    É muito triste e revoltante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "como o Sindiute não consegue legalmente argumentar isso no judiciário e nos devolver o piso na carreira???"

      A questão não é conseguir, a questão é não poder fazer certo, porque está corrompido, vendido, conluiado com o governo. O sindicato é governista!!

      Excluir

  81. OS COLEGAS DE AÉCIO ESTÃO EQUIVOCADOS, QUANTO Á NOTORIEDADE DO RAPAZOLA, TALVEZ ELE NÃO SEJA CONHECIDO COMO POLÍTICO, MAS QUE ELE CORRE DE BAFÕMETRO E GOSTA DE CAMBALEAR PELAS RUAS DO RIO, ISSO TODOS SABEM, AFINAL PARA QUÊ EXISTE YOU TUBE?!! KKKKKKKK

    Aécio não pode esperar 2014 para definir candidatura, dizem governadores do PSDB

    Agência Estado

    Publicação: 03/03/2013 09:34 Atualização: 03/03/2013 10:36
    Governadores do PSDB querem que o candidato do partido à Presidência da República seja definido ainda neste ano. Embora a candidatura do senador Aécio Neves (MG) seja apontada como natural, chefes de oposição dizem ser favoráveis à prévia, caso haja mais um postulante à indicação - mas desde que a disputa interna seja feita ainda em 2013.

    Saiba mais...
    PSDB busca conciliação para eleger Aécio Neves presidente do partido Na TV, PSDB antecipa troca de comando; Aécio Neves vai presidir o partido FHC participa de ato em BH para reforçar candidatura de Aécio Neves Presidenciáveis enfrentam desafios para a disputa eleitoral em 2014
    "Em muitas regiões o grau de conhecimento dele (Aécio) é baixo. Acho que é hora, sim, dele aparecer mais, apresentar propostas e alternativas que o PSDB tem para oferecer ao País", declarou o governador do Paraná, Beto Richa. "Para quem quer se firmar como candidato de oposição o timing é diferente, tem que começar num prazo maior. Acho que é prudente, se for o caso, prévias neste ano e já entra com candidatura no ano que vem."

    Na semana passada, os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva alimentaram uma polêmica sobre os modos de gestão tucano e petista. O pano de fundo foi a antecipação da defesa de seus candidatos à eleição de 2014, Aécio e a presidente Dilma Rousseff, respectivamente.

    "Sabemos que um candidato identificado mais cedo tem prós e contras. É o dado da realidade. Eu, pessoalmente, acho que devemos iniciar o ano sabendo quem seria", declarou o governador de Minas, Antonio Anastasia, aliado de Aécio. "Não dá para fazer como em 2010: chegar em maio e definir o candidato. Não dá tempo de construir uma candidatura a presidente, faltando 30 dias para convenções", disse Anchieta Jr., governador de Roraima.

    A declaração dos governadores tucanos sobre a escolha do candidato do PSDB neste ano, ainda que por prévias, é apoiada por FHC e pelo presidente do partido, Sérgio Guerra, que querem lançar Aécio candidato. Avaliam que o senador precisa ganhar projeção nacional e construir uma estrutura de campanha.

    O paulista Geraldo Alckmin critica a antecipação do debate eleitoral, mas também defende a realização das prévias em 2013. Quanto à candidatura de Aécio, Alckmin ainda não se posicionou publicamente. Em encontro com Aécio e Guerra disse não ser contra a candidatura do mineiro e sugeriu que ele percorra o País.

    ResponderExcluir
  82. http://profemarli.comunidades.net/index.php?pagina=1516191147 [essa notícia não é nova, a CNTE tirou a máscara na 8ª Conferência Nacional de Educação, ano passado]

    A matéria: "Para ajudar os governos, a direção da CNTE abre mão de defender índice do custo aluno do FUNDEB e concorda que a Lei do Piso seja alterada (...) a CNTE admite a retirada do critério de correção que valoriza o Piso dos educadores (...) essa decisão tinha relação com os vínculos que a CNTE mantém com os governos."

    NÃO PARALISEM EM ABRIL, ELES ESTÃO CONVOCANDO, É UM PESSOAL DE JOGO DUPLO, SINDPELEGO É FILIADO DO CNTE, TUDO FARINHA DO MESMO SACO. CONFEDERAÇÃO PELEGA.

    "CNTE mostra sua cara e de que lado está. É governista, não defende mais os educadores. Abram a pagina da CNTE e acompanhem os discursos de defesa do PISO, tudo mentira, demagogia. A CUT já mostrou-se governista a muito tempo, agora a nossa Confederação não tem mais como desmentir" (DESTAQUEI ESSE COMENTÁRIO QUE ESTÁ NO SITE. O LINK ABRE MINHA POSTAGEM)

    E tem esse vídeo da Confederação pelega no Youtube:

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=pv7G6VSra4g (Publicado em 22/09/2012)

    TÁ TUDO DOMINADO, TUDO CORROMPIDO, O SISTEMA É PODRE





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já começaram as desculpas para não paralisarem, não entrarem de greve quando convocados ...etc ... e Depois... Vem para o blog do Euler para reclamar da situação.
      Satisfeitos ou não com a CNTE e ou com o SINDUTE temos que aproveitar todas as oportunidades possíveis para demonstrarmos nossas insatisfações. Nós professores mineiros deveríamos paralisar 100% das escolas e, com atos públicos em cada cidade mineira, com ou sem o SINDICATO apresentar o que acontece nas escolas públicas e caos formado pela ingerência do (des)governo e secretária de educação.
      Acredito que não teremos outro momento esse ano.
      Se não fizermos nada parecerá que o governo está falando verdade com relação a educação em Minas. Não podemos pagar o Milton Nascimento, mas podemos nos articularmos para que o povo saiba de nossas reais condições. Ou vamos à luta ou ficamos chorando no blog do Euler, cabe a nós decidirmos e já.

      Excluir
    2. Tem que acontecer a partir da decisão da categoria e não "de cima para baixo". É preciso esclarecer a categoria e convencê-la a ir à comunidade. Devemos confiar mais nos nossos maiores aliados em potencial, alunos (especialmente adultos e jovens) e pais de alunos e não em politiqueiros que só nos usam como massa de manobra. Em Brasília, estaremos seguindo ditames da já revelada pelega CNTE e não seremos nem um pontinho na imensidão daquela cidade, nem nota de rodapé sairá na mídia falando de nós. Nossa luta não pode mais ser vendida. Estejamos alerta e, como diz o hino do proletariado "façamos nós com nossas mãos, tudo o que a nós nos diz respeito"

      Excluir
  83. Contagem_Regressiva3 de março de 2013 13:16

    Faltam 669 dias para o fim do governo Anastasia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vejo a hora disso tudo acabar!!! Mas temo pela continuidade desse governo!!Pois o Povo não tem memória.

      Excluir
    2. Se até lá ele ainda continuar vivo.

      Excluir
  84. EU PAGO PORQUE VOU COBRAR DEPOIS NA JUSTIÇA TUDO QUE O SIND-UTE ME ORIENTOU "ERRADO". COM ELE É RUIM E SEM ELE SERÁ PIOR AINDA. MAS DE MODO ALGUM PRETENDO SAIR NO PREJUÍZO. ESTOU SEMPRE AVISANDO AO SINDUTE: AO MENOS RECEBER DE VOLTA TUDO QUE PAGUEI AO SINDICATO A VIDA TODA CORRIGIDO MONETARIAMENTE EU PRETENDO RECEBER QUANDO ME APOSENTAR NO SEGUNDO CARGO DAQUI A QUATRO ANOS. SINDUTE QUE ME AGUARDE. VOU ENTRAR COM PROCESSO DE PERDAS E DANOS, DANOS MORAIS CONTRA O SINDICATO QUANDO EU APOSENTAR, PELA INGERENCIA DELE AO ME "ORIENTAR" SEMPRE A TER PERDAS SALARIAIS E DE CARREIRA NOS MEUS DOIS CARGOS EM MAIS DE 27 ANOS NO PRIMEIRO (CONSTANDO 18 ANOS AGORA) E 21 ANOS NO SEGUNDO (CONSTANDO 13 ANOS AGORA). ABSURDO, NEM MEU TEMPO DE SERVIÇO ESSE SINDICATO ASSEGUROU DEIXOU DIMINUI- LOS COMO SE EU FOSSE ESTABILIDADE CONSTITUCIONAL DE 98, PORQUE SÓ OS ESTABILIZADOS CONSTITUCIONAL DE 1994,1995,1996,1997 E 1998 COMEÇARIAM A CONTAR O TEMPO DEPOIS DE APROVADOS EM CONCURSOS. EU EFETIVA EM DOIS CONCURSOS E MUITÍSSIMO BEM CLASSIFICADA EM AMBOS E COM DIREITO ADQUIRIDO AO TEMPO TOTAL DESDE O MEU INGRESSO NO SERVIÇO PÚBLICO .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "COM ELE É RUIM E SEM ELE SERÁ PIOR" a velha frase de mulher de malandro. Enquanto a nossa mentalidade estiver nesse nível, gente, melhor contentar com o subsídio embasando-nos num outro ditado popular: MELHOR PINGAR DO QUE SECAR.

      Excluir
    2. DIREITO DE RESPOSTA:
      Essa frase é de gente inteligente que sabe que o seu direito LEGAL pode até demorar, mas que um dia sairá por força da lei. Onde já se viu ajuntar o sindute, conte e cut para "aceitar" mudar o CUSTO ALUNO que é o que dá o aumento do PISO, LEI 11.738/08? Para que ter o piso sem a carreira e o custo aluno? Francamente. Não se esconda covardemente atrás de um suposto anonimato para falar do que não sabe, seu/sua covarde! MULHER DE MALANDRO é a sua mãe que criou um filho(a) que não se identifica para ofender as pessoas. A propósito sou separada a anos mas desde treze anos custeei com meu trabalho.

      Excluir
  85. Minas Desgovernada.3 de março de 2013 13:54

    EU PASSO FOME,
    EU DURMO NO CHÃO!
    MAS NÃO APOIO ESSA CORJA DE LADRÃO!
    FORA PSDB, FORA AÉCIO "NEVES" AMATO DUARTE E TODOS OS NEVES QUE ELE INFILTROU EM MINAS, FORA ANASTASIA E TODA A SUA TRUPE.

    ResponderExcluir
  86. INDIGNADO.
    PROFESSOR DO ESTADO É ESCRAVO DO GOVERNO. NÃO ESTUDEI PARA SER PROFESSOR PARA ANDAR DEBAIXO DOS PÉS DE GOVERNO ALGUM. TEM PAI DE FAMÍLIA QUE É PROFESSOR TAMBÉM, SENHOR DESGOVERNADOR.

    ResponderExcluir
  87. Entrem no STF procurem o recurso que os advogados da CNTE elaboraram sobre o sbsídio mineiro.É de morrer de rir, é de morrer de raiva.Fundamentaçao vazia sem nexo.Dificuldade de expressão e ausência de saber jurídico ou apenas uma satisfação social para a classe?Já perderam o primeiro round e vai continuar perdendo , prejudicando até quem entrou com ação individual.Leiam para acreditar.
    Prof Silvinha

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Profª Silvinha, depois de tudo que a senhora expõe acima, fico cá me perguntando, essa gente fez curso de Direito por telecurso, à distância ou houve no passado algum ACERTTANDO PASSO, A CAMINHO DA CIDADANIA ou PAV na área do DIREITO, porque não pode ser verdade que tais profissionais da área ajam tão amadoramente diante de uma questão tão séria. O que é isso, que espécie de profissionais são esses, professora?! É teneobroso ler tal coisa. "Dificuldade de expressão, ausência de saber jurídico..." se isso procede, deve ser melhor que larguem a profissão e se estabeleçam profissionalm ente com uma carrocinha de cachorro-quente ou um trailer e vá vender saunduíches, pelo menos assim não vão causar tanto mal às pessoas, a não ser que vendam maionese estragada nos lanches!
      Que vergonha tudo isso, meu Deus e são advogados do CNTE, custa-nos a crer em tal barbaridade, estamos perdidos então, pois por aqui há uma crença de que o Jurídico do Sindute é fraco, agora estão colocando à prova o do CNTE? E, agora, esperar o quê? Só sobra o govenador com suas peripécias jurídicas para cima de nós?! Só Jesus em nossas causas!

      Excluir
    2. Esses advogados não têm Know-how, devem ser profissionais de porta de cadeia, a Confederação pelega é tão rica, mas para defender educadores, é melhor contratar gente mais barata, né? Não vale a pena pra entidade do governo. É a velha história do lobo em pele de cordeiro. Fingem que estão ao lado dos trabalhadores e só.

      Excluir
  88. Isto pessoal!Vamos fazer a vontade dos governos neoliberais que querem acabar com a mínima representação que os trabalhadores
    ainda tem.Corram pra APPMG que representa o governo e suas vontades.
    Vamos, desfiliem -se porque de membros pelegos e pró governo o sindicato deve estar cheio.Por isso mesmo não pode contar com eles pra fazer greve e fazer valer os direitos confiscados. O Euler politizado que é, nunca fez campanha de desfiliação , pois é inteligente e sabe que apesar de ruim ,antes com o sindicato do que sem ele.
    Que classe é essa? Não enxergam nada à frente, só o próprio umbigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Que classe é essa?" A pergunta correta deveria ser: Que sindicato é esse?! E quem disse que APPMG é segunda opção? E quem disse que os 400 servidores associados a APPMG iriam atrapalhar uma greve? Somos 400 000!! E esse papinho de governo neoliberal, tá mais parecendo conversa fiada de sindicalista, senão da própria que detém o sindicato pelego por monopólio. Toda vez que as pessoas querem reagir e tomar uma atitude no mínimo coerente, vem um de vocês aqui, com seu discurso burgues, apelar pra neoliberalismo. Se a APPMG representa o governo, pelo menos, essa entidade se posicionou. E o sindiute representa quem? Está em pior situação, está em cima do muro: nem governo, nem categoria. Seu único objetivo é faturar em cima desse circo. O Euler não fez campanha de desfiliação, porque não há necessidade disso aqui. A atitude de desfiliar-se é o mínimo de bom senso que os servidores devem ter, bom senso é qualidade individual e pessoal, não é coisa de coletividade burra, que aceita manter uma entidade corrompida. Enxergar à frente, é reagir, e se a reação da maioria for por abandonar a entidade que abandonou a classe há muito tempo, quebrando o sindicato pelas pernas, aí a nossa realidade vai mudar de figura, aí resgataremos o respeito dessa diretoria estadual que nos trata a todos como se fossemos politicamente alienados e indolentes. Vai baixar em outra freguesia, Anônimo 3 de março de 2013 14:35

      Excluir
  89. Se alguem tiver a tabela completa dos valores do nosso antigo plano de carreira em MG em 27/04/2011, por favor publique no blog.Estou montando um processo que objetiva o pagamento do piso e não mais consigo encontrar essa informação; uma vez que o governador restringiu os porcentuais entre os níveis.
    Prof Silvinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. professoramaluquinha3 de março de 2013 21:50

      Veja se é isso que procura, prof Silvinha:

      http://www.jogodopoder.com/blog/politica-publica/educacao/antonio-nastasia-sanciona-lei-que-cria-plano-de-carreira-dos-professores-em-minas-veja-a-tabela-com-os-novos-vencimentos/

      O ano é 2010, então acho que é a antiga.

      Excluir
  90. Marx destacou que na atividade revolucionária os indivíduos se transformam para mudar as condições sociais em que vivem. Observou, ainda, que as revoluções só seriam possíveis por meio da violência, a “parteira da história”, pois os que detinham o
    poder jamais abririam mão dele e de seus privilégios pacificamente. Estou indo a luta sigam-me

    ResponderExcluir
  91. UMA VITORIA CONTRA O SUICÍDIO DO ANASTA SE STF MANDA PAGAR PISO DESDE 2011 QUERO VER O QUE ELE VAI FALAR, POIS PAGAVA APENAS 550,00 PARA NÍVEL SUPERIOR E 363,00 PARA MÉDIO.
    COM CERTEZA ELE JÁ ESTÁ MAQUINANDO ALGUMA COISA

    VAMOS FICAR DE OLHO
    MAS TEREMOS QUE NOS MOVIMENTAR COM ADVOGADO, JA VOU FAZER MEU ESTUDO EU MESMO

    ResponderExcluir
  92. Olá Caro amigo Euler,

    Diante de tantas frustrações na educação, não tenho mais nem vontade em ler qualquer comentário que seja.Novamente,a Resolução da SEE,colocou as escolas num verdadeiro campo de batalha. A jornada defendida pelo sindicado gerou mais perdas do que ganho. a maioria dos professores estão sem aulas em suas escolas e tendo que completar em outras e caso de completar até em outros municipios. Os concursados que aceitaram redução de carga para efeito de remoção ou lotação, não conseguem completar sua carga porque não há vaga e ainda, na SRE de Poços de Caldas, determinou que receberam orientação que,a prioridade de completar o cargo são dos efetivados para chegar ao cargo de 16 aulas. Turmas sendo fechadas e salas superlotadas.No setor de perícia em Poços de Caldas, vieram nais guardas da Gestapo, para avaliar com questionário porque estamos tiramos licença, quem tem problemas com a voz, para que? Para usar contra nós? Nossos colegas estão morrendo de câncer em sala de aula. O perito se recusa a dar o prazo determinado pelos médicos.
    Há que pontos chegamos? Hoje, os efetivados estão brigando entre eles por causa de aulas.Parecendo animais, lutam até por 0,5,aula. Nunca imaginei que após 15 anos de trabalho, eu fosse presenciar esse papel decadente na escola.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. meu nome é ABOLIÇÃO!Desfiliar não, largar a profissão!!!

      Temos que organizar uma saída em massa, já que a massa depois de 112 dias de greve não conseguiu a saída desse pulha que desgoverna o Estado.

      Como o próprio Max dizia: é preciso dar um passo atrás para avançarmos dois à frente.

      Vamos ver como esse estrume, vai explicar para a opinião pública a exoneração de 5000, 10.000, profesores ao mesmo tempo em todo o estado. Uma verdadeira greve, cujos prejuízos serão debitados na conta desse belzebú de terno.

      Eu coloco o meu cargo de vice a disposição e os meu 15 anos também. Chega de viver de esperança!!!
      Prefiro viver daquilo que é real do que aquilo que a cada dia fica mais distante. Sempre fui um homem descente... Me enoja a indecencia que corre frouxa neste Estado e quem amarga são os mais justos.
      Pra mim chega!!!

      Quem puder pensar em uma campanha forte de exoneração em massa. Pode contar comigo!
      Quero ver até quando essa gazela vai repetir "estamos muito tranquilos".

      ABOLIÇÃO JÁ!


      Excluir
  93. Olhando para o sindicato, fico ainda mais decepcionada,pois, vejo apenas manipulação da massa e daqueles que estão dispostos apenas de ouvir aquilo que for conveniente.
    Sempre vejo comentários sobre efetivos e efetivados, e não tenho nada contra os efetivados,enquanto pessoas, pois, tenho diversos colegas nessa condição, contudo, não posso negar, de observar a falta de moral que cabe aos profissionais que educam e admitem estarem nesse processo, por justificar que não pediram para o governo essa condição. Entendo que, o governo agiu de má fé,mas,justificar um erro com outro erro, é o mesmo que, justificar a médica que matou os pacientes na UTI,para evitar mais gastos com aqueles que não teriam mais chances de sobrevivência? Seria aceitar a justificativa de uma mãe que abandona seu filho na porta de uma casa, numa noite fria, esperando que o filho tenha uma vida melhor? É admitir que os deputados tenham 14º e 15º, salário por trabalharem em beneficio do povo? Os exemplos podem representar situações diferentes daqueles que estão em sala de aula ou realizando outros serviços na escola, porém, quando admitimos que qualquer situação,por mais de boa fé,possa parecer, se estiver fora da legalidade,não temos moral e nem justificativa para apresentarmos aos nossos discentes, para acreditar na Justiça desse país.
    O que vejo,são deputados, sindicatos, aproveitando-se da situação e, enquanto isso,temos uma educação falida, sem moral,no qual,boa parte dos educadores ficam satisfeito em ganhar prêmio de produtividade ao invés de ganhar uma salário digno,condições de trabalho decente, respeito por parte do governo e dos alunos.
    Não é apenas sindicato e governo responsáveis pelos fracassos na educação, fazemos parte dessa derrota,aceitando migalhas, aceitando decretos e leis que não obedecem as normas legais e juridicas, e ainda, acreditamos ter moralidade de julgar nossos alunos, como vejo algumas vezes na escola. Nos tornamos tão "bandidos", quanto aqueles que fazem partem do Mensalão, que realizam corrupções, que aceitam subornos. Sim,ao prestigiarmos o governo do Estado e seu discurso, alegando que, efetivados não detentores de cargo público,admite então, que mesmo as vagas desses não terem ido para o concurso,pode-se ingressar na Justiça contra aquele que não tem o direito ao cargo? Quer dizer, a responsabilidade de fazer um "bota fora", deverá ser feito por aqueles aprovados em concurso? Como assim? Se, a secretaria com o aval do governador, não tivesse colocado todos na mesma condição de igualdade com os servidores concursados,o processo não teria chegado onde chegou. Não acredito também que, haja alguma decisão que venha prejudicar os efetivados,apesar do ministro do STF, Tofoli, ter sido indicado pelo governo Lula e claro, já estamos em clima de reeleição. Contudo, como todos sabem,se for dado como Inconstitucional,os efetivados podem atem permanecer nos cargos, porém, todos os atos oferecidos aos mesmos perdem a validade, isso incluem os direitos recebidos. Mas, evidentemente, o caro governador sabe muito disso, é professor e advogado, por isso, não está preocupado com a decisão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com suas colocações.

      Excluir
  94. QUERO VER O BICHO PEGAR, AMANHÃ JÁ COMEÇAREI FAZER OS LEVANTAMENTOS PELO CONTRA CHEQUE DE 2011, VOU PROCURAR ADVOGADO, ERA SÓ O QUE FALTAVA PARA AÇÃO REQUERENDO O PISO. DECISÃO STF.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tem um ano que entrei na justiça para receber o piso.Vejam também o tempo que o senhor nos tirou quando nos reposicionou. Meu advogado me falou se no tempo de contrato foi cobrada a previdência, provavelmente teremos direito de mudar este tempo para o real.
      temos que correr atrás de tudo.

      Excluir
  95. Colegas, o anonimato é direito de todos.Temos motivos para fazer isso que não diz respeito a quem quer que seja.Respeito é muito bom .Como dizer ser democrático e querer que assinemos aqui o nosso nome.privacidade é meu direito.Bem, quanto a ficar com ele(sindicato) é melhor do que sem ele, acho uma hipocrisia barata.Então fiquemos com o famigerado subsídio pois melhor com ele do que sem ele.temos o direito de escolha.Não quero nem sindute e muito menos APPMG.Se não apareceu ninguém para se candidatar nas eleições do mesmo, é outra questão.Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.Não se misturam.Assim , fica dando a contribuição quem quer mas também não pode reclamar.Devemos sim formar um novo representante para nossa classe.Devemos começar a movimentar para isso.A primeira coisa é desfiliar se.Assim, talvez, os restos mortais deste sindicato ressuscita e faça algo verdadeiro e concreto para a classe tão sofrida.Se nada mudar com a queda dos lucros, aí partiremos para a formação de outra representação.Chega de sindute.Quantos anos mais vai ficar assim???

    ResponderExcluir
  96. Como assim: educadores irão receber 500,00 reais? E a produtividade de quase 82%? Onde enfiaram? Alguém explica o motivo de haver tal comentário (recebimento de 500,00 de Acordo de Resultados).

    ResponderExcluir
  97. Direção da CNTE decide aceitar alteração na Lei do Piso

    Para ajudar os governos, a direção da CNTE abre mão de defender índice do custo aluno do FUNDEB e concorda que a Lei do Piso seja alterada

    Em uma decisão burocrática, e contrária à luta dos educadores de todo o País, a direção da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) aprovou, em reunião do Conselho Nacional de Entidades, uma proposta de alteração do índice de reajuste do Piso Nacional para negociar no Congresso Nacional. Aceitando argumentos absurdos, a CNTE admite a retirada do critério de correção que valoriza o Piso dos educadores.

    Essa decisão ocorreu em uma reunião de dirigentes da Entidade, durante a realização da 8º Conferência Nacional de Educação da CNTE. A partir dessa decisão, a Conferência passou a debater centralmente esse tema. Muitos educadores presentes manifestaram a sua discordância frontal com a decisão e outros argumentaram que ela fragiliza a luta nacional contra os ataques dos governadores à Lei do Piso.

    No entanto, os principais dirigentes da CNTE afirmavam que “dirigente foi eleito para decidir” e que “a luta pela manutenção do custo aluno já estava derrotada”! Os dirigentes do CPERS/Sindicato manifestaram publicamente o seu repúdio a essa atitude e afirmaram que, na verdade, essa decisão tinha relação com os vínculos que a CNTE mantém com os governos. Ou seja, mais uma vez os trabalhadores em educação poderão sofrer perdas pela postura de conivência da direção da CNTE com o governo federal.

    A direção do CPERS/Sindicato apresentou, em forma de emenda ao documento da Conferência, uma crítica (ver abaixo) à resolução da CNTE. Essa emenda não foi aprovada, mas teve apoio de diversos educadores presentes ao encontro, que expressaram sua surpresa e descontentamento com os rumos da Confederação.

    ResponderExcluir
  98. Saiu no blog da Beatriz:
    " A educação mineira pede socorro
    O artista é novo mas a estratégia do Governo de Minas é a mesma. Ao investir em nova campanha publicitária ele tenta dar a idéia de que a educação mineira vai bem, que os resultados alcançados em olimpíadas e IDEB demonstrariam que a sua política educacional estaria correta.
    O que o Governo tenta esconder é que a educação mineira pede socorro.

    Não há nenhum mecanismo de diálogo com a comunidade escolar. Ela não é ouvida em relação às demandas da escola. O diálogo é um espaço em que mais de um ator social fala e escuta. Vivemos monólogos. Vale lembrar do projeto "Professor da família" que ficou apenas no marketing, como a maioria dos projetos lançados.

    Os indicadores de acesso, permanência e qualidade da educação que não servem para a propagandas institucionais são ignorados como a falta de cerca de um milhão de vagas no ensino médio. Nao há propostas nem projetos para modificá-lo e assim garantir efetivamente acesso, permanência e qualidade.

    A Secretaria de Educação estabelece sua política ignorando a realidade da categoria que está com a carreira congelada, teve seus direitos desrespeitados e nao recebeu nem o que foi prometido no subsídio. Continuamos recebendo um dos piores salários do país e o pior salário do funcionalismo estadual.

    A Secretaria conseguiu piorar ainda mais a condição de trabalho do professor. A regulamentação de 1/3 de hora-atividade é tratada como mera formalidade burocrática sem qualquer discussão pedagógica e a Lei estadual ignorada. Professores dos anos iniciais têm sido obrigados a trabalhar jornada superior ao seu cargo, com a justificativa de aulas de exigência curricular.

    O direito do aluno é discurso apenas quando estamos em greve porque na prática eles ficaram sem aulas por problemas na designação ou ausência de nomeação de concursados no inicio do ano letivo de 2013. Para a Secretaria podem estudar em salas superlotadas. Não progredimos com mais professores específicos nos anos iniciais mas regredimos sem a educação física e o ensino religioso.

    E o Governo continua a manipulação de informações sobre a Lei 100 discursando pela "tranqüilidade" em reuniões no Palácio da Liberdade enquanto todos sabem que o Supremo Tribunal Federal, em julgamentos semelhantes, considerou a vincularão sem concurso público inconstitucional. Brinca com a insegurança das pessoas. Sonega o entendimento que defendeu junto ao STF, bem diferente do discurso que faz à categoria.

    Ao mesmo tempo, e silenciosamente, o número de designados nos últimos anos diminuiu em quase 10.000 e as vagas divulgadas para o concurso estão "desaparecendo". O que significa que menos pessoas estão trabalhado mais. Os assistentes técnicos enfrentam uma rotina de sobrecarga de trabalho, cobranças de resultados sem condições decentes de trabalho.

    Por tudo isso, a educação mineira pede socorro.

    Até o momento foram varias as ações do sindicato para tentar mudar esta realidade. Mas somente as ações de cobrança da direção ou denúncias são serão suficientes. É preciso um amplo processo de mobilização e discussão na categoria cujas estratégicas foram discutidas no Conselho Geral da entidade realizado no dia 23/02. O Estado de Minas Gerais será vidraça com a Copa das Confederações e outras agendas de repercussão internacional. Será a nossa oportunidade de denunciar a condição da educação mineira e assim transformar a realidade.

    ResponderExcluir
  99. contiunuação:

    Acompanhe algumas ações no início de 2013:

    Denúncia dos problemas de designação:
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4324

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4300

    Questionamento da instituição da placa do IDEB nas escolas:

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4339

    Diálogo com estudantes e pais na primeira semana de aulas:

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4357

    Investimento na organização por local de trabalho:
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4357

    Denúncias aos meios de comunicação:
    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4325

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4326

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4322


    Defesa do concurso público e nomeação dos concursados:

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4307

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4399

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4386








    Postado por Beatriz Cerqueira às 13:54
    Enviar por e-mailBlogThis!Compartilhar no TwitterCompartilhar no FacebookCompartilhar no Orkut"

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa listagem das ações além de denotar que a blogueira atingiu o cúmulo do ridículo, porque não alcança nada efetivamente, conota também um desespero em tentar provar que estão se mexendo, trabalhando, fazendo algo, mas nós não somos bobos.

      Excluir

    2. Sind UTE,

      Aponte os resultados "positivos" alcançados.

      Se não for para ajudar favor não atrapalhar.

      Excluir


  100. Depois de toda a leitura, chego à conclusão de que o SINDICATO está de mãos atadas e não sabe o que fazer para barrar o TIRANO. Com tudo isso, penso que seria melhor
    A EDUCAÇÃO MINEIRA E O SINDUTE PEDEM SOCORRO, POIS ESTE GOVERNO NEFASTO PRETENDE ACABAR COM OS DOIS ANTES DE TERMINAR O MANDATO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Contagem_Regressiva4 de março de 2013 14:50

      Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 667 dias...

      Excluir
    2. E isso é o que restou da líder sindical: ser blogueira, editar textos e em desespero tentar mostrar alguma utilidade do SindINUTIL:
      - Denúncia dos problemas de designação (governo dá frouxos de risos, porque resolução de problemas de designação é com as SRE's, e a entidade pelega não tem que dar pitaco, as inspetoras resolvem as questões locais de contratação);
      - Questionamento da instituição da placa do IDEB nas escolas (mais motivo para o governo dar frouxos de risos, nem responderam a questionamento nenhum, aliás, nem tomaram conhecimento. A Secretária Ana Lúcia Gazola, nem reconhece essa entidade como o sindicato dos professores);
      - Diálogo com estudantes e pais na primeira semana de aulas (a blogueira dialógica que não mostra o resultado deste diálogo. Ou foi monólogo? Pais & alunos não entenderam nada?)
      - Investimento na organização por local de trabalho (investimento aonde?! que local?! não entendi)
      - Denúncias aos meios de comunicação (a blogueira b-atriz precisa fazer um curso com Isadora Faber, porque somente as denúncias de Isadora dão certo, talvez o sindicato aprenda um pouquinho com uma criança de 13 anos, né?)
      - Defesa do concurso público e nomeação dos concursados (bah! que inutilidade!! governo nomeou quem quis pra onde quis, e como ela própria escreveu em seu texto... "as vagas divulgadas para o concurso estão 'desaparecendo'"; faz reaparecer, faz, B[atriz])

      Excluir
  101. kkkkkkkkkkkkkk "A educação mineira pede socorro?!" E quem vai socorrer? O SindPelego???? Chega de ironia B-atrizzzzzzzzz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o Anônimo 3 de março de 2013 23:02

      Precisa colar esses posts da diretora estadual aqui não, porque se alguém quiser ler, acessa aquele blog que está às moscas !! Aqui tem redator, inteligência, racionalidade, coesão, coerência, informação, clareza, aqui tem e é o espaço do comandante Euler. Compartilhou só pra contrariar, nada que venha de um sindicato governista interessa a dissidentes, falou?

      Excluir

  102. Ironia ou hipocrisia:

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/95168/Dilma-quer-ter-educa%C3%A7%C3%A3o-como-bandeira-em-2014.htm

    ResponderExcluir
  103. Obrigada professora Maluquinha pela atençao.Já imprimi a tabela cujo link vc me passou : é do 1º subsídio, Gostaria agora de ter em mãos a tabela do nosso antigo plano de carreira, cuja situação foi nos dada como opção antes do 2º subsídio ser implantado de forma compulsória e arbitrária.Os advogados estão pedindo essas tabelas para as ações.Quem tiver a tabela da antiga carreira por favor publique no blog.
    Prof Silvinha

    ResponderExcluir
  104. E o Mineirão está só caindo.Escutei pelo rádio que no final de semana despencou mais um pedaço de concreto. A sorte é que não caiu em ninguém.Maita pressa para ser o primeiro a entregar a obra, dá é nisso.
    Só porcaria.

    ResponderExcluir
  105. Euler e colegas, alerto para o que aconteceu no meu comprovante de rendimentos. São 3 folhas e aparecem dados mentirosos que descrevem valores recebidos em atraso. Mas, NÃO recebi coisa alguma! Cuidado ao declararem o IR!!! Verifiquem que o governo diz que pagou valores que NUNCA recebemos! Observem sobre o 13º!!!Estou procurando por notícias a respeito. Peço a todos que, caso tenham esclarecimentos, postem aqui. FIQUEM DE OLHO!!!

    ResponderExcluir
  106. Ela está preocupada agora é com os Concursados, NÃO se preocupa e nem fala em defender os direitos que nos foi roubados pelo desgoverno sem respeito.Estamos realmente sem sindicato.E ai como FAZER? Estou cansada...o tempo passa, a perda é grande,não esperava por isto.

    ResponderExcluir
  107. Boa tarde Euler.
    Venho aqui trazer uma discussão: a nomeação dos PEBs aprovados no concurso.

    Entendo que a coisa acontece em um momento turbulento. O ano letivo já começou. Vários concursados já foram designados, e outros aguardam o julgamento da lei 100. Tudo indica, na minha opinião, que o STF julgará pela procedência do pedido. A palavra de ordem deveria ser pela não demissão dos efetivados. Se o mesmo ocorrer que seja dado um prazo para abertura de novo concurso. Cabe lembrar que o concurso é para 1 cargo. Aqueles efetivados com dois cargos concorreriam somente para um.
    Após a realização desse concurso os efetivados aprovados seriam nomeados, adquirindo assim, a condição de efetivos. Entretanto a escolha de vagas deveria ocorrer seguindo a ordem de classificação do concurso. Sendo assim, muitos poderiam ir para outras escolas, lembrando que seria apenas 1 cargo.

    Outra situação seria a de professores que lecionam em disciplinas para a qual não são habilitados. Creio que uma licenciatura curta, paga pelo governo, aproveitando a disciplinas cursadas por eles seria razoável. Para os professores com formação em nível médio, uma proposta seria um desvio de função, caso seja da vontade do servidor, para uma atividade dentro da escola, compatível com sua escolaridade, não esquecendo que ele deveria fazer o concurso. Caso não sejam aprovados, o vínculo em outra escola seria interessante. Os aprovados seriam absorvidos pelo sistema de previdência do estado, e os não aprovados seriam vinculados ao INSS, com o compromisso por parte do governo da quitação dos valores “roubados” dos servidores ao INSS. Como muitos seriam aprovados, a quitação dos valores em atraso não seria de grande valor, acredito!

    Creio que essas medidas não sejam as “melhores”, mas digamos, “menos piores”. Em uma guerra morrem inocentes também.

    O que mais preocupa é a situação dos ASB ( porteiros, cantineiras, faxineiras, etc). É sabido que alguns não tem condições de serem aprovados em um concurso. A situação é triste. Muitos são pessoas humildes que ganham salários baixos, e por vezes, são massacrados pelas péssimas condições de trabalho. Sinceramente não sei qual medida poderia ser tomada.

    Essa é minha opinião. Não tenho aqui a pretensão de ser o “capataz” dos efetivados, e muito menos de ser o tomador de decisões, mas tento ponderar, pois do outro lado tem servidores, como eu, que são designados e também tem família e contas a pagar. Fui aprovado no concurso, dentro das vagas, e acho que esse não é o melhor momento para as nomeações. Se eu for nomeado agora, posso ir por falta de opção, para uma escola que não atenda as minhas necessidades. Vale lembrar que o estado não dá auxílio transporte.

    A divergência será bem vinda!

    EXONERAÇÕES NÃO PODEM E NEM DEVEM OCORRER.

    *Perdão pelos erros de ortografia e concordância.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Efetiv@doL&I1004 de março de 2013 18:57

      1º) Tirem o cavalinho da chuva que os efetivados jamais serão dispensados. Joaquim Barbosa é amigo do governador. Se lá tiver 1000 processos pra ser julgados, e se a Lei 100 for o primeiro, passará para o milésimo lugar.

      2º) Não se preocupe com os ASB e ATB, pois esses segmentos sempre furaram greve, nunca entraram, inclusive as professoras do Fundamental I que agora estão ministrando aulas de religião e ed. física, o que considero muito justo, estão tendo o que merecem.

      ~ Sou efetivada e não sou da APPMG ~

      Excluir
  108. Estamos cansados das manobras do SIND-UTE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As manobras do SIND-UTE, só servem para economizar para os cofres do governo, pois quem paga os dias paralisados com corte de ponto somos nós e ainda temos que fazer a famigerada reposição da carga horária dos estudantes.

      Essas manobras só servem para desarticular o ano letivo, prejudicar alunos, revoltar os pais e desmoralizar a classe diante da opinião pública.

      Os movimentos grevistas são vistos como bagunça pela população, paralisa o trânsito de BH, inferniza o pátio da ALMG, e por fim, a direção estadual não sustenta a greve por tempo indeterminado, dispersa todos, debanda todo mundo de volta para as suas unidades de trabalho, enfim, é um fiasco.

      Por que eles não conseguem um canal na TV aberta para criar um meio de comunicação com a sociedade? Por que não fazem a greve branca, com os trabalhadores dentro de suas unidades de exercício? Por que não mobilizam a categoria para uma greve diferente? Por que não ensinam a desobediência dentro das escolas? Boicotam o PIP, os CC, os Planejamentos, os diários de classe, o PAAE?

      A resposta é simples, porque na realidade, eles não querem ganhar NADA. O sindicato é governista, só fazem circo, teatro, cena, barulho, marchas para Brasília e tour. Conscientizem-se disso, pessoal. Párem de viajar na maionese!

      Excluir
  109. Grifo aqui as palavras da Beatriz:
    É preciso um amplo processo de mobilização e discussão na categoria cujas estratégicas foram discutidas no Conselho Geral da entidade realizado no dia 23/02. O Estado de Minas Gerais será vidraça com a Copa das Confederações e outras agendas de repercussão internacional. Será a nossa oportunidade de denunciar a condição da educação mineira e assim transformar a realidade.

    Leram professores?
    "É PRECISO UM AMPLO PROCESSO DE MOBILIZAÇÂO"
    Entenderam?Mobilizar, denunciar,parar as atividades, fazer greve.A mesma tecla do nosso colega Raimundo.
    Quem fala mal do sindicato está pronto pra fazer GREVE?Greve de verdade?Com corte de ponto e substituição?Se não estiver pronto para isto não falem mal do sindicato,pois se ele representa uma categoria forte e decidida a lutar pelos seus direitos , ele é forte ,caso contrário é fraco e covarde pois não tem força para agir. O sindicato que nos representa tem a nossa cara e cá pra nós, coitada da Beatriz, ela dirige com exceções a parte ,um bando de cordeirinhos analfabetos políticos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uaauuuuuu!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  110. Comentando:
    "A jornada defendida pelo sindicado gerou mais perdas do que ganho".
    Caros colegas, o sindicato exigiu do governo o que determina a lei federal de 1/3 extra classe.
    Carga horária compulsória, extensão obrigatória quem impôs foi o Anastasia .Esta aberração de resolução é dele,não do sindicato. Você sabia que a carga horária do seu cargo diminuiu?Pois é... lei federal cumprida!
    O resto é lei estadual do ditador, então pra que culpar sindicato?
    Uma GREVE geral resolveria tudo, colocaria esta resolução abaixo.
    Mas, quem dos nobres colegas encaram uma GREVE?

    ResponderExcluir
  111. Vai baixar em outra freguesia, Anônimo 3 de março de 2013 14:35

    Baixo aqui porque minha freguesia é esta. Sou educador.
    Como educador não lançaria campanha de desfiliação em massa, ao contrário eu proporia a minha classe uma nova chapa e a encabeçaria com certeza.Se não o fiz não tenho o direito de repudiar a que poderia perder o posto com minha atitude.
    Vale aquela máxima:Se eu não posso apresentar algo melhor ,não devo criticar ferrenhamente o que se apresenta a mim.
    Governos neoliberais não existem não é verdade?É papo de sindicalista, mas deveria ser de educador.
    Se bom senso é qualidade individual e pessoal,porque você quer empurrar a sua falta de senso na coletividade burra?
    Desfilie-se já!De revolucionários que fazerm barulho nossa classe esta cheia.Bom mesmo é assistir ações revolucionárias em sala de aula, na regência, com os alunos, nas assembléias do sindicato, nas atitudes dos NDG.
    Bom mesmo colega é contrapor - se às atitudes alheias demonstrando nosso poder de transformação e este não é conquistado com recuos.

    ResponderExcluir
  112. Quem não encara greve é o sindicato, porque não consegue mobilizar a classe. Caiu em descrédito. Mas, se conseguir, eles dão um jeitinho de perder quando estivermos perto de derrubar a resolução estadual. É sempre assim, já vimos esse filme em 2010 e 2011. O governo é mais inteligente que o sindicato, sempre criam esquemas e mecanismos para burlar o movimento grevista.

    ResponderExcluir
  113. Que triste Euler,

    Voce permitir que esse espaço seja utilizado por pessoas que vem aqui somente para criticar o sindicato.

    E o triste, é que todos sabem quem são. A maioria dessas pessoa que vem aqui denigrir o sindicato.São os boy da Turma do Chapeu comandado pelo João Paulo.

    ResponderExcluir