domingo, 24 de junho de 2012

Categoria discute eleições, piso, terço de tempo e condições adequadas de trabalho


Categoria discute eleições, piso, terço de tempo e condições adequadas de trabalho

A categoria dos educadores de Minas discute alguns temas atuais neste espaço, que foi apropriado pela base da categoria. Entre estes temas estão as eleições que se aproximam. O que fazer? Votar nulo ou votar consciente? Ou simplesmente não votar, como defendem alguns colegas?

O fato é que a eleição brasileira torna-se cada vez mais um momento nulo, mesmo quando praticamos o exercício do voto e escolhemos uma das figuras que nos são ofertadas qual leilão mercadológico. Este é mais bonitinho, apesar de ordinário; a outra é mais simpática, apesar de cretina; e por aí vai.

Penso que mais importante do que a discussão acerca da prática do voto está a discussão da essência da “democracia” que se vive hoje no Brasil e no mundo, com instituições cada vez mais distanciadas dos de baixo. Aqueles que elegem são justamente aqueles que são privados do real poder de decidir os seus destinos. É uma escolha de algozes, inclusive daqueles que menos mal causarão aos de baixo. Triste sina, portanto, enquanto todo o sistema não for questionado e mudado.

Acerca dos problemas da Educação em Minas, a novidade é que finalmente o governo de Minas admite cumprir uma das regras da Lei do Piso, a do terço de tempo extraclasse. Que fique bem claro: apesar da propaganda contrária, trata-se de apenas um dos artigos, de um conjunto que foi sonegado, conforme já explicamos aqui exaustivamente. O governo de Minas e a quase totalidade dos governos não pagam o piso corretamente. Nossa carreira foi destruída, para que se erigisse, no seu lugar, um simulacro com nome de piso, mas que na verdade é uma soma salarial, que engoliu nossas gratificações (quinquênios, biênios) apesar da lei federal proibir tal prática.

Mas, consideremos que, ao anunciar o cumprimento do terço de tempo, o governo de Minas poderá cumprir pelo menos uma das regras da Lei do Piso. Contudo, ao anunciar tal propósito, o governo não esclareceu como isso ocorrerá. Por isso achamos importante estabelecer alguns critérios, de acordo com a lei. Primeiro, o terço de tempo extraclasse de maneira alguma pode ser usado para que os professores substituam os colegas em licença ou que tenham faltado ao serviço eventualmente. A menos que o governo queira pagar para isso, e que seja uma prática de opção dos colegas, não de obrigatoriedade. O terço de tempo extraclasse é para para atividades fora da sala de aula, inclusive em casa, como ocorre atualmente, já que o trabalho de pesquisa, preparação de aulas, elaboração e correção de provas, etc., quase sempre exige tempos e tranquilidade que não se comportam aos muros da escola.

Por outro lado, a possibilidade do governo pagar como extensão de carga horária a atual jornada de 24 horas – o professor receberia por 27 aulas, com a mesma jornada praticada – me parece correta. Já havíamos defendido esta possibilidade anteriormente. Na prática ela representa um pequeno reajuste salarial – em torno de 12% – com a manutenção da jornada de trabalho atual. Claro que isso deve ser opcional, pois alguns colegas professores podem optar por mais tempo extraclasse, dado ao desgaste da dupla jornada. Claro também que isso não substitui o reajuste de 22% que o governo não aplicou, mas pelo menos é um paliativo momentâneo para a realidade de baixos salários inaugurada pela gestão de choques do faraó e seu afilhado.

Mas a categoria não abre mão de continuar lutando pelo piso salarial na carreira, pelos reajustes de acordo com o chamado investimento aluno ano; e cada vez mais, por condições mais adequadas de trabalho. Nossos colegas diariamente denunciam, neste espaço, realidades de sofrimento e angústia vividas pelos educadores. O local de trabalho deveria oferecer um ambiente agradável, de convivência e de confiança entre as pessoas. Ocorre que as gestões de Educação em Minas e no Brasil primam por práticas autoritárias, de mandonismo, de cobranças baseadas em punições. Isso não contribui para criar um clima de harmonia e respeito entre os colegas e acaba gerando desgaste emocional e físico, prejudicando sobremaneira os fazeres dos colegas. Os melhores diretores e inspetores são aqueles que respeitam os profissionais, tratando a todos com educação, sabendo ouvi-los, buscando sempre soluções amistosas e consensuais, e nunca a ameaça ou a punição, como tem sido a prática de uma parcela expressiva de dirigentes. Nossos colegas educadores, muitos deles, estão adoecendo pela sobrecarga de trabalho, combinada com os baixos salários e as péssimas condições. Deveríamos discutir mais este tema e construir um ambiente que permita a convivência fraternal e crítica, com absoluto respeito pela diferença, pela participação ativa dos educadores e estudantes na formulação das políticas e dos conteúdos aplicados.

Por último, chamo a atenção para que todos estejam acompanhando o que acontece no Brasil e no mundo. Cada vez mais as elites dominantes tentam nos roubar o pouco de espaços conquistados. Estejamos atentos para não permitir que mercantilizem a nossa alma, já que a vida ao nosso redor se encontra já mercantilizada, cindida pela frieza e pela indiferença. Precisamos de mais políticas sociais, de mais participação ativa dos de baixo; que as comunidades se organizem, se unam e lutem por seus (nossos) direitos e interesses comuns, de classe. Sem isso, os de cima continuarão empurrando as crises que eles produzem para cima dos de baixo. Não podemos pagar mais este preço. Temos direito à Educação pública de qualidade, à saúde pública decente, à moradia para todos, transporte público decente, esporte, lazer, e as artes presentes cotidianamente na nossa vida. São direitos que não caem do céu, e dependem da nossa luta, sempre.

Um forte abraço a todos, e força na luta! Até a nossa vitória!

***
Frei Gilvander:
 
Professor Miguel Arroyo defende a greve dos professores das Universidades Federais. 19/06/2012

Clic no link, abaixo, e assista à entrevista que o prof. Miguel Arroyo concedeu a frei Gilvander

http://www.youtube.com/watch?v=oIWIqzVu1no&feature=youtu.be

Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.


e-mail:
gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

Apoiamos com firmeza o SINDIELETRO E TODOS OS FUNCIONÁRIOS DA CEMIG que lutam contra as injustas demissões e práticas capitalistas da CEMIG. Abraço na luta. Frei Gilvander Moreira.

Cf., abaixo.

"Cemig usa demissão para espalhar o terror

Em 12 dias a Cemig demitiu quatro eletricitários com estabilidade no emprego, sem qualquer justificativa. No dia 1 de junho, a empresa demitiu o técnico de segurança no trabalho mais antigo da Cemig, que também é dirigente sindical, Paulo Marinho.

No último dia 12, três técnicos da base Itambé -  Cláudio Coelho, Goethe Eduardo Barroso e Adriana Lúcia de Melo – todos com estabilidade  pela atuação na Comissão Interna de Prevenção de Acidente (Cipa) e  com mais de 20 anos de Cemig – também foram demitidos sem motivo.

Só uma gestão extremamente irresponsável pode  colocar na rua quatro técnicos - todos profissionais sérios e respeitados - apenas para espalhar o medo, aumentando  a tensão nos locais de trabalho e o risco de acidentes que já é alto. Só uma gestão focada apenas no mercado  e nos acionistas pode usar o lucro de uma estatal para violar o direito constitucional da estabilidade no emprego.

Cobramos respeito aos trabalhadores que construíram essa empresa durante 60 anos. A Cemig não merece o retrocesso que esse gesto extremista representa por colocar em perigo o estado de direito e a democracia. As demissões sinalizam a volta de métodos próprios da ditadura militar. O medo e o terror não funcionaram em 21 anos e não vão funcionar agora.

Nós insistimos na  solidariedade, na luta coletiva e no trabalho dedicado que já trouxe tantas vitórias para os eletricitários e para a nossa estatal. A categoria vai ficar ainda mais unida, como tem ficado em todas as lutas para barrar os ataques aos trabalhadores e à empresa pública."

Fonte: http://www.sindieletromg.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=21145:cemig-usa-demissao-para-espalhar-o-terror&catid=300:destaque-grande&Itemid=628 

Pelo Fim das Ameaças e Intimidações a Frei Gilvander Moreira
Belo Horizonte, 27 de junho de 2012.
O Movimento Nacional de direitos Humanos/MG e o Instituto de Direitos Humanos - DH, MIDHIA – Comunicação e Direitos Humanos vem pelo presente, repudiar as constantes ameaças de morte e intimidações sofridas por Frei Gilvander Luis Moreira, Defensor de Direitos Humanos.
As lutas empreendidas e bandeiras de direitos humanos levantadas em defesa dos pobres de Belo Horizonte e de Minas Gerais  têm incomodado setores que  há tempos fazem de tudo,  para intimidar e  calar a voz deste profeta.
No último dia 21 de junho de 2012, Frei Gilvander Luis Moreira recebeu uma homenagem na Câmara dos vereadores de Belo Horizonte, MG, contemplado com o Diploma de Honra ao Mérito, por indicação do Vereador Adriano Ventura.
No dia seguinte à homenagem, o Frei  Gilvander  Moreira  voltou a sofrer ameaças por telefone. As ligações e ameaças seguiram nos dias 25, 26 e hoje dia 27 de junho.  Entre as palavras de ameaças e intimidações o agressor fala palavrões e sugere que o Frei mude de Belo Horizonte   o  quanto antes e que “sua batata já assou”.
Entidades e Movimentos que quiserem  poderão   socializar essa informação em suas redes  e contatos.
 Informamos que estamos tomando as providências necessárias junto as autoridades  competentes, para  que sejam cessadas as ameaças e intimidações. O Frei continua Inserido no Programa de Proteção de Defensores  de Direitos Humanos de Minas Gerais – PDDH-MG, conforme o Decreto  6.044/2007, em  parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República -SEDH, a Secretaria de Estado  de Desenvolvimento Social – SEDESE e o Instituto de Direitos  Humanos – Instituto DH.
Assinam: Padre Henrique de Moura Faria  -  Instituto DH; Ana Lúcia Figueiredo -    MiDHia - Comunicação e Direitos Humanos - Gildázio Alves dos Santos - Movimento Nacional de Direitos Humanos/ MG

TROPA DE CHOQUE NA PRAÇA SETE EM Belo Horizonte. Que estranho!
 
Tropa de choque na Praça Sete? Sim. Para quem? Para os artesãos de Rua. Sob ordem de quem? Da Prefeitura de Belo Horizonte, MG. Que triste! Que injustiça!
 
Dias 2 e 3 de julho de 2012, dezenas de fiscais da Prefeitura de Belo Horizonte - PBH - e policiais, inclusive tropa de choque estiveram "de plantão" na Praça Sete, coração de Belo Horizonte. Que injustiça! Considerar os artesãos de rua como camelô/comerciante?!!! Que cegueira! Olhe para além do próprio dedo e você verá que os artesãos de rua, os chamados hippies, são possuidores de uma cultura que abrilhanta a convivência social. Aproxime-se, puxe conversa, ouça, dialogue e você verá que sabedoria com sabor de liberdade, de vida, guia um artesão de rua. Eles devem ser respeitados e admirados e jamais reprimidos.
Cf., nos 3 links, abaixo, fotos e textos que ajudam a entender a questão social que está sendo tratada pela PBH como caso de polícia.
Abraço terno. Frei Gilvander Moreira.
 
 
Um abraço afetuoso. Gilvander Moreira, frei Carmelita.
e-mail:
gilvander@igrejadocarmo.com.br
www.gilvander.org.br www.twitter.com/gilvanderluis
Facebook: gilvander.moreira
skype: gilvander.moreira

249 comentários:

  1. João Paulo Ferreira de Assis24 de junho de 2012 19:58

    Prezado amigo Professor Euler

    Peço-lhe a devida vênia para colocar neste novo post, comentário do anterior.

    Gente, o voto nulo é a abdicação da cidadania. Você ao votar nulo conscientemente está deixando para um eleitor iletrado decidir por você. E se ele foi comprado pelo candidato, ele vai elegê-lo e você sofrerá as consequências pelos próximos quatro anos.
    O que importa hoje são os votos válidos. Já foi o tempo em que a maioria de votos nulos e brancos barrava a eleição de um candidato. Quer dizer, barrava teoricamente, porque na prática, os juízes eleitorais colocavam o número superior de votos brancos e nulos na coluna do candidato e o número inferior de votos do candidato na coluna dos nulos e brancos. Isto aconteceu em 1970 num município da Comarca de Barbacena que tinha candidato único.
    O voto nulo, por exemplo, vai ajudar muito o Márcio Lacerda a se reeleger. Não se iludam. Ele é inimigo dos professores. Foi ele que sugeriu que para cada um de nós que estivesse em greve, SE PUSESSE QUATRO SOLDADOS. (DOIS SEGURANDO E DOIS BATENDO)Imaginem se esse homem vai a governador! O que será de nós? Pensem que o movimento do voto nulo até pode dar alguma coisa em Belo Horizonte, mas o interior em sua maioria vota válido.

    O que devemos fazer então:

    Vamos prestar atenção ao que PROMETEM OS CANDIDATOS.Promessas mirabolantes devem afastar o seu voto naquele candidato.
    Quando tiver um debate televisivo, gravar, para poder assistir mais de uma vez e formar opinião, pois de repente um candidato pode ter um ato falho.
    Não se limitar só a votar. Há que se cobrar do candidato eleito o cumprimento das promessas (NÃO SE ESQUEÇAM, PROMESSA ELEITORAL É TÍTULO EXECUTIVO, ouvi isso de um professor no curso de Direito).

    Muita atenção a candidatos apoiados demais pela mídia. Ficar longe deles. OS INTERESSES DA MÍDIA NÃO SÃO OS NOSSOS. SÃO TOTALMENTE OPOSTOS.

    Para terminar, manifesto meu respeito por quem defende o voto nulo, mas respeitosamente exerço o meu direito de discordar e de mostrar que o voto nulo até ajuda candidatos indesejáveis a ganhar eleições.

    João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mas é sempre o iletrado que decide, eles são em maior número. Outro agravante é a coligação de partidos, o processo de eleição também é um esquema de corrupção, com a máquina da mídia atuando como meio de sedução. Rola no período muito dinheiro e favores em troca de votos. As pessoas aproveitam o período - único em que se tem "acesso" aos candidatos - para se beneficiarem de alguma forma também. Votar ou não votar, eis a questão. Voto consciente onde grassa a ignorância é este que ouço desde menino "vou votar em quem vai ganhar" assim é que as pessoas pensam para não "perder" o voto. Maria vai com as outras é o que mais temos num país que nunca será civilizado, politizado e cidadão. É a cultura do coronelismo, as pessoas trazem o açoite nas veias, os conchavos, as articulações, os esquemas, e particularmente não vejo saída. Não há como utilizar no Brasil um protesto coletivo, a não ser que a maioria dos eleitores decidissem ir às urnas para buscar o comprovante para ficar em dia com o cartório eleitoral, e digitasse o 99999... Enquanto o voto for obrigatório e não facultativo, já fica caracterizado o atraso político. As eleições somente seriam sérias, se o voto estivesse atrelado aos filiados em partidos políticos e esses sim, teriam obrigatoriedade, para os demais cidadãos facultativo, é o que penso. O processo é atrasado, retrogrado, não configura modernização, porque nem sequer exige grau de escolaridade para os eleitores. Votam bêbedos, analfabetos funcionais, menores, já trabalhei como mesário e presenciei voto até mesmo de pessoa incapaz, física e mentalmente. As eleições nesse país é o reflexo do atraso de uma nação que jamais será civilizada. As eleições são a formalização do primeiro passo para perpetuar a corrupção e uma espécie de aval para corruptos e corrompidos.

      Excluir
    2. Muito proveitoso e esclarecedor o seu texto.

      Excluir
  2. João Paulo Ferreira de Assis24 de junho de 2012 20:04

    Não se iludam colegas. Prefeitura de capital e de grandes cidades é sempre um trampolim para o palácio do governo do Estado. Vejam quantos governadores que já tivemos e que foram prefeitos:

    Juscelino, Hélio Garcia e Eduardo Azeredo (prefeitos de BH)
    Newton Cardoso, prefeito de Contagem.
    Itamar Franco, prefeito de Juiz de Fora.
    José Serra, prefeito de São Paulo.
    Beto Richa, prefeito de Curitiba.
    Fernando Collor, prefeito de Maceió.

    E se algum desses é candidato favorito, o voto nulo só o beneficia mais, pois reduz o número de votos válidos, e facilita as coisas para o que estiver na frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo em parte pois não temos opção aqui em BH.
      Aqui o melhor candidato até o momento é o voto nulo.

      E aí??

      Parece que tá tudo dominado pelo SISTEMA.

      PT + PSDB = FARINHA DO MESMO SACO.

      Excluir
    2. O PT é bem melhor que o PSDB. O PT ainda tem uma ligação com movimentos populares.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Comida
    Titãs

    [...]
    A gente não quer só comida
    A gente quer bebida
    Diversão, balé
    A gente não quer só comida
    A gente quer a vida
    Como a vida quer...

    [...]
    A gente não quer
    Só dinheiro
    A gente quer dinheiro
    E felicidade
    A gente não quer
    Só dinheiro
    A gente quer inteiro
    E não pela metade...
    [..]
    Disponível em; http://letras.mus.br/titas/91453/ acesso em 24 de junho de 2012.

    A escola não pode ser um espaço só para alimentar o estômago com COMIDA BOA é antes de tudo um espaço destinado a alimentar o intelecto com conteúdos bons, ministrados por educadores preparados e satisfeitos com o trabalho que desempenham, porque para além da remuneração que deve ser compatível com a formação e com o tempo de atuação de cada profissional é preciso, sim, satisfazer o profissional na sua condição de trabalho e essa satisfação passa, antes de tudo pelo respeito nas interações de trabalho, se não houver, todo o resto não compensará.
    Parabéns, Professor Euler!, você foi preciso como sempre, precisamos mesmo de salários dignos mas também de relações dignas de trabalho, logo devemos começar a exigi-la no próprio ambiente em que estamos atuando. Há escolas que está saindo na frente, essas discussões já estão sendo feitas e posso dizer que o ambiente só tem melhorado, exatamente porque a direção da escola possibilita essas discussões acontecerem e o grupo de profissionais, também, tem primado por isso, então as arestas são aparadas no próprio ambiente, as pessoas estão começando a percebere que se faz necessário a busca pela mediação e pelo respeito, isso tem que ser a tônica de todas as reuniões que houver, porque já temos um governo desrespeitador, uma secretária que comunga do mesmo desrespeito, se os inspetores, os diretores e os vices tiverem o mesmo comportamento, pode fechar tudo e jogar a chave fora, porque os três últimos estão cá na ponta, eles conhecem a realidade, eles sabem das dificuldades, ao contrário dos dois de cima que estão no ar condicionado e não sabem nada da realidade dos alunos pobres e com histórias de vida que nos deixam aterrorizados. Os engomadinhos só entendem de números, planilhas e reuniões. Então os debaixo devem ter uma postura diferente, em face de que os engomadinhos que gostam de discutir índices, não têm respeito algum por gente, até porque devem considerar que da mesma forma que fazem com números podem fazer com gente: manipular e descartar.
    Então, façamos diferente ,até porque ao contrário da turma do ar condicionado, nós estamos formando gente e essa formação não se dá só com palavras, dá-se, também, com exemplos. Diferentemente dos empolados que não são exemplo para ninguém!

    ResponderExcluir
  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, pessoal da luta! Os comentários do suposto Delfim, o ministro da ditadura - embora hoje transite entre os atuais governantes como conselheiro - foram removidos por trazer conteúdo ofensivo aos professores.

      Um forte anbraço!

      Euler

      P.S. Alguns comentários publicados em resposta aos posts removidos foram mantidos, dado ao alcance geral dos mesmos, que servem para outros exemplos.

      Excluir
    2. Gostei da sua atitude Comandante Euler!
      um grande abraço

      Excluir
    3. Infelizmente, no Brasil que vivemos, tudo é possível. Mas não deixa de ser lamentável!

      Excluir
    4. Parabéns, professor, este espaço tem que ser compartilhado por pessoas de bem e para o bem das pessoas. Logo, os incomodados que almejam desmantelá-lo ou despretigiá-lo não conseguirão seus objetivos. Aqui já se instalou a semente do bem! Este é um espaço de conhecimento e crescimento, que se faz por você e por dezenas de colegas detentores dos mesmos objetivos. Não é uma gente piega, é uma gente determinada!

      Excluir
    5. Estamos sempre juntos!

      Dalber
      Virginópolis

      Excluir
  8. Euler gostei do texto. Em tempos de "culto à mediocridade" podemos contar com este blog e os comentários dos professores que o frequentam. Somente as redes sociais podem denunciar o que a mídia regiamente comprada e paga não revela... Abcs.

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  10. Sei que o brasileiro PROLETÁRIO OU NÃO, não é dado a ler, principalmente textos extensos, mas como este espaço é frequentado por educadores, então não deve haver essa preguiça ou essa falta de paciência para tal,então façamos a leitura abaixo, embora seja do conhecimento de todos nós, assim creio!
    MITO DE NARCISO: A FONTE DA VAIDADE
    Narciso era filho do deus-rio Cephisus e da ninfa Liriope, e era um jovem de extrema beleza. Porém,
    à despeito da cobiça que despertava nas ninfas e donzelas, Narciso preferia viver só, pois não havia
    encontrado ninguém que julgasse merecedora do seu amor. E foi justamente este desprezo que
    devotava às jovens a sua perdição.
    Pois havia uma bela ninfa, Eco, amante dos bosques e dos montes, companheira favorita de Diana
    em suas caçadas. Mas Eco tinha um grande defeito: falava demais, e tinha o costume de dar sempre
    a última palavra em qualquer conversa da qual participava.
    Um dia Hera, desconfiada - com razão - que seu marido estava divertindo-se com as ninfas, saiu em
    sua procura. Eco usou sua conversa para entreter a deusa enquanto suas amigas ninfas se
    escondiam. Hera, percebendo a artimanha da ninfa, condenou-a a não mais poder falar uma só
    palavra por sua iniciativa, a não ser responder quando interpelada.
    Assim a ninfa passeava por um bosque quando viu Narciso que perseguia a caça pela montanha.
    Como era belo o jovem, e como era forte a paixão que a assaltou! Seguiu-lhe os passos e quis dirigirlhe
    a palavra, falar o quanto ela o queria... Mas não era possível - era preciso esperar que ele falasse
    primeiro para então responder-lhe. Distraída pelos seus pensamentos, não percebeu que o jovem
    dela se aproximara. Tentou se esconder rapidamente, mas Narciso ouviu o barulho e caminhou em
    sua direção:
    - Há alguém aqui?
    - Aqui! - respondeu Eco.
    Narciso olhou em volta e não viu ninguém. Queria saber quem estava se escondendo dele, e quem
    era a dona daquela voz tão bonita.
    - Vem - gritou.
    - Vem! - respondeu Eco.
    - Por que foges de mim?
    - Por que foges de mim?
    - Eu não fujo! Vem, vamos nos juntar!
    - Juntar! - a donzela não podia conter sua felicidade ao correr em direção do amado que fizera tal
    convite.
    Narciso, vendo a ninfa que corria em sua direção, gritou:
    - Afasta-te! Prefiro morrer do que te deixar me possuir!
    - Me possuir... - disse Eco.
    Foi terrível o que se passou. Narciso fugiu, e a ninfa, envergonhada, correu para se esconder no
    recesso dos bosques. Daquele dia em diante, passou a viver nas cavernas e entre os rochedos das
    montanhas. Evitava o contato com os outros seres, e não se alimentava mais. Com o pesar, seu
    corpo foi definhando, até que suas carnes desapareceram completamente. Seus ossos se
    transformaram em rocha. Nada restou além da sua voz. Eco, porém, continua a responder a todos
    que a chamem, e conserva seu costume de dizer sempre a última palavra.

    ResponderExcluir
  11. Completando:
    MITO DE NARCISO: A FONTE DA VAIDADE

    Disponível em: http://www.fafich.ufmg.br/~labfil/mito_filosofia_arquivos/narciso.pdf Acesso em 24 de junho de 2012.

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. kkkkkkkkkk Adorei! Mito de Narciso, muito apropriado!!

    ResponderExcluir
  14. Euler,
    Estamos lutando com as armas erradas. Deveríamos lutar para passar a nossa carga horária para pelo menos 30 hs. Assim, nosso piso aumentaria proporcionalmente, e com os 1/3 de carga horária extra-classe, continuaríamos trabalhando em um único turno. É o que acontece no resto do Brasil. Quem tem carga horária superior à nossa ( 24 h) também trabalha num único turno.
    Em tempo: O governador mandou para cada Escola Estadual uma verba de aproximadamente R$500,00 ( dependendo do número de alunos) para copiar uma carta falando dos avanços na Educação.Mais dinheiro público jogado no lixo. ACORDA MINAS GERAIS.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse dinheiro deveria ser uma verba a mais para comprar tinta e papel para que os professores pudesssem além das PROVAS, imprimir textos e atividades para além do livro didático. Porque até para imprimir prova, costuma não ter tinta e o governo para se promover manda esse dinheiro para cada escola. E a reforma delas, muitas estão aos pedaços! Que Estado é este? Um estado de lástima!

      Excluir
  15. Em tempo 2:
    Há 3 meses o governo começou a cobrar cerca de R$ 30,00 nos contra-cheques de pessoas com dependentes. Minha vizinha, servente aposentada, pediu-me orientação pois estavam descontando 30,00 de seu marido que já é falecido há 7 anos. Consegui resolver para a mesma, mas foi muito difícil pois tive que solicitar um novo identificador, que demorou mais de um mês para chegar e depois orientá-la a ir na Praça Sete /BH ( Posto do PSIU) para solicitar a retirada deste dependente. Um absurdo, pois nem todos sabem destas orientações e o governo de MInas está ganhando muito dinheiro desonestamente. Fora anastasia ( com letra minúscula mesmo)

    ResponderExcluir
  16. Caríssimo Euler;

    Hoje acordei 5h00 da manhã entusiasmado, cheio de ideias na cabeça, ía até te propor uma parceria, mas você censurou meus posts?
    Eu achava que você era uma pessoa democrática, só porque falam mal de mim você vai dar ouvidos a essa gente?
    Estou com 84 anos, seu blog tinha renovado minhas forças...
    Bom, então eu vou embora. E depois dizem que censura existiu no meu tempo.

    delfimnettonobel@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério/Matemática25 de junho de 2012 20:57

      E quem precisa de você?
      Acorda!!!!!!!!!!A voz da categoria se chama Euler Conrado!
      O resto para nós é nada!
      Por sinal bem democrático tanto que deixou você adentrar em nosso espaço!
      atenciosamente
      Prof Rogério

      Excluir
    2. Não sei se o senhor é outra pessoa usando nome e foto do Delfim Netto, o fato é que diz ter 84 anos, (Deus te conserve a vida e a saúde), mas seu discurso não parece ser do Delfim, parece mais jovem atualizado.
      Não julgo o Euler, não sei o motivo que ele tem, mas se tem mesmo entusiasmo com nossa causa, não bata retirada, se é mesmo aquele Delfim histórico, deve ser hábil em convencer, persuadir... vamos lá, por favor nos convença de suas boas idéias, do que seria a "parceria" com o bravo comandante.
      M.Isabel C.Silva

      Excluir
    3. Prof Juarez Filosofia/Economia/bh25 de junho de 2012 23:05

      Particularmente não creio que seja o Delfim Netto,o Delfim escreve na Carta Capital , uma pessoa que respeito e admiro por todo o seu gigantesco trabalho frente da Economia do Brasil!
      Infelizmente creio ser um perfil fake!
      Delfim não usaria o termo kkkk, ele é muito inteligênte!Alguém usando o grande nome do homem que transformou a economia brasileira!

      Excluir
    4. Agora quem vai usar o KKKKK sou eu! Vamos devagar com o andor, porque o Santo é de barro!
      Sem muitas promoções!!! Não vamos dar IBOPE para essa gente aqui, mesmo que não seja ele e todos acreditamos que não seja, mesmo assim!

      Excluir
    5. É preciso acreditar neste blá...blá....blá?
      Delfim genérico, dê fim às suas mentiras...
      Seja verdadeiro. Aqui temos liberdade de falar o que pensamos, pra que usar nome de outras pessoas?Pra isto existe o " anônimo".

      Excluir
  17. Euler,

    Bom dia!

    Sou de Carmo de Minas, uma pequenina cidade do Sul de Minas Gerais.Conseguimos o Piso Nacional, mas o retroativo aos anos de 2010/2011, ainda que previstos na Lei Municipal não.Vamos começar "operação tartaruga", vamos às ruas colocar a boca no trombone.Simples assim.Porque não fazem assim?

    Aparecida

    ResponderExcluir
  18. VOTO NULO, VOTO INTELIGENTE

    Caros colegas professores,

    repeito aqui quantas vezes forem necessárias: votar no
    Brasil, hoje, significa perpetuar o mesmo "status quo" vigente há décadas.

    De fato, desde que a ditadura militar ruiu, quase 30 anos atrás, o povo brasileiro vem votando, votando, votando...E daí??? A cada nova eleição neste país se perpetua o mesmo sistema político corrupto, sujo, nefasto, imoral e injusto. Criam-se cada vez mais partidinhos "hienas" para servirem de conchavos politiqueiros e aprovarem os projetos dos governos. Aqui em Minas Gerais temos um exemplo claríssimo destes partidinhos "hienas" fazendo o joguinho sujo do governo. Observem, por exemplo, os 51 deputados que jogaram nossa carreira na lata do lixo. Vejam como estas sanguessugas "lesa-pátria" são provenientes do pluralismos partidário. De fato, a maioria deles pertence a diferentes "partidinhos" políticos que só existem para fazer o jogo sujo do poder vigente.

    Portanto, não se iludam de que é melhor votar do que não votar, pois está mais do que comprovado que esta horda de safados travestido de políticos só adentram a política para se darem bem. Política no Brasil virou meio de vida, quando deveria ter como objetivo as causas sociais.

    O voto nulo, neste contexto, mesmo que não anule uma eleição, levantará reflexões sem precedentes a respeito do nosso sistema político e eleitoral. Mais do que nunca o Brasil precisa de um reforma política e eleitoral, e os bandidos que estão no poder não a farão espontaneamente. Os poderes instituídos estão todos corrompidos e atrelados, e é por isso que não podemos nos iludirmos de que pelo viés da "INjustiça" o Brasil será um país ético, justo e social. Somente através de uma rejeição em massa a este "estado de coisas" é que poderemos ter uma reforma política e eleitora já.

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
  19. Genivaldo - seu criado25 de junho de 2012 16:08

    Aparecida,

    Faça-me o favor, seja pelo menos original e não fique me plagiando. Vc vai querer jogar? Eu tenho muito pique, me diga logo o que vc quer, pq se ficar essa bagunça, eu vou embora, sem mágoa nenhuma, afinal de contas isso não dá dinheiro mesmo. O que me dá dinheiro são minhas 36 aulas semanais. Eu andava com umas coisas mirabolantes na cabeça. Aguardo contato.

    Genivaldo

    ResponderExcluir
  20. Olá Euller o que você tem a dizer da PEC 188/12
    que está sendo criada pelos nosso "nobres" deputados em Brasilia?

    ResponderExcluir
  21. Gente, não é só o tal DELFIN genérico que aparece por aqui com umas estranhezas, há outros que aparecem por aqui com umas FALAS esquisitas, não dizem nada com nada, será que é mudança de LUA?! Que coisa hein!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caros Euler e professores da luta

      É muito importante ler o artigo de Maurício Caleiro acima para entender a seriedade do golpe de estado que foi dado no Paraguai e como isto ameaçará gravemente a "Democracia" no Brasil e em toda América do sul, pois o Paraguai é um integrante do mercosul. Também é muito importante que se leia os outros artigos que estão linkados a este texto através de palavras grifadas para que se entenda os interesses estadunidenses que foram os primeiros a aplaudir o golpe.

      http://altamiroborges.blogspot.com.br/2012/06/o-golpe-asseptico-e-suas-ameacas.html

      Excluir
    2. Não é mudança de lua não. São os agentes direitistas fazendo vigília e querendo desvirtuar a situação. Notem que o suposto Delfim Neto veio aqui e criticou o marxismo e também os professores, querendo fazer-nos crer que o governo é um coitado que vem sendo massacrado com a arrecadação da União e a redistribuição para desigual para os Estados.

      Ao anônimo de 26 de junho de 2012 03:39
      Caro colega você está bem antenado, por trás do golpe de Estado que derrubou o presidente Lugo no Paraguai estão as maquinações dos Estados Unidos assim como eles vão desenhando um novo cenário no Oriente Médio através do Egito e na África a começar da Líbia. O perigo do totalitarismo já vem rondando novamente o cenário mundial, quando os países capitalistas querem eles utilizam do aparato totalitário para se estabelecerem.

      Excluir
  22. La categoría requiere que big man es el nuevo líder sindical de Euler Conrado, su voz, progresa de melodía más allá de Brasil, su fuerza, su inteligencia, su carisma, un gran líder de Minas Gerais.
    con mucho carinõ
    Cindy

    ResponderExcluir
  23. Caro Euler, o que mais me entristeci é que depois de tantas paralisações e greves que fizemos estamos no meio do nada, sem piso, sem carreira, sem grande apoio da comunidade que não está nem ligando para nossa classe, e o pior! no meio de intrigas políticas, PT X PMDB, se o governo é PSDB cadê a Dilma do PT? não acredito mais em ninguém, e o SIND'UTE com muita veemência bate contra o governador de minas que realmente é um "sacana da educação" somente por ser do PSDB pois se fosse do PT seria diferente, Vamos bater em todos pois não estou vendo ninguém a favor da educação!!! agora só tem uma pessoa que realmente abraçou a nossa causa que é o ROGERIO CORREIA esse eu passei a admirar e votarei sim... agora só voto em quem defender a nossa classe!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *O GOVERNADOR DE MINAS É QUE ESTÁ BURLANDO A LEI DO PISO ENTÃO TEMOS QUE "BATER" É NELE! O GOVERNO FEDERAL SOMENTE TEM QUE ARRUMAR UM JEITO DE PUNIR OS GOVERNADORES FORA DA LEI! ISSO SIM!

      EIS AQUI O SIND-UTE REPUDIANDO O GOVERNO PT DA BAHIA ENFIM:
      SIND-UTE/MG REPUDIA ATITUDE DO GOVERNADOR DA BAHIA E SE SOLIDARIZA COM A CATEGORIA, EM GREVE HÁ TRÊS MESES:

      http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=3534

      Excluir
  24. Temos que lutar para ser implantado urgente o um terço extra classe pois estamos perdendo dinheiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E o sind?

      O que está fazendo neste sentido?

      Sem representação somos muito fracos.

      Excluir
  25. E AÍ MINAS GERAIS??


    Minas 247

    Polícia faz busca na casa de Alvimar Perrela

    EX-PRESIDENTE DO CRUZEIRO E IRMÃO DO SENADOR ZEZÉ PERRELA (PDT), ELE É SUSPEITO DE MANIPULAR LICITAÇÕES PARA FORNECIMENTO DE COMIDA PARA PRESÍDIOS E ESCOLAS. ALVIMAR É DONO DA EMPRESA SITILLUS ALIMENTAÇÃO
    26 de Junho de 2012 às 10:43

    Minas 247 – A operação Laranja com Pequi, da Polícia Federal, cumpre mandados de busca e apreensão nas cidades de Belo Horizonte, Juiz de Fora, Itaúna, Patos de Minas, Três Corações e Montes Claros. Com ordem da justiça, policiais fazem operação na casa de Alvimar Perrela, no bairro Belvedere, Zona Sul de Belo Horizonte. Alvimar é ex-presidente do Cruzeiro e irmão do senador Zezé Perrela.
    Confira a matéria do jornal Estado de Minas
    A Polícia Federal está nesta manhã na casa do irmão do senador Zezé Perrela, o empresário Alvimar Perrella, no bairro Belvedere, na Zona Sul de Belo Horizonte, onde os policiais cumprem mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. De acordo com a Polícia Militar, 15 mandados devem ser cumpridos. O Ministério Público e a Receita Federel também participam da ação.
    O empresário é dono da empresa Stillus Almentação e é suspeito de manipular licitações para fornecimento de comida para presídios e escolas. A presença dos policiais na casa de Alvimar faz parte da operação Laranja com Pequi, iniciada simultaneamente, nesta terça-feira, em seis cidades mineiras - Belo Horizonte, Juiz de Fora, Itaúna, Patos de Minas, Três Corações e Montes Claros.
    Em Montes Claros, no Norte de Minas, a Polícia Federal cumpre seis mandados de prisão e um de busca e apreensão na Prefeitura. Já estão presos na sede da Polícia Federal, no norte do estado, o vereador Athos Mameluque (PMDB) e Vítor Oliveira.
    Cruzeiro
    A gestão dos irmãos Perrella no Cruzeiro durou 17 anos e teve como carro-chefe a conquista de 22 títulos. Zezé assumiu a presidência celeste em 1995 e ficou até 2002. Na temporada 2003, ano em que o clube ganhou a Tríplice Coroa, o comando do clube estava nas mãos de Alvimar. Ele ficou à frente do Cruzeiro até 2008, quando passou o bastão, novamente, para Zezé. A era dos irmãos Perrella findou em 2011. O responsável em gerir o time celeste neste ano é Gilvan de Pinho Tavares, candidato que foi apoiado pelos antecessores na eleição do ano passado.

    ResponderExcluir
  26. Pessoal, creio que devemos ser analistas e críticos da atual situação eleitoral, pois candidatam-se os mesmo mas também chegam novos... Então sejamos conscientes, votar nulo não vai adiantar também, pois com isso só se fortalecerão os que já estão no poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sou a favor do voto útil.
      Votar no menos pior??

      Quando não existe opções...

      VOTO NULO É O VOTO CONTRA O SISTEMA.

      Excluir
    2. João Paulo Ferreira de Assis27 de junho de 2012 14:27

      Não voto nulo não é voto contra o sistema. É voto para perpetuar o sistema no poder.

      Excluir
    3. João Paulo Ferreira de Assis27 de junho de 2012 14:27

      Receba meu apoio Professora Élida Barros.

      Excluir
    4. Então, continuem votando no SISTEMA (Políticos no PODER e o povo na lata de lixo).

      Assim como acontece no governo estadual de Minas Gerais.

      A EDUCAÇÃO.....
      A SAÚDE.....
      O TRANSPORTE....
      RESPEITO E DIGNIDADE ENTÃO...

      Este é o SISTEMA.

      QUANTO PIOR MELHOR. ESTE É O LEMA.

      Me engana que eu gosto.

      No meio desse mar de lama não tem 10% de político honesto.

      Quando vocês NÃO encontrarem um candidato que esteja dentro destes 10%, não sejam hipócritas votando no menos ruim, VOTEM NULO.

      Na falta de opção VOTEM NULO.

      Excluir
  27. http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=354032
    últimas notícias
    [ASSINE SMS]
    [ASSINE RSS]
    Oito são presos durante operação contra fraudes em merenda escolar e alimentação de presídios
    26/06/2012 12h22
    Avalie esta notícia »
    MÁRCIA XAVIER/JOELMIR TAVARES/TABATA MARTINS/ANA CLARA OTONI
    Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
    A fraude
    De acordo com investigações do MPMG, vários agentes públicos têm participação na fraude de licitações no âmbito da Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS), da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag) e do Departamento de Estradas e Rodagens (DER-MG), além de prefeituras, especialmente a de Montes Claros, no Norte de Minas Gerais, onde há mandados de prisão para dois secretários municipais, dois assessores, o chefe da divisão de compras e o diretor do projeto municipal “Esporte e educação: caminho para a cidadania”. Na Câmara Municipal de Montes Claros, há mandado de prisão para um vereador. Em Três Corações, há mandado de prisão para o diretor do presídio e, em Belo Horizonte e Juiz de Fora, para vários empresários do ramo de alimentação industrial.

    ResponderExcluir
  28. Que vergonha...
    http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/?IdNoticia=354003,NOT
    Ultimo assunto do momento... fraude e prisão...
    "26/06/2012 - 09h37
    Marcão
    Belo Horizonte
    Laranja com Pequi. O nome já diz tudo. Só vão prender os laranjas e fazer um quizado com o Pequi."
    "João
    BH
    Se aprofundar bem nesta investigação, logo logo vai chegar ao Senador Aécio Neves, pois toda estas licitações foram vencidas quando o tal era Governador de Minas, ou seja, é uma verdadeira quadrilha bem articulada e que envolvem pessoas importantes na sociedade mineira, não importantes pelo que são e pelo que fazem, mas por serem afortunados e terem privilégios políticos dignos de um país onde a corrupção e a impunidade estão impregnadas em todas os meios. Os grandes empreendedores que geram empregos e pagam seus impostos são embaçados por esta gente que alimenta a podridão da corrupção, se enriquecem ilicitamente e ainda sugam dinheiro público que poderia estar gerando empregos, melhorando a educação e garantido a melhoria do atendimento público da saúde. Isto não privilégio só dos Perrelas, isto está impregnado no Brasil de ponta a ponta, virou meio de vida, fonte de riqueza fácil, esperteza em face a ética e a dignidade humana. É muito triste e ainda pode piorar!"
    São opiniões dos leitores... mas assino abaixo.

    ResponderExcluir
  29. hahahahahahahahahahaha

    JURO QUE NÃO ENTENDI, O PROFESSOR DA FAMÍLIA É UM ATB?
    QUE LEMA É ESSE PROFESSOR?
    ISSO MERECIA UMA AÇÃO NA JUSTIÇA PARA TIRAR O NOME (PROFESSOR DA FAMILIA) AFINAL É ATB DA FAMILIA

    A Secretaria de Estado de Educação (SEE) designou 81 Agentes Educacionais/ATB para atuarem no Projeto. Também há 25 coordenadores, que deverão orientar os agentes educacionais em suas visitas domiciliares de acompanhamento, organizar métodos alternativos de estudos para os alunos e estabelecer relação com os diretores e com a supervisão escolar.

    ResponderExcluir
  30. José Alfredo Junqueira26 de junho de 2012 17:51

    Mudando de assunto,mas falando de roubo(grande),adivinhem de onde veio o dinheiro da cidade administrativa(brasilinha)do Aécio,do bolsa família do Lula,e de milhares de bolsos e bolsas recheados neste belo e infeliz país?Propinas pagas pelos ingleses para levar o nióbio do Brasil na mão grande.Este assunto,além de já estar espalhado na internet,começa a aparecer em espaços importantes,como no blog do Luís Nassif.Vou só adiantar o prejuízo do Brasil desde 1996,quando foi "criada" a reserva ianomâni (de araque,lá é super reserva de nióbio),segundo artigo deste blog citado;1 trilhão e 400 bilhões de reais.Espero que ninguem pergunte "o que eu tenho a ver com isto?".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Afinal quem é este tal de nióbio??

      Não estou entendendo nada.

      Que dinheirada é essa?

      Excluir
    2. João Paulo Ferreira de Assis27 de junho de 2012 14:25

      Nióbio é um mineral raro, por isso que nós não podemos vendê-lo a preços de desespero. Você não venderia por bagatela um relógio Pattek Philippe de ouro ou um Rolex de ouro. Assim também devemos pensar no Nióbio.

      Excluir
    3. Nióbio: Nb - Elemento químico de número atômico
      41 e massa atômica 93u, quinto grupo da tabela periódica, quinto nível ou período. É útil para fabrico de ferramenta de corte, tubulação, superímã, eletrodo de solda elétrica, e medalhas.É um metal de transição que tem densidade igual 8,5 e ponto de fusão igual a 2468 graus Celsius, ebulição a 4927 graus Celsius. Sobre o dinheiro tô sabendo não anônimo! Faça uma investigação, converse com gente da área... Gosto mesmo é da Química!

      Excluir
    4. Obrigado pela informação.

      Excluir
    5. José Alfredo Junqueira28 de junho de 2012 07:25

      Olá amigos,basta digitar "roubo do nióbio no Brasil" no google que vocês saberão do que estou falando.A grande mídia é censurada pelas autoridades compradas.A situação é gravíssima,delicadíssima,e até perigosa de se comentar.É nitroglicerina pura.Nosso grande artista Carlos Vereza participa da campanha para denunciar este roubo trilionário nas barbas das autoridades.Vejam carlosverezablog.blogspot.com.br,na busca,pois esta denúncia não está mais na manchete do blog.Abraços e vamos abraçar a campanha "o nióbio é nosso".!

      Excluir
  31. ESTOU PAGANDO PRA VER, ESSA JORNADA DE 2/3, GOVERNO NÃO DÁ PONTO SEM NÓ NÃO

    PROPORCIONALMENTE TODOS OS SERVIDORES DA ATIVA TERIA 12,5% DE AUMENTO, DUVIDO QUE ELE VAI FAZER ISSO.
    ALTERAR A TABELA DE CALCULO DE HORAS

    EX.: DE QUEM TEM 14 AULAS E GANHA X TERIA UMA CORREÇÃO DE 12,5% NO SALÁRIO.

    ResponderExcluir
  32. Euler,

    não estou conseguindo postar no blog da Bia...

    Vc por acaso sabe se o sind ute vai definir/elaborar estratégias para que possamos desenvolver um trabalho contra os políticos inimigos da educação, uma vez que já se aproxima a campanha eleitoral?

    ou será que vão deixar para que cada cidade resolva o que fazer?

    seria interessante se as nossas ações fossem padronizadas/uniformes/direcionadas, o que demonstraria que a classe está bem organizada e tb para evitar que façamos, no calor das emoções, atos que possam nos prejudicar...

    o que vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos saber quais são os candidatos à prefeito que os 51 traidores da educação estão apoiando.

      Temos que exterminar esta gang e seus apadrinhados.

      Excluir
    2. sindINUTIL elaborar estratégias contra políticos inimigos?! kkkkkkk... eles fazem parte do pão e do circo, esqueceu???

      Excluir
    3. Isso mesmo. Precisamos saber quais os candidatos a prefeito os 51 traidores estão apoiando para a gente poder fazer a limpeza. Já que não podemos contar com quem está no poder, precisamos fazer uma mudança. Operação limpeza!

      Excluir
  33. Os mineiros veem passivamente O FICHA SUJA Danilo de Castro, secretário de governo a mais de 8 anos mandar e desmandar em todas as áreas do governo.

    E aí Minas Gerais??

    ResponderExcluir
  34. Página Inicial
    Institucional
    Serviços
    Programas e Ações de Governo
    Lei de Acesso à Informação
    Eventos e Cursos
    Concursos
    Lei Robin Hood - Critérios Educação
    Central de Aplicativos
    Imprensa
    Escolas
    Servidor

    YouTube facebook Twitter
    Educação do Campo
    Minas Presente na Escola
    Ambiente Virtual do PEP
    Magistra
    SIMAVE
    Educação em debate
    Leia na íntegra
    Modelo Remuneratório Unificado
    Assista o vídeo
    Secretaria de Educação informa
    Leia na íntegra
    Investimentos
    Minas garante R$200 milhões para investimentos em escolas estaduais
    Qua, 27 de Junho de 2012

    Recursos foram negociados pela Secretaria de Estado de Educação (SEE) com o MEC por meio do Programa de Ações Articuladas (PAR). Os investimentos serão destinados à construção de quadras poliesportivas completas e coberturas de quadras em escolas estaduais de todas as regiões de Minas Gerais, compra de tablets para professores, construção de prédios escolares, entre outros investimentos A ESMOLA PARA OS EDUCADORES tablets, QUEREMOS PISO! HORA DE BANIR PSDB DE MINAS GERAIS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chega de PSDB! Há quanto tempo Minas está nas mãos dos tucanos? Chega!

      Excluir
  35. “Greve na universidade? Não, nunca!”, diz presidente de universidade suíça ETH
    Instituição de ensino, que lança no Rio exposição e projetos de arquitetura para favelas, tem 21 vencedores de Prêmio Nobel. Brasil nunca teve nenhum laureado. Comente

    Raphael Gomide iG Rio de Janeiro | 28/06/2012 07:00:00

    ResponderExcluir
  36. Sou a Favor do Voto nulo!!! Se o numero de votos nulos for maior do que o dado aos candidatos, a eleição é cancelada, nova eleição convocada e os candidatos derrotados impedidos de participar das novas eleições. A lei eleitoral declara isso, somente, por motivos óbvios, não divulgam!!!

    ResponderExcluir
  37. Resposta ao professor João Paulo, que escreveu:

    "...Não voto nulo não é voto contra o sistema. É voto para perpetuar o sistema no poder..."

    Caro colega professor,

    parece que você está invertendo os fatos aqui. Não é o voto nulo que perpetua o sistema no poder, mas sim o voto.

    Sua alegação é derrubada pelo próprio TSE e a mídia alienante deste país. De fato, como o voto nulo perpetua o sistema no poder se ele é quase inexistente nos cálculos do TSE???

    Observe que em quase 30 anos de falsa democracia neste país, o "status quo" vigente é perpetuado em cada nova eleição com o voto do povo. O povo brasileiro, segundo estatísticas do TSE vastamente divulgados pela mídia alienante, NÃO VOTA NULO. O povo brasileiro perpetua o nosso imoral sistema político VOTANDO, e não exatamente VOTANDO NULO.

    E uma rápida leitura de nosso sistema político nos mostra que o povo brasileiro está votando em políticos oriundos de partidinhos "hienas" criados exclusivamente para manter o mesmo "status quo" vigente há décadas. Estes partidinhos "hienas" fazem o trabalhinho sujo dos governos ao aprovarem projetos politiqueiros que, normalmente, só favorecem a eles mesmos e aos interesses dos grandes. Um exemplo disso aconteceu quando os bandidos travestidos de políticos jogaram nossa carreira na lata do lixo. Observe que a maioria desses sanguessugas "lesa-pátria" que votaram contra o professor estadual NÃO pertence ao partido governista. A maior parte deles pertence aos partidinhos "hienas" criados apenas para fazer o trabalhinho sujo para o governo.

    Portanto, fique mais atento ao que está acontecendo a nossa volta e perceba que Não é o voto nulo que perpetua o poder vigente, mas sim o voto dado a qualquer que seja a sanguessuga de qualquer que seja o partido político neste país. Isso sim perpetua o poder vigente.

    O que precisamos é de uma reforma política e eleitoral urgente. É preciso moralizar este sistema politiqueiro no Brasil, que é um atrativo para bandidos de todas as espécies. Ser político no Brasil é meio de vida e não uma forma de fazer bem social. Essa corja só pensa em entrar para a política porque o sistema político garante a eles todos os tipos de acesso fácil ao dinheiro e ao poder.

    Portanto, o voto nulo é mais do que necessário hoje, no Brasil. E mesmo que o voto nulo não anule uma eleição, uma grande soma de votos nulos levará a uma repercussão internacional sem precedentes. E isso sim poderia levar a mudanças, reflexões sobre a podridão de nosso sistema político.

    Do contrário, o povo continuará votando, votando sem nada mudar. Como disse antes, já se passaram quase 30 anos de falsa democracia neste país, em que o povo vota, algumas "peças" mudam, mas o sistema político continua o mesmo.

    Voto nulo neles!

    Atenciosamente

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É por isso que no Brasil as reformas eleitoral, tributária e agrária não acontecem. Por outro lado, há cinco anos atrás alguns políticos principalmente governistas encampavam ideias de promover um novo PACTO FEDERATIVO, no meu modo de entender poderia ser uma antecipação constitucional para se auto-protegerem de reformas que poderiam ocorrer e assim privilegiarem seus negócios.

      Excluir
  38. Gasto do governo com salário cresceu em 2012 bem abaixo da inflação. Já são 34 categorias federais em greve

    por Carlos Lopes


    Durante a reunião do G-20, foi anunciado que o governo brasileiro vai entrar com US$ 10 bilhões a mais para o FMI – isto é, para que sejam enfiados em bancos falidos, irresponsáveis e parasitas. Enquanto isso, a greve dos funcionários públicos federais se propaga como fogo na palha seca – e a equipe econômica nega até mesmo um mero reajuste. O pagamento de salários pelo governo no primeiro quadrimestre deste ano aumentou apenas 2% em relação ao mesmo período de 2011 – enquanto a inflação, de janeiro de 2011 a abril de 2012, alcançava 8,38%.

    Estamos de pleno acordo com a presidente Dilma, que, há 10 dias, em Belo Horizonte, declarou que “mais uma vez as autoridades da zona do euro respondem a uma crise que se aprofunda e que se torna uma crise quase crônica com 100 bilhões de euros para financiamento aos bancos. A pergunta é, até quando? Vamos lembrar bem que no fim do ano passado foram 1 trilhão de euros também para os bancos”.

    Talvez por isso, nos pareceu estranho o anúncio, na reunião do G-20, em Los Cabos, de que o governo brasileiro se comprometeu a contribuir com US$ 10 bilhões a mais para o FMI. Nos pareceu tão estranho que resolvemos conferir a nota de madame Lagarde, diretora-gerente daquela instituição.

    Infelizmente, madame, que fez carreira como advogada de multinacionais norte-americanas (portanto, não bate prego sem estopa), fornece uma lista detalhada dos 12 países – o anúncio diz 37, mas os outros, da “zona do euro”, já haviam se comprometido em abril - que resolveram colocar mais dinheiro no FMI para ser enfiado em bancos europeus, e, por tabela, nos norte-americanos, que são a origem dos “derivativos” em que aqueles se afundaram.

    Os EUA não fazem parte dessa lista de desprendidos contribuintes do FMI. Mas o Brasil está lá, com US$ 10 bilhões. Na América Latina, além do nosso governo, somente os do México e da Colômbia subscreveram esse estipêndio (cf. IMF, Press Release Nº 12/231, June 19 2012).

    Como o representante do Brasil nas reuniões do FMI é o ministro Mantega (suplente: Tombini), não sabemos ainda o que a presidente Dilma achou dessa filantrópica iniciativa.
    Pois, o objetivo desse dinheiro extra para o FMI é tacitamente claro – até porque jamais se ouviu falar que o FMI incentivasse a produção, o emprego ou o crescimento. Madame Lagarde, aliás, esmerou-se em não deixar dúvidas: trata-se de apoiar a “aplicação de sólidas medidas de política econômica - em particular as implementadas pelo Banco Central Europeu – e o fortalecimento da gestão de governo na zona del euro, assim como as reformas e o ajuste aplicado em países como Itália, Espanha e Grécia” (sic).

    Em suma, trata-se de saquear os povos da Europa – e os nossos – em prol de bancos falidos (“sistemas financeiros ainda frágeis”, na língua de madame) que colocaram os países centrais no atoleiro atual. Lá pelas tantas, madame Lagarde resolveu consertar um esquecimento. Eis o que saiu: “o desemprego é igualmente preocupante”.

    Portanto, diz a sensível senhora, a situação de meia dúzia de banqueiros e a de dezenas de milhões de trabalhadores sem emprego é “igualmente” preocupante.

    O que quer dizer - mas isso todo mundo já sabia - que se depender dela, ou do FMI, os desempregados que se danem. Logo em seguida vem uma profissão de fé na pilhagem dos Estados, através dos juros: “a política fiscal – isto é, os estabilizadores automáticos - cumprirá uma função importante”.

    Enquanto isso, no Brasil, nós precisamos urgentemente, para voltar a crescer, de expandir o mercado interno – o que significa aumento real de salários. No entanto, há uma greve gigantesca de funcionários públicos federais (ver página 5 do WWW.horadopovo.com.br), e os negociadores do governo parolam sobre a “crise internacional” para não dar nem reajuste, portanto, para reduzir o salário real dos servidores públicos.

    ResponderExcluir
  39. Continuação

    Como disse o professor Theotonio dos Santos, como nós um apoiador do governo da presidente Dilma, sobre o problema dos professores universitários, “esta greve é séria. Parece que as autoridades nacionais não estão entendendo o grau de descontentamento salarial existente na universidade. Há algo errado. Talvez seja a falta de diálogo, pois não há reivindicações absurdas. Temos muitos inimigos comuns. Não podemos abrir flancos para eles. Não há tempo para hesitações”.

    Porém, parece que a equipe econômica prefere aplacar os inimigos com US$ 10 bilhões, ao invés de contemplar as justas reivindicações do funcionalismo – que são apenas uma forma modesta de investir no atendimento público à população.

    A auditora fiscal Maria Lúcia Fatorelli demonstrou algo irretorquível - no primeiro quadrimestre, segundo o Tesouro Nacional, o pagamento de salários e encargos sociais do funcionalismo somou o seguinte, neste ano e no ano passado:

    - 2011: R$ 58.338.901.000;
    - 2012: R$ 59.445.162.000.

    A diferença entre um ano e outro é de 2% (a rigor, 1,89%). No entanto, a inflação dos 15 meses que vão de janeiro de 2011 até abril de 2012 foi 8,38% (IPCA). Ou, se usarmos como índice o INPC, 7,81%.

    Logo, isso significa que na comparação entre o primeiro quadrimestre deste ano e o mesmo período do ano passado, os servidores saíram perdendo, pelo menos, 6%, se pudéssemos aplicar essa perda linearmente a todos os salários. Como não podemos (há categorias sem reajuste há três anos - entre elas os delegados da PF, os funcionários do Itamaraty e os auditores da Receita) a perda de muitos é maior. “O aumento de apenas 2% no gasto com o conjunto de servidores corresponde apenas a progressões automáticas de carreira e poucas contratações”, diz a auditora, que comenta:

    “No mesmo período comparado, os gastos com juros e amortizações da dívida pública federal subiram extraordinariamente em 40%, de R$ 263,9 bilhões nos 4 primeiros meses de 2011 para R$ 369,2 bilhões no mesmo período de 2012. O montante de R$ 369,2 bilhões gastos de janeiro a abril/2012 representam nada menos que 6 vezes mais que todos os gastos com pessoal, ativos, aposentados e pensionistas, de todas as carreiras de servidores federais, de todos os poderes”.

    Além de tudo isso – US$ 10 bilhões para reforçar o caixa do FMI?

    O montante gasto com salários dos servidores cresceu mais que a inflação até 2010. Aproveitando a ideia da auditora, comparemos o aumento desse montante no primeiro quadrimestre, desde 2004 (em 2003, o orçamento ainda foi elaborado pelo governo Fernando Henrique), em relação ao ano anterior (entre parênteses, a inflação, pelo INPC): 2004: +10,14% (inflação: 6,13%); 2005: +10,32% (inflação: 5,05%); 2006: +13,60% (inflação: 2,81%); 2007: +13,66% (inflação: 5,16%); 2008: +6,63% (inflação: 6,48%); 2009: +25,34% (inflação: 4,11%); 2010: +6,50% (inflação: 6,47%).

    O montante de pagamentos de salários no primeiro quadrimestre superou a inflação desse período. Embora, não houve uma completa recomposição nos salários, pois o arrocho do governo Fernando Henrique foi tão brutal que “para que os salários retornassem ao mesmo poder de compra de 1º (primeiro) de janeiro de 1995, o reajuste necessário sobre os salários de dezembro/2000 deveria ser de 75,48%” (Dieese, “A questão salarial dos servidores públicos federais”, Brasília, julho de 2001).

    No entanto, houve algum esforço para minorar a situação dos servidores – isto é, para melhorar o atendimento ao povo. Mas agora temos uma equipe econômica com um credo de outras épocas: nenhum aumento para os funcionários, US$ 10 bilhões para o FMI, dinheiro a rodo para os bancos - e estagnação.

    Confira: http://www.cut.org.br/destaque-central/48789/aumento-para-servidor-tem-impacto-menor-que-us-10-bi-ao-fmi

    ResponderExcluir
  40. é só alguem ai de BH entrar na justiça, mandam na hora tirar o daquilo de asno, afinal tem a lei ja aprovada, cumpra-se

    ResponderExcluir
  41. Vocês viram a máfia da merenda escolar? E Anastasia proibindo professores de merendar.Prá sobrar mais pros frigoríficos roubarem e mandar carne podre prás escolas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O professor não pode comer na escola, ao mesmo tempo não tem vale alimentação, não tem plano de carreira, não tem piso salarial, não tem direito a horário de almoço. Isso deveria envergonhar o governo. Tenho vergonha de saber que há um estado que trata os professores dessa maneira. Nas propagandas o governo faz questão dizer que Minas Gerais está à frente. À frente do quê?

      Excluir
  42. E aí Minas Gerais??


    Minas 247

    Novo Mineirão fica mais caro a cada dia

    DESDE O ORÇAMENTO INICIAL, O VALOR DA OBRA JÁ SUBIU 85%, SEM NENHUMA EXPLICAÇÃO DOS RESPONSÁVEIS. RELATÓRIO DA POLÍCIA FEDERAL INDICA ENVOLVIMENTO DE AUTORIDADES EM FRAUDES PARA SUPERFATURAR O PROJETO. EX-PRESIDENTE DA CBF RICARDO TEIXEIRA É UM DOS CITADOS

    28 de Junho de 2012 às 17:06

    Minas 247 – Um complexo esquema envolvendo empresas, dirigentes da Fifa, da CBF e órgãos públicos está sendo investigado pela Polícia Federal. Os peritos da PF buscam saber como, sem nenhum motivo, o custo da reforma do Mineirão passou de R$ 400 milhões para R$ 743 milhões, um espantoso reajuste de 85%. E eles já descobriram muita coisa.
    Os indícios de irregularidades começaram a aparecer antes mesmo de ocorrer a primeira licitação. Isso porque ela não aconteceu. Dirigentes da Fifa exigiram que o governo mineiro descumprisse um princípio básico quando se trata de dinheiro público: concorrência. Por imposição da entidade, nenhum outro participante pôde participar do certame e a obra de R$ 400 milhões foi entregue ao Consórcio Minas Arena S/A.
    Dinheiro que rapidamente se transformou em R$ 607 mi, de acordo com denúncia feita pelo site Novojornal. Sem alteração nenhuma no edital para concessão da Parceria Público Privada (PPP) que norteia o projeto, o preço subiu novamente para mais de R$ 677 milhões. O Consórcio Minas Arena é o maior interessado em que o custo da obra suba cada vez mais. O grupo será responsável por administrar o estádio quando ele estiver pronto e a base de cálculo que será utilizada pelo governo de Minas para remunerá-lo será o valor empregado na reforma. E parece não haver limites. Na celebração do contrato da PPP, vindo de uma licitação que teve apenas um participante, novo reajuste, desta vez para R$ 743 milhões(...)

    ResponderExcluir
  43. (...)
    A investigação da Polícia Federal já dispõe de documentos e gravações que mostram participação direta do ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) Ricardo Teixeira. Além de Teixeira, dirigente da Secretaria Especial para a Copa (Secopa), que é indicado pelo governo do estado, também teria relações com o esquema.

    Leia abaixo a matéria do site Novojornal, que denuncia o suposto esquema de superfaturamento nas obras do Mineirão:

    O valor das obras orçadas inicialmente em R$ 400.000.000,00, sem qualquer explicação, elevou-se para R$ 607.854.251,67, sendo R$ 370.355.398,52 para obras do estádio e R$ 237.498.853,15 para os anexos e estacionamentos incluindo reforma e adequação as novas tecnologias para sediar a Copa de 2014. Novamente sem qualquer modificação no edital para concessão em Parceria Publico Privada (PPP), o preço elevou-se para R$ 677.353.021,83.
    Poucos dias depois, na celebração do contrato da PPP, fruto de um certame onde participou apenas um ofertante, o preço subiu novamente para R$ 743.400.000,00. Comprovadamente, este superfaturamento só foi possível através da cumplicidade do dirigente da SECOPA que representa o Governo de Minas Gerais indicado pela FIFA e de comum acordo com as empresas que previamente haviam sido escolhidas para ganhar o certame.
    O início das negociações para reforma e adequação do Mineirão para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014 ocorreram quando o Governo de Minas Gerais celebrou um contrato de financiamento com o BNDES no valor de R$ 400 Milhões. Preparada a licitação, surge o veto dos dirigentes da FIFA para participação de outras empresas, porque já haviam dividido as obras que seriam realizadas em todo País entre as empreiteiras “escolhidas” pelo esquema. Desta forma, o Mineirão foi entregue a Construcap, através do Consórcio Minas Arena S/A, porque não houve outros participantes.
    Quando da licitação, sequer o projeto executivo estava concluído, tendo sido o mesmo contratado pela própria empresa Minas Arena S/A ao escritório BCMF. Em reportagem da Summa, Revista de Arquitetura e Urbanismo, é dito que foi a Minas Arena quem norteou e orientou a revisão do projeto executivo, foi esta operação que possibilitou o irregular acréscimo realizado após ter sido homologado na licitação o preço de R$ 677.353.021,83 elevando o valor para R$ 743.400.000,00.
    É importante frisar que a remuneração a ser paga mensalmente pelo governo de Minas Gerais à parceira Minas Arena S/A será calculada sobre o valor do investimento. O descontrole é tamanho que só em novembro de 2011 foi contratada pelo governo mineiro uma empresa para fiscalizar a obra, que já estava em andamento há quase um ano. Fugindo a obediência do Contrato de Parceria Público Privada foi celebrado entre o Governo de Minas e a empresa Minas Arena S/A um “Instrumento de Pactuação Final”, com poderes para modificar as clausulas ajustadas e o pior foram relacionadas e envolvidas entidades como o Ministério Público Estadual e Federal, o Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais e da União sem que sequer os mesmos fossem consultados ou aceitassem o estabelecido. Este procedimento é conhecido no meio empresarial como “Contrato de Gaveta”. Algo inaceitável na administração pública.

    ResponderExcluir
  44. (...)


    Todos estes fatos, até agora de conhecimento de poucas pessoas envolvidas no esquema, foram praticados sob orientação e comando direto do dirigente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, Ricardo Teixeira, conforme consta no Relatório Parcial do inquérito em tramitação na Polícia Federal, instaurado para apurar as irregularidades praticadas por Teixeira. Diversos depoimentos, gravações e documentos aprendidos comprovam o esquema montado na negociação das sedes para realização da Copa de 2014.
    Que a copa do mundo é movida por corrupção e que é na construção de estádios que a FIFA mais ganha, é público, pelos menos desde a copa da África do Sul.
    Jornalistas sérios denunciam isso faz tempo e os dirigentes da FIFA brasileiros já estavam sendo investigados por este motivo. Mesmo assim, os governos Lula-Dilma tocaram o barco em frente, distribuindo farto dinheiro público para empreiteiras derrubarem e levantarem 12 estádios. O total de dinheiro público gasto até março deste ano já ultrapassou, R$ 1 bilhão acima do previsto.
    Todos os estádios (exceto a Fonte Nova, na Bahia) estão ficando mais caros do que o previsto, em alguns casos muito mais caros. Alguns casos chamam atenção: o Beira-Rio, em Porto Alegre, já está 130% mais caro do que o previsto (passou de R$ 143 milhões para R$ 330 milhões). A Arena da Baixada, no Paraná, superou em 55% a previsão (de R$ 151 milhões passou a R$ 234 milhões). E o Mineirão, que ia custar R$ 456 milhões, já está em R$ 743 milhões (62% mais caro). Para efeito de comparação, o Vivaldão, onde o TCU encontrou superfaturamento, está ficando "só" 16% mais caro do que o previsto. O polêmico Itaquerão, em São Paulo, já está em quase R$ 900 milhões, é o mais caro dos 12 estádios. Note-se ainda que não está computado na relação o estádio do Independência, cuja reforma ultrapassou R$ 100 milhões.
    Novojornal vem há mais de um ano noticiando as irregularidades praticadas na celebração da PPP da reforma do Mineirão. A empresa dirigida por Ricardo Barra desviava recursos provenientes do financiamento do BNDES para reforma do estádio. Com a quebra do sigilo bancário da Minas Arena S/A, tomou-se conhecimento do pagamento de despesas de obras, aluguéis e serviços inexistentes, além da utilização de notas fiscais frias.
    A empresa Minas Arena S/A., a SECOPA, do Governo do Estado de Minas Gerais, e o COL, consultados, não quiseram falar a respeito, o BNDES informou que está colaborando e fornecendo todos os dados solicitados pelas autoridades. A CGU e TCU informaram que ainda esta semana pretendem divulgar uma nota a respeito. O MPF recusou-se a comentar o fato sob o argumento de que já havia pronunciado a este respeito através de nota a imprensa.

    ResponderExcluir
  45. SIND-UTE/MG REPUDIA ATITUDE DO GOVERNADOR DA BAHIA E SE SOLIDARIZA COM A CATEGORIA, EM GREVE HÁ TRÊS MESES:


    http://www.sindutemg.org.br/novosite/conteudo.php?MENU=1&LISTA=detalhe&ID=3534

    Josi

    ResponderExcluir
  46. Chineses compram 15% de mina de nióbio em Araxá por US$ 1,95 bi


    fonte:http://economia.estadao.com.br/noticias/negocios,chineses-compram-15-de-mina-de-niobio-em-araxa-por-us-195-bi-,82597,0.htm

    Esse dinheiro deve ter ido para construir a cidade administrativa e o resto...............bolço de alguns poucos!!!

    Pensando bem não era para o senhor Aecio e compania não receber nenhum voto de professores e suas familias e seus amigos, na minha escola vejo ainda muitas pessoas falando que se Aécio voltar a ser candidato para governador eles votarao nele....

    o povo tem o que merece,,,,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não têm o menor pudor, metem a mão sem dó.

      Gostaria de não ficar sabendo das notícias, que nos causam tantos sofrimentos.

      O SISTEMA é extremamente perverso.

      O que podemos fazer?

      Excluir
  47. Em plena CAMPANHA contra esta CORJA!!
    Inimigos da Educação "CAROS COLEGAS EDUCADORES!!! NÃO DÁ PARA ESQUECER ESTAS FIGURAS!!! Amebas do poder. “Deputados inimigos da Educação pública e dos educadores: Duarte Bechir, Alencar da Silveira Junior, Ana Maria Resende, Anselmo José Domingos, Antônio Carlos Arantes, Antônio Genaro, Antônio Lenin, Arlen Santiago, Bonifácio Mourão, Bosco, Célio Moreira, Dalmo Ribeiro, Deiró Marra, Délio Malheiros, Doutor Viana, Doutor Wilson Batista, Duilio de Castro, Carlos Henrique, Carlos Mosconi, Cássio Soares, Fabiano Tolentino, Fábio Cherem, Fred Costa, Gilberto Abramo, Gustavo Corrêa, Gustavo Valadares, Gustavo Perrella, Hélio Gomes, Hely Tarquinio, Inácio Franco, Jayro Lessa, João Leite, João Vitor Xavier, José Henrique, Juninho Araújo, Leonardo Moreira, Luiz Carlos Miranda, Luiz Henrique, Luiz Humberto Carneiro, Luzia Ferreira, Marques Abreu, Neider Moreira, Neilando Pimenta, Pinduca Ferreira, Romel Anízio, Rômulo Veneroso, Rômulo Viegas, Sebastião Costa, Tenente Lúcio, Tiago Ulisses, Zé Maia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ao anônimo do dia 28 de junho de 2012 às 19h e 49 mim:
      O nome dos contra, eu marquei.Por favor, Publique outra vez o nome daqueles que foram a nosso favor.
      Muito obrigada!
      Precisamos votar em quem acredita na educação.
      Governador que não paga nem o piso, não acredita na educação, portanto não merece voto.
      Deputado que vota contra professores não merece um segundo mandato.
      Precisamos de uma operação limpeza.

      Excluir
  48. Anônimo de 18:11
    Infelizmente, quem votou neste indivíduo que desgoverna o estado mineiro RATIFICOU o poder desta "figuraça" ficha suja. Estamos no mês das QUADRILHAS. Não é uma gracinha os pares? Como DANÇAM bem. Tem muita batata assando...Será que sobra alguma para esta corja de MG?

    ResponderExcluir
  49. RETIRADO DO BLOG MARLY GRIBEL
    SindUTE Montes Claros: ATO DOS APOSENTADOS NA SRE DE MONTES CLAROS
    Marly Gribel | quinta-feira, 28 de junho de 2012 |

    Ato dos aposentados em Montes Claros- MG

    A subsede de Montes Claros é muito atuante e muita combativa. Conheço os colegas, mas nunca fiz parte da Direção sindical daqui. Durante a greve e mesmo fora destes períodos eles atuam sempre a favor da causa dos trabalhadores. Mas pasmem, são renegados pela Diretoria Central. A coordenadora Beatriz nas duas vezes que esteve em MOC não se reuniu com esta diretoria atual, realizando seus encontros em Escolas Públicas da cidade, sendo que a subsede de MOC tem sede própria.

    O que motiva a coordenadora a agir desta forma eu desconheço, mas independente dos desafetos dela, o que se tem que respeitar é a região norte e não se ater aos seus achaques pessoais e suas panelinhas.

    Não precisa ir muito longe, basta olhar o blog da coordenadora, nada que é realizado aqui é contemplado lá. E viva as panelinhas!

    SindUTE Montes Claros: ATO DOS APOSENTADOS NA SRE DE MONTES CLAROS: Em clima de alegria e disposição dezenas de aposentados/as protocolaram documento junto à SRE de Montes Claros solicitando esclarecime...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E OS OUT DOORs???

      Me engana que eu gosto.

      Tô fora.

      Excluir
    2. E AÍ AÉCIO E ANASTASIA??

      http://www.pt.org.br/noticias/view/cni_ibope_avaliacaeo_positiva_do_governo_atinge_maior_indice_aponta_pesquis

      Excluir
  50. El corazón no puede contener temor y amor al mismo tiempo. Cuando nuestros corazones contienen temor, no podemos amar. El temor es preocuparnos de que no obtengamos aquello que necesitamos. El amor es compartir con la otra persona.

    Cuando caminamos con amor en nuestro corazón, vivimos con amor, entonces estamos en afinidad con el Creador y no hay necesidad de temor. El amor es la energía más fuerte de todas"..

    ResponderExcluir
  51. Sobre a anulação,votos brancos e nulos pesquisem os artigos 222 e 224 do código eleitoral.

    ResponderExcluir
  52. http://www.dji.com.br/leis_ordinarias/1965-004735-ce/ce__219a224.htm

    SOBRE O VOTO NULO ARTIGOS 220 E 224, LEIAM E INTERPRETEM A VONTADE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. http://www.youtube.com/watch?v=j9gtORB23K4

      Excluir
  53. PERIGO... DANGER... A TAL DA PEC 188/12 DO PR É MAIS UMA ENORME ENGANAÇÃO USANDO A EDUCAÇÃO E NOSSOS BAIXÍSSIMOS SALÁRIOS A FAVOR DE UMA POLÍTICA ABSURDA E UMA PROPAGANDA ENGANOSA. COLEGAS LEIAM O TEXTO DA PEC PARA PERCEBEREM QUE SE ESSE PARTIDO REALMENTE ESTIVESSE PREOCUPADO COM A VALORIZAÇÃO DO PROFESSOR FARIA UMA PROPOSTA DIGNA E VOLTADA PARA A VALORIZAÇÃO DO PISO NACIONAL. A TAL DA PEC PRETENDE CRIAR UM ABONO CONDICIONADO AO RESULTADO DE UM TAL ENEM PARA OS PROFESSORES, E O PIOR... O VALOR SERÁ PAGO ENQUANTO O PROFESSOR ESTIVER NA ATIVA E EM SALA DE AULA, SE FOR APROVADO NA TAL DA PROVA... SUGIRO UM DEBATE PROFUNDO E QUE POSSAMOS IMPEDIR QUE IDÉIAS ASSIM SE PROLIFEREM, POIS NENHUM PARTIDO POLÍTICO SE ATREVERIA A FAZER UM PROJETO ASSIM PARA A CARREIRA DOS TRABALHADORES DO TJ.

    ResponderExcluir
  54. CONTINUANDO.. TODOS DEVEM LER A PEC, QUE ESTÁ NO SITE DO PR, E DEBATER ESSE TEXTO, POIS PENSO QUE É UMA POSSIBILIDADE DE SE CRIAR MAIS UM ENORME SUMIDOURO DA VERBA DA EDUCAÇÃO...RESSALTO QUE O TEXTO PROPOE INCLUSIVE UM CERTO RATEIO PARA SE CHEGAR AO VALOR DO TAL ABONO,ENTRE O VALOR DISPONIBILIZADO PELO MEC NO ANO E O NÚMERO DE PROFESSORES APROVADOS NO TAL PROVÃO TIPO ENEM. AO CONTRÁRIO DISSO A PROPAGANDO QUE FOI AO AR FOI INCISIVA EM UM VALOR DE 4500 REAIS... QUANDO ISSO NÃO FICA CLARO NO PROJETO...TAMBÉM NÃO NENHUMA CITAÇÃO SOBRE A FORMA DE REAJUSTAR O VALOR DO TAL ABONO....

    ResponderExcluir
  55. UM ESTADO CORRUPTO

    UM PAIS CORRUPTO


    UM JUDICIÁRIO CORUPTO



    MEU DEUS, NOS SAUVE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SaLLLLLLLLLLve, Jesus!!!!!!!

      Excluir
  56. ola professor...

    por favor vc sabe algo sobre o prêmio por produtividade desse ano??
    quando vai pagar??
    abraço a todos os professores...sul de minas de olho nas eleiçoes 2012..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, acompanho o twiter da renata vilona, e ela disse que so vai pronunciar sobre a produtividade no segundo semestre..ok!!!

      Excluir
  57. "ANÔNIMUS29 de junho de 2012 14:56
    http://www.dji.com.br/leis_ordinarias/1965-004735-ce/ce__219a224.htm

    SOBRE O VOTO NULO ARTIGOS 220 E 224, LEIAM E INTERPRETEM A VONTADE.

    Responder"

    INTERPRETAÇÃO: "Art. 224. Se a nulidade atingir a mais de metade dos votos do país nas eleições presidenciais, do Estado nas eleições federais e estaduais ou do município nas eleições municipais, julgar-se-ão prejudicadas as demais votações e o Tribunal do prazo de 20 (vinte) a 40 (quarenta) dias.

    § 1º Se o Tribunal Regional na área de sua competência, deixar de cumprir o disposto neste artigo, o Procurador Regional levará o fato ao conhecimento do Procurador Geral, que providenciará junto ao Tribunal Superior para que seja marcada imediatamente nova eleição."

    MAS... acima está escrito:

    Art. 220. É nula a votação:

    I - quando feita perante mesa não nomeada pelo juiz eleitoral, ou constituída com ofensa à letra da lei;

    II - quando efetuada em folhas de votação falsas;

    III - quando realizada em dia, hora, ou local diferentes do designado ou encerrada antes das 17 horas;

    IV - quando preterida formalidade essencial do sigilo dos sufrágios.

    V - quando a seção eleitoral tiver ido localizada com infração do disposto nos §§ 4º e 5º do Art. 135. (Acrescentado pela L-004.961-1966)

    Art. 221. É anulável a votação:

    II - quando fôr negado ou sofrer restrição o direito de fiscalizar, e o fato constar da ata ou de protesto interposto, por escrito, no momento: (Alterado pela L-004.961-1966)

    III - quando votar, sem as cautelas do Art. 147, § 2º. (Alterado pela L-004.961-1966)

    a) eleitor excluído por sentença não cumprida por ocasião da remessa das folhas individuais de votação à mesa, desde que haja oportuna reclamação de partido;

    b) eleitor de outra seção, salvo a hipótese do Art. 145;

    c) alguém com falsa identidade em lugar do eleitor chamado.

    Art. 222. É também anulável a votação, quando viciada de falsidade, fraude, coação, uso de meios de que trata o Art. 237, ou emprego de processo de propaganda ou cotação de sufrágios vedado por lei.

    LOGO, NÃO HÁ EM NENHUM ARTIGO, INCISO, PARÁGRAFO, ALÍNEA QUE SE A NULIDADE SE DER POR VOTOS NULOS - COM INTENÇÃO DE MANIFESTAR INSATISFAÇÃO - DE MAIS DE 50% DE ELEITORES APTOS A EXERCER O DIREITO DO VOTO, O PROCURADOR GERAL MARCARÁ NOVAS ELEIÇÕES. A NULIDADE SE DARÁ SOMENTE NOS CASOS PREVISTOS NOS ARTIGOS 220, 221 E 222.

    A LEI É RETICENTE, INEXPRESSIVA E DUVIDOSA.

    ResponderExcluir
  58. não achei ruim a proposta do Partido Republicano, principalmente porque o bônus será gerido pelo MEC sem interferência de Estados e Municípios, depositado direto na CC do profissional. Faremos um exame de qualificação, tudo bem, parece boa a proposta.

    http://www.youtube.com/watch?gl=BR&v=CtCvbkDKOkM

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nunca vi deputado fazer prova para ganhar aumento!

      Excluir
    2. Isso é o cúmulo da humilhação! Desvalorizam a nossa profissão, duvidam da nossa capacidade e querem inventar e submeter o professor a mais uma outra prova para lhe dar um bônus extra.

      Isso foi tentado pelo PSDB em São Paulo e está sendo implantado por lá. É o PSDB fazendo escola.

      Excluir
    3. Este bônus é TIPO uma esmolinha.Fazer prova é só para enganar porque devem estar reconhecendo a burrice que fizeram com o nosso salário.Cai nessa quem quer...

      Excluir
    4. Primeiro precisamos ter SALÁRIO digno. Simples assim. Se tem dinheiro para pagar abono, tem dinheiro para pagar um salário justo. O que falta é vontade!

      Excluir
  59. E nos SALVE, mesmo, de muita coisa que comprometa, inclusive, a nossa qualidade como profissionais da educação!

    ResponderExcluir
  60. O senador que criou a lei do piso deixa um excelente comentário sobre o piso e sobre greve no site da cnte. Ele diz que não é preciso fazer greves, basta 200 professores ocuparem obras da Copa. Até a Fifa vai exigir o cumprimento da Lei. Vejam lá.

    ResponderExcluir
  61. http://www.youtube.com/watch?feature=endscreen&NR=1&v=-df0ZjiA_Oo

    ResponderExcluir
  62. Euler, quero sugerir aos leitores do seu blog a leitura da carta de Martha Panunzio endereçada a presidente Dilma.É só pesquisar no Google.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. professoramaluquinha30 de junho de 2012 23:01

      Carta de Martha Pannunzio (na íntegra):

      http://revoltadosonline.blogspot.com.br/2012/06/carta-de-martha-pannunzio-dilma.html

      É EXTENSA MAS VALE A PENA !!

      Excluir
    2. Eu li e não achei que valeu a pena! Cê não viu que esta senhora é contra os de baixo, que ela é de cima e descomprometida com nossa causa ou qualquer outra causa que não seja a dela? Você lê sempre revoltados on-line? Não sacou que esse povo não tem nada a ver conosco Maluquinha? Respeito seu direito de ler o que quiser, mas quase não acredito que você sempre
      lendo os escritos do comandante não tenha deparado com a flagrante diferença!

      Excluir
  63. Esse tal bônus que o PR está anunciando é mais uma das enganações para nós professores, se estivesse tão preocupados conosco, não teria isso de fazer prova, isso é mais uma balela...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é período de eleição vai acontecer de tudo um pouco

      Excluir
    2. Se a prova fosse da disciplina específica de cada um, tinha mais chances, mas garanto a vocês que vão colocar coisas além da metafísica para dificultar ao máximo o acesso ao benefício, e todo ano nos darão atestado de burro ,justificando assim nosso demérito ao bom salário. Ou seja, esse é sem qualidade, não consegue aprovação naquela provinha do governo... fazendo greve porque? Vá estudar para ter direito ao bônus!

      Excluir
  64. qual é o twitter da renata?

    ResponderExcluir
  65. VOTAR NULO É BURRICE, SE VOCE VOTA NULO, FORTALECE O INIMIGO, AFINAL ELE TEM JÁ ALGUEM QUE COM CERTEZA VAI VOTAR NELE, TEMOS É QUE FORTALECER O OUTRO LADO

    ResponderExcluir
  66. O PR está aceitando sugestões para a PEC do professor:

    pecdoprofessor@partidodarepublica.org.br

    O documento na íntegra:

    http://partidodarepublica.org.br/partido/PDF/pec_88.pdf

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa PEC é uma enrolação. É mais uma proposta eleitoreira ou então mais uma maneira de desviar dinheiro e ao mesmo tempo fazer marketing.
      O que nós professores queremos é no mínimo, o cumprimento da lei do piso, que existe mas não é cumprida.

      Excluir
  67. Eu li a carta de Martha Panunnzio...mas a mulher disse tudo! Povo de Deus, ñ deixe de ler, porque está valendo a pena. Mas q puxão de orelha, nossa senhora! A única coisa q pode salvar o nosso País da corda bamba é a educação. E agora com essa ideia do governo dizer q a tabela unificada ia igualar vencimentos, terminou tudo na bagunça, e na ilusão, porque quem vai mais ficar no prejuízo são os aposentados, ai q dó!

    ResponderExcluir
  68. João Paulo Ferreira de Assis30 de junho de 2012 23:38

    DENÚNCIA: O blog Historias pra boi acordar foi
    D-E-L-E-T-A-D-O. Estamos diante de uma censura sem precedentes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sumiu também a página do twitter.

      Excluir
  69. RETIRADO DO BLOG DA MARLY GRIBEL
    A máxima do Sindute na mesa de negociação: ou tudo ou nada! No rumo que vai será NADA...
    Marly Gribel | sábado, 30 de junho de 2012
    Todas as vezes que o Sindute senta com o governo de Minas para negociar sofremos um retrocesso. É como se houvesse um acordo tácito entre ambos: eu dou isto e vocês rejeitam a proposição. Daí não ocorre absolutamente nada para o servidor e a questão fica para aquém, outra data, outro encontro . Ou seja, o sindicato mais atrapalha que ajuda na hora de negociar e vou dar um exemplo clássico disto: as férias prêmios- o governo sinalizou 10% para o segundo semestre o sindicato colocou um porém, bem, o resultado está aí- não há nada de concreto, nem 20% nem 10. O que poderia ser ganho tá na balança da decisão do sindicato e o sindicato joga com marketing- foi assim com a Lei 100 , com a Comissão tripartite e outras reuniões tristes. Depois o sindicato pousou de vítima do governo de Minas. Quando na verdade quem tinha sido vitimados pela fúria das forças "vencedoras" fora a categoria agonizante após 112 dias de greve, muito mal amarrados pela diretoria, comandada pelo incompetente grupo Articulação, ou seria Desarticulação de classe?

    Relembrando a greve de 2011, a chamada Comissão Tripartite - aquilo foi o maior esquema de tortura psicológica que a categoria vivenciou nos últimos dez anos- o governo fez e desfez a Comissão tripartite e o sindicato não ajudou em nada nos termos finais do armistício - ocasionando juntamente com o governo, enorme prejuízo na vida do servidor- o que era para ser ganho o sindicato não concordava e deu no que deu. Agora governo e sindicato "dizem" que voltaram a conversar e novos desastres se anunciam...

    Neste momento, o sindicato tem sido nosso maior problema na mesa de negociação, melhor para a categoria seria sua retirada destes bastidores, senão irá voar tudo para o ar: as férias prêmio, o tempo extra-classe, tal qual o piso mínimo para aqueles que optarem pela antiga carreira ano passado. A coordenação nos fez perder tudo e não sobrou nada para partilhar das migalhas atiradas pelo governo de Minas.

    O sindicato tem que ser afastado das mesas de negociação e temos que aceitar sumariamente o que o governo nos impõe neste momento, porque já não sabemos quem é quem nesta história toda e não podemos nos tornar reféns nem de um nem de outro. Eles brincam com a nossa vida e nós não podemos ratificar isto. O governo diz que a culpa é deles e eles dizem que a culpa é do governo. Então alguém tem que sair de cena.

    As propostas para o momento estão lá no site do governo: 10% de férias prêmios para alguns gozarem este ano, 20% para a categoria ano que vem. E é isto mesmo ou nada. O tempo extra -classe também já está no site. O piso só será arrancado mediante uma nova greve e a categoria está inerte neste momento: endividada , enojada e descrente. O reposicionamento depende mais do governo que do sindicato. Enfim, os "derrotados" tem que conformar: ou isto que está lá publicado no site ou nada.

    Eu prefiro o pouco que acenam que o nada que o sindicato oferece: "ou tudo para todos ou nada para ninguém"- eis a máxima do sindicato. Foi assim na negociação pós- greve na famigerada negociata tripartite.


    Esta "Articulação acha que somos tolos . Pior que estamos mesmo fazendo papel de tolos. Ou eles saem de vez desta mesa unilateral de negociação ou não teremos nada mesmo. Fica aquela historinha - o governo finge que negocia e o sindicato finge para a categoria que só aceita o que for bom para todos.

    Aceitemos então o que vier de cima para baixo- cessem de vez este bate bola- aí vamos ver o que dá. Porque até o momento só tivemos "circo".

    ResponderExcluir
  70. É só entrar no "Blog da Renata Vilhena" e você encontra o Twitter.

    ResponderExcluir
  71. Olá, pessoal da luta!

    Bom dia!

    A comandante Marly Gribel foi mais uma vez feliz na sua análise acerca das negociações entre governo e sindicato. Instala-se uma briga entre as cúpulas políticas, ambas representando interesses partidários e de governos, e a categoria fica a ver navios.

    É certo que a direção sindical não pode abrir mão dos direitos coletivos, de todos, mas não pode deixar escapar, como tem feito, as poucas oportunidades de conquistas, mesmo que temporariamente parciais. Como observou bem a Marly, a técnica do tudo ou nada tem resultado em nada para a categoria. E a conquista momentânea, mesmo que não seja a ideal, abre precedente para que aqueles que não foram contemplados possam brigar por direitos iguais.

    Na prática, depois de cortar todos os nossos direitos, o governo começa a liberar a conta-gotas alguns direitos, como férias-prếmio, 1/3 de tempo extraclasse, sempre de forma piorada. Mas é necessário negociar a implantação imediata destes direitos, ainda que de forma limitada, para em seguida lutar pela ampliação destes direitos.

    Deixar de exigir a implantação imediata, mesmo da forma piorada apresentada pelo governo, representa um jogo que interessa ao governo, e politicamente à direção sindical também. O primeiro terá a desculpa de que o governo apresentou uma proposta, mas que o sindicato está dificultando sua implementação; o segundo (a direção sindical) poderá manter seu discurso de que o governo não atende a nada.

    Se fosse uma direção menos fechada para a base da categoria, saberia que poderia continuar criticando o governo ao mesmo tempo em que conquistaria pequenos direitos dos educadores. Mas a mistura entre os interesses partidários da Articulação (que detém a máquina do sindicato há 30 anos) e os interesses da categoria, relegados estes a segundo plano, tem provocado sérios prejuízos.

    Voltaremos a este tema posteriormente.

    Um forte abraço a todos e força na luta! Até a nossa vitória!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MeninoMaluquinho2 de julho de 2012 11:07

      Discordo. [Todo servidor público tem direito, a cada cinco anos de trabalho, a três meses de férias-prêmio. Para gozá-las, o servidor deverá preencher requerimento no órgão onde trabalha.] (RESOLUÇÃO Nº 22 /2003). O que o governo propõe é concessão de privilégio para 10% dos trabalhadores, sem embasamento legal. Qual a justificativa para isso? Quem se enquadrará nesses "10%" e por quê? Baseado em quais critérios? Isso é manipulação. Aceitar poucas oportunidades? Isso não é questão de conquista ou fracasso, e sim submissão à esmolas. Nessa situação particular não se trata de dificultar uma proposta apresentada pelo governo, seria provocar prejuízos aos 90% que gozam da mesma prerrogativa. É como exigir a implementação de 1/3 de tempo extraclasse ao menos para 10% da categoria. Se é Lei, é direito de toda classe. Em contrapartida, deve-se considerar que pode haver conchavo entre sindicato e governo, por questões de contenção de gastos - o que sempre sobra para os servidores em educação - o sindicato "não negocia" (entre aspas mesmo, que a gente não sabe ao certo quem levou o quê nessa articulação) e o governo não libera as férias prêmio. Ficando a coisa do jeito que o diabo gosta.

      Excluir
    2. Marly tem toda razão,não existe isso de tudo ou nada como o SINDINUTIL quer,vencemos de degrau em degrau..

      Excluir
    3. I - o servidor com direito a conversão das férias prêmio em espécie; e
      II - o servidor que implementa os requisitos para aposentadoria, o qual
      poderá afastar-se pelo período aquisitivo de direito, após a publicação
      do ato que autoriza seu afastamento.
      §2º Para atender ao percentual de que trata o caput, será dada prioridade
      de atendimento ao servidor que comprove:
      I - maior saldo de férias prêmio por usufruir adquiridas após
      29/02/2004;
      II - cumprimento do requisito de tempo de contribuição para aposentadoria,
      ou que vier a implementá-lo até o semestre subsequente ao
      pedido, anteriormente à data pretendida para o início do afastamento;
      III - cumprimento do requisito de idade para aposentadoria ou que vier
      a completá-la até o semestre subsequente ao pedido, anteriormente à
      data pretendida para o início do afastamento.
      §3º Ocorrendo empate na aplicação dos critérios previstos nos incisos
      do parágrafo anterior, terá preferência o servidor com:
      I - maior tempo de serviço público estadual;
      II - melhor resultado de avaliação de desempenho no último período
      avaliatório;
      III - idade maior.
      §4º Compete à direção da escola organizar, por semestre, a escala dos
      afastamentos a serem deferidos nos termos deste artigo e protocolizá-la
      na Superintendência Regional de Ensino - SRE - da respectiva jurisdição,
      até o dia 10 de junho e 10 de dezembro, conforme previsão de
      afastamentos para o 2º semestre do mesmo ano e 1º semestre do ano
      subsequente, respectivamente.
      §5º Compete à SRE aprovar a escala organizada pela escola e publicar
      os atos de afastamentos.
      §6º Em casos excepcionais, respeitado o percentual estabelecido no
      caput deste artigo e após anuência de todos os interessados, poderá
      haver alteração na escala de que trata o § 4º para nela incluir servidor
      que comprove, justificadamente, a necessidade de afastamento
      imediato.
      §7º Havendo conflito de interesse, a direção da escola poderá transferir
      a decisão para o Colegiado Escolar.
      §8º As alterações efetuadas na escala deverão ser comunicadas, imediatamente,
      à SRE para os devidos processamentos.
      §9º A SRE deverá informar à SEE/SG/SPS, até o dia 15 de janeiro e 15
      de julho, o número de servidores, por carreira, que usufruirão as fériasprêmio,
      no primeiro e segundo semestre de cada ano, respectivamente.
      Art. 4º A autorização para o afastamento em férias-prêmio será concedida
      por período mínimo de 1 (um) mês e máximo de 2 (dois) meses.
      Art. 5º O afastamento em férias-prêmio deverá ser precedido de:
      I - requerimento do servidor à chefia imediata, até 30 de novembro de
      cada ano, para afastamento no primeiro semestre do ano subsequente e
      até 31 de maio, para afastamento no segundo semestre do mesmo ano;
      II - deferimento pela autoridade competente.
      §1º O servidor deverá aguardar em exercício a publicação do ato que
      autoriza seu afastamento.
      §2º No caso do servidor que, na data pretendida para o início das férias
      prêmio, não tenha completado todos os requisitos para a aposentadoria,
      serão observados os critérios da escala previstos no §4º do art. 3º
      desta Resolução.
      Art. 6º Para o segundo semestre de 2012 será autorizado o afastamento
      em férias prêmio de 10% (dez por cento) dos servidores em exercício
      na escola estadual que têm direito a esse benefício, nos termos desta
      Resolução.
      Parágrafo único – Excepcionalmente no 2º semestre de 2012, o prazo
      de que trata o §4º do art. 3º será 30 de julho.
      Art. 7º Fica revogada a Resolução SEPLAG nº 074, de 1º de novembro
      de 2010.
      Art. 8º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.
      Belo Horizonte, 02 de julho de 2012.
      RENATA MARIA PAES DE VILHENA

      Excluir
    4. minas gerais 3 de julho de 2012 parte 1
      RESOLUÇÃO-CONJUNTA SEPLAG/SEE Nº
      8656, DE 02 DE JULHO DE 2012.
      Estabelece critérios para afastamento em férias-prêmio dos servidores
      da Secretaria de Estado de Educação em exercício nas escolas
      estaduais.
      A SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO e
      a SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO no uso da competência
      que lhes confere o inciso III do § 1º do art. 93 da Constituição do
      Estado, nos termos do Decreto nº 43.285, de 25 de abril de 2003, e da
      Resolução SEPLAG nº 22, de 25 de abril de 2003,
      RESOLVEM:
      Art. 1º O afastamento em férias-prêmio dos servidores das carreiras
      dos Profissionais de Educação Básica, de que trata a Lei nº 15.293, de
      05 de agosto de 2004, em exercício nas escolas estaduais, obedecerá
      aos critérios estabelecidos na Resolução nº 22, de 25 de abril de 2003,
      e nesta Resolução.
      Parágrafo único. Não será concedido afastamento em férias-prêmio
      relativo ao período que o servidor puder ter convertido em espécie.
      Art. 2º O afastamento do servidor em férias-prêmio poderá ser autorizado
      se atendidos todos os critérios de conveniência e oportunidade da
      Administração Pública relacionados no art. 2º da Resolução SEPLAG
      nº 22, de 2003, exceto o disposto nos seus incisos II e III.
      Art. 3º Será autorizado afastamento de 20% (vinte por cento) do total
      dos servidores em exercício na escola estadual, com direito ao afastamento
      em férias-prêmio adquirido após 29/02/2004, sendo 10% (dez
      por cento) por semestre.
      §1º Na base de cálculo e no percentual de que trata o caput não serão
      considerados:
      I - o servidor com direito a conversão das férias prêmio em espécie; e
      II - o servidor que implementa os requisitos para aposentadoria, o qual
      poderá afastar-se pelo período aquisitivo de direito, após a publicação
      do ato que autoriza seu afastamento.
      §2º Para atender ao percentual de que trata o caput, será dada prioridade
      de atendimento ao servidor que comprove:
      I - maior saldo de férias prêmio por usufruir adquiridas após
      29/02/2004;
      II - cumprimento do requisito de tempo de contribuição para aposentadoria,
      ou que vier a implementá-lo até o semestre subsequente ao
      pedido, anteriormente à data pretendida para o início do afastamento;
      III - cumprimento do requisito de idade para aposentadoria ou que vier
      a completá-la até o semestre subsequente ao pedido, anteriormente à
      data pretendida para o início do afastamento.

      Excluir
  72. ((((Oi, acompanho o twiter da renata vilona, e ela disse que so vai pronunciar sobre a produtividade no segundo semestre..ok!!!))))
    - Acredito que dessa vez vamos receber logo, quem sabe, antes de outubro. Ano político, "sacumé, né?".
    Um grande abraço a todos.
    Euler, muito boa a sua reflexão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O segundo semestre termina em 31/12.

      Esperamos que ela se pronuncie o mais rápido possível e ainda no 2° semestre de 2012.

      Excluir
  73. Carlos ATB./Juiz De Fora1 de julho de 2012 12:17

    O professor Euler Conrado refenda o meu posicionamento.
    Marly Gribel | domingo, 1 de julho de 2012

    O professor Euler Conrado sempre brilhante na suas análises se posiciona no seu blog e eu não poderia me furtar de publicar aqui o seu pensamento.

    Euler Conrado é a mente mais brilhante e equilibrada da categoria hoje em Minas ( justo, ponderado e com o perfil certo para conduzir o sindicato ) .

    É necessário que a categoria coloque seu nome na disputa pela Direção sindical e abrace esta campanha , caso contrário, prevalecerá o continuísmo - estas forças retrógradas que comandam o sindicato há 30 anos e que nada podem oferecer para nós- Mais do que a conquista de Direitos neste momento, precisamos ter uma nova direção sindical- caso contrário, permanecerá este pão e circo.




    "A comandante Marly Gribel foi mais uma vez feliz na sua análise acerca das negociações entre governo e sindicato. Instala-se uma briga entre as cúpulas políticas, ambas representando interesses partidários e de governos, e a categoria fica a ver navios.

    É certo que a direção sindical não pode abrir mão dos direitos coletivos, de todos, mas não pode deixar escapar, como tem feito, as poucas oportunidades de conquistas, mesmo que temporariamente parciais. Como observou bem a Marly, a técnica do tudo ou nada tem resultado em nada para a categoria. E a conquista momentânea, mesmo que não seja a ideal, abre precedente para que aqueles que não foram contemplados possam brigar por direitos iguais.

    Na prática, depois de cortar todos os nossos direitos, o governo começa a liberar a conta-gotas alguns direitos, como férias-prếmio, 1/3 de tempo extraclasse, sempre de forma piorada. Mas é necessário negociar a implantação imediata destes direitos, ainda que de forma limitada, para em seguida lutar pela ampliação destes direitos.

    Deixar de exigir a implantação imediata, mesmo da forma piorada apresentada pelo governo, representa um jogo que interessa ao governo, e politicamente à direção sindical também. O primeiro terá a desculpa de que o governo apresentou uma proposta, mas que o sindicato está dificultando sua implementação; o segundo (a direção sindical) poderá manter seu discurso de que o governo não atende a nada.

    Se fosse uma direção menos fechada para a base da categoria, saberia que poderia continuar criticando o governo ao mesmo tempo em que conquistaria pequenos direitos dos educadores. Mas a mistura entre os interesses partidários da Articulação (que detém a máquina do sindicato há 30 anos) e os interesses da categoria, relegados estes a segundo plano, tem provocado sérios prejuízos."
    http://gribelm.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  74. Carlos ATB./Juiz De Fora1 de julho de 2012 12:22

    Peço a imediata candidatura de comandante Euler, Ivete, Marly, Romulo. André Buzina...
    Não podemos acabar com nossas carreiras como Beatriz está fazendo!
    Peço aos colegas professores que se manifestem urgente! lanço meu apelo ....
    desde já agradeço..
    Composição da chapa JÁ!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rogério/matemática1 de julho de 2012 19:24

      Apoiado!!

      Excluir
    2. Prof Ubiratam/Uberlândia1 de julho de 2012 19:27

      Faço da sua as minhas palavras! Euler!!!!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    3. Prof SÉRGIO/BIOLOGIA/BH1 de julho de 2012 19:32

      Estou com vocês!Parabéns grande professora Marly Gribel, ele é o nosso escolhido!!!
      Sérgio

      Excluir
    4. Prof Herculano /contagem1 de julho de 2012 20:06

      Estou com vocês! manifestem companheiros(as)

      Excluir
    5. Solange/Montes Claros1 de julho de 2012 20:11

      Não existe alguém igual Comandante EULER....
      Avante.... composição da chapa!!!!!!!!!!!!

      Excluir
    6. Rosana/Montes Claros1 de julho de 2012 21:31

      Apoiadissimo!

      Excluir
    7. Turma de Uberaba2 de julho de 2012 00:17

      Euler tem nosso total apoio . lance sua candidatura!
      Abraços
      Turma de Uberaba

      Excluir
    8. APOIADÍSSIMO!!!
      Patrícia, Montes Claros.

      Excluir
  75. Carla pedagoga/bh1 de julho de 2012 12:49

    É AGORA A HORA DA MUDANÇA
    Euler Conrado é a mente mais brilhante e equilibrada da categoria hoje em Minas ( justo, ponderado e com o perfil certo para conduzir o sindicato ) .

    É necessário que a categoria coloque seu nome na disputa pela Direção sindical e abrace esta campanha , caso contrário, prevalecerá o continuísmo - estas forças retrógradas que comandam o sindicato há 30 anos e que nada podem oferecer para nós- Mais do que a conquista de Direitos neste momento, precisamos ter uma nova direção sindical- caso contrário, permanecerá este pão e circo.

    ResponderExcluir
  76. Anônimo30 de junho de 2012 19:48

    "...VOTAR NULO É BURRICE, SE VOCE VOTA NULO, FORTALECE O INIMIGO, AFINAL ELE TEM JÁ ALGUEM QUE COM CERTEZA VAI VOTAR NELE, TEMOS É QUE FORTALECER O OUTRO LADO..."

    Que outro lado, caro colega??? Nestes conchavos politiqueiros só existe mesmo um lado: o lado dos sujos dos políticos.

    Você ainda não percebeu, que em quase 30 anos de falsa democracia, essa corja se divide em diferentes partidos, mas tem a mesma ideologia politiqueira??? Não importa se é PSDB, PT, PMDB, sei lá o que, quando chegam ao poder eles agem da mesma forma, ou seja, não fazem nada, nadinha para mudar o "status quo" vigente.

    Portanto, não se iluda achando que existe algum outro lado que se possa apoiar e que supostamente estaria a nosso favor.

    Voto nulo neles...

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rômulo Santos, estou contigo.É isso mesmo, mudam-se de partido, mas não mudam as idéias.
      Já voto nulo a muitos anos e não me arrependo.
      Estes políticos só prometem e o povo cai novamente.Quando estão no poder é só banana pra gente.Fora qualquer partido.Eca....

      Excluir
    2. Anular voto é uma atitude alienada, de quem não se importa com o rumo do país. Retirar-se da discussão é fácil, porém perigoso.

      Tenho lido tanta asneira aqui... que só dá desânimo... PQP viuu?

      Excluir
  77. De onde surgiu este PR (partido da república)que vem com este projeto ridículo de bonus para o professor? Pensem no dinheiro que será gasto todo ano para avaliar professor.Este pessoal não entende nada de educação.Imaginem:todo ano se submeter a prova elaborada não se sabe por quem. Dinheiro que não incorpora.. um ano você ganha no outro pode não ganhar.Que gasto de energia neste país para enganar professor e fazer de conta que está investindo em educação.Vamos repudiar esta idéia. Parece até encomenda para dar tombo em aposentado e acabar com a carreira como fez o governo de Minas. Haja!!!!

    ResponderExcluir
  78. Minas 247

    PT rompe com PSB e lança candidato em BH

    SERÁ O VICE-PREFEITO ROBERTO CARVALHO, QUE DISPUTARÁ CONTRA O ATUAL OCUPANTE DO CARGO, MÁRCIO LACERDA; DECISÃO MUDA O QUADRO NACIONAL E PODERÁ TER REPERCUSSÕES EM 2014
    30 de Junho de 2012 às 19:00

    247 – Acaba de sair o resultado da convenção do PT, em Belo Horizonte. Confirmando notícia antecipada pelo 247, o partido decidiu lançar candidatura própria na capital mineira. O candidato será Roberto Carvalho, que é o atual vice-prefeito de Márcio Lacerda, do PSB. A decisão significa o rompimento da aliança entre os dois partidos não só em Minas, mas em várias regiões do País. Em Recife, a frente dos partidos de esquerda foi também rompida. O PT concorrerá com uma chapa puro-sangue, formada por Humberto Costa e João Paulo, enquanto o PSB lançou Geraldo Júlio.
    No caso de Belo Horizonte, Roberto Carvalho conta com o apoio do ex-prefeito Patrus Ananias e com a neutralidade do ministro Fernando Pimentel, que pode disputar o Palácio da Liberdade em 2014 e, a princípio, apoiava a aliança com Marcio Lacerda – Pimentel, no entanto, prometeu não interferir na questão local.
    Leia, abaixo, notícia publicada agora há pouco pelo jornal O Tempo:
    PT anuncia candidatura própria para prefeitura de BH
    O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou na tarde deste sábado (30) que lançará candidatura própria para a prefeitura de Belo Horizonte, o que significa rompimento com Márcio Lacerda, que confirmou sua candidatura pelo PSB no fim da tarde de hoje.
    Durante convenção do PT, os membros do partido aprovaram a medida por 11 votos a 4. O nome do candidato não foi anunciado, mas o único inscrito é o atual vice-prefeito de Belo Horizonte, Roberto Carvalho.

    ResponderExcluir
  79. Não há mal que dure para sempre.

    ResponderExcluir
  80. RETIRADO DO BLOG MARLY GRIBEL
    O professor Euler Conrado referenda o meu posicionamento.
    Marly Gribel | domingo, 1 de julho de 2012
    O professor Euler Conrado sempre brilhante nas suas análises se posiciona no seu blog e eu não poderia me furtar de publicar aqui o seu pensamento.

    Euler Conrado é a mente mais brilhante e equilibrada da categoria hoje em Minas ( justo, ponderado e com o perfil certo para conduzir o sindicato ) .

    É necessário que a categoria coloque seu nome na disputa pela Direção sindical e abrace esta campanha , caso contrário, prevalecerá o continuísmo - estas forças retrógradas que comandam o sindicato há 30 anos e que nada podem oferecer para o conjunto da categoria - Mais do que a conquista de Direitos, precisamos ter uma nova direção sindical- caso contrário, permanecerá este pão e circo.




    "A comandante Marly Gribel foi mais uma vez feliz na sua análise acerca das negociações entre governo e sindicato. Instala-se uma briga entre as cúpulas políticas, ambas representando interesses partidários e de governos, e a categoria fica a ver navios.

    É certo que a direção sindical não pode abrir mão dos direitos coletivos, de todos, mas não pode deixar escapar, como tem feito, as poucas oportunidades de conquistas, mesmo que temporariamente parciais. Como observou bem a Marly, a técnica do tudo ou nada tem resultado em nada para a categoria. E a conquista momentânea, mesmo que não seja a ideal, abre precedente para que aqueles que não foram contemplados possam brigar por direitos iguais.

    Na prática, depois de cortar todos os nossos direitos, o governo começa a liberar a conta-gotas alguns direitos, como férias-prếmio, 1/3 de tempo extraclasse, sempre de forma piorada. Mas é necessário negociar a implantação imediata destes direitos, ainda que de forma limitada, para em seguida lutar pela ampliação destes direitos.

    Deixar de exigir a implantação imediata, mesmo da forma piorada apresentada pelo governo, representa um jogo que interessa ao governo, e politicamente à direção sindical também. O primeiro terá a desculpa de que o governo apresentou uma proposta, mas que o sindicato está dificultando sua implementação; o segundo (a direção sindical) poderá manter seu discurso de que o governo não atende a nada.

    Se fosse uma direção menos fechada para a base da categoria, saberia que poderia continuar criticando o governo ao mesmo tempo em que conquistaria pequenos direitos dos educadores. Mas a mistura entre os interesses partidários da Articulação (que detém a máquina do sindicato há 30 anos) e os interesses da categoria, relegados estes a segundo plano, tem provocado sérios prejuízos."

    ResponderExcluir
  81. http://www.youtube.com/watch?v=TqDmEu-88iE&feature=youtu.be

    ResponderExcluir
  82. Estou contigo, anônimo das 19:15h eu também nunca vi nenhum dessa gente lá de cima fazer prova para ganhar aumento...

    ResponderExcluir
  83. João Paulo Ferreira de Assis1 de julho de 2012 19:01

    Prezado amigo Professor Euler

    Li a tal carta da tal Marta Panunzio, e apesar de algumas coisas certas que ela disse, como a defesa da escola integral e investimentos em educação, essa senhora é de um preconceito atroz. Peço aos colegas que leiam a carta dela com espírito crítico, pois ela escreveu outra por ocasião das eleições, e esta carta foi rebatida no site do Instituto Zequinha Barreto, que colocou as objeções em vermelho. Ela é contrária a qualquer política de inclusão social. E me chamou a atenção que sua carta foi escrita da Fazenda Água Limpa.
    O tal blog Revoltados on-line é extremamente desrespeitoso para a Presidenta Dilma, que lá é chamada de Dilmão (para insinuar uma homossexualidade) e inclusive chamou a Marcela Temer de ''primeira-dama'' do ''Dilmão'', que também é chamado de PRESIDANTA. Ou seja, ofende a presidenta da Nação Brasileira com o epíteto de anta.
    Professores, essa senhora é aliada dos nossos inimigos, ela é tão ''professora'' quanto o nosso governador. Cuidado com as armadilhas.

    Saudações, João Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
  84. Raimundo Santos,João Paulo Ferreira de Assis.componham a chapa com o Comandante EULER.. precisamos de pessoas assim , Raimundo na certeza que você conseguirá a asedão de 50% de adesão da categoria ou mais...Euler lance sua candidatura!
    abraços
    Maria Helena

    ResponderExcluir
  85. Com a polemica do questão do voto nulo, eu li essa maravilha no twitter e decidi mostrar a vocês:
    " Gisele Andrade ‏@GiseleAndrade8

    O castigo dos bons que não fazem política é serem governados pelos maus.
    Retweetado por beatriz amorim
    Expandir

    Responder
    Retweetado
    Marcado como Favorito"
    Eu marquei como favorito. E penso que devemos pesquisar muito antes de votar. Sempre tem bons politicos e grandes estadistas.

    ResponderExcluir
  86. AÉCIO/ANASTASIA,

    O COMEÇO DO FIM,

    NÃO HÁ MAL QUE DURE PARA SEMPRE.

    ResponderExcluir
  87. Por que o Portal do Servidor está fora do ar? Alguém sabe explicar?

    ResponderExcluir
  88. Se quisermos varrer o PSDB da face da terra temos de ficar atentos às outras forças funestas como também o PT e os outros demais partidos que contam com seus apoiadores e adeptos e fazer valer a real democracia, a liberdade de pensamento e expressão, a laicização do Estado (separação da igreja do Estado) pois há a intromissão da igreja em questões relevantes da política do Estado, uma coisa é a legislação e outra a realidade que ocorre no país. Tudo isso deve ser levado em consideração para se fazer valer os direitos dos pobres, que não podem ser tratados como desqualificados mas como cidadãos com seus direitos plenos.

    FAÇAMOS A REFORMA AGRÁRIA, A REFORMA TRIBUTÁRIA, A REFORMA ELEITORAL E A REFORMA URBANA COM A PARTICIPAÇÃO PLENA DOS CIDADÃOS LEVANDO EM CONSIDERAÇÃO OS SEUS DIREITOS DIMINUINDO O FOSSO DE DESIGUALDADE QUE CAMPEIA NO PAÍS E PUNINDO COM SEVERIDADE OS CORRUPTOS, PRINCIPALMENTE AQUELES QUE LESAM O ERÁRIO PÚBLICO.

    ResponderExcluir
  89. EULER, NÃO ACHA QUE AGORA É O MOMENTO DE FAZER A MAIOR ASSEMBLÉIA DE PROFESSORES DO ESTADO, EM FRENTE A ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA, E UMA PASSEATA MONSTRO PARA DEMONSTRARMOS QUE VAMOS AGIR NAS PRÓXIMAS ELEIÇÕES!!!!!!!
    POR QUE OS ZUMIS DO SINDINUTIL NÃO MOSTRAM A CARA. O NGD PODERIA PUXAR ESSA MANIFESTAÇÃO.
    AGORA É A HORA!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  90. Companheirada,
    Não sei porque ainda existe a profissão de professor(a), me sinto uma inútil, meus alunos não querem aprender, o governo e a sociedade não valorizam o nosso trabalho.
    Sinto uma vontade enorme de mudar de profissão e acabarei estudando outro curso e saindo desta área sem razão para continuar existindo.

    ResponderExcluir
  91. Resposta sobre voto nulo

    Gracieusa Brito escreveu:

    "...E penso que devemos pesquisar muito antes de votar. Sempre tem bons politicos e grandes estadistas..."

    Cara colega professora,

    também acho que ainda existam "bons políticos e grandes estadistas". Entretanto, "bons políticos e grandes estadistas" têm se transformado em verdadeiros inimigos sociais do povo brasileiro. Isso, porque se antes de chegarem ao poder eram "bonzinhos", uma vez no poder passam para uma metamorfose e acabam virando "sanguessugas lesa-pátria". Observe que em quase 30 anos de falsa democracia, temos visto isto acontecer a cada nova eleição neste país. Por exemplo, o PT, que antes era promessa de total honestidade, transparência e ideologia calçada nos movimentos sociais de luta, hoje se rendeu aos conchavos politiqueiros, eliminando totalmente a esquerda no Brasil.

    Enquanto permanecer esse mesmo sistema político vigente no Brasil não adianta votar em possíveis políticos "bonzinhos". Certamente que eles serão solapados e engolidos pela hordas corruptas existentes na politicagem nacional.

    É preciso uma reforma política e eleitoral neste país para que realmente a carreira política deixe de ser um covil de bandidos, um meio de vida sujo, em que a cada nova eleição se vê hordas e mais hordas, filas e mais filas de candidatos a vereadores, deputados, presidente, etc...

    Portanto, antes de votar é preciso exigirmos uma reforma política já. Entretanto, como qualquer reforma política teria que ser iniciada pelos bandidos que estão no poder, é natural entender que ela nunca acontecerá. Eles se recusarão a fazê-la, criando brechas e mais brechas, obstáculos e mais obstáculos na legislação vigente para impedir que aconteça qualquer mudança que coloque em risco o "status quo" vigente do qual eles tiram proveito ilícito.

    Portanto, não nos resta outra alternativa senão rejeitar todos eles de uma só vez através do voto nulo. Certamente que uma grande soma de votos nulos, levaria a uma repercussão nacional e internacional sem precedentes. Aí sim, poderíamos ter reflexões que levariam a mudanças.

    Do contrário, é continuar votando, votando, votando...e permanecendo "tudo como antes no quartel de Abrantes..."

    Voto nulo neles...

    Atenciosamente,

    Raimundo Santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adendo: "bons políticos e grandes estadistas" ??
      só se for fora do Brasil !!

      Excluir
  92. Anular é uma atitude alienada, de quem não se importa com o rumo do país. Retirar-se da discussão é fácil, porém perigoso pois os maus políticos é que serão eleitos!

    Cida

    ResponderExcluir
  93. UM ABSURDO O SINDUTEMG ENTREVISTAR O SENADOR CRISTOVAM BUARQUE E NA ENTREVISTA FALA SOBRE O RIO GRANDE DO SUL E O TARSO GOVERNADOR NÃO PAGA O PISO SALARIAL AOS PROFESSORES DE LÁ SE O SINDICATO É DAQUI DE MINAS POR QUE NÃO FALOU DO ANASTAZIA???DEVERIA FALAR DO GOVERNADOR DAQUI E NÃO DE OUTRO ESTADO POIS O SINDUTE E DE MINAS GERAIS.DÁ PARA PERCEBER UMA INTENÇÃO DE NÃO TOCAR NO TÃO QUERIDINHO GOVERNOZINHO DE MINAS.ISSO CHEIRA ALGUMA COISA QUE NÃO QUERO NEM IMAGINAR.ABSURDO ISSO.FICA PARECENDO QUE ESTE SINDINUTIL DEFENDE O GOVERNADOR DE MINAS OU QUE NÃO QUEIRA QUEIMAR O FILME DELE.ACHEI UM VERDADEIRO ABSURDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é o cheiro do enxofre

      Excluir
    2. Acho que está havendo um engano.Não sei quem entrevistou o Cristóvam,mas o sindute é do Brasil,todos os Estados têm seu sindute.O sindutemg é o de Minas Gerais.

      Excluir
    3. kkkkkkkkkkkkkkk só rindo do anônimo acima! Nem entendeu nada!

      Lourdinha

      Excluir
  94. Se o Senador Cristovam Buarque propõe pedido de
    IMPEACHMENT para governadores e prefeitos que
    não pagam o piso salarial, então porque não
    nos mobilizamos? Nos falta coragem?

    ResponderExcluir
  95. Cristovam Buarque pede impeachment para quem não paga piso salarial

    O senador Cristovam Buarque (PDT-DF) faz da educação a sua principal bandeira. Ex-governador do Distrito Federal, ex-reitor da Universidade Nacional de Brasília e ex-ministro da Educação, ele chegou até a ser criticado por falar insistentemente no assunto quando disputou a Presidência da República em 2006.

    Autor da lei que institui o piso nacional do magistério, o pedetista não economiza crítica aos governadores que não pagam o salário previsto na norma e regulado pelo Ministério da Educação (MEC).

    Para o senador, quem não cumpre a lei deveria ser cassado. "O Ministério Público precisa pedir o impeachment dos governadores e prefeitos que não cumprem o piso. Como é possível que um governador não cumpra a lei?", indigna-se.

    Nesta entrevista, Cristovam Buarque avalia a situação do Rio Grande do Sul e a atuação do governador Tarso Genro (PT), que o sucedeu quando deixou o Ministério da Educação – e o PT – em 2004. Para o senador, Tarso está "fora da lei" e não toma atitudes concretas para viabilizar o pagamento do piso.

    Como iniciou o debate em torno da proposta de estabelecer um piso nacional para os professores?

    Cristovam Buarque – A ideia começou já na Constituinte, quando o deputado Severino Alves apresentou um artigo na Constituição criando o piso. Mas isso ficou parado durante 20 anos. Em 2004 eu apresentei o projeto que criava o piso e em 2008 conseguimos que fosse aprovado, com o apoio do ministro da Educação (à época) Fernando Haddad (PT). Mas, assim que foi sancionada pelo ex-presidente Lula, a lei foi recusada por muitos governadores, que entrara com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal (STF), que acabou validando a norma.

    ResponderExcluir
  96. Segunda parte

    Agora muitos governadores questionam a legalidade do reajuste de 22% determinado pelo Ministério da Educação (MEC), conforme o valor do custo por aluno do Fundeb, como regula a lei.

    Cristovam – A proposta que veio do governo dizia que o reajuste seria no mínimo igual ao INPC. Mas, no mínimo, também, igual ao aumento do valor dos recursos transferidos pelo MEC para as prefeituras (Fundeb). Para o ministério, o aumento seria o maior índice dentre esses dois. E a variação do INPC foi de 6,8%, enquanto a transferência de recursos para as cidades foi de 22%. Então por isso o aumento terminou sendo de 22%.

    Os governadores tentaram impedir, mesmo depois de isso ser aprovado na Comissão de Educação, que se considerava aprovação terminativa e poderia ter ido direto para a presidente. Tentaram levar o tema para o plenário, mas não conseguiram.

    Com esse aumento, o piso passou a ser R$ 1.451. Muitos governadores não cumprem esse valor. O senhor tem defendido medidas enérgicas contra quem não paga o piso.

    Cristovam – Isso é uma desmoralização das instituições políticas brasileiras. O Congresso tomou a iniciativa, o Executivo sancionou, o Judiciário legitimou e tem governador que não está cumprindo a lei. O valor de R$ 1.451 ainda é muito pequeno. O Ministério Público precisa pedir o impeachment dos governadores e prefeitos que não cumprem o piso.Como é possível que um governador não cumpra a lei?

    Na sua avaliação, por que não pagam o piso?

    Cristovam – Na maioria dos casos é falta de interesse. Claro que há também falta de dinheiro. Mas, ao lado disso, há a apropriação de recursos públicos. As assembleias legislativas abocanham o dinheiro do Estado. Há também as dívidas dos estados com a União. Há muitos anos que defendo a troca dessas dívidas para que o dinheiro seja aplicado em educação. Defendi isso internacionalmente para o país quando eu era ministro. E o Tarso Genro continuou defendendo, chegou até a negociar a dívida brasileira com a Espanha. O Tarso deveria estar liderando a troca da dívida dos estados com a União para colocar dinheiro na educação. É preciso negociar com os credores. A dívida com a educação e com as crianças é muito mais importante que a dívida com os bancos e com a União. Mas não vejo o governador se mover nessa direção.

    ResponderExcluir
  97. Manifeste categoria precisamos Do Comandante Euler no sindicato...
    PAREM PARA LER!!!!!!!!!!!!REFLITAM!!!!!!!!!!!QUEREM O MESMO GRUPO de 30 anos perpetuando em perdas e desafasagem...
    Vocês apoiam?

    ResponderExcluir
  98. É chocante mas verdadeiro!
    "Antigamente os cartazes nas ruas, com rosto de criminosos, ofereciam recompensas; hoje em dia, pedem votos". Ai que preguiça desta MG...Triste sina a do Brasil, não?

    ResponderExcluir
  99. O Anastasia esteve aqui em São João del Rei sábado inaugurando uma escola e nem sinal do sind ute entre os poucos estudantes que manifestavam enfrentando a polícia.Eles só querem o 1% da contribuição para passear e iludir a categoria. Desfiliação em massa já!

    ResponderExcluir
  100. E OS OUT DOORs??????????????????

    ResponderExcluir
  101. http://www.novojornal.com/politica/noticia/acao-penal-de-marcio-lacerda-obriga-procurador-geral-a-agir-02-07-2012.html

    ResponderExcluir
  102. João Paulo Ferreira de Assis3 de julho de 2012 00:06

    Prezado anônimo das 18:20: explique melhor esse negócio do impeachment de governadores e prefeitos que não cumprem a lei do piso, será se a minha ideia, que através de vereador Toninho Salomão do PT de Carandaí foi passada aos deputados do partido vai frutificar?

    EXPLICO: Minha ideia é de que se alterasse as competências do Congresso Nacional nos artigos 51 e 52 da Constituição, incluindo processar governadores de Estado que não cumprissem a lei 11738. Mas aí seria o caso de competência subsidiária. A Câmara dos Deputados só autorizaria e o Senado só processaria, depois que a maioria da Assembleia tivesse rejeitado o pedido de impeachment, sem motivos para fazê-lo.

    ResponderExcluir
  103. João Paulo Ferreira de Assis3 de julho de 2012 00:07

    Quero agradecer a Maria Helena BH a lembrança do meu nome para a chapa, junto com o Professor Euler e com o Professor Raimundo Santos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof Sebastião/Contagem3 de julho de 2012 19:31

      Companham a chapa companheiro Jõao Paulo, Raimmundo Santos, Ivete, Rômulo. André Buzina, Marly Gribel, e o nosso lider Comandante Euler Conrado
      Apoio vocês!

      Excluir
    2. Prof Emilio . Zona da Mata3 de julho de 2012 19:34

      Emilio/Geralda/Zona da Mata disse...

      Por fim o governador liberou hoje as férias prêmio...10% se fosse esperar pela DEsestruturada BEATRIZ nada teriamos volto a combater em seu blog BEATRIZ já não representa a categoria....tanto que Anastasia já não a escuta....
      Fizemos vários apelos como categoria e como educadores.. agora vamos para nossa batalha o que ele ofereceu em 2011 o piso para os 153 mil que voltaram para VB.... ACEITAMOS ANASTASIA....
      PEÇO A EULER COMPOR A CHAPA IMEDIATAMENTE.....
      SAI DO MURO COMANDANTE PRECISAMOS DE VOCÊ!
      abraços

      Excluir
  104. João Paulo Ferreira de Assis3 de julho de 2012 00:18

    Prezados companheiros de luta

    A ideia do bônus embora nos obrigue a fazer uma prova, é boa, pois se este for de uns dois mil reais, já vai dar um bom dinheiro. E se o Cristovam Buarque conseguir emplacar o projeto da carreira nacional do magistério, pode ser que essa prova que o PR preconiza para nós, seja considerada como aprovação em concurso.
    Já que eles tocaram no assunto, o negócio é pressionar os deputados, pois eu sinto dizer para vocês, mas o subsídio veio para ficar. Então, comecemos a estudar para fazer essa prova.
    Resta saber se ela será de conhecimentos específicos. Se for, tanto melhor.

    ResponderExcluir
  105. CONCOERDO COM QUEM É A FAVOR DO VOTO NULO.MESMO QUE FALEM QUE É UMA ATITUDE ALIENADA, NÃO VOU TESTAR OUTRA OPÇÃO POIS ANDO TESTANDO E DANDO MEU VOTO A BONS E DITOS"SÉRIOS" E NADA ACONTECEU ATÉ HOJE.ENTÃO VOTAREI E FAREI CAMPANHA COM MEUS ALUNOS (JÁ ESTOU A TODO VAPOR) PARA O VOTO NULO.NÃO TEM OPÇÃO ENQUANTO NÃO TIVER UMA REFORMA NESTE PAÍS.CONTINUA TUDO DO MESMO JEITO.ALGUÉM AQUI VOTOU CERTO E SE DEU BEM??? DUVIDO SENÃO NÃO ESTARÍAMOS AQUI RECLAMANDO APAREÇA OS VOTANTES QUE ESTÃO SATISFEITOS E NOS DIGAM QUEM SABE PODEREMOS AINDA TER ESPERANÇAS??? CAMPANHA PARA QUE OS ELEITORES SATISFEITOS E QUE A VIDA DE MUITOS TENHA MUDADO COM ALGUMA ATITUDE DESSE POLÍTICO ESCREVA AQUI .POR FAVOR INICIAREMOS ESSA CAMPANHA NÃO ENCONTRO NENHUM CIDADÃO DE CARÁTER DIGNO DE SER MEU CANDIDATO.E MAIS QUE NÃO VAI FAZER A DIFERENÇA EM NADA NESTE PAÍS , NESSE ESTADO ALIENADO.MINAS É UM ESTADO ALIENADO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. VOTO NULO SEMPRE! O BRASIL QUE VIVEMOS MERECE.

      Excluir
  106. ´PDERÍAMOS NOS MOVIMENTAR E FAZER COMO O CRISTOVAM BUARQUE DISSE.OCUPAR AS OBRAS PARA A COPA 2014.O QUE ESTAMOS ESPERANDO? ISSO PODERÁ SER FEITO SEM CORTE DE PONTO.VAMOS GENTE .ASSIM NÃO PODEMOS FICAR.

    ResponderExcluir
  107. Gostaria de saber por que todas as vezes que acesso a página do sindute para ler as informações contidas me sinto vazia sem informações? Parece que sempre está faltando alguma coisa, a classe precisa ser mais esclarecida!!!
    Euler, seu blog me esclarece muito mais.
    abraços continuamos na luta.

    ResponderExcluir
  108. Amanhã dia 04/07 em toda MG será o dia D,isso é uma palhaçada,esse dia é o dia considerado de DESMORALIZAÇÃO,dos profissionais da Educação,principalmente o Professor,pois OS LÁ de Cima nunca entraram numa sala de aula,não sabe que esse dia teria que ser uma CHAMAD GERAL aos ALUNOS,eles é que não querem ter responsabilidade de estudar,aprender,por culpa do Sistemade Ensino que o Governo vem fazendo.O Professor já esgotou todos os recursos dispon´vel que tem em mãos para motivar os alunos e eles não querem,pois sabem que no final ele será aprovado e a maioria dos pais querem que seus filhos sejam aprovados,independende se adquiriram ou nãp algum conhecimento...Tá dificil ser professor hj em MG...Tudo de errado e que não dá certo o Culpado é o coitado que esta dentro da sala de aula...

    ResponderExcluir
  109. Pessoal,
    Todos já verificaram seus contracheques de junho no portal? EsTou perguntando , porque aqui em Governador Valadares, houve muitos erros para os quais não se tÊm explicação alguma. Eu mesmo tenho dois cargos, o 1º PEB1-P com 7 quinquênios e 10 biênios, apostila integral de Diretor de escola no valor deR$2.482,83 e mais o meu 2º cargo, no qual sou PEB1-M, com 6 quinquênios e 10 biênios também. Neste pagamento de junho estão baixando minha Vantagem Pessoal (correspondente ao apostilamento) de R$2.482,83 para apenas R$1.760,08. Ainda na época do Vencimento Básico, eu já recebia pela apostila, R$2.137,43. Agora pasmem! No meu 2º cargo, estão me posicionando lá no início de carreira, como PEB1-A e meu subsídio (essa desgraça), está baixando de R$1.818,,55 para R$1.386,00. Já reclamei na escola, na Superintendência, telefonei para a SEPLAG, enviei e-mail para a mesma, já obive resposta DIZENDO QUE LÁ APENAS PROCESSAM AS INFORMAÇÕES QUE VÊM DE CADA ORGÃO, mas cada setor está jogando a responsabilidade para o outro e nada de concreto puderam me explicar até agora. Acabo de passar e-mail para a SEE/MG expondo essa situação. Daí pergunto: É esse o Sistema Remuneratório transparente, tão defendido pela Senhora Secretária da SEPLAG, Renata Vilhena? Transparente em quê? Achei por bem colocar isso aqui no Blog, a fim de que vocês também possam verificar se na região de cada um também houve casos semelhantes ao meu.
    ALFREDO ANTONIO HERINGER
    GOVERNADOR VALADARES - MG

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu contra cheque também não está de acordo com os valores da linda cartinha enviada pelo governador.O valor do subsídio que veio este mês é inferior ao da carta,e a VTAP é maior.É pura incompetência, se o salário está congelado é só copiar todo mês o mesmo contra cheque.Quanta transparência!Fiquem de olho!
      Eu já mandei minha reclamação.

      Excluir
  110. Gente, vamos seguir esse blog também.Está otimo.
    http://professornetomota.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. infelizmente Gracieusa ESTE BLOG NÃO TRÁ NOSSO ACESSO, porque ele não veio para o lado do Euler , referencia sempre foi e será Euler Conrado
      e Marly Gribel
      abraços companheira

      Excluir
    2. Gracieusa Brito3 de julho de 2012 21:15

      Gente, vamos seguir esse blog também.Está otimo.
      http://professornetomota.blogspot.com.br/
      carissima Gracieusa Brito uma grande lutadora estou com o colega Anônimo3 de julho de 2012 22:52 , não seguirei, nem olharei este blog , me desculpe, para mim Euler é carismatico, um ser humano maravilhoso, nunca esqueceu seus laços e nem a categoria..tenho imenso orgulho dele e almejo o mesmo para o novo lider Sindical!
      bjos querida

      Excluir
  111. minas gerais parte 1 publicado hoje dia 3/07/2012
    RESOLUÇÃO-CONJUNTA SEPLAG/SEE Nº
    8656, DE 02 DE JULHO DE 2012.
    Estabelece critérios para afastamento em férias-prêmio dos servidores
    da Secretaria de Estado de Educação em exercício nas escolas
    estaduais.
    A SECRETÁRIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO e
    a SECRETÁRIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO no uso da competência
    que lhes confere o inciso III do § 1º do art. 93 da Constituição do
    Estado, nos termos do Decreto nº 43.285, de 25 de abril de 2003, e da
    Resolução SEPLAG nº 22, de 25 de abril de 2003,
    RESOLVEM:
    Art. 1º O afastamento em férias-prêmio dos servidores das carreiras
    dos Profissionais de Educação Básica, de que trata a Lei nº 15.293, de
    05 de agosto de 2004, em exercício nas escolas estaduais, obedecerá
    aos critérios estabelecidos na Resolução nº 22, de 25 de abril de 2003,
    e nesta Resolução.
    Parágrafo único. Não será concedido afastamento em férias-prêmio
    relativo ao período que o servidor puder ter convertido em espécie.
    Art. 2º O afastamento do servidor em férias-prêmio poderá ser autorizado
    se atendidos todos os critérios de conveniência e oportunidade da
    Administração Pública relacionados no art. 2º da Resolução SEPLAG
    nº 22, de 2003, exceto o disposto nos seus incisos II e III.
    Art. 3º Será autorizado afastamento de 20% (vinte por cento) do total
    dos servidores em exercício na escola estadual, com direito ao afastamento
    em férias-prêmio adquirido após 29/02/2004, sendo 10% (dez
    por cento) por semestre.
    §1º Na base de cálculo e no percentual de que trata o caput não serão
    considerados:
    I - o servidor com direito a conversão das férias prêmio em espécie; e
    II - o servidor que implementa os requisitos para aposentadoria, o qual
    poderá afastar-se pelo período aquisitivo de direito, após a publicação
    do ato que autoriza seu afastamento.
    §2º Para atender ao percentual de que trata o caput, será dada prioridade
    de atendimento ao servidor que comprove:
    I - maior saldo de férias prêmio por usufruir adquiridas após
    29/02/2004;
    II - cumprimento do requisito de tempo de contribuição para aposentadoria,
    ou que vier a implementá-lo até o semestre subsequente ao
    pedido, anteriormente à data pretendida para o início do afastamento;
    III - cumprimento do requisito de idade para aposentadoria ou que vier
    a completá-la até o semestre subsequente ao pedido, anteriormente à
    data pretendida para o início do afastamento.
    §3º Ocorrendo empate na aplicação dos critérios previstos nos incisos
    do parágrafo anterior, terá preferência o servidor com:
    I - maior tempo de serviço público estadual;
    II - melhor resultado de avaliação de desempenho no último período
    avaliatório;
    III - idade maior.

    ResponderExcluir
  112. parte 2 minas gerais Diário oficial
    §4º Compete à direção da escola organizar, por semestre, a escala dos
    afastamentos a serem deferidos nos termos deste artigo e protocolizá-la
    na Superintendência Regional de Ensino - SRE - da respectiva jurisdição,
    até o dia 10 de junho e 10 de dezembro, conforme previsão de
    afastamentos para o 2º semestre do mesmo ano e 1º semestre do ano
    subsequente, respectivamente.
    §5º Compete à SRE aprovar a escala organizada pela escola e publicar
    os atos de afastamentos.
    §6º Em casos excepcionais, respeitado o percentual estabelecido no
    caput deste artigo e após anuência de todos os interessados, poderá
    haver alteração na escala de que trata o § 4º para nela incluir servidor
    que comprove, justificadamente, a necessidade de afastamento
    imediato.
    §7º Havendo conflito de interesse, a direção da escola poderá transferir
    a decisão para o Colegiado Escolar.
    §8º As alterações efetuadas na escala deverão ser comunicadas, imediatamente,
    à SRE para os devidos processamentos.
    §9º A SRE deverá informar à SEE/SG/SPS, até o dia 15 de janeiro e 15
    de julho, o número de servidores, por carreira, que usufruirão as fériasprêmio,
    no primeiro e segundo semestre de cada ano, respectivamente.
    Art. 4º A autorização para o afastamento em férias-prêmio será concedida
    por período mínimo de 1 (um) mês e máximo de 2 (dois) meses.
    Art. 5º O afastamento em férias-prêmio deverá ser precedido de:
    I - requerimento do servidor à chefia imediata, até 30 de novembro de
    cada ano, para afastamento no primeiro semestre do ano subsequente e
    até 31 de maio, para afastamento no segundo semestre do mesmo ano;
    II - deferimento pela autoridade competente.
    §1º O servidor deverá aguardar em exercício a publicação do ato que
    autoriza seu afastamento.
    §2º No caso do servidor que, na data pretendida para o início das férias
    prêmio, não tenha completado todos os requisitos para a aposentadoria,
    serão observados os critérios da escala previstos no §4º do art. 3º
    desta Resolução.
    Art. 6º Para o segundo semestre de 2012 será autorizado o afastamento
    em férias prêmio de 10% (dez por cento) dos servidores em exercício
    na escola estadual que têm direito a esse benefício, nos termos desta
    Resolução.
    Parágrafo único – Excepcionalmente no 2º semestre de 2012, o prazo
    de que trata o §4º do art. 3º será 30 de julho.
    Art. 7º Fica revogada a Resolução SEPLAG nº 074, de 1º de novembro
    de 2010.
    Art. 8º Esta Resolução entra em vigor na data de sua publicação.
    Belo Horizonte, 02 de julho de 2012.
    RENATA MARIA PAES DE VILHENA
    Secretária de Estado de Planejamento e Gestão
    ANA LUCIA ALMEIDA GAZZOLA
    Secretária de Estado de Educação

    ResponderExcluir
  113. João Paulo Ferreira de Assis4 de julho de 2012 12:40

    Olha gente, embora eu ainda considere o voto nulo como um tiro no pé, pois permite que outros decidam por nós, e nem sempre pela melhor decisão, estou com um sentimento aqui na cidade onde moro de que talvez o melhor que eu faça é votar nulo. Senão vejamos: prefeito candidato a reeleição considerado inoperante, tendo como o seu antecessor, que teve quatro ou cinco contas rejeitadas. Do outro lado, um cara que era do PSDB, e agora entrou no PT e tem como vice um cabo eleitoral do Duarte Bechir. E como o Anastasia persegue administrações do PT, se o PT ganhar aqui, ele vai ter que se por nãs mãos do Duarte Bechir, que passará a mandar na cidade.
    De qualquer modo estaremos nas mãos do Anastasia.
    Parece que as circunstâncias políticas aqui da cidade onde moro deram razão a V.S. Professor Raimundo Santos.

    Eu, contudo, ainda não decidi o que fazer.

    Joao Paulo Ferreira de Assis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Paulo,vote no PT.Se o Patrus ganhar em BH adeus poder de Aécio,Anastasia e Bechir.Pense nisto.O próximo governador será do PT.

      Excluir
  114. O BLOG QUE SIGO É DO EULER E DA MARLY,PORTANTO NÃO ME INTERESSA OUTRO.

    ResponderExcluir
  115. MEU DEUS, ENQUANTO ISSO OS CONGRESSISTAS ESTÃO LÁ SE PREOCUPANDO EM AUMENTAR AINDA MAIS A IDADE PARA NÓOOOSSSSSS PODERMOS NOS APOSENTAR. NUNCA TEM UMA REGRA FIXA.... DE TEMPO EM TEMPO ELES MUDAM TUDO PARA NÓS OS TRABALHADORES, SEMPRE PARA MUITO PIOOOORRRRR. PARA ELES AS REGRAS SÃOO BEM MELHORES E MAIS VANTAJOSAS. SERÁ QUE NINGUEM VAI BOTAR UM BASTA NESSA FARRA DESSES SAFADOS QUE SÓ FICAM COGITANDO PIORAR A CADA DIA A VIDA DO REAL TRABALHADOR, QUEREM ACABAR COM NOSSA VIDA, COM NOSSAS ESPERANÇAS. NÃO AGUENTO MAIS ESTE PAÍS, DIGO,NÃO AGUENTO MAIS TANTA CORRUPÇÃO E LEIS INJUSTAS....

    ResponderExcluir
  116. E AÍ PESSOAL,
    VAMOS ASSISTIR OS DEPUTADOS APROVAREM A LEI DE APOSENTADORIA 95/85 PENALIZANDO MAIS UMA VEZ OS PROFESSORES, NO OBRIGANDO A TRABALHAR MAIS TEMPO SENDO QUE A CONSTITUIÇÃO NOS GARANTE APOSENTADORIA ESPECIAL.....? ´JÁ NÃO AGUENTO MAIS ESCOLA, ESTOU COM 27 ANOS DE SALA DE AULA E 47 DE IDADE, SE A LEI FICAR DO JEITO QUE ESTÁ NÃO PODEREI ME APOSENTAR AOS 50 ANOS DE IDADE, TEREI QUE ESPERAR MAIS 2 ANOS E MEIO E TRABALHAR 32 ANOS E MEIO. QUEREM NOS MATAR PRIMEIRO! SOCORROOOOOOOOO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parem de votar no PSDB. Pelo amor de Deus. Se continuarem a fortalecer o Aécio e o Satanasia, é isso que iremos ganhar.

      Excluir
  117. OS CONGRESSISTAS QUEREM MUDAR AS REGRAS DA APOSENTADORIA PARA PIOR...ALERTA GERAL....
    HÁ E PIOR, FAZEM TUDO ÁS PRESSAS E NA CALADA DA NOITE, DIGO, SEM QUE NINGUÉM PERCEBA. HÁ PREVISÕES DE QUE TUDO SEJA VOTADO JÁ PARA AGOSTO DE 2012.E O SINDE UTE,E OS SINDICATOS OUTROS, NINGUEM VAI SE MEXER???

    ResponderExcluir
  118. A OPORTUNIDADE É AGORA.

    Não há mal que dure para sempre.

    VEJAM:

    "Aécio apostou tudo em BH. E pode perder

    SENADOR DO PSDB TINHA A ELEIÇÃO CERTA PARA SEU CANDIDATO EM BH, O PREFEITO MARCIO LACERDA; RESOLVEU ARRISCAR E JOGOU DURO PELA SAÍDA DO PT DA ALIANÇA; AGORA, NÃO SÃO POUCOS OS TUCANOS QUE ESTÃO TEMEROSOS DE DERROTA DEPOIS QUE OS PETISTAS LANÇARAM O EX-MINISTRO PATRUS COMO CANDIDATO. SE PERDER NA CAPITAL DE MINAS, O PROJETO DE AÉCIO PARA 2014 FICA AMEAÇADO
    04 de Julho de 2012 às 21:30

    Heberth Xavier_247 - Há não mais do que dez dias, o senador, ex-governador de Minas e principal presidenciável do PSDB, Aécio Neves, estava tranquilo com relação às eleições na capital de seu estado. Tão tranquilo que se dava ao luxo de estimular, nos bastidores, candidaturas rivais à do seu candidato oficial, o prefeito Marcio Lacerda, do PSB. A perspectiva de uma reeleição fácil deixaria o socialista forte o suficiente para fazer sombra aos projetos aecistas em Minas.
    Tão tranquilo estava Aécio que ele resolveu jogar uma cartada incomum na sua carreira política: arriscou-se com tudo numa eleição. Em Minas, o senador tucano é famoso por adotar o estilo típico do político mineiro, aquele que pouco arrisca e só vai, por assim dizer, na boa. Neto do ex-governador Tancredo Neves, ele segue à risca os ensinamentos do avô na política.
    Segue ou seguia? Nos dias que precederam às convenções municipais que definiram as candidaturas em Belo Horizonte, Aécio resolveu arriscar. “Partir para o briga”, em bom português. Estimulou o PSB da capital e de Minas, além do próprio Lacerda, a não aceitar a coligação proporcional para vereador, condição exigida pelos petistas. O cálculo, em tese, fazia sentido: no apagar das luzes, a menos de uma semana do prazo final para registro das candidaturas, o PT não se atreveria a falar grosso.(...)

    ResponderExcluir
  119. (...)


    Em tese, apenas. Na prática, os petistas, liderados pelo vice-prefeito Roberto Carvalho, aceitaram o desafio de Aécio e foram ao ataque. Depois, já com a entrada no campo de seus maiores jogadores - Lula e Dilma -, escalaram um jogador popular na cidade, o ex-ministro Patrus Ananias. Passaram a negociar o apoio de coadjuvantes importantes, como o PMDB, o PSD de Gilberto Kassab e o PCdoB, que até o início desta semana jogavam no time adversário. Por fim, animaram a torcida: nas redes sociais, percebe-se, aos poucos, o retorno da figura do militante do PT, um ex-protagonista que andava esquecido pelos cartolas do partido.
    “Provavelmente, Aécio cedeu às pressões dentro do seu próprio partido, que exigiam dele maior audácia e menos passividade em relação aos adversários políticos”, diz o cientista político Rudá Ricci. De fato, essa era - e é - uma crítica que sempre envolveu o ex-governador mineiro. Mas talvez ele tenha escolhido o momento errado para enfrenta-la.
    Se vencesse em BH mas aliado aos petistas, Aécio, é verdade, teria a presença deles na prefeitura da capital. Por outro lado, teria um prefeito do qual é amigo pessoal e padrinho político - Marcio Lacerda. O PT hegemônico no poder municipal seria o menos indócil a seus projetos, como mostrava o candidato a vice indicado pelos petistas, o ex-PPS Miguel Corrêa. O senador tucano poderia, assim, levar em banho maria as coisas em Minas até 2014, ano da sucessão de Dilma Rousseff.
    Agora, o novo cenário prevê uma eleição disputada e muito polarizada. O adversário, com Patrus na cabeça de chapa, um vice ainda indefinido do PMDB e Carvalho como coordenador de campanha, não poupará os tucanos. O movimento rápido do PSDB a procura de novos aliados mostra a preocupação atual: o até terça-feira candidato do PV, o deputado estadual Délio Malheiros, trocou críticas pesadas ao prefeito Lacerda por uma cadeira de candidato a vice em sua chapa - Malheiros, amigo de longa data de Andrea Neves (irmã e conselheira política do senador), é também muito ligado ao político tucano. O PTB de Eros Biondini (deputado federal com muitos votos na igreja católica) também deve desistir a favor de Lacerda. “A coisa ficou mais difícil, mas vamos ganhar”, desconversa ao 247 um tucano ligado ao governo de Antonio Anastasia.
    Está certo que Lacerda, agora mais do que nunca “o” candidato aecista na eleição, pode vencer o pleito de outubro. Mas as chances de derrota, antes inimagináveis mesmo em pequena escala, agora são ao menos razoáveis. Se vencer, Aécio vai falar ainda mais grosso em Minas, segundo maior colégio eleitoral do país. Se perder, seu projeto de 2014 fica muito ameaçado. O ex-governador mineiro apostou alto. Como nunca fez antes em sua história política".

    ResponderExcluir
  120. Pessoal,a justiça tarda mas não falha.Não desperdice seu voto.Unam-se para eleger Patrus.É o começo da derrocada da ditadura em Minas.Não desperdicem esta chance. É agora ou nunca.Professores chegou a hora da desforra.Vão em frente!!!

    ResponderExcluir