domingo, 12 de agosto de 2012

Sobre o terço de tempo extraclasse, o projeto do governo e a ineficiência do sindicato

Sobre o terço de tempo extraclasse, o projeto do governo e a ineficiência do sindicato

Olá, pessoal da luta! Continuando o nosso debate, quero falar um pouco, hoje, sobre o terço de tempo extraclasse a que temos direito - mais um direito sonegado pelo governo. Primeiramente, reafirmo a crítica anterior à direção sindical, que de forma irresponsável até, não compartilhou anteriormente com a categoria o projeto apresentado pelo governo. Deveria ter publicado no mesmo dia que recebeu tal proposta para a discussão de toda a categoria, mas não. Preferiu esconder o projeto, e somente depois que eu e o Rômulo cobramos aqui no blog é que o sindicato teceu alguns comentários sobre o tema. Este argumento ridículo de que a direção vai levar o tema primeiro para a assembleia dos trabalhadores, não cola. Primeiro porque o assunto foi discutido com o governo antes da assembleia; segundo, porque a categoria tem 400 mil educadores e as assembleias, cada mês numa região turística de Minas, tem reunido algumas dezenas, ou poucas centenas de combativos educadores, apenas. Além disso, seria importante inclusive para estes colegas se pudessem refletir previamente sobre os temas. Qual o motivo desta atitude da direção sindical de não partilhar a discussão abertamente com a categoria, e preferir os escaninhos institucionais burocratizados, sabidamente esvaziados - de ideias e de participação dos educadores?

Agora vamos ao projeto do governo, que somente agora, quando publicado pelo sindicato de forma morosa, lentíssima, pude ler. A primeira observação que faço é que o governo, em nenhum momento, fez qualquer referência à Lei do Piso - 11.738/2008. Por que será? Talvez porque queira apresentar a implantação do terço de tempo como um favor do governo, e novamente escapar das regras claras do mandamento federal, que em Minas não se cumpre. Na prática, o governo deveria simplesmente regulamentar a lei federal - a lei do piso - para a jornada praticada no estado. Não o fez, a demonstrar, mais uma vez, que Minas não respeita as leis federais, quando interessa ao governante de plantão. Segundo ponto: o governo diz que as mudanças passam a ter efeito  somente a partir de 2013. E nada fala sobre o pagamento retroativo a 2010, pelo menos, quando a Lei do Piso deveria ter sido aplicada na sua plenitude. E não foi, em nenhum ponto, aliás. Vamos ter que engolir mais estes três anos de confisco? E o confisco praticado quando mudamos de carreira à força, por imposição arbitrária do governo e seus 51 carneiros na ALMG? Quando será colocada na mesa de discussão a devolução deste dinheiro que nos foi tirado de forma enganadora e ao arrepio dos bons costumes e da lei?

Um outro ponto que me chamou a atenção foi quando o governo, por vontade soberana - e à margem da lei - determinou que os professores que atuam na Educação de jovens e adultos no ensino semi-presencial, ou no uso da biblioteca, ou na recuperação de alunos, ou no Núcleo de Tecnologia Educacional não têm direito ao terço de tempo extraclasse. Terão que cumprir 22h em sala de aula e apenas duas em reuniões extraclasse. Ora, como assim? Estranhei - embora não devesse - que o sindicato não tenha feito nenhum comentário a este respeito. A Lei Federal 11.738 (Lei do Piso) não pontua qualquer exceção em relação ao direito ao terço de tempo extraclasse para TODOS os professores do ensino básico. Vejam o que diz a lei: "Art. 2º (...) § 4º - Na composição da jornada de trabalho, observar-se-á o limite máximo de 2/3 (dois terços) da carga horária para o desempenho das atividades de interação com os educandos." Em Minas, com este projeto, vamos ter dois ou três regimes: uma parte dos professores terá direito ao terço de tempo extraclasse; uma outra parte será obrigada a cumprir extensão de jornada por exigência curricular - ainda que receba por isto; e uma terceira categoria de professores não terá direito algum ao que é assegurado pela lei federal. 

Além disso, o sindicato deveria exigir do governo o pagamento imediato da parte não paga do terço de tempo extraclasse, que daria um reajuste imediato de algo próximo de 12,5%, como extensão de jornada. Estamos cumprindo carga horária superior ao que manda a lei federal e não estamos recebendo por isso. Deem a isso o nome que acharem mais adequado. Deveria o sindicato exigir também que o governo cumprisse a lei e garantisse o direito à férias-prêmio para todos os servidores que cumpriram cinco anos de efetivo exercício. Se não puderem usufruir tal direito, que pelo menos recebam em espécie (3 meses de salário integral para cada cinco anos de trabalho). Enquanto os desembargadores recebem até mais que R$ 100 mil reais por incluir vencimentos e vantagens, os educadores de Minas não recebem férias-prêmio não cumpridas, não recebem o piso salarial, não recebem as vantagens e gratificações (pois foram abolidas à força), nem o terço de tempo extraclasse, etc., etc.

Mas, além de publicar (finalmente!!!) o projeto do governo, o sindicato nos trouxe também um estudo do DIEESE sobre o tema. Em suma, após uma longa explicação metodológica e uma tabela, o DIEESE concluiu que o governo teria que contratar mais cerca de 5 mil professores com a implantação do terço de tempo extraclasse. Número que considero muito aquém da real necessidade. E explico o porquê.

O Dieese partiu da premissa de que a rede estadual tem 157 mil professores (dados de 2010) e que, aplicado o terço de tempo para a jornada de 24 horas, seriam necessários mais cerca de 20 mil novos professores. Nem precisaria de um estudo técnico de um órgão respeitado como o DIEESE para chegarmos a seguinte e elementar equação: se cada professor de Minas pratica duas aulas em sala a mais do que manda a lei (e três aulas incluindo o terço de tempo extraclasse, para fins de soma do que estamos sendo confiscados), isso significa que: 157.405 professores x 2 duas aulas em sala de aula a mais, é igual a 314.000 novas aulas, que, divididas por 16 (número de aulas em sala para um cargo) resultam em 19.676 novos cargos. Exatamente o mesmo número que o DIEESE encontrou após fazer longo e demorado percurso.

Mas, a partir deste dado, o DIEESE comete um equívoco, ao concluir que deste montante (quase 20 mil cargos novos) deve-se subtrair os 15 mil novos cargos do recente concurso público. Ora, quando o concurso foi elaborado e depois realizado o governo trabalhava com a realidade já existente, aliás, bem abaixo do real. E não tinha o governo a perspectiva de implantar o terço de tempo extraclasse, cuja matéria ainda estava em discussão no STF. O governo de Minas jamais faria um concurso para preencher vagas que supostamente poderiam ser criadas futuramente. Isso nem é permitido por lei. Até mesmo considerando a possibilidade de preenchimento das horas-aula com a extensão de jornada, a última coisa que o governo pensaria era preencher as novas vagas realizando um concurso para este fim. Portanto, erra o DIEESE - talvez por má orientação do sindicato - ao concluir que seriam necessárias apenas cerca de 5 mil novas vagas para cumprir a lei do piso. Os colegas concursados têm todo o direito de exigir que, além das 15 mil vagas do concurso, sejam disponibilizadas mais cerca de 20 mil novas vagas com a implantação do terço de tempo extraclasse - ou um pouco menos, em função das possibilidades apresentadas, como a extensão de jornada.

E finalmente, é preciso deixar claro que a implantação do terço de tempo é tema de enorme relevância para os professores, mas a categoria precisa estar ciente que, em matéria de salário, as condições de miserabilidade continuam as mesmas. Com duas horas a menos em sala de aula - para uma parte da categoria, apenas - mas com o mesmo salário de fome que é pago pelo governo de Minas. Enquanto os desembargadores rompem as barreiras do teto salarial nacional de R$ 26,7 mil; enquanto os assessores do governo (alguns e algumas) que negociam com o sindicato ganham mais de R$ 10 mil reais mensais - e não tiveram suas carreiras destruídas como na Educação; enquanto a mídia recebe rios de dinheiro público para blindar o governo; os educadores de Minas continuam como a grande vítima do choque de gestão do faraó e seu afilhado. Para construir as obras faraonicas que beneficiam empreiteiras amigas dos reis e faraós, e mais alguns quilômetros de asfaltos e altos salários de marajás e da mídia, eles destruíram a nossa carreira, os sonhos e o futuro de muitas gerações de educadores e das famílias de baixa renda que frequentam a escola pública. Sem sequer terem nos dado a menor possibilidade de diálogo e sem respeito algum à nossa vontade, quando optamos por permanecer na antiga carreira, que foi destruída.

Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!
             ***

221 comentários:

  1. 13
    A mancha criminal

    Felipe e Osvaldo ficaram conversando. Já Caio aconchegara-se junto a Thaís.
    - E aí? Perguntou Thaís sorridente.
    - Tudo legal e você? Respondeu o policial com gentileza, olhando dentro dos olhos dela.
    Naquele dia Thaís estava vestindo uma blusa que lhe destacava o volume de seus fartos seios; usava uma calça que lhe realçava o grande quadril e parecia ao policial à mulher mais linda que já tinha conhecido.
    Thaís se fixou nas características singulares do rapaz: frio, malhado e com um olhar perdido no vazio.
    Caio se lembrava dos seus quinze anos; namoros; leituras de filósofos e sociólogos; discos do Deep Purple, Raul Seixas e de uma certa forma, todo tipo de que coisa pode ser ouvida, desde o jazz até o rock progressivo.
    - Desde quando o sistema está em crise? Perguntou Thaís.
    - Já faz um tempo. Na verdade quando eu entrei na polícia, ela já estava assim.
    - Enquanto muita gente continuar indiferente , disse Caio secamente, gente vai continuar morrendo. Pessoas inocentes morrerão até quando num Estado Democrático de Direito?”
    Thaís concordou com um riso sem graça.
    - Caio! Chamou Felipe que estava numa roda de policiais.
    Caio que estava focado em Thaís, se virou e respondeu:
    - Fala aí mano – começou com o sarcasmo – aonde é o ponto de guerrilha que nós vamos?
    - Caio é sério. Eu fiz a mancha dos crimes que o serial killer praticou.
    Na sala do delegado, havia a mesa deste e num canto da sala, uma mesa oval para que os policiais pudessem fazer uma janela, conversar, comer etc
    Caio e Thaís foram em direção a eles. Felipe disse:
    - Sentem-se que tracei aqui uma mancha criminal das ações do serial killer.
    Numa espécie de mapa, o policial detalhou os lugares aonde as mulheres foram mortas; o intervalo de tempo entre um crime e outro, o tipo de mulher que o criminoso gostava, que eram mulheres loiras.
    - E como vamos pegá-lo? Perguntou Caio.
    - Vai ter que ser na base da campana, a galeria tem quatro pontos, eu e o Caio vamos fazer revesamento nestes pontos.
    - Eu também acho que vocês podem estar focando somente nos funcionários da galeria. E se for um lojista?
    - Você tem razão Thaís – respondeu Felipe.
    Nisto, entrou na sala a agente relação pública da delegacia e anunciou a entrada do novo delegado.
    O Dr. Pacheco havia chegado.

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Professores,
    Este terço de tempo extraclasse, além de não ser cumprido, não ameniza a situação de quem tem um cargo completo.
    Aqui em Minas, deveria ser como São Paulo, 20 horas dentro de sala de aula – independente do número de aulas – 10 horas como tempo extraclasse, por um salário de R$ 2.500,00.
    O que nenhum educador aguenta são 32 aulas por R$ 2.000,00.
    Eu acho que nos devemos nos ater de criticar o sindicato. Críticas construtivas tudo bem, mas querer dividir a classe não. Eu até concordo com os passeios, afinal professor é gente e por que não pode viajar?
    Os professores querem um sindicato que esteja a serviço da classe e não que entre no meio destas politicagens baratas, cujas pessoas não estão refletindo que estão manipulando uma classe empobrecida, com os mais variados problemas, que tem que lidar com direção de escola, alunos cada vez piores, colegas fofoqueiros e coisas do gênero.
    Sobre o piso, temos que colocar na cabeça que somente será pago mediante a justiça, entendendo-se aí o STF. Por aí dá para ver que tão cedo não sai.
    Se o governo de Minas aplicasse o piso, um professor perceberia por 24 horas cerca de R$ 1.900,00.
    Não adianta vir com a desculpa que não tem receita, pois respondemos por 9% do PIB nacional. O governo do Estado pode complementar a verba para os municípios que não podem pagar.
    É só uma questão de vontade política.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Prof. Euler,

    O governo trata do 1/3 do tempo extra classe sem citar a Lei do Piso para evitar ser réu confesso, claro! O que não dá para enetender é a posição do sindute, agora conhecido como sindtur, porém...contudo..todavia... já era de se esperar, o gov deita e rola, pois conhece bem a direção do sindute ...

    ResponderExcluir
  4. Anastasia+Dila = Dilmasia, alguma diferença?

    DEU NA CBN
    "Falta ao governo habilidade na administração de pessoal
    Os servidores pedem mais aumento, os empresários querem pagar menos impostos, o governo arrecada menos. A conta não fecha. É preciso escolher, negociar não é fácil.

    O governo Lula deu aumento aos servidores e programou reajustes escalonados. A presidente Dilma já assumiu com esses compromissos que tinham de ser cumpridos. Além de ter aumento na folha, por causa dessas decisões do passado, agora há mais pressão dos servidores.

    Dentro do setor público tem muito desequilíbrio: há quem ganhe muito, outros recebem menos, gente entrando com salário muito acima do mercado. O governo tem de olhar para tudo isso e ver quais categorias precisam de valorização, horizonte, plano de carreira.

    Faltam eficiência, competência e habilidade na administração de pessoal. Há greves demais por todos os lados.
    O direito de greve tem de ser concedido dentro do respeito à Justiça e coletivo. Não dá para parar e impedir o direito de ir e vir do outro. Quando se fecha uma via, como aconteceu recentemente, na Via Dutra, há efeito cascata que atrapalha todo mundo.

    O governo, como empregador, tem de saber como administrar tudo isso. Esses eventos mostram inabilidade na administração de pessoal.

    E, nesse momento, o governo está perdendo arrecadação, mas tinha prometido desonerar o investimento, o que é importante.

    Ou seja, quando "encurta o cobertor", é hora de mostrar habilidade de negociação - saber a hora de dizer não e sim - e ter visão de médio e longo prazo.

    Mas o governo sempre faz a mesma coisa desde que começou a administrar os efeitos da crise externa - aumenta o subsídio ao carro e à gasolina e dá benefícios à indústria automobilística.

    Todo mundo sabe que a educação é o ponto mais importante, que tem de receber investimentos, mas os professores continuam ganhando pouco."

    ResponderExcluir
  5. E EU CONTINUO DIZENDO:POR QUE VOCÊS QUE ESTÃO AFILIADOS SO SINDTUR VEM AQUI , RECLAMA E AINDA MANTÉM ESTE EDIONDO SINDINUTIL? SE HOUVESSE UMA DESFILIAÇÃO EM MASSA, ELES FARIAM TUDO DIFERENTE.É O QUE NÓS DEVERÍAMOS FAZER NAS ELEIÇÕES.VOTO NULO COM MUITOS PERCENTUAIS.AÍ SIM HAVERIA UMA MUDANÇA DE POSTURA DOS POLÍTICOS E AGORA EM SE TRATANDO DO TAL SINTURMG.VAMOS ATITUDE.DESFILIAÇÃO.ONDE ELES IRÃO?? AO PERCEBER QUE A RECEITA E O DESCONTETAMENTO ESTÁ MUITO ALTO, MUDARÃO , CERTAMENTE DE CONDUTA.ESTE SINDICATO JÁ ESTÁ PASSANDO DOS LIMITES.DEVERIA TER ENTRADO A MUITO TEMPO NO STF EXIGINDO O PAGAMENTO DE TUDO QUE NOS FOI ROUBADO.ESTE ANASTAZIA É UM GOVERNO LADRÃO.

    ResponderExcluir
  6. Anônimo12 de agosto de 2012 10:07

    Amigo (a);

    Por que professor não pode viajar? Se o sindicato não consegue ganhar nada, deixa pelo menos que ele permita que os professores conheçam Minas e outras realidades. Por quê não um congresso em Ouro Preto?

    ResponderExcluir
  7. Professor Ricardo,eu pago o sindicato para passear? Para fazer tour por Minas ? rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COLEGAS PROFESSORES,
      esse Prof. Ricardo utiliza-se do BLOG DO PROF. EULER para divulgar as suas VÃS LITERATICES.
      Algo SIMILAR não existe em BLOGS do pessoal da SAÚDE, da SEGURANÇA, dos CORREIOS e afins.
      Como os professores estaduais são TOLERANTES!!!
      O espírito democrata do Prof. Euler é INCOMENSURÁVEL, vai além dos limites!
      TUDO É ASSAZ DIFÍCIL PARA NÓS PROFESSORES!!!
      Que canseira!!!

      Excluir
    2. Anônimo, pare de gastar do seu pequeno salário com o sindicato.Deixe de ser bobo.

      Excluir
  8. Prezado Anônimo das 10:07;

    Porque professor não pode viajar?

    ResponderExcluir
  9. E as açoes na justiça ? Cmo faremos com um TJ MG completamente conivente com o governo??? Um promotor da minha cidade ( São João del Rei ) afirmou na tv local que demandar contra o poder público é quse perda de tempo. Desanimei da ação contra o impsemg.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não devemos desanimar NUNCA.É isso que eles querem.Meu processo tá correndo.

      Excluir
  10. A cada dia, ficamos pasmos com a INEFICIÊNCIA, A INABILIDADE e a INCOMPETÊNCIA do SINDUTE em negociar, em discutir, em argumentar e em comunicar aos profissionais da educação o que está ocorrendo entre a categoria e o governo. Que vexame, que vergonha, é estarrecedor! Está na hora dessa administração deixar de "inovar" nas tais estratégias de difundir as ideias do Sindicato pelo estado e focar mais na realidade, assim o tempo que gastam viajando, procurando hotel,lhe serveria para estudar mais as estratégias para negociação com o governo, fiquem mais na sede e ponham a MASSA AMÓRFICA para pensar, porque são aberrações e aberrações cometidas, até o nome do sindicato está sofrendo mudanças, por tantas mazelas cometidas, de forma zombeteira virou SINDTUR. Chega, é vexatório a postura da direção sindical, faz-se necessário ter mais respeito com os sindicalizados, afinal somos todos que bancamos essa máquina emperrada! Com um governo insano como o que está posto em Minas,até 2014, porque ele não se estenderá para além de 2015, porque DEUS é maior e nós já provamos nossa capacidade de mobilização, não se pode cochilar 1 segundo sequer, então abram os olhos, fiquem atentos! Não se atenham só à arrecadação, queremos ação!

    ResponderExcluir
  11. Resposta de Antonio Augusto Junho Anastasia...
    "Caso o terço para 2013 não satisfaça as expectativas do professorado, adotem as medidas cabíveis: compre um rosário e reze o terço Bizantino com o padre Marcelo Rossi." Hê! Hê! Hê!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sugiro q. ele faça o mesmo, após o resultado das eleições em outubro...

      Excluir
  12. Então não é TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE MINAS GERAIS, tem que mudar o nome também. TSMG, Tribunal das Subserviências de Minas Gerais. Cada uma que ouvimos!

    ResponderExcluir
  13. Profícuo o seu texto caro Euler Conrado. Tem coisas que acontecem em Minas e no Brasil que chegam a surpreender, é o caso dos super-salários que vem se propagando. A coisa está tão abusiva que passam por cima de lei federal para benefícios próprios, instituições se vendem a outras para a manutenção do STATUS QUO.
    O caso dos super-salários divulgados chega a ser apenas a ponta do iceberg, enquanto todos estão preocupados com o super salário que ultrapassa o salário de um Ministro do Superior Tribunal Federal, chegando a 30 ou 40 mil reais, não percebem que com benefícios, vantagens e outros recebidos por fora esse mesmo salário vai a quase 200 mil reais por mês. A pressão do Estado e a conivência das demais instituições é para se fazer permanecer tal estado de coisas, aí existe o tal fisiologismo ou clientelismo do qual não escapa nem mesmo o sindtur, pois muitos interesses estão em jogo e o radicalismo atrapalha em muito a conjugação dos interesses estabelecidos. É preciso domesticar o povo, principalmente o professor, pois ele é o principal elo para se promover uma quebra na conjunção desse poder, sendo assim como domesticar o professor? Primeiro dividir para governar, e nessa divisão existem alguns poucos que estão dispostos a se venderem, não precisa de muitos somente poucos que sejam eficientes no trato de relação entre os demais para a partir daí conseguir alguns outros para o seu lado. Segundo, é preciso cooptar instituições que julguem as ações propostas pelos trabalhadores, principalmente da educação, tornando-as morosas e não vitoriosas, mesmo contrariando os preceitos legais. Terceiro, aumentar a carga horária de labor, para através disso fazer com que se concretize a MAIS VALIA, dando-se que ocorreu um aumento salarial mas recuperando nas horas trabalhadas e na perda de vantagens, é certo que o projeto neoliberal que vem desde o CONSENSO DE WASHINGTON do qual o Brasil é signatário prevê isso, e, conseguindo atrelar aqueles grupos que detém o conhecimento consegue-se fazer com que o povo esteja na PALMA DA MÃO.

    Tenho a impressão que enquanto os DONOS DO PODER não forem incomodados estarão em sua zona de conforto fazendo com que possamos reproduzir o mesmo estado de coisas de forma diferente sem alterar o SISTEMA. Permanecendo o fisiologismo, clientelismo, corrupção, dentre outras com a conivência precípua de elementos oriundos das camadas populares.

    ResponderExcluir
  14. Euler sempre visito seu blog são validas suas palavras , e acredito que a frente do sindicato precisamos de pessoas de seu nivél. Mesmo assim me perguntei porque tudo é sempre para o ano que vem .o certo é pra hoje e não ontem. Continue com esse ponto de vista brilhante , só vc pra colocar o sindicato contra a parede, abraços Milton

    ResponderExcluir
  15. Continuo achando esse sindicato fraco e arrogante, temos que nos impor, senao só seremos prejudicados. O sindicato esta fazendo o jogo deste governo pervesso. Isto é muito sério pra deixar nas maos de incompetentes,,,

    ResponderExcluir
  16. A classe de PROFESSORES no Brasil tem que se unir e lutar contra este estado de coisas que está posto. Vimos pelo dito PORTAL DA TRANSPARÊNCIA que inúmeros funcionários da Administração Fazendária mineira, apenas com GRADUAÇÃO, ganham muito mais que um PROFESSOR COM DOUTORADO desenvolvendo pesquisa, trabalhando mais de 40h, nas UNIVERSIDADES FEDERAIS MINEIRAS e até mesmo mais ainda que os professosres da estaduais como a UEMG e a UNIMONTES.
    Pelo país temos visto quantas categorias, cuja formação é mínima ganha muito mais que professor, olha a cara de pau desses políticos, jáz que em época de eleição, dizem que um dos tripés de sua gestão é a educação e quando se chega ao poder, a primeira atitude que tomam é escorraçar os professores e não apresentar projeto político educacional algum. É de ficar pasmo quando se constata isso,é uma discrepância. Com relação aos professores da educação básica nem se fala. Mas essa gente que ganha mais que professor PhD, é que TOMA dinheiro do povo e enche os cofres do Estado, por isso são agraciados, agora o PROFESSOR é quem ensina a ficar de olho nesses espertalhões que é o próprio governo, logo os governos os veem como inimigos, por isso escraviza, humilha e desmerece, mas esses mesmos professores, precisam de vez por toda, aprender a tática: DESMERECER esses vermes nas urnas e que comecemos em outubro, qualquer que seja o candidato ligado a essa turma, vamos bani-los do cenário político.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é....Dimla = Anastasia né?

      Excluir
    2. As faxineiras da Assembléia Legislativa, os motoristas do Congresso ganha mais que qualquer professor doutor.

      Excluir
  17. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  18. Prezado Anônimo12 de agosto de 2012 11:32

    Nesta carreira de professor, vc começa do nada e chega em lugar nenhum. Então pq a classe não pode conhecer os pontos turísticos de Minas? Além disso, não fica só na "viagem", pois ideias e ideais são compartilhados, há uma troca de vivências.
    Eu mesmo nunca vou nestas viagens, mas tem quem goste.
    Eu pago o sindicato, porque sempre que precisei fui muito bem tratado, claro que ele tem suas falhas, mas nem Jesus Cristo foi totalmente compreendido.
    É bom a gente conversar, pois a gente fica sabendo que tem professor que só come na escola, tem professor que não vai dar aula porque não tem dinheiro para o ônibus ou gasolina. Sua Excelência o governador poderia passar um mês com este salário, pois ele veria o que é bom para tosse.
    simples assim (com s minúsculo mesmo).

    ResponderExcluir
  19. Seremos obrigados a fazer planejamento das aulas semanalmente, com visto da inspetora. Na prova PAAE , cada professor tem que digitar o gabarito de cada aluno na internet. Módulo II sem receber por eles. Descontos enormes para quem não participa deles. Curso em hotéis, nos quais o prof é obrigado a ir. Férias Prêmio para minoria. Socorro! QUEM IRÁ NOS DEFENDER?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você digita os gabaritos dos alunos na prova do paae??? Nunca fiz isso!!!! Invento toas as alternativas.. tenho 8 turmas de primeiro anos e não gasto mais do que 5 minutos com essa porcaria do paae... Deixa de ser boba!!!

      Excluir
  20. Euler, há muito tempo não escrevo em seu blog mas, sempre que posso eu o leio todos os dias. E hoje quero lhe dizer e a todos os (as) companheiros (as) que procurem uma música cantada pelos inesquecíveis Jararaca e Ratinho chamada _-REPARTINDO UM BOI- e verão quão de real existe no Brasil atualmente. É hilário,rico e muito realista. Quem ouvir essa musica vai adorar. Beijos a todos

    ResponderExcluir
  21. O Governo se acha tão inteligente com a sua SEPLAG, pois uma das causas da não liberação das férias premio foi para não contratar mais professores pois eles tem que economizar, pois sobrar mais dinheiro, só que verificando o Diário Oficial " Minas Gerais" a quantidade de profissionais que se afastaram para concorrer a um cargo eletivo.
    Com isso ele terá que contratar profissionais para suprirem, ou seja terá que gastar dinheiro
    Por isso que Minas Avança
    Para o precipicio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, muitas pessoas fizeram isso mesmo quando viram que as férias não sairiam, se armaram na política e se deram bem, melhor do que as férias, pois em vez de dois meses, vão ficar 3 meses. E, os demais professores vão pagar por isso, ficando sem suas férias, já que muitos colegas pelas escolas disseram que não estão nem aí para os votos que terão, só querem mesmo 3 meses de descanso. É isso aí, esses pagaram o governo na mesma moeda.

      Excluir
    2. Porém o mais constrangedor, ou motivo de tristeza é ver professores, que foram prejudicados, e muito,até mesmo alguns em final de carreira, se candidatando à vereador e trabalhando muito para ser eleito...e distribuindo "capetinhas" onde consta o nosso "inimigo mineiro"...psdb. A eleição municipal esse ano, ditará os rumos das eleições estaduais e federais. Alguns dirão que não importa quem seja eleito, não será cumprido a lei do piso em MG.Porém acredito que enquanto professores não mostrarem que tem força política (humilhou, prejudicou, desvalorizou: Não se reeleje), continuaremos sendotratados como cidadãos de 3º categoria. VOTO DE PROFESSOR: candidatos que não sejam do PSDB!!
      Abraços aos colegas politizados.E pêsames aos que insistem em dizer "não gosto de política". Ou MOSTRAMOS ALGUMA FORÇA NAS ELEIÇÕES, OU seremos para sempre massacrados.

      Excluir
    3. É de admirar que colegas prof. estão se candidatando pelo partido q. nos massacrou. Professor NÃO deve votar nestas pessoas desqualificadas, sem letras, sem luzes, sem caráter q. fazem "tudo" q. sua majestade "o imperador" mandar. Será q. todos sabem LER e INTERPRETAR AS LEIS? Ou votam "colando" do coleguinha? Este governo nos considera "inimigos" e, como tal precisamos ser destruídos,contidos e humilhados. Afinal, quem se julga o "único cérebro pensante de MG"? Quem? Quem? A escravaria precisa ser contida. Professor faz parte do baixo clero. Precisamos nos unir e não reforçar esta corja imunda! Somos mtos e podemos desestabilizar estes demotucanos criadores do demotucanoduto! É chegada a hora!

      Excluir
    4. Infelizmente, como já havia dito a tempos atrás, no nosso meio que é a EDUCAÇÃO existem os CABOS ELEITORAIS e, principalmente do PSDB que se articulam silenciosos dentro da escola e fora dela, assim os alunos são cooptados, conseguem jogá-los contra os professores mais combativos e politizados tanto que alguns não conseguem suportar tamanha pressão e entram em estado de DEPRESSÃO, ou seja podemos notar aí a ação de práticas de ASSÉDIO MORAL e BULLYNG.

      Excluir
  22. COMPLICADO......................
    HÁ MILHENIOS, MUITOS FUMAVAM E VIAM COISAS, BEBIAM E ERAM PROFETAS, PORQUE NA SUA VIAGEM, VIAM COISAS, (NADA MAIS QUE PENSAMENTOS QUE NÃO PODIAM FALAR OU EXPRESSAR NAS ALDEIAS) TODOS NÓS TEMOS NOSSOS DELÍLIOS BONS, BOAS IDÉIAS PARA REVOLUCIONAR O MUNDO, MAS ANDAMOS TÃO OPUPADOS E PREOCUPADOS COM O DIA DE PAGAR AS CONTAS, QUE ESQUECEMOS ELAS. INVENTORES DO DIA A DIA QUE PODERIA MUDAR O MUNDO, MAS NÃO COMENTAM SUAS IDÉIAS POR MEDO DE QUE A MAIORIA A COPIARIA

    QUE PENA, SOMOS CIDADÃOS

    ResponderExcluir
  23. VEJAM ISSO àS NOSOAS CUSTAS, VAMOS FD O RESTO QUE MINA CAI

    Minas é o 1º estado do mundo a pactuar Objetivos do Milênio


    MAS NÃO FALA DA VIDA SOCIAL, SALÁRIOS E SAUDE QUE ESTÁ UMA MERDA.

    ResponderExcluir
  24. Caro colega vc está cheio de razão. Precisamos nos unir. "... professores, precisam de vez por toda, aprender a tática: DESMERECER esses vermes nas urnas e que comecemos em outubro, qualquer que seja o candidato ligado a essa turma, vamos bani-los do cenário político..." Espero em Deus q. para sempre! Chega de tanto sofrimento.

    ResponderExcluir
  25. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  26. O Estado Democrático de Direito

    Eu nunca tive vontade de ser advogado, mas prestei alguns concursos em nível de ensino médio e superior e estudei noções de Direito. Grande ciência, praticada em sua plenitude nos EUA, aqui no Brasil temos um arremedo de Estado de Direito.
    Na faculdade de História, fiz uma matéria optativa denominada “Teoria do Estado”. Quem lecionava era o professor Madureira da Universidade Federal de Uberlândia. Confesso que fui fazer a disciplina um pouco motivado pela curiosidade em conhecer o Doutor que avacalhava os seminários dos alunos, esculachava qualquer um que não tivesse a sua opinião, mas grande era um grande orador e teórico. Também, na ditadura o cara foi preso, torturado e foi para a Alemanha fazer doutorado. Ele falava nas aulas que não era obrigado a aguentar os burgueses do Direito e Economia.
    O Estado – em termos ideais – deveria suprir as necessidades básicas do indivíduo para que este pudesse através do estudo e da sua capacidade individual – como explicitado na lei 9394/96 (se o número da lei não for este, joga no Google) LDB -, mas o que vemos é um arremedo de educação, com professores lecionando 36 aulas por semana; escolas caindo em pedaços, secretarias com uma grande carga de trabalho burocrático, aonde só nos resta agradecer por terem tirado do ar o slogan “Minas Avança” e no blog do Euler ter surgido “Anastasia: o pior governador de todos os tempos”. Que Sua Excelência não leve a mal a brincadeira, pois não discuto pessoas, deixo isso para os medíocres; também não discuto coisas, isso é prá gente normal; gosto de discutir ideias, coisa de pessoas inteligentes.
    Uma saúde cada vez pior (um aluno antes das férias me disse que nas unidades do SUS está funcionando o seguinte esquema:

    Ficha Vermelha: Seu caso não é grave, então você tem que esperar. Coloca aí umas 7 horas.

    Ficha Amarela: Seu caso é mediano, assim que todos os casos de emergência e urgência forem atendidos, será sua vez.

    Ficha Verde: Seu caso é grave, mas você vai ter que esperar uns 30 minutos, então segundo o aluno, reze para não morrer antes deste tempo.


    Num Estado Democrático de Direito, os governantes trabalham para que o capitalismo se desenvolva. Mas como desenvolver um capitalismo que só tem 80 anos, com uma carga tributária tão grande?
    Peguemos o caso de Minas. De R$ 100,00 arrecadados aqui, apenas R$ 40,00 retornam.
    - Dilma, me dá um café! (Em épocas de campanha política é de graça kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk)
    “O Brasil tem uma das maiores cargas tributárias do mundo e, inclusive, subiu quatro posições, conforme dados relativos a 2009 divulgados neste ano pela OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), que é uma entidade internacional com sede em Paris (França) composta por 33 países e que leva em consideração a arrecadação tributária comparada com o PIB (Produto Interno Bruto). Com carga tributária de 34,5%, segundo o IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário), O Brasil está à frente de países como Reino Unido, Canadá, Estados Unidos e Japão, por exemplo.
    Em 2010, o País gerou riquezas no valor de R$ 3,684 trilhões (PIB), enquanto, no mesmo período, os contribuintes (pessoas físicas e empresas) pagaram R$ 1,291 trilhão em tributos, resultando em uma carga tributária de 35,04% do PIB. Com isso, o Brasil saltou da 18ª para a 14ª posição no ranking, perdendo para países europeus, altamente desenvolvidos, como é o caso da Dinamarca (48,2%), Suécia (46,4%), Itália (43,5%) e Bélgica (43,2%). “Ao contrário do Brasil, esses países prestam serviços públicos de qualidade à população sem que ela precise recorrer à iniciativa privada”, afirmou o presidente da Fiems, Sérgio Longen”. (http://www.correiodoestado.com.br/noticias/estudo-mostra-que-brasil-tem-a-14-maior-carga-tributaria-do_102661/)
    Vou ficando por aqui, sentado, esperando o piso.

    ResponderExcluir
  27. Não só acabaram com a carreira mas sim nos mataram lá no fundo do nosso ser. Aqueles professores que aguardam a aposentadoria em sala de aula sentem ralmente o triste fim de uma profissão tão linda... Infelizmente o governo e outros acham que trabalhar com Educação deve ser um trabalho voluntário. Com esse salário de fome.... e ainda há colegas que acham que ganhamos bem. Colegas, pensem bem nas eleições de outubro.

    ResponderExcluir
  28. Euler, ainda bem que no Brasil existem os cérebros privilegiados. Agradeço a Deus por nos dá vocês. Vocês blogueiros precisam de algum modo se unirem e daí surgirá uma nova "defesa dos de baixo".
    " Um Maracanã vale 1,3 mil escolas?
    O “novo” Maracanã vale 1289 escolas
    A reforma do Maracanã custará R$ 931 milhões. Há poucos dias, o governo de Santa Catarina anunciou a construção de nove escolas, a um custo total de R$ 6,5 milhões. Cada escola atenderá a 520 alunos. Ou seja: o que o governo está gastando com a reforma do estádio no Rio seria suficiente para colocar 670 mil alunos na escola.
    Outro dado curioso: o orçamento anual da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro em 2011 foi de R$ 120 milhões. A reforma do Maracanã, portanto, consumirá o equivalente a 7,7 anos do dinheiro gasto com a educação no Estado.
    Um Itaquerão vale 38 hospitais
    O estádio do Corinthians custará R$ 890 milhões. Enquanto isso, a Universidade Federal do Tocantins anunciou a construção de um hospital universitário, ao custo de R$ 23 milhões."
    http://oiramsemog.blogspot.com.br/2012/05/um-maracana-vale-13-mil-escolas.html?spref=tw

    ResponderExcluir
  29. 14

    Dr. Pacheco



    As pessoas repetem o jargão popular que “a primeira impressão é a que fica”, embora paradoxalmente, as pessoas também dizem que “as aparências enganam”.
    Caio não teve uma boa impressão do Dr. Pacheco. O sorriso estampado, o jeito como ele olhava, as expressões faciais de uma falsa alegria, tudo denotava um policial corrupto.
    Na verdade, delegado que levava a profissão a sério, era como o doutor Hugo: sério, circunspecto e, por vezes, melancólico.
    O Dr. Pacheco começou a falar:
    - Caros policiais, sei por conversas de corredores que a delegacia de vocês não consegue prender um serial killer. Nisto, imprimiu certa pausa, no que continuou:
    “Só que uma delegacia não pode viver em função de um criminoso. Temos problemas como tráfico de drogas, homicídios, latrocínios e todo os tipos de crimes que vocês já estão habituados.
    Nisto, Caio e Felipe trocaram um olhar.
    - Temos que colocar este aparelho do Estado para funcionar. Pegaremos o maníaco, mas não viveremos em função dele.
    “Pronto – pensou Caio – agora que vai ficar difícil trabalhar”.
    Foi providenciado um café para todos, no que Felipe e Caio saíram da sala.
    - E aí, o que te parece? Perguntou Felipe.
    - Megana corrupto, tá na cara.
    - E o que faremos?
    - E o que temos para fazer? – perguntava Caio acendendo um cigarro – vamos esperar para ver o que vai dar.
    - Você vai para casa? Perguntou Felipe.
    - Quando eu cheguei na delegacia, vi que a gasolina do carro acabou. Você me dá uma carona?
    - Caio – gritava Thaís – espere aí.
    “Nós não vamos almoçar?”
    - O problema Thaís é que meu carro está sem gasolina, o Felipe ia me dar uma carona.
    - Vem comigo, estou de carro.
    - Tudo bem, vamos almoçar então.
    Os dois jovens se despediram de Felipe e Thaís apontou para Caio onde estava seu carro. Pelo caminho estava Osvaldo, cuja mesma trocou algumas impressões. Caio ainda pode ouvir suas últimas palavras: “hoje você pode ficar no jornal, vou tirar o dia para escrever a matéria”.
    Caio estava entusiasmadíssimo com a moça e vice-versa. Eles entraram no carro e Thaís rumou em direção ao centro da cidade.
    Pelo caminho passavam por um viaduto que havia sido construído recentemente, cuja beleza era patente.
    - Esse viaduto ficou bonito, não? Perguntou Thaís.
    - É mesmo – respondeu Caio – quanto deve ter custado?
    No jornal fizemos uma reportagem e nos foi dito que a obra ficou em 12 milhões de dólares.
    - 12 milhões de dólares! – exclamou Caio com uma risada.
    - É... Os operários devem ter vindo dos EUA – respondeu gargalhando.
    - Com certeza o concreto é inglês, completava Caio sarcasticamente.
    Thaís colocou no som do carro Dogs de Animals e disse:
    - As ferragens devem ser de Dubai.
    A moça ria tanto, que quase perdera o controle do carro.
    - Oh Thaís, dirige essa porra aí direito que eu não tenho seguro não.
    Quando chegaram no restaurante, Caio desceu do carro e falou:
    - Sabe qual o problema do Brasil?
    - Não, qual?
    - Aqui se tem a convicção de que tudo que é importado é melhor.
    Os dois entraram rindo no restaurante.


    © Copyright by Paulo Henrique Vieira.
    Todos os direitos reservados.

    15

    Ele e Ela - II

    ResponderExcluir
  30. MEMORIZANDO..
    Gilberto Abramo
    PRB
    Belo Horizonte, Contagem, Ribeirão das Neves, Betim, Medina, Santa Luzia, Montes Claros, Vespasiano, Ibirité e Sabará.


    Pastor da Igreja Universal. Deveria ser o maior interessado no bom funcionamento da Escola Pública já que os membros da sua igreja quase em totalidade dependem do ensino público. Além disso, negou o princípio da justiça, ensinamento fundamental dos Evangelhos

    Gustavo Corrêa
    DEM
    Almenara, Capelinha, Mutum, Itambacuri, Buritis, Belo Horizonte, Arinos, Medina, Teixeiras, Conceição do Mato Dentro, José Gonçalves de Minas, Goiabeira, Cuparaque, Nacip Raydan, Chácara, Divisópolis, Formoso, Cachoeira de Pajeú, Aricanduva, Divisa Alegre, Dores de Guanhães, Dona Eusébia e Piedade de Ponte Nova.


    Esse deputado envergonha a ALMG. Procurado por uma equipe de profissionais que questionavam um projeto de lei e a atuação do deputado, Gustavo Corrêa afirmou que ele como deputado é um office boy de luxo do governador. Afirmou ainda que não pode contar muito com o salário que recebe como deputado, pois a maior parte desse dinheiro é para fazer festas para os eleitores, senão, não se elege novamente. Sem comentários!

    Gustavo Valadares
    DEM
    Belo Horizonte, Astolfo Dutra, São Gonçalo do Rio Abaixo, Oliveira, Guanhães, Bom Jesus do Galho, Cláudio, Contagem, Rio Vermelha, São João Evangelista e Itabira


    Um dos maiores defensores da Destruição da Carreira dos professores. Segundo o deputado, o estado não tem dinheiro para gastar com professor.

    Gustavo Perrela
    PDT
    Belo Horizonte, Nova Serrana, Pompéu, Ervália, Abaeté, Ouro Preto, Monte Sião, Sete Lagoas, Morada Nova de Minas, Contagem, João Pinheiro, Peçanha, Igaratinga, Itambacuri, Conceição dos Ouros, Barbacena e Matias Barbosa.


    Esse sendo filho de quem é dispensa muitos comentários. Porém, é importante destacar que o autor da Lei do Piso dos Professores, que valoriza a carreira do magistério, é um senador do PDT, partido de Gustavo Perrela, porém o deputado não honrou sequer o seu partido e votou pelo não cumprimento da Lei em MG.

    Hélio Gomes
    PSD
    Governador Valadares, Teófilo Otoni, Mantena, Vargem Alegre, Mutum, Caratinga e Resplendor.


    Durante a votação que destruiu a carreira dos professores o deputado estava no plenário assistindo vídeos de conteúdo “duvidoso” pelo celular. Flagrado pelos professores que estavam na galeria o deputado fechou o vídeo e desconversou.

    ResponderExcluir


  31. Coloque aí: SEBASTIÃO COSTA,conhecido pelas bandas de Divino por SEBASTIÃO CACUNDA, só sabe dar tapinhas nas costas em época de eleição.

    ResponderExcluir
  32. Alguma noticia sobre o 14º do estado?

    ResponderExcluir
  33. Alguém sabe me dizer quando haverá eleições no Sindute MG?

    ResponderExcluir
  34. Temos que pegar o governo em seu próprio erro, ou seja, no começo do ano ele mandou carta para os alunos e professores dizendo o quanto os professores recebiam de subsídio e QUE NESTE ANO seria implantado para os professores o regime de 1/3 de tempo extra-classe. Então o que temos que fazer? É pegar esta carta que o governo obrigou a mandar para os alunos e professores juntamente com o projeto de lei que cita que a implantação do regime de 1/3 de tempo extra-classe SERÁ APENAS EM 2013 e publicarmos em todos os meios de comunicação possíveis, inclusive mandar para os pais, como o próprio governo fez. Isso seria uma forma de conseguirmos que a data no projeto mude e nos pague retroativo pelo menos a partir de janeiro deste ano. Aí o povo vai ver que o governo faz propaganda enganosa e não cumpre o que fala. Aí eu quero ver como o governo vai se defender visto que tanto a carta quanto o projeto de lei são de autoria do próprio governo kkkk. Temos que exigir esta ação lá do nosso sindicato né combativo e admirável Euler? O que você acha eim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na mesma carta ele diz que nenhum professor com licenciatura plena ganharia menos de 1300,oo. Eu tenho 24 anos de serviço,19 concursada,tenho plena há 14 anos e pós há 4 anos e sou PEBTIIA,como se tivesse licenciatura curta ganho 1200,00 depois do aumento ,antes meu subsídio era 1188,00 e a Renata VIL Hiena disse que está correto meu posicionamento.Se quiserem empresto meus certificados e meus contra cheques para mostrarem para a imprensa.

      Excluir
  35. Gostaria que as eleioes do Sindute fosse hoje mesmo para retirada dos incompetentes.Assim entraria uma equipe que bancasse este governadorzinho que paga uma equipe só para bular os direitos e enrolar os professores cada vez mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. prova cabal de que o SindPELEGO "coligou" com o governo: NÃO HÁ NENHUMA ORDEM DE MOBILIZAÇÃO PARA AS SUBSEDES AGIREM LOCALMENTE NO COMBATE AOS PREFEITÁVEIS APOIADOS PELO GOVERNO PSDB.

      Exemplo: A SUBSEDE CARATINGA NÃO REALIZOU NENHUM MOVIMENTO CONTRA A CANDIDATURA DE ERNANE CAMPOS PORTO, CANDIDATO APOIADO POR ANASTASIA, E QUE ESTÁ VENCENDO NAS PESQUISAS. ELE SE ELEGE EM CARATINGA.

      Excluir
    2. João Paulo Ferreira de Assis14 de agosto de 2012 18:41

      E Toninho Andrada se elege em Barbacena, inclusive com apoio do PC do B. O Sindute não fez nenhuma convocatória para a subsede do sindicato recomendar os votos na Danuza, a prefeita candidata à reeleição.

      Excluir
    3. Acorda SindInútil, faça alguma coisa!

      Excluir
  36. Está tudo jogado às traças. Vejam que absurdo:
    "Em caso de guerra, posso afirmar que possuímos munição para menos de uma hora de combate", disse o general na reserva Maynard Marques de Santa Rosa, ex-secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais do Ministério da Defesa.

    ResponderExcluir
  37. Salario e carreira o governo nao quer discutir com o sindicato,ele vai discutir com quem?Com a D.Nana da esquina. E só pagar o que deve.

    ResponderExcluir
  38. Euler, tudo aqui em Minas é diferente quando você fala das vagas do concurso também sabemos que o número de vagas não deveria ser 15 mil, mas com certeza um número muito maior. Outra situação o certo seria as vagas que nós estamos ocupando como efetivados serem lançadas, e pedir para todos fazerem o concurso, e depois o nosso tempo contar como prova de títulos. Mas na verdade para o governo o conveniente é que continue muitas pessoas efetivadas porque assim ele acha que vamos dever favores a ele, que sempre vamos agradecer por termos estabilidade.Só que ele está esquecendo que somos educadores, e sabemos muito bem analisarmos o que ele está fazendo com a educação em M.G.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns pelo seu discernimento.Nós efetivos não temos nada contra os efetivados. A nossa indignação é com o governo querer usar vocês para nos atingir. Isto é indigno,usar as pessoas colocando umas contra as outras e desvalorizando as duas partes.É no mínimo um ato satânico.Que Deus nos una e proteja a todos.

      Excluir
  39. O QUE SERIA FEITO COM O DINHEIRO DA COPA E DA OLIMPIADA?

    COM CERTEZA MUITAS ESCOLAS E HOSPITAIS

    DARIA PARA FORMAR MILHÕES DE MÉDICOS PARA CUIDAR DA POPULAÇÃO

    ResponderExcluir
  40. É amigos a coisa realemente não anda muito boa mesmo não. Prova disso é a falta de professores nas escolas, uma colega tirou licença médica 15 dias e não conseguiram substituto, eu estou de licença médica desde 08/08 e ainda não conseguiram substituto, isto prova que o salãrio realmente está um salário de fome, como temos falado aqui,quem já é da luta a mais tempo lembra, que substutuição de até menos de uma semana terminava em briga, portões fechados quando era hora exata de edital, agora? Pega-se qualquer um que esteja disposto a ser cuidador de alunos que é só isso que o estado precisa nada mais.Também com este salário! Estou querendo crer que esta realidade há de melhorar.

    ResponderExcluir
  41. Ao invés de valorizar e contratar professores, opta-se em estender a jornada de trabalho de quem está na ativa. Como o salário é baixo, muitos irão fazê-lo como forma de complementar a renda.
    Minas segue avançando... e destruindo a educação.

    ResponderExcluir
  42. Antigas excelências do docente:

    O docente ideal:
    1. Domina os conteúdos curriculares das disciplinas.
    2. Tem consciência das características de desenvolvimento dos alunos.
    3. Conhece as didáticas das disciplinas.
    4. Domina as diretrizes curriculares das disciplinas.
    5. Organiza os objetivos e conteúdos de maneira coerente com o currículo, o desenvolvimento dos estudantes e seu nível de aprendizagem.
    6. Seleciona recursos de aprendizagem de acordo com os objetivos de aprendizagem e as características de seus alunos.
    7. Escolhe estratégias de avaliação coerentes com os objetivos de aprendizagem.
    8. Estabelece um clima favorável para a aprendizagem.
    9. Manifesta altas expectativas em relação às possibilidades de aprendizagem de todos.
    10. Institui e mantém normas de convivência em sala.
    11. Demonstra e promove atitudes e comportamentos positivos.
    12. Comunica-se efetivamente com os pais de alunos.
    13. Aplica estratégias de ensino desafiantes.
    14. Utiliza métodos e procedimentos que promovem o desenvolvimento do pensamento autônomo.
    15. Otimiza o tempo disponível para o ensino.
    16. Avalia e monitora a compreensão dos conteúdos.
    17. Busca aprimorar seu trabalho constantemente com base na reflexão sistemática, na autoavaliação e no estudo.
    18. Trabalha em equipe.
    19. Possui informação atualizada sobre as responsabilidades de sua profissão.
    20. Conhece o sistema educacional e as políticas vigentes.
    Fonte: Adaptado de Referenciais para o Exame Nacional de Ingresso na Carreira Docente - Documento para Consulta Pública, MEC/Inep.

    ÚNICA QUALIDADE DO PROFESSOR IDEAL - HOJE:

    "sER UM LEGÍTIMO PITT BULL PARA MANTER A DISCIPLINA, OU SEJA, TOMAR CONTA DOS ALUNOS, PARA QUE ELES NÃO FIQUEM NAS PORTAS DA SALA DE AULA OU PERAMBULANDO OU CABULANDO AULA DENTRO DAS DEPENDÊNCIAS DA ESCOLA"

    ~E tenho dito~

    ResponderExcluir

  43. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  44. Espero que esse governo de fachada faça logo sua obrigação e comece a andar dentro da lei. É inconcebível que dentro das escolas os efetivados usem dos mesmos direitos dos efetivos, que por legitimidade entraram para o serviço público. Sinto pena dos efetivados por permitir que o governo e o sindicato os enganem. Vejam o que a própria Beatriz disse a respeito dessa situação: "Beatriz Cerqueira disse...
    Prezado colega anônimo, efetivo e efetivado não correspondem ao mesmo vinculo. Em recente reunião com o governo, a própria Seplag afirmou que o "efetivado não é detentor de estabilidade". O Ministério Publico de Minas Gerais ajuizou ação civil publica questionando a Lei Complementar 100/07, mas não há decisão definitiva ainda.
    Espero ter esclarecido.
    atenciosamente,
    Beatriz"

    14 de agosto de 2012 14:33

    ResponderExcluir
  45. "Escola pública de hoje é local para resolver problemas sociais que não está dando certo". (já ouvi isto e concordo,hoje,as antigas excelências do docente ..., pois o papel da escola é resolver todos os problemas sociais contando somente com o professor,pois, não são oferecidos outros profissionais para ajudá-los.

    ResponderExcluir
  46. Vamos que vamos tomar conta dos alunos nas escolas do Estado de Minas Gerais.Esse salario pago ainda e pouco apenas para tomar conta,imagina para trabalhar conteudo,precisa pagar o dobro e ainda e pouco.Manda o anastacia a Renata e a equipe DA O TOMBO nos educadores irem para sa salas de aula e ficar pelo menos meio dia.DESAFIO...

    ResponderExcluir

  47. Este tipo de docente não é possível no Brasil, pois os governos querem para garantir votos , dar comida boa e bolsa escola às crianças, assim garante o voto dos pais, a figura do professor é meramente alguém que fica na escola vigiando essas crianças e apartando brigas entre elas. Este negócio de professar o conhecimento, preocupar-se com a qualidade do ensino, com as estruturas das escolas e valorizar o profissional, isso é coisa para países desenvolvidos, com esse governos silvestres que temos em terras brasileiras em TODAS AS ESFERAS essas referências de profissional da educação é só mesmo para consultar na página do MEC, porque aplicabilidade disso, só se ocorrer daqui a cinco séculos, pois já se passaram 5 e nada de significante aconteceu nesta terra. Então, não esperemos por melhora na educação, nossa geração e várias outras que ainda virão não terão o prazer de desfrutar-se dela, poisé tudo UTOPIA, só UTOPIA e discurso vazio para pronunciar em época de eleição. O texto desses políticos silvestres já está velho e o papel amarelado e poído.

    ResponderExcluir
  48. SIM iremos sobreviver a todos TIROTEIOS do desgoverno, isto tenho a certeza. VAMOS DERRUBA-lo NESSAS ELEÇÕES VOTE CONTRA AECIO/ANASTACIA. NÃO ESQUEÇAM NÃO ESQUEÇAM, POR FAVOR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. LÓGICO QUE VOU VOTAR CONTRA. MAS AQUI EM CURVELO TEM MUITO PROFESSOR QUE SE BANDEOU PARA O LADO DELES. TEM PROFESSORES QUE SAÍRAM CANDIDATOS PELO DEM, PSDB OU PARTIDOS QUE APOIAM ESSES. ATÉ O PC DO B ESTÁ APOIANDO O CANDIDATO DO DEM. PODE UMA COISA DESSAS?

      Excluir
    2. Tudo, questão de CONVENIÊNCIA.

      Excluir
  49. eu tambem nao tenho nada contra a os efetivados,uma vez que eles nao pediram tal coisa.so que no ano que vem so vou escolher turmas com a lei do meu lado.sinto muito pelos colegas,mas nao vou deixar aquele capeta do governador ganhar todas.aqueles que se sentiram prejudicados com a escolha de turma esse ano façam o mesmo.

    ResponderExcluir
  50. PRESTE ATENÇÃO :
    DILMA = ANASTASIA NÉ MESMO?

    A presidente Dilma Rousseff passou do discurso à prática e determinou a assinatura dos primeiros convenios com São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná a fim de substituir servidores federais em greve por funcionários estaduais e municipais, conforme permite decreto baixado por ela no fim de julho. A avaliação do Palácio do Planalto é que o decreto 7.777 do dia 24 de julho - e que permitia a substituição dos servidores em greve por temporários ou funcionários estaduais e municipais - na prática, ainda não funcionou, apesar de algumas portarias assinadas pelos respectivos ministérios.

    A ordem no governo federal é endurecer com os grevistas, mas a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, acenou com uma proposta aos servidores, na próxima semana. Iniciamos o ano com uma perspectiva econômica melhor, mas ao longo do ano foi piorando. O governo teve que refazer seus cálculos, disse a ministra.

    O ministro Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, disse que prioridade é usar o espaço fiscal para cuidar do emprego daqueles que não têm estabilidade. Segundo ele, o diálogo não está fechado. Temos, ao longo de agosto, a possibilidade de vir a discutir e apresentar propostas, o que faremos. Mas temos a responsabilidade de fazer na hora em que tivermos segurança da proposta, afirmou, ao deixar a Conferência Nacional de Emprego e Trabalho Decente, em Brasília, onde foi vaiado por parte do auditório.

    A tensão na negociação ficou clara ontem em frente ao Ministério do Planejamento. Cerca de 500 manifestantes, representando 23 carreiras típicas de Estado, criticaram a intransigência do governo nas negociações de reajuste salarial. Os manifestantes criaram até um neologismo para criticar a postura da presidente: Dilmadura. A Esplanada dos Ministérios praticamente parou com novas adesões ao movimento na Secretaria do Tesouro, Receita Federal e até na Controladoria-Geral da União (CGU).

    Até ontem, eram 36 categorias em greve em todo o país, num total de mais de 350 mil servidores. No Palácio do Planalto auxiliares da presidente reagiram quando jornalistas avisaram sobre os conflitos no canteiro de obras da refinaria Abreu Lima, em Pernambuco: Epa, esse aí é iniciativa privada.
    http://idisa.jusbrasil.com.br/noticias/100028393/dilma-pressiona-para-substituir-servidores-em-greve-nos-estados

    E O SINDUTE DORMINDOOOO..OPS ..FAZENDO TURISMO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO É TURISMO NÃO...Lembro-me bem que a idéia de realizar assembléias em diferentes cidades de Minas, com o objetivo de sensibilizar os colegas que não aderiram á greve de 2011,foi deliberada ou pelo menos apresentada nas reuniões de conselho...

      Excluir
  51. João Paulo Ferreira de Assis14 de agosto de 2012 18:44

    Prezados amigos

    Acabei de receber telefonema do Banco Cruzeiro do Sul oferecendo cartão VISA com muitas vantagens. Disse que não queria, que não aceitava esmola do governo de Minas mas que eles cumprissem a lei 11738. E pedi que respeitassem minha opinião. A moça me disse obrigada, e desligou.

    ResponderExcluir
  52. assino em baixo colega.tambem estou com o advogado acionado,nao vou ser cachorro do governo.passei na porcaria de um concurso quero os meus direitos.

    ResponderExcluir
  53. Alguem sabe informar se o professor aposentado que tem paridade tambem receberá por 1/3 extra classe?Margarida do Carmo Passos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Extra classe é somente para quem está em efetivo exercício na sala de aula.

      Excluir
    2. Engraçado!O tempo contado para o vencimento unificado seria o de efetivo exercício...e num é q interpretaram errado e foram lá nas contagens e pegaram o tempo dos professores a partir do concurso, que se tornaram efetivos no Estado? Fala sério! Seria o tempo de efetivo exercício no Estado, abrangendo todo o tempo,desde o início de trabalho. Quero meu tempo q foi ignorado!

      Excluir
    3. Realmente, me subtrairam mais de 12 anos.Contaram somente 18 anos. Acho que me aposentaram somente com os dezoito, porque é o tempo que contaram para dar esta merreca de subsídio.
      Saí de licença para aposentar em 2009 e só contaram de 90até esta data.Acho que fui assombração de 90 para trás.KKKKKKKKKKKKKK
      Só mesmo em Minas é que inventam estas leis de última hora para prejudicar os professores.

      Excluir

  54. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  55. 16

    Amâncio

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  56. Vejam o resultado do IDEB:

    "14/08/2012 17h22 - Atualizado em 14/08/2012 21h58
    País supera metas do Ideb no ensino fundamental e iguala no médio
    MEC divulgou o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, Ideb.
    Ensino médio tem avanço baixo em comparação com fundamental.

    Do G1, em São Paulo
    95 comentários
    Ideb 2011 (Foto: Editoria de Arte/G1)

    O Brasil superou as metas na educação propostas pelo Ministério da Educação (MEC) para serem alcançadas em 2011 nos dois ciclos do ensino fundamental (de 1º ao 5º ano e do 6º ao 9º ano), mas apenas igualou a meta projetada para o ensino médio, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado nesta terça-feira, 14 (veja gráfico ao lado).

    Mas os resultados são muito desiguais considerando municípios e escolas individualmente: 39% dos municípios e 44,2% das escolas estão abaixo da meta.

    O Ideb é um indicador geral da educação nas redes privada e pública. Foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil.

    Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente a sala de aula.

    A Prova Brasil avalia o desempenho de estudantes em língua portuguesa e matemática no final dos ciclos do ensino fundamental, de 4ª série (5º ano) e 8ª série (9º ano), e no terceiro ano do ensino médio.

    Em 2011, os estudantes dos anos iniciais do ensino fundamental - 4ª série (5º ano) - tiveram 5,0 pontos. A meta era de 4,6, um índice que o país já havia obtido na avaliação anterior, em 2009."
    Na íntegra:

    http://g1.globo.com/vestibular-e-educacao/noticia/2012/08/pais-supera-metas-do-ideb-no-ensino-fundamental-e-iguala-no-ensino-medio.html

    MAS NÃO SE ESQUEÇAM DO PEDIDO DE BOICOTE durante a greve que não terminou contra #aGloboMente


    ResponderExcluir
  57. Pasmem...

    "14/08/2012 18h10 - Atualizado em 14/08/2012 19h16
    Escola com pior Ideb do país divide espaço com mercadinho em Salvador
    Escola Estadual 29 de Março recebeu média de 0,1 em análise do MEC.
    Dados sobre educação básica foram divulgados nesta terça-feira (14)."
    "Após tomar conhecimento dos dados, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia informou por meio de nota que ocorreu um erro do órgão estadual na migração de dados para o sistema do Ministério da Educação, o que gerou um indicador que não corresponde com o real. "A pontuação do Colégio Estadual 29 de Março, em Salvador, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), é 2,4, ao contrário do que aparece no resultado do Ideb 2011. O erro foi relativo ao indicador de rendimento, que aparece com o índice de 0,03, quando o correto é 0,50", diz a nota."
    " A Escola 29 de Março divide espaço com um centro comercial do bairro, onde funcionam três mercadinhos e uma farmácia. A entrada dos estudantes é feita por um portão lateral e há salas no andar superior aos estabelecimentos comerciais.
    Não há indicação, placa ou letreiro informando que trata-se de uma unidade escolar. O G1 não foi autorizado a entrar na escola.
    Uma mãe de aluno, que preferiu não ser identificada, disse que pensa em tirar o seu filho da escola por conta do "mau comportamento" dos estudantes."
    http://g1.globo.com/bahia/noticia/2012/08/escola-com-pior-ideb-do-pais-divide-espaco-com-mercadinho-em-salvador.html

    ResponderExcluir
  58. Veja esse comentário do blog da Paraíba:
    "terça-feira, 14 de agosto de 2012
    Paraíba tem resultado medíocre no IDEB
    Se o sucesso da Educação na Paraíba fosse do tamanho do dinheiro gasto com a publicidade e na mesma proporção da capacidade de retórica de nossos gestores públicos, já teríamos atingido a excelência! Mas a realidade não aceita certas maquiagens e não sucumbe a brabeza e aspereza de seus governantes.
    É lamentável mais temos que classificar como medíocres os resultados da nossa educação. Em primeiro lugar porque as metas do MEC já são em si medíocres e, em segundo lugar, porque os resultados da Paraíba se arrastam e com muita dificuldade conseguem chegar no centro da meta."
    http://www.massacritica-pb.com/2012/08/paraiba-tem-resultado-mediocre-no-ideb.html
    MassaCrítica ‏@MassaCriticaPB

    ResponderExcluir
  59. Aposentado não tem direito a prêmio por produtividade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é por que ele já não produz mais para a máquina pública. ele já produziu quando estava na ativa...e naquela época não existia a lei.

      Excluir
    2. Produtividade é para quem produz.Aposentado jááá´produziu.Eu sou aposentada e concordo.

      Excluir
  60. Elma Ambrosio Nere15 de agosto de 2012 07:48

    Divulgado "Minas tem melhoria na Educação em 2011"
    Apesar do baixo sálario e da falta de manutenção das escolas nós
    professores ainda temos compromisso com o nosso trabalho . Não podemos
    dizer o mesmo da senhora secretaria e do governador de Minas.
    Se houve melhoria ,merito nosso - Professores - pois a família tem
    transferido a responsabiliadade de educação para a escola. Ficar
    dentro de uma sala vendo dados sem conhecer a realidade é muito fácil.
    Falar que somos bem pagos é muito fácil , queria ver se a senhora
    secretaria consegueria manter dois filhos na faculdade com um salário
    de 1300 reais. Falar do professor é fácil , dificil é ser professor.
    Elma Ambrosio Nere professora desde 1981.

    ResponderExcluir

  61. PARA A IMPRENSA A SECRETÁRIA DA DESEDUCAÇÃO CONFIRMA A DIFICULDADE DE SE ATINGIR RESULTADOS SATISFATÓRIOS COM OS ALUNOS DO ENSINO MÉDIO, MAS PARA TRATAR COM PROFESSORES CONSIDERA QUE TODOS TEMOS QUE FAZER MILAGRES.

    "Minas tem o melhor ensino básico do BrasilEstudantes do estado se destacam no índice que mede desempenho na educação básica. Nas primeiras séries do ensino, nota é a melhor do país, considerando conjunto das redes pública e privada

    A nota mineira no ensino médio é a quarta melhor do país, de acordo com o Ideb 2011, tendo alcançado o índice de 3,9 e cumprindo a meta estipulada para o período. Mas, em comparação com 2009, o crescimento foi de apenas 0,1. A rede estadual mineira ficou atrás de Santa Catarina, na primeira posição, com Ideb de 4,3, e São Paulo, que ficou em segundo, com Ideb de 4,1, e Paraná, com 4. 'O ensino médio está assim no mundo inteiro.

    É um problema grave, pois trabalhamos nesse período com uma geração mais difícil. É o momento em que os estudantes deixam de ser crianças', avalia a secretária Ana Lúcia Gazzola."

    ResponderExcluir
  62. Euler,

    É injusto que as extensões de carga horária de anos anteriores, não sejam contadas para fins de aposentadoria. Trabalhamos em dobro, não recebemos o mês de janeiro, antes do novo modelo remuneratório ainda recebíamos a extensão sobre o piso. O mínimo que o governo poderia fazer era que pudéssemos contar o tempo para aposentadoria.
    ** ( § 8º Para fins do disposto no §6º, só serão consideradas as parcelas remuneratórias percebidas após o início da percepção do AEJ, ainda que parcelas recebidas anteriormente tenham como fundamento a extensão de jornada do servidor.)

    ResponderExcluir

  63. Sind TUR, viagens de turismo por Minas Gerais.


    Para alguns associados a viagem é grátis.

    ResponderExcluir

  64. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  65. EULER, gostaria de saber se este projeto de lei do governador sobre 1/3 da jornada está em consonância com o PARECER CNE/CEB Nº 09/2012 APROVADO EM 12/04/2012?

    VOCÊ FEZ ALGUMA AVALIAÇÃO DO TEXTO DO CNE? SERÁ QUE TEM ALGO A MELHORAR???

    ENVIEI ESTA MESMA PERGUNTA À BIA. QUERO VER QUEM VAI ME RESPONDER PRIMEIRO!!!!!!!"!

    ResponderExcluir
  66. nao esqueça sul de minas, do deputado dalmo ribeiro, inimigo da educação.

    ResponderExcluir
  67. Tomem conhecimento do site: Ranking dos políticos. Não podemos deixar os inimigos da educação se reelegerem.

    ResponderExcluir
  68. "O resultado do IDEB não mediu a aprendizagem, e sim o número de alunos aprovados"(reportagem e comentários no telejornal bom dia Brasil). Como o aluno teeemmmm que passar...

    ResponderExcluir
  69. Já postei no twitter de Renata Vilhena e conclamo a todos a fazer o mesmo vamos nos elogiar, pois não foi o governo quem trabalhou diretamente com os alunos para alcançar o indice apesar de que meio suspeito mas isto não importa, somo brilhantes, maravilhosos mesmo perdendo os nossos direitos e com uma greve de 112 dias ainda assim os educadores de MG conseguiu alcançar o índice temos que fazer como o governo e usar este momento e os números ao nosso favor. E cobrar do governo o que irá fazer de concreto para os professore em reconhecimento do índice alcançados.
    Atenção colegas esta é a hora!

    Temos que fazer a sociedade ver que o índice foi empenho de uma classe sofrida mas empenhada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se vocês tivessem vergonha, nem tocariam em twitter, blog e afins dessas pessoas. Eu não consigo nem tocar no nome dessa aí, dá nojo só em pensar. Isso mesmo, parabéns. Continuem dando ibope para elas, eles e a rede globo também. Oh povinho sem noção.

      Excluir
  70. Quem sabe se este governo antes de sair ainda cria uma resolução em que o professor contribua com 50por cento do seu mirrado e suado salario para melhorar a educação! Ja que premio produtividade , 1/3 tempo extra classe tudo isso é miragem.MEU DEUS, como sobreviver com este subsidio!?

    ResponderExcluir
  71. Estão exibindo o resultado do IDEB como um troféu.Acabo de ouvir entrevista da Gazoza na Itatiaia se vangloriando e colhendo os louros da vitória.O mérito,segundo ela, é todo dos planos do governo,ou seja dela.Nem citou a palavra professor(a).Nenhum elogio ou agradecimento.Nenhum crédito,nada.E os bobos aceitando este trabalho escravo .Vocês merecem.Não sei de que adianta tanta inteligência se não correm atrás do prejuízo.Vocês professores falam bem, escrevem bem,mas não sabem agir.São borra botas do patrão.Que feio!!!Desculpe,professores, mas é o que penso.

    ResponderExcluir
  72. 18

    Demônio Interior

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  73. E os pipeiros continuam colocando suas
    porcas funções a DESSERVIÇO da educação.
    Euler,não dá para respeitar:essas pessoas
    são professores mesmo???
    Será que professores fariam este tipo de
    papel que eles desempenham de puxar saco
    desta PST do anastazia???
    Não estamos suportando tantas injustiças
    cometidas nas escolas!
    Sinceramente,eu teria constrangimento de ser PIPEIRA
    com este triste papel de ser algoz dos meus iguais!
    (Iguais na profissão???)
    São tantos colegas de licença.Estamos ficando
    doentes nas escolas e deixo claro:dessa vez não
    é apenas por causa dos alunos.

    ResponderExcluir

  74. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  75. Acho que erraram a nota da Educação Mineira! Em vez de A A A,...não seria HA HA HA?

    ResponderExcluir
  76. Concordo com quem falou a respeito de fazermos nossa própia propaganda.Não é assim que o governo faz? Mesmo com 111 dias de greve conseguimos ser o primeiro. Quanto à aprovação dos alunos podemos dar (só) este crédito ao governo,pois somos obrigados a aprovar mesmo os que não têm condições,por ordem do governo.Out door neles.Eu ajudo a pagar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parabéns professores de Minas,o mérito da nota do IDEB é só de vocês,pelo que já ouvi...
      vocês lutam sozinhos.

      Excluir
  77. 19

    Quinta... Eleições... Thaís

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  78. Acho que depois desse resultado de MG no IDEB seria digno o governador dar o devido valor ao Educador, que mesmo sem esse reconhecimento tem feito das tripas coração pela educação.

    ResponderExcluir
  79. MEC vai propor a fusão de disciplinas do ensino médio

    DE SÃO PAULO

    O Ministério da Educação prepara um novo currículo do ensino médio em que as atuais 13 disciplinas sejam distribuídas em apenas quatro áreas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagem e matemática).

    ResponderExcluir
  80. Euler, estamos em época de eleição, o governo tem muito a perder com uma greve na área da Educação. Será que não está no hora da categoria ameaçar fazer uma greve. O governo está numa posição muito confortável, sem receber forte pressão, está voando em céu de brigadeiro. É hora de incomodar um pouco. Puxa uma enquete no site para saber qual a disposição dos colegas a esse respeito.

    Sueli

    ResponderExcluir
  81. 16/08/2012
    MEC vai propor a fusão de disciplinas do ensino médio

    O Ministério da Educação prepara um novo currículo do ensino médio em que as atuais 13 disciplinas sejam distribuídas em apenas quatro áreas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagem e matemática)

    A mudança prevê que alunos de escolas públicas e privadas passem a ter, em vez de aulas específicas de biologia, física e química, atividades que integrem estes conteúdos (em ciências da natureza).

    A proposta deve ser fechada ainda neste ano e encaminhada para discussão no Conselho Nacional de Educação. Se aprovada, vai se tornar diretriz para todo o país.

    Educadores entrevistados pela reportagem afirmam que a mudança curricular no ensino médio proposta pelo governo federal é positiva. O problema, segundo eles, será a implementação.

    FÁBIO TAKAHASHI
    DE SÃO PAULO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quantos professores serão demitidos? Qual será a economia do governo? Onde ele aplicará o dinheiro que irá economizar? Física e Química são conteúdos primordiais para ciêntistas fazerem grandes descobertas e não dá para brincar de fingir que se ensina esses conteúdos não senhores. Por isso que tem técnico de enfermagem aplicando leite na veia de bebês e dando ácido no lugar de remédios por aí. Juízo senhores pseudo governantes, pseudo professores e pseudos alunos. Os senhores pseudo governantes quando tem um cançer ou outra doença qualquer correm para grandes hospitais privados, não é mesmo? Para cuidar de probres em postos de saúde pode ser pseudo estudantes de química, física e Biologia. Parabéns pseudo MEC. Formem bastante pseudo médicos, pseudo laboratoristas, etc.

      Excluir
    2. Essa fusão de disciplina se acontecer... será que em MG o governo não vai usar para diminuir o quadro de Professores? Ele consegue fazer cada surpresa no setor da Educação!

      Excluir
  82. Vamos usar a nota do IDEB a nosso favor. Eles dizem que é um mérito deles e nos mostramos para a população que apesar da greve fizemos o melhor posssível e que os seus filhos tem ótimos professores apesar de não ser valorizados. E que o governo preocupa tanto com a educação dos filhos que foram necessários 112 dias de greve para ele resolver retirar todos os nossos direitos, mas mesmo assim somos profissionais. Se ele que é pai acha que deveria ganhar quanto para ser pai de um ou dois filhos e imagina um professor que toma conta de 40 em cada 50 minutos que da um total em uma manhã de 200 em cada manhã de trabalho.
    Pensem e vamos twitar mostrar que o merito foi todo nosso.

    Vamos resgatar a nossa dignidade.

    ResponderExcluir
  83. Vejam o que acabei de enviar para os deputados, venho chamar voces para que façam o mesmo vamos mostrar que não é greve mas não estamos adormecidos.

    Caros deputados

    No dia 23/11/11 a maioria esmagadora desta casa deixou claro para nós educadores que não somo merecedores de receber o piso com as vantagens adquiridas ao longo do tempo de serviço. Mas na contramão do reconhecimento o estado de Minas Gerais ficou entre os melhores nos índices que mede o desempenho esolar da população, e venho lembra-los não foi o governador que pegou na mão do aluno para ensina-lo a ler ou ensinou a reconhecer as letras e decifar este código que se chama leitura ou a usar o raciocínio lógico com os números somos nós os PROFESSORES. Este mérito é SOMENTE do professor pois se fosse olhar a dinâmica com os que detem o poder negociaram e como negociaram a greve estariamos agora com ínidices negativos.
    Atenciosamente
    Uma brilhante professora

    ResponderExcluir
  84. Muito bla´..blá... blá... e pouca informação. Para quem está em sala de aula com cargo completo, o que mudará?

    ResponderExcluir
  85. Na sala de espera no DAG, pacientes vivem momentos de terror, à espera de que os peritos concedam pelo menos metade do afastamento previsto pelos médicos que afastaram seus pacientes do trabalho...

    ResponderExcluir
  86. O Mec vai propor a fusão de disciplinas no ensino médio.Já sabem o que isso vai significar,né ???

    http://www1.folha.uol.com.br/educacao/1138074-mec-vai-propor-a-fusao-de-disciplinas-do-ensino-medio.shtml

    ResponderExcluir
  87. Por que no "transparência" não tem o salário de Renata VilHiena e Gazoza?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque congestionaria o sistema. Rsrs!!!

      Excluir
    2. De tão transparente que é o portal, não se pode ver os referidos salários a olho nu.

      Excluir

    3. De tão transparentes, são invisíveis aos olhos dos justos.

      Excluir
  88. Eu acabei de desfiliar-me do Sindiute...Façam o mesmo.
    Ninguém se move neste sindiute. Há anos que vem descontando em meu salário e nada fizeram por mim quando reduzriammeu salário,quando não me pagaram o piso e outras cositas mais.Não vale a pena. Tô fora...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PA...RA...BÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
  89. PAAE - Pesadelo Avaliativo de Alunos e Educadores. Aff... Recebi as provas dos alunos de 7º & 8º anos !! Com 30 (TRINTA) questões cada uma. Gerada por minha diretora, sem a ver com o conteúdo que foi dadooooo...
    Como se tivesse poucos deveres de casa, acabou a paz do fim de semana. Tenho que desenvolver todas as questões, importar o gabarito. Sabem? Penso que estamos sendo vítimas de um massacre, uma conspiração para acabar com nossa sanidade mental, é cobrança demais. Alguém aí sabe a nova nomenclatura para conteúdo?! O pipeiro falou que conteúdo não é mais conteúdo não, deu outro nome que me esqueci, tamanha a importância de se trocar alhos por bugalhos. Pow

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AH,Colega,
      Os "PIPEIROS" estão perdidinhos
      da silva.Sabem de nada também não.

      Excluir
    2. Os pipeiros estão perdidinhos mesmo. Na nossa escola ele chegou a falar que o professor tem que dar nota mesmo, caso contrário será dispensado. Estão atirando pra todos os lados.Um absurdo!Devem estar sendo muito cobrados, os paus-mandados.

      Excluir

    3. Na verdade eles são uns PIPOQUEIROS, pulam de um lado para o outro para fazer movimento, munidos, ás vezes, de netbooks, circulam pela secretaria das escolas, altivos, com intuito de se mostrarem conhecimento, mas encosta-os contra a parede, para ver se dá caldo. Nenhum! Inclusive, há alguns que preferem ficar conversar só com o especialista, pois teme encarar muitos professores que foram seus, exatamente porque na condição de aluno era um mal exemplo, não dava conta das atividades escolares, cabulava aulas, fica sempre em dependência e hoje pelo método do QI entrou para ganhar R$2.300,00. Há escolas que os professores estão 'doidinhos' para que eles venham conversar, até para olhar bem dentro dos olhinhos deles e além mais fazer alguns questionamentos, para ver se estão afiadinhos, porque pelos cursinhos que foram dados, até as lâminas tinham erros. Então vamos colocar óleo na panela, acender o fogo e aguardar os PIPOQUEIROS! Vamos ver se o MILHO é de qualidade ou só vai dar peroá?! Porque na minha SRE os pipoqueiros são verdadeiros PEROÁS!

      Excluir
  90. 20

    A boca

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  91. E o pagamento da PRODUTIVIDADE, agora depois que estão se achando os melhores do mundo, deviam nos pagar os 100%, afinal mal ou bem quem fez por merecer foram os PROFESSORES, até porque essa gentalha entrou no poder outro dia e sucesso na educação não ocorre de um ano para outro, é um trabalho ano após ano, então deviam parar de si jogarem confetes, pois nem merecedores são e tratem de nos pagar o que nos é de direito.

    ResponderExcluir
  92. Olá, pessoal da luta!

    Ainda não tive tempo de ler os resultados do Ideb. O que a mídia e o governo divulgam é sempre uma análise superficial, usada em favor do governo. É óbvio que o ensino público no Brasil - e especialmente em Minas, claro - vai muito mal. A realidade nas escolas é dramática, graças às políticas de destruição da Educação pública orquestradas pelos diversos governos, e especialmente pelo atual - cujo ódio aos educadores parece não ter limite.

    Mas, já que o governo adora mostrar um quadro que não existe, ele deveria pelo menos ser coerente: se a Educação está, segundo o governo, apresentando bons resultados, qual a contrapartida do governo em favor dos profissionais da Educação? A própria mídia, se não fosse tão comprada (ou vendida) deveria indagar ao governo: se vocês dizem que a Educação vai bem, como os educadores serão recompensados por isso?

    Até o momento, esta contrapartida do governo se resumiu nas seguintes ações ou sonegações:

    1) não pagamento do piso, conforme manda a lei federal 11.738/2008;
    2) não implantação do terço de tempo extraclasse;
    3) não pagamento do dinheiro confiscado de 150 mil educadores que optaram pelo antigo sistema remuneratório;
    4) não pagamento das férias-prêmio não cumpridas;
    5) redução dos percentuais do bônus de avaliação de desempenho;
    6) destruição da carreira dos profissionais do magistério, com a abolição (confisco) de todas as gratificações e vantagens existentes;
    7) redução dos percentuais de progressão e promoção na carreira, respectivamente de 22% para 10% e de 3% para 2,5% - assim mesmo aplicáveis somente após 2015, quando supostamente estará suspenso o congelamento salarial imposto pelo governo;
    8) não aplicação do reajuste salarial de 22% do piso nacional de 2012, de acordo com o custo aluno ano;

    Em suma: o governo destruiu a carreira e roubou praticamente todos os direitos dos profissionais da Educação, impondo uma média salarial que gira em torno de dois salários mínimos para o cargo completo de 24 horas. Tenha o professor graduação ou doutorado; esteja ele em início de carreira ou com 30 anos de casa, não há qualquer perspectiva de melhoria. A carreira do professor foi engessada e destruída.

    É esta a contrapartida do governo de Minas para os profissionais da Educação pelo suposto "bom" resultado do ensino público no estado. Uma realidade falsa, que a mídia, domesticada, aceita e divulga como matéria paga, de forma acrítica e conivente, e cujos resultados reais tem sido uma realidade de inversão de valores, de princípios, que é observada no nosso cotidiano: aumento da violência, de homicídios, de banalização da vida humana, da desigualdade social, da precarização enfim de áreas importantes como a Saúde, a Educação, entre outras.

    Na minha opinião, o ensino público de Minas e do Brasil nada tem a comemorar. Pelo contrário: já há muito se observa os sintomas de um total colapso nos sistemas educacionais, especialmente no ensino básico. Não havendo a devida valorização dos educadores, a pauperização, a precarização do ensino é a primeira e derradeira consequência. Índices produzidos e apresentados ao sabor de manipulações midiáticas não mudarão a dura e triste realidade da Educação pública de Minas e do Brasil.

    Um forte abraço a todos e força na luta!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

      VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



      ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

      Excluir
  93. Prof. Euler, sua capacidade de ler o mundo lhe possibilita fazer as análises da euforia deste governo mineiro, mesmo não tendo tempo de fazer uma leitura mais fina do assunto, pois bem, o texto abaixo corrobora as conjecturas feitas por você. Numa matéria publicada no Estadão, o articulista menciona que os resultados obtidos no ensino fundamental no país foram tímidos. Já em Minas os maqueiam os resultados e só mostram o que lhes interessam, pois não nos veem como os mais favoráveis dessa terra tupíniquim , a ponto de já se considerarem MODELOS para o Brasil e para o Mundo. Mas a matéria abaixo mostra a reflexão que se deve fazer, antes de comemorar e,ou se achar!

    O estado da educação
    16 de agosto de 2012 | 3h 09
    Notícia
    O Estado de S.Paulo
    Ao registrar avanços tímidos no ensino fundamental, que atende quase 98% das crianças entre 7 e 14 anos de todo o País, e estagnação no ensino médio, destinado aos jovens de 15 a 18 anos, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2011 não trouxe maiores novidades, repetindo os resultados das avaliações anteriores e mostrando que os problemas são mais graves na ponta do que na base do sistema educacional. Apesar de terem obtido notas melhores do que as escolas públicas, as escolas particulares não conseguiram alcançar as metas de qualidade em nenhum dos níveis avaliados.


    Criado em 2005 e calculado a cada dois anos, o Ideb é um dos principais indicadores do sistema educacional. Ele mede a qualidade das redes pública e privada de ensino fundamental e médio com base nas notas obtidas pelos estudantes na Prova Brasil, nos dados do Censo Escolar do Ministério da Educação (MEC) e em informações sobre fluxo escolar encaminhadas pelos Estados e municípios.

    O Ideb de 2011 mostrou que as quatro primeiras séries do ensino fundamental subiram da nota 4,6 para 5, entre 2009 e 2011, superando a meta estipulada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), que era de 4,6, numa escala de zero a dez. Já nas três últimas séries desse nível de ensino, a média passou de 4 para 4,1, ficando apenas 0,2 ponto acima da meta estabelecida. Esse avanço, contudo, não significa que os alunos do ensino fundamental tenham apresentado melhor desempenho em português e matemática. A melhoria nas estatísticas decorreu, basicamente, da redução dos índices de repetência.

    [...]

    ResponderExcluir
  94. [...]
    Já no ensino médio, que o MEC considera o mais problemático de todos, a média nacional praticamente ficou estagnada, tendo passado de 3,6 para 3,7, entre 2009 e 2011. Apesar de a meta prevista pelo Inep - de 3,7 - ter sido atingida, em termos absolutos ela é muito baixa, revelando, em português, que a maioria dos alunos não sabe nem ler nem escrever com fluência, e, em matemática, não consegue ir além das quatro operações aritméticas. Além disso, em nove Estados e no Distrito Federal, o resultado do Ideb de 2011 foi inferior ao índice de 2009, deixando as autoridades educacionais alarmadas. A queda no índice do ensino médio ocorreu tanto em Estados pobres, como Acre, Maranhão e Alagoas, como em Estados desenvolvidos, como Paraná e Rio Grande do Sul.

    A meta fixada pelo Inep para esse nível de ensino é de 5,2, em 2021. No entanto, as próprias autoridades educacionais sabem que ela dificilmente será atingida se não forem realizadas urgentes mudanças no currículo do ensino médio, que tem 13 disciplinas básicas e 6 disciplinas complementares, e se não for adotado um novo projeto pedagógico para suas três séries. "A gente nunca ousou suficientemente na organização do ensino médio", diz a ex-secretária de Educação Básica do MEC Maria do Pilar Lacerda. A reforma do ensino médio é "um imenso desafio", afirma o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, depois de reconhecer que os gargalos desse nível de ensino são conhecidos há muito tempo e anunciar que submeterá uma proposta de currículo mais flexível ao Conselho Nacional de Educação.

    Além de o número de matérias ser considerado excessivo, o currículo de quase todas elas está defasado, seus objetivos são mal concebidos e em muitos Estados não há professores especializados em número suficiente para ensiná-las. Essas disciplinas não são voltadas nem para os exames vestibulares nem para o mercado de trabalho. Por isso, elas tendem a desestimular os estudantes, dos quais 1/3 trabalha de dia e estuda à noite. No ensino médio, a taxa de evasão escolar é de 10% - uma das mais altas da América Latina. No ensino fundamental, ela é de apenas 3,2%.


    A implantação de um eficiente sistema de avaliação foi um dos maiores avanços obtidos pelo País nas duas últimas décadas no campo da educação. Com a divulgação de estatísticas confiáveis e comparáveis, como as do Ideb de 2011, agora é possível definir prioridades e formular políticas educacionais com foco preciso. E é justamente isso que se espera do governo.

    http://www.estadao.com.br/noticias/impresso,o-estado-da-educacao-,917275,0.htm

    ResponderExcluir
  95. Absolutamente certo Prof. Euler.
    A mídia comprada de MG não divulga a realidade, veja abaixo o que foi publicado no portal UOL:

    Atualizada 16/08/201217h57
    Ideb 2011: apenas dez municípios têm educação de país rico nos anos finais do fundamental

    De 5.357 municípios brasileiros que tiveram o ensino fundamental avaliado nos anos finais, apenas dez conseguiram “nota” igual ou superior a 6 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2011. A nota 6 foi estabelecida como padrão pelo MEC

    O mapa por estado esta aqui:

    http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/08/16/ideb-2011-apenas-dez-municipios-tem-educacao-de-pais-rico-nos-anos-finais-do-fundamental.htm

    ResponderExcluir
  96. Ontem,ouvindo uma entrevista do advogado Rui Pimenta a respeito do julgamento do mensalão,ele disse que o o que o Supremo decidir será feito sem contestações pois o nome já diz "SUPREMO" e ninguém pode questionar."Acima do supremo só DEUS".disse ele.Então cheguei à conclusão: Anastasia é DEUS...Li, não me lembro quem escreveu,foi um pensador antigo, que "os deuses quando odiavam certos homens, faziam-nos PROFESSORES"

    ResponderExcluir
  97. Ô Sind Ute, acorda aí, cara de paçoca!!! Deixa de ser frouxo. Ô Beatriz, minha filha, que que é isso????

    ResponderExcluir

  98. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk para professar o seu ódio a alguém. Então está aí a nossa resposta! Não é à toa que o sujeito se diz PROFESSOR!

    ResponderExcluir

  99. Uma hora o avião dele cai.

    Se Deus quiser.

    ResponderExcluir
  100. OS GOVERNANTES(MEC) FICARAM LOUCOS? SOU PROFESSORA DE BIOLOGIA E NÃO TENHO COMPETÊNCIA PARA LECIONAR QUÍMICA E FÍSICA.FUIIIIIIIIIIIIIIIII ESTADO FERRADO DE GOVERNO INCOMPETENTE.

    ResponderExcluir
  101. Não sei se comentaram aqui mas para mim estas mobilizações mensais em cidades do interior tem um objetivo. Fazer a base política para a futura campanha para deputada estadual da Beatriz Cerqueira. Não vejo outro motivo. Nada contra a sua candidatura mas hoje deveríamos estar lutando MUITO MAIS para o 1/3 fora de sala e lutando na justiça a questão do piso.

    ResponderExcluir
  102. Não se comentaram aqui mas para mim estas plenárias estaduais, eventos no interior do sindicato tem o objetivo de criar a base política para a candidatura à deputada da Beatriz Cerqueira. Nada contra sua candidatura, eu mesmo vou votar no Gilson Reis para vereador aqui em BH. Mas este ano deveríamos estar lutando MUITO MAIS para a implantação do 1/3. Nem começado o ano sem fazer barulho em relação a isto.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Sind TUR viagens pelo interior de Minas.


      Para alguns associados é grátis.

      Excluir

  103. QUE DIFERENÇA DOS REITORES DAS UNIVERSIDADES PARA OS CAPITÃES DO MATO DA REDE ESTADUAL DE ENSINO DE MINAS GERAIS, MAS TAMBÉM VAMOS COMPARAR COMO? ESSES CAPITÃES NÃO PODEM SER COMPARADOS NUNCA A ESSES REITORES, A CAPACIDADE INTELECTIVA É OUTRA, ENTÃO NÃO HÁ COMPARAÇÃO, POR AQUI, DIRETORES, INSPETORES E SUPERINTENDENTES POR CAUSA DE UMA MERREQUINHA A MAIS QUE GANHAM EM RELAÇÃO AO PROFESSOR, COMEM TODOS NA MÃO DO SENHOR DE ENGENHO.

    16/08/2012 - 06h00

    Reitores contrariam orientação e não vão cortar salário de grevista

    DE SÃO PAULO

    Apesar da orientação do governo para cortar o ponto de servidores em greve, os professores de universidades federais não terão desconto no contracheque. A categoria está há três meses parada.

    Duração da greve dos professores já preocupa formandos
    Corte de ponto é "tentar apagar o fogo com gasolina", afirma sindicalista

    Os reitores mantiveram ontem a decisão de não enviar ao Ministério do Planejamento a relação de quem faltou, como haviam feito em julho.

    O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, já disse que os reitores poderão ser responsabilizados por improbidade administrativa. Adams deu essa declaração em entrevista à Folha e ao UOL (empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha) --veja abaixo.

    Na semana passada, o Ministério da Educação pediu às universidades o calendário de reposição das aulas.

    "Feita essa programação, nós evitaríamos o desconto dos dias parados nas universidades", disse ontem o ministro Aloizio Mercadante.

    ResponderExcluir
  104. Nós que entramos em 2004 temos direito ADE, até hoje não tive promoção nenhuma nem letra nem títulos nem nada eu teri agora? Alguém sabe me responder o que está no portal do servidor?

    ResponderExcluir
  105. Não podemos deixar que este desgoverno ficar sacaneando os professores ainda mais,já que ele se preocupa agora em apiicar alguma coisa coisa da LEI, é preciso aplicar a lei corretamente e não fazer maracutaias.Vamos pra cima dele com as eleicões.Ébem por ai.KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  106. O Anastaciae seus capangas estão comemorando nota A do ensino fundamental, só se for Nota A de Ha,Ha,Ha, comprou feio esta nota.Pagou caro demais com os sofrimentos dos bvavos Professores. É muita Hipocrisia deste Marajá.

    ResponderExcluir
  107. Galera, a resposta é votar nos professores que se candidataram em suas cidades e fazer campanha para eles. Vamos lá ocupar nosso espaço e arrancar o que nos é merecido. Chega de permitir que gente gananciosa enriqueça em detrimento dos que mais trabalham. Professora Élida Barros, 13131, candidata a vereadora em Ubá.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Mas há certos professores que estão a serviço desses governos, a questão nem é votar em professor é saber a pessoa certa, porque entre nós, há também muitos espertinhos e se já sabemos, é um cafageste a menos, então mesmo sendo professor é preciso saber bem quem é o indivíduo, porque náo é pelo fato de ser professor que será um candidato além do bem e do mal, há pessoas que só estão esperando oportunidade para fazer o mesmo. Temos como exemplo o nosso próprio governador, é PROFESSOR e no entanto, qual foi o reconhecimento dele para a classe, massacrou-nos mais do que qualquer outra categoria, então devemos agir com a razão e não com a emoção. Exemplo nós já temos, não podemos é persistir no erro.

      Excluir
    2. Nem sempre Professora Élida e Anônimo (23:50.Professores estão se unindo à candidatos de facções declaradamente favoráveis ao governador!!! E em MG o nosso inimigo se chama PSDB. É para esses que temos que mostrar que temos alguma força política. Só seremos respeitados enquanto classe, mostrando força naquilo que interessa aos políticos:O VOTO. Se está junto ao grupo de apoio do governador está contra nós nesse momento.

      Excluir
    3. Lembrem muito do Luis Dulce.O que ele fez? Era professor e andava de chinelo...Não se enganem.

      Excluir
  108. Professores de Santa Luzia,
    Vamos levantar uma Onda Vermelha do Lula e do PT para elegermos CRISTINA CORREIA-PT-13 para Prefeita de nossa cidade. Ela é professora e irmã do Deputado Amigo dos Professores Rogério Correia. Precisamos de eleger pessoas que gostam e que dão valor para a Educação e os Educadores. A hora é agora.

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Não esqueçam-se de que a DILMA é ligada, também, ao PT nem que seja por força da sua condução ao cargo de PRESIDENTA e, no entanto, os professores federais estão vivendo o mesmo descaso com a profissão pelo qual passamos como o DESGOVERNO mineiro, então cuidado com essa onda, porque ninguém é bonzinho, todos estão atrás de votos, e o discurso deles é orquestrado para reconhecer as mazelas do outro e propor solução, mas só no palanque, depois são os primeiros a comerem na mão do prefeito, do governador, afinal querem defender as tetas do governo. E como um político disse há pouco tempo, estão pouco se lixando para o povo.

      Excluir
    2. Todo discurso politico é focado na educação e saúde ANTES de serem eleitos, mas depois eles nem se lembram que já estudaram um dia.E quanto à saúde vão virar sementes.

      Excluir
    3. ANTES DE SEREM ELEITOS O DISCURSO É:SAÚDE, EDUCAÇÃO ,SEGURANÇA .DEPOIS QUE SE ELEGEM O DISCURSO É CORRUPÇÂO ,DESVIOS DE VERBAS ,FICHA SUJA MESMO .NA MAIOR CARA DE PAU ,POIS jÁ SABEM
      QUE NO LEGISLATIVO , EXECUTIVO E JUDICIÁRIO O QUE IMPERA É FALCATRUA.VOTE CONTRA .OU NÂO VOTE.ABSTENÇÂO DE MAIS DE 50 POR CENTO NÂO VALE.O PIOR É OUTRO GASTO COM NOVA CAMPANHA E COMPRA DE VOTOS.TÁ MESMO DIFÍCIL TIRAR A TETA.

      Excluir
  109. ...quando vejo o gráfico de resultado do ensino fundamental divulgado por aí,como representação do governo, e não é que dou risadas? Ora...tanto falam em evolução dos primeiros anos de escolaridade do aluno, ou seja, ensino fundamental, com percentual a mais dos anos anteriores na aprendizagem de alunos,com dados positivos e que tudo não passa de uma farsa política, induzindo o mineiro a acreditar que a Educação está tudo bem; mal sabem eles, que o resultado disso, ou seja, a prova mais concreta de uma educação falida está no desempenho dos mesmos alunos que não dão conta dos requisitos no ensino médio, até porque ñão venceram com habilidades requisitos do ensino anterior, digo ensino básico; tanto é, que divulgam abertamente a dificuldade de prosperidades dos alunos no ensino médio.Mas como assim? Ensino fundamental está bom! Seguem os mesmos alunos para o ensino médio e todos caem por terra. Isso indica que algo está errado, ou na divulgação dos dados ou na atuação profissional escolar.Para um bom entendendor...em toda construção há uma necessidade de um bom alicerce. Por incrível que pareça na Educação, um alicerce mal feito pode destruir muitas vidas e sem voltas. De nada adianta dizer que o ensino médio não está no percentual desejado, se antes não sensibilizarem na realidade de que devemos conduzir com seriedade resultados que condiz o ensino na soma dos fatos; quer dizer: ensino básico+ ensino médio = verdadeira educação, pois ambos são pontes.Fica aqui um conselho de mãe: "Professores, não cruzem os braços...lutem com forças...voc~es juntos, mas todos juntos mesmos vencerão qualquer obstáculo.Acreditem: educação sem o professor não existe, como professor sem aluno não há educação, então lutem! Nós mães precisamos de vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PROF IPATINGA
      Colega,concordo q educação n existe sem prof e o governo divulga como se o mérito fosse dele.Se olhássemos o ódio q temos desse coronel; mataríamos aula no bate papo com os alunos na própria sala de aula.A Escola q trabalho foi de melhor resultado em Minas no Ensino Básico:isto não quer dizer q somos melhores q os do ensino fundamental.A equipe é mais fixa ,os alunos são mais dependentes,porém a defasagem é menor.Ensino fundamental mais rotatividade de prof,mais dificil disciplina,acrescenta dificuldades.
      Somos polivalentes,pois assumimos várias funções q competem a outros profissionais.Somos vitoriosos.

      Excluir
  110. Em minha cidade, infelizmente o PT coligou com o PSDB para prefeito, mas para vereadores, não! E não vou me calar quanto ao desgoverno de Anastasia PSDB. Vamos continuar na luta, pois fomos massacrados por ele, participei de toda a greve de 2010 e 2011, e não vou me esquecer do que presenciei com a polícia em cima de nós.

    ResponderExcluir

  111. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir

  112. Uma hora o avião dele cai.


    Se Deus quiser.

    ResponderExcluir
  113. Caros colegas,
    Ontem ao assistir o jornal da Globo ao 12:00, achei hilário se não fosse trágico.

    Uma série de reportagens sobre o que os eleitores devem observar nos candidatos para as eleições e o tema do dia foi a "educação".

    Dentre vários assuntos veio seguinte: Que o eleitor deve valorizar o candidato que tenha um "plano de carreira ATRATIVO para os professores, com a valorização do profissional visando assim a melhoria da qualidade de ensino".
    Sera que azia viu este programa da TV Glodo "Neves"?

    ResponderExcluir
  114. 21

    Consciência pesada

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  115. Ao colega anônimo de 17 de agosto de 2012 06:03
    "...Rui Pimenta a respeito do julgamento do mensalão,...disse que o o que o Supremo decidir será feito sem contestações pois o nome já diz "SUPREMO" e ninguém pode questionar."Acima do supremo só DEUS".disse ele.Então cheguei à conclusão: Anastasia é DEUS..."
    Colega, desde q. este "elemento" entrou p/ o governo de MG, eu já tinha matado esta. Sempre tive mt medo deste cara. Compete a nós "os humilhados e empobrecidos" desta terra SEM LEI fazer valer o nosso VOTO CONTRA este partido do mal repleto de seres PERVERSOS, NARCISOS, MENTIROSOS e manipuladores da mídia para se perpetuarem neste PODRE PODER. JAMAIIIIS havia convivido c/ tantas mentiras. Aff!!

    ResponderExcluir
  116. Ao Anônimo 17 de agosto de 2012 13:51
    "Uma hora o avião dele cai". Talvez não caia mas pode ter a certeza que: QUANTO MAIS ALTO É O COQUEIRO MAIOR É O TOMBO DO COCO! Como Rosa Madalena" quero vê-la cair, quero vê-la dançar....

    ResponderExcluir
  117. Cade o nosso reajuste de 22%? O gato comeu.Até quando essa falta de respeito vai? Até os servidores federais irão levar 16%. Trabalhar pra pobre é fogo!

    ResponderExcluir
  118. PARA ACABA COM A CARREIRA, 24 HORAS VOTARAM TUDO NA HOMOLOGATIVA
    PARA IMPLANTAR UMS COISA QUE JÁ É LEI COMO JORNADA DE 1/3, MAIS DE 24 MESES.

    ESSA É NOSSA MINAS.

    PS... QUANTO A MELHOR EDUCAÇÃO DO PAIS, MÉRITO TODO NOSSO.
    PARABENS.
    APESAR DAS DERROTAS AINDA ESTAMOS FAZENDO NOSSO TRABALHO DIREITO.

    ResponderExcluir
  119. PELO NÚMERO DE APROVADOS, NÃO DÁ PARA MEDIR O IDEB DE MINAS.

    SIMPLESMENTE MANDAM APROVAR TODOS, INCLUSIVE OS RETIDOS.

    ACONTECEU EM VÁRIAS ESCOLAS, ALUNOS DEPOIS DE REPROVADOS OU RETIDOS, COMO QUEIRA. RECEBEMOS VISITA DO INSPETOR QUE MANDOU PASSAR TODOS, FICANOS APENAS OS QUE NÃO TEM JEITO MESMO.

    FIQUEM DE OLHO OUTROS ESTADOS MINAS MAQUIA MUITA COISA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente, em Minas Gerais aprovação acontece por decreto, o aluno não precisa mais estudar, eles sabem muito bem disso e os pais também, no final do ano os professores é que se viram para aprová-los.Isto é uma VERGONHA.

      Excluir
  120. Vocês já refletiram sobre o PAAE? Fatos e Boatos:

    - Que a prova NÃO é diagnóstica é fato.
    - Que a prova É diagnóstica é boato.
    - Que os professores pedem ajuda no "Yahoo Repostas" é fato.
    - Que a prova é FÁCIL é boato.
    - Que o número de questões é abusivo é fato.
    - Que com tantas questões para desenvolver NÃO pretende-se dar trabalho ao professor é boato.
    - Que o gabarito oficial NÃO É disponibilizado aos professores é fato.
    - Que o PAAE espera "o seu" gabarito SEM a
    estratégia de te provar que você também erra é boato.
    - Que o seu gabarito 100% correto prova que você domina seu conteúdo é fato.
    - Que o gabarito do aluno prova que você NÃO quer transmitir seu conhecimento é boato.
    - Que seu gabarito incorreto justifica o porquê do seu aluno NÃO aprender é fato.
    - Que o gabarito incorreto do seu aluno, mostra o docente que ele tem é boato.
    - Que o governo está trabalhando em cima de avaliações para ocupá-lo é fato.
    - Que você receberá por essa ocupação adicional é boato.
    - Que o aluno vai marcar respostas aleatoriamente porque sabe que é VOCÊ que está sendo AVALIADO é fato.
    - Que você NÃO vai levar a pior com o resultado de seus aluno é boato.
    - Que o aluno não terá a mesma paciência que você teve para LER, INTERPRETAR e SOLUCIONAR AS QUESTÕES é fato.
    - Que o culpado pela negligência do aluno NÃO é você é boato.
    - Que o PAAE é um pé-no-saco é fato.
    - Que você e seus alunos gostam de ser avaliados é boato.
    - Que governo, o sistema de avaliações externas e pipeiros estão te enchendo a paciência é fato.
    - Que sua saúde mental e emocional NÃO ficará comprometida é boato.
    - Que sua casa se tornou um segmento da escola por conta do PAAE é fato.
    - Que você terá privacidade, lazer e sossego, ao menos nos fins de semana é boato.
    - Que os tentáculos do PAAE, do PIP, do PDE, do PROEB e outros "pês" conseguem te alcançar nos seus fins de semana é fato.
    - Que o café, a insônia, o nervosismo e a sua falta de atenção aos seus familiares NÃO tem a ver com seus compromissos com os "pês" do sistema do qual você faz parte é boato.

    E tome papapa, ppp, pipipi, popopo e pupupuuuuuu

    ResponderExcluir

  121. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  122. desgoverno de minas, conceito: a.a.a.

    autoritário

    arrogante

    acéfalo
    Após os golpes de gestão,
    minas avança,passando todo cidadão honesto pra traz.

    José Henrique

    ResponderExcluir
  123. Uma hora o avião deles caem, porque o nosso não tem mais o que cair.

    ResponderExcluir
  124. Olá, pessoal da luta!

    Bom dia!

    Uma indicação de leitura para esta manhã de domingo está neste link a seguir:

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/leandro-fortes-os-protetores-do-antijornalismo.html

    O texto, do conceituado jornalista Leandro Fortes, mostra parte da podridão, do jogo de poder mafioso que corrompe as instituições brasileiras. Jornalistas supostamente ligados ao crime organizado são blindados e não são convocados para depor na CPI do Cachoeira, o bicheiro que domina o governo de estado de Goiás - com ramificações inclusive em Minas Gerais.

    O texto nos mostra também que não se deve generalizar, mesmo em relação aos parlamentares. Há, entre a maioria formada por canalhas e vendidos, uma parcela de pessoas comprometida com a democracia, com os direitos dos trabalhadores.

    É o caso, por exemplo, do senador Paulo Paim (isto não está no citado texto), do Rio Grande do Sul. Ele vem denunciando a tentativa do governo federal de patrocinar alterações na CLT para precarizar ainda mais as condições de trabalho no Brasil. Além de travar incansável defesa em favor dos aposentados. Isso não significa que devemos priorizar o campo eleitoral, nunca, mas também não se deve generalizar e dizer que todos são farinha do mesmo saco.

    Em relação a Minas, sabemos o quanto a justiça, a mídia e os partidos, na sua quase totalidade, estão comprados em favor de um esquema de poder que envolve tudo de ruim. E que inclui a destruição e precarização da Educação (e dos educadores) como parte deste esquema, voltado para beneficiar uma minoria composta por grupos empresariais, famílias e personalidades políticas.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Um bom final de domingo para todos/todas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM, Prof. Euler. Há sempre EXCEÇÕES à REGRA.
      O problema é que os professores, em sua maioria, votam na REGRA e não nas EXCEÇÕES.
      Sempre foi assim.
      Será que desta vez será diferente???
      A esperança é a última que morre.

      Excluir
  125. Euler,
    pobres diretoras!!!
    Sentem-se como se fossem donas de UM PODER!!!!!
    Se criticamos o desgoverno,elas sentem as dores.
    Vocês acreditam,colegas,que uma inspetora teve
    a CORAGEM de declarar que ELAS são os ouvidos
    e os olhos do DESGOVERNADOR.Vocês podem até pen-
    sar:Ah,é óbvio...mas alguém declarar uma coisa
    dessa acho de uma excrescência!!!
    E por falar em PIPEIROS(PPPPPPP),vão à ...

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. E quem é que está preocupado(a) se elas(eles) são os olhos e ouvidos do governador. O que são na verdade são umas(ns) borra-botas que não ganham tanto assim e ficam dentro das Superintendências se engalfinhando por causa de diárias. Vocês talvez, caros amigos(as), não sabem o que rola dentro das SREs, é uma panelinha, ninguém gosta de ninguém, todo mundo fala mal de todo mundo. Quando é para ir à capital, então, a briga é maior, porque sabem que a diária é gorda e vai dar para ficar na casa de parente e embolsar, ir à feira, ao Shopping OI, aos shoppingos fazerem a festa, mas trazem para seu trabalho pouca coisa na caixola, até porque nem sempre dão nada mesmo a elas/eles para colocarem dentro da caixola. As diretoras(es), também. Os mais honestos, íntegros, esses vão e depois criticam as reuniões fajutas que têm na capital, porque viajam horas e voltam sem saber na verdade por que foram chamados á capital. Quando é alguma coisa no Siriema, aí não precisa de muita inteligência para saber a finalidade de se passar uma semana por lá. Mas enfim, esta é a realidade dessa gente da área administrativa, trabalho que é bom, também é pouco. Quando se chega a muitos setores dessas SREs o povo está em altas gargalhadas, falando sobre viagens de navios, sobre os filhos, sobre joias que compraram, sobre sapatos, sobre roupas, tudo pago, claro,no cartão a perder de vista, afinal emergiram igual a Carminha do Tufão, e por aí vai o dia. Tem gente que fica a frente de uma tela de computador, desde a hora que chega até a hora que sai para fazer de conta que está trabalhando, mas fica mais com a cadeira virada para trás e para os lados batendo pap, isso quando não vai para o café e some por lá, até alguém dar falta e perguntar pelo fulano(a). Há, sim, os que trabalham, mas são poucos, o restante é uma faz de conta miserável. Então a parte Pedagógica é onde mais concentra esse tipo de gente. Não sabem por onde passa nada, qauando fazem reunião com os professores chegam no salto se achando as tais, basta abrir a boca que vem o fracasso, há exceções, obviamente, mas a maioria põe um para falar e fica só no salto mexendo em celular, conversando e rindo com as demais coleguinhas ao lado ou atrás, enquanto tem um que nomearam para falar em nome da Tropa. Quem quiser confirmar, quando chegar nesses lugares, seja nas SREs ou nas reuniões que derem, prestem atenção a esses detalhes. Os que trabalham mesmo tem ódio dessa turma de sanguessugas.

      Excluir
    2. As inspetoras e as diretoras deveriam ganhar 180 mil então como o desembargador lá, uai. O governador não valoriza nem os olhos dele...kkkkkkkkkkkkkk

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkkk

      Excluir

    4. 180.000, ela não vai dar a elas, mas dá umas diárias para sairem no tapa umas com as outras para faturarem!! kkkkkkkkkkkkkk Está mais para baixaria do que para educação!

      Excluir

    5. Essa gente da SEE, das SREs e os PIPEIROS são verdadeiros CARMAS, carinhosamente CAR-MINHAS do ANASTASIA! Personsagens da TRAVESSA LOUCURA, porque são pessoas capacitadas para cometerem insanidades, assim como o governo o qual representam.

      Excluir
  126. CONVERSA ENTRE DOIS CAIPIRAS MINEIROS:

    "_Bão memo seria se deputado pegasse febre aftosa...
    _Aí nois tinha qui sacrificá o rebanho intero, uai..."

    (SERIA BOM DEMAIS!)
    ALFREDO ANTONIO HERINGER - GOVERNADOR VALADARES

    ResponderExcluir

  127. Uma hora o avião deles cai.



    Se Deus quiser.

    ResponderExcluir
  128. Grande Eulinho, amigo de fé e irmão camarada!

    Ando sumido que nem nota de cinquentão no bolso do trabalhador em educação de Minas Gerais, mas nesse domingão de inverno saio dos subterrâneos para deixar um texto para debate.

    É de autoria do cientista político Publío Atayde e dialoga sobre a farsa das eleições burguesas.

    Abraços,
    Rômulo

    Vote comigo, vote nulo

    Escrito por Públio Athayde*, publicado em 12 de agosto de 2012 no observadorpolitico.org.br

    Não adiantaria mudar pessoas: o sistema vigente não presta. Qualquer santo se corromperia ali. Eu teria gosto em fazer política, mas não me arrisco a me misturar com porcos, pois sei que acabaria comendo farelo. Ninguém é bom, puro ou honesto e forte o suficiente para não ser corrompido pela estrutura eleitoral, política, partidária, legislativa, judiciária e administrativa do Brasil: o tal sistema que chamam de democracia.

    A mudança do sistema será lenta: décadas - se for feita. Mas penso que o primeiro passo seja começarmos a negar a validade do que estamos praticando. Negar a validade é, inclusive, não participar do processo. Não participar é votar nulo, branco ou abster-se de escolher algum bandido conhecido ou algum conhecido que vai se transformar em bandido.

    Pense nisso ao ir às urnas, não se engane escolhendo nominhos e achando que isso vai fazer alguma diferença. Na prática, o voto da minoria serve só para referendar a opressão da patuleia pelos premiados pela loteria eleitoral. Isso é o que chamam de democracia, os cordeirinhos sufragando lobos, podem uns votar nos malhados, outros nos pardos e até nos verdes! Mas são todos lobos. Eu sou a ovelha negra, que vai fazer diferente e não vai mais votar em lobo nenhum, em vagabundo nenhum que quer é jantar a gente.

    Após a publicação desse texto, alguns leitores comentaram, outros rebateram. Esse foi o último comentário feito pelo autor, ainda no dia 12 de agosto:

    As pessoas estão convencidas que escolhendo melhor podem corrigir o sistema, mas apenas podem mudar uns erros por outros, umas pessoas erradas por outras que errarão. As pessoas estão persistindo no erro, persistindo no engodo de achar que eleições mudam alguma coisa. Só mudam a lista de réus, quanto mais espertos forem eles, menos puníveis.

    Outros dizem que quem não vota não pode reclamar depois. Não vou reclamar "depois" - estou reclamando AGORA - pois sei o resultado. Nenhuma das opções nas urnas, em nenhuma cidade, vai mudar o resultado: repetição dos nomes que farão as mesmas coisas, ou nomes novos que farão as mesmas coisas. O defeito não está nas pessoas (apenas) o defeito é o SISTEMA.

    Não existem escolhas quando o sistema não presta. Qualquer pessoa não presta, se esse sistema é corrupto. Não vou mais ficar votando nesse ou naquele, não vou tentar trocar ratos gordos por ratos magros. Vou reclamar sim, vou reclamar de bandidos, vou reclamar de incompetentes. O meu direito de não votar não outorga a ninguém direito nenhum de roubar, ou praticar nenhum crime. Não vou participar disso, não vou, não vou, não vou. Não vou endossar essa pornochanchada. Estou de fora. Não existe escolha entre bandidos, meio-bandidos, canalhas, meio-canalhas. Não vou escolher menos pior. Não vou mais fazer escolhas por cor do bigode, por mentira mais bonitinha, por biografia mais santa.

    Só não há mudança na permanência. Se você não consegue ver alternativas, procure mais, olhe mais adiante, pense diferente – rasgue alguns conceitos antigos supostamente válidos, mas que comprovadamente são ilusórios. Esse é o primeiro passo necessário. Eu não tenho nenhuma receita pronta para sanar os males que se apresentam, mas estou disposto a muita coisa.

    ______________
    * Professor, formado em Ciência Política pela UFMG, dedicado à atividade literária e artes visuais.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. COMENTÁRIO ALTAMENTE PERTINENTE!
      Mas, porém, todavia, contudo ... "AINDA" há muitos professores que "ACREDITAM" na
      "LOTERIA ELEITORAL" (montagem de esquerdinhas vermelhas e direitinhas "demo"cratas azuis).
      - A questão é: - Quando a CONSCIÊNCIA emergirá?
      E os professores, bem como toda a sociedade, têm uma parcela de culpa nesse "PONTO COMUM".
      Então, reitero: - O COMENTÁRIO ACIMA É ALTAMENTE RELEVANTE!
      Minhas congratulações, PROFESSOR DA UFMG.

      Excluir
  129. O que se ouve dizer na minha escola é que os CAPACHOS do governo irão aprovar um projeto onde ao invés de nos aposentarmos com 50 anos de idade iremos para 55 anos,e claro,com tempo de serviço também completo(hoje 25 anos de sala de aula,no caso das mulheres). Isso é VERDADE? Alguém sabe algo a respeito?? Respondam por favor!!! SOCORROOOOOO!!!!!

    ResponderExcluir

  130. O Governo da falsidade, da mentira e da enganação...

    MINAS 247 - 19/08/2012

    HOMICÍDIOS SÃO REGISTRADOS NO INTERIOR DO ESTADO COMO "ENCONTROS DE CADÁVERES" E ROUBOS VIRAM "EXTORSÕES"; PRESSÃO SERIA FEITA AOS PRAÇAS PELO COMANDO, QUE NEGA ORDEM; REPORTAGEM DO JORNAL TRIBUNA DE MINAS

    ResponderExcluir
  131. Quando Montesquieu idealizou a tripartição de poderes ele justificou a idéia com o argumento de que quando o governante concentrava todos os poderes na mão, ele poderia abusar do poder em benefício próprio ou de um determinado grupo. Em Minas Gerais estamos vivendo uma “democracia” absolutista, já que o anastazista manda no judiciário, no legislativo e numa parcela significativa da mídia. Estes poderes só servem para legitimar as pilantragens que ele faz com os servidores públicos. O meu consolo é saber que 2014 está quase chegando e aí o povo mineiro vai poder arrancar esta quadrilha do poder. Da mesma forma que se arranca um tumor maligno. O anastazista se acha acima do bem e do mal, desrespeita a Constituição, não paga o piso, toma os biênios e qüinqüênios dos servidores,não paga 1/3 extraclasse que é uma lei federal. Temos que fazer Minas voltar a pertencer à República Federativa do Brasil e a se submeter à Constituição de 1988. anastazista pode esperar a sua hora vai chegar!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NO MUNDO CAPITALISTA NÃO EXISTE PODERES, E SIM PODER

      O PODER DO DINHEIRO.

      E COMO QUEM TEM A GRANA É O EXECUTIVO, ELE DÁ AS CARTAS. ELE QUE MANDA.
      RESTO É CAPACHO, FINGINDO QUE FAZ LEI, ETC.

      Excluir
    2. COMENTÁRIO ALTAMENTE RELEVANTE!

      Excluir
    3. Oi colega como você disse em Minas, não tem que cumprir a constituição, olha o caso da lei 100, passei no concurso e vou correr atrás dos meus direitos, o advogado que procurei me disse que quem é concursado sempre vai ter prioridade em relação a quem não tem. E com essa situação ele vai prejudicar quem ele efetivou também.

      Excluir
    4. """"NO MUNDO CAPITALISTA NÃO "EXISTEm" PODERES (ou: NÃO HÁ poderes), mas,SIM, PODER: o DINHEIRO, "MINEIRO".
      Sim, sim, sim. E ... da mesma maneira
      no socialismo,
      no comunismo,
      no fascismo e em TODOS os "ismos" da sociedade.
      Exemplos NÃO FALTAM. Podemos encontrá-los de sobejo na CÚPULA GOVERNAMENTAL MINEIRA, que está mais para "CÓPULA GOVERNAMENTAL MINEIRA", de onde se originam "REPTILIANOS" da esquerda e da direita.
      Só não há PODER na GIGANTESCA MINORIA HONESTA.
      E nem tão cedo a HUMANIDADE vai se libertar dessa ANTÍTESE tornando-se MAIORIA, reitero em vão.
      Na REPUBLIQUETA DAS ROÇAS GERAIS, então ...

      Excluir
  132. CHUPA CABRAS,

    MINAS TEM MUITOS, E ESTÃO CHUPANDO NOSSO SANGUE.


    TEMOS QUE REAGIR

    ResponderExcluir
  133. VAMOS DEIXAR PARA FAZER A REVOLUÇÃO EM 2014 EM FRENTE O MINEIRÃO.

    SE NÃO APROVEITAR A COPA PARA MUDAR ANO DAS ELEIÇÕES PARA 2015

    AQUI PODEM DE TUDO

    ResponderExcluir
  134. Veja como o brasileiro é inocente. O Hospital do Cançer Mário Pena manda no início prestação de contas e a nota fiscal para a gente poder deduzir no imposto de renda. #aGloboMente já avisa de cara que não dá nota fiscal das doações porque já "cai" na conta da UNICEF. Aí ninguém presta conta de nada? É isso mesmo? Nunca doei. Ainda mais agora que já tem Bolsa Escola e Bolsa Família, etc. A novidade, leiam:
    http://altamiroborges.blogspot.com.br/2012/08/crianca-esperanca-e-divida-da-globo.html?spref=tw

    ResponderExcluir
  135. O GOVER FAZ PROPAGANDA DA SEGURANÇA, MAS TEM POLICIAIS DO INTERIOR, QUE QUANDO SABEM DE UM ASSALTO OU UMA OCORRÊNCIA MAIS PROBLEMÁTICA, ESPERAM OS BANDIDOS FUGIREM PARA IR ATENDER AO CHAMADO.

    MEDO DOS BANDIDOS.

    MAS ESTÃO GANHANDO BEM.

    ResponderExcluir

  136. Gente, é muita verdade essas questões das SREs, só quem trabalha lá dentro é que sabe contar, como as cobras, digo as 'ORAS' ficam umas com as outras, todas de olhos em diárias, diária para reuniões fora de suas cidades, diárias para visita às escolas. E estão sempre reclamando quando não podem levar uma vantagem. Mas, o mais engraçado é que nas reuniões escolares se valem de um discurso de apaziguação, de respeito entre os funcionários, mas no local onde trabalham é um verdadeiro ninho de cobras é mais ou menos assim OI AMIGA, OLHA A COBRA! FAÇAM O QUE NÓS DIZEMOS, MAS PELO AMOR DE DEUS NÃO COPIEM O QUE FAZEMOS ENTRE NÓS!

    ResponderExcluir
  137. Policiais ganham bem para esconder a verdade e livrar a cara do desgovernador. Como os diretores e inspetores escolares escondem a verdade da educação a a a da sociedade mineira. Deve ser por isso que aecin tava no exterior: comprando o título pro desgoverno a a a de:
    a = alunos analfabetos funcionais no segundo grau
    a = anastazista político de pai e mãe
    a = administradores incapazes que omitem a verdade.
    Chupa essa manga tia nanastazista:
    http://www.brasil247.com/pt/247/minas247/76056/PMs-denunciam-maquiagem-de-BOs.htm

    ResponderExcluir

  138. APROVEITEM A OPORTUNIDADE,

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.



    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir