terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Pelo cumprimento da Lei do Piso


Pelo cumprimento da Lei do Piso

O nosso colega João Paulo Ferreira de Assis tomou a sábia iniciativa de iniciar uma petição, através do site Avaaz, mundialmente conhecido, exigindo o cumprimento, pelos governos, da Lei 11.738/2008, a Lei do Piso dos educadores.

Consideramos importante a iniciativa do nosso combativo colega João Paulo e por isso já subscrevemos a petição. Quem puder fazer o mesmo e indicar para os colegas, seria bom, pois assim poderemos mostrar para o mundo como os educadores de Minas e do Brasil são desrespeitados. Nem mesmo uma lei federal, voltada para a valorização dos educadores, e que apresenta um modestíssimo valor de piso salarial, é cumprida.

Em Minas e no Brasil, como sabemos, e sentimos no próprio bolso, os governantes desrespeitaram a norma federal e nada aconteceu. Destruíram nosso plano de carreira e mudaram as regras do jogo para não cumprir a Lei do Piso. Com a conivência de todos: governo de Minas, governo federal, Ministério Público, legislativos estadual e federal, Judiciário, etc. Com as bençãos da mídia, é claro.

Para quem desejar subscrever a petição criada pelo professor João Paulo, clique aqui.

Desejamos a todos um bom final de recesso de carnaval.

Um forte abraço a todos e força na luta, até a nossa vitória!

***

137 comentários:

  1. Eu sempre assino as petições deste órgão.Eu tinha pensado nisso Até que o nosso colega também pensou e teve a iniciativa .Já assinei.Vamos pessoal nos mobilizar nessa petição.Vamos ver o que acontece neste país da Alice no país das Maravilhas hahahahah

    ResponderExcluir
  2. Temos que fazer com que esta petição chegue a um milhão de assinaturas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Solicito que ensina-me como fazer para poder assinar a petição. Por FAVOR DEIXE AQUI O PASSO A PASSO DE COMO ENTRAR , POIS PRECISO APRENDER A ASSINAR , POREM NÃO SEI FAZER. OBRIGADO.

      Excluir
  3. Bom dia colegas!

    Penso que, se tivermos um pouquinho só de sensatez e de espírito de união, e aproveitando o tempo que temos nesse recesso de carnaval, deveríamos ter, no mínimo, 153.000 assinaturas nesta petição do colega Prof. João Paulo.

    Um abraço a todos.

    Antônio Carlos - Sul de Minas

    ResponderExcluir
  4. 46 - O suspeito

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Alessandro - Araguari12 de fevereiro de 2013 13:53

    Venho por esse espaço iniciar com algumas considerações a serem feitas para termos um debate sério sobre a nossa carreira
    1- Esse espaço está sendo utilizado como muro de lamentações, ao invés de ficar lamentamos que tal começarmos a agir.
    2- Estamos passando por uma situação onde nossos governantes, nossa secretária de educação, os diretores, que todos são dispensáveis, menos os professores é só fazer um teste numa escola suponha que 3 professores faltem ou tirem licença causa o maior transtorno para eles, é sabido que escola funciona sem diretor, sem supervisor, mas não funciona sem o professor então está faltando a propria classe se valorizar, não ficar sujeito a caprichos de diretores
    3- Não funciona ficar aqui questionando o Sindicato, mas os fervorosos questionadores será que já foi no sindicato dar a sua contribuição
    4- Está na hora de nos Professores montarmos um Sindicato somente de Professores, pois na maioria dos casos são os Professores e raras exceções outros trabalhadores da educação que fazem o Greve.
    Por enquanto serão essas as considerações, no momento oportuno trarei mais algumas para que possamos debater

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. meu amigo, onde já se viu q uma escola funciona só com professor???? temos ATB's, ASB's e eu sou supervisora escolar e qdo os professores faltam como vc disse quem entra em sala???? vc deveria de ter vergonha de colocar essa postagem. se na escola tivesse apenas professores, quem atenderia as pessoas que chegam??? o professor sairia da sala e iria realizar o atendimento??? comentário desnecessário esse, demonstrando uma visão mto pequena. queremos professores com mente aberta e que promovam discussões produtivas.

      Excluir
    2. E completo a sua consideração, gostaria que um professor fosse um ATB ou Secretário de Escola por apenas um dia, mas um dia daqueles!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!, com vários editais, pais na secretaria, inspetor para atender, Especialistas solicitando informações, e alguns professores questionando aulas, cargos pois não interpretaram ou não leram a Resolução. Não são todos os professores é claro, mas tem alguns !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. Na rotina de professores caros colegas,todo dia é um "dia daqueles..."
      Queria mesmo é ver quem está fora de sala em qualquer função lecionar 50 minutos.Com raríssimas exceções, se não for professor não dá conta.
      E digamos a verdade nua e crua : Na escola é preciso primeiro o aluno, depois o professor e o auxiliar de serviço geral.No mais é muita gente pra pouca produtividade.
      ]Ficar em sala é uma coisa, qualquer um fica, agora dá aula...

      Excluir
    4. Alessandro - Araguari13 de fevereiro de 2013 20:38

      Minha amiga Débora, concordo com vc que existe ATB, ASB e Supervisoras, concordo com vc qdo o Professor falta e a Supervisora que vai para sala de aula, mas de vez enquanto e bom mesmo vcs irem para a sala de aula para conhecer a realidade, pois muitos de suas colegas, qdo larga de ser professora e torna a ser especialista, esquece tudo e acontece em sala de aula e qdo e cobrada algum serviço esquece de sua origem de sala de aula
      Os outros funcionários ASB como ATB não participa de movimento de greve pelas melhorias das condições de trabalho, portanto qdo fiz esse relato não foi invenção e sim vivencia no meu local de trabalho

      Excluir
    5. eu sou professora e supervisora escolar e posso dizer q trab muito mais na supervisão. penso que essa discussão fomenta apenas a divisão de uma classe de educadores q já esta deveras desgastada e desunida!

      Excluir
    6. É por isso e outras que eu, ATB, desanimei e muito com esse blog. Depois de uns 4 meses sem visitá-lo e quando visito vejo esse tipo de coisa... desunião, divisão! "EDUCADORES" desfazendo de educadores! Acho que o Euler não deveria publicar um negócio desse! Fuiiiiiiiiii! Já deu!

      Conceição

      Excluir
    7. Que coisa, hein Conceição! Você fica quatro meses sem visitar o nosso blog e quando o faz, muito a contragosto, pelo jeito, acaba encontrando a categoria dividida. Em qual país você andava?

      O blog não cria divisão, apenas aprova os comentários que expressam as muitas realidades da nossa categoria. Boas e ruins. É preciso expor essas realidades, até mesmo para superar aquilo que consideramos prejudicial à unidade da categoria. Superar com diálogo maduro, e não escondendo a realidade.

      Sou contrário à proposta de se criar uma entidade específica para os professores. Tanto assim que na maioria dos escritos me refiro à categoria seja como "profissionais da Educação", ou como "educadores", e dificilmente escrevo somente para os professores. Claro que há peculiaridades ligadas aos professores dentro da categoria dos educadores. Mas devemos buscar a unidade da categoria, como um todo: todos os que trabalham na escola são profissionais da Educação e merecem ser tratados com respeito, com dignidade, com atenção.

      É fato também que as greves contam com a participação majoritária dos professores. Até mesmo por uma questão numérica: os professores representam em torno de dois terços da categoria. Mas, muitos outros profissionais da Educação, além dos professores, também participam das nossas lutas. Temos que tomar o cuidado de não generalizar determinadas realidades, numa ou noutra escola. Isso aconteceu também em relação aos colegas professores da Lei 100, que foram acusados de não participarem das greves. O que não é verdade. Em muitas escolas houve participação dos colegas efetivados, dos designados e dos efetivos. Em muitas não houve de nenhum deles.

      Um outro dado: a pressão sobre os auxiliares de serviço é muito grande. A estrutura da escola, em desrespeito à LDB, é autoritária e não há nenhuma autonomia, como manda a norma federal. As direções escolares, salvo honrosas exceções, cumprem o papel de capatazes do governo. A luta pela democratização e autonomia nas escolas é parte integrante e inseparável da luta geral dos educadores por uma Educação pública de qualidade.

      Um forte abraço a todos e força na luta!

      Euler

      Excluir
    8. já foi tarde, Conceição!

      Excluir
    9. Eta raio de categoria difícil! Não sabem, não lêem, não vê um jornal, nem é a favor de um nem de outro, enfim, como a maior parte, MURO....Um blog só é visto por quem quer, se não, vc não é obrigada, colega Conceição, e porisso não sabe o que se discute. Não pegue o bonde andando! Pode cair...

      Excluir
    10. Cascalhos da categoria.
      "Com seis são" tudo devagar".

      Excluir
  6. É isso ai Euler, já assinei a petição e torcer para que esta Dilma nos ouça e faça acontecer.Esse Mercadante é uma bosta,DE que lado ele está?Outro incompetente, deveria deixar o lugar pra outro que trabalha de verdade.Este ai só fica atras da Dilma, principalmente nas viagens. Esta parecendo que veio só pra fazer viagens, nada mais. Acorda Ministro.

    ResponderExcluir
  7. O piso tanto desejado por nós educadores é apenas a ponta do iceberg do caos em que se tornou a educação brasileira, e em particular, a mineira.
    A realidade da educação são escolas sucateadas, onde falta não só recursos materiais, como recursos humanos; professores desiludidos, mas por outro lado muitas vezes retrógrados em seus pontos de vista, como é o caso da avaliação. O que se discute nas salas de professores por toda a Minas Gerais - e eu sei disso por que já passei por várias escolas - são os alunos problema, que não são tratados como gente e sim como coisas.
    Mas nem tudo é caótico. Nos últimos 20 anos se colocou no Brasil o plano de tornar as escolas inclusivas. E isto foi conseguido. O que adianta ficar retendo alunos, se hoje um diploma de 2º grau não vale nada?
    Se foi uma falsa democratização do ensino, não vou entrar no mérito da questão, mas avançou-se neste sentido.
    O currículo também é muito grande. Matérias como Sociologia e Filosofia com apenas uma aula por semana, faz destes profissionais verdadeiros heróis em ministrar conteúdos tão complexos com tão reduzida carga horária.
    A carga horária do professor também é demasiada grande, pois todos nós sabemos que sobreviver com apenas um cargo é impossível - e aí entra a questão do piso - se tivéssemos um salário a altura, o professor poderia ter apenas um cargo e disto resultaria aulas melhor preparadas etc.
    Neste momento, o que de mais eficaz que teríamos a fazer seria uma greve, pois a situação como está configura-se insustentável.
    Temos também o problema da desunião da classe, pois professor adora puxar o tapete um do outro. Sem contar as vaidades dos diretores, que acham que as escolas que dirigem lhe pertencem, fazendo até expurgos de professores por questões de vaidade pessoal.
    Eu acho que este blog deveria puxar uma greve. Outra coisa que não se entende é o silêncio do sindicato nos últimos meses. Parece que nossa entidade sindical baixou a cabeça para com os desmandos da secretaria de educação.
    É isso que penso colegas.

    raul@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. Já assinei a petição. e estou divulgando....

    Colegas, quero alertá-los para um novo golpe na praça. É de um português falso, que diz precisar vender umas sobras de mercadorias importadas por um preço mais baixo pois precisa ir embora e não quer pagar novas despesas para voltar com a mercadoria.
    Mas a marca da mercadoria é falsificada. Ele se encontra no Vale do Aço. Fiquem atentos e faça a divulgação.

    ResponderExcluir
  9. O MAIOR ERRO do Sindicato é ter ficado calado esse Tempo todo.Assim deixou espaços para o Anastacia deitar e rolar em cima de nós.Não podemos deixar espaços pra ele, nunca. E tambem temos que ficar o tempo todo exigindo que cumpra o que é de direito dos educadores.O Ano que passou que sirva de lição, o que não podemos é ficar calados.Temos que desmoralizar e peitar esse Governo safado.

    ResponderExcluir
  10. Alguém sabe explicar se quem não entrou na justiça contra a cobrança indevida do IPSEMG vai receber?
    Na minha opinião o STJ deveria obrigar o desgovernador de MG a devolver retroativo a todos.

    ResponderExcluir
  11. Assinei a petição.Vamos nos empenhar pois precisamos de muuuuuuuuuitas assinaturas!

    ResponderExcluir
  12. Assinei a petição.Vamos nos empenhar pois precisamos de muuuuuuuuuitas assinaturas!

    ResponderExcluir
  13. Todos nós deveríamos assinar a petição. Pelo menos seria, no mínimo, 159.000 assinaturas. Eu já fiz a minha parte, assinei. Esta é uma boa maneira de protestar contra os desmandos desse mandante satã da Republiqueta das Minas Gerais.
    Abraços aos colegas professores.

    ResponderExcluir
  14. Vamos fazer valer a Lei do Piso JÁ. Senão pra que Leis ?Porque somente essa não é cumprida?Vamos a Luta gente.

    ResponderExcluir
  15. Um grande abraço a todos !

    Temos que iniciar uma campanha com os alunos nas escolas , principalmente, pelo Facebook.
    Começarei nestes dois dias - 5ª e 6ª - que a secretaria de DESEDUCAÇÃO nos tirou do nosso recesso, para mostrar mais uma mentira à comunidade: a placa do IDEB. Teremos milhares de assinaturas. É só lembra-los todas as semanas. "Nosso trunfo está nas escolas" - sempre disse isso aos companheiros de luta Flávio, Diógenes, Rômulo, Cris, Liliane, Petrônio, Denise, Nelsinho, Cláudia, entre outros.
    Força na luta sempre contra esse desgoverno fascista !

    André buzina.

    ResponderExcluir
  16. Caros colegas,

    Vamos abraçar mais essa esperança! Vamos continuar a luta por nossos direitos! É como diz o ditado:
    "O dia em que o povo acordar, os governantes não dormirão." Vamos assinar, divulgar essa boa nova e revigorar nossas forças companheiros!

    ResponderExcluir
  17. Parabéns, João Paulo Ferreira de Assis, pela brilhante iniciativa da petição.
    Já assinei e já estou divulgando.

    ResponderExcluir
  18. Eu fiz minha parte e não só assinei como também divulguei por todas as redes sociais que conheço e faço parte, agora falta eu divulgar á base do boca-a-boca nas escolas, na minha rua, no meu bairro e entre todos quanto eu conhecer, mas.... Pelo que li no site da petição a mesma será entregue no congresso nacional e quando lá chegar será simplesmente engavetada em alguma repartição daquela, ou quem sabe, será queimada e pronto... Vivemos num país chamado Brasil, mas de qualquer forma vamos ser um pouco otimistas ( se é que no Brasil com estes políticos daqui conseguimos ser otimistas ) e fazer nossa parte assinando e divulgando...

    ResponderExcluir
  19. Já publiquei no meu Blog Euler...
    Parabéns! Vamos na luta...

    ResponderExcluir
  20. José Alfredo Junqueira13 de fevereiro de 2013 12:27

    Vou assinar sim,só quero deixar duas boas possíveis notícias:O MPE está investigando a fundo o bilionário contrabando do nióbio de Araxá,uma cpi está sendo instalada na ALMG pelo mesmo motivo,deputados Rogério Correia e Sávio Souza Cruz à frente.O capachinho do Aécio,Dinis Pinheiro está sendo investigado pela polícia federal(cheia de provas)por caixa 2 (compra de votos).Abraços a todos e até a vitória!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Alfredo,esta sim é uma notícia prá se comemorar...Espero que vá em frente.Precisamos cobrar através das redes sociais.Todo mundo no Face e twitando. Vamos lá gente!

      Excluir
    2. ANASTASIA deve cair em meados de 2013. Confiram.
      Iminência de convulsão social em Minas Gerais.
      Altíssimas irregularidades. Corrupções estão vindo à tona.
      Saúde e Segurança também altamente insatisfeitas.

      Excluir
    3. Barack Obama fez discurso ontem. Propôs reajuste de 20% para o salário mínimo e melhorias na EDUCAÇÃO. Confiram.
      Por aqui, Dilma chora e conquista novos eleitores. Suas promessas para a EDUCAÇÃO volatizaram-se no TEMPO e no ESPAÇO.
      E na REPUBLIQUETA das GERAIS ... tudo ANESTESIADO.

      Excluir
    4. Não adianta nada meu amigo, só de saber que é o Ministério Público Estadual, ou seja, a justiça ou melhor a injustiça de minas ( com minúsculo mesmo ) que está analisando o caso do nióbio dá pra saber o final destas investigações, kkkk. Ainda mais que deve ser gente do governo e do PSDB que está nesta ladroagem, hummm aí é que tudo vai ficar bem engavetadinho, kkk. Não se iludam gente, imaginem uma situação em que eu mando na justiça e eu mesmo vou ficar me investigando e investigando meus capachos... é claro que esse caso do nióbio aí não vai dar em nada assim como também não vai dar em nada o mensalão mineiro, que por sinal nunca será julgado no STF. Me desculpem o pessimismo mas em terra de Anastasia não dá mais pra ter esperanças. Mas contudo assinei esta tal de petição e vamos ver o que vai dar....mas.....

      Excluir
    5. José Alfredo Junqueira15 de fevereiro de 2013 07:48

      D~e uma lida no Novojornal.com e talvez você fique mais otimista,pois parece que quer ficar só no kkkkkkkkkkkkk!

      Excluir
  21. Como a liberdade de expressão é entendida no Brasil,e em boa parte do mundo: Você tem o direito de dizer o que quiser,desde que eu concorde.
    Já a democracia é: Você tem o direito de fazer o que eu mando. E não são só os poderosos que fazem isso, todos nós fazemos. E punimos, muitas vezes desproporcionalmente, os que nos contrariam; até mesmo com leis que não resistem a uma análise lógica de uma mente sadia.

    ResponderExcluir
  22. João Paulo brilhante idéia.Parabéns pela iniciativa.Assinei como também vou divulgar para os colegas.

    ResponderExcluir
  23. Como há colegas comentando sobre recesso de carnaval se aqui na minha cidade foi dito que o governador ou a secretária não permitiram o recesso? E na página da SEEMG, estão todos se fazendo de mortos. O que fazer para não aceitar mais este absurdo de nosso patrão?(que deve estar passeando)

    ResponderExcluir
  24. Já é um começo, o que NÃO pode é ficar calado e parado.Nesta altura ,qualquer passo dado tem validade.Vamos minha gente caminhando com otimismo até a Vitória. Beijos.

    ResponderExcluir
  25. Assinei e já estou divulgando. Obrigada.

    ResponderExcluir
  26. João Paulo Ferreira de Assis14 de fevereiro de 2013 12:43

    Prezados colegas

    Eu não tenho facebook, e por isso não posso divulgá-lo por essa via, mas quem tem pode fazê-lo. Uma sugestão é divulgar via sindicatos estaduais e municipais de professores. Divulguem nas escolas, peçam para todos assinarem. O Avaaz.org é uma arma, que tem sido muito boa, inclusive conseguiu deter a pena de morte para os homossexuais num país africano. Nós temos de lutar pela federalização da Educação Básica.

    Cordialmente João Paulo Ferreira de Assis

    Post Scriptum:

    Agradeço todas as manifestações de apoio.

    ResponderExcluir
  27. Olá pessoal!

    Parabéns pela iniciativa João Paulo. Já publiquei o manifesto no facebook pedindo para que todos apoiassem. Se um uma semana o blog recebe a visita de 1000 colegas, será moleza 1,5 milhões de assinatura.

    Peçam o apoio dos alunos, parentes e amigos que rapidamente atingiremos o número desejado. Taí um desafio bacana para a categoria! Vamos sair do imobilismo e botar nosso bloco na rua, ou melhor, nas redes. Vou pedir a turma do "Fora Lacerda" e DA's de licenciatura para nos apoiarem também. Participem!

    ResponderExcluir
  28. Boa TArde!
    Eu já assinei e estou repassando.
    Que Deus nos abençoe.
    Sandra Helena

    ResponderExcluir
  29. Pelo cumprimento da Lei do Piso???????????????
    Ainda há quem acredita nisso? kkkkkkkkk
    Papa Não´Bento

    ResponderExcluir
  30. Raul escreveu

    Eu acho que este blog deveria puxar uma greve. Outra coisa que não se entende é o silêncio do sindicato nos últimos meses. Parece que nossa entidade sindical baixou a cabeça para com os desmandos da secretaria de educação.
    É isso que penso colegas.

    raul@hotmail.com

    E eu digo: belo texto, bem escrito... mas equivocado! O blog puxar uma greve? Quem vai fazer depois do último fiasco??? E quanto ao Sindicato, meu querido Raul, há mais de 10 anos trabalha a favor do governo. Você ainda não percebeu???

    Att Papa Não-Bento

    ResponderExcluir
  31. Já temos até hoje 20/02 às 20h41min. 541 assinaturas na petição.

    ResponderExcluir
  32. Não te calas,Professor.NÃO deixe que aumente a sua carga horária.Este Mané está deturpando toda a Lei que nos dá direitos.Vamos falar alto e bom tom.Queremos o cumprimento da Lei do Piso e nada feito.O Mané não tem o direito de perseguir professores fazendo tantas sacanagens.Ele tem que Respeitar os Professores Mineiros seja da ativa ou inativos.Vamos exigir dele o RESPEITO, pelo menos isso. .

    ResponderExcluir
  33. http://www.novojornal.com/

    ResponderExcluir

  34. NAVEGUEM, MUITO LEGAL!


    http://www.hypeness.com.br/2013/02/salman-khan-reinventando-a-educacao-atraves-do-youtube/

    ResponderExcluir
  35. Colegas, a respeito da restituição, do ressarcimento:
    Depois de ser proibido de descontar o equivalente a 3,2% do salário no contracheque dos servidores públicos para custear um plano de saúde, o governo mineiro pode agora ser obrigado a devolver milhões de reais a eles. Já há decisões nesse sentido em primeira instância, no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ) – o que já garantiu a alguns funcionários o ressarcimento do gasto. Para se ver livre do prejuízo, o Estado depende do Supremo Tribunal Federal (STF). Isso porque em abril do ano passado os ministros declararam inconstitucional o caráter compulsório da cobrança. Só não disseram se a declaração deveria ser aplicada a partir da decisão ou retroativamente à aprovação da Lei Complementar 64/2002, que instituiu o desconto nos salários. Se prevalecer a segunda opção, o FUNCIONALISMO terá direito a receber o que foi descontado irregularmente nos últimos cinco anos – contados da data de entrada da ação judicial – sem direito a recurso por parte do Estado.
    Cumpra-se e faça-se cumprir. Se prevalecer a segunda opção, o FUNCIONALISMO (entenda-se, aqui, TODOS OS SERVIDORES) terá direito a receber o que foi descontado irregularmente nos últimos cinco anos, contados da data de entrada da ação judicial - sem que o ESTADO tenha direito a recurso. Em suma, mesmo se houver algum professor, que, por um lapso, não tenha solicitado oficialmente o seu ressarcimento, esse tal funcionário DEVERÁ também receber os retroativos que lhe são de direito.
    O RACIOCÍNIO PURO : basta UM funcionário ser ressarcido - no caso em tela - para que TODOS os outros também o sejam. Se 4 + 3 = 7, logo a RECÍPROCA é VERDADEIRA. O requerimento, embora não seja descartável, é mais uma questão de moral para OFICIALIZAR os direitos dos sofridos funcionários da REPUBLIQUETA das GERAIS. Quanto mais ... tanto melhor. Destarte ... é bom que se reitere,
    basta UM funcionário ser ressarcido para que TODOS o sejam.
    Ou no BRASIL nunca mais existirá um PODER JUDICIÁRIO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aócio, O abominável homem dos Never, falou em um programa de tv do canal 4 que o MINISTRO JOAQUIM BARBOSA é "amigão dele". Acho que "Tá tudo dominado..."

      Excluir
    2. Pode até ser mas o próprio Joaquim Barbosa disse em entrevista que votou em Lula e Dilma kkk

      Excluir
  36. PARA EXORCIZAR O DIABO:

    Greve? não vejo nenhuma chance de acontecer!!!
    Sindicato? Finge que defende a categoria, mas faz o jogo do governo.
    Petição? não passa de uma ingênua brincadeira!
    Então a única saída para nós é muito sal grosso e muita água benta!
    Exorcizar o Capeta: isto é, começar uma ampla campanha denunciatória e difamatória contra esse governo e SEE.

    Papa Não-Bento!!!

    ResponderExcluir
  37. http://redir.stf.jus.br/estfvisualizadorpub/jsp/consultarprocessoeletronico/ConsultarProcessoEletronico.jsf?seqobjetoincidente=4332889

    ResponderExcluir
  38. Alguem pode me explicar 5 aulas de filosofia 1h módulo na escola, 8h semanal, 36h mensal e 16h de ingles 4h módulo na escola, 24h semanal, 108h mensal ou seja tenho de cumprir 20 por semana cumprindo módulo na escola? Isso é assim mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo, mas se a sua diretora fazer modulo coletivo aos sábados você deverá descontar essas horas. Exemplo: 16 aulas você terá que cumprir apenas 4 horas por semana totalizando 16 no mês. Descontando as quatro que foram no sábado você terá que cumprir apenas 12 horas dividindo por 4 semanas você terá um resultado três por semana.
      Idinei de Ipatinga.

      Excluir
    2. "Quando dois elefantes brigam, quem sai esmagado é a grama."
      Sindinútil e o gov. da esperteza jurídica são os dois elefantes, contudo na expressão pesada da palavra. São dois elefantes pesados, encrustados na burrice e na falta de conhecimento jurídico, porém com dinheiro para conseguir comprar a conciencia das entidades que deveram fiscalizá- los. Resultado: Tudo que fazem prejudica a vida dos professores.

      Excluir
    3. Não é pra entender!!! É pra cumprir!!!
      Em um regime autoritário como o de Minas, ordens são pra ser obedecidas e cumpridas!!!
      Então, querida(o) colega: caladinha, viu!!!
      Papa Não-Bento

      Excluir
    4. NÃO É BEM ASSIM,SÓ VAQUINHA DE PRESÉPIO ABANA A CAUDA E COM A CABEÇA DIZ :SIM SENHORA. APRENDA A DEFENDER SEUS DIREITOS ESTUDANDO LEGISLAÇÃO . SIM SENHORA SÓ SE ESTIVER EMBASADADA EM LEI.

      Excluir
  39. Euler você ou alguém do blog sabe me explicar o decreto 46125 de 4/1/2013? Porque supervisora só tem que trabalhar suas 24h e professores tem que cumprir aquele horror de módulo?

    ResponderExcluir
  40. https://fbcdn-sphotos-f-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash3/541372_496348690411709_679561490_n.jpg

    E com nosso salário temos que pagar luz, água, impostos, previdência, aluguel e tal...

    ResponderExcluir
  41. Leiam no jornal METRO de 15 de fevereiro: Acusações de Valério contra Lula chegam a BH.


    Já está nas mãos do MPF em MG.

    As sujeiras vão aparecendo.

    ResponderExcluir
  42. Euler ou alguém que saiba, me responde aí... qual a carga horária OBRIGATÓRIA para professores do primeiro a quinto ano? E como será a remuneração?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prof.dos anos iniciais não irão ter sua ch reduzida. Terão que cumprir além das 16 h/a obrigatórias do cargo, terão que cumprir também + 4:00 de exigência curricular. Olhem, estas 4:00 de exigência teriam que ser transformadas em 6:00, pois os anos iniciais não terão prof.educ.física e nem ens.religioso. O prof. regente da turma é que ministrará tais conteúdos. Pessoal dos anos iniciais, NÃO MINISTREM AULAS DE EDUC.FÍSICA, VOCES SÃO REGENTES DE TURMAS E NÃO DE AULAS. DEIXEM DE SER OTÁRIOS, NÃO CAIAM NAS TRAMOIAS DESTE governador LOUCO E DISSIMULADO

      Excluir
  43. "E eu digo: belo texto, bem escrito... mas equivocado! O blog puxar uma greve? Quem vai fazer depois do último fiasco??? E quanto ao Sindicato, meu querido Raul, há mais de 10 anos trabalha a favor do governo. Você ainda não percebeu???

    Att Papa Não-Bento"

    Papa Não-Bento;

    Eu não sei se cabe aqui "teorias da conspiração", mas hoje é muito fácil invadir telefone (principalmente android) e computadores. Eu acredito que o governo se utilizando destes meios descobriu algum podre do sindicato e daí o motivo do silêncio da nossa entidade sindical. Vou te contar uma coisa que aconteceu comigo:
    embora não milite mais na política, nunca me desfiliei do partido político ao qual pertencia. O ano passado eu recebi um telefonema de um membro do partido que queria meu endereço pois desejava me enviar uma correspondência sobre sua chapa que concorria as eleições do diretório: a chapa 1.
    Pois eu recebi uma correspondência da chapa 2 (e no partido não constava meu novo endereço) onde eu pensei: o telefone de quem me ligou estava grampeado.
    Sobre a greve, neste momento seria nosso único meio de luta que faria algum estrago no governo, mas como é o sindicato que tem que proclamá-la (e como penso que o mesmo se encontra sob ameaça), então não a teremos.
    Pode ser que o que eu disse seja um monte de bobagens, mas é o que eu penso.

    ResponderExcluir

  44. http://asintoniafina.blogspot.com.br/2013/02/rede-globo-censura-desfile-da-nene.html

    ResponderExcluir

  45. http://correiodobrasil.com.br/ultimas/documentos-revelam-participacao-de-fhc-e-gilmar-mendes-no-valerioduto-tucano/492406/?fb_action_ids=231759230292849&fb_action_types=og.recommends&fb_source=aggregation&fb_aggregation_id=246965925417366

    ResponderExcluir

  46. http://aecionevesnao.blogspot.com.br/2013/01/voce-ja-ouviu-falar-do-aecioduto.html?spref=fb

    ResponderExcluir
  47. As supervisoras e bibliotecárias tem que cumprir as 24 horas ? e não tem módulos ? como fazer para atender os professores ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As 24 horas contam também as horas de reunião (antigo módulo)
      senão não dá as 24 semanais.Fiquemos de olho porque senão quem vai cumprir esta carga horária exaustiva somos somente nós, professores regentes!

      Excluir
    2. professoramaluquinha16 de fevereiro de 2013 18:50

      "Entenda a mudança da jornada de trabalho dos professores da rede estadual de ensino"

      Está no sítio Dito & Feito:

      "A Lei 20.592/2012, aprovada em 28 de dezembro de 2012, regulamentou a jornada de trabalho dos professores da educação básica da rede estadual com 1/3 do tempo destinado para atividades extraclasse. A jornada padrão do professor da rede estadual em Minas é de 24 horas semanais que, de acordo com a nova Lei, passam a ser distribuídas com 1/3 para atividades extraclasse (oito horas) e as outras 16 horas restantes para atividades da docência.

      O Decreto nº 46.124, de 04 de janeiro de 2013, publicado no jornal Minas Gerais de (05-01), detalha a Lei 20.592/2012 e traz, entre outras coisas, duas tabelas que mostram como serão as jornadas de trabalho dos professores com 1/3 destinado a atividades extraclasse."

      Lá tem duas tabelas: "A TABELA 1 determina como será distribuída a jornada semanal e mensal para cada cargo de professor." e "A TABELA 2 mostra a transição da jornada anterior para a atual."

      LINK: https://www.educacao.mg.gov.br/ditoefeito/editorias/ver/entenda-a-mudanca-da-jornada-de-trabalho-dos-professores-da-rede-estadual-de-ensino

      Excluir
  48. Alguém já tem conhecimento sobre a fala do Anestesia hoje a tarde? Nao encontrei nada ainda; parece que é sobre a lei 100 que ele ia se pronunciar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Veja no site "Agência Minas", mas não há nada além da conveniente promoção do pessoal da APPMG e palavras óbvias do GovernaDOR, que não se compromete (mesmo por que ele não pode fazer nada), mas agrada (ilude?) os mais ingênuos.

      Excluir
    2. Na verdade essa fala dele já foi uma tentativa de tirar o corpo fora pois ele sabe da dificuldade desse julgamento no STF. Leis parecidas como a lei 100 foram tidas inconstitucionais em outros estados como foi citado pelo procurador da república. Assim os juízes federais terão que ter coerência e também julgar inconstitucional esta lei 100 daqui de Minas. Ao agir assim o governador fica bem na situação e o povo vai pensar que o governador fez o que podia e pronto. Por fim quem sempre fica prejudicado é o povo é claro. Os efetivado sem emprego e os efetivos que ficaram prejudicados todos estes anos pelos efetivados.

      Excluir
  49. É impressionante como este desgovernador fala bem da área da educação no blog da renata vilhena. É muito cinismo para o meu gosto viu. Será que ele acha que alguém acredita no que ele fala sobre educação? Será que os filhos de seus parentes estudam em alguma escola pública mineira? A educação está tão bem que ninguém quer mais ser professor, pelo menos na minha cidade e nas minhas turmas de 3º ano nenhum aluno nem pensa em magistério e claro orientados pelos meus conselhos é lógico né. É como diz o ditado:" Quem avisa amigo é".

    ResponderExcluir
  50. VEJAM AS CONVENIÊNCIAS E COMO SAEM PELA TANGENTE

    É PIADA, DIZER QUE VAI SENSIBILIZAR OS MINISTROS DO SUPREMO PARA APOIAR COISA ERRADA. QUEM ERROU FOI O DESGOVERNADO DAQUI, ENTÃO ELE QUE TRATE DE ARRUMAR AS TRAMÓIAS QUE O SEU PADRINHO E ELE TRAMARAM, AGORA PARA FICAR BEM COM A CATEGORIA, JOGA PARA CIMA DO STF, COMO SE OS MINISTROS É QUE ESTÃO ERRADOS, É QUE SÃO CARRASCOS.
    FAÇA-NOS O FAVOR!!


    17h29m - 15 de Fevereiro de 2013

    Anastasia recebe professores em apoio à lei que garantiu direitos a 98 mil funcionários
    [...]

    Ato de suporte à Lei Complementar nº 100 foi realizado pela Associação de Professores Públicos de Minas Gerais e reuniu 400 profissionais“Vamos todos juntos, lado a lado, com muito empenho, com muita dedicação, conseguir superar mais esse obstáculo. Manifesto de modo muito claro o meu compromisso público, firme e solene, para lutar à exaustão para que a Lei 100 fique e tenha seus efeitos garantidos. Enquanto isso, vamos felizes trabalhando e colhendo os frutos do esforço de cada um que aqui está e de seus milhares de colegas pelo Estado afora. Frutos que trazem para a educação pública estadual o primeiro lugar no Brasil no Ideb, o que não é pouca coisa para um Estado tão grande como Minas Gerais - sobretudo, um Estado ainda tão desigual”, destacou Anastasia.

    [...]

    Dedicação e luta

    A presidente da APPMG, Joana D´arc Gontijo, disse que a categoria está confiante no julgamento do Supremo Tribunal Federal a favor dos servidores da Educação.

    “Vamos sensibilizar os ministros (do Supremo Tribunal Federal) sobre a justiça de termos essa lei. Nós temos de ter a segurança para esses profissionais da Educação que trabalharam muito. Hoje, estamos fazendo uma coisa histórica. Estou sentindo muita alegria ao ver as serventes e os professores aqui, sendo recebidos com toda dignidade. Isso sim é valorizar o educador, é valorizar o professor. Muito obrigada e vamos com a Lei 100 até a vitória”, afirmou a professora, agradecendo ao Governo de Minas pelas ações de apoio para que os servidores beneficiados pela lei conseguissem assegurar suas vantagens previdenciárias.

    A secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, afirmou que a Lei Complementar é a garantia dos direitos trabalhistas para servidores que dedicaram anos ao desenvolvimento da educação em Minas Gerais.

    “Como cidadã, espero que o Supremo Tribunal Federal reconheça que existe um papel muito importante do Supremo e da Constituição Federal, que é garantir direitos, e a Lei 100 restaurou e garantiu direitos, porque as pessoas trabalharam e não estavam tendo garantias trabalhistas. Por isso, a Lei 100 é uma lei respeitadora e restauradora de direitos”, disse a secretária.
    [...]
    http://www.agenciaminas.mg.gov.br/noticias/anastasia-recebe-professores-em-apoio-a-lei-que-garantiu-direitos-a-98-mil-funcionarios/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que precisa ficar claro é que essa reunião foi organizada pelo governo e não pela appmg. O governo mandou convocar e liberou um funcionaŕio de cada escola para participar. Isso pode? É legal? Não é campanha política com a máquina pública? Onde está o sindicato da categoria que não denuncia uma coisa dessas?

      Excluir
    2. Realmente, todos que evidenciam a ilegalidade da lei 100 são transformados em impiedosos, agora também o STF. Será que justiça pode se tornar sinônimo de crueldade? Entre os contemplados por essa lei, havia sim, servidores com muiiitos anos de serviço que precisavam de sua situação regularizada. Entretanto, havia também designados por curtos períodos (alguns sequer haviam terminado o curso) que hoje ocupam uma vaga e que sequer se prestaram a fazer o último concurso.

      Excluir
    3. Eu tenho nojo dessa APPMG. Voces lembram que a mesma estratégia foi utilizada na reeleição de AécioNever, e depois para eleger Anastásia. E nos demais dias do ano, nem lembram dos seus cordeiros. Onde está a APPMG para defender e lutar contra essa nova carga horária dos educadores de Minas? Uma vez, que o Sindute tem solicitado reunião com o governador deste o ano passado e não tem conseguido. Por que essa grande entidade APPMG não faz nada já que tem trânsito livre na Grande Cidade Administrativa?

      Excluir
    4. Infelizmente a categoria dos servidores em educação no estado de Minas Gerais e no Brasil como um todo é muito vilipendiada e usada pelos poderes públicos à revelia para o bel prazer dos governantes e compadrios. Quanto mais se usa de subterfúgios que não seja através do concurso público para o acesso ao emprego público mais os candidatos ao emprego se tornam escravos na mão dos poderosos. A Educação é usada, e, muito usada pelos políticos e seus partidos, mas, isso tem uma finalidade e propósito, a educação com fins de aprisionamento e atrelamento das consciências, deixando caminho aberto aos partidos políticos para executarem a caça a liberdade de expressão e opinião.

      Recentemente, fiz uma pergunta ingênua a um representante do SindUTE municipal que faz parte de chapa contrária a da Bia. Perguntei a ele porque "cargas d'água", nem o sindUTE estadual, nem a CNTE, nem o PT à época da implantação do subsídio não entraram com o mandado de segurança coletivo para barrar a implantação do subsídio e retirada dos direitos garantidos por lei. A resposta veio de bate pronto, secamente: - Devido aos acordos partidários, aos conchavos políticos entre os partidos. Então retruquei. - E dessa maneira os professores vão se ferrando e sendo usados.
      Esta aí a grande perda que tivemos em 2011, tínhamos a faca e o queijo nas mãos (ou pensávamos que tínhamos), portanto, por inércia forçosa dos nossos apoiadores perdemos a causa.
      A única maneira de tentarmos reverter a situação independentemente de partidos políticos seria através daquilo que chamo de uma "luta suicida", ou seja, uma paralisação total com a grande e esmagadora classe indo lotar e dar muito trabalho e dores de cabeça aos políticos da Assembleia Legislativa. Portanto, essa monumental articulação anárquica exigiria dos adeptos muito preparo, muita articulação das informações, muita gana e vontade de chegar aos objetivos pretendidos sem uma liderança que pudesse ser cooptada e vendida aos interesses de partidos e políticos.

      Excluir
    5. Mandem isso para o STF, no site lá tem o e-mail de cada juíz, basta colar o link da reportagem para cada um deles. Vamos todos nós efetivos, enviar para o STF.

      Excluir
    6. Concordo com você, fizeram justiça por meio de uma injustiça!!!

      Excluir

    7. ...e muita safadeza!!

      Excluir
  51. Sobre o prêmio por produtividade:

    PRÊMIO PRODUTIVIDADE SERÁ PAGO EM MARÇO!

    Conforme prévia deliberação da Coordenação Intersindical do Serviço Público de Minas Gerais da qual o SINDPOL/MG tem participação representada pelo seu presidente da condição de um dos três coordenadores, foi despachado em reunião com o governador e sua assessoria, mais uma vez, a reivindicação sobre o pagamento do prêmio de produtividade referente ao exercício de 2011, devido ao conjunto do funcionalismo público, porém sem o esperado pagamento até então.

    O governador se comprometeu com os dirigentes sindicais em efetuar o pagamento desse benefício na folha de pagamento de março, ou seja, até o 5º dia útil de março. Ato que espera os sindicalistas que seja cumprido pois nos limites de suas atribuições e capacidades cumpriram a sua parte no processo de avaliação e desempenho atingindo as metas pré-estabelecidas por cada órgão no acorde de resultados.

    Gilvânia, história.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o SINDPOL é respeitado, ao contrário do SINDINUTIL

      Excluir

    2. TRISTE I N U T I L I D A D E . . .

      Excluir
  52. Euler, gostaria de saber o motivo de estar censurando meu comentário. Tento postá-lo novamente: Acessem
    http://redir.stf.jus.br/estfvisualizadorpub/jsp/consultarprocessoeletronico/ConsultarProcessoEletronico.jsf?seqobjetoincidente=4332889 e verão, segundo meu entendimento, que procuradores da União estão sugerindo quanto a mérito, o julgamento de INCONSTITUCIONAL da maior parte da Lei 100. Leigo no assunto, peço o comentário dos colegas mais entendidos. Acho pertinente o debate, pois esta Lei está tocando na carreira de muitos profissionais. Publique por favor.

    ResponderExcluir
  53. Segundo o patrão falando hoje na Rádio iatatiaia, o décimo quarto sairá até final de março, para quem está na ativa.

    ResponderExcluir





  54. 15/02/2013
    às 22:17 \ Direto ao Ponto
    O abaixo-assinado contra Renan ficou ainda mais gordo depois da gastança no spa

    Para esquecer o abaixo-assinado em que mais de 1,5 milhão de brasileiros exigem que seja afastado da presidência do Senado, Renan Calheiros resolveu refugiar-se em companhia da mulher, Verônica, num dos 10 melhores (e mais caros) spas médicos do mundo. Pelo “pacote antiestresse” partilhado com a mulher na semana do Carnaval, pagou R$ 22,2 mil ao Kurotel, encravado na serra gaúcha. Acrescentadas as despesas com passagens aéreas e compras nas lojas de Gramado, a gastança certamente passou de R$ 26,7 mil. É esse o salário oficial de um senador.

    Quem pagou a conta?, pergunta o comentário de 1 minuto para o site de VEJA. Alguma empreiteira agradecida? Um lobista perdulário? Se foi o próprio Renan, de onde veio o dinheiro? Do saco sem fundo da “verba de representação”? Da venda de cabeças de gado que só pastam na cabeça do inventivo alagoano? Quando se descobriu a história do romance extraconjugal com Mônica Veloso, a bonita jornalista revelou que Renan havia alegado insuficiência financeira para terceirizar o sustento da segunda família. O que andou fazendo para que agora sobre o que faltava há cinco anos?

    Hospedado numa das quatro suítes de alto luxo, o gerente da Casa do Espanto combateu o estresse com a ajuda de médicos e enfermeiros especializados, além de revigorantes confortos que incluíram elevador privativo, espaço com business center, sala de massagem, serviço de abrir mala, lençol de algodão egípcio, cobertores de pluma de ganso, menu de travesseiros e outras demasias divulgadas por uma reportagem do Globo. Fora o prazer de trocar ideias ─ sem polícia por perto ─ com o senador Gim Argello (PTB-DF), também instalado no spa.

    Renan Calheiros não sossega nem quando descansa. A temporada no spa só serviu para engordar o documento que exige a demissão do presidente do Senado. Nesta sexta-feira, o ritmo de adesões tornou-se vertiginoso: mais de uma assinatura por segundo. Pela primeira vez na história do Kurotel, um tratamento antiestresse vai deixar o freguês muito mais estressado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o povo continua votando.
      Eh! Bem dizia o "velho deitado":
      - ENQUANTO EXISTIR CAVALO SÃO JORGE NÃO ANDA A PÉ.

      Excluir
    2. ANESTESIA deve cair em meados de julho.

      Excluir
    3. Como se gasta dinheiro inutilmente! E nós aqui berrando sem parar por um troco para se trabalhar. Um dinheiro pouco e suado, que a partir de amanhã será mais suado ainda...
      Em tempo, "sem spa".

      Excluir
  55. Queridos amigos de profissão, estou muito desanimado e revoltado! Se puder, alguém me ajude com alguma sugestão. No dia 1º foi realizada uma reunião mal elaborada e "bem rápida", pela diretora da escola, que falou muito pouco sobre a Resolução 2.253, e até hoje não houve ninguém que pudesse esclarecer realmente sobre a mesma!
    O cumprimento da resolução, no que diz respeito à distribuição de aulas, atendeu aos professores, beneficiando uns e prejudicando outros, conforme "critério" da direção! Estou com horários vagos, sem folga, como outros, para cumprimento da carga horária, já os queridinhos da direção não tem horários vagos e ainda tem folga. Fiquei em um turno que não queria e quando houver as reuniões aos sábados, se faltar, ainda cortarão meu ponto. Fiz um documento comunicando à SRE, e colegas se revoltaram contra mim, por causa de seus benefícios. Na SRE, responderam que tinha que ser observado o Artigo 66º , no caso de recurso, mas que providências seriam tomadas. Pelo que entendi até agora, só o Artigo 66º está sendo cumprido, os outros podem ser apagados. Infelizmente posso dizer como uma amiga minha, que a Educação acabou! E fico triste porque o mal mais uma vez está superando o bem, e a SRE ,que deveria tomar atitudes sérias, está esquivando-se. Pra que resolução? Tive a oportunidade de sair desta escola antidemocrática e extremamente desumana, onde não se sabe o conceito de Gestão Escolar, porém eu gosto da "escola", mas... tenho que suportar essas injustiças além do subsídio, é claro! É um beco sem saída! Só Deus é justo! Se alguém quiser dar uma opinião que possa ajudar? Difícil...não é?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça um registro junto à Ouvidoria de Educação.

      Excluir
    2. "InDGnado" eu fico... com tanta injustiça e incompetência da "Gestão Escolar" e ainda a SRE abafando e não querendo se envolver com os problemas da escola. Se denunciar na Ouvidoria, pode dar resultado, mas em compensação, compro uma briga contra todos os beneficiados pela direção, já que tem suas vidas organizadas. Funcionários da SRE quando se tornam coniventes com os erros da "Gestão Escolar", e se deixam enganar por qualquer conversa da diretora, fica muito difícil resolver. Pessoas de caráter hoje em dia, são pessoas raras! Mas já estou ficando acostumado: o governo não cumpre a lei, a SRE e "Gestão Escolar" não cumpre a resolução, e assim caminha a humanidade... Mas nós somos cobrados e temos que cumprir nossa obrigação!

      Excluir
  56. Espero que as pessoas não continue a generalizar, falando de todos da lei 100, eu estou nela na época realmente não havia terminado a minha graduação, mas terminei, realizei o concurso, passei e quero ser momeado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. talvez seja melhor ser momeado mesmo do que nomeado, porque essa profissão está sendo a maior fria!

      Excluir
    2. PARABÉNS ,VC É INTELIGENTE E SE GARANTIU.A CF1988 REZA QUE :O SERVIDOR SÓ SERÁ VINCULADO AO ESTADO APÓS ,CONCURSO ,CLASSIFICAÇÃO ,NOMEAÇÃO E VENCER ESTÁGIO PROBATÓRIO DE DOIS ANOS DE EFETIVO EXERCÍCIO.A CONSTITUIÇÃO FEDERAL/ESTADUAL ,É A LEI MAIOR E TEM QUE SER RESPEITADE NA SUA INTEGRIDADE.PORTANTO ,VC SOUBE SE POSICIONAR .TODO SERVIDOR TEM POR OBRIGAÇÃO DE LER E ENTENDER AS LEIS QUE REGEM SUA CARREIRA.

      Excluir
    3. "AS PESSOAS CONTINUEM..." PRESTA ATENÇÃO!

      Excluir
  57. "Lei respeitadora e restauradora"??? Só para a gongozola porque para o STF fere os princípios de igualdade, moralidade e ordem jurídica. Dentre outras ilegalidades da esperteza jurídica da tia naná e do aócio never.

    ResponderExcluir
  58. Sempre tive 25 horas aulas semanais no 1º turno e o restante 11 horas aulas para complementar os meus dois cargos a noite. Agora só posso pegar 22 aulas pois tenho que cumprir 4 horas aulas semanais com a supervisora.
    Alguem pode me explicar. Será que posso cumprir em um outro horário e ter minhas 25 aulas no 1º turno?

    ResponderExcluir
  59. É muita safadeza desse povo interesses políticos para o seu " bel prazer" egoístas prepotentes ,sabe de uma coisa me dá nojo ver tanta maldade como tenho visto nesses anoa que se diz governados por Aécio e Anastasia, cruz credo isso faz mal pra pessoas, nem animais aguentam, e ainda somos impiedosos por não concordar com uma ilegalidade!!! Pergunto pra que lei? se no pais das Minas Gerais o geral é ser safado e corrupto?

    ResponderExcluir
  60. Quem tem 34 aulas tem que cumprir quantas horas de módulo?

    ResponderExcluir
  61. Gente essa ch dá mais de 40h isso não é permitido estatuto.Ou é? OU não entendemos nada ? Querem professores exclusivos paguem salário que condiz com a carga de 40h/a oMec sabe disso e não faz nada?

    ResponderExcluir
  62. ABSURDO!!!!
    Viram no Super Notícia a Joana da APPMG defendendo a resolução que a SEE publicou sobre a legalidade de professores dos anos iniciais darem aula de educação física?
    Ela diz que esta resolução se faz necessária ,porque em zona rural não temos educadores com curso superior.QUE CARA DE PAU!!!
    Desfiliação em massa merece essa associação pró Anastasia.
    Sindute cobra explicação da See dessa ilegalidade , em resposta governo publica resolução e aparece esta appmg para defender governo com esta mentira!Esta nota do jornal foi paga, só pode! Porque o jornal não procurou o sindute para dar a sua opinião e sim esta Joana???
    Realmente pasma! Não dá para ser professor em MG!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa "tal de APPMG"
      "A I N D A"
      existe?
      Pela madrugada!
      Só mesmo alguns bons idiotas para se filiarem a
      ABERRAÇÕE$ como essa$

      Excluir
  63. Assegurar vantagens previdenciárias por tempo de serviço todo Estado tem
    o dever de assegurar.Só fez a tal lei 100vergonha porque ele próprio burlou o direito do servidor RECOLHENDO a contirbuição e não repassando ao INSS.
    Onde dele enfiou este dinheiro???O servidor não pode ficar lesado.Estão querendo maquiar o roubo, a negligência do Estado, defendendo a lei 100.
    APPMG, que vergonha desta intituição!
    Desfiliação em massa!

    ResponderExcluir
  64. O louco e dissimulado do gov. já tratou de legalizar suas loucuras:já publicou a resolução legalizando a sua vontade,isto é ,professores dos anos iniciais ministrando aulas de educação física!
    Não dá pra segurar:Governo filho da p.....

    ResponderExcluir
  65. Pq só o ensino médio ganha tablets?

    ResponderExcluir
  66. Gente que foi efetivada sem habilitação e sem tempo nenhum de serviço ganha mais que eu com 24 anos de estado, e com pós graduação. É mole ou precisa dizer mais.Sou posicionada como PEB T II,por falta de uma avaliação de desempenho por estar de licença saúde. Doente?CASTIGO NELES!

    ResponderExcluir
  67. anônimo de 15:12. Não há problema em você cumprir o módulo em outro turno. Estou fazendo isso com o aval da inspetora.

    ResponderExcluir
  68. Sei não...Mas, me perece que essa Joana da APPMG não bate bem da cabeça não. Tem galinha acompanhando pato aí...

    ResponderExcluir
  69. UAI. Se um colega das 14:05 postou que no site do STF temos como postar mensagens para os juízes, fica fácil. É só todos os que estão sendo prejudicados postar cópia das resoluções que estão dando direito a eles, como por exemplo, férias prêmio, escolha de aulas na frente de efetivos, enfim. Mas encher o STF de postagens e essa famigerada Lei vai cair.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É o que devemos fazer.Eu já fiz a minha parte há muito tempo.Enviei 3 informações há meses. Não posso mandar mais ,senão pensam que somente algumas pessoas se indignam com esta lei.
      Portanto vamos entupir a caixa de email doSTJ se não quisermos que este desgovernador ganhe a causa.

      Excluir
  70. É um absurdo! Não tem nem mil assinaturas. Teríamos que chegar a um milhão para chamar a atenção de alguma autoridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. professoramaluquinha17 de fevereiro de 2013 09:28

      Bem, ao menos o abaixo-assinado eletrônico que circula na internet e que pede o impeachment do recém-eleito presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), já conta com mais de 1 milhão de assinaturas e será levado a Brasília quando tiver adesão de 1% do eleitorado nacional. Ao menos isso está dando certo :p

      Excluir
  71. Seria interessante se alguém explicasse quantas horas teremos que fazer na escola, são 4 horas aula ou 4 horas normais? são semanais? E pode ser feito nos hórarios vagos? obrigada Julia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Professores deveriam no mínimo saber ler e interpretar as resoluções.Como não sabemos estamos aí, esta classe largada e ultrajada em seus direitos.
      LEIAM professores, LEIAM pelo amor de Deus!

      Excluir
  72. Blá-blá-blá e ti-ti-ti... é tudo que sabemos fazer,
    Enquanto isso o governo vai aprontando as suas!!! kkk
    É preciso admitir nossa incompetência, enfiar a viola no saco e aceitar a realidade... ou como diz o dito popular: os incomodados que se retirem; mude de profissão!!!
    Atual mesmo é a música do Ultraje a Rigor: a gente somos inútil!

    A gente não sabemos
    Escolher presidente,( nem sindicato, nem direção de escola)
    A gente não sabemos
    Tomar conta da gente
    A gente não sabemos
    Nem escovar os dente
    Tem gringo pensando
    Que nóis é indigente...( e indigente é o que já viramos!)

    Chega de reclamar, chega de sindicato, chega de NDG.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Somos órfãos e temos que aprender a se virar sozinhos. É a lei da sobrevivência.

      De derrota em derrota chegaremos à vitória.

      DESISTIR JAMAIS!!

      Excluir

  73. http://esquerdacensurada.blogspot.com.br/2013/02/lei-do-tucano-aecio-100-vergonha-na.html

    ResponderExcluir
  74. A Placa do IDEB nas escolas estaduais mineiras

    A Secretaria de Educação tenta transformar mecanismos externos de avaliação em peça de marketing, mas será que nota mais alta é educação melhor?
    As avaliações externas é um meio de responsabilização de professores e gestores pelo desempenho dos estudantes, só que há evidências de que o ensino não melhorou e quem garante não haver muitas fraudes no processo?
    As estratégia de avaliações e responsabilização dos professores, estimula alguns tipos de trapaças e manobras para driblar o sistema e outros tipos de esforços duvidosos para alcançar uma meta de proficiência que jamais será atingida. Esse mecanismo de avaliações sistêmicas resulta em uma má estratégia, porque expõe escolas, diretores e professores que não atingem as pontuações mínimas.
    Certo é que as avaliações padronizadas dão uma fotografia instantânea do desempenho. Elas são úteis como informação, mas quando as metas são altas, os professores vão encontrar uma forma de aumentar artificialmente as pontuações. Eles vão preparar seus alunos durante as aulas para fazerem essas avaliações externas, e os alunos não vão aprender os conteúdos exigidos nas disciplinas, eles serão treinados a fazer essas avaliações. Testes devem ser usados para dar um retrato da educação, para dar uma informação. Qualquer medição fica corrompida quando se envolve outros interesses num teste.
    Sem sombra de dúvida as melhores escolas têm alunos que nasceram em famílias que apoiam e estimulam seus estudos. Mas a prática sistêmica de avaliações externas, está induzindo a um esforço grande em ensinar a resolver as avaliações de múltipla escolha, a diminuir as exigências e outras maneiras de melhorar a nota dos estudantes sem, necessariamente, melhorar a educação, e a responsabilização dos professores está sendo usada de maneira a destruí-los.
    Minas está perdendo o foco que é melhorar a educação e não simplesmente aumentar as pontuações nas provas de avaliação. Nota mais alta não é educação melhor.
    Precisamos de alunos que estudaram Matemática e Português (que são o alvo das avaliações), mas o que está sendo formada é uma geração que estuda a responder testes de múltipla escolha.
    O que é uma boa educação? Certamente é muito mais que saber fazer uma prova. Quais as necessidades dos estudantes, para que eles aproveitem a educação? Para os professores uma coisa é clara: boa educação e bom aproveitamento não está no fato de exibir nas unidade de ensino placas de IDEB. Muito mais que de índices precisamos descobrir de fato, o que é educação.
    [Baseado na entrevista de Diane Ravitch, ex-secretária-adjunta de Educação dos EUA]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EXATAMENTE O QUE VC DISSE, VENHO HÁ MTO TEMPO FALANDO. HÁ ESCOLAS QUE TREINAM E TIRAM NOTAS MAIS ALTAS, MAS, NÃO É SÓ ISSO, HÁ UM INDICE DE REPETÊNCIA E EVASÃO QUE FAZ TB CAIR ESSA NOTA. nOSSA ESCOLA É BOA, COM UM ALUNADO PRESENTE, MAS TINHA TURMAS DE pav, QUE FIZERAM A PROVA E HOUVE REPETENCIAS TAMBEM. A QUEM QUE SE QUER ENGANAR? ACHO MTO POUCO ESTE PRÊMIO QUE NUNCA VEM, PARA SE ENTREGAR DE BANDEJA NOSSO TRABALHO , NOSSA VERDADE.
      ESSE GOVERNADOR MENTE, AS PAGINAS DA SEPLAG NÃO ABREM P/BI~ENIOS, ENFIM É TUDO UMA MENTIRADA SÓ, E ESSAS PLACAS ELE DEVIA ENROLAR E...

      Excluir
    2. Na minha escola os professores não têm mais tempo de dar aulas nem de prepará-las.Passam o ano todo dando provas simuladas com questões que,provavelmente ,cairão na prova do governo.É uma decoreba só.E os professores em casa só têm tempo de corrigir provas.

      Excluir
  75. "Anastasia se encontrou com a Associação dos Professores Públicos de Minas Gerais (APPMG)


    O governo de Minas já decidiu a linha de defesa que será apresentada no Supremo Tribunal Federal (STF) para evitar a derrubada da Lei 100, que efetivou há seis anos 98 mil funcionários da educação sem concurso público. Segundo o governador Antonio Anastasia (PSDB), o corpo jurídico do Executivo vai apresentar os critérios técnicos usados pela Assembleia de Minas Gerais que atestaram a constitucionalidade da lei quando esta foi aprovada pelos deputados.

    “Vamos mostrar que tanto a Assembleia Legislativa quanto o governo, que sancionou a lei, trabalharam com critérios jurídicos de constitucionalidade. Estamos confiantes de que iremos ganhar”, declarou Anastasia durante plenária a representantes da Associação dos Professores Públicos de Minas (APPMG).

    Questionado se, em caso de o STF votar pela inconstitucionalidade da lei, os concursos pendentes da área da educação seriam homologados, o governador preferiu não responder. “Não trabalhamos com essa hipótese (perder no Supremo). Acredito no reconhecimento da lei e dos quase mil servidores que trabalham há décadas para o Estado”.

    Durante a plenária, Anastasia falou que vai lutar “até a exaustão” pela constitucionalidade da lei. Após o evento, o governador falou, ainda, que, na próxima semana, vai se reunir com seu secretariado para cobrar metas e execução de programas do governo de Minas. Ele negou que outras mudanças no primeiro escalão de seu governo possam ocorrer.

    Entenda

    A Lei 100, aprovada durante o governo de Aécio Neves (PSDB), efetivou milhares de servidores que trabalhavam na informalidade. Porém, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, entrou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) por entender que a lei fere o princípio da isonomia, impessoalidade e obrigatoriedade de concurso público. A tramitação terá rito abreviado, quando ela será avaliada diretamente no mérito, sem liminar.

    Esquerda Censurada"

    ResponderExcluir
  76. O legislador federal precisa ser mais específico nas leis que beneficiem os professores, os Estados estão destruindo a essência delas. Essa última, do 1/3 da carga horária, que a princípio era um benefício, virou um castigo: Prá quê professor cumprir o resto da carga horária na escola? Quem ganha o que com isso?Por quê os imbecis que mandam na educação não pensam em termos de funcionalidade e bem estar das pessoas? Serão eles imbecis,mesmo, ou apenas sádicos?

    ResponderExcluir
  77. O que ele chama de "critérios jurídico"? Na minha escola ,professora com 10 anos ficou de fora e sua substituta que nem tempo,nem habilitação tinha foi efetivada.Manda este(a) cara pastar...e outra coisa,ele tem que trabalha com a hipótese da derrota ,sim,todo julgamento tem os dois lados. Advogado "de meia tigela"

    ResponderExcluir
  78. ALGUÉM INFORMA SE A PRODUTIVIDADE SERÁ PAGA NO 5º DIA ÚTIL DO PRÓXIMO MÊS?
    LI ALGUNS COMENTÁRIOS NESTE BLOG.... ALGUÉM INDICA ALGUM BLOG OU SITE SEGURO, ONDE PODEMOS VALIDAR A INFORMAÇÃO?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O patrão falou na rádio Itatiaia que pagará no final de março.
      É só aguardar pra ver.

      Excluir
  79. Governador das GERAIS, totalmente à margem da CONSTITUCIONALIDADE
    caminha
    a passos largos
    para ter
    SÉRIOS PROBLEMAS
    com o STF.
    Aguardem.

    ResponderExcluir
  80. ANESTESIA deve cair em meados de julho.
    Anotem.

    ResponderExcluir

  81. ww.viomundo.com.br/denuncias/rogerio-correia-se-o-gurgel-nao-abrir-inquerito-contra-o-aecio-estara-prevaricando.html

    ResponderExcluir
  82. Olá amigo! O Subsídio, assim como a LC 100, vai cair? Quando? Será que o vencimento básico fará parte de nossa realidade um dia?

    ResponderExcluir