quarta-feira, 6 de março de 2013

O debate prossegue... nas Minas da fantasia e do poeta

   
O debate prossegue... nas Minas da fantasia e do poeta

Mais de 200 comentários em poucos dias no texto anterior. É hora de abrir novo post. Com breves palavras, para dar mais espaço aos navegantes. Marujos de um mar revolto, encravado entre as montanhas de uma Minas que existe, para alguns, na fantasia da mídia, enquanto que para outros, na realidade do poeta e do meu contracheque.

São muitas as coisas, os temas, que atormentam a vida dos educadores de Minas. A começar pelo mais importante: carreira e salário. O governo destruiu as duas coisas ao mudar as regras do jogo para burlar a Lei do Piso. Mas, tudo começou em 2003, no início do mandato do faraó. Ali se construiu um projeto voltado para a destruição da carreira dos educadores. Primeiramente, retirando as gratificações dos novatos; depois congelando os salários, com reajustes ridículos. Quando entrei no estado, em 2003, ainda como designado, recebia cerca de três salários mínimos. E já era pouco. Dez anos depois, já nomeado em 2005, meu salário total na rede estadual é de dois mínimos, congelado até 2015 e sem qualquer perspectiva de carreira. Esta é situação dos professores de Minas. Para se ganhar um pouco mais é preciso acumular dois cargos e trabalhar feito burro de carga, mais de 48 horas por semana. Com muito custo, muita pressão e negociação, os constituintes de 88 definiram a jornada de trabalho no Brasil em 44 horas. É um montante muito grande do tempo das pessoas, fora o tempo de transporte, dedicado ao trabalho, e muito pouco tempo dedicado ao lazer, ao entretenimento, à boa leitura, que seja. Mas num outro país, chamado Minas Gerais, para se receber mais do que dois mínimos é preciso trabalhar 48 horas por semana, no mínimo.

E veio o piso dos educadores, que em Minas foi pisado. O governo somou tudo - básico e gratificações - e anda dizendo por aí que paga até mais do que o piso, quando o piso deveria ser apenas o vencimento básico, que deixou de existir em Minas. A Lei do Piso fala em jornada de até 40 horas para se pagar o danado do piso de R$ 1.567,00 enquanto vencimento básico. Um dinheirão! Pena que nenhum deputado, ou ministro do STF, ou governador de estado, ou ministro do MEC, ou secretária da Educação, ou do planejamento - ou o raio que o parta! -, nenhum deles se disponha a trocar os salários deles pelo nosso, de professor-de-Minas. Já fiz esta proposta aqui antes e não obtive resposta. Troco o meu salário inteiro de professor-de-Minas por um terço apenas do salário dessas figuras que decidem as nossas vidas.

E veio o terço de tempo extraclasse. Era para reduzir o tempo em sala de aula e aumentar o tempo disponível do professor para que este se dedicasse à pesquisa, ao estudo, ao planejamento das aulas, à correção de provas, etc. Mas no país chamado Minas Gerais nada se transforma, tudo se distorce. O terço virou um sexto. Antes havia um quarto de tempo, que em geral os professores cumpriam em casa. Agora não. O professor cumpre um sexto do tempo em casa e passa o resto do tempo na escola. A escola sucateada do país chamado Minas Gerais não oferece condições para um real trabalho extraclasse. No meu modesto bunker eu tenho Internet banda larga à minha disposição; tenho os livros de que necessito para consultas; na escola não. Tenho o silêncio e a paz necessários para um trabalho intelectual à altura do que se exige de um professor. Na escola não existem essas condições. Em nenhuma das duas mil e tantas que existem nas Minas. Logo, a lei federal foi novamente distorcida. Os relatos dos professores aqui no blog dão conta de um cansaço generalizado da categoria. Muito trabalho, pouco salário, muito desgaste, pouco incentivo. Doenças físicas, mentais e emocionais grassam.

Mas a propagando das Gerais nos revela uma outra realidade. Minas é o paraíso. Como eu pude viver até hoje sem conhecer este pedacinho do céu? Mandem cartas para o nosso e-mail nos dando pistas de como chegar ao país Minas Gerais. Onde fica? Queremos saber. Os atores e atrizes da Rede dos Marinhos e Cia limitadíssima deveriam indicar o mapa da mina. Onde fica aquela Minas da propaganda? Já disse e repito: é melhor do que Pasárgada, onde o rei me convida para tomar o café da manhã e almoçar no palácio todos os dias. Claro que eu não aceito, pois com o salário de professor-de-Minas que recebo não me habituei às extravagâncias de um banquete palaciano. Certamente passaria mal.

Mas uma parcela dos mineiros deve coçar a cabeça vez ou outra indagando sobre o inusitado cenário que se apresenta diante deles. Na Minas da propaganda, a Educação é a melhor do planeta; no bolso dos educadores, o pior salário do planeta. Até mesmo no tal prêmio de produtividade, os professores foram punidos. Sei de mim que cumpri as metas colocadas pela direção da escola. E meus colegas também. E como prêmio pela nossa eficiente produtividade, vamos receber 50% do salário de dezembro de 2011 - aquele, achatado, pisoteado e confiscado por mais um choque de gestão do governo de Minas. Não que eu faça questão de receber prêmios, de forma alguma. Aliás, dispensaria este e outros prêmios em troca de um salário justo. Mas é importante mostrar a distância entre a propaganda e a realidade. A melhor educação do planeta trata os seus agentes, os educadores, com salários de fome, piso sonegado, carreira destruída e prêmio de produtividade pela metade, além de reduzir o tempo extraclasse a um sexto da jornada de trabalho.

Sobre o sindicato, não quero nem tecer longos comentários. Desde que ingressei na carreira da Educação em Minas, minha experiência com a direção sindical que detém o monopólio da máquina sindical ad infinitum e ad eternum nunca foi amistosa. Já fui impedido de falar várias vezes nas assembleias da categoria. Paga-se um preço por ser independente e não aceitar o jogo dos que se julgam os donos. Donos de quê? Já assisti a muita manipulação, que levou parte da categoria à descrença na entidade, e à derrota. Tudo bem que não se deve culpar exclusivamente a direção sindical por todas as mazelas existentes na categoria. O governo - os governos, aliás - é (são) o (s) principal (is) culpado (s). Tá bom, isso é fato. Mas de governos só se espera isso mesmo. E do sindicato, que nos representa? Posso afirmar, sem receio de errar, que faltou humildade e disposição de ouvir a categoria. Até recentemente, quando eu ainda tinha tempo e disposição para participar das atividades sindicais, me dispus a contribuir na discussão jurídica, em defesa do nosso piso, com os advogados do sindicato. Minha proposta foi recusada, pois a direção se sentia frágil demais para aceitar tal "intromissão" de um estranho no ninho. Aí eles jogam para as instâncias da entidade, de cartas marcadas. Fingem que praticam democracia, quando na verdade são a expressão da negação de uma real democracia, daquela que horizontaliza e dialoga com a base. Diálogo real, não monólogos, como acontece com frequência (e a Marly lembrou bem dessa prática no blog dela).

Não vou avançar, como ousou Marly, e dizer para as pessoas se desfiliarem. Não estou seguro de que este seja o melhor caminho, embora respeite as opiniões divergentes. E também não estou com disponibilidade de tempo para assumir a construção de uma alternativa sindical. Mas, concordo com a Marly quando ela prevê o surgimento de novas lideranças. Ela própria é uma das grandes lideranças da categoria. Novas e velhas lideranças, não comprometidas com esquemas partidários e de grupos alheios aos interesses de classe da categoria haverão de se encontrar e formar um movimento que consiga recuperar tudo o que se perdeu nos últimos 20 ou 30 anos, pelo menos.

Enquanto isso, o circo continua. Que não falte o pão, já que outras coisas, até o momento, só existem mesmo na propaganda. Na Minas do poeta e do meu contracheque, vive-se à espera de um amanhã com a Educação pública de qualidade para todos, saúde decente, moradia para todos, e mais tempo livre para as artes, para a reflexão crítica do mundo, para a cultura, enfim.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a 

nossa vitória!

P.S.: Enquanto a mídia nacional e mundial destila ódio contra Hugo Chávez, o que se vê nas ruas de Caracas é um profundo amor do povo venezuelano pelo comandante. Para assistir ao funeral do líder bolivariano, clique aqui ou aqui (Venezolana de Televisión).



                                ***


Frei Gilvander:

          Chavistas mais fortes
             Gilvander Luís Moreira*

O dia 05 de março de 2013, dia da morte de Hugo Rafael Chávez Frias, aos 58 anos, vítima de um câncer devastador, tornou-se um dia histórico para a esquerda mundial, especialmente para os anticapitalistas, os indignados com capitalismo, máquina de moer vidas. Os verdadeiramente socialistas e, por isso, revolucionários, estão comovidos com a morte, antes do tempo, deste carismático líder que foi Hugo Chávez.


Contrariamente, os capitalistas que só vêem a superficialidade da vida, cantam vitória, pois, são necrófilos (amantes da morte). Mas não precisamos indignar em demasia por isso, a história demonstra que quem viveu fazendo a diferença, combatendo o bom combate, amou verdadeiramente o próximo e arriscou a vida na luta contra o infernal sistema de triturar vidas, mesmo que morrendo, permanecerá vivo.  Continua vivendo de forma plena. Assim, tenho a convicção de que Hugo Chávez será mais forte, agora, do que quando estava vivo. Perdemos apenas a presença física dele, mas Hugo Chávez continuará vivo e presente nos corações e mentes de milhões de venezuelanos, de afrolatíndios e de militantes de todos os povos injustiçados.

Tive a alegria de participar do 6º Forum Social Mundial, em Caracas, na Venezuela, em janeiro de 2006. Na época, Delze e eu escrevemos um artigo intitulado “VI Fórum Social Mundial: um mundo democrático-participativo e socialista em construção”

 Artigo publicado na Revista HORIZONTE TEOLÓGICO, ano 4 n. 7 jan/jun 2006, pp. 151-161.) e disponibilizado, via internet, no seguinte link: http://www.gilvander.org.br/S008.htm . Recordo, aqui, alguns trechos do artigo, porque, segundo informações de companheiros que estiveram na Venezuela nos últimos meses, o processo de Revolução Bolivariana está mais avançado e mais conquistas sociais estão em curso.

Caracas, capital da Venezuela, foi o palco da 6a edição do Fórum Social Mundial – VI FSM – de 24 a 29 de janeiro de 2006, que contou com a participação de mais de 80 mil inscritos em mais de 2 mil atividades, geridas por 2.500 organizações, 3.000 voluntários e 4.900 jornalistas. A delegação brasileira realizou 450 atividades.


A Venezuela tinha em 2006 uma população de 26 milhões de habitantes. Na Grande Caracas, mais de 5 milhões de pessoas. Grande parte da cidade está situada em um vale rodeado de montanhas. O clima é bom, com uma temperatura amena e sem ventos fortes.

O governo bolivariano liderado pelo presidente Hugo Chávez deu apoio irrestrito ao evento. Podemos citar a liberação do Metrô para os participantes, que circularam de graça com muito conforto, a isenção da taxa aeroportuária e o lanche gentilmente servido pelos voluntários a cada tarde nos locais de maior concentração.
Sobre a Revolução Bolivariana na Venezuela, escrevemos: um povo está se libertando. Além de participar de muitas conferências, seminários, oficinas e debates, conhecemos aspectos da realidade venezuelana que nos marcaram indelevelmente. São dezenas de iniciativas da revolução bolivariana que visam a justiça social. Um grande mutirão pela educação acabou com o analfabetismo no país. Em 2005, a UNESCO declarou a Venezuela um país livre do analfabetismo, tornando-se o segundo país da América Latina a conseguir este feito depois de Cuba. O povo controla e comercializa o petróleo, grande riqueza natural da Venezuela, que agora serve para melhorar a vida das pessoas e não mais aumentar o lucro das empresas transnacionais. Acima de tudo, encontramos um povo cheio de esperança, uma juventude em sua maioria esclarecida e comprometida com a organização popular, com a construção de uma democracia verdadeiramente participativa.

Na Venezuela, o povo está cheio de esperança. Ouvimos críticas a Hugo Chávez por parte dos canais de TV que estão nas mãos das elites e por uma minoria privilegiada. Mas, internamente, entre os pobres e marginalizados pelo regime anterior, não ouvimos críticas ao processo implementado por Hugo Chávez.

Em janeiro de 2006, havia na Venezuela, 14 mil Mercados Populares - MERCAL -, que alimentavam cerca de 14 milhões - dos 26 milhões - de venezuelanos, onde os preços eram de 30 a 50% mais baixos do que nos mercados privados. Visitamos um desses mercados. Cada pessoa podia comprar somente o que consome sua família. Era proibida a compra em grande quantidade, o que poderia viabilizar a revenda.

Alfredo contou-nos, na época, que trabalhava em um dos mercados populares criados pelo governo para abastecer as populações empobrecidas. Relatou-nos: "O Mercal é uma coisa ótima, permite que as pessoas possam comprar alimentos baratos. Antes, os empresários faziam o preço que queriam e os pobres ficavam na mão. Hoje, num Mercal, o quilo de frango - base da comida venezuelana - custa 1.500,00 bolívares (equivalente a 1,50 real), enquanto que nos mercados privados passa dos quatro mil bolívares (quatro reais). "Os empresários não gostam, mas eles precisam aprender que é preciso investir na produção e que a prioridade tem de ser o povo. Hoje, com o Mercal, o alimento chega a todos, inclusive para as comunidades indígenas"

A gasolina era quase de graça: 0,07 centavos o litro. Com R$ 3,70 se enchia o tanque do automóvel. Tudo isso com o assentimento dos defensores da Constituição da República Bolivariana da Venezuela que prescreve ao Estado o dever de regular as relações comerciais no país.  


Na Venezuela bolivariana, todos os estudantes que cursam universidades públicas ou que ganham bolsas de estudos devem prestar serviço social à comunidade. Deve haver uma contrapartida para a sociedade de quem usufrui o dinheiro do povo, via impostos, para estudar. Em jan/2006, estavam sendo investidos na educação pública 7,5% do PIB – Produto Interno Bruto.

O governo de Hugo Chávez apoiava a instalação, regulamentação e funcionamento de rádios comunitárias. Não havia burocracia para conseguir a documentação e o governo ajudava financeiramente na compra dos equipamentos para se fortalecer a comunicação alternativa e mais interativa. Lembrete: estou dizendo apoiava, porque é informação de jan/2006, mas informações de companheiros que estiveram lá nos últimos meses dão conta de que mudanças profundas estão sendo implementados em benefício do povo empobrecido na Venezuela. Sinal disso é a última reeleição de Hugo Chávez, o que provavelmente vai se confirmar na eleição que acontecerá dentro de um mês.


Enfim, na Venezuela, a democracia participativa está irrompendo com vigor. Os intelectuais venezuelanos estão convictos de que uma revolução não se sustenta somente no carisma de uma só pessoa.  No entanto, mesmo conscientes do caráter carismático de Chávez, reconhecem os cientistas políticos a grande liderança do presidente e a importância de sua atuação como líder revolucionário e como militar na liderança do processo revolucionário que está caminhando a passos largos na Venezuela. Essas observações foram por nós confirmadas no dia 27 de janeiro de 2006, das 19:00h às 22:30h, quando o presidente Hugo Chávez, no estádio Poliedro, falou por mais de três horas para os milhares de participantes do VI FSM.

Saímos do encontro com a percepção que Hugo Chávez é realmente um legítimo líder. Sorridente, carismático, culto, estrategista e além de falar bem ainda canta com uma voz afinada. O que vimos e ouvimos confirmam a impressão que tivemos do grande comandante. Chávez, em seu discurso, resgatou a memória histórica revolucionária de Bolívar e de todos os/as revolucionários/as da história, passando por Jesus Cristo. O discurso dele é uma verdadeira aula de história a partir dos pobres que lutam contra os sistemas opressivos. Analisa o presente com olhar crítico e injeta esperança nas pessoas, pois cultiva a utopia: a construção de uma sociedade socialista, democrática, popular na América Afrolatíndia.

Na ocasião, os presidentes Hugo Chávez e Evo Morales, esse em seu primeiro dia de governo na Bolívia, firmaram oito convênios que visavam a integração entre os dois países. O governo venezuelano venderá petróleo, a baixo preço, para a Bolívia e ajudará a superar o analfabetismo, como já fez na Venezuela. Ofereceu milhares de bolsas de estudos para jovens bolivianos cursarem universidade na Venezuela. Cuba também ofereceu 5 mil bolsas.

Hugo Chávez, ao tempo em que estruturava internamente o país, demarcava sua política externa. Anunciou com firmeza: “Bush chefia o império mais cínico, mais hipócrita e mais assassino de toda a história da humanidade. Por mais poderoso que seja o império de Bush, não vai conseguir nos vencer. Já detectamos espionagem dos EUA na Venezuela. Advirto ao governo dos EUA: a próxima vez que encontrarmos espiões na Venezuela, vamos mandá-los para o cárcere.”

Acerca da importância da união dos povos latino-americanos, afirmou Hugo Chávez: “não dá para exigir que Lula seja igual a Chávez, ou que Kirtchner seja igual Evo Morales ou Fidel. Estamos juntos, marchando na mesma direção. A união dos povos latino-americanos é fundamental para derrotarmos o imperialismo estadunidense e o neoliberalismo. A ALCA já foi descartada. Bush não conseguiu aprová-la como queria”.

“Não podemos esperar mais!”, afirmou Hugo Chávez, ao falar para os milhares de participantes do VI Fórum Social Mundial em assembléia no estádio Poliedro. Se passarmos os olhos por toda a América Latina, veremos que o nível de exploração capitalista e o avanço do neoliberalismo chegaram ao limite.

Enfim, deram com os burros n’água os que mandaram assassinar Che Guevara, Jesus Cristo, Martin Luther King e tantos outros revolucionários, pois eles vivem intensamente nos corações e mentes de milhões de seguidores. Assim, intuo que Hugo Chávez, agora não mais presente fisicamente no meio do povo venezuelano, será mais forte do que quando estava vivo. Seus ensinamentos e ações vão ganhar eloqüência nos chavistas. O sonho de Chávez agora, mais do que nunca, estará vivo em milhões de chavistas.

Em tempo: Sugiro a leitura do livro QUEM TEM MEDO DE HUGO CHÁVEZ? América Latina: integração pra valer, de F.C. Leite Filho, São Paulo: Ed. Aquariana, 2012, com prefácio de Beto Almeida.

Belo Horizonte, MG, Brasil, 08 de março de 2013.

 * Frei e padre carmelita; bacharel e licenciado em Filosofia pela UFPR, bacharel em Teologia pelo ITESP/SP; mestre em Exegese Bíblica pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma, Itália; doutorando em Educação pela FAE/UFMG; assessor da CPT, CEBI, SAB e Via Campesina, em Minas Gerais; e mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br –www.gilvander.org.br – www.twitter.com/gilvanderluis - facebook: Gilvander Moreira

265 comentários:

  1. Euler,
    Na minha escola, a situação dos professores dos anos iniciais ainda é pior.Esses professores estão com 25 h de regência, sendo que a extensão de carga horária é somente 4 h, portanto deveria ser só 20 h de regência. Além disso, a Direção está obrigando estes professores a ficarem mais 5 h depois do horário na escola para cumprir o módulo. Dessa forma as 5 h de livre escolha do professor não existem na prática. O que fazer?
    Desde já agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler, você poderia dar uma orientação para a situaçao anterior ( professores dos anos inicias).
      Obrigada!

      Excluir
    2. Quem tem 32 h/aulas terão ficar 8 horas "vendendo boca aberta", pois a escola não tem infraestrutura suficiente para o professor planejar suas aulas. Absurdo.

      Excluir
    3. O Sindicato está com um processo sobre essa questão. Todos os professores que se sentirem lesados devem procurar sua sede para entrar com processo.

      Excluir
  2. O tempo de estudo das professoras dos anos iniciais, foi transformado em aumento da jornada de trabalho. Com a Resolução SEE 2.253/13, o professor dos anos iniciais ficou sem o direito de tempo de estudo durante a sua jornada semanal de trabalho na escola.

    O sindicato está querendo ajudar - se conseguir, é claro -, mas pra quem tá perdido, vale a pena tentar, veja:

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4413

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como assim? Sou dos anos iniciais e tenho que cumprir 4 horas extra classe na escola.
      O direito virou castigo, mas a resolução garante o seu cumprimento.

      Excluir
  3. A sindicalista não respondeu até agora o último questionamento nos comentários dela (e diga-se de passagem, até agora, só 23, Euler. Seu blog... "Mais de 200 comentários (...)"

    Beatriz Cerqueira disse...
    Depois de 3 anos na Coordenação do sindicato, com três campanhas salariais com suas especificidades, acredito que o "socorro" questionado por um colega virá da própria categoria. Estratégias de atuação no campo jurídico e de organização contribuem, mas reverter a situação só com mobilização e pressão.

    5 de março de 2013 16:17

    IMAGENS AUSPICIOSAS disse...
    E quem irá mobilizar a classe para pressionar o governo? Quem estará à frente? E que mobilização seria essa? Quais seriam os mecanismos de pressão?

    5 de março de 2013 19:51

    http://www.blogger.com/comment.g?blogID=4195725240216277193&postID=4585459156219118288

    ResponderExcluir
  4. Encontro Estadual
    Entre os dias 05 e 08 de março a equipe educacional da SRE de Conselheiro Lafaiete está participando do ‘Encontro dos Gestores e Equipes Regionais da Diretoria Educacional das Superintendências Regionais de Ensino', no Hotel Fazenda Canto da Siriema, em Jaboticatubas, na região metropolitana de Belo Horizonte. Aproximadamente, 600 pessoas entre analistas educacionais, inspetores escolares, diretores educacionais e gerentes do Programa de Intervenção Pedagógica (PIP) para os anos iniciais e finais do ensino fundamental participam do evento.
    Durante os quatro dias da capacitação, os participantes assistirão a palestras como: ‘O desafio de construir novos patamares de desempenho na educação básica', foi ministrada pela secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola e ‘O desenvolvimento da leitura no processo da Alfabetização', pela professora da Universidade Federal de Minas Gerais, Sara Mourão.
    Os resultados do Programa de Avaliação da Alfabetização de 2012; as orientações sobre o projeto Reinventando o Ensino Médio e o Programa de Educação Profissional e a realização de oficinas, também integram a programação do encontro.
    É POR ISSO QUE NÃO TEMOS AUMENTO.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Estas despesas todas vão prá conta da EDUCAÇÃO.

      HIPÓCRITAS!!

      Excluir
  5. Euler sempre brilhante! Parabéns.
    Os professores dos anos iniciais que garbosamente receberam o parabéns do governador por não apoiar a greve e contribuiram para o insucesso da mesma, com raríssimas excessões. O que fazer? Puxem uma greve agora. Estamos dispostos a acompanhá- los, mesmo porque eu também sou professora dos anos iniciais, embora sempre grevista. Nós não fazemos greves porque somos barderneiras e sim para que sejamos respeitadas em todos os níveis. Dizem que a greve é política, claro que é. A vida é política e nem todas as políticas são partidárias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo!! Na escola em que trabalho professores dos anos iniciais nunca fizeram greve e ainda nos criticam. Penso que eles sofrem, mas não terão coragem de fazer greve nunca.

      Excluir
    2. Concordo.Quem sabe agora ,com a corda no pescoço.os professores dos anos iniciais que enfraqueceram em muito nossos movimentos,acordem?

      Excluir
    3. Aqui na minha cidade,por incrível que pareça, as escolas já falam em greve, adesão total.
      Eu vejo que chegou a hora. Todos estão vendo o que este governo está fazendo com a categoria.
      Nunca vi tanto desrespeito assim.
      Este cara é louco!!!!!! O Aécio não sabe o que ele faz aqui em Minas, acabando com a candidatura dele, coitado!

      Excluir
    4. Coitado do Aécio? Coitado de você, de cada um de nós que estamos sob os domínios dessa peste! Ele sabe sim de tudo que passa aqui, esse Nastinha é cria dele, sustentado por ele e com certeza Aético está de acordo!

      Excluir
  6. Há um projeto na assembléia que o governador mandou pra aumentar o tempo de aposentadoria dos professores. Vai ser 60 anos homem e 55 mulher e já tá na assembléia pra votar. Acho que ate´no ano que vem Anastasia vai acabar com todos os professores de minas gerais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade?

      Excluir
    2. O demônio do Anastasia não sairia do poder sem matar e enterrar os professores. Essa da aposentadoria, seria o enterro, porque nos matar, isso ele já está fazendo só falta agora enterrar.

      Excluir
    3. Contagem_Regressiva6 de março de 2013 20:48

      Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 665 dias...

      Excluir
    4. O que? O Estado a meu ver não delega sobre isto.Só faltava mesmo esta:Em MG, outro país, professores tem lei própria sobre aposentadoria!

      Excluir
    5. Alguém tem dúvida que esse belzebú de terno pode alterar o sitema de aposentadoria ou qualquer coisa que arrebente conosco? Eu não tenho... E digo mais... Aumentar os anos para ter direito a aposentadoria, significa menos pessoas gozando do benefício, o que representa um ganho para o goveno, além disso quando se prolonga a possibilidade de obtenção do benefício aumenta as chances do beneficiário morrer antes isentando o governo de mais dívidas. Portanto, viva o governo que impoe a morte precoce aos servidores e fatura de forma macabra sobre as carnes putrefatas das criaturas que habitam as salas de aula. É quase uma eutanásia do cachorro morto.Ou como queram os as adeptos do nazifascismo: "a solução final".

      Excluir
  7. Professor, mais uma vez voce falou tudo. E nós para comermos esse pão, temos que engolir vários sapos. E a luta continua no país das Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  8. CONTINUANDO O POEMA"NA MINAS DA FANTASIA".... a situação é ainda pior para quem não aguentou mais todas essas injustiças e pediu EXONERAÇÃO, pois desde 24 de maio de 2012 que protocolei meu pedido de exoneração e não foi publicado no MINAS GERAIS, enquanto isso, não posso averbar o tempo em outra rede de ensino e estou com pagamentos retidos...me resta esperar sem saber por quanto tempo mais, pois não é possível saber quando será publicada a minha e de varios outros colegas que também exoneraram.SOCORRO. se alguém sabe a quem ou como recorrer para conseguir essa publicação agradecerei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade são milhares de professores que estão pedindo exoneração. Eu mesmo conheço dezenas. Acho que eles estão publicando estas exonerações aos poucos para não pegar mal para o governo, que com seu plano de carreira do magistério e seu subsídio expulsa os professores da rede estadual para outros empregos públicos ou privados. Se eles publicarem mesmo todas as exonerações assim que o servidor solicitá-la, ficaremos impressionados com os números. Desde que aconteceu a efetivação e o subsídio nos governos Aécio e Anastasia as exonerações de professores aumentaram centenas de vezes. De quem é a culpa? De Aécio e Anastasia. Euler não sei se você conseguirá acesso a esses dados mas se conseguisse você poderia fazer o levantamento do número ou a porcentagem de exonerações de professores na rede estadual antes dos governos Aécio e Anastasia e a porcentagem das exonerações após o governo de Aécio e durante este governo de Anastasia. Acho que ficaremos impressionados ao saber dos números e acho também que deve ter aumentado em centenas de vezes as exonerações no governo do PSDB. Isso vai mostrar para a população e toda a categoria o quanto o modelo de gestão da SEE do PSDB "agrada". E olha que a educação de Minas é a melhor do planeta, aliás, do universo. E o pior que os professores que exoneram os cargos são exatamente os bons professores que têm excelente profissionalismo. São estes que se aprovam nos concursos e deixam o magistério cada vez mais carente de bons profissionais. O governo adora isso pois quanto mais ignorantes melhor para eles conseguirem o voto deles e se elegerem. Eu mesmo a partir deste ano estou apenas com um cargo no estado que é o meu cargo efetivo. Portanto estou trabalhando pouco mas estudando muito. Quero desesperadamente me aprovar em outro concurso pois sou um ser HUMANO (Homo sapiens) e mereço ser tratado como tal, mas para este nosso governo professor e cachorro são seres da mesma espécie, Cannis familiaris.

      Excluir

  9. ASSISTAM:


    http://www.youtube.com/watch?v=DA0eLEwNmAs

    ResponderExcluir
  10. Pirraça do governo.

    ResponderExcluir
  11. "O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, confirmou nesta quarta-feira (6) que começou a analisar material enviado pelo Ministério Público Estadual de São Paulo envolvendo o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) por suspeita de corrupção, enriquecimento ilícito e superfaturamento de contratos públicos. "

    Sobre o Aécio, nada!!!
    Sobre a LC 100/2007, nada!!!
    Sobre o Mensalão Tucano, nada!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Tudo que seu mestre mandar" Vocês ainda não perceberam que o Gurgel é Pau Mandado do PSDB,e que PMDB acabou de fazer reuniões demonstrando apoio a Dilma para 2014? Aético agora vai pegar no pé do PMDB. Aético mandou Gurgel faz .As urgências dele são os desmandos do Aécio.

      Excluir
  12. BRAVO PROFESSOR,você é genial nas suas falas. Pena que o Sindinultil não entende ,pois a cabeça deles é pequena demais pra absorver as erradas que fizeram e não conseguem ajeita-las pois a Incompetencia é do tamanho da burrice e da prepotencia; Só Milagres. Vamos orar.

    ResponderExcluir
  13. Outro dia dentro da escola onde atuo, durante o intervalo, um aluno convidou-me para comer, agradeci e dei um sorriso amarelo, fui até a sala dos professores e vi os mesmos repartirem o café que levam para a escola, juntamente com o pão com margarina, recusei essas migalhas (fui criada na zona rural e a gente gostava de receber as pessoas com comida boa). Fico o dia inteiro na escola, vi uma colega levar uma fruta e um iogurte, ela passaria o dia inteiro com isso e chegaria em casa após a reunião do módulo II (saiu de casa às 7h e retornaria às 22h). Entre um turno e outro fui até o restaurante próximo à escola e percebei que os peões da copasa possuíam um cartão para refeição. Comiam pratos fartos. Tal fato levou-me a refletir: que profissão é essa que exercemos. Por que é que devemos ser tão maltratados, nem comida. Não temos direito a um vale refeição, não temos direito a ter os nossos direitos respeitados. Senti-me mal, eu estava com fome e não podia ir até a minha casa. O restaurante é popular, mas não posso bancar com meu mísero salário. Estudei sim, para exercer essa profissão e vi minha carreira devastada juntamente com a carreira dos colegas. 5% para cada nível. Tenho vontade de vomitar. Para piorar, o governo estadual fez chacota da nossa cara, um trabalho enorme para escolhermos entre carreira antiga e o "suicídio" oferecido por ele. Desrespeitando tudo, fomos obrigados a ficar no suicídio. Que horror! Quando vejo meu contracheque não sei o que faço. Hoje ocorreu algo que doeu ainda mais do que o prato de comida negado, hoje foi como um tapa na cara. Pago aluguel caro e descobri que apesar de estudar tanto (fiz mestrado) háháháháháaháhá! de trabalhar tanto, não tenho dinheiro para custear o curso que minhas filhas (14 anos e 15 anos) amam fazer. Ah! As lágrimas vieram aos olhos. Esse governador maldito, tendo nas mãos a oportunidade de mudar o rumo da educação em Minas, joga essa oportunidade fora e faz a opção pela mentira, finge que paga um piso salarial. Que vergonha! Tenho nojo de gente que mente. Quero que ele sinta vergonha ao receber o próprio salário, quero que ele se lembre de que ele é um nada e que sobe nas costas de quem trabalha. Esse governador não consegue fazer algo sozinho e faz que milhares de professores adoeçam. Vou a pé para o meu trabalho e não tenho direito a nada. Que nojo! Gosto de ser professora. Odeio essas pessoas que ocupam cargos de poder e só fazem mentir, destruir esperanças, disseminar amarguras. Esse governador é a pior doença que já passou no estado de Minas. Anos nas mãos do PSDB fizeram isso conosco. Acredito mais no sindicato do que nessa doença que está no poder em Minas. Tenho enjoo! Em 26 anos atuando na educação, nunca senti tanto nojo.
    Estou me sentindo muito humilhada, sinto-me como se a senzala ainda existisse e esse subsídio fosse um tronco... Há pouco tempo o governadorzinho de Minas veio até a minha cidade, visitou a Panasonic, fartou-se. Ah! Governador! Que a sua injustiça faça companhia para o seu ego e que você sinta de alguma maneira profissionais da educação andam sentindo. Admiro muito os professores, são guerreiros.Pena que o governador do estado de Minas tendo poder, não saiba usá-lo para fazer a diferença.
    Professora do Sul de Minas

    ResponderExcluir
  14. Prof Juarez / Belo Horizonte6 de março de 2013 20:46

    Euler, saia do de cima do muro.
    Você não diz que vai sair do ESTADO?
    pARE DE FAZER O MESMO CIRCO DE Beatriz.Assuma ALGUMA COISA , PARE DE JOGAR PARA OS outros.
    Deixa logo de ser professor.
    De gente OMISSA O ESTADO ESTÁ CHEIO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela/Caratinga/MG7 de março de 2013 00:35

      Você já entrou no blog da B-atriz e disse a ela sobre o circo que ela faz? Experimente. Observe se seu comentário será postado, duvido muito.

      "De gente OMISSA O ESTADO ESTÁ CHEIO", e o que vc tem feito? Se omitido também? Ninguém aqui conhece Juarez de Belo Horizonte. Mas, o Euler nós conhecemos bem.

      Excluir
    2. Professor Juarez, porque vc não providencia um blog seu, para elogiar o digníssimo desgoverno? Se pra vc ele está ótimo, vá em frente.
      Euler não pede ninguém para segui-lo.A gente lê aquilo que interessa.
      Tem o blog da Renata, vá lá.

      Excluir
    3. A educação vai mal por causa de muitos profissionais como esse Juarez.... Com que autoridade você se dirige ao Euler dessa forma?

      Excluir
    4. Enfim, a DEMOCRADURA atingiu o seu OBJETIVO:
      os professores em polvorosa, sem poder de compra, totalmente fora do FOCO, deprimidos, irritados, despolitizados, anos ausentes de uma biblioteca, trocando letras, concordâncias e bate-boca, perdendo o bom senso, a saúde e brigando entre si. Já colocaram até o Euler na FOGUEIRA. Quem diria! O poeta a quem ele se refere é o Carlos Drummond de Andrade, meus amados colegas da EDUCAÇÃO. O poeta = Carlos Drummond; o contracheque ... (Ah! O contrachoque!) este, sim, do EULER.
      Não confundamos "bife à milanesa com bife ali na mesa".
      Nesse interregno ...
      O diabólico ESTADO agradece.
      O diabólico ESTADO agradece.
      O diabólico ESTADO agradece.
      Não vejo essas contendas entre MÉDICOS e PESSOAL DA SEGURANÇA, malgrado os pesares supracitados aos quais são frequentemente submetidos os OPERÁRIOS DA EDUCAÇÃO (operários "aos olhos do ESTADO").
      PALAVRAS não possuem FORÇA para REVERTER esse QUADRO de ÓDIO ATÁVICO aos EDUCADORES.
      Destarte, não devemos nos culpar, colegas da EDUCAÇÃO BÁSICA, a qual vai virando LIXO "pelo MUNDO afora". Mirem a violência em SANTA CATARINA!
      Calaram a EDUCAÇÃO. E Minas segue no COMANDO com seus exemplos maiores. Alguns aninhos atrás, Lula chegou às raias de colocar "FORÇA TAREFA" à procura de um tal "companheiro" PREFEITO (pasmem!) FERRAMENTA (foi encontrado em um BORDEL com "DUAS", as quais, por sinal, foram "DAMA POR UM DIA" "por terem estado com o BEBUM"). Equanto isso ... a EDUCAÇÃO jogada às traças. PRA VARIAR.
      A DESGRAÇA pelo MUNDO afora grassa.
      Investir em EDUCAÇÃO é um PÉSSIMO NEGÓCIO para os PODRES PODERES. Até que investimentos há ... em
      educaCÃO (sem "cobrinha" no C, porque TODOS os trabalhadores da EDUCAÇÃO já a tomam no C há muitos anos)
      É o SUBSÍDIO levando TODOS ao SUICÍDIO. Paulatina e ardilmente como as pontas de um cigarro!
      Tudo muito bem orquestrado, minha gente. Tudo muito bem orquestrado. Quanto mais brigarmos entre nós tanto melhor para ELE$.
      SINDICATOs são apenas o RÓTULO DA GARRAFA.
      Observemos o quão NEFASTO e ARDIL é esse
      DESgoverno do A N E S T E S I A. Simplesmente ... "STOP" ... tudo congelado.
      ÚNICA SAÍDA ??? Greve. Quem TOPA?
      Copa todo mundo topa.
      E greve???
      Nas costas dos mesmos DE SEMPRE. Mas ... ainda arrisco os meus 19 anos de serviço como FANTOCHE POSTIÇO. Há algo mais a perder???
      THAT'S THE QUESTION (Eis a questão)

      Excluir
  15. Prof. José Augusto6 de março de 2013 20:49

    A sua ladainha é sempre a mesma coisa, mude o discurso "poetinha".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof. João 6ª SRE7 de março de 2013 00:08

      Ladainha? Poetinha? Mas, seu comentário está aqui. Tente fazer isso em um outro blog que conhecemos bem... Seu comentariozinho inútil será arquivado.

      Excluir
  16. Prof Ana Alice Uberaba6 de março de 2013 20:53

    Deixou de ser professor para virar POETA , SUA ANÁLISE foi HORRÍVEL.
    Quem é Marly?
    Eu CONHEÇO VOCÊ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof. João 6ª SRE7 de março de 2013 00:00

      É simples, quem não quer ler análises horríveis, acesse as belas análises, vai aqui a sugestão:

      http://blogdabeatrizcerqueira.blogspot.com.br/2013/03/a-educacao-mineira-pede-socorro.html

      Depois medite sobre o seguinte questionamento:

      "A educação mineira pede socorro". E de onde virá o socorro?



      Excluir
    2. Prof. João 6ª SRE7 de março de 2013 00:09

      Conheça a Marly Gribel:

      http://gribelm.blogspot.com.br/2013/03/diz-um-ditado-antes-so-que-mal.html

      Excluir
  17. Releia todos os seus textos , todos são Repetitivos.
    Marly pelo menos tem coragem de assumir o que o SINDINÚTIL representa para ela .
    Apresente propostas Euler.
    Ou sai do Estado como você mesmo anunciou aqui no seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela/Caratinga/MG7 de março de 2013 00:28

      Como os textos poderiam não ser repetitivos, se nossas questões e situações são repetitivas? Observe que o blog da B(atriz) também é repetitivo. A líder sindical não tem propostas, por que o Euler teria? Apresente você suas ideias, ao invés de faltar com respeito e ser arrogante. Eu torço para um dia o Euler abrir um post se despedindo de nós, indo trabalhar num BB, CEF, COPASA, CEMIG, em qualquer outro lugar. Ele merece ser livre disso aqui, dessa barbárie.

      Excluir
    2. Se não está gostando do que o Euler posta, pare de entrar em seu blog. Ele é professor como nós e expressa suas idéias em seu blog. Ler que quiser

      Excluir
  18. Solange/Sete lagoas/Mg6 de março de 2013 21:01

    B(atriz)te comprou?Ou foi Naná?Pois você é contra todo mundo.
    Valeu Poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Angela/Caratinga/MG7 de março de 2013 00:20

      E você, Solange, quem te comprou? APPMG? O Euler não é contra todo mundo não, o nosso poeta - proprietário do blogger - não foi contra seu veneno, postou sua aberração escrita aqui. Valeu?

      Excluir
  19. Sábias palavras Euler Conrado!A sabedoria engrandece o homem! No que diz respeito à desfiliação do sindicato não ousou avançar como a Marli.Simples:Sábios não atropelam e não saem pela tangente.Sábios simplesmente expõem a sabedoria que os fazem grandes homens.Parabéns pela coragem e ousadia de ser um grande homem mesmo diante de forças que podem ser opostas!
    Parabéns! Parabéns! Parabéns!

    ResponderExcluir
  20. Infelizmente a situação dos professores está péssima. Sem desmerecer, um carroceiro tem proventos bem melhores que professores de MG. Esse blog não é muro das lamentações, mas será que esse governo FRACO não pensa no leite que estão tirando da boca de filhos de PROFESSORES, sonhos de uma vida inteira... O que fazer para mudar essa situação? Devemos continuar a luta, seja através desse espaço,justiça mesmo não confiável, lutar sempre. Que Deus nos ajude!!!

    ResponderExcluir
  21. Caras e caros colegas, companheiros e companheiras, vejam, leiam e divulguem a reportagem sobre Aaatchim-cim,cliquem NOVO JORNAL e verão a verdadeira,e limpa matéria.É espetacular! Nunca vi verdade tão igual. Leiam, deixem um pouco o Sindute.Vamos focar no que corrói o estado de Minas - a falcatrua, ladroagem, maus caráter, bibelôs, Inquisidores e etc. O que nos prejudica são os meliantes da Educação, os políticos deformados em suas personalidades. Vamos prestar atenção neles, em leis distorcidas que fazem contra o povo, contra a educação, contra as famílias - que parece eles não teem. Tudo pela educação. Não vamos dispersar. Vamos unir mais ainda e lutar por um tempo melhor. Ano que vem tem eleição? Pois então vamos questionar, lutar da melhor forma, nas urnas por Um MINAS GERAIS - tão querido e merecedor de dias melhores. Beijos e Viva os (as jornalista) do mundo inteiro, e principalmente do NOVO JORNAL. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguém consegue comprar o NOVO JORNAL em alguma banca, kkkk. Só na internet mesmo pois o governo impede sua comercialização em 99,99% do estado. Eta terra de Anastásia. Não é a toa que a OEA declarou Minas terra sem lei. Ditador do Iraque, aliás, de Minas.

      Excluir
  22. Euler, parabéns pela persistência, pelo companheirismo e por ainda estar conosco.Com você nosso sofrimento é menor.Aqui não nos sentimos sózinhos...
    Que Deus nos ajude! Não podemos abandonar o barco. Alguma coisa de bom irá acontecer.

    ResponderExcluir
  23. Faze-nos justiça,ó Deus e pleiteia a nossa causa contra a gente ímpia:livra-nos do homem fraudulento e injusto.Levanta -te em nosso auxílio e resgata-nos por amor das tuas misericórdias.

    ResponderExcluir

  24. OS PSEUDOS PROFESSORES "BEM REMUNERADOS" DO ESTADO DE MINAS que entraram neste blog para desacatar o Prof. Euler, são paus mandados de quem? Pelo nível de discussão desses sujeitos, dá para medir a qualidade profissional! Esse tipo de gente tem que ficar no Estado até perder os dentes, não sei se o IPSEMG dá dentadura, se não der o SUS dá e continar ganhando essa merreca que se paga, pois para essa gente o salário se adéqua!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi uma moça nova lutar pela categoria, eu vi ela levantar a bandeira dos educadores, eu vi ela enfrentar gás lacrimogêneo, pedras, armas...
      eu vi ela fazer o mundo....
      essa moça hoje mulher enalteço VOCÊ MARLY GRIBEL!
      DESFILIADO , SINDINÚTIL NUNCA MAIS!

      Excluir
  25. Boa noite .Queria me desfiliar do Sindinutil ,mas não sei como fazer . Por favor me orietem . Moro em Guaranésia Sul de Minas Gerais . Desde já agradeço .Um forte abraço à todos .

    ResponderExcluir
  26. O que foi postado acima sobre aumento na idade para aposentadoria dos professores tem fundamento? Onde acompanhar? Esses que criticaram acima devem ser filhotes do INFELIZ DESTE DESGOVERNADOR....

    ResponderExcluir
  27. Nossa... fiquei até sem fala com seu texto. Este é o velho Euler. Eu já estava com saudades de seus discursos inflamados pela paixão cujas consequências sempre triplicam as visualizações de sua página.
    Fique firme companheiro. Num dia que já está próximo, quando não fará diferença entre receber ou não salário as coisas vão se endireitar.

    ResponderExcluir
  28. Também tenho enorme interesse em me desfiliar desse sindicato inútil,procurei a sede do sindicato em Viçosa/MG,era por motivo de urgência.E o que encontrei foram as portas fechadas em horário de funcionamento e isso aconteceu por duas vezes.Nunca tinha procurado o sindicato pra nada e o que senti foi muita raiva e decepção.pois não moro em Viçosa.

    ResponderExcluir
  29. professoramaluquinha7 de março de 2013 10:43

    Basta escrever uma carta de desfiliação sindical, anexando cópia do último contracheque, envie com AR para SindUTE, Rua Ipiranga, 80 - Floresta - BH - MG - CEP: 31015-180.

    Tire xerox da carta, guarde o AR que você receberá de volta assinado pelo funcionário que recebeu. Na descrição do cartão AR, coloque 'carta de desfiliação sindical'.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A desfiliação é acima de tudo um ato de falta de consciência de classe, é uma covardia. O que você propõe? Refundar o Sindiute? Criar um outro sindicato? Pedi o afasrtamento dos atuais dirigentes? Pense nisso. Trabalhar para desfiliação é fazerr jogo do governo.
      Gilson.

      Excluir
  30. Euler, pelo amor de Deusssss, não publique postagens debochadas, ironicas, agressivas, cínicas desses sindicalistas governistas e cascas grossa aqui não!! Faça isso por nós, porque dá revolta, o sangue FERVEEEEE... Aos 5 badalhocas que falaram m... aqui: Juarez / Belo Horizonte, José Augusto, Ana Alice Uberaba, Ricardo e Solange/Sete lagoas/Mg VAZAAAAA!! DÁ ÁREA !!! FORAAAAAAAAAAAA... O Euler não vai deixar o estado NÃOOOOOOO... quem vai deixar o estado é o governo, Anastasia tá agonizandooo, falta pouco!!! Calem a boca todos vocês !!!

    ...e depois não querem que eu seja R-E-V-O-L-T-A-D-A

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora gostei e assino embaixo!

      Excluir
    2. Contagem_Regressiva7 de março de 2013 20:37

      Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 664 dias 17 horas e 22 minutos...

      Excluir
    3. Gracieusa, nós podemos ter nossas briguinhas aqui nos comentários, que até estou considerando mais um chat em tempo não instantâneo, você pode me ofender, eu tenho direito de resposta e vice-versa, e o Euler tem que publicar. Tudo bem. Se minha revolta ficar grande d+ e disser besteiras, mereço também tomar broncas. Me dá na cara que eu mereço!!! Mas não podemos admitir ataques ao Euler. Aqueles babacas jones que penetraram aqui vieram sacanear, aquilo me deu nos nervos, e o Euler não deve dar confiança pra essa corja. Não publicar postagem desse tipo não, porque não acrescenta em nada. Que vão destilar a peçonha deles no quinto dos narakas !! O Euler tem que ser respeitado. Desacato, abuso com o Euler não. Estou revoltada mesmo e ponto final.

      Excluir
  31. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ... Gente, parece piada!!

    "Procuradoria da Câmara vai monitorar vídeos na web contra parlamentares
    O órgão jurídico promete recorrer à Justiça para retirar do ar vídeos e textos que desagradam aos parlamentares - Encarregada de defender a imagem da Casa e dos deputados federais, a Procuradoria da Câmara quer controlar a internet para tirar do ar vídeos e comentários que desagradam aos parlamentares. O órgão jurídico da Câmara recebe pelo menos duas reclamações por mês sobre textos de blogs e vídeos postados em sites, que são considerados ofensivos ou caluniosos contra os deputados. Foram cerca de 30 reclamações desde janeiro de 2012, de acordo com a assessoria da Câmara. A maior parte é relativa a conteúdo publicado no portal Blogger e no site de vídeos Youtube, duas das maiores marcas pertencentes ao Google."

    A CENSURA TÁ DE VOLTA NO SÉCULO XXI !! Por que nao monitoram a ficha de cada Deputado e seus salários comparados ao do cidadão brasileiro ? E não querem críticas. A verdade incomoda, né ?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sempre falei aqui: estamos no AUGE da
      D E M O C R A D U R A !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      (ditadura no século XXI disfarçada de democracia)

      Excluir
    2. Parece brincadeira mas não é, e por isso mesmo é algo muito mais perverso do que imaginamos. Fazendo isso aí daquele professor que leciona matéria de humanas, principalmente, História que ousar criticar o poder instituído, aí daquele professor de História que vier a expor às claras a beleza de um sistema social cujo nome é "Socialismo" em contradição ao "Capitalismo". Aí daquele que criticar a elite dominante que dita e impõe as normas passando pelos mais simples dos direitos do povo.

      Excluir
  32. Companheiros, acalmem vossos ãnimos, precisamos acertar quem tem nos sangrado todo dia.

    VOU PROPOR UMA CORRENTE DE ORAÇÃO CONTRA O GOVERNO NA PESSOA DE ANASTAZIA, ANA LÚCIA GAZOLA, E RENATA VILHENA, ALÉM É CLARO DOS 51 CORDEIRINHOS QUE ARREBENTARAM COM OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO.

    É UMA ORAÇÃO DE EXORCISMO! É urgente que a façamos, percebo o mal cada vez mais forte, temos que reagir através de outros meios. Compatilhem esse velho novo intrumento de luta e que Deus possa abreviar o tempo da justiça.

    ORAÇÃO DE SÃO BENTO


    (Tradicional Oração Mágica contra todo espírito perverso)


    Crux Sancti Patris Benedicti.
    Crux Sancta Sit Mihi Lux.
    Non Drako Sit Mihi Dux.
    Vade Retro Satana!
    Nunquam Suade Mihi Vana;
    Sunt Mala Quae Libas:
    Ipse Venena Bibas.
    IHS!



    Santa Cruz do Santo Pai Bento.
    Cruz Santa seja a minha Luz.
    Que o Dragão não seja o meu chefe.
    Retira-te, Satã!
    Jamais aconselhe-me qualquer vaidade;
    É má a bebida que serves:
    Bebe tu mesmo os teus venenos.
    IHS!.


    SEI QUE TODOS OS DIAS O MAL INVADE NOSSA MENTE E NÓS ROUBA A ESPERANÇA... O Governo Anastasia é imagem de repulsa e dor para muitos no dia-a-dia necrosado que vivemos nas escolas de Minas Gerais, mas se as leis dos homens são insuficientes para dar um basta na besta, que façamos valer a lei de Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rezo todos os dias esta oração antes de sair de casa.Tenho ela em uma medalha grande pendurada na minha sala.Vocês encontram-na em lojas que vendem santos.É linda. meus filhos também têm plastificada na carteira.Rezo um pouco diferente,de maneira mais simples."A Cruz sagrada seja minha luz.Não seja o demônio o meu guia.Retira-te Satanás. Nunca me aconselhes coisas vãs.É mau o que tu me ofereces.Bebe tu mesmo teu próprio veneno." O mau volta para quem fizer ou desejar mau a você. É super poderosa.

      Excluir
  33. Euler eu tb estou achando seus posts fracos e repetitivos. Já está passando da hora de você falar em greve, pq ficar discutindo aqui piso, jornada extra-classe, ora isso não faz diferença nenhuma para o governo.
    O que vai fazer diferença é uma greve.
    Seu blog já foi melhor, basta observar a sua produção em 2010 - 344 posts, em 2011 - 249 posts e em 2012 apenas 73 posts.
    Você nem parece você mesmo.

    Prof. Rômulo - Contagem

    ResponderExcluir
  34. Não sei se vocês viram um comunicado da APPMG sobre o emposto sindical anual que pagamos em março e havíamos ganhado uma ação para não pagar e foi revogada esta ação e adiada por 90 dias.Isto significa que este ano teremos que pagar.Pois bem,a ANTIÉTICA APPMG joga toda a culpa no PT deixando claramente que è uma associação ligada ao PSDB.Abram o olho,associados da APPMG,conheço seus dirigentes que não saem da cidade administrativa lambendo botas do Naná.Se eles falam mal do PT e do sindiute porque eles tambem não fazem nada?Não ganham nenhuma a favor dos professores.Só defendem pais e alunos durante as greves.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa "tal de APPMG" "AINDA" existe?????????????????????
      Isto é "BraZil". Isto é "Minas Gerais".

      Excluir
    2. Desfiliação em massa deveria ser da APPMG!
      Associação pró governo, contra o educador!A tal da Joana é uma coitada! Puxa saco do Anastasia!

      Excluir
    3. Efetiv@doL&I1009 de março de 2013 19:52

      Mas, dos 98 000 efetivados, na APPMG só tem 400, logo, não dá desfiliação EM MASSA !! Hê! Hê! Hê!

      Excluir
  35. Mais um:
    Funcionária de Escola é agredida em Itamarandiba

    Hoje a mãe de uma aluna e uma outra mulher agrediram a supervisora na porta da escola. Segundo professores, essas mulheres ja estariam esperando pela supervisora dentro de um carro e teriam à agredido quando estaria entrando na escola .

    Professores e alguns alunos teriam separado a "briga" , mas um bom tempo depois. O que os deixou mais indignados foi ver alguns alunos vendo aquela cena e aplaudindo, gritando, assobiando, enquanto a mesma estava sendo agredida .
    Os professores ficaram todos indignados com a situação, alguns nem mesmo tiveram condição de dar aula, até que então, fizeram um protesto contra a violênica, no qual alunos a professores da E. E. São João Batista se uniram com cartazes e sairam todos para a rua como forma de protesto, pedindo que a justiça fosse feita.
    Cartazes com frases como: "Queremos justiça." "A violência é o último refúgio do incompetente." foram expostos.
    "E é este tipo de ocorrido que nos faz pensar, como uma pessoa é capaz de fazer tal brutalidade com alguem? E se fosse algum de nossos parentes? Mãe, pai, tio, tia, avô, avó... Será que aqueles alunos que estavam rindo da cena, também estariam rindo se fosse algum familiar deles? Espero sinceramente que reflitam sobre isso". Afirma a aluna Gabriela Naíme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A supervisora tem que chamar a polícia, fazer um boletim de ocorrência, procurar um advogado e dar entrada num processo contra o estado por acidente de trabalho, pois no estatuto do servidor público cita que a agressão sofrida por servidor público no exercício do seu trabalho é tido como acidente de trabalho. Saibam todos vocês que enquanto estamos dentro da escola estamos sob responsabilidade do estado e o mesmo deve garantir ao servidor segurança no exercício do trabalho. A supervisora tem que entrar na justiça e exigir indenização por acidente de trabalho. Consultem o estatuto do servidor público e verão lá. Acordem parem de sofrer calados.

      Excluir
  36. Boa noite companheiros!

    Tem muito hipócrita visitando este blog,que se quer tem coragem de se identificar.Virem a metralhadora para o alvo certo que é o desogverno do psdb O resultado de uma educação mediocre já esta aparecendo aqui;tudo isso é lamentável. De covardes alienados basta,a categoria precisa de gente guerreira da luta e nao pseudo burgueses,que ta feliz da vida com um apto de 60 m2,um carrinho 1.0 e um salario de fome.

    JOSÉ HENRIQUE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O pior de tudo é que são essas pessoas que vão para a sala de aula defender não o povo mas o capital e seus planejadores. É uma classe média aburguesada que defende Anastasia, Aécio Neves e cia ltda.

      Em tempo: Estes devem estar contentes com a morte de Hugo Chaves da Venezuela, e não conseguem fazer um paralelo sequer entre o que acontece na Venezuela e a ligação entre o Oriente Médio.

      Excluir
  37. Para os que acham que O BLOG DO EULER está sendo repetitivo:

    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.

    Abaixo-assinado Ao governo de Minas Gerais: pague o piso e deixe de enrolação!

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N10480

    Não gostaram? Me paguem que eu páro de reclamar! Mas não quero o Piso inicial de carreira, porque além de não estar iniciando também não tenho apenas o segundo grau de escolariedade. Estou perdendo dinheiro que poderia me dar mais qualidade de vida. Combinado? Vão me pagar a complementação e retroativa da data da Lei?

    ResponderExcluir
  38. Mais decepção!!! Deus ,dai-me paciência e saúde para suportar tanta injustiça. Professora dos anos iniciais.Administro 22 aulas ao invés de 16 ;e me pagam 16.Não tenho as 4 horas de planejamento em casa.Ainda tenho que cumprir mais 4 horas na escola.Estou respondendo por 30 h-aula em um cargo.Recebendo conforme QI enviado 16+4.Que país é esse?A Escola que trabalho já bateu meta por três vezes a melhor de MG:PROALFA,SIMAVE,IDEB.Temos que fzer de conta,igual o governo faz,até o resultado cair.Tá bom demais p ele.Ralamos,ele mente e faz nome com a educação. Fora carrasco.Temos que unir e derrubar mesmo candidatos deste vilão.Desculpem o desabafo.Mas só assim conseguimos manter de pé.

    ResponderExcluir
  39. Contagem_Regressiva8 de março de 2013 11:51

    Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 664 dias 2 horas 8 minutos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda faltam dois anos de sofrimento?

      Excluir
    2. E nossos queridos colegas professores e suas respectivas famílias ainda vão votar em pau=mandado de Aécio Neves. Infelizmente, o professor não sabe do poder que tem frente aos alunos. Onde está a campanha que deve ser feita em sala de aula com os alunos e pais?
      Não, ouço de colegas que é melhor com ele. Paciência. E ainda dizem que a classe dos professores é a elite pensante da sociedade brasileira.

      Excluir
    3. "(...)E ainda dizem que a classe dos professores é a elite pensante da sociedade brasileira."

      Rita, conhece o ditado: “a pensar morreu um burro”? O burro, tal como a generalidade do povo em apreciação, não pensa. Por outro lado, se não pensa, este desafortunado povo, inibido de pensar desde os tempos da Inquisição até os dias atuais, interiorizou que pensar é perigoso. Como pensar é perigoso, aquele que pensa não deve muito à inteligência, logo é burro. Pensar – exercício que envolve raciocínio – pressupõe perigo. Ora, exposição ao perigo revela a tal parca inteligência que, vulgarmente, atribuímos aos burros. Assim, de entre os seus, quem elegerá o povo para pensar? E para agir? Não se deve pensar demais.

      Excluir
  40. Para os que acham que O BLOG DO EULER está sendo repetitivo:

    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
    Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.

    Abaixo-assinado Ao governo de Minas Gerais: pague o piso e deixe de enrolação!

    Copiei e colei, concordo com o colega

    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N10480

    ResponderExcluir
  41. Ontém dia 7/3 algumas colegas de trabalho foram checar seus holerites. Que surpresas desagradáveis....
    O tão sonhado "cargo" completo era só extenção de carga horária! Não receberam nem um centavo a mais que a as aulas que foram efetivadas.
    Nessas horas me pergunto. Será que não era melhor sermos uma única classe? Será que este governo não está contra "TODa" a classe....EFETIVADOS fiquem espertos....

    ResponderExcluir
  42. Pessoal tem gente que ainda acredita que o governo está fazendo alguma coisa para nos ajudar, a lei 100 ainda não acabou porque ainda não foi a julgamento e isso só não aconteceu porque a justiça no Brasil é muito lenta. Olha o que a própria Renata Vilhena postou no seu blog, ela é funcionária de confiança do Anestesia, vocês acha que ela postaria uma coisa que ele não concorda...
    "Renata Vilhena6 de março de 2013 13:52
    As normas sobre estabilidade nos cargos públicos, no âmbito do Estado de Minas Gerais, são previstas no art. 35 da Constituição do Estado:

    “Art. 35 - É estável, após três anos de efetivo exercício, o servidor público nomeado para cargo de provimento efetivo em virtude de concurso público.
    § 1º - O servidor público estável só perderá o cargo:
    I - em virtude de sentença judicial transitada em julgado;
    II - mediante processo administrativo em que lhe seja assegurada ampla defesa;
    III - mediante procedimento de avaliação periódica de desempenho, na forma de lei complementar, assegurada ampla defesa.
    .....................................................”

    Tendo em vista os requisitos constitucionais de ingresso no cargo por meio de concurso público e cumprimento do período de estágio probatório, os servidores efetivados pela LC 100 não possuem estabilidade.

    Isso significa que não se aplicam, nesse caso, as garantias previstas no §1º do art. 35.
    Quem quizer saber mais o site é:

    http://blogrenatavilhena.blogspot.com.br/2013/02/novo-espaco-sobre-lei-100-pedidos.html#comment-form


    ResponderExcluir
  43. STF, votou a favor do Piso para todos os professores e sem direito dos Estados recorrerem.
    Parabéns grande homem e Ministro Joaquim Barbosa!
    Ah, retroativo a 2011 e agora governador de m.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "(...)O relator da ADI, ministro Joaquim Barbosa, votou pelo não conhecimento do recurso do Sindifort porque, segundo ele, a orientação do STF é pacífica quanto à ilegitimidade do amicus curiae para apresentar recursos (...).O ministro Joaquim Barbosa reajustou seu voto para estabelecer a data do julgamento de mérito como marco para o pagamento do novo piso salarial."

      E-M-B-R-O-M-A-Ç-Ã-O, mais datas... mais prazos...

      http://www.viomundo.com.br/politica/stf-piso-salarial-dos-professores-e-valido-desde-abril-de-2011.html

      Excluir
    2. Retroativo? Bah! O governo vai acertar tudo. Conhecem o santo São Nunca? O dia dele é 30 de fevereiro. A data em que todos irão receber o retroativo. Só que Renata Vilhena, não sabe ainda determinar o ano :p

      Excluir
  44. Sou do Sul de Minas.Já pedi remoção para a cidade que moro quatro fezes.Sou efetiva do concurso de 2004. Trabalho a oito anos em uma das piores escolas do municipio.Furam os quatro pneus do meu carro, quebraram o vidro. E minha diretora nem me deu a palavra.
    Este ano pedi remoção novamente mas um efetivado conseguiu no meu lugar....Pode isso? Não tem lei em Minas?
    Agora vou tentar mudança de lotação...Alguém sabe me informar se posso ocupar as aulas que estão sendo oferecidas como extenção de carga horária?
    Por favor me respondam...estou ficando com pânico...se ficar nesta escola vou exonerar!
    Obrigada a todos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Remoção "4 fezes" não sei se vai sair.
      Mesmo assim ficarei torcendo pela nossa colega.
      Afinal, é uma EDUCADORA e LUTADORA.
      Muito tristes as cenas a que assistimos aqui no BLOG DO EULER.
      E a DESGRAÇA do DESgoverno DE MINAS continua com suas crias e agradece.
      TUDO MUITO BEM ORQUESTRADO.
      Muito triste! Muito triste! Muito triste!

      Excluir
  45. Olá pessoal!

    Anastazista agradece os belos serviços prestados pelos professores dos anos iniciais durante as greves de 2010 e 2011, mas agora é olho por olho e dente por dente.

    Vocês foram colocadas no mesmo saco dos professores grevistas e, lamentavelmente o reconhecimento é esse: muito trabalho. Afinal, as babás do executivo são paus pra toda hora.

    Enfim, é isso que acontece quando parte da categoria abandona a luta por melhores salários em troca do carinho e reconhecimento da APPMG, imprensa, mamães e da Gazzola.

    E agora professoras dos anos iniciais? Durmam com essa! Esse é o presente de grego oferecido pelo Governador a quem tanto lhe ajudou. Acordem enquanto é tempo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Flávio, não generalize colega!
      Na minha escola tinha quase todos os professores dos anos finais enfiados dentro de sala de aula e os dos anos iniciais puxaram a greve e se mantiveram nela até o final .Nas assembléias durante a greve, o pátio da ALMG tinha inúmeros professores dos anos iniciais .Eles podem ter sido em número menor e poderiam definir os rumos da greve se estivessem a maioria na luta,daí colocar todos no mesmo saco, não dá!
      Existem professores dos anos iniciais politizados prontos para greve, assim como existem dos anos finais omissos!

      Excluir

  46. http://www.facebook.com/photo.php?fbid=344870618958546&set=a.257980104314265.49913.254329351346007&type=1&theater

    ResponderExcluir
  47. Minha colega, com 22 anos de Estado e efetiva, pediu exoneração do cargo logo que iniciou o ano letivo e disse que quer passar longe da escola. Trabalha por conta própria e estar feliz da vida!!

    ResponderExcluir
  48. E porque ela não pediu APOSENTADORIA PROPORCIONAL? Estranho isso... Qual SRE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Existe aposentadoria proporcional para professor? Nunca vi falar.

      Excluir
    2. A secretária da minha escola me disse que não existe aposentadoria proporcional para professor.Quando fiz 60 anos e 22 de tempo de serviço eu quis sair,mas ela disse que eu não tinha direito à aposentadoria proporcional.Estou lá até hoje,este ano me aposento no fim do ano.

      Excluir
    3. Estranho porque me informaram, na escola onde atuo, que perde- se 5% a cada ano não trabalhado quando se pede aposentadoria proporcional. Com 22 anos de PREVIDENCIA quitado a que pediu exoneração perderia 15% apenas. A menos que a regra tenha mudado.

      Excluir
    4. Que eu saiba esta era a porcentagem usada para aposentadoria por invalidez. Estão percebendo que nós não conhecemos o Estatuto do Magistério? Quando fiz concurso tínhamos que sabê-lo na ponta da língua. Inclusive o Estatuto do funcionário público em geral.Tinha até a apostila para estudar para o concurso. Sabíamos dos nosso deveres e direitos. Hoje eles fazem questão de escondê-los dos funcionários,pois fazem suas próprias leis e tem lei que é federal. Procuremos estudar as leis.

      Excluir
  49. Eu não sabia desta!
    Mas como estamos na era do virtual e as subsedes deixam a desejar temos que nos acostumar a rolar o mouse.

    INFORME SINDUTE

    Adiamento da mobilização do dia 05/03/13
    No próximo dia 5 de março seria realizado, no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o Julgamento do questionamento que o Sind-UTE/MG fez à Lei estadual 19.837/11, que impôs o subsídio a toda a categoria. Esta ação foi proposta em fevereiro de 2012, pelo Escritório Alino e Roberto Advogados de Brasília.

    Para realizar um processo de pressão, o Conselho Geral do Sind-UTE/MG realizado no dia 23/02 decidiu pela realização de manifestação durante este julgamento.

    No entanto, no dia 28/02, constatamos que o julgamento foi retirado da pauta do dia 05/03 sem a definição de nova data. O Desembargador/relator Dr. Afrânio Vilela encaminhou o processo ao revisor Dr. Raimundo Messias Júnior e por isso foi retirado da pauta.

    Diante disso, a atividade do 05/03 fica suspensa e pedimos que todas as subsedes permaneçam em alerta, pois assim que o julgamento for novamente marcado, faremos o nosso processo de pressão.

    SUBSEDE DE SETE LAGOAS,ACOOOOOORDA !
    Saiam da moleza, ocupem os espaços das escolas! Mantenham os professores cientes das ações do sindicato! Professor fica é de frente ao quadro negro e não à frente dos computadores! Vocês ganham é pra isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente. Na minha escola uma professora me perguntou quem é Renata Vilhena,quando falei do blog dela. Outra,de outra vez, perguntou-me quem é Gazola. Isto,numa escola do Centrão da cidade. As professoras não conhecem o blog do Euler e não sabem de nada do sindicato. Elas,realmente não têm tempo para nada. Trabalham inclusive sábados domingos e feriados para dar conta do recado. A maioria trabalha em 2 turnos. Como sobra tempo para ver a mídia em geral.O sindicato,lá não aparece. A maioria é efetivada e acha que Anastasia vai salvar seus cargos. SETE LAGOAS.

      Excluir
    2. Caro (a) Anônimo9 de março de 2013 19:56, não saber quem é a secretária de Educação e da Seplag, bem, isso não é excesso de trabalho e sim alienação em último grau, afinal trata-se de uma hierarquia. Se sondar essa professora não saberá também em que Secretaria é lotada, a qual SRE pertence, o nome da unidade de exercício e deve desconhecer a própria chefia imediata.

      Excluir
    3. O nome disto é mesmo ALIENAÇÂO.Quando digo aqui que o professorado de MG está mais pra boizinho de presépio do que pra educador é a pura verdade!
      O trabalho deste povo alienado deixa a desejar.Não se preocupam com a própria vida funcional, vão se preocupar com os alunos?Ganham dinheiro sem desgastar a beleza.
      Minha escola tá cheia de gente assim...

      Excluir
  50. 47 - Mônica corre perigo

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perigo maior correm os professores.
      SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.

      Excluir

  51. http://asintoniafina.blogspot.com.br/2013/03/dilma-zera-impostos-federais-da-cesta.html?spref=tw

    ResponderExcluir
  52. Contagem_Regressiva9 de março de 2013 12:12

    Faltam para o fim do DesGoverno Antonio Anastasia 663 dias 1 hora e 50 minutos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia ir junto com ele esta direção apática do sindicato! Devemos fazer um abaixo assinado para tirar essa cúpula enganadora de lá! Vai ser presidente da CUT e deixa o sindicato pra quem quer lutar!!!!!!

      Excluir
  53. Caro Euler.
    Esperava mais manifestações, aqui, acerca da decisão recente do STF em relação à lei do piso. Em 2010 foi implantado o subsídio. Em 2011 pudemos optar, até agosto, pela remuneração única ou pelo vencimento básico. Aqueles que saíram do subsídio voltaram a receber, a partir de julho de 2011, pelo vencimento básico. Agora o governo tem que pagar o piso, nem que seja por 6 meses, para os 153 mil bravos professores que retornaram ao antigo regime de remuneração, já que em 2012 todos fomos posicionados no subsídio, compulsoriamente. Outra coisa, novamente o STF define o que é piso. Subsídio é teto. Se me chamarem para a greve, vou. Se uma greve fracassou não significa que todas estão fadadas ao fracasso, "adi eternum". Em todo o caso estou com três processos contra o Estado, já em fase adiantada de conclusão: piso, subsídio e Ipsemg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu, também estou na mesma situação do caro colega Sálvio. Entretanto, a greve agora...Não sei não. Lembremos que: ficamos 112 dias parados e o governo nos cozinhou em fogo brando, jogou a sociedade mineira contra nós, manipulou e manipula a mídia, judiciário estadual e a assembléia homologativa. Além disto tudo, quando paramos ele lucra cortando nossos míseros salários e nos impondo sérias restrições. Portanto, nossa categoria deve estar unida como nunca esteve)para uma greve. E pergunto. Estamos? Se a Lei 100/2007 ainda não foi julgada, será que não devemos aguardar o desfecho desta situação? Sei que nossa indignação é enorme, justa e tardia mas, eles detêm o poder e a greve é nossa arma mais poderosa. Devemos guardá-la para o momento certo. Nosso sindicato, também, fraqueja nestes momentos. Relembremos que: não conseguiram impedir os cortes salariais e as negociações se arrastaram. Assim sendo,creio, que 2014 no primeiro semestre será a ocasião propicia para um movimento reivindicatório pró piso na carreira e valorização profissional.
      O que achas?

      Excluir
    2. Parabéns temos que entrar na justiça sempre e mesmo quando não temos esperanças devido à manipulação da justiça pelo governo. Isso é o que nós, combatentes e grevistas, chamamos de CIDADANIA.

      Excluir
    3. Na África fizeram fizeram greve antes da copa do mundo e não adiantou nada. Se temos que reivindicar tem que ser em qualquer tempo.

      Excluir
    4. Gostaria de fazer o mesmo, mande o nome deste escritório e como comunicar.
      Quero largar esse negócio de sindute, vamos botar para rachar esse dèspota!Afinal é nosso salário suado que está se indo...

      Excluir
  54. José Alfredo Junqueira9 de março de 2013 13:49

    Amigos professores,venho mais uma vez insistir em um tema polêmico,mas real e talvez surreal.Como diz o Euler,Minas é um estado à parte,talvez outro país e isto têm um motivo palpável.Já comentei sobre isto várias vezes aqui com repercussão quase zero ou sujeito a críticas(o que eu tenho a ver com isto,este nióbio é uma viagem,Araxá,KKK).Mas recentemente o Novojornal.com jornalismo de qualidade publicou várias reportagens sobre o bilionário contrabando do nióbio de Araxá.Este mineral(niobita)só existe no brasil(98%)e é fundamental para as grandes potências mundiais(tecnologia e armas).Então,o que acontece aqui é que as autoridades e políticos e mídia se calam por propinas milionárias.O governo federal é omisso e cúmplice pois faz a mesma coisa na falsa reserva indígena ianomani em Roraima(gigantesca jazida de nióbio e outros terras raras).Estas "autoridades" de Minas(vide Danilo de Castro)tem o respaldo dos EUA e comparsas para fazerem o que quiserem em Minas(tipo enrolar os professores e sucatear a polícia civil)e roubar à vontade,é claro.O MPE de Minas está investigando,o fato chegou à presidenta(tá cansada de saber),os deputados Sávio Souza Cruz e Rogério Correia tentaram recentemente instalar uma cpi para investigar o contrabando do nióbio em Araxá,sem sucesso,é claro!O Novojornal.com tem um vídeo que confirma todas estas denúncias.

    ResponderExcluir
  55. Euler, não entendo de leis, mas, se o pagamento do piso é a partir de 2011, e, a lei diz que o piso deveria ser aplicada na carreira já existente, o sindute não deveria reclamar na justiça a inconstitucionalidade do subsídio que foi criado em 2012?
    Se optamos pelo piso em 2011, este deveria valer. Terra de Anastasia quem manda é ele, mas o sindicato deveria, pelo menos, usar os advogados que tem para questionar o tribunal de justiça. Ou eu estou errada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que já ganhamos, no momento que voltamos atrás por opção e por escrito, temos contracheques provando que até o biênio atrasado foi pago, portanto o governo assinou a sentença que aceitava nossa volta ao PISO salarial, nosso plano, por concurso. Causa ganha. Precisamos apenas nos unir e entrarmos com uma ou varias causas,de mesmos termos JÁ! há varios escritórios de direito, já trabalhando nisso.
      À luta...

      Excluir
    2. Deus há de ouvir as nossas preces.

      Excluir
    3. A palavra tem força.
      ANASTASIA NÃO É DONO DE MINAS GERAIS.
      ANASTASIA NÃO É A LEI.
      VAMOS AFIRMNAR O CONTRÁRIO:
      ACREDITAMOS NA JUSTIÇA.

      Excluir
  56. Euler, não desista de nós!!! como diz vc força na luta ,rumo a vitoria!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ACREDITO NA NOSSA VITÓRIA.
      NÃO PODEMOS DESISTIR DA LUTA.
      NOSSO OBJETIVO É UM SÓ: O PISO NA ANTIGA CARREIRA.
      ABAIXO O SUBSÍDIO.
      ABAIXO O SUBSÍDIO.
      ABAIXO O SUBSÍDIO.
      HÁ UMA LUZ NO FIM DO TÚNEL.

      Excluir

  57. http://www.facebook.com/photo.php?v=10200158317375806

    ResponderExcluir
  58. Em vez de ficarmos lamentando, chegou a hora de começarmos a trabalhar contra o governo do PSDB para o governo de Minas em 2014. Vamos lá todos nós professores e professoras!! Sala de aula, explicando as razões para os nossos alunos não votarem no PSDB e que eles convençam seus pais, parentes e vizinhos; Somos milhares de professores e com nossos familiares e vizinhos por toda as Minas Gerais, lutaremos para que não votem no PSDB. Aí sim, grandes colegas, mostraremos que nossa luta foi gloriosa e eficiente. Pensem nisso! Essa é a nossa luta de agora!!. Grande abraço.

    ResponderExcluir
  59. Contagem_Regressiva10 de março de 2013 10:43

    Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia 662 dias...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Continue contando!
      É bom sabermos que a cada dia vamos nos aproximando da nossa liberdade ( me sinto escravizada por esse governo).
      Conte os dias, contes as horas...
      O amanhã nos espera.
      Oque é ruim vai embora.

      Excluir
    2. Seria legal ter essa contagem também lá no facebook da SEE/MG e postar lá também as perdas sofridas durante esse DesGoverno!

      Excluir
    3. Conte para o fim do governo do PSDB,porque se entra outro membro desta quadrilha continuaremos "chafurdados na mesma lama".

      Excluir
  60. Olá, pessoal da luta!

    Como está um pouco cedo, ainda, para abrirmos outro post, aproveito este espaço de diálogo horizontal para trazer algumas considerações.

    É notório que os blogs estão cheios de gente que nada tem a ver com a Educação e por aqui passam apenas para tentar dividir e enfraquecer a luta da categoria.

    Tentam desviar o foco da nossa luta, nossas justas demandas. No nosso blog, como na luta cotidiana, não sou eu o foco, mas os problemas da Educação, como a carreira destruída, o piso pisoteado, as perdas que tivemos, etc.

    E disseram que estou repetindo. Ora, se os governos repetem a sua prática de destruição da carreira dos educadores o que mais se pode esperar da parte de um educador? Que ele repita todos os dias tudo quanto lhe foi tirado, roubado, confiscado. Somente quem não é da categoria não entenderá o que estamos dizendo.

    E tentam inclusive nos colocar contra a comandante Marly Gribel. Pura perda de tempo. Marly tem todo o nosso respeito e admiração, mesmo quando não concordemos com algumas poucas propostas ou iniciativas, que ela tem todo o direito (e autoridade moral) de fazê-las. Mas na maioria das vezes concordamos plenamente com as análises da professora Marly, que só enriquecem o cenário da Educação, muito marcado pela ausência de reflexão crítica.

    Aliás, eu não vou "brigar" com os colegas do NDG - Rômulo, Marly, Ivete, André Buzina, Nelson Pombo, Petronio, Flávio, Martinho, Gracieuza, Vladmir e mais um monte, um monte de gente mesmo, que merece todo o meu respeito e admiração. Não tentem me jogar contra eles, pois não conseguirão. É unilateral - eles podem brigar comigo, eu não vou brigar com eles, rsrs.

    Voltando ao tema foco deste blog nos últimos anos, acho que é possível sim arrancar na Justiça o nosso piso. E vou retomar algumas rápidas reflexões:

    1) o STF decidiu que a Lei do Piso se aplica a partir do dia 27 de abril de 2011. Isto muda muita coisa. Por quê?

    2) a primeira lei estadual do subsídio, implantada em Minas em 2010, abria a possibilidade das pessoas optarem pelo antigo sistema de vencimento básico e gratificações. Cerca de 153 mil educadores fizeram a opção pelo antigo sistema remuneratório, e inclusive foram punidos com a redução salarial, já que o governo se negou a pagar o piso na carreira;

    3) somente em dezembro de 2011 é que o governo conseguiu aprovar a segunda lei do subsídio obrigando a todos a retornarem para o subsídio, inclusive sem nos pagar pela redução salarial aplicada entre maio e dezembro de 2011;

    4) logo, para estes 153 mil educadores é possível sim obrigar o governo a pagar a diferença entre o antigo valor do básico e o valor do piso aplicado na carreira, com a incidência das gratificações e devidas correções. Isto entre abril e dezembro de 2011. Mas, e depois?

    5) bom, aqui, abrem-se novas possibilidades. Uma delas é a de que a justiça determine que se continue pagando o piso enquanto vencimento básico, já que o governo não poderia alterar a lei federal a posteriori, visando obter vantagens e provocando notórias perdas salariais aos servidores;

    6) uma outra possibilidade é a de que o governo tenha que rever os cálculos do subsídio a partir de janeiro de 2012, já que os valores do piso são superiores;

    7) mas, para essa demanda na justiça, para o bem de todos, seria necessário que o sindicato da categoria tivesse uma boa assistência jurídica, o que não é o nosso caso, infelizmente. O sindicato tem a mania de pedir aquilo que os tribunais já deram mostras de que não aceitarão. Ou seja, pede pra perder. Aí não dá, né?;

    8) mesmo com uma boa assistência jurídica, considerando a realidade dos tribunais de justiça - muito ligados aos interesses de estado -, ainda assim corre-se o risco de perder. Mas, vale a pena o risco, como disse um dos comentários aqui no blog.

    Por agora é isso. Um bom domingo para todos e até breve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O nosso sindicato tem milhares de filiados e TEM DINHEIRO para pagar advogados excelentes e que entendem de direitos de servidores públicos. O negócio é usar nos processos argumentos fortes e convincentes que não podem ser contestados, como direitos adquiridos, lei do piso, compulsoriedade do subsídio (não nos deu o direito de escolha) que foi uma clara intenção de burlar a lei do piso. Todos sabemos que o estado mudou nossa forma de remuneração e nosso plano de carreira nas vésperas de uma lei federal entrar em jogo que é a lei do piso. O estado agiu de forma inconstitucional em várias situações e ações para conosco. Enfim os argumentos é que devem ser fortíssimos e baseados na nossa constituição que é a lei maior. Assim teremos mais chances com certeza. No STF tem uma adi questionando nosso subsídio mas seus argumentos são uma negação. Acho que até eu que não sou advogado elaboraria argumentos mais convincentes e baseados na lei melhores do que os que se encontram lá. É exatamente isso que não pode acontecer pois perdemos ótimas oportunidades de conquistas. Agora, a questão da iniciativa popular também faz pressão e ajuda bastante como disse a Beatriz em seu blog. Quando as nossas ações estiverem sendo julgadas temos que paralisar as escolas, irmos para as ruas, fazermos nossa manifestação e informarmos a sociedade o motivo e o porque estamos lutando. Termos o povo do nosso lado é fundamental. As grandes mudanças da sociedade vieram do clamor popular Luther King que o diga, kkk.

      Excluir
    2. STF, votou a favor do Piso para todos os professores e sem direito dos Estados recorrerem.
      Parabéns grande homem e Ministro Joaquim Barbosa!

      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.
      Eu quero o Piso Salarial, Lei 11.738/08 nas minhas carreiras antigas, como eu pude optar.

      Abaixo-assinado Ao governo de Minas Gerais: pague o piso e deixe de enrolação!

      Copiei e colei novamente.


      http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N10480

      Excluir
    3. professoramaluquinha10 de março de 2013 22:15

      "E disseram que estou repetindo." Euler, você não é repetitivo, mas bater na mesma tecla se faz mister na atual conjuntura, dizem que água mole em pedra dura tanto bate até que fura (é o modismo dos ditados populares). Nós gostamos de você, como se o conhecessemos pessoalmente. Torço para que você nunca deixe a docência, porque você é sensível com a situação da categoria, e deve ser um excelente professor e colega. Precisamos de profissionais politizados em sala de aula, porque senão, perdem-se as oportunidades de mobilizar uma das classes que precisamos conquistar para somar forças: o alunado. Se tivermos a aprovação dos alunos, nossa solidão será certamente amenizada. Escola é o lugar onde se faz amigos. Precisamos ganhar a simpatia e o apoio dos jovens que de tabela, conquistamos os pais. Então, será meio caminho andado. É muito bom quando você entra nos comentários e interage conosco. Bom descanso, Euler Conrado. Bom final de domingo.

      P.S.: ah, e antes que me esqueça eu entendi porque vc não postou algumas coisas que enviei, tudo bem, vc é quem manda. Mas, reitero outros pedidos: não publique nenhum ataque dos vândalos virtuais a sua pessoa, causa muita revolta em todos nós, essa gente que entra com todo poder de destruição, e que perdem tempo e energia, pois, não irão conseguir, que esse nosso cantinho aqui é sagrado. Bye.

      Excluir
    4. Acho que o caminho é o jurídico mesmo, se o sindicato nada fizer, tenho certeza que temos a causa ganha. Primeiro, não se pode tirar direito adquirido em concurso, biênio , quinquÊNIO, ETC
      NINGUEM FAZ NADA E ASSIM O TEMPO PASSA. VAMOS AGILIZAR. HÁ UM GRUPO DE ADVOGADOS EM bh, FORMAMOS OS GRUPOS E MANDAMOS PARA ELES NOSSOS DOCUMENTOS. o PAGAMENTO É DE x% SOBRE A CAUSA, PERDENDO OU GANHANDO.É UM RISCO? mÍNIMO, E ELES(advogados) SABEM QUE IRÃO GANHAR, BASTA VER O ROLO DE GOVERNADOR E SECRETÁRIA QUE NÃO DIZEM COISA COM COISA E TIRAM TODA A HORA O SITE DO AR. eSTÃO PERDIDOS. é NOSSA HORA. qUEM TEM MAIS TEMPO COMO EU , INDO PARA O 3ºQUINQUENIO E OS BIênios perdidos, dá até dó...
      Tô dentro, assim que começarem e aqui em Cataguases, tem várias pessoas.

      Excluir
  61. Acessem o site novo jornal e terão a oportunidade de saber tudo que não aparece nos meios de comunicação sobre essa gangue do psdb... em MG.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. http://www.novojornal.com/

      Excluir
  62. SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.

    ResponderExcluir
  63. PSDB NUNCA MAIS - O POVO NÃO VAI DEIXAR ELES VOLTAREM

    O Ministro Gilberto Carvalho colocou o PSDB no seu devido lugar: O PASSADO - Um passado tenebroso, de desemprego, arrocho salarial, falta de crédito, JUROS NAS ALTURAS, distância das reais necessidades do´povo brasileiro. Convém não esquecer que as declarações de Aécio Neves, foram feitas em um evento do PSDB em Goiás, cujo cicerone é, nada mais, nada menos, que o governador MARCONI PERILLO, envolvido até o pescoço em denúncias de corrupção, por sua ligação vergonhosa com Carlos Cachoeira. Perillo praticamente 'terceirizou' o Estado de Goiás para ser administrado pelo bando de Cachoeira, mas, quanto a isto, os TUCANOS nada tem a declarar e, a imprensa vendida, também nem toca no assunto.

    Do: Jornal do Brasil
    Ministro reage às declarações de Aécio: o povo não vai deixar o PSDB voltar

    Em tom duro e contundente, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, rebateu as críticas do senador Aécio Neves (PSDB-MG), que disse nesta segunda-feira que o governo “tira os olhos de 2013 e foca em 2014”. Gilberto é um dos interlocutores políticos mais próximos da presidente Dilma Rousseff e está no governo desde o primeiro mandato de Lula.

    Em evento do PSDB em Goiânia, Aécio – que é potencial candidato tucano à Presidência da República – disse que o governo “acha que pode acabar com a pobreza por decreto”, referindo-se à medida que injetou mais recursos no Brasil Sem Miséria para que nenhum beneficiário recebesse menos de R$ 70 por mês, que é considerado a linha da miséria.

    “Ao contrário do que disse o senador, irresponsavelmente nos últimos dias, de que nós queremos extinguir a miséria por decreto, não é isso, não, senador. Não estamos extinguindo a miséria por decreto, esse governo não abandonou o seu povo e por isso a miséria está nos abandonando, estamos levantando a dignidade desse povo, porque nós tivemos com esse povo, e ao contrário de governos anteriores, tivemos a coragem de ouvir esse povo, de receber esse povo no Palácio”, reagiu Gilberto Carvalho durante a abertura do 11º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rural, em Brasília.

    O ministro acrescentou que não acredita em um retorno da oposição ao poder porque “o povo não vai deixar”. Segundo o ministro, a gestão do PT é “solidária ao povo, ao contrário de governos neoliberais que esse senador (Aécio Neves) representa e que quer voltar ao governo do país”.

    “O povo não vai deixar porque o povo sabe quem está com ele, quem caminha com ele”, afirmou o ministro.

    Mais cedo, Gilberto Carvalho havia negado fazer comentários sobre as declarações de Aécio Neves. Presente no mesmo evento, o presidente do PT, Rui Falcão, já havia rebatido a posição do senador tucano dizendo que os governos de Lula e Dilma foram melhores do que os anteriores nos aspectos econômico, social e político.

    ResponderExcluir
  64. Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa tarde Euler! estive analisando alguns fatos sobre a sua última postagem e concordo que vc tenha que ser persistente nos assuntos não resolvidos para a categoria, principalmente no que tange ao piso salarial.É um assunto que não se esgosta porque há pendências inclusive na resposta dada a ADI 4631. Quando o anônimo:Anônimo2 de março de 2013 16:32 diz:



      "Devido a alguns erros nos argumentos dos advogados da CNTE, o parecer datado de 30 de novembro de 2011 da Procuradoria Geral da República é pela improcedência do pedido.

      A ADI que estava em poder do Ministro Ayres Britto, foi repassada em 19/04/2012 para o Ministro Cezar Peluzo, sendo repassada em 29/11/2012 para o Ministro Teori Zavascki.

      Apesar de ainda não estar concluída, caso nada na argumentação seja modificado, provavelmente perderemos esse recurso e continuaremos a receber pelo SUICÍDIO, quer dizer subsídio.

      Para acessar a ADI basta seguir os passos:

      Entre no site do Supremo:
      http://www.stf.jus.br/portal/principal/principal.asp

      No meio da tela à esquerda (acompanhamento processual) digite 4631 no Número do STF e clique em pesquisar.

      No resultado da pesquisa, clique no primeiro item ADI 4631.

      Aparecerá a ADI com todas as datas do andamento processual.

      Para ler tudo basta clicar no escrito em vermelho [Ver peças eletrônicas]

      Uma nova janela se abrirá e basta clicar na relação numerada à esquerda para ler cada peça do processo.

      É muita coisa, porém sugiro ler a petição inicial (número 0) e depois ler a de número 59 (improcedência)".

      Concordo com o anônimo quando diz que:"Apesar de ainda não estar concluída, caso nada na argumentação seja modificado, provavelmente perderemos esse recurso e continuaremos a receber pelo SUICÍDIO, quer dizer subsídio", pois se analisarmos bem o que diz a parte que se refere ao MÉRITO, do nº 28-29 temos grandes chances de reverter a nosso favor a situação . Está claro na resposta estas colocações;28- "Antes de adentrar o cerne do debate proposto pela CNTE é necessário deixar bem claro que a lei mineira possibilitou aos servidores por ela abrangidos a opção pela permanência no sistema remuneratório" (Art 5º,& 1º e & 2º). 29-"Só esse dado já conduziria à improcedência do pedido".O que acima foi relatado não condiz com a situação compulsória com a qual o governo nos colocou, Ele deixou essa possibilidade na Resolução no artigo supracitado, mas colocou depois da Resolução publicada,todos dentro do subsídio ignorando a opção que mais ou menos 153 mil servidores já haviam feito de permanecer no sistema remuneratório. Com tais colocações do Mérito nesses respectivos números, vc não acha que seria interessante a tentativa de assegurarmos nossos direitos resguardados?Há de se ter uma forma de questionar a forma compulsória e arbitrária que fomos colocados no subsídio, nem que seja contestanto esta resposta dada ( 28- 29). Não acha?

      Excluir
    2. Olha, voce tocou num ponto chave. Eu, coloquei essa observação quando o anonimo dizia que iríamos perder (no post comentei que Renata Vilhena comemorou nas redes sociais o parecer PGR). Só que é um parecer. O mérito não foi julgado. E na ocasião nós tínhamos o direito a optarmos, o que foi negado posteriormente (a situação mudou).

      Então, eu acredito que os advogados estão cientes e terão argumentos para derrubar a Lei do Subsídio. Assim eu espero.

      Excluir
    3. Só que os advogados do sindicato são muito lentos...

      Excluir
    4. Será que os advogados estão cientes mesmo. Hoje em dia os alunos não sabem de nada, professores (alguns) não sabem de nada e muitos outros profissionais não sabem de nada...É triste mas é a realidade, basta ver a ADI do subsídio no STF que chegaremos a esta triste conclusão.

      Excluir
  65. O povo é burro

    Blog do Bemvindo

    Nos últimos dias, desde a morte de Chávez e a eleição de Feliciano para a CDHM aumentou na minha caixa de correios o número de mensagens chamando o povo de burro.

    A mais recente dizia que o povo brasileiro era burro, gado, porque elegeu Lula e Dilma.

    A anterior a esta dizia que o povo era burro, ingênuo porque dava ofertas para os pastores.

    Então fica assim: o povo é burro quando vota na direita, é burro quando vota na esquerda, e é também burro quando dá dinheiro pra igrejas.

    Ou seja: definitivamente, o Povo é Burro!

    Não há escapatória para 200 milhões de brasileiros. Todos burros. De um jeito ou de outro.

    E agora a extensão dos burros alcança os venezuelanos, os bolivianos, os argentinos etc. etc..

    O pedreiro que dá dinheiro pra Pastor é burro, ingênuo, otário. Mas quando esse mesmo vota no candidato da nossa preferência não é mais burro? Deixou de ser ingênuo ou otário?

    A empregada é ótima, fantástica, capaz, mas quando vota no Maluf é burra. Quando vota no PT também é burra, e se der oferta pra qualquer Igreja ou Seita é mais burra ainda?

    Mais da metade dos evangélicos que dão ofertas votaram na Dilma.
    Outra parte, menor, votou no Serra.

    O que são então? Meio burros e meio inteligentes?

    Sob que ponto de vista? Da Direita, da Esquerda? Ou dos Ateus, sejam da Direita ou da Esquerda?

    Será que não dão chance ao Povo?

    Eu digo a vocês: o povo é sábio, em qualquer hipótese, pois afinal é ele quem constrói a Nação e todas as coisas que desfrutamos de forma inteligente.

    Afinal só o povo é que é burro? Você que chama o povo de burro é o único gênio inteligente?

    Seja de que lado for, a visão é paternalista e de caráter fascista já que pretende moldar o povo à sua única óptica.

    Chamar o povo de burro é sobretudo falta de respeito com o exercício da cidadania.

    Mao Tsé Tung tinha razão quando dizia que devemos caminhar "Ao lado do Povo", nem atrás e nem à frente. Lado a lado. Pois afinal tirando a elite rica, a cangalha é a mesma para todos os burros.


    Leia mais em: Blog Sujo
    Under Creative Commons License: Attribution

    ResponderExcluir
  66. SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.
    SUBSÍDIO não é PISO, é TETO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PRECISAMOS REPETIR SUBSÍDIO NÃO E PISO, É TETO.
      QUEREMOS O QUE A LEI NOS CONCEDE.
      STF É MUITO MAIS QUE ESSE GOVERNO DE MINAS.

      Excluir
    2. Então cabe aos colegas, enviarem emails denunciando a prática do governo de Minas.Precisamos entupir a caixa de emails deles com a mesma reclamação. Eu já fiz isto .E vocês?Façam por favor. É uma maneira de lutar também.Se o Anastasia não vai recandidatar ao governo de Minas é porque sua imagem foi queimada na mídia por nós professores.Podem não acreditar,mas é.Ao senado muitos eleitores votam apenas no nome que já ouviram pronunciar (triste,né?)Por isso suas chances são maiores no senado e não ao governo de Minas.

      Excluir
    3. Sabe por que subsídio é teto? Porque é modelo de remuneração de parlamentares. Então, o subsídio é o máximo que um congressista pode ganhar. Servidor público das camadas hierárquicas inferiores, não poderiam receber proventos por esse modelo, pois não se adequa, devido os baixos salários. Mesmo absorvendo todas as vantagens e direitos adquiridos, ainda assim, o total é inviável para que o trabalhador tenha um mínimo de qualidade de vida.

      Excluir
    4. Vejam tabelas de subsídio (teto salarial) dos mais altos cargos dos estados:

      http://febrafite.org.br/userfiles/TABELATETO-SALARIALJANEIRO2013versaox.jpg

      VALE A PENA DAR UMA OLHADA.

      Excluir
    5. Subsídio é modelo remuneratório dos senhores senadores, deputados, desembargadores, ministros, governadores, magistrados, porque é teto salarial. Não se aplica a servidores públicos dos mais baixos níveis hierárquicos. É imoral empobrecer mais toda uma categoria. Mas, quem sabe um dia, sua excelência o ministro Joaquim Barbosa que - exceto todas as vantagens - recebe pelo modelo de subsídio uma remuneração de R$ 28 059,29.

      Para a Federação, o teto remuneratório vinculado ao subsídio de um governador do Estado, por exemplo, cargo de natureza política, representa uma ameaça à autonomia e um tratamento desigual entre as carreiras de estado.

      Excluir
    6. Ele não vai se candidatar ao governo de Minas pois já está no seu segundo mandato. Se não teríamos mais 4 anos de atraso e exploração.

      Excluir
  67. Euler nós somos 74 professores de uma pequenina escola do estado que funciona espremida em um pequeno pavilhão de 7 salas graças a municipalização do ensino fundamental temos 5 turmas com a media de 47 e 60 alunos nas salas,sem mais nada, entramos na justiça em 2010, particular, e em dezembro de 2012, já tínhamos passado pela primeira estância estamos aguardando,por isso continuo achando ninguém tem nada a perder! Meu avô dizia que na vida existe duas palavras absolutamente definidas SIM E NÃO se você não tentar não poderá saber a resposta. Continuo na luta mesmo que alguns achem repetitivo, pergunto e a vida não é? Abraços companheiros.Não desistem,Força!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu avô é um homem sábio. Na Europa SIM e NÃO, é resposta, ninguém pergunta "por que", aqui no Brasil, as pessoas ficam te cutucando no seu SIM e no seu NÃO. Até a Bíblia diz: "seja sua fala sim ou não, o que passa disso é procedência maligna."

      Excluir
  68. SENHORES ALUNOS, PROFESSORES, PAIS E TÉCNICOS,

    TODOS VOCÊS ESTÃO CONVIDADOS PARA A RECEPÇÃO DA SENHORA GAZZOLLA, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, NA LINDA CIDADE DE MANHUAÇU - MG, NOS DIAS 18 E 19 DE MARÇO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehehheeeee... qual a agenda, hein??

      Excluir
    2. Contagem_Regressiva11 de março de 2013 20:51

      Faltam para o fim do DesGoverno de Antonio Anastasia (que vai pro senado, capaz de mineiro votar nele/dança das cadeiras/cuidado!! Danilo de Castro pode ser seu governador)

      660 dias 17 horas e 7 minutos

      Excluir
    3. Danilo de Castro é ficha suja ele não pode se candidatar a nada. Existe a lei da ficha limpa, ou pelo menos existia né.

      Excluir
    4. em Minas vale tudo :p

      Excluir
  69. Leiam "NOVO JORNAL" on line. A verdade que a mídia PIG não mostra e quer censurar.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. http://www.novojornal.com/

      Excluir
  70. Olá, Euler e caros colegas,
    Há uma luz no fim do túnel ainda que seja muito fugaz.
    Entrei no TJMG como a ação do piso de forma independente.Coordenei meus cálculos diferenciais entre subsídio -piso. Hoje ao consultar o processo encontro como resposta que o pedido foi atendido parcialmente.Ainda não sei a extensão desse "parcialmente" porque a publicação completa só sairá no jornal do próximo dia 11/03.
    Presumo que acataram o pedido do piso apenas referente aos meses que retornei ao salário básico, mas mesmo á assim tal fato abrirá precedentes a uma nova ação de inconstitucionalidade :o retorno compulsório ao subsídio irá reduzir meu salário.
    Prof Silvinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara colega aguardamos mais informações.

      Excluir
    2. Só deles terem acatado apenas referente aos meses que você voltou ao vencimento básico prova que o subsídio não é vencimento básico como manda a lei do piso. Por aí já vemos que o subsídio não se enquadra na lei do Piso, tanto é que eles devem estar acatando apenas em relação aos meses em que você esteve no vencimento básico. Isso não é apenas uma luz no fim do túnel mas sim o sol que começa a resplandecer no romper da aurora. A partir de agora as ações na justiça começarão a surtir efeitos visto que a ADI do piso foi julgada definitivamente. Mas o que nunca podemos nos esquecer é de usar argumentos fortíssimos nas ações visto que o nosso inimigo é poderoso e maquiavélico.

      Excluir
  71. Alguém aí poderia me informar os emails dos ministros do STF? Estou com ótimos emails com importantes informações para mandar para os ministros mas não estou conseguindo todos os emails no site do STF. Quem tiver por favor me mande. Desde já obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você pode mandar também uma informação, explicação ou denúncia pela "Central do Cidadão".Eu sempre faço denúncias e dou informações por este canal.

      Excluir
    2. gabminjoaquim@stf.jus.br atendimento.ti@stf.jus.br sg@stf.jus.br marceloom@stf.jus.br akeshi@stf.jus.br adrianaml@stf.jus.br julio.almeida@stf.jus.br rafael.rabelo@stf.jus.br
      sej@stf.jus.br

      Excluir
    3. professoramaluquinha12 de março de 2013 12:01

      Link da Central do Cidadão:

      http://www.stf.jus.br/portal/cms/verTexto.asp?servico=centralDoCidadaoAcessoInformacao

      Excluir
    4. Tudo bem mas eu queria os emails diretamente dos ministros, fica mais específico. Pela "Central do Cidadão já mandei dezenas". Vocês sabiam que além do artigo 37 da constituição que exige concurso a lei 100 também fere o artigo 5º inciso 13, que exige escolaridade mínima para ocupar um cargo ou emprego qualquer. Todos sabemos que a lei 100 efetivou milhares de professores sem LICENCIATURA PLENA. Para dar posse para concursado se exige a escolaridade mínima que é a licenciatura plena mas para efetivar e ainda sem concurso foi todo mundo efetivado sem a licenciatura plena mesmo. É exatamente sobre isso que quero mandar emails pro STF. Pela central do cidadão já mandei agora quero os emails dos ministros diretamente.

      Excluir
    5. professoramaluquinha12 de março de 2013 23:10

      Tem uns e-mails nesse site, inclusive telefones:

      http://www.stf.jus.br/portal/cms/verTexto.asp?servico=sobreStfConhecaStfQuemEQuem

      Excluir
    6. professoramaluquinha12 de março de 2013 23:12

      Paulo Henrique Amorim publicou os e-mails dos ministros do STF. Confira:

      http://heliopaz.wordpress.com/2008/07/15/e-mails-dos-ministros-do-stf/

      Excluir
    7. professoramaluquinha12 de março de 2013 23:13

      Se quiser especificamente do ministro Joaquim Barbosa, é este:

      Joaquim Barbosa – gabminjoaquim@stf.gov.br

      Excluir
  72. Os servidores da SEE e outros órgãos da cid. administrativa terão o seu vale refeição/alimentação cortados...
    é fonte certeira....o acordo de resultados foi para o espaço.....

    ResponderExcluir
  73. professoramaluquinha11 de março de 2013 20:47

    Ligados na política mineira (abram os olhos!!):

    "Palácio Tiradentes, sede do governo mineiro na Cidade Administrativa, terá novo ocupante já a partir de abril de 2014, quando o governador Anastasia deve se desincompatibilizar para se candidatar ao Senado.

    Enquanto na disputa do governo de Minas a projeção de cenários para a oposição se afunila em torno de Pimentel e de Clésio Andrade, no campo da situação, a escolha do nome para concorrer ao Palácio Tiradentes converge, principalmente, para o vice-governador Alberto Pinto Coelho (PP), o presidente estadual do PSDB, Marcus Pestana, e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Dinis Pinheiro (PSDB). Ainda lembrados são os tucanos Danilo de Castro, secretário de Estado de Governo, e Nárcio Rodrigues, secretário de Estado de Ciência e Tecnologia."

    PARA LER NA ÍNTEGRA:

    http://www.em.com.br/app/noticia/politica/2013/02/09/interna_politica,349555/candidatos-ao-governo-de-minas-em-2014-ja-estao-em-campanha.shtml

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido.11 de março de 2013 22:27

      Quem vai votar nele para o Senado? Osssss cariocasssss que aócio never traiu e tomou oitocentos milhões de reais de PETRÓLEO? Essa corja não engana mais ninguém nem em MG nem em lugar algum do Brasil.

      Excluir
  74. http://www.novojornal.com/politica/noticia/andrea-falcao-a-mulher-que-tira-o-sono-dos-neves-05-03-2013.html.

    ResponderExcluir
  75. Caros colegas!!!
    Preciso saber sobre o nºmáximo de alunos no ensino básico por sala de aula. Aqui em minha escola que é estadual tem uma sala do primeiro ano do ensino médio com 43 alunos. E a lei que colocou limite em 35 alunos, já está valendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Euler, esta lei que põe limites na sala de aula em 35 alunos, já está valendo?

      Excluir
  76. Dentro da escola que trabalho está impossível trabalhar a pressão das supervisoras a mando do diretor que só falam em números ou seja, em melhorar a nota da escola que hoje é de 4.0. Exigindo plano diário, cumprimento de 4 horas de tempo extra-classe para cada cargo na escola, além das reuniões de 8 horas uma vez no mês, além de outra reunião de 4 horas mensais.
    Isto pode? Tenho 32 aulas como fica minha situação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocês estão é brincando com a gente... Não sabem ler uma resolução? Absurdo. Acorda e leia. Isso não pode não. Só pode ser do governo querendo saber se somos bobos. Tem dó. Na minha escola não tem nada disso.

      Excluir
    2. Olá, tudo bem. O tempo extra-classe é de 4 h/aula, ou seja, 200 minutos. De acordo com o artigo 99 do estatuto do magistério, o intervalo de aula e recreio contam como módulo 2, então leia o referido artigo e vá atrás de seus direitos.

      Excluir

  77. Sem negociação, educação em Ibirité permanece em greve

    Em greve desde o dia 27 de fevereiro e ainda sem abertura das negociações, os trabalhadores em Educação do Município de Ibirité fazem nova assembleia nesta terça-feira (12) às 08 horas para decidir os rumos do movimento. A prefeitura se recusa a abrir negociação com os trabalhadores e desde que assumiu o mandato, o prefeito Pinheirinho nunca atendeu a categoria.

    Entre as revoltas da categoria está o ato da Prefeitura que pretende aumentar a jornada de trabalho da carreira de magistério sem a devida compensação.

    Na área administrativa, os trabalhadores concentram uma defasagem salarial de 40% de seus salários. Entre as reivindicações estão o aumento da licença maternidade para 6 meses, reajuste da cesta básica, criação de data-base e reajuste salarial.

    Antes de paralisarem as atividades, os trabalhadores fizeram protestos com a redução da jornada. Sem resposta da prefeitura, a categoria deflagrou a greve por tempo indeterminado.

    Os trabalhadores também denunciam o descaso com a gestão da educação no município e a falta de planejamento com os gastos públicos. São escolas e obras mal construídas e inacabadas que desperdiçam materiais e recursos. Enquanto se gastam altos recursos em shows, eventos e publicidades nas escolas faltam professores, carteiras, livros didáticos e consertos estruturais.

    O Sindicato dos trabalhadores em Educação (Sind-UTE Ibirité) critica a forma como a prefeitura da cidade cuida da coisa pública. “Adota-se o favorecimento de familiares, amigos e cabos eleitorais, uma gestão que pratica o assistencialismo e o clientelismo de forma coronelística. Uma mistura entre o bem público (bem de todos) com o privado (interesse de um pequeno grupo de pessoas).”

    Sind-UTE/ Ibirité Telefone: 3533-2713

    Rafael Calado Alves (Coordenador Geral SInd-UTE Ibirité) Telefone: 8713-4527 / 8287-8636

    Edson Luis de Oliveira Preto (Diretor de Organização da entidade) Telefone: 8287:8637

    ASSEMBLEIA GERAL DOS TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO EM IBIRITÉ

    DATA: 12 de março, terça-feira, 08 horas

    LOCAL: Em frente à prefeitura de Ibirité

    ResponderExcluir
  78. A classe é mesmo muito desunida.Tem o que merece.Professores do Ensino fundamental se vangloriando do absurdo 1/3 em cima dos professores do Ensino básico.Aqui na regional ,a maioria dos anos iniciais são efetivos e têm sua vida mais estruturada,enquanto que no ensino fundamental são mais funcionários e mtos designados justificando que não podem aderir a greve.Não generalizem.O quadro de funcionários de ensino fundamental é bem maior,obviamente a adesão deverá ser maior tbém.Categoria,se não se unirem ficarão explorados até a morte...

    ResponderExcluir
  79. Esta no blog da Renta Vilhena:
    QUINTA-FEIRA, 7 DE MARÇO DE 2013

    PIB de Minas cresce 2,3%, mais de duas vezes acima da média nacional em 2012

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carioca arrependido.12 de março de 2013 22:31

      kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Minas está falida e puxando o PIB DO BRASIL PARA BAIXO segundo audiencia da Assembéia de MG do dia 06/03/2013, assistam na TV ASSEMBLEIA.

      Excluir
  80. Data pauta: 14/02/2013
    AUTOR:XXXXXXXXXX; RÉU: ESTADO DE MINAS GERAIS => Vista às partes. Prazo de 0015 dia(s). Recebo os recursos de apelação de fls.85/118 e 119/128 em ambos os efeitos. Vista aos apelados (autor e réu) para contrarrazoarem no prazo comum de 15 (quinze) dias e, por consequência autorizo somente carga para extração de cópias. Adv - MARCO TULIO DE CARVALHO ROCHA, DAMARAS SANTOS OLIVEIRA, MARIA EPHIGENIA NETTO SALLES, DANIELA RAMOS DE OLIVEIRA DOS SANTOS, MICHELLINE RAQUEL SAMPAIO, SUZANNE ADLA DE OLIVEIRA BAUER MARIOTINI, JADERSON FERREIRA DO NASCIMENTO.

    Data pauta: 03/10/2012
    AUTOR:XXXXXXX; RÉU: ESTADO DE MINAS GERAIS => julgo parcialmente procedente o pedido inicial formulado pelo autor para declarar o seu direito a perceber o seu vencimento de acordo com o piso salarial nacional no periodo de irregularidade assinalado, bem como os reflexos nas demais parcelas , considerando o periodo de implementação do subsídio que também não poderá ser inferior ao piso nacional da carreira. Julgo entretanto , improcedente o pedido em relação aos demais periodos por perceber verba remuneratória superior ao piso nacional. Condeno o réu ainda ao pagamento das diferenças entre o valor pago e o piso salarial unificado, devidamente atualizado nos termos do art 1ºF da lei 9494/97, tudo a ser apurado em liquidação de sentença. Havendo sucumbencia recíproca, condeno as partes ao pagamento de despesas processuais e honorários advocatícios, os quais fixo em R$300,00 nos termos do art 20, §§3º e 4º c/c art 21 do cpc, c/c súmula 306 do STJ, considerando o tempo exigido para o serviço, o local da sua prestação, a natureza, impo Adv - MARCO TULIO DE CARVALHO ROCHA, DAMARAS SANTOS OLIVEIRA, MARIA EPHIGENIA NETTO SALLES, DANIELA RAMOS DE OLIVEIRA DOS SANTOS, MICHELLINE RAQUEL SAMPAIO, SUZANNE ADLA DE OLIVEIRA BAUER MARIOTINI, JADERSON FERREIRA DO NASCIMENTO.
    AUTOR:XXXXXXXXXXX; RÉU: ESTADO DE MINAS GERAIS => rtancia e repetição da causa e o grau de zelo do profissional. Por outro lado deixo de condenar a parte ré ao pagamento das custas procesauais por conta da isenção legal. Ainda em relação á parte autora, suspenso a sua condenação ao pagamento dos onus sucumbenciais, por litigar sob o pálio da justiça gratuita. Decisão suejita ao reexame necessário. Adv - MARCO TULIO DE CARVALHO ROCHA, DAMARAS SANTOS OLIVEIRA, MARIA EPHIGENIA NETTO SALLES, DANIELA RAMOS DE OLIVEIRA DOS SANTOS, MICHELLINE RAQUEL SAMPAIO, SUZANNE ADLA DE OLIVEIRA BAUER MARIOTINI, JADERSON FERREIRA DO NASCIMENTO.

    Essa ação foi IMPETRADA PELO SINDUTE, instituição que tem recebido várias críticas dos colegas anônimos do site. Retirei o nome do autor, porque não consegui falar com o prof. para pedir autorização.
    Várias pessoas ganharam, parcialmente em 1º instância,na nossa subsede ( Monte Carmelo), assim como já estão saindo os resultados da 2º instância na ação do Ipsemg. Espero que o Estado perca em 2º instância. Antes de criticar a Instituição, procure participar mais das lutas coletivas e das reuniões. Sábado tem seminário em BH, Vamos viajar 1000km para participar.
    Evaldo José de Souza.
    Monte Carmelo.
    CSP Conlutas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ação cheia de erros de Português e sem número... Sei não viu. Posta o número pra gente ver.

      Excluir

    2. SindUTE, usa o blog do Euler para comunicar com a categoria.

      Sabem porque?

      Por que aqui tem democracia. Comentários contra ou a favor são publicados.

      Não é igual ao blog do SindUTE que censura os comentários e só publicam os que são favoráveis à direção.

      Aqui tem credibilidade, fiquem a vontade.

      Excluir
    3. Concordo! Os que mais reclamam são os que menos participam!

      Excluir
    4. Em relação ao subsídio o advogado diz que já é superior ao piso nacional mas ele não sabe o que o nosso governador fez pra chegarmos no subsídio. Alguém tem que contar pra ele que já tínhamos uma carreira e um vencimento básico e que foi destruída para implantar de forma compulsória o subsídio que na realidade não é piso e sim remuneração total. Na carreira antiga tínhamos piso como exige a lei federal do piso. Essa historinha tem que ser contada por alguém ao advogado da causa acima. Aí entra a questão dos direitos adquiridos da compulsoriedade e etc, etc.

      Excluir
  81. Minas Desgovernada.12 de março de 2013 22:25

    Atenção todos os aprovados no último concurso do Estado de Minas Gerais entrem na justiça para garantir a vaga de vocês e a devida transaparencia nas nomeações que são muito poucas em relação ao número de aprovados. Todos vocês que passaram dento do limite de vagas tem que ser empossado por força de Lei.

    ResponderExcluir
  82. O SindTARTARUGA, que ganhou PARCIALMENTE em PRIMEIRA instância, não fez mais que a obrigação. Mas, diga-se de passagem 'ganhou' PARCIALMENTE e ainda falta a 2ª instância, hehehee...

    Estão anunciando no site deles, que na tal marcha para Brasília, a presidenta Dilma Rousseff assinou o decreto que regulamenta a Convenção 151 da OIT. O Senado já havia aprovado a Convenção, o que aconteceu foi que a presidenta iria assinar de qualquer maneira, e a assinatura aconteceu 'coincidentemente' na festiva data. Ou a data foi programado para justamente cair no dia em que Dilma daria a canetada? Coisa friamente calculada pelas raposas da CUT e CNTE, a fim de cantar depois os louros da vitória, e poderem gritar aos 4 cantos que ESSA FOI MAIS UMA CONQUISTA, COMPANHEIROS !! Me poupe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu teria vergonha de postar algo contra a categoria. É repugnante ler a sua felicidade, pois fica visível seu ódio contra o SindUte.

      Excluir
    2. Aff! Até para democracia há limites. Euler, voce tem que ser mais seletivo. Nos poupe dessas aberrações.

      Excluir
    3. Indignada com essa tal desse (a) desfilada (o) aí! Ta ficando cada dia mais difícil viuuuu?

      Excluir
  83. Euler que benefício é este que ganhamos com um cargo de 16 aulas???????? Antes trabalhava 40 horas e fazia 4h de módulo na escola. Hoje trabalho 27 e tenho que ficar mais de seis horas na escola, segundo a interpretação feita por minha SRE. Só levamos ferrrinho. E essa de ter que fazer módulo pela extensões????? outro absurdo

    ResponderExcluir
  84. SindBOBO não sabe nem fazer manifestação:

    "Subsede Araxá realiza ato pela contratação imediata dos professores de educação física para séries iniciais. A atividade aconteceu nesse sábado (09/03). A categoria foi receber o governador."

    O mais pitoresco é a faixa com os dizeres: "A Educação Física merece respeito." TOTALMENTE EQUIVOCADA A FRASE!! São os alunos que merecem respeito. Se o governador se dignou a olhar aquela faixa, no mínimo, vai ficar com mais antipatia dos professores :p

    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=4471

    ResponderExcluir
  85. E o nosso piso?


    13/03/2013
    Governo de Minas envia projeto à Assembleia com reajuste de servidores estaduais
    Os percentuais de aumento variam de 5% a 40,55% e , se aprovados, serão aplicados em duas etapas

    Estado de Minas


    O governador Antônio Anastasia (PSDB) enviou nesta terça-feira à Assembleia Legislativa de Minas Gerais (Almg) projeto de lei para reajustar o salário de várias carreiras dos servidores estaduais. De acordo com o Governo de Minas, os percentuais de reajuste variam de 5% a 40,55% e devem ser aplicados às categorias que não tiveram aumentos específicos após abril de 2012. A proposta ainda prevê a criação de vagas nas secretarias de Turismo e Defesa Social. Se aprovado o projeto, os novos vencimentos irão beneficiar cerca de 37 mil servidores estaduais e representam um acréscimo de R$ 102 milhões por ano à folha de pagamento a partir de 2013. Os novos valores serão aplicados em duas etapas.

    Ainda conforme a proposta, será ajustada a descrição das atribuições gerais dos cargos das carreiras administrativas da Polícia Civil de Minas Gerais e retifica valores do abono de serviços de emergência previstos para os Técnicos Operacionais da Saúde e Profissionais de Enfermagem da Fhemig. Ao todo, 33 carreiras do Poder Executivo que exigem nível médio e superior para ingresso, terão as tabelas de vencimento básico reajustadas em duas etapas. Na primeira etapa, com vigência no mês seguinte à publicação da lei, será promovida uma padronização dos valores iniciais das tabelas, conforme a escolaridade mínima exigida.

    Desta forma, o percentual do aumento não é único, podendo variar entre 9,09% e 40,55% dependendo da diferença existente entre o valor inicial da tabela e o valor de referência estabelecido como padrão. Além disso, na segunda etapa, que vigorará a partir de abril de 2014, estas tabelas de vencimento básico terão um acréscimo de 10%. Aqueles servidores cujos valores iniciais de carreira já estejam acima daqueles definidos como parâmetro para a padronização das tabelas e também os pertencentes a carreiras que exigem nível fundamental de escolaridade terão reajuste de 5%, em uma única etapa no mês seguinte à publicação da lei.

    A proposta de reajuste faz parte de acordos pactuados pelo Governo de Minas com entidades representativas dos servidores públicos e foi desenvolvida com o objetivo de uniformizar salários nas carreiras do Poder Executivo. O projeto de lei propõe ainda a criação da carreira de Auditor Assistencial Estadual do Sistema Único de Saúde, o que implicará o exercício das funções de auditoria assistencial exclusivamente por servidores de carreira, em substituição às atuais funções gratificadas.

    ResponderExcluir
  86. 2 parte




    Confira as carreiras que serão beneficiadas:

    · Auxiliar de Apoio à Gestão e Atenção à Saúde, Analista de Atenção à Saúde, Especialista em Políticas de Gestão de Saúde e Auxiliar de Apoio da Saúde;
    · Auxiliar Executivo da Defesa Social e Auxiliar Administrativo da Defensoria Pública
    · Auxiliar de Desenvolvimento Rural e Analista de Desenvolvimento Rural;
    · Auxiliar Geral de Seguridade Social, Assistente Técnico de Seguridade Social e Analista de Gestão de Seguridade Social;
    · Auxiliar em Atividades de Ciência e Tecnologia, Gestor em Ciência e Tecnologia 30 horas e Pesquisador em Ciência e Tecnologia;
    · Auxiliar de Cultura, Professor de Arte e Restauro, Auxiliar de Gestão Artística, Técnico de Gestão Artística, Analista de Gestão Artística, Músico Instrumentista, Músico Cantor, Bailarino, Professor de Arte, Auxiliar de Gestão, Proteção e Restauro, Técnico de Gestão, Proteção e Restauro e Analista de Gestão, Proteção e Restauro;
    · Auxiliar de Serviços Operacionais, Auxiliar de Gestão e Registro Empresarial, Técnico de Gestão e Registro Empresarial, Analista de Gestão e Registro Empresarial 30 horas, Auxiliar de Gestão Lotérica, Técnico de Gestão Lotérica, Analista de Gestão Lotérica, Auxiliar Administrativo de Telecomunicações, Assistente Administrativo de Telecomunicações, Gestor de Telecomunicações, Auxiliar de Desenvolvimento Econômico e Social, Auxiliar de Administração de Estádios, Assistente de Administração de Estádios e Analista de Administração de Estádios;
    · Auxiliar de Transportes e Obras Públicas, Agente de Transportes e Obras Públicas, Fiscal Assistente de Transportes e Obras Públicas e Gestor de Transportes e Obras Públicas;
    · Oficial de Serviços Operacionais, Auxiliar de Serviços Governamentais, Auxiliar da Indústria Gráfica, Auxiliar de Administração Geral, Técnico da Indústria Gráfica, Técnico de Administração Geral, Analista de Gestão;
    · Analista Universitário, Analista Universitário da Saúde e de Auxiliar Administrativo Universitário.
    · Assistente Executivo da Defesa Social, Analista Executivo da Defesa Social, Assistente Administrativo da Defensoria Pública e Gestor da Defensoria Pública;
    · Técnico de Desenvolvimento Rural e Analista de Desenvolvimento Rural;
    · Analista de Gestão de Seguridade Social;
    · Técnico em Atividades de Ciência e Tecnologia, Gestor em Ciência e Tecnologia e Pesquisador em Ciência e Tecnologia;
    · Técnico de Cultura, Gestor de Cultura, Analista de Gestão Artística e Analista de Gestão, Proteção e Restauro;
    · Assistente de Gestão e Políticas Públicas em Desenvolvimento, Analista de Gestão e Políticas Públicas em Desenvolvimento, Analista de Gestão e Registro Empresarial, Analista de Gestão Lotérica, Gestor de Telecomunicações, Técnico de Desenvolvimento Econômico e Social, Analista de Desenvolvimento Econômico e Social e Analista de Administração de Estádios;
    · Fiscal de Transportes e Obras Públicas e Gestor de Transportes e Obras Públicas;
    · Agente Governamental, Gestor Governamental, Analista de Gestão, Técnico de Aeronave do Gabinete Militar e Comandante de Aeronave do Gabinete Militar do Governador;
    · Técnico Universitário e Técnico Universitário da Saúde;
    · Técnico de Gestão da Saúde e Técnico de Atenção à Saúde.

    ResponderExcluir
  87. Estou atenta a seu blog todos os dias. Quero perguntar a vc se está ocorrendo na sua SRE um desconto no contra cheque do pessoal que voltou para o vencimento básico.
    Por que aqui na minha SRE muitas pessoas que aderiram ao vencimento básico, desde o final do ano passado recebem um desconto em parcelas. A explicação que vem no rodapé é que o desconto refere-se ao período que a pessoa recebeu como subsidio, já que tinha voltado para o vencimento básico.
    Confirma por favor. Durante a época de opção,o governo não disse que não teria desconto algum sobre o período de recebimento do subsidio?

    ResponderExcluir
  88. em defesa do empreguinho...

    ResponderExcluir