terça-feira, 17 de julho de 2012

O diálogo dos de baixo incomoda...

 O diálogo dos de baixo incomoda...

O governo de Minas, a partir da gestão do faraó e seu afilhado, destruiu a carreira dos profissionais da Educação em Minas. Desde 2003, quando teve início a longa gestão de choques e confiscos do atual governo, os educadores do estado têm sofrido perdas, com direitos sonegados. Perdemos os quinquênios e biênios, perdemos o piso salarial enquanto vencimento básico (e não como a enganosa forma de subsídio, que descaracterizou a lei federal do piso salarial); perdemos, enfim, a nossa carreira, que foi congelada, os índices de promoção e progressão reduzidos, as gratificações por título acadêmico cortadas, etc. Os índices de promoção e progressão foram inicialmente reduzidos, e posteriormente congelados até 2015. Nunca, em toda a história de Minas, os educadores foram tão maltratados como na longa gestão do faraó e do seu afilhado. Até o cafezinho e a merenda foram proibidos para os professores.


E é importante discutir isso, principalmente em anos eleitorais, pois o debate público, tanto na Internet quanto nas ruas, incomoda. Eles podem comprar desembargadores, jornalistas, deputados e outros tipos mais, mas não têm a força de calar a nossa voz, de milhares de pessas, a nossa capacidade de dialogar com a comunidade.


Não há democracia real no Brasil, apenas formalidades - disso sabemos; vivemos num país dominado por uma mídia cretina e golpista, que diariamente tenta formar paradigmas em torno de propostas falso moralistas, sempre em favor dos de cima, sempre contra os movimentos sociais, sempre contra os de baixo, apesar de cinicamente tentarem falar em nome destes. As instituições ditas representativas da democracia brasileira (e mundial também, claro), não passam de instrumentos de enganação, dominados pelas elites que se apropriam das riquezas que a maioria pobre da população produz. Não é discurso, é realidade.Uma dura realidade que algum dia será alterada pela vontade da maioria dos de baixo.


Mas a mudança dessa realidade não se dará da noite para o dia. É um longo processo, que não tem fórmula pronta, nem forma de luta pré-determinada. A história já nos mostrou que impérios são destruídos de várias formas, seja por ataques de inimigos externos, ou por conflitos internos, de forma combinada ou não. Às vezes caem de podre. E enquanto as principais contradições do mundo atual não são resolvidas de forma mais radical, com a construção de uma outra sociedade, é preciso continuar a luta por conquistas imediatas, pelo pão, pela terra, por salários mais dignos, por Educação de qualidade para todos, por saúde pública decente para todos.Cada palmo conquistado pelos de baixo deve ser comemorado.


Os governantes neoliberais - e o governo de Minas é hoje uma das principais referências em matéria de projeto burguês neoliberal, mas não é o único - tratam os conflitos sociais como caso de polícia; eles têm uma visão de progresso que nada tem a ver com os interesses da maioria pobre da população. Progresso para eles é mais obras faraônicas, é menos investimentos na Educação pública e na saúde, é mais transferência do dinheiro público (nosso dinheiro) para o bolso de grandes empresas, banqueiros, empreiteiros, donos de ônibus ou de escolas privadas. Eles não gostam de servidores públicos, especialmente os ligados às áreas de contato mais próximo com as famílias de baixa renda.


Por isso, é importante continuar e aprofundar as nossas discussões, construindo no cotidiano uma contraproposta, uma contracorrente às práticas e discursos dominantes das elites. Eles podem muito, mas não podem esmagar a nossa capacidade de pensar e de lutar, de difundir para o mundo o nosso lamento e o nosso brado de luta. É preciso construir um consenso nas comunidades: o de que governantes (ou deputados, ou juízes) que não respeitam os educadores, não investem na Educação, na valorização dos educadores, na saúde, nas áreas sociais, enfim, não merecem o apoio, o voto e o respeito da população, especialmente a de baixa renda. Este é o caminho para fazermos grandes mudanças.


Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!


***

Frei Gilvander:
Iminência de despejo forçado em 5 ocupações em Timóteo, no Vale do Aço, MG.

Nota à imprensa e à sociedade. De frei Gilvander Moreira.

Fomos informados durante a madrugada de hoje, quinta-feira, dia 19/07/2012, que a Polícia Militar de MG cercou todas as 5 ocupações urbanas, em Timóteo, MG. São cerca de 600 famílias sem-terra e sem-casa, que ocuparam terrenos abandonados da Prefeitura, porque não suportam mais pagar aluguel e nem sobreviver na humilhação de favor.

Há um agravo tramitando no TJMG que suspendeu uma Liminar de reintegração de posse. Mesmo assim, uma juíza lá de Timóteo, de forma muita estranha concedeu outra liminar de reintegração de posse dando prazo de 15 dias para se fazer o despejo. Como pode uma juíza de 1ª instância decidir sobre algo que tramita na 2ª instância no TJMG? Mais: Se a juíza deu 15 dias de prazo, por que a PM já no 2º dia cercou e sitiou as comunidades?

Os advogados e a Defensoria Pública de MG vão recorrer judicialmente dessa decisão. Clamamos para que a PM espere uma nova decisão do TJMG.

Há sérios riscos de massacre, pois o povo não tem para onde ir. Estão dispostos a resistir.

Pedimos, clamamos e imploramos por respeito à dignidade humana, por diálogo e que as 600 famílias não sejam despejadas enquanto não se encontrar uma saída negociada e justa. Despejar 600 famílias sem alternativa digna?

O prefeito de Timóteo, o governo estadual e a Dilma não fizeram nenhuma casa popular pelo Programa Minha Casa minha Vida em Timóteo para famílias de zero a três salários. O déficit habitacional em Timóteo é muito grande.

Com polícia, com repressão, o grave problema social será agravado dez vezes mais. É assim que se fabrica criminosos. Não se respeita a dignidade humana dos pobres e depois vai exigir que os pobres respeitem a dignidade de outros?

Ai de vós que perpetrais sempre a opressão, pisando nos pobres, humilhando e massacrando.

Problema social não se resolve jamais com polícia, com repressão. Problema social se resolve de forma justa é com Política, no caso, política habitacional séria. Basta de empurrar os pobres para a marginalização.

Em nome das crianças, dos idosos, dos deficientes, clamo às autoridades para que retomem a sensatez e impeça o despejo. E clamo aos/às jornalistas para que dêem cobertura séria/idônea ao conflito social grave que ocorrem em Timóteo, MG, para que não aconteça outro "Pinheirinho" (massacre), em MG.

CONTATOS para maiores informações nas seis Ocupações, em Timóteo:

a) com Ana de Souza (adv.), cel.: 31 9231 4929; b) com Dr. Joviano Mayer (adv.), cel.: 031 9477 4227. c) com Cleunice, cel.: 31 8529 2378; e) com Eliene, cel.: 31 8516 6538; f) com Jaldemir, cel.: 31 9131 8341.

Frei Gilvander Luís Moreira, assessor da CPT/MG, dia 19/07/2012, às 06:27h

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail: gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br
www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

244 comentários:

  1. PROGETO DOS 1/3 NEM SE QUER CHEGOU A CAMARA

    QUANTO É BOM PARA ELES 24 HORAS, QUANDO É BOM PARA NÓS 24 MESES

    ETA VIDA

    ResponderExcluir
  2. No site da SINDUTE, está a seguinte afirmação:

    "Efetivados
    Os servidores efetivados terão direito a férias-prêmio após completarem cinco anos da data em que foram efetivados, o que vai ocorrer em novembro deste ano. Neste caso, poderão protocolar o pedido na próxima abertura de prazo."
    A cada dia o que parece é que os efetivados está tendo os mesmos direitos dos efetivos. Falaram que a lei 100 é inconstitucional, mas o que percebemos é que a cada dia ela conquista mais espaço, acho que nós que estamos na lei 100 estamos estabilizados igual aos efetivos,porque estamos tendo os mesmos direitos. E estamos tendo um grande apoio do Sindicato, acho que é isso que está nos fortalecendo, acho que se o governo tentar nos prejudicar o Sindicato não vai permitir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para o que é INCONSTITUCIONAL, SINDUTEMG e GOVERNO andam de mãos dadas.Precisamos é que se faça cumprir a lei, a LEI DO PISO SALARIAL NACIONAL para nós, PROFESSORES; se é lei 100, contratados ou efetivos é irrelevante. Vamos aplaudir quando a LEI vigorar no nosso ESTADO.

      Excluir
    2. acorda ALICE....

      Excluir
  3. Marcia - Dom Cavati18 de julho de 2012 12:13

    Euler, não é um comentário ao seu texto, mas, uma denúncia. Ontem às 11:00 h. da noite acessei o portal do servidor e mais um GOLPE PARA CIMA DE NÓS. A secretaria está computando um nº de faltas que não é o real. a não ser que a greve de 2011 foi convertida em faltas mesmo tendo sido reposta. Favor verificar para a gente. Abraço fraterno.

    ResponderExcluir
  4. Professores,

    Eu acredito que o professor Euler, por nunca ter vivido numa cultura diferente, está equivocado em vários pontos de sua análise. Quero aqui ressaltar, que o professor Euler Conrado é um grande escritor e articulista – e merece todo o nosso respeito e admiração - porém sua visão está limitada por algumas perspectivas que a realidade já provou estarem erradas. Vou colocar meus pontos de vista, nos tópicos que considero que o professor Euler está equivocado:

    "O governo de Minas, a partir da gestão do faraó e seu afilhado, destruiu a carreira dos profissionais da Educação em Minas".

    Comentário: Um professor percebe a remuneração de R$ 1.320,00 por 24 horas de trabalho. Um trabalhador que labora 40 horas semanais recebe por isto R$ 700,00. Como a sociedade mineira – e brasileira – não tem consciência sobre o papel de um professor na construção da cidadania, isto acaba sendo um tapa na cara da população, que acha que os professores são uns preguiçosos, fofoqueiros e que só sabem reclamar de salário.

    "Desde 2003, quando teve início a longa gestão de choques e confiscos do atual governo, os educadores do estado têm sofrido perdas, com direitos sonegados".

    Comentário: Eu já estava na Itália quando o senador Aécio Neves assumiu o governo de Minas. O que pesquisei na internet e soube por alguns professores é que no primeiro dia de governo, ele extinguiu 50.000 cargos de confiança em todo o Estado. Era o início do choque de gestão. Eu tenho uma tia que é professora aposentada, me lembro que ela recebia por escalas de pagamento. Sua Excelência – hoje senador da República – foi o primeiro depois de uma geração de governadores que regularizou a folha para o recebimento no 5º dia útil de cada mês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi mt bem. Vc é professor? Onde?

      Excluir
    2. Está recebendo quanto para defender essa corja? Falou bem, não estava aqui, então não sentiu na pele o que estamos sentindo. Tudo nos foi tirado, inclusive o entusiasmo de trabalhar.

      Excluir
    3. vai plantar fava....

      Excluir
    4. "Professor" Andre?! Primeiramente, o professor não é um trabalhador qualquer e não trabalha somente 24 horas por semana.Então,um apresentador de TV que apresenta um programa aos fins de semana,trabalha somente 8 horas por semana? É um exemplo.O resto da semana ele rala procurando textos e matérias a apresentar no seu programa.Assim é o professor,trabalha mais em casa que na escola.Você é que está equivocado no que diz.Meu caso,por exemplo:sou professora há 24 anos, já recebia há mais de três anos por Pós e no subsídio fui posicionada com T2A,como se eu tivesse só licenciatura curta,curso que nunca fiz.Não há Cristo que faça com que me expliquem isto.Ganho 1200,00 bruto.Está bom prá você?Com certeza está ótimo,né? Me poupe.André de ser pseudônimo de Anastahitler. Regina.

      Excluir
    5. Esse anônimo defende essa corja não é atoa... você é um deles??!!

      Excluir
  5. "Perdemos os quinquênios e biênios, perdemos o piso salarialenquanto vencimento básico (e não como a enganosa forma de subsídio, que descaracterizou a lei federal do piso salarial);"

    Comentário: Realmente o Aécio acabou com os biênios em 2003, mas os qüinqüênios continuaram – já que são uma lei federal -, acredito que se o senador ainda fosse governador de Minas, o subsídio não existiria compulsoriamente, pois isto foi um ato impensado de Sua Excelência, o atual governador de Minas, que não é um político e sim um tecnocrata. Também concordo que o subsídio é uma estratégia para não se pagar o piso.

    "(...)perdemos, enfim, a nossa carreira, que foi congelada, os índices de promoção e progressão reduzidos, as gratificações por título acadêmico cortadas, etc. Os índices de promoção e progressão foram inicialmente reduzidos, e posteriormente congelados até 2015".

    Concordo com tudo o que vossa senhoria expõe aqui.

    "Nunca, em toda a história de Minas, os educadores foram tão maltratados como na longa gestão do faraó e do seu afilhado. Até o cafezinho e a merenda foram proibidos para os professores".

    Comentário: Se você perguntar a um professor com 25 ou 30 anos de Estado, ele te falará que naquele tempo um professor recebia até 10 salários mínimos. Acontece – e isto o senhor sabe por ser professor de História – que o tempo costuma alterar conjunturas. Há 25 anos atrás não havia a oferta de mão-de-obra que se tem hoje, principalmente no campo das licenciaturas. Este foi um dos motivos pelos quais eu fui tentar a vida na Europa. Sobre o cafezinho e a merenda, eu sei de fatos verídicos de professores que só comem na escola. Conversando com um conhecido que trabalha no Banco do Brasil, ele me disse que por 30 horas semanais recebe R$ 2.000,00. Segundo o próprio, o que o atrai na carreira de bancário são os benefícios agregados: ticket alimentação, plano de saúde etc. Se o governo alega não poder pagar o piso por questões orçamentárias, porque o sindicato não luta por estes “benefícios agregados a carreira”? No meu contra-cheque vem R$ 40,00 de vale transporte, quando gasto R$ 200,00. E aí Sindute?
    Gostaria de continuar este debate, mas fiz um curso de hardware e tenho dois computadores para formatar a tarde. Tenho consciência que lecionar não vai me enriquecer, mas estas duas formatações me renderão R$ 100,00. Se eu formatasse dois computadores por dia, seriam R$ 3.000,00 por mês. Mas Deus é grande e eu chego lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. volte para a EUROPA, canastrão!Tenho certeza que nem o que é ensinar você sabe!
      Vá formatar computadores... pela sua fala deu para perceber que você não valoriza os EDUCADORES!
      QUANTO A ESTA SUA ESCRITA MEDIOCRE
      Eu acredito que o professor Euler, por nunca ter vivido numa cultura diferente, está equivocado em vários pontos de sua análise.NÃO PRECISA VIVER EM OUTRA CULTURA PARA TER SABER!AS VEZES OS LIVROS SÃO AS MELHORES VIAGENS E APRENDIZAGEM!
      JÁ MOREI NA ITÁLIA....
      ME DESCULPE EULER MAS CADA UM QUE APARECE AQUI...
      OUTRO DETALHE ESSE É PSDB, DEFENDE AÉCIO COM UNHAS E DENTES!

      Excluir
    2. deve ser amante de ANATASIA...

      Excluir
    3. Também concordo. Diante de tal defesa tem "algo a mais". Tem gosto para tudo...Eu, hein?

      Excluir
  6. MUITA FALAÇÃO MAS NADA DE AÇÃO, PRECISAMOS APROVEITAR O BLOG PARA TRAÇAR ALTERNATIVAS,

    STF, ETC, PRECISAMOS RESGATAR NOSSOS DIREITOS, EM 2016 TODOS ESTAREMOS COM MESMO SALÁRIO, MESMO AQUELES QUE HOJE GANHAM 2000,00 AFINAL, ISSO TUDO PODE AINDA SER REVOGADO, POIS A LEI FALA QUE É PROIBIDO A REDUÇÃO, MAS SE NÃO PAGOU, NÃO HAVERÁ REDUÇÃO


    CADÊ PROGETO 1/3

    TUDO DOMINADO

    CALA BOCA DA COPA

    ResponderExcluir
  7. GENTE, TEM CADA UMA NESSE GOVERNO, QUE NÃO SEI SE É PARA RIR OU CHORAR.

    VEJA ISSO SOBRE AS FÉRIAS PRÊMIO

    O documento, publicado no Diário Oficial de Minas Gerais, no dia 02 de julho, determina que o percentual de servidores com direito ao afastamento será de 20%, sendo 10% por semestre

    ONDE ESTÁ OS 20% FALADO AI ENCIMA, É 10% AO ANO.
    TODOS SABEM QUE UM SERVIDOR NÃO TIRA 2 FÉRIAS PRÊMIO NO ANO.

    E O SINDUTE AINDA COMEMORA FALANDO QUE FOI ELE QUEM CONQUISTOU.

    ResponderExcluir
  8. ENTENDIDO

    DE 40 SERVIDORES, 8 TEM DIREITO
    04 TIRA 1º SEMESTRE E 04 NO 2º SEMESTRE

    ResponderExcluir
  9. Euler e demais colegas, estamos em período eleitoral, mais do que nunca é hora de conscientizar, discernir e pensar quem melhor nos representará, creio que como na greve passada, muitos de nossos companheiros de luta, se candidatarm e foram eleitos com o apoio de nossos nobres colegas, agora também é necessário este apoio. Já que os "de cima" não nos atendem é hora de invadirmos o espaço deles e arrancar o que nos é de direito, direito nosso e de toda população desfavorecida. Sou candidata a vereadora na minha cidade pela primeira vez e é com este entusiasmo que estou e permaneço na luta dos educadores públicos de MG! Meu número é 13131 em Ubá. Abraço a todos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE.

      VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.


      ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

      Excluir
    2. Élida Barros18 de julho de 2012 15:12 lute para ganhar professores de Ubá apoiem a professora!
      vou torcer por você!
      PSDB nunca mais!!!!!!

      Excluir
  10. Euler estou muito indignada!
    Não acredito mais em Sindicato, nem nessa categoria!Então agora os efetivados terão direito às férias-prêmio? Quanta injustiça! Não q o fato deles descansarem 3 meses seja injusto. Mas sim o fato de ,certamente, passarem na frente dos concursados, afinal há efetivados com 20 , 25 anos de serviço.Meu Deus,q país é esse? Somos punidos por trabalharmos com o conhecimento e termos a capacidade de passar em um concurso. Coisa q eles não têm. Vamos lá galera nomeada, sim, com muito orgulho, lutar sim , mas para passarmos em outro concurso público e deixarmos esse estado com esse salário miserável para quem o merece.

    ResponderExcluir
  11. Publiquei o comentário indignado acima e esqueci de assinar, meu nome é Elaine e sou de Betim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Elaine, você leu o comentário de um colega efetivado acima, é uma situação constrangedora. Dê uma olhada e comente por favor.

      Excluir
  12. Se a intenção do governo era dividir a categoria, definitivamente dessa vez ele conseguiu.Eu sou uma q não participo mais de nenhum movimento ou paralisação. E ainda motivo meu colegas a não pararem.Chega de desagaste.O melhor mesmo é estudar para abandonar esse emprego.
    Elaine- Betim

    ResponderExcluir
  13. Euler,mais uma vez obrigada por este espaço que nos permite colocar nossas angústias,revolta e mesmo idéias,propostas para os demais da nossa classe.Fiquei sabendo de um novo posicionamento no portal do servidor, fui consultar na esperança de meu tempo de serviço ter sido corrigido,pois mesmo aposentada,com 25 anos de serviço constava apenas 15 anos e 8 meses no primeiro cargo e 20 anos no segundo.Tive tamanha decepção,pois apenas em 2015 vou ser posicionada com a letra "P",que corresponde aos 25 anos de trabalho.Gostaria de saber se há mais pessoas na minha situação, e que atitude devo tomar,já que segundo o portal, nova revisão só será feita em novembro,em caso de reclamação.

    ResponderExcluir
  14. everaldo 18.07.2012 às 00:54

    ...Aecim...pinga ni mim... Já tá meio apavorado Também pudera meu fii Junto com tantos viados Num há candidato no mundo Que conquiste o eleitorado
    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/70267/Dilma-e-A%C3%A9cio-preparam-guerra-total-em-BH.ht

    ResponderExcluir
  15. Provérbios 11:1 Balança enganosa é abominação para o SENHOR, mas o peso justo é o seu prazer.

    Provérbios 11:3 A integridade dos retos os guia; mas, aos pérfidos, a sua mesma falsidade os destrói.

    Provérbios 11:5 A justiça do íntegro endireita o seu caminho, mas pela sua impiedade cai o perverso.

    Provérbios 11:6 A justiça dos retos os livrará, mas na sua maldade os pérfidos serão apanhados.

    Provérbios 11:7 Morrendo o homem perverso, morre a sua esperança, e a expectação da iniqüidade se desvanece.

    Provérbios 11:8 O justo é libertado da angústia, e o perverso a recebe em seu lugar.

    Provérbios 11:9 O ímpio, com a boca, destrói o próximo, mas os justos são libertados pelo conhecimento.

    Provérbios 11:10 No bem-estar dos justos exulta a cidade, e, perecendo os perversos, há júbilo.

    Provérbios 11:12 O que despreza o próximo é falto de senso, mas o homem prudente, este se cala.

    Provérbios 11:17 O homem bondoso faz bem a si mesmo, mas o cruel a si mesmo se fere.

    Provérbios 11:18 O perverso recebe um salário ilusório, mas o que semeia justiça terá recompensa verdadeira.

    Provérbios 11:19 Tão certo como a justiça conduz para a vida, assim o que segue o mal, para a sua morte o faz.

    Provérbios 11:20 Abomináveis para o SENHOR são os perversos de coração, mas os que andam em integridade são o seu prazer.

    Provérbios 11:21 O mau, é evidente, não ficará sem castigo, mas a geração dos justos é livre.

    Provérbios 11:23 O desejo dos justos tende somente para o bem, mas a expectação dos perversos redunda em ira.

    Provérbios 11:24 A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda.

    Provérbios 11:25 A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado.

    Provérbios 11:26 Ao que retém o trigo, o povo o amaldiçoa, mas bênção haverá sobre a cabeça do seu vendedor.

    Provérbios 11:27 Quem procura o bem alcança favor, mas ao que corre atrás do mal, este lhe sobrevirá.

    Provérbios 11:29 O que perturba a sua casa herda o vento, e o insensato é servo do sábio de coração.

    Provérbios 11:31 Se o justo é punido na terra, quanto mais o perverso e o pecador!

    ResponderExcluir
  16. Dilma e Aécio preparam guerra total em BH

    iza 17.07.2012 às 22:35

    Ataliba Junqueira - Deve ser por causa disso que (o PT ha 20 anos na prefeitura) BH hoje é considerada uma das capitais melhores de se viver. Conta pra gente que contribuição do PSDB deu pra esses índices além de ter quebrado a cidade com Azeredo Mensalão e agora ter quebrado Minas com Aécio e Anastasias? Se não sabe, 70 bilhões em dívida. Itamar deixou para o CHEIRADOR só 10 bi de divida CALEM A BOCA CANALHAS TUCANODEMOS

    PATRUS NELLES!!!!!!!!!! 17.07.2012 às 22:35

    Agora é guerra, moçada. Vamos mostrar pro Bafômetro com quantos paus se faz um prefeito. A tucanalha QUEBROU Minas Gerais. PATRUS NELLES!!!!!!!

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/70267/Dilma-e-A%C3%A9cio-preparam-guerra-total-em-BH.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pó deixar conosco! PSDPrê? Nunca mais,never, jamais...Fora demotucanalhas! Fora tucanatos!

      Excluir
  17. Ataliba Junqueira 17.07.2012 às 22:25

    Para o bem de Minas, espero que o Lacerda vença e, não obstante considerá-lo um dos poucos petistas decentes, que o Patrus seja derrotado para que o PT não finque suas garras deletérias neste estado. Minas tem se revelado um altamente progressista. Detém os melhores índices nos seus indicadores sociais. Aécio foi o governador mais bem avaliado do Brasil, porque fez um excelente governo. Revolucionou o serviço público pela exigência de competência e mérito. O mineiro não é bobo.

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Racheiii de rirrrr

    http://www.brasil247.com/pt/247/poder/70267/Dilma-e-A%C3%A9cio-preparam-guerra-total-em-BH.htm

    ResponderExcluir
  18. sou professora de matematica efetiva em 2004 P3 dou aula de matematica ensino medio desde 2005 devido a uma remoção de localidade, procurei um advogado e ele me disse que tenho direito a Lei 100 pois atualmente recebo como T2 mesmo tendo licenciatura plena

    ResponderExcluir
  19. http://www.youtube.com/watch?v=UT_IaPbOSBA

    ResponderExcluir
  20. "E é importante discutir isso, principalmente em anos eleitorais, pois o debate público, tanto na Internet quanto nas ruas, incomoda".

    Comentário: Aqui está uma questão nevrálgica de todo o discurso de nós "de baixo". O vereador, o prefeito, o governador, o presidente (a) recebe de nós uma espécie de "procuração". Aqui muito se ataca - ou melhor, se discute - os posicionamentos de Sua Excelência o governador. Mas foi o povo que lhe deu a procuração para que ele, por exemplo, impusesse o subsídio a todos os 200.000 professores do Estado. Quando você convive em duas culturas - como é o meu caso - você percebe que slogans como "não sustente parasitas, vote nulo" são um direito do indivíduo na democracia liberal e no Estado Democrático de Direito, porém - com o perdão da palavra - é uma completa imbecialidade jogar fora sua procuração, já que ela não é computada na contagem de votos. Pregar o voto nulo é dizer: "A chave do cofre é de vocês, se fartem, façam as piores leis, porque eu não estou nem aí".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof Carlos Torres18 de julho de 2012 21:10

      COMANDANTE NOS POUPE DESSE ANDRÉ ESTE É DA TURMA DE BEATRIZ... NUNCA MOROU NA EUROPA... NAS OROPAS(FAVELA)CREIO...
      TANTA INUTILIDADE ... SÓ ESCREVE BOBAGEM... UM BIZARRO TENTANDO ATACAR NOS EDUCADORES E VOCÊ... ISSO É INVEJA!
      PSDB SERÁ EXTINTO! OUTUBRO GOVERNO TERÁ RESPOSTA!
      153 MIL EDUCADORES VAMOS NOS UNIR!!!!!!!

      Excluir
    2. Concordo plenamente.Voto nulo nunca deveria ser voto de professor.Pregar "vote nulo" é pregar a descrença total,não só na política,mas também no ser humano, na vida e principalmente na educação.
      NÂO AO VOTO NULO. SIM AO VOTO CONSCIENTE!

      Excluir
  21. RETIRADO DO BLOG DA MARLY GRIBEL... TEMOS QUE REFLETIR URGENTE E AGIR...
    A SEE de MG dá com uma mão e tira o tapete do nosso pé. Dá para entender?
    Marly Gribel | quarta-feira, 18 de julho de 2012

    Sempre somos surpreendidos com as ações da Secretaria de Educação de MG, quando ela anuncia uma proposição e publica no site a ação, logo somos surpreendidos com uma nova e diferente ação. Nunca há um entendimento claro do que vai ocorrer e ocorre rapidamente uma onda um terror no meio de nós.

    Vejamos: O governo anunciou a concessão de férias-prêmios para o segundo semestre que inicia em 1º de agosto, mas só poderemos usufruir do Direito após a publicação, que ocorrerá, segundo informes das escolas, em setembro. De repente o que era certo ficou incerto e as datas que definimos por questões pessoais voaram para mês seguinte. Particularmente, me senti desamparada após este adiamento- para mim, segundo semestre inicia em 1º de agosto, mas para o governo é em setembro. Uma coisa tão simples que é a publicação de direitos e de poucos servidores contemplados é por demais complexo para o governo de MG. Todo dia pede documento para as escolas e reinventa um novo formulário para processar o que já foi realizado. Em tudo isto está implícito uma punição, um terror velado. Ou estou enganada?

    O mesmo ocorre com o reposicionamento dos servidores no modelo de subsídio II- não há um entendimento do que ocorrerá com os servidores do Estado- terem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minhas férias premio, marcadas para a partir de 07 de agosto já foram publicadas. Eu dei sorte ou o problema é de algumas superintendência.
      Quanto ao correção no posicionamento,nada foi alterado para mim. Como os cálculos são feitos, continua uma incógnita. ONDE ESTÁ A TRANSPARÊNCIA??????????????????????????????????

      Excluir
    2. Me fala a data do MG e a coluna, porque segundo a minha escola só vai poder tirar a partir do dia 15 de agosto devido a uma tal de escala,não sei que escala seria essa uma vez que me falaram que apenas eu e mais uma outra funcionária teremos o direito a ferias premio. Eu pedi para o mês agosto e setembro/2 meses.

      Excluir
  22. O professor André deve ser da turma do chapéu.

    ResponderExcluir
  23. Boa noite gente!! Vamos recomeçar com toda força, a espalhar por todas as escolas a lista dos deputados cretinos e safados que sacanearam todo nosso plano de carreira, que já não era lá grandes coisas!! Não se esqueçam de detonar com aqueles hipócritas trapaceiros!! Imprimam a lista! Nunca terão nosso perdão, cambada de dissimulados!! Anastazista e seus 51 ladões!

    QUEREMOS O QUE É NOSSO DE DIREITO.
    QUEREMOS O PISO NACIONAL DO MAGISTÉRIO JÁAAA!!!!!!

    Estes deputados estaduais votaram pela retirada de direitos da categoria e aprovaram o projeto de lei do subsídio:
    Alencar da Silveira Junior, Ana Maria Resende, Anselmo José Domingos, Antônio Carlos Arantes, Antônio Genaro, Antônio Lenin, Arlen Santiago, Bonifácio Mourão, Bosco, Célio Moreira, Dalmo Ribeiro, Deiró Marra, Délio Malheiros, Doutor Viana, Doutor Wilson Batista, Duilio de Castro, Carlos Henrique, Carlos Mosconi, Cássio Soares, Fabiano Tolentino, Fábio Cherem, Fred Costa, Gilberto Abramo, Gustavo Corrêa, Gustavo Valadares, Gustavo Perrella, Hélio Gomes, Henry Tarquinio, Inácio Franco, Jayro Lessa, João Leite, João Vitor Xavier, José Henrique, Juninho Araújo, Leonardo Moreira, Luiz Carlos Miranda, Luiz Henrique, Luiz Humberto Carneiro, Luzia Ferreira, Marques Abreu, Neider Moreira, Neilando Pimenta, Pinduca Ferreira, Romel Anízio, Rômulo Veneroso, Rômulo Viegas, Sebastião Costa, Tenente Lúcio, Tiago Ulisses, Zé Maia, Duarte Bechir.

    ResponderExcluir
  24. A SEE de MG dá com uma mão e tira o tapete do nosso pé. Dá para entender?
    Marly Gribel | quarta-feira, 18 de julho de 2012
    Sempre somos surpreendidos com as ações da Secretaria de Educação de MG, quando ela anuncia uma proposição e publica no site a ação, logo somos surpreendidos com uma nova e diferente ação. Nunca há um entendimento claro do que vai ocorrer e ocorre rapidamente uma onda um terror no meio de nós.

    Vejamos: O governo anunciou a concessão de férias-prêmios para o segundo semestre que inicia em 1º de agosto, mas só poderemos usufruir do Direito após a publicação, que ocorrerá, segundo informes das escolas, em setembro. De repente o que era certo ficou incerto e as datas que definimos por questões pessoais voaram para mês seguinte. Particularmente, me senti desamparada após este adiamento- para mim, segundo semestre inicia em 1º de agosto, mas para o governo é em setembro. Uma coisa tão simples que é a publicação de direitos e de poucos servidores contemplados é por demais complexo para o governo de MG. Todo dia pede documento para as escolas e reinventa um novo formulário para processar o que já foi realizado. Em tudo isto está implícito uma punição, um terror velado. Ou estou enganada?

    O mesmo ocorre com o reposicionamento dos servidores no modelo de subsídio II- não há um entendimento do que ocorrerá com os servidores do Estado- teremos mudança de letra agora ou em 2015? Não há uma clareza no texto, ou será que de repente fiquei muito burra? Não compreendi , nem eu, nem as pessoas que perguntei nas secretarias da Escola- Ninguém sabe...

    O posicionamento está lá, mas só saberemos o que ocorrerá em nossas vidas após recebermos o contracheque do mês de agosto. E até lá, esparramou-se o terror no meio da categoria, o povo só consegue vislumbrar isto. E como se tivéssemos perdido o rumo e navegássemos sozinhos, tal qual os portugueses em mar aberto no seculo XV. Não há uma bússola, um eixo, nada.

    O sindicato esteve com o governo e não escreve uma linha sobre o novo reposicionamento- nunca vi um sindicato tão inútil quanto este- uma vergonha, uma aberração, um acinte a inteligência.

    A aberração é tanta que o portal do Sindute virou portal da CUT- há informes de todas as categorias lá, menos o que nos interessa- os nossos direitos ganhos e/ ou perdidos. Não há uma nota de esclarecimento do sindicato, apesar dos apelos da categoria agonizante.

    Instalou-se um profundo abismo entre nossos anseios e esta diretoria sem rumo. Aonde iremos parar? Me sinto no abismo, igual todos os que me escrevem.

    Me desculpem caros amigos e companheiros sofridos, eu não tenho nenhuma resposta para dar, nenhum esclarecimento para elucidar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TEMOS QUE UNIR COM A PROFESSORA MARLY!!!!!!
      COMANDANTE HORA DA CATEGORIA REUNIR, REFLETIR E AGIR!!!!!!

      Excluir
    2. A isto eu chamo de terror psicológico. É uma forma bem elaborada para ir pouco a pouco desestruturando as pessoas, como já não se bastasse até mesmo dentro de um ambiente de trabalho jogar uns contra os outros. É claro que nós que trabalhamos na educação temos de ficar atentos por que até mesmo alunos são usados pra tal, eu já percebi isso e há muito tempo.

      Caros professores fiquemos bem atentos, se devemos tirar os psdbistas das lideranças de governo, então, temos de nos unir pra tal, se a maioria pretende fazer campanha em prol de candidato de oposição, tudo bem! Mas lembremos que o candidato por si só não irá fazer nada mesmo que ele esteja bem intencionado, pois,existem os acordos partidários que estão amarrados aos interesses de grandes grupos e instituições, principalmente os grupos e instituições atrelados aos anseios mercadológicos ligados à esfera pública e privada. Não podemos padecer do mal do SALVADOR DA PÁTRIA, esperar a vinda do MESSIAS, devemos como sujeitos da nossa própria história pressionar os dirigentes políticos para atuarem em favor das massas, em prol do social, eles não são deuses apesar de pensarem que são e de até mesmo usarem o nome e as instituições religiosas em seus benefícios próprios.

      Devemos refletir sobre os acontecimentos que nos levaram a perda de direitos adquiridos, eu questiono por que até hoje não foi impetrado um MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO?


      MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO - art. 5º, LXX, da CF



      - legitimidade ativa: só pode ser impetrado por partido político com representação no CN ou organismo sindical, entidade de classe ou associação legalmente constituída e em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos interesses de seus membros ou associados. O impetrante atua como substituto processual dos associados, ou seja, age em nome próprio na defesa de interesse de terceiro (deve ser autorizada - estatuto).

      - legitimidade passiva: se os associados estiverem sob a área de atuação de autoridades diferentes, a impetrada será a que estiver sobre todos, ainda que não tenha praticado o ato (não há litisconsórcio)

      - objeto: as relações jurídicas precisam ser determinadas, mas não precisam ser todas demonstradas na inicial

      Como determina acima somente partido político e representações sindicais tem a força para impetrar esse remédio constitucional. Quais seriam os interesses nefastos que impedem os partidos que nos apoiam a não terem se interessado a mover tal ação contra os psdbistas de Minas Gerais, será que sofrem esses partidos de manejos políticos de tempos remotos que mostram para o povão que estão brigando uns contra os outros, porém, nos bastidores ceiam juntos bebericando vinhos caros e importados?

      É importante a proposta levantada pela colega de se propor uma AÇÃO POPULAR.

      Excluir
    3. A isto eu chamo de terror psicológico. É uma forma bem elaborada para ir pouco a pouco desestruturando as pessoas, como já não se bastasse até mesmo dentro de um ambiente de trabalho jogar uns contra os outros. É claro que nós que trabalhamos na educação temos de ficar atentos por que até mesmo alunos são usados pra tal, eu já percebi isso e há muito tempo.

      Caros professores fiquemos bem atentos, se devemos tirar os psdbistas das lideranças de governo, então, temos de nos unir pra tal, se a maioria pretende fazer campanha em prol de candidato de oposição, tudo bem! Mas lembremos que o candidato por si só não irá fazer nada mesmo que ele esteja bem intencionado, pois,existem os acordos partidários que estão amarrados aos interesses de grandes grupos e instituições, principalmente os grupos e instituições atrelados aos anseios mercadológicos ligados à esfera pública e privada. Não podemos padecer do mal do SALVADOR DA PÁTRIA, esperar a vinda do MESSIAS, devemos como sujeitos da nossa própria história pressionar os dirigentes políticos para atuarem em favor das massas, em prol do social, eles não são deuses apesar de pensarem que são e de até mesmo usarem o nome e as instituições religiosas em seus benefícios próprios.

      Devemos refletir sobre os acontecimentos que nos levaram a perda de direitos adquiridos, eu questiono por que até hoje não foi impetrado um MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO?


      MANDADO DE SEGURANÇA COLETIVO - art. 5º, LXX, da CF



      - legitimidade ativa: só pode ser impetrado por partido político com representação no CN ou organismo sindical, entidade de classe ou associação legalmente constituída e em funcionamento há pelo menos um ano, em defesa dos interesses de seus membros ou associados. O impetrante atua como substituto processual dos associados, ou seja, age em nome próprio na defesa de interesse de terceiro (deve ser autorizada - estatuto).

      - legitimidade passiva: se os associados estiverem sob a área de atuação de autoridades diferentes, a impetrada será a que estiver sobre todos, ainda que não tenha praticado o ato (não há litisconsórcio)

      - objeto: as relações jurídicas precisam ser determinadas, mas não precisam ser todas demonstradas na inicial

      Como determina acima somente partido político e representações sindicais tem a força para impetrar esse remédio constitucional. Quais seriam os interesses nefastos que impedem os partidos que nos apoiam a não terem se interessado a mover tal ação contra os psdbistas de Minas Gerais, será que sofrem esses partidos de manejos políticos de tempos remotos que mostram para o povão que estão brigando uns contra os outros, porém, nos bastidores ceiam juntos bebericando vinhos caros e importados?

      É importante a proposta levantada pela colega de se propor uma AÇÃO POPULAR.

      Excluir
    4. Caro André você me parece ser favorável às ações do governo contra os professores, retirando destes os direitos adquiridos indo totalmente contra o que está estabelecido na Constituição de 1988.

      Você deve ser favorável a PEC 37/2011, elaborada por legisladores que querem retirar os direitos dos cidadãos brasileiros e revigorar a impunidade no país para se salvaguardarem. Aliás, creio que você faça parte da turma do governo mesmo se for realmente professor, a sua intenção e a do governo e daqueles que estão alinhados com ele é a de tentar aqui no blog arrefecer os ânimos dos demais para que não haja o consenso entre nós e assim estejamos submetidos a subserviência governamental. Notei que o Delfim saiu e você entrou.

      http://www.cnmp.gov.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=1335:audiencia-publica&catid=3:noticias-principal&Itemid=146

      Excluir
    5. Comandante Marly,

      Tem horas que as coisas estão tão ruins que para consertá-las temos que acabar de estragá-las.

      Quando todos verem, perceberem que ELES acabaram com as expectativas da carreira dos professores; Quando todos verem a hipocrisia, a falsidade, a maldade deste governo diante do povo mineiro; Quando a sociedade perceber que seus filhos que estudam nas escolas públicas, estão sendo prejudicados, injustiçados...

      Aos que já enxergaram a realidade, resta RESISTIR.
      O fato de estarmos cientes disto os incomodam extremamente.

      TEMOS QUE DERRUBAR GOVERNOS E REPRESENTANTES SINDICAIS.

      Eles só deixarão Minas Gerais depois de saqueá-la totalmente.

      Infelizmente estamos sendo comandados por um projeto de poder muito grande, INCALCULÁVEL.

      VAIDADES, EGOÍSMOS, INJUSTIÇAS, GANÂNCIAS, SEM NENHUMA ÉTICA...

      É triste, muito triste.

      MAS NÃO HÁ MAL QUE DURE PARA SEMPRE, ENTÃO, SIGAMOS EM FRENTE, RESISTINDO SEMPRE.

      Excluir
  25. Duarte Bechir,o pior, pois além de votar contra os educadores, impediu vários vices e diretores eleitos pela comunidade de tomarem posse em Campos Gerai,Sul de Minas Gerais.
    Nunca esqueceremos esse de...

    ResponderExcluir
  26. Este tal de professor André é um enrustido querendo aparecer.

    ResponderExcluir
  27. Prof. André deveria ler com atenção a advertência colocada na coluna ao lado do blog; está no final da página... Entretanto, defendo seu direito a tentar induzir os menos atentos ou indignados, cabe a cada um decidir.

    MArcelo Araujo

    ResponderExcluir
  28. Os professores que tiver o professor André como amigo,não precisa ter inimigos.

    ResponderExcluir
  29. Professores;

    Não sou uma pessoa ligada a política. Há dez anos atrás, quando percebi que educação não dava dinheiro, eu fiz minhas malas e fui morar na Itália. Eu não tenho formação em História, Filosofia, Sociologia ou Economia. Fiz Geografia e depois fiz uma especialização em Supervisão. Admiro o professor Euler Conrado pelas análises que ele faz, o parabenizo por ter criado o blog mais acessado do Brasil, que em dois anos computou quase dois milhões de acessos e tem uma média de 7 a 10 mil acessos diários. Não conheço a Beatriz, ela é minha amiga no Facebook, mas nunca conversamos. Penso que é uma pessoa engajada na luta pelos direitos dos "de baixo". Porém, enquanto o professor Euler está teorizando, ela está na práxis, ou seja, está lutando contra o sistema.
    Não sou da turma do chapéu, já fui na Itália uma época que tive de pedir esmolas.
    Respeito Sua Excelência o governador, como admiro a trajetória política de Sua Excelência, senador pela República, Aécio Neves.
    Estou só ajuntando um dinheiro para retornar para a Itália, pois não consigo viver num país de 3º mundo. Me acostumei a ganhar R$ 7.000,00 por mês e também preciso resolver uma questão não-material: preciso conversar com Bela.
    Não é possível que um homem valha o que tem.

    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado "prof. André"...penso que você esteja querendo somente aparecer e, por favor, se for para expressar uma opinião que vá acrescentar algo...tudo bem...agora, ficar "lustrando as bolas do aécio e seu afilhado...faça-me o favor...Aliás, volte sim para a Itália.

      Excluir
    2. André do chapéu,

      Você poderia nos explicar porque respeita o desgovernador e ainda admira a trajetória política do seu padrinho que juntos destruiram a carreira dos educadores?

      Porque se não puder meu camarada, será bom mesmo que suma de volta pra itália porque Bela neste momento já deve estar com outro.

      Chamar governador e senador dessa estirpe de Sua Excelência aqui neste blog é no mínimo ser cretino.

      Excluir
    3. André ,tanto é possível que você está chamando um pulha como Aécio e um demagogo como o Anastasia de "Excelência" .Isto só pode ser pelo que têm não pelo que são.Um professor é maior excelência que os dois juntos.Regina

      Excluir
    4. Professor André,
      Como você não morava no Brasil, acredito que esteja muito equivocado quanto a administração do faraó e seu afilhado.
      Sou professora e tenho 22 anos de serviço.Veja a minha situação de acordo com o governo que tantos elogios seu recebe.
      Belo Horizonte,20 fevereiro 2012
      Prezado Servidor(a),
      Sr. (a) MARIA APARECIDA DA PAIXAO FERREIRA ,
      O Governo de Minas, dando continuidade às ações de implementação do ″sistema unificado de remuneração″ e firmando seu compromisso com os profissionais da educação, bem como objetivando a transparência na aplicação da lei n° 19.837/2011, informa:
      1- Seu posicionamento no cargo efetivo na tabela de vencimento básico:
      Nível Grau VB Demais vantagens Remuneração
      III C R$584,07 R$665,83 R$1.249,90

      2- Seu posicionamento em janeiro de 2011 na tabela de subsídio:
      Nível Grau Remuneração (valor1)
      I A R$1.320,00

      3- Seu enquadramento na tabela, transit�ria, do piso salarial (anexo V, Lei n� 19.837/2011):
      Nível Grau VB Demais vantagens Remuneração
      III C R$880,27 R$1.003,50 R$1.883,77

      4- Seu reposicionamento no Sistema Unificado, com vigência em 01/01/2015 (poderá ser revisto em decorrência de lançamentos atrasados de benefícios):
      Nível Grau Tempo considerado Remuneração (valor2)
      I P 20 anos / 08 meses / 11 dias R$1.883,77
      VTAP (100%) = R$563,77
      Sua perspectiva de remuneração até a incorporação da VTAP:
      Período N&ivel Grau Valor �1� VTAP Remuneração
      Jan a Mar/2012 I A R$1.320,00 R$140,94 R$1.460,94
      Abr a Dez/2012* I A R$1.386,00 R$147,98 R$1.533,98
      Jan a Dez/2013 I A R$1.386,00 R$295,97 R$1.681,97
      Jan a Dez/2014 I A R$1.386,00 R$443,96 R$1.829,96
      Jan 2015** I P R$1.977,95 R$0,00 R$1.977,95

      * Em abril de 2012 haverá um reajuste de 5% para o valor total da remuneração, incluindo a VTAP
      ** Em janeiro de 2015 a VTAP será incorporada e o nível e grau será atualizado conforme seu posicionamento ( valor 2 )
      Obs:
      1) a partir de 2013, os reajustes se darão de acordo com a política remuneratória (eventuais reajustes concedidos incidirão sobre o Valor”1” e a VTAP)
      2) seu enquadramento no sistema unificado mantém a movimentação no plano de carreira (progressão e promoção)
      Srs Professores da educação básica, Especialistas de Educação e Analistas educacionais na função de Inspetores, esses valores tem como referência:
      1-seu cargo com uma carga horária integral.Valores proporcionais estarão disponíveis a partir do dia 6 de fevereiro

      2- A sua remuneração foi recalculada com todos os direitos e vantagens adquiridos até 31/12/2011 (já incluídos nos SISAP), considerando o Vencimento Básico da tabela transitória do Anexo V da Lei 19.837/2011, como se você estivesse recebendo pelo VB.

      3-Caso existam benefícios adquiridos até 31/12/2011 e ainda não publicado ou não taxado no SISAP, implicará em revisão do seu posicionamento em data futura, ficando garantido todos os seus direitos, sem qualquer prejuízo financeiro.

      4-Na contagem de tempo acima apresentada, foi considerado todo o tempo de serviço prestado na Secretaria de Educação que está vinculado ao seu cargo efetivo.
      Reajuste em relação a dezembro de 2010: 58.25 %
      Renata Vilhena
      Secretária de estado de Planejamento e Gestão
      Ana Lúcia Almeida Gazzola
      Secretária de estado de Educação

      É pra rir ou chorar?

      Excluir
    5. Será q. este "professor" André esteve mesmo algum dia na Itália? Historinha mais fajuta! E nós com esta Bela? Sinceramente penso q. se chutar os respectivos ... do faraó e da naná pega sua boca. Tb aconselho-o a "voltar", se é q. um dia foi, para evitar um mal maior.

      Excluir
    6. Prof Ãntonio Mello20 de julho de 2012 20:59

      Você nunca morou fora, qual mulher vai querer um lixo desse!
      Comandante Euler não aceite os genericos!
      Já basta a situação nossa que cada dia fica pior!

      Excluir
    7. Continue "ajuntando" seu dinheirinho.Quem sabe você consiga pagar a passagem de volta pra Itália e fique por lá, nos dando a alegria da sua ausência.
      Boa viagem!

      Excluir
  30. alguém sabe email da Beatriz pois tento colocar comentário no blog e não obtenho resposta e nem o vejo depois

    ResponderExcluir
  31. Amigos,
    alguém pode me explicar: professor PEBI com 10.420 dias de efetivo exercício no grau P professor PEBI 8.160 dias de efetivo exercício também grau P. Há uma diferença de mais de 2.000 dias de trabalho e estão na mesmo grau. Que discrepancia é esta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está aí o dilema... fiz pós e fui reposicionada como PEBII grau P. Com 30 anos de exercício e com uma contagem de tempo, segundo a SEE, de 8.190 dias.No posicionamento da tabela do subsídio foi considerado 22anos, sendo q trabalhei 30anos. Questionei isso na superintendência e fui informada q na época do enquadramento da contagem de tempo p o posicionamento, o sistema ñ estava preparado p ir além, mas q agora eles estavam fazendo a correção. O meu questionamento foi em abril e até hoje nunca ouvi ninguém dizer nada a respeito. E tudo leva a crer, ser verdade, uma vez q a tabela do subsídio, seu limite n ultrapassa a letra P . Se ñ houver uma cobrança geral, com certeza vai ficar no esquecimento...preciso tbém entender isso, ora!

      Excluir
  32. Resposta a anônima da 17:33
    Também sou aposentada em dois cargos e tive meu tempo reduzido a 16 e 22 anos respectivamente no 1º e no 2º.Reclamei na superintendência, uma vez que a lei do novo subsídio dizia que o tempo de designada contaria.Disseram que contaria apenas meu tempo após concursada. Fui no setor de denúncias da ouvidoria do estado e expus minha situação.Eis o resumo da resposta:"A designação para execício da função pública de que se trata este artigo somente se aplica nas hipóteses de cargos de:a)professor, para regência de classe, Especialista e Serviçal para exercício de ensino , da lei estadual 10.254 de 20 de junho de 1990.Institui o regime jurídico único do servidor público civil do Estado de minas gerais e dá outras providências, que entrou em vigo em 1º de agosto de 1990, conforme terminará em 31 de dezembro de 2011.Para tanto, o qquestionamento de VSa. qto ao seu tempo de serviço no que concerne ao tempo de designada, infelizmente conforme o elucidado acima não poderá ser deferido favoravelmente ao seu posicionamento, uma vez que seu tempo de contrato é anterior a 1990, fato este comprovado pelas datas de nomeações nos cargos".
    Sabiamente empregam bem as palavras do léxico português, mas é grande a dificuldade de expressão do redator da resposta.Acabei
    não entendendo nada, só degluti.
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a dita transparência cara colega! Dá para enxergar do outro lado! Já ouvir falar em: irredutibilidade salarial, probidade administrativa, impessoalidade e outras PALAVRAS q. só servem para inflar o ego destes seres doentios q. somos obrigados a aguentar após aquela "eleição democrática"? Fora com este psdprê, partido de NARCISOS!

      Excluir
  33. Sind- UTE/MG participa de nova reunião com SEE e SEPLAG



    Nessa segunda-feira (16/07), o Sind –UTE/MG participou de nova reunião com as Secretarias de Estado de Educação e de Planejamento e Gestão. Acompanhe o que foi discutido:

    - Férias-prêmio

    Corte de 2004: o Sindicato questionou o corte temporal de 29/02/2004 para o servidor gozar as férias a que tem direito. De acordo com a Resolução, o saldo de férias-prêmio anterior a esta data só pode ser convertido em espécie e no ato da sua aposentadoria. O Sindicato já havia questionado esta regra porque se o servidor adquiriu o direito, não justifica limitá-lo. Esta situação prejudica os servidores com mais tempo de estado. Após a discussão, o governo se comprometeu em rediscutir esta questão.



    Efetivados

    Os servidores efetivados terão direito a férias-prêmio após completarem cinco anos da data em que foram efetivados, o que vai ocorrer em novembro deste ano. Neste caso, poderão protocolar o pedido na próxima abertura de prazo.



    Base de cálculo

    O Sindicato também reivindicou que a base para o cálculo do percentual de 10% seja alterada. Pela Resolução, a base é constituída pelo total de servidores que têm direito a férias. Reivindicamos a manutenção da base da Resolução anterior, que era do total de servidores da escola. Após a discussão, o governo se comprometeu em rediscutir esta questão.



    Férias-prêmio para quem está próximo da aposentadoria

    A Resolução não deixou claro o que significa estar próximo da aposentadoria para que o servidor tenha imediatamente o direito a usufruir férias-prêmio. Isto será esclarecido através de uma Instrução. A conta que o servidor deve fazer é a seguinte: subtraia da data em que cumpra os requisitos para aposentadoria o saldo de férias-prêmio que irá gozar. O resultado é a data que o servidor irá se afastar para o início de suas férias-prêmio.



    Violência no ambiente escolar

    A Secretaria de Educação fez uma apresentação de um "Plano de Enfrentamento das condições geradoras de violência em ambiente escolar."

    No entanto, a proposta não apresenta nenhuma ação para que o Poder Público ampare o profissional da educação que tenha sido vítima de violência em ambiente escolar. Outra questão questionada pelo Sindicato foi a falta de orientações a respeito do monitoramento eletrônico que foi instalado em varias escolas. O Sindicato recebeu diversas queixas de profissionais da educação de que as câmeras foram instaladas de maneira a vigiar o profissional durante suas atividades na escola. A Secretaria afirmou que elaborará propostas sobre estas duas questões e apresentará ao Sindicato.



    Regulamentação de 1/3 da jornada de hora-atividade

    O governo apresentou uma proposta de projeto de lei para regulamentação de 1/3 da jornada do professor para hora-atividade. O Sindicato fará a discussão com a categoria e encaminhará o que for discutido ao governo.



    A próxima reunião será dia 07 de agosto. Em pauta: salário e carreira, de acordo com a pauta de reivindicações, já protocolada pelo Sindicato.

    COMENTÁRIO!

    Profª Marly Gribel tem toda razão,pois no texto exposto na página do Sindute diz-se que o governo apresentou uma proposta de projeto de lei para regulamentação de 1/3 da jornada do professor para hora-atividade e que o Sindicato fará uma discussão com a categoria, afinal haverá nova reunião no dia 07 de agosto. Muito bem, mas na página não esclarece o que foi discutido e devia, pois se o Sindicato quer fazer uma discussão com a categoria não pode ser só com os representantes do Sindicato nas subsedes, afinal Categoria são os milhares de professores pelo Estado. O tempo está escasso, hoje já é 19, a partir de semana que vem em muitas escolas já há recesso. Quando que o Sindicato vai discutir com a CATEGORIA? Ou devemos entender que no dia 07 de agosto o Sindicato dará o parecer por ele mesmo, sem sequer ter consultado a categoria. São muitas as conjecturas, mas o quadro só nos leva a essa interpretação! Estamos de olho nessas decisões unilaterais!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof Ãntonio Mello20 de julho de 2012 21:07

      ou derrubamos Beatriz ou continuaremos perdendo tudo!
      Hilário era odiado na era Itamar...Beatriz, Hilário e cia são odiados pelo governador... e nós cada vez nos afundamos mais!
      a renúncia de Beatriz já foi pedida , como a saida da mesma da mesa de negociações...
      hoje é CUT!
      Creio que ANASTASIA passou dos limites...
      Algo deve existir na lei para barrar as loucuras dele e os 51 carneiros!
      Comandante cadê sua candidatura?
      um grande abraço ao povo mais sofrido e oprimido do Brasil os Professores de Minas Gerais!

      Excluir
    2. Nãna naná não passou dos limites: simplesmente os desconhece. Não é o dito, o cérebro brilhante de MG? Não é esta "coisa" o ROI SOLEIL tupiniquim? Não é ele o único SER PENSANTE das gerais? A escravaria precisa do chicote do nhonhô. É td mt nojentooooooooooo!!!

      Excluir
  34. Immanuel Wallerstein: “O capitalismo chegou ao fim da linha”
    publicado em 18 de outubro de 2011 às 19:29
    do site Outras Palavras , sugestão do sgeral/MST

    A entrevista durou pouco mais de onze minutos, mas alimentará horas de debates em todo o mundo e certamente ajudará a enxergar melhor o período tormentoso que vivemos. Aos 81 anos, o sociólogo estadunidense Immanuel Wallerstein , acredita que o capitalismo chegou ao fim da linha: já não pode mais sobreviver como sistema. Mas – e aqui começam as provocações – o que surgirá em seu lugar pode ser melhor (mais igualitário e democrático) ou pior (mais polarizado e explorador) do que temos hoje em dia.

    Estamos, pensa este professor da Universidade de Yale e personagem assíduo dos Fóruns Sociais Mundiais, em meio a uma bifurcação, um momento histórico único nos últimos 500 anos. Ao contrário do que pensava Karl Marx, o sistema não sucumbirá num ato heróico. Desabará sobre suas próprias contradições. Mas atenção: diferente de certos críticos do filósofo alemão, Wallerstein não está sugerindo que as ações humanas são irrelevantes.

    Ao contrário: para ele, vivemos o momento preciso em que as ações coletivas, e mesmo individuais, podem causar impactos decisivos sobre o destino comum da humanidade e do planeta. Ou seja, nossas escolhas realmente importam. “Quando o sistema está estável, é relativamente determinista. Mas, quando passa por crise estrutural, o livre-arbítrio torna-se importante.”

    É no emblemático 1968, referência e inspiração de tantas iniciativas contemporâneas, que Wallerstein situa o início da bifurcação. Lá teria se quebrado “a ilusão liberal que governava o sistema-mundo”. Abertura de um período em que o sistema hegemônico começa a declinar e o futuro abre-se a rumos muito distintos, as revoltas daquele ano seriam, na opinião do sociólogo, o fato mais potente do século passado – superiores, por exemplo, à revolução soviética de 1917 ou a 1945, quando os EUA emergiram com grande poder mundial.

    As declarações foram colhidas no dia 4 de outubro pela jornalista Sophie Shevardnadze, que conduz o programa Interview na emissora de televisão russa RT. A transcrição e a tradução para o português são iniciativas do sítio Outras Palavras, 15-10-2011.

    ResponderExcluir
  35. Este prof. André é cabo eleitoral dos que desgovermam MG? Que sujeito mais estranho! Vir postar neste blog suas bobagens. É um sem noção! Eu não aprecio a tentaiva de induzir as pessoas. Já temos opinião formada. Xô...

    ResponderExcluir
  36. O suposto PROFESSOR André escreve bem, com clareza e correção. Parabéns. Mas é um desses querendo polemizar. Deem confiança não.
    Beijos.
    Euzinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nenhum Andrezinho vai mudar minha opinião.
      Se ele gosta de sofrer com a quantia que o Anastasia paga e ainda o defende, é uma coisa pra ser chamada de inédita.99% dos professores estão decepcionados com o tal.
      O capeta sabe para quem aparece.KKKKKKKKKKK

      Excluir
  37. Olá Euler, boa noite, permita-me uma pergunta: sei que vivemos em uma democracia e que toda pessoa tem direito a se expressar livremente, mas será mesmo que temos que tolerar esse tal André, que se diz professor, ficar com estas baboseiras pró-Aécio, e ainda por cima no seu blog?
    Dalgiza de Divino

    ResponderExcluir
  38. Euler, entendo que também é importante insistir com o estado a respeito da promoção por escolaridade adicional. Eles precisam rever isto, criando um critério mais claro, justo e sensato, para estimular os professores a investirem em cursos de pós. Eles, da SEE, falam em educação de qualidade, mas não estimulam a busca pela qualificação, já que isto não traz retorno a curto prazo para o professor. Ex: Além da licenciatura plena, tenho especialização na minha área desde 2004. Mas, por incrível que pareça, apesar de ter ingressado em 2006 no estado e entregado o meu certificado de pós, recebo até hoje como PEB I A (nível de quem só tem licenciatura plena). Como tenho especialização, se não fossem essas regras obscuras e incompreensíveis do estado, já deveria, no mínimo, ter sido enquadrado como PEB II. Ninguém sabe dizer quando isso irá acontecer. E olha que este meu cargo já tem 6 anos. Olha o quanto estou perdendo. Para que eu fiz especialização? Isto é desestimulante. Quem se qualifica fica arrependido ou acaba saindo, tentando outros concursos. Para se ter um outro parâmetro de comparação, na esfera federal, quando o servidor apresenta a nova escolaridade, ele recebe a promoção imediatamente. Por que no estado não funciona assim, ou com um critério mais razoável do que o atual, que não gera prazos e expectativas? Seria muito mais estimulante de o reconhecimento fosse imediato. Do jeito que está, o estado afasta os profissionais mais qualificados. Será que já não é hora de levantarmos esta bandeira e fazermos esta pressão? Pensa nisso, Euler!

    Um abraço
    att
    Marcio

    Marcio

    ResponderExcluir
  39. Marcio,eu tenho Licenciatura plena desde 1998,tenho 24 anos de serviço no Estado, tenho Pós há 5 anos, inclusive no VB eu já recebia por ela,sou efetiva concursada há 19 anos, e sou posicionada com TIIA licenciatura curta.A desculpa é que me falta uma avaliação de desempenho,quando eu estive de licença.É mole ou quer mais? Regina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Márcio eu também sou professora efetiva desde 2004 e desde que tomei posse nesse cargo já tinha licenciatura plena e pós graduação. No entanto, para tomar posse do cargo era exigido apenas licenciatura curta. E até hoje sou posicionada como licenciatura curta. O pior é que me disseram aqui na superintendência, que só serei posicionada novamente depois de 2015.
      É mole ou quer mais?

      Excluir
  40. 1. Anônimo19 de julho de 2012 21:48
    Prezado "prof. André"...penso que você esteja querendo somente aparecer e, por favor, se for para expressar uma opinião que vá acrescentar algo...tudo bem...agora, ficar "lustrando as bolas do aécio e seu afilhado...faça-me o favor...Aliás, volte sim para a Itália.
    Prezado Anônimo19 de julho de 2012 21:48

    Temos que separar o joio do trigo. Aécio Neves e Antônio Anastasia são hoje, respectivamente, Senador pela República Federativa do Brasil e Governador do Estado de Minas Gerais. Não concordar com posições políticas de um ou outro, é um direito de todo e qualquer cidadão, agora ficar desrespeitando um ou outro, é no mínimo falta de educação. Hoje eu tenho um emprego como professor designado de Geografia e não vou atacar Sua Excelência o governador, porque é ele que me paga. “Lealdade às instituições que se serve”, isto está no estatuto do magistério.

    1. Anônimo19 de julho de 2012 21:59
    André do chapéu,

    Você poderia nos explicar porque respeita o desgovernador e ainda admira a trajetória política do seu padrinho que juntos destruiram a carreira dos educadores?

    Porque se não puder meu camarada, será bom mesmo que suma de volta pra itália porque Bela neste momento já deve estar com outro.

    Chamar governador e senador dessa estirpe de Sua Excelência aqui neste blog é no mínimo ser cretino.
    Anônimo19 de julho de 2012 21:59

    “Cretino” é você de não respeitar quem te paga. Isto não é puxar saco, isto se chama “valores”, algo que infelizmente você não tem e não se compra no supermercado. Tanto Sua Excelência, o senador republicano Aécio Neves, quanto Sua Excelência, o Governador Antônio Anastásia, foram eleitos pelo povo das Minas Gerais, tratá-los com educação, é no mínimo respeitar o povo que os elegeu e delegou a eles o poder de representá-lo. Me desculpe o “cretino”, não é nada pessoal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O salário do professor é pago através dos impostos arrecadados e todo o governador de Estado é um gestor público e não está fazendo mais do que sua obrigação que é a de gerir bem a administração pública, o político é um agente público escolhido pelo povo, o Estado não é uma empresa que pertence a uma determinada pessoa. Portanto, a fiscalização parte do povo enquanto cidadão pertencente a um determinado território e os professores estão corretíssimos em reivindicarem aquilo que lhes é justo.

      Não podemos deixar que os filhos de boa família (burgueses) se locupletem a partir do momento em que se infiltram na gestão pública e governem pensando em si mesmos.

      Excluir
  41. 1. Anônimo19 de julho de 2012 18:59
    Este prof. André é cabo eleitoral dos que desgovermam MG? Que sujeito mais estranho! Vir postar neste blog suas bobagens. É um sem noção! Eu não aprecio a tentaiva de induzir as pessoas. Já temos opinião formada. Xô...
    Prezado Anônimo19 de julho de 2012

    Não sou cabo eleitoral de ninguém. Nós estudamos 16 anos (11 na educação básica + 5 anos na faculdade), e não adquirimos urbanidade? Jorge Amado (escritor e comunista) era muito amigo de Antônio Carlos Magalhães (político e anti-comunista). Ter opiniões políticas divergentes é uma coisa, admirar a trajetória da pessoa é outra. É você que não analisa sua postura.

    1. Anônimo19 de julho de 2012 21:02
    O suposto PROFESSOR André escreve bem, com clareza e correção. Parabéns. Mas é um desses querendo polemizar. Deem confiança não.
    Beijos.
    Euzinha.
    Anônimo19 de julho de 2012

    Discutir, debater, expressar o que se pensa é polemizar? E mesmo que seja, não se é polemizando, discutindo, trocando ideias que se chega a uma conclusão, teoria?

    1. Anônimo19 de julho de 2012 21:19
    Olá Euler, boa noite, permita-me uma pergunta: sei que vivemos em uma democracia e que toda pessoa tem direito a se expressar livremente, mas será mesmo que temos que tolerar esse tal André, que se diz professor, ficar com estas baboseiras pró-Aécio, e ainda por cima no seu blog?
    Dalgiza de Divino
    Prezada Dalgiza;

    Respeite as pessoas. Você “diaboliza” o Aécio, mas não santifique Jacques Wagner ou Tarso Genro, porque são do partido do “proletários” mas não pagam o piso o qual é uma das razões de ser desse blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De tão tosco, este André não merece resposta. Não falarei mais sobre vc. Arrivederci!

      Excluir
  42. Professores;

    Se não for para elevar o nível das discussões, ou seja, julgar as pessoas por suas posições políticas; se for só pra ficar reclamando, eu não volto mais aqui. Vou ler um livro, preparar aulas – já que nestes 10 anos ausente – perdi contato com os conteúdos de geografia etc.
    Professor Euler, se tudo o que posto aqui é inútil, por gentileza, não publique mais nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo Ferreira de Assis21 de julho de 2012 14:27

      Prezado Professor André

      Talvez sair deste foro seja o que Vossa Senhoria fará melhor. Nossa profissão está irremediavelmente destruída, exatamente por pessoas que são tão caras a V.S. Nós estamos com ódio. Nunca vi nos meus 25 anos de magistério um clima tão pesado nas escolas. Nem mesmo no tempo do Newton Cardoso houve tanto desânimo, falta de esperança, e sensação de impotência, de trabalho que não será produtivo.
      Cada elogio que V.S. faz aos nossos algozes, para nós todos soa como uma bofetada no rosto.
      Então, adeus, Professor André. Na Turma do Chapéu será V.S. melhor recepcionado.

      Saudações, João Paulo Ferreira de Assis.

      Excluir
    2. Mas vc é mt pretencioso! Julga que as melosas bobagens em defesa desta corja que arruinou MG para sempre tem "elevado nível" de discussão? O Euler é mt democrático. Se não quiser que publique suas "ingenuidades" não poste mais. Vá ser ídolo e muso da turminha...

      Excluir
  43. Immanuel Wallerstein: “O capitalismo chegou ao fim da linha”
    publicado em 18 de outubro de 2011 às 19:29
    do site Outras Palavras , sugestão do sgeral/MST
    “Aos 81 anos, o sociólogo estadunidense Immanuel Wallerstein , acredita que o capitalismo chegou ao fim da linha: já não pode mais sobreviver como sistema. Mas – e aqui começam as provocações – o que surgirá em seu lugar pode ser melhor (mais igualitário e democrático) ou pior (mais polarizado e explorador) do que temos hoje em dia”.
    Não sou economista, mas vou dar meus pitacos porque vivi no primeiro mundo. O capitalismo não chegou ao final da linha, porque é um modo de produção “mutante”. Se de 1760 a 1860 (1ª fase da Revolução Industrial) ele era industrial, isto é, o capitalista investia o lucro que obtinha na fábrica em mais máquinas, contratava mais funcionários, de 1860 a 1900 ele se torna financeiro, ou seja, como os capitalistas não tinham dinheiro para explorar petróleo, construir hidrelétricas etc, agora são as instituições bancárias+Estado que vão financiar essas coisas. O que é mais importante: Estado lucra com investimentos, Capitalistas lucram com ações destas empresas, as pessoas lucram com o trabalho advindo dessas novas atividades e o comércio varejista também lucra. O capitalismo é uma espécie de roda, aonde os de cima, alimentam os de baixo.
    “Ao contrário do que pensava Karl Marx, o sistema não sucumbirá num ato heróico. Desabará sobre suas próprias contradições. Mas atenção: diferente de certos críticos do filósofo alemão, Wallerstein não está sugerindo que as ações humanas são irrelevantes”.
    O capitalismo não sucumbirá por si mesmo como pensava Karl Marx e nem desabará por suas contradições, porque existe um Estado Burguês que chegou a conclusão no século XVIII que este é o melhor modo de produção que já surgiu, pois o trabalho não é compulsório como no modo de produção escravista, asiático, feudal etc. As ações humanas – pautadas pela coerência – no campo econômico, como as que foram praticadas por Sua Excelência, o metalúrgico Luís Inácio Lula da Silva, vão aperfeiçoar o sistema, numa parceria capitalistas+Estado.
    O capitalismo produz riqueza e pobreza, mas outros modos de produção também foram contraditórios e desumanos. No modo de produção escravista, o trabalho se assentava na exploração do homem enquanto mercadoria, no modo de produção feudal, a exploração se dava através das relações servis, no capitalismo somos livres: ninguém te coloca arma na cabeça para você trabalhar. Eu sou professor, mas também sei formatar computadores. Outro colega vende seguros, outro vende persianas. É só correr atrás e parar de ficar esperando um Estado Mecenas. Todo mundo tem que fazer surgir as oportunidades e parar de ficar com pena de si mesmo, só reclamando. Vamos trabalhar gente, um cargo no Estado ou município nos garante R$ 1.000,00 líquidos. Aprendamos outra profissão para trabalharmos por conta própria. Ontem eu precisei de um eletricista e não achei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. FAÇA UM FAVOR PALHAÇO COMPRADO.... NÃO TEMOS PATRÃO, NUNCA TIVEMOS,,,,GOVERNADOR, DEPUTADO, SENADOR PRESIDENTE SÃO CARGOS DE CONFIANÇA, PODE ESTÁ NO PODER PQ O POVO ELEGEU, COMO O PRÓPRIO POVO PODE DERRUBAR!
      VOCÊ NUNCA FOI E NEM SERÁ EDUCADOR! MUITO MEDIOCRE, SEM CULTURA, CÓPIA DO GOOGLE!
      E NOS FAÇA UM FAVOR VÁ ATR´S DE ANASTASIA TALVEZ CONSIGA SER FAXINEIRO NA ASSEMBLEIA, OU O MUSO DO CAFÉ DOS 51 CARNEIROS!

      Excluir
  44. Concordo totalmente com o anonimo das 21;25.Eu e algumas colegas de trabalho encaixamos na mesma situação e como estamos perto de aposentar é mais um prejuízo e a nossa pós não nos beneficiar em nada.

    ResponderExcluir
  45. NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE.

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.


    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anotadíssimo! Não nos esqueceremos desta turma de palhaçoooooos!

      Excluir
  46. Euler, espera aí, que eu vou contar até 10 para desabafar e já vou falar o assunto que me trouxe ao blog hoje...
    Viu a convocação do 1/3 extra classe como manda a Lei 11.738/08 no site do SINDUTE? Está de dar um ataque cardíaco. Esse sindicato resolveu mesmo matar os filiados idosos do coração. Além de trocar o nome para HORA ATIVIDADE ainda vai fazer a assembléia as margens do Rio São Francisco. Euler, vamos terminar virando piada nacional pois já era para a gente ter ganhado qualquer coisa na justiça, cadê o "transito em julgado" do STF, Euler? Juro pra você que estou sem ar de tanto susto. Quando vi a convocação no site do sindicato pensei que era na Assembléia Legislativa mas não Euler, estão empurrando o problema ou seja nós, para os "grotões de minas". Não estou vislumbrando luz ao fim do túnel... Já pensou como devem estar rindo as nossas custas? Enquanto pedimos acampamento em Brasília, mandado de segurança coletivo, invasão das obras da copa do mundo, veja só o que esse sindicato nos arruma. Me ajuda por favor. Vamos pedir uma "audiencia" com o SINDUTE urgente Euler para tentarmos colocar esse sindicato nos trilhos novamente, ao contrario já descarrilhamos há tempos. Marque um dia e hora para irmos até lá para levarmos nossas reivindicações pois eles se esqueceram de nós. Estamos a beira do abismo e ainda nos chamam para a beira do rio. Estão esperando que a gente se suicide? Deus é mais, não é mesmo. Isso não vai acontecer mesmo, podem tirar o "cavalinho da chuva".

    ResponderExcluir
  47. Euler,Boa Tarde.Leio tudo que voce escreve pois p/mim é tudo de bom.Pena que os lá de cima náo o fazem.A minha luta c/ esse governo Ditador ainda não acabou porque ainda irei amolar muito.Pois bem, estou afastada na aposentadoria preliminar desde Abril deste ano.Trabalhei 32 anos.Atualmente sou ASB3F,fui pocisionada assim.Na realidade contaram so 23 anos.Neste últmo repocisionamento continuei a mesma coisa e ainda jogaram 125 faltas p/mim.Eu não tenho faltas a não ser as de greve porém foram todas pagas.Vou esperar Agosto para ir na SRE de SETE LAGOAS para reclamar ,se não resolver vou entregar para um Advogado.Eu só quero o que é meu de direito.Só DEUS e EU sabemos o que eu passei durante estes 32 anos.Desculpe o meu desabafo pois já o considero meu amigo,e por falar nisso hoje é o Dia do Amigo.Um abraço.

    ResponderExcluir
  48. Enquanto nossa classe é humilhada e confiscada de nossos direitos:

    Servidores da Saúde encerram greve com vitória

    http://www.rogeriocorreia.com.br/noticia/servidores-da-saude-encerram-greve-com-vitoria/

    ResponderExcluir
  49. André deve ser cachorro de Anastasia. Não leia mais os comentários desse palhaço!

    ResponderExcluir
  50. Contracheque do mês de julho traz novidade para servidores da Educação

    Seg, 09 de Julho de 2012 10:22

    PDFImprimirE-mail

    Nesta sexta-feira, 6 de julho, as Secretarias de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e de Educação (SEE) publicaram no jornal Minas Gerais, diário oficial do Estado, resolução que promove a revisão do posicionamento de servidores da Educação. A revisão irá representar ganho financeiro - em relação à última folha de pagamentos (maio de 2012) - para 30.065 servidores da Educação. As tabelas estarão disponíveis para consulta a partir da próxima segunda-feira (09/07), no endereço eletrônico www.iof.mg.gov.br.

    A revisão considerou os benefícios incluídos pela Secretaria de Estado da Educação no Sistema de Administração de Pessoal do Estado (Sisap) até 21 de maio último. Em outubro, nova revisão deverá ser publicada. Os valores retroativos a janeiro de 2012, quando houve o posicionamento no modelo unificado, serão pagos a esses servidores pelo Governo de Minas até a folha de agosto.

    Desde o início deste ano, quando o projeto de lei que regulamentou o Modelo Unificado de Remuneração foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), um grupo de trabalho da SEE é responsável por analisar e regularizar a vida funcional dos servidores que atuam na educação. O objetivo é identificar e corrigir o posicionamento dos servidores na tabela de remuneração do Modelo Unificado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um aumento que nem ass empregadas domésticas desta turma aceitaria. Só rindo mt para não chorar!

      Excluir
  51. Por favor, leiam a ISTOÉ, acabei de ler uma matéria em que o Nasta é chamado de inábil, acho que foram muito bonzinhos com ele!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Copie e repasse para nós.

      Excluir
    2. Não percam esta OPORTUNIDADE.

      VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.


      ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.


      renatiiinha???

      - Agora é a nossa vez!

      Excluir
    3. Meu voto e de minha família incluindo primos (as ) cunhados (as),sobrinhos(as),sogros(as) são para o PATRUS. Ele não é salvador da pátria, mas confiamos nele como HOMEM e PESSOA. É a hora de darmos um basta nesta turma nefasta que empestiou MG com suas falácias, contabilidade criativa, falso choque de gestão, subsídio com tabela fictícia e todas as propagandas MENTIROSAS. Por favor PENSEM EM 2014. Querem aecim e sua magnífica CORJA comandando o Brasil? Cruz credo. Jesus nos livre deste MAL.No interior mtos candidatos fizeram conchavo com o psdprê para garantir a eleição. Não votem em nenhum deles.

      Excluir
    4. É nossa única esperança, pq essa corja do PSDB e adjacências, já mostraram o tipo de educação que querem para Minas Gerais.
      Precisamos tb trabalhar contra, fazer campanha mesmo, senão conseguirão mais 4 anos de mandato e nós, mais 4 anos de penúria...

      Excluir
  52. Anima Christi, sanctifica me.
    Corpus Christi, salve me.
    Sanguis Christi, inebria me.
    Aqua lateris Christi, lava me.
    Passio Christi, conforta me.
    O bone Iesu, exaudi me.
    Intra tua vulnera absconde me.
    Ne permittas me separari a te.
    Ab hoste maligno defende me.
    In hora mortis meae voca me.
    Et iube me venire ad te,
    ut cum Sanctis tuis laudem te
    in saecula saeculorum.
    Amen

    ResponderExcluir
  53. Olá pessoal da luta!

    Bom dia!

    Quero manifestar a minha indignação - mais uma - contra a direção do sindicato, que recebeu a proposta do projeto de lei do governo de 1/3 de tempo extraclaase e até agora não divulgou. Diz que vai fazê-lo na assmebleia da categoria, no dia 11/08, em Pirapora. Uma palhaçada, pois estamos falando de um direito de todos os professores, e não apenas daqueles que participarão da assembleia. O sindicato tem o dever e a obrigação de divulgar rapidamente a proposta do governo, para que seja amplamente apreciada, discutida e criticada pela cagtegoria. Ao esconder o projeto do governo, o sindicato contribui para que este nos mantenha por mais tempo sem mais este direito ao terço de tempo extraclasse.

    Aliás, é preciso que se diga. O terço de tempo extraclasse é mais um direito assegurado em lei federal - a Lei do Piso - considerada constitucional pelo STF, que não é cumprido. Neste país de governantes cretinos e de instituições que são meras formalizações de um arremedo de democracia e de república. Incluindo os sindicatos, cada vez mais órgãos formais de manipulação a serviço dos de cima.

    O terço de tempo corretamente aplicado representaria um maior tempo fora da sala de aula, ou, se o governo optasse por pagar o tempo extra como extensão de jornada, representaria um reajuste imediato em torno de 12% no valor bruto do nosso sal..., digo, da nossa ajuda de custo mensal. E deveria ser pago de forma retroativa, no mínimo a partir de janeiro de 2010.

    Um forte abraço a todos e continuemos refletindo e dizendo para os de cima e seus aliados que estamos sabendo de tudo o que eles estão aprontando contra os de baixo. E uma hora vamos cobrar nas ruas (nas urnas, nas greves, etc.).

    Ah, só para finalizar, disseram-me que o governador-afilhado esteve num programa policial da TV Record. Muito apropriado, rsrs. O pior é que ele teria dito que Minas paga o terceiro melhor salário para os professores. Poupem-me desse discurso sem direito a qualquer questionamento em tempo real. Mas, foi bom que ele tenha dito isso. Deveríamos pedir uma cópia da entrevista para a emissora, pois essa declaração mostra as seguintes alternavtivas (questão de vestibular ou Enem ou avaliação em sala de aula)

    a) o governador mentiu descaradamente, pois Minas paga o pior salário do país;
    b) o governador disse a verdade, e isso mostra que o salário dos professores no Brasil é uma vergonha nacional;
    c) a ser verdadeira a afirmação do governador - de que houve um grande aumento e que Minas paga o terceiro melhor salário - devemos discutir o fim da carreira de professores, pois não vale a pena estudar 17 ou 18 anos para ganhar dois salários mínimos por mês - e aposentar com este salário, após 30 anos de carreira;
    d) a fala do governador reflete exatamente o que as elites brasileiras pensam a respeito da Educação pública, que é voltada principalmente para os mais pobres.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória! E um bom final de semana para todos/todas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tem vaga na Nelson Hungria? Se não tiver temos a Papuda...

      Excluir
  54. O CASO CACHOEIRA JÁ ENVOLVE MEDO, AMEAÇA E, TALVEZ, MORTE. O ESQUEMA NÃO É INOFENSIVO
    21 de Julho de 2012 (por Leonardo Attuch)

    No dia 15 de junho, há pouco mais de um mês,
    o desembargador Tourinho Neto publicou uma sentença que quase colocou o contraventor Carlos Cachoeira em liberdade. “Os jogos de azar não constituem crime, e sim contravenção, um ilícito menor”, escreveu o juiz. “A prática é largamente aceita pela sociedade em geral, ainda que seja ilegal”, pontuou. Se dependesse de Tourinho Neto, não só Cachoeira estaria em liberdade, como os grampos da Operação Monte Carlo teriam sido invalidados. Cachoeira só continuou preso porque outra operação da Polícia Federal, a Saint-Michel, impedia sua libertação.

    Depois disso, Andressa Morais, esposa do contraventor, concedeu entrevistas comparando seu marido a um “preso político”. Disse ainda que, por não ter cometido crime hediondo, ele já deveria estar em liberdade. Não deu certo. E há até rumores de que Cachoeira tenha escrito uma carta direta ao STF, sugerindo uma liberdade vigiada, com uma tornozeleira eletrônica.

    Ocorre que a Operação Monte Carlo, a cada dia, assume ares sombrios. Responsável direto por sua prisão, o juiz Paulo Augusto Moreira Leite pediu afastamento do caso, relatando preocupação com a sua família. Depois disso, a procuradora Léa Batista, que conduziu o caso pelo Ministério Público, recebeu ameaças de um cunhado de Cachoeira, Adriano Aprígio, que foi preso. Agora, nesta semana, o policial Wilton Tapajós Macedo, que investigou a quadrilha, foi assassinado em Brasília. Se isso não bastasse, outro delegado que atuou em Goiás, Hylo Marques Pereira, está desaparecido.

    Ainda que seja precipitado ligar a morte de Wilton Tapajós à Operação Monte Carlo, o quadro que vai se formando é preocupante. “Não estamos diante de contraventores menores, mas do crime organizado que ameaça o Estado”, tem dito o senador Pedro Taques (PDT-MT), uma das principais vozes da CPI. Ele tem razão. O jogo é muito mais do que um ilícito menor, como definiu o desembargador Tourinho Neto. E o risco que se deve evitar é o de mexicanização do País.

    http://www.brasil247.com/pt/247/brasil/70938/O-Estado-ameaçado.htm

    ResponderExcluir
  55. RESPOSTA AO PROFESSOR ANDRÉ QUE, ESTRANHAMENTE, DEFENDE O AÉCIO NEVES E SEU GOVERNO E CRITICA OS COMENTÁRIOS DO PROFESSOR EULER
    Comentário do "professor" André:
    “...Um professor percebe a remuneração de R$ 1.320,00 por 24 horas de trabalho. Um trabalhador que labora 40 horas semanais recebe por isto R$ 700,00. Como a sociedade mineira – e brasileira – não tem consciência sobre o papel de um professor na construção da cidadania, isto acaba sendo um tapa na cara da população, que acha que os professores são uns preguiçosos, fofoqueiros e que só sabem reclamar de salário...”
    Resposta:
    Não entendi sua comparação aqui??? !!! Quer dizer que você acha mesmo que um professor, que estudou vários anos na universidade, muitos com pós-graduação, etc deva ser comparado à classe trabalhadora em geral???!!! O que é isso??? Entretanto, certamente que um trabalhador que “labora 40 horas semanais” deva receber bem mais do que R$ 700,00. Mas a culpa deste injusto salário da classe trabalhadora não é do professor, mas sim destas sanguessugas fraudulentas e politiqueiras como o senador Aécio que você defende com tanta veemência e entusiasmo. Quanto ao salário do professor, este se encontra cada vez mais achatado e menor, principalmente após a gestão do ex governador Aécio e seu “capanga” Anastasia. Se quiser pesquisar sobre isso, constatará que 10 anos atrás, por exemplo, o poder de compra do salário do professor era pelo menos 5 vezes maior. Depois do Aécio e do Anastasia houve perdas, perseguições e achatamento salarial. Você está totalmente equivocado nos seus “achismos” pró-Aécio e Anastasia.
    Comentário do "professor" André:
    “...Eu já estava na Itália quando o senador Aécio Neves assumiu o governo de Minas. O que pesquisei na internet e soube por alguns professores é que no primeiro dia de governo, ele extinguiu 50.000 cargos de confiança em todo o Estado. Era o início do choque de gestão. Eu tenho uma tia que é professora aposentada, me lembro que ela recebia por escalas de pagamento. Sua Excelência – hoje senador da República – foi o primeiro depois de uma geração de governadores que regularizou a folha para o recebimento no 5º dia útil de cada mês...”
    Resposta:
    Eis a razão dos seus “achismos”: você estava na Itália...Por isso sua pesquisa na Internet foi tão inócua.
    Como é que uma pessoa sensata em Minas Gerais pode se referir ao famigerado choque de gestão de forma positiva??? Esse tal de choque de gestão só serve mesmo para achatar os salários das classes mais desvalorizadas do setor público tais como a educação e a saúde. Enquanto isso, os politiqueiros e safados na Assembléia Legislativa têm seus salários cada vez mais volumosos. Da mesma forma o judiciário pau-mandado do legislativo. O fato é que o choque de gestão só existe para sobrar mais dinheiro para conchavos politiqueiros com partidinhos “hienas” criados exclusivamente para apoiar e aprovar projetos corruptos do partido governista. E ainda mais: o choque de gestão também existe para financiar campanhas eleitorais de politiqueiros atrelados ao governo, para pagar banqueiros, empresários e financistas, para ações fraudulentas que usam o dinheiro público.

    ResponderExcluir
  56. Continua...

    Com relação à sua alegação de que o Aécio foi “o primeiro depois de uma geração de governadores que regularizou a folha para o recebimento no 5º dia útil de cada mês...”, vejamos:
    Caro professor (será que você é professor mesmo?), receber no 5º dia útil ou no 10º dia útil, ou na primeira, segunda, terceira, ou quarta chamada (como acontecia anteriormente), não faz a menor diferença para nós, professores (que recebemos um salário diminuto e achatado). O que nós precisamos mesmo é de aumento salarial de fato. O que nós precisamos mesmo é que o governo estadual cumpra a determinação federal e pague o piso nacional ao professores, que nem o Aécio e o Anastasia não cumpriram. Receber no 5º dia útil não foi nenhum ganho, nenhuma promoção, nenhuma conquista salarial. O que queremos e precisamos é que o governo estadual pague o que nos deve, ou seja, pague um salário digno ao professor estadual.
    Atenciosamente,
    Raimundo Santos
    Belo Horizonte

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof Ana Ângelica21 de julho de 2012 17:22

      Parabéns Raimundo Santos21 de julho de 2012 13:29 deu uma resposta a altura desse tal André .... Não creio que morou na Italia... A classe de educadores unida jamais será vencida... colocaram o suposto professor no seu devido lugar!
      Euler grande general de alma pura , aceita estrume aqui... isso mostra a grandiosidade de um lider nato, um homem justo...
      Releiam um pedaço do suposto André
      Não conheço a Beatriz, ela é minha amiga no Facebook, mas nunca conversamos. Penso que é uma pessoa engajada na luta pelos direitos dos "de baixo". Porém, enquanto o professor Euler está teorizando, ela está na práxis, ou seja, está lutando contra o sistema.
      Minha resposta qual luta Beatriz está engajada? Perder tudo? Fazer 153 mil perderem dinheiro? Recusar o piso?práxis a favor do sistema!Euler não está teorizando meu caro, tanto que o acesso aqui é de mais de 10.000 por dia ou mais...
      torno pedi....
      Raimundo Santos. João Paulo Ferreira de Assis, Marly Gribel, Ivete, Rômulo, André Buzina. Gracieusa Pelo AMOR DE DEUS componham a chapa, escute o apelo da categoria!

      Excluir
    2. João Paulo Ferreira de Assis21 de julho de 2012 23:01

      Professora Ana Angélica

      Agradeço penhorado a lembrança de meu nome para uma chapa de oposição nas eleições do SINDUTE, mas eu sou um homem de 53 anos, obeso, sofro de apneia, de tromboflebite na perna direita, e ansiedade. Estou de licença médica desde 28 de maio, esperando se sai primeiro o afastamento da docência ou o ajustamento funcional. Não tenho mais pique para essas coisas. Este projeto tem de ser dos mais jovens como o Professor Euler e a Professora Marly Gribel.
      A razão da minha excusa é que também não creio mais em greve. O governo de Minas já descobriu anti-greve. Fez com que nossa greve se estendesse, e não negociou. Depois, impôs o que quis. As outras categorias solidarizaram-se conosco, é verdade, mas na surdina negociaram com o Anastasia, que descobriu a forma de nos dividir. Da mesma forma que quando o Brasil decretou moratória em fevereiro de 1987, a América Latina em peso se solidarizou conosco, mas o fez só da boca para fora. Negociaram acordos favoráveis enquanto padecíamos o isolamento internacional.
      Anastasia no mesmo projeto de lei (3099/2012)retira nossos direitos e incorpora gratificações aos servidores do Instituto Mineiro de Agropecuária.
      Eu sinceramente acho que greve é um tiro no pé. Evocando Chico Buarque: ''...de muito usada a faca já não corta''. Greve é como um lote de terras improdutivas. Só depois de muitos anos para outra greve dar resultado. E tem de ser de surpresa.

      Excluir
    3. João Paulo Ferreira de Assis22 de julho de 2012 00:24

      Por acaso eu esqueci a palavra antídoto.
      A frase com a palavra:

      O governo de Minas já descobriu o antídoto anti-greve.

      Excluir
    4. Foi o primeiro fabricado pela mídia em 100%. Não dá para confiar. Aécio never...Pó desistir ...

      Excluir
  57. Veja os números do Datafolha para a pesquisa estimulada:
    Marcio Lacerda (PSB) – 44% das intenções de voto
    Patrus Ananias (PT) – 27%
    Vanessa Portugal (PSTU) – 4%
    Pepê (PCO) – 1%
    Maria da Consolação (PSOL) – 1%
    Dr. Alfredo Flister (PHS) – não pontuou
    Tadeu Martins (PPL) – não pontuou
    Em branco/ nulo/ nenhum – 11%
    Não sabe – 12%
    EDUCADORES SOMOS MAIORIA VAMOS ELEGER PATRUS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo Ferreira de Assis22 de julho de 2012 11:48

      Prezados amigos e companheiros de luta

      Suponhamos que o voto nulo seja adotado por 23% dos eleitores (os 12% que não sabem mais os 11% de votos brancos e nulos). Lacerda estaria reeleito, pois faria 44% contra 33% dos adversários. Só peço que pensam nisso.
      Não vai aqui nenhum propósito de contrapor-me ao meu ilustre confrade, o Professor Raimundo Santos. Mesmo porque talvez eu tenha de votar nulo por conta de candidatos que estão com a ficha suja. Um a prefeito, que segundo se diz, está sendo investigado pela Polícia Federal, e seu vice, ex-prefeito com várias contas com parecer do TCE pela reprovação. De outro lado, um candidato e seu vice, que foram recentemente condenados no TJ-MG, embora a sentença de 1ª instância que foi confirmada esteja com relatório destoante da sentença. Ou seja, no relatório a juíza de Barbacena indicou as razões que a fariam absolver os réus, mas acabou condenando-os por improbidade administrativa.

      Saudações, João Paulo Ferreira de Assis.

      Excluir
  58. Este André deve ter sido peão de obra nos Estados Unidos e ou na Europa, cujas economias lhe deram um pé no traseiro e o mandaram de volta para o Brasil, isso depois de ter comido o pão que o diabo amassou com o rabo, porque para vir para o Brasil e retomar ao cargo de professor para quem esteve pela América do Norte ou Europa é porque deve estar morando de favor com a família e não trouxe dinheiro nem para abrir uma pizzaria, uma lanchonete, um boteco, uma danceteria essas coisas que os brasileiros com dólar e euro fazem, obviamente o que não o caso deste André, o que nos leva a crer sua defesa em relação a esses políticos reacionário é para ver se em ano político alguém arranja para ele um cargo público daqueles que entra sem concurso.
    Ao senhor André gostaria de dizer que nesta terra nos falta dinheiro, não inteligência, essa conversa para boi dormir ou acordar é velha. Isso no interior das gerais é chamado de CONVERSA DE CERCA LOURENÇO! KKKKK . Este André, é um tremendo espertalhão e pretende se juntar ao seus pares no Brasil, não conseguiu dar uma de esperto lá fora porque eles expurgam mesmo, agora vem para cá com VELHACADA! Estamos de olho, mineiro não é bobo! Faz de para viver!! QUANDO VOCÊ,ANDRÉ, VEM DO MOINHO COM O FUBÁ, O NOSSO ANGU JÁ ESTÁ PRONTO!, isso para ficarmos dentro dos nossos velhos conhecimentos mineiros!!!

    ResponderExcluir
  59. Sou professora efetiva desde 2004, tenho licenciatura plena e pós-graduação, após o estágio probatório tenho cinco avaliações com conceito A e até hoje sou PBT2(licenciatua curta).Não recebi nenhuma progressão e nem promoção e de acordo com o reposicionamento em 2015 minha promoção vai da letra A para P.(acréscimo de 14 letras em 2015).Como acreditar em 2015? Esperei o 2012 acreditando que a progressão seria corrigida, mas o governo mudou a lei.Quando chegar 2015 ele muda a lei e promete pagar no futuro.Quando conseguir completar 25 anos vou estar como pebt2 (licenciatura curta) e o governo vai continuar acumulando mais e mais letras prometendo pagar na próxima encarnação.
    Parece uma piada mas não é.

    ResponderExcluir
  60. Acorda professores...esse tal André ñ passa de um tal Delfim q apareceu por aqui com gracinhas uns dias atrás.Esses comentários a seu respeito são pratos cheios p se divertir.Aqui estamos em busca de algo que nos acrescenta.Já passou da hora dele pegar a sua viola e vazar em direção a um outro território.O que ele está querendo mesmo é tirar o foco...a luta em busca dos nossos direitos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. concordo com você anônimo. Acho inclusive que o professor Euler está dando muita corda para este sujeito.

      Excluir
    2. EULER NÃO POSTE MAIS ESTAS BOBAGENS.PENSO QUE É PURA ZOAÇÃO DESTE CARA.

      Excluir
  61. PROFESSOR CONCURSADO NO ESTADO DE MG É MENOS VALORIZADO NA CARREIRA,COMPARADO COM OS EFETIVADOS E OS DESIGNADOS.
    O professor efetivado na lei 100 pode corrigir sua escolaridade na efetivação ( de acordo com seu diploma)e o concursado antes da efetivação da lei 100 ainda não pode corrigir sua escolaridade até hoje, continua com sua licenciatura curta recebendo um salário menor.
    Parece mentira mas é a pura verdade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, esse comentário tem algum embasamento oficial?
      O que eu sempre soube é que por exemplo o servidor que ainda não havia concluído sua habilitação e foi contemplado pela lei 100, ficou efetivado na condição em que se encontrava antes da conclusão do curso.

      Excluir
    2. Sou efetivado pela lei 100 tenho diploma desde de 2007. recebe menos que os designados.
      O governa usa esse artifício para gastar menos.
      É só fazer contas de quantas pessoas estão nessa situação. Você vai perceber que o estado economiza muito. É o sindicato não faz nada. observação já passei duas vezes no concurso da educação. sou contra a lei 100.

      Excluir
  62. Temos que esperar o contracheque de julho afinal nos tivemos apenas progressão por letra e não tivemos promoção por escolaridade.Segundo Mercadante o professor sera valorizado pela sua graduação, mas em Minas as coisas não são assim né.

    ResponderExcluir
  63. Beatriz pensa que engana reunião com governo 07/08 assembléia 11/08 como discutir 1/3 com a categoria? vou sair desse sindicato é só enganação, minha vida profissional está uma verdadeira bagunça, estive na promotoria pública para tirar umas dúvidas e ficaram estarrecidos,não conseguiram entender nada? Imagina eu vou fazer concurso para qualquer coisa e levar o meu tempo de 23 anos, pois em Minas só tenho 18 e recebo como T2, isso pq sou professora graduada plena e pós mas efetivei 2004 P3.

    ResponderExcluir
  64. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof Marlene Lopes22 de julho de 2012 13:40

      Euler por favor comece a deletar os comentários
      desse sujeito Professor André22 de julho de 2012 11:27!
      Aqui é para encontrar soluções e união da categoria!
      Todos os colegas já estão indgnidados!
      Meremos respeito!
      Um professor (a) escrever , trzer luz é uma coisa ou até criticar nossos erros, mas o tal André nunca foi professor!
      atenciosamente

      Excluir
  65. Não estou referindo ao professor da lei 100 sem habilitação e sim ao professor com habilitação (licenciatura plena).
    Sou concursada e tenho licenciatura plena e pós-graduação a mais de 15 anos.
    O embasamento oficial é o meu contracheque como concursada e o contracheque de alguns colegas da lei 100 que trabalham na mesma escola .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os efetivados pela lei 100 foram mantidos na situação em que se econtravam na data da efetivação. Se já estavam habilitados com licenciatura plena,é exatamente assim que foram mantidos. Da mesma maneira, quem ainda não estava habilitado e se formou depois da efetivação, foi mantido sem habilitação, conforme situação em que se econtrava na tal data da efetivação.

      Pelo que entendi vc foi concursada com licenciatura curta, tomou posse como tal e após concluir a licenciatura plena está solicitando a modificação no cargo em que tomou posse no concurso. Trata-se de uma situação bem específica mesmo, que não tem nada a ver com a situação dos servidores que foram afetivados pela lei 100 já habilitados com licenciatura plena e até pós graduados.

      Excluir
  66. Há um comentário feito por uma funcionária da SEE que esteve pelas SREs do Estado orientando os funcionários das SREs e das Secretarias de Escola de que o governo não pretende repor o tempo que faltou para milhares e milhares de funcionários, alegando que de 1994 para trás a legislação era outra. Vejam só, então fica caracterizado que não foi uma falha do sistema e muito menos desculpas de que o sistema não foi alimentado, porque inclusive isso foi rebatido pelos funcionários das SREs e das Escolas por onde esta dita funcionária passou e diante da pressão ela fez tal comentário. Fiquemos de olho, porque onde HÁ FUMAÇA, HÁ FOGO!! Pelo jeito este tempo não vai ser contado e nós, mais uma vez, ficaremos no prejuízo. Como a funcionária da SEE não é louca para fazer um comentário infundado, logo nos leva a crer que seja verídico o que disse perante os funcionários de tal SRE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo, nós temos um documento assinado que chama- se CONTAGEM DE TEMPO, temos os contracheques e mais que isso, temos temos centenas de testemunhas. Erraram até de funcionários aposentados há anos e já até pediram minhas contagens para corrigir. Ninguém seria tão desavisado ao ponto de diminuir tempo trabalhado de empregados assim não ponto não. Fique tranquilo porque aí já seria caracterizado Regime de ESCRAVIDÃO e isso nenhum governo vai querer que fique no seu currículo.

      Excluir
    2. Existem casos e casos... o caso do ano de 1994, vale para os Aposentados que tiveram como última movimentação este ano (1994) e logo em seguida se aposentaram. O reposicionamento de 2010 só levou em conta, no caso dos administrativos, os posicionamentos a partir dessa data. O Serviçal ou ATB que se aposentou neste ano, ou dois anos depois, não teve NADA de reposicionamento. E é assim que está no Decreto. Entenderam?

      Excluir
  67. Não é por nada, não, mas é preciso alertar a algum companheiro que este espaço, aqui, chama-se BLOG, não CLASSICADOS para cobrança de dívida. Então, para quem veio da Europa ou da América, está faltando a tal finesse. Faça a cobrança via correspondência, não pelo Blog. O objetivo desta página é discutir as mazelas que envolvem os educadores brasileiros de qualquer nível de ensino, não problemas domésticos. Fiquemos atentos ao suporte e ao gênero textual, cada um deles têm um objetivo, não confundamos, isso demonstra para nós, professores, falta de conhecimento dessas finalidades!

    ResponderExcluir
  68. kkkkkkkkkkkkkkk Que mordomia é essa?!Eemprego de 6h! Em terras brasileiras, o trabalhador honesto não tem essas mordomias, aqui para ganhar merrecas, ao contrário dos EUA e da Europa, trabalha-se uma carga horária escandalosa, este negócio de 30 horas é só para funcionário público que mama nas tetas do governo. Que bonito, hein, vem com discurso de HOMEM TRABALHADOR para o Brasil e que arranjar trabalho de 30h. Está querendo mordomia, hein?! Mas para sobreviver nesta terra de políticos reacionários, nós, temos que trabalhar e muito! Não tem moleza, a não ser que queiramos arranjar um poleiro no galinheiro desses sujos que comandam o Brasil!!

    ResponderExcluir
  69. Fui a 37ª SRE de Teófilo Otoni e o responsável pelas orientações no setor de pagamento disse que a mudança de letra não altera o salário, portanto, não tenho nada a receber com a alteração de letra.
    GILSON.

    ResponderExcluir
  70. Tempo adquirido, e direito do funcionário publico não interessa se foi antes ou depois de tal lei, você aposenta pelo tempo de contribuição a previdência ou seja 25 ou 30 não interessa onde então como fica os tempos averbados dos da lei 100 que aposentaram pq que para eles contaram, isso e inconstitucional numa mesma rede publica não pode haver tal discrepância se estão no mesmo nível idade e tempo tanto faz lei 100 ou efetivo.

    ResponderExcluir
  71. Caro Prof. André, Concordo com vc em tudo e espero que nossos colegas de profissão tenho a mesma postura. São um bando de ignorantes, pobres coitados lutam por seus direitos e salários. MENTIRINHA.........
    Acho vc um babaca, que vem para a terra natal tirando onda, deve ser como vários brasileiros que jugam a terra natal incapaz de oferecer-lhes condições de trabalho então vai lavar banheiro de "americanos, canadenses, italianos, etc." É MAIS COM A CRISE, QUEDA NO DÓLAR E ALTO CUSTO DE VIDA ESSES BABACAS TEM QUE VOLTAR COM O RABINHO ENTRE AS PERNAS e para não aceitar que foi um idiota vem com esse discurso " que não posso far mal do empregador, vou preparar aula, vou sair do blog" chega de lesco lesco, aprenda algo que esqueceu ou nunca soube lutar pelos direitos e pelas leis é CIDADANIA. Vai logo rezar pelos seu SÃO AZIA E SÃO AÉCIM.

    ResponderExcluir
  72. Esse professor André é simplesmente ridículo.Foi para Europa e não ficou por incompetência mesmo.Pare , observe como este cidadão é ridículo.Agora vem a este blog cobrar???seu lugar não é lá na Europa realmente mas é infelizmente aqui neste ridículo país chamado Brasil.

    ResponderExcluir
  73. professor andré, (sim em minúsculo) sai do mundo Plunct Plact Zum, aquele vídeo do Raul era ficção NÃO É DE VERDADE. Acorda!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  74. Dilma repete Lula e libera verbas em ano eleitoral
    A presidente Dilma Rousseff repetiu seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva e editou decretos que permitem investimentos federais em novas obras durante o período eleitoral. Dilma já publicou seis desses decretos. Eles vão beneficiar 855 projetos, entre os quais a ampliação do Anel Rodoviário de Belo Horizonte, onde a presidente aposta alto na eleição do ex-ministro Patrus Ananias (PT) contra o agora adversário Marcio Lacerda (PSB), prefeito e candidato à reeleição.
    Minha opinião
    Não poderia ser diferente. A cada dia a criatura se assemelha mais ao criador. Porque que ela não faz isso na Educação? Não temos dúvidas de que todo o povo brasileiro iria endossar o seu gesto independentemente se é ou não ano eleitoral. todavia, ela não tem coragem para isso.
    Um país onde as pessoas se reúnem quando ganha no futebol. Que lota as praias no ano novo, que lota os estádios por um jogo, que lota as arquibancadas no carnaval, que esgotam os ingressos quando tem um Rock in Rio, mas que são incapazes de se reunirem em massa para fazer um protesto. Que inveja tenho dos egípcios.

    ResponderExcluir
  75. Os professores estão pagando o preço de terem pregado durante anos a ideologia do PSDB !provem desse veneno pra aprenderem que no país não existe partido de direita ou esquerda e sim interesses individuais!

    Enquanto os ministros do STF forem escolha do presidente ou presidenta,
    ele ou ela fará o que bem quiser.
    No comando os políticos, defendido que a maioria não é corrupta, mas esse
    sistema é, sem mudanças constitucionais que impliquem em retirar do poder
    executivo e também do legislativo esse poder sobre o poder judiciário, o país
    continuará servindo aos interesses sempre dos grandes partidos, agora: PT e PMDB,PSDB!
    Segundo o jurista Fábio Konder Comparato, os responsáveis por este processo deveriam ser “condenados à indignidade nacional” por crime de lesa-pátria.

    ResponderExcluir
  76. EM MINAS ANASTASIA EM BRASILIA DILMA = DILMASIA TUDO IGUAL CONFIRAM:FOLHA SP 22/7/12 ELIO GASPARI GERENTONA????

    Quem está na frigideira com a greve de servidores é a doutora Dilma com seus ministros descoordenados

    Não deu outra: o governo produziu um surto grevista no serviço público federal. Estão paradas há dois meses 56 universidades federais e há funcionários em greve em pelo menos 15 repartições de 26 Estados. Chegou-se a essa situação porque a doutora Dilma e seus comissários acharam que podiam enfrentar as reivindicações com onipotência e embromatina.

    O surto começou em junho com a greve dos professores de universidades federais. Era uma paralisação parcial, e o governo disse que o problema deveria ser negociado no Ministério do Planejamento, onde a comissária Miriam Belchior informava que não trataria com grevistas. Era o modelo Scania. Em 1978, ele produziu um surto grevista no ABC de São Paulo e dele emergiu um sujeito chamado Lula.

    Ao escolher esse caminho, a doutora Dilma cometeu uma imprudência semelhante à do industrial que, diante de uma greve, manda o assunto para uma discussão entre o sindicato e a diretoria financeira da empresa. De lá, só sai uma resposta: não há dinheiro.

    A onipotência ruiu numa sexta 13, quando a comissária Belchior apresentou uma proposta aos grevistas. Em quase todos os casos, além de aumentos salariais, os servidores querem planos de carreira prometidos e jamais apresentados.

    O comissariado do Planalto quer a coisa (acabar com a greve) e seu contrário (preservar a incolumidade política dos ministros cujas áreas são afetadas pelo movimento).

    Aí entra a embromatina. O ministro da Educação sumiu. O da Saúde emudeceu, com servidores da Anvisa parados e com a Funasa parcialmente paralisada. O do Trabalho, não se sabe onde está. O comissário dos movimentos sociais, Gilberto Carvalho, passou por perto, afastou-se e reapareceu, falando em "equacionar as contas", sem que se saiba o que isso quer dizer.

    Com as greves espalhadas pelas agências reguladoras, pelo Incra, pelo IBGE e em pelo menos seis ministérios, somando algo entre 150 mil servidores, segundo o governo, e 500 mil, segundo os grevistas, o Planalto soltou o espantalho da crise econômica refletida no Pibinho.

    É um truque velho, generaliza o problema com o propósito de não discutir a pauta específica. A crise europeia nada teve a ver com o engavetamento dos planos de carreira dos professores universitários brasileiros. Se um servidor do Judiciário está sem aumento há três anos ou espera pelo plano de carreira há outros tantos, essa argumentação chega a ser desrespeitosa. Ele pode até discordar da extensão das reivindicações do sindicato, mas não quer ser tratado como bobo.

    Foi Miriam Belchior quem travou as negociações? Mercadante ficou longe? Padilha se manteve calado? Tudo isso é verdade, mas só aconteceu porque a gerentona Dilma Rousseff desenhou uma estratégia cataléptica que estimulou as greves e acrescentou um desnecessário elemento de tensão. Dificilmente Lula tomaria esse caminho, parecido com o dos generais ou com a severidade de Fernando Henrique Cardoso na greve dos petroleiros de 1995.

    Na última opção preferencial pela embromatina, o Planalto ameaça cortar os salários dos grevistas. Nem Ronald Reagan, o exterminador de sindicatos, seria capaz de deixar 55 mil professores sem dois meses de salários. Se a ameaça fosse séria, teria eficácia em junho. É uma parolagem sempre repetida, jamais cumprida. Exatamente por isso as greves no serviço público são duradouras e no setor privado são breves.

    ResponderExcluir
  77. De acordo com o Seplag o pagamento será conforme sua classificação. A equiparação virá como VTA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa SEPRAGA e esse DESGOVERNADOR, tomara que urrem no fogo do inferno pro resto da eternidade, se Deus existir e cobrar deles a safadeza e a derrota que estão impondo aos meus professores. Não tem a opção Aluno ou Aluna no blog. Boa sorte professores estou orando para que o nosso Deus todo poderoso destrua esse povo todo para vocês. Não fiquem tristes um dia a vitória certamente virá, quantos impérios Deus ja destruiu. Fiquem com Deus e unidos como vocês são pois esse é a nossa maior licão que precisamos de aprender. Estou de ferias mas ja estou morrendo de saudades de vocês. Obrigada por iluminar a minha vida.

      Excluir
  78. Salvar pela escola: o caminho para a civilização (BOMENY, Helena. Programa especial de educação)

    A educação foi publicamente defendida por Darcy Ribeiro como chave para o desenvolvimento do País.

    A estratégia de médio prazo mais eficaz para a redenção brasileira, o que, segundo ele, se traduzia na incorporação do povo aos benefícios restritos à elite. A escola pública, aberta a todos, em tempo integral, era a receita para iniciar as crianças nos códigos de sociabilidade, tratamento, relacionamento e preparo para a vida em sociedade. A escola em tempo integral abriria espaço ao processo civilizador tal como conceituado por Norbert Elias – ação contínua, deliberada, lenta, duradoura e sempre inconclusa, na direção da formação de hábitos e valorização de atitudes socialmente aceitáveis para a convivência coletiva.

    Os alunos estão expostos a doenças infecciosas, estão com problemas dentários ou apresentam deficiência visual ou auditiva? Então o Ciep proporciona a todos eles assistência médica e odontológica (Ribeiro, 1986, p.48).

    Darcy Ribeiro não se intimidava em diagnosticar: o Brasil paga um alto preço pela elite que tem. Uma elite muito esperta, disse certa vez, que tratou de moer e explorar ao limite o povo deixando-o como bagaço de cana, sem suco e sem viço. Não atribuía o fracasso do País à incapacidade do povo. O povo foi excluído e não reprovado como incapaz.

    O sonho de Darcy Ribeiro (1986) era que o Ciep fosse atrativo para a classe média: "Tinha que ser tão bom que a classe média disputasse para colocar o filho lá dentro".

    http://cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/1736.pdf

    ResponderExcluir
  79. O SINDUT só atrapalha.
    Se não fosse pela incompetência deles estaria ganhando mais do que o dobro do que ganho hoje.
    Teria que ter aceito a proposta do piso para os 153.000 e depois negociaria com o governo o piso para o restante da cetegoria.
    Resultado: nada de nada.
    Quando lembro me dá uma revolta....
    Helena Gusmão de Queiroz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E nós que voltamos para o vencimento básico, quantos prejuísos, nem sequer um mandado de segurança coletivo junto ao supremo o sindute fez pra nós. Estamos abandonados a própria sorte e jogados a todo tipo de perseguição...

      Excluir
  80. NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE.

    VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.


    ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

    ResponderExcluir
  81. Todos passam por BH
    Personagens centrais da disputa presidencial de 2014 medem forças na eleição da capital mineira. O racha entre PT e PSB locais nacionalizou a campanha
    Pedro Marcondes de Moura


    Até o final do último mês, a reeleição do prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda (PSB), apoiada por PT e PSDB, era considerada favas contadas. O racha entre o PT e o PSB locais, no entanto, alterou totalmente o quadro eleitoral na capital mineira. A disputa ganhou ares de embate nacional ao levar para o jogo potenciais candidatos a triunfar na corrida presidencial de 2014: o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB) e o senador Aécio Neves (PSDB), articuladores da reeleição de Lacerda, e a presidenta Dilma Rousseff, que se transformou na principal madrinha da candidatura de Patrus Ananias (PT). Ao lado de São Paulo, a disputa tornou-se determinante para quem está de olho na eleição para o Palácio do Planalto daqui a dois anos. Graças à articulação de Dilma, Patrus Ananias também terá o apoio do PSD de Gilberto Kassab e do PMDB de Michel Temer, outros dois importantes protagonistas políticos da próxima eleição presidencial.

    A presidenta Dilma elegeu a capital mineira como sua prioridade, pois entende que sua reeleição começa a ser jogada durante a disputa eleitoral de BH. Principal cabo eleitoral de Lacerda, Aécio deve rivalizar com ela em 2014. E o socialista Eduardo Campos, outro apoiador do atual prefeito, também começa a ganhar musculatura política, seja para um vôo solo ao Planalto, seja para ocupar a vaga de vice em uma das chapas, que pode ser até a de Aécio, numa dobradinha PSDB-PSB. Por isso, além de atrair o PMDB e o PSD, a presidenta comandou pessoalmente a entrada de Fernando Pimentel, ex-prefeito de Belo Horizonte e ministro do Desenvolvimento, na campanha, removendo arestas no PT local. Pimentel era até pouco tempo desafeto de Patrus. Com uma vitória petista na cidade, Dilma conquistaria um palanque privilegiado e, ao mesmo tempo, prejudicaria dois possíveis rivais.
    INÁBIL
    Sem visibilidade, governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia,
    não conseguiu manter aliança costurada por Aécio Neves

    A reeleição de Márcio Lacerda também virou um teste de fogo para o senador Aécio Neves. Em caso de vitória, Aécio consolida seu poder político em Minas Gerais. Em caso de derrota do prefeito, no entanto, Aécio corre o risco de perder sua máquina política, o que diminuiria sua força para concorrer à Presidência da República. O desfecho da eleição na capital mineira norteará o futuro político de Eduardo Campos, que há tempos se cacifa com uma estratégia pendular de ora apoiar o PT ora marchar ao lado do PSDB.

    O estopim para o racha entre o PT e o PSB foi a decisão socialista de rejeitar a exigência petista de coligar-se também na disputa à Câmara Municipal. Faltou também habilidade política ao governador Antonio Anastasia (PSDB), gestor de um governo sem visibilidade, para manter a ampla aliança costurada por Aécio no passado. Foi o sinal verde para o PT lançar a candidatura de Patrus. Agora, os personagens centrais de 2014 passam pela eleição em BH. O jogo presidencial já começou.

    http://www.istoe.com.br/reportagens/223225_TODOS+PASSAM+POR+BH

    ResponderExcluir
  82. capítulo 8 - O tiroteio

    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  83. Sítio Arqueológico de New York

    Foi esquecido durante cerca de dois séculos...

    Sua memória permaneceu soterrada, indicada apenas em velhos mapas e por esqueletos que teimavam em aparecer naquela parte da cidade, entre as ruas Broadway, Duane, Elk e Reade, dois quilômetros ao norte de Wall Street. Neste quarteirão, na ilha de Manhattan, em New York, funcionou, de 1660 a 1796, um dos maiores e mais antigos cemitérios de escravos dos Estados Unidos, numa época em que cerca de 20% da população da cidade era de africanos. Nele, foram enterrados de 10 a 20 mil pessoas, incluindo escravos, libertos, indígenas e brancos pobres.

    Em maio de 1991, durante a construção de um prédio público, as máquinas passaram a desenterrar caixões e esqueletos humanos. Estudos comprovaram a existência do cemitério, mas, com a intensa urbanização ocorrida no século XIX, acreditava-se que seriam poucos os remanescentes, caso houvesse algum. Mas, os caixões e esqueletos, juntamente com outros artefatos, continuaram a surgir em números cada vez maiores.

    http://www.pretosnovos.com.br/outrossitios.html

    ResponderExcluir
  84. Este espaço é muito importante ,pois aqui não existe censura e temos como colocar todas as nossas indgnações. Penso sempre: que as coisas boas passam e as ruins pela mesma forma, eles não são eternos.A nossa diferença está neste momento, no dia 07 DE OUTUBRO MOSTRARMOS QUE O PSDB NÃO ESTÁ COM ESSA BOLA TODA.SOMOS MUITAS ANDORINHAS LUTANDO PELO MESMO IDEAL E ISTO NINGUÉM NUNCA PODERÁ TIRAR.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NÃO PERCAM ESTA OPORTUNIDADE.

      VOTEM CONTRA AÉCIO/ANASTASIA.


      ELES ACABARAM COM A CARREIRA DOS PROFESSORES.

      Excluir
    2. PETRALHA + PMDB+PSDB= DESGRAÇAS!

      Excluir
  85. 21/07/2012 19h21 - Atualizado em 21/07/2012 20h27
    Escrivão da PF encontrado morto é sepultado em Pindamonhangaba
    Esposa encontrou agente com uma perfuração na cabeça na quinta (19).
    Família descarta suicídio, apontado em laudo preliminar do IML.
    Está na cara que não foi suicídio.
    Quem matou os policiais federais Wilton Tapajós Macedo e Fernando Spuri Lima ? muito estranho, estão eliminando um por um!

    ResponderExcluir
  86. E O PAU DE GALINHEIRO, "DAQUILO CASTRADO"???


    E A MINAS GERAIS???

    ResponderExcluir
  87. Desgraçadamente o dinheiro de origem criminosa vem sendo utilizado no financiamento de campanhas eleitorais e está produzindo efeitos danosos ao povo brasileiro. São arquitetadas estratégias para tomar de assalto o poder público e favorecer o enriquecimento ilícito. E desta forma assiste-se diariamente novas ondas de corrupção produzidas por víboras rastejantes num verdadeiro mar de lama!

    Vivas a nossa polícia federal, que não descansa no árduo trabalho de enquadrar judicialmente os bandidos de terno e gravata.

    ResponderExcluir
  88. Cindy/ Nueva York24 de julho de 2012 00:43

    Muchos gritos de justicia
    se oyen por todos lados
    pero somos ignorados
    por jueces y policìas.

    Si te roban hoy en dia

    andà a quejarte a tu tia.
    No vayas a la comisarìa
    pues se cayò el sistema
    y no
    hay computadora.

    El intendente es ineficiente,
    el gobernador no te atiende.

    Ni pienses en el presidente,
    el pensarà que tu mientes.
    como Anastasia fez con el profesores de Minas Gerais, robo lo piso , destruiu careiras y Dilma y Mercadante nadie hace!pero el mundo sabe y la justiça será feita!
    con carinõ aos profesores de Minas Gerais....
    y tu teacher Euler mio eterno carino Better Man

    ResponderExcluir
  89. http://phdescritor.blogspot.com.br/












    A verdade sobre Aécio Neves o ditador...Blog da Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não fica com vergonha de enganar as pessoas não, seu estelionatário intelectual, vai enganar a vovozinha idiota só está querendo visitas a seu blog meia tigela mentiroso. Não tem nada de aócio never algum no seu blog.

      Excluir
    2. Anônimo24 de julho de 2012 21:37Respeite o colega , ele é escritor e professor!
      Não agrida com palavras!Temos que atacar quem nos roubou, quem tirou tudo da gente, mas nada dura para sempre ! Vamos destruir totalmente o PSDB! E O SINDICATO , QUE NÃO TEVE E NÃO TEM UM PINGO DE RESPEITO PELA CATEGORIA!O COMANDANTE É MELHOR ´REALMENTE É! MAS O COLEGA TAMBÉM ESCREVE BEM
      um abraço

      Excluir
  90. Estou completando 26 anos de serviço, tomei posse em dois cargos em 2002, sendo um cargo de História outro de Geografia, trabalho desde 2006. Tenho licenciatura plena em geografia e História, pós graduado em geografia - cargo dois.
    Em 2002 era P3, depois fui PEB II e III nos dois cargos.
    SUBSÍDIO:
    FUI POSICIONADO no cargo 1 como NÍVEL I C com 15 anos e 10 meses de efetivo exercício. Em 2015 irei para o nível I O.
    NO CARGO 2 - FUI POSICIONADO NIVEL I A com 19 anos e 9 meses e em 2015 irei para NIVEL I GRAU N

    ALGUÉM PODE TIRAR MINHAS DÚVIDAS? O QUE DEVO FAZER?
    MINHA SITUAÇÂO PODE SER ALTERADA?
    GILSON LOPES

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá até a sua SRE e procure esclarecimentos, somente eles poderão explicar a você o que está acontecendo. A coisa virou uma bagunça, ninguém entende o que foi feito.

      Excluir
  91. Recebi esse e-mail:
    "As pessoas podem ignorar, manipular informações mas há uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Estadual questionando a Lei Complementar 100/07. O Ministério Público é o guardião da Constituição e age independente de provocação."
    Ainda está essa ação na justiça, corre o risco da lei 100 acabar? Porque vi no site da SINDUTE, essa outra afirmação:
    "Efetivados
    Os servidores efetivados terão direito a férias-prêmio após completarem cinco anos da data em que foram efetivados, o que vai ocorrer em novembro deste ano. Neste caso, poderão protocolar o pedido na próxima abertura de prazo."

    Está muito contraditório está difícil saber em que acreditar sou a pessoa que passou no concurso e não sabe que decisão tomar. Se for nomeado vou ter que mudar de escola, mas se eu ficar nessa lei 100 e ela acabar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo das 12:16
      Não vejo dificuldade p vc. As escolas são muito distantes que te impede de ficar com os dois cargos? Vc já é efetivada na admissão 1, agora pode ser efetiva por concurso na admissão 2. Se um dia a Lei 100 acabar, vc terá o seu cargo efetivo por concurso. Entendeu?

      Excluir
    2. Fique nos dois até as coisas se esclarecerem. Eu continuo pensando que essa lei 100 é a maior furada, mais cedo ou mais tarde poderá dar problemas. Portanto, não deixe o certo pelo duvidoso. Eu no seu lugar não pensaria duas vezes. O concurso é garantia de direitos.

      Excluir
  92. E as ferias premio nos prometeram uma coisa e está fazendo outra estou com 20 anos de casa e não tenho direito... que pais é esse? E o 1/3 da jornada de trabalho acabou em pizza? Mas o dinheiro para copa esse é garantido.

    ResponderExcluir
  93. Votem contra Aécio/Anastasia.


    Eles acabaram com a carreira dos Professores.

    ResponderExcluir
  94. José Alfredo Junqueira24 de julho de 2012 15:33

    Amigos,não se iludam com partidos políticos.A saída do PSDB do poder em Minas não vai alterar nada.Vejam o que o PT está fazendo com as Universidades Federais.O mesmo que o governo de Minas fez conosco.Só a greve geral,pensada,planejada,apartidária,irredutível,poderá nos trazer a vitória.Fomos traídos por Rogério Correia,Antonio Júlio,e Beatriz Cerqueira.Encerrar a greve daquela maneira quando estávamos próximos da vitória,depois de muito sangue e suor.Dona Beatriz,suas desculpas não colam.Havia pessoas em greve de fome,era só pedir para encerrarem.O fim da greve foi decidido sim,em assembléia,mas induzidos por vocês três,que referendaram o papelzinho assinado por Danilo de Castro.Infelizmente,a maioria não sabe,ou pelo menos não sabiam quem era Danilo de Castro.Mas vocês três sabem e sabiam,e como.Dona Beatriz,nós confiamos em você,mas você nos traiu,vendeu sua alma ao diabo,e segue tranquila sua trajetória sindical,sempre ao lado de Rogério Correia.Vocês me decepcionaram.Parabéns a vocês pelo fim da carreira do professor.Caso haja outra greve,fiquem longe.Passem bem.

    ResponderExcluir
  95. Obs. Trabalho desde 1996 nos dois cargos.
    GILSON.

    ResponderExcluir
  96. Boa tarde, estou efetivado na LC100 com apenas 6 ha e tenho 12 ha de extensão. Gostaria de saber se após novembro de 2012 poderei ampliar meu cargo para 18 ha ou continuarei com extensão de carga horária, pois ouvi rumores que a ampliação poderá ocorrer, tendo em vista que essas aulas não foram disponibilizadas para os concursados. Passei bem classificada no concurso, mas se a ampliação puder ser feita prefiro continuar na LC100 e deixar a vaga para outro concursado. Alguém tem alguma informação que possa me ajudar? Euler, se tiver alguma informação por favor me comunique, pois na minha SRE nada me informam direito. Obrigada, profa. Joyce.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Joyce,estou nessa mesma situação que vc já faz 4 anos,sou efetivada com 6 aulas e tenho 18 aulas de extensão ,que são de uma colega que está em ajustamento funcional,mas é complicado que nem podemos tirar licença por de 60 dias que perdemos nossa extensão;e essas aulas tbm não foram para as vagas do concurso.gostaria de ter uma resposta sobre esta situação.

      Excluir
    2. Joyce
      Efetivados pela LC 100/2007, até então não tem direito a ampliação, porque na lei já está claro que a efetivação seria com a carga horária que tinham em 06-11-2007 e de acordo com a Resolução 2018/2012 também não permite a ampliação de CH, nem para efetivos por concurso. Quanto a extensão de CH, se cargo vago, esta foi informada para remoção/mudança de lotação e também para cargos do concurso, acho que no limite mínimo de 7 aulas. Agora, se em novembro/12 o Governo vai fazer mudanças, só Deus e "eles" é que sabem. Mas uma coisa é certa, qualquer extensão no limite mínimo que configura cargo, e seja considerado vago, na legislação atual pode a qualquer momento ser ocupado por efetivos ou efetivados, seja por movimentação de pessoal ou concurso. Espero tê-la ajudado.

      Excluir
    3. Vc pode continuar com as sua 6 aulas e no cargo 2 efetivar pelo concurso.

      Excluir
  97. Parabéns Euler,seu blog está bombando somos 153 mil...Somos também multiplicadores....

    ResponderExcluir
  98. VAMOS DEIXAR DE PICUINHA,VAMOS UNIR NOSSAS FORÇAS CONVOCO A TODOS EFETIVOS,EFETIVADOS,CONTRATADOS...SOMOS TODOS EDUCADORES....DIA 07.10 DAREMOS S RESPOSTA..VOTE CONSCIENTE!!!!1

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Votem contra Aécio/Anastasia.


      Eles acabaram com a carreira dos professores.

      Excluir
  99. Vi hoje no twitter:

    UOL Educação UOL Educação ‏@UOLEducacao

    Professora de Santa Catarina pede no Supremo cumprimento da Lei do Piso http://uol.com/bmcBmQ #UOL
    Expandir

    Responder
    Retweetado
    Favorito
    http://educacao.uol.com.br/noticias/2012/07/24/professora-de-santa-catarina-pede-no-supremo-cumprimento-da-lei-do-piso.htm

    ResponderExcluir
  100. ESTADÃO
    Advogado de Jefferson diz que Lula 'ordenou' mensalão
    Responsável pela defesa do ex-deputado Roberto Jefferson, autor da denúncia do mensalão e um dos 38 réus do processo,...
    Responsável pela defesa do ex-deputado Roberto Jefferson, autor da denúncia do mensalão e um dos 38 réus do processo, o advogado Luiz Barbosa disse nesta terça-feira, 24, que seu cliente "exagerou" ao inocentar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Barbosa vai sustentar tese contrária no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF): dirá que Lula "ordenou" o mensalão.

    "O Supremo considerou plausível para iniciar o processo que três ministros - José Dirceu, Anderson Adauto e Luiz Gushiken - estariam pagando deputados federais para votarem projetos de lei de iniciativa do presidente da República. Eles (ministros) foram os auxiliares e ele (Lula) ordenou, sim, que se fizesse aquilo que diz a acusação. Se ele não tivesse ordenado, seria um pateta. É claro que os ministros não mandavam mais do que ele (Lula)", sustenta o advogado.

    Questionado sobre a razão de Jefferson ter dito que o então presidente da República era "inocente", o advogado respondeu: "Foi uma licença poética, por recomendação minha. Naqueles dias turbulentos ele não deveria atacar Lula e Dirceu a um só tempo. O Lula não sabia nem onde apagava a luz, o Dirceu tinha controle total do governo. Então o alvo foi o Dirceu. Não demorou nem dois dias e ele deixou o governo (Dirceu era chefe da Casa Civil) e voltou para a Câmara. Eu acho que o Roberto Jefferson exagerou dizendo que Lula era um homem inocente. De todo modo, o responsável pela defesa sou eu. Tenho total liberdade, sob pena de não patrocinar a defesa. É meu trato com ele."

    Roberto Jefferson passará por uma cirurgia para retirada de um tumor no pâncreas no dia 28 de julho e não irá ao Supremo para o julgamento, que começa dia 2 de agosto. Barbosa afirmou que a decisão de Jefferson foi tomada antes do diagnóstico. "Não é produtivo, não ajuda o julgamento", diz.

    O advogado rejeita os dois crimes atribuídos ao cliente pela Procuradoria Geral da República, de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O ex-deputado, que teve o mandato cassado em setembro de 2005, disse ter recebido R$ 4 milhões do PT para o PTB. Jefferson é presidente nacional do PTB. "Esse processo não poderia ter existido e foi feito para silenciá-lo, porque ele seria a melhor testemunha de acusação. Ele recebeu R$ 4 milhões e deveria ter recebido R$ 20 milhões para a eleição municipal de 2004. E que lavagem de dinheiro se o PT na época era uma vestal incontestável? Ele (Jefferson) não poderia suspeitar da origem do dinheiro, nem ele nem ninguém", diz Barbosa. Para o advogado, salvo alguns réus que respondem por evasão de divisas, o julgamento "vai ser um festival de absolvições".

    ResponderExcluir
  101. Não sei tenho 27 anos em sala de aula e sou PB2A.

    ResponderExcluir
  102. Eu Gilson Lopes fui posicionado no cargo 1 Como nível l grau A 30 ANOS DE EFETIVO EXERCÍCIO , tenho pós , mestrado.... Fui na SRE E ninguém sabe nada!
    Bagunçaram nossa vida e ninguém resolve!
    O sindicato NADA FAZ!
    SABE COMO ME SINTO REVOLTADO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fora Gustavo Valadares,fora Anastasia,Aecio Never. Estamos de olhos abertos.Fora PSDB.Exterminadores da educação em MG.

      Excluir
    2. DESCRENTE MG
      Inacreditável.22 anos de serviço,férias prêmio autorizada ,minuta enviada a SRE a partir de 1 de agosto.Planejado vida pessoal:saúde , viagem,reforma de AP.De repente telf da escola ;tudo cancelado.Apenas 1 funcionário tem direito.Não temos mais vida pessoal.Somos reféns da ditadura e corrupção.Vamos provar nossa força nesta eleição.Justiça se faz pondo fora os candidatos apoiados por Aécio e Anastasia.Que país sem lei.Política :Executivo ,legislativo e judiciário uma máfia só.Cachoeira é fichinha perto deles que manipulam e violam tudo na surdina.

      Excluir
  103. Precisamos valorizar nossos mestres, dando-lhes condições de se desenvolverem, aprimorarem se atualizarem, só assim poderemos mudar nossa cultura.
    cancelem a copa do mundo e olimpíadas no Brasil que sobrara muito dinheiro, e de quebra ainda corta a sangria das roubalheiras...
    A "incom PT ência" da QUADRILHA, ao gerir as negociacões que visam a justa remuneracão e, por conseguinte, o devido reconhecimento pelo trabalho prestado pelos Servidores Públicos, é derivada da necessidade de fazer CAIXA 2 para as campanhas eleitorais deste ano !!!
    Dinheiro pra desviar, fazer estádio de futebol tem. Para investir na educação, na saúde e no que é justo "não fecha". Impressionante.

    ResponderExcluir
  104. Tenho que reconhecer que Dilma é um pouco melhor que Anastasia, pelo menos no governo dela os professores alcançaram o que desejaram e com Anastasia o que houve foi atitudes covardes, sorraterias para enganar, surrupiar os direitos dos professores, não se permitiu diálogo, foi monólogo o tempo todo e o Sindicato muito fraco não soube fazer negociações e os professores em sua maioria sem ideia de categoria, além da pobreza da classe, se deram por vencidos, antes mesmo de lutar. Parabéns aos Sindicatos dos Professores Federais, parabéns aos Professores Federais, vocês venceram e impuseram respeito à categoria, mesmo ainda não sendo um salário tão justo!

    ResponderExcluir
  105. Governo cede e oferece reajustes de 25% a 40% para professores em greve
    Docentes de 57 das 59 universidades federais rejeitaram a primeira proposta do governo federal
    24 de julho de 2012 | 20h 34
    Notícia
    A+ A- Assine a Newsletter Eugênia Lopes, Tânia Monteiro e Rafael Moraes Moura, de O Estado de S. Paulo

    O governo cedeu à pressão dos professores universitários e de institutos de pesquisa e apresentou ontem contraproposta de reajuste que varia de 25% a 40%. Há duas semanas, o governo ofereceu aumento entre 12% e 40% ao longo dos próximos três anos para a categoria, que está em greve há mais de dois meses. Os novos percentuais de reajustes vão representar um impacto de R$ 4,2 bilhões no Orçamento da União. Na proposta anterior, o impacto estimado era de R$ 3,9 bilhões.

    “Acreditamos que essa proposta é um movimento suficiente do governo para que a greve termine”, afirmou ontem Sérgio Mendonça, secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Planejamento. “Nosso desejo é pôr fim a greve”, disse Marco Antônio Oliveira, secretário de Educação Profissionalizante e Tecnológica do Ministério da Educação. “Mas no caso dos valores, nós chegamos a um limite”, alertou. “Se não caminharmos para um acordo vamos ficar numa situação bastante delicada”, completou Marco Antônio.

    A situação chamada de “delicada” pelo secretário do Ministério da Educação refere-se ao corte de ponto dos grevistas. Tanto Marco Antônio quanto Sérgio observaram que já existe uma determinação do governo federal para cortar o ponto dos servidores públicos em greve.

    O governo espera que as entidades representativas de professores respondam no início da semana que vem se aceitam a contraproposta de reajuste. A presidente do Sindicato Nacional dos Docentes de Instituições de Ensino Superior (Andes), Marinalva Oliveira, não gostou da proposta do governo. “Essa proposta não resolve o problema de desestruturação da carreira”, argumentou. Segundo ela, a categoria não aceita a concessão de percentuais de reajustes diferenciados para docentes com título.

    Para o presidente da Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes), Eduardo Rolim de Oliveira, a contraproposta é satisfatória. “Numa análise rápida, o governo atendeu integralmente nossas reivindicações”, disse Eduardo.



    http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,governo-cede-e-oferece-reajustes-de-25-a-40-para-professores-em-greve,904962,0.htm

    ResponderExcluir
  106. Os novos percentuais de reajuste não atingem os professores que estão no topo da carreira. Os professores titulares, com doutorado e dedicação exclusiva, mantiveram o aumento em seus salários, que vão saltar dos atuais R$ 12.224,56 mil para R$ 17.057,74 mil. Já os vencimentos dos professores com doutorado e 40 horas semanais pularão dos R$ 5.918,95 propostos pelo governo há duas semanas para R$ 7.859,61. O governo também concordou em antecipar o pagamento dos reajustes do mês de julho para março dos anos de 2013, 2014 e 2015.

    Um grupo de 150 servidores publicos federais fez um protesto se sentando na subida da rampa do Palácio do Planalto. Os servidores, todos do poder executivo, condenam a atitude do governo federal que além de não apresentar proposta para os grevistas, ainda determinaram o corte de salários da categoria. "isso é inaceitável", desabafou César Henrique Leite, do Ministério da Saúde, ao acusar o governo Dilma de agir com "autoritarismo". "Estamos há 36 dias em greve e o governo não apresentou nenhuma proposta. Nenhuma. Só estão nos enrolando", declarou ele, ao denunciar que is servidores estão "sendo ameaçados por telefone em casa, à noite, e por email" com a perda de seus cargos e corte dos dias. "Esse governo que se diz dos trabalhadores, está agindo e nos fazendo lembrar um passado que queremos esquecer, que é da ditadura", afirmou César Henrique. Eles estavam se desmobilizando, no momento, prometendo voltar às 17h30, quando há promessa de serem recebidos pelo ministro-chefe da Secretaria Geral, Gilberto Carvalho.

    Preocupado com os desdobramentos da greve em setores do funcionalismo público, o governo federal sugeriu ontem uma trégua até meados de agosto na paralisação. Em troca, o Palácio do Planalto aceitaria negociar o ponto cortado dos cerca de 350 mil servidores que aderiram ao movimento, segundo informações do secretário-geral do Sindicato dos Servidores Públicos Federais no DF (Sindsep-DF), Oton Pereira Neves.

    Uma nova reunião deverá ocorrer até quinta-feira entre sindicalistas e o Ministério do Planejamento para tratar especificamente do ponto cortado.

    “Ele (Gilberto Carvalho) fez uma proposta que a gente acha, a princípio, inaceitável também: a gente dá uma trégua de 15 dias para o governo, o governo repõe os salários que foram descontados, que a gente vai deixar de receber no inicio do mês. Evidente que a gente vai discutir tudo isso com as nossas bases, mas, a princípio, acho difícil essa proposta essa proposta face ao exíguo tempo que tem para fechar o Orçamento, que é dia 31 de agosto”, disse Oton.

    De acordo com os sindicalistas, a trégua serviria inicialmente para refazer a folha de pagamento. “O governo não garante qual seria o reajuste, nem para quem exatamente”, afirmou o secretário-geral.

    Segundo o Estado apurou, o Planalto acredita que a greve é precipitada e que tem o direito e o dever de cortar os dias parados. “Eles (sindicatos) poderiam propor ao governo a suspensão da greve até que o governo apresente a sua resposta”, diz um auxiliar.

    http://www.estadao.com.br/noticias/vidae,governo-cede-e-oferece-reajustes-de-25-a-40-para-professores-em-greve,904962,0.htm

    ResponderExcluir
  107. Euler, queria muito a sua ajuda para tentar saber o que realmente está acontecendo, porque fiquei sabendo pela SRE que estão tentando achar uma saída para os efetivados que passarão no concurso ficar nos seus cargos como efetivos. Acho que está seria uma solução justa já que as vagas não foram lançadas para o concurso era a forma de sobrar mais vagas para os concursados que não estão na lei 100, porque sabemos que o número de efetivados que passou no concurso é muito alto. Estou sempre acompanhando o seu blog, e vendo o quanto tem efetivados sem saber o que deve fazer, seria a solução para a maioria.

    ResponderExcluir
  108. Remuneração de professores no Brasil: um olhar a partir da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS)

    Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 339-356, abr./jun. 2012.

    Palavras-chave:

    Política Educacional – RAIS – Remuneração de professores de ensino médio.

    http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-97022012000200005&script=sci_abstract&tlng=pt

    ResponderExcluir
  109. http://www.youtube.com/watch?v=D2lbRpue44o&feature=plcp

    ResponderExcluir
  110. 9

    Vida de Delegado


    http://phdescritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  111. Renata;

    Me pediram prá não entrar em contato mais com você, só que eu não resisti.
    Você me faz sonhar... Me faz negar toda essa porcaria.
    Então você pensou que nos encontrariámos num jardim de rosas?
    A única rosa que vejo aqui é você...
    Engraçado é que vivo entre os espinhos,
    mas sua lembrança,
    ameniza minhas dores...
    Eu penso em você
    como respiro
    e isso é muito bom
    Me faz super feliz...
    Renata,
    ouço o barulho da madrugada,
    ouça,
    a voz do seu coração,
    tire essa máscara,
    porque te amo,
    não importa nada...
    Surpresa,
    eu te olhava,
    mas eu pensava,
    impossível,
    de acontecer...
    e veja só...
    foi vc que me descobriu,
    em meio a tantos...

    More Than Words
    Mais Do Que Palavras

    Saying 'I Love you'
    Dizer "eu te amo"

    Is not the words I want to hear from you
    Não são as palavras que quero ouvir de você


    It's not that I want you not to say
    Não é que eu não queira que você diga

    But if you only knew
    Mas se você apenas soubesse


    How easy it would be to show me how you feel
    Como seria fácil mostrar-me como você se sente

    ResponderExcluir
  112. Também estou revoltado e sem entender nada.Fui rebaixado do grau M para o grau J, mas meu nome não consta na lista de reposicionados do ANEXO/SEPLAG,e ninguém sabe explicar nada.Esta é a transparência do novo modelo de remuneração!
    Completo idade para aposentadoria em fevereiro/2013, pois tempo já tenho a mais de 5 anos, e fico com medo de ficar alguma pendência e não poder sair em 2013.Quando completar idade não pretendo ficar nem mais um minuto na escola.
    Não estou aguentando mais!

    ResponderExcluir
  113. Obs. Trabalho desde 1986 nos dois cargos.
    GILSON.

    ResponderExcluir
  114. Vamos comentar:

    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=356892,NOT&IdCanal=2

    ResponderExcluir
  115. Sindicato incompetente, deixou o Estado destruir a nossa carreira,ficamos sem o piso e estamos com o nosso salário congelado sem as promoções e progressões até 2015. Com promessas para 2015 da qual não acreditamos devido as promessas anteriores não cumpridas.
    Gostaria de saber se o sindicado entrou com uma ação pedindo a diferença de salário confiscado pelo governo em 2011, quando voltamos ao regime anterior.Sindicado competente luta pelos seus associados.

    ResponderExcluir
  116. A Dilma parece que aprendeu com o Anastasia. VAi cortar o ponto dos professores e contratar substitutos para as universidades. "Nada mais conservador do que um liberal no poder'.

    ResponderExcluir
  117. http://www.youtube.com/watch?v=SSRVtlTwFs8

    ResponderExcluir